Issuu on Google+

pub

pub

Executivo aprovou Contas de 2012

Câmara reduz prazo de pagamento aos fornecedores para 24 dias P. 4

ANO 21 • Nº 1090

DE 28 DE MARÇO A 3 DE ABRIL DE 2013 DIRETOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

opiniãoespecial

Páscoa

Coligação PSD/CDS-PP aprovou formalmente o nome do vice-presidente da autarquia

PAULO CUNHA CONFIRMADO COMO CANDIDATO À CÂMARA Paulo Cunha é o candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara suceder a Armindo Costa, informaram as direções do PSD e do Municipal de Famalicão, nas eleições autárquicas deste ano. Aos CDS, esta semana, em nota à imprensa. A apresentação pública 41 anos, o atual vice-presidente da autarquia é o escolhido para deverá acontecer em breve. p.6

opiniãosport: Oliveirense: Paulo Rafael assume luta pela subida em entrevista Famalicão Challenge juntou 350 participantes

Cavaco aponta Leica como exemplo do investimento que o país precisa p. 9

Atleta do GD Natação sagra-se tetracampeã nacional

Igreja de Antas deverá ficar concluída em julho de 2014

Diretor do Jumbo de Famalicão faz balanço do último ano

P. 8

P. 19

Data anunciada na primeira missa celebrada no novo templo

pub.


2

pública: 28 de março de 2013

cidade

pub

Associação Gerações atingiu 300 utentes por mês

Syngenta participa e apoia Feira Anual da Trofa

A Associação Gerações aprovou, no passado dia 18, em Assembleia Geral, o Relatório de Atividades e a Conta de Gerência relativos ao ano de 2012. Nos documentos salienta-se que, apesar dos tempos difíceis que o país atravessa, a associação conseguiu, ao longo de 2012, manter as suas respostas sociais “dentro de níveis de grande qualidade, reforçando até a sua ação em segmentos essenciais para as pessoas, designadamente no que toca a apoios sociais diversificados dirigi-

A Syngenta participou na Feira Anual da Trofa, de 28 de fevereiro a 3 de março, uma das mais importantes feiras agropecuárias do país, que se realiza desde 1946. Este ano o evento recebeu milhares de visitantes, oriundos do Minho e de várias regiões de Portugal. A Syngenta marcou presença, pelo terceiro ano consecutivo, com um stande institucional, focado nas soluções para milho, uma das culturas agrícolas com maior relevância económica na região do Minho. Do vasto portefólio Syngenta, estiveram em destaque o herbicida Lumax, e as variedades de milho SY Sincero e SY Verdemax, adaptadas às necessidades locais dos produtores de milho para silagem. “O balanço é positivo e o facto de sermos a única empresa ligada à proteção da cultura (do milho), presente na feira, reflete o porquê de a Syngenta ser líder de mercado na cultura”, diz Pedro Martins, Field Expert da Syngenta para as regiões do Minho, Beira Litoral e Açores. “A feira foi visitada por todos os intervenientes no sector leiteiro, tendo sido notória a presença da distribuição no primeiro dia do evento. É uma montra interessante para a divulgação da marca e das soluções Syngenta», refere César Trigo, técnico gestor Conta Distribuidor da Syngenta para as regiões do Minho e Ilhas.

dos para as crianças, para os jovens, para os idosos e para as famílias”. No total, são cerca de 300, por mês, os utentes diretos e permanentes dos serviços da Gerações. “É para eles que a associação trabalha e é para eles que a Gerações inova todos os dias. Foi isso que aconteceu em 2012 e é isso que vai continuar a acontecer no futuro, com a associação a afirmar-se como um pilar essencial da solidariedade social no município de Famalicão”, garante o presidente da

instituição, Mário Martins, em nota à imprensa, a propósito do Relatório e Contas. De salientar que as contas de 2012 apresentam um resultado positivo de cerca 29 mil euros, motivado por uma redução dos custos e implementação de medidas de poupança, uma vez que os proveitos também sofreram um decréscimo ao longo do ano 2012. “Este resultado é reflexo do esforço e dedicação de todos os colaboradores e órgãos dirigentes da Associação Gerações”, vinca Mário Martins.

Experiment@ desporto grátis para jovens dos 14 aos 35 anos O pelouro da Juventude da Câmara Municipal de Famalicão vai promover durante o mês de abril um conjunto de atividades desportivas no âmbito do projeto “Experiment@ Desporto”. A iniciativa de inscrição e frequência gratuitas vai decorrer no espaço Fitness Up, no Centro Comercial E-Leclerc, nos dias 6, 13, 20 e 27. As inscrições devem ser efetuadas no portal da juventude em www.juventudefamalicao.org/.

A primeira sessão (dia 6) é dedicada ao Experiment@ UP ao contrário e realiza-se entre as 9 e as 12 horas. Na segunda sessão (dia 13), o tema é Experiment@ Aula de Cycling + Cx works e decorre entre as 16 e as 18 horas. No dia 20, o tema é Experiment@ Jogo de Orientação no Parque da Devesa e decorre das 17 às 19 horas. Por fim, no dia 27, o tema é Experiment@ Aula de Dance Fusion + Body Pump, entre as10 às 12 ho-

ras. Refira-se que o projeto Experiment@ tem como principal função e objetivo possibilitar aos jovens um primeiro contacto com uma determinada realidade temática teórica ou prática, ou ambas, que depois possa ser a alavanca para uma tomada de decisão. Os “experimentas” têm normalmente a duração mínima de duas horas. O público-alvo varia entre os 14 e os 35 anos e a sua frequência é gratuita.

Rotaract ajuda lousadense que precisa de tratamento dentário

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL:

Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

jfernandes@opiniaopublica.pt

CHEFE DE REDACÇÃO:

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

O Rotaract de Famalicão, com o apoio do Interact, realizou, no passado sábado, uma festa de angariação de no White Coffee a favor de um tratamento dentário urgente para a Celeste Costa, de Lousado. Os participantes manifestaram o seu contentamento porque estavam a contribuir para uma causa nobre e ao mesmo tempo estavam a divertir-se e a gozar de um momento de animação. A iniciativa contou com a presença do Rotaract de S. João da Madeira e Cascais-Estoril. A receita conseguida foi de80 euros e o Rotaract promete continuar a lutar para conseguir os fundos necessários para concretizar o sonho de Celeste Costa. EDITOR DE TURNO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

REDACÇÃO:

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

DESPORTO: Jorge Humberto, José Cle-

mente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

GRAFISMO:

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, Joaquim Loureiro, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

GERÊNCIA: João Fernandes

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS: Francisco Araújo

TÉCNICOS DE VENDAS:

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR:

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago 4760-016 VN de Famalicão

INTERNET

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

Serviços Administrativos:

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO:

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia

DISTRIBUIÇÃO:

Motivação em Marcha - Publicidade, Lda.

TIRAGEM DESTE NÚMERO: 20.000 exemplares, nº 1090

NÚMERO DE REGISTO: 115673 DEPÓSITO LEGAL: 48925/91


cidade

Câmara contempla 145 alunos com bolsas de estudo São 145 os alunos famalicenses que frequentam o ensino superior que vão, este ano, receber bolsas de estudo atribuídas pela Câmara Municipal de Famalicão. A medida, que pretende apoiar financeiramente os jovens famalicenses na prossecução dos seus estudos universitários, foi aprovada por unanimidade na última reunião do executivo municipal. Para o presidente da autarquia, Armindo Costa, “a crise económica que o país atravessa afeta muitas famílias famalicenses que têm, muitas vezes, dificuldades em manter os filhos na universidade”. “Com esta bolsa de estudo, queremos evitar essa situação”, realçou lembrando que “o apoio permite, por exemplo, ajudar a pagar as propinas da universidade”. A medida envolve um esforço financeiro municipal de quase 120 mil euros e as bolsas oscilam entre os 499 euros e os 1.098 euros. No ano passado, a autarquia beneficiou 130 jovens, tendo-se registado, este ano, um aumento de 15 alunos. As bolsas serão entregues hoje, 28 de março, pelas 10 horas, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco.

Casa ao Lado promove workshop “Planificação e Organização de Exposições: o Papel do Curador” é o tema de um workshop que a Casa ao Lado – Escola de Ares Plásticas vai promover nas suas instalações me Famalicão, nos dias 20 e 21 de abril. O workshop será orientado por Cláudia Camacho, curadora independente, doutoranda em História da Arte Contemporânea na Facultad de Bellas Artes da Universidad Complutense, de Madrid. Os interessados em participar podem fazer a sua inscrição no site http://antiframe.wordpress.com.

pública: 28 de março de 2013 3

Fagricoop promoveu feira de produtos biológicos No passado sábado, decorreu nas instalações da Fagricoop a segunda Feira de Produtos Biológicos, evento apoiado pela Camara Municipal de Famalicão. Em simultâneo decorreram dois workshops dedicados aos temas “ Ervas Aromáticas” e “ Cultivo de Morangos”, para espaços confinados e em cultura biológica. Desta forma, a Fagricoop mostra estar atenta às novas tendências do mercado e à nova forma de encarar a agricultura, promovendo eventos que visam a ligação da agricultura tradicional com os novos espaços citadinos e que promovem a preservação do ambiente.

Workshop sobre empreendedorismo na Visual Estúdios A Vontade Singular vai realizar em Famalicão, em parceria com a Visual Estúdios, um workshop de empreendedorismo intitulado “Adeus crise! Sou Empreendedor”, que pretende demonstrar como o empreendedorismo consegue combater a crise. Segundo a organização, a iniciativa destina-se “a to-

das as pessoas que tenham vontade de empreender, de tentar, de fazer, de criar, bem como para aqueles que se sentem desmotivados, que necessitam de uma ajuda para dar o primeiro passo, que querem criar mas não sabem por onde começar”. O workshop é gratuito e realizase no dia 30 de março, às 18 horas, na Visual Estúdios.

Bgreen alarga prazo até 8 de abril O “Bgreen - Ecological Film Festival, promovido pela Oficina – Escola Profissional do INA, alargou o prazo de submissão dos vídeos até ao dia 8 de abril. Para mais informações, os interessados podem consultar o site www.bgreenfestival.com. pub


4

pública: 28 de março de 2013

cidade

Câmara aprovou contas de 2012, mas oposição votou contra

Ofertas de emprego

As ofertas de emprego divulgadas fazem parte da Base de Dados do Instituto do Emprego e Formação, IP. Para obter mais informações ou candidatar-se dirija-se ao Centro de Emprego indicado ou pesquise no portal www.netemprego.gov.pt utilizando a referência (Ref.) associada a cada oferta de emprego.

Oferta nº: 588024706 Profissão: JORNALISTA. No mínimo 3 anos de experiência na profissão. Para efetuar entrevistas. Local: Ribeirão

Oferta nº: 588024866 Profissão: TÉCNICO DE VENDAS. No mínimo 3 anos de experiência na área comercial, mas não necessáriamente no ramo da edição/publicações. Local: Ribeirão

Oferta nº: 588030285 Profissão: COSTUREIRA, TRABALHO EM SÉRIE. Confecionat vestuario exterior em serie-corte e cose-ponto corrido-recobrimento. Local: Oliveira S. Mateus Oferta nº: 588043025 Profissão: MOTO-SERRISTA. Motoserrista com experiencia em corte de madeiras e m pinhal e em serração com experiencia em corte e abate de arvores. Local: Gavião

Oferta nº: 588032985 Profissão: REDACTOR TÉCNICO. Publicação de notícias diárias sobre determinado ramo de atividade. Procura de notícias, elaboração de reportagens e entrevistas. Preferencialmente com formação na área de jornalismo. Bons conhecimentos de ingles e espanhol são determinantes. Local: Riba de Ave

Oferta nº: 588033005 Profissão: AGENTE COMERCIAL. Comercial para divulgar a marca, dar a conhecer novo projeto (revista) e angariar clientes para publicidade. Contacto com clientes essencialmente por telefone e email. Ter bons conhecimentos de inglês e espanhol é crucial, dado que será efetuado contacto com clientes estrangeiros. Disponibilidade para viajar (feiras e eventos) Local: Riba de Ave

Oferta nº: 588033005 Profissão: AGENTE COMERCIAL. Comercial para divulgar a marca, dar a conhecer novo projeto (revista) e angariar clientes para publicidade. Contacto com clientes essencialmente por telefone e email. Ter bons conhecimentos de inglês e espanhol é crucial, dado que será efetuado contacto com clientes estrangeiros. Disponibilidade para viajar (feiras e eventos) Local: Riba de Ave

Oferta nº: 588042405 Profissão: TÉCNICO DE VENDAS. Pretende-se técnico comercial com experiencia na area das artes gráficas.prospecção de clientes na área internacional. Local: Vila Nova de Famalicão.

Oferta nº: 588042685 Profissão: OPERADOR DE MAQUINAFERRAMENTA DE COMANDO NUMÉRICO. Pretende-se operador/programador de cnc. Local: Ribeirão.

Oferta nº: 588041266 Profissão: AGENTE DE MÉTODOS. Com experiencia comprovada na area da confecção (vestuário exterior). Local: Cavalões.

Alerta-se para a possibilidade de ocorrência de situações em que a oferta de emprego publicada já foi preenchida devido ao tempo que medeia a sua disponibilização e a sua publicação. Para mais informações contactar o Centro de Emprego de Famalicão, na Alameda Padre Manuel Simões, 222, ou pelo Telefone 252 501 100

Armindo Costa fala em “melhor ano de sempre” Cristina Azevedo No ano passado, o município de Famalicão movimentou mais de 80 milhões de euros. A execução orçamental foi de 91,8% para a receita e de 86,2% para a despesa. As contas registaram ainda um saldo positivo de 5,3 milhões de euros. Estes são alguns dos números do Relatório e Contas de Gestão de 2012 que a Câmara Municipal de Famalicão aprovou, na passada terça-feira, com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP mas com o chumbo da oposição socialista, que critica a gestão da coligação. O presidente da autarquia, Armindo Costa, manifesta-se bastante satisfeito com a execução orçamental e com a gestão de 2012, classificando-a como “a melhor de sempre” dos seus mandatos. O autarca fala mesmo num “município em contraciclo com o país”, lamentando que a oposição não tenha votado favoravelmente as contas. No exercício de 2012, a Câmara registou um aumento de 17% de investimento comparativamente com 2011, impulsionado em parte pelo Parque da Devesa, e um aumento de 19% nas transferências para as freguesias, instituições sem fins lucrativos, famílias e associações de municípios. “Quando há falta de dinheiro em todo o lado, quando há falta de obra no país, nós fizemos mais obra, mais investimento, e ainda conseguimos reduzir o prazo de pagamento aos nossos fornecedores de 35 dias em 2011 para 24 dias em 2012”, vincou Armindo Costa, no final da reunião, aos jornalistas.

propósito de muitos investimentos, mas as contas demonstram que o investimento continua estagnado e que a única coisa que aumenta são os impostos que os famalicenses têm que pagar e as despesas correntes”, afirmou António Barbosa, à comunicação social. O vereador do PS adianta que “num orçamento de mais de 80 milhões de euros, o investimento máximo que a Câmara conseguiu fazer foi de 20 milhões”, o que, no entender do socialista, significa que a maioria gasta cada vez mais em despesa corrente. “E, quando a política é ir ao bolso dos famalicenses para pagar coisas supérfluas, nós temos que estar Oposição vê estagnação A oposição tem uma visão diferente das contra”, justifica. Uma crítica que é recusada por Armindo contas. “A coligação faz muita propaganda a

Feira Biológica de Famalicão passa a quinzenal A partir do mês de abril, a Feira Biológica de Famalicão passará a realizar-se quinzenalmente – no segundo e no quarto sábado de cada mês – e, pelo menos até ao verão, irá decorrer em dois locais distintos: a primeira continuará a realizar-se no topo norte da Praça D. Maria II e, a segunda irá decorrer na Entrada Cidade do Parque da Devesa (junto à Central de Camionagem). O objetivo é que a feira passe a realizar-se nesta entrada do Parque da Devesa, dado que reúne melhores condições, nomeadamente acesso a parque de estacionamento gratuito, transporte público e, em dias de chuva, permitirá a realização da feira no interior da central de camionagem. Refira-se que na Feira Biológica de Famalicão, que decorre no horário entre as 09h30 e as 14h00, pode-se encontrar legumes e frutas de origem biológica, mas também compotas, chás, sementes, azeite e outros produtos. Tudo devidamente certificado por produtores da região. A agricultura biológica é uma atividade em grande desenvolvimento em Portugal e é uma forma produtiva equilibrada, onde a proteção do ambiente e a promoção de consumo de bens mais saudáveis, são os fatores que mais se salientam. Para além destes, e por usarem maioritariamente variedades e raças regionais e autóctones, a conservação do património genético regional e a fomentação da biodiversidade tornam esta prática agrícola, na forma mais equilibrada de produção vegetal e animal.

Costa que lembra que, “quando a Câmara dá refeições às crianças, isso é despesa corrente; quando a Câmara paga os transportes escolares, isso é despesa corrente”. Quanto aos impostos, é perentório: “se temos mais rede de água e rede de saneamento instaladas, naturalmente recebemos mais dinheiro de água e de saneamento”. O edil salienta ainda a redução da dívida do município, apontando que só no atual mandato, entre 2009 e 2012, o endividamento líquido diminuiu 41%. No final de 2012 a dívida total do município estava nos 38 milhões de euros, “muito longe dos 56 milhões que herdei do anterior executivo liderado pelo PS”, remata.

EB 2,3 Júlio Brandão dinamizou atividades O último dia do 2º período foi vivido de um modo especial pelos alunos de várias escolas do 4º ano do concelho. A Escola EB 2,3 Júlio Brandão convidou esses alunos para participarem na atividade “Viagem ao Ano Seguinte”. Com esta iniciativa, pretendeu-se, de um modo lúdico, envolver os alunos nas valências desta nova realidade e prepará-los para a sua futura integração. Assim, os alunos colaboraram na concretização de workshops em áreas como as Ciências, as Artes, a Matemática e a Educação Física, realizando com entusiasmo aas atividades criadas para eles.


publicidade

pública: 28 de março de 2013 5


6

pública: 28 de março de 2013

cidade

Coligação confirma Paulo Cunha como candidato à Câmara Está confirmado: Paulo Cunha é o candidato da coligação PSD/CDS-PP à Câmara Municipal de Famalicão, nas eleições autárquicas deste ano. Aos 41 anos, o atual vice-presidente da autarquia é o escolhido para suceder a Armindo Costa, informaram as direções do PSD e do CDS, esta semana, em nota à imprensa. Os partidos que compõem a “Coligação Mais Ação Mais Famalicão”, aprovaram oficialmente o nome de Paulo Cunha, adiantando que a apresentação formal da candidatura “acontecerá muito brevemente”. Com esta escolha a Coligação espera “manter a presidência e a maioria naquela autarquia, atualmente liderada por Armindo Costa”, lê-se ainda no comunicado. Paulo Alexandre Matos Cunha, natural e residente em Famalicão, é o vice-presidente da Câmara Municipal desde 2010, sendo

Paulo Cunha vai encabeçar a candidatura da Coligação PSD/CDS-PP

também dirigente distrital dos social-democratas. Licenciado em Direito, com pós-graduação em direito do ambiente, detém atualmente na autarquia os pelouros da Cultura, Turismo, Defesa do Consumidor e

Freguesias. Mestre em Ciências Jurídico-Políticas, pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, é também professor da Faculdade de Direito da Universidade Lusíada do Porto. pub

Buraka Som Sistema e José Malhoa são destaques do cartaz

Queima das Fitas anima Famalicão de 20 a 27 de abril Cristina Azevedo* malicão, tem resultado de forma positiva. “Não somos propiamente faculdades com As associações académicas da Universidade um número muito grande de alunos, daí a Lusíada de Famalicão e da Escola Superior nossa junção ter toda a lógica”, refere o esde Saúde do Vale do Ave (ESSVA) promo- tudante, sublinhando que “acima de tudo vem, de 20 a 27 de abril, a Queima das Fitas somos amigos, antes de parceiros”. 2013, prometendo “o melhor cartaz de semA Queima das Fitas é um dos momentos pre”. mais marcantes na vida académica dos esO programa foi apresentado pelos estu- tudantes e, nesse sentido, a Câmara Munidantes, a semana passada, em conferência cipal de Famalicão tem apoiado a iniciativa de imprensa realizada na Casa da Juven- com 15 mil euros. Mas há outras razões que tude. Do cartaz para este ano, destaque justificam o subsídio da autarquia, como para a presença de José Malhoa na terça- explicou o vereador da Juventude, Mário feira, dia 23 de abril. Na quarta, dia 24, sai Passos, que também marcou presença na às ruas da cidade, pelas 14 horas, o cortejo conferência de imprensa. académico. Já a noite de 25 de abril, feriado, Se é verdade que a Queima é sinónimo será animada pelo DJ Miguel Rendeiro, en- de animação para os estudantes, também quanto Valete atuará no dia seguinte. A se- não deixa de ser um motivo de alento para mana fecha no dia 26, com a presença de o comércio tradicional “que atravessa temBuraka Som Sistema. pos difíceis e que pode sair beneficiado com Na apresentação dos nomes da Queima iniciativas deste género”, evidenciou o ve2013, André Magalhães, presidente da As- reador. sociação Académica da ESSVA, referiu-se Por outro lado, Mário Passos acredita ao cartaz como sendo “eclético e forte”, que esta é uma iniciativa que “extravasa as com o objetivo de “chamar muitas pessoas” fronteiras do concelho” e, como tal, “trará a ao Lago Discount, em Ribeirão, onde terão Famalicão gente de fora do concelho, solugar os concertos, que serão abertos ao bretudo jovens, que ficarão a conhecer a público em geral. nossa oferta e, quem sabe, possam vir para Para a edição deste ano, André Maga- cá estudar ou até residir”. lhães diz que o objetivo é superar o recorde Além dos concertos no Lago Discount e de público do ano passado, que rondou, no do cortejo académico, há outras iniciativas total da Queima, as nove mil pessoas. “Sa- que marcarão a Queima das Fitas, com desbemos que não será fácil ultrapassar esse taque, logo no dia 20, para o “Traçar das Canúmero, porque estamos em tempo de pas”, às 21h30, em frente à Igreja Matriz Vecrise, mas tudo vamos fazer para que isso lha, a que se seguirá a Serenata pelo Grupo aconteça”, acrescenta o dirigente. de Fados da Lusíada de Famalicão. De há uns anos a esta parte, a Queima é No dia 21 terá lugar a missa de finalistas organizada pelas duas instituições de en- que, se as condições atmosféricas o permisino superior do concelho, numa parceria tirem, será celebrada no anfiteatro do Parque, segundo Simão Crespo, presidente da que da Devesa, pelas 14 horas. Associação Académica da Lusíada de Fa*com Sofia Abreu Silva

O programa da Queima das Fitas foi apresentado na Casa da Juventude


freguesias

pública: 28 de março de 2013 7

Escuteiros de Landim realizam formação em orientação desportiva No passado sábado, o Agrupamento de Escuteiros de Landim realizou uma ação de formação em orientação desportiva. A iniciativa inseriu-se numa atividade de preparação para o empreendimento que a Comunidade de Pioneiros vai realizar e foi ministrada pelo professor Jorge Araújo, a quem os Pioneiros agradecem pela disponibilidade e colaboração. A formação decorreu nas imediações da sede do Agrupamento e do Mosteiro de Landim e contou com uma parte teórica inicial e dois exercícios práticos que aguçaram o interesse e motivação dos Pioneiros e dos Caminheiros que também estiveram presentes. pub

CNE de Ribeirão vence concurso “TopCalendário” O Agrupamento de Escuteiros de Ribeirão foi o grande vencedor da quarta edição do concurso “TopCalendário”, promovido pela Secretaria Nacional para a Gestão do CNE. Esta iniciativa visa estimular a venda de calendários do Corpo Nacional de Escutas para, por um lado, divulgar o escutismo e, por outro, ser uma fonte de receita extra para os agrupamentos. O Agrupamento de Ribeirão, ainda em formação, promoveu a venda de calendários de 2013, durante o mês de setembro de 2012, tendo o efetivo de 21 dirigentes conseguido vender 1100 calendários. Foi com este rácio de vendas que o Agrupamento conseguiu, entre as 44 candidaturas a nível nacional, arrecadar o 1º prémio deste concurso, que lhe valeu a gratificação de mil euros. Para o chefe do Agrupamento, Leonel Rocha, “este prémio é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido e um incentivo para continuar este grande empreendimento que é fundar e fazer crescer esta escola de valores: o escutismo”.

Biblioteca de Pousada de Saramagos inaugurou exposição O artesão José Augusto Campos Silva, de Delães, inaugurou, no passado domingo, uma exposição de trabalhos em madeira sobre a vida campestre, no Pólo de Pousada de Saramagos da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco. A mostra estará patente ao público até ao dia 30 de abril, de segunda a quinta-feira, das 9 às 17 horas, e à sexta-feira, das 9 às 12 horas.

Associação de Pensionistas e Idosos toma posse Tomam posse esta quinta-feira, dia 28, os corpos sociais da recém -constituída Associação de Pensionistas, Aposentados, Reformados e Idosos do Vale do Ave (PARIVA), com sede em Delães. A cerimónia está marcada para as 15 horas na delegação e Delães do Sindicato Têxtil do Minho e Trás-os-Montes.


8

pública: 28 de março de 2013

freguesias

População compareceu em grande número na primeira eucaristia realizada no novo templo

Nova igreja de Antas concluída até julho do próximo ano Magda Ferreira A nova igreja de Antas deve estar concluída até julho do próximo ano. A data foi anunciada pelo pároco, no domingo passado, durante a primeira missa realizada no novo templo. “Esperamos que toda a igreja esteja pronta no dia 25 de julho do próximo ano, quando celebrarmos o S. Tiago”, afirmou o padre Agostinho Alves. As cerimónias do Domingo de Ramos foram celebradas na nova igreja, cuja primeira fase de construção está concluída, assim como algumas partes da segunda fase, nomeadamente portas, janelas, claraboias e parte do presbitério. Até aqui já foram investidos cerca de 1,2 milhões de euros, tendo a paróquia recorrido a um empréstimo bancário de 400 mil euros. Agradecendo o empenho de toda a comunidade, o pároco de Antas declarou, no final, aos jornalistas, que “o mais difícil está feito” e que “com mais 400 mil ou 500 mil euros fazemos tudo à vontade”, acrescentando que “alguns bem feitores já se prontificaram a oferecer o altar, o sacrário e essas coisas todas”. De resto, o ofertório da missa de domingo reverteu para a obra,

toda a zona entre a nova igreja e a antiga. “É uma obra enorme para a freguesia, que arrancou em tempo de crise, e a Câmara tem de chegarse à frente, como diz o povo”, assegurou.

A nova igreja tem capacidade para 500 pessoas

que além da igreja inclui também um centro pastoral. A primeira eucaristia realizada na nova igreja foi presidida pelo bispo auxiliar de Braga, D. António Moiteiro, que na homilia deixou incentivos à união desta comunidade em torno do novo templo. “Acho que este é o momento de construir comunidade, deveis aproveitar para dar as mãos, para construir a igreja de pedra, mas também a igreja viva”, desafiou. A população tem contribuído fortemente para a construção deste

templo e também não deixou de comparecer em grande número a esta primeira celebração. “É muito bonita”, dizia Domingos Vilaça, que, com orgulho, disse estar a colaborar na construção da nova igreja. Também Maria Balbina Brandão considera que o novo edifício ficará “muito bem”. “Era uma necessidade muito grande. Acho que os nossos jovens qualquer dia vão começar outra vez a vir”, afirmou. A nova igreja, cujo projeto é da autoria de Hugo Correia, é marcada pela modernidade e pelo arrojo das

linhas arquitetónicas. O arquiteto reconheceu que esta primeira fase “foi complicada”, mas tem o sentimento de “dever cumprido”, até porque a crítica “tem sido normalmente positiva”. Presente na eucaristia, o presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, elogiou a arquitetura da nova igreja, mas também o empenho de toda a comunidade na concretização da obra. E adiantou que a Câmara, além do apoio financeiro, vai também ajudar com a realização dos arranjos exteriores de

Armindo Costa elogia projeto da nova igreja de Antas Um dia depois de ter assistido à primeira eucaristia na nova igreja de Antas, o presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, efetuou, na segunda-feira, uma visita de trabalho às obras do edifício, que tem capacidade para 500 pessoas. “É, sem dúvida, um projeto muito bonito e arrojado, do ponto de vista arquitetónico, mas é sobretudo um projeto de grande qualidade que se insere perfeitamente no contexto urbanístico da cidade, enquadrado junto ao Parque da Devesa”, afirmou o autarca. Refira-se que para além do apoio financeiro à obra propriamente dita, a Câmara Municipal vai ainda assumir a execução dos arranjos exteriores, num montante global de cerca de 500 mil euros. veja em www.famatv.pt ou

Entrevista a Hugo Correia, arquiteto responsável pelo projeto da nova igreja de Antas

“É uma igreja para o futuro” Carla Alexandra Soares gostava que a obra estivesse de outra forma. Quanto ao que ansiavam, acho que OPINIÃO PUBLICA:A nova igreja de Antas está a ser cumprido e podemos ver isso até foi lançada em finais de dezembro de 2010. do ponto de vista dos donativos. A partir de A previsão é que estaria concluída dentro determinada fase começa a haver mais pesde mais ou menos dois anos, entretanto as soas a contribuir e eu acho que isso tem coisas atrasaram-se. Porquê? tudo a ver com as pessoas olharem para a Hugo Correira:Existiram algumas condicio- obra e perceberem que, de facto, é a obra nantes no início da obra, principalmente do que ansiavam para esta paróquia. ponto de vista da estrutura. Tivemos alguns problemas porque o terreno não era tão só- Estamos a falar de um investimento a ronlido como estávamos a espera. A obra é ex- dar os 2 milhões de euros. Apesar das enortremamente pesada e tivemos de fazer cerca mes dificuldades económicas, a verdade é de 170 a 180 estacas a 17 metros de profun- que acabou de me dizer que as pessoas didade e isso foi o suficiente para atrasar a têm contribuído… obra. Devemos estar a falar à volta de Têm. Eu acho que a monumentalidade do 350/360 mil euros de estacas. Tiveram de edifício também invoca um bocado nesse ser feitas algumas adaptações ao projeto e sentido. Portanto, eu fiz algumas alteranesse sentido as coisas atrasaram mais um ções do ponto de vista de acabamento inbocadinho daquilo que se esperava. clusivamente tendo em conta aquela derrapagem inicial. Existem outras questões Estas pequenas coisas são grandes coisas que nos foram surgindo nas várias reuniões na execução da obra… que tivemos com o conselho pastoral e com Sem dúvida. O tempo este ano também não o conselho económico da paróquia e uma ajudou muito. Quando estivemos a colocar delas é tornar a igreja quase auto sustenas estacas o tempo esteve bastante mau o tável, colocando painéis solares fotovoltaique causou algumas dificuldades, mas cos de maneira a termos energia elétrica acho que agora as coisas estão mais ou de uma forma mais facilitada. Queremos menos encaminhadas para avançarmos até também aproveitar algumas águas que pasao final da obra sem percalços. sam pelo terreno e aproveitá-las para as regas, para o espelho de água… Na sua perspetiva enquanto arquiteto, a obra vai corresponder aos anseios das pes- Não tem receio que o templo se transforme soas? num elefante branco? A crítica tem sido constantemente positiva. Não, não tenho! Pura e simplesmente por Não tem havido muita gente a dizer que um motivo: nós temos uma igreja românica

vamos tentar acautelar as coisas e eu acho que definitivamente não vai ser um elefante branco porque vai cumprir as necessidades do futuro.

que tem uma presença bastante forte no terreno e essa igreja, neste momento, já está um bocado obsoleta porque não consegue cumprir as necessidades desta paróquia. Neste momento temos o Parque da Cidade que naturalmente vai puxar pessoas para viverem em Antas e nesse sentido temos de nos acautelar. Nós não podemos fazer uma igreja para o presente mas sim para o futuro, porque se fizermos para o presente, amanhã vamos estar a precisar de outra e não é isso que se pretende. Então,

A ligação entre o arquiteto, que faz o projeto, e a empresa que está a construir tem de ser estreita e quase intimista para entender exatamente o que é que o Hugo, enquanto arquiteto, pretende. Foi isso que aconteceu? Sim claro, sem dúvida! Eu tenho vários papéis nesta obra. Para além de ser o arquiteto, também sou o fiscal da obra, portanto tenho o papel de coordenar todos os trabalhos em obra e fazer vingar um bocado as minhas vontades seguindo o projeto que foi desenhado. Existe um projeto de execução que tem de ser cumprido e depois tenho de fazer esta ponte perante o dono da obra e o construtor, de forma a que as coisas sejam reproduzidas com a máxima eficácia e tem corrido muito bem. Não existe nenhum elemento até ao momento que eu tenha olhado e tenha dito que não era bem o que eu pretendia. Por parte da construtora acho que tem havido um empenho que, muito sinceramente, eu não estava à espera. Eu também compreendo que a imagem da construtora vai estar rotulada a este edifício. Nós estamos a falar de uma construtora que, como toda a gente sabe, tem uma imagem a manter na nossa cidade que já vem de há longos anos. Eles têm-se esforçado para fazer um bom trabalho e sido definitivamente bem desempenhado.


pública: 28 de março de 2013 9

freguesias

Na inauguração das novas instalações da Leica, em Lousado

Cavaco insiste que salários baixos não são solução Magda Ferreira “A precariedade e, por esta via, a manutenção de salários baixos, não é solução para os problemas da economia portuguesa”. Foi isto que defendeu o Presidente da República em Famalicão. Cavaco Silva inaugurou, na quinta-feira da semana passada, dia 21, as novas instalações da Leica, situadas em Lousado. Presentes estiveram ainda, entre outros, o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas; o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Armindo Costa; o presidente da AICEP, Pedro Reis; e o embaixador da Alemanha em Portugal, Helmut Elfenkämper. Pegando na multinacional alemã como exemplo, o Presidente da República saudou “a visão de líderes empresariais que elegem a longevidade do vínculo com os seus trabalhadores como uma das suas principais vantagens competitivas”. E a esse propósito, em jeito de recado, insistiu na ideia de que a precariedade e os salários baixos “não são a solução para os problemas da economia”. Cavaco Silva mostrou-se “confiante no potencial da economia portuguesa”, defendendo que o investimento realizado pela Leica “constitui um sinal de confiança no futuro”. “A atração de novo investimento de qualidade – ou o reforço do existente –, em particular de investimento direto estrangeiro, é um fator crucial para a resolução dos nosso problemas”, afirmou, elogiando todos aqueles, “poderes públicos e entidades privadas que acreditaram na possibilidade de a Leica se manter em Portugal e lutaram por essa realidade”. “A presença da Leica em Portugal é um exemplo que deve figurar na montra da excelência das capacidades do país e dos seus trabalhadores”, apontou. Armindo fala em momento im portante para o concelho As novas instalações da Leica, construídas em Lousado, resultam de um investimento de 22,5 milhões de euros. Em Portugal, mais propriamente em Famalicão, há 40 anos, atualmente a Leica conta com 710 colaboradores e prevê um aumento nos resultados na ordem dos 30% em 2013. Carlos Mira, administrador da empresa, explicou o carácter único da produção da empresa, agradeceu à Câmara Municipal e

Cavaco Silva apontou Leica como exemplo do investimento estrangeiro que Portugal precisa

à cidade o acolhimento e falou com confiança no futuro da empresa em Portugal. E lembrou o lema da Leica: “Não somos melhores nem piores, somos únicos”. O presidente da Câmara de Famalicão sublinhou que a abertura das novas instalações da Leica “é um momento importante para o nosso concelho”, lembrando todo o trabalho da autarquia para manter a empresa no concelho. “Quem sabe onde poderia estar a Leica hoje sem esse diálogo e sem essa disponibilidade?”, questionou, recordando o “acordo de compromisso” assinado com a multinacional alemã, em que a autarquia assumiu a responsabilidade pelos acessos a esta nova unidade e por dotar a zona com redes de abastecimento de água e saneamento básico. Será ainda construída uma rotunda sobre a Nacional 14, obra já em fase de concurso e que rapidamente será concretizada. A Câmara vai ainda avançar para a construção de uma nova estrada de ligação entre esta zona e a Nacional 14, para servir a Leica, mas também o novo armazém que a Continental Mabor vai construir naquela zona. “Será um esforço superior a dois milhões de euros e que deverá estar concretizado até 30 de outubro deste ano”, reforçou Armindo Costa.

Armindo sensibiliza governo para a importância da variante poente Na cerimónia de inauguração das novas instalações da multinacional Leica, o presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, voltou a sensibilizar o Governo para a necessidade de construção da variante poente à Nacional 14, entre Famalicão e a Maia. Na presença do Presidente da República e do ministro de Estado e Negócios Estrangeiros, o autarca falou em “investimentos que não podem ser travados”. “A Continental Mabor e a Leica são apenas exemplos das muitas empresas que diariamente lidam com o estrangula-

mento rodoviário desta via e cujas administrações têm alertado insistentemente para a importância da resolução deste problema”, acrescentou Armindo Costa. O presidente da Câmara afirmou que, em muitas situações, as Câmaras Municipais fazem, “ao nível local, as vezes do Ministério da Economia”. “Somos, contudo, limitados nas nossas competências e recursos. Precisamos da ajuda da Administração Central nesta tarefa. É preciso que avance a construção da variante à Nacional 14, entre Famalicão, Trofa e Maia”, insistiu o edil.

Cavaco e Portas recebidos com protestos Cavaco Silva e Paulo Portas foram recebidos com protestos em Lousado. Cerca de meia centena de manifestantes afetos à CGTP envergaram cartazes e à sua passagem ergueram as vozes para pedir a demissão imediata do governo “por razões de saúde pública”. Os protestos aconteceram às portas das

novas instalações da Leica e os manifestantes foram mantidos afastados da cerimónia. No final, questionado pelos jornalistas, o Presidente da República disse respeitar estas posições e estar aberto a receber queixas. veja em www.famatv.pt ou pub


10

pública: 28 de março de 2013

Escola de Cruz assinalou Dia do Pai com Geração Benfica A Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola do 1º Ciclo e do Jardim de Infância de Cruz convidou, no passad0 dia 15, a coordenação técnica da escola de futebol Geração Benfica de Famalicão para uma atividade desportiva que reuniu mais de 50% dos pais dos alunos desta escola. A atividade, que decorreu nas instalações do GRAC, pretendeu comemorar o Dia do Pai. Nota: Na edição da semana passada, esta notícia saiu no OP com o título e fotografia corretas, mas com o texto incorreto. Pelo facto, o OP endereça um pedido de desculpas aos leitores e aos visados.

Centro Social Dr. Nuno Simões promoveu “Feira da Flor” No dia 22 de março, os meninos finalistas do Centro Social e Cultural Dr. Nuno Simões, de Calendário, organizaram a “Feira da Flor”. Com a ajuda dos pais, educadora e auxiliar venderam arranjos florais, bem como os tradicionais raminhos de oliveira ornamentados para serem oferecidos às madrinhas e padrinhos, no âmbito da época festiva que vivemos. Com esta e outras iniciativas as crianças pretendem angariar fundos para a sua viagem de finalistas.

freguesias

Obras realizadas pela Junta beneficiam património

Lemenhe inaugura restauro do Cruzeiro da Anta .Foram inauguradas no passado domingo as obras de restauro e modernização do Cruzeiro da Anta, em Lemenhe, numa cerimónia que contou com a presença pároco da freguesia, padre António Lopes; do vereador da Câmara Municipal, Mário Passos, e do presidente da Junta, José Carlos Castro. Na intervenção inicial, o autarca de Lemenhe destacou o facto de o Cruzeiro da Anta constituir um monumento que integra o património histórico da freguesia, “onde o povo se reúne, ano após ano, para celebrar o início da Semana Santa”, aludindo ainda o facto de os quatro compassos pascais recolherem ao Cruzeiro da Anta para assinalar o términus da Visita Pascal. Estes factos justificam, na opinião de José Carlos Castro, as obras de restauro e de modernização realizadas, pois as mesmas “transformaram o cruzeiro e a sua envolvente num espaço mais digno e mais nobre”. O vereador Mário Passos mostrou-se muito satisfeito com o trabalho e a envolvência dos diversos grupos e movimentos da paróquia, prometendo “o apoio e o empenho” da Câmara Municipal para que todos consigam cumprir com os seus objetivos e as suas missões.

Momento da bênção do cruzeiro pelo padre António Lopes

Já o padre António Lopes agradeceu à Junta de Freguesia a obra realizada e solicitou à Câmara apoio financeiro para as obras de substituição da torre da Igreja Paroquial. Entretanto, no dia anterior, sábado, Mário Passos participou na Festa de S. José e visitou as novas sedes do Agrupamento de Escuteiros e da Comissão Vicentina, disponibilizando o apoio da Câmara para a aquisição de materiais de construção civil e de artigos de mobiliário. O vereador visitou ainda a nova sede do grupo Rumo à Aventura e do Greculeme – Grupo Re-

creativo e Cultural de Lemenhe, mostrando-se sensibilizado com as dificuldades destes movimentos associativos e prometendo empenho na resolução dos seus problemas. Nesta visita à freguesia, o autarca de Lemenhe aproveitou ainda para informar Mário Passos da necessidade de ampliação da sede do Clube de Pesca Desportiva, das obras de requalificação do Terreiro do Santuário Mariano de Nossa Senhora do Carmo encetadas pela Confraria e da pavimentação do parque de estacionamento, obra a cargo da Câmara Municipal.

Iniciativa do Agrupamento de Gondifelos

Pais foram à escola ouvir falar de emprego O projeto “Empresa na Escola” permitiu ao Agrupamento de Escolas de Gondifelos organizar uma conferência subordinada ao tema “Emprego: como o encontrar e manter”, dirigido aos encarregados de educação. Depois de no ano anterior ter tido uma incidência fortemente orientada para o trabalho com os alunos na área do empreendedorismo e da orientação vocacional, a colaboração da empresa Amândio Carvalho, parceira do Agrupamento neste projeto, começou este ano por ser direcionada para os pais, numa área que está na ordem do dia. Desta feita, o Agrupamento contou ainda com a participação do Centro de Emprego de Famalicão na organização da iniciativa e, no dia 12 de março, cerca de 70 encarregados de educação ouviram as sugestões e orientações de Leandro Covas, diretor de Recursos Humanos da

Amândio Carvalho, e de Elisabete Pereira, representante do Centro de Emprego. Leandro Covas abordou a questão da apresentação dos trabalhadores no mercado de trabalho, destacando o papel do “curriculum vitae” e os cuidados a ter na sua elaboração; abordou também a forma de se apresentarem a uma entrevista e o que fazer para se prepararem para a mesma. Por fim conduziu a reflexão para a atitude a

ter numa empresa para se procurar manter um emprego. Já Elisabete Pereira começou por fazer um enquadramento do papel do IEFP na ajuda às pessoas que ficam desempregados ou às que querem mudar de emprego, evidenciando um conjunto de medidas recentes de apoio às empresas para criação de emprego e aos trabalhadores em situação de desemprego. A oradora concluiu a sua intervenção abordando as

condições oferecidas para a criação do próprio emprego, alertando para os compromissos que os interessados assumem nestas situações. Nesta atividade é também de destacar o papel dos alunos, desde o 1º até ao 9º ano, que fizeram o acolhimento aos participantes, primeiro com um número de dança em “flash mob” e depois com a apresentação dos trabalhos vencedores do concurso de leitura expressiva.

Os alunos também participaram fazendo o acolhimento aos pais


freguesias

pública: 28 de março de 2013 11

“Toca a Mexer” na Creche D. Elzira Cupertino Miranda No passado dia 21, a Creche e Jardim Infantil D. Elzira Cupertino de Miranda, do Louro, deu início a uma atividade lúdica e de educação física denominada “Toca a Mexer”, que se irá prolongar até ao final do ano letivo. O “Toca a Mexer” consiste em sessões de ginástica aeróbica, realizadas sempre em diferentes locais e orientadas por uma professora credenciada. Tem como objetivo consciencializar as crianças para a necessidade da atividade física e que a mesma pode ser realizada das mais variadas e divertidas maneiras. Para a primeira sessão foi escolhido o adro da Igreja do Louro. Assim, ao início da tarde juntaram-se cerca de 100 crianças, do pré-escolar e ATL, que durante uma hora se esforçaram com a ginástica mas também se divertiram e aprenderam muitas danças e músicas latinas. pub

EB 2,3 Nuno Simões promove caminhada solidária Pelo quarto ano consecutivo, a Associação de Pais e Encarregados de Educação da escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões, de Calendário, vai organizar uma caminhada com o intuito de envolver toda a comunidade escolar do Agrupamento de Escolas D. Sancho I. A caminhada realizar-se-á no próximo dia 27 de abril, com início às 14h30, na EB 2,3 Dr. Nuno Simões. Percorrerá, depois, as ruas e caminhos da freguesia de Calendário até à torre de vigia e à “casa dos franceses” no monte da Santa Catarina. A caminhada terminará na escola Dr. Nuno Simões, com oferta de porco no espeto para todos os participantes. Pela primeira vez esta Caminhada estará também associada a uma causa solidária. O valor da inscrição é de um euro e a verba angariada reverterás, na totalidade, para a sala de multideficiência da EB 2,3 Dr. Nuno Simões.


ADMITE-SE

12

pública: 28 de março de 2013

ENGENHEIRO ELECTROTÉCNICO

ENVIAR CURRICULO PARA geral@euroel.pt

Liberdade Futebol Clube Convocatória

Ao abrigo dos Estatutos, convoco todos os Sócios do Liberdade F. C., para uma Assembleia Geral, a realizar-se no dia 10 de Abril (Quarta-feira), pelas 21h45, na Sede Social deste Clube. Caso não existe quórum á hora marcada a Assembleia Geral irá iniciar-se 30 minutos após essa hora com os sócios que estiverem presentes.

Ordem de Trabalhos:

- Aprovação de contas referente ao ano de 2012; - Eleição dos órgãos sociais para o triénio 2013/2015; - Outros Assuntos de interesse para o Clube; Vila Nova de Famalicão, 22 de Março de 2013 O Presidente da AG Fernando Domingos dos Santos

publicidade

PRECISA-SE

FUNCIONÁRIO PARA TRABALHAR NA SUIÇA. COM EXPERIÊNCIA EM COLOCAÇÃO DE PLADUR E TIJOLEIRA.

917 267 078

PRECISA-SE

Senhora jovem ou menina para assistente de vendas em Feiras. 916 122 104

ARRENDA-SE T1 COMO NOVO COM GARAGEM FECHADA EM FAMALICÃO

CONTATO:916 355 179


pública: 28 de março de 2013 13

freguesias

Escola Forave promove iniciativas doces e solidárias Na passada sexta-feira, último dia de aulas antes das férias da Páscoa, a turma de Apoio Familiar e à Comunidade AFC da Escola Profissional Forave 11/13 dinamizou mais duas atividades inseridas no seu projeto de turma “AFC Saudável e Solidária”. Assim, logo pela manhã, alunos e funcionários da FORAVE a orave participaram numa Caminhada Solidária pelas ruas de Lousado. Para além do exercício físico e do são convívio entre todos, os participantes foram convidados a oferecer um género alimentar a uma instituição de solidariedade social de a V.N.Famalicão. TO espíirito de partilha esteve bem presente e todas as ofertas recolhidas foram já entregues à associação “Dar as Mãos”, que as fará chegar a quem mais precisa. Depois deste exercício físico e solidário, todas as turmas participaram no concurso “Mesas de Páscoa”, decorando uma mesa com doces típicos desta festividade e partilhando-os com toda a escola

Iniciativa realiza-se sexta-feira mas já gera polémica

Candidatura de Xavier Oliveira promove fórum “Por Joane” A candidatura de Xavier Oliveira à Junta de Freguesia de Joane organiza na próxima sexta-feira, dia 29, na Associação Teatro Construção, um fórum intitulado “Por Joane”. Segundo a candidatura, o evento visa “promover a discussão de temas com relevância para a vida dos joanenses” e será a primeira de um conjunto de iniciativas que a candidatura levará a efeito com vista “a debater Joane”. Para esta primeira sessão, Xavier Oliveira convidou três joanenses, dirigentes de três das mais antigas e emblemáticas associações da freguesia. São eles Bernardino Peixoto, dirigente do Grupo Desportivo de Joane; Custódio Fernandes, do Coral Divino Salvador de Joane; e Custódio Oliveira, da Associação Teatro Construção.

Xavier Oliveira que encabeça a candidatura da Coligação PSD/CDS-PP, apela à participação e todos, assinalando que a entrada será livre. J unta terá re cusad o cedê ncia de espaço Entretanto, este fórum já está envolto em polémica, com a coligação PSD/CDS-PP a acusar a Junta de Joane de “descriminação”. Em causa está a não cedência, por parte da autarquia joanense, do espaço da antiga sede da junta para a realização deste fórum. Em nota à imprensa, a coligação diz que “solicitou formalmente” a cedência do referido espaço, contudo, a Junta de Freguesia respondeu negativamente, justificando que o pedido “não se enquadra em nenhuma das situa-

ções em que a junta de freguesia deliberou para autorizar cedência”. No comunicado, a coligação PSD/CDS-PP começa por denunciar “a nulidade da alegada deliberação”, considerando que “a competência para estabelecer normas de administração do património da freguesia é da Assembleia de Freguesia e não da Junta”. A coligação diz-se ainda “chocada” com a recusa do presidente da Junta, entendendo que “o espaço da antiga sede da junta é uma casa da democracia, não é propriedade de Sá Machado, e deve estar ao serviço de todos”, lembrando ainda que “a Junta de Freguesia já disponibilizou aquele espaço ao PS que a utilizou para esclarecimentos a militantes”. C .A .

Crianças de Ruivães assinalaram Dia da Mulher Dança, música, ofertas e principalmente muita alegria marcaram o Dia Internacional da Mulher em Ruivães. Um grupo de crianças do ATL do Centro Social de Ruivães, correndo diversos pontos de referência da freguesia, presenteou todas as mulheres com cartões e felicitações próprias do dia. Como recompensa, recolheram beijos, abraços e muitos sorrisos, e terminaram a sua missão com sentido de obrigação cumprido.

Centro Social e Paroquial de Brufe celebrou Dia do Pai No dia 19 de março foi comemorado na Creche do Centro Social e Paroquial de S. Martinho de Brufe o Dia do Pai. As crianças prepararam com muita dedicação este dia tão especial, e assim, começaram por receber os pais com uma canção. De seguida, foram elaborados dois placares com carimbagem das mãos de pais e dos filhos. O resultado foi uma pequena obra de arte cheia de emoções. Depois do lanche, cada criança ofereceu um presente ao pai: um saquinho com os seus pés carimbados com um pano e graxa para os sapatos.

Dia do Pai no Jardim de Infância de Carreira No dia 19 de março comemorou-se o Dia do Pai no Jardim de Infância da Carreira. Os pais foram recebidos na escola e entoaram com os filhos uma canção. Cantaram ainda os parabéns e comeu-se bolo, oferecido pelo presidente da Junta. Os papás puderam ainda tomar um cafezinho. No final, e como a Páscoa já está aí à porta, filhso e pais fizerama caça ao ovo no jardim.


14

pública: 28 de março de 2013

publicidade

Falecimentos António Dias Fernandes, no dia 23 de março, com 84 anos, casado com Joaquina Gomes de Sá, da freguesia de Cambeses (Barcelos).

Júlia Rosa Alves da Silva, no dia 21 de março, com 87 anos, viúva de Abílio de Paiva, da freguesia de Sequeirô (Santo Tirso).

Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Domingos da Costa Moreira, no dia 22 de março, com 73 anos, casado com Maria Alice Gomes Martins, da freguesia de Burgães (Santo Tirso).

Manuel da Silva Carneiro, no dia 22 de março, com 81 anos, casado com Maria Esperança da Silva, da freguesia de Antas.

Maria Adelaide Gomes de Carvalho, no dia 22 de março, com 82 anos, solteira, da freguesia de Rebordões (Santo Tirso).

Jacinta Maria Ferreira Nunes, no dia 22 de março, com 45 anos, casada com Nuno Miguel Marques Machado, da freguesia de Palmeira (Santo Tirso).

Bernardino Teixeira da Silva, no dia 24 de março, com 90 anos, casado com Laura Pereira, da freguesia de Vilarinho (Santo Tirso).

Álvaro Lages Fernandes, no dia 23 de março, com 57 anos, casado com Maria da Glória da Costa Senra, da freguesia de Antas.

Marinha de Jesus Ferreira Neto, no dia 26 de março, com 82 anos, viúva de Maximino de Freitas Brandão Coelho, da freguesia de Roriz (Santo Tirso).

João Manuel de Sá Oliveira, no dia 24 de março, com 45 anos, solteiro, da freguesia de Antas.

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

José Monteiro Rodrigues, no dia 24 de março, com 88 anos, viúvo de Laurinda da Silva, da freguesia de Ruivães. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Aprísio de Sá Costa, no dia 13 de março, com 87 anos, casado com Armandina dos Santos Pereira, da freguesia de Lousado. Maria Rosa de Sousa Cunha, no dia 19 de março, com 52 anos, casada com José Maria Pereira do Couto, da freguesia de Ribeirão. Maria Alice de Sá Costa Reis, no dia 20 de março, com 87 anos, viúva de António Miguel Pinto de Sá Costa Reis, da freguesia de Lousado. Lúcia Couto Azevedo, no dia 21 de março, com 75 anos, viúva de Joaquim Costa Araújo, da freguesia de Ribeirão. Francisco Assis da Costa Pinto, no dia 22 de março, com 46 anos, casado com Maria Emília da Silva Gomes Pinto, da freguesia de Ribeirão. Maria Emília de Azevedo e Silva, no dia 22 de março, com 88 anos, viúva de Manuel da Silva Oliveira, da freguesia de Ribeirão. António Rodrigues da Silva, no dia 23 de março, com82 anos, casado com Alice Rodrigues Ferreira, da freguesia de Lousado.

Aires de Mesquita, no dia 20 de março, com 95 anos, casado com Maria de Lurdes Araújo e Silva Mesquita, da freguesia de Brufe. Manuel Marques Ribeiro, no dia 23 de março, com 71 anos, casado com Maria Cândida Veloso da Silva, da freguesia de Antas. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Maria da Glória Meireles de Bessa, no dia 23 de março, com 89 anos, viúva de Manuel Mendes, da freguesia de Delães. Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Abel Rodrigues Ferreira, no dia 15 de março, com 78 anos, casado com Maria da Graça Melo Ferreira, da freguesia de Vale S. Cosme. António Mendes, no dia 19 de março, com 89 anos, casado com Gracinda Veloso Araújo, da freguesia de Calendário. Agência Funerária Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

Lúcia Dias da Costa Pereira, no dia 23 de março, com 83 anos, viúva de Joaquim Torres Faria, da freguesia de Ribeirão.

Menino Afonso Azevedo Gomes, com 4 anos, filho de Agostinho Ferreira Gomes e de Maria Inês Domingues Azevedo, da freguesia de Calendário.

Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207


freguesias

pública: 28 de março de 2013 15

Banda The Gift é cabeça de cartaz

Feira da Isabelinha anima Viatodos no fim de semana

The Gift atuam no domingo de Páscoa com entrada livre

Realiza-se no próximo fim de semana, de 30 de março a 1 de abril, a 106º edição da Feira da Isabelinha, em Viatodos. Trata-se de uma das maiores festividades não religiosas do Minho, organizada pela Associação Cultural e Recreativa da Feira da Isabelinha

e que este ano tem o grupo The Gift como cabeça de cartaz. Com o slogan “Feira da Isabelinha, somos todos nós”, a edição deste ano conta com novidades, para além de manter os números chave, como a Concentração de pub

Motas Antigas, ou a prova BTT Feira da Isabelinha. Outro destaque do programa vai para a “Recriação da Feira Tradicional”, com o apoio da Associação Velha Lamparina, que visa revisitar o conceito tradicional de Feira.

Haverá também a retoma da Exposição de Motos Antigas, que conta este ano com motos de cariz militar de meados do seculo passado, motos que fazem parte do campeonato nacional de “clássicas” e a moto campeã do mundo em 1992 na categoria de superbikes. No registo das novidades, sobressai a 1ª Grande Corrida de Galgos e o passeio de bicicletas antigas. Do programa musical, destaca-se o concerto dos The Gift, no campo de jogos de Viatodos, na noite do domingo de Páscoa, com entrada livre. A banda de Alcobaça é a cabeça de cartaz da festa, num espetáculo que é antecedido da atuação de Manuel Campos, um jovem que tem feito sucesso em França. No dia anterior, sábado, o espetáculo estará entregue aos comediantes To & Nando e ao cantor popular barcelense Vítor Rodrigues. Já na segunda-feira, o programa mantém a sua linha tradicional com o Festival de Folclore que conta com as participações do Grupo Folclórico de Nine, Grupo Etnográfico Rusga de Joane e Grupo Folclórico do CATEL de Cunha, Braga. A festa termina com a corrida de cavalos a galope e com a largada de paraquedistas pela Associação Paraquedistas do Vale do Este. A Isabelinha conta ainda com a tradicional queima e leitura do Judas, no sábado, e com duas sessões de fogos de artifício no dia 30 e 31. pub


16

pública: 28 de março de 2013

freguesias/cultura

Conferências do Parque dão a conhecer património famalicense

Crianças da Casa do Povo de Nine visitam Zoológico da Maia No passado dia 20, a Casa do Povo de Nine visitou o Jardim Zoológico da Maia com as cerca de 60 crianças que frequentam o Jardim de Infância e ATL. Tratava-se do último dia da época de inverno, mas o tempo esteve à altura dos acontecimentos, com muito sol e temperaturas agradáveis. A chegada ao Jardim Zoológico ocorreu por volta das 10 horas e as crianças aproveitaram logo para visitar a “Arca de Noé”, onde se encontravam várias espécies de répteis. De seguida assistiram ao espetáculo do leão-marinho, momento que avivou a intervenção de algumas crianças mais atrevidas. Após restabelecidas as energias com um almoço no parque de merendas, foi altura de entrar no comboio turístico e dar uma volta pela ci-

dade da Maia. Este foi sem dúvida o momento mais alto do dia, pois as crianças aproveitaram ao longo do percurso para entoar alguns cânticos e alegrar as pessoas por onde o comboio passava. Antes de regressar, foram realizados alguns jogos tradicionais. No final as energias eram poucas e muitos não resistiram a um pequeno sono no regresso de autocarro. Abertura de inscrições No dia 1 de abril reabrem as inscrições para o próximo ano letivo do Jardim de Infância e ATL. Os interessados, poderão efetuar as inscrição de segunda a sexta-feira nas instalações da Casa do Povo de Nine. Qualquer esclarecimento, poderá ser obtido por telefone, 252961183, ou pelo email casapovonine@iol.pt.

Caminhos de Santiago fazem parte da história de Famalicão

O vice-presidente da Câmara abriu a primeira conferência

“Por Antas, passava quem, na demanda de Compostela, atravessava o Ave na ponte da Lagoncinha rumo a Braga”. A frase que consta de um dos livros de Arlindo Magalhães, estudioso há largos anos dos caminhos portugueses de peregrinação a Santiago de Compostela, deu o mote para a conferência “Pela terra de Vermoim, rumando a Compostela”, que decorreu no passado dia 15, na Casa do Território, no Parque da Devesa, e que teve como orador, precisamente Arlindo Magalhães. Na abertura da conferência – a primeira do ciclo “Conhecer o Território: Reflexões Partilhadas

no Parque da Devesa” – o vicepresidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, elogiou a iniciativa e destacou a importância do tema, referindo que os caminhos de Santiago fazem parte da identidade histórica famalicense. Arlindo Magalhães, presbítero na comunidade da Serra do Pilar, em VN de Gaia, docente na Faculdade de Teologia da Universidade Católica do Porto e doutorado em Teologia Dogmática na Universidade Pontifícia de Salamanca, começou por abordar a velha Terra de Vermoim como um dos lugares da devoção jacobeia, referindo-se depois à peregrinação a San-

tiago e seus caminhos. Neste âmbito destacou que “é preciso conhecer e anotar os caminhos que, na sua maior parte, ainda existem ou que já existiram, mas de que ainda se recorda a memória popular.” Na sua intervenção, o conferencista recordou ainda várias histórias de peregrinos que passavam por Famalicão e deixavam os seus relatos escritos. A próxima conferência está já agendada para 28 de junho, e contará com a presença do arquiteto Bruno Matos, que irá abordar o tema “As Azenhas de Vila Nova de Famalicão”. A iniciativa é de entrada livre.

Rumo à Aventura organizou caminhada em Espanha No passado sabado, o grupo de montanha de Lemenhe “Rumo à Aventura” organizou a primeira caminhada com convidados pelas montanhas do concelho de Lobios,em Espanha, num percursod e 28 quilómetros. O grupo, composto por 15 participantes, saiu de manhã, bem cedo, de Lemenhe com destino a Lobios. Os automóveis ficaram estacionados em Babace, seguindo o grupo, depois, em caminhada até às Minas de Volfâmio das Sombras, que se exploraram intensamente durante a Segunda Guerra Mundial. Seguiu-se a descida pelas margens do Rio Meã, pelo antigo caminho utilizado pelos trabalhadores das minas, permitindo aos participanet sobservar a vegetação e as imponentes formações rochosas característicos desta serra. O grupo continuou o trilho com passagem pela Ermida da Nossa Senhora do Xurés, descendo até Vila Meãe terminando naslagoas de aguas quentes, local onde tinham as viaturas. No regresso a casa, ainda honve tempo e alegria para um jantar de convivio no bar de Nossa Senhora do Carmo. pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Esta��ão - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Famalicão Qua rta, 27

Serviço Barbosa

Qu i n t a, 2 8

Cameira

Sex ta, 29

Calendário

Sá bad o, 30

Nogueira

Domi ngo, 31

Valongo

Segund a, 1

Gavião

Terç a , 2

Barbosa

Vale do Ave

S er vi ç o

Qua rta, 27 Qu i n t a, 2 8 Sex ta, 29 Sá bad o, 30 Domi ngo, 31 Segund a, 1 Terç a , 2

Almeida e Sousa Bairro Delães Riba d’Ave Almeida e Sousa Bairro

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 S. Cosme: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


cultura

pública: 28 de março de 2013 17 pub

Programação inclui ainda teatro, dança, cinema e poesia

Ana Moura regressa à Casa das Artes em Abril

Ana Moura vem apresentar o novo álbum “Desfado

A Casa das Artes de Famalicão preparou para o mês de abril uma programação eclética, que vai da música ao teatro, da dança ao cinema, da poesia às artes plásticas. Um dos destaques vai para o concerto da fadista Ana Moura, que vem apresentar o seu novo álbum “Desfado” no dia 12, pelas 21h30. “Desfado”, o quinto álbum originais de Ana Moura, representa um momento de viragem na carreira da artista. A fadista apostou em nomes da nova geração de compositores nacionais (como Manuel Cruz dos Ornatos Violeta, Márcia, Pedro da Silva Martins dos Deolinda, Miguel Araújo dos Azeitonas, Luísa Sobral e António Zambujo) e em nomes consagrados da música portuguesa (como Aldina Duarte, Tózé Brito, Manuela de Freitas e Pedro Abrunhosa) para a criação dos temas. Referência também para a Mostra de Teatro Escolar, uma iniciativa

que decorre pelo 5º ano consecutivo. Inserida na Quinzena da Educação, promovida pela autarquia famalicense, a Mostra de Teatro decorre de 15 a 18 de abril e conta com a atuação de 11 grupos de teatro das escolas do concelho. Outro momento de arte será é o espetáculo de dança “Rataplã… o ruído de festa”. Trata-se de um bailado criado pela Alémdadança, inspirado no conto “Os Ciganos” de Sophia de Mello Breyner Andresen e Pedro Sousa Tavares, numa co-produção da Casa das Artes. O espetáculo insere-se nas comemorações do Dia Mundial da Dança e realiza-se nos dias 27 (21h30) e 28 (18h00). Já na noite do dia 24 (21h30), véspera das comemorações dos 39 anos do 25 de Abril, a Casa das Artes acolhe o espetáculo “As portas que Abril abriu”, num tributo a Ary dos Santos, a cargo de António Sousa (declamação) e Ivo Machado (Guitarra e Voz).

Para os mais novos e não só, surge “Patrulha” da Companhia de Música Teatral, um espetáculo participativo que replica com as crianças da Escola ou acompanhadas pelos pais, o ambiente de interação e as situações de criatividade e improviso que foram gravados com as crianças que participaram na EMB. O espetáculo decorre dia 13, com sessões pelas 11h00, 15h30 e 17h30. “O Azul da Malmequer” é o título da peça de teatro, apresentado pela companhia Baú dos Segredos, nos dias 5 e 6, pelas 21h30. A peça é baseada no conto “A Pipa e a Flor” de Ruben Alves, que nos fala da liberdade, do amor e do egoísmo. Referência ainda para o espetáculo de música de Gil Candeias, no café-concerto, dia 27, pelas 23 horas Entretanto, entre 6 e 30 de abril, está patente, no foyer, uma exposição de pintura do italiano Davide Antolini, intitulada “Vida Nova”. No que diz respeito ao cinema, o Cineclube de Joane propõe “A última amante” de Catherine Breillat (dia 4); “Amor”, de Michael Haneke (dia 11); “Rocco e os seus irmãos” de Luchino Visconti (dia 17), com entrada livre; “A Arca do Eden”, de Marcelo Félix (dia 18), com a presença do realizador e “00h30 Hora Negra” de Kathryn Bigelow (dia 25). Destaque ainda para o filme “Lincoln” de Steven Spielberg, no dia 29, pelas 21h30., com entrada livre.

Ivo Machado distribuiu disco em Dia Mundial da Poesia No passado dia 21 de março, Ivo Machado comemorou o Dia Mundial da Poesia de forma peculiar. Em jeito de partilha cultural deixou em diversos locais da cidade 21 discos “ Maré de Sonhos – tributo aos poetas famalicenses”. A iniciativa, que teve como objetivo levar os poetas famalicenses e a sua poesia às gentes da terra, foi muito bem acolhida e saudada. O disco contempla poetas como Júlio Brandão, Camilo Castelo Branco, Álvaro de Castelões, Aurélio Fernandes, Fernando Carneiro, Flora Castelo Branco, Manuel dos Santos Marques e Manuela Monteiro. A música de todas as canções é de autoria de Ivo Machado, com arranjos para guitarra de Carlos Carneiro.

Cineclube exibe “Os Três Macacos” O Cineclube de Joane exibe esta quinta-feira, dia 28, pelas 21h45, na Casa das Artes o filme “Os três Macacos”, de Nuri Bilge Ceylan, inserido na sessão “Traz Outro Amigo Também”. O filme conta a história de uma família despedaçada por pequenos segredos que se tornam grandes mentiras tenta desesperadamente permanecer unida, recusando afrontar a verdade. Para evitar fazer face a responsabilidades demasiado pesadas, escolhem ignorar a verdade, recusam vê-la, ouvi-la, falar sobre ela, como no provérbio sobre os três macacos. Mas jogar aos três macacos será suficiente para apagar e evitar o confronto com a verdade?

pub


18

pública: 28 de março de 2013

praça pública

Maré Alta

Pelos Quatro Cantos da Ca(u)sa José Luís Araújo

Domingos Peixoto

Quase tudo O vocábulo “quase” anuncia aproximação. Por sua vez o termo – não, ainda não estou a falar do fim, do término da coisa, pois esse, no que à política diz respeito, felizmente para os famalicenses e para os portugueses, embora uns e outros em tempos diferentes, apesar dos muitos enxovalhos e saudosismos, está próximo – “tudo” tem como significado essencial a totalidade; resta zero, seja do que for que estejamos a falar. Porém, conexos na mesma frase, - ...quase tudo... - podem ter significados muito díspares, consoante o ponto de vista e as conjugações verbais precedentes e ulteriores. Resolvi discorrer sobre este assunto a propósito da entrevista que o senhor presidente da Câmara de Famalicão concedeu ao Opinião Pública, mais especificamente acerca do significado daquilo que se pode considerar a sua conclusão relativa aos três mandatos que está prestes a terminar, dando de barato que se está a referir ao que prometeu nas campanhas: “Mudou quase tudo”! Ora, se tivermos presente que, em cada um destes doze anos, vigorou um orçamento municipal que rondou, em média, mais de quinze milhões de contos (15.000.000.000$00) – impressionante número -, e que na referida entrevista Armindo Costa afirmou, por um lado que “gostaria de ter feito a cidade desportiva” e, por outro lado, acusando o governo, que “não perdoo, mas não

perdoo mesmo, não terem mexido uma palha para a concretização da variante poente”, ficamos com uma ideia da falácia da propaganda municipal. Na verdade, para ser sério, é preciso dizer, desde já, que a variante poente, se tivesse sido feita, era uma obra do governo. O que, aliás, desmistifica a sua referência à eletrificação da Linha do Minho, à variante nascente e à auto-estrada para a Póvoa. Mesmo os alegados investimentos na área da educação foram a reboque dos apoios comunitários que suportaram a esmagadora maioria dos custos; e bem sabemos que nas escolas secundárias da cidade – totalmente transformadas – não entrou um cêntimo que fosse da autarquia. Não se cumpriram as piscinas, não se cumpriram os pavilhões, vamos assistir ainda a muitos anos de obras de infra-estruturas de instalação de redes de água e de saneamento nas freguesias, não se criou o centro empresarial, não se construiu uma passagem desnivelada de Talvai para o centro da cidade... Enfim, podia-mos fazer uma outra interpretação da conexão do título da crónica: Vai ficar “quase tudo” na mesma! Mas podemos fazer outra reflexão: Nas piscinas de Ribeirão terão sido gastos mais de duzentos mil contos (200.000.000$00); sendo que a obra não foi concluída num ano e admitindo que o investimento foi totalmente a cargo do Município, quantas obras em termos de custo como este po-

demos encontrar pelo concelho? Resta-nos olhar, face aos montantes orçamentados anualmente, para o que tem sido a gestão corrente. E aqui podemos dizer que qualquer executivo não podia fazer menos, sob pena de não poder demonstrar e documentar as despesas da sua gestão. No entanto há ainda que considerar, o que é da maior importância política e financeira para o Município, o facto de cada um dos exercícios anuais da gestão não ter sido realizado se não na ordem dos 70%, pelo que, apesar de todas as críticas à anterior gestão do PS e, a serem justificadas, as terem como um exemplo do que se não devia fazer, podemos formalizar outra leitura do epíteto desta dissertação: Atuaram em “quase tudo” como antes! P. S. O senhor engenheiro Belmiro alvitrou salários baixos para se resolver a crise em que o país está atolado. Será que o Paulo e os seus outros familiares “instalados à sua sombra” receberam baixos salários para o ajudar a alcandorar-se ao patamar económico a que ascendeu? Será que a sua barriga “dá horas e se satisfaz a ar e vento”? Francamente, eu achava-o uma pessoa inteligente e sensata... O novo Papa renovou a esperança a muitos milhões de cidadãos desfavorecidos e “descartados”. Em tempo de Paixão e com a bênção renovadora de Francisco desejo a todos uma Páscoa feliz.

Armindo Costa teve mesmo oposição, do Bloco de Esquerda Numa entrevista de despedida publicada neste jornal na semana passada, o ainda presidente de câmara Armindo Costa afirma que não teve oposição e tentou mesmo ridicularizar os vereadores eleitos pelo Partido Socialista. Naturalmente que Armindo Costa apenas se referiu à Câmara Municipal e ignorou o que se passa na Assembleia Municipal, demonstrando mais uma vez o desprezo que sempre manifestou pelo órgão mais representativo dos famalicenses. Efetivamente, na Assembleia Municipal, Armindo Costa e a Câmara Municipal tiveram sempre a oposição determinada, construtiva, responsável e interventiva do Bloco de Esquerda. Lamentavelmente, o ainda presidente de câmara ignorou o facto de algumas iniciativas levadas a cabo e amplamente divulgadas como de sua autoria, terem sido recomendações aprovadas na Assembleia Municipal por proposta do Bloco de Esquerda, nomeadamente os serviços descentralizados e o apoio social ao arrendamento. Lembro ainda que nestas duas situações, a Câmara Municipal só implementou as medidas muito tempo depois de terem sido recomendadas pela Assembleia Municipal e que outras recomendações aprovadas foram simplesmente ignoradas e ainda não foram implementadas. É estranho (ou talvez não) que Armindo Costa se tenha “esquecido” de referir que o Bloco de Esquerda partido da oposição - fez com que fossem banidas dos regulamentos

municipais condicionantes de teor xenófobo e que obrigou a Câmara ser mais transparente nos processos de concursos públicos e ajustes diretos. Armindo Costa deveria ter dito também que a Câmara Municipal raramente cumpre os prazos para responder aos requerimentos dos partidos da oposição e que não raramente se escusa a responder às questões que são colocadas na Assembleia Municipal. Tudo isto representa um flagrante desprezo e desrespeito por muitos autarcas eleitos pelos famalicenses que trabalham gratuita e abnegadamente em prol de melhores condições de vida para os famalicenses, por melhores serviços públicos e por um funcionamento rigoroso e transparente das instituições públicas. Também nesta entrevista, Armindo Costa usa o cargo que ainda ocupa para tentar influenciar e condicionar o voto dos famalicenses nas próximas eleições Autárquicas e fala em apenas dois candidatos. Certamente que haverá mais candidatos e Armindo Costa sabe bem disso mas aproveita a comunicação social para promover o seu candidato, mesmo depois de quatro anos de campanha eleitoral descarada, naquilo a que se pode chamar uma “concorrência desleal”. Espero que nas próximas eleições autárquicas os famalicenses votem de forma a que o Bloco de Esquerda esteja representado na Câmara Municipal, para que, daqui para a frente, mais ninguém venha a ter o atrevimento de dizer que não teve oposição. pub


economia

pública: 28 de março de 2013 19

G al er i a C om e r ci a l Ju m b o Fa m al i cã o Rui Almeida, diretor Jumbo de Famalicão

“O nosso compromisso é estarmos atentos às necessidades dos nossos clientes” Numa análise global, como foi o ano de 2012? Registou-se um aumento no volume de vendas? O ano de 2012 correspondeu às nossas expectativas, tendo em conta o actual cenário económico. Foi um ano em que se verificou uma compra mais consciente e racional da parte dos nossos Clientes. O Jumbo de Famalicão está agora mais amplo – com a união da Box à loja principal. Qual a razão desta mudança? Trata-de de uma forma de proporcionar ao cliente maior conforto e comodidade na hora de fazer as suas compras. Há mais de um ano, o Jumbo de Famalicão apresentou um conjunto de novos serviços. Qual o balanço após mais de um ano de funcionamento? O balanço é positivo, ao apresentarmos novos serviços sabíamos que estávamos a ir ao encontro das necessidades dos Clientes. É esse o nosso compromisso, permanecermos atentos às suas necessidades e corresponder da melhor forma. Sabemos que dessa forma estamos a contribuir para o poder de compra e o aumento da qualidade de vida de um cada vez maior número de famílias. No seu entender, quais os principais fatores que contribuem para o sucesso do Jumbo de Famalicão?

A oferta, a qualidade, os preços baixos, o conforto, o bem-estar e a excelência do nosso atendimento. Sabemos que são factores determinantes para que o Jumbo de Famalicão continue a ter a preferência dos famalicenses. De que forma o vosso sector e empresa têm sido afetados pelo atual abrandamento económico? Quais os maiores desafios atualmente? O maior desafio está directamente relacionado com os nossos Clientes. Eu diria que é manter uma oferta variada de produtos e serviços, sem esquecer a qualidade dos mesmos, que permita aos Clientes continuar a comprar os bens de que necessitam aos mais baixos preços. Queremos que o Jumbo de Famalicão continue a ser uma referência e a ser a loja de eleição dos famalicenses.

O Jumbo é uma entidade empregadora. Quan- contrem os preços mais baratos da nossa tas pessoas trabalham convosco no mo- zona de implementação. mento? No Jumbo de Famalicão trabalham cerca de 200 colaboradores. Qual a importância que a formação dos vossos funcionários tem para o desempenho global da empresa? A formação dos nossos colaboradores é fundamental, só assim sabemos que estamos a prestar um serviço de excelência aos nossos Clientes.

Quais as prioridades para o futuro a médio e longo prazo? Quais são as metas a atingir para este ano de 2013? A nossa prioridade é e será sempre o Cliente. Continuar a proporcionar as melhores soluções de compra em tempo de crise é o nosso principal objectivo. Queremos que o Jumbo Face a uma crise evidente, que atinge prati- de Famalicão continue a contribuir para a mecamente todas as famílias, de que forma está lhoria da qualidade de vida de um cada vez o Jumbo atento às novas necessidades dos maior número de famílias e para o aumento seus clientes? do poder de compra das mesmas. O Jumbo de Famalicão está constantemente a inovar, quer na oferta de produtos, quer na Como vê o facto de o Jumbo apresentar os oferta de serviços. Sempre atento às neces- preços mais baixos, inclusivamente em Fasidades de compra e oferendo soluções que malicão, de acordo com a DECO? permitam aos Clientes o acesso e compra dos É o reconhecimento de um trabalho que é bens que necessitam. Com a garantia dos desenvolvido diariamente. Não nos surpreços mais baratos aliados à maior varie- preende porque sabemos que todos os dias trabalhamos para que os nossos clientes endade e qualidade da oferta.

Entrevista a Mário Costa, diretor geral da Immochan

“Os resultados demonstram que os famalicenses se revêm neste espaço” Há cerca de ano e meio, o Jumbo de Famalicão surgiu com uma nova dimensão, com um espaço comercial e estacionamento mais amplos, verificando-se a oferta de novos serviços. Qual o balanço desta aposta? O balaço é muito positivo. Este projeto foi pensado, projetado e construído para responder às expectativas e necessidades dos famalicenses. Os resultados deste ano e meio confirmam que os famalicenses se reveem na sua arquitetura moderna, dinâmica, na sua oferta comercial e de serviços, bem como no conforto e agradabilidade do espaço Temos uma Galeria Comercial Jumbo de Famalicão que conta, igualmente, com novas parcerias, marcas e lojas? Como tem corrido essa experiência? As marcas que aceitaram ser nossos parceiros neste projeto, acreditaram, como nós, na cidade de Famalicão e nos famalicenses. A cidade reconheceu esta aposta e tem, hoje, a Galeria Comercial Jumbo de Famalicão como

mos aquele que já é um processo de sucesso. A Immochan, Imobiliária do Grupo Auchan, Atravessando o país uma fase financeira com- continua interessada em concretizar este inplicada que atinge praticamente todas as fa- vestimento. mílias, de que forma está a Immochan a gerir o espaço Jumbo de Famalicão? Outros aspetos que não tenham sido menA Galeria Comercial Jumbo de Famalicão é a cionados anteriormente e que queira realçar. resposta em si mesma, através de uma oferta Tão importante quanto adotar medidas suscomercial diversificada e adequada, que alia tentáveis nas nossas lojas e centros comerpreço e qualidade de forma muito competi- ciais é criar um sentido de responsabilidade tiva. As insígnias que estão connosco são, e consciência ambiental junto dos clientes. em cada uma das suas atividades de negócio Na Galeria a Immochan introduziu um conexcelentes profissionais, quer ao nível local, junto de soluções capazes de contribuir para quer nacional. a melhoria do bem-estar e salvaguardando as gerações futuras. Entre elas destacamos a Haverá novidades para Famalicão ou o im- utilização de plantas naturais, os diversos portante é consolidar o que está concreti- sistemas de poupança de água tais como urizado? nóis sem água ou torneiras com temporizaSim, vão haver novidades. Temos muitas dores, a criação de pontos de carregamento grandes marcas nacionais e internacionais para veículos elétricos, a utilização de ilumicom vontade e interesse de se juntarem a nação com alta eficiência com recurso a led’s, este novo espaço, reforçando a sua oferta ou a criação de uma unidade de produção de comercial. É desta forma que consolidare- energia elétrica com painéis fotovoltaicos. a referência no seu destino de compras.


20

pública: 28 de março de 2013

publicidade


OP1090