Page 1

25ª Feira de Artesanato e Gastronomia

Mais uma edição que conta com diversas atracções

Certame começa sexta-feira

Sofifiaa Abreu Silva É já nesta sexta-feira que começa a Feira de Artesanato. Será a 25ª edição e, como sempre, as expectativas são muito altas. No ano passado, o certame foi visi-

tado por 100 mil pessoas – um número semelhante aos anos anteriores. Na edição de prata, as grandes novidades prendem-se com um espaço dedicado aos jovens artesãos e com

uma ornamentação diferente, dedicada ao vinho e ao pão. Uma data especial que a autarquia famalicense quis assinalar com um cartaz com os humoristas Fernando Pereira, no dia 10, quarta-feira, e Herman

José, na sexta, dia 12. Subordinada ao tema os “Produtos da Terra”, a feira vai apresentar uma ornamentação própria, dedicada aos vários ciclos da produção agrícola, como a vinha, o centeio, o milho e o pão,

entre outros. O certame vai acolher um total de 140 expositores, entre os quais 85 artesãos, 30 stands de produtos tradicionais e 10 restaurantes, de vários pontos do país e também da Galiza. Denominado de “Primeira Mostra de Jovens Artesãos”, a feira vai ter, pela primeira vez, um espaço próprio para os artesãos mais novos, onde se incluirá também o espaço Internet, que teve o ano passado. Além dos stands com os produtos artesanais, haverá ainda um espaço de experimentação onde ocorrerão oficinas e workshops sobre artesanato. Para Leonel Rocha, vereador da Cultura, esta será uma oportunidade para crianças e jovens aprenderem a fazer algum tipo de artesanato, adiantando que a maior parte desses artesãos estarão pela primeira vez no certame, embora haja outros que já têm participado no evento. O preço das entradas é igual ao do ano passado: um euro para adultos e 50 cêntimos para os jovens.

Famalicão Hair Fashion

Depois de ter passado por várias cidades portuguesas, Famalicão recebe, no próximo dia 8 de Setembro, pelas 21 horas e 30 minutos, o Famalicão Hair Fashion. Trata-se de um evento organizado pelo cabeleireiro vimaranense Jorge Silva, em parceria com a Alfa Parf Milano. O Famalicão Hair Fashion faz parte do programa do certame da Feira de Artesanato e irá contar com a presença em palco dos melhores cabeleireiros de Famalicão que vão mostrar quais as tendências para a próxima estação Outono / Inverno. Pelas 21h30 no domingo, dia 7.


II

pública: 3 de Setembro de 2008

especial

Artigo de opinião

O artesanato não é um “entretém” Antes de explicar o que me levou a escrever este texto apresento-me. Chamo-me António Adauta, sou artesão reconhecido e desde há 18 anos que trabalho a tempo inteiro em artesanato. Tive a ideia de adaptar os desenhos de mosaicos de Conímbriga para quadros a ponto de Arraiolos. Utilizando materiais de reduzidas dimensões (linha de algodão e quadrilé) projectei e manufacturei, sempre com o ponto de Arraiolos, quadros que podem ser exibidos numa parede. Actualmente, ainda existe a ideia estereotipada de que o artesanato é produção de pecinhas baratuchas e popularuchas que os habitantes do interior rural manufacturam para ocupar as longas noites de Inverno, depois de um dia passado na lavoura, uma vez que não têm mais nada com que se entreter. Tal dedução vem a propósito de comentários que costumo ouvir nos locais onde exponho os meus quadros, como por exemplo: - Então... é com isto que o senhor se entretém? - Não. Artesanato não é um entretenimento. Pelo contrário, é um emprego como outro qualquer, que me ocupa oito e mais horas por dia, demorando três semanas a manufacturar o quadro mais pequeno, enquanto que o maior demora três meses. Estes quadros requereram um tra-

Alguns dos trabalhos de António Adauta

balho minucioso de pesquisa. Só para elaborar os riscos e manufacturar os protótipos demorei três anos. O artesanato não é um entretenimento. É a produção de peças de arte de baixo número de exemplares e até peças únicas, todas elas assinadas, responsabilizando-nos assim pela sua qualidade. É a verdadeira venda directa do produtor ao consumi-

dor que realizamos, quer nas nossas oficinas, quer nas Feiras de Artesanato que fazemos por este país fora. O artesanato não é um entretenimento. É a manufactura de peças de arte por artífices segundo tradições que vêm da noite dos tempos. É a descoberta de artes e ofícios, com novos materiais, novas técnicas, outros designs, que irão conquistar o

Este quadro demorou dois meses a ser realizado

seu espaço nos tempos futuros. O artesanato não é um entretenimento. É o sábio aproveitamento dos recursos naturais, utilizando matérias-primas que, às vezes, acompanhamos desde a sua sementeira. É uma paixão, uma filosofia de vida, é a feitura de peças de arte com as nossas mãos, com métodos amigos do ambiente. O artesanato não é um entre-

tenimento. É uma actividade económica realizada por micro e pequenas empresas, principais catalisadoras da economia Portuguesa e mesmo Europeia. Para os que queiram apreciar e compreender melhor o que é o Artesanato, convido-os a visitarem a Feira de Artesanato e Gastronomia em Famalicão. António Adauta, ar tesão


especial

Programa

Horários e preços Artesanato e Produtos Tradicio- Gastronomia: nais: Seg. a Qui. – das 18h00 às 24h00 Sex. – das 18h00 à 01h00 Sáb. – das 15h00 à 01h00 Dom. – das 15h00 às 24h00

Seg. a Qui. – das 12h00 às 15h00 e das 19h00 às 24h00 Sex. – das 12h00 às 15h00 e das 19h00 à 01h00

pública: 3 de Setembro de 2008 III

Bilhetes: Cartão Jovem Municipal – Gratuito Cartão Sénior Feliz – Gratuito

5 d e S e t e m b ro ( s e x t a - f e i r a ) 17 h00 Inauguração da Feira de Artesanato e Gastronomia 1 8h 0 0 Tuna da Camilo - Escola Secundária Camilo Castelo Branco 2 2h00 Ofir Show

Até 12 anos – Gratuito

6 d e S e t e m b r o ( s áb ad o )

Sáb. – das 12h00 à 01h00

Dos 12 aos 18 anos – 0.50 euros

Dom. – das 12h00 às 24h00

Maiores de 18 anos – 1 euro

Dom. (14-09-2008) – encerrará às 22h30

Bilhete geral para 10 dias – 5 euros

1 6 H0 0 Rancho Folclórico de Constantim (Vila Real) Rancho Folclórico S. Pedro de Rates (Póvoa do Varzim) 2 2h0 0 Grupo Musical Pedra D'Agua

7 d e S e t e m b r o ( d o m i n go ) 17h00 Grupo Musical Chegadinhos ao Copo 21 h30 Hair Fashion

8 de S e te mb r o ( se g u n da f e i ra ) 21 h00 Grupo Musical 3.ª Dimensão Arnoso Santa Maria

9 d e S e t e m b r o ( t e r ç a - f e i ra ) 21h30 Banda de Música de Riba D'Ave

1 0 d e S e te m br o ( qu a r ta -f e i r a) 21 h30 Fernando Pereira

1 1 d e S e t e m b r o ( q u i n t a -f e i ra ) 1 5h 00 Tarde Sénior 21 h30 Grupo de Cavaquinhos de Canelas - Penafiel 2 2h30 S & A - Santiago & Alex

1 2 d e S e t e m b r o ( s e x t a -f e i ra ) 2 2h00 Herman José

1 3 d e S e t e m b r o ( s á b ad o ) 17 h00 "SONS DA GALIZA" C/ o Grupo de Bailes VilaGarcia de Arosa 21 h00 Danças Espanholas 2 2h00 Augusto Canário

1 4 de S e te m b r o ( d om i n g o) 1 6 h 00 Desfolhada Minhota e Cantares ao Desafio 1 8h 00 Grupo Musical da Associação Cultural de Pedraído – Fafe 2 2h30 Encerramento da Feira


IV

pública: 3 de Setembro de 2008

especial

Armindo Costa, presidente da Câmara de Famalicão

“É uma das maiores e mais tradicionais feiras do género no país” trabalho e para os restaurantes darem a provar as suas iguarias. É esse o principal objectivo: proporcionar aos famalicenses a possibilidade de promoverem os seus produtos, junto de um público interessado e num ambiente próprio, agradável e repleto de animação. Ao valorizarmos os artesãos e os produtos locais estamos a valorizar a agricultura, que continua a ser um valor importante da nossa economia, depois de ter sido uma fonte essencial da nossa subsistência ao longo de mais de 800 anos de história. O q u e m a i s go s t a d e a p r e c i a r n a F e i r a ? H á a l g u m a co i s a d e q u e go s t e e m p a r t i c u l a r e q u e n u n ca d e i x a d e co m p r a r o u d e p ro v a r? O trabalho criativo dos artesãos ao vivo é, para mim, um dos aspectos mais bonitos e interessantes da Feira de Artesanato. Este ano, serão perto de uma centena os artesãos que transformarão, à vista de todos, matérias-primas como linho, ferro e madeira em belíssimos artefactos e peças de decoração.

Sofifiaa Abreu Silva M a is u m a no , m a is u m a F e i r a d e Ar te sanato. Esta e di ção ser á d e pr a t a , u m a v e z q u e s e a s s i nala a 25ª e di ç ão. Que ba la nç o f a z d es t e e v e n t o cu l t u r a l e g a s t r o n ó m i co ? O balanço é naturalmente positivo. Nos últimos anos, a Feira de Artesanato e Gastronomia de

Famalicão impôs-se como um cartaz turístico-cultural de referência nacional, sendo, neste momento, uma das maiores e mais tradicionais feiras do género no país, não só pela qualidade como pela quantidade de expositores. Estamos a falar de um evento com 25 anos de história, que este ano acolhe um total de 140 expositores, es-

tando entre eles 85 artesãos, 30 stands de produtos tradicionais e 10 restaurantes. Podemos dizer que, entre 5 e 14 de Setembro, Famalicão será, mais uma vez, a montra das tradições das várias regiões do País. A ed i ç ã o d es t e a n o é s u b o r d i nad a aos " P ro d utos d a Te rra" . C o m o v ê a e s c ol h a d es t e t em a ?

Quando falamos de “Produtos da Terra” pensamos imediatamente nos enchidos, nos vinhos, no milho, no pão, entre outros produtos típicos da região, mas vêm-nos também à memória as actividades tradicionais, como a tecelagem do linho, a moldagem do barro, a cestaria e os bordados. Ora, a Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão é precisamente uma mostra dos produtos da terra, que orgulhosamente exibimos e damos a conhecer. É claro que contamos também com a presença de artesanato e gastronomia de outras regiões do país e da Galiza, mas o Minho tem uma presença muito forte. E m 2 0 0 8 é a p r es e n t a d a a P r i m ei r a Mo s t r a d e J ov e n s A r t e s ã o s ? Q u a l a i m p o r t â n ci a d a j u v e n t u d e n e s t a i n i ci a t i v a ? A primeira Mostra de Jovens Artesãos é uma das grandes novidades. A ideia nasceu no final da feira do ano passado e o objectivo é promover a criação de novas formas de artesanato, promovendo produtos inovadores. Para além disso, com esta iniciativa pretendemos valorizar e incentivar a criação de peças de artesanato entre os mais novos, divulgando o seu trabalho ao público. 22 Ar tesãos, se is stand s de prod u to s tr ad i c i o na i s e d o i s r e s t a u r a n t es d e F a ma l i c ã o . É u ma p a r t i c i p a ç ã o f a m a l i ce n s e p o s i t i va n o s e u e n t e n d e r ? Sim. Os famalicenses são por natureza pessoas que não desperdiçam as oportunidades. E a Feira de Artesanato e Gastronomia é uma excelente oportunidade para os artesãos mostrarem e promoverem o seu

H á a lg o q ue gostaria de ve r mud a d o n a Fe i r a d e A r t es a n a t o e q u e a i n d a n ã o f o i po s s í v e l ? A Feira de Artesanato e Gastronomia de Famalicão é um evento dinâmico e aberto à inovação. Neste sentido, todos os anos, procuramos inserir algo de novo nomeadamente no que diz respeito ao programa de animação. Além disso, o sucesso alcançado nas últimas edições demonstra que estamos no caminho certo. E como se costuma dizer: “em equipa que ganha não se mexe.” Te m o s , e s t e a n o , d e v o l t a a Fe sta do Associativismo e da Juv e n t u d e l o g o a s e g u i r a o a r t esa na to. E sta s e rá a for ma mais a ce r t a d a d e a s c o i s a s a c o n t e c e re m ? A Festa do Associativismo e da Juventude é uma iniciativa de grande importância no âmbito da política encetada pelo município. É uma montra do movimento associativo famalicense, onde marca presença a esmagadora maioria das associações desportivas, culturais e recreativas do concelho, constituindo uma oportunidade ímpar para mostrarem o seu trabalho e actividades ao público. A juntar a tudo isto, a Festa de Associativismo beneficia ainda do aproveitamento de um espaço e da logística da Feira de Artesanato e Gastronomia, resultando numa sinergia de esforços e recursos, o que é muito positivo. No ano passado tivemos a Mostra Pedagógica, que registou um sucesso enorme. Este ano volta o Associativismo e Juventude. O que é preciso é manter esta dinâmica, sempre aberta à inovação, para que as coisas não entrem numa rotina desinteressante.


publicidade

pĂşblica: 3 de Setembro de 2008 V


VI

pública: 3 de Setembro de 2008

especial

Nos stands e nos restaurantes

Boa comida e bebida para encher a barriga! É incontornável. Na Feira de Artesanato é obrigatório beber qualquer coisinha e comer muitas coisas boas. Nas barraquinhas, há produtos tradicionais que vale a pena provar. A lista é quase interminável e se fossemos comer tudo num só dia ficávamos com uma bela dor de barriga. Por isso é que a Feira dura dez dias e assim pode-se comer um pouco de tudo, todos os dias. Há amêndoas torradas de Portimão, vinhos da Região Demarcada do Douro, charcutaria de Guimarães, doces de Amarante; compotas, sal e vinagre de Braga; enchidos, presunto e queijo de Lamego e de Aveiro os ovos moles, as castanhas de ovos e queijadas. Já de Landim estão presentes os doces regionais, depois chega-nos a famosa ginginha de Óbidos e por fim o melhor é tomar um chazinho ou até um licor de Vilar de Perdizes. De Alverca há mais doçaria e há também as compotas, marmeladas, geleias e mel de Vinhais, além de doces conventuais e queijadas de Tentúgal. Não nos esquecemos ainda do pão-de-ló de Ovar. Depois há produtos de fumeiro de Mirandela e Vinhas que nos chegam de Rio Tinto; enchidos, presunto, alheiras, azeite de Macedo de Cavaleiros. De bem perto, de Requião, há pro-

Restaurante: TASQUINHA DA MARINHOA (AVEIRO) Ementa: - Vitela Marinhoa Estufada - Naco - Naquinhos - Mista - Espetada - Lombinho - Costeleta - Entrecosto - Bife do Acém - Mista especial Restaurante: RIO ESTE (VN FAMALICÃO) Ementa: - Polvo à Lagareiro - Filetes de Pescada - Polvo grelhado - Bacalhau à Lagareiro - Bacalhau na brasa - Costeletas de vitela - Vitela assada no forno - Rojões à moda do Minho Restaurante: COSTA DO SOL (MACEDO DE CAVALEIROS) Ementa: - Caldo do lavrador - Posta à mirandesa - Feijoada à transmontana - Parrilada Mar e Terra - Rojões à moda da aldeia - Javali com castanhas Restaurante: ACADÉMICO (BRAGANÇA) Ementa: - Bacalhau à transmontana - Posta mirandesa assada na brasa - Costeleta de vitela mirandesa assada na brasa - Rodeão de vitela assada na brasa - Alheira de Vinhais assada na brasa - Cabrito de Montesinho assado no forno - Feijoada à transmontana Restaurante:

LAMPIÃO

dutos da apicultura para provar e ainda de Matosinhos vêm vários produtos regionais além de bolos e bolachas. No stand do Bombarral, pode provar os licores artesanais “Ginginha”. De Barcelos chega-nos o pão com chouriço que todos gostam. Restaurantes de todo o país Além dos stands onde há muita coisa para provar, também deve jantar ou até almoçar num restaurante. Marque com família e amigos e prove os pratos à sua disposição (ver caixa). Os cozinheiros vêm de várias partes do país e claro, também há os da terra. Os restaurantes Rio Este e Cozinha do Gonçalves são de cá e merecerão a visita dos clientes habituais, mas também dos que ainda não provaram as iguarias que estes espaços têm. Do centro do país, chegam-nos de Aveiro a Tasquinha da Marinhoa e ainda a Travessa do Peixinho. De Vale de Cambra há para visitar o Pequeno Refúgio. Uma presença habitual neste Feira é a do Restaurante Costa do Sol, de Macedo de Cavaleiros. De Bragança chega-nos outra presença habitual: Restaurante Académico. Mas há mais: o Lampião de Évora, o Gaveto de Matosinhos e o Chef Vicente, de Pontevedra, da Galiza.

(ÉVORA) Ementa: - Açorda alentejana com ovo e bacalhau - Sopa de Cação - Bacalhau assado no forno com batata assada - Ensopado de borrego - Migas à alentejana com carne de porco frita Borrego assado no forno - Perna de porco assada com oregãos - Pezinhos de coentrada - Posta de vitela - Febras de porco preto alentejano - Bacalhau com migas de coentros Restaurante: COZINHA DO GONÇALVES (VN FAMALICÃO) Ementa: - Pataniscas de bacalhau com arroz de feijão - Bacalhau à casa - Rojões à moda do Minho com papas de sarrabulho - Mendinha Barrosã na telha - Espetadas de carnes variadas Restaurante: O GAVETO (MATOSINHOS) Ementa: - Camarão Tigre na grelha - Arroz de marisco - Açorda de marisco - Lavagante do nosso mar - Filetes de pescada com salada russa - Bacalhau à Gaveto - Caldeirada de peixe do nosso mar à moda de Matosinhos - Robalo na grelha com batatas e legumes ou salada mista - Cherne grelhado com grelos e batata cozida - Posta de vitela do Gerês com batata a murro e legumes

- Tripas à moda do Porto - Cabritinho do Gerês com arroz de forno - Bife à Gaveto Restaurante: CHEF VICENTE (PONTEVEDRA - GALIZA) Ementa: - Parrilhada de peixe - Caldeirada de peixe e marisco - Bacalhau à Vilagarcia - Paelha de Peixe e marisco - Paelha mista de carnes - Costeletón de novilho - Churrasquinho misto - Costelinhas de cabrito - Cochinilo (leitão) assado no forno Restaurante: O PEQUENO REFÚGIO (VALE DE CAMBRA) Ementa: - Rojões à Lavrador - Javali - Veado - Cabrito assado em forno a lenha - Vitela Assada em forno a lenha - Bacalhau no Pão Restaurante: TRAVESSA DO PEIXINHO (AVEIRO) Ementa: - Robalo grelhado com molho verde - Dourada grelhada com molho de coentros - Polvo grelhado com batata a murro - Grelhada mista de peixe com migas - Fritada de peixe miúdo com arroz de berbigão - Pataniscas de bacalhau com arroz de berbigão - Caldeirada de Enguias - Espetada de gambas - Feijoada de gambas - Posta de vitela com batata a murro - Secretos de porco preto com migas


publicidade

pĂşblica: 3 de Setembro de 2008 VII


VIII

pública: 3 de Setembro de 2008

especial

Actua na sexta-feira, 12 de Setembro

Herman José: o melhor entertainer português Há quem goste muito dele. Há quem não goste nada. Mas ele é, sem dúvida, o maior e o melhor entertainer português e realiza um espectáculo na próxima sexta-feira, 12, pelas 22 horas. Herman José von Krippahl nasceu a 19 de Março em 1954 e é hoje um reconhecido humorista, cantor e actor. Filho de pai alemão e mãe portuguesa, com quatro anos de idade, protagoniza os filmes do seu pai, cinéfilo amador. Mas, é por volta dos 18 anos que tem as primeiras aparições em televisão, no programa “No Tempo Em Que Você Nasceu” ao integrar o grupo In-Clave dirigido pelo maestro Pedro Osório. Em Outubro de 1974, estreia-se no teatro de revista, ao lado de Ivone Silva, José de Castro, Fernando Tordo, Nicolau Breyner e João Lagarto no ABC em “Uma No Cravo, Outra Na Ditadura”. É mesmo nas revistas do Parque Mayer que recebe a sua formação artística. Em 1975 estreia-se em televisão com a rábula “Sr. Feliz e Sr. Contente”, ao lado de Nicolau Breyner. Paralelamente à televisão edita, em 1977, “Saca o SacaRolhas” que alcançou o disco

de ouro. Durante cinco anos percorre o país em espectáculos. Em 1980 “A Canção do Beijinho” recebe novamente galardão de ouro. Nesse mesmo ano a criação do personagem Toni Silva atrai o grande público frente ao ecrã n' “O Passeio dos Alegres”. Seguiu-se o programa “O Tal

Canal”, que é considerado pela imprensa como a melhor produção de humor portuguesa de todos os tempos. Registo ainda para o irreverente programa “Humor de Perdição”, em 1987, ano em que se estreia no cinema com “O Querido Lilás”, de Artur Semedo. Em 1990 regressa à televi-

são com “Casino Royal”. Já na década de 90, apresenta alguns concursos, como “Com a Verdade Me Enganas”, “A Roda da Sorte” e “Parabéns”. Em 1997 regressa com “Herman Enciclopédia”, onde cria figuras inesquecíveis como o provedor Diácono Remédios, 'Melga' e 'Mike' das televendas. Lança

depois o Herman98 e Herman99. Em 2000, Herman muda-se da RTP para a SIC, onde apresenta aos domingos o programa HermanSIC, onde entrevista várias personalidades nacionais e internacionais. Em Agosto de 2005, junta mais um CD à sua discografia: “És Tão Boa!”. Dois anos depois, em Fevereiro de 2007, Herman estreia um novo programa, o “Hora H”. Paralelamente à televisão Herman José desenvolveu nos anos 80 intensa actividade de humorista radiofónico, primeiro na Rádio Comercial, passando pela TSF e por fim criando a Hermandifusão Portuguesa na Antena1/RDP. No ano passado, Herman ficou em 70º lugar na lista dos 100 maiores portugueses de sempre, no programa “Os Grandes Portugueses”. É-lhe atribuído também o Globo de Ouro de Mérito e Excelência. Depois de conduzir o programa “Chamar a Música” na SIC, ao domingo, Herman José volta este ano ao concurso "Roda da Sorte". O apresentador regressa a 8 de Setembro, com um remake de "Roda da Sorte". De segunda a sexta-feira, como nos velhos tempos.

Empresa de Construção Civil e Obras Públicas

EMPRESA DE GRANDE EXPANSÃO NA ÁREA DAS TELECOMUNICAÇÕES

Sedeada em V. N. FAMALICÃO

ADMITE TÉCNICO/A COMERCIAL

Pretende admitir para os seus quadros:

PARA A ÁREA EMPRESARIAL VODAFONE

EXIGE-SE:

MEDIDOR ORÇAMENTISTA Com experiência comprovada e capacidade de liderança Ordenado compatível com a categoria e experiência

Resposta manuscrita ao apartado 50 4765 - 919 Riba de Ave

- Boa apresentação - Facilidade de comunicação - Habilitações ao nível do 12º ano (Preferência Curso Profissional na área comercial) - Carta de condução - Disponibilidade imediata

OFERECE-SE - Vencimento compatível com a função - Viatura da empresa - Possibilidade de evolução na carreira - Formação contínua Marcação de entrevista através do telefone: 252 302 900 Obrigatório apresentação do curriculum


publicidade

pĂşblica: 3 de Setembro de 2008 IX


pública: 3 de Setembro de 2008

X

publicidade

REVISÃO DO REGIME JURÍDICO DE INSTALAÇÃO E DE MODIFICAÇÃO DOS ESTABELECIMENTOS DE COMÉRCIO A RETALHO A lei 42/2008 de 27 de Agosto “autoriza o Governo a rever o regime jurídico de instalação e de modificação dos estabelecimentos de comércio a retalho e dos conjuntos comerciais em matéria de taxas e a adaptar o regime geral das contra-ordenações às infracções decorrentes da violação das regras fixadas para aquelas unidades comerciais”. Os novos valores que constam desta alteração das taxas de instalação e modificação representam uma descida em relação às taxas hoje cobradas, baixa esta, que segundo a CCP (Confederação do Co-

VENDE-SE

mércio de Portugal), afectará as receitas do fundo para a modernização do comércio, e que representa um incentivo à instalação de mais unidades num mercado que, já é dos mais saturados da Europa. FORMAÇÃO – INSCRIÇÕES ABERTAS Estão abertas inscrições para: - GESTÃO DE RESTAURANTES; - SESSÃO DE ROSTO E AUTOMAQUILHAGEM.

ESTAMPARIA TÊXTIL PEÇA A PEÇA EXCELENTE NEGÓCIO

Transportes

c/ cozinha totalmente equipada, garagem e zona arrumos Edif. Impala (Prédio ao lado do antigo Mini Preço)

de Mercadorias Mudanças Distr. de Publicidade

Centro da Cidade

Telm. 911 080 279 966 361 448

BOM EQUIPAMENTO

PROCURO

4 FUNCIONÁRIOS

Quinta de Cultivo com grandes áreas Para arrendar

SEM PASSIVO

- Os formandos de GESTÃO DE RESTAURANTES serão, no final do curso, portadores de competências específicas ao nível dos sa-

VENDE-SE T1

TELEM. 913 115 777

Contacto: 965 427 039

ALVARÁ N.º 14030/2007 Tlm. 968 380 719 - 916 938 215 E-mail: franciscopinto_@hotmail.com

EMPRESA PROCURA 6 PESSOAS PARA ÁREA COMERCIAL 8 PESSOAS PARA ÁREA DISTRIBUIÇÃO BEM REMUNERADO Contacto: 963368581 - 914258486

beres, aptidões e atitudes inerentes ao desempenho das funções de gestor de unidades de restauração. O curso tem a duração de 40 ho-

ESCOLA DE NATAÇÃO

ras, sendo o horário das 15h00 às 18h00. - O 3ª curso de AUTOMAQUILHAGEM desvenda as diferentes téc-

INSCRIÇÕES ANO LECTIVO 2008/2009

nicas e os diversos truques de maquilhagem a utilizar, tendo como fim as formandas serem capazes de realizar a sua própria maquilhagem. A duração do curso é de 5 horas, num só sábado. Informe-se e inscreva-se já pelos contactos: Centro Formação ACIF Rua Senador Sousa Fernandes, nº19, 1º 4760-164 V. N. Famalicão

Para a frequência da Escola de Natação, temos abertas inscrições para o ano lectivo de 2008/2009 (Outubro 2008 a Julho 2009), nos períodos que se anunciam: RENOVAÇÕES (UTENTES INSCRITOS EM 2007/2008) ADULTOS: A partir de 12 de Julho CRIANÇAS E JOVENS: A partir de 13 de Setembro

Tel/Fax 252 315 095 e-mail: formacao@acif.pt

• Início de propulsão nas técnicas de costas e crol APERFEIÇOAMENTO (Segurança na água) • Domínio da propulsão nas 4 técnicas de nado (Costas/Crol/Bruços/Mariposa) MANUTENÇÃO (Agilidade na água) • Doseamento e Economia de esforço • Domínio da resistência

PRIMEIRA INSCRIÇÃO:

SECOG - GESTÃO DE EMPRESAS, LDA Admite para os seus quadros: M/F . Recém Licenciado Na àrea de Contabilidade/Gestão/Economia Enviar C.V. para: Secog - Gestão de Empresas, Lda Av. Dr Carlos Bacelar, 968 - Esc. 29 B 4760-103 Vila Nova de Famalicão e-mail:secog-lda@clix.pt

ALUGA-SE OU VENDE-SE

ARRENDA-SE T2

Garagem Fechada Urb. Vinhal / Edif. Venus

Urb. Vinhal Junto à Univ. Lusiada

Contactos: 964 637 668 961 253 325

Contactos: 964 637 668 961 253 325

RESIDENTES NO CONCELHO: ADULTOS: A partir de 8 de Setembro CRIANÇAS E JOVENS: A partir de 20 de Setembro

HIDROGINÁSTICA • Melhoria das capacidade motoras: coordenação motora, força, flexibilidade. CLASSES

NÃO RESIDENTES NO CONCELHO: ADULTOS: a partir de 24 de Setembro CRIANÇAS E JOVENS: A partir de 24 de Setembro

Níveis de Iniciação, Aperfeiçoamento e Manutenção ESCALÕES ETÁRIOS

Os interessados poderão efectuar as suas inscrições nas instalações das Piscinas Municipais - SECRETARIA DO GRUPO DESPORTIVO DE NATAÇÃO DE V.N. FAMALICÃO, de Segunda a Sexta-feira, das 15H às 19H Sábado das 9H às 13H, devendo ser portadores: - 2 fotografias; - Fotocópia do Bilhete de Identidade ou Assento de Nascimento; - Número de Identificação Fiscal (nº contribuinte); Os pagamentos deverão ser efectuados no acto da inscrição, aproveitando para proceder à escolha correcta da classe, conforme o caso.

Bebés: 6 a 18 meses e 19 a 36 meses Crianças: 3 a 4 anos; 5 a 7 anos; 8 a 12 anos Jovens: 13 a 17 anos Adultos: mais de 18 anos PREÇOS: INSCRIÇÃO: 14,00 € FREQUÊNCIA: até 18 anos - 20,00€ mais de 18 anos - 24,00€ HIDROGINÁSTICA: 25,00€

REFERÊNCIAS PEDAGÓGICAS: INICIAÇÃO (Adaptação ao meio aquático e introdução às técnicas de nado) • Domínio de equilíbrio e respiração

Nota: Aos preços indicados acrescerá o valor correspondente ao seguro obrigatório, imposto pelo decreto-lei nº385/99 de 28 de Setembro.No acto de inscrição serão liquidadas a primeira e última mensalidade, inscrição e seguro.


especial

Actua na próxima quarta-feira

Fernando Pereira: cantor de vozes

Fernando Pereira é cantor e actor profissional desde 1982. Com uma invulgar capacidade vocal, Fernando Pereira canta e imita as vozes de quase todas as estrelas masculinas e femininas, quer seja em inglês, francês, espanhol e, claro, em português. As capacidades artísticas de Fernando Pereira já chamaram mesmo a atenção não só do público em geral, mas também da

comunidade científica, uma vez que no Simpósio Internacional da Voz, que teve lugar na Universidade do Porto, numerosos cientistas examinaram as suas cordas vocais, descobrindo um instrumento de características realmente raras. E precisamente por isso, em Abril de 1995 participou no 1º Congresso Mundial da Voz e foi um dos artistas convidados a actuar com outros conceituados cantores clássi-

cos internacionais, como, por exemplo, José Carreras. Se fizermos as contas, Fernando Pereira já se apresentou ao vivo em mais de três mil espectáculos e esteve, desde sempre, envolvido na criação de produções para teatros, empresas, convenções e eventos sociais. A sua voz já se fez ouvir na Alemanha, África do Sul, Austrália, Bélgica, Bermudas, Brasil, Canadá, Eslovénia, Espanha, Estados Unidos, França, Luxemburgo, Rússia e Suíça. Depois de realizações bem sucedidas em famosos palcos americanos, sobretudo de Nova Iorque, Atlantic City e Las Vegas, Fernando Pereira foi, nos últimos anos, autor e protagonista de algumas das melhores produções levadas a cabo em salas de grandes casinos portugueses. Em 2007, Fernando Pereira edita “Só Nós Dois - Os Duetos Imprevistos”. Trata-se de um trabalho que marca o início da celebração dos seus 25 anos de carreira, numa abordagem musical absolutamente única e surpreendente. O espectáculo que recentemente criou, em sequência de uma nova imagem e postura artística, está a ser apresentado em digressão por todo o país e estrangeiro e irá manter-se até ao final de 2008. Em Famalicão, pode vê-lo na quarta-feira, 10, na Feira de Artesanato, pelas 21h30.

pública: 3 de Setembro de 2008 XI

Artesãos e artes de todo o país Todos os anos há muito para ver na Feira de Artesanato e este ano não será diferente. Com a diversidade de produtos na feira, é impossível não ficarmos encantados com um stand ou com um produto em particular. Como é habitual, os artesãos vêm de todo o lado, desde Castelo Branco, Bragança, Barcelos e de Setúbal. À semelhança de anos anteriores, também os artesãos famalicenses marcarão presença com os seus produtos. Subordinada ao tema “Produtos da Terra”, a Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão destaca-se pela presença de perto de uma centena de artesãos que trabalharão ao vivo, desvendando segredos na moldagem do barro, na criação de cestos, na tapeçaria, na produção do linho, peças de vidro, porcelanas decorativas, joalharia, tapetes, sapatos, casacos e camisolas. Mas haverá, com certeza mais, como molduras, peças em ferro forjado e em madeira, adereços em couro e metal e umas belas mantinhas e cobertores para nos aquecer no próximo Inverno. No campo da decoração há também muito por onde escolher. Telas, quadros, trabalhos em escama de peixe, cascas de cebola e casca de alho, entre outros. Para ver, apreciar e comprar a partir desta sexta-feira.


XII

pĂşblica: 3 de Setembro de 2008

publicidade

OP 5C  

M Ma ai is s u um ma a e ed di iç çã ão o que conta com diversas a at tr ra ac cç çõ õe es s tado por 100 mil pes- soas – um número se- melh...