Issuu on Google+

desporto em família

Faça

Passamos o tempo todo a fazer queixas, principalmente por não termos tempo para estar com a família, não tempos tempo para ler um livro ou para ir ao cinema, não temos tempo para fazer exercício… na realidade, são muitas as atividades que queremos desempenhar e para as quais não temos tempo, por isso nada melhor do que juntar duas atividades numa só. E que tal estar com a família enquanto faz exercício? Desta forma pode passar tempo de qualidade com quem mais gosta e ainda cuidar da sua saúde. Ao desempenharem uma atividade juntos vão estar a estreitar relações, pois passam a ter um objetivo comum e a partilhar algo que gostem. Há inúmeras atividades

Atividades podem

Proteja-se do calor Os dias quentes representam um verdadeiro calvário para os mais velhos. As temperaturas mais elevadas podem ser incómodas, sobretudo para os idosos. Para que estes não sofram as consequências do calor, existem algumas medidas que devem ser tomadas.  Beba mais água ou sumos de fruta natural sem adição de açúcar e evite o consumo de bebidas alcoólicas.  Faça refeições leves, frequentes e pouco condimentadas.

 Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais frescos.  Evite mudanças bruscas de temperatura.  No período mais quente tome duche com água tépida ou fria.

 Evite a exposição direta ao sol, sobretudo entre as 11 e as 17 horas, e use um protetor com FPS igual ou superior a 30.

 Use chapéu de abas largas e óculos com proteção contra os raios UVA e UVB.  Use roupa larga e leve, de preferência de algodão.

 Evite permanecer em viaturas expostas ao sol. Se não tiver ar condicionado, não feche as janelas. Leve água suficiente para beber durante a viagem e, se possível, viaje de noite.  Se, após a exposição ao calor intenso tiver febre alta, pele vermelha, quente, seca e sem suor, pulso rápido e forte, dor de cabeça, náuseas, tonturas, confusão e perda parcial ou total de consciência, chame de imediato um médico ou ligue o 112.

ajudar a melhorar a relação

que podem fazer numa tarde, ao fim de semana, ou passarem uns dias fora e divertirem-se ao mesmo tempo que praticam desporto. Considera-se que a prática de atividades desportivas pode constituir-se como um fator determinante para a aquisição de hábitos de vida ativa e estilos de vida saudável ao longo da vida. A prática desportiva só tem vantagens, principalmente na saúde física e mental, mas também é importante na educação das crianças. Ao praticar desporto com os seus filhos vai estar a ajudar a aumentar o desempenho académico e a responsabilidade, a reduzir distúrbios de comportamento, a diminuir a delinquência e a aumentar a frequência nas aulas. Além de todas estas vantagens vai estar a melhorar a relação com os filhos. Ao nível da saúde o desporto é muito importante para manter um corpo e mente jovens e sãos. A nível físico é sabido que o desporto ajuda no combate à obesidade, reduz o risco de doenças cardiovasculares, fortalece músculos, ossos e articulações. A nível psíquico, eleva a autoestima dos praticantes, pois este desenvolve um conjunto de habilidades que antes não possuía e melhora o seu aspeto físico, tendo consequentemente uma melhor imagem de si. Este aspeto é fundamental no desenvolvimento das crianças e isso torna a sua prática ainda mais importante. Desde a natação ao futebol, passando pelo jogging, ciclismo ou mesmo por uma simples caminhada… Basta puxar pela imaginação e vai ver que são várias as ideias de atividades que podem desempenhar juntos. Fonte: h tt p:/ /c rescer. sa po. pt

Benefícios da Existem muito poucos desportos tão completos e ao alcance de tanta gente. Bebés, grávidas e idosos podem tirar proveito deste desporto aeróbico, de pouco impacto para os ossos. Qualquer pessoa, independentemente da idade, sexo ou profissão, pode fazer natação sem problemas uma vez que a água é um meio muito benéfico para o corpo, relaxante, sem efeitos agressivos e favorece as funções orgânicas. Para além disso, a natação:  Red uz o risco de e pisód ios c ardi ovasc ulare s Braçada após braçada, o coração torna-se mais forte, ganha músculo e perde a gordura que o rodeia, o que faz com que consiga bombear mais sangue para o resto do organismo. Para além disso, reduz a frequência cardíaca e estimula a circulação sanguínea.  Me lh ora o siste ma re spi ratór io Os pulmões são órgãos elásticos, cuja capacidade de contração e expansão depende dos músculos da parede torácica. Com a natação, estes músculos fortalecem-se e, como resultado, a respiração permite-lhe uma maior oxigenação.  For talece as ar tic ulaçõe s A natação faz com que os músculos aumentem de tamanho e protejam mais eficazmente tendões e ligamentos, para além de exercitar todas as articulações e potenciar a sua flexibilidade. A sua lubrificação interna também melhora, aliviando a dor causada pela artrose.  S ob e a a u t o e s t i m a Os desportistas sentem-se mais independentes e seguros. No caso da natação, a estes benefícios acrescenta-se o facto de a água permitir uma liberdade de movimentos que o trabalho a seco não proporciona. Isto favorece a vertente lúdica, facilitando o relaxamento mental.  R e d u z a d o r e o r i s co d e l e s õe s O fortalecimento do nosso organismo faz com que muitas dores de origem difusa diminuam. A natação é um dos desportos mais recomendados pelos especialistas para acalmar patologias que impliquem muitas dores, como a fibromialgia.  Retard a os e f eitos do enve lh ec im en to Tanto a nível físico como psicológico. São vários os estudos que confirmam que uma pessoa de 65 anos que faz exercício regularmente tem uma maior capacidade física e vital.


26

pública: 11 de julho de 2013

Perder peso

especial pub

pub

1 . Comece por definir um objetivo concretizável de perda de peso. Se há 20 anos apresentava menos 30kg, mas também apresentava um estilo de vida mais ativo e saudável e sem filhos e família, comece por pensar que medidas simples pode aplicar ao longo do dia para se tornar mais ativo e saudável. Coloque um objetivo mais concretizável e à medida que se aproxima deste, em termos de resultados de perda, reavalie o processo.

para realizar uma alimentação fracionada. Coma pouco, mas várias vezes ao longo do dia. Este truque permite que não exista fome, cansaço ou ansiedade. Sempre que está longos períodos sem comer, a ansiedade e a fome aumentam para a refeição seguinte, obrigando-a a escolher a sua alimentação erradamente.

4 . Crie o hábito de realizar o pequeno-almoço em casa. Esta é a refeição mais importante do dia, pois a sua essência irá definir como o resto do dia será do ponto de vista de fome ou saciedade.

10. Procure comer em locais calmos. Mastigue muito bem todos os alimentos, de forma a facilitar o trabalho do músculo gástrico e a reduzir as fermentações no intestino.

5 . Coma de 2h30h em 3h. Crie horários

F o n t e : h tt p : / / s a u d e . s a p o . p t

6. Reduza o teor de sal que acrescenta aos seus pratos. Opte pelas ervas aromáticas, até em saladas, sopas, carnes 2. Organize as suas refeições e lanchei- ou peixes. ras. Deve preparar com alguma antecedência as suas refeições, para que não 7. Comece por reduzir os hidratos de carcaia em tentações. O compromisso da bono, como as bolachas, pão, arroz, maslancheira permite que esteja mais disci- sas e batatas. Mas, não os exclua da sua plinada para cumprir com um plano ali- alimentação por completo. mentar mais saudável e hipocalórico. Construa uma lista de refeições a realizar 8. Prepare lanches hipocalóricos, como durante a semana, com pratos estrutura- os iogurtes magros, as gelatinas, fruta dos do ponto de vista calórico e nutricio- ou frutos secos, para realizar no local de nal. Haverá refeição mais rápida e sa- trabalho. ciante que preparar uma salada, que pode levar peito de frango ou um queijo 9. Realize jantares mais simples do ponto de vista digestivo, dê prioridade à sopa fresco ou até frutos do mar? pobre em alimentos como a batata, a ce3. Obrigue-se a beber água ao longo do noura ou a abóbora. Acrescente, caso dia. Tente aproximar-se da ingesta diária exista essa necessidade, uma salada vade 1,5l de água. riada ou 1 a 2 queijinhos frescos.


especial

pública: 11 de julho de 2013 27

É a principal proteção do nosso organismo

É fundamental A pele é o revestimento externo do corpo sendo o maior órgão do corpo humano e também o mais pesado. É um órgão bastante complexo, com distintas e importantes funções. A principal é a proteção do organismo de ameaças físicas externas, como por exemplo a invasão por parasitas ou as lesões mecânicas. No entanto, a pele também exerce outras funções, sendo o principal órgão responsável pela regulação da temperatura corporal, protegendo-nos também contra a desidratação. Finalmente, é também um órgão sensorial, nela residindo o sentido do tato, devido às terminações nervosas que permitem detetar sinais responsáveis pela perceção da temperatura, movimento, pressão e dor. Se tiver uma pele desidratada, tanto à superfície como em profundidade, com aspeto baço (devido à escassez de lípidos), tensa, descamativa e desconfortável, então, está com a pele seca. Mas há forma de recuperar o conforto e a flexibilidade da pele: deve aplicar diariamente um creme hidratante que restaure a barreira cutânea, protegendo a pele da desidratação; pode ser aplicado as

vezes que forem necessárias para manter a pele confortável. Se tiver “comichão” crónica intensa, com aparecimento de zonas vermelhas que demoram a desaparecer e se, além disso, tem asma e/ou rinite, isso pode significar que tem dermatite atópica. Existem no mercado, nomeadamente na farmácia, produtos que hidratam e

Sapatilhas perfeitas

restauram a pele seca, cremes que a nutrem, restabelecem o seu brilho natural e proporcionam uma maior flexibilidade, elasticidade e suavidade. Aconselhe-se com o seu dermatologista ou com o seu farmacêutico, que lhe indicará qual o mais adequado para si.

Conselhos para quem tem a pele seca

Fonte: www.anf.pt

 Tome banho diariamente com água morna e use produtos de higiene adequados a este tipo de pele (“sem sabão” e com um efeito hidratante);  Seque a pele sem esfregar;  Aplique produtos hidratantes adequados (com ação emoliente, hidratante e reparadora);  Limpe e hidrate a pele imediatamente depois de tomar banho de piscina;  Não esfregue ou coce a pele seca pois pode provocar uma infeção com posterior desenvolvimento de cicatrizes;  Use um fator de proteção solar elevado (SPF igual ou superior a 30);  Evite os tecidos de lã e sintéticos. É preferível usar peças de roupa em algodão, linha ou linho;  Use roupas folgadas e confortáveis para evitar que rocem na pele;  Prefira roupa de cama em fibra natural e ao lavar a roupa, tenha o cuidado de a enxaguar muito bem para garantir a remoção de todos os resíduos de detergente que possam sensibilizar a pele;  Evite utilizar perfumes, águas-de-colónia e produtos com álcool para não irritar a pele;  Evite a utilização de substâncias humectantes, como a glicerina, isoladas sobre a pele, pois podem retirar a água tanto da atmosfera como da própria epiderme;  Evite ambientes demasiado quentes e as mudanças bruscas de temperatura.

Se é adepto das caminhadas ou das corridas a ritmo moderado, precisa de calçado adequado. Estas são as características que deve procurar quando adquirir o seu próximo par de ténis: Reforços: Sustentam as zonas delicadas como o tornozelo e o calcanhar. Sola: A sua dureza depende do tipo de atividade para que foi desenhada. Câmara de ar: Amortiza o impacto contra o chão para proteger o calcanhar. Palmilha: É desenhada de forma a melhorar a dinâmica de apoio do pé para prevenir lesões e garantir comodidade. Desenho da sola: Confere estabilidade e um efeito antiderrapante ao ténis. Entressola: Atenua o impacto contra o chão para prevenir lesões. Biqueira: A folga que tem dá mobilidade aos dedos e pode levar um reforço para os proteger dos impactos. Material: Lycra e pele são os mais utilizados pela flexibilidade e capacidade de ajuste. Sistema de atacadores: Dele depende a sustentação final do ténis. O do tipo colmeia é o mais utilizado por ser o mais eficaz. Língua: Protege o pé da tensão excessiva dos atacadores e ajuda a ajustar bem o ténis. pub


Oe1105