Page 1

Ano 28 | Nº 1418| De 11 a 17 de julho de 2019 | Diretor: João Fernandes | www.opiniaopublica.pt pub

pub

Equipamento foi inaugurado no Centro de Dados de Riba d’Ave da REN

Primeiro supercomputador do país fica em Famalicão p. 9

Presidente da República encerrou conferência sobre inovação da COTEC, que decorreu na Casa das Artes

MARCELO APONTA FAMALICÃO COMO POLO DE CRIAÇÃO DE RIQUEZA Marcelo Rebelo de Sousa esteve, na passada segundafeira, em Famalicão e apontou o concelho como um polo de criação de riqueza no país. Para o Presidente da República é preciso “varrer as ideias feitas sobre localiza-

Paulo Cunha apela a uma sociedade mais democrática p. 4

ções da criação da riqueza” e reconhecer os novos polos, como é o caso de Famalicão. O Chefe de Estado discursava numa conferência internacional da COTEC sobre inovação e a indústria 4.0 p. 6

FC Famalicão Nehuén Pérez contratado ao Atlético de Madrid João Marques escolhido para liderar o futebol feminino Esmeriz

Joane

Recuperação do Moinho de S. Marçal concluída em setembro

Pedreira de Curviã em ‘situação crítica’ segundo o Governo p. 11

p. 10

Xadrez Inês Silva campeã nacional sub-18 e conquista triplete pub


02

CIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Alunos de Restauração da Camilo em Madrid

Lions de Famalicão tem nova presidente

Liliana Soares é a nova presidente do Lions Clube de Famalicão, comandando uma equipa diretiva que conta com Maria José Abreu e Sara Barbosa assumindo as funções de secretária e tesoureira, respetivamente. Da Equipa Global de Ação do Clube fazem parte Fernanda Vieira de Castro, José Duarte Lacerda, Carlos Barbosa, Germano Abreu e Vítor Ribeiro. No discurso de tomada de posse, destaque para a referência do legado de 42 anos de serviço e o compromisso de procurar “chegar cada vez mais longe como agentes de cidadania ativa no concelho”, reconhecendo “a capacidade, responsabilidade e competência cívica de cada Lion na promoção do bem-estar da co-

munidade famalicense”. Acreditando nos pilares fundamentais do trabalho de equipa, o Clube contará com nove Comissões de Trabalho, transversais a todos os sócios, possibilitando “uma ação mais eficaz” e com uma dinâmica “qualificadora e inovadora” na materialização da máxima “Nós Servimos”. A Cerimónia de Transmissão de Poderes reuniu mais de meia centena de pessoas, com destaque para a presença do governador do Distrito 115Centro Norte, João Pedro Silva; do past presidente da Fundação Lions de Portugal, José Neiva Santos; da vereadora da Câmara Municipal de Famalicão, Sofia Fernandes, e do representante do Rotary Clube de Famalicão, Francisco Freitas.

Exposição de dinossauros na Gerações

A Associação Gerações, através do jardim de infância, desenvolveu, na semana passada, uma exposição dedicada aos dinossauros, uma experiência sempre motivadora e divertida para as crianças, fazendo com elas viagens aos tempos da Pré-História. O convite para a exposição de dinossauros começava na entrada principal da Gerações com a frase “siga as pegadas”. No chão, apareciam enormes pegadas de diferentes dinossauros que conduziam os visitantes à sala onde se encontrava a exposição. A recebê-los estavam o “triceratops”, o “estegossauro”, o “velociraptor”, o “braquiossauro”, o “espinossauro” e o “alossauro”, entre muitas outras espécies de dinossauros, em formato pequeno ou em grande formato, que davam as boas vindas a todos. Seguindo sempre as pegadas, podiam ver-se grandes dinossauros de cartão canelado, pinturas de dinossauros e enormes fotografias de dinossauros, onde não faltava o “ti rex”, que as crianças adotaram como o seu dinossauro favorito. Também houve visitas guiadas de outras salas e de muitos pais, mães e avós.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

ESTATUTO EDITORIAL:

disponível em www.opiniaopublica.pt

DIRETOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO:

O curso profissional de Técnico de Restauração do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco organizou uma visita ao “Le Cordon Bleu” de Madrid, um dos melhores institutos mundiais de artes culinárias e referência da alta cozinha mundial. Foram também visitados vários sítios de Madrid, como a Puerta del Sol; a Plaza de España, a Plaza Maior, a Plaza de Cibeles, o Templo de Debod, o Palácio de Madrid ou o Estádio Santiago Barbabeu. A visita pretendia, entre outros objetivos, valorizar o desenvolvimento de competências para o exercício da profissão de cozinheiro/pasteleiro, reconhecendo o contexto internacional. Através do workshop sobre pastelaria, a aula de demonstração do dia foi uma oportunidade única para os alunos contactarem com o real e o concreto do que melhor se faz na gastronomia mundial. Os formandos de restauração do 11º e 12º

A Câmara Municipal de Famalicão alargou o prazo de candidaturas da segunda edição do Prémio de Arquitetura Januário Godinho até ao dia 20 de setembro. O prémio, que distingue a melhor reabilitação de edifício no concelho, tem periodicidade bianual e um valor pecuniário de 7 mil euros, cabendo 2 mil euros ao promotor da obra e 5 mil à equipa projetista. Podem apresentar candidatura todas as entidades privadas que tenham promovido obras de reabilitação em qualquer edifício localizado nas áreas de reabilitação urbana do concelho ou, no caso das restantes áreas do território famalicense, em edifícios com idade igual ou superior a 30 anos. Apenas serão admitidas a concurso as obras concluídas entre 2017 e 2018.

mio de Arquitetura Januário Godinho. A reabilitação do Palácio da Igreja Velha, em Vermoim, (na foto) foi a obra vencedora da primeira edição do prémio.

A Polícia de Segurança Pública (PSP), deteve, a semana passada, em Famalicão um jovem de 17 anos por posse de droga. A operação decorreu no âmbito de um processo, dando cumprimento a um mandado de busca, na cidade de Famalicão, e foi detido um jovem com 17 anos, por posse de cocaína suficiente para 15 doses, que lhe foram aprendidas, bem como uma televisão e um router. O detido foi notificado para comparecer nos serviços do Tribunal de Famalicão.

“Noite dos Morcegos” no Devesa em Família Este sábado, 13 de julho, há Devesa em Família, no Parque da Devesa, com uma sessão sobre a importância ecológica e a diversidade de morcegos em Portugal. A iniciativa é de participação livre, será dirigida pelo biólogo Vasco Flores Cruz e contará com um passeio guiado noturno pelo parque para escutar e identificar as diferentes espécies existentes. A oficina decorrerá entre as 21h30 e as 23h00, com início nos Serviços Educativos do Parque.

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

Promover a salvaguarda e valorização do património edificado, bem como valorizar e promover a divulgação do trabalho desenvolvido por projetistas e construtores são os principais objetivos do Pré-

PSP detém jovem de 17 anos por posse de droga

GRAFISMO:

DESPORTO: Jorge Humberto, Filipe Jesus,

relação professor-aluno diferente de outrora, parece-nos que a nova relação deverá ocorrer não só com as novas tecnologias, como também numa constante atitude crítica, facultando uma melhor intervenção do indivíduo no seu meio; como o foi esta atividade”, concluem em nota enviada á imprensa.

Prolongado prazo de candidaturas ao Prémio de Arquitetura Januário Godinho

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

anos da Camilo passaram ainda pelos espaços do “Le Cordon Bleu”, reconhecendo as potencialidades e as mais valias do curso. Para os professores organizadores, a escola de hoje “esforça-se por se adaptar à sua situação e ao seu tempo, não só ensinando como também formando os cidadãos”. “Num tempo em que se pede uma

Carla Alexandra Soares e Pedro Silva.

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL António Jorge Pinto Couto

TÉCNICOS DE VENDAS:

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 216 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

INTERNET

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Serviços Administrativos:

PROPRIEDADE E EDITOR:

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149 Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia Barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Editave Multimédia, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1418

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


opiniãopública: 11 de julho de 2019

PUBLICIDADE

03


04

CIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Na sessão solene do Dia da Cidade, presidente da Câmara voltou a defender que a solução passa pela regionalização

Paulo Cunha apela à sociedade civil que monitorize mais os governantes Carla Alexandra Soares “A democracia está doente e as pessoas estão a demitir-se da participação na comunidade”. A afirmação é do edil famalicense feita na sessão solene dos 34 anos da elevação de Famalicão a cidade. As comemorações tiveram como ponto alto a habitual a sessão solene com entrega dos galardões municipais, que decorreu na Casa das Artes. Aproveitando a cerimónia, Paulo Cunha defendeu que “é precisa uma estratégia nacional para promover uma sociedade civil que monitorize as várias instâncias da governação”. Desta forma, o edil dirigiu-se à sociedade civil e apelou a um maior escrutínio das instâncias públicas, defendendo, mais uma vez, a regionalização, que no seu entender é o instrumento certo para aproximar governantes e governados. “É preciso uma nova nomenclatura da governação nacional. Eu sou um regionalista e entendo que as regiões administrativas serão uma ferramenta ao serviço da tal aproximação que não é só física. É uma aproximação do ponto de vista da intuição, da cumplicidade, de percecionar o que está a acontecer no território”. Para Paulo Cunha, tal como as coisas estão, as pessoas entendem que quem está a governar num patamar nacional não tem noção dos problemas reais que existem no território. “Há uma sensação de indiferença do patamar nacional em relação ao que acontece do ponto de vista local”.

Raquel Rego recebeu das mãos de Paulo Cunha o galardão mais alto do município

Convicto de que quer fazer diferente em Famalicão, e que por si só as regiões administrativas não resolvem o distanciamento, o responsável autárquico sublinhou que a Câmara está a fazer a sua parte para proteger a democracia. “É preciso que cada pessoa saiba que prestação pode dar do ponto de vista da consolidação da democracia em Portugal. É preciso que percecionemos que a democracia é um bem que é finito. Nada impede que dentro de décadas a possamos perder de novo”. Sobre a cidade que celebrou

34 anos de elevação, Paulo Cunha considera que Famalicão tem dados sinais de maturidade, fazendo um balanço “francamente positivo” do seu crescimento, considerando mesmo que “que não há nenhum cidadão no país inteiro que não olhe para Famalicão e não veja que a cidade tem crescido, que se tem valorizado, que estamos mais robustos, mais fortes, mais competitivos”. “Os grandes responsáveis por isso são os cidadãos, porque a nossa cidade não cresceu aos ombros de meia dúzia de pessoas, mas sim dos

seus habitantes, dos trabalhadores, dos empresários. De todos que no dia a dia fazem este concelho”. Raquel Rego: “Reconhecimento é gratificante” No Dia da Cidade foram homenageadas 24 individualidades e instituições que se destacaram nas mais diversas áreas, e cuja ação valorizou e projetou o concelho. No total foram cinco as categorias distinguidas com as medalhas de mérito municipal – Benemerência, Cultural, Econó-

mico, Desportivo e Autárquico. Destaque para o domínio cultural, com 11 homenageados, onde sobressaiu a homenagem, a título póstumo, ao autor e historiador Amadeu Gonçalves. Entre elas esteve a primeira e única mulher em Portugal a presidir a um Tribunal de Instância Superior. Trata-se da juíza famalicense Raquel Rego, que recebeu o galardão mais alto – a Medalha de Honra do Município. Para a magistrada, que preside desde 2016 ao Tribunal da Relação de Guimarães, o reconhecimento da autarquia é gratificante. “São 60 anos de uma vida de alguém que gosta muito da sua terra, que fez um percurso por razões de ordem profissional praticamente fora da sua terra, mas de todo o modo cai sempre muito bem no coração e toca-nos especialmente quando a nossa terra vê que existimos e reconhece o valor que me esforcei por ter”. Pioneira na presidência de um Tribunal Superior, Raquel Rego atribui ao regime antes do 25 de abril de 1974, que proibiu o exercício da magistratura ao sexo feminino, a não existência de mais mulheres nos patamares mais elevados do sistema judicial. Algo que espera vir a mudar em breve. “Tenho a certeza que daqui a uns anos outras mulheres assumirão este cargo, temos é de dar tempo ao tempo. Vamos devagar, mas no ritmo certo. Não podemos é atropelar as características do tempo em que isto ocorre”. veja em www.famatv.pt ou

Seniores do concelho cantaram os parabéns à cidade A festa do Dia da Cidade, na passada terça-feira, dia 9 de julho, foi também feita pelos seniores do concelho. Um dos momentos altos dos 34 anos de elevação a Cidade, e como já é habitual, foi o Sarau Desportivo e Piquenique Sénior, que foi animado pelo cantor famalicense Costinha. No Parque de Sinçães reuniramse centenas de seniores que para além de dançar e cantar, não quiseram de deixar de cantar os parabéns à cidade e provar do bolo, oferecido pela Câmara Municipal. Ao final da tarde, antes da sessão solene, Paulo Cunha marcou presença na festa dos seniores e fez questão de deixar um agradecimento e reconhecimento aos mais velhos, que fazem parte da história da construção do concelho e da ci-

dade. “Não somos um concelho construído por meia dúzia de pessoas, mas sim tendo por base o povo, a comunidade, o universo daqueles que trabalharam e se esforçaram e

dedicaram e fizeram de Famalicão o concelho que hoje é. São esses famalicenses anónimos que hoje devem ser homenageados e prestolhes aqui um público reconhecimento por tudo o que fizeram”.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

PUBLICIDADE

05


06

CIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Presidente da República encerrou conferência sobre inovação da COTEC, que decorreu na Casa das Artes

Marcelo aponta Famalicão como polo de criação de riqueza Cristina Azevedo mudança”, acrescentou. O presidente da Câmara MuniMarcelo Rebelo de Sousa esteve, cipal, Paulo Cunha, ouviu as palana passada segunda-feira, em Fa- vras do Chefe de Estado e, no malicão e apontou o concelho final, aos jornalistas, confessou como um polo de criação de ri- que Famalicão é, orgulhosaqueza no país. O Presidente da mente, um concelho industrial, República veio encerrar a 16ª Con- uma ideia que, de resto, já tinha ferência Internacional sobre a Ino- defendido na sua intervenção, vação, promovida pela aquando da abertura dos trabaAssociação Empresarial para a lhos da conferência. Inovação (COTEC), que decorreu “Famalicão é, claramente, a na Casa das Artes. capital da indústria em Portugal. No seu discurso, Marcelo Re- Dificilmente se encontra no país belo de Sousa apontou os vários um concelho com tanta pujança desafios que se colocam à indús- industrial como o nosso”, sustentria 4.0, defendendo que esta é tou o autarca, para quem “o conuma revolução que tem que che- ceito de reindustrialização não gar a todo o país, sendo Famali- faz sentido em Famalicão porque cão um exemplo a esse nível. o concelho nunca abandonou a “Foi essencial que este nosso indústria”. encontro se realizasse em FamaAo longo do dia de segundalicão para lembrar o peso que Fa- feira foram cerca de 700 os partimalicão tem nas nossas cipantes que passaram pela Casa exportações industriais e para re- das Artes, entre gestores e emprecordar muitos outros polos que sários, académicos, decisores potraduzem a diversidade e a inova- líticos e estudantes, para discutir ção no tecido empresarial portu- as principais tendências e desaguês”, defendeu o chefe de fios na inovação tecnológica na Estado. era 4.0. Para Marcelo é preciso “varrer Formação e qualificação as ideias feitas sobre localizações no centro das preocupações da criação da riqueza” e reconhecer os novos polos, como é o caso Isabel Furtado, empresária fade Famalicão, que segundo o Pre- malicense, presidente da COTEC, sidente, soube, por um lado, su- sublinhou, na sua intervenção, perar as dificuldades sentidas no que apenas uma em cada quatro sector têxtil e, por outro, diversi- empresas está preparada para ficar as suas áreas industriais. “O tirar partido da indústria 4.0, conpaís mudou nas últimas décadas siderado, por isso que há ainda e a nossa presença aqui [em Fa- “muito caminho a percorrer”, malicão], depois daquilo que se apesar de alguns sinais positivos. viveu durante essas décadas no “De facto, temos Portugal a andar domínio do têxtil, é a prova dessa a dois ritmos e temos assimetrias

Marcelo Rebelo de Sousa durante a sua interveção

grandes, mas, também, a maior parte das empresas já sabe que tem que dar esse salto”, referiu a dirigente da COTEC. Para Isabel Furtado é fundamental “desenvolver a indústria 4.0 no país, porque as mudanças são rápidas, são extremamente abrangentes e vão ser de grande alcance”. Os desafios são, por isso, muitos, e entre eles sobressaiu o da formação e qualificação dos recursos humanos. A este propósito, a dirigente da COTEC adverte que a indústria 4.0 “vai alterar muito a forma

Delegação francesa de Lille visitou Famalicão O Município de Famalicão recebeu, a semana passada, a visita de uma delegação de decisores públicos e privados de Hauts-de-France, Região Administrativa do Norte de França, numa iniciativa da Câmara de Comércio Internacional (CCI) Hauts-de-France em conjunto com o Comité France Portugal da região. A deslocação a Famalicão da delegação francesa surge na sequência de uma série de encontros bilaterais que têm sido desenvolvidos entre o município famalicense e a cidade francesa de Lille, capital daquela região, no sentido de uma relação estratégica institucional conjunta. Presidida por Luc Doublet, da CCI Região Hauts - de France, a delegação foi recebida pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, nos Paços do Concelho, e

tomou contacto com a capacidade instalada no concelho, ao nível económico e empresarial, sobretudo ao nível do setor têxtil, com deslocações à empresa Riopele, à incubadora Famalicão Made IN e à Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, com sede no Citeve. Uma visita ao Espaço Famalicão Made IN, conduzida pelo vereador da Economia, Inova-

ção e Empreendedorismo, Augusto Lima, mostrou a capacidade instalada de Famalicão ao nível das respostas e apoio aos investimentos empresariais. Recorde-se que o município de Famalicão está a desenvolver um processo de internacionalização do concelho com aproximações estratégicas a municípios europeus.

como se trabalha” e que as empresas “têm que ter a noção que as pessoas têm que ser requalificadas”. Mas as instituições de ensino também têm que se readaptar e “sair um pouco do sistema antigo, que foi bom enquanto necessário, mas que terá de mudar para as novas tendências, classificando os nossos jovens para serem aptos em qualquer parte do mundo”. Já o ministro do Planeamento, Nelson Sousa, que presidiu à sessão de abertura da conferência, entende que Portugal está “em

boas condições, à partida,” para enfrentar os desafios da era digital, sinalizando que no Portugal 2020 “já estão sinalizados mais de meia centena de projetos com componentes relevantes da indústria 4.0”. O ministro entende ainda que o país “dispõe de melhores empresas, de instituições de suporte mais capazes e de bases de conhecimento mais consolidadas”. veja em www.famatv.pt ou

Candidaturas à Gala de Desporto arrancam esta quinta-feira Arranca esta quinta-feira, 11 de julho, o período de candidaturas para a IV Gala do Desporto de Famalicão, uma cerimónia promovida pelo município para premiar o mérito desportivo dos diferentes atletas, associações e clubes do concelho. A corrida aos troféus “Famalicense D’Ouro” decorre até dia 11 de agosto, através do preenchimento de formulário próprio disponível no site do município, em www.famalicao.pt, onde poderá também ser consultado o regulamento da iniciativa. O formulário deverá ser enviado via email, para o endereço galadodesporto@famalicao.pt, ou por correio, para Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão – Praça Álvaro Marques, 4760-502 Vila Nova de Famalicão. A IV Gala do Desporto de Famalicão está já agendada para 10 de novembro, no Pavilhão Municipal. Na altura serão distinguidos os agentes desportivos que nas épocas de 2018 e 2018/2019 se destacaram pelos resultados de mérito nacional e internacional.

“Associação/Clube Desportivo do Ano”, “Dirigente do Ano”, “Treinador do Ano”, “Atleta Revelação do Ano” (Masculino e Feminino), “Árbitro do Ano”, “Evento Desportivo do Ano” (votação online) e “Prémio Excelência” são as sete categorias a votação, cujos vencedores serão escolhidos por um painel de jurados de várias individualidades ligadas ao mundo do jornalismo. Para além dos “Galardões do Júri”, refira-se que serão ainda entregues os “Galardões dos Campeões”, atribuídos a todos os atletas e equipas que na época desportiva em questão tenham vencido competições de nível internacional e/ou nacional e que tenham submetido candidatura. Refira-se que tanto para o Galardão dos Campeões como para o Galardão do Júri é obrigatório submeter a candidatura. As candidaturas poderão ser apresentadas por agentes desportivos, por clubes e associações, pela Câmara Municipal ou pelos munícipes em geral.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

CIDADE

07

Num projeto de turma do Curso Técnico de Produção Metalomecânica

Alunos da Cior apresentam protótipo de triturador de plásticos A construção de um protótipo triturador de plásticos, destinado a reduzir o volume destes resíduos com o objetivo de promover a sua reciclagem e reutilização, foi o resultado final do projeto de turma dos alunos do 10º ano do Curso Técnico de Produção Metalomecânica da Escola Profissional Cior. O projeto, que envolveu a equipa formativa, alunos, encarregados de educação e empresas, foi apresentado à comunidade escolar, a semana passada, no auditório da escola, numa sessão que contou com a presença de Pedro Sena, vereador do ambiente da Câmara Municipal de Famalicão. Para Manuel Vieira, diretor de curso, o projeto surgiu com o desafio lançado aos alunos para “encontrarem um processo para minimizar o grande problema ambiental dos plásticos associado ao seu uso, à dificuldade na sua biodegradação, ao grande volume dos resíduos em aterros sanitários e ao impacto negativo sobre os diferentes ecossistemas e biodiversidade”. “O processo de

O protótipo foi apresentado à comunidade na semana passada

ensino/aprendizagem baseado no trabalho de projeto colaborativo é extremamente enriquecedor e pedagógico, dada a transversalidade de conhecimentos aplicados. Por outro lado, não só permite associar a teoria à prática, como também possibilita o desenvolvimento de com-

petências, capacidades e atitudes do aluno de acordo com respetivo perfil profissional”, sublinhou, por seu lado, o diretor da Cior, Amadeu Dinis. Pedro Sena, para além de realçar a “capacidade empreendedora e amiga do ambiente” da Cior, alertou os alunos para o

momento de “emergência ambiental” que a sociedade enfrenta, um grande “desafio coletivo”, que passará cada vez mais pela ação interventiva da escola e das suas comunidades educativas. O projeto desenvolveu-se em três fases: sensibilização da co-

munidade escolar para a problemática do uso do plástico; construção de recetáculos para acondicionamento de garrafas plásticas de água e a sua posterior recolha; e construção de um protótipo destinado a triturar e reduzir o volume dos resíduos com o objetivo final de promover a sua reciclagem e reutilização. Com base em metodologias específicas a conceção e dimensionamento do projeto ocorreram em contexto de sala de aula teórica e os ensaios experimentais em oficina. Entre outros, elaboraram-se diagramas com capacidades de trituração, redução de volumes em percentagem, bem como o estudo dos consumos energéticos associados. A conceção foi modelizada com suporte em desenho 2D e 3D. Algumas das peças foram produzidas internamente com recurso a software CadCam, nas máquinas CNC instaladas na oficina de metalomecânica da escola. O produto plástico triturado será valorizado como matériaprima na moldação e injeção de novos produtos através de uma empresa parceira. pub


8

CIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

Certame decorreu no centro da cidade durante quatro dias com milhares de visitantes

Feira Medieval e Viking veio para ficar em Famalicão

Foram várias as recriações da Feira Medieval Viking

pub

Carla Alexandra Soares vais e vikings; música da época; exposição de animais; exposição de Durante quatro dias a cidade tor- artefactos de tortura e morte; recrianou-se o palco da recriação da pre- ção da aldeia do povo ibérico e visença dos vikings por terras de king e recriação da aldeia dos Famalicão e a aposta está ganha. leprosos. A Feira Medieval Viking que se Na sexta-feira, ao final do dia, o realizou entre 4 e 7 de julho, trouxe presidente da Câmara Municipal vimilhares de pessoas à Praça D. sitou a Feira e sublinhou o cresciMaria II que puderam ver recriadas mento e a qualidade do evento de as mais diversas atividades da ano para ano. “Nota-se que a Feira época, num certame que é inédito Medieval e Viking tem vindo a cresem Portugal. Aliás, com quatro dias cer, apresentando uma maior diverde programação, a Feira Medieval sidade de participantes e um maior Viking de Famalicão é já o mais ex- número de visitantes. E isso muito tenso evento evocativo da presença se deve à qualidade do evento que viking na Península Ibérica. começa a ultrapassar fronteiras e a Assumida pela Escola Profissio- ser a ser conhecido por toda a renal Cior, com o apoio da Câmara gião”. Municipal de Famalicão, tudo foi Já Amadeu Dinis, diretor da Cior, montado pelos alunos, aos quais se reforçou ainda o apoio da autarquia juntaram muitos antigos alunos, os na concretização do certame, o que pais e professores que se esmera- permite que melhore de ano para ram por apresentar uma programa- ano. “A parceria que temos com a ção constante e uma animação Câmara é fundamental. Sozinhos intensa nos vários pontos do cer- era impensável organizarmos este tame. tipo de iniciativa. Mas defendo que Os visitantes puderam usufruir a escola também dá muito a Famado mercado medieval; jogos medie- licão já que promove, em diversos

O edil Paulo Cunha visitou o certame

fatores, o concelho”. Quanto à próxima edição, que começará a ser pensada já em setembro, no início do ano letivo, o responsável avança que haverá novidades. “Isso é certo, porque todos os anos queremos fazer mais e melhor”. Em 2016 cumpriram-se 1000 anos sobre a incursão normanda/viking que foi enfrentada, no ano de 1016, no então Castelo de Vermoim. Esse facto está escrito num dos mais antigos relatos da pré-nacionalidade, ainda este território integrava o Condado Portucalense. De referir ainda que a temática viking em Famalicão estendeu-se também à hotelaria. Enquanto que na Praça D. Maria II os Vikings voltaram a invadir o território famalicense, em diversos restaurantes era evocado um dos alimentos que se acredita ter sido popularizado pelos vikings em Portugal: o bacalhau. A iniciativa “Dias à Mesa” promoveu o consumo do bacalhau durante o período em que decorreu a Feira.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

FREGUESIAS

9

Equipamento foi inaugurado Centro de Dados de Riba d’Ave da REN

Primeiro supercomputador do país fica em Famalicão que produzem impacto direto na economia nacional e que permitam tornar mais eficiente o consumo energético do “Bob”, que deverá operar com base energias renováveis. O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior não tem dúvidas de que o este projeto “vai posicionar Portugal no que se faz de melhor no mundo ao nível da computação avançada”, adiantando que “o equipamento inaugurado em Riba d’Ave é já um exemplo a nível mundial no âmbito da computação verde”.

Cristina Azevedo O primeiro supercomputador a operar em Portugal foi inaugurado na passada esta sexta-feira, no Centro de Dados da REN de Riba d’Ave, numa cerimónia que contou com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor. “Bob “é o nome dado a este supercomputador que chegou da Universidade do Texas, em Austin, e permitirá fazer mil biliões de operações por segundo. O novo equipamento promete, assim, multiplicar por 10 a capacidade computacional ao dispor da comunidade científica, empresarial e da administração pública em Portugal. Os sistemas foram instalados pela Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT) e pela Universidade do Minho. Já a máquina vai ser gerida pela REN e pela NOS durante seis anos. “Essencialmente, é um computador quase como o que temos em casa, mas obviamente com uma capacidade muito, muito superior”, começa por explicar Nuno Rodrigues, da FCT, adiantando que “estamos a falar de uma máquina com 800 nós de computação e 25.000 terabytes de RAM, que vai permitir fazer computação à volta de um conjunto de áreas de aplicação”. Nuno Rodrigues dá como exemplos as áreas mais clássicas da computação científica, como a física e a astronomia, mas também a áreas de computação avançada, em que merece relevo “a nossa estratégia para o espaço, onde os satélites geram imensa quantidade de informação, que tem de ser processada”. O responsável da FCT cita ainda a área da saúde, “onde hoje em dia todos os registos clínicos dos doentes são armazenados de forma digital e tudo isso tem potencial para ser analisado e produzir valor, para conseguirmos ter melhores terapêuticas, melhores serviços”.

O ministro Manuel Heitor na visita ao supercomputador

Para o ministro Manuel Heitor, o novo equipamento, além de todas estas potencialidades, vai permitir também “criar mais e melhor emprego no país, porque os últimos relatórios mostram bem onde estão os principais quatro drivers da criação de emprego para os próximos cinco anos, que estão associados à obliquidade da internet móvel, à Inteligência Artificial, à forma de comunicar os dados e às formas de computação avançada”. Na cerimónia foi ainda adiantado que o “Bob” deverá abrir já caminho a concursos para a captação de projetos relacionados com a Inteligência Artificial, computação avançada e assistentes de voz

Escuteiros de Avidos organizam passeio de bicicletas O Agrupamento de Escuteiros de Avidos, em colaboração com a Fraternidade Nun'Alvres, realiza no próximo domingo, dia 14, mais uma edição do o Passeio de Bicicletas ao S. João do Carvalhinho, em Burgães, concelho de Santo Tirso. Este passeio é já uma atividade de referência na freguesia e comunidades vizinhas, que este ano, apesar de o destino final ser o mesmo de anos anteriores, contará com um novo percurso, com paisagens mais aprazíveis e algumas surpresas ao longo do trajeto. Após a chegada ao local será realizada uma dinâmica de “Animação da Fé”, pelas 12h00, seguindo-se um piquenique. Durante a tarde haverá jogos tradicionais com prémios para os vencedores. O percurso do passeio de bicicletas terá inicio pelas 8h00, no Parque de Merendas de Avidos, com hora prevista de chegada ao mesmo local pelas 19h30. A edição deste ano conta também com um objetivo solidário, pelo que se pede aos participantes que colaborem com a oferta de um bem alimentar que será doado à "Associação Amigos da Dianinha".

Festival de Folclore em Mogege O Rancho Folclórico Santa Marinha de Mogege promove no próximo sábado, dia 13, o seu 15º Festival de Folclore, com início às 21 horas, junto à igreja paroquial. Além do grupo organizador, participam o Rancho Folclórico de S Guilherme (Leiria), o Rancho regional da Casa do Povo de ílhavo, Grupo Folclórico e Etnográfico de S pedro da Cova (Gondomar) e Grupo Folclórico da Casa do Povo de Arões (Fafe).

em português, que deverão orçar dois milhões de euros. A estes concursos junta-se um protocolo com REN, NOS e EDP que tem em vista o desenvolvimento de projetos

Outro supercomputador a caminho Entretanto, o “Bob” não será a única supermáquina que irá integrar o Minho Advanced Computing Centre (MACC), localizado nas instalações da REN de Riba d’Ave. O “Deucalion”, um supercomputador com uma capacidade de 10 mil biliões de operações por segundo, deverá juntarse ao “Bob” até ao final e 2020, depois da aprovação dada pela iniciativa EuroHPC, promovida pela Comissão Europeia com vista a promover a instalação de sistemas de supercomputação no espaço comunitário. Os dois supercomputadores deverão estar totalmente operacionais até 2021. veja em www.famatv.pt ou


10

FREGUESIAS

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Passeio de Gavião reuniu mais de 300 seniores

Vila de Joane celebrou o 33º aniversário de elevação a vila

USF e terrenos da estamparia são prioridades Pedro Sousa

Festas de S. Bento animam Vale S. Cosme Vale S. Cosme está a celebrar as festas em honra de S. Bento, já conhecida por uma das maiores romarias do concelho. A programação cultural conta com a atuação do Grupo de Fado “Quarto Crescente” esta quinta-feira, dia 11. Já na sexta-feira atua o artista Ricardo Campos e, seguindo-se a exibição das Marchas Antoninas 2019. No Sábado, destaca-se a atuação do Rancho de Danças e Cantares de Resende pelas 20 horas. Depois, sobe ao palco o Grupo Ciklone, seguido dos cabeças de cartaz Quim Roscas & Zeca Estacionâncio. A noite termina com fogo de artifício e de jardim. No Domingo salienta-se as cerimónias, com a missa solene, ás 16 horas, seguida da procissão com 16 andores e cerca de 120 figurados. Já a animação, neste dia, estará a cargo do grupo de gaita de foles “Os Coribantes de Buchabade de Pontevedra, Espanha. Já pelas 20h30 tem lugar o concerto a cargo da Orquestra Pentágono, encerrando as festas com nova sessão de fogo de artifício.

Avós de Seide na Festa dos Tabuleiros de Tomar

A União de Freguesias de Seide organizou a 6ª edição do Passeio dos Avós, levando-os à Festa do Tabuleiros de Tomar. O presidente da Junta, Tomás Sousa, esclareceu que a iniciativa surge no âmbito do Dia dos Avós, que se comemora anualmente no dia 26 de julho, contudo, este ano, o executivo da Junta de Freguesia entendeu antecipar a iniciativa para o passado domingo, de modo a viabilizar uma visita à Festa dos Tabuleiros, que se realiza em Tomar. “Entendemos que seria uma excelente oportunidade proporcionar aos avós da nossa freguesia o contacto com esta festividade tão característica e pitoresca, que apenas se realiza de quatro em quatro anos”, justificou Cerca de 130 avós tiveram, assim, a oportunidade de ver os cortejos parciais de tabuleiros, que cada freguesia do concelho de Tomar apresenta na cidade, e admirar um conjunto de ruas ornamentadas apenas com flores de papel. Durante a tarde, houve ainda uma paragem para o lanche e um momento de convívio ao som de cantares e danças tradicionais portuguesas. Tomás Sousa reforça que a União de Freguesias de Seide continuará a promover esta iniciativas, dada a satisfação manifestada pelos participantes.

No final da sessão solene, brindou-se à vila de Joane

Sem esquecer os terrenos da estamparia de Joane, Paulo Cunha disse que “é uma ambição de todos os joanenses” a resolução desse problema. Na cerimónia, o presidente da Junta aproveitou para dar conhecimento de que pode recandidatar-se ao cargo. O autarca, eleito pelo PS, está disponível para abraçar um projeto em favor da vila mesmo sem vínculo político. “Se os joanenses o quiserem e se entender que é o melhor para a minha vila, assumirei claramente e avançarei como independente”, admitiu. Sem mostrar sinal de supressa, Paulo Cunha reconheceu que sem-

pre sentiu António Oliveira como um autarca independente. “Nas conversas que sempre tive com ele, e têm sido seis anos muito bem-sucedidos de muitos pontos em comum, de mais pontos em comum, nunca vi o autarca de Joane filiado num partido ou preocupado com uma fidelização partidária”, revelou. A cerimónia solene ainda serviu para homenagear os jovens atletas que representaram a Associação Juventude de Joane e algumas personalidades ligadas à vila. veja em www.famatv.pt ou

Recuperação de património em Esmeriz

Moinho de S. Marçal concluído em setembro A recuperação do Moinho de S. Marçal, em Esmeriz, deverá ficar concluída até ao próximo mês de setembro. Esta é a expetativa do presidente da Junta da União de Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos, Armindo Mourão, dada a conhecer no programa “Gentes da Terra” da rádio Digital FM. A primeira fase da obra, que diz respeito à recuperação daquele património da freguesia, está a decorrer a bom ritmo. “Começamos por recuperar as paredes e o telhado e, neste momento, já estamos a avançar com a componente mecânica. A roda hidráulica já está instalada e vamos iniciar, agora, a parte de mecanismos para o pisão, que remonta ao ano de 1700, e para o engenho de moagem”, conta o autarca, adiantando que a Junta de Freguesia está ainda estudar a hipótese “de ali colocar também um instrumento para criar eletricidade a partir do moinho”. Numa fase posterior, que ainda não tem data marcada para arrancar, será reabilitada a zona envolvente ao moinho, por forma “criar nesse local uma zona verde e de lazer ribeirinha de excelência”. Mas, para já, a prioridade é recuperar e por a funcionar o moinho, algo que Armindo Mourão acredita

Eduardo Santos carneiro

No passado dia 30 de junho, a comunidade de Gavião levantou-se bem cedo para um passeio que os levou até Chaves. Seis autocarros levaram 340 gavienses onde a primeira paragem foi Bornes de Aguiar, conhecido por Pedras Salgadas devido ao seu Parque Termal. Depois do pequeno-almoço, num passeio pelo Parque Termal de Pedras Salgadas, os gavienses tiveram a oportunidade de relaxar um pouco, por um espaço está dotado de uma fauna e flora característica, ao longo de 20 hectares, que goza de um microclima favorável, que potencia o esplendor da natureza. È neste local que tem origem a Água das Pedras, que ali pode ser provada. O almoço decorreu numa quinta, em Chaves, onde os participantes se divertiram até ao final da tarde. “Foi o 23º Passeio Sénior da Freguesia de Gavião e é com muito gosto que o realizamos”, adiantou António Emídio, presidente da Junta da Freguesia. “Só faz sentido estarmos aqui por causa das pessoas, para os seniores este passeio proporciona um momento de festa e de convívio e um dia diferente”, acrescentou.

Joane comemorou o 33º aniversário de elevação a vila. A cerimónia decorreu no Joannem Auditorium, no passado dia 3, e contou com a presença de Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal; António Oliveira, presidente da Junta de Joane; Luís Ângelo Oliveira, presidente da Assembleia Municipal, entre outras personalidades. António Oliveira confessou que faltam duas principais obras a realizar na vila: a construção de uma unidade de saúde familiar e a aquisição dos terrenos da antiga estamparia para instalação de equipamentos públicos. “A construção da unidade de saúde familiares de raiz é um dos grandes anseios porque a população merece e as condições que existem são exíguas”, revelou o autarca. Paulo Cunha concordou com António Oliveira e afirmou que Câmara Municipal e Junta de Freguesia estão a trabalhar em conjunto. “Será o equipamento de saúde fundamental e é bom dizer que estamos de acordo em relação aquilo que depende de nós. Agora, falta que o governo central dê um sinal de que tem condições para fazer esse investimento”, assegurou o presidente da Câmara Municipal.

Já é visível o resultado das obras de recuperação

que poderá acontecer em setembro. “O nosso desejo é que abertura do ano letivo pudesse acontecer com uma visita ao moinho dos nossos alunos”, confessa. Outra obra que está no terreno é o arranjo do espaço envolvente à igreja paroquial e ao centro social de Esmeriz. O parque de estacionamento está concluído e em breve avançarão as acessibilidades e a criação de uma zona verde. “Esta obra vai fazer com que toda a acessibilidade automóvel para as valências da paróquia, cen-

tro social, salão paroquial, escola de música e igreja, passe a ser feita pelas traseiras dos equipamentos, reduzindo o excesso de estacionamento junto à estrada municipal e aumentando as condições de segurança, sobretudo para as crianças que frequentam essas valências”, explica Armindo Mourão. Como projetos futuros, o autarca de Esmeriz não esconde o desejo de arrancar, ainda neste mandato, com a construção da Casa Mortuária. C.A.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

EB de Pedome recebeu seminário de partilha pedagógica A Escola Básica de Pedome foi palco, na passada segunda-feira, do III Seminário de Partilha Pedagógica que reuniu mais de 150 docentes para refletir e discutir opções pedagógicas em turmas de 1º, 2º e 3º ciclos do Ensino Básico. Segundo a escola, os participantes perceberam “a necessidade de efetuar uma alteração paradigmática do conceito de sucesso escolar, muito ligado à padronização de referenciais e indicadores, de que são exemplo os rankings e outras análises comparativas entre escolas”. Concluiu-se, então, que “é na construção de um agrupamento de escolas que favoreça percursos diferenciados e emancipatórios, integrando as diferentes áreas do conhecimento e valorizando os múltiplos processos de ensino e aprendizagem, que se deve continuar a apostar em Pedome”.

Concurso de pesca em Lousado A Casa do Povo de Lousado organiza, no próximo sábado, dia 13, o seu 13º Concurso de Pesca de Rio, nas margens do Rio Ave, em Santo Tirso. As inscrições são limitadas e deverão ser feitas para os números de telefone 91 057133 ou 917298599. Há prémios até ao 15º classificado individual e, no final, haverá convívio na Casa do Povo com jantar e entrega de prémios.

Caminhada sénior em Esmeriz O Centro Social da Paróquia de Esmeriz promove uma Caminhada Sénior esta sexta-feira, dia 12. Segundo a organização, esta iniciativa “tem como objetivo promover o envelhecimento ativo, onde todos (idosos, incluindo aqueles que se deslocação em cadeiras de rodas, colaboradoras e familiares) poderão participar no breve percurso definido entre o Centro Social e a Capela de S. Marçal”. A caminhada alia a atividade física ao cariz religioso e ao convívio interinstitucional e está marcada para as 11h00, com a concentração de todos os participantes no Centro Social. Às 11h30 inicia-se a caminhada propriamente dita, num percurso de cerca de 700 metros. Depois da chegada à Capela de S. Marçal, por voltas das 12h00, está previsto o almoço na Escola de S. Marçal. No final tem lugar a celebração da eucaristia na capela.

FREGUESIAS

11

Deputado Jorge Paulo Oliveira já interpelou o ministro do Ambiente

Pedreira da Curviã em Joane em “situação crítica” segundo o Governo O Plano de Intervenção nas Pedreiras em Situação Crítica elaborado pelo Governo, no qual se identificam as pedreiras que comportem um ou mais fatores de criticidade para pessoas e bens e para o ambiente, resultantes da sua atividade e do seu impacto na envolvente, identificou 191 pedreiras em Portugal continental. Uma delas está situada na Curviã, em Joane e já motivou uma interpelação de Jorge Paulo Oliveira, deputado do PSD à Assembleia da República. O deputado famalicense dirigiu ao ministro do Ambiente e da Transição Energética um conjunto de perguntas entre elas a de saber as razões que levaram à classificação daquela exploração de Classe 2, como uma pedreira em “situação critica” e quais as medidas preventivas previstas, e eventualmente já execução, de modo a minimizar o risco de acidente. Recorde-se que os fatores de criticidade resultantes da atividade

de uma pedreira são diversos e podem passar pelo incumprimento das zonas de defesa, pelo incumprimento de requisitos técnicos, mas também ocorrências associadas à atividade e outras ocorrências externas. O Plano de Intervenção nas Pedreiras em Situação Crítica elaborado pelo Governo, consta da Resolução do Conselho de Ministros n.º 50/2019, e surge na sequência da derrocada parcial da Estrada Municipal 255, em Borba, ocorrida no dia 19 de novembro de 2018. A morte de cinco pessoas, expôs, na opinião do Governo, para a necessidade de apurar a situação real das pedreiras existentes em todo o território continental, a fim de permitir a avaliação da necessidade de intervenção, tendo como objetivo essencial a proteção de pessoas e bens e do ambiente, definindo-se para o efeito as medidas prioritárias, urgentes e extraordinárias, a iniciar no ano de 2019. pub


12

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019


opiniãopública: 11 de julho de 2019

Ribeirão comemorou 33 anos de elevação a vila

Estrangulamento na EN 14 continua a ser preocupação Juliana Machado A sessão solene do 33º aniversário da vila de Ribeirão decorreu no passado dia 3 de julho, na sede da Junta de freguesia. Uma cerimónia que ficou marcada pelas medalhas de mérito entregues a atletas, personalidades e intuições da vila. Ribeirão apresenta atualmente um grande desenvolvimento económico com potencial para crescer. Por esse motivo, a fixação de mais tecido empresarial e o estrangulamento que a Estrada Nacional (EN) 14 representa para a boa circulação de mercadorias, foi um dos assuntos mais abordados pelo presidente da Junta de Freguesia, Adelino Oliveira. Em relação a essa preocupação, Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal, afirma que o município se mostra disponível e acrescenta que “não há nenhum cidadão desta parte sul do concelho que não sofra diariamente os efeitos da ausência de uma solução”. E continua: “O que está feito é um começo, mas não passa de um sinal. Precisamos de outros sinais, de outras etapas, nomeadamente a travessia sobre o Ave. Enquanto esta não existir, o problema do trafego na região não ficará resolvido. Queremos que a ligação norte-sul seja mais fácil”. O edil recordou ainda que a inter-

O tradicional brinde não faltou nas celebrações

venção que está a ser feita na EN 14 teve apoio e investimento municipal. “Este não é um apoio reclamado pelo município, mas sim comparticipado pelo Município”, sustentou. Quanto aos projetos futuros Adelino Oliveira destaca a requalificação de várias ruas e a construção do parque de lazer. “Temos vários projetos a ficar concluídos como a requalificação da rua de S. Mamede e da avenida da Indústria, que são duas vias estruturantes que dão acesso à zona industrial. Já

estamos também numa fase muito adiantada da construção de um parque de lazer, que era uma lacuna que a vila de Ribeirão tinha”, acrescentou. A cerimónia contou com a presença de vários representantes não só da Camara Municipal, como de empresários responsáveis pelo tecido económico da vila. veja em www.famatv.pt ou

FREGUESIAS

13

Esta sexta-feira há Cooking Fest em Ruivães Esta sexta-feira, 12 de julho, com início pelas 18h00, a Aesacademy abre o Cooking Fest. Com entrada livre, o evento realiza-se nos jardins e instalações do NORTADA Centro Empresarial, em Ruivães. O Cooking Fest pretende dar a conhecer o trabalho desenvolvido na Aesacademy e, sobretudo, dar a conhecer e evidenciar empresas da região. Num espaço de 30 mil metros quadrados, múltiplas empresas, divididas em ilhas, vão criar uma dinâmica única e inovadora do Cooking Fest. Pastelaria, cozinha, cerveja, cocktails, vinhos, café, enchidos, entre outras, são áreas onde o Cooking Fest quer criar sabores e descobertas. A entrada é livre e contará com momentos de animação proporcionados pela fanfarrado CNE de Ruivães, pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Ruivães, pelo Conjunto Francisco Sousa e por DJ’s. Para os mais pequenos haverá insufláveis, pinturas faciais e pizzolos.

Festa de S. Marçal anima Esmeriz A freguesia de Esmeriz é palco, no próximo fim de semana, das festas em honra de S. Marçal. No sábado, dia 14, destaca-se o arraial popular com as atuações do cantor famalicense Costinha e do cantor Rui Bandeira, finalizando a noite com uma sessão de fogo de artifício. No domingo, as cerimónias religiosas iniciam pelas 11 horas, com missa solene na Capela de S. Marçal. À tarde realiza-se a procissão que este ano terá um percurso maior e que contará com a presença das três corporações de bombeiros do concelho, já que S. Marçal é o padroeiro dos bombeiros. No final atua o cantor Jorge Amado. pub


14

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Falecimentos Abel Simões da Costa Vale, no dia 1 de julho, com 89 anos, viúvo de Maria de Jesus Guimarães Sousa, de Vale S. Cosme. Joaquina Pereira da Silva, no dia 28 de junho, com 67 anos, casada com Avelino da Silva Arantes, de Vale S. Martinho. Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

Mário Manuel de Sá Maia, no dia 2 de julho, com 65 anos, casado com Maria da Conceição Faria Machado, de Calendário. Avelino Marinho da Silva, no dia 3 de julho, com 69 anos, casado com Diamantina Lopes Cardoso Silva, de Sequeirô (Santo Tirso). Carlos Alberto Almeida e Silva, no dia 5 de julho, com 66 anos, casado com Glória de Jesus Marques Gomes Pinheiro, de Cabeçudos.

Miquelina Miranda Ferreira Meneses, no dia 8 de julho, com 87 anos, viúva de José da Silva Oliveira, de Nine.

Henrique Moreira, no dia 4 de julho, com 85 anos, viúvo de Maria da Silva Carneiro, de Calendário.

Manuel Fernandes, no dia 7 de julho, com 86 anos, casado com Joaquina Gonçalves Ferreira, de Brufe.

Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Manuel dos Santos Rebelo, no dia 2 de julho, com 70 anos, casado com Marília de Sousa e Silva Rebelo, de Calendário.

Maria de Lourdes Patrício Sampaio, no dia 5 de julho, com 70 anos, de Avidos.

Rosa Perpétua Martins, no dia 7 de julho, com 54 anos, solteira, de Guardizela (Guimarães).

Maria da Piedade Leite Ribeiro, no dia 2 de julho, com 82 anos, viúva, de Gavião.

Maria José Pereira Teixeira, no dia 7 de julho, com 89 anos, viúva de Joaquim José de Almeida, de Areias (Santo Tirso).

Maria da Conceição Cunha da Silva, no dia 5 de julho, com 76 anos, viúva de Armindo Ferreira Pereira, de Moreira de Cónegos (Guimarães).

Maria Rosa Vale dos Santos, no dia 2 de julho, com 64 anos, casada com João Miranda Teixeira, de Calendário. Ana Lopes de Azevedo Faria, no dia 3 de julho, com 75 anos, viúva de António Faria da Silva, de Brufe. Maria Luísa de Almeida Gonçalves, no dia 8 de julho, com 92 anos, viúva de Aleixo Fernandes, das Caldas das Taipas. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Maria Amélia Ferreira de Castro, no dia 6 de julho, com 64 anos, solteira, de Delães. Raúl Rodrigues da Silva, no dia 8 de julho, com 71 anos, viúvo de Maria Laura Azevedo da Silva, da Vale S. Martinho.

Ana Maria Faria da Silva, no dia 7 de julho (faleceu em França), com 51 anos, casada com Joaquim Ferreira de Azevedo, de Moreira de Cónegos (Guimarães). Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

João Ferreira Gonçalves, no dia 9 de julho, com 73 anos, casado com Adélia da Silva Dias, de Seide S. Miguel. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Anabela Marante da Silva, no dia 3 de julho, com 50 anos, de Fradelos.

Olívia Pereira de Sousa, no dia 20 de junho, com 90 anos, viúva de João Batista Felgueiras, de Brito (Guimarães). Alfredo Ribeiro, no dia 23 de junho, com 87 anos, casado com Emília Almeida da Silva, de Candoso S. Martinho (Guimarães).

Luciana Arminda Azevedo Carvalho, no dia 4 de julho, com 83 anos, viúva de Aires Fernandes Mendes, de Lousado. Agência Funerária Guimarães Sousa Lousado– Tel.: 911 124 387

António Manuel Pereira Miranda, no dia 25 de junho, com 64 anos, casado com Maria da Conceição Pereira de Andrade Miranda, de S. Martinho de Bougado (Trofa). António da Costa Santos, no dia 27 de junho, com 69 anos, casado com Maria Rosa dos Santos e Silva, de Covelas (Trofa). Delmira da Costa Ramos e Sá, no dia 28 de junho, com 85 anos, viúva de Manuel Alexandre de Sá, de S. Martinho de Bougado (Trofa).

Carlos da Silva Magalhães, no dia 23 de junho, com 82 anos, casado com Maria da Silva Oliveira, de Brito (Guimarães).

José Maria Silva Couto, no dia 29 de junho, com 77 anos, casado com Maria Madalena de Azevedo dos Santos, de S. Tiago de Bougado (Trofa).

Deolinda Leite Barroso, no dia 24 de junho, com 86 anos, viúva de António Fernandes Mesquita, de Oliveira Santa Maria.

Elisa Pereira Neto, no dia 30 de junho, com 84 anos, viúva de Firmino da Costa Gomes, de S. Martinho de Bougado (Trofa).

António Lobo, no dia 25 de junho, com 73 anos, casado com Laurinda da Conceição Silva Lobo, de Gondar (Guimarães).

Almerinda Dias da Silva, no dia 1 de julho, com 81 anos, solteira, de S. Tiago de Bougado (Trofa).

Júlio de Freitas Barroso, no dia 25 de junho, com 84 anos, casado com Ana Maria Ornelas Gomes Boa Vida Barroso, de Gondar (Guimarães). Joana Ribeiro Fernandes, no dia 27 de junho, com 95 anos, viúva de Francisco Pinheiro de Sousa, de Ponte (Guimarães).

António de Sousa Pereira, no dia 6 de julho, com 63 anos, casada com Maria do Céu da Costa Rodrigues Pereira, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Gabriel Luís da Silva Arantes, no dia 7 de julho, com 55 anos, casado com Maria do Céu da Silva Carriço Arantes, de S. Martinho de Bougado (Trofa).

David Pereira Mendes, no dia 30 de junho, com 84 anos, viúvo de Joana Machado Fernandes, de Vermil (Guimarães).

Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

Laurinda Pereira, no dia 1 de julho, com 89 anos, viúva de José Machado, de Candoso S. Martinho (Guimarães).

Adelino Joaquim Martins Campelo, no dia 4 de julho, com 65 anos, casado com Maria Margarida Barbosa de Matos Campelo, de Burgães (Santo Tirso).

Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

Laurinda Ferreira Martins, no dia 8 de julho, com 88 anos, viúva de António Ferreira, de S. Mamede de Negrelos (Santo Tirso). Alexandrina Ferreira, no dia 4 de julho, com 95 anos, viúva de João Dias de Almeida, de Riba D’Ave. Joaquim Dionísio da Silva Martins, no dia 3 de julho, com 79 anos, casado com Joaquina da Glória Martins Moreira, de S. Martinho de Campo (Santo Tirso). Fernando Martinho de Castro Gonçalves, no dia 6 de julho, com 66 anos, casado com Arnaldina Emília Pimenta da Cunha, de S Martinho do Campo (Santo Tirso). Agência Funerária Riba D’Ave Riba D’Ave – 917 586 874

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325


opiniãopública: 11 de julho de 2019

Festival decorre de 25 a 26 de julho, com mais de 30 bandas

Vem aí o Laurus Nobilis Music Quatro dias, três palcos (dois deles gratuitos) e mais de três dezenas de bandas. São estes os números da quarta edição do Festival Laurus Nobilis Music, que regressa a Famalicão, mais concretamente à freguesia do Louro, de 25 a 28 de julho com um cartaz recheado de Heavy Metal e Rock Alternativo. Os alemães Contradiction e Crematory, os italianos Fleshgod Apocalipse, os suíços Samael, os portugueses Peste e Sida e os suecos Hypocrisy, Soilwork e Entombed A.D. são alguns dos nomes que vão passar pelo palco do Laurus Nobilis, cujo recinto começa já a desenhar-se com todas as comodidades garantidas para os festivaleiros: praça de restauração, espaço de merchandising, campismo/caravanismo e um espaço para atividades lúdicas com vários artistas e associações locais. Sobre a edição deste ano do festival, a organização garante que o Laurus Nobilis continuará a ser “uma grande festa e uma digna homenagem à Música, quer na sua vertente profissional, quer como montra para projetos artísticos emergentes, sobretudo de teor amador. Ao todo são mais 30 bandas distribuídas por 3 palcos – o palco principal de entrada com bilheteira

O festival apresenta um cartaz recheado de Heavy Metal e Rock Alternativo

(Palco Porminho) e dois de entrada gratuita (Palco Estrella Galicia e o Palco CEVE “Faz a Tua Cena”). A 200 metros do palco principal os festivaleiros vão encontrar a zona de campismo/caravanismo. Este espaço, que abre portas logo no dia 22 de julho, é gratuito, tem capacidade para 1000 tendas e está equipado com os indispensáveis WC, chuveiros, um pequeno mercado e uma tenda de apoio com pequenos-almoços e lanches. Os bilhetes diários - com exceção para dia 25 (gratuito) - têm o custo de 30 euros, sendo que o passe geral para os quatro dias

custa 60 euros. A organização colocou ainda à venda um Bilhete VIP, com venda exclusiva em www.laurusnobilis.pt, com acesso a estacionamento em parque privado e à zona de autógrafos e backstage, entre outras condições. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais, entre eles a Bilheteira Online, em www.bol.pt/musica_festivais, e a loja online do Laurus, em www.laurusnobilis.pt. Recorde-se que o Laurus Nobilis Music é promovido desde 2016 pela Associação Ecos Culturais do Louro, com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão.

Mostra pode ser vista até janeiro de 2020 na Casa do Território

Exposição na Devesa destaca o património arqueológico de Famalicão

Mais de uma centena de objetos arqueológicos recolhidos no território famalicense constituem a nova exposição da Casa do Território, intitulada “6 Mil – das origens a Famalicão”. A mostra, que retrata a evolução do território desde os primeiros vestígios da presença humana até à Idade Média, vai estar disponível ao público até 26 de janeiro de 2020, com entrada livre, numa proposta de leitura pedagógica e criativa da “primeira história” do território – uma história identitária com cerca de 6 mil anos.

Organizada pela Câmara Municipal, no âmbito das comemorações do 34º aniversário da elevação de Famalicão a cidade, a exposição conta com “antiquíssimos antecedentes, desde os primeiros vestígios de expressão megalítica reveladores dos começos da agricultura e da introdução da metalurgia”, pode ler-se na memória descritiva. Os projetos, as intervenções e os sítios arqueológicos do concelho, bem como todo o trabalho que tem vindo a ser realizado pelo Gabinete de Arqueologia do Muni-

cípio, serão também evidenciados nesta exposição, que tem a singularidade de fazer regressar, temporariamente, a Famalicão, objetos que se encontram dispersos por alguns museus nacionais como, por exemplo, uma ara (altar romano) da Sociedade Martins Sarmento, uma lucerna (lamparina da época romana) patente no Museu Nacional de Arqueologia e uma lâmina de piras em ouro cedida pelo Museu do Ouro de Travassos. Paralelamente à mostra será ainda desenvolvido um programa de atividades dedicado à temática, com visitas guiadas à exposição, oficinas, conferências e visitas ao território, nomeadamente ao Castro de Penices, ao Castro de Ermidas e ao Castro de S. Miguel-o-Anjo. A primeira iniciativa decorre já este domingo, dia 14 de julho, pelas 15h00, e consiste numa visita guiada à exposição, de participação livre e gratuita. Todo o programa poderá ser consultado no site do Parque da Devesa, em www.parquedadevesa.com, e na página de Facebook do parque.

CULTURA

15

Projeto da Casa ao Lado está a ser desenvolvido em Requião

“ARTCamp” proporciona residências artísticas a 25 crianças Arrancou, no passado domingo, em Famalicão, a edição de 2019 do “ARTcamp”, um projeto inovador no campo da educação artística em Portugal que, até 31 de julho, vai acolher em residências artísticas instaladas numa quinta na freguesia de Requião, um total de 25 crianças, dos 7 aos 13 anos de idade, para potenciar a criatividade, a expressão individual e a capacidade de representação gráfica. Da autoria do Centro Artístico 'A Casa Ao Lado', o projeto assenta num conceito de vocação pedagógica que, através de diferentes formas de expressões artísticas, pretende estimular a capacidade de inovar, experimentar e criar dos mais jovens, aliando o processo de educação artística ao lazer e diversão. "O programa vai ocupar estas crianças durante as manhãs, tardes e inícios de noite, introduzindo a experimentação de atividades tão diversas como a produção de cinema de animação, pintura de murais, modelação de peças em barro, escultura em gesso, azulejaria, pirogravura, entre outras, mas sempre numa lógica aplicada à arte urbana", explica Joana Brito, diretora artística d'A Casa Ao Lado'. A mesma responsável acrescenta que "os materiais didáticos a utilizar nas diversas

atividades são recolhidos pelas próprias crianças, que, sob monitorização, vão sair da quinta, percorrendo um trilho de geocatching, à descoberta dos elementos que vão trabalhar durante a semana". Recorde-se que 'A Quinta da Casa', o espaço onde vai decorrer o ARTcamp 2019, é também o local onde, desde o passado dia 1 de abril, abriu portas o Labirinto das Artes, um projeto que convida os visitantes a dar a "volta ao mundo" da História do Grafismo ao longo de 10 salas em forma de labirinto, proporcionando uma viagem por diferentes épocas, desde a arte rupestre até à arte do século XXI. "Muitas das atividades do ARTcamp 2019 vão estar ligadas ao Labirinto das Artes e à representação gráfica, como a construção da maquete de uma caverna alusiva ao Paleolítico, a pirogravura em muro de madeira de figuras da Grécia Antiga, a escultura em gesso de bustos alusivo à Antiga Roma ou a gravura em placas de cera de iluminuras medievais", conta Joana Brito. O programa do ARTcamp 2019 prevê ainda visitas ao Museu do Vale do Côa e ao Núcleo de Arte Rupestre de Penascosa, ambos em Foz Côa, ao Mosteiro de Tibães, em Braga, e ao Núcleo de Arqueologia de Famalicão.


16

PRAÇA PÚBLICA

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

Diário famalicense António Cândido Oliveira

Domingos Peixoto

Gritos d’alma Faz-se um plano, jura-se cumpri-lo e, quando menos se espera, já se está a alterá-lo. Os acontecimentos e as peripécias do dia a dia surgem em catadupa; na política por maioria de razão, especialmente nos partidos e o meu não foge ao hábito. Se vivemos uma causa somos incapazes da abstração, mesmo não querendo participar das decisões diretivas, sem abdicar da tomada de posição nas escolhas dos dirigentes. Os partidos têm, quanto a mim, duas dimensões: nacional e local. A primeira compõe-se das atividades parlamentar e, consequentemente, governativa ou oposicionista; acrescem, eventualmente, a presidência da república e acordos internacionais – como a EU e CPLP. No segundo caso enquadro as questões regionais, distritais, concelhias e de freguesias: o poder local, mais comummente designado de autárquico, apesar de as regiões administrativas (que eu sou contra!) não estarem em funcionamento, pese embora as Regiões Autónomas. Falando de questões nacionais, o/a senhor/a Cesar, Catarina, Jerónimo e Heloísa – que desde há uns dias parecem ter refreado os ânimos –, têm sido protagonistas maiores de muita polémica parlamentar e comunicacional, que não satisfaz os interesses dos portugueses, pelo contrário revolta os “estados de alma” mais pacíficos e condescendentes. Mas satisfazem a avidez egocêntrica… Que não tenham dúvidas, qualquer um deles: a solução política e parlamentar que as instituições que representam protagonizam tem sido de grande interesse para os portugueses, nomeadamente para os mais desfavorecidos, e a ausência de qualquer uma delas levaria a que as soluções encontradas fossem diversas. Para pior, não tenho dúvidas. Mesmo tendo presente que a identidade inerente a cada força ficou consignada nos acordos, é patente que o “puxar da brasa à sardinha” tem de ser consensual. É inequívoco: PS sozinho não levava a efeito as políticas implementadas. Do mesmo modo, sem a participação dos socialistas, BE, PCP e PEV não podiam reivindicar a sua ação nas mesmas decisões. O grito d’alma é que tenham juízo, não votem tudo a perder. Portugueses primeiro… Por cá constata-se o “afundamento autárquico” do PS, Apesar dos famalicenses lhe terem dado voto maioritário nas europeias! Alguns vão dizendo na “praça pública” o que deveria estar reservado para o “interior do partido”. Não tenho ido por aí, mas a dor já é muito forte. Para enterrar definitivamente o PS famalicense Domingos Peixoto, Célia Meneses, Vieira Pinto; Joaquim Loureiro, Mário Martins entre outros, não precisam de elogiar por tudo e por nada a Câmara PPD/CDS! Os meios em presença já são desproporcionais o bastante… Resta-nos uma consolação: o PPD já esteve na mesmíssima situação em que está o PS. Encetou ténue recuperação em 93, que quase se equilibrou em 97. Em 2001 (lembramo-nos bem desta data?) inverteram-se os papéis, até chegarmos ao descalabro de hoje… Podemos estar de acordo com algumas decisões da câmara, mas a “tarefa pública principal” de quem se diz socialista deve ficar pela apresentação de alternativas, mesmo se não estivermos de acordo com os “nossos protagonistas no poder”… Lutar é por dentro! Doutra forma, se achamos que quem governa uma câmara, uma junta de freguesia faz o melhor, então não vale a pena a oposição. Por mim acho que há, sempre, alternativas capazes e credíveis para uma solução melhor. A essência da democracia representativa. Sempre que se avizinham atos eleitorais que propiciem a ascensão a lugares de topo na política, a “ebulição” acentua-se pela procura da melhor posição! Já há quem fale numa candidatura independente de oposição ao PS… É caso para perguntar: outra vez? Não… Já muitos entraram e saíram depois de concluírem, eventualmente, que já não faziam nada. Grito d’alma: não é “só agora” que as coisas não correm de feição.

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Rua Quinta Igreja 9 - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional

Famalicão Quinta, 11

Serviço Barbosa/Ribeirão

Sexta, 12

Central

Sábado, 13

Calendário

Domingo, 14

Nogueira

Segunda, 15

Valongo

Terça, 16

Central/Ribeirão

Quarta, 17

Barbosa

9 DE JULHO – Foi bom ouvir falar no Dia da Cidade, na Casa das Artes, através das palavras do Presidente da Câmara, da importância da “sustentabilidade democrática” e da urgência de fomentar a participação cívica dos famalicenses. Há, sem dúvida, muito trabalho para fazer neste domínio. Disso tencionamos falar oportunamente. Sobre a sessão e os homenageados teremos todos notícia na imprensa local. PESSOAS – Do nosso município fala-se muito, particularmente na comunicação social, das suas empresas e também das instituições desportivas, sociais e culturais, mas é também necessário falar dos seus habitantes. O município tem pessoas de muito valor a quem importa dar a devida atenção, pois enriquecem o concelho. FAMALICENSES – Antes de mais importa dizer o que deve entender-se por famalicenses, pois estes não são apenas os que nasceram e vivem no concelho. Famalicenses são também aqueles que não tendo aqui nascido, aqui residem desde há muitos anos, muitos deles há largas décadas e famalicenses são também aqueles que tendo nascido e vivido aqui partiram para outras terras, desenvolvendo nelas a sua atividade (os famalicenses da diáspora). LEVANTAMENTO – É de todo o interesse fazer uma lista destes famalicenses, principalmente daqueles que se distinguiram nas atividades que exercem. Dentro deles, estamos a pensar desde logo em

Os famalicenses médicos, professores, magistrados, advogados, engenheiros, políticos, religiosos, cientistas, empresários, desportistas (o desporto é muito mais do que futebol), atores, artistas, jornalistas e de tantas outras profissões. Estamos a pensar também em famalicenses que exercendo outras profissões ou ocupações, não tão exigentes de títulos académicos, nelas se evidenciaram e que bem merecem ser realçados. FREGUESIAS – Para bem fazer esse levantamento, que deve ser exaustivo, nada melhor do que as freguesias. É muito mais fácil fazer esse trabalho freguesia a freguesia do que através do município, aqui se vendo mais uma vez a importância destas entidades locais de proximidade. Esse trabalho bem contribuiria para um melhor conhecimento do concelho e para uma maior afeição de todos ao seu concelho de nascimento ou residência. TESE DE DOUTORAMENTO – O Diretor da Casa de Camilo, Doutor José Manuel Oliveira, acaba de obter aprovação por unanimidade na tese de doutoramento, brilhantemente defendida na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (18 de junho de 2019). A tese, trabalho de muitos anos de estudo, foi sobre Camilo Castelo Branco. Vivências de Camilo Castelo Branco a partir da sua correspondência. Está de parabéns não só o doutorado como os famalicenses por um dos seus estar à frente da Casa de Camilo com elevado grau académico.

Chão Autárquico Vieira Pinto

“O dinheiro é como o azeite, por onde passa unta tudo”, Tónio Restolho Na vida política e económica existe sempre, seja nos regimes das ditaduras, seja nos regimes democráticos. Enfim, uma toupeira que vai devorando o chão das sementes do estado. Nos regimes ditatoriais, o fenómeno das toupeiras, existindo, ele é menos visível, pois a falta de imprensa livre esconde este fenómeno nos próprios buracos toupeiras. Porém, nos regimes democráticos, aí sim, essa realidade é bem visível, por causa da imprensa livre. Com efeito, muito se fala da corrupção em todo o leque partidário, tal como na sociedade civil do regime democrático. Na verdade, todos serão seus críticos acérrimos, defendendo a transparência e a impunidade. Mesmo

Vale do Ave

Serviço

Quinta, 11 Sexta, 12 Sábado, 13 Domingo, 14 Segunda, 15 Terça, 16 Quarta, 17

Almeida e Sousa Bairro Delães Riba de Ave Almeida e Sousa

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612

aqueles que nela minam com estoicismo. Ela existe, na vida económica, nos setores do estado, tal como no setor civil. Enfim, onde existe dinheiro, aí, existe terreno abundante para o seu alimento farto. Como dizia um ancião, duriense, algures pelos meados dos anos noventa: “o dinheiro é como o azeite, por onde passa, unta tudo”. E, assim sendo, nem a lavandaria, com sabão azul ou rosa, consegue lavar tanta gordura promiscua, no lavadouro rupestre da promiscuidade da política com os negócios de estado. Este, sai sempre lesado, com graves prejuízos para os cidadãos que, de boa fé, pagam os seus impostos, engordado a dita corrupção. Um dos campos fortes desta promiscuidade existe nos grandes investimentos do estado, seja na construção de obras públicas seja nos investimentos de equipamentos para a saúde, para a educação, para a justiça, etc. Será, sobretudo, por aqui, que caminha, baixinho, mesmo por baixo da terra, a promiscuidade corruptiva, por onde fogem os sacrificados dinheiros dos nossos impostos, que julgávamos servirem um bom estado de direito e estado social para as pessoas. Mas, não. Ele foge, nos porões dos submarinos, dos barcos e dos aviões, para o esconderijo das offshore e outros locais. Aí, fica aquele sujo dinheiro, em silêncio,

aquietado e moribundo. O cidadão comum pensa deste modo: como seria este país, se não existisse o sugadouro dos dinheiros do erário publico para a banca privada e pública e outras indústrias do sugadouro? Na verdade, as tentativas de esventrar os atos de corrupção, por cá, são evidentes e notórios, aos olhos do senso comum. Assim, os mecanismos, judiciais e para-judiciais, vão apresentando os resultados da sua ação funcional. E, desta forma, hoje, vemos condenadas pessoas que exerceram cargos de ministros, de secretários de estado, deputados, políticos autarcas. Tal como gestores de grandes grupos económicofinanceiros e empresariais. Tal como também vemos um ex-primeiro ministro indiciado e mesmo acusado de crimes de corrupção. A própria justiça encontra-se envolta, alguma dela, neste vício corruptivo. Mas, o fato, é que, também verificamos que as pessoas da justiça vão encontrando outros políticos que se diziam impolutos e que, afinal, também se enredaram neste nocivo poço da corrupção, minando a democracia e o próprio estado de direito que diziam defender. Na verdade, não será a corrupção uma chama ardente da democracia? De fato, como dizia aquele ancião “o dinheiro é como o azeite, pois, por onde passa unta tudo”.


João Marques é o escolhido para liderar o futebol feminino João Marques é o treinador que vai orientar a primeira equipa de futebol feminino da história do Futebol Clube de Famalicão. O técnico de 43 anos assinou um contrato válido para os próximos dois anos. Depois de conduzir o SL Benfica à primeira divisão e à conquista da Taça de Portugal, o famalicense tem a missão de liderar a nova formação feminina. O antigo jogador do clube mostrou-se empenhado e muito contente pelo convite feito por Jorge Silva, presidente do FC Famalicão. O timoneiro ainda apontou alto para a época de estreia na modalidade. “Sou muito ambicioso e prometo trabalho, rigor e compromisso para lutar pela subida de divisão e tentar ir o mais longe possível na Taça de Portugal”. Já Jorge Silva falou da importância que a vertente feminina pode ter no concelho e, principalmente, para as mulheres famalicenses. “FC Famalicão não poderia estar distraído face ao crescimento do futebol feminino. Este projeto irá contribuir para que as mulheres do concelho estejam ainda mais identificadas com o clube e o futebol”. O plantel conta com 18 atle-

Sorteio Calendário No dia 5 de julho procedeu-se ao sorteio do calendário da Liga NOS 2019/2020. O FC Famalicão começa a campanha com uma deslocação ao Açores para defrontar o Santa Clara. O futebol de primeira liga regressa ao Estádio Municipal na segunda jornada, quando o emblema famalicense receber o Rio Ave. Também se procedeu ao sorteio das duas primeiras eliminatórias da Allianz Cup. O FC Famalicão vai defrontar o vencedor do confronto entre Covilhã e Varzim, no dia 3 de agosto.

2019/2020 LIGA NOS

1ª JORNADA

CD Santa Clara - FC FAMALICÃO LIGA NOS

2ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Rio Ave FC

tas, mas o treinador espera trabalhar com um plantel de 23 ou 24 jogadoras. Para já, assinaram contrato Luísa Pinheiro (ex-SC Braga), Sofia Barroso (ex-Escola O Fintas), Soraia Albuquerque (exAmora), Inês Azevedo (ex-Valadares Gaia), Ivone Calado (exValadares Gaia), Sara Monteiro

(ex- Valadares Gaia), Bruna Rosa (ex-Ribeirão FC), Margarida Machado (ex-Vilaverdense), Patrícia Lei (ex-SC Braga), Micaela Matos (ex-Valadares Gaia), Maria Negrão (ex-SC Porto), Cristiana Vieira (exSp. Braga), Daniela Silva (exClube Albergaria), Maryane Castro (ex-Ribeirão FC), Margarida Bar-

bosa (ex-Vilaverdense), Cristiana Ferreira (ex-Valadares Gaia), Márcia Crespo (ex-Amora FC) e Carolina Rocha (ex-Valadares Gaia). O treinador vai contar na equipa técnica com os adjuntos Diogo Barros e Luís Coentrão e com o treinador de guarda-redes José Duarte.

LIGA NOS

LIGA NOS

Vitor Caetano, guarda-redes de 20 anos, rubricou contrato com o Futebol Clube de Famalicão. O jogador chega por empréstimo do Figueirense por uma temporada, mas possui uma clausula de compra por cinco épocas. O guardião foi formado no emblema brasileiro e chegou à formação principal na temporada passada. Esta é a primeira experiência fora do seu país natal. “Estou animado com a possibilidade de jogar no futebol europeu, ainda para mais num clube que está a evidenciar-se em Portugal”, referiu, satisfeito pelo facto de poder contar com a ajuda dos compatriotas e, ao mesmo tempo, concorrentes ao lugar de titular, Rafael Defendi e Gabriel Souza.

FC Famalicão abre portas do treino aos adeptos O Futebol Clube de Famalicão anunciou que vai abrir as portas do treino de sexta-feira, dia 12, aos adeptos. A sessão tem início às 9h30 e os aficionados do emblema famalicense vão ter o primeiro contato com os jogadores e a nova equipa técnica. O treino será no campo nº 2 do Estádio Municipal 22 de junho.

FC Famalicão anuncia duas renovações e uma contratação O Futebol Clube de Famalicão prolongou o contrato com André Ricardo e Jorge Pereira. Luka Oliveira é cara nova para a próxima temporada. Luka Oliveira chega do Sporting de Espinho, depois de realizar 36 partidas pelo emblema do distrito de Aveiro. André Ricardo sobe da equipa júnior e Jorge Pereira esteve cedido à AD Oliveirense, no qual disputou 22 partidas. Luka revelou-se muito satisfeito por assinar pelo FC Famalicão, enquanto os outros dois atletas mostraram-se satisfeitos por continuarem no clube famalicense.

4ª JORNADA

CD Aves - FC FAMALICÃO LIGA NOS

5ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Paços Ferreira LIGA NOS

Vitor Caetano assina pelo FC Famalicão

3ª JORNADA

Vitória SC - FC FAMALICÃO

6ª JORNADA

Sporting CP - FC FAMALICÃO LIGA NOS

7ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Belenenses SAD LIGA NOS

8ª JORNADA

FC Porto - FC FAMALICÃO LIGA NOS

9ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Gil Vicente FC LIGA NOS

10ªJORNADA

SC Braga - FC FAMALICÃO LIGA NOS

11ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Moreirense FC LIGA NOS

12ª JORNADA

Portimonense SC - FC FAMALICÃO LIGA NOS

13ª JORNADA

FC FAMALICÃO - CD Tondela LIGA NOS

14ª JORNADA

SL Benfica - FC FAMALICÃO LIGA NOS

15ª JORNADA

FC FAMALICÃO - Vitória FC LIGA NOS

16ª JORNADA

Boavista FC - FC FAMALICÃO LIGA NOS

17ª JORNADA

FC FAMALICÃO - CS Marítimo


18

FUTEBOL/MODALIDADES

opiniãopública: 11 de julho de 2019

FC Famalicão contrata Nehuén Pérez ao Atlético de Madrid

Diogo Abreu sagra-se melhor marcador no Mundial sub-19

O Futebol Clube de Famalicão anunciou a contratação de Nehuén Pérez. O defesa-central de 19 anos é argentino e chega do Atlético de Madrid. Visto como uma promessa do emblema colchonero, o atleta chega para preencher uma vaga na defesa. Integrado na lista para o prémio Golden Boy, Nehuén Pérez participou no último Mundial sub-20, tendo apontado um golo frente a Portugal na fase de grupos. Internacional pelas camadas jovens, a jovem promessa participou nos trabalhos de preparação da Argentina para o Mundial de 2018. Em declarações ao site do clube, Nehuén Pérez confessa que “esta é uma grande oportunidade de evoluir numa liga competitiva e que tem dado a conhecer vários jovens talentos do futebol internacional”. O atleta ainda se revelou “desejoso de dar o máximo em prol do FC Famalicão”.

FC Famalicão apresenta mais quatro jogadoras O Futebol Clube de Famalicão oficializou mais quatro atletas. Sofia Barroso, Inês Azevedo, Patrícia Lei e Margarida Barbosa são as caras novas para o plantel liderado por João Marques. Sofia Barroso é guarda-redes e chega da Escola de Formação O Fintas. A central Inês Azevedo saiu do Valadares e junta-se ao plantel famalicense. Já Patrícia Lei é media e vincula-se ao FC Famalicão depois de ter representado o SC Braga. Margarida Barbosa chega para jogar na posição de extrema e foi uma aquisição feita ao Vilaverdense. Depois da apresentação de João Marques para treinador, o FC Famalicão, com estas quatro aquisições, tem quase o plantel fechado para atacar a subida à primeira divisão nacional na época de estreia no futebol feminino.

Direção do CD Lousado tomou posse A nova direção do Clube Desportivo de Lousado, eleita no dia 25 de maio por sufrágio, tomou posse no dia 25 de junho. A duração do mandato é até 2021. A cerimónia de tomada de posse foi celebrada no dia do 43ª aniversário do clube e contou com a presença de todos os novos órgãos sociais que constituem a estrutura diretiva.

Plantel do GD Louro começa a ficar formado O Grupo Desportivo do Louro começou o processo de renovações e contratações para a próxima época desportiva. Até ao momento, são dez renovações de contrato e cinco aquisições para a nova temporada. Narciso Cunha, Edu Pinho, Alexandre Marques, Paulo César, João Militão, Luís Carlos, Gonçalo Miranda, André Moreira, Léo Sacramento e Renato Alves prolongaram o vínculo com o emblema famalicense. Quanto às contratações, a primeira anunciada foi para a equipa técnica. Tó Figueira, antigo guarda-redes do FC Famalicão, vai assumir o cargo de treinador dos guardiões do clube. Para o plantel, Flávio Almeida (defesaRibeirão 1968 FC), Joaquim Castro (médio-Bairro da Misericórdia), Carlos Costa (guarda-redes-Ninense) e Alex Costa (defesa Terras de Bouro) são as coras novas do GD Louro.

Diogo Abreu foi o melhor marcador do World Roller Games Barcelona 2019. O famalicense esteve em destaque na competição e terminou o mundial com 15 golos apontados. Formado no Riba d’Ave HC, o atleta representa o AD Valongo e já se estreou pela equipa principal do clube do distrito do Porto. Depois de ter apontado 13 golos até aos quartos-de-final, Diogo Abreu voltou a marcar nas meias- final e no jogo de atribuição de terceiro e quarto lugar. Portugal terminou a competição no terceiro lugar, depois de vencer a Itália por 4-1. A Espanha sagrou-se campeã mundial ao derrotar a Argentina no jogo decisivo por 3-2.

Academia Elite Sport vence Salgueiros em futebol de praia A Academia Elite Sport venceu a formação do Salgueiros na segunda jornada da Zona Norte do Campeonato Nacional de Futebol de Praia. A equipa famalicense derrotou a turma salgueirista por 3-2, com os golos a serem apontados por João Costa, Alexandre Marques e Tiago Oliveira. Ao cabo de duas jornadas, a turma de Famalicão soma três pontos. Foi sorteada a eliminatória inaugural da Taça de Portugal de futebol de praia. A Academia Elite Sport vai medir forças com o Varzim SC. O jogo disputa-se a 27 de julho.

FC Famalicão certificado como Entidade Formadora com 4 estrelas

Rui Costa emprestado ao AD Alcorcón Rui Costa, jogador do FC Porto, assinou um contrato de empréstimo com o AD Alcorcón, com a duração de uma temporada. O jogador famalicense chega ao emblema espanhol depois de uma época na equipa secundária do FC Porto. O anúncio do atleta foi feito nas redes sociais da equipa que milita no segundo escalão espanhol, mas existiu um contratempo. O AD Alcorcón publicou uma foto a anunciar o reforço, mas a fotografia que aparecia era de Rui Pedro, outro jogador do FC Porto. Horas depois, o emblema espanhol atualizou a fotografia e emendou o erro. O jogador já começou a trabalhar junto do clube do país vizinho.

O Futebol Clube de Famalicão foi distinguido pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) como Entidade Formadora com 4 estrelas. O emblema famalicense vê assim premiada a boa ação que tem feito nos escalões de formação, nomeadamente nas equipas de sub-19, sub-17 e sub-15 no patamar superior dos respetivos.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

MODALIDADES

19

CX A2D obteve excelentes resultados neste campeonato

Inês Silva campeã nacional sub-18 e conquista triplete Inês Silva sagrou-se campeã nacional de sub-18 e conquistou o triplete nacional feminino. A jovem xadrezista junta este título com os alcançados em lentas e semirrápidas. João Diogo Pereira também esteve em destaque ao classificarse em terceiro lugar nacional sub08. Em termos coletivos, a CX A2D classificou-se em terceiro lugar, na vertente semirrápidas. No passado fim de semana a Federação Portuguesa de Xadrez (FPX) organizou a 7ª edição do Campeonato Nacional de Jovens na vertente Semirrápidas Coletivo (10 minutos para cada jogador completar a partida com 5 segundos de acréscimo por cada lance efetuado) e Rápidas Coletivo e Individual (3 minutos para cada jogador completar a partida com 2 segundos de acréscimo por cada lance efetuado), com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e do Município de Felgueiras. O Torneio Coletivo na vertente semirrápidas decorreu no dia 6 de julho no pavilhão gimnodesportivo da Escola Secundária de Felgueiras, com arbitragem a cargo de Carlos Dias, Presidente da Associação de Xadrez do Distrito de Braga (AXDB), e direção de prova da responsabilidade do Presidente da FPX, Dominic Cross. O CX A2D fez-se representar por uma equipa Sub-14 a Sub-20 constituída por WCM Inês Silva (4 pontos em 7 possíveis), José Miguel Santos (6 pontos em 7 possíveis), José João Pinto (5 pontos em

7 possíveis) e Simão Barroso (5,5 pontos em 7 possíveis). Desta forma, a jovem equipa famalicense, 4.ª cabeça de série, soube superar-se e fechou o pódio absoluto ao classificar-se em 3.º lugar. A equipa maiata O Amanhã da Criança sagrou-se Campeã Nacional surpreendendo a equipa cabeça de série n.º 1 EX Porto que se classificou em 2.º lugar. No dia seguinte, 7 de julho, a arbitragem esteve a cargo do Árbitro Internacional Carlos Oliveira Dias e a direção de prova mantevese sob a responsabilidade do Presidente da FPX, Dominic Cross. Esta prova colocou 200 os jovens xadre-

zistas numa dinâmica imensa, chegando alguns a jogarem 17 partidas diferentes de xadrez. A delegação do CX A2D e fez-se representar por duas equipas na competição coletiva (SUB08/SUB12 e SUB14/SUB20) e por nove atletas na competição individual. Da parte da manhã teve lugar a competição coletiva em que cada uma das equipas disputou partidas a quatro tabuleiros. No final da competição coletiva Sub-14/Sub20, a equipa do CX A2D, 5.ª cabeça de série, alcançou um precioso 4.º lugar obtendo 3 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. A equipa foi consti-

VII Torneio Internacional Cidade Famalicão finaliza Circuito Nacional de Clássicas O Circuito Nacional de Clássicas da Federação Portuguesa de Xadrez (FPX) referente à época 2018/2019 vai concluir com a realização do VII Torneio Internacional Cidade Famalicão. Vila Nova de Famalicão será a capital do xadrez nacional entre os dias 28 de julho e 3 de agosto. A prova é organizada pelo Clube de Xadrez A2D contando com o apoio da FPX, Associação de Xadrez do Distrito de Braga (AXDB), Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Associação de Pais Encarregados Educação Didáxis - Vale S. Cosme e da Cooperativa de Ensino Didáxis. O Diretor do Torneio é o Coordenador do Clube de Xadrez A2D, Mário Oliveira, e a arbitragem estará a cargo do Árbitro Internacional Eduardo Viana que será coadjuvado pelo AI Paulo Rocha (transmissão de partidas online) e pelo Presidente da AXDB, Carlos Dias. O prize-money de 3250 euros é um forte aliciante à participação dos melhores jogadores nacionais e referências do xadrez internacional, em que o 1º lugar arrecadará 1000 euros, 2º lugar – 750

euros, 3º lugar - 500 euros, 4º lugar - 350 euros, 5º lugar - 250 euros e 6º ao 10º classificados - 60 euros. A realização de 9 sessões permitirá a obtenção de normas de Mestre Internacional de Xadrez e a respetiva subida hierárquica no ranking mundial da Federação Internacional de Xadrez. Desta forma, 20 Mestres Titulados já confirmaram a sua inscrição o que constitui um recorde de participação em relação às edições transatas. Em paralelo, decorrerá no dia 28 de julho na Sala de Xadrez do CX A2D a Ação de Formação "Inteligência Emocional e Orientações técnico-pedagógicas no jogo de xadrez de competição - Parte II", depois do sucesso que a Parte I obteve no ano anterior. Também, nos dias 30 de julho, 1, 2 e 3 de agosto decorrerá um Curso de "Árbitros de Xadrez". Por isso, o VII Torneio Internacional Cidade Famalicão afirma-se nesta edição para além da componente competitiva, também com uma componente formativa ímpar o que constitui uma mais-valia para o desenvolvimento do xadrez distrital e nacional.

tuída por WCM Inês Silva, José Santos, Tiago Silva/José Rui Matos e Simão Barroso. A equipa maiata O Amanhã da Criança voltou a sagrarse Campeã Nacional e em 2.º e 3.º lugares classificaram-se a equipa leiriense CCD Corvos do Lis e a EXP, respetivamente. No final da competição coletiva Sub-08/Sub-12, a equipa do CX A2D apresentou uma equipa com um futuro promissor, que deu excelentes indicações, ao posicionar-se em 5.º lugar. A equipa foi constituída por José João Pinto, João Diogo Pereira, Guilherme Leal / Tiago Sá e Duarte Abreu. A EXP dominou este torneio e a equipa aveirense Colégio Por-

tuguês e CCD Corvos de Lis classificaram-se em 2.º e 3.º lugares, respetivamente. Da parte da tarde decorreu a competição individual, subdividida em 7 escalões: SUB-08, SUB10, SUB-12, SUB-14, SUB-16, SUB-18 e SUB-20. Um dos grandes destaques deste evento foi para a WCM Inês Silva, pois ao sagrar-se Campeã Nacional Sub-18 na vertente rápidas (5.º lugar absoluto) conquistou o triplete nacional feminino sub-18 (lentas, semirrápidas e rápidas). Também, em evidência esteve João Diogo Pereira ao classificar-se em 3.º lugar Sub-08 e, desta forma, repetiu o 3.º lugar nacional Sub-08 alcançado na vertente lentas. Igualmente em grande destaque estiveram Guilherme Leal que alcançou o 8º lugar absoluto no escalão Sub-08; José João Pinto posicionou-se em 7.º lugar no escalão Sub-10; José Miguel Santos classificou-se em 4.º lugar no escalão Sub-16 e Simão Barroso que ocupou o 7.º lugar no escalão Sub-18. O CX A2D fez-se ainda representar por mais três atletas que se posicionaram-se, na classificação absoluta, do seguinte modo: José Rui Matos (Sub-18; 18.º lugar); Tiago Silva (Sub-18; 19.º lugar) e Tiago Sá (Sub-08; 19.º lugar). Os resultados obtidos pelos jovens atletas do CX A2D deram continuidade à aposta sistemática nos jovens que veem obtendo bons resultados a médio e longo prazo como estas competições o comprovaram.

CX A2D afirma-se no Profigaia Open Realizou-se em Vila Nova de Gaia entre os dias 28 de junho e 02 de julho, a 19ª edição do Profigaia Open. Esta competição esteve inserida no Circuito Nacional de Clássicas da FPX referente à época 2018/2019 e contou ainda com a participação de 114 xadrezistas. O Clube de Xadrez A2D fez-se representar por cinco atletas e quatro deles destacaram-se com 5 pontos e 8.º lugar, respetivamente, mas com a classificação final definida pelos critérios de desempate do seguinte modo: Carlos Novais (8.º lugar, 100 euros de prémio monetário), João Romano (12.º lugar), WCM Inês Silva (14.º lugar, 1.º lugar Feminino e 3.º lugar Sub-18) e a WCM Mariana Silva (15.º lugar). Os atletas mais jovens, José João Pinto (Sub-10) e José Miguel Santos (Sub-16), continuaram a dar provas da sua progressão xadrezista ao posicionarem-se em 19.º e 58.º lugares, respetivamente.

FC Vermoim começa a preparar a próxima temporada O Futebol Clube de Vermoim tem quase o plantel completo. Entre renovações e contratações, o emblema famalicense aposta na continuidade do trabalho que foi feito na época passada. Ana Costa, Ana Silva, Ana Azevedo, Elsa Ferreira, Cláudia Lobo, Márcia Ferreira, Inês Mota, Ophélie Wasner e Patrícia Magalhães vão continuar a vestir as cores do clube. As aquisições, para já, chegaram todas do CDRC Tebosa. Catarina Silva, Gabriela Almeida, Paula Gomes e Vânia Rego são as caras novas do elenco para a próxima temporada. Sofia Castro foi promovida à equipa sénior e também é reforço para a formação que disputa a primeira divisão nacional de futsal feminino. Em sentido contrário, Rita Ribeiro, Inês Correia, Marta Lemos, Filipa Ferreira, Juliana Pinto, Diana Alves e Cátia Silva abandonaram o clube.


20

MODALIDADES

opiniãopública: 11 de julho de 2019

EMPRESA METALÚRGICA EM V. N. FAMALICÃO PRETENDE RECRUTAR

pub

An-Dança arrecada três medalhas no Dance World Cup

|ENTRADA IMEDIATA|

OPERÁRIO PARA PRODUÇÃO - ACABAMENTOS (Com ou sem experiência profissional) TORNEIRO/ FRESADOR CNC E/OU DE MÁQUINAS CONVENCIONAIS (Com experiência profissional na área) SERRALHEIRO (Com experiência profissional na área) ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO (Com experiência profissional na área)

A An-Dança, Conservatório de Dança de Vila Nova de Famalicão, recebeu três medalhas no Dance World Cup, que decorreu em Braga. Diana dos Santos e Bruno Oliveira subiram ao pódio para arrecadarem os galardões. Bruno Oliveira ficou em segundo lugar na categoria a solo em estilo moderno e em terceiro lugar no solo de contemporâneo. Bruno foi também convidado a estar presente na gala final Júnior & Sénior, tendo sido galardoado pelo jurado Jean Philipe Duray com uma bolsa de estudo integral para a sua Companhia Jovem, Elephant in the Box. Diana dos Santos, uma das mais jovens do escalão, conquistou o terceiro lugar em solo de ballet. No total, foram 23 alunos do conservatório de dança de Vila Nova de Famalicão que participaram na competição. Marta de Oliveira, presidente da An-Dança, congratulou, em especial, estes dois alunos, mas não esquecendo os restantes estudantes. A presidente ainda agradeceu ao município, aos pais e aos professores pelo apoio.

Oferecemos:

- Vencimento compatível com a experiência - Prémios de produtividade e assiduidade - Formação Profissional - Cantina própria

CANDIDATURAS PARA: Rua do Carvalhinho, 25 - Apartado 5012 | 4760-648 Lousado Telefone: 252490020 | Fax: 252490029 | Email: rh@cmw.pt pub

Clube de Kung Do Té de Vale do Pelhe vence vários títulos no campeonato nacional O Clube de Kung Do Té de Vale do Pelhe, treinado pelo Mestre Marco Fernandes, obteve excelentes resultados no Campeonato Nacional de Kung Do Té, que se realizou em Valpaços, no dia 6 julho. O clube sediado em Telhado conseguiu mesmo arrecadar alguns títulos. Nos infantis femininos, Luísa Alves (-46kg) e Ana Alves (+49kg) sagraram-se campeãs nacionais. Já nos juvenis masculinos, Simão Dias venceu as competições de -61kg e -64kg, conquistando a medalha de ouro nas duas classes. Em juvenis femininos, Ana Alves (-46kg) sagrou-se vice-campeã nacional e Maria Silva (+61kg) ficou em segundo lugar no nacional. Diogo Ribeiro sagrou-se campeão em cadetes masculinos -61kg e vice-campeão em juvenis masculinos -58kg. Nos cadetes femininos, Ana Costa (-

71kg) sagrou-se vice-campeã nacional. Rita Fernandes sagrou-se campeã em juniores -52kg e em seniores -55kg. Susana Ribeiro também se sagrou campeã em duas ocasiões. A atleta venceu nos seniores femininos nos pesos -76kg e +76kg. Por fim,

Isabel Alves ficou em segundo lugar no peso -55kg. O campeonato foi organizado pela Federação Portuguesa de Kung Do Té e teve a participação de 80 atletas de 10 equipas oriundas de todo o país.

pub

Tiago Sousa conquista medalha de bronze por Portugal Tiago Sousa integrou a equipa de juniores de matraquilhos que representou a seleção nacional no World Cup 2019 da modalidade. A competição teve lugar em Múrcia, Espanha, entre os dias 3 e 7 de julho. O famalicense fez parte da equipa lusa que também contou com Fábio Carneiro, Francisco Adriano, António Barata, Fábio Ramos e Daniel Santos. A formação das quinas derrotou a França no jogo de atribuição da medalha de bronze. Portugal tem histórico rico na modalidade, tendo sido campeão mundial em 2013. Neste mundial, a delegação portuguesa fez-se representar nos escalões de seniores, juniores, veteranos e feminino, com 30 atletas. O próximo mundial vai ter lugar em Nantes, França.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

AA Didáxis – A2D com vitórias no Torneio Internacional Paredes Cup A AA Didáxis – A2D venceu os títulos nos escalões de iniciadas e juniores e ficaram em terceiro lugar em seniores. O Torneio Internacional Paredes Cup decorreu entre os dias 3 e 7 de julho e contou com a participação de 3500 atletas, em representação de equipas de seis países. As iniciadas e as juniores venceram as respetivas provas e inscreveram o nome do clube na galeria dos vencedores do torneio. As iniciadas venceram na final a equipa do país Basco do Berango Eskubaloia. A guardaredes Letícia Faria e a jogadora Maria Ferreira foram distinguidas como as melhores jogadoras do escalão. As juniores jogaram a final contra a equipa do CALE e foi necessário recorrer à marcação de livres de 7 metros. A guarda-redes da AA Didáxis, Maria Amaro, defendeu o primeiro livre de 7 metros, dando a vitória à sua equipa. A atleta Petra Silva também foi distinguida como a melhor mar-

MODALIDADES

21

Lara Vilaça vence duas medalhas no Dance World Cup Lara Vilaça conquistou uma medalha de ouro e outra de prata nas finais do Dance World Cup 2019. A jovem famalicense de apenas 10 anos destacou-se em duas coreografias de acro dance e show dance. Nesta competição participaram 7 mil bailarinos de 56 países.

cadora da competição júnior. As seniores classificaram-se no 3º lugar, numa prova que foi vencida pela equipa portuguesa do Assomada. A AA Didáxis fecha assim com vitórias e distinções individuais uma época desportiva digna dos pergaminhos que o clube já atingiu no andebol na-

cional. O quarto lugar na fase final do campeonato nacional de seniores da 2ª divisão e o título de campeão regional de juvenis foram os momentos assinaláveis durante a época. Além disto, todos os escalões conseguiram os apuramentos para as fases nacionais das provas onde participaram.

Amândio Carvalho vence Trail-Longo na Sra. Do Carmo

Andebol do ACV presente no Torneio Internacional em Estarreja junho e 3 de julho. Destaque para a formação de juvenis, que orientadas por Tatiane Moraes, conseguiram ficar em terceiro lugar. Cerca de 60 atletas participaram na competição. O clube famalicense fez-se representar desde o escalão mini, supervisionado pelos professores Alcina Machado e João Ferreira, o escalão infantil masculino, monitorizado pela professora Mélanie Oliveira e João Antunes, o escalão juvenil masculino com a supervisão dos professores Eduardo Cunha e Rodrigo Andrade e ainda a equipa juvenil Foram quatro equipas da forma- Internacional de Andebol - Gar- feminina com a supervisão da ção de andebol do ACV que esti- cicup 2019, que teve lugar em professora Tatiane Moraes e veram presentes no Torneio Estarreja, entre os dias 28 de Luísa Sampaio.

Amândio Carvalho, atleta da Associação Rumo Aventura, terminou em primeiro lugar no Trial-Longo 25 quilómetros, com o tempo de 2:03:53 horas. A prova decorreu no 30 de junho, em Arentim e Cunha, Braga. Mais uma vez, Amândio Carvalho conseguiu subir ao pódio, levando o nome do concelho e da associação ao mais alto nível.

FAC com atletas medalhadas no Campeonato Regional de Patinagem Livre

Infantis femininas do ACV presentes nos nacionais em Portimão

A equipa feminina de andebol do ACV marcou presença na Fase Nacional de Infantis 2019, que decorreu em Portimão,

entre os dias 4 e 7 de julho. Foram 12 atletas de apenas 12 anos que viajaram até ao sul do país para representar a coletivi-

dade de Vermoim. O ACV foi a única formação do concelho e a segunda do distrito representada nesta fase. Orientadas pela professora Jéssica Dias e com o apoio dos oficiais Nuno Oliveira e Josefa Paços, a equipa famalicense, com esta presença, vem reforçar o crescimento que o emblema famalicense tem tido na região, no país e na própria modalidade. A participação nesta fase final só foi possível graças ao esforço conjunto das atletas, equipa técnica, encarregados de educação, Câmara Municipal, patrocinadores e do clube, que ficaram com os encargos da viagem até ao Algarve.

O Famalicense Atlético Clube participou no Campeonato Regional de Patinagem Livre, que se realizou no pavilhão do CART nas Taipas. O emblema famalicense conseguiu resultados positivos e saiu da competição com três atletas medalhadas. Maria Luís Pereira e Catarina Neves foram vice-campeãs regionais em iniciadas e juvenis, respetivamente. Bruna Silva ficou em terceiro lugar, em cadetes. Margarida Gomes fez a sua primeira participação neste tipo de campeonatos e conseguiu o 19º lugar. Por equipas, o FAC ficou em 5º lugar, com apenas 4 atletas a pontuarem para a classificação. O desempenho nesta competição valeu às atletas a participação no Campeonato Nacional de Patinagem, que se realiza em Guimarães de 3 a 10 de agosto.


22

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019

Santa Casa da Misericórdia de V. N. de Famalicão

Pretende recrutar - Ajudante de Acção Directa/Geriatria - Trabalhadoras Auxiliar/Limpeza

Para as valências de Terceira Idade Entrada imediata

Contactos: Email: joaodeus@scmfamalicao.pt Telemóvel: 926.663.539 (de Segunda a sexta-feira, das 09 às 17,00 horas) Lar de S. João de Deus, Rua 20 de Junho, 462 – Gavião 4760-062 V. N. DE FAMALICÃO

PART-TIME DAS 16H ÀS 20H 300€/MÊS FIXO M/F

ZONA:FAMALICÃO/STºTIRSO/TROFA

CONTACTO: 252 044 173

PRECISA-SE SERRALHEIRO ALUMINIO

(com ou sem experiência) CONTACTO: 252 315 049

ARRENDA-SE

NA RUA D. SANCHO I,

LOCAL C/ 400M2 COBERTOS E 1500M2 DESCOBERTOS

JUNTO DOS MÓVEIS S. JOSÉ Contactar: 252375256

PRECISA-SE

Empresa do sector alimentar de ultra congelados, em V. N. de Famalicão, recruta Op. Fabril para o 2º turno.

EXTRACTO DE JUSTIFICAÇÃO Certifico que por escritura de oito de julho do ano de dois mil e dezanove, exarada a folhas cinquenta e cinco e seguintes do Livro de Notas para Escrituras Diversas número Onze-D do Cartório Notarial em Vila Nova de Famalicão a cargo da Notária Ana Maria Fernandes Cavaleiro Dias, sito na Rua Daniel Santos n.º 81, Duarte Antenor Silva Veiga na qualidade de Presidente da Junta e em representação da Freguesia de Ruivães e Novais concelho de Vila Nova de Famalicão pessoa coletiva territorial número quinhentos e dez milhões oitocentos e trinta e nove mil trezentos e vinte (510839320) com sede na Rua Nova n.º 36 (4770-495) união de freguesias de Ruivães e Novais, DECLAROU: Que a sua representada é dona e legítima possuidora, com exclusão de outrem, de um prédio rústico sito no lugar de Bouças da união de freguesias de Ruivães e Novais deste concelho, composto por quintal vinha, com a área de mil trezentos e setenta metros quadrados, a confinar a norte, nascente e poente com caminho, de sul com limite da freguesia, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Vila Nova de Famalicão e inscrito na matriz em nome de Engrácia Pereira da Silva (nif 135524725) e Joaquim Pereira da Silva (nif 137673639) sob o artigo 462 que proveio do artigo 235 da extinta freguesia de Ruivães, com o valor patrimonial tributário de € 228,07. Que o dito prédio foi por eles adquirido no ano de mil novecentos e noventa por doação que foi feita à Freguesia por a Engrácia Pereira da Silva (nif 135524725) e Joaquim Pereira da Silva (nif 137673639), solteiros maiores, residentes que foram no lugar de Bouças daquela extinta freguesia de Ruivães, já falecidos, mas não dispõem de qualquer título formal para o registar na Conservatória; Que, no entanto, entraram desde essa altura na posse e fruição do mencionado prédio, limpando-o, desbastando-o, cultivando e apanhando os respetivos frutos; Que esta posse tem sido exercida sem interrupção, de forma ostensiva, à vista de toda a gente e sem violência ou oposição de quem quer que seja, de forma correspondente ao exercício do direito de propriedade; Que, assim, a posse pública, pacífica, contínua e em nome próprio do citado imóvel desde o referido ano de mil novecentos e noventa conduziu à aquisição do mencionado prédio por usucapião, que invoca para justificar o direito de propriedade para fins de registo. Está conforme.

Vila Nova de Famalicão, oito de julho de dois mil e dezanove. A Notária

Publicação Única, Jornal Opinião Pública, 11 de Julho de 2019

Preferência por residentes no concelho de Famalicão. Inscrição por Telefone: 252331750

ARRENDA-SE Pavilhão com 1400m2 para indústria, com bons acessos, no centro do Louro.

Telf. 252375256

COUTO & BRANDÃO, PRODUTOS ALIMENTARES, LDA Travessa das Lagoas, 106 - 4770-447 Requião V. N. Famalicão - Tel: 252 309 630

ADMITE

OP.(A) FABRIL PARA O SECTOR DE PRODUÇÃO 2º turno: 14:00h às 22:00h

- Admissão imediata

OFERECEMOS: - Remuneração compatível com a função - Integração em equipa jovem e profissional - Ótimo ambiente de trabalho

LIMPEZAS FLORESTAIS

Faço serviço de limpeza com roçadora de terrenos, quintais etc Preço sob consulta. Tenho uma vasta experiência em limpezas florestais

Paulo Oliveira : 910 026 596

HOMEM

PROCURA SENHORA ENTRE 45 E 65 ANOS ASSUNTO SÉRIO CONTACTO: 919 254 003

ALUGA-SE T2 NO CENTRO DE FAMALICÃO

CONTACTO: 252 097 631

PRECISA-SE

SENHORA PARA SERVIÇOS DOMÉSTICOS DURANTE TODO O DIA

CONTACTO: 966 932 641

RECRUTAMENTO CHEFE DE EQUIPA COM EXPERIENCIA MANOBRA DE MÁQUINAS TROLHAS PEDREIROS SERRALHEIRO SERVENTES Construção Civil PREDIAVE CONSTRUÇÕES LDA.

Vila Nova de Famalicão/Trofa Contactos: 914782670 ou prediave@gmail.com


opiniãopública: 11 de julho de 2019

Tiago Rodrigues destaca-se entre os portugueses

O golfista famalicense, Tiago Rodrigues, continua a sua competição no Pro Golf Tour, tendo participado, nos passados dias 1 a 3 de julho, no Leipziger Golf Open, em Leipzig, na Alemanha. O golfista destacou-se entre os portugueses em prova, conseguindo ser o segundo melhor em termos lusos.

Aliás, no torneio anterior, realizado na Polónia, o famalicense foi mesmo o português a conseguir os melhores resultados, o que prova o seu bom desempenho nestes dois torneios. Na prova alemã, que decorreu no Golf & Country Club, em Leipzig, Tiago Rodrigues alcançou o seu melhor resultado da época, fechando a prova na 33ª posição empatado, com um resultado total de +9. Este foi o maior torneio em que participou este ano, em termos de prize money, fator que torna ainda mais relevante o bom desempenho alcançado. Já na Polónia, no Polish Open by John Deere, torneio que teve lugar no Gradi Golf Club, nos passados dias 26 a 28 de junho, o resultado de Tiago Rodrigues foi também muito positivo, sendo mesmo o melhor português entre os seis que participaram nesta competição. O famalicense não conseguiu passar a fase final, tendo fechado as suas contas na 46ª posição, com um resultado de +2. Moralizado pelas prestações alcançadas, Tiago Rodrigues enfrentará, com forças renovadas e muita motivação, a próxima etapa do Pro Golf Tour que viajará até à Holanda, mais propriamente na cidade de Roterdão. Este torneio, o Broekpolder International Open, está marcado para os dias 11 a 13 de julho. O Pro Golf Tour é a terceira liga europeia de golfe, trazendo para cada torneio 152 jogadores em competição.

MODALIDADES

23

Rui Sabino em destaque no Encontro Nacional de Escolas de Ciclismo Rui Sabino, o ciclista da União de Ciclismo da Trofa, alcançou a medalha de prata no escalão de infantis no Encontro Nacional de Escolas de Ciclismo. A competição realizou-se nos dias 6 e 7 de junho, em Almeirim. Depois do ouro no ano passado em iniciados, Rui Sabino alcançou a medalha de prata no primeiro ano no escalão de infantis.

Sérgio Carvalho participou no Rali de Viana Sérgio Carvalho terminou o Rali de Viana do Castelo na sétima posição na sua categoria. O navegador famalicense Sérgio Carvalho no Nissan Micra, teve como piloto Cláudio Ornelas, completando todos os objetivos que se propuseram para a prova. Sérgio Carvalho entra em ação no Rali de Famalicão, que se realiza nos dias 20 e 21 de julho. pub


24

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019


pub


II

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

Departamento Comercial

Levamos a sua empresa mais longe

pub

Em todos os órgãos de comunicação a publicidade está sempre presente, o que é explicado pela rentabilidade que a mesma proporciona. Aliás podemos mesmo considerar que esta é a mais importante fonte de receita do OP e que, sem publicidade, a continuidade do jornal não seria viável. No entanto, a visibilidade que este meio de comunicação possui faz da publicidade um importante espaço para as empresas que decidem investir connosco. Aliás, há empresas que nos acompanham desde a primeira edição, tendo também a consciência que cresceram connosco e que o investimento na nossa publicidade foi um dos motivos para que estas sejam, nos dias de hoje, casas comerciais com história. Podemos considerar, então, que a publicidade tem, sem dúvida, um importante papel na vida de uma empresa. É ela que permite dar a conhecer aos seus futuros clientes quais os serviços ou produtos que a própria empresa disponibiliza e, assim, o processo de angariação de clientes torna-se bastante mais prático e rentável. Podemos, neste momento, orgulhar-nos de possuir uma carteira de clientes variada, com todo o tipo de serviços e produtos. Clientes como pequenas e médias empresas, em que o seu foco é o concelho de Famalicão, mas também grandes empresas a nível nacional. Mais uma prova da eficácia e retorno que um investimento neste meio de comunicação traz. Com a comemoração destes 28 anos, aproveitamos a data para agradecer às empresas que sempre acreditaram no nosso profissionalismo e desejamos que continuem a apostar no OP.

OP lidera no concelho de Famalicão Independente, regional e inovador, assim se caracteriza o Jornal OPINIÃO PÚBLICA (OP). Com uma periodicidade semanal, 20 000 exemplares gratuitos do OP são distribuídos por todo o concelho de Famalicão, inclusive alguns pontos de distribuição fora do concelho, nomeadamente Trofa, Barcelos, Santo Tirso, entre outros. São 28 anos a dar destaque às noticias do concelho e a manter informados, sobretudo, os famalicenses acerca da sua cidade e freguesias. Sabemos, por isso, que apesar das inovações que o passar dos anos trouxe, a edição em papel tem muito valor, o que se comprova pela procura exaustiva semanal por parte dos nossos leitores. Mas não somos apenas nós que o dizemos, um estudo lançado pelo Barame Imprensa, da Marktest, confirma que o OP é, de facto, o jornal mais lido do concelho de Famalicão. De modo a acompanhar as novas gerações, o OP está também presente na internet através do site www.opiniaopublica.pt, onde pode acompanhar as noticias lançadas. Além disso, uma das principais novidades é a newsletter do OP. Chegarmos até ao leitor nunca

foi tão fácil. Este é um sistema que nos permite enviar para o seu email a edição do OP em formato digital, todas as semanas. O processo é fácil e rápido. Basta apenas ir ao site do OP e subscrever este serviço que é totalmente gratuito. O Facebook é também uma das plataformas onde o OP está presente devido às suas funcionalidades, que se caracterizam sobretudo pela rapidez com que nos permite noticiar. Assim, ao longo do dia, publicamos as noticias de última hora relevantes para o concelho de Famalicão. De carácter regional, ao folhear o OP apercebemo-nos das várias as secções que o jornal possui. São elas Cidade, Freguesias, Cultura, Desporto Praça Pública e o Especial. Este último tem, cada semana, um tema diferente que é composto por entrevistas ou simplesmente artigos informativos que exploram esse mesmo tema. Outra parte do OP é a vertente publicitária que para além de enriquecer o jornal, dando como sugestão aos nossos leitores, variadas empresas que oferecem os mais diversos produtos ou serviços, permite a nível financeiro a sua existência.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

III

Opinião Pública: 28 anos de história Foi precisamente há 28 anos, que o Jornal OPINIÃO PÚBLICA (OP) surgiu no concelho de Famalicão. Integrado no grupo Editave, onde estão presentes outros meios de comunicação como a Rádio Digital FM e a Fama TV, este meio impresso marca presença noticiosa desde 1991. Um jornal semanal que revolucionou o contacto dos famalicenses com a atualidade, não só do próprio concelho, como toda a região envolvente do Vale do Ave. Mas se atualmente o fluxo de noticias é instantâneo, antigamente não era bem assim. O jornalismo está, nos dias de hoje, revolucionado. O fluxo de noticias é enorme. A tarefa de selecionar quais as noticias que mais interessam aos nossos leitores é cada vez mais árdua. O meio digital permite-nos chegar ao leitor com uma noticia em questão de segundos e, o que pode inicialmente ser um mundo de vantagens, nem sempre o é. A competitividade que existe em dar as noticias de “última hora” em “primeira mão” deixa, muitas vezes, de lado o rigor

que o bom jornalismo exige. Os valores éticos e deontológicos do jornalista assim o obrigam e foi, por estes mesmos, que o OP sempre se pautou ao longo da sua existência. Assim, tiramos, todos os dias, proveito do ime-

diatismo que a era digital nos proporciona, mas olhamos para os valores de seriedade, respeito, rigor e exatidão e enfrentamo-los com a confiança e certeza que são certamente as palavras certas para caracterizar pub

o OP. O presente oferece-nos um variado conjunto de soluções que nos permitem agilizar o nosso papel enquanto meio de comunicação. Acompanhamos e evoluímos com as novas gera-

ções. E é por este motivo que a rede social do OP surgiu, para termos a oportunidade de informar em todos os formatos e chegar a todos aqueles que se interessam pelo trabalho que desenvolvemos. Apesar disso, não esquecemos o passado. O inicio do que se viria a tornar um grande projeto. Quando olhamos para o futuro do OP, vemos um futuro risonho com a certeza que continuaremos com o bom trabalho realizado até hoje. Continuaremos a cumprir a missão idealizada inicialmente: levar a informação pertinente até aos leitores, promover as notícias do concelho, trazer a público tudo o que de bom acontece na nossa região e, sobretudo, dar destaque e visibilidade a esses mesmos projetos. Agradecemos, por isso, toda a confiança depositada em nós, na nossa redação, nos nossos profissionais que trabalham todos os dias para que o bom jornalismo de proximidade continue avante, apesar dos desafios que surgem pelo caminho. pub


IV

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

“Um jornal de referência na região” Felicito o jornal OPINIÃO PÚBLICA por cumprir mais um aniversário… são já 28 anos de vida. Este é um jornal de referência na nossa região, com conteúdos que aos famalicenses agrada. Aproveito para desejar ao OPINIÃO PÚBLICA uma longa vida e que, durante muitos mais anos, este órgão de comunicação social se mantenha com os famalicenses. É fundamental que assim seja, para que os famalicenses continuem a ser informados com a qualidade que o jornal já nos habituou. Parabéns pelo vosso trabalho!

Jorge Silva, presidente do Futebol Clube Famalicão

“Um semanário que todos lemos” pub

Muitos parabéns ao OPINIÃO PÚBLICA pelo seu 28º aniversário. A longevidade de um projeto que era “atrevido” quando apareceu, confirma a preocupação de qualidade, independência, diversidade e bom gosto, que carateriza o jornal semanário que todos lemos. Numa altura em que a imprensa escrita enfrenta o importante desafio e concorrência da comunicação digital, a objetividade, a seriedade, a confiança que depositamos numa publicação, continuam a ser valores fundamentais para quem quer confiar no que lê. O OP merece a nossa confiança e a equipa que o produz merece um aplauso.

António Barbosa, presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Ave

“Boa e transparente informação” Os anos passam e o OPINIÃO PÚBLICA não tem “rugas”. A boa e transparente informação é o “creme“ ideal para manter o prestígio que tem angariado. Fazer anos no dia Mundial da População, e pelos reconhecimentos que todos temos da enorme companhia que este jornal nos faz, vamos contribuir para que o seu aniversário nunca acabe, nem tão pouco, passe despercebido. Sendo o meu testemunho e a minha mensagem de parabéns um ato simbólico, apenas o faço, como a meSalazar Coimbra, administrador/ diretor Clinico do Hospital da Santa Casa da Misericórdia de Riba d’Ave lhor prenda de aniversário que encontro anualmente, e que a considero humilde, mas com grande sentido de balho da empresa e dos seus colaboresponsabilidade, amizade e acima de radores. tudo de reconhecimento pelo bom traBem hajam e muitos parabéns.


opiniãopública: 11 de julho de 2019

“Parabéns OPINIÃO PÚBLICA!”

“Próximo dos famalicenses”

Foi no dia 17 de julho de 1991, que um grupo de homens e mulheres deu à estampa, em Vila Nova de Famalicão, o primeiro número do jornal OPINIÃO PÚBLICA. Já lá vão 28 anos! Desde então, muitos números foram publicados e muitos trabalhos jornalísticos marcaram a atualidade famalicense, contribuindo para a construção de uma comunidade informada, culta e desenvolvida. Como afirma no seu estatuto editorial, o jornal OPINIÃO PÚBLICA apresenta uma “informação séria e diversificada. Recusa um olhar deliberadamente pessimista e sensacionalista sobre a vida local, respeita o espaço privado dos cidadãos e participa no debate das grandes questões e desafios que se colocam a Vila Nova de Famalicão, tanto na sua dimensão concelhia como regional, defendendo os valores históricos, culturais, sociais e económicos”. É este projeto detentor de uma identidade própria muito forte, que se distingue e singulariza no panorama da comunicação social regional e nacional que quero destacar, salientando o seu papel de grande relevância para a nossa comunidade. Num contexto de incerteza global e de intenso debate em relação ao futuro dos media, o OPINIÃO PÚBLICA celebra mais um aniversário com uma mensagem de inovação e de con-

Parabéns jornal OPINIÃO PÚBLICA pelo 28º aniversário. Conseguir informar de forma credível e atual não é uma tarefa fácil, ainda mais nos tempos que correm, mas essa tarefa é essencial para uma sociedade plural e capaz de cumprir os seus deveres cívicos. Essa tarefa, a da informação, tem sido cumprida, de forma exemplar, pelo jornal OPINIÃO PÚBLICA, ao longo dos seus 28 anos de existência. Um órgão de comunicação que se mantem próximo dos famalicenses, que já não dispensam, semanalmente, o jornal e o seu conteúdo mediático. Essa função, a de se manter próximo dos famalicenses e servir como uma voz ativa de tudo o que se passa no concelho, é de extrema importância. Só assim podemos aspirar a ser melhores a cada dia que passa, mais informados e mais ativos no crescimento económico e social do concelho em que vivemos. Importa por isso não deixar de projetar, à medida que os anos vão passando e de uma forma afirmativa, um futuro onde exista sempre lugar para o rigor informativo, para uma credibilidade do trabalho desenvolvido por jornalistas e colaboradores. Esse deve continuar a ser o compromisso assumido pelo jornal OPINIÃO PÚBLICA, algo que honrará o seu significativo passado, não esquecendo a capacidade de inovar e se adaptar aos novos

Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão

fiança quanto aos novos tempos que se avizinham. Um jornal que não teme o futuro e que procura, com criatividade, os caminhos para o construir. Parabéns a todos que fazem parte desta grande equipa – profissionais e leitores – e continuação do excelente trabalho!

ESPECIAL

V

Fernando Xavier Ferreira, presidente da ACIF

tempos. Felicito os diretores, funcionários e colaboradores do jornal OPINIÃO PÚBLICA pela passagem do 28º aniversário, desejando longos anos de vida e a continuação de um trabalho positivo em prol da comunicação e do desenvolvimento social do concelho e da região.

pub


VI

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

“Elevado rigor editorial” O jornal OPINIÃO PÚBLICA, ao completar 28 anos de existência, ao serviço da comunidade famalicense, afirmouse como um dos principais veículos locais da notícia e da opinião. Sempre imbuído de um elevado rigor editorial, o OPINIÃO PÚBLICA habituou-nos a uma isenção exemplar, no tratamento de todas as notícias que traz a lume. A Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Famalicão, nesta data tão significativa para o jornal OPINIÃO PÚBLICA, não poderá deixar de destacar a permanente disponibilidade de todos quantos fazem o jornal, em estreita colaboração na defesa da causa dos bombeiros, quer na divulgação das atividades associativas, quer na pro-

João Coelho, presidente da Direção da Associação Humanitária dos BV de Famalicão

moção de quaisquer eventos de cariz humanitário. Neste dia festivo, para o OPINIÃO PÚBLICA vai o nosso abraço solidário de parabéns.

“28 anos ao serviço da informação local” pub

Vinte e oito anos ao serviço da informação local só por si já seria um feito, o qual ganha ainda maior significado quando realizado com a qualidade a que o OPINIÃO PÚBLICA nos habituou. Pena é que o esforço feito não seja acompanhado do necessário apoio do público a que se destina. O mercado publicitário, pela sua dimensão, não ajuda ao necessário financiamento e isso reflete-se na quantidade e qualidade do trabalho produzido. Só quando ou se desaparecer a comunicação social local é que se sentirá o seu verdadeiro peso e a sua verdadeira importância. O caminho está traçado, só com o aproveitamento das diversas sinergias existentes no território é que será pos-

António Meireles, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Famalicenses

sível dar continuidade a este magnifico trabalho com que o OPINIÃO PÚBLICA brinda os famalicenses. Ergo a minha taça e felicito a equipa do OPINIÃO PÚBLICA com o desejo que o futuro vos traga as maiores felicidades.

“Parceiro de muitos e longos anos” É sempre um prazer felicitar alguém no seu aniversário, ainda mais quando se trata de um parceiro de muitos e longos anos, e com o qual temos uma relação privilegiada. A relação de amizade entre a Fagricoop e o jornal OPINIÃO PÚBLICA mantem-se ao logo dos anos, sendo os “Especiais Fagricoop”, o exemplo maior da colaboração e das boas relações entre estas duas organizações. Em meu nome pessoal, e da organização que presido, quero deixar aqui os meus mais sinceros parabéns ao jornal OPINIÃO PÚBLICA, aos seus colaboradores e direção, pelo excelente trabalho desenvolvido nestes 28 anos de existência que esperemos se prolonguem por muitos e longos anos. Muitos parabéns jornal OPINIÃO PÚBLICA.

Manuel Loureiro, presidente da Fagricoop


opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

VII

Os Presidentes das Juntas de Freguesia do concelho de Famalicão são um importante vínculo e fonte de informação, para que o OPINIÃO PÚBLICA consiga estar atento a tudo o que se passa nas freguesias do concelho. Por esse motivo, os Presidentes felicitam o OP pelo trabalho desenvolvido até agora e pela proximidade que mantêm com as localidades.

Bairro

Brufe

O Jornal OPINIÃO PÚBLICA tem vindo a consolidar-se como um dos jornais de referência da região. O caminho traçado tem sido construído com bases sólidas e o crescimento tem sido sustentado pelo rigor e pela seriedade. Neste 28º aniversário, ficam os votos de muito sucesso para um jornal que já faz parte da vida quotidiana de todos os famalicenses. Muitos parabéns, OPINIÃO PÚBLICA!

Parabéns ao Jornal OPINIÃO PUBLICA por mais um ano de informação no nosso dia-a-dia. Jornal que continua a crescer a afirmar-se no nosso concelho. Parabéns por mais um aniversário. Carlos Gomes, presidente da Junta de Freguesia de Brufe

Rui Pacheco Alves, presidente da Junta de Freguesia de Bairro pub

“Informação de qualidade, imparcialidade e notoriedade”

Rui Maia, provedor da Santa Casa Misericórdia VN Famalicão

É com grande satisfação e entusiasmo que assinalamos os 28 anos do jornal OPINIÃO PÚBLICA. Desde já, enviamos os respeitosos cumprimentos aos fundadores e a todos aqueles que ao longo destes anos têm contribuído para uma informação de qualidade, imparcialidade e notoriedade. Um percurso em sentido crescente, com um número de leitores cada vez maior, e que revela um trabalho de proximidade e dedicação a todos os famalicenses. A vossa acção é fulcral na divulgação da informação, mas essencialmente na criação de sinergias locais, de dinâmicas multiculturais e na criação de uma comunicação social educativa e positiva. Um concelho com uma dimensão nacional e internacional de relevo como Vila Nova de Famalicão, só poderá atingir uma evolução sustentada com a existência de órgãos de comunicação social sérios e íntegros. Parabéns OP também por isso, e simultaneamente um agradecimento pelo contributo exposto. Enquanto famalicense, realço a confiança e competência que sinto na divulgação da informação, com os respectivos índices de transparência e heterogeneidade cultural. Na qualidade de provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Nova de Famalicão, deixo um agradecimento especial no que concerne à divulgação do serviço prestado pela nossa instituição, pela promoção de inúmeras actividades, e pela relação de proximidade e sensibilidade demonstradas. Muito obrigado e parabéns.


VIII

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

Castelões A Junta de Freguesia de Castelões felicita o jornal OPINIÃO PÚBLICA e todos os seus colaboradores pelo seu 28º aniversário. O jornal OPINIÃO PÚBLICA é uma referência na comunicação e informação de todos os famalicenses. É uma estrutura dotada com excelentes profissionais que em muito tem contribuído para o enriquecimento cultural e conhecimento das vidas da nossa comunidade Francisco Sá, presidente da Junta de Freguesia de Castelões

Cruz O Jornal OPINIÃO PÚBLICA festeja o 28º aniversário e, por esse facto, merece de todos nós, o maior respeito e admiração. Ao longo destes anos de vida, o Jornal OPINIÃO PÚBLICA conheceu vários diretores, colaboradores e leitores. É com muita honra e satisfação que endereço os meus sinceros parabéns a um meio de comunicação social que se prima pela sua verticalidade, homenageando desta forma todos aqueles que ao longo destas quase três décadas contribuíram, independentemente das funções que exerceram, para que esta publicação se tornasse uma referência no âmbito da imprensa local e até regional. A Freguesia de Cruz deseja ao Jornal OPINIÃO PÚBLICA e a todos os seus colaboradores e leitores, sinceros parabéns. António, Simões, presidente da Junta de Freguesia de Cruz

Delães Na passagem desta data festiva, felicito o jornal OPINIÃO PÚBLICA pelo seu 28º aniversario. O meu reconhecimento, por continuarem a fazer do vosso jornal uma referência, na divulgação e valorização da ação de Famalicão e dos famalicenses. Ao OP, a todos os seus colaboradores, com votos de continuarem a informar os famalicenses por muitos e muitos anos, os meus parabéns. pub

Francisco Gonçalves, presidente de Junta de Freguesia de Delães

Fradelos Gostava de felicitar o aniversário do OP. Tem divulgado as noticias da nossa freguesia. Apelava também para que fosse mais informativo. Gostávamos que a direção orientasse um maior contacto com as freguesias, para saber dos acontecimentos, para que assim participasse-mos mais um pouco no jornal. Adelino Costa, presidente da Junta de Freguesia de Fradelos

Gavião A Junta de Freguesia de Gavião felicita o Jornal OPINIÃO PUBLICA pelo seu 28º aniversário. Felicita também todos os seus colaboradores pela sua imparcialidade, profissionalismo e simpatia que com que tratam todas as freguesias do concelho. Que o jornal continue a levar informação, esclarecendo dúvidas, e que amplie a sua distribuição para que cada vez mais pessoas tenham o prazer de disfrutar com a sua leitura. António Emídio, presidente da Junta de Freguesia de Gavião

Landim O Jornal OPINIÃO PÚBLICA é um Jornal de referência do nosso concelho. Leio este jornal há 28 anos e desde então sinto que o jornal tem vindo a crescer. Tem mostrado prodigiosamente a responsabilidade, levando a toda a comunidade, informações, ensinamentos, lazer, negócios, aproximando assim as pessoas da sua própria cidade e acompanhando a inovação tecnológica tem chegado a todos os portugueses através da internet. Continuem com o bom trabalho que têm desempenhado. Desejo-vos as maiores felicidades. São os votos sinceros da Junta de Freguesia de Landim. Avelino Silva, presidente da Junta de Freguesia de Landim


opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

IX pub

Joane Organização. Boa disposição. Capacidade de inovar. Resiliência. Ligação à população. Serviço e isenção. Estes são apenas alguns dos adjetivos que definem o OPINIÃO PÚBLICA ao longo destes anos. Sempre prontos a potenciar o que melhor se faz e temos nas vilas, dando conta das notícias mais sérias, mas incluindo também uma vertente lúdica e mais informal na informação que prestam. Sempre um passo à frente na maneira como acompanham a evolução noticiosa, seja pela inclusão ou adesão aos novos meios de comunicação, acompanhando assim atentamente a mutação da sociedade famalicense e das freguesias do concelho. Sempre competente na forma como apoia os movimentos associativos, as freguesias e demais instituições, divulgando as suas atividades e ações, mostrando as noticias pela positiva, numa altura e que parece que só se procura notícias más. Sempre irreverentes na forma como abordam os temas e definem a linha editorial do jornal que é já uma referência regional. Sempre isento no acompanhamento dos intervenientes locais e das suas ações. Em suma, Joane e os joanenses sempre acompanharam o OPINIÃO PÚBLICA e tenho a certeza que este jornal nunca deixará de estar presente para os joanenses. Parabéns. António Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de Joane

Lousado Parabéns! Esperamos que o Jornal OPINIÃO PÚBLICA faça parte do nosso dia-a-dia por muitos anos de êxitos de publicação, trazendo-nos boas noticias. Felicidades. Jorge Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de Lousado

Mogege Nesta data tão especial, a Junta de Freguesia de Mogege envia os parabéns ao vosso jornal, desejando que prossigam com o bom trabalho que têm desenvolvido ao longo dos anos. Formulando os melhores votos, apresento os meus mais cordiais cumprimentos. José Carlos da Silva Lima, presidente da Junta de Freguesia de Mogege

Nine A Junta de Freguesia de Nine congratula o jornal OPINIAO PÚBLICA por mais um aniversário! São quase três décadas de informação isenta, célere e rigorosa. Em tempos em que está tão em voga a divulgação de "fake news", saúda-se esta resistência sensacionalista do Jornal OPINIÃO PÚBLICA. Que assim possa continuar! Parabéns! Paulo Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de Nine

Oliveira Santa Maria Felicito o Jornal OPINIÃO PÚBLICA, em nome da Junta de Freguesia e das gentes de Oliveira Santa Maria, na passagem do seu 28º aniversário, ao serviço da informação regional, da cultura e das tradições do nosso povo. Formulo votos para que a vida do jornal OPINIÃO PÚBLICA se prolongue por longos e longos anos, com a admiração e o sucesso que todos lhe reconhecem. Gostaria de incluir nestas minhas felicitações todos os colaboradores do jornal, sua direção, assinantes e leitores. Delfim Abreu, presidente da Junta de Freguesia de Oliveira Santa Maria


X

opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

Pedome

Requião

A Junta de Freguesia de Pedome saúda o jornal OPINIÃO PÚBLICA pelo seu aniversário. O trabalho desenvolvido pelo OPINIÃO PÚBLICA transformou-o num meio de comunicação de referência no nosso concelho, e como consequência, muito seguido na nossa freguesia. O OP é um jornal que, de forma isenta e credível, tem informado todos os seus seguidores em geral e os famalicenses, em particular. Deste modo, esperamos acompanhar o OPINIÃO PÚBLICA no desenvolvimento sustentável da sua atividade e recebê-lo nas nossas casas por muitos e longos anos. Um bem-haja pelo trabalho desempenhado em prol da informação!

Parabéns ao OPINIÃO PÚBLICA pelo 28º aniversário e pelo trabalho bem feito ao longo de todos estes anos em volta no concelho e de toda a sua comunidade. Em termos de comunicação social, tem feito a divulgação dos vários acontecimentos que vão acontecendo no concelho e isso também faz com que as pessoas se mantenham informadas. Parabéns também pela isenção que tem demonstrado sempre em tudo que trata a nível noticioso. Para mim é muito relevante dar as notícias com transparência com exatidão sem alarmismos sociais e com correção acima de tudo.

José Luís Alves, presidente da Junta de Freguesia de Pedome

João Pereira, presidente de da Junta de Freguesia de Requião

Oliveira S. Mateus Parabéns pelo vosso 28º aniversário. Que esta data se repita por muitos e muitos anos e que continuem com o vosso profissionalismo, honestidade, respeito e responsabilidade para atingir o sucesso de sempre. Esperamos que continuem a fazer parte do dia a dia de todos os habitantes deste concelho. Carlos Pereira, presidente da Junta de Freguesia de Oliveira S. Mateus

Pousada Saramagos Quero desejar um feliz aniversário porque são 28 anos de história. O OP é um jornal que nos traz as noticias de forma gratuita e, por esse motivo, é preciso também agradecer aos patrocinadores do vosso jornal que possibilitam que este chegue a todas as casas. Desejo que continuem com o trabalho que têm vindo a desenvolver e a dar destaque às noticias do concelho.

Ribeirão A imprensa local e regional desempenha um importante papel como mediadora entre os poderes autárquicos e os cidadãos e entre estes e aqueles. Os cidadãos tomam conhecimento dos projetos e dos atos de governação local e, por sua vez, são os jornalistas que, com o seu trabalho no terreno, dão voz aos anseios das populações e alertam para os constrangimentos que se sentem no dia-a-dia. Importante é também a formação cívica dos cidadãos. As reportagens e reflexões sobre as realidades do dia-a-dia ajudam a interiorizar valores e a potenciar comportamentos positivos. Considero que o jornal OPINIÃO PÚBLICA, ao longo destes 28 anos de publicação, tem desempenhado esta dupla tarefa de forma eficiente e hoje é já uma referência para todos os que aguardam com interesse a sua chegada semanal às bancas. Parabéns, OPINIÃO PÚBLICA. Adelino Oliveira, presidente da Junta de Freguesia de Ribeirão

José Pereira, presidente da Junta de Freguesia de Pousada de Saramagos

pub


opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

XI pub

Riba de Ave Parabéns ao OP pela passagem de mais um aniversário! A imprensa local desempenha um importante papel na construção de uma sociedade democrática e na aproximação do cidadão às instituições, por isso, votos de longa vida! Susana Pereira, presidente da Junta de Freguesia de Riba de Ave

UF Antas/Abade Vermoim Na qualidade de presidente da Junta de Antas e Abade de Vermoim, endereço as minhas sinceras e entusiastas congratulações pelo 28º aniversário do OPINIÃO PÚBLICA, entidade sediada na nossa freguesia, na qual tem prestado um serviço de excelência, credível e de elevada competência no nosso concelho. É, sem dúvida, um órgão de comunicação social muito valoroso de promoção, de transmissão de informações e projetos, desenvolvendo um papel de proximidade entre os cidadãos de Vila Nova de Famalicão. Ao longo dos 28 anos de existência, foi notório um desenvolvimento e uma evolução a todos os níveis. Estou ciente que daqui para a frente serão anos recheados de inúmeros êxitos, de progresso e modernização. Queiram aceitar, a expressão dos meus mais respeitosos cumprimentos a todos os que durante esta longa caminhada contribuíram para estarmos a comemorar este aniversário, reiterando as minhas felicitações e sucesso. Manuel Alves, presidente da Junta de UF de Antas e Abade de Vermoim

UF Avidos e Lagoa A Junta de Freguesia de Avidos e Lagoa felicita toda a equipa do OPINIÃO PÚBLICA por mais um aniversário, enaltecemos todo o vosso trabalho de excelência ao longo destes anos. António Gomes, presidente da Junta da UF de Avidos e Lagoa pub

UF Carreira e Bente Muitos parabéns ao OPINIÃO PÚBLICA, à direção e a todos os colaboradores, por mais um aniversário. Desejo que continuem da mesma forma, ou seja, a levar a informação a todos os famalicenses e não só. Todos estão de parabéns. Agostinho Veiga, presidente da Junta da UF de Carreira e Bente

UF Esmeriz e Cabeçudos Gostava de desejar ao OP as maiores felicidades, que tenham muito sucesso, que continuem esta partilha de opinião e que prossigam com o bom trabalho que tem feito até hoje. Armindo Mourão, presidente da União de Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos

UF Gondifelos, Cavalões e Outiz A UF de Gondifelos, Cavalões e Outiz felicita o OP pelas suas 28 voltas ao sol. Esperamos que o desenvolvimento local, a atividade cultural, a cidadania ativa, o crescimento da qualidade de vida, sejam uma realidade progressiva e que vos proporcione excelentes matérias futuras. Temos residentes de diversas nacionalidades e urge tirar o melhor cruzamento de culturas. Manuel Novais, presidente da Junta da UF de Gondifelos, Cavalões e Outiz


XII

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de julho de 2019


opiniãopública: 11 de julho de 2019

UF Lemenhe, Mouquim e Jesufrei Parabéns ao jornal OPINIÃO PÚBLICA. Um meio que, ao longo destes 28 anos, se caracterizou pela credibilidade e democraticidade. A Junta da União de Freguesias aproveita para felicitar o OPINIÃO PÚBLICA, os corpos sociais, diretores e os demais colaboradores por todo o empenho e dedicação no trabalho realizado. Carlos Alberto Fernandes, presidente da Junta da UF de Lemenhe, Mouquim e Jesufrei

UF Ruivães e Novais Parabéns Jornal OPINIÃO PÚBLICA! Estes parabéns são extensíveis a toda a equipa que diariamente dá o melhor de si para chegar com a informação a todos os leitores deste semanário local. Estão também de parabéns todos aqueles empresários que utilizam este meio de comunicação social para publicitar as suas entidades, produtos e serviços. Ao jornal OPINIÃO PÚBLICA, e à sua importância na história de um Povo, que não se pode nem deve deixar de frisar. Nos dias de hoje, onde os grandes meios de comunicação social nacionais apenas dão destaque, por vezes inesgotáveis, a tragédias e pouco mais, este “nosso” jornal traz-nos semanalmente a história, a tradição, o que se faz de melhor no seio da nossa Comunidade Famalicense. Não deixem de ser a “voz do Povo”. Duarte Veiga, presidente da Junta de Freguesia da UF Ruivães e Novais

UF Seide A União de Freguesias de Seide dá os parabéns ao jornal OPINIÃO PÚBLICA por se assumir cada vez mais como uma referência no panorama da comunicação social regional e nacional. A modernização dos seus serviços e os seus pontos informativos alargados a diferentes temáticas, sempre em cima do acontecimento, muito contribuem para informar os cidadãos e para promover Famalicão e as suas freguesias. Seide saúda todos os profissionais e dirigentes deste órgão de comunicação pelo excelente trabalho que têm vindo a realizar. Continuação de um excelente trabalho! Bem-haja e muitos parabéns! Tomás Sousa, presidente da Junta de Freguesia de Seide

UF Vale S. Cosme, Telhado e Portela A União de Freguesias deseja as maiores felicidades neste aniversário do jornal OPINIÃO PÚBLICA aos seus leitores e a todos os seus colaboradores. Que continue o seu trabalho de publicar de uma forma séria e isenta tudo aquilo que se vai fazendo pelo concelho e pelas freguesias. Bernardino Martins, presidente da Junta da UF de Vale S. Cosme, Telhado e Portela

ESPECIAL

XIII

UF Famalicão e Calendário O executivo da União de Freguesias de VN de Famalicão e Calendário felicita o Jornal OPINIÃO PÚBLICA pelo seu 28 º aniversário, dando realce ao seu trabalho em prol de VN de Famalicão, pois são muitos os benefícios que recebemos com a preocupação de trazer até nós o melhor que há na informação: isenção, imparcialidade e honestidade. Parabéns, mais uma vez, pelo vosso excelente trabalho. Estela Veloso, presidente da Junta da UF de Famalicão e Calendário

Vale S. Martinho Parabéns jornal OPINIÃO PÚBLICA. Em tempo de aniversário, há que dar os parabéns ao OPINIÃO PÚBLICA, um jornal preocupado em dar visibilidade às freguesias, e dar oportunidade para partilha de ideias e de projetos. Dando a conhecer a realidade da comunidade e também para uma maior proximidade entre os cidadãos. Votos de felicidades e muito sucesso. Manuel Oliveira, presidente da Junta de Freguesia Vale S. Martinho

Vermoim Felicito o jornal OPINIÃO PÚBLICA pela passagem do seu 28º aniversário, pelo excelente trabalho com rigor e isenção. Que dê continuidade à filosofia seguida até hoje com total isenção. Grande abraço. Manuel Carvalho, presidente da Junta de Freguesia de Vermoim

Vilarinho Cambas O jornal OPINIÃO PÚBLICA afirma-se cada vez mais como jornal de referência e de leitura obrigatória em Famalicão. Esperamos que continuem a informar, divulgar o que de melhor se faz e acontece não só na cidade de Famalicão, mas também nas freguesias. Esperemos que continuem a procurando manter os famalicenses unidos num projeto de desenvolvimento comum, e envolvendo-os nas iniciativas culturais e desportivas de todo o concelho. A Junta de Freguesia de Vilarinho das Cambas parabeniza-os pelo 28º aniversário e deseja-vos os maiores sucessos para os vossos projetos! Judite Costa, presidente da Junta de Freguesia de Vilarinho das Cambas

pub


XIV

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019 pub

Todas as semanas, são distribuídos, gratuitamente, 20 mil exemplares pelos diferentes postos de distribuição em todas as freguesias do concelho. Nesta edição, falamos com alguns dos responsáveis por estes pontos de distribuição para sabermos como é recebido o jornal pelos nossos leitores. O Jornal OPINIÃO PÚBLICA é muito procurado todas as semanas. Noto que é muito requisitado pelas pessoas para saberem as noticias da comunidade, do que se passa na cidade. Também pelo futebol e pelas equipas das vilas. A secção desporto é uma parte importante, as pessoas gostam muito de a ler. Cristina Cunha Quiosque Central

Toda a gente leva o jornal, sobretudo por ser gratuito. Considero-o um bom jornal. António Costa Vilarinho Quiosque de Joane

pub

As pessoas na quinta-feira de manhã perguntam logo se já chegou o OPINIÃO PÚBLICA. Como é um jornal gratuito, toda a gente o leva e gostam de o ler porque traz sempre as noticias mais procuradas, que são as da terra. É a melhor informação que tem contactado com os clientes, e aquilo que eu próprio procuro ver. É um jornal que eu gosto muito de ler e cada um lê aquilo que gosta, eu pessoalmente gosto mais do OPINIÃO PÚBLICA. Leio sempre as noticias do concelho. Joaquim Silva Casa Voga É muito procurado pelas pessoas para saber as novidades de Famalicão. As pessoas estão muito atentas aos anúncios das imobiliárias, ao desporto e às noticias em geral. Sempre que posso, passo os olhos pelo jornal. Sameiro Costa Quiosque Mascotinha da Sorte


opiniãopública: 11 de julho de 2019

ESPECIAL

XV

Opinião Pública: o que dizem os nossos leitores O jornal OPINIÃO PÚBLICA tem muita procura. Eu pessoalmente gosto muito, leio-o por inteiro. Os clientes dizem que, como é um jornal gratuito, é um jornal muito bom porque reflete tudo o que é de Famalicão e das suas freguesias. Pela experiência que tenho, os leitores gostam de ler tudo, em especial a secção de desporto onde, por vezes, é dado destaque ao Riba de Ave Hóquei Clube.

Leio o OPINIÃO PÚBLICA todas as semanas. Venho ao quiosque do José e quando já esgotou, porque a procura na nossa vila é muita, dirijo-me a outro sitio, como o talho, onde também é distribuído. Mesmo assim, quando não encontro, vou a Fradelos buscar o jornal. É um bom jornal, se não fosse, eu não andava todas as semanas à procura dele. Não tem nada a ver com o facto de ser gratuito, porque existem muitos que são gratuitos e eu simplesmente não gosto de os ler. Gosto muito do desporto, mas também gosto de ver os patrocínios porque aprendese muita coisa. Álvaro Azevedo, cliente do Quiosque Central de Ribeirão

pub

Maria de La Salete, Café Central de Riba d’Ave

É um bom jornal, traz sempre todas as novidades que queremos saber da cidade de Famalicão e da nossa própria aldeia. Dou especial atenção à secção dos falecimentos, para saber quem faleceu, se foi alguém meu conhecido. Rosa de Oliveira Marques, cliente do Café Central de Riba de Ave

É um jornal que sai à quinta-feira e que eu leio sempre, até pelo computador. Leio-o porque tem artigos que gosto, nomeadamente quando sai alguma coisa sobre o hóquei em patins, mas também para saber o que se passa no concelho, e em Riba de Ave especialmente. Presto sempre atenção ao desporto e às noticias de hóquei em patins porque foi uma modalidade que pratiquei durante 30 anos. Domingues Machado, cliente do Café Central de Riba de Ave

O jornal é bastante requisitado no meu quiosque. Apresenta sempre noticias atualizadas sobre a cidade de Famalicão e das respetivas freguesias. Eu leio sempre o jornal porque acho que retratam lá temas interessantes sobre o desporto e as freguesias do concelho. José Araújo, Quiosque Central de Ribeirão


XVI

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de julho de 2019

António Andrade, 80 anos, leitor do OP Venho todas as semanas buscar o jornal, não só para mim, mas também para os meus amigos e vizinhos. Na minha opinião, é o melhor jornal da região porque traz sempre noticias de qualidade e permite que os famalicenses estejam bem informados. A minha secção favorita é a secção de desporto. Desejo que continuem a crescer no futuro.

Luciano Carvalho, 67 anos, leitor do OP Gosto muito do jornal OPINIÃO PÚBLICA. Leio todas as semanas as diversas secções do jornal. Para mim, é o melhor jornal aqui da terra. Ao ler o OP sinto que estou atualizado sobre as noticias do concelho. Habitualmente recolho também jornais para os meus vizinhos, que também apreciam o vosso jornal.

pub

pub

Profile for Editave Multimédia

Opinião Pública 1418  

Edição 1418 - 11 Julho de 2019 do semanário Opinião Pública

Opinião Pública 1418  

Edição 1418 - 11 Julho de 2019 do semanário Opinião Pública