Issuu on Google+

Tânia Silva vice-campeã nacional de corta-mato No passado domingo disputaram-se os campeonatos nacionais de corta-mato curto, absolutos e sub-23, na Figueira de Foz, com a atleta Tânia Silva, do Liberdade Futebol Clube, a sagrar-se vice-campeão nacional da modalidade. A atleta voltou a demonstrar o seu bom momento de forma, arrecadando o segundo lugar do pódio e consequentemente o título de vice-campeã nacional de corta-mato curto, na categoria de sub-23.

Mulheres com entrada gratuita no Famalicão-Arões A Comissão Administrativa do FC Famalicão dedica a todas as mulheres do concelho famalicense o jogo do próximo domingo entre o Famalicão e o Arões, a contar para a Divisão de Honra da AF Braga. Por esse motivo, a entrada para assistir ao encontro de futebol será gratuita para as senhoras, tendo por intuito voltar a encher o Estádio Municipal de Famalicão. A partida iniciase às 16 horas.

Em Santarém

CRF perde hipótese de liderança

Uma vez mais um atleta do Clube de Rugby de Famalicão foi chamado aos trabalhos das Selecções. Desta vez foi Diogo Sousa, de Ribeirão, um atleta das escolas (sub14), que será integrado na Selecção de rugby do Norte que participará no Rugby Youth Festival, em Lisboa, nos próximos dias 4 e 5 de Abril. Este torneio contará com a presença de equipas de todo o mundo, num total estimado de cerca de 1000 atletas.

Pousadense luta por um lugar na final da taça de futsal A equipa famalicense do Pousadense joga no próximo domingo frente ao Santo Adrião para as meias-finais da Taça da Associação de Futebol de Braga, em futsal. O encontro terá lugar no Pavilhão Municipal Terras de Vermoim, pelas 19 horas, com as duas equipas a lutarem por um lugar na final da competição. Estas duas formações não conseguiram no campeonato qualificar-se para a série que vai discutir o título de campeão e a consequente subida de divisão, sendo que por isso o jogo do próximo domingo é de grande importância, podendo servir como salvação da temporada desportiva. O Pousadense é a única equipa do concelho de Famalicão ainda em competição na Taça da AF Braga, em futsal.

Atleta famalicense nos trabalhos da Selecção regional

O Clube de Rugby de Famalicão (CRF) deslocou-se no passado sábado a Santarém para defrontar a equipa local, em jogo a contar para a 5ª jornada da segunda fase do campeonato de rugby da 2ª divisão. Os famalicenses perderam por 29-10. Num campo de jogo em condições muito más, o CRF teve alguma dificuldade em impor o seu jogo. O quinze inicial voltou a sentir as ausências de quatro habituais titulares, não pela valia dos seus substitutos, mas pela falta de rotina em determinadas posições. Assim, a equipa da casa dominou a partida, tendo aproveitado bem o forte vento a favor que se fazia sentir na primeira parte. Os

famalicenses disputaram sempre o jogo e estiveram até bem nas situações de alinhamentos e formações ordenadas. Este encontro abre ainda assim boas perspectivas para o jogo da segunda volta, onde o factor casa poderá ser determinante. O jogo terminou com uma derrota do CRF por 29-10, perdendo assim a oportunidade de se colocar na liderança. Alinharam pelo CRF: Braga, Guga, Rosendo, Simão, Carlos Fernandes, Óscar, Hélder, André Mesquita, Ed, Jacinto, Barquero, Obi, Rómulo, Domingos e Micael. Jogaram ainda: Alex, Tiago Peniche, César Santos e Miguel Viana. Na próxima jornada, o Clube de

Rugby de Famalicão desloca-se a Tomar, estando o jogo marcado para sábado. Sub-18 arrancaram vitória Dois meses e meio depois do último jogo a contar para o campeonato nacional, os sub-18 do Clube de Rugby de Famalicão (CRF) voltaram a competir, desta feita para realizar um jogo treino na passada semana contra a equipa do Guimarães RUFC. A resposta foi positiva, uma vez que da deslocação realizada a Santarém conseguiu trazer a vitória por 14-10 (14-5 ao intervalo). Numa tarde boa para a prática da modalidade, a equipa minhota realizou uma boa primeira parte,

cometendo apenas uma pequena falha defensiva. Na segunda parte, o CRF realizou algumas substituições e a equipa demorou algum tempo a habituar-se, mas mesmo assim conseguiu segurar o resultado até ao apito final e trazer a vitória. Os sub-18 alinharam com: Daniel Alves, Guilherme, Manel, Francisco, Costa, Marinho, Yang, Zé Lopes, Luís Costa (2+2), Lamego, Bruno (5), Guilherme, Zé, Sousa, Sousinha, Renato, Luís Tovar, Nuno, Júnior (5) e Rafael. A próxima deslocação dos sub18 está marcada para o próximo fim-de-semana em Arcos de Valdevez, num jogo a contar para os 1/16 final da Taça de Portugal. pub.


sport: 25 de Março de 2009

22

PÓDIO

1º Núcleo Atletismo Joane

A equipa do Núcleo de Atletismo de Joane destacouse no campeonato nacional de corta-mato curto ao obter o segundo lugar do pódio. O NAJ realizou uma época dentro das expectativas nos diferentes escalões em competição.

2º Flávio Neves Desde a sua chegada a Ribeirão que a equipa tem demonstrado muitas melhorias. Ainda não perdeu na fase da manutenção e por isso os ribeirenses caminham a passos largos para garantirem os seus objectivos. Flávio Neves tem contribuído decisivamente para essa situação.

3º Rosa Oliveira A atleta famalicense Rosa Oliveira continua a conseguir resultados muito positivos no atletismo e no passado fim-de-semana foi homenageada pelo seu actual clube, a Associação Moinho de Vermoim. Rosa Oliveira contou com a presença de muitos amigos e personalidades ligadas ao desporto.

grande área

Razões da saída não foram divulgadas pela direcção ou treinador

Mário Jorge deixa Oliveirense Bruno Marques A passada quarta-feira, 18 de Março, ficou marcada pela notícia da saída de Mário Jorge do comando técnico da Associação Desportiva Oliveirense. O presidente do clube de Oliveira Santa Maria, Ângelo Guimarães, resolveu prescindir dos serviços do treinador quando nada o fazia prever e a uma jornada do final da primeira fase do campeonato. Os motivos da rescisão não foram esclarecidos, quer pelo presidente quer pelo treinador, ficando guardados no balneário da equipa. A decisão partiu de Ângelo Guimarães e na passada segunda-feira, 16 de Março, ficou acertada a rescisão, com Mário Jorge a já não orientar o treino do dia seguinte no Campo de Ribes. Sem serem conhecidas as razões para esta tomada de posição, certo é que não se ficaram a dever aos resultados da equipa principal da Oliveirense, uma vez que o principal objectivo da temporada, a manutenção, já estava alcançado, com a equipa a poder ainda lutar pela subida de divisão na segunda fase do campeonato. A saída deu-se na sequência do desaire com o Serzedelo (3-2), em casa, mas segundo o que o OPINIÃO SPORT conseguiu apurar, esse resultado também nada terá a ver com o desfecho conhecido. Aliás, a derrota diante do vizinho Serzedelo foi mesmo a primeira em casa esta temporada e numa altura em que a Oliveirense tinha o futuro na competição perfeitamente assegurado. “Todos lamentamos a situação, direcção e grupo de trabalho, porque o Mário Jorge era uma pessoa muito querida no nosso clube”, começou por dizer Ângelo Guimarães ao OPINIÃO SPORT, acrescentado depois que espera que a saída “tenha o mínimo de interferência no trabalho dos jogadores, na certeza de que vamos lutar pelo melhor lugar possível na fase final, passando pelos dois primeiros lugares”. Sobre os motivos da saída, o presidente da Oliveirense foi parco em palavras, limitando-se a dizer que “ambas as partes chegaram à conclusão que não partilhavam a mesma opinião e por isso cada parte seguiu o seu caminho”. “O porquê da rescisão do contrato é algo que só diz respeito à direcção do clube e ao Mário Jorge, até porque as coisas foram tratadas a bem”, esclareceu. Mário Jorge foi igualmente reservado na abordagem das razões

que levaram à sua demissão, alertando ainda assim que “a massa associativa tem o direito de saber as razões, e principalmente os adeptos da Oliveirense, mas não me compete a mim comunicar aquilo que leva a direcção a tomar esta posição”. “O meu trabalho foi sempre igual, de uma forma séria, com prestações positivas e com resultados. Não tenho motivo nenhum de postura negativa da minha parte para que tal situação acontecesse. Se houve muita gente a ficar boquiaberta, posso dizer que fui mais um”, concluiu o técnico. Com a fase da subida ainda pela frente, Ângelo Guimarães está convencido que a saída de Mário Jorge não terá influência decisiva na prestação da equipa e revela que os jogadores tudo farão para garantir um dos dois primeiros lugares. Recordese que na última temporada a Oliveirense terminou a primeira fase do campeonato na primeira posição, tendo depois na fase da subida ficado aquém das expectativas. Esta época, a Oliveirense ficou no quarto lugar, depois de ter andado algum tempo na liderança da série B da 3ª divisão nacional. A equipa poderá ainda repetir o feito da temporada 2007/2008, caso a Federação Portuguesa de Futebol atribua os três pontos à Oliveirense no confronto que terminou prematuramente frente ao Vila Real e depois de agressões dos jogadores da casa ao árbitro da partida. A decisão deverá ser conhecida em breve. Pedro Vilaça passa de adjunto a principal Pedro Vilaça é o homem que se segue na orientação da equipa, de-

pois de ter ocupado o cargo de treinador adjunto até à saída de Mário Jorge. Esta é a primeira experiência como técnico principal e acontece

na segunda passagem pelo clube de Oliveira Santa Maria, uma vez que já tinha sido adjunto de Quim Machado. A estreia do treinador aconteceu no passado domingo, tendo a Oliveirense empatado sem golos no terreno do penúltimo classificado, o Alpendorada. Pedro Vilaça que mostrou estar bastante confiante para a fase da subida, afirmando mesmo que “a única coisa que pode ser alcançada na segunda fase é a subida de divisão e como tal o objectivo principal só pode passar pela promoção”. Sobre a nova etapa na carreira como treinador, Pedro Vilaça considerou “muito importante” a promoção a técnico principal, revelando esperar “estar à altura das expectativas e da confiança que foram depositadas pelas pessoas do clube”.

Ligação terminou depois de quase três anos A ligação de Mário Jorge à Oliveirense durou dois anos e nove meses. O treinador chegou a Oliveira Santa Maria vindo da Associação Desportiva Ninense e estreouse dessa forma nas divisões nacionais de futebol. Na primeira época, em 2006/2007, a Oliveirense terminou no oitavo posto com 42 pontos. Já na temporada passada, 2007/2008, a Oliveirense fez 50 pontos e fechou a primeira fase no primeiro lugar. Na fase da subida acabou por ficar aquém das expectativas, fechando no quarto posto. A presente temporada estava a correr dentro dos objectivos previstos, mas Mário Jorge não teve a possibilidade de cumprir sequer a totalidade dos jogos da primeira fase. Ainda assim, o registo era favorável ao treinador, com a manutenção já garantida e dando mostras da Oliveirense ser uma das melhores equipas da série B. Na hora da saída, Mário Jorge garante que vai “ficar sempre a torcer pela equipa”, não estando preocupado se fica na história do clube “e se é isso que as pessoas pretendem ou não”. “A única coisa que é certa é que aquilo que aconteceu até ao momento está registado e não se pode apagar. Se vou sentir ou não uma possível subida de divisão, é lógico que tem muito trabalho da minha responsabilidade ali dentro, tal como nas duas últimas épocas”, disse. O futuro do treinador é coisa que para já não preocupa, até porque “certamente as pessoas não estarão desatentas quanto àquilo que foi feito em toda a minha carreira de treinador”. Neste momento, Mário Jorge ainda se encontra a digerir toda a situação e só no início da próxima temporada deverão existir novidades. pub.


sport: 25 de Março de 2009 23

futebol

0-0

Ribeirão continua sem perder na fase da manutenção e mantém primeiro lugar

Estádio do Passal

Só faltaram os golos em partida de qualidade

Litos Luís Faria Pica Caravana André Serrão Tiago Martins Vítor Lobo Bruno Pereira (60’ Pizzi) Mendes Paulo Rola Bacari (71’ Forbes)

Marco Joel Simão Costa Pedras Marco Alexandre (83’ Romeu) João Cunha Rui André Zé Miguel (45’ Branco) Coentrão Israel (69’ Diogo)

Treinadores Flávio Neves

Rogério Brito

Golos: Não houve. C artõ es Amarelos: 65’ Costa; 78’ André Serrão. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Previa-se jogo grande em Ribeirão entre os dois primeiros classificados na fase da manutenção na 2ª divisão nacional. O Vianense vinha de duas vitórias consecutivas e estava a apenas dois pontos do Ribeirão. Do outro lado, os donos do Passal, com uma vitória e um empate, queriam vencer para darem um passe de gigante rumo à manutenção. Foi um jogo intenso, com os jogadores a deixarem tudo em campo. O empate até se aceita, mas seria melhor com golos, dado as oportunidades criadas pelas duas equipas ao longo do jogo. Começou melhor o Vianense e logo no primeiro minuto Litos sentiu o perigo a rondar a sua baliza. O Vianense era uma equipa muito atrevida e aos três minutos João Cunha isolouse, Litos deixou escapar a bola e foi Pica a tirar em cima da linha de golo. O Ribeirão sentia o perigo e aos poucos começava

Carlos Alberto

Aristides Ferreira

Paulo Rola a chegar atrasado a mais um cruzamento para a área do Vianense

a equilibrar a partida. O jogo dividia-se nos dois meios campos, mas pertenciam ao Ribeirão as melhores situações até ao final da primeira parte. Aos 14 minutos, Mendes cruzou da direita e Bacari não conseguiu acertar no alvo. Depois foi Tiago Martins com um remate de longe a obrigar Marco a uma grande intervenção. O mesmo Marco voltava a brilhar aos 40 minutos, depois de um

bom trabalho de Mendes na direita do seu ataque e a terminar a primeira parte foi Tiago Martins a rematar com a bola a tirar tinta ao poste. No segundo período mais do mesmo. O Vianense voltou a entrar melhor e logo no primeiro minuto Pedras isolou-se, atirando à figura de Litos. E foi o mesmo Litos a evitar o golo por duas vezes quando o cronómetro marcava sete minutos do se-

gundo período. E tal como na primeira parte, o Ribeirão não se deixava incomodar e voltou a carregar no acelerador, com Mendes e Luís Faria a darem nas vistas, criando alguns embaraços para a defesa contrária. Destaque-se uma jogada monumental do lateral direito, quando estavam decorridos 22 minutos, a fazer tudo sozinho, pecando apenas no momento

de atirar para a baliza do Vianense. Flávio Neves mexeu então na equipa, no sentido de evitar o nulo e o último quarto de hora foi o mais empolgante, com o perigo sempre junto das duas balizas. De destacar também um lance à passagem do minuto 36, com Rui André a ultrapassar Litos, mas a valer Paulo Rola que desviou o esférico em cima da linha de golo. Mas a partida não terminaria sem que Marco voltasse a brilhar e já em período de compensação realizou duas boas intervenções a remates de Tiago Martins e Pizzi. O empate aceita-se, mas as duas equipas tiveram oportunidades para o marcador ser mais colorido. Qualquer uma das equipas podia ter vencido, embora o Ribeirão tenha sido de longe a equipa que mais situações de perigo criou ao longo da partida. Um jogo complicado de dirigir, dada a sua intensidade, mas o árbitro João Santos sem sair isento de erros não teve interferência no resultado final.

II DIVISÃO RE SUL TA DOS

Ribeirão Vianense

MANUTENÇÃO

1; R. Brava, 1 Maria Fonte, 3; Cani Mirandela, al, 2 Ribeirªo, 0; Vianense, 0

CLAS SI FI CA ˙ˆO

1. 2. 3. 4. 5.

Ribeirªo Vianense R. Brava Maria Fonte Cani al

PR XI MA

Árbitro: João Santos (Porto) Auxiliares: Paulo Nogueira e Bruno Sousa

6. Mirandela 1 1

J

V

E

3 3 3 3 3

1 2 0 1 1

2 0 2 1 0 3 1 2 1 1 1 4 0 2 3 3 Ribeirªo R. Brava -

3 1

D

F

C

P

1 20 0 18 4 17 5 13 4 13 2 12 Cani al Maria Fonte

Joane fecha primeira fase do campeonato com uma vitória

Gil operou a reviravolta no marcador 2-1 Campo de Barreiros Árbitro : Pedro Vilaça (Porto) Auxiliares: Ferreira Silva e António Oliveira

Joane Fão Campos Bruno (45’ Daniel) Roberto Carneiro Sócrates Hugo Marquinho (45’ Jader) Laureta (69’ Bertinho) Gil Carlos Manuel Álvaro

Rui Manuel Nuno Ribeiro Gualter Zé Pedro Zé Avelino Zé Rego Major Pedro Rodrigo (65’ César) Everton (80’ Luís Barbosa) Abílio

Treinadores Paulo Rafael

Berto Silva

Go los: 55’ Abílio (0-1); 84’ Jader (1-1); 90’ Gil (2-1). Cartões Amarelo s: 66’ Pedro; 83’ Luís Barbosa. Cartões Vermelhos: Não houve.

José Carlos Fernandes Foi um excelente jogo de campeonato o que opôs Joane e Fão. O Joane venceu, mas só o conseguiu nos minutos finais da partida, com

um golo de Gil, e depois de ter estado a perder por 1-0. O Fão partia para este encontro apenas a pensar na vitória que era o único resultado que podia colocar a equipa de Berto Silva numa posição de poder lutar pela subida de divisão. Esteve muito perto de o conseguir, mas a seis minutos do final o Joane iniciou a recuperação, acabando por conquistar a vitória. O resultado final deixa a formação joanense em boa situação para a luta de subida de divisão. Começou melhor a equipa da casa, logo aos dois minutos, a bola até entrou na baliza de Rui Manuel, mas o golo foi anulado por deslocação do avançado do Joane. O Fão trazia a lição bem estudada, não se intimidou e a resposta foi de imediato. Aos dez minutos, Abílio, sozinho frente a Campos, rematou por cima. Aos 22 minutos, Everton obrigou o guardaredes joanense a excelente defesa. O Joane respondeu e Álvaro ao minuto 22 rematou com a bola a sair muito próxima do poste direito da baliza contrária. O jogo estava vivo, com as equipas a procurarem o golo. Voltou a ser o Joane a beneficiar de mais uma boa situação.

Marquinho obrigou Rui Manuel a boa intervenção. Dois minutos depois, na sequência de um canto, Carlos Manuel rematou para que o guarda-redes do Fão continuasse a brilhar. Os visitantes responderam com a melhor oportunidade de golo. Everton, de cabeça, enviou a bola à barra. O jogo era intenso, mas faltava o golo. Golo que Carlos Manuel voltou a desperdiçar mesmo em cima do intervalo. O nulo no final da primeira parte era um resultado enganador, uma vez que quer uma quer outra equipa mereciam ter marcado. No segundo tempo, Paulo Rafael deixou ficar Bruno e Marqui-

III DI VI SÃO

Sé rie A

nho nos balneários para as entradas de Daniel e Jader. Acabou por ser o Fão a entrar melhor, controlando a partida. Fruto dessa postura, acabou por marcar. Aos dez minutos, Everton desmarcou Abílio que num remate colocado bateu Campos que não teve sequer hipóteses de reacção. A partir daqui, o jogo passou a pender ainda mais para os forasteiros. Com o meio campo possante, a pressionarem o jogador do Joane que tivesse a posse do esférico, os jogadores visitantes conseguiam manter a equipa caseira longe da sua grande área. Com muitos passes errados e com o caminho tapado, os joanenses eram obCLAS SI FI CA ˙ˆO

J

1. Vieira 26 2. Bragan a 26 RESULTADOS 3. Joane 26 Merelinense, 3; Marinhas, M. Cavaleiros, 0; Mondinense, 4. 3Merelinense26 0 Bragan a, 0; Prado, Fafe, 0 1; Mªe d `gua, 0 5. Fafe 26 6. Limianos 26 Vilaverdense, 2; Limianos, 0 2; Vieira, 0 Amares, 7. M. Cavaleiros 26 Joane, 2; Fªo, 1 8. Fªo 26 9. Vilaverdense26 PR XIMA JORNADA 10. Prado 26 Ca- 11. Amares Fase da subida: Vieira,- BraFase da manutenM.ªo: 26 valeiros, Fªo, Vilaverdense, gan a, Joane, Merelinense, 12. Marinhas 26 Prado, Amares, Marinhas,13. Mondinense 26 Fafe e Limianos. Mondinense e Mªe d `gua.14. Mªe de `gua26

V

E

D

F

C

P

15 15 13 12 11 11 10 9 8 7 6 6 5 3

8 3 7 5 8 7 8 8 9 10 9 9 7 4

3 8 6 9 7 8 8 9 9 9 11 11 14 19

44 28 41 42 33 38 36 39 38 22 41 39 21 23

19 22 29 27 24 33 26 26 36 28 45 45 45 80

53 48 46 41 41 40 38 35 33 31 27 27 22 13

rigados a jogar lateralmente ou para trás. Bertinho entrou para o lugar de Laureta e o técnico Paulo Rafael arriscava tudo, mas estava difícil. Até que aos 85 minutos Gualter ao aliviar a bola fê-lo defeituosamente, obrigando Rui Manuel a defesa apertada. Jader estava perto e na recarga atirou para o golo do empate. Faltavam seis minutos para o fim e foi a desilusão na equipa forasteira. Já em tempo de compensação, Gil, que esteve abaixo do habitual, apareceu então para fazer o segundo golo, que acabou por ditar a vitória do Joane nesta partida. Uma vitória algo feliz para os joanenses, principalmente por terem conseguido virar o resultado nos minutos finais da partida. O jogo foi equilibrado na primeira parte e o Fão, no segundo tempo, teve mais bola, aguentou bem, pecando na parte final. Assim, a equipa de Berto Silva vai disputar a manutenção na segunda fase do campeonato. O Joane conseguiu aproximar-se mais dos dois primeiros, partindo para a segunda fase em excelente posição para poder discutir a subida. Arbitragem regular.


sport: 25 de Março de 2009

futebol

Tanto desperdício só deu um ponto em Martim

Pedro Vilaça estreou-se com um empate na última jornada

Famalicão volta a marcar passo

Nulo traduz pouca inspiração ofensiva Estádio Municipal de Alpendorada Árbitro: Leonardo Marques (Aveiro) Auxiliares: Luís Branco e Ricardo Melo

Alpendorada Oliveirense Ricardo Pisco André Lalas Hugo Casaca Emerson Nélio (66’ Gaio) Alex (81’ Leandro) Pedro Carneiro (66’ Ricardinho) Roberto

Vila Cova Luís Miguel Alexandre João Duarte Meira César Marques Xavi (50’ João Dias) Arturinho Nuno Cavaleiro (66’ Daniel) João Cruz Pedro Fidalgo (85’ Costa)

Treinadores Tiago Moreira

Pedro Vilaça

Go los: Não houve. Cartões Amarelos: 39’ Casaca; 45’ Xavi; 54’ Roberto; 57’ João Duarte; 62’ Pisco; 74’ Alex; 75’ César Marques. Cartões Vermelhos: Não houve.

Bruno Marques Na derradeira ronda da primeira fase do campeonato, e ainda com a saída de Mário Jorge bem presente, a Oliveirense foi a casa do penúltimo classificado empatar sem golos. A equipa de Oliveira Santa Maria apresentou a espaços bom futebol, criou algumas oportunidades para marcar, mas os avançados revelaram-se perdulários. O Alpendorada defendeu-se como pôde e a divisão de pontos acaba por se aceitar. Na estreia como treinador principal, Pedro Vilaça operou três alterações relativamente ao encontro com o Serzelo. Para a baliza entrou Vila Cova e ainda Xavi para o meio campo e Nuno Cavaleiro para a frente de ataque. A lesão de Carvalhinho obrigou ainda que Meira jogasse na lateral esquerda. A Oliveirense entrou bem no encontro e aos poucos foi assumindo as despesas e controlando a posse de bola. No entanto, cedo se percebeu que faltava alguma profundidade às duas formações. Com o passar dos minutos, a equipa de Oliveira Santa Maria mostrou o porquê de ocupar os lugares cimeiros e apresentou momentos de muito bom futebol. Nessa fase, os comandados de

III DI VI SÃO

Sé rie B

Campo Zé da Nora (Areias S. Vicente) Árbitro : Joaquim Alves Auxiliare s: Gaspar Fernandes e Pedro Fernandes

Martim FC Famalicão

Pedro Vilaça criaram a melhor ocasião de golo em toda a partida. Num livre em zona frontal, e numa jogada estudada, Arturinho rematou forte de fora da área, Ricardo defendeu para a frente e Meira, no lado esquerdo, à entrada da pequena área e com a baliza à sua mercê, atirou para nova defesa do guarda-redes da casa. Corria o minuto 29. O Alpendorada só em contraataque conseguia chegar perto da baliza de Vila Cova e um minuto depois Emerson, em boa posição, atirou a milímetros do poste esquerdo da baliza da Oliveirense. Com o aproximar do intervalo, as equipas foram caindo de produção e a partida arrastou-se até ao descanso. A segunda parte trouxe mais do mesmo, ou seja, a Oliveirense sempre com maior ascendente e o Alpendorada a explorar os espaços concedidos pelo adversário. Logo aos cinco minutos, Pedro Vilaça refrescou o meio campo com a entrada de João Dias para o lugar de Xavi. A alteração trouxe maior velocidade na transição para o ataque, mas lá na frente os avançados estavam pouco inspirados. Os visitantes tiveram alguns remates perigosos e nos lances de bola parada causavam sempre problemas aos locais. Também o Alpendorada causou alguns calafrios ao último reduto forasteiro que foi resolvendo todos os problemas, contando ainda com as muitas cerimónias reveladas pelos dianteiros da casa na hora de atirar à baliza. Os dois treinadores foram lançando trunfos do banco, mas a toada do encontro nunca se alterou e a sensação era de que o golo só poderia surgir de bola parada ou de uma desatenção dos jogadores. Isso acabou por não acontecer e o nulo espelha bem o que se passou no Municipal de Alpendorada. Quanto ao trabalho do trio de arbitragem foi positivo, num encontro que não teve grandes lances polémicos. Ficam apenas as dúvidas em duas jogadas, uma em cada área e ambas na segunda parte. A primeira na área da Oliveirense em que Roberto parece empurrado por João Duarte e a segunda na área do Alpendorada, com a bola a bater na mão de um defensor e o árbitro a entender que foi casual. CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

1. Rebordosa 24 12 2. Padroense 24 12 RESULTADOS 3. Paredes 24 11 Le a, 1;0 Vila Meª, 1 Alpendorada, 0; Oliveirense, 4. Oliveirense24 11 1; Coimbrıes,5.1-Vila Meª 24 9 Lixa, 2; T. Moncorvo, Serzedelo, 0 Rebordosa O. Douro, 0; Padroense,Folga: 2 6. Coimbrıes 24 10 Paredes, 1; Vila Real, 0 7. Le a 24 10 8. Serzedelo 24 9 PR XIMA JORNADA 9. Torre Moncorvo 24 7 24 7 Fase da subida: Rebordosa, Fase da manuten Le ªo:a, 10. Oliveira Douro Padroense, Paredes, Serzedelo, Moncorvo, O. 11. Vila Real 24 6 Oliveirense, Vila Meª - Douro, e Coim Vila Real, Alpendorada 12. Alpendorada24 5 brıes. e Lixa. 13. Lixa 24 5

E

D

F

C

P

7 6 8 8 9 6 6 5 8 7 7 4 3

5 6 5 5 6 8 8 10 9 10 11 15 16

45 41 32 30 40 33 43 33 22 29 31 25 32

34 33 22 19 36 28 34 36 27 37 38 42 50

43 42 41 41 36 36 36 32 29 28 25 19 18

Salto Ciso (78’ Hugo) Roque Pedro Quinteiro Horácio João Miguel Sandro João Luís Gonçalo Manaus

Bruno Zé d’Angola Tó Hélder Talocha Nuno Sousa (90’ Canetas) Saviola (90’ Barreiras) Martins (60’ Celso) Táxi Bessa Badara

Treinadores Zéquinha

Vitor Paneira

Golos: 77’ Talocha (0-1); 91’ Manaus (1-1, penálti). Cartões Amarelos: 60’ Sandro; 62’ Hélder; 69’ Táxi; 79’ Manaus; 82’ Filipe; 87’ Zé d’Angola. Cartões Ver me lhos: Não houve.

José Clemente O Famalicão deslocou-se no passado domingo ao terreno do Martim, em jogo a contar para a 23ª jornada da Divisão de Honra da AF Braga, e esperavam-se muitas dificuldades nesta deslocação, algo que se veio a confirmar. O resultado final foi de 1-1. O Famalicão jogou muito melhor que o seu adversário, criou muitas mais oportunidades de golo, só que no final o saldo foi negativo. Apenas um golo contra outro do seu adversário e tudo isto contabilizado o resultado final desta partida foi a divisão de pontos, o que complicou a tarefa do Famalicão na tabela classificativa. Uma coisa é certa, esta equipa do Famalicão tem gente capaz de dar a volta por cima desta onda de quatro jogos disputados e apenas ter vencido um e empatado três. Deste desperdício de pontos se tem aproveitado o seu mais directo perseguidor, o Santa Maria, que agora está a três pontos do líder da ta-

Vitor Paneira viu da bancada mais um empate dos famalicenses

bela classificativa. jogo tudo sobre controlo, mas na Quanto ao jogo pode dizer- última jogada de ataque da se que o Famalicão durante a pri- equipa da casa, Zé d’Angola fez meira parte dominou o Martim, a falta para grande penalidade e jogar num 4x5x1, enquanto o Fa- Manaus, chamado para marcar, malicão, com a sua táctica habi- fez então o golo do empate. Sem tual, num 4x4x2, criava mais pe- tempo para reagir, o jogo chegarigo junto da baliza de Salto. A ria ao seu final com a divisão de oportunidade mais flagrante pontos. aconteceu à passagem do miQuanto ao árbitro não foi por nuto 22 quando Badara, de ca- ele que o Famalicão não venceu. beça, obrigou Salto a fazer a deSérie 1 fesa da tarde. Depois foi a vez de AFB DIVISÃO HONRA Taipas, 3; Pico Regalados, 0 Pica, 0 Ronfe, 3; Martins não acertar com a baliza Laje, 1; Aguias Gra St“ a, 1E. Vizela, 5; Alegrienses, e o intervalo chegaria com um Esposende, 1; Santa Aroes, Maria, 0; 2 Porto Ave, 1 nulo. Torcatense, 2; Forjªes, 1 1; FC FAMALICˆO, Martim, Para a segunda parte, o Fa- CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P malicão entrou com a nítida dis- 1 posição de chegar cedo ao golo, 501. FC FAMALICˆO 23 15 5 3 37 9 só que o Martim, muito bem na 2. Santa Maria 23 13 8 2 49 27 47 23 14 3 6 37 22 45 sua defensiva, não dava qual- 3. Taipas 23 13 4 6 35 27 quer veleidade aos atacantes do 4. St“ Eulalia Vizela Famalicão. Martins ainda amea- 435. Martim 23 11 7 5 34 23 40 çou com uma bola a bater na 6. Aroes 23 12 3 8 27 19 39 barra, só que numa serie de três 7. Torcatense 23 11 2 10 33 21 35 cantos consecutivos, à terceira 8. Esposende 23 10 5 8 36 27 35 9. Porto Ave 23 10 4 9 28 21 34 foi de vez e Celso marca o canto 10. Aguias Gra a23 8 7 8 28 25 31 com Talocha, de cabeça, a fazer 11. Ronfe 23 8 4 11 33 37 28 12. Pica 23 6 5 12 21 31 23 o golo para a sua equipa. 23 6 5 12 19 40 23 A partir daqui pensou-se que 13. Laje 14. Forjªes 23 3 5 15 estava encontrado o vencedor 4 3 16 20 40 14 do jogo, mas foi puro engano. O 14 44 15 16. Pico Regalados 23 15. Alegrienses 23 2 6 15 Famalicão tinha nesta fase do RE SUL TA DOS

0-0

1-1

PR XI MA

24

Prés-escolas juntam pais num convívio no Municipal

O departamento jovem do FC Famalicão, mais propriamente no escalão de pré-escolas, reuniu no passado sábado no Estádio Municipal de Famalicão os pais dos miúdos para um agradável convívio entre todos os participantes neste escalão. Foi uma manhã de alegria, onde para além de um jogo de futebol entre pais e filhos, houve ainda tempo para um lanche no final, não faltando o habitual churrasco. A boa disposição entre todos foi a nota dominante, servindo este convívio para marcar a passagem do Dia do Pai e proporcionar um treino diferente aos atletas do escalão de préescolas do FC Famalicão. Uma coisa ficou bem patente, este convívio é para dar seguimento no futuro, com novidades a surgirem muito em breve.

3


I Divisão - série A I Divisão - série B JUNIORES Merelim S. Paio, 0; Nogueirense, Amares, 4; Vila, 1 0 Brufense, 2; Arıes, 2 S.Eulalia, 1; Pevidem, 2 Fair-Play, 1; Ronfe, 1 Torcatense, 1; Ribeirªo, 1 Vilaverdense-AndorinhasNinense, (adiado)2; Prado, 3 Sandinenses, 2; Brito, 1 Moreirense, 1; Oliveirense, 1 Patrimoniense, 2; Marinhas, S. Ver 3ssimo, 1; Arsenal Devesa, 3 M.Fonte, 4; Vieira, 0 Santa Maria, 2; Esposende, 4

Oliveirense empata líder da classificação

RE SUL TA DOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Vilaverdense 19 16 3 0 70 20 51 2. Marinhas 19 16 1 2 62 15 49 3. Amares 19 13 1 5 49 28 40 4. Santa Maria 20 12 3 5 56 30 39 5. Esposende 20 10 3 7 41 32 33 6. Prado 20 9 2 9 39 50 29 7. Merelim S. Paio 20 8 3 9 28 30 27 8. Nogueirense 20 8 2 10 36 42 26 9. Arsenal Devesa20 7 1 12 31 53 22 10. Ninense 20 6 3 11 31 50 21 11. Andorinhas 19 5 3 11 21 34 18 12. S. Ver ssimo 20 5 2 13 37 58 17 13. Vila 20 5 1 14 25 51 16 14. Patrimoniense20 3 2 15 30 63 11 Esposende Arsenal Devesa - Merelim S. Paio- Amares Vila - Ninense Nogueirense - Vilaverdense Prado - S. Ver ssimo Andorinhas - Patrimoniense Marinhas - Santa Maria

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Moreirense 20 16 4 0 45 7 52 2. Ribeirªo 20 11 6 3 40 22 39 3. S.Eulalia 20 11 5 4 29 24 38 4. Sandinenses 20 11 2 7 38 33 35 5. Brito 20 9 2 9 36 32 29 6. Oliveirense 20 8 5 7 26 26 29 7. Pevidem 20 8 4 8 42 36 28 8. M.Fonte 20 8 3 9 37 34 27 9. Ronfe 19 7 6 6 31 34 27 10. Fair-Play 20 7 5 8 28 27 26 11. Torcatense 20 5 4 11 30 38 19 12. Arıes 20 5 4 11 32 46 19 13. Vieira 19 3 2 14 18 41 11 14. Brufense 20 3 2 15 20 52 11 Brito - S.Eulalia Vieira - Brufense Pevidem - Torcatense Arıes - Fair-Play Ribeirªo - MoreirenseRonfe - Sandinenses Oliveirense - M.Fonte

Covense lidera na 1ª divisão da AFSA

I Divisão - série B

RE SUL TA DOS

JUVENIS

II Divisão - série C

PR XI MA

14. Regalados 20 0 0 20 9 102 0 Alvelos - Prado Gil Vicente - Marinhas S.Verissimo - Vilaverdense Braga - Andorinhas Moreirense - Misericordia Merelinense - Regalados Famalicªo - Esposende

INICIADOS

I Divisão - Série A

redo; Juv. Académico 6-3 São Martinho; Barrimau 1-2 Cabeçudense; Bairrense 3-9 Mouquim; Flor Monte 1-9 Landim; Pedome 4-2 ADERE. Comanda a formação das Lameiras com 45 pontos, mais dois que o segundo classificado o FC Landim. Em iniciados, a jornada foi a 15ª, registando-se os resultados: Carreira 3-8 JASP; Juv. Académico 6-5 Cabeçudense; Barrimau 1-3 Outeirense; Joane 3-14 ADERM; Castelões 7-3 Lameiras; Pedome 16-2 Covense. Comanda o Outeirense com 45 pontos, seguindo-se Pedome e Juv. Académico, ambos com 39 pontos. Por fim, na divisão feminina jogou-se a 13ª jornada, com os seguintes resultados: Covense 1-3 Juv. Académico; Landim 5-0 Outeirense; Pedome 1-2 ARCA Santa Maria. Comanda o Landim com 33 pontos, embora com mais dois jogos que Oliveirense e ARCA Santa Maria que seguem na segunda e terceira posições, respectivamente, ambas com 23 pontos.

Fase final do distrital de futsal sorteada

RE SUL TA DOS

RE SUL TA DOS

Ronfe, 1; Delªes, 0 Famalicªo, 0; Taipas, 2 Ruivanense, 3; Carreira, 0 Oliveirense, 1; Viatodos,Arnoso-S. 1 Maria Merelinen., 7; Ceramistas, 0 Fafe, 1; Fair-Play, 2Moreirense, 3; Vizela, 5 Cavalıes, 1; Operario, 1 Ribeirªo, 3; Bairro, 0 Esposende, 2; Arsenal, Braga, 1 2; Palmeiras, 0 Andorinhas, 0; Vilaverden., Amares, 11; Misericordia, 0 Brito, 2; Amares, 1 Pevidem, 1; Vitoria, 1 Telhado, 3; Brufense,Folgou: 2 Joane Decorreu Gil Vicente, 1; Prado, 3 Gil Vicente, 1; M.Fonte, 2 Lousado-Arnoso (adiado) F

C

P

PR XI MA

INICIADOS

I Divisão - Série B

F.C Vizela, 1; Ribeirªo, 2 Vieira-S.E Vizela Taipas, 1; Brito, 3 Joane, 1; Ruivanense, Sandinenses, 1; Fair-Play, 1 2; Fafe, 2 Urgeses, M. Fonte, 0; Vitoria, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Ribeirªo 20 18 1 1 56 5 55 2. M. Fonte 20 16 2 2 50 17 50 3. Vitoria 20 16 0 4 61 12 48 4. Sandinenses 19 8 6 5 34 18 30 5. Brito 20 9 2 9 26 29 29 6. Fafe 20 8 4 8 41 32 28 7. Taipas 19 8 3 8 26 27 27 8. Urgeses 19 7 3 9 29 31 24 9. Ruivanense 20 5 5 10 24 37 20 10. Fair-Play 18 6 2 10 23 37 20 11. Joane 19 5 5 9 18 35 20 12. S.E Vizela 18 5 3 10 14 40 18 13. F.C Vizela 19 3 3 13 12 43 12 14. Vieira 19 0 3 16 14 65 3 Fafe - F.C Vizela Vitoria - Vieira Ribeirªo - Taipas S.E Vizela - Joane Brito - Sandinenses Ruivanense - Urgeses Fair-Play - M. Fonte

4. Verissimo 18 9 5. Vila Chª 18 9 6. Bastu o 18 8 7. Aveleda 18 7 8. Louro 18 7 9. Granja 15 5 10. Operario 18 4 11. E.Faro 17 4 12. Ninense 17 3 13. Gandra 15 3 Vila Chª - Louro Granja - Gandra Ninense - Marinhas Verissimo - E.Faro

3 6 30 22 30 3 6 22 17 30 4 6 30 27 28 2 9 24 32 23 2 9 27 40 23 1 9 27 36 16 4 10 12 28 16 2 11 18 40 14 3 11 12 36 12 2 10 19 33 11 Folga: Fªo Braga - Bastu o Aveleda - Operario

4. Oliveirense 20 13 0 7 51 26 39 5. Ronfe 20 11 3 6 45 16 36 6. Celoricense 19 11 2 6 44 23 35 7. Vitoria 20 10 3 7 41 24 33 8. Bairro 20 9 3 8 35 25 30 9. Moreirense 20 9 1 10 30 34 28 10. Famalicªo 20 6 3 11 26 49 21 11. Desp. Ponte 18 5 1 12 17 26 16 12. S. Paio 18 4 1 13 27 60 13 13. Delªes 20 1 1 18 13 100 4 14. Cabeceirense20 0 1 19 9 91 1 Na 21ª jornada do campeonato Moreirense - Famalicªo Oliveirense - Celoricense nacional da 3ª divisão de futsal, Pevidem - S. Paio Ronfe - Pencelo Delªes - Desp. Ponte Cabeceirense - Bairro série A, a equipa da Associação S.Jorge - Vitoria Recreativa e Cultural de Antas

ARCA cumpre ao derrotar Merelinense

Tó e Barreiras convocados para a Selecção distrital Os jogadores Tó e Barreiras, do FC Famalicão, foram convocados para a Selecção de futebol da Associação de Futebol de Braga. Com vista à preparação da Selecção distrital para a fase intermédia de apuramento da Taça UEFA das Regiões, que irá decorrer em França de 3 a 9 de Abril, estão marcados dois treinos para todos os atletas convocados. O primeiro decorreu ontem, terça-feira, em S. Martinho de Sande, enquanto o segundo se realiza hoje, quarta-feira, pelas 19 horas, em Ronfe. Os convocados para a Selecção distrital foram os seguintes: Paulo Jorge (Pica), Piruta (Arões), Cunha e Martins (Ronfe), Filipe e Manaus (Martim), Bruno Ribeiro (Torcatense), Cláudio (Marinhas), Nera e Feliz (Serzedelo), Gel (Vilaverdense), Banana (Prado), Tó e Barreiras (Famalicão), Lamosa (Santa Maria), Zé Pedro e Abílio (Fão), Celso (Silvares), Meira (Porto d’Ave), Luís Miguel e Ismael (Amares).

(ARCA) recebeu e venceu o Merelinense por 6-3 e continua a depender de si própria para garantir a permanência nas divisões nacionais da modalidade. A formação de Henrique Passos pretendia somar mais três pontos na luta pela fuga à despromoção e foi o que sucedeu no passado sábado no Pavilhão das Lameiras. A ARCA derrotou uma equipa que estava melhor classificada, encurtando para dois o número de pontos entre ambas e continuando acima da linha de água na classificação.

FUTSAL RE SUL TA DOS

D

PR XI MA

E

RE SUL TA DOS

V

PR XI MA

J

1. Fafe 19 16 1 2 42 8 49 2. Vitoria 19 15 3 1 82 14 48 3. Fair-Play 18 12 3 3 51 22 39 4. Gil Vicente 20 11 2 7 38 33 35 5. M.Fonte 20 10 4 6 31 19 34 6. Taipas 20 9 7 4 31 21 34 7. Pevidem 19 8 4 7 28 22 28 8. Vizela 20 8 4 8 32 33 28 9. Brito 19 7 3 9 18 25 24 10. Moreirense 19 5 5 9 24 36 20 11. Ronfe 20 4 3 13 14 40 15 12. Famalicªo 19 2 4 13 17 44 10 13. Delªes 19 2 3 14 19 75 9 14. Amares 19 2 2 15 16 51 8 M.Fonte - Famalicªo Vitoria - Ronfe Taipas - Moreirense Delªes - Fafe Fair-Play - Brito Vizela - Pevidem Amares - Gil Vicente

na passada semana, no auditório da Associação de Futebol de Braga, o sorteio da segunda fase do campeonato distriCLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P tal de futsal, para o apuramento do campeão e para as equipas 1. Braga 20 14 6 0 47 7 48 1. Viatodos 19 15 2 2 67 9 47 2. Merelinense 19 14 3 2 63 28 45 2. Ribeirªo 17 15 0 2 95 8 45 que não conseguiram entrar na corrida pelo título. 3. Prado 20 12 5 3 49 15 41 3. Joane 17 13 0 4 41 17 39 Na primeira jornada da fase da subida, o sorteio ditou que se 4. Vilaverdense20 13 1 6 33 16 40 4. Ruivanense 19 12 2 5 39 21 38 encontrassem os dois vencedores de série, Santo Tirso Futsal e 5. Arsenal 20 11 3 6 40 14 36 5. Operario 17 11 4 2 41 9 37 Guimarães Futsal. O único representante famalicense nesta fase, 6. Esposende 20 10 3 7 29 20 33 6. Oliveirense 18 10 2 6 46 20 32 7. S. Maria 18 7 5 6 35 20 26 o Mouquim, recebe o Nun’Álvares enquanto o Gualtar mede forças 7. Bairro 17 8 2 7 36 32 26 8. Palmeiras 20 7 4 9 38 22 25 com o Grupo Desportivo André Soares (GDAS). Este campeonato só 8. Telhado 18 6 0 12 31 66 18 9. Gil Vicente 19 7 3 9 19 32 24 termina a 30 de Maio, estando aí reservada a 10ª jornada, com os 9. Carreira 18 5 0 13 26 54 15 10. Misericordia20 6 4 10 29 31 22 10. Arnoso 17 4 0 13 25 60 12 jogos entre GDAS e Nun’Álvares, em Braga, a recepção do Mou11. Ceramistas 20 5 2 13 26 56 17 11. Cavalıes 17 2 3 12 15 65 9 12. Andorinhas 20 3 7 10 28 32 16 quim ao Guimarães Futsal e também a deslocação do Santo Tirso 13. Amares 19 3 0 16 18 60 9 12. Lousado 16 3 0 13 16 70 9 Futsal ao pavilhão do Gualtar. 14. Arnoso 17 1 0 16 19 120 3 13. Brufense 16 1 1 14 7 54 4 Na fase das equipas que não lutam pelo título, na série A1 fiCarreira - Cavalıes Viatodos - Ribeirªo Misericordia - ArnosoPrado - Merelinense caram as formações famalicenses do Esmeriz, S. Mateus e PiS. Maria - Esposende Ceramistas - Braga Operario - Telhado Bairro - Joane Arsenal - Andorinhas Palmeiras - Amares nheiro Torto. Na série B1 ficou integrada a equipa da Mocidade AleBrufense - Lousado Folga: Ruivanense Vilaverdense - Gil Vicente Arnoso - Oliveirense gre de Landim enquanto na série C1 ficou o Pousadense. Os jogos da primeira ronda são os seguintes: Esmeriz-S. Mateus; MALISAVE; Folgam: Pinheiro Torto e Pousadense. As formações foram II Divisão - Série A II Divisão - Série C INICIADOS INICIADOS Louro, 0; Granja, 2 Fªo, 1; Braga, 3 Famalicªo, 1; Pevidem, 6 Celoricense, 0; Ronfe, divididas 0 em três grupos de cinco clubes cada, com cada jornada 1 Gandra, 0; Ninense, 1Bastu o, 4; Aveleda, 1 S. Paio, 2; Delªes, 0Pencelo, 2; Cabeceirense, 0 a receber dois jogos, sendo que um conjunto irá sempre folgar. O Marinhas, 2; Verissimo, 0 2 1; Moreirense, 2 Operario, 0; Vila Chª, 0 Desp. Ponte, 1; S.Jorge, Bairro, campeonato conta também com dez jornadas. Folgou: E.Faro Vitoria, 3; Oliveirense, 0 As segundas fases do campeonato distrital de futsal têm início CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P a 28 de Março e só terminam no dia 30 de Maio. De referir ainda 1. Marinhas 18 16 1 1 53 9 49 1. Pencelo 20 18 2 0 59 12 56 2. S.Jorge 20 14 1 5 52 24 43 2. Braga 16 12 0 4 57 15 36 que a final da Taça da Associação de Futebol de Braga, em futsal, 3. Pevidem 17 13 2 2 78 17 41 3. Fªo 16 10 1 5 28 24 31 disputa-se no dia 6 de Junho. PR XI MA

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

Silvares - Bairro Celoricense - Prazins Joane - Fradelos S.Paio - Estorªos Urgeses - Gandarela Ruivanense - Delªes Cabeceirense - Antime

RE SUL TA DOS

RE SUL TA DOS

JUVENIS

PR XI MA

PR XI MA

RE SUL TA DOS

Vila Chª Antas - Apulia Realense Celeiros - Operario - Ag.Alvelos Marca - Granja - Arnoso

PR XI MA

Meªes Catel Bastu o Forjªes

PR XI MA

PR XI MA

RE SUL TA DOS

PR XI MA

Jogou-se no passado fim-desemana mais uma jornada dos campeonatos concelhios da Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão (AFSA) e na 1ª divisão a jornada foi a 18ª com a equipa do Covense a manter-se na liderança. Os resultados foram os seguintes: Novais 1-3 Vermoim; São Martinho 2-5 Floresta; Outeirense 111 Covense; Castelões 6-0 ADESPO; Carril 1-14 Lameiras; JASP 2-5 Gavião; Pedome 4-3 Landim. Comanda o Covense com 47 pontos, seguido de CasII Divisão - série A II Divisão - série C I Divisão - série A JUNIORES JUNIORES JUVENIS Prado, 6; S.Verissimo, 1 Marinhas, 2; Braga, 0 telões e Floresta com 44. Vila Chª, 0; Catel, 4Apulia, 1; Celeiros, 3 Bairro, 0; Joane, 3 Prazins, 4; S.Paio, 2 1; Moreiren., 2 2; Merelinense, 1 Andorinhas, Realense, 2; Bastu o,Operario, 0 Fradelos, 0; Urgeses,Estorªos, 5 4; Marca, 1 3; Ruivanense, Vilaverdense, 3 Na 2ª divisão disputou-se Ag.Alvelos, 4; Forjªes, 1 1; Meªes, 0 Gandarela, 2; Cabeceir., 2 3; Silvares, 0 Misericordia, 1; Famalicªo, Granja, Delªes, 2 1; Alvelos, 3 Regalados, também a 18ª jornada do camArnoso, 5; Antas, 1 Antime, 0; Celoricense, 0 Esposende, 0; Gil Vicente, 2 peonato, com os seguintes reCLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P sultados: Barrimau 3-9 Carreira; 1. Ag.Alvelos 20 17 1 2 72 13 52 1. Urgeses 20 15 3 2 57 18 48 1. Gil Vicente 20 17 2 1 59 8 53 2. Arnoso 19 15 2 2 78 34 47 2. Ruivanense 19 13 6 0 61 14 45 2. Moreirense 20 15 2 3 65 10 47 Esmeriz 8-1 Louredo; Telhado 33. Catel 20 15 2 3 59 18 47 3. Joane 20 9 8 3 38 24 35 3. Famalicªo 20 14 3 3 50 14 45 4 São Cosme; 1º Maio 2-3 4. Celeiros 20 14 1 5 45 34 43 4. Delªes 20 10 3 7 41 30 33 4. Marinhas 20 11 3 6 41 23 36 Bente; Flor Monte 5-3 Cabeçu5. Operario 19 12 3 4 54 25 39 5. Antime 18 9 6 3 23 17 33 5. Andorinhas 19 10 4 5 37 26 34 6. Realense 19 9 5 5 39 30 32 6. Celoricense 19 7 8 4 29 22 29 dense; Requionense 3-4 ACURA. 6. Merelinense 20 9 6 5 43 27 33 7. Meªes 19 9 1 9 48 47 28 7. Prazins 20 8 4 8 38 47 28 7. Braga 20 9 5 6 36 23 32 Comanda o São Cosme com 49 8. Granja 20 7 3 10 44 44 24 8. Cabeceirense20 7 4 9 44 37 25 8. Esposende 19 7 5 7 34 28 26 pontos, seguido de Cabeçu9. Forjªes 20 6 3 11 27 50 21 9. S.Paio 19 6 4 9 32 37 22 9. Vilaverdense20 8 1 11 41 52 25 dense com 45. 10. Antas 20 6 1 13 32 62 19 10. Fradelos 18 4 5 9 27 43 17 10. Misericordia20 6 6 8 29 37 24 11. Marca 19 5 0 14 27 68 15 11. Silvares 20 4 5 11 22 42 17 Em juvenis jogou-se a 16ª 11. Prado 20 5 2 13 39 38 17 12. Vila Chª 19 3 4 12 25 54 13 12. Estorªos 19 3 6 10 31 53 15 jornada, tendo-se registado os 12. Alvelos 20 4 5 11 14 47 17 13. Bastu o 19 3 2 14 26 46 11 13. Gandarela 19 1 8 10 15 38 11 13. S.Verissimo 20 2 0 18 14 76 6 resultados: Castelões 2-2 Lou14. Apulia 19 1 0 18 18 69 3 14. Bairro 19 3 2 14 20 56 11 Na 1ª divisão de juniores, série B, a Oliveirense constituiu uma das surpresas da jornada, depois de empatar a uma bola no terreno do líder destacado da classificação, o Moreirense. A equipa de Oliveira Santa Maria até esteve a vencer por 1-0, após um golo do avançado Jonas, mas a equipa da casa conseguiu igualar a contenda. Apesar do empate, o Moreirense mantém-se no primeiro lugar enquanto a Oliveirense está no sexto lugar.

III Divisão

FC Foz, 10; Macedense, 6 Barranha, 2; P. Creixomil, 3 Folgou: Sangemil, 3; AraucÆria, 2 Chaves 12; Contacto, 6 Ac. Le a, 7; VianenseC., Ansiªes, 3 ARCA, 6; Merelinense, 3

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. P. Creixomil19 15 3 1 87 41 48 2. Ac. Le a 19 14 1 4 82 49 43 3. FC Foz 19 13 3 3 94 48 42 4. Macedense 19 11 2 6 86 67 35 5. Barranha 20 9 3 8 69 68 30 6. Contacto 19 10 0 9 85 85 30 7. ARCA 20 6 6 8 55 78 24 8. Chaves 19 7 2 10 74 82 23 9. Merelinense 18 7 2 9 69 80 23 10. C. Ansiªes 20 7 1 12 101 99 22 11. Vianense 19 5 3 11 81 105 18 12. Sangemil 19 4 4 11 52 71 16 13. AraucÆria 18 1 0 17 36 98 3 AraucÆria - MacedenseChaves - Barranha Vianense - Sangemil Folga: Contacto Ansiªes - FC Foz Merelinense - Ac. Le Carrazeda a P. Creixomil - ARCA PR XI MA

RE SUL TA DOS

JUNIORES

sport: 25 de Março de 2009 25

distritais


26

sport: 25 de Março de 2009

modalidades/futebol pub

Associação de Ludotecas de Famalicão Assembleia Geral Nos termos estatutários, convocam-se os associados da Associação de Ludotecas de Famalicão (ALF), para uma Assembleia Geral Ordinária a realizar, na Ludoteca de Famalicão, sita na Avenida Marechal Humberto Delgado, n.º 515-499, em Vila Nova Famalicão, às 17h30 do dia 30 de Março de 2009, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS 1. Informações da Direcção; 2. Apresentação, discussão e votação do relatório de actividade e contas de gerência, bem como do parecer do Conselho Fiscal relativos ao ano de 2008; 3. Deliberação sobre a actualização dos estatutos e do objecto da Associação; a. ARTIGO 1.º: A Associação de Ludotecas de Famalicão é uma instituição particular de solidariedade social com sede na Avenida Marechal Humberto Delgado, n.º 515 – 4760-012 Vila Nova de Famalicão b. ARTIGO 2.º: A Associação de Ludotecas de Famalicão, tendo um âmbito de acção nacional, tem por objectivo geral promover e defender o bem-estar da população, principalmente daqueles que mais necessitam, proporcionando serviços de qualidade e excelência, através da criação, manutenção e gestão de estruturas de âmbito social, educacional, cultural, lúdica, desportiva e recreativa. A Associação visa ainda a prevenção de situações de carência e desigualdade socioeconómica, de dependência, de disfunção, exclusão ou vulnerabilidade sociais, bem como, a integração e promoção comunitárias das pessoas e o desenvolvimento das respectivas capacidades. c. ARTIGO 3.º: A Associação de Ludotecas de Famalicão propõe-se especialmente: a) Sensibilizar a opinião pública no que concerne aos problemas e necessidades prementes da sociedade. b) Estimular, apoiar e promover acções e medidas de solidariedade social, que visem a melhoria das condições de vida de toda a sociedade, desde crianças, jovens e adultos, em especial aqueles que se encontrem em situações mais carenciadas ou em risco de perturbação física, mental ou social. c) Promover e desenvolver iniciativas de âmbito social, psico-social, educacional e cultural que proporcionem um desenvolvimento integral e sustentado. d) Estimular, apoiar e promover estudos e trabalhos de investigação e divulgação relativos à Educação na Primeira Infância e na Infância, nomeadamente no que concerne à salvaguarda dos direitos da criança, na família e na sociedade e ao seu direito a uma educação de qualidade. e) Cooperar com entidades públicas e privadas na definição de uma política local e nacional de protecção e apoio à criança, aos jovens, às famílias, e à sociedade no seu todo, bem como, noutras acções coincidentes com os objectivos da Associação de Ludotecas de Famalicão. f) Colaborar com instituições congéneres nacionais e estrangeiras. g) Privilegiar a sua relação com juntas de freguesias e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. h) Promover processos de socialização de qualidade entre crianças, jovens e adultos, sem excepção ou discriminação. i) Tornar acessíveis os brinquedos a todas as crianças, desenvolvendo assim um novo factor de igualdade cultural. j) Auxiliar na formação integral de crianças, jovens e adultos através de uma actividade lúdica, educativa e formativa coerentes. k) Proporcionar a oferta de espaços lúdicos diversificados. l) Participar activamente em acções e projectos que visem a defesa dos direitos de cada criança, jovem e adulto da sociedade. d. ARTIGO 4.º: Para a realização dos seus objectivos, a instituição propõe-se criar e manter as seguintes actividades: a) Lançamento de um serviço de ludotecas. b) Promoção e realização de acções de animação cultural e sociocultural que se enquadrem na prossecução dos objectivos da Associação de Ludotecas de Famalicão e do Movimento Ludotecário em geral. c) Campanhas de informação e sensibilização da opinião pública, para as questões centrais da solidariedade social. d) Criação, implementação e desenvolvimento de iniciativas que visem dar resposta às necessidades prementes da sociedade. e) Realização de estudos, seminários, colóquios e outras iniciativas que permitam o debate e a elaboração de pensamentos sobre os problemas e necessidades da sociedade actual. f) Elaboração de pareceres e outras tomadas de posição sobre aspectos de politica geral relativos ao levantamento e diagnóstico de necessidades que vão sendo detectadas na sociedade. 4. Outros assuntos de interesse para a Associação. Nota1: Os documentos de suporte à reunião podem ser consultados pelos associados na sede da Instituição, das 9h às 16h. Nota2: Se à hora marcada não houver a presença da maioria dos sócios efectivos, a Assembleia funcionará em segunda convocatória, uma hora depois, com qualquer número de presenças, com a mesma ordem de trabalhos e no mesmo local. V. N. de Famalicão, 16 de Março de 2009 A Vice-Presidente da Mesa da Assembleia-Geral Teresa Cristina Pescaria Fonseca, Dra.

Pela vida dedicada ao atletismo e pelos bons resultados alcançados

Rosa Oliveira homenageada pela Moinho Vermoim A Associação Moinho de Vermoim (AMVE) prestou homenagem à atleta famalicense Rosa Oliveira, pela vida dedicada ao atletismo e pelos resultados desportivos conseguidos na sua carreira. Depois de um dia histórico para a AMVE, com a conquista de mais um título nacional na Figueira da Foz, a associação de Vermoim preparou uma cerimónia de homenagem, com muitos amigos e personalidades ligadas ao desporto. Foram cerca de 100 pessoas que estiveram presentes no jantar de homenagem, prestando-lhe um tributo por tudo aquilo que dedicou da sua vida ao atletismo e desporto nacional. “Faço um balanço muito positivo da minha carreira e agora pretendo divulgar o atletismo no concelho de Famalicão. Enquanto gostar daquilo que estou a fazer, viu continuar a competir até as pernas me deixarem”, disse a atleta. Estiveram presentes no jantar Ana Paula Costa, do Governo Civil de Braga, Jorge Paulo Oliveira, vereador do desporto da autarquia famalicense, António Leitão, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos e Albertina Machado e Fátima Novais, ex-atletas do SC Braga. Estiveram também presentes o antigo responsável do atletismo do SC Braga, Tinoco Marques e António Madureira, representante do FC Porto, entre muitos outros que se quiseram associar. O vereador do desporto da autarquia destacou no seu discurso a justiça desta homenagem, enquanto Paulo Azevedo, presidente da AMVE, alertou para o facto da distinção pecar apenas por tardia.

Rosa Oliveira, atleta da Moinho de Vermoim

Um dos momentos altos foi o telefonema de Rosa Mota, que se encontrava no Japão, e que deixou uma mensagem. Ainda ao longo do jantar foi transmitido um filme com a história da vida da atleta, mostrando alguns momentos marcantes da vida desportiva de Rosa Oliveira.

Sorteio da fase da subida na 3ª divisão nacional

Joane e Oliveirense começam em casa Realizou-se na passada quinta-feira, no auditório Manuel Quaresma, na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em Lisboa, o sorteio das fases da manutenção e da subida do nacional da 3ª divisão. Apurados para a fase da subida, séries A e B, Joane e Oliveirense começam em casa, sendo que no caso da equipa de Oliveira Santa Maria ainda falta decidir qual o adversário, em virtude do caso verificado em Vila Real. Se na série A o calendário já está definido e não existe qualquer caso pendente, na série B a situação pode ainda não ser decisiva. Primeiro porque ainda falta conhecer a decisão da FPF quanto ao jogo Vila Real-Oliveirense que foi interrompido quando o resultado estava em 1-1. Se o organismo máximo do futebol português decidir penalizar o Vila

Real com derrota, a equipa de Oliveira Santa Maria somará os três pontos e com isso subirá ao primeiro lugar da classificação. Logo, o calendário da fase da subida sofrerá alterações. Depois há ainda o caso de possível corrupção no último Serzedelo-Coimbrões que também poderá trazer alterações às equipas que vão disputar a fase final. Na série A, o Joane vai iniciar a segunda fase com 23 pontos, menos um que o Bragança, segundo classificado, e menos quatro que o Vieira, primeiro classificado. Os joanenses iniciam esta fase nos Barreiros frente ao Vieira, seguindo-se uma deslocação ao reduto do Limianos e as recepções ao Fafe e Merelinense. A primeira volta termina com uma ida ao terreno do Bragança. Quanto à série B, se a ordem das equipas se mantiver, a Oliveirense

também começa a jogar em casa, diante do Padroense, seguindo-se a deslocação a Paredes e a recepção ao Vila Meã. Na quarta jornada, a Oliveirense defronta o Coimbrões fora e termina a primeira volta com a recepção ao Rebordosa. Caso a formação de Oliveira suba ao primeiro lugar, a fase da subida terá início com um confronto com o Vila Meã, sendo que o calendário sofrerá também muitas alterações. A fase da subida inicia-se, no fim-de-semana de 5 de Abril, terminando a primeira volta a 5 de Maio. As decisões finais quanto às subidas à 2ª divisão nacional só serão conhecidas no mês de Junho, altura em que terminam as fases da subida, nas diferentes séries da 3ª divisão nacional. B . M.


sport: 25 de Março de 2009 27

futebol

Ninense volta a aproximar-se do líder

Derrota complica contas da manutenção

Xavi marcou regresso com um golo

recebe o Maximinense enquanto o Gondifelos visita o Soarense. Alberto Barbosa

S. Cosme surpreende em Bairro Realizou-se no passado domingo mais uma jornada do distrital da 2ª divisão, série C, que opôs o líder Bairro ao Desportivo de S. Cosme. A equipa de Vale S. Cosme acabou por protagonizar uma das surpresas da jornada ao vencer por 2-1. A primeira parte foi quase sempre jogada no meio campo das duas equipas, sem jogadas de perigo numa e noutra baliza. O nulo ao intervalo justificava-se plenamente. Para a segunda parte os da casa entraram mais rápidos e foram criando situações de perigo junto à baliza do S. Cosme, mas que foram sempre resolvidas. Como o resultado não agra-

dava ao Bairro, o seu treinador substituiu o ponta de lança e a equipa local chegou ao 1-0 no minuto seguinte, com um bom remate que não deu possibilidade de defesa ao guarda-redes. Mas o querer dos jogadores de S. Cosme veio ao de cima e jogando com mais garra acabariam por chegar ao empate dez minutos depois, na sequência de um canto. Tiago foi o autor do tento da igualdade. Com este golo, a equipa da casa tremeu e o S. Cosme aproveitou a desconcentração do Bairro. Partiu à procura de mais um golo e em cima do minuto 90 Seara acreditou numa bola que parecia perdida, ganhou a bola ao defesa do

Bairro, cruzou atrasado, a bola passou por toda a gente e acabou nos pés de Luís que encostou para o fundo da baliza e fez o 1-2. O resultado aceita-se pela postura dos jogadores do S. Cosme que embora não tenham dominado o seu adversário, souberam cumprir o que lhes foi pedido, tapando todos os caminhos para a sua baliza e não desperdiçando as oportunidades criadas. Mário Melo, treinador do S. Cosme, fez alinhar: Gonçalves, Toninho (Daniel), Rafa, Bruno, Rogério, Tiago, Vitó, Rochinha, Seara, Vítor Hugo (Zé Miguel), Hélder (Luís). A.M

São Cláudio empata com Lagense O São Cláudio visitou o Lagense para disputar a 21ª jornada do campeonato da 2ª divisão distrital, série C, empatando a um golo. A equipa de Antas entrou para este jogo com algumas limitações, devido a várias lesões existentes na equipa. O jogo não teve muitos lances de perigo e nem sequer foi um bom jogo de futebol, pois a necessidade de somar pontos condicionou o bom futebol que ambas as equipas têm proporcionado. Apenas a destacar dois remates do Lagense na primeira parte que foram bem defendidos pelo guarda-redes de Antas. Mesmo a acabar, o S. Cláudio viu a bola ser tirada em cima da linha de golo, depois de um remate de Peneda. A segunda parte começou como a primeira e ao minuto 50 Morais, depois de um livre marcado por Prego, apareceu bem entre os centrais adversários e já dentro da grande área fez o golo dos visitantes.

A partir daí, o Lagense pressionou a equipa de Antas, mas de uma forma desorganizada e que nunca chegou a incomodar muito a sua defensiva. O trio de arbitragem deu depois seis minutos de compensação que foram transformados em dez. A equipa da casa marcou o golo do empate aos 99 minutos, depois de uma confusão dentro da área, tendo a bola sobrado para um jogador do Lagense que apenas rematou para o 1-1. O jogo terminou um minuto depois. O S. Cláudio jogou com: Hélder, Prego, Riba, Couto (87’ Luís Miguel), Peneda, Abel, Mendes (77’ Carneiro), José Rui, Avelino (67’ José Fernando) e Morais. No próximo sábado, o S. Cláudio recebe no seu parque desportivo o Águias FC para disputar a 22ª jornada às 16 horas.

Os juniores do FC Famalicão deslocaram-se no passado sábado a terreno do Candal e averbaram mais uma derrota, desta vez por números que não deixam qualquer margem de dúvidas quanto à justiça do vencedor. A quatro jornadas do final do campeonato, e com o Gil Vicente a nove pontos de distância, os famalicenses ainda têm hipóteses matemáticas de garantir a permanência, mas já nada deverá evitar a descida. A formação da casa entrou no jogo praticamente a ganhar, isto porque logo aos dois minutos já o Candal se encontrava em vantagem no marcador. O Famalicão tentou reagir, mas sem criar qualquer situação de perigo. Seria novamente o Candal que voltaria a marcar, isto quando estavam decorridos 21 minutos de jogo. Foi com a equipa da casa a vencer por 2-0 que as duas formações saíram para o descanso. Para a segunda parte, o Famalicão tentou mudar o rumo dos acontecimentos mas sem êxito porque o Candal tinha praticamente o jogo controlado. O Famalicão nesta partida não teve arte nem engenho para contrariar o melhor futebol dos donos do terreno e o jogo não chegaria mesmo ao seu final sem que a equipa da casa marcasse mais um golo. Era o terceiro e desta forma a equipa local acabava com qualquer reacção da formação famalicense. Esta foi uma vitória justa da melhor equipa em campo e

com esta derrota o Famalicão muito dificilmente conseguirá manter-se neste escalão. A descida à 2ª divisão nacional parece ser o caminho da formação famalicense. Num jogo no Campo Rei Ramiro, em Candal, sob arbitragem de Jorge Tavares (Aveiro), auxiliado por Bruno Silva e António Carvalho, o treinador Mário Henrique, do Candal, fez alinhar: Leonardo, Vieira, Tiago Gil, João Pedro, Pereira, Wilson, Jony, Jefersson, Chico, Lisboa e César. Jogaram ainda: Bruno Costa, Diogo e Miguelito. Já o técnico José Lopes, do FC Famalicão, fez actuar: Piteca, Vidigal, Castanheia, Carlos, Miguel, Rui, Arantes, Urbano, Cesário, Batista e Bruno. Jogaram ainda: Quim, Tiago e Tavares.

JUNIORES RE SUL TA DOS

José Clemente

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

I DIVISÃO

Merelinense, 0; Rio Sp. Ave,Braga, 0 1; Boavista, 1 Gondomar, 3; Vizela,AcadØmica, 2 3; Beira-Mar, 1 Candal, 3; Famalicªo,Gil0 Vicente, 3; Infesta, 0 V. Guimarªes, 2; Leixıes, 1 2; FC Porto, 3 Penafiel,

CLAS SI FI CA ˙ˆO

PR XI MA

O campeonato distrital da 1ª divisão, série A, tem sido um dos mais competitivos das últimas épocas, com as equipas que ocupam os primeiros quatro lugares a estarem separadas apenas por quatro pontos. O líder da tabela, o Apúlia, empatou no terreno do Catel Cunha (1-1), enquanto Álvelos e Louro empataram a zero. Já o Gondifelos foi surpreendido em casa pelo Cabreiros, tendo perdido por 1-0. O grande beneficiado da jornada acabou por ser o Ninense que bateu no seu terreno o lanterna vermelha Celeirós por 2-1. Num jogo marcado pelo regresso de Xavi à titularidade na equipa do Ninense, e após longos meses de ausência por lesão, o jogador brindou a massa associativa logo no inicio do jogo com um golo de belo efeito. O Celeirós, que já assumiu publicamente a descida de divisão, montou uma estratégia defensiva e colheu frutos ainda na primeira parte ao efectuar um rápido contra-ataque e a igualar a partida ainda na primeira parte. A segunda parte foi marcada pelo ataque contínuo do Ninense, com a bola a rondar sempre a baliza do Celeirós e o recém entrado André a desfazer o empate, dando justiça em números ao que se tinha passado dentro das quatro linhas. As últimas jornadas são assim decisivas para qualquer uma das equipas, sendo que o Ninense joga no próximo fim-de-semana em Terras do Bouro, o Louro

Juniores do FC Famalicão perderam por 3-0 com o Candal

J

V

E

D

F

C

P

FC Porto 26 21 4 1 70 21 67 V. Guimarªes26 16 6 4 51 22 54 Sp. Braga 26 15 7 4 53 30 52 Penafiel 26 14 2 10 56 42 44 Leixıes 26 11 9 6 37 28 42 AcadØmica 26 11 8 7 53 35 41 Candal 26 10 8 8 33 28 38 Merelinense 26 9 9 8 23 31 36 Gondomar 26 10 4 12 42 46 34 Rio Ave 26 8 8 10 36 40 32 Boavista 26 8 7 11 44 38 31 Gil Vicente 26 9 4 13 40 51 31 Vizela 26 6 4 16 27 55 22 Famalicªo 26 6 4 16 23 52 22 Beira-Mar 26 3 8 15 35 62 17 Infesta 26 2 6 18 24 66 12 FC Porto - Merelinense Leixıes - Sp. Braga Rio Ave - Gondomar Boavista - AcadØmica Vizela - Candal Beira-Mar - Gil Vicente Famalicªo - V. Guimarªes Infesta - Penafiel

Resultados camadas jovens do FC Famalicão…

CATEL 21 12 5 4 35 16 41 Louro 22 11 8 3 28 12 41 Palmeiras 22 12 3 7 32 23 39 `. Alvelos 22 10 7 5 27 19 37 Vila Chª 22 10 6 6 38 25 36 Terras Bouro21 10 4 7 27 21 34 Gondifelos 22 9 1 12 23 35 28 Cabreiros 22 8 2 12 21 30 26 Soarense 22 6 6 10 24 32 24 Viatodos 22 5 9 8 23 35 24 Pousa 22 5 7 10 18 20 22 Maximinense 22 5 6 11 21 26 21 Dumiense 22 4 4 14 12 34 16 Celeir s 22 1 2 19 13 48 5 Terras Bouro - Ninense Viatodos - CATEL Celeir s - `guias Alvelos Apœlia - Palmeiras Louro - Maximinense Soarense - Gondifelos Vila Chª - Dumiense Cabreiros - Pousa

RE SUL TA DOS

3. S. Paio 19 10 6 3 25 17 36 3. S. Ver ssimo20 10 7 3 40 23 37 4. Lagense 20 10 5 5 34 16 35 4. OperÆrio 20 11 4 5 25 14 37 5. L. Enguardas19 10 4 5 31 18 34 5. Roriz 20 10 6 4 49 29 36 6. S. Cosme 20 9 5 6 24 18 32 6. Gandra 20 8 6 6 33 28 30 7. Figueiredo 19 8 6 5 26 21 30 7. Antas 20 8 4 8 35 25 28 8. Guisande 19 8 5 6 30 25 29 Quanto às equipas das camadas 8. Lemenhe 20 7 6 7 26 27 27 9. Delªes 19 7 4 8 25 24 25 jovens do Grupo Desportivo de 9. Mouquim 20 6 5 9 21 29 23 10. S. ClÆudio 20 7 4 9 30 30 25 Joane que competiram nos dife10. Sequeirense 20 6 5 9 23 37 23 11. Vit ria 19 6 4 9 29 38 22 rentes campeonatos, os resultados 11. Granja 20 4 8 8 26 34 20 12. Arsenal 20 5 3 12 27 42 18 foram: Bairro 0-3 Joane (juniores); 12. Necessidades20 4 4 12 24 39 16 13. `guias 20 4 5 11 25 49 17 13. Tebosa 20 3 3 14 21 40 12 Joane 1-1 Ruivanense (iniciados); 14. Peıes 19 2 5 12 19 42 11 14. Juv. Belinho20 1 4 15 20 55 7 15. Telhado 20 2 4 14 16 45 10 Ribeirão 9-2 Joane (infantis); Joane S. Ver ssimo - Juv. Belinho Mouquim - Necessidades S. Cosme - Peıes L. Enguardas - Lagense8-1 Louro (escolas, série E); Joane 3Tebosa - Sequeirense MARCA - Antas Arsenal - Bairro Vit ria - Ruivanense 8 Airão (escolas, série F). Na próLemenhe - Gandra Tadim - Granja Figueiredo - S. Paio Delªes - Telhado xima jornada, os jogos são os seRoriz - OperÆrio S. ClÆudio - `guias Folga: Guisande

…e do GD Joane

PR XI MA

PR XI MA

3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

PR XI MA

RE SUL TA DOS

RE SUL TA DOS

No passado fim-de-semana disputou-se mais uma jornada dos diferentes campeonatos nacionais e distritais nos diversos escalões. Os resultados das equipas do FC Famalicão foram: Candal 3-0 Famalicão (nacional juniores); Bairro da Misericórdia 1-2 Famalicão A (juvenis); Famalicão B 0-2 Taipas (juvenis); Famalicão B 1-6 Pevidém (iniciados); Famalicão A 4-0 Sandinenses (infantis); Famalicão B 0-5 Louro (infantis); Famalicão A 2-1 Oliveirense (escolas); V. Guimarães 6-1 Famalicão B (escolas). Na próxima jornada, os jogos são os seguintes: Famalicão-V. GuiRui Faria marães (nacional juniores, sábado, Campo de Treinos, 15 horas); Famalicão A-Esposende (juvenis, sábado, Campo de Outiz, 16 horas); MaAFB II DIVISÃO Série A AFB I DIVISÃO Série A AFB II DIVISÃO Série C Juv. Belinho, 1; Tebosa, 4 Necessidades, 2; MARCA, 2Bairro, 1; S. Cosme,Ruivanense, Ninense, 2; Celeir s,CATEL, 1 2 1; Apœlia, 1 2; Enguardas, ria 0 da Fonte-Famalicão B (juvenis, sábado, 16 horas); Antas,3 3; Tadim, 0 `guias Alvelos, 0; Louro, 0 S. Paio, 0; Arsenal,Telhado, 0 Palmeiras, 1; Soarense, 0 Sequeirense, 2; Lemenhe, 1; Vit ria, 3 Moreirense-Famalicão (iniciados, sábado, 17h15); V. Guimarães-Fa5; Roriz, 5 Granja, 1; S. Ver ssimo, 2`guias, 1; Figueiredo, Maximinense, 1; VilaGondifelos, Chª, 1 1 0; Cabreiros, Gandra, 1 Guisande, 1; Delªes, 3 malicão A (infantis, sábado, 11h30); Operário-Famalicão B (infantis, sáDumiense, 0; Viatodos, 2 1; Terras Bouro, 1 OperÆrio, 2; Mouquim, 0 Lagense, 1; S. ClÆudio, 1 Peıes Pousa, Folgou: bado, 9h30); Famalicão A-Vizela (escolas, sábado, Campo do Avidos, CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 16 horas); Famalicão B-Louro (escolas, sábado, Campo do Avidos, sá1. Tadim 20 14 5 1 35 12 47 1. Apœlia 22 13 6 3 30 10 45 1. Ruivanense 20 13 2 5 37 16 41 2. Ninense 22 12 8 2 26 12 44 2. Bairro 19 11 6 2 39 16 39 2. MARCA 20 12 5 3 32 18 41 bado, 11 horas).

guintes: Joane-Fradelos (juniores, sábado, 16 horas, Campo da Riopele); Bairro-Joane (juvenis, domingo, 10 horas); Santa EuláliaJoane (iniciados, sábado, 18 horas); Joane-Bairro (infantis, domingo, 10 horas); Operário-Joane (escolas, série E, sábado, 11 horas); Pevidém-Joane (escolas, série F, sábado, 9h30).


28

sport: 25 de Março de 2009

publicidade

CARTÓRIO NOTARIAL DO NOTÁRIO RUI SÉRGIO TEIXEIRA DOS SANTOS, SITO NA RUA DANIEL SANTOS, N.º 25, 1º ANDAR, SALA 5, DA FREGUESIA E CONCELHO DE VILA NOVA DE FAMALICÃO. Rui Sérgio Teixeira dos Santos, notário, certifica, para efeitos de publicação que, por escritura de dezoito de Março de dois mil e nove, exarada de folhas noventa e três a folhas noventa e cinco do livro de notas para escrituras diversas número “cento e oito” – A, deste Cartório, MANUEL OLIVEIRA SANTOS, casado, natural da freguesia de Gondifelos, deste concelho, onde reside na Rua da Gandra, n.º 49, na qualidade de presidente da respectiva Junta de Freguesia, em representação da “FREGUESIA DE GONDIFELOS”, NIPC 507 339 215, pessoa colectiva de direito público com sede na Rua da Igreja, n.º 28, da freguesia de Gondifelos, do concelho de Vila Nova de Famalicão declarou que, com exclusão de outrem, a sua representada é dona e legítima possuidora dos bens imóveis seguintes: a) Prédio urbano, denominado “Parque Desportivo e Recreativo de Gondifelos”, composto por campo de futebol, bancadas e balneários, com a área total de catorze mil duzentos e cinquenta metros quadrados, sito no lugar de Barreiro, Campelos ou Penices, da freguesia de Gondifelos, concelho de Vila Nova de Famalicão, a confrontar do norte e do poente com caminho público, do sul com António Oliveira e do nascente com a Junta de Freguesia de Gondifelos, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na matriz urbana da referida freguesia de Gondifelos sob o artigo 965. b) Prédio urbano, composto por casa de rés-do-chão e andar, com a área coberta de cento e oitenta e oito metros quadrados, sito na Rua da Igreja, n.º 28, lugar da Igreja, da freguesia de Gondifelos, concelho de Vila Nova de Famalicão, a confrontar do norte com o adro da Igreja, do sul e poente com Alcina da Silva Leitão e do nascente com Vicente Rodrigues, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na matriz urbana da referida freguesia de Gondifelos sob o artigo 466. Que a sua representada não é detentora de qualquer titulo formalmente válido que legitime o seu domínio sobre os referidos prédios e permita assim o registo a seu favor dos mesmos. Que, no entanto, a dita “FREGUESIA DE GONDIFELOS” entrou na posse dos prédios objecto desta justificação, o primeiro então ainda composto por terreno a mato, cujo correspondente artigo matricial desconhece, tendo posteriormente, quando já na posse da sua representada, passado a ser composto por terreno para construção inscrito na matriz urbana da referida freguesia de Gondifelos sob o artigo 599, e o segundo então composto por terreno a mato, à data inscrito na anterior matriz rústica da referida freguesia de Gondifelos sob o artigo 427, por volta do ano de mil novecentos e oitenta, o primeiro por doação verbal de Miguel Oliveira Novais e mulher, Alzira Maria Gomes de Oliveira Novais, residentes no lugar da Igreja, da dita freguesia de Gondifelos, e o segundo por venda verbal de Alcina da Silva Leitão, viúva, residente no lugar da Devesa de Agra, da mesma freguesia de Gondifelos, não tendo nunca sido possível formalizar as projectadas escrituras de doação e compra e venda, respectivamente. Que, não obstante isso, tem a sua representada, desde que entrou na sua posse, exercido nos referidos prédios todos os poderes de facto correspondente ao direito de propriedade dos mesmos, inicialmente limpando o mato e cortando as árvores, procedendo à construção das bancadas e dos balneários do prédio identificado em primeiro lugar e à construção da referida casa de rés-do-chão e andar tendo após a sua conclusão passado a utilizar o segundo como sede da Junta de Freguesia de Gondifelos, efectuando nele as reuniões da Junta de Freguesia e da Assembleia de Freguesia e nele instalando os serviços da sua representada e o primeiro para a prática de actividades desportivas e recreativas, nomeadamente para jogos de futebol de equipas da freguesia e respectivos treinos e eventos recreativos da iniciativa da sua representada, tudo sempre com ânimo de quem exerce direito próprio, sendo reconhecida como sua dona por toda a gente, posse que adquiriu e sempre exerceu pacificamente, porque sem violência, contínua e publicamente, à vista e com o conhecimento de todos os interessados e sem oposição de ninguém, tudo isto por lapso de tempo superior a VINTE ANOS. Que dadas as enunciadas características de tal posse a sua representada adquiriu os referidos prédios por USUCAPIÃO, título esse que, por natureza, não é susceptível de ser comprovado pelos meios normais. Está conforme e confere como original na parte transcrita. Cartório Notarial do Notário Rui Sérgio Teixeira dos Santos, em Vila Nova de Famalicão, 18 de Março de 2009. O Notário, Rui Sérgio Teixeira dos Santos

ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA BOMBEIROS VOLUNTÁRIO DE VIATODOS

CONVOCATÓRIA José Costa Araújo, Presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros voluntários de Viatodos, ao abrigo do artigo 28º, ponto 2, alínea b) dos estatutos, convoca uma assembleia geral ordinária, a realizar no dia 31 de Março de 2009, às 21.00 horas, na sede social, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS Ponto 1 - Leitura da acta da reunião anterior; Ponto 2 - Apresentação, discussão e aprovação do Relatório e contas/2008, com o parecer do Conselho Fiscal;

de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

Escritório área 50mt² em Famalicão. Rua S. João de Deus (Edificio dos Correios) Contacto. 961 858 344 / 252 938 512

ALUGA-SE Loja em Ribeirão Edif. das Oliveiras (frente às escolas / Piscinas)

Ponto 3 - Outros assuntos.

Contacto. 966 448 871

Nota: Se à hora marcada não se encontrar presente o número suficiente de sócios, a assembleia funcionará meia hora mais tarde, com qualquer número.

OCASIÃO

Viatodos, 17 de Março de 2009 O Presidente da Assembleia Geral José Costa Araújo, Dr.

2º Torneio de Damas CASA DO POVO DE LOUSADO www.casapovolousado.com.sapo.pt

28 De Março de 2009 Inscrições: Individual – 8€ Por Equipa – 40€ (até 5 elementos) Prémios: Individuais – do 1º ao 10º Classif. Troféus para todas as Equipas Programa: 13:30h – Recepção e Boas Vindas 14:00h – Início do torneio 19:30h – Entrega de prémios seguido de lanche convívio

Vendo Garagem para 2 viaturas em condominio fechado Preço 8000€/ Aluguer 50€ Telf.: 252 102 971 / 936 878 542

VENDE-SE Garagem fechada com porta segurança Alameda Luís de Camões Contacto. 917 270 400

Contactos: Telef: 936 968 473 – 933 884 102 Correio: Casa do Povo de Lousado L. Cardeal Cerejeira, nº 4 4760-601 Lousado E-mail: casapovolousado@gmail.com

Casa do Povo de Lousado

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA

PRECISA-SE Empregado para Café Snack Bar Horário: Tarde/Noite

Convoco os sócios da Casa do Povo de Lousado para uma Assembleia Geral, a realizar-se na sede, no dia 5 de Abril de 2009, às 10:00 horas, com a seguinte

Contacto. 918 636 733

ORDEM DE TRABALHOS

Associação Desportiva Barrimau Futebol Clube

1. Apresentação, discussão e votação do Relatório de Actividades e das Contas do ano de 2009 e parecer do Conselho Fiscal; 2. Outros assuntos de interesse para a Casa do Povo. Lousado, 18 de Março de 2009 A presidente da Assembleia Geral (Sandra Maria Sousa Lopes) Nota:Se à hora marcada não estiverem presente a maioria dos sócios, esta Assembleia reunir-se-á, nos termos dos Estatutos, uma hora mais tarde com qualquer número de sócios.

TORNEIO DE SUECA Dia 28 de Março de 2009 No salão Paroquial de Ruivães, às 15:30 minutos, a favor da festa do Divino Salvador desta freguesia, não falte e traga um amigo. Como sempre teremos a boa pinga e os bons petiscos.

Jornal Opinião Pública, 25 de Março 2009, Publicação Única

Transportes

ALUGA-SE

Prémios 1º Prémio – Dois Leitões 2º Prémio – Dois Presuntos 3º Prémio – Dois Frangos 4º Prémio – Duas Garrafas de Whisky Preço de cada inscrição ---------------------------- 5 Cartas

Assembleia Geral Ordinária

Convocatória Convocam-se todos os sócios desta colectividade para a assembleia que se irá realizar no próximo dia 03-04-2009 pelas 21.15H, com a seguinte ordem de trabalhos: 1º- Apresentação e votação do relatório de contas referente ao ano 2008 2º- Outros assuntos de interesse para a colectividade. NOTA: Se á hora marcada não se encontrarem presentes o nº de sócios conforme regem os estatutos, a assembleia terá início meia hora mais tarde, com o nº de sócios presentes. O Presidente da Assembleia Geral Joaquim Moniz Ferreira


sport: 25 de Março de 2009 29

modalidades

Famalicense bate Frei Gil em voleibol A formação juvenil de voleibol do Famalicense Atlético Clube (FAC) alcançou a primeira vitória no campeonato nacional. A jogar em casa frente ao Frei Gil (Oliveira do Bairro), os atletas famalicenses entraram na partida muito concentrados e finalizaram o set inicial com 25-13. Após a fase inicial, a formação visitante acertou o seu jogo e contou com um FAC que não conseguiu impor o mesmo ritmo. O Frei Gil venceu os dois sets seguintes por 25-19 e 25-16. O FAC iniciou o quarto set com a mesma garra e determinação com que iniciou o encontro e conseguiu uma vantagem confortável de oito pontos que foi gerindo até final do set que terminou com 15-16. No quinto e decisivo set, o Frei Gil entrou melhor e con-

Equipa juvenil de voleibol do FAC

seguiu três pontos de vantagem que foi gerindo até à mudança de campo. Após essa mudança, a dupla Luís e Nélson foi mortífera e com quatro combinações consecutivas e iguais conseguiram

colocar o FAC com dois pontos de vantagem. O FAC teve este set em risco, mas conseguiu segurar a vantagem para vencer o encontro. Na próxima jornada, o FAC recebe o Castelo da Maia.

VC Viana venceu em Famalicão no voleibol sénior Na segunda jornada da segunda fase do campeonato nacional da 2ª divisão nacional, em voleibol, a equipa sénior do FAC recebeu o VC Viana, numa partida que teria de vencer para alimentar o sonho da qualificação para a terceira e derradeira fase da competição, e saiu derrotado por 3-2. O FAC entrou inconstante no jogo, abaixo das suas possibilidades, e a experiência da equipa adversária foi fundamental, vencendo os dois primeiros sets, por 25-20 e 25-14. Depois apareceu o melhor e verdadeiro FAC. O

bloco acertou a recepção e o passe, comandado o terceiro e quarto sets, vencendo por 2518 e 25-17. O quinto set foi muito equilibrado, mas o Viana conseguiu uma pequena vantagem a meio do set e conseguiu conservá-la e ampliá-la no final. O resultado final foi de 15-11 para os visitantes. Com este resultado, ao FAC resta tentar manter o 3º lugar do campeonato, alcançado na primeira fase. O próximo jogo é no sábado no Pavilhão Municipal frente ao GC Santo Tirso.

Juniores de hóquei do FAC perderam com Juventude Viana… Em mais uma jornada do campeonato regional de hóquei em patins, em juniores, o FAC saiu derrotado por 6-2 na recepção à Juventude de Viana. Na primeira parte, o FAC ainda conseguiu equilibrar a partida, mas o domínio foi quase sempre da equipa de Viana. Os forasteiros adiantaramse no marcador, mas na jo-

gada imediata Rafael (FAC) fez o empate. Os minutos seguintes foram os melhores do FAC, mas num rápido contraataque o Viana adiantou-se e até ao intervalo cimentou e resolveu o resultado com mais dois golos. Com a formação de Viana do Castelo a vencer por 4-1, a segunda parte foi mal jogada.

O nível de jogo baixou, mas a vitória dos vianenses nunca esteve em perigo. O FAC ainda marcou mais um golo, por intermédio de João Pedro. No final o 2-6 espelha a diferença existente em campo. Amanhã, quinta-feira, o FAC deslocase a Fão antes da paragem do campeonato que regressa apenas a 19 de Abril.

…e iniciados derrotados na Póvoa No arranque da segunda volta do campeonato nacional de iniciados, a deslocação à Póvoa era determinante para as possibilidades de apuramento do FAC para a fase seguinte da competição. O FAC não conseguiu capitalizar em golos as boas oportunidades de que dispôs, perdendo por 2-0. A equipa famalicense desperdiçou um livre directo na primeira parte e ao intervalo o Póvoa vencia por 1-0. Os atletas do FAC

tentaram tudo para vencer, mas não conseguiram suplantar o adversário que acabou por marcar pela segunda vez e vencer o encontro. Com este desaire, o FAC fica praticamente excluído da decisão do apuramento, mas ainda faltam quatro jogos para o final. Na próxima jornada, o FAC recebe o HC Braga e o encontro está agendado para as 12h30 do próximo sábado.

Na Taça Nacional de basquetebol

Cadetes da ATC derrotados A contar para 5ª jornada da Taça Nacional de cadetes masculinos de basquetebol, a equipa da Associação Teatro Construção (ATC) recebeu no domingo em Vermoim o Clube de Basket de Vila Real e perdeu por 83-47. Na Taça do Minho, os juniores da ATC deslocaram-se até Ponte de Lima para defrontar a Escola Desportiva Limiana. Num jogo muito equilibrado, acabou por ser mais feliz a equipa de Viana, vencendo por 66-64. Esta foi a segunda derrota da equipa de juniores da ATC na Taça do Minho. Ainda nesta competição, as cadetes da ATC receberam em Vermoim a Escola Desportiva Limiana, saindo derrotadas por 67-56. No fim-de-semana teve lugar mais uma concentração distrital de minibasquete. Desta feita, os mais jovens jogadores da ATC deslocaram-se à Póvoa de Lanhoso para defrontar as equipas do Maria da Fonte, Leões das Enguardas e Grupo Desportivo André Soares. No final, para além do convívio que estas concentrações permitem, a equipa da ATC registou duas vi-

tórias, frente ao Maria da Fonte por 42-32 e Leões das Enguardas por 54-30, e uma derrota, frente ao GDAS por 42-50. Para dar lugar à preparação das selecções distritais, que se disputarão em Portimão a 2, 3, 4 e 5 de Abril, as Festas do Basquetebol Juvenil (campeonatos nacionais inter-selecções), as provas nacionais e regionais serão interrompidas durante duas semanas. Entretanto, tendo como objectivos principais proporcionar a ocupação de tempos livres nas férias escolares da Páscoa aos jovens das escolas do concelho de Famalicão, bem como uma primeira experiência na modalidade, a Academia de Basquetebol da ATC vai organizar de 6 a 9 de Abril o 1º Campo de Basquetebol da ATC. Para além dos treinos de basquetebol os participantes no campo terão ainda a oportunidade de participar em diversas actividades lúdicas e de recreio. As inscrições são limitadas e podem ser feitas na sede da ATC até ao dia 31 de Março de 2009.

José Rodrigues foi o melhor em Vieira do Minho O Circuito dos Campeões, prova reservada à participação de ciclistas veteranos e elites amadores, saltou para a estrada com a realização da Clássica de Vieira do Minho. A iniciativa da School Eventos juntou um pelotão de quase meia centena de unidades, acabando o famalicense José Rodrigues, da equipa Centro Recreio Camiliano (CRC), por sair vencedor. Cumprida sobre um percurso de pouco mais de dez quilómetros, a prova de Vieira do Minho revelou-se suficientemente exigente para ir fazendo uma selecção natural. À passagem

dos 40 quilómetros, José Rodrigues decidiu atacar e foi aumentando a vantagem quilómetro após quilómetro até à vitória final. Com esta vitória, Rodrigues ganhou o direito a envergar o símbolo da liderança no escalão de veteranos A. Quanto aos restantes ciclistas da CRC, Manuel Tinoco foi terceiro em veteranos B, Armindo Mansilhas terceiro em veteranos C, assim como Benjamim Silva. Entretanto, e depois de no sábado ter ganho a primeira prova do Circuito dos Campeões, José Rodrigues voltou a triunfar no domingo

em Vila Chã no circuito local. O ciclista famalicense venceu com uma margem superior a dois minutos, num percurso com cerca de 3,5 kms. Com a vitória na geral, Rodrigues conquistou também o prémio na categoria de veteranos A. Outro ciclista em foco foi Armindo Mansilhas que cortou a linha de meta em primeiro lugar na categoria de veteranos B. Com estes resultados, mais o terceiro lugar de Benjamim Silva, na categoria de veteranos C, a equipa do CRC conquistou a primeira posição em termos colectivos.

Francisco Graça entre os 16 melhores da 1ª divisão de bilhar Francisco Graça conseguiu o apuramento para a fase final do segundo torneio aberto da 1ª divisão. Na série três desta fase, o jogador do FAC defrontou no primeiro jogo Alípio Fernandes, atleta do FC Porto e número 5 do ranking nacional. Perdeu e tinha de vencer as duas partidas seguintes para alcançar o apuramento. O outro famalicense presente nesta fase, Artur Figueiredo, lesio-

nou-se e acabou por beneficiar Graça que com a sua desistência apenas teria de vencer o último jogo. O seu adversário foi novamente o atleta do FC Porto. Francisco Graça fez um grande jogo e o apuramento consumou-se, o que fará com que o famalicense dê um salto enorme no ranking nacional, ascendendo cerca de 20 lugares e passando a constar dos 35 primeiros. pub.

Equipa de bilhar do FAC eliminada da Taça Portugal Nos quartos-de-final da Taça de Portugal de bilhar, o FAC conseguiu colocar grandes dificuldades à equipa da Portuguesa de Leça, actual 4ª classificada da 1ª divisão, no jogo que definia o apuramento para as meias-finais da Taça de Portugal. Os famalicenses acabaram eliminados da competição. Na mesa 2, o atleta de Leça depressa se sobrepôs a Tiago Moreira. No final, o 3-0 para a Portuguesa de Leça marcou o primeiro ponto desta equipa. Nas mesas 1 e

4, Adelino Paredes e Francisco Graça entraram muito bem nos seus encontros e venceram o 1º set com grande vantagem. Ambos perderam o segundo set e ficaram empatados. Paredes deu a volta por cima e venceu o seu jogo. Quanto a Francisco Graça, o jogador desconcentrou-se na parte final e perdeu por 15-14, mantendo em aberto a decisão da eliminatória. No entanto, por esta altura, a decisão imediata da eliminatória

estava na mesa 3, onde o Jorge Lopes fez um grande jogo, mas foi infeliz nos momentos cruciais. Perdeu por 3-0, com 15-12, 15-13 e 15-13. Com este 3-0, a Portuguesa de Leça fez o 2-0 e impossibilitou a recuperação do FAC na eliminatória que abdicou da continuação do jogo. Ao FAC apenas falta agora disputar a decisão do título de campeão nacional da 2ª divisão, jogo que se realizará no Salão do Real SC, Lisboa, nos próximos dias 18 e 19 de Abril.


30

sport: 25 de Março de 2009

modalidades

Duas derrotas para as equipas famalicenses no hóquei

Pedro Fernandes ganha em Vila Chã

Riba d’Ave e FAC perdem terreno A 22ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de hóquei em patins foi negativa para as duas equipas famalicenses. Ambas perderam em casa, o FAC por 2-1 com o Infante de Sagres e o Riba d’Ave com a Sanjoanense por 3-2, estando as duas fora dos lugares que dão acesso à subida de divisão. O jogo do FAC iniciou-se da pior forma possível, com o experiente Paulo Alves a marcar o primeiro golo do desafio, ainda não estava finalizado o primeiro minuto do encontro. Aos 16 minutos, André Barbosa dispôs de um penálti que não foi convertido e até ao intervalo o resultado manteve-se inalterável. A segunda parte foi muito semelhante à primeira. Ainda não estava concluído o primeiro minuto e o inevitável Paulo Alves fez o segundo golo para o Infante. A partir daqui, a tarefa dos famalicenses seria muito complicada, mas reagiram sempre de forma positiva e na procura de um resultado diferente. Aos dez minutos, Mauro Lima não converteu um penálti em golo, mas aos 14 Tiago Barbosa, num belo re-

mate de meia distância, conseguiu reduzir e colocar a incerteza no desfecho final. André Camões ainda defendeu um livre directo e com três jogadores ausentes por castigo, o treinador Carlos Silva teve de recorrer durante a partida ao ainda júnior João Pedro porque Mauro Lima e Pedro Salgado receberam cartão azul e a estratégia do treinador foi condicionada. O resultado não se alterou mais até ao final. O FAC ficou mais longe dos seus objectivos e agora o campeonato só regressa no próximo dia 10 de Abril, com uma deslocação dos famalicenses ao pavilhão do Turquel.

PR XI MA

RE SUL TA DOS

Riba d’Ave 2-3 Sanjoanense O Riba d’Ave não conseguiu vencer a Sanjoanense no Parque das Tílias, perdendo por três bolas a duas. Com esta derrota, os ribadavenses deixaram o primeiro lugar para um trio composto por Turquel, Tomar e Espinho. O Riba d’Ave baixou para o quarto lugar. No jogo do passado sábado, o Riba d’Ave ainda conseguiu marcar primeiro, mas a Sanjoanense ainda antes do intervalo daria a volta ao HOQUEI EM PATINS II Divisão RAHC, 2; Sanjoanense,Marco, 3 7; Mealhada, 2 marcador, tendo chegado ao desFeira, 2; AzemØis, 2Ouriense, 2; Turquel, 6 canso em vantagem por 2-1. Juv. Pacense, 3; Tomar, FAC,41; Infante Sagres, 2 Para a segunda parte, o Riba Lavra, 2; Espinho, 6Limianos, 7; B. Sucesso, 4 d’Ave voltou a entrar forte e conseCLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 1. Tomar 22 13 4 5 91 57 43 guiu empatar, mas a Sanjoanense, 2. Turquel 22 13 4 5 97 70 43 com alguma sorte à mistura, con3. Espinho 22 13 4 5 75 57 43 seguiria marcar o terceiro golo que 4. Riba d’Ave 22 13 3 6 81 66 42 lhe daria os três pontos. O Riba 5. FAC 22 11 5 6 69 54 38 6. Sanjoanense 22 10 5 7 72 70 35 d’Ave parecia bem lançado no pri7. Marco 21 10 4 7 86 59 34 meiro lugar da tabela classificativa, 8. Infante Sagres 22 9 6 7 83 79 33 mas nos últimos três jogos não so9. Limianos 22 9 4 9 68 70 31 mou qualquer ponto. 10. Feira 21 7 5 9 59 67 26 11. Ouriense 22 5 10 7 60 66 25 Neste jogo o Riba d’Ave alinhou 12. Juv. Pacense22 8 1 13 78 111 25 com: Vítor Salgado, André Alves, 13. Lavra 20 6 6 8 54 63 24 Joel Ferreira, Arnaldo Queirós e Hél14. AzemØis 22 7 1 14 65 88 22 der Gomes. Jogaram ainda: Vítor 15. Bom Sucesso 22 4 5 13 78 92 17 16. Mealhada 22 1 3 18 59 106 6 Hugo, Ricardo Caldas e Horácio FerBom Sucesso - Riba d’Ave Espinho - Marco reira. Sanjoanense - Feira Mealhada - Ouriense AzemØis - Juv. Pacense Turquel - FAC Tomar - Lavra I. Sagres - Limianos

J.C.

Flor do Monte organiza campeonato de sueca A Associação Recreativa e Cultural A Flor do Monte, da freguesia da Carreira, vai organizar no próximo dia 25 de Abril, pelas 15 horas, um campeonato de sueca. Os prémios são: dois presuntos (1º prémio); dois frangos (2º prémio); dois coelhos (3º prémio); duas garrafas de whisky (4º prémio).

Outeirense volta a vencer no ténis mesa A equipa de ténis de mesa da Associação Desportiva Outeirense está perto de garantir a subida à 2ª divisão nacional da modalidade, depois de no passado sábado ter recebido e vencido a formação do Barroselas, de Viana do Castelo, por 4-0. A partida contava para a 12ª jornada da 3ª divisão nacional, zona Norte, em ténis de mesa, e com o triunfo a formação famalicense ficou mais perto da subida de divisão.

Os atletas do Outeirense não desiludiram os seus apoiantes, a jogar em casa, e venceram de forma convincente a sua congénere por 4-0 e continuando por isso invictos nesta competição. No próximo sábado, o Outeirense desloca-se ao São Cosme, concelho da Maia, para disputar a penúltima jornada, jogo este que mesmo não vencendo pode chegar para garantir a subida, dependendo da diferença de sets.

A Escola de Ciclismo de Pousada de Saramagos/Escola de Ciclismo Carlos Carvalho teve mais um domingo recheado de provas e vitórias. De manhã participou no 1º encontro regional de escolas de ciclismo, organizado pela Associação de Ciclismo do Porto, em Penafiel, onde venceu no escalão de juvenis por intermédio de João Pereira. De referir que a Associação de Ciclismo de Pousada de Saramagos participou com nove ciclistas, nas categorias de infantis e juvenis. Já durante a tarde de domingo foi a vez dos cadetes, juniores e veteranos entrarem em acção no Circuito de Vila Chã, em Esposende, organizado pela Associação de Ciclismo do Minho, onde a formação de Pousada de Saramagos participou com 14 ciclistas, divididos pelas três cate-

Pedro Fernandes venceu categoria júnior no Circuito de Vila Chã

gorias. Pedro Fernandes, da Escola de Ciclismo famalicense, foi o grande vencedor, cortando a meta isolado na categoria de juniores e com um minuto de distância para o segundo classificado.

No próximo fim-de-semana, a equipa de Pousada de Saramagos faz as malas para o Algarve, onde vai participar no domingo na primeira prova da Taça de Portugal, no escalão de juniores, levando um total de seis ciclistas.

Rosa Oliveira vence cross curto na Figueira da Foz A atleta famalicense Rosa Oliveira, da Associação Moinho de Vermoim (AMVE), sagrouse campeã nacional de cross curto no escalão de veteranas femininas, numa prova que se disputou na Figueira da Foz no passado fim-desemana. Rosa Oliveira venceu mais um título nacional de forma categórica, superiorizando-se a todas as outras atletas. A corredora da AMVE recebeu a medalha de campeã nacional das mãos do presidente da Federação Portuguesa de Atletismo,

Rosa Oliveira subiu uma vez mais ao pódio

Fernando Mota, sendo felicitada por mais um título na presente temporada. Entretanto, a secção

de atletismo da AMVE conseguiu ainda outros resultados de realce. Para além de Rosa Oliveira, participaram na prova da

Figueira da Foz mais quatro atletas da equipa famalicense. Hermínia Pereira fez mais um bom resultado, terminando no quinto lugar. No sector masculino, Paulo Oliveira ficou no 31º lugar, seguindo-se o atleta Américo Oliveira, em 35º lugar, e o atleta Custódio Mota que concluiu a prova no 55º posto. A AMVE participou em mais uns campeonatos nacionais e os responsáveis da associação famalicense fizeram um balanço positivo das prestações de todos os atletas presentes.

NAJ em segundo no nacional de corta-mato curto A participação do Núcleo de Atletismo de Joane (NAJ) no campeonato nacional de corta-mato curto, realizado no passado fim-desemana na Figueira da Foz, ficou marcada pelos resultados positivos, com a formação joanense a garantir o segundo lugar do pódio em termos colectivos. Os atletas do NAJ bateram-se de igual para igual com os melhores atletas da especialidade, nomeadamente com o recente campeão da Europa de 1500 metros em pista coberta, o sportinguista Rui Silva, que viria a ser o grande vencedor individual, sendo também peça fundamental para a vitória colectiva que o Sporting viria a alcançar. Bruno Jesus foi o primeiro atleta do NAJ a cortar a meta, ao obter a quinta posição individual. Ma-

Atletas do NAJ estiveram à altura das exigências

nuel Magalhães, Filipe Pedro e Victor Oliveira seriam os restantes atletas a pontuarem. Com a realização da última prova da temporada na especialidade de corta-mato, o saldo é muito positivo. As três equipas do NAJ que competiram nesta espe-

cialidade, todas obtiveram um lugar no pódio nacional. Os atletas do escalão júnior obtiveram o 2º lugar no campeonato nacional enquanto em seniores o N.A.Joane obteve o 3º lugar no campeonato de corta-mato longo e o 2º na versão curta.

3º Raid BTT é domingo O Centro de Recreio Camiliano, de Seide S. Miguel, vai organizar no próximo domingo, dia 29 de Março, o 3º Raid BTT Trilhos de Camilo. A prova terá uma distância total de 50 kms e dificuldade física média/alta, sendo que o preço de inscrição varia entre os cinco e os seis euros. A organização garante prémios para o primeiro, segundo e terceiro classificados, masculinos e femininos, estando ainda garantidos sorteios de artigos BTT.


sport: 25 de Março de 2009 31

motores

pub.

A contar para o campeonato de Portugal

Adélio Machado foi segundo no Serras do Norte Um mês depois da região alentejana de Reguengos receber a jornada de abertura do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, coube à região transmontana de Macedo de Cavaleiros acolher esta segunda ronda, com Adélio Machado e Paulo Fiúza a obterem o segundo lugar no agrupamento T2, sendo oitavos da classificação geral. A dupla da Padock Competições apresentou-se na prova do Motor Clube de Guimarães motivada em chegar a um lugar do pódio, depois de um quarto lugar no Ervideira TT, sendo esta uma missão que obrigou a muito trabalho e esforço, após uma super especial pouco condizente com o resultado final: “É já um hábito não estar tão bem nos prólogos, assim como em etapas curtas. Apenas no decorrer do segundo sector do derradeiro dia me senti mais à vontade, gosto mais de etapas longas”, disse Adélio Machado. “Julgo que realizamos uma prova muito regular e sem grandes percalços de maior, tirando um pequeno problema no amortecedor

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA Nos termos legais e estatutários, convoco os sócios da ACB – Associação Cultural Beneficente e Desportiva dos Trabalhadores do Município de Vila Nova de Famalicão para a Assembleia Geral de 2 de Abril de 2009, a realizar no auditório da ACB sita na Rua Álvaro Castelões n.º 95, pelas 18:30h, com a seguinte ordem de trabalhos:

Adélio Machado subiu ao pódio

da frente do lado esquerdo, talvez motivado por um esforço maior numa zona com ressaltos no decorrer do sector da manhã e já na parte final da prova um barulho algo estranho nos ter deixado algo apreensivos”, comentou no final o piloto da Padock Competições que acusou no início da prova a falta de “treino” e ritmo competitivo. “É um facto, talvez o que se passa comigo também se passa com a maior parte dos pilotos que são amadores: falta de tempo para treinar e rodar com o carro.

Desde a prova de Reguengos apenas peguei no Toyota na sexta-feira para a super especial, tudo muito a frio já que cheguei a Macedo à hora de treinar o prólogo”, concluiu. Adélio Machado somou três pontos na prova do Motor Clube de Guimarães para a classificação absoluta do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno, antes de duas incursões pela região algarvia. O nacional de TT regressa de 17 a 19 de Abril para a terceira jornada que se desenrola no Algarve, com a Baja Terras d’el Rei.

Luís Campos com fim-de-semana para esquecer No passado fim-de-semana realizou-se a terceira prova do Open de Ralis, rali que contou para o Troféu Fastbravo. A dupla Luís Campos e Fábio Vasques fizeram neste rali a sua estreia no troféu, mas o azares voltaram a perseguir esta dupla. Um problema mecânico do carro obrigou os famalicenses a desistirem do rali. A próxima prova será nos dias 17 e 18 de Abril, realizando-se o Rali Vidreiro, na Marinha Grande, um rali que a dupla promete preparar da melhor forma possível para que tudo corra de forma diferente.

Martine Pereira apostado em vencer no PTCC de-semana, 28 e 29 de Março, o famalicense Martine Pereira apresenta-se motivado a lutar pelo triunfo na categoria 3 do PTCC, uma das categorias mais participadas para esta temporada. O Alfa Romeo

PTCC

A temporada do Campeonato de Portugal de Circuitos (PTCC) está de volta ao Autódromo do Estoril para a jornada de abertura de um dos campeonatos mais aliciantes do desporto motorizado nacional. Este fim-

Associação Cultural Beneficiente e Desportiva dos Trabalhadores Municipio de VNF

Martine Pereira quer somar vitórias

147 promete dar que falar ao longo das seis jornadas duplas que fazem parte de um vasto calendário com passagem pelos três circuitos permanentes em Portugal, Estoril, Braga e Portimão, para além dos citadinos Vila Real e Boavista. Martine Pereira parte para o Estoril apostado num excelente resultado na categoria 3, não descorando a vitória: “esta será mais uma presença neste competitivo campeonato de velocidade, por sinal, a minha terceira participação. O PTCC é o expoente máximo da velocidade nacional, aqui estão certamente os melhores pilotos da especialidade. Espero estar à altura de poder lutar pela vitória em todas as provas, só assim será possível poder chegar ao título”, disse.

ORDEM DE TRABALHOS 1 – Apresentação, discussão e votação do Relatório de Actividades e Contas de 2008; 2 – Revisão de Regulamentos Internos; 3 – Outros assuntos de interesse. Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos seus Associados, a Assembleia Geral reunirá, em segunda convocação, meia hora mais tarde com a presença dos Associados presentes. Vila Nova de Famalicão, 18 de Março de 2009 O Presidente da Assembleia-Geral Armindo Borges Alves Costa, Arq.º pub.


32

sport: 25 de Março de 2009

A magia da mulher negra Pela segunda vez consecutiva, Halle Berry foi eleita a negra mais sexy do mundo, numa pesquisa realizada pelo canal de TV norte-americano The One. Na lista, Halle fi ficcaou à frente de beldades como Tyra Banks (a segunda classificcada) e Alicia Keys (que fi ficcou com a terceira posifi ção). Rihanna ganhou o quinto lugar do ranking, atrás da actriz Jada Pinkett Smith.

últimas

Beijo lésbico escaldante entre Donas de Casa Desesperadas Os fãs da série «Donas de Casa Desesperadas» que se preparem: vai haver um beijo escaldante entre Eva Longoria e Teri Hatcher, revela o jornal online «Mail». A dupla Gabrielle Solis e Susan Mayer, respectivamente, vai partilhar um beijo escaldante na nova temporada da série. Os pormenores desta nova temporada têm sido mantidos em segredo, mas Teri revelou que é Gabrielle quem se «atira» a Susan. Nós queremos dar uma nova perspectiva à série para darmos a conhecer cada uma das personagens mais uma vez», afirmou Marc Cherry, criador da série. Nós esperamos para ver.

Mulher de espírito Maia Carola Del Bianco, nasceu a 28 de Dezembro 1976, em Olivos, provincia de Buenos Aires, foi descoberta quando um fotógrafo andava a estudar o povo argentino. Impressionado com a sua beleza, teve de procurar o pai da jovem para que este autorizasse Maia a trabalhar como modelo porque ela era menor (tinha 13 anos). A bela Argentina assume-se como uma pessoa espiritual, amante da natureza, crente em Deus e a ver pelo seu corpinho até nós acreditamos, mas não vive segundo os canones religiosos. Faz ginástica e corre todas as manhãs, ao ar livre.

pub.

pub.


OP 5C