Page 1

Além de ser uma opção fácil e económica

Carne: uma escolha saudável Apesar da longa costa atlântica de Portugal e da abundância de excelente peixe e marisco, a carne é um ingrediente essencial da gastronomia portuguesa. Os portugueses gostam muito de carne e sabem cozinhá-la de acordo com as mais variadas e saborosas receitas. Perante tanta variedade, o difícil é mesmo escolher, porque temos ótimos pratos, como o cozido à portuguesa, carne de porco à alentejana, feijoada, rojões à moda do Minho, entre muitos outros. A carne é mesmo um dos alimentos mais primitivos consumidos pelas diferentes populações. Entretanto, recentemente alguns nutricionistas e médicos aconselham evitar o consumo de carne vermelha, por causa, sobretudo, do risco de doenças cardiovasculares. Porém, novos estudos mostram que não foi comprovado que a carne seja nociva para a saúde, pois o problema poderá estar na gordura que esta apresenta. O facto é que a carne é o conjunto digestível de proteínas, ácidos essenciais e fonte de ferro e vitamina B12 mais disponível, equilibrado e fácil de obter que se pode encontrar. Na verdade, a carne tem vários benefícios e pode ser consumida por qualquer pessoa, desde crian-

ças, idosos e mulheres gestantes. Possui aminoácidos e essências, que nós não temos no nosso organismo, além de ser excelente fonte de mineral, como o ferro. Por ser uma proteína de ótima qualidade, a carne é essencial para o crescimento e desenvolvimento do cérebro, principalmente para as crianças, adolescentes e atletas, que precisam de proteínas para uma boa reposição muscular. A verdade é que, como em tudo, o excesso pode desequilibrar a nossa dieta. Mas, o senso comum no que concerne a saúde e vitalidade é comer carne juntamente com fruta e vegetais. No que diz respeito à quantidade ideal, recomenda-se, por dia, o consumo de 150 a 200 gramas, independentemente, se vermelha ou branca. Para aproveitar todos os benéficos da carne, é aconselhável que a carne seja magra, o que se consegue, excluindo a maioria da gordura que esta possui. Assim, na hora de comprar peça para retirarem a parte gorda da peça de carne que pretende. Já no momento de cozinhar, deve optar pelas preparações assadas, grelhadas ou refogadas para não aumentar o teor de gordura e o valor calórico da receita. pub


20

pĂşblica: 31 de Outubro de 2012

publicidade


especial

Tome nota - Recorra a ingredientes da época e da melhor qualidade. Os produtos nacionais são os mais aconselháveis para usar nas receitas e os que nos chegam em melhor estado de frescura, garantindo à partida as melhores condições para o sucesso na cozinha. Alguns métodos de confeção tradicionais, como grelhar ou estufar, tornam os pratos saudáveis por usarem poucas gorduras e permitirem a conservação dos nutrientes; no entanto, em certas receitas é ainda necessário fazer alguns ajustes, nomeadamente na proporção dos ingredientes, para que elas reflictam o equilíbrio alimentar aconselhado pelos nutricionistas. Aumentar a quantidade de legumes e hidratos de carbono e diminuir as gorduras saturadas - por exemplo, retirando toda a gordura visível da carne - são medidas fáceis e eficazes que possibilitam a inclusão de quase todos os pratos numa dieta saudável. Na cozinha, faça uma lista de refeições que se vá lembrando ao longo da semana. Lembre-se dos dias que terá tempo para cozinhar e dos dias que terá menos tempo. Junte a lista de refeições à lista das compras. Leia sempre e interprete os rótulos quando vai às compras, em particular os rótulos com informação nutricional.

pública: 31 de Outubro de 2012 21

Reduzir o sal às refeições É importante começar a diminuir, gradualmente, a quantidade de sal que se adiciona durante a confeção das refeições. Não leve o saleiro para a mesa. Procure substituir o sal usado na confeção das refeições por ervas aromáticas (salsa, hortelã, coentros, orégãos, tomilho, alecrim,), especiarias (pimenta, colorau/pimentão, açafrão, nozmoscada, caril) ou sumo de limão. Leia cuidadosamente os rótulos dos alimentos, compare e opte por alimentos que tenham menos quantidade de sódio (Na). A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que não se ultrapasse o consumo de 5 gramas de sal por dia. pub


22

pública: 31 de Outubro de 2012

especial

Truques na cozinha Um dos segredos da carne está na maneira de cortá-la. A peça deve ser cortada sempre no sentido vertical e sempre a favor das fibras ou dos fios. A carne nunca deve ser cortada directamente no mármore da cozinha ou em cima de uma pia de aço inoxidável. A tábua de carne ainda é a base ideal. A faca deve ser de aço inoxidável, extremamente afiada e que somente deve ser usada para isso. Quando cozinhar uma peça de carne muito dura, deixe-a marinar algum tempo em vinha de alho, sal e vinagre. Contudo, cozinhe-a logo que esta esteja amaciada, de modo a não correr riscos de contaminação bacteriana. A carne não deve ser assada, nem grelhada ou cozida, enquanto não descongelar completamente. Fica impossível de mastigar. Nunca deve voltar a congelar a carne. Por vezes é difícil retirar uma peça entre várias congeladas. Quando quiser congelar várias peças, coloque entre elas papel absorvente de modo a não se colarem. pub

Qualidade e segurança à mesa Devemos sempre observar os dois lados da peça de carne que está a comprar, pois o lado não visível no expositor pode não estar nas devidas condições de consumo. No caso da carne congelada, não compre se esta tem água solta e está mole. As carnes descongeladas deverão ser cozinhadas até 12 horas após o descongelamento. Não deve comprar carne previamente picada, pois corre o risco de levar mistura de aparas, gordura e aditivos. Escolha a peça de carne que pretende e peça para picar. Evite comprar carne pendurada em ganchos. As carnes devem permanecer refrigeradas e não expostas ao ambiente. Os talhos devem estar limpos e sem insectos. Observe as condições de limpeza da superfície onde a carne é cortada, pois o líquido que fica de um pedaço de carne pode contaminar outro. Só compre carne com certificado de controlo sanitário. A carne proveniente de abate clandestino pode transmitir doenças.


pública: 31 de Outubro de 2012 23

especial

Receitas fáceis, saudáveis e económicas Rolos de peru com fiambre e grelos Ingredientes: 4 bifes de peru 4 fatias de fiambre de peru sal pimenta sumo de limão 200g de grelos azeite Preparação: Tempere os bifes de peru com sal, pimenta e o sumo do limão. Distenda os bifes e coloque o fiambre por cima dos bifes. Enrole e segure com palitos. Coloque os rolos de carne num tabuleiro e leve-os ao forno a 200ºC até estarem cozinhados. Salteie os grelos com azeite, sal e pimenta e sirva com os rolos de carne.

100 g mistura de queijos ralados No dia seguinte, derreta a Vaqueiro num para gratinar tacho. Adicione a carne (reserve a marinada) e deixe alourar bem. Em seguida, adiPreparação: Ligue o forno e regule-o para cione a marinada e deixe apurar bem, 15 minutos antes de terminar a cozedura da os 200 °C. Leve ao lume um tacho com água temperada com sal. Quando ferver introduza carne, adicione as castanhas. a massa e deixe cozer até estar al-dente. DesEmpadão de massa casque a cebola e pique-a finamente. Derreta com carne picada a Vaqueiro noutro tacho junte a cebola e quando começar a alourar adicione o molho de tomate deixe levantar fervura e junte a carne desfiada. Escorra a massa e distribua metade sobre um tabuleiro de louça. Por cima espalhe o recheio de carne e tomate e cubra com a restante massa. Regue com o molho béchamel e salpique com o queijo ralado. Ligue o grelhador e leve ao forno até o queijo gratinar. Pode utilizar qualquer tipo de carne para confecionar este empadão.

Frango Estufado com legumes

Carne de porco com castanhas Ingredientes: 2 dl de vinho branco Sal q.b. 3 colheres de sopa de vaqueiro ideal para porco 600g de carne de porco 400g de castanhas congeladas Preparação: De véspera, prepare uma marinada para a carne com o vinho e o sal.

Ingredientes: água sal 250 g de macarronete 1 cebola 60 g de Vaqueiro alho 1 frasco de molho de tomate com manjericão 300 g de carne cozinhada desfiada 1 embalagem de molho béchamel

de tomate Preparação: Deite a Vaqueiro num tacho, deixe aquecer bem, junte os pedaços de frango e aloure-os bem de todos os lados. Entretanto, esborrache os dentes de alho, tire-lhes a pele e junte ao frango. Descasque as cebolas, corte-as em gomos e deite no tacho. Corte o alho francês em rodelas, lave e escorra bem. Junte ao frango, tempere com sal e pimenta moída na altura, reduza o lume e tape o tacho. Pele as cenouras, lave a courgette e elimine as pontas. Corte as cenouras e a courgette em dados e junte aos restantes ingredientes. Borrife com um pouco de vinho branco, junte a polpa de tomate e mexa. Retifique os temperos, se necessário, e deixe cozinhar tapado, sobre lume muito brando até o frango estar tenro. Acompanhe com arroz branco. Fonte: www.vaqueiro.pt

Ingredientes 50 ml Vaqueiro líquida 1 frango cortado em pedaços 3 dentes de alho 2 cebolas 1 alho francês sal pimenta preta de moinho 2 cenouras 1 courgette + 1 dl de vinho branco 2 a 3 colheres de sopa de polpa pub

OE1069  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you