Page 1

Prazo médio de pagamento aos fornecedores é de 19 dias

Câmara de Famalicão é das mais rápidas do país a pagar

P. 9

ANO 22 • Nº 1151

DE 29 DE MAIO A 4 DE JUNHO DE 2014

DIRETOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

opiniãoespecial

Infância

Novo organismo substitui osCentros Novas Oportunidades e tem competências mais alargadas

CENTRO PARA QUALIFICAÇÃO E ENSINO DE FAMALICÃO É O PRIMEIRO A FUNCIONAR EM PLENO O Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP) de Famalicão é o primeiro no país a funcionar em pleno. Este novo organismo foi apresentado publicamente, a semana passada, e já aceita inscrições. A candidatura do município para a criação do CQEP foi aprovada com

Vinho famalicense entre os cinco melhores do ano P. 14

a segunda melhor classificação a nível nacional e a melhor da região Norte. Os CQEP sucedem aos CNO, mas com competências mais alargadas. Deixam de se destinar apenas a adultos e estendem-se também aos jovens. A orientação vocacional é outra das novas funções. p.4

Engenho homenageou autarcas do pós-25 de Abril

Injex fabrica símbolos para grandes marcas

P. 13

P. 14

opiniãosport: Famalicense Paulo Oliveira assina pelo Sporting Ribeirão vai disputar play-off da manutenção e Joane desce aos distritais Duas atletas da Didáxis na seleção nacional feminina de Andebol

PS venceu as eleições no país, mas perdeu em Famalicão e no distrito

Nuno Melo reeleito para o Parlamento Europeu

P. 8 pub


2

pública: 29 de maio de 2014

cidade

Famalicão dá o pontapé de saída para a maior caminhada em pijama do mundo A “Maior Caminhada do Pijama do Mundo” pelo acolhimento familiar vai marcar simbolicamente o Dia Mundial da Criança em Famalicão. Promovido pela instituição famalicense Mundos de Vida, que em 2006 criou o Serviço Especializado de Acolhimento Familiar, pioneiro em Portugal, o evento realiza-se na manhã do dia 1 de junho. A iniciativa decorrerá em simultâneo em dez concelhos do Norte do país, entre os quais o de Famalicão, onde nasceu a ideia desta caminhada solidária. A “Maior Caminhada do Pijama do Mundo” visa sensibilizar para a importância do acolhimento familiar de crianças e jovens institucionalizados, defendendo a causa de que “uma criança tem direito a crescer numa família”. A organização da atividade espera reunir 25 mil participantes, de todas as idades, no total dos dez concelhos. Em Famalicão a caminhada solidária tem início às 10h00 no Parque da Devesa, que no Dia da Criança vai estar transformado em “Parque dos Sonhos”, e vai percorrer um percurso de quatro quilómetros. As inscrições podem ser feitas no portal da Mundos de Vida (www.mundosdevida.pt) e têm o valor simbólico de um euro. O traje oficial é o pijama numa lógica de que “momentos pijama são momentos em família”. Refira-se que a caminhada surge no âmbito da campanha “Procuram-se Abraços” que a Mundos de Vida lançou há oito anos para encontrar famílias de acolhimento para as mais de 8 mil crianças atualmente institucionalizadas em Portugal e que não podem abraçar uma família.

Via Lucis em Famalicão Já perto do final do Tempo Pascal, a Confraria das Santas Chagas de Santo Adrião promove a realização de uma Via Lucis, na cidade de Famalicão, esta sexta-feira, dia 30. A Via Lucis inicia às 21h30, na Nova Matriz, passando por várias ruas da cidade e finalizando na Antiga Matriz. Deste modo, refere a organização, “à Via-Sacra da Quaresma, caminho doloroso de Jesus até ao Calvário, sucedese a Via Lucis, o caminho da luz e da vida”.

Leo Clube de Famalicão toma posse Numa iniciativa conjunta do Leo e do Lions Clube de Famalicão, realiza-se esta sexta-feira, dia 30 de maio, o jantar de tomada de posse de novos Leos. Depois da sua reativação e após terem iniciado a sua atividade com diversas iniciativas, os membros do Clube celebram formalmente o início de uma nova etapa leonística.

Festim Quinhentista na EB 2,3 Júlio Brandão Alunos e professores do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco desenvolveram ao longo do ano letivo o projeto “Navegar com Ciência no Portugal Quinhentista”, selecionado a nível nacional para integrar a 1ª edição do “Projeto Ler + Mar”. A apresentação final deste trabalho terá lugar na escola EB 2,3 Júlio Brandão, no próximo dia 5 de junho, pelas 19:30 h, com a realização de um festim quinhentista, de entrada livre e aberto a toda a comunidade.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO:

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

EDITOR DE TURNO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Cle-

mente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

Comemorações do Dia Mundial da Criança em Famalicão

Devesa vai transformar-se em parque dos sonhos O Parque da Devesa vai transformar-se em “Parque dos Sonhos” para comemorar o Dia Mundial da Criança. Múltiplas atividades para as crianças do concelho vão ser dinamizadas ao longo de todo o dia 1 de junho por várias entidades que se associaram ao município na comemoração desta data. O “Parque dos Sonhos”, preparado para receber centenas de crianças e respetivas famílias, promete ser um espaço de fantasia, surpresa, emoção e imaginação. E até para iniciativas carregadas de significado de que é exemplo a “Maior Caminhada do Mundo do Pijama”. Promovida pela Mundos de Vida em parceria com a autarquia famalicense, a caminhada assinala o arranque das iniciativas p, pelas 10h00, visando sensibilizar para a importância do acolhimento familiar de crianças e jovens institucionalizados. Depois os mais pequenos vão ainda poder usufruir

de uma aula de yoga, a partir das 11h00, seguida de um mega piquenique que vai repor energias para as atividades da tarde: ateliês de expressão plástica, wokshops de dança, pinturas faciais, modelagem de balões e aulas de inglês, entre outras. Ao longo de todo o dia o “Parque dos Sonhos” vai também promover atividades dedicadas ao património, à arqueologia e ao ambiente para sensibilizar os mais pequenos para estas áreas do conhecimento. O encerramento está previsto para o final da tarde com dois momentos: “Os pequenos tigres e os dragões voadores”, pela Jing-She Escola de Wushu Kung-Fu, e “Vários estilos de dança para crianças”, pela Gindança. Entretanto, ainda no âmbito do Dia Mundial da Criança, a Casa das Artes de Famalicão recebe, no domingo, pelas 17h30, a peça de teatro “O Patinho Feio”, pela companhia Jangada Teatro.

Cior terá curso Técnico de Produção em Metalomecânica A Escola Profissional Cior vai abrir no próximo ano letivo 2014/2015 o curso Técnico de Produção em Metalomecânica-Programação e Maquinação. Segundo a escola, esta opção de novo curso, para além dos estudos de diagnóstico das necessidades, vai ao encontro do interesse dos empresários do setor da metalomecânica, cada vez mais emergente e com um peso significativo no tecido empresarial da região. Como tal, é de referir que o setor da indústria metalúrgica e metalomecânica em Portugal exportou mais de 12, 5 mil milhões de euros em 2013, conforme os dados da associação representativa do setor. Um Técnico de Produção e Maquinação é um profissional qualifi-

cado, apto a orientar e a desenvolver, de forma autónoma e precisa, atividades relacionadas com a Produção em Metalomecânica. Este especialista também está apto a participar na preparação do trabalho, no planeamento e no controlo do processo produtivo, com vista ao fabrico de

peças unitárias ou em série. Para o efeito e segundo nota à imprensa, a CIOR está provida de salas e oficinas que possuem todo o equipamento moderno para que, os formandos possam adquirir um perfil profissional de técnico altamente especializado.

Câmara lança concurso à procura da próxima voz do Fado O Município de Famalicão está à procura de novas vozes famalicenses do Fado. “Concurso de Fado Amador” é o nome do desafio promovido pela Câmara Municipal, cujas inscrições se encontram a decorrer até à próxima terça-feira, dia 3 de junho. A participação no concurso é individual e aberta a todos os cidadãos com residência no concelho. Os interessados deverão preencher e enviar a ficha de inscrição para o email cultura@vilanovadefamalicao.org. A ficha de inscrição, assim como as normas de participação do concurso, encontram-se disponíveis para consulta no Portal do Município. O concurso divide-se em duas fases: uma primeira de audições, que vai decorrer na Casa das Artes de Famalicão no dia 4 de junho, de onde sairão os seis finalistas que vão disputar a final do dia 18 de julho, no anfiteatro do Parque da Devesa. O grande vencedor terá a oportunidade de atuar na edição deste ano da Feira de Artesanato de Famalicão. O segundo classificado levará para casa uma peça em cerâmica da Fundação Castro Alves e o terceiro será contemplado com um Cartão Quadrilátero Cultural.

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

Jorge Alexandre

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

TÉCNICOS DE VENDAS:

www.opiniaopublica.pt

GRAFISMO:

APOIO À REDACÇÃO:

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, Joaquim Loureiro, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

António Jorge Pinto Couto Francisco Araújo

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR:

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

INTERNET

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Motivação em Marcha - Publicidade, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1151

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


publicidade

pĂşblica: 29 de maio de 2014 3


4

pública: 29 de maio de 2014

PJ detém suspeito de assaltos a prostitutas A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Norte, identificou e deteve, a semana passada, no Porto, um homem suspeito da prática de crimes de roubo com arma de fogo ocorridos em fevereiro e março deste ano, em Famalicão e Valongo, respetivamente. O suspeito, acompanhado de um menor seu amigo, levou a cabo os referidos roubos tendo por alvo bens e valores na posse de duas mulheres que praticam prostituição junto à via pública. Fazendo-se passar por cliente, transportava as vítimas para locais isolados onde procedia ao roubo do dinheiro, telemóveis e outros valores na posse daquelas. Segundo a PJ, as investigações vão continuar com vista ao completo esclarecimento de toda a atividade criminosa. O detido, de 36 anos, vendedor ambulante, com antecedentes criminais por crimes do mesmo tipo e pelos quais cumpriu já pena de prisão, foi presente a primeiro interrogatório judicial, desconhecendo as medidas de coação aplicadas.

cidade

Trabalho em rede desenvolvido anteriormente serviu de mais-valia ao novo organismo de Famalicão

Centro para Qualificação e Ensino é o primeiro a funcionar em pleno

A PSP deteve, na passada segunda-feira, em Famalicão, um homem suspeito de tráfico de estupefacientes. A detenção aconteceu na sequência de uma diligência efetuada pela PSP, depois do furto de um telemóvel na cidade. Segundo comunicado do Comandos Distrital, pelas 22h45, a PSP localizou e identificou um cidadão, com 21 anos, natural e residente em Famalicão, que, pouco tempo antes, no Antigo Campo da Feira, tinha roubado um telemóvel a uma jovem de 20 anos que por ali passava. O suposto autor do roubo já não tinha na sua posse o telemóvel, pelo que a PSP efetuou diligências no sentido de recuperar o objeto, acabando por ser localizado na posse de um homem de 33 anos, residente em Famalicão. Na posse deste homem foi ainda encontrado haxixe suficiente para 140 doses. O telemóvel e a droga foram apreendidos e o suspeito detido e presente, no dia seguinte, nos Serviços do Ministério Público junto do Tribunal de Famalicão. A PSP apreendeu ainda ao autor do roubo do telemóvel, haxixe suficiente para 10 doses e ainda mais 10 doses do mesmo produto a um jovem, de 19 anos, que o acompanhava.

Formandas da ACIF terminam curso de Esteticista

Terminou na Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) o Curso de Aprendizagem de Esteticista-Cosmetologista 3, com a aprovação de dez formandas. Este curso de nível IV, dupla certificação, iniciou-se em outubro de 2011 e ficou concluído em fevereiro de 2014 após as formandas terem realizado a Prova de Avaliação Final. Segundo a ACIF, a realização deste curso revelou-se um sucesso, com grande parte das formandas a estarem no momento atual já integradas ou em processo de integração em estágio profissional. No caso particular de duas formandas que frequentaram o curso, os passos dados foram no sentido de criação do próprio gabinete de estética. Todos os formandos com cursos realizados na ACIF têm, no final das formações, o apoio e colaboração da própria associação e do seu Gabinete de Inserção Profissional com vista à inserção no mercado de trabalho.

António Freitas

PSP detém suspeito de tráfico de droga

CQEP foi apresentado no pequeno auditório da Casa das Artes

Magda Ferreira O Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP) de Famalicão é o primeiro no país a funcionar em pleno. Este novo organismo foi apresentado publicamente, a semana passada, no pequeno auditório da Casa das Artes, completamente lotado. Na plateia estavam os vários parceiros do município na Educação, nomeadamente responsáveis dos Agrupamentos de Escolas e diretores de outras instituições de ensino, mas também muitos presidentes de junta. A candidatura do município para a criação do CQEP de Famalicão foi aprovada com a segunda melhor classificação a nível nacional e a melhor da região Norte. Este novo organismo integra a rede nacional de CQEP’ e envolve as 32 entidades concelhias que formam a Rede Local de Educação e Formação, sendo coordenado pela Câmara Municipal. “É uma ferramenta de enormes virtudes, com uma janela de oportunidades longuíssima”, classificou o presidente da Câmara, Paulo Cunha, frisando que permitirá aos cidadãos estarem “melhor colocados para aproveitar os novos mercados, as novas oportunidades, as novas realidades”. “Tem a virtude de ser uma ferramenta ao serviço do processo de melhoria da abordagem ao mercado de trabalho, potenciando maior proximidade entre escolas e empresas e maior relação entre as qualificações dos recursos humanos e as necessidades das empresas”, vincou. O edil enalteceu também o facto de o CQEP resultar de “um trabalho de 32 parceiros que ao longo dos anos têm estado com o município” na busca de uma melhor oferta formativa e educativa. Nesta linha sublinhou que este Centro não se destina só a adultos que desejam melhorar as suas qualificações e competências, mas também a jovens que procuram ingressar num curso profissional. De resto, este trabalho desenvolvido anteriormente no município, e que levou à criação da Rede Local de Educação, abriu caminho para que o CQEP de Famalicão esteja um passo à frente de outros no país, sendo, para já, o único a funcionar em pleno. O vereador da Educação, Leonel Rocha, adiantou que no país, dos cerca de 200 CQEP’s aprovados, apenas três funcionam em rede – Famalicão, Braga e Amadora –, mas destes só o do nosso município já avançou, dado esse “trabalho em rede que já vem de trás”. “Os outros estão alojados numa entidade e, inde-

pendentemente de a missão e os objetivos deles serem exatamente os nossos, ou seja, chegar à população, torna-se muito mais difícil conseguir isso. No fundo, estão a funcionar na lógica das Novas Oportunidades anteriores, supostamente para uma lógica de comunidade e não é a mesma coisa. É aqui que nós somos uma mais-valia”, defende. Assim, as inscrições no CQEP de Famalicão já podem ser efetuadas nomeadamente nas secretarias das entidades da Rede Local de Educação e Formação ou no portal do município, em www.vilanovadefamalicao.org. Alargamento aos jovens e orientação vocacional Este novo modelo de oferta de formação sucede aos Centros Novas Oportunidades, mas com competências mais alargadas, deixando de se destinar apenas a adultos e estendendo-se também aos jovens com idade igual ou superior a 15 anos ou, independentemente da idade, a frequentar o último ano de escolaridade do ensino básico. O CQEP tem como atribuições informar, orientar e encaminhar adultos e jovens para uma oferta de formação com vista à obtenção de uma qualificação escolar e profissional. Além disso, certifica as competências escolar e/ou profissional com base nas experiências adquiridas pelo adulto ao longo da vida. Destaque para a orientação vocacional, uma missão até agora entregue aos Serviços de Psicologia e Orientação das escolas, mas que com estes novos centros se alargará também à aprendizagem ao longo da vida. “É necessário que orientemos também os adultos para novas formações para poderem qualificar-se e exercer novas profissões”, acrescentou Leonel Rocha. Na cerimónia esteve também João Barbosa, diretor do Departamento de Gestão Integrada de Sistemas de Qualificação Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, que coordena estes centros a nível nacional, que considerou o CQEP de Famalicão um “modelo de referência a nível nacional” dado o trabalho em rede. Também João Figueiredo Sarmento, subdelegado regional do Instituto de Emprego e Formação Profissional, outro dos parceiros, enalteceu o trabalho em rede desenvolvido no concelho famalicense. veja em www.famatv.pt ou


publicidade

pĂşblica: 29 de maio de 2014 5


6

pública: 29 de maio de 2014

cidade

Programa e orçamento das festas deste ano estiveram em discussão na última reunião de Câmara Ofertas de emprego

As ofertas de emprego divulgadas fazem parte da Base de Dados do Instituto do Emprego e Formação, IP. Para obter mais informações ou candidatar-se dirija-se ao Centro de Emprego indicado ou pesquise no portal www.netemprego.gov.pt utilizando a referência (Ref.) associada a cada oferta de emprego.

Oferta nº: 588420297 Profissão: Pedreiro Local: U.F. de Vila Nova de Famalicão e Calendário

Oferta nº: 588422679 Profissão: Serralheiro Civil. Local: Vilarinho das Cambas

Oferta nº: 588421765 Profissão: Mecânico e reparador de veiculos automóveis. Local: Lousado Oferta nº: 588421393 Profissão: Assistente de venda de alimentos ao balcão. Local: U.F. de Vila Nova de Famalicão e Calendário

Oferta nº: 588422545 Profissão: Operador de máquinas de costura Local: U.F. de Gondifelos, Cavalões e Outiz Oferta nº: 588422773 Profissão: Carteiro e similares. Local: U.F. de Vila Nova de Famalicão e Calendário

Oferta nº: 588422967 Profissão: Operador de máquinas de costura. Local: Oliveira Santa Maria

Oferta nº: 588421756 Profissão: Serralheiro de moldes, cunhos, cortantes e similares. Local: U.F. de Vila Nova de Famalicão e Calendário Alerta-se para a possibilidade de ocorrência de situações em que a oferta de emprego publicada já foi preenchida devido ao tempo que medeia a sua disponibilização e a sua publicação.

Para mais informações contactar o Centro de Emprego de Famalicão, na Alameda Padre Manuel Simões, 222, ou pelo Telefone 252 501 100

Festas Antoninas dividem maioria e oposição Carla Alexandra Soares O orçamento e organização das Festas Antoninas 2014 dominaram a reunião de Câmara da quintafeira da semana passada. As Festas decorrem em Famalicão de 6 a 13 de junho e, mais uma vez, a par do que aconteceu em anos anteriores, vão ser organizadas pela Câmara Municipal em parceria com a Associação “Famalicão Concelho com Futuro”, a quem a autarquia vai atribuir um subsídio de cerca de 190 mil euros. Segundo a proposta apresentada, as festas pretendem ir de encontro ao interesse e gostos dos diferentes públicos. O programa tem previstas diversas atividades, nomeadamente desportivas, sendo que um dos pontos altos são as Marchas Antoninas, no dia 7 de junho. Os mais pequenos, tal como é também tradição, saem à rua no dia 9 de junho, para as Marchas Antoninas Infantis. A música também faz parte do programa, com os concertos de Maria do Sameiro, no dia 8, dos Amor Electro, no dia 9 e dos Quinta do Bill, no dia 12 de junho. Para o dia de Santo António, 13 de junho, estão reservadas as cerimónias religiosas, com a Missa em honra do padroeiro e a distribuição do Pão de Santo António. PS vota contra Tal como aconteceu o ano passado, os vereadores do Partido Socialista votaram contra a proposta. No decorrer da reunião António Barbosa explicou que o PS não está contra a realização das festas mais tradicionais de concelho, defendendo que “os famalicenses merecem que seja respeitada esta

Marchas Antoninas do ano passado

tradição”, mas sim contra o valor que lhe é destinado. Por outro lado contesta, tal como tem acontecido com outras festividades, o facto de as Antoninas serem realizadas em parceria com a Associação “Famalicão Concelho com Futuro” a qual apelidou de “clandestina”. No final da reunião, aos jornalistas, isso mesmo foi sublinhado por Luís Moniz que criticou sobretudo a existência da associação e com o facto de, na sua opinião, a Câmara estar a compactuar com a falta de “transparência”. O socialista lembrou que foi apresentada uma proposta pelo seu partido, no sentido de serem retificados os procedimentos “e a Câmara foi sensível a rever como a associação funciona”. “Esperamos este tempo todo e o que verificamos é que não só não foi revista a forma de apoio e participação desta associação, como a Câmara ainda reforçou os valores a atribuir-lhe”.

Moniz lembra que houve um desvio enorme às contas apresentadas do ano passado e que, apesar desse desvio, a Câmara premiou com mais 40 mil euros o valor da realização do ano passado. “É um prémio a uma associação que não faz o trabalho de casa, que não faz as contas e que não as apresenta de forma conveniente”. Luís Moniz defende que há recursos internos na Câmara para realizar as festas e que, em termos absolutos, não preocupa ao PS, que as festas custem mais. “Entendemos é que o valor das festas tem que ser transparente e que existem formas de comparticipação a esta associação que são tudo menos transparentes”. “Festas mais baratas de sempre” Sem compreender a posição dos socialistas, o presidente da Câmara sublinhou que a edição deste ano das Antoninas vai custar menos

12 mil euros aos cofres da Câmara sendo, aliás, as festas mais baratas de sempre sem, contudo, perder a sua grandiosidade. Lembrando que o PS comparou o orçamento inicial e não a execução orçamental, o edil recusou-se a tecer comentários sobre as críticas socialistas ao orçamento das festas. Mesmo assim, sublinhou que, ao contrário do que o PS diz, as festas ficarão mais baratas para os famalicenses. “Nunca em Famalicão se fizeram as festas Antoninas com um valor tão reduzido como aquele que vai acontecer este ano”. “Perante isto, confesso que não percebo porque é que o PS continua com esta posição. Parece-me que será tão só pelo facto de as mesmas serem organizadas por uma associação”, afirmou Paulo Cunha não deixando de lembrar que no passado estas festas eram organizadas por uma comissão, “ou seja, um conjunto de personagens que se reuniam na realização destas festas”. Para além de pretender uma organização mais cuidada e formal, o edil defende que a associação “Famalicão com Futuro” é também uma forma de fazer a ponte para a Associação Comercial e Industrial de Famalicão. “É uma associação de referência no concelho e que está muito ligada ao comércio local e conhece bem as necessidades da cidade”, sublinha Paulo Cunha terminando dizendo que “se as festas são criticáveis é porque são democráticas, abertas, por resultarem daquilo que é a vontade da nossa comunidade”. veja em www.famatv.pt ou

Exigem pagamento das despesas que tiveram com o processo

Sindicalistas atropeladas no Intermarché processam sindicatos A duas sindicalistas atropeladas pelo administrador de um supermercado em Famalicão quando integravam um piquete de greve, em 2010, processaram quatro estruturas sindicais, exigindo-lhes o pagamento das despesas que tiveram com o processo judicial movido contra o agressor. Fonte ligada ao processo disse à Agência Lusa que já deu entrada no Tribunal de Famalicão uma ação declarativa de condenação contra a União dos Sindicatos do Distrito de Braga, a CGTP, o Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes e a Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis, Lanifícios, Vestuário, Calçado e Peles de Portugal (Fesete), reivindicando o pagamento solidário de 6.955 euros. Uma das arguidas pagou 4.305 euros de honorários ao advogado e a outra 2.650 eu-

ros e querem, agora, ser ressarcidas desses valores por parte das quatro estruturas sindicais referidas, considerando que foi isso que ficou assente quando avançaram com o processo judicial. No entanto, estas quatro estruturas recusaram-se a pagar, tendo as duas sindicalistas liquidado a dívida com os advogados a expensas próprias. "Fomos burladas pelos sindicatos", referem, num documento junto ao processo, a que a Lusa teve acesso. Contactado pela Lusa, o atual coordenador da União de Sindicatos de Braga, Joaquim Daniel, admitiu que o que "terá ficado acordado" é que os sindicatos pagariam as custas judiciais, ficando os honorários a cargo das duas sindicalistas. Os factos remontam a 24 de novembro de 2010, dia de greve geral, quando um pi-

quete de greve se encontrava à entrada do parque exterior do Intermarché em Calendário. Segundo uma decisão judicial, o então administrador do supermercado, que surgiu ao volante de um automóvel "de grande porte" e a uma "velocidade excessiva para o local", apontou o veículo na direção do piquete e atingiu duas sindicalistas. Estas tiveram de receber assistência hospitalar, sofrendo lesões que determinaram quatro dias de doença para uma e 155 para a outra. O arguido foi condenado, pelo Tribunal de Famalicão, a três anos de prisão, com pena suspensa, condicionada à entrega de 1.500 euros a associações de bombeiros de Famalicão. O tribunal fixou ainda indemnizações às duas sindicalistas que, no total, ascendem a mais de 16.500 euros.


pública: 29 de maio de 2014 7

cidade

Estrutura funciona na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco

Banco de Livros Escolares de Famalicão empresta manuais do 5º ao 12º ano Carla Alexandra Soares Fortalecer o Banco de Livros Escolares, alargando-o ao terceiro ciclo, é o grande objetivo da Câmara Municipal que tem tudo preparado para o colocar a funcionar. A proposta com as normas de participação do Banco de Livros esteve em discussão na reunião do executivo municipal, da passada quinta-feira, e foi aprovada por unanimidade. “Estão criadas as condições para que, a partir deste momento, as crianças mais carenciadas do concelho de Famalicão que frequentam o ensino obrigatório tenham acesso mais facilitado a manuais escolares gratuitamente”. É desta forma que o presidente da Câmara Municipal famalicense define a importância do Banco de Livros Escolares, o qual tem a intenção de reforçar, criando condições através da informação e sensibilização daqueles que têm os manuais escolares e que já não precisem deles para que os coloquem à disponibilidade do município. “O que pretendemos é que cada vez mais famalicenses nos entreguem os seus livros em bom estado de conservação para que pos-

vens”. De acordo com o regulamento, a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco ficará responsável pela constituição e gestão do banco de manuais escolares entregues pela população.

sam beneficiar outros famalicenses”, sublinhou Paulo Cunha no final da reunião de Câmara, lembrando que esta postura não exige qualquer tipo de sacrifício às pessoas, sendo que vão entregar algo que já não precisam. “Com o novo regulamento de participação, o acesso aos livros será prioritário para os alunos de famílias com mais dificuldades financeiras, seguindo-se depois os

alunos de famílias que tenham doado livros ao banco”, explica Paulo Cunha. Consciente de que se trata de um enorme contributo para a economia familiar, o edil aponta ainda outros benefícios como o de cariz social, ambiental e económico. Outros objetivos da iniciativa são o desenvolver o sentido de partilha e solidariedade social, promover a reutilização dos manuais pub

escolares e o respeito pelo livro, diminuir os custos de aquisição de manuais escolares e promover a educação ambiental, principalmente junto das gerações mais novas. “Queremos colocar a comunidade a servir a comunidade”, afirma o autarca, salientando que com esta iniciativa “estamos ainda a enraizar o espírito da solidariedade, nas nossas crianças e jo-

Livros devem ser entregues até 13 de julho A cedência dos livros usados, do 5º ano ao 12º ano, deverá ser efetuada até 13 de julho, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, sedes de Agrupamentos de Escolas e Cooperativas de Ensino do concelho. A divulgação da listagem dos livros escolares disponíveis para empréstimo será publicada na página da internet da Biblioteca Municipal em http://www.bibliotecacamilocastelobranco.org/, no dia 24 de julho. Os manuais entregues para cedências deverão estar em bom estado de conservação. O Banco de Livros escolares reserva-se ao direito de poder reciclar os livros que se encontrem em avançado estado de degradação, assim como ceder os livros desatualizados a instituições nacionais e estrangeiras. pub


8

pública: 29 de maio de 2014

Eleições Europeias

PS vence no país mas perde em Famalicão e no distrito Cristina Azevedo “uma derrota clara do Partido Socialista e, acima de tudo, que os faO Partido Socialista venceu as elei- malicenses não queriam Fernando ções para o Parlamento Europeu Moniz no Parlamento Europeu”, no país, mas perdeu no concelho acrescentando que Moniz, ende Famalicão e no distrito de Braga quanto presidente da Federação para a coligação Aliança Portugal Distrital, “soma mais uma derrota (PSD/CDS-PP). no seu currículo”. Em Famalicão a vitória da Ao invés, a coligação manifesta Aliança Portugal foi por uma mar- ainda o seu “contentamento pela gem muito pequena. A coligação reeleição como eurodeputado do PSD/CDS conseguiu 34,5% dos vo- famalicense Nuno Melo, que meritos, conta 34,3% do PS. A dife- toriamente tem defendido os interença é de apenas 68 votos. resses nacionais e distritais no ParEm terceiro lugar no concelho lamento Europeu, protagonizando ficou o Movimento Partido da Terra profícuos mandatos”. (MPT), de Marinho Pinto, com 7,3% O presidente da Câmara de Fados votos, que à semelhança do malicão, que também é o líder da que aconteceu no país também distrital de Braga do PSD, regoziconseguiu um resultado histórico jou-se pela vitória da Aliança Porem Famalicão. Seguiu-se a CDU tugal no concelho e no distrito, o com 6,5% e o BE com 3,4%. que, em seu entender, “não enNo distrito de Braga, a Aliança sombra o mau resultado nacional, Portugal também venceu, mas aqui que temos que absorver e intercom uma margem maior sobre o pretar”. Paulo Cunha destaca PS. A coligação obteve 34,5% dos ainda, pela negativa, o elevado nívotos e o PS 32,5%. Tal como su- vel de abstenção, considerando cedeu no país, a CDU foi, no dis- que “todos têm que fazer alguma trito, a terceira força mais votada coisa para mudar este sentido, com 7,6% dos votos, seguida do preocupante, de alheamento das MPT também com 7,6% e do BE pessoas pela causa pública”. com 3,4%. PS também tem Em termos nacionais o PS foi o discurso vencedor vencedor e elegeu oito eurodepuO PS de Famalicão também tados, o que quer dizer que o famalicense Fernando Moniz não foi veio, em comunicado, congratulareleito, já que se encontrava com se com a vitória socialista nas Eu10º lugar da lista. Eleito foi o fa- ropeias, sublinhando que permite malicense Nuno Melo, pela coliga- “abrir um novo ciclo de esperança ção Aliança Portugal, que assim re- e de desenvolvimento”. Os socialistas apontam ainda gressa ao Parlamento Europeu para mais um mandato. Também o que no concelho de Famalicão, deputado de Vila Verde, José Ma- nestas Europeias, o PS “subiu em nuel Fernandes vai regressar ao PE, número de votantes, subiu pereleito igualmente pela Aliança Por- centualmente em comparação às autárquicas e conquistou o maior tugal. A abstenção bateu recordes, número de freguesias”. “O PS venceu e assim avançaatingindo os 66,1% em termos nacionais, mas sendo mais baixa no mos decisivamente para continuar distrito (63,8%) e em Famalicão a construir um novo horizonte de futuro e de esperança que se vais (60,1%). concretizar com uma grande vitória Coligação valoriza vitória do PS nas próximas eleições legisem Famalicão lativas”, afirma ainda a concelhia Nas reações aos resultados socialista. eleitorais, a coligação PSD/CDSPor seu lado, a Federação DisPP aponta, em comunicado, que trital de Braga do PS, presidida por os resultados verificados em Fa- Fernando Moniz, em nota à immalicão “são reveladores do reco- prensa, não faz qualquer referênnhecimento dos eleitores locais cia aos resultados no distrito, apepelo trabalho que PSD e CDS-PP nas sublinha a vitória nacional, vêm desenvolvendo no concelho”. defendendo que a mesma “consoA coligação vinca ainda que os lida o PS como real alternativa poresultados do concelho revelam lítica” ao atual governo.

cidade

FAMALICÃO

Resultados Eleições Europeias 2014


pública: 29 de maio de 2014 9

cidade

Procissão de velas de Antas inicia nos bombeiros A procissão de velas de maio da freguesia de Antas será realizada a partir do quartel dos Bombeiros Voluntários de Famalicão. No sábado, dia 31, a imagem de Nossa Senhora de Fátima estará exposta no parque de viaturas do quartel durante a tarde e noite. Pelas 21 horas, haverá a habitual cerimónia religiosa, finda a qual partirá a procissão rumo à igreja de Antas. Em nota à imprensa, a corporação diz que “é um enorme orgulho ter em sua ‘casa’ a imagem de Nossa Senhora de Fátima” e convida toda a população a participar nas cerimónias.

Gerações promove workshop sobre birras A Associação gerações promove esta sexta-feira, dia 30, pelas 9 horas um workshop sobre birras infantis. Num momento ou noutro, todas as crianças mentem, tiram coisas que pertencem aos outros, agridem, gritam ou desobedecem. E, há crianças que, apesar de já estarem numa etapa mais avançada do seu desenvolvimento, continuam a apresentar comportamentos como birras e desobediência. Neste workshop pretende-se ir fundo da questão do comportamento infantil e perceber quais as melhores estratégias a utilizar em cada situação. Para inscrições e mais informações, os interessados podem contatar a psicóloga da Associação Gerações, Carina Pereira, pelos telefones 252374 480 ou 932886644, ou ainda pelo e-mail carinapereira@associacaogeracoes.com.

Lusíada promove curso de reabilitação de edifícios A Universidade Lusíada de Famalicão vai promover, de 31 de maio a 28 de junho, um curso de formação contínua sobre “Reabilitação de Edifícios”. A formação assume um carácter abrangente e pretende transmitir aos formandos uma perspetiva atual do processo de reabilitação e requalificação de edifícios. O curso divide-se em cinco módulos, decorre todos os sábados e destina-se aos profissionais da área da Engenharia e Arquitetura, assim como a todos os profissionais com experiência no setor.

Município de Famalicão é dos mais rápidos do país a pagar A Câmara Municipal de Famalicão é das autarquias portuguesas mais rápidas a pagar aos seus fornecedores, com um prazo médio de 19 dias, ocupando a segunda posição no grupo das autarquias com mais de 100 mil eleitores, logo a seguir a Almada. Também no distrito de Braga, Famalicão é a segunda mais rápida, sendo que o primeiro lugar é ocupado pela autarquia de Terras de Bouro. Os dados referem-se a dezembro de 2013 e foram agora revela-

dos por um estudo da DirecçãoGeral das Autarquias Locais (DGAL). No “ranking” global, Famalicão ocupa o 55.º lugar. “É uma posição que nos deixa obviamente satisfeitos”, refere, a propósito, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha. “Uma das nossas principais preocupações é a saúde financeira do município e isso implica pagar a tempo e horas, não só porque esse é o dever de quem compra, mas também porque dessa forma esta-

mos a ajudar os empresários que trabalham connosco, grande parte deles ligados a pequenas e médias empresas”, salienta. De acordo com o estudo da DGAL, Famalicão passou de um prazo médio de pagamento de 24 dias, em dezembro de 2012, para os 19 dias em dezembro de 2013. A lista completa dos municípios e os respetivos dados deste estudo estão disponíveis no portal da Direcção-Geral das Autarquias Locais em www.portalautarquico.pt.

Adrave promove 2ª edição do concurso Minho Empreende A Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave (Adrave) está a implementar o projeto Minho Empreende - Competitividade e Empreendedorismo em Baixa Densidade. Esta iniciativa tem como objetivo promover e incentivar a qualificação da capacidade empreendedora do Minho, no que respeita à inovação, competitividade e sustentabilidade dos territórios de cariz rural. Ao abrigo deste projeto, decorre até 30 de junho a 2ª edição do Concurso de Ideias Minho Empreende. O concurso abrange os municípios da NUT Ave, NUT Cávado e NUT Minho Lima, e visa a seleção, avaliação e valorização de ideias e/ou projetos inovadores, em diversos setores de atividade, concretamente, Turismo,

Agroalimentar e Produtos Tradicionais, Ambiente, Natureza e Paisagem, Cultura e Património. Com esta iniciativa pretende-se eleger a melhor ideia de negócio em cada sub-região do Minho, sendo que o premiado de cada NUT terá direito a um ano de serviço de contabilidade e cogestão; ao desenvolvimento da imagem corporativa e ainda a uma publireportagem de 3 a 5 minutos, a passar num dos programas do Porto Canal. Podem candidatar-se pessoas, a título individual ou coletivo. Os interessados podem obter mais informações, diretamente nas instalações da Adrave, BICMinho e INCUBO ou através do portal www.adrave.pt/minhoempreende. pub


10

pública: 29 de maio de 2014

Centro de Estimulação da AFPAD já funciona O Centro de Estimulação de Alzheimer da Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) já entrou em funcionamento. O centro aparece para responder às necessidades das famílias que têm pessoas com doenças neurodegenerativas, nomeadamente Alzheimer . O Centro funciona na sede da AFPAD, na Rua António Sérgio (em frente à esquadra da PSP), utilizando instalações que anteriormente eram usadas pela Intervenção Precoce “e que, com pequenas adaptações, respondem com qualidade à nova solicitação”, garante a instituição. A fim de preservar as capacidades que ainda existem nos portadores de Alzheimer e de melhorar um pouco a sua qualidade de vida, há várias áreas de intervenção em que vai incidir o trabalho do centro: reabilitação cognitiva, relaxamento terapêutico e musicoterapia. O trabalho do centro vai também estar focado na arte terapia/ trabalhos manuais, através do desenho, pintura, colagem, modelagem, poesia,

contos, teatro, e da reflexão em torno do que é produzido. Especial vai merecer também a atividade física, através de iniciastivaslúdicas de grupo e individuais. As famílias interessadas neste novo serviço podem contactar directamente a AFPAD, através dos telefones 252378790 e 918216400, do mail geral@afpad.org, dirigirse às instalações da associação ou contactar uma das técnicas responsáveis, através do telefone 916671903. Entretanto, a AFPAD e a Associação Portuguesa de Alzheimer celebraram um protocolo de cooperação que vai enriquecer e valorizar o trabalho do Centro de Estimulação. Mário Martins, presidente da AFPAD, e Ana Taborda, presidente da Direção da Delegação Norte da Alzheimer Portugal – Associação Portuguesa de Familiares e Amigos de Doentes de Alzheimer, são os subscritores do protocolo que vai permitir aos associados da Alzheimer Portugal condições especiais de acesso ao Centro de Estimulação da AFPAD.

Camilo promove mostra das associações desportivas famalicenses No próximo dia 5 de junho, o Grupo de Atividade Física do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco vai realizar a 2ª Mostra das Associações Desportivas Famalicenses. Com esta atividade pretende-se proporcionar aos alunos do 1º ciclo o contacto com várias modalidades desportivas; o desenvolvimento de hábitos socio-desportivos, da motricidade geral e de capacidades motoras; criar formas inovadoras capazes de potenciar a interação entre os alunos e os diversos agentes desportivos, envolvendo-os no espírito desportivo de forma a estreitar laços e fidelizá-los na prática desportiva. Outros dos objetivos passam por fomentar o desporto através da ligação entre a escola e os clubes desportivos e educar para a importância do desporto na sociedade.

Esclarecimento sobre acesso ao Ensino Superior na Casa da Juventude Para muitos dos jovens, o ingresso no Ensino Superior levanta sempre muitas questões. Responder a essas dúvidas, é o grande objetivo das sessões de esclarecimento que a Casa da Juventude de Famalicão promove esta sexta-feira, dia 30 de maio, destinadas aos jovens que pretendam ingressar no Ensino Superior no próximo ano letivo 2014/2015. As sessões têm a duração de uma hora e vão decorrer às 10h00, 12h00, 15h30 e 17h00. Da parte da manhã vão estar presentes os responsáveis dos gabinetes de ingresso da Universidade Lusíada de Famalicão e da CESPU. Já as duas sessões da tarde vão contar com os esclarecimentos de um representante da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. A entrada é livre e não está sujeita a inscrição.

freguesias

Associação encerrou, no passado domingo, celebrações do 20º aniversário

Dar as Mãos promove caminhada para dar espaço à solidariedade Carla Alexandra Soares “A Solidariedade está a um passo do amor”. Foi com este desígnio que a Associação Dar as Mãos encerrou, no passado domingo, as celebrações do 20º aniversário. Ao início da manhã teve lugar uma caminhada, que arrancou no Parque da Devesa, onde marcaram presença diversos embaixadores da iniciativa: Miguel Campos, Paulo Marques, Luís Vaz, Rui Almeida e Rosa Oliveira, entre outros, foram os famalicenses que representaram diferentes vertentes desportivas. Esta iniciativa teve como grande objetivo abrir as portas da Associação Dar as Mãos para dar a conhecer o trabalho desenvolvido, cativar novos sócios e angariar verbas para a construção da nova cantina social, cuja primeira pedra foi lançada no dia 13 de maio e que custará 80 mil euros. Diariamente esta associação de cariz solidário, que tem gastos mensais na ordem dos 10 mil euros, ajuda centenas de pessoas de forma direta. Todos os dias, ao jantar, serve uma refeição quente a quase 60 pessoas, assim como um banho e cuidados de higiene e saúde. Mas o apoio não se fica por aqui e, tal como explicou o presidente da associação, Agostinho Fernandes, existe um trabalho em rede, com centros sociais, autarquias e outras instituições, que permite ir muito mais longe. “Em todo o concelho não há ninguém que nos procure que tenha fome, que precise de ser vestido, calçado, que tenha um problema de

Caminhada arrancou no Parque da Devesa

renda ou uma conta a pagar, que, se outros não puderem resolver, nós não ajudemos a resolver”, sublinhou Agostinho Fernandes, que apontou a Câmara Municipal como sendo “o parceiro maior”. Procura de ajuda tem aumentado Para prestar ajuda diária aos que mais precisam, a Associação conta com a ajuda de muitos filantropos anónimos e instituições. “Temos quem nos forneça carne, legumes, peixe, fruta. Muitas pessoas que ajudam sem pedir nada em troca”. Ajudas que são cada vez mais necessárias, afiança Agostinho Fernandes, já que o número de pessoas a precisar de apoio tem aumentado exponencialmente. “Infelizmente os tempos são de penúria e temos desafios muito grandes, por isso, apesar de sermos quase todos septuagenários temos que nos por finos porque as coisas têm que aparecer”. O responsável lembra que no início não eram servidas refeições, “depois começamos a servir a refeição a oito, nove, subindo para 12. Nos últimos

três, quatro anos foi subindo para 30, 40 e hoje estamos já com 60 pessoas. O nosso espaço é pequeno, as panelas têm que ser cada vez maiores e por isso deitamos mãos à obra”. Presente no arranque da caminhada esteve Ademar Carvalho, da Ação Social da Câmara Municipal, que reconheceu o mérito e trabalho da Associação Dar as Mãos, assegurando que a Câmara Municipal está sempre disponível para ajudar no que pode. “Se nós, no executivo, temos algum descanso é também fruto do trabalho da Associação Dar as Mãos e de muitas outras instituições que no terreno vão colmatando as necessidades mais básicas das famílias”. A caminhada, que contou com dezenas de participantes, teve um percurso de cinco quilómetros. Simbolicamente, antes da caminhada, foi plantada no Parque da Devesa uma romãzeira, árvore que simboliza a solidariedade. veja em www.famatv.pt ou

Em colaboração com Cruz Vermelha dirigido aos sem-abrigo

Alunos da Camilo lançam campanha “Papel Por um Teto” Três turmas de Filosofia do 11º ano e duas turmas de Sociologia do 12º ano da Escola Secundária Camilo Castelo Branco estão a colaborar com a delegação de Braga da Cruz Vermelha no projeto “Housing First” que pretende a integração de pessoas em situação de sem-abrigo de longa duração. Nesse sentido, os alunos daquelas turmas, orientados pela professora Cristina Vasconcelos, lançaram, no terceiro período, a campanha “Papel Por um Teto”, que está a decorrer até ao final do ano letivo, e que visa a recolha de papel para efeitos de reciclagem. Cada tonelada de papel recolhido reverte-se em 100 euros para a Cruz Vermelha poder implementar o projeto “Housing First”, que em português significa “casa primeiro”. Este é um projeto inovador, no âmbito do trabalho com os sem-abrigo, que “procura, em primeiro lugar, o alojamento, proporcionando-lhes uma casa para viver, e só depois trabalhar as pessoas no sentido de as reintegrar na sociedade”, explicou ao OP Isa Barbosa, da Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa.

Outro dos objetivos deste projeto passa também por alojar o sem-abrigo, sempre que possível, no local onde ele dorme. “A ideia é não desenraizá-lo daquele que tem sido o seu ambiente”, reforça a responsável. Para isso, naturalmente, são necessárias verbas e é com esse objetivo que surge a campanha “Papel Por um Teto”. Nos últimos meses, os alunos da Camilo envolvidos no projeto têm trabalhado no sentido de atingir, pelo menos, uma tonelada de papel recolhido, através da sensibilização da comunidade escolar para entrega de papel e também da comunidade em geral. Na escola existe um contentor onde o papel é depositado para depois ser entregue à cruz Vermelha que, por sua vez, o encaminhará para uma empresa de reciclagem, recebendo 100 euros por cada tonelada entregue. “É um projeto muito interessante, que sensibiliza os alunos para certas realidades sociais, neste caso a dos sem-abrigo, e que lhes estimula o espírito solidário e de interajuda”, afirma a professora Cristina Vasconcelos.


publicidade

pĂşblica: 29 de maio de 2014 11


12

pública: 29 de maio de 2014

Leica espera faturar mais de 1,5 milhões com nova máquina A produção do corpo de alumínio da nova máquina fotográfica Leica T vai representar para a fábrica de Famalicão da Leica Portugal entre 1,5 e dois milhões de euros, disse à Lusa o administrador da unidade fabril, Carlos Mira. A Leica T-Systems, que foi apresentada a 24 de abril, começou a ser comercializada na passada terça-feira em todo o mundo. Tem um ecrã tátil e traz como inovação um módulo wi-fi integrado. A unidade de Famalicão, que fabrica máquinas fotográficas e binóculos da marca, está já a produzir o corpo de alumínio da Leica T, tendo já feitas 6.000 unidades. Questionado pela Lusa sobre qual o impacto do novo modelo para a subsidiária portuguesa, Carlos Mira disse que "representa cerca de 1,5, até dois milhões de euros" de faturação, adiantando que em junho, a fábrica de Famalicão do grupo alemão prevê produzir 750 unidades por semana. Refira-se que a Leica, localizada em Lousado, emprega atualmente 750 trabalhadores. No ano fiscal de 2012 (que terminou em março de 2013), a empresa registou uma faturação de 40 milhões de euros, tendo aumentado 25% no ano seguinte, para 50 milhões de euros. Para o ano fiscal de 2014, a empresa prevê uma faturação de 52 milhões de euros.

EBI de Pedome promove “Férias na Escola” A EBI de Pedome vai promover mais uma edição da iniciativa “Férias de Verão na Escola”. Assim, de 30 de junho a 4 de julho (1.º ciclo) e de 7 a 11 de julho (2.º e 3.º ciclos) irão decorrer neste estabelecimento de ensino atividades de dinamização de férias escolares. As atividades decorrerão no período da manhã, entre as 9h00 e as 12h30, não havendo almoço nem lanche, motivo pelo qual cada aluno se deverá fazer acompanhar do lanche da manhã. O transporte será assegurado. As atividades são da responsabilidade das técnicas do Gabinete de Apoio ao Aluno e à Família, contando também com a colaboração de alguns professores.

freguesias

Paulo Cunha inaugura remodelação da sede do Clube de Pesca de Lemenhe O presidente da Câmara Municipal de Famalicão assegurou, a semana passada, que o executivo municipal vai continuar a manter a postura de apoio às associações do concelho. Paulo Cunha falava na inauguração das obras de ampliação e requalificação da sede do Clube de Pesca Desportiva de Lemenhe, numa cerimónia que antecedeu mais um encontro do roteiro associativo, que passou pelas freguesias de Sezures e Lemenhe. O edil famalicense felicitou o clube pelo concretizar da obra e lembrou que “o crescimento do concelho não está dissociado do dinamismo das suas associações e movimentos informais”. Nesse sentido, Paulo Cunha assegurou ainda que o tecido associativo famalicense poderá “contar sempre com o apoio da Câmara Municipal

para continuar a desenvolver as suas atividades”. As obras inauguradas incluíram a ampliação e a requalificação da sede do clube de Lemenhe, situada na cave da Junta de Freguesia, local onde, aliás, estão se-

diados há 13 anos. O Clube de Pesca Desportiva de Lemenhe conta atualmente com 67 atletas, 13 dos quais federados e em competição no Campeonato Nacional de Mar e no Campeonato Regional de Mar.

Banda de Arnoso atua na igreja paroquial A Banda Marcial de Arnoso realiza um concerto na Igreja Paroquial de Arnoso Santa Maria, no próximo domingo, dia 1 de junho, pelas 18 horas. Na primeira parte serão executadas obras para banda filarmónica. A segunda parte contará com a participação de coros de Arnoso Santa Maria, de Famalicão, de Arnoso Santa Eulália, e de Oliveira S. Pedro, Braga. pub

pub


freguesias

pública: 29 de maio de 2014 13 pub

Iniciativa marcou o 20º aniversário da instituição

Engenho homenageia autarcas após 25 de Abril de 74 Sofi fia a Abreu Silva A Engenho celebrou 20 anos com homenagem aos autarcas de Famalicão. A Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este comemorou no passado sábado mais um aniversário, mas a homenagem foi para os presidentes da Câmara Municipal de Famalicão após o 25 de Abril de 1974. A instituição decidiu celebrar o seu 20º aniversário com uma retrospetiva do desenvolvimento do concelho e para tal contou com o testemunho daqueles que nas últimas décadas estiveram à frente dos destinos do município, numa conversa que juntou o atual presidente de Câmara, Paulo Cunha, e os ex-autarcas do concelho Armindo Costa, Agostinho Fernandes e Antero Martins. Pinheiro Braga e José Carlos Marinho, ex-autarcas entretanto falecidos, estiveram também representados pelos familiares Corina Pinheiro Braga e Isabel Marinho, respetivamente. No debate, moderada pelo monsenhor Joaquim Fernandes, sobre a evolução do concelho nas últimas décadas, todos destacaram o desenvolvimento visível, ao longo de 40 anos, sublinhado a “solidariedade social” como uma das características mais vincadas do município. No final da sessão, o presidente da Associação, Manuel Augusto, considerou que esta foi uma forma “feliz” que a Engenho encontrou para comemorar os seus 20 anos. “Passámos muito tempo a pedir, mas neste ano achamos por bem prestar um tributo de gratidão, um reconhecimento aos presidentes da Câmara de Famalicão que exerceram

Paulo Cunha entregou à Engenho uma lembrança para assinalar o 20º aniversário

funções desde abril de 1974 e que contribuíram, no devido tempo, com todas as circunstâncias, para que mandato a mandato, o município de Famalicão atingisse bons níveis de desenvolvimento e progresso”. O edil famalicense aplaudiu o desafio lançado pela Engenho, considerando que a instituição “marcou a diferença”, porque criou a cultura de “continuidade e de compromisso”. “Nós devemos olhar para a história como uma sucessão de etapas em que as portas se devem abrir entre quem saiu e quem entra no exercício de competências autárquicas, porque somos todos servidores da comunidade e a nossa missão é ajudar os famalicenses”, afirmou Paulo Cunha. Recorde-se que a Engenho surgiu nos meados dos anos 90 como forma de contribuir para a resolução de problemas de natureza social e cultural, sentidos em cinco freguesias do extremo norte do município: Arnoso Santa Eulália, Arnoso Santa Maria, Jesufrei, Lemenhe e Sezures. Para o presidente da Câmara,

nestes 20 anos, a Engenho tem promovido um trabalho social exemplar. “Esta é uma instituição notada e notável nesta região que é um território desfavorecido, com dificuldades e a Engenho é um balão de oxigénio, uma lufada de ar fresco…nem nos atrevemos a pensar o que seria desta comunidade sem a Engenho. A Câmara Municipal fica muito satisfeita por ter uma instituição como a Engenho a colaborar diariamente no sucesso desta região e é por isso que nós estamos muito diligentes, ajudando-a para que seja bem sucedida”. Refira-se ainda que, no final da cerimónia, a Engenho atribuiu a todos os presidentes de Câmara homenageados o título de Associado Honorário pela notoriedade do seu contributo no desenvolvimento e progresso do município, principalmente no que diz respeito às comunidades locais da área de intervenção da Engenho.

pub

veja em www.famatv.pt ou

Externato Delfim Ferreira vence Concurso de Matemática PANGEA O Externato Delfim Ferreira (EDF), de Riba d’Ave, venceu a Final Nacional do concurso matemático PANGEA, que se realizou na Universidade Portucalense, no Porto. O EDF participou com 50 alunos, desde o 5º ao 10º ano. A turma 3 do 10º ano conquistou o 1º e o 2º lugares, sendo os vencedores Inês Ferreira Guimarães, com medalha de ouro, e José Paula Lemos, com medalha de prata. As turmas 1 do 7º e 8º ano também arrecadaram o 2º lugar. Marco António Oliveira Ribeiro e Filipa Silva Oliveira, respetivamente, foram também triunfantes. Tiago José de Oliveira Ribeiro, aluno da turma 4 do 5º ano, com medalha de prata, e Sofia Alexandra Oliveira Machado, aluna da turma 2 do 9º ano, saíram igualmente vitoriosos deste concurso, ficando no 3º lugar do pódio. A cerimónia da entrega dos prémios realiza-se no próximo dia 31 de maio, às 15 horas, na Faculdade de Economia do Porto.

pub


14

pública: 29 de maio de 2014

freguesias

Empresa Injex, de Vilarinho das Cambas, recebeu visita de Paulo Cunha

Símbolos de grandes marcas mundiais com etiqueta made in Famalicão Cristina Azevedo É uma empresa que fabrica pequenas peças em termoplástico para grandes marcas mundiais, incluindo símbolos das principais marcas automóveis, mas que se assume orgulhosamente famalicense. De tal forma, que nas suas peças coloca a inscrição “made in Famalicão -Portugal”. A Injex nasceu em 2003, em Vilarinho das Cambas, e hoje, apesar de ser uma empresa pequena no tamanho, aquilo que produz chega aos quatro cantos do mundo, desde a América do Sul à Europa, passando ainda por países como Singapura ou Coreia do Sul. O empreendedorismo desta empresa levou o presidente da Câmara Municipal a visitá-la, na passada segunda-feira, no âmbito do ciclo “Famalicão Made In”, no qual Paulo Cunha procura promover e dar a conhecer projetos de sucesso sediados no concelho. A Injex é uma empresa PME Líder que se dedica à injeção de peças técnicas em termoplásticos, com elevadíssimo grau de precisão. Jaguar, Maserati, Mercedes,

Pinheiro Lacerda guiou Paulo Cunha na visita à empresa

Citroen, Renault, Peugeot, Opel, Volkswagen e Seat, são apenas alguns dos símbolos da indústria automóvel produzidos por esta empresa. Por exemplo, é na Injex que se produz os leõezinhos dos automóveis da Peugeot ou a tampa do porta-luvas dos Audi.

Didáxis de S. Cosme distinguida como escola solidária No âmbito do projeto “Energia com vida, escolas solidárias EDP Gás”, a Didáxis de S. Cosme foi distinguida pelo júri como uma das Escolas Solidárias 2013-14. Desde o início do ano letivo, foram mais de 120 as escolas dos distritos de Braga, Porto e Viana do Castelo que responderam ao desafio “energia com vida” e agiram, sendo que apenas 33 escolas conseguiram qualificar os seus projetos e 10 acabaram por ser distinguidas como foi o caso da Didáxis de S. Cosme. O evento final “Energia com vida, escolas solidárias” está marcado para dia 3 de junho, no Porto, na sede da EDP, onde a Didáxis vai receber a respetiva distinção. A cerimónia tem a participação da banda portuguesa Mundo Secreto e a apresentação a cargo da jornalista Fernanda Freitas.

Liga dos Combatentes vai inaugurar monumento em Ribeirão O Núcleo da Liga dos Combatentes da vila de Ribeirão vai inaugurar, no dia 1 de junho, um monumento de homenagem às mães e a todos os combatentes da Guerra do Ultramar Português. O monumento vai ser implantado na cota inferior do Souto de Santa Ana. A celebração vai começar com uma missa de sufrágio pelos combatentes falecidos, seguindo-se uma romagem ao cemitério local para homenagear as mães e todos os combatentes falecidos. Pelas 12h30 inicia-se a inauguração do monumento, ocorrendo depois um desfile das forças em parada e um almoço convívio na Quinta da Alegria. O Núcleo foi criado no dia 14 de abril de 2011, pelo ofício da Liga dos Combatentes, e já se identificou perante a sociedade e combatentes em particular, “existindo para servir e receber em troca o conforto de ser servido”.

“É uma empresa com horizontes e persistente” referiu o presidente da Câmara, que enalteceu o empreendedorismo do fundador e administrador da empresa, Pinheiro de Lacerda. “A Injex é a prova de que as pequenas e médias empresas podem

vencer no mercado global, por mais exigentes que sejam as áreas onde atuam”, vincou Paulo Cunha, manifestando-se ainda agradado por a empresa colocar o nome de Famalicão nas peças que produz. “Nós temos que exportar produtos famalicenses, mas também temos

que exportar Famalicão, porque, desse modo, estamos a ajudar a que outras empresas, outros produtos também possam chegar ao mercado internacional”, defendeu. Já Pinheiro Lacerda atribuiu o êxito da sua empresa, à sua “capacidade de trabalho e à humildade”. A Injex produz cerca de um milhão de peças por mês. Entre 2012 e 2013 as vendas subiram mais de 17%. Nos primeiros quatro meses deste ano, esse aumento rondou os 60%, face ao período homólogo no ano anterior. Atualmente a Injex emprega 18 colaboradores, a grande maioria jovens, que são formados na própria empresa. Pinheiro Lacerda lamentou, por isso, que não haja formação nesta área, ao que o vereador da Educação, Leonel Rocha, respondeu prontamente, anunciando que a Escola Profissional Forave se prepara para avançar com um curso de formação em Injeção de Polímeros, que poderá colmatar a essa lacuna. veja em www.famatv.pt ou

Vinho famalicense entre os cinco melhores do ano A Sociedade Agrícola Casal de Ventozela, empresa familiar situada em Mogege, viu um dos seus vinhos galardoado com o prémio “Best Of Vinho Verde”, no concurso anual de vinhos verdes organizado pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV). O concurso realizou-se no passado dia 9 de maio e contou, este ano, com a presença de 237 amostras avaliadas por um painel de provadores constituído por especialistas nacionais e internacionais. A categoria “Best Of Vinho Verde” é sempre o prémio mais aguardado da noite, pois esta seleção é feita por um júri internacional composto por especialistas de renome mundial que apuram os cinco melhores vinhos do ano. Entre os cinco vinhos selecionados, encontra-se o Loureiro “Casal de Ventozela”, marca que se destacou no concurso, alcançando também mais uma medalha de prata e três medalhas Vinho Verde Honra. A Sociedade Agrícola Casal de Ventozela tem vindo, nos últimos anos, a focar toda a sua estratégia na melhoria da qualidade dos seus vinhos e na diversificação do portefólio da empresa. O ano passado a exportação já representou 30% da sua faturação e representou um aumento no volume de negócios na ordem dos 20%. A grande ambição para 2014 será ultrapassar os 40% de volume de faturação no mercado exterior e iniciar a construção de uma nova adega.

Feira do Associativismo anima Delães A Junta de Freguesia de Delães, em colaboração com a Câmara de Famalicão, promove no próximo fim de semana, a 1ª Feira do Associativismo da freguesia. A iniciativa tem como objetivo dar a conhecer as várias associações da freguesia, mostrando a sua história, finalidades, atuação na sociedade, bem como construir pontes de cooperação entre as várias associações. Servindo também para comemorar o Dia da Freguesia, a Feira do Associativismo vai decorrer na Avenida Albino Marques, no sábado, dia 31 de maio, das 11 horas à 1 da manhã e no domingo, dia 1 de junho, das 9 às 13 horas. O certame tem já confirmada a presença de todas as associações de Delães e promete ser “um dia marcante

para a freguesia”, diz a Junta local, em nota à imprensa. Além da mostra propriamente dita, o programa inclui ainda a realização de rastreios gratuitos de saúde e a realização de uma caminhada solidária, no domingo, cuja inscrição é a oferta de um bem alimentar. Entretanto, no fim de semana seguinte, aproveitando os recursos da Feira do Associativismo, a Junta de Freguesia vai promover uma Feira do Artesanato e Comércio Tradicional, que também se vai realizar pela primeira vez em Delães. A iniciativa tem por objetivo dar a conhecer os artesãos da freguesia e fomentar o comércio local, decorrendo no sábado, dia 7 de junho, entre as 10 e as 23 horas.


pública: 29 de maio de 2014 15

economia

Entidade tem apostado igualmente na vertente social

Cooperativa Elétrica de S. Simão de Novais assinala 82 anos com vigor

Sofi fia a Abreu Silva Empenho, luta, ambição e método são estas as características do percurso da Cooperativa Elétrica de S. Simão de Novais (CESSN) que assinala 82 anos no próximo dia 1 de junho. Um percurso com muitas vitórias, mas também de várias lutas e contrariedades. “Ao longo destas décadas, é inegável que tivemos épocas tremendamente difíceis, mas nunca desistimos e isso é muito positivo”, começa por afirmar o presidente da Cooperativa, Manuel Vilela. A atuar no delicado e concorrido mercado da comercialização de eletricidade, a CESSN, atualmente com 250 cooperadores, tem construído a sua própria história, sem receio dos grandes monopólios. “Lutamos, diariamente, com as armas que temos, com os pés assentes no chão, dando o nosso melhor e tentando desbravar os caminhos”, declara Francisco Rodrigues, tesoureiro. A liberalização do mercado veio trazer novos desafios, mas não receios à Cooperativa de Novais. “Prestamos um serviço de qualidade e não temos medo que os nossos clientes se desliguem da cooperativa”, afirma Manuel Vilela, garantindo que a CESSN tenta ter preços competitivos para os seus clientes. A Cooperativa serve hoje as mesmas freguesias desde o início em que foi criada, num total de perto de 3500 clientes: Novais, Ruivães, Carreira, Bente, Seide S. Miguel, parte de Landim e de Castelões. “É um número razoável”, aponta José Correia, secretário da direção, sustentando que a crise “não permitiu um aumento da carteira de clientes, porque a construção imobiliária estagnou”. Ao longo da sua existência, a CESSN foi pagando as dívidas de

gestões anteriores menos equilibradas e apostou na criação de património próprio. Hoje, sem qualquer comparticipação financeira do Estado, contabiliza na área da eletricidade 30 postos de transformação, com mais dois prontos a entrar em funcionamento. “Orgulhamo-nos de tudo o que fizemos e a nossa maior riqueza está na rede de distribuição que temos, que nos permite abastecer os nossos clientes sem qualquer problema”, sublinha José Correia.

Cooperativa constrói complexo de piscinas inovador Como cooperativa a atuar no mercado da eletricidade, a CESSN surpreendeu a sociedade ao decidir construir, há três anos, um complexo de piscinas na freguesia de S. Simão de Novais. “Fizemos uma aposta pioneira, porque temos a primeira piscina em Portugal que recorreu a energia geotérmica para aquecimento e arrefecimento”, vinca Francisco Rodrigues. Porém a ideia da construção de

Museu da Cooperativa Elétrica de Novais

uma piscina foi discutida ao longo de vários mandatos, sendo bem maturada, já que se tratava de um aumento de património, mas também de um elevado investimento. Este é um projeto que, na sua essência, é relevante, porque “serve as pessoas”. “Construímos as piscinas para a comunidade, no plano do lazer, da saúde e bem-estar, mesmo com caráter terapêutico”, frisa o presidente Manuel Vilela. “Quando começámos a ponderar não havia nenhum equipamento deste género e acordei a pensar que poderíamos optar por uma piscina e falámos com os cooperadores, na ocasião alguns concordaram, outros não, mas chegámos a um consenso”, revela o responsável máximo pela Cooperativa, realçando o apoio recebido dos cooperadores e a colaboração de todos os órgãos sociais para a sua concretização Para firmar este projeto das piscinas, a Cooperativa teve de reunir bons profissionais e adquirir o ‘know-how’ necessário. Neste momento, passam pelas piscinas, por mês, cerca de 900 utilizadores, de segunda a sábado. “É um número muito positivo e temos muitos utentes que vêm de muito longe por gostarem do nosso serviço, dos nossos

História da Cooperativa de Novais Oficialmente, a Cooperativa Elétrica de S. Simão de Novais (CESSN) nasce a 1 de junho de 1932, sobretudo porque algumas das freguesias daquela zona do concelho não tinham ainda acesso à eletricidade. Inicialmente, foram 47 pessoas, entre eles o Padre Manuel da Costa Ferreira (que foi presidente da Câmara de Famalicão) que venceram as dificuldades e burocracias. Após uma vistoria à pequeníssima rede a 28 de agosto de 1933, com um só posto de transformação em Bente, a Cooperativa começava a distribuir eletricidade. Ao longo dos anos, a CESSN foi desenvolvendo a sua atividade, satisfazendo as necessidades habitacionais, comerciais e industriais. Hoje, a Cooperativa possui ao lado da sua sede um museu que ilustra bem a sua história e o seu percurso: difícil, mas seguro. equipamentos e profissionais”, sublinha Francisco Rodrigues. Com um percurso positivo, a Cooperativa não tenciona parar de investir, nomeadamente na componente social, tendo até já alterado os seus estatutos nesse sentido. Neste momento, a CESSN tem junto ao complexo das piscinas um edifício novo onde planeia abrir um Centro de Convívio, inicialmente destinado aos cooperados, mas, numa fase posterior, aberto a toda a comunidade. “Mesmo com a crise, conseguimos avançar com esta ideia e concretizá-la e acreditamos que fomos bem sucedidos, faltando agora a abertura do equipamento”, dizem. O futuro escreve-se, à semelhança do passado, com linhas simples e seguras, com a garantia de que a CESSN manterá a “constante melhoria” dos seus serviços, quer da rede elétrica e iluminação pública, quer da componente social. “Colaboramos e vamos continuar a colaborar, sem quaisquer custos autárquicos, em algumas freguesias onde atuamos, na eletrificação das vias públicas, recintos escolares, pondo em prática o espírito de colaboração com a comunidade”, aponta Manuel Vilela.

Cooperativa realiza competição entre os seus utentes Por iniciativa dos seus professores, as piscinas da CESSN realizarão no próxim o dia 31 , sábad o, a par tir das 14 h00, um e ve nto d esignado por “ Com petição CESSN 2014” . Será uma tarde re cheada d e provas de nataç ão entre os seus ute ntes, com idades compreendidas entre os 5 e os 75 anos de idade, e de muito convívio. Com este evento, e por estarmos no mês de maio, a CESSN prestará, també m, hom enagem a todas as m ãe s. Complexo de piscinas construido há três anos


16

pública: 29 de maio de 2014

freguesias pub

Cruz celebra Dia da Freguesia A Junta de Freguesia de Cruz vai festejar o Dia da Freguesia, que se assinala a 9 de junho, com um programa comemorativo que decorre entre 1 e 15 de junho e contempla atividades que passam pela música, pelo desporto e também por algumas homenagens. Destaque para o primeiro dia onde se celebrará o Dia Mundial da Criança. A ação terá lugar no Largo Senhor dos Aflitos e será organizada pela Associação de Pais e pelos Encarregados de Educação da EB/JI de Cruz. Já a 8 de junho, o dia começará com o içar das bandeiras, acompanhado pelo hino nacional. Na tarde

desse mesmo dia, decorrerão vários jogos e treinos de ténis de alta competição. Além disso, haverá aulas abertas da modalidade. No dia 9 de junho, o destaque vai para a cerimónia solene que condecorará todos os alunos do 4º ano e ainda algumas personalidades da freguesia que se distinguiram em várias áreas sociais. No dia seguinte, pelas 10 horas, realizar-se-á a 4ª caminhada “Caminhos de Santiago”. A família de caminhantes mais numerosa, o mais novo e o mais idoso presentes terão direito a prémio. Pelo meio-dia, haverá um almoço, em jeito de pique-

nique, no Parque das Merendas. Já na parte da tarde a música será ao vivo e estarão presentes vários Tocadores e Cantadores ao Desafio. Haverá ainda dança e jogos tradicionais. Nos dias 14 e 15 de junho, decorrerão as festas em honra de Santo António, da responsabilidade da Comissão de Festas e da Confraria de Santo António e Almas. Ainda no último dia, o Grupo Recreativo e Associativo de Cruz organizará o 29º Grande Prémio de Atletismo, que contará com a participação dos alunos da escola e do jardim-deinfância de Cruz.

António Simón e Jaime Monsanto na Escola Padre Benjamim Salgado

pub

O cenógrafo, ator, encenador e figurinista António Simón esteve presente, no passado dia 21 de maio, na sede do Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado (AEPBS). A visita do galego surgiu no âmbito da disciplina de Área das Expressões (Expressão Dramática) e teve como objetivo uma conversa. António Simón falou com os estudantes, do 11ºH e do 12ºH, sobre teatro e espaço cénico. O licenAtor Jaime Monsanto no AEPBS ciado em interpretação afirmou que o cenógrafo tem de ler nas entrelinhas e confessou que prefere o teatro e o cinema à televisão e que prefere ser realizador ou encenador a ser ator. Já no passado dia 14 de maio, os alunos do Curso Profissional de Animador Sociocultural tinham recebido, na sede do AEPBS, o ator Jaime Monsanto. Esta presença também surgiu no âmbito da disciplina Área das Expressões (Expressão Dramática). O ator polifacetado cativou os alunos com o seu discurso referente às suas experiências em séries, telenovelas e filmes. Jaime Monsanto confessou ainda a sua paixão pelo audiovisual e pela necessidade de experimentar e aprofundar todas as artes que confluem para o teatro. Ao longo deste ano letivo, os alunos deste curso profissional tiveram ainda a oportunidade de estar à conversa com o dramaturgo Abel Neves e a atriz Sílvia Brito. Estas atividades foram organizadas pela professora Helena Guimarães e contaram com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e da Companhia de Teatro de Braga.

Escuteiros limpam ruas de Ribeirão No passado dia 24 de maio, o Agrupamento de Escuteiros de Ribeirão promoveu a iniciativa “Limpar Ribeirão”, que consistiu em limpar as ruas da freguesia. “A nossa terra mais limpa, sem ter lixo no chão. Faz-nos ter mais orgulho, na vila de Ribeirão” foi o mote desta iniciativa. Divididos por patrulhas mistas (lobitos, exploradores e pioneiros), os cerca de 150 escuteiros percorreram todas as ruas de Ribeirão. Além de recolherem o lixo que iam encontrado pelo caminho, os jovens distribuíram pela população um marcador de livros. No objeto constava um apelo para uma atitude mais amiga do ambiente. O chefe do Agrupamento, Leonel Rocha, salienta que esta “iniciativa permitiu chegar ao coração dos ribeirenses e desta forma conseguir, no futuro, reduzir significativamente o lixo nas ruas”. Para Leonel Rocha, “só com uma atitude proactiva de todos os cidadãos conseguiremos dizer stop ao lixo nas ruas”.


pública: 29 de maio de 2014 17

freguesias

Passeio de BTT angaria fundos para o Centro Social

Trilhos de Esmeriz a 8 de junho com novidades

Alunos da D. Maria II com investigadores na Universidade do Minho

O evento foi apresentado publicamente na passada sexta-feira

Cristina Azevedo por onde nunca passaram bicicletas”. A quarta edição do “Passeio BTT Além da vertente desportiva, a Trilhos de Esmeriz” sai para a es- prova promete “muita simpatia e trada no próximo dia 8 de junho, momentos de boa disposição”, com algumas novidades, entre as assegura João Vale, salientando quais um novo trilho. A prova, or- também o apoio que será dado ganizada pelo Centro Social e Pa- aos participantes, como a “oferta roquial de Esmeriz, foi apresen- de fruta, água e as famosas Bolas tada na passada sexta-feira à de Berlim, o abastecimento final imprensa, sendo que além da ver- com comes e bebes e ainda a tente desportiva tem também um oferta de brindes”. Também hacaráter solidário. O valor das ins- verá troféus para o primeiro lugar crições reverte na totalidade para feminino e masculino, para a o Centro Social. maior equipa e para o maior doEste ano o passeio vai desen- nativo. rolar-se em dois percursos: um de A prova conta já com 200 par30 quilómetros com dificuldade ticipantes inscritos, sendo que o física e técnica média e outro de limite é de 300. O preço mínimo 40 quilómetros com dificuldade da inscrição é de 10 euros que refísica alta e técnica média, per- verterá a favor do Centro Social e correndo as freguesias de Esme- Paroquial de Esmeriz, uma Instiriz, Cabeçudo e Lousado. tuição Particular de Solidariedade Novidade será a inauguração Social que tem procurado alargar de um novo trilho, que se pre- o seu leque de atividades e abrirtende seja surpresa, embora João se mais à comunidade. “O desVale, da organização, tenha porto será, cada vez mais, uma adiantado que “passará por mais valência a explorar, a definir e a quintas particulares, sempre por sublinhar no Centro Social, juncaminhos rurais, alguns dos tamente com as valências da culquais foram abertos de novo e tura, da escola de música, e ou-

tras”, referiu o presidente da instituição, padre Nuno Vilas Boas. Os Trilhos de Esmeriz contam com o apoio da Junta da União de Freguesia de Esmeriz e Cabeçudos e da Câmara Municipal de Famalicão. O vereador do desporto na autarquia, Mário Passos, manifestou-se satisfeito por ver, no concelho, mais uma prova que alia o desporto à solidariedade. “São duas dimensões que estão cada vez mais associadas, e ainda bem, porque o desporto faz mobilizar as pessoas e a vertente social aproveita isso, acabando, ao mesmo tempo, por promover também a atividade física”, referiu. Já o presidente da Junta, Armindo Mourão, felicitou o Centro Social pela iniciativa, reforçando que o primeiro objetivo da mesma é a angariação e fundos e, como tal, deve envolver a comunidade. Presentes no encontro com a imprensa estiveram também Jorge Silva, da Tiajo, e José Ferreira, da empresa Pina e Ferreira, patrocinadores oficiais do evento.

Escola Bento de Jesus Caraça celebrou Dia da Família A Escola Profissional Bento de Jesus Caraça (EPBJC) – polo de Pedome celebrou, ano passado dia 16 de maio, o Dia Mundial da Família. A iniciativa arrancou com uma palestra subordinada ao tema “Mais Família, mais sucesso”, pela mão de José Maria Costa, presidente da Assembleia Geral da Associação dos Moradores das Lameiras. Houve depois espaço para um recital de poemas e para a apresentação de trabalhos realizados pelos alunos. Um dos momentos altos foi também a música trazida pelo Admir Martins, aluno do 12º ano do curso Técnico de Transportes. A noite terminou com uma ceia, animada pelo Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria. Esta iniciativa inseriu-se no Projeto Concelhio de Educação Parental, que tem como objetivo aumentar o envolvimento parental na dinâmica escolar, através da dinamização de grupos de trabalho, com vista a uma planificação conjunta e concertada das ações realizadas nos diversos estabelecimentos de ensino.

Foram 19, os alunos do 8º ano, que representaram a escola EB 2,3 D. Maria II numa série de experiências científicas na Escola de Ciências da Saúde da Universidade do Minho (UM), no passado dia 15 de maio. Esta ida à UM realizou-se no âmbito do projeto “Atividade antimicrobiana, anti tumoral e anti-inflamatória de plantas autóctones-sua valorização em produtos reais, um estudo com alunos Portugueses”, que está integrado no Prémio Ciência na Escola promovido pela Fundação Ilídio Pinho. A partir de extratos de plantas autóctones, previamente preparados no Departamento de Biologia da UM, os alunos investigaram as suas propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias e antitumorais sob a orientação das professoras Maria Manuel Azevedo, Filipa Ribeiro e

Fátima Baltazar. As propriedades antimicrobianas foram testadas em micro-organismos patogénicos (bactérias e fungos unicelulares), a atividade anti-inflamatória foi testada num modelo de osteoartrite em ratos e a atividade antitumoral foi avaliada em dois modelos de tumores sólidos, cancro da mama e próstata. Em nota à imprensa, a coordenadora do projeto, Maria Manuel Azevedo, afirmou que “a atividade constituiu uma mais-valia para os alunos”, sendo que “o trabalho laboratorial é valioso na Educação em Ciências”. Outro aspeto que Maria Azevedo considerou importante foi o facto de ter permitido um contacto estreito com investigadores de excelência e com laboratórios de investigação de ponta, acrescentando que “0entusiasmo dos alunos foi uma constante”. pub


18

pública: 29 de maio de 2014

publicidade

ANTÓNIO DA COSTA SEARA (Impermeáveis Seara)

Adelino Carvalho Oliveira e Silva (Hotel e Restaurante Moutados)

Missa de Aniversário de Falecimento e Missa Natalícia

Agradecimento e Missa de 7º dia

A família vem por este meio comunicar às pessoas de suas relações e amizade, que serão celebradas duas missas em sufrágio da sua alma, uma dia 30 de Maio (sexta-feira) de aniversário de falecimento e outra dia 2 de Junho (segunda-feira) missa de aniversário de nascimento, ambas pelas 18 horas no Mosteiro Francisco Assis na Cruz de Pêlo, Vale S. Martinho. Igualmente aqui deixam o seu agradecimento a todos aqueles que participarem neste piedoso acto, pelo seu eterno descanso. Vale S. Martinho, 29 de maio de 2014

Desde já, antecipadamente agradece

A Família

No passado dia 22 do Mês de Maio faleceu, o Sr. Adelino Carvalho Oliveira e Silva. Seus pais, irmãos, esposa, filhos e demais família, vêm por este, muito reconhecida, agradecer a todos aqueles que se integraram nas exéquias fúnebres deste seu ente querido. Comunica também que a missa de 7º dia terá lugar na igreja Matriz da Vila de Ribeirão na próxima sexta-feira, dia 30 de maio, pelas 19:30 horas. A família agradece desde já a todos aqueles que se associaram à sua dor.

A Família

Lousado - Vila Nova de Famalicão

Manuel Sá e Silva

Agradecimento e Missa 7º Dia

No passado dia 22 do mês de Maio faleceu, o Sr. Manuel Sá e Silva, que residia na Freguesia de Lousado. Sua esposa D. Maria da Conceição Sá e Miranda, irmãos, cunhados, sobrinhos e demais família vêm por este meio, muito sensibilizada, agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e comunicar que a missa do 7º Dia será celebrada, hoje, Quinta-Feira, dia 29, pelas 20:30 horas na Igreja Paroquial da Freguesia de Lousado. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor.

Lousado, 29 de maio de 2014


pública: 29 de maio de 2014 19

freguesias

Falecimentos José António de Soares Gomes, no dia 20 de maio, com 64 anos, solteiro, de Arentim (Braga).

Francisco Mesquita de Oliveira, no dia 21 de maio, com 65 anos, de Vila Nova de Famalicão.

Ana Pereira Vilaça de Araújo, no 21 de maio, com 90 anos, casada com José Ferreira de Cerqueira, de Vimeiro (Braga).

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Avelino José da Silva, no dia 24 de maio, com 82 anos, casado com Maria Alice da Costa Pereira, de Cambeses (Barcelos). Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Manuel Carneiro Campos, no dia 22 de maio, com 69 anos, casado com Maria Vitória Alves Ribeiro, de Monte Côrdova (Santo Tirso) Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Maria Fernanda Cunha e Silva, no dia 21 de maio, com 66 anos, casada com Carlos Alberto Rodrigues Garcia, de Novais. Laura Gonçalves Ralha Carvalho Lobo, no dia 21 de maio, com 91 anos, viúva de Maurício Alves de Sá, de Abade de Vermoim. Vítor Manuel Ferreira Monteiro, no dia 23 de maio, com 43 anos, solteiro, de Areias (Santo Tirso). Armindo Fernandes Pereira, no dia 25 de maio, com 76 anos, viúvo de Maria Isolete Oliveira Marques, de Avidos. Maria de Lurdes da Rocha Pinto, no dia 26 de maio, com 89 anos, solteira, de Requião.

Maria José Alves de Sá Leite de Faria, no dia 25 de maio, com 89 anos, casada com António Carlos Marinho Pereira Carvalho Borges Fânzeres, de Oliveira S. Mateus.

Gabriel Correia da Costa e Sá, no dia 26 de maio, com 89 anos, viúvo de Laurinda Carneiro, de Antas.

José Maria do Carmo Ferreira, no dia 27 de maio, com 70 anos, casado com Clementina Saldanha Ribeiro, de Riba D’Ave.

Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Manuel Rodrigues Monteiro, no dia 24 de maio, com 90 anos, viúvo de Luísa Pereira Mendes, de Vale S. Cosme.

Adélio Oliveira Gomes, no dia 7 de maio, com 78 anos, casado com Emília da Costa Pereira Gomes, de Ribeirão.

Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

Zulmira Vaz dos Santos, no dia 11 de maio, com 74 anos, viúva de António do Couto Azevedo, de Ribeirão.

Joaquina da Rosa de Azevedo Gomes, no dia 21 de maio, com 85 anos, viúva de António Gomes, de Riba D’Ave.

António Gonçalves do Couto, no dia 16 de maio, com 80 anos, casado com Silvina Pereira, de Ribeirão.

Agência Funerária Riba D’Ave Riba D’Ave – 917 586 874

Adelino Carvalho de Oliveira e Silva, no dia 22 de maio, com 58 anos, casado com Maria Bernardete da Silva Oliveira, de Ribeirão. Manuel Sá e Silva, no dia 22 de maio, com 69 anos, casado com Maria da Conceição Sá Miranda, de Lousado. Rosalina Reis do Couto, no dia 24 de maio, com 79 anos, viúva de António Sá Dias, de Ribeirão. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

AD Castelões promoveu caminhada de dois dias no Gerês

A secção de pedestrianismo da Associação Desportiva de Castelões, “Vá Caminha”, realizou uma caminhada de dois dias na zona do Gerês. A aventura, em total autonomia, desenrolou-se nos dias 17 e 18 de maio e conduziu o grupo, de sete elementos, de Pitões de Júnias até à Portela do Homem. Com um grau de dificuldade elevado, também por causa das altas temperaturas e pela distância, superior a 40 quilómetros, os caminhantes de Castelões tiveram que percorrer um trilho complicado com

subidas e descidas muito íngremes e com a agravante de estarem carregados de material para pernoitar. A caminhada teve início na localidade bem portuguesa de Pitões das Júnias, manhã cedo, com o grupo a dirigir-se até à capela de S. João da Fraga, no alto do monte, onde foi possível apreciar a magnífica paisagem sobre a barragem de paradela e a aldeia de Pitões. Seguiu-se a deslocação até ao ponto mais alto da serra do Gerês, Pico da Nervosa, deixando para trás a Fonte

Fria. O grupo pernoitou num vale a caminho da Messe. No segundo dia de caminhada, foram percorridos os prados da messe e os prados dos cavaleiros, fazendo a descida da montanha pela costa de Sabrosa, até à estrada, na Portela do Homem. Entretanto, no próximo sábado, dia 31 de maio, a AD Castelões, reúne em Assembleia Geral para eleger os corpos sociais para o biénio 2014-2016. A reunião está agendada para as 16h30 na sede da coletividade.

800 escuteiros no aniversário do Agrupamento de Joane

Palmira Alves Moreira, no dia 7 de maio, com 97 anos, viúva de Armandino de Sousa Fernandes, de S. Martinho de Bougado (Trofa). António Brito Gonçalves, no dia 13 de maio, com 77 anos, casado com Fernanda Carneiro Andrezo, de Refojos de Riba D’Ave (Santo Tirso). Manuel Amândio Dias da Costa, no dia 13 de maio, com 88 anos, viúva de Carlinda Serra Cruz, de Santiago de Bougado (Trofa). António Moreira de Sousa, no dia 16 de maio, com 82 anos, casado com Arminda Dias da Costa Campos, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Maria Inês Rodrigues Pereira da Silva, no dia 18 de maio, com 84 anos, viúva de Evaristo da Silva Cruz, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Joaquim Moreira de Sousa, no dia 19 de maio, com 80 anos, viúva de Balbina da Fonseca, de Roriz (Santo Tirso). José Pereira Dias, no dia 20 de maio, com 84 anos, casado com Olímpia da Costa Portela Pereira Dias, de Santiago de Bougado (Trofa). Rosa da Silva, no dia 24 de maio, com 88 anos, viúva de Luís Ferreira Souto, de S. Martinho de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa Tel.: 252 412 727

No passado fim de semana, o Agrupamento de Escuteiros de Joane realizou o acampamento comemorativo dos seus 55 anos de existência com o imaginário dos “Jogos Olímpicos e tendo como tema “55 anos – Partilha de Valores”. Os Lobitos, tendo o valor “União”, representaram a Gália; os Exploradores com “Honestidade” representaram a Grécia; os Pioneiros com “Lealdade” representaram Roma; os caminheiros com “Respeito” o Egito. Participaram neste acampamento 800 escuteiros provenientes de 30 Agrupamentos dos núcleos de Famalicão, Guimarães e Fafe. Também estiveram presentes elementos da Fraternidade Nuno Alvares, Associação Guias Portugal e um grupo de antigos escuteiros de Joane. Em nota à imprensa, o Agrupamento joaneanense agradece a todos a presença e a colaboração neste evento “que superou todas as expetativas criadas, pelo grande número de participantes”.


20

pública: 29 de maio de 2014

freguesias

Acidente aparatoso em Antas provoca um ferido

Alunos da Forave visitam empresa detentora da Zara na Corunha

Um ferido de média gravidade foi o resultado de aparatoso acidente, ocorrido na tarde passada sexta-feira, dia 23 de maio, em Antas. O acidente aconteceu na Alameda Caminhos de Santiago. Uma carrinha embateu num autocarro, na rotunda junto à nova igreja de Antas, e depois despistou-se. A carrinha desceu a Alameda cerca de 200 metros, derrubou seis árvores do passeio e só parou quando embateu no muro de uma habitação. O condutor da carrinha, único ferido do acidente, sofreu ferimentos de média gravidade tendo sido conduzido ao hospital de Famalicão pelos Bombeiros Voluntários de Famalicão que prestaram o socorro. Os passageiros do autocarro, que vinha do Porto em direção a Arcos de Valdevez, não ganharam para o susto, mas nenhum deles ficou ferido. No local estiveram ainda a PSP e a Polícia Municipal.

Crianças de Seide foram ao museu no Dia da Família No Dia internacional da Família, as crianças do jardim de infância de Seide, do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, participaram no ateliê "O que é isso da genealogia?", dinamizado pelo serviço educativo do Museu Bernardino Machado. Para além de fazerem a sua árvore genealógica com a colagem de fotografias da família, os meninos tiveram oportunidade de visitar o Museu e de conhecer a vida de Bernardino Machado. Sempre atentos, conseguiram identificar alguns aspetos comuns a Camilo Castelo Branco, com quem já estão bastante familiarizados. A equipa educativa defende que as aprendizagens feitas nos próprios contextos, permitem interiorizar muito melhor os conteúdos transmitidos e como tal, são mais consistentes. pub

Os alunos do 2º ano do Curso Técnico de Gestão da Escola Profissional Forave visitaram o maior centro de logística do grupo Inditex, na Corunha, no passado dia 16 de maio. Detentor das marcas Zara, Pull and Bear, Bershka, Stradivarius, Oysho, Zara Home e Uterque, o grupo Inditex é um dos principais distribuidores de moda do mundo, com oito formatos comerciais e mais de 6.300 lojas nos cinco continentes. A empresa emprega atualmente 92.000 pessoas em 87 países. Os alunos puderam observar os criadores, os comerciais e os controladores de qualidade. Aprenderam como são criados e testados os protótipos e como são avaliadas as potencialidades dos mesmos. Os estudantes famalicenses também visitaram uma das 10 unidades de produção e presenciaram a forma como é gerida a logística das peças para todas as lojas do mundo. A maior parte da produção é feita nas fábricas do grupo, desde o aprovisionamento do tecido, ao corte, passando também pela confeção e pelo acabamento final. Os países que mais trabalham para o grupo Inditex são Portugal, Turquia e Marrocos. Toda a produção é recebida nos centros logísticos das cadeias em Espanha e daí é distribuída, duas vezes por semana, para todas as lojas do mundo. A visita à Inditex possibilitou aos alunos observarem uma empresa vertical e a forma eficaz como os diversos elementos da cadeia de valor se articulam, obedecendo a um controlo rigoroso e sofisticado de todos os processos.

Alunos com necessidade especiais de Bairro na Liga Inclusiva No dia 15 de maio, a Escola do 1º Ciclo de Bairro participou na 2ª jornada da Liga Inclusiva, no âmbito do projeto “Boccia na Escola”, destinado a pessoa com deficiência. Esta atividade foi realizada pelo Pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Famalicão, responsável, juntamente com a Associação Luís Silva, pelo implementação daquele projeto que permite a prática regular de atividade física, estimula a concentração, desenvolve a coordenação oculo-manual e promove a melhoria da auto-estima e da motivação, dos alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE). No fim do jogo foi oferecido o lanche e os alunos puderam brincar um pouco. A final que realiza-se no dia 12 de junho, no Pavilhão das Lameiras. Os alunos com NEE de Bairro participaram ainda na exposição de pirilampos, promovida pela ACIP. Com alegria, criatividade e empenho, os alunos criaram quatro pirilampos para a exposição. Os materiais utilizados foram diversos: pacotes de leite, rolhas de cortiça, tampas de iogurte, tecido, botões… Como suporte utilizaram, um aquecedor o óleo, uma caixa de esferovite de transportar peixe e caixas de cartão. Os pirilampos integraram a exposição que esteve patente no Parque da Devesa e a escola está, ainda a promover a venda de pirilampos mágicos.

150 participantes no cicloturismos da Didáxis Foi uma manhã de confraternização entre a comunidade escolar da Didáxis com o Cicloturismo entre S. Cosme e Riba d’Ave. Cento e cinquenta participantes, entre encarregados de educação, alunos e docentes, efetuaram o percurso entre as duas escolas com duas paragens no trajeto, no parque da Devesa e na Casa de Camilo Castelo Branco. Todos os anos a Didáxis junta, de bicicleta, as duas escolas tendo este ano a partida sido feita de S. Cosme e a chegada em Riba d’Ave onde houve um sorteio de brindes para os participantes. “Mais uma vez a comunidade Didáxis juntou-se revelando uma grande interação entre todos os participantes”, afirma a cooperativa de ensino me jeito de balanço, aproveitando para realçar e agradecer a ajuda na organização por parte da Associação de Pais e Encarregados de Educação da Didáxis de S. Cosme, dos alunos da Didáxis e do acompanhamento em todo o trajeto por parte da Policia Municipal.


pública: 29 de maio de 2014 21

cultura

“Nasci em Cuba” junta centenas de pessoas em Seide

O Curso Profissional de Apoio Psicossocial da Didáxis de Riba d’Ave organizou mais uma aula pública, no passado dia 23 de maio,, no auditório do Centro de Estudos Camilianos, em Seide. No centro da ação esteve a peça “Nasci em Cuba”, encenação teatral e vídeo original, centrada na vida de poetisas e poetas cubanos. Perante mais de 250 espectadores, sobretudo encarregados de educação, o espetáculo retratou a história de poetas cubanos que através da palavra e do seu testemunho de vida combateram e combatem a ditadura através da arte. A obra poética de mais de 10 autores foi traduzida e transformada em peça teatral com uma forte componente de vídeo. Para além desta peça foi ainda prestada uma homenagem aos poetas Miguel Torga, João Negreiros e José R. Costa. O mesmo espetáculo serviu de despedida ao 3º ano do Curso, que agora terminava o seu ciclo de formação. O espetáculo foi encenado pelo Abraão Costa, diretor de Curso, e contou com a presença da presidente da Direção Pedagógica da Didáxis, Irene Alferes; do vice presidente da Direção Pedagógica, António Reg,o e de responsáveis diretivos e pedagógicos de mais de uma dezena de instituições parceiras da Didáxis no âmbito do curso. Ao longo do ano letivo o Curso de Apoio Psicossocial organizou quatro aulas públicas que envolveram mais de 1100 participantes.

Cineclube exibe cinema iraniano “O Passado”, filme realizado pelo iraniano Asghar Farhadi, é a proposta do Cineclube de Joane para esta quinta-feira, dia 29, às 21h45, na habitual sessão semanal de cinema na Casa das Artes de Famalicão. O iraniano Ahmad regressa ao subúrbio parisiense de Sevran para, após quatro anos de separação, finalizar o divórcio da sua mulher, Marie, e reencontrar as duas filhas dela. Quando chega, descobre que Marie se envolveu com um homem árabe chamado Samir, cuja mulher se encontra em coma. A situação complica-se porque Lucie, a filha mais velha de Marie, não só se recusa a aceitar a presença de um estranho como acredita que a sua própria mãe é culpada do estado da mulher de Samir. Ahmad chega no momento em que a relação entre mãe e filha se deteriora cada vez mais. E existe ainda um segredo que, se revelado, pode mudar a vida de todos... Um filme dramático nomeado para o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro.

Freitas do Amaral comenta “Good Bye Lenin” em Famalicão

O próximo “Um Livro, Um Filme” volta a contar com um nome de peso da vida cultural e política portuguesa. Diogo Freitas do Amaral é o convidado da sessão

deste mês, que se realiza na próxima sextafeira, 30 de maio, pelas 21h30, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide. Para exibir e comen-

tar, o professor e político português escolheu “Good Bye Lenin”, um filme de 2003, inspirado num dos períodos mais importantes da história da Europa – a queda do Muro de Berlim. Dirigido por Wolfgang Becker, “Good Bye Lenin” é uma comovente mas ao mesmo tempo divertida comédia que remonta ao outono de 1989. O filme retrata a história do jovem Alex, que tenta proteger a sua mãe depois de esta ter estado oito meses em coma e não ter assistido à queda do Muro de Berlim e ao triunfo do capitalismo no país. Determinado a proteger a mãe e com medo que esta volte a ter um ataque cardíaco se souber do que aconteceu,

Alex decide não contar que o Muro caiu, dando a crer que a RDA ainda existe e que tudo permanece exatamente igual. Diogo Freitas do Amaral é doutorado em Ciências Jurídico-Políticas, tendo lecionado na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e na Faculdade de Direito da Universidade Lusófona de Lisboa, coordenando também o Centro Português de Estudos Lusófonos. É autor de uma vastíssima bibliografia na área do Direito Público, nomeadamente sobre Direito Administrativo, ramo em que influenciou a doutrina portuguesa. Exerceu diversos cargos políticos e integrou alguns governos.

Famalicão debate legado de Casimiro da Silva na imprensa regional “A Imprensa Regional: o legado de José Casimiro da Silva” é o tema da mesa redonda a realizar esta sextafeira, dia 30, pelas 21h30, no Arquivo Municipal Alberto Sampaio. Moderado por Emília Nóvoa Faria, o encontro conta com a participação de Barroso da Fonte, um dos fundadores do Instituto Português de Imprensa Regional e atual diretor do jornal Poetas & Trovadores; António Cândido Oliveira, professor Catedrático da Escola de Direito da Universidade do Minho, e Domingos Casimiro da Silva, filho de José Casimiro da Silva e sucessor deste na direção do jornal “Estrela da Manhã”. A retrospetiva dos acontecimentos que determinaram um novo rumo da imprensa regional a partir da última metade do século XX será um dos temas em des-

taque. Os convidados irão também discutir os principais problemas com que se debatiam os pequenos jornais da província, tais como a censura ou as frequentes ruturas de stock de papel de jornal no mercado nacional. O legado de José Casimiro da Silva na imprensa regional nortenha, onde se inscrevem múltiplas ações e intervenções impulsionadas pelo jornalista famalicense, irá também lançar uma reflexão sobre a atual situação da imprensa regional. Recorde-se que José Casimiro da Silva, uma das personalidades famalicenses mais prestigiadas do século XX e cuja atuação ao serviço da comunidade atravessa várias áreas da sociedade, foi recentemente homenageado pelo Município de Famalicão.

Amarcultura na Noite UP’S em Braga O grupo de teatro da Associação Amarcultura, de Calendário, participou na 7ª edição da “Noite UP’S – Uma Direta com Deus”. As ruas noturnas da cidade de Braga foram percorridas por mais de 700 jovens, oriundos de várias paróquias da Diocese de Braga, naquela que é conhecida como a Peregrinação Noturna Juvenil ao Santuário do Sameiro. A associação calendarense foi convidada a fazer três pequenas encenações ao longo do percurso, que teve início na freguesia de Adaúfe. Nessa primeira etapa, foi recreada a Paixão de Cristo, sempre vista como um momento de grande emotividade e realismo. Já na madrugada de sábado, e tendo como cenário o enquadramento natural do Convento Franciscano de Montariol, a Amarcultura encenou o encontro de Jesus com os discípulos de Emaús. Com o escadório iluminado por centenas de velas e tochas, este foi mais um momento de reflexão ao qual o teatro

deu mais intensidade. A manhã mal tinha surgido, quando o grupo de jovens peregrinos chegou ao lago do Bom Jesus para assistir à última encenação. Aí, a combinação da neblina matinal junto ao lago com a recriação da “Aparição de Jesus no lago de Tiberíades”, criou um verdadeiro mo-

mento mágico. Nestes três momentos teatrais nada foi deixado ao acaso. Desde as vestes, até às redes de pesca, passando pela música, todos os adereços e elementos cénicos utilizados neste evento, foram alvo de uma cuidada pesquisa por parte da associação de Calendário.


Grupo Desportivo do Louro

22

pública: 29 de maio de 2014

publicidade

Convocatória

São convocados todos os sócios do G.D.L. para a Reunião Ordinária da Assembleia Geral, a realizar no dia 06 de Junho de 2014, Sexta-feira, pelas 20:30 horas, na sede do clube (Artº. 20º.-2 dos Estatudos) com a seguinte ordem de trabalho:

Ponto 1 – Apresentação, discussão e votação do relatório e contas da Direção e parecer do Concelho Fiscal, referente à época de 2013/2014; Ponto 2 – Eleição dos Corpos Gerentes do G.D.L. para a época de 2014/2015; Ponto 3 – Outros assuntos de interesse da coletividade. Nota: Se à hora marcada não estiver presente a maioria dos Sócios, esta realizar-se-á 30 minutos mais tarde. Louro, 20 de maio de 2014 O Presidente da Assembleia Geral

Associação Recreativa Pousadense Assembleia Geral - Convocatória

Convocam-se todos os sócios a estarem presentes na assembleia geral que se irá realizar no próximo dia 8 de Junho de 2014, pelas 11:00 horas, na sede com a seguinte: Ordem de Trabalhos:

1. Informações do Presidente da Direcção.

2. Apresentação de listas candidatas às eleições para os novos corpos sociais para o biénio 2014/2016. 3. Eleição dos novos corpos sociais para o biénio 2014/2016. 4. Outros assuntos de interesse para a associação.

Pousada de Saramagos, 15 de maio de 2014. O Presidente da Assembleia-Geral (Amadeu Augusto Monteiro Araújo de Sá)

IMPORTANTE: A apresentação de listas candidatas às eleições deverá ser feita até às 23:00h do dia 31 de Maio. Se à hora marcada não estiver presente o número mínimo de associados, a Assembleia Geral iniciar-se-á 30 minutos depois, em segunda convocação, com o número de associados presentes. Só poderão participar na Assembleia Geral os sócios que tenham as suas cotas em dia.

Convite A ASGON Associação Social de Gondifelos, Instituição Particular de Solidariedade Social, tem a honra de convidar V.ª Ex.ª para a apresentação pública do “Plano Estratégico 2013/2020 da Asgon IPSS”, a realizar no próximo sábado, dia 31 de Maio, a partir das 15 horas, na Escola EB 1,2,3 de Gondifelos.

PRECISA DE CAPITAL? TEM IMÓVEIS, CARRO, OU EMPRESA CREDÍVEL

TELEFONE: 960 472 167

PRECISA-SE

PARA RESTAURANTE EM FAMALICÃO - COZINHEIRO COM EXPERIÊNCIA - EMPREGADA BALCÃO COM EXPERIÊNCIA

CONTATO: 919 90 50 12

ARRENDA-SE

APARTAMENTO T2-CASA COM COZINHA MOBILADA EM CALENDÁRIO-FAMALICÃO SEM CONDOMÍNIO

LIGUE 917 500 258

ALUGA-SE

CASA R/CHÃO EM VALE S. MARTINHO

CONTATO: 932 307 155

PROCURA-SE

SENHOR/A PARA TOMAR CONTA DE PESSOA IDOSA EM CASA PROPRIA CONTACTO 964 325 761

PRECISA-SE EMPREGADO DE MESA PARA RESTAURANTE A 5 KM DE FAMALICÃO. ENTRADA IMEDIATA CONTATO 252 323 400

PRECISA-SE

MENINA OU SENHORA JOVEM PARA ASSISTENTE DE VENDAS EM FEIRAS CONTATO 916 122 104

VENDE-SE

Agradecemos a presença de V.ª Ex.ª,

Jorge Barbosa (Presidente da Direção) ASGON - ASGON Associação Social de Gondifelos – IPSS Nº 28/2004 Rua da Igreja, 28 – 4760-503 Gondifelos

T3 no centro de VN Famalicão, 135m², 2 c. de banho, garagem, junto da Univ. Lusíada.

58.500€ AMI9593

Helder Alves 913197873 helder.alves@optimhome.pt


pública: 29 de maio de 2014 23

praça pública

Consultório Veterinário

D’Esguelha

Fernando Soares

Displasia da anca

A displasia da anca é uma doença que afeta a articulação coxofemural (articulação entre a perna e a anca). Para que esta articulação funcione corretamente é necessário que exista uma coaptação perfeita da superfície óssea da cabeça do fémur e da região acetabular da anca e desta forma ocorrer um bom suporte das forças da coluna vertebral pelo membro pélvico. A displasia da anca é uma doença hereditária e genética embora alguns fatores ambientais possam contribuir para a sua expressão como, o excesso de peso, o crescimento muito acelerado ou o excesso de exercício físico. Uma alimentação hipercalórica com aumento de cálcio pode ser prejudicial à saúde e ser determinante para esta doença. É uma patologia mais frequente em raças de cães médias e grandes como S. Bernardo, Terra Nova, Pastor Alemão, Serra da Estrela, Labrador... Não existe nenhum teste genético para despistar os genes da doença e o exame radiográfico é considerado o meio de diagnóstico que permite detetar estes animais. O exame deve ser realizado com anestesia geral aos doze meses para raças médias a grandes e aos dezoito para raças gigantes. Os animais que padecem da doença podem apresentar vários tipos de sinais clínicos como dificuldade em sentar-se ou levantar-se, marcha anormal, claudicação após corrida, dificuldade em subir escadas, recusa em brincar, morder a região da anca enquanto andam...Estes sinais podem ocorrer nos primeiros meses de vida devendo já nesta fase precoce ser realizado o diagnostico. O controlo rigoroso dos animais reprodutores é o ponto chave na prevenção e irradicação desta patologia. Torna-se imperativo o conhecimento prévio do estatuto radiográfico das ancas de cada reprodutor assim como dos seus ancestrais diretos antes da realização de um cruzamento. Embora haja muito a dizer sobre esta patologia o mais importante é alertar para sua gravidade que por vezes é responsável pela eutanásia precoce de alguns animais. Aconselhe-se com o seu médico veterinário no sentido de realizar um diagnóstico precoce da doença para mais cedo adotar medidas

Gouveia Ferreira

66,6 O fastio provocado pelos partidos do arco da governabilidade, como se começou a ouvir dizer na quadra eleitoral, aliado à militância dos abstencionistas nas redes sociais, afastou das urnas europeias dois terços do eleitorado português. Portanto, só um terço dos eleitores decidiu a distribuição dos representantes de Portugal no Parlamento Europeu, com a prevista novidade do popular Marinho e Pinto ter insuflado um grupo de cidadãos, dando-lhe estatuto

partidário de quarta força política, até ver. Sim, quarta, porque do CDS não há percentagens actualizadas. Apesar da tarantice que se apoderou dos pêesses, logo na noite eleitoral, o certo é que os números encontrados, pelo tal terço de eleitores, nunca poderiam ser muito diferentes. Precisamente, porque tudo ficou reduzido àquele grupo de eleitores, que compra semanários e vê conversas de políticos, detentor de uma certa fiabilidade de pensa-

mento, pouco se sujeitando às flutuações do mercado ideológico. Ora, neste reduzidíssimo cenário, não se compreende a atitude de experimentadas criaturas da correria partidária contra o JS, obrigando o inseguro rapaz a descolagens de 10%, como se tivesse ocorrido o inverso e 66,6 por cento de votos passassem para a distribuição. Olhando bem d’esguelha, parece-me óbvio que ganhar por um, em poucos metros, é sempre uma grande vitória dos vencedores e uma incontestada derrota dos vencidos, porque num espaço tão

curto, dificilmente, dá para mais. E os nossos amigos abstencionistas?! Que pensarão fazer com tanto não voto guardado, religiosamente, no comodismo do lençol? É que ainda não se viu nenhuma notícia de manif’s da abstenção, de estoiros de petardos ideológicos, de marchas contra os parlamentos nacionais, da organização imediata de TGVÊS para boicotes em Estrasburgo, nem tão pouco um batimentozito de panelas às varandas. Que silenciosos! Será que se abstiveram de ser?

Quatro Cantos da Ca(u)sa Domingos Peixoto

O desastre das europeias Já não me lembro – e não vale a pena a preocupação do rigor –, mas creio ter sido o Tratado de Lisboa, uma das formalidades mais recentes para o avanço da concretização plena da União Europeia, em que os “políticos” portugueses se estiveram nas tintas para a opinião do “seu Povo”. Não fosse o diabo tece-las, o melhor, mesmo, era não haver referendo! Referendo que, diga-se, aconteceu em vários países, tendo em alguns deles a vitória do não criado alguns engulhos à EU, ultrapassados depois “à portuguesa”. Aliás, já a nossa adesão à comunidade – sem estarmos aqui a analisar se foi (é) bom ou mau para Portugal e para os portugueses –, foi feita “à revelia” do povo, embora nessa altura tenha decorrido de uma promessa eleitoral do partido que ganhou as eleições legislativas. O assunto de hoje é sobre o resultado das eleições europeias. Porém, o intróito acima serve para enquadrar uma das suas vertentes mais negativamente espetaculares: a colossal abstenção. Sessenta e seis em cada cem portugueses, forçosamente agora por razões diferentes das da adesão, quiseram dizer aos políticos que se estão “pouco lixando” para a Europa enquanto Comunidade Política agregadora dos seus po-

vos! Aos abstencionistas há ainda que somar os votos brancos e uma boa parte dos votos nulos, o que eleva a cifra para valores escandalosos. Nada que atrapalhe os políticos. Quem está “atrapalhado” são as más línguas… Dizia um meu amigo, os “gajos” que ganharam já têm um tacho de onze mil euros mensais; seja quanto for, já vão substituir outros, pelo menos há alguma rotatividade… Um desastre! Ponto! Quanto aos resultados propriamente ditos, e numa análise mais rigorosa, para Portugal, significa que o partido vencedor ganhou apenas com cerca de 11% dos votos dos portugueses; por seu lado a coligação que governa, e assim concorreu, não obteve mais que aproximadamente 9% de apoio do seu Povo! Perante isto vale a pena falar mais? Vale. Até pelo resultado espetacular de Marinho Pinto! Um desperdício – terão dito muitos. Uma praga – terão equacionado os poucos derrotados. Mas mais que o resultado, vejamos o comportamento futuro. Contudo, desde já posso dizer, partindo do princípio que se vai manter fiel “à polémica” que pro-

feriu, que faria falta à política interna, para ver se isto vai aos eixos. Para mim, o grande vitorioso é o governo! Se não, veja-se a polémica em torno do líder do partido que ganhou as eleições! O governo de Sócrates teve os apoios que sabemos. Quando caiu, os mesmos passaram para Seguro, derrotando Assis. Já se preparam para, trucidando mais um chefe que apoiaram sem crítica, se transferirem de “armas e bagagens”. Entretanto, os partidos do governo, que perderam cerca de 14% dos votos, vão vivendo na maior e até se dão ao luxo de se imiscuírem na discussão da liderança socialista. Até parece que a Troika saiu mesmo de Portugal, que o desemprego está a acabar, que os salários aumentaram para fazer face ao custo de vida, que os impostos foram reduzidos, que as regalias sociais foram repostas, que podemos ir ao médico sem restrições… PS: O problema do PS está na defesa do carreirismo, do aparelhismo, do açambarcamento por poucos – sempre os mesmos – dos lugares de relevo. Por mim, será má sina, tenho estado quase sempre do lado derrotado. Fica, assim, por provar se seria uma boa solução para o partido e para o país.

pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Famalicão Qui nta, 29

Serviço Gavião

Se xta, 30

Cameira

Sá ba do, 3 1

Central

Dom ingo, 1

Calendário

Se gun da, 2

Nogueira/Ribeirão

Terç a , 3

Valongo

Qu a r t a, 4

Gavião

Vale do Ave

S e r v i ço

Qui nta, 29 Se xta, 30 Sá ba do, 3 1 Dom ingo, 1 Se gun da, 2 Terç a , 3 Qu a r t a, 4

Almeida e Sousa Bairro Delães Riba de Ave Almeida e Sousa Bairro

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


24

pĂşblica: 29 de maio de 2014

publicidade


I n f a n c i a Textos: Sofi fia a Abreu Silva

No próximo domingo assinala-se o Dia Mundial da Criança

O seu filho em primeiro lugar A propósito do Dia Mundial da Criança que se assinala no próximo domingo, 1 de junho, o OPINIÃO PÚBLICA dedica o seu Especial à Infância, mais concretamente às instituições que recebem no concelho centenas de crianças por dia e que cuidam delas, enquanto os encarregados de educação trabalham. Neste trabalho damos, justamente, a conhecer algumas das instituições famalicenses que diariamente impulsionam a educação dos mais pequenos e dos jovens. Sabemos que quando chega a hora de escolher o estabelecimento de educação para os nossos filhos é necessário definir critérios e analisar cuidadosamente as várias opções. O primeiro passo é visitar vários espaços e conversar com os seus responsáveis. Igualmente fundamental é verificar o horário do estabelecimento. Se a criança ficar até mais tarde, terão os pais de pagar uma taxa? Um dos pontos essenciais é, sem dúvida, o preço. Os pais devem inteirar-se do que está incluído na mensalidade. Existem serviços que não incluídos num preço-base, tais como prolon-

gamento de horário e atividades extras, como a natação, informática ou inglês. As instalações devem oferecer segurança, conforto e bemestar ao nível etário das crianças. Mais do que as condições físicas, é importante conhecer o Projeto Educativo. Saiba que princípios e objetivos norteiam a atividade da escola. Como serão desenvolvidas as diferentes atividades é outra questão a fazer. Os pais devem saber quem irá acompanhar os seus filhos. Na sala existirá sempre um(a) educador(a)? Se não é assim, a cargo de quem estão as crianças nos restantes períodos e que tipo de atividades serão desenvolvidas. Por último, mas talvez o mais importante é o ambiente afetivo. Pode ser o aspeto mais complicado de se observar numa visita, mas os pais devem estar atentos à maneira como as crianças parecem estar e relacionar-se com os adultos. A forma como a escola recebe os pais e a criança no primeiro contacto, a sua disponibilidade para facultar uma visita

sem restrições podem ser bons indicadores. Conversar com outros pais pode ser uma indicação. Um ambiente acolhedor, em que cada criança se sente estimada é sem dúvida um dos principais critérios de qualidade de uma escola. Famalicão é um concelho rico em instituições, em que todas pretendem responder às necessidades das famílias, procurando uma comunicação aberta com os encarregados de educação. São instituições que investem nas suas instalações em nome da segurança e bem-estar e cumprem as boas práticas exigidas no trabalho com os mais pequenos. Contudo, não é apenas o espaço físico que importa. Os diferentes espaços de educação procuram criar um clima afetivo que permita um crescimento cognitivo, emocional e físico integrado num ambiente alegre e acolhedor. A infância deve ser um período de vida feliz e intenso em aprendizagens e por isso todas as instituições famalicenses, apesar de serem diferentes, defendem algo em comum: a criança está sempre em primeiro lugar.


II

pública: 29 de maio de 2014

especial

Infantário da Escola Preparatória atento às famílias

Centro Social de Requião apresenta creche segura O Centro Social e Paroquial de Requião (CSPR) possui, atualmente, a valência de creche, que acolhe crianças desde os 4 aos 36 meses, num total de 33, num espaço moderno, seguro e confortável, com equipamento de elevada qualidade. Ao longo de todo o ano letivo são realizadas diversas atividades enquadradas no Projeto Educativo e Pedagógico da creche e orientadas para o desenvolvimento das crianças em todas as áreas: pessoal e social, conhecimento do mundo e domínio das expressões. A musicoterapia é mais uma das atividades que as crianças da creche podem vivenciar. No decorrer do ano, são ainda promovidas saídas ao exterior para participar noutras iniciativas de interesse, como a Bebéteca. “Temos um serviço de grande qualidade que permite às crianças crescer de uma forma saudável e feliz, garantindo o seu bem-estar e conforto ao longo do dia”, garante a direção. Para os profissionais do

CSPR, os pais e encarregados de educação são fundamentais para a concretização do projeto da instituição. Na realidade, ao longo do ano, os pais participam na realização de trabalhos temáticos, como por exemplo nas festas de Natal e fim de ano, com apresentações para os filhos em dias especiais, como o dia do Pai e da Mãe. Para além das conversas informais, são também realizadas reuniões trimestrais para trabalhar o desenvolvimento dos seus filhos. O Centro Social de Requiao é uma instituição re-

cente, com cerca de um ano e meio de existência, pelo que iniciou o seu trabalho já em tempos difíceis de crise. A direção afirma que sente efetivamente uma necessidade de adequar “os valores da prestação de serviços à realidade de cada família”, sublinhando contudo que a procura dos serviços tem vindo a crescer. Para o futuro, o objetivo é continuar a crescer e disponibilizar aos pais e encarregados de educação mais serviços que se adequem às necessidades dos seus educandos. pub

O Infantário da Escola Preparatória de Vila Nova de Famalicão é uma instituição constituída pelas valências de creche, para 33 crianças, incluindo berçário desde os 4 meses, sala de 1 ano e sala dos 2 anos; e a valência de jardim de infância para 75 crianças, com 3 salas dos 3 aos 5 anos. As infraestruturas são modernas e adequadas ao nível etário dos utentes, estando bem equipadas, com muita luz natural e com um espaço exterior aprazível. Além das atividades pedagógicas, de acordo com o estabelecido pela tutela, a instituição tem como atividades extracurriculares: inglês, educação física, música, bushido e ballet. Há ainda ao longo do ano diversas atividades lúdicas, visitas de estudo, saídas à comunidade, atividades de leitura, teatro e cinema, que vão sendo programadas de acordo com os objetivos a atingir para o tema escolhido para o projeto pedagógico. No Infantário, a ligação com os encarregados de educação é constante. Todos podem, pessoal e diariamente,

contactar a direção e a equipa responsável da sala. Existem ainda anualmente duas assembleias gerais, além das reuniões de caráter pedagógico com a equipa de sala. Também a comemoração de efemérides são momentos privilegiados de comunicação com a família. A crise também foi sentida no Infantário da Escola Preparatória sobretudo na perda de poder de compra por parte das famílias. Notase, mesmo assim, que os pais continuam a querer o melhor para os seus filhos, mas fazem muitos sacrifícios. Para minimizar esta situação, tem

havido uma abertura da instituição aos problemas económicos, permitindo, em casos justificados, uma maior flexibilidade na liquidação das comparticipações familiares. Sempre atento às necessidades das famílias, o Infantário procura apoio técnico especializado, nomeadamente com parcerias com a saúde escolar dentária, terapia de fala e o ensino especial. No próximo ano letivo é objetivo comemorar o 40.º aniversário da instituição, prevendo-se a modernização do logotipo do Infantário e o registo de uma imagem de marca mais atual. pub


especial

pública: 29 de maio de 2014 III pub

Centro de Esmeriz valoriza recursos humanos Neste momento existem duas respostas sociais na área da infância no Centro Social da Paróquia de Esmeriz: creche e pré-escolar. Mas, a Escola de Música é também outra resposta destinada às crianças, mas também a adultos, mas numa vertente mais cultural. Em Esmeriz, as atividades proporcionadas visam o desenvolvimento harmonioso e global dos mais novos. Na realidade, são iniciativas que desenvolvem as crianças nos domínios sócio afetivo, psicomotor, cognitivo e lúdico. A instituição oferece também atividades extracurriculares, mas estas de carater opcional como inglês, natação, psicomotricidade, yoga, Bushido Karaté – Zen e música. O Centro Social da Paróquia de Esmeriz responde às necessidades dos seus clientes no seu quotidiano: 1 sala de berçário para 11 bebés com sala parque e copa de leite; 1 sala de 1 ano com capacidade de 16 crian-

ças até aos 2 anos; 1 sala dos 2 anos para 18 crianças dos 2 aos 3 anos; 2 salas pré-escolar para crianças dos 3 aos 6 anos; 1 refeitório e 1 salão polivalente e recreio exterior. A instituição apresenta vários serviços, como psicologia e terapia, entre outros. A crise está instalada na nossa sociedade e é transversal a todas as áreas e o Centro Social da Paróquia de Esmeriz também vai sentindo e não está imune a

esta realidade, mas acredita, no entanto, que ao inovar as suas respostas e ao criar outros serviços alternativos torna-se mais completo e vai-se distinguindo e destacando pela positiva. O rigor no recrutamento e seleção do quadro de recursos humanos é igualmente muito importante numa IPSS e tudo junto distingue e valoriza uma instituição e permite a sustentabilidade do Centro Social de Esmeriz.

Inscrições abertas na Associação Gerações

A Associação Gerações já tem abertas as novas inscrições para o ano letivo de 2014/2015 em todas as suas respostas sociais da infância: berçário (4 meses até à aquisição da marcha), creche (desde a aquisição da marcha aos 3 anos) e pré-escolar (3 aos 6 anos de idade). Todas as salas possuem uma equipa educativa habilitada, constituídas por educadoras de infância, ajudantes de ação educativa, auxiliares de apoio e técnicos espacializados como psicóloga e assistente social, responsáveis pelo desenvolvimento de um projeto pedagógico e educativo sustentado, de acordo com os modelos educativos e pedagógicos adotados e adaptado às necessidades das crianças. A Associação Gerações privilegia a qualidade dos serviços educativos prestados aos seus utentes, zelando pela estimulação de competências, mas sobre-

tudo de valores para a vida em sociedade. Os interessado em saber mais sobre esta instituição famalicense podem consultar a página da instituição em www.associacaogeracoes.com ou dirigir-se pessoalmente às instalações da associação, na Av. Marechal Humberto Delgado, nº 515499, mesmo no centro da cidade de Famalicão, onde poderá conhecer os espaços, as pessoas e o trabalho desenvolvido na Instituição. Para além das atividades letivas, na Associação Gerações as crianças poderão usufruir de diversas atividades complementares, como natação, educação musical, dança, inglês, ginástica e outras, onde poderão desenvolver outras capacidades e aptidões específicas. A Associação Gerações assume-se como o parceiro ideal dos encarregados de educação para acompanhar e ajudar na educação das crianças.

pub


IV

pĂşblica: 29 de maio de 2014

publicidade


pública: 29 de maio de 2014 V

especial

Centro Dr. Nuno Simões investe na segurança O Centro Social e Cultural Dr. Nuno Simões, em Calendário, é uma instituição particular de solidariedade social que iniciou as suas atividades em outubro de 1975. Desde que foi criado, procurou sempre dar resposta às necessidades daqueles que atende, desde as crianças aos seus pais e familiares, bem como de toda a comunidade. O Centro Social e Cultural Dr. Nuno Simões possui três valências de atendimento à infância: 3 salas de creche (berçário, 1 e 2 anos) com capacidade para 44 crianças; 3 salas de jardim de infância com capacidade para 75 crianças; e CATL com capacidade para 79 crianças. Para que as crianças recebam um serviço de qualidade, o Centro conta com 24 profissionais devidamente qualificados, existindo também o serviço de psicologia e nutrição, terapia da fala, fisioterapeuta e ensino especial. As crianças do Centro Social e Cultural Dr. Nuno Simões usufruem semanalmente de atividades extracurriculares gratuitas: música, inglês, ginástica e o

bushido. Ao longo do ano letivo, há outras atividades, nomeadamente visitas de estudo, saídas à comunidade, festas temáticas, convívios entre as famílias, participação nas festas da cidade, ateliers de culinária e reciclagem, tempo de estudo, formação para pais e o “Grupo de Pais”, onde mensalmente os pais reúnem para partilharem experiências. Já em época balnear as crianças usufruem de momentos de praia e piscina. Dando resposta às exigências atuais, o Centro tem já instalado o Sistema de segurança contra incêndios e também o Sistema de hi-

giene, segurança e qualidade alimentar. Recentemente, o Centro fez um investimento na instalação de um sistema de segurança com controlo de entradas e saídas da instituição, através da impressão digital, uma mais-valia no que diz respeito à segurança das suas crianças. 39 anos sobre a sua fundação, o Centro Social e Cultural Dr. Nuno Simões patenteia uma maturidade e uma solidez exemplares e busca desenvolver, nomeadamente na população que o frequentou e frequenta, a consciência de partilhar um património próprio.

Creche D. Elzira: qualidade certificada No dia-a-dia, os profissionais que estão na Creche D. Elzira Cupertino de Miranda procuram transmitir o valor da amizade, partilha e a cooperação entre todos. Localizada no Louro, esta instituição foi criada por vontade do Comendador Arthur Cupertino de Miranda, com o objetivo de apoio à criança e à família, beneficiando a população da sua terra natal. Atualmente, esta é uma instituição de referência no setor, que ao longo dos anos permanece com a sua lotação integralmente preenchida, sendo este um sinal do “prestígio” que goza junto da comunidade que serve. As valências de creche e jardim de infância arrancaram em 1995, enquanto o ATL só foi implantado alguns anos depois, sentida a carência dos pais em prolongar o período de permanência das crianças na instituição por razões laborais. Atualmente, a creche acolhe 53 crianças, o jardim de infância 72; e o ATL 43. Desde janeiro de 2011 que todos os serviços prestados pela instituição se encontram com certificação da qualidade, atribuída pela APCER,

que atesta a qualidade de todas as valências da Creche D. Elzira Cupertino de Miranda. Além das atividades relacionadas com a formação, quer cívica, quer social, quer ao nível de aprendizagem (ensino pré-escolar), que é sempre programada em função das faixas etárias, a Creche D. Elzira também proporciona aulas de música a todas as crianças da instituição, bem como aeróbica, educação física, inglês e informática. Sempre que possível são também realizadas visitas de estudo e passeios de lazer. Na época balnear, as crianças passam também 15 dias na praia. Neste momento, não obstante tratar-se de um edifício

já com dezoito anos de vida, na Creche D. Elzira encontramos espaços em ótimo estado, pois anualmente são realizadas obras de restauro, como, por exemplo, o alargamento do parque de estacionamento, de modo a tornar mais seguro e mais cómodo a entrega e recolha das crianças, e a construção de garagens para o autocarro e outras três viaturas. Inspirada pelo espírito solidário do seu fundador, Arthur Cupertino de Miranda, esta instituição, em 2013, lançou um Fundo de Emergência Social, com o objetivo de antecipar as necessidades primárias das famílias da região, assumindo um papel importante neste contexto. pub


VI

pública: 29 de maio de 2014

especial pub

ACB fomenta múltiplas atividades A ACB - Associação Cultural, Beneficente e Desportiva dos Trabalhadores do Município de Vila Nova de Famalicão acolhe 48 crianças no jardim de Infância, 90 no Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) e 90 no Centro de Estudos. A ACB possui um edifício próprio que acolhe as suas valências desde 2008. Trata-se de um espaço moderno, seguro, colorido e funcional adaptado às exigências legais e necessidades das crianças. Realce ainda para as amplas salas de atividades onde se destaca a luminosidade e ainda os 2 recreios exteriores equipados com equipamentos lúdicos. Ao nível do jardim de infância as atividades desenvolvidas para a componente letiva vão de encontro às metas de aprendizagem fixadas para esta faixa etária (3 aos 6 anos). Na componente socioeducativa existem diversas atividades tais como: música, ginástica, natação, inglês, dança/ballet. O Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) é

considerado um espaço educativo indispensável, sobretudo no que respeita à dinamização dos tempos livres de forma criativa, planificada e organizada. Durante o período letivo as atividades de apoio à família são várias: almoço, deslocações de/para a escola e apoio nos trabalhos de casa. Nas interrupções escolares são promovidos programas de atividades em diversas áreas, como visitas de estudo, expressão plástica, corporal, dramática e inúmeras atividades recreativas de exterior onde se privilegia o contacto com a natureza. O Centro de Estudos

apoia jovens com idades entre os 10 e os 18 anos e apresenta-se com um caráter educativo e ocupacional. É disponibilizado um serviço de apoio ao estudo com professores especializados em diversas áreas. De resto, algumas atividades são transversais a todas as valências: colónias balneares, piscinas, festa de natal, projeto “Alimentação Saudável”, entre outros. A ACB assume-se como um apoio de retaguarda familiar sendo privilegiado o envolvimento das famílias na execução e acompanhamento das diversas atividades diárias. pub


especial

pública: 29 de maio de 2014 VII pub

Centro Social da Paróquia de Joane aposta nos afetos Com a permanência no espaço escolar cada vez mais prolongada, o desenvolvimento afetivo, social, intelectual e físico das crianças fica, em grande medida, à responsabilidade das instituições educativas. Por isso mesmo, o Centro Social da Paróquia de Joane (CSPJ) oferece respostas sociais com equipamentos, materiais e espaços de recreio que respondem às necessidades das crianças, dando particular atenção às questões de segurança. O CSPJ possui as respostas sociais na área da infância de creche, pré-escolar e Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL). A creche funciona como um prolongamento da família que se organiza de acordo com uma intencionalidade educativa muito própria, desde a organização do ambiente educativo, gestão de rotinas e desenvolvimento da autonomia à construção de uma relação afetiva, favorecendo sempre a colaboração com a família. O pré-escolar é uma resposta vocacionada para o desenvolvimento da criança dos 3 aos 6 anos, proporcionando-lhes atividades edu-

cativas e atividades de apoio à família. Já o Centro de Atividades de Tempos Livres (CATL) é uma resposta para crianças, a partir dos 6 anos, e jovens. Durante o tempo letivo acolhe as crianças antes e após o tempo escolar, auxilia e vigia os percursos escolares. Entretanto, durante as férias escolares o CATL dinamiza atividades lúdico-pedagógicas, socioculturais, de lazer e desportivas. O CSPJ oferece aos encarregados de educação um leque vasto de atividades extracurriculares, lecionadas por professores especializados:

educação musical, educação física, natação, inglês, dança criativa, ballet e informática. Num contexto difícil, as instituições particulares de solidariedade, incluído o CSPJ, não puderam passar indiferentes à situação de crise económica e social da última década e à consequente diminuição do emprego. No sentido de ajudar as famílias, o CSPJ tem ajustado as mensalidades aos rendimentos da família. Há também alguns casos em que se criam formas de pagamento mais leves. Para além destas, o CSPJ criou também incentivos nas primeiras matrículas da crepub

Misericórdia de Famalicão: 140 anos de experiência social A Santa Casa da Misericórdia assume-se como uma instituição de referência em Famalicão há 140 anos, no apoio e assistência a crianças e idosos, prestando serviços a mais de 450 utentes e empregando 160 pessoas. A Santa Casa possui duas valências direcionadas para crianças: a Creche e Jardimde-Infância N.ª Sr.ª da Lapa e o ATL Joaquim Pereira da Silva, situados no centro da cidade, que prestam serviços a crianças dos 3 meses de idade aos 14 anos, num total de 164 crianças. Sob a tutela da Misericórdia está a Creche e Jardim-de-Infância N.ª Sr.ª da Guia, situada em Gemunde, Outiz, que acolhe 64 crianças. Diariamente, a Santa Casa procura proporcionar às crianças atividades diferenciadas e adaptadas às respectivas idades, necessidades e potencialidades de cada uma, bem como um acompanhamento de proximidade. Na instituição são ainda promovidas atividades específicas: desporto, música, inglês, ioga e artes. No capítulo do bem-estar, destaque para os serviços de um

médico (pediatra uma vez por semana), enfermagem, psicologia e fisioterapia. Sendo que a crise foi sentida por todos os agentes económicos, as instituições sentiram as dificuldades em todas as vertentes possíveis, provocando elevadas restrições orçamentais e uma diminuição dos recursos financeiros disponíveis. Justamente, com a conjuntura atual ao nível da infância, com a sucessiva diminuição da taxa de natalidade, impacto indireto da taxa de desemprego, a Santa Casa mantém-se prudente e preparada para garantir a sustentabilidade futura das respostas

sociais de infância e a sua solidez. Os projetos a promover no futuro baseiam-se na melhoria e aperfeiçoamento da qualidade dos serviços, através de investimento na formação contínua do pessoal, na potencialização da oferta de serviços e na correta otimização de recursos, garantindo às crianças um desenvolvimento psicomotor e social de qualidade. De resto, a Santa Casa da Misericórdia agradece a todos os familiares de utentes a preferência pelos serviços, desafiando todos os potenciais candidatos a experimentar e comprovar a qualidade dos serviços oferecidos.


VIII

pública: 29 de maio de 2014

especial pub

Centro Social de Castelões tem como missão a felicidade

O Centro Social da Paróquia de Castelões tem a sua sede em Castelões e o polo em Pedome. A instituição acolhe crianças desde os 4 meses, mantendo uma atenção permanente direcionada para as necessidades da sua população, tendo como missão criar novos projetos, no sentido de dar resposta efetiva às carências evidenciadas. Ao longo do presente ano letivo tem vindo a ser desenvolvido o projeto educativo intitulado “As 7 maravilhas do mundo”, onde os mais pequenos ficaram a conhecer “Machu Picchu”, o “Coliseu de Roma”, “Cristo Redentor”, “Chichén Itzá”, “A Grande Muralha da China”, “Taj Mahal” e “Petra”. Com criatividade e imaginação, os mais novos foram capazes de eleger aquela a que intitularam de 8ª maravilha: o Centro Social de Castelões, endereçando o convite a todos para uma visita. Na realidade, o ano letivo está a terminar e foi um período repleto de aventuras e descobertas!

Todos os dias, os profissionais do Centro Social de Castelões reúne “esforços, supera obstáculos, constrói pontes de determinação e perseverança, para aperfeiçoar os equipamentos e serviços prestados em cada resposta social”. A cada ano que passa, o Centro Social de Castelões aprimora a sua intervenção com um olhar atento, mas acima de tudo com a vontade imensa de abraçar as famílias e as crianças carentes de afetos, alegria, segurança e bem-estar. Afinal, o Centro de Castelões assume que a sua missão “é fazer os outros felizes”. O Centro Social de Castelões agradece a “todos os pais ou encarregados de educação que, ao longo de 33 anos têm colocado na instituição a confiança plena, para cuidar do bem mais precioso dos pais: a criança”. “Estamos aqui para continuar a merecer o vosso respeito, confiança e admiração”, afirma a instituição. pub


Atletismo: Liberdade promove mais uma Milha Urbana

Famalicense Paulo Oliveira assina pelo Sporting

Paulo Oliveira, à direita, com o presidente do Sporting

O jovem famalicense Paulo Oliveira assinou um contrato de cinco anos, com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros, com o Sporting. Depois de uma temporada excelente ao serviço do Vitória de Guimarães, Paulo Oliveira, com 22 anos, chega a um dos três grandes do futebol português, confirmando tudo o que se vaticinava para a sua carreira. “Ao sair do Vitória reconheço, num misto de dever cumprido, felicidade e ambição, que o Sporting tem um projeto à minha medida. O Sporting será fundamental para uma nova etapa do meu crescimento. Vou trabalhar para justificar a aposta que fizeram em mim”, referiu o novo

defesa do sportinguista, em declarações no site da empresa que o representa, a Promosport. No momento em que ingressa no Sporting, Paulo Oliveira deixa uma mensagem de agradecimento ao Vitória, mas também ao Famalicão: “Quero deixar um obrigado do tamanho do mundo ao Vitória, sem nunca esquecer o Famalicão, onde comecei a jogar futebol e de onde saí sem nunca o omitir. Não posso ainda esquecer o Penafiel. Deu-me oportunidade quando terminei a minha formação no Vitória. Fui titular a época toda na II Liga, mas a oportunidade foi o Penafiel quem ma deu”. Jogador em destaque no Vi-

tória de Guimarães – cumpriu 37 jogos –, Paulo Oliveira não poupa elogios ao trabalho desenvolvido em Alvalade, declarando ser “um prazer e uma honra” representar “um histórico do nosso futebol”. “Sou mais um jogador para ajudar o Sporting nos seus objetivos e conquistas. Estou à disposição do clube. Sou novo, mas nos clubes por onde passei uma das coisas que ficou bem patente foi o meu profissionalismo e dar tudo pelo clube onde estou”, promete. Natural de Famalicão, Paulo Oliveira mede 1,87 metros de altura, joga na posição de defesacentral e é internacional pela seleção nacional de sub21.

António Carvalho deixa Oliveirense O campeonato ainda não tinha terminado e António Carvalho já anunciava, em declarações ao OPINIÃO SPORT, na sexta-feira passada, que não vai continuar à frente do comando técnico da Associação Desportiva (AD) Oliveirense na próxima época. “É um ciclo que fecha e agora vou esperar por novos projetos”, adiantou o treinador, recordando que ao longo deste cerca de ano e meio em que treinou a formação de Oliveira Santa Maria cumpriu os objetivos: “Tivemos uma subida de divisão, esta época mantivemos o clube nesta divisão, que foi o grande objetivo, numa série super competitiva, com equipas sonantes do futebol português, como o Famalicão, o Felgueiras, o Tirsense, o Varzim, e conseguimos a manutenção. Acho que foi um trabalho fantástico da nossa parte”. Satisfeito, por isso, com o trabalho efetuado, António Carvalho agradecer o apoio da massa as-

sociativa da Oliveirense, bem como da direção do clube. Este anúncio de António Carvalho apanhou de surpresa o presidente da Direção da Oliveirense, Nelson Pereira. “Vai começar um ciclo novo para a Oliveirense e o futuro o dirá”, declarou ao OS. De resto, o dirigente faz um balanço muito positivo desta época: “Sempre tive na minha mente que a Oliveirense nunca descia de divisão, tínhamos uma super equipa e o resultado está à vista, pois ficamos em 2º lugar e fomos a 1ª equipa do concelho”. Refira-se que a Oliveirense terminou em 2º lugar nesta fase da manutenção, Série B, do Campeonato Nacional de Seniores, sendo a equipa do concelho melhor posicionada. O novo treinador da Oliveirense é apresentado esta quinta-feira, dia 29 de maio, pelas 18 horas.

Joane junta-se ao Ninense na descida

Ribeirão disputa a última chance Terminada a primeira edição do Campeonato Nacional de Seniores (CNS), o balanço para as equipas de Famalicão acaba por ser negativo, com duas equipas despromovidas (GD Joane e AD Ninense), e com o Grupo Desportivo de Ribeirão em risco, tendo ainda que jogar um play-off com o Sporting Ideal, dos Açores, para garantir a permanência nos campeonatos nacionais. A maior deceção desta prova terá mesmo sido Grupo Desportivo de Joane, que surpreendeu durante a primeira volta, através da imensa qualidade de alguns dos seus jogadores. A equipa joanense, sob comando da antiga glória da Académica, Pedro Hipólito, criou um onze base que raramente via alterações, mas repleto de jogadores de enorme qualidade, alguns dos quais internacionais jovens da nossa seleção. Foi quase um choque esta classificação na tabela, especialmente tendo em conta que o Joane venceu jogos importantes nesta reta final, o que, noutra série, daria imediatamente a permanência. Terá sido o risco a pagar por estar incluído na série com maior visibilidade deste CNS, tendo o clube joanense dividido a fava com o FC Lixa, caindo ambos para o distrital. Além do Joane, também a Associação Desportiva Ninense regressa aos campeonatos da AF Braga. Condenados à descida já há algumas semanas, os de Nine fizeram um campeonato cheio de

sobressaltos, mas, ao contrário do GD Joane, conheceram vários treinadores ao longo da época, tendo José Lobo encarreirado a equipa, partindo agora para outro desafio. A maior parte dos jogadores esperam manter-se no CNS para a próxima época, enquanto outros já manifestaram vontade de continuar com o Ninense e voltar a subir de divisão na próxima época. Mas as atenções do concelho, no que a futebol diz respeito, estão agora viradas para o GD Ribeirão, que tem dois jogos para disputar e conseguir resultados positivos, caso queira a permanência nos campeonatos nacionais, aos quais já pertence há quase 20 anos. A equipa do Passal recebe o Sporting Ideal, dos Açores, no próximo domingo, dia 1, às 17h, em Ribeirão, naquela que será a primeira mão do play-off de manutenção. No domingo seguinte, dia 8, os ribeirenses viajam até aos Açores, naquele que será o jogo do tudo ou nada para as duas equipas. O Sporting Ideal, clube da Ribeira Grande, disputou a Série G deste campeonato, tendo terminado na 6ª posição, com 28 pontos. Esta equipa será acessível ao Ribeirão, porém, e assim como os ribeirenses, conseguiram várias vitórias ao longo da época, inclusive no último jogo, vindo assim moralizada para o desafio no Passal. Fernando Silva

Duas atletas da Didáxis na seleção nacional de Andebol Filipa Gonçalves e Amélia Maia, da A2D Didáxis, foram chamadas à seleção nacional feminina de Andebol para integrar o estágio de preparação para os IX Jogos Desportivos da CPLP 2014. As atletas Juniores C vão-se juntar à equipa das quinas no dia 17 de junho, em Leiria. A selecionadora nacional convocou, nesta primeira fase, 22 jogadoras para o estágio de dois dias. A guarda-redes Amélia Maia faz aqui a sua estreia numa chamada à seleção. Já a lateral-esquerda Filipa Gonçalves vai estagiar com a equipa de Portugal pela segunda vez. As duas jovens jogadoras famalicenses foram vice-campeãs nacionais do Desporto Escolar e ambicionam agora uma presença nos IX Jogos Desportivos da CPLP 2014, que decorrerão no verão em Luanda, Angola. “Este é mais um motivo de orgulho da A2D Didáxis depois da sua prestação no Campeonato Nacional e de ser vice-campeã nacional do Desporto Escolar”, aponta a escola, em nota à imprensa.


26

sport: 29 de maio de 2014

futebol

Lameiras, ADERM e Barrimau venceram Finais da Taça da AFSA A Associação de Moradores das Lameiras (seniores), a ADERM (veteranos) e a AD Barrimau FC (iniciados) foram os vencedores das Finais das Taças dos respetivos escalões da AFSA – Associação de Futebol de Salão Amador de Famalicão. Os jogos disputaram-se na tarde do sábado passado, dia 24 de maio, no Pavilhão Municipal de Famalicão, que se encheu de adeptos para assistirem à Festa do Futebol de Salão do concelho, que encerrou as competições da AFSA da época 2013/2014. O primeiro jogo da tarde opôs o Barrimau à União de Louredo, no escalão de iniciados, tendo saído vencedor o Barrimau por 2-1. Seguiu-se a final de veteranos, onde a ADERM venceu o Bairrense por 2-1. Na última final da época, em seniores, defrontaram-se AM Lameiras e ARCV São Cosme e o encontro terminou com a vitória das Lameiras por 10-3. Na cerimónia foram também entregues os troféus e divulgadas as seleções AFSA das várias divisões. Refira-se ainda que este evento

Ninense despede-se do Nacional com um empate caseiro

Até já, Nine 1-1 Complexo Desportivo de Nine Árbitro: Filipe Alves (AF Vila Real) Auxiliares: Ilídio Silva e Luís Sousa

Ninense Valenciano

teve também um caráter solidário, com a recolha de bens alimentares que foram entregues à Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência. Em nota à imprensa, a ADESPO (Associação Desportiva e Cultural da Portela) congratula-se pelo facto de, depois de consagrada a subida à 1ª divisão da AFSA, ter visto dois elementos da sua equipa eleitos para a Seleção AFSA da 2ª Divisão: Domingos Antunes integrou o lote dos melhores 5 jogadores e o treinador da equipa, Raul Ferreira, foi eleito o melhor treinador desta divisão.

Ninense vai a eleições A Associação Desportiva Ninense reúne em assembleia geral amanhã, sexta-feira, dia 30 de maio, pelas 21 horas, no salão do seu complexo desportivo. Da ordem de trabalhos consta a eleição dos novos corpos gerentes da coletividade, bem como a discussão de outros assuntos de interesse do clube.

Simão Fábio David Armando (Émerson 53’) Bruno Silva Tiago Oliveira Diop (Renato 75’) Lourenço Madior Ruizinho (Hélder Guimarães 67’) Hélder Rocha

Ruben Ricardinho Gomes Bouças Linhares Cabanas (Hélder 63’) Júnior Diaby Israel (Paulinho 75’) Gouba Hermes (Luís Amorim 83’)

Treinadores José Lobo

Rogério Brito

Golos: 0-1 Cabanas (11’), 1-1 Bruno Silva (61’). Cartões Amarelos: Hermes (65’), Lourenço (84’). Cartões Ver me lhos: Não houve.

Fernando Silva Foi com alguma emoção que o Ninense disputou o seu último jogo no Nacional de Seniores, tendo arrecadado um empate frente ao último classificado, o Valenciano. Com as bancadas pouco preenchidas, algo não habitual no Complexo, o Ninense entrou tímido na partida, dando a iniciativa ao Valenciano, que controlou durante a primeira parte. Ambos os treinadores aproveitaram para rodar alguns jogadores, tendo assim Simão e Tiago Oliveira a oportunidade de juntar alguns minutos

aos poucos que já haviam feito esta época. Fábio também foi titular, confirmando o bom momento de forma que atravessa. Com o Valenciano a evidenciar mais perigo nos contra-ataques, o Ninense apertou no meio campo e o papel defensivo foi notório, tendo a equipa de Valença do Minho chegado ao tento inaugural, à passagem do minuto 11, após Cabanas ter ficado liberto na área, desfeiteando Simão que nada pôde fazer. Abalado pelo golo prematuro, o Ninense reagiu, com Diop e Bruno Silva a aparecerem no jogo a espaços, mas sem conseguirem levar o melhor rumo. Aliás, o avançado, favorito da ‘torcida’, ainda fez alguns remates perigosos, dando até a sensação de golo por duas vezes em autênticos petardos que passaram ligeiramente ao lado. Na descida para os balneários, José Lobo, técnico ninense, pediu aos seus jogadores para que não deixassem este campeonato com uma derrota. E assim foi. O Ninense entrou com aquele espírito que aparece de vez em quando e que é capaz de transformar uma equipa que foi lanterna vermelha durante quase todo o campeonato, numa equipa que poderia facilmente lutar pela promoção. O guarda-redes Simão foi espetador durante toda a segunda parte, quase tendo que comprar bilhete para ver o jogo. A defensiva também pouco trabalho teve, ajudando mais nos processos ofensivos. E seria num desses

processos, com David a ter uma fantástica arrancada pela lateral esquerda, subindo no terreno, passando por vários adversários para fazer um grande cruzamento, a que o matador Bruno Silva correspondeu com uma bela execução de cabeça, indo a bola parar ao fundo das malhas do guardião valenciano, não sem antes bater com estrondo na barra. Até final da partida, Bruno Silva ainda teria mais oportunidades, mas o resultado teimou em ficar no empate, premiando as duas equipas pelo que fizeram em duas partes distintas. Não estava muita gente no complexo para assistir ao último jogo da sua equipa nos campeonatos nacionais, mas certamente estarão presentes durante a próxima época, nos distritais, para fazer com que este Nine, agora com mais experiência, regresse ao lugar que deve ser seu, por todo o esforço que desta temporada e porque, no geral, não foram assim tão maus. Bem pelo contrário.

CNS

CLASSIFICAÇÃO

1. Fafe 2. Vilaverdense 3. Vianense 4. Mirandela 5. Santa Maria 6. P. Salgadas 7. AD NINENSE 8. Valenciano

RESULTADOS

Manutenção - Série A J

14 14 14 14 14 14 14 14

Vianense,1; Santa Maria,1 Pedras Salgadas,0; Mirandela,0 Vilaverdense FC,1; Fafe,2 AD NINENSE,1; Valenciano,1

V

6 8 6 4 5 3 3 1

E

4 4 6 7 5 6 5 3

D

4 2 2 3 4 5 6 10

F

20 20 19 18 15 12 12 11

C

14 9 13 13 15 15 19 291

P

39 39 37 34 31 23 18

7

PRÓXIMA JORNADA

Pedras Salgdas vai disputar o play-off. Descem AD NINENSE e Valenciano . pub


sport: 29 de maio de 2014 27

futebol

Apesar da vitória no terreno da Oliveirense

Vitória no terreno do Felgueiras

Joane não evita a descida de divisão

Ribeirão garante ida ao playoff 0-2 Estádio Dr. Machado de Matos Árbitro: Tiago Antunes, de Coimbra

Felgueiras Ribeirão Sérgio Rafa Orlando (Samuel 45’) Pinto Carlos Landinho Alex Porto Carneiro Fábio (Hélder Pedro 74’) David Bessa (Artur Tiago 34’) Kisley

João Cruz Varela Isaiah (Pipo 70’) Rafael Vieira Tiago Silva James (Abulai 57’) Vitinha Buba Mendes Daniel Igor (D. Caramelo 75’)

Treinadores Alex Costa

Rui Baptista

Golos: 0-1 Igor (42’); 0-2 Tiago Silva (59’). C artõ es Amarelos: Daniel (2’); João Cruz (84’); Pipo (85’). C artõ es Vermelho s: Sérgio (34’).

Aristides Ferreira No fecho do Campeonato Nacional de Seniores o Ribeirão deslocou-se a Felgueiras e derrotou a equipa local por 2-0, garantindo assim a presença no playoff de manutenção nesta divisão. Esperava-se um jogo difícil para os comandados de Rui Baptista, mas no final a vitória sorriu aos homens do Passal que ainda podem manter-se nos nacionais. Bem cedo se percebeu que só a vitória interessava aos visitantes, mas os primeiros 10 minutos foram de equilíbrio com uma situação de perigo para cada lado. A partir daqui o Felgueiras tomou conta da partida e aos 15 minutos David Bessa recebeu um cruzamento da esquerda e com remate de cabeça obrigou João Cruz à primeira boa intervenção. Os donos do Passal começavam a denotar algum nervosismo e, em cima do minuto 20, Carneiro com um excelente remate obrigou João Cruz a mais uma bela defesa. Com o Joane a vencer a Oliveirense, os forasteiros tinham que fazer pela vida e aos 34 minutos Igor, um dos melhores do Ribeirão, conseguiu esgueirar-se à defesa contrária, sendo carregado à entrada da área pelo guarda-redes. O árbitro não teve contemplações e mostrou o

vermelho direto ao timoneiro do Felgueiras. Com mais uma unidade, o Ribeirão começou a acreditar que era possível levar os três pontos. Aos 36 minutos, Mendes testou a baliza contrária e na marcação de um livre viu a bola passar rente à barra. O mesmo Mendes, já perto do intervalo, com um passe milimétrico isolou Igor, que à saída do guarda-redes contrário desviou para o primeiro golo da partida. Na segunda metade os donos da casa entram à procura do empate e logo no recomeço valeu João Cruz a antecipar-se a Kisley evitando o golo da igualdade. O Ribeirão foi à procura do golo da tranquilidade, que surgia aos 59 minutos: primeiro um remate de Isaiah que o Artur Tiago defendeu e na recarga Tiago Silva rematou para o segundo golo. A vencer por duas bolas o Ribeirão não se remeteu à defesa e por duas vezes esteve perto de ampliar a vantagem. Tiago Silva não deu o melhor seguimento a um cruzamento de Mendes e logo a seguir, na melhor jogada do desafio, Igor com um pormenor delicioso deu o golo a Abulai que na cara do guarda-redes contrário atirou para as nuvens. Poucos minutos depois Igor lesionou-se e Rui Baptista teve que mexer no seu xadrez. Aos poucos o Felgueiras foi tomando conta do jogo e até ao final criou algumas situações de perigo, mas no último quarto de hora os ribeirenses também mostraram que sabem defender conseguindo manter a vantagem que lhe garante a presença no playoff. Na próxima jornada vai medir forças com o Sporting Ideal, da Ribeira Grande, na Ilha de S. Miguel, nos Açores. Quanto ao árbitro Tiago Antunes esteve em bom plano.

CNS

CLASSIFICAÇÃO

1. Tirsense 2. OLIVEIRENSE 3. FAMALICÃO 4. Fc Felgueiras 5. Varzim 6. RIBEIRÃO 7. JOANE 8. Lixa

RESULTADOS

Manutenção - Série B J

14 14 14 14 14 14 14 14

FC Felgueiras,0; RIBEIRÃO,2 AD Oliveirense,1; GD JOANE,2 Lixa,0; Tirsense,2 Varzim,0; FAMALICÃO,0

V

6 6 6 5 4 5 5 3

E

7 4 5 2 5 5 3 1

D

1 4 3 7 5 4 6 10

F

17 17 18 21 15 22 25 14

C

10 11 16 21 15 19 27 30

P

35 34 33 32 32 31 31 15

PRÓXIMA JORNADA

RIBEIRÃO vai disputar o playoff. Descem GD JOANE e Lixa.

1-2 Campo de Ribes, em Oliveira Stª Maria

Oliveirense Joane Murta Tiago Moreira Hugo Teixeira (Marquinho 31’) Miguel Vaz Marco Ribeiro Zé Tiago Cerdeira (Luís Costa 67’) Abdou (Jerome Ouiya 65’) Beck Correia Marcelo Santiago

João Carlos Eliseu Cassamá Dinis Almeida Paulo Rola Rui Herculano Diogo Brandão (Rui Filipe 75’) Jorginho (Tiga 70’) Hélio Cruz Patrick (Betino 87’) Sócrates Aylton Boa Morte

Treinadores Antó nio Carvalho

Pedro Hipólito

Go los: 0-1 Jorginho (19’); 0-2 Hélio Cruz (22’); 1-2 Marquinho (90’). Cartões Amarelos: Cerdeira (5’); Tiago Moreira (22’); Hugo Teixeira (28’); Rui Herculano (48’) (68’); Correia (59’); Zé Tiago (64’) (85’); Aylton Boa Morte (79’); Beck (88’). Cartões Vermelhos: Marcelo Santiago (67’); Rui Herculano (68’); Zé Tiago (85’)..

José Carlos Fernandes Ficou reservado para a última jornada o desfecho do Campeonato Nacional de Seniores para o Grupo Desportivo de Joane. A tarefa era difícil e apesar de cumprir a missão, com a vitória por 2-1 no terreno da Oliveirense, a mesma teve um sabor amargo pois não evitou a descida de divisão. A verdade é que os problemas começaram antes do desafio, com uma grande contrariedade: André Carvalho negou-se a jogar alegando que não estavam reunidas as condições para que isso acontecesse. A sua ausência foi excelentemente colmatada com a boa exibição de Diogo Brandão. Já se sabia que os meninos de Pedro Hipólito dependiam também do resultado de outra equipa do concelho de Famalicão, o Ribeirão, que fez pela vida e venceu em Felgueiras, atirando, assim, o Joane para os campeonatos distritais. Em relação ao jogo, a equipa de Pedro Hipólito soube aproveitar as chances que teve. A Oliveirense até estava melhor no jogo, Zé Tiago teve um grande ameaço, com a bola a bater na barra da baliza de João Castro. Só que uma boa trian-

gulação entre Sócrates e Diogo Brandão culminou com o remate certeiro de Jorginho que, assim, abriu o ativo. A Oliveirense não teve tempo de reagir, o Joane voltou a marcar. Iam decorridos 22 minutos, boa jogada de Herculano, ofereceu a Sócrates que foi rasteirado por Tiago Moreira. Na conversão do penalti, Paulo Rola rematou para defesa de Murta, mas na recarga Hélio foi rápido e conseguiu fazer o segundo golo joanense. Antes do intervalo os locais ainda podiam ter reduzido. Ao intervalo a vantagem do Joane não era muita festejada, pois já se sabia que o Ribeirão tinha acabado de marcar em Felgueiras. Para o reatamento, a formação de Oliveira Santa Maria entrou novamente mais forte. O Joane aguentava, António Carvalho (que anunciou a sua saída do comando técnico da Oliveirense), foi mexendo na equipa na tentativa de poder vencer o último jogo do campeonato e, assim, conseguir manter a liderança na classificação. Mas aqui houve, uma vez mais, aliás como aconteceu ao longo da época, uma grande entreajuda dos joanenses, que foram aguentando a vantagem de dois golos mesmo quase até ao apito final. Marquinho, que tinha sido a primeira aposta ainda na primeira parte, num gesto técnico de grande qualidade, reduziu a desvantagem ao bater João Castro. No fim, a vitória dos joanenses não foi suficiente para poder, pelo menos, alcançar o playoff. A Oliveirense reclamou algumas decisões da arbitragem, pelo que jogou talvez merecesse me-

lhor. Mas também é certo que para a formação da Oliveirense apenas estava em causa querer manter o primeiro lugar e despedirem-se dos sócios com uma vitória, porque a equipa de António Carvalho já há muito tinha conseguido, e com mérito, a desejada manutenção. O Joane, depois de muitos anos consecutivos a jogar nos campeonatos nacionais, regressa, assim, ao regional, mas temos que referir que esta equipa merecia muito mais, todos sabem dos problemas que surgiram durante esta época, das dificuldades que equipa técnica e jogadores passaram, e também todos sabem que pelo bom futebol que praticaram a descida é uma injustiça. Mas no futebol, como em muitas coisas na vida, não há justiça, os meninos algumas vezes com a inexperiência que é normal, tiveram jogos que não pontuaram, quando o podiam ter feito, isto também se veio a refletir nesta parte final do campeonato. Terminou assim a época de 2013/2014, para má memória de algumas equipas do concelho, onde se incluiu, para já, o Ninense e o Joane. Fazemos votos para que o Ribeirão consiga a manutenção nos jogos do playoff frente ao Ideal dos Açores. A arbitragem de António Costa foi muito contestada pelos locais, o certo é que a Oliveirense terminou com duas expulsões, Marcelo Santiago com vermelho direto e Zé Tiago com duplo amarelo; o Joane também ficou reduzido a 10 com a expulsão de Herculano com duplo amarelo. Num jogo algo tranquilo, pareceu-nos exagerado os muitos cartões exibidos.

Pedro Hipólito, treinador do Joane “A descida não pode apagar o que estes rapazes fizeram ao longo da época. 43 pontos em 32 jogos e na série mais difícil, contra Famalicão, Oliveirense, Ribeirão. Se isto não tivesse partido ao meio o Joane não tinha descido. 43 pontos com muitas dificuldades, a partir mais ou menos de novembro começaram os problemas financeiros, tivemos que dispensar jogadores, enquanto outros se reforçaram, nós tivemos que ficar com os que tínhamos, e bem, não tivemos outra hipótese e tivemos coragem para isso, a gerir desde essa altura 18, 19 jogadores. Fizemos internacionais. O que fica para a história é que o Joane desceu, mas nesta história há muita coisa boa que não pode ser apagada.” pub


28

sport: 29 de maio de 2014

futebol

Futsal: Cabeçudense mantém-se; Covense desce Já com a manutenção assegurada, o Sporting Cabeçudense venceu, em casa, por 4-3 com o CS São João, em jogo da 26ª e última jornada do Campeonato Nacional de Futsal da 2ª divisão, série A, disputada no fim de semana passado. A equipa de Cabeçudos termina a competição na 12ª posição, com 25 pontos. Sorte diferente teve o Grupo Recreativo Covense, que não conseguiu a manutenção no nacional de futsal da 3ª divisão. Na 26ª e última jornada, no sábado passado, a equipa de Ruivães foi ao terreno do Neiva empatar a três golos. O Covense terminou o campeonato na 9ª posição, com 34 pontos, descendo assim aos distritais.

FC Vermoim perde liderança Com o segundo desaire consecutivo, o Futebol Clube de Vermoim perdeu a liderança do Campeonato Nacional Feminino de Futsal. Na 10ª jornada da fase de apuramento do campeão, o Vermoim foi ao pavilhão do Restauradores Avintenses perder por 1-0, deixando, assim, que o Golpilheira (que venceu o Quinta dos Lombos por 4-3) e isolasse no comando, com 21 pontos, mais 3 que a formação famalicense. A Associação Rede Jovem de Mogege também perdeu, por 5-4, no pavilhão do Novasemente e desceu par a 7ª e penúltima posição da tabela, com 9. A quatro jornadas do fim do campeonato, o nome do campeão

ainda está muito longe de ser conhecido. A prova está muito competitiva e equilibrada, pelo que se antevê duelos muito interessantes pelo ceptro nacional. Na próxima jornada o FC Vermoim recebe o líder, o Golpilheira, naquele que será o jogo grande da 11ª jornada. O encontro está marcado para as 17 horas do próximo sábado, dia 31 de maio, no Pavilhão Municipal “Terras de Vermoim”. Jogo difícil também terá a ARJ Mogege, pois recebe o Restauradores Avintenses, no domingo, dia 1, às 17 horas, e a equipa avintense vai querer vencer para tentar tirar proveitos do confronto entre os primeiros.

Varzim e Famalicão com nulo na última jornada

Empate ajusta-se 0-0 Estádio do Varzim, na Póvoa do Varzim Árbitro : Quitério Almeida, de Lisboa Auxiliare s: Flávio Ramos e Ricardo Oliveira

Varzim Famalicão Miguel Tiago Lopes Telmo Nelsinho (91’ Vasco) Vítor Hugo Rui Figueiredo (70’ Mário Cunha) Tanela (88’ Tó Barbosa) Pedro Sá Amiltom João Paulo Gaspar

Tó Figueira (85’ Júlio) João Pedro Vilaça Mércio Palheiras Chico (75’ Reguila) Jorge Miguel (77’ Cristian) Peixoto Marco André Diego Gomis

Treinadores Vítor Paneira

Daniel Ramo s

Go los: não houve. Cartões Amarelos: 9’ (Chico);14’ (Rui Figueiredo); 38’ (Jorge Miguel); 75’ (Tiago Lopes). Cartões Vermelhos: Não houve.

José Clemente Este foi o último jogo deste novo campeonato. O Varzim recebeu o Famalicão e precisava de, pelo

menos, um ponto para conseguir a manutenção neste escalão e no final da partida o objetivo foi conseguido. Este foi um jogo em que as oportunidades não foram assim muitas, nenhuma das equipas queria terminar este campeonato com uma derrota e a divisão de pontos no final até se pode considerar o resultado mais justo por aquilo que as duas formações fizeram durante os 90 minutos de jogo. O Varzim na primeira parte atacou muito mais, teve mais posse de bola, rematou muito mais que a formação famalicense e teve curiosamente a melhor oportunidade para marcar. Foi na marcação de um livre, estavam decorridos 40 minutos de jogo, e a bola bateu estrondosamente no poste da baliza de Tó Figueira. Até ao intervalo nada mais a registar. Na segunda parte, e com um resultado muito perigoso para os homens da casa porque a qualquer momento o Famalicão poderia marcar e caso isso acontecesse complicaria a sua tarefa,

o Varzim entrou muito forte, queria chegar ao golo o mais rápido possível, só que tinha o domínio do jogo mas quanto a perigosidade era uma nulidade. A defensiva famalicense chegava para as investidas dos atacantes varzinistas e, curiosamente, nesta segunda parte a única oportunidade de golo iria acontecer para a formação famalicense: numa desorientação da defensiva varzinista a bola chegou até Gomis e este, de muito longe e com a baliza escancarada, rematou ao lado. Nesta fase do jogo o Varzim tinha a partida controlada, até porque as notícias que chegavam de Felgueiras não eram nada boas para os donos do terreno. No cômputo geral podemos dizer que o empate ajusta-se, as duas equipas entregaram-se ao jogo, tudo fizeram para mudar o rumo dos acontecimento mas a divisão de pontos até se pode considerar o resultado mais justo. Quanto ao árbitro, esteve muito bem.

São Cosme termina época em 3º lugar

Flor do Monte organiza Torneio de Verão 2014 A Associação Recreativa Cultural (ARC) – A Flor do Monte volta a organizar o Torneio de Verão de 2014. A prova decorrerá entre os dias 18 e 21 de junho, no campo de jogos da associação da Carreira. As inscrições são gratuitas, com uma caução de 50 euros, e podem ser efetuadas até ao próximo dia 10 de junho. As equipas participantes devem conter 12 elementos e conhecer as regras de futebol de salão, que se aplicarão neste torneio. O sorteio dos jogos ocorrerá no dia 14 de junho, no mesmo local onde decorrerá a prova.

Terminou primeira fase do Mundialito da Academia Elite Sport Jogaram-se este fim de semana, os últimos 5 jogos da primeira fase do Mundialito da Academia Elite Sport. No primeiro jogo de domingo, a equipa da Itália impôs uma derrota por 8-2 à equipa da Costa do Marfim, tendo Vítor Meira sido o MVP do jogo. De seguida, a equipa do Japão goleou a Espanha por expressivos 10-4. Filipe Seara e Ivo Monteiro fizeram um hat-trick, sendo este último o MVP do jogo. Pelas 19 horas, realizou-se o encontro que opôs a Bósnia-Herzegovina ao Brasil, jogo onde Vítor Lopes, da BósniaHerzegovina, com um golo e 4 assistências foi o MVP do jogo ajudando a sua equipa a vencer por

6-2. No jogo seguinte, Portugal levou de vencida a equipa dos Estados Unidos da América por 4-2 num jogo onde João Silva, de Portugal, com um hat-trick resolveu o encontro. No último encontro do dia a formação do Uruguai venceu a Croácia por 5-4, num jogo onde brilhou João Pinheiro, do Uruguai. Na próxima semana realizamse os jogos dos oitavos de final do Mundialito. Entretanto, estão abertas, até ao fim de junho, as inscrições para a 3ª temporada da Liga Elite Sport-Empresas. Mais informações podem ser obtidas através dos contactos: 912751234 e 912751259.

A equipa do S. Cosme na época 2013/14

O Desportivo de São Cosme foi a equipa do concelho melhor posicionada no campeonato distrital da Divisão de Honra, Série B, na época 2013/14, tendo terminado na 3ª posição, com 54 pontos, a escassos seis pontos do 2º lugar, que dá lugar à subida. Satisfeita com o trabalho efetuado esta temporada, a direção da equipa de S. Cosme já está a preparar a próxima época desportiva 2014/15, contando

com a permanência da equipa técnica, comandada pelo treinador Paulo Mendes, e de todo o plantel, anunciando que o mesmo só será reforçado pontualmente caso surja uma mais-valia. “Com a ajuda e apoio de todos os sócios, simpatizantes e patrocinadores do clube, o Desportivo de São Cosme pretende, mais uma vez, atingir os seus objetivos”, afirma a direção, em nota à imprensa.

Futsal distrital: S. Mateus termina em 2º e vai disputar Taça Chegou ao fim o campeonato distrital da 1ª divisão de futsal. O São Mateus foi a equipa famalicense melhor classificada, tendo terminado em 2º lugar. A 30ª e última jornada disputou-se no fim de semana passado e os resultados das equipas famalicenses foram os seguintes: CRP Delães 0-4 AST Futsal; Mouquim 6-5 AEIPCA; São Mateus 3-3 FC Vermoim; AD Esmeriz 1-4 FC Amares; Nogueiró 1-1 MAL. Na tabela classificativa, o São Mateus ficou em 2º, com 78 pontos; em 3º terminou o MAL, com 74; o FC Vermoim ficou em 4º, com 72; em 7º terminou o Mouquim,

com 46; a AD Esmeriz é 12º, com 22; e o CRP Delães ficou em 14º, com 20. Em nota de imprensa, o S. Mateus frisa o facto de ter terminado o campeonato em 2º lugar, uma posição acima da alcançada na última época, sendo que ainda tem para disputar a final da Taça Distrital, no próximo domingo, dia 1 de junho, pelas 17 horas, frente ao Nogueiró, que venceu o campeonato, num encontro marcado para o Pavilhão Universitário de Braga. Samuel Salgado treinador do escalão sénior e júnior diz que foi uma época positiva, sendo que as expectativas eram a subida de di-

visão e tal ainda não está totalmente descartado pois com as desistências o 2º classificado ainda poderá ter possibilidades de subir. Em juniores, o São Mateus conquistou no fim de semana passado a Taça do Minho, batendo na última jornada o Piratas de Creixomil por 2-6 e sagrando-se vencedor com mais 6 pontos que o 2º classificado. Na próxima temporada, Samuel Salgado continuar a ser treinador dos dois escalões, anunciando ainda que será criado outro escalão de formação, pois o objetivo do S. Mateus é continuar a crescer.


modalidades

CCDR conquista 22 medalhas no Torneio Olímpico Jovem Os atletas do Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) conquistaram 22 medalhas no Torneio Olímpico Jovem, sendo que 12 são de ouro, 6 de prata e 4 de bronze. A prova, organizada pela Associação de Atletismo de Braga, realizou-se nos passados dias 24 e 25 de maio, em Braga. Nesta competição, destinada aos atletas dos escalões de Iniciados e Juvenis, os atletas do CCDR destacaram-se em várias provas, desde as corridas com e sem barreiras, aos saltos e lançamentos. Em Juvenis, destaque para a atleta Elsa Cruz, que venceu as provas de 100 metros barreiras, triplo salto e lançamento do peso, sendo que nesta última prova registou um novo recorde pessoal com 13,65. Este resultado colocaa entre as melhores nacionais. Ainda neste escalão, referência para Viktor Zombori, que venceu as provas de 110 metros barreiras e de triplo salto e foi 3º classificado na prova de salto em altura. Já em Iniciados, Sara Rodrigues e João Azevedo venceram os

80 metros barreiras e os 80 metros sem barreiras. Os atletas também foram segundos classificados na prova de salto em comprimento. A marca alcançada pela atleta Sara Rodrigues na prova de 80 metros, para além de recorde pessoal, é também uma das melhores marcas nacionais até ao momento. Também o atleta Luís Santos conquistou 3 medalhas. O jovem venceu a prova de salto em altura, foi 2º classificado nos 1.000 metros e terminou no 3º posto no lançamento do peso.

De realçar, ainda, a vitória de Rita Azevedo nos 1.500 metros obstáculos e o seu 3º lugar nos 1.000 metros; os segundos lugares alcançados por Jorge Damião nos 80 metros barreiras e Catarina Braga no salto em altura; e por fim a vitória de Rafael Sousa no lançamento do dardo e o 2º lugar nos 1.500m/obstáculos. Estes resultados trazem boas expectativas para a convocatória e participação na fase final deste torneio que se realizará, em Lisboa, nos dias 14 e 15 de junho.

60 participantes no 7º Torneio de Damas da Casa do Povo de Lousado A Casa do Povo de Lousado organizou o seu 7º Torneio de Damas, no passado sábado, dia 24 de maio, sob a égide da Federação Portuguesa de Damas. Foram 60 os damistas participantes na prova que decorreu no salão nobre da Casa do Povo. A competição teve uma componente individual e coletiva. Nesta última, o CCD – São João da Madeira foi a equipa vencedora. O pódio ficou completo com o 2º lugar do Ginásio Clube (GC) Vilacondense e com o 3º posto do Café Avenida de Ermesinde. A nível individual, Luís Sá (GC Vilacondense) foi o vencedor. Delfim Alves (CCD – SJ Madeira) foi o 2º classificado e Manuel Silva (Café Avenida de Ermesinde) foi o 3º. Entre outros, o torneio teve o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e da Junta de Freguesia de Lousado, bem como de algumas empresas. Em representação do vereador do Desporto da Câmara Municipal de Famalicão esteve presente Hugo Mesquita, verificando toda a dinâmica e envolvência da iniciativa. Estiveram presentes também os representantes da Junta de Freguesia, incluindo o presidente Manuel Martins. Terminada a competição decorreu o habitual almoço de convívio e a entrega de lembranças aos participantes.

sport: 29 de maio de 2014 29

16ª Milha Urbana Cidade de Famalicão no sábado Realiza-se no próximo sábado, dia 31 de maio, a 16ª Milha Urbana Cidade de Famalicão. A prova, inserida no Calendário Nacional da Federação Portuguesa de Atletismo e a contar também para o Corre Famalicão – Calendário Concelhio de Atletismo, é organizada pelo Liberdade Futebol Clube, com a colaboração da Câmara Municipal de Famalicão. Esta competição é aberta aos escalões de Benjamins, Infantis, Iniciados, Juvenis, Juniores, Seniores e Veteranos. A inscrição na corrida é aberta a todos, quer sejam federados, populares ou outros, que se encontrem de boa saúde e aptos a esforços. Os participantes têm apenas que se encontrar dentro dos escalões já referidos. As classificações serão individuais e coletivas e serão atribuídos prémios monetários e medalhas. A 16ª Milha Urbana da Cidade de Famalicão arranca no Pavilhão Municipal, na Avenida de França, pelas 15 horas, e termina no Parque da Devesa. Simultaneamente realiza-se a Caminhada “Pais e Avós”, sem fins competitivos e aberta a todos os participantes.

CRF cai na segunda mão da meia-final O Clube Rugby Famalicão (CRF) perdeu na segunda mão da meia-final do Campeonato Nacional da 2ª Divisão. No passado dia 24 de maio, a equipa famalicense perdeu por 46-12 em casa do Rugby Vila da Moita. O CRF trazia da primeira mão uma vantagem de 13 pontos. Contudo, ela verificou-se insuficiente para alcançar a final. Aos 17 minutos, a equipa famalicense já tinha sido obrigada a efetuar três substituições por lesão. A partir daqui, a equipa nunca mais se encontrou no esquema de jogo e foi dominada em todos os setores. Apesar da derrota, a direção e a equipa técnica do CRF, em nota à imprensa, agradecem “a todo o plantel sénior pelo empenho, pela dedicação e pela vontade que pautaram ao longo do campeonato nacional”. Lembram ainda que, mesmo assim, o CRF ficou entre as quatro melhores equipas de Portugal e agradece “ao grande número de adeptos, aos ex-atletas e a todos os amigos pelo fantástico apoio”.

EARO conquista seis medalhas no Olímpico Jovem

Jovem tenista famalicense vence 9º Torneio Castiço Rui Martins, jovem tenista famalicense, foi o vencedor do 9º Torneio Castiço, que decorreu na Mealhada, no passado dia 17 de maio. Nesta prova oficial da Federação Portuguesa de Ténis, Rui Martins, tenista da Tennis & Coaching Academy, derrotou todos os seus adversários e desta forma trouxe para Famalicão o prémio máximo do torneio. Este torneio, do escalão sub14, foi organizado pelo Clube de Ténis do Luso e contou com a participação de alguns dos melhores atletas dessa região. Refira-se que o projeto tenístico famalicense Tennis & Coaching Academy tem como principal objetivo criar e desenvolver um espaço de treino de alto rendimento e performance para jovens atletas famalicenses, contando atualmente com 44 atletas.

Ricardo Gomes vence 2ª etapa da Taça de Portugal Ricardo Gomes, da União Ciclista de Famalicão (UCVNF), venceu a 2ª etapa da Taça de Portugal de Estrada no fim de semana passado. O atleta conquistou também o título de campeão do Minho de Estrada na categoria Paraolímpicos. No fim de semana anterior, Ricardo Gomes tinha também obtido, no Fundão, o 2º lugar no Nacional XCO, na mesma categoria. De resto, o ciclista da equipa famalicense lidera o ranking de Paraolímpicos.

No passado fim de semana, a Escola de Atletismo Rosa Oliveira (EARO) conquistou seis medalhas no Torneio Olímpico Jovem, no qual competiu nas categorias de Iniciados e Juvenis. A prova, organizada pela Associação de Atletismo de Braga, decorreu no Estádio 1º de Maio, em Braga. Bruno Sampaio, nos 3.000 metros, e Sara Dias Oliveira, nos 800 metros, destacaram-se ao vencerem as suas provas. De referir que a atleta ainda alcançou o 2º lugar nos 3.000 metros. De realçar que também Nélson Oliveira e Sara Oliveira alcançaram um 2º lugar, ambos nos 800 metros. Cláudia Simões completou o pódio nesta distância ao terminar no 3º posto. Uma nota ainda para a participação nesta prova de Maria João Oliveira, Adriana Costa, Diogo Faria, Diogo Martins, Rui Silva Bul, Carlos Fernandes e Pedro Miguel. Refira-se ainda que, no fim de semana de 17 e 18 de maio, a EARO participou também na Corrida da Mulher, no Porto. O grande destaque desta prova vai para Sílvia Dulce Oliveira, atleta júnior, que alcançou o 3º lugar.


30

sport: 29 de maio de 2014

modalidades

Natação da D. Sancho I foi a mais medalhada a nível nacional A equipa de natação do Agrupamento de Escolas D. Sancho I participou, nos passados dias 17 e 18 de maio, nos Campeonatos Nacionais de Desporto Escolar, realizados no Estádio Universitário em Lisboa. O grupo, que é orientado pela professora Paula Passos Rocha e participou em representação da Coordenação do Desporto Escolar de Braga, conquistou vários títulos de campeão nacional. O grande destaque recai sobre Ana Beatriz Martins que se sagrou campeã nacional em 200 Estilos e 4x50 Estilos. A jovem atleta alcançou ainda o 2º lugar em 200 Bruços. Outra famalicense campeã foi Ana Costa, que venceu a prova de 4x50 Estilos. A nadadora conquistou também um lugar no pódio dos 200 Livres ao terminar em 2º. Graça Araújo venceu nos 50 Costas, nos 100 Costas e nos 4x50 Estilos. A atleta terminou ainda em 3º lugar nos 50 Mariposa. Carla Alves foi mais uma aluna da D. Sancho I a triunfar em Lisboa. A jovem venceu nos 4x50 Estilos. De realçar também a prestação de dois nadadores masculinos. Flávio Silva sagrouse campeão nacional em 50 Bruços. Já Mateus Oliveira alcançou dois pódios: foi 2º nos 50 Livres e 3º nos 100 Livres. Com estes resultados, o Agrupamento famalicense foi o mais medalhado a nível nacional. Os atletas aguardam agora a convocatória para a FISEC, que este ano decorrerá na Áustria, no próximo mês de julho.

Juvenis do Riba d’Ave na seleção do Minho de sub17 Os atletas juvenis do Riba d’ Ave Hóquei Clube, João Abreu e Bruno Silvério, foram convocados para os treinos da seleção do Minho de sub17, com vista à preparação do Torneio Luso-Galaico, que se vai realizar em Vigo (Espanha), nos dias 7 e 8 de junho. Entretanto, no passado fim de semana disputou-se a 1ª jornada do Torneio de Encerramento da Associação de Patinagem do Minho (APM) em escalões jovens. Os Escolares e os Infantis do RAHC receberam, no domingo, o Hóquei Clube de Braga e venceram os seus jogos por 5-1 e 6-2, respetivamente.

Zé Nuno do FAC na seleção do Minho de sub16

FAC com dois pilotos no DownTown em Ponte da Barca Num fim de semana passado realizouse em Ponte da Barca o 1º DownTown Fernão de Magalhães, numa organização do clube “Tapa Furos BTT Clube”. Com cerca de 80 pilotos inscritos, vindos de diferentes zonas do país, era com expectativa que se aguardavam os resultados neste primeiro evento do género naquela localidade do Alto Minho. O Famalicense Atlético Clube esteve representado, desta vez, por dois pilotos: Alexandre Cunha e Vítor Mayor em Elites. Depois de uma primeira manga em que Vítor Sotto Mayor realizou o brilhante 5º melhor tempo da Geral, foi a vez de Alexandre Cunha melhorar o seu tempo inicial, conseguindo na final o 5º melhor tempo em Elites e o 10º melhor tempo à geral. Segue-se a prova da Taça de Portugal de Downhill em Porto de Mós este fim de semana, 31 de maio e 1 de junho, com muitos dos melhores pilotos do mundo a deslocarem-se ao nosso país, voltando depois o campeonato ao Minho, mais concretamente a 8 de junho, em Arcos de Valdevez.

Sónia Gonçalves nos Internacionais de Espanha Sónia Gonçalves, do Famalicense Atlético Clube, disputou o XXVII Spanish Open 2014, na cidade de Madrid, em Espanha, prova do circuito mundial de Badminton. O “International Challenge” pontuou para o ranking mundial e, como se esperava, o nível dos praticantes foi muito elevado. A atleta do FAC jogou com a dinamarquesa Camille Martens e, como se antevia, a sua adversária, apesar de circunstancialmente ocupar um lugar inferior na hierarquia mundial, está ainda num patamar muito superior, vencendo em dois sets. Sónia Gonçalves ainda não vai entrar no Top 200, estando muito perto, sendo esse o próximo objetivo internacional. A atleta vai agora focar-se no campeonato nacional absoluto de Portugal, nos dias 14 e 15 de junho, onde vai defender a liderança no ranking nacional. Recorde-se que em 2011 Sónia foi campeã nacional de sub17, e em 2012 e 2013 foi campeã nacional de sub19.

Quatro duplas no regional Gira Vólei

A Associação de Patinagem do Minho realizou ontem, quarta-feira, o segundo treino da seleção de sub16 de preparação para o Torneio Luso-Galaico, que se realiza em Vigo (Espanha), nos dias 7 e 8 de junho, com organização pela Federação Galega de Patinagem. O atleta do Famalicense Atlético Clube, José Nuno Azevedo, foi um dos eleitos pelo selecionador regional.

O Famalicense Atlético Clube esteve representado no Torneio Municipal de Gira Vólei, disputado no Parque da Juventude de Famalicão no dia 11 de maio, com quatro duplas, divididas pelos escalões de 11/12 anos (feminino – Ana João Silva/Catarina Machado, masculinos – Duarte Teixeira/Diogo Machado e António Silveiras/António Carlos Almeida) e de 13/15 anos (masculino – Tiago Pereira/Daniel Pereira). As quatro duplas conseguiram o apuramento para o Regional de Gira Vólei. A fase regional realiza-se já no próximo sábado, dia 31 de maio, em Esposende, com início marcado para as 9h30.

Festival de aeromodelismo em Cavalões

BTT4All no XCO Vila do Conde

A pista do Clube de Aeromodelismo de Vale do Ave, em Cavalões, acolheu, no passado dia 11 de maio, um festival aéreo. Estiveram presentes diversos aeromodelistas, entre os quais o campeão nacional em acrobacia e o campeão nacional em velocidade. David Silva também visitou o local e mostrou as suas acrobacias. O Clube de Aeromodelismo de Vale do Ave, em nota de imprensa, agradece “à União de Freguesia de Gondifelos, Cavalões e Outiz e a todos a presença neste evento, sem a qual este não seria possível”.

Decorreu, no passado dia 18 de maio, a 1ª prova do Campeonato Regional de XCO. A competição decorreu em Labruge, Vila do Conde, e contou com a presença de 10 atletas da equipa famalicense BTT4All/Motocar/Di Garda. Destaque para Sara que alcançou um lugar no pódio, em Elites femininos, com o 3º lugar. Já em Masters femininos, Elisabete terminou no 4º posto. Bruno Morais também foi 4º, mas em Elites masculinos. No mesmo escalão, Tiago terminou em 8º lugar. De referir ainda a prova dos Masters A masculinos, onde Nélson foi o 14º classificado, Bruno Pereira foi 17º, Luís Santos 22º e Carlos Alexandre terminou em 26º. Participaram ainda João e Luís Gouveia, mas tiveram de terminar a prova mais cedo devido a problemas mecânicos.


sport: 29 de maio de 2014 31

modalidades

Mafalda Guedes conquista mais um título de sub12

Mafalda Guedes tem apenas 9 anos de idade e conquistou mais um título no circuito de sub12. Desta vez, a atleta do Ténis Clube de Famalicão venceu o 3º Torneio Juvenil do Estrela Vigorosa Sport, que decorreu nos passados dias 24 e 25 de maio. A jovem tenista famalicense ultrapassou todos os adversários da primeira fase com alguma facilidade. Mafalda Guedes chegou à meia-final invicta e teve de enfrentar Luísa Baptista. A famalicense venceu por um duplo 4-0 e apurou-se para a final do dia seguinte. Mafalda Guedes enfrentou a tirsense Margarida Pereira na final e venceu-a por 4-1 e 4-2. Outro atleta do Ténis Clube de Famalicão, Gustavo Santos, também iniciou, nos passados dias 24 e 25 de maio, o seu percurso no circuito Smashtour, no torneio do Sport Clube do Porto. O atleta famalicense ganhou os três jogos da primeira fase, mas acabou por ser eliminado na segunda no tie-Break.

Três atletas do Liberdade nas finais nacionais do Olímpico Jovem O Liberdade Futebol Clube viu três dos seus atletas apurarem-se para as finais nacionais do Torneio Olímpico Jovem. A fase de apuramento decorreu nos passados dias 24 e 25 de maio, na Pista de Atletismo do Estádio 1º de Maio, em Braga. Susana Malheiro, João Sousa e Catarina Araújo foram os três atletas famalicenses vencedores. Susana e João são Iniciados e venceram nos 1.000 metros. Catarina é Juvenil e triunfou nos 3.000 metros. Estes três atletas estarão presentes nas finais nacionais do Torneio Olímpico Jovem, que se realizará nos dias 14 e 15 de junho, em Lisboa. De referir também a participação de Nuno Azevedo. O atleta do escalão de Iniciados competiu nos 1.000 metros, terminou em 11º e alcançou um novo recorde pessoal.

Xadrez da Didáxis ficou a um passo da final four da Taça O Clube Escolar de Xadrez Associação Académica da Didáxis (AAD) saiu derrotado dos quartos-definal da 36ª edição da Taça de Portugal. A equipa famalicense esteve a um passo de atingir, pelo 2º ano consecutivo, a final four da competição. Quer os oitavos quer os quartos-de-final da competição decorreram nos passados dias 23 e 24 de maio. No primeiro dia, nos oitavosde-final, a AAD defrontou a ProfiGaia-Escola Profissional de Gaia. Após 1 hora e meia de jogo, a jovem equipa famalicense venceu facilmente por 3-1, com empates no 2º e no 4º tabuleiro de Bruno Gomes e Ivo Dias, e vitórias no 1º e no 3º tabuleiro do MN Luís Silva e da bicampeã nacional de Xadrez, WCM Maria Inês Oliveira. No segundo dia, nos quartosde-final, o sorteio ditou que a equipa da Didáxis enfrentasse o histórico clube matosinhense Grupo Desportivo Dias Ferreira. Após 4 horas de jogo, os atletas famalicenses alcançaram duas vitórias no 2º e no 4º tabuleiro. O capitão Bruno Gomes derrotou o MN João Guerra e Costa e Ivo Dias venceu Guilherme Martins. No entanto, com as partidas tendencialmente empatadas no 1º e no 3º tabuleiro, o MN Luís Silva e a WCM Maria Inês Oliveira não descobriram a forma mais eficaz de empatar no tabuleiro

perante o Mestre Internacional Jorge Ferreira e David Martins. Desta forma, o resultado final fixou-se em 2-2, mas dando a vitória aos matosinhenses por desempate em tabuleiro superior. O atleta MN Luís Silva, que aqui não conseguiu bater o Mestre Internacional Jorge Ferreira, já se tinha sagrado campeão nacional universitário. No passado dia 16 de maio, o atleta famalicense, federado no Clube Escolar de Xadrez da AAD, representou a Universidade do Minho no Campeonato Nacional Universitário de Semi-Rápidas, que decorreu na Universidade de Évora. MN Luís Silva alcançou este título

universitário quando já é, na vertente federada, o atual bicampeão nacional sénior de Semi-Rápidas. Além de Luís Silva, também Adriano Macedo e Bruno Medeiros, ambos federados no Clube de Xadrez da Didáxis, participaram neste campeonato em representação da Universidade do Minho. Adriano Macedo classificou-se em 2º lugar ex-aqueo (4 vitórias, 2 empates e 1 derrota), denotando o excelente momento de forma que atravessa depois de se ter sagrado recentemente campeão distrital sub20. Bruno Medeiros posicionou-se em 5º lugar ex-aqueo (4 vitórias e 3 derrotas).

Junta de Requião promoveu I Torneio Amizade A Junta de Freguesia de Requião levou a efeito o I Torneio Amizade – Requião, uma competição que decorreu em duas jornadas, disputadas nos dias 3 e 17 de maio, no Polidesportivo local. As equipas foram formadas por nascidos ou residentes na freguesia. A autarquia requionense afirma que os objetivos da iniciativa foram atingidos, “na medida em que o essencial foi termos a possibilidade de reunir amigos, proporcionando-lhes, a eles e a nós, não só momentos desportivos, mas essencialmente encontros, convívio e confraternização entre famílias de Requião”. “A adesão foi excelente quer a nível de desportistas, quer de público, o que nos leva a pensar numa próxima edição e a abrir estes eventos também às crianças e às senhoras”, aponta ainda a Junta de Requião. De referir também que este torneio de futebol de salão atribuiu medalhas e taças a todos os participantes. No último dia do torneio o presidente da Câmara passou pelo Polidesportivo de Requião, felicitando a Junta de Freguesia por esta iniciativa e todos os participantes por protagonizarem momentos de são convívio.

Sorteio da ADJ Mouquim A Associação Desportiva Juventude de Mouquim informa que já são conhecidos os números sorteados no âmbito da iniciativa de angariação de fundos que a coletividade levou a cabo nas Festas da freguesia de Mouquim. Assim, os números premiados são: 1º prémio nº0446; 2º prémio nº0741; 3º prémio nº1140; 4º prémio nº1382; 5º prémio nº0284; 6º prémio nº0596; 7º prémio nº0455; 8º prémio nº 0922.


32

sport: 29 de maio de 2014

Resultados da Liga de Futsal A Liga de Futsal de Famalicão prosseguiu no fim de semana passado. Em pré-escolas os resultados foram os seguintes: UD Calendário 1-6 Sportfut A; AJ Joane 3-0 Barrimau; Recreio Desportivo 7-4 MAL; Sportfut B 0-4 CRC. Em infantis disputou-se apenas um jogo: CRC 2-3 Barrimau. Jogou-se ainda no escalão de escolas: AJ Joane 0-7 Arnoso Stª Eulália; ARPO 4-3 MAL. No próximo domingo, dia 1 de junho, da parte da manhã, no Pavilhão das Lameiras vão disputar-se as 13ª e 14ª de minis: Recreio Desportivo-AJ Joane (9h); Sportfut-FC Vermoim (9h30); AJ Joane-UD Calendário (10h); UD Calendário-Arnoso Stª Eulália (10h30). No mesmo dia, mas na parte da tarde, vai jogar-se a primeira mão das meias finais em pré-escolas e em escolas. Em pré-escolas, os jogos são: D. S. Cosme-UD Calendário (14h30); Sportfut A-CRC (15h30). A seguir joga-se em escolas: FC Vermoim-Sportfut B (16h30); Arnoso Stª Eulália-Sportfut A.

CC Avidos com 2º lugar na Taça e vitória em Viana O grande destaque do fim de semana passado do Centro Ciclista (CC) de Avidos vai para Fábio Silva. No passado dia 24 de maio, o atleta alcançou o 2º lugar numa prova a contar para a Taça de Fábio Silva, à direita, na Trofa Portugal. Fábio Silva conquistou ainda a camisola correspondente ao vencedor das metas volantes. Nota ainda para António Azevedo que terminou no 4º lugar da mesma prova. Na categoria de juniores, nesta mesma prova, os ciclistas Álvaro Ferreira e Miguel Coelho destacaram-se ao alcançarem o 2º e o 5º lugar, respetivamente. De referir ainda que Rúben Rodrigues, atleta iniciado do CC de Avidos, também no sábado, venceu no seu escalão o Encontro de Escolas de Ciclismo, que decorreu em Viana do Castelo.

CRC na 2ª prova da Taça de Portugal Os Cadetes da equipa CRC Garbo/Vegas Cosmetics deslocaram-se à Trofa, no passado dia 24 de maio, para realizar a 2ª prova da Taça de Portugal de Cadetes, em que os atletas percorrereram cerca de 60 km pelo concelho da Trofa. Tiago Araújo e Pedro Martins estiveram em bom plano e classificaram-se em 12º e 15º lugar, respetivamente. A final da Taça de Portugal vai realizar-se no dia 6 de junho. Na mesma tarde realizou-se, em Viana do Castelo, um Encontro Regional de Escolas de Ciclismo. O CRC-Famalicão marcou presença com 5 atletas. Beatriz Pereira evidenciou-se no meio do pelotão da categoria Infantil e venceu nos femininos; já Tiago Dias, nos masculinos, terminou a prova em 18º lugar. Em Juvenis, onde competiram três atletas, Miguel Sousa alcançou o 2º lugar, César Costa terminou em 11º e Pedro Sampaio no 18º. Os dois atletas veteranos, Nuno Vieira e Manuel Costa, deslocaramse à freguesia de Calvos, em Guimarães, para participar numa prova de ciclismo, que terminava junto ao Mosteiro Senhora da Lapinha. Nuno Vieira venceu a prova em Veteranos A e Manuel Costa ficou em 7º em Veteranos B.

modalidades/motores

Ivo Pinto foi terceiro em Castelo Branco ver fugir-lhe o lugar mais alto do pódio já na última especial da prova e terminar na terceira posição final da Classe Open 2, que teve os três primeiros classificados separados por apenas 6,7s. Numa prova marcada pelo imenso pó e temperaturas elevadas, o motard de Famalicão esteve em destaque e mostrou-se cada vez mais entrosado com a sua mota. “Senti-me bem nesta prova e apesar do muito calor consegui andar ao ataque. A minha Husqvarna esteve impecável e estive sempre dentro dos lugares do pódio. Arranquei para a derradeira especial na frente da corrida, mas com uma vantagem mínima que não consegui segurar até ao final da corrida. Estamos a meio do Campeonato resta-me trabalhar para continuar a lutar pelos pódios”, disse, no final, Ivo Pinto. O piloto vai agora disputar a Ivo Pinto esteve muito perto de al- putou mais uma jornada do Camcançar a primeira vitória do ano peonato Nacional de Enduro, no derradeira prova do Troféu Luso em Castelo Branco, onde se dis- dia 18 de maio, mas acabou por Galaico, em Celorico de Basto.

Columbofilia da Didáxis de S. Cosme de regresso Após um interregno de dois anos, os Mensageiros de S. Cosme, o clube de Columbofilia da Didáxis de S. Cosme, regressaram à competição com uma equipa toda renovada, ou seja, com praticamente todos os pombos nascidos em 2013, designados de “borrachos” ou “pombos de ano”. O “Malhado”, pombo macho, classificou-se em seis das sete competições entre 250 a 500 kms em que participou. Destaque para os resultados do pombo na prova que contava para o Dia da Associação. Na categoria de Coletividade (352 pombos) o “Malhado” conquistou o 2º lugar, na categoria de Bloco (2.650 pombos) terminou no 6º posto e na categoria de Grupo (5.002 pombos) ficou-se pelo 11º lugar. Este feito é visto como mais valioso por se tratar de um pombo com apenas 9 meses de idade, mas que se bate bem com outros com mais idade e experiência. Refira-se ainda os pombos da equipa, que foram todos nascidos e criados no pombal da Didáxis durante o ano de 2013, começaram a fazer os primeiros treinos de orientação em dezembro do mesmo ano.

O Malhado

Atletismo do ACV na IX Maratona do Douro Vinhateiro A equipa de atletismo da Associação Cultural de Vermoim (ACV) participou na IX Maratona do Douro Vinhateiro, no passado dia 18 de maio. Os atletas famalicenses em prova foram Filipe Ribeiro (105º), Joaquim Ferreira (515º), Vítor Costa (670º), José Costa (719º), António Ferreira (918º) e Francisco Miranda (1169º).

ATC Basquetebol nas meias-finais da Taça do Minho A ATC Basquetebol marcará presença nas meias-finais da Taça do Minho de sub14 e sub16 B. A prova decorrerá nos próximos dia 31 de maio e 1 de junho, em Ponte de Lima. A equipa de sub14 defrontará o VSC Guimarães. Já os sub16 terão pela frente o SC Braga B. A equipa famalicense jogará, nos dois escalões, pelas 15 horas. Também no próximo dia 1 de junho, o ATC Basquetebol participará no III Torneio Alfenense. A equipa famalicense de sub10 competirá a convite do clube anfitrião da prova, o AC Alfenense. O torneio terá lugar no pavilhão da equipa da casa.


Op1151  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you