Page 1

18

pública: 29 de Junho de 2011

especial

Afirma Ivo Sá Machado, presidente da Junta de Joane

“O poder municipal não tem sido justo para os joanenses” I v o S á M a c h a d o é a s s i m : s em p a p as n a l í n g u a , q u a n d o s e trata d e falar sob re J oane, a fre gue sia da q ual é autarca h á 19 a n o s . J o a n e as si n a la n o d o mi ng o, 3 d e Julh o, 25 anos d e e le v a ç ão a v i la , e p o r i ss o S á Machad o assume que que r mais para a freguesia, acusando a Câma r a d e F a ma l i c ã o d e f a l t a d e inve stim en to e me sm o d e de sp re z o . P o r iss o , d e f e nd e m a is a ut o no m i a e v e r b a s p a ra r e s p o n d e r c o m m ai or p r on t i d ão aos anse ios d a p op ulaç ão.

O desinvestimento municipal em Joane é algo que não se entende, sendo discricionário ao ponto de Ribeirão receber em protocolos num só ano 234 mil euros, enquanto Joane recebeu zero. Aliás, em 10 anos de PSD na Câmara, a Ribeirão recebeu em protocolos 3 vezes mais do que Joane. Se a esta realidade se adicionar o investimento directo da Câmara em Ribeirão comparativamente com Joane, então dificilmente se pode aceitar esta forma de actuar. Obviamente não está em causa o investimento em Ribeirão, que não só saúdo como apoio inteiramente. Contudo, ignorar Joane nos termos em que o actual poder municipal o faz isso é desprezo manifesto para com Joane. Mais! Perante estas evidências o Sr. Presidente da Câmara permite-se ridicularizar e fazer graçolas de muito mau gosto.

Sofia fia Abreu Silva O P IN IÃ O P ÚBL IC A : A f re g ue sia de J oane assi nala o 25º anive rs á r i o d e e l e va ç ã o a vi l a . Q u a l é o b alanç o? IVO SÁ M ACH ADO: O balanço é positivo no que concerne à criação de infra-estruturas, bastando recuar no tempo e constatar que há 25 anos, as piscinas, em 2000, a nova E.B. 2 e 3. em 1994, a Via Inter-municipal, em 1995, os centros sociais, ainda que privados, as redes de abastecimento de água, em 1993, 1997 e 2005 não existiam. Também o saneamento, em 1997 e 2005, as redes subterrâneas de gás, Telecom e EDP, o novíssimo Centro Escolar, o

novo espaço para a feira semanal, o Parque da Ribeira (2003), para além das várias pavimentações e repavimentações ocorridas, abertura de novas vias, são evidências de qualidade de vida. Contudo julgamos que o poder municipal abusa da cen-

tralidade, não respeitando nem tendo em conta a riqueza gerada por todos os que aqui residem. Conc reti ze … Esta terra devia ter mais investimento municipal no que conpub

cerne à renovação urbana e de vias. As nossa vias, por força da colocação das redes de abastecimento de água, saneamento, Telecom, EDP e EDP gás, estão uma desgraça, sendo caso disso o eixo municipal, Avenida Pedro Hispano, que está uma lástima.

N o c a p í t u l o da s i n t e r v e n ç õ e s , q uais as mais im por tante s q ue e stão p ara aconte ce r na vila? O C e n t r o E s co l a r e s t á p r o n t o… . Finalmente estará pronto para o próximo ano lectivo. Faltam os arranjos, como sejam acessos e zonas de estacionamento. Entretanto, lamento a falta de empub

18  

pública: 29deJunhode2011 novo espaço para a feira sema- nal, o Parque da Ribeira (2003), para além das várias pavimen- tações e repavimentaç...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you