Issuu on Google+

Saúde & Bem-Estar Textos: Sofifiaa Abreu Silva

Tudo é permitido, mas sem exageros

Aprenda a comer bem Lembre-se:

√ Os alimentos devem ser distribuídos por cinco a seis refeições, de pequeno volume mas variadas e não repetidas. √ Procure praticar exercício físico. √ Se quiser perder peso, faço-o gradualmente e com a ajuda de um nutricionista. √ Beba água com regularidade. Pelo menos 8 copos por dia. √ De vez em quando pode-se comer um pecado (pizza, bolo, batatas fritas) mas sem exagerar.

Já ouvimos repetidamente que uma alimentação equilibrada é um dos princípios básicos para uma vida saudável. Porém, o tabagismo, o stress, o sedentarismo, a ingestão excessiva de álcool e uma alimentação errada com grande quantidade de gordura, açúcar e pobre em fibras, são factores que proporcionam o desenvolvimento de doenças como hipertensão arterial, obesidade, colesterol e triglicerídeos elevados, e a diabetes, todos eles principais factores de risco para o desenvolvimento de doença

cardiovascular. Uma alimentação adequada obtém-se pelo equilíbrio entre as porções ingeridas de cada grupo de alimentos da Roda dos Alimentos. O grupo dos cereais e tubérculos, fornecedor de hidratos de carbono é o que mais deve contribuir para o total de calorias ingeridas, sendo que devemos dar preferência aos alimentos integrais, mas variando entre eles. O grupo dos hortícolas deve estar presente em abundância nas duas refeições, tanto na

sopa como no acompanhamento do prato. Já a fruta deve ser variada ao longo do dia, e para a maioria dos indivíduos três peças são suficientes. Os lacticínios, fornecedores de cálcio e magnésio devem ser ingeridos entre 500 a 750 ml / dia, dando a preferência aos meio-gordos ou até magros. Sal e go rdura com m od e raç ão Ao contrário do que se possa pensar, do grupo do pescado, da carne e dos ovos é suficiente uma pequena porção e basta comer essa porção numa das re-

feições principais. O modo de confeccionar os alimentos deve ser variado para os tornar saborosos, mas sem grande adição de sal ou gordura. Prefira as ervas aromáticas. Em relação à gordura adicionada, prefira o azeite, mas em quantidades modestas. Se for possível, dê preferência a alimentos naturais, naturalmente ricos em nutrimentos reguladores como as vitaminas, os sais minerais e as fibras. F on t e : ww w. med icosde p or tugal. pt pub


18

pública: 8 de Julho de 2009

especial pub.

Gestos diários que fazem a diferença

Pele bonita e saudável Centro Médico do Calendário Centro de Dia de Santa Justa Liga de Profilaxia e Ajuda Comunitária Serviços Especializados em Saúde Mental • Psiquiatria e Saúde Mental • • Alcoolismo e Toxicodependencias • • Psicologia e Alterações de Comportamento • • Apoio Psicopedagógico • • Análises Clinicas (diariamente) • • Medicina de Trabalho • • Medicina Dentária • • Serviço de Enfermagem • • Higiene e Segurança no Trabalho • • Especialidades Médicas Diversas •

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO Segunda a Sábado das 08.00 às 21.00 horas Telef. 252 375 453 - Fax: 252 314 798 Sede: Rua Dr. Alberto Sampaio - Edifício das Oliveiras, r/c

4760-292 Calendário - V.N. Famalicão Filial: Rua Dr. Alberto Sampaio, 1565 - Edif. Saza. Loja 8 Calendário - 4760-292 Vila Nova de Famalicão pub.

Uma boa pele depende do cuidado que temos diariamente. A limpeza, tonificação e a hidratação devem ser feitas de manhã e à noite, sem excepção. Todos os dias, no Inverno e no Verão, não deve sair de casa sem protector solar com, no mínimo, factor de protecção solar 15. Essa protecção pode ser conferida pelo seu hidratante, pois existem alguns no mercado que já apresentam esse cuidado especial. Podem até saber bem, mas os banhos com água muito quente devem ser evitados, pois isso diminui a barreira de hidratação natural da pele. Também a esponja retira a barreira de hidratação da pele, por isso não há necessidade de usá-la diariamente. Recomenda-se, entretanto, o uso de esfoliante 2 vezes por semana para ajudar a manter a pele lisa, macia e jovem. No fim do banho não esquecer de colocar o creme hidratante. No momento de escolher os produtos cosméticos, tome atenção e prefira os que se adequam com o seu tipo. As mãos e os braços são áreas expostas o ano todo e merecem atenção, por isso é fundamental usar fórmulas específicas para esta região com agentes hidratantes e protector solar para evitar o envelhecimento precoce e as manchas. Também a actividade física com regularidade auxilia na firmeza e manutenção do peso, bem como uma alimentação equi-

librada. Para a hidratação da pele é também importante a ingestão de água. A pele deles A pele masculina sofre tantas agressões como a feminina e mais uma ainda: a do barbear. A pele dos homens exige, igualmente, cuidados diários, em nome da saúde mas também da estética. Até aos 12 anos, a pele masculina e a feminina são semelhantes, mas a partir daí apresentam características específicas. Assim, a pele do homem é mais espessa, mas tem uma menor camada de gordura subcutânea por comparação com a pele da mulher. Possui ainda uma maior densidade de colagénio, embora comece a perder firmeza mais cedo, a partir dos 30 anos. Na mulher esse decréscimo é mais evidente na altura da menopausa, pelos 50 anos. A pele masculina possui um maior fluxo sanguíneo e é mais oleosa, dado existirem mais glândulas sebáceas, tendo mais tendência para desidratar. Uma vez que os homens se barbeiam com regularidade, esse gesto deixa a pele mais vulnerável. Neste caso, convém os homens comprarem produtos específicos para eles. A escolha deve recair em produtos suaves, para não deixar a pele irritada. Uma vez que os homens suam mais, é essencial também hidratar o corpo, impedindo a perda de água.

Os benefícios do aleitamento materno Está comprovado cientificamente que a amamentação tem inúmeras vantagens, tanto para a mãe como para o bebé. A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Unicef têm feito, inclusive, várias campanhas de promoção do aleitamento materno exclusivo até aos seis meses de idade. Na verdade, alguns estudos indicam que a ingestão de leite materno pode ter um impacto positivo na saúde da criança a longo prazo. Assim, o leite materno é considerado o alimento ideal para a criança nos primeiros meses de vida. Segundo múltiplos estudos, as crianças alimentadas com leite materno demonstraram ter menos infecções intestinais, respiratórias, cólicas, menos problemas alérgicos, traduzindo-se em menor necessidade de recurso à urgência nos primeiros anos de vida. Sabe-se, no entanto, que o leite materno produz benefícios a longo prazo. Um jovem adulto, alimentado nos primeiros meses de vida com leite materno, apresenta um perfil lipídico mais saudável e uma tensão arterial mais baixa. As vantagens não se ficam por aqui, porque a mãe também ganha com o aleitamento. É que além dos laços afectivos e emocionais, que se estabelecem através do contacto físico, há uma grande probabilidade de a mulher que amamenta não vir a sofrer de depressão pós-parto. Paralelamente, o aleitamento vai provocar na mulher contracção uterina e tem até efeitos protectores ao nível do cancro da mama. Estes são os argumentos apresentados pela Organização Mundial de Saúde e pela Unicef que aconselham o aleitamento materno em exclusividade até aos seis meses de vida do bebé. Entretanto, após esta data, com a introdução de outros alimentos no cardápio, a mulher pode continuar a amamentar, até aos dois anos de idade.


publicidade

pĂşblica: 8 de Julho de 2009 19


20

pública: 8 de Julho de 2009

Ver as coisas com outros olhos

As dificuldades de visão podem sentir-se em qualquer idade. Entretanto, como a população mundial tem vindo a aumentar e a esperança de vida é maior, aumentou igualmente o número de seniores que apresentam uma diminuição da visão. O avançar da idade faz-se também sentir nos olhos e na qualidade da visão. Para além das alterações da visão corrigíveis com o uso de óculos, há ainda a ocorrência de doenças que podem, mais ou menos a longo prazo e se não tratadas a tempo, resultar na perda progressiva de visão. A Direcção-Geral da Saúde recomenda uma ida ao oftalmologista de 4 em 4 anos, a partir dos 46 anos de idade, havendo vantagem, a partir dos 60 anos, em ir ao oftalmologista pelo menos de dois em dois anos. No entanto, se notar muito cansaço na visão, deve procurar ajuda especializada.

especial

Sorria, está no dentista! Se fazemos análises todos os anos, também devemos ir ao dentista pelo menos uma vez por ano, independentemente da idade. Podemos afirmar que todos os cuidados com a nossa boca são poucos, até porque, por exemplo, a cárie é um processo lento, mas convém ser detectada a tempo para um tratamento eficaz. A ida ao dentista serve também verificar a necessidade de correcção com o uso de aparelhos apropriados. No dia-a-dia é essencial escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia com uma pasta dentífrica com flúor para remover a placa bacteriana e proteger os dentes dos agentes desmineralizantes. Use depois o fio dentário. Procure limitar a ingestão de alimentos e bebidas açucaradas e quando beber bebidas gaseificadas deve fazê-lo através de “palhinhas”, para que não se promova erosões dentárias. Deve, igualmente, evitar o consumo de tabaco, álcool, drogas e até piercings.

E as vacinas? Depois da vacinação na infância, o boletim de vacinas fica, quase sempre, esquecido numa gaveta. Mas isso não devia acontecer, porque há uma vacina que é para levar de dez em dez anos, por toda a vida. É aquela que protege contra o tétano e a difteria. Muitos não dão muita importância, mas a vacinação é a principal arma contra doenças que, por exemplo em anos passados, dizimavam populações inteiras. As vacinas salvam mais vidas do que medica-

mentos e outros tratamentos médicos, na medida em que actuam preventivamente, evitando a infecção ou diminuindo a sua gravidade. A protecção oferecida pelas vacinas não é apenas individual, tendo benefícios para toda a comunidade. Com a generalização da vacinação, interrompe-se a cadeia de transmissão da doença de uma forma bastante eficiente. Fonte: www.medicosdeportugal.pt pub.


publicidade

pĂşblica: 8 de Julho de 2009 21


OE896