Issuu on Google+

Presidente deixou recado em visita a Delães

Armindo rejeita discriminação das freguesias p. 1 0

ANO 17 • Nº 862 • Gratuito 12 A 18 DE NOVEMBRO DE 2008 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

Alega razões pessoais para sair mais cedo da corporação de bombeiros

CASTRO FARIA DEIXA COMANDO DOS FAMALICENSES Desde sexta-feira que João Castro Faria já não é comandante dos Bombeiros Voluntários Famalicenses. O mandato só terminava daqui a mês e meio mas foi o próprio Castro Faria que pediu para sair mais cedo alegando razões pessoais e profissionais, que o impediam de

Cartas de Camilo a Alberto Sampaio em livro p. 1 5

ter tempo suficiente para se dedicar à corporação. A substitui-lo, interinamente, ficou o adjunto Francisco Mesquita. Em declarações ao OP, o ex-comandante diz que sai com a sensação de dever cumprido e muito gratificado. p.6

Investimento rondou os 10 milhões de euros e poderá criar 50 postos de trabalho

Tesco já abriu em Ribeirão p. 9

Verdes falam em atentado ao Rio Este

A

p. 8

Elogios no 25º aniversário da Secundária de Joane p. 11

opiniãosport: FC Famalicão derrota Martim e regressa à liderança Tiago Rodrigues conquista Torneio Tranquilidade

Encontros de Outono 2008 têm como tema a Guerra e a Paz

opiniãoespecial

Guerra do Iraque debatida em Famalicão

p. 5

Futsal dinamiza concelho de Famalicão Suplemento


02

pública: 12 de Novembro de 2008

espaço aberto

Agenda

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografi fia as, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Quinta-feira, 13 21h15 LIFT Internet Café realiza mais uma tertúlia, desta vez sobre o tema “Uma dádiva por uma vida”, com a participação da Associação de Dadores de Sangue.

Objectiva Pública

21h30 Cineclube de Joane exibe, na Casa das Artes, o filme “Alexandra”, de Aleksandr Sokurov, que tem como palco a Tchetchénia no dias de hoje.

Sexta-feira, 14 16h00 Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) promove magusto para utentes, encarregados de educação, colaboradores e amigos. 17h30 É lançado na Biblioteca Municipal o livro “Cartas a Alberto Sampaio”, com organização e notas de Emília Nóvoa e António Martins. Associação de Ludotecas de Famalicão reúne em Assembleia Geral para discutir e votar o plano de actividades e orçamento para 2009 20h30 Banda de Música de Riba d’Ave realiza o seu convívio anual de encerramento de época, no salão paroquial da vila. “Caminho de Sá, hoje denominado Rua de Sá. Não será mais justo chamar a esta rua aterro ou vazadouro de lixo? De quem é a responsabilidade desta rua se encontrar neste estado: da Junta de Freguesia de S.Tiago da Cruz ou da Câmara Municipal? Quem souber que responda. Se calhar é necessário mais respeito pelos moradores desta rua e por quem nela tem necessidade de por lá passar.”. O leitor José Carlos.

Sábado, 15 9h00 Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria inicia matança do porco, inserida nas comemorações do S. Martinho que vão decorrer até domingo, na sua sede.

Questão Pública Face aos últimos protestos, o Governo deveria suspender o processo de avaliação de desempenho dos professores?

17h00 Fundação Cupertino de Miranda inaugura a quarta exposição dedicada ao surrealismo. 20h30 Escola de Dança Alunos de Apolo de Famalicão celebra 5º aniversário, no restaurante Pedra do Couto, Santo Tirso 21h00 Cooperativa de ensino Cespu comemora o Dia da Instituição, no Grande Auditório da Exponor

Custódio Oliveira O Governo deve estar aberto ao diálogo e procurar introduzir melhorias no processo de avaliação. Os professores devem reconhecer que é essencial a avaliação de desempenho, que é feita por professores e não pelo Governo. À medida que se aproxima a data das eleições é normal o aumento da actividade sindical e de alguma conflitualidade social e política. Quem estivesse atento às diversas declarações, no dia da manifestação, dos dirigentes partidários e sindicais, facilmente reconhecerá que mais que a avaliação e o interesse dos professores o que está em causa é a posição política e o interesse eleitoral de cada um. O fim do sistema educativo é educar. Os professores existem para educar. No centro do sistema educativo devem estar as crianças e os jovens alunos. Um sistema educativo centrado nos interesses mesmo que legítimos dos professores estará sempre errado. O governo não pode, não deve, nem vai ceder. Os sindicatos também não cederão, pelo menos antes das eleições, depois de acordo com os resultados se verá.

FICHA TÉCNICA

EDITOR DE TURNO:

GRAFISMO:

CONSELHO EDITORIAL:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Elisete Santos, Pedro Silva.

EDITOR DESPORTO:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt

APOIO À REDACÇÃO:

REDACÇÃO:

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625), Marta Marques (CICR-320) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

Jorge Alexandre

GERÊNCIA: João Fernandes DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022), Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros. DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

PROPRIEDADE E EDITOR:

Serviços Administrativos:

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

TÉCNICOS DE VENDAS: comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

IMPRESSÃO: Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

INTERNET

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

www.opiniaopublica.pt

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

CONTACTOS Redacção:

15.000 exemplares, nº 862

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS: Francisco Araújo

dirigente associativo

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


publicidade

pĂşblica: 12 de Novembro de 2008 03


04

pública: 12 de Novembro de 2008

Subsídios para as escolas A Câmara de Famalicão aprovou, na passada semana, um pacote de subsídios às escolas do ensino básico do concelho para o ano lectivo 2008/2009. Um subsídio destina-se à aquisição de material didáctico para o desenvolvimento das actividades extracurriculares. Para os jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo a Câmara prevê um poio global de cerca de 140 mil euros. Já para as escolas do 2º e 3º ciclos serão desembolsados 12.395 mil euros. Estas escolas receberão ainda 4.500 euros para apoio aos jornais escolares e 4.800 euros para aquisição de livros para as suas bibliotecas. A autarquia aprovou também um subsídio global de 7.774 euros para as comemorações do S. Martinho nos estabelecimentos de ensino.

Jovens condenados por assaltar menores Dois jovens famalicenses foram condenados por assaltar menores junto a escolas. Dois jovens, de 22 e 27 anos, residentes em Pedome e Joane, foram condenados no Tribunal de Santo Tirso, a semana passada, pela autoria de sete roubos a menores nas imediações de escolas de Santo Tirso e de Vila das Aves. Segundo avançou o Jornal de Notícias na edição de sextafeira, o arguido mais novo, já com antecedentes por crimes do género, viu ser-lhe aplicada uma pena de três anos de prisão efectiva. Ao cúmplice, por sua vez, foi determinada uma

pena de dois anos e meio de prisão, mas suspensa. Os jovens tinham sido detidos em Maio passado, pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Santo Tirso. Foi o culminar das investigações de uma vaga de assaltos a estudantes, todos menores, ocorridos nas zonas envolventes aos estabelecimentos de ensino que as vítimas frequentavam. A dupla costumava abordar sobretudo raparigas e, sob ameaça, retirava-lhe os telemóveis, os leitores de Mp3 ou outros artigos de valor que possuíssem.

PJ detém suspeito de carjacking A Polícia Judiciária do Porto deteve um homem, pela presumível prática, em co-autoria, de dois crimes de carjacking praticados, em finais do ano passado, nas zonas de Famalicão e da Trofa. Em comunicado emitido sexta-feira, a PJ anuncia ainda que ao outro co-autor, que já fora detido há mais de quatro meses, será imputável ainda uma série de crimes de falsificação e de burla em estabelecimentos, nestas localidades e na zona de Felgueiras, por utilização ilícita de dezenas de cheques subtraídos aquando dos assaltos à mão armada.

Atropelamento mortal na variante Um homem foi atropelado mortalmente, na quarta-feira da semana passada, cerca das 20h30, quando circulava a pé em plena faixa de rodagem na variante nascente à cidade. A vítima teve morte imediata de-

pois de ter sido colhida por um carro que seguia no sentido Norte-Sul. O homem não tinha documentos. O corpo foi levado pelos Bombeiros de Famalicão para a morgue do hospital famalicense.

AFPAD realiza venda de Natal A Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) tem patente, até ao dia 23 de Novembro, uma exposição e venda de Natal de trabalhos realizados pelos utentes do Centro de Actividades Ocupacionais e Lar Residencial. A mostra está aberta na Antiga Casa Malheiro, na Rua Adriano Pinto Basto, e lá podem ser encontrados aventais, almofadas, toalhas de mesa, mantas, arranjos de Natal, jarras e pratos pintados, entre muitas outras sugestões de presentes.

Jovens desafiados a experimentar idiomas A Câmara de Famalicão, através do pelouro da Juventude, desafia todos os jovens do concelho a praticar diversos idiomas, desde o inglês, ao espanhol, italiano e alemão. Através do projecto Experiment@ – que tem como principal objectivo proporcionar um primeiro contacto com actividades de ocupação de tempos livres, abordando diferentes temáticas e expe-

riências – a autarquia propõe aos jovens uma verdadeira viagem pela cultura linguística de diversos países. A iniciativa decorre aos sábados, entre as 14 e as 18 horas, até ao final do mês de Novembro, na Casa da Juventude. As inscrições podem ser efectuadas através do site do município em www.vilanovadefamalicao.org.

cidade

Imóvel nunca foi escriturado em nome da autarquia

Câmara vai adquirir Estádio Municipal por usucapião Cristina Azevedo A Câmara Municipal de Famalicão vai adquirir o Estádio Municipal por usucapião. A deliberação foi tomada, por unanimidade, na reunião do executivo camarário da passada quarta-feira e surge porque o referido prédio urbano, apesar de ser propriedade do município há mais de 50 anos, nunca foi registado a favor da autarquia na Conservatória do Registo Predial. O Estádio Municipal é, assim, um entre vários imóveis da autarquia que não se encontra escriturado e que agora a Câmara quer regularizar, há semelhança do que já fez com o edifício dos Paços do Concelho e com o edifício onde está instalada a Universidade Lusíada. Com as novas regras do Plano Oficial de Contas das Autarquias Locais (POCAL), Armindo Costa diz que é importante que a autarquia tenha o seu património regularizado, por forma a poder fazer o seu inventário. Questionado pelo OP, no final da reunião, sobre a possibilidade de, com a escritura feita, a Câmara já poder vender os terrenos do estádio, Armindo Costa as-

Estádio Municipal de Famalicão vai ser escriturado

segurou que não é essa a intenção do seu executivo, até porque o mesmo processo “vai continuar a ser seguido para outros edifícios e terrenos da autarquia que não estejam registados”. E reforça: “Não tem nada a ver com qualquer negócio, até porque toda a gente sabe que, enquanto eu estiver aqui, não há negócios”. A proposta foi aprovada por unanimidade, porém, os vereadores do PS discordaram do presidente quando este afirmou que com este processo de regularização do património, “a Câmara fica mais rica”.

Para o socialista Rubim Santos, a autarquia “não fica nem mais rica nem mais pobre”. “Em bom rigor não se pode dizer que a Câmara vai ter mais um prédio, porque o prédio já é da Câmara, a escritura só se destina a tornar pública essa posse”, explica. Terreno onde e stá o pavilhão pode não ser da Câmara No decorrer da conversa com os jornalistas, Armindo Costa disse ainda que há um imóvel que é da Câmara mas que está construído em terrenos que poderão ser de outra entidade. O presidente recusou-se a

divulgar qual era o edifício, afirmando que a autarquia “iria averiguar o assunto com muito cuidado, porque poderá tratar-se de um caso bicudo”. Entretanto, o OP apurou que o edifício em causa é o Pavilhão Municipal e que os terrenos estarão em nome do Famalicense Atlético Clube (FAC). Contactado pelo OP, o presidente do FAC, Gouveia Ferreira, confirmou que os terrenos pertencem à colectividade, porém recusou a tecer mais comentários, afirmando que não foi ainda contactado pela Câmara para discutir essa questão.

Ranking das escolas elaborado pelo JN e pelo Expresso

Padre Benjamim Salgado é a melhor do concelho Carla Alexandra Soares A Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, é a escola famalicense melhor posicionada no ranking das escolas secundárias, dado a conhecer recentemente. Como acontece todos os anos, esta avaliação foi feita com base nos resultados dos exames nacionais do 12º ano. Foram avaliadas mais de 600 escolas e, destas, mais de 300 ficaram aquém do que era esperado. No que diz respeito ao concelho de Famalicão, a tendência das seis escolas avaliadas é de descida, sendo que todas baixaram a sua prestação nos exames nacionais, comparativamente a 2007. O caso mais notório é do Externato Delfim Ferreira, de Riba d’ Ave, que no ranking elaborado pelo Jornal de Notícias (JN), que o ordenou pelas classificações dos exames das oito disciplinas com maior número de inscrições, está na posição 149, quando o ano passado estava entre as 100 primeiras. Aliás, esta escola privada

tem, ao longo dos anos, sido a mais bem colocada do concelho de Famalicão. Precisamente por isso, o OPINIÃO PÚBLICA tentou uma reacção da escola, o que foi impossível até ao fecho desta edição. Já a Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, e ainda segundo o ranking elaborado pelo JN, é a escola famalicense mais acima na tabela, estando no lugar 119. Entre as seis escolas famalicenses que aparecem na lista, a Secundária D. Sancho I está na posição 250, seguida da Cooperativa Didáxis de Vale S. Cosme, em 279º lugar, e muito mais abaixo, em 415, vem a Didáxis de Riba d’ Ave. Este é mais um dado curioso tendo em conta que, em anos anteriores, o pólo de Riba d’Ave conseguiu ter uma média superior à de S. Cosme. Finalmente, aparece a Escola Secundária Camilo Castelo Branco, na 439ª posição. Já o semanário Expresso optou por elaborar o ranking tendo em conta as escolas com mais de

100 provas realizadas, e aqui as instituições de ensino do concelho sobem ligeiramente na tabela, e a ordem das seis altera-se, aparecendo em último, na posição 364, a Didáxis de Riba d’Ave. A Escola Secundária de Joane volta a liderar, estando na posição 101, enquanto que o Externato Delfim Ferreira aparece em 115. Segue-se a D. Sancho I, em 202, e a Didáxis de S. Cosme em 275. Sem novidade, as escolas privadas dominam o ranking nacional, sendo que a tendência em Famalicão não é a mesma, já que as públicas conseguem melhor média. A elaboração dos ranking’s, de há cinco anos a esta parte, tem sido polémica e a própria a ministra da Educação alertou para o facto de rankings baseados apenas nos resultados dos exames nacionais serem muito limitados e, muitas vezes, estigmatizarem escolas que têm boas práticas em casos complicados em termos sociais.


pública: 12 de Novembro de 2008 05

cidade

Especialistas debatem guerra e paz nos Encontros de Outono 2008

Dia Mundial da Diabetes assinalado em Famalicão

Guerras do Iraque e do Kosovo debatidas em Famalicão “A Guerra e a Paz entre as Nações” é o tema dos Encontros de Outono 2008, que vão decorrer nos dias 21 e 22 de Novembro, numa organização da Câmara Municipal, através do Museu Bernardino Machado (MBM). Prestigiados conferencistas e investigadores dos meios académicos e militares vão debater “uma das questões mais sérias e preocupantes da Humanidade”, nas palavras do presidente da Câmara. Armindo Costa apresentou o programa do evento em conferência de imprensa, na segundafeira, elogiando a direcção do Museu pela escolha do tema: “Não poderia ter sido mais oportuna, uma vez que estamos perante um assunto sempre actual”. “A guerra passou a entrar em nossas casas e, portanto, passou a ser trivial, de tal maneira que deixou de ser objecto de reflexão, o que é muito grave. Esta é uma oportunidade para nos distanciarmos dessa rotina e pensarmos no fenómeno da guerra”, afirmou, por seu lado, Norberto Cunha, o coordenador científico do MBM. O programa da edição deste ano está organizado, segundo aquele responsável, de forma a dar uma visão histórica e, ao mesmo tempo, contemporânea

António Freitas

Magda Ferreira

Norberto Cunha e Armindo Costa apresentaram o programa

da problemática da guerra. Porém, para cumprir o objectivo de trazer a Famalicão “os melhores”, a ordem cronológica dos conflitos a abordar teve que ser alterada. Norberto Cunha garante, contudo, que serão abordados “os grandes conflitos mundiais, pelos menos os mais preocupantes para o Ocidente”. Assim, além das duas Guerras Mundiais, destaca-se a guerra do Iraque, que será o tema da intervenção de Carlos Gaspar, do Instituto Português de Relações Internacionais, marcada para o dia 21 de Novembro. Também o conflito no Kosovo está no programa desse dia: o jornalista Pedro Caldeira, que acompanhou esta guerra no terreno durante muitos anos, vai recordar todo o processo, desde a

intervenção da NATO, em 1989, até à declaração de independência do Kosovo, este ano. Já as lutas políticas e sociais na América Latina vão ser apresentadas por Miguel Urbano Rodrigues, às 17 horas. O terrorismo internacional também será tema de debate, meia hora antes, por António Horta Fernandes. De fora fica apenas o conflito israelo-árabe, porque o conferencista convidado não vai poder estar presente, tendo sido impossível substituílo. “Uma vez mais, Bernardino Machado e, designadamente, o seu papel na participação de Portugal na 1ª Grande Guerra, em virtude das suas responsabilidades como estadista na 1ª República, serão objecto de análise”, anunciou ainda o presidente da Câ-

mara. Além da guerra, esta edição pretende também dar um contributo para a construção da paz. Por isso, Fernando Martins vai falar “Da Sociedade das Nações à Organização das Nações Unidas: esforços de Paz”; já Manuel Canaveira abordará a questão de “A ideia da paz perpétua no século XVIII”. No último dia, um dos temas será a Guerra Colonial. A esse propósito, o presidente Armindo Costa partilhou a sua experiência pessoal, recordando o tempo que passou em Angola. “A guerra é a coisa mais estúpida que conheci na minha vida. Nós não sabemos o que andamos ali a fazer, cada um tenta defender-se. Tive a felicidade de durante o meu tempo não ter nunca dado um tiro”, confidenciou.

Famalicão assinala o Dia Mundial da Diabetes, na próxima sexta-feira, dia 14, na Casa das Artes, numa iniciativa conjunta da equipa das Consultas de Diabetologia do Centro Hospitalar do Médio Ave, Centro de Saúde de Famalicão e da Associação de Diabéticos de Famalicão, com o apoio da Câmara Municipal. A data será assinalada com algumas actividades lúdicas e um lanche educativo, abertas a toda a população. O tema deste ano é, de novo, “A Diabetes nas Crianças e Adolescentes”, tendo em conta que a doença está a aumentar a uma taxa de 3% ao ano entre as crianças e mais rapidamente ainda em crianças em idade pré-escolar, a uma taxa de 5% ao ano. “Os números são alarmantes pelo que exigem uma chamada de atenção de todos, aos media, autoridades de saúde e doentes sobre a diabetes, e esta data constitui mais uma oportunidade de unirmos esforços para consegui-lo”, refere em comunicado, Augusto Duarte, Responsável da Consulta de Diabetologia. O médico sublinha que “ser diabético não é fácil”, por isso apela a que todos se envolvam na promoção de estilos de vida saudável como forma de prevenir a diabetes tipo 2 nas crianças, “que está a ser considerada hoje um problema de saúde mundial”. E mais uma vez, os números falam por si: estima-se que haverá um milhão de portugueses com Diabetes dentro dos próximos 20 anos.


06

pública: 12 de Novembro de 2008

cidade

A mês e meio de terminar o mandato

Castro Faria deixa o comando dos BV Famalicenses Cristina Azevedo João Castro Faria deixou, na passada sexta-feira, o cargo de comandante dos Bombeiros Voluntários (BV) Famalicenses, sendo substituído interinamente por Francisco Mesquita, que até aqui exercia as funções de adjunto de comando. A decisão de abandonar o cargo partiu do próprio João Castro Faria, que terminaria o mandato dentro de mês e meio. A saída antecipada deveu-se a razões “estritamente pessoais e profissionais”, como disse o próprio ao OPINIÃO PÚBLICA. “Apesar de ser minha intenção cumprir o compromisso que assumi de cinco anos, a vida vai-se complicando, vamos tendo solicitações de cariz profissional e familiar que, a dado passo, tornam extremamente difícil conciliar a manutenção do comando do corpo de Bombeiros”, explica Castro Faria, advogado de profissão. O agora o ex-comandante assegura que a sua saída não foi motivada por qualquer incompatibilidade ou tensão na corporação, reafirmando que “o corpo de bombeiros tem pela sua frente desafios importantes, decisões que têm de ser tomadas, e a absoluta necessidade de ter alguém que disponha de tempo para lá estar”. “Reconheço que, hoje, não estou em condições de dispor dessa disponibilidade, porque tenho uma realidade profissional bastante

mais complexa do que aquela eu tinha há cinco anos atrás”, acrescenta. Por outro lado, Castro Faria considera que a antecipação da saída poderá trazer alguma vantagem para a Direcção, “permitindo que esta possa, com serenidade, abrir o processo de procura de alguém que assuma o comando”. João Castro Faria assumiu o comando dos BV Famalicenses em 31 de Outubro de 2003, sucedendo no cargo a José Borges. Ao longo destes cinco anos a relação com o corpo de bombeiros nem sempre foi fácil, sendo conhecidas algumas tensões. Porém, o advogado sai com o sentido de dever cumprido, afirmando que deu o seu melhor ao corpo de bombeiros. “Foi uma experiência gratificante. Nem tudo corre sempre a 100%, mas no global as coisas correram bem e deixo muitos amigos naquela casa.” Afirmando que o corpo de bombeiros “está perfeitamente operacional e equipado com tudo o que é preciso para continuar a responder aos famalicenses”, Castro Faria mostra-se ainda disponível para “continuar a colaborar”, desejando “um futuro risonho” à corporação. O OP tentou obter também uma reacção do presidente da Direcção da Associação Humanitária, António Meireles, mas tal não foi possível até ao fecho desta edição.

Infante distinguido no concurso de jornais escolares do Público

Jornal da Alfacoop vence primeiro prémio O Jornal Infante, do Externato Infante D. Henrique (Alfacoop), em Ruílhe (Braga), arrecadou o 1º Prémio no Escalão de “Design”, do Concurso Nacional de Jornais Escolares, promovido pelo jornal Público, com o apoio do Ministério da Educação. Este prémio tem como objectivo premiar a qualidade e a originalidade do grafismo como elemento de valorização do jornal escolar. Nesta categoria, as menções honrosas foram atribuídas aos jornais “001 Ordem para Ler”, da Escola Secundária da Trofa, e “Na Maior”, da Escola Secundária Pluricurricular Santa Maria Maior, de Viana do Castelo. O Jornal do Externato Infante D. Henrique irá receber um prémio monetário de 600 euros pelo 1º lugar. O Infante já é editado no Externato desde o início da década de 90. Mas com a abertura do Curso Tecnológico de Comunicação, “tem sido um importante instrumento pedagógico, de comunicação e informação da escola”, diz o Externato em nota à imprensa. A equipa que contribuiu para a publicação de cinco números, editados em Outubro e Dezembro de 2007 e Março, Maio e Ju-

lho de 2008 é, neste ano lectivo, composta por seis professores, 15 alunos, o director pedagógico da escola e director do jornal, José Ferreira, e ainda Pedro Monteiro, coordenador do grafismo. O júri desta iniciativa, que este ano foi subordinada ao tema “Que fazer com as novas tecnologias?” foi constituído por Teresa Calçada, coordenadora do Gabinete da Rede

de Bibliotecas Escolares do Ministério da Educação; Cristina Ponte, professora da Universidade Nova de Lisboa e coordenadora da equipa portuguesa do Projecto EU Kids Online; Felisbela Lopes e Luís António Santos, professores da Universidade do Minho; Paula Gris, do Centro Português de Design; e Eduardo Jorge Madureira, director pedagógico do Projecto Público na Escola.

Apresentação do novo livro de Abraão Costa

PASEC elogiada pelo seu pioneirismo A PASEC, Plataforma de Animadores Sócio Educativos e Culturais, apresentou, no passado dia 5, o livro “Animação Sócio Cultural e Protagonismo Juvenil”, desenvolvido no âmbito do Projecto “Nova Formula” e da autoria de Abraão Costa. Com uma plateia com mais de 250 pessoas, que encheu o auditório da escola Didáxis de Riba d’Ave, foram muitos os jovens animadores e agentes educativos presentes, numa cerimónia que contou com a presença do director nacional da Agência para a Gestão do Programa Juventude, Pompeu Martins; de Hugo Mesquita, em representação da Câmara Municipal de Famalicão; de Célia Cunha, do Instituto Português da Juventude; de Stefano Bottelli da Cooperativa TOTEM de Itália, além de dezenas de instituições parceiras da PASEC. A cerimónia abriu com a intervenção de Irene Alferes, presidente da Direcção Pedagógica da Didáxis que acen-

Abraão Costa na apresentação do seu livro

tuou ser “uma mais-valia para uma instituição como a Didáxis acolher profissionais como Abraão Costa, relevando o facto de este aliar a actividade docente a uma intervenção muito relevante no campo da Investigação-Acção”. Seguiu-se a apresentação do filme “Protagonistas”, sobre os actores do estudo e uma encenação interpretada pelas alunas dos Cursos de Animação Sócio Cultural e Técnico de Apoio Psicossocial da Didáxis.

A obra foi, entretanto, apresentada pelo animador e investigador, Fernando Rei, referindo-se a Abraão Costa como “um exemplo no campo da Animação Sócio Cultural”. Já Pompeu Martins acentuou o carácter pioneiro das iniciativas da PASEC a nível nacional e europeu, enquanto Célia Cunha reforçou o testemunho dado pelo autor e pelos animadores da PASEC no trabalho que desenvolvem na promoção do Protagonismo Juvenil.


pública: 12 de Novembro de 2008 07

freguesias

É o primeiro organizado pelo CAE

Promoveu “Pela saúde da nossa gente” e visita ao Parlamento Europeu

JSD com mês activo A JSD de Famalicão tem vindo a realizar um conjunto de actividades diversas. Entre 26 de Outubro e 2 de Novembro, a Concelhia da JSD promoveu, em colaboração com os núcleos das freguesias de Oliveira Santa Maria e Riba de Ave, a 2ª edição da actividade “Pela saúde da nossa gente”. Em ambas as localidades, a iniciativa ficou a cargo de militantes da JSD formados, ou em formação, na área da Saúde, tendo sido promovidos diversos rastreios – ao colesterol, à tensão arterial, à diabetes, etc. – “com o intuito de alertar a população para a importância da vigilância da sua saúde e alertar as entidades públicas responsáveis para a importância da manutenção de pequenas unidades de saúde locais, na medida em que a proximidade beneficia a detecção atempada do estado de saúde dos cidadãos, potenciando o imediato tratamento, por vezes até vital”, aponta a JSD em nota à imprensa. Noutro âmbito, três militantes de diferentes órgãos (Comissão Política, Mesa do Plenário e Assembleia Municipal) da JSD famalicense visitaram o Parlamento Europeu, no passado mês de Outubro. Foram recebidos pelo eurodeputado do PSD, Carlos Coelho, e por Teresa Luísa Silva, vicepresidente da JSD de Famalicão em exercício de assessoria ao euro-grupo parlamentar do PSD.

Em Oliveira S. Mateus foram muitas as pessoas que participaram nos rastreios

Os três representantes da jota famalicenses “tiveram assim a oportunidade de conhecer os meandros da actividade política europeia”. Entre visitas à sala de plenário e áreas privadas de trabalho, tiveram ainda a oportunidade de, junto dos eurodeputados, debater a política da União Europeia em matéria de Juventude, vertida no programa europeu “Juventude em Acção 20072013”. JSD vai apresentar moção no Congresso Nacional Entretanto, no último fim-desemana de Novembro vai realizarse o XX Congresso Nacional da JSD. No mesmo comunicado, a JSD de Famalicão anuncia que apoiará a recandidatura de Pedro Rodrigues à liderança nacional. Por outro lado, informa que os delegados representantes da jota

famalicense apresentarão uma Moção Sectorial ao Congresso, que versará sobre apoio ao empreendedorismo, “apontando, em concreto, um conjunto de medidas fiscais, no sentido de facilitar a gestão de tesouraria nos primeiros anos de actividade de empresas criadas por jovens empreendedores”. A mesma moção irá propor a criação de um fundo público, sem fundo perdido mas com margem de risco e sem juros, para a criação de novas empresas promovidas por jovens empreendedores. A particularidade desta moção, sublinha a JSD de Famalicão, é que o seu texto deliberativo obriga a que seja aprovada pelo Congresso e que seja apresentada pela Comissão Política Nacional da JSD no primeiro Conselho Nacional do PSD após a realização do Congresso.

PS promove debate sobre a Regionalização O Conselho de Acompanhamento Estratégico (CAE) do Partido Socialista de Famalicão promove um debate sobre a Regionalização, na próxima sexta-feira, dia 14, às 21h30 horas, na Fundação Cupertino de Miranda. Subordinado ao tema “Regionalizar – Imperativo Nacional”, este primeiro debate promovido pelo CAE terá como intervenientes principais Carlos Lage, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, e o jornalista de Barcelona, Ramon Font, especialista em questões de regionalização. “Com a Regionalização de novo na agenda política, torna-se fundamental aprofundar conhecimentos sobre matéria tão transcendente para todos os portugueses e para todos os famalicenses e debater ideias de futuro que terão influência sobre todos”, diz o CAE em nota à imprensa, acrescentando que a escolha do tema não foi ocasional, “a sua importância política, económica e social merece ser debatida com profundidade”, justifica. O debate é de entrada livre e aberto a todos os famalicenses. Congresso distrital Joaquim Barreto foi reeleito, no passado sábado, secretário coordenador da distrital de Braga do PS, num congresso que decorreu na Póvoa de Lanhoso e onde a secção de Famalicão “teve uma intervenção

marcante”, segundo nota da concelhia socialista à imprensa. Al��m da participação de mais de seis dezenas de delegados, os militantes de Famalicão apresentaram quatro moções sectoriais, que mereceram a aprovação dos participantes. Mário Martins apresentou a moção “Reflectir sobre o presente para construir um futuro melhor”, em que se apela aos militantes para, tendo como pano de fundo a crise mundial, estes discutam novas formas de intervenção do Estado e das autarquias na economia, educação, solidariedade social e no apoio aos desempregados. Sobre trabalho e emprego que Avelino Leite submeteu também ao congresso uma moção, enquanto Maria Augusta Santos se debruçou sobre “Novas oportunidades para ganhar novos desafios”, e Nuno Sá apresentou a moção “Participação democrática – factor e garantia de um sistema económico e financeiro ao serviço do interesse comum”. Quanto à representação de Famalicão nos órgãos distritais, Domingues Azevedo preside ao órgão de fiscalização económica e financeira, e Fernando Moniz, Ana Paula Costa, Artur Lopes, Nuno Sá, Nuno Vieira, Orlando Oliveira, Adelina Ortiga, Fernando Costa, Maria José Gonçalves, Maria José Barbosa, José Lopes e Mário Martins integram, como membros efectivos, a Comissão Política Distrital.


08

pública: 12 de Novembro de 2008

freguesias

Partido Ecologista esteve, quinta-feira, no lugar da Minhoteira, em Arnoso Santa Eulália

Verdes denunciam tentativa de privatização do Rio Este Carla Alexandra Soares “Os Verdes” denunciam aquilo que chamam de tentativa de “privatização” do Rio Este no concelho de Famalicão. Uma delegação do Partido Ecologista “Os Verdes”, esteve, na passada quinta-feira, no lugar de Minhoteira, na freguesia de Arnoso de Santa Eulália, onde denunciaram um alegado atentado ambiental que está a ocorrer nas margens do Rio Este. O partido diz que a construção do empreendimento que está neste momento em curso nesta zona veda, nas duas margens, o acesso ao rio, “numa tentativa descarada de privatizar o uso deste espaço”. Um dos aspectos que os Verdes estranham é a inexistência de uma placa com o alvará ou do pedido de licenciamento em todo o perímetro da obra em causa. “O que se verifica é que temos o impedimento de acesso à área pública e pela lei teria que ser no mínimo de dez metros. Existe ainda um muro com cerca de metro e meia de altura que impede o acesso à área pública e à margem do Rio Este”, explicou Júlio Sá, activista do partido “Os Verdes”. “Esta situação foinos comunicada por habitantes da freguesia e por algumas associações que nos alertaram e nos transmitiram esta questão. Esta é, sem dúvida, uma violação do espaço público”, continuou, salientando ainda o facto de as margens do rio estarem emparedadas e que isso pode, no futuro, limitar o percurso normal do curso de água.

Na Minhoteira esteve o dirigente nacional do partido e activistas locais

Os activistas do Partido Ecologista não sabem a quem pertence a obra e nem se as entidades que a devem licenciar foram contactadas, lembrando que cabe ao Instituto da Água e ao Instituto

da Conservação da Natureza (ICN) licenciar e vigiar as intervenções que impliquem com os rios. Neste sentido, Celso Ferreira, dirigente nacional d’ “Os Verdes”, que também esteve no local,

adiantou que o seu partido vai tomar medidas. “Estamos perante uma terrível ilegalidade e, por isso, não podemos ficar sem tomar uma atitude. Vamos contactar a Câmara Municipal e os outros órgãos do governo, o Instituto da Água e o ICN. Vamos questionar como é que possível verificar-se esta ilegalidade”, referiu. O OPINIÃO PÚBLICA contactou a Câmara Municipal e Durval Tiago Ferreira, vereador do Jurídico e Contencioso, diz ter conhecimento da intervenção em causa. “Trata-se da edificação de alguns muros. Relativamente a alguns a Câmara emitiu a respectiva licença, e sabemos que também tem a licença da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento da Região Norte, nomeadamente no que toca às intervenções junto ao rio”, informou. Mas o vereador lembra que em causa está ainda outro muro que foi construído recentemente e que não foi licenciado. Por isso, o proprietário foi notificado para o fazer no prazo de 15 dias. “Temos uma informação da Junta de Freguesia que explica à Câmara Municipal que esse muro foi construído em comunhão de esforços com a Junta, uma vez que houve um alargamento de um caminho. Mesmo assim entendemos que será necessário licenciamento”. No que diz respeito às outras ilegalidades, Durval adianta que já foi enviada uma informação à CCDR-N para que ela confira se aquilo que foi edificado está ou não de acordo com o projecto inicial.

30 mil euros para a Santa Casa A Santa Casa da Misericórdia de Famalicão vai receber um subsídio de 30 mil euros da Câmara Municipal, aprovado pelo executivo camarário, a semana passada. O apoio destina-se a comparticipar nos custos das obras que a instituição realizou nas suas valências (lares e jardim-de-infância) e que totalizaram 150 mil euros.

Apoio à Associação da Terceira Idade A Câmara Municipal aprovou, a semana passada, um apoio de 1.500 euros à Associação da Terceira Idade de Famalicão,

para desenvolvimento das suas actividades, entre as quais se destaca a Universidade Sénior.

CNE com apoio de 4 mil euros A Junta do Núcleo de Famalicão do Corpo Nacional de Escutas vai receber um subsídio de 4 mil euros da Câmara Municipal, aprovado a semana passada. O dinheiro destina-se a apoiar actividades regulares do CNE famalicense que envolve 44 agrupamentos e cerca de 3.500 escuteiros.

Câmara adjudica várias obras A renovação do Parque de Monteselo, em Lousado, foi uma das obras que a Câmara Municipal adjudicou na reunião do executivo, realizada na passada quarta-feira. A obra foi entregue à empresa Francisco Coelho & Filhos, por cerca de 291 mil euros. Na rede viária, foi adjudicada a renovação da Rua Cupertino de Miranda e do Largo da Olivença, em VN de Famalicão, pelo valor de 246 mil euros, à empresa Domingos Pedrosa Barreto,

Lda. Também a construção da nova sede da Junta de Esmeriz vai arrancar, tendo a obra sido entregue à firma Ribeiro da Silva e C.ª, Lda, pelo valor de 415 mil euros. Já o jardim-de-infância de Cruz foi adjudicado à empresa Construbracara, Lda, por quase 349 mil euros. Finalmente foi adjudicada a ampliação da escola do 1º ciclo de Loureiro, em Delães, por cerca de 191 mil euros.

Câmara adjudica várias obras A Câmara de Famalicão aprovou, a semana passada, a celebração de um protocolo com a Junta de Freguesia de Castelões, no valor de 31.345 euros, destinado ao prolongamento da rede de abastecimento de água em algumas ruas. Em concreto, a intervenção abrange as ruas de Bispo D. Luís Almeida, S. Veríssimo, Estreita e da Estalagem.


pública: 12 de Novembro de 2008 09

freguesias

Nova unidade quer ser a número um da Europa

Tesco investe 10 milhões de euros em Ribeirão

Grupo Folclórico de Nine terá espaço provisório para sede Fundado em Maio de 1980, o Grupo Folclórico de Nine integra cerca de 40 elementos e terá em breve um espaço provisório para instalar a sua sede. Esse espaço será nas antigas instalações da Escola Primária de Nine, sendo que os ensaios deste grupo continuarão a realizar-se no pavilhão desportivo daquela freguesia do concelho de Famalicão. O projecto de construção de uma sede social há muito que faz parte dos planos da direcção desta associação, com esta solução encontrada a ser de carácter não definitivo. O Grupo Folclórico de Nine tem componentes com idades compreendidas entre os 7 e os 67 anos, realizando todos os anos bastantes espectáculos em Portugal e no estrangeiro. Em média são 20 as representações por ano e no que concerne ao estrangeiro, constam deste grupo deslocações a Espanha, França, Luxemburgo, Alemanha, Itália, Suíça e Grécia. Até ao momento editaram sete gravações fonográficas, num grupo que está filiado no INATEL e na Federação do Folclore Português.

Voluntários dos Bombeiros de Riba d’Ave concluem 12º ano Armindo Costa enalteceu investimento japonês em Famalicão

Sofifiaa Abreu Silva A nova fábrica Tesco – Componentes para Automóveis foi inaugurada, no passado sábado, em Ribeirão e quer ser a número um da Europa. A segunda fábrica da multinacional japonesa fica na zona industrial de Sam, implicou um investimento de dez milhões de euros, e, no futuro, poderá criar 50 postos de trabalho. A Tesco, subsidiária da Honda, que integra o grupo Metts, já está presente no mercado português há 15 anos com uma fábrica na Trofa, onde emprega 250 pessoas. A nova unidade no concelho famalicense ocupa aproximadamente uma área de sete mil metros quadrados e permitirá à Tesco aumentar a sua capacidade global e consolidar os processos actuais de fundição injectada em alumínio para a indústria automóvel. Na realidade, o director-geral da Tesco, Keiki Wakabayashi, presente na cerimónia de inauguração, deixou o desejo de ver a unidade portuguesa no primeiro lugar da Europa: “Perguntando aos clientes a que empresa fariam a encomenda com confiança, a resposta deles é Tesco. Esta é a vossa fábrica, façamos o nosso melhor para nos tornarmos a fundição número um da

Europa”. No mesmo sentido, Mário Ferreira, director fabril da Tesco em Portugal, fala num projecto em que o desejo é crescer. “Numa segunda fase, a Tesco poderá ampliar para 10 mil metros de área e, se os negócios assim se concretizarem, podemos atingir cerca de 20 mil metros quadrados de área coberta. Nós, de facto, pensamos no futuro”, afirmou. Face a este avultado investimento, este responsável lembra que "os japoneses dizem que é nas alturas de recessão que as pessoas inteligentes tomam decisões inteligentes", acentuando ainda que a Tesco actualmente “aposta em novos segmentos de mercado". Já o embaixador do Japão em Portugal, Akira Miwa, evidenciou “a boa cooperação económica” entre os dois países. O rápido crescimento da Tesco nestes 15 anos foi o que Yasuo Furusawa, do grupo Metts, salientou, uma vez que tudo começou com um pequeno pavilhão, quando agora a empresa está a aumentar o seu espaço e produção. Por seu turno, Armindo Costa, presidente da Câmara de Famalicão, afirmou que a nova unidade industrial é “uma alavanca impor-

tante para o desenvolvimento económico e social”, esperando que a Tesco continue a realizar os fundamentos de uma economia justa: “Gerar riqueza e dar segurança e bem-estar às pessoas e às famílias”. Também Carlos Florindo, em representação do Governo Português, e da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) apontou a abertura da nova unidade como um marco importante para a economia portuguesa. “ A Tesco celebra hoje 15 anos de actividade em Portugal, e comemora esse facto afirmando, de forma clara, que gosta de Portugal, que confia nas capacidades e no trabalho dos seus colaboradores”, disse. Florindo compreende ainda que qualquer decisão de investimento, em especial nos dias que correm, é um momento difícil, mas acredita que estes exemplos não deixarão de ser entendidos por outras empresas como “uma confirmação de que Portugal é uma localização competitiva e amiga para o investimento japonês”. Ainda de referir que a Tesco em Ribeirão é uma unidade da nova geração, uma vez que os novos processos produtivos irão utilizar tecnologias amigas do ambiente.

Um grupo de quatro homens dos Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave viu reconhecidas as suas competências, tendo concluído o seu ciclo de Estudos Secundários, com equivalência ao 12º ano de escolaridade, através do programa “Novas Oportunidades”. Em comunicado, a corporação afirma que Tiago Costa (Voluntário nº25), Paulo Lopes (V. nº46), Manuel Pereira (V. nº 55) e Vítor Carneiro (V. nº 95) “são um motivo de orgulho para a corporação e, acima de tudo, um exemplo de força de vontade e determinação para todos os que, como eles, pretendem ver melhoradas as suas vidas, tanto

ao nível pessoal como profissional”. Os responsáveis dos Voluntários de Riba d’Ave acrescentam ainda que aqueles bombeiros, “acima de tudo, valorizam o património humano desta instituição, que pretende cada vez mais crescer não só no que respeita aos serviços prestados, mas também à qualidade dos mesmos”. De resto, a instituição “vê no interesse da formação pessoal um meio privilegiado para atingir uma maior maturidade e excelência no tratamento, no respeito e na relação com todos aqueles que serve diariamente”.


10

pública: 12 de Novembro de 2008

Carros vandalizados em Ribeirão A GNR de Famalicão registou, na passada sexta-feira, várias queixas por danos em veículos estacionados na via pública, em Ribeirão. Os actos de vandalismo concretizaram-se em vidros partidos e furtos no interior dos automóveis.

freguesias

Obras na Av. Albino Marques abordadas na visita de Armindo

Avenida principal de Delães reabilitada e com semáforos

Tecnologias de Informação debatidas na Didáxis A Didáxis de Vale S. Cosme é palco hoje, dia 12, pelas 14 horas, de uma palestra intitulada “Information Technology II”, a segunda do género organizada pelo Núcleo de Estágio de Informática desta escola. Participam Mário Correia, em representação da multinacional Archibus, empresa com actividade em vários países, e Carla Araújo, sócio-gerente da empresa famalicense MVF. O evento finaliza com a apresentação do projecto “Homemade Steering Wheel for PC Gamers”, pelo aluno João Oliveira, do 12º ano do Curso Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos.

ACIP inicia 4º edição de “Pontos nos iii’s” A ACIP – Ave, Cooperativa de Intervenção Psico-social inicia, hoje, dia 12, nas suas instalações em Joane, a quarta edição do curso de formação “Pontos nos iii’s”. O curso tem por objectivo dotar um conjunto de pessoas, de algum modo fragilizadas, de estratégias promotoras da sua inclusão, nomeadamente sócio-laboral. Por isso, a formação abrange áreas como gestão doméstica, nutrição, saúde e competências sociais. O curso vai decorrer até ao final do ano, num total de 50 horas de formação.

Maxmat abre loja no Lago Discount Uma das maiores cadeias de lojas de bricolage, construção e jardim, a Maxmat, abre, amanhã, dia 13, uma loja no Lago Discount, em Ribeirão. A loja famalicense insere-se numa estratégia de expansão da Maxmat, que no mesmo dia inaugura uma outra loja em Valongo, depois de no passado dia 31 de Outubro ter aberto um espaço em Abrantes. Com estas três novas lojas, a Maxmat eleva para 37 os seus espaços espalhados por Portugal Continental e ilhas. As lojas, incluindo a do Lago Discount, funcionarão diariamente das 8 ás 22 horas, incluindo sábados, domingos e feriados. No primeiro dia de abertura haverá prémios para os primeiros clientes, prolongando-se a campanha de abertura até ao dia 25 de Novembro com descontos de 50% em alguns artigos e ofertas para clientes com compras superiores a 150 euros.

Junta de Bente celebra S. Martinho Bente celebra, no próximo domingo, o S. Martinho, numa organização da Junta que aproveita também para comemorar o Dia da Freguesia. O programa inicia-se com uma missa, pelas 9h30, seguida de romagem ao cemitério. A partir das 15 horas, no salão anexo ao polidesportivo, tem início a festa que será animada pelo artista bracarense Henrique Músico. No final é servido o lanche, onde não faltarão as castanhas e o vinho verde.

A reabilitação da Avenida Albino Marques, que atravessa a freguesia de Delães, vai arrancar em breve. A empreitada foi adjudicada no passado mês de Outubro e foi um dos assuntos debatidos durante a visita do presidente da Câmara à freguesia, na quinta-feira transacta. De resto, os principais investimentos previstos para Delães destinam-se à rede viária. Armindo Costa anunciou que as obras na Avenida Albino Marques, num investimento municipal de 191 mil euros, vão começar muito em breve, o que deixou o autarca de Delães, Manuel Silva, muito satisfeito: “É o espelho da freguesia”. Além de reabilitada, a avenida – que nasce junto à igreja de Delães e desagua na estrada que dá ligação a Bairro e a Riba d’Ave – vai também receber semáforos no seu fim, pois, sobretudo nas horas de ponta, a circulação automóvel faz-se com muita dificuldade. “Quem vem do lado de Bairro não dá prioridade e os outros têm que esperar, complica-se bastante”, explicou Manuel Silva. Para 2009 está agendada uma intervenção na Rua da Igreja, que liga a igreja à Estrada Municipal 573, e que ganhará características mais urbanas. Orçada em 100 mil euros, Armindo Costa reconheceu que a artéria “vai ficar um bocado cara, porque vai ser alargada, tem que levar muros, passeios, vai ficar uma rua como deve ser, estruturante para drenar para Norte”. Para mais tarde ficará a

António Freitas

Magda Ferreira

Manuel Silva e Armindo Costa debateram investimentos em Delães

reabilitação da Avenida Nova, que nasce junto à Igreja e passa ao lado da sede da Junta e do pavilhão municipal. A Câmara vai, agora, avançar para um estudo desta intervenção, estando a ponderar manter o piso em paralelo. Intervencionado vai ser também o edifício da escola do 1.º ciclo de Loureiro, que beneficiará de obras de ampliação em breve. A obra foi

adjudicada na quarta-feira passada e vai custar quase 347 mil euros. O edil prometeu ainda, para 2009, a colocação de um parque infantil na Urbanização das Lameiras. Por resolver está ainda a questão do edifício do antigo centro de Saúde. Armindo Costa diz que falta o Ministério da Saúde cumprir a sua parte do acordo que foi celebrado entre aquele organismo e a Câmara de Famalicão e

que estabeleceu que a autarquia comprava o terreno para o novo centro de Saúde e, em contrapartida, o ministério transferia para o município o antigo prédio. “Ainda não o fizeram e têm pouca vontade de o fazer”, lamentou o presidente. A intenção da Junta é instalar nesse edifício a sede, pois o espaço actual já não responde às necessidades, implantando uma biblioteca e um auditório.

Armindo: “Não há discriminação das freguesias” Aproveitando a visita a Delães, cujo presidente da Junta foi eleito pelo Partido Socialista, Armindo Costa enviou um recado à oposição, argumentando que esta freguesia é “um exemplo vivo” de que a Câmara não olha só para as freguesias que são da coligação. “Nós olhamos à dimensão e às necessidades da freguesia. Esta freguesia tem aquilo que a Câmara entende que é justo que tenha, independentemente de ser ou não da coligação”, atirou o edil. Para provar isso mesmo, avançou que o

investimento da Câmara em Delães este ano ascende aos 600 mil euros, referindo-se a obras lançadas em 2008 e às que se prolongam por 2009. “É uma freguesia que a Câmara tem acarinhado”, concluiu. O presidente da Junta de Delães, Manuel Silva, confirmou que não tem razões de queixa da Câmara: “Não me posso queixar muito, não podemos ser tão ingratos quanto isso, porque aquilo que temos pedido não tem sido tudo concretizado, mas a maior parte das coisas temos”.


freguesias

pública: 12 de Novembro de 2008 11

Elogios marcaram 25º aniversário da Secundária Padre Benjamim Salgado

“Um hino à Educação e à Cultura” A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, comemorou 25 anos de existência, na passada sexta-feira. O aniversário foi assinalado com várias actividades, destacando-se a sessão solene, na qual se ouviram rasgados elogios à escola. A secundária de Joane abriu as portas com dois pavilhões de aulas e com poucos alunos, mas uma década depois já era frequentada por 1.350 jovens. Hoje tem 1.300 alunos e três pavilhões de aulas. As taxas de insucesso são baixas – muito abaixo da média nacional – o abandono escolar é praticamente nulo e as notas dos exames nacionais têm vindo a subir. Estas foram, de resto, algumas das razões que levaram o representante da Direcção Regional de Educação do Norte (DREN), Manuel Oliveira, a elogiar o trabalho desenvolvido na escola e a agradecer a todos os que passaram pela Benjamim Salgado pelo “contributo que deram ao desenvolvimento de Joane, de Famalicão e, fundamentalmente, do país”. “Sem o vosso trabalho, sem o vosso empenho nada disto teria sido conseguido”, frisou. Também o vereador da Educação e vice-presidente da Câmara Municipal, Leonel Rocha, apontou a secundária de Joane como “um hino à Educação e à Cultura”. Mas quis também estender esse elogio a todas as escolas do concelho. “Efectivamente, no campo da Educação, da formação e da preparação de cidadãos para a vida activa, eu estou orgulhoso do trabalho que se faz nas escolas de Famalicão”, afirmou. Já o presidente do Conselho Executivo traçou o percurso destes 25 anos, em que a escola cresceu e se afirmou no meio. Alfredo Mendes agradeceu a todos a dedicação demonstrada e não esqueceu o momento de mudança que se vive na Educação. “Grandes alterações têm sido introduzidas, que muito têm mudado as condições dos profissionais da Educação, mas eu tenho um sentido e um sentir de quão importante e especial são os professores e os funcionários desta escola” sublinhou, acrescentando que “essas qualidades puderam mostrar-se de uma forma brilhante no ano lectivo transacto”. De facto, segundo o ranking das escolas publicado no Jornal de Notícias, a Secundária Padre Benjamim Salgado é a escola do concelho que aparece melhor colocada (119º lugar), tendo em conta os resultados dos exames nacionais do 12º ano. Algo que não surpreendeu os responsáveis da escola, a julgar pelas palavras de Alfredo Mendes que, apesar de nunca se referir directamente ao ranking, não deixou de dizer que, relativamente aos resultados dos exames, “o destaque que a escola tem não é mais do que o lugar que ela merece”. Além da sessão solene, o aniversário foi ainda assinalado com o lançamento da segunda edição do livro do patrono da escola, o padre Benjamim Salgado, intitulado “A Igreja do Divino Salvador de Joane”, e com a inauguração de uma escultura evocativa da data. A festa terminou com a entrega dos diplomas e prémios aos vencedores dos concursos de Português e dos diplomas e certificados aos formandos dos cursos profissionais e de Educação e Formação de Adultos.

Ameaçou de morte militares da GNR de Riba d’Ave Um homem foi detido no passado domingo, suspeito de ameaçar de morte militares da GNR de Riba d’Ave, noticiou a Agência Lusa. Fonte da GNR disse à Lusa que o indivíduo, um encarregado da construção civil, de 43 anos, ameaçou de morte os militares, afirmando que usaria uma arma idêntica à deles, quando os encontrasse à civil. O incidente ocorreu de madrugada, na sequência da chamada de uma patrulha da GNR de Riba d’Ave para conter desacatos no interior de um café da freguesia de Carreira, que tinham começado pelas 23h50 de sábado. Como um dos envolvidos não tinha identificação, a patrulha acompanhou-o à sua residência, nas imediações, para que pudesse exibir o bilhete de identidade. Foi nessa altura que, segundo a versão da Guarda, foi concretizada a ameaça de morte, tendo o homem sido detido.

Cristina Azevedo

Cristina Azevedo

Alfredo Mendes traçou o percurso da escola neste 25 anos


pública: 12 de Novembro de 2008

12

Didáxis no 3º lugar no Campeonato das Profi fisssões Os alunos do 12º ano dos cursos de Electrónica Industrial, Tecnologias de Informação e Esteticistas Cosmetologistas da Didáxis de Riba d’Ave ficaram em terceiro lugar nos Campeonatos Regionais das Profissões de 2008, que se realizaram entre 27 e 30 de Outubro nos Centros de Formação do IEFP do Porto e do Sector Terciário. Participaram 120 jovens de várias escolas profissionais. Os vencedores do Campeonato Regional participarão no Campeonato Nacional e Mundial de 2009, este último a realizar em Setembro do próximo ano em Calgary, Alberta, no Canadá, tendo em conta a existência de jovens naquele grupo etário, que estejam em fase adiantada de formação ou já tenham terminado. Os alunos participantes, encantados com a ideia, disseram que deram “o máximo” nas provas em disputa. “É muito bom poder representar a Didáxis e o curso que estou a frequentar, que está a dotarme de ferramentas essenciais à minha formação pessoal e profissional”, referiu Cristina Abreu, formanda do curso Esteticista Cosmetologista, que alcançou o 3º lugar no Campeonato das Profissões na sua área. Para o vice-presidente da direcção pedagógica da Didáxis e responsável pelos cursos de carácter profissionalizante, António Rego, “estes encontros servem para uma troca de experiências entre jovens e também para aquilatar até que ponto as competências estão a ser adquiridas”.

freguesias

Festa a Beato Nuno, no domingo, marcou comemorações

Fraternidade de Joane celebrou bodas de prata Magda Ferreira A Fraternidade Nuno Álvares (FNA) de Joane está a celebrar 25 anos e o programa das comemorações teve um dos pontos altos no domingo, com a celebração da Festa do Patrono Beato Nuno. Trata-se de uma festa que a cada ano é organizada por um núcleo da FNA, tendo este ano cabido a organização ao núcleo joanense. Do programa da festa, salienta-se a eucaristia, realizada na igreja de Joane, e onde quatro antigos escuteiros fizeram a renovação das suas promessas. Foram também entregues, pelo presidente nacional, Vítor Faria, votos de louvor e diplomas de distinção a vários dirigentes, sendo de sublinhar o Diploma de Louvor Nacional que a FNA de Joane recebeu e a medalha de solidariedade atribuída ao presidente do núcleo, José Machado. Seguiu-se um almoço convívio com mais de 400 pessoas. A Fraternidade Nuno Álvares é uma associação consti-

Quatro elementos renovaram as promessas no domingo

tuída por antigos filiados do Corpo Nacional de Escutas. Em Joane, o núcleo nasceu há 25 anos e teve em Artur Xavier Forte o principal impulsionador. Além do núcleo de Joane, fundou também o de Vermoim, onde reside actualmente e é presidente da Junta. Já ocupou também vários cargos, nomeadamente o de presidente nacional. Presentemente, preside à Mesa do Conselho Nacional. “Viver os 25 anos da Fraternidade de Joane tem um significado muito forte para mim”, confessou ao OP. “Mesmo depois de termos abandonado o

activo, continuávamos a reunir ao domingo de manhã no adro da Igreja, a conversar, a fazer planos… acabei por me envolver e quando dei por mim já estava na Nacional”, contou ainda. Também José Lima, outro dos fundadores e que hoje ainda faz parte da Fraternidade, recorda o tempo em que reuniam “dentro de uma carrinha no adro da igreja”. É, por isso, “com muita satisfação” que assiste à comemoração dos 25 anos. Por seu lado, o actual presidente da FNA de Joane, José

Machado, considera que, nestes 25 anos, a associação tem feito “um trabalho visível em Joane”. Por isso, a festa celebrada no domingo foi “importantíssima” para a Fraternidade joanense. É que, além dos 25 anos, este foi, talvez, o último ano em que o patrono foi chamado de Beato Nuno, pois está em marcha o processo da sua santificação. Aliás, José Machado faz parte do grupo nacional que está a tratar deste processo, que deverá estar concluído no primeiro semestre de 2009. Actualmente com cerca de 33 membros, a FNA de Joane desenvolve várias actividades, nomeadamente na época da Páscoa e no Natal, com a iluminação da igreja e o presépio. Iniciativas que podem agora ser conhecidas no endereço da Internet: www.fnajoane.blogspot.com. Este ano, o programa esteve, essencialmente, virado para a comemoração dos 25 anos, que encerram no próximo dia 21 Dezembro com a realização de um sarau.

É presidido por Lurdes Fernandes

Pub.

FrutaPão de Landim assinala 2º aniversário

A padaria e frutaria FrutaPão, em Landim, está a comemorar o seu segundo ano de existência. O espaço prima, desde o início, pela inovação pois tem ao dispor dos clientes vários serviços. Os clientes já sabem que aqui podem tomar o seu cafezinho, comprar fruta fresca, ler uma revista ou passar os olhos nos jornais diários. No fundo, o conceito é simplificar o dia-a-dia das pessoas. E a prova disso é que se precisar tem ainda uma caixa Multibanco para fazer todas as operações bancárias que necessitar. FrutaPão é uma loja a pensar em quem gosta de um bom serviço, rapidez e comodidade. FrutaPão junto ao mosteiro de Landim.

PSD cria núcleo em Riba d’Ave Decorreu no passado sábado a eleição para mais dois núcleos do Partido Social Democrata (PSD). Para presidir ao núcleo de Bairro foi eleito Alfredo Mendes, enquanto o núcleo de Riba d’Ave, agora constituído, é presidido por Lurdes Oliveira Fernandes. Em Riba d’Ave, a cerimónia de tomada de posse decorreu no mesmo dia do acto eleitoral, tendo a presidente referido que o nascimento deste núcleo “representa uma aposta e ao mesmo tempo uma oportunidade de colaborar para a melhoria de qualidade de vida dos ribadavenses”.

Lurdes Fernandes agradeceu a colaboração manifestada pelo presidente da Junta, Armando Carvalho, eleito pela coligação PSD/PP e elogiou o trabalho da Câmara Municipal e do presidente Armindo Costa, “que tem demonstrado enorme preocupação no apoio às necessidades da freguesia”. A líder social-democrata citou como exemplos algumas obras concretizadas na vila, como a ampliação da rede de saneamento, o terreno para o alargamento do cemitério ou a aquisição do terreno para o quartel dos bombeiros, bem como as diligências efectua-

das para que o actual edifício dos bombeiros seja adquirido pelo Ministério da Administração Interna para aí alojar a GNR. Lurdes Fernandes não esqueceu, porém, que “ainda está em falta a reabilitação do Teatro Narciso Ferreira”. A nível interno, a nova dirigente assume como prioridade arranjar um espaço próprio para a sede do núcleo, para que este possa “propor-se a novos desafios”, como “a realização de fóruns e debates sobre as mais variadas vertentes, desmistificando o conceito de uma política fechada e cinzenta”.


cultura

Beatriz Silva é a autora do trabalho

Livro sobre macrobiótica ensina a comer melhor Um livro que ensina, sobretudo, a comer melhor. Foi assim apresentado, na passada sextafeira, o livro “À Mesa com o Universo – Receitas Macrobióticas”, da famalicense Beatriz Silva. A cerimónia decorreu no café concerto da Casa das Artes e contou com a presença de dezenas de convidados, entre eles o vice-presidente da Câmara Municipal, Leonel Rocha. Seguidora da Macrobiótica há oito anos, Beatriz Silva, terapeuta de formação, quer, com este trabalho, desmistificar esta forma de vida e ensinar as pessoas a comer melhor. Segundo explicou a autora ao OPINIÃO PÚBLICA, a Macrobiótica é, antes de mais, alimentar-nos de forma natural, saudável e simples. Isto é exactamente o que as pessoas têm que reaprender. “Actualmente toda a gente come em função daquilo que a indústria alimentar oferece e não do que a sua condição física e emocional precisa. As pessoas não dão atenção ao seu corpo”, defende Beatriz Silva. A Macrobiótica nasceu no Japão há 30 anos e significa Grande Vida e a autora faz questão de ressalvar que nada tem a ver com o vegetarianismo, embora também assente na base dos alimentos de origem vegetal. A base da pirâmide da Macrobiótica, criada por Michio Kushi, é os cereais integrais, aos quais, segundo Beatriz Silva, os vegetarianos não dão muito apreço. “Simplesmente deixam de comer carne e peixe, mas acabam por comer produtos lácteos, ou ovos, para suprir outras necessidades. É por isso uma alimentação carente”, considera. Ao contrário, defende a autora, a Macrobiótica é uma alimentação saudável e equilibrada, não sendo pobre em proteínas.

Carla Alexandra Soares

Carla Alexandra Soares

É o terceiro livro que Beatriz lança sobre Macrobiótica

Essa é, de resto, a grande diferença, já que os adeptos deste estilo de vida podem comer carne, que se encontra, a par dos ovos e lacticínios, no topo da pirâmide. “O que se come é em menor quantidade exactamente como os nossos avós faziam há pouco mais de 50 anos. Ao seguir esta alimentação as pessoas aumentam o consumo de cereais integrais e de fibras e variam muito mais a sua alimentação”. Aliás, esta é uma das principais mensagens que Beatriz Silva quer passar a todas as pessoas, ou seja, que os pratos que apresenta no seu livro, apesar de serem muito simples, têm muita cor, textura e sabor. “As pessoas que colaboraram nos meus livros ficaram espantadas com as cores dos pratos. Tudo que está fotografado é autêntico e acabado de cozinhar”, explica a autora, revelando que para isso basta utilizar ervas aromáticas e as especiarias certas. “Outra coisa que eu ensino neste livro é a cortar os legumes, o que parece insignificante mas é muito importante”, acrescenta.

Abre no próximo sábado

Loja das Quasi: diferente para melhor Loja das Quasi, espaço de arte, literatura e design, nasce no próximo sábado em Famalicão, na Rua Conselheiro Santos Viegas. O conceito é inovador, porque aqui casamse as artes plásticas com a literatura e, claro, o design. À partida, para quem chega, salta à vista a decoração, com a assinatura da empresa famalicense de design industrial Induse. Toda a loja – tecto, chão e paredes – está revestida a placas de aço perfuradas que dão ao espaço uma textura única. Trata-se de uma área arrojada que terá uma livraria com literatura de au-

Loja das Quasi junta literatura, exposições e design

tores portugueses e estrangeiros; livros infantis e livros de arte. “Não vamos ter uma livraria num conceito lato”, explica Ana Reis Sá, responsável pelo novo espaço. Aos livros, junta-se “a galeria de exposições e ainda um espaço reservado a objectos de design” concebidos por artistas convidados e com peças exclusivas para a loja. Para começar da melhor forma, até Fevereiro estará patente uma exposição do mestre do Surrealismo, Cruzeiro Seixas, intitulada “O Espírito das Coisas Invisíveis”. Já a 7 de Fevereiro será a altura de Adriana Calcanhotto inaugurar a sua primeira exposição mundial como artista plástica. Seguem-se depois colaborações de Albuquerque Mendes e também de Paulo Teixeira Pinto. Ana Reis Sá explicou ainda que a Loja das Quasi apresenta um espaço “fora do convencional” para que possa, no futuro, servir de palco para outras acções, “como produções de moda, lançamentos de marcas, provas de vinho, workshops. “O facto de ser tudo modular, permite retirar tudo dentro da loja e cedê-la para outros eventos”, acrescenta. No entender de Jorge Reis Sá, proprietário da Quasi Edições e também do novo espaço, a loja “surge de forma natural”. “É como um passo seguinte das Quasi que faz 10 anos para o próximo ano. Gostávamos que o novo espaço fosse um ponto de encontro”, disse. A inauguração é sábado, pelas 15h30. J.H.B.

pública: 12 de Novembro de 2008 13


14

pública: 12 de Novembro de 2008

publicidade

JUNTA DE FREGUESIA DE LOUSADO Estação de Caminho de Ferro, 10 - 4760-623 Lousado Tel.: 252 493 106

AVISO DE EMPREGO N.º 3/2008 Manuel Martins da Costa, Presidente da Junta de Freguesia de Lousado, torna público, que pretende seleccionar e admitir trabalhador, a tempo parcial, em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo, por um ano, renovável até ao prazo máximo previsto no Código de Trabalho, ao abrigo da h) do n.º 1 do art.º 9 da Lei nº 23/2004, de 22 de Julho, para a seguinte categoria: Assistente Administrativo…………………….índice 199, escalão 1, vencimento 663,88€ EXIGE-SE: 12.º ano de Escolaridade; Idade não inferior a 18 anos; Situação militar regularizada, se for caso disso; CRITÉRIOS PREFERÊNCIAIS: Experiência em serviços administrativos, designadamente serviço autárquico, atendimento de pessoal e domínio na utilização de equipamento informático. OFERECE-SE: Remuneração acima mencionada e demais regalias sociais. MÉTODO DE SELECÇÃO: Avaliação curricular e entrevista profissional de selecção. As candidaturas serão formalizadas em requerimento, cuja norma poderá ser solicitada na Sede de Junta de Freguesia, no horário de atendimento (2ª a 6ª: 9h30m - 12h00 e das 14h30m -19h00), no prazo máximo de 3 dias úteis da data de publicação do presente aviso no jornal. Lousado, 10 de Novembro de 2008 O Presidente de Junta de Freguesia Manuel Martins da Costa


pública: 12 de Novembro de 2008 15

freguesias

Correspondência de Antero e Camilo com o historiador em obra apresentada sexta-feira

As cartas que Alberto Sampaio recebeu em livro

A grande amizade e cumplicidade que o historiador Alberto Sampaio mantinha com Antero de Quental, a relação de cordialidade com Camilo Castelo Branco, as descobertas na arqueologia partilhadas com Martins Sarmento e os debates de história e política com Oliveira Martins estão agora expressos em livro, no primeiro volume de “Cartas a Alberto Sampaio”. A obra reúne um total de 216 cartas dirigidas ao historiador no período entre 1864 e a data da sua morte, em 1908.

A obra será apresentada na próxima sexta-feira, dia 14 de Novembro, pelas 17h30, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, pelo presidente do Centro Nacional de Cultura, Guilherme d’Oliveira Martins. Cobrindo praticamente toda a vivência adulta de Alberto Sampaio, a obra dá a conhecer as relações de trabalho e amizade mantidas com diversas figuras da cultura portuguesa, desde os seus 22 anos, à época em que concluiu os estudos em Coimbra, à fugaz passagem por Lisboa, e até ao regresso ao Minho, mais precisamente à sua Quinta de Boamense, em Cabeçudos, onde morreu aos 67 anos de idade. O universo das pessoas com quem se relacionou e que assinam estas cartas é a todos os títulos notável, desde simples amigos dos tempos de Coimbra como José Falcão, irmãos Faria e Maia, António de Azevedo Castelo Branco, Alberto Teles, Pinto Osório e Inácio de Vasconcelos; passando pelos que pontificaram no círculo de Guimarães como Francisco Agra, Joaquim José de Meira; até aos que na época e nos mais diversos domínios marcaram a “intelligentsia” nacional, filósofos, poetas e escritores (Antero de Quental, Camilo Castelo Branco, Luís de Magalhães, Jaime de Magalhães Lima), historiadores (Oliveira Martins, Gama Barros, Abade de Tagilde, João Gomes de Abreu de Lima), arqueólogos e etnólogos (Martins Sarmento, José Leite de Vasconcelos, Rocha Peixoto, José Fortes, Ricardo Severo), enologistas (Abílio da Costa Torres e José Macedo Souto Maior), jornalistas (Bento Carqueja), filólogos e orientalistas (Guilherme de Vasconcelos Abreu e Aniceto dos Reis Gonçalves Viana). Com 420 páginas, o livro “Cartas a Alberto Sampaio” conta com organização, introdução e notas de Emília Nóvoa Faria e António Martins, e tem a chancela da Campo das Letras. Esta edição está organizada em dois volumes, sendo que o segundo intitular-se-á “Cartas de Alberto Sampaio”. O lançamento da obra insere-se nas comemorações do centenário da morte de Alberto Sampaio, que terminam em Dezembro.

Livro do padre Benjamim Salgado de novo nas bancas

História da igreja velha de Joane reeditada

Destruição da antiga igreja de Joane

Trinta anos após a morte do padre Benjamim Salgado, a Câmara Municipal presta-lhe homenagem, reeditando a sua obra “A Igreja do Divino Salvador de Joane – Apontamentos para a sua história”. O livro, que foi publicado quatro dias após a destruição da igreja, ganhando uma enorme projecção histórica, foi apresentado na passada sexta-feira, em Joane, durante as comemorações dos 25 anos de Escola Secundária Padre Benjamim Salgado. “Na madrugada de 11 de Março, quando as máquinas avançaram sobre as paredes da igreja paroquial, reduzindo-a a um amontoado

de destroços e pó, já o conceituado intelectual e sacerdote joanense tinha desaparecido do reino dos vivos”, refere Armindo Costa, que assina o prefácio desta segunda edição, lembrando que, na altura, “um coro de protestos e de vozes indignadas ecoou por todo o país”. “Ninguém compreendia, e muito menos aceitava, que fosse possível destruir uma igreja românica, cuja antiguidade ultrapassava a da própria nacionalidade portuguesa, e que um fresco, classificado como imóvel de interesse público, fosse deitado ao caixote do lixo!”, recorda o presidente da Câmara. Quatro dias após a destruição

da igreja, era lançado então o livro do Padre Benjamim Salgado. No prólogo, Benjamim Salgado, esclarecia que “todos temos obrigações para com o passado, para com as gerações que nos precederam, para com a História.” E concluía: “Há uma solidariedade entre gerações, que deve ser respeitada e a igreja paroquial é certamente o mais respeitável símbolo dessa solidariedade.” O sacerdote parecia, assim, adivinhar o tráfico desfecho, mas não foi a tempo de do evitar. O livro encontra-se esgotado há vários anos, pelo que esta reedição vai permitir “colocar à disposição de todos este trabalho contribuindo, designadamente, para divulgar entre as gerações actuais a relevância histórica deste valioso património então destruído”, assinala Armindo. Esta reedição foi melhorada, sendo acrescentadas algumas fotografias, que ilustram a própria Igreja Velha, os seus interiores, o fresco, além de outras que mostram a implantação da nova igreja e os despojos desta batalha. Este é o primeiro livro de uma colecção “Cadernos de Património”, centrada no património histórico-cultural de Famalicão, com o qual se pretende divulgar estudos já concluídos sobre esta área e incentivar o aparecimento de outros.

Guilherme d’Oliveira Martins apresenta “A palavra” Guilherme d’Oliveira Martins é o próximo convidado da iniciativa “Um livro, Um Filme” que se realiza já na próxima sextafeira, dia 14, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel. O actual presidente do Centro Nacional de Cultura escolheu o filme “A Palavra”, uma obra intemporal do cinema mundial, realizada por Carl Dreyer, em 1955, que retrata as divergências religiosas entre duas famílias de pastores que impedem o casamento entre

os seus filhos. O convidado irá explicar as razões que o levaram a optar por esta película, numa sessão de conversa animada com o público. Nascido em Lisboa a 23 de Setembro de 1952, Guilherme d’Oliveira Martins é político e professor universitário. Ministro da Presidência (20002002), ministro das Finanças (2001-2002) e ministro da Educação (1999-2000) são apenas alguns dos cargos políticos de maior relevo que já foram por si desempenhados.

“A Festa” traz Rita Blanco à Casa das Artes Rita Blanco, Fernando Luís e Joaquim Horta são alguns dos actores que vão fazer “A Festa” no palco da Casa das Artes de Famalicão, nos próximos dias 14 e 15, sexta-feira e sábado, a partir das 21h30. A peça, que tem ainda a participação dos actores Cátia Pinheiro, Cláudia Gaiolas, Marcello Urgeghe e Tónan Quito, conta a história de sete amigos que se juntam na casa de um deles para celebrar uma passagem de ano. Todos estão ali por-

que não têm outro sítio para estar. Durante a noite de festa, a teia de relações e cumplicidades entre estes sete amigos vai ser posta em causa. Caem as máscaras que cada um usa para esconder ou comunicar a

sua personalidade e todos percebem que a face visível daquele círculo de amigos é a ponta de uma iceberg cuja parte submersa é mais negra, dolorosa e autêntica. A entrada custa 10 euros.

Encontro de tunas na Lusíada A alegria e a festividade musical que envolve o mundo das tunas estão de regresso a Famalicão com a realização, na próxima sexta-feira, dia 14, do 1º Encontro de Tunas – O Camilinho, numa organização da Tuna Académica da Universidade Lusíada. Vão actuar a tuna organizadora, a Desertura – Tuna Académica da Universidade da Beira Interior e a Tuna Académica do ISEP. O espectáculo tem início às 22 horas no salão nobre da universidade. A entrada é livre.

Casa das Artes já vende bilhetes pela Net A Casa das Artes de Famalicão lançou, a semana passada, um sistema de venda de bilhetes pela Internet, anunciou a Câmara Municipal em nota à imprensa. Os bilhetes para qualquer espectáculo podem ser adquiridos através do site www.casadasartes.org. O utilizador tem a possibilidade de efectuar o pagamento online com cartão Visa ou Mastercard. “É mais um investimento na melhoria das condições de acesso do público à Casa das Artes, em particular das pessoas de outras cidades”, diz o presidente Armindo Costa no comunicado.


16

pública: 12 de Novembro de 2008

publicidade

Falecimentos

Louro Carlos Alberto Alves Monteiro Agradecimento A família vêm por este meio agradecer muito reconhecidamente a todas as pessoas que tomaram parte no funeral e na missa de 7.º Dia, do saudoso familiar e do mesmo modo a todas as que de alguma forma lhes manifestaram o seu pesar. Louro, 12 de Novembro de 2008

João Felgueiras de Araújo Machado, no dia 7 de Novembro, com 81 anos, viúvo de Maria Lopes Martins, da freguesia de Arnoso Stª Eulália.

Manuel Pereira Lopes, no dia 5 de Novembro, com 75 anos, casado com Alexandrina Nunes Marques, da freguesia de Areias (Santo Tirso).

Agência Funerária Armando Cunha Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 252 961 428

Joaquim Silva Costa, no dia 5 de Novembro, com 60 anos, casado com Maria Deolinda Fernandes da Silva, da freguesia de Requião. Rafael da Costa Pereira Araújo, no dia 5 de Novembro, com 63 anos, casado com Maria do Céu Rosa de Jesus, da freguesia de S. Vitor (Braga).

José Ferreira, no dia 5 de Novembro, com 82 anos, casado com Maria Carneiro Martins, da freguesia de Monte Córdova (Santo Tirso).

Carlos Manuel de Campos Ferreira, no dia 6 de Novembro, com 27 anos, divorciado, da freguesia de Calendário.

Ana da Conceição Castro Abreu Carvalho, no dia 9 de Novembro, com 38 anos, casada com José Carlos Dias Carvalho, da freguesia de Bairro.

Maria Amélia Campos Ferreira, no dia 10 de Novembro, com 82 anos, viúva de António Joaquim Silva Azevedo, da freguesia do Louro.

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Arminda Pereira Mesquita, no dia 11 de Novembro, com 77 anos, casada com Aires Ferreira da Silva Brandão, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

A Família

Funerária Palhares - 252 951147

Olívia Leite, no dia 5 de Novembro, com 97 anos, viúva de José de Araújo, da freguesia de Oliveira S. Mateus.

Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Carlos Alberto de Abreu Machado, no dia 5 de Novembro, com 42 anos, solteiro, da freguesia da Carreira.

M a n u e l Fe r r e i r a d a S i l v a

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Agradecimento e Missa de 7º Dia Sua família agradece a todas as pessoas

Manuel da Silva Rodrigues, no dia 28 de Outubro, com 82 anos, viúvo de Armandina Costa Cruz, da freguesia de Ribeirão.

José Manuel de Jesus Coutinho Trindade, no dia 6 de Novembro, com 35 anos, solteiro, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

Adélia Reis Mendes, no dia 5 de Novembro, com 68 anos, viúva de Américo Reis Oliveira, da freguesia de Ribeirão.

Joaquim Martins Lopes, no dia 8 de Novembro, com 68 anos, casado com Flora de Jesus Santos Ferreira, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

Eduardo Duarte Navio, no dia 3 de Novembro, com 92 anos, viúvo de Maria da Silva Oliveira, da freguesia de Calendário.

que participaram no funeral do seu ente

Maria Lizádia Mesquita Mendes de Araújo, no dia 10 de Novembro, com 80 anos, viúva de Álvaro Augusto Peixoto de Araújo, da freguesia de Calendário.

querido e aproveita para comunicar que

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Manuel Ferreira da Silva, no dia 5 de Novembro, com 81 anos, casado com Carolina Augusta Silva, da freguesia de Lousado. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Emanuel João Alvadia Moreira, no dia 5 de Novembro, com 13 anos, solteiro, da freguesia de S. Tiago de Bougado (Trofa).

a Missa de 7º Dia será celebrada Quintafeira, dia 13, pelas 19 horas na Igreja

Carlos Aberto Alves Monteiro, no dia 4 de Novembro, com 78 anos, casado com Maria da Conceição Costa Oliveira Monteiro, da freguesia do Louro.

Agostinho Tadeu dos Santos Correia, no dia 7 de Novembro, com 49 anos, casado com Rosa Maria Rodrigues dos Santos, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa).

Paroquial da freguesia de Lousado, o

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

que desde já antecipadamente agradece a quem se digne

Olívia Lopes Cunha

estar presente.

(85 anos)

Lousado, 11 de Novembro de 2008

Desde já, antecipadamente agradece A Família

Participação de Falecimento e Missa 7º Dia Sua família vem, com muito pesar, participar às pessoas das suas relações e amizade o falecimento do seu ente querido, que o funeral se realiza hoje, quarta-feira, pelas 15h30, na Igreja Paroquial de Joane, onde será celebrada uma missa de corpo presente, indo de seguida a sepultar no cemitério local. Mais informam que a missa de 7º Dia será celebrada no dia 16 de Novembro, Domingo, às 11h15 na Igreja Paroquial de Joane. Desde já, reconhecidamente, agradecem a todos quantos se dignaram a participar nestes actos ou de alguma forma manifestaram o seu pesar.

Joane, 12 de Novembro de 2008 A Família

Funerária Ribeirense - 252 491 433

Cal endári o - V. N. Fa mali cão Eduardo Duarte Nav io Agradecimento No passado dia 3 do mês de Novembro faleceu o sr. Eduardo Duarte Navio, que residia na freguesia de Calendário. Seus filhos, filhas, noras, genros e demais família, vêm por este meio, agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu saudoso familiar, bem como às que assistiram à missa do seu 7º Dia ou às que de qualquer outra forma se associaram à sua dor. Filhos: Ondina Oliveira Navio Anastácio Oliveira Navio Francisco Oliveira Navio Maria Flora Oliveira Navio António Oliveira Navio

Calendário, 12 de Novembro de 2008 Desde já, antecipadamente agradece A Família

Funerária Ribeirense - 252 491 433


publicidade

pĂşblica: 12 de Novembro de 2008 17


18

pública: 12 de Novembro de 2008

publicidade

PRECISA-SE

Freguesia de Landim

Cabeleireira para sábados em Avidos Contacto 252 311 031

ACIF COLABORA NA DIVULGAÇÃO DO PRÉMIO MERCÚRIO – O MELHOR DO COMÉRCIO -

O “Prémio Mercúrio – o Melhor do Comércio” é uma iniciativa da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) e da Escola de Comércio de Lisboa (ECL), que visa reconhecer e galardoar o que de melhor se faz no sector do Comércio e Serviços, e nas profissões ligadas a ele. As candidaturas abriram a 1 de Outubro e terminam a 31 de Janeiro de 2009, sendo feitas pelo site: www.premiomercurio.com onde se encontram também o regulamento e muitas informações sobre o prémio. Os vencedores serão conhecidos em Maio, numa gala a decorrer em Lisboa.

EDITAL Nº. 2/2008 O Presidente da Junta de Freguesia de Landim, Dr. Carlos Fernando Oliveira Ferreira, no uso da competência que lhe confere o artigo 34º, nº. 5 alínea b), da Lei nº.169/99, de 18 de Setembro, com a alteração introduzida pela Lei nº.5-A/2002, informa pelo presente edital que se encontra em discussão publica, por um período de 30 dias úteis, o Projecto de Regulamento de Transito da Freguesia de Landim, por deliberação da Junta de Freguesia em 06 de Novembro de 2008. Durante o referido período, poderão os interessados consultar o Projecto de Regulamento nos serviços administrativos da Junta de Freguesia de Landim, dentro do horário de expediente onde se encontra exposto. As sugestões que os interessados entendam formular deverão ser reduzidas a escrito e entregues ou enviadas para esta Junta de Freguesia de Landim. Para constar se publica o presente edital, sendo ainda divulgado nos lugares de estilo. O presente edital produz efeitos a partir de 12 de Novembro de 2008 Landim, 10 de Novembro de 2008

A ACIF vai avançar com FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS, que constituem uma oferta de Unidades de Formação de Curta Duração, com a duração de 25 ou 50 horas, que pretendem elevar os níveis de qualificação escolar e profissional dos adultos, numa perspectiva de aprendizagem ao longo da vida. As áreas de formação englobadas são:

Nos termos dos artigos 25º, 27º e 32º, nº.1, convoco a Assembleia Geral Ordinária da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão para se reunir, no dia 7 de Dezembro de 2008, pelas 10:00 horas, na sede desta Associação, sita na Avenida Rebelo Mesquita nº 136, em Vila Nova de Famalicão, com a seguinte ordem de trabalhos: 1º Proceder à eleição da mesa da Assembleia Geral, da Direcção e Conselho Fiscal para o quadriénio 2009/2012. 2º Apreciação, discussão e aprovação do orçamento para o ano 2009. 3º Apreciação e discussão de outros assuntos de interesse para a Associação. Nos termos do parágrafo 1º do artigo 27º dos estatutos se declara que, se à hora marcada, não estiver presente a maioria dos sócios, ela reunirá em segunda convocatória com qualquer número, meia hora depois.

- Cuidados e Beleza

Junto à cidade de Famalicão com ou sem mobilia. C/ direito a subsidio jovem Contacto. 91 476 42 82 / 91 955 61 10

Contacto: 963368581 - 914258486

PRECISA-SE PASTELEIRO/A

Estamparia Têxtil à peça (V.N. Famalicão)

ADMITE

C/ experiência centro da cidade de V.N. Famalicão

Engº de Produção ou Encarregado Geral

Contacto. 966 133 107

Pretende-se: - Grande sentido de responsabilidade - Com experiência de liderança - Disponibilidade imediata

Transportes de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade

Resposta ao anúncio nº 861

Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

Rancho Folclórico Oliveira Santa Maria CONVOCATÓRIA O Presidente da Assembleia Geral do Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria, convoca todos os sócios e elementos do Grupo, para uma Assembleia Geral a realizar no sábado dia 29 de Novembro pelas 21horas no Salão Paroquial da mesma freguesia, para as seguintes ordens de trabalho. 1º Apresentação de contas e aprovação das mesmas 2º A presentação de listas para os órgãos sociais da Associação denominada Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria. 3º Discussão de outros assuntos de interesse da Associação. PS: 1º Só tem direito a votação assim como propostas para apresentação de listas os sócios com cotas em dia. 2º A apresentação de listas terá de ser feita até as 21horas do dia 27 de Novembro de 2008 em casa do Presidente da Assembleia-geral, situada na Rua das Boticas n-194, (casa Sampaio), pessoalmente ou pelo correio. A Assembleia-geral terá início após 30 minutos da hora marcada, com o munero de sócio presentes

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral Fernando Ribeiro Moniz, Dr.

Associação Dadores de Sangue VN Famalicão

ASSEMBLEIA GERAL CONVOCATÓRIA

- Marketing e Publicidade - Secretariado e Trabalho Administrativo

6 PESSOAS PARA ÁREA COMERCIAL 8 PESSOAS PARA ÁREA DISTRIBUIÇÃO BEM REMUNERADO

CONVOCATÓRIA

- Comércio - Contabilidade e Fiscalidade

ALUGA-SE T2

ALVARÁ N.º 14030/2007

O Presidente da Junta de Freguesia de Landim (Carlos Fernando Oliveira Ferreira, Dr.)

Associação Humanitária Bombeiros Voluntários de VN Famalicão ACIF INICIA FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS

EMPRESA PROCURA

Camilo Lopes Freitas, presidente da Assembleia Geral da Associação de Dadores de Sangue de V.N. Famalicão, convoca todos os associados para uma assembleia a decorrer no próximo dia 22 de Novembro de 2008, pelas 15.00 horas na sede da associação, sita na rua Conselheiro Santos Viegas, 82 - Loja 6, com a seguinte ordem de trabalhos:

P EQ UE NOS

O Presidente da Assembleia Geral Joaquim Sampaio Pereira

ANÚNCIOS

PA R A G R A N D E S

NEG ÓCI OS

Valor da Publicidade:

P U B L I C I D A D E

€ 6,00

IVA INCLUÍDO A 20%

- Saúde - Hotelaria e Restauração

- Eleição dos corpos gerentes para o biénio 2008/2010 - Apresentação de contas do ano 2008 até à data - Asuntos de interesse para a associação

- Enquadramento na Organiza ção/Empresa

7 Novembro de 2008

- Ciências Informáticas

- Indústrias Alimentares

A ACIF dispõe ainda, além destas acções de formação, dos mais variados cursos de formação não subsidiada, que pode consultar no site da Associação (www.acif.pt).

TITULO TEX TO

O Presidente da Assembleia Geral Camilo Lopes Freitas, Dr.

Sociedade Columbófila de Famalicão CONVOCATÓRIA Convoco os Exmºs associados para a Assembleia Geral Ordinária no próximo dia 14 de Novembro pelas 21 horas na sede do clube com a seguinte ordem dos trabalhos: 1 - Apresentação e votação do Relatório Contas do biénio de 2007/2008.

Preencha este cupão, devidamente, e envie para a nossa morada DIAS DE PUBLICAÇÃO

Nome: ____________________________________________ Morada: __________________________________________

___/___/____ e ___/___/____ e ___/___/____ 1 Mês ___

2 Mês ____

Localidade: ____________________ Cód. P.: _______-____ Tel.: ________________ Nº Contrib.: _______________ Valor a pagar: € _____ Cheque sob o banco:____________

Informe-se e inscreva-se já pelos contactos: Centro Formação ACIF Rua Senador Sousa Fernandes, nº19, 1º 4760-164 V. N. Famalicão Tel/Fax 252 315 095 e-mail: formacao@acif.pt

2 - Eleição de novos corpos gerentes para o biénio 2009/2010. 3 - Trinta minutos para discussão de assuntos com interesse para a colectividade. Se à hora marcada não existir numero legal de sócios, a mesma será convocada uma hora depois com os associados presentes. O Presidente da Assembleia Geral

ENVIAR PARA A SEGUINTE MORADA: Jornal OPINIÃO PÚBLICA Rua 8 de Dezembro, nº 214 4760-016 Antas S. Tiago ou Apartado 410 VN Famalicão ATENÇÃO: O Jornal OPINIÃO PÚBLICA reserva-se o direito da não publicação desse anúncio caso o cupão não esteja correctamente preenchido com o nome, morada e telefone do anunciante, e viole o Código da Publicidade.


pública: 12 de Novembro de 2008 19

praça pública

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

José Luís Araújo

Domingos Peixoto

Das ameaças… Da tropa, onde o li pela primeira vez, guardo o ditado que diz: O boato fere mais que uma lâmina! Assim se apela ao alerta permanente dos soldados. E dos cidadãos, digo eu. É, então, ofensivo o boato? No mínimo é uma ameaça. Recordo de um pregador, em preparação de cerimónias religiosas na minha freguesia, ter contado: “Certo dia, um emigrante em França, apresentouse à portaria de uma conhecida fábrica em Braga pedindo que lhe chamassem a mulher, pois queria ajustar contas com ela por traição. Avisado e aflito, o encarregado reuniu todas dizendo o que se passava. Pelo sim pelo não, com medo, no fim do trabalho ficaram para trás 21! Outras formas de ameaça: Se apanho esse filho da … mato-o; Ó Nélinho, andas com cada filho da mãe; Tem a mania que é advogado mas comigo não lhe dou informações nenhumas; Olhe que lhe vou ao focinho. A alguns, coitados, tudo lhes acontece ao contrário do que ameaçam. Deveres de ofício? Outros, sem a coragem da frontalidade, fazem as ameaças telefónica e anonimamente. Mais recentemente, a propósito do aumento do salário mínimo para 95 contos – como se fosse muito dinheiro para sustentar as dificuldades de um mês de vida – uma associação patronal ameaça: vamos despedir os nossos trabalhadores! Sim, porque muitos destes “patrões” vivem à custa de trabalhadores permanentemente a termo! E nada lhes acontece! Mas os “malditos pau para todas as colheres”, polivalentes e flexíveis (e no futuro próximo “banqueiros” de horas) andam muito direitinhos, sossegadinhos, nada reivindicativos, enfim, na paz social(zinha). Uma outra ameaça, inde-

Maré Alta

pendentemente da justeza ou não da “luta”, esta muito mais grave e séria, que me pareceu contra toda a sociedade portuguesa, veio de um grupo de militares, onde se encontravam fautores do 25 de Abril(!). Foi subjectiva e abstracta, mas conta, ou não? Uns podem reunir quando querem, em jantar ou em passeio, farda de gala ou à civil. Outros, camaradas menos graduados, se o fazem vão parar ao calabouço ou levam com canhões de água como na “guerra” de secos e molhados do Terreiro do Paço! Uma última ameaça veio do jardim insular. Vergonhosa, ilegal, antidemocrática e anticonstitucional a atitude dos parlamentares do PSD Madeira, ao calarem, (Alguém se lembra de algo parecido em Famalicão?) expulsando à força da Assembleia Legislativa (?) um deputado eleito pelo Povo Madeirense. Contra a firmeza do eleito, cuja atitude não terá sido a mais correcta, usam ainda uma outra arma: Suspendem (?) até decisão judicial os trabalhos daquele parlamento! Paradoxal foi a atitude do Presidente da República! Conhecemo-la? Há jardins imponentes… P S: O Partido Socialista reuniu a sua Assembleia Magna Distrital em terras da Maria da Fonte. Muitas intervenções, várias moções sectoriais de militantes de Famalicão, alguns apelos ao Governo para dar mais atenção ao Partido e muitas reivindicações aos dirigentes, encetadas por autarcas, deputados, mulheres socialistas, juventude socialista e militantes anónimos, numa convenção que foi tudo menos uma entronização, (ficando muitos inscritos sem falar) ao contrário do que eu esperava. Está vivo e recomenda-se o PS Distrital!

Bloco de notas I Os últimos dias foram férteis em episódios que demonstram como as mais importantes instituições da nossa democracia se desacreditam cada vez mais, fazendo com que os cidadãos tenham cada vez menos confiança no Estado. Apenas alguns exemplos: Fátima Felgueiras foi finalmente a julgamento, sendo acusada de mais de 20 crimes. Estranhamente, apenas foi condenada por 3 deles e dos menos graves. Para o comum cidadão, das duas, uma: ou a investigação foi mal feita, ou então teremos que dar razão a quem diz que a Justiça portuguesa é branda com os poderosos e forte com os fracos. É muito mau para a Democracia que se fique com a ideia de que há uma justiça para uns e outra para outros. A decisão de nacionalizar o BPN veio mostrar as falhas no sistema de regulação dos mercados e instituições financeiras, nomeadamente do Banco de Portugal. Não se pode aceitar que seja necessário chegar ao extremo de ter que se nacionalizar um banco, quando é sabido que as irregularidades já haviam sido identificadas e denunciadas há cerca de um

ano. Que credibilidade pode ter o Estado que aceita pagar elevadas indemnizações aos responsáveis pela actual situação do banco? Se juntarmos a isto o recente exemplo da Entidade responsável pela fiscalização da concorrência que não detectou nada de irregular quando as gasolineiras concertavam descaradamente os preços dos combustíveis, podemos concluir que algumas entidades reguladoras não estão a cumprir o objectivo para que foram criadas e os diversos poderes da democracia não são capazes de tomar medidas. Enquanto isso, os cidadãos continuam a ser lesados, mesmo quando o Governo tem que usar os nossos impostos por causa de manifestas falhas de regulação. Outra situação grave para a democracia foi o lamentável episódio do Deputado do PND na Madeira. Se a sua actuação, no exercício das suas funções, é, a todos os níveis, reprovável, o facto de ter sido impedido de lá entrar no dia seguinte e de terem sido violados os direitos e deveres constitucionais da Assembleia Regional revestese de uma gravidade a que não podemos ficar alheios. Pior que

tudo isto foi a forma suave e tímida com que o Presidente da República lidou com esta situação, manifestando uma anuência aos métodos ditatoriais de Alberto João Jardim, quando comparada com a sua posição em relação ao Estatuto Autonómico dos Açores. Na semana passada o mundo assistiu à eleição de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos. Nunca antes uma eleição teve tanto mediatismo à sua volta, nem manifestou tamanha vontade na eleição de uma pessoa. Não as considero mais importantes pelo facto do seu vencedor ser negro, mas sim por representarem uma mudança há muito necessária e desejada. Uma mudança que seja capaz de devolver a esperança perdido do povo americano, que por arrasto contagia todo o mundo. Sei que Obama não terá uma tarefa fácil, mas desejo que seja capaz de transformar a obsessão pela guerra numa construtiva capacidade de cooperação internacional capaz de criar uma nova ordem onde as pessoas tenham mais importância que os negócios e que o desenvolvimento seja efectivamente sustentado e sustentável, não esquecendo as questões ambientais. www.jlaraujo.com

D’Esguelha Gouveia Ferreira

Manif Cerca de 120.000 Profs foram até Lisboa. Não foi, propriamente, um passeio. Estão em desacordo com a Ministra. Representam o descontentamento generalizado, que grassa pelas escolas, só não vendo quem não quer. A Ministra tem-se comportado, atendendo à democracia formal em que vivemos, muito pior que o Ministro Saraiva, grande acelerador da crise de 69.

Está lá, para os lados do Governo, o Alberto Martins, que bem podia fazer de Manuel Alegre, mas, como se vê, deixou-se engolir pelo descanso do poder equilibrista, mantendo-se quedo e mudo. Se quem podia falar nada diz, é natural que alguns governantes até se sintam uns reizinhos da democracia. Nunca se enganam! Até um dia…

Chão Autárquico Vieira Pinto

O PIDDAC e as transferências mensais para as autarquias Em primeiro lugar, o que é o PIDDAC? Diga-se que, como reza a doutrina financeira, é o Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central. Ora, muito se tem vindo a falar à cerca dos investimentos públicos da Administração Central, no concelho, através do PIDDAC, no sentido de que as verbas inscritas naquele instrumento legislativo, para o ano de 2009, não são suficientes para as necessidades do concelho. Desde logo, diga-se também que é sempre salutar quando somos ambiciosos, na exigência de sempre pretendermos mais e melhor para o concelho. Porém, também se impõe que os responsáveis políticos, e outros, deverão evitar a demagogia e os discursos da fantasia nos tempos de crise importada sem mecanismos alfandegários. Do mais, nunca será demais salientar que os investimentos públicos, por parte da Administração Central, não são apenas aqueles que são inscritos no PIDDAC. Na verdade, há ainda outras formas de investimentos, por parte da Administração Central, nomeadamente através de parcerias e protocolos com as entidades locais (Câmara Municipal e Juntas de Freguesia), através dos serviços desconcentrados do

Estado, ou, ainda, através de iniciativas de Entidades que apresentando projectos com apoios de verbas provenientes dos fundos comunitários, participando, assim, também no progresso e desenvolvimento do concelho. Por outro lado, não podemos estabelecer qualquer confusão (como pretendem alguns, ali do governo municipal!) entre as verbas para o investimento, da responsabilidade da Administração Central, no concelho, inscritas no PIDDAC, e as verbas inscritas no Orçamento Geral do Estado, destinadas a engordar o Orçamento da Câmara Municipal, através das transferências mensais para as autarquias locais. Ora, como resulta dos instrumentos contabilísticos da Câmara, tais transferências provenientes da Administração Central constituem umas largas dezenas de milhões de euros. E, então, perguntam os famalicenses: onde se encontra o investimento municipal, resultante desses tantos milhões provenientes das transferências da Administração Central? P.S. – Há dias, passava na cidade a seguinte questão: Será que os generais não sabem envelhecer?


20

pĂşblica: 12 de Novembro de 2008

publicidade


OP 5C