Page 1

Ano 26 | Nº 1345 | De 15 a 21 de fevereiro de 2018 | Diretor: João Fernandes | www.opiniaopublica.pt

pub

pub

Assunto dividiu maioria e oposição na reunião da Câmara Municipal

Insolvência do Grupo Ricon motiva discussão acesa p. 8

Obra lançada a concurso, juntamente com a reabilitação do Cineteatro Narciso Ferreira

3,5 MILHÕES PARA DAR NOVA VIDA AO MERCADO MUNICIPAL As obras de reabilitação do Mercado Municipal de Famalicão e do Cineteatro Narciso Ferreira de Riba d’Ave já estão a concurso. Na quinta-feira da semana passada, a Câmara Municipal aprovou a abertura do procedimento concursal e deu também a conhecer, à imprensa, os projetos de arquitetura que vão dar uma nova vida àqueles equipamentos. A expectativa é ter a obra no terreno ainda este ano. No caso do mercado, o investimento será de 3,5 milhões de euros, enquanto a recuperação do cineteatro está avaliada em 2,9 milhões. p. 11

Carnaval trouxe multidão de foliões à cidade

AD Ninense faz Vieira cair da liderança

p. 9

FAC e Riba d’Ave apuram-se para os oitavos de final da Taça de Portugal Eduardo Sá sobe ao pódio nos Campeonatos de Portugal Rali de Famalicão chega a mais freguesias do concelho Nine

Protesto

Casa mortuária pronta dentro de poucos meses

Proprietários de sucatas indignados com nova lei

p. 4

p. 7 pub


02

CIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Padres burlados por casal famalicense

Autarquia disponibiliza cerca de 10 mil euros para vencedor

Famalicão abre candidaturas para o projeto “Programar em Rede”

É mais um capítulo no caso que envolve um casal e um funcionário público reformado de Famalicão que foram acusados pelo Ministério Público de burla qualificada e falsificação. O esquema de angariação de fundos, alegadamente para ajudar crianças doentes, permitiu angariar mais de 300 mil euros a cerca de 10 mil vítimas, entre as quais cinco padres da Região Norte do país, que foram igualmente enganados pelo casal. Recorde-se que o casal atuava em nome de várias entidades, que teriam supostamente o propósito de ajudar crianças doentes. Depois de um primeiro contacto via telefone, no qual o casal persuadia as pessoas a ajudarem, o outro membro do grupo dirigiase a casa das vítimas para recolher o donativo. O esquema acabaria por ser desmantelado em junho de 2017.

Aluna famalicense distingue-se a nível nacional Fundação Cupertino de Miranda venceu o prémio em 2016

“O futuro da Paz” foi o mote para o Concurso do Cartaz sobre a Paz que o Lions Clube de Famalicão patrocinou e que contou com a participação de três alunas da Escola E.B. 2,3 Júlio Brandão, sob a orientação do professor Jorge Brandão, docente da disciplina de Educação Visual e Tecnológica. O concurso promovido anualmente pelo Lions Internacional, que reúne trabalhos de cerca de 350 mil crianças a nível mundial, procura a participação de crianças da comunidade com idades compreendidas entre os 11 os 13 anos de idade, objetivando que, de forma criativa, expressem a sua visão sobre a Paz, iniciando a compreensão internacional e a partilha interpretativa através da expressão artística, pela pintura. A representação do tema, valor artístico e originalidade foram os três aspetos considerados pelo júri nacional que atribuiu à jovem famalicense Sara Mendes uma Menção Honrosa. Ana Afonso e Jéssica Sampaio foram as outras duas participantes no concurso, que receberam um Prémio de Reconhecimento pelo trabalho desenvolvido. Segundo nota enviada à imprensa, a sessão de entrega de prémios decorreu na Assembleia do Lions Clube de Famalicão, com a entrega de Diplomas, mais concretamente uma “pequena” lembrança do Clube e uma peça em prata a cada uma das alunas, na presença dos pais, professor orientador e da professora Ana Abreu, elemento da coordenação da ação entre o Lions e a Escola.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

ESTATUTO EDITORIAL:

disponível em www.opiniaopublica.pt

DIRETOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

A Câmara Municipal de Famalicão já abriu as inscrições para a iniciativa “Programar em Rede”, destinada a apoiar, com um montante até 10 mil euros, um projeto cultural que seja promovido em conjunto por várias associações e instituições do concelho. As candidaturas devem ser apresentadas por e-mail, para o endereço eletrónico cultura@vilanovadefamalicao.org, até 31 de julho de 2018. O objetivo é envolver os vários agentes culturais do concelho na concretização de um evento que se diferencie pela inovação e criatividade, pela capacidade de articulação de meios, pela mobilização e atração de público e pela descentralização da atividade cultural. O projeto vencedor

deve ser concretizado entre 1 de janeiro e 30 de julho de 2019. Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “o principal desafio é colocar as instituições a trabalharem em rede para apresentar um projeto vencedor, capaz de cativar os famalicenses e atrair turistas ao concelho”. Neste sentido, o projeto destina-se a entidades com atividade no domínio cultural, sedeadas em Famalicão. Caberá à divisão de Cultura e Turismo do município a verificação da conformidade das candidaturas. Já a avaliação e decisão do projeto vencedor será da responsabilidade do Conselho Municipal da Cultura (CMC). O CMC é constituído por mais de 50 entidades culturais do concelho. Criado em

2009, é um órgão de consulta da Câmara, cujo intuito é envolver os agentes culturais do município no planeamento e execução de uma política cultural abrangente e dinâmica. Entre as suas competências, destaque para a elaboração do programa anual de atividades culturais e artísticas, estabelecendo uma calendarização coordenada; estudo de novas formas de cooperação entre instituições; e discussão de linhas estratégicas para a cultura. A iniciativa “Programar em Rede” arrancou em 2016, com a Fundação Cupertino de Miranda a arrecadar o prémio, com o projeto cultural “Museus Ilustrados em Rede”. Em 2017, a vencedora foi “A Casa ao Lado”, com o projeto de arte urbana intitulado “Traço”.

Gerações em movimento com sessões de fisioterapia Desde o passado dia 7, que sessões de Fisioterapia começaram a ser realizadas no Clube Sénior da Associação Gerações. Trata-se de uma nova proposta e uma resposta social que pretende, segundo Mário Martins, presidente da Direção da Associação, dar melhores condições de movimento e de vida aos seniores de Famalicão. As sessões são dirigidas por Raquel Cunha, fisioterapeuta, e têm lugar todas as quartas-feiras, entre as 15 horas e as 17h30, e às quintas-feiras, de 15 em 15 dias, no mesmo horário, tendo a duração mínima de 30 minutos. Para as situações mais delicadas, esse período pode ser alargado.

GRAFISMO:

Carla Alexandra Soares e Pedro Silva.

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL António Jorge Pinto Couto

TÉCNICOS DE VENDAS:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Para além das sessões individuais, e uma vez por mês, o projeto contempla também sessões de grupo denominadas “classes de movimento”, com a duração aproximada de uma hora. Tanto as sessões individuais como as sessões coletivas carecem de inscrição prévia. O prémio da Fundação EDP para a inovação social que a Gerações venceu há dois anos deu o primeiro impulso para o desenvolvimento desta atividade, ao permitir a aquisição dos equipamentos e instrumentos necessários, para uma atuação concertada com os seniores de Famalicão que frequentam o Clube Sénior da Associação Gerações.

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 215 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia Barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Editave Multimédia, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1345

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

03


04

CIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Obra lançada a concurso, juntamente com a reabilitação do Cineteatro Narciso Ferreira

3,5 milhões para dar nova vida ao Mercado Municipal Cristina Azevedo mular o comércio de proximidade, a chamada cadeia curta, mas, por As obras de reabilitação do Mercado outro lado, também queremos que Municipal de Famalicão e do Cine- os consumidores sejam os grandes teatro Narciso Ferreira de Riba d’Ave beneficiados com esta intervenção, já estão a concurso. Na quinta-feira porque podem comprar produtos da semana passada, a Câmara Mu- frescos e de qualidade”, sublinha nicipal aprovou a abertura do proce- Paulo Cunha, acrescentando que dimento concursal e deu também a “será uma grande reformulação”. conhecer, à imprensa, os projetos O autarca deixa ainda a garantia de arquitetura que vão dar uma de que, enquanto decorrerem as nova vida àqueles equipamentos. obras, os comerciantes e os produNo que diz respeito ao mercado tores vão ser instalados num local da cidade, a obra está orçada em provisório próximo ao mercado, 3,5 milhões de euros e vai abranger onde poderão continuar a vender 8 mil metros quadrados. Todo o edi- os seus produtos. fício atual do mercado será reabiliRiba d’Ave vai tado e será também criada uma praça coberta e uma zona de convírecuperar o seu cineteatro vio e lazer que incluirá espaços de Em Riba d’Ave, será realizado restauração, e que implicará a cria- um investimento de 2.9 milhões de ção de uma nova entrada pela Praça euros para devolver àquela vila o CiMouzinho de Albuquerque. Haverá neteatro Narciso Ferreira, um equitambém espaços para todos os pamento cultural que data da atuais comerciantes, concretamente década de 1940, mas que atualde talho e de peixaria e de venda de mente está em ruínas. Em 1998 frutas, legumes e flores. Novidade chegou a ter lá uma discoteca, mas será a criação de uma loja do mer- 2001 encerrou definitivamente. cado, que pretende comercializar e Agora, “além de se recuperar promover produtos locais inovado- um património, pretende-se devolres. ver à comunidade ribadavense um O objetivo é que o Mercado Mu- equipamento muito importante, nicipal de Famalicão venha a ser que a vai ajudar a alicerçar projetos “um equipamento multigeracional, de vida dinâmicos”, salienta Paulo onde se podem rever todos quantos Cunha, que chama também a atenno passado o frequentaram, mas si- ção para o facto de este investimultaneamente que vá ao encontro mento surgir em contraciclo: das necessidades e aspirações das “Quando todos desinvestem em novas gerações”, afirma o presi- Riba d’Ave, nomeadamente o Godente da Câmara Municipal, Paulo verno quando descontinuou os conCunha. tratos que matinha com escolas Assim, espera-se um mercado locais ou a Caixa Geral de Depósitos mais funcional, com melhores con- e os CTT quando fecharam os seus dições de conforto e que apostará balcões, a Câmara de Famalicão inna qualidade dos produtos e dos veste”. processos. Por isso mesmo, serão A obra implica uma intervenção criadas duas equipas, uma especia- total no edifício, que vai manter a lizada na gestão do espaço e outra fachada, e ainda uma ampliação de veterinária. por forma a que o novo cineteatro “Por um lado, queremos esti- tenha uma sala de espetáculo mul-

Cineclube exibe “A Missão” O Cineclube de Joane exibe hoje, dia 15, às 21h45, no pequeno auditório da Casa das Artes, o filme “A Missão”, realizado por Walter Hill. Após uma missão bem-sucedida, Frank Kitchen, um perigoso assassino contratado, é capturado pela doutora Rachel Jane, que o submete a uma complexa cirurgia de mudança de sexo. A ideia é criar-lhe uma crise de identidade e causar-lhe o máximo sofrimento possível. Passado o tempo de recuperação, Frank volta a si num corpo de mulher. Em choque, acaba por perceber que foi alvo da vingança da irmã de um homem que matou. Daquele momento em diante, Frank investe todo o seu treino e fúria num único objetivo: encontrar todos os responsáveis pelo que lhe aconteceu e fazê-los pagar. Com Michelle Rodriguez, Tony Shalhoub, Anthony LaPaglia, Caitlin Gerard e Sigourney Weaver nos papéis principais, este é um “thriller” sobre vingança com a assinatura de Walter Hill, segundo um argumento seu e de Denis Hamill.

O Mercado Municipal vai ter uma nova entrada

Maquete do projeto de arquitetura no Cineteatro Narciso

tifuncional, com capacidade até 600 pessoas. Haverá ainda camarins, salas de ensaio e um café concerto. A expectativa da Câmara Municipal é que o processo concursal destas duas empreitadas esteja concluído dentro de seis meses.

Depois, será preciso aguardar pelo visto do tribunal e Contas, prevendo-se que as obras estejam no terreno ainda este ano. Refira-se que quer a reabilitação do Mercado Municipal, quer a do Cineteatro Narciso Ferreira foram objeto de candidatura aos fundos

comunitários do Portugal 2020, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Famalicão. veja em www.famatv.pt ou

Famalicão apoia iTechStyle Summit A Câmara Municipal de Famalicão volta a apoiar a conferência internacional do têxtil e vestuário, organizada pelo Citeve. O iTechStyle Summit está de regresso ao Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, nos dias 28 de fevereiro e 1 e 2 de março de 2018, depois do sucesso da primeira edição. A conferência mantém o objetivo de se consolidar como uma plataforma de debate e reflexão sobre o conhecimento científico e tecnológico atual, envolvendo os players da indústria, fornecedores de tecnologia, investigadores, cientistas e outros agentes ligados ao setor de todo o mundo. Nos três dias do iTechStyle Summit 2018 são esperados 58 oradores em 11 sessões sobre megatendências, novos materiais, novas fibras e estruturas, têxteis técnicos (mobilidade e desporto), sustentabilidade e economia circular, novas aplicações de materiais de base têxtil, têxteis inteligentes, digitalização e produção robotizada. Organizada pelo Citeve – Centro Tecnológico das

Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, sediado em Famalicão, a conferência conta com a colaboração da Associação Seletiva Moda, e tem a coordenação científica a cargo da Universidade do Minho, através do Centro de Ciência e Tecnologia Têxtil.


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

05


06

CIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Muita animação, cor e originalidade no Carnaval famalicense

As crianças abriram os festejos de carnavalescos em Famalicão, com o tradicio desfile infantil que animou as ruas da cidade na sexta-feira, dia 9. Mas foi a gran noite de Carnaval que, mais uma vez, atraiu milhares de foliões a Famalicão, numa v dadeira festa de rua espontânea e cheia de animação e originalidade. Também n faltou o concurso de mascarados que ditou os seguintes vencedores: Galinheiro (1º gar), Troll`s (2º lugar) e Mega Sanduíche (3º lugar).


e

onal nde vernão º lu-

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

CIDADE

07


8

CIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Crianças abrem em grande Carnaval de Famalicão

O desfile infantil, como acontece todos os anos, deu, na passada sexta-feira, o pontapé de saída para os festejos de Carnaval em Famalicão. O Carnaval arrancou com o desfile infantil pelas ruas da cidade, onde estiveram mais de 3 mil crianças, com idades entre os 3 e os 10 anos. O desfile percorreu as ruas Adriano Pinto Basto, seguindo pela Rua de Santo António, Praça 9 de Abril, Rua Júlio Araújo, Avenida 25 de Abril terminando no Parque 1º de Maio. Os mais pequenos, como é habitual, encarnaram os seus heróis, animais e personagens preferidos, mas muitos também alertaram para a importância da proteção do meio ambiente. Foi o caso da ecoescola de Arnoso Santa Eulália, que trouxe os seus alunos vestidos de mergulhadores “para salvar os oceanos”. Tal como explicou a professora Martinha, “os meninos gostam imenso destes temas e

levam-nos muito a sério”. Também como é habitual o presidente da Câmara de Famalicão marcou presença no desfile dos mais pequenos e sublinhou, precisamente, o ponto alto que as crianças protagonizam. “Queremos através deste corso de Carnaval registar a enorme adesão das crianças, bem como daqueles que estão a assistir”, referiu Paulo Cunha a quem agrada ver os mais pequenos “a viver o espírito carnavalesco”. “É importante que Famalicão, que tem já uma tradição em termos do Carnaval, também cultive um serviço educativo carnavalesco por forma a que as suas crianças e as suas atividades possam, ao longo do período que antecede o Carnaval, desenvolver um conjunto de atividades para proporcionar estes momentos”. veja em www.famatv.pt ou

Festa decorreu no Pavilhão Municipal e contou com um milhar de participantes

Animação reinou no Carnaval Sénior Cerca de um milhar de seniores famalicenses mostraram, na tarde da passada segunda-feira, que o Carnaval é para todas as idades. O Pavilhão Municipal encheu-se de alegria, convívio e boa disposição para mais uma edição do Carnaval Sénior, que serviu de aperitivo para a grande noite carnavalesca famalicense. Em grupo ou por iniciativa própria foram muitos os que se mascararam e desfilaram no concurso, que atribuiu ao traje “Miss Portugal” envergado por Maria Machado o prémio de “Melhor Fantasia”. Maria Machado, 60 anos, residente da cidade, inspirou-se na recente conquista da Seleção Nacional de Futsal para se vestir, dos pés à cabeça, com a bandeira de Portugal. “É uma homenagem aos jogadores, foi muito bom o que eles conquistaram e tenho muito orgulho do meu país”, referiu a participante, que desfilou ao som do Hino Nacional e foi muito aplaudida. Já o Centro Social de Landim arrecadou o prémio de “Melhor Grupo” e o Centro de Convívio de Famalicão o prémio de “Mais Folião. De resto, houve máscaras para todos os gostos e até a cantora Rosinha passou pela festa com o seu acordeão. “Adoro participar, o carnaval em Famalicão é espetacular”, referiu a participante que veio de Esmeriz. De Oliveira S. Mateus vieram Goreti Sousa e Rodrigues, que encarnaram as personagens da fa-

dista Amália Rodrigues e do seu guitarrista. Goreti participava pela primeira vez e estava “encantada”. “É uma festa muito bonita”, referiu. Presença assídua no Carnaval Sénior, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, não escondeu a sua satisfação por ver tanta alegria e vitalidade. “É uma

boa tradição que se mantém e é bom perceber que os nossos seniores se associam a esta iniciativa. É um sinal de vitalidade e de envolvimento da comunidade”, disse. veja em www.famatv.pt ou

Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes evidencia importância da nanotecnologia nas empresas do Norte

Citeve é palco de mostra de nanotecnologia do CeNTI O auditório do Citeve – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, em Famalicão, vai hoje acolher, a partir das 9 horas, a mostra do CeNTI – Centro de Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes, que pretende evidenciar a forma como a nanotecnologia está a transformar o tecido empresarial da região Norte. O CeNTI vai divulgar exemplos de empresas que já implementaram soluções de valor acrescentado, em parceria com entidades do sistema científico, e apresentar sistemas de financiamento nesta iniciativa, inserida no Dia Aberto que esta entidade vai realizar. No mesmo local juntar-se-ão empresas, investigadores, especialistas e entidades financiadoras para debaterem e analisarem

oportunidades de exploração de novas tecnologias, bem como os caminhos que podem ainda ser trilhados, no sentido de afirmar o Norte de Portugal como pioneiro

na disseminação e valorização dos recursos internos do tecido empresarial. As oportunidades de financiamento e os casos de sucesso de

empresas que, em parceria com o CeNTI, aliaram a nanotecnologia aos seus produtos são temas que serão abordados na sessão de hoje. É o caso da Têxteis Penedo SA, uma empresa com mais de 40 anos, que está pronta para produzir tecidos, nomeadamente cortinas com iluminação LED, como resultado de um projeto desenvolvido com o CeNTI. Outro exemplo a ser abordado é o da Simoldes Plásticos SA, uma empresa a chegar ao 40º aniversário, que está a usar a nanotecnologia em parceria com o Centro de Famalicão para inovar na indústria automóvel. O evento é promovido pelo CeNTI e pelo INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, no âmbito do Projeto Nanotech@PT, com o intuito de

afirmar o Norte de Portugal como pioneiro no uso da nanotecnologia. Este projeto alia um conjunto de entidades, empresas, especialistas, investigadores e instituições científicas com o pretexto de sensibilizar e apoiar as empresas para investir na nanotecnologia e acrescentar valor e inovação. Com uma ligação às empresas e à indústria, o CeNTI está vocacionado para o desenvolvimento de novos produtos e soluções, tendo por base a nanotecnologia. Resulta de uma parceria as universidades de Aveiro, Minho e Porto, e três entidades tecnológicas, nomeadamente o Citeve, o CTIC – Centro Tecnológico das Indústrias do Couro e o CEIIA – Centro para a Excelência e Inovação na Indústria Automóvel.


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

PSP detém mulher por tráfico de estupefacientes A PSP deteve, no passado dia 7 de fevereiro, na Avenida José Manuel Marques, em Famalicão, uma mulher de 48 anos de idade, quando a mesma procedia à venda de produto estupefaciente. A suspeita foi intersetada na posse de heroína suficiente para seis doses, que lhe foi posteriormente apreendida, bem como a quantia de 20 euros em dinheiro. Na sequência da detenção, foi efetuada uma busca domiciliária, tendo-lhe sido apreendida a quantia de 95 euros em dinheiro por suspeita de proveniência ilícita, e um telemóvel. A detida foi presente nos Serviços do Ministério Público, junto do Tribunal Judicial de Famalicão.

Arciprestado de Famalicão promove formação para zeladores O presente ano pastoral, dedicado à Esperança, foi acolhido pelo Arciprestado de Famalicão como uma oportunidade para desenvolver novas dinâmicas junto dos diferentes agentes de pastoral. Este ano, o Arciprestado promove um encontro de formação e informação para todas as zeladoras e zeladores que exercem este ministério nas suas comunidades paroquiais. Assim, este sábado, dia 17, na Igreja Matriz Antiga de Famalicão, pelas 10 horas, terá início este encontro destinado aos zeladores de todas as paróquias do Arciprestado, que tem uma duração prevista de uma a uma hora e meia. O Arciprestado desafia ainda todos os zeladores “a tomar parte desta iniciativa, como uma oportunidade para que cada um melhor se prepare para o exercício do seu ministério que, através do zelo cuidado e da expressão do belo e do estético, pode despertar Esperança no seio de cada comunidade paroquial”.

CIDADE

9

Iniciativa decorre nos dias 16 e 17 no auditório da Cespu

Encontro de Ciência Cândida Madureira regressa este fim de semana O auditório da Cespu, em Famalicão, recebe nos próximos dias 16 e 17 de fevereiro, sexta e sábado, o 3º Encontro de Ciência Cândida Madureira. A iniciativa, organizada pelo Centro de Formação de Associação de Escolas de Famalicão em parceria com a Câmara Municipal, destina-se, sobretudo, a professores dos diversos níveis de ensino e a alunos do ensino secundário, estando também aberta à restante comunidade. Promover o contacto com cientistas, atualizar conhecimentos, fomentar a apetência dos alunos pelo trabalho experimental e potencializar a interdisciplinaridade são alguns dos objetivos deste encontro. O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, afirma, em comunicado enviado à imprensa, que estes encontros são um bom exemplo de iniciativas com valor. “Ao colocar professores e alunos em contacto com as pesquisas científicas ou iniciativas relevantes da ciência, da tecnologia e da inovação, os promotores do evento estão a estimular o pensamento e o debate em áreas centrais ao desenvolvimento da humanidade”. Para o edil famalipub

cense, “é também gratificante para o concelho o enquadramento em que surge esta iniciativa ao nível das dinâmicas de formação contínua”. Inteligência artificial, cronobiologia, medicina interna, o cérebro e o stress são alguns dos temas que serão abordados pelos vários oradores convidados para os dois dias do evento. Recorde-se que Cândida Madureira (1951-2013) foi docente do en-

sino secundário entre 1975 e 2000 e diretora do Centro de Formação de Associação de Escolas de Famalicão entre 2001 e 2012. Foi ainda formadora acreditada pelo Conselho Científico e Pedagógico da Formação Contínua. A divulgação científica foi um dos seus objetivos, tendo para isso congregado cientistas, escolas e o Centro de Formação. Criou e organizou os Ciclos de Conferências Científicas de periodicidade anual. pub


10

FREGUESIAS

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

INO.BA é o nome do projeto que pretende “alavancar as exportações e dar sustentabilidade ao tecido produtivo”

AEBA promove ação de inovação para empresas da região A Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA), sedeada na Trofa, iniciou na passada quinta-feira, dia 8, uma ação coletiva na área da inovação, dirigida essencialmente para empresas, através da realização de diversas atividades. Nestas, inclui-se Um Prémio Inovação, a atribuir com a COTEC – Associação Empresarial para a Inovação. Estando o projeto INO.BA na sua fase inicial, será desenvolvido um ciclo de eventos nos próximos meses, nomeadamente seminários, workshops e programas de capacitação. Espera-se, portanto, o maior número de empresas presentes, para que se estimule a inovação, mas também a competição entre elas. Para já, constam deste projeto cerca de 120 empresas, sendo que o objetivo principal é melhorar as condições de uma empresa para melhor poderem desenvolver a sua atividade. José Manuel Fernandes, presidente da AEBA, acredita que, sendo as exportações um “vetor muito forte das empresas”, é preciso “alavancar essas exportações e dar sustentabilidade ao tecido produtivo e à inovação, quer de cultura, quer de processo e produto”. Tal facto é determinante “para a competitivi-

Maria João Mesquita

Maria João Mesquita

AEBA está a promover a inovação e a competitividade nas empresas através do projeto INO.BA

dade das empresas e a AEBA quer ter um contributo na visão estratégica das mesmas”, disse o responsável, acrescentando que, “com estas mudanças, as empresas são injetadas com novos valores, criam mais emprego e geram desafios mais ousados”. Já segundo Mafalda Cunha, o intuito da Associação é “desenvolver projetos que vão

ao encontro do vetor chave do desenvolvimento económico”, tendo a AEBA definido que, “em termos de ações coletivas, importam três eixos de trabalho: a internacionalização, o empreendedorismo e a inovação”. Portanto, as empresas têm que desenvolver estes três pontos “para poderem competir num mercado cada vez mais exigente”, decla-

rou a vice-presidente da AEBA, que crê que “é preciso transformar a invenção em inovação”. António Luís Ferreira, um dos organizadores do evento e consultor da Associação, afirmou que o projeto INO.BA vai “desenvolver um conjunto de atividades concretas”, para que as empresas “se desenvolvam, cresçam, se tornem mais eficientes e eficazes”. Neste sentido, “a AEBA percebeu que há aqui uma necessidade que as empresas têm de adquirir mais competências e capacidades para poderem inovar melhor e em parceria com outras entidades, mais concretamente com universidades e com centros tecnológicos”, frisou. Sérgio Humberto, presidente da Câmara Municipal da Trofa, por sua vez, destacou a importância destas ações para a região do Baixo Ave, designadamente “Famalicão, Trofa e Maia”. “Há aqui um corredor de exportação, especialmente porque estas empresas contribuem de forma significativa para o PIB (Produto Interno Bruto) em termos nacionais”, explicou, rematando que “é com muito agrado que [vê] este tipo de iniciativas a acontecer na região”. veja em www.famatv.pt ou

Depois da interpelação feita pelo deputado Jorge Paulo Oliveira

Empresários da região Norte reuniram-se em Famalicão

Proprietários de Escolas Profissionais sucatas indignados de Famalicão sem resposta do ministro com nova lei Os Operadores de Gestão de Resíduos (nome dado à atividade exercida pelos proprietários de sucatas) da região Norte reuniram-se num jantar em Famalicão, na passada sexta-feira, para protestar contra o novo sistema eletrónico de registo de guias de acompanhamento de resíduos: o eGar. Em causa está, dizem os empresários do setor, o impedimento dos particulares venderem os seus resíduos sem terem a guia registada no eGar, o que significa terem de estar coletados. Sérgio Soares, proprietário de uma sucata em Jesufrei e um dos organizadores do encontro, referiu ao OPINIÃO PÚBLICA que os particulares representam 80% dos resíduos que são entregues nas sucatas, pelo que a portaria que entrou em vigor no passado dia 1 de janeiro, a mantar-se, significará “o fim desta atividade”. “Nós não podemos aceitar os resíduos e não estejam acompanhados da e-Gar, e é claro, que as pessoas não se vão coletar só para levar o frigorífico velho à sucata”, atira. A Agência Portuguesa do Ambiente garante que a e-Gar, para além de poupar recursos, vai melhorar a rastreabilidade do lixo que produzi-

mos. Porém, os Operadores de Gestão de Resíduos falam ainda em “injustiça” e concorrência desleal”, já que as guias não são obrigatórias quando o cidadão entrega os resíduos num ecocentro. “Só para as sucatas é que é preciso fiscalização? As sucatas já fazem uma guia para destino final, já está tudo declarado. Não compreendemos, a não ser que queiram acabar com este negócio”, desabafa Sérgio Soares. Os operadores de resíduos exigem assim um regime de isenção nas mesmas condições que os municípios e as entidades gestoras de fluxos específicos, um dos temas tratados no encontro em Famalicão, que contou com a presença da presidente da Associação Portuguesa de Operadores de Gestão de Resíduos e Recicladores (APOGER), que já alertou o Governo para esta matéria, mas que continua sem resposta. Para esta quinta-feira, dia 15, estão marcadas manifestações em Lisboa e Porto. Aliás, o encontro em Famalicão serviu, precisamente, para preparar essa jornada de luta dos Operadores de Gestão de Resíduos. C.A.

Depois de ter colocado algumas questões ao ministro do Planeamento das Infraestruturas sobre os atrasos nos pagamentos devidos às escolas profissionais de Famalicão no âmbito do Programa Operacional Capital Humano (POCH), o deputado Jorge Oliveira vem agora dizer que, passados 30 dias, não obteve resposta. No dia 6 de dezembro do ano passado, o deputado social democrata, numa interpelação escrita dirigida ao ministro do Planeamento e das Infraestruturas questionou os atrasos nos pagamentos devidos às escolas profissionais de Famalicão no âmbito do POCH. De acordo com as regras parlamentares, o Governo tinha 30 dias para responder às questões formuladas. “Esse prazo não foi cumprido”, explicou o deputado famalicense em nota enviada à imprensa. “Ao exceder o prazo, o ministro do Planeamento e das Infraestruturas deveria ter informado o presidente da Assembleia da República, das razões pelas quais as respostas não foram dadas. Também, nada disso foi feito”. Recorde-se que Jorge Paulo Oliveira, denunciou que os atrasos nos pagamentos devidos às escolas profissionais de Famalicão, ultrapassavam os dois milhões e seiscentos mil euros, colocando aqueles estabelecimentos de ensino em estado de

“asfixia financeira”, circunstância que, por seu turno, “motivava incumprimentos contratuais com os seus trabalhadores, alunos e prestadores de serviços”. Segundo o deputado famalicense as verbas em atraso respeitam ao ano letivo de 2016/2017, mas também parte do ano letivo 2015/2016. A agravar aquele quadro, Jorge Paulo Oliveira alertava que os concursos financeiros para o ano letivo 2017/2018, deviam ter sido abertos em julho, mas ainda não o tinha sido, apesar de já se estar perto do final do ano. Perante aquele quadro o deputado social democrata, no inicio de dezembro, entre outras questões, solicitou ao governo que esclarecesse os motivos para os atrasos na transferência dos reembolsos, qual a previsão para que os mesmos acontecessem e quais as medidas adotadas para o tratamento mais célere e ajustado dos processos de análise e pagamento às Escolas Profissionais. Mais de dois meses depois, nenhuma dessas perguntas teve resposta, nem qualquer justificação para o atraso foi dado. Para Jorge Paulo Oliveira o “silêncio total do governo é totalmente inaceitável”. “Configura um desrespeito pela função fiscalizadora do Parlamento e revela desprezo pelo direito à informação dos famalicenses nas matérias que lhe dizem diretamente respeito”.


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Iniciativa vai ter lugar no próximo dia 21 de fevereiro

Município de Famalicão promove colóquio sobre a vida de Lino Lima

A plurifacetada personalidade de Lino Lima vai dar o mote para a realização de um colóquio sobre a vida deste distinto advogado famalicense que foi uma das principais figuras da Oposição Democrática à ditadura do Estado Novo. “Uma Vida pela Liberdade: Lino Lima (1917/2017)”, assim se chama a conferência que vai ter lugar no próximo dia 21 de fevereiro, quarta-feira, pelas 15h00, na sala da Assembleia Municipal de Famalicão, com as intervenções do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, do historiador e

coordenador das comemorações, Artur Sá da Costa, do historiador João Madeira, do escritor José Manuel Mendes, do advogado Salvador Coutinho e do membro da Comissão Política Nacional do Partido Comunista Português, Gonçalo Oliveira. Refira-se que a iniciativa encerra as comemorações do centenário do nascimento de Lino Lima, promovidas desde fevereiro do ano passado pela Câmara de Famalicão em associação com a Direção da Organização Regional de Braga do PCP.

Nascido no Porto, Lino Lima veio com os pais, ainda criança, para Famalicão, onde cresceu, viveu e trabalhou. Veio a tornar-se um dos advogados mais importantes do seu tempo, quer na comarca, quer na defesa dos presos políticos nos Tribunais Plenários. Apesar disso, teve uma intensa atividade política, inicialmente na clandestinidade e, no final da grande guerra na “luta legal”, ligando-se aos movimentos políticos criados ou apoiados pelo PCP. Tornou-se Líder da Oposição Democrática do Distrito de Braga, que nos anos 60 ousou autodenominar-se “Os Democratas de Braga”, granjeando notoriedade nacional ao lado de Victor Sá, Santos Simões, Humberto Soeiro e Eduardo Ribeiro. A autarquia famalicense atribuiu a Lino Lima, em 1996, a medalha de honra do município, e no mesmo ano o Presidente da República, Jorge Sampaio condecorouo com a Grã Cruz do Infante. Em 9 de Janeiro de 1999, a Assembleia da República aprovou por unanimidade um voto de pesar pela sua morte. Idêntica atitude tomou em 26 de fevereiro de 1999 a Assembleia Municipal de Famalicão.

Cerimónia reuniu cerca de 100 pessoas

José Miguel Silva tomou posse na JP de Famalicão

A nova equipa que vai liderar a JP de Famalicão

A Juventude Popular (JP) de Famalicão reuniu, no passado sábado, cerca de 100 pessoas, na tomada de posse da nova estrutura concelhia, liderada pelo jurista José Miguel Silva. A nova equipa reúne jovens de todo o concelho, com especial destaque para os vice-presidentes Francisco Pereira, Tiago Ferreira e Rui Simões, e para a secretária geral Maria Inês Gomes. A mesa do Plenário Concelhio é encabeçada pela anterior presidente da JP, Raquel Pinto, apoiada pela Sara

Oliveira como vice-presidente. Na cerimónia estiveram presentes antigos presidentes da estrutura concelhia, que contribuíram, nas palavras do atual presidente, "para o fortalecimento da relação entre a JP e o CDS". Sinónimo disso mesmo, foi a presença na cerimónia do presidente do CDS e vice-presidente da Câmara Municipal, Ricardo Mendes, bem como do vice-presidente da Distrital do CDS de Braga, Durval Tiago Ferreira. O presidente nacional da JP,

Francisco Rodrigues do Santos, também marcou presença e afirmou a Juventude Popular “como a única juventude partidária do centro direita, não tendo dúvidas que esta é “uma geração para Portugal e que esse será o mote para a JP de Famalicão”. Já a deputada centrista à Assembleia da República, Vânia Dias da Silva, desejou bom mandato a todos os eleitos e frisou que a JP “deve ser próxima das pessoas, dos cidadãos, tal como o CDS o tem feito”. A tomada de posse foi o culminar de um dia preenchido para estrutura recém-eleita, com visitas à Casa Museu Camilo Castelo Branco e ao Museu do Automóvel, inteirando-se, in loco, da realidade de cada um deste museus e da sua importância para a cultura e património. “Estas visitas simbolizam o pontapé de saída de muitas outras iniciativas de proximidade que a nova estrutura concelhia da JP irá desenvolver durante o seu mandato, em prol não apenas da juventude, mas acima de tudo da cidade e de todos os famalicenses”, referiu José Miguel Silva.

CIDADE

11

Na passagem do 50º aniversário de sacerdócio

D. Jorge Ortiga homenageado pelos Amigos de Famalicão

O encontro reuniu mais de meia centena de amigos do arcebispo de Braga

A Associação Amigos de Famalicão aproveitando a passagem do 50º aniversário de ordenação como sacerdote de D. Jorge Ortiga, levou a efeito, no sábado, em Braga, uma homenagem ao prelado famalicense, natural de Brufe. O encontro juntou mais de meia centena de participantes, entre os quais o eurodeputado Nuno Melo; o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha; o vice-presidente da Câmara de Braga, Firmino Marques: o cónego José Paulo Abreu e o monsenhor Joaquim Fernandes, entre outros amigos provenientes de todo o país. O presidente da Associação Amigos de Famalicão, Almeida Pinto referiu que, tal como há três décadas, aquando da entronização de D. Jorge como arcebispo primaz de Braga em que a associação entendeu exaltar a data com o descerrar de um busto em bronze em Famalicão, não podia deixar passar a efeméride do 50º aniversário de sacerdócio e resolveu, “de uma maneira singela mas cheia de autenticidade, homenagear e comemorar este aniversário”. O vice-presidente da Câmara de Braga agradeceu a D. Jorge o exemplo “que tem dado” e enfatizou que “os famalicenses devem estar orgulhosos de D. Jorge Ortiga”, para lembrar que “precisávamos de mais D. Jorges na política e na religião”. Já o presidente da Câmara de Famalicão falou de um homem “que não abdica da sua intervenção social de homem bem intencionado que sempre teve que se envolver na comunidade”. Paulo Cunha salientou ainda que é “um prazer falar de D. Jorge Ortiga e

não nos referirmos apenas ao passado, mas também ao presente e ao futuro que auguro que continue connosco no desempenho cívico na nossa comunidade com seu saber, mas acima de tudo com o seu saber-fazer”. Por seu turno, Nuno Melo reforçou que “D. Jorge Ortiga constitui um bom exemplo de um grande famalicense e de um homem bom”. Também o cónego José Paulo Abreu, deão do Cabido Primacial da Sé de Braga, exaltou as qualidades do homenageado referindo que “não é fácil gerir esta Igreja Pós-Conciliar de diálogo, compreensão e encontro e D. Jorge é um bom exemplo desse bom trabalho em prol do outro”. Depois de ouvir estas palavras elogiosas, D. Jorge Ortiga começou por agradecer toda a simpatia e amizade com que neste dia o mimaram, lembrando depois a importância dos três grandes eixos: Deus, Família e a Terra. E, sobre este último ponto, D. Jorge Ortiga salientou que quando “nos sentimos e identificamos com a terra onde se nasceu e viveu com certeza que temos o sentimento de dar alguma coisa à nossa terra”. O arcebispo primaz não se quis despedir dos presentes sem publicamente agradecer o esforço da Associação Amigos de Famalicão que, com a realização destes encontros, “vai cimentando esta amizade entre todos nós”. A iniciativa ficou ainda marcada pela entrega de uma medalha em ouro ao homenageado, pela mão do presidente dos Amigos de Famalicão, adquirida a expensas exclusivas dos membros desta associação.


12

FREGUESIAS

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Para este mandato, há ainda a intenção de construir um pavilhão multiusos

Calendário fiscal

Casa mortuária de Nine pronta em breve

20 fevereiro - IVA e RITI – [alínea a) do n.º 1 do Artigo 30.º do RITI] Entrega da Declaração Recapitulativa, pela Internet, pelos sujeitos passivos do regime normal mensal que tenham efetuado transmissões intracomunitárias de bens e/ou prestações de serviços noutros Estados Membros, no mês anterior, e para os sujeitos passivos do regime normal trimestral quando o total das transmissões intracomunitárias de bens a incluir na declaração tenha no trimestre em curso (ou em qualquer mês do trimestre) excedido o montante de € 50.000. 20 fevereiro - Artigos 29.º do CIVA e 23.º do RITI – Declaração recapitulativa Entrega da Declaração Recapitulativa por transmissão eletrónica de dados, pelos sujeitos passivos isentos ao abrigo do art.º 53.º que tenham efetuado prestações de serviços noutros Estados Membros, no mês anterior, quando tais operações sejam aí localizadas nos termos do art.º 6.º do CIVA. 20 fevereiro - IVA – Artigo 67.º, n.º 1, alínea b) Entrega da Declaração Modelo P2 ou da guia Modelo 1074, pelos retalhistas sujeitos ao regime de tributação previsto no art.º 60.º do CIVA, consoante haja ou não imposto a pagar, relativa ao 4.º trimestre do ano anterior. 20 fevereiro - Segurança Social Data limite para o pagamento da Taxa Social Única (TSU), da Segurança Social, através da correspondente guia, referentes ao mês anterior. 20 fevereiro - F.C.T. e F.G.C.T. – Fundos de Compensação do Trabalho Pagamento dos 0,925% e 0,075% (no total de 1%) da retribuição base e diuturnidades, relativos ao mês anterior, por cada trabalhador abrangido, admitido após 1 de Outubro de 2013. 20 fevereiro - IRS / IRC e Imposto do Selo Envio, via Internet, da declaração de retenções na fonte, e respetivo pagamento, efetuadas no mês anterior. 20 fevereiro - IVA – Decreto-Lei n.º 198/2012, de 24 de Agosto, artigo 3.º, n.º 2 Comunicação, pela Internet, dos elementos das faturas emitidas no mês anterior pelas pessoas singulares ou coletivas que tenham sede, estabelecimento estável ou domicílio fiscal em território português e aqui pratiquem operações sujeitas a IVA.

Lei dos Saldos, Promoções e Liquidações

A venda em saldos poder-se-á realizar em quaisquer períodos do ano desde que não ultrapassem, no seu conjunto, a duração de quatro meses por ano, ficando sujeita a uma declaração emitida pelo comerciante dirigida à Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), com uma antecedência mínima de 5 dias úteis, através do “Balcão do Empreendedor”, ou por qualquer outro meio legalmente admissível. Já a venda sob a forma de liquidação fica sujeita a uma declaração emitida pelo comerciante dirigida à ASAE, através do “Balcão do Empreendedor” ou qualquer outro meio legalmente admissível com uma antecedência mínima de 15 dias, relativamente ao período pretendido. Neste sentido, foram criados e disponibilizados no website da ASAE formulários para efeitos das devidas comunicações prévias, pese embora prevaleça a comunicação por e-mail ou carta.

Casa Mortuária começou a ser construída no ano passado

Sofia Abreu Silva Dentro de poucos meses, as obras da casa mortuária da freguesia de Nine estarão concluídas. Disso mesmo deu conta Paulo Oliveira, presidente da Junta de Nine, no programa da rádio DIGITAL FM, “Gentes da Terra”, no passado domingo. Naquele que é o seu segundo mandato à frente dos destinos da freguesia de Nine, o autarca, eleito pela coligação PSD-CDS/PP, revela que em breve esta infraestrutura, cuja construção arrancou no mandato anterior, estará ao serviço dos ninenses. “Era uma das grandes carências da freguesia que esperemos concluir a breve prazo”, afirmou o autarca, referindo que as verbas para a construção resultam de um protocolo com a Câmara Municipal, que abrange quase a totalidade da obra, orçada em 90 mil euros. Paulo Oliveira diz que a população tem utilizado a capela de S. José no cemitério, que

“não oferece as condições devidas”, bem como a própria igreja em que a utilização fica “condicionada pelas missas e até mesmo pelas festas”. Para este mandato de quatro anos há ainda o desígnio de construir um espaço fechado. “Temos a carência de um pavilhão multiusos ou um polivalente, que nos possa servir a nós e às associações, que felizmente são muitas. É um dos nossos objetivos para podermos organizar atividades sem que estejamos dependentes das condições climatéricas”, indica. Já no âmbito social, recordese que a Junta de Freguesia de Nine implementou nas suas instalações o projeto “60+”, uma iniciativa que disponibiliza serviços gerontológicos, como consultas, terapias, reforço psicológico, consultoria, entre outros. A iniciativa conta, atualmente, com 40 seniores e tem registado um feedback muito positivo. “A intenção da Junta é tirar as pessoas da solidão do

sofá e é com agrado que vimos os nossos idosos a frequentar este espaço gratuito, a usufruir de atividades, como ginástica, yoga, música, trabalhos manuais, dança, entre outros, com a presença de uma gerontóloga”, explica Paulo Oliveira. E no que respeita a medidas direcionadas para a infância, o autarca adianta que a autarquia ninense vai continuar a fomentar junto dos mais novos várias inicitivas, em colaboração com a Câmara, como a oferta do lanche às crianças que frequentam o 1º ciclo da freguesia. A somar a isso, no arranque de cada ano letivo, no sentido de ajudar as famílias, a Junta oferece um kit escolar aos alunos com o material necessário. De resto, ainda no programa “Gentes da Terra”, Paulo Oliveira revelou que na freguesia de Nine, a cobertura da rede de saneamento está acima dos 80%, enquanto a de água ascende aos 99%.

Igreja Nova de Antas acolheu concerto de música Decorreu no passado sábado, dia 11 de fevereiro, na igreja nova de S. Tiago de Antas, a terceira edição do evento “S. Tiago a Dar Música”. No piano esteve Sara Vilaça, no violino Jean-Philippe Passos e na voz a soprano esteve a Tânia Esteves. Na primeira parte a plateia pôde ouvir temas de música erudita e na segunda parte foram apresentados temas ligados a filmes famosos do cinema. A comissão organizadora do evento aproveita para agradecer a todos os que tornaram esta iniciativa possível.


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

FREGUESIAS

13

PS acusa Paulo Cunha de colaborar para o fim do grupo têxtil, presidente coloca os trabalhadores no centro das preocupações

Insolvência da Ricon gera acesa discussão na reunião da Câmara Cristina Azevedo feria a proposta do PS. Depois, em declarações aos A insolvência do grupo têxtil jornalistas, no final da reunião, o Ricon dominou os trabalhos da vereador socialista, Nuno Sá, reunião quinzenal da Câmara de sustentou que a autarquia “ao Famalicão, realizada na passada fazer um anúncio sensacionalista quinta-feira, dia 8. Quer a maio- e atabalhoado de que já existem ria PSD/CDS-PP que governa o 350 empregos para trabalhadomunicípio quer a oposição socia- res da Ricon, dá um sinal a potenlista apresentaram votos sobre o ciais investidores e de que tudo assunto, mas apenas o da maio- aquilo vai ser destruído, vai ser ria foi aprovado, sob protesto dos desmantelado”. vereadores do PS que acusaram Mais empregos e potenciais o presidente da Câmara, Paulo interessados na fábrica Cunha, de “colaborar para o fim Opinião bem diferente tem o do Grupo Ricon”. Na resposta, o edil referiu que “está a trabalhar presidente da Câmara, para em várias frentes” e adiantou quem a autarquia “tem trabaque há potenciais interessados lhado em várias frentes” por forma a minimizar os problemas nas instalações da empresa. Aliás, foi o conteúdo crítico que a insolvência da Ricon traz em relação à atuação da autar- para as pessoas que lá trabalhaquia neste processo que levou vam. “O foco da nossa atenção Paulo Cunha e os seus vereado- são as pessoas. Procuramos resres a votarem contra a proposta postas para a sua situação de dedo PS. No documento, os socia- semprego e elas surgiram”, listas defendiam que, ao invés de referiu Paulo Cunha, adiantando fazer “anúncios sensacionalistas que a bolsa de empregos tem de ofertas de emprego”, a Câ- vindo a crescer. “Neste momento mara Municipal deveria preocu- são já 400 os postos de trabalho par-se em encontrar um disponibilizados por cerca de investidor para o grupo têxtil de três dezenas de empresas famalicenses, mais de 70% deles ligaRibeirão. “Tudo parece indiciar que já dos ao setor têxtil”. Em declarações à imprensa, existia um plano fatalista para o fim e desmembramento do Grupo no final da reunião do executivo, Ricon, mas as soluções finais da o autarca sublinhou que o muniinsolvência podem ser diferentes cípio está a trabalhar também no e não há um caminho único para sentido de valorizar a unidade ina Ricon e seus trabalhadores”, re- dustrial que fechou e a sua capa-

Paulo Cunha adiantou que já apareceram investidores interessados nas instalações da empresa

cidade instalada, tendo adiantado que “já existem interessados numa eventual aquisição ou aluguer das instalações”. Não quis, no entanto, divulgar a identidade desses potenciais interessados na Ricon porque “não há ainda em concreto nenhum ato negocial em curso”. Quanto ao voto apresentado pela coligação e aprovado por unanimidade, a Câmara Municipal

manifesta solidariedade para com os trabalhadores da Ricon que viram os seus contratos de trabalho interrompidos na sequência do encerramento da empresa. Simultaneamente expressa também a gratidão e apreço às empresas famalicenses que “manifestaram de imediato e na sequência do anunciado despedimento coletivo”, disponibilidade para acolher parte desses trabalhadores.

Da proposta aprovada pela autarquia surge ainda uma recomendação ao Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social para a “urgência na cobertura deste processo com o objetivo de assegurar todos os direitos aos trabalhadores despedidos.” veja em www.famatv.pt ou

pub

Colisão entre três viaturas resulta em três feridos em Ribeirão Segundo informações recolhidas no local pelo jornal OPINIÃO PÚBLICA, um carro que seguia no sentido Trofa-Famalicão ter-se-á despistado, acabando por embater em dois automóveis que circulavam no sentido contrário. O acidente resultou de uma colisão, na avenida Portas do Minho, e duas das três vítimas tiveram de ser desencarceradas, como foi o caso da autarca de Vilarinho. Os feridos acabaram por ser transportados para o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA). No socorro das vítimas estiveram os Bombeiros Voluntários de Famalicão e a VMER de Famalicão. Um acidente entre três viaturas na ros, sendo um deles a presidente Já a Brigada de Trânsito da GNR de passada terça-feira, dia 13, em Ri- da Junta de Freguesia de Vilarinho Braga e militares da GNR de Famalicão registaram a ocorrência. beirão, provocou três feridos ligei- das Cambas, Judite Costa.

Dádiva de Sangue decorre em Ribeirão A Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove este domingo, dia 18, uma “Colheita de Sangue” na Junta de Freguesia de Ribeirão, com o apoio da Cruz Vermelha, Associação Adoptar e CNE desta localidade. Aberta à população em geral, a “colheita” realiza-se entre as 9h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue e do Transplantação.

SEGI - Engineering Consulting celebra protocolo com ACIG

No passado dia 25 de janeiro 2018, a Associação Comercial e Industrial de Guimarães (ACIG) celebrou um protocolo com a empresa famalicense SEGI- Engineering Consulting com condições especiais para os seus associados. Com este protocolo, os associados da ACIG já podem beneficiar de vantagens e descontos na contratação dos serviços da SEGI, nomeadamente na área da consultoria de gestão organizacional e industrial. A SEGI realizou nesse mesmo dia uma sessão de esclarecimento sobre o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), com uma adesão elevada por parte dos associados. A SEGI, sediada em Famalicão, direciona a sua atuação para o apoio às empresas, prestando um serviço de consultoria integrada de gestão a nível organizacional e industrial. A diferenciação da empresa no mercado prende-se essencialmente com uma atitude “parceira” do cliente e com a variedade de serviços oferecidos. A equipa da SEGI é composta por um grupo de consultores seniores com mais de 15 anos de experiência profissional nestas áreas de atuação.


14

FREGUESIAS

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

pub

Alunas da Forave concretizam projeto “Semear a Alegria” “Semear a Alegria” é um projeto que nasceu nas Oficinas de Inovação Social, inseridas no Plano de Ação do Projeto CLDS Famalicão 3G, desenvolvidas em parceria com a Associação Juvenil Yupi de Famalicão. A Escola Profissional Forave participa neste programa desde 2015, com as turmas do 1º ano do Curso de Gestão. O programa é desenvolvido com o objetivo de incentivar os jovens a desenvolverem projetos empreendedores pensando nos problemas sociais que os rodeiam. Depois de algumas sessões com atividades que potenciam a cooperação e trabalho em equipa, respeito pelo próximo, tolerância e solidariedade, a turma do 1º ano do curso de Gestão visitou a Instituição Mundos de Vida, com o intuito de identificar uma oportunidade para a criação de projetos sociais que a ajudem a concretizar a sua missão. Fruto dessa visita, as várias equipas da turma trabalharam projetos direcionados para as

crianças, jovens e idosos da instituição, sendo um deles o projeto “Semear a Alegria”, das alunas Daniela, Juliana, Francisca, Lara e Fábia, que contempla várias atividades para combater a solidão dos utentes idosos. A primeira atividade foi realizada no dia 3 de fevereiro, com a participação do cantor Joãozinho, que se disponibilizou a ani-

mar a tarde, de forma solidária. Durante algumas horas, a alegria foi o sentimento mais partilhado pelos utentes da instituição, pelos representantes da Câmara Municipal, Junta de Freguesia, Mundos de Vida, Forave, CLDS e Yupi. Para além da animação proporcionada pelo “Joãozinho”, no final foi servido um lanche a todos os presentes.

Formandos EFA de Joane presentes no GUIdance pub

Visando a contextualização da cultura-mundo, em que as indústrias culturais têm vindo a assumir um papel preponderante, fruto da globalização, e na procura de aprofundar e consolidar os conhecimentos adquiridos em contexto formativo, um grupo de formandos e professores dos cursos de Educação e Formação de Adultos

(EFA), de nível secundário, do Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado, de Joane, organizaram uma ida ao Festival Internacional de Dança Contemporânea – GUIdance, no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, no dia 8 de fevereiro, para assistirem à estreia nacional do espetáculo “Cementary”, pro-

porcionado pela companhia grega Aerites Dance Company, de Patricia Apergi. Segundo nota enviada à imprensa, os alunos constataram que esta coreógrafa grega continua a indagar sobre um tópico central na sua obra – o labirinto urbano – focando-se na cidade como lugar de caos, bem como a mensagem de que “nada é mais triste do que o desaparecimento de um sonho”. Para além desse enredo, tomaram ainda consciência de algumas problemáticas atuais, como o futuro das cidades, o problema da pobreza e dos semabrigo em Atenas nos últimos anos, o que provocou uma mudança radical nas ruas. No final, para além da experiência social de “irem assistir a um espetáculo de dança contemporânea”, todos reconheceram a necessidade de se promover outras iniciativas que lhes permitam alargar horizontes no âmbito das artes performativas.

Escola de Pedome acolhe exposição de trabalhos plásticos Está a decorrer no átrio da escola sede de Pedome uma mostra de trabalhos plásticos elaborados pelos alunos do 5º, 7º e 8º anos de escolaridade. A iniciativa, promovida pelos docentes de História e Geografia de Portugal, teve como objetivos a consolidação dos conhecimentos adquiridos ao longo das aulas; a estimulação do gosto pela investigação; e o desenvolvimento da criatividade e de formas de expressão não verbais. Segundo informações enviadas à imprensa, a exposição, subordinada ao tema “Da Pré-História aos Descobrimentos”, está a ser um sucesso, tendo os alunos apresentado vários trabalhos onde se denota a sua criatividade e originalidade. É de salientar, neste projeto, a disponibilidade manifestada pela coordenadora de línguas para o empréstimo de algumas peças referentes à época dos Descobrimentos, pertencentes ao seu pai, Arnaldo Carvalho.


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

FREGUESIAS

15

Foi tudo para o Galheiro em Fradelos

Mostra “Monolugares em Portugal - Passado e Presente” está patente até 14 de março

Fórmula 3 de Michael Schumacher em exposição no Museu Automóvel

Várias centenas de pessoas reuniram-se, na passada terça-feira à noite, na freguesia de Fradelos, para assistir à Queima dos Galheiros, nos lugares da Povoação e de Quinta e Sapugal, uma tradição ancestral que está ligada aos primórdios do Entrudo, aos rituais de purificação e à expulsão das forças malignas do inverno e do início do período renovador da Quaresma.

Ao longo do dia, a população saiu à rua amontoando os restos das sementeiras, os galhos velhos das árvores e o silvado, no topo colocaram um boneco a quem chamam de entrudo e já noite dentro pega-se fogo. Os galheiros voltaram a atingir metros de altura. A Queima do Galheiro assinalou, assim, o final das festividades carnavalescas e o início da Quaresma pascal.

António Diniz

Carnaval de Santa Eulália revelou-se um sucesso

Foi com este monolugar que Schumacher venceu o Grande Prémio de Macau de Fórmula 3 em 1990

Sofia Abreu Silva tórico, porque infelizmente o Schumacher não está nas melho“Monolugares em Portugal-Pas- res condições físicas e esta é uma sado e Presente” é o nome de maneira de o homenagearmos”, uma exposição única no país e considerou o presidente Mário que está até 14 de março no Matos Santos. Museu do Automóvel de FamaliO responsável máximo da cão, em Ribeirão, no Lago Dis- Fundação explicou que este carro count. esteve patente na Expo98 no paA mostra, inaugurada no pas- vilhão de Macau, porque um dos sado sábado, reúne cerca de atrativos deste país é o Grande duas dezenas de Fórmulas que Prémio, que decorre no Circuito ajudaram a escrever a história do da Guia, um grande evento de auautomobilismo. Entre eles está o tomobilismo e motociclismo. Reynard 903 – Volkswagen, que “Achamos que devíamos comprar Michael Schumacher conduziu à este automóvel para que ficasse vitória no Grande Prémio de a pertencer à Fundação para com Macau de Fórmula 3 de 1990. o Turismo promovermos este Para além deste, destaque ainda Grande Prémio”, afirmou. para vários Fórmula Ford, alguns Já Rosário Sottomayor, uma deles ainda em atividade, como o piloto de Fórmula Tuga, cujo carro Fórmula V, Fórmula Renault e o também se encontra em exibição, Fórmula BMW. considerou esta iniciativa “soNa inauguração, o diretor do berba”: “é a primeira vez que se Museu, Amadeo Melo e Silva, fa- faz uma exposição deste género e lava de uma iniciativa singular a acho isso fantástico, porque a nível nacional. “É a primeira no maior parte das pessoas não está país de monolugares, é uma ex- muito por dentro do que são Fórperiência nova que está a resul- mulas e qual foi a carreira destes tar, dado o interesse suscitado e em Portugal, mas também no espelas pessoas aqui presentes”, trangeiro…. Por isso acho esta referiu, explicando que, como o ideia fabulosa”. campeonato só começa em abril, Vincando que o Museu Autoos proprietários cederam para móvel de Famalicão tem muitas esta exposição os seus veículos. potencialidades para crescer, O monolugar com que Michael Leonel Rocha, vereador da CulSchumacher venceu o Grande tura, adianta que a Câmara MuniPrémio de Macau de Fórmula 3 de cipal está a trabalhar para que 1990 foi cedido pela Fundação este espaço museológico seja Casa de Macau. “Este carro é his- uma referência nacional, mas não

só. “Queremos transformar este museu no maior museu automóvel de Portugal e da Península Ibérica. Estamos em conversações com o Lago Discount para colocar o que já temos numa outra disposição, com mais relevo e dignidade, mas também para termos mais espaço para acolhermos mais coleções para tornar o museu ainda mais apetecível”, revelou o vereador, adiantando que poderá haver “em breve novos desenvolvimentos”. Recorde-se que o Museu do Automóvel de Famalicão, que integra desde 2017 a Associação Internacional de Museus de Transportes e Comunicações, guarda um valioso espólio de mais de uma centena de carros, retratando a evolução do design e da técnica automóvel ao longo do século XX. O alcance deste espaço museológico, que recebe em média 900 visitantes por mês, não se esgota nas coleções expostas, estendendo-se às áreas da formação e educação através da Escola de Restauro Automóvel e da Escola de Educação Rodoviária. A exposição “Monolugares em Portugal - Passado e Presente” pode ser visitada de terça a sábado, entre as 10 horas e as 12h30 e as 14h30 e as 17h30. veja em www.famatv.pt ou

Realizou-se no passado domingo, dia 11, o tradicional desfile de carnaval organizado pela Associação Desportiva e Cultural (ADC) de Arnoso Santa Eulália. O corso carnavalesco saiu à rua composto por sete grupos, seis carros alegóricos e cerca de 200 mascarados, que não temeram a chuva que os fustigou durante o percurso. De acordo com uma nota enviada à imprensa, os foliões muniramse de imaginação e toda a caracterização que tinham disponível, atendendo que o desfile não teve qualquer sugestão de tema, para encarnarem personagens alegres e divertidas que animaram com travessuras, músicas e coreografias os assistentes que aguardaram a passagem do corso pelas ruas da freguesia. Tal como planeado, o desfile terminou no salão polivalente da ADC, onde foi servido o lanche e decorreu o baile.

Agrupamento de Escolas de Pedome realiza desfile de Carnaval

Realizou-se na passada sexta-feira, dia 9, na sede do Agrupamento de Escolas de Pedome, mais uma edição do desfile de Carnaval. Este ano, participaram no evento as turmas do 1º, 2º e 3º ciclos, que desfilaram com trajes alusivos ao tema “Ambiente e Diversidade Cultural”. O desfile iniciou-se com um concurso de máscaras, onde cada turma deu o seu melhor para impressionar o júri. No 2º ciclo, a turma vencedora foi o 5ºD com o tema “A união”. No respeita ao 3º ciclo, saíram vitoriosos os alunos do 8ºC, que abordaram a temática “Olhares do Mundo”. Conforme nota enviada à imprensa, a Associação de Pais do Agrupamento vai oferecer prémios aos alunos do 1º ciclo, assim como à turma CEF de Operador de Jardinagem.


16

PUBLICIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Lousado - Vila Nova de Famalicão

AUGUSTA GONÇALVES DA SILVA FERREIRA 1º ANIVERSÁRIO DE SEU FALECIMENTO

No dia 17 do mês de fevereiro, faz 1 ano que faleceu a D. Augusta Gonçalves da Silva Ferreira, que residia na Freguesia de Lousado. Seu marido, Sr. José Ilídio Ferreira, filhos, nora, netos e demais família, vêm por este meio, recordando com a maior saudade a memória do seu ente querido, comunicar a todas as pessoas de suas relações e amizade que será celebrada, missa de 1º aniversário em sufrágio de sua alma, sábado, dia 17, pelas 18:00 horas na Igreja Paroquial da Freguesia de Lousado. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associarem à sua dor.

Falecimentos Carlos Manuel Oliveira Pinto, no dia 10 de fevereiro, com 49 anos, casado com Maria do Carmo Pereira Pinto, de Couto Cambeses (Barcelos).

Maria Isolina Pereira Talho Costa, no dia 7 de fevereiro, com 86 anos, viúva de Alberto da Costa Ferreira, de Vila Nova de Famalicão.

Maria da Conceição Silva Oliveira, no dia 10 de fevereiro, com 80 anos, casada com Abílio Ramos Costa, de Arnoso Santa Eulália.

Albino Quintas dos Santos, no dia 7 de fevereiro, com 79 anos, casado com Maria Luísa Carvalho da Silva Santos, de Vila Nova de Famalicão.

Maria de Araújo Martins, no dia 8 de fevereiro, com 86 anos, viúva de António da Silva Oliveira, de Arnoso Santa Maria.

Vítor Ricardo Fernandes de Azevedo, no dia 10 de fevereiro, com 33 anos, solteiro, de Gavião.

Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Fernando Sousa Ferreira, no dia 11 de fevereiro, com 62 anos, solteiro, de Delães.

Maria Alice Moreira Veloso, no dia 6 de fevereiro, com 88 anos, viúva de Augusto de Sá Costa e Silva, de Calendário.

Maria Coelho, no dia 8 de fevereiro, com 88 anos, viúva de Manuel Pereira Machado, de Rebordões (Santo Tirso).

Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Maria Amélia Ferreira de Sousa, no dia 12 de fevereiro, com 87 anos, viúva de Albino José Alves, de Sequeirô (Santo Tirso). Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Dolores Marques de Morais, no dia 9 fevereiro, com 95 anos, viúva de Armindo da Costa Martins, de Vale S. Cosme. Agência Funerária da Portela Portela – Tel.: 252 911 495

Belarmino Abreu Machado, no 8 de fevereiro, com 60 anos, solteiro, da Carreira. Gracinda da Conceição Ferreira Lima, no dia 9 de fevereiro, com 81 anos, viúva de João de Abreu Faria, de Riba D’Ave. José Bettencourt de Freitas Guimarães, no dia 10 de fevereiro, com 92 anos, viúvo de Margarida de Afonseca Freitas, de Creixomil (Guimarães). Manuel Joaquim Mendes Rodrigues, no dia 11 de fevereiro, com 69 anos, casado com Maria de Fátima de Sousa Costa, de S. Jorge de Selho (Guimarães). Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

José da Silva Nunes, no dia 8 de fevereiro, com 84 anos, viúvo de Maria da Glória Ribeiro Brandão, de Ruivães.

Camila Alves da Silva, no dia 3 de fevereiro, com 82 anos, viúva de Arménio da Costa Macedo, de Lousado. José Fernando da Silva Ferreira, no dia 3 de fevereiro, com 67 anos, casado com Maria Goreti Neves Cruz, de Ribeirão. Manuel da Silva e Costa, no dia 4 de fevereiro, com 79 anos, casado com Maria Odete de Sá Silva e Costa, de Ribeirão. Sérgio Manuel Lima Batista, no dia 5 de fevereiro, com 36 anos, casado com Mónica Alexandra Sá e Silva, de Ribeirão Avelino da Cunha Azevedo, no dia 8 de fevereiro, com 74 anos, viúvo de Alexandrina Ferreira de Sá, de Lousado. Lucinda Gomes da Cruz, no dia 8 de fevereiro, com 88 anos, viúva de Joaquim da Costa Fernandes, de Esmeriz.

Rosa Pinheiro da Rocha Rocha, no dia 8 de fevereiro, com 85 anos, solteira, de Ribeirão.

Manuel Joaquim Monteiro, no dia 9 de fevereiro, com 71 anos, casado com Maria Margarida Vieira de Aguiar, de Lousado.

Rosa Nogueira, no dia 9 de fevereiro, com 86 anos, viúva de Abílio de Oliveira Martins, de Landim.

Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Cândida Figueiredo de Freitas, no dia 9 de fevereiro, com 69 anos, viúva de Júlio Jesus da Silva, de Antas S. Tiago. Maria Georgina Sampaio da Silva, no dia 9 de fevereiro, com 82 anos, viúva de Amândio Ferreira Maia, de Cabeçudos. Maria de Lurdes Ribeiro dos Santos Monteiro, no dia 10 de fevereiro, com 64 anos, viúva de Flávio de Sá Monteiro, de Antas S. Tiago. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Inês Moreira de Mesquita, no dia 6 de fevereiro, com 96 anos, viúvo de Abílio Moreira da Silva, de Cavalões. Manuel António dos Santos Silva, no dia 9 de fevereiro, com 54 anos, divorciado, de Fradelos. Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Vale do Ave reuniu-se em Assembleia Geral

Pariva mobiliza-se para manifestação em Lisboa contra encerramento dos CTT Comemorando o 5º aniversário da sua fundação, em que não faltou o bolo e o champanhe, os associados da Pariva – Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Vale do Ave, reunidos em Assembleia Geral, realizada no passado dia 8, em Delães, aprovaram, por unanimidade, as contas e o relatório das atividades de 2017. No decurso da assembleia foi lida e aprovada uma saudação de solidariedade para com as trabalhadoras da Ricon, vítimas de despedimento por insolvência daquele grupo industrial têxtil. Já a propósito do anunciado encerramento de várias estações dos correios, entre as quais a de Riba d’Ave e que, designadamente, afetam os reformados e idosos, os sócios da Pariva vão empenhar-se na mobilização para a manifestação promovida pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações, que visa impedir a destruição dos CTT e do serviço público e universal de correios, bem como o despedimento de mais de 800 trabalhadores. O evento irá decorrer no próximo dia 23 de fevereiro, às 14h30, na Praça do Marquês do Pombal, em Lisboa, cujo trans-

FREGUESIAS

17

FNA de Avidos homenageia Zeca Afonso com iniciativa musical “Cantares do Andarilho” é a iniciativa musical concebida por Ivo Machado que pretende prestar homenagem a um dos maiores cantautores da história da música ligeira portuguesa, Zeca Afonso. Assim, o certame engloba canções selecionadas do legado do cantor e realiza-se este sábado, dia 17, às 21 horas, no Auditório António Gomes, em Avidos. A apresentação será num formato intimista, revezandose entre voz e guitarra e voz e piano. Para se estabelecer uma

ponte entre as canções haverá, a propósito, poemas ditos. Com a conceção e voz de Ivo Machado, com Carlos Carneiro na guitarra clássica, com António Sousa na declamação e acompanhamento ao piano de Rui Mesquita, o evento é organizado pelo núcleo nº 15 da Fraternidade Nuno Álvares (FNA) de Avidos. Tendo como convidados especiais os Gaiteiros da Ponte Velha e Maria Gil, a entrada para o espetáculo tem o custo de dois euros.

pub

Pastelaria Doce da Bá celebra 10º aniversário no domingo porte sairá pelas 8 horas, junto do Sindicato de Delães. Entretanto, aproveitando a oferta de um computador que lhe foi efetuada pela Câmara de Famalicão, os sócios da Pariva recolheram entre si, nesta reunião, o montante de 118 euros para adquirirem uma impressora, bem como para fazerem face aos custos iniciais de ligação à internet e respetiva utilização, com telefone e televisão incluídos. Entre as atividades desen-

volvidas no ano transato destacam-se a participação nas comemorações do Dia Internacional da Mulher, do 25 de Abril, do 1º de Maio, Dia do Idoso, bem como a realização do Passeio Anual, do piquenique em Bente, do magusto em novembro e do almoço de Natal em dezembro, iniciativas que se realizam novamente este ano, a par de outras, encontrando-se já agendada a eleição dos novos corpos sociais para o dia 8 do próximo mês.

Desfile de Carnaval em Bairro Na manhã da passada sexta-feira, dia 9, decorreu o tradicional desfile de Carnaval pelas ruas da freguesia de Bairro, envolvendo todos os elementos da comunidade escolar do Jardim de Infância e da Escola do 1º Ciclo, bem como do Centro Social de Bairro. O desfile decorreu de forma entusiástica e proporcionou momentos divertidos e de convívio, juntando-se à alegria e folia dos participantes o contentamento das muitas pessoas que assistiram ao desfile.

EB Oliveira Santa Maria recebeu bispo D. Francisco Senra A Escola Básica (EB) de Oliveira Santa Maria acolheu, na passada quinta-feira, dia 8 de fevereiro, o bispo D. Francisco Senra, que se fez acompanhar pelo padre Carlos Cadeias. Segundo nota enviada à imprensa, esta visita marcou e sensibilizou toda a comunidade escolar, mais concretamente pela aproximação humana e carinhosa como se dirigiu às crianças, numa mensagem “simples, importante e emotiva”.

Uma coisa é certa. Desde que abriu portas, há 10 anos, que os clientes da Pastelaria Doce da Bá encontram toda a variedade de pão e pastelaria variada, para além de um excelente serviço de snack-bar. Mas não nos podemos esquecer das especialidades da casa, que são as Isabelinhas, mas também o bolo de chocolate e profliteroles e ainda o bolo ferrero. Na Pastelaria Doce da Bá encontra excelentes profissionais, que podem elaborar para si o seu bolo artístico e personalizado 3d para comemorar uma data especial. Para assinalar o seu 10º aniversário, a Pastelaria Doce da Bá oferece, no próximo domingo, dia 18 de fevereiro, bolo e champanhe para todos. Pastelaria Doce da Bá, na Rua Santa Maria de Viatodos, em Viatodos. Faça a sua encomenda pelo 252 967 278 ou 911 197 339. Pastelaria Doce da Bá: um mundo de coisas boas à sua espera.


18

PUBLICIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018 A Associação de Pais de Oliveira Santa Maria irá organizar a 2ª edição da "Francesinha n@ Escola" no próximo sábado, dia 17 de Fevereiro, na EB/JI de Oliveira Santa Maria. Terá também um espaço reservado para todos os que queiram mostrar os seus disfarces carnavalescos enquanto degustam a famosa francesinha que tanto sucesso teve no ano transato. Contamos com a vossa presença."

EMPRESA DE COMÉRCIO E SERVIÇOS Admite: Promotores/Gestores de Clientes (m/f) – 20 Vagas Ganhos médios 800€/1000€ mês

Famalicão / Braga / Trofa Guimarães / Stº Tirso / Fafe Contacto:252314145/912192387

RECRUTAMENTO

ENCARREGADO/TROLHA/PEDREIRO Construção Civil

PREDIAVE CONSTRUÇÕES LDA Vila Nova de Famalicão/Trofa

Contactos: 914782670 ou prediave@gmail.com

RECRUTAMENTO SERRALHEIRO(S)/AJUDANTE(S) V. N. FAMALICÃO/TROFA

PRECISA-SE Servente ou aprendiz de trolha ENTRADA IMEDIATA BOM ORDENADO

Contacto: 938 365 283

- Aplicação de Revestimentos Metálicos e Painel “Sandwich”; - Fabrico e Montagem de Estruturas Metálicas; - Serralharia Diversa.

ADMITE-SE

COZINHEIRA/O COM EXPERIÊNCIA Contacto:968 635 328

PRECISA-SE DE MOTORISTA COM EXPERIÊNCIA PARA SERVIÇO INTERNACIONAL Contacto: 962 334 285

Contacto: 913686655

PASSA-SE

PAPELARIA -TABACARIA-QUIOSQUE EM DELÃES

BEM LOCALIZADO – BOA FATURAÇÃO CONTATO: 962 960 156

PRECISA-SE

EMPREGADO/A DE MESA Contacto:252 323 400


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

D’Esguelha

Domingos Peixoto

Embora mais ameno, o clima em torno da Autoeuropa de vez em quando aquece. Por regra a direita vem à liça, à falta de melhor, anunciar que os trabalhadores estão a por em risco o projeto em Portugal. Em seguida, nos programas de debates, as televisões retomam o tema. A última etapa foi liderada por Cristas e Melo, nas jornadas parlamentares do CDS. Como nunca estiveram envolvidos em processos de produção industrial, não têm experiência nem as dores dos turnos rotativos, fixos ou laboração contínua, muito menos do ritmo de trabalho em série. Vai daí acusam os trabalhadores e os seus representantes, aqueles de não terem sensibilidade para as necessidades e interesses da economia portuguesa, estes partidarizando os organismos representativos dos trabalhadores, dizem, ao contrário do que defendem que é o sentimento dos empresários. Para tal posicionamento de políticos e dirigentes basta que os amos digam o quê, que os trabalhadores têm que estar disponíveis. Sem mais... Ora, é da história que as conquistas dos direitos da mão de obra aos patrões levaram muitas dezenas de anos e custaram milhares de vidas, muito sangue, suor e lágrimas derramadas, pobreza e miséria, e não vai há muitos anos – já depois do 25 de Abril! –, discutíamos as semanas inglesa e americana, percebe-se por que os trabalhadores não querem retornar a essa vida. Assim, na democracia – desde há quatro dezenas de anos, apesar de alguns momentos históricos na monarquia e nas ditaduras –, as partes organizam-se e os seus representantes negoceiam os termos contratuais, salvo os contumazes “ataques” a essas regras perpetrados pelo poder conivente com a direita reacionária! Tendo presente que a empresa é uma entidade dotada de personalidade jurídica que compreende o capital, os meios materiais e os humanos percebe-se, que para atingir os seus fins, esteja dotada de regras definidoras dos deveres e direitos das partes. Aqui chegados importa referir que os representantes dos patrões, com os seus apaniguados, costumam afirmar que investem as suas “fortunas” pelo que é legítimo esperar tirar os lucros correspondentes. Sim, estou de acordo, aliás também está definido nas regras. Porém, atentemos. Quantas empresas conhecemos que tenham começado grandes e que os seus patrões lá tenham “metido o seu dinheiro”? Dirão uns: todas! Dirão outros: poucas! Nem tanto ao mar, nem tanto à terra… Do passado não temos memória. Das que chegaram até nós já pode rezar a história. E há de tudo um pouco. Pelo menos as que se mantiveram nas mãos de familiares é (será?) justo admitir que tenham começado com os seus haveres. Mas, do que hoje está à vista de todos, até em linha com o paradigma dito dos países desenvolvidos, não só os patrões (ou os acionistas) não “meteram lá a sua fortuna” como, pelo contrário, a fizeram à custa da empresa. Precisemos. Os investimentos, os grandes investimentos são feitos com verbas comunitárias, estatais ou da banca caucionados pelas próprias empresas – recorde-se: capital, meios de produção e humanos –, e pelos projetos aprovados, durante um certo período de tempo, normalmente com uma grande dose de sacrifício e correspondência dos trabalhadores (veja-se Autoeuropa, Continental, Bosch e um sem número de têxteis, entre outras). Quando não atingem objetivos, confiram-se inúmeros exemplos recentes e mesmo ao pé da porta, quem paga são os trabalhadores, o estado e a banca. Quando tudo corre bem, para além da melhoria da economia, afirme-se, quem lucra (fortunas?) são os patrões ou acionistas. Uma palavra para os representantes dos trabalhadores. Se estes não derem a cara, se não estiverem na primeira linha, ai dos seus representados… Não pensemos que o capital dá alguma coisa sem levar muito em troca. E não tenhamos dúvidas, uma das suas principais ações na empresa é dividir para reinar, e há muita gente interessada nessa divisão. Os trabalhadores, com todas as suas sensibilidades, sabem discernir quem está a seu lado!

Aquele frenesim das meninas a matar pulgas com as pontas dos pés passou a chamar-se Carnaval. O Povão assistiu com um ar muito mais trombudo aos desfiles dos vários fios dentais, do que o que se vê nos semblantes das procissões das paróquias. O encanto processional é muito mais natural e bem disposto, onde se incluem, habitualmente, as autoridades locais. Tirando os bonecos caricaturais, das ditas figuras públicas, não se consegue perceber donde vem tanta paciência para confeccionar um sem número de arremedos tropicais de escolas de samba e outras piroseirices mamalhudas, completamente inadequadas ao espírito e ao corpo, neste arrefe-

19

Carnem levare?

Gouveia Ferreira

Trabalhadores e patrões

PRAÇA PÚBLICA

cido e ausente sol de inverno. Há quem diga que o Povo gosta, mas viu-se mais povo enfastiado do que delirante, ao remirar as desnudadas criaturas, semi gordas, calçada acima, calçada abaixo, de Loulé até Ovar. Quando se metem a organizar grandes espaventos, lá se vai a espontaneidade dos gaijos vestidos de gaijas, que ainda vão fazendo rir um ou outro morcão mais carrancudo. Outra coisa é o Entrudo, que tanto é chocalheiro como borralheiro, mais apropriado à dureza do granito e das intempéries, que caracteriza este recanto do mundo, durante os três dias que precedem a Quaresma. Os foliões, segundo o Houaiss, atiravam uns aos outros

baldes de água, limões-de-cheiro, ovos, tangerinas, pastelões, saquetas de areia, além de se enfarinharem e pespegar-se com gesso, tinta e o mais que lhes desse na real gana, empunhando vassouras e colheres de pau, para a bordoada que calhasse. Um pagode mais rijo! E pronto! Já passámos a QuartaFeira de Cinzas, esperando-se que, a todo o momento, D. Clemente, o bispo dos bispos, venha pregar mais uma abstinência, desta vez, da carne que é mesmo de comer, pondo em risco a sobrevivência de muitas empresas do ramo alimentar. O que vale é que o apetite não se abstém. Vai um chouricinho assado, freguês?

Chão Autárquico Vieira Pinto

Os deuses andam loucos?

O Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, veio esta semana, de forma bizarra, propor que os cristãos recasados que pretendam reaproximar-se da igreja católica devem fazer a abstinência sexual. Por aí, já se diz que “os deuses andam loucos”. Diga-se, desde já, que, hierarquicamente dizendo, o Sr. Cardeal Patriarca não é superior a qualquer outro dos bispos portugueses, titulares de uma diocese, ele é bispo da diocese de Lisboa, apenas tem o título de Cardeal. Porém, não tem o poder hierárquico sobre qualquer um dos bispos titulares das demais dioceses do país. Na verdade, poderá dizer-se que, nesta era do século XXI, parte da igreja católica ainda vem, lá, muito atrás do Concílio Vaticano II. De facto, a ortodoxia da igreja católica que passou, na sua história, sobretudo com o Cisma do Ocidente, parece pretender fazer uma cruzada, anti-Vaticano dos dias de hoje, através de uma parte da própria Cúria Romana e outras. Na verdade, esta parte retrógada da igreja, tem hoje um Papa, que desacorrentou as amarras dos portões do Vaticano, trazendo os seus problemas à luz da discussão publica e socio-religiosa, colocando a nu situações que eram património confidencial dos corredores da própria igreja. Com efeito, Francisco abriu a discussão de questões várias como a pedofilia, a homossexualidade, o casamento dos padres e, tantos outros, que envolvem os caminhos do Vaticano. O Papa Francisco, nos parâmeros da sua doutrina, fala de tudo isto e, de muito mais, no seio da igreja católica. Claro que este tipo de doutrinação causa engulhos, às cúrias diocesanas, do status quo, pelo mundo católico, e o nosso país não lhe é indiferente. Na verdade, uma parte da hortodoxia da igreja do nosso país, pretende, ainda, uma igreja apenas as-

sente na sua própria interioridade. Haverá mesmo cúrias diocesanas, bem próximas dos procedimentos doutrinários do bispo fundamentalista Lefebvre, que se opôs a algumas das orientações de abertura ao mundo católico, do Concílio Vaticano II. Há uma pequena parte da igreja, no nosso país, encabeçada pelas Cúrias e Cabidos das respetivas dioceses que bem parece, pretenderem uma igreja fechada no seu pequeno convento cinzento. Pretenderão com certeza, estes, uma igreja fundamentalista com espírito Lefebvriano, contrária ao Concilio Vaticano II, que abriu a igreja católica, então companheira da era capitalista, a todos os povos do mundo laboral, social, industrial. De facto, a declaração/proposta de abstinência sexual do Cardeal Patriarca, causou estrondo. O seu estrondo mereceu-lhe censura oportuna, bastante e conveniente, de uma parte da igreja. Designadamente dos Homens da Teologia Cristã do tempo presente, que sabem olhar e ler o futuro das suas gentes. E, esta censura não veio de teólogos do pensamento (não ideia) da Teologia da Libertação, do Bispo brasileiro Leonardo Boff, (que vinga em países de ditaduras como na América Latina), como já por aí se ouviu. Não, esta censura veio precisamente de teólogos portugueses, sobretudo do mundo universitário, atentos e muito interessados no múnus eclesiástico e leigo, no rumo da sua igreja. De resto, grande parte dos cristãos, a ela aderiram. Do mais, esta censura foi bem uma crítica acerada. Teve início a quaresma, haverá uma excelente oportunidade para o arrependimento dos cristãos de maior responsabilidade hierárquica da igreja portuguesa, que, no seu múnus, vão para além do que lhes é pedido e até permitido. De facto, bem se nos afigura que, os deuses andam loucos.

pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Rua Quinta Igreja 9 - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional

Famalicão Quinta, 15

Serviço Cameira

Sexta, 16

Gavião

Sábado, 17

Barbosa

Domingo, 18

Cameira

Segunda, 19

Central

Terça, 20

Calendário

Quarta, 21

Nogueira

Vale do Ave

Serviço

Quinta, 15 Sexta, 16 Sábado, 17 Domingo, 18 Segunda, 19 Terça, 20 Quarta, 21

Riba d’ave Ribeirão Bairro Delães Riba d’Ave Almeida e Sousa Ribeirão

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


20

PUBLICIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018


RAHC e FAC apuram-se para os oitavos da Taça de Portugal Colombiano bisou no reencontro com o FC Famalicão, que demonstrou pouca capacidade para inverter o resultado

Riascos pregou partida de Carnaval mostrou-se pouco capaz de anular a desvantagem. Willian teve nos pés uma soberana oportunidade para fazer reentrar o FC Famalicão na discussão do resultado, mas o brasileiro perdeu nos duelos com Coelho e Sérgio Silva. Esta seria mesmo a única verdadeira ameaça dos famalicenses no segundo tempo. A equipa ficou demasiado afetada com o segundo golo do adversário e esteve pouco afirmativa na procura do golo, parecendo, em determinados momentos, estar mesmo resignada com o resultado. A UD Oliveirense regressou, deste modo, aos triunfos e adensou uma tendência preocupante dos famalicenses, já que a equipa sofre golos há 10 jogos consecutivos.

2-0 Estádio Municipal de Aveiro Ár bitro: Sérgio Piscarreta (AF Algarve) Aux: Hugo Ribeiro e Luís Diogo

UD Oliveirense FC Famalicão Coelho Alemão Mathaus Sérgio Silva Ricardo Tavares M. Godinho João Mendes (Oliveira 68’) João Amorim (Boukassi 77’) Sérgio Ribeiro (Serginho 73’) B. Riascos Diogo Valente

Gabriel Joel (Vasco Costa 59’) Nuno Diogo Zé Pedro Jorge Miguel Deni Hocko Fabinho (Jordán 78’) Diogo Cunha (Willian 45’) João Mendes Jaime Poulson Feliz

Treinadores Pedro Miguel

Vasco Seabra

veja em www.famatv.pt

Cartões Amarelos: Diogo Cunha (45’); Nuno Diogo (55’); Boukassi (78’); Oliveira (84’) e Deni Hocko (87’)

ou

FC Famalicão

Golos: B. Riascos (11’ e 45’) Cartões Vermelhos: Não houve

Filipe Jesus O colombiano Brayan Riascos não será, por certo, um nome que traga boas sensações aos adeptos do Futebol Clube (FC) de Famalicão. Depois de passagem pouco produtiva (3 jogos) ao serviço do clube na segunda metade da última temporada, o avançado deixou uma imagem bem diferente no reencontro com os famalicenses. Em pleno período de festa carnavalesca, Riascos assumiu o papel de folião e assinou os dois golos da vitória da União Desportiva (UD) Oliveirense. A atuar num palco de largas dimensões, as duas equipas apresentaram-se com a intenção de confirmar as credenciais positivas que se lhes reconhece. Se o FC Famalicão queria dar sequência à vitória alcançada na jornada anterior, já a formação de Oliveira de Azeméis queria ganhar fôlego na fuga à

despromoção. Os intentos da UD Oliveirense começaram a ser concretizados aos 11 minutos. Os protestos sobre uma pretensa falta sobre Diogo Cunha não foram acedidos pelo árbitro Sérgio Piscarreta e Alemão aproveitou para gizar um rápido contra-ataque devidamente finalizado por Brayan Riascos. O FC Famalicão reagiu de forma positiva ao golo sofrido, mas sentia

alguns problemas para acercar-se da baliza do adversário. A equipa envolvia poucos jogadores no processo ofensivo, com particular relevo para o curto raio de ação de Deni Hocko e Fabinho. A dupla raramente se aventurou em termos atacantes e as despesas do ataque ficavam praticamente entregues ao quarteto formado por Mendes, Feliz, Diogo Cunha e Jaime Poulson. Os dois primeiros foram os mais

MELHOR Famalicão:

João Mendes Deu o exemplo enquanto capitão de equipa. Teve nos pés uma ocasião clara de golo e foi dos poucos que tentou remar contra o rumo do jogo. Continuou a ser competente mesmo quando desceu para lateral direito.

ativos na procura do empate, que esteve no pé direito de Mendes. A tabela com Feliz deixou o capitão na cara de Coelho, mas o chapéu saiu de aba larga. A UD Oliveirense, assente no futebol rendilhado de João Amorim e João Mendes, era bem mais objetiva. A audácia da equipa comandada por Pedro Miguel teve reflexos pouco antes do intervalo: a cobrança rápida de um livre apanhou desprevenidos os famalicenses e Riascos só teve de encostar para o segundo golo. O FC Famalicão pagou cara a desconcentração coletiva e foi para os balneários com uma missão ainda mais espinhosa. Esperava-se uma reação forte dos forasteiros na segunda metade, porém as previsões não se confirmaram. A UD Oliveirense entrou mais autoritária no regresso dos balneários e a equipa de Vasco Seabra

CLASSIFICAÇÃO

1. Porto B 2. Académica 3. Arouca 4. Ac. Viseu 5. Santa Clara 6. Leixões 7. Penafiel 8. Nacional 9. Sp. Covilhã 10. Benfica B 11. FC FAMALICÃO 12. Vitória B 13. Cova Piedade 14. Sporting B 15. Varzim 16. U. Madeira 17. UD Oliveirense 18. Gil Vicente 19. Braga B 20. Real Massamá

RESULTADOS

J

II LIGA

24 24 24 24 24 24 24 23 24 24 24 24 24 24 24 24 23 24 24 24

V

E

14 2 13 4 11 7 10 9 11 6 9 10 10 7 9 9 9 8 10 4 9 6 10 2 9 4 8 5 7 7 7 6 6 8 5 8 4 11 4 5

Benfica B, 1; Ac. Viseu, 5 Vitória B, 1; Cova da Piedade, 0 Penafiel, 2; Varzim, 3 Sporting B, 0; U. Madeira, 1 Arouca, 1; Real Massamá, 0 Santa Clara, 2; Porto B, 0 Leixões, 1; Braga B, 1 Nacional, 1; Sp. Covilhã, 1 UD Oliveirense, 2; FC FAMALICÃO, 0 Gil Vicente, 0; Académica, 4

D

8 7 6 5 7 5 7 5 7 10 9 12 11 11 10 11 9 11 9 15

F

37 42 25 33 31 31 32 38 23 34 33 32 24 30 25 29 22 19 23 28

C

28 27 21 24 26 28 30 30 21 37 33 36 24 40 27 32 29 27 31 40

PRÓXIMA

P

44 43 40 39 39 37 37 36 35 34 33 32 31 29 28 27 26 23 23 17

U. Madeira - Santa Clara Académica - Vitória B Sp. Covilhã - Leixões Gil Vicente - Sporting B Cova da Piedade - Penafiel Porto B - UD Oliveirense Real Massamá - Benfica B Varzim - FC FAMALICÃO Ac. Viseu - Nacional Braga B - Arouca pub


22

FUTEBOL

opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

FC Famalicão e Município reúnem-se para definir intervenções no Estádio

As equipas de formação do Clube Desportivo de Lousado disputaram, no passado fim de semana, mais uma ronda dos campeonatos em que militam: Avidos e Lagoa 0-7 CD Lousado (Juniores); GD Louro 1-8 CD Lousado (Juvenis); CD Lousado 1-1 GD Louro (Iniciados); Ruivanense AC 1-3 CD Lousado (Infantis A); CD Lousado 7-1 Ruivanense AC (Infantis B); Ribeirão FC 2-3 CD Lousado (Benjamins A) e CD Lousado 1-2 Operário FC (Benjamins B).

Trio na seleção FC Famalicão

Continua em marcha o plano de remodelação do Estádio Municipal de Famalicão. A direção e staff técnico do Futebol Clube (FC) de Famalicão estiveram reunidos, na passada segunda-feira, com os responsáveis do gabinete do projeto da Câmara Municipal que visa reestruturar o reduto do clube famalicense. A intenção desta intervenção passa por melhorar as condições de comodidade, tendo em vista o cumprimento das exigências definidas para as competições profissionais. O projeto está em fase final de estudo e a reunião teve o propósito de auscultar os responsáveis do FC Famalicão para fazer uma adaptação das necessidades do espaço à realidade do dia a dia. “A abertura do Município para discutir com o clube e com os nossos responsáveis as melhores soluções técnicas para que a obra seja funcional e adaptada à exigência das competições profissionais” foi

Resultados do CD Lousado

enaltecia pelo presidente do FC Famalicão. Jorge Silva regozijou-se pelo facto de o clube “ficar melhor servido e o concelho dotado de um equipamento para as próximas décadas”. Já o vereador do Desporto, Mário Passos, enalteceu a disponibilidade do Município para "escutar e encon-

trar as melhores soluções para uma obra que é importante para a dimensão territorial do concelho”. O vereador desvendou ainda terem sido “apresentadas alterações que vão ficar espelhadas no projeto e que vão contribuir para que esta obra sirva as reais necessidades do clube e do desporto".

Sub-19 do Ribeirão FC vitoriosas ao antigo treinador Hernâni Gonçalves. Depois de terem vencido o grupo em que estavam inseridas, fruto do empate (0-0) com o Hernâni B e das vitórias ante o Clube Albergaria (3-0) e Boavista (3-1), as jovens ribeirenses disputaram a final com a equipa A da Escola Hernâni Gonçalves na final. No jogo decisivo, o Ribeirão FC foi mais forte e venceu por 3-1. Empate no campeonato Já no Campeonato Nacional, as sub-19 do Ribeirão FC empataram a um golo em Lousada. Bia Alves marcou A equipa feminina sub-19 do Ribeirão Futebol Clube o golo da equipa ribeirense, que mantém o 5.º lugar, venceu, na passada terça-feira, a Hernâni Cup, presti- com 16 pontos. giado torneio internacional que serve de homenagem JT

Jéssica Ribeiro (FC Landim), Ana Costa e Andreia Ramos (FC Vermoim) participaram no Torneio Interassociações sub-18 de futsal feminino ao serviço da Associação de Futebol de Braga. O trio famalicense deu o contributo para o registo de imbatibilidade da formação bracarense na prova.

Jéssica Ribeiro

Liga Futsal A 9.ª jornada do campeonato de Escolas decorreu no passado domingo e teve os seguintes desfechos: GCR Alvarelhos B 0-12 Recreio Desportivo; Sportfut/FC Vermoim B 4-2 GCR Alvarelhos A; Sportfut/FC Vermoim A 5-1 A2D-Didáxis; Estrelas do Ave-Ribeirão 2-8 Moc. Alegre Landim. O encontro entre AJ Joane e AD Esmeriz foi adiado para o dia 11 de março. Para o próximo domingo está agendada a 7.ª ronda da competição de Infantis: Recreio Desportivo-GCR Alvarelhos (10h-Pav. Lameiras); Barrimau FC-AD Castelões (11h-Pav. Lameiras); AJ JoaneFC Landim (12h-Pav. Lameiras). O domingo ficará ainda mar-

cado pelo arranque do campeonato de Minis e Iniciados. No primeiro vão decorrer os encontros Rec. Desportivo-ADC Caldinhas (14h30-Pav. Didáxis) e GCR Alvarelhos-Sportfut/FC Vermoim (15h15Pav. Didáxis). Já em Iniciados, está apenas agendado o jogo entre FC Landim e Barrimau FC, que terá lugar no Pavilhão das Lameiras, a partir das 9 horas. Para domingo está ainda marcado a disputa dos quartos de final de Pré-Escolas: Rec. DesportivoSportfut/FC Vermoim (16h) e AJ Joane-GCR Alvarelhos (17h). Os dois encontros estão agendados para o Pavilhão da Didáxis. pub


opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

AD Oliveirense consentiu empate nos derradeiros instantes

CSKA Sófia

Ukra oficializado no CSKA Sófia

Ukra foi confirmado, na passada terça-feira, como reforço do CSKA Sófia. O extremo famalicense foi submetido a um con-

Deitar tudo a perder nos descontos

junto de testes físicos nas últimas semanas para que o clube búlgaro pudesse avaliar a condição do jogador após a intervenção cirúrgica a que tinha sido sujeito. Ukra respondeu de forma positiva nos exames realizados e o clube decidiu avançar para a contratação. Será, deste modo, o regresso de Ukra ao ativo. Depois de um ano ao serviço dos sauditas do Al-Fateh, o internacional português não competiu na primeira metade da presente temporada, preparando-se agora para viver a segunda experiência no estrangeiro. Na Bulgária, Ukra irá tentar ajudar o CSKA Sófia, atual segundo classificado, a conquistar um título que já lhe foge desde 2007/2008.

2-2

Estádio Municipal de Mondim de Basto Árbitro: João Sousa (AF Bragança)

Mondinense Murta Beijinhos (R. Freitas 79’) Vila Chã Olger Guardo Raúl Babo Tokinho Rui Jorge João Miguel Diogo Alves (João Santos 70’) João Padi (Filipe Sousa 79’) Rooney

AD Oliveirense Miguel Palha Miguel Ângelo Lassina Touré Edgar Sá Gil Barros Olatunji Apolo Silva (Júlio Sambú 89’) Fabinho Fábio Zola (Aldair 88’) Fábio Pimenta (Tiago Silva 83’) Caleb

Treinadores

Francisco Saldanha contribui para conquista da seleção nacional

Carlos Magalhães

Emanuel Simões

Golos: Fábio Pimenta (36’); Tiago Silva (72’); Rui Jorge (90’) e Raúl Babo (90+3’ g.p.) Cartões Amarelos: Caleb (21’ e 70’) e Beijinhos (67’) Cartões Vermelhos: Não houve

A reta final do encontro foi nefasta para a Associação Desportiva (AD) Oliveirense. Num curto espaço de três minutos, a equipa comandada por Emanuel Simões viu esfumar-se uma vantagem de dois golos, gorando a possibilidade de regressar aos triunfos fora de portas, algo que já foge desde 12 de novembro.

Os famalicenses assumiram as despesas da partida ante o penúltimo classificado e o primeiro golo surgiu num lance digno dos compêndios do bom futebol. A jogada iniciou-se nos pés de Lassina Touré, passou ainda por Olatunji e Gil Barros, terminando com uma assistência primorosa de Fábio Zola para o avançado Fábio Pimenta empurrar para o fundo da baliza. Um golo de notável envolvimento coletivo e que ditou o resultado ao intervalo. A vantagem mínima mantevese no início da segunda parte, mas a AD Oliveirense sofreu um revés com a expulsão de Caleb. Os forasteiros souberam contornar essa contrariedade e conseguiram mesmo ampliar a vantagem. Apolo Silva roubou a bola na zona do meio-campo, serviu Tiago Silva e o jovem atacante arrancou para o segundo golo. Apesar de estar a atuar com menos um elemento, o conjunto de Emanuel Simões estava por cima na partida e a conquista dos três pontos parecia ser uma certeza. No entanto, tal não se confirmou. Num lance aparentemente inofensivo, Lassina Touré cortou de forma deficiente e Rui Jorge reduziu a desvantagem do Mondinense. A equipa da casa galvanizou-

se e o impensável surgiu já em período de compensação. Miguel Palha carregou um atacante na grande área e Raúl Babo assumiu a responsabilidade de marcar o empate da marca dos onze metros. A equipa de Oliveira Santa Maria resistiu à expulsão de Caleb e apenas iria soçobrar nos últimos minutos da partida. Um empate que deixou a AD Oliveirense na 10.ª posição, lugar imediatamente acima da linha de despromoção.

CAMP. PORTUGAL CLASSIFICAÇÃO

1. Vizela 2. Fafe 3. Vilaverdense 4. Mirandela 5. S. Martinho 6. Merelinense 7. P. Salgadas 8. Torcatense 9. Montalegre 10. AD OLIVEIRENSE 11. C. Lobos 12. Arões 13. Bragança 14. Atl. Arcos 15. Mondinense 16. Minas Argozelo

RESULTADOS

J

20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20 20

V

14 13 11 10 9 8 8 9 8 6 6 4 5 3 4 2

Torcatense, 3; Atl. Arcos, 0 Montalegre , 5; Minas Argozelo, 1 C. Lobos, 2; P. Salgadas, 1 Fafe, 3; Bragança , 0 Mondinense, 2;AD OLIVEIRENSE, 2 Arões, 1; Vilaverdense, 3 Mirandela, 1; Merelinense , 0 Vizela, 0; S. Martinho, 0

E

6 5 6 4 5 7 6 3 4 9 3 7 4 7 3 1

D

0 2 3 6 6 5 6 8 8 5 11 9 11 10 13 17

SÉRIE A

F

33 31 49 27 27 30 25 22 30 31 17 19 16 16 17 17

C

7 12 23 21 22 18 21 22 27 22 35 27 30 37 45 38

PRÓXIMA

P

48 44 39 34 32 31 30 30 28 27 21 19 19 16 15 7

Bragança - Torcatense Atl. Arcos - Montalegre Minas Argozelo - C. Lobos AD OLIVEIRENSE - Fafe Merelinense - Mondinense S. Martinho - Arões Vilaverdense - Mirandela P. Salgadas - Vizela

Resultados da AFSA FPF

Francisco Saldanha deu o seu contributo para a conquista do Torneio Internacional do Algarve por parte da seleção nacional sub-17. O famalicense, que representa o Sport Lisboa e Benfica, participou nos três jogos da competição, tendo sido titular nas vitórias frente à Inglaterra (4-0) e Alemanha (2-0) e suplente utilizado no desaire com a Holanda. Os dois triunfos permitiram à seleção lusa vencer a 41.ª edição da competição e revalidar o título alcançado no último ano. Os restantes lugares foram ocu-

23

FUTEBOL

pados por Alemanha (2.º), Inglaterra (3.º) e Holanda (4.º).

Tiago Cunha sai do Pevidém SC Tiago Cunha já não é treinador do Pevidém Sport Clube (SC). A série de quatro derrotas consecutivas, uma das quais custou a eliminação da Taça da Associação de Futebol de Braga aos pés do Ponte, terá motivado o pedido de demissão do treinador famalicense. Em nota comunicada na página oficial do Facebook, o clube de Guimarães revelou ter tentado demover Tiago Cunha e o adjunto Fina, mas “os dois técnicos mostraram-se irredutíveis” quanto ao pedido de demissão e a decisão foi mesmo aceite pela direção. Depois de um início muito positivo, em que reavivou a esperança do clube em subir de divisão, Tiago Cunha deixa o clube na 6.ª posição do Pró-Nacional, a nove pontos do líder Maria da Fonte.

As equipas que competem na 1.ª e 2.ª divisões a nível sénior da Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão entraram em campo no passado fim de semana para disputar a 1.ª eliminatória da Taça. Nesta ronda, o destaque vai para as vitórias do Bente e Covense, equipas da 2.ª Divisão, que levaram de vencidos os primodivisionários AD Esmeriz (3-2) e S. Martinho (2-0), respetivamente. Nos restantes jogos, os resultados foram os seguintes: Outeirense 6-1 Bairrense; JASP 3-1 Barrimau; Landim 2-3 ADERM; AC Vermoim 1-4 Pedome; GRAC 1-6 Cajada e Flor do Monte 1-3 Novais. Os campeonatos regressam no próximo sábado. Na 1.ª Divisão vai disputar-se a primeira ronda da segunda volta: JASP-Castelões (16h); AC Vermoim-Cajada (16h); ADERM-S. Martinho (16h); Outeirense-ACURA (16h30); Esmeriz-Novais (17h); ADESPO-1.º Maio (18h) e Carreira-Pedome (18h). Na 2.ª Divisão, a 5.ª jornada terá os seguintes encontros: Bairrense-Flor do Monte (16h); ARPO-Covense (17h); GRAC-Barrimau (18h) e Bente-Landim (18h30). No escalão de Veteranos realizou-se a 4.ª jornada,

Seniores do Bente

na qual o Novais conquistou os primeiros pontos da temporada, depois de vencer, fora de portas, o Pedome, por 4-5. Os restantes jogos ditaram os seguintes desfechos: Barrimau 1-4 GRAC; Flor do Monte 8-7 Lameiras e Bairrense 4-4 S. Mateus. A competição regressa na sexta-feira, estando agendados os encontros Lameiras-Bairrense (20h30); Novais-Barrimau (21h) e S. Mateus-Pedome (21h30). Para sábado está marcado o jogo entre GRAC e Covense, a partir das 20 horas. pub


24

FUTEBOL

opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

Alma ninense destronou Vieira

Dérbi termina empatado O dérbi famalicense entre Ruivanense Atlético Club e Ribeirão Futebol Clube terminou tal como começou. O nulo foi mais prejudicial para os ribeirenses, visto terem descido para a terceira posição, pese embora tenham uma partida em atraso. A equipa de Ruivães esteve mais perigosa no primeiro tempo, muito por culpa da ação de Luizinho, que se revelou o jogador mais inconformado. A equipa da casa explorava o contra-ataque para chegar à baliza ribeirense, enquanto o Ribeirão FC tinha em Ricardinho o jogador

em maior evidência, com a barra da baliza do Ruivanense AC a ser o principal opositor dos forasteiros. Sem poder contar com o homem-golo, os ribeirenses estiveram melhor no segundo tempo mas o setor defensivo do conjunto ruivanense esteve bem e evitou o golo do adversário. Tendo em conta a performance das duas equipas, o empate ajusta-se, penalizando a falta de pontaria dos rematadores. JT

AD Gondifelos apura-se para os oitavos da Taça A Associação Desportiva Gondifelos recebeu e bateu (2-1) o GD Selho e carimbou o passaporte para os oitavos de final da Taça da Associação de Futebol de Braga. Já o Centro Recreativo e Popular de Delães disputou os 45 minutos em atraso do jogo frente ao Rossas. A equipa delaense entrou a vencer por 0-2 nesta segunda parte do encontro mas viria a permitir o empate da turma da casa. Na lotaria das grandes penalidades, o guarda-redes Pedro esteve em alta e permitiu ao Rossas seguir em frente na Taça. Desta forma, a AD Gondifelos juntou-se a GD Joane (defronta o Taipas), AD Ninense (mede forças com S. Paio d’Arcos) e Ruivanense AC (atua frente ao Ponte) na próxima eliminatória da competição, que está agendada para o dia 25 de fevereiro.

Dupla do FC Vermoim prepara Europeu

Ana Azevedo

Carla Vanessa

Ana Azevedo e Carla Vanessa fazem parte da convocatória elaborada por Luís Conceição para os encontros que a seleção nacional de futsal feminino vai realizar em Angra do Heroísmo, nos Açores. A dupla do Futebol Clube de Vermoim poderá ser utilizada nos encontros frente à Ucrânia (terça-feira) e à seleção sub-18 masculina da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo (quarta-feira). Os dois encontros serão importantes para a seleção lusa preparar a qualificação para o primeiro Campeonato da Europa de futsal feminino.

peão de futsal feminino. Depois do desaire averbado frente ao Sporting CP, a equipa liderada por Francisco Paiva recebeu e bateu a Quinta dos Lombos por 2-1. As famalicenses entraram melhor na partida e adiantaram-se no marcador à passagem dos 7 minutos, por intermédio de Carla Vanessa. O marcador só iria voltar a funcionar no início da segunda parte, com a equipa de Carcavelos a restabelecer a igualdade, graças ao remate certeiro de Sara Tavares. O FC Vermoim não se rendeu e garantiu a vitória aos 32 minutos. Cátia Silva assinou o segundo golo e deu os primeiros três pontos à equipa famalicense na segunda fase do Campeonato Nacional.

FC Vermoim vence O Futebol Clube (FC) de Vermoim alcançou, no passado domingo, a primeira vitória na fase de apuramento de cam-

A Associação Desportiva (AD) Ninense valeu-se de muita qualidade e de uma enorme alma para bater o pé ao até então líder Vieira. Apesar de ter atuado durante toda a segunda parte com menos um jogador, em virtude da expulsão do guarda-redes Marafona, a equipa de Hugo Santos nunca se rendeu e viu premiado todo o esforço a dez minutos. A equipa da casa não prestou vassalagem ao comandante da prova e entrou decidida em conquistar os três pontos. Os dois golos de Nuno Afonso, obtidos ainda nos primeiros 20 minutos da partida, foram o melhor exemplo dessa postura. Em dois lances tirados praticamente a papel químico, o médio cedido pelo FC Famalicão apareceu ao segundo poste e finalizou com êxito dois cruzamentos do corredor direito. O Vieira estava um pouco atordoado com o início fulgurante do adversário e esteve perto de sofrer

recaísse sobre o Vieira mas a equipa de Miguel Paredes nunca demonstrou grande capacidade para superar o adversário. A AD Ninense mostrou-se intransponível em termos defensivos e, sempre que possível, procurava fazer estragos em rápidos contraataques. A atitude dos jogadores ninense seria recompensada nos últimos dez minutos, com Jonas a demonstrar muita classe no cara a cara com Pedro Silva, levando ao delírio os adeptos ninenses. Pela AD Ninense jogaram: Marafona, Novo, Pinheiro, Martins, Rochinovo golo perto da meia hora. O nha, Xavi, Jonas, Venú (Ventura 90’), guarda-redes Pedro Silva venceu o Nuno Afonso (Júnior 69’), Rui Gomes duelo com Sócrates e evitou que o (Tiago Oliveira 30’) e Sócrates. resultado ganhasse ainda maior exAlberto Barbosa pressão. Gorada esta possibilidade, a equipa de Nine atravessou, poste- AF BRAGA PRÓ-NACIONAL riormente, uma fase de algum desCLASSIFICAÇÃO J V E D F C P 1. Maria da Fonte 22 13 7 2 34 17 46 controlo emocional e disso se 22 13 6 3 40 22 45 2. Vieira aproveitou o Vieira para restabele3. Brito 22 11 6 5 30 19 39 4. S. Paio d'Arcos 22 12 3 7 33 24 39 cer a igualdade, na sequência de 5. AD NINENSE 22 9 10 3 38 24 37 6. Taipas 22 10 7 5 39 29 37 dois lances de bola parada. Primeiro 22 11 4 7 26 18 37 7. Pevidém foi Gostinho a cobrar, de forma 22 10 6 6 35 23 36 8. GD JOANE 9. Forjães 22 10 6 6 35 29 36 exemplar, um livre direto, seguindo- 10. Porto d'Ave 22 9 6 7 32 30 33 se o golo de Rafinha, que aproveitou 11. Cabreiros 22 8 6 8 20 21 30 12. Prado 22 8 3 11 33 38 27 uma defesa incompleta de Mara- 13. Esposende 22 7 6 9 33 41 27 22 7 3 12 21 27 24 fona. Na sequência do lance, o 14. A. Graça 15. S. Eulália 22 4 6 12 38 46 18 guarda-redes da equipa de Nine foi 16. Marinhas 22 3 4 15 14 32 13 22 4 1 17 22 45 13 17. Serzedelo expulso por protestos e deixou a for- 18. A. Urgeses 22 2 4 16 12 50 10 mação comandada por Hugo SanPRÓXIMA tos numa situação teoricamente RESULTADOS Serzedelo, 1; Esposende, 1 GD JOANE - Serzedelo preocupante. AD NINENSE, 3; Vieira, 2 Esposende - AD NINENSE Vieira - A. Urgeses O intervalo serviu, contudo, para A. Urgeses, 0; Taipas, 3 Maria da Fonte, 2; S. Paio d'Arcos, 0 Taipas - Maria da Fonte serenar os ânimos dos jogadores da Brito, 4; Porto d'Ave, 1 S. Paio d'Arcos - Brito Porto d'Ave - Pevidém equipa da casa. As circunstâncias Pevidém, 0; Cabreiros, 1 A. Graça, 0; Prado, 2 Cabreiros - A. Graça da partida fizeram com que a res- S. Eulália, 3; Forjães, 3 Prado - S. Eulália Marinhas, 0; GD JOANE, 2 - Marinhas Forjães ponsabilidade de lutar pela vitória

GD Joane afunda Marinhas Uma primeira parte de bom nível valeu ao Grupo Desportivo de Joane mais um triunfo no Pró-Nacional. O extremo Diogo Mendes foi o primeiro a aquecer a noite gélida que se viveu nas Marinhas, com a obtenção do primeiro golo à passagem do primeiro quarto de hora. O GD Joane controlou sempre as investidas dos locais e o goleador Totas conferiu ainda maior tranquilidade em cima do intervalo., vantagem que se manteve até ao final do encontro. As camadas jovens do GD Joane também entraram em campo no pretérito fim de semana, tendo alcançado os seguintes resultados: AD Ninense 1-4 GD Joane (Juniores); GD Joane 0-0 Ruivanense AC (Juvenis); Ruivanense AC 3-3 GD Joane (Iniciados A); Ases Stª Eufémia 1-13 GD Joane (Infantis – Série H); AD Oliveirense 1-7 GD Joane (Benjamins – Série J); GD Joane 4-2 FC Famalicão (Benjamins – Série K) e Ribeirão FC 5-4 GD Joane (Traquinas). A campanha dos Infantis (na foto)

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Berço 2. D. Ronfe 3. RIBEIRÃO FC 4. Airão 5. RUIVANENSE AC 6. São Paio 7. Ases Stª Eufémia 8. Ponte 9. Op. Antime 10. Celoricense 11. BAIRRO FC 12. Pica 13. Regadas 14. Prazins 15. CD LOUSADO 16. Emilianos

RESULTADOS

J

18 18 17 18 18 18 18 18 18 18 18 18 18 17 18 18

V

13 11 10 11 10 8 6 6 7 7 5 6 3 4 2 0

RUIVANENSEAC, 0; RIBEIRÃO FC, 0 Berço, 4; Ases Stª Eufémia, 2 BAIRRO FC, 2; Pica, 1 Prazins, 0; D. Ronfe, 2 Celoricense, 2; Op. Antime, 1 CD LOUSADO, 0; São Paio, 0 Airão, 1; Regadas, 0 Ponte, 3; Emilianos, 0

Honra - Série B E

3 5 7 3 4 4 7 6 3 3 8 4 5 2 3 1

D

2 2 0 4 4 6 5 6 8 8 5 8 10 11 13 17

F

44 40 33 40 33 29 29 26 30 30 18 27 9 17 16 10

C

17 20 18 20 22 27 33 24 30 32 22 26 25 33 45 37

DESFECHO

P

42 38 37 36 34 28 25 24 24 24 23 22 14 14 9 1

D. Ronfe - RUIVANENSE AC RIBEIRÃO FC - Berço Ases Stª Eufémia - BAIRRO FC Op. Antime - Prazins Regadas - Celoricense Emilianos - CD LOUSADO São Paio - Airão Pica - Ponte

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Marca 2. GD LOURO 3. Pousa 4. Viatodos 5. Guisande 6. Figueiredo 7. Ucha 8. AD GONDIFELOS 9. Granja 10. Maximinense 11. ADJ MOUQUIM 12. Realense 13. Carreira 14. Cabanelas

RESULTADOS

J

que compete na Série H da AF Braga merece amplo destaque, tendo em conta o facto de terem saído vencedores de todas as partidas.

1ª Divisão - Série A

15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15

Viatodos, 2; Carreira, 1 AD GONDIFELOS, 0; Marca, 1 Pousa, 2; Ucha, 2 ADJ MOUQUIM, 0; GD LOURO, 1 Realense, 2; Maximinense, 2 Guisande, 0; Figueiredo, 1 Cabanelas, 0; Granja, 1

V

9 10 8 6 7 7 5 7 5 4 5 3 0 0

E

5 1 6 7 3 2 7 1 5 6 3 4 5 3

D

1 4 1 2 5 6 3 7 5 5 7 8 10 12

F

30 30 25 24 17 19 21 19 21 26 21 21 12 14

C

15 14 13 20 23 20 16 18 16 17 22 33 32 41

PRÓXIMA

P

32 31 30 25 24 23 22 22 20 18 18 13 5 3

Marca - Viatodos AD GONDIFELOS - Cabanelas Carreira - Pousa Ucha - ADJ MOUQUIM Figueiredo - Realense GD LOURO - Guisande Maximinense - Granja

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Os Sandinenses 2. S. Mascotelos 3. Polvoreira 4. Op. Campelos 5. DESP. S. COSME 6. GD FRADELOS 7. Gonça 8. Valinha 9. CRP DELÃES 10. OPERÁRIO FC 11. Selho 12. Ág. Tabuadelo 13. FórumAirão 14.ADC TELHADO

RESULTADOS

J

15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15 15

1ª Divisão - Série C V

13 9 8 7 8 7 7 7 6 5 5 2 1 1

OPERÁRIO FC, 4;ADC TELHADO, 0 Polvoreira, 1; Ág. Tabuadelo, 0 DESP.S.COSME,2;GDFRADELOS,0 FórumAirão, 1; Os Sandinenses, 4 Op. Campelos, 1; S. Mascotelos, 1 Gonça, 0; Selho, 1 CRP DELÃES, 0; Valinha, 2

E

2 4 6 5 1 3 2 1 1 3 3 2 3 2

D

0 2 1 3 6 5 6 7 8 7 7 11 11 12

F

46 39 32 37 21 31 25 25 25 26 21 14 11 7

C

11 15 15 28 18 20 20 25 29 27 27 35 38 52

PRÓXIMA

P

41 31 30 26 25 24 23 22 19 18 18 8 6 5

Ág. Tabuadelo - OPERÁRIO FC Polvoreira - CRP DELÃES ADC TELHADO - DESP. S. COSME GD FRADELOS - FórumAirão Selho - Op. Campelos Os Sandinenses - Gonça S. Mascotelos - Valinha


opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

RAHC surpreende na Taça de Portugal equipa da casa, que festejou os golos de Hugo Azevedo, Bruno Serôdio e Miguel Castro. O RAHC não tirou o pé do acelerador na etapa complementar e o resultado começou a ganhar contornos ainda mais surpreendentes. Bruno Serôdio completou o hat-trick e Raul Meca fez um golo e a passagem à próxima eliminatória ficou definitivamente consumada. O HC Turquel estava atónito com o avolumar do resultado e o melhor que conseguiu foi a redução do marcador a dois minutos do final, por intermédio de André Moreira. O RAHC foi, desta forma, um dos tomba-gigantes dos 16 avos de final da Taça de Portugal, somando a boa participação nesta prova à liderança que ostenta atualmente na 2.ª Divisão Nacional – Zona Norte. O Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) protagonizou uma das surpresas dos 16 avos de final da Taça de Portugal, ao golear o Hóquei Clube (HC) Turquel por 6-1. O teórico favoritismo da equipa que milita na 1.ª Divisão não imperou e o conjunto ribadavense selou o apuramento para os oitavos de final da prova graças a um forte espírito competitivo e capacidade de abnegação. O conjunto de Hugo Azevedo demonstrou desde cedo que queria assumir protagonismo nesta partida. O resultado ao intervalo (3-0) espelhava a qualidade da

Duo na Seleção do Minho João Pedro Gonçalves e Pedro Rocha participaram, no passado fim de semana, no Torneio Internacional de Carnaval ao serviço de Seleção do Minho de sub-15. A prova reuniu ainda as seleções da AP Porto, AP Aveiro e a seleção da Galiza, tendo o conjunto minhoto terminado no último lugar. A participação neste torneio serviu de ensaio para o Torneio Inter-Regiões 2018, que se vai disputar em Bragança.

FAC confirma favoritismo O Famalicense Atlético Clube (FAC) tem presença garantida nos oitavos de final da Taça de Portugal. O clube famalicense confirmou o favoritismo no duelo frente ao Clube Académico (CA) da Feira, que atua na 3.ª Divisão, e carimbou o passaporte com uma vitória por 2-3. As duas equipas não estiveram muito inspiradas na primeira parte

e o nulo ao intervalo espelhava as poucas oportunidades de perigo criadas por ambos os conjuntos. O FAC assumiu as rédeas da partida na etapa complementar e Hélder Gomes, com um bis, colocou os famalicenses numa posição muito favorável para passar à próxima fase. O CA Feira não baixou os braços

e readquiriu alguma esperança com a redução no marcador. No entanto, um desvio certeiro de Rui Silva à boca da baliza deu nova vantagem de dois golos para os famalicenses, que viriam a sofrer o segundo tento a três minutos do final, que se revelou, ainda assim, insuficiente para evitar a passagem do FAC.

Sónia Gonçalves sobe no ranking Sónia Gonçalves continua a palmilhar terreno nas provas internacionais. A atleta do FAC, que lidera o ranking nacional e está na 164.ª da classificação mundial, foi uma das cabeças de série no The 27th Iran Fajr International Challenge, que se realizou na cidade de Zanjan, no Irão. A famalicense venceu a primeira ronda frente a uma adversária local (Nastaran Karamie) por 11-8, 8-11, 11-7 e 11-8. O grau de dificuldade subiu nos oitavos de final, com a atleta Thet Htar Thuzar (Myanmar) a revelar-se mais forte (11-5; 11-7 e 11-3). Esta participação na prova internacional fará com que Sónia Gonçalves ascenda cerca de 20 lugares no ranking, perspetivando-se uma subida até à 143.ª posição.

FAC/Crédito Agrícola no 6.º lugar O FAC/Crédito Agrícola mantém-se determinado em assegurar um lugar entre os seis primeiros do campeonato. Os famalicenses dominaram a partida frente ao Guifões SC e alcançaram um triunfo relativamente tranquilo (70-56). A superioridade da equipa da casa foi notória em todos os períodos, os quais terminaram com vitórias dos famalicenses (20-15 16-14 21-17 13-10). O FAC/Crédito Agrícola é sexto classificado quando ainda faltam disputar quatro jornadas até ao final da primeira fase.

MODALIDADES

25

Benfica visita Famalicão e RAHC viaja até Coimbra As equipas famalicenses já conhecem os adversários dos oitavos de final da Taça de Portugal. A principal nota de destaque do sorteio vai para o confronto entre Famalicense Atlético Clube e o Sport Lisboa e Benfica. A equipa orientada por Paulo Morais vai receber o atual líder do Campeonato Nacional, num duelo que já se disputou este ano, ainda em plena pré-época, referente ao Torneio Cidade de Famalicão. O vencedor da partida irá defrontar a equipa que sair vitorioso do clássico entre Sporting Clube de Portugal e Futebol Clube do Porto. Já o Riba d’Ave Hóquei Clube, depois de protagonizar uma das surpresas dos 16 avos de final, ao bater o HC Turquel, vai medir forças com a Académica de Coimbra. Um encontro entre duas equipas que militam na 2.ª Divisão – Zona Norte. O favoritismo desta eliminatória pode ser atribuído ao conjunto ribadavense, visto ser o atual comandante da prova. O vencedor da eliminatória já sabe que irá defrontar a equipa que sair a sorrir do encontro entre GD Sesimbra e Valença Hóquei Clube. Os encontros dos oitavos de final estão marcados para 17 de março.

Futsal masculino A equipa sénior da Associação Desportiva e Cultural de São Mateus terminou a primeira fase da II Divisão – Série B na 5.ª posição. A derrota (4-0) averbada em Paredes, na última jornada da fase inicial, fez a equipa famalicense cair para o quinto posto, tendo sido ultrapassada precisamente por este adversário. A ADC S. Mateus irá agora disputar o play-off de despromoção, onde irá medir forças com GD Viso, CA Mogadouro, Paredes, Freixieiro, Arsenal Parada, Póvoa Futsal, Mo-

radores da Granja e Desp. Ordem. Competição distrital Na 1.ª Divisão da Associação de Futebol de Braga, o Sporting Clube Cabeçudense perdeu (2-0) no reduto da ACR Marretinhas, ao passo que a Mocidade Alegre de Landim empatou a cinco bolas em casa do Vieira Futsal. Na tabela classificativa, a equipa de Cabeçudos está na 4.ª posição, com 26 pontos, enquanto o emblema de Landim continua no último lugar, com 7 pontos.

Beatriz Pereira lidera Taça de Portugal de Pista A famalicense Beatriz Pereira venceu a prova de cadetes femininos do Troféu Alves Barbosa, realizada no passado fim de semana, no Velódromo Nacional, em Sangalhos. A ciclista da Bairrada Cycling Team levou a melhor sobre a restante concorrência e garantiu um triunfo que lhe permite ser a atual líder do ranking da Taça de Portugal de Pista, com 47 pontos.

João Dinis em 2.º lugar na Taça de Portugal

Artur Figueiredo na fase final Artur Figueiredo é, para já, o único jogadore do FAC com presença garantida na fase final da prova, que terá lugar em Leça, nos dias 24 e 25 deste mês. Nesta fase já não vão participar Amândio Marinho, Carlos Veloso, Camilo Silva, Rui Gomes e Jorge Lopes. Por decidir continua o futuro de Paulo Oliveira e Jorge Bastos, que disputam esta quinta-feira a primeira fase desta prova. Entretanto, A 8.ª jornada do Campeonato Nacio-

nal da 2.ª Divisão colocou frente a frente FAC e Bilhar Clube do Porto, os dois primeiros classificados. O espetáculo correspondeu às expectativas, com o FAC a revelar-se mais forte, ao conquistar uma vitória por 2,5-1,5. Carlos Veloso, Rui Gomes e Manuel Figueiredo estiveram a um nível alto nesta prova, por contraponto com Artur Figueiredo, que não conseguiu confirmar as credenciais que lhe são reconhecidas.

João Dinis esteve em destaque no concurso de omnium de elite do Troféu Alves Barbosa, que teve lugar no Velódromo Nacional, em Sangalhos, em Anadia. O jovem famalicense, que veste as cores do Bike Clube de Portugal, terminou a segunda prova da Taça de Portugal em segundo lugar, totalizando 142 pontos. No ranking da competição, João Dinis está em segundo lugar, com 37 pontos, tendo uma desvantagem de sete pontos para o líder João Matias.


26

MODALIDADES

opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

Papa Léguas de Famalicão sagra-se campeão regional de lançamentos

Eduardo Sá volta a subir ao pódio

organizado pela Associação de Atletismo de Braga e disputado nas pistas de Atletismo Gémeos Castro, no dia 3 de fevereiro. Ao triunfo coletivo, o Papa Léguas de Famalicão somou ainda nove títulos individuais: Ana Araújo (lançamento do peso e martelo), Francisco Mendes (lançamento do peso e dardo), Diogo Enes (lançamento do disco e martelo), Guilherme Enes (lançamento do peso), João Cunha e Leonor Barros (lançamento do martelo). A performance da equipa famalicense contemplou ainda seis segundos lugares e seis terceiros lugares, graças às prestações de Rafael Queiroz, Joana Costa, O clube Papa Léguas de Famalicão foi o vencedor cole- Joana Pimenta, Hélder Faria, Afonso Dias, Daniel Petivo do Campeonato Regional de Lançamentos, evento reira, José Oliveira e Gonçalo Ribeiro.

Eduardo Sá juntou mais uma medalha ao seu vasto palmarés no passado fim de semana. O atleta do Sporting Clube de Braga completou a prova de 200 metros dos Campeonatos de Portugal de atletismo de pista coberta, que decorreram na Expocentro de Pombal, em 21.82 segundos e ficou em 3.º lugar, apenas superado pelos benfiquistas Frederico Curvelo e André Costa. Esta foi a oitava medalha alcançada pelo jovem famalicense em campeonatos nacionais e mais um estímulo para o atleta do Sp. Braga alcançar resultados que lhe possibilitem participar em competições internacionais. Orientado pela professora Alexandra Sarmento, Eduardo de alto rendimento da FederaSá integra atualmente o projeto ção Portuguesa de Atletismo.

Equipas famalicenses com resultados positivos no Corta-Mato Distrital O saldo das escolas famalicenses que participaram no Corta-Mato da Coordenação Local do Desporto Escolar de Braga, realizado no dia 8 de fevereiro, em Guimarães, foi bastante positivos. O Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco fez-se representar por 48 atletas (Infantis A, Infantis B, Iniciados e Juvenis), que conseguiram arrecadar 33 medalhas, graças à obtenção de cinco pódios coletivos e três individuais. A nível individual, Hugo Azevedo foi segundo classificado na prova de Iniciados masculinos, ao passo que Alice Oliveira (Juvenis femininos) e Margarida Martins (Infantis B) terminaram no terceiro posto dos respetivos escalões. No plano coletivo, o AECCB foi o vencedor dos escalões de Infantis B femininos, Iniciados masculinos, Juvenis masculinos, tendo ainda ficado em segundo lugar na prova de Juvenis femininos. O agrupamento famalicense já tem no horizonte a participação no Corta-Mato Nacional, que se disputa em Açoteias, no Algarve, nos dias 23 e 24 de fevereiro. A comitiva do AECCB será composta por 20 alunos, um número que lhe permite deter ser o agrupamento do

Moinho de Vermoim vence em dose dupla

distrito de Braga com maior número de atletas apurados para a final nacional. Já a Escola Básica (EB) de Pedome colocou em competição 41 alunos, cuja prestação resultou na obtenção de algumas classificações relevantes. Em Infantis A femininas, a prova sorriu à EB Pedome. Gabriela Gomes, Maria Machado, Raquel Mendes, Janira Monteiro, Sofia Silva e Soraia Fonseca estiveram em bom nível e permitiram à escola famalicense sagrar-se campeã distrital de corta mato neste escalão. Já em Infantis B, a EB Pedome

ficou a poucos pontos de subir ao pódio coletivo. Ana Faria foi uma das responsáveis pela boa classificação nesta categoria, dado ter-se sagrado campeã distrital. Desta forma, a aluna da escola de Pedome garantiu o apuramento para o Corta Mato Nacional de Desporto Escolar, que irá decorrer em Açoteias, no Algarve, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Por fim, os alunos da Didáxis Riba d’Ave também participaram no Corta Mato Distrital 2018. nos escalões de infantis (A e B), iniciados, juvenis e juniores, de ambos os géneros.

Selecionador nacional atento a atletas da ACV

A secção de BTT da Associação Moinho de Vermoim (AMVE/Avebikers/Remax/Rodimérito) conquistou bons resultados no XCO de Vila do Conde. Daniela Araújo e Ana Soliz foram as principais figuras da equipa famalicense, ao vencerem em sub-23/elites e master, respetivamente. Para além destas vitórias, merece realce as classificações de Nuno Silva (2.º em elite); Sérgio Nogueira (5.º em elite); Bruno Carneiro (6.º em elite); Davide Silva (8.º em elite); Rafael Faria (12.º em cadetes) e Ricardo Silva (13.º em master).

Atletas da ACV em trail solidário

tiu-me constatar, de forma mais aprofundada, as qualidades das diferentes atletas e a realidade do clube”, referiu, garantindo que continuará a prestar atenção à evolução da ACV. As atletas receberam desta forma um importante estímulo para o futuro, tendo ainda desfrutado da possibilidade de serem orientadas, durante o treino, pelo selecionador Ulisses Pereira.

Ulisses Pereira, selecionador nacional de seniores femininos de andebol, visitou as instalações da Associação Cultural de Vermoim na passada segunda-feira. O responsável máximo da equipa portuguesa esteve em contacto com as atletas do clube famalicense, algumas das quais estão inclusivamente no radar do selecionador nacional. "Conhecia os nomes de algumas atletas pelos boletins de jogo e acompanho o percurso interessante que o clube tem feito, tal como na edição desta época da Taça de Portugal. Esta visita permi-

ACV renova parceria com AIMA/Mobiliário A secção de andebol da Associação Cultural de Vermoim estendeu a sua ligação ao Grupo AIMA/Mobiliário. Parceiros há oito anos, as duas partes renovaram o elo que os une, sendo que o grupo imobiliário continuará a ser o patrocinador principal da equipa sénior, tendo ainda a sua imagem estampada nos equipamentos de todos os escalões de formação. Em nota à imprensa, a direção da ACV considerou que “a renovação do apoio reveste-se não só de importância material, mas essencialmente de importância simbólica e de verdadeiro espírito de parceria entre entidades amigas que acreditam e partilham máximas e ideais”.

Joaquim Ferreira e Francisco Miranda, atletas da Associação Cultural de Vermoim associou-se à campanha “Vamos ajudar o Rodrigo”, iniciativa que visava angariar fundos para ajudar uma criança com necessidades especiais tendo em vista a aquisição de uma cadeira de rodas com características específicas. Cerca de 1200 atletas e caminhantes não faltaram à chamada e contribuíram para angariar um valor aproximado de 8.350 euros.


opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

MOTORES

27

Prova, que decorre nos dias 20 e 21 de julho, é a principal atração do plano de atividades do Team Baia

Rali de Famalicão vai passar por Nine, Arnoso Santa Eulália e Arnoso Santa Maria A associação famalicense Team Baia apresentou, no passado domingo, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, o plano de atividades para o presente ano, no qual o principal destaque incide sobre o Rali Município Vila Nova de Famalicão, que se insere na 11ª edição do Troféu CIN, a principal competição de 2018. Este ano, a prova, que vai para a estrada nos dias 20 e 21 de julho, tem como novidade o facto de passar por Nine, Arnoso Santa Eulália e Arnoso Santa Maria. O Rali de Famalicão inclui cinco classificativas diurnas e ainda uma classificativa noturna, que contempla um percurso de 10,5 km, num trajeto que, pretende a organização, contemple a passagem por alguns pontos principais da cidade. O rali é a principal nota de destaque de um leque alargado de eventos organizados pela associação famalicense e que irá constar no calendário dos aman-

Maria João Mesquita

Maria João Mesquita

Team Baia apresentou plano de atividades para o presente ano

tes dos desportos motorizados de Famalicão e de outros pontos do país. Para além do rali, a associação famalicense irá ainda organizar o Especial Sprint Bom-

Dupla famalicense com duplo desafio

O piloto Daniel Silva e o navegador Filipe Martins já tem os olhos apontados para a época que está prestes a iniciar-se. Daniel Silva tem sido presença assídua no troféu CIN de ralis, no qual tem pilotado um Renault Clio RS2000. Para além desta competição, o piloto vai ainda estrear-se no Campeonato Regional de Ralis Norte, considerando que esta situação representa “o subir de mais um degrau”. O facto de algumas provas do CIN coincidirem com as do Regional fez com que a dupla do Team Transfradelos optasse por entrar em ambos os campeonatos. Daniel Silva espera “andar o mais à frente possível e aprender um pouco mais para me tornar

mais competitivo”. Filipe Martins será o braço direito de Daniel Silva. O navegador mantém-se ao serviço da equipa famalicense, transitando do Todo o Terreno para os ralis. “É mais um desafio na minha carreira”, começou por dizer, acrescentando: “conheço o Daniel e sei que tem muito potencial e, nesse sentido, espero ajudá-lo a crescer como piloto”, admitiu o navegador, que comemora 20 anos de carreira. A estreia na presente temporada está marcada para o próximo mês de março. Até lá, a dupla irá realizar mais uma série de testes para ensaiar o automóvel para as duas provas.

beiros Voluntários de Famalicão, em data ainda a definir, e o 4º Especial de Riva de Ave, que se realiza no dia 22 de julho, com o apoio da Ave Motor – Clube de

Eventos Motorizados. Um conjunto de iniciativas que coloca o concelho num patamar assinalável do mundo automóvel em solo nacional. “Este

calendário é muito apelativo” segundo “o feedback que temos recebido dos pilotos e de todos os que estão envolvidos no evento”. Presente nesta apresentação esteve também o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Famalicão, que revelou a presença de um piloto famalicense na iniciativa. Mário Passos enfatizou “o papel das organizações que, ano após ano, vão tendo mais capacidade de trabalho e de disciplina, por forma a que tenhamos em Famalicão e noutros territórios atividades com mais segurança, visibilidade e envergadura”. Para além disso, o vereador declarou que “estas iniciativas são o orgulho famalicense”, porque, por um lado, “os famalicenses querem estes eventos” e, por outro, “são atraídas várias pessoas e aficionados do desporto motorizado ao concelho de Famalicão”.

veja em www.famatv.pt ou

Pedro Almeida com boas sensações para o Campeonato de Portugal A temporada desportiva Pedro Almeida está marcada para o próximo fim de semana, com a disputa do Rali Serras de Fafe. Acompanhado pelo navegador Nuno Almeida, o piloto famalicense vai cumprir a primeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis, num troço que é tido como um dos mais entusiasmantes do desporto automobolístico em Portugal. “Estamos ansiosos pelo momento da partida, num palco carismático e que ficará para sempre marcado na minha carreira. Muito para além dos resultados desportivos, este projeto passa por proporcionar excelentes momentos competitivos numa modalidade de exposição privilegiada como é o rali em Portugal”, afirmoo Pedro Almeida, que irá competir na prova nacional ao volante de um Skoda Fabia S2000. “Será a concretização de mais um sonho. Sempre tive por ambição vingar numa carreira no nacional de ralis. Esta será a minha primeira temporada no principal Campeonato de Ralis em portugal e o Rali Serras de Fafe será o batismo desta nova etapa”, acrescentou, mostrando-se confiante para esta nova experiência na carreira: “Nestes anos que passaram antes da minha estreia no Campeonato de Portugal provei que consigo andar depressa e fazer algo de muito positivo. Agora, tenho de provar que tenho maturidade suficiente para chegar aos

objetivos que temos para este ano, que passam por aprender com os melhores, para que um dia possa ser tão bom quanto eles”. A prova de Fafe irá marcar o arranque do famalicense no Campeonato Portugal de Ralis, num evento que, espera Pedro Almeida, seja o primeiro de muitos na principal competição em solo luso. "O nosso principal objetivo consiste em respeitar os nossos adversários e sentir o respeito deles, de forma a consolidar uma

carreira duradoura no Campeonato de Portugal de Ralis. É nisso que estamos concentrados e focados, apesar das enormes qualidades dos nossos adversários, que são muitos e de grande qualidade”. Pedro Almeida está bastante confiante e não esconde o desejo de ser o melhor rookie em 2018, pese embora reconheça que “há ainda um longo caminho a percorrer”, para o qual, adverte, sentirse “preparado para enfrentar este grande desafio”.


28

MODALIDADES

opiniãosport: 15 de fevereiro de 2018

Quatro títulos para o CX A2D Quatro atletas do Clube de Xadrez da Associação Académica da Didáxis (CX A2D) celebraram vitórias nas finais distritais de jovens de xadrez federado, que decorreram no passado fim de semana, no Colégio do Ave, em Guimarães. João Diogo Pereira (na foto) venceu os três jogos que realizou e sagrou-se campeão distrital em sub08. Já José Santos foi o mais forte em sub-16 (cinco vitórias em cinco jogos) e juntou mais um título distrital ao seu vasto palmarés (2 títulos Sub-08, 2 títulos de Sub-10, 1 título Sub-12, 1 título Sub-14, 1 título Sub-16). O escalão sub-18 foi dominado por Simão Barroso, que venceu o terceiro título distrital seguindo, ao passo que Ivo Dias cantou vitórias nos sub-20, repetindo os triunfos já alcançados em sub12, sub-14 (dois títulos), sub-16 (dois títulos) e sub20. O CX A2D foi a equipa com maior número de participantes (17), salientando-se as prestações de Martim Campos e Salvador Pereira (vice título distrital sub-08); Gonçalo Salgado (4º em sub-08); Duarte Abreu (4.º em sub-10); José João Pinto (5.º em sub10); Tiago Sousa (7.º em sub-10) e Dinis Pinto (9.º em

sub-10); Pedro Lima (5.º em sub-12); Carlos Daniel Sampaio (vice-campeão distrital sub-14); Miguel Jorge (4.º em sub-18); Hugo Fernandes (5.º em sub18); Tiago Dias (6.º em sub-18); Phoenix Campos (vice-campeão distrital sub-20).

João Romano e Ivo Dias em destaque

João Romano e Ivo Dias, atletas do Clube de Xadrez da Associação Académica da Didáxis (CX A2D) estiveram em evidência nos últimos dias. O primeiro venceu o primeiro prémio na categoria de elo sub2000 do Torneio de Xadrez Aberto,

ao passo que o MN Ivo Dias se cotou como o segundo melhor português no Torneio de Xadrez Aberto, na vertente semirrápidas. João Romano esteve presente no Torneio de Xadrez Aberto, que se realizou entre os dias 3 e 9 de

fevereiro, no Complexo Desportivo Municipal do Casal Vistoso, em Lisboa. O jovem somou 5,5 pontos e superou as expectativas, ao garantir o 49.º lugar, após ter sido o 145.º cabeça de série. Nesta competição, o CX A2D esteve ainda representado por MN Ivo Dias (69.º lugar); GM Daniel Cámpora (77.º); WCM Mariana Silva (115.º); Inês Silva (133.º) e Bruno Ribeiro (177.º). Já no dia 10 de fevereiro, o Complexo Desportivo Municipal do Casal Vistoso foi palco do Torneio de Xadrez Aberto, na vertente semirrápidas. O MN Ivo Dias obteve 5,5 pontos, performance que lhe valeu o 22.º lugar, cotando-se como o segundo melhor português na tabela classificativa. Para além do jovem, participaram ainda GM Daniel Cámpora (24.º); Bruno Ribeiro (65.º); Inês Silva (71.ª) e WCM Mariana Silva (74.ª).

Agrupamento de Pedome alcança vários pódios A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, em Joane, recebeu, no passado dia 3 de fevereiro, o II Encontro de Xadrez Escolar – Série B. A iniciativa reuniu alunos de 4 agrupamentos de Escolas do distrito de Braga (Agrupamento de Escolas de Pedome; Trigal Santa Maria – Tadim; Padre Benjamim Salgado e Ribeirão), perfazendo um total de 88 estudantes. Os alunos do Agrupamento de Escolas de Pedome tiveram um bom desempenho, ao dominarem os lugares de pódio nos escalões de Infantis A masculino, Iniciados feminino e Juvenis masculino. Além deste registo notável, mais dois alunos do

agrupamento chegaram igualmente ao pódio, conferindo 11 lugares de pódio em 21 possíveis.

Paulo Capela Marques compete na Rússia Bruno Oliveira, que estará acompanhado pelo famalicense Paulo Capela Marques, vai participar na Baja da Rússia, que se vai disputar entre os dias 16 e 18 de fevereiro. A dupla, que será apoiada pelas termas da Ferraria e pelos Açores, irá competir na classe T2, ao volante de uma Nissan Navara, numa prova integrada na Taça do Mundo de Todo o Terreno. Bruno Oliveira e Paulo Capela Marques serão os únicos representantes portugueses a competir em solo russo, onde se aguardam temperaturas abaixo de zero, com previsão de queda de neve.

AVC em fase menos positiva O Porto Vólei saiu a sorrir do encontro mais aguardado da 19.ª jornada da 1.ª Divisão de voleibol feminino, ao derrotar o AVC Famalicão/Leica por 3-0. A equipa famalicense comandou a partida durante um largo período de tempo nos dois primeiros sets mas revelou-se incapaz de conservar a vantagem, acabando por perder ambos os parciais. O terceiro set foi diferente, já que o AVC Famalicão/Leica foi obrigado a correr atrás do prejuízo mas as portuenses fecharam mesmo o resultado neste set. A atravessar uma fase menos positiva ao nível dos resultados, o

AVC Famalicão/Leica mantém-se, ainda assim, no segundo posto, a seis pontos do líder Leixões. Resultados da formação Na formação, os resultados foram os seguintes: Vitória SC 3-1 AVC (Juniores) e AVC 3-0 CART (Cadetes). De resto, Maria Marquês e Daniela Pinto competiram na seleção regional de sub-15, que participou na 1.ª mão do Troféu Minho/Galiza, na passada segunda-feira. A equipa galega foi superior nesta primeira mão e venceu por 3-2 (25-12; 18-25; 2225; 26-24 e 15-13).


Manuel Paiva, presidente da Liga Futsal de Famalicão

“O futsal é uma importante ferramenta para a formação social e desportiva das crianças” O título europeu conquistado pela seleção de futsal masculino foi a mais recente proeza do desporto português. A épica vitória frente à Espanha foi considerada, de forma unânime, como corolário do crescimento sustentado da modalidade em Portugal nos últimos anos. O trabalho realizado junto de crianças e jovens conferiu uma dimensão assinalável ao futsal, que já é, por estes dias, o segundo desporto com maior número de praticantes em Portugal, apenas superado pelo futebol. A criação de competições muitas delas com uma componente bem mais lúdica - foi um importante impulso para cativar maior interesse junto das crianças. Em Famalicão, se o futsal já era prática comum entre os graúdos, também passou a sêlo, de forma mais vincada, entre os miúdos a partir de 2008. O nascimento da Liga Futsal de Famalicão (LFF) revelou-se fundamental para criar uma envolvência notável do concelho em redor do futsal, fazendo com que figuras como Ricardinho ou Cardinal já sejam idolatrados por crianças e adolescentes. Num ano em que cumpre o 10.º aniversário, a LFF mantémse ativa na promoção da modalidade. A associação tem a seu cabo a organização de competições para os escalões de Minis, Pré-Escolas, Escolas, Infantis e Iniciados, nas quais participam 12 associações. Em atividade

estão perto de 500 atletas, que, domingo após domingo, entram em campo com o firme propósito de vencerem os jogos mas, sobretudo, divertirem-se. “O futsal é uma importante ferramenta para a formação social e desportiva das crianças, pois aprendem a cumprir regras e a interagir com outros miúdos”, sustenta Manuel Paiva, presidente e um dos fundadores da LFF. Ligado à modalidade há muitos anos, o representante máximo da associação frisa que o ingresso no futsal em idades tão precoces pode ter mais benefícios do que uma eventual passagem pelo futebol: “nos escalões inferiores, o mais importante é os miúdos estarem em permanente contacto com a bola e isso é potenciado no futsal”. Manuel Paiva aponta mesmo o exemplo do Brasil para lembrar que o futsal pode ser encarado como uma boa porta de entrada dos jogadores para o futebol. “Considero que pode existir um seguimento entre futsal e futebol e, nesse sentido, as equipas de futebol podem aproveitar o trabalho efetuado no futsal”. Logística a quanto não obrigas A LFF soube acompanhar o crescimento do futsal e já colhe, por isso, muitos elogios por parte das equipas participantes na competição. A homologação dos campeonatos, através de um protocolo celebrado com a Câmara Municipal de Famalicão,

a Associação de Futebol de Braga e a Federação Portuguesa de Futebol, foi o capítulo mais recente de uma história de que os responsáveis da LFF se

podem orgulhar. A máquina começou a trabalhar há dez anos e parece estar devidamente oleada. “A logística é muito simples, pois já

está tudo automatizado. As associações têm a tarefa de organizar uma jornada e tudo corre às mil maravilhas”, rejubila Manuel Paiva. Domingo é dia de jogo na LFF e sinónimo de romaria aos pavilhões nos quais se jogam os encontros do campeonato. “As partidas têm sempre uma assinalável moldura humana. Os familiares dos atletas criam uma envolvência muito interessante e indispensável nestas idades”. Entre o grupo de 12 associações, apenas o Grupo Cultural e Recreativo de Alvarelhos não pertence ao concelho de Famalicão. Apesar de a organização não ter “a pretensão de crescer desalmadamente”, Manuel Paiva admite que a competição se poderá alargar a mais equipas do concelho de Trofa. No entanto, alerta, existem ainda arestas por limar. “Poderemos fazê-lo desde que a autarquia trofense esteja disposta a colaborar, tal como faz a Câmara de Famalicão, nomeadamente com a cedência de pavilhões, na atribuição de subsídios financeiros e no pagamento de exames médicos dos jogadores”, ressalva o dirigente. Enquanto isso não se efetiva, a LFF olha para o futuro com otimismo e, simultaneamente, pragmatismo. Manuel Paiva reitera a intenção de manter “uma competição forte”, composta por “um número racional de equipas, de modo a que não se perca a atual organização da liga”. pub


II

PUBLICIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

ESPECIAL

III

Associação Juventude Joane A Associação Juventude (AJ) de Joane olha para a Liga Futsal de Famalicão (LFF) como um complemento perfeito às provas organizadas pela Associação de Futebol (AF) de Braga. A equipa joanense tem inscritas três equipas (Pré-Escolas, Escolas e Infantis) na competição, na qual participam cerca de 40 atletas. “É um bom incentivo para as crianças envolvidas”, frisa Fernando Lima, que evidencia “a boa organização” levada a cabo pela LFF. Além do natural entusiasmo que a prova gera nas crianças que competem todas as semanas, o responsável da AJ Joane demonstra satisfação pela forte adesão dos pais. Esta competição é vista como um importante veículo de aprendizagem desportiva e, simultaneamente, uma boa ferramenta para a formação pessoal das crianças. Desse modo, a associação joanense quer continuar a proporcionar momentos de confraternização aos jovens, até porque, lembra Fernando Lima, a AJ Joane tem igualmente uma equipa de Juvenis federada na AF Braga. Pré-escolas

Escolas

Infantis pub


IV

ESPECIAL

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Grupo Cultural e Recreativo de Alvarelhos

Escolas A

Infantis

Escolas B

Iniciados pub


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

ESPECIAL

V pub

A Liga Futsal de Famalicão (LFF) é, como atesta o próprio nome, um campeonato destinado a albergar equipas do concelho. No entanto, a organização mostrou-se recetiva a abrir exceções e o Grupo Cultural e Recreativo (GCR) de Alvarelhos, do concelho da Trofa, tornou-se igualmente participante da prova. O vazio competitivo no concelho vizinho para atletas mais jovens foi, de resto, compensado com o acesso à LFF. Com um lote considerável de equipas (6 – dos Minis aos Iniciados) e de atletas (60), a equipa trofense dá nota positiva à organização. Bruno Silva, um dos responsáveis da associação de Alvarelhos, equipara mesmo este campeonato às ligas organizadas pelas associações de futebol de Braga e do Porto. A decisão de entrar na LFF enquadrou-se ainda na política de proporcionar competição aos jovens, tendo em vista a futura passagem para os escalões de Juvenis e Juniores, nos quais a equipa trofense compete na AF Porto.

pub

Minis

Pré-escolas


VI

ESPECIAL

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Associação Académica Didáxis - A2D À reconhecida função de contribuir para a formação académica de crianças e jovens, a Didáxis dedica igual atenção à prática do desporto. Além da notoriedade adquirida pelos constantes sucessos obtidos no xadrez, a escola famalicense encontrou no futsal uma nova forma de estimular os alunos a praticar desporto. Uma simbiose que tem dado resultados no xadrez e que os responsáveis pretendem que se estenda ao futsal. A entrada no lote de associações inscritas na Liga de Futsal de Famalicão (LFF) foi motivada por essa tentativa da A2Didáxis alertar os jovens para o bem-estar físico e mental. Ao todo, o clube tem duas equipas (Escolas e Infantis) a competir na LFF, nas quais estão reunidos cerca de 24 atletas. “A participação na LFF é uma mais-valia para o clube e para o próprio concelho, pois permite que os jovens estejam ocupados de forma positiva”, sublinhou Marco Brandão. O responsável pela equipa sente que os treinos e jogos são fundamentais para a formação desportiva dos jovens, algo que se repercute nos escalões etários superiores, em que o nível de competitividade aumenta significativamente.

Associação Desportiva de Castelões A direção da Liga de Futsal de Famalicão (LFF) tem conseguido angariar novos parceiros ao longo das temporadas. O sucesso e a boa organização da prova são reconhecidos pelos responsáveis das várias associações que integram a competição, fazendo com que a mesma se torne atrativa para quem está a apostar na modalidade. A Associação Desportiva Castelões é um dos mais recentes membros da liga famalicense, tendo constituído equipas de Pré-Escolas e Infantis. “Depois de competirmos durante vários anos no futebol de salão, optámos este ano por inscrevermo-nos no futsal e o primeiro ano está a ser muito positivo”, confidenciou Pedro Guedes. O arranque está a ir, de resto, ao encontro das expectativas dos dirigentes da associação de Castelões, para quem a aposta no futsal é para continuar. “Já temos uma equipa de juniores a competir na AF Braga e a nossa pretensão é que se efetive esta ligação dos jovens à modalidade até ao final das camadas jovens”.

Infantis

Infantis

Escolas

Pré-Escolas pub


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

ESPECIAL

VII

Recreio Desportivo A intenção de estimular crianças e jovens a praticar futsal é um dos desígnios do Recreio Desportivo. O maior mediatismo do futebol dificulta, por vezes, esta tarefa, para a qual o clube famalicense tem vindo a envidar esforços junto dos 35 atletas que compõem atualmente o elenco das quatro equipas que competem na Liga Futsal de Famalicão (LFF). Figura conhecida do universo futebolístico do concelho, pelas ligações ao FC Famalicão e SC Cabeçudense, Ricardo Costa é o rosto principal do projeto desta associação. O dirigente considera que a competição “tem vindo a crescer de forma gradual”, reconhecendo-lhe maior

responsabilidade após a parceria estabelecida com a FPF. No entanto, nesse caminho de desenvolvimento, é apontado um pequeno obstáculo: a tentação dos atletas em optar pelo futebol de sete ou onze retira algum protagonismo e qualidade à LFF. Ainda assim, para aqueles que resistem e decidem manter-se no futsal, o Recreio Desportivo tem um caminho traçado. Terminada a participação na LFF devido ao limite de idade, os jogadores podem continuar a jogar no SC Cabeçudense.

Pré-escolas

Infantis

Escolas

Minis pub


VIII

ESPECIAL

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Associação Desportiva do Colégio das Caldinhas

Futebol Clube de Landim A Liga Futsal de Famalicão (LFF) é vista com especial importância pelo Futebol Clube de Landim. Para além de competir nos campeonatos organizados pela Associação de Futebol de Braga, o emblema landinense decidiu integrar o lote de associações inscritas na competição famalicense. Uma opção com o objetivo claro de proporcionar oportunidades aos atletas mais novos dos escalões de Infantis e Iniciados. A perspetiva de os jogadores encontrarem um palco para dar os primeiros passos no futsal e desenvolver competências a nível técnico e tático motivou este ingresso na LFF. Uma experiência entendida como “enriquecedora” por parte de Ricardo Pereira, responsável pelo emblema de Landim, que dedica especial atenção às camadas jovens: “temos a intenção de formar jogadores que cheguem à equipa sénior”. Esse desejo é sustentado pelo número elevado de equipas do clube, para as quais os responsáveis tentam não faltar com nada. Uma situação que obriga a uma cuidada logística mas que, por contraponto, deixa os responsáveis do clube com um sorriso no rosto quando a formação futebolística e social de jovens se torna uma realidade.

A prática de qualquer desporto por parte de crianças está a ser, regra geral, fomentada pelas famílias em idades cada vez mais prematuras. Os benefícios do exercício físico bem como a dimensão social potenciada pelo desporto na formação pessoal das crianças e jovens são recordados de forma permanente. Os clubes/associações assumem, por isso, um importante papel para estes se renderem ao desporto desde bem cedo. Ciente dessa função, a Associação Desportiva do Colégio das Caldinhas criou uma equipa de Minis (12 atletas) e uma de Pré-Escolas (15 atletas). Perto de 30 crianças que, mais do que ganhar, querem divertir-se. “A Liga Futsal de Famalicão é uma competição muito boa, pois permite aos atletas competirem numa fase tão precoce da vida”, evidencia Paulo Cardoso, acrescentando a “componente lúdica” como um importante aliado para terem cada vez mais crianças interessadas em ir para a equipa. Após entrarem, a expectativa é que as crianças se mantenham ligadas ao clube até aos Juniores, de forma a terminar o longo processo de formação desportiva.

Benjamins

Minis

Iniciados

Pré-Escolas pub


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

ESPECIAL

IX

Mocidade Alegre de Landim

Barrimau Futebol Clube O Barrimau Futebol Clube atravessa atualmente uma fase de revitalização. Depois de um período de menor fulgor e entusiasmo, a direção recentemente empossada está apostada em voltar a dar vida a um clube com tradição no futsal. O desejo de reerguer o clube tem levado os responsáveis a cativar crianças e jovens para a prática da modalidade, alguns dos quais a representar o emblema famalicense na Liga Futsal de Famalicão. “Damos nota muito positiva à competição. A organização tem uma preocupação constante para reunir condições ótimas para os miúdos jogarem a um nível alto”, refere Carlos Bezerra. Os jovens jogadores do Barrimau FC têm a oportunidade de treinar em piso sintético, algo que ajuda para que a intenção de reestruturar a formação seja bem-sucedida. “Os miúdos estão a gostar da experiência, na qual é possível começar a perceber a filosofia do futsal nas crianças”, frisa Carlos Bezerra, que reconhece que o clube está a viver o ano zero ao nível da formação.

Iniciados

À Mocidade Alegre de Landim (MAL) é reconhecida uma estreita ligação ao futsal ou ao futebol de salão. A associação de Landim fomenta, há largos anos, a prática do desporto entre a comunidade infantil, sendo esta uma das marcas identificativas do clube. Esta promoção do desporto foi igualmente um dos desígnios que esteve na origem da criação da Liga de Futsal de Famalicão e, nesse sentido, o ingresso na competição tornou-se uma opção natural. “É um liga com um nível de qualidade acima da média e com muita competitividade”, afirmou Celso Amorim. O dirigente estendeu-se nos elogios à organização, aconselhando mesmo as associações desportivas do concelho a juntarem-se a esta competição. A participação na competição insere-se na política de valorização da modalidade por parte da MAL. Celso Amorim entende que as crianças até aos 10 anos devem “competir numa liga com esta componente competitiva, até porque é proveitosa para o processo de aprendizagem dos jovens atletas”. Finalizada este primeiro contacto com o futsal, defende o dirigente, “a vontade dos pais será decisiva para o futuro desportivo dos miúdos”.

Escolas pub

Infantis pub


X

ESPECIAL

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Associação Desportiva de Esmeriz

Estrelas do Ave

A Associação Desportiva de Esmeriz é uma das equipas que está particularmente satisfeita com o nível organizativo da Liga de Futsal de Famalicão (LFF). Jorge Teixeira, um dos responsáveis do clube de Esmeriz, considera que a competição atingiu um nível bastante positivo, sobretudo após a assinatura de um acordo com a Associação de Futebol (AF) de Braga e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF). “A LFF está a trabalhar muito bem, sobretudo depois do protocolo que envolveu a AF Braga e FPF”, realçou o dirigente, sublinhando que o clube, que tem uma equipa de Escolas inscrita na LFF, já está perfeitamente adaptado à dinâmica da competição, nomeadamente o facto de as equipas terem a seu cargo a organização de uma jornada da prova. Embora não esconda que a realização dos treinos ao ar livre dificulta o trabalho da associação, Jorge Teixeira frisa, ainda assim, a importância das crianças competirem neste campeonato, uma vez que tal permite que depois exista uma continuidade da evolução dos atletas noutras competições.

Escolas

A vila de Ribeirão ganhou mais uma equipa desportiva no início da presente temporada, com a criação da escola de futsal das Estrelas do Ave. Depois de ter iniciado a sua atividade no ténis, a associação ribeirense quis alargar a oferta e decidiu ingressar no futsal. Ainda a dar os primeiros passos, a equipa Estrelas do Ave tem 10 atletas nas suas fileiras, que estão a competir no campeonato de Escolas da Liga Futsal de Famalicão. Apesar de ser ainda um projeto em fase embrionária, Avelino Campos está satisfeito com a dinâmica imposta. Depois da natural fase de adaptação a uma nova realidade, o responsável entende que “a logística é fácil” e que esta experiência pode cativar mais crianças e jovens na próxima época. Avelino Campos desvenda que a ideia da direção passa por crescer de forma sustentada e, nesse sentido, aponta a novos horizontes para a próxima temporada: “queremos continuar a evoluir e, dessa forma, já estamos a preparar a próxima temporada, na qual tentaremos formar mais uma equipa”.

Escolas pub

CAMPOS, CARVALHO & FERNANDES, LDA.

S er r a l ha ri a

• Serralharias Metálicas • Revestimentos • Tectos Falsos e Coberturas • Montagens industriais

R u a Tr á s- d o - Po m a r, n º 1 - Br a g a d e l a R I BEI R ÃO Te l f. 2 5 2 4 9 2 5 5 4 4 7 6 0 V.N . Fa m a l i cã o

pub


opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Sportfut FC Vermoim

A Sportfut Escola de Futebol e o Futebol Clube de Vermoim foram duas das associações que estiveram na origem da Liga Futsal de Famalicão (LFF). A competição cresceu e as duas equipas decidiram agregar-se, num projeto conjunto que tem conquistado os resultados desejados. A Sportfut/FC Vermoim tem cinco equipas a competir na LFF, colocando em ação cerca de 70 atletas todos os fins de semana numa prova que se tem afirmado igualmente no capítulo desportivo do concelho. “A competição tem evoluído imenso ao

Pré-escolas

Infantis

Escolas A

Iniciados

ESPECIAL

XI

longo dos anos. As jornadas concentradas fazem com que os miúdos estejam no mesmo pavilhão e vejam muitos jogos”, vinca Miguel Sousa. O nível organizativo tem merecido muitos elogios por parte das equipas inscritas. O responsável da Sportfut/FC Vermoim alinha pelo mesmo discurso dos homólogos e as mudanças que a competição foi conhecendo ajudaram a que “a mesma se tornasse mais popular, cative mais equipas e contribua para que os miúdos evoluam”.

pub

Escolas B


XII

PUBLICIDADE

opiniãopública: 15 de fevereiro de 2018

Op 1345  
Op 1345  
Advertisement