Page 1

Ano 26 | Nº 1344 | De 8 a 14 de fevereiro de 2018 | Diretor: João Fernandes | www.opiniaopublica.pt

pub

pub

Para impulsionar a atividade em Famalicão

Câmara Municipal isenta produtores de taxas agropecuárias

p. 8

Câmara consegue bolsa junto de empresas do concelho, mas entre os operários o entusiasmo é contido

350 EMPREGOS DISPONÍVEIS PARA OS TRABALHADORES DA RICON A Câmara de Famalicão tem uma bolsa de disponibilidade imediata de 350 empregos para os trabalhadores da Ricon, manifestada à autarquia por cerca de duas dezenas de empresas famalicenses, grande parte delas do setor têxtil. Estas ofertas não parecem, porém, suscitar grande entusiasmo entre os trabalhadores despedidos da Ricon, que

preferiam que a fábrica de Ribeirão continuasse a laborar. Entretanto, o caso Ricon continua a merecer a atenção dos políticos. Esta semana, a líder do BE, Catarina Martins, encontrou-se com as operárias, enquanto os deputados do PS por Braga reuniram com a Comissão de Trabalhadores. pp. 11 e 12

Serviços dos CTT afinal ficam na sede da Junta p. 9

Carnaval

Léa Barros de bronze no Europeu de Karaté

Fiscalização

Desfile infantil dá o pontapé ASAE apreende 18 toneladas de carne em Famalicão p. 7 de saída para a folia p. 4

FC Famalicão quebra jejum de vitórias Associação Luís Silva projeta escola de desporto adaptado pub


02

CIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

13ª edição das Jornadas realizou-se no passado sábado

Detenções por condução sob o efeito do álcool e condução ilegal Nas cidades de Famalicão, Guimarães e Braga, a Polícia de Segurança Pública (PSP)SP deteve oito homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 20 e 55 anos, por condução de veículos automóveis sob influência do álcool. Quando submetidos ao teste de alcoolemia, apresentaram uma TAS entre 1,35 e 2,58 g/l no sangue. Os detidos foram notificados para comparecerem nos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal Judicial de Famalicão, Guimarães e Braga, respetivamente. Ainda nas cidades de Famalicão e Guimarães, a PSP procedeu à detenção de dois indivíduos, de 43 e 59 anos de idade, por terem sido intercetados a conduzir um veículo sem habilitação legal para o efeito. Entretanto, no passado dia 5 de fevereiro, pelas 19 horas, na Avenida 25 de Abril, em Famalicão, a PSP deteve um homem de 44 anos de idade, por condução de veículo automóvel sob influência do álcool. Quando submetido ao teste de alcoolemia, apresentou uma TAS de 3,99 g/l no sangue. O detido foi notificado para comparecer nos Serviços do Ministério Público, junto do Tribunal Judicial de Famalicão.

Balcão Único com atendimento ao público no dia de Carnaval A Câmara Municipal de Famalicão informa que, em virtude da tolerância de ponte concedida pelo presidente da autarquia para o dia de Carnaval, os serviços municipais estarão encerrados na próxima terça-feira, dia 13 de fevereiro. A exceção é o Balcão Único de Atendimento, que nesse dia garantirá o habitual atendimento aos munícipes, funcionando no seu horário normal, entre as 9 e as 18 horas.

Famílias desafiadas a construir um bom projeto de vida As equipas da Pastoral Familiar das paróquias de S. Martinho de Brufe e Santo Adrião, de Famalicão, organizaram pela 13ª vez as Jornadas da Família, desta vez com o tema “Família – um projeto de vida”. O evento realizou-se na tarde do passado sábado, no Centro Pastoral de Santo Adrião, sendo moderador o pároco Francisco Carreira e convidado o padre Rui Alberto, de 50 anos. A Câmara de Famalicão esteve representada pelo vereador Leonel Rocha e, entre os cerca de 300 participantes, estavam elementos de equipas da pastoral familiar de várias paróquias; elementos de equipas de Nossa Senhora; e um grupo de 12 pares de noivos, que iniciou a sua caminhada pelo Centro de Preparação para o Matrimónio. Os próximos encontros acontecem nos dias 17 de fevereiro e 3 e 17 de março. O padre Rui Alberto, para abordar o tema referido, serviu-se da carta pastoral “Construir a casa sobre a rocha”, de D. Jorge Ortiga. Para além de ver no tema das jornadas a perspetiva positiva da família, Rui Alberto viu na carta pastoral um instrumento para ajudar cada pessoa e cada família a

A jornada reuniu cerca de 300 participantes

fazer um bom projeto de vida. Na sessão, dividiu-se ainda os participantes em sete grupos, que estiveram 45 minutos em reflexão e debate sobre temas relativos à preparação e vivência do matrimónio, apresentando depois em público as conclusões a que chegaram. Houve tempo ainda para algumas pessoas apresentarem as suas dúvidas, a que todas elas o padre deu resposta. Não tendo estado presente por motivos de saúde, D. Jorge Ortiga,

Encontro Catequistas reuniu cerca de 500 participantes

Equipa Arciprestal promove encontro de Recoleção Quaresmal A Equipa Arciprestal de Catequese de Famalicão promove, no próximo dia 16 de fevereiro, sexta-feira, um encontro de Recoleção Quaresmal destinado a todos os catequistas das diferentes comunidades do Arciprestado. Esta iniciativa realiza-se na Igreja Antiga Matriz de Famalicão, às 21h15, subordinada ao tema “Passos de Esperança”, em consonância com a proposta de Caminhada Litúrgica para a Quaresma e Páscoa apresentada pela Arquidiocese de Braga.

JP de Famalicão toma posse este sábado A comissão política da Juventude Popular de Famalicão, que será presidida por José Miguel, vai tomar posse este sábado, dia 10 de fevereiro, pelas 20 horas, no restaurante Outeirinho, na freguesia do Louro.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

ESTATUTO EDITORIAL:

disponível em www.opiniaopublica.pt

DIRETOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

arcebispo primaz de Braga, enviou uma mensagem dirigida a todos os presentes. “Não podemos viver acriticamente e guiados por meras tradições sem a mínima compreensão das realidades. Uma das realidades mais importantes é a família. Lembro aos casais presentes, a importância do projeto já assumido há muitos ou poucos anos. Se ainda não o foi, é a oportunidade para continuar o namoro e decidir para onde se quer caminhar”, referiu.

Os catequistas das diversas paróquias do Arciprestado de Famalicão viveram uma tarde diferente no passado sábado, dia 27 de janeiro, pois, no âmbito do Encontro Arciprestal de Catequistas, que se realizou na Igreja Nova de Antas, foram desafiados a “viver a alegria do Encontro com Cristo e com os irmãos”. A iniciativa foi subordinada ao tema “Encontro(s)”, em harmonia com a temática que preside ao ano pastoral, “a Esperança que se desperta no encontro pessoal e íntimo com o Senhor Jesus”. Os cerca de 500 catequistas presentes começaram

GRAFISMO:

Carla Alexandra Soares e Pedro Silva.

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL António Jorge Pinto Couto

TÉCNICOS DE VENDAS:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

por ser saudados pelo assistente da Equipa Arciprestal de Catequese, o padre António Loureiro, que felicitou e agradeceu a todos os que escolheram partilhar a tarde com outros e com Jesus. De seguida, foi a vez do arcipreste de Famalicão, o padre Armindo Paulo Freitas, tomar a palavra, saudando todos os presentes. Depois de um momento de oração, os catequistas foram encaminhados para dois diferentes workshops, preparados pelos Seminários Arquidiocesanos, que se associaram a este encontro. Um dos workshops, dedicado ao tema “Laborar…”, lembrou aos catequistas que “rezar é uma ação que exige esforço, perseverança e predisposição interior”. Outro dos temas apresentados foi “Da Semente à colheita”, conduzido pelo padre Rúben Cruz, que destacou “a importância do discernimento vocacional e da vivência de uma vocação” por parte de cada um. O sacerdote focou ainda “o papel do catequista como aquele que sempre e em qualquer lugar procura semear a síntese da mensagem cristã, numa relação de proximidade e disponibilidade, ajudando a educar, formar e discernir”. Terminadas as conferências, foi tempo de mais um momento de oração, onde os catequistas puderam “reafirmar o seu compromisso de homens e mulheres de encontros, chamados à vocação de semeadores de Esperança”.

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 215 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia Barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Editave Multimédia, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1344

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

03


04

CIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Os festejos começam com as crianças mascaradas nas ruas, amanhã, dia 9

Profissionais do CHMA prestam apoio na noite de Carnaval

Carnaval esperado ansiosamente em Famalicão A folia que se vive na noite de Carnaval de Famalicão já atravessou as fronteiras da região, sendo a noite de segunda para terça-feira, de 12 para 13 de fevereiro, o ponto alto da festa. Mas o Carnaval em si arranca amanhã, dia 9, com o desfile das crianças mascaradas pelas ruas do concelho. A partir das 10 horas, nas freguesias de Bairro, Delães, Oliveira S. Mateus, Riba d’Ave, Oliveira Santa Maria e Pedome decorre o Desfile das Escolas. À tarde, pelas 14h30, é a cidade que se engalana para receber o Carnaval Infantil com a participação de cerca de 3.500 crianças, com idades entre os 3 e os 10 anos. O desfile que enche as ruas do centro de alegria e fantasia sai da Rua Adriano Pinto Basto, seguindo pela Rua de Santo António, Praça 9 de Abril, Rua Júlio Araújo, Avenida 25 de Abril e Parque 1º de Maio. A partir daqui, o espírito carnavalesco entranha-se nos famalicenses e a festa dura até ao dia de Carnaval, 13 de fevereiro.

Envolvendo o Carnaval de Famalicão milhares de pessoas na rua da cidade, este ano de 12 para 13 de fevereiro, em coordenação com a Câmara Municipal e o Banco Local de Voluntariado de Famalicão, um grupo de profissionais médicos e enfermeiros do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) disponibilizou-se de forma voluntária para trabalhar nessa noite. O objetivo é assegurar o apoio de primeiros cuidados médicos necessários no local da festa, permitindo uma maior proximidade assistencial, cabendo à unidade hospitalar de Famalicão do CHMA prestar os serviços de saúde complementares em caso de necessidade. pub

O Carnaval infantil é um dos pontos altos dos festejos

No sábado, dia 10, há Baile de Máscaras, em Oliveira S. Mateus, e no domingo há animação todo o dia, começando pelo Museu da Indústria Têxtil, com o Famalicão Cosplay Fest, das 10 às 18 horas. Pelas 14 horas, realiza-se o XIV Desfile de Carnaval na vila de Ribeirão e a partir das 14h30 sai à rua, em Riba d’Ave, o IV Circuito dos Foliões. Na segunda-feira à

tarde, pelas 14 horas, é a vez de os seniores mostrarem o que valem no Pavilhão Municipal. Alegria, convívio, boadisposição e brincadeira costumam fazer parte do Carnaval sénior. À noite, o programa já é conhecido. Sem hora ou lugar marcado, mas com a garantia que a festa será de arromba, a animação fica a cargo dos milhares de foliões que serão acom-

panhados pelo Grupo Alvorada Musical. Destaque ainda para o Desfile e Concurso de Mascarados. No dia de Carnaval, 13 de fevereiro, há desfile de mascarados em Fradelos, durante a tarde. À noite, entre as 22 e as 24 horas, decorre em vários locais da freguesia de Fradelos a tradicional Queima dos Galheiros (ver notícia página 15).

Fagricoop: loja renovada oferece novos produtos

Ranking revela estatísticas dos exames nacionais do ano passado

Maioria das escolas famalicenses melhorou os seus resultados Já saiu o ranking das escolas e num olhar a nível nacional os alunos das escolas secundárias públicas melhoraram os resultados nos exames nacionais do ano passado, uma realidade a que corresponde também ao concelho de Famalicão. Segundo a Rádio Renascença, tendo por base os dados divulgados pelo Ministério da Educação, tratados pela Universidade Católica para o jornal Público, que consideram as escolas onde se realizaram 100 ou mais exames no conjunto dos oito mais concorridos (Matemática A, Matemática aplicada às Ciências Sociais, Português, Biologia e Geologia, Física e Química, História, Filosofia e

Geografia), o Externato Delfim Ferreira, de Riba d’Ave, aparece em 38º lugar, com uma média de 12,06 valores. Segue-se a Secundária Padre Benjamim Salgado, em Joane, com 11,27 valores, no lugar 87. Já a Cooperativa de Ensino Didáxis de Riba d’Ave ocupa o 103º lugar com uma média de 11,18 valores, enquanto a de S. Cosme surge na posição 139, com uma média de 10,95 valores. A Secundária D. Sancho I, no 151º lugar, apresenta 10,88 valores de média. Mais abaixo, está a Secundária Camilo Castelo Branco, com uma média de 10,81 valores. A nível nacional, no ano passado, a média dos estudantes dos colégios foi de 12,07 valores, en-

quanto nas escolas públicas foi de 10,74 valores. Relativamente a estes rankings, em que são usados diferentes critérios por vários órgãos de comunicação social, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que não é “adepto” das listas de escolas por considerar que as realidades do ensino público e privado não podem ser comparadas. Questionado pelos jornalistas sobre os resultados dos exames nacionais, que colocam muitas escolas privadas à frente das públicas, Tiago Brandão Rodrigues disse que as “escolas públicas são muito mais do que as notas dos exames de fecho de ciclo”.

Há mais de 4 décadas que a Fagricoop - Cooperativa Agrícola e dos Produtores de Leite de Vila Nova de Famalicão procura servir os agricultores e a agricultura do concelho. A Cooperativa famalicense procura apresentar os novos produtos e serviços que vão ao encontro não só das carências dos agricultores, mas também de todos aqueles que têm um pequeno jardim, um quintal, um animal de companhia ou pura e simplesmente gostam de bricolage. Nesse sentido, além dos produtos que tradicionalmente comercializa, como adubos, sementes, rações, fitofarmacêuticos entre outros, a loja renovada da Fagricoop aumentou a gama de produtos que oferece. Agora também pode comprar na Fagricoop material elétrico, artigos de higiene e limpeza e variadas máquinas e utensílio para pequenas reparações e bricolage. A Fagricop está aberta de segunda a sexta, entre as 9 horas e as 12h30, e das 13h30 às 18 horas. Aos sábados, das 9 horas às 12h30. Visite-nos na Rua Senhor da Agonia, nº 372, em Vila Nova de Famalicão. Contacto: 252301530.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

05


06

CIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Programa municipal acompanhou o estudo de 447 alunos no ano letivo 2016/2017

“Acompanhar” com taxa de sucesso educativo a rondar 90% Calendário fiscal

12 fevereiro - Segurança Social Data limite para o envio das folhas de remunerações da Segurança Social, referentes ao mês anterior. 12 fevereiro - IRS – Artigo 119.º, n.º 1, alínea c), subalínea i) Data limite para a entrega, via Internet, pelas entidades devedoras de rendimentos, da Declaração Mensal de Remunerações (AT) relativa ao mês anterior. 12 fevereiro - IVA - Regime normal Mensal – Artigo 41.º, n.º 1, alínea a) Entrega, via Internet, da Declaração Periódica, relativa às operações efetuadas no mês de Dezembro anterior, e respetivo pagamento, se for caso disso, juntamente com o anexo recapitulativo referente às transações intracomunitárias realizadas no mesmo período 15 fevereiro - Declaração mod. 11 (Arts. 123.º do CIRS, 49.º do CIMT e 63.º do CIS) Envio desta Declaração pelos Notários, Conservadores, Secretários Judiciais e Secretários Técnicos de Justiça, com relação aos atos praticados nos cartórios/conservatórias e das decisões transitadas em julgado mês anterior suscetíveis de produzir rendimentos sujeitos a IRS. 15 fevereiro - IVA – Regime Trimestral – Artigo 41.º, n.º 1, alínea b) Entrega da Declaração Periódica, via Internet, e respetivo pagamento, se for caso disso, juntamente com o anexo recapitulativo referente às transações intracomunitárias, pelos contribuintes do regime normal trimestral, relativa às operações efetuadas no 4.º trimestre do ano anterior. 15 de fevereiro – Contribuintes O prazo para validar faturas de 2017 é até dia 15 de fevereiro de 2018. Até essa data, tem de ir ao Portal das Finanças e validar as faturas pedidas em 2017 com o Número de Identificação Fiscal (NIF). Assim pode usufruir do benefício fiscal de dedução de despesas dedutíveis.

Estágios para Técnico Comercial

A Associação Comercial e Industrial de V. N. de Famalicão (ACIF), enquanto parceira do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), está a promover a integração de estagiários em empresas associadas do curso EFA – Técnico Comercial que o Centro de Emprego e de Formação Profissional de Braga tem a decorrer. O curso debruça-se sobre algumas matérias ligadas ao setor comercial, nomeadamente a venda de produtos e/ou serviços em estabelecimentos comerciais, tendo em vista a satisfação dos clientes. Este curso tem integrado um estágio que está previsto iniciar no decorrer do mês de Fevereiro e não tem qualquer encargo para as empresas. As empresas interessadas devem contactar os Serviços da ACIF pelo e-mail gip@acif.pt ou número 252 315 409.

O Programa Acompanhar, promovido pela Câmara Municipal de Famalicão através do pelouro da Educação, atingiu, no ano letivo transato, uma taxa de sucesso educativo de 89,3%, ficando perto dos 90%. No total, o programa envolveu 447 alunos, alcançando quase o dobro dos alunos abrangidos em 2015/2016 (256), em cerca de 40 horas de capacitação e programas de tutoria e inclusão inteligente. Dos 447 alunos, 107 apresentavam, pelo menos, duas retenções, sendo que, na maioria, eram alunos a frequentar os Cursos de Educação e Formação; e 201 estavam em situação de risco, incluindo o risco de abandono escolar. Do grupo foram formados 57 jovens que atuam, agora, como tutores de pares, facilitadores de processos de inclusão inteligentes de outros jovens na mesma situação. Ao nível da avaliação efetuada salientam-se, ainda, os resultados dos alunos ao nível das médias de envolvimento escolar cognitivo e ao nível da média de envolvimento escolar psicológico. Para além de serem positivos, os mesmos evoluíram em relação a 2015/2016. No seu terceiro ano, e já com o ano letivo a decorrer, o programa está a ser implementado em todos os Agrupamentos de Escolas de Famalicão. A estes juntam-se as Escolas Profissionais Cior e Forave e a

Cooperativa de Ensino Didáxis. A aposta do programa passou, assim, por alargar e reforçar a sua intervenção no 1º ciclo do ensino básico e ao nível dos alunos com necessidades especiais. Por outro lado, foram integrados no Programa Acompanhar algumas Instituições Particulares de Solidariedade Social. O objetivo central do programa passa por potenciar e apoiar os estabelecimentos de ensino do concelho na implementação de projetos de boas práticas na área do acompanhamento e inclusão inteligente de alunos, em especial os que estão em situação de risco ou que não estão integrados em qualquer tipo de resposta socioeducativa complementar. Em simultâneo, pretende criar processos potenciadores da melhoria do rendimento escolar e processo de inclusão social dos alunos com o recurso a soluções complementares de educação não formal e ca-

pacitação ao nível da inteligência emocional. O vereador de Educação e do Conhecimento, Leonel Rocha, destaca a evolução do programa ao nível do número de alunos envolvidos e ao nível dos resultados obtidos. Outro dado relevante é o facto de o programa ser cada vez mais abrangente e capaz de intervir em vários níveis de ensino e contextos territoriais. O método preconizado pelo programa assenta no princípio da Investigação-Relação-Ação numa resposta socioeducativa, que tem por base a Tutoria de Pares e a Mentoria. Tem mais de 20 parceiros institucionais, entre eles os estabelecimentos de ensino de Famalicão, a Pasec, a Associação de Moradores das Lameiras, o Centro Social de Calendário e Lipac. Este programa, fruto da sua génese, trabalha em colaboração com o Projeto Eurobairro e o Programa CLDS 3G Famalicão.

Amadeu Dinis: ‘A participação em projetos europeus é prioridade’

Alunos da Cior realizam estágios em vários países europeus São 24 os alunos finalistas de diferentes cursos da Escola Profissional Cior que se encontram a realizar, durante dois meses, os seus estágios profissionais em diferentes países da Europa. Assim, no âmbito do projeto “Get Professional Skills”, do Programa Erasmus +, quatro grupos de seis alunos encontram-se distribuídos por “conceituadas” empresas e organizações de diferentes cidades europeias. Os alunos de Mecatrónica Automóvel estão em Bilbau, Espanha e Vicenza, na Itália; os alunos de Produção Metalomecânica encontram-se em Viena, na Áustria; e os alunos de Instalações Elétricas e de Eletrónica estão em Mosta, Malta. Segundo nota enviada à imprensa, para além da preparação e organização dos referidos estágios, a Cior envia, durante uma semana, um professor para acompanhar e integrar os formandos nas diferentes empresas. Entretanto, um grupo de alunos do 10º ano do curso de Eletrónica, Automação e Comando da escola em questão encontra-se, no decorrer desta semana, em Limassol, no Chipre, a frequentar um programa formativo em torno de conteúdos e metodologias de trabalho relacionados com a sua área de formação. Tendo por base uma lógica de conhecimento mútuo, e juntamente com alunos de França e do Chipre, serão debatidos temas de interesse comum traduzidos na construção de um website, bem como ferramentas informáticas a aplicar no projeto. Para Amadeu Dinis, diretor da escola, “a participação em projetos de parceria de âmbito europeu é, para a Cior, uma prioridade definida na sua estratégia de internacionalização, visando a concretização de atividades que promovam o sucesso educativo e a formação pessoal, profissional e cívica dos alunos”, relevando também o facto de estas dinâmicas “enriquecerem o projeto educativo da escola”. Durante a semana, os alunos terão a oportunidade de visitarem empresas, escolas e instituições ligadas à sua área de formação, bem como locais de interesse histórico e patrimonial. O próximo encontro deste projeto, denominado “Track it, don’t lose it”, decorrerá na Cior, no próximo mês de junho.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

INE certifica importância do agroalimentar em Famalicão Os dados macroeconómicos, divulgados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) no Anuário Estatístico Regional 2016, atestam a importância socioeconómica da indústria agroalimentar em Famalicão: 2.893 pessoas ao serviço, 167 empresas, 337 milhões de euros de volume de negócios, 58 milhões em exportações e 60 milhões de euros de valor acrescentado bruto. A Vieira de Castro, que é o maior fabricante português de bolachas e amêndoas e o único produtor de drageias de chocolate, e outras empresas especializadas em produtos de charcutaria e carne fresca, como a Primor, Porminho, ICM e Campicarn, representam a força deste setor estratégico da economia nacional. Neste sentido, a Câmara Municipal já pensa em definir como prioridade do Plano Estratégico 2014-2025 a criação de um Centro de Competências do Agroalimentar para o Setor das Carnes, aproveitando a capacidade instalada em empresas, universidades e centros de investigação.

Rui Faria toma posse como novo líder do PS Realizou-se, no passado sábado, a reunião da Comissão Política Concelhia (CPC) do Partido Socialista de Famalicão, que marcou o início do novo mandato liderado por Rui Faria. Nesta reunião foram votados e aprovados por unanimidade os novos órgãos da Concelhia, concretamente, a Mesa e o Secretariado. Assim, para a Mesa da CPC foram eleitos Luis Moniz, que preside, André Costa e Luís Machado. Para o Secretariado, foram eleitos, para além de Rui Faria, Paulo Pinto, Filipa Cunha, Jacinto Costa, Hugo Sampaio, Carla Faria, Adelina Ortiga, Vítor Pereira, José Pereira, Miguel Soares e Ricardo Vale. A reunião contou com a presença do presidente da Federação de Braga do PS, Joaquim Barreto, que manifestou “toda a confiança” na equipa agora empossada, deixando, também, um agradecimento aos dirigentes cessantes, ressalvando “a unidade conseguida” nesta Concelhia. Joaquim Barreto abordou, ainda, as eleições para a Federação que decorrerão em março, às quais de recandidata, congratulando-se de ter o socialista famalicense Fernando Moniz a liderar o Congresso Distrital. Na análise da situação política foi, entre outras matérias, analisada a situação dos trabalhadores da Ricon, com votos de solidariedade e de empenho para, junto de todas as entidades, o PS procurar ajudar e encontrar soluções.

CIDADE

ASAE apreende 18 toneladas de carne em Famalicão

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu, esta semana, 18 toneladas de carne de bovino, suíno e frango, sem controlo, no valor comercial de 60 mil euros, num entreposto ilegal em Famalicão. Segundo a ASAE, “verificou-se que o entreposto procedia ao armazenamento de produtos alimentares sujeitos a temperatura controlada, sem que tivessem sido feitas as respetivas vistorias e sem autorização das entidades competentes”. Ainda conforme esta autoridade, “como resultado desta ação, foi determinada a suspensão da atividade, tendo sido instaurado um processo

de contraordenação e apreendidas mais de 18 toneladas de produtos alimentares de origem animal”. Na operação, a ASAE realizou, através da Unidade Regional do Norte, uma fiscalização direcionada ao entreposto frigorífico de produtos de origem animal, localizado em Famalicão, em conjunto com a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária. Ainda de acordo com a ASAE, continuar-se-á “a desenvolver ações de fiscalização em todo o território nacional, em prol de uma sã e leal concorrência entre operadores económicos e de forma a garantir a Segurança Alimentar dos produtos”.

NovaÓptica de Riba d’Ave reabre completamente renovada

A NovaÓptica, marca existente no mercado há 10 anos, reabriu no dia 3 de fevereiro a sua loja de Riba de Ave, pela mão das sócias Clara Monteiro e Filomena Barbosa, da empresa FAC, Lda. detentora da marca. A NovaÓptica daquela vila apresenta, agora, instalações e linhas mais modernas, tudo pensado ao pormenor para uma maior comodidade e bem-estar dos seus clientes. A nova reorganização e ambiente da loja permite também um maior contato entre os profissionais da NovaÓptica e os seus clientes. Esta remodelação serviu para assinalar a comemoração dos 10 anos de existência da empresa FAC, que registou, igualmente, uma mudança de visual no logotipo da marca. A arquitetura da loja NovaÓptica, bem como a gestão de projeto e obra, foi desenvolvida pelo arquiteto António Alberto Costa. Motivos não faltaram, assim, para que no passado sábado a festa ficasse marcada por um ambiente de festa e boa disposição, com as duas anfitriãs a primarem pela sua simpatia, bom humor, carinho e amizade que sempre presenteiam os que as rodeiam, quer nestes momentos, quer no dia a dia no contato com os seus clientes. NovaÓptica, na Avenida Narciso Ferreira, n.º 144. Contacto: 252 905 047.

07

pub


8

CIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Jorge Paulo Oliveira questiona Ministro sobre tempos de espera no Hospital de Famalicão

Alunos da ACE visitam Casa da Juventude de Famalicão

Os alunos da ACE Famalicão tiveram a oportunidade de, na última semana do mês de janeiro, fazerem uma visita guiada à Casa da Juventude de Famalicão, no âmbito do programa “+ Cidadania Jovem”. Segundo Helena Machado, coordenadora pedagógica e artística da ACE Famalicão, “este foi um momento importante para os alunos da escola, uma vez que a maior parte deles não são oriundos do concelho e, deste modo, tiveram a oportunidade de o conhecer melhor e de saber o que a Casa da Juventude lhes pode proporcionar enquanto jo-

vens estudantes famalicenses”. Ainda conforme as palavras de Helena Machado, “a função de uma escola é a de preparar cidadãos mais esclarecidos e mais aptos a participarem na sociedade de uma forma proveitosa e harmoniosa”. Neste sentido, “o projeto + Cidadania Jovem, desenvolvido pela Câmara de Famalicão, através da Casa da Juventude, é primordial para levar os alunos a um comprometimento sério com a sociedade, sabendo quais são os seus direitos, não abdicando de cumprirem os seus deveres”, concluiu. pub

O deputado famalicense Jorge Paulo Oliveira questionou o ministro da Saúde sobre os Tempos Máximos de Resposta Garantida (TMRG) no Hospital de Famalicão, alegando que os tempos médios para as primeiras consultas de especialidade são “significativamente ultrapassados”. Numa questão apresentada à Assembleia da República, o deputado da Assembleia da República considera “grave” que uma consulta de especialidade de ortopedia, nomeadamente, demore 284 dias de espera, quando o “tempo normal” considerado tolerável pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS) não deve ultrapassar os 150 dias. Jorge Paulo Oliveira, juntamente com outros deputados do PSD, questionou o ministro Adalberto Campos Fernandes sobre “os objetivos quantificados pelo Governo para reduzir o número de consultas hospitalares realizadas fora dos TMRG no Centro Hospitalar do Médio Ave, EPE, e em que prazos”. Os deputados social democratas querem também saber “que medidas concretas vai o Governo tomar para reduzir o número de consultas hospitalares fora dos tempos máximos de resposta garantida” e quando as mesmas serão concretizadas. “Esta é uma situação abso-

lutamente inaceitável e que responsabiliza particularmente o Governo, bem como os partidos políticos que o apoiam, tanto mais que, há já dois anos, o ministro da Saúde se comprometeu publicamente, perante a Assembleia da República, a reduzir substancialmente os TMRG nas consultas hospitalares realizadas no âmbito do SNS”, pode ler-se na contenda dirigida ao governo. De acordo com os dados disponibilizados online pelo SNS, datados de 30 de novembro de 2017, verifica-se que, no Hospital de Fa-

malicão, os utentes esperam 284 dias por uma consulta de especialidade de ortopedia, 361 dias por uma consulta de especialidade de oftalmologia e 225 dias para as consultas de especialidade de psiquiatria da infância e da adolescência. Jorge Paulo Oliveira e os demais deputados subscritores da pergunta ao Governo exigem que este “adote, sem demora, as medidas que se impõem para inverter esta crescente degradação das condições de acesso dos doentes aos cuidados de saúde no SNS”.

Famalicão isenta produtores de taxas agropecuárias Os proprietários de explorações agropecuárias do concelho famalicense vão beneficiar, até junho de 2019, de isenção nas taxas urbanísticas de legalização de construção, utilização e melhoria das condições de salubridade e segurança. A medida, que prevê o regime excecional de isenção de taxas municipais no âmbito dos procedimentos de legalização de explorações agropecuárias, por 18 meses, foi aprovada em Assembleia Municipal em dezembro de 2017, na sequência de uma proposta apresentada pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha. “Com esta proposta pretende-se desincentivar a prática das operações urbanísticas ilegais e promover a regularização das construções existentes”, explicou o autarca.

De referir que, com esta medida, a autarquia quer impulsionar a atividade agropecuária em Famalicão e incentivar o uso das melhores práticas ambientais. Conforme a proposta, “o setor agrícola tem uma importância significativa no território, contribuindo para o desenvolvimento sustentado económico-social e para a promoção do emprego”. Neste sentido, para o edil famalicense, “é de interesse municipal promover políticas que visem salvaguardar a manutenção do maior número possível de explorações agropecuárias no concelho, pelo que uma das políticas passa por aliviar a carga fiscal de natureza municipal que incide sobre os exploradores, com especial incidência nas taxas devidas pelo licenciamento e legalizações das infraestruturas”.

Oficina promove workshop de vídeo no Seminário Eco-Escolas No âmbito do projeto bgreen // ecological film festival, a Oficina – Escola Profissional promoveu um workshop de vídeo no Seminário Nacional do Programa Eco-Escolas 2018 em Guimarães, nos dias 26 e 27 de janeiro. Subordinado ao tema “Como fazer um spot”, o workshop contou com a presença de mais de 60 professores de todo o país. Este foi um momento em que os docentes ficaram a par da forma como se constrói um vídeo. Desde a pré-produção, passando pela produção até à pós-produção, os professores abordaram os tipos de planos, o guião e o “storyboard”, para além dos programas de edição, como o Adobe Premiere. A Oficina ficou, ainda, responsável pela realização de pequenas vídeo-reportagens desenvolvidas por alunos dos Cursos Técnico de Multimédia e Técnico de Audiovisuais. Refira-se que o seminário abrangeu mais de 400 participantes, entre coordenadores do programa Eco-Escolas, técnicos dos municípios e outros profissionais ligados à educação ambiental.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

FREGUESIAS

9

Decisão surgiu depois de reunião em Lisboa entre autarca e administração da empresa

Serviços dos CTT afinal ficam na sede da Junta de Riba d’Ave É definitivo e é o encerrar de semanas de negociações. Os serviços dos CTT, até agora localizados no centro da vila, num edifício histórico, vão passar a funcionar na sede da Junta de Riba d’ Ave. A Junta de Freguesia, juntamente com a Câmara Municipal de Famalicão, chegou a acordo com a administração dos CTT para a instalação de um balcão na sede daquela autarquia local, que vai garantir as tarefas até agora prestadas no posto. Neste sentido, a Câmara de Famalicão vai avançar com um conjunto de obras de remodelação e adaptação do espaço da Junta de Freguesia para acolher o novo serviço, que deverá ficar disponível durante o mês de março. Será contratada uma pessoa pela Junta de Freguesia para o efeito, que receberá formação na área. Em contrapartida, os CTT assumem a compensação financeira em função do volume do serviço prestado. Recorde-se que esta não era a solução inicialmente desejada. Há até uma moção votada por unanimidade na Assembleia de Freguesia de Riba d’Ave que rejeitava a instalação dos CTT na Junta de Freguesia. A semana passada surgiu também a possibilidade, dada pela administração da empresa de distribuição postal, que este serviço poderia ser entregue a privados, mas tal não veio a acontecer.

por considerarmos que é a melhor solução que melhor serve a população”. A autarca lembra que se trata de um serviço que exige muita responsabilidade e confidencialidade e, por isso, a sede da Junta lhe parece “o mais público possível”. “Falando com outros presidentes de Junta, na reunião que tive em Lisboa, tive a perceção de postos dos CTT que estão entregues a privados e que em agosto, por exemplo, estavam fechados porque as pessoas vão de férias e a população fica sem o serviço”, sublinha Susana Pereira que acredita que aqui “começa um novo ciclo para Riba d’Ave”. Questionado sobre o assunto, o presidente da Câmara de Famalicão, elogiou, precisamente, a atitude da autarca ribadavense, defendendo que na vida pública tem que haver algum pragmatismo. Para Paulo Cunha, perante um cenário em que o encerramento estava confirmado, em que não havia retrocesso possível e em que o que o que se colocava em equação era a afetação daqueles serviços a uma entidade privada ou o desaparecimento de todo dos serviços na vila de Riba de Ave, “a atitude da Junta de receber nas suas instalações estes serviços é algo que queremos notar, Sede da Junta de Riba d’Ave vai acolher serviços dos CTT a partir de Março porque simboliza uma vocação para o serContactada pelo OPINIÃO PÚBLICA, a estão”. Susana Pereira adianta também viço público pouco comum em muitas cirautarca de Riba d’Ave sublinha que “tentou que, depois de várias reuniões, percebeu cunstâncias”. até ao fim que os CTT se mantivessem exa- que isso não iria acontecer e “tomamos a tamente como estão, no edifício onde decisão de assumir na Junta de Freguesia *com Cristina Azevedo Jéssica Araújo

Carla Alexandra Soares*

pub

Junta de Arnoso conclui obras na Rua Padre José Barbosa A Junta de Freguesia de Arnoso (Santa Maria e Santa Eulália) e Sezures já concluiu as intervenções de requalificação da Rua Padre José Barbosa, em Arnoso Santa Eulália, via que faz a ligação da EM 571 à Igreja paroquial. As obras, orçadas em 90 mil euros, foram comparticipadas pela Câmara Municipal em cerca de 70 mil euros, sendo o restante suportado pelo orçamento da Junta de Freguesia. Os trabalhos executados pela empresa JMF traduziram-se na colocação das redes públicas de água e saneamento, águas pluviais, alargamento da via, construção de muros e passeios, remodelação da rede elétrica, pavimentação e sinalização vertical e horizontal.


FREGUESIAS

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

À semelhança de anos anteriores, a empresa Editave, que engloba a Rádio DIGITAL, FAMA TV e Jornal OPINIÃO PÚBLICA, promoveu o Fórum dos Média. O convite foi colocado às várias escolas do concelho que o agarraram de imediato. O Fórum teve lugar entre os dias 22 e 26 de janeiro na Casa da Juventude. Aos alunos foi pedido que idealizassem um programa de rádio para a Digital FM em direto e uma entrevista para a Famatv.

Agrupamento Escolas de Gondifelos

Didáxis S. Cosme

Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco

Agrupamento Escolas D. Maria II

Oficina

Didáxis de Riba de Ave

Agrupamento de Escolas de Pedome

Cior

Externato Delfim Ferreira

Escola Profissional Bento Jesus Caraça

Fotos: Jessica Araújo

veja em www.famatv.pt ou

FÓRUM “Os Jovens e os Media”

10


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Câmara Municipal conseguiu bolsa junto de empresas do concelho

11

Noite de Fado tem lugar em S. Miguel-O-Anjo no dia 17

350 empregos disponíveis para trabalhadores da Ricon

A Comissão de Obras de S. Miguel-O-Anjo promove, no próximo dia 17 deste mês, sábado, uma “Noite de Fado” solidária, a fim de angariar fundos para as obras daquela zona pastoral de Calendário. A partir das 20 horas será servida uma ceia regional, no salão do Centro Social, Cultural e Recreativo local, intercalada com fados, nas vozes de Sara Sousa, Conceição Pereira, Joaquim Carneiro e o fadista humorista Zé Carvalho. Estes serão acompanhados à guitarra portuguesa por Manuel dos Santos e na viola de fado por António Cardoso. As reservas de mesas devem ser feitas até ao próximo dia 12, segunda-feira, com Arlindo Mesquita, através do número 963 684 711.

Cristina Azevedo

Didáxis S. Cosme organiza Mostra Pedagógica Maria João Mesquita

A Câmara de Famalicão tem uma bolsa de disponibilidade imediata de 350 empregos para os trabalhadores da Ricon, manifestada à autarquia por cerca de duas dezenas de empresas famalicenses, grande parte delas do setor têxtil. Só a Coindu, empresa de capital alemão instalada na vila de Joane direcionada para a produção de componentes têxteis para a indústria automóvel, tem abertas as portas para a contratação de 100 costureiras. A Riopele é outro exemplo de uma empresa a necessitar de mão de obra do setor com 58 empregos disponíveis. Já a Malhinter e a Scoop precisam no conjunto de preencher 35 novos postos de trabalho para a sua confeção. Há também exemplos de empresas de outros setores com necessidades ao nível dos recursos humanos que podem vir a absorver algumas das pessoas que se viram confrontadas com o desemprego na sequência do encerramento da Ricon. É o caso da Primor, empresa do ramo agroalimentar, que deu conhecimento à Câmara Municipal da necessidade de preenchimento de 46 novos postos de trabalho, 40 dos quais indiferenciados. Segundo o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, estas ofertas começaram a chegar à autarquia logo a seguir às notícias que davam conta do encerramento da Ricon e na sequência do anúncio da abertura de uma linha de apoio destinada aos trabalhadores desta empresa por parte da edilidade. “Fomos contactados por um conjunto de empresários famalicenses que nos manifestaram as disponibilidades que têm ao nível de recursos humanos e fomos também ao encontro de outros onde suspeitávamos da existência de necessidades a este nível”, assinala o edil, explicando que o processo não está encerrado e que “é muito provável que

FREGUESIAS

Os trabalhadores da Ricom encaram as ofertas de emprego com reservas

nos próximos dias esta bolsa de disponibilidade de emprego cresça ainda mais”. Paulo Cunha entende ainda que estas ofertas sinalizam, por um lado “a qualidade dos recursos humanos afetos à Ricon” e, por outro, “a vitalidade da economia do concelho de Famalicão, com empresas arrojadas e que têm projetos”. Esta semana, a Câmara Municipal já fez chegar ao Centro de Emprego de Famalicão a informação que dispõe de forma a que seja acionada a ligação entre estas empresas e os funcionários da Ricon para a sua eventual contratação. Pouco entusiasmo entre os trabalhadores Esta bolsa de empregos não parece, porém, suscitar grande entusiasmo entre os trabalhadores despedidos da Ricon. “Inscrevi-me no centro de emprego e agora temos de procurar emprego, mas queríamos mesmo é que outra administração pegasse na Ricon, porque isto é um grupo rentável, e que admitisse parte das funcionárias que já cá trabalhavam”, confessa Cecília Dias, costureira na fábrica de Ribeirão. Afirmando-se “muito revoltada” com a situação a que chegou a empresa onde trabalhou vários anos”, Cecília Dias teme pela “incerteza do futuro”, mesmo com a perspetiva de poder conseguir colocação noutra fábrica. “Onde fica, que condições

oferecem, há transporte?”, são algumas das questões que coloca. De facto, a questão do transporte é uma das principais preocupações. Outra funcionária, Lurdes Santos, é perentória: “se a oferta for para trabalhar longe, não posso, porque não tenho carro”. Além disso, continua, “se for para ganhar o salário mínimo e ter que pagar transporte, não vai compensar”. Questionado sobre esta reação, o presidente da Câmara Municipal afirma que “competirá agora ao Centro de Emprego e às próprias pessoas visadas aceitar ou não as ofertas que existem”. De qualquer forma, está convicto de que “as pessoas abrangidas pelo desemprego da Ricon vão olhar para esta situação como um contexto de oportunidade e que vão encarrar o que está a acontecer no concelho como algo positivo e diferenciador”. Recorde-se que, para além desta oferta de empregos, a autarquia está a prestar apoio aos funcionários da Ricon ao nível do atendimento social, com encaminhamento das situações de eventual carência económica para os apoios e programas disponíveis, ao nível do apoio psicológico e ao nível do apoio à reconversão profissional dos trabalhadores, através do encaminhamento para o programa Qualifica. veja em www.famatv.pt ou

PCP quer garantias de pagamento de salários em atraso na Ricon O PCP quer saber que medidas pretende o Governo tomar para garantir o pagamento do salário do mês de janeiro e a parte em falta do subsídio de Natal aos trabalhadores do grupo Ricon, de Famalicão. Assim, em dois requerimentos, um dirigido ao ministro da Economia e outro ao ministro do Trabalho, os deputados comunistas consideram que o não-pagamento dessas remunerações é uma “situação de maior gravidade, na medida em que vai ter consequências muito negativas para os trabalhadores e suas famílias, constituindo um atropelo aos seus direitos”. Segundo o texto, o Tribunal de Famalicão decretou esta semana o encerramento e liquidação do grupo Ricon, constituído por oito empresas, que empregava 800 trabalhadores.

O PCP sublinha que “foram tornadas públicas afirmações do administrador de insolvência, que apontam para o facto de o salário de janeiro não estar garantido para todos os trabalhadores”, declarações que contrariam as primeiras informações dadas pelo responsável. No mesmo sentido, referem os deputados comunistas, “vão as declarações proferidas pelo Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes, dizendo que os únicos que podem ter a certeza que vão receber o salário de janeiro são os trabalhadores da Delvest”, uma das empresas do grupo. Assim, os comunistas querem saber, por intermédio dos ministérios de Caldeira Cabral e de Vieira da Silva, “que medidas vão ser tomadas pelo Governo” neste sentido.

A Didáxis de Vale S. Cosme promove, nos próximos dias 15 e 16 de fevereiro, a sua Mostra Pedagógica. Para além da habitual mostra dos cursos que farão parte da oferta formativa para 2018/2019, no dia 15 haverá tertúlias sobre diversos temas e atividades para a comunidade. pub


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Câmara Municipal conseguiu bolsa junto de empresas do concelho

11

Noite de Fado tem lugar em S. Miguel-O-Anjo no dia 17

350 empregos disponíveis para trabalhadores da Ricon

A Comissão de Obras de S. Miguel-O-Anjo promove, no próximo dia 17 deste mês, sábado, uma “Noite de Fado” solidária, a fim de angariar fundos para as obras daquela zona pastoral de Calendário. A partir das 20 horas será servida uma ceia regional, no salão do Centro Social, Cultural e Recreativo local, intercalada com fados, nas vozes de Sara Sousa, Conceição Pereira, Joaquim Carneiro e o fadista humorista Zé Carvalho. Estes serão acompanhados à guitarra portuguesa por Manuel dos Santos e na viola de fado por António Cardoso. As reservas de mesas devem ser feitas até ao próximo dia 12, segunda-feira, com Arlindo Mesquita, através do número 963 684 711.

Cristina Azevedo

Didáxis S. Cosme organiza Mostra Pedagógica Maria João Mesquita

A Câmara de Famalicão tem uma bolsa de disponibilidade imediata de 350 empregos para os trabalhadores da Ricon, manifestada à autarquia por cerca de duas dezenas de empresas famalicenses, grande parte delas do setor têxtil. Só a Coindu, empresa de capital alemão instalada na vila de Joane direcionada para a produção de componentes têxteis para a indústria automóvel, tem abertas as portas para a contratação de 100 costureiras. A Riopele é outro exemplo de uma empresa a necessitar de mão de obra do setor com 58 empregos disponíveis. Já a Malhinter e a Scoop precisam no conjunto de preencher 35 novos postos de trabalho para a sua confeção. Há também exemplos de empresas de outros setores com necessidades ao nível dos recursos humanos que podem vir a absorver algumas das pessoas que se viram confrontadas com o desemprego na sequência do encerramento da Ricon. É o caso da Primor, empresa do ramo agroalimentar, que deu conhecimento à Câmara Municipal da necessidade de preenchimento de 46 novos postos de trabalho, 40 dos quais indiferenciados. Segundo o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, estas ofertas começaram a chegar à autarquia logo a seguir às notícias que davam conta do encerramento da Ricon e na sequência do anúncio da abertura de uma linha de apoio destinada aos trabalhadores desta empresa por parte da edilidade. “Fomos contactados por um conjunto de empresários famalicenses que nos manifestaram as disponibilidades que têm ao nível de recursos humanos e fomos também ao encontro de outros onde suspeitávamos da existência de necessidades a este nível”, assinala o edil, explicando que o processo não está encerrado e que “é muito provável que

FREGUESIAS

Os trabalhadores da Ricom encaram as ofertas de emprego com reservas

nos próximos dias esta bolsa de disponibilidade de emprego cresça ainda mais”. Paulo Cunha entende ainda que estas ofertas sinalizam, por um lado “a qualidade dos recursos humanos afetos à Ricon” e, por outro, “a vitalidade da economia do concelho de Famalicão, com empresas arrojadas e que têm projetos”. Esta semana, a Câmara Municipal já fez chegar ao Centro de Emprego de Famalicão a informação que dispõe de forma a que seja acionada a ligação entre estas empresas e os funcionários da Ricon para a sua eventual contratação. Pouco entusiasmo entre os trabalhadores Esta bolsa de empregos não parece, porém, suscitar grande entusiasmo entre os trabalhadores despedidos da Ricon. “Inscrevi-me no centro de emprego e agora temos de procurar emprego, mas queríamos mesmo é que outra administração pegasse na Ricon, porque isto é um grupo rentável, e que admitisse parte das funcionárias que já cá trabalhavam”, confessa Cecília Dias, costureira na fábrica de Ribeirão. Afirmando-se “muito revoltada” com a situação a que chegou a empresa onde trabalhou vários anos”, Cecília Dias teme pela “incerteza do futuro”, mesmo com a perspetiva de poder conseguir colocação noutra fábrica. “Onde fica, que condições

oferecem, há transporte?”, são algumas das questões que coloca. De facto, a questão do transporte é uma das principais preocupações. Outra funcionária, Lurdes Santos, é perentória: “se a oferta for para trabalhar longe, não posso, porque não tenho carro”. Além disso, continua, “se for para ganhar o salário mínimo e ter que pagar transporte, não vai compensar”. Questionado sobre esta reação, o presidente da Câmara Municipal afirma que “competirá agora ao Centro de Emprego e às próprias pessoas visadas aceitar ou não as ofertas que existem”. De qualquer forma, está convicto de que “as pessoas abrangidas pelo desemprego da Ricon vão olhar para esta situação como um contexto de oportunidade e que vão encarrar o que está a acontecer no concelho como algo positivo e diferenciador”. Recorde-se que, para além desta oferta de empregos, a autarquia está a prestar apoio aos funcionários da Ricon ao nível do atendimento social, com encaminhamento das situações de eventual carência económica para os apoios e programas disponíveis, ao nível do apoio psicológico e ao nível do apoio à reconversão profissional dos trabalhadores, através do encaminhamento para o programa Qualifica. veja em www.famatv.pt ou

PCP quer garantias de pagamento de salários em atraso na Ricon O PCP quer saber que medidas pretende o Governo tomar para garantir o pagamento do salário do mês de janeiro e a parte em falta do subsídio de Natal aos trabalhadores do grupo Ricon, de Famalicão. Assim, em dois requerimentos, um dirigido ao ministro da Economia e outro ao ministro do Trabalho, os deputados comunistas consideram que o não-pagamento dessas remunerações é uma “situação de maior gravidade, na medida em que vai ter consequências muito negativas para os trabalhadores e suas famílias, constituindo um atropelo aos seus direitos”. Segundo o texto, o Tribunal de Famalicão decretou esta semana o encerramento e liquidação do grupo Ricon, constituído por oito empresas, que empregava 800 trabalhadores.

O PCP sublinha que “foram tornadas públicas afirmações do administrador de insolvência, que apontam para o facto de o salário de janeiro não estar garantido para todos os trabalhadores”, declarações que contrariam as primeiras informações dadas pelo responsável. No mesmo sentido, referem os deputados comunistas, “vão as declarações proferidas pelo Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes, dizendo que os únicos que podem ter a certeza que vão receber o salário de janeiro são os trabalhadores da Delvest”, uma das empresas do grupo. Assim, os comunistas querem saber, por intermédio dos ministérios de Caldeira Cabral e de Vieira da Silva, “que medidas vão ser tomadas pelo Governo” neste sentido.

A Didáxis de Vale S. Cosme promove, nos próximos dias 15 e 16 de fevereiro, a sua Mostra Pedagógica. Para além da habitual mostra dos cursos que farão parte da oferta formativa para 2018/2019, no dia 15 haverá tertúlias sobre diversos temas e atividades para a comunidade. pub


12

FREGUESIAS

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Em conferência de imprensa, o deputado socialista famalicense garantiu solidariedade para com trabalhadores

Nuno Sá elogia trabalho do Centro de Emprego no caso Ricon O deputado famalicense Nuno Sá elogiou, na passada segundafeira, dia 5, numa conferência de imprensa que teve lugar na sede do Partido Socialista (PS), o trabalho do Centro de Emprego, garantindo solidariedade para com os trabalhadores. Acompanhado pelos vereadores do PS do município de Famalicão e pelos deputados do PS de Braga, Nuno Sá reuniu, antes de encontro com os jornalistas, com o diretor do Centro de Emprego de Famalicão, revelando estar “permanentemente em contacto com este organismo e com os trabalhadores do grupo Ricon”. Depois da reunião, Nuno Sá deixou uma “palavra de força, coragem e esperança” aos trabalhadores, que se fizeram representar pela respetiva Comissão. O depu-

Maria João Mesquita

Maria João Mesquita

Nuno Sá mostrou-se solidário com trabalhadores da Ricon, em conferência de imprensa do PS

tado da Assembleia da República salientou “o papel do Centro de Emprego – o organismo em si – bem como aqueles que têm a competência institucional e legal para encontrar soluções para estes problemas”. Preocupado com os aconteci-

mentos recentes que visam os trabalhadores de um dos principais empregadores da indústria têxtil, o deputado famalicense, juntamente com Maria Augusta Santos, também ela deputada do PS na Assembleia da República, elogiou o “trabalho exemplar” do

Centro de Emprego, tendo revelado que este foi um primeiro momento “de registo humano”, mostrando-se disponível para “ouvir os trabalhadores, para ajudar e para partilhar com eles este momento”. Relativamente ao futuro, e segundo as palavras de Nuno Sá, “o Centro de Emprego de Famalicão vai atribuir um plano individual de emprego para cada um destes desempregados, vai averiguar as ofertas de emprego que já têm e ver se se adequam a cada desempregado”. “Se estes mecanismos não funcionarem, há a possibilidade de recorrer a um outro instrumento do Centro de Emprego, nomeadamente a formação para reconversão profissional”, acrescentou. Maria Augusta Santos sublinhou, por sua vez, que “a Assembleia da República, juntamente

Líder do BE esteve em Ribeirão e prometeu lutar pela continuidade da empresa

Cristina Azevedo

Catarina Martins apela a que se investigue insolvência da Ricon

A líder do Bloco de Esquerda manifestou solidariedade às trabalhadoras da Ricon

Cristina Azevedo decisão, não deixa de dizer que haverá motivos para uma investigação. A coordenadora nacional do Bloco de “Quem andou a assaltar a empresa, a Esquerda (BE), Catarina Martins, en- sua capacidade produtiva e a capacitende que o processo de insolvência dade e o esforço de quem aqui trabado grupo têxtil Ricon deveria ser in- lha, não pode ficar impune “, afirmou, vestigado pelo Ministério Público. A considerando que “é preciso saber se posição foi manifestada na passada o que aqui aconteceu foi ou não uma segunda-feira, no decorrer de um en- insolvência fraudulenta e é preciso contro que a líder do BE teve com os apurar todas as responsabilidades”. funcionários da Ricon, à porta da emCatarina Martins, que foi recebida presa, em Ribeirão. com beijos e abraços pelas trabalhaCatarina Martins considera estra- doras, ouviu lamentos e desabafos de nho que “uma empresa com enco- revolta e o desejo praticamente unâmendas e com lucros tenha decretado nime de que a empresa reabra e reinsolvência, sem que tenha sequer tome a laboração. Ficou também a tentado um processo de reestrutura- saber que o salário do mês de janeiro ção”. Por isso, apesar de reconhecer e parte do subsídio de Natal contique cabe ao Ministério Público essa nuam por pagar.

A este propósito, a líder bloquista deixou uma garantia: o BE vai, no Parlamento, propor ao Governo uma ação concertada entre o Ministérios do Trabalho e da Economia por forma a manter a laboração da Ricon. “Tem que existir um plano de recuperação para esta empresa. Isso já foi feito no passado, quando indústrias se deslocalizaram ou acabaram. O país precisa da capacidade produtiva que esta empresa representa e do vosso conhecimento e especialização”, referiu, numa comunicação que dirigiu às trabalhadoras, a quem fez também questão de expressar “toda a solidariedade”. A deslocação de Catarina Martins à Ricon realizou-se precisamente no dia em que a Câmara Municipal de Famalicão anunciou uma bolsa de 350 empregos para os funcionários do grupo Ricon (ver notícia página 11). Questionada sobre o assunto, a dirigente do BE referiu que “cabe às trabalhadoras fazer a avaliação sobre essas ofertas”. E rematou: “A nós cabe-nos garantir que os direitos destes trabalhadores são respeitados e cabe-nos lutar para que esta indústria não morra”. veja em www.famatv.pt ou

com o Governo, está a tentar contribuir, dar sugestões, fazer propostas sobre a forma que deve ser encontrada para colmatar a angústia destes trabalhadores”. A mesma frisou ainda que saiu do “Centro de Emprego com alguma tranquilidade pela celeridade do trabalho feito, pela competência deste trabalho e pela excelência do modo de ver estes trabalhadores”. Refira-se que a inscrição dos trabalhadores da Ricon no Centro de Emprego terminou na passada segunda-feira, às 14 horas. De resto, Nuno Sá não fez declarações “sobre a chuva de empregos que se abateu sobre Famalicão”, porque apenas se apresentou como deputado da Assembleia da República. veja em www.famatv.pt ou

Inauguração da mostra tem lugar no Museu do Automóvel, este sábado

Famalicão acolhe exposição de monolugares O Museu do Automóvel de Famalicão vai ser palco, este sábado, dia 10, da maior exposição de monolugares alguma vez realizada em Portugal – “Monolugares em Portugal – Passado e Presente”. À inauguração da mostra, que estará patente até ao dia 14 de março, segue-se uma tertúlia aberta ao público. Participam nesta iniciativa do Museu do Automóvel o expiloto Carlos Gaspar, várias vezes campeão nacional de velocidade e com uma carreira internacional reconhecida; Miguel Lacerda, campeão nacional de Fórmula V em 1972; e José Leite, ex-Diabolique Motorsport e um dos artificies do ressurgimento da Fórmula Ford em Portugal, em 1985. A tertúlia, moderada por Hugo Reis, diretor da revista “Topos & Clássicos”, contará com a presença de João Paulo Matos, um Gentleman Driver que compete com regularidade na Fórmula Ford Portugal; “Ginho” Rodrigues, team manager da equipa Gianfranco Motorsport; e Duarte Fidalgo, fundador da Feature Engineering e membro da equipa italiana Trident Racing no

campeonato GP3 Series. “Estamos bastante entusiasmados por reunir um painel tão abrangente de atores das corridas de monolugares do nosso país, que irão partilhar as suas histórias e experiências com todos aqueles que marcarem presença na inauguração da exposição. Esta é a melhor forma de iniciar esta exibição única, percorrendo várias gerações, dando a conhecer ao público em geral o outro lado das corridas de automóveis”, afirmou o diretor do Museu, Amadeu Melo e Silva. A mostra reunirá alguns dos fórmulas que ajudaram a escrever capítulos da história do automobilismo em território nacional, onde se destaca o Reynard 903 – Volkswagen, cedido pela Fundação Casa de Macau, que Michael Schumacher conduziu à vitória no Grande Prémio de Macau de Fórmula 3 de 1990. A par com este carro emblemático do automobilismo mundial, vão estar expostos cerca de duas dezenas de monolugares, incluindo, entre outros, vários Fórmula Ford, alguns deles ainda em atividade, como o Fórmula V, Fórmula Renault, Fórmula BMW.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Iniciativa pretende estimular a adoção de mudanças saudáveis nos hábitos de alimentação

JI Bairro termina primeira etapa do programa “Heróis da Fruta” O programa “Heróis da Fruta”, iniciativa de âmbito nacional, pretende incentivar a população escolar a ingerir fruta e legumes diariamente, quer na escola, quer em casa, despertando a comunidade em geral para os benefícios da adoção de mudanças saudáveis nos hábitos de alimentação. Neste sentido, a operacionalização deste projeto no Jardim de Infância (JI) de Bairro iniciou-se em outubro de 2017e terminou a primeira etapa no mês transato, com o fornecimento, por parte dos docentes, de modelos de comportamento saudáveis que facilitassem a imitação por parte das crianças, através de conteúdos motivacionais constituídos por “Tarefas Obrigatórias” e “Atividades Facultativas”. Já a segunda etapa, que decorre de fevereiro a março, pretende mobilizar os adultos no sentido de fazer com que as crianças partilhem o que aprenderam sobre o tema deste ano, designado por “Missão do Ano”, com as suas famílias e comunidades locais. Assim, os mais novos convidam os adultos para ver, ouvir e votar no seu “Hino dos Heróis da Fruta”, transmitindo estas lições sobre alimentação saudável. As duas turmas do JI de Bairro, em articulação pedagógica, já criaram o seu hino, em formato de videoclip musical. A votação nos “Hinos dos Heróis da Fruta” é a vertente solidária deste projeto e, por isso, decorre com recurso ao sistema de televoto, revertendo o valor de cada chamada, com o custo de 0,60 euros, a favor da Associação Portuguesa Contra a

Obesidade Infantil. A indicação do número de telefone associado a cada hino será efetuada, em simultâneo, às 10 horas do dia 15 de fevereiro, no site www.heroisdafruta.com, e essa informação seguirá também por e-mail para os candidatos A lista final com todos os hinos candidatos, respetivos votos e partilhas angariadas será publicada até às 18 horas do dia 16 de março, com indicação dos 80 hinos finalistas.

Data foi celebrada em comunidade, no passado domingo

Centro Social de Vale S. Cosme assinala 17º aniversário O Centro Social e Paroquial de Vale S. Cosme celebrou, no passado domingo, dia 4, 17 anos de existência. Esta data foi comemorada em comunidade, iniciando-se com a celebração de uma eucaristia de ação de graças, presidida por José Faria, pároco e presidente da instituição. Neste aniversário marcaram presença, pelo município de Famalicão, Ademar Carvalho, que salientou, segundo nota enviada à imprensa, a importância desta instituição “na qualidade de vida dos cidadãos do Vale do Pelhe e das freguesias vizinhas”, reforçando a intenção do município em “colaborar com esta instituição, potenciando o seu desenvolvimento no apoio às famílias”. Na iniciativa, foi também homenageada a Empresa Jotainox, na pessoa de Joaquim Borges, pelo apoio monetário dado para a aquisição de uma nova viatura para o transporte dos utentes, benzida no final da Eucaristia.

FREGUESIAS

13

EB Bairro leva a cabo Missão UP: Unidos pelo Planeta

Os alunos do 3º e 4º ano participaram no passado dia 30 de janeiro numa sessão da Missão UP – Unidos pelo Planeta, que teve lugar na Escola Básica de Bairro. Este projeto educativo, promovido pela Galp Energia, é dedicado à temática do uso da energia, nomeadamente nas áreas da eficiência energética, mobilidade sustentável, fontes de energia e pegada energética. Neste sentido, alunos e professores foram desafiados a organizarem equipas ou as chamadas “brigadas positivas”, cuja missão específica está orientada para o tema da eficiência energética. Mais se acrescenta que estas “brigadas positivas” devem sugerir e implementar, segundo informação enviada à imprensa, ações junto dos colegas, amigos e pais/ familiares, visando uma utilização sustentável da energia. Entretanto, os alunos do 2º

ano da Escola Básica Bairro participaram, no passado dia 25 de janeiro, na atividade “Vamos à cata do vento”, que decorreu nos Serviços Educativos do Parque da Devesa, em Famalicão. Nesta atividade, os alunos ficaram a saber mais sobre as energias renováveis, designadamente o aproveitamento da força do vento, construindo no final um catavento. Os alunos da outra turma do 2º ano, no dia 11, e os da turma do 1º ano, no dia 18, já tinham realizado a mesma atividade. Também no dia 25 de janeiro, os alunos do 4º ano participaram na atividade “Somos exploradores”, que decorreu na Casa do Território, onde tomaram conhecimento da divisão administrativa do concelho e do património concelhio. Esta mesma atividade foi realizada pelas turmas do 3º ano, no dia 11 e 18 de janeiro.

Avidos é palco de desfile de Carnaval Depois de cantados os parabéns, serviu-se o bolo de aniversário e foi também distribuída a revista anual da instituição, que conta já com a terceira edição, compilando todas as atividades realizadas ao longo do ano de 2017. Reconhecendo o valor do idoso e das suas vivências, o Plano de Atividades da instituição ao longo dos anos de 2015, 2016 e 2017 abordou o tema “Costumes e tradições”, com o propósito de chegar mais perto das

famílias, revivendo costumes antigos e promovendo um “regresso ao passado” em busca de valores e património. A instituição propôs-se ainda a compilar uma série de histórias, lengalengas, orações e jogos antigos, editando-as no livro intitulado “O tempo passa... as memórias perduram!”, publicado neste mesmo dia. Aliás, os utentes João Vilaça, de 94 anos, e António Sampaio, de 87, declamaram algumas das histórias.

Arnoso Santa Eulália acolhe desfile de Carnaval Realiza-se no próximo dia 11 de fevereiro o tradicional desfile de Carnaval de Arnoso Santa Eulália, organizado pela Associação Desportiva e Cultural (ADC), com o apoio da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia e de empresas locais. O desfile tem início às 14h30 no lugar de Veiga, junto ao Café Extremo, sendo composto por grupos representativos dos diversos lugares da freguesia. O cortejo carnavalesco irá percorrer várias ruas, terminando no salão polivalente da ADC, onde será servido lanche aos participantes.

A Comissão de Festas de Santo Ovídeo realiza este domingo, dia 11, pelas 15 horas, o desfile de Carnaval, cuja saída é na Rua Quinta da Ponte e chegada é no Parque das Merendas. Para além de haver prémios para os melhores mascarados, haverá, no local, bar aberto e petiscos.

Agrupamento de Escuteiros de Avidos realiza Baile de Carnaval O Agrupamento 268 dos escuteiros de Avidos realiza este sábado, dia 10 de fevereiro, o seu Baile de Carnaval, retomando uma tradição interrompida há já vários anos. Inserido no plano de atividades do seu 50º aniversário e sob o tema “Conta-me como Foi”, este evento pretende reeditar e reviver momentos de animação que se experienciaram nas edições mais antigas deste Baile. Assim, o agrupamento convida toda a população avidense, amigos e familiares de escuteiros a fazerem parte desta festa, sendo que, durante o evento, haverá um concurso de mascarados com a atribuição de prémios aos três primeiros classificados. Para além disso, atuarão duplas e grupos históricos do agrupamento. O baile tem início às 21 horas no Salão da Junta de Freguesia de Avidos, onde existirá serviço de bar, animação musical e prémios surpresa.


14

FREGUESIAS

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018 pub

EB Louro, Mouquim e Lemenhe celebrou os Reis e convidou avós para chá A Escola Básica (EB) de Louro, Mouquim e Lemenhe organizou, no passado dia 23 de janeiro, um “Cantar de Reis/ Chá dos Avós”. Segundo nota enviada à imprensa, a adesão dos avós superou as expectativas. A comunidade escolar, nomeadamente alunos, professores, educadores, coordenadores, assistentes operacionais e pais reuniram esforços para que este evento fosse inesquecível para todos. Os avós, os convidados de honra do evento, tiveram direito a um espetáculo em que os atores principais foram os mais novos. Neste sentido, as crianças tocaram, dançaram e cantaram. Além disso, ofereceram aos avós uma pequena lembrança, um “doce” personalizado, elaborado com a ajuda dos

educadores. Marcaram presença, neste evento, o vereador da Educação, Leonel Rocha; a Direção do Agrupamento de Escolas D. Maria II; os presidentes da Junta de Freguesia do Louro e da União das Freguesias de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei; e membros da Associação de Pais. Como já é tradição, a Associação de Professores Novo Rumo finalizou o espetáculo, cantando as

janeiras para os avós, que se mostraram animados e agradados com as atuações. Seguiu-se o lanche de confraternização, em que não faltou o tradicional chá, o mote da festa. Perante o sucesso desta atividade, o apreço e a satisfação que mereceu do seu público-alvo, e segundo a nota já mencionada, a coordenação da escola aposta na continuidade desta iniciativa.

Centro Social e Cultural de Riba d’Ave realiza conselho Eco escolas

pub

PARQUE ROMA ................................................................................ Guarde o seu automóvel comodamente...

AVENÇAS MENSAIS as n e Ap

40,00€

Contato: 917 857 811

No centro de Famalicão

Realizou-se, no passado dia 2 de fevereiro, a primeira reunião do Conselho Eco escolas, no âmbito do Programa Nacional Eco escolas. Desenvolvido em Portugal pela Associação Bandeira Azul em parceria com as Câmara Municipais, o programa visa trabalhar e envolver

os utentes e a comunidade educativa em ações de educação ambiental. Nesta reunião em Riba d’Ave contou-se com a presença de representantes da comunidade local, nomeadamente da Câmara Municipal, da Junta de Freguesia

de Riba d’Ave, da Resinorte, H2Ave de Riba d’Ave, Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave e do Corpo Nacional de Escutas. Também neste conselho se fizeram representar os alunos, corpo docente e não docente e os encarregados de educação. Foram apresentados, inclusive, os resultados da auditoria ambiental efetuada pelas crianças, sendo este o ponto de partida para a elaboração do plano de ação, onde constarão as atividades a desenvolver durante o ano letivo. Na instituição, os temas que irão ser desenvolvidos são resíduos, água, energia, hortas biológicas e biodiversidade.

Jorge Paulo Oliveira debate no Agrupamento de Escolas D. Maria II No âmbito do programa Parlamento dos Jovens, teve lugar, no passado dia 29 de janeiro, na Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas D. Maria II, um debate subordinado ao tema “Igualdade de Género: um debate para todos”, iniciativa que contou com a presença de Jorge Paulo Oliveira, deputado do PSD, eleito pelo círculo eleitoral de Braga; da diretora do Agrupamento; dos professores e dos alunos candidatos a deputados pertencentes às cinco listas concorrentes à edição do Parlamento dos Jovens deste ano. Jorge Paulo Oliveira começou por falar aos presentes sobre o quotidiano e o funcionamento da Assembleia da República, elencando e confrontando as várias situações vivenciadas neste órgão de soberania. De seguida, segundo nota enviada à imprensa, o

deputado debruçou-se sobre o tema proposto, momento relevante para os estes jovens candidatos a deputados, que puderam debater e interagir, de forma ativa, este tema, expondo as suas ideias, que serão apresentadas na sessão distrital.

Bibliotecas D. Maria acolhem exposição de rosas dos ventos As Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas (AE) D. Maria II e Vale do Este de Arnoso foram palco, entre os dias 15 e 26 de janeiro, de duas exposições relativas a rosas dos ventos, iniciativa dinamizada pela disciplina de Geografia e destinada aos alunos do 7º ano de escolaridade. Com esta atividade, conforme nota enviada à imprensa, pretendeu-se estimular a criatividade dos alunos; fazer a articulação entre a casa e a escola, com a colaboração, em alguns casos, das famílias; consolidar competências de localização relativa, nomeadamente na utilização da rosa dos ventos no processo de orientação; e sensibilizar para a possibilidade de reutilização de diversos materiais, evitando, assim, a degradação ambiental. A imaginação levou os alunos ao uso de diversos materiais, mais concretamente madeira, plástico, metal, cortiça, cápsulas de café, papel e tecido. “A qualidade dos trabalhos expostos evidencia o empenho e criatividade de todos os envolvidos”, afirmou Regina Simões, adjunta da diretora do Agrupamento de Escolas D. Maria II.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Raspadinha de três euros dá 30 mil a cliente habitual do Bolama Uma cliente habitual do quiosque (R)Vistas do Bolama, em Joane, apostou três euros na raspadinha “Código dos Euros”, na passada terça-feira, e ganhou 30 mil. Sónia Gomes, de 38 anos, natural de Joane, não podia estar mais feliz com este prémio. “Venho cá fazer as minhas compras e compro sempre uma raspadinha. Hoje foi o meu dia. Ninguém está a contar e vamos sempre tentando a sorte.” Estas foram as palavras da costureira de Joane que, apesar de já ter recebido prémios de menor valor, nunca tinha ganho tamanha quantia. Quanto à aplicação do dinheiro, Sónia afirmou que embora “não dê para muito, dá para viver de forma mais desafogada”. Já as proprietárias do quiosque, Ângela e Manuela Teixeira, sentem-se satisfeitas por entregararem prémios desta quantia. Segundo Ângela Teixeira, poder entregar este prémio “é uma satisfação”, tal como o é “ver que os clientes que compram e raspam ficam felizes também”. Esta é o valor mais alto que já saiu neste quiosque, mas as proprietárias têm um outro estabelecimento em Famalicão, onde, em 2015, saiu um prémio de 504 mil euros. M.J.M.

Forave participa em mais um encontro do projeto GirlsTech

A Forave – Escola Profissional Tecnológica do Vale do Ave participou em Vitoria – Gasteiz, Espanha, de 28 a 31 de janeiro, em mais um encontro dos oito parceiros europeus para debater o tema “GirlsTech – Como atrair o género feminino para as STEM – Science, Technology, Engineering,

and Maths”. Segundo nota enviada à imprensa, à semelhança do que tem acontecido noutras reuniões, os participantes de Portugal, Estónia, Holanda, Roménia, Finlândia, Eslovénia e Reino Unido tiveram a oportunidade de conhecer o Sistema Educativo espanhol e al-

guns projetos implementados no País Basco, com o objetivo de promover o ensino profissional, incentivar as mulheres para as ciências e tecnologias e incrementar a procura de profissões. A reflexão e o debate girou também em torno dos desafios de uma geração digital em constante mutação, do perfil dos alunos à saída para o mercado de trabalho e da necessidade de uma escola renovada e adaptada à nova realidade, mais focada na evolução dos alunos do que na avaliação e mais atenta ao desenvolvimento das competências pessoais e sociais. Houve, ainda, a oportunidade de ouvir testemunhos de profissionais femininas na área da construção civil, eletricidade e energia, enologia e gestão de empresas e de perceber que, ao longo dos anos, existiram “grandes” exemplos de empreendedorismo em mulheres que marcaram a História da cidade de Vitória.

Didáxis de S. Cosme comemorou “La Chandeleur” O Departamento de Letras da Escola Didáxis de Vale S. Cosme, nomeadamente o grupo disciplinar de Francês, comemorou no passado dia 2 de fevereiro, sextafeira, “La Chandeleur”. O principal objetivo foi dar a conhecer algumas das tradições francesas, sendo que o dia foi assinalado com a participação de alunos do 6º, 7º e 8º anos que, acompanhados por um professor, se deslocaram ao restaurante pedagógico da escola para degustarem os tradicionais crepes, confecionados e servidos pelos alunos da turma 2ºTR, do curso profissional de Restauração-Cozinadas, toda a comunidade educa- crepe recheado de chocolate ou nha-Pastelaria. Para além das turmas selecio- tiva foi convidada a saborear o de doce de morango.

FREGUESIAS

15

Queima do Galheiro de Fradelos encerra festejos de Carnaval São cada vez mais as pessoas que na noite de terça-feira de Carnaval se reúnem na freguesia de Fradelos para assistir à Queima do Galheiro. Por lá, ninguém sabe exatamente como ou quando nasceu a tradição. Sabe-se apenas que está ligada aos primórdios do Entrudo, aos rituais de purificação e à expulsão das forças malignas do Inverno e do início do período renovador da Quaresma. Ao longo do dia, em vários lugares da freguesia, a população sai à rua, amontoando os restos das sementeiras, os galhos velhos das árvores e o silvado, colocando-se no topo um boneco a quem se chama entrudo e se lhe pega fogo. Os galheiros chegam a atingir os 15 metros de altura. A Queima do Galheiro assinala, assim, o final das festividades carnavalescas e o início da Quaresma Pascal. Depois da atribuição de prémios aos melhores galheiros e da criação de um regulamento próprio, a Koklus tem assegurado a animação do evento, atraindo participantes e visitantes. Este ano, estão já garantidas as participações do lugar da Povoação e dos lugares de Quinta e Sapugal. pub


16

PUBLICIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Semião Augusto da Rocha Mendes, no dia 31 de janeiro, com 56 anos, casado com Isaura da Conceição da Silva Cunha Mendes, de Serzedelo (Guimarães). José Leite Salgado, no dia 1 de fevereiro, com 72 anos, casado com Rosa da Conceição de Lima Abreu Salgado, de Oliveira S. Mateus. Emília Antunes de Carvalho, no dia 5 de fevereiro, com 95 anos, viúva de Manuel Pereira, de Oliveira Santa Maria. Francisco da Silva Couto, faleceu na Alemanha, no dia 3 de fevereiro, com 18 anos, solteiro, de Oliveira S. Mateus. Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Falecimentos

Rosalina Pereira Pinto, no dia 6 de fevereiro, com 83 anos, viúva de António Pereira Rodrigues, de Arnoso Santa Maria. Maria de Castro Duarte, no dia 5 de fevereiro, com 98 anos, viúva de Manuel Joaquim Moreira Duarte, de Arnoso Santa Maria.

Angelina Martins, no dia 1 de fevereiro, com 87 anos, viúva de Jaime da Silva, de Riba D’Ave.

Maria Aurora Couto Monteiro, no dia 30 de janeiro, com 68 anos, casada com Alcino Faria Sampaio, de Seide S. Miguel.

Maria Emília Pereira de Abreu, no dia 4 de fevereiro, com 77 anos, viúva de José Gomes Pereira, de Arnoso Santa Eulália.

Belmiro Moreira Dias, no dia 30 de janeiro, com 67 anos, casado com Rosa da Conceição Pinheiro Sousa Dias, de Riba D’Ave.

Maria Alice Alves da Silva, no dia 31 de janeiro, com 85 anos, viúva de Rodrigo Martins de Almeida, de Bente.

Camilo Ferreira da Silva, no dia 31 de janeiro, com 59 anos, casado com Maria Emília de Sá e Silva, de Grimancelos (Barcelos). Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Ribeirão - Vila Nova de Famalicão

Júlio Augusto Correia de Oliveira, no dia 3 de fevereiro, com 75 anos, casado com Eugénia Marinha de Sá Machado Oliveira, da Póvoa de Varzim. Agência Funerária Riba D’Ave Riba D’Ave – 917 586 874

Júlia Grosso Carneiro, no dia 31 de janeiro, com 82 anos, viúva de Joaquim Coelho Cardoso, de S. Tomé de Negrelos (Santo Tirso). Deolinda Ferreira Pimenta, no dia 2 de fevereiro, com 90 anos, viúva de David Lima, de S. Tomé de Negrelos (Santo Tirso).

MANUEL SILVA E COSTA Agradecimento e Missa de 7º Dia

No passado dia 4 do mês de fevereiro faleceu o Professor Doutor Manuel da Silva e Costa, que residia na cidade de Braga. Sua esposa, Doutora Maria Odete Reis de Sá Silva e Costa, filhos e demais família, vêm por este meio, sensibilizada, agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e comunica que a missa de 7º Dia , será celebrada domingo, dia 11, pelas 11:30 horas na Igreja Matriz da Vila de Ribeirão. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Ribeirão, 8 de Fevereiro de 2018

Rosa Martins Ferreira, no dia 2 de fevereiro, com 90 anos, viúva de Tiago Ferreira, de Roriz (Santo Tirso).

Maria da Conceição Correia Ferreira, no dia 1 de fevereiro, com 81 anos, solteira, de Bairro. Angelina Gomes Monteiro, no dia 1 de fevereiro, com 84 anos, viúva de Fernando da Silva Carneiro, de Sequeirô (Santo Tirso). Maria Fernanda da Silva e Sousa, no dia 2 de fevereiro, com 75 anos, casada com Albino Amorim Gonçalves, da Carreira. Clara de Faria Gonçalves, no dia 2 de fevereiro, com 91 anos, solteira, de Landim. Avelino de Oliveira Osório, no dia 3 de fevereiro, com 74 anos, casado com Maria Alice Carneiro Azevedo, de Cabeçudos. António da Silva Martins, no dia 5 de fevereiro, com 60 anos, casado com Judite Lopes Martins, de Areias (Santo Tirso). Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Maria Adelaide de Sousa, no dia 3 de fevereiro, com 90 anos, viúva de Adriano Pereira Sobral, de Sequeirô (Santo Tirso). Gentil Martins da Cunha, no dia 2 de fevereiro, com 64 anos, casado com Maria da Conceição Gonçalves da Silva, de Roriz (Santo Tirso). Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Maria da Silva Carvalho, no dia 12 de janeiro, com 77 anos, casada com Joaquim Costa e Silva, de Lousado. Joaquim da Silva Oliveira, no dia 15 de janeiro, com 55 anos, de Ribeirão. Maria Pereira dos Santos, no dia 17 de janeiro, com 88 anos, viúva de Augusto Rodrigues, de Calendário. Alzira Ferreira de Azevedo, no dia 18 de janeiro, com 91 anos, viúva de Avelino Alves Ferreira, de Ribeirão.

Casimira da Conceição de Magalhães, no dia 4 de fevereiro, com 91 anos, viúva de Rafael da Silva Guedes, de Paranhos (Porto). Rosa da Conceição Azevedo, no dia 1 de fevereiro, com 93 anos, viúva de Ernesto da Costa Oliveira, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Piedade Maria Sequeira, no dia 2 de fevereiro, com 86 anos, viúva de Manuel do Nascimento Lagoa, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Domingos de Araújo Peixoto, no dia 2 de fevereiro, com 80 anos, casado com Maria Celeste Oliveira dos Santos, de S. Tiago de Bougado (Trofa). Edite de Sousa Fernandes Ribeiro, no dia 31 de janeiro, com 90 anos, viúva de Arlindo Casal Ribeiro, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

Joaquina Machado da Cruz, no dia 28 de janeiro, com 77 anos, viúva de Mário Magalhães Leite, de Ribeirão. António Moreira dos Santos, no dia 30 de janeiro, com 71 anos, casado com Maria Arnaldina Reis Oliveira, de Ribeirão.

Manuel Gonçalves, no dia 26 de janeiro, com 81 anos, viúvo de Josefa Pinheiro Gonçalves, de S. Martinho de Candoso (Guimarães).

Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Maria do Carmo Fernandes Ribeiro, no dia 29 de janeiro, com 50 anos, viúva de António Mendes Alves, de Pevidém (Guimarães).

Fernando Simões de Carvalho, no dia 6 de fevereiro, com 71 anos, casado com Maria Isabel Freitas Valinhas, de Antas S. Tiago. Gilda Azevedo da Silva, no dia 3 de fevereiro, com 80 anos, viúva de Aníbal José Mesquita, de Mouquim. Maria Adelaide Campos da Silva, no dia 3 de fevereiro, com 86 anos, viúva de José Campos Ferreira, de Vila Nova de Famalicão.

Abílio de Oliveira Lopes da Silva, no dia 31 de janeiro, com 62 anos, viúvo de Maria de Fátima Machado de Lima Silva, de Gondar (Guimarães). António de Oliveira Gonçalves, no dia 1 de fevereiro, com 82 anos, casado com Maria Inês Marques, de Ronfe (Guimarães). Glória da Silva Martins, no dia 1 de fevereiro, com 70 anos, casada com Francisco Ribeiro, de Ronfe (Guimarães). Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

Rosa Gomes Barbosa Ramos, no dia 2 de fevereiro, com 72 anos, viúva de Eugénio Silva Soares, de Antas S. Tiago. Maria Oliveira Costa, no dia 1 de fevereiro, com 97 anos, viúva de Augusto Carvalho de Sá, de Antas S. Tiago.

Fernando Gonçalves Barbosa, no dia 4 de fevereiro, com 64 anos, casado com Fernanda das Neves Coelho dos Santos Barbosa, de Gondifelos.

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Orfeão Famalicense celebra 102 anos

O Orfeão Famalicense vai assinalar, amanhã, dia 9, o 102º aniversário, solenizando a eucaristia das 19h15, na nova Igreja Matriz da cidade, recordando também os diretores, orfeonistas e familiares já falecidos. No final haverá um convívio entre todos, onde serão cantados os parabéns e renovados os desejos de anos de existência. A fundação do Orfeão Famalicense remonta a 11 de fevereiro de 1916, sendo a mais antiga associação cultural do concelho de Famalicão. O grupo dedica-se à arte musical, executando todas as obras a cappella e com a particularidade de os seus componentes serem, por tradição, somente homens.

Cineclube exibe “O Quadrado”

O Cineclube de Joane exibe hoje, dia 8, às 21h45, no pequeno auditório da Casa das Artes, o filme “O Quadrado”, realizado por Ruben Östlund. Christian é um homem respeitado, que trabalha como curador num museu de arte contemporânea. É pai extremoso de duas crianças pequenas, conduz um carro elétrico e contribui como pode em todas as causas humanitárias. Em suma, é um homem de bem. Profissionalmente, o projeto que tem agora em mãos é “O Quadrado”, uma instalação peculiar que convida os visitantes a refletir sobre altruísmo. Para o ajudar na promoção do evento, Christian conta com o departamento de relações públicas do museu. Mas os eventos que se sucedem acabam por lançar Christian numa crise que fará vir ao de cima uma versão menos “politicamente correta” de si mesmo. Tendo obtido a Palma de Ouro na 70ª edição do Festival de Cannes, esta comédia negra conta com a assinatura do sueco Ruben Östlund e com as interpretações de Claes Bang, Elisabeth Moss, Dominic West e Terry Notary.

Cupertinos inicia programação na Igreja Matriz Antiga Com uma média anual superior a 15 concertos, o grupo Cupertinos apresentou já cerca de 150 obras, incluindo perto de 70 inéditos. O grupo inicia a programação deste ano com um concerto na Igreja Matriz Antiga de Famalicão, no dia 10 de fevereiro, às 21h30. De entrada livre, o concerto conta com a direção musical de Luís Toscano. A Fundação Cupertino de Miranda lançou, em 2009, a Cappella Musical Cupertino de Miranda (CMCM), agora denominada Cupertinos. Este é um grupo dedicado à música portuguesa dos séculos XVI-XVII, alicerçada num núcleo de compositores de renome mundial como Duarte Lobo (1565-1646), Manuel Cardoso (1566-1650), Filipe de Magalhães (1571-1652) e Pedro de Cristo (1550-1618).

CULTURA

17

Mostra de arte contemporânea vai estar patente até 18 de maio

“Cratera” de Miguel Branco em exposição na Ala da Frente Miguel Branco tem em exposição na galeria de arte contemporânea famalicense Ala da Frente o seu mais recente trabalho – “Cratera”. Considerado um dos mais conceituados artistas plásticos da atualidade em Portugal, Miguel Branco esteve no passado sábado em Famalicão para inaugurar a sua nova exposição, que estará patente até 18 de maio. Segundo António Gonçalves, curador da Ala da Frente, Miguel Branco “tem uma dedicação particular com o espaço, para que o resultado possa ser o mais completo possível e nos leve à contemplação, à visão cuidada de cada uma das obras”. “Estreitamse laços de silêncio na nossa observação, a dimensão promove uma concentração delicada, minuciosa, precisa”, explicou. Sobre a exposição que Miguel Branco tem agora patente em Famalicão, António Gonçalves declarou que o artista plástico “traz mais um singular trabalho de articulação das obras com a sala de exposição, redimensionando-o, tornando-o uma parte complementar à fruição da obra, onde poderemos encontrar um conjunto de pinturas em que a ‘cratera’ é o pretexto para ali se refletir e aprofundar a nossa conceção do tempo”. Nascido em 1963, em Castelo

Branco, Miguel Branco tem obras nas coleções do Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e na Fundação EDP, em Lisboa, na Fundação de Serralves, no Porto, e no Museu de Arte Moderna Grão-Duque Jean (Mudam), no Luxemburgo. Recorde-se que a Galeria Municipal Ala da Frente foi inaugurada a 30 de maio de 2015, tendo iniciado o seu percurso com uma

exposição de obras de Jorge Molder. Seguiu-se Rui Chafes, o vencedor do Prémio Pessoa 2015, com a mostra “Exúvia”; João Queiroz, com “Encaústicas”; José Pedro Croft, com “Prova de Estado”; Pedro Cabrita Reis, com “Ridi Pagliaccio”; Pedro Casqueiro, com “Desordem Vertical”; Alberto Carneiro, com “Árvores e Rios”; e “Uma Certa Quantidade” de Jorge Queiroz.

Casa ao Lado expõe “Anzol” na Casa das Artes A Casa ao Lado inaugurou, no passado sábado, dia 3, na Casa das Artes de Famalicão, uma exposição dos seus alunos, intitulada “Anzol”, que estará patente ao público até ao dia 30 de março. A exposição capta o ponto de vista de diferentes autores, tendo como referência o anzol, como imagem ou conceito. Os diversos resultados são o culminar do projeto final de ano 2016/17 dos alunos do curso de Desenho e Pintura d’A Casa ao Lado – Centro Artístico. Os alunos tiveram um tema e suporte em comum, sendo o tema o Anzol, e o suporte da tela 92x120 cm. “Há uma enorme variedade de anzóis no mundo da pesca. Tamanhos, desenhos, formas e materiais são todos variáveis dependendo da modalidade da pesca e da espécie que se deseje capturar”, pode lerse, a propósito, na nota enviada à imprensa, que explica a temática desta mostra.


18

PUBLICIDADE/PRAÇA PÚBLICA

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Pelos quatro cantos da ca(u)sa Domingos Peixoto

Que diria quem, politicamente, comigo discorda se aqui plasmasse que a Ricon encerra por culpa do governo municipal? E os meus correligionários, se atribuísse a responsabilidade ao governo da nação? Contudo, porque só atribuo essa responsabilidade aos patrões da ex super empresa famalicense do vestuário, não me devo apoquentar com isso. Porém, se nos recordamos do que escrevi a semana passada, devíamos ter aí a Câmara de Famalicão a tomar posição (para ser benévolo). É que, aos graves problemas por que vão passar as várias centenas de trabalhadores afetadas, não é “estranho” o tipo de gestão – de certos empresários a quem o “capital sobe à cabeça – muito em voga desde há alguns anos a esta parte, qual seja a criação de uma “holding”, quase sempre com muitos poucos trabalhadores – e às vezes sem nenhum! –, que “investe” noutras empresas, por vezes sem nada ter a ver com o ramo inicial que ficam “reféns” daquela.Criam, assim, uma “cadeia” a que os trabalhadores são alheios, mas ficam com vidas destruídas e credores, normalmente em conjunto com bancos, segurança social e finanças. Mas não devo ser injusto! A câmara tomou posição e já veio dizer: vamos ajudar a procurar emprego, dar formação para reconversão profissional, etc, etc.! É só ligarem para o número telefónico ou para o endereço eletrónico municipais. Até parece que o Centro de Emprego local mudou de mãos. Uma palavra para os prevaricadores? Fica para as calendas… Como sei o que é ser despedido, aqui fica a minha solidariedade aos trabalhadores. Vamos ao título de hoje. Por volta de junho de 2001, na qualidade de candidato autárquico, acedi aos Serviços Técnicos da CP, sitos à saída da velhinha ponte D. Maria, em Gaia, para consulta do Projeto de Renovação da Linha do Minho entre Lousado e Braga.

O meu presidente de junta A obra foi verdadeiramente estruturante para as freguesias confrontantes, nomeadamente para as vias de comunicação que com a linha se cruzavam, eliminando todas as passagens de nível. Foram abertas muitas vias novas e pagaram-se chorudas indemnizações a proprietários que muito se empenharam em fazê-las passar pelos seus terrenos, sendo que algumas delas foram autênticas aberrações, mas deram e continuam a dar muitos lucros a alguns finórios. Com o conhecimento adquirido por uma cópia da parte do projeto que me interessava, quando a obra já estava no terreno em termos de infraestruturas viárias e com Mouquim já ultrapassada, resolvi comparecer a uma Assembleia desta Freguesia e inscrevi-me para falar no período destinado ao público. Tomada a palavra, questionei o senhor presidente da junta: por que deixou passar a oportunidade daquelas obras sem ter aproveitado para resolver o problema do alargamento e pavimentação do caminho (hoje rua do Barroco), lembrando que este é quase todo paralelo à linha e tem muito trânsito? A resposta, agastada, foi mais ou menos: nós é que sabemos das nossas obras, vá reivindicar para a sua freguesia! Cerca de dez anos depois, por outubro de 2014, o novo e atual presidente de junta – certamente com a colaboração da câmara –, lá teve que fazer parte da obra. Por estes dias, “o meu presidente de junta”, deume a honra de me convidar para visitar um novo alargamento, pavimentação e passeio que, tanto quanto pude apreciar, vai trazer nova funcionalidade e maior segurança à referida rua do Barroco, que tem trânsito bastante mais intenso. Ao senhor Alberto Fernandes, agora que também já está a tratar de resolver uma parte do problema da rua da Indústria, a minha grata consideração.

PRECISA-SE

EMPRESA DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

CONTATO: 917 171 234

Famalicão / Braga / Trofa Guimarães / Stº Tirso / Fafe Contacto:252314145/912192387

CABELEIREIRA/O ESTETICISTA

Admite: Promotores/Gestores de Clientes (m/f) – 20 Vagas Ganhos médios 800€/1000€ mês

RECRUTAMENTO

ENCARREGADO/TROLHA/PEDREIRO Construção Civil

PREDIAVE CONSTRUÇÕES LDA Vila Nova de Famalicão/Trofa

Contactos: 914782670 ou prediave@gmail.com

ARRENDA-SE

D’Esguelha Gouveia Ferreira

Que raio de conversa! Lineu - Está um frio do carago! Invulgar - E depois?! Havia d'estar calor? Lineu - É . Mas, também é demais. Invulgar – Dantes, já er'assim. Lineu – Mas, ao sol, até s'aquece, Invulgar – Pois. Havia d'arrefecer?! Lineu – Já nem a Madeira é a mesma coisa. Invulgar – Claro! Desde que saiu o Jardim... Lineu – Estou a falar do tempo. Não é de política. Invulgar – Mas, a política também manda no tempo. Lineu – Isso é da religião, não é da política. Invulgar – O Trump, pá! Não assina acordos. Lineu – Isso é lá co'eles! Invulgar – Ai é?! Depois, queixa-te do frio. Lineu – O Marcelo também se queixa. Invulgar – Mas, tem um boné especial. Lineu -Pois! É de presidente. Invulgar – Se calhar, é. Lineu – Também serve p'ra levar ao futebol. Invulgar – Agora, estás tu a meter política. Lineu – Futebol, pá! Que é que tem de política? Invulgar – Tem, pá. Estão todos nos camarotes. Lineu – É verdade. Vou ver o Porto- Sporting. Invulgar – Que se lixem!

Recrutamento

A Porminho Alimentação S.A., fruto do seu plano de expansão, encontra-se a recrutar novos/as colaboradores/as para as seguintes áreas:

Produção/Expedição/Limpeza

Procura pessoas que pretendam desenvolver a sua carreira na área da indústria alimentar com capacidade de trabalho em equipa, organização e sentido de responsabilidade. Fatores de Preferência: - Escolaridade Mínima Obrigatória; - Disponibilidade imediata; - Residência em Vila Nova de Famalicão ou concelhos limítrofes. Deve apresentar a sua candidatura, indicando a área a que se candidata, remetendo o Currículo para recursos.humanos@porminho.pt ou efetuando a sua inscrição na sede da Empresa situada na Travessa da Lage, nº35 em Outiz – Vila Nova de Famalicão, até ao dia 16 de Fevereiro.

LOJA COM 100M2 EM CALENDÁRIO PRÓXIMO DA CIOR E ESTÁDIO MUNICIPAL Contato: 914 967 318

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Rua Quinta Igreja 9 - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional

Famalicão Quinta, 8

Serviço Calendário

Sexta, 9

Valongo

Sábado, 10

Gavião

Domingo, 11

Barbosa

Segunda, 12

Cameira

Terça, 13

Central/Ribeirão

Quarta, 14

Calendário

Vale do Ave

Serviço

Quinta, 8 Sexta, Sábado, 10 Domingo, 11 Segunda, 12 Terça, 13 Quarta, 14

Delães Riba d’Ave Almeida e Sousa Ribeirão Delães Bairro Almeida e Sousa

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


Tendências para casamentos em 2018 Em cada ano há novas tendências para os casamentos. Se vai casar, tenha em conta o que vai estar na moda em 2018. O segredo é... menos é mais.

Noivas românticas: o vestido é das primeiras coisas em que todos pensamos, quando se fala num casamento. Este ano, os vestidos de modelos românticos, repletos de detalhes muito especiais e exclusivos, têm sido alvo de grande destaque. Crepes com rendas aliadas a tule, bordados florais, pedrarias, aplicações, decotes sensuais que deixam os ombros completamente descobertos, assim como costas maravilhosas são as tendências. O que interessa é que encontre o modelo que mais lhe agrada.

e os desenhos de aguarela.

Cabelos naturais: um vestido extremamente romântico combina lindamente com um bom penteado de noiva apanhado de uma forma natural. Em 2018, os penteados naturais ganham terreno com tranças, pormenores ondulados que se complementam com toucados e coroas, em que as flores marcam presença.

Lembranças: escolher a melhor lembrança para os seus convidados não é uma tarefa simples. As opções podem caixinhas adoráveis de chá, vinho e plantas. A elegância, associada à praticidade, deve ser palavra de ordem.

Cerimónias ao ar livre: este ano, as cerimónias ao ar livre apresentam um protagonismo singular com muitas luzinhas e recantos de sonho. Para além disto, e de modo a garantir um pormenor diferenciador, a decoração das cadeiras é também fundamental, pelo que pode apostar em flores, plantas de folhas verdes ou letreiros idílicos. Contudo, o essencial é mesmo pensar bem no vosso estilo, como noivos, e refletir sobre os detalhes para que a cerimónia seja como sempre soSapatos de noiva com cor: a par dos vestidos de nharam. noiva, também os acessórios têm sido, cada vez mais, usados com arrojo, como por exemplo os sa- Bolos irreverentes: também os bolos têm sofrido patos. A prioridade deve ir para um modelo confor- uma grande evolução e, atualmente, aos bolos de tável para aguentar até ao fim da festa. Hoje, são fondant somam-se os estilos mais originais e mais muitas as mulheres que escolhem sapatos de deliciosos. Os bolos de casamento são, na vernoiva de cor, com pormenores originais, quer dade, autênticas telas, nas quais é possível pintar flores ou aquilo que os noivos mais gostam. sejam altos, médios e até baixos.

Mesas: a loiça já não precisa de ser toda branca. É possível misturar cores, texturas e conferir mais oriConvites de aguarela: é a primeira impressão que ginalidade à sua festa. os convidados vão ter do casamento, porque evidenciam o tipo de casamento e o estilo para o qual Flores: pode, perfeitamente, juntar um pouco de as pessoas estão a ser convidadas. As opções são cor às flores tanto do ramo de noiva, como na deinfinitas, mas este ano a tendência são as pinturas coração do casamento.


20

ESPECIAL

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018 pub

Ideias para um dia inesquecível Colocar bem as pessoas: Coloquem os convidados perto de pessoas que conhecem e com quem se dão bem e, se tiverem pessoas mais tímidas ou que vão ao casamento sozinhas, coloquem-nas perto de alguém que também veio sozinho ou que gosta muito de falar! Mais pequenos: as crianças são, normalmente, o público mais difícil de agradar. É necessário um espaço para elas, bem como uma pessoa responsável que prepare algumas atividades, jogos e até filmes para que elas possam estar entretidas. Surpreender na primeira dança: os noivos podem começar com uma dança romântica ao som de um hit clássico e, de repente, mudarem para uma música inesperada para colocar todos os convidados a dançar. Área lounge: o ideal é um espaço para as refeições, outro para dançar, uma zona de bar com bebidas e um espaço exterior, com sofás, puffs e uma música ambiente onde possam relaxar. Comida alternativa: boa comida é sinónimo de um bom copo de água, mas oferecer aos convidados snacks que eles possam personalizar ao seu gosto é ainda melhor. Estão na moda os carrinhos com comida feita na hora, como crepes, waffles, pipocas, cachorros quentes, sushi, entre outros. Entretenimento surpresa: podem surpreender os convidados com algum tipo de entretenimento com o qual não contavam durante os cocktails ou a entrada para a receção. Podem contratar bailarinos, um mágico ou até acrobatas.

pub

DJ certo: à primeira vista, pode parecer óbvio mas a música tem um papel muito importante na dinâmica de uma festa. Por isso, contratem um profissional que entenda os vossos gostos e dos convidados. Não há fome: peça ao catering que comece a servir alguns snacks de reforço quando a noite se tornar longa. Não é necessário pratos elaborados. Aperitivos como batatas fritas, mini pizzas, donuts e bolos frescos, servidos depois da meia-noite, vão dar força e energia aos presentes para que dancem toda a noite Fonte: www.casamentos.pt

Guia básico para a receção do casamento Os noivos esperam sempre que a receção corra bem e que os convidados se divirtam. Para isso há que seguir determinadas regras básicas:

Receber os convidados: antigamente recebiam-se os convidados na casa dos pais de cada um dos noivos, onde se oferecia alguma comida e bebida. Algo leve para antes da cerimónia. Esta receção caiu em desuso nos últimos anos e o habitual é que os convidados se dirijam diretamente ao local da cerimónia civil ou religiosa. Cocktail: após a cerimónia há sempre um momento em que se serve acepipes e cocktails, enquanto os noivos fazem a sua sessão de fotos. Também é o momento em que os convidados se cumprimentam e começam a conviver. Banquete: quando os noivos voltam da sua sessão de fotos é quando os convidados começam a dirigir-se às suas mesas, se sentam e a comida começa a ser servida. Lembranças: podem aproveitar o fim do banquete, quando as pessoas já acabaram de comer, mas ainda se mantêm sentadas para oferecerem as vossas lembranças aos convidados. Assim certificam-se que distribuem as lembranças. Primeira dança: depois de comerem, os noivos costumam abrir a pista de baile, com a sua primeira dança como marido e mulher e para chamarem os convidados para começarem a dançar. Brinde e discursos: depois de um pouco de divertimento, chega a hora de fazer um brinde e os discursos. Estes discursos podem ser feitos pelos próprios noivos, pelos padrinhos ou madrinhas, pelos pais dos noivos ou basicamente por quem queira prestar uma homenagem aos noivos. Há quem junte este momento ao do partir do bolo. Lançamento do ramo: quase no fim da festa, mas antes que alguns convidados comecem a ir embora, chega a hora da noiva lançar o seu ramo às convidadas solteiras.


opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

PUBLICIDADE

21


22

Organizar um casamento?

ESPECIAL

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Faça uma lista

Organizar um casamento não será uma tarefa fácil. O segredo é usar uma lista para registar tudo o que tem que fazer e nas respetivas datas. Fundamental é seguir alguns passos:

Como escolher o catering O serviço de catering é fundamental num casamento, até porque é um dos aspetos dos quais os convidados guardam mais memórias. Por isso, é necessário contratar um serviço de confiança, sabendo que o catering merece até metade do orçamento estipulado para a festa. Número de convidados: os serviços de catering alteram-se em função do número de pessoas e alguns até estabelecem um mínimo e um máximo para conseguirem garantir a qualidade do serviço. Por isso, certifique-se se a qualidade dos pratos e do serviço é assegurada pela empresa perante o seu número de convidados. Procurar referências: a opinião mais importante é a sua, mas pode procurar a opinião de outras pessoas que já contrataram anteriormente os serviços de catering. A comida é essencial, mas há outros serviços que contam, como, por exemplo, a forma de trabalhar dos profissionais.

 O ideal é começar a projetar com cerca de um ano ou seis meses de antecedência. Mas também é possível organizar tudo em apenas um mês. Pode é ter que fazer algumas cedências, porque os espaços para casamentos são muito concorridos.

 Também é tempo de tratar das alianças, informar as empresas de cada um do casamento e começar a organizar a lua de mel, nas músicas para a cerimónia e para o copo de água.

 Agora que já passaram a barreira dos seis  Em primeiro lugar é necessário estabelecer meses, convidem os padrinhos e tratem do um orçamento, que deve seguir com rigor processo do casamento civil e religioso (se for para que não se perca pelo caminho. o caso). É tempo do noivo tratar do seu fato, sapatos e acessórios.  A seguir, é tempo de decidir que tipo de casamento pretendem. Civil ou religioso? Íntimo  Está na hora de preparar os convites de caou alargado? Tradicional ou arrojado? Isto vai samento. Não é obrigatório mas, se possível, marcar o tema do casamento. E quando fala- procurem manter uma coerência entre convimos de tema, queremos dizer o tipo de ceri- tes, menus e decoração. Assim, adjudiquem mónia ou de festa. o trabalho gráfico a apenas uma pessoa. O resultado final será mais bonito.  O próximo passo é fazer a lista de convidados. Sabemos que pode ser difícil agradar a  Os noivos podem, perfeitamente, fazer uma todos, mas lembrem-se que este é o vosso lista de casamento. As pessoas não adividia. Devem ter convosco as vossas pessoas, nham os vossos pensamentos. Não é preciso aquelas que vos fazem sentir bem. entrar em loucuras e escolher peças caríssimas. Sejam práticos. Coloquem apenas o que  Com uma ideia do número de convidados, precisam e que seja acessível a todos os bolcomece a procurar espaços para festa (12 ou sos. Se possível, coloquem os dados da loja 6 meses antes). Normalmente é mais difícil no convite. conseguir uma data disponível nas quintas ou restaurantes do que na igreja ou Conservató-  Três meses antes, entreguem os convites. rias, mas convém não descuidar estas. Se puderem fazer isto a dois e pessoalmente, tanto melhor. Especialmente se há convida Devem escolher um sítio relativamente dos que não conhecem um dos noivos. perto de casa para que não percam tempo na viagem e, especialmente, para que os convi-  Se vai casar na Igreja, deve contactar a flodados não tenham ainda uma longa viagem rista, com alguns meses de antecedência, pela frente. para tratar da decoração dos altares.  Tão cedo quando possível, normalmente 12 a 6 meses antes, escolha o serviço de fotografia e vídeo. Os bons profissionais são tão, ou mais, concorridos do que os espaço para a festa. É que um bom profissional faz toda a diferença. O que fica deste dia são as fotografias e o vídeo.  Seis meses antes, o mais tardar, a noiva tem de tratar do vestido e sapatos. Pode também marcar já maquilhagem, cabeleireiro, quaisquer tratamentos de beleza e o bouquet. Parece precipitado mas, se pretende um profissional específico, não deve correr riscos.

 No último mês, definam o protocolo da cerimónia. O que é que acontece, quando, quem é que é responsável pelo quê e todos os detalhes bem definidos. Entregue cópias aos responsáveis pelo espaço, decoradores, fotógrafos e espere que tudo seja cumprido. É boa ideia incumbir alguém de confiança para ajudar no dia.  Por muito rigoroso que seja a organizar o casamento, há sempre algo que vai fugir ao vosso controlo. A lista de convidados é o melhor exemplo. É certo que vai subir e descer até quase à hora da cerimónia. Por isso, basta definir as mesas nos últimos quinze dias.

Serviços incluídos: é primordial perguntar sobre tudo o que está incluído no preço, como os empregados de mesa, o bolo de casamento e a decoração. Muitos serviços de catering diferenciam-se dos restantes não apenas pelo conteúdo do banquete, mas também pelas opções e especialidades. Hoje, encontramos muitas empresas que procuram, sobretudo, surpreender pela sua originalidade gastronómica, mas também pela envolvência do evento. Degustação: quanto já tiver vários candidatos, baseados em referências e na informação obtida, irá chegar a um dos momentos mais importantes e divertidos da escolha do serviço de catering: a degustação. Esta será a chave para saber, através do paladar, como trabalha a empresa e conhecer os diferentes menus. É importante perceber as quantidades previstas para cada pessoa. Assegure-se de que os produtos são frescos e de que a equipa que está a confecionar a degustação seja a mesma que vai cozinhar no dia do casamento. Detalhes: os serviços de catering têm cada vez maior capacidade de adaptação. Verifique se algum dos seus convidados tem alguma intolerância alimentar, que possa implicar uma alternativa. De resto, tal como em relação ao espaço escolhido, informe-se sobre os seguros de cancelamento do catering em caso de adiamento ou anulação do casamento. Fonte: www.zankyou.pt


atÅÉÜtÜ t ä|wt |Çàx|Üt

Não adie o romance: é muito frequente entre os casais deixarem para depois os momentos românticos. Entre o emprego, as tarefas domésticas, os filhos e o cansaço, entre outros, namorar fica muitas vezes em último lugar. Por isso, há dias que deve deixar tudo ara trás e fazer de dias normais dias especiais.

pensar no presente próximo. O estar constantemente a discutir. que posso fazer hoje para mostrar ao meu parceiro o quanto Viagem os dois: façam viagens e gosto dele?’ escapadinhas de fim de semana para estarem só os dois, noutro Elogie diariamente: os casais sítio que não seja o do vosso têm tendência a mais facilmente dia-a-dia, para desconectarem. notar as caraterísticas negativas Não é preciso que façam tudo um do outro do que a elogiar. Im- juntos, mas também é positivo ponha a si mesmo a meta diária fazerem algumas atividades que de três elogios ou observações ambos gostem. positivas sobre o seu parceiro. Coisas simples como elogiar um Cuidem-se: não o dizemos de um cozinhado ou um novo corte de modo fútil, mas para que alguém cabelo trazem energia positiva à nos ame, devemo-nos amar prirelação, fazendo com que se meiro a nós e cuidarmos da nossa aparência. torne recíproca.

Resolvam juntos: há pessoas que simplesmente se deixam estar numa relação, porque acham que o outro é que deve resolver o problema. Se quer mais romance, seja mais romântico. Se quer mais intimidade, então tenha mais vezes essa ini- Façam surpresas um ao outro: e não falamos de surpresas granciativa. des ou caras, falamos de coisas Seja explícito: a frontalidade é tão simples como deixar um bifundamental. As relações reque- lhete de amor no espelho ou na rem uma comunicação honesta, porta do frigorífico. Um jantar roclara e aberta. Portanto, da pró- mântico e inesperado, bem xima vez que o seu parceiro(a) como uma prenda que ele ou ela não fizer o que gosta, em vez de gosta é sempre um sinal de pensar que é porque não se im- amor. porta consigo, converse com Não tenham medo de discutir: é ele(a) e explique o que pensa. perfeitamente normal entre os Aja a curto prazo: quando as casais. As pessoas nem sempre pessoas querem melhorar as estão de acordo e nem sempre suas relações tendem a pensar a estão no seu melhor humor. No longo prazo, mas o importante é entanto, também não é saudável

Mantenham a chama na relação: uma vida sexual saudável e equilibrada é fundamental no namoro e no casamento. Reservem-se: não permitam que ninguém se meta ou opine demasiado sobre a vossa relação. Aprendam a distinguir os conselhos da intromissão. Apoiem-se: não deixem que o dinheiro seja um problema entre vocês. Apoiem-se sempre um ao outro e falem muito. Quando errarem, reconheçam-no e saibam perdoar também.

pub

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

ESPECIAL

23

Sugestões para surpreender  Vão jantar a um lugar especial e vão dançar até de manhã.

 Voltem ao local onde deram o primeiro beijo, envolvamse nas recordações.  Façam uma sessão de fotografia em conjunto.  Ofereça algo que ele ou ela gosta muito.

 Comecem o dia com um pequeno-almoço a dois.

 Cozinhem um prato novo, experimentem e divirtam-se.  Deem um passeio na praia e vejam o pôr-do-sol.

 Peguem no vosso carro e passem a noite num local diferente.  Se ambos adoram cozinhar, preparem uma refeição juntos.  Preparem um jantar temático em casa e vejam um filme.

 Coloque uma nota romântica no sapato, bolso, ou carteira de quem ama.  Façam uma massagem a dois, hoje em dia existem SPAs que têm esta especialidade.  Envie flores para o local de trabalho da pessoa amada.

 Experimentem uma atividade radical, o palpitar do coração aproxima qualquer um.  Mais importante: não deixe que este dia seja apenas mais um dia. Faça algo que tenha significado para quem ama.

pub


24

PUBLICIDADE

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018


Léa Barros conquista medalha de bronze no Europeu de Karaté Avançado fez dois golos e permitiu ao FC Famalicão afastar os fantasmas das últimas jornadas

J. Poulson tinha o antídoto para sair da crise o FC Famalicão na frente do marcador e conferiu a estabilidade pretendida pouco antes do intervalo. A equipa insular entrou a todo o gás no segundo tempo e Medeiros cometeu uma pequena traição, ao desviar um livre superiormente cobrado por Murilo. A equipa da casa estava colocada perante mais um desafio, para o qual soube responder com notável capacidade. Jaime Poulson voltou a estar em alta, ao desviar, com subtileza, o livre de Feliz. Superado novo teste à resistência emocional, o FC Famalicão cerrou dentes na tentativa de segurar a vantagem mínima. O conjunto de Vasco Seabra soube agarrar o resultado e reforçar o aspeto anímico, afastando uma nuvem negra que importunava os adeptos famalicenses.

3-2 Estádio Municipal de Famalicão Ár bitro: Bruno Esteves (AF Setúbal) Aux: Rui Teixeira e Rui Cidade

FC Famalicão Nacional Gabriel Joel (Willian 65’) Nuno Diogo Zé Pedro Jorge Miguel Fabinho Deni Hocko Diogo Cunha (João Faria 88’) Mendes Jaime Poulson (Vasco Costa 77’) Feliz

Daniel Nii Plange Diogo Coelho Júlio César Mauro Cerqueira Mateus Silva (Vanilson 81’) Christian Kaká (Camacho 69’) Murilo Ricardo Gomes Medeiros (V. Gonçalves 81’)

Treinadores Vasco Seabra

Costinha

Golos: ;J. Poulson (30’ e 54’); Mateus Silva (37’); Nuno Diogo (43’) e Medeiros (49’) Cartões Amarelos: Kaká (26’); N. Diogo (35’); Mauro (52’); Mateus (55’); Zé Pedro (57’); R. Gomes (67’) e Vasco Costa (90+4’)

veja em www.famatv.pt ou

Cartões Vermelhos: Não houve

Os adeptos do Futebol Clube (FC) de Famalicão já podem suspirar de alívio: a equipa venceu o candidato Nacional da Madeira e deram, quase dois meses depois, um motivo de alegria à massa associativa. Um triunfo merecido pela abnegação e capacidade de sofrimento, fatores tidos como decisivos para a equipa dar um verdadeiro pontapé na crise. Em teoria, o adversário até poderia não ser o mais indicado para afastar o fantasma das últimas jornadas. Tratando-se de uma equipa que luta declaradamente para subir de divisão e que vivia um momento totalmente antagónico aos famalicenses, as previsões de retoma poderiam não ser as mais animadoras entre as hostes famalicenses. No entanto, a forte vontade dos jogadores em tirar a equipa da espiral

FC Famalicão

Filipe Jesus

negativa em que estava envolvida foi decisiva para interromper o ciclo negativo. Vasco Seabra promoveu seis alterações no onze por comparação com o jogo ante o Benfica B e foi uma das novidades a dar nas vistas nos minutos iniciais. Jaime Poulson cabeceou ao poste e o lance confir-

mou a predisposição da equipa da casa. Num duelo que pôs em confronto duas formações com boas ideias de jogo, o espetáculo saiu a ganhar. O intenso frio que se fazia sentir era atenuado pela qualidade do futebol de ambas as equipas, com particular incidência para o FC

MELHOR Famalicão:

Jaime Poulson Dois golos plenos de oportunidade. No primeiro revelou classe, no segundo teve a astúcia de se antecipar ao adversário. Assinou o melhor jogo com a camisola do FC Famalicão e parece ter-se libertado da pesada herança de Rui Costa.

Famalicão. Uma equipa que não demonstrava sintomas de estar a atravessar um período crítico e o golo de Jaime Poulson foi o corolário dessa realidade. O Nacional não se deixou afetar e continuou a privilegiar um jogo de posse e sempre atenta à exploração da velocidade dos jogadores mais avançados. Num desses lances, Murilo escapou à defensiva contrária, Nuno Diogo ainda cortou mas a bola sobrou para o pé direito de Mateus Silva e este desferiu um remate forte e colocado que só parou no fundo das redes. Poderia pensar-se que o golo iria fazer tremer os famalicenses mas a resposta demorou apenas cinco minutos. Na sequência de um pontapé de canto, Nuno Diogo, ainda que importunado por um defesa, recolocou

CLASSIFICAÇÃO

1. Porto B 2. Académica 3. Penafiel 4. Arouca 5. Ac. Viseu 6. Leixões 7. Santa Clara 8. Nacional 9. Sp. Covilhã 10. Benfica B 11. FC FAMALICÃO 12. Cova Piedade 13. Vitória B 14. Sporting B 15. Varzim 16. U. Madeira 17. Gil Vicente 18. UD Oliveirense 19. Braga B 20. Real Massamá

RESULTADOS

J

II LIGA

23 23 23 23 23 23 23 22 23 23 23 23 23 23 23 23 23 22 23 23

V

E

14 2 12 4 10 7 10 7 9 9 9 9 10 6 9 8 9 7 10 4 9 6 9 4 9 2 8 5 6 7 6 6 5 8 5 8 4 10 4 5

Braga B, 0; Penafiel, 0 Sp. Covilhã, 1; UD Oliveirense, 1 FC FAMALICÃO, 3; Nacional, 2 Cova Piedade, 3; Sporting B, 1 Académica, 0; Santa Clara, 1 Porto B, 2; Leixões, 1 Varzim, 1; Benfica B, 3 U. Madeira, 0; Gil Vicente, 0 Real Massamá, 1; Vitória B, 3 Ac. Viseu, 1; Arouca, 3

D

7 7 6 6 5 5 7 5 7 9 8 10 12 10 10 11 10 9 9 14

F

37 38 30 24 28 30 29 37 22 33 33 24 31 30 22 28 19 20 22 28

C

26 27 27 21 23 27 26 29 20 32 31 23 36 39 25 32 23 29 30 39

PRÓXIMA

P

44 40 37 37 36 36 36 35 34 34 33 31 29 29 25 24 23 23 22 17

Benfica B - Ac. Viseu Vitória B - Cova da Piedade Penafiel - Varzim Sporting B - U. Madeira Arouca - Real Massamá Santa Clara - Porto B Leixões - Braga B Nacional - Sp. Covilhã UD Oliveirense - FC FAMALICÃO Gil Vicente - Académica pub


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

FC Famalicão melhora condições do estádio com apoio da FPF

Francisco Saldanha convocado para o Torneio do Algarve

O defesa central Francisco Saldanha consta da lista de convocados da seleção nacional sub-17, que vai disputar o 41.º Torneio Internacional do Algarve, entre

sexta e terça-feira. O famalicense é um de onze jogadores do Sport Lisboa e Benfica convocados para uma competição na qual o conjunto luso vai defrontar a Inglaterra (sexta-feira, no Parque Desportivo da Nora), Holanda (domingo, no Estádio Municipal Bela Vista) e Alemanha (terça-feira, no Estádio Municipal Bela Vista). Todos os jogos têm início marcado para as 15 horas. O torneio a realizar em solo algarvio servirá de ensaio para a formação liderada por Rui Bento preparar a Ronda de Elite de qualificação para o Campeonato da Europa, onde irá medir forças com Eslováquia, Suíça e Finlândia.

CSCD S. Cláudio reúne-se em assembleia geral O Centro Social, Cultural e Desportivo de S. Cláudio vai reunir-se em assembleia geral no próximo dia 25 de fevereiro. A reunião, que está marcada para as 10h30, nas instalações da sede da associação, terá a seguinte ordem de trabalhos: época 2017/2018 (1.º ponto); substituição do secretário e tesoureiro da direção (2.º ponto) e obras no parque desportivo (3.º ponto).

Jogadoras do Ribeirão FC de pontaria afinada O passado fim de semana foi profícuo para as equipas femininas do Ribeirão Futebol Clube (FC). As seniores desforraram-se da derrota sofrida frente ao Pedras Rubras na primeira volta e interromperam um ciclo de cinco derrotas seguidas, ao vencer a equipa maiata por 4-2. Pisco bisou e foi a figura de um encontro no qual Daniela Teixeira e Adriana Gomes também faturaram. As sub-16 evidenciaram igualmente uma vincada veia goleadora na receção às Águias Negras de Tabuadelo. Apesar de defrontarem uma equipa que tem vindo a melhorar as suas prestações, a jovem formação liderada por Avelino Sampaio venceu de

A vontade do Futebol Clube (FC) de Famalicão em dotar o Estádio Municipal de melhores condições recebeu um forte impulso nos últimos dias. No âmbito de um programa lançado pela Federação Portuguesa de Futebol, que tem o intuito de melhorar as infraes-

Sub-15 do FC Famalicão mais perto da manutenção A equipa sub-15 do Futebol Clube de Famalicão lidera a fase de manutenção do Campeonato Nacional. Os jovens famalicenses confirmaram o favoritismo na visita ao reduto do Vale do Conde e alcançaram um triunfo (0-2) que lhes permitem ter uma vantagem confortável (sete pontos) para a zona de descida, quando faltam cumprir cinco jornadas. Positivo foi igualmente a jornada para os sub-17. A vitória, por 1-0, em casa dos Amigos de Urgeses, aliada à derrota do Marinhas, possibilitou alargar para quatro pontos a vantagem para o terceiro classificado e manter-se na zona de promoção. Nos restantes escalões, os resultados foram os seguintes: Escola de Futebol Fintas 2-5 FC

Famalicão (sub-16); FC Famalicão 22 Os Sandinenses e Ribeirão FC 20 FC Famalicão (sub-14); FC Famalicão 2-0 U. Torcatense (sub13); Ferreirense 1-2 FC Famalicão (sub-12); Moreirense 2-4 FC Fama-

licão e FC Famalicão 0-7 Moreirense (sub-11); FC Famalicão 3-3 Ac. Elite Sport (sub-10); Academia Elite 6-1 FC Famalicão e Operário 0-9 FC Famalicão (sub-9) e Ruivanense AC 26 FC Famalicão (sub-8).

Resultados do CD Lousado forma tranquila (5-0), contando com a inspiração de Maria Ribeiro, Mariana, Inês Lopes (2) e Cláudia Sampaio. JT

As equipas de formação do Clube Desportivo de Lousado entraram em cena no passado fim de semana, tendo os jogos tido os seguintes desfechos: São Cosme 0-7 CD Lousado (Juniores); GD Joane 3-3 CD Lousado (Juvenis); CD Lousado 0-3 GD Joane (Iniciados); Pevidém 5-1 CD Lousado (Infantis A); CD Lousado 14 GD Cavalões (Infantis B); CD Lousado 0-2 Operário (Benjamins A) e Evolution Soccer Academy 18-0 CD Lousado (Benjamins B). Em termos classificativos, a equipa de Juvenis continua a liderar a Série B da 1.ª Divisão da AF Braga, com mais um ponto do que a equipa B do FC Famalicão.

Futsal feminino moim foi muito positiva. A capitã Ana Azevedo assumiu protagonismo e operou a reviravolta no marcador. O jogo estava frenético e a equipa da casa marcou três golos em apenas dois minutos. O FC Vermoim reagiu e Cátia Silva devolveu a esperança ainda antes do intervalo. O Sporting CP entrou mais forte no segundo tempo e ganhou uma vantagem de três golos, a qual viria a ser minimizada por Ana Azevedo, que completou um hattrick. Ainda assim, o Sporting CP voltou à carga e sentenciou o resultado pouco depois.

Futsal masculino A Associação Desportiva e Cultural de São Mateus perdeu (3-8) na receção ao líder Caxinas. Já sem hipóteses de chegar ao play-off de promoção, a equipa famalicense tentou repetir o feito inédito da primeira volta, na qual infligiu a única derrota do comandante, até ao momento, no campeonato. O Caxinas estava, por isso, avisado da valia do adversário e a vontade de vingar-se do resultado fez com que o jogo fosse dominado pelos forasteiros. A supremacia da equipa de Vila do Conde foi notória ao longo de

truturas das sociedades desportivas que competem na II Liga, o clube famalicense recebeu um apoio financeiro do órgão federativo, tendo em vista o cumprimento desta premissa. Nesse sentido, o FC Famalicão reforçou as condições de segurança e comodidade, com a colocação de cadeiras na bancada nascente do estádio e a implementação de sistema de videovigilância e de controlo de acessos em dias de jogo. Estas beneficiações, que contemplaram um investimento superior a 150 mil euros - valor para o qual a FPF contribuiu com 33 mil euros - foram concretizadas face à necessidade de o Estádio Municipal cumprir os requisitos exigidos para a realização de jogos de competições profissionais, depois de o clube ter visto extinguido o período de carência de dois anos para adaptação do estádio aos regulamentos. Estas melhorias inserem-se no projeto de remodelação do Estádio Municipal, que está a ser levado a cabo pela Câmara Municipal de Famalicão.

FC Famalicão

FUTEBOL

FC Famalicão

26

toda a partida e o jogo foi relativamente tranquilo. Os golos da equipa famalicense foram obtidos por João Rodrigues, Paulinho e Paulo Duarte (na própria baliza). Futsal distrital Na 1.ª Divisão Distrital, o Sporting Clube (SC) Cabeçudense recebeu e bateu o Contacto por 2-1, resultado que permitiu à equipa famalicense aumentar para quatro pontos a distância para este adversário. O SC Cabeçudense ocupa atualmente a 4.ª posição.

O Futebol Clube (FC) de Vermoim não entrou da melhor forma na fase de apuramento de campeão nacional de futsal feminino. As famalicenses viajaram até Lisboa para defrontar o Sporting Clube de Portugal, um dos candidatos ao título, e averbaram uma derrota (8-4). A equipa leonina abriu o ativo ainda no primeiro minuto da partida, mas a resposta do emblema de Ver-

FC Landim goleia O Futebol Clube de Landim mantém a perseguição ao líder Tebosa. A última prova de força da turma famalicense foi dada na passada sexta-feira, em casa, frente ao Gteam Guimarães. O FC Landim não concedeu veleidades ao penúltimo classificado e venceu por expressivos 6-0. O FC Landim permanece na 2.ª posição, a três pontos do Tebosa, que tem, porém, um jogo em atraso.


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

Zidane aproveitou erro para dar três pontos ao Mirandela

0-1 Campo de Ribes Árbitro: André Silva (AF Vila Real)

Mirandela Pedro Fernandes Cláudio Tavares Sanusi Vítor Pereira Ricardo Mangas Kelvin Medina Grinood (F. Cristóvão 89’) Zidane Banjaqui (Igor Caetano 89’) Bruno Magalhães Yerson Pacheco (Zangão 84’) Angola

Treinadores Emanuel Simões

Rui Borges

Golos: Zidane Banjaqui (3’) Cartões Amarelos: Aldair (41’); Sanusi (60’); Fabinho (76’); Luisinho (87’); Fábio Zola (90’) Cartões Vermelhos: Não houve

Um atraso imperfeito para o guarda-redes Miguel Palha foi fatal para a Associação Desportiva (AD) Oliveirense. O jovem Zidane Banjaqui, formado no Sport Lisboa e Benfica, aproveitou o erro do central Edgar Sá para fazer o golo decisivo ainda em plena madrugada do encontro. Apostada em prolongar o registo de imbatibilidade nos jogos no Campo de Ribes, que durava desde a 3.ª jornada, a equipa de Oliveira Santa Maria teve uma en-

trada totalmente em falso. Num lance aparentemente inofensivo, Edgar Sá foi pouco afirmativo no atraso para o guardião e o jovem luso-guineense revelou muita calma no duelo individual com Miguel Palha. A AD Oliveirense restabeleceu-se do golpe inicial e foi à procura do empate. A possibilidade de ultrapassar os transmontanos serviu de mote para o conjunto de Oliveira Santa Maria batalhar na tentativa de anular a desvantagem sofrida numa fase tão prematura da partida. O treinador Emanuel Simões recorreu a todas as soluções ofensivas de que dispunha no banco de suplentes mas o erro na fase inicial foi pecado capital para a equipa de Oliveira Santa Maria.

CAMP. PORTUGAL CLASSIFICAÇÃO

1. Vizela 2. Fafe 3. Vilaverdense 4. Merelinense 5. S. Martinho 6. Mirandela 7. P. Salgadas 8. Torcatense 9. AD OLIVEIRENSE 10. Montalegre 11. Arões 12. Bragança 13. C. Lobos 14. Atl. Arcos 15. Mondinense 16. Minas Argozelo

RESULTADOS

J

19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19 19

V

14 12 10 8 9 9 8 8 6 7 4 5 5 3 4 2

Atl. Arcos, 1; Fafe, 2 Minas Argozelo, 0; Torcatense, 0 C. Lobos, 1; Montalegre , 2 Bragança , 1; Mondinense, 1 AD OLIVEIRENSE, 0; Mirandela, 1 Vilaverdense, 0; Vizela, 0 Merelinense , 4; Arões, 0 P. Salgadas, 1; S. Martinho, 1

E

5 5 6 7 4 4 6 3 8 4 7 4 3 7 2 1

D

0 2 3 4 6 6 5 8 5 8 8 10 11 9 13 16

SC Mirandela

Miguel Palha Miguel Ângelo Lassina Touré Edgar Sá (R. Ribeiro 75’) Gil Barros Aldair (Tiago Silva 80’) Fabinho Italo (Fábio Zola 45’) Luisinho Caleb Fábio Pimenta

SÉRIE A

F

33 28 46 30 27 26 24 19 29 25 18 16 15 16 15 16

C

7 12 22 17 22 21 19 22 20 26 24 27 34 34 43 33

PRÓXIMA

P

47 41 36 31 31 31 30 27 26 25 19 19 18 16 14 7

Torcatense - Atl. Arcos Montalegre - Minas Argozelo C. Lobos - P. Salgadas Fafe - Bragança Mondinense - AD OLIVEIRENSE Arões - Vilaverdense Mirandela - Merelinense Vizela - S. Martinho

AD Oliveirense reforça meio-campo

A direção da Associação Desportiva (AD) Oliveirense ofereceu mais dois jogadores ao treinador Emanuel Simões, ambos para reforçar o setor intermédio da turma de Oliveira Santa Maria. Olatunji (na foto) e Vinícius Leite alargam as opções para o meio-campo e irão em-

27

Liga Futsal

Atraso fatal AD Oliveirense

FUTEBOL

prestar diferentes virtudes a esta zona do terreno. O primeiro é nigeriano, tem 23 anos e esteve ao serviço do Vilaverdense na primeira metade da temporada. O médio centro teve poucas oportunidades na equipa de Vila Verde, tendo apenas duas aparições no atual terceiro classificado da Série A do Campeonato de Portugal. Neste novo desafio, Olatunji, que já passou por Ribeirão, Limianos e S. Martinho, tentará repetir o sucesso obtido por outros nigerianos no emblema de Oliveira Santa Maria. Recorde-se que Fatai, James e Jacob, todos eles compatriotas de Olatunji, aproveitaram a passagem pela equipa famalicense para se projetarem para palcos profissionais do futebol português. Já Vinícius Leite, de 21 anos, é brasileiro e terá o primeiro desafio longe do seu país natal. Depois das passagens por Grémio de Porto Alegre, EC Juventude e CA Votuporanguense, o médio viu abrir-se-lhe as portas do futebol português, podendo ser um elemento importante para acrescentar criatividade à equipa liderada por Emanuel Simões.

A Liga Futsal de Famalicão proporcionou mais uma ronda dos vários campeonatos no passado fim de semana. Em Pré-Escolas disputou-se a 5.ª jornada, que terminou com os seguintes resultados: ADC Caldinhas 1-3 Rec. Desportivo; AJ Joane 1-3 Sportfut/FC Vermoim e ADC Castelões 1-8 GCR Alvarelhos. Em Escolas, a 8.ª jornada teve os seguintes desfechos: Moc. Alegre Landim 2-5 GCR Alvarelhos B; Recreio Desportivo 6-1 Sportfut/FC Vermoim B; A2D-Didáxis 28 AJ Joane; AD Esmeriz 1-8 Estrelas do Ave-Ribeirão e GCR Alvarelhos 1-6 Sportfut/FC Vermoim. Em Infantis, a AJ Joane goleou a Sportfut/FC Vermoim, por 8-0, em jogo em atraso da 2.ª jornada. No próximo domingo vai ape-

nas jogar-se o campeonato de Escolas, cuja jornada vai ter os seguintes encontros: GCR Alvarelhos B-Rec. Desportivo (9h); Sportfut/FC Vermoim B-GCR Alvarelhos A (10h); Sportfut/FC Vermoim A-A2D-Didáxis (11h) e Estrelas do Ave Ribeirão-Moc. Alegre Landim(12h). Todos os jogos terão lugar no Pavilhão das Lameiras. Já a partida entre AJ Joane e AD Esmeriz foi adiada para o dia 11 de março. Entretanto, realizou-se o sorteio da Taça de Pré-Escolas, que ditou os duelos Recreio Desportivo-Sportfut/FC Vermoim e AJ Joane-GCR Alvarelhos. Estes jogos estão agendados para o dia 18 de fevereiro. Nas meias-finais estão já qualificados AD Castelões e ADC Caldinhas.

Resultados da AFSA

Seniores da AC Vermoim

Na 1.ª Divisão da AFSA caiu o pano sobre a primeira volta, sendo a vitória (3-2) da ADERM sobre o Cajada a principal nota de destaque. Nos restantes da derradeira ronda da primeira metade, os resultados foram os seguintes: Castelões 0-3 Pedome; Vermoim 3-2 ACURA; Outeirense 4-0 Carreira; ADESPO 3-1 S. Martinho; JASP 1-1 Novais e AD Esmeriz 3-3 1.º Maio. O Pedome fechou assim a primeira volta apenas com vitórias e logrou alargar para nove pontos a vantagem sobre o segundo classificado, que é agora a ADERM, que trocou de posição com o Cajada. No fundo da tabela, os últimos lugares são ocupados por Novais (7 pontos); ADESPO (9) e JASP (11). Já na 2.ª Divisão, o fator casa prevaleceu na 4.ª jornada, já que todas as equipas que jogaram na condição de visitada venceram os

seus jogos: Flor do Monte 7-1 Bente; Landim 5-1 ARPO; Barrimau 5-3 Bairrense e Covense 4-2 GRAC. O Covense tirou proveito do desaire da ARPO para se isolar no topo da tabela, seguido do Landim, que tem menos dois jogos. Os dois campeonatos vão parar no próximo sábado, estando agendada a disputa da 1.ª eliminatória da Taça: JASP-Barrimau (16h); Vermoim-Pedome (16h); LandimADERM (16h); Outeirense-Bairrense (16h30); Esmeriz-Bente (17h); Covense-S. Martinho (18h); Flor do Monte-Novais (18h) e GRAC-Cajada (18h). Em Veteranos, a 3.ª jornada teve os seguintes desfechos: Covense 10-0 Barrimau; GRAC 7-1 Pedome; S. Mateus 3-1 Flor do Monte e Novais 2-5 Bairrense. Em termos classificativos, o primeiro lugar é partilhado por Covense e GRAC. pub


28

FUTEBOL

opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

GD Joane cilindra Esposende

O Grupo Desportivo (GD) de Joane aplicou chapa cinco à Associação Desportiva Esposende. Numa tarde gélida, os pupilos de João Pedro Coelho aqueceram os adeptos com uma goleada de mão cheia e ganharam ainda maior folga pontual para os lugares aflitivos da tabela classificativa. O resultado começou a ser construído logo aos dois minutos, por intermédio de Benício. O extremo iria repetir o feito aos quatro minutos do segundo tempo, conferindo a tranquilidade necessária à equipa joanense para encarar a etapa complementar. O segundo período foi de total domínio da equipa da casa. O resultado ganhou contornos de goleada, muito por culpa da ação

Ninense continua invicto fora de portas

dos avançados Zezé e Totas e do defesa Gomes. Depois da goleada sofrida no último jogo caseiro, frente ao líder Vieira, os joanenses oferecerem uma justa recompensa aos adeptos e continuam tranquilos a meio da tabela classificativa. Resultados da formação Ao nível da formação, os resultados foram os seguintes: Avidos e Lagoa 0-5 GD Joane (Juniores); GD Joane 3-3 CD Lousado (Juvenis); CD Lousado 0-3 GD Joane (Iniciados A); São Cláudio 2-1 GD Joane (Iniciados B); GD Joane 18-2 Barco (Infantis – Série H); Operário FC 4-2 GD Joane (Infantis – Série I); GD Joane 9-2 AD Ninense (Benjamins – Série K) e GD Joane 8-2 GD Louro (Traquinas).

Ribeirão deixa escapar vitória na compensação Ribeirão Futebol Clube e Prazins Corvite acertaram calendário no passado domingo, com a disputa do jogo em atraso da 2.ª jornada da Divisão de Honra. A lutar para não descer, a equipa do concelho de Guimarães alcançou um empate (3-3) a ferros, que, ainda assim, mantém os ribeirenses no topo da classificação, embora agora com a companhia do Berço. Face aos regulamentos, o encontro da primeira volta entre ambas as equipas teria de ser realizado antes do da segunda metade do campeonato e, nesse sentido, as formações continuaram com uma partida a menos em relação aos restantes competidores. Para esta deslocação a Moreira, casa emprestada do Prazins e Corvite, a equipa ribeirense contou com o apoio de uma assinalável falange de adeptos, que desejavam que o clube derrotasse uma equipa que luta pela permanência. Dany encarregouse de dar o primeiro motivo de festa aos ribeirenses, mas o Prazins empatou de livre e fez com que o intervalo chegasse com uma igualdade a uma bola. Desfalcada do melhor marcador, a equipa ribeirense proporcionou aos seus adeptos uma

prestação de muita entrega, comprovando clara determinação em manter-se no topo da classificação. Ainda assim, foi o Prazins a adiantar-se no marcador, na sequência de um lançamento lateral que deu origem a um lance confuso que só parou no fundo das redes da baliza de Pedro. O Ribeirão FC não abalou e passou a dominar o jogo, empurrando o adversário para o setor defensivo. O empate surgiu com naturalidade aos 67 minutos e os ribeirenses continuaram a pressionar. A reviravolta viria a ser conseguida já no derradeiro quarto de hora, graças a uma recarga oportuna de João Tiago. A equipa liderada por Mário Jorge voltava à condição de vencedor mas a vantagem viria a ser anulada em pleno tempo de compensação, na sequência de um pontapé de penálti, a castigar possível derrube de Vitinha, que foi expulso. Para além do golo sofrido, o Ribeirão FC viu ainda Vitó ser admoestado com o segundo cartão amarelo, acabando, porém, por manter o registo de invencibilidade mesmo reduzido a nove elementos. JT

A Associação Desportiva (AD) Ninense continua a deter um assinalável registo de invencibilidade fora de portas no sempre competitivo Pró-Nacional. A equipa de Hugo Santos empatou a duas bolas no terreno do Caçadores das Taipas e reforçou o estatuto de rei dos empates (10 em 21 jornadas). A partida previa-se difícil mas o conjunto de Nine entrou a todo o gás e Rui Gomes dispôs de excelente ocasião para marcar logo aos seis minutos. O avançado assumiu a marcação do pontapé de penálti mas viria a permitir a defesa de André. No entanto, a redenção de Rui Gomes consumou-se um minuto depois, com o avançado a responder com assertividade a uma boa assistência de Xavi. Rui Gomes esteve, de resto, em foco nos minutos iniciais. O camisola 9 da AD Ninense poderia ter bisado na partida mas o remate saiu por cima da baliza. O C. Taipas recompôs-se, aos poucos, do fulgor inicial dos famalicenses e conseguiu restabelecer a igualdade. Diogo Leite correspondeu a um cruzamento de Moreira e as equipas regressaram aos balneários empatadas. A segunda parte foi mais equilibrada. A reviravolta taipense foi consumada aos 68 minutos, com Maka a converter uma grande penalidade, que colocou a equipa da casa na frente do marcador pela primeira vez no encontro.

A AD Ninense foi em busca do empate e Hugo Santos colocou em campo Sócrates e Paulo Ricardo. O avançado demorou apenas dez minutos para deixar a sua marca, ao fazer o golo do empate na sequência de um pontapé de canto. O jogo caminhava para o fim quando Marafona puxou dos galões no frente a frente com Joaquim, depois de um mau atraso de Paulo Ricardo, e segurou a igualdade, que manteve as duas equipas igualadas na classificação. Pela AD Ninense atuaram: Marafona, Diogo Novo, Pinheiro, Martins, André (Sócrates 73’), Jonas, Ventura (Paulo Ricardo 73’), Venú, Xavier, Nuno Afonso (Rochinha 60’) e Rui Gomes. Alberto Barbosa

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Vieira 2. Maria da Fonte 3. S. Paio d'Arcos 4. Pevidém 5. Brito 6. Forjães 7. AD NINENSE 8. Taipas 9. GD JOANE 10. Porto d'Ave 11. Cabreiros 12. Esposende 13. A. Graça 14. Prado 15. S. Eulália 16. Marinhas 17. Serzedelo 18. A. Urgeses

RESULTADOS

J

21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21 21

V

PRÓ-NACIONAL E

13 6 12 7 12 3 11 4 10 6 10 5 8 10 9 7 9 6 9 6 7 6 7 5 7 3 7 3 4 5 3 4 4 0 2 4

GD JOANE, 5; Esposende, 0 Vieira, 3; Serzedelo, 2 Taipas, 2; AD NINENSE, 2 S. Paio d'Arcos, 3; A. Urgeses, 0 Porto d'Ave, 2; Maria da Fonte, 0 Cabreiros, 0; Brito, 0 Prado, 2; Pevidém, 1 Forjães, 2; A. Graça, 0 Marinhas, 1; S. Eulália, 1

D

2 2 6 6 5 6 3 5 6 6 8 9 11 11 12 14 17 15

F

38 32 33 26 26 32 35 36 33 31 19 32 21 31 35 14 21 12

C

19 17 22 17 18 26 22 29 23 26 21 40 25 38 43 30 44 47

PRÓXIMA

P

45 43 39 37 36 35 34 34 33 33 27 26 24 24 17 13 12 10

Serzedelo - Esposende AD NINENSE - Vieira A. Urgeses - Taipas Maria da Fonte - S. Paio d'Arcos Brito - Porto d'Ave Pevidém - Cabreiros A. Graça - Prado S. Eulália - Forjães Marinhas - GD JOANE

Defesa da AD Ninense sofre alterações O setor defensivo da Associação Desportiva (AD) Ninense sofreu alterações nos últimos dias. O emblema de Nine chegou a acordo com o central Paulo Ricardo para interromper a ligação que unia as duas partes até final da temporada. No sentido inverso, Filipe Garcia e Rui Torres chegam ao clube de Nine para reforças as laterais. Relativamente a Paulo Ricardo, a saída causou alguma surpresa, tendo em conta que o central era um dos jogadores mais utilizados por Hugo Santos. No entanto, o defesa perdeu alguma importância nas escolhas do técnico nas últimas partidas. “São coisas do futebol. Achámos por bem terminar a ligação que existia entre o clube e o

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Berço 2. RIBEIRÃO FC 3. D. Ronfe 4. Airão 5. RUIVANENSE AC 6. São Paio 7. Ases Stª Eufémia 8. Op. Antime 9. Pica 10. Ponte 11. Celoricense 12. BAIRRO FC 13. Prazins 14. Regadas 15. CD LOUSADO 16. Emilianos

RESULTADOS

J

17 16 17 17 17 17 17 17 17 17 17 17 16 17 17 17

Regadas, 3; CD LOUSADO, 1 Stª Eufémia, 1; RUIVANENSEAC, 2 BAIRRO FC, 0; Berço, 4 Prazins, 3; RIBEIRÃO FC, 3 D. Ronfe, 3; Celoricense, 2 São Paio, 1; Ponte, 1 Op. Antime, 1; Airão, 1 Pica, 2; Emilianos, 0

V

12 10 10 10 10 8 6 7 6 5 6 4 4 3 2 0

Honra - Série B E

3 6 5 3 3 3 7 3 4 6 3 8 2 5 2 1

D

2 0 2 4 4 6 4 7 7 6 8 5 10 9 13 16

F

40 33 38 39 33 29 27 29 26 23 28 16 17 9 16 10

C

15 18 20 20 22 27 29 28 24 24 31 21 31 24 45 34

DESFECHO

P

39 36 35 33 33 27 25 24 22 21 21 20 14 14 8 1

RUIVANENSE AC - RIBEIRÃO FC Berço - Ases Stª Eufémia BAIRRO FC - Pica Prazins - D. Ronfe Celoricense - Op. Antime CD LOUSADO - São Paio Airão - Regadas Ponte - Emilianos

Paulo Ricardo

atleta”, referiu. O presidente garantiu não ter havido qualquer polémica na origem desta situação, considerando que a saída de atletas no decorrer de uma temporada “são

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Marca 2. Pousa 3. GD LOURO 4. Guisande 5. Viatodos 6. AD GONDIFELOS 7. Ucha 8. Figueiredo 9. ADJ MOUQUIM 10. Maximinense 11. Granja 12. Realense 13. Carreira 14. Cabanelas

RESULTADOS

J

14 14 13 14 14 14 14 14 14 14 14 14 13 14

Carreira, 0; AD GONDIFELOS, 3 Marca, 5; Cabanelas, 2 Ucha, 2; Viatodos, 2 GD LOURO, 2; Pousa, 2 Maximinense, 0; Guisande, 1 Figueiredo, 1; ADJ MOUQUIM, 0 Granja, 4; Realense, 1

1ª Divisão - Série A V

8 8 8 7 5 7 5 6 5 4 4 3 0 0

E

5 5 1 3 7 1 6 2 3 5 5 3 5 3

D

1 1 4 4 2 6 3 6 6 5 5 8 8 11

F

29 23 24 17 22 19 19 18 21 24 20 19 11 14

C

15 11 14 22 19 17 14 20 21 15 16 31 25 40

PRÓXIMA

Viatodos - Carreira AD GONDIFELOS - Marca Pousa - Ucha ADJ MOUQUIM - GD LOURO Realense - Maximinense Guisande - Figueiredo Cabanelas - Granja

P

29 29 25 24 22 22 21 20 18 17 17 12 5 3

situações recorrentes em todos os clubes”. Se o setor ficou com menos uma opção no eixo central, ganhou duas opções para as laterais, com as contratações de Filipe Garcia e Rui Martins. O primeiro é um jovem de 18 anos, que estava a jogar no Louletano, equipa que compete no Campeonato de Portugal. Filipe Garcia, que cumpriu 15 jogos ao serviço da equipa de Loulé na primeira metade do campeonato, chega a Nine por empréstimo do FC Famalicão. Rui Torres é outra das novidades no plantel comandado por Hugo Santos. Neste caso trata-se de um regresso, já que o defesa representou a equipa de Nine na época 2013/2014.

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Os Sandinenses 2. S. Mascotelos 3. Polvoreira 4. Op. Campelos 5. GD FRADELOS 6. Gonça 7. DESP. S. COSME 8. CRP DELÃES 9. Valinha 10. OPERÁRIO FC 11. Selho 12. Ág. Tabuadelo 13. FórumAirão 14.ADC TELHADO

RESULTADOS

J

14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14 14

1ª Divisão - Série C V

12 9 7 7 7 7 7 6 6 4 4 2 1 1

ADC TELHADO, 0; Polvoreira, 7 Ág. Tabuadelo, 4; CRP DELÃES, 3 GD FRADELOS, 4; OPERÁRIO FC, 2 OsSandinenses,3;DESP.S.COSME,0 S. Mascotelos, 2; Gonça, 3 Selho, 2; FórumAirão, 0 Valinha, 2; Op. Campelos, 1

E

2 3 6 4 3 2 1 1 1 3 3 2 3 2

D

0 2 1 3 4 5 6 7 7 7 7 10 10 11

F

42 38 31 36 31 25 19 25 23 22 20 14 10 7

C

10 14 15 27 18 19 18 27 25 27 27 34 34 48

PRÓXIMA

P

38 30 27 25 24 23 22 19 19 15 15 8 6 5

OPERÁRIO FC -ADC TELHADO Polvoreira - Ág. Tabuadelo DESP. S. COSME - GD FRADELOS FórumAirão - Os Sandinenses Op. Campelos - S. Mascotelos Gonça - Selho CRP DELÃES - Valinha


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

MODALIDADES

29

ENTREVISTA Pedro Faia treinador do GD Natação de Famalicão

“O GD Natação de Famalicão é respeitado pelos resultados e pela forma de estar na natação” Nome incontornável do Grupo Desportivo Natação de Famalicão, Pedro Faia tem uma carreira desportiva umbilicalmente ligada ao clube famalicense. O treinador acompanhou, de perto, o percurso ascendente da associação, primeiro como professor e, depois, como treinador e, por isso, fala com propriedade da dimensão que o clube atingiu a nível nacional e internacional. Pedro Faia recorda os feitos alcançados ao longo dos 25 anos de história e pede ainda que os jovens tenham mais tempo para praticar desporto. José Clemente igualmente a mensagem de que a natação é uma mais-valia para OPINIÃO SPORT: Os atletas do a própria formação académica GD Natação de Famalicão são, do jovem. Permite-lhe organizarna sua grande maioria, estudan- se e transferir isso para o plano tes. Para além da vertente com- de estudos, tendendo a ser um petitiva, o clube dedica especial aluno mais organizado. atenção ao processo de forma- Dedicamos ainda atenção à ção dos jovens? prestação escolar dos jovens, Pedro Faia: É difícil gerir estas para que eles percebam que só duas vertentes mas ao longo com esta simbiose escola-natados anos temos tido vários ção é que conseguem ser bons exemplos de atletas que conse- nas duas vertentes. guiram terminar a licenciatura No entanto, sabemos que o fuenquanto competiam pelo turo deles não será a natação e, clube. Todos eles são amadores por isso, peço-lhes que desfrue, por isso, temos de saber gerir tem e rentabilizem o tempo que essa situação com alguma sen- dedicam à natação e sintam que sibilidade. Atualmente, a escola esta é uma ferramenta válida absorve mais os alunos, até para obterem sucesso acadépara obter melhores resultados mico. ao nível do ranking, e isso faz com que os jovens tenham Qual a rotina de um nadador em menos tempo para as atividades termos de treinos? desportivas e a natação, pelo Estamos a falar de 10 treinos sefacto de ter uma grande carga de manais (quatro de manhã e treino, é muito penalizada por cinco de tarde durante a semana esta nova realidade. e um treino ao sábado), que perfazem mais de 25 a 30 horas. A Essa maior carga horária a nível conjuntura é difícil, pois estaescolar tem consequências no mos muito dependentes dos rendimento dos jovens quando pais, para quem esta situação é estão nos treinos? igualmente muito exigente. No Atualmente sinto que os atletas entanto, os pais percebem que a estão menos disponíveis para o natação é um veículo de promotreino e faltam inclusivamente ção de bem-estar dos filhos e com maior frequência aos trei- que os auxilia no sucesso acanos. A nossa dificuldade é per- démico. ceber até que ponto poderemos pressionar o jovem a faltar ou O clube é conhecido por fabricar não. É, assim, muito difícil para atletas que conquistam um pao atleta, para o encarregado de tamar de excelência na modalieducação e para os treinadores dade. Qual a receita para o encontrar o ponto de equilíbrio. sucesso? É, sobretudo, o facto de sermos Consciencializam os jovens muito pragmáticos e não mascadessa alta exigência quando rarmos a realidade. Perante as estes decidem enveredar pela condições existentes, as quais natação? obrigam a um grande esforço Claramente, pois passamos por parte dos atletas, dos pais e

O João Araújo é o expoente máximo do clube e até do concelho, pois é o único atleta olímpico de Famalicão. A presença do João Araújo nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, foi o ponto máximo do clube e da cidade. dos treinadores, preferimos não arranjar desculpas e tentamos encontrar soluções para fazer o melhor. Depois, os resultados acabam por refletir a boa organização do clube a nível técnico, financeiro e estrutural, e pelo espírito de grupo que temos. No entanto, para além dos resultados, somos respeitados também pela forma de estar na natação. Ao longo dos anos, vários atletas destacaram-se ao serviço do clube. Quais os principais nomes a figurar na galeria de notáveis? O João Araújo é o expoente máximo do clube e até do concelho, pois é o único atleta olímpico de Famalicão. A presença do João Araújo nos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, foi o ponto máximo do clube e da cidade. O leque alarga-se ainda a Jorge Maia e Luís Vaz, atletas nados e criados no clube, que participaram em Campeonatos do Mundo e detêm recordes nacionais ab-

solutos de seniores. Em Campeonatos da Europa competiram Paulo Araújo, Diogo Carneiro, Mário Costa e Rita Ferreira. Temos ainda o caso do Adriano Niz, que se juntou a nós enquanto atleta sénior e se revelou uma mais-valia pois trouxe uma nova realidade ao nível dos Masters.

o peixe mas apenas a cana, ou seja, se não tivermos uma escola com alunos fidelizados não teremos retorno económico e, desse modo, não conseguimos apoios.

Prevê a continuidade desta taxa de sucesso do clube no futuro? Sim, apesar de a modalidade sofrer, talvez mais do que as outras, com a atual tendência do ensino público absorver em demasia os atletas. Deveria ser feita alguma coisa a nível governamental pois este não é um caminho positivo para o desporto. Os próprios pais querem ter o culto da excelência e isso faz com que haja dificuldade para encontrar tempo livre para os jovens praticarem desporto. Sugeria que seguíssemos o exemplo dos países da Europa Central, nos quais o horário letivo termina às 16 horas e faz com que os jovens tenham muito tempo para atividades não letivas. O desporto amador, e em particular a natação, tende a ser muito prejudicado pois não existe articulação com a escola.

A construção de uma piscina olímpica ainda se mantém no livro de desejos do clube? A coletividade luta sempre para ter melhores condições. Julgo que seria uma mais-valia para todos pois se tivéssemos uma piscina olímpica (50 metros) aumentaríamos a qualidade de treino e melhoraríamos a vertente funcional do próprio clube. No entanto, teremos de pensar esta situação de forma pragmática, pois a eventual construção de uma piscina olímpica poderia não ser sustentável para as várias valências da infraestrutura. Nesse sentido, estamos a desenvolver esforços para ser construída uma estrutura para treinos, com dois ou três corredores com baixa profundidade para permitir treinos diários. Julgo que seria a estrutura ajustada ao clube e à autarquia, pois o nosso problema seria ultrapassado e a Câmara Municipal continuaria a otimizar a rentabilidade da infraestrutura.

Com que apoios conta o GD Natação de Famalicão? O grande parceiro do nosso projeto é a Câmara Municipal de Famalicão. Temos o protocolo de exploração das escolas, com o ensino e aprendizagem da natação, e só esse retorno económico é que nos serve de garantia para o apoio à competição. Quer isto dizer que não nos dão

Quais os desejos para 2018? Será um ano especial pois iremos comemorar o 25.º aniversário. Para assinalar a data faremos uma gala no dia 21 de outubro, na Casa das Artes, dia em que aproveitaremos ainda para lançar um livro em que ficará perpetuada a história do clube e que poderá servir de inspiração para construirmos mais 25 anos de sucessos.


PRECISA-SE

PRECISA-SE

CONTATO: 965 456 687

Contacto: 962 334 285

30

MODALIDADES

opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018 pub

FUNCIONÁRIO/A PARA COPA DE RESTAURANTE

PRECISA-SE

pub

ASSADOR PARA RESTAURANTE CHURRASQUEIRA

Hóquei: FAC conquista vitória folgada

DE MOTORISTA COM EXPERIÊNCIA PARA SERVIÇO INTERNACIONAL

SENHORA

pub

TOMA CONTA DE IDOSOS

EM FAMALICÃO

A deslocação a Vila Praia de Âncora resultou na vitória mais expressiva do FAC na corrente temporada. Os comandados de Paulo Morais arrancaram um triunfo robusto (1-8) na casa do lanterna vermelha, em jogo relativo à 16.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, graças aos golos de Chumbinho (3), Tiago Azevedo (2), Serafim, Hélder Gomes e Tiago Pimenta. Com este resultado, os famalicenses mantêm-se no 7.º lugar do segundo escalão.

Trio do FAC na seleção nacional

CONTATO: 963 436 779

CONTATO: 917 529 676

SENHORA

pub

pub

TOMA CONTA DE IDOSOS ACAMADOS NA PRÓPRIA CASA CONTATO: 927 181 914

PRECISA-SE

pub

EMPREGADO/A DE MESA

O Famalicense Atlético Clube (FAC) é o clube mais representado nas convocatórias das seleções nacionais de sub-19 e seniores de badminton. Sónia Gonçalves (seniores), Adriana Gonçalves e Catarina Martins (sub-19) figuram na lista de atletas convocados para um estágio da equipa lusa que servirá de preparação para os 53.ºs Campeonatos Internacionais de Portugal, agendados para as Caldas da Rainha, entre os dias 8 e 11 de março.

Contacto:252 323 400

RECRUTAMENTO SERRALHEIRO(S)/AJUDANTE(S)

pub

V. N. FAMALICÃO/TROFA

Bilhar: FAC A sobe ao 2.º lugar

- Aplicação de Revestimentos Metálicos e Painel “Sandwich”; - Fabrico e Montagem de Estruturas Metálicas; - Serralharia Diversa.

Contacto: 913686655

pub

Tribunal Judicial da Comarca de Braga

O FAC teve motivos para sair a sorrir da 7.ª jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, pois as duas equipas saíram vitoriosas dos respetivos compromissos. A equipa A recebeu e bateu o Leixões SC/Condomínio por 4-0 e garantiu a subida ao 2.º lugar. A saga vitoriosa prosseguiu no jogo da equipa B, que derrotou o Leça FC C pelo mesmo resultado, subindo ao 4.º posto da tabela classificativa.

Patinadoras falham nível 5

Juízo Local Cível de Vila Nova de Famalicão - Juiz 2

Av. Eng. Pinheiro Braga, 1000/1002 4764-501 Vila Nova de Famalicão Telef: 252 089 500 Fax: 252 089 557 Mail: vnfamalicao.judicial@tribunais.org.pt

Processo: 353/18.4T8VNF | Interdição/Inabilitação Referência: 156607887 | Data: 26-01-2018

ANÚNCIO

Faz-se saber que foi distribuída neste tribunal, a ação de Interdição/Inabilitação em que é requerido Maria Conceição Oliveira Sousa, com domicílio: Rotunda Bouça Cova, nº 208, Telhado, 4770-704 TELHADO, para efeito de ser decretada a sua interdição por anomalía psiquica. O Juiz de Direito, Dr(a). Márcia Regina Andrade Silva O Oficial de Justiça, Isabel Dias

Publicação única - Jornal Opinião Pública - 8 de fevereiro de 2018 pub

Catarina Neves e Maria Francisca Pereira não conseguiram transitar para o nível 5 da patinagem livre. A dupla do FAC realizou uma boa prestação nos testes nacionais que se realizaram no Pavilhão Municipal do Luso, mas tal não se revelou suficiente para as duas patinadoras do clube famalicenses passarem à próxima fase.

Basquetebol: Vitória foge no último período A equipa de basquetebol do FAC/Crédito Agrícola voltou a perder por uma curta margem. À imagem dos jogos mais recentes, os famalicenses claudicaram novamente no último período do encontro frente ao Maia BC, relativo à 16.ª jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão.

O FAC/Crédito Agrícola chegou a vencer ao intervalo (41-40) mas alguns erros no início do quarto e último período inviabilizaram o regresso às vitórias. Os maiatos acabaram por se sobrepor no derradeiro parcial e venceram por 73-77, deixando o FAC/Crédito Agrícola no 7.º posto.

Infantis festejam primeiro triunfo Os infantis do FAC festejaram a primeira vitória desta temporada no passado fim de semana. Em encontro referente à 15:º jornada do Campeonato Regional do Porto, os jovens famalicenses superiorizaram-se ao Leixões e alcançaram uma vitória por 3-1 (25-15; 20-25; 26-24 e 25-19).

Team Corpos 3 arrancam a todo o gás A equipa Team Corpos 3 teve uma estreia a grande altura. Constituída nos últimos meses do ano transato, a equipa formada por quatro elementos masculinos e um feminino tiveram um arranque muito positivo, já que obtiveram dois primeiros lugares (Estafetas mistos e estafetas feminino) e dois segundos lugares (estafetas mistas e estafetas masculino) na Corrida Contra-Reló-

gio dos Escadórios do Bom Jesus do Monte. Em Santa Maria da Feira, a equipa obteve o 1.º lugar feminino (geral e sénior) no Trail Medieval. A equipa de Ribeirão participou no Ultra Trail Póvoa, onde conquistaram o 1.º lugar na prova feminina e por equipas. Para além destas vitórias, a Team Corpos 3 garantiu o segundo lugar na geral e no escalão de seniores.


opiniãosport: 8 de fevereiro de 2018

MODALIDADES

31

Paulo Cunha visitou coletividade no âmbito do Roteiro pela Inovação

Associação Luís Silva projeta escola de desporto adaptado Levar a formação em desporto adaptado ao mais alto nível. É este o objetivo da Associação de Boccia Luís Silva, que aposta agora na criação de uma escola para formar atletas portadores de deficiência. O Roteiro pela Inovação de Famalicão, promovido pela Câmara Municipal, deu, na passada sextafeira, a conhecer o projeto do atleta paralímpico famalicense Luís Silva, que já tem criada, desde 2009, uma associação com o seu nome. Recentemente, esta associação evoluiu para um processo de formação desportiva de alta competição em desporto adaptado, que já conta com 20 atletas a participar em competições nacionais e internacionais. “Enquanto atleta, consegui alcançar todos os meus objetivos. Agora, o sonho é ter uma escola de desporto adaptado para dar oportunidade a todos os jovens que queiram praticar desporto ao mais alto nível”, explicou Luís Silva, vencedor da medalha de prata em boccia, nos Jogos Paralímpicos Londres 2012, entre outras conquistas. O atleta famalicense acredita que este projeto vai permitir que outros desportistas não enfrentem as dificuldades que ele teve ao longo da sua carreira desportiva. “Eu tinha de fazer treinos em Braga ou até no Porto, mas

Associação de Boccia Luís Silva já conta com 20 atletas a participar em competições nacionais e internacionais.

com este espaço em Famalicão é possível que estes atletas treinem aqui e isso é muito importante”. Ricardo Sá, treinador da Associação de Boccia Luís Silva, explica que a intenção é captar cada vez mais jovens para este projeto de formação. “Estamos vocacionados para a alta competição e todos os nossos atletas estão federados e participam nas respetivas competi-

Liberdade FC com resultados positivos O Liberdade Futebol Clube esteve em bom plano no Campeonato do Norte de Corta Mato Longo, que se realizou em Felgueiras, no passado sábado, em simultâneo com o VIII Corta Mato do Calçado e o Campeonato Distrital das Regiões do norte do país. O infantil Leandro Gonçalves foi a figura da associação de Calendário, ao cortar a meta na segunda posição, lugar que lhe permitiu assegurar o estatuto de vice-campeão da Zona Norte e ser o melhor representante do distrito de Braga. Em alta esteve ainda a sénior Tânia Silva, que foi a 4.ª classificada na prova da Zona Norte mas a primeira a nível distrital, defen-

dendo, desta forma, o título alcançado no Cross Curto. Já os juniores Nuno Azevedo e Paulo Figueiredo sagraram-se campeão e vice-campeão distrital de Cross Longo, respetivamente, enquanto Susana Malheiro garantiu o título de campeã distrital e foi vice-campeã da Zona Norte. Para além destes atletas, o Liberdade FC esteve ainda representado por Leonor Gonçalves (4ª Benjamim A), Bia Carina (7ª Benjamim B), Inês Sousa (9ª Infantil), Joana Ferreira (33ª Iniciada), Eduardo Salazar (8º Iniciado), Joana Gonçalves (9ª Juvenil) e Armindo Araújo (73º da geral seniores e veteranos).

Atl. Vale S. Martinho no pódio O Atlético de Vale S. Martinho - Restaurante Marco ficou em 3.º lugar na prova coletiva no Campeonato Regional de Braga, que se disputou em Felgueiras. Este resultado voltou a fazer sobressair a valia dos atletas da equipa, nomeadamente Roberto Machado (60.º da geral – 37m27s), Marco Santos (66.º da geral – 38m06s), Hélder Faria (97.º da geral – 40m58s) e Vítor Ferreira (127. º da geral – 45m39s). Relativamente à classificação da Zona Norte, o Atlético de Vale S. Martinho - Restaurante Marco cotou-se como a 11.ª melhor equipa. Ainda da prova de seniores masculinos, Nuno Ribeiro também subiu ao pódio, ao terminar no 3.º lugar no escalão de Juniores Masculinos e no 14.º lugar da Zona Norte.

ções. Mas, temos acolhido outros jovens para que possam fazer a sua formação de base, como no atletismo e no boccia”, esclareceu, referindo que a intenção é, ao longo do tempo, criar a escola para dar respostas aos jovens de e fora de Famalicão. “Para isso é necessário apetrecharmo-nos com melhores condições, com mais equipamentos e mais técnicos”, acrescentou.

Para já as modalidades praticadas pelos atletas portadores de deficiência são o boccia, o atletismo e o futebol, mas outras poderão surgir, como é o caso da natação, como indicou Ricardo Sá. Exemplo de inclusão social Recorde-se que, fruto de uma parceria que mantém com a Câmara de Famalicão, a associação tem

António Freitas

Sofia Abreu Silva

vindo a fomentar a formação e a prática do boccia não só junto dos cidadãos portadores de deficiência, como também na comunidade sénior com mobilidade reduzida. Atualmente, são centenas de pessoas que semanalmente beneficiam dos efeitos desta prática desportiva. À Associação de Boccia Luís Silva, o presidente da Câmara, Paulo Cunha, não poupa elogios, apontando-a como um exemplo de inclusão social, na vertente do desporto. “Em Famalicão queremos desporto para todos, para todas as modalidades, para todas as localidades e também para todos, independentemente das suas circunstâncias físicas ou outras. É exatamente esta dimensão envolvente de inclusão que este projeto proporciona”, sustentou. Já no que respeita à criação de uma escola de desporto adaptado, o edil deixou a garantia de que a autarquia está disponível para apoiar este projeto a desenvolver-se: “há uma vontade da associação para empreender e propor soluções e nós cá estaremos para ajudar a encontrar respostas para crescermos em conjunto”. veja em www.famatv.pt ou

Jornada dourada para o Riba d’Ave A 16.ª jornada da 2.ª Divisão Nacional de hóquei em patins foi tremendamente proveitosa para o Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC). Para além de bater (5-4) o HA Cambra, quarto classificado, a turma ribadavense beneficiou ainda dos desaires da AD Sanjoanense (2.º) e do CH Carvalhos (3.º) para aumentar a vantagem sobre os mais diretos perseguidores. O jogo no Parque das Tílias era aguardado com muita expectativa e os primeiros minutos comprovaram as previsões. O marcador funcionou por três vezes nos dois primeiros minutos: os forasteiros fizeram os dois primeiros golos da partida, aos quais respondeu Vítor Oliveira. Estava dado o mote para uma partida de fortes emoções, na qual não faltaram motivos de interesse. Ambas as equipas estavam, em permanência, com a baliza adversária no horizonte. A formação de Vale de Cambra alargou o marcador aos 13 minutos, mas Hugo Azevedo logo tratou de reduzir a desvantagem. O jogo estava elétrico e os forasteiros pareciam mesmo dispostos a contrariar o favoritismo do rival, já que Alfredo Nogueira cobrou de forma exemplar um livre direto e colocou o marcador com um score ainda mais favorável (2-4). O intervalo foi retemperador para o RAHC. O conjunto liderado por Hugo Azevedo demonstrou enorme crença na reviravolta e o primeiro passo foi dado aos 9 minutos, por intermédio de Bruno Serôdio. O RAHC galvanizou-se e Hugo Azevedo bisou na transformação de um livre direto, conferindo nova igualdade. A segunda parte foi de intenso domínio dos ribadavenses e a desejada reviravolta consumou-se aos 21 minutos, na cobrança de uma grande penalidade que ditaria o resultado final. Em vantagem pela primeira vez na partida, o RAHC soube segurar a vantagem mínima, pese embora as várias ocasiões (quatro livres diretos e uma grande penalidade) de que o HA Cambra dispôs.

Uma segunda parte de alto nível valeu, desta forma, nova vitória aos ribadavenses, que conseguiram dilatar a vantagem para os mais diretos perseguidores. Sub-15 e sub-17 conhecem adversários As equipas sub-15 e sub-17 do RAHC já sabem os adversários que irão defrontar na 1.ª fase dos respetivos campeonatos nacionais. Os sub-15 iniciam a competição a 18 de fevereiro, em casa, frente ao HC Braga. Já os Sub-17 recebem o CD Póvoa no dia 17 de Fevereiro. Os escalões de Benjamins, Escolares e sub-13 vão jogar a Taça do Minho, enquanto os sub-20 disputarão o Torneio de Encerramento da AP Porto, na qual vão arrancar frente ao HC Paço de Rei. Entretanto, Pedro Rocha e João Pedro Gonçalves voltaram a ser chamados à equipa sub-15 da seleção regional do Minho, que continua a preparar o Torneio de Carnaval, que se realiza no próximo fim de semana, nas Caldas das Taipas.


32

MODALIDADES

opiniãopública: 8 de fevereiro de 2018

Títulos nacionais para a Academia Gindança Vários pares da Academia Gindança assinaram atuações de excelência no Campeonato Nacional de Latinas e Standard em Dança Desportiva, realizado no passado sábado, em Évora. Entre os mais de 250 pares em pista, duas duplas da equipa famalicense conseguiram sagrar-se campeãs nacionais, enquanto outros dois pares ficaram no segundo lugar, com a particularidade de um deles fazê-lo em duas categorias diferentes. Ao lugar mais alto do pódio subiram Tomás Gomes e Gabriela Teixeira (Juvenis 2 Standard) e Sérgio Costa e Rita Almeida (Profissionais Standard). No segundo lugar ficaram Filipe Gomes e Lara Batista (Juniores 2 Open Standard e Juniores 2 Open Latinas) e Sérgio Costa e Rita Almeida (Profissionais Latinas). Na prova participaram ainda Rafael Almeida/Bárbara Silva (3.º em Juvenis 2 Standard e 10.º em Juvenis 2 Latinas); Tomás Gomes/Gabriela Teixeira (3.º em Juvenis 2 Latinas); Afonso Marinho/Inês Ferreira (5.º em Juvenis 2 Latinas e 8.º em Juvenis 2 Standard); Telmo Teixeira/Sara Teixeira (5.º lugar em Juventude Intermédios Standard e 7.º em Juventude Open Latinas); Simão Gomes/Ana Rita Barbosa (5.º lugar Adul-

tos Intermédios Latinas); Marcelo Sá/Camila Mendanha (8.º em Juventude Intermédios Standard e 15.º em Juventude Open Latinas). Finalizada a participação no Campeonato Nacional de Latinas e Standard, os dançarinos da Academia Gindança já preparam o Campeonato Nacional de 10 Danças, a realizar no dia 25 de fevereiro.

João Fonseca

Tiago Machado vence Prova de Abertura

Tiago Machado foi o vencedor da Prova de Abertura do calendário do ciclismo nacional, realizada no passado domingo. O famalicense, que correu em representação da Seleção Nacional, completou o percurso de 155,5 km em 3h53m09s, marca que lhe valeu a subida ao lugar mais alto do pódio. Tiago Machado esteve em fuga

durante cerca de 130 quilómetros, dos quais 80 em solitário depois de ver o portista César Fonte ficar para atrás na subida de Talhadas. A vantagem para o pelotão chegou a ser de seis minutos mas o trabalho coletivo do Sporting-Tavira permitiu reduzir a diferença nos últimos 30 quilómetros. O famalicense não se deixou abalar e o ciclista da Katusha pôde

mesmo cantar vitória no final. “É uma corrida nacional mas, para mim, foi como se fosse o Campeonato do Mundo. Provei que não estou acabado e, se calhar, até estou melhor do que pensava”, confessou, explicando os trunfos da vitória: “a faltar 35 quilómetros para o fim, quando começámos a apanhar vento de costas, regulei o esforço”. Tiago Machado ficou bastante satisfeito com o triunfo, que lhe permite ter boas sensações para a época que se iniciou recentemente: “se fiz quatro horas escapado, talvez consiga controlar um pelotão durante o mesmo tempo”. O famalicense assumiu o comando absoluto do Troféu Liberty Seguros, que engloba ainda a Clássica da Arrábida – Cyclin’Portugal (11 de março) e a Clássica Aldeias do Xisto – Cyclin’Portugal (25 de março).

Meeting Internacional da Póvoa de Varzim foi de ouro para João Silva O Grupo Desportivo Natação de Famalicão foi um dos clubes em melhor plano no IX Meeting Internacional da Póvoa de Varzim, competição realizada no passado fim de semana, nas Piscinas Olímpicas da Póvoa de Varzim. Cinco dos 26 nadadores do clube famalicense alcançaram medalhas, com particular destaque para a vitória de João Carlos Silva nos 200 Mariposa. Para além do jovem nadador, a marca famalicense ficou ainda registada por Ana Beatriz Martins (duas medalhas de prata e duas de bronze), João Tinoco (uma de prata e três de bronze), Rui Faria (duas de prata e uma de bronze) e Pedro Fernandes (uma de prata e duas de bronze). Pedro Faia realçou tratar-se de “um excelente momento de consagração da qualidade dos nossos nadadores”, bem como “um importante patamar de avaliação da preparação desportiva”. O pecúlio obtido numa prova internacional deixou os responsáveis em júbilo, até porque, defende o treinador, “o leque alargado de bons resultados ao longo da presente época desportiva só nos faz concluir que em Famalicão há extraordinários valores desportivos”. A finalizar, Pedro Faia destacou um trunfo que

considera essencial para a obtenção de êxitos: “quem mais trabalha, mais sucesso alcança”.

Léa Barros arrecada bronze no Europeu Léa Barros foi uma das figuras da seleção portuguesa de Karaté no 45.º Campeonato Europeu de Karaté Juniores e Cadetes, que se está a disputar na Rússia. A famalicense, que representa o Sporting Clube de Braga, arrecadou a medalha de bronze na prova de Cadetes -47 kg, depois de bater uma atleta da Croácia, por 6-3, no jogo de atribuição do 3º e 4º lugar. No percurso brilhante da famalicense destacam-se os triunfos ante uma adversária israelita (5-0), uma eslovaca (5-2) e uma sérvia (3-0). A derrota frente a uma italiana, por 1-4, foi a única exceção deste trajeto, resultado que impediu Léa Barros de lutar pelos dois primeiros lugares.

Simão Barroso supera concorrência

Simão Barroso, do Clube de Xadrez Escolar da Didáxis-Vale S. Cosme foi um dos protagonistas do 2.º Encontro Distrital Escolar de Xadrez – Série A, que decorreu na Escola Secundária Carlos Amarante. A competição, que reuniu alunos de escolas dos concelhos de Braga, Guimarães e Famalicão, foi dividida em dois torneios (Infantil e Juvenil),

coroou o jovem da equipa famalicense. Simão Barroso somou 5 pontos em 6 jogos e foi o vencedor do escalão Juvenil. A Simão Barroso juntaramse mais 18 alunos em representação do Clube de Xadrez Escolar da Didáxis-Vale S. Cosme, que englobava jogadores de três escolas (Didáxis-Vale S. Cosme, Didáxis-Riba de Ave e Colégio do Ave). O Colégio do Ave foi o grande dominador no escalão de Infantis A, dado que Tomás Carvalho (3º lugar geral), José João Pinto (4º lugar geral) e Pedro Lima (14º lugar geral) classificaram-se em 1º, 2º e 3º lugares, respetivamente, na categoria mais jovem do Desporto Escolar. Os próximos encontros estão marcados para março, na Escola EB 2,3 D. Afonso Henriques (3 de março) e na Escola EB 2,3 João de Meira (10 março).

AVC não aproveita fator casa A dupla jornada do passado fim de semana não correu nada bem ao AVC Famalicão / Leica. A equipa famalicense recebeu dois adversários diretos (Clube K e Leixões SC) na luta pelo título de campeão nacional e foi derrotado em ambas as partidas, caindo para a 2.ª posição. No sábado, o jogo frente às açorianas terá deixado, certamente, um enorme amargo de boca às jogadoras orientadas por Paulo Almeida. As famalicenses entraram muito bem na partida e venceram, com relativa tranquilidade, os dois primeiros sets, pelos parciais de 25-18 e 25-10. Poderia pensar-se que o jogo estaria decidido mas uma boa réplica da equipa que viajou dos Açores fez com que o jogo fosse para a negra e aí a surpresa ficou totalmente consumada, já que as forasteiras ganharam o derradeiro set por 12-15. As famalicenses tinham a oportunidade de retificar este resultado no dia seguinte. O adversário era poderoso mas o duelo poderia ser encarado como ideal para deixar o desaire frente ao Clube K definitivamente arrumado. No entanto, o Leixões SC aproveitou alguma ansiedade das famalicenses e arrancou um triunfo (0-3) que teve implicações na tabela classificativa, já que as matosinhenses distanciaram-se da equipa famalicense, dispondo agora de uma vantagem de seis pontos.

Op 1344  
Op 1344  
Advertisement