Issuu on Google+

De 11 a 18 de maio de 2013 • Edição 1140 • ANO XXXIII • www.operumo­lha­do.com.br

O MAIOR JOR­NAL

Um jornal cego, surdo e mudo

Foto: Atual Comunicação Integrada

BÚZIOS

s e ã M s a d a i D o d l a i c e p Edição Es

Instituto Dominus

Uma mãe para seus filhos


EU TE APOIO, PADRE RICARDO! Na última edição do Perú publicaram uma nota, enviada por e-mail, de algum paroquiano atacando o Padre Ricardo por querer fazer um museu em Sant’Anna. Como eu não leio os textos nem sabia do que se tratava a nota , só que era contra o Padre Ricardo e por isso publiquei. O tempo passa e acaba derrubando algumas rusgas, sei lá se isso é verdade mesmo, mas me pareceu bonito e então escrevi. Mas o fato é que finalmente eu concordo com alguma coisa que Ricardo pensa e quer fazer, não pensem com isso que mudei, continuo achando qualquer igreja uma perdição e isso se dá aos pastores e padres também. Mas por que os católicos vão ficar contra preservação da cultura e da história? Em especial da própria historia deles? Pessoal cabeça dura. Na nota fala que o pessoal da igreja vai ficar sem onde se reunir, sem lugar para as crianças fazerem não sei o que deles lá, parece que o AA (Alcoólicos Anônimos) se reúne lá também, mas não tem como se reunir em outro lugar? Quem sabe até a prefeitura ajuda, já que é para uma coisa legal para toda a comunidade. O quadro valioso com a historia de Sant’Anna já foi roubado do interior da capela, imagens também. Na verdade muitas coisas já foram roubadas. Quem sabe com a criação de um museu as peças que ainda restam possam ser expostas com segurança? Eu to me esforçando para acreditar no Ricardo, mesmo a contragosto de nossa conturbada história desde que chegamos aqui nessa península doida , ambos na década de 80. Eu só tenho uma condição para te dar o meu apoio Ricardo, que sua peruca esteja exposta no museu, é um material sacro e histórico de Búzios, não pode faltar. Marcelo Lartigue

Mãe?

Por Silvia Cosenza

Para quem já está nesse ramo há muito tempo, o que vou escrever aqui não é nada novo, mas o assunto é tão complexo que, apesar da experiência, sempre vale uma reciclagem, uma parada para reflexão. E para quem está ingressando agora, ou para quem está pensando em entrar no ramo, vale ainda mais conhecer um pouquinho sobre o universo dessa difícil atividade: SER MÃE. Complicada a tarefa. E não falo sobre o corre-corre de cada dia, tendo que levar filho pra lá e pra cá, colégio, aula particular, escolinha de futebol, vôlei, judô, inglês, etc, etc. Não é isso, falo da mais difícil de todas as funções, que é EDUCAR. Muito mais importante do que encontrar tempo para dar conta de tantos compromissos que agendamos para nossos filhos, é encontrar a forma ideal para saber bem educá-los para que um dia se tornem pessoas responsáveis, profissionais preparados, e todas aqueles atributos para vencerem na vida, tanto no campo pessoal, quanto no profissional. Essa é a questão. Só que para isso não tem manual de instrução, não tem GPS, não tem código de barra, enfim, nada para nos orientar de uma forma mais didática. Tem aquelas orientações gerais, do tipo: tem que dar limites, tem que ter cobranças, tem que ter diálogo, enfim, um monte de macro-orientações, muitas vezes divergentes, dependendo da cabeça da

l a i r o t i d E

psicóloga, da pedagoga, da terapeuta da mais. familiar, e aí vai. Enfim, a tarefa de educar requer Os tempos estão mudando, e nessa muita sabedoria. Manter a autoridistância entre a nossa formação e a dade e ao mesmo tempo ser amiga, de nossos filhos, muita coisa se trans- parceira, carinhosa, parecer ser uma formou. Mesmo sendo a mãe novinha, equação complexa nos dias de hoje, do tipo com 17 ou 18 anos, ainda as- em que nossos filhos aprenderam sim há uma diferença de época. Afi- a questionar, amadureceram mais nal, as coisas estão mudando muito cedo e foram incentivados a penrapidamente e isso afeta diretamente sar fora da caixa. O universo ficou menos distanciado pela internet, as as relações entre pais e filhos. Já houve um tempo em que nós en- informações vão muito além daquesinávamos tudo a eles. Hoje em dia las que são passadas no mundinho não é bem assim. Eles dominam al- da nossa residência, do aconchego guns assuntos muito mais do que nós. doméstico. Mesmo dentro desse É o caso, por exemplo, dessas novas ambiente “seguro”, seu filho se cotecnologias. Como já nasceram nessa necta com o mundo. Com um munera, acabam tendo mais habilidade no do de opiniões e de outras experiênassunto. Falam essa linguagem desde cias, cedo. Nós não. Temos que aprender Agora, apesar de tudo isso, não se na raça. Temos que nos esforçar para assuntem tanto, pois uma coisa eu aprender. Nessa hora o papel se inver- posso garantir: mesmo quando erte: eles nos ensinam. Com isso, já per- ramos, estamos acertando. Porque demos toda aquela pose de sabedores intenção de mãe é sempre a melhor! do mundo, de referência máxima e, até em alguns casos, de autoridade. Con­se­lho edi­to­rial   Bri­git­te Bar­dot, Clau­dio Kuck, Ivald Gra­na­to, Jo­ Pode ser que essa semar Pe­rei­ra da Sil­va, Fi­no Quin­ta­ni­lha, Re­na­ta Des­ ja uma das razões pelas champs, Ota­vi­nho, Umberto e Clau­dio Mo­dia­no, quais as crianças estão Er­nes­to Za­bo­tinsky, Tra­ja­no Ri­bei­ro, Re­na­to Pa­co­te, Jor­ge Te­des­co, Clau­dio Co­hen, Lau­ritz Lach­man, tão donas de si, man- Gui­lher­me Araú­jo, Pe­dro Pau­lo Bul­cão, Pau­lo Ma­ donas, tiranas. Talvez. ria­ni, Al­ber­to Fan­ti­ni, Ma­rie Anick e Jac­ques Mer­ cier, Ara­guacy da Sil­va Mel­lo, Luis Ed­mun­do Cos­ta Talvez também por tra- Lei­te, Mar­cos Pau­lo, Elie Sha­ye­vitz, Jo­nas Suas­su­na, ria Ma­ria, Ruy Castro, Heloisa Seixas, Márcio balharmos tanto que, o Gló­ Fortes, Luiz Fernando Pedroso, Lula Vieira, Antônio pouco tempo que temos, Pedro Figueira de Melo, Eduardo Modiano, Ancel­ Góis, Etevaldo Dias, Joaquim Ferreira, Thomas procuramos não criar mo Sastre, Adriana Salituro, Armando Ehrenfreund e zonas de atrito, afinal, Mário Pombo. estamos tão cansadas do dia-a- dia atribulado do Di­re­tor Fun­da­do­res trabalho que, ao chegar Mar­ce­lo Lar­ti­gue Ma­rio Hen­ri­ques Adjunto e Pe­dro Luis Lar­ti­gue em casa, queremos tudo, Editor Janir Hollanda Ge­rên­cia de Ven­das menos nos estressar ain- Jor­na­lis­ta res­pon­sá­vel Tráfego Publicidade

 

Alessandra Cruz (reg. prof. 27662/RJ)

Editor de fotografia Taxista João de Nair Re­pór­ter Sandro Peixoto Mônica Casarin Alessandra Cruz Denis Kuck Gustavo Garcia

RETRATAÇÃO O Perú parabeniza a todos os cornos assumidos e esclarece aos cornos em duvida, que nem todos os maridos que pescam são pescadores, assim como nem todos os pescadores são maridos ou cornos. Donde se conclui que nem todos os vereadores são maridos, pescadores ou cornos. Enfim, não basta ser corno, é preciso sair para pescar.

Diagramação Caroline Moreira Diretora Comercial Alessandra Cruz

& Marketing Ltda. (21) 2532-1329 (21) 9100-7612 Me­ce­nas Umberto Mo­dia­no Im­pres­são Gráfica DMC Diretor de Distribuição Muchacho Bicho Doido Depto. Jurídico Dr. Ulisses Tito da Costa

Designer Gráfico Ivan Aros O Pe­rú Mo­lha­do / Edi­to­ra Mi­ramar CNPJ: 02.886.214/0001-32

 

Rua Alfredo Silva, 226, casa 4 Cep 28 950-000 – Brava - Ar­ma­ção de Bú­zios –  RJ Celular/redação: (22) 8128-3781 / 2623-1422 Comercial: (22) 7814-2441 E-mail: operu­mo­lha­do@globo.com operumolhado@gmail.com Si­te: www.operu­mo­lha­do.com.br

 

2

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


A mãe mais lembrada de todas. A mãe do juiz

Foto: Victor Viana

Por Victor Viana/ Marcelo lartigue/ Gustavo Garcia/ Muchacho Bicho Doido/ Hamber Carvalho/ Cabelada/ Mario Pombo

N

esses dia das mães falou ao Perú , Dona Laura de Souza Gonçalves, natural do Rio de Janeiro, do histórico bairro do Santo Cristo, a mãe do Cabelada. Cabelada, como todos já sabem, foi juiz de futebol e é fácil saber que ouviu muitas coisas sobre sua mãe durante as partidas. E a sua mãe, o que acha de sempre ter sido lembrada durante os jogos em que seu filho apitou? A senhora assistia aos jogos em que Cabelada apitava? Nos estádios mais próximos eu ia. Cabelada sempre me colocava em uma cadeira especial, No São Januário e Maracanã. Lá a senhora ouvia o que falavam da senhora quando Cabelada dava um cartão vermelho? Sim. Mas eu não me importava porque era coisa de momento. Eles nem pensam o que estão dizendo nessa hora. Mas já temeu pela vida de seu filho? Não temia não. Sempre tive muito orgulho do meu filho. Só me deu alegrias na vida. Aconteceu de duas vezes torcedores invadirem o campo. Uma vez até chegaram a ir na casa do Cabelada , mas no fim eles resolveram tudo em cervejas. Viraram amigos e tomaram vários chopes juntos. Ele se gaba de ser o filho preferido. Isso é verdade? O pai dele morreu muito cedo e ele era o homem da casa. Amo todos os meus filhos, mas cabelada é mesmo especial.

Homenagens as

mães buzianas

E como ele começou esse negócio de ser arbitro de futebol? Ele sempre gostou de esporte. Ele passava horas e horas trancado no quarto brincando de jogar botão. Tentou i ser jogador no vasco mas era muito perna de pau, não deu certo. Mas ele ia todo dia no Maracanã, até quando não tinha jogo. Era admirador do Armando Matos, segundo ele, o maior de todos. Conta pra gente, ele ganhava algum dinheiro com isso? Ele também vendia caminhões da Mercedes, mas por jogo ele recebia uns 800 reais. Mas é claro que pelo caminho ele gastava uns 500, chegava em casa com uns trocados.

Por Cabelada

Cabelada, o eterno bebum, digo, bebê da Dona Laura

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

Eu quero homen agear cinco mãe Ruthe, matriar s buzianas; Don ca da Armação a , Dona Ica, m ca da Brava, D atriarona Dica, matri arca do Pau Rol Dona Eva, mat ou e riar De outra geraçã ca da Rasa, com seus 104 an os. o quero lembrar também de Luc nir Fernandes (A iNi, do Alto M ahatan) pelo am e dedicação qu e tem com seu or lindo filho Gab E Maria Tereza riel. , mãe da minha filha.

3


Circuito Turístico da Rota dos Escravos: Até que enfim uma opção de turismo diferenciada Por Hamber Carvalho

N

a reunião promovida pela Secretaria de Turismo, na terça feira, dia 7 de abril, sob a coordenação de José Wilson, no INEFI, com o intuito de discutir as bases para a criação do Circuito Turístico da Rota dos Escravos na Rasa e Baia Formosa, como um produto do turismo de Búzios, assentado em base comunitária, em que estiveram presentes entidades e pessoas que operam mais diretamente na Rasa a questão da afra-descendência, no aspecto cultural, religioso, social e histórico, foi fato marcante o respeito as posições de cada segmento e a convergência de idéias no sentido de se concretizar uma proposta de turismo que contemple os valores daquela comunidade, já estabelecidos a partir de iniciativas próprias. O mais interessante ainda é que esta iniciativa inverte a tradicional intervenção, onde o governante impõe o “modus operandi” a comunidade e ponto final. Nessa proposta, a Secretaria reduz ao máximo sua atuação, para se colocar somente como elemento de fomento da atividade turística, respeitando e capturando os valores e a cultura existente e lhes atribuindo um juízo de valor turístico. Alem de ser um prodigioso avanço na criação de políticas públicas, especificamente para o setor de turismo, a proposta pactuada pela secretaria e as entidades presentes, ainda que informalmente, avança na consolidação de um turismo diferenciado daquele modelo que só contemplava o sol e a praia. Para o próximo encontro, ficou acertado que cada entidade apresentará sua contribuição para a composição do Circuito Turístico da Rota dos Escravos.

Dona Eva, a centenária remanescente de Quilombolas, com apenas 103 anos de idade

Dia das Mães

Oferecer uma joia única... Pontos de vendas: Loja Beach Way - tel: (22) 2623-9209 Hotel Casas Brancas - tel: (22) 2623-1458 Hotel Pérola - tel: (22) 2620-8507 Loja Yemanjá - tel: (22) 2623-9848 Site: www.poerava.com.br

As mães têm papel fundamental em nosso sucesso. Sentada entre deputados e vereadores na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, onde no último domingo fui eleita representante do Legislativo no Secretariado Estadual do PSDB Mulher RJ, agradecia minha mãe. Olhava em volta e agradecia a minha mãe. Ali vi a dimensão do seu esforço, do seu amor, tudo que me possibilitou seguir livre e segura em direção ao que eu acredito e quero para a minha vida, para a minha família, e para a minha comunidade. Através de minha mãe, Lúcia, homenageio todas as mães buzianas e de todo o Brasil, desejando bastante carinho e um dia muito feliz. Vereadora Joice Costa

4

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


O país do Esquemão

D

epois de 17 anos postergado por artifícios e atalhos jurídicos, finalmente os seguranças de Paulo Cesar Farias, O PC, tesoureiro da campanha do atual Senador Fernando Collor de Mello, quando então candidato a presidência da republica, começam a ser julgados. Segundo a Promotoria, o caso converge para “queima de arquivo”, pois PC era acusado de sonegação de impostos e enriquecimento ilícito, podendo ainda revelar outros envolvidos com destaque no meio político e empresarial. Na realidade, o caso PC bate de longe a Privataria Tucana e o Mensalão do PT, se considerarmos os montantes envolvidos a favor da corrupção. Segundo os números mais otimistas da época, o tesoureiro se Collor arrecadou e manipulou, nada mais, nada menos que 1 bilhão de dólares, contra 2 bilhões de reais de propinas nas privatizações durante o governo dos tucanos, segundo o livro “A Privataria Tucana” e 73 milhões de reais que abasteceu o mensalão do PT, segundo o relator do inquérito do mensalão, ministro Joaquim Barbosa. A diferença entre estes três momentos de assalto aos cofres da nação reside basicamente na capacidade e na formação de seus atores em praticar o delito. A burguesia usineira vai na mão grande mesmo, a classe media alta opera com

sofisticação e respaldo do sistema e os representantes do proletariado ficam extasiados com tão pouco, se comparado aos seus antecessores que acabam deixando um rastro enorme na entrada e na saída do caixa público.

Todos indistintamente são corruptos e bandidos por se apropriarem indevidamente do bem público, seja carregando 1 bilhão de reais, ou uma resma de papel oficio.

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

Esse modelo que norteia a vida publica brasileira e se espraia por estados e municípios, inevitavelmente contamina o processo democrático de eleições diretas, pois ganha, na maioria dos casos, aquele que consegue concentrar maior apoio do capital financeiro. Soma-se a isso, o que Delúbio Soares chamou de recursos de campanha não contabilizados, que é exatamente o dinheiro sujo da propina, do trafico de drogas e armas e do jogo proibido, que são literalmente lavados nas campanhas eleitorais. Não bate nunca, pelo menos visualmente, a ostentação das campanhas, com o que é declarado pelos postulantes aos cargos políticos junto a Justiça Eleitoral. Mas o que sobra mesmo é para o contribuinte, obrigado a conviver diuturnamente com os financiadores de campanha a desfilar nos corredores do poder atuando como ágeis fiscais do retorno do capital investido e a comandar efetivamente as políticas publicas de uma cidade, ainda que disfarçado em projetos sociais ou de infraestrutura. Pior ainda, quando não satisfeitos com o retorno do capital investido, passam a desafiar desmedidamente os poderes constituídos, exatamente como fazia PC Farias ao desdenhar deputados e promotores proferindo em publico a frase célebre: “aqui somos todos hipócritas”.

5


Por que Ruy Borba continua preso? E

m decisão proferida pela 6ª Câmara Criminal, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, nesta quinta–feira, dia 2 de maio de 2013, no “Habeas Corpus” nº 22777-23.2013.8.19.0000, o Desembargador Luiz Noronha Dantas, manteve a Despacho: 6ª Câmara Criminal - Gabinete do Des. LUIZ NORONHA DANTAS - HC nº 22777-23.2013.8.19.0000 Trata-se de pedido de reconsideração da Decisão denegatória da pleiteada liminar visando a imediata soltura do Paciente, ao retomar a argumentação contida na Impetração de insuficiência fundamentatória do decreto prisional, contra o qual se insurge, bem como de inexistência dos motivos justificadores da custódia cautelar, além da desnecessidade da adoção desta extraordinária medida segregacional, por entender configurar ausência de homogeneidade entre condições prisionais, presente e futura, em se tratando de delitos que não envolveriam violência ou grave ameaça. Sustenta que também a Decisão denegatória padeceria de falta de fundamentação. Desassiste razão aos Impetrantes. Tanto a Impetração como o pedido de reconsideração ostentam o mesmo monótono e repetitivo “estilo argumentativo”, aliás coincidente com a “linha” desenvolvida em tantos outros petitórios e vinculados a diversos feitos: afirmam inexistir fundamentação idônea, quando, em verdade, esta não só ali se encontra presente, como também se mostra hígida e satisfatória à finalidade precípua, preferindo negar a realidade, num exercício dialético de exegese adaptada que é exercido a partir da escolha em destaque de frases ou de expressões, que são retiradas do contexto próprio no qual foram proferidas, propositalmente desvirtuando o sentido originário para buscar dar outro e bem diverso daquele, além de buscarem, mercê deste oblíquo e duvidoso expediente, ridicularizar o raciocínio desenvolvido, não porque este se mostre equivocado, mas porque o mesmo lhes seja adverso. Faço tais considerações porque considero despiciendo, e principalmente inócuo, o enfrentamento das sucessivas materializações daquele mesmo expediente, tendente a negar a realidade processual presente nas Decisões atacadas, a partir do emprego do habitual tom emulativo, deturpando o sentido da expressão eleita segundo sua descontextualização, o que, juntamente com a adoção de “palavras de ordem”, cristaliza o cerne provocativo desenvolvido em um específico cenário institucional suscitado nos textos postulativos elaborados. Isto é facilmente detectável, bastando para tanto uma atenta e integral leitura das duas peças defensivas já mencionadas, em cotejo direto e estreito com a integralidade das duas Decisões alvejadas, para se chegar à impertinência do tom suscitado... Contudo, faz-se necessário demonstrar a perfeita adequação e higidez das Decisões atacadas, muito embora pouco seja necessário a elas se acrescentar. Destarte e ao contrário do que foi defensivamente sustentado, um dos delitos que constituem a imputação - o de coação no curso do processo envolve o manejo de vis compulsiva, ainda que de forma indireta e pouco convencional, a inviabilizar, em sede de eventual condenação, a incidência da substituição qualitativa de reprimendas, ao que se soma, nos termos do art. 44, inc. nº III, do Diploma Repressivo, o grande número de condenações noticiadas como já sofridas pelo Paciente, além de um número muito mais elástico, o de ações penais contra o mesmo noticiadas com estando em tramitação,

6

prisão de Ruy Borba, lastreado em uma fundamentação inequívoca, que espelha fielmente o comportamento reiterado de Ruy em sua trajetória na cidade, principalmente na relação com juízes, promotores, prefeitos e demais autoridades.

de molde a também indiciarem a existência de uma perfeita homogeneidade entre a condição prisional presente e atual daquele, e a futura, eventualmente resultante de um desfecho processual a ele desfavorável, mas sem prejuízo de se destacar que se está diante de um incomum contexto único e muito mais sutilmente complexo do que o habitual em infrações penais desta natureza, o que, dentro da progressiva escalada delitiva que parece caracterizar os episódios que compõem a imputação, descartam a perspectiva de outro desenlace para a cautelaridade necessária à hipótese que não o da decretação da prisão preventiva e de sua manutenção, porque efetivamente se mostram presentes os seus requisitos autorizadores, como longa e pormenorizadamente noticiado no édito segregacional primitivo, não se mostrando suficiente para tanto as medidas cautelares alternativas à prisional (art. 319 do C.P.P.). Senão, vejamos: “...Indícios de autoria podem ser extraídos dos fatos que se passa a narrar e que se prestam, ao mesmo tempo, a justificar a imperiosa necessidade de prisão. Os autos informam que o acusado, em tese, agride moralmente os Magistrados que atuam ou atuaram na Comarca de Armação dos Búzios RJ, bem como em comarcas da Região dos Lagos, para a satisfação de interesses processuais escusos. Essas agressões são dirigidas contra aqueles que, ao que tudo indica, mantêm-se imparciais, prestigiando as instituições democráticas e a correta aplicação da Lei e que, por isso, têm que contrariar os seus interesses em alguns casos. O objetivo do acusado parece ser a criação de sucessivas suspeições e impedimentos de Magistrados, para viabilizar atrasos processuais que facilitem a prescrição da pretensão punitiva estatal ou induzam os julgadores a não contrariar seus interesses patrimoniais. Notase uma evolução na potencialidade das agressões. Elas começam com críticas veladas e indiretas à atuação dos Magistrados, como se depreende de casos como o da notícia de fl. 39: “Juiz com ranço de justiceiro é Juiz bobo, e não vai longe na carreira dentro da Magistratura.” Nem mesmo os Desembargadores deste E. TJ/RJ são poupados. Na notícia de fl. 38 o acusado ataca a vitór i a d o D e s e m b a rg a d o r C l á u d i o dell’Orto para a presidência da Associação dos Magistrados do Rio de Janeiro. Sugere que ele foi eleito exclusivamente em função de sua atuação “na AMB (...) no departamento (...) de prerrogativas”, enquanto a candidata vencida se destacaria “no de Direitos Humanos”. Esse tipo de crítica, embora ríspida, poderia até ser defendida em face da liberdade de expressão garantida constitucionalmente. Reações, como o ato de desagravo promovido pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro em fevereiro de 2013 nesta Comarca, conclamaram o acusado para a manutenção da cordialidade no trato com os poderes instituídos (fl. 37). Mas o acusado eleva o tom e ultrapassa a fronteira da legalidade, em especial quando são proferidas decisões de seu desagrado. Após 05 condenações criminais (fls. 44/49, 52/53, 55/56, 58/59, 60/61) e 02 cíveis (fls. 62/63 e 69) proferidas pela Magistrada Alessandra de Souza Araújo, quando respondia por esta Comarca, o acusado

Ao contrario do que seu jornal, seu sócio e seus empregados divulgam, tentando a todo custo distorcer a realidade dos fatos, para enganar os menos atentos. O Perú Molhado publica na íntegra o embasamento que norteou a decisão deste magistrado:

atribui a ela, em matéria jornalística, manter uma relação extraconjugal com o prefeito: “hoje, sabe-se também que, as relações de amizade entre o atual prefeito André Granado e a juíza Alessandra, não são recentes. Pessoas ligadas a André apontam até um histórico de namorico, ocorrido há algum tempo” (fl.181). O fato é grave, pois a Magistrada, titular da 1ª Vara de Araruama - RJ, é companheira do Magistrado Marcelo Alberto Chaves Villas, atual Juiz titular da 2ª Vara de Armação dos Búzios - R.J. Na época, ela estava em período final de gravidez, resultado do longo, estável e bem-sucedido relacionamento com ele. É grave, também, porque o casal tem outra filha pequena (com cerca de 06 anos), em idade escolar, que mora e estuda nesta Comarca, uma cidade (de) menos de 30 mil habitantes. O ataque, ao que tudo indica, seria dirigido contra toda a família. Os autos noticiam que, além das condenações proferidas pela Magistrada, perante a 2ª Vara de Armação dos Búzios RJ, como, por exemplo, um procedimento que apura supostos desvios milionários praticados, em tese, pelo acusado, como gestor da Fundação Bem Te Vi, instituição que manteve inúmeros contratos questionáveis com a administração municipal. Neste procedimento, é bom registrar, fatos estranhos acontecem. Os autos dão conta, por exemplo, que violações de sigilo foram praticadas. O laudo de fls. 119/120 demonstra que documentos sigilosos do caso foram violados antes de chegarem ao fórum. De qualquer forma, a petição de fls. 164/173, assinada por 04 Promotores de Justiça do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado - GAECO, indica que o caso trata de ausência de prestação de contas, irregularidades em procedimentos licitatórios, doações suspeitas do Jornal Primeira Hora (RBF Participações Ltda.), movimentações financeiras com empresas sediadas em paraísos fiscais, omissão perante o Tribunal de Contas do Estado etc. O acusado foi inclusive chamado a prestar esclarecimentos perante o Ministério Público. Mas parte substancial de sua manifestação é voltada a atacar os Promotores de Justiça Denise Vidal, Bruno Menezes Santarém, André de Faria, Murilo Bustamante e o Magistrado Rafael Rezende das Chagas. Após os ataques, o acusado diz: “No entender do declarante houve abuso por parte do Promotor de Justiça (,..) o declarante considera uma impertinência a forma reiterada com que os Promotores de Tutela crivam as prefeituras e seus gestores” (fls. 186/190). É por atitudes como estas que, no autos, há notícia de pelo menos outros 03 Juízes que atuaram na Comarca de Armação dos Búzios e que se deram por suspeitos. São eles Rafael Rezende das Chagas, João Carlos de Souza Correa e Carlos Eduardo Iglesias Diniz (fls. 64/67). Uma hora a paciência acaba, Magistrado também é filho de Deus, e quando procura defender os seus direitos na Justiça, como qualquer cidadão, acaba satisfazendo os interesses do acusado. Quando o Magistrado não suporta mais ser vítima de ilegalidade e, para defender sua honra e sua vida privada, propõe ações judiciais, acaba comprometido no exercício de parcela da jurisdição. É simbólico, pois, o despacho, em tom de desa-

bafo, proferido pelo Magistrado Rafael Rezende das Chagas em inúmeros processos nesta Comarca: “O Sr. Ruy Ferreira Borba Filho vem reiteradamente fazendo publicar matérias no periódico local chamado jornal “Primeira Hora”, manifestando inconformismo com decisões judiciais por mim proferidas e expondo, inclusive, fatos da minha intimidade e vida privada. Além disso, declarou ter representado contra mim perante a Corregedoria do TJERJ. Muito embora considere estar diante de evidente hipótese do art. 256 do CPP, o fato é que este Magistrado, acreditando ter ocorrido constrangimento de ordem moral, já se decidiu por ajuizar ação de reparação civil contra ambos acima nominados. ISTO POSTO, dou-me por suspeito para atuar em todos os processos em que sejam partes RUY FERREIRA BORBA FILHO ou a editora do jornal “PRIMEIRA HORA”. Ao Juiz tabelar.” (fl. 65). É neste ponto em que o acusado quer chegar. A notícia que ora se determina a juntada aos autos indica com clareza que o acusado quer, a qualquer custo, a suspeição do Magistrado Marcelo Alberto Chaves Villas. Note-se: “Eu não entendo como é que esse elemento segue agindo como se não houvesse gritante impedimento de sua parte para julgar qualquer feito em que figuro como parte. Além de ter feito diversas representações em órgãos correcionais do Tribunal de Justiça (TJ), e, presentemente, no CNJ, sou autor de ação criminal contra e ele, e ele contra mim, ainda que em fase de investigação policial. Fora as mesmas ações que tenho contra a sua companheira - Alessandra Araújo. Há muito tempo esse Juiz não poderia decidir sobre processos em que sou parte. É tão elementar que me leva a crer que ele age como um carniceiro processual (...)”. O Juiz continua a julgar os casos do acusado, muito provavelmente, porque jurou bem e fielmente cumprir as Leis e a Constituição, ainda suportando as agressões morais gratuitas que vem sofrendo. Afinal, “suspeição não poderá ser declarada nem reconhecida, quando a parte injuriar o Juiz ou de propósito der motivo para cria-la”, é o que dispõe o art. 256 do Código de Processo Penal. O problema é que os documentos colhidos durante a investigação policial indicam que as agressões podem estar extrapolando a esfera verbal. A denúncia, respaldada nos documentos já enumerados; atribui ao acusado ter, em tese, causado a instauração de investigação policial, por dizer que os Magistrados Marcelo Alberto Chaves Villas e Alessandra de Souza Araújo (além do editor do jornal concorrente) o teriam ameaçado de morte, sabendo-os inocentes. A motivação da grave ameaça causada com a imputação seria favorecer interesse próprio do acusado em diversos processos judiciais. Há também, nos autos, notícia de que o acusado pode ser pessoa violenta. Certa vez, ele teria entrado no jornal concorrente, quebrado diversos equipamentos e instalações, agredido e injuriado racialmente seus desafetos, além de tê-los ameaçado de morte. Por isso, o acusado foi condenado em primeira instância pela prática dos crimes previstos nos arts. 129, caput; 150, §1º; 140, §3º; 163, §único, I; 147, duas vezes; e 331, todos do Código Penal (fls. 44/49). O que os autos noticiam, pois,

De 11 11 aa 18 18 de de maio maio de de 2013 2013 –– O O Perú Perú Molhado Molhado De


não é simplesmente um caso de um cidadão, dono de jornal, que, metido na política local, confronta-se e contesta, ainda que de forma veemente, Magistrados, Promotores e membros de outras instituições. O quadro narrado acima demonstra que a situação nesta Comarca de Armação dos Búzios está tomando outra dimensão. Envolve inúmeros Magistrados da região e até Desembargadores. Envolve o Delegado de Polícia, o Prefeito, enfim, não encontra limites. Pode chegar à seara das agressões físicas. Por isso, a prisão cautelar do acusado se faz necessária, em primeiro lugar, para garantia da ordem pública. A forma com que ele lida e desrespeita as instituições coloca em riscos a Administração da Justiça na Região dos Lagos - RJ e desafia a própria credibilidade do Estado Democrático de Direito. A prisão do acusado também se faz necessária para assegurar a instrução deste e de todos os demais processos em que ele é parte, em especial na Comarca de Armação dos Búzios. Conforme noticiado à fl. 45, o réu, até hoje, não tem folha de antecedentes criminais devidamente confeccionada e atualizada, em função de desarranjos relacionados à sua documentação, que é de outro Estado. No entanto, levantamento preliminar feito por Magistrados em outros casos demonstra que ele seria réu em mais de 26 processos criminais, somente nesta Comarca. Além disso, se o réu já foi autor de agressões físicas contra seus desafetos políticos, a prisão se justifica para evitar que venha a influenciar no ânimo das testemunhas durante a instrução do feito. Note-se que a agressão física pela qual foi condenado (fls. 44/49) é contra o mesmo editor do jornal concorrente, que foi denunciado caluniosamente. O caso é de reiteração delitiva contra a mesma pessoa. O temor dos envolvidos é concreto. Por fim, a prisão preventiva do acusado se justifica para assegurar a aplicação da lei penal. Há notícias nos autos que ele seria uma pessoa de posses e que, intimado para a apresentação de passaporte anteriormente, teria descumprido a determinação judicial (fl. 50). Fatos desta natureza trazem intranquilidade social, causando indignação daqueles que acompanham os acontecimentos de perto. Ante o exposto, com fundamento no art. 311 e ss. do Código de Processo Penal, DECRETO A PRISÃO PREVENTIVA do acusado RUY FERREIRA.BORBA FILHO.” - GRIFOS E DESTAQUES PRÓPRIOS. Mas não é só. A Decisão que ora se pretende modificar igualmente se apresenta perfeitamente fundamentada, embora sob abordagem diversa daquela enfocada no decreto prisional, a destacar a imprescindibilidade da manutenção da segregação ergastulária do Paciente, segundo a sua reiteração delitiva e indicativa de sua sucessiva recalcitrância delituosa, além da interferência estabelecida sobre a atuação da própria Jurisdição na Comarca de origem, por

quem parece extrapolar, de muito, o exercício da pretendida liberdade de expressão. A saber: “Inicialmente cumpre destacar que em razão das penas abstratamente cominadas aos crimes imputados ao denunciado não é possível a aplicação cautelar das medidas descarcerizadoras. No que se refere à prisão preventiva decretada, que se valeu dos três requisitos dispostos no art. 312 do Código de Processo Penal, merece destaque o requisito da garantia da ordem pública, de difícil definição, objeto de críticas doutrinárias, especialmente porque a lei processual penal brasileira não apresenta qualquer significado para o termo. Assim, vem ao socorro de uma definição o trabalho desenvolvido a partir de 2010 por André Pedrolli Serretti, para o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e para o Instituto dos Advogados de Minas Gerais, em grupo de pesquisa que visava estabelecer um conceito de Ordem Pública no Direito Processual Penal Brasileiro. Da pesquisa desenvolvida neste trabalho se observa que na literatura especializada diversos autores formularam conceitos para a expressão, iniciando por TOURINHO FILHO, que a tem como a paz e a tranquilidade no meio social. Embora não explique de forma suficiente tal conceito, se limitando a dizer em quais casos, por exemplo, estaria tal ordem periclitada, como quando o agente estiver cometendo novas infrações penais sem que se consiga surpreendê-lo em flagrante delito; estiver fazendo apologia ou incitando ao crime, ou se reunindo em quadrilha ou bando, observa o referido autor a necessidade de fixação de tal conceito a partir da periculosidade do agente, no risco de que, solto, continue delinquindo, o que não pode ser deduzido apenas de sua folha de antecedentes criminais. Na mesma esteira prossegue MIRABETE, que relaciona ordem pública às providências de segurança necessárias para evitar que o delinquente pratique novos crimes, por ser acentuadamente propenso a estas práticas, ou porque, em liberdade, encontrará os mesmos estímulos relacionados com a infração cometida, além de acautelar o meio social e a própria credibilidade da justiça em face da gravidade do crime e de sua repercussão. Cita, ainda, a pesquisa, o dicionário De Plácido e Silva, através do qual por ordem pública entende-se a situação e o estado de legalidade normal em que as autoridades exercem suas precípuas atribuições e os cidadãos as respeitam e acatam, sem constrangimento ou protestos. Com estas definições, já se pode estabelecer um conceito de ordem pública, resumindo-o, especialmente, na possibilidade de novas práticas delituosas e no ataque ao estado de legalidade normal, situações que da leitura dos documentos que acompanharam a petição, se mostram evidentes. O paciente está sendo investigado por vários crimes, dentre estes alguns que atentam

contra a própria legitimidade do exercício da jurisdição penal na comarca de Armação dos Búzios, e em outras da denominada Região dos Lagos, evidenciando, com esta conduta, o preenchimento do requisito da violação da ordem pública antes explicado. Não se trata aqui de questão relativa, exclusivamente, à ofensa da honra dos agentes públicos, mas de um firme propósito de desprestigiar, em proveito próprio, uma das funções do estado democrático de direito. Não se vislumbra na decisão atacada qualquer ranço de corporativismo ou interesse na proteção de membros do Poder, mas o controle de ação que busca atender interesses pessoais, sem qualquer cuidado em atingir o Poder Judiciário, levando-o ao descrédito junto à população, adequando assim o agir do paciente ao conceito de violação da ordem pública. Não se diga que os crimes não são graves, até porque praticados de forma reiterada, cabendo lembrar que a gravidade do crime poderá ser revelada não só pela pena abstratamente cominada ao tipo, mas, também, pelos meios de execução, como no presente caso, em que se evidencia o total desprezo pelo bem jurídico atingido, reclamando uma providência imediata do poder público, sob pena de se pôr em risco, como já se salientou, até mesmo a legitimidade do exercício da jurisdição penal. Realce-se que no Estado Democrático de Direito não existem normas, princípios, valores ou direitos absolutos, o que permite a convergência excepcional, no caso concreto, de dois princípios em seu âmbito: (i) respeito ao estado de inocência e (ii) proteção da ordem pública e dos bens jurídicos tutelados pelo Direito Penal Constitucional. Assim, mostra-se necessária a ponderação de valores, interesses, bens ou normas que, segundo Luis Roberto Barroso, consiste em uma técnica de decisão jurídica utilizável nos casos difíceis, que envolvem a aplicação de princípios (ou, excepcionalmente, de regras) que se encontram em linha de colisão, apontando soluções diversas e contraditórias para a questão. O raciocínio ponderativo, que ainda busca parâmetros de objetividade, inclui a seleção de normas e de fatos relevantes, com a atribuição de pesos aos diversos elementos em disputa, em um mecanismo de concessões recíprocas que procura preservar, na maior intensidade possível os valores contrapostos. Assim, é razoável concluir, como André Pedrolli Serretti fez, após um exame de ponderação de razoabilidade entre estado de inocência e segurança publica, ambos valores de matiz constitucional, que a ordem pública, consubstanciada na paz social, na qual os direitos fundamentais da sociedade são resguardados, é colocada em risco quando é afetado o correto funcionamento do sistema social, apresentandose a prisão preventiva como sua garantia, especialmente na hipótese de prática de crimes relativamente graves, quer

quanto à pena, quer quanto aos meios de execução utilizados, no qual se constata uma situação de potencial intranquilidade coletiva no seio da comunidade. Nesta análise, a existência de outros inquéritos policiais e de ação penal proposta contra o réu pela prática de outros delitos poderá, junto com os demais elementos concretos, tais como o modus operandi, autorizar um juízo de necessidade da cautela provisória. Insista-se, pois, que a situação constante destes autos se amolda com precisão ao requisito da ofensa à ordem pública, dado ao número de inquéritos nos quais está indiciado o paciente e os reiterados ataques às autoridades judiciárias da comarca, demonstrando que não só é concreta a possibilidade de voltar a delinquir como, ainda, com esta e as demais condutas cria um desequilíbrio à paz social local, objetivo do estado democrático de direito. Por estas razões, DENEGO A ORDEM DE HABEAS CORPUS.” - GRIFOS E DESTAQUES PRÓPRIOS. Muito embora o decisum ora atacado, e que se pretende seja agora e aqui reconsiderado, apenas enfoque a imprescindibilidade de preservação da ordem pública, foi possível de se constatar diretamente do exame do édito prisional que, exclusivamente em razão do comportamento pretérito e pouco recomendável do Paciente, também se fazem presentes os requisitos da conveniência da instrução e da necessidade de se garantir a eventual aplicação da lei penal, para a decretação de sua prisão preventiva. Observe-se que bem diferente da inexistência de fundamentação, ou da justificação inidônea, é o fato de não se concordar com ela, o que, aliás, é constitucionalmente assegurado pela liberdade de pensamento. Contudo, não o é tentar-se escamotear a realidade processual, buscando-se alardear a ocorrência das duas primeiras hipóteses supras, quando, em verdade, se sabe tratar-se da última, o que, aliás, tem nome próprio: chama-se deslealdade processual... Afinal de contas e tal como parece se dar no primitivo feito, a livre manifestação de ideias é permitida, mas estabelece responsabilidades para quem a exerce, sempre que se dê a quebra da razoabilidade na sua fruição, o que, em atuações como a presente conduz à perda da credibilidade de quem reiteradamente assim postula... Desta forma, REJEITO o pedido de reconsideração formulado, mantendo o originário indeferimento da liminar pleiteada, porquanto este se mostrou absolutamente correto e adequado à espécie. Comunique-se o inteiro teor da presente ao Juízo de origem. DISPENSO a prestação de informações, por considerar que a Impetração se mostrou suficientemente instruída, viabilizando o completo conhecimento e delimitação da hipótese vertente. Intime-se. Após, à douta Procuradoria de Justiça. Rio de Janeiro, 02 de maio de 2013.

Luciane, Janice e Izamara e a mamãe Irene

Feliz Dia das Mães De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

7


A Marcha das Vadias em Cabo Frio Por Victor Viana

Sim. Mas também será o momento para se levantar uma outro tipo de violência que sofre as mulheres. Há um violência simbólica contra a mulher, muitas vezes as mulheres sofrem agressão que não é a do tapa, mas é a violência da palavra, do olhar e o do tocar “sem querer” dentro do ônibus e até ter de ouvir algum comentário que a mulher não esteja a fim de ouvir na rua. Na verdade a violência, que a Maria da Penha fala muito bem, foi esmiuçada, ela raramente começa só com uma violência física. Começa como uma violência psicológica, vai diminuindo a mulher a deixando sem auto estima. Depois ele passa a reter documentos, dizer que ela não poderá mais ver os filhos. O estupro não começa só com o ato do pênis na vagina, mas na abordagem agressiva, no toque não autorizado. E nem sempre precisa ser somente quando a mulher diz que não. Porque muitas vezes a mulher está tão oprimida que ocorre uma ação psicológica onde ela aceita coagida.

A

contecerá em Cabo Frio, no dia 6 de Julho, a Marcha das Vadias. A Marcha das Vadias é um movimento que surgiu a partir de um protesto realizado no dia 3 de abril de 2011 em Toronto, no Canadá, levando 3 mil pessoas as ruas, e desde então se internacionalizou, sendo realizado em diversas partes do mundo. A Marcha das Vadias protesta contra a crença de que as mulheres que são vítimas de estupro pediram para serem estupradas, devido a forma como se vestem. As mulheres durante a marcha usam não só roupas cotidianas, mas também roupas consideradas provocantes, como blusinhas transparentes, lingerie, saias, salto alto ou apenas o sutiã, em algumas edições chegam a expor os seios como parte do protesto. O movimento ocorreu também em Chicago, BuenosAires e Amsterdã,Vitória, Recife, Fortaleza, Salvador, Itabuna, Goi-ânia, BeloHorizonte, Brasília, Curitiba, Ponta Grossa, Pelotas, Florianópolis, Porto Alegre, João Pessoa, Campina Grande, Santa Maria, Londrina, São José do Rio Preto , Cuiabá, e agora em Cabo Frio. Emanuele Silva tem 29 anos, nasceu em Fortaleza no Ceará, mas passou grande parte de sua vida em Minas Gerais, onde formou-se como socióloga na Universidade Federal de Juíz de Fora. Chegou em Cabo Frio em março deste ano, após o mestrado na cidade de Coimbra, em Portugal, para dar aula no instituto Politécnico. Bonita e inteligente falou ao Perú sobre quando, como, e as razões que a motivaram a organizar a Marcha das Vadias em Cabo Frio. Será a primeira vez que acontece a Marcha das Vadias em Cabo Frio e na Região dos Lagos. O que te motivou a isso? O que me motivou foram os acontecimentos recentes aqui no estado do Rio de Janeiro, relacionados a estupro de mulheres. O mais recente foi o de uma mulher de 30 anos que foi violentada dentro de um ônibus. Essa é uma realidade nacional e em Cabo Frio quero chamar a atenção para isso, além de ser uma cidade muito conservadora. Fizemos uma pesquisa e com os da-

tação machista. Do homem se diz que ele vai vadiar, quer dizer que ele saiu para beber, passear com os amigos. Com as mulheres é diferente. Nas edições da marcha que ocorreram pelo mundo é comum ver mulheres com os seios a mostra, ou em alguns casos até mesmo nuas. Isso poderá ocorrer na marcha aqui em Cabo Frio? Não será motivado que haja mulheres de seios á mostra. Até porque a marcha não é pra isso. Porque a marcha não é carnaval onde as mulheres vão para ficarem peladas. Mas se isso ocorrer não será reprimido. Porque isso levantam uma questão; porque em países como a Alemanha as mulheres andam de Top Less e não é estranho a ninguém , por que no Brasil não é assim?

Ainda é pequeno o número de mulheres que denunciam sofrerem agressão física? A mulheres não procuram as delegacias para denunciar que estão sofrendo agressão masculina. É muito difícil para uma mulher ligar e explicar para um homem que ela está sendo agredida pelo marido, por exemplo. Por isso a importância de que haja uma delegacia só pra mulheres. Uma mulher ao tentar ocupar seu espaço, por exemplo, pode ser chamada de vadia. Em muitos casos de estupro as justificativas são de que a culpa foi da mulher, porque ela estava de short curto, bêbada na rua, sozinha em uma rua escura. Como se isso justificasse o estupro, transfere-se com isso a culpa do homem que estuprou para a mulher que na verdade foi vítima. O que me chamou a atenção pesquisando sobre a região é que não existe Delegacia da Mulher em Cabo Frio. Pela constituição a partir de 7 mil habitante deve haver uma delegacia especializada para isso. Cabo Frio tem mais de 190 mil habitantes. Vai que a partir desse movimento as mulheres queiram denunciar, elas não terão onde.

Nas edições brasileiras é forte o foco no protesto contra o estupro. Será assim também em Cabo Frio?

Acredita que possa haver repressão por parte das igrejas? Estou ciente de que possa haver re-

Emanuele, socióloga, está a frente da Marcha das Vadias em Cabo Frio

dos que coletamos vimos que Cabo Frio tem o maior indice de protestantes da região. É um movimento para mexer com as mentes mesmo. Acha que o nome do movimento poderá chocar? Sim. Vai chocar e repercutir. Mas é importante divulgar a razão do movimento ter esse nome. A primeira vista as pessoas pensarão que é bagunça , mas depois creio que entenderão a razão disso. Nós poderíamos mudar o nome original para Marcha das Mulheres ou das Mulheres Livres, mas isso faria com que se perdesse a essência das razões pelas quais o movimento nasceu; que foi a afirmação do policial Michael Sanguinetti que fez uma observação para que as mulheres evitassem se vestir como vadias que classificou de vadias as mulheres pelos seus trajes. O termo vadia usado pela sociedade tem sempre uma cono-

Mãe,

contamos com você na nossa estreia no domingo pela série C do Campeonato Carioca aqui na SEB. Feliz Dia das Mães.

8

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


pressão novamente por conta do nome da marcha. Entendo que se eu falar com minha mãe, minha tia, que irei participar da Marcha das Vadias, elas não entenderão, porque o nome fora do contexto pode causar confusão. É por isso que é importante que se explique. Acho que as igrejas irão se opor sim. Mas se ocorrer alguma coisa nada vai mudar. Não vejo nenhum motivo dela não ocorrer mesmo que as igrejas não concordem. Será preciso permissão de algum órgão público? Iremos falar com a Câmera de Vereadores para conseguir apoio, como ajuda da Guarda Municipal. Mas se por acaso não houver esse apoio, isso não impedirá que a marcha aconteça. Acha que terá um grande adesão a marcha em Cabo Frio? Estou em contato com amigas e amigos que se interessaram pelo movimento aqui de Cabo Frio. Mulheres de Rio das Ostras também participarão e imaginamos que acontecerá um bom resultado. É importante que se divulgue. Acho que essa agora não terá uma grande adesão. Mas normalmente as pessoas que vão a marcha não são

numerosas. Mas o mais importante é ver a adesão das pessoas. Porque assim você vê que não será só eu mas que existem outras pessoas que querem a libertação feminina. Acha que a situação da mulher de alguma forma melhorou? Acho que melhorou, mas temos muito que trabalhar para que não exista mais uma educação sexista. Se pensarmos na educação desde pequeninos os homens e mulheres são moldados a acreditar que isso é para homem e isso é pra mulher. Quando a menina é criança dá para ela logo uma panelinha e para o homem uma bola, a mulher vai ficar em casa e o homem vai pra rua. O menino vai crescendo e já se diz, vai ter um monte de namorada e a menina se diz: ‘ você é bonita vai casar logo’. Como se pudesse decidir o destino das mulheres. Somos todos humanos, não há diferença entre homens e mulheres. Ainda hoje se pode ver em festas os grupinhos só de meninas. Meninos e meninas ainda não podem se misturar porque as meninas podem ser mal vistas. Não pode haver um grupo de amigos onde haja homens e apenas uma mulher, isso ainda acontece.

A violência sexual contra mulheres na ditadura militar e omissão comunista Depoimento da socióloga Marise Egger

A Mulher é o Negro do Mundo Trecho da letra de “Woman Is The Nigger Of The World” de John Lennon no album Plastic Ono Band de 1970. (...) Nós fazemos ela pintar o rosto e dançar/Se ela não quer ser nossa escrava, dizemos que não nos ama/Se ela é sincera, nós dizemos que ela está tentando ser um homem/ Enquanto botamos ela para baixo, fingindo que ela está acima de nós/A mulher é o negro do mundo/Sim ela é/Se não acredita em mim/Olhe para a que está com você/ Nós fazemos ela parir e criar nossos filhos/E depois a deixamos feito uma velha e gorda mãe galinha/Nós dizemos a ela que o único lugar onde ela deveria estar é em casa/ E depois reclamamos que ela é provinciana demais para ser nossa amiga/ A mulher é o negro do mundo/Sim ela é/Se não acredita em mim, olhe para a que está com você/A mulher é o escravo dos escravos/Sim (Pense a respeito)/ Nós insultamos ela todo dia na TV/E maravilhosamente perguntamos porque ela não tem coragem e confiança/ Quando ela é jovem, nós matamos seu desejo de ser livre/Enquanto dizemos para ela para não ser tão esperta/A botamos para baixo por ser tão boba/A mulher é o negro do mundo/Sim ela é/ Se não acredita em mim, olhe para a que está com você / A mulher é o escravo dos escravos/

Por Victor Viana No último dia 03 de Abril deu seu depoimento na Comissão da verdade de São Paulo, a socióloga Marise Egger, ex integrante do PCB (Partido Comunista Brasileiro) que foi torturada pelo Doi - Codi, órgão subordinado ao Exército,de inteligência e repressão do governo brasileiro durante o regime militar, inaugurado com o golpe de 1964, os chamados “Anos de Chumbo”. Marise Egger contou as barbaridades sofridas durante sua prisão, dias depois em que seu marido, o jornalista George Duque, foi preso e morto pelo regime dos generais. O depoimento de Marise vai além de um depoimento comum sobre tortura ocorrida durante a ditadura militar no Brasil, levanta a questão da forma como a mulher vem sendo tratada ao longo dos séculos em todas as esferas. Presa por ser membro do partido comunista foi violentada sexualmente pelos seus algozes, mãe de dois filhos, levou choques nos seios e não pode mais amamentar por ter desenvolvido uma necrose nos seios, “ Quero dizer que a mulher até hoje, nas delegacias, quando é presa, ou em qualquer guerra, a primeira coisa que se faz com uma mulher é violentar sexualmente. Isso foi, é e só deixará de ser se as mulheres realmente lutarem e a sociedade democrática punir isso com vigor. Na prisão, no DOI-Codi, nesse aparelho ilegal, as mulheres foram sempre, sempre, sempre abusadas sexualmente. De várias formas”, disse ao Globo.com. Após ser solta pelo Doi-Codi, Marise se dedicou fortemente a militância feminista, razão que á levou a ser expulsa do Partidão, como é chamado o PCB por seus militantes. Segundo Marise, o feminismo foi considerado um comportamento “pequeno burguês”, sendo extirpada pelo grupo a qual compartilhava os mesmos ideais, que inclusive a levaram a uma prisão humilhante e violenta. A questão da violência sexual sofrida por mulheres em qualquer regime ou sociedade, de todas as épocas, é o verdadeiro inimigo que surge no depoimento de Marise. Porque denuncia um comportamento cultural bizarro, tanto pelos militares torturadores, quanto pelos comunistas omissos, que preferiram expulsar do partido á ajudar a empunhar a bandeira de uma nova luta, a emancipação integral da mulher. Há um site onde mulheres presas por seus posicionamentos políticos narram um pouco do que passaram ao serem presas, nele há outro depoimento de Marise: “ Os homens que me torturavam se revezavam entre o local onde eu estava e a sala contígua. Estavam num estado de alteração psíquica indescritível. Eu era erguida da cadeira e jogada, nua e encapuzada, como se fosse uma peteca, de mão em mão, no meio de xingamentos e gritaria. Depois, fui submetida a tapas e choques elétricos. Perdi alguns dentes e todas as minhas obturações caíram. Como estava amamentando, o leite escorria pelo meu corpo, o que constrangeu alguns torturadores e estimulou outros”.

Traga sua MÃE para jantar no Satyricon junto com a tia, a avó, a irmã, a prima e toda família.

Vereador Lorran

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

9


10

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

11


Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas

No sábado passado a cidade parou pela festa dos cinquenta anos de Beto Buloch, proprietário da “Qualicorp”. Velho amigo do Perú, só temos a elogiar pela exíto da festa., desde a musica do nosso mais destacado DJ Bernard de Castejá e a animação dos convidados hipnotizados pelo show do Thiago Abravanel. Sem esquecer do exuberante bufet. Entre os convidados; Arnaldo Cesar Coelho, Ricardo Amaral, Julio Lopes, Nelson Freitas, Parreira, Felipão, Adriana Salituro e seu marido Clemente, Mario Fernandes, Sig Bergamin, Solange Godoy, Patricia Bocão, Márcia Zyngie, Crica Koeler, Iná Arruda, Priscila Levinsohn, Cláudia Capanema, Tília de Castro, Tininha Machado Coelho, Maria Antônia Ferraz, Carol Koeler, Graça e Solange. Sempre esquecemos de muitas pessoas, é costume do Perú. Parabéns para você Beto!

12

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas • Notas de de argentinos que bebem a cerveja mais barata do local e fumam cigarros a varejo, por não se considerar ex-turistas, e sim eternos duristas.

Baixinha paparicando sua mãe Vitória com Andréa do Bar do Mangue

Pedalando. Alguns dias antes de ser preso, Dr. Ruy se reuniu com cinco empresários da construção civil tendo como anfitrião o empresario MArco Ricardi para tratar do planejamento da campanha a deputado do ex vice prefeito Alexandre Martins. E agora? Um anjo. A mãe de um dos suspeitos de ter participado da morte com requintes de crueldade, da dentista Cynthia Magaly Moutinho da Silva, em São Bernardo do Campo, pode ser eleita á mãe do ano. Ela que é dona do Audi usado pelo grupo para chegar ao local do crime, em entrevista recente declarou: “Acredito que meu filho tem um coração bom. Ele foi de bobo, caiu de gaiato e agora está pagando por isso”. Ela é mãe de Jonatas Cassiano Araújo, 21 anos, visto nas imagens de segurança de um posto de combustível onde usou o cartão bancário da vítima para sacar dinheiro. Que nem coco. Tem um estabelecimento na Praça Santos Dumont, que deveria se chamar Torre de Babel, devido às inúmeras nacionalidades etílicas que frequentam o local. Segundo o proprietário Sandro, os bebuns italianos, suecos, neozelandeses, egípcios, um cubano e franceses, e que um dia foram turistas, hoje são duristas. Ele não cita a enorme quantida-

Não leve seu dono para passear. Parabéns aos guardas municipais que estão impedindo as pessoas de levarem seus cães á Praia do Canto, e explicando aos donos dos animais sobre as doenças que podem causar aos banhistas através de suas fezes. Mas para ganhar uma nota 10 e justificar a função á mais, eles deveriam explicar também as pessoas que insistem em passear com seus animais pelas ruas do centro e não recolhem os enormes montes de merda que ficam pelas ruas, principalmente na Praça Santos Dumont. Escudo branco. A Secretaria Estadual de Saúde suspendeu nesta segundafeira o pagamento dos trabalhos extras realizados no mês de abril pelos oito médicos com cargos de chefia no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Duque de Caxias. Os Médicos faltosos terão corte no salário e serão investigados pela secretaria e Polícia Civil. Pena que o corporativismo da máfia de branco é enorme e isto está muito difícil mudar, enquanto houver impunidade. Quantos médicos estão presos por negligência, erros médicos e superfaturamento em compra de medicamentos na rede pública? Toca. A ex residência e caverna do pintor Neozelandes Matheus na Praia dos Amores durante muito tempo, não se sabe se está sendo objeto de estudos arqueológicos, visitação ou mesmo moradia de muitos sem tetos argentinos, que na parte da manhã são vistos saindo do local com bolsas, mochilas e cobertores. É a crise. Alguns corretores imobiliários de Búzios andam reclamando

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

com uma certa nostalgia do tempo onde os clientes chegavam querendo comprar casas por um preço acima de 2 milhões de dólares ou até 2 milhões de reais á vista. Agora os clientes chegam querendo comprar casas de 200 mil reais com carta de crédito ou financiamento na Caixa Econômica para pagar em 15 anos.

meio expediente durante a semana. Uma vergonha. O Prefeito precisa, urgentemente, adotar o ponto eletrônico para o primeiro escalão de seu governo. Além disso, precisa limitar o acesso dos servidores a internet. Tem funcionários públicos de diversos setores passando todo o expediente no Faceboock.

Sem lenço. O nosso amigo Cláudio do Cartão comerciante na Praça Santos Dumont, esta semana ficou indignado com uma cidadã na hora que estava fechando seu estabelecimento ás 03 da matina. A mulher desceu de um carro importado completamente nua, e pediu uma garrafa de Vodka, uns maços de cigarro e 2 dúzias de cerveja. O Cláudio não quis vender de jeito nenhum, já que a cidadã estava sem nenhum dinheiro na mão, cartão ou carteira.

Um ano de Francisco. Esta semana a Brava parou para comemorar o níver (um ano ) de Francisco, filho da nossa querida comerciante Cíntia, “ Rainha das Quentinhas “ e “ Musa da Sociedade Esportiva Búzios “. A festinha teve de tudo e a galera agradeceu o empenho de Cintia e seus colaboradores.

Helô. Está muito difícil falar com a prefeitura nos tels 26336000 ou 26336019. Será que vai ser necessário se fazer concurso público para contratar telefonista? E tempo: A redação oficial e comunicação atendem, mas não conhecem os ramais ou não sabem transferir. Enquadrado. Acostumado a disparar criticas contra tudo e contra todos e a ficar visivelmente transtornado quando o alvo são suas atitudes, um figuraça conhecido de todos por suas posições sempre acima do bem e do mal, ficou de bico calado, quando foi criticado publicamente pelo prefeito no evento de apresentação do calendário de eventos da cidade. Na ocasião, o posicionamento do prefeito não foi tanto pelas criticas ao seu governo, mas pelo ar angelical e cínico, com que sempre se apresenta, como se nada tivesse feito. Ponto eletrônico. Além de não prestigiarem os eventos organizados pela Prefeitura, muitos secretários do Governo do Dr. André estão trabalhando

Livro do Maracá. O gente boa e jornalista Claudio Vieira, ex- O Dia, autor do livro “ Maracanã Templo dos Deuses Brasileiros “ já está preparando outro livro sobre o mesmo assunto, este com enfoque internacional, que será lançado no próximo mês. Estamos aguardando. Bom sujeito. A partir do próximo domingo 12/05 será inaugurado um novo point para quem gosta realmente de ouvir um verdadeiro samba de raiz. O grupo de samba Lance Maneiro inaugura um espaço em frente á Praça da Rasa, onde aos domingos vai rolar muito samba bom das 15:00 ás 23:00hs. Presenças ainda não confirmadas de sambistas, artistas e jogadores de futebol poderão abrilhantar personalidades de escolas o evento. Parabéns Leandro! Óbito. Faleceu esta semana Malena, irmã de Bebeto Karolla e Dom. O Perú se solidariza com a família, filhos e amigos. NOTA DA SEMAMA- SE UM CARA FEIO E POBRE BATE NA MULHER, É LEI MARIA DA PENHA. SE FOR BONITO E RICO, SÃO 50 TONS DE CINZA. (Colaboração Julinho e Gustavinho)

13


Segunda casa, segunda mãe Q uem visita o Instituto Dominus de Educação tem logo de cara a impressão de estar sendo recebido em casa. A família Dominus reúne elementos e características capazes de cativar as pessoas, ou melhor, de conquistar amigos. A principal referência deste grande clã é a Tia Vaninha. Mantenedora da escola de Búzios, diretora das duas unidades da Escola Menino Jesus de Cabo Frio, Vânia Maria Gonçalves Azevedo é uma espécie de segunda mãe para as centenas de alunos que acolhe com todo o carinho. A trajetória da Tia Vaninha na educação escolar começou muito cedo, conduzida pelas mãos da mãe dela, Vanda Maria Nogueira Gonçalves, educadora à frente de seu tempo que há 50 anos fundou a Escola Menino Jesus em Cabo Frio. Nesta escola, Vânia Maria começou a trabalhar aos 11 anos, como ajudante de classes. Aos 15 já conduzia sua primeira turma de préescolar e a partir daí nunca mais largou a educação. Há cinco anos fundou o Instituto Dominus em Búzios, que nasceu após a visita de uma mãe preocupada com o fechamento da escola do filho no município. Tia Vaninha foi até a escola prestes a fechar e abraçou a ideia de transformar o espaço em um local onde o aprendizado dos alunos estivesse ligado não só a formação de excelentes profissionais, mas também à edificação de grandes seres humanos. Após cinco anos, o Instituto Dominus de Educação já tem reconhecimento em Armação dos Búzios. Com profissionais treinados e capacitados, espaços destinados a diferentes atividades na escola, como a Sala Multimídia (biblioteca, informática e telão), o Atelier de Arte, o Laboratório de Ciências, atividades de Robótica, culinária com cozinha experimental, atividades extracurriculares, e agora com a introdução do Ensino Médio, a escola caminha com passos firmes para a formação de pessoas habilitadas ao mercado de trabalho, com diferentes habilidades no que diz respeito à criatividade e antenadas ao seu tempo, características presentes em sua metodologia de ensino. Tudo isso, é claro, sem nunca perder a ternura, clássico sentimento existente entre a Tia Vaninha e seus alunos.

Fotos: Arquivo Dominus

Salas climatizadas, profissionais especializados e metodologia moderna fazem a diferença no Instituto Dominus

Culinária com participação dos alunos em busca de alimentação saudável

Entrevista Tia Vaninha: Como começou a sua trajetória na educação? Cresci neste meio. Minha mãe é professora e pedagoga em Cabo Frio, e introduziu, em sua época, grandes metodologias de alfabetização. Foi ela que fundou a Escola Menino Jesus,

14

A escola é uma extensão do lar: pais e filhos se encontram em projetos educativos

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


há 50 anos, onde comecei a trabalhar aos 11 anos de idade como ajudante de classes. Lembro que minha mãe me incentivava e me falava sobre Jean Piaget e de como era importante a educação na vida de uma criança. Desde esta época permaneci na escola, me formei em Pedagogia e fiz PósGraduação. Como você classifica a escola ideal? Para mim a escola é um lugar de edificação da vida humana. O aluno precisa sair da escola com aprendizado suficiente para se tornar o melhor profissional, mas também precisa ser o melhor ser humano. Em nossa escola trabalhamos o Projeto Transformação Social, em busca que visa promover a solidariedade, através da ajuda ao próximo. Neste projeto, nossos alunos já arrecadaram dinheiro em uma gincana e compraram jogos e brinquedos para a Escola Lídia Sherman, em Búzios, e já visitaram aldeias indígenas. Como surgiu o Instituto Dominus de Educação? Uma mãe, de Búzios, veio me procurar em Cabo Frio para dizer que a escola do filho dela estava sendo fechada. No dia 20 de dezembro de 2007 fui visitar esta escola. Acreditei na ideia e, em menos de um mês, dia 5 de janeiro de 2008, montamos o Instituto Dominus. No primeiro dia de aula, em fevereiro, atingimos o número de 30 alunos. Ao final do mesmo ano estávamos com 50 alunos. Hoje, nos orgulhamos de ter centenas e de ter dado início, em 2013, a primeira turma do Ensino Médio. Isso é a prova da importância de formar, com competência, seres humanos para a vida.

Qual o balanço que faz de sua trajetória até aqui? Como educadora, amo o que faço. As escolas nasceram pela educação; o fato de hoje administrar empresas é uma consequência. Sou feliz porque vejo os frutos do que foi plantado. É fácil fazer uma escola apenas com conteúdo acadêmico, mas o importante é explicar o significado do aprendizado ao aluno, dizer o que ele vai fazer com aquilo que aprende, afinal, não é só decorar e passar no vestibular, não, é muito mais do que isso. Queremos nossos alunos nas melhores universidades, mas também queremos que ele aprenda muito sobre a vida.

Sala Multimídia, Atelier de Artes, Laboratório de Ciências e áreas de lazer facilitam o convívio na comunidade escolar

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

15


Traga sua mãe para jantar no Barceloneta neste domingo. César Augusto São Luiz, 177 - Loja 2 Reservas: 2623- 0035

Amiga, companheira, protetora, anjo que Deus nos deu. A você mamãe desejo toda felicidade, pois todo dia é seu. Um beijo no seu coração Uriel da Saúde.

16

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


Botafogo campeão O Bar do Marreco estorou com centenas de fogos. Deu pra matar a saudade

O holandês incansável Por Gustavo Garcia

S

empre que pega na bola com maestria os comentaristas discorrem com exaltação sobre o lance, exemplificando-o como modelo de vigência e determinação. Nada mais justo. Aos 37 anos, Seedorf representa em suma o que há de melhor no esporte. E mais do que vigor físico, que lhe permite reger a equipe botafoguense com enorme destreza, precisamos exaltar constante-

mente sua técnica apuradíssima, carregada de naturalidade e elegância ao mesmo tempo – se isso realmente é possível. Capaz de enxergar a vulnerabilidade adversária com mais precisão do que muitos técnicos, certamente, ele é um homem atrasado em seu tempo, pois o jogo, atualmente, não tem mais espaço para grandes romantismos. Digo isso porque Seedorf é um jogador clássico, que deveria acariciar a bola na época dos extraordinários cronistas Nelson Rodrigues e Armando Noguei-

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

ra, período no qual se jogava futebol de verdade e se narrava com comoção. Pois existem glórias que atletas – por mais vencedores que sejam – não conseguem perpetuar, isso é para poucos. E a admiração não necessariamente se faz através de medalhas, já que a maior gratificação de um artista ao final do seu espetáculo são as palmas, visto que elas não se esvaem jamais. No entanto, incessantemente imponente, agora, o holandês pode dizer que foi cam-

peão por onde passou. E se os torcedores do Botafogo já dispunham de razões para se orgulhar, hoje eles não têm motivos para esquecer-se daquele que talvez não seja um dos maiores jogadores de todos os tempos, mas que graças ao seu caráter e honra ímpares, que o elevaram à condição de imortal, mesmo que somente na brilhante constelação alvinegra, a história nunca deixará de se lembrar das lágrimas de emoção derramadas por ele após o título do Campeonato Carioca de 2013.

17


Cinema Cine Bardot - REALITY - A GRANDE ILUSÃO. Pais: ITALIA/ FRANÇA. De: Matteo Garrone. Com: Aniello Arena, Nando Paone, Claudia Gerini. Dias: SEXTA 21:00 / SÁBADO 21:00 / DOMINGO 19:00. INDOMÁVEL SONHADORA. Pais: EUA. De: Benh Zeitlin. Com: Quvenzhané Wallis, Dwight Henry, Jonshel Alexander, Dias: SÁBADO 19:00 / DOMINGO 21:00. Ingresso: INTEIRA R$ 20,00 MEIA R$ 10,00. www.viladomar.com/cinebardot. Tel: 22 2623-1298.

Artes Plásticas Abigail V. Schlemm – Pinturas. Rua das Pedras 151. Vilmar Madruga – Atelier com exposição permanente da obra do artista. Porto da Barra. Tel.: 2623-7452 Anauê Mosaicos e Esculturas – Rua das Pedras, 266 – loja 04. Telefone: 2623-2225 Atelier Decor-Resina – Peças exclusivas em materiais nobres misturados com resina cristal. Rua Vila das Aroeiras, no 180. Tel.: (21) 9729-3795 Lula Moraes – Rua A - Lote 3 - Alto de Búzios. Tel: 26235744. Atelier Flory Menezes - Rua das Pedras 168 lj 8 Búzios (26230264 - 9994-7831). www.florymenezesescultura.com Eduardo Sardi - Retratos artísticos, pinturas a óleo e pátinas - Vila Caranga, 32 - Telefone: 2623-4072 - 9223-0457 Julián Juaréz - artista plástico - Tel: 2633-7037 / 9209-6364. julian23artistaplastico@hotmail.com. Rua Nicolau Antônio Estevão, 68 • Alto da Boa Vista • Rasa. Sérgio Joppert - Pinturas e Desenhos. Rua Zaíras Street. Nº. 09 Baia Formosa - Lote 09. Quadra 05. sergiojoppert@hotmail.com. (21) 9559-0014 Eduardo Pieretti Atelier - Rua da creche Barbara Writh, Parque das Acácias. Tel: (22) 2623-6179 Atelier Maremato do André Cira - Tel 22 26291351 - acira@ wanadoo.fr Artista plástica Argina Seixas. Endereço: Centro Hípico de Búzios - Marina Porto. Horário de funcionamento: 10:00 às 18:00. Telefone contato: (22) 8843-6604 Ana Colombo - Na Galerida da Vimolagos

Comidas & Shows Barceloneta - Todas as terças festival de tortillas espanholas. No sábado tem feijoada. Reservas tel.: 2623-0035 Crêperie Chez Michou - Deliciosas crepes e exóticos drinks. 14 monitores para assistir os mais novos DVD´s e todos os eventos esportivos. Programação musical com Dj´s. Venha a comemorar seu aniversário no point mais badalado de Rua das Pedras. Aberto todos os dias do meio dia ao ultimo cliente. Tel. (22) 2623-2169 – www.chezmichou.com. br – Rua das Pedras, 90. Centro.

Informe cultural: Você já foi para a casa do CARALHO? Por Gustavo Garcia Enquanto fechávamos a edição d’O Perú desta semana, fui acusado de ser mal educado pela nossa querida companheira Janice, por dizer a palavra “CARALHO” em alto e bom tom na redação do jornal. No entanto, preciso alertá-los que existe uma grande ignorância quanto ao verdadeiro significado do termo “CARALHO”. “CARALHO” na verdade é o nome da pequena cesta que se encontrava no alto dos mastros das antigas caravelas nos tempos das navegações, de onde os vigias perscrutavam o horizonte em busca de sinais de terra. Então, por ficar localizado em uma área de muita instabilidade, ou seja, no alto do mastro, era onde se manifestava com maior intensidade o rolamento ou movimento lateral de um barco. E também era considerado um lugar de “castigo” para aqueles marinheiros que cometiam alguma infração a bordo. O castigado era enviado para cumprir horas e até dias inteiros no caralho e quando descia ficava tão enjoado que se

Centro Espírita Chico Xavier Bezerra de Menezes “Exenplo do homem do futuro diante das lutas” I Encontro Armação dos Búzios Domingo, 19 de maio de 2013 8h e 30 min ás 13h . Dinamizadora: Rita de Cassia de Souza (G. E. Leopoldo Machado – RJ) Reunião Pública 2ª e 5ª feira ás 20h Vila Caranga 194 - Búzios

mantinha sem fazer merda por um bom tempo. Daí surgiu a expressão “vai pra casa do caralho”, que, se for levada ao pé da letra, nada mais é do que uma forma de repreender alguém. Mas que atualmente é utilizada equivocadamente como palavrão. Vivendo e aprendendo. O Perú também é cultura! Ou não...

Feijoada com samba com Grupo Vem Q Tem Todo sábado a partir das 17hs até 22hs.

no Porto Veleiro Valor: R$ 79 (casal) Contato: 22 2633-7128 ou 9939-4287 Falar com Joey ou Bruno

Pátio Havana - De frente para o mar, gastronomia contemporânea. Excelentes alternativas de frutos do mar, carnes de importação, massas, petiscos e deliciosas pizzas. Programação de shows ao vivo, quintas feiras Salsa para bailar e domingos roda de samba. Aberto todos os dias a partir das 18h e ate o ultimo cliente (exceto terças feiras). Reservas: (22) 26232169 – Ramal 6 – www.patiohavana.com. br - Rua das Pedras, 101. Centro. Estância Don Juan - As melhores carnes de importação com a melhor seleção de vinhos, no restaurante mais aconchegante de Búzios. Shows de tango são apresentados todas as terças feiras. Aberto todos os dias do meio dia até o ultimo cliente. Reservas: (22) 2623-2169 – Ramal 5 – www.estanciadonjuan.com.br – Rua das Pedras, 178. Centro.

18

Galeria Abigail Vasthi

Rua das Pedras, 151 Tel.: 2623-2261 De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


Copa 2014: Búzios cidade satélite Rébora e Thomas Weber observados pelo satélite da FIFA

Por Gustavo Medeiros

O

município de Armação dos Búzios pode se transformar em cidade satélite da Copa 2014. A Match Hospitality, empresa Suiça detentora dos direitos do Programa de Hospitalidade da FIFA, está bloqueando (não podem ser reservados ) milhares de apartamentos (UHs – Unidades Habitacionais) em hotéis e pousadas distribuídas em diversos cidades que serão sede da Copa do Mundo em 2014. Devido a sua proximidade com o Rio de Janeiro, sede do evento, e principalmente por ser um dos principais destinos turísticos do Brasil, a Match também bloqueou diversas unidades em Búzios. De acordo com o diretor executivo da Associação de Hoteis de Búzios (AHB), Thomas Weber, um levantamento está sendo feito na rede de hotéis e pousadas filiadas a AHB, para se chegar ao número exato de apartamentos bloqueados. Se atingir a marca de 1000 bloqueios, Búzios é a cidade satélite da Copa. É grande a expectativa dos setores hoteleiro e comercial, em lucrar também com as realizações de grandes eventos como da Copa das Confederações, de 15 a 30 de junho; e a Jornada Mundial da Juventude, de 23 a 28 de julho deste ano, quando estão sendo esperados, só para este evento religioso, mais de dois milhões de jovens católicos de todo o mundo. Representantes do Comitê Olímpico Rio 2016 já estiveram em Búzios para propor a feitura de contrato nos meios de hospedagem entre empresários do setor com o Comitê para os jogos. Neste caso, para a assinatura do contrato com o Comitê Olímpico 2016, serão aceitos estabelecimentos classificados em 2, 3, 4 e 5 estrelas. Cada estabelecimento celebrará contratos conforme a categoria em que se enquadra na classificação oficial junto ao Ministério do Turismo, que posteriormente será inspecionado pela área de Hospedagem dos Jogos. Conhecida internacionalmente por suas belezas naturais e principalmente a próxima a capital, cidade sede dos Jogos Olímpicos, torna Búzios um destino em potencial para o público que vem assistir esses mega eventos. - Com certeza, Búzios irá atrair inúmeros turistas durante a Copa e as Olimpíadas. A nossa cidade está vivendo um momento muito importante no setor turístico e temos a missão de tirar o melhor proveito dessa situação no melhor bom sentido da palavra. Temos feito diversos contatos com empresas estrangeiras interessadas em hospedagem em Búzios durante esses dos eventos. Estamos trabalhando muito. O fato de estarmos preocupados na qualificação de nossa mão de obra é mais um grande avanço. A parceria com o Sindsol, AHB, Sebrae, Ministério do Turismo e iniciativa privada tem sido de fundamental importância – comentou animado o presidente da Associação dos Hotéis de Búzios, Sérgio Rébora. A organização dos Jogos garante que são de 10 a 12 anos os benefícios de mídia aos países sede dos jogos, sendo os mais importantes os quatro anos que antecedem os jogos. Acredita-se que para a Rio 2016, seja necessário o bloqueio de 40 mil unidades habitacionais para atender só os clientes credencia-

dos da competição, uma ótima oportunidade de negócios a todos os meios de hospedagem na capital do Estado e principalmente para as cidades próximas, como Búzios, distante 160 quilômetros do Rio de Janeiro. CAPACITAR PARA MELHOR ATENDER Diante da possibilidade de receber um grande número de turistas de todo o planeta nos próximos anos, o Sindicato dos Hoteis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindsol - Búzios) e a Associação de Hoteis de Búzios (AHB), estão oferecendo inúmeros cursos gratuitos em parceria com o Ministério do Turismo, Sebrae e iniciativa privada. O objetivo é capacitar ainda mais a mão de obra que atua principalmente no comércio e na hotelaria. Para se ter uma idéia, já são 120 inscritos no Curso de Qualificação em Turismo – Copa 2014, que vai acontecer em meados de junho, através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Serão até 120 horas/aulas de cursos de camareira, recepcionista e garçom. As inscrições ainda estão abertas. Basta acessar o site oficial do Sindsol, www.sindsol. com.br e preencher o formulário. Em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio a Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), o Sindsol está programando para o próximo mês, curso de gestão empresarial que abrange inúmeras áreas como: empresa, gestão financeira e gestão de formação de preços e serviços. Na grade de programação, está previsto ainda, curso sobre o Programa de Alimentação Segura ( PAS ). As inscrições serão previamente divulgadas com detalhes de como fazer as inscrições. Está em pleno andamento, com aulas duas vezes por semana, nos turno manhã e tarde, totalizando 80 horas/aula, o Curso Gratuito de Capacitação de Garçom aberto somente para os participantes do Festival Gastronômico de Búzios que acontece em julho próximo. O presidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sindsol), Thomas Weber antecipou que é prioridade a promoção de cursos de qualificação de mão de obra, gratuito para a população que atua na hotelaria e no comércio: - Recentemente, o Sindicato em parceria com a As-

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

sociação de Hotéis de Búzios (AHB) realizou um curso de Revenue Manegement, que mobilizou vários empresários e colaboradores da rede hoteleira. Trata-se de uma técnica de gestão utilizada para calcular melhor a política de preços para otimizar/ maximizar os lucros pela venda de um produto e serviço. Foi bastante elogiado. Estamos focados em realizar cursos que de fato contribuem significativamente para melhoria de mão de obra em Búzios -, informou Weber acrescentando que, “ estamos e vamos atravessar um período longo de oportunidades na área turística e por isso, ter qualidade dos serviços é primordial “. Por sua vez, a Prefeitura de Búzios está também fazendo a sua parte. No próximo dia 15, vai lançar o projeto ConheSer, que tem por objetivo capacitar os profissionais do segmento turístico. Recentemente, o Executivo inaugurou o Centro de Idiomas, inglês e espanhol, aberto também para diversos setores.

19


COMPLEXO INDUSTRIAL DO SUPERPORTO DE AÇU, NO MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA BARRA: EMPREENDIMENTO X NATUREZA. Por Ernesto Galiotto - Ambientalista

Q

uando tratamos do desenvolvimento, do crescimento da indústria e da geração de divisas, sempre questionamos até onde vale a pena alterar a biodiversidade e os mananciais da nossa costa marítima. Será que não estamos nos precipitando ou sonhando muito alto apostando numa indústria ainda não comprovadamente certa quanto ao pré-sal. O pólo industrial que vemos nas imagens aéreas que tiramos no dia 27/04/2013 assusta bastante pelo tamanho de área que sofreu alteração naquela região. A ligação do mar com os canais e lagos alterou o grau de salinidade daquela região, podendo causar grandes transtornos no futuro, não só na paisagem, mais principalmente na fauna e flora. Há alguns anos atrás, quando houve a descoberta de petróleo na chamada camada do pré-sal, deu impressão às nossas autoridades brasileiras que mais um milagre milionário surgiu, de mão beijada, para o nosso país. Os nossos governantes saíram pelo mundo afora já alardeando negócios envolvendo a exploração para que todos viessem participar, mas as primeiras experiências foram altamente prejudiciais aos nossos mares, com grande vazamento da empresa americana Chevron,que alterou também uma grande parte do leito marinho, deixando uma poluição que o dinheiro nunca irá compensar. Nós brasileiros temos um hábito de achar que um jeitinho ou discurso vai resolver o problema. Já foi aprovado que isso faz parte de um passado sombrio e somente serve de justificativa para a incompetência e a ganância desmedida. Já existe previsão de produção para daqui há 25 anos, embora tudo isso ainda seja uma nuvem na qual não se sabe o tipo da chuva ou da tempestade, numa exploração com incrível profundidade de quilômetros em busca de um produto já meio comprometido. Sem a certeza da quantidade da produção, todos esses setores especulam e se empolgam para além da realidade, fazendo que os construtores de portos peguem áreas nas nossas costas. Não se importam com a violenta agressão a natureza e a nossas paisagens, causando danos futuros irreversíveis,talvez deixando para trás portos sucateados com os prejuízos incalculáveis. Não se preocupam em defender a nossa mata atlântica, lagoas e restingas, transformando isso em um exemplo eternamente agressivo para que as futuras gerações se encarreguem de debelar.

20

Foto tirada pelo Google Maps antes de Eike enfiar o mar no continente

O super Porto do Açú, de Eike Batista, em São João da Barra, rasgou uma surpreendente area de manancial levando o mar para dentro do continente. Uma intervenção catastrófica de carater irreversivel ao meio ambiente. A invasão da agua salgada em um ambiente de alagado já ocasionou a morte de animais e a vejatação também sofrerá. O caso do Porto do Açú em São João da Barra pode se repetir em outras areas ambientais do litoral fluminense. A próxima vitima será a Praia da Ponta Negra em Maricá.

A próxima vítima

É importante que se tome ciência da próxima vítima, que fica entre Ponta Negra e Maricá, uma das áreas mais linda da nossa região. Ela poderá estar com os dias contados, pois a gula daqueles que sobrevivem do petróleo e ganham fortunas já se voltou para lá. Para eles o que importa é mais um empreendimento substituindo uma área que deveria ser totalmente preservada.

Esta imagem fotográfica que exibe o local deveria ser suficiente para se dizer não a esta pretensão de instalar um porto, que até pode se transformar numa fantasia, pura ilusão, degolando um trecho do mar e de costa que se transformará numa ferida irreversível. O que sobra mesmo e a goela de alguns políticos e empresários e suas riquezas pessoais. Sempre esperam que o resto da população se cale e que os

ambientalistas desapareçam, porque para essa gente os valores momentâneos são mais importantes do que a fauna, flora e o resto dos seres humanos em geral. O que nos resta, como defensores da natureza, é levar ao conhecimento público, através das nossas imagens aéreas, os prós e os contras, os benefícios e os malefícios envolvendo o nosso futuro.

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


Mão na Massa! Por Marcelo Lartigue

A

pós o último vendaval que se abateu sobre Cabo Frio o projeto social Centro de Atenção ao Jovem Espaço Feliz (CAJEF ) teve as telhas se de sua sede todas quebradas. Ernesto Galliotto , que foi ao local para deixar as telhas que sobraram se seu escritório, viu que não seria suficiente e então doou 230 m² de telhas, refazendo o telhado da sede e ainda construindo , com acréscimo de mourões, um pavilhão para a realização de eventos e reuniões. A diretora voluntaria da instituição, Rosa Brandão, explica que o projeto busca recuperar jovens da comunidade do Jacaré, em Cabo Frio, que estejam envolvidos de alguma forma com o uso de entorpecentes e afirma: “ São 92 pessoas atendidas pelo projeto”. Galiotto e Rosa iniciarão uma novo trabalho paralelo ao da recuperação de dependentes químicos da comunidade, “ levaremos para dentro da comunidade ações voltadas ao meio ambiente e a cultura. Essa será minha parte”, explica o ambientalista e repórter aéreo do Perú. Durante um fim de semana o próprio Galliotto, com a ajuda da radialista Iva Maria, jovens do projeto e moradores da comunidade, trabalharam na construção do galpão, “ Pusemos a mão na massa mesmo”, comentou. Os moradores estão animados. É importante inserir a comunidade na construção e ampliação de um projeto como esse. Eles sentem mais forte que é pra eles isso aqui”.

Galiotto em ação solidária no Jacaré

Saiba mais sobre o projeto: Rosa Brandão Presidente Centro de Atenção ao Jovem Espaço Feliz (CAJEF) CNPJ 14.673.605/0001-58 (22) 9982-2348

O galpão do CAJEF foi reformado e ampliado

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Dr. ALBERT DANAN – Tabelião e Oficial Titular

OFÍCIO ÚNICO DA COMARCA DE ARMAÇÃO DOS BÚZIOS/RJ SERVIÇO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS Av. Jose Bento Ribeiro Dantas, nº 2.000, Manguinhos Armação dos Búzios/RJ - CEP: 28950-000 Telefax: (22) 2623-6093 – adm@cartoriobuzios.com.br

PROCLAMAS DE CASAMENTOS

Neste Ofício estão afixados no local de costume, após a apresentação dos documentos exigidos pela Lei, os seguintes Editais de Proclamas de Casamento: IZAIAS SOARES CASSIANO e DANDARA NOGUEIRA RODRIGUES BARROS; Brasileiros, solteiros. Ele, Jatiador, filho de: Francisco de Assis Cassiano e Judivan Soares Cassiano. Ela: Estudante, filha de: Glauber de Siqueira Barros e Kátia Silene Nogueira Rodrigues Barros, ambos residentes neste Município/RJ. Processo nº 2107/13.

Pereira. Ela: Divorciada, do lar, filha de: Adelino Assenso e Gilceia Motta Assenso, ambos residentes neste Município/RJ. Processo nº 2108/13.

ANTONIO CARLOS SOUZA AZEREDO e ELIANA PEREIRA DO ESPIRITO SANTO COTA; Brasileiros. Ele, Solteiro, Pedreiro, filho de: Carlos Azeredo Netto e Maria Jose Souza Azeredo. Ela: Viúva, ProfesPAULO ROBERTO SOARES PEREIRA e NILCEIA sora, filha de: Osvaldo Cerqueira do Espírito Santo e MOTTA ASSENSO; Brasileiros. Ele, Viúvo, caseiro, Benicia Pereira do Espírito Santo, ambos residentes filho de: Donato Soares Pereira e Maria dos Santos neste Município/RJ. Processo nº 2109/13.

Armação dos Búzios, 09 de maio de 2013. Quem souber de algum impedimento, acuse-me. Eu, Katharine Moreira Guimarães, Escrevente, a extraí.

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

21


Anuncie no Perú : 2623-1422

1) Cláudio Rafael Imóveis Vende- Alto da Ferradurinha -Casa 07 quartos,(04 suítes), salões , cozinha, 06 banheiros,varandas, sauna, piscina, jardim, garagem para 04 carros, casa de caseiros, lavanderia, churrasqueira , forno a lenha.Valor: R$ 1.600.000,00 2) Cláudio Rafael Imóveis –Vende – João Fernandes –Casa 05 qtos, sendo 04 suítes, 02 amplas salas, cozinha equipada, área de serviço, varandas, casa de caseiros, garagem para 02 carros, piscina panorâmica., churrasqueira, vista total para o mar. Va­ lor: R$ 3.000.000,00

QUANTO VALE SEU IMÓVEL

?

AVALIAMOS CONSULTE-NOS

3) Cláudio Rafael imóveis - Vende –Ferradura 2ª quadra, 08 suítes amplas sendo uma master, salões, cozinha equipa­ da, varandas,casa de caseiro lindo jardim, vista mar, piscina, churrasqueira,sauna. Valor: R$ 4.700.000,00

2. Linda casa em bairro com alta valorização, José Gonçalves, em rua pavimentada e próxima ao comércio com 2 quartos, sala e cozinha americana 2 banheiros garagem para 3 carros. Valor R$ 220.000,00

Casas: Oportunidade! Casa em excelente condomínio na Baía Formosa. 3 quartos e 1 suíte. Sala em L, cozinha. Varanda com churrasqueira, ducha, área de serviço e vaga para 3 carros. Aquecedor solar. Vai andando para a praia de Manguinhos. Valor: R$500.000,00. Cód. 886.

4) Cláudio Rafael Imóveis - Vende - Marina - Casa 04 suítes, sala de jantar, estar e sala de TV, cozinha , banheiros , varan­ das, churrasqueira , área para repouso, piscina, jardim .Valor: R$ 1.600.000,00

3. Casa com dois quartos, quintal grande, garagem, no Bairro São José. Valor: R$230.000,00

5) Cláudio Rafael Imóveis -Vende – Ferradura – Casa 05 suítes, salão em 2 ambientes, ampla cozinha, lavabo, casa de caseiro, piscina com vista privilegiada, área de churrasqueira, sauna a vapor, vista deslumbrante para a praia da Ferradura .Valor: R$ 4.000.000,00

Colinas de Geribá. Casa com VISTA mar e lagoa. 2 suítes e 1 quarto. Todos com sacada e vista. Pôr do Sol. Sala integrada com varanda e cozinha. Piscina, deck, churrasqueira, área de serviço e garagem para 2 carros. Vai andando para a praia de Geribá. Valor: R$750.000,00. Cód. 951.

4. Linda casa com 2 quartos, 3 suites, garagem para 2 carros dentro de um completo condomínio bairro Baia Formosa. Valor: R$ 850.000,00.

6) Cláudio Rafael Imóveis - Vende –Alto de Búzios – Casa com 05 suítes, sendo 03 mega suítes, sala de estar, sala de jantar, co­ zinha equipada, banheiros, varandas, jardim, piscina, vista para o mar de Geribá e Manguinhos.Valor: R$ 1.700.000,00 7) Cláudio Rafael Imóveis - Vende- Casa Marina Canal, com 05 suítes, sala de estar, sala de jantar, home Theater, cozinha gour­ met equipada, 09 banheiros, lavabo, varandas, área de serviço, piscina com raia, sauna a vapor, churrasqueira, hidromassa­ gem.Valor: R$ 2.100.000,00 8) Cláudio Rafael Imóveis -Vende – Enseada do Albatroz -Ca­ sa 03 quartos com varanda, sendo 02 suítes, ampla sala, co­ zinha equipada, banheiros, varanda, piscina com deck, forno de pizza. Vista exuberante.Terreno c/ 860,00m2. Valor: R$ 2.000.000,00 9) Cláudio Rafael Imóveis -Vende –Ferradura – Casa 08 qtos, sendo 04 suítes, Salão, Sala de jantar e Sala de estar em vários ambientes, Ar central , cozinha equipadíssima, jardins, sauna, piscina, hidro, .Valor: CONSULTE-NÒS Cláudio Rafael Imóveis. Email: contato@claudiorafaelimoveis.com.br. Estrada da Usina – n. 19 –Loja G –Centro –Armação dos Búzios.Tels: (22) 2623-7540/ 9223-2678/ 7836-1109- ID: 10*13911

www.claudiorafaelimoveis.com.br

22

1. Linda casa em condomínio fechado com quatro quartos sendo um suíte, sala, quatro banheiros, churrasqueira, área externa, três vagas na garagem, piscina e sauna, canto direito de Geribá. Valor:R$ 980.000,00

5. Lindo imóvel. Situado na vila verde- rasa, com amplo quintal, 3 quartos , sendo 1 suíte. Garagem e muita tranquilidade. Valor: R$180.000,00 6. Linda casa em condomínio de frente para a praia de Manguinhos situada na Baia Formosa, com total segurança e área de lazer com 3 quartos sendo 2 suítes. Valor R$ 2.200.000,00) 7. LANÇAMENTO! Rasa residencial clube. Apartamento 3 quartos sendo 2 suítes de frente para a praia. A partir de 255.000,00 código imóvel 034 8. Linda casa duplex com quatro suites, cozinha americana, área de serviço, garagem, condomínio com piscina, sauna, churrasqueira e segurança 24h, bairro: Baia Formosa. Valor: 1.200.000,00

Terrenos: Lote VISTA MAR fantástica (transatlâncios) e Centro da cidade. Entre Azeda e João Fernandes. Último e maravilhoso com 1.600m². Ao lado da APA Azeda.Vai caminhando para as praias dos Ossos, Azeda e Azedinha. R$700.000,00. Cód. 937. Na Baía Formosa.Terreno pronto para construir! Todo plano. Dentro de condomínio com infra-estrutura completa. Possui aproximadamente 300m². R$180.000,00. Cód. 959. No Alto de Búzios. Bairro de alto padrão.Terreno com Vista Mar e pôr do Sol lindíssimo. Com 1.787,5m². Próximo ao Centro da cidade. Valor: R$310.000,00. Cód. 958. Pousadas: Linda Guest House a 50m da praia de João Fernandes, uma das praias mais frequentadas pelos turistas. Com 11 suítes, sacadas, recepção, piscina, deck com vista mar... Estacionamento e muito potencial! Valor em dólar: U$1.500.000,00. Temos amplo cadastro de pousadas e guest-houses. Consulte-nos ! www.imobiliariadebuzios.com.br (22) 2623-1867 / (22) 9914-4098 Av. José Bento Ribeiro Dantas, 2591. Manguinhos, Búzios - RJ. Creci: 21019

De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado


Classificados d' O Perú

1 Imóveis

Compra e Venda

2 Imóveis

1 - IMÓVEIS Compra e Venda Centro Hípico: mansão c/ 590m² - casa principal - casa hospedes - aviário - piscina - caseiro - acabamento primoroso - totalmente mobiliada e equipada - Tel. 222623-2056 – 9986-1646 – www. banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Ferradura : Lote / 1.400m² perto/mar – plano - alto - R$ 320.000 - Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Balneário da Raza : casa frente /mar – terreno c/ 1.300m² (27m frente) – 5 quartos – piscina – belo jardim – excelente preço Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Raza / Le Corsaire : Casa 2 suites mobiliada – R$ 370.000 Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Ferradura : Pousada c/ 11 apartamentos + casa – vende-se motivo viagem R$ 1.300.000 Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Marina Porto Búzios : lote 800m² - à 50 metros mar – murado – com cisterna – R$ 280.000 – Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Baia Formosa : casa cond. 3 suítes terraço, perto praia (precisa reforma) – Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Colinas de Geribá : casa 4 suítes (opção de mais 2) – vista mar e lagoa – lote com 720m² R$ 550.000 - Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Enseada do Albatroz : casa nova

Aluguel

& 3 Negócios Empregos

– 4 suítes – piscina – magnifica vista / mar – Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Geribá : casa cond. perto / praia – 5 suítes – decorada – R$ 900.000 - Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis.com.br – CRECI J 1.753 Alto de Búzios : lote 1.220m² excelente topografia (semi-plano) – vista Geribá / Manguinhos – R$ 270.000 - Tel. 22-2623-2056 – 9986-1646 – www.banbuimoveis. com.br – CRECI J 1.753 Para Locação Resi-dencial: Residência em condomínio, composta por 4 suítes, sala de estar e jantar,cozinha americana. Condomínio com piscina, quadra de esportes e salão. (22)2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra. com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Manguinhos: Espetacular residência.Amplo jardim, piscina, churrasqueira, vagas para muitos carros, sala de estar,sala d e j a n t a r, a m p l a c o z i n h a , despensas, jardins internos, 6 suítes,escritório, varandas, dependências para caseiro e motorista. (22) 2623-2467. www. celsoterra.com.br, cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Geribá: Casa em condomínio. 3 dormitórios, sala de estar e jantar, varanda, cozinha americana. Condomínioco piscina e sauna. Pertinho da famosa praia de Geribá! (22) 2623-2467. www.celsoterra. com.br, cterra@celsoterra.com. br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Ferradura: Para viver de bem com a vida! Linda residência composta por 3 suítes, ampla sala, varanda,piscina, sauna, churrasqueira, dependências de empregada. Suíte independentepara hóspedes. Grande jardim.

4 Veículos

(22) 2623-2467. www.celsoterra. com.br,cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485. Praia Baia Formosa: Muito charme nesta residência. Um único pavimento. 4 dormitórios sendo 1 suíte. Salade estar e jantar, cozinha, copa, varandão. Piscina, dependências paracaseiros, atelier, depósito. Garagem coberta. Pertinho da praia. (22)2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@ celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485.

5 Casa & Bazar

(22) 2623-1422

vas madeiras de 15x3 - 15x6, ripas e caibros Endereço: Rua Porto santana,n° 18, Bloco 3104 - Manguinhos ( Rua da Cilico’s Pizzaria). Interessados ligar tel: (21) 71250196 - Fátima, (22) 92091160 - Fonseca, (22) 98579577 - Dorival MANGUINHOS - CASA DUPLEX EM CONDOMÍNIO (c/estrutura - piscina, sauna,churrasqueira, jardins) - Perto praias - Varanda, sala, 3 quartos, 2 banheiros. Dep. tr. (21) 2533-0958 / 9997-9079

2 - ALUGUEL

Condomínio na Ferradura: Lindoprojeto. 4 dormitórios sendo 3 suítes. Sala de estar e jantar, cozinha, dependências para empregada, área de serviço. Condomínio com piscinas, saunas, sala dejogos, churrasqueira, quadra de tênis. Pagamento financiado pelo incorporador! (22)26232467. www.celsoterra.com. br, cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485.

Alugo casa anual Condomínio das Garças, 3 quartos (suíte),R$ 2.000,00 + taxas. Tratar: 26237334 / (22) 9916-2390

Marina: Casa em condomínio. Frente para o mar! Sala, dois dormitórios sendo 1 suíte. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com. br, cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485.

Contratamos: VIGIA e RECEPCIONISTA. Interessados enviar currículo para: pousadabzrj@hotmail.com

Porto da Barra! As melhores ofertas em lojas para o seu comércio! Venha fazer parte deste empreendimento, bonito, sofisticado e único! Junte-se aos campeões! Lojas para locação, para osmais variados tipos de comércio, a partir de 30m2. (22) 2623-2467. www.celsoterra.com.br, cterra@celsoterra.com.br, Estrada daUsina Velha n.º 350, Centro, Armação dos Búzios, RJ. creci-rj J4485.

Anuncie:

Búzios - Alugo loja em Manguinhos, 65m2 ( c/jirau) - Estrada José Bento R. Dantas, 4545 (Shopping Ariest), tr. (21) 25330958 / 99979079

3 - NEGÓCIOS E EMPREGOS

Motorista free lance para: Viagens, passeio,turismo, etc., grande conhecimento do Rio de Janeiro e região, carteira D. Telefone para contato: (22) 8128-2983 / 9971-1401 / 9228-4968 / (21) 9269-1179 Procuro trabalho de caseiro,tenho referências dos últimos 9 anos na mesma empresa. Patrício: (21) 91851122 / (21) 86603438

4 - VEÍCULOS

Condomínio Búzios Green, Melhor oferta! Vende madeiras e telhas (capa e bica) semi no-

Av. J. B. Ribeiro Dantas, 815 - Salas 7 e 8 - Portal da Ferradura (22) 2623-6393 / (22) 9235-2464 - semis-Búzios@uol.com.br De 11 a 18 de maio de 2013 – O Perú Molhado

23


Religião é trevas A dora falar de religião. Basicamente as de origens cristã afinal, esse é o ambiente em que vivo. Tenho o mesmo nojo pelas outras crenças, porém gosto de analisar- com viés um tanto crítico- a igreja católica e as protestantes. Principalmente essas igrejas evangélicas pentecostais que mais parecem indústrias exploradoras da fé alheia. Confesso que não tenho muita paciência para essas coisas de deus, jesus, milagres e principalmente padres e pastores. Sobretudo com padres tarados e pastores corruptos. Descobri desde cedo que quanto mais religioso é um povo, mais atrasado ele é. A ciência a luz da razão nos mostrou mais em um século que a religião em 20. Digo aos amigos que deixei de acreditar em deus (se é que algum dia acreditei) quando aos 8 anos vi o pároco de minha cidade instalar um pararaios na torre da Igreja Matriz. Confesso que fiquei encucado. Ora bolas: aquela não era a casa de deus? Então para quê a proteção se não cai uma folha sem Sua autorização? Conversava outro dia com um pastor sobre o estilo comercial das igrejas pentecostais, coisa que ele refutava, quando um amigo que a tudo presenciava fez a pergunta chave: sua igreja tem CNPJ? Desolado o pastor balançou a cabeça de maneira afirmativa. “Então é um comércio,” sentenciou meu amigo. Semana passada saiu uma notícia que Fernandinho Beira-mar, o bandido sentenciado a mais de 200 anos de cadeia está fazendo um curso de teologia. Deseja virar pastor evangélico. Matou, traficou, corrompeu, roubou, fez o caralho e agora financiado por uma igreja evangélica vai virar pastor e quando morrer, descansar em paz ao lado de deus e de Jesus. Eu, que nada fiz de errado vou queimar no inferno... Fernandinho está certo. Não existe no Brasil indústria mais lucrativa que a da religião. Nem as drogas dão tanto lucros. Que nos diga os Malafaias, os Valdomiros e os Macedos da vida. Uma coisa não me sai da cabeça: porque a existem tantos evangélicos e tantos pastores que são ex-alguma-merda? Essa semana uma pastor foi preso acusado de estupros e estelionatos. Em sua defesa, alegou que estupravas as mulheres para limpa-las da sujeira do mundo. Assim é o mundo das religiões. Um poço de contradições. Nem santos, nem capetas Descobri observando a sociedade, que existem no Brasil, uns 4 tipos de evangélicos. A maioria claro, é composta de gente simples, humilde. Gente boa e de fé que vão a igreja com o coração cheio de esperança. Na expectativa de expurgar seus pecados mundanos e salvar sua pobre alma do calor do inferno. Conheço muita gente boa que faz parte desse grupo. Tenho muitos amigos nele. O segundo grupo é formado por pessoas covardes e fracas, que por medo resolvem deixar de viver tudo que queriam na terra para saborear a vida

Esse cura até Aides..

hospital para quê?

Por Sandro Peixoto

após a morte. Nesse grupo, é comum as pessoas saírem para curtir a vida, passar um tempo ‘ no mundo’ para depois voltarem arrependidas e cheias de culpabilidade. Claro que um dízimo gordo faz tudo ser esquecido... O terceiro grupo de evangélicos é composto por gente sem caráter que descobriu uma espécie de salvo conduto no termo ‘evangélico’. Usam o título como uma Habeas Corpus preventivo. A frase “fulano é evangélico, jamais faria uma coisa assim”, é bastante ouvida na cidade. Alguns políticos de Búzios adoram ‘virar evangélico’ em período eleitoral. A velha bíblia só sai do armário nesses períodos. O último ‘tipo’ de evangélico é formado pelos pastores. São pessoas que em nada acredita a não ser em dinheiro e poder. Gente sem escrúpulos que toma dinheiro dos três grupos citados acima. Verdadeiros traficrentes, exploradores da fé alheia, que ao contrário dos verdadeiros traficantes, nem sequer entregam a droga que promete. Deixam a dopamina produzida no cérebro humano fazer sua parte e assim regulam e controlam suas ovelhas. O maior medo desses pastores é que Jesus volte um dia. Como se fos-

se possível alguém que morreu poder voltar. Imaginem a cena: Jesus chega e diz para Edir Macedo. Pode deixar que daqui para diante é comigo diretamente... Simplesmente acabam todas as igrejas. Claro que não são todos os pastores que agem assim. Apenas uma simples maioria. Recentemente o governo de Angola proibiu o funcionamento da maioria das igrejas pentecostais brasileiras que tem filais no país. A acusação não poderia ser a mais fiel: propaganda enganosa. Jesus cristo, o filho do homem comparado com os pastores de hoje, era um fraco. Um coitado. Fez o quê? Uns dez milagres em toda sua vida? Malafaia, Valdomiro e Cia fazem no mínimo uns cem milagres por noite na televisão. Tiram câncer como quem tira cutícula. Seria bom levar esses picaretas num Hospital infantil. Salvar umas criancinhas. Tirar o câncer delas apenas com um toque. Existem no Brasil mais de mil igrejas evangélicas. Algumas com nomes bastantes estranhos como essas abaixo. Crie também você a sua. IGREJA DA ÁGUA ABENÇOADA; IGREJA EVANGÉLICA ABOMINA-

ÇÃO À VIDA TORTA; IGREJA BATISTA INCÊNDIO DE BÊNÇÃOS FÉ;COMUNIDADE DO CORAÇÃO RECICLADO; IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL A ÚLTIMA EMBARCAÇÃO PARA CRISTO; COMUNIDADE ARQUEIROS DE CRISTO;IGREJA AUTOMOTIVA DO FOGO SAGRADO;IGREJA BATISTA A PAZ DO SENHOR E ANTI-GLOBO;ASSOCIAÇÃO EVANGÉLICA FIEL ATÉ DEBAIXO D’ÁGUA;CRUZADA EVANGÉLICA DO PASTOR WALDEVINO COELHO, A SUMIDADE;IGREJA FILHO DO VARÃO;IGREJA DA ORAÇÃO EFICIENTE;IGREJA DOS BONS ARTIFÍCIOS;IGREJA CRISTO É SHOW;IGREJA D A S S E T E T R O M B E TA S D O APOCALIPSE;IGREJA CAVERNA DE ADULÃO; MINISTÉRIO EIS-ME AQUI;IGREJA EVANGÉLICA PENTECOSTAL CUSPE DE CRISTO;IGREJA EVANGÉLICA P E N T E C O S TA L D A B Ê N Ç Ã O ININTERRUPTA;TEMPLO QUARTETO FAMILIAR GRACIOSO E TENRO; IGREJA BATISTA DA POMBA SACRIFICADA.


O Perú Molhado