Page 1

Léa Barros conquista medalha de bronze no Europeu de Karaté Avançado fez dois golos e permitiu ao FC Famalicão afastar os fantasmas das últimas jornadas

J. Poulson tinha o antídoto para sair da crise o FC Famalicão na frente do marcador e conferiu a estabilidade pretendida pouco antes do intervalo. A equipa insular entrou a todo o gás no segundo tempo e Medeiros cometeu uma pequena traição, ao desviar um livre superiormente cobrado por Murilo. A equipa da casa estava colocada perante mais um desafio, para o qual soube responder com notável capacidade. Jaime Poulson voltou a estar em alta, ao desviar, com subtileza, o livre de Feliz. Superado novo teste à resistência emocional, o FC Famalicão cerrou dentes na tentativa de segurar a vantagem mínima. O conjunto de Vasco Seabra soube agarrar o resultado e reforçar o aspeto anímico, afastando uma nuvem negra que importunava os adeptos famalicenses.

3-2 Estádio Municipal de Famalicão Ár bitro: Bruno Esteves (AF Setúbal) Aux: Rui Teixeira e Rui Cidade

FC Famalicão Nacional Gabriel Joel (Willian 65’) Nuno Diogo Zé Pedro Jorge Miguel Fabinho Deni Hocko Diogo Cunha (João Faria 88’) Mendes Jaime Poulson (Vasco Costa 77’) Feliz

Daniel Nii Plange Diogo Coelho Júlio César Mauro Cerqueira Mateus Silva (Vanilson 81’) Christian Kaká (Camacho 69’) Murilo Ricardo Gomes Medeiros (V. Gonçalves 81’)

Treinadores Vasco Seabra

Costinha

Golos: ;J. Poulson (30’ e 54’); Mateus Silva (37’); Nuno Diogo (43’) e Medeiros (49’) Cartões Amarelos: Kaká (26’); N. Diogo (35’); Mauro (52’); Mateus (55’); Zé Pedro (57’); R. Gomes (67’) e Vasco Costa (90+4’)

veja em www.famatv.pt ou

Cartões Vermelhos: Não houve

Os adeptos do Futebol Clube (FC) de Famalicão já podem suspirar de alívio: a equipa venceu o candidato Nacional da Madeira e deram, quase dois meses depois, um motivo de alegria à massa associativa. Um triunfo merecido pela abnegação e capacidade de sofrimento, fatores tidos como decisivos para a equipa dar um verdadeiro pontapé na crise. Em teoria, o adversário até poderia não ser o mais indicado para afastar o fantasma das últimas jornadas. Tratando-se de uma equipa que luta declaradamente para subir de divisão e que vivia um momento totalmente antagónico aos famalicenses, as previsões de retoma poderiam não ser as mais animadoras entre as hostes famalicenses. No entanto, a forte vontade dos jogadores em tirar a equipa da espiral

FC Famalicão

Filipe Jesus

negativa em que estava envolvida foi decisiva para interromper o ciclo negativo. Vasco Seabra promoveu seis alterações no onze por comparação com o jogo ante o Benfica B e foi uma das novidades a dar nas vistas nos minutos iniciais. Jaime Poulson cabeceou ao poste e o lance confir-

mou a predisposição da equipa da casa. Num duelo que pôs em confronto duas formações com boas ideias de jogo, o espetáculo saiu a ganhar. O intenso frio que se fazia sentir era atenuado pela qualidade do futebol de ambas as equipas, com particular incidência para o FC

MELHOR Famalicão:

Jaime Poulson Dois golos plenos de oportunidade. No primeiro revelou classe, no segundo teve a astúcia de se antecipar ao adversário. Assinou o melhor jogo com a camisola do FC Famalicão e parece ter-se libertado da pesada herança de Rui Costa.

Famalicão. Uma equipa que não demonstrava sintomas de estar a atravessar um período crítico e o golo de Jaime Poulson foi o corolário dessa realidade. O Nacional não se deixou afetar e continuou a privilegiar um jogo de posse e sempre atenta à exploração da velocidade dos jogadores mais avançados. Num desses lances, Murilo escapou à defensiva contrária, Nuno Diogo ainda cortou mas a bola sobrou para o pé direito de Mateus Silva e este desferiu um remate forte e colocado que só parou no fundo das redes. Poderia pensar-se que o golo iria fazer tremer os famalicenses mas a resposta demorou apenas cinco minutos. Na sequência de um pontapé de canto, Nuno Diogo, ainda que importunado por um defesa, recolocou

CLASSIFICAÇÃO

1. Porto B 2. Académica 3. Penafiel 4. Arouca 5. Ac. Viseu 6. Leixões 7. Santa Clara 8. Nacional 9. Sp. Covilhã 10. Benfica B 11. FC FAMALICÃO 12. Cova Piedade 13. Vitória B 14. Sporting B 15. Varzim 16. U. Madeira 17. Gil Vicente 18. UD Oliveirense 19. Braga B 20. Real Massamá

RESULTADOS

J

II LIGA

23 23 23 23 23 23 23 22 23 23 23 23 23 23 23 23 23 22 23 23

V

E

14 2 12 4 10 7 10 7 9 9 9 9 10 6 9 8 9 7 10 4 9 6 9 4 9 2 8 5 6 7 6 6 5 8 5 8 4 10 4 5

Braga B, 0; Penafiel, 0 Sp. Covilhã, 1; UD Oliveirense, 1 FC FAMALICÃO, 3; Nacional, 2 Cova Piedade, 3; Sporting B, 1 Académica, 0; Santa Clara, 1 Porto B, 2; Leixões, 1 Varzim, 1; Benfica B, 3 U. Madeira, 0; Gil Vicente, 0 Real Massamá, 1; Vitória B, 3 Ac. Viseu, 1; Arouca, 3

D

7 7 6 6 5 5 7 5 7 9 8 10 12 10 10 11 10 9 9 14

F

37 38 30 24 28 30 29 37 22 33 33 24 31 30 22 28 19 20 22 28

C

26 27 27 21 23 27 26 29 20 32 31 23 36 39 25 32 23 29 30 39

PRÓXIMA

P

44 40 37 37 36 36 36 35 34 34 33 31 29 29 25 24 23 23 22 17

Benfica B - Ac. Viseu Vitória B - Cova da Piedade Penafiel - Varzim Sporting B - U. Madeira Arouca - Real Massamá Santa Clara - Porto B Leixões - Braga B Nacional - Sp. Covilhã UD Oliveirense - FC FAMALICÃO Gil Vicente - Académica pub


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

FC Famalicão melhora condições do estádio com apoio da FPF

Francisco Saldanha convocado para o Torneio do Algarve

O defesa central Francisco Saldanha consta da lista de convocados da seleção nacional sub-17, que vai disputar o 41.º Torneio Internacional do Algarve, entre

sexta e terça-feira. O famalicense é um de onze jogadores do Sport Lisboa e Benfica convocados para uma competição na qual o conjunto luso vai defrontar a Inglaterra (sexta-feira, no Parque Desportivo da Nora), Holanda (domingo, no Estádio Municipal Bela Vista) e Alemanha (terça-feira, no Estádio Municipal Bela Vista). Todos os jogos têm início marcado para as 15 horas. O torneio a realizar em solo algarvio servirá de ensaio para a formação liderada por Rui Bento preparar a Ronda de Elite de qualificação para o Campeonato da Europa, onde irá medir forças com Eslováquia, Suíça e Finlândia.

CSCD S. Cláudio reúne-se em assembleia geral O Centro Social, Cultural e Desportivo de S. Cláudio vai reunir-se em assembleia geral no próximo dia 25 de fevereiro. A reunião, que está marcada para as 10h30, nas instalações da sede da associação, terá a seguinte ordem de trabalhos: época 2017/2018 (1.º ponto); substituição do secretário e tesoureiro da direção (2.º ponto) e obras no parque desportivo (3.º ponto).

Jogadoras do Ribeirão FC de pontaria afinada O passado fim de semana foi profícuo para as equipas femininas do Ribeirão Futebol Clube (FC). As seniores desforraram-se da derrota sofrida frente ao Pedras Rubras na primeira volta e interromperam um ciclo de cinco derrotas seguidas, ao vencer a equipa maiata por 4-2. Pisco bisou e foi a figura de um encontro no qual Daniela Teixeira e Adriana Gomes também faturaram. As sub-16 evidenciaram igualmente uma vincada veia goleadora na receção às Águias Negras de Tabuadelo. Apesar de defrontarem uma equipa que tem vindo a melhorar as suas prestações, a jovem formação liderada por Avelino Sampaio venceu de

A vontade do Futebol Clube (FC) de Famalicão em dotar o Estádio Municipal de melhores condições recebeu um forte impulso nos últimos dias. No âmbito de um programa lançado pela Federação Portuguesa de Futebol, que tem o intuito de melhorar as infraes-

Sub-15 do FC Famalicão mais perto da manutenção A equipa sub-15 do Futebol Clube de Famalicão lidera a fase de manutenção do Campeonato Nacional. Os jovens famalicenses confirmaram o favoritismo na visita ao reduto do Vale do Conde e alcançaram um triunfo (0-2) que lhes permitem ter uma vantagem confortável (sete pontos) para a zona de descida, quando faltam cumprir cinco jornadas. Positivo foi igualmente a jornada para os sub-17. A vitória, por 1-0, em casa dos Amigos de Urgeses, aliada à derrota do Marinhas, possibilitou alargar para quatro pontos a vantagem para o terceiro classificado e manter-se na zona de promoção. Nos restantes escalões, os resultados foram os seguintes: Escola de Futebol Fintas 2-5 FC

Famalicão (sub-16); FC Famalicão 22 Os Sandinenses e Ribeirão FC 20 FC Famalicão (sub-14); FC Famalicão 2-0 U. Torcatense (sub13); Ferreirense 1-2 FC Famalicão (sub-12); Moreirense 2-4 FC Fama-

licão e FC Famalicão 0-7 Moreirense (sub-11); FC Famalicão 3-3 Ac. Elite Sport (sub-10); Academia Elite 6-1 FC Famalicão e Operário 0-9 FC Famalicão (sub-9) e Ruivanense AC 26 FC Famalicão (sub-8).

Resultados do CD Lousado forma tranquila (5-0), contando com a inspiração de Maria Ribeiro, Mariana, Inês Lopes (2) e Cláudia Sampaio. JT

As equipas de formação do Clube Desportivo de Lousado entraram em cena no passado fim de semana, tendo os jogos tido os seguintes desfechos: São Cosme 0-7 CD Lousado (Juniores); GD Joane 3-3 CD Lousado (Juvenis); CD Lousado 0-3 GD Joane (Iniciados); Pevidém 5-1 CD Lousado (Infantis A); CD Lousado 14 GD Cavalões (Infantis B); CD Lousado 0-2 Operário (Benjamins A) e Evolution Soccer Academy 18-0 CD Lousado (Benjamins B). Em termos classificativos, a equipa de Juvenis continua a liderar a Série B da 1.ª Divisão da AF Braga, com mais um ponto do que a equipa B do FC Famalicão.

Futsal feminino moim foi muito positiva. A capitã Ana Azevedo assumiu protagonismo e operou a reviravolta no marcador. O jogo estava frenético e a equipa da casa marcou três golos em apenas dois minutos. O FC Vermoim reagiu e Cátia Silva devolveu a esperança ainda antes do intervalo. O Sporting CP entrou mais forte no segundo tempo e ganhou uma vantagem de três golos, a qual viria a ser minimizada por Ana Azevedo, que completou um hattrick. Ainda assim, o Sporting CP voltou à carga e sentenciou o resultado pouco depois.

Futsal masculino A Associação Desportiva e Cultural de São Mateus perdeu (3-8) na receção ao líder Caxinas. Já sem hipóteses de chegar ao play-off de promoção, a equipa famalicense tentou repetir o feito inédito da primeira volta, na qual infligiu a única derrota do comandante, até ao momento, no campeonato. O Caxinas estava, por isso, avisado da valia do adversário e a vontade de vingar-se do resultado fez com que o jogo fosse dominado pelos forasteiros. A supremacia da equipa de Vila do Conde foi notória ao longo de

truturas das sociedades desportivas que competem na II Liga, o clube famalicense recebeu um apoio financeiro do órgão federativo, tendo em vista o cumprimento desta premissa. Nesse sentido, o FC Famalicão reforçou as condições de segurança e comodidade, com a colocação de cadeiras na bancada nascente do estádio e a implementação de sistema de videovigilância e de controlo de acessos em dias de jogo. Estas beneficiações, que contemplaram um investimento superior a 150 mil euros - valor para o qual a FPF contribuiu com 33 mil euros - foram concretizadas face à necessidade de o Estádio Municipal cumprir os requisitos exigidos para a realização de jogos de competições profissionais, depois de o clube ter visto extinguido o período de carência de dois anos para adaptação do estádio aos regulamentos. Estas melhorias inserem-se no projeto de remodelação do Estádio Municipal, que está a ser levado a cabo pela Câmara Municipal de Famalicão.

FC Famalicão

FUTEBOL

FC Famalicão

26

toda a partida e o jogo foi relativamente tranquilo. Os golos da equipa famalicense foram obtidos por João Rodrigues, Paulinho e Paulo Duarte (na própria baliza). Futsal distrital Na 1.ª Divisão Distrital, o Sporting Clube (SC) Cabeçudense recebeu e bateu o Contacto por 2-1, resultado que permitiu à equipa famalicense aumentar para quatro pontos a distância para este adversário. O SC Cabeçudense ocupa atualmente a 4.ª posição.

O Futebol Clube (FC) de Vermoim não entrou da melhor forma na fase de apuramento de campeão nacional de futsal feminino. As famalicenses viajaram até Lisboa para defrontar o Sporting Clube de Portugal, um dos candidatos ao título, e averbaram uma derrota (8-4). A equipa leonina abriu o ativo ainda no primeiro minuto da partida, mas a resposta do emblema de Ver-

FC Landim goleia O Futebol Clube de Landim mantém a perseguição ao líder Tebosa. A última prova de força da turma famalicense foi dada na passada sexta-feira, em casa, frente ao Gteam Guimarães. O FC Landim não concedeu veleidades ao penúltimo classificado e venceu por expressivos 6-0. O FC Landim permanece na 2.ª posição, a três pontos do Tebosa, que tem, porém, um jogo em atraso.


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

Zidane aproveitou erro para dar três pontos ao Mirandela

0-1 Campo de Ribes Árbitro: André Silva (AF Vila Real)

Mirandela Pedro Fernandes Cláudio Tavares Sanusi Vítor Pereira Ricardo Mangas Kelvin Medina Grinood (F. Cristóvão 89’) Zidane Banjaqui (Igor Caetano 89’) Bruno Magalhães Yerson Pacheco (Zangão 84’) Angola

Treinadores Emanuel Simões

Rui Borges

Golos: Zidane Banjaqui (3’) Cartões Amarelos: Aldair (41’); Sanusi (60’); Fabinho (76’); Luisinho (87’); Fábio Zola (90’) Cartões Vermelhos: Não houve

Um atraso imperfeito para o guarda-redes Miguel Palha foi fatal para a Associação Desportiva (AD) Oliveirense. O jovem Zidane Banjaqui, formado no Sport Lisboa e Benfica, aproveitou o erro do central Edgar Sá para fazer o golo decisivo ainda em plena madrugada do encontro. Apostada em prolongar o registo de imbatibilidade nos jogos no Campo de Ribes, que durava desde a 3.ª jornada, a equipa de Oliveira Santa Maria teve uma en-

trada totalmente em falso. Num lance aparentemente inofensivo, Edgar Sá foi pouco afirmativo no atraso para o guardião e o jovem luso-guineense revelou muita calma no duelo individual com Miguel Palha. A AD Oliveirense restabeleceu-se do golpe inicial e foi à procura do empate. A possibilidade de ultrapassar os transmontanos serviu de mote para o conjunto de Oliveira Santa Maria batalhar na tentativa de anular a desvantagem sofrida numa fase tão prematura da partida. O treinador Emanuel Simões recorreu a todas as soluções ofensivas de que dispunha no banco de suplentes mas o erro na fase inicial foi pecado capital para a equipa de Oliveira Santa Maria.

CAMP. PORTUGAL CLASSIFICAÇÃO

1. Vizela 2. Fafe 3. Vilaverdense 4. Merelinense 5. S. Martinho 6. Mirandela 7. P. Salgadas 8. Torcatense 9. AD OLIVEIRENSE 10. Montalegre 11. Arões 12. Bragança 13. C. Lobos 14. Atl. Arcos 15. Mondinense 16. Minas Argozelo

RESULTADOS

J

19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19

V

14 12 10 8 9 9 8 8 6 7 4 5 5 3 4 2

Atl. Arcos, 1; Fafe, 2 Minas Argozelo, 0; Torcatense, 0 C. Lobos, 1; Montalegre , 2 Bragança , 1; Mondinense, 1 AD OLIVEIRENSE, 0; Mirandela, 1 Vilaverdense, 0; Vizela, 0 Merelinense , 4; Arões, 0 P. Salgadas, 1; S. Martinho, 1

E

5 5 6 7 4 4 6 3 8 4 7 4 3 7 2 1

D

0 2 3 4 6 6 5 8 5 8 8 10 11 9 13 16

SC Mirandela

Miguel Palha Miguel Ângelo Lassina Touré Edgar Sá (R. Ribeiro 75’) Gil Barros Aldair (Tiago Silva 80’) Fabinho Italo (Fábio Zola 45’) Luisinho Caleb Fábio Pimenta

SÉRIE A

F

33 28 46 30 27 26 24 19 29 25 18 16 15 16 15 16

C

7 12 22 17 22 21 19 22 20 26 24 27 34 34 43 33

PRÓXIMA

P

47 41 36 31 31 31 30 27 26 25 19 19 18 16 14 7

Torcatense - Atl. Arcos Montalegre - Minas Argozelo C. Lobos - P. Salgadas Fafe - Bragança Mondinense - AD OLIVEIRENSE Arões - Vilaverdense Mirandela - Merelinense Vizela - S. Martinho

AD Oliveirense reforça meio-campo

A direção da Associação Desportiva (AD) Oliveirense ofereceu mais dois jogadores ao treinador Emanuel Simões, ambos para reforçar o setor intermédio da turma de Oliveira Santa Maria. Olatunji (na foto) e Vinícius Leite alargam as opções para o meio-campo e irão em-

27

Liga Futsal

Atraso fatal AD Oliveirense

FUTEBOL

prestar diferentes virtudes a esta zona do terreno. O primeiro é nigeriano, tem 23 anos e esteve ao serviço do Vilaverdense na primeira metade da temporada. O médio centro teve poucas oportunidades na equipa de Vila Verde, tendo apenas duas aparições no atual terceiro classificado da Série A do Campeonato de Portugal. Neste novo desafio, Olatunji, que já passou por Ribeirão, Limianos e S. Martinho, tentará repetir o sucesso obtido por outros nigerianos no emblema de Oliveira Santa Maria. Recorde-se que Fatai, James e Jacob, todos eles compatriotas de Olatunji, aproveitaram a passagem pela equipa famalicense para se projetarem para palcos profissionais do futebol português. Já Vinícius Leite, de 21 anos, é brasileiro e terá o primeiro desafio longe do seu país natal. Depois das passagens por Grémio de Porto Alegre, EC Juventude e CA Votuporanguense, o médio viu abrir-se-lhe as portas do futebol português, podendo ser um elemento importante para acrescentar criatividade à equipa liderada por Emanuel Simões.

A Liga Futsal de Famalicão proporcionou mais uma ronda dos vários campeonatos no passado fim de semana. Em Pré-Escolas disputou-se a 5.ª jornada, que terminou com os seguintes resultados: ADC Caldinhas 1-3 Rec. Desportivo; AJ Joane 1-3 Sportfut/FC Vermoim e ADC Castelões 1-8 GCR Alvarelhos. Em Escolas, a 8.ª jornada teve os seguintes desfechos: Moc. Alegre Landim 2-5 GCR Alvarelhos B; Recreio Desportivo 6-1 Sportfut/FC Vermoim B; A2D-Didáxis 28 AJ Joane; AD Esmeriz 1-8 Estrelas do Ave-Ribeirão e GCR Alvarelhos 1-6 Sportfut/FC Vermoim. Em Infantis, a AJ Joane goleou a Sportfut/FC Vermoim, por 8-0, em jogo em atraso da 2.ª jornada. No próximo domingo vai ape-

nas jogar-se o campeonato de Escolas, cuja jornada vai ter os seguintes encontros: GCR Alvarelhos B-Rec. Desportivo (9h); Sportfut/FC Vermoim B-GCR Alvarelhos A (10h); Sportfut/FC Vermoim A-A2D-Didáxis (11h) e Estrelas do Ave Ribeirão-Moc. Alegre Landim(12h). Todos os jogos terão lugar no Pavilhão das Lameiras. Já a partida entre AJ Joane e AD Esmeriz foi adiada para o dia 11 de março. Entretanto, realizou-se o sorteio da Taça de Pré-Escolas, que ditou os duelos Recreio Desportivo-Sportfut/FC Vermoim e AJ Joane-GCR Alvarelhos. Estes jogos estão agendados para o dia 18 de fevereiro. Nas meias-finais estão já qualificados AD Castelões e ADC Caldinhas.

Resultados da AFSA

Seniores da AC Vermoim

Na 1.ª Divisão da AFSA caiu o pano sobre a primeira volta, sendo a vitória (3-2) da ADERM sobre o Cajada a principal nota de destaque. Nos restantes da derradeira ronda da primeira metade, os resultados foram os seguintes: Castelões 0-3 Pedome; Vermoim 3-2 ACURA; Outeirense 4-0 Carreira; ADESPO 3-1 S. Martinho; JASP 1-1 Novais e AD Esmeriz 3-3 1.º Maio. O Pedome fechou assim a primeira volta apenas com vitórias e logrou alargar para nove pontos a vantagem sobre o segundo classificado, que é agora a ADERM, que trocou de posição com o Cajada. No fundo da tabela, os últimos lugares são ocupados por Novais (7 pontos); ADESPO (9) e JASP (11). Já na 2.ª Divisão, o fator casa prevaleceu na 4.ª jornada, já que todas as equipas que jogaram na condição de visitada venceram os

seus jogos: Flor do Monte 7-1 Bente; Landim 5-1 ARPO; Barrimau 5-3 Bairrense e Covense 4-2 GRAC. O Covense tirou proveito do desaire da ARPO para se isolar no topo da tabela, seguido do Landim, que tem menos dois jogos. Os dois campeonatos vão parar no próximo sábado, estando agendada a disputa da 1.ª eliminatória da Taça: JASP-Barrimau (16h); Vermoim-Pedome (16h); LandimADERM (16h); Outeirense-Bairrense (16h30); Esmeriz-Bente (17h); Covense-S. Martinho (18h); Flor do Monte-Novais (18h) e GRAC-Cajada (18h). Em Veteranos, a 3.ª jornada teve os seguintes desfechos: Covense 10-0 Barrimau; GRAC 7-1 Pedome; S. Mateus 3-1 Flor do Monte e Novais 2-5 Bairrense. Em termos classificativos, o primeiro lugar é partilhado por Covense e GRAC. pub


28

FUTEBOL

opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

GD Joane cilindra Esposende

O Grupo Desportivo (GD) de Joane aplicou chapa cinco à Associação Desportiva Esposende. Numa tarde gélida, os pupilos de João Pedro Coelho aqueceram os adeptos com uma goleada de mão cheia e ganharam ainda maior folga pontual para os lugares aflitivos da tabela classificativa. O resultado começou a ser construído logo aos dois minutos, por intermédio de Benício. O extremo iria repetir o feito aos quatro minutos do segundo tempo, conferindo a tranquilidade necessária à equipa joanense para encarar a etapa complementar. O segundo período foi de total domínio da equipa da casa. O resultado ganhou contornos de goleada, muito por culpa da ação

Ninense continua invicto fora de portas

dos avançados Zezé e Totas e do defesa Gomes. Depois da goleada sofrida no último jogo caseiro, frente ao líder Vieira, os joanenses oferecerem uma justa recompensa aos adeptos e continuam tranquilos a meio da tabela classificativa. Resultados da formação Ao nível da formação, os resultados foram os seguintes: Avidos e Lagoa 0-5 GD Joane (Juniores); GD Joane 3-3 CD Lousado (Juvenis); CD Lousado 0-3 GD Joane (Iniciados A); São Cláudio 2-1 GD Joane (Iniciados B); GD Joane 18-2 Barco (Infantis – Série H); Operário FC 4-2 GD Joane (Infantis – Série I); GD Joane 9-2 AD Ninense (Benjamins – Série K) e GD Joane 8-2 GD Louro (Traquinas).

Ribeirão deixa escapar vitória na compensação Ribeirão Futebol Clube e Prazins Corvite acertaram calendário no passado domingo, com a disputa do jogo em atraso da 2.ª jornada da Divisão de Honra. A lutar para não descer, a equipa do concelho de Guimarães alcançou um empate (3-3) a ferros, que, ainda assim, mantém os ribeirenses no topo da classificação, embora agora com a companhia do Berço. Face aos regulamentos, o encontro da primeira volta entre ambas as equipas teria de ser realizado antes do da segunda metade do campeonato e, nesse sentido, as formações continuaram com uma partida a menos em relação aos restantes competidores. Para esta deslocação a Moreira, casa emprestada do Prazins e Corvite, a equipa ribeirense contou com o apoio de uma assinalável falange de adeptos, que desejavam que o clube derrotasse uma equipa que luta pela permanência. Dany encarregouse de dar o primeiro motivo de festa aos ribeirenses, mas o Prazins empatou de livre e fez com que o intervalo chegasse com uma igualdade a uma bola. Desfalcada do melhor marcador, a equipa ribeirense proporcionou aos seus adeptos uma

prestação de muita entrega, comprovando clara determinação em manter-se no topo da classificação. Ainda assim, foi o Prazins a adiantar-se no marcador, na sequência de um lançamento lateral que deu origem a um lance confuso que só parou no fundo das redes da baliza de Pedro. O Ribeirão FC não abalou e passou a dominar o jogo, empurrando o adversário para o setor defensivo. O empate surgiu com naturalidade aos 67 minutos e os ribeirenses continuaram a pressionar. A reviravolta viria a ser conseguida já no derradeiro quarto de hora, graças a uma recarga oportuna de João Tiago. A equipa liderada por Mário Jorge voltava à condição de vencedor mas a vantagem viria a ser anulada em pleno tempo de compensação, na sequência de um pontapé de penálti, a castigar possível derrube de Vitinha, que foi expulso. Para além do golo sofrido, o Ribeirão FC viu ainda Vitó ser admoestado com o segundo cartão amarelo, acabando, porém, por manter o registo de invencibilidade mesmo reduzido a nove elementos. JT

A Associação Desportiva (AD) Ninense continua a deter um assinalável registo de invencibilidade fora de portas no sempre competitivo Pró-Nacional. A equipa de Hugo Santos empatou a duas bolas no terreno do Caçadores das Taipas e reforçou o estatuto de rei dos empates (10 em 21 jornadas). A partida previa-se difícil mas o conjunto de Nine entrou a todo o gás e Rui Gomes dispôs de excelente ocasião para marcar logo aos seis minutos. O avançado assumiu a marcação do pontapé de penálti mas viria a permitir a defesa de André. No entanto, a redenção de Rui Gomes consumou-se um minuto depois, com o avançado a responder com assertividade a uma boa assistência de Xavi. Rui Gomes esteve, de resto, em foco nos minutos iniciais. O camisola 9 da AD Ninense poderia ter bisado na partida mas o remate saiu por cima da baliza. O C. Taipas recompôs-se, aos poucos, do fulgor inicial dos famalicenses e conseguiu restabelecer a igualdade. Diogo Leite correspondeu a um cruzamento de Moreira e as equipas regressaram aos balneários empatadas. A segunda parte foi mais equilibrada. A reviravolta taipense foi consumada aos 68 minutos, com Maka a converter uma grande penalidade, que colocou a equipa da casa na frente do marcador pela primeira vez no encontro.

A AD Ninense foi em busca do empate e Hugo Santos colocou em campo Sócrates e Paulo Ricardo. O avançado demorou apenas dez minutos para deixar a sua marca, ao fazer o golo do empate na sequência de um pontapé de canto. O jogo caminhava para o fim quando Marafona puxou dos galões no frente a frente com Joaquim, depois de um mau atraso de Paulo Ricardo, e segurou a igualdade, que manteve as duas equipas igualadas na classificação. Pela AD Ninense atuaram: Marafona, Diogo Novo, Pinheiro, Martins, André (Sócrates 73’), Jonas, Ventura (Paulo Ricardo 73’), Venú, Xavier, Nuno Afonso (Rochinha 60’) e Rui Gomes. Alberto Barbosa

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Vieira 2. Maria da Fonte 3. S. Paio d'Arcos 4. Pevidém 5. Brito 6. Forjães 7. AD NINENSE 8. Taipas 9. GD JOANE 10. Porto d'Ave 11. Cabreiros 12. Esposende 13. A. Graça 14. Prado 15. S. Eulália 16. Marinhas 17. Serzedelo 18. A. Urgeses

RESULTADOS

J

21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21

V

PRÓ-NACIONAL E

13 6 12 7 12 3 11 4 10 6 10 5 8 10 9 7 9 6 9 6 7 6 7 5 7 3 7 3 4 5 3 4 4 0 2 4

GD JOANE, 5; Esposende, 0 Vieira, 3; Serzedelo, 2 Taipas, 2; AD NINENSE, 2 S. Paio d'Arcos, 3; A. Urgeses, 0 Porto d'Ave, 2; Maria da Fonte, 0 Cabreiros, 0; Brito, 0 Prado, 2; Pevidém, 1 Forjães, 2; A. Graça, 0 Marinhas, 1; S. Eulália, 1

D

2 2 6 6 5 6 3 5 6 6 8 9 11 11 12 14 17 15

F

38 32 33 26 26 32 35 36 33 31 19 32 21 31 35 14 21 12

C

19 17 22 17 18 26 22 29 23 26 21 40 25 38 43 30 44 47

PRÓXIMA

P

45 43 39 37 36 35 34 34 33 33 27 26 24 24 17 13 12 10

Serzedelo - Esposende AD NINENSE - Vieira A. Urgeses - Taipas Maria da Fonte - S. Paio d'Arcos Brito - Porto d'Ave Pevidém - Cabreiros A. Graça - Prado S. Eulália - Forjães Marinhas - GD JOANE

Defesa da AD Ninense sofre alterações O setor defensivo da Associação Desportiva (AD) Ninense sofreu alterações nos últimos dias. O emblema de Nine chegou a acordo com o central Paulo Ricardo para interromper a ligação que unia as duas partes até final da temporada. No sentido inverso, Filipe Garcia e Rui Torres chegam ao clube de Nine para reforças as laterais. Relativamente a Paulo Ricardo, a saída causou alguma surpresa, tendo em conta que o central era um dos jogadores mais utilizados por Hugo Santos. No entanto, o defesa perdeu alguma importância nas escolhas do técnico nas últimas partidas. “São coisas do futebol. Achámos por bem terminar a ligação que existia entre o clube e o

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Berço 2. RIBEIRÃO FC 3. D. Ronfe 4. Airão 5. RUIVANENSE AC 6. São Paio 7. Ases Stª Eufémia 8. Op. Antime 9. Pica 10. Ponte 11. Celoricense 12. BAIRRO FC 13. Prazins 14. Regadas 15. CD LOUSADO 16. Emilianos

RESULTADOS

J

17 16 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 16 17 17 17

Regadas, 3; CD LOUSADO, 1 Stª Eufémia, 1; RUIVANENSEAC, 2 BAIRRO FC, 0; Berço, 4 Prazins, 3; RIBEIRÃO FC, 3 D. Ronfe, 3; Celoricense, 2 São Paio, 1; Ponte, 1 Op. Antime, 1; Airão, 1 Pica, 2; Emilianos, 0

V

12 10 10 10 10 8 6 7 6 5 6 4 4 3 2 0

Honra - Série B E

3 6 5 3 3 3 7 3 4 6 3 8 2 5 2 1

D

2 0 2 4 4 6 4 7 7 6 8 5 10 9 13 16

F

40 33 38 39 33 29 27 29 26 23 28 16 17 9 16 10

C

15 18 20 20 22 27 29 28 24 24 31 21 31 24 45 34

DESFECHO

P

39 36 35 33 33 27 25 24 22 21 21 20 14 14 8 1

RUIVANENSE AC - RIBEIRÃO FC Berço - Ases Stª Eufémia BAIRRO FC - Pica Prazins - D. Ronfe Celoricense - Op. Antime CD LOUSADO - São Paio Airão - Regadas Ponte - Emilianos

Paulo Ricardo

atleta”, referiu. O presidente garantiu não ter havido qualquer polémica na origem desta situação, considerando que a saída de atletas no decorrer de uma temporada “são

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Marca 2. Pousa 3. GD LOURO 4. Guisande 5. Viatodos 6. AD GONDIFELOS 7. Ucha 8. Figueiredo 9. ADJ MOUQUIM 10. Maximinense 11. Granja 12. Realense 13. Carreira 14. Cabanelas

RESULTADOS

J

14 14 13 14 14 14 14 14 14 14 14 14 13 14

Carreira, 0; AD GONDIFELOS, 3 Marca, 5; Cabanelas, 2 Ucha, 2; Viatodos, 2 GD LOURO, 2; Pousa, 2 Maximinense, 0; Guisande, 1 Figueiredo, 1; ADJ MOUQUIM, 0 Granja, 4; Realense, 1

1ª Divisão - Série A V

8 8 8 7 5 7 5 6 5 4 4 3 0 0

E

5 5 1 3 7 1 6 2 3 5 5 3 5 3

D

1 1 4 4 2 6 3 6 6 5 5 8 8 11

F

29 23 24 17 22 19 19 18 21 24 20 19 11 14

C

15 11 14 22 19 17 14 20 21 15 16 31 25 40

PRÓXIMA

Viatodos - Carreira AD GONDIFELOS - Marca Pousa - Ucha ADJ MOUQUIM - GD LOURO Realense - Maximinense Guisande - Figueiredo Cabanelas - Granja

P

29 29 25 24 22 22 21 20 18 17 17 12 5 3

situações recorrentes em todos os clubes”. Se o setor ficou com menos uma opção no eixo central, ganhou duas opções para as laterais, com as contratações de Filipe Garcia e Rui Martins. O primeiro é um jovem de 18 anos, que estava a jogar no Louletano, equipa que compete no Campeonato de Portugal. Filipe Garcia, que cumpriu 15 jogos ao serviço da equipa de Loulé na primeira metade do campeonato, chega a Nine por empréstimo do FC Famalicão. Rui Torres é outra das novidades no plantel comandado por Hugo Santos. Neste caso trata-se de um regresso, já que o defesa representou a equipa de Nine na época 2013/2014.

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Os Sandinenses 2. S. Mascotelos 3. Polvoreira 4. Op. Campelos 5. GD FRADELOS 6. Gonça 7. DESP. S. COSME 8. CRP DELÃES 9. Valinha 10. OPERÁRIO FC 11. Selho 12. Ág. Tabuadelo 13. FórumAirão 14.ADC TELHADO

RESULTADOS

J

14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

1ª Divisão - Série C V

12 9 7 7 7 7 7 6 6 4 4 2 1 1

ADC TELHADO, 0; Polvoreira, 7 Ág. Tabuadelo, 4; CRP DELÃES, 3 GD FRADELOS, 4; OPERÁRIO FC, 2 OsSandinenses,3;DESP.S.COSME,0 S. Mascotelos, 2; Gonça, 3 Selho, 2; FórumAirão, 0 Valinha, 2; Op. Campelos, 1

E

2 3 6 4 3 2 1 1 1 3 3 2 3 2

D

0 2 1 3 4 5 6 7 7 7 7 10 10 11

F

42 38 31 36 31 25 19 25 23 22 20 14 10 7

C

10 14 15 27 18 19 18 27 25 27 27 34 34 48

PRÓXIMA

P

38 30 27 25 24 23 22 19 19 15 15 8 6 5

OPERÁRIO FC -ADC TELHADO Polvoreira - Ág. Tabuadelo DESP. S. COSME - GD FRADELOS FórumAirão - Os Sandinenses Op. Campelos - S. Mascotelos Gonça - Selho CRP DELÃES - Valinha


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

MODALIDADES

29

ENTREVISTA Pedro Faia treinador do GD Natação de Famalicão

“O GD Natação de Famalicão é respeitado pelos resultados e pela forma de estar na natação” Nome incontornável do Grupo Desportivo Natação de Famalicão, Pedro Faia tem uma carreira desportiva umbilicalmente ligada ao clube famalicense. O treinador acompanhou, de perto, o percurso ascendente da associação, primeiro como professor e, depois, como treinador e, por isso, fala com propriedade da dimensão que o clube atingiu a nível nacional e internacional. Pedro Faia recorda os feitos alcançados ao longo dos 25 anos de história e pede ainda que os jovens tenham mais tempo para praticar desporto. José Clemente igualmente a mensagem de que a natação é uma mais-valia para OPINIÃO SPORT: Os atletas do a própria formação académica GD Natação de Famalicão são, do jovem. Permite-lhe organizarna sua grande maioria, estudan- se e transferir isso para o plano tes. Para além da vertente com- de estudos, tendendo a ser um petitiva, o clube dedica especial aluno mais organizado. atenção ao processo de forma- Dedicamos ainda atenção à ção dos jovens? prestação escolar dos jovens, Pedro Faia: É difícil gerir estas para que eles percebam que só duas vertentes mas ao longo com esta simbiose escola-natados anos temos tido vários ção é que conseguem ser bons exemplos de atletas que conse- nas duas vertentes. guiram terminar a licenciatura No entanto, sabemos que o fuenquanto competiam pelo turo deles não será a natação e, clube. Todos eles são amadores por isso, peço-lhes que desfrue, por isso, temos de saber gerir tem e rentabilizem o tempo que essa situação com alguma sen- dedicam à natação e sintam que sibilidade. Atualmente, a escola esta é uma ferramenta válida absorve mais os alunos, até para obterem sucesso acadépara obter melhores resultados mico. ao nível do ranking, e isso faz com que os jovens tenham Qual a rotina de um nadador em menos tempo para as atividades termos de treinos? desportivas e a natação, pelo Estamos a falar de 10 treinos sefacto de ter uma grande carga de manais (quatro de manhã e treino, é muito penalizada por cinco de tarde durante a semana esta nova realidade. e um treino ao sábado), que perfazem mais de 25 a 30 horas. A Essa maior carga horária a nível conjuntura é difícil, pois estaescolar tem consequências no mos muito dependentes dos rendimento dos jovens quando pais, para quem esta situação é estão nos treinos? igualmente muito exigente. No Atualmente sinto que os atletas entanto, os pais percebem que a estão menos disponíveis para o natação é um veículo de promotreino e faltam inclusivamente ção de bem-estar dos filhos e com maior frequência aos trei- que os auxilia no sucesso acanos. A nossa dificuldade é per- démico. ceber até que ponto poderemos pressionar o jovem a faltar ou O clube é conhecido por fabricar não. É, assim, muito difícil para atletas que conquistam um pao atleta, para o encarregado de tamar de excelência na modalieducação e para os treinadores dade. Qual a receita para o encontrar o ponto de equilíbrio. sucesso? É, sobretudo, o facto de sermos Consciencializam os jovens muito pragmáticos e não mascadessa alta exigência quando rarmos a realidade. Perante as estes decidem enveredar pela condições existentes, as quais natação? obrigam a um grande esforço Claramente, pois passamos por parte dos atletas, dos pais e

O João Araújo é o expoente máximo do clube e até do concelho, pois é o único atleta olímpico de Famalicão. A presença do João Araújo nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, foi o ponto máximo do clube e da cidade. dos treinadores, preferimos não arranjar desculpas e tentamos encontrar soluções para fazer o melhor. Depois, os resultados acabam por refletir a boa organização do clube a nível técnico, financeiro e estrutural, e pelo espírito de grupo que temos. No entanto, para além dos resultados, somos respeitados também pela forma de estar na natação. Ao longo dos anos, vários atletas destacaram-se ao serviço do clube. Quais os principais nomes a figurar na galeria de notáveis? O João Araújo é o expoente máximo do clube e até do concelho, pois é o único atleta olímpico de Famalicão. A presença do João Araújo nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, foi o ponto máximo do clube e da cidade. O leque alarga-se ainda a Jorge Maia e Luís Vaz, atletas nados e criados no clube, que participaram em Campeonatos do Mundo e detêm recordes nacionais ab-

solutos de seniores. Em Campeonatos da Europa competiram Paulo Araújo, Diogo Carneiro, Mário Costa e Rita Ferreira. Temos ainda o caso do Adriano Niz, que se juntou a nós enquanto atleta sénior e se revelou uma mais-valia pois trouxe uma nova realidade ao nível dos Masters.

o peixe mas apenas a cana, ou seja, se não tivermos uma escola com alunos fidelizados não teremos retorno económico e, desse modo, não conseguimos apoios.

Prevê a continuidade desta taxa de sucesso do clube no futuro? Sim, apesar de a modalidade sofrer, talvez mais do que as outras, com a atual tendência do ensino público absorver em demasia os atletas. Deveria ser feita alguma coisa a nível governamental pois este não é um caminho positivo para o desporto. Os próprios pais querem ter o culto da excelência e isso faz com que haja dificuldade para encontrar tempo livre para os jovens praticarem desporto. Sugeria que seguíssemos o exemplo dos países da Europa Central, nos quais o horário letivo termina às 16 horas e faz com que os jovens tenham muito tempo para atividades não letivas. O desporto amador, e em particular a natação, tende a ser muito prejudicado pois não existe articulação com a escola.

A construção de uma piscina olímpica ainda se mantém no livro de desejos do clube? A coletividade luta sempre para ter melhores condições. Julgo que seria uma mais-valia para todos pois se tivéssemos uma piscina olímpica (50 metros) aumentaríamos a qualidade de treino e melhoraríamos a vertente funcional do próprio clube. No entanto, teremos de pensar esta situação de forma pragmática, pois a eventual construção de uma piscina olímpica poderia não ser sustentável para as várias valências da infraestrutura. Nesse sentido, estamos a desenvolver esforços para ser construída uma estrutura para treinos, com dois ou três corredores com baixa profundidade para permitir treinos diários. Julgo que seria a estrutura ajustada ao clube e à autarquia, pois o nosso problema seria ultrapassado e a Câmara Municipal continuaria a otimizar a rentabilidade da infraestrutura.

Com que apoios conta o GD Natação de Famalicão? O grande parceiro do nosso projeto é a Câmara Municipal de Famalicão. Temos o protocolo de exploração das escolas, com o ensino e aprendizagem da natação, e só esse retorno económico é que nos serve de garantia para o apoio à competição. Quer isto dizer que não nos dão

Quais os desejos para 2018? Será um ano especial pois iremos comemorar o 25.º aniversário. Para assinalar a data faremos uma gala no dia 21 de outubro, na Casa das Artes, dia em que aproveitaremos ainda para lançar um livro em que ficará perpetuada a história do clube e que poderá servir de inspiração para construirmos mais 25 anos de sucessos.


PRECISA-SE

PRECISA-SE

CONTATO: 965 456 687

Contacto: 962 334 285

30

MODALIDADES

opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018 pub

FUNCIONÁRIO/A PARA COPA DE RESTAURANTE

PRECISA-SE

pub

ASSADOR PARA RESTAURANTE CHURRASQUEIRA

Hóquei: FAC conquista vitória folgada

DE MOTORISTA COM EXPERIÊNCIA PARA SERVIÇO INTERNACIONAL

SENHORA

pub

TOMA CONTA DE IDOSOS

EM FAMALICÃO

A deslocação a Vila Praia de Âncora resultou na vitória mais expressiva do FAC na corrente temporada. Os comandados de Paulo Morais arrancaram um triunfo robusto (1-8) na casa do lanterna vermelha, em jogo relativo à 16.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, graças aos golos de Chumbinho (3), Tiago Azevedo (2), Serafim, Hélder Gomes e Tiago Pimenta. Com este resultado, os famalicenses mantêm-se no 7.º lugar do segundo escalão.

Trio do FAC na seleção nacional

CONTATO: 963 436 779

CONTATO: 917 529 676

SENHORA

pub

pub

TOMA CONTA DE IDOSOS ACAMADOS NA PRÓPRIA CASA CONTATO: 927 181 914

PRECISA-SE

pub

EMPREGADO/A DE MESA

O Famalicense Atlético Clube (FAC) é o clube mais representado nas convocatórias das seleções nacionais de sub-19 e seniores de badminton. Sónia Gonçalves (seniores), Adriana Gonçalves e Catarina Martins (sub-19) figuram na lista de atletas convocados para um estágio da equipa lusa que servirá de preparação para os 53.ºs Campeonatos Internacionais de Portugal, agendados para as Caldas da Rainha, entre os dias 8 e 11 de março.

Contacto:252 323 400

RECRUTAMENTO SERRALHEIRO(S)/AJUDANTE(S)

pub

V. N. FAMALICÃO/TROFA

Bilhar: FAC A sobe ao 2.º lugar

- Aplicação de Revestimentos Metálicos e Painel “Sandwich”; - Fabrico e Montagem de Estruturas Metálicas; - Serralharia Diversa.

Contacto: 913686655

pub

Tribunal Judicial da Comarca de Braga

O FAC teve motivos para sair a sorrir da 7.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, pois as duas equipas saíram vitoriosas dos respetivos compromissos. A equipa A recebeu e bateu o Leixões SC/Condomínio por 4-0 e garantiu a subida ao 2.º lugar. A saga vitoriosa prosseguiu no jogo da equipa B, que derrotou o Leça FC C pelo mesmo resultado, subindo ao 4.º posto da tabela classificativa.

Patinadoras falham nível 5

Juízo Local Cível de Vila Nova de Famalicão - Juiz 2

Av. Eng. Pinheiro Braga, 1000/1002 4764-501 Vila Nova de Famalicão Telef: 252 089 500 Fax: 252 089 557 Mail: vnfamalicao.judicial@tribunais.org.pt

Processo: 353/18.4T8VNF | Interdição/Inabilitação Referência: 156607887 | Data: 26-01-2018

ANÚNCIO

Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido Maria Conceição Oliveira Sousa, com domicílio: Rotunda Bouça Cova, nº 208, Telhado, 4770-704 TELHADO, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalía psiquica. O Juiz de Direito, Dr(a). Márcia Regina Andrade Silva O Oficial de Justiça, Isabel Dias

Publicação única - Jornal Opinião Pública - 8 de fevereiro de 2018 pub

Catarina Neves e Maria Francisca Pereira não conseguiram transitar para o nível 5 da patinagem livre. A dupla do FAC realizou uma boa prestação nos testes nacionais que se realizaram no Pavilhão Municipal do Luso, mas tal não se revelou suficiente para as duas patinadoras do clube famalicenses passarem à próxima fase.

Basquetebol: Vitória foge no último período A equipa de basquetebol do FAC/Crédito Agrícola voltou a perder por uma curta margem. À imagem dos jogos mais recentes, os famalicenses claudicaram novamente no último período do encontro frente ao Maia BC, relativo à 16.ª jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão.

O FAC/Crédito Agrícola chegou a vencer ao intervalo (41-40) mas alguns erros no início do quarto e último período inviabilizaram o regresso às vitórias. Os maiatos acabaram por se sobrepor no derradeiro parcial e venceram por 73-77, deixando o FAC/Crédito Agrícola no 7.º posto.

Infantis festejam primeiro triunfo Os infantis do FAC festejaram a primeira vitória desta temporada no passado fim de semana. Em encontro referente à 15:º jornada do Campeonato Regional do Porto, os jovens famalicenses superiorizaram-se ao Leixões e alcançaram uma vitória por 3-1 (25-15; 20-25; 26-24 e 25-19).

Team Corpos 3 arrancam a todo o gás A equipa Team Corpos 3 teve uma estreia a grande altura. Constituída nos últimos meses do ano transato, a equipa formada por quatro elementos masculinos e um feminino tiveram um arranque muito positivo, já que obtiveram dois primeiros lugares (Estafetas mistos e estafetas feminino) e dois segundos lugares (estafetas mistas e estafetas masculino) na Corrida Contra-Reló-

gio dos Escadórios do Bom Jesus do Monte. Em Santa Maria da Feira, a equipa obteve o 1.º lugar feminino (geral e sénior) no Trail Medieval. A equipa de Ribeirão participou no Ultra Trail Póvoa, onde conquistaram o 1.º lugar na prova feminina e por equipas. Para além destas vitórias, a Team Corpos 3 garantiu o segundo lugar na geral e no escalão de seniores.


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

MODALIDADES

31

Paulo Cunha visitou coletividade no âmbito do Roteiro pela Inovação

Associação Luís Silva projeta escola de desporto adaptado Levar a formação em desporto adaptado ao mais alto nível. É este o objetivo da Associação de Boccia Luís Silva, que aposta agora na criação de uma escola para formar atletas portadores de deficiência. O Roteiro pela Inovação de Famalicão, promovido pela Câmara Municipal, deu, na passada sextafeira, a conhecer o projeto do atleta paralímpico famalicense Luís Silva, que já tem criada, desde 2009, uma associação com o seu nome. Recentemente, esta associação evoluiu para um processo de formação desportiva de alta competição em desporto adaptado, que já conta com 20 atletas a participar em competições nacionais e internacionais. “Enquanto atleta, consegui alcançar todos os meus objetivos. Agora, o sonho é ter uma escola de desporto adaptado para dar oportunidade a todos os jovens que queiram praticar desporto ao mais alto nível”, explicou Luís Silva, vencedor da medalha de prata em boccia, nos Jogos Paralímpicos Londres 2012, entre outras conquistas. O atleta famalicense acredita que este projeto vai permitir que outros desportistas não enfrentem as dificuldades que ele teve ao longo da sua carreira desportiva. “Eu tinha de fazer treinos em Braga ou até no Porto, mas

Associação de Boccia Luís Silva já conta com 20 atletas a participar em competições nacionais e internacionais.

com este espaço em Famalicão é possível que estes atletas treinem aqui e isso é muito importante”. Ricardo Sá, treinador da Associação de Boccia Luís Silva, explica que a intenção é captar cada vez mais jovens para este projeto de formação. “Estamos vocacionados para a alta competição e todos os nossos atletas estão federados e participam nas respetivas competi-

Liberdade FC com resultados positivos O Liberdade Futebol Clube esteve em bom plano no Campeonato do Norte de Corta Mato Longo, que se realizou em Felgueiras, no passado sábado, em simultâneo com o VIII Corta Mato do Calçado e o Campeonato Distrital das Regiões do norte do país. O infantil Leandro Gonçalves foi a figura da associação de Calendário, ao cortar a meta na segunda posição, lugar que lhe permitiu assegurar o estatuto de vice-campeão da Zona Norte e ser o melhor representante do distrito de Braga. Em alta esteve ainda a sénior Tânia Silva, que foi a 4.ª classificada na prova da Zona Norte mas a primeira a nível distrital, defen-

dendo, desta forma, o título alcançado no Cross Curto. Já os juniores Nuno Azevedo e Paulo Figueiredo sagraram-se campeão e vice-campeão distrital de Cross Longo, respetivamente, enquanto Susana Malheiro garantiu o título de campeã distrital e foi vice-campeã da Zona Norte. Para além destes atletas, o Liberdade FC esteve ainda representado por Leonor Gonçalves (4ª Benjamim A), Bia Carina (7ª Benjamim B), Inês Sousa (9ª Infantil), Joana Ferreira (33ª Iniciada), Eduardo Salazar (8º Iniciado), Joana Gonçalves (9ª Juvenil) e Armindo Araújo (73º da geral seniores e veteranos).

Atl. Vale S. Martinho no pódio O Atlético de Vale S. Martinho - Restaurante Marco ficou em 3.º lugar na prova coletiva no Campeonato Regional de Braga, que se disputou em Felgueiras. Este resultado voltou a fazer sobressair a valia dos atletas da equipa, nomeadamente Roberto Machado (60.º da geral – 37m27s), Marco Santos (66.º da geral – 38m06s), Hélder Faria (97.º da geral – 40m58s) e Vítor Ferreira (127. º da geral – 45m39s). Relativamente à classificação da Zona Norte, o Atlético de Vale S. Martinho - Restaurante Marco cotou-se como a 11.ª melhor equipa. Ainda da prova de seniores masculinos, Nuno Ribeiro também subiu ao pódio, ao terminar no 3.º lugar no escalão de Juniores Masculinos e no 14.º lugar da Zona Norte.

ções. Mas, temos acolhido outros jovens para que possam fazer a sua formação de base, como no atletismo e no boccia”, esclareceu, referindo que a intenção é, ao longo do tempo, criar a escola para dar respostas aos jovens de e fora de Famalicão. “Para isso é necessário apetrecharmo-nos com melhores condições, com mais equipamentos e mais técnicos”, acrescentou.

Para já as modalidades praticadas pelos atletas portadores de deficiência são o boccia, o atletismo e o futebol, mas outras poderão surgir, como é o caso da natação, como indicou Ricardo Sá. Exemplo de inclusão social Recorde-se que, fruto de uma parceria que mantém com a Câmara de Famalicão, a associação tem

António Freitas

Sofia Abreu Silva

vindo a fomentar a formação e a prática do boccia não só junto dos cidadãos portadores de deficiência, como também na comunidade sénior com mobilidade reduzida. Atualmente, são centenas de pessoas que semanalmente beneficiam dos efeitos desta prática desportiva. À Associação de Boccia Luís Silva, o presidente da Câmara, Paulo Cunha, não poupa elogios, apontando-a como um exemplo de inclusão social, na vertente do desporto. “Em Famalicão queremos desporto para todos, para todas as modalidades, para todas as localidades e também para todos, independentemente das suas circunstâncias físicas ou outras. É exatamente esta dimensão envolvente de inclusão que este projeto proporciona”, sustentou. Já no que respeita à criação de uma escola de desporto adaptado, o edil deixou a garantia de que a autarquia está disponível para apoiar este projeto a desenvolver-se: “há uma vontade da associação para empreender e propor soluções e nós cá estaremos para ajudar a encontrar respostas para crescermos em conjunto”. veja em www.famatv.pt ou

Jornada dourada para o Riba d’Ave A 16.ª jornada da 2.ª Divisão Nacional de hóquei em patins foi tremendamente proveitosa para o Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC). Para além de bater (5-4) o HA Cambra, quarto classificado, a turma ribadavense beneficiou ainda dos desaires da AD Sanjoanense (2.º) e do CH Carvalhos (3.º) para aumentar a vantagem sobre os mais diretos perseguidores. O jogo no Parque das Tílias era aguardado com muita expectativa e os primeiros minutos comprovaram as previsões. O marcador funcionou por três vezes nos dois primeiros minutos: os forasteiros fizeram os dois primeiros golos da partida, aos quais respondeu Vítor Oliveira. Estava dado o mote para uma partida de fortes emoções, na qual não faltaram motivos de interesse. Ambas as equipas estavam, em permanência, com a baliza adversária no horizonte. A formação de Vale de Cambra alargou o marcador aos 13 minutos, mas Hugo Azevedo logo tratou de reduzir a desvantagem. O jogo estava elétrico e os forasteiros pareciam mesmo dispostos a contrariar o favoritismo do rival, já que Alfredo Nogueira cobrou de forma exemplar um livre direto e colocou o marcador com um score ainda mais favorável (2-4). O intervalo foi retemperador para o RAHC. O conjunto liderado por Hugo Azevedo demonstrou enorme crença na reviravolta e o primeiro passo foi dado aos 9 minutos, por intermédio de Bruno Serôdio. O RAHC galvanizou-se e Hugo Azevedo bisou na transformação de um livre direto, conferindo nova igualdade. A segunda parte foi de intenso domínio dos ribadavenses e a desejada reviravolta consumou-se aos 21 minutos, na cobrança de uma grande penalidade que ditaria o resultado final. Em vantagem pela primeira vez na partida, o RAHC soube segurar a vantagem mínima, pese embora as várias ocasiões (quatro livres diretos e uma grande penalidade) de que o HA Cambra dispôs.

Uma segunda parte de alto nível valeu, desta forma, nova vitória aos ribadavenses, que conseguiram dilatar a vantagem para os mais diretos perseguidores. Sub-15 e sub-17 conhecem adversários As equipas sub-15 e sub-17 do RAHC já sabem os adversários que irão defrontar na 1.ª fase dos respetivos campeonatos nacionais. Os sub-15 iniciam a competição a 18 de fevereiro, em casa, frente ao HC Braga. Já os Sub-17 recebem o CD Póvoa no dia 17 de Fevereiro. Os escalões de Benjamins, Escolares e sub-13 vão jogar a Taça do Minho, enquanto os sub-20 disputarão o Torneio de Encerramento da AP Porto, na qual vão arrancar frente ao HC Paço de Rei. Entretanto, Pedro Rocha e João Pedro Gonçalves voltaram a ser chamados à equipa sub-15 da seleção regional do Minho, que continua a preparar o Torneio de Carnaval, que se realiza no próximo fim de semana, nas Caldas das Taipas.


32

MODALIDADES

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Títulos nacionais para a Academia Gindança Vários pares da Academia Gindança assinaram atuações de excelência no Campeonato Nacional de Latinas e Standard em Dança Desportiva, realizado no passado sábado, em Évora. Entre os mais de 250 pares em pista, duas duplas da equipa famalicense conseguiram sagrar-se campeãs nacionais, enquanto outros dois pares ficaram no segundo lugar, com a particularidade de um deles fazê-lo em duas categorias diferentes. Ao lugar mais alto do pódio subiram Tomás Gomes e Gabriela Teixeira (Juvenis 2 Standard) e Sérgio Costa e Rita Almeida (Profissionais Standard). No segundo lugar ficaram Filipe Gomes e Lara Batista (Juniores 2 Open Standard e Juniores 2 Open Latinas) e Sérgio Costa e Rita Almeida (Profissionais Latinas). Na prova participaram ainda Rafael Almeida/Bárbara Silva (3.º em Juvenis 2 Standard e 10.º em Juvenis 2 Latinas); Tomás Gomes/Gabriela Teixeira (3.º em Juvenis 2 Latinas); Afonso Marinho/Inês Ferreira (5.º em Juvenis 2 Latinas e 8.º em Juvenis 2 Standard); Telmo Teixeira/Sara Teixeira (5.º lugar em Juventude Intermédios Standard e 7.º em Juventude Open Latinas); Simão Gomes/Ana Rita Barbosa (5.º lugar Adul-

tos Intermédios Latinas); Marcelo Sá/Camila Mendanha (8.º em Juventude Intermédios Standard e 15.º em Juventude Open Latinas). Finalizada a participação no Campeonato Nacional de Latinas e Standard, os dançarinos da Academia Gindança já preparam o Campeonato Nacional de 10 Danças, a realizar no dia 25 de fevereiro.

João Fonseca

Tiago Machado vence Prova de Abertura

Tiago Machado foi o vencedor da Prova de Abertura do calendário do ciclismo nacional, realizada no passado domingo. O famalicense, que correu em representação da Seleção Nacional, completou o percurso de 155,5 km em 3h53m09s, marca que lhe valeu a subida ao lugar mais alto do pódio. Tiago Machado esteve em fuga

durante cerca de 130 quilómetros, dos quais 80 em solitário depois de ver o portista César Fonte ficar para atrás na subida de Talhadas. A vantagem para o pelotão chegou a ser de seis minutos mas o trabalho coletivo do Sporting-Tavira permitiu reduzir a diferença nos últimos 30 quilómetros. O famalicense não se deixou abalar e o ciclista da Katusha pôde

mesmo cantar vitória no final. “É uma corrida nacional mas, para mim, foi como se fosse o Campeonato do Mundo. Provei que não estou acabado e, se calhar, até estou melhor do que pensava”, confessou, explicando os trunfos da vitória: “a faltar 35 quilómetros para o fim, quando começámos a apanhar vento de costas, regulei o esforço”. Tiago Machado ficou bastante satisfeito com o triunfo, que lhe permite ter boas sensações para a época que se iniciou recentemente: “se fiz quatro horas escapado, talvez consiga controlar um pelotão durante o mesmo tempo”. O famalicense assumiu o comando absoluto do Troféu Liberty Seguros, que engloba ainda a Clássica da Arrábida – Cyclin’Portugal (11 de março) e a Clássica Aldeias do Xisto – Cyclin’Portugal (25 de março).

Meeting Internacional da Póvoa de Varzim foi de ouro para João Silva O Grupo Desportivo Natação de Famalicão foi um dos clubes em melhor plano no IX Meeting Internacional da Póvoa de Varzim, competição realizada no passado fim de semana, nas Piscinas Olímpicas da Póvoa de Varzim. Cinco dos 26 nadadores do clube famalicense alcançaram medalhas, com particular destaque para a vitória de João Carlos Silva nos 200 Mariposa. Para além do jovem nadador, a marca famalicense ficou ainda registada por Ana Beatriz Martins (duas medalhas de prata e duas de bronze), João Tinoco (uma de prata e três de bronze), Rui Faria (duas de prata e uma de bronze) e Pedro Fernandes (uma de prata e duas de bronze). Pedro Faia realçou tratar-se de “um excelente momento de consagração da qualidade dos nossos nadadores”, bem como “um importante patamar de avaliação da preparação desportiva”. O pecúlio obtido numa prova internacional deixou os responsáveis em júbilo, até porque, defende o treinador, “o leque alargado de bons resultados ao longo da presente época desportiva só nos faz concluir que em Famalicão há extraordinários valores desportivos”. A finalizar, Pedro Faia destacou um trunfo que

considera essencial para a obtenção de êxitos: “quem mais trabalha, mais sucesso alcança”.

Léa Barros arrecada bronze no Europeu Léa Barros foi uma das figuras da seleção portuguesa de Karaté no 45.º Campeonato Europeu de Karaté Juniores e Cadetes, que se está a disputar na Rússia. A famalicense, que representa o Sporting Clube de Braga, arrecadou a medalha de bronze na prova de Cadetes -47 kg, depois de bater uma atleta da Croácia, por 6-3, no jogo de atribuição do 3º e 4º lugar. No percurso brilhante da famalicense destacam-se os triunfos ante uma adversária israelita (5-0), uma eslovaca (5-2) e uma sérvia (3-0). A derrota frente a uma italiana, por 1-4, foi a única exceção deste trajeto, resultado que impediu Léa Barros de lutar pelos dois primeiros lugares.

Simão Barroso supera concorrência

Simão Barroso, do Clube de Xadrez Escolar da Didáxis-Vale S. Cosme foi um dos protagonistas do 2.º Encontro Distrital Escolar de Xadrez – Série A, que decorreu na Escola Secundária Carlos Amarante. A competição, que reuniu alunos de escolas dos concelhos de Braga, Guimarães e Famalicão, foi dividida em dois torneios (Infantil e Juvenil),

coroou o jovem da equipa famalicense. Simão Barroso somou 5 pontos em 6 jogos e foi o vencedor do escalão Juvenil. A Simão Barroso juntaramse mais 18 alunos em representação do Clube de Xadrez Escolar da Didáxis-Vale S. Cosme, que englobava jogadores de três escolas (Didáxis-Vale S. Cosme, Didáxis-Riba de Ave e Colégio do Ave). O Colégio do Ave foi o grande dominador no escalão de Infantis A, dado que Tomás Carvalho (3º lugar geral), José João Pinto (4º lugar geral) e Pedro Lima (14º lugar geral) classificaram-se em 1º, 2º e 3º lugares, respetivamente, na categoria mais jovem do Desporto Escolar. Os próximos encontros estão marcados para março, na Escola EB 2,3 D. Afonso Henriques (3 de março) e na Escola EB 2,3 João de Meira (10 março).

AVC não aproveita fator casa A dupla jornada do passado fim de semana não correu nada bem ao AVC Famalicão / Leica. A equipa famalicense recebeu dois adversários diretos (Clube K e Leixões SC) na luta pelo título de campeão nacional e foi derrotado em ambas as partidas, caindo para a 2.ª posição. No sábado, o jogo frente às açorianas terá deixado, certamente, um enorme amargo de boca às jogadoras orientadas por Paulo Almeida. As famalicenses entraram muito bem na partida e venceram, com relativa tranquilidade, os dois primeiros sets, pelos parciais de 25-18 e 25-10. Poderia pensar-se que o jogo estaria decidido mas uma boa réplica da equipa que viajou dos Açores fez com que o jogo fosse para a negra e aí a surpresa ficou totalmente consumada, já que as forasteiras ganharam o derradeiro set por 12-15. As famalicenses tinham a oportunidade de retificar este resultado no dia seguinte. O adversário era poderoso mas o duelo poderia ser encarado como ideal para deixar o desaire frente ao Clube K definitivamente arrumado. No entanto, o Leixões SC aproveitou alguma ansiedade das famalicenses e arrancou um triunfo (0-3) que teve implicações na tabela classificativa, já que as matosinhenses distanciaram-se da equipa famalicense, dispondo agora de uma vantagem de seis pontos.

Os 1344  
Os 1344  
Advertisement