Issuu on Google+

Obras de requalificação na ETRSU

Mundos de Vida com projecto inovador

p. 11

A Mundos de Vida, de Lousado, associou-se a uma entidade espanhola para desenvolver um projecto inovador. O programa “Construir Famílias” já existe em Espanha, abrangendo crianças entre os 6 e os 10 anos. Agora, a Mundos de Vida pretende abranger crianças entre os 3 e os 5 anos. p. 17

ANO 16 • Nº 801 • Gratuito 12 DE SETEMBRO A 18 DE SETEMBRO DE 2007 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES DIRECTOR ADJUNTO: FELIZ PEREIRA

opiniãosport:

Questões técnicas impedem e atrasam abertura do novo Palácio da Justiça

Futebol: Oliveirense na liderança da série B e Famalicão sem ganhar

TRIBUNAL NÃO ABRE ESTE MÊS

Super Especial sai domingo para a estrada

O novo Tribunal de Famalicão deveria abrir ao público no arranque do novo ano judicial que aconteceu no início do mês. Isso não se verificou e o Governo é mesmo incapaz de apontar uma data para a abertura do equipamento, embora perspective que tal possa verificar-se no próximo mês. A atrasar a abertura e

Arderam cerca de 20 hectares de mato

Grandes incêndios em Fradelos A freguesia de Fradelos foi fustigada ontem e segundafeira por dois fogos de grandes dimensões. Na segunda-feira arderam 16 hectares e ontem, o fogo regressou à mesma zona, tendo ardido 3 hectares. No combate às chamas estiveram várias corporações de bombeiros e foram accionados meios aéreos e equipas especializadas. p. 15

Abertura do novo ano lectivo

Quatro escolas encerram Esta semana abre um novo ano lectivo que, em Famalicão, fica marcado pelo encerramento de mais quatros escolas do 1º ciclo. São elas a de Segures, em Landim; a de Pelhe, em Calendário; e as de Jesufrei e Sezures. Ao nível do 2º, 3º ciclos e secundário salienta-se o aumento da oferta de cursos profissionais e a falta de auxiliares. p. 21 a 26

mesmo o equipamento e transferência dos serviços estão "questões de ordem técnica", como explicou ao OP, o governador civil de Braga. Fernando Moniz diz que falta a certificação da instalação eléctrica e alguns servidores para o sistema informático. p. 3

No âmbito da Feira de Artesanato e Gastronomia

Famalicão e Galiza estreitam relações

p. 3

Ruptura de água na Espadaneira

EBI de Gondifelos ganha autonomia

Uma ruptura na conduta de abastecimento de água provocou prejuízos no edifício da Espadaneira, em Requião, registando-se várias inundações. Os moradores querem que a Câmara de Famalicão assuma os prejuízos, mas a autarquia diz que ainda não recebeu qualquer reclamação. p. 12

A EBI de Gondifelos foi um dos 22 estabelecimentos de ensino do país que assinaram, segunda-feira, contratos de autonomia com o Ministério da Educação. Com a medida pretende-se melhorar o combate ao abandono e insucesso escolares. A escola famalicense espera, desta forma, alcançar melhores resultados. p. 11

Famalicenses suspeitos de roubar carros Dois empresários famalicenses foram detidos no Porto por suspeita de envolvimento num esquema de burla e roubo de carros. Além do roubo, suspeita-se que eles simulavam sinistros para receber o dinheiro dos seguros. Os indivíduos têm 26 e 37 anos. p. 9


02 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

espaço aberto

Objectiva Pública Os sinais de início de obra e de trânsito proibido, excepto a moradores, são enganadores. A situação passa-se em Bente na Estrada Municipal 510 que foi recentemente pavimentada. A obra ainda não terminou (falta as marcações na via), mas já se encontra aberta há mais de um mês. O problema é que os sinais de trânsito permanecem de pé. Os condutores são induzidos em erro, o que nos leva a concluir que alguém anda distraído...

Agenda Hoje, 12 24ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão, patente no antigo Campo da Feira, até ao dia 16.

Questão Pública O que pensa da medida de promoção da natalidade da Junta de Landim, que oferece 250 euros aos pais, por cada bebé que nasça na freguesia? Custódio Oliveira dirigente associativo

Ana Maria Oliveira

Maria Augusta Santos autarca

Sábado, 15 Rotary Clube de Famalicão realiza reunião preparativa do convívio “Churrasco do porco”, a realizar no dia 29 deste mês.

Domingo, 15 9 h00 Escuteiros de Bairro promovem uma dádiva de sangue, no centro paroquial da freguesia, em colaboração com o Instituto Português do Sangue.

São múltiplas as causas da redução da natalidade. Sem que se combatam estas causas, as medidas tomadas terão um significado demagógico e paliativo. Não resolverão o problema. Poderão apenas valer alguns votos! Há famílias para quem 250€ é significativo. Há outras que não precisam dos 250€. Porquê dar a todos por igual? Sei que vivemos numa sociedade materialista, onde o dinheiro é rei. Mas dar/receber dinheiro para se ter filhos é algo que não compreendo, nem aceito, seja de uma Junta de Freguesia, seja do Governo Espanhol. Ainda se fosse a oferta de um enxoval, de um berço, de um carrinho de bebé…

Medidas que promovam a natalidade no Concelho serão sempre bem vindas. Felicito a Junta de Landim pela iniciativa e pelo esforço, sabemos que os tempos são de contenção e que as Juntas de Freguesia não fogem à regra. Contudo, penso que o Estado não se deve fazer substituir na atribuição de apoios à natalidade. O Primeiro-ministro anunciou em Julho os novos incentivos com grande alarido como é habitual. Para surpresa minha, ao analisar os valores em causa deparei com apoios marginais, valores ridículos se comparados com a vizinha Espanha ou com outros membros da União.

professora A Junta de Freguesia de Landim vai, apenas, “presentear” os casais pelo nascimento de um filho, atitude com disfarce de elegância, mas que não é nem nunca será uma medida de “promoção da natalidade”. Os dados demográficos desta freguesia não evidenciam uma situação anómala em relação à região litoral norte, em que se integra. Vejamos: pela análise dos dados do INE relativos aos censos de 1991 e 2001, verifica-se que a freguesia de Landim teve um crescimento demográfico positivo de 3,63%, o nº de famílias cresceu 8,81% e o índice de envelhecimento da população de Landim não apresentou disparidades relativamente à região litoral norte. Ora, esta realidade não justifica a adopção de “medidas especiais” para combate ao envelhecimento da população de Landim e, muito menos, destas medidas avulsas e inconsequentes. A questão do envelhecimento da população portuguesa tem de ser tratada como uma questão nacional justificando, por isso, a adopção de medidas globais de incentivo à natalidade, que passam por um efectivo e contínuo apoio financeiro ás famílias, assim como uma articulação entre a actividade profissional e familiar.


opinião pública: 12 de Setembro de 2007 03

cidade

Palácio da Justiça de Famalicão continua vazio

Questões técnicas impedem abertura em Setembro Cristina Azevedo São sobretudo questões de ordem técnica que estão a impedir a abertura do novo Palácio da Justiça de Famalicão. A justificação foi dada ao OPINIÃO PÚBLICA pelo governador civil de Braga, Fernando Moniz, após ter feito algumas diligências junto do Ministério da Justiça no sentido de apurar as razões do atraso. A mudança dos serviços judiciais para o novo tribunal deveria acontecer em Agosto, mas tal não se verificou porque "surgiram algumas dificuldades de ordem técnica relacionadas, por um lado, com a certificação da parte de electricidade e, por outro, com alguns servidores do sistema informático". Em Julho passado, o secretário de Estado da Justiça, Conde Rodrigues, em visita ao novo equipamento, localizado em Gavião, face à Estrada Nacional 14, adiantava que a mudança dos serviços se iria processar em Agosto, por forma a aproveitar as férias judiciais, e que o novo tribunal abriria as portas em Setembro. Porém, os tribunais Cível, Criminal e do Trabalho continuam a funcionar

Mudança para as novas instalações ainda não foi concretizada

nas mesmas instalações, não se tendo operado ainda qualquer mudança. O representante do Governo no distrito garante que há por parte do Ministério "todo o empenho e interesse em mudar tão rapidamente quanto

possível", só que "as dificuldades técnicas que entretanto surgiram envolvem alguma complexidade, que não foi possível resolver em tempo útil". De qualquer forma, Fernando Moniz diz que "tem havido sensibilização, quer junto

Centro de Formação de Estética IRMAS

GNR de Gaia deteve dois suspeitos

Burla de férias fictícias afectou famalicenses Pelo menos 28 famílias, de vários concelhos do Norte, incluindo o de Famalicão, foram burladas no início deste Verão. Dois indivíduos, detidos no início da semana passada, em Gaia, são suspeitos desta prática. Eles colocavam anúncios no jornal, oferecendo férias de sonho em apartamentos de luxo no Algarve que, afinal, não existiam. Apesar da detenção policial, os dois, de 50 e 52 anos, ficaram em liberdade por decisão judicial. De acordo com a GNR, citada por alguma imprensa nacional, os indivíduos colocavam anúncios em jornais de grande tiragem disponibilizando apartamen-

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

tos no Algarve “com grandes condições que incluíam até piscina” e a preços muito mais baixos que os do mercado. O chamariz funcionou e atraiu muita gente. Os 28 lesados têm origem em Famalicão e também nos concelhos de Viana, Marcos de Canaveses, Amarante, Gaia, Estarreja, Maia, Trofa, Gondomar e Ovar. De resto, as autoridades acreditam que a burla deverá ter atingido outras pessoas que não apresentaram queixa. “O contrato era feito por telefone. As pessoas ligavam para o número publicado nos anúncios dos jornais e era-lhes facultado o número de identificação bancária de

CHEFE DE REDACÇÃO ADJUNTO: Celso Campos (CPJ 4668) ccampos@opiniaopublica.pt

EDITOR DE TURNO:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

REDACÇÃO:

jfernandes@opiniaopublica.pt

DIRECTOR-ADJUNTO: Feliz Manuel Pereira (CIEJ TE-81) felizmp@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

uma conta para onde deviam transferir metade do valor da estada”, explicou ao Diário de Notícias, José Bernardino Moutinho, tenente responsável pelo Destacamento da GNR de Gaia. Os potenciais clientes eram convidados a pagar verbas entre os 200 e os 400 euros de entrada, mas o certo é que quando as pessoas chegavam ao Algarve os apartamentos não existiam. As denúncias começaram no início do Verão com queixas nos postos do Algarve. A investigação prosseguiu depois no Norte, tendo a GNR localizado o principal autor da burla, numa casa em Canidelo, Gaia. O co-autor do crime reside em Lavra, Matosinhos.

DESPORTO: Abílio Moreira (CNID 1844), Aristides Ferreira (CNID 1194), Bruno Marques (CPJ 8022), Jorge Humberto, José Carlos Fernandes (CNID 685), José Clemente (CNID 297), José Marques (CNID 731), Pedro Sá (CNID 1905) e Pedro Silva (CICR-220).

do Instituto de Tecnologias de Informação do Ministério da Justiça, quer do Instituto de Gestão Financeira para que accionem os mecanismos que permitam resolver as questões no mais curto espaço de tempo".

Abriu, recentemente, o Centro de Formação de Estética Irmas. Situado no edifício d´Antas em Famalicão, estrada nacional Famalicão- Santo Tirso, este centro disponibiliza diversos cursos que dão acesso à carteira profissional, nomeadamente o Curso de Estética-Cosmetologista, o Curso de Manicura-Pedicura e de Massagista de Estética. Neste espaço de formação, há também cursos de Actualização e Desenvolvimento: Curso de Maquilhagem e Auto-Maquilhagem, Drenagem Linfática Manual, Unhas Artificiais ou Calista. Para os interessados os contactos são: telefone 252 331 211, fax: 252 e www.irmas.pt.

OPINIÃO: António

Francisco Araújo

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Cândido Oliveira, Avelino Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

TÉCNICOS DE VENDAS:

Serviços Administrativos:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

EDITOR DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt informacao@opiniaopublica.pt Arcindo Guimarães (CICR-56), Carla Alexandra Soares (CICR-248), Celso Campos (CPJ 4668), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625), Marta Marques (CICR320), Raquel Barbosa (CPJ 6924) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

FOTOGRAFIA: Andrade Lobo (CNID 1194) e Carlos Alberto Silva (CNID 1042).

GERÊNCIA: Feliz Manuel Pereira CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

GRAFISMO: Carla Alexandra Soares, Elisete Santos, Pedro Silva. INFORMÁTICA: Filipe Fragoso

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

Moniz recusa-se, porém, a adiantar uma data concreta para a abertura do Palácio da Justiça, afirmando apenas que "se está a fazer esforços no sentido de que, até ao final deste mês, possa ocorrer a mudança para as novas instalações". De resto, a própria mudança poderá ter que ser processada em moldes diferentes daqueles que estavam inicialmente previstos, já que as férias terminaram, o novo ano judicial abriu e "tudo terá que ser bem coordenado de forma a não prejudicar o andamento do serviço". O novo tribunal de Famalicão, orçado em 8,8 milhões de euros, vai permitir concentrar todos os serviços Ministério da Justiça que actualmente se encontram dispersos por vários locais da cidade, casos dos tribunais Cível, Criminal e do Trabalho e ainda das conservatórias. O edifício tem quatro pisos, 10 salas de audiências e espaços próprios para testemunhas, estando apetrechado com equipamento para gravação digital e tradução simultânea. Tem ainda acesso próprio para cidadãos deficientes e zonas separadas para entrada de arguidos, magistrados, advogados e público.

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

IMPRESSÃO:

PROPRIEDADE:

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

www.opiniaopublica.pt

15.000 exemplares, nº 800

CONTACTOS Redacção:

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


04 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

cidade

Exercício da actividade afectado após a privatização

Notários privados contra boicote do Governo Raquel Barbosa Contra o boicote do Governo ao exercício do notariado privado, os notários privados promoveram, na quarta-feira da semana passada, uma acção nacional. Abriram as portas dos Cartórios Notariais à comunicação social, que é o mesmo que mostrar ao público a forma como trabalham, para sensibilizar para as vantagens em recorrer a este serviço. Privatizados há dois anos, os Cartórios Notariais querem poder prestar mais serviços ao cidadão e, através da Ordem que os representa, criticam o Governo por insistir numa política de boicote ao exercício do notariado privado ao não autorizar a realização de outros serviços.

Aníbal Castro Costa diz que a privatização só trouxe vantagens

FORMAÇÃO 2007 Nos próximos meses de Setembro e Outubro a ACIF irá dar início às seguintes Acções de Formação: Windows Microsoft Word Excel Iniciação

90 horas

230.00 €

Windows Microsoft Word Excel Avançado

90 horas

230.00 €

Microsoft Excel

50 horas

150.00 €

Atendimento e Venda na Loja

30 horas

110.00 €

8 horas

Enologia

80.00 €

Segurança Higiene e Saúde no Trabalho

50 horas

150.00 €

Contabilidade e Gestão

36 horas

120.00 €

Gerir e Motivar Equipas

20 horas

90.00 €

Espanhol Iniciação

30 horas

110.00 €

Alemão Iniciação

40 horas

120.00 €

Serviço de Bar

90 horas

250.00 €

Segurança Alimentar

40 horas

120.00 €

Higiene e Segurança Alimentar (sector das carnes)

15 horas

70.00 €

114 horas

Formação Pedagógica de Formadores

600.00 € 10% desconto para associados

Todos os cursos podem ser pagos em duas ou três prestações, dependendo do curso, funcionam em horário pós-laboral, duas a três vezes por semana DESTINATÁRIOS: PÚBLICO EM GERAL

Técnico Superior de Segurança, Higiene do Trabalho – 540 horas Destinatários: Nível V – Licenciados ou Bacharéis 1520,00 Euros – Associados

1600,00 Euros – Não Associados

Este curso dá acesso ao CAP de Técnico Superior de Higiene e Segurança no Trabalho

INSCRIÇÕES ABERTAS ATRAVÉS DOS SEGUINTES CONTACTOS: TELF: 252 315095/252 315409 EMAIL: geral@acif.pt

INSCREVA-SE JÁ!

ACIF inicia dia 17 de Setembro Curso Inovador para Talhos No próximo dia 17 de Setembro, a ACIF irá iniciar um curso destinado a activos trabalhadores que na sua actividade manipulam carnes e seus derivados. Este curso dará acesso ao cartão de manipulador, sendo emitido pela Federação Nacional das Associações de Comerciantes de Carnes. De relembrar que o cartão de manipulador será uma das exigências em 2008, de acordo com o D.Lei nº 147/2006 de 31 de Julho. Atenta a esta situação, a ACIF divulgou junto dos seus associados desta área esta obrigatoriedade, tendo já uma turma completa de 15 pessoas para obter esta formação no total de 15 horas.

Implementação/ Manutenção de Sistemas de Gestão da Qualidade ISO 9001:2000 Cumprindo com os objectivos apresentados pela direcção, procedemos ao reforço das competências internas da ACIF com a criação do Departamento da Qualidade. Com esta nova competência pretendemos capacitar a ACIF para dar resposta às solicitações na implementação/ manutenção de Sistemas de Gestão da Qualidade de acordo com o referencial normativo ISO 9001:2000 e, em resultado aumentar o valor gerado e a satisfação dos seus associados. Estamos à Vossa disposição para qualquer esclarecimento. Contacte-nos e solicite uma proposta!

Como exemplo, apontam a proposta apresentada ao Governo no sentido de criar um sistema que centralizasse nos Cartórios Notariais todos os aspectos burocráticos e legais de uma escritura em benefício dos cidadãos. O Governo terá ouvido a proposta, mas decidiu avançar com a medida “Casa Pronta” com base nas conservatórias. São três os notários privados de Famalicão dos cerca de 400 existentes em todo o país. O OPINIÃO PÚBLICA ouviu Aníbal Castro Costa que entende que o Governo está a limitar e dificultar cada vez mais o exercício da actividade. “Tem legislado contra os notários, criando uma concorrência desleal”, argumenta. Aníbal Castro Costa alega que os notários privados mo-

dernizaram os seus serviços e trabalham com preços tabelados, fixados pelo Ministério da Justiça, ao passo que o Estado faz alguns desses serviços a preços inferiores. E não entende por que razão passou actos dos notários para a alçada dos advogados e solicitadores, e o inverso não se verifica, já que um notário não pode ir a Tribunal representar um cliente ou, por exemplo, tratar de penhoras. Segundo este profissional, que garante que a privatização só trouxe vantagens tanto para o público como para o próprio Estado (que poupa mais de dois milhões de euros por mês, sobretudo em salários e instalações), houve um “esvaziamento do conteúdo funcional dos notários”, com o Estado a chamar a si alguns serviços.

Famicasa constrói apartamentos de luxo no centro da cidade Sete apartamentos de luxo e duas lojas comerciais vão dar forma ao Edifício Foral, um novo investimento da imobiliária Famicasa, na Rua S. João de Deus, em pleno centro da cidade, que está em fase inicial de construção. O novo edifício habitacional tem a particularidade de ser formado por um apartamento em cada piso. O Edifício Foral beneficia, por isso, de "uma grande centralidade", sublinha Arlindo Silva, administrador da Famicasa, acrescentando que se está perante "uma obra que vai marcar uma zona nobre e central da cidade de Famalicão". Daí também o nome escolhido para o edifício, inspirado na Carta de Foral de D. Sancho I, documento de 1205, que esteve na origem de Vila Nova de Famalicão.

Em nota à imprensa, a empresa diz que tem havido uma grande procura, estando já vendidas mais de metade das fracções do empreendimento. "O Edifício Foral é mais um sucesso comercial da Famicasa, o que resulta da excelente localização e, sobretudo, da grande qualidade da construção e dos materiais", indica Arlindo Silva. O Edifício Foral tem pormenores tão requintados como, por exemplo, o facto de o acesso a cada apartamento poder ser feito através de um elevador exclusivo. Os sete apartamentos são de tipologia T5, tendo uma área de 352 metros quadrados. Quanto às duas lojas comerciais, uma tem uma área de 157 metros quadrados e outra uma área 220 metros quadrados. O Edifício Foral estará pronto a habitar em finais de 2008.


publicidade

opiniĂŁo pĂşblica: 12 de Setembro de 2007 05


06 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

cidade

24ª Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão

António Freitas

Armindo Costa inaugurou o certame

António Freitas

Na passada sexta-feira abriram as portas da 24ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de de Famalicão. A abertura oficial foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, e restante comitiva, incluindo vereadores e alguns presidentes de Junta. Nas primeiras horas, o edil famalicense fazia já votos que o certame fosse mais um sucesso. "A Feira vai ser mais um sucesso. O tempo está a ajudar e não se prevê chuva para os próximos dias, e animação também está garantida com as presenças de André Sardet e Paco Bandeira. E pelo que vi o artesanato exposto é de grande qualidade". Armindo Costa salientou ainda a qualidade da parte gastronómica: "estão aqui representados restaurantes de várias zonas do país, bem como da ilha da Madeira e de Galiza. Estes são os ingredientes para mais edição de qualidade". Na primeira noite, o OPINIÃO PÚBLICA falou com alguns restaurantes que se mostraram "surpreendidos" com a afluência de clientes no primeiro dia da feira. Os stands também receberam muitas visitas e o negócio também se foi fazendo. De resto, a animação também foi também motivo de atracção com o espectáculo de Maria do Sameiro e suas bailarinas. A feira prossegue até ao próximo domingo. Destaque para hoje, quarta-feira, para o espectáculo de André Sardet e na próxima sextafeira para Paco Bandeira.

Artesanato ao vivo é uma das imagens de marca da feira

M .I. M

O primeira dia registou muita afluência

António Freitas

António Freitas

Primeira enchente no dia de abertura

Animação musical marca as noites da feira

Protocolo de cooperação assinado no âmbito da Feira de Artesanato e Gastronomia

Famalicão reforça ligação com a Galiza Estreitar relações e aproveitar as oportunidades de cada um dos municípios é o que representa o protocolo de colaboração assinado sábado pelas autarquias de Redondela e Famalicão, no âmbito do Dia da Galiza, uma iniciativa integrada na Feira de Artesanato e Gastronomia. A cerimónia decorreu no salão nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença de representantes do município de Redondela e da Fundação Luso-Galaica, para além da autarquia famalicense. Para o vice-alcaide do município de Redondela, Xosé Docampo, o protocolo de colaboração visa “recuperar as relações históricas entre comunidades de Portugal e de Espanha” e, ao mesmo tempo, abre caminho a intercâmbios comerciais, educacionais, culturais e desportivos entre os dois municípios. O vice-presidente da Câmara de Famalicão (o edil, Armindo Costa, estava ausente do concelho) destacou que com este protocolo a autarquia famalicense intensificou as suas relações,

António Freitas

Raquel Barbosa

Confraria Gastronómica Luso-Galaica investiu como confrades cinco vereadores

aproveitando os mais diversos motivos, entre os quais se destacam a cultura e o turismo. Lembrando a cooperação existente entre a Fundação Rosalía de Castro, de

Padrón (Galiza), e a Casa-Museu de Camilo Castelo Branco, José Santos assumiu o compromisso de intercâmbio e de difusão de projectos culturais entre Famalicão e a Galiza. “É neste sentido

que o município instituiu o Dia da Galiza na Feira de Artesanato e Gastronomia”, acrescentou, reforçando que a presença dos cidadãos de Redondela significou outra vertente de uma ligação que a edilidade famalicense quer cada vez mais reforçada. De resto, o vice-presidente aproveitou ainda para salientar que o protocolo assinado poderá ter aberto as portas a futuros acordos com outros municípios galegos. O Dia da Galiza ficou ainda marcado pela entrega da medalha de ouro de mérito humanitário às três corporações de bombeiros do concelho, bem como pela assinatura de um protocolo entre a autarquia famalicense e a Confraria Gastronómica Luso-Galaica – presidida pelo famalicense Manuel Pinheiro –, que investiu como confrades cinco vereadores do município famalicense: José Santos, Jorge Paulo Oliveira, Durval Tiago Ferreira, Ricardo Mendes e Leonel Rocha. As cerimónias foram animadas pela actuação do Grupo Danza de Espadas de Redondela, Grupo de Bailes de Danzas de Redondela e da Charanga Os Amigos de Visantoña – Santiso.


cidade

"Agente móvel" é o bibliomóvel dos tempos modernos

Ave Digital leva internet a toda a região À semelhança do que aconteceu há alguns anos com as bibliotecas itinerantes, ontem foi dado a conhecer, em Guimarães, o veículo que irá levar a Internet aos locais menos acessíveis da região do Vale do Ave. Integrado no programa Vale do Ave Região Digital, promovido pela Associação de Municípios do vale do Ave (Amave), o projecto "Agente Móvel" pretende combater a info-exclusão, democratizar o acesso à internet e promover a sociedade de informação e o Ave Digital. O veículo possibilita acesso à internet a cinco pessoas em simultâneo e há ainda possibilidade montar uma esplanada com mais seis computadores. O presidente da Amave, Castro Fernandes, vincou as virtudes do projecto e também fez a analogia com os tempos das bibliotecas itinerantes: "a possibilidade de ter um transporte destes num concelho onde há poucas hipóteses de ter acesso à internet faz-me lembrar os tempos de infância, pois não tinha biblioteca na minha terra e o que acontecia é que ia lá uma carrinha da Gulbenkian, onde eu ia buscar os livros. É o mesmo modelo adaptado á realidade actual". Esta iniciativa marca o arranque efectivo do projecto Ave Digital. Tratase de um projecto com vários anos e que tinha uma expectativa inicial de investimento de 18 milhões de euros, mas, na prática, apenas foi contemplado com dois milhões e meio. Ontem, Castro Fernandes demonstrou a sua revolta para com Jaime Quesar, um elemento da unidade de missão do Ministério da Ciência e Tecnologia. "Foi preciso quase entrar em ruptura, com idas ao ministério, porque senão o assunto não seria resolvido", apontou, vincando que "a unidade de missão não que-

Amave quer levar a internet a toda a região

ria aprovar isto e no fim pôs em causa tudo, incluindo a qualidade dos nossos técnicos, nomeadamente o dr. Luís Amaral, alguém de alta cotação na área". A Amave quer agora aproveitar as verbas do Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN) para relançar o projecto e as iniciativas inicialmente previstas. Uma dessas ideias passa pela instalação de mais fibra óptica na região. Entretanto, até final do mês deverão ser instalados ecrãs públicos nos locais de atendimento das autarquias, com notícias sobre a actualidade nacional, regional e local. A Amave pretende ainda avançar com o governo electrónico autárquico até final do ano.

Revista científica estuda os dois casos da variante humana da BSE

Doença teve origem na ingestão de carne contaminada A ingestão de carne de vaca contaminada é a única relação entre os dois casos de BSE registados em dois jovens (um deles de Famalicão), até ao momento, os únicos que se conhecem em Portugal na variante humana da doença. A conclusão é da revista científica Journal of Neurology Neurosurgery and Psichiatry que, na sua última edição apresenta a descrição científica do segundo caso da variante humana da doença de Creutzfeldt-Jakob, vulgarmente conhecida como doença das vacas loucas, registado em Famalicão. Segundo a revista as duas vítimas – um jovem de 13 anos, que já faleceu, e uma rapariga de 14 anos,

de Bairro, que está imobilizada e é alimentada por sonda – "não têm outra fonte de exposição comum conhecida para além da ingestão de carne de vaca". O Diário de Notícias (DN) volta a referir, na edição do passado dia 9, que os dois jovens são de Famalicão, embora o OP já tenha confirmado que apenas a jovem que se encontra doente é de facto do concelho famalicense. De qualquer forma, o DN volta a afirmar que ambos os casos se situam na região de Entre Douro-e-Minho, ou seja, aquela que registou maior incidência de animais doentes em todo o país, ou seja, dois terços do total. A revista não esta-

belece, porém, qualquer ligação directa entre este dado e o facto de ambas as vítimas serem desta região. De qualquer forma, a Direcção-Geral da Saúde tem em curso uma investigação epidemiológica, que tem por objectivo encontrar a origem da contaminação da carne bovina que terá causado a doença aos dois jovens, procurando, concretamente, informações junto da família. Um trabalho que não se adivinha fácil, reconhece o subdirector-geral de Saúde ao DN, já que a contaminação poderá ter ocorrido há 10 anos atrás, tendo em conta que o período médio de incubação da doença é de cerca de 12 anos.

opinião pública: 12 de Setembro de 2007 07


08 opiniĂŁo pĂşblica: 12 de Setembro de 2007

publicidade


opinião pública: 12 de Setembro de 2007 09

cidade

Meta é também criar rede de museus têxteis virtual

Empresários famalicenses suspeitos de burla e roubo de carros

Celso

Cam-

Projecto europeu quer recuperar património industrial

Primeiro encontro juntou parceiros na sede da Amave

Celso Campos

criar uma rede de museus virtual na área têxtil, evidenciou ao OP, Jorge Catarino, coordenador do projecto ANTENA. Da primeira reunião de trabalho (que juntou vários parceiros, entre os quais, a Adrave, o Citeve, a Amave, a Universidade do Minho e vários municípios vizinhos da região do Ave, destacando-se a presença da autarca de Felgueiras, Fátima Felgueiras) saiu tam-

com estes projectos, as principais valências, projectando as Recuperar património industrial, nossas indústrias e qualificando criar uma rede de museus têxteis os nossos recursos humanos”. virtual, mas também definir uma Ao abrigo desta iniciativa preagenda de intervenção para o futende-se que até ao final do ano turo. Estas são as metas definisejam definidos os projectos condas no projecto ANTENA (Ave Netcretos: “Queremos que o ANTENA work of Exchange and New Aproaseja o mais longo possível e com ches) promovido pela Associação o maior financiamento possível”, das Colectividades Têxteis Eurorefere Jorge Catarino. peias (ACTE). O projecto prevê a intervenção Na passada quintaem todos os municífeira decorreu, em Guipios abrangidos, ou marães, na sede da Asseja, nos que comAté ao final do ano há 26 mil euros sociação de Municípios põem a Amave (Fado Vale do Ave (Amamalicão incluído) e para definir quais as áreas ve), a primeira reunião outros vizinhos desde intervenção e os projectos dos vários parceiros ta região. após a aprovação do Para já será feito a candidatar a financiamentos futuros. projecto pela Comissão um levantamento e de Coordenação e Decaracterização dos senvolvimento da Reterritórios e em Nogião Norte (CCDRN). Até ao final bém a ideia de que este projecto vembro há um seminário de condo ano há 26 mil euros para defi- “não pode estar apenas virado tacto dos parceiros nacionais nir quais as áreas de intervenção para o passado”, daí a intenção com os internacionais, com repree os projectos a candidatar a fi- de produzir uma “agenda de futu- sentantes de cidades de países ro para a região Norte”. A ideia é como Espanha, Itália, Polónia e nanciamentos futuros. “Internacionalizar o território que municípios, cidades, centros Croácia. Nesse fórum será feita ucriando projectos de cooperação de investigação e universidades ma análise das várias ideias aprecom outras cidades”, é uma das “se juntem para desenvolver o sentadas para definição do prometas, mas também recuperar território, para projectar a região jecto definitivo a apresentar em património industrial devoluto e Norte e conseguir desenvolver, Dezembro à CCDRN.

Dois empresários famalicenses foram detidos pela PSP do Porto, por suspeita de envolvimento num esquema de burla e roubo de carros. Os indivíduos, com 26 e 37 anos de idade, foram identificados pelas autoridades na sexta-feira, dia 31 de Agosto. Ouvidos em tribunal, foram constituídos arguidos e estão sujeitos à medida de coação de termos de identidade e residência. Os famalicenses foram identificados juntamente com outro suspeito, um homem de 35 anos, desempregado e residente no Porto. Durante a operação, a PSP identificou ainda um outro indivíduo. Todos estão sujeitos à mesma medida de coacção. A PSP chegou aos suspeitos na sequência de uma operação, na qual apreendeu seis automóveis, alegadamente furtados e usa-

dos em esquemas de burla – três Audi A3, um BMW, um Citroën C3 e uma autocaravana. Os famalicenses estão alegadamente envolvidos no roubo de quatro destes veículos (dois Audi, o Citroën e a autocaravana) que foram apreendidos numa oficina na Maia, bem como numa burla de seguradoras, através da simulação de furtos e acidentes de viação envolvendo esses automóveis. A PSP acredita que estes incidentes nunca terão acontecido e se destinariam apenas a receber avultadas indemnizações das agências de seguros. O outro suspeito, um homem de 29 anos, desempregado e residente em Vila Nova de Gaia, terá vendido um Audi A3 roubado e, depois da denúncia do comprador, foi capturado em Leça da Palmeira.

Motorista da Campicarn perde a vida no IC2 Um funcionário da empresa famalicense Campicarn perdeu a vida e outros dois ficaram feridos com gravidade, num violento acidente, ocorrido quarta-feira da semana passada, no IC2, perto de S. João da Madeira. Um choque entre dois pesados, seguido de incêndio, provocou dois mortos, dois feridos graves e um ligeiro. Um dos camiões envolvidos saiu da faixa de rodagem, invadiu a via contrária e foi chocar com o camião da Campicarn. O motorista desse camião ficou carbonizado, já o motorista do camião da Campicarn, Amâncio Joaquim de Sousa Gouveia, residente nas Taipas, faleceu a caminho do hospital numa ambulância do INEM. Os seus companheiros, um de Joane e outro de Pousada de Saramagos, ficaram feridos com gravidade, mas sem correrem risco de vida. No acidente, que ocorreu por volta das 16 horas, houve ainda um outro veículo envolvido, um ligeiro de mercadorias, cujo condutor sofreu ferimentos ligeiros. Desde o início do ano já morreram seis pessoas vítimas de acidente de viação, no IC2, precisamente no troço entre Oliveira de Azeméns e S. João da madeira.


10 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

Autarcas do Ave decidem metas até 2015 Os autarcas do Vale do Ave devem, no próximo dia 25 de Setembro, validar o programa que vai definir as grandes opções de desenvolvimento da região até 2015 e que visa aproveitar os fundos comunitários do actual Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN). Esta semana realiza-se mais uma reunião com as equipas técnicas das oito câmaras municipais que compõem a nova NUT (Núcleo de Unidade Territorial) do Ave. Os municípios envolvidos são Cabeceiras de Basto, Mondim de Basto, Vieira do Minho, Póvoa de Lanhoso, Guimarães, Fafe, Vizela e Famalicão. Santo Tirso e Trofa que, até há pouco tempo, pertenciam à NUT do Ave estão agora integrados na Área Metropolitana do Porto. "Tem havido reuniões, temos trabalho profundo feito que está a ser discutido há mais de um ano", revelou ao OP, Manuel Ferreira, o administrador-delegado da Associação de Municípios do Vale do Ave (Amave). A 25 de Setembro realiza-se uma reunião dos presidentes das câmaras da nova NUT, que "deverão validar politicamente o trabalho técnico", aponta o administrador-delegado da Amave. Nessa altura, perspectiva Manuel Ferreira, a Amave pensa ter a proposta de um novo Programa de Desenvolvimento Integrado da região "bastante avançada". Proposta esta que será apresentada no final do ano junto da administração central e que os dirigentes da Amave esperam ver aprovada pelo Governo.

cidade

Roubo por esticão na cidade

Proprietário de quiosque fica sem 3.500 euros O proprietário do quiosque Eurofama, localizado na avenida de França, no centro da cidade de Famalicão, ficou sem 3.500 euros em dinheiro, depois de ter sido vítima de um roubo por esticão quando se preparava para fazer o depósito do numerário numa dependência bancária, situada mesmo em frente ao quiosque. O roubo aconteceu na passada sexta-feira, por volta das 19h45, dia em que terminam as apostas do euromilhões, "e onde se faz bastante dinheiro", disse o lesado ao OPINIÃO PÚBLICA. Francisco Vaz dirigia-se para a dependência bancária, com o dinheiro dentro de um envelope, quando foi surpreendido por um indivíduo. "Empurrou-me e arrancou-me o envelope das mãos. Depois, correu para uma motorizada onde se encontrava outro indivíduo e fugiram. Algumas pessoas que se encontravam na rua àquela hora ainda tentaram pará-los, mas eles acabaram por fugir", conta o comerciante. A PSP também "chegou

O quiosque cujo proprietário foi vítima de roubo

rapidamente e ainda foi no encalço dos assaltantes, que parece terem fugido em direcção ao Monte de Santa Catarina, mas não conseguiu apanhá-los", continua Francisco Vaz, que com o empurrão acabou por cair e ficar ferido. "Esfacelei os joelhos e um cotovelo e, como sou cardíaco, senti-me

mal, pelo que tive de ir ao hospital", explica. O condutor da motorizada trazia capacete, mas o indivíduo que roubou o dinheiro estava de cara destapada. "Era um rapaz novo", é tudo quando Francisco Vaz consegue dizer, não escondendo o seu desalento e revolta pelo sucedido já

que esta foi a segunda vez que foi vítima de roubo por esticão. "A primeira foi há cerca de três anos e foi uma quantia pequena. Desta vez o prejuízo é grande: foram 3 mil euros do euromilhões e mais de 500 euros de pagamentos de luz e água". A PSP tomou conta da ocorrência.


freguesias

EBI de Gondifelos assina contrato com Ministério da Educação

projectos. Os contratos variam de escola para escola, consoante os resultados de cada estabelecimento de ensino na avaliação externa e da sua própria capacidade de gestão. No caso da EBI de Gondifelos, o presidente do Conselho Executivo, Joaquim Malvar, acredita que a escola conseguirá melhores resultados com o novo modelo, embora ressalve que o contrato agora assinado é “ainda o início do desenvolvimento do processo”, pelo que “são autonomias que se vão construir a partir de agora”. A conquista dessas autonomias tem sempre em vista “a melhoria do serviço público” que a escola presta, sendo que em alguns domínios a escola já atingiu bons resultados, como ficou demonstrado na avaliação externa a que foi sujeita. “Por exemplo, o abandono escolar é praticamente zero e, neste ponto, o que temos de fazer é consolidar”, adianta Joaquim Malvar. Outro objectivo da EBI de Gondifelos passa por au-

Obras na ETRSU em adjudicação

mentar as matrículas no ensino secundário, ou seja, fazer com que os alunos continuem o percurso escolar quando saem da escola (cuja frequência é até ao 9º ano). “Aqui, os nossos valores também são altos, mas vamos tentar aproximá-los dos 100%”, afirma o responsável. O mesmo acontece em relação ao aproveitamento escolar, sendo objectivo do estabelecimento de ensino melhorar os resultados em Português e Matemática, assim como “noutras disciplinas em que isso se manifeste necessário”. Estes contratos são válidos por três anos e a sua execução é acompanhada por uma comissão da qual fazem parte elementos da escola, encarregados de educação e representantes da autarquia e do Ministério da Educação. Findos esses três anos, haverá uma avaliação que determinará a renovação, ou não, do contrato. Caso haja renovação, a autonomia poderá ser alargada.

Combate ao abandono e insucesso escolar é a meta

11

Parque na Quinta do Mato tem de estar pronto até final de 2009

Mais autonomia para melhores resultados O agrupamento de escolas da Escola Básica Integrada (EBI) de Gondifelos assinou, segunda-feira, o contrato de autonomia com o Ministério da Educação. A cerimónia decorreu em Lisboa, na presença da ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, e do primeiro-ministro José Sócrates, e englobou 22 escolas de todo o país. A meta é o combate ao abandono e insucesso escolares, sendo que estes são os primeiros estabelecimentos de ensino a integrar a fase piloto da avaliação externa das escolas. Uma avaliação que também foi feita à EBI de Gondifelos e cujos resultados positivos permitiram à escola ser uma das 22 contempladas com o contrato. Com esta decisão, as escolas ganham maior flexibilidade na sua capacidade de gestão em determinadas matérias, desde os calendários, horários e constituição de turmas. Podem ainda antecipar a contratação de escola ou atribuir créditos da componente lectiva dos professores a determinados

opinião pública: 12 de Setembro de 2007

C.A.

Requalificação da ETRSU está orçada em cerca de 800 mil euros

A Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos (ETRSU) vai entrar em obras de requalificação em breve. Está por dias a adjudicação de duas empreitadas, com um valor global de investimento na ordem dos 800 mil euros, tendo em vista a realização de trabalhos para criar melhores condições de trabalho para o funcionamento do Sistema Intermunicipal de Resíduos do Vale do Ave (SIRVA). O investimento em causa foi integrado num projecto aprovado pelo Fundo de Coesão da Comissão Europeia e a adjudicação deve ser formalizada na próxima reunião do conselho de administração da Associação de Municípios do Vale do Ave (Amave). “Pretende-se fazer uma grande intervenção na estação de Riba d’Ave, com a sua requalificação, inovação e modernização”, revelou a semana passada ao OP, Manuel Ferreira, administrador-delegado da Amave. As obras têm um prazo de execução de 150, cerca de quatro meses. Entretanto, a Amave, através do seu gabinete de apoio técnico, está a trabalhar na preparação de “um projecto de grande intervenção para requalificar ambientalmente toda a Quinta do Mato (onde a ETRSU está implantada) que está infelizmente de-

sactivada”. O administrador-delegado recusase a falar em prazos de arranque da obra, mas vinca que a data de conclusão dos trabalhos “está perfeitamente definida”. Uma vez que a intervenção será objecto de apoios comunitários, através do Fundo de Coesão (com comparticipação de 81%), os trabalhos “têm de estar concluídos até 31 de Dezembro de 2009”. Dada a envergadura do projecto, a empreitada será sujeita a concurso público internacional, algo que tem uma “tramitação complexa”, explica Manuel Ferreira. Este responsável reconhece que aquele espaço “não tem tido a atenção que deve ter”, por isso, a Amave recupera uma promessa antiga, ainda dos tempos de construção da estação, de transformar a quinta num parque ambiental. “Será um centro de lazer ambiental, um centro de estudos de promoção ambiental de elevada categoria”, perspectiva o administrador-delegado. Manuel Ferreira diz mesmo que a ETRSU, apesar de uma história de problemas de maus cheiros, será “um vizinho agradável” do futuro parque. C.C.


freguesias

Moradores queixam-se de inundações e infiltrações

Avaria em conduta de água provoca prejuízos em Requião

Magda Ferreira

12 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

Técnicos tiveram que ir ao local três vezes

Magda Ferreira* Os moradores do Edifício da Espadaneira, situado no lugar com o mesmo nome na freguesia de Requião, dizem que uma avaria numa conduta de abastecimento de água da rede pública ao prédio lhes causou prejuízos. Segundo contaram ao OPINIÃO PÚBLICA, a situação começou no dia 31 de Agosto, sexta-feira, e prolongou-se por vários dias, provocando inundações em algumas garagens e lojas do prédio, além de pequenos aluimentos de terra nos jardins. Os moradores dizem que na sextafeira rebentou um tubo da água, problema que foi solucionado pelo piquete camarário. Porém, uma válvula que controla a pressão estaria também avariada, algo que não terá sido percepcionado pelos técnicos, que restabeleceram novamente o abastecimento de água. Como a pressão da água nos tubos era maior, comentam os habitantes, o novo tubo rebentou, inundando algumas zonas do Edifício da Espadaneira durante o fim-de-semana e deixando as habitações sem água. Na segunda-feira da semana passada, quando de manhã entrava na garagem, Matilde Mendes nem queria acreditar no que viu: "Estava tudo cheio de água, era quase preciso umas galochas para andar lá em baixo", contou. A viver naquele prédio há apenas um mês, Matilde foi obrigada a retirar da garagem tudo o que lá tinha, nomeadamente electrodomésticos, máquinas de trabalho e o carro. O piquete do departamento de Ambiente voltou ao local na segunda-feira, mas nova avaria veio a acorrer no dia seguinte, terça-feira (4 de Setembro), o que obrigou os técnicos a nova deslocação. Enquanto isso, a água foi-se infiltrando nalgumas paredes do edifício e

no jardim, que acabou por ceder na zona mais próxima à conduta. A terra ficou de tal forma mole, que em algumas zonas abria buracos à medida que era calcada. Câ m a r a a g u a r d a r e c la ma ç õe s "Alguém tem que ser responsável. Queremos saber quem vai assumir a responsabilidade disto, a Câmara tem que vir aqui conversar com as pessoas do condomínio. Vêm aqui arranjar, mas quem nos paga os arranjos do jardim, as águas infiltradas, etc.? Nós é que não vamos pagar uma coisa pela qual não somos responsáveis", afirmava Carlos Alberto Teixeira, um dos moradores no Edifício da Espadaneira, que já tinham também tentado falar com o empreiteiro responsável pela construção do edifício, mas este não os atendeu. Contactado pelo OP, o vereador do Ambiente, José Santos, reconhece o problema, mas adverte que até à passada segunda-feira, ainda não tinha dado entrada nos serviços camarários qualquer reclamação. "As pessoas devem apresentar as suas reclamações porque temos seguros para este tipo de ocorrências", refere o autarca, informando que devem demonstrar os prejuízos registados e apresentar os orçamentos para as reparações. "Se ficar provado que há responsabilidade camarária, as pessoas serão ressarcidas", assegura José Santos. No entanto, o vereador faz questão de frisar que, ao contrário do que disseram os moradores, a Câmara registou apenas duas avarias e "uma não tem qualquer relação com a outra, a não ser têm acontecido próximo uma da outra". O autarca refere ainda que a avaria registada é comum e que mediante um aumento excessivo de pressão, "os tubos, como são falíveis, rebentam". * Co m Pe dr o R e i s S á

Peditório em Novais A Comissão da Igreja de S. Simão de Novais realiza, no próximo domingo, um peditório de recolha de fundos para a realização de algumas obras. Entre elas, está a instalação de um sistema eléctrico para toque dos sinos da torre da igreja paroquial.


freguesias

opinião pública: 12 de Setembro de 2007 13

Sensibilizar para áreas da fisioterapia

ATC garante certificação na Casa de Giestais

Hospital de Riba d'Ave assinala Dia Mundial

O Hospital Narciso Ferreira, de Riba d’Ave, assinalou na sexta-feira da semana passada o Dia Mundial da Fisoterapia. Ao longo do dia promoveu junto dos utentes uma acção de sensibilização alertando para as diferentes áreas de intervenção da fisioterapia, como forma de assinalar o Dia Mundial da Fisioterapia, que se comemorou no sábado. A acção baseou-se na exibição de um vídeo sobre a especialidade, distribuição de panfletos e fornecimento de conselhos úteis aos utentes, constituindo assim uma oportunidade para lembrar a importância que esta área tem assumido no nosso país. “É cada vez mais importante informar os nossos utentes sobre a intervenção da fisioterapia não só na fase de tratamento, mas também na prevenção e em situações como a incontinência urinária e os cuidados continuados”, sublinha a fisioterapeuta Sónia Oliveira, destacando que o objectivo da acção dos profissionais da

A acção de sensibilização envolveu todos os fisioterapeutas do hospital

área passa pela qualidade de vida do paciente e a sua funcionalidade. São cerca de 400 os utentes mensais – um número que Sónia Oliveira reconhece ser elevado – que recorrem ao serviço de fisioterapia do Hospital de Riba d'Ave.

A acção de sensibilização envolveu todos os profissionais fisioterapeutas da unidade hospitalar e foi desenvolvida em conjunto com a Associação Portuguesa de Fisioterapeutas. Desde o ano de 2005 que o Hospital de Riba

d'Ave tem procurado proporcionar um espaço para a discussão sobre esta área, através da promoção das jornadas de fisioterapia. A acção de sensibilização surgiu no âmbito desse trabalho, embora se tenha destinado ao grande público.

A Associação Teatro Construção (ATC), de Joane, promove amanhã, quinta-feira, uma festa comemorativa pela Certificação de Qualidade na Casa de Giestais, englobando as valências de Apoio Domiciliário, Centro Dia e Lar de Idosos. O evento, com início marcado para as 9 horas, engloba actividades culturais; a inauguração de diversas melhorias e novos equipamentos nos espaços da Casa de Telhado; a inauguração de um painel de pintura mural referente à qualidade; e a apresentação de novos projectos da ATC, com as assinaturas das escrituras da compra do terreno e do financiamento para a Unidade Hospitalar de Cuidados Continuados. A certificação de qualidade foi um projecto assumido pela ATC, há cerca de quatro anos, no âmbito do programa comunitário EQUAL, em parceria com outras instituições de solidariedade do concelho. "Temos consciência da responsabilidade que recai sobre a nossa instituição, por sermos das primeiras do país a conseguir a certificação", diz a direcção em nota à imprensa, acrescentando que "para a ATC a certificação de qualidade não é um troféu obtido, mas antes uma etapa no longo caminho para que as pessoas idosas tenham garantido o máximo da qualidade de vida e do bem-estar a que têm direito". Nesta perspectiva a associação criou o Grupo de Melhoria da Qualidade (GMC) que tem como objectivo "acompanhar e monitorizar todos os procedimentos no sentido de fazer cada vez melhor". O próximo passo é conseguir que todas valências sociais venham a ser certificadas, concretamente, Creche, Jardim-deInfância e ATL.


14 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

freguesias

Passeio de Castelões juntou 250 idosos P o st o s d e D is t rib u i ç ã o Abade de Vermoim Restaurante Costa e Silva Rua 25 de Abril Antas Quiosque Capões Lugar da Portela Quiosque Central Central Camionagem Sede do A.R.C.A. Lugar da Portela Quiosque Espaço Verde Rua 8 de Dezembro Anta’s Café Edif. Jardins do Lago Arnoso Santa Eulália Café Santo Amaro Rua Dr. Agost. Fernandes Café Bastos Rua da Carvalheira, 111 Arnoso Santa Maria Café do Altinho Rua do Altinho Posto de Abastecimento Junto à Engenho Supermerc. Diamantino Lugar de Lages Casa Bola d’ouro Av. Conde Arnoso Mini Mercado Costa Rua 8 de Dezembro Restaurante do Altinho Lugar do Altinho Avidos Café-Restaurante Amaury Estrada Nacional 204/5 Fatipão Travessa Quinta da Ponte Pão & Companhia Estrada Nacional 204/5 Churrascão Sousa Rua Estrada Nacional 204/5 Bairro Papelaria Compasso Avenida Silva Pereira Café Pastelaria Sonho Azul Av. Joaquim Leite Bente Supermercado Belita Lugar de Cardal Churrasqueira O Toneco Avenida dos Emigrantes Café Sampaio Rua da Praça, 385 Brufe Electrokioske Rua Joaquim Pereira Supermercado Azevedo Rua D. Jorge Ortiga Mini-mercado Né Rua Manuel Moreira Maia Cabeçudos Quiosque Central Lugar do Souto Casa Carlos Rua 25 de Abril, 145 Calendário Casa Magote Rua de Rorigo Eugénios Health Club R. P. Avis de Brito Quiosque das Oliveiras Rotunda das Oliveiras Restaurante D. Antónia Ribaínho Sede Barrimau R. José Elísio G. Cerejeira Bodyline - Training Center Rua Visconde de Gemunde Casa FC Porto de Famalicão Rua S. Julião - Ed. Jardins Penedo Talho Morado Rua José Gonçalves Cerejeira, 61 Supermercado Horácio & Sousa Av. D. Afonso Henriques, nº 3680 Dom Marco – Padaria Pastelaria R. Saint Fargeau Ponthierry - Ed. Eurofama Carreira Mini Mercado Bezerra Rua do Monte Café Santiago Rua da Estrada 204/5 Cafetaria Franlu Rua do Fojo, 152 Castelões Casa Chico Rua Álvaro de Castelões Pastelaria Flôr da Ribeira Prta Álvaro de Castelões Pastelaria P. Quente Castelões Rua Georgiana Neto Pastelaria Sta Catarina Rua Vera Cruz Café Tocano Rua de S. josé, 152 Cavalões P. Repsol Os Emigrantes R. Dr. José A. Carneiro Cruz Mercearia Rego Av. S. Tiago da Cruz Peluche - Pastelaria

Largo Sr. dos Aflitos Delães Papelaria Marques Avenida da Portela (Posto Galp) Pavilhão Delães Bairro Augusto Correia Quiosque junto à igreja Supermercado Belita Rua da Igreja Pastelaria Carmita Av. Albino Marques, nº 366 Pastelaria Doce Marco Zona Industrial Pocinhos Peixoto Sport Junto aos Correios Sapataria Peixoto Junto aos Correios

Mouquim Adega Reg. Stª Filomena Ançariz Mini Mercado Igreja Largo da Igreja Nine Estação Serviço Cepsa Lugar da Estação Café Santos Quintães CP Quiosque Edifício Estação Caminhos Ferro Nine Novais Mini Mercado Azevedo Largo S. Simão Café Reguila Rua das Almas

Esmeriz Café Principal Avenida Carlos Bacelar Café Jota Largo do Souto, 86 Livraria e Papelaria Grafiarjo Junto às escolas primárias

Oliveira Santa Maria Café Riera São Cristovão Delnet, Lda Av. 25 de Abril Scam- Posto Gasolina Rua do Sestêlo

Fradelos Posto Galp Junto à Junta de Freguesia Quiosque Reis Rua Sta. Leocádia TF Gest - Posto Combustíveis Lugar da Quinta

Oliveira São Mateus Café Esplanada R. Estrada Municipal 574 Mini Mercado Vieira Lugar do Quinteiro Piscinas Lugar do Quinteiro Pizzaria Topo Gigio Rua S. José Mini Mercado das Casas Rua 1º Dezembro, 64 Papelaria Andrade Rua da Santana

Gavião Estrela da Sorte Lotarias Junto à Rot. Stº António Posto Repsol Estrada N14 Mini-Mercado S. Vicente Rua 20 de Junho Gondifelos Casa das Prendas Parque das Tílias P. Abastecimento Sopor Av. São Félix Joane Bar ATC Biblioteca ATC Rua Dr. Agostinho Fernandes Café Central Lugar de Telhado Mercearia Olivia Lopes Lugar Ruivos Petro Joane Rua S. Bento Piscinas Rua de Leognan Quiosque da Feira Largo da Feira Quiosque Central de Joane Largo da República Snack-Bar O Rei dos Cachorros R. dos Laburins - Ed. Pérola do Vau Supermercados Dá-Cá Tv. Padre Silva Rego, Lj.11 Supermercado Henrique Avenida dos Laborins Informarbelo Travessa de Barreiros, nº 105 Jesufrei Café Mercearia Ramos Rua da Igreja Café S. Miguel Rua P. Domingos A. Pereira Lagoa Casa Carvalho Rua EN 204 Café Europa Av. dos Lamosos Landim Lucyland Rua da Estrada Nacional Mercado Stª Marinha Rua Santa Marinha, 273 Quiosque Landinense Junto ao Mosteiro Lemenhe Café Avenida R. P. Domingos A. Pereira Café Costa Verde Aldeia Nova Restaurante Fervenças Rua Papa João Paulo II Louro Taberna Ilha do Fogo Barradas Café Central Travassos Bar do GD Louro Rua Martires do Ultramar Lousado Quiosque do Souto R. Cardeal Cerejeira Restaurante Linha Lugar do Souto Café Tae-Kwon-Do Loteamento Mabor, 52 Mogege Café Boavista Lugar da Boavista Café Snack-Bar Cruzeiro Av. Bernardo Guimarães Pastelaria Celiana Av. Padre António Ferreira, 470

Outiz Papelaria Fernandes Av. Jorge Reis Pedome Café S. Cristovão Rua da Bemposta Café Centro Av. S. Pedro Portela Café Snack-Bar Nova Era Rua da Igreja Pousada Saramagos Pap. Carlos Carvalho Av. Stª Justa Quiosque Pousada Avenida da Riopele Requião Bar do Salão de Festas Lugar do Mosteiro Estação Serviço Portela Estrada 206 Mini-Bazar da Portela Lugar da Portela Talho Ribeirais Rua de Ribeirais Restaurante Zé Costa Avenida S. Silvestre Riba de Ave Café Latitude Trav. Camilo Cast. Branco Café Para Pedro Rua Joaquim Ferreira Parque das Tílias Pavilhão Riba D’Ave Papelaria Riscos e Rabiscos Av. Narciso Ferreira Papelaria Maria Aurora Silva R. 25 de Abril - R/C - Dir Azoria - P. de Combustiveis Av. Cidade Abreu & Lima, nº2 Café Central Rua 25 de Abril Ribeirão Bar do GD Ribeirao Campo do Passal Quiosque Central Frente à Junta de Freguesia Restaurante Colina do Ave Rua do Vau, 11 Ruivães Café Juventude Rua Domingos Monteiro Café Sede Ruivanense Rua do Pereiró Livraria Pap. Campos Rua do Pereiró nº 68 Pastelaria Pão do Monte Rua Domingos Monteiro Vinha Super Lugar da Vinha JM Café Pastelaria Rua da Vinha Café Arco-Íris Rua Vasco da Gama, 209 Supermercado Rosa de Fátima Rua do Souto, 243 Seide S. Paio Café Snack-Bar Novo Milénio Edf. Agrinha, 879 Associação Juventude Alegre Largo Nossa Sra. Parto Seide S. Miguel Café Snack-Bar Camiliano Largo Dona Plácido Café Popular Covas Café São Miguel

Rua Santo Amaro Sezures Café Mercearia Central Rua N. Srª Fátima Telhado Posto de Abastecimento Carneiro Araújo Avenida Principal Mercearia Barbosa Rua do Azideiro Vale S. Cosme Café da Pedra Rua da Pedra Pastelaria Miga Doce Avenida Central Café Restaurante Veiga Av Tibães Talho S. Cosme Av. Tibães Café Pão Quente Lamela Doce R. Sr. dos Bons Caminhos, 644 Vale S. Martinho Auto – Mercado Minda Lugar do Outeiro Koppus Caffe Rua do Passo Vermoim Avelino Lomba Pimenta Junto à Capela Café Floresta Lugar da Floresta Café FM Rua António Oliveira Costa Estação Serviço Esso Av. João XXI Café Zé Ringo Av. Monte dos Combros Café Breia Av. Breia de Cima, 90 Infor Bit Av. D. João XXI, 1820 Supermercado Flor de Liz Rua de Penelas Restaurante Rony Av. João XXI Vila Nova Famalicão A Mascotinha da Sorte Praça D. Maria II Bar Pavilhão Municipal Av de França Casa Voga R. Adriano Pinto Basto Quiosque Abanca Av. Dr Carlos Bacelar Quiosque Avenida Centro Comercial Aro Quiosque E. Leclerc Hipermercado E. Leclerc Quiosque Hospital Junto ao Hospital Quiosque Kalifa Av. Rebelo Mesquita Tabacaria Fernandes Rua Santo António Tabacaria França Rua Ernesto Carvalho Tabacaria Sampaio Rua Narciso Ferreira Quiosque Sagres Parque da Juventude Café Sousa Balaída - Mões Vida Sá Rua Barão da Trovisqueira Papelaria Armanda Lima Rua Cons. Santos Viegas, 58 Supermercado Bandeirinha Rua Cons. Santos Viegas, 162 Café Snack-Bar Luso Brasileira Av. 25 de Abril Café D. Sancho I Rua Augusto Corrreia Parque Estacionamento Sagres Rua Luís Barroso Casa Benfica de Famalicão Praça D. Maria II Versentido, Lda Rua Camilo Castelo Branco Cartercombe - P. Abastecimento Rua S. João de Deus Papelaria Quinta do Vinhal R. P. Freitas reis, Ed. Vénus Lj 12 Latino’s Bar Restaurante Av. do Brasil Fagricoop Rua Sr. da Agonia, 372 Vilarinho Cambas Café Castanhal Lugar de Castanhal Café Millénium Rua do Monte, 400 Junta Freguesia Vilarinho Rua da Saudade, 45 Pastelaria S. Paulo

A Junta de Freguesia de Castelões levou os idosos da freguesia a Coimbra, no dia 1, no habitual passeio anual. Quatro autocarros transportando cerca de 250 pessoas partiram pelas 7 horas, com destino a Coimbra, onde foi efectuada a primeira paragem para uma visita ao Convento de Santa Clara e ao Museu Militar. Ainda em Coimbra tiveram a oportunidade de passear pelo parque da cidade desfrutando de uma bela paisagem sobre o Rio Mondego. Cerca das 12 horas

iniciou-se o almoço, num restaurante em Pombal, seguido de uma tarde de convívio. Durante o lanche a Junta de Freguesia surpreendeu três aniversariantes com um bolo, bem como a oferta de uma pequena lembrança a cada um. Foi ainda prestada uma pequena homenagem a José Ribeiro, que conta com 92 anos de idade e “que desde sempre participa entusiasticamente nos convívios organizados pela autarquia”, diz a Junta em nota à imprensa.

Acidente em Riba d’Ave provoca três feridos Três feridos, um dos quais em estado grave, foi o resultado de um acidente de viação ocorrido ao início da tarde da passada sexta-feira, em Riba d’Ave. Tratou-se de um choque entre dois veículos ligeiros, por volta das 13h45, na Avenida Narciso Ferreira, que provocou ferimentos nos três ocupantes dos automóveis, sendo que um deles ficou ferido com gravidade. Todos os sinistrados foram encaminhados para o hospital Narciso Ferreira, naquela vila, pelos Bombeiros de Riba d’Ave.

GNR detém suspeito de atear fogo em Avidos A GNR de Famalicão anunciou, ontem, terça-feira, a detenção de um homem de 37 anos que confessou ter ateado, a troco de dez euros, um incêndio florestal, junto a habitações, em Avidos. Em comunicado, a GNR refere que no decorrer das investigações foi referenciado um homem a sair a pé do interior do local onde ocorrera a ignição. "O indivíduo foi detido e confessou ser o autor do incêndio que ateou em dois locais diferentes,

numa distância de cerca de 500 metros de distância, numa vasta área arborizada", acrescenta. Nas declarações que prestou à guarda, o homem disse ter agido a mando de um outro indivíduo que lhe ofereceu dez euros para atear o fogo nos dois locais. Na altura, foram-lhe apreendidos um isqueiro e uma nota de dez euros. O homem foi entregue à Polícia Judiciária do Porto e foi ouvido no Tribunal Judicial de Famalicão.

Rua da Roederstein 5

Café Snack-Bar Barreiras Rua da Cumieira, 659

Trofa Quiosque do Pedro Rua Conde S. Bento Bazar Tina Rua Júlio Dinis Quiosque Desporto 2004 Rua D. Pedro V Santo Tirso Pão Quente Areias Junto à igreja de Areias Viatodos P. Abastecimento Galp Viatodos R. S. Pedro, 201 - Monte Fralães

Prevenção do alcoolismo e toxicodependência em Delães O salão paroquial de Delães é palco, na próxima sexta-feira, de uma acção de sensibilização e prevenção do alcoolismo e toxicodependências, dirigida a toda a comunidade. Com início às 21h30, a acção é promovida pelo Núcleo de Intervenção Comunitária de Delães, em colaboração com a Junta de Freguesia. Serão oradores Luís Miguel Viana, director da Unidade de Braga do Instituto da Droga e da Toxicodependência; Amadeu Dinis, director da escola Cior; e Silva Marques, presidente da Lipac.


freguesias

Dois incêndios no mesmo local mobilizam dezenasde bombeiros e viaturas

20 hectares de mata ardida em Fradelos Cerca de 20 hectares de mata ardida é o balanço total dos dois incêndios que, esta semana, deflagraram na freguesia de Fradelos e que mobilizaram bombeiros e viaturas de várias corporações. O primeiro fogo – e o de maiores dimensões – registouse na segunda-feira, tendo ardido cerca de 16 hectares. As chamas deflagram ao início da tarde, por volta das 13 horas, e rapidamente atingiram proporções consideráveis. A combatêlas estiveram 62 bombeiros, de oito corporações de bombeiros, auxiliados por 21 viaturas e um helicóptero. Pouco depois das 17 horas, o comandante do corpo de Protecção e Socorro do Distrito de Braga, Hercílio Campos, dava o incêndio como extinto, prosseguindo-se com a fase de rescaldo. Vereador da Protecção Civil, Durval Tiago Ferreira, fez questão de acompanhar de perto o evoluir do combate. Em declarações ao OP, quando o fogo já estava em fase de rescaldo, garantiu que se iria investigar as causas, reconhecendo que “a área ardida é significativa”, mas salvaguardando que “poderia ainda ser muito maior, não fosse a prontidão dos bombeiros”. As chamas propagaram-se por uma área florestal, sem habitações ou outros bens a salvaguardar, mesmo assim, o vereador disse tratar-se “de uma zona preocupante”. De facto, no dia seguinte, terça-feira, o fogo voltou a atacar a zona. O reacendimento ocorreu ao final da manhã, quando os homens – e depois de toda a manhã a fazerem trabalho de vigilância – fizeram alguns minutos de pausa para reabastecer as viaturas. O incêndio, foi, entretanto, rapidamente circunscrito, estimando-se que tenham ardido cerca de três hectares de eucaliptal. No combate às chamas estiveram 24 viaturas e 62 homens de corporações de Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Santo Tirso, Famalicenses e Trofa, sob o comando dos Bombeiros Voluntários de Famalicão. Em declarações ao OP, o comandante desta corporação, Vítor Azevedo, aventava a hipótese de se ter tratado de um reacendimento e não colocava de lado “algumas suspeitas”, considerando “estranho que o reacendimento tenha surgido precisamente nos breves momentos

em que as equipas abandonaram o local para reabastecer”. No local esteve ainda Equipa de Bombeiros Especializada no Combate a Incêndios Florestais (EBECIF), cujos elementos são responsáveis por fazer o

chamado fogo controlado e por delimitar, as áreas ardidas. Esta é, de resto, a única equipa a nível nacional a prestar este serviço. C.A./ M .I.M / J.C.

opinião pública: 12 de Setembro de 2007 15


16 opinião pública: 12 de Setembro de 2007 VENDO MORADIA T3 A 5 Minutos da Cidade Cozinha Mobilada, Casas de Banho Equipadas, Armários Embutidos, Recuperador de Calor e Ar Condicionado, Cave e Garagem Negociável Contactos: 967 717 368 / 965 247 032

PRECISA-SE DESENHADOR AUTO CAD

Projecto Construção Civil

TELM: 96 957 54 00

CAMPONESA Pretende Admitir Soldadores M/F

freguesias

INSOLVÊNCIA “Sampaio, Ferreira & Cª, Lda” Ouvida a Comissão de Credores, proceder-seá à venda, no processo de insolvência nº 1414/055TJVNF do 4º Juízo Cível do Tribunal Judicial da Comarca de Vila Nova de Famalicão, dos bens móveis que ainda integram a massa insolvente, e que incluem o stock de fio e fazenda, urdideiras, bobinadeiras, cardas, equipamento de escritório e mobiliário diverso… O Administrador da Insolvência, até 21 de Setembro de 2007, facultará os termos e condições da venda e a relação dos bens a quem o solicitar bem como mostrará os bens a quem os pretender examinar, através de marcação prévia e nas condições estabelecidas no artigo 891º do Código do Processo Civil.

Com Experiência em Semi-automáticas Tel.

Administrador da Insolvência: Dr. Nuno Oliveira da Silva Quinta do Agrelo Rua do Agrelo, 236 4770-831 Castelões VNF

252 322 232 EXPLICAÇÕES INGLÊS Anabela Faria 966 333 397

MAT. / FÍSICA / ESTATÍSTICA A. Pinto Pereira 966 801 155 / 917 018 750

CENTRO DA CIDADE

NOVO FUTURO FORMAÇÃO INFORMÁTICA

Contactos para Informações: Telemóvel:919 533 482 Telefone/Fax: 252 921 115 E-mail: geral@nunooliveiradasilva.pt http://www.nunooliveiradasilva.pt

2ª Publicação, Opinião Pública, 12 de Setembro de 2007

PROCURO

PRECISA-SE

UM PART-TIME

Pré Oficial ou Ajudante de Electricista

De Motorista Pesados CE+DE

Contacto: 939

190 386

Pretende

Super Rápido Chaves e Calçado

Oferece

Totalmente Equipado Excelente Carteira de Clientes e Localização

Marque Entrevista das 10:00h às 20.00h

ADMITE COMERCIAIS OFERECE-SE Ordenado base + comissões Bom ambiente de trabalho Formação contínua

Contacto: 252

916 192

Contacto: 252 318 146

VENDE-SE Garagem Individual para 2 Carros Edifício Sagres (Centro da Cidade de Famalicão)

Contacto: 252 922 593 / 938 020 746

A Milho D’Oiro – Associação Cultural e Artística de Gavião prossegue este sábado a descoberta dos alvores da nacionalidade portuguesa. A iniciativa arrancou o ano passado com um interesse assinalável, segundo a colectividade, e, por isso, seria “impossível” não continuar a realizar a iniciativa. Sábado, dezenas de associados da Milho D’Oiro deslocam-se a Guimarães para a segunda etapa duma iniciativa que já tem encontro marcado com a cidade de Zamora, em Espanha, em 2008. A escolha de Guimarães, além de lógica por se tratar do “berço” da nação, pretende também assinalar o facto de ter sido eleita para Capital Europeia da Cultura em 2012 e o Castelo de Guimarães ter sido eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal. Além disso, no ano em que se iniciam as comemorações

do centenário da morte de Alberto Sampaio, um vulto da nossa história que ficou ligado às cidades de Guimarães e Famalicão, a Milho D’Oiro quer também “contribuir para o fortalecimento dos laços existentes entre as duas terras e que ele próprio estreitou”. Entretanto, a associação prepara-se para o primeiro acto eleitoral ao abrigo dos novos estatutos. Carlos Moreira da Silva, presidente da mesa da Assembleia-Geral, acertou com os responsáveis dos restantes órgãos sociais a data de 31 de Outubro, entre as 20h30 e as 22h30, para a realização do acto eleitoral. As listas candidatas devem ser apresentadas até um mês antes da realização do acto. Segundo os estatutos, podem candidatar-se e votar todos os associados maiores de 16 anos que respeitem os estatutos, nomeadamente ter as quotas em dia.

Empresa Sediada em Calendário

PASSA-SE

Salário Base + extras Formação Contínua Bom ambiente de trabalho Possibilidade de carreira

Milho D’Oiro descobre origens da nação

Contacto: 91 971 43 15

PURONORTE FAMALICÃO / TROFA SANTO TIRSO Operadoras de telemarkting c/s experiência Idade superior a 18 anos Sexo F/M Pessoas dinâmicas Disponibilidade Total

Associação de Gavião já prepara eleições internas

Tlm. -

911 901 408

PRECISA-SE Soldadores, Serralheiros, Ajudantes TELEFONE:

252 416 253

Louro tem novo pároco No passado domingo, dia 9, o Padre José Carlos Fonseca Veloso, natural de Fradelos, tornou-se no novo pároco de Santa Lucrécia do Louro. A cerimónia realizou-se da parte da tarde, com a recepção, onde o padre José Carlos foi recebido pelas autoridades religiosas e civis e pelos organismos da paróquia, na Praça Comendador Cupertino de Miranda. A Eucaristia foi presidida pelo novo pároco do Louro e concelebrada pelo arcipreste de Famalicão, padre Manuel Joaquim Fernandes, e pelo padre António Salvador Cabral, pároco cessante da freguesia, contando ainda com as presenças do antigo arcipreste de Famalicão, Monsenhor Joa-

quim Fernandes ,e do Padre de Mouquim e Lemenhe, Padre Domingos Abreu. Ainda na Eucaristia foi lida a Carta de Nomeação, pelo arcipreste que, assim, em nome do arcebispo deu posse ao novo pároco, o qual fez Profissão de Fé, Juramento de Fidelidade e de Administração de Bens. Antes da Bênção final, foi lida a acta na presença dos fiéis e assinada pelo empossado, pelo arcipreste e pelos sacerdotes presentes. Para encerrar a cerimónia houve um pequeno convívio com bolo e champanhe onde o novo pároco teve a oportunidade de cumprimentar e confraternizar com os paroquianos.


freguesias

Instituição de Lousado associa-se a fundação espanhola

Mundos de Vida lança programa para construir famílias

Programa é considerado um caso de sucesso em Espanha

Marta Isabel Marques “Construir Famílias” é um programa de sucesso em Espanha e será agora transposto para a Mundos de Vida. A instituição social de Lousado celebrou, na passada segunda-feira, um convénio com a Fundacion Meniños, da Corunha. Esta é a primeira vez que duas instituições sociais não governamentais se juntam com base nas suas competências técnicas para desenvolver um programa pedagógico inovador. O acordo de colaboração tem em vista o desenvolvimento e a implementação do programa “Construir Famílias”

que, segundo o presidente da Mundos de Vida, Manuel Araújo, é um caso de sucesso em Espanha. “Por isso, temos que conseguir implantar aqui o mesmo entusiasmo dos nossos colegas e transporta-lo à realidade portuguesa”, evidenciou. A Fundação Meniños desenvolve o programa “Facendo Familias” na Galiza, Astúrias e Madrid. O programa é considerado um caso de sucesso até pelos números que envolve. “Trabalhamos com 200 escolas primárias e lidamos com 7000 crianças”, sendo que todas conhecem o material didáctico que será distribuído pelas escolas”, salientou Mónica Per-

muy, da Fundação Meniños. O programa é inspirado na Milu, uma menina como tantas outras, mas que será a personagem principal deste programa, uma vez que todo o material didáctico que será distribuído pelas escolas terá esta menina como protagonista. Desde jogos a histórias, o material está agora a ser preparado para estar disponível à realidade portuguesa. As acções a desenvolver vão abranger crianças entre os 3 e os 10 anos e serão mais tarde divulgadas para utilização em grande escala nas escolas e famílias do Norte de Portugal e da Galiza.

Sapataria Peixoto Sport em Delães Já abriu, em Delães, a Sapataria Peixoto Sport, junto aos Correios, na Avenida Albino Marques. Com a mesma gerência da Sapataria Peixoto, sita na mesma rua, a nova loja surpreende pela oferta sobretudo ao nível de equipamento desportivo. A preocupação será, certamente, agradar aos seus clientes com produtos de qualidade e bom atendimento, como acontece há 15 anos. Neste regresso às aulas, a Sapataria Peixoto Sport será uma boa opção.

opinião pública: 12 de Setembro de 2007 17


18 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

publicidade

Falecimentos

MERCEDES DA COSTA PINTO (83 Anos) Missa do 30º Dia Seus filhos, netos e demais família, renovam o seu agradecimento a todas as pessoas que se associaram à sua dor aquando do falecimento e missa do 7º dia, vêm por este meio participar que a missa do 30º Dia será celebrada hoje, Quarta - Feira dia 12 de Setembro pelas 19:00 horas na Igreja Paroquial de Gavião – V. N. de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto.

Gavião, 12 de Setembro de 2007 A Família Agência Funerária Rodrigo Silva – Telf. 252 323 176

Ma rg a rida da Costa Pinto , no dia 11 de Setembro, com 85 anos, solteira, da freguesia de L emenhe. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão Tel. 252 323 176

João Ferreira, no dia 6 de Setembro, com 76 anos, casado com Olinda Pereira Araújo, da freguesia de Oliveira S. Mateus. Agência Funerária São Mateus Lugar da Santana – Oliveira S. Mateus Telm. 91 755 32 05

Ana da Si lva Frei tas , no dia 6 de Setembro, com 83 anos, viúva de César Augusto da Costa, da freguesia de Landim.

Esilda Celeste Alves de Sá Saldanha, no dia 25 de Agosto, com 84 anos, viúva de António Pereira Pimenta, da freguesia da Carreira.

Ma r ia F e r n an d a R ib e i ro d e M a ga lhães , no dia 9 de Setembro, com 81 anos, viúva de Augusto Silva, da freguesia de Brufe.

Brasilina Martins Gomes, no dia 28 de Agosto, com 94 anos, viúva de António Alves de Oliveira, de Riba d’Ave.

Antó ni o Ara újo Mir a nda , no dia 10 de Setembro, com 73 anos, viúvo de Elisa Gomes da Silva, da freguesia de Ribeirã o . José Pe reir a de Az evedo , no dia 9 de Setembro, com 80 anos, casado com Deolinda Oliveira Areal, da freguesia de Areias. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Tel. 252 321 594

M á rio Rui da Si lv a Ferr eir a , no dia 4 de Setembro, com 48 anos, casado com Maria Olga Gonçalves Rodrigues Guedes Ferreira, de S to Ti rso. Joa q uim Ma r tins da Cos ta , no dia 7 de Setembro, com 57 anos, casado com Ana Maria Carneiro de Magalhães Costa, da freguesia de Monte C ór d ova ( Sto T ir so) Rosa Ferr eir a Ribei ro , no dia 7 de Setembro, com 58 anos, viúva de José Neto Castro, da freguesia de B u rg ãe s (S t o T irs o ). M a ria Ma d a le n a P e re ir a M a cha d o , no dia 7 de Setembro, com 66 anos, casada com Manuel Miranda Marinho, da freguesia de Delães. Joa q uim Corr eia L op es , no dia 6 de Setembro, com 86 anos, viúvo de Ana Carneiro Bessa, da freguesia de La ma (St o Tirso) . M a nuel M ore ira da S ilv a N eto , no dia 6 de Setembro, com 76 anos, casado com Deolinda Machado da Costa, da freguesia de Rebordões ( Sto T irso) . Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Tel. 252 852 325

Manuel Pereira, no dia 8 de Setembro, com 86 anos, viúvo de Maria Alves Rodrigues, da freguesia de Oliveira Sta Maria. Agência Funerária de Riba D´Ave Lugar da Igreja – Riba D´Ave - Telf. 252 982 032

Maria Amélia Rodrigues de Sousa, no dia 2 de Setembro, com 64 anos, casada com Abílio da Silva Gomes, da freguesia de S. Tiago de Bougado (Trofa). Júlia Dias da Costa Pereira Serra, no dia 5 de Setembro, com 87 anos, viúva de Constantino Alves Rodrigues, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Emília da Silva Rodrigues, no dia 2 de Setembro, com 87 anos, viúva de Adelino Moreira da Costa, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Franquelim de Sousa Azevedo, no dia 1 de Setembro, com 77 anos, casado com Maria Antónia Pereira Serra, da freguesia de S. Tiago de Bougado (Trofa). Herculano Dias da Cunha, no dia 9 de Setembro, com 84 anos, casado com Isabel Constância Guimarães de Sousa, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). David Jorge Pereira, no dia 10 de Setembro, com 71 anos, casado com Maria Luísa Soares, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense Lda Trofa - Telf. 252 411 381

Josefa Salgado, no dia 4 de Setembro, com 84 anos, viúva de António de Abreu Mendes, da freguesia de Pedome. Agência Funerária São Jorge Sede.: Pevidém Tel. 253 533 396


opinião pública: 12 de Setembro de 2007 19

praça pública Pelos quatro cantos da ca(u)sa Domingos Peixoto

Ganham pouco os polícias No debate gerado Desde logo a ac- contrata é detentor ra serem sérios têm em consequência tividade de seguran- de cargos públicos que ganhar mais e sdos crimes mais re- ça privada está ve- como parece ter sido er profissionalizacentes relacionados dada a elementos o caso da lota de Ma- dos… com os negócios da das forças de segu- tosinhos, na sequênQue há-de dizer noite, em que se rança pública. O cia do qual veio a fa- ou fazer um operáprocura "entender o mesmo não aconte- lecer Sousa Franco. rio, um trabalhador funcionamento dos ce, dentro dos limiNão é caso único, agrícola ou um deseguranças", fala-se tes da lei, com pes- o dos polícias, acha- sempregado com o abertamente que soas que se tenham rem que ganham salário mínimo ou uma boa parte des- desvinculado destas pouco. Todos nós co- um subsídio de detes foram ou são forças. nhecemos, ou ouvi- semprego de igual membros de forças Quem se candi- mos políticos, nome- valor, para enfrentar de segurana exigência da ça, nomeasustentação da Não é caso único, o dos polícias, acharem damente da sua prol? Estes que ganham pouco. Todos nós PSP. nada podem faProcuzer, a não ser conhecemos, ou ouvimos políticos, rando anali"de sol nomeadamente autarcas, referirem que trabalhar sar a particia sol" para mepação deslhorarem um ganham pouco na política (...) tes elemenpouco a sua tos, há quem refira data às forças de se- adamente autarcas, condição social; que tal acontece gurança sabe – ou referirem que ga- nem os seus descenporque os polícias passa a saber – o es- nham pouco na polí- dentes têm as mesganham pouco, são tatuto a que fica ad- tica, que estão a mas condições de mais especializa- strito no que diz res- perder dinheiro e acesso a uma vida dos, são mais res- peito aos aspectos que isso é uma in- mais digna, já que peitados, etc. pessoal, disciplinar justiça! Ninguém en- dispõem de "armas Eivados de sub- e social; sabe, pois, tende como, frenéti- desiguais". jectividade, os as- da situação remune- ca e ostensivamente Outros procuram pectos da especiali- ratória a que se "su- se guerreiam à "con- estatuto a coberto zação e respeitabili- jeita", o que não in- quista" de lugares, do qual tudo se lhes dade não têm impor- valida a "luta organi- no conhecimento de desculpa ou é atentância para a abor- zada" para a sua mo- que são mal pagos e dível. dagem que pretendo dificação. que vão perder diNa verdade vivefazer. Ao contrário, A simples admis- nheiro os pobres mos num estranho ainda que com o sibilidade de que coitados. Muitos de- mundo de desigualmesmo ou maior aqueles se socorrem les nunca fizeram dades, de falta de grau de subjectivi- de "esquemas" para outra coisa mas são solidariedade, no dade, o que diz res- melhorar o seu ven- os melhores… qual a procura do peito a ganhos me- cimento já é um erro, Já os árbitros de bem-estar de uns rece a minha aten- tanto mais grave futebol, (apenas es- significa a miséria ção. quando quem os tes?) admite-se, pa- de outros.

D’Esguelha Gouveia Ferreira

‘stá lá? Depois da sangrenta (1) batalha transgénica, travada contra quixotescos moinhos de milho, no Sul do país, alguns pensadores veraneantes teimam em martelar no governo, pela única razão de que não estão lá. Vislumbram, em cada projecto de meia linha do Diário da República, um tenebroso atentado à liberdade de expressão, de opinião, de imprensa, de informação e de tudo quanto seja impedir o exercício inimputável da escrita publicada. O Processo Penal, quanto à publicação das escutas telefónicas, e o Estatuto do Jornalista, no que respeita à instituição das respectivas normas deontológicas, constituem dois cavalos de batalha, muito mal montados por gente carregada de lustro e iluminura, que não vou citar. Miguel Sousa Tavares e Vital Moreira, com quem estou - quase sempre - de acordo, também não reflectem opiniões coincidentes sobre um destes dois importantes blocos de legislação, absolutamente decisivos para quem se arrisca trazer a público esta ou aquela notícia. O primeiro considera a proibição da publicação de escutas telefónicas, já for a do segredo de justiça, sem o consentimento do interveniente, como admissível, para evitar a devassa da vida pessoal e familiar dos atingidos, ao passo que o Prof. Vital vê nela uma restrição desproporcionada

ao conhecimento público dos processos penais. Melhor escutando, dado o carácter folhetinesco com que a maior parte da imprensa trata as transcrições dos diálogos íntimos, resvalando facilmente para a chicana social, estou plenamente de acordo com o legislador, cujo nome não interessa, ao contrário do que pretendem alguns democratas da coscuvilhice. Às notícias objectivas não fazem falta os diálogos da intimidade telefónica. Sobre o vetado (2) Estatuto do Jornalista, aqueles dois analistas políticos estão ambos de acordo, não descortinando nele qualquer atropelo da liberdade de informação. Também voto nesse sentido, face à necessidade de estabelecer regras deontológicas, que acabem, de uma vez por todas, com a irresponsabilidade profissional e o permanente vazio disciplinar. E, numa terra de tantos jornais, que dizem os preclaríssimos jornalistas? É verdade, a feira de artesanato está muito mais airosa, com larguíssimos espaços de opinião, onde não é proibido criticar a própria direcção do seu partido. A sério! (1) Alguns militantes picaramse nas silvas. (2) Veto presidencial dada a leveza de algumas sanções disciplinares.

Carta ao director Chão Autárquico Vieira Pinto

Uma nova cultura de poder: a Informação (I) A relação entre os poderes texto que, aqui, a participa- abordamos a problemática constituidos e os governados ção de cada cidadão vai as- da burocracia e o que ela é realiza-se hoje, essencial- sumir uma maior importância perniciosa para a vida de umente através de uma políti- do que noutros modelos de ma administração prestadoca de informação bem plana- sociedade, já que tal partici- ra, que seja eficente célere e neada e bem definida. Tal de- pação é mais activa e conse- eficaz. Pois bem, com o susiderato só se conseguirá quente, pois assume uma porte digital da informação, com a identificação das com- maior visibilidade por todos, na sociedade hipermédia, a petências atribuídas aos res- pois ela a todos se dirige. burocracia, mesmo permaneponsáveis pelos conteúdos Mas para que os cidadão cendo no seu mínimo essende informação, as cial, já não será agora mais variadas formas o obstáculo pela moTodos necessitamos de acesso, a interlirosidade procedimengação dos vários de informação. Todos temos que tária, dado que a maiconteúdos de inforparte da tramitação estar envolvidos na informação or mação; assim como procedimentária pasas metodologias de sa a ter tratamento actualização, a definição da possam participar, os automatizado. E, mesmo base de dados, das aplica- servços públicos de presta- aqueles que o não possam ções essenciais, entre ou- ção terão que ser dotados de ser, terão um tratamento bem tros. redes de informação, que mais rápido, já que os interNa sociedade "hipermé- dêm origem aos serviços di- venientes nos procedimentos dia", quer os poderes consti- gitais. Na verdade, o livre terão imediato acesso a toda tuidos, quer os cidadãos, acesso, em todos os locais a indispensável informação são, ao mesmo tempo consu- apropriados e sempre dispo- conducente à boa decisão. midores e produtores de in- nível, à informação será conNo próximo número aqui formação. Todos necessita- dição que bem irá proporcio- voltaremos, dada a pertinênmos de informação. Todos te- nar aos munícipes um maior cia, assaz importante, que mos que estar envolvidos na nível de esclarecimento. julgamos ter o presente asinformação. E, é neste conJá, noutra ocasião aqui sunto.

Luciano Pavarotti: "No silêncio da sua voz" Como um pastor no planalto das rochas, Ovelhas brancas estendia; Fragrâncias de dia que à noite Constelava. Todo universo que se dizia e ensinava Ecos dum tenor que a voz a todos Embebedava!... Infinitamente, única imaculada, Transcendente clamor a ela Se inundava O timbre duma estrela candente, Onde a humana voz Se enriquecia e libertava!... Por este verbo, que o mundo eterniza, Cubram-lhe de afecto a reverência... E abram alas para além desta brisa, Todo muro que retira a sepultura E lhe dê a luz plena de sequência... Fontes de água clara, Regai esta sonância que ficou Na alma plangente do meu pendor!... E dai às crianças por quem aqui sou A minha herança complacente de tenor... Augusto Canetas


20 opinião pública: 12 de Setembro de 2007

publicidade

PEQUENOS

ANÚNCIOS

PARA GRANDES

P U B L I C I D A D E

NEGÓCIOS

TITULO TEXTO

Valor da Publicidade:

€ 6,00 IVA INCLUÍDO A 21%

Preencha este cupão, devidamente, e envie para a nossa morada

DIAS DE PUBLICAÇÃO

Nome: _______________________________________________________________________________ Morada: ______________________________________________________________________________

____/____/_______ e ____/____/______ e ____/____/______ 1 Mês ____

2 Mês _____

Localidade: _________________________________________ Cód. Postal: _____________-________ Tel.: ________________________________________________ Nº Contribuinte: __________________ Valor a pagar: € __________________ Cheque sob o banco:__________________________________

ATENÇÃO: O Jornal OPINIÃO PÚBLICA reserva-se o direito da não publicação desse anúncio caso o cupão não esteja correctamente preenchido com o nome, morada e telefone do anunciante, e viole o Código da Publicidade.

ENVIAR PARA A SEGUINTE MORADA: Jornal OPINIÃO PÚBLICA Rua 8 de Dezembro, nº 214 4760-016 Antas S. Tiago ou Apartado 410 VN Famalicão


opinião pública: 12 de Setembro de 2007 27

cultura

Teatro, bailado e música em destaque na programação de Outubro

Pedro Abrunhosa na reabertura da Casa das Artes O concerto de Pedro Abrunhosa, no dia 13 de Outubro, é um dos destaques da reabertura da Casa das Artes, após as obras de beneficiação de que foi alvo no Verão. O mês abre, no dia 1, com a exposição de fotografia do famalicense Luís Efigénio. Ao longo de todo o mês o foyer acolhe a mostra “Soncent, o brasilinho”, com um conjunto de fotografias dedicadas à ilha cabo-verdiana de S. Vicente (ou Soncent, no crioulo local) o “brasilinho”. No mesmo dia comemora-se o Dia Mundial da Música, a partir das 21h30, com um espectáculo de outro famalicense, Ivo Machado, que é “uma viagem, um cruzamento de abordagens, géneros e sonoridades musicais”. Ivo Machado alia a música à poesia, literatura, dança, expressão dramática e pedagogia. O bailado clássico está de regresso à Casa das Artes com “A Bela Adormecida”, de Tchaikovsky, nos dias 5 e 6, e com um custo de entrada de cinco euros. Estreou em S. Petersburgo a 3 de Janeiro de 1890 e nunca deixou de estar presente em repertórios

ça e músicas tribais, constituindose como um espectáculo didáctico.

Abrunhosa actua no dia 13 de Outubro

de companhias de dança. Cada uma das quatro partes (um prólogo e três actos) oferece sequências de transformações mágicas e várias danças que contam a história do conto de Perrault. Na noite do dia 6 a programação prevê a actuação dos famalicenses sUBMARINe e dos U-CLIC, a partir das 23 horas, no café-concerto. Em estreia nacional, a Casa das Artes acolhe a peça teatral “Adamastor, o Derradeiro Combate”.

Baseado na obra épica de Luís de Camões “Os Lusíadas” e de outras obras da mitologia greco-latina, a peça é levada a cena entre 10 e 12 de Outubro. Trata-se de uma coprodução da Casa das Artes com o Agrupamento de Escolas Bernardino Machado e a Associação Teatro Construção, com encenação de Miguel Fonseca. Adamastor recria o mito do gigante numa envolvência alegórica através do cruzamento de novas linguagens teatrais, teatros de sombras, marionetas, dan-

Lauren Field em concerto único em Portugal 13 de Outubro é um dos pontos altos da rentrée da sala de espectáculos famalicense, com a actuação de Pedro Abrunhosa, que traz ao grande auditório o seu novo espectáculo “Canções”. A entrada custa 20 euros. “Um espectáculo despido, próximo do silêncio, essa casa onde habitam os sons e o pensamento. A côr e o mundo que os meus olhos vêem, com a cumplicidade de um piano e uma guitarra. Um momento irrepetível, longe dos artifícios das grandes arenas onde serão visitadas canções que contam estórias e segredam encanto”, é assim que Abrunhosa define o seu espectáculo.No mesmo dia, às 23h30, actua o quarteto de Lilian Raquel e Cláudio Ribeiro com música brasileira no café-concerto. A 20 de Outubro a inglesa Lauren Field dá um concerto único em Portugal na Casa das Artes. Por 10 euros pode ouvir esta voz do Novo

Programador da Casa das Artes participou em encontro com a ministra da Cultura

Governo quer colaborar com agentes culturais locais A Casa das Artes de Famalicão quer uma maior itinerância dos espectáculos de teatro e companhias nacionais. Esta foi uma das reivindicações que o director de programação da sala de espectáculos famalicense fez segundafeira durante o encontro com a ministra da Cultura. O encontro realizou-se no Theatro Circo, em Braga, e juntou Isabel Pires de Lima com directores artísticos de salas de espectáculos de todo o país.No final da reunião, que juntou ainda o secretário de Estado da Cultura, Mário Rui de Carvalho, este revelou que o Governo quer “contribuir para

que estas estruturas tenham uma programação regular, pois são fundamentais na actividade cultural local”. O responsável governamental disse que o encontro serviu para ouvir as dificuldades de gestão e programação destes espaços, admitindo que o Governo pode vir a intervir na distribuição de apoios financeiros. Mário Rui de Carvalho referiu-se ao novo Quadro de Referência Estratégico Nacional que prevê recursos para este tipo de actividades. A Casa das Artes foi uma das estruturas culturais que esteve presente no encontro e o seu director, Álvaro San-

tos, adiantou que alinha com a ideia de criação de uma rede nacional de programação que inclua também as salas de espectáculos regionais e locais. De resto, Álvaro Santos entende este primeiro encontro promovido pelo Governo como uma iniciativa “pertinente” e que “pode gerar bons frutos”. Além disso, o director de programação evidenciou que o contacto com outros colegas seus é também útil para colher outro tipo de experiências, para que, juntos, concertem posições em beneficio das instituições que representam.

Jazz. Tida como uma cantora muito dotada e talentosa, a edição do álbum de estreia, “Modern Woman”, recebeu os elogios da crítica e foi recomendado na secção de Jazz da HMV. Lauren Field está a trabalhar num novo disco e passa agora pelo nosso país. Outra estreia é a da “The Threepenny Opera”, com música de Kurt Weil e o libreto de Bertold Brecht. Acontece no dia 27 e a entrada custa 15 euros. Trata-se de mais uma co-produção da Fundação João Jacinto Magalhães com a Casa das Artes. Na mesma noite, no café-concerto, é lançado o mini-álbum “The Ballad of The Stark Miner” de Sandy Kilpatrick and The Pilgrims of Light. Em Outubro decorrem ainda as inscrições para o atelier de teatro “Baú dos Segredos”, para jovens dos 10 aos 16 anos, que terá lugar na Casa das Artes, de Novembro de 2007 a Julho de 2008, duas vezes por semana (segundas e quintas), em horário pósescolar. Custa 20 euros mensais e está limitado a 30 participantes.

ArtEduca inicia ano lectivo A ArtEduca - Academia de Música e Artes de Famalicão inicia as suas actividades no próximo sábado, com um dia aberto a todos os que quiserem vivenciar o mundo da música. A actividade irá repetir-se dia 22 nos mesmos moldes. Assim, entre as 15 e as 19 horas quem visitar a ArtEduca pode usufruir de aulas grátis com os professores de vários instrumentos. As crianças entre os 4 e os 6 anos são convidadas a assistir a uma aula de demonstração do curso “Estrelita”, direccionado para estas idades. A aula decorrerá também nos dias 15 e 22, pelas 16 horas. “Vamos entrar em 2007/08 com a força e a energia que nos caracterizam, mas precisamos de um apoio regular da autarquia para continuarmos a manter o nosso trabalho no patamar da qualidade e da excelência” refere Elisabete Gomes, Directora da ArtEduca, lembrando que ”em dois anos de trabalho intenso e dedicado, arrecadámos nove prémios em concursos nacionais e internacionais”. A ArtEduca tem ainda agendada uma participação na Mostra Pedagógica, nos dias 20 e 21, e na festa de homenagem aos professores aposentados, no dia 28, no Centro de Estudos Camilianos.


28 opiniĂŁo pĂşblica: 12 de Setembro de 2007

publicidade


OP801