Issuu on Google+

COPA 2014 www.otempo.com.br

FELIPE OLIVEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

O TEMPO Belo Horizonte SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

Sorteio dos grupos

Rota do HEXA OBrasilvaiestrearnaCopadoMundode 2014contraaCroácia,nodia12dejunho,no Itaquerão,emSãoPaulo.Alémdebrasileirose croatas,ogrupoAtemtambémMéxicoe Camarões.BeloHorizontereceberájogosde ArgentinaeInglaterra,alémdeumprovável confrontodoBrasilcomEspanhaouHolanda pelasoitavasdefinal. Cafu, o capitão do penta, no sorteio da Copa de 2014


2

e.

O TEMPO Belo Horizonte

|Copa 2014

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

EDITORIA DE ARTE

TABELA DA COPA DO MUNDO 2014 FASE DE GRUPOS

ESTÁDIO/ARENA

Belo Horizonte

Brasília

Cuiabá*

Curitiba

Fortaleza

Manaus*

Natal

Porto Alegre

Recife

Rio de Janeiro

Salvador

São Paulo

MINEIRÃO

NACIONAL

PANTANAL

DA BAIXADA

CASTELÃO

AMAZONAS

DAS DUNAS

BEIRA-RIO

PERNAMBUCO

MARACANÃ

FONTE NOVA

SÃO PAULO 1

QUINTA 12 DE JUNHO

CROÁCIA

4

2

18h

5

13h

7

CCOLÔMBIAC 1 GRÉCIA 2

16h

DURUGUAID 1COSTA RICA2 9

16h

3

14

G 3

F IRÃ F 3 NIGÉRIA4 15

13h

16

17

18h

16h

EUA

13

28

23

18h

35

15h

32

16h

34

38

39

17h

16h

EHONDURASE 1 SUÍÇA 4 13h

GPORTUGALG 2 GANA 3 49

1 A

48

43

13h

42

F NIGÉRIA F 1ARGENTINA4

17h

45

H ARGÉLIAH 2 RÚSSIA 3

51

1 B

13h

52

2 A

13h

1 D 54

2 F

47

1 G

1 BÉLGICA4

17h

2 D

17h

2 C

17h

2 H 56

QUARTAS-DE-FINAL SEMIFINAIS

1 H 57

W 49 60

SÁBADO 5 DE JULHO

TERÇA 8 DE JULHO

W 55 61

W 57

17h

W 50

58

W 53

3º LUGAR FINAL

DOMINGO 13 DE JULHO

16h

2 G

55

1 F

13h

2 E

13h

W 54

13h

59

W 56

W 51

17h

W 52

17h

W 58 62

QUARTA 9 DE JULHO

SÁBADO 12 DE JULHO

17h

COREIA H DO SUL H

TERÇA 1 DE JULHO

SEXTA 4 DE JULHO

13h

F BÓSNIA F 2 IRÃ 3

13h

1 C

1 E

44

G EUA G 1ALEMANHA4 50

53

17h

EEQUADORE 2 FRANÇA 3

2 B

DOMINGO 29 DE JUNHO

13h

BHOLANDAB 2 CHILE 3

13h

13h

SEGUNDA 30 DE JUNHO

36

D ITÁLIA D 1URUGUAI4

C GRÉCIA C 2 DO MARFIM 3 C. 41

46

17h

A CROÁCIAA 2 MÉXICO 3

QUARTA 25 DE JUNHO

QUINTA 26 DE JUNHO

19h

H BÉLGICAH 1 RÚSSIA 3

2ARGÉLIA 4

13h

C JAPÃO C 1COLÔMBIA4

31

13h

COREIA H DO SUL H

BAUSTRÁLIAB 1 ESPANHA4 37

16h

E SUÍÇA E 1 FRANÇA 3

16h

G EUA G 2PORTUGAL4 17h

25

GALEMANHAG 1 GANA 3 30

ACAMARÕESA 1 BRASIL 4

13h

D ITÁLIA D 2COSTA RICA4 29

16h

DURUGUAID 1 3 INGLATERRA 24

DOMINGO 22 DE JUNHO

13h

19h

BESPANHAB 1 CHILE 3

19h

19h

F NIGÉRIA F 2 BÓSNIA 4

DCOSTA RICA D 2INGLATERRA 3

19

13h

BAUSTRÁLIAB 2HOLANDA4

EHONDURASE 2EQUADOR4

40

13h

C JAPÃO C 2 GRÉCIA 4 26

33

19h

FARGENTINAF 1 BÓSNIA 2 GALEMANHAG 1PORTUGAL2

20

22

13h

SEXTA 20 DE JUNHO

SEGUNDA 23 DE JUNHO

11

G 4

15h

CCOLÔMBIAC 1 DO MARFIM 3 C.

13h

4

19h GANA

ACAMARÕESA 2CROÁCIA4

FARGENTINAF 1 IRÃ 3

JAPÃO

16h

18

27

19h

A BRASIL A 1 MÉXICO 3

H RÚSSIA H 3 DO SUL 4 COREIA

21

16h

C. CDO MARFIM C

E FRANÇA E 3HONDURAS4 12

QUINTA 19 DE JUNHO

SÁBADO 28 DE JUNHO

6

21h

10

QUARTA 18 DE JUNHO

TERÇA 24 DE JUNHO

8

13h

H BÉLGICAH 1 ARGÉLIA2

3

BESPANHAB 1HOLANDA2

INGLATERRA D D 3 ITÁLIA 4

E SUÍÇA E 1EQUADOR2

SEGUNDA 16 DE JUNHO

SÁBADO 21 DE JUNHO

13h

A MÉXICO A 3CAMARÕES4

B CHILE B 3AUSTRÁLIA4

DOMINGO 15 DE JUNHO

TERÇA 17 DE JUNHO

17h

A BRASIL A

SEXTA 13 DE JUNHO

SÁBADO 14 DE JUNHO

OITAVAS DE FINAL

NÚMERO DO JOGO

W 59 63

L 61

17h

L 62 64

W 61

16h

W 62

17h

W 60


O TEMPO Belo Horizonte

Copa 2014|

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

e. 3

SORTEIO COPA 2014

Em grupo ‘fácil’, Brasil pega a Croácia na abertura da Copa SorteiodaFifa, realizadoontem naBahia,defineos confrontosno Mundialde2014 ¬ THIAGO NOGUEIRA ¬

ENVIADO ESPECIAL COSTADOSAUÍPE. Entre emo-

ções e suspiros a cada bolinha sorteada, foram definidos ontem os grupos da Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil entre os dias 12 de junho e 13 de julho de 2014. A seleção brasileira, pré-definida como cabeça de chave do grupo A, teve sorte e terá adversários teoricamente menos complicados na

primeira fase: Croácia, México e Camarões. Belo Horizonte não terá nenhum clássico do futebol mundial na primeira fase. Em compensação, terá jogos de Argentina e Inglaterra. Além disso, há grandes possibilidades de que o Brasil enfrente Espanha ou Holanda no Mineirão, pelas oitavas de final (veja mais sobre os jogos em Belo Horizonte na página 5). O Brasil começa a sua caminhada na Copa jogando em 12 de junho contra a Croácia, às 17h, no Itaquerão, em São Paulo. Em 2006, no Mundial da Alemanha, o a seleção brasileira também estreou contra os croatas e venceu por 1 a 0. Luiz Felipe Scolari ficou

satisfeito com os adversários da seleção brasileira na fase de grupos. O treinador admitiu que gostou da estreia contra a Croácia, mas descartou encontrar facili-

dades no grupo. Ele pregou cautela contra Camarões e México. “A Croácia tem um futebol bonito, bem-jogado. Camarões já obteve algumas proezas em Copas. Já

GRUPO A BRASIL

CROÁCIA

MÉXICO

CAMARÕES

12/6 13/6

17h 13h

Rodada 1 Brasil x Croácia México x Camarões

São Paulo Natal

17/6 18/6

17h 15h

Rodada 2 Brasil x México Croácia x Camarões

Fortaleza Manaus

23/6 23/6

17h 17h

Rodada 3 Camarões x Brasil Croácia x México

Brasília Recife

aprontou em outras épocas, principalmente contra grandes seleções. É um adversário com o qual a gente deve ficar muito atento”, comentou Felipão, que reconheceu a maior preocupação com a equipe mexicana. “O México é sempre um adversário muito difícil para nós”. Já o coordenador técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, exaltou a importância de o Brasil estrear bem diante da Croácia. “O primeiro jogo sempre traz uma expectativa muito grande para todo mundo, jogadores, comissão técnica, torcedores, imprensa. Ganhando o primeiro jogo, você dá um passo muito forte para a classificação. Então, o primeiro jogo

é fundamental”, ressaltou Parreira. O técnico da Croácia, Niko Kovac, encarou com tranquilidade o resultado do sorteio, que colocou sua seleção diante do anfitrião na primeira fase. Segundo ele, será “um grande prazer” fazer o jogo de abertura do Mundial. “Será um grande prazer para nós enfrentar o Brasil na Copa. É um sonho, o mundo todo vai estar olhando esse jogo, vamos ver o que acontece”, afirmou Kovac, que também acompanhou o sorteio na Costa do Sauípe. “Somos um país pequeno, e o Brasil é o favorito, mas vamos tentar fazer uma surpresa”. (Com agências)

JEFFERSON BERNARDES/VIPCOMM

Futuro

Análise

Algozes no caminho da seleção

7

“Não tem grupo fácil, o sorteio indicou isso. A gente tem que jogar e passar. A facilidade vai existir se jogarmos bem. Se estivéssemos em outro grupo, mais forte, teríamos que jogar como se fosse final desde o primeiro jogo.”

COSTA DO SAUÍPE. Finalis-

tas da última edição da Copa do Mundo, Holanda e Espanha são grandes favoritas para enfrentar o Brasil, caso se classifique, nas oitavas de final do Mundial de 2014. Isso porque o sorteio realizado ontem, na Bahia, colocou holandeses e espanhóis no grupo B, exatamente do qual virão os adversários do grupo A, do Brasil, na segunda fase da Copa. Se a seleção brasileira avançar como primeira colocada do seu grupo, jogará nas oitavas de final contra o segundo colocado do grupo B, no Mineirão, em Belo Horizonte. Já se o Brasil passar em segundo, pegará o melhor do grupo B, em Fortaleza. Campeão mundial e bi da Eurocopa, a Espanha lidera o ranking mundial. A Holanda, por sua vez, teve uma campanha quase perfeita nas Eliminatórias. Caso confirme o favoritismo, avance em primeiro e passe também das oitavas, o Brasil pode enfrentar equipes difíceis. Isso porque a chave indica que o próximo adversário sai do confronto entre o primeiro do grupo C e o segundo do grupo D, que tem Itália, Uruguai e Inglaterra, além da Costa Rica. Brasileiros não têm boas lembranças de uruguaios e italianos.

Luiz Felipe Scolari TÉCNICO DO BRASIL

Cautela

Sem sustos. Diferentemente do que ocorreu na Copa das Confederações, sorteio do Mundial de 2014 transcorreu sem problemas VICTOR R. CAIVANO/ASSOCIATED PRESS

Cerimônia teve shows e clipe sobre as cidades-sede ¬ A cerimônia do sorteio dos

grupos da Copa começou pontualmente às 14h (de Brasília), com imagens do líder sul-africano Nelson Mandela, que morreu na noite de anteontem. As imagens arrancaram aplausos da plateia(leiamaisnaspáginas24 a27de O TEMPO). “Todos num só ritmo”, o clipe de abertura da solenidade misturou a cultura brasileira, suas belezas e cidades e a paixão pelo futebol pentacampeão do mundo. O início da cerimônia contou também com apresentações da sambista Alcione e do rapper Emicida. Aseguir,apresidentedaRe-

pública, Dilma Roussef, e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, subiramaopalco.Emseudiscurso, Dilma mostrou confiança na seleção brasileira. A cerimônia, comandada pelo casal de apresentadores Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert e pelosecretáriogeraldaFifa,Jérôme Valcke, teve participação de oito craques do passado, que tiraram as bolinhas dos potes paraaformação dos grupos. A festa contou ainda com apresentações de Vanessa da Mata,AlexandrePires,Margareth Menezes, Olodum e da companhia de dança Deborah Colker. (TN)

“Todos os grupos estão muito equilibrados. Na hora que a bola rola, tem muita surpresa. Tem que entrar respeitando cada adversário. Mas a categoria e a hierarquia no futebol vão prevalecer no final.” Carlos Alberto Parreira COORDENADOR DO BRASIL

Primeiro rival “Será um grande prazer para nós enfrentar o Brasil na Copa. É um sonho, o mundo todo vai estar olhando esse jogo. É uma chave muito dura, México e Camarões têm bons times.” Niko Kovac TÉCNICO DA CROÁCIA Apresentadora Fernanda Lima foi uma atração à parte na festa


e.

4

O TEMPO Belo Horizonte

|Copa 2014

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

SORTEIO COPA 2014

Sete taças no ‘grupo da morte’ Pelaprimeiravez nahistória,hátrês campeõesnamesma chave:Inglaterra, ItáliaeUruguai ¬ COSTA DO SAUIPE, BAHIA.

O grupo D é, sem dúvida, o mais forte da Copa de 2014. O “grupo da morte” é formado por três campeões mundiais – Uruguai (duas vezes – em 1930 e 1950), Itália (quatro vezes – em 1934, 1938, 1982 e 2006) e Inglaterra (uma vez, em 1966). A intrusa é a Costa Rica, que participa de sua quarta Copa.

no poder de fogo de Diego Forlán, Edinson Cavani e Luis Suárez para voltar a brilhar na Copa do Mundo, depois da boa campanha na África do Sul, quando ficou em quarto lugar. O técnico Óscar Tabárez sabe que esses jogadores precisam decidir para compensar as falhas do meio de campo e da defesa, onde sobram atletas voluntariosos e combativos, mas pouco talentosos, como Lugano. A estratégia é se segurar na defesa e sair nos contra-ataques. Foi assim que a seleção ganhou a Copa América em 2011 e chegou às semifinais da Copa das Confederações. Roy Hodgson, técnico da Inglaterra, cheINGLATERRA.

URUGUAI.

O Uruguai aposta

gou a dizer que preferia encarar um “grupo da morte” a enfrentar o clima amazônico na Copa. Não sabia ele que o sorteio colocaria os ingleses não só na chave que parece ser a

mais complicado do Mundial, mas também reservaria uma partida para a Inglaterra em Manaus. Será exatamente a estreia da Inglaterra, no dia 14 de junho, às 21h

GRUPO D URUGUAI

COSTA RICA

INGLATERRA

ITÁLIA

(pelo horário local), contra a seleção italiana. Ali, deverá ter enorme torcida contra depois da inimizade que criou. Sabendo disso, o treinador foi muito mais político após o sorteio: “Será uma grande chance de conhecer o Norte do Brasil, uma experiência muito interessante”, ressaltou. Apesar de ter dois rivais fortes pela frente logo na primeira fase, o técnico da Itália, Cesare Prandelli, disse não estar preocupado com os adversários e surpreendeu ao citar o adversário mais complicado da chave. “A Costa Rica, porque não a conhecemos”, afirmou o treinador antes de falar sobre o clima quente que deve encarar du-

ITÁLIA. 16h 21h

Rodada 1 Uruguai x Costa Rica Inglaterra x Itália

Fortaleza Manaus

19/6 20/6

16h 13h

Rodada 2 Uruguai x Inglaterra Costa Rica x Itália

São Paulo Recife

24/6 24/6

13h 13h

Rodada 3 Uruguai x Itália Costa Rica x Inglaterra

Natal Belo Horizonte

14/6 14/6

rante a Copa. “Estaremos preparados para um grupo difícil como este. Não estamos preocupados porque quando as coisas são difíceis, chegamos preparados. As condições climáticas é que me preocupam”, afirmou Prandelli. O jogo de estreia da Itália na Copa será contra a Inglaterra, em Manaus, onde a temperatura máxima na época do Mundial pode chegar a 31º C. COSTA RICA. A chegada do téc-

nico colombiano Jorge Luis Pinto deu início a uma nova etapa. A seleção superou a primeira fase das Eliminatórias em segundo lugar, atrás do México. No hexagonal final, se garantiu com duas rodadas de antecipação.

FELIPE OLIVEIRA/ESTDÃO CONTEÚDO

Bola pra frente

Vantagem

Rooney e Forlán estão otimistas 7

COSTA DO SAUIPE. O técni-

co da Inglaterra, Roy Hodgson, admitiu, como não poderia ser diferente, que o grupo é muito complicado. “Não existe dúvidas de que é um grupo difícil. Com Itália e Uruguai, temos outros dois favoritos na nossa chave”, comentou ele, que também elogiou a Costa Rica. “É um time muito, muito forte. Jurgen Klinsmann (técnico dos Estados Unidos) me contou quão duros eles são duros”. Pelo menos na teoria, a Inglaterra parece estar atrás da Itália, que sempre é muito perigosa, e do Uruguai, semifinalista do último Mundial e atual campeão da Copa América. “Ninguém ganha um jogo no papel. Sempre são 11 contra 11. Se a gente se preparar bem, podemos vencer os três jogos”, disse Hodgson. Já o artilheiro do time,

Wayne Rooney, afirmou que não há o que a Inglaterra temer: “Se nós queremos ser os melhores, temos que ganhar dos melhores.” O atacante do Internacional, o uruguaio Diego Forlán, evitou exibir pessimismo ao lembrar que, na Copa de 2010, na África do Sul, os uruguaios também pegaram uma chave difícil, no qual enfrentaram os sul-africanos, donos da casa, o México e a França. “Os três jogos vão ser complicados. Vamos enfrentar grande seleções, mas o importante é estar no melhor momento possível para render o melhor nível”, disse Forlán, em entrevista para a emissora de TV uruguaia Canal 12. “Temos que jogar as partidas, no Mundial passado o Uruguai estava em um grupo muito complicado, mas se saiu bem”, completou o atleta, que foi eleito o melhor jogador da última Copa do Mundo.

“Temos uma ligeira vantagem (ao enfrentar o calor) por já termos disputado a Copa das Confederações por aqui, a exemplo do Uruguai.” “O importante é ter calma. Vamos disputar um Mundial difícil, mas tenho confiança de que estamos bem preparados.” Cesare Prandelli TÉCNICO DA ITÁLIA

Média “É um time muito, muito forte (Costa Rica). Jurgen Klinsmann (técnico dos Estados Unidos) me contou quão duros eles são. Ninguém ganha um jogo no papel. Sempre são 11 contra 11.” Roy Hodgson Gighia. Carrasco do Brasil em 50 foi um dos ex-atletas que participaram do sorteio de ontem

TORNEIO CONTINENTAL

EDITORIA DE ARTE / O TEMPO

Seleções que menos vão se deslocar dentro do país:

Quais as seleções que mais vão se deslocar pelo Brasil durante a fase de grupos da Copa 2014: Estados Unidos

Croácia

Uruguai

Camarões

Portugal

Brasil

Joga em Natal, Manaus e Recife

Joga em São Paulo, Manaus e Recife

Joga em Fortaleza, São Paulo e Natal

Joga em Natal, Manaus e Brasília

Joga em Salvador, Manaus e Brasília

Joga em São Paulo, Fortaleza e Brasília

4.682 km

4.677 km

4.535 km

Distância total

5.569 km

5.512 km

TÉCNICO DA INGLATERRA

Bélgica Joga em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo 722 km

Alemanha Joga em Salvador, Fortaleza e Recife 1.643 km

México Joga em Natal, Fortaleza e Recife

Equador Joga em Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro 1.795 km

1.058 km

4.040 km

Colômbia Joga em Belo Horizonte, Brasília e Cuiabá 1.532 km

Argentina Joga no Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre 1.710 km


O TEMPO Belo Horizonte

Copa 2014|

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

e. 5

SORTEIO COPA 2014

Argentinos e ingleses em BH LETÍCIA SEBE/IMPRENSA MG

Bélgica,Argélia,Irã, Colômbia,CostaRica eGréciasãoosoutros paísesquevãojogar noMineirãoem2014 ¬ THIAGO NOGUEIRA

ENVIADO ESPECIAL

¬ COSTA DO SAUÍPE. Belo Hori-

zonte não terá grandes clássicos, mas conseguiu partidas tecnicamente e historicamente interessantes na primeira fase da Copa. Diferente da Copa das Confederações, os confrontos agradam as autoridades mineiras. Mas o que deixa os torcedores empolgados é o cruzamento das oitavas de final, que poderá pode ter o Brasil contra Espanha ou Holanda. De certo é que a Argentina de Messi, além de treinar na Cidade do Galo, vai jogar no Mineirão, dia 21 de junho, contra o Irã. O primeiro jogo na cidade acontece no dia 14 de junho, entre Colômbia e Grécia. Bélgica e Argélia se enfrentam no dia 17 e a Inglaterra e Costa Rica jogam no dia 24. “Saímos ganhando. A Argentina, em especial, vai levar um fluxo grande de argentinos para BH”, ponderou o governador Antonio Anastasia. De

fato, das oito equipes que passarão por BH, colombianos e argentinos são os que possuem as torcidas mais fanáticas. A recepção a eles deve ser tranquila, na opinião do secretário de Estado Extraordinário da Copa, Tiago Lacerda. “O espanhol não é uma língua tão complicada. E a proximidade vai ajudar bastante. Temos voo direto de Buenos Aires para Belo Horizonte. A partir de agora, começamos a receber informações da venda de ingressos, que passa para o nosso plano operacional”, adiantou. Para o secretário municipal extraordinário da Copa, Camillo Fraga, o sorteio contribuiu para a internacionalização da cidade. “Somos mais emissores do que recebemos esses turistas. Creio que o sorteio ajudou muito BH nesse sentido.O mais importante é mostrar ao mundo que somos uma cidade globalizada, capaz de cumprir as tarefas e fazer parcerias”, defendeu. REENCONTRO. A Inglaterra vol-

tará a jogar um jogo de Copa do Mundo em BH, onde foi derrotada pelos Estados Unidos por 1 a 0, na Copa de 50, no antigo estádio Independência, é a maior zebra da história do Mundial até hoje.

De bom tamanho. Na 1ª fase, Mineirão vai receber jogos de três cabeças de chave (Bélgica, Colômbia e Argentina), além da Inglaterra

Portugueses Curiosidade. Os técnicos de duas seleções que vão jogar em BH são portugueses e, literalmente, falam a nossa língua. Carlos Queiroz comanda o Irã, enquanto Fernando Santos lidera os gregos.

Argentina e Irã avaliam resultado do sorteio ¬ COSTADOSAUÍPE. Argentina fa-

rá seu segundo jogo da fase de grupos em Belo Horizonte, contra o Irã. A cidade onde já escolheu como base de treinos para a competição. O técnico Alejandro Sabella pouco falou sobre a cidade mineira, mas avisou que visita a cidade

na próxima semana. “Vou para Belo Horizonte na semana que vem para ver o lugar onde vamos jogar e depois vamos falar com mais profundidade”, ponderou Sabella. Do outro lado, o adversário já mostra preocupação. “Para Argentina, Nigéria, a Co-

pa é jogo a jogo, para o Irã, é minuto por minuto. Em futebol, nunca se sabe. Não viremos aqui ao Brasil para turismo. Na Argentina me preocupa o time inteiro, sobretudo o Messi, é claro”, destaca o técnico do Irã, o português Carlos Queiroz. (TN)

Satisfeito

Turismo

“Foi um sorteio positivo porque não ficamos em nenhum ‘grupo da morte’. Jogar no Rio, BH e Porto Alegre, sem muitos traslados, é algo para ponderar. Iremos para BH, na semana que vem, para ver o lugar onde que vamos jogar e depois vamos falar com mais profundidade.”

“Teremos jogos de vários níveis e penso que ficamos bem. Vamos ter cabeça de chaves e a Inglaterra e, geralmente, os time mais fracos dão bons espetáculos, e o mais importante, temos países sul-americanos, e isso deve atrair muito os turistas.”

Alejandro Sabella

Marcio Lacerda

TÉCNICO DA ARGENTINA

PREFEITO DE BH

Pedido especial

Privilégio

“Vamos fazer uma solicitação ao COL, por todo esse fato histórico e importante, para que a Inglaterra treine no Independência. A decisão passa pelo hotel que a seleção deles estará vinculada, isso é importante para a divulgação internacional.”

“É um privilégio jogar contra os melhores times do mundo, foi por isso que viemos aqui. Vamos poder jogar com a Argentina, de Messi, que é uma equipe fortíssima. Sabemos que será muito difícil, mas é com esta ambição que vamos atuar no Brasil.”

Tiago Lacerda

Carloz Queiroz

SECRETÁRIO DA SECOPA-MG

TÉCNICO DO IRÃ

EDITORIA DE ARTE / O TEMPO

Análise positiva

Preocupado

“Saímos ganhando porque teremos três cabeças de chave em Minas: Bélgica, Colômbia e Argentina e a Inglaterra como bônus. E o Brasil, não deve ter dificuldades para ser o primeiro do Grupo A e pegar Espanha ou Holanda, nas oitavas, em BH.”

“Caímos em um grupo difícil, com Itália e Uruguai. E a Costa Rica, tem um time muito forte. Jurgen Klinsmann (técnico dos EUA) me contou o quanto eles são duros de vencer. O calor (de jogar em Manaus também) será difícil, mas estamos no mesmo barco.”

Antonio Anastasia

Roy Hodgson

GOVERNADOR DE MINAS

TÉCNICO DA INGLATERRA

Primeira vez

Só falou dos jogos

“Já passei férias em Fortaleza, mas não conheço nada de Minas Gerais ou o resto do Brasil. Acho que vamos ter alguns problemas, especialmente com a umidade. Tínhamos como primeira escolha, treinar em Atibaia (SP), mas agora vamos ter que repensar isso.”

“Estou contente com o resultado do sorteio, mas ainda temos que jogar. O Japão é sempre uma equipe perigosa. Conheço também alguns nomes importantes da Europa. O fato é que a Colômbia tem conseguido ir ao ataque e defender de forma eficiente”

Fernando Santos

José Pekerman

TÉCNICO DA GRÉCIA

TÉCNICO DA COLÔMBIA

BH NA COPA Confira quais são os quatro jogos que o Mineirão vai receber na 1ª fase do Mundial: GRUPO C

14 de junho

Colômbia

GRUPO H

17 de junho

Bélgica

GRUPO F

24 de junho

Costa Rica

13h

Grécia

Terça-feira

13h

Argélia

21 de junho

Argentina

GRUPO D

Sábado

Sábado

13h

Irã

Terça-feira

13h

Inglaterra

* Nas oitavas de final, caso o Brasil seja o 1º lugar do grupo A, Belo Horizonte pode receber, no dia 28 de junho, o jogo Brasil x Espanha ou Holanda (isso, se uma das duas seleções europeias for a 2ª classificada no grupo B)


e.

6

O TEMPO Belo Horizonte

|Copa 2014

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

SORTEIO COPA 2014

Final de 2010 logo na 1ª fase ANDRE PENNER/AP

Atuaiscampeãe vice-campeãdo mundovãoduelar noprimeirojogodo grupoBdaCopa ¬ COSTA DO SAUÍPE, BAHIA. O

destino colocou justamente os dois finalistas da última Copa do Mundo, em 2010, no mesmo grupo quatro anos depois. Espanha e Holanda caíram no mesmo grupo B e farão justamente a partida de estreia, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Chile, em boa fase após as Eliminatórias SulAmericanas, e Austrália sabem que terão de jogar muito para conseguir uma vaga nas oitavas de final. ESPANHA. Nem mesmo a der-

rota sofrida na final da Copa das Confederações tirou a Espanha da lista de favoritas ao título mundial. O estilo espanhol de jogar continua em alta. O time ocupa os espaços do campo como poucos e possui um vasto repertório ofensivo. Independentemente do fato de quase sempre ficarem mais tempo com a bola sob o seu domínio do que o adversário – virtude que facilita muito a vida dos homens de trás – os atuais campeões do mundo também

se destacam por ter uma defesa muito sólida, que costuma levar pouquíssimos gols. Atual vice-campeã mundial, a Holanda não foi bem na última Eurocopa, o que gerou dúvidas sobre como a equipe chegará à Copa no Brasil. Mas a seleção aposta na tradição de boas campanhas e no seu poderio ofensivo para, enfim, ser campeã mundial. Do meio de campo para frente, conta com jogadores de respeito como Van der Vaart, Sneijder, Robben e Van Persie. O problema está na defesa, composta por jogadores que não transmitem muita confiança. HOLANDA.

Fiel ao estilo do seu treinador, o técnico Jorge Sampaoli, a “Roja” é um time ofensivo a ponto de ter registrado o segundo melhor ataque no torneio qualificatório (29 gols), mas também a defesa mais vazada (25). Do meio para a frente, a equipe tem uma geração talentosa formada pelos atacantes Alexis Sánchez e Eduardo Vargas. CHILE.

A única esperança do time, limitado tecnicamente, é o meia Tim Cahill, de 33 anos, que vai disputar seu terceiro Mundial. Ele é o maior artilheiro do país com 29 gols. AUSTRÁLIA.

Campeão. O técnico da Espanha, Vicente del Bosque, levou a taça da Copa do Mundo para o sorteio na Costa do Sauípe, na Bahia, ontem

GRUPO B ESPANHA

HOLANDA

CHILE

Preocupação

Insatisfeito

“Imagino que o Brasil será o primeiro do Grupo A e teremos que nos esmerar para sermos também o primeiro do nosso grupo. Não podemos concluir que este é um grupo fácil. Vai ser complicado.”

“Você realmente não pode fazer nada a respeito, mas é justo dizer que não foi um bom sorteio para nós. Vamos enfrentar os atuais campeões mundiais, a Austrália, que nunca vencemos, e o Chile.”

Vicente del Bosque

Louis Van Gaal

TÉCNICO DA ESPANHA

TÉCNICO DA HOLANDA

AUSTRÁLIA

13/6 13/6

16h 18h

Rodada 1 Espanha x Holanda Chile x Austrália

Salvador Cuiabá

18/6 18/6

13h 19h

Rodada 2 Austrália x Holanda Espanha x Chile

Porto Alegre Rio de Janeiro

23/6 23/6

13h 13h

Rodada 3 Austrália x Espanha Holanda x Chile

Curitiba São Paulo

VICTOR R. CAIVANO/ASSOCIATED PRESS

Grupo C

Equilíbrio sem muita tradição 7

COSTA DO SAUÍPE, BAHIA.

Considerado um dos grupos mais fracos em termo de tradição em Copas do Mundo, o equilíbrio de forças dá o tom entre as quatro seleções. A cabeça de chave Colômbia deu sorte de não enfrentar um país europeu mais tradicional. Jogará contra a Grécia, justamente em sua estreia. Costa do Marfim e Japão completam o grupo, e não há favoritos para conquistar as duas vagas nas oitavas de final. A força da torcida em Barranquilla, o equilíbrio entre os setores da equipe e a chegada do treinador argentino José Pekerman foram os pontos altos da seleção, que terminou em segundo lugar nas Eliminatórias – o melhor resultado na fase de pontos corridos. Falcao García é a principal figura do ataque. Ao seu lado, o faro goleador de Teo Gutiérrez, um complemento letal paCOLÔMBIA.

ra o estilo de Falcao, a experiência do zagueiro Mario Yepes e a criatividade do meia James Rodríguez. GRÉCIA. O surpreendente títu-

lo da Eurocopa de 2004 diante de Portugal, em Lisboa, fez os gregos passarem a acreditar que podem alcançar o que todos acham parecer impossível. Com essa motivação, a seleção disputará o Mundial do Brasil. A prioridade do técnico português Fernando Santos é proteger bem sua defesa. Para isso, ele arma o time na retranca na expectativa de que alguma bola sobre no ataque para Samaras, o destaque da equipe. A Costa do Marfim ganhou notoriedade nos últimos oito anos com uma geração talentosa, formada por Drogba, Kalou, Yaya Touré, Boka, Romaric e Zokora. As conquistas, no entanto, foram limitadas. O time completou 21 jogos de invencibilidade nas EliminaCOSTA DO MARFIM.

tórias, mas nunca levantou uma taça. Falta constância à equipe, que alterna boas e más atuações. No Brasil, essa geração vai completar sua terceira Copa consecutiva. Será a última oportunidade para os nomes mais talentosos do país, como Drogba, tentarem fazer história. Depois da Copa de 2010, o Japão viveu um longo período de adaptação ao técnico italiano Alberto ZacJAPÃO.

cheroni. Isso significou alternar bons e maus resultados ao longo de dois anos. Depois de ser o primeiro a confirmar a vaga no Mundial, o time japonês acumulou oito derrotas em 17 jogos preparatórios. Liderada por Honda, Kagawa e Okazaki, a atual campeã asiática está um degrau abaixo das potências, mas os últimos amistosos foram promissores: empate com a Holanda e vitória sobre a Bélgica fora de casa.

GRUPO C COLÔMBIA

GRÉCIA

C. DO MARFIM

Rodada 1 Grécia Japão

JAPÃO

14/6 14/6

13h Colômbia x 19h Costa do Marfim x

Belo Horizonte Recife

19/6 19/6

13h 19h

Rodada 2 Colômbia x Costa do Marfim Brasília Grécia x Japão Natal

24/6 24/6

16h 17h

Rodada 3 Colômbia x Japão Cuiabá Grécia x Costa do Marfim Fortaleza

Técnico colombiano prevê dificuldades na fase de grupo da Copa

Análise do grupo

Equilibrado

“É uma pena termos sido agrupados com a melhor seleção africana, mas não pegamos outra seleção da Europa. Uma coisa é ter que encarar a Grécia, outra é pegar Holanda ou França. Vamos jogar no calor, mas temos experiência da Copa das Confederações de 2013.”

“Estamos em um grupo parelho. Temos que ter tranquilidade. Enfrentaremos um asiático, um africano e um europeu com características distintas. Precisamos trabalhar para buscar o equilíbrio de competir com todas as possibilidades para seguir adiante.”

Alberto Zaccheroni

José Pekerman

TÉCNICO DO JAPÃO

TÉCNICO DA COLÔMBIA


O TEMPO Belo Horizonte

Copa 2014|

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

e. 7

SORTEIO COPA 2014

Françacaiemgrupo‘tranquilo’ FOTOS VICTOR R. CAIVANO/AP

Seleçãofrancesa podiaficarna mesmachavede outracampeã mundialnosorteio ¬ COSTA DO SAUÍPE. A França

deu sorte no sorteio – poderia ter ido para uma chave com outros campeões mundiais – e enfrentará adversários “mais tranquilos” na primeira fase. A cabeça de chave é a Suíça, que vem mostrando um bom futebol nos últimos anos, mas sempre “amarela” nas Copas. Com Equador e Honduras no grupo, os dois países europeus têm tudo para avançar às oitavas de final. Um dos principais responsáveis pela classificação da Suíça à Copa do Mundo do Brasil é o técnico Ottmar Hitzfeld, que goza de enorme prestígio com a torcida. Para ganhar ainda mais moral, a seleção chega ao Mundial como cabeça de chave depois de fazer grande campanha nas Eliminatórias. Apesar da defesa forte, o time peca no ataque, que não tem muita variedade de recursos. SUÍÇA.

O Equador foi uma moeda de duas faces EQUADOR.

nas Eliminatórias. De um lado, imbatível como anfitrião em Quito, onde somou sete vitórias e um empate. De outro, mostrou-se incapaz de ganhar como visitante, conseguindo no máximo três empates. Os meio-campistas Antonio Valencia, Cristian Noboa e Jefferson Montero e o atacante Felipe Caicedo são os jovens mais preparados para liderar a nova etapa do futebol equatoriano. No bom conjunto francês, destaca-se Franck Ribéry, forte candidato ao prêmio de melhor do mundo da Fifa. É preciso também ficar atento ao atacante Benzema. Grandalhão, ele costuma abrir espaço entre os zagueiros, faz muito bem o trabalho de pivô e tem faro de gol. Campeã em 1998 e vice em 2006, a França conseguiu a classificação de forma heroica na repescagem e tenta apagar a péssima campanha da última Copa. FRANÇA.

A substituição do treinador Reinaldo Rueda por Luis Fernando Suárez se mostrou fundamental para o crescimento hondurenho. A última vaga direta para o Brasil foi conquistada graças ao bom desempenho em casa, onde cedeu dois empates e, em grande medida, à histórica vitória sobre o México, no estádio Azteca.

Carrasco. Após eliminar o Brasil em duas Copas, o craque Zidane ajudou a França a ficar em um grupo mais “fácil” no Mundial de 2014

GRUPO E SUÍÇA

EQUADOR

FRANÇA

Ponto positivo

Preparação

“Poderia ter sido mais complicado. Além dos nomes de nossos adversários, a outra coisa boa é que não temos que jogar em cidades no Norte, onde as temperaturas são altas, vamos ficar em nossa zona de conforto.”

“É um grupo muito interessante para participar. A França é uma adversária muito eficiente, mas não há do que reclamar. Devemos usar o tempo que temos para nos prepararmos para as condições que vamos encarar.”

Didier Deschamps

Ottmar Hitzfeld

TÉCNICO DA FRANÇA

TÉCNICO DA SUÍÇA

HONDURAS

HONDURAS.

15/6 15/6

13h 16h

Rodada 1 Suíça x Equador França x Honduras

20/6 20/6

16h 19h

Rodada 2 Suíça x França Equador x Honduras

Salvador Curitiba

25/6 25/6

16h 17h

Rodada 3 Suíça x Honduras Equador x França

Cuiabá Rio de Janeiro

Brasília Porto Alegre

ICTOR R. CAIVANO/AP

Grupo F

Hermanos estão ‘rindo à toa’ Os argentinos comemoraram o grupo em que ficaram após o sorteio. A seleção vizinha não deverá ter dificuldade para conseguir a classificação às oitavas de final. A estreia será contra a estreante Bósnia-Herzegovina. Na sequência, o adversário será o inexpressivo (em termos de futebol) Irã. O maior trabalho para os argentinos deverá ser na última partida contra a Nigéria, que já os encarou e ganhou em outras Copas.

7

COSTA DO SAUÍPE.

ARGENTINA. Cinco letras defi-

nem qualquer prognóstico sobre a seleção na Copa: Messi. Se o melhor jogador do mundo, eleito quatro vezes seguidas, estiver recuperado de suas contusões musculares que o afligem pela primeira vez em dez anos, os argentinos são favoritos. Se a estrela continuar sofrendo com lesões, o poder da equipe diminui pela metade. A Argentina joga seu melhor futebol

quando Gago, Javier Mascherano e Di María atuam logo atrás de Messi, Higuaín e Agüero. Tiveram o melhor ataque, a segunda melhor defesa e venceram as Eliminatórias pela terceira vez em cinco edições. BÓSNIA-HERZEGOVINA.

A seleção apresentou nas Eliminatórias um futebol ofensivo, sem se descuidar da marcação. O time conta no meio de campo com jogadores habilidosos. No ataque, tem atletas que, mesmo sem serem muito técnicos, concluem muito bem as jogadas como Dzeko, do Manchester City. Outros destaques são o lateral-esquerdo Lulic (Lazio) e o meia Pjanic (Roma). O técnico Safet Susic armou uma equipe com vocação ofensiva que, não à toa, terminou as Eliminatórias como o quarto melhor ataque da zona europeia com 30 gols. O principal objetivo da equipe, razoável do meio paIRÃ.

ra a frente, mas frágil na defesa, é passar pela fase de grupos, o que seria inédito em suas quatro participações. É a zebra do grupo. Sofreu nas Eliminatórias Asiáticas e só garantiu a vaga com uma vitória fora de casa contra a Coreia do Sul, encerrando um jejum de oito anos fora das Copas. Reza Ghoochannejjhad atua na Bélgica e concentra as esperanças de gols. É chamado de “garoto de ouro”.

NIGÉRIA. O time está em declí-

nio. Foi desclassificado na fase de grupos nos últimos três Mundiais. O treinador Stephen Keshi deu oportunidade aos jogadores que atuam no futebol nacional, sem dispensar os astros. Com isso, venceu a Copa Africana de Nações. O experiente goleiro Vincent Enyeama, o polivalente John Obi Mikel e os habilidosos Victor Moses, Ahmed Musa e Emmanuel Emenike são os pilares.

GRUPO F ARGENTINA

15/6 19h 16/6 16h

B. HERZEGOVINA

IRÃ

NIGÉRIA

Rodada 1 Argentina x Bósnia-Herzegovina Rio de Janeiro Irã x Nigéria Curitiba Rodada 2

21/6 13h Argentina x Irã 21/6 18h Bósnia-Herzegovina x Nigéria

Belo Horizonte Cuiabá

Rodada 3 25/6 13h Argentina x Nigéria 25/6 13h Bósnia-Herzegovina x Irã

Porto Alegre Salvador

Ex-jogador argentino Mario Kempes participou do sorteio ontem

Argentina

Irã

“Não ficamos em um grupo da morte, que sempre existe na Copa. Geograficamente falando, o sorteio também foi positivo. (Quanto a Messi) Ele está fazendo uma boa recuperação, falta muito tempo para a Copa e estamos otimistas que ele vai estar em boa forma.”

“Estou bastante satisfeito. Teremos a oportunidade de jogar contra a Argentina de Messi, o melhor do mundo, e também a Nigéria, uma seleção fortíssima. Nossa ambição será construída jogo a jogo e, em alguns momentos, minuto a minuto.”

Alejandro Sabella

Carlos Queiroz

TÉCNICO DA ARGENTINA

TÉCNICO DO IRÃ


e.

8

O TEMPO Belo Horizonte

|Copa 2014

SÁBADO, 7 DE DEZEMBRO DE 2013

SORTEIO COPA 2014

Tricampeã cai em chave difícil JEFFERSON BERNARDES/ AGÊNCIA PREVIEW

GrupoGterádisputa entretécnicosdo mesmopaísemais doisquegalgaram vagacommuitaraça ¬ COSTA DO SAUÍPE. O Grupo D

(com Uruguai, Inglaterra e Itália) é considerado o mais forte da Copa. Mas o G não fica muito atrás. A cabeça de chave Alemanha não terá vida fácil. Logo na estreia terá pela frente Portugal, de CristianoRonaldo.Depois, osadversários serão Gana e Estados Unidos. O sorteio ainda revelou outrassurpresas. Colocouem rota de colisão a Alemanha, do técnico Joachim Löw, e os EUA, do treinador alemão Jurgen Klinsmann. Os dois trabalharam juntos na Copa de 2006, quando Löw foi auxiliar do segundo, campeão mundial pela Alemanha como jogador em 1990. Os irmãos Boateng podem se enfrentar na Copa: o lateral Jérôme, pela Alemanha, e o meia Kevin-Prince, por Gana. Os dois países, aliás, estiveram no mesmo grupo na Copa de 2010. ALEMANHA. A seleção chega à

Copa como uma das favoritas ao título. Além de se consolidar como multiétnica, a equipe alemã foi rejuvenes-

cida ao longo dos anos com vários jogadores talentosos, como Schweinsteiger e Thomas Mueller. Espera-se que a seleção repita o sucesso de Bayern de Munique e Borussia Dortmund. PORTUGAL. Todas as fichas es-

tão depositadas em Cristiano Ronaldo. “Dono” do time, pode decidir uma partida em uma única jogada. O craque do Real Madrid atua com liberdade pelos dois lados do campo e foi um dos protagonistas da classificação do time, embalando as vitórias sobre a Suécia na repescagem. GANA. Entre as seleções africa-

nas, forma o melhor conjunto e se classificou dentro de um dos grupos mais difíceis. Na última Copa, foi a única seleção africana a passar pela fase de grupos. Esse retrospecto se explica pelo meiocampo qualificado, com a experiência de Essien e Muntari e a impetuosidade de Ayew, Asamoah e Boateng. Desde 1990, os norteamericanos estão presentes em todas as Copas com uma formação robusta, cautelosa e perigosa no contra-ataque. Landon Donovan é o craque do time. A lista de coadjuvantes inclui Michael Bradley, Howard e Dempsey, todos bem-sucedidos.

Cautela. Técnico da Alemanha, Joachim Löw, comandará sua seleção em um grupo que ainda terá Estados Unidos, Portugal e Gana

GRUPO G ALEMANHA

EUA.

PORTUGAL

GANA

Alemanha

Estados Unidos

“Vai ser um encontro de velhos amigos. Tenho um sentimento especial por ter os EUA no grupo. Jurgen e eu temos uma relação muito próxima e antiga. Sempre trocamos ideias, mas, com certeza, algo vai mudar nisso antes do jogo da Copa.”

“Esta é uma daquelas histórias malucas que o futebol escreve. Eu meio que senti no estômago que iríamos enfrentar a Alemanha. Obviamente esse é um dos grupos mais complicados de toda a Copa.”

Joachim Löw

Jurgen Klinsmann

TÉCNICO DA ALEMANHA

TÉCNICO DOS EUA

EUA

16/6 16/6

13h 19h

Rodada 1 Alemanha x Portugal Gana x EUA

Salvador Natal

21/6 22/6

16h 15h

Rodada 2 Alemanha x Gana Portugal x EUA

Fortaleza Manaus

26/6 26/6

13h 13h

Rodada 3 Alemanha x EUA Portugal x Gana

Recife Brasília

ANDRE PENNE/ASSOCIATED PRESS

Grupo H

Complicado saber o favorito Assim como o Grupo C, a Copa de 2014 tem uma chave com seleções sem tanta expressão no cenário mundial. A cabeça de chave do grupo H é a Bélgica, que mostrou umbom futebol nas Eliminatórias Europeias. A sua principalrival deverá ser a Rússia, que sediará o Mundial daqui a quatro anose é comandada peloitaliano Fabio Capello. A Coreia do Sul pode ser uma pedra no sapato dos europeus, e a Argélia tem tudo para ser uma mera coadjuvante.

7

COSTA DO SAUÍPE.

BÉLGICA. Fora

da Copa desde 2002, quando caiu nas oitavas de final diante do Brasil, a Bélgica está de volta ao Mundial animadíssima. A seleção conta com uma geração muito talentosa, tida como a mais promissora das últimas décadas. Nomes como Fellaini, Mirallas e Hazard têm papel de destaque em grandes clubes da Europa e mostram entrosamento

quando atuam pela seleção. A seleção da Bélgica é a que terá menor deslocamento entre os jogos. Percorrerá 696 km, no Sudeste, entre as cidades de Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. Hoje, a Argélia conta com um grupo compacto e solidário, que sofre poucos gols e tem qualidade suficiente para levar perigo ao rival. Disciplinador à toda prova, o técnico bósnio Vahid Halilhodzic não hesitou em afastar os medalhões da equipe, como Ryad Boudebouz, Karim Ziani, Anthar Yahia e Nadir Belhadj, para dar lugar à nova geração, liderada por Sofiane Feghouli. ARGÉLIA.

RÚSSIA. Como a seleção russa

ficou ausente das duas mais recentes edições, só um jogador atual já entrou em campo em uma Copa do Mundo. O atacante Kerzhakov, 31, do Zenit, jogou cerca de dez minutos em 2002. Ele é o artilheiro da equipe, apesar da

sua irregularidade. Todos os atletas atuam em clubes do país. Mas são dirigidos por um estrangeiro, o italianoFabio Capello,multicampeãocom o Milan mas cujo último título foi o do Espanhol de 2007 pelo Real Madrid. Uma de suas missões é criar uma base forte para a Copa em 2018. A Coreia do Sul participará do Mundial pela oitava vez consecutiva. COREIA DO SUL.

Mas os sul-coreanos passaram da primeira fase apenas em 2002. Capitão daquela campanha, o atual treinador, Hong Myung-Bo, usou 45 jogadores em 14 jogos das Eliminatórias Asiáticas, incluindo a geração medalhista de bronze na Olimpíada de 2012. O meia Park JiSung, 32, se despediu da seleção. As esperanças do país são seis jogadores de clubes europeus que atuam do meio de campo para frente.

GRUPO H BÉLGICA

ARGÉLIA

RÚSSIA

COREIA DO SUL

17/6 17/6

13h 18h

Rodada 1 Bélgica x Argélia Belo Horizonte Rússia x Coreia do Sul Cuiabá

22/6 22/6

13h 19h

Rodada 2 Argélia x Coreia do Sul Porto Alegre Bélgica x Rússia Rio de Janeiro

26/6 26/6

17h 17h

Rodada 3 Bélgica x Coreia do Sul São Paulo Argélia x Rússia Curitiba

Sorteio deixou Grupo H com Bélgica, Rússia, Argélia e Coreia do Sul

Bélgica

Rússia

“Poderia ter sido pior. São três finais. A Bélgica e a Rússia são, sem dúvida, as duas favoritas. O objetivo é passar a primeira fase. Temos um bom retrospecto contra a Rússia, mas é uma equipe que tem muitas qualidades. Conhecemos menos a Argélia e a Coreia do Sul.”

“Gostei bastante, porque o grupo tem uma equipe que agrada bastante, que é a Bélgica. Nós também temos uma grande equipe. O problema é que temos 64 jogadores que jogam fora do país. Temos uma boa qualidade e temos que chegar bem.”

Marc Wilmots

Flávio Capello

TÉCNICO DA BÉLGICA

TÉCNICO DA RÚSSIA


Rota do Hexa