Page 1

SETEMBRRO

2017

R$15,00

REVISTA OFICIAL

Franco do PEC Invicto em pistas, o jovem garanhão do Haras Dino inicia sua caminhada como reprodutor

A XXXIX EXPOSIÇÃO NACIONAL MANGALARGA CHEGOU!


Palavra do Presidente

Amigos Mangalarguistas,

A

proxima-se o início da 39ª Exposição Nacional da Raça Mangalarga, a festa maior de nossa Associação quando se fala em exposições. Ela acontecerá entre os dias 13 e 24 de setembro novamente em São João da Boa Vista (SP), município que nos recebeu muito bem no ano passado e no qual tivemos uma das melhores exposições dos últimos anos, com uma grande participação das pessoas da região e um clima bastante amigável entre todos os criadores. Para proporcionar uma estrutura mais acolhedora e uma grande festa à Família Mangalarga, a Diretoria Executiva vem realizando, em conjunto com a Sociedade Sanjoanense de Esportes Hípicos, uma série de ajustes na infraestrutura do Parque José Ruy de Lima Azevedo. Os visitantes poderão desfrutar ao longo do evento de camarotes mais amplos, uma melhor iluminação do recinto, mais opções de alimentação e banheiros novos e mais confortáveis, além de outras tantas melhorias. A programação da nacional, por sua vez, vem sendo feita para valorizar as provas, oferecer entretenimento para toda a família e ainda criar novas atrações que tragam mais moradores da região para prestigiarem nosso evento. Outra novidade é que a Nacional terá este ano uma dupla de padrinhos muito especial e apaixonada pela raça, composta pelo jornalista esportivo Milton Neves e pela cantora Paula Fernandes. Dessa forma, a 39ª Nacional reúne todos os requisitos para se tornar um momento marcante na história da raça Mangalarga. É importante que os associados convidem outras pessoas, em especial amigos ou parentes, para irem até São João da Boa Vista para conhecerem de perto as qualidades únicas de nosso cavalo e com certeza se apaixonarem por este

incrível Mangalarga, tornando-se pessoas que venham a usufruir do prazer de cavalgar um Mangalarga, para passeios e reuniões com os amigos e família. Há poucos anos foi criada em assembleia geral a categoria de sócio usuário com o objetivo de estimular estes associados e incentivar a utilização de Mangalargas em eventos hípicos ou passeios. Hoje, temos mais de 900 sócios usuários e precisamos organizar eventos que permitam a estes associados participarem ativamente de competições que utilizem os Mangalargas. Paralelamente, estão voltando os enduros com percursos de aproximadamente 15 a 30 quilômetros, que permitem que amadores possam participar, pois os enduros com trajetos de 100, 120 quilômetros são para profissionais. Eventos como estes enduros que estão sendo organizados neste ano permitem que amadores e até crianças possam participar e ficar junto com os amigos e familiares numa convivência saudável e prazerosa. Assim, conclamo todos os associados a prestigiarem as atividades da nossa Associacão e vou repetir o que tenho dito: uma associação tem o exato tamanho que seus associados querem dar a ela, nem um centímetro a mais ou a menos. Se quisermos que nossa associação continue nesta toada de crescimento, é importante que os associados valorizem a Associação, participem, dêem palpites e sugestões, colaborando com a ABCCRM. As exposições e copas continuam acontecendo, mas temos que criar atividades esportivas que tragam as pessoas que gostam de utilizar o cavalo que eles têm para cada vez mais eventos que utilizem os nossos Mangalargas. O mercado da raça, aliás, continua bom. Remates vêm ocorrendo com regularidade, sempre obtendo boas médias de preço e índices de liquidez. Este

Editorial orial

sucesso se deve principalmente às excepcionais qualidades do nosso cavalo e à constante divulgação de seus atributos. O Mangalarga, afinal, é um equino de andamento cômodo, temperamento calmo e disposição de andar, características que o tornam o animal ideal para quem deseja passear, fazer cavalgadas ou utilizar os cavalos em disputas hípicas e na lida no campo. Por fim, convido todos a estarem conosco na 39ª Nacional Mangalarga, uma ocasião especial para estreitarmos os laços de amizade que nos unem e celebrarmos juntos o bom momento que vive o Mangalarga. Nos encontramos em São João da Boa Vista.

Forte abraço! Pé no estribo, Mario Barbosa

Setembro, 2017

Revista Mangalarga

03


ÍÍndice ndic ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CRIADORES DE CAVALOS DA RAÇA MANGALARGA

3

Editorial

6

Apresentação da Capa

Haras em Destaque 84

Haras Dino

Av. Francisco Matarazzo, 455, Pavilhão 4, “Dr. Simões” Parque da Água Branca - SP - CEP:05001-300 Telefone: (11) 3673-9400 DIRETORIA EXECUTIVA - TRIÊNIO 2015/2017

Expo Nacional

Diretor Presidente Mário A. Barbosa Neto

Território Cavalgada

8

Exposição Nacional

12

Patrocinadores da Nacional

14

Mercado Aquecido

15

Padrinhos da Nacional

16

Programação do Evento

88

Cavalgada Sidergil

90

Cavalgada Zero Grau

94

Raid da Amizade

98

Cavalgada de Itajaí

102

Cavalgada de Camanducaia a Aparecida

Vice-Presidente Administrativo Financeiro Renato Diniz Junqueira Vice-Presidente de Marketing Eduardo Henrique Souza de França Vice-Presidente Técnico Gabriel Francisco Junqueira de Andrade Vice-Presidente de Fomento Flávio Diniz Junqueira Vice-Presidente de Exposições e Esporte João Pacheco Galvão de França Vice-Presidente de Relações Institucionais Armando Raucci DIRETORIA ADJUNTA- TRIÊNIO 2015/2017

Mercado e Finanças 102

Leilão Unidos

Diretores Jurídicos Antonio Carlos Pestili Fonseca Pedro Amaral Salles Renato Tardioli Lucio de Lima Diretor de Fomento Danton Guttemberg de Andrade Filho

Exposições & Copas 20

Exposição de Guaxupé

Lazer e Cultura 106

Uruguai

24

EAPIC

30

Exposição de Bauru

34

Copa de Amparo

38

Expô Araçatuba

108

Social Bauru

42

Expo Funcional de Orlândia

110

Homenagem Dia dos Pais

48

Exposição de Jacareí

52

Exposição de Paranaíba

56

Exposição de Avaré

62

Expo de Jaú 2017

64

41ª Expo Lins

Diretores de Exposição Cassiano Terra Simão José Lamartine Moreira Cintra Filho Diretor de Pelagem Jeferson Ferreira Jardim Diretores de Marketing Flávia Raucci Facchini João Luis Ribeiro Frugis

Momento Social

Espaço Técnico

Diretor Técnico Lourenço de Almeida Botelho Diretor Financeiro Leonardo Novaes Figueiredo Augusto CONSELHO SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO TRIÊNIO 2015/2017 Membros Eleitos Arnaldo de Almeida Prado Filho Cristina Junqueira Fleury Azevedo Costa Luís Cintra Sutherland Osvaldo Juliano Roberto Diniz Junqueira Filho - Presidente

66

Destaque no Enduro

115

Espaço Empresarial

Membros Efetivos Célio Ashcar Celso Galetti Montalvão Clodoaldo Antonângelo Eduardo Diniz Junqueira Élio Sacco Felippe de Paula C. de Albuquerque L. Filho Flávio Diniz Junqueira Francisco Marcolino Diniz Junqueira Ivan Antônio Aidar Luiz Eduardo Batalha Mário A. Barbosa Neto Reginaldo Bertholino Renato Diniz Junqueira Sergio Luiz Dobarrio de Paiva

68

Circuito de Enduro

116

Fidelidade Mangalarga

CONSELHO DELIBERATIVO TÉCNICO TRIÊNIO 2015/2017

72

Festival do Cavalo de Vinhedo

118

Índice de Anunciantes

76

Rafael Toloi

80

Renovação Constante

Panorama Mangalarga

114

Os Proprietários querem Saber

Painel de Negócios

Técnicos Luiz Alberto Patriota de Araújo Costa. Marcelo Leite Vasco de Toledo (Presidente) Marcos Sampaio de Almeida Prado Maria Aracy Tavares de Oliva Paulo Lenzi Souza Leite Sérgio Diniz Junqueira Criadores José Luiz Prandini Rodnei Pereira Leme Roque Carlos Nogueira SERVIÇO DE REGISTRO GENEALÓGICO STUD BOOK

4

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Superintendente do Serviço de Registro Genealógico Jayme Ignácio Rehder Neto


Apre Apresentação

6(7(0%5525

REVISTA OFICIAL

Franco do PEC

A Franco do PEC Invicto em pistas, o jovem garanhĂŁo do Haras Dino inicia sua caminhada como reprodutor

A XXXIX EXPOSIĂ‡ĂƒO NACIONAL MANGALARGA CHEGOU

REVISTA MANGALARGA Edição e Redação Pedro Camargo Rebouças (MTB 31427) pereboucas@hotmail.com Publicidade Norberto Cândido norberto.candido@abccrm.com.br Coordenação Administrativa Solange Kazlauskas solange.kaz@abccrm.com.br Assistência de Marketing Marina Vicentin marina.vicentin@abccrm.com.br Desenho Gråfico Daniel Bertti daniel.bertti@bertti.com.br Departamento de Exposição Francisco Bezerra francisco.bezerra@abccrm.com.br Lucas Diniz lucas.diniz@abccrm.com.br

capa desta edição apresenta um dos destaques do plantel do Haras Dino, o belo pampa de preto Franco do PEC (T.E.), fotografado pela talentosa lente de Mårcio Mitsuishi. Produto do cruzamento entre Zatec do PEC e Turquia do PEC, este jovem animal foi um dos destaques da Exposição Nacional 2016, evento no qual sagrou-se Grande Campeão Nacional Potro Pampa. Localizado no município de Quadra (SP), o Haras Dino vem investindo de forma criteriosa para formar um plantel de qualidade e desenvolver uma sólida seleção.

Segundo Felipe Hamilton Loureiro, titular do criatório, andamento e temperamento são as principais características buscadas nos animais que compþem a tropa do haras. Afinal, esses são atributos essenciais para quem almeja ter um bom cavalo de sela. O autor da foto, por sua vez, Ê um dos mais atuantes profissionais do universo do cavalo Mangalarga. Formado pela Escola Panamericana de Arte e criador da raça desde 1990, Mårcio Mitsuishi Ê colaborador frequente das capas da Revista Mangalarga.

Contagem regressiva A Revista Mangalarga traz nesta edição uma ampla cobertura dos preparativos para a 39ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga, o mais tradicional evento da raça, que movimentarå a cidade de São João da Boa Vista (SP) neste mês de setembro. Nas próximas påginas, você poderå conferir tambÊm o que aconteceu de melhor no universo

do Cavalo de Sela Brasileiro. Afinal, o bimestre foi muito movimentado, com exposiçþes, copas, provas funcionais, enduros e cavalgadas acontecendo de Norte a Sul do Brasil. A Revista Mangalarga espera, dessa maneira, estar contribuindo com um rico e relevante conteúdo para os apaixonados por esta incrível raça. Boa leitura a todos! Equipe Mangalarga

06

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


XXXIX

NACIONAL

MANGALARGA SÃO JOÃO DA BOA VISTA

2017

14 a 23 de setembro

Acompanhe a transmissão na íntegra pelo Lance Rural e Canal Rural X direto de São João da Boa Vista. E não deixe de conferir toda a cobertura editorial do evento.


39ª Expo E Nacional

Por Pedro C. Rebouças

EXPO NACIONAL 2017 Investimentos em estrutura, ampla divulgação na mídia, programação atraente, padrinhos de destaque e hospitalidade sanjoanense permitem prever um evento inesquecível para a raça

Projeção positiva O Presidente da ABCCRM Mário Barbosa lembra que a edição anterior da Nacional foi uma das 08

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Foto: Norberto Câandido

A

Família Mangalarga está em contagem regressiva para a Exposição Nacional, o seu maior e mais aguardado evento, cuja 39ª edição acontecerá entre os dias 13 e 24 de setembro, novamente no Parque de Exposições José Ruy de Lima Azevedo, em São João da Boa Vista (SP). Para corresponder a toda expectativa gerada em torno desta grande festa do Cavalo de Sela Brasileiro, a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e a Sociedade Sanjoanense de Esportes Hípicos (SSEH) se esmeraram nos preparativos, promovendo reformas no recinto de exposição, preparando uma confortável estrutura para o público e desenvolvendo uma variada e atraente programação, voltada a entreter todas as gerações de mangalarguistas. Dessa maneira, é natural que esta tradicional mostra, que está entre as mais relevantes do agronegócio brasileiro, seja aguardada com muito otimismo por todos os que participam de sua organização. Para saber o que o público e a família mangalarguista podem esperar desta 39ª Expo Nacional, a Revista Mangalarga conversou com uma série de pessoas envolvidas com os preparativos do evento.

O público poderá conferir a qualidade da marcha da raça.

melhores e mais concorridas dos últimos tempos e ressalta que a mostra deste ano deve alcançar um sucesso ainda maior. “Para que isto aconteça contamos com a presença de ainda mais criadores e aficionados do Mangalarga, que terão a oportunidade de participar ativamente da semana da 39ª Exposição Nacional, reencontrando amigos e amigas, apreciando os cavalos Mangalargas que serão expostos e usufruindo de um ambiente agradável e amistoso, no qual poderão fazer novas amizades e curtir as atrações que estão sendo preparadas para a coletividade mangalarguista!” Para o Vice-Presidente Adiministrativo da ABCCRM, Renato Diniz Junqueira, a preparação do evento está caminhando muito bem. “Este ano, nossa perspectiva é realizar um evento

mais planejado e com horários definidos, para isso contamos com um grupo de pessoas trabalhando em tempo integral na organização desta Nacional. Acredito também que a disposição dos organizadores locais em fazer o melhor pela raça é um fator que irá colaborar bastante para o sucesso deste evento. Assim, acredito que vamos organizar uma ótima exposição.” Na opinião da criadora Flávia Raucci, Diretora de Marketing da ABCCRM, a Nacional de 2016 foi um grande marco na história da raça Mangalarga, um projeto arrojado e aconchegante, no qual houve um clima todo especial, que deixou um gostinho de quero mais. “Para este ano, as expectativas são excelentes. Acredito que os criadores que não compareceram à Nacional do ano passado, este ano, não perderão este grande evento da raça por nada.


39ª Expo Nacional onal O reflexo desta expectativa pode, aliás, ser notado na rede hoteleira. Afinal, os hotéis da cidade já estão com suas reservas esgotadas e os criadores estão tendo que reservar hotéis em municípios vizinhos.” O mangalarguista Luis Augusto de Camargo Opice, Coordenador da Exposição, destaca que, apesar do sucesso da mostra anterior, os organizadores procuraram identificar e corrigir os pontos do evento que não funcionaram bem em 2016. “Todos estão trabalhando duro e muito seriamente para preparar uma exposição em que as pessoas se sintam mais bem acolhidas, com mais atrações para as mulheres e crianças, além de uma melhor oferta de comida e uma melhor estrutura para as pessoas acompanharem os julgamentos. Além disso, também teremos algumas boas surpresas preparadas para receber a Família Mangalarga.”

Atrações para todos A variedade de atrações voltadas para toda a família também é ressaltada pelo Presidente da SSEH Jairo Hamilton. “Nossa expectativa para o evento deste ano é muito grande, pois pretendemos superar o sucesso que foi a exposição do ano passado. Todos, aliás, estão muito empenhados neste sentido. Mas eu posso destacar que a nossa grande preocupação é proporcionar atividades para as crianças, para os jovens, para as esposas, enfim para toda a família. Nós queremos que essas pessoas venham acompanhar os criadores e encontrem aqui uma forma divertida e agradável de ocupar seu tempo. Dessa maneira, além das atividades em pista, estamos desenvolvendo uma série de atrações extras que acreditamos que vão motivar as pessoas que não estão diretamente ligadas aos julgamentos a participarem da Nacional.”

O evento deve atrair um público ainda maior que o de 2016.

No mesmo sentido, Flávia Raucci destaca que os eventos sociais irão “bombar” este ano. “A nossa programação estará recheada de atrações e novidades. Teremos vários ‘workshops’ e palestras voltadas ao público mangalarguista, ‘test-drive’ com Mangalargas, aula de equitação, exposições e homenagens a antigos criadores, além das sempre aguardadas provas sociais. Teremos também, como forma de atração ao público da cidade, shows diários com duplas sertanejas, conjuntos e cantores regionais. Além disso, a nacional será encerrada com uma grande confraternização e com a premiação dos grandes campeões e dos melhores criadores e expositores da Nacional 2017. Tudo isso regado a música boa e alegria!” A Coordenadora Administrativa da ABCCRM, Solange Kazlauskas, destaca que a festa está sendo muito bem organizada. “Com certeza este será um grande evento para a família mangalarguista. Teremos vários estandes que comercializarão produtos equestres relacionados ao manejo animal e também à moda country. Além disso, a Equipe Mangalarga estará presente para melhor atender os criadores, expositores e associados, com o

Stud Book Itinerante e a Boutique Mangalarga, que apresentará sua nova coleção de camisas, polos e coletes, além do boné exclusivo da Exposição Nacional e muito mais! E vale destacar também que teremos novamente o patrocínio da grife Polo Wear, empresa que vestirá nossos apresentadores e o estafe da Mangalarga.” A Diretora Flávia Raucci destaca ainda que um dos pontos altos do trabalho do Departamento de Marketing da Associação será o enfoque nos usuários de cavalos e novos associados. “Logo no primeiro sábado, iremos oferecer um ‘Happy Hour’ de Boas Vindas aos novos criadores, no qual os mesmos serão recepcionados e acolhidos por antigos criadores, para interagirem e para que seja criado um ambiente acolhedor dentro do evento para aqueles que estão chegando agora à raça.”

Ótima estrutura Para Jayme Rehder, Superintendente do Stud Book da ABCCRM, a 39ª Exposição Nacional reúne todas as condições para marcar época na raça. “A Diretoria da Associação, a Sociedade Sanjoanense e a Equipe Setembro, 2017

Revista Mangalarga

09


39ª Expo E Nacional Mangalarga estão se empenhando muito para proporcionar a todos um evento ainda melhor do que o realizado no ano passado, que, aliás, mereceu elogios de todos aqueles que o visitaram. Além disso, como os preparativos para esta edição começaram mais cedo, será possível proporcionar uma melhor estrutura para recepcionar tanto os criadores e o público da região como os apresentadores, os animais e todos os profissionais envolvidos com este grande evento da equinocultura brasileira.” Rehder destaca ainda que este ano todos que comparecerem ao Parque José Ruy de Lima Azevedo irão encontrar uma estrutura muito boa. “A comissão organizadora da Nacional realizou uma série de reformas e ajustes com o intuito de aprimorar as instalações do recinto da exposição. O local irá contar, por exemplo, com novos e amplos camarotes, novos e mais confortáveis banheiros e um sistema de iluminação mais eficaz tanto na área social como no setor de baias. Também vale destacar que a pista de julgamento passou por importantes melhorias, o que irá permitir que nossos animais brilhem ainda mais nesta exposição tão aguardada pela Família Mangalarga.” Para viabilizar essas obras, a SSEH promoveu um leilão em prol da 39ª Expo Nacional. Realizado

na noite de 14 de julho, o 2º Leilão Unidos Pela Mangalarga conseguiu arrecadar uma expressiva receita que foi toda aplicada na melhoria do Parque de Exposições. Segundo o Coordenador de Leilões da Nacional, Guilherme Barbeitos, graças ao desprendimento dos criadores, que doaram coberturas e barrigas de animais de cabeceira em suas tropas, o remate teve cem por cento de liquidez, êxito esse que viabilizou uma série de obras no recinto, como: a melhora da pista de grama, a construção de dois novos banheiros, a reforma do banheiro situado na área das baias móveis, a montagem de dois novos camarotes elevados do chão, a ampliação do camarote central, o aluguel de área extra para estacionamento, a melhora no sistema de iluminação junto às baias móveis e a montagem de um novo e ampliado Espaço “Kids”. Desta maneira, a comunidade mangalarguista pode esperar um bom evento tanto fora como dentro da pista de julgamento. De acordo com Lourenço Botelho, Diretor Técnico da ABCCRM, a exposição deste ano irá repetir a sistemática do ano passado com dois jurados para Marcha e Dinâmica e dois jurados para Morfologia. “Nossa expectativa é que seja um bom julgamento com a participação de uma tropa de muita qualidade.

A Nacional reserva muitas emoções para a Família Mangalarga. 10

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Já a novidade para esta edição é que pretendemos conseguir julgar todos os animais ao cabresto na quinta e na sexta-feira, dias 15 e 16 de setembro. Além disso, este ano iremos realizar a prova de maneabilidade do Concurso Cavalo Funcional na quinta-feira, 21 de setembro, a partir das 16 horas, na pista principal.” Vale ressaltar ainda que a programação da mais aguardada mostra da raça irá abrir um importante espaço para o mercado do Cavalo de Sela Brasileiro. “A expectativa para os remates desta Nacional é a melhor possível. Nós acreditamos que os dois leilões deste ano têm todas as condições para superar a expressiva receita de R$ 3,2 milhões que foi registrada nesses mesmos remates na mostra do ano passado. Afinal, tudo está sendo preparado para que tenhamos um evento ainda melhor este ano. Além disso, vamos dar mais destaque para o cavalo funcional e estamos trabalhando bastante com o intuito de atrair mais público e de obter uma maior repercussão na mídia da região”, avalia Guilherme Barbeitos.

Destaque na mídia e redes sociais As ações de divulgação também são destacadas pelo Diretor de Marketing da ABCCRM, João Luis Ribeiro Frugis. “Este ano, a Nacional terá uma ampla cobertura do Canal Rural, que será um dos parceiros da exposição. Isso deve ampliar bastante a visibilidade do evento. Além disso, também vamos contar com ‘outdoors’ na rodovia e realizar uma forte divulgação junto à mídia especializada e nos demais meios de comunicação da região. Acredito que podemos esperar um grande interesse dos habitantes de São João e seus arredores e um grande público ao longo dos dez dias de atividades.” Flávia Raucci concorda com o


39ª Expo Nacional onal colega de diretoria e ressalta que este ano a divulgação do evento teve início com bastante antecedência e contando com a parceria de grandes veículos de comunicação do mundo do cavalo e do agronegócio. “Nós também confeccionamos três vídeos para a divulgação do evento. O primeiro, exaltando as qualidades da nossa raça. O segundo, retratando como foi a última Nacional, e, por fim, o vídeo convite para a nossa 39ª Nacional do Cavalo da Raça Mangalarga, que, aliás, ficou sensacional.” A Diretora de Marketing lembra ainda que o evento contará com uma dupla de padrinhos muito especiais e apaixonada pelo Cavalo de Sela Brasileiro. Pelo segundo ano consecutivo, a consagrada cantora e também criadora da raça Paula Fernandes será a madrinha da exposição. Já o padrinho será o conhecido jornalista esportivo Milton Neves, que também cultiva uma relação especial com o Mangalarga. Flávia Raucci ressalta também que a transmissão dos julgamentos e das provas funcionais será ao vivo e de forma simultânea, com novidades em seu formato. “Contratamos novamente uma agência qualificada para a captação de imagens e produção de material jornalístico do evento. Além disso, vamos contar com assessoria de imprensa em tempo integral no recinto de exposição e já atualizamos

o ‘Hot Site’ da Nacional, que pode ser acessado através do endereço www.cavalomangalarga.com.br.” Entretanto, se engana quem acredita que as ações de divulgação da Nacional param por aí. Afinal, a mais importante mostra da raça terá amplo espaço no universo das redes sociais. “Nós reativamos o Instagram (39NACIONALMANGALARGA) para postagens objetivas e imediatas das fotos realizadas durante o evento. Os criadores e visitantes poderão postar as suas fotos usando a ‘hashtag’ #39NACIONALMANGALARGA. Assim, poderemos captar suas fotos e publicar em nossas redes sociais. A página do Facebook também será atualizada diariamente e poderá ser conferida através do ‘link’ facebook.com/abccrmoficial. Usaremos ainda o recurso de lista de transmissão aos expositores que se cadastrarem neste serviço no ato da inscrição, para que recebam, individualmente, os resultados e as principais informações sobre o evento”, explica Flávia Raucci. Com toda esta movimentação, é natural que a expectativa também seja grande em São João da Boa Vista, como revela o Diretor de Equinos da SSEH, Marcelo Bertoldo Motta. “A comunidade Sanjoanense está muito ansiosa pela Nacional. Afinal, a população gostou muito da exposição do ano passado, que foi a primeira deste porte a acontecer aqui na cidade.

Assim, estão todos muito animados e felizes com esta nova edição, por isso acreditamos que haverá um envolvimento ainda maior de todos para recepcionar o evento. A rede hoteleira e o comércio, aliás, estão se preparando para receber ainda melhor os visitantes. Dessa maneira convido todos a virem conhecer nosso município e desfrutar desta exposição que promete ser inesquecível.” Agora, o convite está feito, a Família Mangalarga espera por todos na 39ª Expo Nacional, cujo sucesso depende também da participação de uma série de empresas parceiras. Entre os patrocinadores da mostra, estão: Polo Wear, Qualy Rações, Postos RVM, Sindicato Rural de São João da Boa Vista/Faesp/Senar, Canal Rural, Nutrivet, Toyota Nippokar e Roberto Chaim. Já o grupo de apoiadores do evento é integrado por: Núcleo Feminino Mangalarga, Líder Brinquedos, Universidade do Cavalo, Guabi, Total Support, República Rural, Madeireira Nehemy, Prefeitura de São João da Boa Vista, Caves Santa Cruz/Wine Hunters, Selaria Villaça, Selas Mangalarga Lux, Conquestre, Esperança Lara Acessórios Country, RTB Rações, Revista Horse, Cavaleiro News, Luisinho Ferrador (BM Moda Country e Selaria), Giordano Hotel, CC Vet e Kadu Elétrica.

O evento elegerá os novos Grandes Campeões Nacionais da Raça Mangalarga. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

11


39ª Expo E Nacional

Por Pedro C. Rebouças

PATROCINADORES DA CANAL RURAL

Considerado o principal veículo de comunicação do agronegócio brasileiro, o Canal Rural também estará presente na 39ª Exposição Nacional Mangalarga, em São João da Boa Vista (SP). Segundo Patrícia Opik, responsável comercial pelo novo Núcleo Equestre do Canal Rural, o evento merecerá uma ampla cobertura nas diversas ferramentas de comunicação da emissora, em especial o Lance Rural, uma plataforma multimídia de comunicação especializada em agronegócio com grande alcance de produtores rurais em todo País e carro chefe para transmissões online, sem limitação de espaço físico ou de tempo. A aguardada festa do Cavalo de Sela Brasileiro contará, além disso, com retransmissões no Rural X, canal via parabólica do grupo.

NUTRIVET Considerada a mais completa farmácia veterinária focada em equinos do Brasil, a Nutrivet marcará presença na 39ª Expo Nacional. Segundo Fabio Parizi, diretor da empresa, é muito importante estar presente no evento. “Nosso objetivo é prestigiar a raça e estreitar laços com os mangalarguistas. Afinal, 80% dos criadores de Mangalarga são nossos clientes”, comenta Parizi. O empresário ressalta ainda que a filosofia de trabalho é a principal razão para esta exitosa parceria. “Além de trabalhar com os principais laboratórios, nós prezamos sempre por oferecer um bom atendimento, feito por veterinários que proporcionam o respaldo necessário ao cliente. Por isso construímos uma relação tão boa nesses 20 anos da Nutrivet.”

TOYOTA NIPPOKAR Após estar entre os parceiros da Copa de Marcha Mangalarga de Mogi Mirim, a Nippokar Toyota decidiu estreitar sua relação com a raça e também estará presente na 39ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga. Com lojas nas cidades de Campinas (SP), Piracicaba (SP) e Mogi Mirim (SP), a concessionária oferecerá à Família Mangalarga a oportunidade de conhecer melhor a linha de carros da conceituada fabricante japonesa, cujos destaques incluem o Corolla e a Nova Hilux, uma lenda da categoria de picapes, que está ainda mais forte, confortável, segura e moderna, além de equipada para qualquer terreno e com uma nova estrutura capaz de resistir a situações extremas. - Com informações do portal www.nippokar.com.br.

POLO WEAR A Polo Wear marcará presença pelo segundo ano consecutivo na mais aguardada mostra do cavalo Mangalarga. A consagrada grife, que vem se tornando cada vez mais parceira da raça, nasceu com o objetivo de oferecer ao público masculino uma linha de produtos “premium” que mesclasse o estilo casual e esportivo, sem deixar de lado a influência das principais tendências do momento. Segundo Lauro Traldi, Diretor da Polo Wear, a grife e o universo mangalarguista possuem uma afinidade muito grande. “A Polo Wear e a Família Mangalarga tem tudo a ver. Tanto o cliente Polo Wear é um consumidor em potencial do cavalo como o consumidor do Mangalarga é com toda certeza um cliente Polo Wear. Há uma afinidade total entre eles” Apoiadores da 39ª Expo Nacional: Núcleo Feminino Mangalarga, Líder Brinquedos, Universidade do Cavalo, Guabi, Total Support, República Rural, Madeireira Nehemy, Prefeitura de São João da Boa Vista, Caves Santa Cruz/Wine Hunters, Selaria Villaça,


39ª Nacional Mangalarga arga

39ª EXPO NACIONAL

QUALY NUTRIÇÃO ANIMAL

A Qualy Nutrição Animal será outra importante parceira da Exposição Nacional 2017. Referência em rações de equinos de alta performance, a empresa conta com uma equipe técnica altamente qualificada e tem como proposta oferecer alimentos de qualidade, garantindo a saúde e bem estar dos animais e ótimos resultados a seus criadores. Com o objetivo de triplicar a sua capacidade produtiva respeitando a qualidade dos produtos, a Qualy investiu R$ 25 milhões em sua nova e super moderna fábrica, inaugurada no fim de 2016, na cidade de Lindóia (SP). Para Leandro Sabadini, Sócio e Diretor Comercial da Qualy, a presença na 39ª Nacional Mangalarga consolida uma parceria que, na prática, já ocorre no campo com diversos criadores.

GRUPO RVM Depois de participar com grande êxito da Expo Nacional 2016, o Grupo RVM estará mais uma vez entre os parceiros da mais tradicional mostra mangalarguista. A rede de postos de gasolina irá, aliás, repetir uma iniciativa que deu muito certo no ano passado, o Pit Stop Mangalarga. Assim, os apaixonados pela raça que estiverem a caminho do Parque de Exposições poderão parar no Posto Good Stop, localizado no quilômetro 160 da rodovia SP 340, em Mogi Mirim (SP), onde serão muito bem recebidos e poderão saborear uma diferenciada iguaria, o café gourmet Barão de Guaxupé, eleito pela Illy Café o melhor café produzido no Sul de Minas Gerais, região famosa por ser uma das principais zonas produtoras de cafés especiais do País.

ROBERTO CHAIM A Exposição Nacional contará este ano com a parceria da sofisticada marca Roberto Chaim. Com dez anos de atuação, a rede traz sofisticação e originalidade ao mercado com produtos que buscam transmitir harmonia e aconchego aos mais variados gêneros de ambientes, incluindo os empresariais, residenciais e institucionais. Tendo à frente o proprietário Roberto Chaim, a marca conta com grande influência em tudo o que diz respeito aos temas ambientes e decoração, lançando tendências inspiradas nos mais renomados padrões globais. Atualmente, a marca tem sede localizada em Monte Azul Paulista, onde sua fábrica produz e distribui artigos para diversos clientes. - Com informações do portal www. robertochaim.com.br.

SINDICATO RURAL/FAESP/SENAR Importante referência dos produtores rurais da região, o Sindicato Rural de São João da Boa Vista (SP) também estará entre os parceiros da 39ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga. Fundada em 1950, com base territorial nos municípios de São João da Boa Vista e Águas da Prata, a entidade de classe representativa dos empregadores rurais do município sede da mais aguardada mostra da raça presta inúmeros serviços aos seus associados e tem grande participação na representação e proteção dos interesses da categoria. Além disso, integra a Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e é filiado à Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (FAESP). - Com informações do portal www. sindicatoruralsaojoao.com.br. Selas Mangalarga Lux, Conquestre, Esperança Lara Acessórios Country, RTB Rações, Revista Horse, Cavaleiro News, Luisinho Ferrador (BM Moda Country e Selaria), Giordano Hotel, CC Vet e Kadu Elétrica.


39ª Expo E Nacional

Por Pedro C. Rebouças

MERCADO AQUECIDO NA NACIONAL 2017 Expectativa dos organizadores é que os remates deste ano superem o bom resultado obtido na edição anterior do evento

14

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Foto: Norberto Câandido

O

mercado do Cavalo de Sela Brasileiro promete estar bastante aquecido durante a 39ª Exposição Nacional Mangalarga. Afinal, dois concorridos leilões estão programados para acontecer durante a mais tradicional mostra da raça, cujas atividades ocorrerão entre os dias 14 e 23 de setembro, no Parque de Exposições José Ruy de Lima Azevedo, em São João da Boa Vista (SP). Primeiro a acontecer, o Leilão Nacional Mangalarga está marcado para as 20h da quinta-feira 21 de setembro, nas dependências do próprio recinto de exposições. Segundo a Business Leilões, empresa leiloeira responsável pela organização do remate, irão à venda 35 lotes, entre os quais estão reprodutores, matrizes, potros e potrancas com diversas premiações em pista e provenientes das principais linhagens da raça Mangalarga. Por sua vez, o Leilão Elite Mangalarga acontecerá a partir das 20h da sexta-feira 22 de setembro, também nas dependências do Parque José Ruy de Lima Azevedo. Conforme a Business Leilões, este aguardado remate contará com um catálogo composto por 35 lotes criteriosamente selecionados e com perfil para atender a preferência dos mais exigentes criadores, coroando ainda o trabalho de seleção dos mais importantes criatórios da raça, que não pouparam esforços para ofertar

Os remates desta Nacional ofertarão lotes de muita qualidade.

seus melhores animais neste evento. Na opinião de Guilherme Barbeitos, integrante da comissão organizadora e coordenador de leilões da Nacional, a expectativa para os remates desta 39ª edição é a melhor possível. “Nós acreditamos que os dois leilões deste ano têm todas as condições para superar a expressiva receita de R$ 3,2 milhões que foi registrada nesses mesmos remates na Nacional do ano passado. Afinal, tudo está sendo preparado para que tenhamos um evento ainda melhor este ano. Além disso, estamos trabalhando bastante com o intuito de atrair mais público e de obter uma maior repercussão na mídia.” Contando ainda com o apoio

da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e da Sociedade Sanjoanense de Esportes Hípicos (SSEH), os leilões Nacional Mangalarga e Elite Mangalarga serão transmitidos em tempo real via internet por meio do Canal Business. Para obter mais informações e conferir os catálogos completos dos remates da Nacional 2017, visite o portal www.canalbusiness.com. br. Já para saber a programação completa e todos os detalhes sobre a mais importante festa do Cavalo de Sela Brasileiro, visite o “hotsite” do evento, acessando www. cavalomangalarga.com.br/nacional.


39ª Expo Nacional onal

Por Pedro C. Rebouças

PADRINHOS DE PRESTÍGIO

Paula Fernandes será a madrinha da Nacional.

A

Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga, que acontecerá no período de 13 a 24 de setembro, no Parque José Ruy de Lima Azevedo, em São João da Boa Vista (SP), terá a honra de contar com dois relevantes nomes do cenário cultural e artístico brasileiro como padrinhos de sua 39ª edição. A cantora Paula Fernandes será a madrinha da exposição pelo segundo ano consecutivo e comemora a lembrança por parte dos organizadores. “Fiz festa quando recebi novamente o convite. Eu amo esses animais e tudo que se refere a eles. Acho uma grande honra participar e ser madrinha de um evento tão grandioso. Agradeço a todos os organizadores por este convite tão especial!” A consagrada artista, premiada com o Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Sertaneja com o CD “Amanhecer”, faz questão de declarar também sua paixão pelo

Foto: Divulgação

Foto: Norberto Cândido

Principal evento da temporada será honrado com a participação da cantora Paula Fernandes e do jornalista Milton Neves

Milton Neves será o padrinho do evento.

Cavalo de Sela Brasileira. “Sou apaixonada por cavalos desde que me entendo por gente e crio Mangalarga há pelo menos cinco anos. Essa raça fantástica já faz parte da minha vida. Minha paixão pelo cavalo é igual à paixão pela música”, conta com entusiasmo a cantora, para quem os exemplares da raça são realmente especiais. “Eles são um espetáculo! Além da beleza, reúnem porte, docilidade, índole, morfologia e andamento!” O conceituado jornalista esportivo Milton Neves fará sua estreia como padrinho da Nacional. O apresentador do programa Terceiro Tempo inclusive enviou à Família Mangalarga um recado especial sobre a boa-nova com o tom descontraído e marcado por muitas lembranças que o fez famoso na televisão e no rádio brasileiros. “Olá, meus amigos da revista Mangalarga! Eu quero falar aqui da minha satisfação em ser chamado para ser padrinho da Nacional

Mangalarga, em São João da Boa Vista. O Mangalarga é dócil. Ele é bonito, ele é lindo, ele é maravilhoso. Ele não é violento. Ele não dá coice, como dizia Lincoln Paoliello, pai de nosso querido Celso Paoliello, filho de dona Alice, a minha professora eterna e querida do colégio estadual Professor Salatiel de Almeida, de Muzambinho (MG). Ele hoje é um grande fazendeiro lá em Guaxupé (MG), apaixonado pelo cavalo como todos vocês do mundo maravilhoso do cavalo Mangalarga. Parabéns e viva São João, cidade pela qual eu cansei de passar pelo expresso Zé Eurico. Eu era duro, parava na rodoviária e o dinheiro dava para comprar um quibe ou um pastel, mas depois o tempo passou e a situação melhorou. E viva o Mangalarga e parabéns revista Mangalarga e São João da Boa Vista!” Setembro, 2017

Revista Mangalarga

15


14 a 23 XXXIX

de setembro

NACIONAL

MANGALARGA

2017

SÃO JOÃO DA BOA VISTA

2017

Programacão da XXXIX Exposição Nacional Mangalarga* Segunda-feira 11/09/2017 12/09/2017 Terça-Feira Quarta-feira

13/09/2017

Quinta-feira

14/09/2017

Sexta-feira

15/09/2017

7h às 18h – Chegada dos Animais 7h às 18h – Chegada dos Animais 7h às 18h – Chegada dos Animais 19h às 23h – Churrasco de Confraternização dos Apresentadores Show: Raffael Marques | Local: Praça de Alimentação | Entrada Franca

Primeira Semana

8h – Início dos julgamentos: POTRANCA 19h – Happy Hour Mangalarga | Show:Pit Aliende & Patrícia Zanetti Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca 8h – CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO POTRANCA E INICIO DO JULGAMENTO POTRO 8h30 às 18h – Clínica da Associação dos Ferradores do Brasil (AFB) Local: Tatersal | Entrada Franca 9h às 17h – Curso de Seleiro I / Sind. Rural de S. J. da Boa Vista e SENAR (com pausa para almoço) Local: Pavilhão E | Inscrições: (19) 3623-6644 c/ Márcia 18h às 20h – Associação dos Ferradores do Brasil (AFB) Palestra com: José Maurício Prates e Robson Le Mener Tema: Ferrageamento cavalo competição, tipos de ferraduras, correção de aprumos e anatomia do casco. Local: Tatersal | Entrada Franca 19h – Happy Hour Mangalarga Show: Sérgio e Thiago | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca 8h – Início dos julgamentos: ÉGUA MONTADA 8h30 às 18h – Clínica da Associação dos Ferradores do Brasil (AFB) Local: Tatersal | Entrada Franca 9h às 17h – Curso de Seleiro II* / Sind. Rural de S. J. da Boa Vista e SENAR (com pausa para almoço) Local: Pavilhão E | Inscrições: (19) 3623-6644 c/ Márcia *Serão confeccionadas durante o curso, 2 selas Mangalarga e sorteadas entre os participantes. 11h – Palestra com: João Quadros - História Morfologia e Marcha do Cavalo Mangalarga Local: Tatersal | Entrada Franca

09h às 13h – Workshop com: Dalva Marques Sábado

16/09/2017

Noções básicas e aula prática de Equitação | Orientação sobre toada ideal para provas de Marcha

Local: Pista Superior do Parque de Exposições | Inscrições: (19) 99736-0053 16h – Abertura Oficial com Desfile das Bandeiras 18h às 20h– Associação dos Ferradores do Brasil (AFB) Palestra com: José Maurício Prates e Robson Le Mener Tema: Ferrageamento cavalo competição, tipos de ferraduras, correção de aprumos e anatomia do casco. Local: Tatersal | Entrada Franca 19h às 23h – Happy Hour de Recepção aos Novos Associados 2017 Show: Henrique & Guilherme | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca 8h – CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO ÉGUA MONTADA 9h às 17h – Curso de Seleiro III* / Sind. Rural de S. J. da Boa Vista e SENAR (com pausa para almoço) Local: Pavilhão E | Inscrições: (19) 3623-6644 c/ Márcia

Domingo

17/09/2017

*Serão confeccionadas durante o curso, 2 selas Mangalarga e sorteadas entre os participantes. 16h00 – Bingo Beneficente em prol da Santa Casa de Misericórdia de S.J. da Boa Vista Local: Camarote dos Criadores Entrada Franca

19h às 23h – Happy Hour Mangalarga Show: Eurico & Ernane | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca


Segunda-feira 18/09/2017

Terça-feira

Quarta-feira

Quinta-feira

19/09/2017

20/09/2017

21/09/2017

8h - CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO POTRO E INICIO DO JULGAMENTO DE PROGÊNIE E CONJUNTO DE RAÇA 16h – Workshop SENAR sobre Alimentação Equina I Local: Tatersal | Entrada Franca 16h30 19h – Aulas de Culinária no Espaço Gourmet 19h – Happy Hour Mangalarga Show: Paulinho Sguassabia | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca 8h – CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO ÉGUA MONTADA 16h – Workshop SENAR sobre Alimentação Equina II – Local: Tatersal | Entrada Franca 16h30 às 19h – Aulas de Culinária no Espaço Gourmet 19h – Happy Hour Mangalarga Show: Sérgio e Thiago | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca

Segunda Semana

8h – CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO ÉGUA MONTADA E INICIO DO JULG. CAVALO MONTADO Visita Externa a Vinicola Guaspari e Criadouro de Aves, saida do Parque às 9:15hs e retorno às 12:30 hs 16h – Workshop SENAR sobre Alimentação Equina III Local: Tatersal | Entrada Franca 17h – Provas Funcionais (pista auxiliar) 19h – Happy Hour Mangalarga Show: Henrique e Guilherme | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca 8h – CONTINUAÇÃO DO JULGAMENTO CAVALO MONTADO Visita Externa a Vinicola Guaspari e Criadouro de Aves, saida do Parque às 9:15hs e retorno às 12:30 hs 16h30 – Concurso Cavalo Funcional 16h30 19h – Aulas de Culinária no Espaço Gourmet 18h – Happy Hour Mangalarga Show: Raffael Marques | Local: Praça de Alimentação | Entrada Franca 20h – Leilão Nacional Mangalarga 8h – Início dos julgamentos: CAMPEONATOS 9h às 17h – Curso de Seleiro III* / Sind. Rural de S. J. da Boa Vista e SENAR (com pausa para almoço) Local: Pavilhão E | Inscrições: (19) 3623-6644 c/ Márcia *Serão confeccionadas durante o curso, 2 selas Mangalarga e sorteadas entre os participantes.

Sexta-feira

22/09/2017

Visita Externa a Vinicola Guaspari e Criadouro de Aves, saida do Parque às 9:15hs e retorno às 12:30 hs 11h às 12h – Palestra com: Jorge Eustáquio Miranda Araujo Eduardo Barreto (a confirmar) | Ronaldo Bittencourt (a confirmar ) Local: Tatersal | Entrada Franca. 13h – Homenagem aos criadores Paulo Sérgio Barros Barbanti, Reginaldo Bertholino, Antonio Caetano Pinto, Nilton Bartoli, Plínio Brotero Junqueira, Felippe de Paula Cavalcanti de Albuquerque Lacerda Filho, José Oliveira Prado, Clodoaldo Antonangelo e Ivan Antonio Aidar. 16h – Bingo Benefic. em Prol da S. Casa de Misericórdia de S. J. da Boa Vista Local: Camarote dos Criadores 18h – Happy Hour Mangalarga Show: Eurico & Ernane | Local: Praça de Alimentação | Entrada Franca 20h – Leilão Nacional Mangalarga 8h – Início Provas Sociais: Mini Mirim, Mirim, Juvenil, Feminina, Patrão 9h às 17h – Curso de Seleiro IV* / Sind. Rural de S. J. da Boa Vista e SENAR (com pausa para almoço) Local: Pavilhão E | Inscrições: (19) 3623-6644 c/ Márcia *Serão confeccionadas durante o curso, 2 selas Mangalarga e sorteadas entre os participantes.

Sábado

23/09/2017

12h – Início dos julgamentos: GRANDES CAMPEONATOS 20h –Confraternização dos Criadores / Premiação dos Grandes Campeonatos, Melhor Criador e Melhor Expositor da Nacional 2017 Show: Emanuel Henrique | Local: Camarote dos Criadores | Entrada Franca

Domingo

24/09/2017

7h às 18h– Saída dos Animais


XXXIX

NACIONAL

MANGALARGA SÃO JOÃO DA BOA VISTA

2017

VAI PARA NACIONAL? XXXIX

NACIONAL

MANGALARGA

PIT STOP MANGALARGA

SÃO JOÃO DA BOA VISTA

2017

O Grupo RVM, convida para um pit stop no Goodstop Rod - SP 340 km 160 Mogi Mirim

Venha tomar um café cortesia!

O maior evento da raça Mangalarga. Faça parte desta história!

SJBVista2017 Aqui o Mangalarga tem história!


Exposições & Copas Expo

Por Equipe Mangalarga

Foto: André Monteiro.

Jurados analisam a dinâmica de dois animais participantes.

EXPOSIÇÃO DE

GUAXUPÉ

A tradicional mostra sul-mineira reuniu 92 animais e 36 criadores de diversos estados, numa disputa em alto nível, marcada por um ambiente de confraternização e amizade

P

romovida pelo Núcleo Sul de Minas e Média Mogiana, a Exposição Mangalarga de Guaxupé (MG) foi realizada com sucesso entre os dias 07 e 09 de julho, no Recinto da Expoagro. Na avaliação do presidente da entidade, Sérgio Paoliello, a mostra foi muito boa e contou com uma tropa de alto nível apresentada em pista. Além disso, para incentivar o ambiente de confraternização e amizade que já é marca registrada da exposição guaxupeana, foi realizada uma 20

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

‘costela de chão’ logo na primeira noite do evento, preparada pelo criador Leandro Pasqualini. “Foi uma exposição muito boa, dentro de nossa expectativa de sempre. Podemos dizer que aqui temos sempre uma boa prévia para a Nacional, com uma tropa de nível muito alto, que às vezes chega meio despercebida, mas quando é apresentada, os participantes levam um susto, porque o nível dos animais da nossa mostra é como se fosse uma Nacional. Para nós,

do Núcleo, isto não é surpresa, porque podemos afirmar que nossa exposição sempre foi um diferencial nos eventos da raça”, afirmou o presidente. A princípio, o Núcleo restringiu a participação em 70 animais, mas como a procura superou esse limite, foi conseguido junto à diretoria da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) aumentar o número de animais e continuar com apenas um jurado


Foto: Susi Freitas

Eleito Melhor Expositor da Expo Guaxupé, Antônio Carlos Ferreira celebrou o bom resultado com a família.

A Expo Guaxupé é famosa pelo ambiente de confraternização. Foto: Susi Freitas

na avaliação. “Como vivemos um outro momento hoje, temos que nos adaptar. Assim, queremos agradecer toda diretoria que nos proporcionou essa facilidade. Recebemos 92 animais e realizamos uma prova maravilhosa aqui. Foi uma correria grande, fizemos as baias que faltavam e também não podemos deixar de agradecer à Mônica Vasconcellos e a toda diretoria do Núcleo, pois se não fosse a união que temos aqui, nada teria acontecido. Estão todos de parabéns.” Segundo Sérgio, a mostra de Guaxupé recebeu participantes de estados como Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e até do Pará. “Isto é muito gratificante e, com a Nacional chegando a São João da Boa Vista (SP), temos a certeza que esta tropa que participou aqui está muito bem preparada para disputar os primeiros lugares na mostra mais importante da raça.” Vale destacar ainda que a Exposição Mangalarga de Guaxupé teve a participação, entre seus 36 expositores, da consagrada cantora Paula Fernandes, que pôde comemorar o bom desempenho do jovem pampa de alazão Impacto Três Rios, eleito campeão da categoria destinada aos potros de pelagem pampa com idade entre 18 e 24 meses. Apaixonada pelo Cavalo de Sela Brasileiro e associada da ABCCRM, Paula Fernandes será pela segunda vez consecutiva madrinha da Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga, cuja edição deste ano acontecerá em setembro, na cidade de São João da Boa Vista. Por fim, o selecionador mineiro Antônio Carlos Ferreira, titular do Haras ACF, foi eleito o melhor criador e expositor da mostra de Guaxupé, atingindo 1503 pontos entre os criadores e 1203 pontos entre os expositores da raça.

Foto: Susi Freitas

Exposições & Copas opas

A comunidade mangalarguista novamente prestigiou a mostra guaxupeana. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

21


A Exposição de Guaxupé recebeu 92 animais.

Expoagro 2017

A funcionalidade do cavalo Mangalarga esteve em destaque.

completos da Exposição Mangalarga de Guaxupé, visite o portal oficial da ABCCRM: www. cavalomangalarga.com.br. Já para obter mais informações sobre as atividades do Núcleo Sul de Minas e Média Mogiana visite o portal oficial da entidade: www. mangalargasuldeminas.com.br ou ligue para (35) 3551-3254. (Com informações de Susi Freitas/Êxito Assessoria)

Foto: Susi Freitas

aconteceu no segundo fim de semana, apresentando disputas nas modalidades de três tambores e montaria em touros. Os espetáculos musicais, por sua vez, mesclaram artistas inéditos e duplas e cantores consagrados pelo público. Entre eles: Gustavo Lima, Dennis DJ, Luan Santana, Marília Mendonça, Matheus e Kauan, Henrique & Juliano, Naiara Azevedo, Maiara e Maraisa e Zé Neto e Cristiano. Para conferir os resultados

Foto: Susi Freitas

Considerada uma das principais feiras agropecuárias de Minas Gerais, a Expoagro Guaxupé aconteceu este ano no período de 7 a 16 de julho, contanto com uma programação muito movimentada. Além dos julgamentos da raça Mangalarga, realizados no primeiro final de semana de atividades, o evento mineiro contou com outras importantes atrações, como o Guaxupé Rodeo Festival, que

Foto: Susi Freitas

Foto: Susi Freitas

Exposições & Copas Expo

A Família Mangalarga garantiu o sucesso do evento mineiro.

Foto: Susi Freitas

A ‘costela de chão’ foi uma das atrações do evento.

22

Um bom público acompanhou os julgamentos em Guaxupé. Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Foto: Susi Freitas

O evento foi marcado por um ambiente de amizade e descontração.


Exposições Expo po & Copas

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Josué Eduardo Grespan

Vista geral da pista de julgamento da Eapic 2017.

EAPIC 2017 Programação da raça na tradicional feira sanjoanense incluiu leilão em prol da 39ª Nacional Mangalarga

A

Exposição Mangalarga de São João da Boa Vista (SP) colocou o Cavalo de Sela Brasileiro em destaque na 44ª Eapic, a Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial deste próspero município do interior paulista. Promovida pela Sociedade Sanjoanense de Esportes Hípicos (SSEH) em parceria com a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), a mostra mangalarguista aconteceu no período de 13 a 15 de julho, nas dependências do Parque de 24

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Exposições José Ruy de Lima Azevedo. “Nossa expectativa em relação à participação da Mangalarga na Eapic é sempre muito boa, por isso posso dizer que todos os nossos prognósticos novamente se confirmaram. Este ano, transcorreu tudo bem, recebemos 110 inscrições e tivemos a participação de 50 expositores, números expressivos que comprovam o prestígio da Exposição de São João com os criadores da raça, ainda mais em um momento de crise como este”, destaca Marcelo Bertoldo Motta,

diretor de equinos da SSEH e um dos organizadores do evento. Ainda de acordo com o dirigente são-joanense, animais de ótimo nível estiveram presentes ao evento. “Nós tivemos a participação de uma tropa de qualidade muito boa, que mereceu elogios dos jurados que comandaram os julgamentos (André Fleury Azevedo Costa e Benedito Carlos da Silva). Além disso, acredito que conseguimos acertar a mão na pista e oferecemos uma boa estrutura aos participantes. Outra novidade deste ano, que o pessoal gostou muito, foi a entrega


Exposições & Copas opas de troféus para os apresentadores dos animais, uma iniciativa que procurou valorizar o trabalho desses importantes profissionais da raça Mangalarga.” Marcelo Bertoldo também destacou a presença de muitas caras novas na mostra deste ano. “Acredito que o fato de São João ter recebido a Exposição Nacional no ano passado e ter sido escolhida para receber a

próxima edição do evento, que é o mais importante do calendário da raça, fez com que o interesse pelo cavalo Mangalarga crescesse em toda a região. Assim, tivemos a presença de pessoas novas na raça tanto entre os expositores como entre o público que acompanhou os julgamentos na Eapic.” Somando 1092,80 pontos, o selecionador Almiro Esteves Junior

Os criadores Renato Junqueira e Mario Barbosa acompanharam os julgamentos.

sagrou-se o Melhor Expositor da raça na Eapic, sendo seguido por Mário Barbosa (302,20 pontos) e Eduardo Henrique Souza de França (278,00 pontos). Além disso, Almiro Esteves Junior foi o Melhor Criador do evento (com 886,40 pontos), sendo novamente seguido por Mário Barbosa (261,60) e Eduardo Henrique Souza de França (252,00).

A marcha característica da raça esteve em destaque na Eapic.

O jurado André Fleury foi o responsável pela análise da marcha dos animais participantes. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

25


Exposições & Copas Expo Unidos pela Mangalarga A Exposição de São João contou ainda com outra importante atração, o 2º Leilão Unidos Pela Mangalarga. Realizado pela SSEH em parceria com a Business Leilões, o remate aconteceu na noite da sexta-feira 14 de julho, com o intuito de gerar recursos para a reforma e modernização do Parque de Exposições José Ruy de Lima Azevedo, recinto que receberá a 39ª Expo Nacional, no próximo mês de setembro.

“O pessoal colaborou muito com esta iniciativa, cujo objetivo é proporcionar uma melhor estrutura para receber os participantes da Nacional. Além dos criadores que gentilmente doaram barrigas e coberturas para o leilão, tivemos uma expressiva participação por parte dos compradores, que tiveram a oportunidade de adquirir uma genética de muita qualidade. Assim, além de dar uma importante contribuição para o mais aguardado evento da raça, o remate também teve um relevante papel de fomento

O jurado Benedito Carlos analisa animal no julgamento de morfologia.

do cavalo Mangalarga na região de São João da Boa Vista”, avaliou Marcelo Bertoldo. Para obter mais informações sobre o Leilão Unidos Pela Mangalarga, que contou também com o apoio da ABCCRM e da RTB Rações, entre em contato com a Business Leilões pelo e-mail atendimento@canalbusiness.com. br. Por sua vez, para conferir os resultados completos da Exposição de São João da Boa Vista, acesse o portal oficial da ABCCRM: www. cavalomangalarga.com.br.

A comunidade mangalarguista prestigiou a mostra sanjoanense.

O Haras A.E.J, de Almiro Esteves, foi o Melhor Expositor do evento. 26

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Exposições E xpo & Copas

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

A Expo Bauru teve a presença de uma tropa de muita qualidade.

44ª GRAND EXPO BAURU

Evento ajudou a colocar a raça novamente em evidência na próspera região de Bauru

A

pós alguns anos de ausência, o Cavalo de Sela Brasileiro voltou a participar em grande estilo de uma das mais importantes feiras agropecuárias do interior paulista, a Grand Expo Bauru. A participação da raça no evento, que este ano chegou à sua 44ª edição, aconteceu no período de 10 a 13 de agosto, incluindo uma série de atrações, como provas hípicas e uma copa de marcha, além dos concorridos julgamentos válidos para o Ranking Mangalarga 2017. Promovida pela Espinhaço Agropecuária e pelo Haras Josilmar, a Exposição de Bauru contou com a participação de 98 animais, expostos por 28 conceituados criatórios da raça Mangalarga. O evento 30

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

contou ainda com a participação dos jurados Marcelo Boaro Júnior, responsável pela análise dos quesitos marcha e dinâmica, e Eduardo Leite Cintra, a quem coube a tarefa de avaliar a morfologia dos exemplares

concorrentes. Segundo José da Silva Martha, o Zezinho, um dos responsáveis pela organização do evento, a Exposição Mangalarga de Bauru superou as expectativas. “O

Os anfitriões José Martha Neto, Silvia Martha e Zezinho Martha.


Exposições & Copas opas número de inscrições, que chegou a 110, nos surpreendeu bastante, principalmente por ser um fim de semana com outro importante evento da raça. Além disso, tivemos uma expressiva participação dos expositores, que prestigiaram nosso evento com uma tropa de muita qualidade.”

Retomada na região De acordo com Zezinho Martha, titular do Haras Josilmar ao lado de seu pai José da Silva Martha Neto, o retorno da raça a Bauru tem uma importância muito grande. “A cidade de Bauru e outros municípios da região, como Botucatu (SP), Lençóis Paulista (SP) e Reginópolis (SP), formaram por muitos anos um importante polo de criação do cavalo Mangalarga. Bauru chegou até mesmo a receber a Exposição Nacional. Entretanto, nos últimos anos a raça perdeu um

Thomas D’Angieri e Rodrigo Novais prestigiaram o evento.

As habilidades funcionais da raça estiveram em destaque.

A pelagem pampa também esteve em destaque em Bauru.

A marcha da raça esteve em destaque na pista bauruense. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

31


Exposições & Copas Expo pouco de força na região, por isso agora estamos procurando reavivar a presença da nossa raça nesta parte do Estado.” O organizador da mostra ressalta ainda que a presença do Mangalarga na Grand Expo Bauru é muito importante. “Esta é uma oportunidade muito boa para mostrarmos as qualidades e a funcionalidade do nosso cavalo em um evento de grande importância e em uma região que hoje concentra

um relevante polo do Quarto de Milha de Trabalho. Além disso, o Mangalarga proporciona um maior prestígio à Grand Expo e ajuda a movimentar o evento tanto em termos de participação de animais como economicamente. Isso tudo fortalece muito a raça e dá um brilho especial ao evento.” Zezinho Martha exalta também a diversificada programação da Exposição Mangalarga de Bauru. Afinal, após o término dos

concorridos julgamentos válidos para o Ranking Mangalarga 2017, a mostra contou com a realização de uma copa de marcha e de disputas hípicas nas modalidades de Seis Balizas e Três Tambores. Além disso, na noite da sexta-feira (11), o Haras Josilmar ofereceu um gostoso jantar de confraternização aos mangalarguistas presentes. Por fim, o organizador da exposição destaca todos os apaixonados pela raça que se dedicaram ao êxito desta mostra que marcou o retorno do Mangalarga a Bauru. “Creio que tudo isso só foi possível graças à dedicação e à união de uma série de pessoas, entre eles meu pai e nossos amigos Geraldo Castro Filho (Gereba), Márcio Mitsuishi e Emiliano Novais e Rodrigo Novais, da Espinhaço Agropecuária.” Para conferir os resultados completos da Exposição Mangalarga de Bauru, visite o portal oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM): www. cavalomangalarga.com.br.

A disputa de Três Tambores foi uma das atrações do evento.

A programação também incluiu uma copa de marcha. 32

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Exposições & Copas Expo

Por Pedro C. Rebouças Foto: Núcleo de Amparo/Arquivo.

11ª COPA DE MARCHA DE AMPARO Evento distribuiu mais de R$ 100 mil de premiação e promoveu uma grande festa para a comunidade mangalarguista O Centro Hípico Hipocampo foi palco, nos dias 04, 05 e 06 de agosto, de dois relevantes eventos do calendário da raça Mangalarga, a 11ª Copa de Marcha e a 2ª Exposição Funcional de Amparo (SP). As disputas, que receberam um total de 88 inscrições, distribuíram mais de R$ 100 mil em premiações. Segundo Marcelo Leite Vasco de Toledo, Diretor do Núcleo Mangalarga de Amparo, entidade responsável pela realização do evento amparense, a programação toda transcorreu muito bem. “Esteve tudo ótimo. Afinal, o Hipocampo recebeu um público excelente e pudemos contar com um ambiente familiar, marcado por muita festa e confraternização. Além disso, o Núcleo procurou fazer tudo para cativar as pessoas que passaram pelo evento, em especial a criançada, que apareceu em grande número e representa o futuro para a nossa raça.” O organizador explica ainda que 34

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

o evento teve disputas emocionantes e, como costumeiramente acontece em Amparo, contou com a presença de uma tropa muito boa, além de ter registrado a participação de expositores dos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. “Este ano a premiação foi um dos principais diferenciais do evento. Cada um dos 13 Campeonatos da Copa de

Marcha contou com uma premiação de R$ 5,5 mil, enquanto a disputa do Cavalo Funcional distribuiu R$ 9 mil em prêmios. Por sua vez, a 1ª Prova Núcleo Feminino de Três Tambores teve uma premiação de R$ 10 mil, mesmo valor dado aos destaques da 1ª Prova República Rural de Seis Balizas. Tudo isso junto superou a casa dos R$ 100 mil.”

Foto: Núcleo de Amparo/Arquivo.

A Copa de Amparo costuma ser prestigiada por um bom público.


Exposições & Copas opas Programação movimentada A Exposição Funcional de Amparo contou ainda com uma movimentada programação social. Na noite da sexta-feira (04), a comunidade mangalarguista pôde desfrutar de um saboroso jantar com o já tradicional carneiro na brasa amparense, acompanhado por uma boa moda de viola. A tarde do sábado (05), por sua vez, abriu um importante espaço para o mercado do Cavalo de Sela Brasileiro. Organizado pela Business Leilões, o 5º Leilão Obras Primas reuniu 280 pessoas e negociou 22 lotes por uma cotação média de R$ 14,2 mil, contando com a presença de compradores dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. Os negócios, entretanto, não pararam por aí. “Como acontece todos os anos, o Núcleo de Amparo também realizou um leilão de coberturas em prol dos eventos que promovemos aqui na região. Desta vez, o remate arrecadou R$ 70 mil com a venda de 20 coberturas. Essa receita, aliás, será toda investida na próxima edição da Copa de Marcha e da Exposição Funcional”, comenta Marcelo Toledo. Retomado oficialmente há cerca de dois anos, o Núcleo de Amparo vem mantendo uma agenda bastante movimentada. Este ano, além da Copa de Marcha e da Exposição Funcional, o grupo promoveu

Foto: Norberto Cândido/Arquivo.

A prova de Três Tambores foi um dos destaques da programação.

também a Exposição Mangalarga de Amparo, realizada no mês de março. Além disso, uma série de importantes leilões foi promovida pelos criadores da região. Ainda na opinião de Marcelo Toledo, a Copa de Amparo veio ao longo desses onze anos agregando cada vez mais pessoas, o que ajudou a competição a se tornar referência no calendário da raça. “Em suas edições mais recentes, o evento ganhou um impulso a mais com a retomada do Núcleo de Amparo, que possibilitou que mais pessoas viessem ajudar na organização. Hoje, temos muitas pessoas envolvidas, todos estão participando e trazendo um novo gás para as nossas atividades. Justamente por isso, acredito que este foi um encontro com uma

animação ímpar, que há muito tempo eu não via”, afirma o dirigente mangalarguista, que também faz questão de elogiar a ótima estrutura oferecida pelo Centro Hípico Hipocampo tanto para o público como para apresentadores, expositores e animais. Em sua décima primeira edição, a Copa de Marcha de Amparo contou com importantes apoiadores, como a Royal Horse, o Núcleo Feminino Mangalarga, a República Rural, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e o Sindicato Rural de Amparo. Para conferir os resultados completos do evento, visite o portal oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga: www.cavalomangalarga.com.br.

Foto: Núcleo de Amparo/Arquivo.

A Família Mangalarga pôde saborear um gostoso carneiro na brasa.

Foto: Francisco Bezerra

O Haras Precioso foi o melhor expositor da 11ª Copa de Amparo. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

35


Exposições E xpo & Copas

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Marcos Romero.

EXPÔ ARAÇATUBA 2017 Raça Mangalarga brilha em evento na Capital Nacional do Boi Gordo

O

Cavalo de Sela Brasileiro esteve novamente entre as principais atrações da Expô Araçatuba (SP). A participação da raça no evento, considerado um dos mais relevantes da pecuária nacional, aconteceu nos dias 14 e 15 de julho, contando com concorridos julgamentos válidos para o Ranking Mangalarga 2017. A programação mangalarguista, além disso, abriu um importante espaço para as provas funcionais, com disputas nas modalidades de Três Tambores, Seis Balizas e Maneabilidade. Organizada pelo Núcleo Mangalarga da Alta Noroeste, com 38

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e do Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran), a mostra da raça aconteceu na pista central do Recinto de Exposições Clibas de Almeida Prado, reunindo 85 animais, expostos por 24 conceituados criatórios da raça, provenientes dos estados de São Paulo e Minas Gerais. A Exposição Mangalarga de Araçatuba contou ainda com a participação da dupla de jurados composta por João Pacheco Galvão de França Filho, responsável pela

análise dos quesitos marcha e dinâmica, e João Batista da Silva Quadros, a quem coube a avaliação da morfologia dos animais participantes.

O Haras CASS sagrou-se Melhor Expositor e Melhor Criador da Expô.


Exposições & Copas opas Evolução constante

Uma tropa de qualidade passou pela análise dos jurados.

Gustavo Lopes entrega premiação a representante do Haras Cintra.

Os cobiçados troféus da mostra na Capital do Boi Gordo.

De acordo com Gustavo Lopes, organizador da exposição e integrante do Núcleo da Alta Noroeste, essa foi a melhor mostra da raça realizada nos últimos anos dentro da Expô Araçatuba. “Esse foi o quarto ano consecutivo em que tive oportunidade de organizar a exposição e, sem dúvida, a mostra deste ano foi a melhor dentre todas essas edições do evento. Ela superou as anteriores tanto em quantidade como em qualidade. Afinal, registramos este ano crescimento tanto no número de expositores como na quantidade de animais que participaram do evento. Além disso, tivemos julgamentos muito concorridos com a participação de uma tropa de ótimo nível, proveniente de criatórios muito conceituados na raça Mangalarga.” O organizador da mostra lembra ainda que o Cavalo de Sela Brasileiro vive um bom momento na Alta Noroeste, com mercado aquecido e uma procura crescente por parte dos usuários. “A nossa região já foi um importante polo de criação do cavalo Mangalarga. Com o passar do tempo, entretanto, a raça acabou perdendo força nesta parte do Estado. Mas, agora, estamos passando por um momento de retomada, com a Alta Noroeste voltando a ter um bom contingente de usuários. Acredito que isto se deve em boa parte ao sucesso da Exposição de Araçatuba, que a cada ano atrai mais interessados pelas qualidades do nosso cavalo.” É importante ressaltar também que o cavalo Mangalarga possui uma longa e produtiva relação com a Expô, feira que está entre as principais do agronegócio paulista e brasileiro. Segundo o Sindicato Rural da Alta Noroeste (Siran), a raça esteve presente a 48 das 58 edições da Expô, frequência que a coloca entre as principais parceiras Setembro, 2017

Revista Mangalarga

39


Exposições & Copas Expo

A comunidade mangalarguista acompanhou os julagamentos.

do evento realizado anualmente em Araçatuba, cidade popularmente conhecida como a “Capital Nacional do Boi Gordo” por conta de sua forte tradição na pecuária. Após os dois dias de atividades, Cassiano Terra Simão somou 1381,00 pontos e sagrou-se o Melhor Expositor da mostra araçatubense, sendo seguido por Roberto Diniz Junqueira Filho (595,50 pontos) e Antonio Carlos Ferreira (554 pontos). Já o ranking de Melhor Criador do evento teve Cassiano Terra Simão na primeira colocação com 933,50 pontos, seguido por Antonio Carlos Ferreira (805,50 pontos) e Geraldo Zinato (454,25 pontos). Para obter mais informações sobre a Expô Araçatuba 2017, visite o endereço eletrônico www. . expoaracatuba.com.br Por sua vez, para conferir os resultados completos da Exposição Mangalarga de Araçatuba, acesse o portal oficial da ABCCRM: www. cavalomangalarga.com.br.

Gustavo Lopes (à esquerda) entrega premiação a participante do evento.

A Expô Araçatuba contou com a presença de 24 expositores. 40

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Exposições & Copas Expo

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Beto Falcão

Os conjuntos mostraram muita habilidade em pista.

2ª EXPO FUNCIONAL DE ORLÂNDIA Evolução no desempenho dos conjuntos que participaram das disputas funcionais foi o ponto alto do evento

A

Fazenda Boa Esperança foi o palco escolhido para receber, no período de 22 a 24 de junho, a 2ª Exposição Funcional de Orlândia (SP). A programação da mostra, promovida pelo Núcleo Mangalarga da Alta Mogiana com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), incluiu ainda a aguardada Copa de Marcha de Orlândia. 42

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Na avaliação do criador Renato Diniz Junqueira, Vice-Presidente Administrativo da ABCCRM e coordenador da mostra orlandina, esta segunda edição do evento foi muito boa. “Creio que este ano aumentou muito o número de participantes da nossa exposição. Nós recebemos mais animais e também tivemos um público maior acompanhando as atividades. No entanto, o que realmente

mais chamou a atenção foi o desempenho dos apresentadores. Afinal, de um modo geral, os peões melhoraram muito, o que fez com que as apresentações fossem mais técnicas e mais bem feitas. Além disso, foi possível notar que eles estão gostando cada vez mais de participar das disputas funcionais, o que faz com que eles se divirtam e fiquem mais envolvidos com a competição.”


Exposições & Copas opas

O desempenho dos participantes mostrou grande evolução.

Papel relevante Renato Diniz Junqueira também destaca a relevância das exposições funcionais, eventos que foram oficialmente integrados ao calendário da raça na temporada passada. “Este tipo de evento permite uma avaliação mais ampla dos animais. Além da marcha, que é muito importante para a nossa raça, podemos observar outras qualidades dos animais, como equilíbrio, temperamento, passo e galope. Enfim, acredito que funcionalidade, andamento e morfologia andam juntos, não são Tradicionais criadores prestigiaram o evento orlandino. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

43


Exposições & Copas Expo

A marcha da raça esteve em destaque em Orlândia.

excludentes.” Para o presidente da ABCCRM, Mário Barbosa, a Exposição Funcional de Orlândia é de suma importância para colocar em evidência o cavalo completo, valorizando a funcionalidade, a marcha e a beleza zootécnica do plantel da raça Mangalarga. “Além disso, ela também desempenha um relevante papel no sentido de honrar a memória e o trabalho de pioneiros da seleção do Mangalarga, como Geraldo Diniz Junqueira e Roberto Diniz Junqueira, criadores que ao longo de suas vidas foram sempre entusiastas do andamento e da função do nosso cavalo”, destaca o dirigente mangalarguista. Conduzido pelo jurado José Rodolfo Brandi, o julgamento da Exposição Funcional contou com a participação de 40 animais, provenientes de 20 conceituados criatórios da raça Mangalarga. Por sua vez, o Campeonato de Maneabilidade teve a presença de 22 expositores e de 50 animais, 44

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

A Expo Funcional teve boa adesão dos criadores da região.

Um bom público acompanhou as atividades na Fazenda Boa Esperança.


Exposições & Copas opas

Jugamento de morfologia durante a mostra de Orlândia.

cuja avaliação ficou a cargo do jurado Marcos Sampaio de Almeida Prado. Por fim, a Copa de Marcha teve a participação de 84 animais, expostos por 31 tradicionais criadores mangalarguistas. Berço da raça Mangalarga, o município de Orlândia vem se destacando cada vez mais como um importante polo de resgate e valorização da marcha e das características funcionais do Cavalo de Sela Brasileiro. Para conferir os resultados completos da 2ª Exposição Funcional e da Copa de Marcha de Orlândia, acesse o portal oficial da ABCCRM: www. cavalomangalarga.com.br. Renato Diniz Junqueira entrega premiação a Mário Barbosa durante o evento da Fazenda Boa Esperança.

Os conjuntos participantes aguardam mais uma etapa do evento. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

45


Exposições & Copas Expo

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Mangalarga Business & Consulting

EXPOSIÇÃO DE JACAREÍ Contando com expressiva participação de proprietários, as provas abertas foram o ponto alto da mostra jacareiense

O

Núcleo Mangalarga da Grande São Paulo promoveu, nos dias 29 e 30 de julho, a Exposição Mangalarga de Jacareí (SP). Realizada nas dependências do Agrocentro, o novo recinto da Fapija (Feira Agropecuária e Industrial de Jacareí), a mostra recebeu 90 inscrições e contou com a participação de 24 conceituados criatórios mangalarguistas. Segundo Marcelo Vegas, presidente do Núcleo e um dos responsáveis pela organização da mostra jacareiense, esta segunda edição do evento foi novamente positiva. “Nós tivemos uma presença muito boa tanto de público como de expositores. Além disso, o evento transcorreu dentro de um ambiente muito agradável e descontraído, da mesma forma que já havia acontecido no ano passado.” O organizador ressalta ainda que as provas abertas realizadas pelo Núcleo foram responsáveis pelo ponto alto da exposição deste ano. “Elas foram muito boas porque, via de regra, os próprios proprietários apresentaram seus cavalos, tanto nas provas de andamento como nas disputas funcionais, de maneabilidade. Além disso, apesar de terem sido muito disputadas e terem contado com boas premiações, as competições transcorreram em um clima muito amistoso. Tanto vencedores como 48

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

A prova aberta de marcha foi um dos destaques da programação.

Muitos proprietários participaram da disputa de maneabilidade.


Exposições & Copas opas perdedores saíram satisfeitos, sem nenhum tipo de ânimo exacerbado.”

Julgamentos coloridos Válida para o Ranking Mangalarga 2017, a Exposição de Jacareí contou com a participação do jurado Emerson Luiz Bartoli, a quem coube a tarefa de analisar tanto a marcha e a dinâmica dos animais participantes como o quesito morfologia. Na opinião de Marcelo Vegas, a mostra jacareiense reuniu uma tropa de altíssima qualidade. “Tivemos em pista vários campeões nacionais e grandes campeões nacionais. O julgamento esteve realmente bem interessante.” Outro fato que chamou atenção na mostra jacareiense foi a expressiva participação de animais de pelagens diferenciadas, o que mostrou a força deste importante segmento da raça nesta região do Estado de São Paulo. Afinal, os julgamentos voltados às pelagens receberam 45 inscrições, igualando o número registrado no julgamento da classe geral. Além disso, 18 expositores prestigiaram os julgamentos de pelagens enquanto 14 expositores participaram do julgamento geral. Após os dois dias de atividades, o Ranking de Melhor Expositor da Exposição de Jacareí foi encabeçado por Paulo Eduardo Corrêa da Costa (1º colocado com 1258 pontos), Geraldo Zinato (2º colocado com 550 pontos) e Rogério Cardoso Rino (3º colocado com 180 pontos). Por sua vez, as três primeiras colocações do Ranking de Melhor Criador foram ocupadas por Paulo Eduardo Corrêa da Costa (1º colocado com 1408 pontos), Geraldo Zinato (2º colocado com 550 pontos) e João Antônio Rodrigues Caldas (3º colocado com 137,50 pontos). O Núcleo da Grande São Paulo preparou ainda uma programação especial para receber a Família Mangalarga nesta nova exposição

A funcionalidade mereceu destaque na mostra de Jacareí.

O “test-drive” fez sucesso entre a garotada.

Mangalarguista participa da prova aberta de função. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

49


Exposições & Copas Expo da raça no recinto da Fapija. Entre as atrações oferecidas estavam diversas opções de alimentação, espaço para entretenimento infantil (Espaço Kids), sorteio de brindes, venda direta de animais e “testdrive” em cavalos da raça para a criançada. Entretanto, vale ressaltar que os organizadores prevêem a realização de alguns ajustes na mostra para a temporada 2018. “Este ano, nós percebemos algumas falhas que pretendemos corrigir na próxima edição do evento. Nós vamos juntar o que teve de mais positivo na primeira edição e o que teve de mais positivo nessa segunda edição. Assim, pretendemos fazer uma festa digna da raça. Para isso, vamos começar desde já a pensar na preparação do evento do próximo ano”, explica Marcelo Vegas. Para conferir os resultados completos da exposição visite o portal oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM): www.cavalomangalarga.com.br. Já para ter mais informações sobre o Núcleo da Grande São Paulo acesse o endereço eletrônico www. nucleograndesp.com.br .

As pelagens diferenciadas tiveram expressiva presença em Jacareí.

A preparação para a próxima edição do evento já foi iniciada.

As atividades reuniram diferentes gerações de mangalarguistas. 50

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Exposições E xpo & Copas

Por Pedro C. Rebouças

Foto: Norberto Cândido/Arquivo ABCCRM.

O evento mostrou as qualidades da raça ao público sul-matogrossense.

EXPOSIÇÃO DE PARANAÍBA

O

Cavalo de Sela Brasileiro esteve entre os destaques da programação de uma das principais feiras agropecuárias do Estado de Mato Grosso do Sul, a Expopar 2017. A participação da raça no evento, que este ano chegou à sua 55ª edição, aconteceu nos dias 01 e 02 de julho, proporcionando ao público da região uma oportunidade ímpar para conhecer a marcha, a funcionalidade e a beleza zootécnica características dos exemplares da raça Mangalarga. 52

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Promovida pelo Núcleo de Criadores da Alta Noroeste, a Exposição Mangalarga de Paranaíba contou com o importante apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e do Sindicato Rural de Paranaíba (SRP). Os julgamentos, por sua vez, aconteceram na pista central do Parque de Exposições Daniel Martins Ferreira e foram válidos para o Ranking Mangalarga 2017. Além disso, contaram com a participação do jurado Antonio

Foto: Sindicato Rural de Paranaíba.

Evento colocou as qualidades da raça em evidência em um importante polo pecuarista da região Centro-Oeste do País

Maurício Galhanone esteve à frente do evento.


A comunidade mangalarguista prestigiou a mostra de Paranaíba. Foto: Maurício Galhanone.

Thomé Filho, responsável pela avaliação dos animais participantes tanto nos quesitos marcha e dinâmica como no item morfologia. Segundo Maurício Corrêa Galhanone, dirigente do Núcleo da Alta Noroeste e um dos organizadores do evento, a mostra sul-mato-grossense teve um caráter mais local, contando com a participação de expositores da região em sua maioria. “A Exposição teve um bom número de participantes. Além disso, foi muito importante por colocar nosso cavalo em destaque em uma região com uma pecuária muito forte.” Galhanone lembrou ainda que a raça é uma tradicional participante da Expopar, estando presente no evento há cerca de 30 anos. “Depois de ter ficado distante por algum tempo, eu voltei a organizar a mostra este ano. Essa, aliás, foi a sexta vez em que fui o responsável pela organização da Exposição de Paranaíba. Acredito que, além de se tratar de uma praça muito boa e interessante para o

Foto: Maurício Galhanone.

Exposições & Copas opas

Foto: Maurício Galhanone.

Os criadores da região fizeram questão de prestigiar a mostra.

Antonio Apreia entrega prêmio à equipe do Haras Cintra. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

53


Exposições & Copas Expo a terceirizar a organização de seus eventos, visando apenas os espetáculos musicais e dando pouca ou nenhuma atenção aos animais, que são a razão de ser de seus eventos. Aqui, é diferente, pois o Sindicato Rural de Paranaíba valoriza e incentiva tanto a pecuária como a equinocultura.” Ainda de acordo com Galhanone, o Mangalarga possui uma sólida presença na região da Alta Noroeste. “Nosso Núcleo é composto por muitos criadores tradicionais da raça. Entre eles,

estão especialmente produtores rurais e pecuaristas da região que tem em comum esta paixão pelo Cavalo de Sela Brasileiro.” Para conferir os resultados completos da Exposição Mangalarga de Paranaíba, visite o portal oficial da ABCCRM: www.cavalomangalarga.com.br. Já para obter mais informações sobre o Núcleo da Alta Noroeste, escreva para o endereço eletrônico: mauricio2383@terra.com.br.

O jurado Antonio Thomé Filho avalia a marcha de um dos concorrentes.

Foto: Maurício Galhanone.

Um ambiente familiar e descontraído marcou a exposição.

Foto: Sindicato Rural de Paranaíba.

Foto: Maurício Galhanone.

nosso cavalo, essa é uma das raras feiras agropecuárias que colocam os expositores e os animais em primeiro plano, proporcionando uma ótima acolhida a todos. O pessoal é muito hospitaleiro, em especial o Antonio Eduardo Apreia, que colaborou muito para que tivéssemos um ótimo evento.” O organizador também fez questão de elogiar o Sindicato Rural de Paranaíba. “As feiras agropecuárias estão cada vez mais limitadas a uma grade de ‘shows’. Muitos sindicatos passaram

O Presidente do Sindicato Rural Nilo Ferraz entrega premiação durante o evento. 54

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Exposições e Copas Expo

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Cauê Costa Hueso

Evento exibiu a marcha da raça para pecuaristas de todo País.

EXPOSIÇÃO MANGALARGA

DE AVARÉ

Mostra colocou as qualidades da raça em evidência dentro da programação de um dos mais importantes eventos da pecuária paulista

O

Parque Fernando Cruz Pimentel recebeu, nos dias 23 e 24 de junho, a Exposição Mangalarga de Avaré (SP). Organizada pelo Núcleo Mangalarga do Oeste Paulista, com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), a mostra colocou a raça em destaque em um dos mais relevantes eventos da pecuária paulista e brasileira, a Exponel 2017. Os julgamentos da mostra mangalarguista, que contaram com a participação de 70 animais expostos por 19 conceituados criatórios da raça, foram conduzidos pelo jurado Benedito Carlos da Silva, a quem coube a tarefa de analisar tanto a marcha e a dinâmica como a morfologia dos participantes. O evento, além

disso, premiou o criador Antonio Carlos Ferreira, titular do Haras ACF, com o troféu transitório “Raul de Almeida Prado” de Melhor Expositor e Melhor Criador da Exposição de Avaré. A programação da mostra abriu espaço também para a funcionalidade do Cavalo de Sela Brasileiro, promovendo

disputas nas modalidades de Três Tambores e Seis Balizas. Além disso, incluiu uma série de atrações para os mangalarguistas presentes, como o tradicional churrasco de confraternização da mostra avareense e um confortável camarote com “open bar” para os criadores, seus amigos e familiares acompanharem os julgamentos.

Os cobiçados troféus da Exposição Mangalarga de Avaré. 56

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


7$1*2'2(),

$OPLUDQWHGR(),

$IURGLWHGR(),

R(),

JRG Q D 7  H G  R m HUDo 3ULPHLUDJ

ZZZKDUDVHILFRP

(QWUHHPFRQWDWR'LUVRQ_FRQWDWR#KDUDVHILFRPEU


Exposições e Copas Expo Ótima estrutura Para o criador Cauê Costa Hueso, dirigente do Núcleo do Oeste Paulista e um dos organizadores da Exposição de Avaré, um dos principais diferenciais do evento foi a ótima infraestrutura oferecida pelo Parque de Exposição Fernando Cruz Pimentel. “Este ano, a raça teve duas ótimas pistas exclusivamente à sua disposição. Uma delas, aliás, era coberta e contava com padrão internacional para a prática da modalidade de rédeas, possuindo inclusive a chancela da National Reining Horse Association (NRHA).” O organizador lembra ainda que a Exposição Mangalarga de Avaré foi novamente uma importante vitrine para o Cavalo de Sela Brasileiro, possibilitando que a raça mostrasse sua marcha, beleza e função entre as principais raças bovinas selecionadas no País e presentes à Exponel 2017. “A mostra deste ano foi novamente um sucesso. Afinal, as 70 vagas disponibilizadas para a raça foram rapidamente preenchidas por

animais de muita qualidade, entre os quais estavam vários campeões nacionais. Tivemos ainda a participação de diversos expositores com apenas um ou dois animais. Isso é muito bom, afinal demonstra que está crescendo a participação de usuários e pequenos criadores nos eventos promovidos pelo Núcleo do Oeste Paulista”, comenta Cauê. O dirigente mangalarguista ressalta também a força do Mangalarga em Avaré e em toda a região. “Eu acredito que o Núcleo do Oeste Paulista é hoje a maior representação regional da ABCCRM, contando com mais de cem criatórios cadastrados. Além disso, os integrantes do núcleo são muito ativos, participando com regularidade tanto das mostras promovidas em nossa região como dos principais eventos da raça realizados pelo País afora.” Além da mostra avareense, o Núcleo do Oeste Paulista é responsável pela realização de outros importantes eventos do calendário mangalarguista, como a Exposição de Itapetininga (SP), a Exposição de Ourinhos (SP) e a

Copa de Marcha de Itu (SP). Para obter mais informações a respeito desta atuante representação regional da raça, escreva para haras4irmaos@uol.com.br. Por sua vez, para conferir os resultados completos da Exposição de Avaré, visite o portal oficial da ABCCRM: www.cavalomangalarga.com.br.

A mostra contou com a participação de animais de 19 expositores.

As pelagens diferenciadas também estiveram em destaque.

Cauê Hueso (1º à direita) recepcionou os mangalarguistas em Avaré. 58

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


) . E . T ( l u z a r a M a Olivia d a Marazul (T.E.)

.E.) X Hebe d Isar da Marazul (T

1º Res.

016

upé MG 2 x a u G e d o ã iç s o p x E Campeã na

Haras RR - AREADO – M.G. | Venda permanente de produtos

Rilton Romano: 35.99921 4794 / Roberto Romano: 35.99212 3553 - cartorioromano@ip3.com.br


Por Antonio C. P. Fonseca (Diretor do Núcleo de Jaú) Foto: arquivo ABCCRM

Exposições & Copas Expo

EXPO JAÚ 2017 Contando com uma grande adesão dos criadores da raça, o evento jauense foi a principal mostra regional da temporada e uma boa prévia para a 39ª Nacional Mangalarga

62

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

participando da Exposição Mangalarga de Jaú 2017, totalizando 156 inscrições, tornando-se assim a maior mostra regional da raça neste ano, sendo superada apenas pela Exposição Brasileira. Iniciados os julgamentos na sexta-feira, dia 11, às 8h, os mesmos transcorreram durante todo o dia, sem intervalo para almoço, adentrando a noite até as 19h15,

logo em seguida, às 20h, teve início o jantar oferecido pelo Núcleo Mangalarga de Jaú. Os julgamentos prosseguiram então no sábado, novamente a partir das 8h, ininterruptamente, terminando às 18h, quando então teve início outro jantar, mais uma vez oferecido pelo Núcleo de Jaú, com um delicioso churrasco, contendo carne bovina, lombo, Foto: Núcleo de Jaú

A

pesar dos percalços e dificuldades que todos nós brasileiros, infelizmente, estamos enfrentando, a Expo Jaú 2017 nos surpreendeu positivamente, graças a Deus. Afinal, o Recinto de Exposições Sebastião Ferraz de Camargo, em Jaú (SP), foi palco mais uma vez de uma grande festa do cavalo Mangalarga, contando com a costumeira parceria e apoio da empresa RTB Rações, de Bariri (SP), a ração que mais cresce no mercado, através de seu proprietário Fernando Barbieri e de sua gerente Majo Calé. Inicialmente programada para ser realizada com 90 animais, à medida que os dias foram se passando, as solicitações de inscrições aumentavam significativamente, a tal ponto de não podermos recusar e então abrirmos vagas até 150 animais. E assim, tivemos 142 animais

Antônio Carlos Pestili recebe a premiação de Espanha ACD (1ª Reservada Campeã de Marcha e 2ª Reservada Campeã Égua Geral).


Exposições & Copas opas

Foto: Núcleo de Jaú

A prova de Três Tambores foi um dos destaques da programação.

Foto: Núcleo de Jaú

O evento jauense reuniu uma tropa de muita qualidade. Foto: Núcleo de Jaú

Francisco Bezerra, do Departamento de Exposições, realizando seu mister com excelência. Neste sentido, agradecemos ainda a todos criadores, expositores, apresentadores, colaboradores dos haras e amigos que direta ou indiretamente participaram e prestigiaram a Expo Jaú 2017, permitindo que realizássemos uma festa maravilhosa. O evento, na verdade, é protagonizado pelos participantes, sendo o promotor do evento mero coadjuvante. Assim sendo, agradecemos a todos vocês e saibam que em Jaú serão sempre recebidos de braços e coração abertos. Grande abraço a todos! Foto: Núcleo de Jaú

linguiça caipira, arroz branco, farofa, vinagrete, bem como saladas tanto de folhas quanto de legumes, além de bebidas. Já no domingo, os julgamentos iniciaram-se às 8h30 e terminaram às 11h30, com uma pausa para almoço. Em seguida tiveram início as provas de baliza e tambor. Referidas provas foram realizadas na pista 2 do Recinto de Exposições e foram bastante concorridas, agitando o público presente que torceu animadamente pelos participantes até as 16h30, colocando então um ponto final na Exposição Mangalarga de Jaú (Expo Jaú 2017). Ressalto aqui, por importante, o trabalho desenvolvido pelo amigo

João Pacheco Filho recebe a premiação de Orca Mangalarga (1ª Reservada Campeã de Marcha e Campeã Égua Sênior Geral). Foto: Núcleo de Jaú

A comunidade mangalarguista prestigiou a mostra de Jaú.

Vista geral da pista de julgamento da Exposição de Jaú. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

63


Exposições & Copas Expo

Por Pedro C. Rebouças

41ª EXPO LINS Foto: Sindicato Rural.

O Cavalo de Sela Brasileiro novamente mostrou sua vitalidade nesta próspera região do interior paulista

Vista geral da pista de julgamento da raça n 41ª Expo Lins.

O

Cavalo de Sela Brasileiro esteve novamente entre os destaques de uma das mais tradicionais feiras agropecuárias do centro-oeste paulista, a Expo Lins. A raça Mangalarga participou do evento nos dias 04 e 05 de agosto, contando com uma ampla programação que incluiu disputadas provas funcionais e concorridos julgamentos válidos para o Ranking Mangalarga 2017. Realizada nas dependências do Recinto José Mauricio Junqueira de Andrade, a Exposição Mangalarga de Lins contou com a participação de 62 animais, expostos por 18 conceituados criatórios mangalarguistas. O evento, além disso, foi conduzido pelo jurado Marcelo Boaro Júnior, a quem coube a tarefa de analisar tanto os quesitos marcha e dinâmica como o item morfologia. 64

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Na opinião de Luis Alfredo Marques, Presidente do Sindicato Rural de Lins e um dos responsáveis pela organização do evento, a mostra mangalarguista transcorreu muito bem. “Foi tudo muito positivo, tivemos um bom número de participantes, animais de excelente qualidade e dois dias de julgamento em um ambiente de muita amizade e animação.” Opinião semelhante apresenta o mangalarguista Fernando Nechar, que também esteve envolvido com a organização da Exposição de Lins. “A mostra deste ano foi muito boa. Apesar da Expo Lins ter acontecido mais cedo este ano, conseguimos nos ajustar ao calendário da raça e promover um bom evento com a presença de animais de qualidade muito boa. Além disso, a programação deste ano também incluiu concorridas

provas funcionais que trouxeram uma dose extra de emoção ao evento e apresentaram as qualidades funcionais do nosso cavalo ao público da região.” Fernanco Nechar destaca ainda que a raça possui uma longa relação tanto com o município como com a própria feira agropecuária de Lins. “Já faz tranquilamente mais de 20 anos que o Mangalarga participa da Expo Lins. Afinal, a região sempre foi muito forte na raça Mangalarga, em especial nas décadas de 1980 e 1990. Além disso, a Expo Lins é uma importante vitrine para a raça, pois reúne um público bastante interessado por cavalos, composto principalmente por fazendeiros e pecuaristas.” Segundo Luis Alfredo Marques, a 41ª edição da Expo Lins foi um grande sucesso. “Hoje, podemos dizer que a Expo Lins é um dos


principais eventos agropecuários do estado de São Paulo. Este ano o evento incluiu em sua programação, além da sempre aguardada mostra da raça Mangalarga, a 24ª Exposição Interestadual do Gado Girolando e a 4ª Exposição Regional do Gir Leiteiro.” Por sua vez, o prefeito de Lins, Edgar de Souza, ressalta a importância da Expo Lins para a economia local e para a divulgação do município. “Ela atrai milhares de pessoas para a nossa cidade, gerando emprego, movimentando o comércio e propagando o nome da cidade para toda região.” A Exposição Mangalarga de Lins foi organizada pelo Sindicato Rural com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e da Prefeitura Municipal de Lins. Para conferir os resultados completos da mostra, acesse o portal oficial www. cavalomangalarga.com.br.

Foto: Arquivo ABCCRM.

Exposições & Copas opas

A região de Lins possui uma longa e forte relação com a Mangalarga.

tes: n e l mais. i e n c x a e e ns são ados d e d g e a t d n As va banco o o d o ,eat e t i s o strita d e r tos. s a e u r c á e a od Raça. ã ç a . s d u Acesso o s d t e o de r mativ e even r % d o 0 f r 5 n i a p s m ailing ok co Partici o M B e d a u g t ngalar s do S a o ç M i v a r t Se a Revis d o t n me Visite nosso site e saiba mais. Recebi

cavalomangalarga.com.br


Panorama Mangalarga Pano

Por Pedro C. Rebouças

DESTAQUE NO ENDURO EQUESTRE

Bom desempenho dos conjuntos mangalarguistas leva exemplares da raça ao topo do Ranking Chevaux Especial Raças

66

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Centro Hípico Catetinho.

A

participação do Cavalo de Sela Brasileiro vem crescendo de forma expressiva no Enduro Equestre. Em São Paulo, como vem sendo amplamente divulgado pelos meios de comunicação da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), está ocorrendo o Circuito de Enduro Mangalarga e Raças Brasileiras. No entanto, se engana quem pensa que a presença mangalarguista na modalidade para por aí. Afinal, no Distrito Federal um animado grupo de jovens vem fazendo bonito nas trilhas do Planalto Central. Segundo o criador e endurista Jorge Eustáquio de Miranda Araújo, a raça tem participado com uma média de dez cavalos em cada prova da modalidade no Distrito Federal, incluindo aí etapas da Copa Chevaux e do Campeonato Brasiliense, além do Campeonato Brasileiro. “Nós costumamos participar de provas de velocidade controlada, para as quais o Mangalarga apresenta uma grande aptidão, conseguindo superar até mesmo os cavalos especialistas no Enduro Equestre. Nessas disputas, o conjunto tem que cumprir o trajeto o mais perto possível do tempo ideal definido pelos organizadores enquanto o cavalo deve apresentar uma rápida recuperação cardíaca, baixando rapidamente seus batimentos.” O endurista esclarece ainda que a maior parte dos cavaleiros participa da categoria com trajeto de 20 quilômetros e velocidade de 12 km/h. No entanto, um grupo de

Os componentes da Equipe Catetinho aguardam o início de mais uma prova.

três cavaleiros mais experimentados no esporte, entre os quais o próprio Jorge, que também é Presidente do Núcleo Mangalarga de Brasília, tem disputado as provas com percurso de 40 quilômetros e velocidade média de 14 km/h. “Nosso trio compõe a Equipe Catetinho, cujas montarias são todas da raça Mangalarga e que vem obtendo bons resultados na modalidade.” Jorge Eustáquio revela ainda que o bom desempenho do Cavalo de Sela Brasileiro no esporte pode ser comprovado pelo Ranking Chevaux Especial Raças, desenvolvido pela empresa organizadora das provas da modalidade no Distrito Federal com o intuito de incentivar a participação de animais das mais diversas raças não especializadas no Enduro Equestre. Na listagem, que computa os resultados de cinquenta animais de cinco diferentes raças nas quatro provas realizadas até

o momento na temporada 2017, o Mangalarga ocupa a primeira colocação com Elma Sparta (45 pontos), originária da seleção de Anastase Panagiotis Bokos, e a segunda colocação com Gazela Catetinho (42 pontos), proveniente da seleção de Marcio Araújo e pertencente ao próprio Jorge Eustáquio. O Ranking, entretanto, ainda não está finalizado, afinal a Chevaux promoverá mais três provas neste semestre. A primeira será em Brasília (DF) no período de 20 a 22 de outubro. A segunda acontecerá em Palmeira (PR) no dia 11 de novembro enquanto a terceira, na capital federal no dia 02 de dezembro. Contudo, a depender da empolgação dos enduristas mangalarguistas e da qualidade de suas montarias, a raça Mangalarga tem tudo para encabeçar esta concorrida disputa.


Joragro do JAÓ Radamés de N.H. x Sapeca WNST 1º Reser. Campeão Potro Menor Pelagem Preta Expo Jaú – SP 2015 Campeão Potro Menor Expo Preto 2016 Campeão Potro Maior Pelagem Preta Exposição Nacional 2016 1º Prêmio Exposição Nacional 2016 Grande Campeão Nacional Pelagem Preta 2016

Venda de cobertura

Matrizes do Rancho Joragro: Sereia RJR – Dakota Touro Sentado e Larissa Bama

Agende sua visita:

ranchojoragro

Fabio de Oliveira Ferreira | Raquel Ferraz de Carvalho

( 15) – 9.9746 - 7411 raquellferraz1@gmail.com Sorocaba - SP.


Panorama Mangalarga Pano

Foto: Equipe Mangabaia.

Por Pedro C. Rebouças

O Circuito Mangalarga de Enduro está em sua primeira edição.

CIRCUITO DE ENDURO

MANGALARGA

Participação da comunidade mangalarguista vem crescendo a cada etapa da competição

O

município paulista de Amparo recebeu, no sábado 22 de julho, a 3ª Copa de Fomento do Instituto Enduro Brasil (IEB). Realizada nas dependências do Centro Hípico Hipocampo, a competição incluiu em sua programação a 2ª Etapa do Circuito de Enduro Mangalarga e Raças Brasileiras. O evento recebeu um total de 53 conjuntos, sendo que 27 deles eram 68

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

representantes da raça Mangalarga. Os mangalarguistas, aliás, tiveram um destacado desempenho, participando de três das quatro categorias em disputa: Velocidade Controlada Iniciante Adulto, Velocidade Controlada Aberta Adulta e Velocidade Controlada Iniciante Jovem. Para o criador Mario Barbosa, participante da prova e Presidente da Associação Brasileira de

Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), entidade que está entre os apoiadores da competição, esta segunda etapa do Circuito Mangalarga de Enduro foi muito bem organizada e contou com locais muito bonitos em seu percurso. Opinião semelhante tem a endurista e criadora da raça Camila Glycerio de Freitas, uma das idealizadoras da competição. “Tudo


Panorama Mangalarga arga

Foto: Divulgação

transcorreu muito bem. A prova do Centro Hípico Hipocampo foi muito bem organizada pelo IEB. Tivemos ainda um dia de clima bom e uma trilha com bonitas paisagens e subidas fortes. Além disso, a grande participação da Mangalarga, cujo número de representantes vem crescendo prova a prova, motivou os organizadores a realizarem uma premiação exclusiva para a raça.”

Destaques da raça

Foto: Divulgação

Mario Barbosa faz o resfriamento de sua montaria durante a prova.

Foto: Divulgação

O primeiro lugar da classe Iniciante Adulto, cujo percurso foi de 15 quilômetros e cujo ritmo indicado era de 08 km/h, foi conquistado pelo conjunto Renato Diniz Junqueira e Regata RJ Boa Vista, que somou 22,89 pontos. Além disso, completaram o pódio desta categoria os conjuntos Mario Barbosa e Branca LA, segundo colocado com 20,98 pontos; Paulo Pacheco Silveira e Átila Mangabaia, terceiro colocado com 20,69 pontos; João Alexandre Pimenta Ferrari e Tainá EM, quarto colocado com 17,98 pontos, e Rodrigo Donizeti de Oliveira e Orca Mangalarga, quinto colocado também com 17,98 pontos. Com um percurso de 20 quilômetros e ritmo de 08 km/h, a classe Aberta Adulta teve o pódio mangalarguista composto pelos seguintes conjuntos: Plínio Savioli Neto e King Mambo da Estiva, na primeira colocação com 26,32 pontos, Cristiano Benzota e Encantada Mangabaia, na segunda posição com 23,68 pontos, e Marcelo Walton e Revista RJ Boa Vista, na terceira colocação com 22,73 pontos. Além disso, ocorreu um quádruplo empate na quarta colocação envolvendo os conjuntos Francisco de Godoy Bueno e Estrela SP da Nani, Renato Diniz Junqueira Filho e Sonata RJ Boa Vista, Artur Renato Araújo da Silva e Euro Mangabaia e Sergio Leite Cintra e

O Presidente da ABCCRM Mario Barbosa com a juíza da Federação Equestre Internacional (FEI) Elizabeth Van Schelle , o Vice-Presidente da ABCCRM Renato Diniz Junqueira e o veterinário Paulo Fasano.

O Presidente do Conselho Deliberativo Técnico Marcelo Toledo e o Vice-Presidente da ABCCRM João Pacheco também estiveram presentes.

Único, todos com 22,73 pontos. A quinta colocação, por sua vez, ficou com o conjunto Camila Glycerio e Eletra Mangabaia, que somou 22,07 pontos. Já a categoria Iniciante Jovem teve como principais destaques

da raça Mangalarga os conjuntos Beatriz Silveira e Gucci Mangabaia, que ficou na primeira colocação com 19,09 pontos, e Natan Rodrigo de Oliveira e Joana JSAP, segundo colocado com 18,65 pontos. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

69


Panorama Mangalarga Pano

Foto: Equipe Mangabaia.

Lourdes, em Jaguariúna (SP), no dia 30 de setembro. Para conferir os resultados completos dessa segunda etapa, assim como para obter mais informações sobre a 3ª Copa de Fomento, acesse o portal www. institutoendurobrasil.com.br.

Foto: Divulgação

O contato com os equinos é um dos diferenciais do enduro.

Renato Diniz Junqueira na pausa para resfriar sua montaria. Foto: Equipe Mangabaia.

Na opinião de Camila Glycerio, o desempenho da tropa da raça Mangalarga vem melhorando a cada etapa da competição. “Os mangalarguistas estão se acostumando ao ritmo da competição e entendendo melhor como ela funciona. Dessa maneira, eles têm conseguido ter uma melhor performance ao longo do trajeto e estão cada vez mais interessados em participar.” Já Mario Barbosa lembra que costumava participar, na companhia de seus filhos, das Copas de Enduro Banespa, realizadas durante as décadas de 1980 e 1990. “Essas disputas eram muito divertidas e congregavam a família em torno do cavalo Mangalarga, porém os enduros foram migrando para os percursos de 80 e 120 quilômetros e tornaram-se muito profissionais. Agora, o IEB está voltando a promover percursos pequenos e médios, o que é muito bom para atrair os usuários que não são profissionais e gostam de montar com a família e apreciar a beleza da natureza. Dessa forma, conclamo todos a colocarem o pé no estribo e também participarem dessas provas, usufruindo do prazer de cavalgar em um Mangalarga.” A 3ª Copa de Fomento do Instituto Enduro Brasil e o Circuito de Enduro Mangalarga e Raças

Brasileiras têm mais duas etapas agendadas para os próximos meses. No dia 21 de agosto, o Hotel Fazenda Dona Carolina, localizado em Itatiba (SP), será a sede da terceira etapa da competição. Por sua vez, a quarta etapa da disputa acontecerá na Fazenda Nossa Senhora de

Foto: Equipe Mangabaia.

Usufruindo do Mangalarga

O “vet-check” é parte importante da prova de enduro. 70

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

O desempenho dos conjuntos mangalarguistas vem melhorando progressivamente.


Panorama Mangalarga Pano

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Marina Vicentin.

2º FESTIVAL DO CAVALO DE VINHEDO O Cavalo de Sela Brasileiro encantou o público que acompanhou as atividades deste diferenciado evento multi-raças

O

Mangalarga esteve entre os principais destaques da segunda edição do Festival do Cavalo de Vinhedo (SP). O evento, realizado nos dias 11, 12 e 13 de agosto, no Parque da Festa da Uva, contou com a participação de diversas raças de equinos e foi palco de apresentações equestres, provas hípicas, poeirão e palestras com conceituados especialistas, além de concorridos espetáculos musicais. De acordo com Marcos Ferraz, responsável pela organização do evento ao lado de Carlos Eduardo 72

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Purchio, o Mangalarga esteve representado no evento por um plantel de muita qualidade, que chamou a atenção do público que passou pelo festival ao longo dos três dias de atividades. “Muitas pessoas ficaram surpresas com o bom nível da tropa. Sem dúvida, esta foi uma ótima oportunidade para as pessoas conhecerem melhor as qualidades do Mangalarga e para certos paradigmas que ainda cercam a raça serem quebrados. Creio que eventos como este são muito importantes para atrair mais

usuários e fortalecer a base da pirâmide de criadores.” O mangalarguista Carlos Eduardo Purchio, por sua vez, destaca a importância de iniciativas como o Festival do Cavalo. “Eventos como este são muito importantes, pois proporcionam uma grande visibilidade para o Mangalarga ao mesmo tempo em que permitem que um público novo se aproxime do nosso cavalo, composto tanto por pessoas que têm a oportunidade de entrar em contato com equinos pela primeira vez como por adeptos de


Panorama Mangalarga arga outras raças que têm a oportunidade de conhecer melhor as qualidades que fazem do Mangalarga o Cavalo de Sela Brasileiro. Purchio ressalta também outra relevante função do festival para a raça Mangalarga. “Esse é um gênero de evento mais popular, com inscrições mais acessíveis e premiações atraentes, cujas provas atraem muitos usuários e pequenos criadores, pessoas que normalmente não tem a estrutura necessária para participar de uma exposição oficial mas têm muita disposição para participar de uma prova como esta. Dessa maneira, o Festival de Vinhedo abre um novo segmento de mercado para a raça, permitindo especialmente a comercialização daqueles machos que não são aproveitados na reprodução e por isso acabam sendo castrados e muitas vezes ficam sem serem aproveitados nos seus criatórios de origem.”

Marcos Ferraz, Luís Fernando Sianga, Carlos Eduardo Purchio, Luis Opice, Flávia Raucci, André Fleury, Fernando Tardioli e José Mateus Ribeiro.

Reserva Mangalarga A programação do Festival do Cavalo de Vinhedo ofereceu atrações para os mais diferentes gostos. Entre as provas hípicas disputadas no Parque da Festa da Uva, estavam modalidades como Salto, Ranch Sorting, Três Tambores e Maneabilidade. O Poeirão, por sua vez, foi conduzido pela dupla de jurados composta por André Fleury e José Mateus Ribeiro e teve uma série de concorridas categorias em disputa: Muares Dentes de Leite Marchador, Muares Adulto Marchador, Muares Marcha Diagonal, Éguas Marcha Picada, Cavalos Marcha Picada, Éguas Marcha Batida, Éguas Marcha Diagonal, Cavalos Marcha Batida e Cavalos Marcha Diagonal. Além disso, o programa do evento incluiu as sempre aguardadas provas sociais (Patrão, Patroa e Infantil) e uma disputa especialmente voltada ao

A Boutique Mangalarga marcou presença no Festival do Cavalo.

O casal Mariliza e Gabriel Junqueira de Andrade prestigiou o evento. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

73


Panorama Mangalarga Pano Cavalo de Sela Brasileiro, a Reserva Mangalarga. Contando exclusivamente com a participação de animais registrados na Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), a Reserva Mangalarga teve como principais destaques na categoria voltada aos cavalos os seguintes conjuntos: Lucas Augusto com Louvado (1º lugar), Rogério Toledo com Kojak do H.I.C. (2º), Álvaro Silva com Perino (3º) e Luís Carlos com Zimbábue (4º). Já a categoria voltada às éguas premiou os seguintes conjuntos: Fernando Tardioli com Langkawi da Tarlim (1º), Heraldo Zampa com Amanda (2º) e Orlando Marcelo com Rafaela (3º). O organizador Carlos Eduardo Purchio destaca ainda a expressiva participação dos animais da raça nas provas abertas do Poeirão. Afinal, 14 machos participaram da categoria Cavalos de Marcha Diagonal, enquanto 12 fêmeas marcaram presença na classe de Éguas de Marcha Diagonal. Purchio, além disso, ressalta o importante apoio dado ao evento pela ABCCRM. “A Associação, além de ter enviado a Boutique Mangalarga para prestigiar o evento, doou os troféus para as

disputas envolvendo animais da raça. Creio que esta parceria foi muito importante para levar a raça a um número maior de pessoas em nossa região.” O Festival incluiu ainda uma variada programação musical, cujas apresentações se estenderam ao longo dos três dias de evento. Entre

os músicos que se apresentaram no evento, estavam Marcos Paiva e Jota Ferraz, Wemerson e Miguel, Márcio Baruc, Ruy Maia, Kaíque e Felipe, Som da Roça e Marcos Rodrigues, além da dupla Zé Henrique e Gabriel, responsável pela principal apresentação do evento, realizada na noite da sexta-feira (11).

Os jurados André Fleury e José Mateus Ribeiro conduziram os julgamentos.

Luís Fernando Sianga, Flávia Raucci e Fernando Tardioli estiveram acompanhando as atividades em Vinhedo.

A pelagem pampa também fez bonito na pista de julgamento. 74

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Participantes aguardam o resultado da categoria Reserva Mangalarga.


Panorama Mangalarga Pano

Por Pedro C. Rebouças

RAFAEL TOLOI

Fotos: Divulgação

Apaixonado pela raça Mangalarga, o consagrado zagueiro da Atalanta sonha em ampliar sua criação e participar de provas e copas de marcha

A

pós uma ótima temporada no futebol europeu, o jogador Rafael Toloi está de volta ao Brasil para desfrutar de um merecido período de férias em sua cidade natal no interior de Mato Grosso. Durante estes dias, além de aproveitar agradáveis momentos com a família e os amigos, o zagueiro da Atalanta, equipe da primeira divisão do Campeonato Italiano, irá aproveitar para curtir também um de seus passatempos favoritos, as cavalgadas com seus cavalos da raça Mangalarga. O jogador, com bem-sucedidas passagens pelos times do Goiás, São Paulo e Roma, conta que sua ligação com os equinos teve início muito cedo. “Na minha infância, por ser de uma cidade pequena no interior, 76

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Alguns dos animais do jogador vistos no piquete pelo para-brisa da caminhonete.


Panorama Mangalarga arga

O zagueiro Rafael Toloi disputará a Liga Europa pela Atalanta.

sempre convivi com os animais e sempre gostei de andar a cavalo.” Rafael Toloi explica ainda que diversos fatores o levaram a se apaixonar pela raça e a adquirir seus primeiros animais. “As qualidades do Mangalarga são tantas, mas o grande diferencial no meu modo de ver é realmente seu andamento, sua marcha. Meu primeiro Mangalarga foi a Ultra do EFI. Tenho um carinho especial por ela, por ser a primeira, mas também por toda sua beleza e docilidade. Trata-se de um animal fantástico que me faz sentir orgulho por tê-la adquirido! Além disso, recentemente adquiri mais dois exemplares da raça, Amore Três Rios e Itapeva Três Rios.” O zagueiro da Atalanta revela que seus animais ficam em sua cidade natal no interior do Mato Grosso. “Ali moram meus pais,

O mangalarguista Rafael Toloi em ação pela equipe italiana da Atalanta.

temos nossa propriedade e criamos nossos cavalos, além de outros animais. Hoje, eu ainda tenho poucos animais. Afinal, morando fora do Brasil e sem poder estar sempre presente, fica difícil. Espero um dia ter um bom plantel e ter meu Haras, mas no momento estou criando poucos animais apenas por amor e também para não dar muito trabalho para o meu pai, que também é apaixonado por cavalos e cuida de todos com muito amor!” Ainda segundo o consagrado defensor, as cavalgadas e a lida na fazenda são atualmente as atividades preferidas da família com seus Mangalargas. “Por estar longe e concentrado no futebol, fica difícil participar de provas funcionais e copas de marcha, mas não que isso não seja um de meus objetivos para o futuro”, explica Toloi.

O craque da Atalanta dá dicas de montaria a sua filha de dois anos também apaixonada por cavalos. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

77


Panorama Mangalarga Pano

Durante as férias, o jogador aproveita para cavalgar pela propriedade da família no Mato Grosso.

Forte ligação O futebolista destaca ainda a forte ligação de toda sua família com o universo dos cavalos. “Criar cavalos não é fácil e estando longe e sem poder dar um suporte melhor ao meu pai é ainda mais difícil, mas nós crescemos amando esses animais. Hoje, minha filha de dois anos já é apaixonada por cavalos. Ela sempre me pede pra irmos vêlos e pergunta quando vamos na casa do vovô, porque sabe que lá estão os cavalos. Então isso não tem preço. Na minha família existem muitas pessoas que possuem cavalos, só que elas os utilizam mais para a lida, para o trabalho diário, eu pretendo ser o primeiro a utilizálos para provas e copas.” Aos 26 anos, Rafael Toloi é um jogador ainda jovem. No entanto, já possui uma longa e sólida trajetória no esporte mais popular do País. “Minha carreira começou bem cedo, com 13 anos fui para Goiânia, para jogar no Goiás. Não foi fácil, pois 78

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

meus pais não puderam ir comigo, então eu morava sozinho e para uma criança sair de uma cidade do interior e ir para a capital para morar sozinho era um pouco complicado. Mas, mesmo com a distância, meus pais sempre estiveram presentes e me deram todo o suporte para eu realizar meu sonho!” No Goiás, clube que o formou e pelo qual tem um carinho especial, Toloi sagrou-se bi-campeão goiano. “Também passei pelas categorias de base da Seleção Brasileira, depois fui para o São Paulo, uma grande equipe na qual tive a felicidade de ser campeão da Copa SulAmericana de 2012. Joguei ainda na Roma, onde tive uma passagem por empréstimo, e atualmente jogo na Atalanta, da cidade italiana de Bérgamo, equipe com a qual conquistamos a classificação para a Liga Europa, um feito que não acontecia há 26 anos.” Toloi revela que sente a ausência de muitas coisas de sua vida em solo brasileiro. “Do que eu mais sinto

falta no Brasil é da minha família, dos meus amigos, da simplicidade do interior, do sítio, de pescar e dos meus cavalos!” No entanto, ele também destaca que está vivendo uma rica experiência no Velho Mundo. “Sempre foi um sonho meu jogar no futebol italiano. Eu, minha esposa e minha filha gostamos muito de viver aqui, em uma cidade linda e em um país maravilhoso, mas nada tira do meu coração a vontade de voltar para o Brasil. Voltar para minha cidade no interior e poder ter condições de ter meu haras e criar meus Mangalargas, este é meu objetivo para o futuro.” Por enquanto, no entanto, o jogador pensa em permanecer na Europa pelo maior tempo possível. “Tenho um contrato longo e depois dessa nossa temporada, na qual conquistamos a classificação para jogar a ‘Europa League’, estão surgindo grandes expectativas e coisas boas podem acontecer para o futuro.”


Panorama Mangalarga Pano

Por Pedro C. Rebouças Fotos do acervo pessoal.

RENOVAÇÃO CONSTANTE Jovens criadores, como Eduardo Perrenoud, trazem à raça muito entusiasmo e uma arrojada forma de enxergar a seleção de cavalos

O

bom momento vivido pelo Cavalo de Sela Brasileiro tem aumentado expressivamente o interesse pela raça. Dessa forma, a Mangalarga vem ganhando muitos novos adeptos nos mais diferentes pontos do País. Entre eles estão jovens usuários e criadores com uma maneira própria de encarar a criação de equinos. Um bom exemplo é Eduardo Perrenoud, um jovem e bemsucedido executivo que encontrou no convívio com a raça uma maneira de unir a família e aliviar as tensões da vida profissional. Isso tudo sem perder de vista o objetivo de desenvolver, a médio e longo prazo, uma seleção criteriosa na qual as boas práticas trazidas do mundo corporativo estejam em sintonia com o conhecimento adquirido no convívio com criadores e profissionais que ocupam lugar de destaque no universo do cavalo Mangalarga. Perrenoud, aliás, revela que sua vivência de jovem executivo de uma grande empresa o auxilia muito no trabalho de criação. “Acredito que algumas boas práticas do mundo corporativo, somadas à minha formação (Administração e MBA em Finanças) e à experiência vivida em áreas comerciais e com planejamento estratégico, relacionamento com clientes e inteligência de mercado, estão presentes no dia a dia da minha criação. Dessa maneira, destaco como ponto forte a parte do 80

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Eduardo Perrenoud (à direita) com Wladimir de Mello no dia em que ganhou a potra Salsa da Malagueta, em 2013.

planejamento anual e de três anos com metas baseadas na sigla em inglês SMART (S-Específico, M-Mensurável, A-Atingível, RRelevante e T-Temporal) e com foco na composição do plantel, exposições, compras e vendas de animais, investimentos de infraestrutura, ‘benchmarking’ e grupos de trocas de boas práticas.” Além disso, o novo criador destaca a importância da convivência e aprendizado com aqueles que são mais experientes

na seleção do cavalo Mangalarga. “Considero-me um privilegiado, pois em quatro anos formei um círculo de amizades que inclui criadores grandes e pequenos, profissionais de treinamento, técnicos e até pessoas que trabalham mais próximas da Associação. Assim, a riqueza dos ensinamentos, a disponibilidade em ajudar, os aprendizados compartilhados e vividos por eles no passado servem para eu nortear a construção de um futuro mais assertivo dentro


Panorama Mangalarga arga da raça. Priorizando, por exemplo, éguas alazãs com boa carga de qualidade genética e baixa heterose, animais diferenciados na pelagem pampa e preta, com base no sangue de alguns ícones da raça em suas pelagens, como Hércules da Janga, Birmânia do Cedro Alto, Remido da Malagueta, Regalo JO, Monteblanco do PEC, Triunfo do Urso Branco e Triunfo Três Rios, entre outros. Dessa maneira, acho importante destacar e agradecer um seleto grupo fundamental na minha trajetória: Wladimir de Mello (Malagueta), Ana Heloísa Arruda (Técnica), Lucimara Ribeiro, Amauri A. da Cruz (Hípica A.R.), Marisa Iorio (Haras Lagoinha), Flávia Raucci (Haras Três Rios), Jonas Montezel (Haras Urso Branco), Tidão Sampaio, Alexandre Mesquita e André Lisboa (Riacho das Pedras), Fabiano De Luccia (Haras DL) e Lucas Schiavi (Haras da Chave).”

Montando Guararema do PEC, Eduardo Perrenoud passeia por São Pedro na companhia da filha Luíse.

Paixão antiga O jovem mangalarguista conta ainda que sua paixão pelos cavalos é antiga e vem desde a infância. “Meu pai sempre gostou de cavalos, tanto é que tenho fotos montando com ele desde meu primeiro ano de idade, mas foi aos nove anos que ganhei meu primeiro animal: uma égua mestiça de Mangalarga, de pelagem tordilha, chamada Princesa. Foi na época da construção da nossa

chácara em São Pedro (SP), onde fica hoje o meu pequeno criatório. No entanto, eu abandonei as cavalgadas e passeios quando completei 18 anos, graças à chegada da carteira de motorista. Só retomei essas atividades em meados de 2013, 14 anos depois, quando voltei de uma viagem de férias e, por orientação médica, fui buscar um hobby para ajudar a combater o estresse do mundo corporativo. Foi aí que comprei meu primeiro animal, um garanhão chamado Curioso JES. A escolha pelo Mangalarga se deu pela paixão que tenho pela beleza morfológica da raça e também pela comodidade na sela para passear com minhas filhas. Mas o ‘apetite’ de criar a raça se deu após conhecer o Wladimir Alvares de Mello em uma reunião de trabalho, quando ele me convidou para conhecer seu plantel em sua fazenda, a Malagueta. Durante esta visita, em 29 de julho de 2013, ele me presenteou com uma potra alazã salpicada (Salsa da Malagueta) como ‘bom princípio’ de criação. Esta recordação me traz muita emoção”, relembra Perrenoud com muita alegria. O novo criador revela que mantém seus oito animais na chácara da família em São Pedro, município localizado na região de Piracicaba, no interior paulista. A propriedade, aliás, ganhou recentemente o nome de Rancho LuBiaPe, em homenagem a suas duas filhas Luíse (nove anos) e Beatriz (um ano). Além disso, o Sufixo LBP foi o escolhido para identificar os animais nascidos no criatório. Eduardo Perrenoud tem, aliás, um perfil ideal de animal para compor seu plantel. “Sou apaixonado por pelagem e também adoro comodidade com a movimentação progressiva e resistência para cavalgar. Agora estou entrando mais forte na função, por enquanto treinando com a ajuda da tropa do Haras Urso

Branco do Seu Jonas Montezel e com apoio do Tidão Sampaio, mas já tenho três potros que em um período de dois a três anos entrarão muito forte nas pistas e na função.” Além disso, o criatório possui alguns animais que se sobressaem no plantel. “Hoje, temos quatro destaques principais, começando pela égua Luxeza WRP, uma pampa filha do Safari da Janga e que está prontíssima para a disputa da Nacional. Como sucessora, destaco a Guararema do PEC, uma pampa filha do Regalo JO e neta do Monteblanco do PEC, muito bruta e que vem demonstrando andamento ímpar na sua doma e potencial garantido como matriz. Já com foco no futuro, destaco o potro alazão Reunido da Malagueta, filho do Remido da Malagueta e neto do Topázio JO, um animal com muita estrutura que tenho certeza que vai ser forte na função, e a potra de pelagem preta Úrsula do Urso Branco, filha do Tucson e neta do Triunfo, ambos do mesmo criatório, uma beleza preta com qualidade acima da média.” O Rancho LuBiaPe também pretende em breve estar presente às mais distintas atividades típicas da raça Mangalarga, como exposições, copas de marcha, disputas funcionais e cavalgadas. “O plano para 2017 é garantir um animal competitivo na Exposição Nacional, que ocorre em setembro, e gerar o primeiro produto com meu sufixo. Já para 2018 o plano é outro animal na Expo Nacional, um animal em provas de função e dois produtos com sufixo. Mirando 2019, o plano compreende dois animais na Expo Nacional, dois animais em provas de função e mais dois produtos com sufixo”, ressalta Eduardo Perrenoud, lembrando ainda que ele próprio pretende participar de algumas das provas da 39ª Nacional. “Em 2016, eu estive na Nacional de muletas e recém operado da reconstrução de ligamentos no tornozelo esquerdo, Setembro, 2017

Revista Mangalarga

81


Panorama Mangalarga Pano já este ano estou treinando com o apoio do ‘Seu’ Jonas para ‘brincar’ na função, em alguma prova do patrão ou algo do gênero.” Por fim, o titular do Rancho LuBiaPe afirma que o convívio com o cavalo Mangalarga foi muito positivo para ele e seus familiares. “A família respira comigo o Mangalarga: participam ativamente na minha criação, em visitas a outros criadores, leilões e exposições. O Mangalarga uniu a minha família e, hoje, a minha esposa e nossas duas filhas montam com alguma frequência. Um exemplo é minha filha de um ano e meio que acorda próximo das sete horas já chamando os cavalos pelo nome e pedindo para ir para as cocheiras. Por sua vez, a mais velha, de 9 anos, já fez aulas de equitação e adora participar das cavalgadas”, conclui com satisfação e cheio de entusiasmo este jovem e promissor criador da raça.

Eduardo, Luíse e Amauri recebem de Luiz C. Sutherland (à esquerda) a premiação da Reservada Campeã Luxeza WRP, na Expo Amparo 2016.

NOVOS ASSOCIADOS Confira quem são os novos integrantes da Família Mangalarga, que continua a ganhar adeptos nas cinco regiões do País Novos Associados do mês de julho Aline Silva Gomes - Almenara/MG Ana Luiza Faria Coutinho Pouso Alegre/MG André N. Ferraz de Carvalho e Silva Socorro/SP Artur Carlos Corradi - Caculé/BA Ataide Raul Schunck - Gravataí/RS Clayton Cônsolo - Peruíbe/SP Edmilson Augusto Ferrari Mendes Caldas/MG Fabiano José da Silva - Barbacena/MG Mateus Henrique Pereira Pizzoli – São José do Rio Pardo/SP Manoel Pimenta Murad Munair Capelinha/MG Raimundo Nilson de Bem - Jaú/SP 82

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Robson Diego Moisés - Poço Fundo/MG Vinicius Tadeu Maia Jorge - Ourinhos/SP

Renan Urias Pereira - Resende/RJ Sérgio Napoleão Poeta II - A Definir Talita de Oliveira Muzzi - São Roque/SP

Novos Associados do mês de agosto Ana Claudia Vasques Maia Vilefort Brumadinho/MG Carlos Eduardo Baseio - Mogi-Mirim/SP Carlos José Cazac Gomes - São Paulo/SP Celso Herminio Ferraz Picado Guaíra/SP Fábio Barbeitos Teixeira São João da Boa Vista/SP Fábio Santos Matsumoto - Potim/SP Gunnar Brandão Prado Pinheiro Joanópolis/SP Leonardo Gabana - Itajobi/SP Lúcio Henrique Inocêncio - Ipuiúna/MG

Thiago Lins de Faria - Rio Real/BA Thyago Quinto Gomes Santa Bárbara d’Oeste/SP Paulo Sérgio de Medeiros - São João Batista do Glória/MG Luís Sidnei Remédio - Araras/SP Associados reintegrados em agosto Cassio Ramalho da Silva - Naviraí/MS Paulo Adami Carletto - Serra Preta/BA Rodrigo Pedrosa Sampaio Novais Botucatu/SP


Haras H aras em destaque

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Márcio Mitsuishi.

HARAS DINO O jovem criatório vem investindo de forma criteriosa para formar um plantel de qualidade e desenvolver uma sólida seleção

L

ocalizado no município paulista de Quadra, o Haras Dino é hoje a casa de animais de grande relevância na raça Mangalarga, como o consagrado garanhão Xilindró da Nata, que conseguiu a façanha de sagrarse Grande Campeão Nacional de Andamento e Grande Campeão Nacional Cavalo, na Exposição Nacional de 2005. O plantel do criatório comandado pelo empresário Felipe Hamilton Loureiro conta ainda com dois dos destaques da 38ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga: Franco do PEC, eleito Grande Campeão Nacional Potro Pampa 2016, e Jornada do H.I.C., que conquistou os cobiçados títulos de Grande Campeã Nacional Égua Preta ou Zaina 2016 e 1ª Reservada Grande Campeã Nacional de Marcha Égua Preta ou Zaina 2016. Além disso, o time de pista do haras 84

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

inclui outros jovens e promissores animais, como a premiada fêmea Espanha ACF e o premiado macho Folião ACF. Por sua vez, o time de matrizes do criatório possui uma inquestionável qualidade, contando com nomes como Belize do PEC, Ximbica OJC, Theresa

da Araxá e Bianca OJC. Com toda esta qualidade genética, somada à boa infraestrutura oferecida aos animais e a uma equipe formada por competentes colaboradores, o criatório quadrense deve apresentar em breve nas pistas da raça uma promissora geração de produtos com o sufixo FES.

Felipe Hamilton Loureiro (ao centro) recebe prêmio conquistado pelo Haras Dino.


Haras em destaque aq que Andamento e temperamento A seleção desenvolvida pelo Haras Dino segue parâmetros criteriosos. De acordo com Felipe Hamilton Loureiro, o andamento é a principal característica buscada nos animais que compõem a tropa do criatório. Além disso, outra qualidade que é muito valorizada pelo criador é o temperamento. Afinal, esses são atributos essenciais para quem almeja ter um bom cavalo de sela, capaz de desempenhar as diversas funções típicas da raça Mangalarga. As cavalgadas, aliás, destacamse entre as atividades preferidas do criador, justamente por proporcionarem saudáveis oportunidades de convivência com a família e os amigos, com a natureza e com o cavalo Mangalarga. “Além de proporcionarem agradáveis momentos de lazer, esses passeios também nos ajudam a conhecer melhor e a avaliar as qualidades dos nossos animais”, comenta Loureiro. O titular do Haras Dino ressalta ainda que gosta muito de participar das exposições e copas de marcha que integram o calendário da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM). “Esse tipo de evento é muito importante pois nos ajuda a ter uma referência mais clara do que se busca na raça. Além disso, podemos ver o que vem sendo feito nos outros criatórios e ter um rico intercâmbio de ideias com mangalarguistas das mais diferentes regiões do País.”

A premiada égua preta Jornada do H.I.C. é apresentada na Expo Brasileira 2017.

O Haras Dino teve participação de destaque na Expo Brasileira 2017.

Felipe Hamilton Loureiro recebe o troféu do Grande Campeão Nacional Potro Pampa Franco do PEC. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

85


Haras H ara as em destaque Paixão antiga A ligação de Felipe Loureiro com o universo equestre teve início muito cedo. Aos três anos de idade, ele costumava frequentar o sítio de seu pai no município de Morro Azul, no Estado do Rio de Janeiro. Foi lá, aliás, que ele começou a fazer seus primeiros passeios a cavalo, montando na égua Boneca, adquirida por seu pai para o lazer da família. Mas foi só um bom tempo mais tarde, já adulto, que a paixão pelo Cavalo de Sela Brasileiro o levou a começar a criar. “Quando conheci melhor a Mangalarga, eu me encantei com o seu andamento, com a facilidade de conduzir os animais e com a versatilidade dos exemplares da raça, qualidade essa que permite ao usuário tanto cavalgar como praticar esporte e trabalhar na lida no dia a dia. Assim, em 1985, comecei minha primeira criação. Criei por dez anos e acabei parando. Mas recentemente adquiri a Belize do PEC, que foi o animal que me motivou a voltar a criar. Logo em seguida, vieram o Franco do PEC e claro o Xilindró da Nata, cavalo com andamento excepcional, temperamento ímpar e uma morfologia invejável. Depois, começamos a investir em boas matrizes e a desenvolver um sólido projeto de seleção para o nosso criatório”, conta Felipe Loureiro. O criador destaca ainda a forte união que os cavalos trouxeram para sua família. “O Mangalarga nos aproximou ainda mais. Hoje, minha esposa Simone me dá um grande apoio no comando do criatório. Além disso, nossas mães e filhos também gostam de participar e acompanhar a criação. E o nosso neto Eduardo, de quatro anos de idade, vem se afeiçoando cada vez mais aos animais e já vive este mundo puro e saudável proporcionado pelos cavalos.” Agora, Felipe Loureiro e família 86

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Vista geral da pista e das instalações do Haras Dino.

aguardam ansiosamente pelos nascimentos da nova geração de potros do Haras Dino, animais que esperam em um futuro próximo ver brilhar nas pistas de julgamento da raça Mangalarga. Para obter informações adici-

onais sobre a seleção FES, visite o portal www.harasdino.com.br ou entre em contato com o titular do criatório pelo endereço eletrônico harasdino@harasdino.com.br ou pelos telefones (11) 2816-7173 e (11) 99670-4214.

O premiado reprodutor Xilindró da Nata é o principal destaque do plantel.


Território Cavalgada Territ

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Divulgação.

1ª CAVALGADA DO

HARAS SIDERGIL Passeio percorreu as belas paisagens da região de Castanhal, no interior paraense A 1ª Cavalgada da Fazenda e Haras Sidergil proporcionou à comunidade mangalarguista do Pará um agradável momento de descontração e de convívio com o Cavalo de Sela Brasileiro. O passeio, promovido pelo criador Ubiratan Lessa Novelino, titular da tropa UN, aconteceu nos arredores da propriedade anfitriã, localizada no município de Castanhal (PA), na manhã do domingo 02 de julho. Segundo o criador Almir Campos, um dos participantes da cavalgada, o passeio teve um percurso de 12 quilômetros com uma parada estratégica no meio do caminho para os animais beberem água e se refrescarem e para os participantes recuperarem a energia com um saboroso lanche. “Nós percorremos trilhas e áreas de pasto pelas belas paisagens castanhalenses. Além disso, tivemos oportunidade de atravessar alguns riachos. Foi, enfim, um dia muito agradável com tudo transcorrendo da melhor forma possível. Campos destaca ainda a

A cavalgada teve a participação de 18 conjuntos mangalarguistas. 88

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Um ambiente de amizade e descontração marcou o passeio.

expressiva adesão ao evento por parte dos criadores da região. “Nosso grupo foi formado por 18 cavaleiros, todos, aliás, montando cavalos da raça Mangalarga. Além disso, entre os participantes da cavalgada estavam os titulares de conceituados criatórios paraenses, como o Haras AC Mangalarga, o Haras Sagra e o Haras Amaflor, além é claro dos anfitriões do Haras Sidergil. Todos eles acompanhados por suas esposas e filhos, o que proporcionou um ambiente familiar e descontraído ao passeio”, destaca Almir Campos. Localizado na região metropolitana de Belém (PA), o município de Castanhal concentra um expressivo número de criadores da raça, sendo palco frequente de exposições válidas para o ranking da

Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM). Este ano, a mostra mangalarguista está prevista para acontecer no período de 08 a 10 de setembro, dentro da programação da 49ª Expofac, uma das mais importantes feiras agropecuárias do Norte do País. Mais informações podem ser obtidas com o Núcleo Mangalarga do Pará.

Cavaleiro tira uma “selfie” com os demais participantes.


Território T errit Cavalgada

Por Dirk Helge Kalitzki Fotos: Dirk Helge Kalitzki

2 ª CAVALGADA

ZERO GRAU DO VALE

Os participantes puderam curtir as incríveis paisagens da região.

Paisagens incríveis e um ambiente de amizade e descontração marcaram este passeio pela região mais fria de São Paulo

E

ste ano tivemos muita sorte com o clima, o tradicional frio estava presente mas o tempo estava totalmente aberto, sem vento e valorizando ainda mais as lindas paisagens. A cavalgada, que já faz parte do calendário do Núcleo do Vale do Paraíba, foi realizada nos dias 14 e 15 de julho durante as férias de inverno, saindo de Campos do Jordão (SP) no Rancho BPK do criador Roberto Pilnik e terminando em Guaratinguetá (SP) no Haras Forsteck. 90

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Alguns animais e cavaleiros já chegaram na quinta-feira à tarde em Campos do Jordão para curtir um pouco mais da Suíça brasileira. Outros chegaram na sexta cedinho, quando os termômetros marcavam zero grau. Quando fomos ajeitar os cavalos para montar a temperatura já estava um pouco mais amena, devido ao lindo sol que estava brilhando e o reforçado café da manhã que estava nos esperando. Este ano, começamos nossa

cavalgada com uma linda trilha, passando pelo Horto Florestal a uma altura de 1600 metros acima do nível do mar e posteriormente subimos até 2000 metros, tendo a vista da cidade e da Pedra do Baú ao fundo. Fizemos uma parada estratégica no mirante, com uma vista encantadora do Vale do Paraíba, onde fizemos um delicioso lanche patrocinado pela padaria Pão & Sabor, do Flávio Macedo. Seguimos nosso caminho até chegarmos na pousada Santa


Território Cavalgada Territ Maria para o almoço e merecido descanso dos animais. Após esse descanso, descemos a Serra da Mantiqueira, chegando na Pousada Monte Verde, em Pedrinhas, onde fomos muito bem recebidos, após termos percorrido um trajeto de 32 quilômetros nesse primeiro dia. Após a instalação da tropa e dos cavaleiros, a prosa foi noite adentro com cerveja, vinho e deliciosas pizzas feitas no forno a lenha. No segundo dia aumentou nosso número de cavaleiros chegando a 40 e nosso trajeto inicial era relativamente plano, margeando lindos rios com pedras e água cristalina até chegarmos na Fazenda Esperança. Neste ponto começamos a subir de novo parcialmente a serra pela trilha do Mosteiro com topografia mais acidentada e muito bonita, mas com grau de dificuldade somente moderado. No segundo dia nosso apoio também foi um destaque, com lanche patrocinado pela Padaria Kero Mais, do Paulo Vasconcellos. Na parte final da cavalgada tivemos uma topografia plana

O segundo dia do passeio contou com a presença de 40 cavaleiros.

O casal Vânia e Pedro Roberto de Paula. Os mangalarguistas Ari Borsatto Jr. e Nana Favett.

92

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


Território Cavalgada gada passando por fazendas de gado e plantações de arroz, percorrendo no segundo dia 30 quilômetros e chegando no Haras Forsteck, onde já estava nos esperando uma deliciosa costela feita no fogo de chão e chopp gelado! Esta cavalgada de dois dias foi um sucesso, pois além das lindas trilhas e ótimo apoio, tivemos a participação de cavaleiros de outras regiões, que ficaram encantados com a beleza do Vale do Paraíba e com o clima animado e descontraído dos participantes. O Mangalarga foi um ótimo companheiro nestes dois dias! As jovens amazonas Stefanie Kalitzki e Mariana Vasconcelos.

Felipe Angelin e Roberto Angelin também estiveram presentes.

Cido Siqueira, Geraldo Castro Filho (Gereba), Dirk Kalitzki, Ilda Kalitzki e Stefanie Kalitzki.

Beatriz Macedo, Stefanie Kalitzki, Maria Eduarda Borges e Mariana Vasconcelos durante pausa do passeio. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

93


Território Cavalgada Territ

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Divulgação

RAID DA AMIZADE XIV Trajeto deste ano percorreu uma das mais belas paisagens entre as catorze edições deste tradicional evento mangalarguista

A comunidade mangalarguista novamente prestigiou o Raid da Amizade.

A

Fazenda Vargedo, localizada no município mineiro de Guaxupé, foi o ponto de partida do Raid da Amizade 2017, realizado durante o feriado prolongado de Corpus Christi, no mês de junho. Em sua 14ª edição, a tradicional cavalgada percorreu um trajeto de 110 quilômetros ao longo de três dias de viagem, no decorrer dos quais passou pelos municípios de Tapiratiba (SP), Caconde (SP) e Divinolândia (SP). Segundo Eduardo Leite Cintra (Pipa), diretor da Horse Trail Eventos, empresa responsável pela organização da cavalgada, o 14º Raid da Amizade contou com a participação de uma comitiva de 63 cavaleiros, composta tanto por 94

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

Alguns dos conjuntos participantes posam para foto antes de mais um trecho da cavalgada.


Território Cavalgada gada pessoas que participaram pela primeira vez como por participantes que costumam marcar presença desde a primeira edição do evento. Eduardo Cintra destaca ainda que a jornada deste ano percorreu uma das paisagens mais bonitas e marcantes entre todas as 14 edições já realizadas. Além disso, o organizador lembra que o raid deste ano foi marcado por um ambiente de muita amizade, confraternização e descontração, fazendo jus ao nome do evento. Opinião parecida tem o criador Sergio Serio, um dos participantes do Raid da Amizade 2017. “Eu achei que esteve tudo muito legal! A trilha era muito bonita e a turma muito boa. Os raids têm essa capacidade de agregar as pessoas, pois possuem um ambiente alegre que envolve toda a família, além de uma parte social muito agradável, com ótimos comes e bebes em suas paradas e almoços.” Sergio Serio também conta que participou do evento com um cavalo novo, de pouco mais de três anos de idade, cujo desempenho nas trilhas e estradas rurais do trajeto o deixou bem satisfeito. “Assim

como o restante da tropa, ele foi muito bem. Afinal, suportou bem os longos trechos dos primeiros dois dias e me proporcionou uma ótima cavalgada, mais uma vez comprovando a aptidão da nossa raça para atividades como esta.”

Detalhes do trajeto No primeiro dia de cavalgada (15 de junho), após partir da Fazenda Vargedo, pertencente ao criador guaxupeano Luis Henrique de Souza Ribeiro, o grupo percorreu um trajeto de 39 quilômetros,

passando pela Fazenda Barra Grande, onde aconteceram as duas pausas do dia, e seguindo até o ponto final daquela etapa, a Marina Canto da Graminha, em Caconde (SP). Já no segundo dia de passeio (16 de junho), os cavaleiros partiram do Canto da Graminha para percorrer um trajeto de 41 quilômetros, cujas paradas para lanche e descanso aconteceram na Fazenda Fortaleza e cujo ponto final foi novamente a Marina Canto da Graminha. Por sua vez, o terceiro dia de raid (17 de junho) contou com

O grupo percorreu um trajeto de 110 quilômetros.

Paisagens incríveis serviram de cenário para o Raid da Amizade.

Participante realiza uma “selfie” durante o Raid da Amizade.

Peter Christians e Leandro Pasqualini conversam durante pausa da cavalgada. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

95


Território Cavalgada Territ um trajeto de 31 quilômetros, que passou pelo Haras Fabuloso, dos criadores de Mangalarga Conrado e Youssef Haddad, e teve como ponto de partida e de chegada novamente as belas instalações da Marina Canto da Graminha, localizada às margens da Represa de Caconde. Agora, a comunidade mangalarguista já se prepara para o Raid das Flores, que acontecerá entre os dias 12 e 14 de outubro, na região de Amparo (SP). “Este ano o Raid das Flores irá comemorar 18 anos e pretendemos realizar um evento ainda mais incrível para celebrar esta data. Por isso, convidamos todos a participarem conosco deste grande evento”, comenta Eduardo Cintra. Para obter mais informações sobre o Raid da Amizade, que contou com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), ou sobre o Raid das Flores, entre em contato com a Horse Trail pelo endereço eletrônico pcar1969@ gmail.com ou pelo telefone (19) 99388-6384.

A criadora Beatriz Biagi foi uma das participantes.

Momento de descanso da tropa do Raid da Amizade 2017.

O evento reuniu criadores e apaixonados pelo cavalo Mangalarga.

A amizade e a descontração marcaram a cavalgada. 96

Revista Mangalarga

Setembro, 2017


ANUNCIE NA REVISTA OFICIAL MANGALARGA!

A Revista Mangalarga é referência para o segmento hípico e em especial para os admiradores do Cavalo de Sela Brasileiro. Atualmente com três mil exemplares de tiragem, é distribuída nos principais eventos do calendário da entidade e em pontos estratégicos com público alvo, garantindo uma ampla veiculação e a divulgação da publicidade de sua Empresa ou Haras. O leitor encontra um amplo noticiário sobre os eventos que movimentam o universo mangalarguista. Além disso, graças a seu seleto grupo de colaboradores, a publicação oferece informação técnica de qualidade, servindo como uma valiosa fonte de conhecimento para pessoas de todo o Brasil. A linha editorial da Revista abre espaço também para o lazer e a cultura de quem vive o mundo equestre, apresentando dicas de viagem a cavalo e trazendo noticia sobre os eventos da Raça. E ainda, conta com uma ampla seção social, em que se pode conferir quem prestigiou os eventos do Mangalarga.Tudo isso nas diversas plataformas que atua: a tradicional versão impressa, a versão pela internet e a versão para tablets e smartphones disponível por meio do aplicativo da ABCCRM. Para anunciar, entre em contato com Norberto Candido através dotelefone (11) 3866.9866 – Ramal 6, pelo celular (11) 99449.4341ou pelo e-mail norberto.candido@abccrm.com.br. Anuncie aqui!


Território T errit Cavalgada

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Núcleo Catarinense.

CAVALGADA DE ITAJAÍ

As cavalgadas têm tido grande adesão dos integrantes do Núcleo.

A tropa teve um ótimo desempenho no trajeto, que incluiu um trecho de subida de três mil metros para alcançar o Morro da Antena

O

Núcleo Catarinense de Criadores da Raça Mangalarga realizou, no sábado 15 de julho, mais uma etapa de seu movimentado circuito de cavalgadas. Desta vez, o ponto de encontro dos cavaleiros catarinenses foi o Haras Santa Clara, localizado no município de Itajaí (SC). Segundo Marcus Vinícius Melo Oliveira, Diretor Técnico do Núcleo, o evento cumpriu muito bem com a proposta de congregar os criadores catarinenses e ao mesmo tempo divulgar e fortalecer a presença do Mangalarga no Estado. “Eu acredito que cavalgadas como esta são a melhor maneira que existe para fomentar o nosso cavalo, pois elas permitem que mostremos todas as suas qualidades ao mesmo tempo em que nos ajudam a trazer novas 98

Revista Mangalarga

Setembro, 2017

pessoas para a raça e a atrair outras que estavam afastadas.” A cavalgada de Itajaí, aliás, foi uma ótima mostra da qualidade do Cavalo de Sela Brasileiro. Afinal, os participantes precisaram superar um trecho íngreme muito longo para alcançar, literalmente, o ponto alto do passeio, o Morro da Antena. “Nós percorremos um percurso de aproximadamente trinta quilômetros, durante o qual subimos ao Morro da Antena, no Brilhante. Para isso, precisamos enfrentar três mil metros de subida íngreme e depois mais três mil metros de uma exigente descida. O mais importante, entretanto, foi que o desempenho da tropa foi maravilhoso, pois os animais se saíram muito bem no relevo acentuado do percurso”, explica

A subida do Morro da Antena foi o maior desafio do passeio.


Território Cavalgada gada Marcus Vinícius. Já o criador Luís Alberto de Souza, um dos titulares do Haras Santa Clara, destaca que o melhor do evento foi justamente o momento de união que ele proporcionou aos criadores da região. “Estava tudo uma beleza! Percorremos uma trilha muito bonita em meio à Mata Atlântica contando com a companhia de uma ‘companheirada’ boa e alegre.” Pausa para um breve descanso durante a subida do morro.

Pioneiros catarinenses

A cavalgada percorreu as belas paisagens da região.

Após seis horas de passeio pelas lindas paisagens da região, a comitiva composta por cerca de 25 mangalarguistas retornou ao Haras Santa Clara, onde foi muito bem acolhida pela família Souza. “Vale destacar também que o passeio contou com a participação de dois ícones da raça aqui no Estado, o doutor Camacho, que foi um dos primeiros criadores de Santa Catarina, e o senhor Ari de Souza, titular do Haras Santa Clara, criatório que representa a história da raça no Estado. Ambos foram muito importantes por seu pioneirismo para a introdução do cavalo Mangalarga em território catarinense durante a década de 1980”, ressalta Marcus Vinícius. Filho do criador Ari de Souza, Luís Alberto de Souza conta que a relação da família com a raça começou no período entre 1977 e 1980 quando ele foi trabalhar para a Fepasa (Ferrovia Paulista S.A.), no município de Orlândia (SP), berço do cavalo Mangalarga. “Meu pai, que já gostava muito de cavalos, esteve algumas vezes na cidade para me visitar. Em uma dessas ocasiões, ele teve oportunidade de conhecer a raça e se encantou por ela. Foi aí que ele resolveu levar os primeiros animais para Santa Catarina. Logo, mais amigos se interessaram e

O passeio foi marcado por um ambiente de amizade e descontração. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

99


Território T erritt Cavalgada também começaram a criar a raça.” Luís Alberto destaca ainda que após viver um período pouco ativo na raça, o novo momento do Núcleo Catarinense motivou a família a retomar a criação. “A raça está em um momento de importante retomada no nosso Estado. Creio que cavalgadas como esta têm contagiado a todos. Aliás, no dia 19 de agosto, estaremos no Haras Montfort, em Rio do Sul (SC), para mais uma cavalgada do Núcleo e para retribuir a visita que os criadores daquela cidade nos fizeram.” Na opinião de Marcus Vinícius, esta promete ser mais uma agradável oportunidade para fomentar o cavalo Mangalarga e para fortalecer ainda mais os laços de amizade entre os criadores de Santa Catarina. “Além do Haras Montfort, que abrirá suas porteiras para nos receber, também teremos a parceria do Clube do Cavalo de Rio do Sul. Assim, podemos esperar por

mais um dia muito especial para a raça em Santa Catarina.” O Núcleo, aliás, está bastante ativo nesta temporada. Em março, realizou a Expo Verão 2017, no charmoso balneário de Camboriú (SC), e em abril promoveu a 3ª Cavalgada do Rio Vermelho, na capital Florianópolis (SC). Além disso, assim que os meses mais frios do ano tiverem passado, está prevista uma cavalgada pelas incríveis

A tropa apresentou ótimo desempenho nas trilhas do Morro da Antena. 100 Revista Mangalarga Setembro, 2017

paisagens da Serra Catarinense, região conhecida por seus cenários de beleza exuberante e por registrar as mais baixas temperaturas do País. Para obter mais informações sobre as atividades desenvolvidas pelo Núcleo Catarinense de Criadores da Raça Mangalarga, escreva para o endereço eletrônico viniciusoliveira.melo@hotmail. com.

Os participantes aguardam o início da cavalgada.

Os cavaleiros percorreram trilhas em meio à Mata Atlântica.


MANGALARGA O verdadeiro DNA da marcha, com força nas mídias e redes Sociais! Todas as infórmações da raça em um clique

27.700 Curtidas fb.com/abccrmoficial

21.400 Seguidores mangalarga_oficial

Classificados animais a venda

10.700 Dowloads app Mangalarga


Território T errit Cavalgada

Por Pedro C. Rebouças Fotos: Divulgação.

Pausa para foto dos cinco cavaleiros que realizaram o trajeto completo da cavalgada.

CAVALGANDO DE

CAMANDUCAIA A APARECIDA Transmissão em tempo real da chegada à Basílica foi o ponto alto dessa jornada que percorreu o espigão da Serra da Mantiqueira

N

o início de julho, uma pequena e animada comitiva mangalarguista realizou uma marcante cavalgada entre os municípios de Camanducaia, no Estado de Minas Gerais, e Aparecida do Norte, na região do Vale do Paraíba, no interior paulista. Ao longo dos cinco dias de viagem, o grupo percorreu um trajeto total de 170 quilômetros, perfazendo uma média de 34 quilômetros por dia. Composto pelos cavaleiros Luiz Fernando Pugliesi (Haras Atibaiense), Ricardo Balbino (Haras Recanto dos Berneses), Thiago D’Angieri (Haras D”Angieri) e Paulo Puttini e João Paulo Puttini (Haras 102 Revista Mangalarga Setembro, 2017

Canto do Picharro), o grupo teve ainda a colaboração da equipe de apoio composta pela dupla Rogério Toledo e Heitor Simões, além de ter contado com a companhia de Attilio D’Angieri Neto (Haras D’Angieri), o Tioca, em dois dias da viagem. Após partirem de Camanducaia, na manhã de 1º de julho, os cavaleiros passaram pelas localidades de Capivari Mirim (SP), Campos do Jordão (SP), Guaratinguetá (SP) e Potim (SP) até chegar ao seu destino final, o Santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Segundo Thiago D’Angieri, o trajeto do passeio foi incrível. “Nós andamos basicamente no espigão da Serra da Mantiqueira, partindo de uma

altitude de aproximadamente mil metros do nível do mar e ultrapassando os dois mil metros de altitude. Além disso, as paisagens maravilhosas, a mata nativa repleta de araucárias, a topografia acidentada e o clima frio de inverno deixaram o trajeto especial e muito agradável.” Thiago D’Angieri destaca ainda que o desempenho da tropa foi espetacular ao longo da cavalgada. “Nós fomos em nove animais da raça Mangalarga, todos enfrentaram os morros íngremes e longos da subida da serra, assim como o frio intenso ao qual não estão acostumados. Na madrugada em que passamos por Campos


Território Cavalgada gada do Jordão chegou a fazer -0,3ºC, e mesmo assim os animais que estavam ao relento amanheceram bem e cumpriram mais dois dias de cavalgada sem problemas. Isto nos mostrou a rusticidade e resistência característica do nosso cavalo.”

Momento de emoção O ponto alto da jornada, no entanto, foi a chegada à Basílica de Aparecida, que ganhou

nesta cavalgada um importante diferencial, a transmissão ao vivo via Facebook realizada por Thiago D’Angieri. A iniciativa, que não havia sido planejada com antecipação, permitiu que muitos mangalarguistas pelo País afora desfrutassem da emoção do momento com os cavaleiros que integraram a comitiva. “A ideia surgiu na hora. Desde o penúltimo dia de viagem, já vínhamos avistando a Basílica do

alto da serra. Quando começamos a atravessar a cidade de Potim e fomos nos aproximando da igreja, a emoção foi tomando conta do grupo. O Ricardo colocou a música “Romaria” para tocar e a emoção aumentou, foi quando eu falei para ele voltá-la no começo, que eu faria uma transmissão ao vivo dos últimos metros da cavalgada para compartilhar com os amigos distantes toda emoção e energia positiva que estávamos sentindo”,

Luiz Fernando Pugliesi faz uma “selfie” para registrar a chegada dos romeiros à Basílica de Aparecida.

A mata nativa repleta de araucárias foi uma das marcas da cavalgada.

Paulo Puttini prepara o almoço do dia.

Setembro, 2017

Revista Mangalarga

103


Território Cavalgada Territ

Os cavaleiros percorreram as belas paisagens da Serra da Mantiqueira.

explica Thiago D’Angieri. O cavaleiro revela ainda que esse é sempre um momento de grande emoção. “Essa foi minha nona cavalgada ao Santuário de Aparecida do Norte, mas como nas oito edições anteriores, as lágrimas escorreram dos meus olhos e de todos os outros cavaleiros! Além disso, a repercussão da transmissão foi muito maior do que eu poderia imaginar naquele instante. Afinal, além de minha esposa e dos meus familiares, tive relatos de vários amigos, como o Gustavo Lumasini de Campos e o Hélio Brandi, que choraram ao assistir ao vídeo.” Assim, após dias tão especiais e momentos de tanta emoção. O cavaleiro recomenda a todos que também coloquem a tropa na estrada para percorrer este trajeto. “Essa viagem foi incrível, eu a recomendo a todos que gostem de belas paisagens, de estar com a natureza, de cavalgar por lugares tranquilos e com poucos trechos de asfalto, assim como para quem tem fé na Padroeira do Brasil, afinal é uma emoção indescritível!” 104 Revista Mangalarga Setembro, 2017

Os cavaleiros percorreram um trajeto de 170 quilômetros.

Thiago D’Angieri refresca sua montaria.


Mercado & Finanças nças

Por Pedro C. Rebouças Foto: Divulgação

LEILÃO UNIDOS

PELA MANGALARGA Receita do evento será 100% revertida para a 39ª Exposição Nacional

A

Sociedade Sanjoanense de Esportes Hípicos (SSEH) promoveu, em parceria com a Business Leilões, o 2º Leilão Unidos Pela Mangalarga. Realizado na noite de 14 de julho, durante a Exposição de São João da Boa Vista (SP), o aguardado remate contou também com o apoio da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e da RTB Rações. O mais importante, entretanto, é que toda a renda arrecadada com o leilão será investida na realização da 39ª Exposição Nacional, o mais importante evento da raça, previsto para acontecer no mês de setembro, em São João da Boa Vista. Segundo a SSEH, os recursos obtidos serão aplicados em uma série de melhorias nas dependências do Parque José Ruy de Lima Azevedo, assim como na ambientação e na comodidade da estrutura que será preparada para receber os visitantes da mostra. Na opinião do Coordenador do Leilão, Guilherme Barbeitos, esta segunda edição do remate foi muito boa. “Esse evento conseguiu cumprir com o intuito de unir os mangalarguistas em uma relevante ação em prol da raça. Prova disso é que, graças ao desprendimento dos criadores, que doaram coberturas e barrigas de animais de cabeceira em suas tropas, conseguimos reunir 33 lotes de muita qualidade. Além disso, atingimos um índice de 100% de liquidez em decorrência do interesse e da participação de todos,

O leiloeiro Marcelo Pardini comemora o êxito do leilão com Guilherme Barbeitos, Valdir Marques e Alexandre Todeschini.

que compreenderam o espírito do evento e colaboraram muito para o seu sucesso.” As doações para o remate foram feitas por um diversificado grupo, composto pelos seguintes criatórios: Haras EFI, Haras Orgin, Fazenda São Pedro, Haras Pitanga, Haras Recanto da Mata, Haras Araxá, H.I.C. Agropecuária, Haras da Chave, ZCM Agropecuária, Haras Três Rios, Haras Forsteck, Haras do TAJ, Haras Y & K, Haras A.E.J, Haras 4 Irmãos, Agropecuária Sinhá Maria, Fazenda Campo Alegre, Beabisa Agropecuária, Fazenda Morro Agudo, Haras Braido, Haras Tarlim, Haras ACF, Haras Cerávolo Paoliello, Haras F1, Haras da Bica, Haras Mont Serrat e Rancho AC. Barbeitos ressalta ainda que a ABCCRM e São João da Boa Vista estão estabelecendo uma relação

cada vez mais forte. “Acredito que uma série de fatores – como o entusiasmo dos criadores da região, o interesse do público, o empenho do comércio, assim como a relação histórica com a cidade, que recebe eventos da raça regularmente desde 1943 - tem mostrado aos mangalarguistas que a Mangalarga encontrou aqui uma nova casa.” Entre as melhorias previstas, destacam-se as seguintes: melhora da pista de grama; construção de dois novos banheiros; reforma do banheiro situado na área das baias móveis; montagem de dois novos camarotes elevados do chão; ampliação do camarote central; aluguel de área extra para estacionamento; melhora no sistema de iluminação junto às baias móveis e montagem de um novo e ampliado Espaço “Kids”. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

105


Lazer L azer & Cultura Fotos: Paulo Junqueira

Momento de descanso da tropa da cavalgada.

CAVALGADA ROTEIRO DE CHARME NO URUGUAI Viajar a cavalo pelas charmosas paisagens do país vizinho é uma experiência surpreendente e encantadora

A

pesar de tão perto, eu ainda não tinha visitado o Uruguai e foi uma ótima surpresa. Fizemos um programa enxuto de uma semana, que começou na bela capital Montevidéu, nosso destino aéreo; depois fomos a Colônia de Sacramento, única cidade uruguaia colonizada por portugueses, onde passear pelo centro histórico é como fazer uma viagem ao passado. Depois da cavalgada, finalizamos a programação em Punta Del Este. A Cavalgada Roteiro de Charme justifica o nome, pois reúne charme na hospedagem com estilo e serviço esmerado, gastronomia com requinte, e equitação com

106 Revista Mangalarga Setembro, 2017

excelentes cavalos. No primeiro dia, após a familiarização com os cavalos, iniciamos a viagem, por trilhas e campos de grande beleza ainda pouco explorados. No segundo dia, continuamos cavalgando durante toda a manhã. O almoço piquenique no campo foi em local agradável, estrategicamente escolhido. Depois de um merecido descanso para nós e os cavalos, continuamos até o Cerro dos Hermanos, onde está localizada a Lote 8, empresa que produz excelentes azeites de oliva. Era época de colheita e pudemos ver de cima de nossos cavalos os

trabalhadores em plena colheita nas oliveiras. Chegando na sede da empresa, acomodamos os cavalos num piquete e fomos acompanhar todo o processo de produção, terminando o dia com uma saborosa degustação de azeites. (Mais informações em www.lote8. com) No dia seguinte, após o café da manhã, começamos mais um dia de cavalgada. Destaque para Pueblo Edén, uma autêntica “Slow Town”, onde se respira tranquilidade. Lá fizemos nossa parada para o lanche de almoço, com direito a empanadas especiais e outros quitutes típicos. Depois,


Lazer & Cultura ltura cruzando as pedregosas serras do Pueblo Edén, nossa cavalgada seguiu até o portão da Viña Edén localizada na Ruta 12. Cruzamos os parreirais da vinícola e chegamos à belíssima sede construída em três níveis, com a cava encravada nas pedras da montanha. Nos esperava uma deliciosa degustação e harmonização de vinhos especiais! (Mais informações em www. vinaeden.com) Depois de visitar as instalações da vinícola, seguimos por meia hora a cavalo até nosso pouso nesse dia, Villa Edén Casas de Campo, onde o jantar foi um churrasco típico uruguaio. Terminamos nossa viagem a cavalo em grande estilo, retornando ao haras por trilhas, campos e serras de Edén, com parada para almoço piquenique junto à bela cachoeira Cris (com direito a banho). À tarde chegamos no Haras, onde um brinde nos esperava. Durante esses dias, passamos por estâncias e vilas, cruzamos riachos e montanhas, visitamos a produção e provamos a qualidade dos azeites e vinhos uruguaios. Tivemos oportunidade de descobrir um Uruguai surpreendente.

O passeio inclui a visita a uma charmosa vinícola.

Paulo Junqueira Arantes www.cavalgadasbrasil.com.br Os cavaleiros tiveram chance de conhecer as belas paisagens uruguaias.

Cavaleiro atravessa riacho durante a cavalgada.

Acolhedoras acomodações recebem os participantes. Setembro, 2017

Revista Mangalarga

107


Momento Social Mome

Fotos: Norberto Cândido

44ª Grand Expo Bauru.

Geraldo Castro e Thomás D’Angieri

Simone Loureiro e Isis C. Loureiro

André Freire e Josiane Vidotti

Val Pereira e Ana Marques

Heloísa Martha e Zezinho Martha com os filhos José Vinícius e José Guilherme Martha

Thomas D’Angieri e Rodrigo Novais

Clovis Carvalho e Pamela Rudine

Jamir Alves Oliveira

Alexandre Bossato e Valdir Marques

José Martha Neto, Silvia Martha e Zezinho Martha

Siomone Loureiro e Felipe Hamilton Loureiro

Aline Kassab,Julia Scalzo, Helena Castro Perez, Isis C. Loureiro, Simone Loureiro, Perla Fleury, Josiane Vidotti, Silvia Martha, Claudia Martins, Heloísa Martha, Roberta Martha e Alba Mendes

108 Revista Mangalarga Setembro, 2017

Israel Iraides da Costa, Josiane Vidotti, Rodrigo Novais e Lucas Schiavi


Momento Social ocial

Jorge Roberto, Marcelo Boaro Junior e Eduardo Leite Cintra

Pedro Luiz Iembo, Josiane Vidotti, André Freire, Eduardo Figueiredo, Israel I. da Costa e Attílio D’Angieri

Otávio Correa, Geraldo Zinato e José Diogo

Israel Iraides da Costa e Rodrigo Paradeda Nunes

Carlos C. P. Iembo, Josiane Vidotti e André Freire

Alexandre Bossato e Pedro Luiz Iembo

Attílio D’Angieri, Zezinho Martha e José Martha Neto

Ana Marques, Thiago D’Angieri e Valdir Marques

Val Pereira e Luiz Antonio

Agemiro Gomes e Marcelo Boaro Jr.

Gabriel Fleury e Perla Fleury

Lucas Schiavi e Amauri da Cruz

Eduardo Figueiredo, André Freire e Fernando Tardioli

Heloísa Martha e Zezinho Martha

Zezinho Martha e Rodnei Pereira Leme

José Guilherme Martha, José Martha Neto e José Vinicius Martha

José Roberto, Marcio Mitsuishi, Rodrigo Novais, Geraldo Castro, Attílio D’Angieri, Eduardo Cintra, Marcelo Boaro Jr. e Zezinho Martha

Samuel Perez e Geraldo Castro (em pé) com Julia Scalzo, Helena Castro Perez e Castro Perez

Pedro Luiz Iembo, Felipe H. Loureiro e Carlos C. P. Iembo

Setembro, 2017

Revista Mangalarga

109


Momento Social Mome

Homenagem da ABCCRMangalarga

Alberto Veiga Junior e filha

Alexandre Todeschini e filha

Alexandre de Oliveira Ribeiro e filho

Almiro Esteves Netto e filho

Andreza Jakelline e pai Augusto

André e Lorenzo Lisboa

Armando Raucci e Fernando Raucci

Arthur Raucci

Aulicio Henrique de S. Murta e filha

Beto Facchinetti e filha

Beto Falcão e filho

Bruno Petrucci e filho

Caio Pioli e filho

Clarinha , João e Pedro

Dorival Santana Andrade Filho e filho

Eduardo Silvestri e filha

Fabiano Camargo e filha

Esdras e Julia Sussi

Fabio Cantarelli e Manuella Cantarelli

Fabio Ricardo Bueno e filho

110 Revista Mangalarga Setembro, 2017


Momento Social cial

ao Dia dos Pais 2017.

Fabio Soares e filho

Felipe Glycerio e filha

Fábio Santos Matsumoto e filho

Fernando Raucci e André Raucci

Geraldo Junqueira de Andrade e José Urbano Filho

Fábio Rivaben, Mariana De Luccia Rivaben e o filho Fabio de Luccia Rivaben

Fernando Mascarenhas e Fernando Mascarenhas Filho

Foto do pai Donaldo Pereira, enviada pelo filho Luís Eduardo

Francisco Diniz e neto Pedro

Francisco Eleuterio e filho

Fernando Tardioli de Lima e filha

Gunnar Pinheiro e Luiza

Henrique Campos e filha

Hélcio Miranda Paes e Hélcio Miranda Paes Filho

Francisco Alves de Melo e filho

João Frugis e Filho

Isabela, Lucas e Guilherme

João e o pai Pedro Castedo

João Paulo Fagundes e filha

João Frugis e filha

Setembro, 2017

Revista Mangalarga

111


Momento Social Mome

Homenagem da ABCCRMangalarga

Luiz Roberto Bueno Jr e filha

José Rodolfo Brandi e Luis Antonio Brandi

Leocipedes Garcia e filho

Lucas Schiavi e Fernando Schiavi

Maria Clara Jardim, filha do criador Jefferson Jardim

José Honorato de Arruda e Maria Luiza Alonso Arruda

Luís Gustavo Ferraz e Guilherme Cereser Ferraz

Luíse e Beatriz Perrenoud, filhas do criador Eduardo Perrenoud

Walter J Cardim Gaspar e filho

Marcelo Cintra Zarif com filhos e netos

Maite Cardozo e pai

Marcelo Pardini e seu pai

Nelson Braido, Nelson Braido Jr e Carolina Braido

Matheus Barbeitos, Filho do criador Guilherme Barbeitos

Pedro Lino Sanches, filho da associada Ana Clarice Manzoli Sassaron Sanches

Mario Barbosa e neta

Oscar Antonio Jannes e o filho Oscar Corsi Jannes

Paulo Vilela e Sophia Vilela

Martinho e Maria Vitória

Rafael Toloi e filha

112 Revista Mangalarga Setembro, 2017


Momento Social cial

ao Dia dos Pais 2017.

Raul do Amaral Cintra e o filho Eduardo Leite Cintra

Renato França e filho

Rilton Romano e filho

Roberto e Beatriz Fachinetti

Rodolfo Moura e filho

Rodolfo Fulaz e Gabriel Fulaz

Rodnei Pereira Leme e filhos

Roberto Romano e filho

Rodrigo Paradeda e filha

Rubinho Meirelles e Rafael Meirelles

Samuel Peres e filho

Sergio Arlindo Cerávolo Paoliello e filho Gabriel Paoliello Sarno

Thiago Ferraz e filha

Sr. Jamir Alves de Oliveira e netos

Sergio Rodrigues de Almeida e filha

Sergio Napoleão Poeta II e filhos

Theo Martins de Oliveira Cerávolo Paoliello e Rafella Martins de Oliveira Cerávolo Paoliello, filhos do criador Celso Cerávolo Paoliello

Walter Biagi Becker e filha

Luís Augusto Ópice e o filho Sérgio

Youssef Haddad e filha

Setembro, 2017

Revista Mangalarga

113


Espaço Técnico Espa

OS PROPRIETÁRIOS QUEREM SABER! Hoje, os usuários querem conhecer, saber mais, querem ser informados sobre tudo o que envolve cavalos, além dos seus cavalos

O

mercado de cavalos está mudando rapidamente. O perfil dos clientes do nosso mercado está cada vez mais mudado em vários aspectos. Todos nós, prestadores de serviços, empresas, fabricantes de produtos, e profissionais do ramo estamos tendo que nos adaptar a este novo cliente, ou a esta nova maneira destes clientes participarem deste mercado. Estas mudanças são principalmente notadas a partir do momento em que vemos um aumento muito significativo do que chamamos de “usuários do cavalo”, ou seja, aquele que quer ter 1 ou 2 cavalos para seu divertimento, seu lazer, seu hobby, ou aqueles que montam somente por lazer. Muitos podem dizer que estas pessoas sempre existiram e é verdade. O que mudou na realidade é o que estas pessoas querem no momento em que estamos vivendo. E a resposta é simples e direta: querem conhecer, saber mais, querem ser informados sobre tudo o que envolve cavalos, além dos seus cavalos. Querem poder ter acesso à informação de qualidade, querem discutir e conversar com profissionais, querem aprender. Isto parece meio óbvio, a partir do momento em que pensamos que para se ter um cavalo tem de se entender de cavalos. Isto é uma meia verdade. Houve uma época que quem tinha cavalos não queria saber muito de cavalos, mas sim dos seus cavalos. Era fácil para o veterinário, para o cavaleiro, para o prestador de serviço ou para o vendedor, pois o apelo “seu cavalo” 114 Revista Mangalarga Setembro, 2017

era muito forte. Ainda continua sendo, mas não tão fácil como antes. Nós, profissionais do cavalo, temos um concorrente escondido em tudo isto: a pesquisa via internet. Hoje os proprietários de cavalos têm em suas mãos uma ferramenta importante, mas ao mesmo tempo perigosa. Conseguem a informação que desejam em um simples site de buscas. Mas, esta informação vem sem filtro, sem uma garantia de qualidade. Ao mesmo tempo, como estes proprietários são leigos em muitos assuntos, em muitos casos adotam aquela informação sem filtro como a correta, já que eles não possuem a referência correta do assunto. Vemos isto todos os dias. É um fato e não uma ideia ou suposição. Então, se o mundo é feito mais de perguntas do que de respostas, temos que dar as respostas e os serviços corretos e honestos aos proprietários de cavalos. Ainda vemos empresas e profissionais que não se atentaram para estas mudanças e pensam, por exemplo, que os proprietários não podem participar de certos cursos, que não podem conhecer muito a fundo certos assuntos, e que principalmente escondem informações que posteriormente estes proprietários vão descobrir. O mundo dos cavalos vem mudando. Nós profissionais temos que saber em que mercado atuamos, independentemente do nível de cavalos ou clientes que atendemos ou prestamos serviços. Trabalhamos com aspectos técnicos sim, mas trabalhamos principalmente com

o entretenimento, que deve ter o profissionalismo necessário. Sim, entretenimento mesmo para um cavaleiro olímpico, que salta um cavalo de um proprietário que tem este cavalo para seu entretenimento. Este fator abraça todas as raças, modalidades, categorias e níveis técnicos. Sempre iremos voltar ao entretenimento. O problema disso é que enquanto os profissionais do cavalo não associarem entretenimento com profissionalismo, enquanto não aplicarem técnicas de marketing, gestão, liderança, enquanto não se nivelarem por cima, com as óbvias exceções, estarão sempre querendo esconder informação, bloquear o proprietário de conhecer mais sobre tudo que envolve cavalos, fazendo os chamados “leilões de preços” e continuarão a reclamar que trabalhar com cavalos é difícil, que os proprietários são chatos, e que somente por muita paixão se trabalha com cavalos... Aluisio Marins, MV Universidade do Cavalo www.universidadedocavalo.com.br

Aluisio Marins é reitor da Universidade do Cavalo.


Espaรงo Empresarial rial



([SHULrQFLDGHDQRV QRWUDQVSRUWHGHHTXLQRV

 FRPHUFLDO#HQYHVSFRPEU6-5LR3UHWR63

Julho, 2017

Revista Mangalarga

115


Fidelidade Mangalarga Fid

116 Revista Mangalarga Julho, 2017


Fidelidade Mangalarga ga

Julho, 2017

Revista Mangalarga

117


Índice de Anunciantes Índi Haras Dino

General Motors

Mader Silva

Pág. 1 (capa)

Págs. 46 e 47

Pág. 79

Haras Y & K

Polo Wear

Vansil

Pág. 2 (2ª Capa)

Pág. 51

Pág. 83

Business Leilões

Bonnet Haras Dino Pág. 55

Pág. 5

Pág. 87 XXXIX

NACIONAL

MANGALARGA

XXXIX Expo Nacional

Haras EFI

Págs. 7 a 18

Pág. 57

4º Leilão Haras JAÓ & amigos

Haras RR

JLC Projetos

SÃO JOÃO DA BOA VISTA

2017

O maior evento da raça.

Pág. 89

Haras SIR Pág. 19

Pág. 59

Cass fest

Fazenda Sabaúna

Pág. 91 ANUNCIE NA REVISTA OFICIAL MANGALARGA

Pág. 23

Págs. 60 e 61

Haras J.E.B.

Associe-se ABCCRM agen As vant ea do site, restrita a área s. Acesso to en ev ar de m 50 co ok Particip d Bo s do Stu Mang Serviço Revista ento da Recebim

Págs. 27, 28 e 29

Pág. 65 2

Haras Josilmar

gende sua visita:

ranchojorag

Rancho Joragro

Págs. 33

Pág. 67

Haras ACF

Haras Zarif & Filhos

Anuncie na Revista Mangalarga Pág. 97 Mídias Sociais Pág. 105

Haras Garden

Pág. 119 (3ª Capa)

Págs. 36 e 37

Pág. 71

Líder Brinquedos

Haras Nova Roma

Haras Tarlim

Pág. 41

Págs. 75

Pág. 120 (4ª Capa)

118 Revista Mangalarga Setembro, 2017


Revista Mangalarga - Edição de Setembro de 2017  

Esta é a edição do mês de setembro de 2017 da publicação oficial da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM...

Advertisement