Issuu on Google+

pub

pub

Tribunal de Famalicão deixou-o em liberdade

PJ detém suspeito de violar jovem de 14 anos em Joane

P. 9

ANO 22 • Nº 1113

DE 5 A 11 DE SETEMBRO DE 2013

DIRETOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

Autárquicas 2013

Bombeiros sem mãos a medir com incêndios em vários pontos do concelho

FIM DE SEMANA DE CHAMAS EM FAMALICÃO

Paulo Cunha apresenta medidas de apoio aos seniores P. 85

Custódio Oliveira quer área metropolitana do Minho

Foi uma semana de muito trabalho para as corporações de bombeiros da cidade, que não tiveram mãos a medir no combate aos vários fogos florestais que deflagraram no concelho, com especial incidência no domingo, dia 1 de setembro. Só

nesse dia houve nove focos de incêndio segundo o CDOS de Braga. A zona de Joane foi das mais fustigadas pelas chamas, assim como Jesufrei, Lemenhe, Vilarinho das Cambas e Ribeirão. p.8

P. 7

BE sai em defesa dos serviços públicos P. 6

CDU apresenta candidato a Joane

Armindo inaugura Feira de Artesanato com expetativas elevadas P. 3

P. 11

opiniãosport: Taça: Ribeirão, Oliveirense e Ninense seguem em frente; Joane fica pelo caminho Xadrez: cubano vence Torneio Internacional Cidade de Famalicão

Época das vindimas está à porta e o OP foi saber o que esperam os produtores famalicenses

Frutivinhos prevê uma boa colheita este ano

E s p eci a l pub


2

pública: 5 de setembro de 2013

cidade

Nove mil seniores rumam a Fátima na sexta-feira O município de Famalicão organiza, esta sexta-feira, 6 de setembro, o tradicional passeio-convívio sénior ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima. À semelhança dos anos anteriores, o passeio irá contar com a presença do presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, bem como dos restantes membros do executivo famalicense. O passeio deste ano irá contar com a participação de perto de 9.000 idosos das 49 freguesias do concelho, num total de 166 autocarros e seis ambulâncias de assistência. Este passeio, organizado desde 1997, decorre no âmbito das atividades de animação social do programa municipal “Famalicão – Concelho Solidário”, destinando-se a todos os seniores famalicenses. O convívio é organizado pelo pelouro da Ação Social da Câmara Municipal, em estreita articulação com as 49 juntas de freguesia do concelho.

Próxima visita aos Paços do Concelho realiza-se sábado Com o primeiro sábado do mês de setembro à porta, regressam também as visitas aos Paços do Concelho. A iniciativa “Sábados nos Paços do Concelho”, promovida pela Câmara Municipal, volta assim decorrer este sábado, dia 7. Com início marcado para as 10h30, a visita passa pelos espaços mais emblemáticos do histórico edifício projetado por Januário Godinho, como é o caso do gabinete do Presidente da Câmara, o Salão Nobre e a Sala de Audiências do antigo Tribunal. Durante a manhã, os visitantes terão ainda a oportunidade de passear pelo jardim e conhecer algumas das obras de arte dispersas pelo edifício. A visita, que tem a duração de uma hora e meia, conta com a atuação de elementos da Companhia de Teatro “O Andaime” da Escola Secundária Camilo Castelo Branco. Está ainda sujeita a inscrições prévias, com o número limite de 25 inscritos. Os interessados podem efetuar inscrição no Gabinete de Atendimento da autarquia, na receção do Departamento de Planeamento e Gestão Urbanística, através do número 252320900, ou para o email planeamento.urbanismo@vilanovadefamalicao.org.

Escola de Música da Banda de Famalicão abre inscrições Já se encontram abertas as inscrições para a Escola de Música do Grupo Recreativo e Musical – Banda de Famalicão. Esta instituição de formação musical está aberta ao público de segunda a sexta, entre as 14 e as 20 horas, e aos sábados, no período da manhã, entre as 9 e as 13 horas, e à tarde, entre as 14h30 e as 19h00. A Escola de Música oferece formação em diversos tipos de instrumento, desde Sopros, Teclas, Percussão, Cordas, Canto, Coro e Orquestra, assim como iniciação musical para crianças de 1 e 2 anos. Na sequência da abertura de inscrições, a Escola de Música da Banda de Famalicão convida todas as crianças para participarem na iniciativa “Um Dia Para Ti”, no próximo dia 14 de setembro, entre as 10 e as 13 horas, onde as crianças poderão passar uma manhã na escola e experimentar todos os instrumentos disponíveis. Esta iniciativa encontra-se também disponível para os pais ou avós que acompanhem as crianças.

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO:

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

EDITOR DE TURNO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 7474).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Cle-

mente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

Numa iniciativa da YUPI

Jovens famalicenses em intercâmbio europeu na Eslováquia No passado dia 23 de agosto, 12 jovens famalicenses rumaram à Eslováquia para representarem Famalicão, através da associação YUPI, no intercâmbio europeu juvenil “YES – Youth Exchange Slovakia”. Neste projeto estiveram envolvidos três países (Portugal, Eslováquia e Polónia), num total de 36 participantes e os principais temas foram a Educação Não Formal e a Participação Ativa. Todos os jovens envolvidos são muito ativos localmente (associação de estudantes, voluntários Time4u), “assim sendo foi possível a troca de experiências e ideias sobre atividades que poderão desenvolver no futuro”, refere a YUPI em nota à imprensa. Segundo a associação, estes nove dias “foram repletos de dinâmicas de cooperação, workshops, atividades interculturais e diversão”, destacando “a excelente oportunidade que os jovens tiveram para contactarem com os locais e perceberem como é a vida de muitos deles,

O grupo que participou no intercâmbio

uma vez que durante um dia conviveram com uma família eslovaca”. Uma outra atividade de âmbito mais ambiental foi a longa caminhada e visita das grutas e lagoas nas belas montanhas High Tatras. Apesar da barreira linguística ter sido difícil de ultrapassar, com muito esforço e criatividade foi possível partilharem experiências, adquirirem conheci-

mentos e refletirem sobre as diferenças económicas, sociais e culturais dos países envolvidos. “Em suma, este projeto foi muito positivo e enriquecedor e todos voltaram para casa com a bagagem cheia de experiências, amizades e ideias para futuras atividades e projetos de participação ativa local, com o apoio da YUPI”, conclui a associação.

Rosa Maria Martelo recebe Prémio Eduardo Prado Coelho mónia está agendada para as 11 horas, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, e contará com as presenças do presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, e do presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes. O prémio, promovido pela Câmara de Famalicão em parceria com a APE, foi atribuído unanimemente à autora natural de VN de Gaia, pela obra “O Cinema da Poesia”. Rosa Maria Martelo é professora na Faculdade de Letras da Universidade do Porto e investigadora do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa. É autora, entre outros, de “Carlos Oliveira e a Referência em Poesia”, “Em Parte Incerta. Estudos de Poesia Portuguesa Contemporânea” e de “A Porta de Duchamp”, além de colaboradora de diversas publicações, nomeadamente Relâmpago, Colóquio-Letras e Diacrítica. Refira-se que Eduardo Prado Coelho ficou para sempre ligado a Famalicão por ter doado ao município o seu espólio de 12.500 títulos, que atualmente estão disponíveis para consulta na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco. O Grande Prémio de Ensaio, instituído em 2010 e que, anualmente, distingue uma obra de ensaio literário publicada em liRealiza-se, no próximo dia 13 de setembro, a en- vro, é resultado de um plano de ação cultural em trega do Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado torno de Eduardo Prado Coelho, como forma de agraCoelho 2012, à escritora Rosa Maria Martelo. A ceri- decimento pelo gesto da família do autor.

GRAFISMO:

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, Joaquim Loureiro, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS: Francisco Araújo

TÉCNICOS DE VENDAS:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR:

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Celta de Artes Gráficas, S.L. Gárcia barbón, 87 Bajo - Vigo

DISTRIBUIÇÃO:

Motivação em Marcha - Publicidade, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1113

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


pública: 5 de setembro de 2013 3

cidade

São as expectativas para a 30.ª edição do certame

Livro de memórias de monsenhor Joaquim Fernandes é lançado sexta-feira

Armindo Costa acredita que a Feira será excelente destaque vai para a tarde sénior, pelas 15 horas, que juntará idosos do concelho, e que contará com a animação do Grupo de Cavaquinhos do Liberdade Futebol Clube. À noite, pelas 22 horas, sobe ao palco a Banda Régis. Na sexta, pelas 21h30, atua o cantor Costinha. Já no fim de semana, no sábado, pelas 16 horas, haverá folclore com o Grupo Infantil e Juvenil de Santiago Gavião e Grupo Folclórico Santa Leocádia de Fradelos. Já mais tarde, às 21h30, atuam os Folc D’Ave, seguindo-se os Pedra D’Agua. No domingo, último dia do certame, pelas 16 horas ,há cantares ao desafio com Associação de Tocadores e Cantadores ao Desafio Famalicense, seguindo-se música popular com Carlos Soutelo. Para as 20 horas está marcado o concerto do Grupo de Fados e Serenatas da Universidade do Minho. A feira abre hoje, quinta-feira, das 18 às 24 horas. Amanhã, sexta, das 18 à 1 hora. No sábado, das 14 à 1 hora; e no domingo, das 14 às 22 horas. Entretanto, os restaurantes abrem à hora de almoço e à noite. A entrada custa um euro, mas os menores de 18 anos, estudantes e portadores do cartão sénior têm entrada gratuita.

No dia em que comemora 97 anos de vida, monsenhor Joaquim Fernandes, uma personalidade que é uma referência em Famalicão, vê a sua vida vertida em livro. A obra “Joaquim Fernandes – Memórias do Senhor Arcipreste”, da autoria de Artur Sá da Costa e Luís Paulo Rodrigues, é apresentada nesta sexta-feira, dia 6, pelas 18 horas, na Casa do Território, com a presença do presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa. Com um total de 132 páginas, o livro tem prefácio do arcebispo primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, e um texto de introdução dos autores Artur Sá da Costa e Luís Paulo Rodrigues, sendo dividido em cinco capítulos de memórias em que o monsenhor Joaquim Fernandes fala na primeira pessoa. A vida da infância ao seminário; o arciprestado e a ação pastoral; a obra social no arciprestado; a velha e a nova igreja matriz de Famalicão; e as relações entre o arciprestado e a sociedade civil são os temas que preenchem cinco capítulos sobre a vida e obra da figura pública famalicense que mais tempo esteve em funções. pub

António Freitas

Arrancou na passada sexta-feira e prolonga-se até domingo a 30ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão. Este ano, o certame conta com a presença de uma centena de artesãos provenientes de várias zonas do país e cerca de uma dezena de restaurantes. A feira famalicense tem-se distinguido pela diversidade de produtos apresentados, percorrendo várias regiões do país, mas também pelo trabalho ao vivo dos artesãos. E este ano não é exceção. No dia da abertura, Armindo Costa fez questão de cumprimentar, um por um, todos os expositores da feira, desde os artesãos aos restaurantes, fazendo votos de que esta edição seja um sucesso. “Quem esteve cá no ano passado não se queixou…foi um ano bom. Eu sinto que, apesar das dificuldades, as pessoas habituaram-se a gastar menos e a poupar mais e ficam com um bocadinho de dinheiro para algumas coisinhas, como a feira de artesanato”, disse, acrescentando que as pessoas ganharam confiança e já se habituaram à realidade do país. “Estou convencido de que esta feira de artesanato vai ser excelente”.

Dos cerca de 100 artesãos, 50 são famalicenses, uma participação concelhia elevada que agrada ao edil. Aliás, são muitos os jovens que participam, pela primeira vez, com o seu artesanato. A menos de um mês das Autárquicas, Armindo Costa está a terminar o seu mandato como presidente de Câmara de Famalicão, por isso, esta foi a última edição que inaugurou. Mas, na hora da despedida, o edil deixa elogios a este certame que já tinha 18 anos quando foi eleito. “Eu gosto do que é bom, do que é bonito e tradicional…tenho 75 anos e aquilo que eu vejo aqui levame à minha meninice, e enquanto houver esta feira, virei aqui como famalicense”. E vincou: “este é o meu mundo, faz parte das minhas raízes, que alguém quis preservar e que eu, também como presidente da Câmara, fiz tudo para engradecer e melhorar”. Na visita, Armindo Costa fez-se acompanhar pelos vereadores da autarquia, contando ainda com a presença de um representante do Ministério da Hotelaria e Turismo de Angola, Januário Marra. De resto, o certame continua até domingo. Para hoje, quinta-feira, o

António Freitas

Sofi fia a Abreu Silva

Armindo Costa cumprimentou, na inauguração, todos os expositores deste certame

Cineclube leva amor à Casa das Artes O Cineclube de Joane irá apresentar, durante o mês de setembro, um ciclo de cinema dedicado ao amor, intitulado “O Amor, o centro do mundo.” Durante este ciclo, que decorrerá na Casa das Artes de Famalicão, serão exibidos cinco filmes, quatro dos quais todas as quintasfeiras do mês, sendo que o quarto filme em exibição será no dia 25, quarta-feira, e terá entrada livre. O primeiro filme é exibido já hoje, quinta-feira. Trata-se de “Fausto”, de Aleksandr Sokurov. A

ação passa-se no século XIX. Heinrich Faust (Johannes Zeiler) é um filósofo e alquimista que vive frustrado pelas limitações do conhecimento humano. Tudo o que mais anseia é conhecer a natureza do mundo e o verdadeiro sentido da vida. Até que conhece Moneylender (Anton Adassinsky, no papel de Mefistófeles), que lhe dá a conhecer um lado mais obscuro e sórdido da realidade. É então que o seu novo amigo lhe propõe algo irrecusável: a sua alma em troca do amor de Margarete

(Isolda Dychauk), a mulher que Faust deseja. E, claro, o conhecimento supremo. Entretanto, até ao final do mês pode ainda “Fausto”, “O Grande Gatsby”, “Os Amores de Astrea e de Celadon”, “Morte em Veneza” e “É o Amor”. O Cineclube de Joane pretende, com esta iniciativa, dar ao público uma forma diferente de verem o amor no cinema, com filmes ligados a grandes obras da literatura, onde o sentimento do amor é explorado de forma mais complexa.


4

pĂşblica: 5 de setembro de 2013

publicidade


pública: 5 de setembro de 2013 5

cidade pub

Candidato da coligação PSD/CDS-PP apresenta medidas para os seniores

Paulo Cunha promete novos serviços de apoio domiciliário e de saúde Cristina Azevedo Uma comissão de proteção aos seniores, apoio à aquisição de medicamentos, novos serviços de apoio domiciliário e um centro de convívio em todas as freguesias são algumas das medidas apresentadas por Paulo Cunha para os seniores. O candidato da coligação “Mais Ação, mais Famalicão”, apoiada pelo PSD e CDS-PP, à Câmara de Famalicão apresentou na passada sextafeira à imprensa as suas propostas para os mais velhos, depois de uma reunião tida com a Associação de Reformados de Joane, na antiga escola primária de Montilhão. Paulo Cunha diz querer em Famalicão seniores “ativos, que participem na vida comunidade e que possam também interagir com os mais novos”, apesar de reconhecer “os tempos de dificuldades que muitos vivem”. Nesse sentido, o candidato começa por propor a criação de uma Comissão de Proteção e Apoio que faça um diagnóstico permanente à situação dos seniores famalicenses. “Se nos limitarmos, de quando em vez, a apresentar propostas para os nossos seniores, corremos o risco de nos desatualizamos”, refere Paulo Cunha, defendendo que, “dado a situação de emergência que vivemos, é necessário estar permanentemente no terreno, a avaliar a situação, para termos capacidade de resposta”. Acompanhado por Xavier Oliveira, candidato da coligação a Joane, Paulo Cunha anunciou também a criação de um serviço de apoio domiciliário universal, proto-

Paulo Cunha surgiu acompanhado do candidato da coligação a Joane, Xavier Oliveira

colado com as instituições sociais do concelho. “Além dos serviços já prestado pelo tradicional apoio domiciliários, pretendemos proporcionar a todos os seniores ajuda em áreas como a execução de pequenas reparações e a resolução de problemas de ordem burocrática”. Na área da saúde Paulo Cunha pretende, caso seja eleito, criar um serviço de prestação de cuidados básicos abrangendo as áreas da fisioterapia, nutrição, dietética, podologia, análises clínicas e medicina dentária, estando, para o efeito a “estudar parcerias com clínicas e outras instituições ligadas a esta área”. Em simultâneo, garante que apoiará os seniores mais carenciados na compra de medicamentos. Fomentar o convívio Pegando no exemplo da Associação de Reformados de Joane, Paulo Cunha comprometeu-se a criar em todas as freguesias do concelho espaços de convívio, “que permi-

tam aos seniores desenvolver laços de amizade e de proximidade”. Espaços que o candidato espera sejam geridos pelos próprios seniores. Permitir que os seniores do concelho possam utilizar os serviços dos transportes urbanos, através do Passe Sénior Feliz, em horários mais alargados, desde as 8h30 da manhã, é outras das medidas que corporizam o programa autárquico do candidato, que se compromete ainda a manter o programa municipal “Mais e Melhores Anos”, voltado para a vertente desportiva. Por outro lado, compromete-se alargar a oferta cultural, com programação específica na Casa das Artes, no Centro de Estudos Camilianos, no auditório do Parque da Devesa e através da rede de museus do concelho, implementar um programa de valorização do nosso património oral através da gravação áudio e vídeo de testemunhos, memórias e outros valores imateriais.

Paulo Cunha reafirma compromissos junto da Dar as Mãos O candidato da coligação “Mais Ação, Mais Famalicão”, reuniu, na passada sexta-feira, com a direção da Associação Dar as Mãos, tendo afirmado que “as pessoas e as suas condições de vida serão preocupações constantes da sua ação governativa para que exista igualdade e todos tenham reais possibilidades de crescer e evoluir”. Paulo Cunha reforçou a intenção de criar uma bolsa social de 50 milhões de euros para garantir que existam as condições financeiras necessárias a uma “resposta social avassaladora” a todos os cidadãos famalicenses carentes. Nesta reunião o candidato garantiu que irá manter os apoios financeiros que a Câmara Municipal atribui anualmente às instituições particulares de solidariedade social, como é o caso da Associação Dar as Mãos, para desempenho da sua ação junto dos mais carenciados. “A Associação Dar as Mãos é um exemplo vivo do melhor que se pode fazer na área da solidariedade, com a disponibilidade de mulheres e homens que, com sobriedade, praticam diariamente ações que tornam o nosso concelho mais justo e solidário”, assinalou. A Dar as Mãos, criada em 1994, visa a ação social, o apoio à integração social e o apoio comunitário, nomeadamente à infância, juventude, deficiência, família e terceira idade, em situação de carência socioeconómica, no concelho famalicense. Possui como valências uma unidade para os sem-abrigo, uma cantina social, um balneário e um espaço para apoio comunitário, e ambiciona melhorar a resposta social através de uma intervenção no edifício que ocupa.


6

pública: 5 de setembro de 2013

cidade

Paulo Cunha expressa gratidão às corporações do concelho após vaga de incêndios Ofertas de emprego

As ofertas de emprego divulgadas fazem parte da Base de Dados do Instituto do Emprego e Formação, IP. Para obter mais informações ou candidatar-se dirija-se ao Centro de Emprego indicado ou pesquise no portal www.netemprego.gov.pt utilizando a referência (Ref.) associada a cada oferta de emprego.

Oferta nº: 588144217 Profissão: ESPALHADOR DE BETUMINOSOS. PRETENDEM CONTRATAR ESPALHADOR DE BETUMINOSOS, FUNÇÕES:REGAR E ESPALHAR Local: Vermoim Oferta nº: 588144238 Profissão: SERVENTECONSTRUÇÃO CIVIL E OBRAS PÚBLICAS. TRABALHAR EM EQUIPA PARA AUXILIO E AJUDA A ESPALHAR TAPETES BETUMINOSOS EM ESTRADAS SOB COORDENAÇÃO SUPERIOR Local: Vermoim

“Os nossos bombeiros são uns heróis” Paulo Cunha expressou gratidão a todos os bombeiros de Famalicão após um fim-de-semana marcado por vários incêndios florestais um pouco por todo o concelho. O candidato da coligação “Mais Ação, Mais Famalicão” testemunhou, numa das frentes ativas de fogo no concelho, a forma como os soldados da paz enfrentaram perigosos combates às chamas e enalteceu a determinação e coragem de todos os bombeiros. “Quero partilhar o meu sentimento de profunda gratidão a todos os bombeiros pelo trabalho abnegado e notável na defesa de um dos nossos melhores patrimónios, a floresta. São uns heróis”, afirmou. Entretanto, na segunda-feira, Paulo Cunha reuniu com a direção dos Bombeiros Voluntários (BV) Famalicenses, no âmbito da candidatura autárquica, a quem

Paulo Cunha com a direção dos BV Famalicenses

reforçou a mensagem de solidariedade e deu a conhecer as principais propostas do seu projeto autárquico. O candidato reiterou a intenção de elevar o volunta-

BE sai em defesa dos serviços públicos A candidatura do Bloco de Esquerda de Famalicão às próximas eleições autárquicas veio, esta semana, reafirmar a sua oposição à privatização de serviços públicos, nomeadamente a água e os resíduos. Em nota à imprensa, a candidatura do BE compromete-se a manter no âmbito público o abastecimento de água e a manutenção e ampliação da rede. Para o BE, a Câmara Municipal “deve impedir a privatização da empresa Águas do Noroeste, abandonando esta empresa caso venha a ser privatizada, tendo em conta que o Governo PSD/CDS já manifestou a intenção de privatizar o abastecimento de água”. “Nesse cenário, a Câmara Municipal deve assumir integralmente a continuidade da prestação deste serviço público”, acrescenta. Por outro lado, também a recolha de resíduos sólidos deve manter-se na esfera pública, no entender do BE, para quem a Câmara Municipal deve opor-se à privatização da Resinorte, empresa de recolha e tratamento dos resíduos. “Também aqui a Câmara Municipal deve abandonar a empresa e garantir o serviço público”, defende. Considerando que “está em causa a defesa dos serviços públicos e a garantia uma boa qualidade de vida das populações”, o Bloco de Esquerda desafia ainda as candidaturas dos restantes partidos “a manifestarem aos famalicenses a sua posição no caso da privatização das empresas que prestam estes importantes serviços públicos”.

Oferta nº: 588144243 Profissão:CONDUTOR DE MÁQUINA "ESPALHADORA". CONDUZIR E MANOBRAR CILINDROS E ESPALHADORAS EM OBRAS DE TAPETES BETUMINOSOS DE ESTRADAS E RETROS Local: Vermoim Oferta nº: 588140512 Profissão: CABELEIREIRO. PRETENDE CONTRATAR CABELEIREIRA COM EXPERIÊNCIA Local: Fradelos

Oferta nº: 588144431 Profissão: COSTUREIRA, TRABALHO EM SÉRIE. COSTUREIRAS PONTO CORRIDO, CORTE E COSE E BAINHAS, PARA MALHAS Local: OLIVEIRA (SÃO MATEUS) Alerta-se para a possibilidade de ocorrência de situações em que a oferta de emprego publicada já foi preenchida devido ao tempo que medeia a sua disponibilização e a sua publicação. Para mais informações contactar o Centro de Emprego de Famalicão, na Alameda Padre Manuel Simões, 222, ou pelo Telefone 252 501 100

riado à condição de pelouro que terá como ações associadas a criação da rede local do voluntariado e do estatuto do voluntário como instrumento de reconheci-

mento concelhio. “Consignarei um conjunto de direitos sociais para que sejamos justos com quem pratica o voluntariado, nomeadamente os bombeiros, e dessa forma estimulemos outros à sua prática, para bem da comunidade”, assinalou. Paulo Cunha reafirmou a intenção de aprofundar o envolvimento institucional da Câmara Municipal com as três corporações de bombeiros do concelho, no sentido de existir uma “cumplicidade positiva” entre instituições, e comprometeu-se ainda manter os apoios financeiros. O candidato da coligação elogiou também o arrojo dos BV Famalicenses que em janeiro de 2014 esperam abrir um centro de treino na freguesia de Outiz, destinado às três corporações do concelho.

ALUGA-SE

Moradia individual T3 no 1º andar, com jardim em Joane Valor 250€/mês CONTATO 914 842 137

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Famalicão Qu i n t a, 5

Serviço Calendário Riberão

Sex ta, 6

Valongo

Sá bad o, 7

Gavião

Domi ngo, 8

Barbosa

Segund a, 9

Cameira

Terç a , 10

Central Ribeirão

Qua rta, 11

Calendário

VENDE-SE

CÃES DE RAÇA PINCHER MACHOS COM 3 MESES CONTATO: 96 56 78 661

Vale do Ave

S e r v iç o

Qu i n t a, 5 Sex ta, 6 Sá bad o, 7 Domi ngo, 8 Segund a, 9 Terç a , 10 Qua rta, 11

Delães Riba de Ave Almeida e Sousa Bairro Delães Riba de Ave

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


pública: 5 de setembro de 2013 7

cidade

Candidato do PS vira discurso na apresentação dos mandatários setoriais

Custódio Oliveira manifesta-se confiante na vitória Cristina Azevedo Pela primeira vez desde que iniciou a campanha eleitoral, Custódio Oliveira afirmou, categoricamente, que o PS vai ganhar as eleições autárquicas em Famalicão. Até aqui o candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal nunca tinha admitido essa certeza, escusando-se mesmo a formular qualquer resultado. A viragem de discurso surgiu na apresentação pública dos mandatários setoriais, que aconteceu na passada segunda-feira, na sede do partido. “Vamos ganhar esta eleição e vamos ganhar para trabalhar e fazer melhor”, referiu o candidato no seu discurso. No final, questionado pelos jornalistas, Custódio Oliveira disse ter “dados objetivos” para fazer essa afirmação, desde logo, “estudos fei-

Custódio Oliveira apresentou os seus mandatários setoriais na sede do PS

tos para candidatura e que a lei impede que diga mais do que isso”. Diz também ter encontrado em todos os locais por onde tem andado “um apoio muito superior àquele que tinha expectado”. A 27 dias das eleições, Custódio

Oliveira fez assim um balanço positivo da pré-campanha, acreditando que as pessoas estão recetivas à mudança. “Vamos ganhar porque eles querem manter, é esta a palavra-chave espalhada por todo o concelho”, apontou o candidato do PS,

que continuou com as farpas ao principal adversário: “num tempo de grandes mudanças da sociedade, eles dizem manter; num tempo de grave crise, de desemprego, de grandes dificuldades, eles dizem manter. Pois nós não queremos manter, nós queremos mudar e queremos mudar para melhor”. Quanto aos mandatários setoriais, são 18 pessoas no total, que representam áreas que vão da educação à justiça, passando pela coesão social, agricultura, ambiente, cultura, finanças, entre outros. Nesse grupo estão nomes como Mário Martins, Carlos Sousa, Paulo Folhadela, Manuel Loureiro ou Inês Carvalho. Além de darem o seu nome e o seu rosto pela candidatura socialista, Custódio Oliveira pretende que estes mandatários sejam, no futuro, “parte integrante de um grupo informal de aconselhamento da presi-

dência da Câmara” que pretende criar caso seja eleito. “Queremos que tragam para dentro da Câmara o sentimento, os problemas, as visões do exterior. Todos sabemos que o poder tem filtros e esses filtros impedem muitas vezes que a informação circule livremente, e nós quebrar com esses filtros, com essas barreiras”, afirma. Nesta cerimónia, Custódio Oliveira quis ainda deixar “uma palavra de solidariedade para com os professores que ficam no desemprego”, concretamente, “para com as centenas de pessoas que hoje [segundafeira] fazem fila no centro de emprego de Famalicão para serem atendidas”. Precisamente, segunda-feira foi o dia em que os professores que ficaram sem colocação começaram a inscrever-se nos centros de emprego.

Custódio Oliveira quer Famalicão a lutar por esse objetivo

Socialistas defendem criação da área metropolitana do Minho Cristina Azevedo mos geoestratégicos. Custódio Oliveira entende que O candidato do Partido Socialista à há condições para ser criada a área Câmara de Famalicão defendeu, esta metropolitana do Minho e, caso seja semana, a criação de uma área me- eleito presidente de câmara, está tropolitana do Minho e uma maior disposto a tomar a dianteira e a reudinamização do Eixo Atlântico. Cus- nir vontades para que isso aconteça. tódio Oliveira falava aos jornalistas “O meu compromisso é de uma luta no final de uma reunião com presi- de juntar forças, de criar dinâmicas, dentes de câmara da região, eleitos com os municípios, com as universipelo PS, que decorreu em Famalicão. dades, com as associações comerEm concreto, o candidato reuniu cial e industrias, com as associações com os autarcas de Braga, Guima- socioculturais e com os cidadãos”, rães, Santo Tirso, Fafe, Barcelos, Ca- referiu o candidato, que perspetiva o beceiras de Basto, Vila Nova de Cer- nascimento de “uma grande área veira e Melgaço, que vieram dar metropolitana do Minho, que possa apoio à candidatura socialista e responder, que possa ser competiabordar com Custódio Oliveira o pa- tiva, que possa servir melhor os inpel de Famalicão, no futuro, em ter- teresses das populações e que seja

Posição foi assumida após reunião com autarcas do PS

uma competição saudável e positiva com a Área Metropolitana do Porto”. Entendendo que Famalicão “pode e deve ocupar um papel de maior relevo” no contexto regional,

Custódio Oliveira assume ainda o compromisso de pugnar pela dinamização do Eixo Atlântico, uma associação que reúne municípios do norte de Portugal e da Galiza, e da

qual Famalicão faz parte, “mas quase nem se da por isso”. Custódio Oliveira lembra que assistiu ao nascimento desta associação e que foi ele quem redigiu os primeiros estatutos, lamentando que, hoje, “o Eixo Atlântico não passe de um clube de amigos”. “Não foi para isso que foi criado”, aponta, manifestando, desde já, caso ganhe a Câmara, “a disponibilidade do concelho de Famalicão para entrar na dinâmica de construir um Eixo Atlântico que seja a base de uma grande região europeia”. “Só assim poderemos competir minimamente com outras regiões da Europa, nomeadamente do centro e do leste da Europa”, adverte. pub


8

pública: 5 de setembro de 2013

freguesias

Paulo Cunha promete apoio aos Bombeiros de Riba d’Ave O candidato pela coligação “Mais Ação. Mais Famalicão” à Câmara Municipal, Paulo Cunha, continua o seu ciclo de visitas às corporações de bombeiros do concelho, e no passado dia 27 de agosto foi a Riba d’Ave, onde se encontrou com a corporação local, e manifestou o interesse de “aprofundar o envolvimento institucional da Câmara com as três corporações concelhias”, tentando assim conseguir algo que apelidou como “cumplicidade positiva”. Neste momento, os Bombeiros Voluntários de Riba de Ave perspetivam mudarse para um novo quartel, que já se encontra em construção, e manifestaram ao candidato a preocupação em relação ao quartel antigo, esperando que o Ministério da Administração Interna o compre para se tornar nas novas instalações da GNR. O candidato da coligação prometeu que criaria “todas as condições para que a corporação, uma vez instalada no novo quartel, possa ter os meios necessários para um bom desempenho”.

Caminhada Concelhia prossegue no dia 21 Conhecer as paisagens e o território do concelho pelo seu próprio pé. Esta é a proposta da Câmara Municipal de Famalicão, que no dia 21 de setembro, desafia todas as pessoas a participarem na oitava, e última, etapa da caminhada concelhia, a partir das 14 horas. Desta vez, o trajeto percorre as freguesias de Gondifelos, Cavalões, Outiz, Brufe, Louro e Vila Nova de Famalicão. O percurso, com cerca de 15 quilómetros, é considerado de dificuldade média e promete dar a conhecer, de forma animada e aventureira, o património cultural, religioso e arquitetónico famalicense. Com partida marcada no Parque de Campismo de Gondifelos, esta última

etapa tem como destino o o Parque da Devesa. A iniciativa, promovida pelo pelouro da Juventude da autarquia, com o apoio do Corpo Nacional de Escutas e das associações Grucamo e Calcantes, tem atraído centenas de pessoas. A volta a pé pelo concelho arrancou em 2010, terminando agora, a 21 de setembro, depois de ter percorrido todo o território concelhio. Os interessados em participar devem efetuar a sua inscrição até às 12 horas do dia 20 de setembro, no portal da Juventude em http://www.juventudefamalicao.org ou no próprio dia, no local de partida da caminhada.

pub

Dançar é mesmo na PEDEDANÇA - Centro Cultural e Social Santo Adrião PROMOÇÃO !!! 50% DE DESCONTO NA 1º INSCRIÇÃO

Os apaixonados pela dança ou os que querem dar uma oportunidade a si mesmos para aprender algo novo e divertido, podem já inscreverse na PEDEDANÇA – Centro Cultural e Social Santo Adrião. É que a PEDEDANÇA vai dar continuidade à sua actividade de danças de salão nos Bombeiros Voluntários de Famalicão (junto à rotunda do LIDL). Mas, porque é importante experimentar e ver, de perto, o excelente ambiente vivido na PEDEDANÇA – Centro Cultural e Social Santo Adrião, a escola vai dar-lhe a oportunidade de vivenciar tudo de forma gratuita. Assim, para os que quiserem experimentar, as próximas aulas grátis são nas próximas sextas – feiras, com danças latinas, nos dias 13 e 20 de Setembro e aos sábados, com danças de salão, nos dias 14 e 21 de Setembro, sempre a partir das 21 horas. Sem precisar de par, os interessados poderão contactar com modalidades como o tango, valsa Inglesa e vienense, slowfox, quickstep, samba, rumba, paso doble, bolero, chá-chá-chá, tiriri, kuduro, kalemba, forró e outras.Mais informações em www.pededanca.pt - wwwfacebook.com/pededanca.pt.Podem contactar 965 619 233, 912 230 308, 934 954 216 e 919 151 569.

Bombeiros sem mãos a medir em vários pontos do concelho

Incêndios fustigaram Famalicão no fim de semana Foi uma semana de muito trabalho para as corporações de bombeiros da cidade, que não tiveram mãos a medir no combate aos vários fogos florestais que deflagraram no concelho, com especial incidência no domingo, dia 1 de setembro. Só nesse dia houve nove focos de incêndio segundo o CDOS de Braga. A zona de Joane foi das mais fustigadas pelo fogo, que iniciou no sábado e só foi extinto na noite de domingo. Foram praticamente 24 horas de combate às chamas por mais de 20 veículos e 60 homens das corporações de bombeiros do concelho, auxiliados por um meio aéreo. O incêndio chegou a ter quatro frentes ativas e colocou em risco várias habitações, para sobressalto dos moradores. O fogo consumiu uma área considerável de mato e floresta, abrangendo as freguesias de Joane, Telhado, Portela e Vermoim. Durante a noite de domingo para segunda-feira, o incêndio foi dado como ex-

tinto, mas ao logo do dia realizaram-se ainda trabalhos de rescaldo e vigilância já que, dado as elevadas temperaturas, iam surgindo, aqui e ali, alguns reacendimentos. Também outro incêndio de grandes dimensões consumiu mata em Jesufrei e Lemenhe, no dia de domingo. O fogo também esteve ativo praticamente 24 horas. De resto, já na quinta-feira o dia tinha sido de muito trabalho para os bombeiros. De madrugada, dois incêndios florestais em Sezures e Vilarinho das Cambas mobilizaram as atenções dos soldados da paz. Em Vilarinho das Cambas estiveram os Bombeiros de Famalicão, com um total de 34 homens e oito veículos. Em Sezures, o fogo também consumiu mato durante a noite. No combate às chamas estiveram os Bombeiros Famalicenses com 27 homens e 9 veículos. Ainda na quinta-feira, os bombeiros das duas corporações da cidade combateram durante toda a tarde um incêndio no lugar de Aldeia Nova, em Ribeirão.

Paulo Cunha visitou delegações da Cruz Vermelha O candidato da coligação “Mais Ação, Mais Famalicão” à Câmara Municipal, Paulo Cunha, visitou as duas sedes da Cruz Vermelha do concelho. Em Ribeirão, o candidato apoiado pelo PSD e CDS-PP, destacou a rápida e eficiente resposta da Cruz Vermelha no que toca às emergências médicas, não só na vila de Ribeirão, mas também nas freguesias próximas, onde existe alguma carência em relação ao transporte de doentes. Paulo Cunha garante que, caso seja eleito, a Câmara Municipal continuará a apoiar esta instituição, de modo a proporcionar a assistência médica necessária àquela população. O candidato pela coligação destacou ainda o mérito da instituição, por conseguirem realizar obras importantes, em altura de crise, como é o caso de um aparcamento coberto para utentes. Já em Oliveira S. Mateus, no dia 29, o candidato exaltou a “exemplar intervenção da Cruz Vermelha” na resposta aos problemas daquela área geográfica, e, numa reunião com os responsáveis daquela instituição, garantiu a continuidade do apoio financeiro da Câmara Municipal, caso vença as autárquicas. Dando destaque à loja social, que foi inaugurada em 2011 com o apoio da autarquia, Paulo Cunha deixou no ar que existirão condições para um protocolo entre o executivo municipal e a instituição, para estimular o voluntariado.

Romaria Nova anima a freguesia de Lousado Arranca esta sexta-feira, dia 6, a festa da Romaria Nova, em Lousado, com um espetáculo musical, que se inicia pelas 21h30 e que inclui as atuações do conjunto Santo André e do Rancho Folclórico de Santa Marinha de Lousado. A festa prossegue no sábado, destacando, pelas 16 horas, a procissão em honra de S. Lourenço, desde a Ponte da Lagoncinha até à Igreja Paroquial, seguida de missa com sermão. À noite atua a banda Quinta do Bill, terminando com fogo de artifício. No domingo, a missa festiva é celebrada às 11 horas e a procissão em honra do Sagrado Coração de Maria e Senhora da Boa Hora sai pelas 17 horas. À noite, destaca-se a atuação do grupo Albatroz e uma sessão de fogo piromusical. A festa termina na segunda-feira, dia 9, com o regresso de S. Lourenço à sua capela, em procissão, pelas 18 horas.


pública: 5 de setembro de 2013 9

freguesias

Um incêndio na garagem de um prédio em Joane, na madrugada da passada segunda-feira, destruiu cinco viaturas e causou algum pânico entre os moradores. As chamas deflagram na garagem de um prédio da Avenida Padre Silva Rego, quando passavam poucos minutos da uma hora da manhã, quando os moradores se aperceberam do fogo, alguns deles acordados em sobressalto. Alertados os bombeiros, os moradores tiveram que ser evacuados do edifício e alguns tiveram que o fazer com o auxílio dos soldados da paz. O fogo acabou por destruir cinco viaturas que se encontravam na garagem, tendo os bombeiros evitado que tomasse proporções maiores. Na manhã de segunda-feira, a Polícia Judiciária esteve no local a recolher elementos. Para já desconhecem-se as causas do incêndio, mas a possibilidade de ter sido mão criminosa não foi descartada.

Repóter Local

Incêndio destrói cinco viaturas em Joane

As viaturas ficaram totalmente destruídas pub

PJ detém suspeito de violar jovem de 14 anos em Joane A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, terça-feira, a detenção de um homem de 29 anos suspeito da prática dos crimes de sequestro e violação de uma menor de 14 anos, na segundafeira, em Joane. Em comunicado, a PJ refere que a menor, que circulava sozinha junto a uma estrada próxima do local do crime, terá sido "violentamente arrastada" para o interior de um campo de milho, onde seguidamente foi violada. "Finda a violação, seguida de abandono do local por parte do ora detido, a vítima procurou auxílio junto à mesma estrada onde havia sido sequestrada, vindo a ser socorrida por uma mulher que entretanto aí circulava de automóvel", acrescenta o comunicado. O detido é operário da construção civil e já está referenciado localmente por situações de assédio e tentativas de abuso sexual de outras jovens e mulheres. O homem foi ouvido no Tribunal de Famalicão, ainda na terça-feira, para primeiro interrogatório, ficando a aguardar julgamento em liberdade. O arguido ficou sujeito a apresentações semanais na polícia, estando também proibido de contactar com a vítima.

Casa da Pedreira reabre com pintura, música e teatro A Casa da Pedreira, em Gondifelos, reabre no próximo fim de semana a sua programação com uma nova exposição, um espetáculo de música e outro de teatro. A nova exposição é do artista plástico Migvel Tepes, da Póvoa de Varzim, e intitula-se “GRETE SAMSA - Love & Life” e reúne um conjunto de trabalhos realizados segundo reformulação de uma ideia originada pela obra "A Metamorfose", por Franz Kafka. A exposição será inaugurada no próximo sábado, dia 7, às 21h30, e fica patente até 31 de outubro. Logo a seguir à inauguração terá início o espetáculo “Aires Mágicos” onde o registo sonoro e visual é a base que inspira este projeto de captações livres e aleatórias, em busca do surrealismo mágico da América Latina. Já no domingo à tarde tem lugar o mais recente espetáculo da Nuvem Voadora “Hard Working”, um solo de clown de Pedro Correia que acaba de chegar a Portugal depois uma tour em França.

Dádiva de sangue em Ribeirão No próximo domingo, dia 8, a Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove uma “Colheita de Sangue” na Junta de Freguesia de Ribeirão, com o apoio desta e da Associação Adoptar. Aberta à população em geral, a recolha será realizada entre as 9h00 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue e da Transplantação.


10

pública: 5 de setembro de 2013

freguesias

Câmara de Famalicão requalifica ruas de Joane A Câmara Municipal de Famalicão está a proceder à requalificação de algumas ruas da vila de Joane. Foram já intervencionadas as ruas da Devesa e Sub-Carreira, cujas obras incluíram a pavimentação da via. Prestes a arrancar, está a pavimentação da Rua da Charrueira, também em Joane. Estas intervenções estão inseridas no plano municipal de renovação das acessibilidades concelhias e implicam um investimento que ronda os 150 mil euros.

Associação Espaço em Movimento abre inscrições A Associação Espaço em Movimento, de Telhado, está com as inscrições abertas, nas suas várias valências, como é o caso do centro de convivo para os idosos, no apoio multidisciplinar à criança, e à atividade física para o bem-estar físico e mental de todos os interessados, com atividades físicas para toda a comunidade. A Espaço em Movimento é uma associação sem fins lucrativos, de cariz social, com sede operacional no edifício da Junta de Freguesia de Telhado, e pretende desenvolver um trabalho que abranja todo o Vale do Pelhe.

PRECISA-SE

Professora de Matemática Português e Inglês e com conhecimentos de Francês para centro de Explicações em Famalicão a tempo inteiro. Os/as interessados/as devem mandar curriculum para:

centroestudofamalicao@sapo.pt

ADMITE-SE

Funcionária com experiência para trabalhar em café no centro de Famalicão.

CONTATO 911 152 682

Coligação PSD/CSD-PP apresentou número dois a Famalicão e Calendário

Ademar Carvalho promete uma união de freguesias “forte e coesa” A coligação “Mais Ação, Mais Famalicão” apresentou, no passado domingo, na Escola Básica de Mões, o representante de Famalicão na União das Freguesias de Famalicão e Calendário encabeçada por Estela Veloso. Ademar Carvalho, 51 anos, adjunto do presidente da Câmara Municipal para a Ação Social, disse ter aceitado este convite para “continuar o desenvolvimento da freguesia”, materializado pela atual autarca Ana Maria Oliveira, a quem dirigiu palavras elogiosas, para e “contribuir para que todos os habitantes de Famalicão tenham melhor qualidade de vida” e aí gostem de viver. “Queremos e seremos uma união de freguesias forte, coesa e em que cada uma das freguesias continuará a manter a sua identidade”, afirmou ainda Ademar Carvalho na sua apresentação pública que contou, entre outras personalidades, com as presenças de Altino Bessa e Jorge Paulo Oliveira, deputados à Assembleia da República. Num discurso marcado pelas preocupações sociais, Ademar Carvalho apontou como uma das principais medidas desta candidatura o reforço do apoio social,

Paulo Cunha, Estela Veloso e Ademar Carvalho

enaltecendo a medida já anunciada por Paulo Cunha que visa criar uma bolsa de 50 milhões de euros para a área social. Precisamente, o candidato da coligação apoiada pelo PSD e CDS-PP à Câmara Municipal mostrou-se convicto de que Estela Veloso e Ademar Carvalho irão formar “uma grande equipa” nesta união de freguesias que constituirá a maior autarquia local do concelho e uma das maiores do país. “A experiência de ambos é

garantia de um futuro risonho para Famalicão e Calendário onde a união vai fazer a força”, assinalou. Paulo Cunha renovou o apelo à mobilização dos famalicenses em torno do projeto autárquico que defende para Famalicão. “Preciso muito do vosso apoio para que transmitam as minhas ideias. Estão todos convocados para este desafio porque este momento exigente não dispensa ninguém”, declarou.

Coligação apresenta candidatos em Lagoa, Avidos, Esmeriz, Cabeçudos e Antas

Empresa em V.N. Famalicão recruta

VENDEDORES (m/f)

PRETENDE-SE - Pessoas com experiência e capacidade para venda direta (domicílio) - Boa apresentação - Capacidade de comunicação e de negociaç��o - Com carta e viatura própria

OFERECE-SE - Formação a cargo da empresa - Carteira de clientes - Ajudas de custo - Ordenado base - Comissões - Telemóvel e GPS

MARQUE ENTREVISTA 911 144 059 252 312 623

Armindo Mourão

Jorge Cruz

Manuel Alves

Mário Pinto

Paulo Silva

A coligação "Mais Ação, Mais Famalicão", apoiada pelo PSD e CDS-PP, prossegue este fim de semana com a apresentação de candidatos às juntas de freguesia, com sessões que contarão com a presença do candidato à Câ-

mara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha. Assim, no sábado, dia 7, é apresentado o candidato da Lagoa à União das Freguesias de Avidos e Lagoa, pelas 16 horas, na Sede da Junta. Tratase de Jorge Cruz, 50 anos,

presidente da Junta da Lagoa desde 2001. Uma hora depois, no parque de merendas de Avidos é apresentado o candidato à presidência desta União das Freguesias. Trata-se de Paulo Silva, 42 anos, advogado, que pertence à direção do Centro Social e Paroquial de Avidos e que fundou a Associação Unida de Avidos da qual é vice-presidente. Ainda no sábado, é apresentado Armindo Mourão como candidato à presidência da União das Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos, pelas 21h30, na Casa de Esme-

riz. Armindo Mourão é o atual secretário da Junta de Esmeriz. É também o vice-presidente da Associação Desportiva de Esmeriz e da Associação Desportiva e Recreativa da Leica, empresa onde trabalha. No domingo, dia 8, tem lugar a apresentação do candidato de Cabeçudos à União das Freguesias de Esmeriz e Cabeçudos, pelas 17 horas. Trata-se de Mário Pinto, 60 anos, o presidente da Assembleia de Freguesia de Cabeçudos. Ainda no domingo, pelas 18h30, é apresentado o candidato à presidência da União das Freguesias de Antas e Abade de Vermoim, pelas 18h30, no Cruzeiro, em Antas. Trata-se de Manuel Alves, empresário no ramo da construção civil, secretário da Junta de Antas desde 2001. É bombeiro nos Voluntários Famalicenses desde 1974.


freguesias

Apresentação foi feita com ação porta a porta

José Carlos Ferreira candidata-se a Joane pela CDU Decorreu esta semana a apresentação do candidato da CDU à população da freguesia de Joane. José Carlos Ferreira, militante da CDU e sindicalista ativo, afeto à CGTP, assume-se como “a voz da população de Joane” e promete “enfrentar de forma determinada os obstáculos e problemas que surjam e as injustiças que sejam cometidas, na defesa da população da freguesia”. O candidato seguiu a metodologia adotada pela CDU para este período de pré-campanha eleitoral, apresentando-se aos eleitores, através do contato porta a porta. Desta forma, José Carlos Ferreira entende que é possível não só darse a conhecer à população

como candidato, como também apresentar os traços gerais e objetivos para estas eleições. “Na minha longa vida no movimento sindical e político, tenho lutado sempre pelos direitos dos trabalhadores e das populações, direitos esses que nos têm sido usurpados. É também por isso que aceitei dar voz

à população de Joane, nesta luta diária e desigual”, refere o candidato no manifesto que distribuiu pela população. Uma vez mais, Miguel Lopes, candidato da CDU à Câmara Municipal de Famalicão, primou pela presença, numa ação que visou auscultar melhor as necessidades reais da vila e transmitir a estratégia da CDU para Famalicão e, em particular, para Joane. No final, Miguel Lopes e José Carlos Ferreira, deixaram a garantia de que “quer em termos locais, como na própria Câmara Municipal, a população de Joane será defendida e ouvida e tudo será feito para corrigir e resolver as situações diagnosticadas”.

Ernesto Freitas promete estar atento à realidade social

CDU apresenta candidato à União de Freguesias de Carreira e Bente Decorreu esta semana a apresentação do candidato da CDU à população da União de Freguesias de Carreira e Bente. Ernesto Freitas, militante da CDU, sindicalista e homem do associativismo local, desde logo referiu que, apesar de ser contra a agregação de freguesias, considera importante e determinante “a forte defesa das populações a quem foi imposto este desígnio”. Como tem sido apanágio da CDU, o contacto porta a porta para se fazer apresentar à população, procurando desde logo inteira-la dos seus objetivos nestas eleições, foi a estratégia adotada. Com a companhia de Miguel Lopes, candidato à Câ-

mara Municipal de Famalicão pela CDU, Ernesto Freitas percorreu parte da União de Freguesias de Carreira Bente, inteirando-se da realidade e transmitindo as estratégias que defendem para o concelho e em particular para esta união de freguesias. No manifesto de apresentação da sua candidatura, Ernesto Freitas lembra

que é dirigente sindical e, como tal, diz estar “perfeitamente inteirado da realidade laboral e social que vigora no nosso país e de forma aguda no nosso concelho”. “Estou, portanto, bem preparado para lutar pelos direitos das populações de Carreira-Bente, pois tenho a vivência e o conhecimento real do que é a vida atual de muitas famílias, desta união de freguesias, desemprego, fome, pobreza e miséria, por vezes escondida, que muitas delas sentem”, O candidato, compromete-se ainda a “estar atento às intervenções que são necessárias realizar na união de freguesias, para promover e melhorar a qualidade de vida da população, e que ainda estão por concretizar”.

Fábrica das Casas é inaugurada em Oliveira S. Mateus É inaugurada no próximo sábado, dia 7, em Oliveira S. Mateus a Fábrica das Casas, um novo investimento da Consoc Indústria, SA, pioneiro em Portugal, com fabricação completa de modelos de habitação, comércio, serviços e equipamentos turísticos, completamente projetados, desenvolvidos e construídos em fábrica. A fábrica, com mais de 20 mil metros de área e que resulta de um investimento superior a 4 milhões de euros, é inaugurada pelas 16 horas.

pública: 5 de setembro de 2013 11

Didáxis proporcionou “super férias” a 50 crianças carenciadas

Foi um mês de aventuras, partilha, ensinamento, convívio, e várias emoções e vivências pessoais. Um mês na Didáxis de S. Cosme com 50 crianças e jovens carenciados que tiveram oportunidade de ter umas férias diferentes, em colaboração com o Banco Alimentar, que assegurou as refeições, assim como a Câmara Municipal de de Famalicão e a Didáxis. Segundo a coordenadora do projeto, Yolanda Machado, “foram dias divertidos e cansativos que se revelaram enriquecedores para todos os quanto colaboraram, desde dos alunos até aos professores e às diversas entidades. A semente está semeada e espero que todos nos passamos sentir felizes por esta participação e colaboração.” O projeto contou com a colaboração imprescindível de uma equipa de voluntários, constituída na sua maioria por pro-

fessores e pais, que colocaram em prática toda a logística necessária. Ao longo de um mês as crianças tiveram oportunidade de participar em torneios de futebol, aulas de natação, hipismo, arte marcial e jiu-jitsu; participar em oficinas de artes onde se inclui a culinária, trabalhos manuais, informática, yoga, música, dança, teatro para além de uma ligação ao escutismo e diversos jogos educativos. As visitas ao exterior também fizeram parte do programa, nomeadamente a visita ao Regime de Cavalaria de Braga, ao Estádio Axa e à quinta pedagógica de Barcelos. Profundamente emocionada, Yolanda Machado agradeceu às diversas pessoas contribuíram para que esta iniciativa fosse uma realidade, concretamente aos professores, aos funcionários, ás mães, à direção da escola, e aos monitores. pub


12

pública: 5 de setembro de 2013

publicidade

Falecimentos Júlia Maria d e Pai va e Silva Arcipreste, no dia 31 de agosto, com 81 anos, casada com António Jacinto Maia Arcipreste, da freguesia da Lama (S ant o Tir s o ). Maria Arminda Neto Mar tins, no dia 30 de agosto, com 76 anos, solteira, da freguesia de Rebord ões (S anto Tir s o) . Carlos Albe rto Sil va e So usa, no dia 31 de agosto, com 55 anos, divorciado, da freguesia de Re bordõe s (S ant o Tir s o ).

Lucinda Gomes Araújo, no dia 30 de agosto, com 82 anos, casada com João Araújo Pinto, da freguesia de Arnoso Santa Maria. Clemente da Silva Araújo, no dia 30 de agosto, com 86 anos, viúvo de Maria da Glória Ferreira Gomes, da freguesia de Gavião. Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Marce lina Go mes de Oliveira, no dia 3 de setembro, com 92 anos, viúva de Aires António Dias, da freguesia de Bai rro.

Maria Luísa Pereira, no dia 30 de agosto, com 82 anos, casada com José de Castro Abreu, da freguesia de Silvares (Guimarães).

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Arlindo da Cunha Alves, no dia 31 de agosto, com 71 anos, viúvo de Felismina Glória de Sousa, da freguesia de Moreira de Cónegos (Guimarães).

Maria da Gló ria de Sousa Azevedo, no dia 27 de agosto, com 71 anos, casada com Ismael Esteves Gonçalves, da freguesia de Avidos.

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

António Corre ia da S ilva, no dia 28 de agosto, com 80 anos, viúvo de Júlia Mendes Fernandes, da freguesia de Are ias (S anto Ti rso).

Fernando Costa Machado Correia, no dia 20 de agosto, com 70 anos, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

Jo aquina da Si lva Dias, no dia 29 de agosto, com 88 anos, viúva de José Alves Conde, da freguesia de Palmeira (S anto Tirso ). Bernardi no da S ilva Lemos, no dia 1 de setembro, com 65 anos, casado com Maria Ferreira da Silva, da freguesia de Bente . Ad elai de Ro drigues d e Macedo, no dia 3 de setembro, com 90 anos, solteira, da freguesia de Calendár io. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Albina Reis Carneiro, no dia 16 de agosto, com 90 anos, solteira, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Manuel Henrique Ribeiro Sarmento, no dia 24 de agosto, com 78 anos, casado com Maria de Lurdes Miranda da Costa, da freguesia de S. Mar tinho de Bougado (Trofa). Henrique Moreira da Costa, no dia 26 de agosto, com 75 anos, casado com Edite Ferreira Leça, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa).

Emília Dias de Azevedo, no dia 26 de agosto, com 81 anos, viúva de Carlos da Costa e Silva, da freguesia de Fradelos.

Isaura Moreira Maia, no dia 29 de agosto, com 89 anos, viúva de António dos Santos Costa Araújo, da freguesia de Ribeirão.

João Pinheiro Moreira, no dia 26 de agosto, com 69 anos, casado com Teresa de Jesus Correia de Magalhães Moreira, da freguesia de Vale S. Martinho.

Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

Manuel da Silva Barroso, no dia 3 de setembro, com 65 anos, casado com Maria da Costa Reis, da freguesia de Vale S. Cosme. Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290


SENHORA

TOMA CONTA DE IDOSOS EM QUALQUER HORÁRIO CONTATO 962 101 905

TORNEIO SUECA

No próximo dia 7 de setembro de 2013 vai realizar-se no CAFÉ TROPICAL (em Cavalões) um torneio de sueca. As inscrições são 15 baralhos por equipa e podem ser feitas até à hora do início do torneio, 15 horas. Prémios: 1º prémio : 2 cabritos 2º prémio : 2 presuntos 3º prémio : 2 bacalhaus 4º prémio : 2 garrafas whisky Grant’s

Nota: O torneio realizar-se-à nestas condições no mínimo com 24 equipes.

Telefone: 252 99 14 57

Junta de Freguesia de Pousada de Saramagos

Assunto: INFORMAÇÃO de Reunião Ordinária da Assembleia de Freguesia

Horácio Carneiro Dinis, na qualidade de Presidente da Assembleia de Freguesia de Pousada de Saramagos, VEM, informar V/Exas. que a Assembleia de Freguesia de Pousada de Saramagos se reunirá em Sessão Ordinária, no próximo dia 14 de Setembro de 2013, pelas 16:45 horas, no salão nobre da Junta de Freguesia, sita no Largo José da Silva Freitas, com a seguinte Ordem de Trabalhos: 1.Informações do Senhor Presidente da Junta de Freguesia. 2.Alteração ao Orçamento do ano de 2013. 3.Outros assuntos de interesse para a freguesia.

Pousada de Saramagos, 02 de Setembro de 2013

P`lo Presidente da Mesada Assembleia de Freguesia (Horácio Carneiro Dinis)

pública: 5 de setembro de 2013 17

publicidade/praça publica

Pelos Quatro Cantos da Ca(u)sa Domingos Peixoto

Por que será Projetar localmente 2025, na perspetiva de uma hegemonia e de um percurso partidário de mais 12 anos no poder pode ser, não inevitavelmente, uma operação de pura fantasia. Liderar partidariamente a projeção, escolher a dedo várias equipas, atribuir-lhes um guião por “especialidades”, condensar em livro os “debates científicos”, editá-lo apresentando-o como resultado independente e visão futurista da sociedade civil é, em meu entender, exercício de ficção. Governação militante que, não podemos esquecê-lo, ao fim de doze anos de gestão do concelho absolutamente maioritária e de um “consumo” de cerca de mil milhões de euros, deixa Famalicão sem a Variante Nascente, uma via essencial e estruturante para o seu desenvolvimento; não conseguiu potenciar interesses com o concelho da Trofa nem cativar o poder central para uma indispensável e adequada nova travessia do rio ave; deixa o município sem o Plano Diretor Municipal aprovado – cuja revisão já havia sido iniciada antes de chegar ao executivo – em nome de interesses que julgo inconfessáveis; ao contrário do prometido não extinguiu a derrama sobre o IRC; não criou o prometido interface rodoferroviário; não defendeu os interesses dos famalicenses ao não

exigir e garantir a paragem na cidade do comboio internacional Porto-Vigo; não resolveu problemas de acessibilidades à principal empresa exportadora e uma das maiores contribuintes para os cofres da autarquia; não defende uma mais-valia como a vinda do Metro a Famalicão! Deste modo o que podemos considerar é que se andou a elaborar uma espécie de “programa” eleitoral da coligação, que se vem usar, propositada mas desadequadamente, como campanha eleitoral. Aliás o concelho vinha, das antecedentes gestões municipais, nomeadamente a do partido socialista, de uma grande aposta nas instituições culturais, no associativismo e na educação escolar e profissional. Destaca-se ao nível cultural a biblioteca Camilo Castelo Branco, a Casa das Artes e a rede municipal de museus. Entre estes deve destacar-se, a bem da verdade e da justiça, o Museu Alberto Sampaio, agora relocalizado. A este propósito devo referir que, malevolamente, foi noticiado que o mesmo se encontrava numa cave, mal acondicionado, sem condições mínimas de “guarda” e consulta. Ora, o local era os paços do concelho, na sua entrada nobre, num piso inferior, adequadamente referenciado e, apenas, com di-

mensões exíguas. Porém, era-lhe prestada toda a atenção e cuidado e o seu espólio foi consultado, sem problemas, por inúmeras pessoas. Já se disse que era “nobre”, o local. Tanto que durante quase doze anos, por não haver local melhor apropriado e disponível – como na gestão socialista – se manteve sem quaisquer problemas. Posso, então, questionar: para que serve a enorme e labiríntica cave fundada no atual edifício sede do museu, para onde foi transferido todo o espólio previamente à sua exposição no atual local? É por isso que publicitar profusamente os museus famalicenses, nos jornais locais e pelo menos em dois dos mais lidos diários da região, não pode deixar de ser visto, por um lado como “manobra” eleitoralista e tentativa de mostrar como sua obra que tem, felizmente, outros autores e já muitos anos de vida e, por outro lado tentar atrair verdadeiramente público que, ao contrário do que tem sido anunciado, a não ser nas festas tradicionais, também elas muito antigas, não tem aderido à propalada política do “é bom viver em Famalicão”. Por que será? Espero que os famalicenses apresentem, sem equívocos, a 29 de setembro a resposta.

Voz Off José Leite

“Notas Soltas” 1.Quando faltam menos de 30 dias para as próximas eleições autárquicas, escrevo aqui o meu último artigo deste mês. Faço-o por duas razões principais, por um lado, pelo respeito ao conselho editorial do jornal e, por outro, aos leitores. Temos que saber separar o trigo do joio. Este é o momento, nunca o fiz e jamais farei do espaço “Voz off” um boletim de campanha. Os famalicenses oportunamente escolherão as melhores propostas e as candidaturas mais capazes para levarem o nome da sua freguesia e do seu concelho para patamares mais elevados. 2. Uma citação de Raphael Michael, “a grande verdade, é que poucos de nós damos valor, ao que realmente tem valor”, inspirou-me para duas breves notas. A primeira é para os bombeiros portugueses que, uma vez mais, viveram um verão trágico e terrível. Todos sabemos as principais causas deste flagelo nacional e também não deixa de ser verdade que temos sido pouco enérgicos a implementar ações preventivas e adequadas para resolver e minimizar os riscos da destruição florestal. Dois dos principais problemas do nosso território continuam a ser o cadastro das propriedades e a reflorestação do nosso território. Pela primeira via, deveríamos e conseguiríamos imputar uma boa dose de res-

ponsabilidade a todos os proprietários para uma melhor limpeza e ordenamento das respetivas propriedades, já que, décadas após décadas, este persiste em ser um dos maiores obstáculos da região Norte e Centro. Pela segunda via, a reflorestação deveria ser muito mais cuidadosa, tornandoa menos combustível por via da plantação de árvores distintas para que assim as chamas não alastrassem com uma intensidade tão devoradora. Apesar disto, é claro que não resolveríamos todos os problemas, mas, seguramente, facilitaríamos imenso o trabalho daqueles que têm sido uns verdadeiros heróis, os soldados da paz… A segunda nota direciono-a para Emanuel Silva e João Ribeiro que conquistaram a medalha de ouro, na categoria K2 500, nos Mundiais de Canoagem na Alemanha. A esta dupla minhota que fez história na canoagem nacional com o primeiro título mundial da modalidade, a minha homenagem, pois, também estes, são uns verdadeiros heróis já que conseguiram algo de transcendente ao darem-nos um novo alento para elevarmos o nome do nosso Portugal. Neste combate fomos os melhores do mundo, pena é que a comunicação social não tenha dado a devida relevância e valor suficiente a estes dois gigantes do desporto nacional. Até outubro!


18

pĂşblica: 5 de setembro de 2013

publicidade


pública: 5 de setembro de 2013 19

família

Profissionais ajudam na prevenção e cura

A fisioterapia atua no processo de reabilitação física visando a qualidade de vida e o bem-estar físico, através da recuperação das suas funções físicas. A fisioterapia já se tornou imprescindível para os pacientes de patologias ou traumas musculares e osteomusculares, pois sem ela grande parte dos pacientes não teriam condições de recuperar toda a função ou movimento lesionados, ou levariam um maior tempo para recuperarem. Assim, a fisioterapia acelera o processo de cicatrização, contribui na redução do processo inflamatório, previne e/ou reduz as aderências, que limitam a amplitude do movimento dos tecidos que sofreram algum tipo de trauma. A fisioterapia evita também possíveis complicações que poderiam surgir após cirurgias ou longos períodos de imobilização, e

alivia os quadros dolorosos. Existem certos casos cirúrgicos que dependem da fisioterapia para obter o resultado desejado, como no caso de cirurgias ao joelho. Nas patologias reumatológicas, tais como artrite, artrose, gota, bursite e outras, a fisioterapia ajuda a reduzir a sua progressão e minimizar os seus incómodos, onde a rigidez articular, a dor e a inflamação estão sempre presentes e tendem a progredir. Portanto, a fisioterapia tem uma importância fundamental no processo de cura, tanto pré e pósoperatória quanto pós-acidente, bem como nas patologias osteomusculares e nas auto-degenerativas. O tratamento seja de cura e/ou de prevenção, utiliza diversos recursos terapêuticos, que são escolhidos de acordo com as metas do tratamento e com os problemas que o paciente apresenta. Assim, o papel da fisioterapia é de extrema importância no processo de cura, pois intensifica a recuperação física, contribuindo para a máxima melhoria das funções lesionadas. Na sua função preventiva, a fisioterapia contribui para uma vida saudável, sobretudo numa fase em que vamos ficando mais velhos. Fonte: sermulher. mundopt.com

Postura saudável A caminhar: a coluna deve estar alinhada e o queixo voltado para a frente. O corpo deve acompanhar sempre a rotação da cabeça. Enquanto caminha, verifique se apoia os seus pés de forma equilibrada. Sentada: varie de posição ao longo do dia, não esquecendo que os pés devem estar bem apoiados. Sempre que possível, levante-se para se movimentar. De pé: mantenha os pés afastados, à largura dos ombros. As pernas devem estar ligeiramente fletidas. Nesta posição, deve manter o queixo levantado para um correto alinhamento da cervical. Deitada: Dormir de barriga para cima permite um melhor alinhamento da coluna vertebral. Se dormir de lado, coloque uma almofada entre as pernas. Durante o sono, mantenha uma postura relativamente alongada. As soluções da fisioterapia: Atualmente, a fisioterapia oferece exercícios terapêuticos eficazes na eliminação das dores e na correção postural. Numa consulta, pode fazer o seu plano pessoal de reeducação postural, determinado de acordo com as suas necessidades. O objetivo é preparar a pessoa, para que quando regresse à sua rotina habitual, esteja apta a identificar as posturas erradas e a assumir as mais corretas.

Associação exige mais reconhecimento da profissão

8 de setembro: Dia Mundial da Fisioterapia No próximo dia 8 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Fisioterapia. Este dia foi instituído pela Confederação Mundial de Fisioterapia, organização representativa de mais de 250.000 de fisioterapeutas em todo o mundo. Tal comemoração suscita alguma reflexão sobre a prestação de cuidados de fisioterapia no nosso país, em especial em comparação ao que se passa noutros países da Europa. Segundo Isabel de Souza Guerra, presidente da Associação Portuguesa de Fisioterapeutas, atualmente encontramos graves problemas, em grande parte devido à ausência de regras ao nível da integração da Fisioterapia no sistema de saúde. “Temos um Serviço Nacional de Saúde cuja porta de entrada é o Centro de Saúde. Apesar de haver um grande número de fisioterapeutas interessados em trabalhar nos centros, têm-se manifestado quase impossível o seu ingresso e naqueles em que existem o número é tão diminuto”. De acordo com esta responsável, à semelhança do que se passa na Europa e para uma efetiva resposta às necessidades da população, torna-se “imperiosa uma rápida integração dos fisioterapeutas nas equipas atuando em articulação com as instituições de saúde e de

apoio social”. Nos hospitais portugueses, onde exerce a sua atividade uma grande parte da população dos fisioterapeutas e em que a legislação é clara no que respeita ao acesso aos cuidados de fisioterapia a situação é paradoxal. De acordo com a Associação Portuguesa de Fisioterapeutas, estes “profissionais em vez de se encontrarem inseridos em unidades funcionais de fisioterapia, hoje já previstas na lei, encontram-se inseridos em serviços de reabilitação; reabilitação essa que não existe na verdadeira aceção da palavra, mas apenas serviços dominados por especialistas de medicina física e reabilitação, que reclamam do direito de serem prescritores únicos de fisioterapia”.

Os fisioterapeutas representam a terceira maior profissão de saúde da Europa. No nosso país, de acordo com Isabel de Souza Guerra, não são aproveitados os recursos existentes e raramente são mencionados pelos responsáveis a relevância e o contributo dos cuidados de fisioterapia no contexto dos cuidados de saúde. Assim, continua-se a exigir que sejam “encontradas as soluções adequadas ao melhor e funcional ordenamento de uma profissão em franca expansão”. Até lá, resta a estes profissionais, o reconhecimento cada vez maior por parte do público, da sociedade em geral e em especial das pessoas a quem dirigem seus os cuidados . “Esses sim sabem o valor dos cuidados de fisioterapia que recebem”.

Dor de costas, quem nunca sentiu?

Dor ao fundo das costas, uma dor aguda ou sensação de picadas nas costas são alguns dos principais sinais de alerta para um dos males que, cada vez mais, atinge a nossa sociedade. Normalmente designadas por dores nas costas, as lombalgias atacam 7 em cada 10 portugueses. Nos tempos de hoje, cada vez mais realizamos as nossas tarefas diárias sentados. Deslocamo-nos sentados, trabalhamos sentados e mexemo-nos muito pouco, o sedentarismo, a obesidade, o stress e a ansiedade provocam a adoção de posturas erradas, estas posturas in-

corretas são uma das principais causas de dores nas costas. Apesar de ser um mal comum, existem comportamentos e tratamentos que melhoram a sua qualidade de vida. Mantenha-se ativo e relaxe. O exercício físico é essencial, mas convém que seja planeado pelo seu médico ou fisioterapeuta e realizado com a orientação de um profissional, de forma lenta e progressiva. Os desportos com choques, torções e movimentos rápidos devem ser evitados. O pilates, a marcha e a hidroginástica, por exemplo, são boas práticas. Para viver uma vida às direitas, adote uma boa postura. Uma boa postura faz o corpo funcionar melhor e beneficia a saúde. A boa postura é menos cansativa do que uma má postura. Causa menos esforço e tensão nos músculos e ossos. Melhora o aproveitamento respiratório. Traz confiança, bem-estar psicológico e físico. Sensibilize e eduque para a boa postura.

Joana Aguiar, Fisioterapeuta Esferasaúde pub


20

pĂşblica: 5 de setembro de 2013

publicidade


Op1113