Page 1

pub

pub

150 anos do seu nascimento assinalados com várias actividades

Famalicão homenageia Narciso Ferreira em 2012

P. 8

ANO 20 • Nº 1027 DE 11 A 17 DE JANEIRO DE 2012 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

opiniãoespecial Materiais de construção

Subida do IVA para 13% não se reflectirá no custo dos bilhetes

CASA DAS ARTES NÃO VAI AUMENTAR PREÇOS Os bilhetes para os espectáculos não vão ficar mais caros na Casa das Artes de Famalicão. A garantia é do seu director e programador Álvaro Santos. O IVA para a Cultura subiu de 6 para 13% mas, a par doutras casas de espectáculos, a Casa das Artes

Loja Social da Associação Gerações apoia 55 famílias

vai suportar o aumento deste imposto não o fazendo reflectir no preço das entradas. Num ano de contenção, Álvaro Santos espera ainda que em 2012 a qualidade da programação se mantenha. p.9

Armindo Costa fala sobre extinção das freguesias, à margem de jantar de autarcas

P. 3

Famalicense Luís Serguilha faz sucesso no Brasil P. 9

ACIF distribuiu 250 mil bilhetes no Sorteio de Natal P. 4

opiniãosport:

“Vontade da população deve prevalecer” P. 4

Futebol: só FC Famalicão e GD Joane venceram Passeio Solidário de BTT juntou cerca de 300 ciclistas

pub

E retira benefícios fiscais à Têxtil Manuel Gonçalves

Governo aprova programa de investimento para a Leica P. 6

pub.


2

pública: 11 de Janeiro de 2012

cidade

Arcebispo deixa mensagem no arranque das visitas pastorais a Famalicão

D. Jorge Ortiga pede atenção dos padres à realidade social O arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, pediu ao clero de Famalicão uma “atenção especial” à realidade social que se vive atualmente na região. No encontro que assinalou a abertura das visitas pastorais ao arciprestado famalicense, realizado na quarta-feira da semana passada, D. Jorge disse que há “carências muito concretas” às quais é preciso dar resposta. O prelado apontou como exemplo as condições habitacionais em que vivem muitas pessoas, adiantando que há casas, às vezes, que não merecem esse nome, afirmando que “é importante fazer algo nesta dimensão sociocaritativa”. “Um dos problemas de hoje é a pobreza envergonhada, não tenhamos ilusões”, acrescentou o arcebispo, perante mais de 30 sacerdotes presentes no Centro Pastoral de Famalicão. Entretanto, ainda para assinalar o início das visitas pastorais a dez paróquias de Famalicão, foi distribuída no domingo a carta “Para um encontro renovador” assinada por D. Jorge Ortiga e o bispo auxiliar, D. Manuel Linda. Na missiva, os dois prelados mostram a intenção de atender

D. Jorge Ortiga ladeado por D. Manuel Linda e o arcipreste Mário Martins

aos “mais pobres, necessitados, desempregados ou mergulhados em problemas familiares”. Deixando “uma palavra de muita esperança a todas as famílias”, a mensagem alude ao Concílio Vaticano II (1962-65), que “veio sublinhar a importância que a comunidade sempre teve na vida da Igreja”. “Sou cristão quando me sinto parte duma família, na imitação da Trindade e, como membro vivo desta família, me corresponsabilizo para viver e crescer num ambiente comunitário e empenhar-me, assu-

mindo tarefas concretas, para que a comunidade exista”, pode ler-se. Os prelados assinalam, por outro lado, que o bispo tem “o dever de ir ao encontro das comunidades”, para que “prossigam com coragem a sua renovação”. Por isso, além das visitas às comunidades, D. Jorge Ortiga convida “crentes ou não crentes” a interpelarem os responsáveis católicos através do site www.diocese-braga.pt, frisando que “ninguém ficará sem uma resposta”.

No total estiveram envolvidos 300 jovens

Yupi encerra projecto Playdemo com balanço positivo Na recta final do projeto “Playdemo!”, após 18 meses investigação, atividades, formação e experiências na promoção da participação activa e cidadania com jovens famalicenses, a associação YUPI, em colaboração com o Pelouro da Juventude da Câmara Municipal, levou a cabo a última sessão de formação de “agentes multiplicadores”. Foi no fim-desemana de 6 a 8 de Janeiro, em Vila do Conde, que um grupo de 12 jovens entre os 16 e os 18 anos e cinco animadores da YUPI se reuniram para refletir sobre as atividades realizadas em 2010 e 2011, idealizando um plano de ação pessoal e de grupo com o objectivo de que cada um deles multiplique as aprendizagens e experiências com outros jovens. Avaliando todas as fases, foi possível identificar o Concurso de Ideias Empreendedoras como um dos momentos mais marcantes do projecto, envolvendo um total de

Professor do Externato Delfim Ferreira lança livro de Matemática

João Oliveira

João Oliveira, professor de matemática no Externato Delfim Ferreira, de Riba d’Ave, acaba de lançar o livro “Preparar o… Exame nacional matemática A12”, editado pela Areal. “A minha paixão pela matemática foi sempre acompanhada

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes, Manuel Afonso e Almeida Pinto.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt CHEFE DE REDACÇÃO: Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

pelo prazer de ensinar”, começou por dizer este jovem professor quando questionado sobre a sua escolha profissional, acrescentando que sempre gostou de explicar exercícios de matemática aos seus colegas de turma, mas que só há pouco mais de

um ano é que descobriu “a verdadeira paixão de ensinar”. E concretiza: “Ensinar é querer estar com as pessoas que nos ouvem, é discutir e partilhar ideias sem olhar para o relógio. Matemática exige querer gastar tempo a pensar.” Numa época em que a matemática não é a disciplina mais popular entre os alunos, João Oliveira reconhece que “esta relação nunca foi simples”, temendo que “com este evoluir da sociedade se torne cada vez mais complicada”. E conclui: “A matemática exige do nosso tempo, que hoje é constantemente interrompido por um bip de uma mensagem, com o toque do telefone, com mais cinco minutos de um jogo no computador, com os gritos da Teresa na Casa dos Segredos.”

Rotaract distribuiu cabazes na véspera de Natal Na véspera de Natal, dia 24 de Dezembro, o Rotaract Club de Famalicão ofereceu alimentos, roupa e brinquedos a famílias carenciadas do concelho, fruto de uma campanha solidária que se iniciou no dia 5 de Dezembro. Em nota à imprensa o Rotaract diz que a adesão a essa campanha “revelou-se muito acima das expectativas, tendo em conta a época de crise que o país atravessa”, destacando “o apoio incondicional do Colégio Talvaizinho”. Nesse sentido, a colectividade manifesta o seu regozijo pela acção desencadeada no Natal, que se traduziu “num momento único para aquelas crianças que já estavam mentalizadas que este ano o pai Natal não chegaria”. Ainda em Dezembro, no dia 30,

o Rotaract visitou um idoso de Joane, o senhor Joaquim, acamado há cerca de dois anos. Para além da entrega de alimentos, a visita dos membros do Rotaract serviu também para quebrar um pouco da monotonia diária da vida do senhor Joaquim, que partilhou com os mais jovens muitas histórias da sua longa experiência de vida. Entretanto, o Rotaract anuncia que acabou de estabelecer um protocolo com a empresa “Pausas Vending” no sentido de que todos os produtos alimentares que a empresa comercialize, que estejam a terminar o prazo de validade, sejam doados, ainda em bom estado, aos sem-abrigos de Famalicão. Desta forma, o Rotaract tornou-se ponte de ligação entre a referida empresa e a Associação Dar as Mãos. Estrada Nacional, 14 - Maia

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

DISTRIBUIÇÃO:

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

APOIO À REDACÇÃO:

Motivação em Marcha - Publicidade, Lda.

Jorge Alexandre

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

OPINIÃO: Adelino Mota, Barbosa da Silva,

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Mário Teixeira, Joaquim Loureiro, José Luís Araújo, Sílvio Sousa, Vítor Pereira.

TÉCNICOS DE VENDAS:

CONTACTOS Redacção:

DESPORTO: Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

12 jovens participaram na última acção de formação

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

GRAFISMO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

em cooperação dentro de uma equipa. No balanço efetuado pelos participantes, concluiu-se ainda que o projecto, que no total envolveu 300 jovens, foi igualmente transformador das próprias ações individuais, como por exemplo: integração em voluntariado, atitude de reciclar ou comprar produtos locais em detrimento de produtos de países distantes. Nessa última acção de formação foi também delineado um plano de ação para 2012, estando previstas várias ações de sensibilização, campanhas de voluntariado e outros projetos de intervenção comunitária.

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

EDITOR DE TURNO:

REDACÇÃO:

dez equipas de cinco elementos cada e que demonstrou o espírito de mudança, criatividade e capacidade de resolução de problemas dos jovens. O envolvimento activo dos jovens participantes em intercâmbios internacionais e projectos locais de sensibilização para temas globais como o Voluntariado, os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, a Democracia e Cidadania, também foram referidos como atividades importantes para a aprendizagem e conhecimento pessoal, enriquecimento cultural e até académico (como a aprendizagem da língua inglesa) e na atitude de trabalhar

GERÊNCIA: João Fernandes CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

20.000 exemplares, nº 1026

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673

Serviços Administrativos:

DEPÓSITO LEGAL: 48925/91

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO: Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA


pública: 11 de Janeiro de 2012 3

cidade

Três arguidos respondem pelo crime no Tribunal de Famalicão

Morte do segurança do “Copacabana” com julgamento em Abril Está marcado para o próximo mês de Abril o início do julgamento da morte de um segurança, ocorrida em 2008, em Famalicão. Rui Lima, de 36 anos, foi brutalmente espancado por um grupo à porta do bar “Copacabana”, em Calendário, no dia 18 de Outubro de 2008. Não resistiu aos graves ferimentos e morreu, cinco dias depois, no hospital. O caso chega agora a julgamento, cujo início está marcado para Abril, no Tribunal Judicial de Famalicão, segundo noticiou, esta semana, o jornal Correio da Manhã. Em tribunal irão responder por ofensas à integridade física agravadas pelo resultado da morte, apenas dois dos elementos do grupo: Joel Rodrigues, de 28 anos, e Manuel Lopes, de 34 anos. Um terceiro cúmplice, Paulo Carvalho, está ainda acusado de agressões a um amigo da vítima mortal. Os três arguidos aguardam o julgamento em liberdade. Na acusação do Ministério

Público, a que aquele jornal teve acesso, o procurador não consegue explicar o motivo pelo qual Rui foi agredido. O segurança estava com dois amigos, quando, ainda dentro do “Copacabana Bar”, foi agredido por um grupo, com quem já teria conflitos anteriores. Os desacatos arrastaram-se para o parque de estacionamento, onde foi novamente espancado, e depois abandonado, acabando por falecer no hospital, após cinco dias de internamento, deixando três filhos menores. Durante a investigação da Polícia Judiciária do Porto, mais quatro elementos do grupo tinham sido constituídos arguidos, por suspeitas de envolvimento na morte de Rui Lima, porém, negaram terem agredido a vítima e foram unânimes em apontar Joel como o principal culpado. Por falta de indícios que ligassem esses quatro elementos ao crime, o procurador acabou por arquivar as partes que se referiram à intervenção destes suspeitos.

Após um ano em actividade

Loja social da Gerações apoia 55 famílias Um ano depois de ter entrado em actividade, a loja social “Mão Amiga”, da Associação Gerações, na Avenida Marechal Humberto Delgado, apoia com regularidade 55 famílias do concelho de Famalicão, informa a instituição em nota à imprensa. Destas 55 famílias, cerca de 20 procuram ajuda com periodicidade mensal, enquanto as restantes são apoiadas em situações pontuais ou então recorrem à “Mão Amiga” nos meses em que estão com maiores dificuldades. Os agregados apoiados são maioritariamente famílias beneficiárias do Rendimento Social de Inserção; famílias em que só um cônjuge se encontra a trabalhar enquanto o outro ou está a receber o subsídio de desemprego ou não aufere de nenhum rendimento; idosos com reformas baixas; e famílias mo-

noparentais, onde só existe um vencimento para pagar todos os gastos. Geograficamente são residentes nas freguesias de Antas, Calendário e Famalicão, havendo também alguns casos das freguesias de Vale de S. Cosme e Requião. Ao longo de todo o ano os produtos entregues são massas, arroz, farinha, leite, manteiga, azeite ou óleo, bolachas, cereais, dependendo a variedade dos bens que são doados à Gerações, que os procura repartir de forma justa pelas famílias. Os produtos mais solicitados são produtos essenciais para a alimentação como leite, cereais, bolachas, conservas de atum e salsichas, azeite e açúcar. No Natal que passou a Gerações conseguiu entregar 16 cabazes a outras tantas famílias, compostos por bacalhau, bolo-

rei, açúcar, arroz, aletria, massa esparguete, massa de cotovelos, pevide, bolachas, cereais, óleo, azeite, farinha, leite, feijão, atum, salsichas, sumo e uma garrafa de vinho Segundo a associação, a entrega destes cabazes só foi possível “porque a Gerações teve o apoio de patrocinadores específicos na quadra natalícia, como a Padaria/Pastelaria São Jorge e a empresa de automóveis Carclasse”. No ano de 2012, e tendo consciência “que a procura de bens sofrerá um aumento e haverá mais famílias a necessitar de apoio”, a Associação Gerações garante que “tudo vai fazer para dar as respostas necessárias no apoio familiar de proximidade, direccionando para as famílias em maiores dificuldades todos os bens e produtos alimentares que conseguir obter”.

Campanha “À mesa com a produção portuguesa” passa por Famalicão A campanha nacional do Partido Ecologista “Os Verdes”, intitulada “À mesa com a produção nacional” passa amanhã, quarta-feira, 11, por Famalicão, mais concretamente pela feira semanal. Com esta campanha, o PEV pretende debater os problemas da produção alimentar nacional e sensibilizar para a necessidade de se assumir esta questão como uma prioridade para o país. Nesta campanha, Os Verdes têm contactado produtores, cooperativas e organizações de produtores. pub

pub


4

pública: 11 de Janeiro de 2012

cidade

Diz Armindo Costa sobre a Reforma da Administração Local

“Extinção de freguesias deve ter em conta as populações” Sofifiaa Abreu Silva

António Freitas

O presidente da Câmara de Famalicão, Armindo Costa, diz que a vontade da população deve prevalecer na questão da Reforma da Administração Local, prevista pelo Governo, que contempla a extinção de centenas de freguesias no país. Na passada quarta-feira, à margem do habitual jantar dos Reis, que reuniu autarcas das freguesias do concelho, Armindo Costa afirmou que esta reforma só faz sentido se a população concordar com as decisões que vierem a ser tomadas. Recorde-se que o Governo pretende concluir este ano a Reforma da Administração Local, que inclui a eliminação de freguesias, alterações à legislação eleitoral e à Lei das Finanças Locais. No caso concreto de Famalicão, onde várias freguesias deverão ser extintas, Armindo Costa considera que unidas pelos mesmos objectivos, estas podem ser mais fortes no futuro. “Neste caso em concreto terá que ser a vontade do povo, eu tenho a minha opinião de cidadão famalicense, mas é a de cidadão. O presidente da Câmara de Famalicão não é, felizmente, chamado. É ao presidente da Assembleia Municipal a quem compete desenvolver este processo”, salvaguarda.

uma integração, mas por aquilo que eu sei, escalonamento traz distanciamento e não traz proximidade. Chamem-lhe o que quiserem, mas para mim isto não vem trazer coisas boas para o povo que estava habituado a ter próximos de si os seus autarcas”, sublinhou.

Armindo Costa pediu aos autarcas que estejam atentos às pessoas que mais precisam

A Reforma contempla a redução do número de freguesias, mas segundo o edil, deve conciliar interesses, juntar energias e satisfazer vontades que sejam do interesse das populações, para que um conjunto de freguesias tenha uma série de equipamentos. “Se nós em vez de 49 freguesias, tivéssemos 10 ou 12, cada uma

destas peças tinha mais força e poder, e o presidente da Câmara teria interlocutores mais fortes”, observa Já Daniel Cunha, autarca de Novais, freguesia onde se realizou o jantar de Reis, afirmou que a Reforma da Administração Local trará distanciamento entre populações e autarcas. “Eles dizem que é

Mais solidariedade e m tempos difíceis Quanto ao jantar propriamente dito, na sua intervenção, Armindo Costa pediu aos presidentes de Junta que estejam atentos às pessoas que mais precisam. “A Câmara e as Juntas não têm soluções para todos, mas se nos juntarmos arranja-se sempre qualquer coisa para que sejamos mais solidários. Porque se formos solidários, este ano será muito melhor do que todos estão à espera”, antecipa. De resto, como anfitrião, Daniel Cunha, presidente da Junta de Freguesia de Novais, destacou o facto deste jantar permitir dar a conhecer a sua freguesia. “Este ano, coube-me a mim receber os autarcas neste espaço e aqui damos a conhecer a nossa gastronomia e os nossos costumes”. O autarca aproveitou ainda para recordar que Novais “é uma das freguesias que mais tem crescido no concelho, quer em população, quer em qualidade de vida”.

O 1º prémio coube ao número 150.181

ACIF sorteou prémios da campanha de Natal A Campanha de Natal 2011 promovida pela ACIF (Associação Comercial e Industrial de Famalicão) terminou na sexta-feira à tarde, com a realização do sorteio, nas novas instalações da instituição, sitas na Rua Conselheiro Santos Viegas. Com a presença de representantes do Governo Civil de Braga, foram sorteados os números para a atribuição dos cinco prémios a sorteio. O 1º prémio, uma viagem à Madeira para duas pessoas, coube ao número 150.181, que foi distribuído pela Confeitaria Moderna; já o 2º prémio (cruzeiro no Rio Douro para duas pessoas) foi para o bilhete nº 166.522, oferecido pelo Jaime Oculista; o 3º prémio (tablet) coube ao nº 011.392,

distribuído pela Ouroarte; o 4º prémio (seis meses de acesso gratuito ao Health Club Eugénio’s) saiu ao nº 001.359, oferecido pela Ourivesaria Feira do Ouro; e o 5º prémio (estadia de duas noites para duas pessoas no WR Hotel S. João da Madeira) coube ao nº 045.739, distribuído pelo Café Portuense, em Ribeirão. O sorteio constou da emissão de 250 mil bilhetes e visou promover as compras no comércio tradicional durante a época natalícia. O presidente da ACIF, António Peixoto, afirmou que este sorteio teve o “sucesso esperado”, sublinhando o facto de ter chegado a vários pontos do concelho: “Foram distribuídos bilhetes por todos os associados do nosso concelho, não se circunscreveu só à cidade. Aliás, temos até um pub

Magda Ferreira

Magda Ferreira

António Peixoto, ao centro, anunciou que foram distribuídos 250 mil bilhetes

associado de Ribeirão que distribuiu uma senha que foi premiada. Isso também nos agrada, perceber que estamos a atingir o maior leque de associados”. Este sorteio representou também o encerramento da Campanha de Natal 2011 da ACIF. António Peixoto diz que ainda não é possível fazer um balanço, mas vai adiantando que “no centro de Famalicão e nas suas zonas de atracção comercial houve muito movimento de pessoas”. “Temos consciência que houve um movimento significativo de transacções, mas não conseguimos ainda fazer uma avaliação, uma

vez que a campanha só termina agora com este sorteio. Brevemente faremos uma auscultação aos comerciantes”, explicou, acrescentando que fica, pelo menos, a certeza de que todas as entidades intervenientes nesta campanha – ACIF, Unidade de Gestão do Centro Urbano, Câmara Municipal – “tentaram disponibilizar à cidade e ao concelho o melhor possível”. “Agora, esperamos que isto tenha resultado naquilo que são as transacções”, concluiu. O sorteio realizou-se nas novas instalações, na Rua Conselheiro Santos Viegas, onde a ACIF

está desde Outubro do ano passado. “É o ponto de recepção, hoje em dia, de todos os associados e de todas as entidades que necessitem de serviços da ACIF. Já tínhamos três centros de formação aqui muito próximos e surgiu a oportunidade de concentrarmos aqui, por uma questão funcional, este serviço de apoio ao associado”, explicou António Peixoto, acrescentando que a ACIF pretende que aquele seja um espaço digno, onde os associados se sintam em casa e que, estando ao nível da rua, permite melhor acessibilidade de todos.


pública: 11 de Janeiro de 2012 5

cidade

AFPAD elabora “Carta dos Direitos” dos seus utentes O Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) e o Lar Residencial “A Minha Casa”, da Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) elaboraram a “Carta dos Direitos e Responsabilidades” dos seus utentes, documento feito em colaboração com a comunidade educativa, com base nos princípios declarados na Carta das Nações Unidas, na Constituição da República Portuguesa e na Convenção sobre os direitos das pessoas com deficiência. O documento pretende promover e difundir os principais direitos e estabelecer os princípios de orientação dos utentes do CAO e do Lar Residencial. O respeito pela dignidade de cada um; a autonomia individual, incluindo a liberdade de fazerem as suas próprias escolhas; a inde-

pendência das pessoas; a não discriminação; a participação e inclusão plena e efectiva na sociedade; o respeito pela diferença e aceitação das pessoas com deficiência como parte da diversidade humana e da humanidade; a igualdade de oportunidades; a acessibilidade e o respeito pelas capacidades de desenvolvimento das crianças, jovens e adultos com deficiência e o respeito pelos direitos das pessoas com deficiência são os grandes princípios da “Carta”. “É neste âmbito que os clientes da AFPAD têm o direito de ser tratados com todo o respeito e dignidade por todos os colaboradores da instituição, ver protegida a sua privacidade, não sendo sujeitos a exposições físicas desnecessárias, ver respeitada a confidencialidade da informação dos seus pro-

cessos individuais, ver assegurada a segurança e ver respeitada a sua integridade física na instituição”, adianta a Direcção da AFPAD em nota à imprensa. O documento agora elaborado assegura ainda ao utente os direitos de participar nas decisões que lhe dizem respeito, de acordo com as suas capacidades; expressar a sua opinião; participar em actividades socialmente úteis; receber informação, orientação e supervisão necessárias ao seu bem-estar e ao desenvolvimento das suas potencialidades e capacidades. Por seu lado, os utentes têm também definido um conjunto de responsabilidades “que, no seu todo, dão uma contribuição fundamental para o seu desenvolvimento e para a sua integração social”, informa ainda a instituição.

Estatuto atribuído pelo IAPMEI

Famasete reconhecida como PME Líder A Famasete, empresa sedeada em Famalicão dedicada ao desenvolvimento e à comercialização de tecnologias de informação, acaba de ser reconhecida pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento (IAPMEI) como empresa PME Líder. De acordo com José Barbosa, director executivo da empresa, “é com enorme satisfação que alcançamos este reconhecimento pois reflete o compromisso assumido pela Famasete no desenvolvimento de soluções inovadoras que respondem às necessidades do mercado”. E acrescenta: “o nosso sucesso deve-se a uma equipa de profissionais alta-

mente qualificados e motivados, envolvidos em acrescentar qualidade e inovação aos produtos e serviços que a empresa disponibiliza”. Entretanto, a Famasete vai participar, em Inglaterra, na BETT 2012 – The Educational Technology Show, considerada a melhor e maior feira de tecnologias para a Educação que se realiza em Londres. A feira decorre entre esta quarta-feira, dia 11, e o próximo sábado, dia 14, sendo que a empresa famalicense vai marcar presença a convite da UK Trade & Investment. Concretamente, a Famasete vai representar Portugal nesta missão, bem como apresentar na BETT 2012, a sua nova gama de

produtos. Destes, salientamse os produtos WINGSYS, séries TA e PA, que consistem em propostas multitoque e multiutilizador com solução e aplicação horizontal e vertical, bem como a apresentação mundial dos produtos da linha E-ASY, gama de soluções para educação, como computadores, All-in-one, mesa e-asy desk interactiva educação, scanner de documentos, entre outros. Para a Famasete, esta participação na BETT 2012 é “uma presença obrigatória e um compromisso em oferecer constantemente ao cliente mais qualidade e inovação nos serviços prestados e nos produtos comercializados”.

No habitual cantar das Reisadas na Casa das Artes

Armindo Costa agradece contributo dos seniores para o concelho

António Freitas

Elaborada em colaboração com a comunidade educativa

Seniores de todo o concelho cantaram os Reis

O presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa, agradeceu, a semana passada, aos seniores famalicenses o contributo que deram para o desenvolvimento do concelho, que é hoje uma referência no país em termos de empresas exportadoras. Armindo Costa falava para uma plateia de cerca de meio milhar de idosos que, na terça -feira da semana passada, reuniram-se na Casa das Artes para cumprir uma das tradições mais antigas do Natal: o cantar das reisadas. “Temos um concelho que não é muito grande, mas em gente de trabalho é enorme”, disse o autarca, referindo-se a dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) que apontam Famalicão como o concelho que mais exporta no Minho. Armindo Costa revelou ainda que, “hoje, Famalicão já

produz mais riqueza que Guimarães”, sendo apenas ultrapassado pelo concelho de Braga. E concluiu: “como presidente da Câmara sinto-me orgulhoso desta gente que trabalhou ao longo de uma vida em Famalicão”. O cantar das reisadas pelos seniores na Casa das Artes é uma actividade que se repete ano após ano. Provenientes dos diversos centros sociais do concelho, os mais velhos aproveitaram a oportunidade para relembrar algumas das mais antigas e mais bonitas cantigas de Reis, que emocionaram o autarca. “O meu coração está cheio de orgulho e de felicidade”, disse Armindo Costa, elogiando os participantes pelo exemplo de jovialidade que davam ao subir apo placo do grande auditório para interpretar e relembrar tradições, que fazem parte da nossa cultura popular.

Crianças mantêm viva a tradição dos Reis Em dia de Reis, as crianças de Famalicão cumpriram a tradição e cantaram as reisadas na Casa das Artes, num espectáculo cheio de originalidade, magia e muita criatividade. Pelo palco do grande auditório passaram crianças do pré-escolar e do 1.º ciclo do ensino básico do concelho, que contaram na plateia com a presença do presidente da Câmara Municipal, Armindo Costa. O autarca conversou com as crianças e contou “uma história muito antiga, quando as pessoas andavam de porta em porta a cantar alegremente os Reis, mesmo com o frio gélido que se faz sentir nestas noites de Inverno”. Para Armindo Costa “este é um dia muito importante para as

crianças, para que elas sintam o verdadeiro espírito dos reis magos, que é também um espírito de solidariedade e amizade”. No espectáculo estiveram cerca de 600 crianças, oriundas do Centro Social e Cultural de S. Pedro de Bairro, da Associação de Moradores das Lameiras, da Associação Gerações, da Associação de Trabalhadores do Município, do Jardim de Infância Nossa Senhora da Guia – Outiz, da Associação de Trabalhadores da ACO, da Creche Mãe, da Santa Casa da Misericórdia de Famalicão e do Talvaizinho. Refira-se que “Cantar os Reis” é uma iniciativa da responsabilidade do departamento de Educação e Cultura da Câmara Municipal.

O famalicense José Handel de Oliveira vai ser homenageado no próximo dia 4 de Fevereiro, pelo seu desempenho na direcção da Fundação Inatel. José Handel de Oliveira, dedicou mais de 40 anos de sua vida ao serviço da Fundação Inatel, como director em diversas regiões do Continente e dos Açores, sendo os últimos 24 anos à frente da Delegação de Braga. A homenagem vai realizar-se no restaurante Solar do Paço, em Tebosa (Braga), pelas 13 horas. Estão convidadas associações e pessoas particulares. As inscrições estão abertas até ao próximo dia 14 de Janeiro e podem ser feitas junto de Manuel Mendes, da Comissão Promotora, através do telefone 919673820, ou e-mail kartermendes@hotmail.com.

António Freitas

José Handel de Oliveira vai ser homenageado


6

pública: 11 de Janeiro de 2012

freguesias

Administração do Lago Discount diz-se surpreendida

Espectáculo a favor do Lar de Calendário O Centro Social de Calendário realiza no salão paroquial no sábado, dia 21 de Janeiro, pelas 21h30, um espectáculo. A iniciativa é promovida pela sua Liga de Amigos em favor do lar de idosos e centro de dia, cuja construção está em fase inicial. O espetáculo contempla a peça de teatro “Ventos de Maio” apresentada pela companhia Baú dos Segredos e Casa das Artes de Famalicão. De destacar também a participação do cantor Ivo Machado, acompanhado ao piano por Rui Mesquita. A entrada custará 3 euros, sendo de entrada livre para crianças até aos 10 anos.

IV concurso de presépios de Requião já tem vencedores O Agrupamento 257 de Requião já escolheu os três melhores presépios dos que participaram no IV concurso de presépios promovido pelos escuteiros. Assim os vencedores são Manuel Pedro Oliveira, de Requião; Marco Oliveira, de Requião, e José Carlos Oliveira, da Lagoa. A organização agradece, desde já, a todos aqueles que quiseram participar nesta iniciativa.

Dádiva de sangue em Pousada de Saramagos No próximo domingo, dia 15, a Associação de Dadores de Sangue de Famalicão promove uma colheita de sangue na sede da Junta de Freguesia de Pousada, com o apoio do CNE- 26 e o grupo ARPO. A iniciativa será realizada entre as 9 e as 12h30 pelo Instituto Português do Sangue do Porto.

Rancho de Oliveira Santa Maria canta as “Janeiras”

Moviflor confirma encerramento da loja A administração da Moviflor confirmou, esta semana, em nota à imprensa, o encerramento da loja de Famalicão, localizada no Lago Discount, em Ribeirão, a partir do próximo dia 28 de Fevereiro, tal como o OPINIÃO PÚBLICA noticiou na edição da semana passada. A administração confirma também que já informou a equipa de 23 colaboradores desta decisão, “estando disponível para acompanhar e esclarecer quaisquer dúvidas ou questões que decorram deste processo”. No comunicado é também avançada a razão para este encerramento, afirmando a administração que “apesar dos esforços financeiros realizados pela empresa nos últimos cinco anos, no sentido de viabilizar a actividade desta loja, o seu desempenho não permitiu esta continuidade”. A Moviflor reconhece, no entanto, “os melhores esforços

dos seus colaboradores e equipa de gestão”. Quanto aos clientes da loja famalicense, a empresa considera que “os seus interesses estão devidamente acautelados tendo à sua disposição as lojas de Braga ou do Porto, ambas num raio máximo de 30 minutos de Famalicão”. Ad ministração d o Lago Discout surp re endid a Já a administração do Lago Discount, espaço comercial onde se localiza a loja, contactada pelo OP, diz-se “surpreendida por este desfecho”, adiantando que “a abertura da Moviflor, em 2006, e os resultados alcançados até agora superaram todas as expectativas iniciais”. E socorre-se dos dados de facturação do Lago Discount, “que apontam a loja de mobiliário como um dos espaços comerciais com maior volume de faturação do Centro”.

Para o Lago Discount, o encerramento da Moviflor “tratouse de uma decisão interna do grupo português e a falta de produtividade da loja está relacionada com a unidade em si e o modelo operacional da mesma e não diretamente com o Lago Discount”. Adianta ainda que, no último ano, este centro comercial teve uma afluência de cerca de 5 milhões de visitantes e abriu mais cinco espaços comerciais. Falando especificamente do sector do mobiliário, a administração do Lago Discount aponta casos de sucesso como as lojas Encasa e KMóvel , com crescimentos na ordem dos 21% e 134% , respectivamente, que “contrariam qualquer ideia de estagnação que possa existir”, pelo que mostra-se convicta que irá “encontrar rapidamente novos parceiros no sector do mobiliário ou noutra área de negócio”. C .A .

Contato de investimento foi aprovado a semana passada

Ao longo deste mês de Janeiro, o Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria vai percorrer a freguesia a cantar as Janeiras ou Reisadas. Os elementos já começaram a percorrer as ruas e têm sido bem recebidos, agradecendo, por isso, a generosidade da população. Entretanto, no próximo dia 22 de Janeiro, o Rancho Folclórico de Oliveira Santa Maria tem um espectáculo agendado na festa de S. Sebastião que acontece naquela freguesia.

Vencedores das rifas de Santo Adrião A comunidade paroquial de Santo Adrião, de Famalicão, organizou uma venda de rifas para angariação de fundos com as crianças da catequese. O sorteio realizou-se no final da eucaristia das 19h15 do passado sábado, dia 7. Foram sorteados os seguintes prémios: uma bicicleta saiu ao número 3727; uma viola ao número 6995; um MP4 ao 8925; uma bíblia ilustrada foi para o número 7497; e um rádio ao número 1179. pub

Governo vai apoiar nova fábrica da Leica A fábrica famalicense Leica foi uma das empresas contempladas pelos contratos de investimento, anunciados a semana passada pelo Governo. Já a Têxtil Manuel Gonçalves (TMG) viu serem-lhe retirados os benefícios fiscais. Na passada quinta-feira, o Conselho de Ministros aprovou oito novos contratos de investimento, no valor de 221 milhões de euros, sendo um deles com a empresa Leica – Aparelhos Ópticos de Precisão, sediada na freguesia de Antas. O anúncio foi feito, no final da reunião, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros. Paulo Portas, que falava na qualidade de ministro com a tutela a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), adiantou que os contratos de investimento aprovados implicam

a concessão de benefícios fiscais no valor máximo de cerca de 12 milhões de euros e são relativos a projetos de investimento que estavam pendentes, não tendo sido decididos pelo actual Governo. No caso da Leica, o Governo propõe-se apoiar o projecto de construção de uma nova unidade fabril, em Lousado, para a qual será transferida integralmente a actividade da empresa, e cujo investimento é de 15,2 milhões de euros. A Leica foi, de resto, uma das quatro empresas destacadas pelo presidente da AICEP, Pedro Reis, quando questionado sobre estes novos contratos aprovados pelo Governo. “Vai introduzir uma nova unidade fabril em Famalicão e ter uma produção de alta qualidade no mercado mundial”, disse o responsável à Agência

Lusa, sublinhando que a actividade da Leica na nova fábrica vai ser quase totalmente destinada a “mercados internacionais, nomeadamente a casa-mãe na Alemanha”. TMG perde benefícios Também na passada quintafeira, o Conselho de Ministros suspendeu os benefícios fiscais dados a seis empresas, que terão de devolver ao Estado perto de dois milhões de euros, sendo que uma delas é a têxtil famalicense TMG, sedeada em Vale S. Cosme. O ministro Paulo Portas precisou que estão em causa empresas que não cumpriram os pressupostos contratuais e com atrasos “superiores a um ano”. Por isso, “o Estado também não tem que cumprir com os benefícios fiscais”, justificou.

José Carvalho Neto regressa à liderança Continental Mabor O Grupo Continental nomeou José Carvalho Neto para presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor, de Lousado. José Carvalho Neto tem já experiência no grupo alemão sendo que esta nomeação marca o seu regresso à fábrica de pneus de Lousado. José Carvalho Neto iniciou sua actividade na Continental em 1992 e liderou a Continental Mabor de 1996 a 2000. Após um período de dois anos a chefiar as operações desta multinacional no México, deixou o Grupo Continental para colaborar com Américo Amorim, como administrador de várias empresas (desde 2004). José Carvalho Neto regressa assim a uma empresa que conhece muito bem, tendo afirmado que “são muitos os desafios” que, quer a equipa quer

ele próprio, têm pela frente, “na medida em que a Continental Mabor evoluiu muito favoravelmente nos últimos anos”. O gestor alerta, no entanto, que “mantêm-se as necessidades de inovação e progresso especialmente na conjuntura internacional em que nos encontramos”, mas manifesta-se “plenamente confiante que a equipa de Lousado saberá dar a resposta adequada às várias questões e projectos”. Com vendas superiores a 26 mil milhões de euros em 2010, a Continental está entre os maiores fornecedores do sector automóvel em todo o mundo. No conjunto das empresas portuguesas a Continental emprega mais de 2140 trabalhadores directos, em Lousado e Palmela, e totalizou vendas de mais de 800 milhões de euros em 2010.


freguesias

pública: 11 de Janeiro de 2012 7

Encontro e leilão de Reis Bricoonda oferece presentes em Brufe em dia de aniversário

A paróquia de Brufe promoveu, no passado dia 8, um encontro e leilão de Reis, que contou com a presença da Equipa Sacerdotal, constituída pelos padres Paulino Carvalho e Francisco Carreira e pelo diácono Nuno. A abrir a tarde, o Grupo de Reis presenteou a assembleia com o cantar das Janeiras. Seguiu-se uma intervenção do padre Paulino, que reforçou a importância do empenho de todos nes-

tas iniciativas, aquém agradeceu a presença e a contribuição. Depois teve início o leilão de uma grande variedade de ofertas feitas pelas pessoas da comunidade e amigos que quiseram nele participar. O local escolhido para a actividade, a cripta da igreja paroquial, acolheu várias dezenas de pessoas de diversas faixas etárias. O resultado do leilão reverteu para as obras de res-

tauro e manutenção realizadas na Igreja Paroquial ao longo do último ano

Visita pastoral No âmbito das visitas pastorais ao arciprestado de Famalicão, a paróquia de Brufe irá acolher a presença do bispo auxiliar, D. Manuel Linda, entre os dias 11 e 15 de Janeiro. Durante a tarde do dia 11 (esta quarta-feira), D. Manuel Linda visita várias instituições e escolas. Ao fim da tarde, às 19h15, celebrará a eucaristia e, pelas 21 horas, presidirá à Assembleia Paroquial, para a qual todos os paroquianos são convidados a marcar presença. Já no domingo, dia 15, às 10h30, o prelado presidirá à celebração da eucaristia de encerramento da visita.

Sessão de massagens para bebés em Vale S. Cosme O Centro Social de Vale S. Cosme promove nos próximos sábados, 14 e 21 de Janeiro, uma sessão de massagens para bebés até aos 2 anos. Os objectivos da sessão passam pela promoção e interacção entre pais e bebés, aumentar a autoconfiança dos pais, aprender as várias técnicas de massagens e proporcionar um tempo de partilha. As sessões terão lugar entre as 15 e as 16h30, com uma duração entre 60 e 90 minutos. A inscrição é gratuita e pode ser feita pelo 252911170.

A Bricoonda, empresa do Grupo FPF (GFPF), comemorou no passado domingo, dia 8 de Janeiro, o seu 6º aniversário, assinalado com grandes descontos em vários artigos de bricolage e jardim, sendo que este ano, foi marcado pela realização do grande concurso “Casal Bricoonda 2012”. O concurso, que decorreu de 4 a 7 de Janeiro, contou com a participação de mais de uma centena de casais, tinha como desafio, avaliar através de um pequeno questionário, até que ponto os concorrentes conheciam os gostos pessoais da sua cara- metade. No domingo realizou-se a grande final com a presença dos três casais finalista e do presidente da Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) António Peixoto, que supervisionou a fase final do concurso. O momento em que se apurou os vencedores foi uma experiência que divertiu os concorrentes e todos os presentes. No final, os vencedores do concurso foram congratulados com os seguintes prémios: 1º, um fimde-semana em Paris com jantar romântico; 2º,

um vale de compras de 250 euros e o 3º, um vale de compras de 125 euros. “Foi uma experiência fantástica e superdivertida, pois apesar de estarmos juntos há muito tempo, descobrimos coisas novas um sobre o outro”, disse Adelino Santos, vencedor do primeiro prémio. “Estou radiante, pois a Bricoonda vai darme a possibilidade de realizar um sonho. Conhecer Paris, a cidade do romance, ainda por cima no dia do meu aniversário” referiu Paula Santos, vencedora da viagem. No final, como é tradição, foram cantados os parabéns à Bricoonda, com oferta de bolo e champanhe aos presentes, tendo José Ferreira, administrador do Grupo FPF, proferido algumas palavras de agradecimento. “Este é um momento muito importante para todos que aqui estão, seja como clientes, seja para os familiares e amigos que compartilham este momento de felicidade. Agradeço a todos os que fazem parte do universo Bricoonda, sem esquecer a minha fantástica equipa, por estes seis anos de sucessivas conquistas”, disse. pub


pública: 11 de Janeiro de 2012

8 pub.

Clientes dos Supermercados Belita recebem prendas

Os Supermercados Belita realizaram, no passado dia 8 de Janeiro, o sorteio de Natal. Na verdade, foram muitos os clientes que fizeram compras nos três espaços Belita e que agora foram contemplados com presentes. O 1º e 2º prémios, uma máquina de lavar roupa, foram para Alice Coutinho, de Oliveira S. Mateus, e para Manuel Pinheiro, de Areias (Santo Tirso). Já o 3º e 4º prémios, uma consola de jogos Wii, saíram a Pastora Azevedo, de Palmeira (Santo Tirso), e José Monteiro, de Vale S. Martinho. Uma bicicleta vai para casa de Albino Monteiro, de Bairro, enquanto Luís Gonçalves, de Oliveira S. Mateus, receberá um ar condicionado. Uma cave de vinho Fagor, 7º e 8º prémios, será atribuída a dois clientes: Maria Ferreira, de Delães, e a Ana Rita Vilas Boas, de Palmeira (Santo Tirso). Já Teresa Matos foi a vencedora do 9º prémio, a que corresponde uma máquina de café. Por último, o 10º prémio, um robot cozinha Bosh, foi para António Ribeiro, de Esmeriz. Recorde-se que os Supermercados Belita estão ao seu dispor em três locais distintos, mas sempre com a mesma qualidade: em Bente, Delães e na Lagoa, no Atlantic Park.

Passagem de ano 2012 na Quinta da Bela Vista A Quinta da Bela Vista, em S. Tiago da Cruz, engalanou-se para receber uma das maiores passagens de ano de que há memória em Famalicão. A entrada no novo ano 2012 aconteceu com o pé direito, num verdadeiro clima de festa cheio de glamour. Assim, a primeira edição de Live Réveillon na Quinta da Bela Vista fica para recordar como uma noite de elegância, animação e, claro, muito divertimento ao som de boa música.

freguesias

Industrial e benemérito de Riba d’Ave será recordado ao longo do ano

Famalicão celebra 150 anos do nascimento de Narciso Ferreira

Raúl Ferreira apresentou os objectivos das comemorações

Cristina Azevedo O município de Famalicão vai celebrar, este ano, os 150 anos do nascimento de Narciso Ferreira, um dos maiores industriais do país e pioneiro na criação de fábricas têxteis no Vale do Ave. Nascido em 1862, no seio de uma família simples, que vivia sobretudo da agricultura, Narciso Ferreira formou um verdadeiro empório industrial, primeiro, com a Fábrica Sampaio Ferreira e depois com a Oliveira, Ferreira e Ca. Lda, ambas em Riba d’Ave, seguindo-se ainda a Empresa Têxtil Eléctrica, em Bairro. O empresário foi também um grande benemérito, sendo o Hospital Narciso Ferreira a obra mais relevante por si deixada. Assim, para recordar o homem e a sua obra serão promovidas, ao longo de 2012, várias iniciativas culturais, entre as quais o lançamento de um livro e a apresentação de uma peça de teatro, além de acções de solidariedade social e actividades desportivas. O programa foi apresentado publicamente, na passada segundafeira, no salão nobre do Hospital Narciso Ferreira, em Riba d’Ave, dia que marcou precisamente o arranque da iniciativa, cuja organização está a cargo da Fundação Narciso Ferreira (FNF), em parceria com o próprio hospital, com a Câmara de Famalicão e com a Junta de Riba d’Ave. As comemorações pretendem, acima de tudo, “fazer passar a mensagem que ele deixou, com o seu

empreendedorismo, persistência, coragem e inteligência”, começou por apontar Raúl Ferreira, presidente da FNF, acrescentando que “em tempos tão parecidos com os que hoje vivemos, essa mensagem é um exemplo para todos nós, sobretudo para uma juventude aflita, com um futuro incerto”. E concluiu: “Ele venceu porque nunca desistiu”. Na mesma linha de pensamento foi o vice-presidente da Câmara de Famalicão, Paulo Cunha, que enalteceu a vertente visionária e empreendedora de Narciso Ferreira, mas também o seu lado humano e social. Por isso, neste “tempo de exigência” que o país atravessa, o autarca entende que o exemplo de Narciso Ferreira deve ser “seguido e replicado”, sendo esse um dos motivos por que a Câmara se associou a estas celebrações. Narciso Ferreira foi igualmente um homem de fé. Por isso, às comemorações associou-se ainda o arcebispo primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, que lembrou a importância de evocar os bons exemplos do passado, “numa época em que só se pensa no presente, em que não se consegue fazer memória do passado e, como consequência, não se perspectiva bem o futuro”. O prelado também apontou a exemplaridade do homenageado, que considerou “um homem de Igreja que marcou o seu tempo, mas também deu horizontes para o futuro”. O programa Quanto ao programa comemorativo, a próxima actividade vai de-

correr em Abril, por altura da Páscoa, com a distribuição de cabazes pelas famílias mais carenciadas de Riba d’Ave, Pedome e Oliveira S. Mateus. Uma iniciativa que se irá repetir também no Natal. Depois, a 1 de Maio, Dia do Trabalhador, com a colaboração de todas as associações de Riba d’Ave, vão realizar-se actividades desportivas, durante a manhã, e iniciativas culturais, à tarde. O programa prossegue em Junho com o espectáculo de encerramento do projecto “Educação Pela Arte”, que a Fundação leva a efeito junto das escolas do concelho e que vai já na 20ª edição. Ainda a 7 e 8 de Junho, a vila ribadavense receberá a quarta edição das “Conferências da Primavera”. A 7 de Julho, dia do nascimento do homenageado, acontece o ponto alto das comemorações com o lançamento do livro “Narciso Ferreira, um Contemporâneo do Seu Tempo”, da autoria de Nestor Borges, que é também comissário das comemorações. Já no dia seguinte, terá lugar uma missa e uma romagem ao túmulo do industrial. Para Outubro está reservada a apresentação de um documentário sobre Património Imaterial, uma espécie de filme com testemunhos de pessoas sobre aquilo que se lembram da vida e obra de Narciso Ferreira. O programa termina em Dezembro com a apresentação de uma peça de teatro, baseada no texto do livro lançado em Junho.

FNA encerra festas natalícias em Joane A Fraternidade Nuno Álvares (FNA) de Joane veio, esta semana, em comunicado, agradecer a todos aqueles que contribuíram com os seus donativos para a concretização das festas de Natal na vila. Nos últimos anos a FNA tem sido responsável pela decoração e ornamentação natalícia da Igreja paroquial e da sua envolvente, bem como pela execução do presépio. “Mesmo com as dificuldades do momento que todos nós atravessamos, para além da inexistência dos habituais apoios das autarquias locais, foi pos-

sível contar com as benfeitorias de alguns ilustres e a generosidade dos restantes cidadãos em geral”, diz a associação. Entretanto, as comemorações da época natalícia da vila terminaram, no passado domingo, com a celebração da missa das horas, presidida pelo padre Fernando Sousa e Silva, com sermão alusivo à festividade dos Reis Magos celebrado pelo padre João Monteiro, natural de Joane. No final, teve lugar o habitual desfile com a presença da FNA, da fanfarra e CNE de Joane e Guias de Portugal.


pública: 11 de Janeiro de 2012 9

cultura

Apesar do aumento do IVA em 7% para a Cultura

Francisco José Viegas é o convidado de “Um Livro, Um Filme”

Preços não vão subir Secretário de Estado na Casa das Artes da Cultura apresenta cinema na Casa de Camilo Carla Alexandra Soares

Os bilhetes para os espectáculos não vão ficar mais caros na Casa das Artes de Famalicão. A garantia é do seu director e programador Álvaro Santos. Recorde-se que o Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) para a Cultura subiu de 6 para 13% (sendo que só escapam os livros) e a par doutras casas de espectáculos, também a Casa das Artes vai suportar o aumento deste imposto. Por exemplo, a gestão do Theatro Circo de Braga, também anunciou recentemente que vai assumir o compromisso de não fazer reflectir o IVA no custo final. A casa de espectáculos bracarense vai então suportar o aumento do IVA de 7% garantindo para o público que os preços não se alteram. Em declarações ao OPINIÃO PÚBLICA, Álvaro Santos garantiu que também em Famalicão não se vai sentir a subida dos preços nos bilhetes. “Nós vamos diluindo esse custo adicional no preço dos bilhetes. Na verdade, os preços dos nossos bilhetes nunca foram muito caros e por isso as pessoas podem contar connosco mais uma vez. Não é por aí que haverá diferença”, avançou o responsável que espera que este ano não seja pior do que o último.

“Ou seja, preconizo, com toda a honestidade, um ano bom. Aliás, estamos a trabalhar para que o seja e temos que perceber que esta realidade traz-nos outras exigências, mas do ponto de vista de programação nós tentamos que isso se atenue um bocadinho”. Precisamente sobre o ano que agora arranca e a nível de programação, o director espera que, sobretudo, a qualidade se mantenha na Casa das Artes de Famalicão. A nível geral, Álvaro Santos defende que a Cultura vai sofrer um pouco, tendo em conta o conjunto de cortes que terão que ser repensados e serem dirigidos para o que não é tão importante. “Aquilo que é o cerne da nossa actividade, enquanto actividade formativa e ampliação dos campos de visão das pessoas, penso que aí não podemos cortar. Por isso existem os directores artísticos e os senhores vereadores da Cultura para perceberem que há situações que de facto são tão importantes, como comer ou beber, e isso não podemos tirar às pessoas”, defende o responsável que se mostra confiante quanto ao futuro da Cultura em Portugal. “As alturas de crise também permitem repensar um bocadinho onde se gasta o dinheiro e quais são as áreas que devem ser desenvolvidas”.

Escritor famalicense solicitado de norte a sul do país

Luís Serguilha faz sucesso no Brasil O escritor famalicense Luís Serguilha está a fazer sucesso no Brasil com a sua poesia. O ano de 2011 terminou com o escritor a percorrer dezenas de cidades, atendendo a solicitações para a participar em colóquios, ministrar palestras nas escolas e universidades, apresentar livros e participar em projectos culturais e programas de televisão, num périplo que o levou a conhecer o Brasil de norte a sul. “Está a ser uma experiência muito rica sob múltiplos aspectos. Além disso, estou a contactar com as maiores referências da poesia, da crítica e da literatura da América do Sul”, explica, em nota à imprensa, Luís Serguilha, que só no próximo mês de Março estará de regresso a Portugal. Até lá continuará a “destruir as barreiras culturais entre Portugal e o Brasil”, levando os seus mais recentes livros, “KOA'E” e “Khamsin-Morteratsch”, obras editadas em 2011, a muitos brasileiros. Aliás, não são poucos os que deixam mensagens de apoio e incentivo na página de Luís Serguilla no Facebook, sinal do retorno do

O secretário de Estado da Cultura, Francisco José Viegas, vai estar na Casa de Camilo, em Seide, no próximo dia 27 de Janeiro, a partir das 21h30. O político, escritor e jornalista é o convidado da iniciativa “Um Livro, Um Filme”, promovida pela Câmara Municipal. O evento consiste na apresentação de um filme que tenha um significado especial para o convidado e que preferencialmente seja adaptado de uma obra literária. No final da sessão de cinema gratuita é sorteado um exemplar da obra literária pelo público presente. Francisco José Viegas vai apresentar “Balada da Praia dos Cães”, um filme português, realizado em 1987 por José Fonseca e Costa, baseado no livro da autoria de José Cardoso Pires, publicado 1982. Com interpretação de Henrique Viana e Raul Solnado, o filme situa a acção no princípio dos anos 60, retratando alguns aspectos da sociedade portuguesa em plena época da ditadura salazarista. A acção desenrola-se após o aparecimento de um cadáver de um homem brutalmente assassinado na Praia dos Cães. Francisco José Viegas licenciou-se em Estudos Portugueses, na Faculdade de

Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, em 1983. Deixou o ensino para se dedicar ao jornalismo, tendo feito parte da redacção de vários títulos da imprensa portuguesa, como o Jornal de Letras, Expresso, Semanário, O Liberal, O Jornal, Se7e, Diário de Notícias, O Independente, Record, Visão, Notícias Magazine, Elle, Volta ao Mundo e Oceanos. Foi director das revistas LER e Grande Reportagem, bem como da Gazeta dos Desportos. Ocupou o cargo de director da Casa Fernando Pessoa, entre 2006 e 2008, que abandonou para regressar à direcção da LER. Na televisão, foi autor e apresentador de vários programas. Além do jornalismo, Francisco José Viegas, tem publicado obras de poesia, romance, conto, uma peça de teatro e relatos de viagens. O seu romance policial “Longe de Manaus” (2006) valeu-lhe o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores. Nas últimas eleições legislativas, foi eleito deputado (independente, nas listas do PSD) pelo círculo de Bragança. Foi nomeado secretário de Estado da Cultura, integrando o Governo de Pedro Passos Coelho.

Desenho e escultura na Casa Soledade Malvar "Duas colheres de Pó" é o título da exposição de desenhos e esculturas de Bárbara Fonte e António Machado que pode ver na Casa Museu Soledade Malvar, em Famalicão. A mostra está patente até ao dia 31 de Janeiro e a entrada é livre.

Cinema de Werner Herzog na Casa das Artes Luís Serguilha autografa um dos seus livros

seu trabalho literário. “A literatura actual do Brasil é substancialmente desconhecida em Portugal e a literatura actual portuguesa é apresentada no Brasil sobretudo através dos autores mais mediáticos. Precisamos de fortalecer e diversificar a comunicação e a partilha”, aponta Luís Serguilha, que nesta primeira quinzena de Janeiro passa na cidade de São Paulo, para participar num debate sobre as poesias portuguesa e brasileira e para preparar o lançamento de um novo livro em 2012. Antigo candidato à presidência da Câmara Municipal de Famalicão pelo Bloco de Esquerda, Luís Serguilha é autor de

15 livros de poesia, cinco deles editados também no Brasil. O seu livro de prosa, “Entre nós”, recebeu o Prémio de Literatura Poeta Júlio Brandão, em 2000, ano da sua publicação. Serguilha possui ainda textos ensaísticos, críticos e poéticos publicados em diversas revistas de literatura no Brasil, Espanha e Portugal. Alguns dos seus textos foram traduzidos para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, catalão e finlandês. Em Famalicão, Serguilla é curador do “Portuguesia”, projecto internacional de literatura e arte, realizado anualmente em parceria com o município e a Casa-Museu de Camilo.

O Cineclube de Joane promove hoje, dia 11 de Janeiro, e amanhã, dia 12, duas sessões dedicadas ao cineasta alemão Werner Herzog, no âmbito do ciclo “Até ao fim do Mundo”. Assim, esta quarta-feira é exibido, na Casa das Artes, pelas 21h30, o filme de ficção científica “Além do Azul Selvagem”. Já na quinta-feira a sessão é dupla, com as exibições de “Lições de Escuridão” e “Fata Morgana”.

Banda de Famalicão dá concerto de Ano Novo

O Grupo Recreativo e Musical – Banda de Famalicão sobe ao palco do grande auditório da Casa das Artes, no próximo sábado, dia 14, para apresentar o seu habitual concerto de Ano Novo. O espectáculo tem início marcado para as 21h30 e a entrada é livre.


10

pública: 11 de Janeiro de 2o12

publicidade

Falecimentos

Bambina de Araújo Carneiro Freitas

Joaquim Braga Bastos, no dia 5 de Janeiro, com 73 anos, casado com Maria do Céu de Oliveira Araújo, da freguesia de Arnoso Santa Eulália.

Alfredo Lima Alves, no dia 2 de Janeiro, com 59 anos, casado com Maria Fernanda Carneiro Gonçalves, da freguesia de Rebordões (Santo Tirso).

Joaquim Pereira de Araújo, no dia 5 de Janeiro, com 76 anos, casado com Emília Ferreira da Silva, da freguesia de Vila Frescainha S. Martinho (Barcelos).

Maria da Glória Barbosa Coelho, no dia 7 de Janeiro, com 77 anos, viúva de António da Silva Maia, da freguesia de Oliveira Santa Maria.

Missa do 1º Aniversário

Agência Funerária Arnoso José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Sua família vem por este meio participar a missa do 1º Aniversário do seu falecimento, que será celebrada dia 11 de Janeiro pelas 19:15 horas na Igreja Matriz (Nova), em V. N. de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto.

Manuel da Costa Oliveira, no dia 3 de Janeiro, com 80 anos, casado com Maria da Conceição Ribeiro Gomes Oliveira, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

A FAMÍLIA V.N. Famalicão, 11 de Janeiro de 2012

Maria Guilhermina Fernandes Teixeira, no dia 4 de Janeiro, com 87 anos, viúva de António Gomes Oliveira, da freguesia de Gavião. Joaquim da Silva Azevedo, no dia 9 de Janeiro, com 92 anos, viúvo de Emília Sousa Oliveira, da freguesia de Gavião. Carmel inda Areias, no dia 4 de Janeiro, com 84 anos, viúva de António Luís Maria, da freguesia de Brufe. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Rosa Machado Faria, no dia 1 de Janeiro, com 55 anos, casada com Joaquim Pinheiro Machado, da freguesia de Pevidém (Guimarães).

Arnoso Sta Eulália - V. N. de Famalicão

Olinda de Jesus Machado Peixoto, no dia 5 de Janeiro, com 78 anos, viúva de Tomás Batista, da freguesia de Ronfe (Guimarães). António Machado, no dia 7 de Janeiro, com 77 anos, casado com Ana Alves Pereira, da freguesia de Ronfe (Guimarães). Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

Manuel da Costa Cruz, no dia 3 de Janeiro, com 96 anos, viúvo de Joaquina da Costa Rodrigues, da freguesia de Ribeirão.

Agradecimento e Missa de 7º Dia

Joaquim Braga Bastos Sua esposa, filhos, netos e demais familiares, profundamente sensibilizados pelas manifestações de pesar e carinho recebidas a quando do falecimento do seu ente querido, vem por este único meio, na impossibilidade de o fazer individualmente, agradecer a todas as pessoas que participaram nas cerimónias fúnebres e ainda a todas aquelas que de qualquer outro modo se associaram à sua dor. Participam ainda que será celebrada missa de 7º dia em sufrágio de sua alma, sexta-feira, dia 13 de Janeiro, pelas 18:00 horas, na Igreja paroquial de Arnoso Stª Eulália. A Família Arnoso Santa Eulália, 11 de Janeiro de 2012

Dr. Carlos Augusto de Araújo Fernandes (Médico) Missa 13º Aniversário de falecimento Sua Família participa a todas as pessoas das suas relações de amizade, que a missa do 13º Aniversário de falecimento do seu ente querido, será celebrada na próxima semana, QuartaFeira, dia 18 de Janeiro, pelas 19h, na Igreja Paroquial de Bente. A todos o nosso obrigado.

A família Bente, 11 de Janeiro de 2012

Judite Pereira Valente Martins, no dia 4 de Janeiro, com 96 anos, viúva de Alberto da Silveira Martins, da freguesia de Fradelos. Augusto Cardoso Vale, no dia 5 de Janeiro, com 76 anos, casado com Teresa de Jesus da Costa Oliveira, da freguesia de Lousado. Adriano de Azevedo Araújo, no di a 6 de Janeiro, com 83 anos, casado com Angelina de Azevedo Couto, da freguesia de Lousado. Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Adriano Figueiredo Lopes, no dia 5 de Janeiro, com 58 anos, viúvo de Maria José Araújo Oliveira, da freguesia de Ruivães. Joaquim Pinto, no dia 5 de Janeiro, com 86 anos, casado com Maria Emília da Silva, da freguesia de Palmeira (Santo Tirso). Carlos Alberto Ferreira Fernandes, no dia 8 de Janeiro, com 58 anos, casado com Rosa Carneiro de Almeida Sampaio, da freguesia de Ruivães. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

Domingos da Costa Araújo, no dia 6 de Janeiro, com 71 anos, casado com Lúcia de Campos Seara, da freguesia de Cavalões. José Azevedo, no dia 9 de Janeiro, com 80 anos, casado com Maria Lúcia da Silva, da freguesia de Outiz. Agência Funerária Palhares Balazar– Tel.: 252 951 147

António de Faria, no dia 3 de Janeiro, com 89 anos, viúvo de Ana da Conceição Mendes, da freguesia de Moreira de Cónegos (Guimarães). Manuel da Silva Neto, no dia 9 de Janeiro, com 83 anos, casado com Alcina Lopes Moreira, da freguesia de Moreira de Cónegos (Guimarães). Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Américo Fontão, no dia 27 de Dezembro, com 96 anos, viúvo de Maria Marques de Araújo, da freguesia de Pevidém (Guimarães). Joaquina Rodrigues Pinto, no dia 3 de Janeiro, com 84 anos, viúva de Manuel Ribeiro, da freguesia de Pousada de Saramagos. Maria Gonçalves Costa, no dia 4 de Janeiro, com 90 anos, casada com Avelino Joaquim Meira, da freguesia de Vermoim. Joaquim de Azevedo Fernandes, no dia 4 de J aneiro, com 62 anos, viúvo de Cristina Ferreira Fernandes, da freguesia de Joane.

João António Eduardo da Silva, no dia 7 de Janeiro, com 85 anos, viúvo de Elisa Pereira, da freguesia de Antas S. Tiago.

Maria Rodrigues Ferreira, no dia 6 de Janeiro, com 82 anos, viúva de Manuel da Silva Andrade, da freguesia de Requião.

António de Jesus Moreira, no dia 8 de Janeiro, com 77 anos, casado com Maria Emília Gonçalves da Silva, da freguesia de Calendário.

Manuel Joaquim Araújo Grilo, no dia 8 de Janeiro, com 84 anos, viúvo de Maria Adelaide Barbosa, da freguesia de Castelões.

Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Agência Funerária de Joane Joane – Tel.: 252 921 112


pública: 11 de Janeiro de 2012 15

praça pública pub

Obras em casa, Bricolage

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

Os vizinhos incomodam com o barulho isolamos a sua habitação, tectos falsos e divisórias em gesso cartonado, etc. Mais informação, Contacte:

Domingos Peixoto

Email. afctomas@gmail.com

Infortúnio em ordem à felicidade Pela sabedoria, conteúdo e simbolismo a propósito de despesismo e outros do género, em várias instituições, aqui transcrevo, com a devida vénia, parte significativa do penúltimo artigo de D. José Policarpo, em véspera de Ano Novo, no Diário do Minho: “O infortúnio pode ser um momento oportuno em ordem à felicidade. Diz-se. Mas como? Mude-se de estilo, de formas de comportamento, de paradigma tão à moda. Mas alterar o quê? a) Para quê gastos com idas a congressos, a reuniões de grande porte, a encontros (todos do meu aplauso), quando não chegam aos interessados conclusões, avanços, proposta de qualificação? Que se faz de novo? Que processos começaram a ser tentados? O que mudou? b) Porquê publicar revistas do melhor papel e recorte, ainda que de conteúdos magros, as quais se mantêm (como tantas outras coisas em Portugal!) porque suprimi-las seria sinal de fraqueza e de decadência, bem à vista de quem quiser ver? c) Porquê construir ou manter volumosos edifícios, nascidos de esmolas e do bem querer de gente séria, com despesas gritantes na ordem da sua conservação, em vez de se enveredar por soluções mais convenientes, à semelhança da família que sentiu o dever de abandonar o casarão para habitar num simples andar? Porquê tudo “à grande”, quando a obra é a favor dos pequenos? d) Porquê a propensão para molduras e brasões, para o fervilhar de instituições e novas místicas, e em que a realização máxima é sempre a de

Tlm 936 359 760 | Tel/Fax 252931960

pub

BOA OPORTUNIDADE

Vende-se Táxi Ceide - VN Famalicão Contactos: 969 016 928 / 910 162 064 (Joaquim Sousa) pub

mais um santo fundador? e) Lembram-se da odisseia (e da Ilíada…) em que consistiu a construção de uma televisão de inspiração cristã? Não haverá outras tantas derrapagens do mesmo género, mas em ponto pequeno? f) E se, secundando o convite para emigrar, os nossos desditosos desempregados vierem a defrontar-se com a tragédia da vingança? E se os naturais dos países que forem procurados nos fecharem as portas com as mesmas explicações e regras de quotas que alguns portugueses, em época recente, brandiram, fechando o portão da quinta? g) E por que não alterar-se a ausência de pedagogia por parte do poder vigente, o qual, em cada curva do calendário, lá nos aparece (sem explicação nem sensibilidade) com mais um elemento adicional, com mais um posto, com mais uma decisão “patriótica”? Por que será? Posso desejar-lhes um ano de 2012 menos mau do que o previsto?” PS: Um presépio tem, julgo, um simbolismo religioso profundo. O de Priscos, pela “ousadia” e coragem assumiu uma notoriedade impar no contexto católico bracarense e na sociedade em geral, levando Braga e Portugal ao topo das notícias, aguçando os apetites propagandísticos dos políticos! Seguindo-se a outros, domingo foi dado dali um triste espectáculo, pelo que pergunto e menosprezo: Que intuitos movem jornalistas a perguntarem e políticos a responderem, naquele ambiente carismático de Natal, sobre nomeações de controlo político sobre a EDP? Seguro tem absoluta razão no que disse, mas ali não era lugar...

pub

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

Serviço

Reforço

Vale do Ave

Se r vi ç o

Qu a r t a , 1 1

Barbosa

Marques

Delães Riba d’Ave

Qu i n t a , 1 2

Cameira

Marques

Se xta , 13

Calendário

Marques

Qu a r t a , 1 1 Qu i n t a , 1 2 Sex ta , 13 Sá ba do, 14 Dom ingo, 15 Seg unda , 16 Ter ça , 17

Sá ba do, 14

Nogueira Ribeirão

Dom in go, 15

Valongo

Se gunda , 16

Gavião

Martins Ventura

Ter ç a, 17

Barbosa

Martins Ventura

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Almeida e Sousa Bairro Delães Riba d’Ave

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


16

pĂşblica: 11 de Janeiro de 2012

publicidade

OP1027  

“Vontade da população deve prevalecer” “Vontade da população deve prevalecer” Materiais de construção 150 anos do seu nascimento assinalados...