Page 1

Ano 27 | Nº 1405| De 11 a 17 de abril de 2019 | Diretor: João Fernandes | www.opiniaopublica.pt

pub

Medida resulta de uma parceria entre o Município e o Citeve

PME têxteis vão ter voucher para a inovação

p. 10

Autarquia vai avançar com um plano orçado em 1,5 milhões de euros

CÂMARA QUER REDUZIR EM 10% PERDAS DE ÁGUA NA REDE PÚBLICA A Câmara de Famalicão quer reduzir as perdas de água no concelho em 10%, dentro de dois anos. Para isso, vai avançar com um plano para a redução das perdas de água da rede pública, que implicará um investimento da ordem de 1,5 mi-

FC Famalicão ganha força para a final de sábado

lhões de euros. A medida foi aprovada, na reunião do executivo municipal e abrange duas vertentes: substituição de adutoras com problemas e criação de zonas de monitorização em todo o concelho. p. 4

BV Famalicenses ajudam Cabo Verde a ter bombeiros voluntários p. 6

Títulos nacionais para famalicenses no atletismo e natação Atletismo: Davide Figueiredo explica receita para as três medalhas de ouro no Mundial

Amadeu Gonçalves 1963-2019 p. 12

Joane

A segunda vida da Livraria Cindinha

p. 14 pub


02

CIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

EB 2,3 Júlio Brandão sensibiliza para poupança de água e redução do plástico

No passado dia 27 de março, a turma 7º4 da EB 2,3 Júlio Brandão apresentou à comunidade o projeto desenvolvido em Cidadania e Desenvolvimento, no âmbito da Educação Financeira “Juntos a poupar faremos a diferença”. Com este projeto os alunos pretendem desenvolver hábitos consistentes de poupança nos alunos e professores do Agrupamento e, em concreto, reduzir o consumo das garrafas de água de plástico de utilização única através da oferta de garrafas de 0,5l aos alunos. Pretendem ainda aumentar o consumo da água da rede pública, em substituição da água engarrafada, e sensibilizar toda a comunidade para a necessidade de se diminuir o consumo de produtos cuja embalagem seja plástico de utilização única, bem como implementar medidas de poupança do consumo de água. Nesse dia os alunos e professores do 7º4 receberam as garrafas de água 100% ecológicas e reutilizáveis oferecidas por duas empresas parceiras do projeto. Refira-se que a apresentação contou com a presença do vereador do Ambiente, Pedro Sena, e de um dos patrocinadores do projeto, André Vieira de Castro, em representação da Argatintas.

“Ludoférias” da Páscoa na Gerações As “Ludoférias” da Páscoa da Associação Gerações iniciaram-se na passada segunda-feira e prolongando-se até ao dia 18 deste mês. Este é um projeto de animação cultural, desportiva, recreativa e educativa, dinamizado pelo Centro Educativo da instituição. O grande destaque este ano vai para um projeto audiovisual, desenvolvido em parceria com a Rede Europeia Anti-Pobreza, que vai dar origem eventualmente a um filme em que as crianças são os grandes protagonistas e os atores principais. Este produto audiovisual vai tratar este ano questões relacionadas com o meio ambiente e a tecnologia Um “workshop” de culinária, adaptado a crianças que não têm mais de 12 anos e “ateliers” de expressão artística que têm como grande tema a Páscoa e as suas tradições popu-

lares vão animar algumas manhãs no Centro Educativo da Associação Gerações, trazendo à memória as vivências, os costumes e o ambiente que rodeiam esta época festiva. No dia 18 de abril, as crianças e as animadoras deslocam-se para o Parque de Sinçães, onde terá lugar uma

“manhã radical” com todos os “ingredientes” capazes de entusiasmar os participantes e de os levar a enfrentar vários desafios, testando as suas capacidades e o seu desenvolvimento motor. As bicicletas, as trotinetes e os patins vão ser reis e senhores. Entre 15 e 18 de abril, da parte da tarde, e com

Equipa da D. Sancho I conquista o 3º lugar no TOPAS 2019 No passado dia 3 de abril, decorreu a fase final do concurso nacional do TOPAS 2019, um torneio de programação destinado a estudantes do ensino secundário, e no qual uma equipa da Escola Secundária D. Sancho I conquistou o terceiro lugar nacional. Este concurso proporciona aos alunos uma oportunidade de demonstrarem e melhorarem os seus conhecimentos e capacidades de resolução de problemas de informática. Além do convívio que uma competição como esta proporciona, o concurso constitui também uma excelente oportunidade para

Lions de Famalicão celebrou aniversário O Lions Clube de Famalicão comemorou 42 anos de atividade num evento que reuniu cerca de duas centenas de pessoas, com a presença dos principais dirigentes lionísticos nacionais, autoridades políticas locais e elementos do Rotary Club de Famalicão. Em dia de aniversário, o Lions famalicense, em conjunto com o Lions Clube de Roissy Pays de France, ofereceu ao Serviço de Urgência do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) - Unidade de Famalicão uma sonda que irá complementar o ecógrafo oferecido no ano anterior. Nesse sentido, estiveram presentes na cerimónia o presidente do Conselho de Administração do CHMA, António Barbosa; o responsável de protocolo do Lions Clube Roissy, Michel Gautier, e a presidente do Lions de Famalicão, Maria José Abreu. A Direção da instituição famalicense congratula-se pela comemoração de mais um aniversário, comprometendo-se a dar continuidade ao “projeto de serviço que há 42 anos foi abraçado nesta cidade”.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

ESTATUTO EDITORIAL:

disponível em www.opiniaopublica.pt

DIRETOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

o Parque da Devesa ali tão perto, terão lugar várias atividades lúdicas livres, aproveitando o verde e os circuitos existentes. Refira-se que as “Ludoférias” pretendem ser uma resposta de qualidade na ocupação dos tempos livres das crianças, nos períodos de férias escolares.

estabelecer novos contactos. Destreza na resolução de problemas, bons conhecimentos de algoritmos, rapidez de programação e bom espírito de equipa são fatores importantes. Nesta competição ganharam lugar duas equipas da D. Sancho I num universo de 30 equipas nacionais, constituídas por alunos das turmas 1TGP, 1201 e 1204 - Bruno Gomes, João Mota, João Fontes, Mariana Silva, Miguel Azevedo e Nelson Carneiro – que obtiveram o 3º e o 15º lugar. A organização do TOPAS está a cargo do Departamento de Ciência de Computadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

GRAFISMO:

Carla Alexandra Soares e Pedro Silva.

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL António Jorge Pinto Couto

TÉCNICOS DE VENDAS:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE: Rua 8 de Dezembro, 215 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia Barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Editave Multimédia, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1405

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


opiniãopública: 11 de abril de 2019

PUBLICIDADE

03


04

CIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Autarquia vai avançar com um plano de obras e monitorização orçado em 1,5 milhões de euros

Câmara quer reduzir em 10% as perdas de água na rede pública Cristina Azevedo A Câmara de Famalicão quer reduzir as perdas de água no concelho em 10%, dentro de dois anos. Para isso, vai avançar com um plano para a redução das perdas de água da rede pública, que implicará um investimento da ordem de 1,5 milhões de euros. A medida foi aprovada, a semana passada, na reunião do executivo municipal e abrange duas vertentes: substituição de adutoras com problemas e criação de zonas de monitorização em todo o concelho. Para fazer face ao “avultado investimento”, como referiu o vereador do Ambiente, a autarquia vai candidatar a fundos do programa POSEUR. “É um projeto ambicioso e abrangente, fundamental para diminuir as perdas de água que, neste momento, andam na ordem dos 30%”, sublinha Pedro Sena, adiantando que a expetativa é que essa percentagem desça para os 20%, o que poderá significar para o município uma poupança de meio milhão de euros, por ano, na fatura que paga à Águas do Norte.

Segundo o vereador do Ambiente, um dos fatores que mais contribui para as perdas de água são as ruturas. “Temos vindo a detetar uma série de problemas em algumas adutoras muito antigas, mas também em outras mais modernas devido ao tipo de utilização e de pressão ou às características do terreno”, explica. Por isso, uma das vertentes do plano “é corrigir essas situações, com obra física, substituindo essas adutoras”. Pedro Sena refere que as situações de ruturas acontecem um pouco por todo o concelho, embora haja locais mais problemáticos, como é o caso da rede instalada na Rua Passos Manuel, em Calendário, ou da adutora que leva a água de Serite até Gondifelos. Nesse sentido, na reunião do executivo foram já aprovados os projetos-base para a realização das obras de substituição da rede nestes locais. A outra componente do plano, que absorverá a maior fatia do investimento, consiste na implementação de Zonas de Monitorização e Controlo (ZMC)

O plano prevê a substituição de redes problemáticas

para monitorizar, em tempo real, toda a rede de água no concelho, que atualmente tem mais de mil quilómetros. “Já temos algumas ZMC’s, só que abrangem uma área muito

grande e, por isso, não conseguimos ter um controlo tão apertado como queremos. O objetivo agora é criar ZMC’s mais pequenas e com envio de mensagens em tempo real para um centro de con-

trolo, que vai ser criado no departamento”, explica Pedro Sena. Dessa forma, a autarquia estima diminuir as perdas e atuar mais rapidamente quando há ruturas.

Paulo Cunha fala em desenvolvimento a vários níveis, mas oposição aponta falta de investimento

Câmara e PS fazem contas diferentes à gestão de 2018 Cristina Azevedo A Câmara de Famalicão aprovou, na passada quinta-feira, o Relatório de Gestão e Prestação de Contas de 2018 e, como é hábito, maioria e oposição apresentaram visões diferentes sobre a atuação da autarquia no ano transato. O presidente Paulo Cunha mostrou-se satisfeito com o trabalho realizado pelo seu executivo, enquanto os vereadores do PS criticaram a gestão municipal e chumbaram os documentos. O Relatório e Contas começa por destacar o grau de execução orçamental (diferença entre o que foi orçamentando e o que foi efetivamente realizado) que, em 2018, rondou os 98%. “Estamos satisfeitos com o resultado da nossa atividade. Porque cumprimos, mas sobretudo porque temos consciência de que tudo o que fizemos representou um contributo para o desenvolvimento sustentado do nosso concelho, para a afirmação do nosso território, para a qualidade de vida dos famalicenses e para a nossa coesão comunitária”, referiu Paulo Cunha, em declarações aos jornalistas, no final da reunião do executivo. “Em cada ano damos um passo, pode não ser muito grande, mas é um passo sólido, sustentado e certeiro, num caminho que iniciamos há alguns anos e no qual, estou certo, os famalicenses se reveem”, acrescentou o edil, em jeito de resposta à oposição que acusou o atual executivo de

vereador, que apresenta ainda outros números: “em 2018 a Câmara arrecadou mais de 90 milhões de euros em receita, em impostos que cobra aos famalicenses, mas apenas executou 8 milhões de euros em investimento, o que é francamente muito pouco”. Na resposta, o presidente da Câmara acusa os socialistas de terem uma visão “retrógrada” do que é investimento. “Para o PS, investir é fazer edifícios, é alcatrão e cimento. Isso é muito importante – e estamos a fazê-lo, por exemplo, investindo como nunca em água e saneamento – mas não é suficiente”, refere o edil. E acrescenta: “para nós, grande investimento é criar condições para a prática do desporto por todos, para a qualidade das respostas culturais em todo o concelho, para bons projetos educativos; se isso é despesa corrente ou de capital, pouco importa”. De resto, o edil sublinha ainda a “boa saúde financeira” do Município que, em 2018, “utilizou apenas 27% da possibilidade de endividamento que lhe é conferida por lei”. Segundo os documentos de gesAs contas de 2018 foram aprovadas pela maioria, com o voto contra do PS tão, agora aprovados, este dado está direnão ter “realizado até ao momento uma por exemplo, a taxa máxima de IRS”, tamente relacionado com a diminuição da única grande obra”. afirma. dívida a terceiros que teve uma descida de De facto, o vereador do PS, Nuno Sá, Nuno Sá aponta aquilo que diz ser o au- 9,8%, tendo passado dos 34,8 milhões de não encontra motivos para satisfação. mento da despesa corrente, a falta de in- 2017 para os 31,4 milhões de 2018. “Não houve gestão criteriosa, não houve vestimento e a carga de impostos para investimento e continuam a desperdiçar-se justificar o voto contra dos socialistas. “A veja em www.famatv.pt recursos e a não se seguirem políticas ami- despesa com o pessoal aumentou 3 migas das famílias com o município a cobrar, lhões de euros só em 2018”, exemplifica o ou


opiniãopública: 11 de abril de 2019

PUBLICIDADE

05


06

CIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Protocolo assinado com corporação da ilha do Sal marcou a celebrações da comunhão pascal

BV Famalicenses ajudam Cabo Verde a ter bombeiros voluntários Cristina Azevedo A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários (BV) Famalicenses assinou, no passado domingo, um protocolo de cooperação com a Associação de Bombeiros Voluntários da ilha do Sal, em Cabo Verde. Este foi um dos pontos altos da comunhão pascal dos Famalicenses, que é a grande festa anual da corporação. Cabo Verde não tinha bombeiros voluntários. No ano passado, uma delegação dos BV Famalicenses estive na ilha do Sal onde deu formação e a ajudou à criação, em setembro, da primeira corporação naquele país, concretamente na ilha do Sal. “Fomos os padrinhos”, refere António Meireles, presidente da direção dos BV Famalicenses, adiantando que “desde logo, ficou a intenção de os ajudarmos naquilo que pudéssemos, nomeadamente em termos de formação e também na recolha no distrito e no país de material usado, que ainda esteja em boas condições, para ajudar o corpo de bombeiros do Sal a vingar”. Nesse sentido, na cerimónia de domingo foi doada à corporação cabo-verdiano uma viatura de combate a incêndios, num gesto que sensibilizou o presidente da recém-criada associação, José Luís Veloso, um famalicense que está há vários anos radicado em Cabo Verde. “É a mesma coisa que pôr um pouco de vinho num copo sem nada. Nós não tínhamos nada e, agora, já temos um carro”. O responsável sublinha ainda que o protocolo assinado com os BV Famalicenses tem “uma enorme importância não só para o Sal, mas também para Cabo Verde no seu todo, porque outras corporações vão surgir tendo a nossa como exemplo”. A cooperação entre as duas instituições foi elogiada pelo presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, que participou na

Na cerimónia foi doada aos Bombeiros do Sal uma viatura de combate a incêndios

cerimónia. Aliás, a autarquia vai também assinar com o Município do Sal um protocolo de geminação do âmbito da Proteção Civil. Para Paulo Cunha, este é mais um contributo para o processo de internacionalização do concelho. “Já temos um longo histórico a nível empresarial, temos cidadãos que se têm notado pelo mundo fora na cultura e no desporto, e hoje sinalizamos uma nova área de internacionalização, que é a da proteção civil”, afirmou o edil, sublinhando que “os Bombeiros famalicenses têm pergaminhos neste setor e é bom

saber que estão a partilha-los com outros territórios”. A comunhão pascal ficou ainda marcada por uma homenagem a Carlos Vieira de Castro. O empresário, que tem uma vida dedicada aos BV Famalicenses, foi condecorado pela Liga dos Bombeiros Portugueses, representada ao mais alto nível pelo presidente da direção, Jaime Marta Soares. Visivelmente emocionado, Carlos Viera de Castro recordou os tempos em que “fugia da escola para ir para os bombeiros”, acrescentando que os BV Famalicenses foram a sua “universidade”. Por isso,

“é com muita alegria receber mais este reconhecimento – dos muitos que me têm feito – por parte de uma casa que eu acompanhado desde os cinco anos de idade”, acrescentou. Como é hábito, a Associação Humanitária dos BV Famalicenses aproveitou ainda a comunhão pascal para entregar divisas e condecorações a vários bombeiros do seu corpo ativo. veja em www.famatv.pt ou

Iniciativas decorrem ao longo de todo o mês de abril

Crianças famalicenses fazem stop aos maus tratos na infância Mais de 500 crianças provenientes de cerca de 30 escolas famalicenses do 1º ciclo vão, durante este mês de abril, sair à rua com a farda das forças policiais da PSP e da GNR e participar em “operações Stop” um pouco por todo o concelho, sensibilizando os condutores para a prevenção dos maus tratos infantis e relembrando alguns dos direitos fundamentais das crianças. Abril é o mês internacional da prevenção dos maus tratos na infância e, em Famalicão, são as crianças as protagonistas de grande parte das atividades. Este ano, o mote da campanha é “serei o que me deres… que seja amor” e tem como objetivo sensibilizar toda a população para esta problemática dos maus tratos e a necessidade de todos estarem atentos e conscientes. Ao todo serão realizadas mais de 10 Operações Stop vão decorrer por todo o concelho operações Stop, que serão acompanhadas pelos agentes policiais. No dia 19 de volver uma ação de rua, na cidade famali- seuntes, sensibilizando para a causa dos abril, várias turmas de alunos irão desen- cense, abordando comerciantes e tran- maus tratos infantis.

A 28 de abril, realiza-se a habitual caminhada pelos Direitos das Crianças, com início marcado para as 9h30, nos Paços do Concelho. A jornada termina no Parque da Devesa e os interessados devem inscrever-se através do mail cpcj@vilanovafamalicao.cnpbpcj.pt . Para além destas atividades, irão decorrer ainda mais de uma dezena de ações de sensibilização em escolas, envolvendo cerca de 750 crianças e jovens. Haverá ainda ações de formação para professores. O mês termina com a construção de um Laço Humano, no dia 30 de abril, pelas 14h00, nos Paços do Concelho. As iniciativas são promovidas pela Comissão de Proteção de Crianças de Jovens em colaboração com a Câmara Municipal e com as forças policiais da PSP e da GNR. veja em www.famatv.pt ou


opiniãopública: 11 de abril de 2019

PUBLICIDADE

07


8

CIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Concelhia de Famalicão pronunciou-se sobre a gestão da Câmara em 2018

PS critica aumento da despesa e falta de investimento Francamente má. É assim que o Partido Socialista de Famalicão classifica a gestão da Câmara Municipal em 2018. A Concelhia do PS chamou a imprensa, na terça-feira, para se pronunciar sobre o Relatório e Contas da autarquia e não poupou críticas ao executivo liderado por Paulo Cunha. Rui Faria, líder do PS Famalicão, começou por dizer que há “uma grande diferença entre o discurso de propaganda da maioria e a realidade, que tanto prejudica os famalicenses”. E dá como exemplo a recusa do executivo em baixar os impostos municipais: “Diz o senhor presidente que prefere cobrar e redistribuir de forma mais justa. Mas isso é mais uma falácia. O que esta Câmara verdadeiramente faz é cobrar um pão e distribuir uma migalha”. O dirigente socialista repetiu, assim, as críticas já feitas pelos vereadores do partido, aquando da discussão dos documentos na reunião da Câmara: aumento da despesa corrente, falta e investimento e carga fiscal elevada. Argumentando que, em 2018 “a receita

A despesa com o pessoal também está na mira do PS que acusa o executivo PSD/CDS-PP de, “apesar de ter prometido baixar os gastos com as despesas com avenças, a situação mantém-se”. “O total com o pessoal cresceu quase três milhões, certamente porque foi necessário cumprir as promessas eleitorais “, afirma Rui Faria. A reabilitação do Estádio Municipal também não escapa aos reparos dos socialistas. Rui Faria fala em “gastos de milhões para servir interesses privados”, numa clara alusão à SAD do FC de Famalicão. E questiona “como explicar a muitas famílias da classe média famalicense este gasto com o futebol, quando pagam elevadas somas com impostos municipais”. Refira-se que os documentos de prestação e contas receberam o voto conta dos Rui Faria (ao centro) não poupou o executivo de Paulo Cunha vereadores do PS na reunião do executivo cobrada em impostos é a maior de sempre” justiça deste executivo”, atira o líder socia- e, advinha-se também um chumbo da banRui Faria lamenta que essa receita seja lista, acrescentando que a “Câmara cobrou cada socialista na sessão da Assembleia quase toda absorvida pelas despesas cor- mais de 89 milhões de euros e, destes, gas- Municipal marcada para o próximo dia 24. rentes. “Os famalicenses pagam e a Câ- tou apenas pouco mais de 8 milhões com C.A. mara desbarata como entende, é esta a investimento”.

Deputado do PSD conheceu trabalho desenvolvido pela PSI-ON

Jorge Paulo Oliveira visitou instituição que apoia vítimas de violência doméstica Sediada na Rua da Estação (junto à estação de comboios de Famalicão), a PSI-ON -- Associação para a Educação, Desenvolvimento e Intervenção nas Comunidades, recebeu, na passada segunda-feira, a visita de Jorge Paulo Oliveira, deputado à Assembleia da República. O social democrata famalicense quis conhecer o projeto “Juntos Contra a Violência”, que esta associação, fundada em 2012, está a desenvolver no concelho e dirigido especialmente ao combate e intervenção na violência doméstica e de género. O projeto “Juntos Contra a Violência”, segundo os seus responsáveis, pretende chegar ao maior número de pessoas possível, de forma rápida e eficiente, atuando sobretudo numa ótica preventiva e multidisciplinar. Para o efeito a

PSI-ON dispõe de uma Unidade de Apoio à Vitima à Violência Doméstica que oferece às vítimas acompanhamento psicológico, social e jurídico, totalmente confidencial e gratuito. Neste contexto a associação está já a acompanhar uma centena de casos tendo feito até ao momento mais de 440 atendimentos. “São números expressivos do trabalho que está a ser desenvolvido por esta exemplar associação, mas simultaneamente preocupante quanto à real dimensão do problema no concelho de Famalicão” considerou Jorge Paulo Oliveira. No âmbito deste mesmo projeto, a PSI-ON está também a implementar uma rede de cooperação a que já aderiram 32 organismos, onde se procura articular a identificação e intervenção

nos casos de Violência Doméstica. “Uma boa prática#, no entender do deputado, para quem “os mais variados relatórios sobre a temática produzidos nos últimos

tempos apontam, invariavelmente, para a necessidade de se introduzirem melhorias na coordenação das políticas transversais de prevenção e combate à

violência doméstica bem como para a implementação de procedimentos de intercomunicação, articulação e permuta de informações entre as entidades públicas envolvidas nestes processos”. A sensibilização da comunidade para a importância de denunciar situações de violência doméstica e a produção e divulgação de informações, estudos e relatórios disseminando boas práticas nestas matérias são outras das apostas da associação. Jorge Paulo lLiveira aproveitou o encontro para dar a conhecer os termos do Projeto de Resolução que o Grupo Parlamentar do PSD apresentou no Parlamento e onde recomenda ao Governo a urgente concretização de medidas para a prevenção e combate à violência doméstica. pub


opiniãopública: 11 de abril de 2019

Rotary premiou alunos do 9º ano

O Centro de Estudos Camilianos foi o palco escolhido pelo Rotary Club de Famalicão para homenagear os alunos de todos os Agrupamentos de Escolas de Famalicão, que registaram os melhores resultados escolares no ano letivo 2017/2018. O Prémio de Mérito Escolar foi, assim, en-

tregue aos estudantes André Vale, Francisca Fernandes, Gonçalo Gomes, Jéssica Dias, João Pedro Macedo, Maria Alice Oliveira, Maria Soares Azevedo, Maria Inês Martins, Sabrina Padrão e Tiago Ribeiro, alunos dos Agrupamentos de Escolas INA, Camilo Castelo Branco, Didáxis, Ribeirão, D. Maria II, D.

Sancho I, Pedome, Padre Benjamim Salgado, Gondifelos, e Externato Delfim Ferreira. “Foi um momento alto, carregado de grande simbolismo, pois este prémio representa o trabalho e as qualidades escolares destes alunos, quer no domínio dos conhecimentos quer no domínio do comportamento e das atitudes”, refere o Rotary em nota à imprensa. E acrescenta: “São alunos exemplares, pois souberam estudar, alcançar resultados escolares de excelência e conduzir as suas vidas alicerçadas nos valores da responsabilidade, do respeito pelos outros e nos valores da verdade, da solidariedade e da autenticidade”. A cerimónia, que foi abrilhantada com a atuação do Grupo Crescer Além da Dança Associação para o Ensino e Desenvolvimento da Dança, contou com a presença da comunidade rotária famalicense, do vereador da Educação da Câmara Municipal Famalicão, Leonel Rocha, e dos pais e irmãos dos alunos distinguidos.

BV Famalicão promovem passeio TT no sábado É já este sábado, dia 13, que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Famalicão realiza o seu passeio de todo o terreno turístico, que irá percorrer montes e vales do concelho. Numa iniciativa dívida em três categorias (jipes 4x4, moto 4 e motos de duas rodas) são esperados várias dezenas de participantes. Para além do kit de participante, que contém vários brindes, serão ainda sorteadas outras surpresas oferecidas por patrocinadores, como vales de descontos para diagnóstico das viaturas, manómetros de pneus ou barras de led. A Associação Humanitária de BV de Famalicão vai ainda sortear, no decorrer do jantar convívio que se realiza no quartel da corporação, uma moto, uma viagem, um capacete e um telemóvel. “Que-

remos uma vez mais surpreender os participantes. Temos trabalho afincadamente para nada falhar”, começa por dize, o chefe Carvalho responsável pela organização. A exemplo do ano anterior, esta iniciativa tem como objetivo contribuir para a aquisição de equipamento capaz de servir a população cada vez melhor. “Através das receitas destes eventos, a nossa Direção tem investido em diverso tipo de equipamento, e este ano não será exceção, sabemos que estão atentos às principais necessidades e por isso dá-nos prazer realizar estas iniciativas “, adiantou o chefe Carvalho. O passeio tem início na tarde de sábado, mas durante a manhã a organização irá já fazer a entrega de material aos participantes. A aventura termina com o jantar convívio. pub

9

CIDADE

Criminalidade baixou em Famalicão Famalicão seguiu a tendência nacional e registou, no ano passado, um decréscimo em termos de criminalidade. De acordo com os dados provisórios divulgados a semana passada pelo Instituto Nacional de Estatística, o fenómeno do crime desceu para cerca de 20,2‰ (20,2 crimes por mil habitantes), contra 20,7‰ que se tinha registado em 2017. Segundo os dados fornecidos, nos últimos oito anos, foi em 2013 que se registou a maior taxa de criminalidade (25,4‰) no território famalicense. Em termos nacionais, Albufeira continua a ser o município que apresenta a taxa mais elevada em Portugal (76,9‰). Já a capital do país, Lisboa, apresenta uma taxa de 75,6‰, menos 2,9‰ em relação ao ano anterior.

pub


10

FREGUESIAS

opiniãopública: 11 de abril de 2019 pub

Medida resulta de uma parceria entre o Município e o Citeve

PME têxteis de Famalicão vão ter voucher para a inovação

A medida foi apresentada por Augusto Lima na “iTechStyle Summit”

pub

Talho Imbatível reabre com muitas novidades

O Talho Imbatível reabriu no passado dia 5 e 6 de abril, com uma imagem renovada. Um talho que está há 12 anos na vida dos famalicenses e que com esta mudança pretende oferecer um espaço moderno e acolhedor, com novos serviços à sua disposição. Nos dias de reabertura as surpresas foram muitas. Não faltou animação para miúdos e graúdos ao som o grupo musical Offir Show e ainda pratos de degustação de produtos que podem ser adquiridos no estabelecimento. Elisabete Coelho, responsável de loja, salienta as principais novidades que o talho tem para oferecer aos clientes: “Apostamos em carnes preparadas, ou seja, uma gama de produtos que vão ajudar o cliente na sua confeção.” Mais do que uma mudança de instalações, a renovação do talho Imbatível deve-se à necessidade de adaptar os produtos disponibilizados, à necessidade de cada cliente. Assim, reforçam o atendimento que é cada vez mais personalizado e adequado à exigência do cliente, que com uma vida agitada precisa de produtos frescos e fáceis de preparar. Inovadores e atuais, a equipa do Talho Imbatível marca a diferença pela simpatia e criatividade dos produtos apresentados na vitrine. O Talho Imbatível espera por si na Avenida Humberto Delgado, em Vila Nova de Famalicão.

As empresas da área têxtil de Famalicão vão beneficiar de ajuda privilegiada e gratuita na elaboração de candidaturas de acesso a programas de I&D (Investigação e Desenvolvimento). Os vouchers inovação foram apresentados, a semana passada, pelo vereador da Economia e Inovação, Augusto Lima, na Conferência Internacional do Têxtil e Vestuário “iTechStyle Summit”, que decorreu no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões. A medida resulta de uma parceria estabelecida entre o Município de Famalicão e o Citeve – Centro Tecnológico das Indústrias

Têxtil e do Vestuário de Portugal, entidade promotora de projetos, desenvolvimento e elaboração de candidaturas a programas de investigação e desenvolvimento. Na prática, os vouchers inovação serão financiados pelo Município, no âmbito da sua política incentivo ao surgimento de projetos inovadores no concelho, e serão traduzidos em apoio especializado pelos serviços do Citeve, entidade responsável pelo Cluster Têxtil de Portugal. “O Citeve tem feito muito pelo desenvolvimento do têxtil em Portugal e pela inovação do setor, sendo o seu trabalho reconhecido

tanto a nível nacional como internacional. É um parceiro de excelência para ajudar as nossas empresas a chegarem a outros patamares de desenvolvimento e, na sequência, a fazer chegar a marca Famalicão Cidade Têxtil cada vez mais longe”, afirma a propósito Augusto Lima. Recorde-se que para além dos voucheres da inovação agora anunciados, a Câmara Municipal já tem instituído há algum tempo os vouchers internacionalização que ajudam as empresas de Famalicão a alargarem a sua base exportadora e a diversificar mercados.

Scoop vencedora dos iTechStyle Awards A empresa famalicense Scoop é uma das vencedoras dos iTechStyle Awards, os mais prestigiados prémios de inovação da indústria têxtil nacional. Musgo, o casaco tecnológico 100% português dotado de iluminação inteligente com fibras óticas, valeu à empresa famalicense especialista em têxteis técnicos o prémio na categoria de produtos. Nesta edição apresentaram-se dezenas de candidaturas, de que resultaram cinco empresas premiadas, uma por cada categoria, num concurso promovido pelo Citeve e pela Seletiva Moda. Os vencedores foram anunciados, no passado dia 2 de abril, no Terminal de Cruzeiros do Porto de Leixões, num jantar de gala enquadrado no iTechStyle Summit 2019. Daniel Mota Pinto, diretor de Desenvolvimento de Negócios e Estratégia da Scoop, recebeu o prémio das mãos de António Amorim e de Braz Costa, presidente e diretor-geral do Citeve, respetivamente, perante uma plateia de empresários e investigadores da indústria têxtil nacional. O casaco tecnológico Musgo incorpora fibras óticas e muda de cor e intensidade de luz a partir de uma aplicação móvel. A peça de vestuário destinase a quem anda a pé, faz corrida ou circula de bicicleta e pretende ajudar a combater a sinistralidade de peões e ciclistas, a partir da ideia de controlar o escuro, ou seja, o ambiente em que acontecem 75% dos acidentes com peões. Para além dos vencedores, esta edição dos

iTechStyle Awards fica também marcada pela forte participação de todo o sector. 60 tecidos, 35 produtos e 65 acessórios foram apresentados a concurso, cujos finalistas são selecionados através do iTechStyle Showcase e iTechStyle Green Circle que têm lugar nas duas edições anuais do MODtissimo.


opiniãopública: 11 de abril de 2019

CIDADE

11

Filme tem como tema os “brasileiros de torna viagem”

Alunos do Agrupamento Camilo participam em curta-metragem Juliana Machado Decorreu na passada terça-feira, no Museu Ferroviário de Lousado, a rodagem de uma curta-metragem protagonizada pelos alunos do 4º ano do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco. “Adeus e até ao meu regresso” é o título do filme que tem como tema os “brasileiros de torna viagem”, que fazem parte da história de Famalicão. Esta é uma curta-metragem inserida no projeto “Marka… a tua identidade”, que representa uma colaboração entre entidades locais famalicenses, como associações, clubes, museus e fundações. Todas as turmas do 4º ano do agrupamento de escolas foram incluídas nestas atividades, sendo que foram distribuídas aleatoriamente quanto aos conteúdos a serem trabalhados e locais correspondentes. Ricardo Ferreira, coordenador do projeto Marka, explica que este “assenta nas parcerias com a comunidade local, a autarquia e outras entidades”. “Pretende-se fazer um desenvolvimento do currículo. Criar um currículo identitá-

A rodagem da curta-metragem decorreu no Museu Ferroviário de Lousado

rio para o agrupamento de escolas e fazer a ligação do currículo local ao nacional”, acrescenta. Para os alunos envolvidos, será uma fonte de aprendizagem. Os estudantes do 4º ano, protagonistas da curta-metragem, terão a oportunidade de aprender mais sobre o seu património local. Por

sua vez, os alunos do Curso de Técnico de Audiovisual, valorizam a experiência que o projeto lhes proporciona a nível profissional. “Dá-nos a oportunidade de treinar, de melhorar as nossas capacidades e, sobretudo, de aprender. Certamente abrirá portas no futuro”, acrescenta Diogo

Oliveira, aluno do curso. Carlos Teixeira, diretor do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, explica a importância da aprendizagem fora da sala de aula: “valorizamos o conhecimento que as crianças e jovens têm de ter do seu património local e este é um conhecimento

que é feito em contexto dinâmico, interativo, em que as aprendizagens são vividas diretamente pelos alunos”. Mariana Jacob, representante da Rede de Museus de Famalicão, elogia a iniciativa e realça a importância da mesma para o património cultural. “Temos uma relação muito especial com este projeto. É o primeiro em que conseguimos reunir os 13 museus. O Agrupamento lançou este desafio à rede de museus, por considerar que este será um dos temas mais transversais a nível local”, sustentou. Integradas no projeto, serão desenvolvidas atividades educativas que incluem variadas experiências artísticas como pintura, textos, fotografias, filmes, entre outros. Todo o conteúdo desenvolvido a nível curricular será reunido para posterior publicação de um livro digital que será apresentado ao público no dia 19 de abril, na sala dos espelhos do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco. veja em www.famatv.pt ou pub


12

CIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Autarquia assinala 45º aniversário da revolução com programa cultural

Museu Bernardino Machado no centro das comemorações do 25 de Abril O Museu Bernardino Machado vai ser um dos principais palcos das comemorações em Famalicão do 45º aniversário do 25 de Abril, com um programa de iniciativas que pretendem, segundo a Câmara Municipal, evocar os valores de Abril, como a liberdade, a igualdade e a democracia. Na véspera do Dia da Revolução, dia 24, o museu famalicense acolhe o espetáculo musical e teatral “Versos e Sons de Abril”, a cargo do músico André Silvestre e da fadista bracarense Carina Amarante. Será a partir das 21 horas, com entrada livre. Já no dia 25, o museu recebe pelas 21 horas a apresentação do livro “O Rapaz Que Queria Aprender a Olhar”, uma obra sobre censura, da autoria do jornalista portuense Vítor Pinto Basto. Mas as comemorações do 25 de Abril em Famalicão prolongam-se por outros espaços do concelho. No dia 22, segundafeira, a escola artística “A Casa ao Lado” promove um atelier de artes plásticas intitulado “Abril e a Liberdade” para as crianças do ensino básico do concelho. A iniciativa é de participação livre, com limite de 30 participantes

por sessão e as inscrições podem ser efetuadas através do email animacaocultural@famalicao.pt. No dia 24, pelas 17h30, o centenário do nascimento do advo-

gado, escritor e político famalicense Armando Bacelar – prestigiado militante na Resistência contra o regime fascista – dá o mote para mais uma mesa redonda do ciclo de conferências

Famalicão sobe lugares no ranking nacional de negócios Famalicão é um dos destaques no top 25 da tabela nacional de negócios do Portugal City Brand Ranking, estudo efetuado pela Bloom Consulting que avalia igualmente o desempenho e a atratividade dos municípios portugueses em termos turísticos e para viver. O município famalicense subiu sete lugares no ranking de negócios, ocupando o 21º lugar na classificação relativa às melhores cidades para investir. Trata-se, de resto, de uma estreia no top 25 deste ran-

king, tendo Famalicão sido eleita “marca estrela” ao nível dos negócios. Refira-se que “marca estrela” é a designação dada a municípios que, apresentando resultados de topo, conseguem destacar-se nas diversas dimensões e regiões de Portugal. Esta ascensão no ranking pode ser sustentada pelas medidas de apoio às empresas e ao ensino profissional no concelho, duas das principais bandeiras do executivo municipal liderado por Paulo Cunha.

“Conta-me a História”, que o Município de Famalicão tem vindo a promover à volta da sua história e das suas figuras mais proeminentes. A iniciativa terá lugar no Arquivo Municipal Alberto Sam-

paio e é de entrada livre. Neste dia, nota ainda para a realização do sarau cultural “Abril, Abril”, às 21h30, no Centro Cultural e da Juventude de Joane, coorganizado pelo Grupo Musical Pedra D’Água e pela Associação Teatro Construção. Para o dia 25, às 10 horas, estão agendadas as habituais cerimónias protocolares, com o hastear da bandeira ao som do Hino Nacional nos Paços do Concelho e a realização da tradicional sessão solene da Assembleia Municipal comemorativa do 25 de Abril, com a intervenção dos vários partidos políticos. Às 10 horas, o Joannem Auditorium, em Joane, promove uma oficina de trabalhos manuais intitulada “Cravo, Flor da Liberdade”. As comemorações do 25 de Abril terminam com uma sessão da iniciativa “Noite do Conto e da Poesia” sob o tema “Liberdade”, às 21h30, na Junta de Freguesia de Bente. Refira-se ainda que até ao dia 28 de abril, o Museu Bernardino Machado expõe “Voz do Silêncio – Prisões Políticas Portuguesas”, uma exposição fotográfica de Pedro Medeiros (ver notícia página 21).

Amadeu Gonçalves (1963-2019)

Uma vida dedicada à história local de Famalicão fia.

Faleceu, na passada sextafeira, dia 5, Amadeu Gonçalves, um famalicense que dedicou a sua vida ao estudo da histórica local de Famalicão e que colaborou com inúmeras instituições e jornais, entre eles o OPINIÃO PÚBLICA. Apaixonado pelos livros e pela leitura, Amadeu Gonçalves era técnico-superior do Município de Famalicão, exercendo as funções de historiador no Museu Bernardino Machado. O "Dicionário dos Expedicionários

Famalicenses 1914-1918" e "Os Partidos Políticos e a I República. O Caso de V.N. de Famalicão (1895-1926)" são algumas das suas últimas obras publicadas. Amadeu era também colaborador assíduo do Boletim Cultural e foi um dos autores das "Portas da História", editado pela Câmara Municipal em 2015. Participou em diversos colóquios e conferências sobre diferentes temáticas, desde a História à literatura, passando pela Cultura e Filoso-

Amadeu Gonçalves partiu, vítima de doença prolongada, aos 55 anos, mas deixa um legado valiosíssimo sobre a história do concelho e da cidade que o viu nascer. A sua morte provocou consternação na comunidade famalicenses e foram muitos que manifestaram pesar nas redes sociais, entre os quais o presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, que escreveu na sua página do Facebook: “Hoje é um dia triste para Famalicão! Faleceu o Amadeu Gonçalves, um homem que dedicou a sua vida ao estudo da histórica local famalicense”. O OPINIÃO PÚBLICA também recebeu a notícia da sua morte com consternação, deixando um enorme obrigado a Amadeu Gonçalves pela colaboração que manteve com o jornal, de forma abnegada e sempre, sempre disponível. À família, o OP apresenta as mais sinceras condolências.


opiniãopública: 11 de abril de 2019

PUBLICIDADE

13


14

FREGUESIAS

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Caminhada Concelhia remarcada para sábado A etapa da Caminhada Concelhia agendada para o passado dia 6 e que foi adiada devido às condições meteorológicas adversas, foi remarcada para o próximo sábado, dia 13, às 14h30. A volta a pé ao concelho famalicense vai, assim, prosseguir pelas freguesias de Joane, Pousada de Saramagos e Vermoim, num percurso circular com um total de 15 quilómetros, com saída e chegada do Parque da Ribeira, em Joane. Este 7º trajeto da caminhada concelhia é de dificuldade média, atingindo o ponto mais alto no planalto, junto às mamoas e ao Castelo de Vermoim (337m), e o ponto mais baixo (112m) em Pousada de Saramagos, junto ao Rio Pele. As inscrições para a Caminhada Concelhia são gratuitas e podem ainda ser efetuadas no portal do município, em www.famalicao.pt. Recorde-se que as Caminhadas Concelhias são uma atividade organizada pela Câmara Municipal em parceria com as associações Calcantes, Grucamo e Corpo Nacional de Escutas. Têm como objetivo dar a conhecer os vários pontos de cada freguesia do concelho famalicense, descobrindo o seu património cultural, a fauna e flora.

EB Bairro celebrou Dia Mundial da Conscientização do Autismo

A Escola Básica (EB) de Bairro foi decorada em tons de azul no Dia Mundial da Conscientização do Autismo, celebrado a 2 de abril. Os alunos do 4º ano, cada um com um balão azul, formaram um coração no recreio da escola, mostrando assim o carinho que sentem pelo seu colega de ano e dizendo a todos que as diferenças nos unem e nos enriquecem. Balões e fitas azuis decoram a escola, partilhando com a comunidade a diferença deste dia. Nas turmas, o tema também foi abordado com a projeção de projetados pequenos filmes de sensibilização e esclarecimento.

Alunos celebraram Dia do Agrupamento em Ribeirão A 4 de abril, a comunidade escolar celebrou o Dia do Agrupamento de Escolas de Ribeirão. O programa arrancou, logo de manhã, com os alunos da Escola Sede a receber os alunos que frequentam o 4º ano nas escolas do Agrupamento, acompanhados das suas professoras e assistentes operacionais. Os mais pequenos foram depois direcionados para as diferentes atividades organizadas pelos alunos mais crescidos que frequentam o 2º e o 3ºciclo, sob orientação dos seus professores. Em concreto, realizaram-se atividades no pavilhão gimnodesportivo, concurso de leitura na Biblioteca, atividades experimentais nos laboratórios, jogos de matemática, fábrica de histórias, filmes, puzzles, teatro, ferromodelismo e robótica. Todas as turmas do 2º e do 3º ciclo prepararam o seu almoço convívio na sala, que foi avaliado por um júri. Já os alunos do 4ºano terminaram com o almoço na Cantina da Escola Básica de Ribeirão, tendo experienciado uma nova realidade.

HumanitAVE promoveu formação em SBV na escola de Joane No passado dia 4 de abril, o Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado, de Joane, em colaboração com a associação HumanitAVE e o apoio do INEM, levaram a efeito um “Mass Trainig” de Suporte Básico de Vida que contou com a participação de cerca de 250 alunos, professores e auxiliares. A iniciativa consistiu numa palestra inicial no pavilhão polivalente da escola, na qual os alunos puderam esclarecer as suas dúvidas com o palestrante. Num segundo momento, os estudantes dirigiram-se ao pavilhão desportivo onde puderam realizar práticas simuladas de Suporte Básico de Vida em manequins adequados para a aprendizagem. Em nota à imprensa, a HumanitAVE congratula-se pela disponibilidade com que toda a comunidade escolar se manifestou.

Escolas de Arnoso e Sezures receberam visita pascal

Simulacro de incêndio em Pedome envolveu 650 alunos

A Junta de Freguesia de Arnoso (Santa Maria, Santa Eulália) e Sezures associou-se à visita pascal organizada pelo Agrupamento de Escolas D. Maria II nos estabelecimentos de ensino da freguesia, que decorreu na passada sexta-feira. As escolas ornamentaram-se a preceito com tapetes de flores e belos arranjos para receberem o compasso, não faltando o habitual lanche partilhado da comunidade educativa. Os alunos entoaram melodias compostas e ensaiadas propositadamente para esta especial ocasião. Os desejos de Feliz Páscoa do executivo da Junta foram acompanhados pela oferta de amêndoas e chocolates às cerca de três centenas de crianças do ensino pré-escolar e básico.

No âmbito do Plano de Segurança Interno realizou-se um exercício de simulacro de incêndio, seguindo as orientações do Plano de Segurança Interno, na escola sede do Agrupamento de Pedome. Estiveram envolvidos cerca de 650 alunos, 42 docentes e 27 assistentes técnicos e operacionais. Foram acionados, como meio de socorro, os Bombeiros Voluntários de Riba d’Ave que mobilizaram duas viaturas: uma ambulância e uma unidade de combate a incêndio. A corporação deu uma resposta rápida e eficaz nesta ocorrência. A direção do Agrupamento faz “uma avaliação final positiva” do exercício, que “dá garantias à comunidade escolar de que estudam e trabalham numa escola segura”.


opiniãopública: 11 de abril de 2019

FREGUESIAS

15

Depois de mais de duas décadas de inatividade, estabelecimento comercial localizado em Joane reabriu com um novo conceito de negócio

A segunda vida da Livraria Cindinha Filipe Jesus A Livraria Cindinha está novamente de portas abertas em Joane. Depois de mais de duas décadas de inatividade, este estabelecimento comercial foi reativado, agora com um novo conceito de negócio. Nas prateleiras que outrora tiveram livros e material escolar estão agora expostas frutas, legumes e outros produtos biológicos, com a possibilidade de os mesmos serem adquiridos a granel. Esta reinvenção de um icónico local de comércio na vila de Joane mereceu, por isso, a incorporação no Roteiro pela Inovação promovido pela Câmara Municipal de Famalicão. O edil Paulo Cunha teve oportunidade de testemunhar, na passada sexta-feira, as alterações efetuadas pelos novos proprietários, para quem foi importante manter alguns dos traços que contribuíram para que a loja fosse um local de paragem obrigatória no século passado. “Aproveitámos o espólio que nos veio parar às mãos. Este era um conceito que estávamos a germinar há algum tempo e entendemos que adotá-lo num edifício que tem uma grande história seria um passo certo”, referiu Raquel Carvalho, numa alusão ao facto de ter reaberto as portas de um estabelecimento que granjeava fama na vila e do qual sobressai uma forte componente familiar. “Antigamente este era um ponto de passagem. Decidimos prestar uma homenagem aos avós do meu marido e considero que conseguimos criar uma harmonia que foi ao encontro da nossa história”, congratulou-se a atual proprietária. Embora o espaço seja o

Roteiro pela Inovação, promovido pela Câmara Municipal, passou por este espaço comercial de Joane

mesmo, o conceito de negócio é, porém, diferente do original. “A ideia de comercializar produtos biológicos nasceu da vontade de adotar um estilo de vida saudável e do desejo de consciencializar as pessoas para a importância da preservação do meio ambiente”, frisou Raquel Carvalho. A prioridade é a de ter produção própria. Quando tal não é possível, prevalece a preocupação de comprar produtos com selo português. Uma opção perfeitamente enquadrada com o público a que tentam chegar. “Sabíamos que os nossos principais consumidores não seriam propriamente os habitantes de Joane. Ao nosso estabelecimento vêm, sobretudo, pessoas de Famalicão e de Guimarães, que valorizam este tipo de ali-

ACV vota contas de 2018 e plano para 2019 A Associação Cultural de Vermoim (ACV) convoca todos os associados para uma sessão ordinária da Assembleia Geral, a realizar no próximo domingo, dia 14, pelas 10 horas, na Casa Associativa de Vermoim (antiga escola da Breia). Da ordem de trabalhos conta a discussão e votação do Relatório de Contas referente ao ano de 2018, bem como a discussão e votação do Plano de Atividades para 2019.

Ribeirão acolhe Encontro Nacional de Lanceiros A vila de Ribeirão vai receber a 8 de junho o 13º Encontro Nacional de Lanceiros (Polícia Militar / Polícia do Exército), que pretende reunir várias gerações de lanceiros. As inscrições estão abertas e podem ser feitas através do email nandoregos@gmail.com ou pelo telefone 935504448. O programa do encontro iniciará pelas 10 horas e inclui uma visita ao Museu da Guerra Colonial de Famalicão e um almoço de confraternização.

mentação e que dão a cara pelo biológico”, esclareceu a proprietária, que entende que “a proximidade com os clientes” pode fazer pender os pratos da balança face à concorrência das grandes superfícies. Uma característica que colheu a aprovação de Paulo Cunha. O presidente da Câmara Municipal classifica como “arrojada” a aposta num conceito de negócio que difere do originalmente praticado na Livraria Cindinha. “Esta é uma loja com história. É bom perceber que se deu continuidade a uma marca local muito forte através de um conceito que pretende cativar os públicos pela diferença e com projetos cativantes”, enfatizou, revelando-se convicto de que este local poderá “dar um contributo importante

para que este mercado tenha fu- tendemos restaurar alguns objetos para os reutilizar em termos turo no nosso território”. decorativos”, reconheceu. Um novo projeto na forja Atenta a este novo desafio do Por falar em futuro, na mente casal está a autarquia. Paulo de Raquel Carvalho e do marido Cunha reconhece que a Câmara Marcos Barbosa já fervilha uma Municipal está “muito entusiasnova ideia de negócio. Depois da mada com este projeto”, pois, na reinvenção da Livraria da Cindi- ótica do edil, vai permitir “colmanha, nos planos está a construção tar uma lacuna” num setor em de uma unidade de alojamento que as atuais respostas ficam local. “aquém das necessidades”. “Esta é uma zona de muita Nesse sentido, o autarca deiprocura em termos de dormidas. xou a garantia de que a Câmara Estamos a planear a construção Municipal está “interessada em de uma espécie de guest house, criar condições” para que este com três quartos, que poderá ser possa ser “um projeto bem-suceuma mais-valia para alargar a dido”. oferta”, assumiu Raquel Carvalho, crente de que o casal poderá seguir a linha de reaproveitaveja em www.famatv.pt mento de algumas materiais. ou “Tal como fizemos na loja, pre-

Pedome conquista 1º lugar no Concurso Escolas Empreendedoras O Clube do Riso do Agrupamento de Escolas de Pedome conquistou o 1º lugar, na categoria de 2º ciclo, do concurso de ideias “Escolas Empreendedoras IN.AVE”, de Famalicão, que decorreu no passado dia 4 de abril, no auditório da Universidade Lusíada. O projeto que o Agrupamento levou a concurso designa-se “Movit” e consiste num jogo de 60 cartas, distribuídas por diferentes cores, sendo que a cada cor corresponde uma de seis categorias, representadas através do lançamento de um dado que contém, em cada face, a cor de cada categoria. Este jogo destina-se aos idosos do Centro Social de Castelões (polo Pedome) e tem como principal objetivo movimentar o corpo, dar asas à criatividade e desenvolver as capacidades cognitivas. A ideia “Movit” surge através de um projeto já existente no Clube do Riso, designado “Levar Sorrisos”, que consiste no desenvolvimento de um projeto intergeracional.


16

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

José da Costa Mendes, no dia 9 de abril, com 90 anos, casado com Emília de Sá Cardoso, de Lemenhe. Fernando Carvalho de Macedo, no dia 5 de abril, com 62 anos, casado com Maria Arminda da Costa Campos, de Santiago da Cruz. Maria de Jesus Dias, no dia 2 de abril, com 88 anos, viúva de José da Silva Freitas, de Nine. Agência Funerária Arnoso José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Falecimentos

Teresa Augusta de Andrade, no dia 31 de março, com 86 anos, viúva de Manuel Machado, de Brito (Guimarães). Maria de Belém da Silva, no dia 4 de abril, com 79 anos, casada com Joaquim de Oliveira, de S. Cristóvão de Selho (Guimarães). José de Freitas, no dia 4 de abril, com 78 anos, casado com Cândida de Melo Ramalho Freitas, de Pevidém (Guimarães). Joaquim Pereira de Oliveira, no dia 6 de abril, com 65 anos, casado com Maria Lúcia Teixeira Fontão Oliveira, de Pevidém (Guimarães). Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

António Silva Rodrigues Missa de 23º Aniversário de Falecimento

A Família, vem por este meio informar, que se realizará uma Missa do 23º aniversário do falecimento do seu ente querido António Silva Rodrigues, na próxima terça-feira dia 16, pelas 19h15, na Igreja Matriz Nova de V.N.Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto. A Família

Manuel José Pereira Guimarães, no dia 2 de abril, com 72 anos, casado com Deolinda de Sousa Fernandes, de Moreira de Cónegos (Guimarães).

Henrique da Silva Coelho de Faria, no dia 26 de março (faleceu na Inglaterra), com 53 anos, casado com Ana Maria da Costa Sampaio, de Bairro.

Adão da Silva Rodrigues, no dia 2 de abril, com 73 anos, casado com Rosa Maria Machado Neto, de Oliveira Santa Maria.

Firmino de Magalhães Nogueira, no dia 7 de abril, com 80 anos, casado com Gracinda de Figueiredo da Cunha Nogueira, de Santo Tirso.

Maria Isaura Machado Correia, no dia 2 de abril, com 72 anos, viúva de António Ferreira Alves da Silva, de Guardizela (Guimarães). Maria da Conceição de Sousa Oliveira, no dia 3 de abril, com 90 anos, viúva de Armindo Soares de Oliveira, de Serzedelo (Guimarães).

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Bernardino de Abreu, no dia 6 de abril, com 85 anos, viúvo de Serzedelo (Guimarães). Manuel Alves Torres, no dia 7 de abril, com 78 anos, viúvo de Maria José da Conceição Cunha, de Moreira de Cónegos (Guimarães).

Amadeu Gomes Gonçalves, no dia 5 de abril, com 55 anos, de Gavião.

António Pereira Rodrigues, no dia 8 de abril, com 79 anos, viúvo de Oliveira São Mateus.

Carlos Manuel da Silva Carneiro, no dia 6 de abril, com 47 anos, casado com Laura Maria dos Santos Rodrigues, de Calendário.

Narcisa Faria Salgado, no dia 5 de abril, com 76 anos, viúva de Joaquim Torres Lopes, de Oliveira São Mateus.

Elisa Veiga da Costa, no dia 6 de abril, com 82 anos, viúva de Américo Carvalho de Azevedo Vilela, de Seide S. Miguel.

António Manuel Guimarães, no dia 6 de abril, com 52 anos, solteiro, de Oliveira Sta Maria.

Clementina Pereira, no dia 7 de abril, com 89 anos, viúva de António Dias Sampaio, de S. Simão de Novais.

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Júlia Pereira Sampaio, no dia 7 de abril, com 87 anos, viúva de António da Costa e Silva, de Mouquim.

Angelina da Conceição Carvalho Araújo, no dia 1 de abril, com 72 anos, de Vila Nova de Famalicão.

Armindo Azevedo Gonçalves, no dia 7 de abril, com 69 anos, casado com Maria Eduarda Cardoso de Azevedo, de Landim.

José da Cruz António, no dia 6 de abril, com 71 anos, casado com Maria Laura da Conceição Fernandes, de Calendário.

Jorge Manuel Tavares Ferreira, no dia 7 de abril, com 79 anos, casado com Maria da Conceição Pinto Ferreira Tavares, de Areias (Santo Tirso).

Clementina Moreira da Costa, no dia 9 de abril, com 88 anos, viúva de Amadeu da Costa e Silva, de Vilarinho das Cambas.

José Alves da Silva, no dia 8 de abril, com 98 anos, de Landim.

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Leopoldina Ferreira de Sá, no dia 4 de abril, com 68 anos, solteira, de Ribeirão. José Luís Vieira da Costa, no dia 5 de abril, com 61 anos, casado com Maria Laura Rodrigues Miranda, de Santiago de Bougado (Trofa). Manuel António Ferreira, no dia 7 de abril, com 75 anos, casado com Maria José da Silva Almeida, de Ribeirão. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Joaquim Machado de Oliveira, no dia 6 de abril, com 76 anos, casado com Albertina Conceição da Silva, de Calendário. Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Maria José de Campos Ribeiro, no dia 3 de abril com 86 anos, solteira, de Vilarinho das Cambas.

BOA PÁSCOA

Júlio Ferreira Monteiro, no dia 8 de abril, com 66 anos, casado com Maria Manuela Nogueira de Oliveira Monteiro, de Bairro.

Manuel Fernando da Costa Paulos, no dia 8 de abril, com 57 anos, solteiro, de Cabeçudos. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Maria Adelaide Azevedo e Silva Sampaio, no dia 4 de abril, com 59 anos, viúva de Artur Dias Sampaio, de São Martinho de Bougado (Trofa). António Lopes Alcaide, no dia 4 de abril, com 46 anos, solteiro, de São Martinho de Bougado (Trofa) Manoel Moreira da Silva, no dia 31 de março, com 90 anos, casado com Palmira da Costa Amorim, de São Martinho de Bougado (Trofa). Maria Pereira da Costa Cardoso, no dia 29 de março, com 75 anos, viúva de Fernando Moreira Araújo, de São Martinho de Bougado (Trofa). Quintino Moreira de Araújo, no dia 3 de abril, com 82 anos, casado com Balbina de Jesus da Costa e Silva, de São Tiago de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Geralberto Rodrigues, no dia 5 de abril, com 92 anos, viúvo de Maria Machado, de Airão Santa Maria (Guimarães). Agência Funerária da Portela Portela (Sta Marinha)– Tel.: 252 911 495

Jorge Manuel Oliveira Marques Ferreira, no dia 2 de abril, com 44 anos, casado com Maria Josué Oliveira Cruz, de Vale S. Cosme. Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290


opiniãopública: 11 de abril de 2019

INA na final intermunicipal do Concurso de Ideias IN.AVE

Inês Maia, Rafael Moreira e Hugo Pinto foram os alunos do Instituto Nuno Àlvres (INA) que ficaram em 1º lugar na final municipal do Concurso de Ideias, realizada no passado dia 4 de abril, em Famalicão. Trata-se do projeto Escolas Empreendedoras In.Ave e foca-se na educação para o empreendedorismo e cidadania, visando o desenvolvimento das competências, emoções, valores e ferramentas empreendedoras dos alunos. Neste sentido, o grupo vencedor apresentou o projeto “Vital Code & Tracker”, que está a ser trabalhado por eles numa “parceria” i entre uma aluna do curso profissional de Técnico/a Auxiliar de Saúde e dois alunos de Eletrónica, Automação e Computadores, fazendo prova de que se consegue ir mais longe quando se unem diferentes saberes e competências. Este grupo segue, agora, para a final intermunicipal a 8 de maio, levando na “bagagem” uma já grande experiência de trabalho em equipa. O ensino profissional do INA levou ainda, à final municipal, mais três grupos, também eles reunindo alunos e alunas provenientes de diferentes áreas profissionais. Todos os projetos fazem parte do leque de Provas de Aptidão Profissional, que têm vindo a ser desenvolvidas no INA.

Semana Santa na paróquia de Arnoso A Confraria do Senhor dos Passos de Santa Maria de Arnoso promove, uma vez mais, as celebrações da Semana Santa, que se iniciam no próximo domingo, dia 14, pelas 10h30, com a solene bênção dos ramos no Alto do Calvário, no exterior da Capela do Senhor dos Passos. Em seguida, inicia-se a procissão dos ramos em direção à Igreja Paroquial, onde será celebrada a eucaristia. Na quinta-feira, 18 de abril, às 21h00, na Igreja Paroquial, será lembrado o início da Paixão do Senhor com o Lava-Pés, seguido da Ceia do Senhor e no final da Procissão do “Ecce Homo”, onde a imagem do Senhor da Cana Verde seguirá até ao Alto do Calvário. Na Sexta-feira Santa, 19 de abril, pelas 21h00, no Alto do Calvário, terá lugar a via-sacra seguida da Procissão do Enterro do Senhor, onde o esquife com o Senhor morto sairá da Capela do Senhor dos Passos em direção à Igreja Paroquial. Já na conclusão o tríduo Pascal 9, no dia 20 de abril, às 22h00, terá lugar a celebração da Vigília Pascal.

FREGUESIAS

17

Adultos do Centro Qualifica visitam a Casa Museu de Camilo Castelo Branco

O Polo do Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado (AEPBS) do Centro Qualifica de Famalicão organizou uma visita de estudo à Casa Museu de Camilo, em Seide S. Miguel, em horário pós-laboral. A visita, que foi conduzida por Reinaldo Ferreira, um dos elementos dos serviços educativos da Casa Museu de Camilo, decorreu no passado dia 3 de abril, com os adultos em processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências (RVCC), bem como com os formandos e profes-

sores dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) do AEPBS e do Agrupamento de Escolas Sá de Miranda, de Braga, em intercâmbio cultural. A iniciativa teve como principais objetivos promover a leitura e literacia, proporcionar aos adultos o contato com equipamentos culturais, bem como conhecer um pouco mais sobre a vida e a obra de Camilo Castelo Branco e perceber que a Casa Museu é um local que serviu de pano de fundo a um grande número de personagens reais e inventadas

de alguns dos seus romances e novelas, De uma forma global, a visita foi considerada um êxito, não só pela participação ativa dos adultos e dos técnicos que realizaram a leitura encenada de um pequeno excerto da obra “Maria Moisés”, das Novelas do Minho, do escritor, mas também pela interação gerada entre os visitantes e o guia. No final, teve lugar um convívio entre todos os participantes numa das salas da Junta de Freguesia de Seide.

Alunos da EB de Ruivães visitaram o Citeve No passado dia 2 de abril, a turma B3, do 4º ano de escolaridade da Escola Básica de Ruivães, realizou uma visita de estudo ao Citeve, no âmbito do projeto “Made4Schools”. Com a atividade “Laboratório Criativo”, de caráter prático e ao mesmo tempo lúdico e pedagógico, pretendeu-se despertar nos alunos o interesse pelo conhecimento científico, tecnológico e experimental, proporcionando-lhes o contacto com diverso material de laboratório e tecnologia. Com a curiosidade própria da idade, observaram o microscópio digital, a impressora 3D, a maqueta de uma casa autossustentável a nível energético, a loja do futuro, entre entras coisas. A atividade contou com o entusiasmo e boa disposição de todos. pub


18

FREGUESIAS

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Crianças da EB de Riba d’Ave visitaram a “nova” escola O último dia do 2º período, 5 de abril, ficou marcado pela visita das crianças da Escola Básica de Riba d’Ave à “nova” escola, surgida das obras de remodelação realizadas no edifício. Educadoras, professores e funcionários acompanharam as crianças nesta visita, fazendo o reconhecimento dos espaços, concretamente, das salas de aulas, casas de banho, biblioteca, refeitório e recreio. Nem a chuva que caiu nesse dia impediu as crianças de desfrutarem, um pouco, do novo campo de futebol e do recreio. A visita foi também acompanhada pela presidente da Junta de Riba d’Ave, pela direção executiva do Agrupamento de Pedome e o pelo presidente da Associação de Pais. Depois das férias da páscoa, no 3º período letivo, os alunos já vão usufruir da escola renovada.

EB Bairro participa em Torneio de Boccia A Escola Básica de Bairro disputou, na quintafeira da semana passada, a 3ª jornada do Torneio de Boccia, que teve lugar no Pavilhão das Lameiras. A competição, inserida no âmbito do programa “Mais e melhores anos” levado a cabo pelo Município de Famalicão, contemplou provas individuais com calha e por equi-

pas. Segundo nota enviada à imprensa, o projeto Boccia na Escola “permite aos alunos desenvolverem diferentes áreas, como a coordenação oculo-manual, a concentração, o equilíbrio, o raciocínio, a autoestima e o trabalho em equipa”.

JP e AML dão as mãos a Moçambique

A Juventude Popular (JP) de Famalicão e a Associação de Moradores das Lameiras (AML) responderam ao repto feito pelo Movimento SOS Moçambique, que foi criado pela Associação de Portugueses em Moçambique em colaboração com empresas portuguesas naquele país. Com a ajuda da associação e moradores, a JP entregou 10 caixas de roupa que vão agora ajudar as vítimas do ciclone Idai, que devastou aquele país africano. Em nota à imprensa, o presidente da Concelhia de Famalicão da JP, José Miguel Silva, agradece a todos aqueles que participaram nesta iniciativa, em especial aos militantes e à Associação de Moradores das Lameiras, considerando que “Moçambique é um país irmão que merece toda a nossa ajuda”. pub


Necessidade de Recursos Humanos Qualificados no Sector Metalúrgico, Metalomecânico e Eletromecânicos opiniãopública: 11 de abril de 2019

O CENFIM, tendo em conta as características da região, promove formação que dá resposta ao sector Metalúrgico, Metalomecânico e Eletromecânico. Trata-se de um sector líder de mercado e responsável por 18% do PIB. Dado o crescimento do sector e a digitalização da indústria (Industria 4.0), as empresas confrontam-se com falta de recursos humanos qualificados para assumirem funções directamente relacionados com as várias saídas profissionais que vão ao encontro do nosso Plano de Formação:

Actualmente, o CENFIM da Trofa acolhe mais de 24 turmas em regime diurno e pós-laboral e conta com cerca de 70 formadores/monitores. É com agrado que vemos a sociedade actual, a encarar a formação profissional como uma aposta segura no futuro dos jovens e uma válida alternativa ao ensino regular. Daí que, todos os anos, surjam inúmeros jovens cuja primeira opção foi estudar no CENFIM. Não obstante, ainda há muito trabalho pela frente para desmistificar o estigma criado para o sector Meta-

lúrgico e Metalomecânico como sendo um “trabalho sujo” e “duro”, quando cada vez mais se vêem empresas limpas, organizadas e modernizadas permanentemente com uma aposta em tecnologia de ponta. O sector está em franca expansão e a nossa missão continua focada numa formação de qualidade, tanto no que concerne à formação inicial para pessoas indiferenciadas, como para colaboradores de empresas que necessitem de reciclagens/ aperfeiçoamentos, em que é possível desenhar formação à medida visando situações específicas. Com o objectivo da qualificação numa área com emprego garantido, temos assistido a uma crescente solicitação do género feminino, por parte das empresas, uma vez que, para determinadas funções, são um valor acrescentado. Toda a formação ministrada no CENFIM tem, por referência, um enfoque na aquisição de aptidões e competências práticas (o saber-fazer), metodologia essa que é reconhecida pelas empresas. A constituição das turmas tem por base o princípio de uma aprendizagem individualizada, sendo o número de elementos balizado pelo número de equipamentos disponíveis para a formação. Sentimos que só assim é que podemos dar uma formação com qualidade. Paralelamente, as nossas equipas de acompanhamento pedagógico estabelecem uma relação de proximidade com os formandos, estando atentas às suas vulnerabilidades. Convidam-se, todos os interessados, para conhecerem as nossas instalações e perceberem mais de perto o tipo de formação ministrada no CENFIM. Visitem-nos nos dias 31 de Maio das 9:00 às 21:00 e no dia 1 de Junho das 9:00 às 13:00 durante o DIA ABERTO do CENFIM da Trofa e conheçam os nossos cursos, formandos e equipa formativa. Aqui poderão conhecer e verificar que estamos devidamente preparados para dar formação teórica e prática simulada na Oficina de Maquinação Convencional, na Oficina de CNC (torneamento e fresagem de 3/4/5

ECONOMIA

19

eixos), nas salas de CAD/CAM, nos Laboratórios Técnicos (electricidade, electromecânica, pneumática, hidráulica e automação) e Oficina de Soldadura (Certificada para formação ATB/EWF). No CENFIM decorrem ainda projectos paralelos como o Concurso das Profissões (a nível nacional e Internacional); o CENFIM Empreende; a Oficina Individual de Formação e os estágios em Erasmus. Para mais informações consulte www.cenfim.pt ou através dos contactos trofa@cenfim.pt ou pelo telefone: (+351) 252 400 530. pub


20

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Passa-se ANTA´S Café, Snack-bar, na cidade de Famalicão. Estabelecimento a trabalhar e com folga ao domingo. Bom negócio para 2 ou mais pessoas. Trata o próprio. Aceito permuta por terreno, loja ou viatura.

Contato: 917300626 ou manuelcunharj@gmail.com

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave

CONVOCATÓRIA

Nos termos legais e estatutários, convoco uma Assembleia Geral Ordinária da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Riba de Ave, para reunir no novo Quartel, na Avenida Cidade Abreu e Lima, freguesia de Riba de Ave, concelho de Vila Nova de Famalicão, no dia 29 de Abril de 2019, pelas 21h00, com a seguinte: Ordem de Trabalhos

1 - Aprovação do Relatório de Atividades e Contas do Ano de 2018.

2 - Outros assuntos de interesse para a Associação.

Nota: Quando à hora designada não se encontrar presente a maioria dos associados, a Assembleia reunirá meia hora depois, em segunda convocação, com qualquer número de associados presentes.

Riba de Ave, 28 de março 2019

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral Luís Abreu Pereira

Electricistas Certificados (m/f)

Experiência: Electricista Certificado-Sistemas Fotovoltaicos Sistemas de Monitorização e controlo de sistemas remotos. Oferece-se: Salário Fixo + Incentivos.

Contacto: 252 314 145

PRECISA-SE

FUNCIONÁRIO FULL TIME PARA STAND DE AUTOMÓVEIS ZONA DE FAMALICÃO Contacto: 93 50 50 900

PRECISA-SE

PASTELEIRO E AJUDANTE DE PASTELEIRO COM EXPERIÊNCIA PARA PASTELARIA EM FAMALICÃO

Contacto: 912 194 497


CULTURA/PRAÇA PÚBLICA

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Laurus Nobilis coloca à venda os passes diários A pouco mais de três meses do início do festival de música Laurus Nobilis Famalicão 2019, que este ano se realizará de 25 a 28 de julho, a organização distribui o cartaz por dias, tendo já à venda os passes diários que têm o valor de 30 euros, sendo que o passe geral ainda se encontra a 45 euros. A organização informa também que o campismo/caravanismo, que continua a ser gratuito, abre portas logo no dia 22, equipado com os indispensáveis WC, chuveiros, um pequeno mercado

e uma tenda de apoio com pequenos-almoços e lanches. Para esta edição a organização conseguiu encontrar um espaço com capacidade para cerca de 1.000 tendas, a 200 metros do palco principal, “recheado de sombra e relva a fim de os festivaleiros se sentirem mais cómodos”, pode- ler-se num comunicado distribuído à imprensa. Refira-se que as bandas serão distribuídas por três palcos, um de entrada com bilhete e dois de entrada gratuita, sendo que 70% do evento é de entrada livre. Além

D’Esguelha Gouveia Ferreira

dos dois palcos, haverá a praça da restauração, o espaço do merchandising, o campismo/caravanismo e, este ano, um espaço para actividades lúdicas com vários artistas e associações locais. Serão ao todo 25 bandas sendo oito delas internacionais, além da atividade do palco “Faz a Tua Cena”, na parte de entrada livre do recinto, que está destinado a projetos culturais de várias vertentes (pintura, poesia, teatro, dança, musica) e por onde passarão cerca de 40 artistas a apresentar os seus trabalhos.

Exposição sobre prisões políticas no Museu Bernardino Machado O Museu Bernardino Machado, em Famalicão, acolhe, até ao dia 28 de abril, a exposição fotográfica “Voz do Silêncio – Prisões Políticas Portuguesas”. Esta mostra resulta de um projeto de reconstituição de 40 anos de Prisões Políticas do Estado Novo, uma missão fotográfica levada a cabo por Pedro Medeiros entre 1999 e 2005 no Tarrafal, na Prisão Forte de Peniche, na Cadeia do Aljube, na Prisão Forte de Caxias, na Sede da PVDE – PIDE/DGS de Lisboa, na Sede da PIDE-DGS de Coimbra e na Sede da PIDE-DGS do Porto. “A intenção de realizar uma leitura atual destes locais é uma resposta à interrogação sobre a circunstância do tempo presente e um compromisso com a história como legado para o futuro. Esta é uma viagem pelas marcas da memória que persistem no espírito e voz interior destes lugares”, pode ler-se no texto descritivo da mostra. A exposição é de entrada livre.

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Rua Quinta Igreja 9 - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional

Mais quotas... Tirando as férias, estamos a qua- saber que tão cedo não chegará. tro meses inúteis das eleições leAssim vai correndo a campagislativas. Aquelas que servem nha eleitoral, num mar de fastio, para formar governos de que o que apela à desmobilização geral Cavaco não gosta. Dos programas dos eleitores, como se verá, de eleitorais ninguém ouve falar por- repente, já nas europeias. É verque, ao fim e ao cabo, os políti- dade, já me esquecia: o Rui Rio cos bem sabem diz, de longe a que os portuguelonge, que vai baises acaba xar os impostos. Continuam rão por conferir as Ele, lá dizer, diz! todos entretidos promessas eleitoAntes que o a glossar a ética rais do passado marasmo faça com as do pree a lei imaginárias, mais mossa, resente, para valer que regem as famílias ceitemos algo de no futuro. intermédio, entre C o n t i n u a m no aparelho do Estado, a ética e a lei. Por deixando grassar, todos entretidos a exemplo: quotas glossar a ética e a geográficas e prenas redes sociais, lei imaginárias, diais. Da área ura militância que regem as fabana de Lisboa só da abstenção mílias no aparelho se admite em do Estado, deicada governo da xando grassar, nas República uma liredes sociais, a militância da gação parental ou de facto. Fica, abstenção. Uns, desfalecidos da expressamente, vedada qualquer memória, vociferam contra os pa- nomeação de pessoa residente rentescos, que já adoptaram no no mesmo prédio onde já se abritempo da sua governação, en- gue membro do mesmo governo. quanto outros, em tom de croco- A ver se há mais competências no dilo, pedem nova lei, fartos de resto do País. Deve haver, não?!

Diário famalicense António Cândido Oliveira

Apontamentos

Arlete Salgado expõe “Inspiração” no Museu Soledade Malvar “Inspiração” é o título da exposição de pintura que a famalicense Arlete Salgado tem patente no Museu Soledade Malvar até ao final deste mês de abril. A exposição mostra parte de duas das coleções da pintora: “Rostos” e “Abstratos”. “Rostos” são recriações de detalhes de obras de grandes mestres do Renascimento, como “O Nascimento de Vénus” ou a “Primavera”, de Botticelli, em pintura a óleo sobre tela. “Abstratos” são recentes experiências criativas de abstração que resultam numa explosão de cor e formas, em acrílico sobre tela. Refira-se que Arlete Sagado é natural de Joane,

21

onde nasceu em dezembro de 1940. Arlete foi professora do ensino básico durante mais de 35 anos, a maior parte dos quais em Requião. Depois de aposentada, o gosto já antigo pela arte da pintura concretizou-se, finalmente, a partir de meados dos anos 90. Utilizando técnicas de pintura diversificadas, desde a aguarela ao pastel, do óleo ao acrílico, ao longo do tempo Arlete aperfeiçoou técnicas e experimentou temas abrangentes. Começando pelas paisagens naturais e urbanas, numa primeira fase, os temas passaram por retratos, naturezas vivas e mortas, mas sempre fascinada com o detalhe, e mais ainda com a expressão do olhar.

Famalicão Quinta, 11

Serviço Cameira

Sexta, 12

Calendário/Ribeirão

Sábado, 13

Nogueira

Domingo, 14

Valongo

Segunda, 15

Gavião

Terça, 16

Barbosa

Quarta, 17

Cameira/Ribeirão

Vale do Ave

Serviço

Quinta, 11 Sexta, 12 Sábado, 13 Domingo, 14 Segunda, 15 Terça, 16 Quarta, 17

Riba de Ave Delães Almeida e Sousa Bairro Almeida e Sousa

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612

URGÊNCIAS DO HOSPITAL E CENTRO DE SAÙDE – As urgências do Hospital e o Centro de Saúde deveriam estar muito próximos. Quem estivesse sem justificação nas urgências deveria poder passar facilmente para o Centro de Saúde sem ter de se deslocar cerca de um quilómetro, para junto da Estação, como hoje acontece. Há espaço próximo do Hospital que poderia ser aproveitado para esse efeito. Este não é um assunto menor. REABILITAÇÃO DO CENTRO DA CIDADE – É preciso dar condições para que famalicenses habitem no centro histórico (nas ruas mais centrais) e o Hotel Garantia deve ser reabilitado, pois também faz falta no centro da cidade. Podemos ter ali com mais um piso ou dois um bom hotel. A reabilitação não pode ser apenas do Mercado Municipal e à volta. MARCA FAMALICÃO – Não me habituei à nova marca do município de Vila Nova de Famalicão. Pode ser que me habitue, mas parece-me que “não havia necessidade” de fazer a mudança assim e agora. Aceito ser convencido do contrário. FUTEBOL CLUBE DE FAMALICÃO – O que me leva a estar atento e a querer saber se o Famalicão sobe para a 1ª Divisão, quando sei que o futebol é um mundo mal frequentado e que há negócios dentro dele nada recomendáveis? Já fui, há muitos anos, um “doente” pelo futebol, mas julgo estar curado. Este interesse pelo Famalicão prova, porém, que não, pelo menos inteiramente. A nossa terra mexe connosco.


22

PRAÇA PÚBLICA

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Rés-Pública

Chão Autárquico

Célia Menezes

Vieira Pinto

Perplexidades Ideológicas

A ética e a transparência política

1.“Snu”: inspirada no excelente Princípios da Social Democracia. filme português, cujo título é Atrevo-me, mesmo, a dizer que, o “Snu” (que aconselho, vivamente, autodenominado Partido Social a ser visto, porque nos revela Sá Democrata, atualmente, é inteCarneiro, numa outra perspetiva); grado por ideólogos e ideologias e, depois, de ter assistido à apre- de direita; os quais não perfilham sentação do “Movimento 5.7”, o a idiossincrasia da Social Demoqual, pretende evocar o nasci- cracia e do Socialismo Democrámento da “Aliança Democrática” tico. (AD), a 5 de julho de 1979 (neste 4. O “equilibrista”: Rui Rio, ano, comemora-se o 40º aniversá- ainda, não conseguiu unir o PSD, rio); cada vez mais, me convenço em torno da sua direção; porque, que os protagonistas deste “Movi- o PSD vive uma espécie de esquimento 5.7”, estão a trair o pensa- zofrenia ideológica; porquanto, mento daquele Estadista e de uma larga maioria dos seus miliFreitas do Amaral. tantes, identificam-se com os 2. Prognose póstuma do pen- ideais liberais e de direita. samento político de Sá Carneiro: Rio, tem tentado induzir os micaso não tivesse ocorrido o aci- litantes do seu partido, para uma dente fatal, a 4 de dezembro de ideologia social democrata pró1980, com apenas 40 anos, a xima do socialismo democrático. meio do seu percurso político; e, No entanto, não tem conseguido sem ter demonstrado ao país – alcançar esse desiderato, conem plenitude – qual o caminho forme se constata, pelo recémque pretendia para Portugal; o criado “Movimento 5.7”. idolatrado Estadista, prematura5. Contradições ideológicas do mente falecido, se hoje vivesse, PSD: Rui Rio afirma que o seu parnão se reveria no caminho polí- tido interpreta a social democratico, enveredado pelo partido que cia; mas, não obstante, o certo é fundou. O meu que, na candidapensamento acretura ao Parladita nesta circunsmento Europeu, tância, porque, cedeu perante a Rui Rio, ainda, força dos militancertamente, Snu Abecassis tê-lo-ia não conseguiu unir tes liberais e de diinfluenciado, para reita. Veja-se o o PSD, em torno discurso do caassumir a ideologia do Socialismo de lista, da sua direção; beça Democrático e da Paulo Rangel (que porque o PSD Social Democracia, em nada se identipreconizada em vive uma espécie fica com a Social Portugal, pelo ParDemocracia); bem de esquizofrenia como, tido Socialista, e o facto de o só, pelo Partido seu número dois, ideológica (...) Socialista. na lista ao PE, ser Para adensar a uma jovem (tão minha convicção, elogiada pelos relembro que um seus pares), que dos fundadores do CDS, entre- (nada mais nada menos) é a líder tanto, PP, Freitas do Amaral, che- da Juventude do Partido Popular gou a assumir pastas ministeriais Europeu (PPE). em governos socialistas (Vice-Pri6- Prognóstico para o futuro do meiro Ministro e Ministro dos Ne- PSD: atrevo-me a dizer que este gócios Estrangeiros e, mais tarde, partido, a breve trecho, estará Ministro da Defesa Nacional). condenado ao desaparecimento 3. “Movimento 5.7”: este Mo- da “cena” político/ partidária porvimento, que congrega militantes tuguesa. (de direita) do PSD; bem como, alNo meu próximo artigo, desenguns deputados do CDS, entre- volverei, com maior profundidade, tanto, PP; e, ainda, elementos do este sumário que hoje tracei. celiamenezes. Partido Aliança e do Movimento opinião@gmail.com Liberal, estão a trair os próprios pub

Quem não pecou, atire a primeira pedra…” Jo 8. 1-11. O Evangelho do domingo passado, dizia-nos que Jesus, perante os acusadores públicos, escribas e fariseus, da mulher adúltera, diz do seguinte modo: “… quem não pecou, atire a primeira pedra…” Ele sabia do que falava! Muita tem vindo a ser a discussão política à volta de alguns valores da democracia, ora em crise. E, assim, se passa, designadamente, no que respeita aos valores da ética e da transparência, pressupostos que deveriam estar presentes nas decisões políticas. Na verdade, os governos investidos, desde há longos anos, têm tido dificuldades em discernir os limites nas nomeações de pessoas, com laços familiares dos efetivos membros dos governos. De fato, em face dos acusadores públicos, escribas e fariseus, da nossa praça política, este tema político tem, assim o consideramos, cabimento na sociedade para um sério debate político. Porém, também concordamos que deverá ser um debate em campo aberto, com todos os órgãos do poder democrático. Não, em campo fechado, em pleno ato eleitoral, no ano de três eleições: eleições para o parlamento europeu, eleições regionais e eleições nacionais. Neste frenesim eleitoral, aquele debate ficaria prejudicado na sua seriedade política se ocorresse neste preciso ano de tantos atos eleitorais. Neste debate haverá, desde logo como pressupostos, o valor da ética política, assim como o princípio normativo da transparência. Princípio este, consig-

nado na nossa administração pública. Com efeito, este princípio normativo está mais virado para a funcionalidade do exercício da administração pública do que para a sua organicidade política. Será, com efeito, à volta destes vetores de essencialidade substantiva e procedimentária que andará a discussão política desta realidade, agora, em crise. Convenhamos que hoje, bem

pecou que atire a primeira pedra…”, jo 8. 1-11. P.S. 1 – A semana passada dizíamos, aqui que no tempo dos governos de Cavaco Silva, a esposa do comentador, Dr. Marques Mendes, trabalhava no Gabinete de Fernando Nogueira. Houve lapso, pois, afinal trabalhava no Gabinete do mesmo governo, mas, do Sr. Engº. Álvaro Amaro, as nossas desculpas pela

Muita tem vindo a ser a discussão política à volta de alguns valores da democracia, ora em crise. E, assim, se passa, designadamente, no que respeita aos valores da ética e da transparência, pressupostos que deveriam estar presentes nas decisões políticas. Na verdade, os governos investidos, desde há longos anos, têm tido dificuldades em discernir os limites nas nomeações de pessoas, com laços familiares dos efetivos membros dos governos. ao contrário dos idos anos noventa, a opinião pública está muito mais informada. Isto, assim, mesmo pela muita desinformação que muitos dos media tentam inculcar, nesta mesma opinião pública. Esta, porém, já muito vai sabendo discernir e escolher. Certo é que, enquanto muito farisaicamente se atiram pedras aos telhados de vidro, uns aos outros, os filhos da democracia vão levando, sob formas diversas, com esses telhados de vidro. Na verdade, estes fariseus, bem nos fazem lembrar o evangelho do domingo passado, quando Jesus, em face do acusador público, dizia: “…quem não

troca de nomes dos gabinetes políticos. P.S. 2 - Soubemos, este fim de semana, que o eurodeputado, Paulo Rangel, além das funções que exerce em Bruxelas, com dourado vencimento, acumula, também, o cargo de diretor de uma famosa sociedade de advogados, no Porto, de onde recebe, também a módica quantia de dez mil euros por mês. Na verdade, o Sr. deputado, quando viaja para Bruxelas e de Bruxelas, para o Porto, transporta a mochila bem vazia do valor da ética e do princípio democrático da transparência, embora cheia de dinheiro! Claro, ele, e tantos dos outros!

Vasco Gonçalves o Capitão de Abril Ignorado Sabem quem criou o subsídio de desemprego? Sabem quem criou o subsídio de férias e de natal? Sabem quem parou para pensar o que seria daqueles que, de um momento para outro, ficam sem a sua subsistência e da sua família? Sabem quem se preocupou com os que têm na força do trabalho a sua riqueza? Sabem quem foi? Foi aquele a quem, talvez muitos dos que beneficiam ou beneficiaram deste seu gesto, hoje lhe chamam louco! Pois é! Foi ele, o melhor Primeiro Ministro que tivemos neste país e que se chama Vasco Gonçalves. Esquecido pela imprensa, ignorado nos bancos das escolas, colocado de lado pelos poderes instalados, é um Capitão de Abril que assumiu o país numa época conturbada, construindo o que hoje desfrutamos como um direito e um dado adquirido, sem olhar a quem fez com que pudéssemos usufruir desses benefícios! Hoje, que se comemora 45 anos deste acontecimento, a Revolução de Abril, curvo-me muito respeitosamente perante o homem que pensava

realmente neste país e no seu povo. Quanta saudade dessa enorme figura! Perante tanta gente rasteira, que por aí anda e que apenas se preocupa em encher os bolsos, eu recordo esse grande Primeiro Ministro e sinto uma saudade tão grande, que até dói, daquele que ficou conhecido como o “companheiro Vasco”! Fosse ele “amigo” dos lóbis instalados, fosse ele parceiro de negociatas escusas e muitas vezes teria sido e seria homenageado mas, pelo contrário, é um homem de esquerda, de pensamento próprio que incomoda, e tudo o que ele representou é o oposto da fraude politica que se vive hoje, por isso é votado ao esquecimento. Quando se batem, os políticos de hoje, a querer os louros de uns tostões que oferecem de um lado e tiram do outro, procurando o protagonismo, o que Vasco Gonçalves construiu perdura e perdurará, mesmo que surja outro Passos Coelho a querer tirar, e não o veremos certamente a gritar aos sete ventos, que é sua essa obra! Adão Coelho


Páscoa: é tempo de celebração e reflexão... Enquanto expoente máximo das celebrações cristãs, a Páscoa está fortemente enraizada nas tradições portuguesas. Esta celebração remonta-nos para a crucificação, morte e ressurreição de Cristo, um dos principais pilares da fé cristã. Festejada já há vários séculos, a Páscoa é assinalada, este ano, no dia 21 de abril, domingo de Páscoa. A Quaresma, por sua vez, designa um período de quarenta dias que antecedem esta festa da ressurreição. Com início na quarta feira de cinzas e término na QuintaFeira Santa, é composta por dias marcados pela comparação da vida humana à mensagem expressa nos Evangelhos e por sacrifícios por parte dos cristãos, como é exemplo o jejum.

Por tradição, no domingo de Páscoa, os crentes recebem a visita do compasso pascal, nas suas casas. Para além de as benzer, o compasso traz consigo uma mensagem de alegria e boa nova que renova a alegria e esperança das famílias. Resta apenas lembrar que, no universo cristão, a Páscoa significa sobretudo um período de reflexão. Para além de relembrados todos os passos de Jesus antes da sua morte, o importante mesmo é ter em consideração a razão bíblica da morte de Jesus Cristo e lembrar o seu sacrifício. Assim, é tempo de fazer uma introspeção espiritual, refletindo os aspetos a serem melhorados e os valores a ter em conta na aproximação e valorização da vida e valor do próximo.

Abstenção de carne na Quaresma Durante a Quaresma, nomeadamente às sextas feiras, está enraizado na religião cristã a abstinência de carne. Embora seja praticada pela maioria dos fiéis, a origem desta forma de penitência é, por muitos, ainda desconhecida. Esta privação de carne deve-se à distinção entre o espírito e a carne, ou seja, procura eliminar-se o pecado simbolizado pela carne humana, em detrimento da beleza espiritual. Para além de simbolizar o amor de Cristo e o seu sacrifício de morrer na cruz. Nos dias de hoje, esta abstinência não é levada tão rigorosamente. De forma a fazer um sacrifício pessoal, durante a Quaresma, muitos são os que escolhem privar-se de algo à sua escolha e que lhes faça realmente falta como é o caso dos doces, café, entre outros.

pub


24

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019


opiniãopública: 11 de abril de 2019

ESPECIAL

25

Escapadinhas e fugas... Tempo de Páscoa é, para muitos portugueses, sinónimo de férias. E como esta época festiva é celebrada em família, porque não aproveitar para tirar uns dias de férias e conhecer as tradições de Páscoa de outros países? Deixamos algumas sugestões:

México: A tradição chama-se "Cascarones" e consiste em esvaziar ovos de galinha, limpálos, recheá-los com confetes e tapar o buraco com fita. Depois de começada a batalha de ovos, o melhor é mesmo esperar ser atingido por um deles já que se acredita que trazem sorte. Para além disto, ocorre em todo o país a encenação da Paixão de Cristo, que reúne todos os anos cerca de 3 milhões de pessoas. Quanto à gastronomia, é usual comer-se a "Capirotada”. Este doce é basicamente um pudim de pão enriquecido com canela, nozes, frutas (secos ou frescos), pão e queijo envelhecido.

Cristo. Assim são as celebrações na vizinha Espanha. É vulgar ver pessoas a usar capuz e a carregar tochas na rua, encarnando personagens nestas procissões. Alguns dos pratos tradicionais espanhóis são a “Potaje de Vigília”, que contém bacalhau, grão e espinafres ou acelgas e a “Torrija” (fatias de pão frito cozinhado numa panela com azeite, leite, vinho, mel, ovos e diversas especiarias). Para sobremesa, a La Mona de Páscoa (um bolo tradicional da Catalunha, decorado com lascas de amêndoa, ovos cozidos coloridos e outras decorações de Páscoa).

França: Os sinos das igrejas param de tocar de quinta-feira até ao sábado da Semana Santa. A tradição diz que os sinos partiram para Roma, voltando na noite de sábado para domingo para deixar chocolates às crianças. No domingo, depois da missa da Páscoa e da caça aos ovos nos jardins, as famílias reúnemse para comer um assado de carneiro, como Finlândia: A tradição de Páscoa é parecida referência a Cristo e à libertação dos pecados. com o Halloween. O comum é ver crianças mascaradas a recolher doces pelos vizinhos. Itália: Embora os festejos seja concentrados As refeições são compostas por carneiro, ga- no domingo de Páscoa e com cariz fortemente linha, ovos e outros pratos tradicionais. Em- cristão, a tradição da Páscoa não termina por bora o chocolate também esteja presente à aí. A segunda-feira, que denominam de “pasmesa, na Finlândia o doce tradicional é quetta”, é feriado e a tradição passa por fazer mesmo o “Mignon”. Embora um dos seus in- piqueniques, passeios pelo centro da cidade, gredientes seja chocolate, a sua consistência visitas a pontos turísticos e reuniões familiapode ser equiparada à de um pudim, feito de res. Este é o auge das celebrações de chegada cacau, avelãs, amêndoas, malte e farinha de da primavera. Quanto ao cardápio, conte com o famoso “abbacchio italiano”, que consiste centeio. na carne de um cordeiro novo criado apenas Espanha: Procissões e recriações da vida de com leite. pub

Voos com desconto para passar a PÆscoa fora do pa s Muitos são os portugueses que veem nas férias da Páscoa uma boa altura para sair do país e conhecer novas culturas. Dados revelados por plataformas de reserva de voos online, como é o caso da Momundo, demonstraram que em 2019 vai ficar mais barato marcar voos para destinos estrangeiros, na altura da Páscoa. Entre os destinos preferidos pelos portugueses estão a Itália, Irlanda, República Checa, Marrocos, Espanha e Londres. Para algumas destas cida-

des os descontos chegam mesmo aos 50%. No entanto, o mesmo não se aplica às estadias nos países referidos. Quando analisados os preços dos hotéis para as datas correspondentes, verifica-se que os preços se mantêm face aos anos anteriores. O segredo para conseguir viagens ao melhor preço está na marcação dos voos com antecedência e sobretudo evitar marcar as partidas e chegadas ao fim de semana. pub


26

ESPECIAL

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Limpezas de PÆscoa? Venham Ir buscar os filhos à escola, leválos às atividades extracurriculares, ir ao ginásio, fazer o jantar, lavar, secar e engomar a roupa… A verdade é que todas estas atividades nos roubam tempo no nosso dia a dia. A limpeza semanal da casa, muitas vezes, é feita ao fim de semana e, como o tempo é escasso, passa apenas por fazer uma limpeza e arrumação superficiais. Com a chegada da Páscoa, e da visita pascal inerente à mesma, gostamos de receber o compasso pascal com a casa no seu melhor. Mas não só, com a primavera à porta é hora de adaptarmos a nossa casa ao tempo mais quente. Esta é uma altura muito propícia à arrumação e organização do lar. O importante mesmo é refrescar a casa e adaptá-la aos nossos gostos. Ainda assim, esta tarefa que se vai adiando e que pode parecer árdua, pode tornar-se muito mais simples. Damos-lhe algumas dicas para que possa aproveitar o processo e sentir-se lução para os seus problemas. realizado com o resultado final. As vantagens são muitas: da próxima vez que pensar em arrumar Excesso de bens materiais. a sua casa, vai encontrar menos Por vezes não damos conta que coisas e vai conseguir gerir melá estão, outras vezes falta a co- lhor o seu espaço. Para além de ragem para os deitar fora. A rea- conseguir ajudar os outros, lidade é que, no meio de tanta doando esses bens aos que mais arrumação, deitar fora tudo o precisam, irá certamente sentirque esteja a mais pode ser a so- se bem consigo próprio ao ver

disso uma decoração colorida e divertida e entre no espírito de Páscoa. As opções são muitas: desde coelhos, ovos da Páscoa, ramos de flores e bomboneiras. Para além de ficar um uma casa bastante mais alegre, vai fazer as delícias dos seus convidados. Livre-se da humidade. Um dos passos para uma limpeza profunda é livrar-se da humidade acumulada durante o inverno antes de prosseguir com as limpezas. Os principais causadores deste problema são a secagem da roupa dentro de casa, a falta de iluminação solar e o excesso de vapores. A solução passa por arejar bem a casa, recorrer à ajuda do desumidificador e lavar as manchas de humidade. Tanto o limão como o sal marinho, vinagre branco ou bicarbonato de sódio são eficazes na remoção de manchas.

esses mesmos bens ganharem calçado de Inverno para as peças mais frescas de primavera, vai uma nova vida. ver que, quando feitas em conInclua toda a família. Uma junto, todas as tarefas vão paredas razões pelas quais as limpe- cer mais leves e divertidas. zas de Páscoa podem ser exausReveja a sua decoração. Livretivas é o facto de ser difícil realizá-las sozinha. Entre arras- se da decoração de inverno e tar móveis, lavar varandas, tape- tudo o que a faça lembrar essa tes, cortinas, trocar a roupa e estação. Pense em colocar invés pub

Mantenha o cheirinho a limpo. Uma das maiores gratificações depois de todo o trabalho que as limpezas de Páscoa acarretam, é o cheiro a limpo que permanece na casa. No entanto, ele não se mantém por muito tempo. Uma dica é fazer o seu próprio ambientador. Basta misturar água com gotas de limão, lavanda ou qualquer outro cheiro a seu gosto. pub


opiniãopública: 11 de abril de 2019

Ovos da Páscoa: sim ou não? Comprados por nós ou oferecidos, a verdade é que, durante a Páscoa, é praticamente impossível um deles não nos parar nas mãos… Trufados, recheados com pão de mel, mousse de limão, doce de leite, brownie ou simples, a variedade é muita. Sim... estamos a falar dos ovos da Páscoa de chocolate. Mas será esta verdadeira tentação assim tão complicada de resistir? Embora enraizados na tradição, os ingredientes destes ovos podem ser bastante surpreendentes quando os analisamos com atenção. Em média, por cada 100 gramas de ovo de chocolate, mais de metade é açúcar e, no total, contém entre 500 e 600 calorias cada. Mas como a Páscoa é tempo de festejo e privar-se destes pequenos prazeres não é solução, indicamos-lhe algumas alternativas: Ovos de chocolate preto: A verdade é que quando comparados com os ovos de chocolate de leite ou de chocolate branco, a diferença calórica é bastante significativa. Para além do menor teor de açúcar e gordura, contém muitos mais nutrientes e propriedades antioxidantes que podem beneficiar muito a sua saúde, quando ingerido nas quantidades certas. Faça o seu próprio recheio: Ao comprar apenas o ovo de chocolate oco e fazer o recheio com ingredientes a seu gosto, pode regular a quantidade dos mesmos em cada receita. Não só lucrará nas calorias que vai poupar, como certamente apreciará o resultado final. Exercício físico: O importante é mesmo não se esquecer que a atividade física é essencial para colmatar estes possíveis excessos. Uma caminhada ou corrida ao final do dia podem ajudá-lo a recuperar desta época festiva.

ESPECIAL

27

Semana Santa em Famalicªo

A Confraria das Santas Chagas da Comunidade Paroquial de Santo Adrião promove, entre o dia 12 e o domingo de Páscoa, um conjunto de atividades religiosas e culturais, alusivas à Semana Santa. Decorrerão em pontos fulcrais da cidade como a Igreja Matriz Antiga e Nova, a Casa das Artes e ainda algumas ruas escolhidas para o efeito. Estimulando o interesse dos jovens pelas celebrações de Páscoa, a primeira atividade será a Via Sacra Jovem. Percorrerá várias ruas da cidade e termina no interior da Igreja Matriz Nova. Esta terá lugar no dia 12, já esta sexta-feira, pelas 21h30 horas. O concerto “Requiem de Suppé” é outra das atrações de Páscoa. Promovido pela Casa das Artes, este concerto decorrerá no dia 13, às 21h30, na Igreja Matriz Nova. Os espetadores terão a oportunidade de ouvir música erudita com o coro Polifónico da Lapa

e o coro da Escola Superior de Educação do IP do Porto e com orquestra do Norte dirigida pelo maestro Fernando Marinho. No dia seguinte, domingo de Ramos, dia 14, haverá a tradicional bênção dos ramos, na Praça 9 de Abril, às 10h30, seguida de procissão pelas ruas da cidade em direção à Igreja Matriz Nova, onde terá lugar a eucaristia solene. Com autoria da Associação Joanense Unidança e da Associação Amarcultura, após a eucristia, será realizada uma recriação da entrada de Jesus na cidade de Jerusalém, com dança e representação. Já nos dias 16, 17 e 18, decorrerá o ciclo de cinema – Família, numa parceria com a Casa das Artes e o Cineclube de Joane. Serão exibidos os filmes: “Sangue do Meu Sangue” de João Canijo; “O Exame” de Cristian Mungiu e “A Filha do Poceiro” de Marcel Pagnol. pub


28

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019


Triunfo numa das deslocações previsivelmente mais difíceis até ao final do campeonato

2-3

preciso na mensagem que transmitiu ao intervalo. Os forasteiros enfrentaram a turbulência e encontraram a rota perfeita para atacar a vitória. Os golos de Anderson e Walterson num curto espaço de tempo premiaram a boa reentrada e o problema parecia estar resolvido. No entanto, a famosa raça dos matosinhenses fez-se notar e o Leixões SC conseguiu reduzir, voltando a que no subconsciente dos famalicenses pudesse retomar-se a agitação da reta final da primeira metade. É certo que a equipa da casa teve mais bola e que conseguiu intensificar maior pressão junto da baliza adversária. Carlos Pinto percebeu a mudança do rumo e ordenou a entrada de Fabinho, que teve como consequência a alteração do sistema tático. A equipa forasteira voltou a ficar mais compacta e inviabilizou a tentativa dos de Matosinhos de colocar em alvoroço a defensiva do FC Famalicão, que pôde festejar um êxito num terreno em que muitos adversários já naufragaram nesta II Liga.

Estádio do Mar Ár bitro: Hélder Malheiro (AF Lisboa) Aux: Bruno Jesus e Rui Cidade

Leixões SC FC Famalicão Tony Jorge Silva Pedro Monteiro Bura Derick Poloni Amine (F. Ribeiro 68’) Zé Paulo (Roniel 85’) Luís Silva Erivaldo E. Brandão Magno (A. Clóvis 62’)

Que bela pescaria!

R. Defendi Victor Garcia Ricardo Luís Rocha Jorge Miguel Ciss Capela (D. Hocko 84’) Feliz (Ângelo 90’) Walterson Fabrício Anderson (Fabinho 71’)

Treinadores Jorge Casquilha

Carlos Pinto

Golos: Walterson (12’ e 59’); Erivaldo (33’); Anderson (55’) e E. Brandão (65’) Cartões Amarelos: Ciss (42’); E. Brandão (45+2’); Luís Silva (60’); Ricardo (68’); Feliz (78’); D. Hocko (89’); A, Clóvis (90’) e Jorge Silva (90+5’)

Cartões Vermelhos: Não houve

Filipe Jesus

veja em www.famatv.pt ou FC Famalicão

A navegação em alto Mar rendeu bons peixes, leia-se pontos, ao Futebol Clube (FC) de Famalicão. A viagem por águas habitualmente agitadas para as equipas que visitam Matosinhos previa-se complicada, mas a captura da equipa famalicense revelou-se bem proveitosa. O conjunto de Carlos Pinto lançou o isco à vitória e conseguiu trazer mais três pontos para juntar no porão de um barco que parece estar cada vez mais próximo de ter a subida à vista. Numa das deslocações com maior grau de dificuldade até ao final da temporada, o FC Famalicão entrou com a dose certa de compromisso. Ciente do poderio do adversário a atuar perante o seu público, a equipa forasteira mostrou-se muito compacta e bastante criteriosa na gestão da bola. O golo de Walterson, na sequência de uma recuperação de bola de Ciss numa zona adiantada do terreno, foi o exemplo perfeito da disposição dos famalicenses. A manutenção de um sistema com dois avançados potenciou a

estratégia de lançar o veloz Anderson em profundidade. O brasileiro ganhou o duelo aos centrais adversários e criou perigo junto da baliza leixonense.

O Leixões Sport Club (SC) conseguiu, paulatinamente, equilibrar a partida. O corredor direito, muito por ação do lateral Jorge Silva, era o predileto para elabo-

MELHOR Famalicão:

Walterson Uma exibição que vai para além dos dois golos. Depois de uma primeira parte em que não auxiliou convenientemente Jorge Miguel, o brasileiro revelou extremo compromisso no segundo tempo e foi peça preponderante para o triunfo. O melhor Walterson parece estar de volta para a reta final do campeonato.

rar as jogadas, que não viriam, porém, a ter a devida correspondência. Seria, curiosamente, do lado esquerdo que viria a nascer o golo do empate. Jorge Miguel falhou a receção de um cruzamento do corredor contrário e Erivaldo aproveitou a benesse para restabelecer a igualdade. O conjunto de Matosinhos entusiasmou-se e as gentes tornaram o Mar ainda mais agitado. Um contexto que colocava à prova a capacidade de resistência do FC Famalicão em navegar em águas pouco brandas. O comandante da nau famalicense terá, contudo, sido muito

CLASSIFICAÇÃO

1. P. Ferreira 2. FC FAMALICÃO 3.Académica 4. Estoril 5. Benfica B 6. Porto B 7. Penafiel 8. Sp. Covilhã 9. Mafra 10. Leixões 11.Arouca 12. UD Oliveirense 13. Cova da Piedade 14. Farense 15. Varzim 16.Ac. Viseu 17. Braga B 18. Vitória B

RESULTADOS

II LIGA J

28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28

Sp. Covilhã, 1; Estoril, 2 Vitória B, 4; Penafiel, 5 Cova da Piedade, 2;Ac. Viseu, 1 Benfica B, 3; Farense , 1 Académica, 4; Porto B, 1 Leixões, 2; FC FAMALICÃO, 3 Mafra, 1; Braga B, 1 P. Ferreira, 0; UD Oliveirense , 1 Varzim, 1;Arouca, 0

V

19 16 15 14 14 11 11 10 9 10 9 8 9 8 8 8 9 6

E

3 6 4 6 5 8 5 7 9 5 7 10 7 8 7 7 3 9

D GM

6 6 9 8 9 9 12 11 10 13 12 10 12 12 13 13 16 13

39 40 35 39 39 36 39 33 38 29 31 32 21 30 21 35 29 30

GS

17 27 29 28 27 34 38 32 39 32 34 37 38 29 31 46 38 40

PRÓXIMA

P

60 54 49 48 47 41 38 37 36 35 34 34 34 32 31 31 30 27

Braga B - Cova da Piedade Leixões - Mafra Penafiel - Varzim Arouca - Sp. Covilhã Porto B - P. Ferreira UD Oliveirense - Benfica B Farense - Estoril Ac. Viseu - Vitória B FC FAMALICÃO -Académica pub


FUTEBOL

opiniãosport: 11 de abril de 2019

AD Ninense não evita despromoção

A Associação Desportiva (AD) Ninense viu confirmada a descida à Divisão de Honra da Associação de Futebol de Braga no passado domingo. A derrota frente ao Vieira (2-4) deixou a turma de Nine a 16 pontos do SC Cabreiros, que ocupa a 14ª posição, ficando sem hipóteses matemáticas de garantir a permanência no escalão maior do futebol distrital em Braga. Pese embora as contas da salvação fossem difíceis, a receção ao conjunto de Vieira do Minho revestia-se de muita importância para a turma de Nine. No entanto, a primeira parte demoveu, por completo, as esperanças dos ninenses, já que os primeiros 45 minutos terminaram com uma vantagem (0-4) confortável dos forasteiros. A AD Ninense conseguiu mini-

Goleada deixa Ribeirão FC mais tranquilo O Ribeirão Futebol Clube (FC) regressou às vitórias com grande estilo. Em partida a contar para a 29ª jornada do Pró-Nacional, a turma ribeirense impôs-se de forma contundente sobre o Centro Cultural e Desportivo (CCD) de Santa Eulália, alcançando um resultado volumoso (5-2) que deixa o conjunto de Emanuel Costa com mais folga pontual sobre as equipas que se encontram nos lugares incómodos da tabela. A superioridade dos anfitriões fez-se notar logo na primeira parte, com os golos de Vitó e João Paulo a serem o corolário da supremacia dos ribeirenses nos primeiros 45 minutos. O intervalo fez bem à turma de Vizela, pois Nélson Guimarães reduziu o marcador nos instantes iniciais da segunda metade. No entanto, a resposta dos ribeirenses a este golpe foi muito interessante. As entradas de Herculano e Rui Pereira devolveram vivacidade à equipa de Emanuel Costa e novo golo de Vitó foi a consequência dessa reação.

mizar os estragos na segunda parte, período no qual deixou uma imagem de perseverança que o técnico Zequinha espera que tenha continuidade nas jornadas que restam. “Vamos honrar e dignificar a camisola do clube até ao final do campeonato. É um clube que tem os compromissos em dia e, por isso, tudo iremos fazer com que o nome do clube não seja menosprezado”, assegurou, não travando o lamento de não ter conseguido cumprir o objetivo de “tirar a AD Ninense do último lugar”. A AD Ninense vai disputar a Divisão de Honra na próxima temporada, voltando a um patamar no qual já não competia desde a temporada 2011/12, época em que o segundo escalão era ainda apelidado de 1ª Divisão.

CCD Santa Eulália

30

O CCD Santa Eulália não se rendeu e Nélson Guimarães voltou a faturar, voltando a reanimar um jogo já de si muito entusiasmante. Num jogo de parada e resposta, Vitó quis assumir total protagonismo e rubricou o hat-trick, fazendo com que o prémio de melhor jogador em campo ficasse, desde logo, com destinatário

GD Joane empata em duelo de vizinhos tremo Diogo Mendes encarregou-se de fazer o golo do empate e conferiu ainda maior interesse para a segunda parte. Mais tranquilo em termos classificativos, embora sem querer perder o andamento do comboio da frente, o GD Joane conseguiu passar para a frente do marcador a meio da segunda metade, depois de uma finalização certeira de Joãozinho. No entanto, os festejos duraram pouco tempo. A União Desportiva (UD) de Airão reagiu bem ao tento do adversário e logrou obter o empate com a assinatura do recém-entrado Carvalho. A igualdade persistiu até ao final, num resultado que não terá, por certo, agradado a nenhuma das partes. Se o ponto permitiu à dupla da frente distanciar-se dos joanenses, já a UD Airão teve uma conquista mínima na luta pela salvação no Pró-Nacional.

GD Cavalões reforça condições para a prática do futebol dente do clube, Laurentino Ferreira, que manifesta o desejo que estas melhorias possam “aumentar o número de atletas a praticar a modalidade”. Quem testemunhou as intervenções no recinto do GD Cavalões foi Paulo Cunha. O edil visitou o Complexo Desportivo na passada terça-feira, tendo realçado a sintonia entre o clube, Junta de Freguesia e Câmara Municipal para materializar as ações no recinto. “É bom perceber que complexos desportivos como este vão melhorando as suas condições para que cada vez mais jovens possam praticar desporto”, realçou acerca de uma intervenção que contou com um apoio municipal de 34 mil euros.

Trinta e quatro anos depois, o Grupo Desportivo (GD) de Joane regressou a Airão Santa Maria para defrontar um rival que ainda luta por se salvar da descida de divisão. O empate a duas bolas fez com que nenhum dos emblemas saísse a sorrir de um duelo que permitiu reavivar memórias. Desejosa de navegar por águas mais calmas, a equipa da casa entrou praticamente a vencer na partida, graças a um golo de Dinis logo aos cinco minutos. Depois do contratempo inicial, o conjunto de Miguel Paredes assumiu as rédeas do dérbi e logrou restabelecer a igualdade a cinco minutos do intervalo. O ex-

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Berço 2. Pevidém 3. Prado 4. GD JOANE 5. Arões 6. S. Eulália 7. Porto d'Ave 8. Brito 9. S. Paio d'Arcos 10. Forjães 11. RIBEIRÃO FC 12. Santa Maria 13. Vieira 14. Cabreiros 15. Esposende 16. Amares 17. Airão 18. AD NINENSE

RESULTADOS

CM Famalicão

O Complexo Desportivo Amândio Oliveira Carvalho, em Cavalões, foi alvo de melhorias significativas. Tida como uma condicionante nos treinos e jogos do clube, a iluminação do recinto do Grupo Desportivo de Cavalões é agora uma mais-valia, em virtude da colocação de projetores LED, numa intervenção que contou com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão. No entanto, esta não foi a única prenda que recebeu da autarquia, já que no segundo campo do complexo foi colocada relva sintética, piso retirado do segundo campo do Estádio Municipal e cedido pela Câmara Municipal. A boa-nova foi recebida com muito agrado por parte do presi-

certo. A partida fecharia com o golo de Rui Pereira, que sentenciou um resultado que poderá servir de alento para os ribeirenses encararem a reta final do campeonato, na qual tentarão estar a salvo de qualquer contratempo que possa comprometer o objetivo de permanência no escalão maior do campeonato distrital.

J

29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29

Brito, 4; Amares, 1 Prado, 2; Arões, 3 Cabreiros, 0; Pevidém, 1 Forjães, 2; S. Paio d'Arcos, 0 Santa Maria, 1; Porto d'Ave, 0 Airão, 2; GD JOANE, 2 RIBEIRÃO FC, 5; S. Eulália, 2 Berço, 1; Esposende , 0 AD NINENSE, 2; Vieira, 4

V

PRÓ-NACIONAL E

17 8 17 4 15 5 13 9 13 9 14 4 13 6 12 8 11 10 11 8 11 5 10 8 8 12 9 5 8 7 7 7 6 5 4 4

D GM

4 8 9 7 7 11 10 9 8 10 13 11 9 15 14 15 18 21

47 42 55 42 41 41 34 38 46 36 46 27 32 37 31 36 40 22

GS

21 17 44 27 31 36 33 33 45 33 48 36 34 45 47 45 62 56

PRÓXIMA

Arões - Amares Pevidém - Prado S. Paio d'Arcos - Cabreiros Porto d'Ave - Forjães GD JOANE - Santa Maria S. Eulália - Airão Esposende - RIBEIRÃO FC Vieira - Berço AD NINENSE - Brito

P

59 55 50 48 48 46 45 44 43 41 38 38 36 32 31 28 23 16

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1. Serzedelo 2. Celoricense 3. Ponte 4. São Paio 5.A. Urgeses 6. D. Ronfe 7. BAIRRO FC 8. Pica 9. RUIVANENSEAC 10. Op.Antime 11. GD LOURO 12. Os Sandinenses 13. S. Mascotelos 14.Arco de Baúlhe 15.Ases Stª Eufémia 16. Fermilense

RESULTADOS

J

26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26 26

Arco de Baúlhe, 1; S. Mascotelos, 1 D. Ronfe, 2; Pica, 2 Ponte, 0;A. Urgeses, 1 Celoricense, 2; São Paio, 1 Ases Stª Eufémia, 3; Fermilense, 1 Os Sandinenses, 2; Serzedelo, 4 RUIVANENSEAC, 3; Op.Antime, 2 GD LOURO, 0; BAIRRO FC, 1

Camadas jovens As equipas de formação do GD Joane também estiveram em ação no passado fim de semana: GD Joane 6-1 FC Amares (Juniores); GD Joane 4-4 AD Fafe (Juvenis); FC Vizela 2-1 GD Joane (Iniciados A); FC Famalicão 0-0 GD Joane (Iniciados B); AD Ninense 3-10 GD Joane (Infantis – Série F); GD Joane 2-1 São Cosme (Infantis – Série G); Fintas 10-1 GD Joane (Benjamins – Série J); GD Joane 8-5 São Cosme (Benjamins – Série L); GD Joane 4-8 Casa do Benfica (Traquinas A) e Vitória SC 82 GD Joane (Traquinas B).

V

16 15 13 12 11 11 11 11 10 8 8 8 9 6 4 4

Honra - Série B E

6 7 6 7 7 7 5 4 5 10 10 9 4 7 7 1

D

4 4 7 7 8 8 10 11 11 8 8 9 13 13 15 21

F

55 45 42 51 44 47 34 37 37 32 32 45 36 23 26 19

C

30 31 28 37 34 39 35 31 40 33 34 38 38 33 48 76

PRÓXIMA

São Paio -Arco de Baúlhe S. Mascotelos - D. Ronfe Pica - Ponte Fermilense - Celoricense Op.Antime -Ases Stª Eufémia BAIRRO FC - Os Sandinenses Serzedelo - RUIVANENSEAC A. Urgeses - GD LOURO

P

54 52 45 43 40 40 38 37 35 34 34 33 31 25 19 13

AF BRAGA CLASSIFICAÇÃO

1.Viatodos 2.GDFRADELOS 3.S.COSME 4.UDCALENDÁRIO 5.CDLOUSADO 6.ADGONDIFELOS 7.Sp.Ucha 8.CRPDELÃES 9.Granja 10.ADJMOUQUIM 11.Carreira 12.Ceramistas 13.OPERÁRIOFC 14.RorizB 15,Antas

RESULTADOS

J

1ª Divisão - Série A

21 22 22 22 22 21 21 22 22 21 22 21 21 21 21

ADJMOUQUIM,0;CDLOUSADO,1 Ceramistas,1;UDCALENDÁRIO,3 Antas,0;S.COSME,8 CRPDELÃES,2;Sp.Ucha,3 Granja,2;ADGONDIFELOS,0 GDFRADELOS,2;OPERÁRIOFC,0 Carreira,2;RorizB,0

V

14 14 14 13 12 13 9 9 8 7 6 6 3 2 0

E

6 6 4 5 7 2 7 5 4 6 4 2 3 1 0

D

1 2 4 4 3 6 5 8 10 8 12 13 15 18 21

F

60 48 59 39 39 43 29 36 34 35 32 30 19 16 7

C

17 22 21 15 21 18 23 34 29 28 47 43 42 49 117

PRÓXIMA

P

48 48 46 44 43 41 34 32 28 27 22 20 12 7 0

CDLOUSADO-Viatodos UDCALENDÁRIO-ADJMOUQUIM S.COSME-Ceramistas Sp.Ucha-Antas CRPDELÃES-ADGONDIFELOS OPERÁRIOFC-Granja RorizB-GDFRADELOS


opiniãosport: 11 de abril de 2019

Bolas paradas retiram AD Oliveirense da linha de água

FC Famalicão

Bilhetes à venda para jogo de cartaz da II Liga

O Futebol Clube de Famalicão já está a proceder à venda dos bilhetes para aquele que é visto como o jogo grande da 29ª jornada da II Liga. A receção à Académica de Coimbra, agendada para as 11 horas de sábado, está a despertar muito interesse na massa associativa, visto que poderá clarificar as contas da subida de divisão. Depois de a venda ter sido exclusiva para os sócios na terça e quarta-feira, o clube famalicense disponibiliza, a partir desta quinta-feira, os bilhetes para o público geral. Os ingressos têm um custo de cinco euros e podem ser adquiridos no próprio dia do jogo, nas bilheteiras do Estádio Municipal ou na sede do clube famalicense durante a semana. Recorde-se que o FC Famalicão dispõe de uma vantagem de cinco pontos sobre o conjunto de Coimbra, que joga uma cartada decisiva no encontro que terá lugar no Estádio Municipal de Famalicão

A 29ª jornada da Série A do Campeonato de Portugal foi bastante profícua para a Associação Desportiva (AD) Oliveirense. Além da vitória (3-1) na receção ao Sport Clube de Mirandela, o emblema de Oliveira Santa Maria beneficiou ainda dos desaires de Limianos e Maria da Fonte, adversários diretos na luta pela manutenção, e conseguiu sair da zona de despromoção. A atuar de forma desinibida face à atual posição na Série A, o conjunto transmontano foi o primeiro a festejar no Campo de Ribes. O brasileiro Clayton descobriu Luís Amorim no interior da área e o médio português rematou de pronto para o fundo da baliza de Rui Sacramento. A vantagem da equipa de Mirandela durou, todavia, apenas cinco minutos. O responsável por restabelecer a igualdade foi Maurício Martins, que desferiu um remate à meia volta que não deu hipóteses de defesa ao guardião contrário. No segundo tempo, a diferença fez-se notar nos lances de

bola parada, nomeadamente nos pontapés de canto. A AD Oliveirense revelou ter trabalhado muito bem este tipo de jogadas, visto ter sido desta forma que a equipa de Manuel Monteiro chegou ao triunfo. O primeiro lance do laboratório do treinador da equipa de Oliveira Santa Maria teve o toque final de Mohamed Touré. Depois do canto batido no lado direito, Collins Nonso fez um amorti para o costa-marfinense atirar a contar. Galvanizada pelo golo obtido no início da segunda metade, a AD Oliveirense voltou a fazer mossa na sequência de um pontapé de canto, desta feita cobrado do lado esquerdo. O brasileiro Gilson Costa subiu ao terceiro andar e cabeceou de cima para baixo, assinando um golo que deu total tranquilidade ao conjunto de Oliveira Santa Maria. O triunfo, aliado aos empates frente a Fafe e Maria da Fonte, faz com que, para já, o reinado de Manuel Monteiro na liderança técnica dos oliveirenses seja bas-

CM Famalicão

ditou os jogos Recreio Desportivo – AJ Joane (9h30 – Pav. Vermoim) e Estrelas do Ave-Ribeirão – ADECA-Castelões (16h30 – Pav. Didáxis). Já em Escolas, o calendário contempla os duelos AJ Joane – GCR Alvarelhos (14h30 – Pav. Didáxis) e Sportfut/FC Vermoim – Recreio Desportivo (18h30 – Pav. Didáxis). Em Infantis, vão realizar-se duas partidas: Recreio Desportivo – GCR Alvarelhos (10h30 – Pav. Vermoim) e AJ Joane – Sportfut/FC Vermoim (15h30 – Pav. Didáxis). Por fim, em Iniciados, Estrelas do Ave-Ribeirão e A2DDidáxis vão medir forças no Pavilhão da Didáxis, a partir das 17h30.

tante produtivo. Consequência desse trajeto ascendente é o facto de a equipa ter conseguido, esta jornada, sair da zona de despromoção, dispondo de uma vantagem de um ponto sobre a AD Limianos.

CAMP. PORTUGAL CLASSIFICAÇÃO

1. Vizela 2. Trofense 3. Fafe 4. S. Martinho 5. Felgueiras 6. Mirandela 7. Chaves Satélite 8. Montalegre 9. Merelinense 10. P. Salgadas 11. M. Fonte 12. Torcatense 13. AD OLIVEIRENSE 14. Limianos 15. Caç. Taipas 16. Mirandês 17. Vilaverdense 18. Gil Vicente

RESULTADOS

J

29 29 29 29 29 29 28 29 29 29 29 29 29 29 28 29 29 29

P. Salgadas, 1; Felgueiras, 2 Vizela, 3; Mirandês, 0 Limianos, 1; Fafe, 4 Chaves Satélite, 3; M. Fonte, 0 Caç. Taipas, 0; Montalegre, 1 Vilaverdense, 1; S. Martinho, 2 ADOLIVEIRENSE,3;Mirandela,1 Merelinense, 0; Trofense, 1 Gil Vicente, 1; Torcatense, 0

V

E

21 5 19 6 19 6 18 8 19 2 15 5 11 7 11 9 7 13 9 5 8 7 8 4 7 5 6 7 5 6 3 5 3 3 18 3

SÉRIE A

D GM

3 4 4 3 8 9 10 9 9 15 14 17 17 16 17 21 23 8

67 51 47 45 45 44 45 33 30 36 30 26 30 25 23 17 24 0

GS

9 20 20 20 25 30 34 35 34 47 45 49 53 45 39 46 70 0

PRÓXIMA

P

67 60 60 59 56 47 40 39 32 32 28 28 26 25 18 14 12 0

Felgueiras - Mirandela Vilaverdense - Gil Vicente Trofense - Limianos Torcatense - Vizela M. Fonte - P. Salgadas Montalegre - Merelinense Fafe - Caç. Taipas Mirandês - Chaves Satélite S. Martinho - AD OLIVEIRENSE

CD Lousado tem novo sistema de iluminação

Liga de Futsal de Famalicão O pretérito domingo proporcionou mais uma jornada dos vários campeonatos da Liga de Futsal de Famalicão. A 7ª ronda da prova de Escolas teve os seguintes resultados: ADECA-Castelões 0-8 Rec. Desportivo; AJ Joane 3-4 Sportfut/FC Vermoim e AD Esmeriz 0-9 GRC Alvarelhos. Já em Iniciados, a equipa Sportfut/FC Vermoim bateu as Estrelas do Ave-Ribeirão por 11-3. Para o próximo domingo está marcada a primeira mão da Taça da Liga. Em Minis, vai disputar-se a partida entre Sportfut/FC Vermoim e GCR Alvarelhos, que está agendada para as 11h30, no Pavilhão de Vermoim. Em Pré-Escolas, o sorteio

31

FUTEBOL

O Clube Desportivo de Lousado foi mais um dos clubes contemplados pelo recente projeto levado a cabo pela Câmara Municipal de Famalicão que tem a finalidade de dotar os recintos das coletividades desportivas do concelho de melhores condições. No caso do emblema lousadense, o campo de jogos ficou munido de um sistema de iluminação LED. O edil Paulo Cunha visitou o recinto na quarta-feira da semana passada e valorizou o facto de “os clubes do concelho estarem a ganhar novos argumentos para cativarem novos talentos e verem crescer os que atualmente representam os seus emblemas”.

Chama da subida mantém-se viva para os sub-19 do FC Famalicão A vitória (2-0) dos sub-19 do Futebol Clube de Famalicão na receção ao Nogueirense mantém intactas as esperanças do emblema famalicense em subir à 1ª Divisão Nacional. Os golos de Tomás Silva e Jorge Ferreira mantêm o conjunto orientado por Rui Baptista no 4º lugar, agora em igualdade pontual com o Vizela, que está em posição de subida. Nos restantes jogos, os resultados foram os seguintes: FC Famalicão 12-0 Operário FC (sub-18); FC Famalicão 5-2 Marinhas (sub-17); Vilaverdense 1-5 FC Famalicão (sub-14) e FC Famalicão 0-0 GD Joane (sub-13). pub


32

FUTEBOL

opiniãosport: 11 de abril de 2019

Sofia Castro chamada à seleção Sofia Castro integra a lista de convocadas da seleção nacional de futsal feminino de sub-17, que vai concentrar-se em Coimbra, entre domingo e quartafeira, para cumprir um estágio de observação. A jogadora do Futebol Clube de Vermoim foi uma das 20 atletas chamadas pelo selecionador Ricardo Azevedo, que vai orientar cinco treinos no Pavilhão do CS São João.

ADC S. Mateus ganha folga para zona delicada A Associação Desportiva e Cultural de São Mateus subiu ao 3º lugar da fase de manutenção da Série B da II Divisão Nacional, depois de ter vencido em casa do Paredes por 3-5. Bruno Teixeira, com três golos, foi a figura do encontro da 4ª jornada, tendo os restantes tentos sido apontados por Rui Rego. Este resultado permitiu ao conjunto de Oliveira São Mateus ganhar vantagem para a zona perigosa da tabela classificativa.

Filipe Brito garante top 10 Filipe Brito completou mais uma prova no passado fim de semana. Desta feita, o famalicense participou na 1ª Maratona SodiGás Cidade de Braga, terceira prova do Campeonato do Minho BTT XCM – Discover Melgaço, promovida conjuntamente pelo BTT Margens do Cávado e pela Associação de Ciclismo do Minho. As adversas condições meteorológicas dificultaram a prestação de todos os participantes, entre os quais o atleta da Controlsafe | Futebol Clube de Famalicão, que, ainda assim, mostrou-se abnegado e viu re-

compensado todo o esforço com a obtenção do 7º lugar. “Determinação, coragem e empenho foram os fatores decisivos para não ter desistido perante as primeiras subidas desta prova, onde ficou sentenciado o meu destino, já que notava que todo o esforço que estava a empregar nos pedais estava a ser desperdiçado”, lamentou, vincando, porém, a capacidade de ultrapassar estas dificuldades: “após as zonas de mais dificuldades, deu para recuperar algumas posições, embora sempre em esforço redobrado”, assumiu.

Jovens em Encontro Nacional O Grupo Desportivo de Natação de Famalicão viu cinco dos seus nadadores serem chamados pela Federação Portuguesa de Natação. Afonso Carvalho Silva (Infantis A), Francisco Araújo Silva, Mafalda Martins Mesquita, Rodrigo Ferreira Pereira e Tomás Mendes Costa (Infantis B) vão participar no Encontro Nacional de Infantis, que está agendado para os dias 4 e 5 de maio, em Arganil.

FC Vermoim regressa às vitórias Um golo de Cátia Balona já na reta final do encontro permitiu ao Futebol Clube de Vermoim retomar o trilho das vitórias na fase de apuramento de campeão de futsal feminino. Em partida referente à 6ª jornada, o clube famalicense recebeu e bateu (5-4) o Sporting Clube de Portugal e interrompeu a série de três desaires consecutivos. O marcador foi aberto logo no primeiro minuto por Débora Lavrador, que colocou as leoas na frente do resultado. A reação do FC Vermoim foi muito positiva e seria materializada no marcador, já que o conjunto orientado por Francisco Paiva operou a reviravolta graças aos golos de Cátia Balona, Ana Azevedo e Cláudia Lobo. O Sporting CP voltou a entrar mais forte no segundo tempo e repetiu a façanha do FC Vermoim, ao conseguir passar de 3-1 para 3-4, com os tentos de Débora Venâncio, Jéssica Cordeiro e Cátia Morgado. As famalicenses não se renderam e seriam recompensadas pela persistência. Ana Azevedo repôs a igualdade e deu ainda maior emoção para os últimos instantes da partida. O FC Vermoim foi à procura da vitória e Cátia Balona foi responsável por devolver a equipa ao caminho dos triunfos com um golo bem próximo do apito final.

O triunfo permitiu ao conjunto de Vermoim descolar deste adversário e subir ao 4º lugar, com 9 pontos.

Luta pela manutenção continua acesa na 1ª Divisão da AFSA Covense. A ação volta no sábado, com os jogos JASP-ARPO, Pedome-Castelões, Carreira-ADERM, S. MartinhoCajada, Covense-Landim, ACURA-Esmeriz e Outeirense-1.º de Maio.

Se a conquista do título da 1ª Divisão da Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão parece estar irremediavelmente assegurada pelo Pedome, já a batalha pela permanência promete ser bem mais renhida. À descida do Carreira, motivada pela decisão de suspender a atividade, faltam ainda apurar os dois clubes que também serão relegados ao segundo escalão. Numa luta em que estão envolvidos vários clubes, a ARPO parece, para já, ser a que está em posição mais desfavorável para assegurar a manutenção. A equipa de Pousada de Saramagos, que viu o jogo desta jornada ser adiado, segura a lanterna vermelha e está a 10 pontos do penúl-

Sem alterações na 2ª Divisão GRAC, Novais e Vermoim continuam instalados nos lugares de subida da 2ª Divisão. Na 12ª jornada, o líder GRAC levou a melhor sobre a Flor do Monte, ao conquistar uma vitória por 5-3. Na perseguição continua o Novais, que venceu pela margem mínima em casa do lanterna vermelha ADESPO. Já o Vermoim atrasou-se em relação à concorrência, fruto do desaire (6-4) em casa do Barrimau. timo classificado. Ainda assim, esta derrota não foi Nos lugares de descida está aproveitada pelo MAL, que tamigualmente o 1º de Maio, que per- bém perdeu, no caso frente ao deu frente ao líder Pedome por 0- Bairrense por 7-3. 8, que somou, desta forma, o 20º triunfo seguido. Tudo igual nos Veteranos Mais desafogada está a Nos Veteranos, o passado fim ACURA, que venceu no terreno do de semana foi muito idêntico ao Landim por 4-5 e dispõe agora de verificado na 2ª Divisão, já que o uma margem de três pontos sobre trio da frente manteve os respetias equipas que estão na linha de vos lugares. O comandante Lameiágua. ras derrotou o Barrimau por 3-1 e Menos tranquila está a JASP. A conservou a vantagem de cinco equipa de Seide foi derrotada em pontos para o Covense, que goleou casa do Esmeriz por 3-1 e tem ape- o Novais por 7-1. Já o S. Mateus nas um ponto de vantagem sobre completa o pódio, tendo vencido a a linha de descida. Flor do Monte por 4-3. Nos restantes jogos, os resultaNo outro jogo, o Pedome saiu a dos foram os seguintes: ADERM 4- sorrir do confronto ante o GRAC, 0 S. Martinho e Cajada 7-3 graças ao triunfo por 4-3.

Flora Carvalho no pódio Flora Carvalho foi a principal figura da equipa UCVNF – Centro Ciclista de Avidos / Eugénios / Soniturismo na 3ª prova do Campeonato do Minho de XCM, que decorreu em Braga, no passado domingo. A atleta da formação famalicense ficou em 3º lugar em Masters 40/50 femininos. Na Maratona competiram ainda José Alberto Mendonça (4º lugar em Masters 60) e Nuno Ribeiro (7º em Elites). Já na Meia Maratona participou Hélder Fernandes, que foi oitavo classificado em Elites. Mais desafortunado foi João Mendonça, que se viu forçado a desistir devido a uma avaria mecânica.


O Campeonato do Mundo de Veteranos realizado na Polónia entrou diretamente na galeria pessoal do famalicense. Três medalhas de ouro a nível individual em termos coletivos, a que se soma uma de bronze, fizeram desta uma competição inesquecível para o atleta natural de Lousado, que se vê a correr até aos 99 anos. Para já, a poucos dias de celebrar o 48º aniversário, a prestação de excelência no Mundial terá sido, por certo, uma saborosa prenda de anos antecipada.

ENTREVISTA

opiniãosport: 11 de abril de 2019

Admito que a vitória no cross foi muito vantajosa, pois deixou-me mais tranquilo e permitiu-me acumular forças para encarar as restantes provas em que participei.” xos ao nível dos resultados e sinto-me muito contente com aquilo que tenho conquistado. Ao longo da competição, de que forma tentou abstrair-se da pressão de vencer? Um Mundial é, indiscutivelmente, uma prova muito desgastante. Nos dias em que não tinha competições optava por ir até ao estádio durante uma ou duas horas para assistir a outras provas e depois seguia para o hotel para descansar. À semelhança das outras competições em que participei, não tive muito tempo para conhecer a cidade em que estávamos, porque sinto que é muito importante descansar bem para não comprometer os objetivos.

O

PINIÃO SPORT – Foi a principal figura da seleção nacional no Mundial. Já lhe caiu a ficha depois de uma semana brilhante na Polónia? DAVIDE FIGUEIREDO – Admito que agora já estou bem mais tranquilo. Foram dias muito intensos e em que as idas ao pódio foram muito emocionantes. Foi uma semana de sonho, em que, curiosamente, não tive grande tempo para desfrutar das vitórias, pois tinha de me preparar para as provas seguintes. No entanto, reconheço que as emoções foram muito grandes e que vivi um sonho durante os dias em que estive a competir.

Participou em várias provas num curto período de tempo. Como foi feita a gestão física para conseguir obter tão bons resultados? A minha técnica de treino é semelhante qualquer que seja a prova em que vou competir. Sou um atleta de resistência e tento sempre manter o mesmo tipo de preparação, pese embora saiba que cada prova tem a sua especificidade. A única coisa que difere é na gestão que faço no decorrer de cada prova, pois, como entro em todas elas com o intuito de as vencer, tenho a preocupação de acompanhar o mais direto adversário para não perder terreno na luta pela vitória. Tendo em conta essa preferência pela meia maratona, em algum momento pensou em abrandar o ritmo nas outras provas? Tentei, acima de tudo, acompanhar o adversário mais direto no cross e nos 10 quilómetros para poder descortinar um ponto fraco e atacar na altura certa. Foi essa a estratégia que adotei e, como tal, nunca equacionei fazer uma gestão física para estar melhor na meia maratona. Os adversários mais diretos na meia maratona também participaram nas outras provas? Os segundos classificados dessas três provas apenas participaram numa das compe-

33

Filipe Jesus

À partida para o Mundial, estabeleceu como objetivo vencer todas as provas que iria disputar ou havia uma que estava no topo das prioridades? Vencer a meia maratona era o objetivo principal, pois é aquela em que me sinto mais confortável. Já no cross e nos 10 quilómetros de estrada tinha o desejo de dar o máximo, embora soubesse que os registos que habitualmente consigo nestas categorias me poderiam valer um lugar de pódio. Ainda assim, tinha a consciência que estas duas provas me poderiam condicionar a prestação na meia maratona, que apenas se disputou no último dia da competição. Corri esse risco, mas felizmente consegui alcançar a medalha de ouro em todas elas.

MODALIDADES

Concilia esta paixão do atletismo com a sua atividade profissional. Como consegue manter o foco para conseguir estar em boa forma para participar em competições em que estão os melhores atletas? Para mim é fácil, pois já adquiri o hábito de treinar depois de tomar o pequeno-almoço. O horário laboral também facilita essa rotina, pois permite-me que treine antes de ir para o trabalho e isso é algo que me deixa motivado.

Davide Figueiredo Atleta do Clube Desportivo São Salvador do Campo

“Foi uma semana de sonho” riores do Mundial revelaram-se uma boa ajuda para conseguir estes bons resultados? Sem dúvida. Os erros que cometi na Austrália serviram-me de aprendizagem para esta edição. Analisei as falhas que tive e estudei Além da componente física, dedicou ainda a melhor forma de entrar na meia maratona alguma atenção à vertente emocional? de forma a que não voltasse a cometer os Nesse aspeto, julgo que a vitória no cross foi mesmos pecados. muito vantajosa. Esse triunfo deixou-me É um processo evolutivo que está a ter reflemais tranquilo e permitiu-me acumular forças para encarar as restantes provas em que participei. A experiência que tinha tido noutras edições do Mundial também me ajudou nesse sentido, pois, por exemplo, o quarto lugar que alcancei na primeira prova do Mundial da Austrália, que se disputou há alguns anos atrás, colocou-me maior pressão para a meia maratona. Davide pertence a uma família que se deiNeste último Mundial, reconheço que a vitóxou encantar, desde há longos anos, pela ria no cross meu deu uma força extra para magia do atletismo. É um de sete irmãos combater o natural desgaste que senti duque atualmente dedica algumas horas da rante a meia maratona. Atrevo-me mesmo a semana para manter uma paixão que faz dizer que se não tivesse ganho o cross talcom que o apelido Figueiredo seja conovez pudesse não sair vitorioso na meia matado com a modalidade. ratona. “Nós nascemos a correr. Todos temos uma ligação muito forte ao atletismo, emFoi uma boa dose de motivação? bora cada irmão tenha uma performance Sem dúvida. Reconheço que sou muito forte diferente em termos de corrida”, frisa o em termos psicológicos. Costumo até dizer tricampeão mundial, que teve a compaque a preparação deve versar 50% sobre o nhia de Joaquim e Manuel durante o Munaspeto físico e 50% sobre a vertente mental. dial da Polónia. Julgo que é importante que os atletas teDepois de um percurso de formação nham uma boa capacidade psicológica, de que incluiu uma passagem pelo SL Benforma a que possam conseguir ultrapassar fica, Davide Figueiredo fez uma longa algumas contrariedades que surgem ao pausa no mundo do atletismo. Até que o longo das provas. chamamento de um dos irmãos reativou a chama pela modalidade. As experiências que teve em edições antetições. A não ser que tenham estado em provas mais curtas, certo é que os meus mais diretos adversários não competiram nas distâncias mais longas.

Como avalia o nível competitivo dos atletas portugueses por comparação com os de outros países? Participo em provas internacionais desde 2016 e sinto que existe muita igualdade no nível competitivo dos atletas. Os quenianos acabam por fugir um pouco deste registo, pois é indesmentível que apresentam um nível superior à grande maioria dos atletas. A presença do Francis Obikwelu ajudou a dar maior projeção a esta prova em Portugal? Reconheço que foi uma mais-valia para a nossa seleção, mas não escondo algum desagrado por ver que se falou quase em exclusivo no Francis Obikwelu. Em alguns momentos, sinto que ignoraram os restantes atletas e não valorizaram os resultados que conseguimos obter. Não aceito que falem apenas de um atleta, até porque julgo que isso foi até uma falta de respeito para comigo, já que obtive três medalhas.

Uma família com ADN de atletismo “Ingressei na equipa do Café Ponto Final através de uma brincadeira que me fez retomar a prática do atletismo”, revelou, recordando ainda a passagem pela Irlanda do Norte, onde considera que “o atletismo voltou a ser algo sério” na sua vida. O regresso a Portugal não esmoreceu o fervor pelo atletismo. Depois de passagens pelo Boavista e pela equipa Figueiredo’s Runner & Friends (pela qual compete grande parte dos irmãos), Davide aceitou o convite do Clube Desportivo São Salvador do Campo. “A ambição de ser campeã nacional fez com que a equipa apostasse forte no escalão Masters”, explicou, acerca do mais recente passo de uma carreira que entende que pode estender-se até aos 99 anos.


34

MODALIDADES

opiniãosport: 11 de abril de 2019

Irmãs Barros conquistam medalhas

Tânia Barros

Léa Barros

O nome Barros esteve em plano de evidência no XXVII Campeonato do Mediterrâneo, que decorreu nos últimos dias, em Antalya, na Turquia. Numa competição em que estiveram ao serviço da seleção portuguesa de karaté, as irmãs famalicenses Tânia e Léa obtiveram resultados muito meritórios, que lhe possibilitaram a subida ao pódio. Tânia Barros foi terceira classificada em kumite sub-21 feminino -50 kg e arrecadou a medalha de bronze. A irmã Léa Barros não lhe quis ficar atrás e obteve igual posição em kumite cadete feminino -47kg.

Sónia Gonçalves continua em busca do apuramento olímpico Sónia Gonçalves esteve na Finlândia, na passada semana, a participar no Finnish Open 2019, prova pontuável para o ranking mundial. A jogadora do Famalicense Atlético Clube mantém intacta a esperança do apuramento para os Jogos Olímpicos 2020 e foi com esse intuito que partiu para esta competição. Nesta prova finlandesa, de categoria Challenge, a tentativa de acesso ao quadro principal colocou a indiana Shruti Mundada no caminho da famalicense. O jogo foi equilibrado e acabou por pender para a asiática, que conseguiu reagir à vitória de Sónia Gonçalves no primeiro set (15-21), logrando triunfar nos dois sets seguintes (21-17 e 21-10). A famalicense, que continua a ser a melhor atleta nacional, tem novo compromisso internacional agendado para o início do mês de maio. Entre os dias 1 e 5, Sónia Gonçalves vai estar em São Paulo, no Brasil, a participar num torneio de categoria Challenge, onde tem entrada garantida no quadro principal, o que lhe garante uma subida no ranking mundial.

FAC faz valer fator casa

Emma Barros sobressai em prova internacional Além das medalhas alcançadas pelas irmãs Tânia e Léa no Campeonato do Mediterrâneo, o apelido Barros também soou alémfronteiras. Emma não quis ficar atrás das irmãs mais velhas e assinou mais uma prestação relevante em termos internacionais, nomeadamente em Lille, França. A jovem famalicense foi segunda classificada na categoria kata juvenil do Campeonato Nacional de França e colecionou mais um feito para a dinastia Barros no karaté. O fator casa prevaleceu na 5ª jornada nacional da fase zona de sénior, na qual o Famalicense Atlético Clube (FAC) obteve triunfos em várias categorias. A jogar em casa, o FAC começou por dominar desde logo em singulares senhoras, categoria na qual as meias-finais foram exclusivamente disputadas por jogadoras do clube famalicense. Sónia Gonçalves impôs o estatuto

Pódio para a ARC Vale S. Cosme

de número 1 nacional e suplantou a colega Catarina Martins na final. Em singulares homens, Simão Ferreira chegou às meias-finais, enquanto Leonardo Viseu e Jorge Santos ficaram-se pelos quartos. Ainda em masculinos, mas em pares, Simão Ferreira logrou disputar a final da competição. A superioridade famalicense nesta categoria fez-se ainda notar em pares mistos, já que a final

opôs atletas do FAC. Jorge Santos e Sónia Gonçalves foram mais fortes e conseguiram derrotar Catarina Martins e Simão Ferreira. Ainda nesta competição, as duplas Armando Pinto/Joana M. Oliveira e Leonardo Viseu/Adriana Gonçalves chegaram aos quartos de final. A qualidade dos atletas do FAC ficou ainda patente na categoria C, na qual a final de singulares homens colocou frente-a-frente dois jogadores do emblema famalicense. Paulo Silva levou a melhor sobre Miguel Pereira, atleta que, ainda assim, festejou a subida à categoria absoluta. Em pares senhoras, Silvina Guimarães e Joana Oliveira foram as vencedoras. Em pares mistos, Paulo Silva e Silvina Guimarães foram finalistas vencidos. Por fim, na categoria D, Tiago Araújo foi o mais forte no duelo com Marc-André Sebeloue, um dos mais recentes elementos a juntar-se ao clube famalicense.

Duas vitórias em torneio A participação do FAC no Torneio Assunção Alves foi bastante positiva, já que o clube terminou a prova no 4º lugar coletivo, destacando-se os triunfos individuais de Catarina Neves (Juvenis) e Maria Luís Pereira (Iniciados) numa prova que tem o intuito de preparar os atletas para o Campeonato Regional. Já em Cadetes, Bruna Silva terminou na terceira posição, enquanto a infantil Margarida Gomes concluiu a prova no 11º lugar.

A Associação Recreativa e Cultural Vale S. Cosme esteve em plano de destaque na prova de 20 km do Trail Rota do Bolinho, que teve lugar em Vizela, no último domingo. Numa prova que se iniciou na zona ribeirinha da cidade e que percorreu vários trilhos, a equipa famalicense exibiu-se a grande altura e conseguiu vencer a prova em termos coletivos. Em termos individuais, Marco Pinheiro foi a principal figura da equipa, depois de ter ficado em 2º lugar na classificação geral. Para o pódio coletivo contribuíram ainda Ricardo Campos (6º); Vasco Costa (11º) e José Ribeiro (13º). Já no Trail Curto (13 km) participaram Paulo Araújo, Armindo Lopes e Miguel Mendes.

FAC/Crédito Agrícola em vantagem para o play-off Apesar do desaire no duelo com o GDB Leça por 7056, o FAC/Crédito Agrícola manteve-se no 3º lugar do Campeonato Nacional da Primeira Divisão e garantiu a vantagem de jogar em casa na primeira ronda do play-off. O conjunto famalicense beneficiou da conjugação de resultados da penúltima jornada para não comprometer a sua classificação. Em casa de vitória no jogo da última ronda ante o Sangalhos DC, o FAC/Crédito Agrícola garante o 3º lugar.


opiniãosport: 11 de abril de 2019

Mariana Machado vai representar a seleção nacional de trail no Campeonato do Mundo de Trail 2019, que estão agendados para junho, em Miranda do Corvo. A atleta famalicense foi uma das contempladas com a atribuição de um wildcard por parte da equipa técnica da Associação de Trail Running Portugal para participar na prova internacional em que estarão em ação seis atletas lusos.

Irmãos Figueiredo seguem aos ritmo das vitórias Os irmãos Figueiredo continuam a acumular feitos no atletismo. Depois das medalhas alcançadas no Mundial de Masters, os atletas famalicenses que representam o Clube Desportivo S. Salvador do Campo impuseram-se, no passado domingo, na prova de 10.000 metros do Campeonato Nacional de Veteranos, que se realizou em Lisboa. Davide Figueiredo (à esq.) completou a prova em 31:25.19 minutos e subiu ao lugar mais alto do pódio no escalão V45. O clã Figueiredo deixou igualmente marca no escalão V50, no qual Joaquim (à direita) foi o vencedor, com a marca de 33:08.54 minutos.

Rota do Bolinhol foi saborosa para a FisioPedro Trail

35

Daniela Lopes festeja títulos nacionais

Daniela Lopes (ao centro na foto) assumiu total protagonismo nos Campeonatos Nacionais de Juvenis, Juniores e Seniores, que se discutiram entre quinta-feira e domingo, nas Piscinas Olímpicas de Coimbra. A atleta do Grupo Desportivo de Natação de Famalicão

superiorizou-se nas provas de 400 estilos e 800 livres, bem como na competição de fundo. A jovem estaria ainda em destaque nas provas de 200 estilos, 400 livres e 200 livres, nas quais se sagrou vice-campeã nacional. Em ótimo plano esteve ainda

Inês Rego, que foi segunda classificada nos 200 bruços e garantiu a terceira posição nos 100 bruços. “Na sua generalidade, os atletas do clube estão de parabéns, embora com destaque especial para a Daniela Lopes e para a Inês Rego, que registaram excelentes marcas”, felicitou Pedro Faia, treinador que entende que “estes campeonatos nacionais privilegiaram os nadadores que investem na modalidade e trabalham diariamente com um único propósito ao longo de várias semanas e meses consecutivos”. Pedro Faia aponta, por isso, a natação como “um desporto individual que apresenta a vantagem de reconhecer quem está comprometido com o processo”, apelando a que os atletas continuem a investir “no trabalho sério, sistemático e contínuo para chegar a patamares de excelência”.

AVC puxa dos galões e empata play-off Está empatado o play-off de campeão da Divisão de Elite do Campeonato Nacional de voleibol feminino. O Atlético Voleibol Clube respondeu com classe ao desaire da passada semana e venceu o segundo jogo do play-off frente ao Leixões SC por claros 30. As famalicenses não concederam grandes veleidades à equipa matosinhense e venceram o primeiro set por 25-18. O segundo set foi mais equilibrado, mas o AVC voltou a superiorizar-se e triunfou por 25-20. Galvanizado pelas vitórias nos dois sets anteriores, o conjunto orientado por Vítor Oliveira não deu grandes hipóteses ao adversário no terceiro set, que acabaria por vencer por 25-14. Este foi, de resto, o duelo mais desequilibrado entre as duas formações esta temporada e poderá ser um bom tónico para o AVC encarar o jogo do próximo domingo, que se vai disputar novamente no Pavilhão das Lameiras, a partir das 16 horas, e no qual a entrada terá de ser feita mediante a apresentação de um bilhete ou convite. Espetáculo manchado por incidentes no exterior Numa eliminatória em que está em discussão o vencedor do Campeonato Nacional, os adeptos dos dois emblemas quiseram

Óscar Pinto

Mariana Machado convocada para o Mundial de Trail

MODALIDADES

acompanhar a par e passo o segundo jogo da final. O Pavilhão das Lameiras esteve lotado, registando-se uma atmosfera vibrante e que terá dado, certamente, ainda maior motivação para as atletas de ambos os conjuntos. No entanto, o espetáculo a que se assistiu durante os três sets acabou por ficar manchado por alguns incidentes registados já no exterior do pavilhão. Enquanto os adeptos do Leixões se deslocavam para a Central de Camionagem, devidamente escoltados pelas forças policiais, houve trocas de palavras e ameaças de confronto físico, o que terá motivado o disparo de tiros de shotgun da Polícia para desmobilizar os intervenien-

tes. Apesar do aparato e da tensão vivida no período pós-jogo, acabaram por não se registar feridos. AVC em destaque na formação Além das seniores, o passado fim de semana foi ainda muito positivo para as camadas jovens do clube famalicense. As equipas de Iniciadas e Cadetes repetiu o feito das Juniores e garantiram o apuramento para a fase final do Torneio AVP. Na próxima etapa, as Iniciadas vão discutir o título com Esmoriz GC. Juventude Pacense, Porto Vólei e SC Espinho. Já as Cadetes vão medir forças com Leixões SC, Ala Gondomar e CD Monserrate.

Ricardo Sá alcança vitória no Campeonato Regional de Trail A equipa FisioPedro Trail conseguiu um lugar de destaque na quarta edição do Trail da Rota do Bolinhol, que teve lugar em Vizela, no passado domingo. Numa prova que contemplou duas distâncias (13 e 20 km), a formação famalicense inscreveu quatro atletas na prova de 13 km, na qual garantiria o 3º lugar na classificação por equipas. Já os restantes elementos da equipa optaram por participar na caminhada solidária de 6 km, na qual se angariaram fundos a favor da associação Coração Azul, que tem a missão de oferecer melhores condições de vida aos animais. A estreia da equipa FisioPedro Trail nesta prova não poderia deixar de contemplar um momento em que os elementos aguçaram o apetite com o famoso bolinhol.

Ricardo Sá foi um dos protagonistas do Trail do Bolinhol, que se disputou no passado domingo, em Vizela. No ano de estreia na modalidade, o atleta do Akuafit Sports & Spa venceu na distância de 13 kms no escalão sénior masculino referente à terceira prova do Campeonato Regional de Trail da Associação de Atletismo de Braga. O famalicense completou o percurso em 01h02m34s, marca que lhe valeu ainda o terceiro lugar na classificação geral de uma prova que ficou marcada pelo mau tempo e pelo desnível de aproximadamente 700 metros positivos.


36

MODALIDADES/MOTORES

opiniãosport: 11 de abril de 2019

Alex Ryu Jitsu compete em torneio internacional

A cidade de Portimão recebeu, entre 29 e 31 de março, o Torneio Internacional de Boxe – III Algarve Box Cup 2019, competição na qual participaram várias equipas nacionais e estrangeiras, fazendo deste um evento com uma considerável dimensão. O Alex Ryu Jitsu não faltou à chamada e fez-se representar pelos atletas Miguel Leitão e Ana Novais, que estiveram acompanhados pelo Mestre Carlos Sá e pelo instrutor Manuel Campos, pertencentes à Academia de Cavalões e à Associação Dragonclub. O primeiro combate opôs Miguel Leitão a um atleta francês, tendo o famalicense conseguido impor-se num duelo de três rounds de três minutos. Miguel Leitão evidenciou um assi-

nalável nível técnico e arrecadou a maioria dos pontos dos juízes e, como tal, garantiu a vitória. Seguiu-se um combate contra um atleta de Loulé, que se pautou pelo equilíbrio e pela considerável intensidade com que ambos os lutadores empregaram. O algarvio levou a melhor, fazendo com que Miguel Leitão terminasse a prova na segunda posição. Já no feminino, Ana Novais disputou a final ante uma adversária espanhola. A portuguesa superiorizou-se claramente no primeiro round, assistindo-se, posteriormente, a dois rounds muito equilibrados e em que o triunfo sorriu à espanhola por uma diferença mínima de pontos.

Clube de Xadrez A2D sagra-se campeão distrital absoluto A terceira e última sessão do 36º Campeonato Distrital por Equipas da temporada 2018/2019 de xadrez, realizada no passado sábado, coroou o Clube de Xadrez (CX) A2D, da Escola Didáxis, como o campeão da competição. A equipa C do CX A2D realizou uma imaculada prestação, ao vencer as três sessões em que participou. Na última esteve representada por Emanuel Fernandes e por três alunos do Colégio do Ave: José João Pinto, Duarte Abreu e João Diogo Pereira. O quarteto exibiu-se a grande altura e fez xeque-mate aos seus adversários, contribuindo para uma vitória expressiva (4-0). Além destes quatro atletas, a equipa famalicense contou ainda com os serviços de Nuno Cachada ao longo da competição. O CX A2D cimentou a sua posição na lista de vencedores, já que a equipa famalicense já tinha conquistado esta competição em 2006, 2010, 2016 e 2017.

e III Divisões, realizada no passado sábado, foi bastante profícua para o Clube de Xadrez A2D, já que as duas equipas do clube famalicense venceram os respetivos compromissos de forma contundente. Na Série A da II Divisão, a equipa A venceu em casa do CX Vitórias deixam equipas Braga por 1-3 e alimenta a espeperto dos objetivos rança de subir à elite. A formação A quarta sessão do 61º Cam- da qual fazem parte Carlos Novais, peonato Nacional por Equipas da II Bruno Ribeiro, WCM Inês Silva e MF

Luís Silva ocupa a 4ª posição (uma vitória, dois empates e uma derrota) e sonha com a promoção ao primeiro escalão. Já a equipa B saiu vitoriosa do duelo com a equipa C da EX Porto. Constituída por José Santos, Marco Pereira, Pedro Ferreira e Vítor Carvalho, o CX A2D arrancou um triunfo (2,5-1,5) que a deixa mais próxima de assegurar a permanência na III Divisão.

EARO volta a somar vitórias

Testes de patinagem em Riba d’Ave O Parque das Tílias, em Riba d’Ave, será palco, no próximo fim de semana, dos quartos testes de disciplina de patinagem artística promovidos pela Associação de Patinagem do Minho. Pelo recinto do Riba d’Ave Hóquei Clube (RAHC) passarão atletas de mais de uma dezena de clubes de patinagem da região minhota, que se vão sujeitar a provas de diferentes disciplinas e de vários níveis, entre as quais de figuras obrigatórias, solo dance, pares artísticos e patinagem livre. “É com todo o gosto que o RAHC organiza estes testes de

patinagem artística. Receber mais de uma centena de atletas de vários clubes é uma grande responsabilidade, mas também um prazer. Divulgamos a modalidade, a nossa terra e as nossas atletas terão a oportunidade de jogar em casa”, considera Pedro Barbosa, diretor da patinagem artística do clube ribadavense. O evento decorrerá durante todo o dia de sábado e será de entrada livre. Para o dia seguinte estão agendados testes particulares organizados pelo RAHC, nos quais vão ainda marcar presenças atletas do Famalicense Atlético Clube.

Irmãos Carvalho já dão gás na nova época A dupla Nuno Carvalho / Sérgio Carvalho já arrancaram para a nova temporada. O Rali de Santo Tirso marcou a estreia dos irmãos na nova época, que optaram por competir no habitual Honda Civic. O rali acabou por se revelar de relativa dificuldade, em virtude da preocupação com o desgaste dos pneus, tendo a dupla Carvalho por assegurar o 19º lugar da classificação geral e o 4º da classe em que estiveram inseridos.

A Escola Atletismo Rosa Oliveira (EARO) continua a colecionar resultados meritórios. O último registo de relevo aconteceu no passado domingo, com a participação no 39º Grande Prémio de Atletismo da JUNI, em Guimarães, a ter um saldo muito positivo. Os atletas da equipa joanense impuseram um ritmo forte nos vários escalões, logrando obter 17 pódios (10 individuais e 7 coletivos). A nível individual, realce para as prestações de Mariana Martins (1ª

em Benjamins A); Ana Faria (1ª em Iniciados); Francisco Silva (1º em Iniciados); Beatriz Fernandes (1ª em Juvenis); Rui Oliveira (1º em Juvenis); Maria Machado (2ª em Benjamins B); Tiago Silva (2º em Benjamins B); Tiago Silva (2º em Juvenis); João Azevedo (3º em Iniciados) e Cátia Silva (3ª em Juvenis). O domínio da EARO refletiu-se ainda nas classificações coletivas, já que a equipa joanense venceu nos escalões de Benjamins A; Benjamins B (femininos); Infantis (fe-

mininos); Juvenis (masculinos e femininos); Seniores e Veteranos. Refira-se que nesta prova participaram ainda Mafalda Ferreira, Matilde Martins, Mariana Ferreira, Mafalda Monteiro, Ana Silva, Inês Almeida, Margarida Leitão, Leonor Silva, Teresa Borges, Bruna Pereira, Gonçalo Rodrigues, Joana Azevedo, Beatriz Fonseca, Tiago Pereira, Bruno Oliveira, José Araújo, Joaquim Coelho, Anabela Silva, Rosa Oliveira, Nuno Fernandes, Rui Fernandes e Leandro Martins.

Team Transfradelos aponta ao pódio O Team Transfradelos já está a postos para participar na Baja de Loulé, que está marcada para o próximo fim de semana. A equipa famalicense parte para o Algarve com o intuito de dar continuidade ao terceiro lugar alcançado por Tiago Reis na prova de abertura do Campeonato de Portugal de Todo-o-Terreno. “Conseguimos ser rápidos durante grande parte dos quilómetros que disputamos. Não tivemos nenhuma condicionante e fizemos uma ótima recuperação na primeira prova do ano. O ritmo que demonstrámos permite-nos pensar em lutar pelas primeiras posições e é isso que vamos fazer agora

em Loulé”, afirma Tiago Reis, que voltará a conduzir o Mitsubishi Evolution Racing Lancer. Já o irmão, Edgar Reis, deseja agora ter melhor fortuna do que na prova de abertura, na qual se viu impossibilitado de terminar a competição devido a um problema mecânico no Mitsubishi Pajero. Ainda assim, o piloto encara a próxima prova com a moral em alta. “A adaptação ao carro e ao Paulo Marques foi excelente e estamos muito motivados para esta nossa segunda prova. O grande objetivo é terminar a Baja de Loulé, mas se pudermos aliar isso a um bom resultado será excelente”, disse o famalicense.


Ano 27 | Nยบ 1405| De 11 a 17 de abril de 2019| Diretor: Joรฃo Fernandes | www.opiniaopublica.pt

pub


II

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019


opiniãopública: 11 de abril de 2019

PUBLICIDADE

III


IV

PUBLICIDADE

opiniãopública: 11 de abril de 2019

Profile for Editave Multimédia

Opinião Pública - 1405  

Opinião Pública - 1405  

Advertisement