Page 1

Padock Competições de regresso à velocidade Pelo segundo ano consecutivo, a Padock Competições marcou presença nas 6 Horas de Resistência de Clássicos que se disputa anualmente no Circuito Vasco Sameiro em Braga. Na comemoração da 10ª edição, as cores da Padock Competições surgiram no carro dos "convidados do CAM/Unicef", liderado por Rui Rio, presidente da Câmara Municipal do Porto. O Alfa Romeo Giulia Ti, preparado pelo conhecido João Sardinha, terminou na 18ª posição, entre as 37 equipas, numa corrida com políticos/pilotos. “Guiar o Alfa Romeo é bem mais complicado do que gerir a Câmara do Porto”, disse Rui Rio no final.

Serzedelo-Famalicão a 19 de Dezembro A partida entre Serzedelo e Famalicão, referente à 12ª jornada do nacional da 3ª divisão série B, está marcada para as 15 horas do dia 19 de Dezembro, quarta-feira. Recorde-se que este encontro estava agendado para o passado domingo, mas foi adiado devido à participação do Serzedelo na quarta eliminatória da Taça de Portugal em que recebeu e perdeu com a Naval por 3-0.

Núcleo famalicense sagrou-se vice-campeão distrital absoluto de xadrez

Mais um título para a Didáxis O campeonato distrital absoluto de xadrez na vertente rápidas realizou-se no passado sábado nas instalações do Museu Alberto Sampaio, com o núcleo da Didáxis a sagrarse vice-campeão distrital absoluto. Após o 3º lugar obtido recentemente pela equipa A da Didáxis no campeonato distrital absoluto de xadrez, na vertente semi-rápidas, desta vez a 2ª posição, obtida em dez equipas, constituiu mais um feito notável por parte dos jovens famalicenses. O NXVSC-Didáxis participou com mais três equipas: as formações B, C e D a classificarem-se em 6º, 7º e 8º lugares, respectivamente. Esta prova teve como equipa vencedora os Amiguinhos do Museu Alberto Sampaio A que apenas cedeu um empate perante a Didáxis A. Da parte da tarde decorreu o torneio individual, contando a participação de 40 atletas federados. O grande vencedor foi Carlos Novais (AMAS-Guimarães), seguido de Henrique Castro e Francisco Castro, também do mesmo clube. Destaque ainda para as classificações alcançadas por Yarolslav Minakov (4º), Rui Gomes (7º), Luís Silva (12º), Luís Guimarães (13º) e Cláudio Silva (14º). Já na sexta-feira, 14 de Dezembro, com início previsto para as 15 horas, realiza-se o V Torneio do Vale, contando com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão. Este campeonato insere-se no programa de actividades de encerramento do 1º período de actividades lectivas e contará com a presença do vereador do desporto, Jorge Paulo Oliveira. Ainda nos dias 17 e 18 de Dezembro, com início às 9h30, decorrerão as preliminares jovens, na sala de eventos da Escola Cooperativa Vale S. Cosme – Didáxis, que visam o apuramento para o campeonato nacional de jovens 2007.

“Uma vida de roda no ar” apresentado na Casa das Artes

Paulo Marques em livro Acaba de ser lançada pela Editorial Novembro a primeira biografia acerca de um motard português. A obra, de autoria de Germano Oliveira Nunes, foi apresentada na noite da passada sexta-feira, no pequeno auditório da Casa das Artes de Famalicão que, de facto, se tornou num espaço demasiado pequeno para acolher todas as pessoas que fizeram questão de assistir à cerimónia. “Paulo Marques – uma vida de roda no ar” é o título do livro que narra as histórias e as aventuras do piloto famalicense com mais participações no Dakar. Para o motard, este livro “é um pouco a minha cara, narrando facetas que acabam por ser um pouco aquilo que eu vivi. Nele tento contar com alguma exactidão algumas aventuras e eu próprio acabo por me rir com algumas passagens, pois trata-se de um livro intenso e de leitura fácil, onde são espelhados bons e maus momentos. Acredito que todos vão gostar de o ler”. Paulo Marques refere ainda que o livro não é destinado apenas a quem gosta de desportos motorizados, mas

Paulo Marques autografou alguns livros

antes a um público abrangente. Ao “Marquês” coube o papel de contar a história da sua vida como piloto e não só. Foram 50 horas de conversas registadas e mais tarde compiladas por Germano Oliveira Nunes. “O Paulo é um excelente contador de histórias, mas muito trapalhão a contálas. Ele tão depressa me estava a

contar uma história de 1982 como tão depressa saltava para 1997 com a mesma facilidade com que fazia os saltos dos enduros”, confessou o autor ao OPINIÃO PÚBLICA, que de resto se mostrou bastante satisfeito com o trabalho realizado. Arcindo Guimarães

Jantar de Natal do Joane O Grupo Desportivo Joane organiza no próximo dia 18 de Dezembro, terça-feira, pelas 20 horas, em Braga, o seu Jantar de Natal que reunirá à mesa atletas, técnicos, direcção e amigos do clube. Já o jantar para as camadas jovens terá lugar a 22 de Dezembro em Joane. As confirmações de presença podem ser feitas até 16 de Dezembro para um dos seguintes números: 917 562 704 ou 911 128 289.


grande área

sport: 12 de Dezembro de 2007

26

PÓDIO

1º André Campos

Associação 1º Maio apresentou a 35ª S. Silvestre de Requião

“Fazemos um esforço muito grande” Bruno Marques

O defesa central do Joane foi importante para a goleada dos joanenses na recepção ao Brito. Marcou dois golos, dos quatro da sua equipa, o que para um defesa não acontece todos os dias. A exibição e os golos merecem por isso o destaque.

2º Juvenis FC Famalicão Desde a entrada de David Silva para o comando técnico, os juvenis famalicenses têm melhorado a sua classificação. Mesmo jogando contra o último classificado, o Cerveira, a goleada por 6-2 mostra o bom momento da equipa.

No dia 22 de Dezembro realizase a 35ª S. Silvestre de Requião, organizada pela Associação Cultural, Desportiva e Social 1º Maio. Esta é uma das provas mais antigas do concelho famalicense, realizando-se já desde 1972 e apesar das dificuldades sentidas pela organização a continuidade da prova está assegurada. A apresentação desta S. Silvestre aconteceu na passada sexta-feira e na conferência de imprensa estiveram presentes António Miranda, presidente da 1º Maio, e Miguel Marinho, director da prova. Para a edição deste ano não existem novidades, realizandose nos mesmos moldes de anos anteriores. “Nunca poderemos fazer grandes alterações devido ao percurso em si. Se fosse um circuito fechado poderíamos fazer algumas mudanças, mas como não é e tem sempre de partir de Famalicão, será realizada nos mesmos moldes”, avança Miguel Marinho. A partida da 35ª S. Silvestre está marcada para as 15h30 do dia 22 de Dezembro junto ao supermercado E. Leclerc e a meta será instalada no parque de jogos da ACDS 1º Maio. A prova é sobretudo para atletas profissionais, embora a organização conte com forte presença de amadores. Ao todo deverão ser cerca de 300 os atletas participantes, devendo também

Associação 1º Maio espera cerca de 300 participantes na 35ª S. Silvestre Requião

entrar corredores internacionais. “Esta é a única prova no concelho onde participam sempre atletas internacionais, tendo por norma um quéniano ou etíope”, revelou Marinho. Normalmente alguns dos melhores atletas nacionais, masculinos e femininos, terminam nos primeiros lugares da prova e a 1º Maio quer manter essa tradição. Para também se conseguir ter uma maior presença humana, esta S. Silvestre surge mais cedo no calendário comparativamente com outras competições idênticas. Apesar da longevidade deste acontecimento, as dificuldades para a organização são muitas até porque os tempos estão difí-

ceis. “Fazemos sempre um esforço muito grande e a verba tem chegado. Os nossos colaboradores e a direcção têm feito um bom trabalho na angariação de patrocinadores e vai chegando para cobrir as despesas”, diz António Miranda, assumindo, ainda assim, que gostava “de conseguir mais alguma coisa”. Prémios para todos os participantes As inscrições já se encontram abertas com a taxa de inscrição a ser de 2,50 euros por atleta que terá de ser liquidada no acto do levantamento da dorsal. A prova está dividida em três escalões, seniores masculinos, seniores femininos e veteranos, to-

talizando dez quilómetros. Depois da partida junto ao E. Leclerc, os participantes percorrem algumas ruas da cidade de Famalicão, seguindo depois pela Estrada Nacional 206 em direcção ao lugar da Portela, em Requião, onde estará instalada a linha de meta. Existem prémios de presença para todos os corredores e ainda prémios colectivos, uma taça para as três primeiras equipas de cada escalão. Os prémios monetários vão desde os 7,50 euros até aos 400 euros, para o escalão sénior, e entre os 15 e os 50 euros, para veteranos. A madrinha da prova voltará a ser Rosa Oliveira, atleta famalicense.

RAC reuniu amigos do clube Associação Desportiva Oliveirense

Exibição convincente e vitória sem contestação apesar de todas as dificuldades. No regresso às vitórias fica a nota positiva deixada pelos jogadores da Oliveirense que revelaram grande união frente ao Maia. LMais de 200 pessoas estiveram no 14º jantar

O Ruivanense Atlético Clube (RAC) organizou na passada sexta-feira o seu 14º Jantar Amigos do RAC, servindo também para marcar as comemorações dos seus 66 anos. A colectividade de Ruivães juntou à mesa cerca de 200 pessoas, número recorde de inscrições neste tipo de iniciativas. Foi ainda prestada uma homenagem à família Pimenta que tem contribuído para o crescimento do Ruivanense. No uso da palavra, Joaquim Macedo, presidente do RAC, deixou um apelo para que todos os sócios e simpatizantes se unam em torno do clube. “Não deixem de participar no futuro neste género de iniciativas e não levem a mal que os convites não sejam feitos de uma forma mais formal. O papel físico já não se usa e os meios tecnológicos é que funcionam. Aderiam ao Ruivanense, façam-se sócios e ajudem a vossa terra”, pediu o presidente. A grande aposta do RAC continua a ser a formação, sendo que em plano de destaque está a escola de futebol recentemente criada em parceria com o treinador Francisco Vital. O projecto está a ter a adesão esperada, contando neste momento com cerca de 80 atletas, entre os cinco e os dez anos de idade.


futebol

sport: 12 de Dezembro de 2007 27

fliitos venceu a melhor equipa ao longo dos 90 minutos Em jogo de afl

Joane goleia Brito 4-0 Estádio de Barreiros Ár bit ro : António Loureiro (Viana do Castelo) Auxiliares: José Moreira e José Bento

GD Joane Brito SC Campos Álvaro André Roberto Capucho Carlos Manuel Carneiro (80’ Hélder) Romeu (64’ Cunha) Luca Sócrates (72’ Mocas) Zé Miguel

Coelho Jota Tonanha Sousa Hélder Silva Carriço (70’ Pedro Fonseca) Abílio (64’ Vítor) Luís Filipe Dias Campos (64’ Lima) Raul

Treinadores José Lopes

Adriano Lemo s

Golos:21’ André (1-0); 44’ Carneiro (2-0); 73’ Luca (3-0); 80’ André (4-0). C artõ es Amarelos: 27’ Luís Filipe; 39’ Raul; 49’ Romeu; 67’ Sousa. C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Clemente O Joane recebeu o vizinho Brito e venceu por 4-0 numa partida em que a vitória final não sofre qualquer contestação isto porque os joanenses foram sempre superiores ao seu adversário. Foi uma vitória mais do que justa da melhor equipa em campo frente a um Brito que passa por muitas dificuldades em termos

Carneiro exibiu-se a um bom nível e contribuiu com um golo

desportivos e económicos. Quanto ao jogo poderemos dizer que o Joane se apresentava para esta partida com a nítida intenção de somar os três pontos e nos primeiros minutos deu logo para perceber que os da casa estavam ali para vencer a partida. Logo aos 22 minutos de jogo, e na marcação de um pontapé de canto, André, que regressou à titularidade, muito oportuno colocou a sua equipa na frente do marcador. Esperava-se a partir daqui uma reacção do Brito só que a mesma não aconteceu. O Joane ainda se galvanizou muito mais com a obtenção deste golo, continuou a pressionar o seu adversário a adivinhava-se a qualquer momento o

segundo golo para os famalicenses. Foi isso mesmo que aconteceu aos 44 minutos, numa jogada de insistência, com Álvaro a centrar em dificuldade mas a servir na perfeição Carneiro, liberto de adversários, a fazer o segundo golo mesmo em cima do intervalo. A vantagem ao intervalo era importantes para os homens de José Lopes que tinham o jogo praticamente ganho dado a fraca oposição do adversário. Para a segunda parte, o cariz do jogo manteve-se só que a formação do Brito entrou muito mais agressiva. Agressividade essa que não deu para colocar em sobressalto a defensiva da casa que estava numa tarde de bom nível. O Joane aos poucos voltava a entrar no jogo,

como o tinha feito durante os primeiros 45 minutos, e foi com naturalidade que aos 73 minutos, em mais uma jogada de Álvaro pelo lado direito, Luca apareceu ao segundo poste a fazer o terceiro golo para a formação joanense.

III DI VI SÃO Sé rie A R E S U LTA D O S

Bragança-Mondinense (ad) M. Cavaleiros, 3; Amares, 0 Vidago, 0; Vianense, 2 Joane, 4; Brito, 0

Valenciano, 0; Prado, 0 Mirandela, 1; Vieira, 1 Marinhas, 2; Morais, 0

Mondinense - M. Cavaleiros Amares - Vidago Vianense - Joane Brito - Valenciano

Prado - Mirandela Vieira - Marinhas Morais - Bragança

PRÓXIMA JORNADA

A partir daqui os joanenses tiraram o pé do acelerador, permitindo que o Brito desse um ar da sua graça. Só que o jogo não terminaria sem que a equipa da casa tivesse tempo para marcar mais um golo e por sinal era o segundo de André Campos. O defesa aumentou a sua conta, marcando metade dos golos com que o Joane brindou a formação do Brito. No cômputo geral poderemos dizer que foi uma vitória importante para a formação joanense frente a uma equipa que terá de fazer muito mais do que aquilo que fez no passado domingo no Campo de Barreiros. O Brito nunca teve arte nem engenho para contrariar o melhor futebol praticado pelos donos do terreno que para além da vitória aliaram à mesma uma grande exibição. Quanto ao árbitro da partida esteve bem e sem erros relevantes. CLAS SIFICAÇÃO

1. Mirandela 2. Vieira 3. Mondinense 4. Vianense 5. Marinhas 6. M. Cavaleiros 7. Amares 8. Joane 9. Prado 10. Bragança 11. Vidago 12. Valenciano 13. Brito 14. Morais

J

12 12 11 12 12 12 12 12 12 11 12 12 12 12

V

7 8 7 5 5 5 5 4 4 3 3 3 2 1

E

D

5 0 1 3 3 1 3 4 3 4 2 5 2 5 4 4 4 4 6 2 4 5 3 6 2 8 0 11

F

21 19 21 21 18 20 8 11 11 11 10 14 8 7

C

6 10 8 11 16 19 11 10 16 12 12 15 21 33

P

26 25 24 18 18 17 17 16 16 15 13 12 8 3

Jejum de quatro jogos sem vencer chegou ao fim

Vitória expressiva e incontestável

Oliveirense está de regresso às vitórias depois de quatro jogos sem somar os três pontos

Bruno Marques

3-0 Estádio de Ribes Árbitro : Daniel Cardoso (Aveiro) Auxiliares: João Silva e Nelson Cardoso

Oliveirense Maia Fernando Jorge Carvalhinho Zé Pedro Soares Jorge Miguel Paulinho (63’ Xavier) Leal João Cruz Meira (13’ Hélder) Pedro Fidalgo (45’ Ricardo Silva) Vítor Hugo

Pedro Miguel Teixeira Daniel Murdock Carlos Oliveira Rodolfo Chiquinho Guedes Ronaldo Albertino (63’ Adolfo) Lucas (76’ Julien)

Treinadores Mário Jorge

Eduardo Luís

Golos: 17’ João Cruz (1-0); 68’ Ricardo (2-0); 77’ Vítor Hugo (30). Cartões Amarelos: 40’ Pedro Fidalgo; 43’ Carlos Oliveira; 61’ Daniel; 89’ Guedes. Cartões Vermelhos: 13’ Fernando Jorge; 49’ Ronaldo.

Na recepção ao lanterna vermelha da série B, o Maia, a Oliveirense partia como favorita à conquista dos três pontos. Acabou por confirmar essa tendência, ainda que as coisas tivessem ficado perto de se complicar com a expulsão de Fernando Jorge logo nos minutos iniciais. Um golo de João Cruz acabou por abrir o caminho a um triunfo inteiramente justo da melhor formação ao longo dos 90 minutos. E com o 3-0 sobre o Maia terminou a série de quatro jogos sem vencer dos famalicenses. Os visitantes entraram ao ataque, procurando surpreender nos minutos iniciais através de ataques rápidos. Numa dessas incursões, e aproveitando um mau atraso de Zé Pedro, Lucas fugiu à defensiva local e foi

travado em falta, fora da área, por Fernando Jorge. Como as probabilidades de marcar eram grandes, o árbitro deu ordem de expulsão ao guarda-redes da Oliveirense. Meira foi o sacrificado para a entrada do guardaredes suplente Hélder. Do livre nada resultou e no ataque seguinte João Cruz inaugurou o marcador. Jorge Miguel lançou o esférico para a frente, João Cruz ganhou em velocidade aos defensores contrários e à saída de Pedro Miguel desviou a bola para a baliza. Corria o minuto 17 e depois de ficar reduzida a dez unidades a Oliveirense colocava-se em vantagem. O Maia respondeu bem à desvantagem e criou algum perigo junto das redes locais. O futebol rápido criava dificuldades aos comandados de Mário Jorge que viram um golo ser

bem anulado aos maiatos por carga sobre Hélder. De livre, Chiquinho fez a bola embater no poste direito de Hélder e os locais estavam intranquilos nesta fase do jogo. O contra-ataque era a arma escolhida para alcançar o 2-0 e num desses lances Vítor Hugo ficou perto de se estrear a marcar pela Oliveirense. O ponta de lança apanhou mal a bola quando estava em zona frontal e em boas condições para alvejar a baliza de Pedro Miguel. Até ao intervalo registo ainda para a expulsão de Ronaldo que agrediu sem bola Vítor Hugo e o árbitro em cima do lance ajuizou bem. As equipas iam para os balneários em igualdade numérica, dez contra dez, mas com a Oliveirense numa posição favorável para somar os três pontos. No lugar de Pedro Fidalgo, Mário Jorge lançou Ricardo Silva para a segunda parte e a aposta revelou-se acertada. O avançado deu maior dinamismo à linha da frente e com o Maia mais balanceado para o ataque,

III DI VI SÃO Sé rie B R E S U LTA D O S

S. Pedro Cova, 2; Paredes, 0 Nogueirense, 0; A. Lordelo, 1 Serzedelo-Famalicão (ad) Oliveirense, 3; Maia, 0

Rebordosa-T. Moncorvo (ad) Padroense, 2; Amarante, 2 O. Douro, 3; P. Rubras, 2

Paredes - Nogueirense Aliados Lordelo - Serzedelo Famalicão - Oliveirense Maia - Rebordosa

Torre Moncorvo - Padroense Amarante - Oliveira Douro P. Rubras - S. Pedro Cova

PRÓXIMA JORNADA

na busca da igualdade, os famalicenses aproveitaram para sentenciar o encontro. Aos 68 minutos, numa jogada individual, Ricardo Silva fez o 2-0 e nove minutos depois, com o Maia já rendido, Vítor Hugo estabeleceu o resultado final. Na estreia a titular pela Oliveirense, o ex-ribeirense aproveitou também para marcar o primeiro golo ao serviço do seu novo clube, correspondendo de cabeça a um canto da esquerda. A etapa complementar foi totalmente dominada pelos da casa e o melhor que os forasteiros conseguiram foi enviar uma bola à barra já muito perto do final. O triunfo da Oliveirense não merece a mínima contestação já que mesmo com dez unidades esteve sempre melhor do que o Maia. Nos lances de capital importância o árbitro da partida esteve bem, tomando as decisões acertadas. Erros apenas em algumas faltas que acabam por não manchar sequer uma actuação positiva do trio de arbitragem de Aveiro. CLAS SIFICAÇÃO

1. Amarante 2. Padroense 3. Oliveirense 4. S. Pedro Cova 5. Oliveira Douro 6. Nogueirense 7. Aliados Lordelo 8. Serzedelo 9. Torre Moncorvo 10. Paredes 11. Rebordosa 12. Pedras Rubras 13. Famalicão 14. Maia

J

12 12 12 12 12 12 12 11 11 11 11 12 11 11

V

7 7 6 6 4 5 4 5 4 4 3 3 1 1

E

3 2 4 3 5 2 4 1 3 2 4 2 4 3

D

2 3 2 3 3 5 4 5 4 5 4 7 6 7

F

21 22 18 16 18 12 10 13 10 13 9 11 9 8

C

12 13 10 13 16 13 10 15 11 13 10 20 16 18

P

24 23 22 21 17 17 16 16 15 14 13 11 7 6


futebol

sport: 12 de Dezembro de 2007

Infantis B aplicam goleada

Juniores famalicenses mereciam outro resultado mos minutos o Valdevez teve pelo menos duas boas ocasiões para poder chegar à vitória. Com este empate, a equipa famalicense mantém-se líder com mais cinco pontos do que o segundo classificado, o Gondomar. Na próxima jornada o Famalicão volta a jogar fora, deslocandose ao terreno do terceiro, o Diogo Cão. Num jogo realizado no Estádio Municipal dos Arcos de Valdevez, sob arbitragem de José Coelho (Porto), auxiliado por António Silva e Joaquim Araújo, o Valdevez alinhou com: Celestino, Ivo, Chousa, Hélder, Edgar, Ruizinho, Kleber, Duque, Luís Galvão, Ivair e João. Jogaram ainda: Mico, Peixoto e Matias. Já o Famalicão jogou com: João Cruz, Borges, Talocha, André, Miguel, Arantes, Cesário, Urbano, Renato, Luís e Óscar. Jogaram ainda: Rui, João Pedro e Batista. J .C.

Iniciados não evitam a derrota 64 por Zé Pedro. É certo que o Famalicão não conseguiu alterar o rumo do marcador, mas ficou a forma abnegada como a equipa se bateu frente a um dos adversários mais fortes da sua série. O Braga, que embora sem criar oportunidades flagrantes de golo, tinha dominado claramente na fase inicial, acabou por ter que se aplicar para segurar a vantagem. No campo José Costa Rodrigues, o Famalicão, comandado por Fernando Ribeiro, alinhou com: Vítor, Luís Paulo, João Carlos (70’ André), Zé Pedro, Ruben (62’ Peliteiro), Nuno, Fábio, Gil, Luís, Diogo (35’ Pinheiro) e Toni.

Para o jogo da 6ª jornada, o Famalicão recebeu o líder do campeonato num jogo que se previa muito difícil para os famalicenses. Mas isso não conteve a equipa da casa que reagiu bem ao golo e foi incansável no ataque à baliza do Guimarães. Os visitantes, pelo contrário, foram mais contidos no ataque, concentraram-se muito na suas linhas defensivas mas souberam explorar o contra-ataque e na fase final da primeira parte aproveitaram para fazer o segundo golo, indo para o intervalo com o resultado de 0-2. Na segunda parte, o Famalicão voltou com o mesmo empenho, mas o Vitória fechou sempre muito bem os caminhos da sua baliza, com um esquema mecanizado na defesa e um ataque muito paciente. Na fase final do jogo, em mais um lance de contra-ataque dos visitantes, chegou o ter-

Escolas A sofrem derrota pesada

Ma n u e l A m o r i m As escolas A do FC Famalicão deslocaram-se no passado fim-de-semana ao terreno do Ruivanense e saíram derrotadas por 6-3. A partida contou para a sexta jornada do campeonato distrital de escolas, série E. O jogo começou muito equilibrado, sendo disputado sobretudo no meio campo. Num contra-ataque, o Famalicão aproveitou para fazer o primeiro golo, colocando-se em vantagem, mas logo a seguir o Ruivanense aproveitou várias falhas do sector defensivo para marcar por duas vezes seguidas no mesmo minuto. Os visitantes demonstraram grande nervosismo, nunca conseguindo impor o seu futebol, chegando ao intervalo a perder por 3-2. A segunda parte não trouxe nada de novo e o Famalicão não conseguiu dar a volta ao marcador, o que acabou por ditar a segunda derrota na prova, desta feita por 6-3. O Famalicão alinhou com: Zé, Chico, Marco, Tiago, Jorge, Filipe, Hugo (1), João Vale, Hélder (2), Migas, Cortinhas e Gonçalo.

Camadas jovens FC Famalicão As equipas das camadas jovens do FC Famalicão que disputam os campeonatos nacionais conheceram todos os resultados possíveis. Para além do empate dos juniores e da derrota dos iniciados, os juvenis conseguiram golear o último classificado do campeonato o Cerveira por 6-2. Os juvenis famalicenses construíram uma vitória confortável, mas ainda assim encontram-se em zona de descida no nacional do escalão. A formação orientada por David Silva encontra-se na nona posição com 15 pontos, menos quatro que as equipas do Chaves e do P. Ferreira. Na próxima jornada a equipa juvenil desloca-se ao terreno do segundo classificado, o Freamunde.

PRÓXIMA

9 3 2. Gondomar 3. Diogo Cão 4. Infesta 5. Chaves 6. Valdevez 7. Taipas 8. Maia 9. Paços Ferreira 10. Tirsense 11. Vila Real 12. Cachão

J

V

E

D

1 31 13 30 13 7 4 2 13 6 6 1 13 6 5 2 13 6 2 5 13 6 2 5 13 6 1 6 13 6 0 7 13 4 3 6 13 3 4 6 13 2 1 10 13 0 3 10

Diogo Cão - FAMALICÃO Maia - Paços Ferreira Taipas - Gondomar

F

36 29 31 25 24 23 23 22 12 6 6

C

22 15 13 22 28 22 24 20 22 29 38

Chaves - Cachão Infesta - Vila Real Tirsense - Valdevez

P

25 24 23 20 20 19 18 15 13 7 3

V. Guimarães, 2; P. Ferreira, 0 Chaves, 3; Freamunde, 1 Famalicão, 6; Cerveira, 2 Mirandela, 1; Penafiel, 1 Vianense, 2; Amares, 2 Varzim, 1; Sp. Braga, 2 1. Sp. Braga 14

JUVENIS

CLAS SIFICAÇÃO

9 3 2. Freamunde 3. V. Guimarães 4. Vianense 5. Varzim 6. Penafiel 7. P. Ferreira 8. Chaves 9. Famalicão 10. Mirandela 11. Amares 12. Cerveira

I Divisão

J

V

E

D

2 33 12 30 14 9 2 3 13 8 4 1 14 7 4 3 14 7 3 4 13 6 5 2 14 5 4 5 14 6 1 7 14 4 3 7 14 3 2 9 14 0 5 9 14 0 2 12

Amares - V. Guimarães P. Ferreira - Mirandela Penafiel - Varzim

F

37 30 21 27 32 27 19 23 10 11 13

C

17 8 15 9 16 20 28 26 50 33 49

Sp. Braga - Chaves Freamunde - Famalicão Cerveira - Vianense

P

29 28 25 24 23 19 19 15 11 5 2

Rui Filipe

INICIADOS RE SULTA DOS

II Divisão

I Divisão

Chaves, 3; Bragança, 0 V. Guimarães, 4; Fafe, 0 Vianense, 2; Limianos, 0 Varzim, 1; Moreirense, 2 FAMALICÃO, 0; Sp. Braga, 1 Gil Vicente-FOLGA Trofense, 1; Vizela, 2

CLAS SIFICAÇÃO

1. Sp. Braga 2. Gil Vicente 3. V. Guimarães 4. Varzim 5. Vizela 6. Moreirense 7. FAMALICÃO 8. Vianense 9. Chaves 10. Limianos 11. Trofense 12. Fafe 13. Bragança

PRÓXIMA

CLAS SIFICAÇÃO

Cachão, 1; Taipas, 4 Vila Real, 0; Chaves, 2 Tirsense, 0; Infesta, 3 1. FAMALICÃO 13

RE SULTA DOS

Valdevez, 0; FAMALICÃO, 0 P. Ferreira, 1; Diogo Cão, 1 Gondomar, 4; Maia, 3

PRÓXIMA

RE SULTA DOS

JUNIORES

de seguinte forma: Miguel, Tigas, Rui (1), André Gomes (1), Marco (2), Carlitos (1), Dinis (2), Simão (1), Mário, Fred, Dani (1) e Luís Pimenta.

ceiro e último tento. Nota positiva para os famalicenses que apesar de não ganharem na concretização dos golos foram vencedores pela atitude e empenho durante todo o jogo, demonstrando que são capazes de se manter na luta pelos lugares cimeiros. Nota negativa neste jogo apenas para o juiz da partida que talvez pela pouca experiência teve uma arbitragem muito consentida, deixando o jogo chegar ao ponto de haver desacatos entre os atletas dentro das quatro linhas. Na próxima semana o Famalicão recebe o Ribeirão para a 7ª jornada. Pelo Famalicão jogaram: Ricardo Ribeiro, Diogo Nogueira, Pedro Veloso, J. Miguel Sampaio, Luís Peixoto, Carlos Paneira e Diogo Lobo. Actuaram ainda: Rui Ferreira, Pedro Rafael, Nuno Monteiro, Daniel Ribeiro e Aires Cristiano.

J

V

13 10 12 9 13 9 13 8 13 6 13 7 13 6 13 5 13 4 13 4 13 2 13 1 13 0

FOLGA - V. Guimarães Fafe - Varzim Moreirense - FAMALICÃO Sp. Braga - Trofense

E

D

1 2 2 1 1 3 1 4 5 2 1 5 2 5 1 7 3 6 1 8 2 9 3 9 3 10

F

33 26 39 26 23 18 19 15 11 19 5 6 4

C

8 10 10 10 16 16 19 23 16 31 15 35 35

Vizela - Chaves Bragança - Vianense Limianos - Gil Vicente

INFANTIS

P

31 29 28 25 23 22 20 16 15 13 8 6 3

Série G

FCF A, 0; V. Guimarães, 3 S.Eulalia, 1; Moreirense, 14 Ribeirao, 6; Ruivanense, 1 Celoricense, 0; Fafe, 11 Pevidem, 3; Ases S. Jorge, 5 Vizela, 5; Fair Play, 2 Craques, 5; S. Paio, 1

CLAS SIFICAÇÃO

1. V. Guimaraes 2. Fafe 3. Moreirense 4. Vizela 5. Fair Play 6. Famalicao A 7. Craques 8. Ribeirao 9. Ases S. Jorge 10. Ruivanense 11. S. Paio 12. Celoricense 13. Sta Eulalia 14. Pevidem

J

6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6 6

Famalicao A - Ribeirao Ruivanense - Pevidem Ases S. Jorge - Craques S. Paio - Sta Eulalia

V

6 6 5 4 4 4 3 3 2 1 1 0 0 0

E

0 0 0 1 0 0 1 0 1 1 0 1 1 0

D

0 0 1 1 2 2 2 3 3 4 5 5 5 6

F

66 65 35 30 39 30 25 23 14 7 9 5 7 6

C

4 4 9 14 15 13 18 29 25 28 27 56 83 36

P

18 18 15 13 12 12 10 9 7 4 3 1 1 0

Moreirense - Celoricense Fafe - Vizela V. Guimaraes - Fair Play

INFANTIS RE SULTA DOS

nhando confiança e Zé Pedro esteve perto do golo aos 17 minutos. Com o tempo a esbater aos poucos o desequilíbrio inicial, um pormenor acabou por fazer a diferença. Um dos poucos deslizes do Famalicão foi suficiente para o Braga aproveitar da melhor maneira e chegar ao golo ainda na primeira parte. A reacção dos famalicenses foi notável, contribuindo para uma segunda parte disputada de forma intensa. O Braga não deixou de ser uma equipa perigosa quando se aproximava da baliza contrária, mas Vítor respondeu com segurança. O Famalicão esteve muito perto de marcar aos 37 minutos, por Gil, aos 43 por Pinheiro e

vinha disputado pois tratam-se de duas equipas que discutem os lugares cimeiros da tabela classificativa. Os infantis B actuaram

Famalicao B, 9; Craques, 4 Ribeirao, 1; Oliveirense, 2 Arnoso, 11; Vilaverdense, 1 Bairro, 2; Operário, 3

CLAS SIFICAÇÃO

1. Famalicao B 2. Ribeirao 3. Bairro 4. Louro 5. Operário 6. Oliveirense 7. Ruivanense 8. Cavaloes 9. Fafe 10. Arnoso 11. Craques 12. Vilaverdense PRÓXIMA

Uma boa exibição do Famalicão não impediu a derrota por 1-0 na recepção ao Sp. Braga. Tal como se esperava, a equipa arsenalista apresentou-se muito forte, mas do outro lado, o Famalicão, tinha uma estratégia bem definida para contrariar o favoritismo do adversário e discutir o resultado. Ainda assim, os famalicenses não evitaram o desaire. Luís Paulo regressou ao onze inicial, permitindo a Fábio, conjuntamente com Nuno, terem um papel preponderante. Os minutos iniciais mostraram assim um Sp. Braga mais dominador, mas sem criar verdadeiras situações de perigo para a baliza de Vítor. O Famalicão foi ga-

Famalicenses apresentaram melhor futebol

Infantis A perdem por 3-0

RE SULTA DOS

Os juniores do FC Famalicão deslocaramse no passado sábado a Arcos de Valdevez para defrontar a equipa local, em mais uma jornada do nacional de juniores da 2ª divisão. Esta foi a primeira de duas deslocações bastante perigosas, a segunda será frente ao Diogo Cão, com os famalicenses a empatarem a zero bolas e trazendo um ponto desta saída. O resultado final não condiz em nada com o que se passou durante a partida. O FC Famalicão foi sempre superior ao seu adversário e o empate a zero é um resultado enganador para tanto domínio da equipa famalicense. Para este encontro, o treinador famalicense António Tavares tinha como objectivo não perder e o empate final acaba por ser positivo para as contas do campeonato. O Famalicão teve várias oportunidades para marcar, não marcou e nos últi-

Os infantis B do FC Famalicão receberam e venceram de forma categórica "Os Craques" por 9-4. Os jogadores de Vieira do Minho nada puderam fazer contra um adversário que se mostrou sempre superior em todos os capítulos do jogo. Os azuis de Famalicão começaram bem, mas permitiram aos "Craques" chegar ao empate por duas vezes. Os locais carregaram então no acelerador e golo após golo foram dilatando o marcador até ao 9-4 final. Desta forma, os famalicenses continuam assim sem conhecer o sabor da derrota no campeonato. Na próxima jornada, às 11 horas, o Famalicão recebe no Campo de Jogos do S. Cláudio o rival Ribeirão, num jogo que se adi-

PRÓXIMA

28

J

6 6 6 6 5 6 6 6 6 6 5 4

Famalicao B - Ribeirao Oliveirense - Arnoso Vilaverdense - Bairro Operário - Louro

V

5 5 5 4 3 3 2 2 2 1 1 0

Série F

Louro, 8; Fafe, 2 Ruivanense, 2; Cavaloes, 0 E

1 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0

D

0 1 1 2 1 3 4 4 4 5 4 4

F

40 33 29 28 13 20 12 12 11 21 9 1

C

10 5 11 15 7 11 25 27 31 22 26 39

Fafe - Ruivanense Craques - Cavaloes

P

16 15 15 12 10 9 6 6 6 3 3 0


modalidades

sport: 12 de Dezembro de 2007 29

CLAS SIFICAÇÃO

A jornada oito do nacional da 3ª divisão de futsal não trouxe nada de novo. Em casa a ARCA venceu o Monte Pedras por 8-4 enquanto o S. Mateus perdeu fora de portas com a Casa de Benfica de Barcelos por 3-1. Esta tem sido a sina destas duas equipas famalicenses neste campeonato, já que a equipa de Hélder Soares tem vencido nas Lameiras e o S. Mateus sente sempre grandes dificuldades nas partidas em que actua como visitante.

III Divisão

J

V

E

D

F

C

P

1. Nogueiró 8 7 0 1 40 20 21 2. ARCA 8 6 1 1 42 25 19 3. Acad. Leça 8 5 1 2 32 22 16 4. CB Barcelos 8 5 1 2 43 35 16 5. Araucaria 8 4 4 0 34 27 16 6. Sangemil 8 5 0 3 38 40 15 7. Monte Pedras 8 3 2 3 41 41 11 8. Merelinense 8 3 1 4 38 34 10 9. Habinordeste 8 3 1 4 25 25 10 10. SÃO MATEUS 8 3 1 4 23 28 10 11. CB Paredes 8 2 1 5 33 39 7 12. Sapiãos 8 1 1 6 31 48 4 13. Leões Lapa 8 1 0 7 23 40 3 14. Santa Luzia 8 1 0 7 34 53 3 Merelinense - CB Barcelos CB Paredes - ARCA SÃO MATEUS - Acad. Leça Monte Pedras - Leões Lapa Araucaria - Sangemil Santa Luzia - Habinordeste Sapiãos - Nogueiró

Arquivo

Atletas famalicenses garantem medalhas em Karate

Na próxima jornada há dérbi concelhio entre Riba d’Ave e FAC

posição de mudar o rumo dos acontecimentos e chegaria ao golo do empate. A partir daqui o Marco ainda teve dois livres directos a seu favor, isto porque o árbitro da partida mostraria dois cartões azuis a jogadores ribadavenses. Mesmo assim, os visitantes conseguiram aguentar a pressão dos donos do terreno e a dois minutos do final da partida chegaria o golo da vitória e mais três pontos para a equipa comandada

R E S U LTA D O S

Riba d’Ave de regresso aos triunfos O Riba d’ Ave Hóquei Clube deslocou-se no passado sábado até à cidade de Marco de Canaveses para defrontar a equipa local que a jogar no seu terreno é um adversário sempre temível. A vitória por 3-2 no Marco garantiu mais três pontos para os ribadavenses, permitindo à equipa manter-se nos lugares cimeiros da tabela classificativa. Depois de uma derrota caseira frente ao Lavra, a equipa de Tó Luís queria neste jogo rectificar esse desaire. Para isso teria de ultrapassar um adversário muito difícil, o HC Marco, só que o Riba d’Ave soube contornar todas as dificuldades e no final da partida conseguiu, com bastante dificuldade, conquistar os três pontos em disputa. O Riba d’Ave entrou melhor no jogo, conseguiu ser a primeira equipa a marcar, mas na resposta o Marco conseguiu a igualdade. Ainda antes do intervalo, a equipa da casa chegaria ao segundo golo o que lhe deu vantagem no marcador e foi com este resultado que se chegou ao intervalo. Para a segunda parte, o Riba d’Ave entrou no jogo com a dis-

Merelinense, 8; Santa Luzia, 2 Nogueiró, 9; CB Paredes, 4 CB Barcelos, 3; S. MATEUS, 1 ARCA, 8; Monte Pedras, 4 L. Lapa, 1; Habinordeste, 5 Acad. Leça, 2; Araucaria, 3 Sangemil, 6; Sapiãos, 5

FUTSAL

ARCA vence e S. Mateus perde

PRÓXIMA

No terreno do Hóquei Clube do Marco

Realizou-se no passado sábado, no Pavilhão Municipal de Portimão, o Campeonato Nacional de Karate 2007/2008, nas categorias de cadetes e juniores. O evento contou com a participação de atletas de Famalicão que obtiveram várias medalhas. Tânia Magalhães, da Escola de Karate de Delães, conquistou a medalha de bronze na prova de kumite cadetes femininos -51 kg. Já Marina Azevedo conquistou a medalha de bronze na prova de kumite juniores femininos +60 kg e participou ainda na prova de kata juniores femininos. Igualmente presente no campeonato esteve a Associação Desportiva de S. Mateus, tendo o seu atleta António Oliveira conseguido classificar-se na quinta posição na prova de kumite juniores masculinos -70 kg. Para além dos atletas participantes, e como já é habitual, o famalicense Renato Monteiro participou na arbitragem deste campeonato.

por Tó Luís. Nesta partida no Marco de Canaveses, o Riba d’Ave alinhou com: André Camões, André Alves, André Torres, Joel Ferreira e Arnaldo Queirós. Jogaram ainda: Vítor Hugo e Hélder Gomes. Na próxima jornada há dérbi concelhio entre Riba d’Ave e FAC no Parque das Tílias. A partida está marcada para as 18 horas do próximo sábado.

Vitória difícil mas justa F

C

P

Na Divisão de Honra, o Louro perdeu no terreno do Torcatense por 2-1 e foi ultrapassado por este equipa na classificação. A 11ª jornada marcou também a mudança de líder, com o Martim a subir ao primeiro lugar depois do empate a duas bolas entre Vilaver-

Louro em queda Santa Maria, 1; Stª Eulália, 0 Martim, 2; Forjães, 1 Ponte, 1; Fão, 2 Vilaverdense, 2; Taipas, 2

Arões, 0; Laje, 1 Torcatense, 2; Louro, 1 Alegrienses, 1; Esposende, 1 São Paio, 3; Cabeceirense, 1

R E S U LTA D O S

AFB DIVISÃO HONRA

CLAS SIFICAÇÃO

J

PRÓXIMA

1. Martim 11 2. Taipas 10 3. Fão 10 4. Santa Maria 11 5. Vilaverdense 11 6. Stª Eulália 10 7. Alegrienses 11 8. Torcatense 11 9. Louro 10 10. Forjães 11 11. Esposende 11 12. Laje 11 13. São Paio 11 14. Ponte 11 15. Arões 11 16. Cabeceirense 11 Stª Eulália - São Paio Forjães - Santa Maria Fão - Martim Taipas - Ponte Laje - Vilaverdense

V

7 7 6 6 6 3 3 4 3 3 1 1 1 1 1 0

E

4 3 4 3 3 5 5 2 4 3 8 5 5 4 4 4

D

0 0 0 2 2 2 3 5 3 5 2 5 5 6 6 7

Série 1

F

21 19 22 17 17 19 15 11 13 13 14 8 11 6 8 5

C

7 5 4 8 10 12 10 17 15 19 11 20 24 14 17 26

Bons resultados para as famalicenses

J.C.

P

25 24 22 21 21 14 14 14 13 12 11 8 8 7 7 4

Louro - Arões Esposende - Torcatense Cabeceirense - Alegrienses

Soarense, 2; P. Regalados, 1 Palmeiras, 3; Roriz, 0 Fragoso, 2; Catel, 0 Tibães, 1; Terras Bouro, 4

AFB I DIVISÃO

CLAS SIFICAÇÃO

J

1. Terras Bouro 9 2. Pico Regalados 9 3. Águias Graça 9 4. Soarense 9 5. Palmeiras 9 6. Tibães 9 7. NINENSE 9 8. Catel 9 9. Viatodos 9 10. Fragoso 9 11. Pousa 9 12. Roriz 9 13. T. Caldelas 9 14. Águias Alvelos 9 15. Apúlia 9 16. Arentim 9 Pico Regalados - Arentim Roriz - Soarense Catel - Palmeiras Terras Bouro - Fragoso Águias Graça - Tibães

V

6 6 6 5 5 5 4 4 4 3 2 2 2 2 1 0

Apúlia, 1; NINENSE, 3 T. Caldelas, 3; Á. Graça, 0 Viatodos, 2; Á. Alvelos, 1 Arentim, 0; Pousa, 4

Série A

E

2 2 0 3 2 2 3 0 0 1 4 3 3 1 3 1

D

1 1 3 1 2 2 2 5 5 5 3 4 4 6 5 8

F

26 15 19 13 21 16 14 11 7 15 8 7 9 8 9 5

C

10 6 9 7 8 13 10 13 12 15 9 12 14 21 16 28

P

20 20 18 18 17 17 15 12 12 10 10 9 9 7 6 1

NINENSE - Termas Caldelas Águias Alvelos - Apúlia Pousa - Viatodos

dense e Taipas. O Santa Maria, de Berto Gomes, venceu e está a quatro pontos da liderança. Quanto à 1ª Divisão, das três equipas famalicenses apenas uma não venceu. Ninense e Gondifelos derrotaram os seus opositores

GONDIFELOS,3;Briteiros,1 S.Paiod'Arcos,3;Polvoreira,1 Pedralva,0;Portod'Ave,1 Tabuadelo,0;Antime,0

AFB I DIVISÃO

CLAS SIFICAÇÃO

J

1.Pica 9 2.Silvares 9 3.Portod'Ave 9 4.Ronfe 9 5.Airão 9 6.SantoAdrião 9 7.Tabuadelo 9 8.Antime 9 9.GONDIFELOS 9 10.Polvoreira 9 11.S.Paiod'Arcos 9 12.ArcoBaúlhe 9 13.Pedralva 9 14.Briteiros 9 15.LOUSADO 9 16.Gandarela 9 Briteiros-LOUSADO Polvoreira-GONDIFELOS Portod'Ave-S.Paiod'Arcos Antime-Pedralva Airão-Tabuadelo

V

7 6 5 4 4 3 4 3 3 3 3 3 2 2 2 0

Pica,1;Airão,0 SantoAdrião,5;ArcoBaúlhe,0 Ronfe,1;Gandarela,0 LOUSADO,0;Silvares,3

Série B

E

1 1 3 3 3 4 1 4 2 2 1 1 3 2 1 4

D

1 2 1 2 2 2 4 2 4 4 5 5 4 5 6 5

F

18 14 10 16 9 10 16 11 16 13 10 11 14 8 8 5

C

8 8 4 10 7 4 12 9 16 15 17 18 17 13 18 13

ArcoBaúlhe-Pica Gandarela-SantoAdrião Silvares-Ronfe

P

22 19 18 15 15 13 13 13 11 11 10 10 9 8 7 4

da ronda do fim-de-semana enquanto que o Lousado perdeu em casa com o Silvares por 3-0. Já na 2ª Divisão, o destaque vai para o S. Cláudio que somou mais três pontos e continua na parte cimeira da tabela classificativa.

Fonte Boa, 2; Antas, 2 Marca, 2; São Veríssimo, 1 MOUQUIM, 0; Vila Chã, 2 Bastuço, 2; Tebosa, 1 Juv. Belinho, 0; OPERÁRIO, 1 Tadim, 0; Celeirós, 0 TELHADO, 2; Granja, 2

AFB II DIVISÃO

CLAS SIFICAÇÃO

J

V

1. Vila Chã 9 8 2. Celeirós 9 6 3. MOUQUIM 9 6 4. OPERÁRIO 9 6 5. Antas 9 4 6. Marca 9 3 7. Fonte Boa 9 3 8. São Veríssimo 9 3 9. Granja 9 2 10. TELHADO 9 2 11. Tadim 9 2 12. Juv. Belinho 9 2 13. Bastuço 9 1 14. Tebosa 9 0 Antas - Tadim Vila Chã - Fonte Boa OPERÁRIO - MOUQUIM Granja - Juv. Belinho

Série 1

E

D

F

C

P

0 1 29 10 24 2 1 14 6 20 0 3 22 9 18 0 3 13 8 18 3 2 14 11 15 3 3 15 14 12 3 3 19 20 12 2 4 12 9 11 5 2 10 14 11 4 3 15 19 10 3 4 13 15 9 1 6 15 28 7 2 6 6 23 5 2 7 9 20 2 São Veríssimo - TELHADO Tebosa - Marca Celeirós - Bastuço

VITORIA, 3; À. S. Romão, 2 SÃOCLAUDIO,3;Pevidem,2 LAGENSE,7;Selho,1 Gonça,2;RUIVANENSE,1 A.StªEufémia,1;S.COSME,1 Campelos,1;P.Matamá,1 DELAES,1;BAIRRO,2

AFB II DIVISÃO R E S U LTA D O S

D

CLAS SIFICAÇÃO

J

V

1.ÀguiasS.Romão 9 7 2.SÃOCLAUDIO 9 6 3.Campelos 9 4 4.Gonça 9 5 5.S.COSME 9 4 6.Selho 9 4 7.Pevidem 9 3 8.RUIVANENSE 9 3 9.VITORIA 9 4 10.AsesStªEufémia 9 3 11.BAIRRO 9 2 12.LAGENSE 9 2 13.PanterasMatamá 9 1 14.DELAES 9 0 ÀguiasS.Romão-Campelos Selho-VITORIA S.COSME-LAGENSE BAIRRO-AsesStªEufémia

PRÓXIMA

E

1 2 33 25 16 1 2 30 25 16 0 2 28 26 15 2 2 29 21 14 1 3 39 31 13 1 2 25 21 13 3 1 33 27 12 0 3 29 24 12 2 2 29 20 11 2 3 18 20 11 2 3 22 24 8 1 5 23 28 7 2 4 17 22 5 1 5 17 26 4 1 7 13 45 1 Turquel - Nortecoope Marinhense - Carvalhos Bom Sucesso - Limianos Feira - Tomar

R E S U LTA D O S

PRÓXIMA

5 5 5 4 4 4 3 4 3 3 2 2 1 1 0

R E S U LTA D O S

V

gunda parte ainda reduziu para a margem mínima. A equipa orientada por Carlos Silva reagiu e voltaria a marcar, chegando ao terceiro golo. Com este tento, o FAC galvanizou-se e chegou ainda a marcar mais dois golos o que lhe daria uma vantagem bastante confortável para gerir até ao final da partida. Com esta vitória a equipa do FAC está na quarta posição com 14 pontos, menos dois do que o líder, o Tomar, que soma 16. Nesta partida o FAC alinhou com: Rafael Pereira, Diogo Sá, Mauro Lima, André Barbosa e Miguel Soares. Jogaram ainda: Nuno Alves, Tiago Barbosa, Justiniano e Pedro Salgado.

PRÓXIMA

J

1. Tomar 8 2. Nortecoope 8 3. Riba d'Ave 7 4. FAC 8 5. Carvalhos 8 6. Sanjoanense 7 7. Turquel 7 8. Feira 7 9. Lavra 7 10. Marco 8 11. Bom Sucesso 7 12. Limianos 8 13. Juv. Pacense 7 14. Marinhense 7 15. Pasteleira 8 Juv. Pacense - Lavra Folga - Marco Riba d'Ave - FAC Sanjoanense - Pasteleira

R E S U LTA D O S

R E S U LTA D O S

CLAS SIFICAÇÃO

A contar para a oitava jornada do nacional da segunda divisão de hóquei em patins, o FAC recebeu no passado sábado, no Pavilhão Municipal, o líder da competição, a Sanjoanense, e venceu por cinco a um, numa partida que se antevia bastante difícil para a formação da casa. O FAC cedo deu a entender que estava ali para conquistar os três pontos e disso logo se aperceberam os jogadores da formação da casa que ainda durante a primeira parte conseguiram marcar dois golos, resultado com que se chegou ao intervalo. Para a segunda parte a Sanjoanense entrou com a disposição de tentar mudar o rumo dos acontecimentos e logo no início desta se-

PRÓXIMA

Pasteleira, 6; Turquel, 6 Nortecoope, 5; Marinhense, 3 Carvalhos, 9; Bom Sucesso, 7 Limianos, 2; Tomar, 3

PRÓXIMA

Juv. Pacense, 2; Feira, 5 Lavra-Folga Marco, 2; Riba d'Ave, 3 FAC, 5; Sanjoanense, 1

HOQUEI PATINS II Divisão

Série 4

E

D

F

C

P

0 2 19 12 21 2 1 14 7 20 4 1 15 6 16 1 3 17 13 16 3 2 11 10 15 2 3 14 19 14 4 2 15 11 13 3 3 11 13 12 0 5 11 14 12 2 4 13 14 11 3 4 9 11 9 2 5 21 19 8 3 5 10 16 6 1 8 5 20 1 Pevidem-DELAES RUIVANENSE-S.CLAUDIO PanterasMatamá-Gonça


30

modalidades

sport: 12 de Dezembro de 2007

GDNF com bons resultados em Paredes

Nadadores do GDNF alcançaram boas marcas em Paredes

O Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF) efectuou mais um conjunto de bons resultados no Torneio Regional de Fundo, realizado no passado fimde-semana nas Piscinas Municipais de Recarei, em Paredes, com a participação de 12 nadadores, nomeadamente João Rocha, Mário Cunha, Paulo Silva, Diogo Rodrigues, Francisco Stigliano, Daniela Ribeiro, Francisca Carmo, Catarina Marques, Rita Gonçalves, Tatiana Silva, Raquel Carvalho e Vanessa Moreira, treinados por Pedro Faia e Bruno Pereira. Os nadadores famalicenses alcançaram inúmeros recordes pessoais e um conjunto de boas marcas, demonstrando a sua crescente motivação para o de-

senvolvimento da modalidade. De destacar a nadadora famalicenses Daniela Ribeiro que obteve a medalha de prata na sua categoria, no conjunto dos pontos obtidos nas provas de 400Estilos e 800-Livres. Para os responsáveis do GDNF, “este Torneio decorreu extremamente bem, com um conjunto de inúmeros recordes pessoais, reflectindo a qualidade destes atletas e a sua crescente motivação para superar as dificuldades quer em contexto de treino quer em contexto de competição. Estes resultados permitiram aferir o momento de forma e o caminho a seguir com vista à optimização do seu rendimento”.

Rui Teixeira do NAJ em terceiro Os atletas do Núcleo de Atletismo de Joane (NAJ) marcaram presença, no passado sábado, na 50ª edição da Volta a Paranhos, uma das provas de atletismo mais antigas de Portugal. A prova masculina foi ganha por um atleta oriundo do Quénia, seguido de Paulo Gomes, da Conforlimpa, e a completar o pódio, na terceira posição, ficou Rui Teixeira do NAJ. Na prova feminina, Patrícia Pereira, também do NAJ, conseguiu igualar o feito do seu companheiro de equipa, obtendo o terceiro posto e tendo sido apenas batida por uma atleta africana e por Marina Bastos, respectivamente. Já no domingo, dia 9 de Dezembro, Patrícia Pereira voltou a exibir-se ao mais alto nível, ao vencer uma prova de estrada realizada na cidade espanhola de Vigo, seguida por duas atletas espanholas.

Equipas do AVC somam e seguem O Atlético Voleibol Clube (AVC) mantém-se na senda das vitórias. No passado fim-desemana, as equipas de formação somaram por vitórias os dois jogos realizados. No sábado, a equipa de juvenis, orientada por Óscar Barros e José Pereira, venceu pela margem máxima (3-0), com os parciais de 25-10, 25-9 e 25-10, a equipa vizinha do Castelo da Maia. Num jogo onde as atletas de Famalicão estiveram muito concentradas no serviço e demolidoras na rede, este foi um dos jogos com menos erros da época. Já no domingo, as iniciadas, orientadas por Rui Oliveira e Vítor Oliveira, receberam o Arcozelo, vencendo por 3-2 num jogo bastante disputado. Com ajuda dos muitos adeptos, a equipa famalicense arrancou a ferros uma vitória a uma equipa muito forte no serviço, tendo em conta que na 1ª volta o AVC tinha perdido por

3-0. Esta foi por isso uma demonstração de que as atletas famalicenses têm evidenciado uma evolução muito grande, assente num grupo de 14 atletas com idades entre os 13 e 14 anos, muito homogéneo e com grande margem de progressão. Apesar de ter sentido bastantes dificuldades no início para parar o serviço muito forte do Arcozelo, a formação famalicense acalmou com o decorrer do jogo, colocando a pressão do lado da equipa adversária, uma vez que esta era bastante débil do ponto de vista técnico. No final, o resultado apontava para mais uma vitória de Famalicão pelos parciais de 2225, 25-9, 19-25, 25-23 e 15-12. Entretanto, a direcção do AVC informa que estarão à venda por toda a cidade as rifas de Natal, pedindo a todos os associados e simpatizantes que ajudem a crescer o Voleibol em Famalicão. J o s é P er e i r a

Novo Ford Focus começou a ser produzido Já arrancou a produção da nova geração do modelo Ford Focus que será fabricado na Alemanha. Apresentado durante o Salão Automóvel de Frankfurt, realizado em meados de Setembro último, o novo Ford Focus será comercializado a partir do início de 2008. O novo Ford Focus conta não só com uma imagem totalmente nova, mas também com evoluções significativas em termos de design interior e acabamentos. O novo Focus será também o percursor da nova linha de veículos Ford ECOnetic, de ultra-baixas emissões de CO2, prometendo apresentar o melhor nível de emissões da sua classe para motorizações convencio-

nais. Contando com mais de cinco milhões de exemplares produzidos na Europa desde o seu lançamento em 1998, o

Ford Focus é o primeiro e, até à data, único automóvel a conquistar o título de “Carro do Ano” na Europa e América do Norte no mesmo ano.

Renault Kangoo com registo assinalável nas vendas Lançado em 1997, o Kangoo revolucionou o mundo dos automóveis de lazer com as suas linhas simpáticas e expressivas. Pelo seu espaço interior e pela sua utilização polivalente, este modelo Renault já atingiu desde o seu lançamento a venda de mais de 2,3 milhões de exemplares. O Novo Kangoo, sempre mais próximo das expectativas das famílias, foi buscar todos os pontos fortes do anterior modelo, procurando ir um pouco mas longe em termos de qualidade, conforto e carácter prático. Com o comprimento de 4,21 metros, o Novo Kangoo tem linhas modernas que são um dos pontos de atracção para novos clientes. Para além disso, este modelo da Renault oferece prestações térmicas e acústicas dignas de um monovolume, com um conforto térmico homogéneo, tanto à frente como atrás, devido a uma arquitectura de distribuição e a um novo processo de difusão. Noutra questão cada vez mais a ter em conta, o Kangoo recebe uma gama completa de motorizações diesel respeitadoras do ambiente que respondem aos requisitos da designação “Renault eco2” com emissões de CO2 inferiores a 140 g/km.

Mazda5 mais orientado para a família O Mazda5, o monovolume da Mazda, vai invadir os stands no início de 2008 numa versão renovada que se apresenta agora ainda mais orientada para a família, com maior conforto, conveniência, segurança e custos operacionais mais reduzidos. O Mazda5 é o único monovolume do segmento C com duas portas deslizantes traseiras, cada uma com uma amplitude de abertura de 700 mm, o que permite que um passageiro entre facilmente, mesmo carregando um bebé nos braços. A renovação do Mazda5 leva ainda à introdução de portas traseiras deslizantes eléctricas. O motor MRZ 2.0 litros a gasolina foi totalmente revisto e conta agora com acelerador eléctrico e sistema de válvu-

las de abertura variável (SVT) que permitem disponibilizar o valor máximo de binário a regimes mais baixos do que na versão anterior. Duas novas transmissões

ampliam o carácter ágil deste motor: uma transmissão manual de seis velocidades de série e uma caixa automática de cinco velocidades opcional, uma estreia na gama Mazda.


lazer

sport: 12 de Dezembro de 2007 31

Cinema A História de Uma Abelha Carneiro

21/03 a 20/04

Balança

24/09 a 23/10

Número da Sorte: 22

Número da Sorte: 68

Carta Dominante: Louco, que significa Excentricidade. Amor: Terá que começar a pensar menos em si e mais nos outros. Saúde: O seu corpo precisa de descanso, faça o que ele lhe pede. Dinheiro: Evite ser precipitado no que toca à gestão dos seus rendimentos. Números da Semana: 17, 23, 45, 2, 19, 40

Carta Dominante: 4 de Ouros, que significa Projectos Amor: É provável que atravesse um período um pouco conturbado. Saúde: Não abuse da sua vitalidade e das energias pois poderá ficar exausto. Dinheiro: Partilhe as suas ideias com os colegas de trabalho e poderão daí advir algumas oportunidades. Números da Semana: 20, 47, 6, 23, 45, 9

Touro

21/04 a 21/05

Escorpião

24/10 a 22/11

Número da Sorte: 54

Número da Sorte: 77

Carta Dominante: 4 de Espadas, que significa Inquietação, Agitação. Amor: Clima romântico e sentimental na relação afectiva. Saúde: Atravessa uma fase de grande nervosismo e stress. Dinheiro: Não arrisque em negócios que não lhe ofereçam garantias. Seja prudente. Números da Semana: 49, 15, 39, 22, 1, 30

Carta Dominante: Rainha de Ouros, que significa Ambição, Poder Amor: Aproveite bem todos os momentos que tem para estar com a sua cara-metade. Saúde: Poderá sentir alguma fadiga física. Dinheiro: Conserve todos os seus bens materiais. Números da Semana: 24, 17, 46, 31, 9, 11

Gémeos

22/05 a 21/06

Sagitário

23/11 a 22/12

Número da Sorte: 17

Número da Sorte: 14

Carta Dominante: Estrela, que significa Protecção, Luz. Amor: Afaste-se da rotina com a pessoa amada. Opte por fazer aquela viagem há muito planeada. Saúde: Fase de fadiga excessiva. Dinheiro: Não se esforce demasiado na sua actividade laboral, será recompensado na devida altura. Números da Semana: 21, 30, 25, 11, 5, 32

Ca r ta D o m i n a n te : Temperança, que significa Equilíbrio Am o r: Faça um jantar especial e muito romântico para a sua carametade. Sa ú d e: Tente não andar muito tenso. Din hei ro : Poderá ser surpreendido ao verificar o seu saldo. Nú mer os d a Sema na: 41, 23, 47, 36, 21, 27

Caranguejo

22/06 a 22/07

Capricórnio 23/12 a 20/01

Número da Sorte: 38

Número da Sorte: 30

Carta Dominante: 2 de Copas, que significa Amor. Amor: Clima de grande harmonia familiar e amorosa, mas seja mais compreensivo. Saúde: Poderá sofrer de stress. Mantenha a calma. Dinheiro: Terá de controlar esse seu instinto materialista. Números da Semana: 12, 41, 20, 36, 4, 17

Ca rta Dom i nan te: 8 de Paus, que significa Rapidez Am or: Se partilhar os seus problemas com alguém em quem confie verá que se sentirá bem mais leve. Saú de: Relaxe um pouco mais, anda muito tenso. D i n h ei ro : Segurança financeira. N úm ero s da Sema na: 22, 17, 36, 40, 9, 25

Leão

23/07 a 23/08

Aquário

21/01 a 19/02

Número da Sorte: 10

Número da Sorte: 16

Carta Dominante: Roda da Fortuna, que significa Sorte em movimento. Amor: Não se intrometa em relações alheias poderá ser mal interpretado. Saúde: Atravessa uma fase equilibrada neste campo. Dinheiro: As suas capacidades de concentração no seu trabalho poder-lheão trazer alguns frutos. Números da Semana: 12, 4, 32, 47, 19, 7

Ca rta D om in ante: Torre, que significa Convicções Erradas, Colapso. A m o r: Organize um jantar para juntar os seus amigos. S a ú d e: Momento calmo e sem preocupações. D in hei ro: Não haverá nenhuma alteração significativa. N ú mero s da Sem ana : 14, 19, 23, 46, 2, 42

Virgem

24/08 a 23/09

Peixes

Nascido para zumbir, “A História de Uma Abelha” (Bee Movie) é a romântica história de Barry Bee Benson (Jerry Seinfeld), uma abelha recém saída da universidade desiludida com a perspectiva de ter apenas uma saída profissional – fabricar mel. Numa inesperada oportunidade de sair da colmeia, a vida de Barry é salva por Vanessa, uma florista de Nova Iorque. À medida que a sua relação floresce, os olhos de Barry abrem-se para o mundo dos humanos e ele rapidamente descobre que as pessoas têm um papel decisivo no consumo de mel em larga escala. Armado com esta informação, Barry apercebe-se da sua verdadeira missão na vida e decide processar a raça humana por roubar o mel às abelhas. Como resultado, as comunidades de humanos e abelhas envolvem-se como nunca antes, cada uma apontando o dedo à outra. Barry é apanhado no meio e dá consigo com problemas bastante invulgares para resolver…

20/02 a 20/03

Número da Sorte: 51

Número da Sorte: 9

Car ta Do mi nan te: Ás de Espadas, que significa Sucesso. Amo r: Dê mais de si aos outros e deixe de se preocupar com as pequenas atribulações diárias. Saú de: Pratique exercício físico para relaxar. Di nh eiro : Deixe os seus investimentos darem frutos. N úm eros da Sem ana : 33, 20, 4, 36, 19, 1

Carta Dominante: Eremita, que significa Procura, Solidão. Amor: Deixe de lado as mágoas e perdoe o seu próximo. Saúde: Tendência para problemas de memória. Dinheiro: Continue a saber gerir o seu dinheiro para não deixar o barco afundar-se. Números da Semana: 20, 13, 4, 26, 7, 10

Música Bruce Springsteen with The Sessions Band – Live In Dublin Mais um rocker que parece renascer depois de estudar o passado e o autêntico – nestes concertos irlandeses, o Boss junta as suas canções às criações do património de Pete Seeger. E o desfecho é uma festa que ninguém pára. “Live in Dublin apresenta o desenvolvimento de uma banda desde uma reunião informal na sala de estar de Bruce, até a um poderoso espectáculo ao vivo. Também documenta o crescimento da visão do cantor sobre a música norte-americana, incluindo sonoridades folk, blues, Dixieland, country, swing, gospel e rock, incorporando também as suas próprias composições. Tudo é executado com a energia e concentração clássica e habitual do “Boss”. Esta edição surge em três formatos: uma com as 23 canções em disco e em DVD; outra só com o áudio do concerto, em dois CD; e, por último, a edição em DVD.

Livro “A Última Estação” de Jay Parini Em 1910, a seguir à publicação de Anna Karenina e Guerra e Paz, Lev Tolstói é um dos autores mais famosos do mundo. Mas a fama tem um preço. Desesperado por encontrar paz no fim da vida, Tolstói fugiu de casa, abandonou a família, a sua mulher e os treze filhos, acabando por morrer sozinho numa cama numa pequena estação de comboios russa. Este livro passa-se no último ano de vida do es-

critor. O leitor ficará a conhecer a relação tempestuosa do conde com a mulher, bem como a angústia mental do homem que professou as virtudes da pobreza e da castidade enquanto vivia uma vida de grandes privilégios. O mestre da literatura russa num percurso de contradições.

Telefones úteis

Farmácias de serviço e reforço Famalicão Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 311 265 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294

Vale do Ave Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 923 678 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124

Serviço de disponibilidade Gavião - Ed.S. Vicente - Picoto - Telef. 252 317 301 Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057

Concelho Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612

Dezembro Quarta, 12 Quinta, 13 Sexta, 14 Sábado, 15 Domingo, 16 Segunda, 17 Terça, 18

Se r viço Barbosa Valongo Cameira Central Calendário Nogueira Barbosa

Quarta, 12 Quinta, 13 Sexta, 14 Sábado, 15 Domingo, 16 Segunda, 17 Terça, 18

Faria Delães Almeida e Sousa Riba de Ave Bairro Faria Delães

R ef o r ç o Central Calendário Nogueira Cameira Central

Horários 9h às 20h30 - Dom. e feriados - 10h às 12h30 8h30 às 20h - Sábados: 8h30 às 19h Horários 9h às 13h - 14h às 21h/ Sáb. 9h às 13h - 15h às 19h/ Dom. e fer. 10h às 12h 9h às 20h - Sáb. 9h às 19h 9h às 21h - Sáb. 9h às 20h30 - Dom. 10h às 12h 9h às 21h - Sáb. e Dom. 9h às 20h 9h às 21h - Sáb. das 9h às 20h - Dom. 9h30 às 13h 9h às 20h - Sáb. 9h às 17h30 9h às 20h - Sáb. 9h às 19h 9h às 20h - Sáb. e Dom. das 9h às 19h 9h às 20h - Sáb. 9h às 13h 8h30 às 23h - Sáb. e Dom. das 9h às 22h 9h às 20h - Sáb. das 9h às 19h

1ª Repartição de Finanças 252 322483 2ª Repartição de Finanças 252 323919 Acção Social 252 301233 ACIF 252 315409 Biblioteca Municipal 252 319684 Bombeiros V. Famalicão 252 301112 Bombeiros V. Famalicen ses 252 322055 Bombeiros V. Riba de Ave 252 900200 Câmara Municipal 252 320900 Geral Número Verde 800 292827 Caminhos de Ferro 252 323289 Ca sa das Artes 252 371297 Ca sade Camilo 252 327186 Cemitério Municipal 252 319888 Central de Camionagem 252 373464 C.de Saúde Famalicão 252 313645 C. de Saúde Delães 252 907030 CI TEVE 252 300300 Con ser vatória Reg, Ci vil 252 373336 Con ser vatória Reg. Predial 252 322560 EN - Electricidade do Norte 252 374323 ESSVA 252 301720 Extensões de Saúde 252 916226 Arno so Santa Maria Fradelos 252 458061 Gondi felos 252 952139 Joane 252 990580 Landim 252 321462 Louro 252 330220 Lou sado 252 493209 Requião 252 323954 Ribeirão 252 492707 Rui vães 252 993150 Seide S. Miguel 252 323880 Vale São Cosme 252 912624 Fund. Cupertino Miranda 252 301650 GNR de Famalicão 252 501360 GNR de Joane 252 996514 GNR de Riba de Ave 252 982385 Hospital S. João de Deus 252 300800 Hospital Narci so Ferreira 252 900800 Inspecção de Trabalho 252 323041 IEFP 252 501100 Ludoteca 252 319684 Polícia Municipal 252 320999 Posto de Turismo 252 312564 Protecção Civil 252 317336 PSP 252 373375 Segurança Social 252 301230 Ser viço Águas - Avarias 252 322971 Tá xis: Famalicense 252 311642 Ta xitel 252 372724 TUF 252 310004 Tribunal Cível 252 501400 Tribunal de Trabalho 252 311691 Tribunal Judicial 252 302950 Uni versidade Lu siada 252 309200


32

sport: 12 de Dezembro de 2007

Keira Knightley eleita actriz do ano

últimas

Jennifer com Keanu em filme Jennifer Connelly vai contracenar com Keanu Reeves numa refi fillmagem de 1951 de Robert Wise sobre alienígenas que vêm para a Terra com uma mensagem: vivam em paz ou sejam destruídos. Connelly vai interpretar Helen, a cientista que faz o primeiro contacto com um alienígena chamado Klaatu (Reeves). O projecto da Fox prevê o início da produção para o próximo mês, em Vancouver, no Canadá.

Os prémios Variety Club Showbiz, que foram entregues em Lo ndres, e legeram como actores do ano Jude Law e Keira Knightley. Ambos têm-se revelado talentos em ascenção, o que se refl fle ecte também na quantidade de papéis desempenhados. Keira Knightley é escolhida por diversos críticos de cinema como uma possível candidata ao Oscar de melhor actriz na cerimónia de entrega destes prémios.

Charlize Theron eleita ‘mulher mais sexy viva’ Ninguém vai questionar: o título de mulher mais sexy viva, escolhido pela revista "Esquire", vai para Charlize Theron. Não que a escolha tenha sido fácil. Entre as candidatas ao posto, estavam grandes concorrentes como Jessica Biel, Angelina Jolie e Scarlett Johansson que venceu este prémio o ano passado. Charlize, que já apareceu no ranking das mais bonitas da revista "GQ ", está acostumada com trofé us: e m 2005 Charlize recebeu o Óscar de melhor actuação pelo papel de serial killer em "Monster".

Festas Felizes Festas Felizes

OS814  

“Uma vida de roda no ar” a ap pr re es se en nt ta ad do na Casa das Artes Núcleo famalicense sagrou-se vice-campeão distrital absoluto de x...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you