Page 1

Quaresma deu autógrafos em Famalicão Um dia depois de ter sido o melhor em campo em Guimarães, onde apontou dois dos cinco golos com que o FC Porto venceu o V. Guimarães, Ricardo Quaresma regressou ao Minho para uma sessão de autógrafos na Loja Top Sport em Famalicão. Na passada segunda-feira, o extremo portista fez as delícias dos adeptos de futebol que se deslocaram a este espaço comercial, dando autógrafos e distribuindo sorrisos a cerca de duas centenas de pessoas.

Nulo em dérbi de escolas Na 20ª jornada do campeonato distrital de escolas, série E, a equipa de escolas A do FC Famalicão recebeu o Operário, segundo classificado do campeonato, num jogo que se esperava de grande emotividade. O futebol praticado foi de bom nível, com a partida a ser muito disputada embora tenha terminado empatada a zero bolas. Na primeira parte o Operário assumiu o jogo, com o Famalicão a ficar mais na expectativa embora sem nunca deixar de procurar o contra-ataque. As duas equipas tentaram de todas as formas chegarem aos golos, mas a etapa inicial terminaria com um nulo que demonstrava bem o equilíbrio patenteado. Para a etapa complementar, o Famalicão entrou melhor, equilibrou o jogo e dispôs de algumas ocasiões para inaugurar o marcador. O empate sem golos acabaria por ser o resultado final entre duas boas equipas num dérbi sempre jogado com muita intensidade e que teve emoção até ao apito final. O FC Famalicão fez actuar os seguintes jogadores: Zé, Chico, Tiago, Marco, Hugo, Hélder, João Vale, Osório, Migas, Jójó, Nuno Afonso e Diogo.

São Cláudio despede-se dos sócios com vitória No último jogo em casa esta época, o S. Cláudio venceu o Gonça por 1-0 naquele que foi o penúltimo jogo do campeonato da 2ª divisão distrital, série D. O jogo começou com as duas equipas a terem boas oportunidades para marcarem mas a pontaria não era a melhor. O Gonça nunca preocupou muito a defesa do visitado e a meio da primeira parte o S. Cláudio esteve perto de marcar por intermédio de Vítor. Nesta fase, o S. Cláudio jogava bem e não surpreendeu que aos 35 minutos, após a marcação de um livre, ainda na sua área defensiva e aproveitando a desatenção dos defesas e guarda-redes contrários, Carneiro antecipou-se e fez um bonito golo. Na segunda parte apenas há a salientar que o Gonça tudo fez para chegar à igualdade mas não o conseguiu enquanto a equipa da casa poderia ter feito pelo menos mais dois golos, mas a finalização não foi a melhor. Os locais foram justos vencedores por aquilo que fizeram durante o jogo. Quanto à equipa de arbitragem, não mostrou um único cartão durante todo o jogo e saiu com nota positiva do Parque Desportivo de São Cláudio. O treinador Mesquita colocou em jogo: Avelino, Luís Miguel, Rui Faria, Ginho, Daniel, Prego I, Prego II (80’ Mendes), Rudi (30’ Manuel Peneda), Vítor Hugo, Ivo (85’ Couto) e Carneiro. Na próxima e última jornada do campeonato, o S. Cláudio desloca-se a Campelos. A partida está marcada para sábado, 3 de Maio, às 16 horas. Rui Faria

Prova decorreu em Braga

CCDR vence no Torneio Olímpico

Realizou-se no último fim-desemana a fase regional do Torneio Olímpico Jovem, no Estádio 1º de Maio, em Braga, destinado a atletas dos escalões infantis, iniciados e juvenis. O Clube de Cultura e Desporto de Ribeirão (CCDR) participou com 19 atletas, destacando-se: a juvenil Cátia Rodrigues que venceu as provas de 80 metros barreiras e de triplo salto, obtendo ainda o 2º lugar nos 100 metros; nos 300 metros Renato Miranda venceu enquanto na prova de triplo salto o juvenil Duarte Silva realizou bons saltos, efectuando mínimos para estar presente nos campeonatos nacionais de juvenis em Julho. Ainda no passado fim-desemana, alguns atletas da equipa masculina do CCDR estiveram em Braga com o objectivo de se prepararem para os Nacionais de clubes que se realizam no fim do mês de Maio. O júnior Diogo Silva, recente aquisição dos ribeirenses, bateu de novo o recorde regional de Braga no salto à vara. Na prova de 800 metros José Araújo venceu com facilidade e no salto em comprimento e triplo salto Sérgio Silva entrou nas competições, saltando 6,60 e 13,72 metros, respectivamente. Em destaque estiveram ainda

Raúl Veloso e António Costa que continuam a evidenciar-se como dos atletas mais rápidos de Portugal. No lançamento do peso, Paulo Soares lançou o engenho a uma distância de 13,40 metros. Escola D. Maria II também participou A escola D. Maria II esteve presente na fase regional do torneio com a sua equipa de atletismo do Desporto Escolar. Participaram 20 alunos dos escalões de infantis, iniciados e juvenis, tendo alcançado vários lugares no pódio e possíveis apuramentos para a Selecção de Braga na fase nacional. Assim, no escalão de iniciados, David Santos venceu o lançamento do peso com 12,94 metros. Na mesma prova para o escalão de infantis Miguel Silva venceu com um lançamento de 9,42 metros e na velocidade João Vilas Boas alcançou o 2º lugar. Nos 100 metros barreiras, João Simões ficou na mesma posição que o colega de turma e no salto em altura melhorou para 1,58 metros, ficando em 3º lugar. Os alunos da Escola EB 2/3 D. Maria II vão estar presentes também no próximo fim-de-semana na fase regional de pista a realizar na Maia.

VI Grande Prémio Atletismo realiza-se em Landim A Junta de Freguesia de Landim vai organizar amanhã, dia 1 de Maio, o VI Grande Prémio de Atletismo de Landim, com as presenças de Rosa Mota, Rosa Oliveira, António Rodrigues e Manuela Dias. A prova tem a sua partida marcada para as 10 horas junto à Alameda do Mosteiro, contando com o apoio da Câmara Municipal de Famalicão e das associações e colectividades de Landim. As inscrições podem ser feitas na Junta de Freguesia de Landim.

No Rali TT Serras do Norte

Fernando Rito pouco feliz

De regresso ao Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, Fernando Rito e Filipe Martins não foram felizes no Rali TT Serras do Norte ao verem-se arredados de um triunfo que lhes estava destinado quando um fio eléctrico cedeu. A dupla da Padock Competições dominou desde os primeiros quilómetros do primeiro sector selectivo, demonstrou a competitividade do Toyota Land Cruiser no prólogo, alcançando a segunda posição, mas depois o azar bateu à porta. “O nosso objectivo passava pela vitória e esta era a única prova em que ainda não conhecíamos o lugar mais alto do pódio no T8. Já estávamos numa fase de controlar a vantagem adquirida quando o carro se foi abaixo e não mais voltou, consumando o abandono”, contou Fernando Rito. Um desalento generalizado de toda a equipa, quando nada o

fazia prever, e depois de um domínio avassalador do homem do Norte. A meio do segundo sector a vantagem estava já nos quatro minutos, uma superioridade difícil de anular face ao andamento que a dupla Fernando Rito/Filipe Martins incutiu desde o arranque da jornada do Motor Clube de Guimarães. “Foi realmente pena, naquela altura nunca nos passou pela cabeça perder a prova”, disse. “Mesmo não estando a disputar o campeonato, reconheço que tínhamos argumentos para revalidar o título de campeão alcançado em 2006”, afirmou Rito que espera poder realizar mais uma ou duas provas até final do campeonato, tudo dependendo dos apoios. A próxima prova do campeonato está prevista para os dias 20 a 25 de Maio, com a realização do Rali Vodafone, uma das mais importantes provas do calendário.

No Rallye Optic Tunisie

Adélio a realizar prova positiva

Adélio Machado regressou à competição com a participação no Rallye Optic Tunisie, prova que arrancou no passado dia 24 de Abril, em Marselha. Tendo como navegador Laurent Flament, o piloto famalicense está a realizar uma prova positiva, sendo que à hora do fecho desta edição do OPINIÃO SPORT o Rali ainda decorria. No prólogo de 2,5 kms de extensão a dupla da Padock não arriscou muito. Após efectuar a ligação marítima a Tunis, Adélio Machado arrancou para a primeira etapa, entre Tunis e Matamata, com bastante confiança, terminando na sexta posição do agrupamento T2, numa clara demonstração de regularidade. A segunda etapa, disputada em território libanês, com uma especial de 295 kms, foi muito atribulada para Machado e Flament. Um atraso de cerca de uma hora na chegada junto a Oued Oueni, devido a um desencontro com a melhor rota foi a nota negativa.

O contratempo fez baixar a dupla do Toyota Land Cruiser para a oitava posição do agrupamento T2. A terceira etapa permitiu uma subida na classificação geral, ao longo dos 359 quilómetros cronometrados que ligaram Nalut a Al Qaryat, na Líbia. A dupla arrancou para a especial do 46.º posto da tabela, terminando a etapa na 32ª, sexta da categoria T2. Um resultado que permitiu ao piloto de Famalicão ganhar mais seis lugares à geral, encontrando-se então no 40º posto. Na quarta etapa, a dupla da Padock Competições/Toyota France terminou na terceira posição da categoria T2, ficando na 31ª posição da geral. Adélio Machado não se tem ressentido fisicamente, apesar da prova tunisina ser dura, esperando-se que o piloto da Padock Competições termina da melhor forma a sua participação na jornada inaugural da Taça do Mundo FIA de Todo-o-Terreno.


sport: 30 de Abril de 2008

26

PÓDIO

1º CCD Ribeirão

No Torneio Olímpico Jovem, em Braga, o CCD Ribeirão esteve presente com 19 atletas e voltou a demonstrar a potencialidade existente nos jovens ribeirenses. O trabalho desenvolvido em prol da modalidade tem sido positivo e o futuro continuará a ser risonho.

2º Basquetebol ATC As equipas de iniciados da Associação Teatro Construção têm somado vitórias na Taça do Minho em basquetebol e estão a exibir-se a bom nível. Por isso, não é de estranhar que quer os masculinos quer os femininos sejam líderes nos respectivos campeonatos.

grande área

À margem de uma visita à freguesia de Landim

Armindo Costa comenta descida do FC Famalicão Com a descida do FC Famalicão aos campeonatos distritais da Associação de Futebol de Braga já confirmada, 72 anos depois da última presença, Armindo Costa, presidente da autarquia famalicense, abordou pela primeira vez a situação do clube. O presidente revelou “estar triste” com o que aconteceu embora esteja consciente de que cumpriu com as suas obrigações. Armindo Costa abordou este assunto na sequência de uma visita de trabalho à freguesia de Landim, onde será construído um novo equipamento escolar. À margem dessa visita ficou também a saber-se que existe grande confiança no trabalho a ser desenvolvido pela Comissão Administrativa eleita recentemente. “É triste, como sócio do Famalicão e ex-presidente da Assembleia Geral e membro do Conselho Superior, mas a Câmara nada pode fazer”, destacou Armindo Costa sobre a actual situação, concluindo que “a única

Armindo Costa confia na nova Comissão Administrativa do FC Famalicão

coisa que serve de consolação é que sempre paguei as quotas e como associado essa é a principal obrigação”. Sobre o futuro, as palavras foram de esperança. O presidente da Câmara Municipal mostrou-

se optimista quanto a um regresso do FC Famalicão às competições nacionais organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol, referindo que as pessoas que constituem a Comissão Administrativa são as indicadas para

GRAC com fim-de-semana vitorioso

3º GD Ribeirão É inevitável voltar a colocar a equipa de futebol do Ribeirão no pódio. A cada jornada que passa o sonho da subida parece cada vez mais possível e a prova disso mesmo foi a retumbante vitória (3-0) no terreno do Chaves. No final da primeira volta, os ribeirenses estão na liderança.

A equipa de atletismo do Grupo Recreativo e Associativo da Cruz (GRAC) teve um fimde-semana positivo, depois de ter garantido triunfos em diferentes provas em que participou. Os atletas Bruno Oliveira e Francisco Rodrigues foram os que mais se destacaram ao alcançaram os primeiros lugares na respectiva categoria das provas realizadas. Na passada sexta-feira, dia 25 de Abril, o GRAC marcou presença no Grande Prémio Amitorre, em Joane, e no escalão de minis masculinos Bruno Oliveira arrebatou o primeiro lugar do seu escalão. Já no escalão de benjamins masculinos, Luís Miguel Vale ficou em terceiro lugar e em infantis masculinos Francisco Rodrigues foi mais forte do que toda a concorrência. No mesmo escalão, Hélder Salazar obteve o terceiro posto, tendo o GRAC vencido colectivamente. Já no sábado, dia 26 Abril, o GRAC disputou o Torneio Olímpico Jovem no Estádio 1º Maio, em Braga, onde Francisco Rodrigues venceu a prova dos 600 metros no escalão de infantis.

levar o clube a bom porto. “Para se ser director de um clube de futebol, neste caso do FC Famalicão, é preciso perceber-se e ter-se experiência no mundo do futebol e isso as pessoas que lá estão têm”, disse. As condições parecem estar todas reunidas, acrescendo ainda o facto de quem constitui a Comissão “gostar do Famalicão”. Quanto ao assunto das dívidas, Armindo Costa referiu que devem assustar os sócios e os responsáveis do clube, sendo que “a Câmara nada tem a ver com isso”. Recorde-se que neste momento o Famalicão ainda se encontra a disputar a fase da manutenção na 3ª divisão nacional, embora matematicamente já não seja possível evitar a despromoção. Até ao final da época, e apenas para cumprir calendário, os famalicenses vão ainda medir forças com Moncorvo e Nogueirense, ambos fora de portas. J.C.

Liberdade FC garantiu vitórias no atletismo No último fim-de-semana os atletas do Liberdade Futebol Clube participaram em diversas provas de atletismo, garantindo triunfos nos diferentes escalões. Em Joane, na passada sextafeira, no Grande Prémio Amitorre, os dois atletas participantes obtiveram cada um a sua vitória. Susana Malheiro, em benjamins femininos, e Rafael Silva, em benjamins masculinos, garantiram a vitória final. No mesmo dia, mas na parte da manhã, em Vila Nova Gaia, Hugo Daniel foi primeiro em juniores masculinos e Reginaldo António garantiu o triunfo em infantis masculinos. No sábado, 26 de Abril, na Milha Urbana do Alvarinho, em Melgaço, Óscar Mendes, sénior B, obteve o primeiro posto e na mesma prova Tânia Silva, sénior do primeiro ano, terminou na quinta posição frente às melhores atletas do meio fundo nacional. Em termos de provas oficiais, registo ainda para o Torneio Olímpico Jovem ao nível distrital, que decorreu em Braga, onde André Filipe venceu os 3000 metros e Miguel Moreira os 800 metros, ambos no escalão juvenil. Os dois atletas vão representar a Selecção nacional. Quanto aos vencedores de cada prova do Torneio Olímpico vão disputar a final nacional que se realiza a 17 e 18 de Maio na pista do Imortal de Albufeira.


sport: 30 de Abril de 2008 27

futebol

Após vitória convincente em Chaves por 3-0 0-3

Ribeirão é líder

Treinadores Leonardo J ardim

Lito Vidigal

Golos: 9’ Pires (0-1, penálti); 46’ Nelson (0-2); 70’ Monteiro (0-3). C artõ es Amarelo s: 8’ Abadito; 23’Monteiro; 56’ Pica; 70’ Monteiro; 72’ Nelson; 83’ Hugo Pinheiro. C artõ es Vermelho s: 12’ Tiago Martins; 12’ Bura; 70’ Monteiro.

Começam a faltar adjectivos para qualificar a prestação do Ribeirão na fase da subida da 2ª divisão nacional. Numa deslocação que

se esperava complicada, na casa do agora ex-líder Desportivo de Chaves, os ribeirenses construíram um triunfo justo que é a garantia de que os comandados de Lito Vidigal são sérios candidatos à promoção. Para já, o Ribeirão termina a primeira volta da segunda fase na liderança da tabela classificativa. Num Municipal de Chaves bem composto para assistir ao confronto entre os dois primeiros classificados, a vitória dos visitantes começou a desenhar-se bem cedo. Logo aos nove minutos, Pires, sempre ele, fez o 1-0 na conversão de uma grande penalidade bem assinalada pelo árbitro da partida depois de Abadito ter derrubado Monteiro na área flaviense. O golo serviu de tónico para uma exibição convincente dos visitantes que foram dominando os acontecimentos perante um Chaves com falta de ideias e dema-

siado ansioso. Aos 11 minutos as duas equipas ficaram a jogar com menos um elemento cada, já que Bura e Tiago Martins receberam ordem de expulsão após terem-se desentendido. O intervalo chegou com a vantagem mínima do Ribeirão. No reatamento da partida, os ribeirenses voltaram a fazer das suas e iniciaram os segundos 45 minutos da melhor forma possível. Na marcação de um livre directo, Nelson fez o 2-0 num remate violento e sem qualquer hipótese de defesa para o guarda-redes Rego. Com uma vantagem de dois golos e animicamente mais fortes que o opositor, logo se percebeu que os jogadores do Ribeirão jamais deixariam fugir os três pontos. Os flavienses entregaram-se por completo, mostrando total impotência para contrariar o futebol praticado pelo adversário. O Ri-

Joane estreia-se a vencer na fase da subida

Campo dos Barreiros Ár bit ro : Fernando Nunes (Porto) Auxiliares: Arsénio Nunes e Licínio Torres

Joane Mondinense Sérgio Álvaro Laureta Capucho (70’ André) Roberto Romeu (88’ Carlos Manuel) Carneiro Daniel Mocas Zé Miguel Sócrates (76’ Hélder)

Pimenta Corunha David Marco Zé João Miguel André Lisboa Machtar Hugo (46’ Hélder) Festas (89’ Luís) Pataco (66’ Miguel Ângelo)

Treinadores Paulo Rafael

Carlos Felisberto

Go los: 38’ Mocas (1-0). Cartões Amarelo s: 58’ Roberto; 63’ Capucho. Cartões Vermelhos: Não houve.

José Clemente O Grupo Desportivo de Joane recebeu no passado domingo o Mondinense em jogo a contar para a quarta jornada da fase de subida da terceira divisão e conquistou os três primeiros pontos, graças a um golo de Mocas. Numa partida onde

a equipa joanense não fez uma grande exibição, a nota mais saliente vai mesmo para a primeira vitória conquistada pelos jogadores de Paulo Rafael nesta fase da competição. Os joanenses conseguiram ganhar dois pontos aos seus mais directos adversários, casos de Vianense e Mirandela que empataram a dois golos. Quanto ao jogo, o Joane entrou um pouco adormecido. Os passes não saíam nada bem, só que aos poucos, e como o Mondinense também não encontrava antídoto para ultrapassar o seu adversário, a equipa da casa foi aparecendo no jogo. A partir dos quinze minutos o Joane começou a tomar conta do jogo e criou algumas situações de muito perigo junto da baliza de Pimenta. Na melhor jogada do desafio, os locais marcavam o seu primeiro e único golo na partida. A bola começa em Roberto que deu para Carneiro que por sua vez colocou no lado esquerdo em Mocas, tendo o avançado tirado um adversário do seu caminho e com um remate forte atirou a bola para o fundo da baliza de Pimenta. Estavam decorridos 38 minutos de jogo. A partir daqui o Joane galvanizou-se ainda mais e na jogada se-

RE SUL TA DOS

III DIVISÃO

Subida- Série A

Joane, 1; Mondinense, 0 Vieira, 2; Bragan a, 0 Vianense, 2; Mirandela, 2

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

1. 2. 3. 4. 5. 6.

4 4 4 4 4 4

1 1 1 1 1 1

3 2 3 2 1 1

0 1 0 1 2 2

5 4 5 2 2 1

4 3 4 2 3 3

PR XI MA

Joane somou os primeiros 3 pontos na 2ª fase frente ao Mondinense

II DIVISÃO

CLAS SI FI CA ˙ˆO

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Série A

Chaves, 0; Ribeirªo, 3 U. Madeira, 3; Tirsense, 0 Lousada, 0; Valdevez, 0 Ribeirªo U. Madeira Chaves Lousada Valdevez Tirsense

J

V

E

D

F

C

P

5 5 5 5 5 5

4 2 3 2 1 0

0 1 1 1 2 1

1 2 1 2 2 4

9 6 8 3 5 1

2 4 6 3 10 7

34 33 32 28 26 26

U. Madeira - Lousada Ribeirªo - Valdevez Chaves - Tirsense

Triunfo difícil em Vieira do Minho

guinte Zé Miguel deu muito bem para Mocas que desta vez não teve a mesma felicidade. Um defensor do Mondinense tirou a bola mesmo em cima da linha de golo e por isso o intervalo chegaria com a vantagem mínima a sorrir aos donos do terreno. Para a segunda parte, o Mondinense entrou muito mais atrevido, atacou muito mais e chegava até à baliza de Sérgio com maior frequência. No entanto, as jogadas de perigo nunca existiram. Paulo Rafael jogava com o banco e aos 70 minutos tirava Capucho e fazia entrar André. Esta alteração deu maior agressividade ao meio campo porque Roberto passou para trinco e Laureta actuou a defesa esquerdo. O Joane começou a atacar mais e numa boa jogada de ataque Zé Miguel, de calcanhar, desmarcou Mocas que dentro da área atirou ao poste da baliza de Pimenta. Até ao final da partida assistiu-se a um Joane em busca do segundo golo que traria mais tranquilidade à equipa só que o mesmo não apareceu. O apito do árbitro chegaria com a vitória justa da formação joanense. Com esta vitória e quando ainda estão 18 pontos em disputa, pode dizer que tudo ainda pode acontecer e o Joane terá certamente uma palavra no que toca à subida de divisão. Quanto ao árbitro esteve bem.

Mirandela Vieira Vianense Mondinense Joane Bragan a

derrota dos locais desde a chegada de Leonardo Jardim ao comando técnico. O Ribeirão terminou a primeira volta da fase da subida no primeiro lugar, acumulando ainda o melhor ataque, com nove golos apontados, e a melhor defesa, com apenas dois tentos sofridos. Na próxima jornada os comandados de Lito Vidigal recebem, no Estádio do Passal, o Atlético de Valdevez.

Craques sucumbiram (1-3) perante os infantis A do Famalicão

Finalmente três pontos 1-0

beirão foi gerindo a posse de bola, fechou muito bem os caminhos para a baliza de Matos e procurou matar em definitivo as contas do jogo em contra-ataque. Esses intentos acabariam por ser conseguidos por intermédio de Monteiro, um dos melhores elementos em campo, que estabeleceu o 3-0 final. Na sequência do golo, e sem que sejam conhecidos os motivos, Monteiro recebeu ordem de expulsão. Mesmo com menos uma unidade no terreno de jogo, os visitantes conseguiram gerir a vantagem conseguida até ao final dos 90 minutos, sem que os locais fossem capazes de criar lances de grande apuro para as redes de Matos. Os três pontos conseguidos em Chaves levaram o Ribeirão até à liderança da tabela classificativa na fase da subida, ultrapassando precisamente os flavienses na classificação. Esta foi mesmo a primeira

RE SUL TA DOS

Matos Pica Bura Luiz Alberto Nelson Varela Costa Bruno Pereira (90’ Benta) Monteiro Pires (82’ Ricardo Jorge) Moita (75’ Paulo Rola)

PR XI MA

Rego Hugo Pinheiro Abadito Carlos Pinto Bruno Madeira Tiago Tiago Martins Clemente Bamba (32’ Gustavo) Danilo (75’ Inzaghi) Edu Castigo (69’ Evandro)

P

29 29 28 27 25 25

Mondinense - Vieira Mirandela - Joane Bragan a - Vianense

Famalicão foi superior ao Craques mesmo jogando fora de casa

Os infantis A do Famalicão deslo- sua equipa na frente do marcador. caram-se no passado sábado a No último minuto do encontro, Vieira do Minho e venceram os Cra- o Famalicão teve direito a um peques por 3-1, em mais um jogo do nálti que Pedro Rafael, de regresso campeonato distrital do escalão. após lesão, converteu na perfeiO jogo decorreu sob um sol abra- ção e fechou o marcador em 3-1 sador, com a posse de bola a per- para os visitantes. No próximo sátencer à formação famalicense que bado os famalicenses recebem a acabou por garantir uma vitória equipa de Sta Eulália de Vizela. justa. Pelo FC Famalicão jogaram: RiA equipa da casa abriu o mar- cardo (guarda-redes), Pedro Vecador à passagem dos 14 minutos. loso, Diogo Nogueira, Carlos PaA defensiva famalicense não con- neira (1), João Sampaio, Aires seguiu impedir que os Craques Cristiano (1), Diogo Lobo. Jogaram aproveitassem um mau atraso dos ainda: Ferreira (guarda-redes), Pevisitantes para se colocarem na dro Rafael (1), João Lobo, Daniel Rifrente do marcador. Mas logo no beiro, Tiago Borges. Pedro Lobo minuto seguinte era o Famalicão a aproveitar um lançamento longo Série G de Sampaio, tendo Cristiano resta- INFANTIS Pevidem, 2; Ribeirao,Vizela-S. 3 Paio belecido a igualdade a uma bola Craques, 1; FamalicaoFair A, 3Play, 5; Moreirense, que se manteve até ao intervalo. Sta Eulalia, 1; Ruivanense, V. Guimaraes, 4 3; Fafe, 4 O Famalicão manteve o sisCeloricense-Ases S. Jorge tema de jogo na segunda parte, CLAS SI FI CA ˙ˆO J V E D F C P tendo conseguido maior posse de 1. V. Guimaraes22 21 0 1 191 21 63 2. Fafe 22 20 0 2 157 37 60 bola. Os locais apostaram mais no 3. Famalicao A 22 19 0 3 143 50 57 4. Moreirense 22 14 1 7 116 59 43 contra-ataque, mas na defesa fa- 5. Fair Play 22 13 1 8 122 77 40 malicense Pedro Veloso parecia de- 6. Craques 22 12 2 8 65 53 38 7. Ribeirao 22 11 1 10 76 88 34 terminado a não deixar passar 8. Vizela 21 10 2 9 75 53 32 9. Ases S. Jorge 21 8 2 11 54 89 26 nada. S. Paio 19 4 3 12 30 86 15 Aos 19 minutos, Diogo Lobo 10. 11. Ruivanense 22 4 2 16 27 79 14 21 2 1 18 21 103 7 marcou um golo à entrada da área 12. Pevidem 13. Celoricense 20 2 1 17 29 141 7 mas o juíz da partida anulou por 14. Sta Eulalia 22 1 2 19 25 195 5 pertenço fora de jogo. Já com os V. Guimaraes - Pevidem Ases S. Jorge - Vizela ânimos um pouco exaltados fora Ribeirao - Craques S. Paio - Fair Play Famalicao A Sta Eulalia Moreirense - Fafe do campo, Paneira marcou um belo Ruivanense - Celoricense golo de fora da área, colocando a RE SUL TA DOS

GD Chaves GD Ribeirão

PR XI MA

Estádio Municipal Chaves Árbitro : Renato Gonçalves (Guarda)

5


sport: 30 de Abril de 2008

28

futebol

Famalicão somou o primeiro ponto na fase da permanência

Atitude dos jogadores merecia triunfo Árbitro: Renato Oliveira (Aveiro)

Famalicão Oliv. Douro Dane Vítor Bruno (36’ Patrício) Alex Gomes David Martins André Francisco Zé Miguel Luisinho (87’ Diogo) Tiririca Santos (85’ Moisés)

Castro César Martins Nuno Cardoso (76’ Filipe) Ricardo (76’ Nuno Miguel) António Carlos Serginho (41’ Mané) Teixeira Terivart Alexandre Dani

Treinadores Carlos Alberto

António Pedro

Golos: 22’ Dani (0-1); 71’ Santos (1-1). C artõ es Amarelos:11’ Zé Miguel; 49’ António Carlos; 60’ Patrício; 74’ André Francisco; 89’ Nuno Miguel; 91’ Moisés. C artõ es Vermelho s: Não houve.

Sem ser um grande espectáculo de futebol, os dois conjuntos conseguiram dar alguns motivos de interesse aos poucos adeptos que se deslocaram ao estádio famalicense. poste direito da baliza de Dane, tabelou nas costas do guarda-redes e encaminhou-se lentamente para o fundo da baliza local. Um golo de sorte mas que deu uma vantagem injusta dos visitantes ao intervalo. O Famalicão entrou bem na segunda parte e voltou a pôr à prova o guardião Castro que já durante a etapa inicial tinha sido chamado várias vezes a intervir. Os famalicenses acabariam por igualar a contenda graças a uma boa jogada do melhor elemento em campo da equipa da casa. Ruizinho conduziu o esférico pelo lado esquerdo, trabalhou

Derrota começou a ser desenhada logo no primeiro minuto

Oliveirense continua a marcar passo Árbitro: Rui Tavares (Coimbra)

Padroense Oliveirense Marco Tiago Madalena Armando Seabra Castanho Vitinha João (75’ Sérgio) Lobo Paulinho (85’ Duarte) Daniel Ivo (89’ Orriça)

Vítor Jorge Miguel (45’ Pedro F.) Zé Pedro Alexandre Carvalhinho João Dias Paulinho (59’ Hélder A.) Leal João Cruz Cadete Ricardo (18’ Vítor Hugo)

Treinadores Augusto Mata

Mário Jorge

Golos: 1’ Ivo (1-0); 45’ João (2-0); 50’ Seabra (3-0); 52’ Vítor Hugo (3-1); 77’ Leal (3-2); 81’ Seabra (4-2). C artõ es Amarelos:3’ Tiago Madalena; 29’ João Cruz; 40’ Lobo; 43’ Zé Pedro; 54’ Pedro Fidalgo; 55’ Seabra; 79’ Carvalhinho; 81’ Vítor Hugo. C artõ es Vermelho s: Não houve.

A sorte não esteve do lado dos comandados de Mário Jorge na deslocação a Padrão da Légua. A estratégia para o jogo ficou condicionada logo à partida depois de no primeiro minuto Ivo ter dado vantagem à equipa da casa. A Oliveirense ainda reagiu durante a segunda parte, mas o Padroense acabou por ter mais felicidade e arrecadou os três pontos. A subida de divisão continua ainda assim sem estar comprometida. Logo na abertura, os locais colocaram-se em vantagem. Cruzamento do lado esquerdo e no interior da pequena área

margem mínima já que Leal abriu o livro e apontou o 3-2 de canto directo. Quando se pensava que a emoção iria permanecer até aos derradeiros segundos do encontro, Seabra fechou em definitivo as contas ao apontar o 4-2 na sequência de um livre que deixou algumas dúvidas. A vitória premeia a equipa que demonstrou maior consistência ao logo dos 90 minutos e também aquela que acabou por ter a estrelinha da sorte. Nada correu bem à Oliveirense, que sentiu sempre dificuldades para contrariar a rapidez de execução dos homens que ocuparam o sector mais avançado do Padroense. Quanto ao trabalho da equipa de arbitragem pode dizer-se que deixou muito a desejar, cotando-se como a pior equipa no terreno de jogo. Prejudicou as duas formações com os muitos erros cometidos, embora a Oliveirense tenha mais razões de queixa do trabalho desenvolvido pelo trio de Coimbra.

III DIVISÃO RE SUL TA DOS

Estádio do Padroense (Padrão da Légua)

Ivo deu o toque decisivo para o 1-0 no marcador. O golo acabaria por ser justificado no decorrer dos minutos que se seguiram já que os homens de Oliveira Santa Maria acusaram em demasia este revés. Como um mal nunca vem só, Leal desperdiçou um castigo máximo, ao permitir a defesa do guarda-redes Marco, e à passagem do minuto 18 Mário Jorge foi obrigado a substituir Ricardo, lesionado, que deu lugar a Vítor Hugo. Todos estes azares derrubaram animicamente a Oliveirense que sofreu o 2-0 em cima do minuto 45. Um trabalho de entendimento entre Lobo e João permitiu a este último apontar o segundo tento dos visitantes. Na etapa complementar esperava-se a reacção dos visitantes. Mário Jorge deixou nos balneários o lateral Jorge Miguel e fez entrar mais uma unidade de ataque, colocando Pedro Fidalgo junto de Vítor Hugo na linha da frente. A Oliveirense melhorou a sua produção, foi mais perigosa no reatamento mas haveria de ser o Padroense a chegar ao 3-0. Num lance de contra-ataque, Seabra rematou à entrada da área e ampliou a vantagem da sua equipa. Dois minutos volvidos, Vítor Hugo deu alento aos visitantes depois de reduzir a desvantagem numa jogada algo confusa, com a bola ainda a bater no poste da baliza de Marco. A Oliveirense cresceu e aos 77 minutos reduziu para a

Subida- Série

B

Padroense, 4; Oliveirense, 2 Serzedelo, 0; Aliados, 2 Paredes, 1; Amarante, 2 J

V

E

D

1. Amarante 4 2. Aliados 4 3. Padroense 4 4. Paredes 4 5. AD Oliveirense4 6. Serzedelo 4

CLAS SI FI CA ˙ˆO

3 2 2 2 0 1

1 2 0 0 1 0

0 11 0 8 2 5 2 4 3 4 3 2

PR XI MA

4-2

F

C

4 1 8 4 9 8

P

35 29 28 27 26 23

AD Oliveirense - Serzedelo Amarante - Padroense Aliados - Paredes

bem o lance e serviu de forma primorosa o ponta de lança Santos. Na área e num bom gesto técnico de cabeça, Santos deu a tão merecida igualdade ao FC Famalicão. Esta foi uma das melhores jogadas do encontro que culminou com o estabelecimento do resultado final da partida. Após a igualdade, o técnico António Pedro ainda tentou o tudo por tudo para chegar aos três pontos, operando duas substituições de uma assentada, com as entradas de Filipe e Nuno Miguel para os lugares de Nuno Cardoso e Ricardo, respectivamente. A tendência de jogo não se alterou e o

resultado não sofreria alterações até ao final. A igualdade a uma bola não serve os interesses do Oliveira Douro, que procura ainda fugir à despromoção aos distritais. Matematicamente ainda é possível, mas este empate em Famalicão poderá ter comprometido essas aspirações. O mais provável é que a equipa de António Pedro acompanhe o FC Famalicão na descida aos distritais, embora seja certo que estes dois conjuntos não se vão encontrar na próxima temporada.

POULE DE MANUTENÇÃO RE SUL TA DOS

B1

Nogueirense, 0; Moncorvo, 1 Famalicªo, 1; Oliv. Douro, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

4

2 2

0

7

5

27

2. Nogueirense 4

1 2

1

7

3

22

3. Oliv. Douro 4

1 3

0

6

2

20

1. Moncorvo

4. Famalicªo PR XI MA

P

4 0 1 3 3 13 13 Oliv. Douro - Nogueirense Moncorvo - Famalicªo

Infantis B do Famalicão goleados em Bairro

Dérbi concelhio deu numa vitória indiscutivel do Bairro

Num jogo entre o primeiro e o terceiro classificados da tabela, previa-se um jogo intenso e difícil para ambas as equipas. Assim aconteceu, embora os números pareçam demonstrar o contrário já que o Bairro recebeu e venceu por 4-0 o Famalicão. Os visitantes venderam cara a derrota e o desfecho poderia ter sido outro caso os azuis não tivessem sido tão perdulários. O Famalicão sofreu o primeiro golo na jogada inicial do desafio, fruto de uma desatenção da defensiva, muito bem aproveitada pelos locais. O jogo pautou-se pelo equilíbrio e os restantes golos só surgiram nos últimos minutos da partida quando o Famalicão tentava o tudo por tudo para chegar à igualdade, desguarnecendo o seu sector mais recuado. O facto do guarda-redes do Bairro ter sido o melhor elemento em campo é demonstrativo do que se passou no jogo. Mais uma vez faltou eficácia e alguma serenidade aos jogadores do Famalicão nos momentos cruciais do jogo.

Desta forma, o Bairro distanciou-se ainda mais do Famalicão e consolidou o primeiro lugar na tabela classificativa, praticamente retirando a possibilidade aos visitantes de se aproximarem do topo da classificação. Os infantis B do Famalicão jogaram com: Miguel, Tigas, Rui, André Gomes, Carlitos, Viana, Zé Pedro, Dinis, Marco, Fred, João Pedro e Pimenta. INFANTIS

Série F

Ruivanense-Vilaverdense Arnoso-Ribeirao 0; OperÆrio, 3 Bairro, 4; Famalicao Cavaloes, B, 0 Fafe, Louro, 3; Oliveirense, 1 4; Craques, 5

RE SUL TA DOS

Estádio Municipal de Famalicão

Já sem nada a fazer para evitar a descida aos distritais, o Famalicão conseguiu conquistar o primeiro ponto na segunda fase e atrasou o Oliveira Douro na busca dos seus objectivos. A igualdade a uma bola é fruto da entrega dos jogadores famalicenses que pela entrega e atitude demonstradas mereciam até somar mais do que apenas um ponto. No Estádio Municipal encontraram-se duas equipas equivalentes que mostraram também argumentos muito parecidos para chegarem à vitória. Sem ser um grande espectáculo de futebol, os dois conjuntos conseguiram dar alguns motivos de interesse aos poucos adeptos que se deslocaram ao estádio famalicense. Na primeira parte aconteceu apenas um golo. À passagem do minuto 22, Dani fez o 1-0 para o Oliveira Douro num lance caricato. O avançado dos visitantes rematou forte, a bola bateu no

CLAS SI FI CA ˙ˆO

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. PR XI MA

1-1

J

V

E

D

F

C

P

Bairro 20 OperÆrio 19 Famalicao B 20 Louro 19 Oliveirense 19 Ribeirao 19 Cavaloes 20 Ruivanense 19 Arnoso 18 Craques 19 Fafe 20 Vilaverdense16

17 15 13 9 10 10 8 7 7 3 4 1

2 3 3 4 0 0 1 1 0 5 1 0

1 1 4 6 9 9 11 11 11 11 15 15

122 71 86 80 68 61 44 46 51 38 50 19

33 19 45 54 42 37 70 65 70 61 98 142

53 48 42 31 30 30 25 22 21 14 13 3

Arnoso - Craques Oliveirense - Ruivanense Ribeirao - Bairro Vilaverdense - Cavaloes Famalicao B - Louro OperÆrio - Fafe


sport: 30 de Abril de 2008 29

futebol

Juniores do FC Famalicão empataram a uma bola frente ao Tourizense

Resultados da AFSA Realizou-se no passado fim-desemana mais uma jornada dos campeonatos concelhios de futebol de salão amador (AFSA) e na 1ª divisão a jornada foi a 21ª, com os seguintes resultados: Floresta 1-3 Landim; Carril 2-3 Covense; Carreira 1-5 Outeirense; JASP 4-3 Lameiras; MAL 3-3 S. Martinho; Novais 4-6 Pedome. Comanda o Pedome com 56 pontos. Na poule de acesso à 1ª divisão, os resultados foram: Bente 5-1 Requionense; ADESPO 1-1 Gavião; ACURA 1-2 Vermoim. Lidera o Vermoim com 14 pontos e o segundo é o Gavião com 9 pontos somados. Na taça seniores da 2ª divisa, registaram-se os seguintes resultados: Barrimau 1-0 Montinho; Cabeçudense 6-6 União Louredo; 1º Maio 3-0 São Cosme; Flor Monte 2-1 Lousado. Comanda a Flor Monte com 9 pontos.

Subida adiada mais uma semana

AFB II DIVISÃO

Série 1

AFB I DIVISÃO

Selho, 3; Campelos, St“ 3 EufØmia, 3; RUIVANENSE, Vila3 Chª, 2; Tadim, Juv. 0 Belinho, 2; Tebosa, . S. Romªo, 1; S. COSME, 2 DELAES,3 2; P. MatamÆ, 1 Antas, 1; OPER`RIO, TELHADO, 1; Celeir s, 1 VITORIA, 0; BAIRRO, SˆO 1 CLAUDIO, 1; Gon a, 0 Fonte Boa, 2; Granja,Marca, 4 5; Bastu o, 0 LAGENSE, 1; Pevidem, 2 MOUQUIM, 0; S. Ver ssimo, 1

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

J

V

E

D

F

C

P

…e do FC Famalicão

AFB I DIVISÃO

Série B

Roriz, Airªo, 1; Pedralva, 1 2 Polvoreira, 2; Briteiros, 1 Arco Baœlhe, 1; Tabuadelo,Catel, 2 Terras P. d’Ave, 1; GONDIFELOS, 0 Gandarela, 1; Pica, 2 Antime, 1; S. Paio d’Arcos, Silvares,1 3; Santo Adriªo,`guias 2

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

Na Divisão de Honra, o Fão foi um dos grandes beneficiados da jornada 27 da principal liga da Associação de Futebol de Braga já que goleou o Martim por 4-0 e sagrou-se campeão. Quando faltam três jornadas para o final do campeonato, a equipa treinada por Alberto Silva tem nove pontos de vantagem sobre o segundo classificado, o Vilaverdense, pelo que o Fão já é matematicamente campeão. Quanto à manutenção, o Louro marcou passo depois de ter sido derrotado no terreno do Arões por 3-0. Os comandados de Carlos Rego vão por isso nas próximas três jornadas procurar garantir a permanência na Divisão de Honra. Na próxima jornada os famalicenses recebem o Vilaverdense.

Nas camadas jovens do FC Famalicão registaram-se os resultados: Tourizense 1-1 Famalicão (nacional juniores); Famalicão 2-1 Moreirense (juvenis); Bairro 4-0 Famalicão (infantis B); Craques 1-3 Famalicão (infantis A); Famalicão 0-0 Operário (escolas).

RE SUL TA DOS

Série 4

esperar por um deslize da Sanjoanense frente ao Tourizense. A equipa de S. João da Madeira tem menos um ponto do que os famalicenses. Num jogo disputado no Complexo Desportivo de Touriz, sob arbitragem de Luís Caiado (Viseu), auxiliado por Luís Fonseca e Carlos Marques, o Tourizense, treinado por Jorge Cardoso, alinhou com: Sérgio, Quintinho, Artur, Aires, Donaldy, João Batista, Marco Simões, Carlos Wilson, Pinheiro, Rodrigo e Patrício. Jogaram ainda: Marco Sequeira, Tiago e Cajó. Já o técnico famalicense José Martins escalonou o seguinte onze inicial: Piteca, Borges, Talocha, André, Miguel, Arantes, Rui, Cesário, Carlos, Óscar e Luís. Jogaram ainda: Vítor Hugo, Urbano e Carriço.

Os resultados do fim-de-semana da formação do Joane foram: Urgeses 10 Joane (juniores); B. Misericórdia 41 Joane (juvenis); Joane 3-6 Os Sandinenses (infantis); Joane 2-2 Fafe (escolas B); Ribeirão 7-4 Joane (escolas A). Na próxima jornada, disputamse os jogos: Joane-Vieira (juniores, sábado, 16 horas, Campo Riopele); Joane-Delães (juvenis, domingo, 10 horas, Campo Riopele); Joane-Moreirense (infantis, sábado, 10 horas, Campo Fórum); V. Guimarães-Joane (escolas, 10h30, sábado); PevidémJoane (escolas, 11 horas, sábado).

F

C

P

Série A

AFB DIVISÃO HONRA

Série 1

4; Pico Regalados, 2 3; Tibªes, 1 NINENSE, Sªo Paio, 0; St“ EulÆlia, 2 Vilaverdense, 5; Laje, 0 1; Soarense, 1. Alvelos, 2; T. Caldelas, 1 Maria, 1; Forjªes, Santa Arıes,0 3; Louro, 0 Bouro, 2; Palmeiras, Pousa, 2;1 Apœlia, 3 Martim, 0; Fªo, 4 Torcatense, 1; Esposende, 1 Gra a, 7; Fragoso, 1 5; Arentim, 0 Ponte, 1; Taipas, 0 Alegrienses, 3; Cabeceirense, 0 Viatodos,

CLAS SI FI CA ˙ˆO

RE SUL TA DOS

fraco. O Tourizense, que não tinha nada a perder, conseguiu fazer o seu jogo e na segunda parte esteve muito mais perto de chegar aos três pontos só não o conseguiu por falta de sorte. Na segunda parte, o Famalicão praticamente não criou uma única situação de perigo o que é muito pouco para uma equipa que quer atingir a subida de divisão. Uma coisa é certa, no próximo sábado a equipa famalicense terá forçosamente de fazer muito mais que aquilo que fez nesta partida frente ao Tourizense. Na próxima jornada, o Famalicão joga frente ao BeiraMar, em Aveiro, e em caso de triunfo garante a subida à 1ª divisão nacional de juniores. Caso isso não suceda terá de

Fão já garantiu título de campeão

Resultados do GD Joane…

Famalicenses não conseguiram garantir a subida frente ao Tourizense

RE SUL TA DOS

RE SUL TA DOS

AFB II DIVISÃO

Gil Silva

O Famalicão deslocou-se no passado sábado ao terreno do Tourizense, numa partida a contar para a quinta jornada da fase de subida do campeonato nacional de juniores. O empate a uma bola registado no final da partida pode considerar-se o desfecho mais justo por aquilo que as duas equipas fizeram durante os 90 minutos de jogo. Nesta partida, os juniores famalicenses perderam uma boa oportunidade de festejar desde já a subida de divisão isto porque o seu adversário directo, a Sanjoanense, perdeu em casa frente ao Beira-Mar por uma bola a zero. Em caso de vitória do Famalicão a subida era uma realidade e agora terá de esperar mais uma semana e procurar vencer em Aveiro o que à partida não será uma tarefa nada fácil. Quanto ao jogo poderemos dizer que foi um mau espectáculo. O Famalicão nunca se encontrou e sofreu o primeiro golo logo aos dois minutos de jogo. Ainda assim, os visitantes reagiram de imediato e aos 10 minutos já Carlos restabelecia a igualdade. Com este golo pensou-se que o Famalicão iria partir para uma exibição de luxo só que foi puro engano. O calor que se fazia sentir não serve de desculpa para um jogo bastante

Em juvenis, jogou-se a 15ª jornada, com os resultados: Carreira 9-1 Louredo; JASP 3-10 Lameiras; Mouquim 8-3 Covense; Juv. Académico 4-8 Landim. Comanda a Carreira com 34 pontos, seguido do Landim com 32. Em iniciados a jornada foi a 23ª, com os resultados: Joane 5-6 Juv. Académico; Pedome 1-13 Barrimau; Lameiras 4-5 Landim; JASP 13-2 Outeirense; Bairrense 10-2 Requionense; Covense 3-8 Castelões; Flor Monte 1-6 1º Maio. O líder é o Castelões com 64 pontos. No campeonato feminino disputou-se a 9ª ronda. Resultados: Juv. Académico 3-7 Outeirense; Covense 1-2 Oliveirense; Santa Maria 0-0 Landim. Comanda o Outeirense com 24 pontos, seguido do Santa Maria com 22 e o último é o Covense com quatro pontos.

J

V

E

D

F

C

P

CLAS SI FI CA ˙ˆO

J

V

E

D

F

C

P

PR XI MA

PR XI MA

PR XI MA

PR XI MA

PR XI MA

1. `guias Gra a26 18 3 5 50 16 57 1. Pevidem 25 14 8 3 46 24 50 1. Vila Chª 25 19 5 1 78 25 62 Ronfe, 2; LOUSADO, 1 1. Fªo 27 20 4 3 60 14 64 2. Pico Regalados 26 18 3 5 47 20 57 1. Pica 26 19 6 1 56 17 63 2. Vilaverdense27 17 4 6 50 26 55 2. A. St“ EufØmia 25 12 7 6 44 30 43 2. Celeir s 25 13 7 5 43 22 46 3. Terras Bouro26 13 5 8 51 32 44 2. Porto d’Ave 26 18 5 3 46 13 59 3. Taipas 27 16 7 4 43 21 55 3. RUIVANENSE 25 11 9 5 40 23 42 3. OPER`RIO 25 14 3 8 41 28 45 4. NINENSE 26 11 7 8 37 31 40 3. Ronfe 26 16 6 4 62 24 54 4. St“ EulÆlia 27 12 9 6 48 26 45 4. Campelos 25 10 9 6 43 30 39 4. Antas 25 12 8 5 37 28 44 5. Viatodos 26 11 7 8 32 27 40 4. Silvares 26 15 5 6 46 23 50 5. Santa Maria 27 12 9 6 36 24 45 5. . S. Romªo 25 11 5 9 40 38 38 5. MOUQUIM 25 13 4 8 49 32 43 6. Tibªes 26 11 7 8 38 35 40 5. Airªo 26 11 7 8 27 23 40 6. Martim 27 11 10 6 38 28 43 7. Catel 26 11 6 9 34 30 39 6. GONDIFELOS 26 12 3 11 39 35 39 7. Esposende 27 7 16 4 30 19 37 6. SˆO CLAUDIO 25 11 5 9 30 31 38 6. Sªo Ver ssimo25 11 7 7 47 33 40 8. `guias Alvelos 26 11 6 9 32 34 39 7. Santo Adriªo26 10 8 8 32 29 38 8. Alegrienses 27 8 9 10 33 32 33 7. LAGENSE 25 10 7 8 53 41 37 7. Marca 25 10 7 8 51 40 37 9. Palmeiras 26 11 5 10 48 33 38 8. Polvoreira 26 11 5 10 39 45 38 9. Arıes 27 7 9 11 27 31 30 8. S. COSME 25 9 7 9 31 30 34 8. Granja 25 9 9 7 30 28 36 10. Soarense 26 7 13 6 32 28 34 9. Tabuadelo 26 9 9 8 40 28 36 10. Torcatense 27 7 8 12 27 44 29 9. BAIRRO 25 8 9 8 29 31 33 9. Fonte Boa 25 8 6 11 47 49 30 11. Apœlia 26 8 8 10 41 41 32 10. Antime 26 8 10 8 30 30 34 11. Laje 27 8 5 14 28 46 29 12. Pousa 26 7 10 9 29 30 31 11. Briteiros 26 8 4 14 28 37 28 12. Louro 27 7 6 14 30 54 27 10. Gon a 25 8 7 10 39 38 31 10. Tadim 25 5 9 11 35 46 24 13. T. Caldelas 26 6 9 11 28 36 27 12. Pedralva 26 7 7 12 31 41 28 13. Forjªes 27 7 5 15 24 39 26 11. Selho 25 8 6 11 36 51 30 11. TELHADO 25 4 11 10 27 52 23 14. Roriz 26 6 8 12 30 43 26 13. LOUSADO 26 7 3 16 25 41 24 14. Ponte 27 5 8 14 22 40 23 12. P. MatamÆ 25 5 10 10 42 52 25 12. Bastu o 25 5 4 16 23 63 19 15. Fragoso 26 7 4 15 30 50 25 14. S. Paio d’Arcos 26 7 3 16 22 41 24 15. Sªo Paio 27 4 10 13 24 52 22 13. VITORIA 25 6 3 16 29 50 21 13. Tebosa 25 3 8 14 31 54 17 16. Arentim 26 1 1 24 14 87 4 15. Arco Baœlhe 26 4 2 20 28 75 14 16. Cabeceirense27 4 9 14 25 49 21 16. Gandarela 26 2 5 19 18 67 11 14. DELAES 25 5 2 18 26 59 17 14. Juv. Belinho25 2 6 17 28 67 12 Fragoso - NINENSE S. COSME - Selho OPER`RIO - Vila Chª Celeir s - Juv. Belinho LOUSADO - Polvoreira Pedralva - Arco Baœlhe Arentim - Roriz Forjªes - St“ EulÆliaLouro - Vilaverdense P. MatamÆ - Ases St“ EufØmia Pico Regalados - Catel Tibªes - `guias Alvelos Fªo - Santa Maria Esposende - Arıes BAIRRO - guias S. Romªo Granja - Antas Briteiros - Porto d’Ave Gon a - DELAES Bastu o - TELHADO Tabuadelo - Gandarela Soarense - Terras Bouro Termas Caldelas - Pousa Taipas - Martim Pevidem - VITORIA Campelos - SˆO CLAUDIO Sªo Ver ssimo - FonteTadim Boa - Marca GONDIFELOS - Antime Pica - Silvares Cabeceirense - Torcatense Palmeiras - `guias Gra a - Viatodos Apœlia RUIVANENSE - LAGENSE Tebosa - MOUQUIM S. Paio d’Arcos - Airªo Laje - Ponte Santo Adriªo - Ronfe Alegrienses - Sªo Paio


modalidades

Cristina Monteiro em terceiro no Karaté

Cristina Monteiro foi 3ª classificada em Águas Santas

A Associação Desportiva de São Mateus e a Escola de Karaté de Delães marcaram presença no 8º Torneio de Karaté 25 de Abril, o terceiro internacional organizado pelo Clube de Karaté da Maia. O evento decorreu no passado fim-desemana no Pavilhão Municipal de Corim, em Águas Santas, inserido nas comemorações do 25 de Abril, com provas de Kumite e Kata. Da Associação Desportiva de S. Mateus competiram: Hugo Pinto, João Miranda, Nuno Pinto, Márcia Pereira, Diana Ribeiro, Ricardo Oliveira, Tomás Miranda e João Araújo que apesar de não che-

garem ao pódio tiveram prestações positivas. Já da Escola de Karaté de Delães competiram: Cristina Monteiro, 3ª classificada na prova de kata infantis femininos, e Tânia Magalhães que foi 5ª classificada na prova de kumite, cadetes 55 kg. Combateram ainda: Daniel Rocha, Rui Castro, Hugo Pinto, João Batista, Miguel Dinis, Stephanie Paiva e Marina Azevedo. Renato Monteiro participou na arbitragem enquanto António Oliveira, António Daniel, Tânia Magalhães e Stephanie Paiva prestaram apoio aos competidores.

Jorge Maia alcançou duplo bronze em San Marino Jorge Maia e Paulo Araujo, dois nadadores do Grupo Desportivo de Natação de Famalicão (GDNF) estiveram presentes na Taça Latina que decorreu em San Marino, Itália, entre os dias 23 e 27 de Abril. Em representação da Selecção portuguesa de natação, os dois nadadores conseguiram bons tempos, com especial destaque para Jorge Maia que garantiu duas medalhas de bronze. Os atletas de Famalicão obtiveram resultados positivos, contribuindo para que Portugal conquistasse a quarta posição entre os 20 países participantes. Em evidência esteve Jorge Maia que na sua prova de 200 metros Livres alcançou a medalha de bronze atrás de um nadador espanhol e outro italiano. Na prova de 400 metros Livres, o nadador do GDNF obteve nova medalha de bronze, atrás de um outro nadador italiano e ficando um atleta venezuelano no primeiro lugar do pódio. A Selecção de Itália foi a grande vencedora do torneio realizado em San Marino, tendo a Espanha ficado em segundo lugar e o Brasil fechado o pódio no terceiro posto. Portugal terminou na quarta posição.

Iniciados da ATC lideram na Taça Minho Com o início da segunda volta da fase regular da Taça do Minho de Basquetebol, as equipas de iniciados masculinos e femininos da ATC assumiram a liderança das respectivas classificações, depois de vencerem os dois jogos realizados no passado fimde-semana. As iniciadas, para além da vitória em Barcelos frente à equipa local por 62-21, receberam e venceram a equipa do Maria Fonte por 50-40, a única equipa que durante a primeira volta havia derrotado as joanenses. Por sua

vez, os iniciados da ATC continuam a sua senda vitoriosa, somando por vitórias todos os jogos disputados. Desta feita venceram o Limianos por 103-44 e o BCC Basto por 95-39. Entretanto, realizou-se no dia 25 de Abril o Torneio de Minibasquete da Póvoa de Lanhoso. Neste torneio convívio participou uma equipa da ATC que venceu todos os jogos que realizou. Resultados: ATC 56-14 V. Guimarães; Maria Fonte 24-26 ATC; ATC 60-38 Leões Enguardas; Limianos A 1240 ATC; ATC 32-20 BC Barcelos.

AVC já conhece adversárias na fase intercalar Realizou-se o sorteio da fase intercalar de juvenis femininos, em voleibol, com o Atlético Voleibol Clube (AVC) a ficar no grupo A juntamente com Arcozelo, Leixões e uma formação açoriana ainda a designar. Esta fase vai disputar-se no Pavilhão das Lameiras, em Famalicão, uma vez que o AVC se havia candidatado à sua organização, tendo a Federação decidido a favor do emblema famalicense. Assim sendo, Famalicão vai poder assistir a bons espectáculos de voleibol durante três dias. A prova decorre nos dias 16, 17 e 18 de Maio, com as duas melhores equipas de cada grupo a serem apuradas para a fase final que será disputada no mês de Junho em local a designar. Calendário fase intercalar: Grupo A (Pavilhão Lameiras), 16 Maio, 20h00, AVC-SC Arcozelo; 21h30, Lei-

Elementos da nova equipa de formação do AVC

xões SC-Equipa a designar dos Açores; 17 Maio, 16h00, Leixões-SC Arcozelo; 17h30, AVC-Açores; 18 Maio, 16h00, Açores-SC Arcozelo; 17h30, AVC-Leixões SC. No grupo B, que se disputará em Braga, actuarão as equipas do Ala Gondomar, Juventude Pacense, SC Braga e Sport Madeira.

FUTSAL

CLAS SIFICAÇÃO

Quando ainda estão seis pontos em disputa no nacional da 3ª divisão de futsal, a ARCA ainda mantém em aberto uma possível subida de escalão. Na jornada 24 do campeonato, a equipa de S. Tiago de Antas recebeu e venceu o Araucária por 5-2, estando a apenas dois pontos dos lugares que dão acesso à promoção. O Monte Pedras está mais distante no primeiro lugar, sendo que o segundo posto, que também dá acesso à subida, tem várias equipas com possibilidades matemáticas de o atingirem. A luta pela manutenção está também interessante de seguir, faltando ainda apurar dois dos cinco conjuntos que vão descer aos campeonatos distritais. Já despromovido está o S. Mateus que nesta ronda até conseguiu surpreender depois de empatar a duas bolas no pavilhão do segundo classificado, o Nogueiró.

O voleibol sénior do FAC esteve vitorioso na jornada do passado fim-de-semana. No sábado, a equipa masculina venceu o Castelo da Maia B por 3-1. A formação famalicense perdeu no 1º set, mas conseguiu dar a volta e vencer um jogo muito equilibrado. Falta apenas uma jornada para o final da 1ª fase do campeonato nacional da 3ª divisão. O sorteio da próxima fase realiza-se no dia 6 de Maio. Já antes, na quinta-feira, a formação feminina venceu com facilidade o Gondomar por 3-0.

Infantis fora da fase seguinte em hóquei Após ter averbado uma derrota frente ao Carvalhos por 2-1, a equipa infantil de hóquei patins do FAC ficou matematicamente arredada da próxima fase do nacional. A partida teve duas partes distintas, a primeira dominada pelo FAC, que chegou ao intervalo a vencer por 1-0, e a segunda em que o Carvalhos foi melhor e conseguiu virar o resultado a seu favor. Na Taça do Minho, o FAC continua a caminhada triunfal, com a conquista de mais duas vitórias, frente ao CART por 4-3 e em Ponte de Lima por 5-1. Esta foi a 11ª vitória consecutiva na prova. Os iniciados receberam o CART e venceram por um difícil 3-1. Com esta vitória o FAC cimentou o terceiro lugar. Entretanto, as equipas de iniciados e juniores do FAC estiveram em acção no Torneio do Bom Sucesso, em Aveiro, no dia 25 de Abril. A participação foi positiva, com as duas equipas a conseguirem uma vitória e uma derrota. Os iniciados derrotaram o Gulpilhares, no primeiro jogo, por 6-4. Na final, o FAC perdeu com o Bom Sucesso por 6-4. Os juniores saíram derrotados por 4-3 da partida frente ao Turquel e no último encontro, frente ao Bom Sucesso, o FAC controlou o jogo e venceu por 4-3, alcançando o terceiro lugar do torneio.

FAC perde no basquetebol A equipa de basquetebol do Famalicense Atlético Clube foi derrotada pelo BC Basto por 54-81, em mais uma jornada disputada. A superioridade da equipa adversária foi evidente em todo o jogo.

III Divisão

Acad. Leça, 3; CB Barcelos, 3 Leões Lapa-Sapiãos Habinordeste,3;CBParedes,5 Sangemil, 5; Merelinense, 0 Nogueiró, 2; SÃO MATEUS, 2 M. Pedras, 16; Santa Luzia, 6 ARCA, 5; Araucaria, 2

ARCA continua na luta pela subida

Seniores do FAC vitoriosos no voleibol

Nova equipa de formação O AVC tem nova equipa de formação, atletas nascidas em 1998 e 1999, constituída por 30 jovens famalicenses. A aposta na formação contínua no clube famalicense. O comando técnico desta equipa pertence a José Pereira e a Hélia Ferrer.

R E S U LTA D O S

sport: 30 de Abril de 2008

J

1. Monte Pedras 24 2. Nogueiró 23 3. Acad. Leça 23 4. ARCA 23 5. Sangemil 22 6. CB Barcelos 23 7. Araucaria 23 8. CB Paredes 24 9. Merelinense 22 10. Habinordeste 24 11. Leões Lapa 22 12. Santa Luzia 24 13. SÃO MATEUS 23 Acad. Leça - Santa Luzia CB Barcelos - Sangemil Merelinense - Nogueiró SÃO MATEUS - ARCA

PRÓXIMA

30

V

13 12 12 12 12 12 10 11 10 10 9 6 4

E

D

F

C

P

6 5 119 87 45 5 6 95 70 41 5 6 90 71 41 3 8 103 86 39 3 7 102 87 39 3 8 105 91 39 7 6 96 90 37 1 12 125 122 34 4 8 90 88 34 3 11 74 77 33 2 11 102 102 29 0 18 121 167 18 3 16 51 86 15 Araucaria - Leões Lapa Sapiãos - Habinordeste CB Paredes - Monte Pedras

Mauro Marques vence e aumenta diferença Leiria acolheu no passado fim-de-semana a segunda ronda do campeonato de Portugal, em Karting, onde o piloto famalicense Mauro Marques foi o grande vencedor, mantendo desta forma a liderança no campeonato reservado à categoria KF2. O piloto da PTM Racing entrou nesta jornada com o pé direito, ao realizar o melhor tempo nos treinos cronometrados. Na pré-final, o piloto famalicense largou da primeira fila da grelha liderando-a até quatro voltas do fim, mas uma pressão de pneus não adequada fez com que Mauro terminasse na segunda posição. “Arriscamos uma nova pressão de pneus que nos colocava mais rápidos na partida mas depois dos pneus aquecerem, ficamos mais lentos e daí ter ficado em segundo”, contou Mauro. Na final, o famalicense largou do primeiro lugar da grelha de partida, posição em que cortou a meta. “Tudo esteve perfeito, material e afinações seleccionadas, e por isso estamos todos de parabéns”, disse Mauro Marques que pretende “continuar a trabalhar para que as coisas continuem a correr bem”, concluiu. Com esta vitória Mauro Marques mantém a liderança no Campeonato de Portugal em karting e a próxima prova realiza-se a 24 e 25 de Maio no circuito de Vila Real.

CD Lousado organiza torneio O Clube Desportivo de Lousado vai organizar no próximo dia 26 de Maio, segunda-feira, o seu 24º Torneio de Futebol de Cinco. Os interessados poderão fazer a sua inscrição até ao dia 19 de Maio, com o sorteio a realizar-se no dia 21 de Maio pelas 21h30. Quanto a prémios, o primeiro é um troféu mais 500 euros, o segundo um troféu e 250 euros, o terceiro um troféu e 150 euros e o quarto um troféu e 75 euros. As inscrições poderão ser efectuadas através dos números de telemóvel: 918 291 425 ou 916 363 662.


publicidade

sport: 30 de Abril de 2008 31


32

sport: 30 de Abril de 2008

últimas

Velhos são os trapos A brasileira Luiza Brunet, 45 anos, foi capa da revista masculina UM. Luiza diz à revista que, ao contrário das mulheres da sua idade, sente-se bem com o seu corpo. "Penso que, quanto mais a mulher amadurece, mais ela deveria de si”. Com 1,76cm de altura e 60kg, a ex-modelo faz exercícios regulares para manter a forma. "De uns tempos para cá estava sentir-me um pouco fora de forma. Mas hoje estou bem", contou ela. Depois de três anos afastada dos desfi filles de Carnaval, Luiza voltará este ano a desfi fillar.

Petra: sorte de Sean Penn O actor americano parece ter reencontrado o amor ao lado de Petra Nemcova (na foto), dois meses depois de ter anunciado o fi fim m do seu longo casamento com a actriz Robin Wright, de quem tem dois fi fillhos, Dylan Frances, de 16 anos, e Hopper Jack, de 14. Sean Penn, de 47 anos, e a modelo checa, de 28, chegaram juntos à festa que Elton John deu em West Hollywood após a cerimónia dos Óscares, um evento que reuniu inúmeras estrelas do meio artístico com o objectivo de angariar fundos para a Elton John AIDS Foundation. Penn e a namorada não esconderam a cumplicidade e, mesmo em frente às câmaras, não evitaram a troca de alguns gestos e olhares carinhosos, numa atitude que se prolongou pela noite dentro. A modelo ganhou maior notoriedade quando, em 2004, se tornou notícia por ter sobrevivido ao tsunami que atingiu a Tailândia e que custou a vida ao seu noivo, o fo tógrafo de moda inglês Sim on Atlee. Depois disso, Petra Nemcova namorou com o cantor britânico James Blunt. O actor Bruce Willis rendeu-se aos seus encantos, mas não terá recebido grande atenção por parte da modelo. Sean Penn teve mais sorte...

Rob Lowe em guerra com ex-ama dos seus filhos O actor Rob Lowe encontra-se em guerra com Jessica Gibson, ex-ama dos seus dois fi fillhos. Em causa está uma alegada tentativa de chantagem por parte da ex-ama como contrapartida para não revelar detalhes da vida íntima do actor de «Os Homens do Presidente» e «Irmãos e Irmãs». Rob Lowe revelou recentemente que Gibson pedia 1,5 milhões de dólares pelo seu silêncio. Entretanto, a exama apresentou queixa do actor por abusos sexuais. Jessica Gibson trabalhou de forma intermitente durante sete anos, até 24 de Fevereiro último, como ama dos dois fi fillhos de Rob e da sua mulher, Sheryl.


OP 5C  

N Nu ul lo o em dérbi de escolas Q Qu ua ar re es sm ma a deu autógrafos em Famalicão VI Grande Prémio A At tl le et ti is sm mo o realiza-s...

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you