Issuu on Google+

pub.

Armindo abre a porta à recandidatura O presidente da Câmara de Famalicão disse esta semana que estava capaz de recandidatar-se nas próximas autárquicas, “para os famalicenses verem quem é que tem razão”. O autarca reagia, desta forma, à votação do Relatório e Contas de 2008, aprovado pelos vereadores da maioria, mas chumbado pela oposição. p. 6

Autópsia realizada ao corpo de Diamantino Rodrigues terá sido inconclusiva

PJ sem pistas sobre morte de comerciante p. 9

ANO 17 • Nº 882• Gratuito DE 1 A 7 DE ABRIL DE 2009 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

Carro despistou-se na EN 206, junto aos Moutados, e feriu ainda com gravidade o condutor

opiniãoespecial As dicas para celebar e receber da melhor forma a Páscoa Suplemento

Engenheiro civil promete dar atenção às questões sociais

Manuel Couto candidato do PS em Ribeirão p. 9

Incêndio provoca danos em têxtil de Vermoim p. 1 0

Citeve coordena projecto europeu para criar têxteis de cânhamo p. 5

Fábrica de Famalicão fabrica roupa para astronautas p. 1 2

opiniãosport: Jorge Maia bate recorde nacional e alcança mínimos para Mundiais GD Joane entra com empate na fase da subida da 3ª divisão

DOIS JOVENS MORREM EM ACIDENTE VIOLENTO Dois jovens, de 22 e 26 anos, residentes em Santo Adrião e em Brufe, morreram na madrugada de domingo, na sequência de um acidente de viação, na Estrada Nacional 206, em Gavião, junto à empresa Moutados. O sinistro deixou ainda ferido com gravidade o condutor do veículo, que foi transportado ao Hospital de Famalicão, onde foi operado. O carro em que seguiam despistou-se, caiu ao campo e foi depois embater violentamente na cabine do vigilante daquela empresa. Uma das vítimas mortais foi projectada vários metros. No local do acidente ficaram também bem visíveis as marcas da violência que envolveu este sinistro.p.8


02

espaço aberto

pública: 8 de Abril de 2009

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografi fia as, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Agenda

Objectiva Pública

Hoje, 8 10h30 MMS – Movimento Mérito e Sociedade passa por Famalicão. Primeiro reúne com a comunicação social e depois, pelas 11h15, vai contactar com a população e distribuir propaganda no centro da cidade. 14 horas Mala de Histórias passa pela Unidade de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Quinta-feira, 9 14h30 Iniciativa “Filmes com sabor a férias” apresenta o filme “As Crónicas de Nárnia – O Príncipe Caspian”, no auditório da Biblioteca Municipal. 21h30 Cineclube de Joane exibe o filme “F de Fraude”, de Orson Welles, incluído no ciclo “Já não há cinéfilos?!”. Sessão no pequeno auditório da Casa das Artes.

Sexta-feira, 10 Inauguração da exposição de desenhos/pintura de Camilo Léllis, sob o título “Perdidos”, na Casa-Museu Soledade Malvar.

Sábado, 11 10h00/14h30 Na Sala de Leitura Infanto-juvenil é exibido o filme “Alvin e os esquilos”, para maiores de 4 anos.

Questão Pública

Apresenta-se, aqui, a Rua dos Cedros, em S. Cosme do Vale. Quem tem de passar por aqui diz que a estrada está assim há mais de 2 meses, tendo já causado alguns prejuízos, nomeadamente o rebentamento de pneus. Com certeza que esta via, de dois sentidos, merecia alguma atenção para evitar novos percalços nos próximos tempos.

Concorda com a colocação de controladores electrónicos de velocidade (radares) nas principais avenidas da cidade de Famalicão? Custódio Oliveira

Ana Maria Oliveira

dirigente associativo O excesso de velocidade nos núcleos urbanos é um problema que se coloca um pouco por toda a Europa. Os acidentes rodoviários são a causa primeira da morte humana. Na União Europeia temos uma média de 40 mil mortes por ano. Os feridos nestes acidentes rondam os 10 mil dia. Sabendo-se que uma das principais causas dos acidentes é o excesso de velocidade tem todo o sentido que se reduza o limite e que exista um controlo rigoroso do mesmo. Várias cidades europeias já reduziram o limite de velocidade a 30 KM hora. Parece-me bem que na Cidade e nos principais núcleos urbanos do Concelho se imponham limites de velocidade e se encontrem mecanismos de controlo efectivo. Muitos condutores só desse modo abrandam. Confesso que sou um deles.

autarca Eu penso que as vantagens são muitas e sou adepta deste tipo de equipamentos. Está comprovado que, nas vias equipadas com radares, a sinistralidade reduz em média 90%. A meu ver, este argumento justifica per si a instalação dos controladores de velocidade. Contudo, existem outras vantagens. Por existir uma redução da velocidade nesses locais, há, consequentemente, menor poluição; os controladores de velocidade, por estarem assinalados, não podem ser interpretados como “caça à multa”, e a substituição de outros meios inibidores de excesso de velocidade como as lombas redutoras de velocidade é muito bem-vinda. As lombas, para além da poluição sonora que emitem, danificam os carros e prejudicam a passagem das ambulâncias. Esta solução já foi aprovada em reunião de Câmara com os votos contra do partido socialista. Não entendo a posição do partido socialista nesta matéria, mas talvez ajude a perceber o facto de Famalicão vir a ser a primeira cidade, com excepção de Porto e Lisboa, a ter controladores de velocidade nas suas vias internas.

Maria Augusta Santos professora A eficácia de qualquer medida de controlo da velocidade pressupõe um estudo prévio da sinistralidade rodoviária urbana que culmine na concretização de uma “Política de Mobilidade e de Segurança Rodoviária”. Ora, esse estudo não existe em Famalicão. Em Famalicão, não há uma verdadeira política de transportes devidamente integrada num plano de ordenamento do espaço municipal e, obviamente, do espaço urbano. O combate à sinistralidade rodoviária no espaço urbano passa pela necessidade de inclusão das questões de segurança rodoviária nos projectos de construção de novas vias de comunicação e nos projectos de reformulação das vias já existentes e pela definição de uma política de prevenção, alicerçada numa estratégia de comunicação pedagógica. Sem este trabalho prévio, a simples colocação de radares em algumas avenidas constitui, na minha opinião, uma medida avulsa que não terá qualquer eficácia no controlo da velocidade e não passará, de facto, de uma verdadeira “caça à multa”. As questões da segurança rodoviária têm constituído uma das prioridades do país, sendo a “Estratégia Nacional de Segurança Rodoviária - 2008/2015” um documento orientador dos objectivos e acções a perseguir em termos nacionais e locais para a concretização de uma “Política de Mobilidade Sustentável”. Nesta matéria, compete à Câmara dar prioridade à “excelência da concepção do espaço público”.

FICHA TÉCNICA

EDITOR DE TURNO:

GRAFISMO:

CONSELHO EDITORIAL:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Elisete Santos, Pedro Silva.

EDITOR DESPORTO:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt

APOIO À REDACÇÃO:

REDACÇÃO:

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625), Marta Marques (CICR-320) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

Jorge Alexandre

GERÊNCIA: João Fernandes DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022), Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros. DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

PROPRIEDADE E EDITOR:

Serviços Administrativos:

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

TÉCNICOS DE VENDAS: comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

INTERNET

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

www.opiniaopublica.pt

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

CONTACTOS Redacção:

15.000 exemplares, nº 883

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS: Francisco Araújo

IMPRESSÃO:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


cidade

pública: 8 de Abril de 2009 03

Armindo fala em avanços, oposição diz que falta aprovação

Plano de Pormenor da Devesa está concluído A Câmara Municipal de Famalicão já concluiu o Plano de Pormenor da Devesa, onde se incluiu o futuro parque da cidade. Para o dar a conhecer à oposição, o presidente Armindo Costa promoveu recentemente uma visita aos terrenos, acompanhado dos vereadores do Partido Socialista e do arquitecto responsável pela elaboração do projecto, Noé Dinis. Esta semana, questionado pelos jornalistas, o edil mostrou-se confiante no avanço do parque, apesar de a candidatura que vai ser apresentada aos fundos estruturais do QREN ainda não estar concluída nem aprovada. “Com ou sem candidatura, já temos os terrenos negociados e já estamos a mexer no parque”, afirmou Armindo Costa ao OP, segundafeira, à margem de uma cerimónia de recepção a jovens europeus que se encontram em Famalicão, ao abrigo de uma iniciativa da associação Yupi. O presidente anunciou que “em breve” irá ser feita a escritura de aquisição de 16 hectares de terreno, negociados com o proprietário do espaço situado a sul do rio e com o Citeve, passando o município a ser dono de 26 hectares, de um total de 32 que o projecto do parque prevê. Ficam, assim, por adquirir seis hectares, que estão nas mãos de outros proprietários. “Dois hectares es-

António Freitas

Cristina Azevedo*

Armindo Costa e os vereadores do PS visitaram a mata

tão já praticamente negociados, mas nos restantes temos tido alguma dificuldade em chegar a acordo, mas não terão qualquer influência na concretização do parque porque são terrenos periféricos”, afirma Armindo Costa. De resto, a posse dos terrenos foi uma das principais preocupações do presidente. “Só assim poderemos começar a avançar, porque há trabalhos que podem ser

feitos pelos próprios serviços camarários, logo, podem ser concretizados com ou sem candidatura”, explicou. Aliás, grande parte do espaço já está limpo e desmatado e, logo que a escritura se faça, “vamos começar a florestar e a abrir as passagens”, afirma Armindo, que espera ver os trabalhos acelerarem depois da Páscoa. “Penso que dentro de pouco tempo, os famalicenses já

poderão passear pela zona, porque é nossa intenção, logo que a travessia do rio esteja concluída, construir a pista do circuito de manutenção”, acrescentou o edil. “Nada está garantido”, diz a oposição Naturalmente, o projecto do parque da cidade é muito mais do que isso, englobando, por exemplo, a criação do Museu do

*com Carla Alexandra Soares

CNO da Cior e Centro de Emprego sensibilizam 200 jovens e adultos

Parque Urbano do Vinhal beneficiou de obras de reabilitação

O Centro Novas Oportunidades (CNO) da Escola Profissional Cior e o Centro de Emprego de Famalicão têm em curso um trabalho de parceria e de cooperação que tem como objectivo principal encaminhar para a formação, em diferentes áreas, jovens e adultos que dela necessitem para o desenvolvimento das suas competências. Nos próximos dias 20 e 21 deste mês, estarão no Centro de Emprego 207 jovens e adultos que vão participar em sessões de divulgação promovidas pelo CNO da Cior, de forma a sensibilizá-los para a necessidade de complemento da formação escolar que, por várias razões, foi interrompida. Nestas acções vão participar jovens e adultos que ainda não completaram a escolaridade obrigatória de nove anos e que são oriundos das freguesias que estão integradas na área de influência daquele CNO, isto é, Calendário, Antas, Esmeriz, Cabeçudos, Abade de Vermoim, Lagoa, Ávidos, Ceide S. Paio, Ceide S. Miguel, Landim e Bente.

LPDA promove acções de sensibilização António Freitas

O Parque Urbano do Vinhal, que serve uma zona residencial situada nas imediações do Hospital de Famalicão, foi alvo de um conjunto de obras de reabilitação e melhorias urbanas promovidas pela Câmara Municipal. O parque urbano foi valorizado com um conjunto de equipamentos desportivos e de lazer, assim como equipamentos infantis, acções que implicaram um investimento municipal de 45 mil euros. Para além da criação de um parque infantil, foi também criado um parque de lazer com percursos pedestres e um parque de merendas, com mesas e cadeiras de madeira. Conforme aponta a Câmara em nota à imprensa, estes investimentos beneficiaram a paisagem natural envolvente, composta por um conjunto arbóreo de diversas espécies e de um refrescante ribeiro, afluente do rio Pelhe,

Surrealismo e o aproveitamento de duas casas que lá existem para instalar os achados arqueológicos do concelho, além da reestruturação da rede viária. São os investimentos mais avultados e que estarão dependentes da aprovação da candidatura aos fundos estruturais. “O caminho faz-se caminhando”, comenta o presidente. Já a oposição tem uma opinião diferente, acusando a maioria PSD/PP de não conseguir, em sete anos de governação, concretizar o parque, uma posição que não se alterou com a visita promovida por Armindo Costa. “Continua tudo na mesma”, disse ao OP o vereador António Barbosa, acrescentando que “a Câmara não tem o Plano de Pormenor aprovado pelas instâncias superiores e apresentou mais um projecto que – com todo o respeito e consideração pelo arquitecto que o desenvolveu – nada garante que venha a ser concretizado”. O vereador socialista recorda que “já há alguns anos atrás, esta Câmara apresentou, com toda a pompa e circunstância, um projecto que tinha sido realizado pela Universidade Lusíada”. “Esse projecto desapareceu sem nenhuma justificação e, agora, há um projecto novo mas não há nenhuma garantia de que ele possa vir a ser realizado”, completa.

Parque do Vinhal beneficiou de diversos melhoramentos

que atravessa a Urbanização do Vinhal. O espaço beneficiou ainda de arranjos diversos, nomeadamente o melhoramento dos passeios, colocação de um novo pavimento, pinturas

de muros e estruturas diversas. “Esta é uma intervenção urbana de grande importância para a melhoria da qualidade de vida da população”, defende o presidente da Câmara

de Famalicão, Armindo Costa, explicando ainda que com estas obras a autarquia pretende “oferecer à população da cidade espaços verdes que proporcionem o lazer e a tranquilidade”.

O Núcleo de Famalicão da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal (LPDA) tem agendadas para este mês de Abril diversas iniciativas de informação/sensibilização junto dos famalicenses, no âmbito da dinamização da “Campanha Contra o Abandono de Animais”. Assim, no próximo sábado, dia 11 de Abril, a acção vai decorrer junto ao Campo de Futebol do Delães, entre as 14 e as 18 horas. Seguir-se-á outra acção, no mesmo horário, no dia 18 de Abril, junto à extensão de Saúde de Ribeirão. As mesmas

acções decorrerão de 15 até 18 de Abril nos supermercados Jumbo, E. Leclerc e Modelo. Ao mesmo tempo, nestas superfícies comerciais, no mesmo período de tempo, decorrerá uma recolha de géneros para os animais do Abrigo de Famalicão. Esta iniciativa conta com o apoio de voluntários da Escola Básica 2,3 Dr. Nuno Simões (Calendário), Escola Profissional Forave (Lousado), Jardim de Infância Talvaizinho (Mões/Famalicão) e ATL da Associação de Moradores das Lameiras.


cidade

pública: 8 de Abril de 2009

De 9 a 11 de Abril na Cior

PASEC promove feira do protagonismo juvenil A associação PASEC promove a partir de amanhã, dia 9, e até ao próximo sábado, dia 11, o III Encontro Nacional de Formação de Jovens Animadores, também designado como Feira Nacional do Protagonismo Juvenil, na escola profissional CIOR. Das actividades destaca-se, no dia 10, o painel temático “O Modelo de Animação SocioCultural Português”, a ter lugar pelas 14h30, com a presença de Fernando Ilídio, director do Mestrado de Animação SocioCultural da Universidade do Minho; de António Leal e Virgílio Correia, da Escola Superior de Educação de Coimbra, e do vereador da Juventude da Câmara de Famalicão, Jorge Paulo Oliveira. A PASEC espera ainda com a presença de dezenas de animadores de sete distritos do país. A actividade contará com uma série de ciclos temáticos

sobre a forma de “worshop’s” que abordarão “os vários métodos de intervenção das manifestações de Protagonismo Juvenil, como Artes de Rua, Expressão Dramática e Educação Lúdica”. A actividade contará igualmente com duas mesas-redondas, uma sobre o tema “O Modelo de Animação SocioCultural português”, e outra sobre “Educação e Pedagogia”, “onde aprofundaremos e discutiremos os exemplos reais da Escola da Ponte e dos agrupamentos de escolas de carácter horizontal”, diz a PASEC em nota à imprensa. Será ainda realizado o torneio “All Football”, com a participação de adolescentes e jovens das instituições parceiras da PASEC, jogos nocturnos e uma Noite Cultural na cidade de Famalicão aberta à comunidade.

Armindo participou na Comunhão Pascal do Hospital

Encontro decorreu no âmbito de iniciativa desenvolvida pela YUPI

Jovens europeus recebidos por Armindo Carla Alexandra Soares Mais de 35 jovens europeus foram recebidos, na segunda-feira à tarde, pelo presidente da Câmara no salão nobre dos Paços do Concelho. Armindo Costa recebeu estes jovens no âmbito da sua participação no Intercâmbio Juvenil Internacional, promovido pela organização famalicense YUPI entre os dias 3 e 10 de Abril. Os jovens provenientes de cinco países europeus – Espanha, França, Ucrânia, Geórgia e Portugal – estão a promover um conjunto de actividades com o objectivo de conduzir a uma reflexão sobre os seus direitos e deveres na sociedade. Pretende-se, sobretudo, que os jovens relacionem os diferentes contextos, aproveitando, por exemplo, a situação vivida entre a Ucrânia e a Geórgia. Foi, precisamente, este facto que Mariana Barbosa, a presidente da YUPI famalicense, destacou, lembrando que os jovens destes países enfrentaram

António Freitas

04

Armindo Costa recebeu e deu lembranças aos representantes de cada país

grandes dificuldades para participar no intercâmbio, devido principalmente às questões da imigração ilegal. “Tiveram que ser feitos muitos pedidos e esforços directamente às embaixadas destes países para que nós pudéssemos ter o contributo deles, porque são uma riqueza enorme para este intercâmbio. Temos aqui jovens que vêm da cidade que acolheu os refugiados da guerra da Geórgia”, sublinhou Mariana Barbosa, que recordou ainda que, com estes

projectos, os jovens portugueses sentem de perto as dificuldades que se passam noutros países e conseguem aprender com elas. Mas não é só este aspecto que se pretende com este projecto, que tem como tema “Take Part With Heart”. A presidente da YUPI famalicense lembra que há também uma reflexão para se perceber porque é que os jovens não participam nestas iniciativas: “O nosso objectivo é activar este jovens

para que sejam eles mobilizadores de outros nos seus países”. Armindo Costa saudou os jovens presentes, apresentando-lhes o concelho e a cidade famalicense, onde disse “que é bom viver”. Tendo consciência do papel fundamental desempenhado pelas associações juvenis no concelho, o autarca elogiou o trabalho desenvolvido pela YUPI e garantiu a ajuda da Câmara às associações que trabalham em prol dos jovens. “Criado formalmente há poucos meses, o núcleo de Famalicão da YUPI já deu grandes provas do seu dinamismo e do empenho dos seus colaboradores”, afirmou o edil. Os jovens, que estão instalados na Quinta da Costa, em Mouquim, vão estar em Famalicão até sexta-feira, dia 10 de Abril. Até lá ainda vão ser desenvolvidas diversas actividades, nomeadamente a final que vai decorrer na Praça D. Maria II, no centro da cidade.

Programa PROFIT trabalha em parceria com escolas

Famalicão promove orientação escolar e profissional O presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, participou na tradicional Comunhão Pascal do Hospital de Famalicão, que reuniu, no sábado, direcção, equipa médica, pessoal administrativo e auxiliar desta unidade de saúde. Depois de assistir à eucaristia celebrada na capela do Hospital, Armindo Costa, acompanhado pela esposa, Fernanda Costa, que é provedora do doente do Hospital, percorreram as várias enfermarias, visitando os utentes e deixando uma palavra de coragem e conforto a todos. O edil entregou-lhes ainda uma lembrança simbólica. “Tal como o Natal, a Páscoa é também a festa da família e é por isso que faço questão de visitar e conversar um pouco com estas pessoas, que por estarem mais longe da sua família, se sentem mais frágeis nesta altura”, referiu o autarca.

Comunidade Intermunicipal do Ave constituída A CIM do Ave – Comunidade Intermunicipal do Ave vai ser formalmente constituída na próxima terça-feira, dia 14 de Abril.A cerimónia pública de constituição deste novo organismo está marcada para as 11 horas, na sede da

Amave – Associação de Municípios do Vale do Ave. Depois de assinada a escritura pública de constituição da CIM do Ave, será apresentado publicamente o PTD do Ave 2015 – Plano Territorial de Desenvolvimento do Ave.

A Câmara Municipal de Famalicão, através do programa de inclusão social PROFIT, promove todos os meses um conjunto de acções nas escolas do concelho. É o caso do projecto de Orientação Escolar e Profissional, que proporcionou recentemente a visita de diversos alunos da Escola Básica 2,3 de Ribeirão às escolas profissionais Cior e Oficina (esta última do Instituto Nun'Álvres). A acção envolveu a participação de 56 alunos do 9.º ano de escolaridade e teve como objectivo dar a conhecer a oferta formativa, ao nível de cursos profissionais promovidos pelas respectivas escolas. Os alunos conheceram as instalações, a diversidade e características dos cursos e participaram ainda em alguns ateliês. Para além deste projecto, o PROFIT promove ainda, em colaboração a Escola Didáxis de Vale S. Cosme, um conjunto de actividades relacionadas com a disciplina de Matemática. Fruto desta iniciativa, os alunos daquela es-

Alunos da EB 2,3 de Ribeirão visitaram escolas profissionais

cola arrecadaram um segundo prémio e um terceiro prémios no 5.º Campeonato de Jogos Matemáticos que se realizou na Covilhã e que contou com a presença de cerca de 1500 alunos, oriundos de 277 escolas do país. A Didáxis de Vale S. Cosme participou com nove alunos do 2.º e 3º ci-

clos e ensino secundário, dos quais, quatro passaram à final, a qual incluía 20 alunos em cada jogo. Desta forma, os alunos da Didáxis conseguiram arrecadar um 2º lugar no jogo do Avanço – Nível Secundário e um 3º lugar no jogo do Ouri – nível de 2º ciclo. Entretanto, em parceria com a Fundação Mun-

dos de Vida, de Lousado, os técnicos do PROFIT estão a promover um curso de Educação Parental, na EB 2,3 de Ribeirão. O curso conta com a participação de nove mães, que se encontram semanalmente durante duas horas, com o objectivo de melhorar a qualidade da relação entre pais e filhos.


cidade

pública: 8 de Abril de 2009 05 pub

Único aprovado com liderança portuguesa

Citeve coordena projecto europeu para criar têxteis de cânhamo O Citeve – Centro Tecnológico do Têxtil e Vestuário está a coordenar um projecto europeu que pretende criar têxteis técnicos inovadores produzidos à base de fibras naturais de cânhamo. O projecto FIBNATEX – Produção e Valorização Técnica de Fibras Naturais para a Indústria Têxtil do Sudoeste Europeu, começou na quinta-feira passada e visa “criar têxteis técnicos mais amigos do ambiente do que os produzidos com fibras sintéticas, para serem colocados à disposição das empresas do sector do vestuário”, segundo explicou à Agência Lusa, Paulo Cadeia, do departamento de inovação do Citeve. A iniciativa, foi aprovada pelo programa comunitário SUDOE – INTERREG IV B e foi a única com liderança portuguesa a ser admitida pelo Comité de Programação do Programa de Cooperação Territorial do Espaço Sudoeste Europeu. Envolve uma parceria de instituições portuguesas, espanholas e francesas: com o Instituto Pedro Nunes – Associação para o Desenvolvimento em Ciência e Tecnologia, o LEITAT – Technological Center (Espanha), o ASINTEC – Centro Tecnológico de Confección (Espanha), o GIH – Groupement des Industries de l'Habillement (França) e o ICAM – Institut Catholique d'Arts et Métiers Ecole d'Ingénieurs Département Ma-

tériaux (França). O investimento é de 840 mil euros, repartidos pelas instituições dos três países, com 75 por cento de financiamento europeu. A iniciativa conta ainda, na promoção e na divulgação dos resultados, com o apoio da ATP (Associação Têxtil e Vestuário de Portugal), também sedeada em Famalicão, e com mais de 30 empresas destes três países, no desenvolvimento da colecção de têxteis e no processo de transferência tecnológica. Paulo Cadeia salientou também que havia sido já tentada a produção de fio a partir do cânhamo, mas sem que se tenha conseguido que tivesse as características necessárias para entrar na fase da tecelagem. Os fabricantes de matérias-primas, as indústrias de processamento de materiais laminados, os utilizadores da aeronáutica e do sector automóvel também beneficiarão dos desenvolvimentos. O FIBNATEX vai permitir a optimização dos processos de produção de fios e tecidos à base de fibras de cânhamo com características inovadoras e de elevado nível técnico, e assegurará a continuidade de uma rede de centros de competências têxtil e vestuário na região do sudoeste europeu.

Externato do Barreiro envolve alunos e família nas férias da Páscoa O Externato do Barreiro apresentou um programa de férias da Páscoa aos seus alunos, o qual foi alargado a outros externos, tendo havido grande adesão ao mesmo. O programa constou de um conjunto de actividades relacionadas com diversas áreas: pintura, jardinagem, culinária, jogos, natação e desporto. Tendo também como objectivo sensibilizar os alunos para as questões ambientais e culturais, outras actividades contempladas foram a visita a uma estação de tratamento de resíduos em Riba d’Ave e a diversos museus. O programa culminou com uma visita à Fundação Serralves e a realização de um cruzeiro no Rio Douro, na passada sexta-feira, no qual participaram alunos e familiares, professores e auxiliares enchendo dois autocarros. “Este momento, que constituiu o ponto mais alto das actividades, possibilitou a interacção Escola /Família como se preconiza no Projecto Educativo da escola”, diz o Externato em nota à imprensa.

Utentes da AFPAD visitam Parque de Sto Inácio A Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) visitou, no passado dia 2, o Park & Zoo de Santo Inácio, em Avintes, VN de Gaia. O passeio faz parte de um conjunto de actividades que a instituição tem planeado no âmbito da Festa da Primavera e contou com a participação de 31 pessoas, entre utentes e colaboradores. O grupo visitou e conheceu o Reptilário, o Insectário, o Reino dos Macacos, a Estufa Tropical, o bosque, as aves de rapina e os mamíferos existentes no parque, entre os quais a pantera das neves, o lince, a lama e os cangurus. No final assistiu a uma demonstração de répteis e uma demonstração de voo de aves de rapina. Durante todo o dia aprenderam, sobretudo que a Natureza deve ser amada e preservada para o benefício de toda a humanidade.


06

cidade

pública: 8 de Abril de 2009

Relatório e Contas aprovados pela maioria, oposição votou contra e criticou aumento dos impostos

V. N. de Famalicão BOLSA DE EMPREGO Na semana passada, falámos um pouco de “estágio profissionais”, dizendo que se trata de uma medida disponível nos centros de emprego, para jovens que tenham até 35 anos de idade, possuidores do 12º ano ou de um curso superior. Entretanto, foi também criado um novo instrumento, a que foi dado o nome de “Estágios Qualificação – Emprego”, destinado a integrar todos os activos com mais de 35 anos que melhoraram as suas qualificações académicas e profissionais, em novos postos de trabalho e em actividades mais exigentes ao nível de competências e qualificações. O estágio “qualificação – emprego” destina-se, assim, a pessoa desempregada, com mais de 35 anos, à procura do primeiro ou de novo emprego, que concluiu, há menos de três anos, uma das seguintes ofertas de qualificação: ensino básico ou secundário, formação modular certificada com duração igual ou superior a duzentas e cinquenta horas, curso de especialização tecnológica ou curso de ensino superior. Podem candidatar-se ao programa entidades privadas, singulares ou colectivas, com ou sem fim lucrativo, e autarquias locais. Os formulários para as candidaturas aos estágios “qualificação – emprego” estão disponíveis «online», com acesso em «www.emprego2009.gov.pt». Em matéria de ofertas de emprego para esta semana, seleccionámos as seguintes: Oferta nº 587612132 que pretende um técnico de vendas, com experiência na área comercial de produtos alimentares (bebidas). Oferta nº 587615542 que deseja recrutar um pasteleiro, com experiência profissional e preferencialmente com carta de condução. Oferta nº 587615996 que procura um estilista para desenhar peças de vestuário no Corel ou no Freehand. A oferta nº 587616931 procura um caixeiro, sem exigência de experiência. A oferta nº 587616941 selecciona um operador de máquinas, com conhecimentos de fresas e de tornos. Oferta nº 587616952 selecciona um engenheiro electrotécnico. A oferta nº 587617228 procura uma empregada doméstica para casas particulares que saiba falar chinês. A oferta nº 587617584 procura um técnico de vendas, com experiência na área de vendas de produtos alimentares congelados e frescos. A oferta nº 587621085 selecciona um cableador (operador de máquinas de cabos/fios de componentes automóveis, com ou sem experiência. A oferta nº 587620344 procura um impressor “off-set”, com conhecimento e experiência profissional em impressor. A oferta nº 587620958 procura um pedreiro – trolha de 1ª. Para se candidatar a estas e outras ofertas, basta dirigir-se ao Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão.

Satisfeito com as contas, Armindo abre portas à recandidatura Carla Alexandra Soares* “Sou capaz de me recandidatar para os famalicenses verem quem é que tem razão”. A afirmação é de Armindo Costa, a propósito do Relatório de Gestão e Contas de 2008, aprovado na passada segunda-feira, e em resposta às críticas dos socialistas aos documentos. Aliás, o relatório e as contas merecem várias análises: a maioria PSD/PP aponta a redução da dívida à banca. A oposição socialista afirma, antes, que a autarquia aumenta a receita à custa dos impostos e do sacrifício dos famalicenses. O Relatório de Gestão e Contas de 2008 foi aprovado na segunda-feira pelo executivo camarário, em sessão extraordinária, com os seis votos favoráveis dos vereadores da maioria. Os do Partido Socialista votaram contra. O executivo liderado por Armindo Costa afirma que o documento revela um resultado líquido de 2,8 milhões de euros, num ano em que a execução orçamental foi de 82,2% ao nível da despesa e de 85,6% ao nível da receita. Mas a maioria sublinha,

sobretudo, a redução da dívida a terceiros: passou dos 45,4 milhões de euros para 42,5 milhões, sendo que o endividamento líquido do município está fixado em 35 milhões de euros. A dívida à banca também está em queda. Em 2007 era de 36,1 milhões de euros, passando para os 33,5 milhões em 2008. Na análise feita pela autarquia famalicense é destacado ainda o facto do grau de execução da despesa atingir os 77,8 milhões de euros, sendo que 43,5 milhões foram utilizados em despesas correntes e 34,3 milhões aplicados em despesas de capital. Neste capítulo, diz o executivo camarário que este valor foi atingindo tendo em conta a construção de dois dos maiores equipamentos inaugurados em 2008: o Pavilhão Municipal de Vermoim e as Piscinas Municipais de Ribeirão. Armindo critica postura da oposição Quanto à receita, no ano passado a Câmara arrecadou 81,1 milhões de euros, sendo que o grau de execução foi de 85,6%, tendo subido 10,4 pontos

percentuais em relação a 2007. As receitas correntes fixaram-se nos 54,4 milhões de euros, atingindo um grau de execução de 105,8%. Já as receitas de capital cifraram-se nos 22,2 milhões de euros (57,2%). Tendo em conta estes números, Armindo Costa referiu que os mesmos espelham “os melhores resultados de sete anos de mandato”. Critica, por isso, a posição dos vereadores socialistas, que para além de votarem contra, não apresentaram qualquer justificação. “O PS, que tem como primeiro vereador de lista um economista, que foi o responsável, ao longo de bastante tempo, pelas finanças da Câmara, e que não disse uma palavra, nem contestado um número. Sinceramente, contava que me tivessem perguntado alguma coisa”, desafiou o edil. Ora, perante isto, Armindo Costa diz que os famalicenses “não são parvos” e que “tomá-los por parvos não dá nenhum voto ao PS”. Assim, espera que os famalicenses estejam atentos e comparem

o que se passava em Famalicão antes da sua chegada à Câmara. “Em qualquer área da gestão municipal não tenho medo nenhum de ir a meças com o PS. Sou capaz de me recandidatar para que os famalicenses possam dizer se tenho razão ou não. Também gosto destes desafios. Não me importa nada de dar a cara nestas situações, agora calado é que não estou”, atirou Armindo. Oposição destaca subida dos impostos Já a oposição, em nota à imprensa, faz uma interpretação diferente do Relatório e Contas, valorizando a subida das receitas correntes, que atingiram 54,4 milhões de euros, algo que para o PS foi conseguido à custa dos impostos. E exemplificam: em 2008 as receitas do Imposto Municipal sobre Imóveis aumentaram 8,5%; as do Imposto Único de Circulação 7,4%; do IMT 19,2%; e as Vendas de Bens e Prestação de Serviços Correntes 8,6%. Por outro lado, dizem os socialistas, a Câmara previu 28,9 milhões de eu-

ros de receitas de capital, “mas não conseguiu mais do que 12,3 milhões”. E acrescentam que as comparticipações comunitárias, que deviam atingir 4,5 milhões de euros, ficaram por pouco mais de metade e que as receitas correntes aumentaram, num ano, 2,5 milhões de euros, enquanto as receitas de capital subiram 442 mil euros. Do lado da despesa, os socialistas dizem que o resultado é semelhante e que se fica pela metade da previsão para o investimento. “Apesar da coligação ter previsto fazer investimento no valor de 22,4 milhões de euros, ficaram-se pelos 11,3 milhões”. Perante esta análise, o vereador socialista António Barbosa diz que a Câmara teve a maior receita de sempre e continuou a fazer um nível de investimento directo que é dos mais baixos de sempre. “O aumento das receitas foi feito com recurso ao sacrifício dos famalicenses que continuam a pagar mais e a Câmara continua a investir muitíssimo pouco”, acusa. *com Cristina Azevedo

Turma da D. Sancho cria loja Oportunidades No passado dia 25 de Março abriu uma nova loja de roupa e acessórios, em Famalicão, mais concretamente, no átrio da Escola Secundária D. Sancho I. O espaço chamou-se “Oportunidades” e foi pensado e criado pela turma EFA – SEC.5, do curso de Marketing, no âmbito da Actividade Integradora. A loja dentro de um recinto escolar é única no seu género na cidade e nasceu com o intuito de mostrar como, com um pouco de criatividade, se pode combater a tão falada crise. Assim, os clientes puderam comprar, a preços módicos, artigos em segunda mão, que vários fornecedores se disponibilizaram a ceder para venda. No final da jornada de trabalho, quase todos os artigos em stock foram vendidos, fazendo as delícias de muitos clientes. A maioria dos artigos não vendidos, assim como parte das verbas conseguidas com a venda dos produtos, irão ser oferecidos à Associação de Solidariedade “Dar as Mãos”. O planeamento, a organização e a dinamização desta loja deveu-se à dedicação e trabalho da turma EFA – SEC.5. Com esta iniciativa, os alunos do curso de Marketing pretenderam mostrar a toda a comunidade escolar “que não há como os tempos de crise para fazer sobressair o espírito inventivo e adaptável dos portugueses, bem como o seu espírito solidário”.

Cortejo pascal marca o dia de Páscoa nas Aves No próximo domingo, dia de Páscoa, vai cumprir-se a tradição na paróquia de Vila das Aves, concelho de Santo Tirso. Depois de um dia inteiro em que 18 equipas da visita pascal (compasso) percorrem todas as casas da vila, a concentração acontece e inicia-se um Cortejo Pascal, que vai percorrer as principais artérias da localidade. O início do Cortejo Pascal está previsto para as 19 horas e, tal como nos últimos anos, parte das imediações do quartel dos Bombeiros Voluntários de Vila das Aves, a última instituição a “receber a Cruz de Cristo”. Por essa hora são esperadas nas ruas milhares de pessoas, incluindo muitos forasteiros, sobretudo de terras vizinhas, para ver

passar o desfile. De acordo com o programa elaborado pela paróquia, a abertura do Cortejo acontece com os cavalos do centurião romano, seguindo-se o coro dos Anjos da Ressurreição. Surgem depois os carros “engalanados com visões angélicas e com as figuras bíblicas, alegóricas e simbólicas, da aparição do Ressuscitado e das etapas da Ressurreição”. O Cortejo Pascal tem como destino a Igreja Matriz, onde será celebrada, no final, a Eucaristia da Ressurreição, musicalmente dinamizada pelo Grupo Coral de Vila das Aves, terminando o dia com um jantar convívio que junta as 18 equipas do compasso.


publicidade

pĂşblica: 8 de Abril de 2009 07


freguesias

pública: 8 de Abril de 2009

08 pub.

Restaurante Portuguesa reabre com nova gerência

Condutor ficou em estado grave, num acidente na EN 206, junto aos Moutados

Despiste violento mata dois jovens

Na passada segunda-feira o Restaurante e Churrasqueira do António, em Calendário, assinalou 11 anos. Este é um espaço que já conquistou o paladar de muitos famalicenses, e não só, com uma ementa muito convidativa. Do bacalhau à picanha, passando pelo polvo, aos rojões com papas de sar-

rabulho e muitos pratos de churrasco. Há muito por onde escolher no Restaurante e Churrasqueira do António. Aproveite também para levar para casa as refeições embaladas. O privilégio da cozinha regional portuguesa está na Rua da Liberdade, 212, Calendário. Contacto: 252 319 129.

Marcas do acidente levaram vários populares ao local ao longo de todo o dia de domingo

Magda Ferreira Dois jovens morreram, domingo, num violento acidente de viação, ocorrido na Estrada Nacional 206, na Avenida do Brasil, em Gavião, junto à empresa Moutados. O sinistro deixou ainda ferido com gravidade o condutor do veículo. O acidente aconteceu de madrugada, por volta das 4 horas, quando o carro em que seguiam as três vítimas, um Peugeot 106 XSI preto, se despistou. Ao que o OP apurou, a viatura seguia na EN 206, no sentido Guimarães/Famalicão, e entrou em despiste, caindo a um campo contíguo à estrada, onde eram bem visíveis as marcas do acidente. Depois do impacto, o carro não parou e aca-

bou por embater, violentamente, na parte superior da cabine do vigilante da empresa Moutados, situada ao lado do campo. O estado em que ficou a cabine, com os vidros das janelas partidas e várias fendas nas paredes, além de marcas do óleo da viatura, bem como a destruição em que ficou o carro, com várias peças ficado espalhadas pelo local do acidente, atestam a violência do embate. O passageiro que seguia no banco de trás, uma das vítimas mortais, foi cuspido vários metros, tendo sido encontrado no parque de estacionamento da empresa Moutados. “Estava a ver televisão, baixinho, como de costume, quando ouvi barulho. Fui à ja-

Magda Ferreira

Restaurante e Churrasqueira do António: 11 anos de boa cozinha

Magda Ferreira

O Restaurante Portuguesa – Marisqueira e Take-Away, em Antas, reabriu na passada quarta-feira e tem uma nova gerência. Agora é assumida por Fernando Penedo e Frederico Faria Gomes, profissionais com muita experiência no ramo da restauração. Quem gosta de apreciar um prato bem confeccionado, ao almoço ou ao jantar, encontra na Portuguesa muito peixe, marisco e sabores tradicionais portugueses. Conte ainda com refeições económicas e serviço para fora. Já sabe. É no sítio do costume: Restaurante Portuguesa – Marisqueira e Take-Away, em Antas, Rua João José Ribeiro, no edifício Queens Park, loja 2.

José Pereira, vigilante da empresa Moutados

nela para ver o que era, mas mal chego à janela já estava o carro a bater aqui, e os vidros e estilhaços começaram logo a entrar por aqui dentro”, contou ao OP o vigilante da Moutados, José Pereira, com 60 anos. O homem trabalha naquela empresa há 16 anos e diz que nunca assistiu a nada tão assustador. O vigilante entrou mesmo em estado de choque e teve que ser levado ao hospital. “Não me sentia bem”, explicou. Este acidente tirou a vida a dois jovens famalicenses, ambos solteiros: Vítor Manuel Faria, com 22 anos, soldador de profissão, de Santo Adrião, na freguesia de Famalicão; e Pedro Miguel Silva, com 26 anos, de Brufe e que trabalhava como mecânico de automóveis. Fonte dos bombeiros adiantou que as duas vítimas mortais faleceram no local, após manobras de reanimação. Já o ferido grave, o condutor, de Calendário, ficou encarcerado na viatura e foi transportado ao Hospital de Famalicão com várias fracturas e, segundo o OP conseguiu apurar, foi submetido a uma intervenção cirúrgica ainda na manhã de domingo. No socorro às vítimas deste acidente estiveram as duas corporações de bombeiros da cidade, com um total de 22 homens e seis viaturas. Deslocaram-se ainda ao local três Viaturas de Emergência Médica: de Famalicão, Guimarães e Barcelos. Ao longo do dia de domingo, muita gente parou no local para ver os destroços do acidente, causando até constrangimentos na circulação automóvel e obrigando mesmo a que a PSP se deslocasse ao local para fazer fluir o trânsito.


freguesias

pública: 8 de Abril de 2009 09

Promete dar atenção às questões sociais da freguesia

Manuel Couto é o candidato do PS a Ribeirão Está apresentado o candidato do PS à Junta de Ribeirão. Manuel Couto, de 53 anos, engenheiro civil, abraça, pela primeira vez, a política e candidata-se como independente nas Autárquicas deste ano. A apresentação do candidato socialista aconteceu, na passada sexta-feira, na Casa do Povo de Ribeirão e contou com a presença de Reis Campos, o candidato do PS à Câmara de Famalicão e também de Fernando Moniz, líder da concelhia socialista, além de outras figuras do partido, como António Barbosa e Agostinho Fernandes. Perante um auditório cheio, precisamente Fernando Moniz lembrou que Ribeirão enfrenta actualmente um “vazio político”, uma vez que o autarca Reis Moreira ausentou-se para o Brasil há cerca de quatro semanas. “ O presidente da Junta decidiu desistir, mais porque o tenham deixado só, com ausência total de solidariedade, contrariando todas as promessas que, por-

Sofia Abreu Silva

Sofifiaa Abreu Silva

O candidato do PS a Ribeirão ladeado por Reis Campos e Fernando Moniz (à direita)

ventura, lhe terão sido feitas. E Reis Moreira referiu isso de uma forma, mais ou menos explícita, na mensagem que deixou aos ribeirenses”, observou Moniz. Dizendo respeitar a opção do autarca, o líder socialista garantiu que o PS “não vem numa atitude oportunista”, porque a alternativa socialista há muito que tem vindo a ser preparada.

Moniz afirma ainda que não faz sentido os dirigentes do PSD tentarem fazer querer que não há qualquer problema em Ribeirão e que se o presidente da Junta “saiu para bem longe, facilmente será substituído”. “Todos sabemos que assim não é. Não haverá da parte do PSD uma verdadeira alternativa para Ribeirão. Haverá uma solução de recurso. A verdadeira alter-

nativa para os ribeirenses é a candidatura protagonizada pelo PS e pelo Eng. Manuel Couto”, disse. “Será um coordenador importante de uma equipa coesa, jovem e activa, ganhadora desta importante vila de Ribeirão”, antecipou. Candidato preocupado com questões sociais Por seu turno, Manuel Couto, o candidato inde-

pendente do PS, assume como preocupação central para Ribeirão as questões de índole social, porque a freguesia “tem sentido os efeitos da tão falada crise mundial, que se repercute a nível económico, mas sobretudo a nível social”. “A Junta pode ser um núcleo dinamizador da própria sociedade civil, cimentando o bem-estar social e impulsionando o envolvimento de todos na vida da freguesia”, sustenta. Manuel Couto fala também que “quem está neste momento à frente dos destinos da freguesia não tem um projecto definido, atento às necessidades da população que serve”. E argumenta que “Ribeirão pouco evoluiu nos últimos anos, o que não se justifica com uma freguesia desta dimensão”. O engenheiro civil refere que a sua candidatura não emergiu “de pressões externas, de um recurso de última hora”, e embora seja apoiada pelo PS “a filiação é claramente secundária”, porque o grupo de trabalho é completamente aberto e tem “vários projectos em

curso”. Manuel Couto sublinhou ainda que o facto de exercer a sua profissão em Ribeirão confere-lhe “legitimidade e um conhecimento das coisas para as defender oportuna e rigorosamente”. Por último, Reis Campos mostrou-se confiante na vitória de Manuel Couto em Ribeirão. “Ele será a pessoa que, no momento actual, estará em melhores condições de prosseguir o desenvolvimento de Ribeirão no sentido daquilo que os ribeirenses precisam”. O candidato socialista à Câmara de Famalicão lançou ainda um apelo: “gostava que Ribeirão começasse um grande movimento, no sentido de conquistarmos a Junta de Freguesia e a Câmara de Famalicão para que pudéssemos ser um pouco mais felizes”, explicando que é necessário uma “política de verdade que sirva as pessoas e em que ninguém ande com medo uns dos outros”, porque as pessoas “precisam de um presidente da Câmara que goste das pessoas e de um presidente da Junta que goste das pessoas e da sua terra”. pub

Autópsia realizada ao corpo terá sido inconclusiva

Morte de comerciante sem pistas As autoridades estarão sem pistas para descobrir o que aconteceu a Diamantino Rodrigues, o comerciante famalicense que desapareceu no passado dia 24 de Abril e cujo corpo foi encontrado uma semana depois no Rio Ave. A autópsia realizada no Instituto de Medicina Legal não terá sido conclusiva, deixando a Polícia Judiciária sem pistas para descobrir o que aconteceu a Diamantino Rodrigues, de 47 anos e residente em Arnoso Santa Maria. Os resultados da autópsia apontam para afogamento, mas a PJ continua convencida de que o homem foi vítima de homicídio. Falta é apurar as circunstâncias em que aconteceu a sua morte. Sabe-se apenas que na manhã do dia em que desapareceu, a 24 de Abril, Diamantino Rodrigues – proprietário de um talho no edifício das Lameiras e de um outro em Arnoso, bem como de um supermercado nesta freguesia – deslocou-se à Trofa para alegadamente cobrar uma dívida antiga relacionado com os seus estabelecimentos. Ter-se-ia ido encontrar com Maria Natividade, conhecida como “EspalhaBrasas”, mas a mulher foi detida nesse mesmo dia no âmbito de uma operação relacionado com o tráfico de droga e terá negado qualquer contacto com o comerciante. O corpo de Diamantino foi encontrado na terça-feira da semana passada pelo funcionário de uma mini-hídrica instalada no Rio Ave, em Ferreiró, no concelho de Vila do Conde. De acordo com a autópsia, não apresentava marcas de tiros, afastando assim uma das hipóteses levantadas pela PJ, que encontrou invólucros de balas junto ao carro que o homem conduzia e que apareceu uma se-

mana antes parcialmente submerso no Ave, em Guidões, na Trofa. Segundo adiantou, a semana passada, o Jornal de Notícias, o corpo, que se encontrava em avançado estado de decomposição, apresentava algumas lesões na cabeça, colocando-se a hipótese de ter sido espancado. Aliás, antes de desaparecer, Diamantino Rodrigues terá tentado contactar um dos seus funcionários a pedir ajuda, dizendo que estava a ser perseguido e espancado. Já o Correio da Manhã avançava que Dimantino Rodrigues terá morrido por afogamento. O diário dizia que o cadáver não apresentava lesões traumáticas, usais em casos de espancamento. Os últimos dados indicam que a PJ acredita em homicídio e defende que o corpo foi atirado para aquele local (e não arrastado pela força da água), mas continua sem se saber em que circunstâncias aconteceu o afogamento. Devido às dúvidas, o Instituto de Medicina Legal vai realizar exames complementares. A público veio ainda a informação de que a família de Diamantino Rodrigues receia também pela vida, estando a mulher, alegadamente, a receber ameaças anónimas de morte, contra ela e os dois filhos, um rapaz com 18 anos e uma menina de seis. O mesmo tipo de ameaças que o comerciante terá recebido um mês antes de desaparecer. A PJ já terá sido informada destas ameaças. O funeral de Diamantino Rodrigues realizou-se ao final da tarde de quinta-feira passada, na igreja de Arnoso de Santa Maria, onde acorreram centenas de pessoas.


10

freguesias

pública: 8 de Abril de 2009

pub.

Incêndio deflagrou perto das 16 horas da passada quarta-feira

Virado a sul. São os dois últimos pisos. Sala com a área de 80 m2, lareira com recuperador de calor. Tem porta de segurança e alarme. Garagem para dois carros. Com vistas e sp ec tac ulares. Valor: 128.000,00 €

Semi-novo. A 3 Km do centro Tem a área de 122 m2. Garagem individual fechada com 23m2. Sala com aáreade 31 m2, com pré-instalação para lareira e com recuperador de calor. Cozinha com terraço e equipada com electrodomésticos. Umdelestemsuite e um terraço. Uma casa de banho com hidromassagem. Valor: 99.750 €

Em Antas como nova. Garagem para 2carros. Cozinha mobilada e equipada, sala de jantar e estar com lareira Casa de banho com banheira de hidromassagens. Aquec. e aspiração central, ar condicionado. Valor: 180.000 €

T2 com garagem. Com a área de 102 m2. Cozinha mobilada e equipada. Caldeira para aquec. Central. Aspiração central, radiadores. Estores eléctricos, tectos falsos. Iluminação em focos. Valor: 135.200 € T3 – No Vinhal. Com lugar de garagem. Tem a área de 130 m2. Com uma frente. Uma suite, mais duas casas de banho. Armários embutidos. Aquecimento central. Uma varanda com 33 m2 Valor: 165.000 € Moradia T3 no centro Com garagem para três carros Sala com lareira. Cozinha mobilada e equipada, com um terraço, Armários embutidos, três casas de banho, uma suite. E com aquecimento central. Valor: 150.000 € T3 – Com a área de 145 m2 Dois lugares de garagem e arrumos. Um quarto com suite. Cozinha mobilada e equipada. Sala com lareira. Tem duas varandas. Ar condicionado e aquecimento central. Iluminação em focos. Valor: 160.000 €

No ce ntro d a c idade Em óptimo e stad o. Coz inha e copa c om móvel Casa de ban ho c omp le ta. U m g rande h all d e e ntrad a. Val or: 42 .5 00 , 0 0 €.

Têxtil Sampaio e Meira com danos materiais

no centro da cidade. Com a área de 90 m2. Com frente de rua, já preparada para comé rc io. U ma casa de banho, alarme e arrumos. Valor de v e n d a : 98.000,00 €

No centro da cidade. De rés-dochão e andar. Com jardim em frente. Uma garagem. Valor: 180.000 €

Centro da cidade. Tem boas áreas. Uma varanda. Cozinha mobilada. Valor: 75.000,00 €

Em Gavião com a área de 880 m2. Para restauro, falta acabar os pisos. Valor de venda: 250.000,00 €

Pavilhão com 300 m2 e m fase de construção. Junto ao centro da c idad e, com exce lentes ac abame ntos. Valor de venda: 16 5.00 0,0 0 €

T2 com garagem. Com a área de 95 m2. Dois quartos com roupeiro e uma suite. Mais uma casa de banho. Cozinha, lavandaria e arrumos. Iluminação em focos, ar condicionado. Uma varanda. Pavimento em cerâmica e taco. Valor: 90.000,00 €

T3 – Em Gavião Com garagem fechada. Cozinha mobilada e equipada. Lavandaria. Sala de jantar e estar com lareira, 1 dos quartos tem suite. Pavimento em soalho flutuante. Tem vidros duplos. Pré instalação de aquecimento central e aspiração central. Valor: 125.000 €

T2 Com duas frentes. Garagem para um carro. Um dos quartos tem suite. Mais duas casas de banho. Sala de jantar e estar. Lavandaria e arrumos. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos. Valor: 135.000 €

T2. Dois quartos com armários emb., 1 casa de banho completa. Sala de jantar e estar com lareira. Cozinha mobilada, lavandaria. Uma varanda. E ar condicionado. Valor: 85.000,00 €

T2 - semi-novo. Com a área de 122 m2. Garagem individual fechada com 23 m2. Sala com 31 m2. Pré instalação para lareira com recuperador de calor. Cozinha equipada com placa, forno, exaustor, máquina de lavar louça e roupa. Dois quartos com armários embutido, um deles com suite e com terraço. Mais um WC de serviço com banheira de hidromassagem. Valor: 99.750,00 €

Bombeiros tiveram de realizar trabalhos de ventilação

T3 com aparcamento fechado. Com uma frente. Tem a área de 103 m2. Cozinha mobilada, fica o fogão. Uma lavandaria e despensa. Uma varanda, soalho flutuante. Em Calendário. Valor: 83.500 € T4. Com garagem fechada. Fica virado a sul. Quatro quartos, um com suite. Duas casas de banho, sala de jantar e estar. Cozinha equipada e lavandaria. Aquecimento central com caldeira. Vidros duplos. E com três varandas. Valor: 125.000,00 € pub.

Um incêndio na fábrica têxtil Sampaio e Meira, de Vermoim, provocou, na tarde da passada quartafeira, dia 1 de Abril, estragos materiais e um ferido ligeiro. O incêndio deflagrou perto das 16 horas e os trabalhos foram dados por concluídos cerca das 17h30. A origem esteve num possível curto de circuito nas condutas de ar condicionado. O incêndio que deflagrou na Sampaio e Meira, fábrica do ramo da tecelagem sediada na freguesia famalicense de Vermoim, provocou danos materiais consideráveis, sobretudo no tecto falso do pavilhão onde operavam os trabalhadores da empresa. O muito fumo que rapidamente se acu-

mulou originou ainda um ferido ligeiro, que ainda assim nem chegou a ser transportado ao hospital. “Foi um princípio de incêndio nas condutas do ar condicionado da empresa que alastrou para as placas do tecto falso e por sorte os funcionários conseguiram diminuir as chamas numa primeira intervenção, algo que ainda assim não foi suficiente”, começou por referir Vítor Azevedo, comandante dos Bombeiros Voluntários de Famalicão. Quando os bombeiros das duas corporações da cidade chegaram ao local foi “ainda necessário fazer alguma extinção e remover a matéria combustível que ainda estava no interior da fábrica”. No lo-

cal estiveram presentes oito viaturas e cerca de 25 homens dos Bombeiros Voluntários de Famalicão e Famalicenses. Um dos principais problemas foi o muito fumo que rapidamente se acumulou nas instalações da têxtil Sampaio e Meira e que obrigou os bombeiros a alguns trabalhos de ventilação. Quanto aos danos materiais, “a cobertura e toda a instalação do ar condicionado terão de ser revistas e algumas máquinas terão de ser alvo de manutenção, uma vez que as placas do tecto foram caindo em cima”, revelou Vítor Azevedo, no local do incêndio. B . M.

Cozinha melhorada no aniversário do Lar Familiar da Tranquilidade A 1 de Abril, dia do seu 19º aniversário, o Lar Familiar da Tranquilidade, em Vila das Aves, inaugurou os melhoramentos da cozinha e benzeu uma nova viatura. Na ocasião, o padre Fernando Abreu, presidente do Lar, lembrou três pessoas: António Castro, único utente ainda vivo que entrou no lar no dia da abertura; o padre Nuno, pároco de Alfena, falecido em 1999, que resolveu problemas burocráticos que atrasavam a abertura do lar; e António M. Ribeiro, que doou os seus terrenos à paróquia, entre os quais o local onde hoje está o lar. De seguida, realizou-se o jantar onde foi manifestada a gratidão a Manuel Coelho e Rosa Araújo (na foto), que custearam as novas obras, sendo-lhes descerrada uma lápide. O lar presta serviços a perto de 100 idosos e dispõe de um Centro de Apoio onde utentes e população em geral podem usufruir de ginásio, piscina, aerodance, taekwondo, sauna, hidromassagem, jacuzzi e banho turco.


freguesias

pública: 8 de Abril de 2009 11

Partido Ecologista vai apresentar proposta à Câmara

Verdes querem levantamento de árvores protegidas O Partido Ecologista “Os Verdes” vai propor à Câmara de Famalicão que seja feito um levantamento de todas as espécies de árvores protegidas existentes no concelho. A proposta foi anunciada pelo dirigente nacional do partido, Celso Ferreira, que se deslocou a Gavião na quinta-feira passada para se posicionar, uma vez mais, contra o abate de árvores. Celso Ferreira lamenta já ter vindo a Famalicão várias vezes por situações destas, afirmando que o município “corre o risco de ficar nos anais da história como a cidade que tudo faz para abater árvores”. “O Partido ‘Os Verdes’ não pode ficar impávido e sereno, porque isto constitui um património e deve ser preservado por todos nós”, declarou. Posto isto, Celso Ferreira anunciou que “Os Verdes” vão propor, através dos seus parceiros da CDU na Assembleia Municipal, que a Câmara de Famalicão faça “um levantamento exaustivo deste tipo de espécies, nomeadamente das protegidas, para que estando elas inseridas em espaços privados não corram o risco de serem abatidas sem o conhecimento e sem que se possa algo fazer para que isso não aconteça”. A delegação do Partido Ecologista “Os Verdes” deslocou-se, nesse dia, ao número 167 da Rua de Campos, na freguesia de Gavião, onde existem dois carvalhos, um dos quais centenário, e dois sobreiros que cor-

Magda Ferreira

Magda Ferreira

Albertina Pereira com dirigente d’Os Verdes junto ao carvalho

rem o risco de vir a ser abatidos. Isto porque um vizinho interpôs uma acção em tribunal, alegando que a queda de folhas e de ramos entope os caleiros do armazém que ali construiu, o que provoca infiltrações e humidade. A proprietária do terreno onde estão as árvores, Alber-

tina Pereira, não está disposta a abatê-las e vai contestar a acção judicial. “Faz hoje [dia 2 de Abril] 30 anos que os meus pais compraram esta propriedade ao eng. Pinheiro Braga, que já foi presidente da Câmara. Na altura, ele pediu aos meus pais para não abaterem

esta árvore, porque era uma árvore antiga, rara, havia muito poucas, segundo ele. Eles assim fizeram ao longo destes anos, mantiveram as árvores, até porque elas não incomodam nada”, defende Albertina Pereira, que se tornou proprietária do terreno recentemente, por herança, anunciando que pretende manter o compromisso assumido pelos pais. “As árvores já cá estavam, este vizinho chega mais tarde, só em 1998, constrói e penso que devia ter tido algum cuidado no tipo de construção a fazer, até porque construiu em cima do limite dos terrenos”, atenta a proprietária, frisando que os anexos foram construídos apenas a cerca de três metros do carvalho centenário. Albertina Pereira continua, declarando que “a árvore é grande, tem folhas, ramos e troncos, e por mais podas que se possam fazer não há forma de evitar que troncos ou ramos continuem a pender”. Aliás, diz que as pessoas que efectuaram a última poda a alertaram para o facto de o carvalho ficar em perigo de queda se continuarem a ser cortados os ramos de forma irregular, isto é, aparando mais a árvore do lado do vizinho. “Agora vou procurar um parecer mais técnico”, informou. O OPINIÃO PÚBLICA tentou também ouvir o vizinho e autor da acção em tribunal, deslocando-se à sua residência e escritório no mesmo dia, mas apesar da insistência ninguém respondeu.

Feira da Isabelinha em Viatodos A freguesia de Viatodos, em Barcelos, acolhe, de sexta (10 de Abril) até segunda-feira (13 de Abril), mais uma Feira da Isabelinha. As festas abrem com uma salva de fogo na sexta-feira, mas os pontos altos estão guardados para o fim-de-semana de Páscoa. No sábado vai decorrer um Passeio de BTT e também a XXI Concentração de Motas Antigas, organizada pelo CDC de Viatodos, cuja saída está marcada para as 10h30. Da parte da tarde serão inauguradas diversas exposições na EB 2,3 de Viatodos e à noite, a partir das 21h30, actua o grupo “As Concertinas da Borga”, seguindose um concerto de Quim Barreiros. Há meia-noite realiza-se a Queima do Judas. A Isabelinha prossegue no domingo, com dois concertos no Campo de Jogos de Viatodos. Às 21h30 actua Ricardo Azevedo e uma hora depois o grupo Santamaria. No último dia da festa, segunda-feira haverá um Torneio de Malhas e um Passeio de Cicloturismo, da parte da manhã. Às 14 horas começa um festival de folclore, com os ranchos folclóricos de Santa Maria de Mogege (Famalicão), As Gamelinhas de Palme (Barcelos) e da Trofa. Segue-se uma corrida de cavalos a galope e, às 16h30, um número já tradicional nestas festas: o lançamento de paraquedistas, pela Associação de Paraquedistas Vale d’Este. As festividades encerram com uma salva de foguetes, às 20 horas.


12

freguesias

pública: 8 de Abril de 2009

Encontro Pascal sensibiliza para responsabilidade ambiental

Percurso, de grande riqueza, tem mais de dois quilómetros

Trilho ambiental criado em Vale S. Cosme

Homem atropelado em Bairro Um homem de 50 anos foi atropelado por um camião do lixo, na Avenida Silva Pereira, em Bairro, na manhã de sexta-feira passada. A vítima sofreu ferimentos de média gravidade e foi transportada ao Hospital de

Famalicão pelos Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave. Além da corporação ribadavense, no local do acidente esteve ainda a ambulância SIV – Suporte Imediato de Vida de Santo Tirso.

Queima do Judas na ATC Tal como nos anos anteriores, a Associação Teatro Construção (ATC) organiza, no próximo sábado, dia 11 de Abril, pelas 22 horas, no Centro Cultural da Juventude em Joane, mais uma edição da Queima do Judas. Este ano, o habitual espectáculo de teatro e multimédia promete não defraudar as expectativas, já que para além de “um magnífico elenco de actores, compreenderá dança, música e imagens, numa transposição para os tempos modernos da história bíblica”. No final, não faltará o tradicional testamento do judas. A entrada é gratuita.

António Freitas

O Encontro Pascal de 2009 do Externato Infante D. Henrique foi uma agradável surpresa para alunos e professores. Tratou-se de um espectáculo multimédia no grande auditório da escola, a 27 de Março. Contrariamente ao usual, foi apresentado um espectáculo onde se evidenciaram menos os símbolos religiosos mantendose, no entanto, o espírito de sensibilização para valores como o ambiente, tema central deste espectáculo, e a solidariedade, entre outros. Em 45 minutos, os alunos perceberam que há necessidade de adoptar atitudes solidárias e responsáveis perante o outro, independentemente da sua raça ou cor; por outro lado, foram sensibilizados para a importância da preservação do mundo através de comportamentos ambientalmente responsáveis. Este espectáculo será apresentado a 16 de Abril, às 14 horas, na Casa das Artes de Famalicão, no âmbito da I Mostra de Teatro Escolar, promovida pela Câmara Municipal.

Percurso é rico em vegetação

Um trilho ambiental convida ao lazer em Vale S. Cosme. A Câmara Municipal criou o Trilho Ambiental do Castro da Bóca, na freguesia de Vale de S. Cosme. O percurso pedestre, com uma extensão de dois quilómetros, está situado na zona interior da freguesia, no acesso à povoação castreja da Bóca, um achado arqueológico que remonta aos séculos II e III antes de Cristo. De forma circular, com início e fim no Outeiro do Castro da

Bóca, o percurso tem uma duração de aproximadamente uma hora. Estendendo-se por uma área de grande valor patrimonial, o percurso está homologado segundo as normas de Campismo e Montanhismo de Portugal. Durante o percurso, os caminhantes deparam-se com um conjunto de pontos de interesse, devidamente identificados, nomeadamente o Moinho do Bolo e casas agrícolas tipicamente minhotas. Neste passeio é permitido ainda subir até ao Castro da

Bóca, onde prosseguem as escavações na aldeia castreja. Mas para além da riqueza patrimonial e arqueológica, o trilho apresenta-nos ainda uma forte vertente ambiental, tal como destacou, em declarações ao OPINIÃO PÚBLICA, José Santos, o vereador do Ambiente na Câmara Municipal famalicense, que, recentemente, inaugurou oficialmente o trilho. “O percurso tem uma boa vista, tem muita vegetação autóctone e, num passeio por lá, descobrimos que

ainda existem lá esquilos. A maior parte do trilho é em zona montanhosa, o que ajuda a enriquecer a fauna e flora do local”, descreveu. O Trilho Ambiental do Castro da Bóca, que foi elaborado com o apoio técnico do Centro de Estudos e Actividades Ambientais e de outros departamentos da Câmara, implicou um investimento de cinco mil euros. Contou com o financiamento do PROFIT, na vertente da recuperação de espaços rurais. C .A.S.

Agência Espacial Europeia é cliente da têxtil Lima & Cª

Fábrica de Pousada veste astronautas europeus Os pólos, as t-shirts e a roupa interior usados pelos astronautas da Agência Espacial Europeia (AEE) são confeccionados por uma empresa têxtil de Pousada de Saramagos, a Lima & Cª. “Desde 2003 que fabricamos mais de uma dezena de modelos, de cores variadas, de pólos, t-shirts e calções para a Agência Espacial Europeia”, disse à Agência Lusa José Cortinhas, o administrador da empresa, acrescentando que “Anousheh Ansari, a iranoamericana que foi primeira astronauta turista a ir ao espaço, em 2006, foi vestida com roupa feita em Famalicão”. Além dos astronautas, também os técnicos da AEE usam vestuário produzido naquela têxtil de Pousada, o mesmo local onde é

também fabricada a roupa interior usada pelos astronautas quando estão na Estação Espacial Internacional. “As camisolas azuis com que normalmente vemos os astronautas dentro da estação espacial são totalmente feitas em Portugal, por funcionárias que cortam o tecido, costuram e bordam as peças”, frisa José Cortinhas. Com 200 funcionários e uma facturação, em 2008, de 7,5 milhões de euros, a Lima & Cª é uma “empresa familiar”. “A fábrica é gerida por uma família e é por isso que tem conseguido evitar a crise económica”, salientou o administrador. O negócio com a AEE surgiu depois da empresa famalicense ter criado uma ‘filial’ em Paris,

a Copa Compagnie Têxtil, que representa a Ethnic Blue e tem lojas abertas ao público na capital francesa. “Em Portugal ninguém nos conhece e no estrangeiro somos uma das empresas mais conceituadas no sector têxtil e do vestuário”, disse a mesma fonte. A fábrica de Pousada exporta quase 100% do que produz. “A França, o Líbano, a Dinamarca, a Holanda, a Inglaterra, a Irlanda, os Estados Unidos e Israel são os países que nos fazem mais encomendas”, referiu José Cortinhas, adiantando ainda que a polícia, os correios e o exército francês são os clientes mais recentes, não só na confecção de vestuário mas também na investigação e desenvolvimento de projectos.


freguesias

Assembleia de Freguesia de Joane vota contas de 2008 A Assembleia de Freguesia de Joane reúne, em sessão ordinária, no próximo dia 16 de Abril, pelas 21h30, nas novas instalações da Sede de Junta, sita na Rua Dr. Bernardino Marchado, nº 154, (antigo quartel da GNR). Trata-se da primeira assembleia ordinária deste ano, que terá como um dos principais pontos da ordem de trabalhos a discussão e votação das contas de gerência de 2008 da Junta de Freguesia, sendo também apreciado o inventário de todos os bens, direitos e obrigações patrimoniais da autarquia. Serão ainda votadas as alterações ao regulamento Bairro Social Francisco Simões, apresentadas pelas Junta de Freguesia, bem como o Relatório Final da Comissão.

pública: 8 de Abril de 2009 13

Promessas escutistas em Joane No passado domingo, dia 5, o agrupamento de escuteiros de Joane realizou as promessas escutistas aos novos elementos e aos que transitaram de secção. Em nota à imprensa, o agrupamento diz que “após meio século de história, está e quer continuar a deixar a sua marca… em cada escuteiro... em Joane... em cada escuteiro de Joane”. Por isso, afirma ter sido com grande emoção, alegria e satisfação que no Domingo de Ramos e Dia Mundial da Juventude, 38 jovens (14 Lobitos, 14 Exploradores, 7 Pioneiros e 3 Caminheiros) fizeram a sua promessa de Escuteiro. “A Promessa é a peça fundamental do Escutismo. Os jovens escuteiros são educados para a liberdade na responsabilidade e no compromisso. Por isso, a Promessa dá sentido ao Escutismo. Só se compro¬mete quem promete. Quem promete, cumpre. Caso contrário, não deve pro¬meter.” Foi esta a nota introdutória do cerimonial realizado, este ano, na igreja de Joane. pub.

II Semana da Juventude em Riba d’Ave A vila de Riba d’Ave vai acolher, de 14 a 18 de Abril, a II Semana da Juventude, organizada pela Junta de Freguesia de Riba d’Ave, apoiada numa equipa que envolve dirigentes associativos e estudantes. O programa arranca na terça-feira, dia 14 de Abril, pelas 10 horas, com a inauguração de uma exposição, subordinada ao tema “Cidadania e Participação dos Jovens nos actos eleitorais”. Patente no salão nobre da Junta de Riba d’Ave, a mostra será inaugurada pelo vereador da Juventude na Câmara de Famalicão, Jorge Paulo Oliveira. Segue-se, no dia 15, pelas 15 horas, no auditório da Didáxis de Riba d’Ave, um debate sobre “Futebol profissional: pressão sem limites”, que será moderado pelo locutor da Rádio Renascença Bernardino Barros e que contará com a presença de José Neto, antigo preparador físico do FC Porto, e do árbitro famalicense Cosme Machado. Até ao último dia desta II Semana da Juventude haverá ainda uma palestra sobre células estaminais, um workshop de suporte básico de vida, um espectáculo de stand up comedy e actividades desportivas.

Silva Marques reeleito na LIPAC Silva Marques foi reeleito na presidência da LIPAC – Liga de Profilaxia e Ajuda Comunitária, sedeada em Calendário. As eleições aconteceram numa reunião da Assembleia Geral realizada no passado dia 30 de Março. Assim, para o biénio 2009/2010 foram eleitos Manuel da Silva Marques para presidente da Direcção; também na vice-presidência continua Mário Passos, contando agora a instituição com outra vice-presidente, Isabel Oliveira; como tesoureiro foi eleito Fernando Silva e, como novidade, aparece um advogado, Henrique Braga, e cinco suplentes, todos eles responsáveis por pelouros diferenciados. Amândio Carvalho mantém-se presidência da Assembleia Geral e Manuel de Carvalho no Conselho Fiscal. A reunião de tomada de posse aconteceu na passada segunda-feira, na sede provisória da LIPAC, na Rua Dr. Nuno Simões, em Calendário.


14

publicidade

pública: 8 de Abril de 2009

Deolinda Silva

João Manuel de Carvalho

Agradecimento

Agradecimento

No passado dia 1 do mês de Abril faleceu a D. Deolinda da Silva, que residia na Freguesia de S. Martinho de Bougado. Suas filhas, genros, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

No passado dia 1 do mês de Abril faleceu o Sr. João Manuel de Carvalho, que residia na Freguesia de S. Tiago de Antas. Sua esposa, filho, filha e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

S. Martinho de Bougado, 8 de Abril de 2009

S. Tiago de Antas, 8 de Abril de 2009 Filhas: Maria Celeste da Silva Costa

Maria da Silva Costa

Maria Adelaide da Silva Costa

Maria Augusta da Silva Costa

Maria Celina da Silva Costa

Celeste Augusta Dias de Azevedo

Adelino de Azevedo Cruz

Agradecimento

Agradecimento

No passado dia 1 do mês de Abril faleceu a D. Celeste Augusta Dias Azevedo, que residia na Freguesia de Lousado. Seu filho, filha, nora, genro, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

No passado dia 3 do mês de Abril faleceu o Sr. Adelino de Azevedo Cruz, que residia na Freguesia de Ribeirão. Sua esposa, filhos, filhas, noras, genros, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e comunicar que a missa de 7º Dia será celebrada QuintaFeira, dia 9, pelas 19 horas na Igreja Paroquial da Freguesia de Ribeirão. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

Lousado, 8 de Abril de 2009 Ribeirão, 8 de Abril de 2009

Marido: Joaquim Francisco da Silva Oliveira Filha: Maria Mavilde Azevedo Oliveira Ferreira Genro: Modesto Ferreira Bernardo Neta: Irene Cristina Oliveira Ferreira

Filho: António de Azevedo Oliveira Nora: Maria Filomena da Silva S. Oliveira Netas: Irene Alexandra da Silva Oliveira Daniela Filomena da Silva Oliveira

Esposa: D. Maria José da Silva Pereira Filhos: Filomena da Glória Pereira Cruz Ana Maria Pereira Cruz Raúl José Pereira Cruz

Helena Emília Pereira Cruz Jorge Manuel Pereira Cruz Luís Miguel Pereira Cruz

D. Maria d a Pied ad e A raújo Vie ira A maral

D. Belmira More ira d a Silv a Freitas

Missa de 1º Aniversário de Falecimento

Agradecimento e Missa de 7º Dia

Seu marido, filhos, nora, netos e demais família, recordam com saudades D. Maria da Piedade Araújo Vieira Amaral e convidam todas as pessoas de suas relações e amizade a assistirem à missa do 1ª aniversário do seu falecimento que será celebrada Segunda-Feira dia 13 de Abril pelas 11h na Igreja Paroquial de Arnoso Santa Maria. Desde já agradece a todos quantos participarem neste piedoso acto religioso

A família, vem por este meio, muito sensibilzada e na impossibilidade de o fazer pessoalmente, agradecer a todos os que se associaram á sua dor e pelas provas de carinho e amizade que lhes foram endereçadas aquando do falecimento da sua ente querida. Aproveitam também para anunciar que será celebrada missa de 7º dia, sábado, dia 11, pelas 19.00 horas, na Igreja do Mosteiro de Landim. Antecipadamente ficam reconhecidamente gratos a todos quantos pela sua presença honrem esta cerimónia religiosa.

Arnoso Sta Maria, 8 de Abril de 2009

A Família

Landim, 8 de Abril de 2009 Funerária da Lagoa - Telefone: 252321594

A Família


publicidade

pública: 8 de Abril de 2009 15

Falecimentos

Joaquim da Silva e Sá

Ar l indo Ol ive ira , no dia 1 de Abril, com 66 anos, casado com Maria da Conceição Lopes Oliveira, da freguesia de Co u t o Ca mbe ses (Ba rc el os ).

Agradecimento No passado dia 5 do mês de Abril faleceu o Sr. Joaquim da Silva e Sá, que residia na Freguesia de Ribeirão. Sua esposa, filhos, filhas, noras, genros, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e comunicar que a missa de 7º Dia será celebrada QuintaFeira, dia 9, pelas 19 horas na Igreja Paroquial da Freguesia de Ribeirão. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Ribeirão, 8 de Abril de 2009 Esposa: D. Alice Dias da Costa Reis

Maria Alice Dias da Silva e Sá

Filhos: Jorge Augusto Dias da Silva e Sá

Joaquim Fernando Dias da Silva e Sá

Maria Helena Dias da Silva e Sá

D iama n tin o L ima R odr igu es, no dia 2 de Abril, com 47 anos, casado com Maria do Carmo Santos Oliveira, da freguesia de A r no s o S a n t a M a ri a . Jos é Ca rl os Bar ro s Fer na nde s, no dia 3 de Abril, com 47 anos, casado com Maria de Fátima Costa Dias Fernandes, da freguesia de Nin e. Agência Funerária Armando Cunha Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 252 961 428

E mídio Ma cha do dos Sa n tos, no dia 4 de Abril, com 84 anos, casado com Maria Joaquina Barbosa da Silva, da freguesia de Vil a Nova de Fa ma l ic ã o. Pa l mira da Pa z Fer na nde s, no dia 5 de Abril, solteira, da freguesia de Fe rr eir os ( A m a re s ) .

Fir min o de Sou sa Al meida , no dia 5 de Abril, com 81 anos, casado com Maria Armanda Oliveira da Silva, da freguesia de Ver mo im. Ce l est ino de Ar aú j o Ve l oso, no dia 5 de Abril, com 73 anos, casado com Maria Emília Gonçalves Machado, da freguesia de Vil a Nova de Fa ma lic ã o. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Joa q uim da Co sta G on da r, no dia 5 de Abril, com 81 anos, viúvo, da freguesia de Ca l e n dá ri o.

Celestino d e A raújo Vel oso ( 73 A n o s )

Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Missa de 7º Dia Sua esposa, filhos, netos e demais família vem por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveita também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada dia 11 de Abril pelas 21:00 horas na Igreja Matriz (Nova) V. N. de Famalicão. Desde já seu profundo reconhecimento a quantos se dignarem assistir a este piedoso acto. V. N. de Famalicão, 8 de Abril de 2009

A Família

Funerária Rodrigo Silva - Telefone: 252323176

Sua esposa, filhos, netos e demais família vem por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveita também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada dia 11 de Abril pelas 21:00 horas na Igreja Matriz (Nova) V. N. de Famalicão. Desde já seu profundo reconhecimento a quantos se dignarem assistir a este piedoso acto. V. N. de Famalicão, 8 de Abril de 2009

A Família

F i r m i n o d e S o u s a A l me i d a (8 1 A nos )

Missa de 7º Dia Sua esposa, filhas, genro, netos e demais família vem por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveita também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada dia 13 de Abril pelas 08:00 horas, outra pelas 19:00 na Igreja Paroquial de Vermoim, V. N. de Famalicão. Desde já seu profundo reconhecimento a quantos se dignarem assistir a este piedoso acto. Vermoim, 8 de Abril de 2009

A Família Funerária Rodrigo Silva - Telefone: 252323176

Jos é Car l os Ma rin h o de A ra új o, no dia 27 de Março, com 58 anos, casado com Maria Idalina da Silva e Sá, da freguesia Cabe ç ud os. D eol in da da Sil va, no dia 1 de Abril, com 90 anos, viúva de Manuel Luís Costa, da freguesia de S. Ma r t inh o de Bo uga do ( Trof a) .

Ce le ste Au gust a D ias de A zeve do, no dia 1 de Abril, com 93 anos, casada com Joaquim Francisco da Silva Oliveira, da freguesia de Lo usa do.

Missa de 7º Dia

Funerária Rodrigo Silva - Telefone: 252323176

Gasp a r Fer re ira da Cr uz Jún ior, no dia 21 de Março, com 76 anos, casado com Deolinda de Sá Cardoso Cruz, da freguesia de S. T iago da Cr u z.

Jo ão Man u el Ca r va l h o, no dia 1 de Abril, com 50 anos, casado com Maria da Glória da Rocha Lima Carvalho, da freguesia de S. T i ag o d e A n t a s .

E m í d i o M a ch a d o d o s S a n t o s ( 8 0 An o s)

Camilo José de Almeida, no dia 1 de Abril, com 85 anos, viúvo de Maria Rosa Sampaio, da freguesia de Avidos. Belmira Moreira da Silva Freitas, no dia 3 de Abril, com 90 anos, viúva de Francisco José da Silva, da freguesia de Landim. José Monteiro Soares, no dia 2 de Abril, com 36 anos, solteiro, da freguesia de Calendário. Joaquim Carvalho Tinoco, no dia 5 de Abril, com 87 anos, viúvo de Maria da Conceição Ferreira, da freguesia de Mouquim. Amadeu Simões da Silva, no dia 6 de Abril, com 49 anos, casado com Maria da Conceição Rocha de Sousa, da freguesia de Antas S. Tiago.

Vít or Ma nu el Ol ive ira Fa ria , no dia 5 de Abril, com 22 anos, solteiro, da freguesia de Vil a Nova de Fa ma lic ã o.

Maria Fernanda Dias da Silva e Sá

Felicidade Rosa Ribeiro, no dia 31 de Março, com 85 anos, viúva de Américo Ferreira de Carvalho, da freguesia de Palmeira (Santo Tirso).

Ade l ino de A zeve do Cru z , no dia 3 de Abril, com 79 anos, casado com Maria José da Silva Pereira, da freguesia de R ibeir ã o. Joa q u im da Sil va e S á, no dia 5 de Abril, com 78 anos, casado com Alice Dias da Costa Reis, da freguesia de Ribe irã o. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Pedro Miguel Leite da Silva, no dia 5 de Abril, com 26 anos, solteiro, da freguesia de Brufe. Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Amélia Sobral Dias, no dia 5 de Abril, com 87 anos, viúva de Francisco Augusto Dias, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Maria Amélia dos Santos, no dia 3 de Abril, com 83 anos, viúva de Adelino Ferreira Silva, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). António Joaquim Proença, no dia 25 de Março, com 65 anos, divorciado, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Irene de Oliveira Cruz, no dia 25 de Março, com 63 anos, casada com António da Silva Azevedo, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

David da Silva, no dia 24 de Março, com 83 anos, casado com Guilhermina Lopes Costa, da freguesia de Vilas das Aves (Santo Tirso). António Gonçalves, no dia 26 de Março, com 78 anos, casado com Rosa Monteiro Dias Machado, da freguesia de Riba d’Ave. Maria Alice Pereira Monteiro, no dia 26 de Março, com 82 anos, solteira, da freguesia de Riba d’Ave. José de Sousa Pereira, no dia 30 de Março, com 78 anos, casado com Virgínia Pereira Miranda, da freguesia de Oliveira Santa Maria. Maria Júlia de Morais, no dia 1 de Abril, com 84 anos, casada com António Pereira Monteiro, da freguesia de Riba d’Ave. Agência Funerária de Riba d’Ave Riba D’Ave – Tel.: 252 982 032

Maria Azevedo Pereira, no dia 30 de Março, com 71 anos, viúva de Joaquim Rodrigues, da freguesia de Pedome. António da Silva Simões, no dia 5 de Abril, com 71 anos, casado com Joaquina Dinis Machado, da freguesia de Oliveira Santa Maria. Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396


16

praça pública

pública: 8 de Abril de 2009

Chão Autárquico

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

Viera Pinto

Domingos Peixoto

A solidariedade, alívio da cruz A partir do jardim de “Getsamini”, ou do “Kepos”, assim lhe chama o Evangelista S. João, todos podem preparar a caminhada da Cruz, fazendo o seu caminho, sem pisar os pés uns dos outros. Porém, hoje, alguns fazem a opção de caminhar pela via do culto do ego, do seu poder, da ambição desmedida, cultivando ódios e invejas. Assim, alguns caminham, fazendo de carrascos de tantos outros, barrando o caminho de quem quer seguir no percurso dos valores éticos. Hoje, com a materialização de tanto e de tudo, constata-se uma preocupante procura das facilidades para se obter algo. Hoje, vivese a angústia de uma vida feliz: agora, aqui, já, e depressa. É o verbo do material, na espiral materialista do ter, do possuir, sem alma. Esta parte integral do ser humano. Para tal desiderato, vive-se a subversão dos valores. De facto, hoje, abundam os carrascos que tornam a cruz, de alguns, cada vez mais pesada, torturando uns e aleijando tantos outros. Hoje, há os carrascos dos poderes, empurrando os valores primeiros da conduta humana para a margem. Hoje, há os cronistas do reino, narrando a cartilha dos aconteceres medío-

cres, agora enaltecidos, que tentam amordaçar as consciências livres. Hoje, enfim, cada um vai transportando a sua Cruz que outros, cravando-lhes, vão dificultando o caminho. Mas, se Ela for transportada em solidariedade, em comunidade, com espírito colectivo, em associação, tendo em vista as nobres causas e os objectivos de solidariedade, do social, pertença do Homem, a Cruz será aliviada para cada um de nós na caminhada, desta Passagem da Páscoa que caminha na direcção do Mundo Novo, onde a solidariedade será o alívio da Cruz P.S. 1– Há dias, uma criança de cerca de 4 anos seguia, cabisbaixa, num murmúrio de choro infantil. No meio dela, seguiam os pais que diziam: “não temos emprego, não há mimos”. Volvida uma esquina, eis alguém, que oferece àquela criança…um pacote de amêndoas. Ah! que bom o espírito da Páscoa! P.S. 2- A todos os famalicenses, “Chão Autárquico” deseja uma boa Páscoa, em família e em solidariedade, mesmo sabendo que o doce da Festa não consegue iludir o azedo desta crise, que bate de porta em porta. Apesar de tudo, Aleluia, Aeluia.

Bom senso precisa-se 1. Aquando do debate na AM sobre o Parque da Cidade, versando o tipo de infra-estruturas, foi a maioria acusada de estar a destinar área em demasia para a construção habitacional. Retorquiu aquela que, para esse efeito, a área destinada pela edilidade socialista era maior, verberando assim a posição do PS, que acusou de hipócrita. Contra argumentou o PS que “aceitava uma barreira habitacional” nos limites do parque, refutando a afirmação da Coligação. Se mais não houvesse, mas há, muito mais, infelizmente, a divergência acima é mais que suficiente para se perceber a importância e a carência de um debate alargado, que culmine com a realização de um referendo à população famalicense, Atentemos nalguns aspectos. Uma zona verde ou uma zona habitacional podem, alguma vez, deixar de ter a “seu lado” outras componentes? Não! Há “parques naturais”, cuja essência e fama, como no anúncio, vêm de longe; porém também os há cuja existência se deve, em exclusivo, ao planeamento atempado, “roubando”, se não toda pelo menos uma grande parte da sua área à agricultura, ao desleixo, às lixeiras e, até, a áreas habitacionais. E, para

Voz Off Marco Sousa

Maré Alta Paulo Costa

“Breve e humilde resumo” Para que alguma utilidade resulte deste espaço, aqui fica um valioso e sistematizado apanhado das competências das juntas de freguesia, elaborado por camaradas meus do Bloco de Esquerda e que nos pode ajudar, passe a presunção, a sermos melhores eleitores (e até eleitos): - gestão, conservação e limpeza de balneários e afins; gestão e manutenção de parques infantis (e as criancinhas…); gestão, conservação e limpeza de cemitérios, chafarizes e fontanários; participação com materiais (de limpeza e de expediente) junto das escolas; conservação de abrigos de passageiros não concessionados a empresas; participação nos conselhos municipais de segurança; colaboração com os sistemas locais de protecção civil e de combate a incêndios; aprovação de projectos de loteamento urbano respeitantes a terrenos integrados no seu domínio patrimonial; participação no processo de elaboração dos planos de ordenamento do território (nomeadamente em sede de inquéritos públicos e consulta por parte dos interessados); pronunciar-se sobre projectos de construção e de ocu-

pação de via pública, quando solicitado pelo município; licenciamento de canídeos e apascentação de gado; emissão de vários atestados legalmente previstos; - e ainda, por delegação de competências do município, em matérias respeitantes a diversos investimentos, assegurando as câmaras municipais o respectivo financiamento e apoio técnico; na conservação e limpeza de valetas, bermas e caminhos; conservação e reparação de calcetamentos em ruas e passeios; gestão e manutenção de jardins e espaços ajardinados (e para quando umas comunitárias hortas?); colocação e manutenção da sinalização toponímica; gestão, conservação, reparação e limpeza de mercados retalhistas; gestão, conservação e reparação de equipamentos desportivos, sociais e culturais; conservação e reparação de escolas (creches, jardins-de-infância, ensino básico); gestão, conservação e reparação de centros de apoio à terceira idade; concessão de licenças de caça. Que não nos falte a vontade de participar… paulolitoral@gmail.com

esse efeito, as entidades “prestadoras e servidoras do interesse público” tiveram que acautelar com os legítimos proprietários a “aquisição” das respectivas propriedades. Ao contrário, se uma câmara deixa que terrenos situados numa potencial área de laser transitem para a posse de quem pretende o investimento ou a especulação imobiliária, claro que a sua afectação ao interesse público fica muito condicionada ou, pior, impedida, dada a exorbitância dos preços. Quantas vezes esta não prossecução do interesse público está intima e directamente ligada aos interesses individuais de quem deveria decidir… Então um parque, o da Devesa por maioria de razão, deve ser grande, morfologicamente desnivelado e relvado quanto possível, ter árvores – muitas e variadas (em harmoniosa convivência de folhas perenes e caducas), jardins, bancos, espaços para livres exercícios físicos, espaços infantis, ruelas – de preferência em matéria arenosa compactada, água, linha de água – de preferência despoluída e, quando muito, um pequeno edifício de “apoio”. Nunca deve ter habitações, hotel e outros que tais! Ah! E já agora, quanto à barreira habitacional, o que são o Citeve, o restaurante ao lado, a BP, o novo e enorme (!) núcleo habitacional da

Desporto, lazer e cultura em Famalicão (Parte 1)

É do conhecimento de todos, que o desporto, lazer e a cultura são fundamentais para a saúde das populações. Hoje pode-se afirmar que a população do concelho de Vila Nova de Famalicão se encontra muito bem servida de infra-estruturas e actividades desta natureza. Na cultura, a fantástica dinamização da Casa das Artes, passando pela Casa de Camilo, pelo Famafest, o novo pólo da casa de Riba de Ave (que está para breve), são algumas das apostas que tornaram o município num exemplo nacional, e que segundo a ministra da Cultura fazem de Famalicão “um concelho excepcional no investimento que faz na cultura". No desporto e Lazer, como grande apreciador, aprazme verificar, que nos últimos anos o concelho deu um enorme salto qualitativo e quantitativo. Nenhum habitante necessita de se deslocar mais de meia dúzia de quilómetros para encontrar espaços com excelentes condições para a prática desportiva (Joane, Oliveira St Mateus, Ribeirão, Antas, Vermoim, Famalicão, Requião, Vilarinho, Lagoa, Delães, etc...)...piscinas, pavilhões,

Das ideias e dos factos J. Silva Lopes

Quem ler, com alguma atenção, a comunicação social, constata que neste fim de Quaresma aparecem, repetitivamente, notícias sobre via sacras, ramos, semanas santas e compassos. Todas estas respeitáveis tradições são uniformes e repetitivas. Sobretudo, procissões de Quinta e Sexta-feira Santa merecem a pre-

Av. do Brasil, as Lameiras e o respectivo Pavilhão, a Central de Camionagem, as construções na antiga SILAC (alguém se lembra das suas frondosas árvores?) e sempre por aí adiante até em frente ao Mosteiro de Antas? O mesmo desde a Av. Do Brasil, por Vilar, até ao mesmo Mosteiro? Bom senso e debate, precisamse… 2 Temos obra p’ra Camilo! E Pavilhão também, do melhor que há, salvo um ou outro pormenores, segundo anunciou “um (re) candidato” ao conselho executivo! Aquando da aprovação do OE2009, a direita “sacrificou” o governo e o Nuno por causa do PIDDAC, no que a Famalicão dizia respeito. Serena mas confiadamente o PS e o Nuno anunciaram que o governo tinha mudado de paradigma quanto aos investimentos sectoriais e que o Concelho podia confiar. Era uma falácia e um atirar de areia para os olhos do povo, dizia Armindo Costa e a sua Coligação. Afinal era, mais uma vez, verdade! Pelo que a direita deve um pedido de desculpas ao Nuno, ao Sá que não a outro, retratandose perante os famalicenses. Ao mesmo tempo mais uns tantos postos de trabalho garantidos por cerca de 2 anos!

polidesportivos, são hoje uma realidade para qualquer cidadão do concelho! O mesmo acontece a nível do lazer! Assiste-se à reabilitação de alguns parques, verifica-se a criação de novos, que possibiltam espaços de tranquilidade e qualidade para a prática de caminhadas, jogging, bicicleta, etc... O bem-estar mora no município! É verdade que o investimento foi e continua a ser grande, e nos tempos que correm, cada euro gasto em investimento público tem de ser ainda mais minuciosamente pensado. Espaços que permitam a prática desportiva, sejam para competição ou lazer são fundamentais para a saúde física e psíquica das populações. O investimento hoje realizado terá retorno no médio-longo prazo, com ganhos em saúde das populações, e são por isso investimentos rentáveis em termos socio-económicos! Com tudo isto, venha daí a Cidade Desportiva de Famalicão, o pavilhão polidesportivo de Nine, o parque desportivo e de lazer de Oliveira S. Mateus...

Páscoa antiga e Páscoa nova

sença de grande multidão de assistentes. Mesmo a tradição da doçaria pascal ajuda a dar sabor às diversas liturgias. Estas e outras iniciativas anuais são de louvar, por exemplo os jovens de Landim e Bente e os escuteiros de Castelões. Vamos agora ao título deste

apontamento. A Páscoa histórica é sempre a mesma, embora com grande variedade de celebrações. Desejo a todos os leitores que vivam com entusiasmo interior todas as maravilhosas tradições pascais e prometo-lhes, no futuro, até 31 de Maio, em que termina a cinquentena pascal, recordar-lhes as raízes bíblicas da Páscoa.


praça pública

pública: 8 de Abril de 2009 17

Carta ao Director

Fisioterapia em doentes oncológicos Ao longo dos anos, a fisioterapia tem-se vindo a revelar de extrema importância na prevenção e tratamento de patologias nas diversas áreas da medicina. Uma delas, a oncológica, tem-se destacado consideravelmente. O doente oncológico pode agora beneficiar, significativamente, da intervenção da fisioterapia quer ao nível das suas capacidades, quer da sua qualidade de vida. Durante muito tempo, o doente oncológico não beneficiou de outro tipo de cuidados para além do tratamento directo da enfermidade cancerigena. Actualmente, tem à sua disposição um vasto leque de tratamentos paralelos, sendo a fisioterapia uma prática complementar de extrema importância. O trabalho realizado pelo fisioterapeuta centra-se, sobretudo, na melhoria das capacidades físicas e psicológicas do paciente, antes, durante e após os tratamentos. Ao nível da condição fisica o fisioterapeuta intervém na melhoria dos niveis de aptidão cardiovascular, flexibilidade e força. Este tipo de tratamento tem um efeito sobrevalorizado sobretudo nos pacientes que são submetidos a tratamentos de radioterapia e quimioterapia. Proporcionando o aumento dos níveis gerais de resistência do organismo às ”agressões“ externas permite ultrapassar de uma

forma mais fácil as fases extremamente desgastantes causadas pelos referidos tratamentos. Desta forma, é possivel reduzir os niveis de fadiga os estados de ansiedade e depressão, bem como melhorar parâmetros psicológicos como humor e vitalidade. Tudo isto facilitará a reintegração do doente oncológico na vida social, contribuindo para uma melhoria da sua qualidade de vida. São de salientar os casos em que há remoção de uma parte corporal ou intervenção ao nivel das articulações e membros, nestes casos revela-se de extrema importância a recuperação de movimentos e capacidades perdidas ou diminuídas, permitindo ao doente voltar, o mais breve possível, a desempenhar as actividades da vida diária, melhorar a mobilidade e independência, melhorar a postura corporal e prevenir o aparecimento de lesões colaterais. Um caso concreto e bem conhecido por todos é o cancro da mama, sobretudo quando existe intervenção cirúrgica. Um doente nesta situação terá dificuldades na realização de actividades quotidianas sobretudo com o membro superior afectado. A intervenção precoce da fisioterapia permitirá, com toda a certeza, ao paciente uma recuperação mais rápida e eficaz. Cada intervenção tem que ser planeada de

acordo com cada paciente, avaliando os níveis de tolerância à dor, a fase da doença em que este se encontra, bem como a sua predisposição para a realização de um programa de recuperação específico. A intervenção da fisioterapia não deve ser isolada, mas sim, feito o planeamento em conjunto com os diversos profissionais de saúde e com o próprio paciente de forma a potencializar a obtenção de melhores resultados. A exaustiva monitorização e motivação do paciente, bem como o apoio das pessoas que socialmente se relacionam directamente com ele são factores determinantes no processo de tratamento. A intervenção da fisioterapia deve então ser o mais precoce possivel, tendo como objectivo o regresso do doente oncológico tão breve quanto possivel às suas actividades da vida diária, diminuindo assim o tempo de recuperação e melhorando a sua qualidade de vida. Todos estes factores devem ser tidos em conta como uma forma de motivação quer para o doente quer para o fisioterapeuta. Desta forma, pode-se afirmar que a fisioterapia oncológica tem cada vez mais um papel preponderante, fundamental e oportuno. A na L ui sa F e r re i ra L e m o s C ar v a lh o , f is io t e ra p e u ta

D’Esguelha Gouveia Ferreira

Agnus Dei? Na quadra do Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo, alguns acontecimentos deixam-nos perplexos, suscitando interrogações, com respostas variáveis, segundo os ângulos de visão dos crentes. À tormenta da crise global, logo tinha que se juntar o desmoronamento da velha cidade medieval, Aquila, com centenas de mortos, milhares de feridos e um sem número de desalojados. Em contraponto, do outro lado da crença, o Presidente Obama, com a naturalidade que se lhe reconhece, aplanava, na Turquia, os vários espinhos implantados pelo seu antecessor entre os povos islâmicos. O desespero de uns e a esperança de outros vão alternando, sem critério decifrável, que permita inverter o curso dos acontecimentos, quando a mão do homem já se revela impotente. Misteriosamente, um investigador de Física Nuclear, Gioacchino Giuliani, tinha avisado as autoridades italianas da aproximação do sismo. Todavia, qual Galileu, foi sobranceiramente classificado de alarmista, por quem tinha as rédeas do poder, para minorar as consequências da catástrofe. Mistérios da mente humana, que a razão desconhece?! Boa Páscoa!

www.famatv.pt

Consultório Veterinário Paula Romão

Agruras da Primavera Esta bela e florida estação do ano, infelizmente, é também a época das cada vez mais frequentes, comuns e incomodativas… alergias!!! Com a diminuição das chuvas e a polinização na Primavera de muitas espécies de plantas, o nível de poeiras, pólenes e ácaros aumenta drasticamente no ambiente que nos rodeia. Espirros, conjuntivites, sinusites, são os sintomas que estamos habituados a observar nos nossos congéneres humanos. Com os cães e gatos, a incidência de problemas alérgicos nesta estação do ano é também muitíssimo mais elevada, mas os sintomas não têm origem no sistema respiratório, antes provocam sinais maioritariamente dermatológicos. Prurido (comichão) intenso na pele, perda de pêlo e lesões decorrentes do auto traumatismo por lambeduras ou arranhadelas, que causam feridas e pêlo manchado pela saliva são as consequências desta alteração cada vez mais frequente. Os problemas alérgicos são já um dos importantes motivos de consulta dos animais domésticos nas grandes cidades, provavelmente pelos mesmos factores que o são também nos seres humanos: a grande componente hereditária deste problema e o menor contacto com os alergenos, levam a uma menor exposição e resposta exuberante por parte do sistema imunitário. A alergia é um estado de hipersensibilidade, com respostas exageradas do organismo a substâncias normalmente inofensivas. As alergias mais frequentes nos animais de companhia são: -Alergia à Picada de Pulga (DAPP): é a alergia mais comum em cães e gatos. Os animais afectados têm uma sensibilidade muito aumen-

tada à saliva que a pulga injecta na pele quando pica e não é necessário existir uma grande infestação destes parasitas, sendo inclusivamente mais comum observarmos este problema em animais que têm pouco contacto com pulgas. Provoca um prurido intenso, com lesões localizadas especialmente no terço posterior no caso dos cães e na zona da cabeça nos gatos. Aparece mais nesta altura do ano porque a população dos parasitas também aumenta muito na Primavera e Verão. -Alergia Alimentar: alimentos tão comuns como a carne de vaca ou porco, cereais como o milho, trigo ou soja e mesmo conservantes ou corantes, sendo constituintes quase sempre constantes das dietas e rações para animais de companhia podem despoletar, aquando da sua ingestão, sinais digestivos ou dermatológicos (prurido) nos nossos animais. -Atopia ou Alergia por Inalação: provocada pela inalação de pólenes, pó, fungos, ácaros, etc. Em casos mais severos, levam o animal a coçarse desenfreadamente, provocando quadros de feridas e lesões generalizadas de extrema gravidade, incidindo com mais frequência nas áreas dos olhos, ouvidos, boca, axilas e virilhas. -Alergia de Contacto: menos frequente, devido ao contacto directo do corpo com as substancias ou materiais que causam alergias (ex. comedouro de plástico, determinados detergentes, etc.) Apesar de não existir cura para as alergias, existem já inúmeras soluções que permitem controlar eficazmente estes sintomas e devolver uma vida normal e confortável ao seu animal. Informe-se junto do seu Médico Veterinário! clivetsantiago@iol.pt


18

pública: 8 de Abril de 2009

publicidade EDITAL Juízos de Competência Cível de Vila Nova de Famalicão 5.º Juízo Cível | Processo n.º 4369/08.0TJVNF | Insolvência pessoa colectiva (Apresentação) Insolvente: INTERMAPA – Viagens e Turismo, Lda. | NIPC 503169854 | DR 2.ª Série N.º 29 11-Fev-2009 Administrador da Insolvência: Dr. Francisco Duarte

FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS ACÇÕES A INICIAR EM MARÇO/ABRIL FORMAÇÃO GRATUITA! • Informática de Gestão/Folha de Cálculo – 50 Horas • Gestão de Eventos – 50 Horas • Internet Navegação – 25 Horas • Gestão da Qualidade – Área Alimentar – 25 Horas • Língua Inglesa – Atendimento – 25 Horas • Plano de Marketing – 50 Horas FORMAÇÃO NÃO FINANCIADA • Espanhol Iniciação – 30Horas • Técnico Superior de Higiene e Segurança – 560 Horas HORÁRIO PÓS-LABORAL Informações/inscrições no Centro de Formação da ACIF Telf:252315095/252315095 e-mail – formacao@acif.pt SEMINÁRIO “NEGÓCIOS EM ESPANHA” A ACIF irá realizar no próximo dia 16 de Abril pelas 18 horas na sua sede (Rua Adriano Pinto Basto, nº 94 -1º) um Seminário sobre “ Negócios em Espanha”. Serão abordados os seguintes temas: • Apoios e Subvenções na Galiza • Como desenvolver uma actividade em Espanha • O Franchising em Espanha A ACIF convida todos os associados a participar neste Seminário. Inscrições: Telf:252 315409/252315095 E-mail – geral@acif.pt PROJECTO DINAMIZAR CANDIDATURAS ABERTAS! CONSULTORIA E FORMAÇÃO GRÁTIS PARA AS EMPRESAS!! Ainda se encontram abertas as candidaturas ao Programa Dinamizar!

Nos autos acima indicados são estabelecidas as condições abaixo indicadas referentes à liquidação do activo da massa insolvente: 1) Venda pelo melhor preço mediante a apresentação de propostas em sobrescrito fechado; 2) Os bens podem ser vistos na Rua Alves Roçadas 43 V N Famalicão, no dia 30 de Abril de 2009, no período compreendido entre as 11.00 horas e as 11.30 horas; 3) As propostas deverão chegar ao domicílio profissional do Sr. Dr. Francisco Duarte, Administrador da insolvência, sito na Rua Duques de Barcelos, n.º 6 – 2.º - Sala 3, Apartado 51, 4750-264 Barcelos até ao dia 15 de Maio de 2009, inclusive; 4) A abertura dos sobrescritos e a leitura das propostas serão efectuadas no dia 22 de Maio de 2009 pelas 12.00 horas, no escritório do Sr. Administrador da Insolvência, sito na Rua Duques de Barcelos, n.º 6, 2.º Andar, Sala 3, Barcelos, Tel. 253098161; 5) O sobrescrito deverá mencionar o nome, o endereço completo e o número da identificação fiscal do proponente, assim como a frase “CONTÉM PROPOSTA PARA O PROCESSO 4369/08.0TJVNF, INTERMAPA – Viagens e Turismo, Lda.” 6) A proposta deverá indicar o nome, o endereço completo e o número da identificação fiscal do proponente, a identificação do processo, bem como indicar claramente a que se propõe: totalidade, lotes, verbas e preços; 7) Os proponentes podem presenciar a abertura e a leitura das propostas; 8) Ao valor dos bens acrescerá o IVA à taxa legal aplicável; 9) Os bens serão vendidos no estado em que se encontram e tal como estão descritos no auto de apreensão; 10) Dá-se preferência a proposta para a compra da totalidade dos bens constantes dos autos, sendo que na falta desta, é dada preferência a proposta para lotes completos, e na falta de proposta para lotes completos, dar-se-á preferência a proposta para verbas completas; 11) O Administrador da Insolvência reserva-se a faculdade de não aceitar ou rejeitar quaisquer propostas que considere não se adequar aos interesses da massa insolvente; 12) Na existência de veículos automóveis, as despesas com a sua legalização, depois de adjudicados, são por conta do adjudicatário; 13) O proponente cuja proposta for aceite, será notificado para que no prazo máximo de quinze dias, a contar da data da notificação, pagar a totalidade do valor da adjudicação dos bens; 14) No mesmo lapso de tempo, depois de comprovada a boa cobrança do pagamento do preço, os bens serão entregues ao adjudicatário; 15) Nesse prazo deverão ser liquidados, pelo adjudicatário, os impostos que sejam devidos. Lote Único (Verbas n.ºs 1 a 11) Total: 450,00 € Barcelos, quinta-feira, 2 de Abril de 2009 Dr. Francisco Duarte (NIF 200 017 560) Administrador da Insolvência

Transportes de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

Quer vender AVON? Ligue: 965 700 486 917 329 684 PRECISA-SE PROFESSORES DE MATEMÁTICA, FISICO-QUIMICA, INGLÊS E HISTÓRIA DE PREFERÊNCIA COM ALGUMAS TARDES DISPONIVÉIS PARA CENTRO EXPLICAÇÕES CONTACTO: 916 647 952

Precisa-se Funcionário M/F Com experiência para café Snack-bar para tarde e noite

Contacto: 918 636 733

ALUGO Vivenda tipo T3 Arredores da cidade Contacto: 917 175 538

ALUGA-SE Vivenda T3 Com garagem, anexos e quintal em Vale S. Cosme

Contacto: 968 592 919

Publicação única, jornal Opinião Pública, 8 de Abril de 2009

Trata-se de um projecto promovido pela Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, tendo como objectivo elevar a capacidade competitiva das empresas do Comércio e Serviços. As acções a desenvolver envolvem a prestação gratuita às empresas de Consultoria e acções de Formação, conduzidas de forma personalizada e direccionadas para as necessidades específicas das empresas participantes. Para mais informações contacte os nossos serviços! Telf: 252 315409 Fax: 252 315478 e-mail: geral@acif.pt ASSEMBLEIA DE FREGUESIA DE JOANE (Município de V.N. de Famalicão)

CONVOCATÓRIA Assembleia de Freguesia a 16 Abril 2009 Nos termos da Lei 169/99 e nos termos das alterações introduzidas pela lei 5-A/2002 e de acordo com o Regimento da Assembleia de Freguesia, convoco os membros da mesma a reunir em sessão ordinária, no dia 16 de Abril de 2009, pelas 21:30 horas, na sede da Junta de Freguesia, sita na Rua Dr. Bernardino Machado, nº 154 (antigo quartel da GNR) com a seguinte Ordem de Trabalhos: A. PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA Tratamento de assuntos considerados de interesse geral para a autarquia e a Freguesia. B. ORDEM DO DIA Ponto um: Informações do Sr. Presidente de Junta; Ponto dois: Apreciação e votação do Relatório de Gestão e Conta de Gerência referente a 2008 e apreciação do Inventário; Ponto três: Apreciação e votação de alterações ao regulamento e do relatório final da Comissão Eventual de Estudo de Regulamento do Bairro Social Francisco Simões. C. PERÍODO DESTINADO AO PÚBLICO Vila de Joane, 27 de Março de 2009.

O Presidente da Assembleia de Freguesia, António Sérgio Cortinhas de Freitas, Dr.

Futebol Clube de Famalicão

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA CONVOCATÓRIA De acordo com o disposto no artº 39 Alíneas (a) e (c) dos Estatutos, CONVOCO UMA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA deste Clube, que terá lugar no Auditório da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V. N. Famalicão, pelas 21.30 horas do dia 08 de Maio de 2009, com a seguinte: ORDEM DE TRABALHOS PONTO Nº 1 - Informação da Comissão Administrativa aos sócios da situação actual do clube. PONTO Nº 2 - Eleição de Corpos Sociais OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Se à hora marcada (21.30 horas) não estiver presente o número de sócios exigido pelos Estatutos, a Assembleia Geral funcionará TRINTA MINUTOS DEPOIS, artº 42 parágrafo único com o número de sócios presentes. Informo os associados que só poderão participar nos trabalhos desta Assembleia, desde que tenham as quotas em dia. V. N. Famalicão, 01 de Abril de 2009 O Presidente da Assembleia Geral Dr. António José Santos Oliveira

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA BARRIMAU FUTEBOL CLUBE ESTÃO ABERTAS AS CAPTAÇÕES PARA AS ESCOLINHAS DE

FUTSAL DO BARRIMAU F.C. • Escolas e Iniciados • SEM IDADE LIMITE • NO DIA 11 DE ABRIL (SÁBADO), ÀS 10 HORAS CADA JOGADOR DEVE COMPARECER NO CAMPO FUTEBOL DO BARRIMAU F.C. COM O SEU PRÓPRIO EQUIPAMENTO.


cultura

Espectáculo no dia 25 de Abril

Rão Kyao homenageia Zeca Afonso na Casa das Artes A Casa das Artes de Famalicão apresenta, no próximo dia 25 de Abril, pelas 22 horas, um concerto de música de Rão Kyao, numa homenagem a Zeca Afonso e à Revolução de Abril de 1974. O espectáculo, onde Rão Kyao se fará acompanhar de vários instrumentistas, passa pela música tradicional, com temas originais e incursões ocasionais do folclore, e composições de Rão Kyao e de Zeca Afonso, com a influência evidente da música Oriental, que modelou tanto do estilo do músico como do solista. Através das suas flautas de Bambu, o músico brindará o público famalicense com uma homenagem à música tradicional portuguesa e a Zeca Afonso. Rão Kyao é, assim, um dos grandes destaques da programação do mês de Abril, mas não é o único. No dia 18, a cantora e compo-

pública: 8 de Abril de 2009 19

Exposição de Ruy Silva na Casa das Artes Os 20 anos de carreira de Ruy Silva podem ser revisitados numa exposição no foyer da Casa das Artes de Famalicão. Precisamente intitulada “20 anos de carreira”, a mostra vai estar patente até 2 de Maio. Ruy Silva nasceu em Viseu, em 1974, e tem formação base em Educação Visual e Tecnológica, com doutoramento em “Pintura Ponto de Referência, Imagem – Design” na Faculdade de Belas Artes da Universi-

dade de Salamanca. Ao desenvolvimento e pesquisa experimental próprios associa formação profissional inter-complementar em cursos de Fusing e em diversas áreas de especialidade: pintura, cerâmica e azulejo, pintura com englobes, vidrados, corda seca, raku. Exerce docência no Ensino Secundário e é professor formador em ateliê próprio. Actualmente, possui uma galeria privada onde hospeda os seus trabalhos.

ATC apresenta festival de teatro Rão Kyao estará acompanhado de vários instrumentistas

sitora cabo-verdiana Danae Estrela vem a Famalicão apresentar a originalidade e riqueza da sua música, depois de ter lançado o seu último trabalho em Março, intitulado “Cafuca”. O concerto está marcado para as 21h30, com a entrada a

custar sete euros. Entretanto, hoje, no dia 8, a partir das 21h30, há um concerto de Páscoa, inserido nas comemorações da Semana Santa de Famalicão. Num mês em que todos os géneros de música cabem na pro-

gramação da Casa das Artes, não podia faltar o estilo electrónico e alternativo, através dos britânicos Fujiya & Miyagi. A dupla, uma das grandes revelações do século XXI, actua no dia 24 de Abril, pelas 22 horas. O bilhete custa 10 euros.

O programa do Festival Internacional de Teatro 2009 da Associação Teatro Construção (ATC), de Joane, que se realiza entre 25 de Abril e 20 de Julho, é apresentado em conferência de imprensa amanhã, quinta-feira. Este ano, o festival celebra 25 anos e será dedicado ao poeta, dramaturgo e jornalista Manuel António Pina. Está garantida a presença de companhias de Espanha e do Brasil, assim como algumas das melhores portuguesas, tais como a Barraca, a Comuna, a Peripécia, entre outras. O Festival de Teatro da ATC nasceu em 1978 e todos os anos homenageia um escritor, actriz ou actor que de alguma forma estejam ligados ao evento. Neste âmbito, o escritor e dramaturgo Manuel António Pina, que já teve diversas peças encenadas pela ATC, é a grande figura do festival deste ano.

Dia 17, em Seide, com a presença do realizador e actores

Famalicão recebe antestreia de “Um Amor de Perdição” O Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel, acolhe no próximo dia 17, pelas 21h30, a antestreia nacional do filme "Um Amor de Perdição", uma adaptação livre de Mário Barroso a partir do famoso romance de Camilo Castelo Branco. A cerimónia contará com as presenças do realizador e também de alguns dos principais actores como Tomás Alves, uma das maiores revelações do cinema português, e Catarina Wallenstein, entre outros. O filme, que estreia nas salas de cinema de todo o país a 23 de Abril, é a quarta versão do eterno “Amor de Perdição” da autoria do grande romancista. “Um Amor de Perdição”, de Mário Barroso, é a história de um encontro entre Simão e Teresa, sob fundo de conflito entre duas famílias da burguesia portuguesa. Simão é

um adolescente quase criança, solitário, intransigente, narcisista, destrutivo e suicidário que atrai como uma aura fatal, uma luz negra, a maior parte das pessoas com quem se cruza. Mas Teresa existe, ou é apenas uma ideia, uma imagem, um reflexo? Teresa é uma aparição. Um pretexto para uma revolta amoral e violenta. De acordo com Mário Barroso, “ao adaptar o romance Amor de Perdição, de Camilo Castelo Branco ao cinema pretendi concentrar-me naquele que considero ser o real mote impulsionador da história: a obstinação, a história de oposição que leva à auto-destruição do herói e não tanto a história de amor proibido entre dois adolescentes”. E acrescenta: “'Um Amor de Perdição' é, essencialmente, Simão Botelho. O adolescente que não reconhece

autoridade nem moral porque vive fora dela, tem a sua própria ética que o vai levar até ao fim aniquilador, como se de algo inevitável se tratasse. Mais do que uma história de paixão, uma história de violência e rivalidade.” O filme foi produzido por Paulo Branco e conta com Tomás Alves, Patrícia Franco, Catarina Wallenstein, Ana Padrão e Willion Brandão nos principais papéis. O argumento adaptado é de Carlos Saboga e a música de Bernardo Sassetti. Em Março, o filme foi seleccionado para o Festival de Cinema Independente de Buenos Aires, integrando a selecção internacional do festival. Além disso, o filme integrou ainda a selecção oficial do Festival Internacional de Cine de Las Palmas de Gran Canaria, em Espanha. pub.

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 311 265 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Ed.S. Vicente - Picoto - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

S e r vi ç o

R e f o rç o

Vale do Ave

Ser viço

Q u ar t a, 8

Nogueira

Barbosa Marinho

Q u i n t a, 9

Valongo Ribeirão

Cameira Marinho

S e x t a, 1 0

Barbosa

Quarta, 8 Quinta, 9 Sexta, 10 Sábado, 11 Domingo, 12 Segunda, 13 Terça, 14

Riba D’Ave Faria Almeida e Sousa Riba D’Ave Bairro Almeida e Sousa Faria

S á ba d o , 1 1

Cameira

Do m i ngo , 1 2

Central

S e g u n d a, 1 3

Calendário

Gavião Martins Ventura

Terç a , 14

Nogueira Ribeirão

Central Martins Ventura

Serviço de disponibilidade

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


20

pĂşblica: 8 de Abril de 2009

publicidade


Opinião Pública - Edição 883 Capa Principal