Page 1

pub

pub

LOTARIAS, TOTOLOTO, EUROMILHÕES, etc. CONVITE Temos a satisfação de convidá-lo/a a habilitar-se a realizar o sonho de viajar: Londres, Paris, Roma, Veneza, Madrid e Barcelona. Para tal basta registar as suas apostas de Euromilhões, e adqirir Lotarias (Natal, Fim-de-Ano e Reis) na Tabacaria Sampaio (Av. Narciso Ferreira, 43 - V.N. Famalicão) e Tabacaria da Central de Camionagem. Habilita-se já à viagem a Paris este mês... Boa Sorte!!! Agência de Odivelas - T.: 252 316 030 NºLago Premiado com viagem a Londres Ed.0971 Jardins- do - Rua José Augusto Vieira, Bloco A, Loja 2 Os vales distribuidos são válidos para todos os sorteios acima referidos.

Por causa de umas pedras num caminho

Grávida agredida à paulada na Portela por um vizinho P. 11

ANO 18 • Nº 966 DE 10 A 16 NOVEMBRO DE 2010 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

Para evitar atrasos na obra, por causa de providência cautelar interposta por uma empresa no tribunal

CÂMARA OBRIGADA A DECLARAR INTERESSE PÚBLICO PARA PARQUE DA CIDADE A Câmara Municipal aprovou, esta semana, a declaração de Interesse Público Municipal para o Parque da Cidade. Desta forma, a autarquia pretende evitar que uma providência cautelar, interposta pela empresa famalicense Construções Ga-

opiniãoespecial

briel A.S. Couto, S.A., para suspender o concurso da obra, possa provocar atrasos na sua concretização. A proposta, porém, não foi pacífica. Os vereadores do PS votaram contra alegando desconhecer os motivos que levaram a empresa

a avançar com a providência cautelar e acusando o executivo de não os querer revelar. Já o presidente Armindo Costa concluiu que a oposição não quer que o Parque da Cidade avance. p.5

Na cerimónia de entrega de quase 500 telemóveis a idosos do concelho

21º aniversário Digital FM

Discurso de Fernando Moniz provoca polémica p. 3

Forave celebrou 20 anos com fórum p. 13

Didáxis dedica escultura aos 100 anos da República p. 1 4

opiniãosport: Equipas famalicenses 100% vitoriosas nos nacionais de futebol César Oliveira é o novo presidente da AFSA

Buscas domiciliárias em Cruz e Vale S. Cosme

GNR detém dois suspeitos e apreende droga e armas

p .1 1 pub.


02

pública: 10 de Novembro de 2010

espaço aberto

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografi fia as, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Agenda

Objectiva Pública

Quarta-feira, 10 10h30 O Bloco de Esquerda de Famalicão realiza uma acção de distribuição do jornal do Bloco de Esquerda Outubro/Novembro, com a presença do deputado Pedro Soares, na Praça D. Maria II.

Quinta-feira, 11 21h30 O Cineclube de Joane exibe o filme “Presente de Morte”, de Richard Kelly, no pequeno auditório da Casa das Artes.

Domingo, 14

É este o estado em que se encontra um abrigo de passageiros, vulgarmente conhecido como paragem de autocarros, no lugar de Barradas, na freguesia do Louro. Diz-se que uma imagem vale mais que mil palavras e, neste caso, pouco mais há a dizer, a não ser que um limpeza às ervas daninhas precisa-se… com urgência.

11h00 A Engenho – Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este reúne em assembleia-geral, no Centro Comunitário, em Arnoso Santa Maria, para discutir plano e orçamento para 2011.

Segunda-feira, 15 9h00/12h30 Colheita de sangue na Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, em Joane, promovida pela Associação de Dadores de Sangue de Famalicão.

pub.

Questão Pública O governador civil de Braga, Fernando Moniz (que é também líder do PS de Famalicão), aproveitou a cerimónia de entrega de telemóveis a idosos do concelho para, no seu discurso, dirigir uma série de reparos e críticas à Câmara Municipal. O que pensa desta atitude? Ana Maria Oliveira

Custódio Oliveira dirigente associativo Em Portugal, por norma, a crítica é considerada sempre negativa e algo de inaceitável. Pode dizerse mal, mas sussurrando. Pode promover-se a intriga, mas escondendo-se no anonimato. Pode praticar-se o crime de revelar publicamente os segredos de justiça, assassinando o direito à honra e ao bom nome de qualquer cidadã ou cidadão, fazendo de conta que isso é normal. Em liberdade e democracia, a crítica é mais que um direito. É um dever. A crítica faz rever e mudar posições. A crítica permite melhorar aquilo que não tem a perfeição máxima. A crítica está na base de qualquer debate sério e consequente. A crítica mais do que aceitar-se, deve agradecer-se. Só tem medo da crítica quem intencionalmente age mal, quando tinha o dever de actuar bem. Independentemente dos factos que desconheço, sabendo do bom senso político e cívico do Fernando Moniz, parto do princípio que a sua atitude crítica é positiva. Exprime um ângulo de visão de um responsável político famalicense e como tal deve ser tida em conta. Ao fazê-lo em público, revela coragem e frontalidade, dois valores cada vez mais ausentes do sistema político.

autarca O sr. Governador Civil de Braga não deveria ter aproveitado o palco de uma cerimónia institucional de carácter social, promovida pelo Governo Civil, para criticar e atacar as políticas do executivo da Câmara Municipal de Famalicão. Não é essa a sua função, mas compreendo que, mesmo para um próprio Governador Civil, não seja fácil entender a utilidade do cargo que ocupa, e talvez por isso o engano e confusão quanto às suas verdadeiras responsabilidades e competências políticas.

Maria Augusta Santos professora A entrega de telemóveis a idosos do concelho inserese no Programa ISIM – Iniciativa Segurança Idade Maior. É uma iniciativa criada em 2007 pelo Governo Civil de Braga que visa aproximar os cidadãos mais idosos dos bombeiros, centros de saúde, instituições de solidariedade social, protecção civil, forças de segurança e de familiares. É indiscutível a importância desta iniciativa e desta rede social, pela proximidade que gera e pelo apoio que dá aos cidadãos com menores recursos e, em termos sociais, mais desamparados. Esta é a face mais importante da sessão e da cerimónia e deveria ser a mais visível. Estranhamente, o vereador presente na cerimónia em representação do presidente da Câmara, na sua intervenção, desvalorizou a iniciativa do Governo Civil, ao classificá-la como um mero “gesto simpático” e “simbólico…”. Face a esta interpretação que se pode considerar deselegante e até abusiva do vereador, Fernando Moniz expressou uma visão completamente diferente e, como era seu dever de governante responsável, lançou o alerta e manifestou a sua indignação em relação aos excessos de um poder local autárquico que, em vez de cumprir o seu papel no apoio aos idosos e carenciados, opta por políticas esbanjadoras de dinheiros públicos, sendo expoente máximo disso a pretensão da Câmara Municipal em destruir um estádio de futebol para construir um outro, endividando o município em cerca de 60 milhões de euros. Fernando Moniz, ao questionar opções como esta da Câmara Municipal, exerceu pedagogia, pugnou por justiça social e assumiu as suas responsabilidades enquanto governante.


pública: 10 de Novembro de 2010 03

cidade

Fernando Moniz faz discurso político na cerimónia de entrega de telemóveis aos idosos

Jorge Palma em versão acústica na Casa das Artes

Governador civil pede à Câmara que desista da cidade desportiva Cristina Azevedo Um discurso crítico do governador civil de Braga para com a Câmara Municipal de Famalicão marcou a cerimónia da entrega de telemóveis aos idosos do concelho, realizada na passada quinta-feira, na Casa das Artes. Perante um auditório cheio de idosos, o governador civil, o famalicense Fernando Moniz, que foi o último a discursar, fez vários reparos à Câmara e lançou algumas indirectas ao discurso do vice-presidente da autarquia, Paulo Cunha, que tinha falado antes, pedindo mesmo que a Câmara desista no projecto da nova Cidade Desportiva. Moniz começou por elogiar o programa da entrega dos telemóveis do Governo Civil, como uma “medida simples mas que resolve problemas concretos dos idosos”. “É uma iniciativa que visa garantir às pessoas aquilo que é de mais essencial para a sua vida: a saúde, a segurança de pessoas e de bens e o apoio social garantido”, acrescentou. E considerando que “estas são as grandes prioridades”, o governador acabou por criticar as palavras do seu ante-

cessor, o vice-presidente da Câmara, que tinha exortado os idosos a serem activos e participativos na sociedade, frequentando as piscinas e os programas de ginástica da autarquia. “As piscinas e tudo o resto que vem a seguir, é também importante, mas primeiros vamos garantir aquilo que é essencial”, atirou o governador civil, que é também líder da Concelhia de Famalicão do Partido Socialista, lançando “um apelo às câmaras municipais para dedicarem um pouco mais de atenção concreta e objectiva às pessoas que mais necessitam”. Moniz afirmou que este é o apelo que tem feito a todas as câmaras do distrito, mas, depois, não deixou de interpelar directamente a de Famalicão: “Por favor, não gastem 50 milhões de euros a fazer um novo campo de futebol; gastem-no nos lares, nos apoios aos idosos, nos centros de dia, no apoio domiciliário, porque há Instituições de Solidariedade Social que estão a fazer investimentos e estão com grandes dificuldades de ordem financeira”. No final da cerimónia, em declarações aos jornalistas, o vice-presi-

Coligação PSD/CDS e PS trocam acusações O discurso de Fernando Moniz na cerimónia de entrega de telemóveis aos idosos do concelho (ver notícias nesta página) suscitou reacções da coligação PSD/CDS e do Partido Socialista de Famalicão, a primeira a criticar a postura do governador civil e a segunda a favor dela. No dia seguinte à cerimónia, a coligação PSD/CDS veio, em comunicado, acusar Fernando Moniz de usar meios do Governo Civil para intervenção partidária, afirmando que “nunca como hoje” a utilização do cargo de governador civil para fazer política partidária “foi feita de uma forma tão despudorada”. PSD e CDS acusam Moniz de ter feito “um ataque irreflectido à actuação da Câmara Municipal, como se estivesse num comício do Partido Socialista”, proferindo uma intervenção “inflamada e fracturante”. A coligação de direita defende que Fernando Moniz não pode, enquanto está a presidir a sessões de entrega de telemóveis a idosos, “uti-

lizar o palco institucional para promover as ideias do Partido Socialista de Famalicão”. Já a Concelhia de Famalicão do PS, também em comunicado, esta segunda-feira, acusou o vice-presidente da autarquia de ter reagido “com despeito e ironia” na cerimónia, acrescentando que a Paulo Cunha “não terão agradado as palmas com que os idosos brindaram a iniciativa e as palavras de carinho e agradecimento transmitidas a Fernando Moniz”. Os socialistas afirmam que Paulo Cunha “não conseguiu conter a irritação mal disfarçada, menorizando a iniciativa do Governo Civil e entrando por caminhos de mera propaganda política, ao elogiar as hipotéticas medidas de apoio aos idosos promovidas pela Câmara Municipal”. Por isso, consideram que o governador civil “reagiu da melhor forma a esta provocação, salientando que o importante e o prioritário é garantir a segurança e a saúde dos mais idosos”.

O músico Jorge Palma apresenta-se sábado, dia 13 de Novembro, no grande auditório da Casa das Artes de Famalicão, em formato acústico, com Gabriel Gomes no acordeão e Vicente Palma na guitarra e piano. O espectáculo tem início marcado para as 21h30 e o bilhete custa 15 euros.

dente da Câmara considerou infelizes as palavras do governador civil, mas disse não ter ficado incomodado. “Penso que esta intervenção tão só se justifica num clima de alguma crispação no contexto políticopartidário nacional, motivada por um Orçamento de Estado de austeridade que os portugueses não merecem. Não me parece que o senhor governador tenha tido alguma intenção ofensiva para com a Câmara Municipal”, referiu o autarca, acrescentando que “os famalicenses sabem quais são as reais preocupações da Câmara Municipal e as suas prioridades”. Quanto ao apelo relacionado com a cidade desportiva, Paulo Cunha reconheceu que ficou surpreendido, tanto mais que “é um apelo repetido pelo dr. Fernando Moniz enquanto dirigente do PS de Famalicão”. “Como governador civil não lhe conhecia esta expressão, até porque, por várias vezes, enquanto governador, tem elogiado a actuação da Câmara na área social”, concluiu. Te le mó veis para 4 85 id os os Polémicas à parte, o governo civil entregou 485 telemóveis a idosos de Famalicão, no âmbito da segunda fase do programa Iniciativa Segurança Idade Maior (ISIM). Este programa tem como objectivo diminuir o isolamento dos idosos, garantir a sua segurança e tornar mais fácil o contacto com os familiares, amigos e os serviços a que habitualmente recorrem. Assim, o ISIM consiste em oferecer a todos os beneficiários do Complemento Solidário para Idosos um telemóvel com 1000 minutos gratuitos ms para falar com um número à escolha (familiar, vizinho, amigo), para as forças de segurança e serviços de saúde e acção social. O OP falou com alguns idosos que se deslocaram à Casa das Artes para receberem os telemóveis. Uns sabiam ao que vinham, outros nem por isso. Florinda Silva, de 65 anos, veio de Ribeirão e não tem dúvidas de que o novo aparelho a ajudará “a telefonar para a família ou para chamar a ambulância”. Ainda vai ter que aprender a “mexer com o telemóvel” mas está convicta de que o mesmo lhe trará mais segurança. Já Carlos Silva, 67 anos, de Arnoso Santa Eulália não parece tão convencido. Sabe “trabalhar mal” com o telemóvel e por isso mantémse expectante: “Vamos ver no que isto vai dar”.

CESPU comemora 28º aniversário A CESPU – Cooperativa de Ensino Superior, Politécnico e Universitário, detentora da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave (ESSVA) que está localizada em Famalicão, vai comemorar o 28º aniversário na próxima segunda-feira, dia 15 de Novembro. A cerimónia vai ter lugar a partir das 15 horas, no auditório da ESSVA, situado na Rua José António Vidal.

Seminário de arqueologia em Famalicão Um seminário e exposição de arqueologia vão realizar-se nos dias 11, 12 e 13 de Novembro, na Fundação Cupertino de Miranda, com entrada livre. “Monumentos balneares do Noroeste Peninsular da Proto-História à Idade Média – Representação e Musealização” é o tema do evento. O seminário abre no dia 11, pelas 10 horas, sendo que a sessão de abertura contará com a participação do presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa; do vice-presidente do IGESPAR, João Pedro Ribeiro; e do coordenador científico do Gabinete de Arqueologia de Famalicão, Armando Ferreira da Silva. Destaque ainda para a inauguração da exposição subordinada ao mesmo tempo, agendada par as 12h30 do mesmo dia. O evento termina no sábado, com uma visita de estudo às Termas e Banhos Pré-romanos, em Braga, e à área arqueológica do Freixo, em Marco de Canaveses.

Igreja vive Semana de Oração pelos Seminários A Igreja vive e celebra esta semana, desde o passado domingo, dia 7, e até ao próximo domingo, dia 14 de Novembro, a Semana de Oração pelos Seminários, este ano subordinada ao lema “Seminário, Comunidade dos Discípulos de Cristo e Irmãos no Presbitério”. Assim, ao longo destes dias, todos os cristãos são particularmente convidados a intensificar a sua oração pelos Seminários. Em Famalicão, os cristãos do arciprestado são convidados a rezar especialmente pelos seminários da Arquidiocese de Braga, isto é, pelos seus seminaristas, mas também pelos seus formadores e por todos os que ali trabalham e colaboram. D. Jorge Ortiga, arcebispo de Braga, refere na sua mensagem para esta semana, que “os Seminários são a comunidade dos discípulos de Jesus, alegres e confi¬antes, capazes de gerar uma renovada comunhão presbiteral ao serviço de todo o Homem”.

veja a reportagem www.famatv.pt

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

EDITOR DE TURNO:

GRAFISMO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

EDITOR DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

REDACÇÃO:

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

TÉCNICOS DE VENDAS:

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

CHEFE DE REDACÇÃO:

DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022),

GERÊNCIA: João Fernandes

PROPRIEDADE E EDITOR:

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

20.000 exemplares, nº 966

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673

Serviços Administrativos:

DEPÓSITO LEGAL: 48925/91

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO: Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia


pública: 10 de Novembro de 2010

4

“Empreende JÁ” em conferência na Lusíada Em 2008, o IPJ em parceria com o IAPMEI desenvolveu o Finicia Jovem, programa de apoio a iniciativas de jovens empreendedores, pretendendo com este road-show continuar a projectar a marca do IPJ/Finicia Jovem junto dos jovens empreendedores. Esta iniciativa contou ainda com o apoio e colaboração da recém-formada Associação de Empreendedores de Famalicão e da Universidade Lusíada.

Adrave dinamiza projecto com parceiros europeus

Competências criativas na educação de adultos

Magda Ferreira

“Empreende JÁ” foi o tema de uma conferência que teve lugar, sexta-feira, na Universidade Lusíada de Famalicão. Tratou-se de uma acção integrada no roadshow Finicia Jovem, dirigido aos jovens estudantes do ensino universitário, que está a passar por várias universidades e politécnicos do país, e que se encontra inserido no mês do “Empreendedorismo” do Ano Internacional da Juventude.

cidade

A animação marcou a reunião de trabalho realizada em Famalicão

Universidade Lusíadarecebeu conferência sobre empreendedorismo

Novos camiões para recolha de resíduos A RESINORTE, S.A. irá receber, até ao final deste mês, dez novos camiões para a recolha selectiva de resíduos a realizar nos municípios do Vale do Ave, nomeadamente Famalicão, Fafe, Guimarães, Vizela, Santo Tirso e Trofa. Das dez viaturas – cujo investimento teve um financiamento a 81% pelo Fundo Coesão – quatro foram já entregues. Por ano, estas novas viaturas irão recolher 22 mil toneladas de resíduos provenientes dos ecopontos. A RESINORTE é a entidade res-

ponsável pela exploração e gestão do Sistema Multimunicipal de Triagem, Recolha, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos do Norte Central, e encontra-se estruturada em quatro pólos: Alto Tâmega, Baixo Tâmega (Sede), Vale do Ave e Vale do Douro. Iniciou a sua actividade no dia 20 de Outubro de 2009 e serve uma população de cerca de um milhão de habitantes. Trata mais de 350 mil toneladas de resíduos por ano, cobrindo uma área superior a 8.000 km2.

Colocar a criatividade ao serviço da formação e educação de adultos, é o que pretende um projecto de cooperação transnacional no âmbito da aprendizagem ao longo da vida que está a ser desenvolvido pela Adrave. Designado de “Art for Life”, o projecto tem o apoio do programa europeu Leonardo Da Vinci, e além de Portugal, envolve parceiros europeus de vários países, designadamente Espanha, Itália, Reino Unido, Áustria, Suécia, Roménia e Polónia, que possuem actividade e know-how no domínio da educação de adultos. A ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave é a entidade que, em Portugal, está a levar a cabo este projecto, estando a implementar as metodologias no Curso de Educação e Formação de Adultos, de nível secundário, de “Técnico de Informação e Animação Turística”,

que é frequentado por 15 pessoas. No âmbito do “Art for Life”, decorreu em Famalicão, na sexta-feira e sábado passados, a quarta reunião de trabalho transnacional, que incluiu uma sessão de apresentação, na Casa das Artes, no primeiro dia, do trabalho já realizado até aqui pelos formandos de todos os países. “O Turismo em Portugal” foi o tema da acção e o resultado final foi a apresentação das várias regiões do país, destacando os pontos fortes de cada uma. “Neste projecto promovemos a aquisição de competências criativas, tais como capacidades manuais e expressivas, por parte dos adultos envolvidos em processos de aprendizagem como forma de melhorar os processos de educação e formação”, começou por explicar Armindo Costa, presidente da Câmara de Famalicão e também da Adrave, que marcou presença na cerimónia.

Armindo Costa sublinhou ainda que a adesão a este projecto “é mais um sinal da importância que tem para nós o ensino ao longo da vida”, recordando que “já acabou o tempo em que o emprego era para toda a vida”. “Hoje, os jovens podem entrar e sair do mercado de trabalho, e saltar para profissões e actividades muito distintas, ao longo da sua vida activa. É um contexto novo, difícil e exigente, que apela à formação constante”, evidenciou. Neste sentido, o presidente da Adrave elogiou os formandos que participam neste projecto, referindo ainda que aquele foi o dia de mostrarem uma parte do que já aprenderam. “O que esperamos é que os ensinamentos aqui recebidos sejam importantes no desempenho da sua vida pessoal e profissional”, finalizou. M.F. veja a reportagem www.famatv.pt

pub.

Project Sport em Famalicão: para desportistas exigentes

A empresa Misto de Aventura lança um novo conceito em Famalicão: a Project Sport. Tudo para os desportistas mais exigentes. É um espaço dedicado ao aconselhamento ao nível do treino e da suplementação para a melhor performance nas modalidades do ciclismo/BTT, atletismo, desportos náuticos, fitness e musculação. A Project Sport comercializa ainda as marcas GoldNutrition, SIDI, Oakley, Polar, Sigma, Zéfal, entre outras. Visite no Edifício Milénio, Parque da Juventude, loja 14, em Famalicão.

Adrave sensibiliza para igualdade de género Conceber e implementar planos de igualdade em empresas, instituições de solidariedade social e câmaras municipais é o principal objectivo do “Projecto Gerir para a Igualdade” que está a ser dinamizado pela Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave (Adrave) e cujo seminário da imersão decorreu no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel. A sessão, para além das empresas e organizações presentes, contou com a intervenção de Teresa Rosmaninho, consultora da CIG-Comissão da Igualdade de Género, e do testemunho da Empresa A. Fiuza & Irmão, Lda (Barcelos) onde a implementação de políticas de igualdade de género na empresa “significou melhorias significativas no desempenho dos trabalhadores e uma diminuição do absentismo involuntário, com efeitos imediatos nos rácios de produtividade”. A igualdade de gênero é re-

conhecida universalmente como um valor fundamental e uma questão de justiça social e eficiência económica, mas persistem ainda hoje desafios que merecem a atenção de toda a sociedade: a maior presença de mulheres entre os pobres, as disparidades salariais, a maior presença de mulheres em postos mal remunerados e sua in-

suficiente representação em cargos de direcção e na esfera política. No projecto agora iniciado participam as câmaras municipais de Famalicão, Trofa e Cebeceiras de Basto, as emrpesas Lameirinho SA. e JAM, bem como a Associação de Moradores das Lameiras e o Centro Social e Paroquial de Joane.


cidade

pública: 10 de Novembro de 2010 5 pub.

Câmara pretende travar providência cautelar apresentada pela empresa Gabriel Couto, S.A.

Aprovada declaração de interesse público para o Parque da Cidade Carla Alexandra Soares A Câmara vai avançar com declaração de Interesse Público Municipal para o Parque da Cidade. Isto porque a empresa famalicense Construções Gabriel A.S. Couto, S.A., avançou com uma providência cautelar no Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga para suspender o concurso para a construção daquela infra-estrutura. Na passada segunda-feira, numa reunião extraordinária, foi discutida e votada essa proposta, que passou com os votos favoráveis da maioria, sendo que os vereadores socialistas votaram contra. Mas a discussão em volta deste assunto já tinha começado na quartafeira da semana passada, em reunião ordinária. A Câmara solicitou, para ser discutida antes do período da ordem do dia, a admissibilidade da proposta referente à “resolução fundamentada de grave prejuízo para o interesse público com a suspensão de eficácia do procedimento concursal de empreitada denominado “Parque da Cidade – Construção do Parque da Devesa”. O assunto acabou por gerar discussão entre a maioria e os vereadores socialistas. Estes quiseram sublinhar que estão a favor da construção do Parque da Cidade mas disseram, pela voz de Reis Campos, que não conheciam as razões que levaram a empresa a avançar com a providência cautelar. Assim sendo, e tendo em conta “a especial complexidade da matéria em análise”, solicitaram ao edil o seu agendamento para uma próxima reunião. Se tal não acontecesse, votariam contra a sua admissão para votação e discussão. A posição socialista irritou o presidente da Câmara, que lembrou que em causa está um prazo apertado para se avançar com a obra e o valor

de 10 milhões de euros suportados pela Comunidade Europeia. No meio da troca de argumentos, Armindo Costa anunciou que iria retirar os dois pontos e marcou a discussão e votação para a passada segunda-feira. No final da reunião de quarta-feira, aos jornalistas, o edil disse claramente que acreditava que existia um acordo entre a empresa e os vereadores socialistas. “O PS é contra que a coligação faça o parque, eles gostavam de ser eles a fazê-lo e como nós temos os terrenos negociados, todo o projecto desenvolvido e agora é só começar com a obra há todo um interesse em pôr areia no trilho e colaborar com pessoas. Agora falta-me saber se é a empresa que está a colaborar com o PS, ou o PS a colaborar com a empresa”, atirou Armindo Costa, reiterando não aceitar a explicação do PS de não conhecer a posição da empresa em causa. “Eu obtive da parte de manhã a defesa, entreguei antes do almoço a proposta, o que não fiz com outras propostas anteriormente. O meu esforço em que a proposta se discutisse foi por água abaixo. O parecer tem quatro páginas e é um texto que se lê em 10 minutos”, frisou. Sobre a empresa que avançou com a providência cautelar, a Gabriel Couto, S.A., Armindo Costa lembrou que é a mesma que avançou com um processo contra a Câmara tendo em conta o concurso para a Parceria Pública Privada. Por outro lado, referiu que esta empresa venceu, recentemente, o concurso para a reconstrução da escola Sede nº2 e que isso prova que a Câmara não tem intenções de a prejudicar. Sobre o processo do Parque da Cidade, o edil não entende o que a empresa tem a ganhar com esta questão. “Na providência cautelar in-

vocam que a Câmara impôs critérios demasiado exigentes. Mas quando fazemos uma pré-selecção de empresas para estarem em condições de concorrerem à fase seguinte, temos que ter a certeza que a empresa tem capacidade financeira”, explica o presidente da Câmara. Na altura, depois destas acusações, o vereador socialista, Reis Campos, refutou todas as acusações do presidente da Câmara e disse não perceber o porquê de tanta polémica à volta do assunto. Já depois da votação de segunda-feira, em comunicado enviado à imprensa, os socialistas explicaram que “se torna facilmente compreensível que não podiam com o seu voto validar uma proposta da coligação sem conhecerem os argumentos da parte contestante, neste caso, a empresa Gabriel Couto”. Os vereadores socialistas contestam, por isso, a ausência, na proposta, do conteúdo da providência cautelar ou os argumentos da parte contestante. “Certo é que o conteúdo não foi entregue, o que denuncia, em termos populares, que aqui possa haver gato escondido com rabo de fora”, acusam. No mesmo comunicado, o PS reitera que apoia incondicionalmente a construção do Parque da Cidade, exigindo absoluta transparência e absoluto rigor na condução deste processo. “Que façam aquilo que tem que ser feito, mas não peçam aos vereadores do PS que votem ‘no escuro’ e em circunstâncias que em nada dignificam o poder local democrático”, sublinham. Numa reacção posterior a este comunicado, o presidente da Câmara, referiu que a maior prova que o PS está contra o avanço Parque da Cidade é que votou contra quando podia se ter abstido.

Agrupamento Júlio Brandão assinalou Mês das Bibliotecas Escolares A equipa das bibliotecas escolares do Agrupamento de Escolas Júlio Brandão desenvolveu, no passado mês de Outubro, diversas actividades para assinalar o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares. Entre essas actividades, destacou-se, no passado dia 29, uma sessão com as autoras e ilustradoras de obras infantis, Elza Mesquita e Ana Pereira, que vieram apresentar o seus dois recentes títulos: “O Gato Que Amava a Mancha Laranja” e “A História da Baleia”, sendo esta uma adaptação do conto de António Sérgio, e ilustrado por Ana Pereira. A apresentação decorreu no auditório da Escola Secundário Camilo Castelo Branco a 250 alunos da Escola do 1º ciclo Luís de Camões. As sessões, uma de manhã e outra de tarde, iniciaram-se com a actuação de um quarteto de cordas da EB 2,3, acompanhado ao piano pelo professor Rui Mesquita, a que se seguiu uma intervenção da directora do Agrupamento, que sublinhou a importância da leitura em todas as idades, não poupando elogios àquela obra da literatura infantil. A interpretação de vários poemas de Sophia de Mello Breyner, alusivos ao mar, cantados por Ivo Ma-

chado, criaram ambiente para a leitura de “A História da Baleia”, protagonizada por duas alunas do 5.º ano. Dos mais pequenos, surgiram muitas perguntas, a que as autoras responderam com grande ternura.


pública: 10 de Novembro de 2010

cidade

Alunos do colégio Torre dos Pequeninos visitam Escola Agrícola

No passado dia 26 de Outubro, os finalistas do jardim-de-infância do colégio A Torre dos Pequeninos visitaram a Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento, em Santo Tirso, com o objectivo de participarem na “Oficina Queijo Fresco”. Os alunos tiveram oportunidade de assistir e colaborar activamente em todo o processo de transformação do leite, em queijo; desde o processo de pasteurização, onde se destroem os microrganismos patogénicos, até à fase de coagulação do leite e empacotamento do produto final. A visita terminou com a ida ao cativeiro de animais exóticos e outras espécies (bicho-pau, eguana, cobras, tubarões, xixilas, perdizes, dragão) e a observação da ordenha das vacas e vitelos.

Esta iniciativa, enquadrada no projecto curricular da sala dos 5 anos, teve como principais objectivos contactar e experienciar todo o processo de fabrico do queijo, fomentando um melhor conhecimento e consolidação das aprendizagens abordadas em contexto de sala. “Sempre que oportuno e relevante privilegiamos o contacto com a realidade concreta através de múltiplas experiências. Esta iniciativa assume particular importância na medida em que se trata de dar a conhecer e valorizar uma instituição da nossa terra que, através desta oficina, proporcionou momentos de grande aprendizagem aos nossos alunos”, conclui Helena Costa, educadora responsável pelo grupo.

D. Sancho I na Letónia

A Escola Secundária D. Sancho I participou, de 28 a 31 de Outubro, no terceiro encontro do projecto cultural “Migration In Autobiography”, que decorreu em Malpils, na Letónia, e que contou com a presença das delegações das outras cinco instituições participantes. Neste encontro, para além da apresentação de autobiografias dos e/imigrantes que integram o projecto, os restantes coordenadores tomaram decisões sob a orientação do coordenador-geral da escola alemã Gmünder Volkshochschule, Reinhard No-

wak, relativamente à elaboração de uma brochura, contendo um texto por cada um dos escritores na sua própria língua de origem, com respectiva tradução na língua do projecto (Inglês) e ainda ao programa do último encontro, que decorrerá em Portugal no próximo ano. Dos trabalhos constou também um workshop para os escritores dirigido pela técnica alemã em escrita criativa Eva Zeller, que reuniu também com os tutores dos grupos de escrita, para avaliação do trabalho realizado até ao momento. pub.

Colóquio do PS sobre a Escola Pública

Mega-agrupamentos serão realidade no próximo ano lectivo O Director Regional de Educação do Norte, António Leite, esteve presente na semana passada, no auditório dos Bombeiros Voluntários de Famalicão, para participar num colóquio dinamizado pela Secção do Partido Socialista de Famalicão, subordinado ao tema “O Presente e o Futuro da Escola Pública em Portugal”. Segundo adianta o PS em nota à imprensa, o Director Regional de Educação do Norte não defraudou as expectativas dos directores de escolas, presidentes de instituições e do muito público que quis estar presente, salientando o momento “mais do que oportuno” para a concretização deste debate e desta reflexão em torno do sistema de ensino e das escolas de Famalicão e de Portugal. O responsável deixou, po-

rém, uma certeza: os grandes agrupamentos de escolas ou os “mega-agrupamentos”, como são vulgarmente conhecidos, vão ser uma realidade em Famalicão no próximo ano lectivo. António Leite não especificou quais os agrupamentos que vão ser constituídos, mas defendeu a sua necessidade, argumentando que “são perfeitamente governáveis e exequíveis”. Para alicerçar a sua posição, baseouse no “sucesso” dos “megaagrupamentos” que já estão em funcionamento, “com resultados globalmente muito positivos”. Com o sistema de ensino em mudança estrutural, com a rede escolar a sofrer profundas alterações, com centenas de escolas com menos de 21 alunos a encerrar, o Director Regional de Educação do Norte manifestouse “absolutamente favorável” à

instalação de centros escolares, “na medida em que quebram o isolamento das crianças, promovem a sua socialização e são factores de sucesso, ao contribuírem para a igualdade de condições e oportunidades para todos os alunos”. A mudança de paradigma no governo das escolas, com as autarquias a terem um papel mais relevante e os directores de estabelecimento ou de agrupamento a terem uma acção mais decisiva, foi outro dos assuntos que mereceu amplo debate. Fernando Moniz, presidente da Comissão Política do PS, interveio também, salientando que este novo paradigma “não pode ser pretexto para o desvirtuamento de normativos nacionais e para que cada um faça aquilo que lhe apetece em termos de gestão e de condução pedagógica”.

Dia Mundial da Diabetes assinala-se em Famalicão O Dia Mundial da Diabetes assinala-se no próximo dia 14 de Novembro e a data também vai ser comemorada em Famalicão. Assim, ao longo do dia, no auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, vão realizar-se várias actividades, como um rastreio, algumas actividades lúdicas e um lanche educativo, abertas a toda a população. Mas o dia vai começar com uma “Marcha Pela Diabetes”, que sairá pelas 9 horas junto ao Hospital de Famalicão, em direcção à biblioteca municipal. Toda a população está convidada para esta acção. Em Famalicão, as comemorações do Dia Mundial da Diabetes – que este ano têm como slogan “Vamos Assumir o controlo da Diabetes. Agora!” – são organizadas por toda a equipa das Consultas de Diabetologia do Centro Hospitalar do Médio Ave (que junta os hospitais de Famalicão e Santo Tirso), pela Associação de Diabéticos de Famalicão, e pelo Centro de Saúde

de Famalicão, com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão. A organização destas actividades recorda que o aumento da esperança de vida, acompanhando o progresso da medicina, deu origem a uma maior prevalência das doenças crónicas, entre as quais está a dia-

betes, uma doença sem cura, potencialmente debilitante e muitas vezes fatal. À semelhança do que acontece a nível mundial, havendo uma campanha de celebração do “Dia Azul”, o edifício da Câmara Municipal, do Hospital e da Biblioteca estarão iluminados de azul para assinalar o dia.

António Freitas

6

Comemorações vão decorrer na Biblioteca Municipal pub.

pub.


cidade

pública: 10 de Novembro de 2010 7 pub

Deputado do CDS/PP entregou requerimento na Assembleia da República

Durval Tiago Ferreira leva dívidas a Famalicão ao Parlamento Magda Ferreira O deputado famalicense na Assembleia da República (AR), Durval Tiago Ferreira, questionou o Governo sobre as dívidas à Câmara de Famalicão. Em requerimento apresentado na quarta-feira da semana passada, o parlamentar eleito pelo CDS/PP questionou o Governo sobre o protocolo de desclassificação de estradas nacionais para a jurisdição do município famalicense, que foi celebrado em 2003 entre a Câmara de Famalicão e a Estradas de Portugal. Tal protocolo previa a integração de quatro lanços de estradas nacionais na rede municipal e, em contrapartida, o Governo comprometeu-se a pagar uma verba anual de cinco mil euros por cada quilómetro de estrada desclassificada. Acontece que, até à data, o concelho de Famalicão ainda não recebeu nenhuma dessa verba, conforme deu conta o presidente da autarquia famalicense, Armindo Costa, ao deputado Durval

Tiago Ferreira, durante uma reunião entre ambos, realizada no passado dia 25 de Outubro. Na ocasião, o edil comunicou ao parlamentar que o Estado tem para com o município famalicense uma dívida superior a cinco milhões de euros, estando a autarquia a ponderar avançar para a via judicial. Em causa, além da falta de cumprimento do contrato de transferência de estradas nacionais para a alçada municipal, está também uma verba prometida para a instalação da Polícia Municipal e as comparticipações do Estado no âmbito da construção dos centros escolares. Ao tomar conhecimento desta dívida, Durval Tiago Ferreira comprometeu-se a levar o assunto à Assembleia da República, pelo que a semana passada dirigiu um requerimento ao presidente da AR, onde solicita ao Ministério das Obras Públicas, Transportes e Comunicações (MOPTC) esclarecimentos a um conjunto de questões, nomeadamente, se existe algum fundamento com base le-

gal que justifique o alegado incumprimento do Governo quanto ao pagamento das verbas definidas no citado protocolo, e se foi celebrado algum contrato similar com outro qualquer município. Pretende ainda saber se o MOPTC não receia que o eventual incumprimento possa dar direito ao município de Famalicão de reclamar não só o pagamento das quantias em falta, acrescidas de juros de mora, como à restituição, ao Governo, da jurisdição das estradas objecto do acordo. “Este Governo, em particular, tem sido muito pouco cumpridor com as autarquias em geral. E no que concerne a Famalicão há, de facto, alguns atrasos que começam a pôr em causa a própria prossecução de algumas obras importantes para o concelho. Entendemos que o Governo tem que ser uma pessoa de bem, um exemplo de cumprimento e de rigor, e neste caso não tem sido”, referiu o deputado, em declarações ao OPINIÃO PÚBLICA.

Academia madeirense vence em Famalicão

Decorreu, dias 5 e 6 deste mês, o VI Festival de Tunas Camilo Castelo Branco, organizado pela Tuna Académica da Universidade Lusíada de Famalicão (TAUL-F). O evento, que se realiza desde 2004, tem como objectivo enriquecer o panorama cultural famalicense e todos os anos actuam algumas das melhores tunas nacionais. Na Casa das Artes, onde se realizou o espectáculo de sábado, estiveram presentes, a concurso, a Tuna Académica de Biomédicas (TAB), a Tuna Académica da Faculdade de Economia do Porto (TAFEP), a Tuna Académica do Instituto Superior de En-

genharia do Porto (ISEP) e a Tuna Universitária da Madeira (TUMa). Extra concurso foram convidados a Incognituna, Tuna da Escola Superior de Saúde do Vale do Ave; o Grupo de Fados da TAUL-F e o Grupo de Sopros de Amorim. O prémio para melhor tuna foi entregue à TUMa, que arrecadou ainda os prémios de melhor pandeireta, melhor instrumental, melhor “pasacalles” e o prémio “tuna mais tuna”, que premeia o grupo mais animado durante o festival. Foram também premiadas a TAFEP com o segundo lugar e melhor estandarte e o ISEP com o melhor solista e melhor serenata.

Este festival marcou ainda o início das comemorações do 20º aniversário da TAUL-F. Na ocasião, Rosa Moreira, reitora da instituição de ensino famalicense, entregou uma prenda ao responsável da tuna pelo aniversário. “Por onde passem, em Portugal e nos outros países, levem o brilho desta vossa casa e façam-na crescer mais ainda”, afirmou a reitora. O VI Festival de Tunas Camilo Castelo Branco, que se realizou durante dois dias, foi mais um sucesso, com a Casa das Artes a ser pequena para todo o público que aderiu a este evento. P.M.


8

pública: 10 de Novembro de 2010

Mulher atropelada mortalmente na cidade Uma mulher de 67 anos foi atropelada mortalmente quando atravessava numa passadeira, no centro da cidade. O sinistro aconteceu por volta das 11 horas, na Rua Adolfo Casais Monteiro, em frente à Escola Secundária D. Sancho I. A vítima foi colhida por um veículo ligeiro quando atravessava a rua numa passadeira. Não resistiu aos ferimentos graves que sofreu, tendo falecido no Hospital de Famalicão, para onde foi transportada. Adulcina Lopes foi colhida por uma viatura que circulava no sentido Norte/Sul, tendo sido projectada cerca de oito metros. Sofreu vários ferimentos na cabeça, aos quais não conseguiu resistir, apesar dos esforços dos homens de ambas as corporações de bombeiros da cidade e da equipa da VMER de Famalicão, que estiveram no local. O condutor do veículo era um jovem, que foi identificado no local pela PSP. O automobilista terá ficado em estado de choque com o acidente, tendo mesmo recebido assistência médica.

Gravidez e saúde infantil em debate na Casa das Artes A Associação Pediátrica do Minho vai promover, na próxima sexta-feira, dia 12 de Novembro, as IV Jornadas de Saúde Materna e Pediátrica do Médio Ave. A iniciativa vai decorrer na Casa das Artes de Famalicão, a partir das 9 horas. Organizadas pela Associação Pediátrica do Minho, as IV Jornadas de Saúde Materna e Pediátrica contam com o patrocínio científico dos Colégios das Especialidades de Pediatria, Ginecologia e Obstetrícia e Medicina Geral e Familiar. Ao longo do dia, vários especialistas irão debater diversos temas da área da Medicina, da Psicologia e da Enfermagem, destacandose: a gravidez na adolescência, a importância da ecografia na gravidez, a referenciação das grávidas ao hospital, o papel do médico de família e do enfermeiro no seguimento da mulher numa Unidade de Saúde Familiar, o atraso mental, o atraso da linguagem, o autismo, ou a hiperactividade e défice de atenção. Entre as múltiplas palestras e mesas de discussão, destaca-se, pelas 17h30, a conferência “Autismo – uma perturbação cerebral multigénica complexa”, proferida por Guiomar Oliveira, da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Este ano o programa das jornadas contempla também uma vertente cultural, que decorrerá durante o jantar de encerramento, no Hotel Moutados, com a participação do artista famalicense Ivo Machado, que levará a cabo o espectáculo “Música e Poesia”.

cidade

Criada para responder aos impactos da abertura do mercado da União Europeia ao Paquistão

Nuno Sá é relator em Comissão Têxtil do Ave Nasceu no Vale do Ave uma Comissão Eventual dos Têxteis/Abertura Mercado da União Europeia, criada no âmbito da Assembleia da Comunidade Inter Municipal do Ave (CIM do Ave). O deputado socialista Nuno Sá é o relator. Esta Comissão surge no contexto da abertura do mercado comunitário ao Paquistão com a decisão do Conselho Europeu, de 16 de Setembro do corrente, que, na sequência das cheias que se abateram sobre aquele país, decidiu isentar de direitos aduaneiros, até 2011, determinadas categorias e produtos têxteis do Paquistão. A CIM do Ave sublinha que esta é uma decisão que “tem particular significado para a economia e desenvolvimento dos municípios” que a integram, entre os quais Famalicão,

“sendo muitas as preocupações com o impacto negativo que esta medida pode ter no sector têxtil, que assume particular relevância no Vale do Ave, e que deve merecer as competentes medidas de compensação e de orientação estratégica”. Cada grupo parlamentar da Assembleia Inter Municipal da CIM do Ave indicou um seu representante para esta Comissão Eventual, tendo o deputado Nuno Sá, membro desta Assembleia eleito pela Assembleia Municipal de Famalicão, sido o elemento indicado pelo Grupo Parlamentar do Partido Socialista. A primeira reunião desta Comissão Eventual dos Têxteis realizou-se na sede da AMAVE, no passado sábado, onde o famalicense Nuno Sá foi nomeado, por unanimidade, como

relator do relatório que a esta estrutura irá produzir. No mesmo encontro de trabalho ficou decidido, por sugestão de Nuno Sá, que serão ouvidos os presidentes de Câmara da CIM do Ave, eurodeputados, associações patronais e associações de trabalhadores do sector têxtil. Nuno Sá manifestou ainda a necessidade da utilidade prática do trabalho pioneiro que se pode desenvolver, revelando que a estrutura de relatório deverá privilegiar o conhecimento e quantificação dos efeitos negativos que a abertura do mercado europeu aos têxteis do Paquistão pode ter para a zona da CIM do Ave e, em contraponto, quais as medidas e iniciativas a ter em consideração para atenuar ou eliminar estes impactos negativos.

Termalistas das Caldas visitaram Mosteiro de Singeverga

Candidatura a bolsas de estudo termina dia 15 Assumindo a sua obrigação de estimular e motivar os jovens para estudarem, contribuir para a construção individual dos seus percursos formativos, ajudar à sua formação qualificada e financeiramente apoiar todos aqueles que, não obstante as suas capacidades, são economicamente desfavorecidos, a Câmara Municipal de Famalicão continua a atribuir bolsas de estudo aos jovens famalicenses. As Bolsas de Estudo para o Ensino Superior e Politécnico a estudantes carenciados estão em vigor desde o ano lectivo 1989/1990, sendo que o Regulamento Municipal foi alvo de alterações recentemente. O prazo para a entrega de candidaturas a bolsas de estudo para este ano lectivo 2010/11 termina na próxima segunda-feira, dia 15 de Novembro.

No passado dia 27 de Outubro, cerca de 50 termalistas das Caldas da Saúde participaram num pequeno passeio outonal ao Mosteiro de Singeverga e à milenar Igreja de S. Pedro de Roriz. A visita incluiu um lanche servido por alunos do Curso Profissional de Técnico de Restauração (Restaurante e Bar) do Instituto Nun’Alvres e na ocasião o grupo teve oportunidade de provar o muito afamado Licor

artesanalmente produzido pelos Monges de Beneditinos e as não menos saborosas bolachas do vizinho Mosteiro de Santa Escolástica. Esta iniciativa com termalistas vindos de várias proveniências, segue-se à que foi realizada no mês de Setembro à Casa de Camilo e que teve idêntico sucesso estando já previstas outras visitas nos concelhos de Santo Tirso e Famalicão.

Clube Aventura de Famalicão homenageia Nuno Carvalho Colheita de Sangue e Inscrições para Medula Óssea: 10 de Novembro - EB 2,3 de Gondifelos 15 de Novembro - Escola Padre Benjamim Salgado - Joane

O Clube Aventura de Famalicão (CAF) vai promover uma homenagem ao sócio número 20 da associação, o advogado Nuno Carvalho, falecido o ano passado. A cerimónia, que consiste numa romagem ao cemitério de Antas, vai ter lugar na sexta-feira, dia 12 de Novembro, pelas 14 horas. A homenagem integra as comemorações do 16º aniversário do CAF.


publicidade

pĂşblica: 10 de Novembro de 2010 9


pública: 10 de Novembro de 2010

10

freguesias

Deputado do PCP reuniu com Comissão de Utentes de S. Cosme

Agostinho Lopes promete apoiar manutenção da Extensão de Saúde O deputado do PCP na Assembleia da República (AR), Agostinho Lopes, esteve, no passado domingo, em Vale S. Cosme onde reuniu com elementos da Comissão de Utentes da Extensão de Saúde daquela freguesia. No encontro, que decorreu na sede da Junta de Freguesia, foram analisadas as razões que a Comissão de Utentes apresentou para manter a extensão de saúde em Vale S. Cosme e para, caso venha a ser construída uma nova, que a mesma venha a ser implementada na confluência das freguesias vizinhas. Razões que foram, de resto, bem acolhidas pelo deputado comunista. “Verifiquei que a Comissão de Utentes tem tido um trabalho junto das populações e das Juntas de Fregue-

sia, no sentido de encontrarem uma localização adequada que sirva ou que melhore o acesso dos utentes deste conjunto de freguesias em torno de S. Cosme aos serviços de saúde”, disse Agostinho Lopes aos jornalistas, no final do encontro. O deputado na AR prometeu estudar as propostas da Comissão de Utentes e ajudar no que puder, até porque há um aspecto neste processo que, em seu entender, é “muito importante”, ou seja, a participação das populações. “Há um documento subscrito já por milhares de cidadãos, as autarquias estão envolvidas e isso, para nós, é fundamental para que estas coisas não sejam feitas no segredo dos deuses, mas com a participação democrática e de uma

forma transparente”, afirmou. Segundo Elisabete Morais, da Comissão de Utentes, existem várias localizações possíveis para a construção da nova extensão de saúde, nomeadamente, nas freguesias de Vale S. Cosme, Cruz e Vale S. Martinho. Elizabete Morais adianta que as propostas foram entregues à Câmara Municipal de Famalicão, que terá de entregar a proposta de localização à Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte. “Somos centrais ao conjunto de freguesias que eles pretendem agrupar na nova extensão de saúde e temos também a maior expressão demográfica em número de utentes, além de que procuramos também encontrar soluções para os utentes das outras freguesias limítrofes”, explica Elisabete Morais, que diz estar convencida de que as razões dos utentes “são válidas”. Com o propósito de manter os cuidados de saúde junto daquelas populações, a Comissão realizou também um abaixo-assinado que conta com cinco mil assinaturas e que já foi apresentado no Governo Civil. Seguirá agora para a ARSNORTE e para a Assembleia da República. C.A./ P.A.S.

Edifício da Extensão de Saúde de Vale S. Cosme pub.

Porminho lança Fatiados Gourmet A relação com o consumo, mesmo o dos produtos alimentares, é o reflexo das épocas, das suas texturas culturais, da matriz dos seus hábitos, da evolução do gosto enquanto expressão do conhecimento, mas também do modo de vida das pessoas. O lançamento e a implantação dos “Fatiados Gourmet”, da empresa famalicense Porminho, tem sido um êxito assinalável pela penetração consistente que tem obtido no mercado. A Porminho sabe que a modernidade em charcutaria é a capacidade de resolver a equação que relaciona variáveis tão diversas como sejam a resposta às exigências de um consumo feito de novos hábitos e comportamentos sociais, novas preocupações em higiene e saúde, recentes tendências de hábitos alimentares, novas preocupações estéticas nas cores, nas formas e nos aromas… e, simultaneamente, a cultura ancestral de sabores e aromas tradicionais, elementos transversais da cultura portuguesa, suportes geracionais de um conhecimento que é muito mais abrangente que o restrito mundo das comidas. Na Porminho, em cada novo produto, procura-se encontrar um resultado para essa equação, que seja o equilíbrio perfeito da consideração de todas as variáveis. Os “Fatiados Gourmet” são um desses resultados.

Cerimónia integrou comemoração do 27º aniversário da secundária

CNO de Joane entrega certificados a 200 adultos

Cerimónia realizou-se no polivalente da escola

A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado (ESPBS), de Joane, entregou, no âmbito da iniciativa Novas Oportunidades, mais de duas centenas de diplomas aos formandos que concluíram o nível básico e secundário de educação através do Processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), Cursos EFA (Educação e Formação de Adultos) e Vias de Conclusão de Nível Secundário de Educação. A cerimónia teve lugar na passada sexta-feira, integrada nas comemorações do 27º aniversário daquele estabelecimento de ensino. Abriu a cerimónia o director da escola e do Centro Novas Oportunidades (CNO), José Alfredo Mendes, que destacou o empenho dos formandos e defendeu que a escola não está apenas direccionada para responder às necessidades formativas dos jovens, mas também dos adultos. Sustentou ainda que a formação é uma das principais armas para enfrentar as dificuldades que uma boa parte dos activos desempregados estão a sentir e que ninguém pode baixar os braços neste projecto que visa aumentar as competências e a empregabilidade dos menos qualificados. Na cerimónia marcaram ainda presença Luís Capucha, presidente da Associação Nacional para a Qualificação; Manuel Oliveira, director regional adjunto da Educação do Norte; e Leonel Rocha, vereador de Educação e Desporto da Câmara de Famalicão, entre outros. A sessão ficou, contudo, marcada pelo testemunho de cinco adultos que frequentaram o processo de RVCC de nível básico e secundário, integrados num curto filme com os momentos mais significativos do CNO e da Secundária de Joane. Manuela Costa frisou que a decisão de frequentar o curso de nível secundário foi sua, na medida em que “queria aprender e valorizar-me pessoalmente”. Por seu lado, Manuel Sousa, que frequentou o

processo de RVCC de nível básico mas que já se encontra a frequentar o mesmo percurso no secundário, declarou que o “regresso à escola” foi um desafio às suas capacidades, que foi e é “uma forma de poder mostrar os conhecimentos adquiridos com a experiência da vida” e que tem incentivado as pessoas com quem convive a adquirirem mais qualificações. Desde a sua abertura, em Março de 2008, o CNO da ESPBS regista, até ao momento, cerca de 2.335 inscrições: 984 no nível básico, 1.274 no nível secundário e 77 no nível profissional, sendo que até ao momento já obtiveram uma certificação 526 dos adultos, predominantemente no ensino básico. O coordenador do CNO sublinha que estes resultados “atestam a importância que o Centro adquiriu para o desenvolvimento local e regional, contribuindo assim para dar uma nova oportunidade a todos aqueles que por diversas razões deixaram os seus estudos e pretendem agora elevar as suas qualificações, bem como realizarse pessoal e profissionalmente”. Acç õe s de sensibilizaç ão Entretanto, o CNO da Secundária de Joane, num trabalho de parceria e cooperação com o Centro de Emprego de Famalicão, levou a cabo sessões de divulgação e sensibilização junto dos adultos activos desempregados, oriundos das freguesias da área de influência da estrutura. O intuito da acção foi impulsionar a adesão dos adultos às ofertas educativas e formativas de nível básico e secundário, tais como, processo RVCC, Formações Modulares Certificadas e Cursos EFA. Nas várias sessões realizadas participaram aproximadamente uma centena de adultos, que foram sensibilizados para a necessidade de elevarem os seus níveis de qualificação e aquisição de novas competências, que lhes proporcionem melhores condições de empregabilidade.


freguesias

Buscas domiciliárias em Cruz e S. Cosme do Vale

GNR detém dois suspeitos e apreende droga e armas

A GNR deteve dois alegados traficantes e apreendeu mais de quilo e meio de droga e armas em Famalicão. O Núcleo de Investigação Criminal (NIC) da GNR de Barcelos apreendeu, na tarde de sábado, em Cruz e S. Cosme do Vale, 1,6 quilos de droga e deteve dois homens de 25 anos. As duas buscas domiciliárias naquelas freguesias do concelho deram cumprimento aos respectivos mandados judiciais, no âmbito de uma investigação que durava já há vários meses. A droga estava escondida em várias divisões das residências, revelando que os traficantes foram surpreendidos com a acção da GNR. Até no microondas os guardas encontraram produto estupefaciente.

No âmbito desta operação, foi apreendida droga suficiente para 6.385 doses individuais de haxixe; 5,5 gramas de cannabis; 3,2 gramas de uma substância indeterminada que seria usada no corte da droga; e 17 gramas de speed. Foram também apreendidas duas facas alegadamente usadas no corte da droga e uma balança de precisão. Além do produto estupefaciente, foram apreendidas diversas armas, nomeadamente duas caçadeiras, uma das quais de canos serrados; quatro pistolas, três delas de calibre 6,35 mm; e uma arma branca ilegal (com 16,5 cm de lâmina). Armas que a GNR suspeita estarem a ser usadas para assaltos.

Treze telemóveis; dois automóveis e 770 euros em dinheiro fazem também parte do material apreendido. Os traficantes, residentes no concelho e que não têm profissão conhecida, são tidos como os principais “abastecedores” de droga do bairro das Lameiras e da feira semanal de Famalicão. Os dois detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Famalicão na segunda-feira, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coacção tidas como adequadas. O juiz decretou que um dos suspeitos vai aguardar julgamento em prisão preventiva, ao passo que o outro fica apenas obrigado a apresentarse periodicamente às autoridades.

pública: 10 de Novembro de 2010 11

Vizinho agride grávida à paulada na Portela Uma discussão por causa de umas pedras no caminho, na quarta-feira da semana passada, acabou à paulada, na freguesia de Portela Santa Marinha. Segundo noticiou o jornal Correio da Manhã no dia seguinte, uma jovem, grávida de quatro meses, e a mãe foram agredidas com um pau e tiveram de receber tratamento hospitalar. A GNR esteve no local e identificou o agressor. Tudo aconteceu cerca das 14h15 desse dia, na Rua da Chamusca, na Portela. Uma jovem de 19 anos e a mãe, de 46 anos, terão pedido a um vizinho que retirasse do caminho as pedras que sobraram do restauro de um muro, porque estavam a dificultar a entrada do carro

na casa destas. Segundo conta aquele diário, o homem não gostou do alerta das vizinhas e, munindo-se de um pau, bateu nas duas. A jovem, grávida de quatro meses, foi agredida num braço e desmaiou. A mãe, vendo a filha caída no chão, tentou protegê-la e foi atingida na cabeça. Ambas foram transportadas à Unidade de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave. Devido ao seu estado, a jovem grávida ficou em observações na Urgência, onde passou a noite. A mãe teve alta ao final da tarde dessa quarta-feira. O agressor, tido na vizinhança como uma pessoa pouco sociável, foi identificado no local pela GNR de Famalicão.

pub


12

pública: 10 de Novembro de 2010

freguesias pub.

Líder socialista visitou a localidade

PS realiza “Encontros de Freguesia” em Cruz

Fernando Moniz visitou o “Cantinho dos Avós”

pub

No centro da cidade, com óptimas áreas, Fica no 3º andar, tem um sótão, Excelente negócio. Valor: 65.000,00 €

Como nova Em Antas. Equipada com ar condicionado e aquecimento central, Cozinha mobilada e equipada, alarme, sistema de som em toda a casa, Janelas eléctricas, três quartos, duas casas de banho, uma suite com quarto de vestir e armários embutidos. Garagem para dois carros. Valor: 175.000,00 € (negociáveis)

Com a área de 145 m2, dois lugares de garagem e arrumos. Cozinha mobilada, sala com lareira, uma casa de banho completa e uma suite, tem seis armários embutidos, soalho em carvalho, ar condicionado e aquecimento central, tectos falsos com iluminação em focos e com duas varandas. Valor: 150.000,00 €

Tem a área de 95 m2, garagem fechada para um carro, quartos com armários embutidos, uma casa de banho e uma suite, cozinha, lavandaria e despensa, iluminação em focos, tem ar condicionado, uma varanda, pavimento em cerâmica e taco e garagem fechada para um carro. Valor: 90.000,00 €

Como novo. Quartos com armários embutidos, uma suite. Cozinha mobilada e equipada, lavandariaTem tectos falsos com iluminação em focos. Vidros duplos, aquecimento central. Uma varanda. O chão do hall de entrada é em mármore. Tem porta de segurança, vídeo - porteiro.

Com garagem e arrumos.

Excelente apartamento, só visto. Valor: 125.000,00 €

Como novo. Perto do centro. Tem garagem fechada. Opção de venda com mobília. Tem três frentes. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos, sala comum, quarto com suite, Um armário embutido. Aspiração central, aquecimento central, gás canalizado,

Para venda ou para arrendamento. Perto do centro e com bons acessos.

Valor: 105.000,00 €

Ainda em projecto numa zona sossegada, com excelente exposição solar. Moradia com uma área de 360m2, tem 3 quartos, 1 suite, 3 casas de banho, 1 sala de estar com lareira, sala de jantar, cozinha, piscina, aquecimento central, ar condicionado, garagem, ainda com possibilidades de adaptar o projecto ao seu gosto, venha conhecer.

Novo e com óptimas áreas. Perto do Parque da cidade.

Com casa de banho e lugar de estacionamento a 50 metros da universidade. Valor : 60.000,00 €

mões, e pelos restantes membros do executivo, Fernando Moniz visitou o “Cantinho dos Avós”, ficando a saber que o grande objectivo passa pela construção de um Centro de Dia de raiz que ofereça melhores condições ao actual espaço. Em reunião com a direcção do GRAC, o líder do PS foi confrontado com o processo em curso de legalização das instalações desportivas e sociais da colectividade. “Um apelo ao bom senso da Câmara Municipal que não pode exigir que instalações já com alguns anos obedeçam, ao milímetro, aos requisitos hoje exigidos para o licenciamento, marcou o encontro”, diz o Secretariado socialista. A construção de um pavilhão gimnodesportivo onde o GRAC possa desenvolver as suas actividades desportivas, em que estão envolvidas largas dezenas de jovens da freguesia, foi outro dos te-

mas em análise, um projecto que Fernando Moniz garantiu ter sido recebido com “especial carinho”. Nos encontros com os dirigentes do Rancho Folclórico e do Agrupamento de Escuteiros, o tema instalações voltou a estar em destaque. O rancho ensaia num espaço pequeno cedido também pela Junta e os escuteiros possuem na sua sede um rico espólio documental e fotográfico doado por um benemérito. “A ideia da instalação de um ‘multiusos’ adequado à dimensão, necessidades e características da freguesia, onde todas as instituições e entidades tivessem o seu espaço, foi ganhando força, sendo acarinhada por todos os intervenientes”, informa o PS, acrescentando que nesse mesmo espaço poderia ser concretizado de um pequeno “Museu da Freguesia”, com o espólio dos escuteiros.

Tem cozinha mobilada, duas casas de banho. Com aquecimento central e aspiração. Valor: 100.000,00 €

Como nova. Em Antas Excelentes áreas. Garagem para quatro carros Cave, rés do chão e andar. Três quartos, uma suite, cozinha mobilada e equipada. Sala de jantar e estar com lareira, duas casas de banho. Terraço nas traseiras e jardim em frente. Aquecimento central. Portões automáticos. Valor: 150.000,00 €

Loja no Edifício Sagres. Para arrendar: 500,00 € Com a área de 106 m2, tem duas casas de banho. Escritório junto aos correios. Para arrendar: 225,00 € Tem a área de 40 m2, fica no 1º andar, em muito bom estado.

Situada na Rua Ernesto carvalho, com a área de 50.7 m2

O presidente da Comissão Política do Partido Socialista (PS) de Famalicão, Fernando Moniz, acompanhado por vários membros do Secretariado local, deslocou-se, no passado dia 29 de Outubro, à freguesia de Cruz, em mais uma acção integrada no programa “Encontros de Freguesia”, destinado a conhecer melhor e a aprofundar a visão das realidades locais, tendo em conta intervenções futuras. Segundo nota à imprensa do PS, em Cruz o encontro proporcionou um diálogo intenso e troca de impressões construtivas entre a comitiva socialista e várias instituições locais, com destaque para o “Cantinho dos Avós” que funciona em instalações da Junta, Grupo Recreativo e Associativo de Cruz (GRAC), Grupo Folclórico de S. Tiago da Cruz e Agrupamento de Escuteiros. Recebido pelo presidente da Junta, António Si-

Escritório na Rua de Sto. António. Para arrendar: 1.250,00 € Com dois pisos e um recuado. Com possibilidade de lugar de estacionamento privado. Está como novo, uma casa de banho remodelada e com sensores. Varanda na frente da rua principal. Apartamento T1 – No centro da cidade. Condomínio incluído. 260,00 €

Prossegue festival de teatro da ATC A 26ª edição do Festival de Teatro Construção decore este fim-de-semana, no Centro Cultural da Juventude, em Joane. Assim, na sexta-feira, pelas 21h30, a companhia Capoeira representa o espectáculo “Quem tem farelos?”. No sábado, à mesma hora, é a vez do grupo

teatral Comédia do Minho voltar a levar à cena a peça “Tempo Perdido”. Finalmente, no domingo, também às 21h30, decorre um encontro europeu de artes performativas. Os bilhetes custam 3 euros e sócios da ATC e estudantes pagam 2 euros.

Semana do Movimento na Didáxis de S. Cosme O departamento de Educação Física e Desporto Escolar da Didáxis de S. Cosme vai levar a efeito, de hoje, dia 10, até 13 de Novembro, a “Semana do Movimento”. Do programa fazem parte algumas actividades desportivas, nomeadamente a exibição de modalidades de ginásio, como aeróbica, kung fu, ginástica localizada, danças, entre outras.


pública: 10 de Novembro de 2010 13

freguesias

Escola profissional de Lousado celebra 20 anos com fórum

Forave orgulha-se da alta taxa de empregabilidade A Escola Profissional Forave cresceu passo-a-passo com mérito. Esta foi uma das conclusões do Fórum Forave, realizado na passada quinta-feira na Casa das Artes, no âmbito do 20º aniversário daquele estabelecimento de ensino de Lousado. “Forave em Foco – Passado, Presente e Futuro” foi o tema do encontro, que contou com as participações de Fernando Pinto da Fonseca, presidente da direcção da Forave; Leonel Rocha, vereador da Educação na Câmara de Famalicão; e de Luís Presa, presidente da ANESPO – Associação Nacional de Escolas Profissionais. Mas, na cerimónia estiveram ainda outros convidados, como o presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, além de representantes da DREN e da Agência Nacional para a Qualificação. Numa análise aos 20 anos da Forave, o presidente da direcção falou num crescimento responsável com resultados muito positivos. Pinto da Fonseca apontou concretamente a alta taxa de empregabilidade dos alunos que se formam naquela escola profissional. “Seria um esforço inglório de 20 anos se os resultados não fossem positivos, se a taxa de empregabilidade não fosse elevada, significaria que a formação não era adequada. Mas os resultados falam por si”, disse. Pinto da Fonseca sublinhou ainda a forte ligação ao tecido empresarial e à autarquia. “Esta ligação vai ser a chama que irá alimen-

José Clemente

Sofifiaa Abreu Silva

Armindo Costa ofereceu presente a Pinto da Fonseca da Forave

tar o destino da Forave nos próximos anos”, anunciou, acrescentando, a escola, “por mérito próprio, ganhou uma voz que tem de ser ouvida e respeitada”. Numa perspectiva para o futuro, Luís Presa, presidente da ANESPO, deixou os caminhos a percorrer. “A escola do futuro só pode ser a escola que tenha em consideração os níveis de satisfação dos seus clientes. E quem são os clientes? Naturalmente são os alunos. Mas, os principais clientes das escolas são as empresas e a satisfação delas é fundamental”, defendeu. Luís Presa lembrou que os alunos das escolas profissionais também vão para as universidades e quando “estes lá chegam devem ser considerados como alunos altamente qualificados e preparados para mais um patamar de qualifi-

cação”. Por seu turno, na sua intervenção, Francisca Simões, directora da Agência Nacional para a Qualificação, falou “num exemplo inspirador” aquele que acontece em Famalicão, focando a ligação entre a autarquia famalicense e as escolas. Optando igualmente por um tom elogioso, em nome da DREN, Ema Gonçalo falou da importância da aprendizagem ao longo da vida e sublinhou a parceria da Forave com a Câmara de Famalicão, referindo que a autarquia “percebeu cedo que uma população qualificada ajuda no desenvolvimento do município”. Finalmente, coube a Armindo Costa, presidente da Câmara de Famalicão, fazer o discurso de encerramento do Fórum Forave.

Feira de S. Martinho na EBI de Arnoso A Escola Básica e Integrada (EBI) de Arnoso Santa Maria vai promover, na próxima sexta-feira, dia 12 de Novembro, uma Feira de S. Martinho. O evento abre pelas 9 horas, com uma feira de produtos e jogos tradicionais. À tarde, pelas 15 horas, vai realizar-se um corta-mato escolar e a iniciativa encerra com um arraial minhoto, a partir das 19 horas, onde será promovida a observação do céu nocturno.

Jantar de Fados e sorteio em Brufe Um jantar de fados a realizar no próximo sábado, dia 13, às 20h30, no Pavilhão Multiusos de Brufe, vai servir para angariação de fundos para o Centro Social e Paroquial de S. Martinho de Brufe. As últimas inscrições podem efectuar-se nos serviços administrativos da instituição, juntos dos delegados de zona, dos membros da direcção e na sacristia paroquial, com as seguintes condições: adultos e crianças, a partir dos 13 anos, pagam 30 euros; e as crianças dos 6 aos 12 anos pagam 15 euros. A organização convida também quem tem crianças pequenas, informando que no local existirá uma creche e educadoras para as acompanhar. Entretanto, também no sábado, pelas 18 horas, no edifício do Centro Social e Paroquial de Brufe, na presença das autoridades, vai ter lugar o “Grandioso Sorteio” em favor da construção daquele equipamento. Estão em sorteio dois automóveis entre os 11 prémios: 10 em cada bilhete, com o custo de 2 euros, e mais um grátis, para quem adquirir a caderneta completa com 10 bilhetes, com o custo de 20 euros. Os últimos bilhetes podem ser adquiridos junto dos membros do Conselho Pastoral, da Direcção do Centro Social e na residência Paroquial ou junto dos amigos do Centro Social que ajudam esta causa.

Angariação de fundos para CSP Seide O Centro Social e Paroquial (CSP) de Seide S. Miguel vai levar a cabo, domingo, dia 14, a partir do meiodia, um almoço-magusto para angariação de fundos para a instituição. Os vários petiscos gastronómicos ao dispor serão seguidos pelas castanhas, à sobremesa. Para animar o evento, vai actuar o conjunto musical “Os Camilianos”. As inscrições podem ser feitas até sexta-feira, dia 12, na secretaria da instituição, ou pelos números 911111829, 966908235 ou 916280617. Os adultos pagam 10 euros, as crianças dos 7 aos 12 anos pagam 5 euros e até 6 anos têm entrada grátis.

O caminho percorrido pela Forave, segundo o edil, não foi fácil, porque a escola começou numa altura em que o ensino profissional não era muito valorizado. Mas, “hoje todos consideram este ensino como factor essencial para a inserção dos jovens no mercado de trabalho”. Armindo Costa entende que a Forave é um símbolo do que deve ser uma escola profissional, “um espaço de desenvolvimento dos seus alunos, tornando-os cidadãos conscientes e cidadãos competentes”. De resto, na cerimónia teve lugar ainda a assinatura de protocolos e a entrega de diplomas aos adultos certificados pelo Centro Novas Oportunidades da Forave. pub


14

pública: 10 de Novembro de 2010

freguesias

Mês de Outubro no Centro Social

Agostinho Lopes questiona Dias da Alimentação Governo sobre falência da AYT e da Pessoa Idosa assinalados em Bairro

O Centro Social de Bairro assinalou, no decurso do passado mês de Outubro, o Dia da Alimentação e da Pessoa Idosa. No âmbito do projecto educativo “ Educar para a saúde – prevenção de acidentes domésticos”, o Centro Social comemorou, durante uma semana, o dia da alimentação, com o objectivo de transmitir aos utentes conhecimentos específicos sobre a alimentação de forma a adoptarem o mais possível comportamentos e estilos de vida saudáveis. Com mestria e saber, as crianças mostraram o que aprenderam à comunidade educativa através de encenações teatrais, canções e entrevistas aos responsáveis pela alimentação na instituição. Já no âmbito da comemoração do Dia da Pessoa Idosa, o Centro Social de Bairro dedicou uma semana aos utentes do Centro de Dia, do Centro de Convívio e do Lar. A abertura da semana foi realizada pela presidente do Centro, que fez uma abordagem e distinção entre “ser-se idoso” e “ser-se velho”. Seguiu-se o convidado Diogo Carneiro, professor de Educação Física,

que apresentou um estudo, intitulado “Re(força)”, demonstrando a vantagem do movimento, dando especial enfoque à importância que gestos simples assumem como contributos substanciais para uma vida com mais qualidade. No segundo dia, foram criados momentos de convívio intergeracional enrte as crianças e os idosos da instituição. Cantaram-se canções, contaram-se histórias, falou-se de experiências de vida e de tradições. No dia seguinte, “Mexa-se pelo Coração” foi o tema para uma acção de sensibilização levada a efeito pela enfermeira Ana Figueiredo que, de uma forma lúdica, levou os idosos a participarem activamente, relembrando alguns alertas para o seu bem-estar e qualidade de vida. Durante a semana, foi ainda realizada uma manhã desportiva com jogos lúdicos, terminando as comemorações com uma missa, pela manhã, celebrada pelo pároco de Bairro, padre Mesquita, e com um baile, realizado à tarde e que abriu com a actuação de um grupo de danças de salão.

O deputado do PCP na Assembleia da República, Agostinho Lopes, questionou a ministra do Trabalho sobre a insolvência da empresa AYT – Montagens Eléctricas, Lda., com sede em Cruz, e o consequente despedimento de 60 trabalhadores. Em pergunta formulada no passado dia 20 de Outubro, o deputado comunista começa por informar que a referida empresa pediu insolvência em Setembro, tendo os salários de Agosto ficado em atraso. Informa ainda que a referida fábrica “estará agora a proceder à sua substituição por uma ‘nova’ empresa, AYT – Engenharia Lda., sem assumir os trabalhadores”, temendo o sindicato que “com es-

tas operações possam estar em causa o pagamento das indemnizações e outros direitos dos trabalhadores”. Posto isso, o deputado quer saber que avaliação tem o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social desta situação e se estão em curso medidas para garantir os direitos dos trabalhadores. Agostinho Lopes questiona ainda a ministra do Trabalho sobre a legalidade das sucessivas “transfigurações” em matéria de denominação da mesma empresa e pede informações sobre a situação da AYT – Montagem Eléctricas, Lda para com a Segurança Social e as Finanças.

Didáxis inaugura escultura dedicada à República A Didáxis de Vale S. Cosme inaugura, esta quintafeira, dia 11, uma escultura denominada “Cem Anos de República”. A obra é constituída por quatro elementos tubulares metálicos principais que se cruzam e pretendem simbolizar os quatro principais órgãos da soberania nacional: Presidência da República, Governo, Assembleia da República e Tribunais. Dos quatro elementos referidos, o maior, com cerca de cinco metros, é o representativo da Presidência da República, levando em consideração o papel desta como órgão máximo de representação da República Portuguesa. Suspensos neste elemento estrutural, estão outras dezanove peças, de menores dimensões, também em ferro tubular, formando uma cortina visual. Estas peças significam os 19 Presidentes da República diferentes (ou eleitos em períodos intercalados), desde a fundação desta, há cem anos.

Os 19 elementos referidos estão apenas suspensos, pelo que têm mobilidade e chocarão entre eles quando movidos pelo vento ou pelo observador/fruidor, o que dá novas dimensões à obra aos níveis estético e simbólico, na medida em que introduz o som e o movimento como elementos integrantes da peça e, pela possibilidade de manipulação, a referência ao actual e tão prezado valor do regime português, que é a Democracia. A base da escultura será relvada, de onde surgirão três painéis de mosaico criados a partir de uma interpretação histórica de três momentos: os anos que precederam a Implantação da República, o dia da sua implantação e os anos posteriores. Ao nível cromático, será utilizado o vermelho para os elementos estruturantes que, em contraste com o verde da relva, se reveste de significado republicano e a cor e brilho natural do metal nas peças mais pequenas. pub.

pub

ACB - Associação Cultural Beneficiente e Desportiva dos Trabalhadores do Municipio de VN Famalicão

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA Nos termos legais e estatutários, convoco os sócios da ACB – Associação Cultural Beneficente e Desportiva dos Trabalhadores do Município de Vila Nova de Famalicão para a Assembleia Geral de 18 de Novembro de 2010, a realizar no auditório da ACB sita na Rua Álvaro Castelões n.º 95, pelas 18:00h, com a seguinte ordem de trabalhos: ORDEM DE TRABALHOS 1 – Apresentação, discussão e votação do Plano de Actividades e Orçamento 2011; 2 – Outros assuntos. Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos seus Associados, a Assembleia Geral reunirá, em segunda convocação, meia hora mais tarde com a presença dos Associados presentes. Vila Nova de Famalicão, 29 de Outubro de 2010 O Presidente da Assembleia Geral (Armindo Costa, Arq.º)


publicidade

pĂşblica: 10 de Novembro de 2010 15


16

pública: 10 de Novembro de 2010

PS de Oliveira S. Mateus critica primeiro ano do mandato O núcleo de Oliveira S. Mateus do Partido Socialista fez esta semana um balanço do primeiro ano de mandato da Junta de Freguesia, com muitas críticas ao executivo, liderado pela coligação PSD/CDS. Em nota à imprensa, os socialistas afirmam que “o que se pode dizer acerca do trabalho da Junta da Freguesia é que foram 365 dias do ‘mais do mesmo’, ou seja, mais de falta de competência e mais de total desrespeito pela população”, acrescentando que “o que foi prometido não é cumprido”. O núcleo do PS aponta “as obras prometidas no Largo da Feira há mais de quatro anos” que continuam por realizar, encontrando-se o sistema de iluminação “numa situação ilegal”. Os socialistas dizem ainda que a feira semanal “encontra-se desde há muito anos a ser realizada

de um modo que ninguém entende, quando há mais de dois anos foi aprovado e votado um plano de organização e funcionamento da mesma, que é constantemente violado”, lembrando que este é um assunto que tem sido abordado por diversas vezes nas sessões da Assembleia de Freguesia No comunicado, o PS diz ainda que o Parque do Quinteiro, “um local que deveria ser de lazer e encontro de pessoas, está transformado num autêntico aterro, onde todo o tipo de despojos são colocados” e que “há cerca de 10 anos que não são realizadas quaisquer obras no cemitério”. A rede viária também não é esquecida pelo núcleo rosa, que aponta a necessidade de pavimentação em diversas ruas, os “inúmeros buracos” que existem em muitas delas, a falta de tampas de saneamento e bermas completamente alagadas.

freguesias

Associação de Dadores de Sangue entregou cadeira No passado sábado, dia 6, a Associação Dadores de Sangue de Famalicão ofereceu mais uma cadeira de rodas, desta vez a Leonel Rodrigues Machado, de 67 anos, residente em Antas. Leonel Machado sofre de Esclerose Lateral Amiotrófica, mais conhecida pela doença “ ELA”. A família agradece a colaboração da associação pela disponibilidade que manifestou em ajudar a adquirir uma cadeira de rodas especial, tanto mais que há um ano que Leonel Machado sentia necessidade de mudar de cadeira de rodas face a evolução da sua doença. Nesta entrega estivem presentes elementos da Associação de Dadores de Sangue, bem como seu presidente, Carlos Silva, e ainda de Manuela Oliveira e do médico Pimenta que contribuíram para a realização desta acção.

Danças de salão em Castelões A Junta de Freguesia de Castelões põe ao dispor da população aulas de dança de salão. Nos próximos dias 15, 22 e 29 de Novembro vão realizar-se aulas gratuitas, das 19 às 21 horas, na sede da Junta.

OFICINA no programa Iniciativa da RTP2 A OFICINA – Escola Profissional do Instituto Nun’Alvres (INA) foi distinguida enquanto entidade de destaque na promoção do Ensino Profissional em Portugal, no âmbito da ligação institucional com o Programa Operacional Potencial Humano (POPH). Sob esse pretexto, uma equipa da RTP2 visitou a OFICINA. A reportagem será transmitida no “Programa Iniciativa”, da RTP2, no próximo domingo, dia 14 de Novembro, pelas 13h45.

IV Feira de Talentos em Riba d’Ave O Agrupamento de Escuteiros de Riba d’ Ave vai realizar a IV Feira de Talentos, que tem como objectivo dar a conhecer os artistas da terra e proporcionar um fim-de-semana cultural. O evento vai decorrer nos dias 4 e 5 de Dezembro, no Salão Paroquial de Riba d’ Ave. Os interessados em expor os seus trabalhos ou em participar na animação musical da feira, com a sua actuação, devem contactar o número 918159115 ou dirigir-se à sede do agrupamento, aos sábados durante a tarde, a fim de preencher a sua ficha de inscrição, até dia 27 de Novembro. pub

pub


pública: 10 de Novembro de 2010 17

publicidade

Falecimentos

Joaquim Simões da Costa (68 anos)

Maria de Araújo Balbeira, no dia 2 de Novembro, com 97 anos, viúva de Joaquim de Sousa, da freguesia de Burgães.

Missa 7º dia

Rosa Mar t ins Ribe iro , no dia 2 de Novembro, com 80 anos, casado com Joaquim da Costa Ferreira, da freguesia de Ba ir ro

Sua família vêm por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveitam também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada, Sexta-feira dia 12 de Novembro pelas 19:00 horas, na Igreja Paroquial de Vale São Martinho, Vila Nova de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto. A Família Vale São Martinho - Vila Nova de Famalicão, 10 de Novembro de 2010

Mar ia Fer re ira Mar q ue s Ca r ne iro, no dia 5 de Novembro, com 84 anos, solteira, da freguesia de De l ã es. Adr ião Al ves Maia , no dia 3 de Novembro, com 80 anos, casado com Maria Alves Barbosa, da freguesia de Ba ir ro.

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Flávia Rodrigues da Costa, no dia 8 de Novembro, com 93 anos, solteira, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

Francisco Moreira de Figueiredo, no dia 4 de Novembro, com 86 anos, casado com Joaquina Marques Silva, da freguesia de Fradelos.

A dul c ina de J esu s Ba rr eir a Ca giga l L op e s, no dia 5 de Novembro, com 67 anos, casada com António Gil Coelho Lopes, da freguesia de Vila Nova de Fama l ic ã o.

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Missa 7º dia Sua família vêm por este meio agradecer a todos aqueles que se dignaram a participar no seu funeral, aproveitam também para comunicar que a missa de 7º Dia pelo seu eterno descanso, será celebrada, Sábado dia 13 de Novembro pelas 09:00 horas, na Igreja Matriz (Antiga) Vila Nova de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto. A Família Vila Nova de Famalicão, 10 de Novembro de 2010

Ma n ue l Car l os Az evedo Ol iveira , no dia 6 de Novembro, com 47 anos, divorciado, da freguesia de La n dim Júl io Ba rbosa A ra új o, no dia 8 de Novembro, com 89 anos, solteiro, da freguesia de Mou qu im.

J oa qu im S im ões da Co sta , no dia 3 de Novembro, com 68 anos, casado com Maria de Fátima Rodrigues dos Santos, da freguesia de Val e S. Ma r t inh o.

(Funcionária Aposentada dos CTT) (Av. Barão da Trovisqueira nº 357 V.N. de Famalicão) (67 Anos)

José L uís Ma r tins de Abre u , no dia 3 de Novembro, com 59 anos, casado com Bernardina Rosa Fernandes da Silva Fonseca, da freguesia de Ruivã e s.

Al f re do de S ousa Ro mp an te , no dia 7 de Novembro, com 80 anos, casado com Maria Isabel Carvalho, da freguesia de R oriz ( S an t o T i r s o ) .

Ma r ia Fe rr eir a da Cun h a, no dia 5 de Novembro, com 89 anos, viúva de Estêvão Faria de Sá, da freguesia de Ga vião .

Adulcina de Jesus Barreira Cagigal Lopes

Maria de Azevedo Campos, no dia 3 de Novembro, com 97 anos, viúva de Hernâni Alves, da freguesia de Vermoim.

Aníbal Brito de Melo, no dia 4 de Novembro, com 51 anos, casado com Helena Augusta Ferreira de Oliveira Melo, da freguesia de Calendário. Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207


18

pĂşblica: 10 de Novembro de 2010

publicidade


26

pública: 10 de Novembro de 2010

publicidade

PRECISA-SE VENDEDOR (A) COMISSIONISTA

ZONA DE FAMALICÃO CONTACTO: 92 905 87 09

Convocatória

O Presidente da Assembleia Geral da Mundos de Vida, Associação para a Educação e Solidariedade, convoca todos os associados para a reunião ordinária que terá lugar no domingo, dia 21 de Novembro, pelas 10H00, na sua sede, na Rua Quinta da Serra, em Lousado. Ordem de Trabalhos

1 – Deliberar sobre o Plano de Actividades e Orçamento para 2011.

De acordo com a lei e os estatutos, se à hora marcada não se encontrar reunido o número legal de associados, a Assembleia terá lugar meia hora mais tarde com qualquer número de sócios presente. Lousado, 08 de Novembro de 2010

Joaquim Agostinho Carneiro da Costa e Sá (Presidente da Assembleia Geral)

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA VILA NOVA DE FAMALICÃO Assembleia geral ELEITORAL CONVOCATÓRIA Nos termos do nº. 2 Do Artigo 40º. Do Compromisso desta Santa Casa da Misericórdia, convosco os Irmãos, a reunir em Assembleia Geral Ordinária, na Sede Social, á Rua Barão de Trovisqueira, nº. 86, desta cidade de Vila Nova de Famalicão, no dia 28 de Novembro de 2010, às 10.00 Horas, com a seguinte: ORDEM DE TRABALHOS “ELEIÇÃO DOS CORPOS GERENTES PARA O TRIÉNIO DE 2011/2013”

ABERTURA DA ASSEMBLEIA DE VOTO – 10.00 HORAS ENCERRAMENTO – 12.00 HORAS

Vila Nova de Famalicão e Santa Casa da Misericórdia, aos 22 de Outubro de 2010 O PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA GERAL DR. JOSÉ MÁRIO MACHADO RUIVO

SUCATA

CURRAL DE MOINAS Cobre de 3,90€ a 4,50€ Latão de 1,60€ a 2,40€ Inox de 0,70€ a 1,00 € Motores de 0,40€ a 0,50€ Alumínio de 0,65€ a 0,80€

Ferro Máquina de Lavar 5,00€ Recolha de Sucata ao domicílio Contacto: 931 989 019

remodelações de interiores/exteriores casas, apartamentos, lojas comerciais construção civil electricidade pichelaria tectos falsos

VENDE-SE

A7 - VARIANTE CEIDE POSTO DE COMBUSTIVEL - CAFÉ RESIDENCIAL - RESTAURANTE AUTO STAND - EST. DE SERVIÇO LAVAGENS JET BOX - PARKING

Tratámos da obra │ chave na mão Orçamentos grátis │ telem. 924152888

- em acabamento - 969 575 400

Dias 13 e 14 de Novembro a partir das 15:30 horas no recinto da capela.

NA CARREIRA /SEQUEIRÔ MORADIA T2 + ANEXOS NOVA DE R/C PRONTA 50.000€

Tasca de St. António Castelões

DIA 13 TORNEIO DE SUECA 1º Prémio - 2 anhos ou 80 cartas 2º Prémio - 2 presuntos 3º Prémio - 2 bacalhaus 4º Prémio - 2 coelhos inscrições - 10 cartas por equipa

O tradicional magusto com oferta das castanhas Teremos um bar em funcionamento com bom vinho, bolo no forno, papas de sarrabulho e bons petiscos. Organização: Comissão de Festas de S. António de Castelões

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V.N. Famalicão CONVOCATÓRIA

Nos termos dos Artigos 21º, 23º, e 28º, dos Estatutos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão, convoco a Assembleia Geral Ordinária, para o dia 21 de Novembro, pelas 9,30 horas, na sede desta Associação, sita na Avenida Rebelo Mesquita nº, 136, em Vila Nova de Famalicão, com a seguinte ordem de trabalhos: 1) – Discussão e Aprovação do Orçamento para 2011; 2) – Outros assuntos de interesse para a Associação.

Nos termos do parágrafo 1º. Do Artigo 23º, dos Estatutos se declara que, se á hora marcada, não estiver presente a maioria dos sócios, esta reunirá em segunda convocatória com qualquer número, meia hora depois. Quartel em Vila Nova de Famalicão, 2 de Novembro de 2010

O Presidente da Assembleia Geral (Dr. Fernando Ribeiro Moniz)

VENDE-SE

Contacto: 969 575 400

PASSA-SE LICENÇA DE TAXI BAIRRO - VNF TELM. 91 816 66 05

ceptaxis@gmail.com

Transportes de Mercadorias Mudanças

Distr. de Publicidade ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com


pública: 10 de Novembro de 2010 27

praça pública

O argueiro e a trave

Pelos quatro cantos da ca(u)sa Domingos Peixoto

Enquanto decorria, na televisão, o Porto-Benfica, mau de mais para os da luz – ao contrário do que espero para o “meu” clube, amanhã – fui lendo o DM. Antes de avançar deixo a minha estranheza por este diário, ontem, não inserir a crónica de D. Januário Turgal Ferreira que, espero, nada tenha a ver com a da semana passada... Comecei, como sempre ao domingo, por D. António Marcelino, uma escrita sem tabus, profundamente humana, solidária e penetrante; põe a nu, hoje, a necessidade do interrelacionamento entre jovens e velhos como única forma de dar adequada solução aos problemas que nos afligem, material e espiritualmente. Ao contrário, confessa, do que se vem verificando, com os mais novos a relegarem os velhos para o canto do desprezo e da inutilidade; razão, sugere, para o estado a que as coisas chegaram! Lendo depois todo o jornal, ficou-me na memória a “atenção da autora de Deste Lado” para com os resultados do efeito da aplicação das medidas de controlo dos apoios sociais, que permitiram já sensíveis poupanças aos cofres do estado. Nomeadamente a sua preocupação com o RSI atribuído aos que tomam café ou vão aos centros comerciais fazer compras à custa de todos nós. Tem razão a menina... Porém, parece-me daquelas coisas: Vê-se o argueiro e não se vê a trave! É que me recordei de, há dias, a comunicação social ter dado nota da audição, no DCIAP, do presidente de uma grande empresa da construção civil a propósito da “operação furacão”. E, embora não se saiba muito – que sobre a justiça e os impostos dos “coitadinhos dos poderosos” nunca se sabe para onde cai o fiel – sobre o processo, há por aí “bons senhores”, como o caso em apreço, que atestam: Já paguei e regularizei tudo com o fisco, logo, o assunto está encerrado! Quer dizer, tais “senhores esqueceram-se” de pagar ao fisco ou criaram esquemas para o enganar, em-

bolsando indevidamente um balúrdio de milhões que eram de todos nós. Sem contemplações com o funcionamento da economia. Acusando o Estado de ser mau gastador e não ser eficiente na sua função governativa (e fiscalizadora, digo eu). De aumentar o défice. De depender do estrangeiro! Agora, eventualmente descobertos, com gastos em meios, tempo e dinheiro astronómicos tão necessários ao Estado, provocando o descrédito da justiça e da máquina tributária, atribuem-se o direito – e a dignidade do bom nome – de, pagando os valores descobertos (faltando saber se há mais), ficar a sociedade ressarcida da sua lesiva (repugnante) conduta! Significa que, se o Estado não descobrisse era o culpado pelos seus cofres serem depauperados, sendo tais senhores dignos das mais altas e honrosas referências! Cometeram crime? Qual quê... Se assim for bem se pode continuar a afirmar que o crime compensa. Nem por isso esta situação, apesar da contemporaneidade, mereceu a devida referencia ao “Deste Lado” em causa. Milhares de idosos do Distrito viram as suas condições de segurança melhoradas com o programa ISIM do Governo Civil de Braga. Apesar de a isso não estar obrigado, Moniz convidou “à sua sala”, a Casa das Artes, autarcas e a Câmara para assistirem à entrega do Tlm a mais 400 idosos. Segundo os jornais, Paulo Cunha, Vice-presidente da Câmara e futuro candidato, provocou o Governo e o Governador. Este reagiu, na hora, a preceito. Vieram, agora, as Comissões Políticas Concelhias da Coligação de direita alegar que Moniz usa o cargo de governador para fazer campanha partidária... Como diz o ditado, quem não se sente não é filho de boa gente; provocam e não querem a resposta. Mas os idosos percebem... Até parece que estamos em 2001.

Modus Vivendi

Tal como o Alf

J. Mário Teixeira

Conheço um cão que se chama Alf. Todos os dias, o Alf explora sofregamente o espaço a que se encontra confinado durante quase todo o dia, numa ansiedade enorme de ir mais além. Quando é solto, corre tudo que é espaço livre e aventurase por terrenos alheios, arranjando esquemas para furar as barreiras que lhe são impostas por muro alteados. De pouco valem os limites porque o Alf sabe esgueirar-se por um furo da sebe ou encontrar o ponto certo para se lançar pelo ar. Os donos quando o passeiam são literalmente arrastados atrás dele que puxa desalmadamente com todas as suas forças, como se os quisesse forçar à prática de um desporto radical.

O Alf é terno, brincalhão, estouvado e irresponsável. É impossível não gostar dele, apesar de, em momentos de desespero, os seus donos desabafarem que estão fartos de andar sempre a limpar o que ele suja ou estraga. Na verdade, apesar da sua origem genética estrangeira, o Alf é bem português. O nosso povo também não se limitou ao espaço a que estava confinado: primeiro contra os infiéis, e depois bem além do jardim à beira-mar plantado, por terrenos com outros donos. Também nós, os portugueses, sempre que nos põem limites ou barreiras, arranjamos sempre um modo de furar. Também nós portugueses nunca nos demos bem com trelas, de qualquer espécie. Demorando mais ou menos tempo,

acabamos sempre por as romper. Tal como o Alf, adoramos a liberdade de fazer o que queremos, de ir para onde nos apetece, sem cuidar se podemos ou não. Até porque a comida e a água fresca acaba sempre por surgir no prato. Porque tal como o Alf, temos sempre alguém que vem resolver o que estragamos ou sujamos, que nos vem tirar de dificuldades. Eu sei que com o passar do tempo, o comportamento do Alf se tornará mais calmo, menos caótico. E é nisso que reside a maior diferença com o nosso povo, porque ao fim de centenas de anos continuamos a ser como o jovem “Alf”: a descobrir um furo aos limites ou sempre confiantes que alguém irá resolver o que fizemos de mal.

D’Esguelha Gouveia Ferreira

É mesmo paradigmático! Não há palrador que se preze sem trazer à baila o vocábulo paradigma. É a palavra da moda! Até o futebol a adoptou. Que o digam os da capital, quer seja para dizer que vão mudar o sistema de jogo, quer seja para espantar o FMI. Sem nada de novo, quanto ao paradigma orçamental, lendo um esclarecido texto de Vitorino Magalhães Godinho (já com noventa e muitos), no Jornal de Letras, rebusquei-lhe, na “Estrutura da Antiga Sociedade Portuguesa”, que publicou a “arcádia”, naqueles idos anos setenta, o seguinte excerto de Alexandre Herculano: “O baixo nível de vida das classes populares Em 1580 vêm a Lisboa dois enviados de Veneza, Tron e Lippomani, cumprimentar Filipe II, pela conquista de Portugal. Do relato da sua viagem, vê-se que os impressionou a pobreza do povo português. Eis o que dizem, relativamente a Lisboa _ e a capital atingia sem dúvida nível de vida superior ao das províncias: “A gente miúda gosta que lhe dêem o tratamento de senhor, manha esta comum a toda a Hespanha. Vivem parcamente, porque a plebe pela maior parte é pobre, e os cavaleiros que se têm em conta de ricos fundam a opinião da sua riqueza em possuírem uma ou duas aldeias, com trinta ou quarenta vizinhos cada uma, no meio de campinas estéreis, com vinte ou trinta folhas cultivadas, e o tudo o mais inculto, áspero e coberto de pedras, com alguns casebres mesquinhos e mal concertados, como eu o experimentei durante muitas semanas daquela viagem. Poucas pessoas se dão às letras; mas dão-se muitos ao co-

mércio, género de vida aborrecido nos nobres, que não podem ouvir falar em tal, tendo por gente vilíssima os mercadores. Exercitamse, aparentemente nas armas, e algum tanto em cavalgar, contentando-se com ter leves princípios destas duas profissões sem quererem suportar mui diuturno exercício”. Quase meio milénio depois, ao senhor acrescentou-se-lhe a vírgula dê erre; em vez dos casebres temos as torres dos vários ofires; e, para rematar, os cavaleiros circulam naqueles submarinos, que fazem muita falta à malta do défice. O tal paradigma! pub

Procura-se

Desapareceu em Vale de S. Martinho no dia 27/10/2010 (Quarta-feira). O nome dele é Chuinga. Por favor, se alguém o encontrar contactar o nº 963868117 ou 966814649 pub

Oportunidade em Gavião Moradia T3+1 Marque a sua visita!

www.moradia-em-famalicao.blogspot.com pub.

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

S e r vi ç o

R e f o rç o

Vale do Ave

Ser viço

Q u ar t a, 1 0

Central Ribeirão

Gavião Pedome

Q u i n t a, 1 1

Calendário

Cameira Pedome

S e x t a, 1 2

Valongo

Central Pedome

Q u ar t a, 1 0 Q u i n t a, 1 1 S e x t a, 1 2 S áb ad o , 1 3 Do m i ngo , 1 4 S e g u n d a, 1 5 Terç a , 16

Faria Almeida e Sousa Bairro Delães Riba de Ave Faria Almeida e Sousa

S á bad o, 13

Gavião

Do m i ngo , 1 4

Barbosa

S e g u n d a, 1 5

Cameira Ribeirão

Terç a , 16

Central

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Calendário Nogueira

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


28

pĂşblica: 10 de Novembro de 2010

publicidade

OP966  

Por causa de umas pedras num caminho 21º aniversário Digital FM Na cerimónia de entrega de quase 500 telemóveis a idosos do concelho Buscas...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you