Issuu on Google+

pub

Partidos apresentaram listas para as legislativas de Junho

PS e CDU com candidatos famalicenses

pp. 6 e 8

ANO 18 • Nº 990 DE 28 DE ABRIL A 3 DE MAIO DE 2011 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

Dado primeiro passo que terminará com dependência de Barcelos

opiniãoespecial

DESTACAMENTO DA GNR EM FAMALICÃO CRIADO PELO GOVERNO

Alimentação

O Governo aprovou, recentemente, a criação de um destacamento da Guarda Nacional Republicana (GNR) em Famalicão. O anúncio foi feito por Fernando Moniz, o líder do PS e governador civil de Braga. Moniz sublinhou que, assim, será dada resposta a uma aspiração muito antiga de Famalicão que, ao nível da actividade da GNR, depende de Barcelos. Está, assim,

Maioria na Assembleia Municipal aprova contas de 2010

dado o primeiro passo para a criação desta estrutura, que implicará mais efectivos e mais meios de intervenção, sobretudo na área da investigação e criminalidade. Moniz disse ainda já estar a dialogar com a Câmara Municipal, no sentido de se criarem condições para efectivar o destacamento e sugere a sua localização em Ribeirão.p.6

Cristãos saíram à rua na Quinta e Sexta-feira Santas

Procissões atraem centenas de pessoas em Famalicão

p. 1 0

Jovem.com 2011 arranca na sexta-feirap. 3

p. 9

pub.

pub.


02

pública: 28 de Abril de 2011

espaço aberto

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografi fia as, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Agenda Quinta-feira, 28 21h00 Decorre na sede da Junta de Freguesia de Famalicão uma sessão ordinária da Assembleia de Freguesia de Famalicão, com a seguinte ordem de trabalhos: informação da Presidente da Junta sobre a actividade da mesma, apreciação do inventário de todos os bens, direitos e obrigações patrimoniais e respectiva avaliação em 31 de Dezembro de 2010, discussão e votação dos documentos da prestação de contas do ano de 2010 e discussão e votação da 1ª revisão orçamental. 21h30 A Assembleia de Freguesia de Joane reúne-se no Salão Nobre da Junta de Freguesia. Da ordem de trabalhos fazem parte informações do Presidente da Junta de Joane, a discussão e votação dos documentos de prestação de contas do ano económico de 2010 e inventário e por fim a discussão e votação da proposta de regulamento de utilização do Parque de Laborins aprovada conforme relatório da comissão. 21h30 O Cineclube de Joane apresenta no pequeno auditório da Casa das Artes o filme Irene, de Alain Cavalier.

Objectiva Pública

Sexta-feira, 29 14h30 Realiza-se na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, o terceiro colóquio de homenagem a Eduardo Prado Coelho. Organizado pelo Município de Vila Nova de Famalicão, através da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, o colóquio deste ano intitula-se: “Os Universos de Eduardo Prado Coelho”. O programa incluirá a entrega do Grande Prémio de Ensaio “Eduardo Prado Coelho” ao poeta e ensaísta, Manuel Gusmão. 20h30 O Vitória FC reúne-se em Assembleia Geral Ordinária, na sede do clube. Da ordem de trabalhos fazem parte: apresentação das contas relativas à época 2010/2011, discussão da situação do clube, marcação de eleições e tratamento de outros assuntos de interesse.

Finalmente, depois de vários meses, as montras do Supermercado Freitas no Atlantic Park foram tapadas, escondendo o cenário desolador que ali se podia observar desde que aquele estabelecimento encerrou, em Dezembro passado. A declaração de insolvência foi um processo demorado, tendo sido decretada há poucos dias. Ao longo destes meses, vários produtos permaneceram nas prateleiras, nomeadamente fruta, que se deteriorou. Um cenário, finalmente, tapado… pub.

Questão Pública Concorda com os apelos que têm sido feitos para que o governo que sair das Eleições Legislativas de 5 de Junho seja uma espécie de “governo de unidade nacional”? Maria Augusta Santos

Custódio Oliveira dirigente associativo Para situações extraordinárias justificamse soluções extraordinárias. A situação financeira e económica do país é, tudo o indica, extraordinária: uma situação de dívida agravada por juros gravemente especulativos; dificuldades de financiamento agravadas por pareceres de agências de rating, que são empresas privadas ao serviço do lado mais obscuro dos mercados, que Mário Soares, entre muitos outros líderes públicos internacionais, diz serem ilegais; uma “guerra” à moeda única europeia – o euro –, apanhando os países mais frágeis da Irlanda, Grécia e Portugal a que dizem seguir-se a Espanha, a Bélgica, a Itália e a França; o triunfo de ideias ultraliberais encaradas como um novo fundamentalismo. Perante esta situação é necessário que os portugueses se unam, é preciso que os partidos políticos coloquem acima de tudo os interesses de Portugal e é determinante que exista um governo forte com um apoio maioritário no Parlamento. Parece-me que em vez de um governo de unidade nacional deveria falar-se antes de um governo de defesa nacional. Porque os tempos são de defesa de Portugal, de defesa daquilo que somos como Nação com mais de 850 anos de existência.

professora Soa-me mal. Coloco mesmo sérias reservas sobre uma qualquer espécie de “governo de unidade nacional”, pois duvido do seu carácter positivo para a democracia. Por outro lado, considero pouco prudente e prematuro especular-se sobre hipóteses de acordos pós-eleitorais para constituição do governo. Contudo, a situação do país impõe que não se repitam experiências fortemente negativas, não só de governos minoritários, mas também de governos de coligação. Exige-se, isso sim, a assunção das responsabilidades por parte de todos os partidos, sem excepção, sejam governo ou oposição, conduzindo a entendimentos alargados em matérias relevantes que necessitem de reformas urgentes. Será impensável que os partidos políticos que ficarem na oposição venham a assumir a mesma postura de um passado recente, de permanente obstrução ao Governo e com os olhos postos, apenas, em derrubá-lo. Será desastroso para o nosso País. Não defendo qualquer unanimismo ou seguidismo ideológico das políticas e das acções. A democracia constrói-se, pratica-se e consolida-se com debate de ideias e na convergência das diferenças. A Constituição da República Portuguesa, enquanto trave mestra da nossa democracia, define as competências de cada um dos órgãos de soberania. É nesse quadro que devem ser traçados os caminhos do nosso País, em consonância com a vontade soberana do povo, traduzida nos resultados eleitorais. Acredito na nossa democracia e espero que os nossos líderes políticos saibam interpretar rigorosamente o momento em que vivemos e actuar em conformidade, com seriedade, competência e responsabilidade.


pública: 28 de Abril de 2011 3

cidade

Iniciativa dedicada à juventude contempla várias actividades

Jovem.com arranca na sexta-feira Um concurso de artes plásticas e duas sessões de estimulação à participação cívica dos jovens são os destaques da edição 2011 do Jovem.com. A iniciativa do pelouro da Juventude da Câmara de Famalicão, que vai já na oitava edição, vai decorrer de 29 de Abril a 8 de Maio. O programa foi apresentado em conferência de imprensa, na quintafeira da semana passada. “É uma iniciativa que tentamos enriquecer ano após ano e este ano engloba iniciativas de natureza diferente”, declarou o vereador da Juventude, Mário Passos, enumerando a realização de “workshops, experimentalismo, cinema, sessões de esclarecimento, tertúlias, debates, caminhada, interculturalidade, diversão, arte jovem e voluntariado”. O Jovem.com 2011 arranca na próxima sexta-feira, dia 29 de Abril, com o lançamento do concurso “FamArte Jovem 2011”, pelas 12 horas, na Casa da Juventude. Esta iniciativa vem no seguimento de outra realizada o ano passado e visa proporcionar a revelação e valorização artística dos jovens famalicenses. “O ano transacto foi o ‘Poejovem 2010’, que foi um enorme sucesso e que teve a ver com a recitação criativa de poesia. Este ano teremos o denominado FamArte 2011, onde preten-

António Freitas

Magda Ferreira

Paulo Cunha e Mário Passos (esquerda/direita) apresentaram Jovem.com

demos que os jovens famalicenses mostrem as suas capacidades na área da expressão plástica: desenho, fotografia, pintura, escultura, gravura, serigrafia e cerâmica”, explicou Mário Passos, adiantando que o concurso terminará entre Novembro e Dezembro, com prémios e uma exposição dos trabalhos. O programa contempla também, nos dias 6 e 7 de Maio, duas sessões de estimulação cívica e de participação activa dos jovens, denominadas “A tua voz agora”. No primeiro dia, na Biblioteca Municipal, vão intervir jovens do ensino secundário e no segundo, na Casa

das Artes, serão oradores dirigentes associativos e líderes das estruturas partidárias juvenis. “É uma iniciativa que pensamos ser de extremo interesse, quer para nós quer para os jovens. Vamos lançar determinadas temáticas para debate e vamos tentar perceber porque é que a participação activa dos jovens não está no patamar que gostaríamos que estivesse”, referiu o vereador, anunciando que as conclusões destes debates serão vertidas num documento para, posteriormente, serem apresentadas publicamente, bem como os resultados de um inquérito elaborado pub

junto de centenas de jovens do concelho. Do programa, referência também para a caminhada concelhia, no sábado, dia 30 de Abril, pelas 15 horas, no Parque da Ribeira, em Joane; para o 2º Santa Eulália Park Karting, no dia 1 de Maio, em Arnoso Santa Eulália; para a exibição do filme “Cisne Negro”, no dia 5 de Maio; para os concertos, na Casa das Artes, de Peixe: Avião, no dia 30 de Abril, e de João Pedro Pais, a 6 de Maio; e para a 1ª eliminatória do “FamaRock”, a 8 de Maio. Aponte-se ainda que, nos sábados 30 de Abril e 7 de Maio, a Casa da Juventude, na Rua Barão da Trovisqueira, vai estar aberta das 12 às 24 horas. Presente na conferência de imprensa, o vice-presidente da autarquia, Paulo Cunha, enalteceu o Jovem.com, por três razões fundamentais. Primeiro, pela “coragem de abordar a temática da juventude de uma forma transversal”, atendendo “à sua inserção social e a todas as temáticas que contendem e colidem com o seu normal desenvolvimento”, declarou o autarca, para a seguir evidenciar a “dinâmica territorial” do evento, que não se concentra na cidade, obtendo, assim, “uma dimensão concelhia”. Por último, Paulo Cunha sublinhou “o envolvimento de outras instituições” nesta realização, num total de oito.

Famasete promove seminário sobre Educação e Tecnologia A empresa famalicense Famasete promove esta quintafeira, dia 28, o “Famasete Education 2011”, a partir das 14h30, na Casa das Artes. Trata-se de um seminário que contará com diversas apresentações e propostas com o objectivo de debater qual o caminho a percorrer para que a tecnologia seja um factor de desenvolvimento e crescimento no contexto educativo, e não uma barreira. O programa de debate pretende, por isso, pensar e discutir, de forma construtiva, a Educação actual e o impacto da tecnologia no presente e no futuro. Assumindo-se ao longo dos anos como empresa de referência na região Norte no sector das tecnologias para a Educação, a Famasete quer, assim, “continuar a liderar e demonstrar as suas competências e potencialidades na definição da Escola Inclusiva, da Escola Qualificada, da Escola Tecnológica, Escola E-asy e da Escola do Futuro”, lê-se em nota enviada à imprensa. pub


4

pública: 28 de Abril de 2011

cidade

Programação termina amanhã com a entrega do Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho

Celebrações do 25 Abril marcadas pela crise económica e política Carla Alexandra Soares

António Freitas

Discursos alusivos ao 25 de Abril marcados pela crise económica e política em que Portugal está mergulhado. Na segunda-feira passada decorreu a já habitual sessão solene da Assembleia Municipal de Famalicão no salão nobre dos Paços do Concelho. O dia começou com o hastear das bandeiras ao som do hino nacional. Na passagem do 37º aniversário da revolução dos cravos, as intervenções dos vários partidos com assento na Assembleia Municipal foram tudo menos de festa e celebração. Todos, sem excepção, abordaram a crise política e económica do país, apelando aos esquecidos valores de Abril. O presidente da Câmara, que abriu a cerimónia, lembrou o passado, mas sobretudo os passos errados que foram dados rumo a este cenário. “Não está em causa a nossa democracia política, nem a nossa liberdade de expressão, mas está em causa a democracia económica, a independência financeira, o nosso desenvolvimento colectivo. O Estado não tem controlo sobre as finanças públicas e acaba de pedir ajuda internacional” Neste sentido e pensando na mudança, Armindo Costa aproveitou para lembrar as eleições legislativas que no seu entender “podem ser decisivas”. “Temos aí um novo ciclo político, a partir das eleições legislativas de 5 de Junho, que pode ser decisivo para virar esta página de crise, descrença, resignação e de incerteza quanto ao futuro”. Seguiu-se Maria Teresa Fidalgo, do Bloco de Esquerda (BE) que, apesar de falar nas circunstâncias nacionais, abordou, concretamente, o trabalho do BE no concelho famalicense, sublinhando as propostas apresentadas para combater situações de maior carência e injustiça social resultantes do aumento do desemprego. “Fê-lo também contra o

criar as melhores condições para que o executivo municipal desenvolva o seu mandato”.

Armindo Costa e alguns dos deputados municipais à entrada da sessão solene

Orçamento Municipal de 2011 por considerar que as medidas propostas pela coligação eram absolutamente insuficientes”. Ainda da bancada da esquerda, falou Carlos Azevedo da CDU que considera que a realização de Abril continua por cumprir, apesar de passados 37 anos. O deputado, lembrando algumas intervenções do ano passado, deixou críticas à gestão camarária, considerando que também no concelho o processo de crescente subordinação do poder político ao poder económico é bem visível. “A testemunhá-lo está por exemplo a persistência numa Parceria Pública Privada de dezenas de milhões de euros para construção de uma cidade desportiva”.

Da parte do CDS/PP falou Carlos Silva Carvalho que virou o ponteiro das críticas à esquerda. O deputado da AM começou por dizer que todas as promessas de Abril foram defraudadas, referindo-se à descolonização, ao desenvolvimento e à democracia. Depois de diversas críticas aos governos socialistas, o membro da Juventude Popular famalicense apelou ao voto nas próximas legislativas. “Temos uma importante responsabilidade nos próximos actos eleitorais, e algo que nos foi dado com o 25 de Abril. O voto tem que ser cada vez mais encarado como um voto de confiança num rumo para Portugal”. Já Nuno Sá, em representação do Partido Socialista devolveu as

críticas à direita, lembrando todos os factores positivos que o 25 de Abril trouxe ao país. O deputado lembrou a importância da oposição e, fazendo uma comparação à situação nacional, garantiu que, em Famalicão, o PS faz o seu trabalho, procurando cumprir com as suas responsabilidade e compromissos através dos eleitos locais e representantes políticos. “Não queremos obstaculizar o trabalho desta Câmara Municipal, nem pomos em causa o seu exercício e continuidade do seu mandato. O PS de Famalicão convive bem com a democracia em todas as suas dimensões de poder e de oposição. E, ao contrário de outros e com maiores responsabilidades, quer

“Coragem política precisa-se” Para fechar os discursos dos representantes dos partidos, falou Jorge Paulo Oliveira que na intervenção mais efusiva da cerimónia, lembrou repetidamente que é necessário governar com responsabilidade para que se recupere. O deputado social-democrata considera que o Estado a que chegamos não é culpa do 25 de Abril. “A culpa é ter prometido o 25 de Abril, mas não ter cumprido o 25 de Abril”. Assim, acrescentou que se impõe devolver a confiança aos cidadãos no Estado, nas suas instituições e representantes, “o que só é alcançável desde logo, se o país for governado com responsabilidade”. Tal como manda o protocolo, o presidente da Assembleia Municipal em exercício encerrou a sessão solene e acabou por proferir o discurso mais positivo. Cerejeira Leitão disse mesmo que é preciso ter coragem na política para se mudarem as coisas e sublinhou, que muitos dos políticos portugueses não estão à altura do desafio. “Vamos ter eleições daqui a alguns meses, não teremos mais desculpas, teremos todos de participar, não podemos alhear-nos e ficar em casa e depois criticar”. Dando o exemplo da revolução dos cravos em que um grupo de capitães abriu as portas para a criação de uma sociedade melhor, Cerejeira Leitão pediu coragem política. As celebrações prosseguem hoje, na Escola Profissional Cior, onde vai decorrer uma noite do Conto e da Poesia de Intervenção de Ary dos Santos. O programa termina amanhã com o colóquio “Os Universos de Eduardo Prado Coelho” e a entrega do Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho a Manuel Gusmão.

ACIF lança QI PME Norte para empresas A Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) abriu as inscrições para o Programa de Formação-Acção QI PME Norte destinado a micros, pequenas e médias empresas. Este programa é desenvolvido pela ACIF, enquanto entidade beneficiária, e promovido pela AIMinho – Associação Empresarial na Região Norte, como organismo intermédio. O QI PME Norte está focalizado em áreas prioritárias de intervenção nas empresas, respondendo às necessi-

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

Estrada Nacional, 14 - Maia

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

GRAFISMO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

APOIO À REDACÇÃO: REDACÇÃO: informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Cle-

CHEFE DE REDACÇÃO:

mente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

aumentando também a sua predisposição para a inovação, conhecimento e cultura organizacional. O QI PME Norte inclui consultoria e acções formativas para colaboradores e empresários, não tendo qualquer custo para as empresas, uma vez que é 100% financiada pelo Fundo Social Europeu. As empresas interessadas ou que desejem mais informações sobre o assunto podem contactar a ACIF através do e-mail inovacao@acif.pt ou pelo número 252 094 937.

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

EDITOR DE TURNO:

jfernandes@opiniaopublica.pt

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

dades formativas dos seus colaboradores e empresários. O objectivo passará por uma análise e avaliação da situação real da empresa, definindo um plano de acção e implementando medidas essenciais para o aumento da sua competitividade. O plano de acção definido tem como principal intuito apoiar directamente a empresa em áreas estratégicas e vitais para a sua sobrevivência. Outra finalidade da iniciativa é contribuir para o aumento do quociente de inteligência colectiva das PME,

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, Joaquim Loureiro, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

TÉCNICOS DE VENDAS:

CONTACTOS Redacção:

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

20.000 exemplares, nº 990

Jorge Alexandre

GERÊNCIA: João Fernandes CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Serviços Administrativos: Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673

IMPRESSÃO:

DEPÓSITO LEGAL: 48925/91

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA


publicidade

pĂşblica: 28 de Abril de 2011 5


6

pública: 28 de Abril de 2011

cidade

Nuno Sá é quinto na lista do PS pelo distrito e Moniz abdicou por sua vontade

Seguro escolhe Famalicão para o arranque da pré-campanha O cabeça de lista do Partido Socialista (PS) pelo distrito, António José Seguro, esteve, na passada terça-feira, em Famalicão para apresentar a candidatura por Braga às eleições legislativas de 5 de Junho, naquele que foi o seu primeiro acto de pré-campanha. A lista contempla dois famalicenses: Cristiano Silva e Nuno Sá, sendo que este último surge em quinto lugar, praticamente com a eleição para deputado garantida. O encontro com a imprensa pretendia apresentar a lista e os seus projectos, mas foi sobretudo de Fernando Moniz que se falou. O líder da concelhia socialista e actual governador civil de Braga não vai integrar a candidatura pelo distrito, por sua vontade. “Entendi que era o melhor para o distrito e para o Famalicão”, disse o líder famalicense que também esteve presente na conferência de imprensa, adiantando que, para ele, “a política não é só a prática objectiva, nem a personalização”. Quem não se cansou de elogiar esta atitude foi António José Seguro, que vincou “o desprendimento” e a “vocação para servir” de Fernando Moniz. “Não é um gesto normal na vida política, em que tanta gente está agarrada aos lugares”, comentou o cabeça de lista, reafirmando a sua admiração pelo socialista famalicense.

Cristina Azevedo

Cristina Azevedo

Da esquerda para a direita: Nuno Sá, Fernando Moniz, António José Seguro e Cristiano Silva

Moniz não integra a lista mas promete continuar activo e atento à política nacional, distrital e local, até porque continua a liderar a Comissão Política Concelhia do PS Famalicão. Questionado pelos jornalistas, não quis, porém, concretizar qual será o seu futuro político, pouco adiantando sobre uma possível candidatura à Câmara Municipal. “Isso será devidamente analisado, no contexto próprio

Governo cria destacamento da GNR em Famalicão

e nos órgãos próprios do partido”, referiu o dirigente, não deixando, contudo, de sublinhar que pautará a sua actuação e intervenção dentro dos seguintes patamares: “disponibilidade, sentido de responsabilidade e procurar o melhor para os cidadãos e para a terra que quero representar”. Quanto às eleições legislativas, Fernando Moniz está confiante numa vitória do partido

em Famalicão, embora admita que será muito difícil atingir o resultado de 2009, em que o PS teve mais cinco mil votos que o PSD e CDS juntos, porque “o contexto político é substancialmente diferente”. Acusando o PSD de querer “fragilizar a Segurança Social, privatizar a Saúde e a Caixa Geral de Depósitos”, o líder concelhio acredita na capacidade dos socialistas em “fazer passar a mensagem para que o eleitorado perceba o que está em causa”. Nesse sentido, está já agendado um encontro de autarcas, quadros e simpatizantes socialistas, em Lousado, no dia 7 de Maio. Também Nuno Sá manifestou ter “grandes esperanças” nos resultados, sublinhando que “a lista do PS está à altura daquilo que o distrito exige”. Por outro lado, fez questão de vincar a importância que a Concelhia de Famalicão atingiu no seio do partido, ao colocálo num lugar praticamente elegível. “O PS dá aos famalicenses, quase que garantidamente, um lugar na Assembleia da República, uma voz no Parlamento”, comentou o deputado, considerando, ao analisar as listas dos adversários, que “o partido que melhor trata Famalicão é o PS”. Nuno Sá quis ainda deixar uma palavra de apreço a Fernando Moniz por ter abdicado do seu lugar, “dando oportunidade à renovação”.

Alunos da Júlio Brandão e da Nuno Simões com férias diferentes

Foi criado, recentemente, pelo governo um destacamento da Guarda Nacional Republicana (GNR) em Famalicão. O anúncio foi feito por Fernando Moniz, à margem da conferência de imprensa para apresentar a candidatura do partido no distrito às próximas eleições legislativas (ver notícias nesta página). Fernando Moniz, que é líder da concelhia do PS Famalicão e governador civil de Braga, informou que o destacamento foi criado recentemente, dando, assim, resposta a uma aspiração muito antiga. Famalicão, ao nível da actividade da GNR, estava dependente de Barcelos o que, para Moniz, “não faz sentido nos dias de hoje, quer termos de afirmação local quer de operacionalidade das próprias forças de segurança”. “É um salto qualitativo muito grande para Famalicão”, comentou o governador civil e dirigente socialista, para quem a criação do destacamento implicará “mais efectivos e mais meios de intervenção, sobretudo na área da investigação e criminalidade”, podendo também “dar resposta à vila de Ribeirão”, que há muitos anos vem reclamando um quartel da GNR. Fernando Moniz disse ainda já estar, enquanto governador civil, “a dialogar com o presidente da Câmara Municipal, no sentido de se criarem condições para efectivar o destacamento e, porventura, ao mesmo tempo, localizar em Ribeirão uma estrutura que sirva a GNR e o novo destacamento”.

O projecto “Mais Vale Prevenir” deu, mais uma vez, oportunidade aos alunos das escolas EB 2,3 Júlio Brandão e EB 2,3 Dr. Nuno Simões de passarem alguns dias das suas férias da Páscoa de forma divertida, em visitas e em contacto com a natureza, de forma gratuita. Foram organizados dias junto da natureza e dos animais, no Parque Biológico de Gaia, Zoo da Maia e Centro Hípico de Joane, assim como o contacto com o desporto. As férias tiveram como ponto alto a visita ao Estádio do Dragão. Os alunos estavam fascinados com a entrada no campo, o contacto com o relvado, os balneários e toda a história do clube. A organização aproveita para agradecer a todas as instituições que receberam os alunos, em especial à Associação Moinho de Vermoim, pelas actividades desportivas desenvolvidas.

Médico Mesquita Fernandes encabeça lista do PND pub

Médico cirurgião barcelense Mesquita Fernandes é o cabeça de lista por Braga do Partido Nova Democracia (PND) às eleições legislativas de 5 de Junho. Em nota à imprensa, o partido diz que a escolha “foi consensual entre os novos-democratas do distrito, atendendo que este médico é bem conhecido no distrito, sendo considerado como um benfeitor entre o povo”. Mesquita Fernandes nasceu em 1950, em Silva Porto (Angola). Estudou Medicina na Universidade de Luanda, tendo depois vindo para a Metrópole. Deu aulas na Faculdade de Medicina do

Porto, na secção do Hospital de Santo António. Hoje é médico no Hospital de Barcelos. Como mandatário do PND de

Braga foi escolhido o professor de Vila Verde David Araújo, que também constará da lista distrital, que inclui ainda o empresário de Famalicão, Carlos Vieira de Castro. O PND afirma que teve como critério de escolha de pessoas para as suas listas, “a honestidade, a competência e provas dadas no associativismo e no voluntariado”, considerando que “Portugal só pode voltar a ser grande se for governado por gente séria e que combata a corrupção e a ladroagem”, concluindo que “Portugal precisa de mudar de políticos e de políticas”. pub


publicidade

pĂşblica: 28 de Abril de 2011 7


pública: 28 de Abril de 2011

AEF realiza cursos de formação A Associação de Empreendedores de Famalicão (AEF) vai organizar três cursos de formação para dirigentes associativos do concelho, visando promover melhorias nos mecanismos de gestão associativa e estimular a troca de experiências entre pares. Os cursos a ministrar serão de Gestão e Controlo de Recursos Financeiros Associativos, Planeamento Estratégico em Organização do 3º sector e Comunicação e Liderança nas Associações e terão lugar no Centro de Formação e Actividades de Famalicão, em Brufe. A primeira sessão terá lugar no dia 2 de Maio e a data limite de inscrição para o 1º curso de formação é sextafeira, dia 29 de Abril.

ADVNF promove palestra A Associação de Diabéticos de Vila Nova de Famalicão (ADVNF) irá promover uma palestra sob o Tema “O Pé Diabético” no próximo sábado, dia 30 de Abril. A palestra terá lugar na sede dos Lions Club de Vila Nova de Famalicão, na Alameda Luís de Camões, às 10 horas, destinando-se a todos os sócios da ADVNF. A acção será apresentada por Nuno Cardoso, médico especialista em diabetologia, do Centro Hospitalar do Médio Ave e por Francisco Freitas, especialista em podologia. A temática “O Pé Diabético” foi o tema escolhido para dar sequência aos encontros temáticos e educativos que a ADVNF está a promover desde 2010 e irá continuar a oferecer. Para informações adicionais os interessados podem recorrer ao número 962811900 (Maria de Lurdes Silva).

cidade

Deputado volta a ser cabeça-de-lista à Assembleia da República

Agostinho Lopes deu conta do trabalho na AR e lançou críticas Carla Alexandra Soares Dar conta do trabalho desenvolvido ao longo desta legislatura. Foi este o objectivo da conferência de imprensa realizada, na quarta-feira da semana passada, pelo cabeça de lista da CDU pelo círculo eleitoral do distrito de Braga, pelo qual foi também eleito na anterior legislatura. Agostinho Lopes recordou que esta legislatura, que começou em Outubro de 2009, ficou marcada pelos diversos PEC’S, orçamentos de estado e, agora, pela demissão do primeiro-ministro, José Sócrates e consequente vinda do FMI para Portugal. Em concreto, o deputado fez um balanço do seu trabalho, lembrando que fez 399 perguntas (72% das respostas) e 56 requerimentos ao Governo (59% das respostas), centrando-se nos problemas do distrito bracarense. Neste sentido, Agostinho Lopes destacou três projectos de resolução em que interviu directamente. Entre eles esteve um em que propôs a requalificação da Via Intermunicipal (VIM) que liga Joane a Vizela e a sua integração no Plano Rodoviário Nacional (PRN). Curiosamente, lembra o deputado, este projecto passou por unanimidade na Assembleia Municipal (AM) de Guimarães, onde a maioria é do Partido Socialista, e na de Famalicão onde a maioria é PSD/CDS, mas, “estranhamente”, foi inviabilizado na Assembleia da República (AR), precisamente pelo PS e PSD. “É um facto extremamente negativo e não apenas para a resolução do problema mas para o próprio regime democrático. Alguns ainda ficaram calados no debate da AR, mas, por exemplo, o famalicense Nuno Sá, depois de aqui votar favoravelmente conseguiu argumentar contra a VIM no debate que foi feito em sede da Comissão de Obras Públicas. Isto é extraordinário”, criticou. (Ver caixa) Sobre o concelho de Famalicão, Agostinho Lopes sublinhou a sua intervenção em torno dos produtores de leite, do sector têxtil, do comércio tradicional e da requalificação rodo-

Carla Alexandra Soares

8

Agostinho Lopes espera conquistar mais eleitorado nas legislativas

viária. Ainda sobre o concelho famalicense, o cabeça de lista da CDU considerou “inaceitáveis” algumas declarações do governador civil de Braga a propósito do trabalho da Câmara Municipal, sublinhando que, politicamente, é “incompreensível e ilegítimo” que um representante do governo no exercício das suas funções se possa imiscuir na acção. “E porque somos coerentes nas posições que assumimos, durante o último debate do orçamento de estado, no encontro com o senhor ministro da Administração Interna, começamos mesmo por lhe perguntar se ele não fazia intenções de demitir o governador civil de Braga dado este tipo de comportamento. O sr. ministro resolveu não nos responder”, contou. No encontro com os jornalistas, Agostinho Lopes anunciou também que naquele dia tinham sido entregues as listas dos candidatos da CDU no Tribunal de Braga para as legislativas de 5 de Junho. Como já era conhecido, o cabeça de lista é Agostinho Lopes. Na lista surgem ainda três famalicenses mas em posições inelegíveis: em 11º lugar surge Carlos Azevedo, membro da Assembleia Municipal; na 16ª posição surge Fátima Coelho, dirigente do Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes; e em último lugar está Joaquim Costa, dirigente do SITE-Norte.

Nuno Sá explica orientação de voto Contactado pelo OPINIÃO PÚBLICA, Nuno Sá reitera que a sua orientação de voto no que respeita à VIM tem todo o sentido porque foi feito em duas câmaras diferentes. “O PS e eu próprio não confundimos a pessoa com o exercício das funções nem com as diferentes competências”, afirma. O famalicense eleito pelo círculo eleitoral de Braga explica que enquanto deputado municipal sempre pugnará para a inclusão da VIM no Plano Rodoviário Municipal e para a sua manutenção e conservação. Já enquanto deputado na Assembleia da República, onde, lembra, existem responsabilidades diferentes da AM, encara o PRN como um todo. “Os famalicenses são inteligentes e sabem distinguir as diferenças entre a AM e a AR”, de-

fende Nuno Sá. “A posição que o PS tomou na Assembleia Municipal em nada contende ou conflitua com a posição que tomamos na Assembleia da República. O que dissemos na AM é que a VIM deverá ser integrada no Plano Rodoviário Nacional. Na AR o que dissemos foi que a integração da VIM, bem como de outras vias na mesma situação, no PRN deve ser feita de forma articulada, global e não duma forma casuística”, explica Nuno Sá, que devolve parte das criticas referindo que são desconhecidas, para si, as diligência que a Amave e a Câmara Municipal encetaram nesta matéria nem os contactos que têm sido feitos com o ministério que tutela esta matéria.

pub pub

Cabeleireiro Carlos Alberto: cabelo em boas mãos Foi há um ano que o incontornável Cabeleireiro Carlos Alberto reabriu o seu espaço. As novas instalações ficam no centro da cidade de Famalicão, concretamente na Rua Santo António. O Cabeleireiro Carlos Alberto é um espaço simpático e arrojado, onde não falta a qualidade, bom atendimento e sobretudo bom gosto. Se está na hora de mudar o seu visual, não hesite e procure as melhores mãos para obter o look que deseja. Mude para melhor. Escolha Cabeleireiro Carlos Alberto. Cabeleireiro Carlos Alberto é, com certeza, um espaço pensado para o bemestar e beleza. Não é apenas mais um, é um lugar especial.


pública: 28 de Abril de 2011 9

cidade

D. Jorge presidiu à procissão do Ecce Homo em Famalicão

Dia de Páscoa celebrado com emoção nas Lameiras

O Dia de Páscoa voltou a ser de festa no edifício das Lameiras. Pela vigésima oitava vez, a missa pascal, presidida pelo pároco de Antas e animada pelo coro Vivace Música da Associação de Moradores das Lameiras (AML), encerrou a visita pascal de quatro compassos ao complexo habitacional. O Dia de Páscoa continua, as-

sim, a ter muito um significado para os residentes. Recorde-se que foi naquele dia, em 1983, que por iniciativa dos moradores, o então pároco de Antas, padre Augusto Veloso celebrou a primeira missa campal naquele local, assinalando a inauguração de um novo espaço habitacional com a bênção das suas 290 casas. O Edifício das La-

meiras nunca chegou a ser inaugurado pelas entidades oficiais, dadas as fragilidades de construção encontradas pelos primeiros moradores. Deste modo a Páscoa continua a representar o início de uma vida nova, numa nova moradia e num novo espaço, com novas pessoas, apesar de, hoje, 50% daqueles que residiam nas Lameiras há 28 anos já não viverem naquele local, uns porque mudaram de residência e outros porque faleceram. A eucaristia foi de Acção de Graças pela acção realizada, quer pela população anónima que luta por vencer as dificuldades, quer por todos os dirigentes da AML. Lembraram-se ainda aqueles que já partiram e residiram nas Lameiras e no Lar do Centro Social, bem como os doentes, as crianças, os jovens, as famílias, os idosos e todos os benfeitores.

Famalicão leva experiência social de acolhimento familiar a Vila Conde A presidente da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco de (CPCJ), Cármen Araújo, participa na próxima terça-feira, dia 3 de Maio, na I Jornada Técnica sobre Acolhimento Familiar, em Vila do Conde, onde irá falar sobre a experiência famalicense no âmbito das famílias de acolhimento. Refira-se que o concelho de Famalicão, através da associação “Mundos de Vida”, lançou, em 2006, a campanha “Procuram-se Abraços”, que constituiu um modelo inovador de acolhimento familiar para crianças separadas da sua família biológica.

Carmén Araujo faz parte do primeiro painel de discussão que acontecerá pelas 10h00, no auditório Municipal de Vila do Conde. O tema é “Acolhimento Familiar versus Acolhimento Institucional: A experiência de Portugal e Espanha”. Para além da responsável pela CPCJ de Famalicão, o painel contará ainda com as participações da responsável pela Comissão Nacional de Protecção de Crianças e Jovens, Dora Alvarez, do responsável pela Associação Mundos de Vida, Manuel Araújo e do professor catedrático da Universidade de Oviedo, Espanha, Jorge Del Valle. pub

No centro da cidade, com óptimas áreas, Fica no 3º andar, tem um sótão, Excelente negócio. Valor: 65.000,00 €

Como nova Em Antas. Equipada com ar condicionado e aquecimento central, Cozinha mobilada e equipada, alarme, sistema de som em toda a casa, Janelas eléctricas, três quartos, duas casas de banho, uma suite com quarto de vestir e armários embutidos. Garagem para dois carros. Valor: 175.000,00 € (negociáveis)

Para venda ou para arrendamento. Perto do centro e com bons acessos.

Com a área de 145 m2, dois lugares de garagem e arrumos. Cozinha mobilada, sala com lareira, uma casa de banho completa e uma suite, tem seis armários embutidos, soalho em carvalho, ar condicionado e aquecimento central, tectos falsos com iluminação em focos e com duas varandas. Valor: 150.000,00 €

Tem a área de 95 m2, garagem fechada para um carro, quartos com armários embutidos, uma casa de banho e uma suite, cozinha, lavandaria e despensa, iluminação em focos, tem ar condicionado, uma varanda, pavimento em cerâmica e taco e garagem fechada para um carro. Valor: 90.000,00 €

Como novo. Quartos com armários embutidos, uma suite. Cozinha mobilada e equipada, lavandariaTem tectos falsos com iluminação em focos. Vidros duplos, aquecimento central. Uma varanda. O chão do hall de entrada é em mármore. Tem porta de segurança, vídeo - porteiro.

Com garagem e arrumos. Novo e com óptimas áreas. Perto do Parque da cidade. Tem cozinha mobilada, duas casas de banho. Com aquecimento central e aspiração.

Excelente apartamento, só visto. Valor: 117.500,00 €

Como novo. Perto do centro. Tem garagem fechada. Opção de venda com mobília. Tem três frentes. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos, sala comum, quarto com suite, Um armário embutido. Aspiração central, aquecimento central, gás canalizado,

Valor: 100.000,00 €

Ainda em projecto numa zona sossegada, com excelente exposição solar. Moradia com uma área de 360m2, tem 3 quartos, 1 suite, 3 casas de banho, 1 sala de estar com lareira, sala de jantar, cozinha, piscina, aquecimento central, ar condicionado, garagem, ainda com possibilidades de adaptar o projecto ao seu gosto, venha conhecer.

Valor: 105.000,00 €

Loja no Edifício Sagres. Para arrendar: 500,00 € Com a área de 106 m2, tem duas casas de banho. Escritório junto aos correios. Para arrendar: 225,00 € Tem a área de 40 m2, fica no 1º andar, em muito bom estado. Escritório na Rua de Sto. António. Para arrendar: 1.250,00 € Com dois pisos e um recuado. Com possibilidade de lugar de estacionamento privado. Está como novo, uma casa de banho remodelada e com sensores. Varanda na frente da rua principal. Lote Terreno No centro da cidade. Valor: Desde 58.000€

Apartamento T1 – No centro da cidade. Condomínio incluído. 260,00 €

Na passada semana, os cristãos celebraram a Semana Santa, destacando-se, em Famalicão, as procissões de Quinta e SextaFeira Santas, que percorreram diversas ruas da cidade e constituíram um dos pontos altos das celebrações que antecederam a festa da Páscoa. Assim, na quinta-feira, dia 21, realizou-se a tradicional procissão do “Ecce Homo”, que teve início na Igreja Matriz Velha às 21h30, sendo presidida pelo arcebispo primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, que deste modo quis partilhar com os cristãos famalicenses este momento de oração e introspecção. Na procissão esteve também presente o arcipreste, padre Mário Martins, além de outras entidades religiosas e civis. Naquele que é o primeiro dia do Tríduo Pascal, em que a Igreja

evoca a Última Ceia, que Jesus quis comer com os Seus discípulos antes de ser entregue para morrer, instituindo assim o Sacramento da Eucaristia, foram muitos os fiéis que, apesar de algumas ameaças de chuva, se deslocaram à cidade para participar nesta procissão que, marcada pelo silêncio e pela reflexão, procurou reviver e recordar as últimas horas de Jesus, percorrendo várias ruas da cidade e terminando novamente na Igreja Matriz Velha. Na sexta-feira, à mesma hora e como mesmo percurso, teve lugar a procissão do Enterro do Senhor, desta feita presidida por D. Manuel Linda, bispo auxiliar de Braga. Mais uma vez, no dia em que se evoca a morte de Jesus na Cruz, os fiéis acorreram à cidade para um novo momento de oração. pub


10

pública: 28 de Abril de 2011

cidade

Maioria PSD/CDS na Assembleia Municipal vota favorável e toda a oposição contra

Discussão morna na aprovação das contas A Assembleia Municipal de Famalicão aprovou por maioria, na noite de terça-feira, o relatório de gestão e as contas de 2010 do município famalicense. Os documentos foram aprovados com os votos favoráveis das bancadas do PSD, do CDS e da quase totalidade dos presidentes de Junta. PS, BE, CDU e o autarca de Joane, Ivo Sá Machado, votaram contra. Já o presidente da Junta de Cruz, António Simões, absteve-se. A discussão foi morna e aconteceu quase a conta-gotas, com as intervenções das bancadas parlamentares a serem efectuadas como que ‘a pedido’, depois da insistência do presidente da Mesa, Cerejeira Leitão, se havia quem quisesse intervir. E apesar de já estar marcada outra sessão para sextafeira, esta não vai realizar-se porque a de terça-feira foi suficiente para se aprovar toda a ordem de trabalhos. Depois de Armindo Costa se ter referido aos documentos, falando na “maior execução de sempre”, vieram as intervenções dos deputados. Paulo Folhadela, da bancada socialista, abriu as ‘hostilidades’, criticando fortemente a execução orçamental da maioria PSD/CDS em 2010. Em seu entender, este executivo “não fez obra suficiente” para que os famalicenses confiem nele e defende que se não fossem as obras executadas com os apoios financeiros do QREN seria “ainda mais confrangedor vermos a actividade que a Câmara desenvolveu”. Mas a maior crítica foi para aquilo que Folhadela diz ser a falta de capacidade deste executivo em atrair investimento

Magda Ferreira

Magda Ferreira

Deputados começaram a usar cartão de identificação digital nesta sessão

para o concelho e apoiar os empresários. Enumerando equipamentos que foram implantados em concelhos vizinhos, “é confrangedor” verificar o que a Câmara fez no “apoio à actividade empresarial e ao empreendedorismo”. “No final de contas, aquilo que vemos é, como sempre, a iniciativa privada, os empresários de Famalicão, sozinhos, a tomarem iniciativas fruto da sua empenhada actividade para conseguirem levar Famalicão em frente”, declarou o deputado, acrescentando que a rede “Fa-

malicão Empreende” foi a única actividade desenvolvida pela Câmara. Apesar de reconhecer a importância dessa iniciativa, considera que não é suficiente para atrair investimento e criar condições ao empresariado para apostar em Famalicão. “Mais importante era passar essa rede do papel à acção e efectivamente torná-la uma realidade”, concluiu. Do lado da bancada socialdemocrata, Correia Araújo defendeu o exercício da coligação, sublinhando a “aplicação do dinheiro nas necessidades do con-

celho com rigor, transparência e com efeito útil”. “Quando o município respondeu ao desafio que lhe foi feito de utilizar fundos comunitários, quer na renovação do parque escolar, quer na aplicação de infra-estruturas, naturalmente outras coisas ficaram por fazer, mas na vida temos que fazer opções e penso que o município fez as opções certas”, declarou. Sobre a atracção de investimento, Correia Araújo defendeu que a maioria atraiu “os possíveis”, privilegiando os “mais produtivos, que tenham um con-

tributo essencial para o enriquecimento da economia e a criação de emprego”. “Temos privilegiado esse investimento e não tem diminuído, antes pelo contrário, temos notícias de algum incremento e temos conseguido que se mantenham investimentos no concelho de referência, como seja o caso da Mabor”. A Continental Mabor, de Lousado, foi também um dos exemplos apontados por Armindo Costa para contrariar as críticas socialistas. Referiu-se ainda à Cabelauto, à Tesco, ao Matadouro Central, à Leica e à Amob. “Isto são só alguns exemplos. Portanto, não é justo que digam que a Câmara não tem trabalhado nesse campo”, disse o edil, atribuindo à actuação da Câmara responsabilidades na ampliação de algumas dessas empresas ou na manutenção de outras no concelho. Do lado do CDS/PP, o deputado Miguel Moreira da Silva elogiou a gestão da coligação, fazendo a comparação com o governo socialista: “A despesa do Estado aumentou 95% desde 2005, que é seis vezes a taxa de crescimento da despesa do município de Famalicão; a dívida na governação socialista aumentou 70% e aqui de 2005 a 2010 desceu 13%; a taxa de execução do QREN a nível nacional até 2010 foi de 43% e em Famalicão foi de 75%. Isto sim é confrangedor”. Por fim, interveio o deputado do Bloco de Esquerda, José Luís Araújo, que classificou de “banal” a gestão de 2010. “Só não foi pior porque houve receitas extraordinárias que não estavam orçamentadas e que permitiram um desafogo maior”, acrescentou.

Iniciativa sobre têxtil e vestuário

Empreendedorismo debatido no CITEVE O CITEVE e a Incubadora de Santo Tirso organizaram, na quartafeira, no auditório do CITEVE, em Famalicão, o workshop “Empreendedorismo no Sector Têxtil Português - Desafios e Oportunidades para a criação de Novas Empresas”. Segundo a organização, a iniciativa contou com um leque diversificado de oradores, entre os quais Mário Rui Silva, vogal executivo da CCDR-N, que afirmou que o sector “tem sabido adaptar-se aos desafios que a economia global lhe coloca”. Por sua vez, Manuel Serrão, responsável pela organização de eventos como o Modtissimo e o Portugal Fashion, lembrou que “já há 20 anos falava-se da crise no sector têxtil, no entanto, este está cá para durar”. Foram ainda apresentados dois casos de sucesso de empresas têxteis de elevada componente tecnológica, a WeAdapt e a New Textiles. E foi precisamente com a tónica na criação e geração de novas ideias que terminou o evento,

com o lançamento do Concurso de Ideias “NETT – Novas Empresas Tecnológicas Têxteis”. A iniciativa está aberta até ao dia 30 de Junho e os interessados devem preencher o formulário disponibilizado em www.citeve.pt e enviar para nett@tectirso.com. A divulgação dos vencedores do concurso será feita até 30 de Julho. Citeve se leccionad o como e ntidad e formado ra p elo IPAMEI O CITEVE foi uma das 14 entidades seleccionadas pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e Inovação (IAPMEI) para desenvolver, de 2011 a 2013, duas acções do Programa Formação Acção. Estas acções pretendem promover o desenvolvimento destas empresas, nomeadamente do sector têxtil e do vestuário, que não ultrapassem os 100 trabalhadores. Assim, o CITEVE vai desenvolver uma acção na área da “Gestão da Inovação e Criatividade”, com a duração de 9 meses a iniciar no dia 1 de Junho de 2011.

Segundo o Citeve, trata-se de uma oportunidade única para as empresas, já que se trata de um programa 100% financiado pela União Europeia, sem custos, no qual os empresários poderão beneficiar de diagnóstico, elaboração de um plano de acção à medida das necessidades da empresa, nos domínios analisados no diagnóstico e implementação do plano de acção. O programa é limitado a 16 empresas e os interessados deverão preencher a ficha de inscrição, podendo esta ser efectuada no site www.citeve.pt, ou enviada por e-mail: secretariado.formacao@citeve.pt, fax (252 30074) ou correio. Entretanto, e para informações pormenorizadas, o Departamento de Formação do CITEVE vai promover uma sessão de esclarecimento no dia 12 de Maio, pelas 16h00, que contará com a presença de uma representante da Academia PME do IAPMEI. A inscrição para esta sessão deve ser feita para o e-mail: secretariado.formacao@citeve.pt.


pública: 28 de Abril de 2011 11

freguesias

“Um dia diferente em que foi possível conhecer o modo de funcionamento da mini-hídrica da antiga Empresa Têxtil Eléctrica, uma obra pioneira no seu tempo e, actualmente uma referência do património industrial do Vale do Ave”. É assim que é descrita a visita guiada à actual Central de Caniços, mini-hídrica da antiga Empresa Têxtil Eléctrica, localizada em Bairro, que decorreu no âmbito das comemorações do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, no passado dia 16 de Abril, com a temática “Água: cultura e património”. A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal de Famalicão em colaboração com a EDP, contou, segundo a autarquia, com uma grande adesão de participantes. De realçar a participação de 20 utentes do Centro de Convívio da Terceira Idade da Câmara Municipal de Famalicão. Os visitantes puderam ainda visitar as duas unidades de produção (margem direita e margem esquerda) actualmente em funcionamento. Uma experiência “positiva com um carácter pedagógico, também ao nível da sensibilização para a preservação ambiental e patrimonial, que se revelou do agrado dos diferentes participantes”.

António Freitas

Visita à Central de Caniços com grande adesão

Entre o grupo estavam 20 utentes do Centro de Convívio da Terceira Idade da Câmara

Casa Povo Nine realiza Assembleia Geral

“Pensamentos Soltos” apresentado em Ruivães

A Casa do Povo de Nine realiza amanhã, sexta-feira, pelas 21 horas, na sua sede social, uma Assembleia Geral, com a seguinte ordem de trabalhos: apresentação e aprovação do relatório de contas do ano de 2010, funcionamento das valências Jardim de Infância e ATL e tratamento de outros assuntos de interesse dos associados.

Realiza-se no próximo sábado, pelas 21 horas, no Salão Paroquial de Ruivães, a apresentação do livro “Pensamentos Soltos”, escrito por Teresa Sampaio, jovem de 12 anos que faleceu recentemente, vítima de doença prolongada. O prefácio do livro foi escrito por Gonçalves Oliveira, director de pediatria do Centro Hospitalar do Médio Ave, em Famalicão. pub


12

pública: 28 de Abril de 2011

cidade

É o seu segundo trabalho discográfico

Questão foi levantada na última Assembleia de Freguesia

Banda de Música de Riba d’Ave grava CD A Banda de Música de Riba d’Ave prepara-se gravar um novo trabalho discográfico, o segundo da sua história. O anúncio foi feito pela própria instituição, esta semana, em nota à imprensa, justificando este novo trabalho com o facto de o primeiro CD, gravado em 2003, “há muito ter esgotado, daí a decisão de gravar um segundo, já com temas de actualidade e com uma mescla de clássico e moderno”. A Direcção da Banda e o seu director artístico consideram que, com esta iniciativa, irão “cativar ainda mais o gosto das pessoas pela música, de forma a terem um melhor conhecimento do trabalho de uma banda filarmónica”. A gravação está agendada para os dias 18 e 19 de Junho, no auditório Dr. Aurélio Fernando no Externato Delfim Ferreira, esperando-se que o CD

PS de Riba de Ave “tremendamente preocupado” com impasse no cemitério

possa estar à venda em inícios de Agosto. Entretanto, para dar início à época de 2011, a Banda realiza no próximo sábado, no dia 30 de Abril, o seu tradicional Concerto de Abertura, “que este ano será de homenagem aos sócios, amigos e a todo o povo de Riba de Ave”, revela a direcção. Como é hábito, terá lugar no Salão Paroquial de Riba d’Ave, pelas 21h30. No dia seguinte, 1 de Maio, a banda ribadavense participa nas festas de Santa Apolónia, em Pousada de Saramagos. Refira-se que a Banda de Riba d’Ave mantém em funcionamento uma escola de música que, além de iniciação musical, lecciona as classes de clarinete, saxofone, trompete, trombone, tuba, trompa, flauta, oboé e percussão. As inscrições estão abertas, com o preço de 5 euros por mês. pub

Num comunicado enviado à imprensa, o Partido Socialista (PS) de Riba de Ave diz-se “tremendamente preocupado” com as notícias com que os seus membros da Assembleia de Freguesia foram confrontados na Assembleia de Freguesia do passado dia 21 de Abril. Desde 2008 que o Partido Socialista, após ter sido confrontado com a possível aquisição de um terreno, no valor de 115 mil euros, para a ampliação do cemitério da freguesia, vêm-se manifestando contra a aquisição do mesmo por variadas razões. “A tipologia do terreno, que não é a melhor para o efeito; verba elevadíssima; inquilinos sem a situação resolvida; falta de auscultação da população”. Mesmo assim, ainda segundo o mesmo comunicado, este executivo fez a aquisição do dito terreno, ainda que beneficiando da abstenção da CDU. “A nosso ver, a CDU abstém-se de todo e qualquer assunto e, por isso, é também responsável pelo actual estado de coisas”. De salientar que a única força política que votou contra foi o Partido Socialista. “Hoje, passados três anos após a aquisição do terreno, somos informados que a Junta de Riba de Ave tem em mãos um processo judicial, o inquilino recusa-se a sair se não houver indemnização. Este valor, segundo o presidente da Junta, é de 40 mil euros”, avançam os socialistas. No mesmo comunicado enviado às redacções, o PS apela aos ribadavenses para uma mobilização geral “para que assim não se alheiem nem se afastem dos problemas da vila. “Temos que nos insurgir contra o actual estado das coisas”. Os socialistas invocam a população a participar nas Assembleias de Freguesia para que tomem consciência do que se vai fazendo. “É um problema demasiado sério, demasiado grave. A

quem é que atribuímos esta irresponsabilidade? Para quando a resolução do alargamento ou da construção de um novo cemitério?”, questionam. Na mesma Assembleia do passado dia 21 de Abril, os membros do Partido Socialista também manifestaram vontade em serem esclarecidos sobre o montante das verbas envolvidas no processo da aquisição dos terrenos junto à escola primária, necessários à ampliação da mesma. “Várias vezes foi colocada a questão, a qual o Sr. Presidente da Junta simplesmente não respondeu. Mas será que os ribadavenses não têm direito de conhecerem que valores irão ser pagos pelos terrenos? E quais os terrenos em questão?”. No documento, o PS da vila alerta ainda que este projecto de aquisição de terrenos para o alargamento das instalações da escola do 1º ciclo já se arrasta há quase meio ano. “Receamos que, mantendo-se a situação, estaremos perante um novo impasse parecido com aquele que actualmente nos deparamos relativamente ao cemitério”. Perante estas preocupações e, como alternativa, os membros do PS tinham já sugerido, ao executivo da junta, que fosse negociado com a direcção do Riba de Ave Hóquei Clube a transferência do pavilhão para um outro local. “Esta solução ultrapassaria a dificuldade que se manifestou na aquisição dos ditos terrenos e, por outro lado, também tinha por objectivo dotar o hóquei de instalações com melhores e mais adequadas condições para o desenvolvimento da prática desportiva. A Câmara Municipal ficaria incumbida de construir um novo pólo desportivo em Riba de Ave, de modo a que também outras modalidades desportivas pudessem usufruir deste novo espaço”, concluem.

Recreio do João promove rastreio visual

As crianças que frequentam a creche e os utentes do Serviço de Apoio Domiciliário da cooperativa Recreio do João, de Vermoim, participaram num rastreio visual. A iniciativa teve lugar na quarta-feira da semana passada, dia em que uma viatura do Jaime Oculista se deslocou junto das instalações da instituição e efectuou diversos testes às crianças e aos idosos. Sobretudo os mais pequenos participaram no rastreio muito animados e curiosos.


pública: 28 de Abril de 2011 13

freguesias

No dia 2 de Maio, em Riba d’Ave

Escola representou Portugal

Resinorte inaugura horta biológica na Quinta do Mato È inaugurada no próximo dia 2 de Maio a Horta Biológica da Resinorte. São 700 m2 de área de cultivo inseridos nos 25 hectares da Quinta do Mato, em Riba d’Ave, onde funciona o Pólo do Ave na Resinorte, empresa que gere a recolha de resíduos e a Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (ETRSU). A horta “nasce com uma função educativa, formativa e social”, diz a Resinorte em nota á imprensa, adiantando que a mesma está “preparada para receber grupos de alunos das escolas da sua área de actuação possibilitando assim a promoção de actividades didácticas e de proximidade com a comunidade envolvente”. Ensinar a cultivar produtos mais saudáveis para a alimentação e a promoção de boas práticas agrícolas são objectivos desta Horta Biológica. Ervas aromáticas, plantas medicinais e condimentares e produtos hortícolas como milho, alface e cenoura são alguns dos produtos que vão ser cultivados. Outros dos objectivos é incentivar a compostagem do-

méstica junto da população e, na nova Horta Biológica, já se dá o exemplo com a manutenção de um compostor doméstico para incentivar miúdos e graúdos que por ali passam a desenvolver esta actividade em casa. Aliás, o composto que vai ser utilizado na fertilização dos solos é produzido na própria estação de tratamento. Neste mesmo dia, a Resinorte irá apresentar os três pri-

Didáxis de S.Cosme no 1º Fórum Internacional de Jovens De 5 a 10 de Abril decorreu, em Estocolmo, na Suécia, o 1º Fórum Internacional do Parlamento Europeu dos Jovens, que contou com a participação de nove delegados da Didáxis de S. Cosme, em representação do município e também de Portugal. Após terem sido convidados, em Novembro passado, pela Associação Portuguesa do Parlamento Europeu dos Jovens, para participarem neste evento internacional, os jovens iniciaram a preparação da viagem rumo à Suécia, contando com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e das empresas ACC Têxteis e Vieira de Castro, que “se prontificaram a ajudar a suportar algumas despesas” que a deslocação ao estrangeiro exigiu. Como painel principal da sessão elevou-se o slogan “Different Fights for Equal Rights” (Diversas Lutas pela Igualdade de Direitos). Os alunos das 17

meiros classificados do Concurso da Mascote, lançado no passado mês de Novembro. O vencedor irá receber um prémio de 150 euros, em material didáctico. Às duas menções honrosas serão 100 e 50 euros em material didáctico. O desafio foi lançado aos alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico dos concelhos da área de abrangência da Resinorte, entre os quais o de Famalicão.

nacionalidades presentes no evento tinham como temática debaterem entre si um leque de problemas actuais, que visavam a construção de uma moção com a finalidade de minimizar ou eliminar o que de mal está e acontece num panorama alargado a todos os Estados Membros da União Europeia. Depois de terem a sua moção bem estruturada, cada comité teve de apresentar e discutir em Assembleia Geral, no Parlamento Sueco com todos os delegados. Já de regresso a Famalicão, os participantes olham para esta experiência com “gratidão, honra e saudade”. Rui Gomes esteve em Estocolmo e afirmou: “Foi sem dúvida um projecto onde todos puderam aprender de forma informal, respeitando as opiniões de todos, sabendo ouvir e discordar, de uma forma consciente e crítica”.

pub.

“Campanha Bola de Neve” conseguiu auto-escada para Bombeiros da Póvoa

Realizaram experiências e procuraram soluções para problemas

Paulo Couto

Secundária de Joane convidou alunos a serem cientistas

Alunos realizaram experiências em laboratório

A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, convidou os alunos a serem cientistas por um dia. No passado dia 19, e aproveitando o período de férias escolares, o estabelecimento de ensino promoveu um workshop de ciência, intitulado “Páscoa três sabores, vários saberes”. A iniciativa pretendeu, precisamente, trazer à escola os alunos, fora do tempo de aulas, proporcionando-lhes uma simulação do trabalho diário dos cientistas em laboratório, e foi desenvolvida no âmbito de um projecto de um grupo de alunos do 12º ano, que concorreu à 9ª Edição do Prémio Fundação Ilídio Pinho. “Os alunos tinham que concretizar actividades experimentais e decidimos tornar a nossa escola uma ‘Escola Mãe da Redondeza’, convidando alunos do 9º ano, nossos e de escolas vizinhas, motivando-os para a descoberta de soluções de

problemas, enquadrados quer em termos de ecologia quer de saúde e alimentação”, explicou ao OP Alice Ferreira, professora responsável pela coordenação da actividade. O workshop teve assim como objectivo motivar os alunos para as ciências, mas também torná-los cidadãos mais responsáveis em relação aos recursos do planeta. “Eles têm que saber que o homem tira da Terra todos os recursos de que necessita para melhorar a sua qualidade de vida, no entanto não deve nunca descurar as necessidade das gerações futuras”, concretiza Alice Ferreira, acrescentando que foi também propósito da acção levar os alunos a reflectir sempre sobre o seus actos. No dia 19 realizaram-se, então, as experiências e os trabalhos. No dia seguinte teve lugar a entrega dos prémios.

A Comissão Cívica, encabeçada por Artur Antunes, deu por terminada a “Campanha Bola de Neve”. Esta comissão prometeu e conseguiu comprar uma auto-escada para os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, permitindo, de forma mais fácil, o socorro às populações que vivem em edifícios com vários andares. O que parecia “à partida utópico” foi conseguido com o contributo de vários anónimos, de muitas entidades e espaços comerciais, além da Câmara da Póvoa de Varzim. Para Artur Antunes, que presidiu a esta Comissão Cívica, dissolvida entretanto no passado dia 3 de Abril, “o sonho foi tornado realidade”. Este responsável não esquece todos os que ajudaram, deixando o seu agradecimento e elogios ao profissionalismo do Comandante Aguiar da Póvoa de Varzim e Comandante Moreira dos Voluntários de Vila de Conde. Depois da auto-escada, está em curso uma nova campanha para um auto-tanque para os Voluntários da Póvoa de Varzim. Quem quiser ajudar, pode fazê-lo através de donativos: NIB: 0045 1460 4023714651815 na Caixa de Crédito Agrícola da - Póvoa de Varzim ou em cheque: (carta ou pessoalmente) aos B. V. P. Varzim/V. Conde.


14

pública: 28 de Abril de 2011

freguesias

ACIP recebe Certificado de Qualidade europeu A ACIP - Ave Cooperativa de Intervenção Psico-Social, de Joane, recebeu, no passado dia 20, a Certificação da Qualidade pelo Comité Europeu EQUASS, sendo a primeira instituição certificada a este nível no concelho de Famalicão, anunciou a ACIP em nota à imprensa. Esta Certificação da Qualidade pelo referencial europeu reconhece que a ACIP posiciona-se em consonância com os requisitos europeus em matéria de Qualidade no âmbito dos Serviços Sociais, concretamente, Ambulatório de Terapias e Intervenção; Educação

e Reabilitação; Apoio à Comunidade; Formação Profissional. Segundo a instituição, este processo de certificação europeu, permite “a agilização e o desenvolvimento de novas dinâmicas com garantia de qualidade dos serviços prestados aos clientes e partes interessadas”. Nesse sentido, com o contributo de colaboradores, clientes, parceiros e comunidade, a ACIP tem como objectivos “continuar a inovar nos processos de forma a gerar mais valor e criatividade, assegurando serviços de qualidade”.

Externato Delfim Ferreira organiza “Púcaros de Poesia” Realiza-se amanhã, sexta-feira, pelas 21 horas, no Auditório Doutor Aurélio, mais uma edição dos “Púcaros de Poesia”, organizado pelo Externato Delfim Ferreira. Este momento cultural é dirigido a toda a comunidade educativa, prometendo juntar alunos, professores e encarregados de educação para mais uma iniciativa dedicada à poesia.

Freguesia de Esmeriz reúne-se em Assembleia Geral A Assembleia de Freguesia de Esmeriz irá reunir-se no próximo dia 30 de Abril, sábado, pelas 21 horas, na sede da Junta de Freguesia, tendo a seguinte ordem de trabalhos: 1. Antes da ordem do dia; 2. Limites geográficos da freguesia; 3. Aprovação e votação do relatório de contas de 2010; 4. Outros assuntos de interesse da freguesia; 5. Depois da ordem do dia. pub

Espaço Biosol 4 celebra primeiro aniversário

O espaço Biosol 4, em Antas S. Tiago, celebra no próximo dia 2 de Maio o seu primeiro aniversário. É, sem dúvida, uma empresa diferente no mundo da venda directa, direccionada para quem procura melhor qualidade de vida, que comercializa produtos naturais de alta qualidade nas áreas de suplementos alimentares, cosmética, linha decorativa, aromaterapia e magneterapia. A Biosol 4 surge associada à BIOVIP – Cosméticos Naturais,Lda , única empresa portuguesa certificada no ramo pela norma ISSO 9001:2000 desde 2005, PME Líder pelo segundo ano consecutivo e associada aos melhores laboratórios com o mais moderno equipamento e quadros superiores altamente qualificados. A Biosol 4 trabalha assim com os melhores porque sabe que os seus clientes merecem sempre o melhor. Na Biosol 4 encontre nos produtos o equilíbrio que sempre desejou. Sinta-se bem, sinta-se em harmonia com o que o rodeia. Biosol 4 na Travessa Tapada da Fonte, 42 – Antas. Contactos: pmaia2@sapo.pt e saletemaia@sapo.pt.; 93 68 10 465 / 937371849.

Objectivo foi ajudar os alunos em relação a estágios e empregos

Forave promove palestras sobre emprego Para responder às dúvidas e anseios dos alunos da Forave sobre os estágios e o futuro emprego, foram recentemente convidados profissionais das áreas da Gestão de Empresas, da Electrónica e Automação e do Controlo da Qualidade Alimentar, que se fizeram acompanhar por exalunos da escola profissional de Lousado. “Destas palestras resultaram conselhos importantes para os alunos que pretendem ingressar no mercado de trabalho ou prosseguir estudos”, adianta a escola em nota à imprensa. Tiago André Silva, ex-aluno do curso técnico de Electrónica, Automação e Comando, estagiou numa empresa de referência no país, a EFACEC Engenharia, S.A., onde se mantém há três anos. O seu testemunho procurou reflectir a importância dos cursos profissionais na selecção de profissionais para o mundo do trabalho. Na sua opinião a vertente prática do curso coloca os candidatos à frente dos demais. Já Lucinda Santos, ex-aluna do curso de Gestão, actualmente consultora, realizou a palestra subordinada ao tema “A Profissão do Gestor”, onde apontou dife-

Tiago Silva está a trabalhar na empresa onde estagiou

rentes especificidades desta profissão, nomeadamente a gestão de recursos humanos, a gestão da produção, financeira, logística e comercial/marketing, os sistemas de informação e a vertente administrativa/contabilidade. Por último, Sílvia Santos, exaluna do curso Processamento e Controlo da Qualidade Alimentar, participou na palestra “Competências de um Técnico Alimentar”

com a oradora convidada, Carla Barbosa, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Após a conclusão do nível IV, Sílvia Santos optou por prosseguir estudos no nível V, no Curso de Especialização Tecnológica de Qualidade Alimentar no IPVC, tendo colocado o enfoque da palestra para o plano de estudos desse curso de TPQA e as suas mais-valias ao nível de empregabilidade.

Alunos da escola Bento Jesus Caraça visitam a Arcol Com o objectivo de proporcionar aos alunos do Curso Educação e Formação de Adultos o contacto com a realidade empresarial, os formandos de Operador de Armazém da Escola Profissional Bento Jesus Caraça (EPBJC) realizaram, no dia 18 de Abril, uma visita de estudo à empresa Arcol. Esta visita possibilitou aos alunos a verificação da aplicação prática dos conhecimentos adquiridos nas sessões teóricas. Segundo a escola esta visita de estudo foi “elucidativa e produtiva”, que proporcionou uma envolvência directa com o meio de aprendizagem em questão, possibilitando a estes alunos uma experiência diferente e motivadora. A Escola Profissional Bento de Jesus Caraça tem neste momento quatro turmas de adultos: Operador de Armazém, Técnico de Logística e Técnico de Infor-

mática e Sistemas Informáticos. Na multiplicidade de oferta de cursos a EPBJC conta ainda com o curso de Fotografia (para ob-

tenção do 9º ano) e os cursos Profissionais de Técnico de Transportes e Técnico de Análises Laboratoriais.

Pousada Saramagos recebe Festas de Santa Apolónia A freguesia de Pousada de Saramagos comemora as Festas em Honra de Santa Apolónia que terão lugar na freguesia entre 29 de Abril e 1 de Maio. Amanhã, pelas 21h30, actuará o Grupo Musical Raízes do Minho e para as 23h30 terá lugar a sessão de fogo-de-artifício. Para o dia de sábado, às 14h30, dará entrada o Grupo de Bombos «Os Malinos» para, pelas 21h30, actuar a banda Alta Frequência. A actuação será interrompida pela meia-noite para uma sessão de fogo-de-

artifício piromusical, prosseguindo depois a actuação da banda Alta Frequência. No último dia das festividades, domingo, pelas 9 horas, actuará a Banda de Música de Riba d’Ave e às 11 horas decorrerá a missa solene em Honra de Santa Apolónia. Ao meio-dia sairá a procissão, seguindo-se da parte da tarde as actuações das bandas Sons do Minho, Banda de Música de Riba d’Ave e Zé Amaro, encerrando-se as festas com uma sessão de fogo-de-artifício pelas 20 horas.


publicidade

pĂşblica: 28 de Abril de 2011 15


16

pública: 28 de Abril de 2011

praça pública

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

D’Esguelha Gouveia Ferreira

Domingos Peixoto

Páscoa

Contraqueijos III No último 25 de Abril, que até foi feriado na Assembleia da República, gastaram-se muitos pastéis de Belém, a avaliar pela quantidade de gente que deambulou no palácio presidencial. Os reis magos, agora, são quatro em vez de três, para reforçar a quantidade de oferendas ao regime democrático, pois, sempre ajuda a pagar a dívida. Depois do discurso de Marinho e Pinto, na cerimónia do ano judicial, não se tem visto, nem ouvido, nem lido ninguém, dos que estiveram na área do poder, durante as últimas três décadas, fazer o acto de contrição, apesar de se lhes reconhecer uma frequência assídua dos templos. A propósito, numa desmesurada luta contra a queijaria mental, convém não esquecer quem ocupou os cadeirões de S. Bento. Vejamos: Palma Carlos, Primeiro-Ministro, de 16 de Maio a 18 de Julho de 1974 Vasco Gonçalves, Primeiro-Ministro, de 18 de Julho a 19 de Setembro de 1975 Pinheiro de Azevedo, Primeiro-Ministro, de 19 de Setembro de 1975 a 23 de Julho de 1976 Mário Soares, Primeiro-Ministro, de 23 de Julho de 1976 a 29 de Agosto de 1978 Nobre da Costa, Primeiro-Ministro, de 29 de Agosto a 22 de Novembro de 1978 Mota Pinto, Primeiro-Ministro, de 22 e Novembro de 1978 a 7 de Julho de 1979 Lurdes Pintasilgo, Primeira-Ministra, de 7 de Julho de 1979 a 3 de Janeiro de 1980 Sá Carneiro, Primeiro-Ministro, de 3 de Janeiro de 1980 a 4 de Dezembro de 1980. Pinto Balsemão, Primeiro-Ministro, de 9 de Janeiro 1981 a 9 de Junho de 1983 Mário Soares, Primeiro-Ministro, de 9 de Junho de 1983 a 6 de Novembro de 1985 Cavaco Silva, Primeiro-Ministro, 6 de Novembro de 1985 a 28 de Outubro de 1995 António Guterres, Primeiro-Ministro, de 28 de Outubro de 1995 a 6 de Abril de 2002 Durão Barroso, Primeiro-Ministro, 6 de Abril de 2002 a 17 de Julho de 2004 Santana Lopes, Primeiro-Ministro, 17 de Julho de 2004 a 12 de Março de 2005 Não se esqueçam!

Páscoa está quase terminada; para o Louro falta passar o Santo do Monte, ou seja, a Pascoela - Páscoa florida. Nos meus tempos de criança era uma festa de família; se bem que hoje ainda aconteça em muitos lares, a verdade é que muita gente já não quer saber da festa a não ser para coisas comerciais e para umas mini férias longe do bulício do dia-adia! Não sei se os judeus ainda festejam, com ela, a sua saída do Egipto. Sei - vê-se - que os cristãos, aqueles que por razões estatísticas assim são conhecidos - não tanto os verdadeiramente praticantes em Cristo - aproveitam este tempo para tudo menos celebrar a Ressurreição de Jesus! No apelo de Jesus, o crucificado, o Homem é chamado a praticar o bem, a caridade, o amor, em suma o perdão. E o que vemos? Muito pouco… Ao nível da Igreja Católica, muitos de nós podemos ocupar lugares de conselheiro económico e paroquial, leitor, MEC, catequista, vicentino ou outros e usar a tribuna, num “serviço que parece” cristão. Porém é, muitas vezes, uma atitude apenas mundana, para satisfação do nosso ego e de interesses pessoais que não passa despercebida ao Criador. Se, no dia-a-dia, não tivermos uma atitude consentânea com os chamamentos acima enunciados; se na atitude da representação popular, por força da maioria ousamos e, ou deixamos amesquinhar outros, por serem minoria; se no exercício das fun-

ções paroquiais, em lugares de nomeação, tantas vezes sem outros méritos que não seja uma falsa atitude cristã, ousamos obstaculizar a que outros porventura igualmente com atitudes pouco cristãs -, possam ser indicados para ajudar nessas funções, com o argumento de que não servem, então, o nosso cristianismo não é mais do que hipócrita sendo que a Páscoa e a visita que fazemos anunciando a Ressurreição do Salvador não têm o verdadeiro sentido desses princípios cristãos. A outro nível, infelizmente em dia de Páscoa, Marinho e Pinto saltou dos carretos e utilizou uma linguagem agressiva e desproporcionada - certamente com o cuidado jurista de não incorrer em processo-crime - em relação a um outro cronista e às suas crónicas que não era esperada nas páginas do JN pelo menos por mim - sem qualquer censura do director! O visado - Manuel António Pina - já hoje reagiu, aparentemente com uma linguagem caritativa, não sem deixar subentenderse o seu desacordo pela falta de censura ao tipo de linguagem; fica subjacente “à critica” a alegada censura ao artigo de Mário Crespo que na altura tanta polémica causou. A admiração que tinha por Marinho e Pinto vai-se atenuando… É que devemos saber conviver com as críticas, nomeadamente quando queremos ocupar lugares públicos e ter opinião privilegiada! Infelizmente tem muitos seguidores esta forma de estar.

Modus Vivendi J. Mário Teixeira

Estas criancinhas Confesso o meu cansaço dos partidos políticos. Não é nada pessoal, com este ou aquele dirigente, nem em particular com este ou aquele partido político. O meu cansaço é em relação a todos, sem excepção, face ao modo como, decididamente, a democracia e a propalada cidadania são meros refugos do poder efectivo destas organizações. Cansa-me, particularmente, esta convergência dos partidos políticos em nos fazerem de parvos nestes jogos em que são autênticas criancinhas mimadas em que fazem perrices, choram e ficam amuadas, sempre de dedo em riste umas contra as outras, quando as suas brincadeiras de recreio não correm como querem. Lá vêm elas, depois ter connosco, de lágrimas a correr pela cara, a fazer queixinhas, a choramingar para que as outras fiquem de castigo. O problema é que sempre lhes fazemos as vontades. E como se de petizes se tratassem, acolhemos depois com mimos os que, temporariamente, levaram um par de orelhas de burro e ficaram virados para um canto, com medo de irreversíveis traumas. Em certos casos, chegamos ao ponto de as ver a fazer traquinices e rimos. Aqui e além até elogiamos a destreza que a traquinice exigiu para ser feita. De censura, no máximo, só encolhemos os ombros ou abanamos a cabeça. Por mim, nenhuma destas criancinhas voltava a ter recreio tão cedo, só passava de ano com mérito, só brincava depois de estudar e de fazer os trabalhos de casa e não tinha direito a sobremesa se não comesse a sopa.


pública: 28 de Abril de 2011 17

publicidade

Po s t os d e D is t r i b u iç ã o A bade de Vermoim Restaurante Costa e Silva Rua 25 de Abril A ntas Quiosque Espaço Verde Rua 8 de De zembro Retiro da Mariquinhas Lugar da Igreja Anta’s Café Edif. Jardins do Lago Sede do A.R.C.A. Lugar da Portela Quiosque Central Central Camionagem A rnoso Santa Eulália Café Bastos Rua da Carvalheira, 111 Café Santo Amaro Rua Dr. Agost. Fernandes A rnoso Santa Maria Casa Bola d’Ouro Av. Conde Arnoso Posto de Abastecimento Junto à Engenho Engenho - Associação Rua Dr. Alcino Pinto nº 2 Foto Look Av. dos Moinhos Mini Mercado Costa Rua 8 de Dezembro Restaurante do A ltinho Lugar do Altinho Supermerc. Diamantino Lugar de Lages Avidos Pão & Com panhia Estrada Nacional 204/5 Churrascão Sousa Rua Estrada Nacional 204 Fatipão Tra vessa Quinta da Ponte Café-Restaurante Amaury R. Estrada Nacional 204/5 Bairro Quiosque Alice Av. Silva Pereira Café Pastelaria Sonho A zul Av. Joaquim Leite Bente Churrasqueira O Toneco Avenida dos Emigrantes Supermercado Teresinha Av. dos Emigrantes, 1707 Café Sampaio Rua da Praça, 385 Belita Supermercados Lugar de Cardal Brufe Supermercado Azevedo Rua D. Jorge Ortiga Mini-mercado Né Rua Manuel Moreira Maia Cabeçudos Bricoonda R. Estrada Nacional 204 Quiosque Central Lugar de Souto Casa Carlos Rua 25 de Abril 145 Calendári o Quiosque das Oliveiras Rotunda das Oli veiras Sede Barrimau R. José Elísio G. Cerejeira Bodyline - Training Center Rua Visconde de Gemunde Casa FC Porto de Famalicão Rua S. Julião - Ed. Jardins Penedo D Marco – Padaria Pastelaria R. Saint Fargeau Ponthierry - Ed. Eurofama Quiosque Eurofama Av. França Padaria Madrugada II R. José Elísio G. Cerejeira, 17 Super Talho Infante de Sagres R. Fontes Pereira Melo, 2115 lj 2 Vitória Caffe Alto da Vitória Recauchutagem Famalicense R. José Elísio G. Cerejeira - Pav 12 e 13 Bar Lagense Rua Manuel Monteiro, 48 Intermarché Rua S. Julião Diogo Snack-Bar Rua José Oliveira Menezes - Recta Sr. dos Perdões Talho Morado Rua José Gonçal ves Cerejeira, 61 Costas & Oliveira R. Alberto Sampaio

Supermercado Horácio & Sousa Av. D. Afonso Henriques, 3680 Eugénios Health Club R. P. Avis de Brito Casa Magote Rua de Rorigo Restaurante D. Antónia Ribaínho Carreira Cabeleireiro Novo Visual Rua do Fojo, 152 Café Santiago Rua da Estrada 204/5 Mini Mercado Bezerra Rua do Monte Mini Lurdes - Minimercado Rua do Outeiro, 27 Castelões Casa Chico Rua Ál varo de Castelões Pastel ari a P. Quen te Castel ões Rua Georgiana Neto Café Tocano Rua de S. josé, 152 Pastelaria Sta Catarina Rua Vera Cruz Cavalões M ini Merca do Bel o Hori zonte Rua Do Comércio P. Repsol Os Emigrantes R. Dr. José A. Carneiro Cruz Peluche - Pastelaria Largo Sr. dos Aflitos Mercearia Rego Av. S. Tiago da Cruz Merceari a Afonso Costa Rebelo Rua das Vendas, 50

Delães Papelaria Marques Avenida da Portela (Posto Galp) Peixoto Sport Junto aos Correios Pastelaria Doce Marco Zona Industrial Pocinhos Pastelaria Carmita Av. Albino Marques, nº 366 Belita Supermercados Rua da Igreja Pavi lhão Delães Bairro Augusto Correia Lj de Conveni ência de Delães Rua da Igreja nº10 Esmeriz Livraria e Papelaria Grafi arjo Junto às escolas primárias Junta de Freguesia de Esmeriz Rua da Casa da Junta, 14 Café Jota Largo do Souto, 86 Café Principal Avenida Carlos Bacelar Fradelos TF Gest - Posto Combustíveis Lugar da Quinta Quiosque Reis Rua Sta. Leocádia Pastelaria Gabibela Rua D. Maria II Junta Freguesia Fradelos Rua Espirito Santo nº 1050 Gavião Mini-Mercado S. Vicente Rua 20 de Junho Posto Repsol Estrada N14 Estrela da Sorte Lotarias Junto à Rot. Stº António Hotel Moutados Avenida do Brasil, 1223 Gondifelos Casa das Prendas Parque das Tílias P. Abastecim ento Sopor Av. São Félix Joane Petro Joane Rua S. Bento Posto de Combustível de Joane Av. Dr. Mário Soares Bibli oteca ATC Rua Dr. Agostinho Fernandes Snack-Bar O Rei dos Cachorros R. dos Laburins - Ed. Pérola do Vau Bar ATC R. Dr. Agostinho Fernandes Quiosque Central de Joane Largo da República Snack Bar O Rei dos Cachorros II Av. Dr. Mário Soares, 364

Churrasco da Ponte Labruge Bar do GD Joane Av. Padre Benjamim Salgado Café Central Lugar de Telhado, 25 Supermercados Henrique Avenida dos Laborins Mercearia Olivia Lopes Lugar Rui vos Café S. Miguel Rua Santo Amaro Quiosque da Feira Largo da Feira Piscinas Rua de Leognan Jesufrei Jardim Infância de Jesufrei Por cima da junta Café Mercearia Ramos Rua da Igreja Café S. Miguel Rua P. Domingos A. Pereira Lagoa Café Europa Av. dos Lamosos Casa Carvalho Rua EN 204 Landim Quiosque Landinense Largo das Tílias Café França Avenida da Tílias Cervejaria das Campas Rua do Sobreiral, nº 12 Junta Freguesia de Landi m Alameda do Mosteiro, nº 62 Café Carvalhal Largo da Senhora das Dores, nº2 Café Vi da Nova Lugar de Segures Lucyland Rua da Estrada Nacional Mercado Stª Marinha Rua Santa Marinha, 273 Cervejaria Pão Quente Avenida Avenida da Lamela, 519 Frutapão Rua Senhora do Carmo, 39 Café Sobreiral Rua de Sobreiral, 166 Futebol Clube de Landim Rua do F.C. Landim, 46 Lemenhe Café Costa Verde Aldeia Nova Restaurante Fervenças Rua Papa João Paulo II Café Aveni da R. P. Domingos A. Pereira Pastelaria Aromas de Canela R. Papa Joâo Paulo II, 790 Bazar Estrela (José Eduardo) R. Nossa Senhora do Carmo ,92 Louro Café Central Tra vassos Bar do GD Louro Rua Martires do Ultramar Carfoto R. Padre Domingos J. Pereira, 1245 Taberna Ilha do Fogo Barradas Caf etari a e Posto Com bustí vel Cepsa R P. Domingos J. Pereira Lousado Restaurante Linha Lugar do Souto Café Ribeiro Largo Conde da Covilhã, 67 Café Atalaia Rua do Carvalhinho, 503 Café Tae-Kwon-Do Loteamento Mabor, 52 Quiosque do Souto R. Cardeal Cerejeira Bar da Estação Estação Caminhos de Ferro Café Central Rua Cardeal Cerejeira, 202 Mogege Café Snack Bar Cruzeiro Av. Bernardo Guimarães Café Águia Rua da Liberdade, 166 Pastelaria Celiana Av. Padre António Ferreira, 470 Café Flor do Minho Lugar da Boa vista Mouquim Adega Reg. Stª Filomena Ançariz Nine Café Santos Quintães

Restaurante Snack-Bar Irm ãos Loteamento do Bacelo, 67 CP Quiosque Ed. Estação Caminhos Ferro Nine Estação Serviço Cepsa Lugar da Estação Novais Café Reguila Rua das Almas Mini Mercado A zevedo Largo S. Simão Café Ilhas ParK Rua da Corredoura Oliveira Santa Maria Delnet, Lda Av. 25 de Abril Scam- Posto Gasolina Rua do Sestêlo Café Riera São Cristo vão Oliveira São Mateus Café Esplanada R. Estrada Municipal 574 Mini Mercado das Casas Rua 1º Dezembro, 64 Padaria Pastelaria S. Mateus R. Camilo Castelo Branco, 141 Pizzaria Topo Gigio Rua S. José Padaria Pão Quente Rua Casas Novas - Lote 1 Papelaria Andrade Rua da Santa Ana Piscinas Lugar do Quinteiro Mini Mercado Vieira Lugar do Quinteiro Café Alm eida Rua da Santa Ana, 240 Outi z Papelaria Fernandes Av. Jorge Reis Pedome Café Centro Av. S. Pedro Café S. Cristovão Rua da Bemposta Junta de Freguesia Pedome Av. S. Pedro, 279 Quiosque RT Av. S. Pedro, 950 Pousada Saramagos Cafetaria e Quiosque Notícias com Sabor Avenida da Riopele A ssoci aç ão Fam íl ia Benfi quista Rua de Espanha, nº 128 Papelaria Livraria Nove Av. do Cru zeiro, 171 Pap. Carlos Carvalho Av. Stª Justa Café Sidnei Requião Mini-Bazar da Portela Lugar da Portela Churrascaria Flores Av. S. Silvestre, 1954 Mini- Bazar S. Bento Lugar da Portela Talho Ribeirais Rua de Ribeirais Café Snack Bar Aquário Rua de Ribeirais, 143 Bar do Salão de Festas Lugar do Mosteiro Estação Serviç o Portela Estrada 206 Riba d’ Ave Café Latitude Trav. Camilo Cast. Branco Padaria Pastelaria Desigual Rua 25 de Abril Junta de Freg. de Riba d’Ave A. Tílias, nº 39 Café Central Rua 25 de Abril Azoria - P. de Combustiveis Av. Cidade Abreu & Lima, nº2 Pavilhão Riba d’Ave Parque das Tílias Papelaria Riscos e Rabiscos Av. Narciso Ferreira Café Bento R. Liberdade, 161 - R/C Ribeirão Quiosque Central Frente à Junta de Freguesia Mercado Azevedo Av. 3 de Julho Café Paris Compl. Hab. Bragadela, Loja 28 Café Desvio R. S. João de Deus, 51

Charly Pastelaria e Padaria Rua da Bragadela, nº3 Restaurante Colina do Ave Rua do Vau, 11 Bar do GD Ribeirao Campo do Passal Café Central Lugar do Outeiro Ruivães L ivraria Pap. Campos Rua do Pereiró nº 68 Vinha Super - Combustíveis Lugar da Vinha Pimacom Av. Dr. Júlio Araújo, 410 Café Arco-Íris Rua Vasco da Gama, 209 JM Café Pastelaria Rua da Vinha Café Sede Ruivanense Rua do Pereiró Supermercado Rosa de Fátima Rua do Souto, 243 Café Juventude Rua Domingos Monteiro Pastelaria Pão do Monte Rua Domingos Monteiro Seide S. Paio A ssociação Juventude Alegre Largo Nossa Sra. Parto Café Snack-Bar Novo Milénio Edf. Agrinha, 879 Seide S. Miguel Café Popular Co vas Pastelaria Am or de Perdiç ão Rua Dr. Manuel Faria Restaurante S. Miguel Av. S. Miguel Sezures Café do Monte R. Srª. Boa Viagem Café Mercearia Central Rua N. Srª Fátima Telhado Mercearia Barbosa Rua do Azideiro Posto Abast. Emanuel & Filipe Avenida Principal Vale S. Cosme Café Restaurante Veiga Av Tibães Talho S. Cosme Av. Tibães Junta Freguesia Vale S. Cosme Rua da Igreja, 151 Churrasqueira Currelos Rua Alto de Curro, 127 Café Pão Quente Lamela Doce R. Sr. dos Bons Caminhos, 644 Café Tulipa R. Conde Vale S. Cosme Pastelaria Miga Doce Avenida Central Café da Pedra Rua da Pedra Minimercado Outeiro Travessa do Monte Vale S. Martinho A uto – Mercado Minda Lugar do Outeiro Café Snack Bar S. Martinho R. Antonio Carvalho Azevedo nº148 Koppus Caffe Rua do Passo Vermoim A velino Lomba Pimenta Av. Stº Maria de Vermoim-316 Café Floresta Lugar da Floresta Mercearia Flor de Liz Rua de Penelas Café Breia Av. Breia de Cima, 90 I nfor Bit Av. D. João XXI, 1820 Restaurante Romy Av. João XXI Café Zé Ringo Av. Monte dos Combros Café FM Rua António Oli veira Costa Estação Serviço Esso Av. João XXI JM Café Pastelaria Av. João XXI,1265

Vila Nova Famalicão Quiosque Avenida Centro Comercial Aro Kyosk Shop R. Lino José Ferreira. lj 236

Quiosque Moderno R. Adriano Pinto Basto, 156 Quiosque das Piscinas Av. França Supermercado Lopes & Costa Rua Santo António Quiosque Abanca Av. Dr Carlos Bacelar Cior Escola Profissional R. Amélia Rey Colaço Papelaria S. Tomé Av. Barão da Trovisqueira, 7 Café Tostinhas Rua Mário Cesarini, Lj 6 Quiosque Sagres Parque da Ju ventude Bargauto Rua D. Sancho I Restaurante Lua Cheia Avª Barão Trovisqueira Fagricoop Rua Sr. da Agonia, 372 Casa S alora R. Vasconcelos e Castro Quiosque da Estaç ão Estação CP Famalicão Papelaria Quinta do Vinhal R. P. Freitas Reis, Ed. Vénus Lj 12 Quiosque Kalifa Av. Rebelo Mesquita Cartercom be - P. Abasteci mento Rua S. João de Deus Tabacaria Sampaio Rua Narciso Ferreira Arriva Central Camionagem Salão de Jogos St Tropez Tras. Shopping Twon Casa Voga R. Adriano Pinto Basto Quiosque Hospital Junto ao Hospital Café Ponto Final R. Barão da Trovisqueira- loja 6 Latino’s Bar Restaurante Av. do Brasil Vida Sã Rua Barão da Tro visqueira Tabacaria Franç a Rua Ernesto Carvalho A Mascotinha da Sorte Praça D. Maria II Bar Pavilhão Municipal Av de França Supermercado Bandeirinha Rua Cons. Santos Viegas, 162 Café Sousa Balaída - Mões Café S na ck-B ar Lu so B rasil ei ra Av. 25 de Abril Sede do F.C. Famalicão Praça D. Maria II Café D. Sancho I Rua Augusto Corrreia Pa rque Esta ci onam ento Sa gres Rua Luís Barroso Casa Benfica de Famalic ão Praça D. Maria II Papelaria Armanda Lima Rua Cons. Santos Viegas, 58 Quiosque E. Lec lerc Hipermercado E. Leclerc Quiosque Abrigo Av. General Humberto Delgado Vilarinho Cambas Café Snack-Bar Barreiras Rua da Cumieira, 659 Pastelaria S. Paulo Rua da Roederstein 5 Junta Freguesia Vilarinho Rua da Saudade, 45 Café Castanhal Lugar de Castanhal Restaurante Martins Urbanização Navio - Lote 2 R/C Quiosque e Papelaria ARFA Urbanização Navio- bloco6 - r/c Trofa Quiosque do Pedro Rua Conde S. Bento Bazar T ina Rua Júlio Dinis Santo Tirso Pizzaria Snack-Bar Noddy Areias Pão Quente Areias Junto à igreja de Areias Viatodos P. Abastecimento Galp Viatodos Petisquei ra da Claúdia Edf. Serafim de Carvalho, loja 11


18

pública: 28 de Abril de 2011

publicidade

Falecimentos

Maria Rosa de Sá Agradecimento No passado dia 19 do mês de Abril faleceu a D. Maria Rosa de Sá, que residia na freguesia de Esmeriz. Seu marido Sr. Aniceto Barbosa da Costa, filhos,

Maria Augusta Ferreira da Silva, no dia 14 de Abril, com 87 anos, viúva de José Maximinio Carvalho Ribeiro, da freguesia de Esmeriz.

Albertina Carneiro Machado, no dia 19 de Abril, com 86 anos, viúva de Abílio Pereira Lima, da freguesia de Burgães (Santo Tirso).

Maria Bertila da Silva, no dia 17 de Abril, com 89 anos, viúva de Abílio de Azevedo Carvalho, da freguesia de Calendário.

Deolinda Ferreira Sampaio, no dia 20 de Abril, com 92 anos, viúva de Manuel Salgado Vilela, da freguesia de Bairro.

Maria Rosa de Sá, no dia 19 de Abril, com 88 anos, casada com Aniceto Barbosa da Costa, da freguesia de Esmeriz.

Maria Ferreira, no dia 20 de Abril, com 84 anos, viúva de António de Meireles Pinto de Moreira, da freguesia de Monte Córdova (Santo Tirso).

Joaquim Duarte Navio, no dia 21 de Abril, com 79 anos, viúvo de Maria do Céu Gomes da Silva, da freguesia de Brufe.

noras, genros, netos e demais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e que

Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Esmeriz, 28 de Abril de 2011

Domingos Lopes Monteiro, no dia 20 de Abril, com 78 anos, casado com Rosa da Silva Pinheiro, da freguesia da Lagoa. Benjamim Carvalho da Sil va, no dia 20 de Abril, com 82 anos, viúvo de Deolinda Gonçalves Ferreira, da freguesia de Gavião. Miquelina Rosa Machado Barros Vilas Boas, no dia 26 de Abril, com 58 anos, casada com António Fernandes Vila Boas, da freguesia de Sequeirô (Santo Tirso). Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Ludovina Oliveira da Costa, no dia 20 de Abril, com 89 anos, casada com Serafim da Costa e Cunha, da freguesia de Nine. Maria de Fátima Cruz Rocha, no dia 25 de Abril, com 65 anos, viúva de Manuel Gomes Fernandes, da freguesia de Arnoso Santa Maria.

Manuel de Oliveira Dias (Manuel Marques)

José de Sá, no dia 25 de Abril, com 79 anos, viúvo de Maria da Costa Peixoto, da freguesia de Priscos (Braga). Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

José da Silva, no dia 21 de Abril, com 88 anos, casado com Porfíria Rosa da Silva, da freguesia de Delães. Maria de Lurdes Martins Baltar, no dia 22 de Abril, com 63 anos, solteira, da freguesia de Santo Tirso. Francisco da Silva Carvalho, no dia 23 de Abril, com 72 anos, casado com Fernanda Gomes Pereira, da freguesia de Rebordões (Santo Tirso). Maria de Oliveira Nogueira, no dia 25 de Abril, com 86 anos, viúva de Manuel da Silva Carvalho, da freguesia de Bairro. Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Maria Ferreira Machado, no dia 24 de Abril, com 92 anos, viúva de António Teixeira de Morais, da freguesia de Delães. Amaro Pereira Alves, no dia 25 de Abril, com 43 anos, casado com Maria dos Remédios da Fonseca Carvalho Alves, da freguesia de Delães. Josefa Salgado Alves, no dia 24 de Abril, com 76 anos, casada com Domingos Ribeiro, da freguesia de Serzedelo (Guimarães). Maria Fernandes, no dia 22 de Abril, com 84 anos, viúva de Joaquim Sampaio, da freguesia de Delães. Albano Moreira Nunes, no dia 22 de Abril, com 91 anos, casado, da freguesia de Vila das Aves (Santo Tirso). Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Missa do 1º Aniversário Sua esposa, filhas, genros, neto e demais família, vêm por este meio participar a missa do 1º Aniversário do seu falecimento, que será celebrada dia 30 de Abril de 2011 pelas 18:00 horas na Capela do Senhor dos Aflitos - Cruz - Vila Nova de Famalicão. Desde já seu profundo reconhecimento a quantos se dignarem assistir a este piedoso acto. A Família Vila Nova de Famalicão, 28 de Abril de 2011

Joaquim Oliveira Mira, no dia 25 de Abril, com 68 anos, solteiro, da freguesia de Escudeiros (Braga). Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

Manuel da Cruz Leitão, no dia 19 de Abril, com 84 anos, casado com Maria Antónia Simões Faria Leitão, da freguesia de Calendário. Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Maria de Lurdes Martins Barbosa, no dia 23 de Abril, com 81 anos, viúva de Américo Maia Ferreira, da freguesia da Santiago da Cruz. José Alberto dos Santos Melo, no dia 21 de Abril, com 83 anos, casado com Maria Ivone Faria Ribeiro Melo, da freguesia de Calendário. Elvira Gomes da Costa, no dia 18 de Abril, com 79 anos, viúva de Horácio Martins Pereira, da freguesia de Vila Nova de Famalicão. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176


pública: 28 de Abril de 2011 19

cultura

Programação de Maio

João Pedro Pais e Fernando Tordo na Casa das Artes

João Pedro Pais actua no dia 6 de Maio

Um concerto de João Pedro Pais e outro de Fernando Tordo constituem os grandes destaques da programação para o mês de Maio da Casa das Artes de Famalicão, que contempla ainda teatro, cinema e algumas actividades para os mais pequenos. João Pedro Pais sobe ao palco do grande auditório já no dia 6 de Maio, pelas 21h30, para apresentar o espectáculo “Improviso”, no qual o cantor irá presentear o público com os seus temas de sucesso, em versões renovadas de formato acústico. A entrada custa 20 euros. Já Fernando Tordo actua no dia 21, também pelas 21h30, acompanhado ao piano por Pedro Duarte. Fernando Tordo começou a cantar aos 16 anos pelo que, com 46 anos

de carreira, é hoje um dos mais reconhecidos cantores da música ligeira portuguesa. Neste espectáculo, de cariz muito intimista, apenas com piano e voz, Fernando Tordo interpretará alguns novos temas do futuro álbum a lançar no final do ano, que se chamará “Por este andar”, e ainda alguns clássicos. O bilhete tem o preço de 10 euros. Ainda no que concerne à música, destaque para o concerto de At Freddy’s House no dia 13, no grande auditório, pelas 21h30. Fred iniciou, em 2006, o seu projecto de autor At Freddy’s House. Em 2009 é editado “Lock”, o primeiro EP, que tem a sua versão completa “Lock Full Version” desde Maio de 2010. Neste primeiro álbum, Fred (voz, guitar-

ras, piano e hammond) conta com a participação de Amir (baixo e contrabaixo), Miguel Pedro (bateria), João Covita (acordeão). Outro espectáculo a reter é uma gala lírica que acontecerá no dia 7, pelas 21h30. O concerto será preenchido com a apresentação do Ensemble Vissi d`Arte, que cantará árias de ópera a solo em dueto e acompanhados pelo grupo coral da Didáxis, e insere-se no aniversário dos 70 anos do CF Ruivanense. O teatro também está contemplado na programação de Maio, com espectáculos para toda a família. Nos dias 18 e 19, o grande auditório recebe “A Menina do Mar”, de Sophia de Mello Breyner, pelo Teatro do Bolhão. “A Menina do Mar” é uma narrativa contemporânea, escrita em prosa poética, um texto emblemático da literatura infanto-juvenil, que alimenta no leitor/espectador a sede de sonho e do maravilhoso. Uma peça dirigida aos mais pequenos com sessões às 10 e às 15 horas, Já nos dias 27 e 28, pelas 21h30, tem lugar o espectáculo “Oresteia”, produzido pelo Curso Profissional de Artes do Espectáculo – Interpretação, do Externato Delfim Ferreira. Da programação, destaca-se ainda a iniciativa “Por detrás do Palco – 1001 Personagens!”, dirigida aos alunos do pré-escolar e o do 1º ciclo, por forma a levá-los a conhecer os bastidores e o mundo escondido dos técnicos, que fazem acontecer os efeitos mágicos de luz e de cenários, quando nos sentamos a assistir a um espectáculo. Acontece nos dias 5 e 12 e os grupos deverão ter um máximo de 25 elementos.

Famalicão assinala Dia Mundial da Dança com muita animação A Câmara Municipal de Famalicão celebra amanhã, sexta-feira, o Dia Mundial da Dança, com um conjunto variado de iniciativas. O programa que se prolonga até sábado, inclui workshops, master classes e a exibição de diferentes estilos de dança. Amanhã, pelas 8h30, o Pavilhão Municipal de Famalicão acolhe diversos workshops e master classes organizados pela Escola Secundária Camilo Castelo Branco e a companhia Dance Box. Pelas 14h30, no mesmo local será promovido um mini torneio inter-escolas de dança. No sábado, a partir das 21h30, a Praceta Cupertino de Miranda acolhe a exibição do Grupo de Dança da Gindança, do Grupo de Dança da Didáxis de Riba d’Ave, do Grupo de Dança da Casa do Povo de Ribeirão e do Grupo de Dança da Dance Box.

Vencedores de Poemas Ilustrados receberam prémios

Os vencedores do VIII Concurso de Poemas Ilustrados receberam, na passada terça-feira, os respectivos prémios, numa cerimónia que decorreu no auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco. O concurso contou com a participação dos alunos que frequentam os 4º, 5º e 6º anos da escolaridade que ilustraram poemas de António Manuel Couto Viana, escritor falecido em 2010. A iniciativa, promovida pela Câmara de Famalicão com o objectivo de promover os hábitos de leitura, teve uma adesão “surpreendentemente muito boa”,

referiu Paulo Cunha. Segundo o vice-presidente da autarquia famalicense, “sentimos que as crianças, em Famalicão, têm sido exemplares e absorvido bem a mensagem de que a leitura é decisiva não só para a aprendizagem dos conteúdos curriculares mas particularmente para a formação da sua personalidade”. Além da entrega dos prémios aos alunos vencedores, foram ainda ouvidos os mesmos poemas musicados por Ivo Machado que os interpretou. Os trabalhos, unindo as palavras e as ilustrações que sugeriram, estão expostos na Biblioteca Municipal.

Alexandre A.R. Costa expõe em Lisboa A Motor Gallery, em Lisboa, vai apresentar, durante o mês de Maio, uma exposição individual do artista famalicense Alexandre A. R. Costa. “Há alguma coisa na água – viagem para baixo e ao atelier” é o título da exposição dos trabalhos de Alexandre A. R. Costa, que tem vindo a “levantar questões nos campos cultural, político, tecnológico e científico, e aos seus modelos de funcionamento e controlo, através de uma visão não linear da realidade e da sua própria actividade artística, tomando como referência aspectos da complexidade desta e do sistema-arte (entre outros interdependentes)”. A mostra vai ser inaugurada pelas 19 horas do próximo dia 5 de Maio e vai estar patente até ao dia 28 do mesmo mês, na Motor Gallery, na Rua de São Paulo, em Lisboa.

Casa do Professor realiza actividade A Casa do Professor está a organizar mais um passeio convívio para todos os associados, familiares e amigos à histórica e bela vila de Ponte do Lima, com visita guiada aos monumentos mais significativos. Depois do almoço serão vistas as lagoas de Bertiandos. Este passeio cultural e recreativo terá lugar a 5 de Maio. As inscrições devem ser feitas na delegação de Famalicão ou através do número 252377510. pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

S e r vi ç o

R e f o rç o

Vale do Ave

Ser viço

Q u ar t a, 2 7

Valongo Ribeirão

Barbosa Oliveira Monteiro

Q u i n t a, 2 8

Gavião

Calendário

Q u ar t a, 2 7 Q u i n t a, 2 8 S e x t a, 2 9 S áb ad o , 3 0 Do m i ngo , 1 S e g u n d a, 2 Terç a , 3

Almeida e Sousa Bairro Delães Riba D’Ave Faria Almeida e Sousa Bairro

Oliveira Monteiro

S e x t a, 2 9

Cameira Ribeirão

S á ba d o , 3 0

Central

Do m i ngo , 1

Calendário

S e g u n d a, 2

Nogueira

Barbosa Joane

Terç a , 3

Valongo Ribeirão

Central Joane

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Valongo Oliveira Monteiro

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


20

pública: 28 de Abril de 2011

cultura

Especialistas nacionais na Casa das Artes nos dias 20 e 21 de Maio Um seminário sobre redes de museus, que contará com a presença dos melhores especialistas nacionais do sector, vai decorrer em Famalicão nos próximos dias 20 e 21 de Maio. Em nota à imprensa, a Câmara de Famalicão anuncia que o programa, que será divulgado oportunamente, está em fase de conclusão, sabendo-se, desde já, que o encontro, organizado pelo pelouro da Cultura, terá lugar na Casa das Artes e contará a colaboração da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Intitulado “Redes de Museus – Território. Identidade. Património”, o seminário contará com um painel diversificado de especialistas, com destaque para os

responsáveis pela Rede Portuguesa de Museus, João Carlos Brigola e Clara Camacho. Destaque ainda para a presença do programador da Capital Europeia de Cultura de 2012 em Guimarães, João Serra, para além de vários académicos, técnicos de museologia e coordenadores científicos de museus. Neste âmbito, os museus da rede museológica de Vila Nova de Famalicão, cujo funcionamento em rede está em fase de implementação, vão também ser objecto de debate, estando prevista a apresentação de um plano de acção para os próximos anos. Os coordenadores dos museus de Famalicão – Casa-Museu de Camilo, Museu do Sur-

António Freitas

Redes de Museus em debate em Famalicão

Museu Ferroviário de Lousado, uma das estruturas de Famalicão

realismo, Museu Bernardino Machado (todos pertencentes à rede portuguesa de museus), Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave, os núcleos ferroviários de Lousado e Nine, os museus de Arte Sacra da Lapa e de Antas e Museu da Cerâmica de Bairro – falarão das suas unidades e dos seus projectos para integrar esta rede. A par das experiências no terreno, os especialistas e técnicos da área, entre os quais Armando Coelho, director dos cursos de mestrado e doutoramento da Universidade do Porto, e o designer Francisco Providência, apresentarão os conhecimentos teóricos mais recentes da museografia contemporânea. pub

Cerimónia decorre sexta-feira na Biblioteca Municipal

Manuel Gusmão recebe Prémio Ensaio Eduardo Prado Coelho O poeta e ensaísta Manuel Gusmão, vencedor do Grande Prémio Ensaio Eduardo Prado Coelho, criado pela Associação Portuguesa de Escritores (APE) e pela Câmara Municipal de Famalicão, recebe o galardão na próxima sexta-feira, dia 29, pelas 16h30, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco. Manuel Gusmão foi distinguido pela obra "Tatuagem Palimpsesto da poesia em alguns poetas e poemas", editada pela Assírio & Alvim. O prémio de ensaio é atribuído este ano pela segunda vez, sendo que no ano passado premiou Vítor Aguiar e Silva. A decisão foi tomada por unanimidade do júri da APE constituído por Clara Rocha, José Cândido Martins e José Carlos Seabra Pereira. O prémio tem o montante de 7.500 euros e foi criado pela APE com o patrocínio da Câmara de Famalicão, para distinguir em cada ano um ensaio literário publicada em livro. Nascido em Évora em 1945, Manuel Gusmão é poeta, ensaísta e professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. O galardão será entregue no âmbito de um colóquio sob o tema “Os Universos de Eduardo Prado Coelho” que vai de-

Manuel Gusmão

correr, a partir das 14h30, na Biblioteca Municipal. Com a coordenação científica de Sérgio Sousa, professor da Universidade do Minho, e de Eunice Cabral, professora da Universidade de Évora, a iniciativa contará, ainda com as comunicações da investigadora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Rita de Brito Benis, com o título “Eduardo Prado Coelho e o Cinema Português”, e do investigador da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, António Pedro Pita, com o título “O que ainda não tem nome. Eduardo Prado Coelho e o Comunismo”. Refira-se que Eduardo Prado Coelho ficou para sempre ligado a Famalicão ao ter doado ao município o seu espólio bibliográfico de 12.500 títulos (um total de 10.700 livros e 1.800 revistas que estão disponíveis para consulta na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco).


OP990