Issuu on Google+


ANS-nº317501

ANS-nº317501

ANS-nº359017

ANS-nº359017

ANS-nº006980

ANS-nº006980

*Ranking PROCON 2011

Com mais de 40 anos, 2 milhões de vidas, 60 centros clínicos, 9 prontos-socorros, 8 hospitais com 6 maternidades, todos próprios, além de extensa rede credenciada, a Intermédica acredita na gestão integral da saúde como forma de garantir a excelência no atendimento. Não à toa, ela possui os menores índices de reclamações entre as maiores operadoras do mercado*. Além disso, oferece planos flexíveis, refletindo as reais necessidades de cada cliente. Tudo com a exclusividade de ser a primeira empresa a investir em ações de medicina preventiva com tradição e solidez de mais de 40 anos de história. Se restou alguma dúvida, pode ligar no (11) 3235.1305 que lhe atenderemos com a máxima atenção. Afinal, é com esta qualidade que o Grupo NotreDame Intermédica cuida da saúde da sua empresa.

Já diz a frase: “Prevenir é melhor do que remediar”. Por isso, o Grupo NotreDame Intermédica conta com excelente estrutura para programas pioneiros de promoção da saúde e prevenção de doenças. Só em 2011 foram mais de 9 mil palestras e grupos de apoio ministrados, quase 67 mil inscritos e ativos no Programa de Apoio ao Paciente Crônico, mais de 12 mil participantes no Programa de Gestação Segura, mais de 5 mil no Programa de Assistência ao Idoso e mais de 5 mil tratamentos no Acompanhamento Multidisciplinar de Casos de Alta Complexidade. Se restou alguma dúvida, pode ligar no (11) 3235.1305 que lhe atenderemos com a máxima atenção. Afinal, é com esta qualidade que o Grupo NotreDame Intermédica cuida da saúde da sua empresa.


Índice ABCCRM Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Diretoria Executiva - Triênio 2012/2014 Presidente Mário Alves Barbosa Neto 1º Vice-Presidente Executivo Nelson Antônio Braido 2º Vice-Presidente Executivo Francisco Marcolino Diniz Junqueira 1º Vice-Presidente Operacional João Pacheco Galvão de França 2º Vice-Presidente Operacional Gabriel F. Junqueira de Andrade

Diretoria Adjunta Diretor Adm. Financeiro: Fernando Raucci Netto Diretor de Cavalgadas: Jairo Hamilton Domingues Diretores de Comunicação e Marketing: João Luís Ribeiro Frugis Joel Teodoro Novaes Diretor de Eventos: Marcos Sampaio de Almeida Prado Diretores de Exposição e Copas: Eduardo H. Souza de França Paulo Francisco Gomes Della Torre Diretores de Fomento: Danton Guttemberg de Andrade Filho Luís Augusto de Camargo Ópice Diretores Jurídicos: Adolpho Julio Camargo de Carvalho Antônio Carlos Pestili Fonseca Lauro César Goulart Fonseca Renato Tardioli Lucio de Lima Diretores Jovens: João Pacheco Galvão de França Filho José Bueno de Camargo Filho Diretores de Novos Criadores: Pedro Roberto de Paula Ricardo da Silva Erthal Diretores de Núcleos: Adalberto Borges Cunha Jivago Nascimento Queiroz Paulo Roberto de Oliveira Vilela Filho Diretora de Pelagem: Marisa Iório Correa da Costa Diretores de Planejamento Estratégico: José Carlos Moraes Abreu Filho Renato Diniz Junqueira

Conselho Superior de Administração Membros Eleitos Arnaldo de Almeida Prado Filho Cristina Junqueira Fleury João Carlos Matta Luís Cintra Sutherland Osvaldo Juliano Membros Efetivos Célio Ashcar Celso Galetti Montalvão Clodoaldo Antonângelo Eduardo Diniz Junqueira Élio Sacco Felipe de Paula Cavalcanti de Albuquerque Lacerda Filho Flávio Diniz Junqueira Francisco Marcolino Diniz Junqueira Geraldo Diniz Junqueira Ivan Antônio Aidar João Leite Sampaio Ferraz Júnior Luiz Eduardo Batalha Mário Alves Barbosa Neto Ottorino Marini Reginaldo Bertholino Renato Diniz Junqueira Sergio Luiz Dobarrio de Paiva

Conselho Deliberativo Técnico Técnicos Attílio D’Angieri Neto João Batista da Silva Quadros Josiane Cardoso Matta Vidotti Marcelo Leite Vasco de Toledo Maria Aracy Tavares de Oliva Thomas Nogueira Negrão D’Angieri Não Técnicos Israel Iraídes da Costa José Luiz Prandini Marcelo Cruz Martins Junqueira Paulo César Puttini Victor Arnaldo Torresan Júnior

Serviço de Registro Genealógico - Stud Book Superintendente do Serviço de Registro Genealógico Jayme Ignácio Rehder Neto

Revista Mangalarga Publicidade: Norberto Cândido norberto.candido@cavalomangalarga.com.br Marketing: Allan Giro - allan.giro@gmail.com Departamento de Exposições: Francisco Bezerra francisco.bezerra@abccrm.com.br Edição e Redação: Pedro Camargo Rebouças pedro_imprensa@yahoo.com.br Fotos da Capa: Norberto Cândido, Mitsu e José Maria Diagramação e Projeto Gráfico: Daniel Bertti daniel.bertti@gmail.com Impressão: Printcrom

ABCCR MANGALARGA Av. Francisco Matarazzo, 455 Pavilhão 4 “Dr. Fausto Simões” CEP 05001-300 Parque da Água Branca - São Paulo - SP Fone: +55 (11) 3673-9400 Fax: +55 (11) 3862-1864

8 |revista mangalarga

Editorial Cavalgada dos amigos Cavalgadas Gaúchas Cavalgada Bocaina Copa de Amparo Exposição Nacional Copa Janga Exposição de Goiânia Genética das Pelagens Feira de Santana Parceria Chevrolet Exposição de Marília Parceria Intermédica Unipinhal Programa Centauro Mangalarga pelo Mundo Copa Jaú Reunião de Núcleos Simposio Rusticidade Núcleo Paraná Parceria Budweiser Ourofino Expo Rio Preto Leilão Minas Circuito Goiano Rumo ao Norte Socil Leilão RM Confraria Copa de Mococa Haras em destaque Fiera Cavalli Clonagem Patrões Campeões Kentucky Expointer Midia Equestre Campeões Copa Janga Ponta Grossa Social Nacional Melhores do Ano Grandes Campeões da Nacional Social Confraria Presença feminina na Nacional Social Boteco Social Copa Janga Jantar dos Criadores Fidelidade Mangalarga Índice de Criadores

7 8 12 14 16 18 28 34 36 46 48 50 54 56 58 58 60 60 66 68 70 72 74 76 77 80 82 84 86 87 88 90 92 94 96 98 100 103 104 108 110 116 118 120 122 124 126 128 130 132


Editorial

Um ano de importantes conquistas A Etapa Final da Copa Janga Mangalarga de Andamento

Nacional. A mais tradicional mostra da raça, além de reunir um plantel

marcou, com expressivo êxito, o encerramento da temporada 2012.

de muita qualidade, ofereceu uma boa oportunidade de congraçamento

Afinal, o evento realizado no Parque da Água Branca, no fim de

e uma confortável estrutura para todos que passaram pelo Parque

novembro, conseguiu atingir uma série de importantes metas, como:

Fernando Costa, na cidade paulista de Franca. O evento despertou

promover o constante aprimoramento da principal característica de

ainda grande interesse da mídia, recebendo equipes de reportagem de

nosso cavalo, oferecer um agradável momento de congraçamento para

diversos veículos de comunicação.

a comunidade mangalarguista, divulgar a raça para o público da maior

É importante ressaltar ainda que o êxito dos principais

cidade do país e, especialmente, envolver os associados nas atividades

eventos da raça deve-se também à parceria de grandes marcas, como:

da Associação. Nesse último quesito, vale ressaltar o notável empenho

Intermédica, Chevrolet, Haras da Janga e Budweiser. Afinal, graças

das integrantes do Núcleo Feminino, cuja colaboração foi fundamental

ao patrocínio dessas renomadas empresas, pudemos viabilizar uma

para o sucesso da programação social do evento, principalmente com

série de eventos e oferecer uma boa infraestrutura para a comunidade

o happy hour realizado no Jockey Club na sexta-feira anterior ao início

mangalarguista.

da Copa.

Agora, a meta é criar as condições para que o próximo ano A presença maciça registrada na mais recente reunião

seja ainda melhor, buscando sempre fortalecer os laços de amizade

promovida pela Diretoria de Núcleos também comprovou que durante

e camaradagem que unem nossos associados. Para esta tarefa,

este ano conseguimos uma expressiva e produtiva aproximação com

contamos com a participação e a colaboração de todos os apaixonados

as representações regionais da raça. Com a colaboração de todos e um

pelo Cavalo de Sela Brasileiro. Afinal, cada associação tem a exata

amplo intercâmbio de ideias foi possível implementar medidas como o

dimensão que os seus associados conferem a ela, nem mais nem

Stud Book Itinerante, que levou o Serviço de Registro Genealógico ao

menos um centímetro sequer.

encontro dos associados de regiões mais afastadas da capital paulista, favorecendo especialmente os pequenos e médios criadores. Nos últimos meses, também demos prosseguimento ao trabalho de fomento da raça, realizando eventos como o Simpósio

Vamos demonstrar uma vez mais que estamos unidos em torno daquele que é o nosso maior interesse, o desenvolvimento de nosso cavalo, o Mangalarga! Rumando, assim, a um patamar cada vez mais elevado.

Mangalarga da Unesp. Realizado no Campus de Jaboticabal da

Feliz Natal e Ótimo 2013 com muita alegria e saúde!

conceituada universidade paulista, o simpósio foi responsável por

Grande abraço e pé no estribo!

apresentar as qualidades e diferenciais do Cavalo de Sela Brasileiro a um público com grande potencial de envolvimento com a raça. A ABCCRM adotou ainda uma postura inovadora em relação à clonagem, técnica que recentemente produziu o primeiro clone de equino do país, uma recriação do famoso garanhão Turbante JO. Sempre atenta aos avanços da tecnologia e condizente com sua pioneira trajetória, a Mangalarga, por meio de seu conselho técnico, aprovou o regulamento para registro desses animais, que, por sua vez, encontra-se em fase de análise no Ministério da Agricultura. Além disso, é importante lembrar do sucesso da 34ª Exposição

Mário Barbosa Presidente da ABCCRM.


Lazer Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Regina Buzo

Cavalgada Amigos do Mangalarga Aguardado passeio equestre percorreu as belas paisagens da região de Espírito Santo do Pinhal

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da

ao passeio, cruzando as paisagens serranas da fazenda do

Raça Mangalarga (ABCCRM) promoveu, no sábado 15 de

renomado criador Guilherme Ribeiro e, em seguida, chegando

setembro, no município paulista de Espírito Santo do Pinhal, a

ao seu destino final, a bela Fazenda São Pedro, onde foram

aguardada Cavalgada Amigos do Mangalarga.

recebidos com toda atenção pela anfitriã Rita e por seu marido,

A programação teve início nas dependências do

o presidente da ABCCRM, Mario Alves Barbosa Neto.

Restaurante Tijoleiro, localizado na Estrada Pinhal - Jacutinga,

Quem nos traz as informações sobre o evento é o

no bairro de São Luiz. Após um gostoso café da manhã, os

Diretor de Comunicação e Marketing Joel Novaes. “Este foi

mais de cinquenta conjuntos presentes partiram para percorrer

um acontecimento muito agradável, que, além de nos oferecer

um diferenciado trajeto pelas belas paisagens da Serra do Sete

uma gostosa cavalgada pelas belas paisagens da região, nos

de Abril. Na metade do percurso, os participantes realizaram

proporcionou um gostoso dia de confraternização com os

uma providencial parada para se refrescar, com um gostoso

amigos mangalarguistas. Por tudo isso, aproveito a ocasião

suco e muita água gelada, na Fazenda Ranchão, pertencente

para parabenizar o Presidente Mario Barbosa e o Diretor de

ao mangalarguista Ciro Ribeiro Vergueiro.

Cavalgadas Jairo Hamilton pelo magnífico passeio”, destaca o

Com a energia recobrada, o grupo deu prosseguimento

dirigente mangalarguista.

Mangalarguistas aguardam o início da cavalgada.

Renato Tardioli e Mario Barbosa prestigiaram a cavalgada.

Diversas gerações participaram do evento.

Os participantes conheceram as belas paisagens de Pinhal.

A comunidade mangalarguista prestigiou o passeio.

A Fazenda Ranchão foi um dos pontos de parada do grupo

Cavaleiros chegam à Fazenda São Pedro.

Mais de cinquenta conjuntos participaram da inédita cavalgada.


Lazer Por: Núcleo Riograndense

Cavalgadas Gaúchas Passeios ofereceram um agradável momento de confraternização para a comunidade mangalarguista do Rio Grande do Sul

A comunidade mangalarguista vem abrindo um

com o período de fechamento da Revista Mangalarga.

expressivo espaço para as cavalgadas no Rio Grande do Sul.

A programação da cavalgada, que contou com o apoio

Recentemente, dois desses eventos movimentaram o estado,

do Núcleo Riograndense de Criadores de Cavalos da Raça

proporcionando gostosos momentos de confraternização e

Mangalarga (NRCCRM) e teve este ano o título “Amigos na

descontração para os admiradores do Cavalo de Sela Brasileiro

estrada”, estava programada para ser aberta com um jantar de

na região mais austral do Brasil.

confraternização no Haras da Lagoa Branca, na noite da sexta-

Nos dias 9 e 10 de outubro, os casais Suyan e Eduardo Konarzewski (Arko) e Rafael e Suzana (Paraíso) receberam

feira 30 de novembro, tendo como prato principal um gostoso “Pato à Pequim” feito em forno colonial tipo “Maria Fumaça”.

a família mangalarguista para a cavalgada Haras do Arko

As atividades prosseguiriam na manhã do sábado

(município de Portão) - Haras Paraíso (município de Capela de

(1) com a realização da aguardada cavalgada. Segundo os

Santana) com o apoio do Núcleo Riograndense de Criadores

organizadores, a partida do passeio estava prevista para

de Cavalos da Raça Mangalarga – NRCCRM.

acontecer por volta das 8h da manhã no próprio haras. Em

A recepção aconteceu no Haras do Arko, localizado

seguida, os participantes percorreriam cerca de 24 quilômetros

no município de Portão (RS), na sexta-feira à noite com um

num trajeto composto por trilhas e estradas inéditas na região

jantar preparado pelo chefe Heitor Weber, cujo prato principal

de Águas Claras.

foi “nuca de porco” e “espaghettini caseiro ao sugo tropeiro”.

No retorno, previsto para as 13h30, os participantes

No sábado pela manhã ocorreu a saída da cavalgada com

seriam recepcionados por um gostoso almoço. Já na parte

destino ao Haras do Paraíso, situado no município de Capela

da tarde a comunidade mangalarguista poderia desfrutar

de Santana. Durante o trajeto, a comitiva percorreu parte da

da praia da Lagoa Branca, enquanto à noite um jantar com

região denominada de Vale da Felicidade e em seguida foi

o típico carreteiro gaúcho estava marcado para encerrar a

recebida com um gostoso almoço de “entrevero de paeja”.

programação.

Após o descanso, o grupo retornou ao Haras do Arko, com final de alegria, emoções, com estreitamento de amizades e principalmente o congraçamento familiar, culminando com o tradicional churrasco de “costela gorda”.

Cavalgada das Areias

A Cavalgada das Areias, promovida pelo Haras da Lagoa Branca, foi outro passeio programado para movimentar a família mangalarguista gaúcha. Em sua décima quarta edição, o evento estava previsto para acontecer na cidade gaúcha de Viamão, nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, coincidindo 12 |revista mangalarga

Eduardo Konarzewski, Vitor Neves, Natasha Konarzewski, Elizandra Cruz, Vitomiro Machado e Roberto Buzato destacam-se na chegada ao Haras Paraíso. Foto: NRCCRM.


Lazer Por: Pedro C. Rebouças

Cavalgada da Apae de Bocaina Passeio beneficente percorreu o trajeto de 12 quilômetros entre o Haras JBC e a Fazenda Beira Rio

Foto: Divulgação

Evento aconteceu no dia 8 de setembro.

A comunidade mangalarguista promoveu, no sábado 8

comercialização de bebidas e refeições.

de setembro, uma cavalgada em prol da unidade da Associação

Ponto final do passeio, a Fazenda Beira Rio está

de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) do município de

localizada às margens do rio menos poluído do estado de São

Bocaina, na região de Jaú, no interior paulista. O evento contou

Paulo, o Jacaré Pepira. Além disso, é o local onde, no dia 5

ainda com o apoio do criador da raça Caio Affonso Junior,

de junho de 2009, o então governador José Serra assinou o

titular do Haras Guarantã.

Pacto Mundial das Águas, em solenidade com a participação

O passeio teve início às 10h da manhã nas dependências

de autoridades de trezentos municípios paulistas.

do Haras JBC, do criador José Bueno de Camargo Filho, Diretor

Por sua vez, Bocaina é considerada um importante

Jovem da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da

destino turístico da região, porque, além de estar credenciada

Raça Mangalarga (ABCCRM). Em seguida, os participantes

com o Selo Azul, concedido pelo governo estadual justamente

percorreram, durante cerca de duas horas, um percurso de

pela pureza das águas do rio Jacaré Pepira, a cidade possui em

doze quilômetros até a Fazenda Beira Rio, de propriedade dos

sua Igreja Matriz a admirada coleção com 13 telas sacras do

mangalarguistas Darcy Marangoni Junior e Ruy Sanazar.

renomado pintor Benedito Calixto.

A programação contou ainda com a venda de

O Diretor de Comunicação e Marketing Joel Novaes

coberturas de garanhões dos principais criatórios da região,

parabeniza, em nome da Associação Brasileira de Criadores de

como: Vanerão VAT, Urânio da Bica e os pampas de preto

Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), os mangalarguistas

Naval das Duas Águas e Enigma do RLM. Toda a renda

José Bueno de Camargo Filho, Darcy Marangoni Junior, Ruy

arrecada com a negociação das coberturas será revertida para

Sanazar e Caio Affonso Junior por esta importante iniciativa

a Apae de Bocaina, assim como tudo o que foi obtido com a

beneficente.

14 |revista mangalarga


Lazer Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

Copa de Amparo Concorridos julgamentos marcaram a tradicional competição realizada no Centro Hípico Hipocampo

Julgamentos contaram com a participação de 70 animais.

A Copa Matsuda Mangalarga realizou, entre os dias

égua jovem foi a mais movimentada, mas as demais classes

24 e 26 de agosto, no Centro Hípico Hipocampo, a tradicional

também estiveram muito cheias e concorridas”, destacou

Etapa Aberta de Amparo, no interior paulista. Além das

Toledo.

categorias válidas para a mais importante competição funcional

A programação do evento incluiu também uma

do Cavalo de Sela Brasileiro, a programação do evento incluiu

homenagem ao renomado criador Geraldo Diniz Junqueira.

uma movimentada agenda, com provas de maneabilidade e

Promovida pelo Sindicato Rural de Amparo e pelos criadores

uma bonita homenagem ao criador Geraldo Diniz Junqueira.

da raça na região, a solenidade destacou o pioneirismo do

Segundo Marcelo Leite Vasco de Toledo, responsável

homenageado na abertura de novas fronteiras agrícolas, assim

pela organização do evento, a Copa de Amparo foi um sucesso.

como seu trabalho em prol do cooperativismo nacional e do

“Tivemos a presença de um ótimo público, com muita gente

melhoramento genético do cavalo Mangalarga. A homenagem

nova, criançada e família. Além disso, 70 animais participaram

contou ainda com a participação do Presidente da Associação

dos julgamentos. Com vinte e duas concorrentes, a categoria

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

Marcelo Toledo e Mario Barbosa entregam placa comemorativa ao homenageado do evento, o pioneiro criador da raça Geraldo Diniz Junqueira.

(ABCCRM), Mario Alves Barbosa Neto.

Maneabilidade em alta A Copa de Amparo apresentou com grande sucesso uma nova configuração para a prova de maneabilidade, cujo formato ficou mais dinâmico e emocionante. A disputa, realizada no domingo 26 de agosto, contou com disputas em duas categorias: Tempo Ideal e Contra o Cronômetro. A prova teve ainda um importante diferencial na pista caprichosamente decorada. Inspirada no trabalho na fazenda, a prova de

16 |revista mangalarga


Camila Gliceryo marcou presença na prova de maneabilidade.

A criançada também participou da programação funcional.

Disputas de maneabilidade estiveram entre os destaques da programação.

maneabilidade exige que os competidores demonstrem muita

atrairá mais pessoas para as provas da raça”, destacou o

agilidade e habilidade para vencerem o percurso da prova,

dirigente.

no decorrer do qual é preciso transpor uma porteira, saltar

Também motivado com o sucesso do evento, Toledo

barreiras, atravessar uma ponte, realizar um recuo e contornar

já faz planos para a temporada 2013. “Nossa meta para o

tambores e balizas, entre outros obstáculos e tarefas.

próximo ano é ter uma copa dedicada exclusivamente à função,

Segundo Marcelo Toledo, a categoria de tempo ideal teve a participação de 22 concorrentes e contou com 44

com provas de maneabilidade, três tambores, team penning e equitação rural”, anunciou o animado mangalarguista.

passagens. “Entre os concorrentes estavam crianças, jovens,

Por sua vez, o Diretor de Comunicação e Marketing

senhoras e cinquentões que fizeram a prova em total condição

Joel Novaes destaca o empenho dos organizadores para o

de igualdade. No fim, após uma concorrida disputa, o Marcos

sucesso desse importante evento mangalarguista. “Graças ao

Corrá conquistou o primeiro lugar, com o Sergio Cintra ficando

excelente trabalho do Marcelo Toledo e do Departamento de

com a segunda posição. Além disso, o garoto Rafael, de apenas

Exposições e Copas, a raça pôde contar com um evento de

dez anos, surpreendeu e ficou com um dos dez melhores

alto nível como este, o que mostra que a raça está no caminho

tempos da disputa”, contou o organizador.

certo”, ressaltou Novaes.

Ainda de acordo com Toledo, a disputa contra o

O Diretor de Comunicação e Marketing destacou ainda

cronômetro teve 18 passadas, com os melhores resultados

a participação das mulheres na competição. “Ficamos muito

sendo registrados pelos cavaleiros José Mario (Haras NH) e

felizes em ver o ótimo desempenho das amazonas nessa

Marcos Corrá.

prova, em especial da criadora Camila Glycerio, integrante do

A nova configuração da modalidade ganhou, aliás, a

novo Núcleo Feminino, que fez uma notável apresentação. Esse

aprovação do Presidente Mario Barbosa. “A prova foi realmente

exemplo com toda certeza ajudará a trazer novas praticantes

um sucesso, comprovando o êxito de nosso trabalho no

para a modalidade”, afirmou o mangalarguista.

incentivo à funcionalidade. Esse bom resultado com certeza Vista geral do Centro Hípico Hipocampo.

Os belos troféus da Etapa Aberta de Amparo.


Matéria da Capa Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

34ª Exposição Nacional 18 |revista |revista mangalarga mangalarga 18


Andamento, Função e Beleza Espírito Santo do Pinhal - SP (19) 3651-1648 - (11) 99986-6485 E mail: mariobarbosa.mangalarga@hotmail.com

Alecrim Al lecrrim mM MAB AB - 13 13/12/2009 3/122/20009

Zagaia MAB - 05/10/2008

Universo MAB (T.E.) x Vitrine J.F.

Sabiá MAB (T.E.) x Sertaneja do Sapecado

Campeão Potro Maior Expo Brasileira 2012 1º Res. Campeão S. João da Boa Vista 2012 Campeão Expo. Jaú 2012

Campeã Égua e 1º Res. Campeã de And. Expo S. João da Boa Vista 2012 Campeã da Copa de And. S. João da Boa Vista 2012 1º Premio Expo Nacional 2012 Campeã Copa de And. Mococa 2012

Indira RJF - 02/09/08

Potras Geração 2010 e 2011

Ouro F.S.I. x Orlândia RJF

Bandoleira MAB, Morena Flor do Fogo e Bonita MAB

1º Prêmio Égua Expo Nacional 2012


Concorridos julgamentos, diversificada programação social e grande interesse da mídia garantiram o sucesso da mais importante mostra do Cavalo de Sela Brasileiro

A cidade paulista de Franca recebeu, entre os dias

Mangalarga vive uma fase de desenvolvimento muito grande

29 de setembro e 6 de outubro, a 34ª Exposição Nacional do

e essa exposição atestou o elevado nível dos animais que

Cavalo Mangalarga. Realizada nas dependências do Parque

nós temos na raça hoje. Mas o que é o mais importante é

de Exposições Doutor Fernando Costa, a mostra reuniu cerca

que pudemos desfrutar de um ambiente muito bom e muito

de 500 animais, que marcaram presença em julgamentos

construtivo, voltado à promoção do congraçamento entre

morfológicos, disputas de andamento, provas funcionais e

todos que integram a comunidade mangalarguista”, destacou

leilões.

o principal dirigente da raça em entrevista ao programa Horse O evento, além disso, contou com uma diferenciada

Brasil.

estrutura e com uma variada programação social, especialmente

Por sua vez, o Superintendente da ABCCRM, Jayme

desenvolvidas para conciliar o saudável clima de disputa

Ignácio Rehder Neto, destaca que esta foi a melhor Nacional

da pista de julgamento com o ambiente de camaradagem e

dos últimos dez anos. “O Parque de Exposições ajudou muito

amizade característicos do universo mangalarguista.

para o sucesso do evento. Afinal, além de possuir uma ótima

“Nós procuramos fazer este ano um evento

infraestrutura, ele conta com uma pista muito boa e oferece

diferenciado na parte social. Por isso, a programação incluiu

um bom número de baias. Além disso, tivemos um expressivo

diversos momentos de confraternização, como o coquetel

apoio da Prefeitura de Franca e pudemos contar com um

de boas-vindas e o jantar dos criadores, que, aliás, foi

corpo de jurados muito bom e com uma equipe que trabalhou

maravilhoso. A exposição ofereceu ainda uma confortável

muito bem na retaguarda. Por tudo isso, o evento foi além das

estrutura com destaque para o camarote vip, onde foi possível

expectativas.”

acompanhar os julgamentos com todo conforto, e o Espaço

O sucesso do evento deveu-se ainda ao patrocínio de

do Núcleo Feminino, que ofereceu um gostoso local para

quatro importantes marcas: Chevrolet, Budweiser, Ourofino

recepcionar a família mangalarguista durante os oito dias

e Socil. “A parceria dessas empresas, além de mostrar o

de atividades”, ressalta Paulo Francisco Gomes Della Torre,

prestígio da raça Mangalarga, foi muito importante para que

Diretor de Exposições da Associação Brasileira de Criadores

a Associação conseguisse viabilizar uma estrutura confortável

de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM).

para todos os mangalarguistas que passaram pelo Parque

Para Mario Alves Barbosa Neto, presidente da

Fernando Costa”, ressalta João Luis Ribeiro Frugis, Diretor de

ABCCRM, a exposição foi realmente muito boa. “O cavalo

Marketing da ABCCRM.

Os julgamentos puderam ser acompanhados confortavelmente do Camarote Vip.

O galope funcional novamente exigiu habilidade dos conjuntos participantes.

20 |revista mangalarga


Desfile das bandeiras novamente abriu a programação do evento.

Desfile das Bandeiras

Executiva da ABCCRM, O Núcleo Feminino teve uma ativa participação nessa 34ª Exposição Nacional. Afinal, além de

As atividades da 34ª Nacional foram abertas, no

terem preparado um confortável espaço para recepcionar

sábado 29 de setembro, com os julgamentos das categorias

os criadores e suas famílias no Parque Fernando Costa, as

de potrancas e potros. No fim da tarde desse mesmo dia,

mangalarguistas foram as responsáveis pela organização de

aconteceu a cerimônia oficial de abertura do evento, que

dois diferenciados momentos da programação: o Coquetel de

contou com o tradicional desfile das bandeiras dos criatórios

Boas-vindas e o Jantar dos Criadores.

participantes e foi acompanhada por um expressivo público. Liderados

pelo

Vice-Presidente

da

O Coquetel de Boas-vindas aconteceu na noite de

Associação

29 de setembro, logo após a cerimônia oficial de abertura da

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

exposição, oferecendo uma agradável recepção à comunidade

(ABCCRM) João Pacheco Galvão de França, os cerca de

mangalarguista na Casa do Criador do Parque Fernando Costa,

40 conjuntos participantes entraram em pista portando as

que foi especialmente decorada e preparada para o evento.

bandeiras de seus respectivos criatórios. Em seguida, o Diretor de Exposições Paulo Della

O Jantar dos Criadores ocorreu, por sua vez, no charmoso restaurante Lu Wasabi, na noite de 5 de outubro.

Torre e o Prefeito de Franca Sidnei Franco da Rocha fizeram os pronunciamentos que marcaram a abertura oficial das atividades. Em seu discurso, Della Torre ressaltou o intenso trabalho da ABCCRM para promover um grande evento, atendendo a expectativa de toda a comunidade mangalarguista. Por sua vez, o Prefeito de Franca ressaltou a honra do município em receber a Nacional Mangalarga.

Núcleo Feminino

Criado recentemente com o apoio da Diretoria

O Presidente Mario Barbosa com as integrantes do Núcleo Feminino Josiane Matta, Beatriz Biagi e Heloísa Freitas.


O evento, que contou com uma bonita homenagem ao criador

mangalarguista. “Queremos agradecer pelo acolhimento e

João Carlos Matta, teve também um aguardado e descontraído

pela confiança de todos os criadores, assim como pelas 14

Leilão de Coberturas, cuja renda foi toda revertida para futuras

coberturas que tão generosamente foram doadas para a

ações de fomento promovidas pelo Núcleo Feminino.

realização deste leilão”, destacou a mangalarguista na abertura

Durante a homenagem, o Presidente Mario Barbosa

do evento.

ressaltou os 33 anos de grande dedicação à raça do criador

O Leilão de Coberturas contou, aliás, com um ambiente

João Carlos Matta. “Ao longo desse período, ele sempre

descontraído, tendo como leiloeiro informal o anfitrião da

batalhou muito pela funcionalidade do cavalo Mangalarga e

Nacional Paulo Della Torre. No total, o remate arrecadou R$

teve animais incríveis em seu criatório”, afirmou o dirigente

50 mil, que serão revertidos para futuros projetos do Núcleo,

mangalarguista.

cujas ações pretendem trazer mais mulheres para o convívio

Já a criadora Beatriz Biagi Becker, que preside o Núcleo Feminino, fez questão de ressaltar o apoio de toda a comunidade

com a raça e estimular a participação de toda a família nas provas e exposições do Cavalo de Sela Brasileiro.

Os animais mostraram uma notável evolução zootécnica.

Evolução zootécnica

Segundo o jurado Marcelo Toledo, os julgamentos reuniram uma tropa de muita qualidade. “O plantel da raça vem

Os julgamentos da mais importante mostra do Cavalo

evoluindo ano a ano. Além disso, ele está obtendo um equilíbrio

de Sela Brasileiro reuniram este ano 364 exemplares. Expostos

muito bom, com a morfologia alcançando o elevado nível que

por cerca de 80 tradicionais criatórios da raça, esses animais

já havíamos obtido no andamento. Então nesta Nacional nós

foram analisados por uma comissão composta por cinco

tivemos em pista animais de bom andar e também com muito

jurados: André Fleury de Azevedo Costa, Fernando Mello

boa morfologia. Foi realmente muito prazeroso constatar todo

Vianna, Marcelo Leite Vasco de Toledo, Maria Aracy Tavares de

esse progresso zootécnico”, explica Toledo, para quem o

Oliva e Paulo Francisco Gomes Della Torre.

animal ideal para a raça deve apresentar bom andamento, boa

22 |revista mangalarga


caracterização racial e ser um cavalo de médio porte, reunido e ágil. Ainda na opinião do jurado, o equilíbrio do plantel se refletiu também nos dois animais que obtiveram os prêmios mais destacados do evento: o alazão Don Juan 42, exposto por Eduardo Henrique Souza de França e proveniente da criação de Ronaldo Andrade Bichuette, que superou outros 50 machos adultos para conquistar o Grande Campeonato Nacional Cavalo, e a também alazã Roma do Espinhaço, originária da seleção de Emiliano Abraão Sampaio Novais e que enfrentou outras 83 fêmeas na disputa pelo título de Grande Campeã Nacional Égua. “Eu acho que os biótipos desses dois animais são bem próximos. Ambos são mediolíneos e equilibrados. Enfim, foram os concorrentes que mais demonstraram equilíbrio entre andamento e morfologia durante o julgamento”, ressalta Toledo. Por sua vez, a disputa entre os criadores teve como principais destaques Sergio Paiva, primeiro colocado no

O segmento de pelagens mostrou novamente sua força.

ranking da classe geral, e Paulo Eduardo Corrêa da Costa, que ficou com a primeira colocação na disputa dos especialistas na pelagem pampa. Já entre os expositores destacaram-se Almiro Esteves Junior, o melhor expositor da classe geral, e novamente Paulo Eduardo Corrêa da Costa, o melhor expositor da pelagem pampa. Vale ressaltar, aliás, que as categorias voltadas às pelagens tiveram novamente uma expressiva participação, contando com 23,3% dos animais inscritos na Nacional e apresentando em pista exemplares de muita qualidade. Além da pampa, que representa o maior contingente do segmento, também marcaram presença no evento exemplares alazões

Um bom público acompanhou a Nacional Mangalarga.

amarilhos, tordilhos, castanhos, baios e pretos ou zainos. Para Marisa Iorio Corrêa da Costa, Diretora de Pelagens da ABCCRM, os cavalos coloridos, como são popularmente conhecidos esses animais, vêm demonstrando uma evolução constante. “Eles têm apresentado em pista muita qualidade tanto em termos dinâmicos como no aspecto da morfologia, comprovando a notável evolução do seu padrão racial e mostrando que estão cada vez mais equiparados com os participantes da classe geral”, destaca a dirigente mangalarguista.

Mario Barbosa com João Carlos Matta, o homenageado do Jantar dos Criadores.


Leilão Gênesis

A 34ª Exposição Nacional também abriu espaço para os negócios. O Leilão Gênesis movimentou o mercado da raça na noite de 5 de outubro. Promovido pela Fênix Leilões, com a chancela da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), o remate aconteceu no Parque Fernando Costa, em Franca (SP), durante a 34ª Exposição Nacional. Segundo Josué Cunha, diretor da Fênix Leilões, o evento movimentou uma receita total de R$ 918 mil, obtendo

Leilão Gênesis obteve uma cotação média de R$ 31,3 mil.

uma cotação média de R$ 31,3 mil. Por sua vez, o lote composto pela fêmea DL Tailandinha da Alvorada (T.E.), ofertado pelo criador Ronaldo Andrade Bichuette, foi o mais valorizado da noite, sendo negociado por R$ 64,8 mil. Assessorado pelo zootecnista João Quadros, o Leilão Gênesis contou ainda com produção fotográfica da Mitsu, com a participação do leiloeiro rural Marcelo Junqueira e com transmissão ao vivo pelo Portal da TV Leilão. Também promovido pela Fênix Leilões, o Leilão Shopping Mangalarga foi outra atração do evento. Com um formato inovador, baseado na venda direta ao cliente, o diferenciado remate ofertou 14 lotes ao longo da exposição. Jantar dos Criadores movimentou a agenda social.

O Parque Fernando Costa ofereceu uma ótima estrutura para a exposição.

26 |revista mangalarga


Evento comprovou o bom momento da raça Mangalarga.

Paulo Della Torre concede entrevista à TV Globo.

Sucesso de Mídia

A grande cobertura da imprensa foi outro aspecto notável da 34ª Exposição Nacional. Além de despertar grande interesse de veículos de comunicação especializados, merecendo reportagens e participações em programas do Terra Viva e do Canal Rural, o evento também mereceu uma ampla cobertura da mídia aberta. Programas de TV, rádios, jornais e portais de internet

O Presidente Mario Barbosa concede entrevista à Rede Record.

do interior paulista abriram espaço em sua programação para destacar as qualidades da raça e mostrar as principais atrações da mais importante mostra do Cavalo de Sela Brasileiro. A EPTV, além de realizar uma interessante matéria sobre a paixão das mulheres pelo cavalo Mangalarga para o programa Caminhos da Roça, também produziu matérias para o seu jornal regional e para exibição em rede nacional no Globo Rural. A Record, por sua vez, fez questão de cobrir o dia de abertura e o encerramento do evento, quando acompanharam um dos momentos mais emocionantes da programação, a escolha do Grande Campeão Cavalo. “O grande interesse da mídia comprova a grandeza da Exposição Nacional e especialmente do cavalo Mangalarga, que é indiscutivelmente uma referência de qualidade para o setor equestre e para o meio rural brasileiro”, ressalta Joel Novaes, Diretor de Comunicação e Marketing da ABCCRM.

Paulo Della Torre, na abertura do evento, com o Prefeito Sidnei Franco e Marcos Almeida Prado.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

Copa Janga Mangalarga Elevado nível zootécnico, programação social movimentada e participação feminina garantiram o sucesso da etapa final da mais importante competição funcional da raça

Uma tropa de muita qualidade passou pela pista do Parque da Água Branca.

A Etapa Final da Copa Janga Mangalarga, realizada entre os dias 23 e 25 de novembro, no Parque da Água

da criação de Antonio Carlos Pestili Fonseca, obteve o 2º Reservado Grande Campeonato.

Branca, em São Paulo (SP), definiu os grandes campeões da

“Para nós, é uma emoção indescritível, a coroação do

competição na temporada 2012. No total, 45 animais, expostos

trabalho que realizamos por toda a nossa vida. É a primeira vez

por 22 tradicionais criatórios da raça, participaram da prova

que sinto isso e fico muito satisfeito e muito contente. A gente

decisiva do campeonato, cujo principal objetivo é valorizar o

foi buscar o Pensamento no Norte de Goiás, com o criador Nilo

diferenciado andamento do Cavalo de Sela Brasileiro.

Vander, de quem hoje somos sócios no cavalo. Ele veio com

Exposto pela ZCM Agropecuária e originário da criação

quatro anos e meio e nem manso de cabresto era, pois vivia a

de Nilo Vander Vieira, o alazão Pensamento da Província

campo e solto no meio das éguas. Dessa maneira, tivemos que

sagrou-se Grande Campeão da Copa Janga Mangalarga. Por

realizar uma preparação longa e difícil. No entanto, sabíamos

sua vez, Regalo da Braido (T.E.), selecionado pelo criador

que todo esse trabalho uma hora seria recompensado,

Nelson Antonio Braido, conquistou o 1º Reservado Grande

afinal o Pensamento é um animal extraordinário, com um

Campeonato, enquanto Blumarine ACD (T.E.), proveniente

andamento espetacular e uma linda morfologia”, relata de

28 |revista mangalarga


Foto: Márcio Mitsuishi

Roma do Espinhaço Grande Campeã Nacional Mangalarga 2012

Roma do Espinhaço TE (Varão OJC x Godiva do Espinhaço)

AGROPECUÁRIA Produção e Seleção. Tudo Paixão. Emiliano Sampaio Novais e Rodrigo Pedrosa Sampaio Novais | Botucatu - SP | (14) 3814.1005 | www.espinhacoagropecuaria.com.br


forma emocionada José Lamartine Moreira Cintra Filho, um dos titulares da ZCM Agropecuária.

Geraldo Diniz Junqueira. Para Haigazun Sanazar, expositor da Grande Campeã

Por sua vez, a égua alazã Theresa da Araxá (T.E.),

Theresa da Araxá, a conquista representa o momento máximo

exposta por Haigazun Sanazar e originária da seleção de

de um intenso trabalho. “Nós compramos a égua quando ela

Josiane Cardoso Matta Vidotti, conquistou o título de Grande

tinha três anos e viemos trabalhando com ela, levando-a em

Campeã da Copa Janga Mangalarga. Além dela, os julgamentos

exposições. Ela veio crescendo, crescendo, e com trabalho e

das fêmeas também tiveram uma destacada participação da 1ª

com muita dedicação conseguimos chegar ao auge, ao ponto

Reservada Grande Campeã Condessa do Sir (T.E.), proveniente

máximo, que era o nosso objetivo”, comemora o criador,

da seleção de Pedro Salla Ramos Filho, e da 2ª Reservada

deixando ainda um agradecimento especial aos técnicos Silas

Grande Campeã Milonga Mangalarga, selecionada pelo criador

e André Freire e aos apresentadores Kinho e Biro.

Evento levou a beleza e funcionalidade da raça ao público paulistano.

O presidente Mario Barbosa fez questão de experimentar o andamento do Grande Campeão Pensamento da Província.

Sucesso total

novo patrocinador da Copa de Andamento, a etapa decisiva demonstrou que a raça vai muito bem. “Nos últimos anos

Para o Presidente da Associação Brasileira de

ocorreu um redirecionamento que proporcionou uma evolução

Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM),

muito grande para a raça e isso pode ser visto claramente

Mario Alves Barbosa Neto, a Etapa Final da Copa Janga

na Copa de Andamento, que hoje reúne animais de muita

Mangalarga foi um sucesso. “Nós tivemos um grande número

qualidade e é um evento muito procurado e super frequentado.

de associados e de não associados observando o cavalo

Por isso, estou muito feliz por contribuir com essa iniciativa

Mangalarga. Várias pessoas que já criaram a raça estiveram

tão importante.”

no evento e manifestaram o desejo de voltar e a satisfação por ver um cavalo bonito, que anda bem e desempenha suas funções. Além disso, os patrocínios da Intermédica, da Janga e da Chevrolet foram muito importantes para o sucesso desse evento, oferecendo uma estrutura muito boa a todos que passaram por aqui. Dessa maneira, eu considero que foi um sucesso total e espero fazer outros eventos como este no Parque da Água Branca, local que é a casa da raça Mangalarga e onde os criadores se sentem sempre muito bem”, destaca o dirigente mangalarguista, que ao final do julgamento fez questão de montar e experimentar o andamento do Grande Campeão Pensamento da Província. Para Paulo Barbanti, titular do Haras da Janga,

30 |revista mangalarga

Por sua vez, o experiente jurado Leandro Canêdo O proprietário Ricardo Urbano fez questão de apresentar pessoalmente sua égua.


Guimarães dos Santos, responsável pelo julgamento dos

agraciou o Grande Campeão Cavalo com os cobiçados troféus

concorrentes ao lado da técnica Caroline Golin Porto e do

transitórios Eduardo Diniz Junqueira e Eduardo Figueiredo

criador Jorge Roberto Pires de Campos, destaca que a prova

Lima Filho, e a Grande Campeã Égua com o troféu transitório

final desta temporada apresentou o resultado de um longo

João Carlos Saad.

processo de evolução e retomada do andamento da raça,

Outro fato marcante foi a participação de usuários e

iniciado no começo da década passada. “A grande qualidade

criadores no julgamento da Copa, comprovando que o uso do

zootécnica dos animais que passaram por esta etapa final

Mangalarga está em alta. Ricardo Urbano Nassar, por exemplo,

torna possível que enxerguemos que a raça deu realmente

fez uma bela apresentação, repetindo o notável desempenho

um passo à frente definitivo e conclusivo. Se a raça já havia

que já havia apresentado em etapas classificatórias da

evoluído muito em termos de morfologia e beleza, agora pode-

competição, como a de Mococa (SP). Já Camila Glycério

se constatar que ela também evoluiu muito em termos de

de Freitas fez novamente questão de apresentar uma das

andamento”, avalia Canêdo, que integra o quadro de jurados

concorrentes do Haras Mangabaia. Essa inaciativa, aliás, foi

da ABCCRM desde 1972.

destacada pela Diretoria da ABCCRM, que ressaltou o fato e

A Etapa Final da Copa Janga Mangalarga contou

entregou uma premiação especial aos dois participantes.

ainda com cerca de R$ 100 mil em prêmiações. Além disso, Criadores acompanharam com grande atenção os decisivos julgamentos.

Mario Barbosa comanda a abertura da palestra promovida pelo Núcleo Feminino.

A atuação feminina, entretanto, não parou por aí.

Toque feminino

Elas também participaram das disputas na pista do Parque marcante

da Água Branca, apresentando animais no julgamento geral e

participação na Etapa Final da Copa Janga Mangalarga,

marcando presença na prova do patrão. Além disso, ajudaram

proporcionando um toque especial a diversas atividades

a organização a deixar a “Tenda Vip” extremamente confortável

da programação. Na sexta-feira (23), o Núcleo Feminino

para toda a comunidade mangalarguista. No local, os criadores

promoveu uma interessante palestra com os especialistas

puderam aproveitar saborosos cafés da manhã nos dois dias

norte-americanos Mary Midkiff e Tom Aronson, durante a qual

de julgamentos e ainda desfrutaram de uma gostosa “Tarde

foi apresentado o Projeto Kentucky Mangalarga Station.

da Pizza”, realizada logo após as atividades do sábado (24).

As

mulheres

também

tiveram

uma

As mangalarguistas também auxiliaram na realização do

A tenda contou também com atrações para a criançada e foi

Boteco Mangalarga, um gostoso momento de confraternização

palco da manhã de autógrafos com a escritora e equitadora

realizado na noite do mesmo dia no Jockey Club de São Paulo.

Mary Midkiff.

O encontro, organizado com muito capricho pelas integrantes

Para Paulo Barbanti, o Núcleo Feminino deu uma

do Núcleo Feminino, contou com música da melhor qualidade,

importante colaboração para o sucesso dessa etapa decisiva,

com uma caprichada decoração e com um saboroso cardápio

especialmente na parte social. “Quando o evento tem um toque

assinado por Tatá Cury.

feminino tudo fica melhor, pois a mulher tem uma atenção


O Boteco Mangalarga ofereceu um gostoso momento de descontração no Bar Deck.

muito especial aos detalhes”, destaca o criador. A opinião é compartilhada pelo presidente da ABCCRM Mario Barbosa. “Foi realmente muito importante poder contar com a colaboração do Núcleo Feminino. Elas deram uma ótima contribuição na parte social da programação, como já haviam feito com grande sucesso durante a 34ª Exposição Nacional.” Durante a temporada 2012, a Copa de Andamento contou com dez etapas credenciadoras e passou pelas cidades de Vitória da Conquista (BA), Jundiaí (SP), Itapetinga (BA), São Sebastião da Grama (SP), Bocaina (SP), Amparo (SP), São João da Boa Vista (SP), Mococa e Jaú (SP), onde foram realizadas duas provas. A etapa final da competição promovida pela ABCCRM teve ainda os patrocínios de Haras da Janga, Intermédica e Chevrolet. A tenda dos criadores ganhou mais conforto com um caprichado toque feminino.

32 |revista mangalarga

Josiane Matta e Camila Freitas representaram o Núcleo Feminino na prova do patrão.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Núcleo de Goiás

Exposição de Goiânia Evento colocou o Cavalo de Sela Brasileiro em destaque em uma das mais importantes mostras agropecuárias da Região Centro-Oeste

Um bom público acompanhou os julgamentos da mostra goiana.

O Cavalo Mangalarga foi uma das principais atrações

A comunidade mangalarguista novamente prestigiou o evento.

Marcelo Boaro Junior.

do segundo turno da programação da 49ª Exposição

Esta foi a quarta mostra da raça realizada este ano em

Agropecuária de Goiânia (GO). A raça participou do tradicional

território goiano. No mês de maio, o Cavalo de Sela Brasileiro

evento, nos dias 27 e 28 de outubro, com uma diversificada

já havia marcado presença na 67ª Exposição Agropecuária de

programação, que incluiu julgamentos de morfologia, disputas

Goiás, também realizada na cidade de Goiânia. Por sua vez, o

de andamento e provas funcionais.

município de Palmeiras de Goiás recebeu o cavalo Mangalarga

Organizada pelo Núcleo de Goiás, cujo presidente

no mês de junho, enquanto a Expo Agro Luziânia recebeu

é o selecionador Adalberto Borges Cunha, a Exposição

o circuito de exposições da ABCCRM no mês de agosto,

Mangalarga de Goiânia aconteceu nas dependências do Parque

comprovando a força da raça neste importante estado do

de Exposições Doutor Pedro Ludovico Teixeira, contando com

Centro-Oeste brasileiro.

a chancela da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM). A mostra mangalarguista teve ainda a participação de 43 animais, expostos por 12 tradicionais criadores da raça: Adalberto Borges Cunha, Antonio Carlos Vale, Antônio Celso Ramos Jubé, Arédio Alves Neve, Fernando Pessoa Cantarino, Flávio Fernandes de Araújo, Ilair Antonio Tumelero, José Carlos Mendonça, José Junior Dias Araujo, Kleber Evangelista Leite, Leandro Canedo Guimarães dos Santos e Luiz Carlos Frattari. O evento, além disso, contou com a participação do jurado 34 |revista mangalarga

Animais de muita qualidade passaram pela pista de julgamento.


Curso de Apresentação

Goiás. A Diretoria de Comunicação e Marketing parabeniza,

A Exposição de Goiânia também incluiu em sua

em nome da ABCCRM, o jurado Marcelo Boaro, o presidente

programação um diferenciado curso de apresentação de

Adalberto Borges Cunha e os demais integrantes do Núcleo

animais em pista. As aulas foram ministradas pelo renomado

de Goiás por essa importante iniciativa, que proporcionou um

jurado Marcelo Boaro e contaram com a participação de

significativo aprimoramento na equipe de profissionais da raça

aproximadamente 15 profissionais de criatórios do estado de

Mangalarga no estado de Goiás.

Marcelo Boaro com os participantes do Curso de Apresentação.

“Aqui tem raça!!!”

Ópera FL da Catedral

Fazano FL da Catedral

Iguaçu da Província x Traviata da Catedral

Pecado RAA x Ópera FL da Catedral

Fone: (11) 98196-2734 - mangalargapatriota.blogspot.com | mangalargapatriota@gmail.com - Campo Limpo Paulista - SP


Seleção Por D’Angieri Consultoria (Thomás, Attílio e Thiago D’Angieri)

Genética das Pelagens As pelagens equinas são determinadas por vários pares de genes, proporcionando uma infinidade de combinações gênicas Nos dias atuais, nas diversas genes o que proporciona uma infinidade e deveriam, portanto ser denominados raças criadas no Brasil, além de se de combinações gênicas. selecionar a função para que a mesma se

Pseudo-albinos. Apesar de possuírem

Existem diversas teorias sobre pelos brancos e pele rósea, sempre

destine, muitos criadores visando agregar a forma de transmissão dos genes apresentam olhos coloridos (castanhos mais valor aos seus animais, passaram envolvidos com as pelagens dos equinos. ou azulados), o que demostra deficiência a selecionar também as pelagens dos A mais estudada é a da escola americana de pigmentação e não ausência total. Além mesmos. Pelagens como a pampa, oveira, de Castle, que propõe um abecedário disso, algumas regiões do corpo podem amarilha, baia, rosilha, preta, castanha para designar esses genes. No ABC da se apresentar pigmentadas. e tordilha já possuem selecionadores genética das pelagens dos equinos alguns

Genes da Série B (Black)

em diversas raças. E além das raças genes têm ação bem conhecida, mas

Apesar da grande diversificação

Appaloosa e Paint Horse, a Pampa já tem muitos são de ação desconhecida ou sem de tonalidades das pelagens, os equinos uma associação própria.

comprovação (REZENDE E COSTA, 2007). produzem apenas duas tonalidades de

Podemos notar em copas e exposições animais das pelagens citadas

Abecedário da Genética das pelagens

pigmentos. Os alelos da série B (B e b)

dos Equinos.

são responsáveis pela cor do pigmento

acima se destacarem não só pela sua

produzido. O B, dominante, quando

coloração, mas por seu desempenho e

Genes da Série C (Color)

qualidade zootécnica. Como exemplo

O alelo dominante C é responsável homozigota (BB) e heterozigota (Bb),

acontece

no

genótipo

nas

formas

podemos citar na Exposição Nacional pela produção do pigmento melânico, pois determina que o pigmento produzido seja de 2011 a Grande Campeã Nacional permite que uma reação bioquímica seja preto. Seu alelo recessivo em homozigose Égua Imaculada da Piratininga, que é de realizada levando a formação da Melanina. (bb) leva à produção do pigmento pelagem Pampa, a 1ª Reservada Grande

Na presença do alelo recessivo vermelho. Com este conhecimento pode-

Campeã Nacional Égua Lhama Saint c, na forma homozigota (cc), o animal é se definir os genótipos das pelagens preta Clair J.O., de pelagem Tordilha, e a 1ª incapaz de formar o pigmento denominado (CCBB ou CCBb) e alazã (CCbb Reservada Campeã Nacional Égua Sênior Melanina. Esses animais são chamados de

Genes da Série A (Aguti)

de Andamento Harmonia do Otnacer, de albinos e possuem pelos brancos, pele e

Os

pelagem castanha, entre outros animais olhos róseos, pois o sangue é visualizado responsáveis

alelos pela

desta

série

são

produção

da

de pelagens diferentes da alazã que por transparência. Na espécie equina feomelanina, que determina o clareamento obtiveram premiações significativas. Para

selecionarmos

nunca foi descrito nenhum animal com da pelagem em áreas específicas. Dessa

pelagens deficiência total de pigmento melânico. forma, se o animal estiver produzindo

específicas, precisamos entender que Os cavalos conhecidos como albinos pigmento preto (B_) e o gene para geneticamente as pelagens dos cavalos possuem na verdade deficiência de feomelanina estiver presente no genótipo, são determinadas por vários pares de produção da melanina e não ausência total determinadas áreas da pelagem serão 36 |revista mangalarga


de coloração vermelha e se o pigmento a pelagem dos cavalos selvagens da a do alelo A, pois este determina produzido for vermelho (bb), a presença Mongólia (raça Pzerwalsky), mas essa clareamento em regiões específicas e da feomelanina tornará áreas específicas raça quase em extinção e com ela o alelo aquele, que o animal seja uniformemente de tonalidade amarelada.

a+ também praticamente desapareceu.

Na série A devem-se considerar, aa: Ausência de clareamento. em ordem de dominância, os alelos relacionados a seguir: A+, A, a+, a.

Genes da Série D (Dilution)

pigmentado. Portanto, o alelo E é hipostático sobre o A, ou seja, na presença do A ele não se manifesta no fenótipo do

A ação do alelo dominante animal. O equino poderá ser portador do E

A+: Determina clareamento que fica (D) é provocar diluição na tonalidade e consequentemente transmiti-lo a prole, restrito, principalmente, às ares em volta da pelagem, agindo na intensidade de mas não será possível identifica-lo no dos olhos, focinho, flancos e axilas.

produção e distribuição do pigmento genótipo do animal só pela observação de

B_A+: Na presença de B, alelo responsável produzido. Assim, animais que possuírem sua pelagem. O alelo recessivo (e) restringe

pela produção do pigmento preto, o A+ esse alelo na forma dominante (D) terão

determina a pelagem conhecida como menor produção de pigmento melânico, a distribuição do pigmento na cabeça. Castanha Pinhão. O animal terá produção seu efeito somativo, ou seja, quando Nas demais regiões do corpo, alguns do pigmento preto, com clareamento acontece no genótipo na forma dominante pigmentos pretos tornam-se vermelhos (tonalidade

avermelhada)

na

cabeça homozigota (DD) leva a menor produção e os vermelhos passam a ter tonalidade

(principalmente no focinho e em volta dos de pigmento que na forma dominante amarelada. olhos), flancos e axilas. bbA+_: pelagem vermelha com áreas amareladas na cabeça, flanco e axilas.

Como exemplo da ação dos

heterozigota (Dd).

A combinação dos alelos desta alelos E e e nos genótipos e fenótipos já série com os genótipos até agora conhecidos, temos:

A: clareamento de toda a cabeça, pescoço apresentados trará como consequência B_A_E_: Castanha comum (E não se e tronco.

os seguintes fenótipos e genótipos:

manifesta na presença de A)

B_A_: Pelagem castanha: o animal bbdd: Pelagem Alazã

B_aaE_: Preta uniformemente pigmentada

terá crina, cauda e membros pretos bbDb: Pelagem Alazã Amarilha

B_aaee: Preta maltinta (com áreas do

demonstrando a presença do B_ no bbDD: Pelagem Pseudo-albina conhecida corpo avermelhadas, mas com a cabeça genótipo. O alelo A_ provoca clareamento como Gázeo

preta)

da pelagem na cabeça, pescoço e tronco, B_A_dd: Pelagem Castanha

B_A_ee: Castanha clara

tornando o pigmento preto de tonalidade B_A_Dd: Pelagem Baia

bbA_E_: Alazã acima de Baia

avermelhada.

bbA_ee: Alazã acima de Baia com áreas

bbA_: Pelagem alazã sobre baia ou alazã

B_A_DD: Pelagem Baia Palha

A literatura admite a possibilidade mais claras na cauda, crina e membros

acima de baia. Com esse genótipo o do alelo D só se manifestar no fenótipo bbAaE_:Alazã

acima

de

baia

animal vai se apresentar com crina, cauda dos equinos (cavalo e éguas) que tiverem uniformemente pigmentada e membros vermelhos, pois o pigmento o A no genótipo. Essa hipótese explicaria B_A_DdE_: Baia produzido será vermelho (alelo b em a ocorrência da pelagem Pelo de Rato B_A_DDee: Baia mais clara homozigose), mas a presença do A no apenas nos asininos (jumentos) e muares bbA_DdE_: Alazã amarilha genótipo provoca clareamento nas regiões (burros e mulas). Neste caso equinos bbA_Ddee: Alazã amarilha com áreas da cabeça, pescoço e tronco, tornando CCBbaaDd seriam pretos, mas poderiam claras a pelagem dessas regiões de tonalidade transmitir o alelo D.

O alelo ED é um mutante da série E. Sua ação é produzir superabundância

amarelada.

Genes série E (Extension)

a+_: provoca clareamento da pelagem

O alelo E é um fator de extensão, de pigmento, que será uniformemente

no tronco, cabeça e pescoço, sendo o e determina que o pigmento produzido distribuído por toda extensão do corpo. clareamento no focinho, flanco e axilas seja uniformemente distribuído em toda Tem efeito epistático sobre A, ou seja, na mais intenso. Este alelo determinava extensão do corpo. Sua ação é antagônica sua presença o A não se manifesta. Assim,


no acasalamento de animais de pelagem tordilha (G) pode predispor a uma os autores divergem quanto à letra a ser preta comum, oriundos do genótipo patologia denominada “melanose”. Os usada para sua designação. Neste estudo B_aaE_,

poderá

ocorrer

nascimento melanomas ocorreriam, portanto, nas vamos chamá-los de “Genes da Série

de potros somente com as pelagens extremidades do animal, principalmente M”. As particularidades especiais das preta ou alazã. No entanto, quando os nas regiões das axilas, ânus, períneo e pelagens (aquelas que tem sede fixa no reprodutores pretos forem portadores do boca. Essa suspeita, entretanto ainda não corpo dos animais) seriam determinadas alelo ED (preto azeviche), pode-se esperar foi comprovada. desse acasalamento a ocorrência também

Outra

pelo alelo recessivo em homozigoze (mm) particularidade

deste e o tamanho destas particularidades seria

da pelagem Castanha. O preto (B_ED_) alelo é seu efeito somativo, ou seja, na determinado por genes modificadores. poderá carrear o alelo A_ sem que este forma homozigota (GG), o clareamento

Genes da série O (Overo)

se manifeste no fenótipo. Os portadores da pelagem será mais rápido que na

Nesta série o alelo O, na

do ED possuem intensa pigmentação na forma heterozigota (Gg). Desta forma, os forma heterozigota dominante (Oo), é pelagem e sua presença nos genótipos animais que tiverem GG estariam mais responsável pelo aparecimento de malhas já conhecidos será responsável pelas predispostos a desenvolverem melanose brancas na pelagem. Essas malhas se variedades descritas à seguir:

o que aconteceria no final de sua vida, em confundem com o restante da pelagem e

B_aaED_: Preta azeviche

consequência do acumulo gradativo do não são bem delimitadas como acontece

bbaaED¬_: Alazã Tostada

pigmento nas células das extremidades. na pelagem pampa. As áreas brancas

B_A_ED_: Preta azeviche

Este acumulo seria iniciado precocemente apresentam contorno irregular e incluem

bbA_ED_: Alazã Tostada

em consequência da rápida diluição grande parte (ou na totalidade) da

Genes da série G (Gray) O alelo dominante da série G

provocada por GG.

cabeça, podem atingir as faces laterais

É importante ressaltar também, do pescoço, costados, ventre e flancos,

é responsável pela pelagem tordilha. que G é epistático sobre todos os outros porém nunca cruzam a linha dorsal. Na Quando acontece na forma homozigota genes, ou seja, quando estiver presente maioria dos cavalos, a área pigmentada (GG) ou heterozigota (Gg) em qualquer no genótipo, sempre vai se manifestar é mais extensa que a branca, sendo pelo dos genótipos, já estudados ou que ainda no fenótipo, levando a um clareamento menos um dos membros pigmentados serão descritos, levará ao aparecimento gradativo da pelagem, e nunca será e a cauda normalmente é unicolor. Esse gradativo de pelos brancos na pelagem mascarado por nenhum por nenhum outro conjunto de características, provocadas que o animal tiver ao nascimento, que gene. Então, um animal para ser tordilho pelo genótipo Oo, caracteriza a pelagem será determinada pelos demais genes terá, obrigatoriamente, um de seus pais conhecida como Oveira. presentes em seu genótipo. Estes pelos também tordilho. brancos irão substituir gradativamente os pigmentados e com o tempo o animal

Quando

Genes da série LP (Leopard)

em

homozigose

dominante (OO) provoca a síndrome letal

A pelagem apalusa é resultante do “potro branco”. Esses potros nascem

que era colorido ao nascimento ficará do alelo dominante LP nas formas saudáveis, são completamente brancos, completamente branco.

homozigota ou heterozigota (LPLP / com olhos azulados e morrem no máximo

A ação do G é impedir que o LPlp). A genética dessa pelagem ainda em três dias após o nascimento, em pigmento produzido pelo melanócito não está bem esclarecida. Parece haver consequência de uma extensa (30 cm) (célula produtora da melanina) seja mais de um par de genes envolvidos na constrição no intestino que não permite distribuído para o pelo. Esse pigmento sua expressão fenotípica.

a eliminação das fezes (aglanglionose

se acumulará dentro da célula e migrará

ileocólica).

para as extremidades do corpo. Em

Genes da Série M (Markings) Os

genes

responsáveis

pelo

O alelo recessivo na forma

consequência desse acúmulo gradativo de aparecimento das particularidades das homozigota (oo) caracteriza a pelagem pigmento nas células das extremidades, pelagens (calçamentos, estrela, cordão uniforme determinada pelo restante do alguns sugeriram que o gene da pelagem etc.) têm sido amplamente estudados e genótipo. 38 |revista mangalarga


JURISTANTUM DA NOVA ROMA - 20/01/2010 Facsimile da Nova Roma (T.E.) X Querubina da Janga

JUVENIL DA NOVA ROMA - 20/10/2009 Bailarino JOP X Datavenia da Nova Roma

JULIANA DA NOVA ROMA - 06/01/2010 Facsimile da Nova Roma (T.E.) X Branca Jedi


O alelo oe, parece ser recessivo aos vezes estas manchas brancas acontecem efeito letal embrionário, quando em demais alelos e quando em homozigose apenas na região abdominal, cauda, crina homozigose

dominante

(Caldeira

&

também determina a pelagem oveira. ou pênis, sendo de difícil visualização. Portas, 1999) e sobre sua condição de Animais que não são de pelagem oveira Quando a mancha branca acontece epistasia, pois Bowling (1997) citou que o podem portanto, transmitir este alelo.

na região abdominal, os animais são animal rosilho não terá necessariamente,

OO: Síndrome do potro branco

erroneamente

Oo: Pelagem Oveira

bragados.

Oeoe: Pelagem Oveira

caracterizados

como um dos pais também de pelagem rosilha. A ação do R nos genótipos

Suspeita-se também, que aqueles mais conhecidos trará como resultados

Oo ou ooe: outra pelagem

equinos

Genes da série P (Paint)

que

apresentam

pequenas pelagens com as seguintes denominações:

manchas escuras (pigmentadas) nas B_A_rr: Castanha

Também conhecido como To áreas brancas sejam homozigotos (PP) e B_A_Rr: Rosilha com cauda e crina pretas (Tobiano), o alelo P dominante determina desta forma, 100% de sua prole será de – Rosilha castanha ausência de produção de melanina pelagem pampa (Coelho, 2006).

B_A_RR: Parece levar à morte embrionária

em diversas áreas do corpo e, como

bbA_rr: Alazã acima de baia

consequência, malhas

o

brancas

animal

apresentará

Genes da série R (Roan)

despigmentadas,

bbaarr: Alazã

O alelo dominante desta série (R) bbA_Rr: Rosilha com cauda e crinas

caracterizando a pelagem Pampa. O é responsável pela pelagem Rosilha. Este vermelhas – Rosilhas alazã tamanho e a forma destas malhas são gene, atuando sobre a cor base (qualquer bbaaRr: Rosilha com cauda e crinas determinados por genes modificadores.

outra pelagem), determina que o animal vermelhas – Rosilhas alazã

O alelo P segue o padrão de apresente interpolação de pelos brancos bbA_RR: Parece levar à morte embrionária herança mendeliana simples e é herdado e

pelos

pigmentados

disseminados bbaaRR: Parece levar à morte embrionária

como um gene dominante. Os animais pelo corpo, sem caráter invasivo nem B_aaRr: Rosilha preta PP e Pp são pampas e pp tem outra evolutivo. A proporção de pelos brancos é B_aaRR: Parece levar à morte embrionária pelagem. Desta forma um potro pampa maior no pescoço e tronco que na cabeça

Genes da Série W (White)

pode ser produzido por um cruzamento e extremidades dos membros, os quais se pampa x não pampa, mas nunca de destacam por tonalidade mais escura. não pampa X não pampa. Entretanto,

O W dominante é responsável pela pelagem branca. Tem característica

O portador do alelo R diferencia-se de epistasia, ou seja, mascara o efeito

Sponenberg (1996) citou que alguns daqueles que tem G, pois seu modo de ação de todos os outros genes que já foram equinos portadores do alelo tobiano ou determina que o potro, já ao nascimento, mencionados. Seu alelo recessivo w pampa podem aparentar pelagem fechada apresente interpolação de pelos brancos permite a manifestação do restante e não mostrar claramente manchas no no pescoço e tronco. Na pelagem do

genótipo.

Os

cavalos

brancos

corpo, estes animais seriam chamados tordilha, o branqueamento é progressivo ocasionados pelo alelo W apresentam de criptotobiano e são minimamente e a interpolação de pelos brancos ocorre pelos brancos, olhos azulados, castanhos marcados. Apresentam quase sempre em toda a extensão do corpo, inclusive ou amarelados e apenas algumas áreas cascos brancos, patas extensamente na cabeça, enquanto no rosilho há do corpo pigmentadas. Esses indivíduos brancas e a cabeça é pouco marcada. predomínio de pelos pigmentados na são sempre heterozigotos (Ww). Os Apesar de serem geneticamente pampas, cabeça. Potros que nascem Rosilhos e fetos

portadores

do

genótipo

WW

não são identificados como tal devido apresentam branqueamento progressivo são reabsorvidos ou abortados. Essa à ausência de malhas despigmentadas como ocorre nos Tordilhos, apresentam combinação gênica leva à deficiência de visíveis em outras regiões do corpo. no genótipo, os alelos R e G (epistático). A pelagem pampa é caracterizada pela

assimilação do cobre pelo feto que morre

A expressão desse gene ainda na formação da hemoglobina.

presença de malha despigmentada na não está totalmente esclarecida e existem Pelagens possíveis aos produtos levando região do tronco e/ou pescoço. Muitas informações contraditórias sobre seu em consideração as pelagens dos pais: 40 |revista mangalarga


Alazã X Alazã ➢

Alazã Alazã X Preta

Alazã

Baia

Preta

Alazã Amarilha

Rosilha Alazã

Preta X Tordilha

Alazã

Rosilha Preta

Preta

Rosilha Castanha (raramente)*

do genótipo do seu ascendente de

Castanha*

Castanha (raramente)*

pelagem tordilha

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores

for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

Alazã X Castanha

Alazã X Pampa

Alazã

Alazã

Preta

Qualquer pelagem dependendo

Castanha

do genótipo do seu ascendente de

Alazã Acima de Baia

pelagem pampa

Alazã X Alazã Acima de Baia ➢

Pampa**

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Alazã

Qualquer pelagem dependendo

Preta X Rosilha Alazã ➢

Alazã

Preta

Castanha

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha

Rosilha Preta

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

restante do genótipo do animal pampa com a outra

Alazã Acima de Baia

Preta X Rosilha Castanha

pelagem

Alazã X Alazã Amarilha

Preta X Preta

Alazã

Alazã

Alazã

Preta

Alazã Acima de Baia

Preta

Castanha

Alazã Amarilha

Castanha

Alazã Acima de Baia

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha

Rosilha Preta

Baia

Alazã X Baia ➢ ➢

Alazã

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

Preta X Castanha

Preta Castanha

Alazã

Alazã Acima de Baia

Preta

Baia

Castanha

Alazã Amarilha

Alazã Acima de Baia

Preta X Rosilha Preta

Preta X Alazã Acima de Baia

Alazã X Tordilho

Alazã

Preta

Castanha*

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha*

Rosilha Preta

Qualquer pelagem dependendo

Alazã

do genótipo do seu ascendente de

Preta

pelagem tordilha

Castanha

Alazã Acima de Baia

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores

Preta X Alazã Amarilha

for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

Alazã X Rosilha Alazã ➢

Alazã

Rosilha Alazã Alazã X Rosilha Castanha

Preta X Pampa

Alazã

Preta

Pampa** Qualquer pelagem dependendo

Alazã

Castanha

Preta

Alazã Acima de Baia

do genótipo do seu ascendente de

Castanha

Baia

pelagem pampa

Alazã Acima de Baia

Alazã Amarilha

Preta X Baia

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do restante do genótipo do animal pampa com a outra pelagem

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha

Alazã

Rosilha Preta

Preta

Alazã

Castanha

Preta

Alazã Acima de Baia

Castanha

Alazã X Rosilha Preta

Castanha X Castanha


No totall são ã 1 176 76 ¿llhos, h que receberam b mais i d de 1 16.000 6 000 prêmios. ê i Selecionamos alguns dos descendentes do Quartzo JES que participaram da XXXIII Nacional 2011 e a XXXIV Exposição Nacional 2012

Pensamento da Província

2º Res. Grande Campeão Nacional Cavalo 2011 2º Res. Grande Campeão Nacional Cavalo de Andamento 2011 2º Res. Grande Campeão Nacional Cavalo 2012 Campeão Brasileiro Cavalo Sênior 2012 Melhor Cavalo Montado Ranking 2012 Grande Campeão Cavalo da Copa Janga de Andamento 2012

Bella Bella da Jauaperi (T.E.) Campeã Expo Brasileira 2012 2º Res. Campeã Nacional 2011

Diva da Piratininga (T.E.) 1º Res. Grande Campeã Nacional 2011 Grande Campeã Nacional 2012

Catena JES (T.E.)

2º Res. Campeã Expo Brasileira 2011 2º Res. Campeã Nacional 2011 1º Premio Conjunto de Raça Nacional 2011

Comanche FAT (T.E.)

Unidade do A.E.J. (T.E.)

Campeã(o) Funcionalidade Nacional 2012 1 P. Andamento Mirim Nacional 2012 1 Res. Campeã Copa Jaú 2012

Atlântico do A.E.J. (T.E.)

2º Res. Campeão Nacional 2012 1º Prêmio Progênie de Mãe Nacional 2012 1º Prêmio Conjunto de Raça Nacional 2012

Belize do PEC (T.E.)

Grande Campeã Nacional Pelagem Pampa 2012 1º Prêmio Conjunto de Raça Nacional Pelagem Pampa 2012

Luxo da Piratininga

2º Prêmio Progênie de Mãe Nacional 2012

Grande Campeão Nacional Potro Maior 2012

África do A.E.J. (T.E.)

Liz da Piratininga

2º Prêmio Progênie de Mãe Nacional 2012

2º Res. Campeã Nacional Pelagem Pampa 2011

ÀD DISPOSIÇÃO ISPOSIÇÃO N NA AE ESTAÇÃO STAÇÃO D DE EM MONTA ONTA

Agradecemos a todos que nos permitiram a divulgação destes produtos.

Haras Alô Brasil

Maria Dilda Alves Av. São Luis 86, cj 101, Consolação, São Paulo Escritório ( 11 ) 2189-1925 / Haras ( 19 ) 3879-1104 josealves¿lho@rebic.com.br


Alazã Acima de Baia Castanha X Alazã Acima de Baia

Castanha

Alazã Acima de Baia X Rosilha Preta

Alazã Acima de Baia

Alazã

Alazã

Rosilha Alazã

Preta

Preta

Rosilha Castanha

Castanha*

Castanha

Rosilha Preta

Alazã Acima de Baia

Alazã Acima de Baia

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha*

Rosilha Preta

Castanha X Alazã Amarilha ➢

Alazã

Castanha X Pampa ➢

Pampa**

Qualquer pelagem dependendo

Preta

do genótipo do seu ascendente de

Castanha

pelagem pampa

Alazã Acima de Baia

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

Alazã Acima de Baia X Pampa

restante do genótipo do animal pampa com a outra

Baia

pelagem

Pampa**

Alazã Amarilha

Alazã Acima de Baia X Alazã Acima de

Qualquer pelagem dependendo

Castanha X Baia

Baia

do genótipo do seu ascendente de

Alazã

Alazã

pelagem pampa

Preta

Alazã Acima de Baia

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Castanha

Alazã Acima de Baia X Alazã Amarilha

Alazã Acima de Baia

Alazã Acima de Baia

Baia

Alazã Amarilha

Alazã Amarilha Castanha X Tordilha

restante do genótipo do animal pampa com a outra

Alazã Acima de Baia X Baia

pelagem

Alazã Amarilha X Alazã Amarilha ➢

Alazã

Alazã Amarilha

Pseudo-Albino

Alazã

Qualquer pelagem dependendo

Preta

do genótipo do seu ascendente de

Castanha

Alazã

pelagem tordilha

Alazã Acima de Baia

Preta

Baia

Castanha

Alazã Amarilha

Alazã Acima de Baia

Baia

Castanha X Rosilha Alazã

Alazã Amarilha X Baia

Alazã

Preta

Castanha

Qualquer pelagem dependendo

Alazã Amarilha

Alazã Acima de Baia

do genótipo do seu ascendente de

Pseudo-Albino

Rosilha Alazã

pelagem tordilha

Rosilha Castanha

Rosilha Preta Castanha X Rosilha Castanha

Alazã Acima de Baia X Tordilha

Alazã Acima de Baia X Rosilha Alazã

Alazã Amarilha X Tordilha Qualquer pelagem dependendo

Alazã

do genótipo do seu ascendente de

Alazã Acima de Baia

pelagem tordilha, incluindo o Pseudo-

Rosilha Alazã

Albino.

Alazã

Preta

Alazã Acima de Baia X Rosilha Castanha

Castanha

Alazã

Alazã

Alazã Acima de Baia

Preta

Alazã Acima de Baia

Rosilha Alazã

Castanha

Rosilha Alazã

Rosilha Castanha

Alazã Acima de Baia

Alazã Amarilha

Rosilha Preta

Rosilha Alazã

Alazã Amarilha X Rosilha de Castanha

Rosilha Castanha

Alazã

Rosilha Preta

Preta

Castanha

Castanha X Rosilha de Preta ➢

Alazã

Preta

44 |revista mangalarga

Alazã Amarilha X Rosilha Alazã


Alazã Acima de Baia

Rosilha Preta

Rosilha Alazã

Baia

Rosilha Castanha

Alazã Amarilha

do genótipo do seu ascendente de

Rosilha Preta

Baia X Rosilha Castanha

pelagem tordilha

Baia

Alazã

Alazã Amarilha

Preta

Castanha

dos genótipos dos seus ascendentes de

Alazã Amarilha X Rosilha Preta

Tordilha X Rosilha Preta Qualquer pelagem dependendo

Tordilha X Pampa Qualquer pelagem dependendo

Alazã

Alazã Acima de Baia

pelagem tordilha e pelagem pampa

Preta

Rosilha Alazã

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Castanha

Rosilha Castanha

Alazã Acima de Baia

Rosilha Preta

Rosilha Alazã

Baia

Alazã

Rosilha Castanha

Alazã Amarilha

Rosilha Alazã

Rosilha Preta

Baia

Alazã

Alazã

Alazã Amarilha

Preta

Preta

Castanha

Castanha

restante do genótipo do animal pampa com a outra

Alazã Amarilha X Pampa

pelagem

Rosilha Alazã X Rosilha Alazã

Baia X Rosilha Preta

Rosilha Alazã X Rosilha Castanha

Pampa**

Alazã Acima de Baia

Alazã Acima de Baia

Qualquer pelagem dependendo

Rosilha Alazã

Rosilha Alazã

do genótipo do seu ascendente de

Rosilha Castanha

Rosilha Castanha

pelagem pampa

Rosilha Preta

Rosilha Preta

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Baia

Alazã Amarilha

Rosilha Alazã X Rosilha Preta

restante do genótipo do animal pampa com a outra pelagem

Baia X Pampa

Baia X Baia

Alazã

Preta

Alazã

Pampa**

Castanha*

Preta

Qualquer pelagem dependendo

Rosilha Alazã

Castanha

do genótipo do seu ascendente de

Rosilha Castanha*

Alazã Acima de Baia

pelagem pampa

Rosilha Preta

Baia

Alazã Amarilha

Pseudo-Albino Baia X Tordilha

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do restante do genótipo do animal pampa com a outra

Tordilha X Tordilha Qualquer pelagem dependendo

do genótipo do seu ascendente de

do genótipo do seu ascendente de

pelagem tordilha, incluindo o Pseudo-

pelagem tordilha, incluindo o Pseudo-

Albino.

Rosilha Alazã X Pampa ➢

Pampa**

Qualquer pelagem dependendo

do genótipo do seu ascendente de pelagem pampa **A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Tordilha X Rosilha Alazã

Albino. Baia X Rosilha Alazã

for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

pelagem

Qualquer pelagem dependendo

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores

Qualquer pelagem dependendo

Alazã

do genótipo do seu ascendente de

Preta

pelagem tordilha

Castanha

Alazã Acima de Baia

➢ ➢

restante do genótipo do animal pampa com a outra pelagem

Rosilha Castanha X Rosilha Castanha ➢

Alazã

Preta

Qualquer pelagem dependendo

Castanha

Rosilha Alazã

do genótipo do seu ascendente de

Alazã Acima de Baia

Rosilha Castanha

pelagem tordilha

Rosilha Alazã

Tordilha X Rosilha Castanha


Rosilha Castanha

Rosilha Preta Rosilha Castanha X Rosilha Preta

pelagem

Pampa X Pampa

Rosilha Preta X Rosilha Preta

Pampa*** Qualquer pelagem dependendo

Alazã

Alazã

Preta

do genótipo dos seus ascendentes

Preta

Castanha*

***A pelagem de fundo dependerá da combinação do

Castanha

Rosilha Alazã

Alazã Acima de Baia

Rosilha Castanha*

Rosilha Alazã

Rosilha Preta

Rosilha Castanha

Rosilha Preta Rosilha Castanha X Pampa

Pampa**

Qualquer pelagem dependendo

do genótipo do seu ascendente de

restante do genótipo dos pais

REFERÊNCIAS

*Castanha só poderá acontecer se um dos reprodutores for Preto Azeviche ou Rosilho Preto Azeviche

Rosilha Preta X Pampa

REZENDE, A. S. C.; COSTA, M. D.; Pelagem dos equinos: nomenclatura e genética.. Ed. FEPMVZ, 2 ed. Belho

Pampa**

Qualquer pelagem dependendo

Horizonte - MG, 2007.

do genótipo do seu ascendente de pelagem pampa

pelagem pampa

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

**A pelagem de fundo dependerá da combinação do

restante do genótipo do animal pampa com a outra

restante do genótipo do animal pampa com a outra

pelagem

Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Exposição de Feira de Santana Leilão Forte Mangalarga foi uma das atrações da participação da raça na Expofeira 2012

O cavalo Mangalarga esteve em destaque, durante o Feriado da Independência, em um dos mais importantes eventos do agronegócio baiano: a Expofeira (Exposição Agropecuária de Feira de Santana).

expostos por 19 tradicionais criatórios da raça, passaram pela avaliação da jurada Caroline Golin Porto. A programação da Expofeira abriu também um importante espaço para o mercado da raça com a realização do

A participação da raça teve início na sexta-feira

1º Leilão Forte Mangalarga. O remate, cuja organização esteve

7 de setembro, prosseguindo até a noite do sábado 8 de

a cargo da Bahia Leilões, aconteceu na noite de 8 de setembro,

setembro, com uma movimentada programação, que incluiu

nas dependências do Parque João Martins da Silva.

as tradicionais disputas funcionais da raça, julgamentos de morfologia e andamento e ainda um aguardado leilão.

De acordo com o Grupo Forte Mangalarga, responsável pela promoção do leilão, os vinte lotes ofertados alcançaram

Organizada pelo Grupo Forte Mangalarga, a Exposição

uma cotação média de R$ 11,9 mil, cumprindo o objetivo de

de Feira de Santana aconteceu nas dependências do Parque

atrair novos investidores e de fortalecer a presença da raça

de Exposições João Martins da Silva. No total, 70 animais,

Mangalarga nessa importante região do interior baiano.

46 |revista mangalarga


Parceiros Por Equipe Mangalarga (Com informações adicionais do Portal Chevrolet) Fotos: Norberto Cândido

Chevrolet patrocina eventos da raça Nova S10 e Novo Trailblazer foram as estrelas da participação da marca nos principais eventos do Cavalo de Sela Brasileiro

A marca também promoveu o “test drive” de seus novos lançamentos.

Dois importantes eventos da raça Mangalarga, a 34ª

Vista geral do belo estande montado pela Chevrolet na 34ª Nacional.

global aplicada a todos os veículos Chevrolet.

Exposição Nacional e a Etapa Final da Copa Janga Mangalarga,

As versões equipadas com o motor 2.4 Flexpower s��o

contaram recentemente com o patrocínio da Chevrolet. A

vendidas em cinco diferentes configurações, todas 4x2. Há

tradicional marca do mercado automobilístico apresentou em

duas opções de cabine simples, a LS e a LT e três na cabine

seus estandes dois de seus principais lançamentos, a Nova

dupla, LS, LT e LTZ.

S10 e o Novo Trailblazer. A Chevrolet também realizou, nos intervalos dos julgamentos dos dois eventos, demonstrações com seus dois novos modelos, atraindo olhares atentos e interessados tanto dos criadores como do público que passou pelo Parque Fernando Costa, em Franca (SP), e pelo Parque da Água Branca, na capital paulista. Além disso, a marca realizou “Test Drive” em momentos especiais dos eventos, permitindo que o público conferisse ao volante as diferenciadas qualidades dos dois carros.

Já as versões equipadas com motor 2.8 Chevrolet Turbodiesel são vendidas em sete diferentes versões. A versão de cabine simples só será comercializada no pacote LS e com tração 4x4. A versão Turbodiesel com cabine dupla tem os conjuntos LT e LTZ, com a tração 4x2 e 4x4, sendo que ainda há a opção do câmbio automático de seis marchas como opcional. O Trailblazer, por sua vez, é definido pela Chevrolet como completo em sofisticação, com conforto para sete

Segundo a Chevrolet, a nova S10 foi lançada para

pessoas, computador de bordo, sistema premium de som

atender a todos os gostos. Ela tem 12 configurações da picape,

e central multimídia de 7” touch screen - disponível como

que se dividem entre motores diesel e flex fuel, cabines duplas e

acessório. As opções de motor são 2.8L turbo diesel ou

simples, trações 4x2 e 4x4 e ainda três níveis de acabamento e

3.6L V6 gasolina. Enfim, um carro completo, para quem está

equipamentos: LS, LT e LTZ, respeitando a nova nomenclatura

acostumado ao que existe de melhor.

48 |revista mangalarga


Isar da Marazul (T.E.) Vermute ACF x Represa RB Campeão Cavalo Jovem - Jaú 2012 Campeão Cavalo Jovem - Guaxupé - 2012 Campeão Nacional Cavalo Jovem - 2012 2º Res. Grande Campeão de Andamento – 2012

“Morfologia e Andamento reunidos em um só animal.” Coberturas à venda

Moacir Aga Filho : 34-9118-0476 E-mail: moaciraga@terra.com.br Veterinário - Carlos Henrique: 19-8165-3106


Eventos Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Divulgação

Exposição de Marília Versatilidade e beleza do Cavalo de Sela Brasileiro estiveram em destaque na Examar 2012

João Botelho, Artur Pagliusi e Maurício Galhanone comandaram a cerimônia de premiação da prova funcional.

Entre os dias 6 e 8 de setembro, o cavalo Mangalarga

além de uma moto zero quilômetro, os participantes também

esteve entre os principais destaques de uma das mais

concorreram a dois troféus transitórios: a Taça de Melhor

importantes feiras agropecuárias do estado de São Paulo, a

Criador, que leva o nome do renomado mangalarguista Geraldo

Examar 2012.

Santos Castro, e a Taça de Melhor Expositor, cujo nome

A programação da raça no evento, que aconteceu nas dependências do Recinto Santo Barion, na próspera cidade de

homenageia o selecionador da raça Artur Pagliusi Gonzaga”, explica Galhanone.

Marília, incluiu julgamentos de morfologia e andamento, além

Os dois troféus transitórios foram, aliás, conquistados

das tradicionais provas funcionais do Cavalo de Sela Brasileiro.

pelo Haras Araxá, da criadora Josiane Cardoso Matta Vidotti,

No total, 77 animais, expostos por 16 tradicionais criatórios

que sagrou-se melhor expositora e melhor criadora da

da raça, foram julgados pelo renomado jurado Luiz Roberto

Exposição de Marília.

Domingues Ramos Filho.

A Examar marcou também o retorno de importantes

Organizada pelos dedicados mangalarguistas Maurício

criatórios à pista de julgamento, como o Haras Beabisa, de

Corrêa Galhanone e João Camargo Botelho, a Exposição de

Beatriz Biagi Becker. “Depois de vários anos afastada das

Marília também contou com atraentes premiações. “Este ano,

exposições, decidi colocar meus animais novamente em

50 |revista mangalarga


Artur Pagliusi (esq.) entrega à equipe do Haras Araxá os troféus transitórios da Exposição de Marília.

pista para homenagear a criação do Núcleo Feminino”, conta

De acordo com a Prefeitura de Marília, cerca de 130

a renomada criadora, que também ressaltou a qualidade do

mil pessoas passaram pela Examar 2012, cujas atividades

evento. “Valeu a pena estar presente! A mostra foi muito boa e

se estenderam de 4 a 9 de setembro com espetáculos

a prova funcional foi realmente muito emocionante.”

musicais, leilões e julgamentos de diversas raças bovinas e

Por sua vez, o Diretor de Comunicação e Marketing Joel

equinas. O governo municipal informa ainda que os visitantes

Novaes ressalta a importância da homenagem promovida pela

encontraram este ano um recinto remodelado e dotado de

organização da Exposição de Marília. “Em nome da Associação

ótima infraestrutura.

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), gostaria de parabenizar os organizadores por essa

A comunidade mangalarguista novamente prestigiou a Examar.

justa lembrança ao grande selecionador Geraldo Santos Castro e ao doutor Artur Pagliusi Gonzaga, que, além de dedicado criador, é um brilhante jurista, hipólogo e escritor, com vários trabalhos já publicados a respeito da nossa raça. Além disso, aproveito para deixar uma parabenização especial à Josiane Matta, pelo brilhante desempenho do Haras Araxá, à Beatriz Biagi, pelo bem-vindo retorno às pistas do Haras Beabisa, e aos amigos Adaldio Castilho e José Mário, pelo sempre destacado desempenho do Haras NH nas disputas funcionais da raça Mangalarga”, destaca Novaes. O Núcleo Feminino fez questão de prestigiar a Exposição de Marília.

João Botelho com José Mário (Haras NH), o vencedor da prova funcional da Examar 2012.


Parceiros Por: Pedro C. Rebouças

Notre Dame Intermédica Copa de Andamento ganha o apoio de um dos três maiores grupos de medicina corporativa do Brasil

Foto: Norberto Cândido

Copa Janga Mangalarga marcou o início da parceria.

Principal

competição

funcional

do

calendário

realizado nos últimos anos pelo Presidente da ABCCRM Mario

mangalarguista, a Copa de Andamento ganhou neste fim de ano

Barbosa. “A raça vive um momento muito bom justamente

um importante patrocinador, o Grupo Notre Dame Intermédica.

porque o Mario conseguiu redirecionar para melhor a criação

Composto pelas empresas Intermédica Sistema de Saúde,

do cavalo Mangalarga. Hoje, por exemplo, você tem uma

Interodonto Planos Odontológicos, NotreDame Seguradora e

Copa de Andamento procurada, super frequentada e que

RH Vida, o Grupo Notre Dame Intermédica está entre os três

mostra o quanto a raça evoluiu. Dessa maneira, creio que é

maiores do ramo de medicina de grupo do Brasil.

muito importante apoiar o crescimento da raça”, afirma Paulo

A estreia da parceria aconteceu, com grande sucesso,

Barbanti.

na etapa final da edição 2012 do evento, que ganhou o título de Copa Janga Mangalarga e foi realizada entre os dias 23 e

Soluções em saúde

25 de novembro, no Parque da Água Branca, em São Paulo. O patrocínio, além disso, se estenderá também à próxima

Cuidar da saúde das pessoas, contribuindo para sua

edição do evento, conforme revela o Diretor de Comunicação e

felicidade, através da excelência na prestação de serviços de

Marketing da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da

assistência integral à saúde com responsabilidade corporativa

Raça Mangalarga (ABCCRM) João Luis Ribeiro Frugis. “Esta

é a principal missão do Grupo Intermédica, que já conquistou

parceria será muito importante para aprimorar cada vez mais a

mais de quatro milhões de associados ao longo de seus 43

infraestrutura da Copa de Andamento, tornando-a ainda mais

anos de solidez no mercado.

interessante tanto para o público como para os criadores da raça”, destaca o dirigente mangalarguista.

Com serviços médico-hospitalares feitos por meio de atendimento especializado e humanizado, a Intermédica

Por sua vez, Paulo Barbanti, Presidente do Grupo

Sistema de Saúde conta com uma estrutura própria de

Notre Dame Intermédica e titular do Haras da Janga, ressalta

atendimento integrada por 96 centros clínicos, nove prontos-

que também está muito satisfeito com a parceria. O empresário

socorros, nove hospitais, quatro maternidades e mais de

ressalta ainda a importância do trabalho de valorização

5.600 recursos credenciados, entre hospitais, maternidades,

do andamento e da funcionalidade do cavalo Mangalarga

serviços diagnósticos e consultórios particulares.

54 |revista mangalarga


Educação Por: Pedro C. Rebouças

Visita ao Unipinhal Dirigentes da raça marcaram presença no 6º Simpósio de Pesquisa, Extensão e Ensino do Centro Regional Universitário de Espírito Santo do Pinhal (SP) A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) vem dando prosseguimento ao trabalho de aproximação da área acadêmica. No dia 10 de

características da raça Mangalarga, destacando sua morfologia, funcionalidade e especialmente seu diferenciado andamento. Após

a

palestra,

os

mangalarguistas

foram

outubro, o Diretor de Comunicação e Marketing Joel Novaes

recepcionados pela Coordenadora Acadêmica da Faculdade de

e o Superintendente do Stud Book Jayme Ignácio Rehder

Veterinária, Georgiana Sávia Ayres Brito, e pela Coordenadora

Neto realizaram uma visita ao Unipinhal (Centro Regional

Acadêmica da Faculdade de Agronomia, Maria Helena Calafiori.

Universitário de Espírito Santo do Pinhal), no interior paulista.

Além disso, tiveram oportunidade de conhecer as instalações

A visita, realizada durante a sexta edição do Simpe

do centro cirúrgico do Unipinhal, dirigido pelo doutor Gustavo

(Simpósio de Pesquisa, Extensão e Ensino), também incluiu

Carrara, e também da Farmácia da Faculdade de Veterinária,

uma palestra com a apresentação do Cavalo de Sela Brasileiro

comandada pelo farmacêutico Kleber Pasoto.

aos alunos dos cursos de agronomia e veterinária. Ministrada

Para Joel Novaes, idealizador do intercâmbio com o

pelo Superintendente Jayme Rehder, a apresentação levou

Centro Universitário, a iniciativa foi muito produtiva. “Essa

a estudantes de diversos níveis de graduação as principais

visita permitiu que apresentássemos os principais diferenciais da raça a um interessado grupo de estudantes. Isso é muito importante pois, em breve, muitos desses jovens serão formadores de opinião e terão uma marcante atuação no mercado equestre paulista e brasileiro”, destaca o diretor da ABCCRM.

Fotos: Divulgação

O professor Gustavo Carrara apresentou o equipado centro cirúrgico do Unipinhal aos representantes mangalarguistas.

Jayme Rehder ministrou uma palestra sobre a raça para os estudantes de veterinária e agronomia do Centro Universitário Unipinhal. 56 |revista mangalarga

Joel Novaes (esq.) e Jayme Rehder (dir.) foram recepcionados pelas coordenadoras Georgiana Brito e Maria Helena Calafiori.


Equitação Por: Pedro C. Rebouças

Programa Centauro O Haras Mangabaia realizou, no dia 27 de outubro, em sua sede na cidade paulista de Atibaia, o primeiro módulo

e a superação do medo. O resultado é sempre muito bom e produtivo”, explica Camila Glicério de Freitas.

do “Programa Centauro – cavalos e cavaleiros em perfeita

A promotora do curso - cuja orientação esteve a

sintonia”. Segundo Camila Glycerio de Freitas, idealizadora do

cargo da fisioterapeuta Maina de Moraes e do horsemanship,

projeto e titular do criatório ao lado de Paulo Pacheco Silveira,

agronômo e professor de equitação Claudio Lara Haddad –

o objetivo do programa é iniciar novos cavaleiros e amazonas

destaca ainda a participação de diversas integrantes do Núcleo

e também reabilitar cavaleiros inseguros ou sem prática.

Mangalarga Feminino nesse primeiro módulo. “Estiveram

Ainda de acordo com a criadora, o projeto terá quatro

presentes, entre outras pessoas, Beatriz Becker, Josiane

módulos de dois dias cada, indo da iniciação ao adestramento

Vidotti, Ruth Villela, Heloisa Freitas, Aracy Oliva, Perla Fleury

clássico. O primeiro deles contou com 20 participantes e foi

e diversos maridos”, destaca a criadora, que já prepara a

dividido em três fases: trabalho de chão (durante o qual os

realização do segundo módulo do evento.

participantes prepararam a musculatura usada na equitação),

Foto: Mangalarga Style.

trabalho no redondel (quando ocorreu a aproximação e a leitura das atitudes dos cavalos) e, por fim, trabalho no picadeiro (momento em que os participantes começaram a montar, formaram conjuntos e assimilaram as primeiras técnicas de condução). “Trata-se de uma maneira de iniciar o aprendizado da equitação visando a segurança, o equilíbrio físico e emocional

Trabalho no picadeiro foi uma das fases do primeiro módulo do projeto.

Internacional Por: Pedro C. Rebouças

Mangalarguistas pelo mundo Em outubro estiveram na Coudelaria de Alter Real, em

deram origem ao nosso querido cavalo de sela brasileiro.

Alter do Chão, Portugal, a irmã do criador Luiz Alberto Patriota

Puderam ainda aprender um pouco sobre atrelagem com

e seu noivo português, Pedro Almeida, com seu filho Pedrinho.

a brasileiríssima Ana Carolina Borja, diretora técnica de

Na viagem, foram entregues solenemente por Artemízia

atrelagem da CBH, que por coincidência também estava em

Patriota para o acervo permanente da Coudelaria os livros “Os

terras lusitanas a aperfeiçoar suas técnicas na Coudelaria Real.

cavalos de João Francisco Diniz Junqueira” e “Mangalarga

É isso aí, mais mangalarguistas fazendo história pelo

e o Cavalo de Sela Brasileiro”, bem como os quatro últimos exemplares da revista oficial da ABCCRM que integram a partir daquela data o acervo permanente da biblioteca da Coudelaria Real Portuguesa. Em uma semana, hospedado nas instalações da própria Coudelaria Real, o casal teve oportunidade de ter aulas de equitação, aprender um pouco mais sobre as origens do cavalo Lusitano e sentir de perto a qualidade dos cavalos que 58 |revista mangalarga

mundo. A eguada da Coudelaria é recolhida no fim da tarde. Foto: Luiz Alberto Patriota


Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Copa de Jaú O Recinto de Exposições Sebastião Ferraz de Camargo

Mangalarga (ABCCRM) e com os apoios do Núcleo Mangalarga

Penteado, localizado na cidade paulista de Jaú, recebeu a oitava

de Jaú e da Associação Agropecuária da Região de Jaú (AARJ).

etapa aberta da Copa de Andamento 2012. A prova aconteceu

O município do interior paulista foi, aliás, a única

no dia 27 de outubro e, além de valer importantes pontos na

localidade a receber duas provas da mais importante

disputa por vagas para a grande final da competição, contou

competição funcional da raça nesta temporada, comprovando que está entre os principais

com atraentes premiações em dinheiro. Organizada pelos mangalarguistas Antonio Carlos

polos

de

valorização

do

Pestili Fonseca e João Pacheco Galvão de França, a etapa

andamento do Cavalo de Sela

jauense foi conduzida pelos jurados Luiz Roberto Domingues

Brasileiro.

Ramos Filho, Eloy Almeida Prado Neto e José Roberto Pires de Campos Filho. O evento, além disso, contou com a chancela da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça

Município recebeu duas etapas da copa nesta temporada.

Foto: Norberto Cândido/Arquivo.

Núcleos Regionais A Diretoria de Núcleos da Associação Brasileira de

é unir os núcleos para estabelecermos juntos um projeto de

Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) realizou,

Mangalarga para todo o Brasil. Para isso, precisamos conhecer

na tarde de 23 de novembro, a terceira reunião da temporada

a realidade e as necessidades de cada região, procurando

com os dirigentes das representações regionais da entidade.

estabelecer um trabalho em comum e capaz de atender a

O encontro, realizado no Parque da Água Branca, em São

todos”, destaca o dirigente.

Paulo (SP), procurou fazer um balanço geral do ano que está terminando.

Vilela ressalta ainda que os encontros, que começaram no início do ano, ainda no começo da atual gestão, já produziram

Segundo Paulo Roberto de Oliveira Vilela Filho, Diretor

importantes resultados. “A conquista mais importante foi o

de Núcleos da ABCCRM ao lado dos criadores Adalberto Borges

Stud Book Itinerante, serviço que é responsável por levar ao

Cunha e Jivago Nascimento Queiroz, a reunião serviu também

associado mais longínquo e principalmente ao novo usuário,

para ver o que pode ser aprimorado na próxima temporada

ao novo associado, as informações necessárias para ele criar

e também para colher novas ideias. “Nosso principal objetivo

o cavalo Mangalarga. Assim, a pessoa que está chegando à raça aprende, por exemplo, como fazer para comunicar

Os Dirigentes dos Núcleos se encontraram na sede da ABCCRM.

um nascimento ou a cobertura de um garanhão na égua, se familiarizando com todas as etapas necessárias para que o cavalo mangalarga dele possa ser reconhecido e registrado, seguindo a tendência normal dos grandes criadores.” Por fim, vale ressaltar que a reunião promovida pela Diretoria de Núcleos também foi prestigiada pelo Presidente da ABCCRM, Mario Alves Barbosa Neto. O dirigente se dispôs a auxiliar e agradeceu a participação e colaboração de todos os presentes.

60 |revista mangalarga


Fomento Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Juca Lacerda

Simpósio do Cavalo Mangalarga Diferenciada reunião acadêmica sobre a raça aconteceu no Campus de Jaboticabal da Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Participantes acompanham a palestra sobre a “Visão prática do andamento”.

O Campus da Unesp de Jaboticabal (SP) recebeu, entre

da sexta-feira 31 de agosto, com uma interessante palestra

os dias 31 de agosto e 2 de setembro, o Simpósio do Cavalo

que apresentou os dados coletados durante o Projeto Tropel

Mangalarga 2012. Promovido pela Associação Brasileira de

Mangalarga. Realizado no segundo semestre de 2010, esse

Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), em

diferenciado trabalho, que incluiu uma cavalgada de 1,4 mil

parceria com a Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias

quilômetros entre as cidades de São Paulo (SP) e Brasília (DF),

(Fcav) e a Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino e Extensão

promoveu um aprofundado estudo do comportamento de

(Funep), o evento contou com a participação de cerca de 60

equinos da raça Mangalarga em jornadas de longa distância.

pessoas.

A apresentação sobre o Tropel contou com a

Segundo o doutor José Corrêa de Lacerda Neto (Fcav/

participação do idealizador do projeto, o criador da raça

Unesp), responsável pela organização do evento ao lado dos

Sebastião Assumpção Malheiro Neto, além dos doutores José

mangalarguistas Marcos Sampaio de Almeida Prado (Diretor

Corrêa de Lacerda Neto (Fcav/Unesp), Roberta Ariboni Brandi

de Eventos da ABCCRM) e Sebastião Assumpção Malheiro

(Fzea/USP) e Marcos Sampaio de Almeida Prado (ABCCRM).

Neto, o evento abordou todos os aspectos importantes

Na manhã do sábado (1), o simpósio prosseguiu com

do cavalo Mangalarga. “Seleção, organismo, treinamento,

uma palestra sobre a história e os rumos da raça Mangalarga,

nutrição e equitação, além da história e perspectiva da raça,

apresentada por um especialista no tema, o 2º Vice-Presidente

estiveram entre os assuntos abordados. O resultado foi muito

Operacional da ABCCRM Gabriel Francisco Junqueira de

bom e ficamos muito satisfeitos porque praticamente todos

Andrade. Em seguida, o doutor Marcílio Dias Silveira da Mota

os participantes vieram nos cumprimentar pela qualidade do

(Fcav/Unesp) realizou uma apresentação sobre o melhoramento

simpósio”, destacou o acadêmico.

genético do cavalo Mangalarga.

As atividades do seminário tiveram início, na noite 66 |revista mangalarga

Já no período da tarde ocorreram outras duas palestras:


Fernando Viana orienta a equitação dos participantes do “Teste do Andamento”.

Cerca de 60 pessoas participaram do simpósio realizado na Unesp.

“Morfologia e função do Cavalo Mangalarga”, exposta pelo

participantes, que eram alunos, professores ou aficionados

professor Alexandre Gobesso (FMVZ/USP), e “Visão Prática do

por cavalos que nunca haviam montado ou que o faziam sem

Andamento do Cavalo Mangalarga”, proferida pelos técnicos

nenhum apuro técnico, puderam tirar um melhor proveito

e integrantes do corpo de jurados da ABCCRM Marcelo Leite

daquilo que o Mangalarga oferece, como maciez, conforto,

Vasco de Toledo e Fernando Mello Vianna.

ritmo, docilidade e o ‘ser pra-frente’, entre outras qualidades.

A programação continuou na manhã do domingo (2)

Além disso, muitas pessoas quiseram montar nos cavalos

com uma palestra sobre manejo nutricional e condicionamento

apenas para tirar fotos, pois eram todos muito bonitos”,

físico para as provas de andamento, comandada pelo doutor

destaca o Professor Lacerda.

Eduardo Villela Villaça Freitas. Logo em seguida, as atividades

O organizador ressalta ainda que “antes do teste, o

foram encerradas com uma das principais atrações do evento,

Fernando Mello Viana já havia ofertado aos presentes uma

o “Teste do Andamento do Cavalo Mangalarga”, no qual os

brilhante apresentação sobre os princípios e técnicas de

participantes puderam experimentar o cômodo, equilibrado e

equitação do cavalo de sela. Ou seja, o fechamento do evento

progressivo andamento do Cavalo de Sela Brasileiro.

foi muito proveitoso”.

“Durante o teste, os participantes puderam montar

Também muito satisfeito, o Diretor de Comunicação

em duas éguas emprestadas pelo Sebastião Malheiro

e Marketing Joel Novaes parabeniza, em nome da ABCCRM,

(Fazenda do Lago) e em quatro animais cedidos pelo Fernando

todos os envolvidos com a realização do simpósio. “Esse foi

Rivaben (Haras Origem). Foi uma experiência impar, pois o

realmente um evento notável, que com certeza possibilitou

Fernando Mello Vianna os acompanhou dando instruções

que muitas pessoas conhecessem melhor o Cavalo de Sela

sobre a equitação dos cavalos. Dessa maneira, muitos dos

Brasileiro.”

Participantes do evento experimentam o cômodo andamento do Mangalarga.


Criação Por: Luiz Alberto Patriota

Rusticidade, um bom negócio!!! Essa importante característica pode e deve ser selecionada pelo criador

Uma das qualidades mais admirável da nossa raça a

e uma raça. Cavalo “dodói” só dá trabalho, gasto e muita dor

ser valorizada e em muitos casos recuperada é a rusticidade,

de cabeça, não serve para lidar com gado no Mato Grosso,

mas o que é rusticidade e porque ela é tão importante?

não serve para ser criado por um sitiante entusiasta, e faz a alegria de muitos veterinários que batem ponto semanalmente

•Rusticidade pode ser a diferença entre o sucesso ou

em haras cuidando de mazelas inaceitáveis em um cavalo que

fracasso financeiro e logístico de um haras.

se presta ao trabalho em fazendas.

•Rusticidade pode ser a diferença para a recolonização

Nesse sentido devemos, portanto, aplicar a seleção

das fronteiras agrícolas do Brasil com exemplares de

criteriosa e principalmente a escolha de bons exemplares para

nossa raça.

cruzamentos, evitando consanguinidade excessiva, animais

•Rusticidade pode ser o passaporte de entrada para muitos

com defeitos hereditários e principalmente começar a testar

criadores novos e inexperientes com manejo de eqüinos.

nossos animais em situações onde suas qualidades e defeitos possam ser avaliados.

Já visitei muitos criatórios, alguns extremamente

É isso aí, e viva meu pampinha de fazer cavalgadas!!!

luxuosos em que os cavalos são tratados como “pop stars” e outros tão pobres e simples que se fossem locados na terra do tio Sam seriam fechados pela ASPCA (sociedade protetora dos animais deles...) e pude constatar uma coisa, “rusticidade

A rusticidade dos animais também deve ser considerada na hora de definir os cruzamentos.

é muito mais do que trato rude”. Rusticidade é uma qualidade selecionável pelo criador, tem a ver com boa cascaria, resistente a brocas e umidade, pelagem resistente a frio e chuva, boa conversão alimentar, boa cicatrização a cortes, pouca tendência a bicheiras, cólicas, manqueiras, resfriados, resumindo: Sabe aquele cavalinho que nunca deu trabalho, nunca teve cólica, não dá manqueira, sara de tudo fácil, bom de bóia, engorda fácil, sem frescura? Esse é o cavalo rústico!!! Não podemos esperar que um cavalo, principalmente de raça, seja uma mula e viva jogado ao próprio destino, mas a condescendência com animais doentes, fracos, com baixa conversão alimentar em uma seleção pode arruinar uma tropa

68 |revista mangalarga

Foto: Flávio Junqueira (Arquivo).


Institucional Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Divulgação

Núcleo Norte do Paraná Adauto Quintanilha assume a presidência dessa importante representação regional do Cavalo de Sela Brasileiro

O Diretor Joel Novaes (ao centro) foi recepcionado em Londrina pelos criadores Paulo Vilela Filho (à esquerda) e Adauto Quintanilha (à direita).

O Núcleo Mangalarga do Norte do Paraná promoveu,

é o criador Adauto Quintanilha. Deixo a presidência com o

na noite de 26 de outubro, o coquetel de posse da nova diretoria

sentimento de missão cumprida e aproveito para agradecer

da entidade. O evento aconteceu na Casa do Mangalarga

a todos os criadores do Brasil por sempre apoiarem o nosso

Governador Beto Richa, no Parque Governador Ney Braga, em

Núcleo”, destacou Vilela.

Londrina (PR), com a participação de mais de trinta integrantes da comunidade mangalarguista norte-paranaense.

A novidade é trazida pelo Diretor de Comunicação e Marketing Joel Novaes, que esteve recentemente em Londrina

Durante a solenidade, que foi prestigiada pelo Diretor

para levar o apoio da Diretoria Executiva da Associação Brasileira

Presidente da Sociedade Rural do Paraná (SRP) Moacir

de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) ao

Norberto Sgarioni, o mangalarguista Paulo Roberto de Oliveira

Núcleo Mangalarga do Norte do Paraná. “Aproveito a ocasião

Vilela Filho passou a presidência do Núcleo para o criador

para manifestar o profundo agradecimento de toda Diretoria da

Adauto Quintanilha.

ABCCRM ao trabalho realizado pelo Paulo Vilela no período em

Na ocasião, também tomaram posse os demais

que esteve à frente do Núcleo do Norte do Paraná. Além disso,

integrantes da nova diretoria: Carlos Manoel Castro de Mattos

desejo muito sucesso à nova gestão comandada pelo criador

(Diretor Tesoureiro), Kassius Stocco (Diretor de Cavalgada),

Adauto Quintanilha”, destacou o Diretor Joel Novaes.

Myriane Berger Prochet (Diretora de Eventos) e Nilton Zambrim de Souza (Diretor Secretário). Segundo Paulo Vilela, que encerrou sua gestão como presidente da entidade, a ocasião foi muito marcante para a trajetória da raça na região. “Esse foi um dia muito especial para a família mangalarguista do Paraná, pois tomou posse a nova diretoria do Núcleo, cujo presidente a partir de agora 70 |revista mangalarga

Paulo Vilela, Nilton Zambrim, Adauto Quintanilha, Myriane Prochet, Kassius Stocco, Carlos Mattos, Moacir Sgarioni e Gilvan Gomes.


Parceiros Por Equipe Mangalarga (Com informações da Assessoria de Imprensa da Ambev)

Budweiser prestigia a 34ª Expo Nacional

Fotos: Norberto Cândido

A marca de cerveja de presença global esteve entre as patrocinadoras da principal mostra do Cavalo de Sela Brasileiro

A marca garantiu uma decoração especial à pista de julgamento do evento.

O público que compareceu à 34ª Exposição Nacional

Beechwood (madeira de faia) nos tanques de fermentação. O

do Cavalo Mangalarga pôde conferir de perto a diferenciada

resultado é um líquido de sabor único e com equilíbrio perfeito:

decoração proporcionada ao evento pela Budweiser. A marca,

marcante no início e suave no final.

que integra o portfólio da Ambev, esteve entre os principais

Budweiser é ainda uma marca global de cerveja,

patrocinadores da mais importante mostra da raça, realizada

presente em mais de 60 países e é considerada a mais valiosa

entre os dias 29 de setembro e 6 de outubro, no município

do mundo na categoria, de acordo com a BrandZ´s Top 100.

paulista de Franca.

No Brasil, a marca é produzida na fábrica de Jacareí, interior de

Além de disponibilizar equipamentos para a pista de julgamento, como tambores, balizas e cercas que serviram

São Paulo, onde recebe constantes investimentos nas linhas de produção para o desenvolvimento da cerveja.

de obstáculos aos competidores das provas funcionais, a Budweiser também ofereceu uma confortável estrutura aos visitantes no Camarote Vip.

Sobre Budweiser

Segundo a assessoria de imprensa da Ambev, a Budweiser é uma cerveja do tipo lager, com teor alcoólico de 5% e processo de produção diferenciado, que utiliza chips de 72 |revista mangalarga

A Budweiser deu um toque especial ao Camarote dos Criadores.


Parceiros Por Equipe Mangalarga (Com informações adicionais do Portal Ourofino) Fotos: Norberto Cândido

Ourofino participa da Nacional Mangalarga Principal evento do calendário mangalarguista também recebeu a visita da equipe do Programa Ourofino Em Campo A Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga contou, em sua 34ª edição, realizada entre os dias 29 de setembro e 6 de outubro, no Parque Fernando Costa, em Franca (SP), com o patrocínio da Ourofino Saúde Animal. Considerada uma das maiores e mais modernas empresas de produtos veterinários do país, a empresa 100% nacional aproveitou o mais importante evento do calendário mangalarguista para estreitar os laços com criadores da raça provenientes das mais diversas regiões brasileiras. Em seu estande, a empresa apresentou seus principais produtos e os mais recentes lançamentos voltados para o segmento equestre. O evento, além disso, recebeu a visita da

A criadora Beatriz Biagi concede entrevista ao jornalista Gustavo Batista, do Programa Ourofino em Campo.

equipe de reportagem do programa Ourofino Em Campo. A atração, comandada pelo jornalista Gustavo Batista, entrevistou

Trajetória

criadores e produziu uma interessante matéria sobre o mais relevante evento do calendário mangalarguista.

A história do grupo Ourofino começou em 1987 e foi alicerçada em inovação, tecnologia e recursos humanos. Para assegurar a qualidade, a empresa conta com profissionais especializados e treinados. Em todas as etapas de fabricação, a empresa baseia-se nos padrões internacionais de engenharia que garantem a segurança de seus processos, e nas normas nacionais e internacionais que regulamentam a produção farmacêutico-veterinária: Good Manufacturing Practices (GMP); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA); Food & Drug Administration (FDA) e European Medicines Agency (EMEA). Em 1997, a Ourofino Agronegócio criou a Unidade de Negócios Ourofino Animal Health e iniciou suas atividades na exportação de produtos para os países da América Latina. Rapidamente expandiu suas exportações para outros continentes, como Ásia e África. Hoje, exporta sua grande

Os mangalarguistas foram recebidos com toda atenção pela equipe do departamento de equinos da Ourofino. XX |revista mangalarga

variedade de produtos para mais de 30 países e atua em vários segmentos, levando soluções a milhares de clientes no mundo.


Flávio Oliva Fone (11) 7884-8626 (11) 9-9686-0055 E-mail: flaoli@gmail.com Tonho: (15) 9776-1742

Dora HAE

Flórida HAE

02/02/2012 Igor do Otnacer x Argila RB

Esmeralda HAE

02/01/2012 Capitão JOP x Nayra do Otnacer

04/02/2012 Igor do Otnacer x Londrina VAT

Exótico HAE

Espanhola HAE

01/10/2011 Premio do Otnacer x Mariana JO

11/10/2011 Premio do Otnacer x Letícia da Jauaperi

Vendas Permanentes - Faça-nos uma visita.


Lazer Por: Por Pedro C. Rebouças (Com informações adicionais da Press Assessoria)

Exposição de São José do Rio Preto O Cavalo de Sela Brasileiro foi uma das principais atrações da programação da Expo Rio Preto 2012 O cavalo Mangalarga esteve novamente em destaque

Fernando Soubhia, Geraldo Zinato, Ivan Antonio Aidar, Josiane

em uma das mais importantes mostras agropecuárias do

Cardoso Matta Vidotti, João Carlos Matta, Luiz Aparecido

interior paulista, a Expo Rio Preto. A participação da raça

de Andrade, Marco José Valente Cintra, Maurício Corrêa

nesse tradicional evento aconteceu nos dias 12 e 13 de

Galhanone, Milton Cassiano Sant’Anna e Otnacer Agropecuária

outubro, contando com julgamentos de morfologia, disputas

Ltda.

de andamento e provas funcionais.

Segundo o jurado Eduardo Leite Cintra, responsável

Organizada pelos mangalarguistas Marcelo Birolli e

pela condução do julgamento, a exposição reuniu uma tropa

Luiz Roberto Domingues Ramos Filho, a Exposição Mangalarga

de muita qualidade. “É a sexta vez que julgo na Expo Rio Preto

de São José do Rio Preto contou com a chancela da Associação

e estou muito feliz porque recebemos ótimos animais. Estão

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

todos de parabéns e que venham outras etapas como esta ao

(ABCCRM) e com o apoio da Associação do Agronegócio de

longo do ano”, exaltou o mangalarguista.

Rio Preto (AARP).

Por fim, a Diretoria de Comunicação e Marketing da

As atividades da raça aconteceram nas dependências

ABCCRM parabeniza os mangalarguistas Marcelo Birolli e Luiz

do Recinto de Exposições Alberto Berteli Lucatto, reunindo cerca

Roberto Domingues Ramos Filho pela iniciativa de realizar a

de 60 animais, expostos por 12 renomados selecionadores

Exposição Mangalarga de São José do Rio Preto.

Foto: André Silva

da raça: Altair Maria Pedrosa Castilho, Beatriz Biagi Becker,

Uma tropa de muita qualidade passou pela pista do Recinto Alberto Berteli Lucatto. 76 |revista mangalarga


Mercado Por Pedro C. Rebouças

Leilão Mangalarga Minas Evento colocou o Cavalo de Sela Brasileiro em destaque na Expoinel O Leilão Mangalarga Minas, realizado na noite de

mil), vendida por Antonio Carlos Ferreira, a jovem égua alazã

21 de setembro, colocou a raça em destaque em um dos

May Sak 42 (R$ 28,8 mil), também ofertada por Ronaldo

mais importantes eventos da pecuária brasileira, a Expoinel

Bichuette, e a jovem égua pampa de alazão Jina da Piratininga

(Exposição Internacional do Gado Nelore). Promovido pelos

(R$ 26,4 mil), negociada por Luiz Aparecido de Andrade.

renomados criadores mineiros Ronaldo Andrade Bichuette

Na opinião de Josué Cunha, da Fênix Leilões, o evento

(Mangalarga 42) e Antonio Carlos Ferreira (Haras ACF), o

também foi excelente. “Além dos mangalarguistas mineiros

remate levou um grande público ao Recinto de Leilões da

que prestigiaram em peso o leilão, tivemos a presença de

Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ), no Parque

muitos pecuaristas e neloristas que aproveitaram a ocasião

Doutor Fernando Costa, em Uberaba (MG).

para conhecer melhor o Cavalo de Sela Brasileiro e também

O evento contou ainda com a presença do Presidente da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça

para realizar seus primeiros investimentos na raça”, destacou o organizador do evento.

Mangalarga (ABCCRM), Mario Alves Barbosa Neto. “O Leilão

O Leilão Mangalarga Minas teve também a participação

foi realmente incrível, pois trouxe para a Expoinel um plantel de

entre os vendedores de uma série de renomados criadores

muita qualidade, que impressionou a todos os presentes. Além

e criatórios da raça, como: Beatriz Biagi Becker, Eduardo

disso, o evento teve o mérito de colocar a raça em evidência

Henrique Souza de França, Fernando Ferrucio Rivaben,

numa das mais importantes vitrines do agronegócio nacional”,

Haras Ceravolo Paoliello, Josiane Cardoso Matta Vidotti,

destacou Mario Barbosa, fazendo questão de ressaltar a

Leandro Canedo Guimarães Santos, Luís Fernando Toledo,

importância da iniciativa dos promotores Ronaldo Bichuette e

Luiz Aparecido de Andrade e Rima Agropecuária. O evento,

Antonio Carlos Ferreira.

além disso, contou com a assessoria técnica do conceituado

De acordo com a Fênix Leilões, empresa responsável pela organização do evento ao lado da Programa Leilões, o

zootecnista João Quadros e com a condução do leiloeiro rural Marcelo Junqueira.

Leilão Mangalarga Minas negociou 36 lotes pelo valor médio

Por sua vez, o Diretor de Comunicação e Marketing

de R$ 19,6 mil, movimentando uma receita total de R$ 682,8

da ABCCRM Joel Novaes parabeniza os criadores Ronaldo

mil. Ofertada por Ronaldo Bichuette, a barriga da consagrada

Bichuette e Antonio Carlos Ferreira pela realização do Leilão

matriz Xilena Mangalarga mereceu o maior investimento da

Mangalarga Minas. “Foi realmente louvável a iniciativa de levar

noite: R$ 38,4 mil.

um leilão da raça a um evento do porte da Expoinel, onde

A lista dos lotes mais valorizados do evento contou ainda com: a promissora potranca alazã Dayana ACF (R$ 31,2

Mario Barbosa, Antonio Carlos Ferreira, Ronaldo Bichuette, Beatriz Biagi e Josiane Matta prestigiaram o evento.

XX |revista mangalarga

o Mangalarga pôde ser visto e conhecido por pecuaristas e empresários de todo o Brasil e também de diversos países”.

Beth Menezes, Marcelo Junqueira, Flávio Fernandes, Leandro Canêdo e Josué Cunha estiveram em Uberaba.

Mario Barbosa e Ronaldo Bichuette concedem entrevista durante o leilão.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Kleber Leite.

Circuito Goiano Palmeiras de Goiás e Luziânia mostraram a força do Cavalo de Sela Brasileiro no interior do estado de Goiás

Habituada a estar em destaque na cidade de Goiânia,

programação, que incluiu provas funcionais, julgamentos de

capital de Goiás, a raça Mangalarga vem ganhando cada

morfologia e disputas de andamento. Segundo o organizador,

vez mais espaço também em mostras agropecuárias do

um público de cerca de 500 pessoas acompanhou as atividades

interior desse importante estado brasileiro, como aconteceu

mangalarguistas. “O sucesso da exposição e a calorosa

recentemente na 25ª Exposição de Palmeiras de Goiás e na 22ª

recepção dada à raça pela população local consagraram a

Expo Agro Luziânia.

cidade de Palmeiras de Goiás como um dos principais centros

Organizada pelo criador Kleber Evangelista Leite,

do Mangalarga em território goiano”.

com o apoio do Núcleo Mangalarga de Goiás e a chancela

Kleber ressaltou ainda o êxito da programação

da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça

funcional. “Além de concorridas disputas na categoria Aberta,

Mangalarga (ABCCRM), a Exposição de Palmeiras de Goiás

ficamos muito satisfeitos com o sucesso da categoria Feminina.

aconteceu no dia 29 de junho, contando com a participação do

Afinal, as meninas fizeram uma belíssima apresentação,

jurado Luiz Roberto Domingues Ramos Filho.

exibindo muita habilidade na condução de suas montarias e

O evento, além disso, teve uma movimentada

entusiasmando o público presente ao evento.”

O conjunto Flávio Júnior e Paixãozinho da Palmeira foi o vencedor da categoria Aberta em Palmeiras de Goiás.

80 |revista mangalarga


Raiany, que montou Renaty Kopenhaguen, ficou com o terceiro lugar da categoria feminina de Palmeiras de Goiás.

A amazona Ravana, que montou Apache OJC, ficou com o 1º lugar da categoria Feminina em Palmeiras de Goiás.

Luziânia

O conjunto Ana Julia e Paloma Kopenhaguen ficou em segundo na disputa feminina de Palmeiras de Goiás.

O cavalo Mangalarga também esteve novamente entre os destaques da 22ª Expo Agro Luziânia (GO). A participação da raça neste aguardado evento da região Centro-Oeste aconteceu nos dias 11 e 12 de agosto, contando com uma variada programação. Organizada pelo criador Flávio Fernandes de Araújo, a Exposição Mangalarga de Luziânia aconteceu na pista central do Parque de Exposições Lucena Roriz, sob o comando do experiente jurado Leandro Canêdo Guimarães dos Santos. O evento teve ainda o apoio do Núcleo de Brasília e Região Geo Econômica e a chancela da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM). O conjunto Kleber Leite e Renaty Kopenhaguen, foi um dos destaques da prova funcional de Palmeiras de Goiás.

Juarez Júnior e Paloma Kopenhaguen ficaram com o terceiro lugar da prova Aberta de Palmeiras de Goiás.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Rumo ao Norte Feiras Agropecuárias de Castanhal e Xinguara contaram com uma destacada participação do Cavalo de Sela Brasileiro O cavalo Mangalarga esteve novamente entre as

do sindicato rural local e contou com a chancela da Associação

principais atrações de um dos mais importantes acontecimentos

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

do agronegócio da região Norte do país: a Expofac (Exposição

(ABCCRM).

e Feira Agropecuária de Castanhal, Pará). A raça participou

De acordo com a organização da Expofac, cerca de

do evento, na quinta-feira 6 de setembro, com uma atraente

cem mil pessoas passaram pelo Recinto de Exposições de

programação, que incluiu provas funcionais e julgamentos de

Castanhal durante os nove dias de programação dessa que

morfologia e andamento.

foi a sua quadragésima quarta edição. Considerada uma das

Organizada pelo mangalarguista Almir José Lopes

principais vitrines do agronegócio paraense, a feira também foi

Campos, a Exposição Mangalarga de Castanhal teve o apoio

recentemente agraciada com o status de Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Pará.

Público paraense pôde conhecer melhor a beleza e a funcionalidade da raça.

Novo polo

Foto: Modesto Wielewicki

A raça Mangalarga também esteve entre os destaques de outro importante evento do agronegócio paraense, a Feira Agropecuária de Xinguara (Fax 2012). A participação mangalarguista ocorreu na sexta-feira 21 de setembro, contando com disputas funcionais e julgamentos de morfologia e andamento, que aconteceram na pista do Parque de Exposições Orlando Quagliato. A organização da Exposição Mangalarga de Xinguara esteve a cargo do mangalarguista Rodrigo José Sampaio Façanha, grande incentivador da raça na região Norte do país. A mostra, além disso, contou com o a chancela da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM) e com o apoio do Sindicato Rural de Xinguara. Segundo Joel Novaes, Diretor de Comunicação e Marketing da ABCCRM, as duas exposições mangalarguistas realizadas em território paraense desempenharam um papel de destaque para o fomento e fortalecimento da raça na Região Norte. “O Pará é hoje um destacado pólo agrícola e pecuário, por isso é realmente importante que o Mangalarga mostre suas indiscutíveis qualidades em eventos como a Expofac e a 82 |revista mangalarga

Fax 2012”, destaca Novaes.


Parceiros Por: Equipe Mangalarga (Com informações da Alphapress)

Socil marca presença na 34ª Nacional Empresa apresentou a linha de rações Royal Horse ao público da principal exposição da raça Mangalarga A Socil, uma marca Evialis, esteve presente na 34ª

Com mais de 70 anos na fabricação, comercialização

Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga. Durante o evento,

e prestação de serviços técnicos em nutrição animal, a Socil

realizado entre os dias 29 de setembro e 6 de outubro, em

consolidou sua liderança no mercado brasileiro buscando

Franca (SP), a empresa contou com um estande para prestigiar

superar limites de produtividade e qualidade. A marca

mais de 600 clientes e convidados e apresentar a linha de

pertence ao grupo francês Evialis, e está apoiada em uma forte

rações Royal Horse.

estrutura de pesquisa e desenvolvimento localizada no Brasil

“Quatro grandes vencedores da competição são

e na França, que conta com profissionais especializados em

parceiros e clientes Royal Horse!”, comemora Marcelo

nutrição animal, preparados e capacitados para proporcionar

Sousa, gerente de produtos da empresa. Na categoria grande

ao mercado tecnologias específicas e voltadas para cada

campeã de andamento (fêmea), a égua Badalada RB, do

objetivo e necessidade dos produtores rurais de cada região

criador Guilherme Piza Saad. Como grande campeã geral

do país.

(fêmea), quem levou o prêmio foi a égua Roma do Espinhaço,

Por sua vez, a Evialis, empresa de origem francesa e

da Espinhaço Agropecuária. Já nas categorias masculinas,

uma das líderes mundiais em Nutrição Animal, é parte da InVivo

quem ganhou o prêmio máximo foram os machos Tigre do

NSA, braço de Nutrição e Saúde Animal do Grupo InVivo. Está

Montserrat, pertencente a Luis Augusto de Camargo Ópice

presente industrialmente em 16 países, possui mais de 77

e treinado por Valdir Marques, e Don Juan 42, de Eduardo

unidades industriais e comercializa produtos e serviços em 50

França, nas categorias andamento e geral, respectivamente.

países. Além disso, possui cerca de seis mil funcionários e está

Além disso, a exposição também contou com os

presente no mercado mundial há mais de 50 anos.

ganhadores da categoria pampa (macho e fêmea). Como o

No Brasil, possui fábricas localizadas em Barra Mansa

Grande Campeão Cavalo Pampa, Zatec do Pec, do expositor

(RJ), Canoas (RS), Contagem (MG), Descalvado (SP), Inhumas

Paulo Eduardo Corrêa da Costa. Já o prêmio de Grande Campeã

(GO), Paulínia (SP), São Lourenço da Mata (PE), Primavera do

Égua Pampa ficou para Utopia do AEJ, do expositor Almiro

Leste (MT), Apucarana (PR), além de dois centros de pesquisas

Esteves Junior.

ligados à InVivo NSA.

Fotos: Norberto Cândido

O estande da empresa recebeu clientes e convidados durante o evento. 84 |revista mangalarga

Empresa apresentou ao público mangalarguista a linha Royal Horse.


Mercado Por: Pedro C. Rebouças

3º Leilão Haras RM

Foto: Mangalarga Style

Evento movimentou cerca de R$ 1 milhão e alcançou a expressiva cotação média de R$ 29,3 mil

Vista geral do recinto do 3º Leilão Haras RM.

O renomado criador Roberto Montenegro Filho

foi vendida pelo Canal Business ao valor de R$ 60,8 mil; o

promoveu, na tarde de 15 de setembro, a terceira edição do

pampa de preto Jaguar RM, negociado pelo montante de R$

Leilão Haras RM e Convidados. O evento aconteceu na sede do

44,8 mil também pelo Canal Business, e o consagrado pampa

criatório, localizada no município paulista de Tatuí.

de alazão Faveiro RM, que atraiu um investimento de R$ 64

Segundo a Business Leilões, foram ofertados 45 lotes

mil.

de importantes animais das raças Mangalarga e Pampa, entre

O evento contou ainda com uma seleta lista de

reprodutores, matrizes e embriões de doadoras consagradas,

vendedores convidados, composta por tradicionais criadores

além de potros e potrancas que certamente terão um promissor

como: Fernando Ortega Montenegro, Guilherme Pompeu Piza

futuro nas pistas de julgamento.

Saad, Jeferson Ferreira Jardim, Lucas e Fábio Santoro de Faria,

Ainda de acordo com a empresa leiloeira, o evento

Luiz Fernando Rossini Pugliesi, Marcelo Caleffi Sperb, Marcos

faturou uma receita de aproximadamente R$ 1 milhão e teve

Antonio de Nadai, Natal Francisco Ribeiro, Othoniel Brandão

uma ótima liquidez, alcançando a expressiva cotação média

Costa, Paulo Eduardo Corrêa da Costa e Rogério Câmara Nigro.

de R$ 29,3 mil. Além de ter sido prestigiado por clientes de

Em nome da Associação Brasileira de Criadores

todo estado de São Paulo, o leilão contou com a audiência de

de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), o Diretor de

criadores de todo país, que acompanharam a transmissão ao

Comunicação e Marketing Joel Novaes parabeniza o criador

vivo pelo Portal da TV Leilão.

Roberto Montenegro Filho pela realização da terceira edição

Conforme divulgado no Portal da Business Leilões, os

do Leilão Haras RM. “O evento, além de ter sido um grande

destaques do remate foram: a matriz tordilha Matula JO, que

sucesso, deu uma importante contribuição para colocar a raça

teve uma cota de 50% adquirida por R$ 144 mil pelo criador

Mangalarga em evidência no mercado equestre nacional”,

Guilherme Saad; a jovem alazã Amanda OJC, cuja cota de 50%

destaca o dirigente mangalarguista.

86 |revista mangalarga


Eventos Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

Confraria Mangalarga Primeira edição do evento ofereceu uma diferenciada oportunidade de confraternização para os apaixonados pelo Cavalo de Sela Brasileiro O Bar do Deck do Jockey Club de São Paulo recebeu, na noite de 4 de setembro, a primeira edição da “Confraria Mangalarga – Encontro de Amigos”. O inédito evento, além de oferecer um agradável momento de confraternização para a comunidade mangalarguista, também contou com um concorrido leilão de ventres em prol de ações de fomento da raça. Promovido pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM), o remate contou com a organização da Fênix Leilões e com a assessoria do zootecnista João Quadros. O evento teve ainda a participação do leiloeiro rual Nilson Genovesi, segundo o qual, os vinte e

O Presidente Mario Barbosa, na companhia do leiloeiro Nilson Genovesi (esq.) e do diretor da Fênix Leilões Josué Cunha (dir.), agradece a grande adesão dos mangalarguistas.

quatro lotes negociados movimentaram a expressiva receita de R$ 279 mil, perfazendo uma média de R$ 11,6 mil. Por sua vez, o Presidente da ABCCRM Mario Alves

e Marketing da ABCCRM, o evento procurou inovar, tendo

Barbosa Neto destacou que a Confraria Mangalarga atingiu

como foco principal oferecer um diferenciado momento

todos os seus objetivos. “O evento foi um sucesso em todos

de convivência para os apaixonados pelo Cavalo de Sela

os aspectos. Afinal, além de um ótimo leilão, com lances

Brasileiro. “Por isso mesmo, a diretoria optou por fazê-lo em

expressivos e acirradas disputas, nós tivemos um momento

um local mais descontraído como o bar do deque da piscina

muito especial de confraternização, o que é realmente o mais

do Jockey Club. Com toda certeza foi uma noite muito gostosa

importante”, destacou Barbosa.

e que deverá se repetir outras vezes”, ressaltou o dirigente

Para João Luís Ribeiro Frugis, Diretor de Comunicação

A Confraria Mangalarga lotou o Bar do Deck do Jockey Club.

mangalarguista.

O Núcleo Feminino teve participação marcante no evento.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Copa de Mococa

Foto: Maciel

Foto: Regina Buzo

Participação das “Meninas do Mangalarga” foi um dos destaques do evento

Os julgamentos foram muito concorridos na pista da Expoam.

A comunidade mangalarguista prestigiou o evento de Mococa.

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da

as seis talentosas jovens (Thays, Letícia, Isabela, Larissa,

Raça Mangalarga (ABCCRM) promoveu, nos dias 20 e 21 de

Adrieli e Pamela) foram reveladas por um diferenciado projeto

outubro, a Copa de Andamento de Mococa (SP). O evento,

social que utiliza a equitação como instrumento de formação

que aconteceu no Parque de Exposições José André de

pessoal e profissional.

Lima (Expoam), contou com uma diferenciada programação, preparada para reunir toda a família mangalarguista.

As garotas, cujo trabalho conta com o respaldo e o incentivo do Haras Califórnia, do criador Danton G. de Andrade,

A Copa de Mococa ofereceu também atraentes prêmios

mostraram novamente muita habilidade na condução de suas

em dinheiro e representou uma importante oportunidade de

montarias, repetindo o belo desempenho das apresentações

pontuação para os concorrentes que buscavam a classificação

que as consagraram durante a Expo Londrina 2012 e a Copa

para a etapa final da Copa de Andamento. No total, 36 animais,

de São Sebastião da Grama.

expostos por 16 tradicionais criatórios da raça, passaram pela

pelo Superintendente da ABCCRM Jayme Ignácio Rehder Neto,

Outra atração da copa foi a visita das “Meninas do

Foto: Regina Buzo

Mangalarga”. Provenientes do próprio município de Mococa,

As Meninas do Mangalarga fizeram uma bela apresentação. 88 |revista mangalarga

também recebeu uma ampla cobertura da mídia local e levou um bom público para o recinto da Expoam. Foto: Regina Buzo

análise da jurada Maria Aracy Tavares de Oliva.

O evento, organizado pelo criador Danton Andrade e

Danton Andrade, Sergio Paiva, Jayme Rehder e Valdir Marques.


Haras em Destaque Por: Pedro C. Rebouças

ZCM Agropecuária Unindo a vontade de criar em alto nível com um profundo conhecimento da raça, o criatório vem conquistando um espaço de destaque no cenário mangalarguista

Foto: ZCM Agropecuaria

Vista geral das instalações do criatório.

O ano que está chegando ao fim pode ser considerado

que a fundação do criatório representou a união de uma grande

o mais marcante da trajetória da ZCM Agropecuária. Afinal, o

vontade de criar em alto nível com um profundo conhecimento

criatório sediado no município paulista de Joanópolis obteve ao

da raça, tudo isso alicerçado em uma amizade de mais de 40

longo da temporada conquistas importantíssimas no universo

anos.

mangalarguista, como os títulos de Melhor Expositor e Melhor Expositor de Andamento do Ranking Mangalarga 2012.

Hoje, o criatório é dirigido por José Lamartine Filho e por Roque Carlos Nogueira Júnior, a quem cabe a apresentação

Além disso, dois representantes do plantel ZCM,

dos animais em pista. “Na verdade, somos uma grande família

Pensamento da Província e Camile da Bica, sagraram-se,

que busca trabalhar de forma sempre unida para aprimorar o

respectivamente, Melhor Cavalo Montado e Melhor Égua

plantel ZCM e também a raça de um modo geral. O andamento

Montada da lista produzida anualmente pela Associação

é o quesito primordial de nossa seleção. Em seguida, ficamos

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

atentos para selecionar animais com bons tronco, garupa,

(ABCCRM).

membros e frente. Além disso, também valorizamos a

“Para nós é a realização de um sonho. A tropa

funcionalidade e procuramos participar sempre das mostras,

amadureceu e precisávamos de um desempenho como esse para coroar o nosso trabalho”, comenta o criador José Lamartine Moreira Cintra Filho, um dos titulares do criatório fundado oficialmente no ano de 2007. “A ZCM surgiu da fusão entre a marca ‘ZC’, iniciada há quase 60 anos por meu pai, José Lamartine Moreira Cintra, e a marca ‘Do Mamão’, comandada pelo Roque Carlos Nogueira, o Mamão, um dos maiores conhecedores do cavalo Mangalarga em todo país”, explica José Lamartine Filho, destacando ainda 90 |revista mangalarga

Entrada do pavilhão de baias da ZCM Agropecuária.


A propriedade também possui um moderno pavilhão de baias.

Lhama Saint Clair JO, Pensamento da Província e Manada Saint Clair JO estão entre os destaques do criatório.

A sede do criatório está localizada no município de Joanópolis

copas e provas promovidas pela ABCCRM”, explica José

Vander, de quem hoje somos sócios no cavalo, e ele veio com

Lamartine Filho, lembrando ainda das cavalgadas, outra paixão

quatro anos e meio e nem manso de cabresto era, pois vivia a

dele e de toda a equipe ZCM.

campo e solto no meio das éguas. Dessa maneira, tivemos que

O criador destaca também a sólida base utilizada para

realizar uma preparação longa e difícil. No entanto, sabíamos

formar o plantel do criatório, na qual se destacam fêmeas

que todo esse trabalho uma hora seria recompensado, afinal o

consagradas na raça, como Matilha JO, Manada Saint Clair JO

Pensamento é um animal extraordinário, com um andamento

e a premiadíssima Lhama Saint Clair JO, além do prestigiado

espetacular e uma linda morfologia”, relatou José Lamartine

reprodutor Chalé JO e do promissor garanhão Pensamento da

Filho de forma muito emocionada logo após a premiação do

Província, que acaba de sagrar-se Grande Campeão da Copa

animal, que há pouco completou sete anos de idade.

Janga Mangalarga de Andamento e cujos primeiros filhos começaram a nascer na atual estação de monta.

Por fim, ao ser questionado sobre quais são suas metas para o futuro, especialmente após viver um ano de

E se o ano já parecia incrível para o criatório ZCM, a

tantas emoções e tantas conquistas, o criador ressalta que

recente conquista de Pensamento da Província na etapa final

a equipe ZCM pretende continuar trabalhando muito para

da Copa Janga Mangalarga, realizada no fim de novembro na

aprimorar a seleção do criatório e também para se manter no

capital paulista, parece ser a cereja que faltava ao bolo. “Para

elevado patamar alcançado em 2012. Além disso, pretendem

nós, esta é uma emoção indescritível, a coroação do trabalho

ir em busca de um sonho ainda não realizado, a conquista

que realizamos por toda a nossa vida. É a primeira vez que

de um Grande Campeonato Nacional. “Vamos continuar nos

sinto isso e fico muito satisfeito e muito contente. A gente foi

dedicando de corpo e alma para, em breve, alcançar este

buscar o Pensamento no Norte de Goiás, com o criador Nilo

importante objetivo”, conclui o determinado criador.

A Equipe ZCM recebe, do presidente Mario Barbosa, o prêmio do Grande Campeão da Copa Pensamento da Província.


Internacional Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Mangalarga Style.

114ª Fiera Cavalli Tradicional evento equestre italiano recebeu a visita de representantes da raça Mangalarga As criadoras Josiane Cardoso Matta Vidotti e Ruth

de Comunicação e Marketing da ABCCRM Joel Novaes.

Vilella de Andrade estiveram recentemente na cidade italiana

Iniciada em 1898, a Fiera Cavalli é uma das mais

de Verona, onde aconteceu a mais recente edição da Fiera

tradicionais feiras equestres da Europa e do mundo. Na sua

Cavalli. Na ocasião, as mangalarguistas estabeleceram contato

114ª edição, que aconteceu entre os dias 8 e 11 de novembro,

com personalidades responsáveis pela organização desse

o evento reuniu centenas de expositores, entre associações

tradicional evento equestre, como a Diretora de Marketing da

de raças, federações esportivas, centros de estudo em

Fiera Cavalli Janina Mathias e a Diretora Internacional da Fiera

equinocultura e empresas do segmento equestre.

Cavalli Monica Beifiori.

Por fim, a Diretoria de Comunicação e Marketing

Além disso, aproveitaram a ocasião para apresentar

da ABCCRM parabeniza as criadoras Josiane Cardoso Matta

as qualidades do Cavalo de Sela Brasileiro para o público

Vidotti e Ruth Vilella de Andrade por essa importante iniciativa.

europeu. Para isso, contaram com um diferenciado material informativo produzido pela Diretoria de Comunicação e Marketing da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga (ABCCRM).

A Diretora de Marketing da Fiera Cavalli Janina Mathias e a Diretora Internacional Monica Beifiori em encontro com Ruth Vilella.

A viagem incluiu ainda uma visita à embaixada brasileira, onde as criadoras receberam o apoio dos diplomatas Renan Paes Barreto e Silvio Gori. “Estamos levando ótimas notícias para o Brasil e já estamos com o caminho aberto tanto para expormos futuramente como para a possível formação de um núcleo internacional. Além disso, o material de divulgação que levamos também fez muito sucesso por aqui”, destacou Ruth Vilella de Andrade, que também aproveitou para agradecer o apoio do Presidente da ABCCRM Mario Barbosa e do Diretor Ruth Vilella com os diplomatas Renan Paes Barreto e Silvio Gori na Embaixada do Brasil na Itália.

Ruth Vilella com o “banner” da raça diante da Fiera Cavalli. 92 |revista mangalarga


Valdir Marques (Dil) Cel. (19) 9797-5214 Tel.: (19) 3631-5533

Eterna CHL

Tigre do Mont Serrat

2º Res. Campeã Égua Jovem de And. Nacional 2012

Grande Campeão Cavalo de And. Nacional 2012

Diamante RBV Campeão Cavalo Senior de And. Nacional 2012


Genética Por: Pedro C. Rebouças

O retorno da lenda Foto: Pedro Rebouças.

Primeiro clone do Brasil traz novamente à vida o garanhão do século Turbante JO

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação.

Técnico norte-americano demonstra parte do processo de clonagem.

O nascimento do clone de Turbante JO foi um verdadeiro marco para a equinocultura brasileira.

Para o criador José Oswaldo Junqueira, falecido no ano de 2007, o reprodutor Turbante JO era praticamente um membro da família. Certa vez, durante uma entrevista para a Revista da Folha, publicação dominical veiculada pelo Jornal

A veterinária Perla Fleury com o clone de Turbante JO.

Folha de São Paulo, o repórter lhe perguntou se venderia o

de uma célula adulta, havia ganhado os noticiários de todo

famoso animal caso recebesse uma oferta de um milhão de

mundo. “O nascimento da Dolly motivou meu irmão e meu

dólares. A resposta foi breve e muito esclarecedora: “Você

avô, que já desejavam de alguma forma eternizar o Turbante, a

venderia seu filho por um milhão de dólares?”

buscar meios para conservar o seu material genético. O João

Essa forte ligação foi um dos motivos que fizeram com

procurou então um médico e especialista da Unicamp, o doutor

que o criador, na companhia do neto João Junqueira Fleury,

Valter Brito Junior. Entre 1997 e 1998, eles realizaram várias

buscasse eternizar esse super garanhão, que durante sua vida

tentativas, até que conseguiram, por meio da multiplicação

reprodutiva gerou 1678 descendentes, feito que o tornou uma

celular, segurar o material para futuramente conseguir fazer o

verdadeira lenda da raça Mangalarga e que lhe garantiu um

clone. Naquele mesmo ano de 1998, o cavalo faleceu”, explicou

lugar no Guiness Book como o cavalo que produziu o maior

o neto do criador.

número de filhos no mundo.

O projeto, entretanto, permaneceu parado por mais de

Conforme José Oswaldo Junqueira Fleury, irmão

uma década, uma vez que a tecnologia disponível no país ainda

de João e neto de José Oswaldo, contou recentemente ao

não era suficiente para levar a cabo um projeto tão ousado

programa Falar de Cavalos, os trabalhos com esse objetivo

como o de produzir um clone equino. Porém, no início desta

tiveram início em 1997, quando o nascimento da ovelha

década, esse cenário começou a mudar, com a decisão de uma

Dolly, primeiro mamífero a ser clonado com sucesso a partir

grande empresa do setor de reprodução animal de investir

94 |revista mangalarga


“A In Vitro, que já dominava a técnica de clonagem em

legado genético, o garanhão nascido em 1969 e criado por

bovinos, me procurou dizendo que desejava iniciar o serviço de

José Oswaldo Junqueira, foi uma verdadeira celebridade,

clonagem de equinos no Brasil. Eles me convidaram para realizar

ultrapassando as barreiras do setor equestre e merecendo ao

uma parceria com eles nessa empreitada e me perguntaram se

longo da vida espaço em capas de revistas e jornais da mídia

eu conhecia alguém que tivesse material congelado de algum

aberta, além de uma reportagem especial no Fantástico, o

cavalo. Eu lhes contei então que poderia colocá-los em contato

famoso programa dominical da TV Globo. Aliás, Turbantinho,

com os responsáveis pelo material do Turbante, um animal

como é carinhosamente apelidado o clone do reprodutor,

famosíssimo e cujo clone com toda certeza teria uma grande

também já nasceu com grande apelo para a mídia, estrelando

repercussão tanto na raça Mangalarga como no meio equestre

a capa da Revista Globo Rural com apenas um mês de vida.

brasileiro”, conta a médica veterinária Perla Cassoli Fleury,

Além disso, vale ressaltar que o pioneirismo da raça

sócia da In Vitro e viúva de João Junqueira Fleury, que faleceu

Mangalarga não ficou restrito ao clone de Turbante JO. Pouco

precocemente em 2002, aos 42 anos, vítima de câncer.

tempo depois, os clones das éguas Cascata JO e Premiada

Segundo Perla, a concretização do projeto foi possível

RN vieram reforçar a presença da raça nesse importante e

graças ao apoio de um ousado grupo de criadores, ao

inovador segmento da reprodução equina. “Esses primeiros

investimento em mão de obra especializada - inclusive com

clones foram feitos a partir de animais com uma bagagem

a contratação de técnicos estrangeiros -, e à parceria com

genética realmente muito importante. Por isso, podemos dizer

duas universidades também de fora do país. “Creio também

que a clonagem é, sobretudo, uma forma de se preservar

que o fato do projeto ser tocado por uma empresa privada

ou resgatar uma genética que ainda pode contribuir para o

proporcionou uma agilidade maior ao processo. Afinal, várias

aprimoramento da raça. Então, trazer de volta esses animais é

universidades brasileiras vêm trabalhando no desenvolvimento

um marco histórico para o Brasil, para a medicina veterinária,

de clones mas elas acabam esbarrando na morosidade do

para a equinocultura brasileira e para o Mangalarga”, observa

próprio sistema universitário”, comenta a médica veterinária.

Perla Fleury.

Perla Fleury revela ainda que sente uma grande emoção toda vez

A iniciativa ganhou ainda o apoio da Associação

que chega perto do potro nascido no dia 10 de setembro. “Eu

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

acredito que se o senhor José Oswaldo ainda estivesse vivo ele

(ABCCRM). Sempre atenta aos avanços da tecnologia e

teria uma incrível injeção de energia com esse acontecimento.

condizente com sua pioneira trajetória, a entidade, por meio

Além disso, toda vez que eu me aproximo do potro eu peço

de seu conselho técnico, aprovou o regulamento para registro

licença, afinal trata-se de um senhor que já nasceu carregando

desses animais. Agora, a medida depende de um parecer do

uma história de 49 anos.”

Ministério da Agricultura, onde a adoção dessa nova ferramenta

Turbante JO, aliás, parece ter sido a escolha ideal para

de reprodução equina encontra-se em análise.

Perla Fleury mostra equipamento para conservar o material genético dos animais.

Foto: Pedro Rebouças

O clone da famosa égua Cascata JO foi o segundo a nascer no país.

Foto: Pedro Rebouças

ser o primeiro clone do Brasil. Afinal, além de seu inegável

O terceiro clone da raça a nascer traz novamente à vida Premiada RN

Foto: Divulgação

fortemente para a produção do primeiro clone do Brasil.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Patrões Campeões Pistas de julgamento começam a contar, cada vez mais, com a presença de criadores e proprietários do Cavalo de Sela Brasileiro

Um número expressivo de criadores e proprietários

participou com destaque da prova de maneabilidade da Copa

tem optado por apresentar seus próprios animais nas pistas

de Amparo (SP), e foi também um dos destaques da prova

de julgamento de importantes eventos da raça Mangalarga.

do patrão da 34ª Exposição Nacional. Além disso, representou

Um bom exemplo foi a Etapa Final da Copa de Andamento,

o Mangalarga em diversas etapas do 1º Campeonato de

realizada no fim de novembro, em São Paulo (SP), onde

Equitahorse, concorrida competição que conta com a

Camila Glycério de Freitas e Ricardo Urbano Nassar aceitaram

participação de animais de diversas raças.

o desafio de participar mesmo sabendo que iriam concorrer com cavaleiros profissionais.

Ricardo Urbano Nassar, por sua vez, foi assíduo participante da Copa de Andamento 2012. Além da etapa final,

Camila Glycério, aliás, pôde ser vista também em

esteve em pista nas provas de Jundiaí (SP), Amparo (SP), São

diversas provas durante a temporada, mostrando-se uma

João da Boa Vista (SP) e Mococa (SP), onde obteve com a

grande adepta do uso do Cavalo de Sela Brasileiro. A criadora,

égua Cabocla M.E. o seu principal resultado na temporada, o

titular do Haras Mangabaia ao lado de Paulo Pacheco Silveira,

segundo lugar da concorrida categoria de fêmeas com mais de

percorreu as trilhas do 1º Enduro dos Criadores, realizado em

60 meses.

Andradas (MG), no começo do ano. Depois, no fim de agosto,

96 |revista mangalarga

Foto: Sonia Torresan.

Camila Glycério marcou presença na etapa final da Copa de Andamento.

Foto: Norberto Cândido

Ricardo Urbano recebe premiação na companhia da família.


Um cavalo para todos

justamente que uma exposição não é feita somente por peões profissionais. Afinal, o Mangalarga é um cavalo bom para cada

Na Exposição Brasileira 2012, a participação de

um de nós”, destaca Sandy.

criadores e proprietários também foi um fato marcante.

Nascida e criada na Alemanha, onde estava acostumada

Durante o importante evento, realizado na cidade paranaense

a montar cavalos alemães de hipismo, Sandy Schöeler conta

de Londrina, a mangalarguista Sandy Schöeler fez questão de

que conheceu a raça no haras do criador Carlos Vinicius

apresentar o animal Pinga Fogo do Ivaí, eleito 1º Reservado

Ferreira Sato e logo se encantou com a comodidade da marcha

Campeão de Andamento Castrado com mais de 54 meses. “O

trotada e com o galope ágil e confortável, qualidades típicas

espírito de competição e exposição é muito especial, dá uma

do Cavalo de Sela Brasileiro. “O Mangalarga é um cavalo com

certa adrenalina. No entanto, eu quis participar para mostrar

muita vontade de andar, que não precisa ser mandado e que tem uma índole muito boa”, elogia a proprietária. Stefanie Kalitzki é outra referência quando o assunto é a participação em julgamentos da raça. Quando tinha apenas dez anos de idade, a jovem estreiou em pista apresentando um dos cavalos do criatório de seu pai, Dirk Kalitzki, na Exposição Nacional de 2008. Na ocasião, Stephanie mereceu reportagem até no Programa TV Mangalarga. Além disso, sempre marca presença, ao lado da família, em raids, provas de enduro e especialmente nos julgamentos da Exposição de Guaratinguetá (SP).

Stefanie Kalitzki, ao centro, compete entre os profissionais na Expo Guará 2011.

Foto: Norberto Cândido.

Sandy Schöeler se destacou na pista da Expo Brasileira.


Fomento Por: Pedro C. Rebouças Fotos: Norberto Cândido

Kentucky Mangalarga Station Palestra apresentou à comunidade mangalarguista o diferenciado projeto que pretende promover e fomentar a raça nos Estados Unidos A Etapa Final da Copa Janga Mangalarga de Andamento

propriedades estão localizadas em uma região estratégica na

incluiu em sua programação uma diferenciada palestra com

capital mundial do cavalo, a localidade de Lexington, no estado

os norte-americanos Mary Midkiff, diretora da Equestrian

norte-americano de Kentucky.

Resources, e Tom Aronson, diretor do Racing Resource Group.

Em seguida, os palestrantes relacionaram os principais

Promovida pelo Núcleo Feminino, com o apoio da Associação

dados do mercado equestre norte-americano e apresentaram o

Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga

plano de negócios para efetivar o projeto. Durante a explicação,

(ABCCRM), a apresentação aconteceu no Parque da Água

Tom Aronson ressaltou que o Mangalarga cobre uma lacuna

Branca, em São Paulo (SP), na tarde da sexta-feira 23 de

existente entre as raças de esporte e as tradicionais raças

novembro, contando com a presença de aproximadamente

de marcha do segmento equestre dos Estados Unidos. “Isso

cem pessoas.

acontece porque o Mangalarga é um cavalo de muitos usos,

O tema da palestra foi o Projeto Kentucky Mangalarga

que apresenta qualidades como resistência, força, agilidade,

Station, cujo nome pode ser traduzido para Base Mangalarga

saúde, comodidade, beleza e docilidade. Dessa maneira, trata-

de Kentucky e cujo objetivo é levar o cavalo Mangalarga para

se de um equino mais apropriado a cavalgadas do que os

os Estados Unidos, promovendo a raça e fomentando sua

atualmente utilizados nos Estados Unidos.”

exportação para esse importante mercado equestre.

Mary Midkiff, por sua vez, explicou que o Mangalarga

Após a abertura do evento, que contou com a

teria um grande apelo junto ao público feminino, que atualmente

participação do presidente Mario Alves Barbosa Neto e das

é a maior força do mercado norte-americano. “Como a raça

integrantes do Núcleo Feminino, os palestrantes apresentaram

apresenta muita calma, conforto e confiabilidade, com certeza

o Kentucky Horse Park, parque temático voltado ao universo

agradaria a muitas mulheres. Afinal, conforme fica mais

do cavalo onde pretendem incluir exemplares da raça,

madura, a amazona quer um cavalo mais tranquilo e confiável,

e a fazenda Paramont, local onde pretendem instalar a

qualidades que também são procuradas pelas mulheres mais

Kentucky Mangalarga Station. Segundo Mary e Tom, as duas

novas, que estão começando a montar”, destacou a palestrante,

Mario Barbosa realiza a abertura do evento observado por Tom Aronson e Mary Midkiff.

Paulo Junqueira, Marisa Iorio, Tom Aronson, Mary Midkiff, Heloísa Freitas, Beatriz Biagi, Camila Glycério e Aracy Oliva.

98 |revista mangalarga


conhecida por ser uma grande especialista na relação entre as mulheres e os equinos e também por ser autora do consagrado livro “Mulheres e Cavalos - Como os cavalos tocam as almas das mulheres”. Participantes aguardam o início da palestra no Parque da Água Branca.

O público mangalarguista acompanha atentamente a palestra.


Eventos Por: Núcleo Riograndense

35ª Expointer Exposição Mangalarga de Esteio colocou a raça em evidência em um dos eventos mais importantes do agronegócio latino-americano

Foto: NRCCRM.

Josiane e Alaor Vidotti recebem premiação, acompanhados pela equipe do Haras Araxá.

O Núcleo Riograndense de Criadores de Cavalos da

programação muito diversificada na Expointer, contando com

Raça Mangalarga (NRCCRM) organizou, promoveu e realizou

julgamentos morfológicos, com a tradicional prova festiva

a Exposição do Cavalo Mangalarga dentro de uma das maiores

cavalo versus moto e com o campeonato de função, no qual

feiras do agronegócio da América Latina, a 35ª Expointer.

estavam incluídas as disputas de quatro diferentes modalidades

A mostra, realizada de 25 de agosto a 2 de setembro, no

esportivas: três tambores, cinco tambores, seis balizas e

Parque Assis Brasil, em Esteio (RS), contou com mais de cem

maneabilidade. Além disso, a raça também marcou presença

inscrições, mostrando a força do Cavalo de Sela Brasileiro na

no desfile dos Grandes Campeões, solenidade prestigiada por

região Sul do Brasil.

autoridades como o Ministro da Agricultura, o Governador do

A dimensão da Expointer 2012 pode ser traduzida pelos números oficiais divulgados pelo Governo do Rio Grande

Estado e cônsules e diplomatas de diversos países. Atração especial

do Sul. Afinal, a tradicional feira gaúcha contou com 478,3 mil

O encerramento da participação do Mangalarga

visitantes e movimentou R$ 13,7 milhões com a comercialização

na feira culminou com o sorteio de uma potra puro sangue

de animais. Além disso, registrou a impressionante marca R$

Mangalarga, com toda arrecadação revertida para a Casa

2,02 bilhões com os negócios efetuados no setor de máquinas

Menino Jesus de Praga, entidade filantrópica que atende 152

e implementos agrícolas.

pessoas com deficiências cerebrais e motoras.

Segundo o NRCCRM, o cavalo Mangalarga teve uma 100 |revista mangalarga

Além disso, um grande público se fez presente às


Foto: Mangalarga Style.

Foto: NRCCRM.

Animais de muita qualidade estiveram na Expointer.

Roberto Buzato, presidente do NRCCRM, comanda a cerimônia de premiação.

pistas 14 e 15 do Parque Assis Brasil para assistir, vibrar e

os seguintes criatórios: Haras JSB, Haras VJC, Haras Otnacer,

conferir a atuação do cavalo Mangalarga contra as motos de

Haras Araxá, Fazenda Graciosa, Otnacer Agropecuária, Haras GZ

competição de MotoCross. Em sua oitava edição, foi mantida a

e Haras Três Rios. A organização da mostra agradece também

invencibilidade do cavalo nessa prova de seis balizas contra o

à criadora Ruth Villela de Andrade, do Blog Mangalarga Style,

relógio (fotocélula), disputada simultaneamente em duas pistas

pelo comparecimento, patrocínio e entusiasmo demonstrado

independentes. O placar final bem demonstrou a acirradíssima

na divulgação do Cavalo Mangalarga e do Núcleo Feminino.

competição: 11 a 9 para os equinos.

Ainda de acordo com os organizadores, a sede social

Vale ressaltar ainda que a administração da Expointer

do Núcleo Riograndense recebeu a família mangalarguista

elegeu a prova festiva “Mangalarga versus motos” como

durante toda a programação, sendo ainda o local de entrega

integrante do programa de atrações especiais da feira, servindo

das premiações morfológicas e funcionais.

assim como atividade de fomento, divulgação, marketing e mídia ao Cavalo de Sela Brasileiro.

Por fim, é importante destacar que durante todo o desenvolvimento da Expointer o Núcleo foi convidado e

A Exposição Mangalarga de Esteio contou ainda com

compareceu a diversos veículos de comunicação televisiva

a ilustre participação de visitantes e expositores de outros

(Band, Globo, Canal do Boi, Terra Viva, Record), de radiodifusão

estados, cuja participação engrandeceu e abrilhantou este

(rádio Band, Gaúcha, Guaíba, ABC, Pampa, Rede Tchê) e mídia

importante momento da raça no Sul do Brasil. Dessa maneira,

impressa (Correio do Povo, Grupo Sinos, Zero-Hora, Metro, O

o Núcleo Riograndense deixa seu especial agradecimento para

Sul), divulgando e incentivando o uso do cavalo Mangalarga.

Disputa “cavalo versus moto” novamente atraiu um grande público.

Foto: NRCCRM. 102 |revista mangalarga

Mangalarguistas acompanham o julgamento no Parque Assis Brasil.

Foto: Mangalarga Style.


Serviços Por: Pedro C. Rebouças

Mídia Equestre Empresa é especializada na cobertura de cavalgadas e provas de enduro equestre Com 14 anos de experiência, a Mídia Equestre é

equestre e cavalgadas. Seja sob chuva ou no mais ensolarado dos dias, a paixão pelo trabalho leva o repórter fotográfico Luciano Inácio, titular da empresa, a sempre buscar o melhor

Foto: Luciano Inácio

especializada na cobertura fotográfica de provas de enduro

ângulo e a melhor foto, registrando os momentos de alegria e descontração das cavalgadas e os instantes de garra e emoção das trilhas de enduro. Luciano Inácio também é o autor das diferenciadas fotos sobre a Festa da Família Mangalarga, publicadas na página 99 da edição de setembro da Revista Mangalarga, cujos créditos foram equivocadamente creditados a outro profissional. Para conhecer melhor o trabalho da empresa visite o portal www.midiaequestre.com . Lá será possível conferir um vasto calendário de eventos do segmento, resultados de provas de enduro e uma vasta galeria de fotos. Já para obter mais informações escreva para luciano@midiaequestre.com ou ligue para (11) 9891-1565.

O registro de belas paisagens é uma das especialidades da Mídia Equestre.


Campeões da Copa Janga Mangalarga Parque da Água Branca São Paulo 24 de novembro

Campeã mais de 36 a 48 meses: Favorita RBV. Expositor: Luis Augusto Ópice.

Fotos: Norberto Cândido

Campeã mais de 48 a 60 meses: Condessa do Sir (T.E.). Expositor: Pedro Salla Ramos Filho.

Campeão mais de 36 a 48 meses: Dueto da Bica (T.E.). Expositor: Organização Severo Dias.

Campeã mais de 60 meses: Theresa da Araxá (T.E.). Expositor: Haigazun Sanazar.

Campeão mais de 48 a 60 meses: Regalo da Braido (T.E.). Expositor: Nelson Antonio Braido.

Campeão Castrado mais de 54 meses: Liberal da Thama (T.E.). Expositor: Virginio Pazelli Ometto.

Campeão mais de 60 meses: Pensamento da Província. Expositor: ZC Agropecuária Ltda.


Eventos Por: Pedro C. Rebouças

Exposição de Ponta Grossa Disputas funcionais colocaram a raça em evidência na 35ª Efapi Entre os dias 13 e 16 de setembro, o Mangalarga esteve

pequeno curral, no menor tempo possível. Outra atração foi a

em destaque na 35ª Efapi (Exposição e Feira Agropecuária,

emocionante prova de três tambores, na qual os exemplares

Industrial e Comercial de Ponta Grossa), um dos mais

da raça precisaram demonstrar muita velocidade e agilidade.

importantes eventos do agronegócio do Paraná e da Região Sul do Brasil.

Os conjuntos mangalarguistas tiveram ainda uma marcante presença no 1º Entrevero Multi Raças de Team

Além dos tradicionais julgamentos do circuito de

Penning de Ponta Grossa. Durante a competição, realizada

exposições da raça, que contaram com a participação do jurado

na tarde do sábado 15 de setembro, os representantes da

André Fleury de Azevedo Costa, a programação mangalarguista

raça conquistaram importantes prêmios, exibindo toda a

incluiu uma série de provas, responsáveis por colocar em

versatilidade da raça nessa tradicional modalidade western.

evidência para o público paranaense a funcionalidade do Cavalo de Sela Brasileiro.

Organizada pelo criador paranaense Vinicius João Curi, a Exposição Mangalarga de Ponta Grossa aconteceu no

Um dos destaques do programa foi a 1ª Prova de

Centro de Eventos de Ponta Grossa, contando com a chancela

Work Penning Mangalarga, realizada no dia de encerramento

da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça

do evento, o domingo 16 de setembro. Nessa diferenciada

Mangalarga (ABCCRM) e com o apoio da Sociedade Rural dos

competição, os cavaleiros entraram em pista, um por vez, com

Campos Gerais e da Prefeitura de Ponta Grossa.

a missão de apartar o gado e fechar um dos animais em um A raça mostrou toda sua versatilidade durante a mostra paranaense. Foto: Modesto Wielewicki/Arquivo


Social Fotos: Norberto Cândido

34ª Exposição Nacional Franca (SP) - 29 de setembro a 6 de outubro

110 |revista mangalarga


112 |revista mangalarga


Social

Fotos: Norberto Cândido

Premiação dos Melhores do Ano Boteco Mangalarga - Bar Deck do Jockey - 23 de Novembro

116 |revista mangalarga


Grandes Campeões 34ª Exposição Nacional


Social Fotos: Norberto C창ndido

Confraria Mangalarga

120 |revista mangalarga


Jockey Club de S達o Paulo 4 de setembro de 2012


Social Fotos: Norberto Cândido

Presença Feminina 34ª Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga

122 |revista mangalarga


Distribuidor no Brasil

Entregas em território nacional e exterior Conheça nossos produtos e comprove que Ferraduras Brasil é uma puro-sangue brasileiro! Mangalarga é o nosso xodó.

Ferraduras com alta qualidade tecnológica e as melhores ferramentas para ferrageamento importadas.

Tel: (15) 3302-3717 / 3302-3724 Rua Antonio Silva Saladino, 1826 Sorocaba Park - Sorocaba - SP www.ferradurasbrasil.com.br


Social

Fotos: Norberto C창ndido

Boteco Mangalarga

Jockey Club de S찾o Paulo 23 de novembro de 2012


Social Fotos: Norberto C창ndido

Copa Janga Mangalarga


Etapa Final - Parque da Ă gua Branca 24 e 25 de novembro de 2012


Social Fotos: Norberto C창ndido

Jantar dos Criadores


Franca (SP) 4 de outubro de 2012


Fidelidade Mangalarga


Espaço reservado para o seu anúncio.

REVISTA

Para anunciar aqui ligue: (11) 3866-9866 / (11) 99449-4341 - Norberto

Mangalarga

Tel.: 11 3866-9866 Norberto Cândido norberto.candido@cavalomangalarga.com.br


Intermédica Capa

Haras Lagoinha página 61

Rancho da Bela Vista página 9

Mangalarga 42 página 69

Haras EFI Página 13

Núcleo Feminino

Núcleo Feminino página 15 Fazenda São Pedro Página19 Haras Origem página 24 Espinhaço Agropecuária página 29 Haras Zinato página 33 Mangalarga Patriota página 35 Haras Nova Roma página 39 Haras Alô Brasil página 25 Haras Gadu página 47 Haras Marazul página 49

Sítio Grande página 71 Haras Beracebisa página 73 Haras Anauê página 75 ZCM Agropecuária página 78 Haras Atibaiense página 83 Haras Clareira página 85 Haras Braido página 89 Rancho Manamá página 93 Vansil página 99 AC Mangalarga página 101 JLC Projetos página 105

Haras AEJ página 52

Haras Ômega página 106

Mangalarga Mangabaia página 55

Haras Pitanga página 109

Haras Araxá página 45

Manoel Freire página 113

Haras Otnacer página 59

Haras Alvorada página 128



Revista Mangalarga Edição 7