Page 1

Francisco Rodrigues venceu cross internacional Francisco Rodrigues, atleta do Grupo Recreativo e Associativo de Cruz (GRAC), saiu vitorioso no 28º Cross Internacional Torres Vedras “Corta Matos Velhos” que se realizou no passado domingo, dia 15 de Novembro. A prova decorreu no Parque Verde, em Torres Vedras.

Adriano Pereira está demissionário no GD Ribeirão

O Clube de Rugby de Famalicão (CRF) recebeu no passado sábado no campo sintético de Ribeirão a equipa do Prazer de Jogar/Escola de Rugby do Porto, em encontro a contar para a terceira jornada da 1ª fase do campeonato nacional da 2ª divisão. Num jogo muito disputado, pois encontravam-se as duas únicas equipas até aqui invencíveis, nesta fase do campeonato, a formação famalicense bateu a equipa forasteira por 8-7 e assumiu a liderança isolada da prova Neste jogo, o CRF mostrou que está a melhorar os seus índices físicos, o que permitiu que o jogo de avançados se tivesse mantido bastante forte e agressivo durante todo o tempo. Os jogadores mais recuados estiveram muito bem defensivamente e quando foram chamados a atacar, mostraram toda a sua capacidade técnica, pecando apenas em alguns passes menos bem conseguidos. Pelo CRF alinharam: “Braga”, Jonas, César, Carlos Fernandes, Alexandre, André Mesquita, Mica, Alex "Francês“, Ed, Jacinto, Barquero, António Pedro, “Obi”, Zé Manel e Miguel Maia. Jogaram ainda: Zé Ricardo, Chiquinho, Rosendo e Domingos. O CRF tem o próximo jogo marcado para o fim-desemana de 21 de Novembro, onde receberá a equipa do Guimarães Rugby Union, às 18 horas, no campo do Operário FC.

Vitórias de Famalicão e Oliveirense em jornada de dilúvio

Carlos Alberto

Clube Rugby Famalicão assume liderança

pub.


sport: 18 de Novembro de 2009

PÓDIO

1º Torneio Aberto Xadrez

O 1º Torneio Aberto de Xadrez Cidade de Famalicão correu conforme o previsto pela organização, contando com cerca de 60 xadrezistas. Esta foi uma boa forma de divulgar uma modalidade que está a crescer no concelho de Famalicão, atraindo cada vez mais praticantes, sobretudo jovens.

2º Vítor Hugo O piloto famalicense sagrou-se campeão nacional de quad-cross no escalão de infantis numa prova que decorreu em Alcácer do Sal no passado domingo. Vítor Hugo é uma jovem promessa do motociclismo e começa já desde tenra idade a dar nas vistas.

3º CCD Ribeirão O Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão apresentou-se com ambição renovada para mais uma temporada, esperando garantir muitos pódios e resultados positivos. Outros dos objectivos da colectividade é atrair cada vez mais jovens para a prática do atletismo.

grande área

Sucessor de Rui Gregório no comando técnico fica por decidir

Adriano Pereira está demissionário Bruno Marques* A crise parece estar instalada no Grupo Desportivo de Ribeirão. Depois de no passado domingo ter sido anunciada a saída de Rui Gregório do comando técnico (ver caixa), agora é a vez da porta de saída se abrir para Adriano Pereira que apresentou a sua demissão. O agora presidente demissionário queixa-se da falta de apoio dos sócios e simpatizantes ribeirenses e tudo será decidido na Assembleia Geral que está marcada para a próxima sexta-feira, pelas 21 horas. Para já parece óbvio que Adriano Pereira está mesmo disposto a deixar a presidência do Ribeirão, cargo que ocupa desde Junho de 2006. “Depois do que se passou há 15 dias com o Valdevez, qualquer pessoa que anda no futebol por gostar fica totalmente desagradado”, diz, acrescentando que “existem situações internas que fazem sentir que este mundo não é o meu”. “Acho que a vila de Ribeirão e o clube não merecem o presidente que têm”, apontou ainda Adriano Pereira na conferência de imprensa realizada no final do jogo do passado domingo frente ao Moreirense. O intuito é agora esclarecer toda a situação junto dos sócios do clube, na Assembleia da próxima sexta-feira,

que decorrerá na Casa do Povo de Ribeirão, embora o presidente afirme que “as pessoas estão de costas voltadas para o clube”. “O GD Ribeirão não é meu, é uma associação de todos os ribeirenses. Nunca fugi às minhas responsabilidades, mas quero tomar uma posição porque isto não vale a pena andar aqui por todos os motivos e mais alguns”. Adriano Pereira garante que “as pessoas têm de tomar consciência do que é gerir um clube como o Ribeirão”, assumindo que sente “falta de solidariedade e empenho de alguns elementos da direcção e também das forças vivas de Ribeirão”. Apesar da sua vontade em sair neste momento, o próprio ressalva que po-

derá continuar no exercício das suas funções até ao final do seu mandato se os apoios que têm faltado surgirem na reunião convocada, a seu pedido, para a próxima sexta-feira. Uma vez que está demissionário, Adriano Pereira não se vai debruçar sobre a questão do novo treinador. O homem que irá suceder a Rui Gregório só deverá ser apresentado na próxima semana, depois de serem conhecidas as conclusões saídas da Assembleia Geral. Como poderá ter de ser encontrado novo presidente para o GD Ribeirão, Adriano Pereira não quer escolher um técnico que poderá ficar a prazo.

Rui Gregório sai por motivos pessoais Depois da derrota com o líder do campeonato, o Moreirense, no passado domingo, Adriano Pereira, Rui Gregório e o director desportivo Lemos surgiram na sala de imprensa do Estádio do Passal para comunicar a saída do técnico. Apanhando quase todos os presentes desprevenidos, o presidente esclareceu que a rescisão do contrato foi proposta pelo treinador e na ordem da decisão estiveram razões de ordem pessoal. Adriano Pereira lamentou este desfecho, considerando mesmo que Rui Gregório estava a realizar “um bom trabalho no clube”. O presidente mostrou-se sensível aos argumentos apresentados pelo técnico e daí até ao acordo para a saída foi apenas um pequeno passo. Rui Gregório deixou o GD Ribeirão no 5º lugar da tabela classificativa, com 12 pontos, tendo conseguido ainda colocar a equipa durante algumas jornadas no primeiro lugar. Enquanto não for encontrado o sucessor, os treinos vão ser orientados por Lemos, director desportivo do clube. Esta situação já não é uma novidade no Passal, uma vez que Lemos já ficou responsável pela equipa sénior noutras ocasiões, também de forma provisória.

*com José Clemente

Iniciativa de xadrez contou com 60 participantes

1º Torneio Aberto de Famalicão foi “um sucesso” Decorreu no passado sábado, na Fundação Cupertino de Miranda, em Famalicão, a Supertaça Camilo Veloso e o 1º Torneio Aberto de Xadrez Cidade de Famalicão. A iniciativa teve a organização do Famalicense Atlético Clube (FAC), contando também com o apoio da Associação de Xadrez do Distrito de Braga e da Câmara Municipal de Famalicão. Na supertaça venceu a formação dos Amiguinhos do Museu Alberto Sampaio (AMAS), que derrotou o Clube de Campismo e Caravanismo de Barcelos, enquanto no torneio aberto foi ganho por José Luís Veloso. O AMAS, detentor da taça de xadrez do distrito

Bruno Marques

18

Momento de um dos jogos da supertaça de xadrez

de Braga, superiorizou-se ao campeão nacional, o Clube de Campismo e Caravanismo de Barcelos, por 3,5-0,5, levando o troféu para casa. Simultaneamente, teve lugar o 1º Torneio Cidade de Famalicão, arbitrado e dirigido pelo

presidente da Associação de Xadrez do Distrito de Braga (AXDB), Fernando Costa, e pelo vice-presidente, Mário Oliveira. O grande vencedor acabou por ser José Luís Veloso, filho de Camilo Veloso, homenageado neste evento,

com uma actuação 100 por cento vitoriosa. Os restantes lugares do pódio foram ocupados pelos jovens atletas do Núcleo de Xadrez de Vale S. Cosme-Didáxis (NXVSC-Didáxis) Luís Silva e Nuno Miguel Silva, 2º e 3º classificados, respectivamente. A vencedora feminina acabou por ser Inês Machado Oliveira, 4º lugar, ex-aqueo absoluto (5 pontos). Relativamente à classificação por escalões os vencedores foram: Rodrigo Pereira (sub-08, NXVSC-Didáxis), Beatriz Rasteiro (sub-10, Amigos de Urgeses), Bruno Ribeiro (sub-12, AMAS), Inês Machado Oliveira (sub-14, NXVSC-Didáxis), João Sequeira Costa (sub-

16, Amigos de Urgeses), João Pedro Ribeiro (sub-18, individual), Yaroslav Minakov (sub-20, NXVSC-Didáxis). Na cerimónia de encerramento participaram algumas personalidades, nomeadamente o presidente do FAC, Gouveia Ferreira, um representante da Assembleia Municipal, Cerejeira Leitão, e o vereador do desporto e educação, Leonel Rocha. A direcção da AXDB entregou também os prémios individuais/equipas relativos à época de 2008/2009, registando um balanço muito positivo dos resultados obtidos pelos seus atletas, tanto ao nível distrital como ao nível nacional. pub.


sport: 18 de Novembro de 2009 19

futebol

pub.

Líder fez valer estatuto e garantiu um triunfo feliz 1-2 Ribeirão Moreirense Hélder Colaço Hugo Pina Wesley (74’ Tiago Vidigal) (85’ Adriano) João Faria Hamilton Forbes Bruno Pereira Nivaldo Abílio (68’ Renato) Tiago Silva Bruno Pereira

Ricardo André André Micael Edson Castro Bóbo Emerson (45’ Fernando) Vítor Fróis Luís Leal (90’ Zé Alberto) João Vicente Luís Aurélio Eriverton (85’ Pedro Silva)

Ribeirão merecia outro desfecho Carlos Alberto

Estádio do Passal Árbitro: Paulo Rodrigues (AF Braga) Auxiliare s: José Carlos Gomes e João Cardoso

Treinadores Rui Gregório

Jorge Casquilha

Golos: 73’ Eriverton (0-1); 75’ Eriverton (0-2); 86’ Forbes (1-2). C artõ es Amarelos: 69’ Hugo Pina; 71’ Castro; 81’ Luís Aurélio; 90’ Bóbo; 92’ Hamilton. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Aristides Ferreira O Estádio do Passal vestiu-se de gala para receber o líder do campeonato, mas o mau tempo veio estragar o espectáculo, com muita chuva e vento o relvado do Passal foi ficando impróprio e as pessoas que se deslocaram ao estádio acabaram por assistir a um jogo de muita luta, mas de muito pouco futebol. O Moreirense saiu vitorioso, mas o resultado é enganador porque o Ribeirão foi ao longo de todo o jogo a equipa mais batalhadora e merecia outro desfecho. No filme do jogo os donos da casa cedo se instalaram no meio terreno contrário e aos dez minutos surge o primeiro lance de perigo, com Hugo Pina a receber na esquerda mas a rematar à figura do guarda-redes contrário. Um minuto depois foi a vez de Wesley, numa confusão na área do Moreirense, rematar rente ao poste. A equipa de Moreira de Cónegos tentava suster o maior domínio dos ribeirenses, mas os comandados de Rui Gre-

Estádio do Passal assistiu a uma dura batalha

gório, com muita determinação, conseguiam encostar o adversário ao seu reduto defensivo. Aos 20 minutos, o Ribeirão podia ter aberto o marcador, com Bruno Filipe a beneficiar de um erro do guarda-redes contrário e com a baliza escancarada rematou ao lado. Os visitantes só com remates de longe é que conseguiam colocar perigo na área do Ribeirão e no último lance da primeira metade, Hugo Pina, na zona frontal, atirou mais uma vez para fora. Logo no reatamento do jogo, Forbes apareceu solto na direita, mas na hora do remate a bola saiu à figura do guarda-redes

II DI VI SÃO

Sé rie A

R E S U LTA D O S

Merelinense, 0; Espinho, 0 Tirsense, 3; Padroense, 0 Vizela, 3; Lourosa, 2 Ribeirão, 1; Moreirense, 2

Vieira, 3; Paredes, 1 Gondomar, 4; Valdevez, 1 Vianense, 1; A. Lordelo, 0 Boavista-Lousada (adiado)

PRÓXIMA JORNADA

Merelinense - Tirsense Padroense - Vizela Lourosa - Ribeirão Moreirense - Vieira

Paredes - Gondomar Valdevez - Vianense A. Lordelo - Boavista Espinho - Lousada

contrário. A tarde não era de sorte para os de Ribeirão e com 52 minutos Nivaldo bateu um livre na esquerda do seu ataque e Forbes rematou forte com a bola a bater na barra e na recarga foi um defesa do Moreirense a tirar em cima da linha de golo. Aos poucos o Ribeirão começou a sentir o desgaste e os visitantes começaram a acercar-se mais da baliza de Hélder Colaço que ainda conseguiu negar o golo a Fernando aos 58 minutos, com excelente intervenção. O primeiro golo do jogo iria surgir aos 72 minutos. Eriverton aproveita um ressalto na área ribeirense e com um remate forte bateu Colaço. Ainda o Ribeirão não se tinha refeito do primeiro golo e já lá morava o segundo. O mesmo Eriverton viu o adiantamento do guarda-redes do Ribeirão e com um chapéu monumental fez o 2-0. Mais uma vez a felicidade dos homens de Moreira de Cónegos ficou bem patente. O Ribeirão ainda tentou um último forcing e os 41 minutos, Forbes, já em queda, rematou para o 1-2. Até ao final os locais deram o tudo por tudo para conseguirem o empate, mas o coração falou mais alto e os três pontos iam para Moreira de Cónegos. 1. Moreirense 2. Gondomar 3. Vizela 4. Espinho 5. Ribeirão 6. Padroense 7. Tirsense 8. Vieira 9. Vianense 10. Merelinense 11. A. Lordelo 12. Boavista 13. Lourosa 14. Valdevez 15. Paredes 16. Lousada

CLASSIFICAÇÃO

8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 8 7 8 8 8 7 J

7 5 4 4 3 4 3 3 3 2 2 2 2 2 1 0

V

0 1 3 1 3 0 2 2 2 4 3 2 2 1 3 3

E

1 2 1 3 2 4 3 3 3 2 3 3 4 5 4 4

D

16 12 15 9 8 8 14 8 13 9 3 8 7 8 6 3 F

5 5 7 8 8 11 11 8 14 5 6 9 14 15 11 10 C

21 16 15 13 12 12 11 11 11 10 9 8 8 7 6 3 P

J oa ne continua sem vencer

Desaire chegou perto do final 2-1 Estádio Municipal de Vila Meã Ár bit ro : Jorge Brito (AF Viana Castelo) Auxiliare s: Leandro Barbosa e Sérgio Malheiro

Vila Meã

Joane

Cajó Pinheiro Chico Hugo Franco Marco (81’ Júnior) Joca (56’ Igor) Lemos Hélder Neto Quim Luciano (56’ Gouveia)

Sérgio Álvaro (69’ Magno) Laureta Roberto Daniel (27’ Pedro Pinto) Carlos Manuel Lemos Carneiro Gil Marquinho (58’ Sócrates) Batista

Treinadores Pedro Pinto

Paulo Rafael

Golos: 67’ Hélder Neto (1-0); 72’ Magno (1-1); 94’ Quim (2-1). C artõ es Amarelos: 36’ Laureta; 44’ Joca; 47’ Álvaro; 60’ Sérgio; 61’ Gil; 84’ Roberto; 90’ Carneiro; 93’ Lemos; 94’ Quim. C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Carlos Fernandes Neste desafio em Vila Meã, a derrota por duas bolas a uma aconteceu já em período de compensação. A jogar no terreno do líder e desfalcado no sector defensivo, Paulo Rafael apresentou uma equipa ambiciosa. Foi o Joane que nos primeiros minutos demonstrou melhor

futebol. Jogava de pé em pé, mas à medida que o tempo foi decorrendo, o terreno pesado não permitiu este tipo de jogo que até estava a baralhar a equipa da casa. O certo é que oportunidades de golo faltavam. Aos 24 minutos, Daniel lesionou-se e foi substituído por Pedro Pinto. Demorou muito o Joane para operar esta substituição, Pedro Pinto entrou quase sem fazer aquecimento. Com esta substituição forçada, a postura táctica sofreu alterações. Carneiro recuou para lateral esquerdo, Pedro Pinto não conseguiu dar a mesma acutilância ofensiva que o seu companheiro. A partir daqui, os caseiros equilibraram, mas apesar de muita vontade e atitude, nenhuma equipa conseguia criar claras oportunidades de golo. No segundo tempo, e com o terreno ainda mais pesado, as equipas demonstraram mais futebol e então sim as oportunidades de golo passaram a surgir. Tudo se ficou a dever às alterações operadas pelos dois técnicos. Tirou mais dividendos o treinador da casa. Gouveia e Igor trouxeram mais frescura e velocidade ao ataque do Vila Meã. Uma vez mais, o Joane foi forçado a mexer. Marquinho, tocado, cedeu o lugar a Sócrates. A partir daqui as oportunidades de golo surgiram. Aos 12 minutos, Batista caiu na grande área quando estava em boa situação para remate. Foi aos 15 minutos que os caseiros cria-

ram a mais flagrante oportunidade de golo até esse momento. Gouveia, que tinha entrado minutos antes, em boa posição, rematou por cima. O Vila Meã estava melhor. Aos 21 minutos, uma vez mais Gouveia, que aproveitou o desgaste físico de Álvaro, cruzou e Hélder Neto, no sítio do ponta de lança, de cabeça, rematou para o primeiro golo do desafio. Paulo Rafael reagiu de imediato, com a saída de Álvaro para a entrada de Magno. Mostrou serviço o jogador joanense. Apenas três minutos dentro do campo foram suficientes para marcar aquele que foi o golo do empate, num bom remate do avançado do Joane. Empate que servia mais as aspirações da equipa forasteira. Só que o Vila Meã puxou os galões de líder e nos últimos dez minutos assistiu-se a um domínio avassalador da equipa da casa. Aos 33, 42 e 45 minutos a bola não entrou na baliza de Sérgio por mera infelicidade dos comandados de Pedro Pinto. Infelicidade que virou sorte no tempo de compensação. Nos quatro minutos que o árbitro deu de descontos, entretanto esticados para cinco, foi precisamente aos 95 minutos que Quim rematou sem hipóteses de defesa para Sérgio. Um golo que deixou em euforia os muitos adeptos caseiros. Logo de seguida, o apito final com a vitória a sorrir à equipa que mais argumentos apresentou na partida.


20

sport: 18 de Novembro de 2009

futebol

Camadas jovens Famalicão aumenta para seis o número de jogos sem perder do FC Famalicão… 1-0

…e do GD Joane Nas camadas jovens os resultados foram: Cavalões 3-6 Joane (juniores); Joane 0-1 Ruivanense (juvenis); Joane 0-5 Taipas (iniciados); Joane 0-10 Fradelos (escolas, série E); Joane 3-0 Ponte (escolas, série F). Próxima jornada: Joane-Celeirós (juniores, sábado, 15 horas, Campo Riopele); BairroJoane (juvenis, domingo, 11 horas); Sandinenses-Joane (iniciados, sábado 15 horas); Joane-Brufe (infantis, série F, domingo, 9h30, Campo nº 2 GD Joane); Bairro-Joane (infantis, série G, sábado, 11 horas); Operário-Joane (escolas, série E, domingo, 11 horas); Famalicão-Joane (escolas, série F, sábado, 9h30).

Estádio Municipal Árbit ro : Ricardo Vigário (AF Porto) Auxiliares: José Cernada e Pedro Ribeiro

Famalicão Moncorvo André Ferreira Zé d’Angola Gualter Tozé Talocha César Marques Nuno Cavaleiro (60’ Diarra) Madior Magalhães Khoné (90’ Rui Filipe) Diop (70’ Zézé)

Vítor Fernando Zé Borges Glauber Pedro Borges Paulo Dores Filipe (77’ Joca) Flávio (77’ André Pinto) Elísio Jaime Bába Treinadores

Berto Silva

Sílvio Carvalho

Golos: 15’ Diop (1-0). Cartõ es Amare los: 10’ Diop; 75’ Paulo Dores; 92’ César Marques. Cartõ es Vermelho s: Não houve.

José Clemente O FC Famalicão recebeu no passado domingo no Estádio Municipal o Torre de Moncorvo, num jogo muito importante para a formação famalicense. Sempre que o Moncorvo visitou Famalicão conseguiu conquistar pontos e daí o conjunto orientado por Berto Silva ter conseguido fazer história. A vitória por 1-0 e os consequentes três pontos aumentaram o número de jogos que os famalicenses se mantêm sem perder, naquela que é a melhor série de resultados da época. Quanto ao jogo, pode dizerse que fazer melhor que aquilo

Zé d’Angola tenta jogar a bola no relvado encharcado

que se fez era impossível. A chuva que caiu durante todo dia complicou e de que maneira a tarefa dos dois conjuntos, uma vez que o relvado estava em muito mau estado e foi piorando com o desenrolar do encontro. O Famalicão entrou muito bem e logo na primeira jogada de ataque Khoné, num remate traiçoeiro, obrigou o guarda-redes forasteiro a uma boa defesa. Na jogada seguinte foi a vez do Moncorvo levar perigo junto da baliza de André Ferreira. Elísio apareceu frente ao guarda-redes famalicense, mas rematou ao lado. A partir deste susto, os lo-

cais cresceram no terreno e tomaram conta dos acontecimentos, jogando ainda assim pelo pior sector do campo, o direito, curiosamente a zona com maior quantidade de água, o que prejudicava as investidas dos atacantes famalicenses. Só que mesmo assim, Nuno Cavaleiro, um jogador experiente, já contava com isso e conseguia levar a bola até à baliza contrária. Até que aos 15 minutos, num remate de fora da área, Diop, com um potente remate, conseguiria marcar aquele que seria o golo da vitória local. Esperava-se uma reac-

ção da equipa do Moncorvo só que a mesma não apareceu, isto mais por culpa da equipa da casa que tapava todas as investidas dos visitantes. Até ao intervalo o Famalicão ainda teve mais algumas oportunidades de golo só que não as concretizou. Para a segunda parte o Famalicão voltou a entrar bem, só que com a passagem dos minutos, e já com o cansaço a vir ao de cima, os locais foram baixando de rendimento e disso se aproveitaria a equipa do Moncorvo para num último forcing tentar surpreender a equipa da casa. Só que a bem escalonada defensiva famalicense ia chegando para as encomendas. Berto Silva tentou ainda jogar com o banco, fez as três alterações para tentar refrescar a equipa e conseguiu-o. Mesmo assim, o Moncorvo ainda tentou levar um ponto de Famalicão, mas não teve a arte e o engenho para o fazer. Com esta vitória, o Famalicão subiu para a 5ª posição, com 12 pontos, menos seis que o líder o Vila Meã, curiosamente o próximo adversário da equipa famalicense. Nesta partida, o Famalicão realizou uma exibição que lhe deu os três pontos e por isso se pode considerar esta vitória justa para a formação da casa que foi a equipa que mais atacou e que teve as melhores oportunidades de golo.

João Cruz marcou golo da vitória no último minuto da compensação 0-1 Estádio do Leça FC Árbitro: Daniel Cardoso (AF Aveiro) Auxiliares: Bessa Silva e Nelson Cardoso

Resultados AFSA Realizou-se no passado fimde-semana a quarta jornada dos campeonatos concelhios da AFSA, com o Pedome a assumir a liderança isolada na 1ª divisão. Os resultados foram: Gavião 3-5 S. Martinho; Vermoim 2-5 Pedome; Floresta 5-1 JASP; Landim 2-2 Covense; Carril 0-9 Castelões; Bente 1-1 Outeirense; Lameiras 7-4 S. Cosme. Comanda o Pedome com 12 pontos. Na 2ª divisão, os resultados foram: ACURA 81 Novais; Flor Monte 2-2 ADESPO; Bairrense 10-0 Gente Fantástica; Barrimau 7-1 Louredo; Esmeriz 1-9 Carreira; Colina do Ave 2-5 1º Maio; Ramil 7-2 ADERM; Folgou: Lousado. Comanda o Bairrense com 12 pontos. No escalão feminino os resultados: Pedome 1-2 Juventude Académico; Outeirense 0-1 ADERM; Landim 1-3 Oliveirense; Esmeriz 5-5 S. Martinho; Lousado 10-1 Barrimau; Bente 0-11 Covense 11. Em juvenis os resultados: Lameiras 2-4 Outeirense; Pedome 3-2 ADERM; Louredo 3-4 Landim; Cabeçudense 1-4 Bairrense; Flor Monte 0-4 Castelões; Barrimau 3-1 Juv. Académico. Em iniciados os resultados foram: Outeirense 6-2 Castelões; 1º Maio 4-8 Pedome; Barrimau 24-1 ADERM; Landim 5-1 Juv. Académico.

Melhor era impossível

Carlos Alberto

Na jornada do passado fim-desemana os resultados foram: Famalicão 2-1 Moreirense (juniores); Barroselas 2-0 Famalicão (iniciados); Vilaverdense 1-0 Famalicão B (juvenis); Famalicão 3-0 Ribeirão (iniciados); Oliveirense 2-1 Famalicão (infantis); Famalicão A 12-3 Louro (escolas); Famalicão C 0-3 Arões (escolas); Guimarães 23-0 Famalicão B (escolas). Próxima jornada: Limianos-Famalicão (juniores, sábado, 15 horas); Famalicão-Paço (iniciados, domingo, 11 horas, Campo de Treinos); Famalicão B-Arsenal Devesa (juvenis, sábado, 15 horas, Campo do Outiz); LomarenseFamalicão A (juvenis, sábado, 15 horas); Nogueirense-Famalicão (iniciados, domingo, 15 horas); Famalicão-Moreirense (infantis, sábado, 10h30, Campo Avidos e Lagoa); Famalicão BJoane (escolas, sábado, 9h30, Campo Avidos e Lagoa); Oliveirense-Famalicão A (escolas, domingo, 10 horas); Vizela-Famalicão C (escolas, sábado, 10h30).

Leça Oliveirense Cláudio João Pedro Madalena José Soares Magalhães Patrão (59’ Sequeira) Carlos Lima Pereira André (81’ Ebongué) Álvaro Sérgio Pinho

Marco Luís Miguel João Duarte China Fifas Nuno Sousa Ricardinho Arturinho (81’ Tó) Meira (73’ João Paiva) João Cruz Pedro Moreira (64’ Leal)) Treinadores

Pedro Mesquita

António Remelgado

Golos: 95’ João Cruz (0-1). C ar t õ e s Am ar e l o s: 22’ Patrão; 35’ China; 36’ Ricardinho; 36’ Lima Pereira; 65’ Madalena; 79’ João Pedro; 88’ João Cruz. Cartõ es Vermelho s: 85’ Sérgio.

Bruno Marques No meio de um autêntico dilúvio, a Oliveirense conseguiu levar a melhor sobre o Leça graças a um golo de João Cruz no último suspiro da partida. Com um remate fortíssimo de fora da área, o avançado deu a terceira vitória consecutiva aos de Oliveira Santa Maria, num terreno que estava completamente encharcado e em que o futebol era impraticável. Venceu a equipa mais feliz. Numa partida que teve chuva torrencial do primeiro ao último minuto, as duas equipas sentiram sempre muitas dificuldades para jogar. Os jogadores entregaram-se por completo, mas a bola não cir-

Uma bomba no meio do dilúvio

culava no relvado do Estádio do Leça. A equipa da casa conseguiu adaptar-se melhor as condições, optando por um futebol mais físico e pelo ar. A primeira parte foi de muita luta, não existindo praticamente qualquer lance com princípio, meio e fim. Só de bola parada as equipas chegavam perto da baliza contrária e, aos 36 minutos, os locais ficaram perto de inaugurar o marcador. Num livre do lado esquerdo, Lima Pereira rematou em arco e o guardaredes Marco desviou com as pontas dos dedos. Antes disso a partida esteve interrompida durante alguns minutos, tendo o árbitro conferenciado com os seus auxiliares e os capitães das duas formações para avaliar as condições do jogo. O encontro foi retomado, apesar das dificuldades notórias para se praticar futebol. Por isso, os primeiros 45 minutos resumiram-se a muito empenho dos jogadores, mas sem efeitos práticos. O início da segunda parte trouxe um pouco menos de chuva e a bola circulava melhor, assistindose à melhor fase do encontro. Aos 60 minutos, Sérgio recebeu um passe à entrada da pequena área e rematou forte para grande defesa de Marco que negou o golo ao Leça. Pouco depois, Patrão e João Pedro tentaram a sua sorte em remates

de longa distância mas a pontaria não foi a melhor. Depois da melhor entrada da equipa da casa, respondeu a Oliveirense com duas boas ocasiões para chegar à vantagem. Após um livre na esquerda, Meira insistiu e cruzou novamente para a área onde apareceu João Cruz sozinho, em boa posição para rematar, mas a demora do avançado permitiu a recuperação e o corte de Madalena. Já aos 81 minutos, foi Fifas que de livre directo obrigou Cláudio a uma defesa de recurso para canto. Na sequência do mesmo, João Paiva rematou à meia volta para nova defesa do guardião local. Pouco depois, a tarefa ficou mais complicada para o Leça. Sérgio agrediu Nuno Sousa com uma cabeçada e o árbitro da partida mostrou vermelho directo ao avan-

III DI VI SÃO

Sé rie B

J

V

E

D

F

C

P

1. Vila Meã

8

5

3

0

16

7

18

2. Fafe

8

4

2

2

13

8

14

3. Amarante

8

3

4

1

14

11

13

Leça, 0; Oliveirense, 1

4. Oliveirense

8

4

1

3

11

10

13

Infesta, 3; Amarante, 3

5. Famalicão

8

3

3

2

13

10

12

6. Rebordosa

8

3

2

3

14

15

11

7. Torre Moncorvo

8

2

4

2

9

8

10

8. Joane

8

2

4

2

11

12

10

9. Serzedelo

8

3

1

4

12

15

10

10. Leça

8

2

3

3

11

9

9

11. Infesta

8

0

4

4

12

21

4

12. Pedrouços

8

0

3

5

9

19

3

PRÓXIMA JORNADA Vila Meã - Famalicão Torre Moncorvo - Serzedelo Fafe - Rebordosa

CLASSIFICAÇÃO

Rebordosa, 0; Pedrouços, 0

R E S U LTA D O S

Vila Meã, 2; Joane, 1 Famalicão, 1; T. Moncorvo, 0 Serzedelo, 1; Fafe, 2

çado leceiro. Com pouco tempo para se jogar, a Oliveirense fez um forcing final perante um Leça à procura de segurar o empate. Numa das últimas jogadas do desafio, no quinto e último minuto da compensação, João Cruz recebeu a bola no meio campo, aproveitou o espaço livre para progredir no terreno e à entrada da área disparou uma bomba que só parou no fundo das redes de Cláudio. Um grande golo do avançado que deu mais três pontos para a Oliveirense. A vitória dos famalicenses foi feliz, num jogo que poderia ter pendido para qualquer um dos lados e onde se destacou a entrega total de todos os jogadores em condições muito adversas. Também o árbitro saiu com nota positiva, superando da melhor forma todas as dificuldades impostas pelo jogo.

Pedrouços - Leça Oliveirense - Infesta Joane - Amarante


sport: 18 de Novembro de 2009 21

futebol

Iniciados do Famalicão derrotados em Barroselas

Esta era uma partida em que o equilíbrio seria a nota dominante, só que no final isso não veio a concretizar-se. Os juniores do FC Famalicão venceram por 2-1 o Moreirense, convenceram e conquistaram os três pontos com toda a justiça. Durante todo o encontro a formação famalicense mostrou que ainda está neste campeonato para ter uma palavra a dizer quanto à possível subida de divisão. Com este triunfo alcançado frente ao Moreirense ficou para trás uma série de maus resultados. Quanto ao jogo pode dizerse que a formação famalicense venceu porque durante toda a partida mostrou que era uma equipa que queria vencer a par-

tida. Só que na primeira e única vez que o Moreirense chegou até à baliza do Famalicão conseguiu marcar, isto estavam decorridos seis minutos de jogo. A partir daqui nunca mais o Moreirense teve o atrevimento de chegar com mais perigo junto da baliza famalicense. Com o golo sofrido e logo no início da partida, o Famalicão arrancaria depois para uma exibição muito boa que só pecou pela escassez do resultado. Mesmo em cima do intervalo, João Miguel colocava justiça no resultado ao restabelecer a igualdade. Para a segunda parte, o Famalicão entrou em busca do segundo golo, tento esse que poderia trazer mais tranquilidade ao jogo. Só que o mesmo viria a aparecer já muito perto do final

JUNIORES

Fafe, 3; Limianos, 0 Famalicão, 2; Moreiren., 1 Chaves, 4; Vizela, 1

II Divisão Valdevez, 0; Bragança, 2 Diogo Cão, 2; Taipas, 1 Trofense, 3; Freamunde, 3

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

D

F

C

P

1. Freamunde 2. Fafe 3. Trofense 4. Diogo Cão 5. Famalicão 6. Moreirense 7. Chaves 8. Limianos 9. Taipas 10. Bragança 11. Vizela 12. Valdevez

10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10 10

7 6 5 5 5 4 3 3 3 3 1 0

2 1 2 2 5 0 2 3 1 4 3 3 3 4 3 4 3 4 2 5 4 5 0 10

26 18 19 17 19 15 17 19 14 17 17 4

13 7 12 15 14 14 13 18 17 20 24 35

23 20 20 17 16 15 12 12 12 11 7 0

Limianos - Famalicão Moreirense - Chaves Vizela - Valdevez

Bragança - Diogo Cão Taipas - Trofense Freamunde - Fafe

Os iniciados do Famalicão deslocaram-se a Barroselas no passado domingo para disputarem a 10ª jornada do nacional de Iniciados e previa-se uma partida complicada para os jovens famalicenses. Isso confirmou-se no final da Equipas perfiladas no início da partida partida com o triunfo dos locais por 2-0, contando também com a preciosa ajuda do forte vento que se fazia sentir. Os dois golos da partida foram marcados ainda no decorrer da primeira parte. O primeiro aos 18 minutos e o segundo aos 30. E para isto acontecer muito contribuiu o vento forte que se fez sentir em terras do Alto Minho. O Famalicão esteve uns furos abaixo daquilo que pode e deve fazer enquanto o Barroselas conseguiu os três pontos porque no cômputo geral foi a equipa que melhor se adaptou às fracas condições do terreno e também a fase da partida em que jogou a favor do vento. Esta foi também uma vitória da equipa que teve mais sorte. Na próxima jornada o Famalicão vai ter uma boa oportunidade para conquistar os três pontos, uma vez que recebe o último classificado, o Paçô, que nestas dez partidas ainda não marcou qualquer golo e já sofreu 52. Os iniciados famalicenses são por isso favoritos à vitória final. INICIADOS I Divisão Em jogo no Campo do BarroVizela, 5; Chaves, 0 Paço, 0; Marinhas, 4 selas, sob arbitragem de Cláudio Varzim, 0; Gil Vicente, 0 V. Guimarães, 4; Ribeirão, 0 Silva (Viana Castelo), auxiliado Barroselas, 2; Famalicão, 0 Bragança, 0; Braga, 0 por Ivo Afonso e Carlos Afonso, o CLASSIFICAÇÃO J V E D F C P Barroselas jogou com: Joel, Go- 1. V. Guimarães 10 9 1 0 44 1 28 10 7 0 3 19 12 21 rito, Joel Costa, Carlos, Fábio, 2. Vizela Braga 10 5 5 0 21 2 20 Tiago, Barbosa, João, Diogo, Pedro 4.3. Bragança 10 6 1 3 19 12 19 e Pinheiro. Jogaram ainda: João 5. Varzim 10 6 1 3 19 12 19 10 5 1 4 18 9 16 Nuno, Joel Parente, Jonhy e Rafa. 6. Barroselas Gil Vicente 10 4 2 4 12 11 14 Pelo Famalicão actuaram: Neto, 8.7. Marinhas 10 3 1 6 11 16 10 Nuno, Veloso, Marco, Cristiano, 9. Famalicão 10 3 1 6 8 19 10 10 2 2 6 3 20 8 Diogo Nogueira, Diogo Freitas, Ri- 10. Chaves 10 2 1 7 8 16 7 cardo, Luís, Hugo e João Lobo. Jo- 11. Ribeirão 12. Paço 10 0 0 10 0 52 0 garam ainda: Paneira, Simão, ToChaves - Varzim Marinhas - V. Guimarães tas e Ricardo Vidal. RE SULTA DOS

José Clemente

RE SULTA DOS

Entrada perigosa de um jogador de Moreira de Cónegos

da partida. Cláudio, que tinha entrado no jogo, foi o homem que deu mais três pontos para o Famalicão. Esta foi uma vitória mais que justa dos famalicenses que sempre lutaram pelo resultado que acabariam por conquistar. Em jogo no Campo de Treinos do Estádio Municipal de Famalicão, sob arbitragem de Jorge Fernandes (Braga), auxiliado por Luciano Maia e João Costa, o Famalicão alinhou com: Marco, Bruninho, Bruno Carvalho, Nuno, Alex, Kauskas, Adriano, Álvaro, Dia, Nelson e João Miguel. Jogaram ainda: Branco, Cláudio e Bruno. Já o Moreirense apresentou-se com: Abílio, Filipe, Fábio, Sérgio, Lobo, José Filipe, Francisco, Luís, Emanuel, Bruno e Rui. Jogaram ainda: Diogo, Pedro e Hugo.

PRÓXIMA

Carlos Alberto

Finalmente a vitória

José Clemente

PRÓXIMA

Juniores do FC Famalicão de regresso aos bons resultados

Gil Vicente - Barroselas Famalicão - Paço

Ribeirão - Bragança Braga - Vizela pub.


sport: 18 de Novembro de 2009

22

distritais

Iniciados do Ribeirão sofrem desaire em Guimarães Em jogo realizado no Complexo Desportivo Dr. Pimenta Machado, em Guimarães, no passado domingo, os iniciados do GD Ribeirão saíram derrotados por 4-0 frente ao V. Guimarães em mais uma ronda do nacional do escalão. As duas equipas têm objectivos diferentes no campeonato e por isso os locais entraram dominadores na partida, com os ribeirenses a tentarem sacudir a pressão e jogar sempre no meio campo. O primeiro golo da partida aconteceu aos 25 minutos numa joga pela zona central. Antes do intervalo, o V. Guimarães chegou ao 2-0, após um cruzamento da linha final a que o avançado da casa deu o melhor seguimento de cabeça. Para a segunda parte o Ribeirão entrou com mais von-

Ronda positiva entre os famalicenses Jogou-se este fim-desemana sob chuva intensa mais uma jornada do campeonato distrital da 1ª divisão. Na série A, destaque para os primeiros pontos amealhados pelo Gondifelos que bateu em casa o MARCA por 3-1, largando assim a lanterna vermelha. Na mesma série, o Ninense deslocouse a casa do líder Forjães onde empatou a uma bola. Na série B, o Ruivanense recebeu e ganhou ao S. Paio de Vizela por 21 enquanto o Bairro não foi além de um empate a uma bola frente ao Celoricense. Em Forjães, o Ninense visitava o líder do campeonato que somava por

tade de determinação para chegar ao golo, mas passados 15 minutos o Guimarães ampliou o resultado para 3-0 e passados cinco minutos chegou ao 4-0 final. Durante a etapa complementar os ribeirenses tiveram três oportunidades para fazer golo, uma das quais acabou dentro da baliza mas o lance foi mal invalidado por pretenso fora de jogo. O Ribeirão alinhou com: André Moreira, Ricardo (28’ Joaquim Pedro), Paulinho (62’ Pedrinho), Guilherme, Emanuel, Monteiro (35’ Sousa), Mendes, Dani, Alberto (55’ Ricardinho), Luís Peixoto e João Carvalho. Entretanto, no passado fim-desemana os juniores do Ribeirão empataram a zero na recepção à Oliveirense enquanto a partida dos juvenis foi adiada.

Sem surpresas, o Ninense chegaria ao golo logo aos dez minutos da primeira parte por intermédio de Kaká. Logo de seguida, o mesmo Kaká, a passe de Hélder Guimarães, falhava o segundo golo e o intervalo chegaria

S. Mamede d’Este 3-5 S. Cosme O S. Cosme continua a sua caminhada triunfal no campeonato e conquistou a nona vitória consecutiva em outros tantos jogos oficiais disputados. No passado sábado, o Desportivo de S. Cosme deslocou-se ao reduto do S. Mamede d’Este e com uma vitória por 5-3 mantémse líder. O adversário apresentou uma equipa aguerrida, mas um pouco desorganizada, permitindo assim aos homens de S. Cosme impor o seu futebol, mesmo com todas as dificuldades colocadas pelo terreno de jogo. Numa primeira parte intensa, Maia fez o golo inaugural aos 25 minutos, após canto batido por Luís Carlos. Passados dez minutos, o S. Cosme chegou ao 2-0 por Vitó, após mais um canto batido por Luís. Nos últimos dez minutos do primeiro tempo, a equipa da casa aproveitou uma falha do árbitro e outra da defensiva visitante e com dois lances confusos fez o empate.

CD Espinho 0-3 Delães Disputou-se no passado sábado no terreno do CD Espinho (Braga) a 7ª jornada do campeonato da série C da 2ª divisão distrital, com o Delães a conseguir o segundo triunfo consecutivo no campeonato, desta feita por 3-0. Com um futebol apoiado e com a defesa muito concentrada, uma linha média agressiva e os dois homens da frente a darem trabalho à defensiva local, os comandados de Vítor Carvalho chegariam ao golo depois de um livre sobre o lado direito, com pinho, dentro da grande área e sem marcação, a fazer o primeiro golo para a equipa do Delães. Resultado este que se verificava ao intervalo. Nos segundos 45 minutos, a equipa da casa tentou reagir, mas o Delães esteve sempre muito concentrado. Aos 60 minutos, Vítor deu o seu lugar a Barroso e colocou a

vitórias os jogos disputados em casa. Com algumas alterações no onze inicial, com a inclusão de Miguel Castro e Renato, o Ninense entrou muito personalizado e com a lição bem estudada para contrariar o futebol dos locais.

com um resultado curto mas justo. No início da segunda parte, na única oportunidade em todo o desafio, o Forjães chegaria ao empate na sequência de um lançamento lateral, lance que ditaria o resultado final. Destaque final para o trio de arbitragem, de longe o pior conjunto em campo, já que mostrou uma dualidade de critérios enorme a favor dos da casa, cortando lances perigosos e amarelando inexplicavelmente os visitantes, não contribuindo assim para o bom espectáculo que as equipas se propuseram a oferecer. Alberto Barbosa

equipa a jogar em 4x5x1, táctica essa para surpreender o adversário em contra-ataques rápidos. Reforçando o meio do terreno com a entrada de Zé Vítor para o lugar de Luciano, já com amarelo, veio ainda a controlar mais o jogo. Aos 75 minutos trocou o ala esquerdo Rui Miguel por outro ala (Costa), mais rápido e que veio trazer mais justiça ao resultado, depois de fazer um grande golo, o 0-2. Já nos descontos, Sobral, após se isolar, sofreu uma entrada dura do adversário, colocando mesmo o jogador delaense em dificuldades físicas. O árbitro de imediato assinalou penálti e mostrou cartão vermelho ao guarda-redes local. Chamado a converter, Costa falhou à primeira, mas após recarga ofereceu o 3-0 a Barroso que não falhou. V. C .

No segundo tempo, a equipa visitante entrou em campo com toda a confiança e quando estavam jogados 20 minutos Vitó bisou e fez o 2-3. A resposta dos homens de Braga surgiu sete minutos depois, com um remate de longe, o homem da casa bateu o guarda-redes Jota e fez mais uma vez o empate. Nos dez minutos finais, quando os homens da casa já estavam esgotados, o S. Cosme conseguiu fazer dois golos que lhe garantiu os três pontos e a sétima vitória consecutiva na competição. Os dois últimos tentos foram apontados por Gonçalves e Morais. O S. Cosme jogou com: Jota, Carvalho, Rafa, Maia, Rogério, Tiago, Rochinha, Vitó, Luís Carlos, Gonçalves e Filipinho. Jogaram ainda: Seara, Triguilha e Morais. No próximo domingo, às 15 horas, o S. Cosme recebe o S. Paio d’Arcos. R.A.

Pousadense com uma vitória e uma derrota As equipas de seniores e juniores do Pousadense estiveram em competição no passado fim-desemana, com a equipa principal a vencer por 3-1 no terreno do Taipense enquanto os juniores saíram derrotados pelo mesmo resultado do terreno do Lordelo. Em seniores, a equipa de Pousada de Saramagos conseguiu um triunfo sem sobressaltos, com os golos a serem todos marcados na segunda parte por intermédio de Luís, Marco e Simão. Quanto à equipa júnior, Bruno Freitas fez o 1-0 no terreno do Lordelo, mas depois a equipa da casa respondeu e acabou por vencer por 3-1. Próximos jogos: Pousadense-Esmeriz (seniores, sábado, 18 horas, Pavilhão Terras de Vermoim); Fundação J.A.-Pousadense (juniores, domingo, 15h30, Pavilhão Municipal Vizela); Campelos-Pousadense (juvenis, domingo, 21 horas, Pavilhão Vila Nova de Sande).

Louro sofreu goleada em casa

E

7 5 3 4 2 2 2 2 2 1 2 2 1 2 2 0

1 0 24 5 2 1 16 11 5 0 10 5 2 2 11 11 5 1 7 3 5 1 7 5 4 2 11 7 4 2 8 4 4 2 12 9 5 2 7 10 2 4 11 15 2 4 5 12 4 3 3 6 1 5 6 13 1 5 6 17 3 5 7 18 Águias Graça -Arões Ronfe - Pica Santa Eulália - Silvares Vilaverdense - Louro

D

F

C

P

22 17 14 14 11 11 10 10 10 8 8 8 7 7 7 3

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

1. Forjães 7 2. T. Bouro 7 3. Vila Chã 7 4. Viatodos 7 5. Palmeiras 7 6. Panoiense 7 7. Soarense 7 8. Ninense 7 9. Tadim 7 10. Gerês 7 11. MARCA 7 12. Ág. Álvelos 7 13. Roriz 7 14. Gondifelos 7 15. Laje 6 16. Merelim 6 MARCA- Palmeiras Roriz - Gondifelos Merelim - Gerês Ág. Álvelos - Vila Chã

5 5 5 4 4 3 4 3 3 2 2 1 1 1 0 0

2 0 19 4 1 1 17 8 1 1 13 5 3 0 11 5 2 1 15 6 3 1 15 8 0 3 10 12 2 2 7 7 1 3 9 8 2 3 5 9 2 3 7 11 3 3 11 12 0 6 3 12 0 6 4 20 1 5 3 10 1 5 5 17 Ninense - Viatodos Tadim - Forjães T. Bouro - Panoiense Soarense - Laje

D

F

C

P

17 16 16 15 14 12 12 11 10 8 8 6 3 3 1 1

Maximinen., 1; Tabuadelo, 0 Ruivanense, 2; S. Paio, 1 Pedralva, 2; Ponte, 2 Pevidém, 2; L. Enguardas, 0

CLASSIFICAÇÃO

J

1. Pevidém 7 2. Celoricense 7 3. Polvoreira 7 4. Campelos 7 5. Maximinense 7 6. Ruivanense 7 7. L. Enguardas 7 8. Travassós 7 9. Tabuadelo 7 10. Guilhofrei 7 11. StAdrião 7 12. Bairro 7 13. Ponte 7 14.Airão 7 15. Pedralva 7 16. S. Paio 7 Tabuadelo - Bairro S. Paio - Maximinense Ponte - Ruivanense L. Enguardas - Pedralva

Série B

Campelos, 0;Airão, 0 StAdrião, 0; Guilhofrei, 2 Polvoreira, 3; Travassós, 2 Bairro, 1; Celoricense, 1

V

E

5 4 4 4 3 3 3 2 2 2 2 1 2 0 0 1

1 1 23 6 16 3 0 12 2 15 2 1 16 10 14 1 2 6 3 13 1 3 8 9 10 1 3 10 12 10 1 3 4 8 10 3 2 9 9 9 3 2 6 7 9 3 2 10 12 9 2 3 7 10 8 4 2 6 7 7 1 4 9 10 7 5 2 4 9 5 4 3 8 14 4 1 5 7 17 4 Airão - Pevidém Guilhofrei - Campelos Travassós - StAdrião Celoricense - Polvoreira

D

F

C

P

AFB II DIVISÃO

Operário, 3; Mouquim, 1 Arentim-Tebosa (adiado) Carreira-Sequeire. (adiado) Antas, 0; S. Veríssimo, 1

CLASSIFICAÇÃO

J

1. Pousa 7 2. Cabreiros 7 3. Gandra 7 4. S. Veríssimo 7 5. Operário 7 6. Carreira 6 7. Sequeirense 6 8. Lemenhe 7 9. Arnoso 7 10. Mouquim 7 11. Necessidades 7 12. Granja 7 13. Antas 7 14. J. Belinho 7 15. Arentim 6 16. Tebosa 6 Mouquim - Cabreiros Tebosa - Operário Sequeirense - Arentim S. Veríssimo - Carreira

Série A

Pousa, 8; J. Belinho, 1 Arnoso, 2; Lemenhe, 2 Granja, 4; Necessidades, 1 Cabreiros, 2; Gandra, 1

V

E

6 5 5 3 3 3 3 2 2 2 2 2 2 1 0 0

0 1 21 4 18 1 1 16 3 16 1 1 16 5 16 3 1 7 4 12 2 2 13 11 11 2 1 9 7 11 1 2 7 5 10 3 2 13 11 9 3 2 8 9 9 2 3 8 9 8 2 3 8 9 8 2 3 11 14 8 1 4 10 12 7 1 5 5 24 4 2 4 3 11 2 0 6 7 24 0 J. Belinho - Antas Lemenhe - Pousa Necessidades - Arnoso Gandra - Granja

D

F

C

P

AFB II DIVISÃO R E S U L TA D O S

AFB I DIVISÃO R E S U L TA D O S

Forjães, 1; Ninense, 1 Panoiense, 1; Tadim, 1 Laje, 2; T. Bouro, 3 Palmeiras, 4; Soarense, 0

R E S U L TA D O S

Série A

Gondifelos, 3; MARCA, 1 Gerês, 1; Roriz, 0 Vila Chã, 3; Merelim, 1 Viatodos, 2; Ág. Álvelos, 1

nato da equipa do S. Cosme e para aquela que parece ser a recuperação do Delães na tabela classificativa que após cinco derrotas seguidas conseguiu agora a segunda vitória consecutiva. Doniense, 3; Longos, 1 Rendufinho, 3; Figueiredo, 2 Espinho, 0; Delães, 3 Lagense-Briteiros (adiado)

CLASSIFICAÇÃO

Série C

Brito, 3; Vitória, 0 Guisande, 1; Sobreposta, 0 SPArcos, 0; Emilianos, 0 SM Este, 3; S. Cosme, 5

J

V

E

1. S. Cosme 7 2. Brito 7 3. SPArcos 7 4. Guisande 7 5. Lagense 6 6. SM Este 7 7. Figueiredo 7 8. Doniense 7 9. Sobreposta 7 10. Espinho 7 11. Emilianos 7 12. Longos 7 13. Rendufinho 7 14. Delães 7 15. Briteiros 6 16. Vitória 7 Longos - SM Este Figueiredo - Doniense Delães - Rendufinho Briteiros - Espinho

7 5 4 4 4 3 3 3 3 2 2 2 2 2 1 1

0 0 23 8 1 1 13 3 1 2 18 11 1 2 11 8 1 1 10 8 2 2 13 11 2 2 9 8 1 3 11 9 0 4 8 11 2 3 10 11 1 4 6 6 1 4 12 13 1 4 10 18 0 5 12 16 0 5 3 15 0 6 6 19 Vitória - Lagense Sobreposta - Brito Emilianos - Guisande S. Cosme - SPArcos

PRÓXIMA

V

AFB I DIVISÃO

vitória dos locais por 3-1 enquanto no outro jogo entre equipas do concelho famalicense o Arnoso empatou a duas bolas na recepção ao Lemenhe. Na série C, destaque para a sétima vitória consecutiva no campeo-

PRÓXIMA

J

1. Taipas 8 2. Esposende 8 3. Arões 8 4. Ronfe 8 5. Martim 8 6. Torcatense 8 7. Porto d'Ave 8 8. Prado 8 9. Águias Graça 8 10. Santa Eulália 8 11. Vilaverdense 8 12. Louro 8 13. Silvares 8 14. Apúlia 8 15. Pica 8 16. Cabeceirense 8 Taipas - Porto d'Ave Apúlia - Torcatense Esposende - Prado Cabeceirense - Martim PRÓXIMA

CLASSIFICAÇÃO

Série 1

Silvares, 0; Ronfe, 0 Prado, 2; Santa Eulália, 0 Vilaverden., 3; Cabeceiren., 1 Louro, 1; Esposende, 4

na próxima ronda desloca-se ao reduto do Vilaverdense, actual 11º classificado com os mesmos pontos. Quanto à 2ª divisão distrital, na série A o dérbi entre Operário e Juventude Mouquim terminou com a

PRÓXIMA

Arões, 2;Apúlia, 0 Torcatense, 0; Martim, 0 Pica, 0; Taipas, 4 Porto d'Ave, 1; Ág. Graça, 1

R E S U L TA D O S

R E S U L TA D O S

AFB DIVISÃO HONRA

seguiram contrariar o maior poderio dos visitantes que foram ampliando o resultado à medida que as forças dos locais iam diminuindo. Com este desaire, o Louro desceu ao 12º lugar, mantendo os mesmos oito pontos, e

PRÓXIMA

O Grupo Desportivo do Louro foi surpreendido em casa pelo segundo classificado da Divisão de Honra, sendo mesmo goleado por 4-1 pelo Esposende. A jogar perante os seus adeptos, os famalicenses não con-

D

F

C

P

21 16 13 13 13 11 11 10 9 8 7 7 7 6 3 3


modalidades

FAC arrasador em voleibol Arrasadora a entrada da equipa do FAC na partida com o GC Santo Tirso, onde venceu por 1-3. Com boas movimentações, o conjunto de Famalicão não deu qualquer hipótese aos homens da casa e em menos de 20 minutos venceu o primeiro set por 25-17. A deslocação a Santo Tirso, para defrontar aquela que se perfilava como grande adversária do FAC para o primeiro lugar, revelava-se muito tranquila.No segundo set, a tendência não foi a mesma. O Santo Tirso, muito esforçado, equilibrou o encontro e poderia ter vencido o set. Com 22-19, o treinador Miguel, ao colocar em campo o "palhinha", virou o encontro com seis pontos consecutivos e finalizou por 25-22. Pensou-se que estava encontrado o vencedor. No terceiro set, a equipa do FAC facilitou e deixou o Santo Tirso embalar no marcador. O treinador abdicou do set e fez descansar alguns elementos preponderantes na equipa. Os visitados venceram por 25-15. No quarto e último set, a entrada do FAC foi novamente dominador. Dominadores no bloco e com a recepção em bom plano, conseguiu uma larga vantagem de 8 pontos. No final 25-22 para a melhor equipa. Com este triunfo, o FAC continua em primeiro lugar no nacional da segunda divisão e quase garantiu o apuramento para a segunda fase. No próximo sábado, o FAC desloca-se a Resende para defrontar o Anreade.

Jorge Bastos nos quartos de final em bilhar Disputou-se no passado fim-de-semana a fase final do 2º torneio da 2ª divisão em Bilhar. No salão do Fenianos, Artur Figueiredo e Jorge Bastos tiveram sortes diferentes nos seus encontros referentes aos oitavos de final. Artur Figueiredo não foi bafejado pelo sorteio e defrontou Pedro Martins do Sporting. Em apenas 30 entradas, o sportinguista fez 40 carambolas e eliminou o Artur. O desempenho do Artur até foi razoável, pois fez uma média de 0.733, fazendo 22 carambolas. Jorge Bastos defrontou Abel Amaral (Leões da Agra) e venceu facilmente, em 45 entradas, por 40-22. Com esta vitória, Jorge Bastos garante a subida ao TOP10 Nacional. Nos quartos de final, defrontou o mesmo Pedro Martins que o derrotou por 39-33 em 60 entradas. Pedro Martins demonstrou estar em grande forma e já no primeiro Open da temporada atingiu a final da competição.

Seis apurados para o 2º torneio da 3ª divisão de bilhar Serão seis os atletas do FAC que disputarão o acesso à fase final do 2º torneio da 2ª divisão em Bilhar. Com Carlos Veloso e Adelino Paredes já qualificados, foram mais quatro os que conseguiram o apuramento: Amândio Marinho, Jorge Lopes, Fernando Macedo e Tiago Moreira. Amândio Marinho teve a sua tarefa muito complicada. Após vencer o primeiro jogo frente ao A. Machado (CP Espinho) por 30-16 na 1ª jornada, teve de o voltar a defrontar na 3ª. No final venceu por 16-14. Jorge Lopes venceu o Manuel Figueiredo no 1º jogo por 24-13 e na segunda jornada perdeu frente ao Casimiro Malho (Fenianos) por 20-18 num jogo que poderia ter vencido. Na "negra" venceu o J. Costa (Leixões) por claros 22-14. Fernando Macedo, após o primeiro desaire por 21-20 (frente ao J. Silva do Agra), venceu no 2º jogo o J. Ribeiro (Padroense) nos penalties e beneficiou da desistência do seu adversário no jogo decisivo. Finalmente o Tiago Moreira venceu a sua série sem jogar sendo que os seus adversários não compareceram. Pelo caminho ficaram Manuel Figueiredo e Vasco Moreira. Na próxima semana, oito atletas do FAC estarão em competição na segunda eliminatória da Taça de Portugal e no sábado inicia-se o campeonato nacional da primeira divisão por equipas. O FAC realiza o primeiro jogo no salão do FC Porto, contra a equipa vice-campeã nacional e vencedora da taça de Portugal.

sport: 18 de Novembro de 2009 23

FAC dominador em hóquei patins O FAC proporcionou uma boa exibição numa partida de Hóquei em Patins dos Juniores. A formação famalicense jogou no terreno do Juventude de Viana onde ganhou por 3-8. O FAC entrou muito concentrada no jogo e fez o primeiro golo logo nos instantes iniciais. Ainda a equipa de Viana não estava refeita do primeiro golo e já o marcador assinalava outro golo para o FAC. O ritmo não foi sempre o mesmo e o Viana ainda empatou antes do intervalo. O piso muito húmido teve uma melhor adaptação inicial pelos da casa mas no descanso o FAC já vencia por 32. Na segunda parte, domí-

nio absoluto da melhor equipa da Famalicense Atlético Clube que no próximo domingo, recebe o HC Braga. Também no escalão de Juvenis, o FAC venceu em casa do ED Viana pela marca de 4-8. Depois da difícil vitória na passada terça-feira, em casa, frente ao HC Fão por 8-7, alcançada no último minuto do encontro, uma vitória na deslocação a Viana era fundamental para que a equipa continue nos lugares cimeiros da tabela classificativa. O triunfo desenhou-se com alguma tranquilidade. A jovem equipa do FAC teve uma entrada no jogo muito eficaz e ao intervalo vencia por 4-0. Na segunda parte,

a equipa de Viana melhorou o seu jogo e aliada a um abrandamento do Famalicense, conseguiu reduzir o marcador para um complicado 4-5. Depois disto, os atletas do FAC, com muita união no grupo, voltaram ao ritmo inicial e resolveram a partida, finalizando com 84. Na próxima semana, o FAC recebe o Braga, que se perspectiva o grande adversário na luta pelo segundo lugar. Finalmente nos escalões de Iniciados, Infantis e Escolares o FAC jogou com o AD Barcelos e fez as marcas de 2-0, 5-15 e 3-19 respectivamente. A diferença entre as

equipas não está espelhada nos resultados obtidos. Nos Iniciados, a equipa de Barcelos jogou muito fechada, consciente das dificuldades que teria se jogasse em todo o campo. Com esta vitória, o FAC mantém o segundo lugar na classificação. Nos Infantis e Escolares, as equipas forasteiras mostraram ter um ritmo de jogo mais avançado. No entanto, o grande desnível nos resultados finais poderiam ser atenuados, se o treinador do FAC tivesse todos os seus atletas disponíveis. Na próxima jornada, que se disputa no domingo de manhã, todos os escalões recebem o OC Barcelos. pub.


sport: 18 de Novembro de 2009

A Associação de Patinagem do Minho divulgou a terceira convocatória para os treinos de preparação da Selecção do Minho, para o torneio dos Reis, que vai decorrer de 8 a 10 de Janeiro de 2010. Nesta lista constam Bruno Silva, Afonso Carvalhal e Miguel Freitas que representarão o Famalicense AC. De preparação para esse torneio, a mesma selecção vai estar presente nos dias 12 e 13 de Dezembro no I Torneio de Iniciados, organizado pela Associação de Patinagem de Aveiro. O treino realizar-se-á no pavilhão de São Salvador, em Campo, Barcelos, às 20 horas, no dia 18 de Novembro.

Julinho treina Airão O treinador famalicense Julinho é o novo responsável técnico do Airão, actual penúltimo classificado da série B da 1ª divisão distrital da Associação de Futebol de Braga. Julinho, que estava sem clube, foi o eleito pelo presidente Manuel Novais para ocupar a vaga deixada em aberto por Nando,

que abandonou o cargo após a derrota por 3-1 em Santo Adrião. Julinho, antigo treinador de Gondifelos e Ninense, terá pela frente uma tarefa complicada que passa por reanimar o Airão, equipa que apostou forte para esta temporada, mas está longe dos objectivos pretendidos.

FC Landim homenageia José Cunha O Futebol Clube Landim vai realizar no próximo sábado, pelas 15 horas, uma homenagem ao antigo presidente e fundador da colectividade, José Cunha, no 10º aniversário do seu desaparecimento. Será também inaugurado um busto em sua memória no parque de jogos do clube.

Riba d’Ave derrotou líder da classificação Em jogo da 7ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patis, o Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) recebeu e venceu o líder da classificação, o Infante de Sagres, por claros 7-2. Este jogo revestia-se de vital importância para os ribadavenses, pois o Infante de Sagres, se vencesse, colocava a equipa da casa a nove pontos de distância. Os adeptos corresponderam com a sua presença e apoio ao clube, numa moldura humana significativa no Parque das Tílias. O RAHC fez um jogo irrepreensível e mesmo sofrendo um golo primeiro manteve o domínio do jogo. Por isso, os ribadavenses rapidamente igualaram o resultado com um tento de Joel Ferreira. Ainda antes do intervalo, os locais aumentariam a contagem para 2-1,

desta feita com André Alves a facturar. Para a segunda parte, o RAHC entrou com determinação e força para levar de vencido o Infante de Sagres. O Riba d’Ave mostrou um hóquei de grande nível, individual e colectivo, marcando mais cinco golos sem resposta e alguns deles de belo feito. Os golos foram apontados por Joel Ferreira, Hélder Gomes, André Alves, João Nuno e Arnaldo Queirós, o que deixou o Infante de Sagres sem argumentos para contrariar o adversário. Ainda assim, os visitantes reduziram na fase final do jogo a desvatnagem, colocando o resultado final em 72. Entretanto, nas camadas jovens apenas competiram os infantis do clube, com a formação ribadavense a sair derrotada do pavilhão do Valença por 4-3.

FAC conquista triunfo na estreia de Jorge Ferreira O Famalicense Atlético Clube (FAC) conquistou no passado sábado a segunda vitória no campeonato da 2ª divisão, depois de ter vencido no pavilhão do Feira por 5-3. O técnico Jorge Ferreira não poderia desejar melhor estreia no banco dos famalicenses. Frente ao àquele que era o 3º classificado, o FAC conseguiu surpreender, entrando dominador e conseguindo desde logo dois golos de vantagem. Numa altura em que os visitantes controlavam o jogo, uma desatenção defensiva deu origem ao 1-2. O Feira empolgouse e chegou ao empate num grande golo. O FAC estava bem mentalmente e antes do intervalo colocou-se novamente em vantagem.

Na segunda parte, o FAC manteve a mesma atitude e com muita concentração no jogo chegou ao 2-4. O Feira ainda reduziu, mas a dois minutos do final os forasteiros conseguiram o golo da tranquilidade, alcançando o 3-5 final. Recorde-se que Jorge Ferreira, que até agora comandava os iniciados e juvenis do FAC, acumula também, desde a passada semana, as funções de treinador principal nos seniores. Jorge Ferreira tem o apoio de Dino como adjunto enquanto o preparador físico se mantém André Barbosa. Os maus resultados de início de temporada ditaram a saída do anterior treinador, Fernando Jorge, com a direcção do FAC e o

HOQUEI EM PATINS R E S U L TA D O S

Três atletas do FAC na Selecção do Minho de Hóquei

modalidades

Nortecoop., 4; Académica, 3 Carvalhos, 9; Marco, 8 Lavra, 6; Limianos, 6 Penafiel, 4; Escola Livre, 0

CLASSIFICAÇÃO

II Divisão

Riba d'Ave, 7; Inf. Sagres, 2 Feira, 3; FAC, 5 Pacense, 4; Sanjoanense, 6 Marítimo, 6; Cambra, 5

J

V

E

1. Carvalhos 7 2. Penafiel 7 3. Inf. Sagres 7 4. Feira 7 5. Marco 7 6. Cambra 7 7. Riba d'Ave 7 8. Sanjoanense 7 9. Limianos 7 10. Nortecoope 7 11. Marítimo 7 12. Lavra 7 13. Juv. Pacense 7 14. Escola Livre 7 15. FAC 7 16. Académica 7 Académica - Cambra Marco - Nortecoope Limianos - Carvalhos Escola Livre - Lavra

6 5 5 4 4 4 4 4 3 3 3 2 2 2 2 0

0 1 46 25 18 1 1 34 20 16 0 2 30 28 15 1 2 33 22 13 1 2 35 32 13 0 3 39 24 12 0 3 38 31 12 0 3 40 38 12 2 2 33 33 11 0 4 21 24 9 0 4 32 36 9 1 4 22 27 7 0 5 24 33 6 0 5 19 32 6 0 5 21 37 6 0 7 22 47 0 Inf. Sagres - Penafiel FAC - Riba d'Ave Sanjoanense - Feira Marítimo - Juv. Pacense

PRÓXIMA

24

D

F

C

técnico a chegarem a acordo para terminar a ligação contratual que tinham. Na hora da saída, Fernando Jorge deixou em aberto um possível regresso ao clube no futuro.

pub.

CONVOCATÓRIA DE ASSEMBLEIA-GERAL Associação de Solidariedade Social ARIAN-VIDA Paulo César Azevedo Dias, presidente da Mesa da Assembleia-Geral da Associação de Solidariedade Social ARIAN-VIDA, nos termos do artigo 19º, nº1 dos estatutos, convoca todos os sócios para a Assembleia-Geral Extraordinária a realizar no próximo dia 03 de Dezembro de 2009, pelas 20:30 horas, na sede desta Associação, sita na Rua das Alminhas, Imóvel das Boucinhas, Loja 7, freguesia da Ribeirão, concelho de Vila Nova de Famalicão, com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto 1 – Apresentação de listas concorrentes à eleição para a Direcção da Associação para o triénio 2009-2011; Ponto 2 – Eleição, por voto secreto, da Direcção da Associação para o triénio 2009-2011; Ponto 3 – Apresentação dos resultados eleitorais e tomada de posse da Direcção. Observação. A Assembleia-Geral terá início à hora marcada caso estejam presentes mais de metade dos associados com direito a voto ou uma hora mais tarde, com qualquer número de presenças, de acordo com o artigo 31º, nº1. Ribeirão, 16 de Novembro de 2009 O Presidente da Mesa da Assembleia Geral Paulo Dias, Dr.

P

pub.

Associação Cultural Beneficiente e Desportiva dos Trabalhadores Municipio de VNF ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA Nos termos legais e estatutários, convoco os sócios da ACB – Associação Cultural Beneficente e Desportiva dos Trabalhadores do Município de Vila Nova de Famalicão para a Assembleia Geral de 24 deNovembro de 2009, a realizar no auditório da ACB sita na Rua Álvaro Castelões n.º 95, pelas 18:00h, com a seguinte ordem de trabalhos: ORDEM DE TRABALHOS 1 – Apresentação, discussão e votação do Plano de Actividades e Orçamento de 2010; 2 – Alteração dos Regulamentos Internos; 3 – Marcação de Assembleia Eleitoral. 4 – Outros assuntos. Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos seus Associados, a Assembleia Geral reunirá, em segunda convocação, meia hora mais tarde com a presença dos Associados presentes. Vila Nova de Famalicão, 02 de Novembro de 2009 O Presidente da Assembleia-Geral Armindo Borges Alves Costa, Arq.º


sport: 18 de Novembro de 2009 25

modalidades

Equipa de atletismo para 2009/2010 foi apresentada no passado sábado

CCD Ribeirão aponta aos pódios

Bairro FC realiza S. Martinho O Bairro Futebol Clube vai realizar a festa de S. Martinho no próximo sábado, pelas 17 horas, no campo da Ribeira, em Bairro. A animação estará a cargo do Rancho Folclórico de S. Pedro de Bairro que vai actuar pelas 21 horas e do grupo de cantares ao desafio Eduardo Lobo e Domingos Soalheira

Bruno Marques O Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) apresentou no passado sábado a sua equipa de atletismo para a época 2009/2010, numa cerimónia que decorreu na Quinta da Alegria, em Ribeirão. Num convívio que serviu também para comemorar o S. Martinho, o CCDR deu a conhecer toda a sua estrutura para a nova temporada, tendo juntado muitos sócios e amigos da colectividade. Depois de mostrar um vídeo sobre as actividades da colectividade, o clube ribeirense apresentou os seus atletas para a nova temporada, numa equipa que será composta por 80 elementos. A equipa será dividida pelo desporto a brincar (dos 6 aos 12 anos), com 25 elementos, pelos escalões de iniciados e juvenis (dos 13 aos 17 anos), com 30 elementos, e ainda pelos escalões de juniores e seniores que comportaram os restantes 25 atletas. Em termos de competições, o CCDR vai participar em campeonatos de zona, regionais e nacionais, espalhados um pouco por todo o Portugal, em provas essencialmente de pista, mas também de pavilhão, estrada e corta-mato. Questionada sobre os objectivos para 2009/2010, Alexandra Sarmento, treinadora da equipa de competição, aponta ao maior número de pódios possível. A equipa de rendimento procurará disputar sempre os lugares cimeiros dos campeonatos nacionais, quer ao nível individual, quer colectivo, enquanto na formação a pretensão passa por aumentar o número de praticantes. Aliás, esse é outro dos objectivos determinados pelo CCDR, ou seja, permitir que mais jovens integrem uma prática desportiva. “Queremos dar continuidade ao trabalho que temos vindo a fazer até aqui e atingir pelo menos o número de pódios conseguidos no último ano que foram 12”, começou por dizer Alexandra Sarmento, acrescentando que “na pista

AD Ninense actualiza número de sócios A Associação Desportiva Ninense vai proceder à actualização dos números de sócios já no início do próximo ano de 2010. Para esse efeito, o clube pede a todos os sócios que regularizem as suas quotas até ao final do ano para se proceder a essa mesma actualização. Atletas do CCDR para a nova época desportiva

coberta o objectivo passa por subir à 1ª divisão, mas se isso não for possível pretendemos ficar entre as melhores equipas da 2ª divisão”. Recorde-se que na época passada, o CCDR alcançou 12 pódios nacionais e o título de vicecampeão da 2ª divisão no campeonato de clubes de pista coberta. Para além disso alguns atletas tornaram-se internacionais, com a participação nos Jogos da Lusofonia e em meetings no estrangeiro, enquanto atletas de vários escalões participaram nos respectivos campeonatos nacionais. Apesar dos resultados positivos, Alexandra Sarmento continua a reclamar melhores condições de treino para o CCDR. Presente na iniciativa esteve Leonel Rocha, vereador do desporto da Câmara Municipal de Famalicão, que destacou o trabalho positivo que tem sido feito pela colectividade ribeirense ao longo dos anos. “A formação que é feita

neste clube é por si só um resultado positivo. Se porventura, para além dessa formação, o CCDR conseguir alcançar alguns pódios, então será excelente. Mas enfatizo o trabalho que tem sido feito por esta colectividade em prol dos mais jovens e do seu desenvolvimento”, disse. Questionado sobre as condições de treino do CCDR, Leonel Rocha referiu que a construção da cidade desportiva vai colmatar muitas das necessidades dos clubes do concelho, entre eles o CCDR. O vereador que foi também um dos convidados à entrega das distinções aos atletas ribeirenses pelos resultados alcançados durante a época transacta. Quanto à equipa técnica do CCDR, Alexandra Sarmento será a coordenador, com a colaboração de mais quatro técnicos, Pedro Oliveira, Sérgio Batista, Sérgio Costa e Pedro Carrasco.

Flor do Monte organiza torneio de sueca A Associação Recreativa e Cultural “A Flor do Monte”, da Carreira, irá realizar no próximo dia 28 de Novembro um grande torneio de sueca. As inscrições poderão ser feitas até às 15 horas do dia do torneio, sendo que o preço da inscrição é de dez euros por equipa. Prémios: 2 bacalhaus (1º prémio); 2 gansos (2º prémio); 2 frangos (3º prémio).

NXVSC-Didáxis apura-se para a meia-final A Associação de Xadrez do Distrito de Braga (AXDB) está a organizar a Taça Distrital de Braga, referente à época 2009/201,0 onde cada clube filiado na AXDB pôde inscrever até três equipas (quatro jogadores em cada encontro ordenados pelo número de tabuleiro), com um número máximo de 16 jogadores por equipa. A equipa do Núcleo de Xadrez de Vale S. Cosme-Didáxis (NXVSC-Didáxis) já está apurada para a meia-final da competição. A prova disputa-se em sistema de eliminatória, tendo-se realizado o sorteio da 1ª sessão da prova, às 21horas do dia 26 de Outubro de 2009 na sede da AXDB. Para esta competição registaram-se 12 inscrições, onde as equipas derrotadas poderiam continuar em prova, se assim o desejassem indicando essa pretensão no momento de inscrição, competindo, desta

forma, com as outras equipas derrotadas, de maneira a estabelecer-se uma classificação final da prova. A 1ª eliminatória (de acerto) iniciou-se no dia 6 de Novembro e os quartos-de-final decorreram no passado dia 13 de Novembro. O NXVSC-Didáxis participa com três equipas, estando apurada a equipa A para as meias-finais, mercê de uma vitória tangencial, por 2,5-1,5, perante o Clube de Xadrez João de Meira. A meia-final irá decorrer no próximo dia 20 de Novembro (21h15), onde a equipa A do NXVSC-Didáxis defrontará a equipa B dos Amiguinhos do Museu Alberto Sampaio. Na outra meiafinal defrontar-se-ão os clubes vimaranenses Grupo de Xadrez Afonsino e a equipa A do AMAS. Equipa de xadrez da Didáxis de Vale S. Cosme pub.


sport: 18 de Novembro de 2009

modalidades/motores

Numa deslocação complicada ao terreno do AAS Mamede, o AVC arrancou uma vitória a “ferros”, num desafio nem sempre bem jogado, mas repleto de emoção. No primeiro parcial, o AVC até entrou bem na partida mas foi surpreendido por adversárias rápidas que conseguiam alternância no resultado, destabilizando a estratégia das famalicenses. Mesmo assim, veio ao de cima o poderio das jovens do Atlético e a vitória no parcial surgiu por 25-22 Na entrada para o segundo set, o AVC sofreu uma contrariedade, sendo que uma das suas jogadoras mais pontuadoras ao longo da partida teve que ser substituída. Sofrendo alguns pontos seguidos, o AVC não conseguiu evitar a derrota no parcial por 25-20.

Devido às contrariedades, o terceiro set seria diferente. José Pereira e os seus pares ajustaram a equipa de forma diferente, optando pela rotatividade das jogadoras. O equilíbrio no set ficou patente no resultado 23-25 favorável às famalicenses. No quarto set e com a pressão do lado do S. Mamede, que tinha que ganhar para conseguir jogar a “negra”, o AVC controlou os indicies de ansiedade e conseguiu que o set fosse sempre controlado e dominado por si, vencendo por 25-21. Em suma, uma vitória num terreno muito complicado. Na próxima jornada, o AVC desloca-se a Guimarães para defrontar o Francisco de Holanda. A partida realiza-se no sábado, dia 21 de Novembro, pelas 21 horas.

No basquetebol

Fim-de-semana sem vitórias para a ATC As equipas de basquetebol da Associação Teatro Construção (ATC) cumpriram um fim-de-semana sem qualquer vitória nos jogos disputados. No sábado, os iniciados masculinos receberam o SC Braga no pavilhão das piscinas de Joane. A equipa da ATC, que havia vencido na casa do adversário, esteve desta feita muito limitada por doença da maioria dos seus jogadores. Aguentando bem a primeira parte, os jovens joanenses “não tiveram pernas” na segunda e o resultado avolumou-se naturalmente.

Vice Versa não cede no topo da liga concelhia de bilhar

A Associação Moinho de Vermoim (AMVE) festejou no passado sábado o seu 3º aniversário. Foram cerca de 200 pessoas que assistiram à festa de aniversário da colectividade, sendo que ao longo do evento actuaram o Coro Infantil da AMVE e actor Sérgio Ferreira que fez stand up comedy “Reviver o Passado”. A festa foi também aproveitada para consagrar os melhores atletas do ano na AMVE. Os sócios do ano foram José Azevedo, Agostinho Azevedo, Joaquim Mariano e Hilário Campos. No que refere ao desporto foram galardoados como atletas do ano Rosa Oliveira, no que refere ao atletismo, e António Bento, no ciclismo. A equipa do ano foi a do atletismo. Na cultura rece-

beram os galardões o Coro Infantil e o actor Sérgio Ferreira. Foi uma noite repleta de emoções fortes, onde se cantaram os parabéns à associação e foram desejados votos de felicidade a todos os

ferença. Finalmente, coube aos juniores encerrar esta série negativa de resultados para a ATC, perdendo em casa frente à equipa do Guimarães por 33 pontos de diferença. Se a primeira parte foi difícil para os juniores da ATC, já na segunda a equipa reagiu muito bem e conseguiu que o adversário não se distanciasse ainda mais no marcador. Apesar destes resultados, as equipas da ATC continuam na corrida ao apuramento para a fase final dos respectivos campeonatos distritais.

Disputou-se no passado fimde-semana a 7ª jornada dos campeonatos das séries A e B da 1ª divisão distrital de futsal, com as equipas famalicenses do Mouquim, Pousadense e S. Mateus a saírem vitoriosos. Na série A, o Esmeriz foi a única formação do concelho a perder, sendo surpreendido na sua própria casa pelo Nun’Álvares. Pousadense e Mouquim conseguiram soI DIV. FUTSAL AFB EPB, 5; Lordelo, 0 Esmeriz, 3; Nun'Álvares, 4 CART, 1; Pousadense, 3

Série A

mar os três pontos graças a triunfos fora de portas. Quanto à série B, a Mocidade Alegre de Landim e o Pinheiro Torto não evitaram desaires, sendo que o S. Mateus foi a única formação do concelho a conquistar os três pontos. O conjunto de Oliveira S. Mateus está no segundo posto da tabela, depois de um complicado triunfo sobre a formação do André Soares por 4-3. I DIV. FUTSAL AFB

Apulienses, 2; Mouquim, 4 Folgou: Cabeçudense

P.Torto, 4; StoAdrião, 10 AEIPCA, 3; Celorico, 2 S. Mateus, 4;André Soares, 3

Série B

Fundação MC, 3; Priscos, 2 StoTirso, 3; MAL, 1

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

D

F

C

P

CLASSIFICAÇÃO

J

V

E

D

F

C

P

1. Nun'Álvares 2. EPB 3. Mouquim 4. Lordelo 5. Esmeriz 6. Pousadense 7. Cabeçudense 8. CART 9.Apulienses

6 6 6 7 6 6 6 6 7

5 4 3 3 2 3 2 1 1

0 1 1 1 3 0 1 1 0

1 1 2 3 1 3 3 4 6

30 22 18 20 13 17 16 14 19

17 13 16 21 12 19 21 23 27

15 13 10 10 9 9 7 4 3

1. Fundação MC 2. S. Mateus 3. StoAdrião 4. StoTirso 5.AEIPCA 6. MAL 7. Celorico 8. Priscos 9.André Soares 10. PinheiroTorto

6 7 6 7 7 7 7 6 6 7

5 5 4 4 3 3 2 1 1 0

1 0 1 1 2 1 0 2 0 2

0 2 1 2 2 3 5 3 5 5

41 32 32 34 24 21 30 24 23 28

24 25 22 28 21 23 35 28 31 52

16 15 13 13 11 10 6 5 3 2

Nun'Álvares - EPB Pousadense - Esmeriz Mouquim - CART

Cabeçudense -Apulienses Folga: Lordelo

StoTirso - StoAdrião Celorico - PinheiroTorto André Soares -AEIPCA

Priscos - S. Mateus MAL- Fundação MC

dirigentes e associados da AMVE. Marcaram presença na festa Hugo Mesquita, em representação da Câmara Municipal de Famalicão, e Manuel Carvalho, em representação da Junta de Freguesia de Vermoim.

1ª jornada de escolas na Liga Futsal Famalicão

Mouquim, Pousadense e S. Mateus vitoriosos no campeonato

RE SULTA DOS

pub.

um ponto. Apesar da derrota, as jovens da ATC, que na primeira volta tinham vencido em casa esta equipa do Barcelos por uma margem de 22 pontos, realizaram um bom jogo. Também no domingo de tarde os cadetes receberam em Vermoim o V. Guimarães. Este era um jogo muito aguardado dado os resultados de ambas as equipas até ao momento. Apesar do jogo estar equilibrado, no final primeira parte o resultado era de 35-38. No final, o Guimarães acabaria por se impor por 14 pontos de di-

Moinho de Vermoim cumpriu 3º aniversário

PRÓXIMA

Realizou-se na passada semana mais uma jornada dupla da liga concelhia de bilhar, desta feita a 9ª e a 10ª jornadas. Os resultados da nona ronda foram: Passos 1-2 S. Cláudio; Vivas 2-1 Arca; O Calendário 1-2 Requionense; Louro 3-0 Camiliano; Koppu 2-1 Salão Mendes; Realista 12 Vice Versa; Carlitos x-3 Bem Estar; Queen’s Park 0-3 Paris. Já na 10ª jornada, registaram-se os resultados: Paris 3-0 Passos; S. Cláudio 0-3 Vivas; Arca 1-2 O Calendário; Requionense 2-1 Louro; Camiliano 2-1 Koppus; Salão Mendes 3-0 Realista; Vice Versa 3-x Carlitos; Bem Estar 21 Queen’s Park. A classificação está ordenada da seguinte forma: 1º Vice Versa, 79 pts; 2º Paris, 76 pts; 3º Vivas, 68 pts; 4º Bem Estar, 57 pts; 5º Salão Mendes, 45 pts; 6º Requionense, 41 pts; 7º O Calendário, 40 pts; 8º Camiliano, 39 pts; 9º Louro, 39 pts; 10º Arca, 38 pts; 11º Passos, 37 pts; 12º Koppus, 33 pts; 13º Realista, 32 pts; 14º Queen’s Park, 30 pts; 15º S. Cláudio, 25 pts; 16º Carlitos, 10 pts.

No final o marcador indicava 38 para a ATC e 103 para o SC Braga. No domingo de manhã, as cadetes tiveram a mesma sorte frente ao BC Barcelos, em Vermoim. Com uma boa entrada em jogo, a equipa de Joane deitou tudo a perder no segundo período, sofrendo um parcial de 27-4. Na segunda metade a equipa da ATC ainda reagiu mas não foi a tempo de evitar a derrota. Resultado final: 3681. De tarde, as iniciadas da ATC foram a Barcelos, onde perderam por apenas

RE SULTA DOS

Voleibol feminino: AVC vence no terreno do S. Mamede

PRÓXIMA

26

Disputou-se no passado fimde-semana a 1ª jornada do escalão de escolas da Liga de Futsal de Famalicão, com os seguintes resultados: Esc. Futsal T. Paiva/GR Covense 10-3 Ass. Artes em Movimento; FC Vermoim 4-2 Esc. Futsal Recreio Desportivo; Esc. F. Sportfut 8-5 CD Juv. Académico; Ass. Juventude Joane 5-0 Barrimau FC. Classificação: 1º Esc. Futsal T.Paiva/GR Covense, 3 pts; 2º Assoc. Juventude de Joane, 3 pts; 3º Esc. F. Sportfut, 3 pts; 4º FC Vermoim, 3 pts; 5º Esc. Futsal Recreio Desportivo, 0 pts; 6º Clube Desp. Juv. Académico, 0 pts; 7º Barrimau FC, 0 pts; 8º Assoc. Artes de Movimento, 0 pts. No próximo domingo realiza-se a 1ª jornada do escalão de infantis, com organização do Barrimau FC. Os jogos realizam-se no polidesportivo do Barrimau FC, com a seguinte ordem: 9h30, CD Juv. Académico-Assoc. Juv. Joane; 10h30, ADC Arnoso Stª Eulália-Sportfut; 11h30, Esc.F.T.Paiva/ GR Covense -Barrimau FC.


modalidades/motores

Geração Benfica de Famalicão joga em Braga

Juventude Joane soma nova vitória O inicia de época da Associação Juventude de Joane começa a ser prometedor, com mais uma vitória por 5-0 na primeira jornada da Liga de Futsal de Famalicão no seu escalão de escolinhas, numa jornada organizada pela Juventude de Joane. No próximo fim-desemana, a Juventude de Joane deslocase ao terreno do Barrimau FC para mais uma jornada inicial, desta feita nos escalões de infantis, num jogo com a Juv. Académico.

No próximo sábado, a Escola do Benfica de Famalicão desloca-se a Braga para disputar a 2ª jornada do campeonato da APEF. A participação da escola nesta competição tem como objectivo proporcionar encontros com outras escolas de futebol durante todo o ano e ao mesmo tempo fazer com que os seus atletas adquiram mais experiência para um futuro que passará por federar os escalões de formação. No próximo mês de Dezembro, a Escola do Benfica de Famalicão vai deslocar-

AD Carril comemorou 25º aniversário

Enquanto a chuva fustigava diversas regiões do país, as condições climatéricas foram amenas em Alcácer do Sal, onde no passado domingo o piloto famalicense Vítor Hugo se sagrou campeão nacionaod de quad-cross, no escalão de infantis, na sexta e última jornada do campeonato nacional. A acção desenvolveu-se numa pista com 1100 metros de perímetro, construída propositadamente na cidade alentejana de Alcácer do Sal. O piloto da equipa J. Machado Motos fez uma corrida inteligente e sagrou-se campeão nacional do seu escalão. Nesta modalidade do motociclismo, que se encontra em crescimento de ano para ano, Vítor Hugo conseguiu também ser o primeiro atleta famalicense a alcançar o título de campeão nacional em quad-cross. No final, o piloto famalicense estava feliz e grato aos seus pais, equipa e patrocinadores por todo o apoio dado ao longo da temporada. pub.

Centro Social e Cultura de Riba de Ave Instituição Particular de Solidariedade Social

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DO CENTRO SOCIAL E CULTURAL DE RIBA DE AVE

25 de Novembro de 2009, pelas 20.30 horas CONVOCATÓRIA Ao abrigo do Artigo 15º dos Estatutos, convoco os associados do Centro Social e Cultural de Riba de Ave para uma Assembleia Geral Ordinária, a ter lugar no dia 25 de Novembro de 2009, pelas 20.30 horas, nas instalações da instituição, e com a seguinte ordem de trabalhos: 1) Apreciar e votar o Plano de Actividades e Orçamento para 2010; 2) Apreciar e votar a Revisão do Orçamento para 2009; 3) Outros assuntos de interesse para a Associação. Nota: Se à hora marcada nesta Convocatória não estiverem presentes mais de metade dos Associados no pleno gozo dos seus direitos, a Assembleia reunirá uma hora depois com qualquer número de Associados.

O Presidente da Assembleia Geral José Manuel Soares Cerqueira (Dr.)

se a Lisboa para participar num pequeno torneio entre escolas do Benfica, onde no final todos os atletas vão dar uma volta ao relvado da Luz, instantes antes ao início do jogo da Liga Sagres entre Benfica e Académica (06 de Dezembro). A 2ª jornada do campeonato da APEF será disputada na freguesia de Figueiredo e os jogos terão início às 9h30. Na jornada inaugural, a Escola do Benfica de Famalicão dominou na maioria dos escalões de formação.

Vítor Hugo é campeão nacional em quad-cross

A Associação Desportiva do Carril levou a efeito as comemorações do seu 25º aniversário no passado domingo, um evento que se realizou no salão paroquial de Mogege. Ao todo estiveram presentes cerca de 300 pessoas, entre sócios da associação e população em geral. A tarde foi passada ao som de música, com as actuações da banda musical “Sigla Dep” e do rancho folclórico da freguesia. No intervalo da actuação da banda musical decorreram as condecorações aos sócios fundadores e empresas patrocinadoras da associação. Em representação da autarquia famalicense esteve Leonel Rocha, vereador do desporto. Na parte final cantaram-se os tradicionais parabéns. Entretanto, a Associação Desportiva do Carril realizou no passado sábado as finais do seu torneio quadrangular. Os grandes vencedores deste torneio foram as velhas guardas da AD Carril. Na final a equipa da casa bateu a formação dos Escuteiros de Mogege por 5-3. O torneio deste ano foi inserido nas comemorações do 25º aniversário da colectividade de Mogege.

Riba de Ave, 10 de Novembro de 2009

sport: 18 de Novembro de 2009 27

pub.


28

sport: 18 de Novembro de 2009

motores

Em jornada de azar para a Macominho Sport em Gondomar

Mariana assegura terceiro lugar no júnior Os pilotos da Macominho Sport, Mariana Neves de Carvalho/Filipe Martins e Ricardo Costa/Nuno Almeida, participaram no passado fim-de-semana no Rali Cidade de Gondomar, última prova do campeonato open de ralis. A formação famalicense não foi feliz na visita que realizou à cidade do ouro. Mariana Neves de Carvalho e Filipe Martins entraram no primeira PEC de sábado com um ritmo vivo, mas à passagem do quilómetro três e depois da abordagem a um gancho, a transmissão do Suzuki Ignis cedeu, forçando a dupla de Famalicão ao abandono.“Tenho pena que o carro não tivesse colaborado pelo menos até ao final da especial, pois vínhamos com um andamento muito forte e gostava de saber onde nos colocaríamos em termos de tabela classificativa. O nosso objectivo nesta prova era o de tentar atacar o segundo lugar no campeonato e penso que o iríamos conseguir”, disse Mariana Neves de Carvalho que ainda assim manteve a terceira posição no campeonato júnior de

ralis, vencendo a taça das senhoras nesta categoria. E o quilómetro três da primeira especial de sábado foi madrasto para a formação de Famalicão, uma vez que também a dupla Ricardo Costa e Nuno Almeida desistiram, com as transmissões traseiras do Mitsubishi Evo VI partidas. “Entramos na prova com o objectivo de alcançar mais uma vitória, colocamos um anda-

mento rápido até para tentarmos ganhar logo cedo alguma vantagem. Mas uma vez mais a sorte não quis nada connosco”, desabafou Ricardo Costa. Ricardo Costa e Nuno Almeida terminam o campeonato na quinta posição da geral sendo segundos da categoria 3. O campeonato open de ralis marca regresso no próximo ano e em breve a equipa de Famalicão revelará os seus projectos.

Nuno Pina faz balanço positivo No passado sábado, e depois de comandar três competições desde o início da temporada, o famalicense Nuno Pina viu um pequeno erro retirar-lhe os três títulos que perseguia. Um toque com uma roda na última curva do Rali de Gondomar bastou para que não conseguisse chegar ao final da prova e receber os prémios pela boa temporada que realizou, a primeira completa no Campeonato Open de Ralis. Bastante desanimado, Nuno Pina falou acerca do sucedido: “foi realmente triste o que aconteceu, mas acreditem que o apoio que tivemos e as amizades que fizemos, o desportivismo que sentimos por parte dos outros concorrentes para connosco, superou tudo. Correu mal, perdemos uma batalha, mas não perdemos a guerra.” “Ganhei muito mais do que aquilo que perdi. Na realidade perdi dois mil euros, mas dinheiro nenhum compra a amizade e carinho que conseguimos por parte dos adeptos, concorrentes e amantes da modalidade. Isto ficou mais que expresso na maneira como fui tratado na ligação para o parque fechado, em que fiquei simplesmente impressionado com a quantidade de gente que nos ajudou a tentar superar aquele momento difícil”, disse Nuno Pina.

João Ruivo garante título na categoria 1

A época de 2009 terminou da melhor forma para o Crédito Agrícola Rally Team, com a dupla famalicense João Ruivo e Alberto Silva, pois no Rali de Gondomar conseguiram o título nacional da categoria 1, para além do vicecampeonato absoluto. À partida para esta derradeira etapa do calendário do Open, as contas estavam complicadas, pois a equipa famalicense procurava confirmar o terceiro lugar em termos gerais e o segundo dos carros de duas rodas motrizes. O desfecho foi ainda melhor, pois conseguiram melhorar as posições em relação ao ano passado. “Correu como tínhamos planeado. Como sabíamos que o segundo troço não era ideal para nós, atacámos nos outros dois. Depois, na quarta especial, rompeu-se um tubo de óleo de travões e tivemos que vir assim até à assistência”, começou por explicar João Ruivo, que prosse-

guiu: “Fizemos algumas alterações para a última secção e isso resultou, apesar dos nossos principais adversários terem tido problemas. Até final, foi apenas gerir a situação e tentar o segundo lugar absoluto, o que conseguimos”. Para além da alegria do resultado alcançado, bem como o título da categoria 1, João Ruivo não esqueceu Nuno Pina, um dos seus principais adversários, seu amigo e conterrâneo, que teve uma grande dose de azar. Em termos de balanço, o piloto famalicense considera que o ano “foi bastante complicado, pois tivemos algumas desistências e nunca pensámos conseguir agora os objectivos. Há duas provas atrás, pensava que estava tudo perdido e até disse que se não fosse terceiro era uma derrota. Sair daqui com um título e um segundo lugar absoluto é fantástico”, acrescentou.

Miguel Campos quer vencer no Rallye Casinos do Algarve

O piloto famalicense deixou ainda agradecimentos a João Ruivo e André Pimenta, bem como aos promotores do Desafio Modelstand “pela forma séria como desenvolveram este projecto”. Para concluir, Nuno Pina disse que o terceiro lugar final absoluto no campeonato open de ralis foi “óptimo”.

Com vitórias alcançadas nas duas últimas prova do calendário, Miguel Campos e Aloísio Monteiro vão tentar levar o Renault Clio R3 da ARC Sport ao terceiro triunfo consecutivo entre as viaturas de duas rodas motrizes. Imbatível nesta especialidade, desde que regressou à competição, Miguel Campos está confiante para um bom resultado nas especiais do Algarve. “Vamos procurar a terceira vitória. É esse o nosso principal objectivo, embora saiba que a concorrência está forte. Não faço o Rali do Algarve desde 2006, mas vamos tentar obter uma prestação igual às duas provas anteriores, impondo sempre o nosso ritmo habitual”, afirma, com confiança, Miguel Campos. Para Aloísio Monteiro, o título de navegador nas duas rodas motrizes ainda é uma possibilidade, bem como na categoria até 2,0 litros. Mais uma forte motivação para o dinâmico navegador: “era uma forma fantástica de fechar o ano em grande”. pub.

OS915  

Adriano Pereira está d de em mi is ss si io on ná ár ri io o no GD Ribeirão Clube Rugby Famalicão assume l li id de er ra an nç ça a Francis...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you