Issuu on Google+

FC Famalicão quer estádio cheio no domingo O FC Famalicão quer encher o Estádio Municipal no próximo domingo na recepção ao Caçadores das Taipas. Para isso, o clube famalicense está a realizar uma campanha em que quem adquirir um bilhete para assistir à partida fica habilitado a uma viagem à Madeira para duas pessoas em hotel de cinco estrelas. O preço do bilhete para o jogo é de cinco euros e podem ser comprados na sede do clube ou em locais autorizados pelo FC Famalicão. O sorteio da viagem será realizado no intervalo da partida. No domingo, o FC Famalicão recebe o Caçadores das Taipas, segundo classificado da Divisão de Honra, e em caso de vitória poderá dar mais um importante passo rumo à subida de divisão. Os famalicenses são líderes com mais sete pontos do que os dois principais perseguidores.

Oliveirense atingiu objectivo da manutenção p. 28

FAC é campeão nacional de badminton p. 31

Seniores do AVC mantêm liderança do campeonato p. 26

Desta vez contra Guimarães Rugby Union

Clube Rugby Famalicão soma segundo triunfo

O Clube de Rugby de Famalicão (CRF) recebeu no passado domingo a equipa de Guimarães, em jogo a contar para a 4ª jornada da 2ª fase do nacional da 2ª divisão de rugby. Num jogo disputado em boas condições climatéricas, a formação famalicense bateu o Guimarães por 54-17. A diferença qualitativa entre as duas equipas acabou por ditar o resultado a favor do CRF. Os homens da casa entraram em campo com uma formação bastante diferente da habitual, por indisponibilidade de alguns dos seus atletas, e demoraram a entrar no jogo e a acertar a sua defesa. Ainda assim, a primeira parte foi dominada pelos famalicenses que ao intervalo venciam por 33-17. Na segunda parte, a equipa visitante quebrou enquanto o CRF refrescou o seu 15 e o domínio acentuou-se, fruto também de maior acerto nas placagens e movimentos defensivos. Os de Famalicão tiveram dificuldades em vencer algumas das formações ordenadas, mas tiveram muito bem nos alinhamentos. Pelo CRF alinharam: “Braga”, Carlos “Ministro”, Rosendo, Carlos Fernandes, Simão Peniche, Chiquinho, Mica, “Osquinha”, Ed, Miguel Maia, António Pedro, “Obi”, Rómulo, Domingos e Zé Manel. Jogaram ainda: Tiago Peniche, César Santos; André Mesquita e Barquero. Na próxima jornada, o CRF terá a sua deslocação mais complicada onde defrontará a equipa de Santarém. O jogo realiza-se no dia 21 de Março, sábado. Sub -18 também venceram Guimarãe s O escalão sub-18 do CRF realizou no passado domingo um jogo treino contra o Gui-

Famalicenses foram mais fortes que o Guimarães

marães, vencendo por 20-5. Apesar de ser um jogo treino, os jogadores famalicenses disputaram-no como se de um encontro do campeonato nacional se tratasse. Com boas fases de circulação de bola à ponta conseguiram distanciar-se da equipa visitante, que apesar de não estar a competir no nacional, demonstrou estar à altura. No início da segunda parte, a equipa da casa mostrou alguma desorganização defensiva, acabando por sofrer o ensaio de

honra da equipa da cidade berço, mas depois despertou para o jogo, acabando por garantir a vitória. Os sub-18 do CRF alinharam com: Daniel Alves, Manel, Francisco, Costa, Marinho, Yang, Zé Lopes, Luís Costa, Lamego, Bruno, Guilherme, Zé, Sousa, Sousinha, Renato, Luís Tovar, Nuno Granja. A próxima deslocação dos sub-18 está marcada para o dia 21 de Março a terras escalabitanas. pub


sport: 11 de Março de 2009

26

PÓDIO

1º Badminton FAC

O badminton do Famalicense Atlético Clube (FAC) voltou a conseguir um resultado de grande destaque. O FAC sagrouse campeão nacional de equipas mistas da 2ª divisão, graças às prestações dos atletas: Ana Maria Carvalho, Maria Machado, Ana Reis, Rui Almeida, João Graça e Bruno Gomes.

grande área

Nacional de seniores femininos da 2ª divisão de voleibol

AVC mantém primeiro lugar Na 4ª jornada da 2ª divisão nacional de seniores femininos, a formação do Atlético Voleibol Clube (AVC) venceu pela margem máxima a congénere do Clube de Voleibol de Aveiro. Na partida realizada no passado domingo, as famalicenses derrotam a formação de Aveiro por três sets a zero, com os parciais de 25-17, 25-20 e 25-18, e com este resultado mantiveram a liderança da competição. Numa partida cheia de incidências, logo na primeira jogada do encontro, duas jogadoras da formação aveirense chocaram cabeça com cabeça, tendo uma delas que ser levada para o Hospital de Famalicão, com um golpe no sobrolho. Aproveitando este nervosismo, a equipa famalicense arrancou muito forte para o encontro, criando um parcial de 81, não dando margem de recuperação às forasteiras.

Mesmo com a reacção ténue da equipa visitante, o AVC acabou por vencer o primeiro set pelo parcial de 25-17 No segundo set, a formação de Aveiro acertou as linhas e entrou muito mais concentrada, criando muitas dificuldades à formação famalicense e colocando-se mesmo em vantagem. O jogo chegou então a uma igualdade a 15 e a partir deste parcial a equipa de José Pereira passou para a frente, possibilitando acalmar a equipa e arriscar na finalização das jogadas. O parcial terminou com 2520. No terceiro set, a equipa do Atlético de Famalicão voltou a vencer com maior facilidade que no set anterior, estando sempre na frente do parcial e vencendo por 25-18. Com esta jornada foi possível verificar que o campeonato nacional da 2ª divisão, fase do Norte, apre-

Jovens famalicenses continuam boa época

senta três equipas a lutar pelo primeiro lugar (AVC, S. Mamede e Gueifães B) enquanto as restantes três lutam entre si pelos lugares seguin-

Árbitro famalicense admite introdução de alguns meios tecnológicos

Cosme Machado a favor do chip na bola

Bruno Marques

AD Oliveirense A Oliveirense derrotou o Torre Moncorvo por 3-0 e garantiu desde já a permanência no nacional da 3ª divisão. A equipa de Mário Jorge deu mostras de ser uma das equipas mais fortes da série B e terá ainda uma palavra a dizer na luta pela subida de divisão.

3º FC Famalicão Apesar de ser o principal favorito à vitória na Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga, o FC Famalicão tem provado dentro do campo esse estatuto. A equipa de Vítor Paneira está cada vez mais perto da subida e este fim-de-semana aumentou para sete o número de pontos de vantagem para os principais perseguidores.

O árbitro famalicense Cosme Machado é a favor da introdução de alguns meios tecnológicos no futebol para evitar erros de arbitragem. Cosme Machado acredita que a introdução de chips nas bolas de futebol poderia ser útil para lances em que é preciso decidir se a bola entrou ou não na baliza, mas considera que parar o jogo para visualizar lances difíceis tiraria espectáculo ao jogo. “Acho que o futebol muito mecanizado perderia, sem dúvida, o espectáculo. Sou a favor do chip na bola para saber se entra ou não na baliza”, diz o famalicense, salvaguardando ainda assim que “mais do que isso, por exemplo, parar o jogo para ir ver ao vídeo se é penálti ou não” seria desvirtuar o futebol. Cosme refere mesmo que “futebol é erro, é jogo e se parás-

Cosme Machado acredita que erros podem ser evitados

semos para analisar os lances difíceis, a beleza do espectáculo perderia”, acrescentando que “até mesmo em termos de notícias no dia seguinte, nada haveria para dar”. Sobre as palavras que o árbitro troca com os seus auxiliares durante uma partida de futebol, o famalicense não acredita que o facto de poderem ser ouvidas por todos ajude a credibilizar o jogo. “Acho que poderia beneficiar, mas o futebol tem situações em que é melhor as pessoas não

ouvirem”, diz. Cosme Machado espera continuar a merecer a aposta da Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol e consolidar a sua carreira na primeira categoria da arbitragem. O árbitro de Famalicão tem sido chamado para muitas partidas da Primeira Liga e garante que na sua carreira e em todos os jogos que dirige tenta “fazer sempre o melhor e errar o menos possível”. Ainda assim, tem consciência que já errou, mas acima de tudo

empenha-se para fazer o melhor possível em todos os jogos. “A vida e a carreira de um árbitro vivem também das exibições, tal como os jogadores. Sabemos muito bem que não é fácil ser árbitro em Portugal porque as ditas pressões muitas vezes acabam por complicar o nosso trabalho”, refere, concluindo que “as pessoas julgam que somos máquinas e que temos de acertar em tudo”. Cosme Machado tem 33 anos e já é árbitro desde a temporada 1992/1993. Esta época o famalicense arbitrou até ao momento oito jogos da Liga Sagres, sete da Liga Vitalis e dois da Carlsberg Cup. Ao todo Cosme Machado mostrou 108 cartões amarelos, dois vermelhos e um duplo amarelo, estando a realizar exibições positivas e a consolidar a sua carreira na primeira categoria da arbitragem portuguesa.

tes, sendo que ultrapassam esta fase quatro formações para depois defrontarem as equipas da zona de Lisboa.

Juniores do AVC sagraram-se campeãs regionais No passado sábado a equipa júnior do Atlético Voleibol Clube (AVC) disputou o título de campeã regional com a sua congénere de Guimarães, o Vitória SC. As famalicenses acabaram por levar a melhor e venceram por 3-1, garantindo o título de campeãs regionais de voleibol, no escalão de juniores. A partida entre famalicense e vimaranenses foi bem disputada, com as equipas a demonstrarem desde o início que queriam levar para casa o título em disputa. A formação famalicense, com um jogo mais consistente, fruto de uma boa recepção e de boas opções atacantes, venceu por 3-1, conseguindo mais um título para o seu historial. Este jogo serviu também para equipa técnica do clube premiar três jogadoras juvenis (Carina Moura, Sofia Sá e Inês Sá) que têm desenvolvido um bom trabalho no seu escalão e foram por isso convocadas para este jogo, chegando mesmo a actuar nesta partida. O próximo encontro da equipa júnior do AVC disputa-se no próximo fimde-semana, com mais uma fase do campeonato nacional, onde a equipa famalicense vai encontrar as suas congéneres do Arcozêlo, Belenenses e Lusófona. No primeiro jogo, o AVC desloca-se a Lisboa para defrontar a equipa da Universidade Lusófona. pub.


sport: 11 de Março de 2009 27

futebol

Ribeirenses entraram a vencer na segunda fase do campeonato

Estreia positiva para o novo técnico 1-0 Estádio do Passal Árbitro : Pedro Estela (Porto) Auxiliares: Pedro Campos e Fernando Brandão

Ribeirão Ribeira Brava Bruno Freitas Celsinho João Hélvio Vítor Silva (80’ Hélder) Emanuel Ludjero Pedro Pita (67’ Mendy) Fernandes Diego (45’ Canas) Marco Freitas

Treinadores Joaquim Rodrigues

Golos: 28’ Bacari (1-0). C artõ es Amarelos: 9’ Luís Faria; 12’ João; 25’ Diego; 60’ Pica; 89’ Tiago Martins. C artõ es Vermelho s: 87’ Bruno Freitas.

Na segunda fase do campeonato, em termos de permanência, o Ribeirão recebeu o Ribeira Brava, que curiosamente tinha vencido no Passal no último jogo da primeira fase, e desta vez levou a melhor sobre os madeirenses, triunfando por 1-0. Depois de passarem três treinadores por Ribeirão, agora foi a vez de Flávio Neves tentar a sua sorte à frente da nau ribeirense e a estreia foi positiva. O Ribeirão entrou determinado a não ser surpreendido, apresentando um futebol ao primeiro toque e a toda a largura do relvado, não dando qualquer hipótese ao seu opositor e garantindo desta forma a

Carlos Alberto

Aristides Ferreira

Ribeirenses vingaram derrota diante do Ribeira Brava

primeira vitória na segunda fase. Com os três pontos somados, a equipa de Flávio Neves subiu à liderança do grupo da manutenção. Com seis minutos de jogo já o perigo tinha rondado por três vezes a área do Ribeira Brava. No entanto, e na primeira vez que a equipa da Madeira desceu à área do Ribeirão, num cruzamento vindo da direita, Fernandes, num lance dividido

com o guarda-redes Litos, caiu e o árbitro apontou a marca de grande penalidade. Chamado a converter, Vítor Silva atirou ao poste. O Ribeirão não tremeu e continuou na busca do golo e quando estavam decorridos 28 minutos, numa bola metida em profundidade, Mendes trabalhou bem na direita do seu ataque, cruzou para Bacari e este não desperdiçou, colocando o

Ribeirão a vencer por 1-0. Neste período o domínio da equipa de Flávio Neves era avassalador e as oportunidades de elevar o marcador sucediamse. No entanto, o jogo iria para o intervalo com uma vantagem magra por parte dos donos do terreno. No segundo período aconteceu mais do mesmo. Logo na abertura da segunda parte, Mendes cruzou para Bacari e

II DIVISÃO RE SUL TA DOS

Flávio Neves

MANUTENÇÃO

Mirandela, 2; M.Fonte, 0 Ribeirªo, 1; R. Brava, 0 Vianense, 1; Cani al, 0 J

V

E

D

F

C

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Ribeirªo 1 Ribeira Brava1 Vianense 1 Mirandela 1 Cani al 1 Maria Fonte 1

1 0 1 1 0 0

0 0 0 0 0 0

0 1 0 0 1 1

1 0 1 2 0 0

0 1 0 0 1 2

PR XI MA

Litos Luís Faria Pica Caravana André Serrão Tiago Martins Vítor Lobo Bruno Pereira (85’ Forbes) Mendes (91’ Palmeira) Paulo Rola Bacari (67’ Pizzi)

este obriga o guarda-redes do Ribeira Brava a uma excelente intervenção. O jogo continuava com sentido único e aos cinco minutos Luís Faria fez tudo sozinho, rematando rente ao poste da baliza de Bruno Freitas. Durou 15 minutos esta pressão dos homens do Passal, altura em que o Ribeira Brava começou a equilibrar o jogo, vendo ainda um golo anulado a Fernandes por fora de jogo. Com a partida a caminhar para o final foi preciso sofrer par evitar o golo do empate. O Ribeirão fechava-se no seu meio campo, saindo apenas em contra-ataque na procura do golo da tranquilidade. O resultado não mais se alteraria e os três pontos acabariam por ficar no Passal. A vitória do Ribeirão acaba por ser justa. Esta equipa apareceu transfigurada para melhor, demonstrou outra atitude e também quando foi preciso soube sofrer. Arbitragem positiva, mas ficam dúvidas no lance do penálti assinalado a favor do Ribeira Brava no decorrer da primeira parte.

CLAS SI FI CA ˙ˆO

P

Maria Fonte - Ribeirªo Ribeira Brava - Vianense Cani al - Mirandela

18 16 14 11 10 9

Joanenses venceram o lanterna vermelha por 3-1 e desperdiçaram muitos golos

Regresso às vitórias 3-1 Campo de Barreiros Árbit ro : Marco Cardoso (Vila Real) Auxiliares: Paulo Guerra e Adriano Martins

Joane Mãe D’Agua Sérgio André Bruno Roberto Carneiro Sócrates Bertinho (45’ Jader) Hugo (38’ Marquinho) Gil Carlos Manuel Álvaro

Armando Bruno Chapinha Valentim André (62’ William) Yves Pendura André Veras (72’ Manien) Genes (76’ Xana) Márcio Carlos Capela

Treinadores Paulo Rafael

Valdemar Afonso

Golos: 23’ Bertinho (1-0); 50’ Sócrates (2-0); 53’ Bruno (30, própria baliza); 87’ Chapinha (3-1). C artõ es Amarelos: 59’ Valentim; 78’ Bruno; 88’ Márcio. C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Carlos Fernandes A vitória do Joane frente ao Mãe d’Água, o último classificado, por 3-1, é um resultado justo. Depois de duas derrotas consecutivas, os joanenses encontraram

o adversário ideal para regressar aos triunfos. Apesar de não existirem adversários fáceis, esta equipa transmontana acabou, de facto, por ser um adversário acessível, permitindo ao Joane uma vitória tranquila, pecando talvez por escassa. Paulo Rafael fez duas alterações no onze inicial da última jornada. Jader e Campos ficaram no banco para as entradas de Carneiro e Sérgio. O jogo começou com o Joane a ameaçar logo aos três minutos. Gil rematou à barra e Bertinho na recarga proporcionou boa defesa ao guarda-redes Armando. O Mãe d’Água respondeu aos sete minutos. Yves chegou atrasado a um bom cruzamento de Chapinha. Foi a única vez na primeira parte que os forasteiros incomodaram o último reduto joanense. O futebol tinha apenas um sentido: a baliza dos transmontanos. Aos 12 minutos, Bruno enviou mais uma vez a bola à barra da baliza de Armando e Sócrates não chegou para a recarga. O domínio joanense acentuava-se e aos 18 minutos Bertinho, sozinho, rematou por cima.

O ponta de lança joanense até marcou três minutos depois, mas foi com a mão. O golo foi bem anulado. Só que dois minutos depois, o ponta de lança joanense redimiu-se e obteve o primeiro golo do jogo. Gil cobrou um canto do lado direito e Bertinho, ao segundo poste, bateu o desamparado Armando. O domínio do jogo era sempre da equipa de Paulo Rafael que antes do intervalo trocou Hugo por Marquinho, recuando Roberto para central, tentando assim ter um meio campo mais rápido. O resultado contudo não sofreu alterações até ao intervalo. No reatamento, Jader surgiu no lugar de Bertinho. Alteração que surtiu efeitos quase de imediato. Mas foram os forasteiros que começaram melhor. Aos quatro minutos, André Veras, de livre, levou a bola à barra da baliza de Sérgio. Na jogada seguinte, cruzamento de Marquinho e Sócrates ao primeiro poste faz o segundo golo do encontro. Um golo que acabou por trazer tranquilidade ao Joane e baralhou ainda mais os transmontanos.

Ainda mal tinham recuperado do segundo golo e já os visitantes sofriam o terceiro. Jader, em boa jogada do lado direito, cruzou para o central Bruno introduzir a bola na própria baliza, colocando o Joane a vencer por três bolas a zero. A partir daqui, os joanenses mantiveram o controlo do desafio, mas a partida perdeu qualidade. O Joane abrandou, os forasteiros queriam mais, mas tinham poucos argumentos. Valdemar Afonso tentou dar algum alento à sua formação, com as substituições que efectuou, mas o marasmo pairava nas duas equipas. Aos 61 minutos, numa fase

III DI VI SÃO

Sé rie A

do jogo de mais equilíbrio, a bola voltou a bater na barra da baliza joanense. O remate foi de Yves. O tempo ia passando, os caseiros sentiam que tinham a missão cumprida e a vitória no marcador. Foi então já perto do final que Sérgio demorou na reposição da bola em jogo e no livre indirecto Valentim aproveitou para fazer o tento de honra. Com esta vitória, o Joane fica muito perto de conseguir os seus objectivos enquanto os transmontanos ficam no último lugar, partindo para a segunda fase do campeonato com dificuldades para conseguirem a manutenção. Boa arbitragem. CLAS SI FI CA ˙ˆO

V

E

D

F

C

P

1. Vieira 24 15 2. Bragan a 24 15 RESULTADOS 3. Joane 24 12 3; Mªe de `gua, 14. Merelinense24 12 Mondinense, 3; Prado, Joane, 0 24 10 M. Cavaleiros, 1; Limianos, 2 Merelinense, 0; Vieira, 5. 0 M. Cavaleiros 6. Fafe 24 10 Bragan a, 1; Fªo, 0 Fafe, 1; Amares, 3 7. Limianos 24 10 Vilaverdense, 2; Marinhas, 1 8. Fªo 24 9 9. Vilaverdense24 7 10. Prado 24 6 PR XIMA JORNADA 11. Marinhas 24 6 Prado - M. Cavaleiros Mªe de `gua - Merelinense 12. Amares 24 4 Limianos - Bragan a Vieira - Fafe 13. Mondinense 24 5 Fªo - Vilaverdense 14. Mªe de `gua24 2 Marinhas - Joane Mondinense - Amares

J

7 2 6 4 7 7 7 7 8 9 7 9 6 4

2 7 6 8 7 7 7 8 9 9 11 11 13 18

44 28 38 37 36 32 37 36 34 21 35 38 21 20

17 21 27 21 25 24 31 22 34 28 41 45 44 77

52 47 42 40 37 37 37 34 29 27 25 21 21 10


sport: 11 de Março de 2009

28

futebol

Principal objectivo da temporada já está alcançado

Famalicão mais líder depois de deslize do Caçadores Taipas

Exibição convincente Mais três dá mais três pontos pontos rumo 3-0 à subida Rui Forte Luís Miguel Alexandre João Duarte Carvalhinho César Marques João Dias (65’ Paulinho) Meira Arturinho João Cruz (82’ Daniel) Nuno Cavaleiro (45’ Pedro Fidalgo)

Vítor Leandro Zé Borges Glauber Marqueiro (75’ J. Reboredo) Coluna (18’ Rubenilson) Paulo Dores (71’ André Pinto) Flávio Alexandre Zé Tiago Pedro Borges

Treinadores Mário Jorge

Silvio Carvalho

Go los: 37’ César Marques (1-0); 69’ Meira (2-0); 83’ João Duarte (3-0). Cartões Amarelo s: 36’ Marqueiro; 41’ Alexandre; 88’ Jorge Reboredo. Cartões Vermelhos: Não houve.

Bruno Marques Apesar do resultado desnivelado, os visitantes nunca foram um adversário fácil. Os famalicenses acabaram por simplificar a tarefa, realizando uma exibição tranquila, sobretudo depois do primeiro golo apontado por César Marques. Com este resultado, a Oliveirense garantiu matematicamente uma vaga nos seis da frente e por isso também a manutenção, principal objectivo da temporada. O Torre Moncorvo entrou bem no encontro e foi a primeira equipa a rematar à baliza. Em duas jogadas muito semelhantes, primeiro Alexandre e depois Zé Tiago remataram por cima da baliza de Rui Forte, quando estavam em boa posição para fazer

III DI VI SÃO

Sé rie B

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

1. Oliveirense 22 11 2. Rebordosa 23 11 RESULTADOS 3. Padroense 23 11 Oliveira 0Douro, 2; Vila Meª, 3 Oliveirense, 3; T. Moncorvo, 4. Paredes 22 10 Paredes, 0 Coimbrıes 22 10 Alpendora., 1; Rebordosa, 2 1; Coimbrıes, 5. Lixa, 1; Padroense, 3Le a, 3; Serzedelo, 3 6. Vila Meª 22 9 Folgou: Vila Real 7. Le a 22 9 8. Serzedelo 22 8 PR XIMA JORNADA 9. Oliveira Douro 22 7 10. T. Moncorvo22 6 Oliveirense - Serzedelo Vila Real - Oliveira Douro T. Moncorvo - Alpendorada Vila Meª - Paredes 11. Vila Real 22 6 Rebordosa - Lixa Coimbrıes - Le a 12. Alpendorada22 5 Folga: Padroense 13. Lixa 22 4

E

D

F

C

P

7 7 6 7 5 7 5 4 6 8 6 3 3

4 5 6 5 7 6 8 10 9 8 10 14 15

28 41 39 30 31 38 40 29 28 19 30 25 28

16 32 33 21 25 34 32 33 34 25 36 39 46

40 40 39 37 35 34 32 28 27 26 24 18 15

Manutenção garantida e ainda há bónus da promoção A Oliveirense precisou de 24 jornadas para assegurar o objectivo determinado à entrada para a época 2008/2009. Após o triunfo do passado domingo sobre o Torre Moncorvo, a equipa treinada por Mário Jorge garantiu matematicamente um lugar nos seis primeiros e com isso também a permanência na 3ª divisão nacional. A segunda fase ainda está a duas jornadas de distância, mas os famalicenses poderão começar desde já a preparar a fase da subida. O mesmo quer dizer que a Oliveirense terá mais uma vez o bónus de poder lutar pela promoção à 2ª divisão, em função da boa temporada realizada. A equipa pode também repetir o primeiro lugar conseguido na última época no final da primeira fase. Sem que os responsáveis do clube de Oliveira Santa Maria assumam neste momento uma possível candidatura à subida, certo é que a Oliveirense já demonstrou ser uma das equipas

mais fortes da série B da 3ª divisão. “Todos nós neste clube só temos um objectivo que é ganhar jogos. Como tal, será sempre com essa ideia que iremos disputar os restantes jogos desta época”, refere o treinador Mário Jorge. As atenções centram-se agora e somente no Serzedelo, próximo adversário no campeonato, e “a segunda fase virá depois, sendo falada a seu tempo”. Olhando a campanha da Oliveirense na primeira fase do

campeonato, salta à vista a produtividade caseira da equipa. Em onze jogos disputados no Campo de Ribes, a equipa de Mário Jorge tem nove vitórias e dois empates, tendo marcado 20 golos e sofrido apenas quatro. Analisando os números, e caso mantenha a actual tendência na segunda fase do campeonato, a Oliveirense poderá no final da temporada estar a festejar a promoção. B.M.

Famalicão está cada vez mais perto da subida de divisão

2-0 Estádio Municipal de Famalicão Árbitro: António Miranda Auxiliares: Vítor Monteiro e Fernando Cunha

FC Famalicão Porto D’Ave Bruno Zé d’Angola Hélder Tó Talocha Nuno Sousa Canetas (70’ Celso) Táxi Badara (68’ Bessa) Maniche (90’ Barreiras) Ruizinho

Clemente Leonel Dunio Careca Vítor Vitinha Meira Ricardo Joca (65’ Filipe) Danil (60’ Serginho) Luís Manuel

Treinado res Vitor Paneira

J oão Fernando

Golos: 20’ Canetas (1-0); 91’ Zé d’Angola (2-0). Cartões Amarelos: 29’ Táxi; 43’ Luís Manuel; 60’ Meira. Cartões Ver me lhos: Não houve.

José Clemente O FC Famalicão com a vitória alcançada no passado domingo, 2-0 sobre o Porto d’Ave, e beneficiando do desaire do Taipas frente ao Lage, aumentou para sete os pontos que o separam de um duo perseguidor composto por Taipas e Santa Maria, ambos com 41 pontos. Quanto ao jogo pode dizer-se que este valeu essencialmente pelos primeiros 45 minutos em que o Famalicão marcou o seu primeiro golo e poderia ter marcado muitos mais. Os famalicenses dominaram praticamente toda a primeira parte, sendo reis e senhores do jogo. Os comandados de Vítor Paneira atacaram e pressionaram o Porto d’Ave e o golo que marcaram à passagem do minuto 20 era muito pouco para o futebol praticado pela formação famalicense. A partir deste golo, o Famalicão foi adormecendo e nunca mais foi a mesma equipa. Só que do outro lado estava uma equipa que veio a Famalicão jogar para não perder, atacou muito pouco e quando o fez foi sempre sem qualquer perigo para o guarda-redes da equipa famalicense. Mesmo assim, ainda foi o Famalicão a equipa que mais perigo criou ao último reduto da formação do Porto d’Ave. O resultado com que

se atingiu o intervalo era escasso para as oportunidades criadas pela equipa famalicense. Para a segunda parte, e já com o resultado do Taipas conhecido, os jogadores do Famalicão entraram em campo com uma disposição nítida de gerir a vantagem conseguida durante a primeira parte. O Porto d’Ave entrou muito mais atrevido, foi uma equipa muito mais pressionante, só que em termos de oportunidades foi praticamente uma nulidade. Atacou muito, mas sem que conseguisse colocar em perigo a defensiva famalicense. O Famalicão continuou à procura do seu segundo golo e só não o conseguiu por manifesta infelicidade dos atacantes da formação local. Vítor Paneira começou então a jogar com o banco e aos 68 minutos tirou Badara e fez entrar Bessa para o seu lugar. Depois foi a vez de sair Canetas e entrar Celso. Estas duas mexidas foram para refrescar o sector atacante. Já nos últimos minutos do encontro, Zé d’Angola conseguiu fazer o segundo golo para a sua equipa. Esta foi uma vitória mais do que justa porque o Famalicão foi a única equipa que quis vencer o jogo. Sendo assim, os famalicenses conquistaram mais três pontos com toda a justiça, uma vez que foram a melhor equipa em campo e daí este resultado ser de inteira justiça. Quanto ao árbitro esteve bem na primeira parte e muito mal na segunda.

AFB DIVISÃO HONRA RE SUL TA DOS

Oliveirense T. Moncorvo

lou maior tranquilidade e manteve sempre o seu último reduto bem seguro. Tirando uma ou outra jogada, os visitantes raramente causaram apuros a Rui Forte. A meio da segunda parte, os locais ampliariam mesmo a vantagem. Pedro Fidalgo viu bem a entrada de Meira pela esquerda do ataque, o avançado entrou na área e atirou para o 2-0. Estava tudo resolvido a favor da formação de Oliveira Santa Maria e a partir do segundo golo o Moncorvo deu-se por derrotado. A sete minutos do final, a Oliveirense fecharia o resultado e novamente de bola parada. Livre de Arturinho na esquerda e sem qualquer oposição João Duarte cabeceou para o 3-0. Já em compensação Pedro Fidalgo e Arturinho também podiam ter feito o gosto ao pé, mas Vítor teve duas intervenções providenciais a negar golos quase certos. A vitória ajusta-se aos acontecimentos, tendo a Oliveirense dado mais uma prova de qualidade. O Torre Moncorvo bem tentou contrariar o melhor jogo do adversário, mas revelou-se sem argumentos para o fazer. Quanto ao trio de arbitragem fez um trabalho quase sem erros e leva nota muito positiva.

Série 1

Taipas, 0; Laje, 1 St“ Eulalia Vizela, 0; Forjªes, Esposen., 3; P. Regalados, 0 3 Torcatense, 1; Ag. Gra a, 21; Pica, 0 Aroes, Ronfe, 2; Santa Maria, 3 Martim, 2; Alegrienses, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

Famalicªo, 2; Porto Ave, 0 1. FC FAMALICˆO21 15 3 3 36 8 48 2. Santa Maria 21 11 8 2 45 25 41 3. Taipas 21 13 2 6 34 22 41 4. Martim 21 11 6 4 32 19 39 5. Aroes 21 12 2 7 26 17 38 6. St“ Eulalia Vizela 21 11 4 6 29 24 37 7. Esposende 21 10 4 7 35 25 34 8. Torcatense 21 10 2 9 30 18 32 9. Aguias Gra a21 8 5 8 27 24 29 10. Porto Ave 21 8 4 9 24 20 28 11. Pica 21 6 5 10 21 27 23 12. Ronfe 21 6 4 11 28 37 22 13. Laje 21 5 4 12 15 39 19 14. Forjªes 21 4 3 14 13 40 15 15. Alegrienses 21 3 4 14 16 34 13 16. Pico Regalados 21 Aguias Gra a - Esposende 2 6 13 Santa Maria - Torcatense 11 43 12 Forjªes - Ronfe Pico Regalados - LajePica - St“ Eulalia Vizela PR XI MA

Campo de Ribes

Árbitro: Fernando Nunes (Porto) Auxiliares: Arsénio Neves e Paulo Nunes

muito melhor. Os visitantes davam mostras de querer discutir o resultado, mas aos poucos a Oliveirense foi assumindo as despesas da partida. No espaço de um minuto, a equipa da casa esteve por duas vezes muito perto de inaugurar o marcador. Aos 15 minutos, após um livre no lado direito, João Duarte atirou de cabeça por cima da barra de Vítor. Pouco depois, Luís Miguel arrancou pela direita, passou por toda a gente, foi à linha de fundo, cruzou atrasado para Nuno Cavaleiro que de primeiro falhou o alvo por muito pouco. A resposta dos forasteiros chegou aos 21 minutos. Leandro cruzou para o interior da área e Zé Tiago, com um remate acrobático, tirou tinta do poste esquerdo da baliza de Rui Forte. A oito minutos do intervalo, a Oliveirense chegaria à vantagem. Livre de Meira na direita, Vítor saiu mal da baliza e ao segundo poste César Marques só teve de encostar para o 1-0. Um golo que os da casa já justificavam e que dava vantagem ao intervalo. Na segunda parte assistiuse à reacção do Moncorvo que equilibrou mais o encontro. Ainda assim, a Oliveirense reve-


sport: 11 de Março de 2009 29

futebol

Juniores derrotados em Merelim por 1-0

Ninense empata e cai para segundo lugar

Manutenção está muito difícil

Após duas derrotas, o Apúlia retomou o primeiro lugar na 1ª divisão distrital, ao ganhar ao Maximinense por 2-0 e aproveitando o empate a zero do Ninense frente ao Vila Chã. A equipa de Nine, com a defesa menos batida do campeonato, defrontava o melhor ataque da prova. No entanto, o Vila Chã apresentou-se com um rigoroso esquema defensivo, ao povoar o meio campo e dando a iniciativa de jogo aos locais. Carlos, do Ninense, teve excelente oportunidade para inaugurar o marcador logo aos seis minutos, mas este manter-se-ia inalterável até final do jogo, com o Vila Chã a criar a sua única oportunidade já no período dos descontos. Quanto às restantes equipas famalicenses desta divisão da Associação de Futebol de Braga, o Louro cumpriu ao ganhar ao lanterna vermelha Celeirós por 2-0 enquanto o Gondifelos ganhou ao Terras do Bouro por 2-1.

José Clemente

RE SUL TA DOS

manutenção ficaram muito mais difíceis para os comandados de José Os juniores do FC Famalicão deslo- Lopes. Mesmo assim, nesta partida caram-se no passado sábado ao o Famalicão teve boas oportunidaterreno do Merelinense e perderam des para sair de Merelim com outro por uma bola a zero. Numa partida resultado que não a derrota. A em que o resultado final não condiz equipa famalicense fez tudo por em nada com aquilo que se pas- tudo para conseguir outro resultado sou durante os 90 minutos de jogo, e só não o conseguiu por manifesta o Famalicão só foi penalizado por falta de sorte dos seus atacantes, uma grande penalidade, logo aos caso de Bruno que por duas vezes dez minutos. O lance deixou muitas poderia ter marcado. dúvidas, mas contou para que a A partir de agora, o Famalicão equipa da casa somasse mais três tem poucas possibilidades de se pontos e complicasse as contas da manter no escalão máximo do futeformação famalicense rumo à per- bol júnior. Das quatro equipas que manência. descem para a segunda divisão, Com esta derrota, as contas da tudo indica que Vizela, Beira-Mar, Infesta e Famalicão serão as que já têm o seu futuro traçado. MatemaJUNIORES I DIVISÃO Rio Ave, 5; Vizela, V. 1 Guimarªes, 3; Beira-Mar, 0 ticamente ainda é possível, uma Merelinense, 1; Famalicªo, 0 6; Infesta, 0 Sp. Braga, vez que ainda faltam oito jornadas Gondomar, 2; Leixıes,AcadØmica, 1 3; Penafiel, 1 para o final, mas os juniores do FaCandal, 1; Boavista,Gil 0 Vicente, 0; FC Porto, 2 malicão têm um final de campeoCLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P nato muito complicado. 1. FC Porto 24 19 4 1 65 19 61 2. V. Guimarªes24 14 6 4 47 20 48 Numa partida disputada em 3. Sp. Braga 24 14 6 4 47 27 48 Merelim, sob arbitragem de Ricardo 4. Penafiel 24 13 2 9 52 38 41 Ferreira (Braga), auxiliado por Pe5. Leixıes 24 11 8 5 36 26 41 6. AcadØmica 24 9 8 7 45 34 35 dro Soares e Venâncio Azevedo, o 7. Merelinense 24 9 8 7 22 29 35 Merelinense, treinado por Jaime 8. Candal 24 9 7 8 30 28 34 Silva, alinhou com: Tiago, Terinho, 9. Rio Ave 24 8 7 9 36 38 31 Abel, Bruno, Figo, Pi, Ni, Fabinho, 10. Gondomar 24 9 4 11 39 42 31 11. Boavista 24 8 6 10 42 35 30 Lucas, Nel e Cantona. Jogaram 12. Gil Vicente 24 8 4 12 36 49 28 ainda: Valença, Cherres e Diogo. Já 13. Famalicªo 24 5 4 15 21 49 19 o técnico José Lopes, do Famalicão, 14. Vizela 24 5 4 15 23 51 19 apresentou o seguinte onze: Piteca, 15. Beira-Mar 24 3 8 13 32 54 17 16. Infesta 24 2 6 16 24 58 12 Vidigal, Castanheira, Carlos, Miguel, FC Porto - Rio Ave Boavista - V. GuimarªesRui, Arantes, Batista, Urbano, CeVizela - Merelinense Beira-Mar - Sp. Braga Famalicªo - Gondomar Infesta - AcadØmica sário e Bruno. Jogaram ainda: Tiago, Leixıes - Candal Penafiel - Gil Vicente Tavares e Bruno Carvalho. PR XI MA

O São Cláudio foi ao reduto do Telhado disputar a 19ª jornada do campeonato da 2ª divisão distrital, série C, e perdeu por 2-1. O S. Cláudio começou melhor a partida e aos 18 minutos fez o 1-0, depois de uma falha do guarda-redes da casa que largou a bola após choque com um colega. Morais aproveitou para fazer o golo. O Telhado, com vontade de mudar o rumo dos acontecimentos, tudo fez para chegar ao golo, mas não o conseguiu durante a primeira parte. Aos 50 minutos, o Telhado iria conseguir igualar, depois de um bom cruzamento do lado direito do seu ataque, concluído com um forte remate no centro da área, não dando hipóteses ao guarda-redes visitante. O S. Cláudio tentou pegar novamente no jogo,

Iniciados goleados em Guimarães

lugar. O Gondifelos, por seu turno, vai ao terreno do Pousa. Alberto Barbosa

mas o Telhado fez o segundo golo aos 65 minutos depois de uma saída infeliz do guarda-redes visitante que não conseguiu chegar à bola primeiro que o adversário que chutou para a baliza deserta, fazendo o golo da vitória. A partir daqui, os visitantes tiveram duas boas oportunidades para fazer golo, mas não conseguiram voltar a marcar. A equipa de arbitragem saiu de Telhado com nota positiva. O S. Cláudio jogou com: Hélder, Prego, Riba, Couto e Eduardo (76’ Ivo), Avelino, Abel, Vítor (45’ Carlitos), Rafael (76’ Carneiro), José Rui e Morais. No próximo domingo, o S. Cláudio recebe o Ruivanense às 15 horas no Parque Desportivo de São Cláudio. Rui Faria

Águias derrotam S. Cosme por 2-1

AFB II DIVISÃO

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

J

V

E

D

F

C

P

1. Apœlia 20 13 4 3 29 9 43 2. Ninense 20 11 8 1 23 9 41 3. CATEL 19 11 4 4 32 14 37 4. Louro 20 10 7 3 26 11 37 5. `guias Alvelos 20 10 6 4 26 17 36 6. Palmeiras 20 10 3 7 28 22 33 7. Vila Chª 20 9 5 6 35 23 32 8. Terras Bouro19 9 3 7 24 20 30 9. Gondifelos 20 8 1 11 22 34 25 10. Soarense 20 6 6 8 23 29 24 11. Cabreiros 20 7 2 11 19 27 23 12. Pousa 20 5 6 9 17 18 21 13. Maximinense 20 5 5 10 18 22 20 14. Viatodos 20 3 9 8 18 33 18 15. Dumiense 20 4 3 13 12 32 15 16. Celeir s 20 1 2 17 12 44 5 Terras Bouro - CeleirDumiense s - Apœlia Louro - Ninense Soarense - CATEL Vila Chª - `guias Alvelos Cabreiros - Palmeiras Viatodos - Maximinense Pousa - Gondifelos

Série A

Cosme reduziu a desvantagem com um golo marcado por Gonçalves. No final do encontro, o árbitro da partida voltou a querer assumir protagonismo, expulsando o guarda-redes e um avançado do S. Cosme. O técnico Mário Melo fez alinhar pelo S. Cosme: Jota, Toninho (Daniel), Rafa, Vitó, Bruno (Rogério), Tiago, Rochinha, Seara, Hélder (Vítor Hugo), Gonçalves e Zé Miguel. Na próxima jornada o S. Cosme recebe o S. Paio d’Arcos. A.M.

AFB II DIVISÃO

Série C

Tebosa, 3; Lemenhe, OperÆrio, 1 S. Paio, 1; Peıes, 1Telhado, 2; S. ClÆudio, 1 0; Tadim, 0 Juv. Belinho, 1; Roriz, 1 1 Necessidades, 0; Granja, 0`guias, 2; S. Cosme,Guisande, 3; L. Enguardas, 0 Sequeirense, 0; Mouquim, 0 Antas,1 2; S. Ver ssimo, 1 Lagense, 4; Arsenal,Delªes, 3; Vit ria, 1 Ruivanense, 3; Figueiredo, Folgou:1Bairro 1Gandra, 0; MARCA, 2

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

Série A

Celeir s, 0; Louro, Dumiense, 2 0; Soarense, 2 Ninense, 0; Vila Chª,CATEL, 0 3; Cabreiros, 1 `g. Alvelos, 4; Viatodos, 1 Palmeiras, 2; Pousa, 1 Maximinense, 0; Apœlia, 2 Gondifelos, 2; T. Bouro,

J

V

E

D

F

C

P

1. Tadim 18 13 5 0 32 9 44 2. MARCA 18 11 4 3 28 15 37 3. Roriz 18 10 4 4 42 22 34 4. OperÆrio 18 10 4 4 22 12 34 5. S. Ver ssimo18 8 7 3 35 22 31 6. Gandra 18 7 5 6 26 23 26 7. Mouquim 18 6 5 7 21 25 23 8. Antas 18 6 4 8 30 25 22 9. Sequeirense 18 6 4 8 19 32 22 10. Lemenhe 18 5 6 7 21 24 21 11. Granja 18 4 8 6 25 30 20 12. Necessidades18 4 3 11 22 34 15 13. Tebosa 18 2 3 13 17 36 9 14. Juv. Belinho18 1 4 13 18 49 7 S. Ver ssimo - TebosaMARCA - OperÆrio Lemenhe - Juv. Belinho Tadim - Necessidades Roriz - Sequeirense Granja - Antas Mouquim - Gandra PR XI MA

RE SUL TA DOS

AFB I DIVISÃO

los por desacerto dos avançados da equipa da casa. O Águias chegou ao segundo golo ainda na primeira parte, novamente por erros defensivos dos visitantes. Para a segunda parte, apesar das alterações, o cenário manteve-se. O Águias sempre mais perigoso, mas a finalizar sempre mal. A juntar ao mau jogo do S. Cosme, o árbitro revelou estar também em tarde negativa, tendo amarelado quase toda a equipa do S. Cosme, facto que retraiu ainda mais os comandados de Mário Melo. Já em período de compensação, o S.

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Bairro 17 10 6 1 37 14 36 2. Ruivanense 18 11 2 5 33 16 35 3. S. Paio 17 10 5 2 25 14 35 4. Lagense 18 10 4 4 33 14 34 5. L. Enguardas17 9 4 4 27 16 31 6. Guisande 17 7 5 5 26 20 26 7. Figueiredo 17 7 5 5 24 20 26 8. S. Cosme 18 7 5 6 19 17 26 9. S. ClÆudio 18 7 3 8 29 27 24 10. Delªes 18 6 4 8 22 23 22 11. Vit ria 17 5 4 8 24 34 19 12. `guias 18 4 4 10 23 45 16 13. Arsenal 18 4 2 12 24 41 14 14. Peıes 18 2 5 11 19 41 11 15. Telhado 18 2 4 12 15 38 10 Peıes - Bairro S. ClÆudio - Ruivanense S. Cosme - S. Paio L. Enguardas - Telhado Arsenal - `guias Vit ria - Guisande Figueiredo - Lagense Folga: Delªes PR XI MA

No passado sábado, o S. Cosme deslocou-se ao reduto do Águias e perdeu por 2-1 naquele que foi o pior jogo dos famalicenses esta temporada. Os jogadores do Desportivo de S. Cosme não se adaptaram ao piso sintético que o Águias utiliza no Complexo da Rodovia, em Braga. Logo aos cinco minutos, num mau atraso de Bruno para o seu guarda-redes, o avançado do Águias antecipou-se e inaugurou o marcador. Este golo ainda abalou mais os jogadores do S. Cosme que não conseguiam entrar no jogo. Só não aconteceram mais go-

PR XI MA

PR XI MA

RE SUL TA DOS

todo o custo travar o ritmo do adversário, mas notava-se alguma falta de entrosamento e de velocidade, embora seja de louvar a atitude e o esforço que dispensaram nesta partida. Por volta dos 30 minutos, os locais chegaram ao 2-0, no melhor golo do encontro. De salientar, na primeira parte, a prestação do guarda-redes Ricardo que evitou que o resultado ao intervalo fosse mais dilatado. Na segunda parte, o Famalicão entrou com a mesma atitude lutadora e por volta do minuto 45, numa boa jogada entre Renato e João, os visitantes conseguiram reduzir com um bom golo de Renato. A partir daí, o Guimarães impôs um ritmo mais elevado e os golos começaram a INICIADOS I Divisão até ao 6-1 final. Flaviense, 0; Braga,Barroselas, 2 0; Varzim,aparecer 2 Vianense, 3; Varzim,1Guimarªes, 6; Famalicªo, 1 Num jogo realizado no Complexo G. Vicente, 1; Chaves, 1 Moreirense, 1; Marinhas, 1 Desportivo do V. Guimarães, sob arbitragem de Pedro Sá (Braga), CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P 1. V. Guimarªes22 20 0 2 95 9 60 o Guimarães alinhou com: Paulo, 2. Sp. Braga 22 17 4 1 52 10 55 David, Marco, Carlos, Leonel, Tei3. Vizela 22 15 3 4 47 14 48 xeira (36’ Diogo Ribeiro), Tiago Ri4. Varzim 22 10 3 9 50 32 33 beiro (45’ Danilo) Diogo leite, João 5. Gil Vicente 22 9 6 7 35 32 33 6. Marinhas 22 8 7 7 29 30 31 Paulo, Didi (56’ Garcia) e Bruno (60’ 7. Chaves 22 8 1 13 19 33 25 Simão). Já o Famalicão jogou com: 8. Barroselas 22 7 3 12 21 36 24 Ricardo (45’ Neto), Jorge (52’ Si9. Famalicªo 22 7 3 12 23 41 24 10. Moreirense 22 6 2 14 22 52 20 mões), Tiago, Pereira, Rui Pena, Hen11. Vianense 22 5 1 16 21 46 16 rique, João Pedro, Miguel (23’ Leão), 12. Flaviense 22 3 1 18 18 99 10 Paneira, (23’ Duarte) Cristiano (45’ O V. Guimarªes sagrou-se O Famalicªo garantiu aJoão) e Renato. Golos: 9’, 58’ e 61’ vencedor de sØrie -no manuten na ªo. João Paulo; 30’ Diogo Ribeiro; 45’ cional de iniciados. Renato; 49’ David; 62’ Simão.

Com estes resultados, o dérbi concelhio entre Louro e Ninense, na próxima semana, perfila-se importante na definição do segundo

São Cláudio derrotado em Telhado

Na última jornada do campeonato e para cumprir calendário

Na última jornada do nacional de iniciados, o FC Famalicão deslocouse ao terreno do líder do campeonato, o V. Guimarães, e saiu derrotado por 6-1. Em termos classificativos, este jogo não tinha nada de importante tanto para uma como para outra equipa. Os vimaranenses não facilitaram e apresentaram de início a melhor equipa. O mesmo não pensou o técnico famalicense e apresentou para este jogo uma formação com bastantes mudanças, incluindo alguns jogadores da equipa B. A equipa da casa chegou por isso com alguma naturalidade ao primeiro golo. O Famalicão tentava a

Equipa de Nine cedeu diante do Vila Chã


30

RE SUL TA DOS

I Divisão - série A I Divisão - série B JUNIORES Nogueirense, 3; Andorinhas, Santa Maria, 0 9; Prado, 3 Pevidem, 1; Ribeirªo,M.Fonte, 2; Ronfe, 2 2 Merelim S. Paio, 0; Marinhas, 3 S. Ver ssimo, 4 S.Eulalia, 1; Oliveirense, Amares, 5; Brufense, 0 0; Sandinenses, 1 Fair-Play, 0; Brito, 2 2; Vieira, 0 Vilaverdense, 2; Esposende, 1 2; Arsenal Devesa,Torcatense, Ninense, 0 Moreirense, 3; Arıes, 0 Patrimoniense, 3; Vila, 0 D

F

C

P

PR XI MA

JUNIORES

II Divisão - série A

Catel, 2; Bastu o, 0 Arnoso, 5; Marca, 1 Vila Chª, 2; Forjªes,Apulia, 2 1; Granja, 4 Realense, 5; Antas, 2Operario, 2; Meªes, 2 Ag.Alvelos, 6; Celeiros, 0

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

PR XI MA

1. Ag.Alvelos 18 16 2. Arnoso 17 14 3. Catel 18 13 4. Celeiros 18 13 5. Operario 17 10 6. Realense 17 8 7. Meªes 17 9 8. Granja 18 6 9. Forjªes 18 6 10. Antas 18 5 11. Vila Chª 18 3 12. Marca 17 4 13. Bastu o 18 3 14. Apulia 17 1 Meªes - Catel Bastu o - Vila Chª Forjªes - Realense Antas - Ag.Alvelos

JUVENIS

E

D

F

C

P

1 1 66 9 49 1 2 72 32 43 2 3 53 18 41 0 5 41 32 39 3 4 46 24 33 4 5 35 28 28 1 7 48 44 28 3 9 43 40 21 2 10 24 44 20 1 12 28 55 16 4 11 25 50 13 0 13 24 63 12 2 13 26 44 11 0 16 16 64 3 Celeiros - Arnoso Marca - Apulia Granja - Operario

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. Moreirense 18 15 3 0 43 6 48 2. Ribeirªo 18 11 4 3 37 19 37 3. S.Eulalia 18 11 4 3 26 20 37 4. Sandinenses 18 10 2 6 35 30 32 A equipa de iniciados do GD 5. Oliveirense 18 8 3 7 24 24 27 Ribeirão, que milita na 1ª divi6. Brito 18 8 2 8 32 28 26 7. Pevidem 18 7 4 7 38 32 25 são série B, empatou a uma 8. M.Fonte 18 7 2 9 30 31 23 bola na recepção ao Brito e foi 9. Ronfe 17 6 5 6 27 32 23 apanhada no topo da classifi10. Fair-Play 18 6 4 8 25 25 22 cação pelo Maria Fonte. A for11. Torcatense 18 5 2 11 28 36 17 12. Arıes 18 5 2 11 27 41 17 mação da Póvoa de Lanhoso 13. Vieira 17 3 2 12 18 36 11 derrotou o Ruivanense e apro14. Brufense 18 3 1 14 17 47 10 veitou da melhor forma o desArıes - M.Fonte Brito - Pevidem lize dos ribeirenses. Agora a liRibeirªo - S.Eulalia Ronfe - Brufense Sandinenses - Fair-Playderança é repartida pelas duas Oliveirense - Torcatense Vieira - Moreirense equipas.

Jogou-se no passado fim-desemana a terceira eliminatória da Taça da Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão (AFSA). Lameiras, Pedome, Castelões e Covense seguiram para a próxima ronda, com a formação do Castelões a ser a única a recorrer a prolongamento para eliminar, fora de casa, o Floresta. Resultados: Lousado 2-5 Lameiras; Requionense 1-3 Pedome; Floresta 1-3 (após prolongamento) CasteII Divisão - série C lões; Covense 8-3 Vermoim. JUNIORES I Divisão - série A JUVENIS 9 1; Merelinense, No Esposende, 1 campeonato de juvenis, Joane, 1; Urgeses, 4 Antime, 1; Ruivanense, 1 S.Verissimo, 0; Moreirense, Bairro, 0; Cabeceirense, 1 0; Delªes, 2 Prazins, Prado, 0; Famalicªo, Marinhas, 3 4; Regalados,disputou-se 0 a 16ª jornada, regisFradelos, 2; Celoricense, 1 2; Silvares, 3 Vilaverdense, 1; Gil Andorinhas, Estorªos, Vicente, 3 0; Alvelos, 0 tando-se os resultados: Louredo Gandarela, 3; S.Paio, 1 Misericordia, 2; Braga, 0 4-1 São Martinho; Castelões 6-2 CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P Cabeçudense; Juv. Académico 61. Urgeses 18 13 3 2 44 18 42 1. Gil Vicente 18 16 1 1 56 7 49 2. Ruivanense 17 12 5 0 48 11 41 2. Moreirense 18 13 2 3 62 9 41 2 Mouquim; Barrimau 1-10 Lan3. Joane 18 7 8 3 34 24 29 3. Famalicªo 18 12 3 3 41 11 39 dim; Bairrense 4-3 ADERM; Flor 4. Antime 16 8 5 3 22 17 29 4. Marinhas 18 10 3 5 35 18 33 Monte 5-10 Lameiras. Comanda 5. Delªes 18 8 3 7 33 30 27 5. Braga 18 9 4 5 34 19 31 RE SUL TA DOS

E

6. Celoricense 17 6 7 4 25 21 25 7. Prazins 18 7 4 7 34 35 25 8. S.Paio 17 6 4 7 30 32 22 9. Cabeceirense18 6 3 9 36 34 21 10. Fradelos 16 4 5 7 26 32 17 11. Silvares 18 4 5 9 22 38 17 12. Estorªos 17 3 5 9 28 45 14 13. Bairro 17 3 2 12 20 45 11 14. Gandarela 17 1 7 9 12 32 10 Silvares - Joane S.Paio - Antime Urgeses - Bairro Ruivanense - Prazins Cabeceirense - Fradelos Delªes - Estorªos Celoricense - Gandarela

JUVENIS

este escalão a equipa das Lameiras com 42 pontos, mais cinco que o segundo, o FC Landim. No escalão de iniciados jogou-se para a 13ª jornada, com os resultados: Carreira 2-19 Juv. Académico; Barrimau 7-0 JASP; Joane 7-10 Cabeçudense; Castelões 1-3 Outeirense; Pedome 19-3 ADERM; Covense 6-5 Lameiras. Comanda o Outeirense com 39 pontos, mais seis que Pedome e Juv. Académico. Por fim, no sector feminino a jornada foi a 11ª, registando-se os resultados: Covense 1-1 Lousado; Landim 1-0 Oliveirense; Pedome 1-7 Juv. Académico; Santa Maria 7-2 Outeirense. Comanda o Landim com 27 pontos, mais sete do que Oliveirense e ARCA Santa Maria.

6. Merelinense 18 8 6 4 37 21 30 7. Andorinhas 17 8 4 5 34 25 28 8. Esposende 17 7 4 6 32 24 25 9. Vilaverdense18 8 1 9 38 43 25 10. Misericordia18 6 5 7 27 34 23 11. Prado 18 4 2 12 33 36 14 12. Alvelos 18 2 5 11 8 46 11 13. S.Verissimo 18 2 0 16 13 67 6 As equipas do FC Famalicão voltaram a competir no passado fim-de14. Regalados 18 0 0 18 8 98 0 semana. Os resultados foram os seguintes: Merelinense 1-0 Famalicão Alvelos - S.VerissimoBraga - Esposende Moreirense - Prado Merelinense - Marinhas (juniores); V. Guimarães 6-1 Famalicão (iniciados); Prado 0-3 Famalicão Famalicªo - Vilaverdense Regalados - Andorinhas A (juvenis); Famalicão B 2-2 Pevidém (juvenis); Famalicão A 1-1 Fair Play Gil Vicente - Misericordia (infantis); Famalicão B 1-5 Joane (infantis); Famalicão A 2-1 Ruiva-

Resultados das camadas jovens do FC Famalicão…

PR XI MA

V

Lameiras, Pedome, Castelões e Covense em frente na Taça

Iniciados do Ribeirão permitem aproximação do Maria Fonte

PR XI MA

J

1. Vilaverdense 18 16 2 0 70 20 50 2. Marinhas 17 15 0 2 59 13 45 3. Santa Maria 18 11 3 4 51 25 36 4. Amares 17 11 1 5 44 28 34 5. Esposende 18 8 3 7 33 28 27 6. Prado 18 8 2 8 36 47 26 7. Merelim S. Paio 18 7 3 8 26 28 24 8. Nogueirense 18 6 2 10 33 41 20 9. Arsenal Devesa18 6 1 11 27 50 19 10. Andorinhas 18 5 3 10 20 32 18 11. Ninense 18 5 3 10 25 45 18 12. S. Ver ssimo 18 5 2 11 34 51 17 13. Vila 18 5 1 12 24 44 16 14. Patrimoniense18 3 2 13 26 56 11 Vila - Santa Maria Arsenal Devesa - Nogueirense Andorinhas - Merelim S.Prado Paio- Amares Marinhas - VilaverdenseS. Ver ssimo - Ninense Esposende - Patrimoniense

RE SUL TA DOS

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

distritais/modalidades

PR XI MA

RE SUL TA DOS

JUNIORES

sport: 11 de Março de 2009

INICIADOS

nense (escolas); Fair Play 5-2 Famalicão B (escolas). Os jogos da próxima jornada são: Famalicão-Gondomar (juniores, Delªes, 0; Fair-Play,Gil 7 Vicente, 4; Vizela, 0Carreira, 0; Operario, 4 Lousado-Bairro (adiado) S. Maria, 1; Arsenal,Gil 1 Vicente, 0; Palmeiras, 2 sábado, 15 horas, Campo de Treinos); Famalicão A-Vilaverdense (juRonfe, 0; Amares, 0 Famalicªo, 2; Pevidem, 2 Ruivanense, 1; Brufense, 0 Oliveirense, 1; Joane, 0 Arnoso, 0; Vilaverdense, Merelinense, 3 6; Amares,venis, 0 domingo, 10 horas, Campo Outiz); Vizela-Famalicão B (juvenis, Esposende, 1; Prado, Braga, 1 3; Misericordia, 1 Fafe, 2; M.Fonte, 0 Moreirense, 1; Vitoria, 4Cavalıes, 3; Arnoso, Folgou: 1 Ribeirªo sábado, 17h15); Delães-Famalicão B (iniciados, domingo, 10 horas); Andorinhas, 0; Ceramis., 2 Brito, 0; Taipas, 1 Telhado, 0; Viatodos, 2 Craques-Famalicão A (infantis, domingo, 9h30); Oliveirense-Famalicão CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P B (infantis, domingo, 9 horas); Prado-Famalicão A (escolas, domingo, 1. Braga 18 12 6 0 44 7 42 1. Fafe 17 15 1 1 38 5 46 1. Viatodos 17 14 1 2 63 8 43 2. Merelinense 17 12 3 2 54 28 39 2. Vitoria 17 14 2 1 68 13 44 2. Ribeirªo 15 13 0 2 87 8 39 9h30); Famalicão B-Sandinenses (escolas).

I Divisão - Série B

RE SUL TA DOS

3. Joane 16 13 0 3 41 12 39 4. Ruivanense 17 11 2 4 36 20 35 5. Operario 15 10 3 2 39 8 33 6. Oliveirense 16 10 1 5 44 17 31 7. Bairro 15 7 2 6 34 28 23 8. Carreira 17 5 0 12 26 51 15 9. Arnoso 16 4 0 12 24 56 12 10. Telhado 16 4 0 12 24 63 12 11. Lousado 15 3 0 12 16 67 9 12. Cavalıes 16 2 2 12 14 64 8 13. Brufense 15 1 1 13 5 51 4 Operario - RuivanenseBairro - Oliveirense Brufense - Cavalıes Joane - Ribeirªo Folga: Carreira Arnoso - Telhado Viatodos - Lousado

INICIADOS

II Divisão - Série A

3. Prado 18 10 5 3 44 13 35 4. Vilaverdense18 11 1 6 31 16 34 5. Arsenal 18 10 3 5 31 12 33 6. Esposende 18 9 3 6 27 18 30 7. Palmeiras 18 7 4 7 38 18 25 8. S. Maria 17 7 4 6 34 19 25 Quanto às equipas das camadas 9. Misericordia18 6 3 9 28 29 21 jovens do GD Joane registaram os 10. Gil Vicente 17 6 3 8 14 29 21 seguintes resultados: Joane 1-4 Ur11. Ceramistas 18 5 2 11 26 45 17 12. Andorinhas 18 3 7 8 27 29 16 geses (juniores); Oliveirense 1-0 13. Amares 17 2 0 15 17 59 6 Joane (juvenis); Joane 2-0 Fafe (ini14. Arnoso 16 1 0 15 19 112 3 ciados); Famalicão 2-5 Joane (inMisericordia - S. Maria Ceramistas - Gil Vicente Arsenal - Arnoso Palmeiras - Merelinensefantis); Joane 1-2 Prado (escolas, Vilaverdense - Esposende Amares - Braga série E); Joane 1-3 Ribeirão (escoPrado - Andorinhas las, série F).

…e do GD Joane

INICIADOS

II Divisão - Série C

Na próxima jornada, o calendário de jogos das equipas do Joane

RE SUL TA DOS

J

V

E

D

F

C

P

1. Ribeirªo 18 16 1 1 53 4 49 2. M. Fonte 18 16 1 1 49 15 49 3. Vitoria 18 14 0 4 58 11 42 4. Sandinenses 17 8 5 4 32 15 29 5. Fafe 18 8 3 7 39 29 27 6. Taipas 17 8 3 6 25 23 27 7. Brito 18 8 2 8 22 26 26 8. Urgeses 17 6 2 9 25 29 20 9. Joane 17 5 4 8 17 32 19 10. S.E Vizela 17 5 2 10 13 39 17 11. Ruivanense 18 4 4 10 20 34 16 12. Fair-Play 16 5 1 10 21 36 16 13. F.C Vizela 17 2 3 12 9 40 9 14. Vieira 18 0 3 15 12 62 3 Fafe - Ribeirªo S.E Vizela - M. Fonte Brito - F.C Vizela Ruivanense - Vieira Fair-Play - Taipas Urgeses - Joane Vitoria - Sandinenses

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

1. Marinhas 17 15 2. Braga 15 11 3. Fªo 15 10 4. Verissimo 16 9 5. Vila Chª 16 8 6. Bastu o 16 7 7. Aveleda 17 7 8. Louro 16 7 9. E.Faro 17 4 10. Granja 13 4 11. Operario 16 3 12. Gandra 13 3 13. Ninense 15 2 Vila Chª - Granja Ninense - Louro Verissimo - Gandra Folga: 17Marinhas

E

D

F

C

P

1 1 51 9 46 0 4 54 14 33 1 4 27 21 31 2 5 29 19 29 2 6 21 17 26 4 5 26 23 25 2 8 23 28 23 1 8 25 36 22 2 11 18 40 14 1 8 25 35 13 3 10 9 28 12 1 9 18 31 10 2 11 9 34 8 Braga - E.Faro Aveleda - Fªo Operario - Bastu o

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

são: Silvares-Joane (juniores, domingo, 10 horas); Joane-Ribeirão (juvenis, sábado, 15 horas, Campo Riopele); Urgeses-Joane (iniciados, domingo, 10 horas); Joane-Arnoso (infantis, domingo, 10 horas); Oliveirense-Joane (escolas, série E, domingo, 10 horas); Ronfe-Joane (escolas, série F, domingo, 11 horas).

Liberdade FC triunfa nos distritais de corta-mato

1. Pencelo 18 16 2 0 55 12 50 2. S.Jorge 18 12 1 5 47 21 37 3. Oliveirense 18 12 0 6 49 22 36 4. Pevidem 15 11 2 2 69 15 35 Realizaram-se na manhã do passado domingo os campeonatos dis5. Ronfe 18 11 2 5 45 14 35 tritais de corta-mato, estando todos os escalões em competição. As 6. Celoricense 17 10 1 6 39 23 31 7. Bairro 18 9 3 6 34 21 30 provas decorreram na pista de corta-mato dos Gémeos Castro, em 8. Vitoria 18 8 3 7 36 24 27 Guimarães, e a equipa do Liberdade Futebol Clube conseguiu alguns 9. Moreirense 18 8 1 9 27 30 25 triunfos colectivos e individuais. 10. Famalicªo 18 5 3 10 23 42 18 O atleta André Silva sagrou-se campeão distrital do escalão juve11. Desp. Ponte 16 5 1 10 15 22 16 nil enquanto Hugo Daniel conseguiu também o título de campeão, mas 12. S. Paio 16 3 1 12 23 57 10 13. Delªes 18 1 1 16 12 96 4 em juniores masculinos. Também em juniores masculinos o Liber14. Cabeceirense18 0 1 17 9 84 1 dade venceu colectivamente, ao colocar os atletas Ruben Costa no terMoreirense - Pevidem Ronfe - Vitoria ceiro lugar e Tiago Loureiro no quinto posto. Destaques ainda para MiDelªes - Famalicªo Cabeceirense - Celoricense guel Moreira (2º lugar juvenis), Mónica Pereira (5º lugar em juvenis S.Jorge - S. Paio Bairro - Pencelo Oliveirense - Desp. Ponte femininos) e Rafael Silva (5º lugar infantis masculinos). PR XI MA

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

Ribeirªo, 1; Brito, 1M. Fonte, 1; Ruivanense, Granja, 1; Ninense, 0E.Faro, 2; Aveleda, 3 Pevidem, 11; Delªes, Vitoria, 1 0 3; Cabeceirense, 0 F.C Vizela, 0; Fair-Play, 2 0; Urgeses, 3 Louro, 3; Verissimo, Fªo, 2 1; Operario, 0 Famalicªo, 0; S.Jorge, 3 Vieira, Celoricense, 2; Bairro, 1 Taipas, 1; Vitoria, 4Joane, 2; Fafe, 0 Folgou: Gandra 1 3; Moreirense, 1 Bastu o, 3; Vila Chª, 2 S. Paio, 0; Oliveirense, Pencelo, Sandinenses, 3; S.E Vizela, 0 Marinhas, 3; Braga, 0 Desp. Ponte, 1; Ronfe, 2

PR XI MA

RE SUL TA DOS

INICIADOS

2 5 36 27 35 3 3 45 20 33 4 6 28 18 28 7 4 25 20 28 3 6 27 20 27 3 8 26 29 24 3 8 16 23 21 5 8 20 31 17 3 12 12 36 12 3 12 16 41 9 3 12 19 61 9 2 13 14 46 8 Taipas - Gil Vicente Vizela - Famalicªo Pevidem - Moreirense

I Divisão - Série A

PR XI MA

RE SUL TA DOS

PR XI MA

3. Gil Vicente 18 11 4. Fair-Play 16 10 5. M.Fonte 18 8 6. Taipas 18 7 7. Pevidem 17 8 8. Vizela 18 7 9. Brito 17 6 10. Moreirense 17 4 11. Ronfe 18 3 12. Famalicªo 17 2 13. Delªes 17 2 14. Amares 17 2 Vitoria - Delªes Fair-Play - Ronfe Amares - Fafe M.Fonte - Brito

PR XI MA

II Divisão - série C

PR XI MA

RE SUL TA DOS

I Divisão - série B


sport: 11 de Março de 2009 31

modalidades

FAC campeão nacional em badminton

A Federação Portuguesa de Badminton divulgou a lista de atletas convocados para integrar a Selecção nacional de sub-19 que disputará o Campeonato da Europa. A atleta famalicense de badminton, Ana Reis, está integrada no grupo de atletas convocados. A presença nesta prova do calendário internacional é um dos principais objectivos da temporada da atleta e um merecido prémio pela época que está a realizar. Esta competição realiza-se em Itália, na cidade de Milão, entre os dias 3 e 12 de Abril.

Veloso e Paredes apurados para os oitavos-de-final

ao FAC o título, vencendo A. Paiva/F. Marques por 21-12 e 21-18. Os outros dois encontros apenas serviam para cumprir calendário e o último jogo de pares mistos não se realizou porque a vitória final já estava definida.

Iniciados de hóquei do FAC empatam… A equipa do Académico do Porto apresentou-se em Famalicão somando por vitórias os jogos efectuados no campeonato nacional de iniciados, mas acabou por ceder os primeiros pontos depois de empatar a duas bolas com o FAC. O FAC não conseguia controlar o jogo no meio campo ofensivo e foi muito rematador, mas sem causar grande perigo na ba-

liza contrária. No último minuto da primeira parte, Bruno Costa fez uma boa jogada individual e finalizou para o 1-0, resultado que colocou o FAC a vencer ao intervalo. Na segunda parte, o jogo foi diferente. O FAC fez boa circulação de bola, mas a seis minutos do final o Académico empatou. Na jogada seguinte, os visitantes fizeram o 2-1. Tiago Azevedo fez o resultado final

num remate de meia distância. Pelo FAC jogaram: Diogo Fernandes, Tiago Azevedo, Nuno Dias, Bruno Costa, Paulo Ribeiro e Paulo Araújo. Com este empate, o FAC subiu ao terceiro lugar, mantendo a distância de cinco pontos para o Académico. Tudo ainda está em aberto e na próxima jornada (15 Março) o FAC desloca-se a Paços de Ferreira.

…e vencem na Taça do Minho A equipa de iniciados de hóquei patins do FAC somou a terceira vitória consecutiva na Taça do Minho, depois de bater em casa a AD Barcelos por 6-1. A diferença qualitativa depressa se fez notar, mas apesar do resultado alcançado a equipa do FAC não esteve muito bem no início da partida, jogando pouco colectivamente. Os golos foram aparecendo fruto do individua-

lismo e ao intervalo os famalicense venciam por 20, com golos do Camilo e do Rafa. Na segunda parte, o hóquei foi mais bonito e eficiente e o resultado foi construído com mais três golos do Camilo e outro do Afonso. No final o 6-1 espelhou a diferença entre as equipas. O FAC ocupa assim o segundo lugar na taça do Minho e o próximo jogo disputa-se apenas no dia 22 em Fão.

FAC perde com o líder em bilhar A equipa de bilhar do FAC perdeu por 2,5-1,5 na 12ª jornada com o líder invicto do campeonato da 2ª divisão, zona Norte, o Bilhar Clube do Porto (BCP). A equipa portuense vinha prevenida e com vontade de conseguir um resultado diferente do obtido na recente eliminatória da Taça que o FAC venceu. O BCP teve felicidade nos momentos decisivos do encontro. No primeiro jogo da noite, o Carlos Veloso sofreu uma derrota. Esteve sempre no comando do marcador e teve uma oportunidade para finalizar o encontro na 47ª entrada.

Não o fez e com o resultado em 39-34 o seu opositor arrancou uma série de seis carambolas e venceu. O segundo jogo foi sempre comandado pelo bilharista portuense que defrontou Adelino Paredes. O visitante venceu por 40-27, em 60 entradas, e ao intervalo o FAC perdia por 2-0. No grande embate da noite, Artur Figueiredo (FAC) e Manuel Rio (BCP) fizeram um grande jogo. Figueiredo depressa ganhou uma vantagem enorme que em dez entradas se situava em 22-10. O portuense reagiu, fez uma entrada de nove carambolas e equili-

brou o encontro. Com o resultado em 37-30 para Manuel Rio, Figueiredo fez uma sequência brilhante e empatou o jogo. Ainda conseguiu fazer o 40-39, mas o adversário teve a bola de saída para empatar e conseguiu-o. Consumou-se assim a derrota do FAC. Quando faltam duas jornadas para o final, o FAC continua no terceiro lugar, a discutir o segundo lugar que dá acesso à 1ª. O FAC não depende apenas de si, mas na próxima jornada o BC Porto recebe o Fenianos, equipa que luta directamente com os famalicenses.

Infantis e escolares do FAC derrotados As equipas de infantis e escolares de hóquei patins do FAC, disputaram mais dois jogos e perderam por resultados expressivos. Em infantis o FAC perdeu por 7-1 frente à AD Barcelos enquanto em escolares perdeu por 13-1 frente ao mesmo adversário. Os jogos não tiveram grande história, destacando-se apenas os golos de honra apontados por Rui Neves, nos infantis, e por Zé Pedro, nos escolares. Na próxima semana, estas equipas voltam a competir, novamente em Famalicão, frente ao HC Braga.

Desta forma, Adelino Paredes estará na disputa da próxima fase da competição, juntando-se a Carlos Veloso que já havia garantido essa presença na passada terçafeira. Veloso conseguiu o apuramento para os oitavos-de-final da competição apesar da derrota no último jogo por 30-20, em 43 entradas. O mesmo destino não teve Jorge Lopes. Apesar de vencer o seu jogo por 20-19, em 50 entradas, não venceu o seu grupo e a média que realizou no conjunto dos três jogos penalizou-o. A próxima fase da prova realiza-se no salão do FC Porto.

Academias Alex Ryu Jitsu celebraram 10º aniversário As Academias Alex Ryu Jitsu de Calendário, Lousado e Korpo’s B.V. Famalicão, lideradas pelo mestre Manuel Cunha (6º Dan), comemoraram no passado sábado o seu 10º aniversário. Para celebrar a passagem dessa data realizou-se uma festa que reuniu cerca de 250 pessoas, entre atletas, pais, alunos, familiares e amigos, no ginásio da Forave, em Lousado. Presente no acontecimento esteve o presidente da Federação e fundador do estilo, mestre Alexandre Carvalho, bem como os autarcas de Lousado e Calendário e ainda a direcção da Forava que deixaram elogios ao trabalho desenvolvido

Alunos das escolas famalicenses de Alex Ryu Jitsu

por todas estas academias, ao longo dos dez anos, elevando o nome das freguesias ao nível regional e nacional ao assegurarem títulos e desempenhos dignos de registo. A iniciativa contou com provas de demonstração de técnicas de defesa pessoal contra todo o tipo de armas, levadas a cabo por alunos a partir dos quatro anos, e ainda

teste de quebra e combates de competição, como a arte da “Shinobigatana” espada/cata. Além da entrega de medalhas, troféus e diplomas federativos, homologados pelo presidente da Federação Portuguesa de Alex Ryu Jitsu, houve ainda lugar para um lanche/convívio para todos os presentes na Mundos de Vida, em Lousado.

ARCA surpreendida em casa O impensável aconteceu no passado sábado no Pavilhão das Lameiras. A equipa da Associação Recreativa e Cultural de Antas (ARCA) perdeu por 2-0 na recepção ao lanterna vermelha do nacional da 3ª divisão de futsal, o Araucária. Depois de ter conseguido bons resultados nas últimas jornadas, a equipa comandada por Henrique Passos acabou por ceder pontos frente a um adversário que ainda não tinha somado qualquer ponto no campeonato. Apesar do resultado negativo, a ARCA manteve-se acima da linha de água e continua a depender apenas de si própria para garantir a permanência nesta divisão.

FUTSAL RE SUL TA DOS

Equipa de badminton do FAC

Depois da vitória na primeira jornada, Adelino Paredes venceu o segundo jogo do quadro dois do campeonato nacional da 3ª divisão, em bilhar, e praticamente assegurou um lugar nos oitavos-definal do nacional da 3ª divisão. Desta vez, a vitória foi alcançada às 46 entradas e por 30-18. Paredes não esteve ao seu nível no jogo da Taça de Portugal frente ao BC Porto, mas demonstrou neste jogo que foi apenas um dia menos bom. Na terceira jornada, Adelino Paredes conquistou a sua terceira vitória consecutiva e venceu invicto a sua série.

III Divisão

FC Foz, 4; Sangemil, Folgou: 4 Merelinense C. Ansiªes, 3; P. Creixomil, 4 Ac. Le a, 7; Macedense, 4 ARCA, 0; AraucÆria, 2Contacto, 3; Chaves, 1 Barranha, 6; Vianense , 4

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

1. P. Creixomil18 14 3 1 84 39 45 2. FC Foz 18 12 3 3 84 42 39 3. Ac. Le a 17 12 1 4 72 46 37 4. Macedense 17 10 2 5 73 54 32 5. Contacto 18 10 0 8 79 73 30 6. Barranha 18 9 2 7 64 62 29 7. Merelinense 16 7 1 8 63 71 22 8. Chaves 18 6 2 10 66 78 20 9. ARCA 18 5 5 8 46 72 20 10. C. Ansiªes 18 6 1 11 85 85 19 11. Vianense 17 5 2 10 75 95 17 12. Sangemil 17 3 4 10 46 62 13 13. AraucÆria 16 1 0 15 34 92 3 Macedense - Sangemil P. Creixomil - Folga AraucÆria - Ac. Le a Chaves - Carrazeda Ansiªes Contacto - FC Foz Vianense - ARCA Merelinense - Barranha PR XI MA

A equipa de badminton do Famalicense Atlético Clube (FAC) sagrou-se campeã nacional de equipas mistas da 2ª divisão, numa competição que se realizou em Miranda do Corvo. Os atletas que representaram o clube e que se sagraram campeões nacionais foram: Ana Carvalho, Maria Machado, Ana Reis, Rui Almeida, João Graça e Bruno Gomes. Com esta vitória, o FAC garantiu um lugar na 1ª divisão de badminton na próxima temporada. O FAC venceu no primeiro encontro a Associação Académica de Espinho (AAE) por 3-2. Em singulares homens, João Graça venceu R. Pereira com os parciais de 21-16 e 21-9 enquanto em singulares senhoras Maria Machado perdeu com P. Carvalho por 21-10 e 21-19, igualando o encontro. No jogo de pares homens, a dupla famalicense João Graça/Rui Almeida derrotou a dupla R. Pereira/A. Pereira. No jogo que podia dar a vitória ao FAC, Ana Reis/Maria Machado, em pares senhoras, venceram M. Albuquerque/I. Alves, com um duplo 21-11. Desta forma, a vitória no primeiro encontro estava alcançada. Na partida seguinte, a AAE defrontava o Movimento Voluntário Desportivo (MVD) das Caldas da Rainha e perdia por 4-1 e no encontro que decidia o título o FAC defrontava o MVD. Em singulares homens, João Graça venceu Rafael Miguel por 21-8 e 21-14. Depois, em singulares senhoras, Ana Carvalho também venceu M. Afonso por duplo 21-11, dando uma vantagem de 2-0 para o FAC. Em pares homens, J. Graça/R. Almeida deram

Ana Reis convocada para Europeu de Juniores


32

sport: 11 de Março de 2009

Karaté de Delães competiu em Almeirim No passado sábado, dia 7 de Março, realizou-se no Pavilhão Municipal de Fazendas de Almeirim o Campeonato Nacional de Karaté, escalão de seniores, organizado pela Federação Nacional de Karaté de Portugal. Da Escola de Karaté de Delães competiram as atletas Stephanie Paiva, na prova de kata, e Tânia Magalhães, na prova de kumite -50 kg. O campeonato não correu da melhor forma para as atletas famalicenses, sendo que nenhuma conseguiu chegar perto do pódio, muito embora nos katas Stephanie Paiva tenha vencido duas eliminatórias, perdendo com a atleta que viria a classificar-se na terceira posição. Quanto a Tânia Magalhães, em kumite, perdeu na primeira eliminatória também com a atleta que viria a ficar na terceira posição. Desta foram, perdeu-se também a oportunidade das atletas da Escola de Karaté de Delães serem repescadas. Renato Monteiro participou uma vez mais na arbitragem deste campeonato.

Rosa Oliveira campeã regional de cross curto A atleta Rosa Oliveira, da Associação Moinho de Vermoim (AMVE), sagrou-se campeã regional de cross curto, no escalão sénior feminino. A atleta da AMVE realizou uma prova de bom nível, vencendo a prova rainha do regional de cross curto que se realizou em Guimarães. A atleta concluiu a prova com um tempo final de 14 minutos e seis segundos. Rosa Oliveira venceu mais um título para juntar à sua carreira, numa tempoAtletas da Moinho de Vermoim medalhadas rada em que têm sido vários os títulos conquistados. Em todas as provas que participa, a atleta famalicense tem conquistado resultado positivos para a associação. No mesmo escalão, Hermínia Pereira, também da AMVE, ficou no segundo lugar, sagrando-se por isso vice-campeã regional. No sector masculino, escalão sénior, a AMVE participou com três atletas: Américo Oliveira (9º lugar), Paulo Oliveira (11º lugar) e Custódio Mota (13º lugar). A participação da Moinho de Vermoim foi considerada positiva pelos responsáveis, uma vez que a equipa dominou no sector feminino, conseguindo ainda sagrar-se vice-campeã regional em masculinos. Na próxima semana, a secção de atletismo da AMVE vai participar na Corrida do Dia do Pai, a realizar no Porto.

Escola de Ciclismo de Pousada em competição

No próximo fim-de-semana, a Escola de Ciclsimo de Pousada de Saramagos/Escola de Ciclismo Carlos Carvalho vai participar em diversas provas competitivas. No sábado, 14 de Março, a equipa vai participar com quatro ciclistas cadetes na prova de abertura nacional, organizada pela Federação Portuguesa de Ciclismo e pela Associação de Ciclismo do Minho. A prova terá uma distância total de 60 kms, com partida e chegada na cidade de Fafe, mas tendo passagens pelas Taipas e pela cidade de Guimarães. No dia seguinte, domingo, a prova será em Roriz (Barcelos) a contar para as categorias de iniciados, infantis, juvenis, cadetes e juniores. A corrida é organizada pela Associação de Ciclismo do Minho, com a Escola de Ciclismo de Pousada de Saramagos a marcar presença com 19 ciclistas.

modalidades

No campeonato zonal de infantis em natação

Luís Fernandes bate dois recordes nacionais No passado fim-de-semana realizou-se o torneio regional zonal de infantis, em Cantanhede. Esta prova contou com a presença de 450 nadadores da região Norte e Centro do país, num total de 43 clubes. O Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF) esteve presente com 15 nadadores, tendo-se destacado Luís Fernandes. Em termos colectivos, a equipa famalicense ficou no terceiro posto em termos de medalhas conquistadas. O grande destaque da prova foi para o nadador Luís Fernandes que estabeleceu dois novos recordes nacionais, nas provas de 100 e 200 Bruços, sendo deste modo o nadador português mais rápido de todos os tempos na sua idade. Para além dos recordes, Luís Fernandes conquistou ainda sete títulos de campeão zonal e um título de vice-campeão. Outro nadador famalicense a dar nas vistas foi Rafael Pinho que se sagrou tetra-campeão zonal, nos 100 metros Mariposa, 4x100 Livres, 4x100 Estilos e 4x200 Livres. Para além disso foi vice-campeão zonal nos 200 Estilos e 100 Livres. Já André Guimarães, também do GDNF, conquistou o título de tri-campeão zonal (4x100 Livres, 4x100 Estilos e 4x200 Livres). Foi ainda medalha de bronze aos 100 e 200 Costas, trazendo medalhas em todas as provas que competiu. Em termos femininos, Andreia Granjo obteve a medalha de bronze aos 100 Livres e 4x200 Livres. Já So-

Atleta do GDNF em grande destaque

fia Valinhas foi medalha de bronze aos 100 e 200 Mariposa, sendo de referir a grande evolução desta nadadora que se encontrava em último lugar à partida para este zonal. Em termos colectivos, a estafeta masculina do GDNF, composta por Luís Fernandes, Rafael Pinho, André Guimarães e Nuno Martins, venceu os 4x100 Livres, 4x200 Livres e os 4x100 Estilos. Já a estafeta feminina, composta pelas nadadoras Patrícia Granjo, Andreia Granjo, Ana Cata-

rina Azevedo e Ana Isabel Fernandes, venceram a medalha de bronze nos 4x200 Livres. Referência ainda para Ana Carvalho, Adriana Matos, Liliana Carvalho, Diana Rocha, José Pedro Antunes e Pedro Rocha que melhoram as suas marcas pessoais. No que diz respeito à classificação por clubes: 1º Foca (23 medalhas); 2º Gespaços (19 medalhas); 3º GDNF (17 medalhas); 4º Académico Coimbra (15 medalhas); 5º Viana Natação Clube (10 medalhas).

Na Taça Nacional de basquetebol

Cadetes da ATC com uma vitória e uma derrota A equipa de cadetes masculinos da Associação Teatro Construção (ATC) conseguiu no passado sábado a primeira vitória na Taça Nacional ao vencer em Monção, o Clube de Basquete local por 42-61. Já no domingo, em Vermoim, a ATC recebeu uma das melhores equipas da prova, o Vasco da Gama, do distrito do Porto, e perdeu por 100-53. Com um período inicial muito forte (7-26), o Vasco da Gama mostrou logo ao que vinha, não dando qualquer hipótese aos jovens da ATC que, apesar de terem equilibrado o jogo no 2º período (22-24), não foram capazes de manter o ritmo na segunda parte, acabando por perder por 100-53. Na Taça do Minho, os juniores da ATC voltaram a vencer, desta feita em Braga o SC Braga por 6750. Nos iniciados, enquanto a equipa B perdeu em casa com o GDAS por 51-42, a equipa A foi a Braga vencer por 136-19. Assim, a equipa A dos iniciados da ATC somou a 8ª vitória em oito jogos, terminando no 1º lugar a 1ª fase da Taça do Minho. Ainda na Taça do Minho, as cadetes da ATC voltaram às vitórias, derrotando, no domingo de ma-

nhã, em Vermoim, o SC Braga por 69-30. As cadetes da ATC têm melhorado as suas prestações jogo após jogo. A contar para o Torneio Inter-Associações, as iniciadas da ATC deslocaram-se no sábado passado à cidade do Porto para defrontarem o União Académica António Aroso/Aldoar. As jovens da ATC confirmaram a vitória da 1ª volta, vencendo por 54-36 e garantindo assim o segundo lugar na série A. Finalmente, no domingo de manhã, em Braga, realizou-se mais uma jornada do torneio distrital de minibasquete, com a presença dos mais jovens jogadores da ATC. Neste encontro, os minis da ATC venceram o SC Leões das Enguardas por 42-20 e perderam com o SC Braga por 38-42. Os próximos jogos da ATC são: ATC-CPN (sub-14 feminino, sábado, 14h30, Torneio Inter-Associações, em Joane); Tortosendo-ATC (sub-16 masculino, sábado, 18h00, Taça Nacional, em Tortosendo); ATC-Monção (sub-18 masculino, domingo, 9h30, Taça Minho, em Vermoim).

S. Mateus com derrota comprometedora Na 21ª jornada do campeonato distrital da 1ª divisão da Associação de Futebol de Braga, série A, penúltima da competição, o S. Mateus perdeu em casa com o Priscos por 2-1 e perdeu uma boa oportunidade para chegar ao terceiro lugar. A formação de Oliveira S. Mateus tem ainda a última jornada para tentar chegar ao derradeiro posto do pódio e disputar depois a subida de divisão. Quanto às restantes equipas famalicenses, o Pousadense perdeu por 4-3 no pavilhão da Fundação Manuel da Costa enquanto o MAL também saiu derrotado, mas por 6-4 do reduto do EPB. Na última jornada do campeonato, o S. Mateus joga no terreno do Grupo Desportivo André Soares e será deste jogo que vai sair a última equipa para disputar a fase da subida. As duas equipas estão separadas por um ponto, com vantagem para o André Soares que está na segunda posição. O MAL recebe o Gualtar enquanto o Pousadense mede forças, também em casa, com o EPB.


sport: 11 de Março de 2009 33

modalidades

Competição foi apresentada no Pavilhão Terras de Vermoim

Liga de futsal de escolas inicia-se em Março O concelho de Famalicão tem uma nova competição de futsal, destinada aos escalões das pré-escolinhas e escolinhas. Ao todo são doze as equipas famalicenses que vão disputar esta liga de futsal que começa no próximo domingo, 15 de Março, para o escalão de escolinhas e a 29 de Março para pré-escolinhas, terminando em Julho. A apresentação da competição decorreu no passado dia 1 de Março, domingo, no Pavilhão Municipal Terras de Vermoim. A competição conta com o apoio do pelouro do desporto da autarquia famalicense e na apresentação marcou presença o vereador do desporto, Jorge Paulo Oliveira, que deixou elogios à iniciativa. No dia da apresentação realizaram-se alguns jogos de demonstração, uma vez que a competição mais a sério só se inicia no próximo fim-desemana. O objectivo deste campeonato é dar competição e educação às préescolinhas e escolinhas do concelho de Famalicão, sendo uma iniciativa de sete associações famalicenses. Cada jornada completa é organizada na casa de cada participante, reunindo assim os jogos todos no

Landim recebe prova de Rally Motocross A pista de Landim vai receber no próximo domingo, 15 de Março, pelas 14 horas, um Rally Motocross. A prova é organizada pela Fábrica da Igreja de S. Maria de Landim e são esperados alguns dos melhores pilotos da modalidade.

Escola Padre Benjamim Salgado organiza escalada A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, recebe no próximo sábado a Taça Nacional de Escalada de Dificuldade. A competição vai decorrer no Pavilhão Cátia Ferreira, numa organização do Núcleo de Escalada da Escola Secundária Pa-

Sorteio da 2ª fase da 3ª divisão a 19 de Março Apresentação da competição teve jogos de demosntração

mesmo local. Os jogos realizam-se todos os fins-de-semana. As equipas de pré-escolinhas que vão participar são: Toni Paiva Juventude Alegre S. Paio, Associação Juventude Joane, FC Vermoim, Juventude Académico e Sportfut. Já em escolinhas vão participar: Toni Paiva - Juventude Alegre S. Paio, Associação Juventude Joane, FC Ver-

moim, ADC Arnoso Sta Eulália, Juventude Académico, Sportfut e Academia de Futebol de Famalicão. A primeira jornada, em escolinhas, disputa-se a 14 ou 15 de Março, organizada pela Juventude Académico, e terá os jogos: FC VermoimSportfut; Toni Paiva-Sta Eulália; Juv. Joane-Juv. Académico; Folga: Academia Futebol Famalicão.

Mouquim vai disputar subida no futsal Na 18ª jornada, última da 1ª divisão distrital de futsal, série B, o Mouquim venceu o Taipense por 3-2 e garantiu um lugar na poule de subida de divisão. O Mouquim dominou toda a primeira parte, criando várias ocasiões de golo, mas só por uma vez conseguiu finalizar com êxito. A segunda parte começou praticamente com o golo do empate, numa perda de bola de um jogador da casa. Ao Mouquim só a vitória servia que por isso aumentou o ritmo de jogo. Os famalicenses marcaram mais duas vezes e colocaram o resultado em 3-1. A nove minutos do final surge um penálti contra o Mouquim e a expulsão do seu jogador. O Taipense reduziu para 3-2 e depois até ao final foi preciso sofrer muito para segurar a vantagem. O Mouquim utilizou: Paulo, Ricardo, Hélder, Teixeira (1), Zé Luís, Pedro Pinto (1), Taveira (1), Gui, Tiago, Gil, Matos e Patrese. Quanto às restantes equipas famalicenses da série B, o Esmeriz perdeu em casa com o Nun’Álvares por 5-4 enquanto o Pinheiro Torto empatou a seis golos no

O auditório Manuel Quaresma da sede da Federação Portuguesa de Futebol, em Lisboa, vai receber no próximo dia 19 de Março, quintafeira, pelas 16 horas, o sorteio da 2ª fase do campeonato nacional da 3ª divisão, fases de subida e manutenção. As equipas do Joane e da Oliveirense vão ficar assim a conhecer o calendário para a segunda fase do campeonato.

GRAC realiza Assembleia Geral eleitoral O Grupo Recreativo e Associativo de Cruz (GRAC) convocou todos os seus associados para uma Assembleia Geral eleitoral que se vai realizar no próximo dia 21 de Março, pelas 14h30, na sede da Junta de Freguesia de Cruz. A ordem de trabalhos pas-

sará por: discussão e aprovação das contas referente ao ano desportivo de 2008 e respectivo parecer do Conselho Fiscal, eleger a Mesa da Assembleia Geral, a Direcção e o Conselho Fiscal e o tratamento de outros assuntos de interesse para a colectividade. pub.

Plantel do Mouquim Associação Unida

terreno do Lordelo. Guimarães Futsal, Nun’Álvares e Mouquim são as equipas da série B apuradas para o playoff de subida de divisão, esperando agora por conhecer em definitivo as restantes três equipas, da série A, que vão tentar a promoção.

Escola de Futebol do Benfica abriu em Famalicão

Escola mantém as inscrições abertas

No passado sábado abriu no Fluxindoor, em Calendário, a mais recente escola de futebol do Sport Lisboa e Benfica. A festa começou às 15 horas, com as

dre Benjamim Salgado e da Federação Portuguesa de Montanhismo Escalada. Para inscrições e outras informações, os interessados podem recorrer ao e-mail aapr.eskalator@portugalmail.com ou ao número de telemóvel 962562209.

mais de 50 crianças, quase todas elas equipadas a rigor, a formarem um círculo no relvado para uma conversa com os treinadores. Depois foram divididas pe-

los dois campos e a bola começou a rolar. No final do treino foi servido um lanche a todos os presentes. As inscrições estão ainda abertas para os interessados e o Benfica decidiu manter a hipótese, para aqueles que não puderam estar presentes no sábado, de experimentar um treino grátis. Os treinos para os miúdos nascidos a partir de 2000 são às quartas-feiras das 18h30 às 19h30 e aos sábados das 11 às 12 horas. Para os mais velhos, os treinos são às quartas-feiras das 19 às 20 horas e aos sábados das 10h30 às 11h30. Para informações sobre a escola do Benfica de Famalicão os interessados podem ligar para o 918 081 215 ou recorrer ainda ao e-mail: efbfamalicao@slbenfica.pt.

ALUGA-SE Loja em Ribeirão Edif. das Oliveiras (frente às escolas / Piscinas) Contacto. 966 448 871


34

sport: 11 de Março de 2009

G. D. LAGENSE A actual concessão de exploração do bar do Grupo Desportivo Lagense termina no próximo dia 31 de Março de 2009.

publicidade

CARPINTARIAS Aumentem a produção c/ a minha experiência em máquinas fazer e colocar esquadrias e todos os trabalhos de carpintaria.

PROCURO Trabalho como doméstica Tomo conta de idosos

Procuro emprego

C/ carta de condução viatura própria

Telm. 964 452 745

CONTACTO: 964 800 732

Sou universal e como encarregado

ACEITAM-SE NOVAS PROPOSTAS

FAZ-SE

Contacto: Sede do G.D. Lagense ou Tel. 917 36 20 72

DOCES CASEIROS

PASSA-SE

Associação Cultural e Desportiva de S. Martinho de Brufe

A FERRO PARA FORA

CONVOCATÓRIA

Tlm: 962 481 215

Eu José Fernandes Marques, presidente da Assembleia da Associação Cultural e Desportiva de S. Martinho de Brufe, freguesia de Vila Nova de Famalicão, venho por este meio convocar todos os sócios desta colectividade para uma Assembleia Geral que se realizará no próximo dia 20 de Março de 2009, pelas 21 horas na sede da associação. Esta assembleia terá a seguinte ordem de trabalhos: Ponto 1 - Aprovação do relatório de contas do ano de 2008 Ponto 2 - Outros assuntos de interesse para a associação. O Presidente da Assembleia José Fernandes Marques

Torneio de Sueca Dia 14 de Março de 2009 No Salão Paroquial de Ruivães às 15:30 minutos, a favor da festa do Divino Salvador desta freguesia, não falte traga um amigo. Como sempre teremos a boa pinga e os bons petiscos.

Prémios:

Transportes de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

SEAT IBIZA COMERCIAL Setembro de 2005 1.4 TDI com todos os extras Preto 40.000 Kms 1 dono Preço 9600€ Contacto: 917 007 309 CRIAÇÃO DO PRÓPRIO EMPREGO Está pelo Fundo Desemprego? Quer criar o seu próprio posto de trabalho/ negócio, beneficiando de apoios e incentivos? Estamos disponíveis para executar o projecto e dar todo o acompanhamento contabilístico/seguros.

Contacto: 939 471 604

Duas pelo preço de uma

1º Prémio - Dois Leitões

2º Prémio - Dois Presuntos

Garagens Centro da Cidade

3º Prémio - Dois Coelhos

4º Prémio - Duas Caixas Vinho

Vendo duas garagens com capacidade para 2 carros cada

Preço de cada inscrição - 5 Cartas

PREÇO NEGOCIÁVEL 252 102 971 / 936 878 542


sport: 11 de Março de 2009 35

motores

Nuno Pimenta

Ricardo Costa em Barcelos com pódio no objectivo

Evolution VI de Ricardo Costa

O maior concelho do país recebe pela primeira vez uma prova pontuável para o Campeonato Open de Ralis, o Rali Cidade de Barcelos, organizado pelo Clube Automóvel do Minho. A jornada barcelense conta com 83 equipas inscritas, entre elas a equipa famalicense Macominho Sport, com o Mitsubishi Lancer Evo VI, de Ricardo Costa e Nuno Almeida, e o

Sérgio Batista assina pela Kawasaki

Suzuki Ignis, de Mariana Neves de Carvalho e Filipe Martins. Ricardo Costa/Nuno Almeida assumem-se como sérios candidatos à vitória na geral. “Preparamos esta prova afincadamente e vamos a Barcelos com um único objectivo: terminar nos lugares do pódio”, referiu Ricardo Costa. Quanto a Mariana Neves de Carvalho e Filipe Martins realizam em Barcelos a estreia no campeonato Open de Ralis, sendo também a estreia da menina da Macominho em provas de asfalto. Inseridos no campeonato júnior, a dupla do Suzuki Ignis leva como objectivo lutar por um lugar entre os cincos primeiros. “É a primeira vez que vou guiar o Suzuki em asfalto, sei que o carro é mais competitivo neste tipo de piso, mas também não conheço os meus adversários. Se sair de Barcelos entre os cinco primeiros, o resultado é extremamente positivo”, confessou a piloto. A terceira prova do Open de Ralis tem início na sexta-feira, com a realização de uma Super Especial no centro de Barcelos e prolonga-se até ao final do dia de sábado.

O piloto ribeirense Sérgio Batista está de volta às lides da velocidade, tendo anunciado no seu site pessoal que na passada quarta-feira chegou a acordo com a Kawasaki para disputar o campeonato nacional da especialidade. Sérgio Batista deixou ainda em aberto a possibilidade de participar em algumas provas do internacional, devendo iniciar-se em breve os testes aos comandos da moto Kawasaki ZX 6R. Mais informações sobre as prestações do piloto podem ser acedidas no site www.batista41.com.sapo.pt.

Pedro Rodrigues/Daniel Araújo no pódio do Rali Torrié

Foto DPI

A dupla famalicense Pedro Rodrigues/Daniel Araújo iniciou da melhor forma o Campeonato de Portugal de Ralis, ao vencer o agrupamento de produção, grupo N, do Rali Torrié que teve lugar no passado fim-desemana na região do Alto Minho, Póvoa de Lanhoso e Vieira do Minho. O Subaru Impreza WRX (N12) contou com as cores da Mike Davis-Famalicão, sendo um novo desafio por parte dos responsáveis desta marca no concelho famalicense. Para os responsáveis esta é “uma aposta que advém de um crescendo de vendas na última estação e por isso vamos continuar a apoiar esta equipa dentro das margens estabelecidas para este sector”, referiu o responsável Miguel Rocha. O Campeonato de Portugal de Ralis regressa no Algarve entre os dias 2 e 5 de Abril.

João Ruivo quer repetir êxito No calendário do Open 2009 segue-se nos dias 13 e 14 de Março o Rali de Barcelos, onde o Crédito Agrícola Rally Team, com a dupla João Ruivo e Alberto Silva, volta a apontar aos lugares do pódio. Depois dos primeiros pontos da temporada recolhidos na prova anterior, os famalicenses querem encarar mais esta etapa com a motivação em alta. “Esperamos que esta prova traga de novo para a equipa um dos lugares da frente. Depois da prova anterior, onde conseguimos cumprir em pleno os objectivos, para esta terceira jornada a intenção é ligeiramente diferente, pois é um rali novo para todos”, explicou João Ruivo, que destaca ainda dentro desta ideia o facto de querer “recuperar pontos na classificação da categoria 1”. João Ruivo quer ainda proporcionar um bom espectáculo, deixando ainda os votos para que tudo corra pelo melhor para a organização do rali, a cargo do Clube Automóvel do Minho.

Dupla famalicense atingiu o pódio pub.


36

sport: 11 de Março de 2009

últimas

Elisabetta Canalis de novo no futebol Não sabemos se é por acaso ou se a modelo tem mesmo queda para os jogadores da bola. O facto é que a sensual Elisabetta Canalis, de 30 anos, fanática pelo Inter, colecciona craque atrás de craque no seu currículo amoroso. Depois de Christian Vieri, Didier Drogba e o brasileiro Reginaldo, jogador do Parma. Agora, tudo aponta para que os jogadores Maicon e Bolatelli (da equipa de Mourinho) sejam as mais recentes vítimas da apresentadora da TV italiana, RAI. Inclusive dizem as más-línguas, que Bolatelli chegou atrasado à última concentração da selecção sub-21 italiana, porque seguiu Elisabetta até uma discoteca onde terá permanecido até tarde, caindo depois no sono.

Lucy Pinder gosta de futebol

Modelo inglesa com um pe ito 100% natural e 100% fenomenal. Foi descoberta em 2003 numa praia p or um jornalista o que resultou numa carreira de modelo para revistas masculinas. Lucy Pinder nasceu a 20 de Dezembro de 1983 e só aceitou (graças ao senhor) ser fotografado em topless em 2007. É uma grande de futebol e fã do Southampton, ela apareceu em vários fi fillmes com a sua inseparável amiga Michelle Marsh. Alguns boatos (más línguas) dizem que as duas seriam mais que amigas, mas nós acreditamos que sejam só rumores com o único objectivo de destruir os nossos sonhos…

Lady Gaga recusa playboy

A cantora de pop-dance Lady Gaga, conhecida pelo êxito «Just Dance» e pelos fatos reduzidos e reveladores, recusou uma proposta da «Playboy» para posar nua. «Se eu fosse uma modelo glamour ficaria entusiasmada, mas para mim a música é tudo. No entanto, perguntemme outra vez, quando tiver outro álbum para lançar», brincou a artista, citada pelo «Daily Express», não descurando uma eventual mudança de planos.

Modelo sem querer Yamila Diaz Rahi nasceu na Argentina. De descendência Libanesa e Espanhola, Yamila e as suas duas irmãs, Maria e Yael foram criadas em Buenos Aires. Nunca teve intenções de se tornar modelo mas tudo mudou (graças ao senhor) quando um olheiro de uma agência de modelos a encontrou em Buenos Aires. Yamila largou os estudos em Economia e voou para Milão onde a sua carreira começou. Yamila Diaz é a nova embaixadora para a "Cover Girl" e é presença habitual nos catálogos de Victoria's Secret e Sports Illustrated. pub.

pub.


OP 5C