Issuu on Google+

Spazio Nazareth Rodrigues no Calçadão da Vila  PÁGINA 9

Ano XI • nº 131 • 1 a 31 de março de 2011 • Saquarema • Rio de Janeiro

www.osaqua.com.br • Diretora: Dulce Tupy

Quiosques começam a ser demolidos

O

primeiro quiosque demolido na Praia da Vila, em cumprimento à decisão judicial referente à ação movida pelo Ministério Público Federal, foi o Quiosque Sunshine, de número 6, construído em frente às casas da Avenida Ministro Salgado Filho. Na manhã do dia 14 de março, a máquina da Prefeitura

Edimilson Soares

chegou junto com um caminhão para ajudar na remoção do material de construção reutilizável, como portas, janelas e madeiras. Depois, em poucos minutos o quiosque veio a baixo, simbolizando o início de uma nova era para o futuro turístico do município, mais urbanizado e respeitando a natureza. Página 3

O primeiro quiosque demolido foi o Sunshine

Carnaval animado apesar da chuva

M

esmo com chuva, a cidade ficou lotada. Jaconé foi o bairro mais carnavalesco: com 8 blocos em desfile, fez um carna-

val bonito e sadio como este, na foto abaixo, do Bloco da Rama, que arrastou os moradores e veranistas. Página 4

Edimilson Soares

Tartaruga desova em Itaúna

O

nascimento de centenas de tartarugas “cabeçudas” ocorreu na Praia de Itaúna. O fato, nunca antes registrado em Saquarema, chamou a atenção dos pescadores, do mergulhador Júnior e da oceanógrafa Andréia. É o registro mais ao sul no país, notificado cientificamente. Página 10

Comemoração

8 de Março é o Dia da Mulher PÁGINA 2

Paulo Lulo

Boavista é vice na Taça Guanabara e jornal O SAQUÁ vira notícia

O

jornal O SAQUÁ foi o único do Rio de Janeiro a prever a posssibilidade do Boavista chegar às semifinais, às vésperas do jogo contra o Fluminense. Por isso, foi procurado pelo canal de esporte por assinatura SporTV, da Rede Globo de Televisão, para dar uma entrevista. O repórter Smigol, na foto ao lado, visitou a redação do jornal O SAQUÁ e entrevistou a equipe do jornal mais badalado de Saquarema. Com seu estilo brincalhão, também gravou cenas do cotidiano da cidade e, no Estádio do Boavista, entrevistou o Marquinho, da Farmácia Mendonça, presidente do antigo Barreira. Página 13

Artes Plásticas

Adeus a Tiziana Bonazzola PÁGINA 16

Governo

Franciane trabalha em silêncio PÁGINA 11

Surfe

Carol é vencedora do Rip Curl PÁGINA 12


2

Opinião

Março/2011

O SAQUÁ

Mulheres na política brasileira ainda constituem uma novidade

Gastança com eleição leva a cortes negados na campanha

Dulce Tupy

Silênio Vignoli

A

história da participação das mulheres na política brasileira ainda está no começo, se considerarmos que a conquista do voto feminino ocorreu tardiamente em 1932, no processo Constituinte que sucedeu a Revolução de 30, liderada por Getúlio Vargas. Até então, as mulheres eram consideradas menores de idade, como os índios, sem direitos mínimos, elementares, como trabalhar fora, por exemplo, dependendo da autorização de seus pais e, depois de casadas, de seus maridos. Mas a luta pelos direitos das mulheres já era antiga e teve na figura da maestrina Chiquinha Gonzaga um verdadeiro marco, na virada do século 19 para o século 20. Chiquinha separou-se do marido, numa época em que a separação era vista como um atestado de morte; mas ela foi à luta, trabalhou como pianista e professora de música, tornou-se uma maestrina e compositora consagrada, criou seus filhos, reconstruiu sua vida afetiva e morreu no auge da glória, como uma liderança nacional, na luta pelos direitos autorais dos músicos. Hoje, em pleno século 21, Chiquinha talvez tivesse dificuldade para participar da política do país, onde uma minoria de mulheres consegue se eleger para cargos legislativos e raramente para os do Executivo, com absoluta exceção à eleição de governadoras e da presidenta Dilma. A verdade é que ainda vivemos sob o jugo da diferença entre homens e mulheres, no salário, no trabalho, na sociedade, na política, no dia a dia. Daí a importância de não esquecer o 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, que marca a luta das operárias em 1857, em Nova York, durante uma greve numa fábrica de tecidos, por melhores condições de trabalho, como a redução na carga diária

de trabalho para 10 horas, numa época em que as fábricas exigiam 16 horas e equiparação de salários com os homens, quando as mulheres chegavam a receber apenas um 1/3 do salário do homem, na mesma função. A manifestação das mulheres foi reprimida violentamente; elas foram trancadas e incendiadas dentro da fábrica; cerca de 130 tecelãs morreram. Porém, somente em 1910, durante a Conferência da Internacional Socialista, na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser comemorado como Dia Internacional da Mulher. Em 1975, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas) no mundo inteiro, fomentando a realização de conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade porque, apesar das conquistas, ainda há muito o que fazer. No Brasil, junto com o voto feminino, as mulheres conquistaram o direito de se candidatar a cargos políticos. Assim, nas eleições de 1933, foi eleita a Dra. Carlota de Queirós, primeira deputada federal brasileira. Em 1979, Eunice Michiles tornou-se a primeira senadora. De 1982 a 1985, Esther Ferraz ocupou a pasta da Educação e Cultura, como ministra. E em 1989, pela primeira vez uma mulher concorreu ao cargo de presidente da República: Maria Pio de Abreu. Em 1995, foi eleita a primeira governadora no país, Roseana Sarney, no Maranhão, e somente em 2010 a primeira presidenta do Brasil: Dilma Rousseff. Todas são emblemáticas; símbolos da ascensão das mulheres na política brasileira. Como também aqui, em Saquarema, a eleição da vereadora Taeta, em seu 5º mandato, e da prefeita Franciane Motta, nas últimas eleições municipais, são avanços na vida política do município.

Mulheres prefeitas, governadoras e presidenta ainda são raras

O SAQUÁ O jornal de Saquarema

www.osaqua.com.br jornal@osaqua.com.br

twitter.com/osaqua facebook.com/osaqua

R

enomados economistas afirmaram, durante a campanha eleitoral, que o futuro presidente da República teria que proceder um profundo ajuste fiscal, depois de empossado, devido à gastança do então governo Lula em 2010. Tais economistas foram rechaçados pelos aliados da candidatura de Dilma Rousseff, sob a acusação de estarem a serviço do candidato oposicionista José Serra. Eleição é sempre assim. Se disserem que um candidato, ao ser eleito fará algo que poderá não ser aceito pelo eleitor, vem logo aquela resposta: “é mentira”! Mentira que vira verdade logo após o candidato ganhar a eleição e tomar posse. É inadmissível que a necessidade de um ajuste para a contenção desses custos não fosse do conhecimento da então candidata Dilma Rousseff. Estas e outras medidas surgidas após a vitória nas urnas confirmam que as campanhas eleitorais de muito pouco servem para sabermos como será o governo dos candidatos. Passada a eleição, a presidente Dilma que, em campanha, repetiu várias vezes, até em debates na TV, que não faria ajuste fiscal, está promovendo um corte de gastos generalizado da ordem de R$ 50 bilhões no Orçamento. Nem o PAC (Plano de Aceleração do Crescimento), tão badalado pelo marketing da campanha, será poupado. Até o programa de habitação popular Minha Casa, Minha Vida foi afetado, perdendo quase metade das verbas. Apenas programas de grande apelo eleitoral, como o Bolsa Família, ficarão protegidos da tesoura do Tesouro. Aliás, ao contrário, menos de 24 horas após o anúncio do corte de R$ 50 bilhões nos gastos públicos, o Bolsa

Editora: Dulce Tupy – dulcetupy@osaqua.com.br Editor adjunto: Silênio Vignoli Diretor comercial: Edimilson Soares Diretora de arte: Lia Caldas / Súbito Design - www.subi.to

Contraditório é governo cortar de um lado e gastar de outro

Gráfica: Editora Esquema Tiragem: 3.000 exemplares Circulação: Saquarema e Região dos Lagos

Colaboradores autônomos: AG Marinho (redação), Alessandra

Calazans e Monique Barcellos (redação e revisão), Paulo Lulo (fotografia), Rossini Maraca (publicidade) e Natalino Nunes (arquivo)

Jornalista Responsável: Dulce Tupy (registro:18940/87/62)

Família ganhou um reajuste que provocará um impacto de nada menos que R$ 2,1 bilhão nas contas públicas em 2011. Ao mesmo tempo, o governo se mobilizou para que o Senado aprovasse a criação de 624 novos cargos em comissão e de confiança no INSS, com um impacto nas despesas de R$ 75,5 milhões ao ano. Estes sinais contraditórios no ajuste fiscal estão provocando discussão. O governo corta de um lado e gasta de outro. Estudo do economista Fernando Monteiro, da Convenção Corretora, mostra que, os gastos aumentaram R$ 282 bilhões no governo passado, sendo 78,4% registrado no segundo mandato, quando Lula não hesitou em provocar esta crise fiscal, com uma gastança para financiar a popularidade do presidente “nunca visto na história deste país” e assim viabilizar a continuidade no poder com a eleição de sua candidata. A situação das contas públicas e os elevados gastos herdados do governo Lula – só “restos a pagar” somam R$ 77,1 bilhões – constituem o principal problema econômico da presidente Dilma, neste início de mandato. Outros problemas são a inflação e a segunda elevação da taxa de juros em 2011, sem falar num Orçamento engessado pelas despesas com pessoal. Há especialistas em finanças públicas garantindo que, para conseguir dar um jeito neste desarranjo, os cortes teriam que atingir R$ 85 bilhões. E acenam com a possibilidade de elevação de impostos e até retorno da CPMF, onerando todas as etapas do processo produtivo, reduzindo a competitividade e penalizando os mais pobres a começar por aqueles que, sequer, têm conta em banco.

As matérias assinadas não refletem necessariamente a opinião do jornal.

COMUNICAÇÕES

www.tupycom.com

CNPJ: 04.272.558/0001-87 Insc. Munic.: 0883

Av. Ministro Salgado Filho, 6661 Barra Nova – Saquarema – RJ Tel.: (22) 2651-7441 Fax.: (22) 2651-8337


Março/2011

3

O SAQUÁ

A

demolição do primeiro quiosque da orla marítima, por decisão judicial, teve início no dia 14 de março. Às 8 da manhã a máquina de Prefeitura e um caminhão para remover o material de construção reutilizável, como portas, janelas e madeiras, estacionou ao lado do quiosque 6, o Sunshine, construído em frente às casas na Avenida Ministro Salgado Filho. A data ficará marcada como o recomeço de um processo de urbanização da Praia da Vila e das demais praias do município, no sentido de melhor integrar os pontos de comércio com o meio ambiente. Quando foram projetados e construídos, na década de 1990, durante o governo do prefeito Carlos Campos, as leis ambientais eram outras. Era permitido, por exemplo, a construção de quiosques de alvenaria, o que hoje não seria permitido pelos órgãos ambientais municipal, estadual e federal. Na verdade o Projeto Orla, do governo federal, que existe há anos, prevê a ordenação das praias e da zona costeira em todo o país. Tanto que a demolição dos quiosques de alvenaria já vem ocorrendo em várias praias em todo o país, como em Guarapari, no Espírito Santo, Cabo Frio, Rio das Ostras e Búzios no Rio de Janeiro, na Bahia, no Rio Grande do Norte e em outros estados. A medida vai do Oia-

poque, ponto mais ao norte do Brasil, ao Chuí, o mais ao sul. E segue os padrões internacionais de proteção ao meio ambiente. Em Arraial do Cabo, os quiosques foram removidos em 31 de dezembro de 2010, em pleno Ano Novo. E em Saquarema, devido a um acordo entre a Prefeitura, que é ré no processo, e o Ministério Público Federal, que move a Ação Civil Pública, os quiosques permaneceram até depois do carnaval. Mas o fato é que todos terão que ser demolidos, para dar espaço a um projeto ambientalmente correto, de acordo com as novas leis ambientais que não existiam na época em que foram projetados e construídos. Impactados pela decisão, os quiosqueiros estão sofrendo prejuízos, sem dúvida, mas nada que já não estivesse previsto no contrato de concessão que assinaram com a Prefeitura. Pelo contrato, a concessão era apenas por 10 anos, mas no ano 2000 foi renovada por mais 10 anos... Agora, os donos dos quiosques estão amargando todo o investimento que fizeram, mas não podem reivindicar nenhum tipo de ressarcimento legal, apenas negociar a melhor alternativa. É o caso dos donos de um quiosque que fica na Restinga de Jaconé, próximo a Maricá. Além de ser um dos quiosques mais bem frequentados, por famílias inteiras, moradores e veranistas,

sempre foi uma referência de bom serviço. Com o quiosque, o casal criou seus filhos e netos. Hoje, sem perspectiva imediata, apenas contabilizam o prejuízo; depois das contas feitas, calcularam em 70 mil reais... Segundo o secretário municipal de meio ambiente, Dr. Gilmar Magalhães, o novo projeto terá que prever, obrigatoriamente, rede de água e esgoto, o atendimento não poderá incluir frituras e nem garrafas de vidro e tem que destinar adequadamente os resíduos sólidos (lixo). “O novo projeto terá que ser submetido ao licenciamento ambiental e inclui tudo isso. Na verdade, a concessão passa pelo Patrimônio da União”, explica o Dr. Gilmar. Segundo o secretário, cerca de um terço dos quiosques que serão demolidos vão dar lugar a um projeto de recuperação da vegetação nativa, pois só serão permitidos agora quiosques nas chamadas “cabeças de rua”, sem prejudicar a vista das casas da avenida. “Nós somos parceiros nessa ação; os quiosqueiros e o poder público”, sintetiza.

Fotos: Edimilson Soares

Os quiosques serão substituídos por outros ambientalmente corretos O quiosque no 6 foi o primeiro a ser demolido na Praia da Vila

Gilmar Magalhães

Secretário de obras, Anderson Martins, fala da retirada dos quiosques e do futuro projeto urbanístico da orla marítima “Começamos a cumprir a ordem judicial, mas na verdade as demolições dos quiosques serão Anderson Martins

feitas gradativamente, conforme eles forem sendo desocupados. E os proprietários podem retirar tudo, porque tudo é deles! A Prefeitura tem um prazo de 90 dias para demolir os quiosques e pretende fazer isto da forma menos traumática possível”, diz o secretário municipal de obras Anderson Martins. Arquiteto, com formação urbanística, Anderson explica que as demolições começaram pelos quiosques que já estavam desocupados: o primeiro foi o 6, depois o 8, na Vila. Segundo Anderson, todo

mundo gosta de tomar uma “cervejinha” na praia. “Quem não gosta?”, pergunta. Mas agora o que tem que ser feito é a regularização da orla. “O futuro é, além da demolição, a recomposição da vegetação nativa, o que não vai ser fácil. Vamos retirar todos os escombros para ver se essa vegetação volta e também replantar ao máximo” , explica ele. Com relação às tendas anunciadas na reunião que a Prefeitura promoveu no Teatro Mário Lago com os quiosqueiros, elas vão substituir os quiosques pro-

visoriamente. Os quiosqueiros vão poder usar as tendas durante o dia, mas terão que remover tudo, inclusive o lixo, no final da tarde. E não poderão fazer peixe frito, fazer frituras como nos quiosques; não poderão ter cozinha; só poderão vender sanduíche natural e salgadinhos. “A estrutura dos novos quiosques terá que ser móvel para atender o padrão que está sendo exigido pelo Ministério Público, porque eles terão que ser licenciados pelos órgãos ambientais e pelo Patrimônio da União. En-

tão, em primeiro lugar, vamos reurbanizar a orla e aí adaptar o novo quiosque. Tem que ser um quiosque para vender água de coco, refrigerante, cerveja e lanches pequenos. Nós já temos 2 anteprojetos que estão sendo analisados pelos órgãos competentes. Os 2 têm uma estrutura leve, com apenas uma pequena parte em alvenaria, mas podem ser removidos. Os projetos estão aqui na secretaria e podem ser vistos pelos quiosqueiros” finaliza o secretário, em seu gabinete na Prefeitura de Saquarema.


4

Março/2011

O SAQUÁ

Carnaval lotou a cidade de foliões O

carnaval sempre fez parte da vida de Saquarema e, como nos últimos anos, o auge da folia foi o bairro de Jaconé, com seu desfile de blocos na Rua 96. No sábado, o primeiro bloco a desfilar foi o Camarão e, apesar da chuva, estava animado e arrastou um grande público de moradores e veranistas. No domingo, três blocos desfilaram: o Que merda é essa?, que foi bacana mesmo, comemorando 5 anos, o Sirikisamba que arrastou uma verdadeira multidão e, à noite, o Sambaqui, com um enredo sobre o pássaro Com-Com, comemorando 10 anos. Na segunda e na terça, desfilaram respectivamente o Bloco da Rama, que foi o maior embalo, e o Magno, também sob uma chuva fina que, no entanto, não esfriou os ânimos. Num clima de paz e alegria, o centro de Saquarema teve 4 lson Soares

Fotos: Edimi

«

dias de muita movimentação. A abertura oficial do carnaval, promovido pela Prefeitura, foi na sexta-feira, com uma banda tocando marchinhas clássicas e bonecos gigantes, percorrendo as principais ruas da Vila. A estimativa é que cerca de 150 mil pessoas visitaram o município no período do carnaval, que teve samba, axé, funk e rock. Os principais blocos foram o tradicional Truco, o Saquabloco e o Tchangay, que desfilam na praia e em algumas ruas centrais. A chuva não desanimou ninguém e bailes populares pipocaram todos os dias, até de madrugada, como no Areal, onde um trio elétrico esbanjou o axé. Em Itaúna, o happy hour carnavalesco contou com show ao vivo de rock e música popular brasileira. Mas o grande pique foi o Bloco Virgens de Itaúna que reúne centenas de foliões. Na

Praia da Vila um caminhão de som, levou a batida de funk para centenas de jovens. E até nos bairros mais distantes, como Vilatur, dois blocos animaram o carnaval: o Ondas de Vilatur e o Bloco das Piriguetes. Em Bacaxá, o auge do carnaval foi o tradicional Bloco das Piranhas, na Rua Pereira. Em Sampaio Corrêa, na Baziléia, mais uma vez houve o desfile do Bloco do Morrinho, mostrando a força do samba no pé. No Porto da Roça e no Verde Vale, os tradicionais Bloco do Futuca e o Tigre arrasaram mais uma vez. No Gravatá, Boqueirão, Coqueiral e Barra Nova, vários blocos se sucederam, como o Bloco dos Touros, o Bloco do Galo, o Estamos a Bordo e outros. A fuzarca rolou até a quarta-feira de cinzas, que fechou o carnaval com o desfile do Bloco Escangalhados, no Boqueirão.

««

e Paulo Lulo

«

«

«

«

«

«

«

«

«

«

«

««

« «

«

«

«

«

«

«

« «


Março/2011

A

C

onvidado pelos vereadores, o delegado da 124 DP, Dr. Luciano Coelho dos Santos, participou de uma reunião na Câmara Municipal de Saquarema. Na ocasião, foram debatidos o policiamento nos dias de carnaval, período em que a população chega a triplicar no município, os roubos de carros e às residências, entre outros assuntos de extrema importância e que dizem respeito à segurança da população. O delegado, Dr. Luciano Coelho dos Santos, que está atuando no município desde novembro de 2010, falou sobre a importância da investigação, o papel da polícia civil e a necessidade da parceria entre as polícias civil e militar e a guarda municipal. Ressaltou também a importância de se fazer o registro de ocorrência, o que facilita o andamento das investigações. Na sessão, o presidente da Câmara, vereador Marcos Vinicius, pediu ao de-

legado maior empenho na fiscalização da devido à bebida alcoólica. Participante assíduo das reuniões do Conselho Comunivenda de bebidas alcoólicas a menores e no combate ao tráfico de entorpecentes. E tário de Segurança Pública, ele convida a comunidade a participar, inclusive vereaafirmou que a Câmara de Saquarema vai dores, da próxima reunião, dia 6 de abril, continuar atuando como parceira das autoridades, colocando-se sempre à disposina 4ª Companhia do Batalhão da Polícia Militar, em frente ao Lake’s Shopping. ção para colaborar com o que for necessário para o bem estar da população. Dulce Tupy Pela primeira vez o Dr. Luciano é deleDr. Luciano gado de um município na Região dos Lagos. Com atuação em Niterói, São Gonçalo, Região Norte e Noroeste, Dr. Luciano chegou a Saquarema em plena temporada de verão e já verificou o grande índice de violência doméstica, principalmente contra as mulheres, quase sempre

Aniversariantes

O jornal Hora Certa comemorou seus 5 anos com um torneio de futebol. Na foto o editor Célio Pimentel com o capitão Rodrigo do time Reciclagem

Trânsito perigoso no verão

Depois do asfalto, o trânsito se tornou muito perigoso no Gravatá e Boqueirão, bairros do primeiro distrito, onde ainda não formam instalados redutores de velocidade nas principais esquinas. No verão, um morador tomou a iniciativa de colocar uma placa de “Pare”, numa esquina perto do Mercadinho Tropical, que antes era tranquila e que agora tem sido cenário de vários acidentes. Na Avenida N. Sra. de Nazareth, um carro em alta velocidade se chocou com a banca de jornal do Jorginho da Bandeira, que resistiu anos e anos na mesma esquina, sem nunca ter sofrido nenhum acidente. Depois do asfalto, por falta de educação no trânsito, motoristas têm excedido na velocidade e muitas vezes perdem o controle. Foi o que aconteceu, em pleno carnaval, fazendo com que Jorginho seja obrigado a improvisar uma nova banca, ao lado do Supermercado Qualy. Tereza Cristina

Uma missa solene foi celebrada pelo padre Zito, na igreja matriz de N. Sra. De Nazareth, em homenagem ao aniversário de 80 anos de Arenilda Lulo, na foto com a sobrinha Raquel. Filha de Maria, Arenilda é um membro destacado da comunidade católica de Saquarema e uma referência na vida social da cidade.

Paulo Lulo

Paulo Melo comemorou seu aniversário em sua fazenda, em Rio Bonito, onde reuniu a família, amigos, secretários municipais de Saquarema e políticos, entre eles prefeitos de vários municípios do Rio de Janeiro, como Zelão, de Silva Jardim. A prefeita de Saquarema, Franciane Mota, esposa do deputado e anfitriã da casa, recebeu os convidados com elegância e sensibilidade. Na foto, o deputado Paulo Melo, presidente da Assembléia Legislativa (ALERJ), com a deputada Graça Matos, de São Gonçalo e José Carlos, presidente da Agenersa, Agência Reguladora de Energia, Águas e Esgotos.

Edimilson Soares

Arquidiocese de Niterói e Paróquia Nossa Senhora de Nazareth realizaram um encontro na Cinéia Fest House para lançar em Saquarema a Campanha da Fraternidade 2011, cujo tema é: “Fraternidade e a Vida no Planeta”. O encontro com os paroquianos teve a presença do bispo auxiliar Dom Roberto Francisco. A campanha levará ao aprofundamento do debate ambiental e busca caminhos de superação dos problemas provocados pelo aquecimento global e seus impactos sobre a vida na Terra. Segundo o padre Zito, é a oportunidade de conscientizar a comunidade para a defesa do meio ambiente e para que “as gerações que nos sucederão tenham direito a receber um mundo habitável e não um planeta contaminado.” A Amazônia concentra 20% da água doce do mundo. Estudos da ONU demonstram que 13% da população mundial, cerca de 900 milhões de pessoas, vivem sem acesso à água potável. Outros 39%, cerca de 2,6 milhões, não contam com saneamento básico. No Brasil, 48% não tem esgoto. Na América Latina, 85 milhões não têm água potável e 115 vivem sem saneamento. No Brasil, somente 48% do esgoto doméstico é tratado. Esse quadro dramático é responsável direto pela morte de 1,5 milhão de crianças com menos de 5 anos, vitimadas por diarréia. Estes dados fazem parte do texto divulgado pela CNBB, Confederação Nacional dos Bispos Brasileiros, sobre a Campanha da Fraternidade 2011, promovida pela Igreja Católica. A campanha que começa na quaresma alerta para a gravidade da falta de água, semelhante à declaração da ONU que aprovou no ano passado uma resolução afirmando que a água e o saneamento são direitos humanos. A CNBB defende um amplo debate sobre os recursos hídricos e a revisão dos usos da água, diante da escassez do produto.

Delegado visita a Câmara

Edimilson Soares

Campanha da Fraternidade

5

O SAQUÁ


6

Março/2011

O SAQUÁ

Dr. Luciano Brasil Oliveira

Enfermagem Dr. Renato José dos Santos*

Cirurgião-Dentista Periodontista

Gastroenterite ou gastroenterocolite

A

gastroenterocolite ou gastroenterite aguda, também chamada da gastroenterite é uma doença que se caracteriza por inflamação aguda ou crônica da mucosa do estômago e do intestino. A doença está relacionada com as condições precárias de higiene. Mais de 90% dos casos deve-se a vírus, mas pode ser causada também por bactérias e outros microorganismos, sobretudo ao se ingerir líquidos e alimentos contaminados ou deteriorados. A gastroenterite ocorre com maior frequência nos meses quentes, pelo fato do calor favorecer à deterioração dos alimentos. Os microorganismos entram no corpo humano, principalmente pela boca, chegando ao estômago e aos intestinos. O organismo de boa parte das pessoas reage e neutraliza a ação deles, mas quando isso não ocorre, felizmente com uma minoria, eles se multiplicam e atacam as mucosas, liberando toxinas que inflamam e tornam a parede intestinal mais permeável. Ocorre então o seqüestro de grande quantidade de líquido para o interior do intestino, até dos vasos sanguíneos, deixando as fezes mais fluidas, causando diarréia. Portadores da gastroenterite podem ter também dor e cólica abdominal e ur-

gência para evacuar, ás vezes acompanhadas por náuseas, vômitos e febre. O perigo da doença é a desidratação, pela grande perda de fluidos orgânicos. Nas situações mais graves, o doente pode perder também eletrólitos como potássio, sódio e cálcio em demasia, com prejuízos importantes para os rins, o coração e o cérebro, o que às vezes é fatal. O ideal, claro, é evitar a gastroenterocolite. Algumas medidas básicas para evitar a doença são: lavagem das mãos com água e sabão antes de manipular alimentos, antes das refeições e após ir ao banheiro. Guarde na geladeira sobras de alimentos que for consumir depois. Em viagens por regiões em que as condições sanitárias são precárias, beba somente água mineral ou água fervida e fique atento aos alimentos suspeitos. A gastroenterocolite apresenta os sintomas de diarréia, náuseas, vômitos e desidratação. O tratamento visa evitar a desidratação e melhorar os sintomas. Em alguns casos, a pessoa tem que realizar hidratação por via venosa e fazer uso de antibióticos. Cuide de sua saúde, observando bem os alimentos que serão consumidos; em caso de alimentos suspeitos, não arrisque. Preserve sua saúde.

*Enfermeiro - emails: renatojsantos@uol.com.br e renatojsantos@petrobras.com.br

CRO 119911-0

Rua Pereira, 300 Bacaxá - Saquarema Fone: (22) 2653-2128 E-mail: lucianobrasil@saquarema.com.br

Drª Carmem ACUPUNTURA Ginecologia e Obstetrícia Convênios

Dra. Nilma Carmélia Lima

Rua Prof. Franscisco Fonseca 47 Sala 6 - Bacaxá - Saquarema

R. Segisfredo Bravo, 115 Sala 4 - Bacaxá - Centro

Tel. Res.: (22) 2651-1889 Tel. Cons.: (22) 2653-2974 Cel.: (22) 9976-7902

Tel. (22) 2653-1307 (21) 9945-9827

3ªfeira com hora marcada BRADESCO, AMIL, IASERJ , GEAP GOLDEN CROSS e CABERJ

Dr. Ronaldo Figueiredo Odontólogo CRO: 8642

(22) 2651.8216 / 9888.1514 Convênios e particular Petrobrás • BR Distribuidora • Appai Odontoprev • Goldental • Odontoempresa e-mail: ronaldofigueiredo@saquarema.com.br R. Beatriz Amaral, 155 / sala 104 - Bacaxá

Assistência de Enfermagem, Curso de Primeiros Socorros, Palestras na área da Saúde, Curso de Eletrocardiograma e Gerência Hospitalar

Dr. Renato J. Santos

Enfermeiro – renatojsantos@petrobras.com.br

Tels. (22) 7835 5156 / (21) 9606 7712 ID: 83*10.236

Almar Imobiliária

Compramos ou vendemos o seu imóvel em Vilatur www.marioalmar.com.br (22) 2655-1033 9977-4382 mario@ marioalmar.com.br

A no ssa t radiç ã o é o pr eç o ju sto Aceitamos cartões de crédito – Entregas em domicílio

Bacaxá – Praça Santo Antonio, 236 – Tel: 2653 3343 / 2653 4250

QSP. Fórmulas Homeopatia - Manipulação

QUALIDADE E CONFIANÇA R. Adolfo Bravo 10, Bacaxá - Saquarema - Tel.: (22) 2653-2689 E-mail: natpharma@novasaquarema.com.br

R. Francisco Alves Silva 93 - Lj 01 - Araruama - Tel.: (22) 2665-1704 E-mail: natpharma@intnet.com.br

Farmácia de Manipulação e Homeopatia

Buscando soluções

Implantando qualidade

Entregamos em domicílio qspformulas_bacaxa@hotmail.com

Bacaxá • Telefax: (22) 2653-6615 • Rod. Am. Peixoto 100, lj. D • em frente ao Fly Shopping


Março/2011

7

O SAQUÁ

Novos tempos na Lagoa de Saquarema Divulgação

O presidente da Colônia de Pesca Z-24, Matheus, após a coleta para o primeiro monitoramento e ordenamento da Lagoa de Saquarema

C

orvina, robalo, pampo, pescada preta e amarela, anchoveta, parati, tainhota, carapicu, caratinga, bagre, savelha, caranha miúda, siri e camarão. Toda essa riqueza biológica foi pescada na primeira incursão feita pela Colônia de Pesca Z-24, junto com a equipe da empresa de consultoria contratada pelo Consórcio Intermunicipal Lagos São João, para fazer um monitoramento da Lagoa de Saquarema. Acompanhado de Chico pescador, da UEPA-RJ (União das Unidades de Pesca e Aquicultura do Estado do Rio de Janeiro) e da bióloga Beatriz Vanacôr, entre outros, o presidente Matheus de Souza é todo alegria, pois este monitoramento era esperado há vários anos. Um dos motivos

é que este monitoramento vai definir o período do defeso na Lagoa de Saquarema e o retorno do pagamento aos pescadores locais do seguro-defeso, correspondente a um salário mínimo durante 3 meses, enquanto os peixes desovam na lagoa, porque neste período é proibido pescar. “Este monitoramento é fundamental para nós, porque ele vai definir quando nós, pescadores de Saquarema, teremos o período de defeso na lagoa. Agora, por exemplo, nós pescamos muitos peixes e várias espécies ainda estão em estado juvenil, o que comprova a necessidade do período do defeso, para que os peixes tenham tempo de crescer e ficarem adultos”, explica Matheus. Desde a fundação do Consórcio em 1999, que promoveu

Dr. Elpídio Cañellas

Fisioterapia Bonelli Barroso

CRM: 5236855-4

Urologia (Clínica e Cirúrgica) Masculina e feminina, infantil e adulto Consultas: Terças e Quintas à tarde Tel.: (22) 2653-3313 Atendemos UNIMED

e Obstetrícia

CONSULTÓRIO: Rua Beatriz Amaral, 199 - sl 02 - Bacaxá - Saquarema

Drª Fernanda Silva de Paula CRM5268323-0

Ginecologia

Dra. Adriana Bonelli e Dra. Marcelle Barroso Fisioterapia geral, acupuntura, RPG, alongamento e drenagem linfática

Dra. Márcia Pitanga Psicologia - Psicanálise

Criança, adolescente, adultos e 3ª idade

Convênios: Unimed, Caberj, Cassi, Funcef, Cac, Caarj e outros

Travessa Balbino Bernardino de Mattos, 145/Lj. 5 Bacaxá • Saquarema •Tel. (22) 2653-2917

AGORA COM CONVÊNIOS - Unimed - Gama Saúde - AIG Saúde - Fio Prev - Fapes

- Saúde Caixa - Caberj - Cassi - CAC - Correios

Bacaxá Rod. Amaral Peixoto Km 71, nº 51 - Tel. (22) 2653-2722 Cel. (21) 9941-3528

inúmeros monitoramentos na Lagoa de Araruama, esta é a primeira vez que a Lagoa de Saquarema está sedo monitorada, com recursos provenientes da cobrança pelo uso da água. Para Matheus é mais uma conquista da sua gestão à frente da Colônia-24. Além desta conquista, Matheus também elenca outros benefícios que vem trazendo para os pescadores locais, tais como a entrega de material escolar, em

O

parceria com a Petrobras, para os filhos dos pescadores cadastrados na colônia e a distribuição de peixes capturados pelo Batalhão Florestal em Arraial do Cabo. Filho e neto de pescadores, Matheus faz parte de uma família tradicional da cidade e mora junto com seus parentes no Gravatá. O monitoramento da Lagoa de Saquarema, que vai durar um ano, é mais uma etapa vitoriosa na trajetória da Colônia de Pesca Z-24.

Prevenção de doenças renais, anemia e diabetes

Instituto Vital Brazil, em Niterói, conseguiu 3 registros na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa): o da creatinina, da hemoglobina e da glicose. Será a primeira vez que esses exames serão usados com a tecnologia do papel de filtro. O exame auxilia na prevenção da insuficiência renal crônica, na triagem da anemia e na prevenção do diabetes. A insuficiência renal atinge cerca de 2 milhões de brasileiros. É uma doença silenciosa, sem sintomas e que não causa dor, o que dificulta o diagnóstico e o tratamento. Com o exame da creatinina, o paciente pode descobrir precocemente a doença e se tratar, o que evita que a doença se torne crônica e danifique definitivamente os rins. Segundo Juan Fidel, coordenador do BIOMARC (Laboratório de Biomarcadores do Instituto Vital Brazil), cerca de 80% dos óbitos em diabéticos é causado por insuficiência renal. A hemoglobina também é um importante marcador já que a anemia atinge quase metade da população brasileira até 5 anos de idade e cerca de 30% das mulheres em idade fértil. A anemia é causada pela diminuição dos níveis de hemoglobina na circulação sanguínea. Os principais sintomas são fadiga, fraqueza, dificuldade de concentração, tonturas, falta de ar, falta de apetite (principalmente em

crianças), dentre outros. Existem diferentes tipos de anemias e diferentes causas (genética, nutricional, perda de sangue, etc); a mais grave pode resultar em leucemia. A diabetes, doença que atinge mais de 10 milhões de brasileiros, é um distúrbio metabólico que causa elevação da glicemia ou hiperglicemia. É o aumento das taxas de glicose ou açúcar no sangue, cujos sinais clínicos mais comuns são sede excessiva, urina frequente e em grandes volumes, levantar-se várias vezes durante a noite para urinar, eventualmente muita fome numa fase inicial e em outras fases apresentar náuseas e/ ou vômitos e, em crianças e adultos jovens, o emagrecimento rápido que indica um diabetes onde há falta de insulina. A falta de controle da diabetes pode causar complicações crônicas como problemas cardiovasculares (derrames, infarto, trombose) e microvasculares (cegueira, insuficiência renal e distúrbios neurológicos). “Esses exames são oferecidos de forma gratuita pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e podem salvar muitas vidas”, diz Juan. A tecnologia do papel de filtro permite que com apenas uma gota de sangue obtida através da punção do dedo do paciente no papel de filtro, o marcador seja processado e, por uma reação bioquímica, dê o resultado, de forma rápida e eficiente.

CENTRO INTEGRADO DE SAÚDE

Dra. Patrícia N. Balinski Cirurgiã Dentista

(Crianças e adultos) CRO: 1217780

Atendimento aos sábados de 9 às 16h

Jaconé – Rua 96, nº 109 Telefax.: (22) 2652-1184


8

O SAQUÁ

Açougue Pirulito Há mais de 20 anos servindo bem a você.

Avenida Nossa Senhora de Nazareth, 171 - Gravatá - Saquarema

Tel. (22) 2651-1333

Março/2011


Março/2011

Voz das Águas

SpazioNazarethRodrigues

Informativo do Comitê da Bacia Lagos São João

O novo shopping do Calçadão da Vila

O

bém resgata a história de Saquarema, através de fotos antigas, que atraem a curiosidade dos visitantes. Reproduções do acervo do pesquisador Herivelto Bravo Pinheiro, algumas fotos fazem parte de livro Raízes de Minha Terra, editado pela Tupy Comunicações. É uma excelente opção de compras na Vila, um espaço privilegiado que faltava em Saquarema.

D

Rossini Maraca

Shopping Nazareth Rodrigues, na Rua Barão de Saquarema, é o mais novo e requintado espaço comercial do Calçadão da Vila. Criado pelo genial arquiteto Leonardo Vignoli, com uma simpática e oportuna passagem para a Rua Luiz Januário, para os clientes e turistas desfrutarem melhor de todas as lojas, o shopping tem o charme de Búzios. As lojas, ultrasselecionadas, são: De Coração, de Alcione Mendonça, com quadros, presentes em pedrarias e lembranças turísticas; Gloss, de Isabele, Valter e Tânia, de sapatos, bolsas e acessórios femininos; Spazio Íntimo, de Rosana, de lingerie e moda íntima; Audácia e Requinte, de Tania e Alexandre, com variados produtos decorativos; Espaço Café, de Patrícia e Danilo, cafeteria estilo italiano; Emporium Brasilis, de Adolfo e Derli, com móveis rústicos, artesanato e objetos de decoração; e Brilhante Imóveis, de Mário Brilhante, com assessoria de Julio Lopes, uma das mais conceituadas corretoras da cidade. Além de confortável e charmoso, o Spazio Nazareth Rodrigues tam-

9

O SAQUÁ

Os lojistas Patrícia, Rosana, Sandra, Alcione e Valter com o pesquisador Herivelto Bravo Pinheiro, de camisa azul, que cedeu fotografias históricas

esde que foi criado e instalado, em 2005, o Comitê da Bacia Hidrográfica Lagos São João, que abrange 12 municípios da Região dos Lagos, nunca teve uma divulgação maciça de suas ações ambientais e gestão de recursos hídricos. Tendo constituído, em junho do ano passado, o Consórcio Intermunicipal Lagos São João (CILSJ) como Entidade Delegatária, com funções de agência de águas, responsável pela administração dos fundos resultantes da cobrança de águas e esgoto na região e pelas intervenções ambientais na área da bacia, o Comitê Lagos São João acaba de lançar o informativo Voz das Águas (www.vozdasaguas.com), com o objetivo de divulgar suas ações. O Comitê da Bacia Lagos São João,

com mais de 50 membros, é um colegiado que reúne representantes do Poder Público (municipal, estadual e federal), dos usuários da bacia (pescadores, agricultores e empresas de água e mineração locais) e da sociedade civil organizada (ONGs). Para fins de gestão democrática e participativa, o Comitê é dividido em três Subcomitês: Subcomitê do Rio São João, Subcomitê da Lagoa de Araruama e Subcomitê das Lagoas de Saquarema, Jaconé e Jacarepiá. A próxima reunião do Subcomitê de Saquarema será dia 22 de março, às 9 horas, na Colônia de Pesca Z-24, no Areal.


10

Março/2011

O SAQUÁ

Tartaruguinhas “cabeçudas” nascem em Itaúna

E

O nascimento das tartaruguinhas

Duas luas cheias mais tarde, centenas de tartaruguinhas nasceram de madrugada e, em vez de descerem rumo ao mar, subiram a areia na direção das Pousadas com suas luzes muito claras, imitando o dia. Foi aí que os pescadores de Itaúna entraram em cena, com seus baldes providenciais, catando as pequenas tartaruguinhas e colocando-as sobre as ondas, no primeiro banho matinal. Essa

pesquisadora trabalhou em projetos com tubarões, tartarugas, aves marinhas, invertebrados e mamíferos marinhos, baleias jubarte, golfinhos rotadores e no Projeto Tamar.

Espécie ameaçada de extinção

Tartaruguinha bem menor que o copo descartável no alto da foto Rossini Maraca

ntre o Natal e o Ano Novo a ilustre visita de uma tartaruga da espécie Caretta caretta, conhecida como tartaruga “cabeçuda” devido a sua cabeça ser grande em proporção ao restante do corpo, foi prodigiosa para o ambiente, em Itaúna. Já era noite quando o gerente da Pousada Maasai, Francisco Júnior, viu uma tartaruga saindo do mar, que se arrastou por alguns metros, cansada, escolheu um lugar que passou a cavar, fazendo uma espécie de ninho, onde depositou minúsculos ovinhos. Depois descansou e, mais tarde, foi embora, de volta ao mar, para cumprir o seu destino. A partir daí, Júnior teve certeza de que ali nasceriam tartaruguinhas, mesmo sem ser cientista, apenas com a intuição de quem é mergulhador profissional, habituado com os segredos do mar e com a sensibilidade acentuada por aquela noite de lua cheia. De manhã, Júnior e a esposa Maria cercaram a área com estacas e fita amarela, para evitar que os ovinhos fossem destruídos, tanto pelo trator da limpeza de praia, como por quadriciclos e bugres que vez por outra passam por aquele recanto de Itaúna, onde não deveria passar nenhum veículo motorizado...

Júnior protegeu os ovinhos na areia espécie de tartaruga, uma das 5 que existem comprovadamente no Brasil, tem poucos centímetros ao nascer, mas chegam a medir 25 cm quando adultas, podendo chegar a 1,5m. Mesmo sendo a tartaruga mais comum desovando no litoral brasileiro, este fato é inédito em nossa região e jamais foi registrado em Saquarema. “Os machos dessa espécie permanecem no mar, mas é co-

A oceanógrafa Andréia Montibeler

mum as fêmeas voltarem para a mesma região onde nasceram, para desovar. Os ovos são depositados quase sempre de noite, em ninhos escavados pela fêmea, em solo arenoso e ao abrigo da maré alta. O número de ovos postos é de 58 a 174 ovos, podendo a mesma fêmea pôr até 7 posturas sucessivas numa época reprodutora ativa, cada postura separada por um intervalo médio de 13 dias”, explica

a oceanógrafa Andréia Montibeler, uma das pessoas que viu uma das tartaruguinhas recémnascidas na praia. Natural de Santa Catarina, formada pela Fundação Universidade do Rio Grande (FURG), uma referência em oceanografia no Brasil, Andréia mora há quase 5 anos em Saquarema com o marido, o também oceanógrafo Ricardo Saraiva e o filho Ian, de 4 anos e meio. Como

Segundo Andréia, a “cabeçuda” torna-se adulta por volta dos 25 a 35 anos e pode atingir até 250 kg e 1,5 metros de comprimento. Sua coloração varia de amarelo a marron na pele e vermelho-amarronzado no casco. Carnívora, a “cabeçuda” se alimenta de camarões, ouriços-do-mar, esponjas, peixes, lulas, polvos e águas-vivas. Hoje, se encontra na lista das espécies ameaçadas de extinção. Daí a importância do nascimento das tartaruguinhas em Saquarema, revelando um fato até então inédito e que ainda não tinha sido registrado cientificamente. É talvez o registro de nascimento de tartarugas dessa espécie mais ao sul do país! Além da captura ocasional em pescarias, a poluição do mar é apontada como uma das principais ameaças às tartarugas marinhas. Estudos indicam que a ingestão de resíduos sólidos como plástico mole, duro e madeiras é a principal causa da morte das tartarugas encontradas nas praias. “É necessário uma tomada de consciência urgente em relação ao lixo, ao consumo excessivo, e este consumo gerando cada vez mais lixo. Devemos sentir a praia e o mar como nosso lar, nosso local de lazer e de contemplação. O lixo de uma cidade mostra o nível de consciência de seus moradores e da relação destes com a vida”, diz a oceanógrafa, que considera a Praia de Itaúna a mais linda do país, agora, revitalizada ambientalmente, com o nascimento das tartaruguinhas.

DIGITAL

Troca de Óleo - Lavagem Lanchonete - Restaurante

Tels.: (22) 2653-2840 / 2031-1252 Rua Beatriz Amaral, 155 - Bacaxá - Saquarema E-mail: colorgil@hotmail.com

E-mail: postomubravi@saquarema.com.br


Março/2011

11

O SAQUÁ

Governo Franciane demonstra cuidados com a qualidade de vida

D

Fotos: Waldo Siqueira / ASCOM PMS

esde março de 2010, quando foi lançado o Programa de Educação Ambiental (PEA) da Prefeitura Municipal, 10 escolas estão funcionando como Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) de óleo de cozinha usado e lixo eletrônico (celulares, baterias, pilhas e outros). Essa medida, em convênio com o Instituto Ambiental Reciclar, envolve toda a comunidade escolar em ações de preservação do meio ambiente. O programa, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura, em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente, visa disseminar a importância da preservação da natureza para as futuras gerações, levando a Educação Ambiental para as salas de aula, através de atitudes ambientalmente afirmativas, com os alunos, os funcionários e suas famílias. Os Pontos de Entrega Voluntária (PEV) funcionam nas seguintes escolas: E. M. Amália da Costa Melo, em Sampaio

No alto, o deputado Paulo Melo e a prefeita Franciane no lançamento do Cartão Cidadania, tendo ao lado um beneficiado e o secretário de promoção social Zezinho Amorim

O asfalto vai ligar a Ponte do Girau à Mombaça e à Barreira Corrêa, E. M. Edilênio Silva de Souza, no Rio Seco, E. M. Edilson Vignoli Marins, no Rio da Areia, E. M. Ismênia de Barros Barroso, em Jaconé, E. M. Luciana Santana Coutinho, no Porto da Roça, E. M. Manoel Muniz da Silva, na Barreira, E. M. Orgé Ferreira dos Santos, em Itaúna, E. M. Presidente Castelo Branco, no Boqueirão, C.M.E. Menaldo Carlos de Magalhães, na Estrada da Água Branca

e C.M.E. Padre Manoel, em São Geraldo. Às vésperas do carnaval, a prefeita Franciane Motta lançou outra campanha de educação ambiental com o lema “Jogue limpo por Saquarema”. Tendo como supervisora a assistente social Elizia Rangel, da Secretaria Municipal de Promoção Social, a campanha foi elaborada em parceria com a Secretaria Municipal de Serviços Públicos e Transporte e prevê a

instalação na orla marítima de pontos de coleta de lixo, lixeiras nos postes da cidade, e distribuição de saquinhos de lixo para carro e praia. Por iniciativa da prefeita, realizaram-se palestras no Teatro Mário Lago para os guarda-vidas do município. Na ocasião, o major bombeiro Fernando Mello, do Grupamento Marítimo, falou das atividades de salvamento em praias, dos procedimentos adotados no dia a dia e dos direitos e deveres dos guarda-vidas, quando no exercício da função, tendo em vista as inúmeras ocorrências, que vão desde o salvamento no mar até o auxílio a uma criança perdida. Secretário Municipal de Ordem Pública, o coronel Romeu, da Polícia Militar, ressaltou a importância do trabalho conjunto do Estado com o Município. Saber lidar com o público é fundamental, disse o tenente-coronel bombeiro Marcelo Pinheiro, comandante do 27º Grupamento de Bombeiros. Chefe dos guarda-vidas municipais, o sargento Renato e o tenente Victor Hugo, comandante dos guarda-vidas do Corpo de Bombeiros de Saquarema, já planejam uma nova instrução prática de salvamento no mar.

Cartão Cidadania

Rua Alfredo Menezes, 202 - Bacaxá - Saquarema

Acaba de ser lançado o Cartão Cidadania da Secretaria Municipal de Promoção Social, que vai atender, inicialmente, 147 famílias já amparadas pelos cheques Saúde e Cidadão. Com o Cartão Cidadania da

Prefeitura de Saquarema, os beneficiados poderão comprar diretamente no comércio local e sacar dinheiro no caixa eletrônico, entre outras vantagens, podendo até mesmo pagar aluguel. No lançamento, a prefeita Franciane disse que “o novo cartão representa mais dignidade e cidadania para o povo”, ressaltando que pretende ampliar o número de famílias amparadas pelo benefício. De acordo com o Secretário de Promoção Social e Cidadania, Zezinho Amorim, o benefício só será concedido a famílias comprovadamente necessitadas. Para isso, o requerente passa por um detalhado processo de seleção, que conta com acompanhamento de assistente social, entrevista e apresentação de comprovantes, entre outras obrigatoriedades. As pessoas que quiserem se inscrever no programa devem procurar a Secretaria de Promoção Social, na Avenida Saquarema, 5123, em frente à Padaria Marocas, em Bacaxá. Os primeiro cartões serão distribuídos a partir da segunda quinzena de março, no Banco do Brasil. Em Jaconé, atendendo uma antiga reivindicação da comunidade, a Prefeitura de Saquarema, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, trouxe o ensino médio para a escola Ismênia Barros Barroso. Este ano, será oferecido apenas o 1º ano, mas em 2013 os três anos do ensino médio estarão disponíveis no bairro. O Ensino Regular Noturno, Educação de Jovens e Adultos, que funcionava no local foi transferido para a Escola Municipal Carlos Vanderson Gonçalves Pereira, na Rua 98. Com 30 alunos já matriculados no 1º ano, o ensino médio agora é uma realidade e os interessados podem efetuar matrícula na secretaria da escola a partir das 18 horas, na Rua 97, s/n. Outro bairro que está sendo beneficiado pelo governo municipal é o bairro do Jardim, com as obras de pavimentação, em parceria com o Governo do Estado. São 7 quilômetros de asfalto, dos quais 2 já foram entregues à população no início de fevereiro. O asfalto vai ligar a Ponte do Girau à Escola Municipal Belino Catarino, na estrada da Mombaça. Outros 5 quilômetros de asfalto ligarão o Jardim à Rodovia Amaral Peixoto, na altura de Madressilva, e ao centro de Bacaxá, pela Barreira. “É uma obra importante, pois abre mais uma porta de entrada para a cidade e beneficia os moradores locais, que ganham em qualidade de vida e na valorização de seus imóveis”, afirmou a prefeita Franciane Motta. Segundo o secretário de obras Anderson Martins, a obra deverá ser concluída em aproximadamente 3 meses.


12

Março/2011

O SAQUÁ

5º Saquá Beach: capoeira, oficinas e ecoturismo

Surfe Total Rossini Maraca*

Filipe e Carol vencem o Rip Curl

O

ubatubense Filipe Toledo e a talentosa Carol Fernandes, de Saquarema, saíram na frente na disputa pelo título do Rip Curl Grom Search 2011. Surfando ondas perfeitas de até 2 metros, na Praia de Itaúna, eles venceram todos os adversários. Mas foi Filipinho, filho do bicampeão brasileiro profissional, Ricardo Toledo, o grande nome da competição. Depois de fraturar a costela e ir para o hospital, voltou de forma arrasadora, garantindo nota 10, única da etapa. A final contou com os talentos do paraibano Elivelton Santos, em 2º lugar, seguido dos paulistas, Wesley Santos e Deivid Silva. Deivid defende o título do Circuito e este ano representará o Brasil na final internacional do evento, na Austrália. Na feminina (até 16 anos), Carol Fernandes mostrou conhecer muito bem o pico e em suas 3 atuações foi a mais destacada. Irmã mais nova de Pedro Henrique, campeão mundial Pro Júnior, ela garantiu a nota 6 na bateria decisiva e não foi alcançada. Carol agradeceu as dicas do irmão e os treinamentos com Jacaré, feliz por vencer em casa. Por coincidência, suas duas principais rivais também têm surfistas de destaque na família. A paulista Dominik Pupo, filha de Wagner Pupo e irmã mais nova de Miguel Pupo, ficou em 2º lugar, seguida de Wendy Guimarães, outro talento de Saquarema, irmã mais nova do big rider Yan Guimarães, que ficou em 3º lugar. Karol Ribeiro, do Rio de Janeiro completou o pódio. A final iniciantes (limite de 14 anos) foi toda paulista, com mais uma vitória para Ubatuba, com Alex Sandro Santos. No final da bateria, Igor Moraes, de São Sebastião, quase conseguiu virar; a diferença entre os dois foi de apenas 1 décimo. O guarujaense Victor Bernardo *Surfista e publicitário

terminou em 3º, seguido de seu conterrâneo, Herbert Moreno. Já os caçulas da grommets (no máximo 12 anos) mostraram atitude, enfrentando as ondas grandes. João Vitor Chumbinho, do Rio de Janeiro e que treina constantemente em Saquarema, levou a melhor. Samuel Pupo, mais um filho de Wagner Pupo, terminou em 2º lugar. Daniel Templar, de Saquarema, ficou em 3º lugar. Outro destaque no domingo foi o Tag Team 900 Graus, disputa por equipes do Rio de Janeiro, São Paulo e Saquarema, com o inédito julgamento virtual, com juízes dando notas ao vivo, via internet. O time do Rio, formado por Pedro Meireles, Lucas Paes e pelos irmãos Theo e Yuri Fresia levou o 1º lugar; os surfistas locais ficaram em 2º e os paulistas em 3º. Para Fernando Gonzalez, da Rip Curl-Brasil, foi uma inovação que deu certo e agradeceu o apoio da Associação de Surf de Saquarema na realização do evento. Além das disputas no mar, o Rip Curl Grom Search contou com atrações na areia, como os surfistas da equipe Rip Curl, Bruno Santos e Felipe Braz, dando autógrafos e gincanas com ênfase na defesa do meio ambiente. O Rip Curl Grom Search reúne surfistas de até 16 anos de idade, em 4 categorias. Os campeões da mirim e da feminina são classificados à final internacional em 2012 na Austrália. Eles ganharão passagens aéreas para a Austrália, além de intercâmbio, curso de inglês intensivo e hospedagem em casa de família, perto do mar. O circuito 2011 é apresentado pela Wizard, com patrocínio das lojas 900 Graus e Overboard, apoio da Pousada Ondas, Jandaia, Study Way, Grupo Skygraf e Qantas, e supervisão da Feserj, Confederação Brasileira de Surf e Federação Paulista de Surf.

A

quinta edição do Saquá Beach de capoeira agitou o turismo local de 24 a 27 de fevereiro. Membros do grupo de capoeira Terra Nossa, entre outros grupos, vieram de vários estados do Brasil como Bahia, São Paulo, Maceió, Sergipe, e até da Europa: França e Espanha. Foram realizadas atividades como aulões de capoeira, oficina de berimbau, caminhada ecológica rumo à cachoeira do Tingui e, à noite, teve luau. Principal organizador da atividade, o mestrando Juba de Maré destacou a integração da capoeira com diversas áreas e profissões. “É importante mostrar que a capoeira é praticada por pessoas de diversas localidades, crenças e áreas de atuação”, afirmou Juba. Outro destaque no 5º Saquá Beach

Barbara Esteves

Pedro Monteiro

Carol nas ondas de Itaúna, o “Maracanã” do surfe, onde venceu o Rip Curl

foi a adaptação do esporte para a terceira idade, durante uma roda com os alunos do Projeto Viver Melhor. O evento que já trouxe a Saquarema capoeiristas de todos os continentes, teve o apoio da Prefeitura de Saquarema, através da Secretaria Municipal de Turismo e Esporte, além da participação das academias Corpo em Movimento (RJ), Master Sport Center (RJ), G1 (AL) e K2 Fitness (AL).

Maíra Gomes e Monique Barcellos

Roda de capoeira com vista para o mar

Futebol Compacto Gilson Gomes*

O

Castelinho conquista o bicampeonato

4º campeonato aberto de futebol amador, realizado no estádio Washington Bravo, coordenado pelos desportistas Carlos Etelmo de Castro e Alair da Silva, foi conquistado pelo Castelinho ao derrotar a equipe do Gravatá, pelo placar de 1 x 0. Este foi o segundo título da equipe, dirigida por

Gabriel “Ferrete”, que vem se revelando como treinador, sendo bicampeão na competição. Em 4 anos de participação, o Gravatá sempre montou um bom time com ótimos jogadores, mas vem amargando o tetra vice, tendo nos dois primeiros anos perdido para o Mombaça e os dois últimos para o Castelinho.

Campeonato de Master terá início em abril O campeonato de Master, promovido pela Liga Saquaremense de Clubes Avulsos (LISCA), vai começar no dia 3 de abril, com a participação de clubes tradicionais como Porto da Roça, Barroso, Boqueirão, Bonsucesso, Barra Nova, Treze Coqueiral, além dos novatos Lagoinha e Coqueiral. Há ainda expectativa das presenças do União e Campinense. Os atletas terão os seguintes limites de idade: 2 com o mínimo de 38 anos,

que só poderão jogar como goleiros, 2 com o mínimo de 43 anos e os demais de 44 anos para cima, sem limite de inscrição. Em breve será divulgada a tabela do campeonato, assim como o módulo de disputa. Está marcada para o próximo dia 22, às 20 horas, a última reunião, antes do início do campeonato. Se até lá outros clubes desejarem participar, deverão procurar o presidente da LISCA.

*Presidente da LISCA – Liga Saquaremense de Clubes Avulsos

LM Piscinas

Manutenção e restauração de piscinas • Instalação de filtros e bombas •Troca de areia e conserto de saunas

Eletricista e bombeiro hidráulico

(22) 2655.3467 / 9905.1965 / 9745.4248 R. Coronel João Catarino, 1335 – Jardim

SOS Fossa

Com desentupimento eletro rotativo (Rootor Rooter) Av. Saquarema, 3061 - Porto da Roça

Tel.: (22) 2651-1924 e 2651-9707


Março/2011

13

O SAQUÁ

Boavista vira notícia e SporTV visita O Saquá Guilherme Stocchero

A

Marcelo Vignoli e Smigol do SporTV

Esporte é Vida Raysa Himelfarb*

O orgulho de Saquarema

E

m uma final de campeonato, o último apito é o momento que revela duas emoções antagônicas: de um lado, a dor da derrota, de outro, a emoção da conquista de um título. Porém, depois que Marcelo de Lima Henrique levantou os braços pela última vez na Taça Guanabara, a sensação de muitos torcedores do Boavista foi de tristeza, mas com uma parcela mais intensa e duradoura de orgulho. Desbancar o, até então, frágil e incompreensível Vasco da Gama na fase de grupos para muitos foi um mero acaso. Mas vencer o poderoso e recheado de estrelas Fluminense nas semifinais reforçou a capacidade do Verdão de Bacaxá. E, mais do que isso, levantou o moral do Boavista. Na final, o time jogou de igual para igual com o Flamengo e só não carregou o jogo para as cobranças de pênaltis porque brilhou a estrela de um craque do outro time, que já

gerações representadas por Alessandra Calazans, Monique Barcellos, Marcelo Vignoli e Natalino Nunes, além dos colaboradores A.G. Marinho, Rossini Maraca, Paulo Lulo e Guilherme Stocchero, que acompanharam as gravações do SporTV, apoiados pelo tino empreendedor de Edimilson Soares. Por 3 vezes, nos programas Redação SporTV, Tá na Área e no Globo Esporte da TV Glovo, o repórter “Smigol” mostrou Saquarema para todo o Brasil, o futebol do Boavista, o jornalismo de O Saquá e a beleza da paisagem marcada por lindas praias que também são celeiro de surfistas campeões, devido às características de suas ondas.

A equipe do jornal O SAQUÁ junto com a equipe do SporTV que gravou as cenas para o programa

Paulo lulo

o provar em campo que, apesar de pequena, existia a chance matemática de chegar à final da Taça Guanabara, como alertou O Saquá diante da omissão da grande mídia, em matéria do comentarista esportivo Marcelo Vignoli, o time do Boavista passou a ocupar as manchetes esportivas, levando junto Saquarema, a cidade que representa. Com isso, mais uma vez, a grande mídia da capital do Estado recorreu ao jornal O Saquá, referência de melhor órgão de imprensa do município, em busca de um roteiro de fontes para uma boa reportagem sobre o Boavista. Como vem acontecendo nos últimos anos, desta vez fomos acionados pela equipe do canal por assinatura SporTV, à frente Marcelo “Smilgol”, repórter e apresentador do programa Redação SporTV que fez questão de iniciar a reportagem visitando a redação do jornal O Saquá, em Barra Nova, para mostrar aos telespectadores de todo o Brasil como é possível realizar um bom trabalho jornalístico, apesar dos grandes desafios impostos a um jornal do interior do Estado. A principal imagem desta superação foi colhida pela câmara do SporTV na redação de O Saquá (fotos), mostrando uma equipe coesa e versátil, mesclada pela longa experiência profissional e talento de Dulce Tupy e Silênio Vignoli, editora e editor adjunto, e o ímpeto vital das novas

foi melhor do mundo, chamado Ronaldinho Gaúcho. É inegável que o Boavista vem crescendo ano a ano, mostrando um projeto interessante, sobretudo na formação de jogadores talentosos, como o meia Tony e o atacante André Luis. Além disso, a confiança da torcida e dos jogadores será uma forte aliada do Verdão para a disputa da Taça Rio. O crescimento da equipe e, sobretudo, do clube como um todo, é motivo de orgulho para Saquarema. Agora, é pensar em investimentos de médio e longo prazo para que o clube não se torne apenas uma “modinha”. Acredito que a vontade dos torcedores é ver o Boavista na primeira divisão nacional, brigando por títulos de grande expressão. Quem sabe quando chegar este dia até Serguei deixe de ser tricolor para torcer em primeiro lugar pelo Verdão?

*Aluna da faculdade de Comunicação Social. E-mail: coluna.raysa@gmail.com

Boavista vice foi a sensação da Taça GB MarceloVignoli

A

pós vencer uma disputa eletrizante no critério de desempate pelos gols a favor, já que empatava com Resende em pontos ganhos, número de vitórias e saldo de gols, o Boavista transformou-se na sensação da Taça Guanabara. Como um penetra na festa dos grandes, o Boavista chegou à semifinal, quando eliminou o Fluminense nos pênaltis igualando-se ao Flamengo na condição de finalista em disputa de título de campeão e garantindo, antecipadamente, independente do resultado da partida final, o inédito título de vice-campeão da Taça Guanabara. E foi o que acabou acontecendo ao perder para o Flamengo pelo placar mínimo de 1 x 0 , num lance de bola parada chutada pelo “internacional” Ronaldinho Gaúcho. O que faltou ao Boavista para ser campeão diante de um time grande como o Flamengo foi ousadia, como reconheceu o próprio técnico Alfredo Sampaio, admitindo que sua equipe não jogou bem e, por isso, foi dominada pelo Flamengo, “o que não desmerece a bela campanha e o título de vice-campeão conquistado pelo time de Saquarema” – completou Sampaio. É importante lembrar que o Boavista não foi campeão da Taça GB, mas ainda pode fazer uma boa campanha na Taça Rio (o segundo turno do campeonato estadual), conquistá-la e ir para outra final com o Flamengo, campeão da Taça GB, na disputa do titulo de campeão estadual. Pelo regulamento do campeonato, se

o Flamengo, que já ganhou a Taça GB, conquistar também a Taça Rio, aí não haverá disputa final e o Flamengo, automaticamente, será proclamado campeão estadual de 2011. Na disputa da Taça Rio, uma meta paralela para o Boavista perseguir é um total de pontos ganhos (TPG), resultado da soma da Taça GB com a Taça Rio, que o classifique entre os quatro primeiros na final de campeonato, o que garantirá ao time de Saquarema a participação na Copa Brasil, única competição de futebol brasileiro que reúne times representando todos os Estados. Mesmo sem o caneco nas mãos, o técnico Alfredo Sampaio enalteceu o grupo imediatamente após a partida contra o Flamengo: “Aqui não tem ninguém derrotado. Nós passamos por dois grandes clubes (Vasco e Fluminense) e perdemos por 1 x 0, num lance de bola parada, para um time da expressão do Flamengo. A meta é chegar de novo numa final , agora pela Taça Rio”. Nesta segunda fase do campeonato, o treinador vai poder contar com o lateral-direito Everton Silva, jogador do Flamengo que chega ao Boavista por empréstimo, assim como também aconteceu com Erick Flores e o goleiro Marcelo Carré, no início do campeonato. Até encerramos a presente edição, o Boavista havia disputado três partidas pela Taça Rio, vencendo a primeira, em Bacaxá, Saquarema, contra o Bangu por 3 x 1, perdendo o segundo para o Olaria por 2 x 0, em jogo realizado no campo do adversário na Rua Bariri, e vencendo a terceira, também em Bacaxá, contra o Cabofriense pelo placar de 3 x 1.


14

O SAQUÁ

De quatro na gamela Pedreiro de mão cheia, Eulálio, 28 anos, sério e carrancudo encarava as obras de calça e camisa de mangas compridas. Nos finais de semana, brilhando envernizado nos óleos de bronzear, barba e cabelos aparados no capricho, estacionava a moto incrementada, tirava a camisa com movimentos sexy e exibia os músculos ao sol desfilando de sunga na praia, sem dar confiança pras desavergonhadas derretidas, que cheias de trejeitos lançavam olhares desejosos de me come agora. Durante uma empreitada na casa da viúva de 58 anos que vivia com o coração em langanho, imensa saudade entre as pernas e ao piano tocando músicas de lamentos, levou uma devastadora cantada que incluía, entre muitas outras coisas, o cartão do banco do falecido, com senha e tudo. Na primeira relação foi logo no tranco e no arremesso arregaçando a coroa no esfregaço. Em seguida bombou, escalpelou e esmolambou a raspadinha da coitada e na derradeira carcada estrunchou o pregueado e arrombou a porta dos fundos. A velha, muito da safada, embarcou no baculejo do – é isso mesmo que eu queria – e se entregou ao sadismo do pedreiro gostosão. A primeira retirada da conta foi de três mil reais pelo vuco-vuco e mais a parcela pelo trabalho empreitado. Uma semana depois, na segunda noitada, amarrou a viúva pelos pés, pendurou de pernas abertas de cabeça pra baixo e fez todas as sacanagens conhecidas como “galinha na bicicleta”. De manhã, no banco, quando viu que não tinha dinheiro na conta, voltou pra casa escandalizou a parceira, berrou endiabrado sobre a quebra do acordo feito, escravizou a baranga na porrada, destruiu a penteadeira com as coleções de perfumes e de teteias de louça fina e sapecou fogo no piano de cauda. Toda arrombada, a vítima deu queixa por agressão física e destruição de patrimônio. Antes de ser preso, Eulálio despachou nas caixas de correios da vizinhança e colou nos postes do bairro onde mora, uma montoeira de fotografias tiradas durante as sessões de sacanagens na casa da coroa, inclusive uma da viúva pelada, de quatro, com a bunda arreganhada pro alto, fuçando mandioca na gamela do chiqueiro junto com uma porca cheia de filhotes pendurados nas maminhas.

Plantão de Polícia AG Marinho*

A periquita de Madona

Q

uando os policiais enfiaram delegacia adentro o bando de baderneiros pego em flagrante lambuzando prédios públicos e residências particulares da cidade, um dos acusados, que disse ser estudante de direito, foi logo defendendo o grupo afirmando que eram antenados artistas designers grafiteiros e não pichadores do tipo molambentos que melecam paredes com símbolos de gangs de ruas ou de bairros. Durante o seu depoimento o policial responsável pela prisão apresentou uma câmera digital onde filmou e fotografou os pichadores em ação, usando dezenas de tubos de tinta spray, borrando paredes e muros com palavrões e desenhos de sacanagens. Alguns dançavam funk, pelados, cachimbando crack, enquanto outros se masturbavam, gemendo, fumando ma-

O extintor de Gumercindo Chamada por um banhista a policia chegou e flagrou Gumercindo pelado numa choupana improvisada na praia, na maior tranquilidade vendendo pastel de siri que, quentinho da hora, era disputado por dezenas de freguesas. Na delegacia disse que, quando fritava o produto, usava um avental, mas logo tirava porque o balcão tosco, forrado com folhas de coqueiros, tornava bem discreta a exibição que fazia, sendo ele o principal responsável pelo sucesso da venda e que, conhecido e disputado pelas comedoras de pastel, era chamado de “extintor de incêndio”, devido a cor avermelhada pela sua constante exposição ao sol e pelas suas exuberantes proporções agigantadas. Disse que o sucesso era tamanho que chegava a vender mais de trezentos pasteis nos finais de semana, mesmo es-

tando numa área de praia relativamente deserta, mas que as encomendas também bombavam, especialmente para entrega em domicílio, no período de segunda a sexta-feira. Durante o seu depoimento, afirmou: “a freguesia já conhecia as manhas e quando ouvia o borbulho da gordura na fritadeira, sabia que eu estava de avental e, de costas, mostrando a bunda cabeluda. Mas quando o chiado da gordura parava e o avental era descartado, o ‘extintor’ ficava à mostra no palco e era aí que o bicho pegava e a demanda era tanta que não havia pastel que chegasse”. A fiança arbitrada pela autoridade policial foi paga por uma admiradora anônima, que ninguém sabe se é fã da massa do pastel, do recheio de carne de siri, ou simplesmente está afim de se atracar no extintor pra apagar o fogaréu.

Mais casos de polícia no nosso site: www.osaqua.com.br *AG Marinho é jornalista e poeta. Email: siragom@gmail.com

Devorada no frango assado As cachorras de Leontina que, segundo a vizinhança, junto com a dona vivem no cio, estão infernizando a vida dos moradores, porque, se não estão engatadas, estão uivando procurando machos e fazendo o maior inferno na Travessa do Tororó. É um tal de entra homem, sai cachorro e vice-versa, que ninguém sabe quem está cruzando com quem naquela paçoca de safadezas, gemidos e rosnados. Zita, que mora ao lado e costuma subir no muro porque gosta de ver macho farejando perseguida, espalhou no bairro que, “pelos namorados, Tininha só é fungada, porque possuída, só é mesmo pelo cão dinamarquês que frequenta o local e que quando vê a caranguejeira da dona da casa, dá saltos de capoeira e devora a safada no frango assado”. Quando tomou conhecimento do bochicho, Leontina foi tirar satisfações e as duas se engalfinharam na porrada. Em defesa da dona, a cachorrada partiu pra dentro e, dos pés a cabeça, espedaçaram Zita na dentada. Uma abocanhada que pegou no centro da cara deixou a fofoqueira zarolha e desbeiçada. Foram tantas mordidas que até a pomba da boateira foi descabelada na desavença. Demolida e alinhavada com mais de oitenta pontos, foi chamada para prestar esclarecimentos sobre o incidente. Acompanhada pela família, enquanto esperava para ser atendida, alguém disse que ela ficou parecida com Frankenstein, só que muito mais feia. Diante da ofensa não aceita, a porradaria desabou tão feia nas proximidades da delegacia que engarrafou o trânsito e o comércio baixou as portas. De volta ao hospital Zita foi recosturada, mas por estar toda inflamada e cheia de pustemas vai ficar capengando da batata da perna esquerda e impossibilitada de subir no muro pra ver Leontina sendo cafungada pelos machos e assando frango com o cachorro.

Leia no nosso site o caso As hemorróidas de Aparício

Plantão de Polícia Quer ler mais casos? Visite o nosso website!

Naputavelha Antiguidades

Reforma e manutenção de buggys Tel. 2653-5706 Rua do Oceano, 236 – Praia de Itaúna Saquarema – Tel. (22) 2651-2223

conha e comendo cachorro quente. O que fez um desenho parecido com um beiço de vaca babando e soltando faísca disse que a “obra de arte” representava a cantora Madona em noite de tesão surubento e desvairado. O que pintou um velho de barba, nu, com cara de bicha destemperada e a bunda virada pra lua soltando pedras e fogo disse que era o peido de Papai Noel subindo aos céus no terceiro dia de desarranjo de angu com sarapatel e muita pimenta. A moradora que chamou a polícia, disse ter sido ofendida e ameaçada e que chegaram a dizer que, se ela não tinha o que fazer, que comprasse um pente fino pra tirar os piolhos e os carunchos, pra ver se melhora a coceira que o marido tem nos pentelhos. Liberados, os acusados pagaram fiança e vão responder o processo em liberdade.

Março/2011

Rua Francisco Cabral, 20 Barreira – Saquarema

Leia os casos das edições passadas e os que saíram só na internet. Vá em: www.osaqua.com.br E clique em “Plantão de Polícia” Endereço direto: www.osaqua.com.br/s/plantao-de-policia/


Março/2011

Beatriz Dutra*

A pedra e o horizonte

“V

meu coração para Ele e lembrei-Lhe dos meus sonhos ainda a realizar e a necessidade de cuidar da minha mãe, já indo para os 91 anos. Pedi-Lhe que me abençoasse, mas que prevalecesse a vontade Dele, pois só Ele sabia o que reservara para mim. Naquele exato instante, lembrei da bela frase de Nélida Piñon. “Sei que posso depositar a minha dor aos pés do Corcovado”. Relaxei e não vi mais nada. A operação foi bem sucedida e nos meus primeiros passos pós-operatórios, no corredor do hospital, ao avistar uma janela e para lá dirigir-me, estremeci com o que vi: lá estava o Redentor, de braços abertos na direção do hospital, como que a dizer-me: ouvi seu pedido! Agora, já com os resultados negativos das biópsias, retomo a vida, agradecida, olhando o horizonte, e morrendo de vontade de passar uns dias de descontração e beleza na amada Saquarema!

*Poeta, “Cidadã Saquaremense” e membro da Academia de Letras Rio – Cidade Maravilhosa

Big Picanha da Cláudia

Com molho verde, só na Cláudia tem! Rua 13 esquina c/ rua 96 - Jaconé

DUMARLIN

A peixaria do pescador

Rua 96 esquina com a Praia Jaconé Tel. 2652-3150 e 9812-8622

Luau de Jaconé Petiscos - Pizzas - Caldos Salgados - Drinks - Vinho Rua 96 (esquina com o Canal) - Loja F Tel.: (22) 2652-2656

POINT DO SORVETE CASEIRO Mais de 40 sabores de sorvetes • AçAÍ • Direção: Nelson e Mirian Rua 96, 109 – Jaconé

ÁGUA • ALIMENTOS • BEBIDAS • CARVÃO CIGARROS • DOCES • CARTÃO TEL. Rua 13, no1469 (entre as ruas 88 e 89)

Nilma Campos Pedroso

Cultura é notícia

ida e poesia são a mesma coisa”, escreveu Quintana, com acerto. E de uns tempos pra cá, tenho pensado muito naqueles versos do Drummond: “no meio do caminho tinha uma pedra/tinha uma pedra no meio do caminho”... Vida e poesia se mesclando. A pedra: de repente, a necessidade de submeter-me a uma cirurgia. Depois, talvez o pior: aguardar o resultado das biópsias. Assim, sobre aquele caminhar feliz, inesperadamente, densas nuvens, negras nuvens, e a pedra. Fazer o que? Lembrei-me de Saint-Exupéry: “o homem se mede diante do obstáculo”. Busquei a coragem necessária, calcada na fé, para enfrentar a dificuldade. E na antessala do centro cirúrgico, onde aguardava o efeito do medicamento para ser anestesiada, naqueles momentos de ansiedade e solidão, meu olhar encontrou um crucifixo na parede. Ali, abri

15

O SAQUÁ

Adolescente é autora de livro A jovem escritora, de 16 anos, Gabriela Pedroso, no lançamento de Prisma, seu primeiro livro, em uma agradável tarde de autógrafos, que reuniu parentes, amigos e curiosos, impressionados com a obra e com a pouca idade da autora Alessandra Calazans

G

abriela Campos Pedroso é adolescente e, como as meninas da sua idade, muito sonhadora. Mas, ela não só deu asas à imaginação como escreveu um livro. Prisma é o título do seu primeiro trabalho como escritora, recentemente lançado, na Livraria Travessa, no Barra Shopping. A história é de uma jovem heroína, dividida entre dois mundos, onde passa a viver incríveis aventuras, cercadas de mistérios, magias e a terrível descoberta que o planeta Terra está prestes a encerrar seu ciclo vital.

Construcenter de Saquarema Materiais de Construção

Areia - tijolos - cimentos lajes pré-moldadas etc.

Av. Saquarema, 5418 - Bacaxá Telefones: (22) 2653-3424/2653-3148

2652-1449

Construção, limpeza e manutenção Rua 96, nº 97- Jaconé Saquarema TELEFAX: (22) 2652-1781 / Cel.: (21) 9774-3423

casamarlopes@hotmail.com

Rua 96 (esquina c/ rua 15) Jaconé – (22) 9911-9246 / 2652-2878

Tintas • Ferragens • Pisos • Produtos para Piscinas • Material Bruto, Elétrico e Hidráulico R. Treze, 1992 – Jaconé – (22) 2652.1273

Jardins, piscinas e gramados

Material elétrico e hidráulico • Parafusos e ferramentas • Ferragens • Eletrônicos em geral Jaconé – Rua Treze esquina com rua 81 no 2007

PIZARIA CALÇADÃO/96

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO E BAZAR EM GERAL

SOSERVIÇOS

CASA MARLOPES (22)

Com apenas 16 anos, Gabriela publica este livro, que começou a escrever aos 13, com muito entusiasmo e já faz planos para futuras publicações. Desde pequena mostrava seu apego aos livros, sempre estimulada pelos pais, padrinhos e amigos, que viam todo potencial da menina. Além de escritora, Gabriela é bailarina da Daumas Academia e excelente aluna do 2º ano do Colégio Pré-Universitário, em Araruama. Seus pais, Antônio e Nilma e a irmã Mariana, estão super orgulhosos e pretendem marcar uma tarde de autógrafos do livro, aqui em Saquarema, cidade que eles escolheram para morar há 8 anos e onde criaram as meninas com muito amor.

Ferragens e ferramentas em geral para sua casa

Av. Profº. Souza, 365 - Lojas 1 e 2 - Bacaxá Tel. (22) 2653-0553/2653-0787/9224-2485

Entrega em domicílio

R. 13, Q. 1910 - L. 116 Jaconé - Tel. (22) 2652-1895

Aceitamos todos os cartões

Materiais de Construção

Entrega em domicílio

Construindo amigos

Rações, medicamentos, material de piscina, de pesca e para pássaros

Tel.: 2652-1888 JACONÉ – Rua 96, esq. c/14

Louça sanitária - Tijolo - Telha Cimento - Areia - Ferro - Tubos e conexões Materiais Elétricos e Hidráulicos em Geral Rua Treze, 4.150, esq. c/71 Jaconé Saquarema - Telefax: (22) 2652-1260


16

Março/2011

O SAQUÁ

Adeus a Tiziana Bonazzola

Uma artista plástica que registrou magistralmente a paisagem de Saquarema

Q

Dulce Tupy

lões como o I Salão Ferroviário, do qual saiu vencedora, recebendo o prêmio do próprio presidente Juscelino Kubistechk. Mas seu grande orgulho foi a exposição retrospectiva no Museu de Arte Moderna, no Rio, quando completou 70 anos. Falecida em janeiro, pouco depois de ter completado 90 anos, Tiziana foi uma vencedora e uma guerreira. Na juventude, enfrentou o nazismo na Itália, durante a II Guerra Mundial, junto com o irmão e amigos na luta da resistência democrática. No Brasil, resistiu às perseguições impostas pela ditadura que cassaram seu marido, o genial professor Mário Barata, proibido de dar aulas na faculdade onde era catedrático, um cargo que só veio a retomar mais tarde, na UFRJ, depois da chamada abertura política. Com sensibilidade à flor da pele, Tiziana suportou tudo e conseguiu transfor-

Hess

uando Barra Nova não era ainda um bairro e fazia parte do que então se chamava o longínquo Boqueirão, muito distante da Vila, o prefeito Jurandir Mello concedeu dois lotes em frente ao mar para o professor de história da arte Mário Barata. Casado com a artista plástica italiana Tiziana Bonazzola e pai de três filhos pequenos, o casal passou a frequentar Saquarema, antes mesmo da construção da ponte Rio-Niterói. No local, não havia luz, nem água e o único telefone estava instalado no antigo Hotel Caxangá, onde hoje é o Centro de Desenvolvimento do Vôlei. Foi no meio da mata de restinga do quintal, com flores sutis entre tons de verde, e no descanso do fim da tarde na praia, curtindo o vento e os tons vermelho e rosa do pôr do sol, no contraste com o azul infinito do céu e o branco das nuvens, que Tiziana viveu algumas das emoções mais incríveis neste país que não era seu, mas do qual foi se apropriando ao longo das décadas em que viveu aqui, gerou filhos e criou netas. Italiana de nascimento, Tiziana chegou jovem ao Rio de Janeiro, onde trabalhou como pintora, foi professora da famosa Escolinha de Arte do Brasil, de Augusto Rodrigues, e se tornou uma grande artista plástica, premiada em sa-

Tiziana com o marido Mário Barata em sua casa na Tijuca. Na foto em baixo, Tiziana criando uma aquarela, entre tantas que retratam a natureza

mar em cores suaves a paisagem que mais reteve em sua mente: o litoral de Saquarema. Na maturidade, Tiziana fez aquarelas com maestria, imprimindo no papel a luminosidade do oceano, a faixa branca da areia, o verde da vegetação nativa e o delicado arco-íris das flores e das trepadeiras de Saquarema. Estes quadros magníficos e delicados, de uma incrível expressão artística, foram em grande parte reunidos numa exposição no Museu Nacional de Belas Artes, mas deveriam um dia ser vistos também em Saquarema, a cidade que inspirou Tiziana, completando seu ciclo de vida e arte. Adeus, querida amiga.

Tiziana Bonazzola Beatriz Dutra

YAÑEZ Equipamentos para piscinas, banheiras de hidromassagem, aquecedor solar, a gás e elétrico, saunas a gás, a lenha e elétrica, materiais de impermeabilização Av. Saquarema, 5.072 - Lj. 2 - Bacaxá Tel. (22) 2651-9503

Advogadas 3021.0651 Dra. Ana Reis Alves

Seus traços e cores dançarinam, no ar, em harmonia e enlevo.

(21)

Inexiste a gravidade.

(21) 9843.3895

Tudo é luz e movimento. A vida em etérea beleza.

(21) 9313.1398

anareisalves@hotmail.com

Dra. Bárbara 0liveira advbarbaraoliveira@yahoo.com.br

Civil – Trabalhista Juizados Especiais – Previdenciário Prestamos Consulta Jurídica Atendimento em Domicílio ou no Escritório

Universo em Desencanto Cultura Racional A verdadeira origem da humanidade. O conhecimento de si mesmo. Conheçam a Fase Racional, a fase do desenvolvimento do raciocínio pela Energia Racional, estudando os Livros UNIVERSO EM DESENCANTO. www.culturaracional.com.br


O SAQUÁ 131