Issuu on Google+

Bibliomóvel fechado e abandonado em Arnoso Sta Eulália Os eleitos da coligação PSD/CDS na Junta de Arnoso Santa Eulália acusam a Junta de Freguesia de votar ao abandono o pólo da biblioteca municipal, instalado no bibliomóvel. O autarca refuta as acusações e devolve a responsabilidade à Câmara Municipal. p.11

Investimento ascende a 1,6 milhões de euros

Centro Social de S. Cosme abre em Setembro P.1 0

ANO 18 • Nº 936 DE 14 A 20 DE ABRIL DE 2010 DIRECTOR: JOÃO FERNANDES

www.opiniaopublica.pt

opiniãoespecial Materiais de Construção

Comissão Política de Mário Passos demite-se em bloco, Vítor Moreira anuncia que é candidato

PSD FAMALICÃO VAI DE NOVO A VOTOS O PSD de Famalicão vai de novo a votos, depois do líder ter apresentado a demissão a semana passada. Mário Passos, eleito em Janeiro, demitiu-se, alegando falta de disponibilidade. Os restantes elementos da Comissão Política e da Mesa do Plenário seguiramlhe os passos e o partido vai a eleições dentro de um mês. O líder demissionário garante que não há outras razões por trás da sua to-

Câmara de Famalicão geriu mais de 81 milhões em 2009

mada de decisão, rejeitando a existência de ligações aos resultados eleitorais para a liderança nacional do PSD em Famalicão, onde Passos Coelho venceu com maioria absoluta, apesar de terem surgido apoios de peso a outros candidatos, nomeadamente a Paulo Rangel. Entretanto, Vítor Moreira, que era vice-presidente, já anunciou que é candidato à Concelhia do PSD. p.4

Expedição do Clube Aventura de Famalicão chegou ao fim com balanço positivo

Emoção e adrenalina em Marrocos O pi n i ã o S po r t

p. 6

Citeve desafia escolas a elaborar protótipo de Fórmula 1 p. 8

opiniãosport: Moinho de Vermoim apresentou Escola de Atletismo Rosa Oliveira AD Oliveirense goleia Amarante e lidera fase da subida

Sem apoio financeiro da Câmara, Cior desiste do evento

Não há feira medieval este ano p. 3

Actual líder obteve 78% dos votos e já pensa em 2013

Fernando Moniz vence eleições no PS Famalicão p. 5


02

pública: 14 de Abril de 2010

espaço aberto

Conhece situações que podem ser retratadas na Objectiva Pública? Envie as suas fotografi fia as, acompanhadas de um pequeno texto com o local e a descrição, para o e-mail: informacao@opiniaopublica.pt ou entregue nas instalações do Opinião Pública, na Rua 8 de Dezembro, nº 214, em Antas.

Objectiva Pública

Agenda Quinta-feira, 15 21h30 Cineclube de Joane exibe na Casa das Artes o filme “Andando”, de Hirokazu Kore-eda.

Sábado, 17 A Orquestra Pentágono Emoções, um grupo de música de baile de Vale S. Martinho, desloca-se a Cannes, França, onde vai actuar para emigrantes portugueses. 9h 30 Escuteiros da Carreira promovem lavagem de carros, junto à sede do agrupamento. 17 h0 0 Junta de Freguesia de Delães é palco de uma sessão de educação para a saúde sobre Métodos Contraceptivos, orientada pela enfermeira Paula Gomes. 1 9 h3 0 Agrupamento de escuteiros de Avidos promove uma Feira das Sopinhas, no parque de merendas da freguesia. Registamos com agrado a construção da rotunda definitiva, no cruzamento que dá acesso a Antas S. Tiago e a Santo Tirso. Depois de alguns meses com uma rotunda provisória, “construída” com blocos de plástico, que constantemente desalinhavam, finalmente surge a verdadeira rotunda que, de facto, parece resolver o problema daquela fatídico cruzamento, palco de inúmeros acidentes.

Domingo, 18 15h30 Associação Amarcultura promove a exibição do filme “Amália”, no Centro Social, Cultural e Recreativo de S. Miguel-o-Anjo. A entrada é gratuita.

Questão Pública Como vê a demissão inesperada da Comissão Política Concelhia do PSD de Famalicão?

Maria Augusta Santos professora As “verdadeiras” razões da demissão da Comissão Política Concelhia do PSD de Famalicão ainda não são, oficialmente, públicas e conhecidas. Há, no entanto, alguns rumores que, a confirmarem-se, deixar-me-ão perplexa e preocupada. Seria uma situação muito grave, que ultrapassaria a esfera meramente partidária para nos tocar a todos, particularmente aos famalicenses. Estariam a ser misturadas rivalidades e jogos de índole exclusivamente partidária com o interesse público. Não quero crer, pois não haveria exemplo de uma situação dessas num Estado de Direito e em plena democracia. Excluindo este cenário (inverosímil?) e cingindo-me ao PSD local, tenho, de há alguns anos a esta parte e como observadora externa, ficado com a impressão que o PSD tem vindo a ser gerido mais de fora para dentro, do que de dentro para fora, ou seja, um partido tocado por interesses exteriores e sobrepondo-se à lógica e vida interna partidária e a uma gestão de base verdadeiramente democrática. Por isso, esta demissão, se calhar, não é assim tão surpreendente e inesperada. Para além disso, o ano de 2013 já não está muito longe… É a luta pelo poder, na verdadeira acepção da palavra!

FICHA TÉCNICA CONSELHO EDITORIAL: Alexandrino Cosme, António Cândido Oliveira, António Jorge Pinto Couto, Artur Sá da Costa, Cristina Azevedo, Feliz Manuel Pereira, Joaquim Loureiro, João Fernandes.

EDITOR DE TURNO:

GRAFISMO:

Magda Ferreira (CPJ 4625) magda@opiniaopublica.pt

Carla Alexandra Soares, Elisete Santos, Pedro Silva.

EDITOR DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022) brunomarques@opiniaopublica.pt

DETENTORES DE MAIS DE 10% DO CAPITAL

SEDE, REDACÇÃO E PUBLICIDADE:

EMBALAGEM E ETIQUETAGEM:

Feliz Manuel Pereira António Jorge Pinto Couto

Rua 8 de Dezembro, 214 Antas S. Tiago - Apartado 410 4760-016 VN de Famalicão

Almeida Pereira - Operador de Marketing e Impressão Documental, Lda Parque Industrial do Mindelo Vila do Conde

SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS:

INTERNET

TIRAGEM DESTE NÚMERO:

Francisco Araújo

www.opiniaopublica.pt

CONTACTOS Redacção:

APOIO À REDACÇÃO: Jorge Alexandre

REDACÇÃO:

OPINIÃO: António Cândido Oliveira, Avelino Leite, Carlos Sousa, Domingos Peixoto, Gouveia Ferreira, J. Silva Lopes, João Casimiro, Joaquim Loureiro, Luís Paulo Rodrigues, Miguel Moreira Silva, Paulo Cunha e Vieira Pinto.

TÉCNICOS DE VENDAS:

DIRECTOR: João Fernandes (CIEJ TE-95) jfernandes@opiniaopublica.pt

informacao@opiniaopublica.pt Carla Alexandra Soares (CICR-248), Cristina Azevedo (CPJ 5611), Magda Ferreira (CPJ 4625) e Sofia Abreu Silva (CPJ 10952).

CHEFE DE REDACÇÃO:

DESPORTO: Bruno Marques (CPJ 8022),

GERÊNCIA: João Fernandes

PROPRIEDADE E EDITOR:

Cristina Azevedo (CPJ 5611) cristina@opiniaopublica.pt

Jorge Humberto, José Clemente (CNID 297) e Pedro Silva (CICR-220).

CAPITAL SOCIAL: 350.000,00 Euros.

comercial@opiniaopublica.pt Agostinha Bairrinho, Maria Fernanda Costa e Sónia Alexandra

EDITAVE Multimédia, Lda. NIPC 502 575 387

20.000 exemplares, nº 936

Tel.: 252 308145 • Fax: 252 308149

NÚMERO DE REGISTO: 115673

Serviços Administrativos:

DEPÓSITO LEGAL: 48925/91

Tel.: 252 308146 / 252 308147 • Fax: 252 308149

IMPRESSÃO: Naveprinter - Indústria Gráfica do Norte, SA Estrada Nacional, 14 - Maia


pública: 14 de Abril de 2010 03

cidade

Escola Profissional Cior não consegue realizar evento sem apoio financeiro da Câmara

Feira Medieval não se vai realizar este ano Magda Ferreira A Feira Medieval e Quinhentista, que se costuma realizar em Maio, este ano não vai ter lugar. Isto porque a Câmara Municipal não tem disponibilidade financeira para apoiar o evento organizado pela Escola Profissional Cior e sem o subsídio da autarquia, a escola não consegue levar avante a iniciativa. Esta feira realizou-se pela primeira vez há seis anos, no âmbito do curso de Animação Sócio-Cultural daquele estabelecimento de ensino, sendo promovida pelos alunos e envolvendo centenas de pessoas, a maioria voluntárias. A autarquia tem sido parceira na organização, através da atribuição de um subsídio, da divulgação do evento e de apoio logístico. Contudo, a situação de crise económica obrigou a Câmara a redimensionar os apoios a conceder, onde se inclui a Feira Medieval. De acordo com o vereador da Cultura, Paulo Cunha, procurou-se, em primeiro lugar, “reequacionar a iniciativa” em função da redução do apoio, mas “verificamos que se reduzirmos o apoio que a Câmara dava – e que ia muito além do apoio financeiro – não há condições para que a Cior desen-

Cerca de 50 mil pessoas assistiram, o ano passado, à Feira Medieval

volva essa iniciativa”. “Sem o subsídio da autarquia não temos capacidade para dinamizar a feira”, confirma também o director da Cior, Amadeu Dinis, explicando que a escola já fazia “um grande esforço” em suportar o resto do orçamento, que já ascendia a perto de 150 mil euros. “Com a não comparticipação da Câmara, era impossível realizar, porque iríamos retirar todo o esplendor e toda a am-

plitude que a feira já tinha, iríamos baixar ao nível e à qualidade que a feira vinha demonstrando nos últimos anos em crescendo”, declarou, justificando assim a decisão de não ir avante com a sexta edição deste evento. Confrontada com inúmeros pedidos de informação, a Cior sentiu-se na obrigação de divulgar a não realização da feira medieval, através de um comunicado. Amadeu Dinis conta que fo-

ram apanhados de surpresa quando, há menos de dois meses, numa reunião com o vereador da Cultura, este lhes comunicou a decisão da autarquia. “Foi um dos piores dias para mim, pessoalmente, para a escola também, porque ninguém estava à espera. Estávamos convencidos que a Câmara possivelmente iria reduzir ao financiamento, até pela situação financeira que o país atravessa, mas nunca que estaria em causa a realização de um evento desta envergadura”, afirma, lamentando todo o trabalho “em vão” realizado desde Setembro para pôr no terreno a sexta edição da iniciativa. “Aquela semana foi muito difícil de passar”, diz, recordando o desânimo que se abateu sobre os alunos quando foram informados da decisão. Por forma a oferecer alternativas aos estudantes, dado que a feira era Prova de Aptidão Profissional dos alunos, a escola optou por realizar outro tipo de iniciativas, de menor dimensão e, portanto, com menores custos. Amadeu Dinis sublinha que não é só a escola que sai a perder, mas todo o concelho, “porque era um evento que já estava instituído, que já era

referência a nível nacional e ao nível do município, sem qualquer dúvida”, afirma, lembrando ainda que no ano passado, durante os quatro dias da feira, Famalicão recebeu 50 mil visitantes. Reconhecendo a importância desta actividade, o vereador Paulo Cunha contrapôs que há “opções que têm que ser feitas”. “Todas as iniciativas trazem benefícios para a cidade e nós queremos patrociná-las todas, mas também temos que ter consciência de que existem dificuldades sociais, há um concelho para governar”, declarou o responsável, garantindo ainda que esta decisão só foi tomada depois de analisadas “exaustivamente as disponibilidades financeiras” do município. “Não o fizemos de forma despreocupada nem de forma ingénua”, aponta, explicando ainda que só foi possível comunicar esta decisão depois de aprovado o orçamento municipal, no início de Fevereiro. Apesar de lamentar a decisão da Câmara, a direcção da Cior assegura, porém, que as relações entre a escola e a autarquia não saem fragilizadas e ambas as instituições mantêm o interesse na realização da feira no futuro. pub


pública: 14 de Abril de 2010

cidade

Secção de Famalicão vai de novo a votos, depois de demissão em bloco dos dirigentes

AFPAD comemora Dia Mundial da Saúde

Mário Passos deixa liderança do PSD Magda Ferreira

A Associação Famalicense de Prevenção e Apoio à Deficiência (AFPAD) comemorou o Dia Mundial da Saúde no passado dia 7 de Abril. Este dia foi aproveitado para a elaboração de uma roda dos alimentos por todos os jovens do Centro de Actividades Ocupacionais da instituição. Nesta actividade, os jovens tiveram oportunidade de ficar a conhecer os ali-

mentos que devem evitar e aqueles que devem ingerir, com base no slogan: “Nós somos aquilo que comemos”. De uma forma lúdica e didáctica, foram informados e incentivados acerca dos cuidados a ter com a alimentação, para que desta forma possam prevenir futuros problemas de saúde e a obesidade.

Didáxis promove sarau cultural na Casa das Artes A escola Didáxis de Vale S. Cosme apresenta, esta quarta-feira, na Casa das Artes de Famalicão, o Sarau Cultural “Mitos e Fantasmas”. A partir das 21 horas, cerca de 200 alunos demonstram o seu trabalho artístico ao longo do ano lectivo. Esta actividade incluirá momentos musicais, como o Fantasma da Ópera; momentos de dança protagonizados pelas duas escolas e as peças de teatro “O velho do Restelo”, “Robin dos Bosques”, “Joana D’ Arc”, “ Rei Artur” e “Dom Sebastião”. pub.

O PSD de Famalicão viveu uma semana agitada. A Comissão Política, liderada por Mário Passos, demitiuse em bloco – uma decisão ensombrada por rumores de ligações aos resultados das eleições nacionais – e surgiu, entretanto, uma nova candidatura à liderança, encabeçada por Vítor Moreira, até aqui vice-presidente daquele órgão [Ver notícia nesta página]. Numa reunião realizada na terça-feira à noite da semana passada, Mário Passos apresentou a sua demissão da presidência do PSD de Famalicão. Em solidariedade, todos os restantes elementos da Comissão Política e da Mesa do Plenário também se demitiram. Mário Passos, que é também vereador da Habitação, Família e Juventude na Câmara de Famalicão, foi eleito apenas em Janeiro deste ano, quando encabeçou a única lista que se apresentou a sufrágio. Constituiu, por isso, uma surpresa a sua saída neste momento, mais ainda quando aconteceu pouco mais de uma semana depois das eleições para a liderança nacional do PSD. Aliás, o OP apurou junto de fontes próximas do partido que na origem da decisão de Mário Passos estarão os resultados eleitorais das directas em Famalicão, onde Passos Coelho venceu com maioria absoluta, apesar de terem surgido apoios de peso a outros candidatos, nomeadamente a Paulo Rangel. “A função de vereador, com outras funções partidárias e em particular questões do foro pessoal, não me permitem desempenhar, neste momento, com a disponibilidade que se exige, a liderança do PSD de Famalicão”, assim justificou Mário Passos a sua decisão, em comunicado à imprensa, emitido no dia seguinte à reunião. Contactado pelo OP, o líder demissionário insistiu nesta justificação e rejeitou a ideia de que existem

Arquivo

04

Mário Passos diz que sai por falta de disponibilidade

outras razões por trás da sua decisão, afirmando que tal já tinha sido tomada há algum tempo, tendo esperado pela realização das eleições para os órgãos nacionais para a anunciar. Mário Passos assegura mesmo que “o partido está calmo, pacato, sereno e, portanto, preparado para os desafios, quer a nível nacional quer a nível local, que vão exigir ao PSD da secção de Famalicão um trabalho árduo”. “Isso exige muita disponibilidade e, de momento, eu não a tenho. É isso e nada mais”, afiançou. Na mesma linha, nega os rumores que circulam, apontando os resultados eleitorais para a liderança nacional do partido em Famalicão como a razão para a sua saída e rejeita ainda a existência de fracturas por causa do surgimento do presidente da Câmara ao lado do candidato Paulo Rangel, quando o vencedor em Famalicão foi Passos Coelho. “O sr. presidente da Câmara não apareceu apenas junto ao dr. Paulo Rangel, também o vi na sala quando esteve cá o dr. Aguiar Branco. E o presidente de partido, que ainda sou eu, esteve junto das três candidaturas. Portanto, não há nenhuma correlação entre uma coisa e outra, não vale a pena tentarem tirar ilações, porque está tudo bem entre o partido e a Câmara Municipal e o sr. presidente da Câmara”, garante.

Instado pelo OP a comentar este momento do PSD de Famalicão, Paulo Cunha, que liderou a Concelhia até Janeiro, começou por elogiar Mário Passos, apelidando-o de “distinto militante” e vendo-o como “um dos responsáveis pelo facto da secção famalicense ser uma das melhores consideradas no quadrante nacional”. De resto, Paulo Cunha rejeita também a existência de divisões no partido: “Que eu saiba, a Comissão Política Concelhia não tomou nenhuma posição em relação a nenhum dos candidatos, portanto, não vejo que tipo de associação se possa fazer nesse sentido”, disse. Cabe agora ao presidente da Mesa do Plenário, Fernando Costa, agendar a realização de novas eleições, que deverão acontecer dentro de um mês. Entretanto, o OP apurou que os órgãos do PSD famalicense estiveram reunidos, na noite de domingo, com deputados e presidentes de Junta eleitos pelo partido para lhes explicar a situação actual. Nesse encontro foi anunciado que o PSD famalicense vai, a partir de agora, proceder a uma separação de poderes, isto é, os vereadores e presidentes de Junta deixarão de poder fazer parte da Comissão Política, por forma a que quem liderar a Concelhia tenha toda a disponibilidade para o exercício do cargo.

Eleições no PSD realizam-se dentro de um mês

Vítor Moreira já apresentou candidatura pub.

Vítor Moreira é candidato à liderança do PSD de Famalicão. Menos de uma semana depois da demissão do presidente da Comissão Política do PSD famalicense, Mário Passos, alegando falta de disponibilidade para exercer o cargo [Ver notícia nesta página], surgiu um sucessor. Vítor Moreira, que é deputado do PSD na Assembleia Municipal e era vice-presidente na anterior Comissão Política, anunciou a sua candidatura em nota enviada à imprensa na segunda-feira. Sem anunciar quem o acompanha nesta candidatura, Vítor Moreira diz encabeçar uma lista que reúne “as condições necessárias para prosseguir o trabalho de afirmação do PSD no concelho, mas também nas estruturas distrital e nacional do PSD”. “Queremos protagonizar o querer de todos os militantes do concelho, incluindo aqui também a JSD, pelo que vamos trabalhar numa candidatura inclusiva, interpretada por pessoas com idoneidade, capacidade e competência política, onde todos se revejam”, aponta

ainda Moreira, acrescentando que a sua lista dará “especial atenção” aos núcleos e grupos de militantes espalhados pelas freguesias. O cabeça de lista declara que a “acção política futura terá como meta o ano de 2013, com a eleição dos novos órgãos autárquicos”, embora seja também objectivo “criar condições para confirmar o PSD como partido reformador, capaz de responder aos anseios dos famalicenses”. A um mês de novas eleições internas, resta saber se esta será a única lista a apresentar-se a sufrágio, sendo que nos bastidores da política famalicense vão já soando outros nomes, como o de Jorge Paulo Oliveira, deputado na Assembleia Municipal, ou o de Virgílio Costa, líder da Distrital de Braga do PSD em final de mandato. Quanto à Mesa do Plenário, segundo o OP apurou, Fernando Costa deverá ser de novo candidato, independentemente das listas que possam surgir para a Comissão Política.


pública: 14 de Abril de 2010 05

cidade

Eleições do PS: actual líder conseguiu 78% dos votos

Vitória esmagadora para Fernando Moniz Cristina Azevedo Fernando Moniz obteve, no passado sábado, uma vitória esmagadora nas eleições para a Comissão Política de Famalicão do Partido Socialista, com 78% dos votos. Orlando Oliveira ficou-se pelos 13%, enquanto João Casimiro conseguiu apenas 9% dos votos. Num acto eleitoral que todas as candidaturas consideraram muito participado, Fernando Moniz, actualmente governador civil de Braga, viu, assim, legitimada de forma clara a sua continuidade à frente dos destinos do PS Famalicão. E, na reacção aos resultados, quis transmitir uma mensagem de esperança e confiança no partido, considerando que o PS está “mais preparado e mais apto a assumir um papel activo e construtivo na sociedade famalicense”. Em nota à imprensa, o líder agora reconduzido sublinha a “forma exemplar” como decorreram as eleições internas, considerando que as mesmas foram “um testemunho da vitalidade e do enorme capital humano e político que o PS Famalicão possui”. Agradece aos militantes a confiança que depositaram na sua lista A, que obteve 646 votos, e deixa também uma palavra aos dois candidatos derrotados: “conto com eles para o reforço da participação na vida partidária, para a definição da estratégia política e sua execução prática num futuro próximo”. O líder agora reeleito aponta também o grande objectivo para o novo mandato:

consolidar o PS como principal força política do concelho e ganhar as eleições autárquicas de 2013. Orlando Oliveira, que encabeçou a lista B e que obteve 105 votos, considera que o PS saiu reforçado destas eleições, considerando que a sua candidatura, apesar de derrotada, “contribuiu para abrir portas a um amplo debate” no seio do partido. “Na unidade mas sem unicidade, era o que nos propúnhamos e foi o que alcançámos”, diz Orlando Oliveira, mostrando-se ainda disponível para colaborar com a nova comissão política. “Seremos, a partir de hoje, militante empenhados e comprometidos com uma estratégia de vitória; francos e solidários, sem contudo deixar de contribuir com espírito crítico quando se revelar necessário”, conclui.

Fernando Moniz

Lista C critica pagamento de cotas A lista C, liderada por João Casimiro, conseguiu apenas 74 votos, mas, em nota à imprensa, faz um balanço positivo do acto eleitoral e da sua prestação. “O interesse que despertou a eleição da Comissão Política “é sinal de que o partido voltou a concitar as atenções e começa a ser percepcionado como alternativa à coligação PSD/CDS que governa o município”, dizem os promotores da candidatura, considerando que o surgimento de mais de uma lista “foi factor de valorização do PS”. Felicitando Fernando Moniz pela vitória, a lista de Casimiro, não deixa de

censurar “o pagamento agrupado de quotas, numa sala ao lado daquela onde os militantes estavam a votar, sem qualquer fiscalização eleitoral e sem supervisão política”, que aconteceu no próprio dia do acto eleitoral. Contactado pelo OP, Carlos Sousa, número dois e porta-voz da lista, exortou a próxima Comissão Política a alterar os estatutos, de forma a impedir que “actos destes voltem a acontecer”. De resto, Carlos Sousa já colocou o seu lugar de deputado na Assembleia Municipal à disposição da nova Comissão Política e anunciou o seu apoio à candidatura de Manuel Alegre à Presidência da República.

Arciprestado de Famalicão promove Semana de Formação Bíblica O arciprestado de Famalicão vai proporcionar uma semana diferente na vida das paróquias famalicenses: a Semana Arciprestal da Palavra, que se realizará de 18 a 25 de Abril. Desta feita, e em comunhão com a Igreja Diocesana e a Igreja Universal, o arciprestado de Famalicão quis que os seus cristãos tivessem a oportunidade de viver e rezar estas duas temáticas num ambiente formativo, de oração e de festa. Trata-se de uma data coincidente propositadamente com a 47ª Semana de Oração pelas Vocações, que, como sempre, acontece entre os III e IV Domingos do tempo da Páscoa. Deste modo, as paróquias que assim o entenderem poderão iniciar a Semana da Palavra, dias 17 e 18 de Abril, com alguma alusão a esta semana e a esta temática, por exemplo, celebrando a Festa da Palavra da Catequese e consequentemente de toda a comunidade, como forma de sensibilização para uma semana diferente que se avizinha. No decorrer dessa mesma semana, mais concretamente de 20 a 23 de Abril, teremos a I Semana de Formação Bíblica, promovida pelo arciprestado e subordinada ao tema “Palavra que Chama e Ama”. A animar a semana estará o Bispo Auxiliar de Braga, D. António Couto. Os quatro encontros decorrerão no Centro Pastoral de Famalicão, sempre às 21h15. Os interessados em participar deverão inscrever-se na respectiva paróquia até ao próximo dia 18 de Abril. No dia 24, final da semana, e tal como o OP noticiou na última edição, decorrerá a Peregrinação Arciprestal Vocacional Sacerdotal. pub


06

pública: 14 de Abril de 2010

cidade

Relatório e Contas aprovados com voto contra da oposição

Casa do Professor animou festa de S. José A Casa do Professor de Famalicão, no passado dia 24 de Março, animou a tarde recreativa no Centro Social de Oliveira S. Mateus, em honra de S. José. A recente “Tuna”da Casa do Professor, “num ambiente humano e acolhedor”, actuou durante hora e meia para as muitas dezenas de utentes e convidados. A Casa do Professor deixa, assim, uma palavra amiga e expressa a sua gratidão pela maneira simpática e graciosa como foi recebida.

Câmara movimentou mais de 81 milhões em 2009 Cristina Azevedo

Feira de Formação e Empreendedorismo arranca hoje Arranca esta quarta-feira, no Lago Discount, em Ribeirão, a Feira de Formação e Empreendedorismo. O evento, que conta com a presença de cerca de uma centena de escolas da região, insere-se na Quinzena da Educação, que vai decorrer até 24 de Abril, com um conjunto diversificado de iniciativas. Tendo como principal objectivo dar a conhecer a oferta formativa existente na região Norte, apoiando os jovens estudantes na escolha de um futuro profissional, a feira decorre até à próxima sexta-feira e conta com a presença de escolas secundá-

rias e profissionais, universidades e politécnicos, forças policiais e militares. Paralelamente à Feira vão realizar-se diversas actividades de animação, bem como ateliês, oficinas e workshops lúdico-pedagógicos. Do programa para esta semana da Quinzena da Educação destaca-se ainda um Encontro Concelhio das Associações de Pais, no dia 16, no Centro de Estudos Camilianos. Sob o tema “Que geração estamos a criar”, o encontro contará com a presença do psicólogo clínico de crianças, Guilherme Abreu.

pub

ASGON - Associação Social de Gondifelos

Convocatória De acordo com o previsto na alínea a,b,c) do artigo 29º dos estatutos da ASGON- Associação Social de Gondifelos, convoco o senhor(a) associado(a) para uma reunião Extraordinária da Assembleia -geral , a realizar no próximo dia 04 de Maio de 2010, pelas 20.30 horas ,na sua sede ,sita no lugar da igreja nº 28 ,na Freguesia de Gondifelos (edifício da sede da junta) ,com a seguinte ordem de trabalhos: Ponto Único - Em Segunda Convocatória. Eleição dos Órgãos Sociais para o Triénio Dois Mil eDez a Dois Mil e Doze.

A Câmara Municipal de Famalicão aprovou, na quartafeira da semana passada, o Relatório de Actividades e Contas de Gerência de 2009, em que a autarquia movimentou mais de 81 milhões de euros, com os votos contra da oposição. Os documentos do balanço da actividade da Câmara no ano passado foram discutidos em reunião extraordinária do executivo. No final, o presidente Armindo Costa considerou que o ano de 2009 foi bom, apesar da crise. Já os vereadores socialistas voltaram a acusar a maioria de despesismo. Em 2009 a autarquia movimentou mais de 81 milhões de euros. A execução orçamental ficou-se pelos cerca de 80%, quer no que respeita às despesas quer às receitas. No lado da despesa, as correntes ultrapassaram os 43 milhões de euros, enquanto as de investimento ficaram próximas dos 38 milhões. Já a receita arrecada ultrapassou os 81 milhões e 500 mil euros, tendo as receitas correntes ultrapassado os 54 milhões e as de capital os 23 milhões. “Foi um ano bom para o município, atendendo que o mundo, o país e o município passaram por dificuldades que advêm da crise”, começou por referir Armindo Costa ao OP, no final da reunião. O presidente recordou que o Orçamento Geral do Estado “teve quebras, que as economias mundiais estão em dificuldades”, mas que,

mesmo assim, o município “teve um ligeiro crescimento da receita e, como tal, da despesa”. “Tudo decorreu dentro da normalidade: continuámos a pagar aos nossos fornecedores a tempo e horas, continuámos a investir pelo concelho como foi visível para todos os famalicenses”, concluiu Armindo Costa. O PS tem uma opinião diferente, acusando a Câmara de gastar muito, mas investir pouco. “Esta Câmara da coligação PSD/PP, com os meios financeiros que tem à sua disposição podia fazer muito mais e muito melhor”, começa por dizer o vereador Mário Martins, que exemplifica com alguns números: “numa receita que chega aos 80 milhões de euros, a Câmara realizou despesas de investimento de apenas 13 milhões”. Conclui, por isso, o vereador do PS, que a “Câmara gasta muito onde é menos preciso”. Por outro lado, o PS entende que em 2009 a autarquia liderada pela coligação “foi totalmente indiferente e passiva relativamente às dificuldades por que muito famalicenses passam”, dando como exemplo o valor das receitas baseadas na cobrança de impostos, designadamente o IMI. Armindo Costa, por seu lado, desvaloriza o chumbo da oposição, considerando “razoável que isso aconteça, principalmente em ano de eleições”, como foi 2009. “Se andaram o ano todo a dizer mal, que tudo o que fazíamos era mal feito, não poderiam agora votar a favor ou abster-se”, remata.

Iniciativa da Pasec em Famalicão com muitas actividades

200 jovens no encontro europeu de animadores Sofifiaa Abreu Silva*

Só poderão votar os sócios que se encontrem com as Quotas regularizadas; Ao Sócios interessados em concorrer as eleições, deverão apresentar as suas candidaturas, dirigidas ao senhor Presidente da Assembleia Geral, até ao dia vinte e quatro de Abril de dois mil e dez, devendo ter em consideração os Artigos vigésimo terceiro, vigésimo oitavo e vigésimo nono, alínea; A e B. De acordo com o previsto no número 1 do artigo 31º dos estatutos, se á hora marcada não estiverem presentes mais de metade dos Associados com direito a voto, a reunião terá inicio uma hora mais tarde com qualquer número de Associados. Gondifelos, 31 de Março de 2010 O Presidente da Mesa da Assembleia-Geral Manuel Martins Carvalho pub

SUCATA CURRAL DE MOINAS Cobre de 3,90€ a 4,50€ Latão de 1,60€ a 2,00€ Inox de 0,70€ a 0,95 € Motores de 0,20€ a 0,25€ Alumínio de 0,65€ a 0,80€

Ferro Recolha de Sucata ao domicílio Contacto: 931 989 019

pub

Com mais de 200 jovens agentes educativos envolvidos durante os 4 dias de trabalho, a PASEC, em parceria com a Câmara de Famalicão, Cooperativa de Ensino Didáxis, Cooperativa de Ensino CIOR, Escola Profissional Vértice e Rede Europeia de Grupos Informais organizou entre os dias 8 e 11 de Abril o Encontro Europeu de Jovens Animadores e Técnicos de Apoio Psicossocial. Na cerimónia de abertura, quinta-feira, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide, esteve presente Armindo Costa, presidente da Câmara de Famalicão, que disse que a autarquia “vê os animadores como parceiros importantes no desenvolvimento e na concretização das políticas autárquicas nas diversas áreas”. O edil deixou elogios ao trabalho da Pasec que é, segundo ele, de “grande utilidade”. E acrescentou que o município “orgulha-se de possuir um conjunto de associações juvenis, cujo trabalho se destaca pelo dinamismo e abrangência social”. Para Abraão Costa, responsável da Pasec, a iniciativa serviu para reconhecer a “animação sócio-cultural e o apoio psicossocial que são áreas um bocadinho marginalizadas”. Além disso, no contexto europeu, a

Jovens de vários pontos do mundo estiveram em Famalicão

iniciativa pretendeu também dar voz às dezenas de projectos no Norte do país. Ao longo dos quatro dias realizaram-se múltiplas actividades. No primeiro tiveram lugar quatro conferências em que os protagonistas foram os jovens agentes educativos, dando aos especialistas o papel de público crítico. No dia 9, sexta-feira, foi lançado o livro “Posso Começar a Pensar? – Experiências da Rede” que retrata a experiência dos vários grupos que integram a Rede Europeia de Grupos Informais, a que se seguiram seis workshops. Ainda na sexta foi apresentado o documentário “Um dia na Europa”, lançado pela PASEC e

TOTEM de Itália e que retrata a participação dos jovens na democracia. A noite foi intercultural para as delegações estrangeiras presentes, dinamizada pelo Grupo Folclórico de Delães. O fim-de-semana ficou reservado para os animadores da PASEC e da Rede Europeia de Grupos Informais realizaram um Raid Cinematográfico, duas reuniões públicas da Equipa de Coordenadores da Rede Europeia, além de visitas a monumentos e locais significativos da região. Em breve, segue-se o Campo Europeu de Jovens Animadores em Agosto de 2010 em Portugal. * com Pedro Alexandre Silva


pública: 14 de Abril de 2010 07

publicidade

Agência Aladino: viajar para todo o mundo a preços incríveis

As viagens podem ser arrojadas, românticas, culturais….para quem gosta de viajar, a Agência de viagens e turismo Aladino, em Famalicão, apresenta muitas novidades. A Agência Aladino, com gerência de Paulo Carvalho, apresenta múltiplas opções a preços que se adequam a todas as carteiras. Além da marcação de viagens a low cost (baixo custo), na Aladino pode seleccionar destinos de sonho, sem quaisquer preocupações e a óptimos preços. Os voos e estadia são marcados com a garantia da Aladino. Aliás, a Agência Aladino é mesmo espe-

cialista em programação de baixo custo em países como Indonésia, Tailândia, Vietname e Singapura. Mas há muitas outras opções para quem gosta de conhecer outras paragens e culturas. Se gosta de viajar a preços justos e sem complicações, a escolha acertada é mesmo a Agência Aladino Viagens. No centro da cidade, na Avenida 25 de Abril, 198, r/chão. Telefone: 252 310 109 e email:geral@aladinoviagens.com. Marque a sua viagem sem preocupações e com a máxima segurança. Aqui, as promoções acontecem durante todo o ano. Aladino Viagens: concretizamos sonhos.


08

pública: 14 de Abril de 2010

“Famalicão Saudável” atraiu mais de 1500 pessoas

A Praça D. Maria II, no centro da cidade, tornou-se este fim-de-semana, num enorme espaço de promoção da saúde e bem-estar, com a iniciativa “Famalicão Saudável”. Na totalidade, mais de 1500 pessoas participaram nas diversas iniciativas, que incluíram rastreios de saúde, actividades desportivas, workshops sobre alimentação saudável, ateliês e divertimentos para os mais novos. Desenvolvida pela Câmara Municipal, em cooperação com a Escola Superior de Saúde do Vale do Ave, o Agrupamento de Centros de Saúde e a Associação de Dadores de Sangue de Famalicão, a actividade inseriuse no âmbito da campanha lançada pela Organização Mundial de Saúde, com o tema “1000 cidades, 1000 vidas” (www.1000cities.who.int). O objectivo da campanha foi essencialmente “chamar a atenção da população para a importância de um bom ambiente urbano para uma vida saudável”, nas palavras do vereador da Saúde Pública, Pedro Sena, para quem o evento foi “um sucesso”. “A população respondeu positivamente ao desafio e apareceu em massa para participar nas diversas actividades”, conclui o responsável.

cidade

Final regional decorre hoje no Lago Discount

Citeve organiza “F1 nas escolas” O Centro de Investigação Tecnológica para a Indústria Têxtil e do Vestuário (Citeve) organiza, hoje, dia 14,em Famalicão, a final regional do projecto "F1 nas Escolas", que consiste no desenvolvimento, por parte dos alunos e com recurso a software 3D, de carros de Fórmula 1 em miniatura. O concurso envolve 25 grupos de alunos de escolas nortenhas, que terão de levar em conta, na construção dos "fórmulas", conceitos como a aerodinâmica e o design. A final decorre no espaço comercial Lago Discount, no âmbito da Quinzena da Educação, actividade promovida pela Câmara Municipal de Famalicão. A iniciativa, intitulada "F1 in Schools", é liderada pela RECET, a rede de Centros Tecnológicos de Portugal, com o objectivo de motivar os alunos para a indústria recorrendo à tecnologia e à inovação. Paralelamente, cada equipa

desenvolve uma estratégia de marketing de modo a angariar patrocinadores e constrói um portfólio onde demonstra todo o seu trabalho. A concurso estão alunos das escolas, Básica 2,3 de Lustosa, Lousada; Secundária Camilo Castelo Branco e Cooperativa Vale S. Cosme, ambas de Famalicão; Colégio da Boavista, Vila Real; Escola Profissional Amar Terra Verde, Vila Verde; Escolas Básicas 2,3 de Viatodos, de Ribeirão, Bernardino Machado de Joane e de Castelo Branco. Participam ainda estudantes da EBI de Ínsua, Penalva do Castelo; da Escola Profissional Agrícola Quinta da Lageosa, Belmonte; da Básica 2,3 Sacadura Cabral, de Celorico da Beira; e da Professor Gonçalo Sampaio, da Póvoa de Lanhoso. Das 25 equipas, só 11 chegam à final, onde, cada finalista terá

um stand para divulgar o percurso efectuado até à conclusão do seu carro, e apresentá-lo aos três júris do concurso: Engenharia, Portfólio/Marketing e Apresentação Verbal. Cada carro F1 é depois submetido a uma verificação técnica de modo a averiguar se cumpre todas as regras. Em simultâneo, enquanto umas equipas são avaliadas pelos júris outras testam os carros - que atingem 90 km/hora - numa pista de 15 metros de modo a comprovar a velocidade e a aerodinâmica. Na final regional serão escolhidas três equipas para a final nacional (ainda sem data definida), que se juntarão a outras saídas de concursos organizados pelos centros tecnológicos. A melhor equipa do país, apurada na final nacional, participa depois na final mundial, a realizar em Singapura.

D. Sancho promove recital de música e poesia A Escola Secundária D. Sancho I promove amanhã, dia 15, um Recital de Música e Poesia de intervenção intitulado “Aromas de Abril… Sabores de Liberdade”, organizado pela Associação de Pais e Encarregados de Educação e pelo Grupo Disciplinar de História. Deste modo, a escola convida toda a comunidade escolar e não escolar a comparecer à Fundação Cupertino de Miranda, pelas 21h30, e assim desfrutar de um momento onde se irá saborear os aromas daquela que foi a Revolução dos Cravos, pleno de memórias e recordações. pub.


freguesias

Centro Social de Bairro dinamiza cursos de formação gratuitos O Centro Social de Bairro está a dinamizar os cursos de formação nas áreas de Psicologia na Velhice, Noções de HACCP (Higiene e Saúde Alimentar), e Rega e Drenagem. Estas formações decorrerão em horário pós-laboral e são gratuitas, facultando a atribuição de subsídio de alimentação e transporte, sendo que é condição de admissão estar empregado. A instituição vai ainda ministrar dois cursos, de Jardinagem e Espaços Verdes, que propendem a qualificação pessoal e profissional de jovens com deficiência e/ou incapacidade. Destinam-se a jovens que possuam algum grau de incapacidade, com mais de 16 anos de idade ou com escolaridade obrigatória. Pretende-se dotar jovens de qualificações pessoais e profissionais numa área específica de formação, por forma a dar-lhes maior igualdade de oportunidades na integração no mercado de trabalho. Terão duração de um ano e oferecem a bolsa de formação, subsídio de alimentação e transporte. Os interessados podem obter mais informações através do telefone 252900730 ou do e-mail tec2.cenrosocialbairro@gmail.com. Entretanto, o Centro Social de Bairro realizou, no âmbito da comemoração da Páscoa, uma celebração eucarística, presidida pelo padre Mesquita, pároco da freguesia, dando seguimento à vontade manifestada pela população sénior que atende. Assim, os idosos do Centro de Dia, do Lar de Idosos e do Centro de Convívio da instituição prepararam a narrada celebração “com agrado e dedicação”, diz o centro social, em nota à imprensa.

SEF detém cidadãs brasileiras em Calendário O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve, na madrugada do passado domingo, duas cidadãs brasileiras num bar de alterne em Famalicão por não terem cumprido uma ordem judicial de expulsão do país. As duas mulheres foram conduzidas ao centro de acolhimento temporário do SEF, no Porto, onde vão permanecer até serem expulsas, o que deve acontecer dentro de dias. No local, no bar Via 14, face à Estrada Nacional 14, em Calendário, o SEF identificou ainda 16 mulheres, 5 portuguesas e 11 estrangeiras, tendo notificado uma outra estrangeira de uma decisão de expulsão que sobre ela pendia, por trabalho ilegal.

Homem morre em Fradelos em acidente de viação Um homem morreu, ao início da tarde da passada sexta-feira, na sequência de um acidente de viação, na Estrada Nacional 309, em Fradelos. O homem, de 79 anos, seguia ao volante de um ciclomotor de quatro rodas quando terá invadido a faixa contrária, embatendo noutro automóvel. O idoso foi a única vítima do choque e teve morte imediata. No local estiveram os Bombeiros de Famalicão e os Famalicenses que transportaram a vítima mortal para a morgue do hospital de Famalicão.

Rastreio à osteoporose no Louro A Farmácia Maceiras, no Louro, promove um rastreio à osteoporose nos próximos dias 20, 21 e 22 de Abril. O rastreio pode ser feito entre as 9h00 e as 13h40 e entre as 14h00 e as 18h40. Os interessados devem fazer marcação através do telefone 252310425.

pública: 14 de Abril de 2010 09

EB1 de Meães faz parte do projecto TEIP A Sala de Socialização da EB1 de Meães, em Calendário, faz parte do Projecto TEIP, que propende a integração de crianças com risco na comunidade escolar, assim como desenvolver algumas rotinas escolares às crianças mais novas, desde a idade pré-escolar, ou seja, desde os três anos de idade. Com o trabalho da Sala de Socialização as crianças têm oportunidade de iniciar o seu percurso escolar mais cedo, enriquecendo a sua bagagem social e cultural. Em nota à imprensa, a EB1 de Meães indica que, no meio envolvente e nesta comunidade escolar, a Sala de Socialização “tem sido um sucesso” e “conta com 11 crianças assíduas que se envolvem e entregam em cada actividade”. “É um espaço de trabalho, de brincadeira e também de aprendizagem que desenvolve as mais variadas interacções, quer com pessoas (adultos e crianças), quer com materiais, promovendo e conduzindo o desenvolvimento holístico de cada criança”, acrescenta ainda a escola. pub.


10

pública: 14 de Abril de 2010

freguesias

Esta é, pelo menos, a esperança dos responsáveis que promoveram uma visita às obras

Centro Social de Vale S. Cosme aberto em Setembro Carla Alexandra Soares “Um Centro Social para todos”. Assim foi apresentado, sextafeira da semana passada, o Centro Social e Paroquial de Vale S. Cosme. A directora da Segurança Social e o Arcebispo Primaz de Braga, entre outras individualidades visitaram as obras desta instituição que deverá abrir portas já em Setembro deste ano. O Centro Social de S. Cosme representa um investimento global superior a 1,6 milhões de euros, sendo que o Estado vai comparticipar com mais de 900 mil euros. Depois de um empréstimo bancário, ainda são precisos 200 mil euros para acabar as obras, que deverão ser assegurados pela Câmara Municipal e pela própria instituição que conta com a ajuda da população. Precisamente a pensar nisso, a direcção organizou a visita e mostrou o andamento das obras que decorrem a bom ritmo. A infra-estrutura terá quatro valências: a creche com capacidade para 66 crianças, o Serviço de Apoio Domiciliário para 40 pessoas, um Centro de Dia para 16 pessoas e um Lar de Idosos que poderá acolher 24 idosos. Naturalmente, tendo em conta

Depois da visita fez-se uma pequena cerimónia com todas as entidades

as suas grandes dimensões, o equipamento pretende responder a lacunas de outras freguesias vizinhas como Sezures, Portela Santa Marinha, Vale S. Martinho e S. Tiago da Cruz. No final da visita, que contou também com Mário Martins, director do Centro de Emprego de Famalicão, e de Ademar Carvalho, adjunto do presidente da Câmara para a Acção Social, Maria do Carmo Antunes, directora

da Segurança Social de Braga, que falou em obra arrojada tendo em conta a sua dimensão e os seus custos. Aproveitando a sua presença em Famalicão, Maria do Carmo Antunes devolveu ainda os elogios ao presidente da Câmara, feitos na inauguração do Centro Social de Brufe. Na altura o edil elogiou o Governo e José Sócrates pelo investimento na área social em Famalicão.

Em S. Cosme, a responsável sublinhou que uma obra com aquela dimensão “só é possível com a união de esforços do Estado, autarquia e das instituições locais” dizendo que Famalicão é um concelho solidário, onde a autarquia tem estado ao lado das instituições. No que diz respeito a números, ao todo são 42 instituições com acordos com a Segurança Social, sendo que foram apresentados 16 novos

projectos nos últimos anos, alguns dos quais já aprovados e outros concluídos. “Este conjunto de novos equipamentos, só igualado por Guimarães ao nível do distrito, representa um investimento de comparticipação de mais de dez milhões de euros”, adiantou Maria do Carmo Antunes que falou, na totalidade, a criação de 238 postos de trabalho. Só o Centro Social de Vale S. Cosme irá empregar mais 31 pessoas. D. Jorge Ortiga também marcou presença na visita. O arcebispo primaz de Braga congratulou-se pela coragem e fé dos paroquianos, que unidas, tornam possível a construção de infra-estruturas do género. “Há dois locais maravilhosos para vivermos a fé: a igreja e o relacionamento com os que mais precisam”. Outras entidades marcaram presença nesta visita onde se sentiu a ausência de Armindo Costa e de Fernando Moniz, presidente da Câmara famalicense e Governador Civil de Braga, respectivamente. Para além dos muitos populares marcaram ainda presença diversos autarcas representados na Comissão Social Inter Freguesias do Vale do Pelhe e a Didáxis de Vale S. Cosme.

pub.

Jardim-de-Infância de Esmeriz planta um canteiro No centro da cidade.

Dois armários embutidos.

Com garagem, cozinha mobilada e equipada. Sala de jantar e estar com lareira Quartos com armários embutidos Vidros duplos. Um terraço. Aquecimento central Óptimas áreas. Em Calendário.

Valor: 72.000,00 €

Valor: 95.000,00 €

Cozinha mobilada, tem placa e exaustor. Uma casa de banho completa. Sala de jantar com uma varanda.

Tem a área de 145 m2 com dois lugares de garagem e arrumos. Cozinha mobilada e equipada. Sala com lareira. Tem duas varandas. Ar condicionado e aquecimento central. Iluminação em focos. Valor: 150.000 €

Moradia T3 - Com garagem e arrumos Terraço nas traseiras. Jardim na frente da casa- Fica perto do Hospital. Valor: 200.000,00 € T2 como novo. Tem duas frentes. Garagem para um carro. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos.Lavandaria e arrumos. Valor: 125.000,00 € T2 – Semi-novo. Tem a área de 122 m2. Garagem individual fechada com 23 m2. Cozinha com terraço e equipada com electrodomésticos. Uma casa de banho com hidromassagem. Valor: 99.750,00 € T2. Dois quartos com armários embutidos. Uma casa de banho completa. Sala de jantar e estar com lareira. Cozinha mobilada, lavandaria. Uma varanda. E ar condicionado. Valor: 85.000,00 € T3. Com a área de 130 m2. Com três frentes. Garagem fechada. Três quartos, dois deles com varanda. Sala de jantar e estar com lareira e recuperador de calor. Cozinha mobilada e equipada e lavandaria.Valor: 88.500,00 €

Com garagem. Tem a área de 102 m2. Uma suite mais duas casas de banho, uma com banheira de hidromassagens. Cozinha mobilada e equipada com electrodomésticos. Lavandaria.Caldeira para aquecimento central, aspiração central, radiadores. Excelente localização. Valor: 135.200,00 €

T 3 com aparcamento fechado. Com uma frente. Tem a área de 103 m2. Cozinha mobilada. Uma lavandaria e despensa. Uma varanda, soalho flutuante. Em Calendário. Valor: 83.500 € T 3 – No Vinhal. Com lugar de garagem. Tem a área de 130 m2. Com uma frente. Uma suite, mais duas casas de banho. Armários embutidos. Aquecimento central. Uma varanda com 33 m2Valor: 155.000 € Café e Snack-Bar para Trespasse No centro da cidade. Está todo equipado. Tem duas casas de banho. Sala de jogos. Valor: 45.000,00 € Café e Snack-Bar Está todo remodelado. Tem a área de 100 m2 Fica no centro da cidade. Valor: 50.000,00 €

Como nova. Garagem para dois carros. Cozinha mobilada e equipada, sala de jantar e estar com lareira. Casa de banho com banheira de hidromassagens. Aquec. e aspiração central, ar condicionado. Valor: 180.000 € (negociável).

No Covêlo Garagem fechada para um carro. Cozinha mobilada e equipada. Tem um grande terraço. Aquecimento central. Soalho flutuante. Boa exposição solar e óptimas áreas. Valor: 95.000,00 €

Pavilhão para restauro – Tem a área de 880 m2. Valor: 235.000,00 € Terreno com a área de 1.550 m2. Aprovado para construção industrial. Já tem as infra-estruturas. Valor: 165.000,00 € Terrenos – Várias áreas. Para construção. Nos arredores da cidade. Loja 90 m2 centro cidade frente de rua – 550 € Apar tamento T2 – mobilado, condomínio incluído. no centro da cidade: 325,00 € Apartamento T3+1 – No centro da cidade. Condomínio incluído. 375,00 € Apar tamento T2 com terraço – Em Calendário. Cozinha com placa, forno, esquentador e exaustor. 250,00 €

Pavilhão com 300 m2 em fase de construção. Junto ao centro da cidade, com excelentes acabamentos. Valor de venda: 165.000,00 €

Apartamento T1+1 – No centro da cidade. 250,00 €

Pavilhão – Novo. Com a área de 400 m2. No centro da cidade. Valor: 220.000,00 €.

Apar tamento T2 com garagem. Perto do centro. Condomínio incluído.

O Jardim-deInfância de Esmeriz levou a cabo a plantação de canteiro com diversas flores e uma pequena horta, com a colaboração de todos os pais, que presentearam a escola com “lindas plantas” no Dia do Pai. Na actividade participaram também os alunos da Cior (do curso de Animação Sócio-Cultural) que realizaram a peça de teatro “O Rei e os três Filhos”. “Sentimos que viajamos até à Idade Média onde apareceram: Rei, Príncipes e Princesas”, dizem as crianças do jardim-de-infância. No final da peça, os alunos ofereceram uma cesta com ovos e uma flor, fizeram ainda pinturas faciais e brincaram com balões. “Foi um dia muito divertido e fizemos muitas descobertas a brincar”, resumiram os mais pequenos.

PS de Riba d’Ave elege novo secretário O Partido Socialista de Riba d’ Ave realizou, no passado sábado, dia 10, na sede local, as eleições para o Secretariado daquela secção. A sufrágio apresentou-se apenas uma lista encabeçada pelo militante Cristiano Silva, designada “Servir o Partido Socialista 2010-2012”. Cristiano Silva será o novo Secretário

Coordenador da Secção do Partido Socialista de Riba d’ Ave e terá no seu Secretariado Amaro Ferreira Araújo, Cláudia Isabel Araújo, José Pereira Salgado, Rui Filipe Ferreira, Paula Cristina Saldanha, Fernando Machado Cunha, António Jacinto Costa, Márcia Cláudia Machado e José Manuel Resende.


pública: 14 de Abril de 2010 11

freguesias

Destinada aos alunos do 9º ano e Secundário

Secundária de Joane organizou I Feira das Profissões

A feira contou com mais de 40 profissionais de várias áreas

A Escola Secundária Padre Benjamim Salgado (ESPBS), de Joane, promoveu, no passado dia 26 de Março, a I Feira das Profissões. A actividade, organizada pelos Serviços de Psicologia e Orientação que contou com o auxílio da Direcção, do corpo docente e não docente, foi desenvolvida no âmbito da Orientação Escolar e Vocacional dirigida aos alunos

do 9º ano e do ensino secundário. O contacto directo com diferentes profissionais através de testemunhos reais e conhecer a realidade profissional das diferentes áreas, foi o objectivo principal da iniciativa, numa tentativa de favorecer a indispensável articulação escola – mundo do trabalho. Para esclarecer os alunos, deslocaram-se à ESPBS vários

profissionais, tais como: arquitecto, designer, optometrista, actor, militares do exército, oficiais da GNR, assistente social, advogada, músico, treinador de futebol, electricista, pasteleiro, psicóloga, terapeuta ocupacional e da fala, fisioterapeuta, entre muitos outros num total de mais 40 profissionais. Alunos e alguns dos encarregados de educação presentes, aderiram com entusiasmo à iniciativa, conversaram com diversos profissionais de diferentes áreas, adquiriram conhecimento das exigências das várias profissões dando inicio, assim, a uma verdadeira busca pela “profissão ideal”. A escola entende que a actividade “foi bastante útil para os alunos poderem tomar uma decisão reflectida e informada acerca das suas escolhas escolares e profissionais futuras”.

“Sonho de Uma Noite de Verão” no colégio de Riba d’Ave Os alunos do 2º ano do Curso Profissional de Artes do Espectáculo – Interpretação, do Externato Delfim Ferreira de Riba d’Ave, levam à cena nos dias 16, 17 e 18 de Abril, o espectáculo “O Sonho de uma noite de Verão”, de William Shakespeare. Encenado pelo professor e actor João Cardoso e com a colaboração de uma equipa técnica de profissionais, o espectáculo acontece às 21h30, no auditório Doutor Aurélio.

Autarca de Arnoso Santa Eulália rejeita responsabilidades

Coligação PSD/CDS denuncia abandono do bibliomóvel Os eleitos da coligação PSD/CDS na Assembleia de Freguesia de Arnoso Santa Eulália acusam a Junta de Freguesia de votar o pólo da Biblioteca Municipal ao abandono. Instalado no antigo bibliomóvel, junto ao edifício da sede da Junta, aquele pólo, inaugurado em 1999 com o objectivo de promover o livro e criar hábitos de leitura, “encontra-se num abandono total, sem funcionar e com aspecto degradante”, dizem os eleitos da coligação em nota à imprensa, acrescentando que “no seu interior existe um amontoado de lixo e quem passa todos os dias em frente à Junta de Freguesia assiste à sua degradação”. Os eleitos do PSD/CDS responsabilizam o executivo da autarquia de Santa Eulália pela situação e asseguram que “tem havido alguns contactos por parte da Biblioteca Municipal com a Junta de Freguesia para que o espaço funcione, aos quais o senhor presidente não responde, nem quer saber”. Para a coligação PSD/CDS o bibliomóvel “merece mais respeito”. “O mínimo que exigimos é que se mantenha limpo, asseado e a funcionar já que é um espaço para servir todos”, lê-se no comunicado. A indignação daqueles eleitos da oposição sobe ainda mais de tom quando, dizem, no último Boletim Informativo de 2009 da Junta de Freguesia

estava escrito: “Fez-se a gestão do pólo da Biblioteca Municipal”. “É caso para dizer que grande gestão senhor presidente”, ironizam, acrescentando que “a última utilização do bibliomóvel foi servir de andaime para pintar o edifício da Junta”. Autarca devolve responsabilidade à Câmara O autarca de Arnoso Santa Eulália, eleito pela CDU, confirma que o bibliomóvel está fechado e em estado de degradação, mas devolve a responsabilidade à Câmara Municipal. “Desde que esta Câmara tomou posse, há oito anos, deixou de fornecer ao pólo da biblioteca aquilo que normalmente atraia as pessoas, ou seja, os meios audiovisuais, como os CD’s e vídeos”, começou por dizer o autarca ao OP, acrescentando que, a partir daí, as pessoas começaram a desinteressar-se. Por outro lado, Manuel Costa lembra que a Junta de Freguesia ficou também sem funcionária a tempo inteiro, o que também se reflectiu no funcionamento da biblioteca. O autarca sublinha, no entanto, que na sede da Junta estão a decorrer obras para que o pólo da biblioteca seja aí instalado, esperando que, a breve trecho, “possa reabrir, com outras condições”. C.A. pub

pub

Belita Supermercados deu prémios aos clientes O Belita Supermercados, em Delães, comemorou no mês de Março o seu 3º aniversário. Entre os clientes que fazem compras no Belita Supermercados foram sorteados vários prémios no passado sábado, pelas 19 horas. Assim, o 1º prémio, uma scooter Vity, vai para Conceição Jesus M. Sampaio, de Oliveira São Mateus; enquanto uma Playstation vai para Albino Rodrigues Costa, de Oliveira São Mateus. Já uma máquina de lavar Zanussi coube a Maria Joaquina Sousa, de Delães; um forno eléctrico Taurus foi sorteado para Jorge Carvalho, de Delães; e o leitor de DVD Jocel vai para Nelinho, de Delães. Já sabe que os Supermercados Belita podem ser encontrados em Delães, na Rua da Igreja; em Bente, na Estrada Nacional 204/5; e em Guimarães, na Urbanização Nossa Senhora da Conceição, loja 30. Além dos bons preços, o Belita gosta de mimar os seus clientes com muitas surpresas.

Cooperativa CEVE distinguida como PME Líder A CEVE – Cooperativa Eléctrica do Vale D’Este, da freguesia do Louro, foi recentemente distinguida como PME Líder, um estatuto atribuído no âmbito do Programa FINCRESCE do IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e ao Investimento. O estatuto PME Líder reconhece, assim, empresas nacionais com perfis de desempenho superiores. Numa parceria com a Banca, o Estatuto PME Líder visa reforçar a visibilidade destas empresas de dimensão intermédia que integram o segmento mais competitivo da economia nacional, como é a CEVE. Além disso, funciona como selo de reputação e estímulo no prosseguimento de dinâmicas empresariais, que contribuam de forma sustentável para a criação de riqueza e bem-estar social. O estatuto tem a validade de um ano, com possibilidade de renovação. À CEVE, o IAPMEI já garantiu que tudo fará para que o Estatuto PME Líder traga vantagens significativas na relação com o mercado, “designadamente através de condições especiais no acesso aos serviços disponibilizados pela rede de parcerias FINCRESCE”.


12

pĂşblica: 14 de Abril de 2010

publicidade


16

pública: 14 de Abril de 2010

publicidade

Falecimentos

ÂN GELO MIGUEL ALMEI DA SI LVA COSTA Missa 8º Aniversário

Maria Bernardes da Silva, no dia 11 de Abril, com 91 anos, viúva de Horácio José Ribeiro, da freguesia de Oliveira São Mateus.

Maria da Conceição Oliveira Dinis, no dia 11 de Abril, com 74 anos, casada com Aires da Costa Faria Rodrigues, da freguesia de Calendário.

Agência Funerária Carneiro & Gomes Oliveira S. Mateus – Telm. 91 755 32 05

Eduardo Plácido Castanho Valongo, no dia 8 de Abril, com 70 anos, divorciado de Maria Alberto Ribeiro Lopes Correia, da freguesia de Vila Nova de Famalicão.

Os pais vêm por este meio agradecer a todas as pessoas das suas relações e amizade que puderem assistir à missa de 8º aniver-

Maria Eugénia Silva Sampaio, no dia 6 de Abril, com 64 anos, casada com Raul Nogueira da Silva, da freguesia de Ruivães. Joaquina Machado de Sousa, no dia 10 de Abril, com 82 anos, viúva de António Alves da Silva, da freguesia da Lama (Santo Tirso).

sário que se realizará na Igreja Paroquial de Esmeriz, Domingo, dia 18 de Abril pelas

Agência Funerária Rodrigo Silva, Lda Vila Nova de Famalicão – Tel.: 252 323 176

Maria Manuela Pereira Marques Moreira, no dia 10 de Abril, com 77 anos, viúva de Carmindo Torres Moreira, da freguesia de Seide S. Paio. Agência Funerária do Calendário Calendário – Tel.: 252 377 207

Agência Funerária da Lagoa Lagoa – Telf. 252 321 594

10:30h.

Ana Maria Te ixe ira

Passam os anos

Agradecimento

mas o nosso amor por ti permanece

No passado dia 6 do mês de Abril faleceu a D. Ana

cada vez mais vivo

Maria Teixeira, que residia na freguesia de Santiago de Bougado.

no nosso coração

Seu marido o Sr. Miguel Magalhães, filhos e deSeus Pais

mais família, vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e

Prof. Cândida Gomes Gonçalves Filha do falecido 1.º Sargento da GNR Guilherme Gonçalves (51 anos)

que participaram na missa de 7º Dia. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Santiago de Bougado, 14 de Abril de 2010

Missa do 30º Dia Sua mãe, irmãos e demais família, renovam o seu agradecimento a todas as pessoas que se associaram à sua dor aquando do falecimento e missa do 7º Dia, vêm por este meio participar que a missa do 30º Dia será celebrada Terça-feira, dia 20 de Abril pelas 9:00 horas na Igreja Matriz (Velha) Vila Nova de Famalicão. Desde já o seu profundo reconhecimento a quantas se dignarem assistir a este piedoso acto.

Jorge Manue l Oliveira Le ites Agradecimento

A Família

No passado dia 7 do mês de Abril faleceu Jorge

Vila Nova de Famalicão, 14 de Abril de 2010

Manuel Oliveira Leites, que residia na freguesia de Santo Tirso. Sua esposa D. Maria da Assunção de Sousa Azevedo, filha, pais, sogros e demais família, vêm por este meio, agradecer a todas as pessoas que se incorporaram no funeral do seu ente querido e comunicar que a missa de 7º Dia será celebrada Quarta-feira, dia 14, pelas 19 horas na Igreja Paroquial da freguesia de Lousado. Desde já agradecem a todas as pessoas que se associaram à sua dor. Lousado, 14 de Abril de 2010


pública: 14 de Abril de 2010 17

publicidade

Falecimentos

EUGÉNIA MARIA FREITAS SILVA Solicitadora de Execução

Fo r tuna to Ma rq u es Pime nta , no dia 7 de Abril, com 67 anos, casado com Clara Pereira Dinis, da freguesia de D el ã es .

Nº do Processo: 1288/08.4TBGMR PE/107/2008 Juizo de Execução Guimarães – Tribunal Judicial Executado: Joaquim Gomes Bairrinho Exequente: Maria do Carmo Oliveira Machado Mandatário: LUÍS TEIXEIRA E MELO

Be rn ar dino Fer re ira da Sil va, no dia 9 de Abril, com 75 anos, viúvo de Maria Alves dos Santos, da freguesia de Mon te Côr dova (S an to T ir so) . Ma n ue l Go mes Fer re ira , no dia 9 de Abril, com 81 anos, casado com Bernardina de Castro Moreira, da freguesia de Bur gã es (S an to T ir so) . Ma r ia de Ol ive ira , no dia 9 de Abril, com 82 anos, viúva de Francisco Nogueira, da freguesia de Ba ir ro. A rm inda da Cr uz Coel h o, no dia 10 de Abril, com 87 anos, viúva de Américo Martins, da freguesia de R ebor dões ( Sa nto Tir so) .

ANÚNCIO

A nt ón io da Sil va Ma ia, no dia 7 de Abril, com 79 anos, casado com Maria da Glória Barbosa Coelho, da freguesia de Ol iveir a Sa n ta Ma ria .

Faz-se saber que nos autos acima identificados, encontrase designado o dia 04 de Maio de 2010 pelas 14:00 horas, no Tribunal Judicial de Guimarães, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria do referido Tribunal, pelos interessados na compra do seguinte bem:

Agência Funerária de Burgães Sede.: Burgães / Filial.: Delães Telf. 252 852 325

Ma r ia Gon ça l ves Cou to, no dia 5 de Abril, com 79 anos, viúva de Manuel Correia do Couto, da freguesia de Ribe ir ão.

- Lote único – Prédio Urbano, composto por uma casa de cave, rés-do-chão e quintal, com a área coberta de 130m2, situado no Lugar de Tapada ou Santo André, freguesia de Joane, concelho de Vila Nova de Famalicão, sob o nº 1656/Joane, e inscrito na respectiva matriz sob o artigo 1239.

Ma r ia Cle me nt ina Fe rr eira Mel o Ol iveira , no dia 4 de Abril, com 50 anos, casada com José Maria Martins de Paiva Oliveira, da freguesia de S. Ma rt i n h o d e B o u g a d o ( Tr o f a ) . L á za ro de J esu s e Sá , no dia 5 de Abril, com 71 anos, solteiro, da freguesia de R ibeir ã o.

O bem será adjudicado a quem melhor preço oferecer acima de 70% do valor base de 60.000,00€, penhorado ao executado JOAQUIM GOMES BAIRRINHO, residente em SANTO ANDRÉ – JOANE – VILA NOVA DE FAMALICÃO. É fiel depositário, que o deve mostrar a pedido, o(s) executado(s). A Solicitadora de Execução Eugénia Maria Freitas Silva

A na Mar ia Te ix eir a, no dia 6 de Abril, com 61 anos, casada com Miguel Magalhães, da freguesia de Sa nt iago de Bo uga do ( Trofa ). J orge Ma nu el Ol iveir a L eit es, no dia 7 de Abril, com 35 anos, casado com Maria Assunção de Sousa Azevedo, da freguesia de Vár ze a do Mont e ( Sa nt o T i rs o ). Funerária Ribeirense Paiva & Irmão Lda Ribeirão – Telf. 252 491 433

1ª Publicação - 14 de Abril de 2010 Jornal Opinião Pública

A nt ón io Ca r val h o S oa res , no dia 4 de Abril, com 60 anos, casado com Maria Celeste Teles Couto, da freguesia de Tel h a do.

A na de Car va l h o de Sá , no dia 11 de Abril, com 87 anos, viúva de Mário Ferreira Fonseca, da freguesia de S. T ia go da Cr uz . Agência Funerária das Quintães Vale S. Cosme – Tel.: 252 911 290

Empregados/as de Mesa / Bar Ajudante de Cozinha Pretende-se Residência no concelho Disponibilidade imediata Idade não superior a 35 anos Para marcação de entrevista 967 539 306

PART-TIME Colaborador para entregas e montagens de mobiliário Requisitos: Experiência na área Responsabilidade Profissionalismo Dinamismo Transporte de mercadorias próprio (médio) Disponibilidade imediata Agradeço o envio de proposta para este jornal, acompanhada por uma fotografia. Resposta ao anúncio 936

Recruta-se

Transportes

Centro da cidade com cozinha mobilida e equipada

Telefonistas

de Mercadorias Mudanças - Distr. de Publicidade

BOM PREÇO

Marque a sua entrevista

CONTACTO 966 555 676

252 318 146

ALUGA-SE T1

J osé Roc ha da Costa , no dia 6 de Abril, com 86 anos, viúvo de Rosa Gonçalves de Oliveira, da freguesia de Tel h ado .

ADMITE-SE

para empresa de restauração em Vila Nova de FamaLlicão

ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

Gavião – Vila Nova de Famalicão

Fábrica Serração dos Moutados, Lda.

Joaquim Moreira Pinto

Manuel Correia Marinho

MISSA DO 5º ANIVERSÁRIO DO FALECIMENTO

9º Aniversário Falecimento

A Família de Joaquim Moreira Pinto vem por este meio comunicar às pessoas de suas relações e amizade que será celebrada Missa pela alma do seu ente querido, Sábado, dia 17 de Abril, pelas 20,30 horas, na Igreja de Paroquial de Gavião. Desde já agradecemos a todos quantos participem neste acto religioso. A Família

A Fábrica de Serração dos Moutados, Lda. vem por este meio comunicar que irão realizar-se duas Missas de Sufrágio. Dia 21 pelas 19h15 será celebrada uma missa, na Igreja Matriz Nova de Vila Nova de Famalicão, e Dia 24 pelas 20h00 na Igreja Paroquial de Jesufrei.

V.N. Famalicão, 14 de Abril 2010 A Gerência


18

pública: 14 de Abril de 2010

praça pública

Pelos quatro cantos da ca(u)sa

J. Mário Teixeira

Domingos Peixoto

Retomar a esperança O último relatório do CEDEFOP sobre competências – “As competências e o correspondente desafio: análise sobre a disparidade das competências e suas implicações políticas” – argumenta que as competências adequadas com os postos de trabalho são de importância crucial para o bom funcionamento do mercado de trabalho. A disparidade entre as qualificações e o emprego é um fenómeno complexo que afecta indivíduos, economias e as sociedades. A discordância entre competências e trabalho toma a forma, muitas vezes, de défice de competências ou de escassez de competências, mas também pode acontecer, em certos casos, que as competências suplantem as exigências do trabalho. O relatório aborda as características do fenómeno da inadequação das competências e fornece uma visão geral dos factores que contribuem para isso, analisando os seus custos económicos e sociais e defende que esta questão deveria ser levada a sério pelos decisores políticos, tanto a nível nacional como ao nível da União Europeia. O relatório também aborda a possibilidade de a incompatibilidade das competências poder ser melhor avaliada em pesquisas, o que tornará possível oferecer análises mais pormenorizadas e seguras nos próximos anos. Quanto a ofertas de emprego para esta semana, seleccionámos as seguintes: Oferta nº 587691708 que pretende seleccionar dois supervisores técnicos com experiência profissional, um licenciado em Engenharia Mecânica ou Gestão e outro licenciado em Engenharia Mecânica. Oferta nº 587691721 que deseja recrutar um engenheiro electrotécnico, para supervisão técnica de edifícios. Oferta nº 587691747 que procura um encarregado de construção civil, responsável pela equipa de edifícios. A oferta nº 587691761 procura pedreiro ou trolha com experiência mínima de três anos. A oferta nº 587691781 selecciona um pintor da construção civil com experiência mínima de três anos. Oferta nº 587692167 selecciona trolhas com experiência. A oferta nº 587692194 procura costureira com experiência em ponto corrido ou corta e cose. A oferta nº 587692281 procura gravador de calçado com experiência. A oferta nº 587689590 selecciona serventes da construção civil com experiência. A oferta nº 587689447 procura um pasteleiro. Oferta nº 587689106 que selecciona técnico de vendas com experiência na área de vendas no exterior e com conhecimentos de electrónica. Como sempre, já sabe: para se candidatar a estas e outras ofertas de emprego, basta dirigir-se ao Centro de Emprego de Vila Nova de Famalicão.

Para não ser acusado, eventualmente, de melindre político, ou condicionado pelos resultados eleitorais na Concelhia Socialista e não correndo o risco de interferir nos mesmos, ao contrário do que indiciam outras opiniões, remeti este artigo ao OP ainda antes do respectivo acto eleitoral se ter iniciado. Apesar de me chamarem a atenção, só hoje, 6.ª feira, tive ocasião para ler certa crónica! Parece-me propaganda falaciosa, perdoar-me-ão! O PS Famalicense rejubilou, justamente, com os resultados das legislativas, depois de alguma amargura nas europeias. Já nas autárquicas parece que nada se passou! Para a Europa nem tanto, mas no que diz respeito à Assembleia da República, pode-se dizer, com verdade, que Famalicão é socialista! Já para as Autarquias, salvo poucas mas honrosas excepções, socialista é que Famalicão não tem querido ser! E uma única coisa é certa: Tirando duas ou três pessoas, nomeadamente nos últimos “actos”, desde 2001, inclusive, que os responsáveis dos desastrosos resultados locais de três mandatos, que se concluem em 2013, são os mesmos, estão lá todos de braço dado, com resultados sucessivamente mais negativos, quase residuais na actualidade! É (Foi) aqui que se fa(e)z toda a diferença! Pode-se, assim, concluir, que a influência das ditas gradas figuras locais é colossal, mas no sentido mais negativo do termo. Não consigo perceber, por isso, como em torno de uma candidatura, porventura personificada por três dos mais altos responsáveis deste estado de coisas, se admitem “dias de esperança para o PS”! Então, com a Comissão de Gestão tripartida, com as “primárias a 3” para escolher o candidato em 2005, com “…o rosto da convergência para o unidade na Secção…” nos últimos

Modus Vivendi

três anos e a atinente estratégia autárquica, apesar de estarem lá todos os protagonistas da candidatura propalada, não se retomou a esperança? Ah! Havia dois empecilhos… Ou antes, como metaforicamente reza a crónica, não tendo obtido votos para vencer, continua-se a reivindicar: Eu e só eu, enquanto eu quiser ter todo o poder! Parece-me, também, o medo de não vir a ser absoluto e já se faz “aviso” de que não há “partilha do poder”, contrariando a afirmação da pluralidade e do todo. Vá lá, se for “eu” a decidir… Nunca senti, na candidatura que integrei, os esforços do autor daquela crónica para a constituição de lista única. E se a Comunicação Social tivesse publicado a minha “carta aberta ao PS” saber-se-ia quem propunha uma candidatura de consenso, mas saber-se-iam, igualmente, outras análises… com vista a “reforçar a imagem do Partido na sociedade famalicense como alternativa real à Coligação PSD/PP no Governo Municipal”. Não é verdade que se tenha gerado um grande movimento de união nas últimas Autárquicas. Só questiona as razões de candidatura alternativa, de quem fez parte das listas autárquicas, quem está de cabeça perdida e com medo de perder. Os socialistas e os famalicenses não compreendem que os protagonistas das lutas fratricidas não “dêem as mãos” para deixar os lugares à disposição da renovação que se exige. Não falta quem faça “quase” um programa de governo rumo às autárquicas de 2013. Porém, a obsessão de querer ser, contra tudo e contra todos, o futuro presidente da câmara, deitará tudo a perder… É por isso que eu espero, quando esta crónica der à luz, que os Socialistas Famalicenses já tenham retomado a esperança. A bem dos Famalicenses.

Presente e futuro da Advocacia (10) A Justiça além de cega, está surda, por isso nem se preocupa com quem espera e desespera. Apesar das inovações introduzidas ao nível informático, de todo os meios de consulta e de comunicação à distância que foram postos ao serviço dos tribunais – com especial relevo para a aplicação informática “Citius”, que permite a gestão dos processos em tribunais de 1ª Instância, em matéria Cível, por Magistrados, Funcionários Judiciais e Advogados, em tempo real -, os entraves continuam a existir, por diversas razões (além das já abordadas nesta série de textos). O “Citius” não abrange outras matérias além do Cível, nem permite, mesmo em matéria Cível, a sua utilização nos demais graus jurisdicionais (Relações e Supremo). Nem se encontra harmonizado com o “Sitaf – Sistema de Informação dos Tribunais Administrativos e Fiscais” – que permite a tramitação de processos em suporte electrónico nos Tribunais Administrativos e Fiscais, ainda para mais a funcionar com diversas dificuldades correntes. Falta um sistema integrado de todos os tribunais. Apesar de um primeiro esforço de modernização informática, a verdade é que falta muito para fazer, e tudo tem evoluído sem ideia de conjunto e a ritmo muito longe do necessário. Não raras vezes de modo absurdamente desorganizado: muitas secretarias de tribunais queixam-se de terem computadores sem o desempenho necessário para dar vazão ao tra-

tamento e transmissão de dados que, intensamente, caracterizam a gestão processual. Tal como os ideólogos da Revolução Industrial, houve, e há, quem entenda que tudo se resolve pela maquinaria. Olvidando-se a mais-valia fundamental que representam os recursos humanos. Faltam Magistrados e Funcionários Judiciais para dar vazão à nossa litigância. Não é justo que a Lei – desde logo a Constituição da nossa República – estabeleça direitos, liberdades e garantias, se depois os cidadãos não têm como exercê-las. Não adianta consagrar o que depois não tem viabilidade. É uma fraude vergonhosa. Tanto mais vergonhosa que o Estado não se inibe de cobrar despudoradamente pelos serviços que presta na área da Justiça. Há anos que está na moda o combate às listas de espera na Saúde, seja para transplantes ou para cirurgias às cataratas. Só as listas de espera na Justiça não conhecem solução de espécie alguma. O que é sinal evidente da incompetência do nosso Estado, pois que ao contrário do que se passa na Saúde, na Justiça não se pode contratar serviços privados – tribunais privados – para resolver o problema. O que acontece, sim, é que florescem negócios privados à custa de tal inoperância, como é o caso das empresas de cobranças de dívidas. É urgente investir na Justiça. Tanto mais se queremos assegurar uma maior criação de riqueza e uma mais justa distribuição da mesma.

Maré Alta José Luís Araújo

No respeito pelo funcionamento das instituições Nas últimas semanas, têm vindo a público alguns desentendimentos no PSD famalicense depois das eleições para a sua liderança nacional. O culminar desses desentendimentos foi a demissão Mário Passos e da sua comissão política que haviam sido eleitos há muito pouco tempo e a convocação de novas eleições internas. A vida interna do PSD não me preocupa e também não me diz respeito. Mas o caso já muda de figura quando alguns desses intervenientes desempenham importantes cargos noutras instituições, nomeadamente na Câmara Municipal e Juntas de freguesia. Alegadamente, houve ameaças de sanções a pessoas democraticamente eleitas que implicariam alterações das suas funções. Uma dessas sanções seria, alegadamente, a retirada de pelouros e corte de apoios a freguesias cujos

respectivos presidentes não acatassem determinadas orientações. A serem verdadeiras estas situações, e tudo leva a crer que sim, estamos perante o flagrante abuso de poder em que se usam cargos públicos para se atingirem objectivos particulares ou corporativos. Informações a que tive acesso, relatam um ambiente muito tenso no funcionamento da Câmara Municipal e que acaba reflectido no desempenho de muitos funcionários que acabam por ser afectados por motivações a que são alheios e a que a própria Câmara Municipal também deveria ser. Infelizmente, esta maioria no poder desde 2002 usa a Câmara Municipal como se fosse sua propriedade, tendo como expoente máximo disso, a forma presidencialista e quase feudal com que Armindo Costa utiliza o

cargo de Presidente da Câmara. Já é tempo de Armindo Costa perceber que não é dono da Câmara Municipal e que as funções que desempenha devem servir para defender o interesse público de todos os famalicenses e não para atingir quaisquer outros objectivos. Uma Democracia adulta e saudável não pode aceitar este tipo de situações. Mais, Armindo Costa e a restante Câmara Municipal não podem continuar a sentir-se acima de tudo e de todos como reiteradamente faz em relação à Assembleia Municipal a quem tem a obrigação de prestar contas. O simples acto de ignorar perguntas de deputados ou de ignorarem os prazos previstos na Lei para responder aos requerimentos ou mesmo não respondendo como já aconteceu, é a melhor prova dessa inaceitável atitude de po-

der absoluto. Com o passar dos anos, esta postura começa a ser absolutamente insustentável e é já tempo de criar uma real alternativa que seja capaz de repor a dignidade que se exige da gestão de uma instituição como é a Câmara Municipal. É preciso que os famalicenses tenham consciência da necessidade de uma alternativa verdadeiramente democrática em que o poder seja uma vontade colectiva suficientemente representativa e não esteja dependente dos caprichos de uma qualquer pessoa que se acha acima de tudo e de todos. Essa mudança é urgente e depende de todos nós, no estrito respeito pela lei e pelos valoresdemocráticos, mas também no uso pleno dos nossos direitos de cidadania.


pública: 14 de Abril de 2010 19

cultura

pub.

Na Casa de Camilo e Mosteiro de Landim

Famalicão assinala Dia Internacional de Monumentos e Sítios O município de Famalicão vai comemorar o Dia Internacional dos Monumentos e Sítios, que se assinala no próximo domingo, dia 18, com um conjunto de iniciativas que envolvem museus do concelho. Proposta pelo ICOMOS (Conselho Internacional dos Monumentos e Sítios), a data comemorativa está, este ano, subordinada ao tema “Património Rural. Paisagens Culturais”. A Casa de Camilo, em S. Miguel de Seide, promove, a partir das 10 horas, o trilho da Cangosta do Estevão. Trata-se de um passeio por um caminho público, por entre a natureza e o rio Pele, desde a freguesia de Landim a Seide S. Miguel, que dá a conhecer uma época e faz reviver a história do séc. XIX. O objectivo é dar a conhecer um caminho percorrido pelos passos de Camilo nas suas deslocações a Landim e de como se deslocavam as pessoas, no século XIX, mostrando alguns aspectos sociais da época histórica em que viveu o escritor Camilo Castelo Branco. Entretanto, entre as 14h30 e as 17h30, será realizada uma visita guiada pela Igreja e Mosteiro de Landim. A iniciativa, promovida em conjunto com a Junta de Freguesia, pre-

ADMITIMOS 10 COMERCIAS M/F Exigimos: Idade Máxima 50 anos Boa apresentação Experiencia em vendas (Alimentar/Bebidas). Oferecemos: Salário base acima da média. Comissões + Prémios. Viatura +Telemóvel Envio CV para: Apartado 53 4765-901 Riba d’Ave pub.

ASSEMBLEIA-GERAL ORDINÁRIA DA ATP - ASSOCIAÇÃO TÊXTIL E VESTUÁRIO DE PORTUGAL

CONVOCATÓRIA Nos termos do n.º 2 do artigo 19.º dos Estatutos, convoco os Senhores Associados para uma Assembleia Geral Ordinária, a realizar no dia 29 de Abril de 2010, pelas 15h00, nas instalações da ATP, sitas na Rua Fernando Mesquita, n.º 2785, Edifício do CITEVE, 4760-034 Vila Nova de Famalicão, com a seguinte ordem de trabalhos: O programa propõe uma visita ao Mosteiro de Landim

tende dar a conhecer um dos mais importantes e valiosos exemplares do património do concelho. Refirase que o Mosteiro de Landim é um dos exemplares mais ricos e emblemáticos do estilo românico do concelho e do Entre Douro e Minho, classificado como imóvel de interesse público desde 1996. A visita proporcionará ao público o conhe-

cimento de diversos tipos de arquitectura, da vernacular, à de carácter monástico e religioso, divulgando ainda os saberes e sabores locais. Os interessados em participar nesta actividade podem inscreverse no Departamento de Cultura e Turismo da Câmara, pelo telefone 252320954 ou pelo e-mail geral@patrimoniodefamalicao.org.

Legendary Tigerman na Casa das Artes A Casa das Artes de Famalicão acolhe, no próximo sábado, dia 17, um concerto de Legendary Tigerman, que vem apresentar o seu novo álbum “Femina”. De acordo com o artista, o novo trabalho documenta uma série de encontros com mulheres como Asia Argento, Maria de Medeiros, Peaches, Becky Lee, Rita Redshoes, Lisa Kekaula (The Bellrays), Cláudia Efe (Micro Audio Waves), Phoebe Killdeer (Phoebe Killdeer & The Short Straws), Mafalda Nascimento, Cibelle e o Cais do Sodré Cabaret. “Foi há cerca de dois anos e meio”, explica Paulo Furtado, “que esta ideia começou a tomar forma”. E continua: “Falei quase ao mesmo tempo com a Cibelle e com a Asia Argento e foi de certo modo com elas que o pro-

jecto começou a tomar forma. Ao princípio sabia que queria gravar com mulheres, experimentar diferentes modos de escrever e trabalhar os temas e foi com estes dois nomes que a coisa definitivamente embalou”. O espectáculo está marcado para as 21h30, no grande auditório e a entrada custa 10 euros. Também no sábado, mas no café-concerto, actua “The Weatherman”, a revelação da música portuguesa de 2006. Depois de, em Outubro passado, ter participado no concurso Rising Star, em Londres, onde entre 10 mil candidatos de todo o mundo, obteve o 5.º lugar, o cantor encontra-se agora a gravar um novo álbum, que será apresentado ainda durante este ano.

Jangada Teatro apresenta “Angústia” Na próxima sexta-feira, dia 15, o teatro volta a marcar presença na Casa das Artes, com o drama cómico “Angústia”, da Jangada Teatro. A peça, da autoria de Luís Sttau Monteiro, retrata as relações existentes entre ricos e pobres. O que levará Gonçalo, um empresário rico e burguês, a encontrar-se para jantar com António, empregado de escritório e pobre, sempre ao dia 15 de cada mês, se nada têm em comum senão terem sido colegas no liceu? A peça retrata as desigualdades sociais tão reais ao tempo de Sttau Monteiro quanto no Portugal de hoje. Ao mesmo tempo um triângulo amoroso acidental vem agudizar ainda mais a relação entre o rico e o pobre. A encenação é de Fernando Moreira e as Interpretações estão a cargo de Alberto Fernandes, Faria Martins, Luiz Oliveira, Patrícia Ferreira, Vítor Fernandes e Xico Alves. A peça sobe ao palco do grande auditório pelas 21h30, com a entrada a custar cinco euros.

Ponto um Apreciar e votar o Relatório Anual e Contas e respectivo Parecer do Conselho Fiscal, relativo ao exercício de 2009. Ponto dois Outros assuntos. Conforme o disposto no n.º 1 do artigo 21.º dos Estatutos, não se encontrando presentes metade dos associados à hora designada para a Assembleia, esta reunirá trinta minutos depois, em segunda convocatória, com a mesma ordem de trabalhos. Famalicão, 14 de Abril de 2010

pub.

pub.

PASSA-SE CENTRO DE ESTUDO Com carteira de clientes, todo equipado, com transporte Valor €30.000 Contacto: 917 302 276 pub.

PASSA-SE Parafarmácia, situada na Póvoa de Varzim (Zona Balnear) Movimento de 210.000€ Contacto: 919 394 048 pub.

Famalicão

Barbosa: Rua Santo António, Tel. 252 302 120 Calendário: Rua da Liberdade, Tel. 252 378 400/1 Cameira: C. Mouzinho Albuquerque, Tel. 252 323 819 Central: Praça D. Maria II, Tel. 252 323 214 Nogueira: Av. Marechal H. Delgado, Tel. 252 310 607 Valongo: Rua Adriano Pinto Basto, Tel. 252 323 294 Gavião - Av. Eng. Pinheiro Braga, 72 - Telef. 252 317 301 Marinho: Edif. S. José - Estalagem - Telf. 252 921 182 Martins Ventura: R. C. Cerejeira - Lousado - Telf. 252 493 142 Estação: Largo da Estação - Nine - Telf. 252 961 118 Ribeirão: Largo de Bragadela - Ribeirão - Telf. 252 416 482 Joane: Rua S. Bento, nº 217 - Telf. 252 996 300

Famalicão

S e r vi ç o

R e f o rç o

Vale do Ave

Ser viço

Q u ar t a, 1 4

Barbosa Ribeirão

Nogueira Martins Ventura

Q u i n t a, 1 5

Cameira

Valongo Martins Ventura

S e x t a, 1 6

Calendário

Gavião Martins Ventura

Q u ar t a, 1 4 Q u i n t a, 1 5 S e x t a, 1 6 S áb ad o , 1 7 Do m i ngo , 1 8 S e g u n d a, 1 9 Terç a , 20

Faria Almeida e Sousa Bairro Delães Riba d’Ave Faria Almeida e Sousa

S á bad o, 17

Nogueira

Do m i ngo , 1 8

Valongo

S e g u n d a, 1 9

Gavião Ribeirão

Central Marques

Terç a , 20

Barbosa

Nogueira Marques

Vale do Ave

Almeida e Sousa: Covas - Oliv. Stª Maria - Telf. 252 931 365 Bairro: Av. Silva Pereira, Telf. 252 932 678 Delães: Portela - Delães - Telf. 252 931 216 Riba de Ave: Av. Narciso Ferreira, Telf. 252 982 124 Faria: Estrada Nacional 310 - Serzedelo - Telf. 252 532 346

Serviço de disponibilidade

Paula Reis: R. José Elisio Gonçalves Cerejeira, nº 629 Calendário - Tel. 252 378 057 Maceiras: Louro - Telf. 252 310 425 Marques: Largo da Igreja - Fradelos - Telf. 252 458 440 Oliveira Monteiro: Largo Igreja - Cabeçudos - Telf. 252 331 885 Pedome: Av. S. Pedro, 1139 - Pedome - Telf. 252 900 930 Pratinha: Largo do Cruzeiro - Cavalões - Telf. 252 375 423 Santiago da Cruz: Vale S. Cosme - Telf. 252 911 123 Arnoso: Av. Joaq. Azevedo - Arnoso Sta. Maria - Telf. 252 916 612


20

pĂşblica: 14 de Abril de 2010

publicidade


OP0414