Issuu on Google+

pub

pub

1º PRÉMIO É NAS TABACARIAS SAMPAIO E CENTRAL DE CAMIONAGEM

Milhões de euros distribuidos Três primeiros prémios nos últimos anos Prémios de viagens: 8238 - Nº Premiado com viagem a Roma 3203 - Nº Premiado com viagem a Veneza 2335 - Nº Premiado com viagem a Madrid

Habilita-se já à viagem a BARCELONA este mês... Boa Sorte!!! Efectue as suas apostasde comodamente facilidade de estacionamento na Agência Odivelas - com T.: 252 316 030 Central de Camionagem VN Famalicão... e agora pode Ed. Jardins do Lago - RuadeJosé Augusto Vieira, BlocojáA, Lojatambém 2 habilitar-se na Tabacaria Sampaio na Avenida Narciso Ferreira, nº 43 nesta cidade.

Ficou sem carro, dinheiro e telemóvel

Taxista largado no Louro depois de roubado P. 3

ANO 18 • Nº 983 DE 9 A 15 DE MARÇO DE 2011 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

opiniãoespecial

Larápios cortaram fios eléctricos que abasteciam têxtil de Landim

ROUBO DE COBRE IMPEDE EMPRESA DE LABORAR

Escutismo

A têxtil Geração Variada, de Landim, ficou impedida de funcionar, na passada segunda-feira, porque os fios eléctricos que ligam a empresa ao Poste de Transformação da EDP foram cortados para lhe furtarem o cobre. Com 45 trabalhadores parados e encomendas com

os prazos de entrega em risco, a proprietária da fábrica não escondeu à reportagem do OP a sua indignação pelo sucedido. “As empresas já vivem tempos difíceis e estas situações não ajudam mesmo nada”, desabafou. A GNR tomou conta da ocorrência.p.8

Desfile infantil e noite carnavalesca atraíram milhares à cidade

opiniãosport:

Fantasia e diversão no Carnaval famalicense

GD Joane soma sete jogos a pontuar

P. 7

GD Natação ganha nove medalhas nos Regionais pub.

Semana Santa aposta na tradição e renovação

Junta de Joane satisfeita com obras do Centro Escolar

Luís Represas apresentou livro em Riba d’Ave

p. 4

p. 9

p. 6 pub.


02

pública: 9 de Março de 2011

cidade

YUPI leva jovens à Bulgária para descobrir novas culturas

De 18 a 22 de Fevereiro um grupo de alunos da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, da turma M, do 10º ano, sob coordenação da associação YUPI, levantou voo rumo à Bulgária, no âmbito do projecto “Empower Me”. As actividades realizadas na Bulgária foram diversas, incluindo as dinâmicas de conhecimento entre participantes e de trocas interculturais. O grupo também teve a oportunidade de conhecer os heróis nacionais e visitar o Parlamento de Karlovo, compreendendo a importância e o papel deste parlamento no dia-a-dia das decisões políticas da cidade. Jovens portugueses, búlgaros,

polacos e lituanos foram desafiados através de uma “Missão da Cidade” para conhecer melhor a língua, locais e pessoas desta cidade, aproveitando também para trocar ideias sobre as diferentes realidades, de país para país, no que toca a espaços de participação e ocupação dos tempos livres que os jovens têm ao seu dispor. Este projecto tem como objectivos a descoberta de novas culturas e tradições por parte dos jovens e o desenvolvimento por parte dos mesmos, da sua capacidade de aceitar e respeitar estas diferentes culturas, dando-lhes a oportunidade de avaliar de perto estas realidades.

II Feira de Stocks na Trofa Nos dias 12 e 13 de Março vai decorrer mais uma edição da Feira de Stocks, na Trofa, num armazém junto ao Intermarché. A primeira edição da iniciativa decorreu em Outubro de 2009 e mostrou-se de grande sucesso junto dos comerciantes que conseguiram, em pouco tempo, escoar diversos produtos, bem como junto dos consumidores que puderam aceder a grandes marcas com descontos apelativos. Esta II Feira de Stocks é organizada pela AEBA, no âmbito do programa MODCOM de modernização do comércio local, e tem como parceiro a Câmara da Trofa.

Famarte promove concerto O grupo Famarte, formado por seis alunos do 12º ano da Escola Secundária D. Sancho I, no âmbito da disciplina de Área de Projecto, cujo tema assenta na "Promoção da Arte Famalicense", realiza, na sextafeira, dia 11, um concerto promotor de talentos musicais da cidade. O evento tem pelas 21h30, na Fundação Cupertino de Miranda, e contará com a participação de bandas e solos das escolas D. Sancho I e Camilo Castelo Branco, bem como animação por parte de um grupo de dança. Os bilhetes estarão à venda no local, no próprio dia do concerto.

Concerto de solidariedade No âmbito da disciplina de Área de Projecto, as alunas Filipa Gomes, Liliana Ribeiro e Marta Pereira do 12º ano da Escola Secundária D. Sancho I promovem, no sábado, dia 12, pelas 21 horas, um concerto de solidariedade intitulado "Dá-nos Asas para Ajudar," no auditório da Universidade Lusíada de Famalicão. O evento tem como objectivos dar a conhecer a instituição ASAS de Santo Tirso, bem como angariar fundos para a mesma. A entrada custa dois euros.

“It’s Show Time” no Parque 1º de Maio Os alunos do Curso Profissional de Organização de eventos da escola Secundária D. Sancho I promovem na próxima sexta-feira, dia 11, um evento denominado “It’s Show Time”, no Parque 1º de Maio, a partir das 15 horas. A iniciativa irá abranger dança, canto, passagem de modelos e música ao vivo, contando com a apresentação de Catarina Monteiro, ex-concorrente do “Secret Story”. A actividade insere-se no âmbito da Prova de Aptidão Profissional a que os alunos são submetidos no final do 12º ano.

Campanha terminou com palestra sobre a pobreza

CNO da Camilo promove a solidariedade Sob o mote “Camilo, uma Escola Solidária”, realizou-se no passado dia 25 de Fevereiro a palestra “Pobreza e Exclusão social: um retrato do concelho de Famalicão”, organizada pelo Centro Novas Oportunidades da Secundária Camilo Castelo Branco, em articulação com o Departamento de Acção Social da Câmara Municipal. O palestrante foi Ademar Carvalho que começou por traçar algumas das carências sentidas pela população, nomeadamente, decorrentes do aumento da taxa de desemprego no concelho. No entanto, a sua intervenção teve um carácter essencialmente pedagógico, centrando-se na divulgação dos projectos e dos meios que existem ao dispor de todos para ajudar a combater a pobreza e a promover o bemestar de quem precisa, nomeadamente através da Rede Social. Esta actividade encerrou a campanha de recolha de alimentos e vestuário que envolveu a comunidade escolar mas que também teve ecos no seu exterior. Como exemplo disso, alunos do 1º ano da Escolinha fizeram questão de darem o seu contributo, acompanhados pela professora Cláudia Sanahuja. Também o Jardim-de-Infância de Vale de S. Cosme se associou à iniciativa, pro-

movendo o envolvimento de pais e familiares das suas crianças. Semana do empreendedorismo Com o objectivo de complementar a formação dos alunos relativamente ao mundo do trabalho, os directores dos diversos cursos do Ensino Profissional da Camilo organizaram uma “Semana do Empreendedorismo”. As actividades proporcionaram aos alunos uma abordagem à vida activa, tendo como objectivos o desenvolvimento de competências para criação do próprio emprego; o desenvolvimento de competências relacionadas com a capacidade de liderança; aquisição de conhecimentos sobre os procedimentos a

adoptar na procura de emprego; e o desenvolvimento de competências que potenciam o sucesso durante um entrevista de emprego. A iniciativa contou com a colaboração de técnicos do Instituto de Emprego e Formação Profissional, do Gabinete de Inserção Profissional da ACIF e de especialistas em marketing pessoal. Segundo o director da escola, Joaquim Almeida, procurou-se “alargar os horizontes dos alunos e enriquecê-los com diversas competências com vista a alcançarem o sucesso no mundo do trabalho, assim como trazer os diversos colaboradores da Formação em Contexto de Trabalho e outros parceiros à escola”.

Alunos do 1º ano da Escolinha entregam donativos

Oficina promoveu Semana da Fotografia De 21 a 25 de Fevereiro a Oficina – Escola Profissional do INA desenvolveu várias actividades no âmbito da fotografia. A semana iniciou com uma palestra subordinada ao tema “A pertinência dos cursos de Educação e Formação”, que contou com a presença da DREN, com do vereador Leonel Rocha e de psicólogos convidados. Após a palestra seguiuse um porto de honra e a inauguração das 14 exposições de fotografia. A Oficina contou, durante toda a semana, com a visita de várias escolas dos concelhos de Famalicão e Santo Tirso, centros de dia e encarregados de

educação. As actividades contaram com profissionais da área, como repórteres e artistas da fotografia. Foi ainda proporcionado um encontro com várias empresas da fotografia para verificarem os trabalhos dos alunos, não só nas exposições como em outras actividades comerciais. Segundo a escola, a semana foi muito positiva para os alunos, “pois desenvolveram e apresentaram as capacidades que têm, com o publico exterior, tanto no estúdio como no laboratório de fotografia”.

Carnaval com sátira na Escola Secundária D. Sancho No passado dia 4 de Março, os cursos EFA da Escola Secundária D. Sancho I abriram a época carnavalesca com um desfile de máscaras no átrio da escola, dinamizado pelas turmas de Acção Educativa e inserido na sua Actividade Integradora, subordinado ao tema “O Estado da Nação”. Os grupos participantes abordaram os temas da educação, economia, política e saúde, de uma forma satírica, divertida e construtiva. Foi um momento de humor e diversão para toda a comunidade escolar. O primeiro lugar foi atri-

buído ao grupo “Os estudantes da luta”, que trouxe a ministra

da Educação para inaugurar a “Escola ideal”. pub.


cidade

Modtíssimo aumenta visitantes e compradores estrangeiros Nos dias 23 e 24 de Fevereiro, o único salão português de tecidos e acessórios europeus e confecção portuguesa, o Modtíssimo, recebeu na Alfândega do Porto 4.150 visitantes nacionais (mais 1,47%) e 270 compradores estrangeiros (mais 6,72%), provenientes dos mais diversos países, que contribuíram para tornar esta na edição mais internacional de sempre. O salão incluiu o Fórum Têxteis do Futuro, promovido em parceria com o Citeve de Famalicão, onde estiveram representadas 23 das empresas mais inovadoras a actuar em Portugal. Para além das novidades em têxteis técnicos e nãotecidos, o espaço foi ainda palco da apresentação do livro “Vestindo o Futuro – Microtendências para a Indústria Têxtil, Vestuário e Moda até 2020”, onde estiveram presentes os qua-

tro co-autores da obra: Daniel Agis, Daniel Bessa, João Gouveia e Paulo Vaz . No Fórum realizou-se ainda o workshop “Têndencias Globais LifeStyle e o seu impacto nos Smart Textiles” com a consultora internacional Isa Hofmann, que indicou a necessidade de um período de reflexão devido às mudanças actuais. “Os valores da sociedade estão a mudar”, afirmou, acrescentando que “há um campo muito abrangente para a inclusão de tecnologia”, incluindo áreas como a saúde, militar, habitação, arquitectura e ambiente. No Fórum Têxteis do Futuro esteve ainda em exposição o projecto Polytec, constituído por uma parede com uma camada têxtil sensorial para a monitorização de esforços em caso de sismos e reforço da estrutura.

pública: 9 de Março de 2011 3

Exposição “cadavre-exquis” na Fundação Cupertino A Fundação Cupertino de Miranda tem patente uma exposição de um conjunto de obras da sua colecção, que têm em comum o uso da técnica do “cadavre-exquis”. Mário Cesariny, Gonçalo Duarte, Carlos Calvet, Mário Henrique Leiria, Raúl Perez, Cruzeiro Seixas, Mário Botas, João Rodrigues, Escada, André Breton, Tristan Tzara, Enrique Carlón, Areal, Menez, Vieira da Silva, Edouard Jaguer e Relógio são alguns dos nomes que fazem parte desta mostra. O “cadavre-exquis” é uma técnica inventada por surrealistas que recua aos inícios dos anos 20 e ao começo do próprio Surrealismo. O processo proporciona surpresa nos autores que dele fazem parte e promove uma associação livre de imagens, que adquirem formas e ligações surpreendentes. Por definição cadavre-exquis consiste em compor uma frase ou um desenho num papel que se entrega dobrado a outra pessoa para que, sem que esta tenha conhecimento do que foi desenhado ou escrito, continue livremente o texto ou o desenho. Os surrealistas portugueses aficionaram-se a este jogo e praticaram-no nas mais variadas formas, desde o desenho às obras de grandes dimensões e desde a simples frase ao poema extenso. A exposição estará patente até 15 de Julho e a entrada é gratuita.

Taxista largado em Famalicão depois de roubado Um taxista foi largado, na madrugada de quarta-feira da semana passada, dia 2, na freguesia de Louro, depois de ter sido roubado, sob ameaça de arma branca. Segundo noticiou a agência Lusa, tudo começou na cidade do Porto com um serviço de táxi aparentemente normal. Pelas 3h40, um cliente pediu para ser transportado a Cavalões, em Famalicão. Quando o taxista, de 64 anos, estava ao chegar a Louro, o cliente ameaçouo com uma faca e exigiu que lhe entregasse o dinheiro que tinha, bem como os documentos e o telemóvel. pub

Roubou ainda a viatura, deixando o taxista no local. A GNR foi alertada e acorreu ao local, estando agora a investigar o roubo. Entretanto o táxi roubado foi localizado, horas depois, no Bairro de Lordelo, no Porto. Foi o segundo furto de um táxi, no Porto, duas noites seguidas com a viagem a acabar em Famalicão. Na noite anterior, terça-feira, um outro táxi, também furtado no Porto, apareceu incendiado em Vilarinho das Cambas. As autoridades suspeitam que os roubos possam ter a mesma autoria. pub


pública: 9 de Março de 2011

cidade

Programa vai decorrer de 9 de Março a 24 de Abril

Governador civil quer desempregados a vigiar florestas O governador civil do distrito de Braga, Fernando Moniz, enviou, esta semana, uma carta dirigida a todos os presidentes das câmaras municipais do distrito, sensibilizando-os para promoverem candidaturas dirigidas à defesa da floresta contra incêndios e à criação de emprego, através de um protocolo promovido entre os Ministérios da Administração Interna (M.A.I), da Agricultura, Desenvolvimento Rural e das Pescas (M.A.D.R.P.) e do Ministério do Trabalho e da Segurança Social (M.T.S.S.). Na essência, o protocolo tem dois objectivos. Por um lado a defesa da floresta contra incêndios e, por outro, a criação de emprego. Neste contexto, importa referir que os Contratos de Emprego Inserção (CEI) e Contratos de Emprego Inserção +, inseridos no mercado social de emprego, são o instrumento encontrado para concretizar o protocolo.

Semana Santa aposta na tradição e renovação Cristina Azevedo Cumprir a tradição, mas apostar também na renovação e diversificação. É este o objectivo das solenidades da Semana Santa em Famalicão, cujo programa foi apresentado, na passada quinta-feira, à imprensa. Organizado pela Confraria das Santas Chagas, em colaboração com a paróquia de Santo Adrião e a Câmara Municipal, o programa contém as cerimónias já habituais, mas também algumas novidades. Os pontos altos continuam a ser as procissões do Ecce Homo e do Enterro do Senhor, assim como a bênção e procissão dos ramos e a visita pascal no domingo de Páscoa. Já a via-sacra, que terá lugar a 15 de Abril, trará algumas novidades, nomeadamente nas 10 cruzes que serão colocadas na cidade e que este ano vão ser decoradas de forma diferente, pelos vários movimentos da paróquia. “São cruzes que as pessoas encontram todos os anos e que, se calhar, já ligam muito pouco. Por isso, pretendemos este ano que as cruzes possam interpelar as pessoas e fazê-las parar”, explica José Pedro Sousa, juiz da Confraria das Santas Chagas. Além disso, a via-sacra vai ter também encenação e música coral e instrumental Já nas procissões de quinta e Sexta-Feira Santa procurar-se-á “renovar os quadros, dando-lhe alguma grandiosidade”, sendo também re-

Estes contratos têm como principal objectivo a ocupação socialmente útil de desempregados. Na prática pretende-se valorizar e proteger a floresta e contribuir para a ocupação dos desempregados. Tal permitirá “minorar os riscos, os efeitos e a dimensão dos fogos florestais, e incrementar as actividades que tenham em vista a vigilância, prevenção, florestação e reflorestação florestais e alargar as possibilidades de desempregados inscritos nos centros de emprego poderem desenvolver actividades socialmente úteis, contribuindo para promover as condições que permitam a sua reentrada no mercado de trabalho”, refere na carta o governador civil. Com efeito, as entidades promotoras deverão formalizar as suas candidaturas aos CEI e CEI +, mediante apresentação do formulário electrónico próprio disponível no site do I.E.F.P. na internet.

pub

CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95)

cuperada a tradição dos farricocos, que abrirão as procissões, segurando grandes fogaréus e o som característico das tréculas. A bênção e a Procissão dos Ramos, bem como a visita pascal, no domingo de Páscoa são outros os pontos altos do programa, que reserva ainda, pelo segundo ano consecutivo, as Conferências Quaresmais, que vão decorrer aos domingos, de 13 de Março a 4 de Abril, na Nova Matriz, tendo como conferencistas D. António Couto e D. Jorge Ortiga. José Pedro Sousa sublinha a importância deste período para a cidade e o concelho, referindo que de há três anos a esta parte tem havido por parte da Confraria “um esforço no sentido de manter vivas estas tradições e toda a carga simbólica das

No fim-de-semana de 4 a 6 de Março perto de duas dezenas de catequistas, provenientes de diferentes paróquias do arciprestado de Famalicão, participaram num retiro, promovido pela Equipa Arciprestal de Catequese, no Seminário dos Combonianos, em Antas. Segundo a Equipa Arciprestal, o dia de sábado “revelou-se intenso e vivido com uma maior profundidade, recheado de momentos reservados à oração, ao silêncio e à reflexão, a partir de textos retirados da Sagrada Escritura”, terminado a visualização do filme “Favores em Cadeia”, que, mais uma vez, interpelou os catequistas a reflectir sobre a necessidade de cada um se dar e servir os outros sem esperar nada em troca. No domingo, a eucaristia foi o ponto alto e o culminar de um fim-

de-semana diferente, sendo que durante a celebração “todos tiveram oportunidade de dar graças ao Senhor pelos momentos de enriquecimento pessoal vividos, assim como de partilhar com o grupo as emoções sentidas a partir das reflexões experimentadas ao longo do retiro”, diz a Equipa Arciprestal, em jeito de balanço, aproveitado para agradecer o contributo dos Missionários Combonianos. Tem lugar no próximo sábado, dia 12, o último dos três Encontros Arciprestais Vocacionais levados a cabo pelo arciprestado de Famalicão. Este terceiro encontro vai decorrer no seminário dos Missionários Combonianos, em Antas, destinando-se a adolescentes, jovens e adultos. Ao longo do dia será possível ficar a conhecer mais sobre Comboni e os Combo-

Estrada Nacional, 14 - Maia

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

TÉCNICOS DE VENDAS:

CONTACTOS Redacção:

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

20.000 exemplares, nº 983

Jorge Alexandre

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino REDACÇÃO: informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

GERÊNCIA: João Fernandes DESPORTO: Jorge Humberto, José Cle-

CHEFE DE REDACÇÃO:

mente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR220).

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

PROPRIEDADE E EDITOR: Carla Alexandra Soares, Pedro Silva.

nianos, ao mesmo tempo que cada um será desafiado a reflectir sobre questões de índole vocacional, contribuindo para tal a presença testemunhal de alguns missionários que partilharão as suas aventuras com os participantes. O ponto alto será às 16 horas, com a celebração da eucaristia. Entretanto, no próximo dia 16, realiza-se um Encontro de Formação destinado aos ensaiadores, regentes, responsáveis de coros e animadores de Assembleia de todas as comunidades do arciprestado. Este encontro terá lugar às 21h30, no Centro Pastoral de Famalicão e terá como orador o diácono José Miguel, que ajudará os presentes a criar e a desenvolver uma maior sensibilidade para a animação litúrgica.

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

APOIO À REDACÇÃO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

GRAFISMO:

mesmas”, procurando também “renová-las e melhorá-las”. Nesse sentido, a Semana Santa aposta também na vertente cultural, com a realização de um concerto no domingo de ramos, pela Orquestra Artave, na Casa das Artes. Este ano, procurou-se ainda ir ainda mais longe e apostar também na vertente turística, através da gastronomia, em colaboração com a Câmara Municipal. “Achamos que esta é também uma componente importante nestas celebrações, e por isso convidados os restaurantes que participaram na Quinzena Gastronómica a ter uma ementa especial nesta época, que serão os rojões e o pão-de-ló”, explicou Paulo Cunha, vereador da Cultura, sublinhando “a receptividade dos restaurantes ao desafio lançado”.

Catequistas viveram fim-de-semana de retiro

EDITOR DE TURNO:

jfernandes@opiniaopublica.pt

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

Programa da semana Santa foi apresentado a semana passada

Oriundos de diversas paróquias do arciprestado pub

FICHA TÉCNICA

Cristina Azevedo

4

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

Serviços Administrativos: Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673

IMPRESSÃO:

DEPÓSITO LEGAL: 48925/91

Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA


publicidade

pública: 9 de Março de 2011 5


6

pública: 9 de Março de 2011

cidade

“As Mulheres na Implantação da República” é o novo trabalho de Fina D’Armada

Carla Alexandra Soares Um livro que dignifique a intervenção das mulheres na Implantação da República. Foi assim que a historiadora Fina D’Armada apresentou, na segunda-feira da semana passada, no Museu Bernardino Machado, em Famalicão, o seu mais recente trabalho: “As Mulheres na Implantação da República”. Do programa de apresentação do livro fez parte uma conferência sobre “As Mulheres na República” e uma homenagem a Elzira Dantas Machado (mulher de Bernardino Machado) e sua filha, Rita Dantas Machado, que foram destacadas activistas da Liga Republicana das Mulheres Portuguesas e dos Direitos das Mulheres. Na cerimónia também esteve presente Manuel Sá Marques, neto e filho das homenageadas. Numa descrição em linhas ge-

rais do livro que escreveu, Fina D’Armada fez questão de sublinhar que ele fala sobre todas as mulheres de Norte a Sul do país. “Este livro não fala só sobre as mulheres de Lisboa como é que costume. Fala de todas que lutaram para que a República se implantasse. Vulgarmente diz-se que a República foi implantada em Lisboa e o resto foi por telégrafo. Mas se o resto não estivesse preparado não adiantava nada o telégrafo”, defende a historiadora que recorda que estiveram envolvidas mulheres de vários quadrantes sociais e foram elas que fizeram as bandeiras republicanas, fizeram os peditórios para as vítimas da revolução. “Tiveram um papel activo, embora diferente do papel masculino”. O livro começa por falar da revolta de 31 de Janeiro de 1891 e descreve os passos que se deram em Portugal para a implantação da Re-

António Freitas

Livro dignifica e lembra mulheres que fizeram a República

Paulo Cunha e Manuel Sá Marques, neto de Bernardino, na plantação do carvalho

pública, mas sob a perspectiva da participação das mulheres. “O meu livro dá visibilidade a mulheres completamente esquecidas e que são retratadas neste trabalho de forma justa”, sublinha Fina D’Armada.

Luís Represas apresenta “A Coragem de Tição”

“Norte perde relevância”, afirma distrital do PSD António Freitas

Carla Alexandra Soares

Luis Represas respondeu às curiosidades dos mais pequenos

uma história para crianças porque é uma tarefa extremamente difícil. Fui escrevendo e viajando pelas palavras e as ideias vão-se organizando e chegando a algum ponto”. O livro vai já na terceira edição o que agrada ao autor porque demonstra a receptividade dos leitores. Por outro lado, explica Represas, quando se escreve um livro quer-se que ele chegue ao máximo de pessoas possível. “Estou muito contente pela forma como ele tem sido recebido por todos, porque é um livro para a família”. O vereador da cultura também marcou presença. Paulo Cunha referiu-se à dinâmica dos pólos da biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, referindo-se à excelência do pólo de Riba de Ave pelo público que serve. “Riba d’Ave é

um pólo onde a biblioteca cumpre de forma cabal a sua função, não só pelas condições físicas estruturais que tem, mas também pela dinâmica das pessoas que fazem aqui a sua actividade”. Sobre a iniciativa, o responsável considera que é uma das provas que Famalicão está no centro da dinâmica cultural do país. “Somos, às vezes, acusados de algum pretensiosismo dado o grau das iniciativas que aqui fazemos. Não temos medo dessa conotação. É para nós um desafio continuar a crescer e Luís Represas, consciente dessa dimensão cultural que o concelho tem, veio a Famalicão duas vezes apresentar o seu livro. Naturalmente que ficamos satisfeitos com isso”, concluiu o vereador. veja a reportagem www.famatv.pt

veja a reportagem www.famatv.pt

Apenas 39% dos fundos do QREN destinados para a região

Cantor e escritor esteve no pólo da biblioteca municipal em Riba d’Ave

Dezenas de crianças receberam em euforia o músico Luís Represas que esteve, na quarta-feira da semana passada, em Riba d’Ave. Luís Represas apresentou o seu primeiro livro no pólo de Riba d’Ave da Biblioteca Municipal, depois de no dia anterior o ter feito na biblioteca da cidade. O livro “A Coragem de Tição”, dirige-se ao público infanto-juvenil, é a primeira incursão literária do cantor e conta com ilustrações de Catarina França. Juntando dois gostos do cantor: o mar e os cavalos, o trabalho fala-nos de uma história marítima recheada de cavalos-marinhos destemidos, barracuda ferozes, peixes-trompete ruidosos, peixes-anjo protectores e muitos outros animais que habitam o fundo dos oceanos. Sobre a recepção em Riba de Ave, o músico emocionou-se quando os mais pequenos tocaram e cantaram algumas das suas músicas. Depois, aos jornalistas disse que o seu público preferido são as crianças, devido à sua sinceridade e curiosidade. “É sempre emocionante estar perante uma plateia de crianças ou jovens porque de facto são uma força extraordinária” Sobre o livro, Luís Represas explicou que não o escreveu a pensar nas crianças e que a história é transversal a todas as idades até porque a escreveu para si. “Nunca me passaria pela cabeça escrever

A iniciativa foi promovida pela CIVITAS Braga – Associação para a Defesa e Promoção dos Direitos dos Cidadãos, com o apoio da Câmara de Famalicão, no âmbito das comemorações do centenário da Repú-

blica. Manuela Granja, vice-presidente da CIVITAS Braga falou também da importância de homenagear as mulheres no Museu Bernardino Machado e do exemplo que elas se tornam para as mulheres deste século. “É muito importante falarmos sobre isso porque estas mulheres vieram fazer com que as mulheres deste tempo tomassem como exemplo as republicanas e continuassem o trabalho delas no serviço cívico na sociedade a que pertencemos”. Ainda antes da apresentação do livro foi plantado, nos jardins da Biblioteca Municipal, um carvalho que simboliza a liberdade, sabedoria e força. O momento contou com a presença do vereador da cultura, Paulo Cunha que se associou assim à homenagem, ajudando na plantação da árvore.

O Gabinete de Estudos e Formação Social-Democrata de Braga promoveu na passada semana, em Braga, um colóquio subordinado ao tema “O QREN no Distrito de Braga – Execução e Perspectivas”. Em discussão esteve a forma como estão a ser aplicados e geridos os fundos comunitários e do Quadro de Referência Estratégico Nacional no distrito de Braga. A iniciativa contou com a presença de José Manuel Fernandes, eurodeputado do PPE e coordenador do Gabinete de Estudos e Formação Social-Democrata. De seguida, Rui Monteiro, responsável pelo Centro de Avaliação de Políticas e Estudos Regionais da CCDRN, explicou “A Execução do QREN no Distrito de Braga” e Carlos Duarte, gestor do Programa Operacional da Região Norte “ON.2”, dissertou sobre “O QREN e a Contratualização”. Para terminar, Ribau Esteves, dirigente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, abordou a relação entre “O QREN e as Autarquias Locais” e o discurso de encerramento do colóquio esteve a cargo de Paulo Cunha, presidente da comissão política distrital do PSD. “No princípio do século, a região norte teve em processo profundo de divergência que fez com que se tornasse a região mais pobre do país”, afirmou Rui Monteiro, acrescentando que dos fundos comunitários apro-

vados no QREN, 39% são destinados para a região Norte. José Manuel Fernandes aproveitou para criticar a atribuição excessiva de fundos para Lisboa através do Spill-Over, ferramenta que permite investir dinheiro em projectos que tenham um efeito positivo no resto do país. “Tenha a certeza que se esse dinheiro fosse investido no Norte, região mais pobre do país, teria maior impacto positivo no resto do país”. Carlos Duarte reforçou a urgência de uma avaliação estratégica para que os “fundos comunitários sejam para orientar as várias entidades para uma determinada acção estrutural positiva”. Já Ribau Esteves reprovou também os obstáculos no processo de acesso aos fundos comunitários. “O QREN sofre de hiperburocracia, o quadro regulamentar é absurdo”, notou. A fechar o debate, Paulo Cunha, presidente da distrital do PSD de Braga, destacou a necessidade de todos os investimentos irem ao encontro das reais necessidades das pessoas. Para Cunha “o governo é responsável por termos vindo a perder constantemente oportunidades” e lembrou que “ o Norte tem vindo a perder relevância ao ponto de actualmente ser uma região ultra-periférica da Europa”. “Exigimos, por isso, medidas reais de compensação clara”, defendeu. pub


cidade

1º classifi ficcado

2º classifi ficcado

pública: 9 de Março de 2011 7

Carnaval atraiu milhares de foliões à cidade De ano para ano, o Carnaval atrai milhares de pessoas à cidade de Famalicão e 2011 não foi excepção. Na sexta-feira, os mais pequenos saíram à rua num desfile que juntou mais de 2.500 crianças, que encantaram todos aqueles que enchiam os passeios das principais artérias para os ver passar. Na segundafeira, a noite encheu-se de fantasia, diversão, ritmo, música e, sobretudo, de milhares de foliões. Beleza, criatividade, encanto e exuberância marcaram o desfile de máscaras, numa noite mágica. As imagens falam por si…

Fotos: António Freitas

3º classifi ficcado

Veja as melhores imagens da festa em www.famatv.pt


8

pública: 9 de Março de 2011

cidade

Têxtil Geração Variada de Landim vítima dos larápios

Junta de Delães promove Gala de Talentos

Roubo de fios eléctricos impede fábrica de funcionar

A Junta de Freguesia de Delães promove, no próximo sábado, dia 12, a 1ª Gala de Talentos no auditório do Sindicato Têxtil de Delães, a partir das 21 horas. A iniciativa visa premiar associações, grupos de cidadãos, alunos dos vários ciclos, cuja intervenção sócio-cultural e lúdico-desportiva, tenha sido relevante na freguesia no ano de 2010. A gala pretende também homenagear pessoas e instituições que em 2010 comemoraram aniversários significativos, como por exemplo os 35 anos do CRPD, os 20 anos da Fraternidade, entre outras.

Eficiência energética é tema de palestra na Forave Os formandos do Curso de Instalação de Sistemas Solares Fotovoltaicos da Forave promovem uma palestra sobre eficiência energética nas instalações da escola, em Lousado. Na altura serão também apresentados os resultados do caso-estudo sobre a eficiência energética, aplicado ao Complexo Habitacional de Lousado.

Teatro em Seide Prossegue no próximo sábado, dia 12, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide, o Festival de Teatro Amador, organizado pelo Grutaca. Pelas 21h30, sobe ao palco a peça “Língua de Diabo”, pela companhia “ComoDEantes”, de Penafiel.

A empresa emprega 45 pessoas

A fábrica têxtil Geração Variada, de Landim, ficou impedida de funcionar, na passada segunda-feira, dia 7, porque os fios eléctricos que ligam a empresa ao Poste de Transformação (PT) da EDP foram cortados para lhe furtarem o cobre. Segundo contou ao OP a proprietária da fábrica, Vânia Oliveira, os larápios arrombaram a porta do PT, localizado numa mata junto à fábrica, desligaram a corrente eléctrica e roubaram os fios. A têxtil, que se dedica ao fabrico de roupa interior, ficou sem energia eléctrica e na segunda-

Esmeriz celebra Dia da Mulher Realiza-se no próximo sábado, dia 12, no salão paroquial de Esmeriz, o já tradicional “Jantar do Dia da Mulher”. Trata-se de um evento de cariz social, promovido pela paróquia, que este ano contará com karaoke, surpresas e animação a cargo dos DJ’s Brotherstylz, que prometem animar a festa.

Robótica na Benjamim Salgado “Robótica em Movimento” é o tema de um evento que os docentes do Grupo de Electrotecnia e Electrónica da Secundária Padre Benjamim Salgado, de Joane, promovem no próximo dia 15. A iniciativa contará com a presença da Universidade do Minho, da empresa SAR Robótica e dos clube de robótica das escolas secundárias Rocha Peixoto e Padre Benjamim Salgado. O programa compreende a exposição e demonstração de trabalhos e uma palestra subordinada ao tema “Robótica móvel autónoma”. Em simultâneo decorrerá uma oficina de robótica.

feira, os cerca de 45 funcionários ficaram impedidos de trabalhar. “É uma situação muito complicada e frustrante porque temos encomendas e prazos para a sua entrega que podem ficar comprometidos”, contou Vânia Oliveira, que não escondia a revolta pelo sucedido: “as empresas já vivem tempos difíceis e estas situações não ajudam mesmo nada”. A empresária ainda não tinha feito as contas aos prejuízos, mas assumia que seriam avultados, não só pela reposição dos fios, que era da sua responsabi-

lidade, mas sobretudo pela perda de laboração. O roubo terá acontecido no dia anterior, domingo, já que nesse dia Vânia Oliveira tentou aceder à empresa via internet e não conseguiu. Logo aí apercebeu-se que algo de errado se passava e deslocou-se à empresa, descobrindo que não tinha energia eléctrica. Um piquete da EDP também chegou a deslocar-se à empresa ainda no domingo, “mas como já era de noite não conseguiram ir ao PT e só hoje de manhã [segunda-feira) é que se descobriu que os fios tinham sido cortados e o cobre roubado”, contou a empresária, que contava ter a situação resolvida e a energia restabelecida ainda na segunda-feira (dia de fecho desta edição), tendo contratado para o efeito uma equipa de electricistas que trabalhava no local desde manhã cedo. O caso foi participado à GNR que esteve no local. C . A. veja a reportagem www.famatv.pt

pub.

Presidente da Confap esteve na Didáxis de Riba d’Ave

No centro da cidade, com óptimas áreas, Fica no 3º andar, tem um sótão, Excelente negócio. Valor: 65.000,00 €

Como nova Em Antas. Equipada com ar condicionado e aquecimento central, Cozinha mobilada e equipada, alarme, sistema de som em toda a casa, Janelas eléctricas, três quartos, duas casas de banho, uma suite com quarto de vestir e armários embutidos. Garagem para dois carros. Valor: 175.000,00 € (negociáveis)

Para venda ou para arrendamento. Perto do centro e com bons acessos.

Com a área de 145 m2, dois lugares de garagem e arrumos. Cozinha mobilada, sala com lareira, uma casa de banho completa e uma suite, tem seis armários embutidos, soalho em carvalho, ar condicionado e aquecimento central, tectos falsos com iluminação em focos e com duas varandas. Valor: 150.000,00 €

Tem a área de 95 m2, garagem fechada para um carro, quartos com armários embutidos, uma casa de banho e uma suite, cozinha, lavandaria e despensa, iluminação em focos, tem ar condicionado, uma varanda, pavimento em cerâmica e taco e garagem fechada para um carro. Valor: 90.000,00 €

Como novo. Quartos com armários embutidos, uma suite. Cozinha mobilada e equipada, lavandariaTem tectos falsos com iluminação em focos. Vidros duplos, aquecimento central. Uma varanda. O chão do hall de entrada é em mármore. Tem porta de segurança, vídeo - porteiro.

Com garagem e arrumos. Novo e com óptimas áreas. Perto do Parque da cidade. Tem cozinha mobilada, duas casas de banho. Com aquecimento central e aspiração.

Excelente apartamento, só visto. Valor: 117.500,00 €

Como novo. Perto do centro. Tem garagem fechada. Opção de venda com mobília. Tem três frentes. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos, sala comum, quarto com suite, Um armário embutido. Aspiração central, aquecimento central, gás canalizado,

Valor: 100.000,00 €

Ainda em projecto numa zona sossegada, com excelente exposição solar. Moradia com uma área de 360m2, tem 3 quartos, 1 suite, 3 casas de banho, 1 sala de estar com lareira, sala de jantar, cozinha, piscina, aquecimento central, ar condicionado, garagem, ainda com possibilidades de adaptar o projecto ao seu gosto, venha conhecer.

Valor: 105.000,00 €

Loja no Edifício Sagres. Para arrendar: 500,00 € Com a área de 106 m2, tem duas casas de banho. Escritório junto aos correios. Para arrendar: 225,00 € Tem a área de 40 m2, fica no 1º andar, em muito bom estado. Escritório na Rua de Sto. António. Para arrendar: 1.250,00 € Com dois pisos e um recuado. Com possibilidade de lugar de estacionamento privado. Está como novo, uma casa de banho remodelada e com sensores. Varanda na frente da rua principal. Lote Terreno No centro da cidade. Valor: Desde 58.000€

“Pais não têm liberdade de escolha da escola”

Apartamento T1 – No centro da cidade. Condomínio incluído. 260,00 €

Albino Almeida (ao centro) com os dirigentes da Didáxis

Para dar seguimento ao Ciclo de Conferências subordinado ao tema a “Escolha da Escola”, a Didáxis de Riba d’Ave convidou, a semana passada, o presidente da Confap, Albino Almeida, para proferir uma palestra. O presidente da Confederação Nacional das Associações de Pais começou por dizer que, enquanto representante de 2000 associações, “os pais não têm liberdade de escolha no que concerne à Educação”. E lamenta: “só podem escolher entre a escola pública e a escola pública, entre aquela escola ou aquela escola porque as demais fecharam”. De acordo com Albino Almeida, a missão da Confap é congregar e trabalhar com as associações de pais federadas, dando corpo e voz às associações de pais, que têm como objectivo a melhoria da Educação dos seus filhos. E na opinião do orador, a “Educação está bem melhor do que aquilo que aparentemente pode-

ria estar”. “No entanto ainda falta muito para que possamos dizer que a qualidade do ensino, da formação e da qualificação em Portugal é a que pretendíamos, mas estamos a caminhar nesse sentido e, por isso é que é importante recordar que todos os dias, nas salas de aula, professores e alunos trabalham com o objectivo de ensinar e de aprender”, acrescentou. No que concerne à participação dos pais, Albino Almeida considera que a escola se deve preocupar mais com os pais que aparecem do que com os outros. “A escola deve trabalhar com os pais que estão sem nunca perder de vista os que não estão”, referiu. Em forma de conclusão, o conferencista confidenciou que o debate faz falta ao país e elogiou a iniciativa da Didáxis, considerando ser “um excelente exemplo que deveria ser seguido por outras escolas”.


pública: 9 de Março de 2011 9

freguesias

Executivo visitou o equipamento

Junta de Joane satisfeita com obras do centro escolar O executivo da Junta de Freguesia de Joane e o presidente da Assembleia de Freguesia realizaram, no dia 25 de Fevereiro, uma visita de trabalho ao novo centro escolar da vila, com o objectivo de verificar o andamento das obras de construção daquele equipamento. Em nota à imprensa, o executivo diz ter verificado que “as obras correm a bom ritmo”, estando agora a decorrer os trabalhos de conclusão dos espaços exteriores, nomeadamente com a colocação dos pavimentos, com cores vivas, assim como a conclusão de dois recintos para prática de desporto, que serão dotados de relva sintética. A Junta de Freguesia verificou ainda, “com grande agrado, a grande dimensão do espaço que servirá para a realização de actividades desportivas abrigadas”, tendo ainda visitado o local de entrada para o centro escolar, que se processará pela denominada rua da Devesa (cemitério), estando, aí também quase concluídas as obras. Quanto aos espaços interiores, a autarquia tomou “nota da excelente dimensão do espaço destinado a cantina e do equipamento instalado na cozinha de apoio”, visitando ainda a biblioteca e os balneários e sanitários de apoio. O executivo considera que estes espaços podem, sobretudo aos fins-de-semana, ser aproveitados pela comunidade joanense, para a realização de várias actividades. “A biblioteca pode ser aproveitada para a realização de colóquios e palestras; a cantina para a realização de festas, e os campos de relva sintéticos para treinos das escolinhas de futebol existentes em Joane”, exemplifica. O grupo visitou ainda as salas de aula, que já se encontram dotadas de todo o equipamento, nomeadamente mesas e cadeiras, quadros interactivos e quadros tradicionais, assim como múltiplas ligações para acesso à internet. Rede viária circundante Entretanto, a Junta de Freguesia chama a atenção para a “necessidade imperiosa de ser realizada a ligação entre a rua da Devesa e a rua de Leognan até à Estrada Nacional 206”, vincando que vai “exigir a pavimentação do troço ainda em cubo, existente na rua de Leognan, atendendo à degradação do mesmo”. Consciente das dificuldades que existirão para o estacionamento s, a Junta avança que está a negociar com o proprietário do terreno que confina com a rua de Leognan, o recuo da vedação com pedras aí existente, de modo a permitir, ainda que de forma provisória, o estacionamento de veículos automóveis de professores e funcionários. Em estudo está também o alargamento da denominada Travessa da Devesa, (via que liga a rua da Devesa, à rua de Vila Boa), que actualmente é muito estreita e se encontra parcialmente em terra, adiantando que já chegou a acordo com um dos proprietários para proceder ao alargamento.

Executivo quis saber como decorrem as obras

Alunos da Forave visitam Casa da Juventude Os delegados e subdelegados de todos os cursos da escola profissional Forave e a presidente da Associação de Estudantes, acompanhados pela psicóloga Cátia Costa, realizaram, no dia 22 de Fevereiro, uma visita às instalações, recentemente inauguradas, da Casa da Juventude de Famalicão. A visita esteve a cargo de Sandra Silva, que apresentou e explicou o objectivo e o funcionamento das valências existentes no local, tais como o Gabinete de Saúde (responsável por consultas de psicologia, consultas de planeamento familiar, comportamentos alimentares), o Gabinete do Emprego e Empreendedorismo, o Gabinete de Voluntariado, entre ou-

tras. Os alunos tiveram a oportunidade de desfrutar da sala de convívio e deixarem algumas mensagens no mural “Jovem, diz o que te vai na alma”. Os alunos presentes na visita ficaram com a responsabilidade

de divulgar aos restantes colegas das turmas o espaço que conheceram. Segundo a escola, as instalações e os serviços apresentados pela Casa da Juventude foram considerados, pelo público-alvo bastante apelativos e de grande pertinência. pub


10

pública: 9 de Março de 2011

publicidade

Falecimentos

António Fernandes Guimarães 1º Aniversário Falecimento A família vem por este meio participar que a missa do 1º aniversário do falecimento do seu ente querido realizarse-á no próximo dia 16 de Março (Quarta-feira), pelas 19h00,na Igreja Paroquial de Calendário (S.Julião). De igual modo agradecem, desde já, a todos aqueles que comparecerem neste acto de fé e piedade cristã. A Família Calendário, 9 de Março 2011

José Silva Oliveira

Emília da Costa Araújo, no dia 28 de Fevereiro, com 86 anos, casada com Manuel Gomes da Silva, da freguesia de Arnoso Stª Eulália.

Joaquim Ferreira de Oliveira, no dia 2 de Março, com 65 anos, casado, da freguesia de Oliveira Stª Maria.

José da Silva Oliveira, no dia 4 de Março, com 74 anos, casado com Miquelina Miranda Ferreira Menezes, da freguesia de Nine.

José António Abreu de Sousa, no dia 6 de Março, com 39 anos, solteiro, da freguesia de Riba D’Ave.

Abílio da Cunha Pereira, no dia 4 de Março, com 80 anos, casado com Rosa Gomes Ferrreira, da freguesia de Nine.

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Agência Funerária Arnoso - José Daniel Pereira Arnoso Santa Eulália - Telf. 91 724 67 03

Manuel Fernando da Silva Pinheiro, no dia 28 de Fevereiro, com 78 anos, casado com Ana da Silva Pinheiro, da freguesia de Bairro.

Rosa de Oliveira Marques, no dia 1 de Março, com 81 anos, viúva de João Mesquita Moreira, da freguesia de Vale S. Martinho.

Cândida Azevedo Maia, no dia 1 de Março, com 46 anos, divorciada, da freguesia de Delães.

Joaquim Leite de Carvalho, no dia 3 de Março, com 81 anos, casado com Palmira Machado dos Santos, da freguesia de Avidos.

Maria Virgínia Guimarães de Freitas, no dia 1 de Março, com 72 anos, casada com António Silva da Costa, da freguesia de Santo Tirso.

Agradecimento e Missa de 7º Dia Sua esposa, filhas, genros, netos e demais familiares, profundamente sensibilizados pelas manifestações de pesar e carinho recebidas aquando do falecimento do seu ente querido, vem por este meio, na impossibilidade de o fazer individualmente, agradecer a todas as pessoas que participaram nas cerimónias fúnebres e ainda a todas aquelas que de outro modo se associaram à sua dor. Aproveitam para comunicar que será celebrada missa de 7º dia em sufrágio de sua alma, sexta-feira, dia 11 de Março, pelas 19:00 horas, na Igreja paroquial de Nine. A Família Nine, 9 de Março 2011

Leonel Rodrigues Machado, no dia 28 de Fevereiro, com 67 anos, casado com Maria Amélia Simões Azevedo, da freguesia de Antas.

Rosa Rodrigues Frutuoso, no dia 4 de Março, com 89 anos, viúva de Júlio Carneiro, da freguesia da Carreira (Santo Tirso). Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Palmira da Cruz Batista, no dia 23 de Fevereiro, com 57 anos, solteira, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). José Fernando Pinto Monteiro, no dia 24 de Fevereiro, com 64 anos, casado com Guilhermina Araújo de Souza Monteiro, da freguesia de S.Martinho de Bougado (Trofa). Luís Vasco Gonçalves da Costa, no dia 26 de Fevereiro, com 81 anos, casado, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). A ntónio Maia Rodrigues, no dia 5 de Março, com 69 anos, casado com Maria Alice Alves Rodrigues, da freguesia de S. Martinho de Bougado (Trofa). Agência Funerária Trofense, Lda (S. Martinho de Bougado) Trofa – Tel.: 252 412 727

José Coelho, no dia 1 de Março, com 92 anos, casado com Lia Martins Paiva Lima, da freguesia de Calendário. A rmindo Ferreira Martins, no dia 2 de Março, com 74 anos, casado com Maria Albertina Marques Coelho, da freguesia de Calendário. Maria Manuela Ferreira da Costa, no dia 5 de Março, com 54 anos, viúva de José Adão Barbosa Sousa, da freguesia de Calendário. Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

José Correia de Faria, no dia 4 de Março, com 82 anos, casado com Maria Emília Marques Pereira, da freguesia de Lagoa. Manuel Reis Couto, no dia 6 de Março, com 75 anos, viúvo de Maria da Conceição Gomes Osório, da freguesia de Cabeçudos. António Marques Figueiredo Marques, no dia 6 de Março, com 53 anos, casado com Maria Olinda Meira de Freitas, da freguesia Requião. Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

José Cardoso Pereira, no dia 3 de Março, com 87 anos, viúvo de Maria Isilda de Faria Araújo, da freguesia de Vila Nova de Famalicão. Marquesa Ferreira Barbosa, no dia 6 de Março, com 85 anos, solteira, da freguesia de Calendário. Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Maria da Costa Rodrigues, no dia 5 de Março, com 83 anos, casado com Francisco Ferreira da Silva Marques, da freguesia de Pousada de Saramagos. Agência Funerária S. Jorge Pevidém– Tel.: 253 533 396

Manuel Oliveira das Neves, no dia 28 de Fevereiro, com 70 anos, casado com Maria de Lurdes Simões Ramos, da freguesia de Vermoim. Mavilde Fernandes dos Santos, no dia 3 de Março, com 92 anos, solteira, da freguesia de Telhado. Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

David Batista de Carvalho

Abílio da Cunha Pereira

(Ourivesaria Carvalho)

Agradecimento e Missa de 7º Dia Missa do 2º Aniversário Sua esposa, filha, genro, neto e demais familiares profundamente sensibilizados pelas manifestações de pesar e carinho recebidas aquando do falecimento do seu ente querido, vem por este meio, na impossibilidade de o fazer individualmente, agradecer a todas as pessoas que participaram nas cerimónias fúnebres e ainda a todas aquelas que de outro modo se associaram à sua dor. Aproveitam para comunicar que será celebrada missa de 7º dia em sufrágio de sua alma, (hoje) quarta-feira, dia 9 de Março, pelas 20:30 horas, na Igreja paroquial de Nine.

Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto. .

A Família

A Família

Nine, 9 de Março 2011

V.N. Famalicão, 9 de Março de 2011

Sua esposa, filhos, netos e demais família, vêm por este meio participar a missa do 2º Aniversário do seu falecimento, que será celebrada dia 11 de Março de 2011 pelas 19:15 horas na Igreja Matriz (Nova) V. N. de Famalicão.


ESCUTISMO

Valdemar Magalhães, chefe da Junta de Núcleo de Famalicão

“O escutismo não é um espaço de entretenimento” Já passou mais de um ano desde que Valdemar Magalhães se tornou chefe da Junta de Núcleo de Famalicão do Corpo Nacional de Escutas. Este responsável não tem dúvidas que o Escutismo é essencial para a formação dos jovens, sendo um espaço de aprendizagem e não de simples entretenimento. Sofifiaa Abreu Silva É chefe de Núcleo de VN Famalicão do Corpo Nacional de Escutas. Já se passou mais um ano que assumiu o cargo. Como tem sido essa experiência? Tem sido uma experiência bastante enriquecedora, dar continuidade ao trabalho do anterior chefe de Núcleo não é muito fácil, mas com muito empenho, dedicação e disponibilidade, tenho conseguido atingir os objectivos definidos no início deste projecto. É evidente que o primeiro ano serve para conhecer a vivência, o dinamismo e carências que o Núcleo tem, o próximo passo, já esta a acontecer, é dar nosso cunho pessoal.

“Com muito empenho, dedicação e disponibilidade tenho conseguido atingir os objectivos definidos no início deste projecto”

Quais os objectivos defi fin nidos para o seu trabalho e quais os já conquistados? Os objectivos para o primeiro ano, reflectidos no nosso plano trienal, estão direccionados em quatro vertentes diferentes: os jovens, os adultos, o método e a realidade do movimento no nosso núcleo de Famalicão. Assente numa linha estratégica nacional do CNE, disseminação das Novas Metodologias Educativas, os esforços foram direccionados na preparação dos dirigentes para esta nova e importante realidade no nosso movimento. Assim, foi um ano marcado com várias acções de

formação, focalizadas na preparação específica dos nossos dirigentes para que, no início deste ano escutista, estivessem preparados para aplicar e viver a Renovação Pedagógica em cada uma das unidades dos 43 agrupamentos do nosso núcleo. Este foi o ano das comemorações dos 50 anos da fundação do Núcleo… Sim. Foram realizadas duas cerimónias distintas e com alvos diferentes. Uma mais protocolar, envolvendo entidades civis, religiosas e os adultos do movimento, outra direccionada para todos os escuteiros, com principal incidência para os mais jovens, proporcionando-lhes um dia cheio de actividades, vividas com muito entusiasmo e alegria. Tivemos a fundação do 43.º agrupamento do nosso núcleo, o agrupamento número 1348, de Lama. Fizemos parte da organização da Peregrinação Vocacional Arciprestal, onde tivemos também uma participação bastante numerosa e activa. Disse, no ano passado, que queria investir nas lideranças, direccionadas para os chefes de agrupamentos. Isso tem sido realizado? Nos agrupamentos, onde houve eleições para o chefe de Agrupamento, tenho estado presente em todas as tomadas de posse para testemunhar o acto e responsabilizá-los da missão que assumem, para relembrar-lhes que são sempre o primeiro formador do agrupamento e que devem sêlo pelo exemplo. Temos tido acções de formação direccionada para os chefes de Agrupamento e agora estou a mobilizar um grande número de chefes de Agrupamento para participarem no CAL (Curso de Animação Local). »»»»»»»»» cont. pub


12

pública: 9 de Março de 2011

publicidade pub

pub

GAN SIL • ROLAMENTOS • MÁQUINAS • FERRAMENTAS Rua Adriano Pinto Basto, 106 4760 V. N. Famalicão Telf.: 252 323955 pub

pub


pública: 9 de Março de 2011 13

especial

»»»»»»»»» cont. É fundamental que todos os chefes de Agrupamento tenham este curso. Juntamente com os chefes de Agrupamento, temos agora uma participação nas procissões da Semana Santa muito mais activa e vivida pelos escuteiros. No último ano os escuteiros foram os figurantes dos diversos quadros das procissões. No futuro, queremos cada vez mais que este momento seja uma oportunidade educativa, onde sejam os escuteiros a prepararem e animarem activamente os diversos quadros.

Que outros projectos pretende concretizar nos próximos anos? O principal e grande desafio é realmente a implementação no novo Programa Educativo. É muito importante para o movimento que todas as secções dos agrupamentos abracem este desafio e consigam a sua implementação, proporcionando a todos os escuteiros a oportunidade de crescerem nas 6 áreas que este Novo Método proporciona: física, afectiva, carácter; espiritual; intelectual e social. Também continuaremos em negociações relativamente ao parque de campismo de Gondifelos.

Está praticamente definido o protocolo, brevemente será assinado. Também surgiu a oportunidade da aquisição de uma loja ao lado da nossa sede, que já estava a ficar pequena para o número de reuniões e encontros. Brevemente realizaremos a escritura da aquisição e neste momento estamos a redefinir os espaços da nossa sede. Quais são as principais dific ficuldades que os escuteiros do concelho enfrentam? As principais dificuldades que sentimos prendem-se com a falta de espaços. As sedes dos agrupapub

mentos deveriam ser maiores. Somos a maior associação de jovens do concelho, mais de 3.100 elementos, e onde podemos encontrar agrupamentos com 130 ou mais elementos. Nem sempre, ou melhor quase nunca, o espaço é o adequado para se poder realizar um trabalho pedagógico de qualidade. Pedimos, porque sabemos que o escutismo é um espaço de formação não formal importante no nosso concelho, reconhecido pelo poder político pela sua capacidade de formar jovens e preparálos a serem intervenientes e empreendedores na sociedade onde

estão inseridos, que sejamos vistos como um Movimento que precisa de ajudas e de apoios, não mendigados, para continuarmos a desenvolver um projecto educativo, porque é esse o papel do CNE, e não um espaço de entretenimento, que dê respostas efectivas às nossas crianças e jovens de hoje. Mesmo assim, nos espaços que têm, conseguem fazer excelentes trabalhos. Outra grande dificuldade é o tempo, os dirigentes cada vez mais têm falta de tempo para dedicar ao movimento, por questões profissionais e familiares. pub


14

pública: 9 de Março de 2011

especial pub

Agrupamentos do Núcleo Famalicão

pub

0004 - Vila das aves 0015 - Bente 0026 - Pousada saramagos 0027 - Bairro 0089 - Delães 0124 - Lousado 0125 - Vermoim 0133 - Mogege 0144 - S. Mateus oliveira 0184 - Joane 0185 - Areias Santo Tirso 0186 - São Martinho vale 0201 - Sequeiró 0206 – Santo Adrião 0218 - Brufe 0227 - Carreira 0257 - Requião 0261 - Landim 0268 - Avidos 0285 – Antas 0291 - Calendário 0311 - Lemenhe 0312 - Louro 0330 - Esmeriz 0349 - Mouquim 0357 - Gavião 0385 - Riba de Ave 0364 - São Cosme Vale 0387 - Palmeira – Santo Tirso 0441 - Castelões 0442 – Santa Maria Oliveira 0444 - Ruivães 0445 - Cabeçudos 0463 - S.Miguel Ceide 0464 - Telhado 0526 - Jesufrei 0558 - Pedome 0620 - Cruz 1046 - Nine 1087 - Vilarinho Cambas 1161 - Fradelos 1218 - Lagoa 1348 - Lama

Equipa de Núcleo de Famalicão Chefe de Núcleo: Valdemar da Silva Magalhães Chefe Núcleo Adjunto: José António Moreira Ferreira Assistente Núcleo: Padre Armindo Paulo Secretário para a Gestão: Jerónimo Marques dos Santos Lima Secretário para o Programa Educativo: José Nogueira Gonçalves Secretária para a Formação: Susana Patrícia Araújo Silva Morais Secretário Para o Património: Francisco Xavier da Costa Salgado

Escutismo nascerá em Ribeirão Apesar de existir um número muito significativo de agrupamentos no arciprestado /concelho de Famalicão, há desde há muito tempo, passando por várias direcções de núcleo anteriores, o objectivo de expansão para uma das vilas mais populosas do concelho de Famalicão, a vila de Ribeirão. Segundo o chefe Valdemar Magalhães, no passado já foram feitas várias diligências para se fundar o escutismo nessa paróquia com uma forte dinâmica e elevado número de

jovens. “Hoje penso estar em condições de dizer que se vai começar a dar os primeiros passos na concretização deste objectivo”. Assim, por vontade do pároco e de um número de adultos que se mostraram disponíveis para abraçar este ideal que um dia Baden Powell concretizou, serão iniciados encontros de preparação para a fundação de mais um agrupamento no concelho de Famalicão. “Penso que é uma excelente notícia”, diz Valdemar Silva.


pública: 9 de Março de 2011 15

especial

Dia é assinalado no próximo dia 19 de Março

A importância de um pai … Ser pai… quando se é Pai? É-se pai quando se engravida. A gravidez do pai dá-se em primeiro lugar no coração, onde a consciência e o sentimento de paternidade é gerado. A gravidez do pai dá-se sobretudo quando o homem passa além de uma paternidade biológica e assume uma procriação responsável, a qual inclui também a educação. Ser pai é um dom e uma vocação. Diríamos que ser pai é estar em permanente gestação. Acolher os filhos como um dom ou como promessa é assumir a grande tarefa inicial da criação: crescei e multiplicai-vos, enchei e dominai a terra… Ser pai é estar ao serviço da vida e da criação. É ser servo da vida, ser seu cooperador, não tão somente na ordem da procriação apenas, mas sobretudo na capacidade de gerar uma vida com sentido e de dar ao mundo um mundo novo, cheio de beleza pela permanente novidade que a vida nos traz. Importa para isso que o pai não se esqueça que também é filho. E enquanto filho inscreve-se na lógica do aprender e do descobrir a vida. Tudo isto é um processo, diríamos uma geração prolongada, que vai acontecendo no tempo e no espaço e nas suas mais variadas e surpreendentes circunstâncias da vida social, económica, afectiva e espiritual. Ser pai é assim ser aprendiz e ser educador em simultâneo. Não há aqui lugar para compartimentar momentos ou afazeres. Tudo se torna acontecimento que marca a vida do próprio e dos seus familiares directos. Daí que ser pai é de igual modo ser homem e esposo, ser trabalhador honesto e honrado, bom administrador dos bens, gestor dos seus recursos, responsável e cumpridor no que diz respeito aos seus deveres civis, transmissor e comunicador dos valores morais, éticos e espirituais, incansável na busca do sentido da vida e cultivador da dimensão espiritual… vive integrado na sociedade que o rodeia e partilha das mesmas necessidades, angústias e tristezas, alegrias e esperanças que os seus contemporâneos… Apesar dos contratempos e do inesperado, tem memória e confia no futuro… A sua vida é um todo e um tudo que não prescinde de ninguém. Nem ninguém prescinde dele. Fazêlo seria anular a ordem natural da existência humana e da sua sobrevivência enquanto ser para a felicidade. É nesta diversidade e pluralidade em que todos vivemos que descobrimos a importância de um pai. Na verdade, o pai não é o centro nem faz tudo convergir para si. Antes, cria condições e estabelece pontes de diálogo para a sã convivência das sociedades moleculares que são as famílias. Mesmo nas mais variadas formas de família que actualmente existem. Mesmo

nas questões fracturantes o pai não perde o seu papel nem o deve deixar cair. O pai é figura imprescindível para o crescimento integral e integrado de qualquer criança, adolescente, jovem ou adulto. De facto não se é pai somente na infância. É-se pai desde a ‘gravidez do coração’ até ao último instante da vida. Diríamos que a importância de ser pai está de alguma forma no seu inconformismo, na sua capacidade de se incomodar e não se acomodar. A sua autoridade perante a vida e diante os seus filhos está na lógica primeira do dom da vida. Ora a vida é dinamismo, é beleza que cria novidade permanente. E isto é amor. Demitir-se deste dinamismo e das suas consequências é deixar de amar e de entender a paternidade como um serviço à criação. Poderá mesmo ser, deixar de ter a vida por conselheira e mestra da nossa existência. Deixo um desafio: caros pais, sois únicos, irrepetíveis e insubstituíveis. Tendes um papel de extrema importância no desenvolvimento das gerações futuras. Observai os vossos filhos, com cuidado. Descobri neles a magia da comunicação da vida. Esta comunicação acontece através de uma escuta atenta, do carinho, do olhar nos olhos para ver a profundidade do ser. Os filhos precisam de vos sentir, de vos presenciar. Sede pais a tempo inteiro. Os vossos filhos gostam de vos sentir presentes nas suas dificuldades e partilhar as alegrias. Cuidai deles e guiai-os enquanto não sabem para onde ir. Ajudai-os a discernir, a fazer opções, a ter critérios, a serem livres… Criai neles um espírito de generosidade e partilha, de alteridade e de gratuidade. Cuidai também do seu espírito, porque um espírito que se alimenta da busca de sentido na vida garante maior qualidade de vida. Sabei ainda que o “autoritarismo esmaga e a permissividade afoga” (Suzana Stroke). Não vos esqueçais que sois pais. Ides sempre à frente a abrir o caminho. Não para os substituir mas para que eles se sintam orientados. Como uma árvore para crescer direita precisa de uma vara que a guie, também os vossos filhos precisam de apoio. Não vos torneis escravos da amizade pelos vossos filhos, carregando-os às costas. Não vos deixeis levar pelos seus desejos. Sede pais. Isso vos basta. Envolvei-vos! Só o que me envolve e me implica eu aprendo e vivo. A vida não é um já. Ela é sempre um ainda não. Um ainda inesperado e surpreendente. Isto permite-nos viver com esperança. Equipa de Pastoral Familiar Arciprestal de Famalicão Padre Francisco Miguel

O que oferecer ao pai…  Livros  Relógio  Óculos de sol  Bebida preferida  Perfume  Assinatura anual de uma revista ou de um canal de TV  Acessórios para o carro  Carteira  Cds

 Dvd’s  Roupa  Telemóvel  Caixa de ferramentas  Um jantar  GPS  Bilhetes para o futebol, cinema, um espectáculo  Foto do(s) filho(s) em tamanho gigante pub


16

pública: 9 de Março de 2011

publicidade


OP0983