Issuu on Google+

Equipa feminina do GD Natação sobe à 1ª divisão nacional Ex-jogadores, funcionários e dirigentes reencontram-se nas Festas de Santa Apolónia

Plantel Riopele época 1977-1978

Grupo Desportivo Riopele relembrado Paulo Moreno*

Fernando Pimenta, Presidente

Ferreirinha, Treinador

NÚMEROS

Jorge Jesus no Riopele

26 anos

Tempo de existência do clube

9 épocas

Ferreirinha comandou a equipa

21 pontos na 1ª divisão

com 6 vitórias e 9 empates marcaram 23 golos e sofreram 51

Vários antigos atletas do Grupo Desportivo (GD) de Riopele vão juntar-se para um jogo-convívio, no próximo sábado, dia 26 de abril, pelas 16 horas, no campo do Riopele. A iniciativa surge inserida no programa das Festas de Santa Apolónia, que se celebram este fim de semana em Pousada de Saramagos. O evento está a ser organizado por alguns famalicenses que passaram pelo clube, nomeadamente José Piruta, Joca e Vital. Eles são, também, alguns dos ex-atletas que vão participar neste jogo, cuja entrada é gratuita. Além dos jogadores, marcarão ainda presença neste convívio antigos dirigentes do clube, ex-funcionários e membros da antiga equipa médica. O GD Riopele foi fundado pelos proprietários e trabalhadores da empresa têxtil Riopele. O clube-empresa de Famalicão, que chegou à 1ª divisão nacional, foi extinto em 1984. Foram 26 anos de existência, alguns títulos nas diversas divisões, uma presença na 1ª divisão nacional e muitas memórias. O OPINIÃO SPORT falou com Joca, antigo defesa do clube famalicense, que faz parte da Comissão de Festas de Santa Apolónia. O ex-jogador conta que esta iniciativa tem como objetivo lembrar às pessoas aquela equipa que chegou à 1ª divisão. Joca recusa chamar homenagem a este jogo-convívio. O ex-atleta do Riopele diz mesmo que a iniciativa é apenas uma parte da festa e que a única homenagem do dia será para “aqueles que já não estão entre nós”. Segundo Joca, tanto ex-atletas como ex-diretores e até ex-funcionários do clube que já não se encontrem vivos, serão homenageados. O antigo jogador lembra saudoso “o nosso amigo, compadre e colega Orlando Bagaço, o nosso massagista João Americano e o nosso presidente Fernando Pimenta”. Quem estará presente na festa é Fernando Ferreira, mais conhecido como Ferreirinha. No próximo sábado, o antigo treinador vai rever alguns dos jogadores que liderou. O ex-técnico diz mesmo que “vai ser uma alegria” voltar a conviver com aquele grupo que era como “uma família”. Ferreirinha, que comandou o GD Riopele durante 9 épocas, lembra com nostalgia aquelas épocas de sucesso e compara o futebol atual com o jogado na altura: “Hoje joga-se muito sobre pressão. É mais não deixar jogar do que propriamente jogar”, critica, considerando que antigamente havia mais espaço para jogar e ainda hoje

Joca

Piruta

há quem lhe diga que o clube famalicense jogava à Barcelona. Contam os testemunhos que em Famalicão, na década de 70, já se ouvia “tiki-taka”. Francisco Vital, antigo avançado do Riopele, lembra-se bem do estilo de jogo incutido pelo treinador. O exatacante conta que naquela altura os jogadores tinham “um prazer enorme em praticar esse tipo de futebol”. Vital afirma que todos os ex-jogadores que foram liderados por Ferreirinha e que agora são treinadores, como Jorge Jesus, atual treinador do Benfica, “beberam muito daquele modelo e daquela característica de jogo que se praticava no Riopele”. O ex-jogador também faz parte da organização desta iniciativa e revela que existirá uma referência homenageadora aos treinadores que conseguiram subir de divisão com o clube famalicense. Vital lembra “Júlio Teixeira e Piruta que subiram da 3ª para a 2ª divisão e o Ferreirinha da 2ª para a 1ª”.

José Piruta, antigo capitão da equipa do Riopele, também estará presente, esperando que seja “um convívio giro”. Ao fecho desta edição, Piruta ainda não podia confirmar a presença de Jorge Jesus na iniciativa, mas afirma que “gostaríamos imenso que ele estivesse”. O atual treinador do Benfica, segundo Piruta, já esteve presente numa atividade similar dos ex-Riopele “há 5 ou 6 anos atrás”. No Campeonato Nacional da 1ª divisão da época de 1977/78, o GD Riopele não conseguiu o objetivo da manutenção, mas ainda assim não fez uma prova dececionante. O clube famalicense lutou até à última jornada pela manutenção no principal escalão. O Riopele terminou a prova na 15ª posição com 21 pontos, que foram conquistados através de 6 vitórias e 9 empates. O clube perdeu 15 encontros, marcou 23 golos e sofreu 51. *com José Clemente

GD Riopele existiu durante 26 anos O Grupo Desportivo de Riopele foi fundado no dia 14 de setembro de 1958 pelos proprietários e trabalhadores da empresa têxtil Riopele, em Pousada de Saramagos, freguesia em que se fixou a sede do clube. No clube famalicense eram praticados diversas modalidades desportivas, como o atletismo, mas também no Riopele o futebol era o desporto rei. Da sua escola de formação surgiram jogadores que se afirmaram mais tarde no futebol português. Vítor Paneira, antigo jogador do Vitória de Guimarães e do Benfica, é um exemplo disso mesmo. Também o atual treinador do Benfica, Jorge Jesus (cuja presença no evento não está confirmada), envergou a camisola do Riopele enquanto jogador. Com o passar dos anos, e com o apoio da administração da empresa têxtil, a equipa de futebol começou a acumular sucessos até alcançar a 1ª divisão nacional. Depois de quase ter conseguido a subida na época de 1971/72, a equipa de futebol do Riopele chega à 1ª divisão nacional na temporada de 1977/78. A equipa famalicense sagrou-se campeã da zona Norte da 2ª divisão nacional, à frente do favorito SC Espinho. O GD Riopele enfrentou as principais equipas nacionais no Parque de Jogos José Dias de Oliveira, a “casa” da equipa famalicense, em Pousada. O clube contava com cerca de 700 sócios. O treinador da altura era Fernando Ferreira, mais conhecido como Ferreirinha. O clube-empresa de Famalicão existiu durante 26 anos, sendo extinto em 1984.


18

sport: 24 de abril de 2014

Infantis do GD Joane em 2º no Torneio dos Campeões Os atletas infantis do Grupo Desportivo de Joane alcançaram o 2º lugar no Torneio dos Campeões. A prova foi organizada pelo FC Marinhas e realizouse no passado dia 19 de abril. Na primeira fase, a equipa famalicense venceu o Arsenal (0-2), o Dumiense (3-2) e o organizador FC Marinhas (0-4). Já na final, GD Joane e Dragon Force terminaram o tempo regulamentar empatados a 2 bolas. No desempate por grandes penalidades a equipa famalicense perdeu por 3-2. No mesmo dia, os juniores do GD Joane receberam e venceram o Avidos e Lagoa por 2-0.

CD Lousado e CD Vilarinho na final da Inatel de Braga O Clube Desportivo (CD) de Lousado e o CD Vilarinho vão disputar a final para apuramento do campeão do campeonato de futebol da Inatel de Braga. O jogo disputa-se no próximo domingo, dia 27 de abril, pelas 15 horas, no Estádio Municipal de Famalicão. Depois de ter terminado a 1ª fase da série A do campeonato sem qualquer derrota, o CD Lousado derrotou nas meias-finais, no passado dia 13 de abril, o Sete Fontes (2º da série B), e vai agora disputar a final para atribuição do título regional do campeonato do Inatel com outra equipa do concelho. O CD Vilarinho terminou a 1ª fase em 2º lugar e derrotou o Arsenal Crespos nas meias-finais. Quem vencer o jogo de domingo tem acesso à fase Nacional.

futebol

Resultado em Pedras Salgadas mantém a vida difícil para o Ninense

Embora tardio, empate soube a pouco 1-1 Complexo Desportivo de Vila Pouca Aguiar Árbitro : José Rodrigues (AF Porto) Auxiliares: Paulo Mendes e Daniel Santos

Pedras Salgadas Rafa Dani Ramalho Mike Meira Malam Tiago Mourão Latyr (Jorge Roxo 90’) Pedro (Eloy 67’) Fall (Gabi 83’) Guillaume

Ninense André Ferreira Madior China David Hélder Oliveira Armando Bruno Silva Hélder Guimarães (João Cruz 81’) Ruizinho Renato Badará (Capela 59’)

Treinadores Carlos Guerra

José Lobo

Golos: 1-0 Malam (24’); 1-1 Bruno Silva (88’). Cartões Amarelos: Renato (38’), Dani (56’), David (58’), Guillaume (63’) e Malam (77’). Cartões Vermelhos: Não houve.

Alberto Barbosa Tarde de frio em terras transmontanas onde apenas o calor do jogo parecia ser motivo suficiente para os mais de 50 irredutíveis ninenses decidirem ir a Vila Pouca de Aguiar assistir a uma partida onde muito se decidia, mas onde nada ficou decidido. Frente a frente defrontavam-se duas equipas com estados de espirito diferentes, mas ambas ávidas de pontos com o objetivo da manutenção

neste Campeonato Nacional de Seniores. O jogo começou com um ritmo vivo, embora as equipas pouco arriscassem. O primeiro sinal de perigo seria mesmo dos visitantes, logo aos dez minutos, mas o remate de Hélder Guimarães saiu pela linha lateral. Aos poucos, a equipa da casa foise acercando com mais perigo e acabou por capitalizar essa fase do jogo até que Guillaume escapa pela esquerda, centra com perigo, mas China corta para canto. Na sequência do canto, Malam, provavelmente o atleta mais baixo do Pedras Salgadas, aparece solto na grande área ninense e cabeceia sem oposição, fazendo o golo inaugural. O jogo tornou-se mais pausado, com o Ninense a ter de ir à procura do empate e os da casa a espreitarem um contragolpe. O segundo tempo foi de domínio dos visitantes. A pressão dos comandados de José Lobo intensificava-se e nesta altura o Pedras Salgadas pautava-se por algum antijogo, já que misteriosamente os apanha-bolas destacados para o desafio desapareceram do Complexo, tendo de ser os jogadores a correrem atrás das bolas para poder retomar a partida. Muito feio de se ver. O jogo continuava animado e Capela rendia Badará perto do quarto de hora de jogo e o atacante ninense quase marcava no primeiro minuto que entrara. Os lances de perigo sucediam-se e já perto do final da par-

tida Capela tem a perdida da tarde, ao aparecer completamente isolado frente a Rafa Albuquerque, mas a ser lento na decisão e o guarda-redes a roubar-lhe a bola. Latyr quase sentenciava a partida no primeiro remate dos locais na segunda parte, mas a bola sai ao lado. Se existe algum tipo de justiça poética, então ela apareceu no Complexo de Vila Pouca de Aguiar. A dois minutos do final, David, numa das suas arrancadas pelo corredor esquerdo, centra com precisão e Bruno Silva de cabeça empata o jogo, para delírio dos ninenses. Nesta altura, lá apareceram novamente os apanha-bolas, bombeiros e até a polícia já dava uma “mãozinha” para repor as bolas em jogo. Acabou por acontecer um resultado que de pouco serviu às duas equipas, mas que lançou ainda a incerteza da permanência para as últimas quatro jornadas deste Campeonato Nacional de Seniores.

CNS

CLASSIFICAÇÃO

1. Fafe 2. Mirandela 3. Vilaverdense 4. Vianense 5. Santa Maria 6. P. Salgadas 7. Valenciano 8. AD NINENSE

RESULTADOS

Manutenção - Série A J

10 10 10 10 10 10 10 10

Mirandela, 3; Fafe, 2 Santa Maria, 3; Valenciano, 1 Vianense, 2; Vilaverdense, 3 P. Salgadas, 1; AD NINENSE, 1

V

4 4 6 5 4 2 1 2

E

3 5 3 3 2 4 1 3

D

3 1 1 2 4 4 8 5

F

16 17 15 15 10 9 8 9

C

10 10 7 10 12 13 21 16

P

32 32 32 31 25 18 15 13

PRÓXIMA JORNADA

AD NINENSE - Mirandela Fafe - Santa Maria Valenciano - Vianense Vilaverdense - P. Salgadas

pub


sport: 24 de abril de 2014 19

futebol

Joane empata e mantém a esperança 1-1 Estádio Abel Alves de Figueiredo, Santo Tirso

Tirsense Joane Pedro Soares Pinheiro André Pinto Nera Paulo Sampaio Fabinho Carlos Eduardo (Pedro Maurício, 63’) Hugo Cruz Benvindo (Gilmar, 77’) Zé Diogo (Diogo Torres, 57’) Beré

Marafona Dinis Almeida Paulo Rola Rui Filipe (Eliseu Cassamá, 70’) Rui Herculano Betino Diogo Brandão (Jorginho, 70’) Hélio Cruz André Carvalho Sócrates Aylton Boa Morte

Treinadores António Pereira

Pedro Hipólito

Golos: 1-0 Beré (65’); 1-1Aylton Boa Morte (75’). C artõ es Amarelos: Diogo Brandão (17’); Benvindo (52’); Pinheiro (59’); Hélio Cruz (67’); Nera (72’); Rui Herculano (93’); Betino (94’). C artõ es Vermelho s: Não houve.

José Carlos Fernandes Num jogo de boa qualidade, o empate até acaba por agradar mais à equipa da casa. O Joane podia ter chegado à vitória. Durante a primeira parte, o desafio foi muito equilibrado, com situações de golo, repartidas pelas duas equipas. O Tirsense, logo aos 4 minutos, deu o mote, Zé Diogo obrigou Marafona a grande defesa. Até à passagem dos 20 minutos, existiu mais Tirsense, Carlos Eduardo voltou a criar perigo, a bola bateu na barra. O Joane entrou no duelo com Boa Morte por duas vezes a criar muito perigo na baliza de Pedro Soares. O empate aceitavase no final dos 45 minutos, mas pelo futebol jogado com golos seria mais ajustado. O segundo tempo abriu com uma boa oportunidade para os forasteiros, André Carvalho rematou para boa defesa do guarda-redes caseiro. O Tirsense volta a responder, com a bola a embater

novamente na barra a remate de Pinto, na recarga Beré podia ter feito melhor. Entrou-se numa fase em que o Tirsense apostou forte na tentativa de chegar ao golo. Beré e Maurício obrigavam Marafona a trabalho redobrado. Mas à passagem dos 64 minutos, surge o golo dos locais e que golo: Beré, num remate de bicicleta, deixou Marafona sem reação, abrindo o marcador colocando o Tirsense na liderança. Mas, como costuma dizer Pedro Hipólito, os seus meninos não se deixaram abater e com as entradas de Eliseu, um regresso que se saúde, e de Jorginho, foram em busca de melhor. A verdade é que a partir daqui, foi um Joane mais dominador, mais atrevido. O golo apontado por Boa Morte, aos 75 minutos, deixou maior incerteza no desfecho final. O Joane acreditou que podia vencer, o Tirsense passou a ter mais cautelas. Com as substituições esgotadas, a lesão de Hugo Cruz, obrigou a formação jesuíta a ficar reduzida a dez unidades. O Joane aqui forçou ainda mais, mas o Tirsense também reagiu e o resultado não sofreu mais alterações. O empate é um resultado que não deixa ninguém livre da descida, mas apesar de tudo o Tirsense está numa posição mais confortável. Os joanenses continuam no penúltimo posto, mas uma vez mais demonstraram que vamos ter luta até ao fim, os meninos acreditam e conseguem mesmo com todas as dificuldades levarem todos os joanenses a acreditarem. Uma coisa é certa, ainda estão 12 pontos em disputa, todos sabem das dificuldades, mas a toalha não será arremessada ao chão, porque uma vez mais a atitude, o querer e a vontade ficaram demonstradas neste desafio. Arbitragem com alguns erros, que chegou a enervar as duas equipas, mas os joanenses, em alguns lances, enervaram-se mais.

Jogo entre Famalicão e Ribeirão com duas partes distintas

Dérbi termina com empate 1-1 Estádio Municipal de Famalicão Árbit ro : Edgar Correia (Coimbra) Auxiliares: Luís Henriques e Luís Sousa

Famalicão Ribeirão Tó Figueira Elvis Vilaça Diego Reguila Perdigão (Fábio Lopes 68’) William Marco André Diego (Gomis 85’) Nené (Peixoto77’) André Soares

João Cruz Varela Isaiah (Abulai 57’) Rafael Vieira Tiago Silva (João Paulo 87’) Pipo (James 70’) Mendes Ivo Daniel João Faria Igor

Carlos Alberto

Ainda estão 12 pontos em disputa

Treinadores Daniel Ramos

Rui Batista

Golos: 1-0 Mércio (44’); 1-1 Mendes (56’). Cartões Amarelo s: João Faria (30’), Marco André (38’), James (72’) e Rafael Vieira (88’). Cartões Vermelhos: Não houve.

Aristides Ferreira Em mais um dérbi famalicense, Famalicão e Ribeirão dividiram os pontos, num jogo com duas partes distintas: uma primeira metade em o Famalicão foi mais dominador e uma segunda metade em que qualquer das equipas podia ter conquistado os três pontos. A primeira situação de perigo até pertenceu ao Ribeirão, com um remate na zona frontal e a bola a passar rente ao poste de João Cruz. Mas rapidamente o Famalicão tomou conta da partida e na sequência de um canto Nené surgiu na zona frontal, rematando por cima da baliza de João Cruz. E com o primeiro quarto de hora concluído, Marco André cruzou na direita e Perdigão, na zona frontal, não deu o melhor seguimento. Mais dois minutos e o mesmo Marco André obrigou João Cruz a ter que se aplicar. O Ribeirão muito fechado, tentando contra-ataque e Igor teve uma boa situação em cima da meia hora, mas atrapalhou-se no momento de cabecear para a baliza contrária. Mas os donos da casa iam ameaçando e aos 42 minutos, Perdigão na zona frontal rematou para uma enorme defesa de João Cruz para canto. Na sequência do mesmo, a

defesa do Ribeirão não conseguiu varrer a bola da sua área e na insistência Mércio surgiu no coração da área e com um remate de recarga inaugurou o marcador para os donos da casa, resultado com que atingia o intervalo. O Famalicão saiu a vencer porque foi a equipa mais dominadora e dispôs das melhores situações ao longo dos primeiros 45 minutos, Na segunda metade o Famalicão entrou à procura do segundo golo e logo na abertura foi mais uma vez João Cruz a ter que se aplicar para evitar o segundo tento. Mas aos 55 minutos apareceu uma obra de arte no Estádio Municipal: Mendes ganhou espaço na esquerda do seu ataque e quando se pensava que ia cruzar rematou em arco batendo Tó Figueira sem apelo nem agravo, colocando empate no jogo. A partir daqui o jogo ficou partido, com as duas equipas à procura da vitória. Primeiro foi Vilaça num livre a rematar à figura de João Cruz; depois, aos 76 minutos, foi a vez de o Ribeirão desperdiçar o segundo golo, quando na marcação de um canto Rafael apareceu solto no coração da área mas não conseguiu acertar na baliza do Famalicão. Com jogadas de parada e resposta, foi o Famalicão, por Williams, num belo trabalho individual a entregar o golo a Fábio mas este rema-

tou para fora. Mais cinco minutos e Tiago Silva na marcação de um livre esteve perto do golo, mas o remate saiu para fora. E o jogo só terminava com Reguila a rematar com mais uma boa defesa de João Cruz, que esteve em bom plano a substituir o jovem André que esteve ao serviço da seleção de sub20. Embora o Famalicão esteja numa situação mais tranquila, este empate serve mais o interesse do Ribeirão que conquistou um ponto fora, mantendo-se ainda na corrida desesperada pela fuga à despromoção. Os próximos jogos vão ser determinantes para clarificar quem consegue atingir os seus objetivos. Trabalho aceitável de Edgar Correia, de Coimbra. veja em www.famatv.pt ou

CNS

CLASSIFICAÇÃO

1. Fc Felgueiras 2. FAMALICÃO 3. Tirsense 4. Varzim 5. OLIVEIRENSE 6. RIBEIRÃO 7. JOANE 8. Lixa

RESULTADOS

Manutenção - Série B J

10 10 10 10 10 10 10 10

FAMALICÃO, 1; RIBEIRÃO, 1 Lixa, 1; Fc Felgueiras, 4 Varzim , 1; OLIVEIRENSE, 0 Tirsense, 1; JOANE, 1

V

5 5 4 3 4 3 2 3

E

1 3 5 3 3 3 3 1

D

4 2 1 4 3 4 5 6

F

16 13 10 11 12 14 16 12

C

12 11 7 11 7 16 21 19

P

31 28 27 27 27 23 22 15

PRÓXIMA JORNADA Fc Felgueiras - Tirsense OLIVEIRENSE - Lixa RIBEIRÃO - Varzim JOANE - FAMALICÃO

pub


20

sport: 24 de abril de 2014

futebol

Grande exibição da Oliveirense não evitou a derrota

Infantis A do Famalicão empatam com Marinhas

Show de Tiago Moreira na Póvoa 1-0 Estádio do Varzim, na Póvoa de Varzim Árbitro : Leonardo Marques (AF Aveiro)

Varzim Oliveirense

O jogo referente à 3ª jornada da prova extra realizada pela AF Braga no escalão de infantis, que opôs o FC Famalicão ao FC Marinhas, terminou empatado a um golo. O Futebol Clube de Famalicão alinhou com: César, Nuninho, Sérgio, Rafa, Filipe, Amadeu, Vasco, Pedro, Tomás, Renato e Diogo. Jogaram ainda Dino, Nuno e Cavadas. O resultado acaba por não retratar o que aconteceu ao longo do jogo, visto que o Famalicão criou demasiadas oportunidades para dilatar o resultado, acabando por ser perdulário diante do guardião do Marinhas. Na primeira parte o Famalicão mostrou um futebol dinâmico, chegando à baliza adversária diversas vezes e acabando por chegar ao tão merecido golo, que surgiu após um roubo de bola por parte de Renato no meio campo adversário, entregando a bola a Pedro, que após tirar dois adversários do caminho, executa um belo remate, colocando o esférico

no canto superior esquerdo da baliza do guardião do Marinhas. Já no segundo tempo, após várias tentativas para aumentar a vantagem por parte do Famalicão, o FC Marinhas num contraataque consegue igualar o marcador, num momento em que a equipa da casa dominava a partida. Ainda na segunda parte, através de um livre direto à entrada da área, Diogo remata com estrondo na barra. Nos momentos finais, a equipa da casa comete um crasso erro defensivo que poderia ter dado os três pontos à equipa do Marinhas, valeu César a negar o golo dos forasteiros. Um jogo que demonstrou entrega e atitude por parte dos pupilos do mister Tiago Braga, que mereciam sair do jogo com os três pontos. Na próxima jornada o Famalicão recebe o GD Ribeirão. Nesta jornada somente a equipa de infantis A jogou e na próxima ronda já estarão novamente as 13 equipas do Famalicão em ação. pub

Miguel Tiago Lopes João Paulo Gaspar Telmo Nelsinho (87’ Agostinho) Rui Figueiredo (65’ Mário Cunha) Pedro Sá Amilton Tanela Vítor Hugo (74’ Gilberto)

Murta Tiago Moreira Marco Ribeiro Hugo Teieira (41’ Zé Tiago) Paulo Renato (73’ Alberto Seidi) André Pereira (20’ Miguel Vaz) Cerdeira Beck Marcelo Correia Santiago

Treinadores Vitor Paneira

António Carvalho

Golos: 1-0 Tanela (16’). Cartões Amarelos: Amilton (20’); Pedro Sá (33’); Santiago (49’); Telmo (74’); Cerdeira (88’); Tiago Lopes (88’); Gaspar (94’); João Paulo (95’). Cartões Vermelhos: Não houve.

Fernando Silva A Associação Desportiva Oliveirense apresentou-se na Póvoa de Varzim com tranquilidade, tendo dominado toda a segunda parte, muito graças à irreverência do lateral direito Tiago Moreira, mas sem conseguir dar a volta ao golo do Varzim, marcado numa altura em que os poveiros chegavam à área

da Oliveirense com extrema rapidez. A equipa de Oliveira Santa Mariacomeçou o jogo com os jogadores recuados, criando-se uma circunferência à volta do trinco Hugo Teixeira, que substituiu Abdou, castigado, e com o Varzim a tirar proveito disso para criar uma avalanche ofensiva nos primeiros 15 minutos, tendo conseguido chegar ao golo após Tanela surgir isolado ao segundo poste, sem hipóteses de defesa para Murta. Acabou por ser um dos pouquíssimos erros que a defensiva encarnada cometeu, mas foi o suficiente para perder o jogo. Com a Oliveirense a tentar reagir ao golo, a verdade é que o Varzim ainda foi criando perigo na primeira parte, mas o jogo esteve parado devido a lesões durante grande parte dos primeiros 45 minutos, havendo pouco aproveitamento do cronómetro. Com o Varzim a não alterar o seu esquema tático, e a vencer, teve de ser a Oliveirense a mexer, e já sem André Pereira, lesionado numa entrada dura do adversário, e com Zé Tiago a render Hugo Teixeira, os primeiros lances de perigo só surgiram depois do minuto 40. Para isso contribuiu a entrada de Zé Tiago, tendo a circunferência de jogadores que alinhavam em função do trinco passado a girar à volta do

médio ofensivo, com a Oliveirense a criar muito perigo durante quase toda a segunda parte. Do lado do Varzim, a defesa ia afinando com o passar dos minutos e por mais criatividade que Santiago, Correia ou Marcelo mostrassem, a bola não queria entrar. Nem Cerdeira, com vários passes a rasgar, como é seu apanágio, conseguiu inverter o rumo da partida. Do jogo fica uma derrota justa, especialmente pela primeira parte fantástica do Varzim, mas um sabor amargo para os de Famalicão, pelo que poderiam ter feito na segunda parte. Nota positiva para o árbitro, que teve um daqueles jogos que nenhum árbitro quer apanhar, com muitas faltas, a maior parte delas simulações, e com uma pressão enorme vinda das bancadas, que em nada ajudou à concentração. Destaque positivo também pela entrega dos jogadores da Oliveirense, especialmente Murta, que fez mais de uma dezena de excelentes intervenções, tendo até jogado como líbero durante grande parte do jogo, e para Tiago Moreira, o melhor em campo, que está um jogador quase impossível de parar na lateral direita do terreno, que o diga o defesa do Varzim que ainda andará à procura dos ‘rins’ no relvado da Póvoa, tantas foram as fintas ‘impossíveis’ que sofreu.

Colégio da Trofa venceu 1º Torneiro Intermunicipal de Futebol de 7 O 1º Torneiro Intermunicipal Futebol de 7 – JPC Contabilidades teve lugar na Academia da Louseira, na Trofa. A competição decorreu durante os dias 14, 15 e 16 de abril. Esta iniciativa foi organizada com o objetivo fomentar a interação entre jovens de concelhos diferentes através da prática desportiva. Neste evento estiveram presentes 5 escolas secundárias de 3 concelhos: a Camilo Castelo Branco e a D. Sancho I de Famalicão; a Tomaz Pelyo de Santo Tirso; e a Secundária da Trofa e o Colégio da Trofa. Durante 2 dias realizaram-se vários jogos em formato de campeonato e no último dia realizou-se a fase final do mesmo para que se pudesse apurar o campeão. No jogo da final, que pôs frente a frente a equipa do Colégio da Trofa B e a ES da Trofa, acabou por sair vencedora a equipa do Colégio, após desempate através da marcação de grandes penalidades. No final, tempo para uma cerimónia de entrega de prémios que contou com a presença dos jogadores profissionais de futebol, Hélder Sousa e Tiago (capitão do CD Trofense), bem como dos patrocinadores do evento e representantes das escolas. Nesta cerimónia foram entregues prémios aos 3 primeiros classificados: Colégio da Trofa B (1º), ES Trofa (2º), e ES Tomaz Pelayo (3º). Também foi premiado Fábio Pereira, da ES da Trofa, que foi considerado pelos convidados o melhor jogador da fase final do torneio.

GD Joane vai a eleições O Grupo Desportivo de Joane vai reunir em Assembleia Geral Ordinária. A reunião terá lugar na sede do clube no próximo dia 4 de maio, pelas 10 horas. A ordem de trabalhos, segundo a convocatória, contempla a apresentação, discussão e votação do relatório de contas referente ao exercício de 2013/2014; a eleição dos órgãos sociais para 2014/2015 e 2015/2016; e ainda outros assuntos de interesse da coletividade.


sport: 24 de abril de 2014 21

modalidades

O Futebol Clube (FC) de Vermoim venceu e continua na liderança da fase de apuramento do campeão do Nacional Feminino de Futsal. No fim de semana passado disputou-se a 7ª jornada e o FC Vermoim foi ao terreno do Louriçal vencer por 2-5. Mantém, assim, a 1ª posição, com 15 pontos, os mesmos que o 2º classificado, o Golpilheira, que também venceu ao Benfica nesta ronda. Já a Associação Rede Jovem (ARJ) de Mogege atrasou-se um pouco na competição, depois de nesta jornada ter perdido em casa por 2-0 com o Quinta dos Lombos. Desceu, agora, para a 6ª posição, com 6 pontos somados. A próxima jornada joga-se no fim de semana, com as duas equipas famalicenses a jogarem fora no sábado, dia 26: o FC Vermoim vai ao pavilhão do Benfica, pelas 18h00; e a ARJ Mogege joga em casa do Louriçal pelas 19h00.

Cabeçudense e Covense perdem Em jogo da 23ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão de futsal, série A, o Cabeçudense voltou a perder, desta feita por 4-2 no pavilhão do GDR Lameirinha. A equipa continua na 13ª e penúltima posição da tabela, com 19 pontos, e na próxima jornada recebe o atual líder, o Unidos Pinheirense, num jogo marcado para as 15 horas de 11 de maio. Na 3ª divisão nacional de futsal, série A, o Covense também voltou a perder. Em jogo da 23ª jornada recebeu o Arsenal Parada e perdeu por 1-2, seguindo na mesma 8ª posição, com 33 pontos. No dia 10 de maio, em jogo da 24ª jornada, o Covense vai deslocar-se ao terreno do Ervededo, pelas 16 horas.

Futsal distrital sem alterações Tudo na mesma na classificação da 1ª divisão de Futsal distrital para as equipas famalicenses, depois da jornada 25, disputada no fim de semana passado. Os resultados foram os seguintes: MAL 60 CRP Delães; FC Amares 2-3 FC Vermoim; AEIPCA 3-13 São Mateus: Mouquim 7-3 AD Esmeriz. Na tabela classificativa, as equipas estão assim ordenadas: 2º São Mateus, com 65 pontos; 3º MAL, 61; 4º FC Vermoim, 58; 6º Mouquim, com 39; 12º AD Esmeriz, 22; 14º CRP Delães, 15. No próximo fim de semana joga-se a 26ª jornada: MouquimVieira Futsal (dia 26); FC Vermoim-Rio Caldo (dia 26, 14h30); AD Esmeriz-Nogueiró (dia 26, 15h); CRP Delães-AEIPCA (dia 26, 17h); São Mateus-FC Amares (dia 26, 19h); Futsal Barcelos-MAL (dia 27, 21h).

Resultados de hóquei do FAC A AD Sanjoanense é o adversário do Famalicense Atlético Clube no jogo dos oitavos de final da Taça de Portugal, que se realizou ontem à noite, dia 23 de abril, já depois do fecho desta edição. A Sanjoanense eliminou o CD Paço d’Arcos, da 1ª divisão, vencendo por 6-2 no Pavilhão das Travessas. O sorteio dos quartos de final e da final four, realiza-se no dia 28 de abril. A equipa de sub20 do FAC realizou um treino com a equipa francesa CS Noisy Le Grande RS, do mesmo escalão, em Vila Praia de Âncora. Beneficiando de um estágio da equipa parisiense que acompanhou a seleção francesa na taça latina, que se disputa em Viana do Castelo, o FAC aproveitou a folga no calendário para realizar este treino que não sendo o mais importante, terminou com um empate a cinco golos. Foi uma ótima experiência internacional e uma oportunidade para conviver atletas de outra nacionalidade. Na próxima semana regressa o campeonato com dose dupla. Na sexta à noite defronta o CD Povoa e no domingo à tarde, o OC Barcelos. Ambos os encontros são no pavilhão adversário. Mais dois escalões de formação do FAC não tiveram “férias” de Páscoa. Os sub13 e os escolares foram a São Salvador de Campo defrontar as fortes equipas da Associação Desportiva de Barcelos/Campo. Apesar da briosa atitude demonstrada, ambas as equipas acabaram com resultados negativos de 6-1 e 10-3, respetivamente. Para a semana são muitos os jogos das camadas jovens. Todos os escalões jogam nos dias 25 e 27, totalizando dez jogos.

Liga Inclusiva junta centenas de praticantes de boccia Sofi fia a Abreu Silva Foi dado, na passada terça-feira, o pontapé de saída para a “Liga Inclusiva”. O projeto surge como resultado do sucesso dos programas “Boccia Sénior” e “Boccia Escola”, promovidos pela Câmara de Famalicão em parceria com a Associação de Boccia Luís Silva. Este projeto tem vindo a promover, no concelho, a prática de boccia junto dos mais idosos e dos portadores de deficiência com mobilidade reduzida, com um auxílio de um professor que se desloca às instituições uma vez por semana. Neste momento estão envolvidas nos programas “Boccia Sénior” e “Boccia Escola” 21 instituições de apoio à terceira idade e 16 instituições de apoio à deficiência. Semanalmente usufruem da prática da modalidade 515 utentes, sendo que 130 são pessoas com deficiência. Na terça-feira teve lugar a primeira jornada desta Liga no Pavilhão Municipal que juntou assim estes praticantes da modalidade. Ricardo Sá, coordenador da iniciativa, afirma que a “Liga Inclusiva” é uma forma de todos os praticantes de boccia conviverem, salientado a importância desta modalidade para o físico e para a mente. “A nível cognitivo podemos trabalhar a concentração e a motivação, o que é muito importante para que no dia-a-dia estas pessoas possam realizar outras tarefas”, considera, acrescentando que é fundamental que as “instituições se juntem em torno deste projeto numa perspetiva de enri-

António Freitas

FC Vermoim vence e continua na frente

Numa organização da Câmara em parceria com a Associação de Luís Silva

O edil, Paulo Cunha, esteve presente na abertura da Liga Inclusiva

quecimento pessoal”. Ricardo Sá esclarece que a prática desta modalidade no concelho surgiu por causa de Luís Silva, atleta famalicense paralímpico, que soma vários títulos, nomeadamente o de campeão europeu na categoria de Pares em Boccia 3. O professor entende que no futuro poderão surgir em Famalicão outros praticantes ao mais alto nível. “Podemos criar novos talentos, mas o nosso objetivo é tentarmos promover a criação de mais ‘Luís Silvas’, queremos dar a possibilidade às pessoas portadoras de deficiência de, na sua escola ou instituição, terem uma prática desportiva adaptada e terem aqui uma rampa de lançamento para que possam representar um clube de Famalicão e o concelho em provas nacionais e internacionais”. Na apresentação deste projeto “Liga Inclusiva” esteve Paulo Cunha, presidente da Câmara de Fa-

malicão, que pretende que o número de praticantes de boccia aumente no concelho. “Através do protocolo que temos a Associação Luís Silva temos criado condições para que todos os cidadãos famalicenses possam exercer esta atividade desportiva”, afirmou, recordando que semanalmente são centenas os praticantes. Também Luís Silva, atleta de boccia, mostra-se muito satisfeito por ver tanta gente a praticar a modalidade. “Estamos a tentar captar mais atletas para alta competição, mas o fundamental mesmo é a prática desportiva adaptada, que não existia cá em Famalicão”. Para os dias 15 de maio e 12 de junho estão agendados mais dois jogos, no Pavilhão Municipal de Famalicão e no Pavilhão das Lameiras, respetivamente. veja em www.famatv.pt ou

Riba d’ Ave cede empate em casa com o Feira O Riba d’ Ave Hóquei Clube recebeu, na passada quinta-feira, o Clube Académico da Feira, em jogo de acerto de calendário da 25ª jornada do campeonato nacional da 2ª divisão – zona Norte de hóquei em patins. Privado do seu capitão André Alves e de Hugo Oliveira, castigado, o RAHC desiludiu e consentiu um empate a 3 bolas, atrasando-se na luta pelo 3º lugar, que está agora a 3 pontos. O equilíbrio foi nota dominante na 1ª parte. A equipa de Santa Maria da Feira entrou melhor, e logo aos 4 minutos de jogo colocou-se em vantagem, num remate de meia distância de João Moreira. O RAHC reagiria passado 5 minutos num bom golo de Raul Meca. O jogo seguiu dividido, mas com o RAHC mais perigoso no ataque, e Vítor Hugo em destaque. Até ao intervalo, o resultado não sofreu alteração. Na 2ª parte, depois vários lances de perigo, até o RAHC se colocar pela primeira vez em vantagem, após

remate de Vítor Hugo na área contrária. Um minuto depois, penálti a favorecer o RAHC. Na marcação, Bruno Castro não acertava na baliza, mas na sequência da jogada o mesmo Bruno Castro endereça a bola a Vítor Hugo, que conseguia o seu bis e o 31 para a sua equipa. A equipa de Horácio Ferreira acomodou-se ao resultado nos minutos seguintes e foi penalizada por essa atitude. Aos 18’, David Sá reduzia a desvantagem forasteira. Um minuto depois, o RAHC cometia a 10ª falta e livre direto a favorecer o Feira. Na marcação, Filipe Miranda negava o empate aos “fogaceiros”. O RAHC dispôs de bons lances para nova vantagem de dois golos, mas seriam os visitantes a chegar ao empate. A dois minutos do fim, e numa grande jogada individual, David Sá fazia um grande golo e empatava o jogo a 3. A um minuto do final, um jogador do Feira era admoestado com cartão azul e livre direto a favorecer o RAHC.

Chamado à conversão, Vítor Hugo não conseguia desfeitear o guardião do Feira, que assim segurava um precioso empate para a sua equipa, que luta pela fuga à despromoção. Um resultado justo, que castiga um RAHC demasiado apático perante o seu público, e que premeia a persistência do Feira, que nunca desistiu de procurar um bom resultado. Na próxima jornada, o RAHC volta a jogar em casa, recebendo a equipa do Gulpilhares. O jogo da 27ª jornada está marcado para sábado, 26 de abril, às 18h. Nas camadas jovens, os infantis competiram na sexta-feira passada em Braga, em mais um jogo a contar para o Nacional de sub13. Frente ao HC Braga, os jovens ribadavenses perderam por 7-3. No sábado, e em jogos a contar para a Taça do Minho, os infantis e os escolares jogaram também em Braga frente ao hóquei local e perderam por 18-0 e 3-1, respetivamente.


22

sport: 24 de abril de 2014

modalidades

PRECISA-SE

TORNEIRO CNC ADMISSÃO IMEDIATA

Contacte: 252 458 920

URGENTE !!!

Vendo lote de terreno com 1037m2. Em Vale S. Cosme, lugar sossegado, bons acessos, boa exposição solar, 20m de frente, plano, saneamento e estacionamento.

914 094 401

VENDO T3 NOVO

Com garagem fechada PÓVOA DE VARZIM a 100 m da praia (Av. Mouzinho) ÚLTIMO PARA VENDA

917 643 924


sport: 24 de abril de 2014 23

modalidades

Maria Inês Oliveira é atleta do Clube de Xadrez da Didáxis

Jovem famalicense é bicampeã nacional de xadrez Liliana Nunes A jovem atleta do Clube de Xadrez da Associação Académica da Didáxis (AAD), Maria Inês Oliveira, sagrou-se bicampeã nacional sénior no 37º Campeonato Nacional Individual Feminino, no passado dia 16 de abril. Esta prova, organizada pela Federação Portuguesa de Xadrez, foi disputada na sede do histórico clube lisboeta, onde estavam 13 atletas inscritas, entre elas, a campeã nacional em 2012/2013, WCM Maria Inês Oliveira, da AAD, e um leque de jovens atletas promissoras e algumas conceituadas jogadoras femininas. A atleta famalicense, com apenas 17 anos, trouxe para Famalicão, pelo segundo ano consecutivo, o segundo título no Campeonato Nacional Sénior na vertente Lentas, conquistando 5 pontos em 6 possíveis e obtendo uma performance invicta: 4 vitórias e 2 empates em 6 jogos. Desta forma, foi alcançado mais um feito histórico para o concelho de Famalicão e para o distrito de Braga. A par deste evento decorreu o Campeonato Nacional Sénior Feminino em mais duas vertentes: Rápidas e Semi-Rápidas. Na prova de Rápidas, a WCM Maria Inês Oliveira (AA Didáxis) conquistou o título com 6,5 pontos em 7 possíveis, sucedendo à Mestre FIDE Margarida Coimbra. Na prova de Semi-Rápi-

Sónia Gonçalves em prova na Holanda Sónia Gonçalves, atleta do Famalicense Atlético Clube, participou no Open da Holanda, em badminton, que se realizou em Waterigen, perto de Roterdão. Sónia Gonçalves teve entrada direta no quadro principal da competição e defrontou a experiente Ellinor Widh, da Suécia. A atleta famalicense saiu derrotada frente à nórdica. Ellinor fez valer a sua vasta experiência internacional que contrasta com a juventude de Sónia. Este torneio é da categoria “International Series” o que possibilitou à atleta famalicense a conquista de mais 550 pontos para o somatório do ranking mundial, o que a colocará dentro das 200 melhores do Mundo. Era este o objetivo principal desta viagem à Holanda. A próxima prova de Sónia Gonçalves é no dia 1 de maio, em Espinho, no zonal de Apuramento para a 5ª e última jornada do circuito nacional. Neste momento, a famalicense é a número 1 do ranking e a 1ª cabeça de série da prova.

João Alves foi 6º na Isabelinha das, a atleta da Didáxis posicionouse em 3º lugar (4,5 pontos). A jovem atleta famalicense WCM, Maria Inês Oliveira, acumulou em prémios monetários a quantia de 350 euros, cimentando a sua posição na elite nacional feminina, justificando também pela segunda vez consecutiva, a chamada à seleção olímpica feminina nas próximas Olimpíadas de Xadrez, que decorrerão na Noruega, no próximo mês de agosto. Segundo o responsável do Clube de Xadrez da Didáxis, Mário Oliveira, a grande ambição da jovem famalicense passa pela con-

quista do título de Mestre FIDE Feminina na prova internacional na Noruega. Mário Oliveira afirma, confiante, que “ela já mostrou com os resultados que tem vindo a obter nos últimos meses que o título de Mestre FIDE está ao alcance dela”. O Clube Escolar de Xadrez da AAD agradece à Associação de Pais da Escola Cooperativa Vale S. Cosme – Didáxis, à Cooperativa de Ensino Didáxis e à Associação Académica da Didáxis pelo patrocínio a esta atleta famalicense, bem como o apoio prestado pelos encarregados de educação e à Federação Portuguesa de Xadrez.

No passado sábado, realizouse o tradicional “BTT Isabelinha”, em Viatodos, que já vai na 8ª edição. Foram três os atletas do Famalicense Atlético Clube presentes: Joaquim Barbosa, José Barros e João Alves. Após os 40km de percurso, João Alves terminou na 6ª posição, a cinco minutos do vencedor e a dois do pódio. José Barros foi 28º e Joaquim Barbosa voltou a ter um furo, o que o impediu de concluir a corrida. Esta competição serviu de preparação para a próxima prova que é já no dia 1 de maio, na Maratona de Santo Tirso, pontuável para o campeonato regional Porto de XCM. pub

FAC com manutenção muito complicada em bilhar A manutenção na 1ª divisão de bilhar ficou muito complicada depois do desaire caseiro da equipa do Famalicense Atlético Clube. Em jogo a contar para a 11ª jornada do campeonato nacional da 1ª divisão, o FAC perdeu frente ao BC Porto. A equipa portuense era favorita e provavelmente vai conseguir o apuramento para a final six e discutir o título. A equipa do BC Porto apresentou a sua equipa na máxima força. Jorge Bastos e Adelino Paredes não mostravam argumentos para contrariar o favoritismo visitante, mas Adolfo Pereira, motivado pela sua subida à elite, e Carlos Veloso ombreavam com os seus opositores. Ao intervalo Adolfo estava atrás, mas na segunda parte conseguiu a reviravolta. Em 11 jogos neste cam-

peonato, o atleta soma 9 triunfos. Já Carlos Veloso teve o percurso inverso. Entrou bem na partida, mas não manteve o nível na segunda metade e acabou por perder o jogo. O FAC está em 8º e precisa de um final de temporada fora de série para evitar a despromoção. Na 2ª divisão, o FAC “B” foi a Coimbra medir forças com o favorito à subida, Clube Norton de Matos. O clube famalicense conseguiu um empate. Manuel Figueiredo e Rui Gomes venceram os seus jogos. Jogaram também Carlos Sampaio e David Veloso. Na próxima semana, a equipa “A” joga em Leça com a Portuguesa e a equipa “B” em Matosinhos com o Leixões “B”.

BTT4All no 8º Isabelinha BTT No passado dia 19 de abril, a BTT4All/Motocar/Di Garda participou no 8º Isabelinha BTT. A equipa famalicense contou com 8 atletas, sendo que Fábio Machado não conseguiu iniciar a competição devido a uma falha mecânica e Carlos Alexandre desistiu durante a mesma. Os restantes 6 elementos concluíram a prova. Destaque para o 20º lugar de Bruno Morais e para o 22º posto de Marco Marques. Ainda nos primeiros 50 da tabela, Luís Gouveia alcançou a 34ª posição da mesma. Participaram ainda Bruno Pereira (83º), Nélson Silva (103º) e Luís Santos (113º). A BTT4All/Motocar/Di Garda vai agora preparar-se para a Maratona de Santo Tirso, que decorrerá no dia 1 de maio.


24

sport: 24 de abril de 2014

modalidades/motores

Ao sagrar-se vice-campeã na Póvoa de Varzim

Equipa feminina do GD Natação sobe à 1ª divisão nacional

O Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF) fez história ao sagrar-se vice-campeão nacional de clubes e ao ascender à 1ª divisão nacional feminina. Desta forma, o clube passa a fazer parte da elite da natação portuguesa. Tal feito foi alcançado nos Campeonatos Nacionais de Clubes, que se realizaram nos dias 18 e 19 de abril, nas Piscinas Olímpicas da Póvoa de Varzim. A equipa famalicense foi constituída pelas nadadoras Rita Ferreira, Mariana Almeida, Ana Costa, Graça Araújo, Beatriz Martins, Carla Alves, Catarina Jardim, Cristiana Ribeiro, Hedviges Carvalho, Catarina Azevedo, Bárbara Gonçalves e Viviana Cunha. As atletas, orientadas pelos treinadores Pedro Faia e Bruno Pereira, so-

maram 223 pontos. Após 20 anos de existência, o GD de Natação de Famalicão contempla agora as duas equipas, masculina e feminina, na 1ª divisão nacional. A equipa masculina, que já integra a 1ª divisão há 12 anos, alcançou um 5º lugar que consolida a sua permanência no principal escalão da natação nacional. A equipa famalicense, que esteve grande parte do campeonato a disputar os lugares do pódio, foi constituída pelo Luís Vaz, Jorge Maia, Adriano Niz, Simão Alves, Luís Fernandes, Rui Faria, João Carlos Silva, João Ferreira, Nuno Martins, Pedro Romanoski, Mateus Carvalho e David Sousa. O treinador Pedro Faia afirma que a responsabilidade da equipa agora é maior. O técnico diz mesmo que “temos de nos dedicar ainda mais, investir mais na modalidade e sermos mais focados no trabalho que é necessário desenvolver no Alto Rendimento”. Pedro Faia destaca os atletas lembrando que eles “merecem o reconhecimento público local e nacional, pois estão no topo da natação portuguesa e do desporto nacional, elevando bem alto o nome de Famalicão”. Já Rita Ferreira, capitã da equipa, realça a crença e o esforço das atletas. A nadadora conta que “apesar de apresentarmos uma equipa bastante jovem, sempre acreditamos que era possível ascender à 1ª divisão”. Rita Ferreira afirma ainda que as atletas famalicenses “demonstraram que todo o suor, todo o esforço, toda a dedicação, os berros, as chamadas de atenção e as dolorosas braçadas fazem sentido”. A capitã agradece às colegas de equipa e aos treinadores. Segundo Rita Ferreira, os técnicos “blindaram o grupo, sempre acreditaram e estiveram presentes”.

ATC organiza Torneio de Minibasquete A Academia de Basquetebol da ATC vai organizar um Torneio de Minibasquete para os escalões de sub8, sub10 e sub12. A competição está marcada para amanhã, dia 25 de abril, e decorrerá no Largo 3 de Julho, em Joane, no âmbito das comemorações do 25 de abril, contando com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e da Junta de Freguesia de Joane.

A prova contará com a participação de 10 equipas de Minis em representação do BC Barcelos, CD José Régio, CD Póvoa, BC Limiense, CAA Salesianos e ATC, num total de 120 atletas. Este torneio, para além de marcar o dia da Liberdade e promover a prática do Minibasquete, pretende também proporcionar a todos os participantes um momento de convívio e diversão.

Guimarães recebe Corrida Jumbo no domingo Realiza-se no próximo domingo, dia 27 de abril, a Corrida/Caminhada Jumbo, com início às 10 horas, e a Corrida Rik e Rok, pelas 9h15, na Pista de Atletismo Gémeos Castro, em Guimarães. Esta iniciativa promove a angariação de fundos para a Fundação Pão de Açúcar – Auchan e para a Auchan Portugal. Caracterizando-se como um evento familiar, a Corrida Jumbo integra uma corrida de 10 km e uma caminhada de 5 km. A Corrida Rik & Rok é dirigida, exclusivamente, a crianças dos 5 aos 11 anos. Os jovens participantes são divididos em função da idade e as distâncias a cumprir variam. Os interessados em participar na Corrida Jumbo podem ainda fazer a inscrição no sítio oficial do evento: www.corridajumbo.pt. As inscrições podem ser individuais ou coletivas (por equipa). Para mais informações pode consultar o facebook da prova em www.facebook.com/corridajumbo.

Liberdade FC no 16º GP Atletismo da Páscoa

Paulo Moreno

EARO com classificações positivas no 16º GP Atletismo da Páscoa

equipas do escalão. Nos femininos dos benjamins A, em equipas, a EARO também atingiu o pódio com mais um 3º lugar. Neste escalão, Lara Pereira foi 7ª,Leonor Silva 9ª e Francisca Morais 14ª. Merece igual destaque o 2º lugar conquistado por Ana Marinho nos benjamins B. Daniel Moura, no mesmo escalão do sexo oposto, foi 7º classificado. De realçar também o 1º lugar alcançado pela EARO, em equipas, nos juvenis masculinos. Neste escalão, Nélson Oliveira foi 3º, Pedro Silva 14º e Carlos Silva 15º. Ainda

Miguel Coelho, do CC Avidos, em 2º em Loulé A equipa do Centro Ciclista de Avidos, na categoria de juniores, participou na Volta às Terras de Loulé, que se disputou de 17 a 19 de abril. A prova foi composta por quatro etapas, bastante dura e contou com a participação de 99 ciclistas, tendo apenas 82 chegado ao fim. Pelo Centro Ciclista de Avidos, Miguel Coelho disputou o Prémio de Montanha (Camisola Azul) até aos últimos metros da prova, acabando por conseguir um brilhante 2º lugar nesta categoria.

O Liberdade Futebol Clube participou, no passado dia 19 de abril, no 16º Grande Prémio de Atletismo da Páscoa. O clube famalicense levou à prova dois atletas, pai e filha. A juvenil Catarina Araújo destacou-se ao vencer no seu escalão com 29 segundos de vantagem para a segunda classificada. Já Armindo Araújo terminou no 6º posto nos veteranos masculinos M50.

Fernando Moreira no Rali Rota do Folar

Rui Couto - DRP 2014

O 16º Grande Prémio de Atletismo da Páscoa decorreu no passado dia 19 de abril e consistiu num percurso de 9km adaptado a todos os escalões participantes: benjamins A e B, infantis, iniciados, juvenis, juniores, seniores e veteranos. Os vários atletas da Escola de Atletismo Rosa Oliveira (EARO) obtiveram classificações positivas. Destaque para a vitória de João Moura, em benjamins A. No mesmo escalão, João Oliveira foi 15º e Gonçalo Carvalho 19º. Estes atletas conquistaram o 3º lugar por

nos juvenis, mas femininos, Sara Dias Oliveira conquistou outro 3º lugar para a EARO. Já a outra Sara Oliveira ficou no 8º posto da tabela. As atletas infantis alcançaram o 2º lugar em equipas. Ainda neste escalão, a nível individual, Beatriz Fernandes ficou em 5º lugar, Bruna Ortiga em 8º,Lara Silva em 14º,Lara Oliveira em 20º e Catarina Morais em 29º. Já nos infantis masculinos, Bruno Oliveira e Rui Filipe Oliveira foram o 4º e o 5º classificado, respetivamente. Por sua vez, nos iniciados femininos, as atletas da EARO obtiveram o 11º lugar por Adriana Costa, o 13º posto por Maria João, a 19ª classificação por Rita Silva e ainda o 21º lugar por Cláudia Ferreira. Rui Silva terminou em 15º nos masculinos do mesmo escalão. Nos veteranos femininos a EARO conquistou o 6º lugar em F50 por Hermínia Pereira. Nos veteranos masculinos José Araújo, em M55, alcançou o 6º lugar.

O Rali Rota do Folar realizou-se, no passado dia 19, em Vilarandelo, Valpaços. Prova esta a contar para o Troféu Intermunicípios Norte 2014. O piloto famalicense Fernando Moreira participou, navegado pelo também famalicense João Aguiar. A dupla terminou na 36ª posição em 47 que cortaram a meta. Os atletas famalicenses alcançaram ainda o 11º lugar da Classe II. “Além do rali ser uma novidade para nós, a evolução e habituação ao carro continua, daí o andamento ter sido cauteloso, especialmente na 1ª metade do rali”, explica Fernando Moreira.


Os1146