Issuu on Google+

13 de outubro de 2011 N.º 342 ano 9 | 0,50 euros | Semanário

Diretor Hermano Martins

PUB

Polícia pág. 07

Jovem vítima de coação sexual Política de juventude elogiada na Suécia

Orçamento Participativo Jovem pág. 06 Aniversário pág. 03

Quatro anos de televisão na Trofa

Educação pág. 23

FAPTROFA gererefeições das escolas


2 Atualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

Abertas candidaturas para Sistema de Incentivos Arranca já no dia 18 de outubro a nova fase de candidaturas ao Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de Pequenas e Médias Empresas (SIQIPME). O objetivo deste sistema de incentivos passa por “promover a competitividade das empresas através do aumento da produtividade, da flexibilidade e da capacidade de resposta e presença ativa das Pequenas e Médias Empresas no mercado global”, informou fonte da AEBA (Associação Empresarial do Baixo Ave). O SIQIPME apoia, com um incentivo não reembolsável (taxas entre 40 e 50 por cento), as seguintes tipologias de investimento: Propriedade In-

Livro de Eduardo Reis apresentado nosábado

dustrial; Criação, Moda & Design; Desenvolvimento e Engenharia de Produtos, Serviços e Processos; Organização e Gestão e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC); Qualidade; Ambiente; Inovação; Diversificação e Eficiência Energética; Economia Digital; Comercialização e Marketing; Internacionalização (promoção internacional e pesquisa de mercados); Responsabilidade Social e Segurança e Saúde no Trabalho; Igualdade de Oportunidades. Para mais informações pode contactar a AEBA através do telefone 252 403 860 ou do email geral@aeba.pt. C.V.

É já no sábado, dia 15 de outubro, que Eduardo Reis apresenta, oficialmente, o livro “Mulher Fatal e Paradoxais Religiosas-Contradições”. A sessão de apresentação tem lugar no salão nobre dos Bombeiros Voluntários da Trofa, pelas 18 horas. O NT publica um poema que está presente na obra. A Dor da Saudade A felicidade para mim sucumbiu, Pelo meu Carlitos que p’ra o Céu partiu, Oh quanta dor fere este meu coração. Não. Não. Eu nunca poderei compreender, Quem nos deu a vida e nos deixa sofrer, Mais bem parecem ser deuses de ficção. Pr’a Dimensão tão desconhecida, Estou muito próximo da partida, Desejo meu filhinho encontrar. Por este mundo não entender, Perene vem sendo o meu sofrer, Por ti, Carlitos, vivo a chorar. Com o meu espírito atormentado, No leito, enfermo, debilitado, Sem alegria, espero o Natal. Tudo nesta vida é sofrimento, Vivemos num constante lamento, Ter nascido, foi o nosso mal…

Casa da Cultura recebe “A Pintura Proibida” Vincent da Rocha Dioh começou a pintar aos três anos e a expor as suas obras aos seis. Este jovem artista já realizou 19 exposições individuais.

foi o que aconteceu com este jovem artista. Filho do pintor Moustapha Dioh e de Zélia Rocha, este artista tem uma particularidade para além de ser muito novo, nasceu em 1995, é também autista. Mas Vincent da Rocha Dioh vai esta forma diferente de ver o expor as suas obras de arte mundo fez com que ele comena Casa da Cultura da Trofa. çasse a pintar aos três anos O artista plástico e pintor de e a expor aos seis. 16 anos vai inaugurar a sua Até ao momento Vincent exposição “A Pintura Proibida” Dioh já realizou 19 exposições no dia 15 de outubro às 15 individuais, seis coletivas e já horas. participou em duas exposições Já diz o ditado popular que bienais de pintura. D.P. “filho de peixe sabe nadar” e

Fundadora: Magda Araújo Diretor: Hermano Martins (T.E.774) Sub-diretora: Cátia Veloso (C.O. 742) Editor: O Notícias da Trofa, Publicações Periódicas Lda. Publicidade: Maria dos Anjos Azevedo Redação: Cátia Veloso (C.O. 742), Diana Pimentel Setor desportivo: Cátia Veloso (C.O. 742), Diana Azevedo, Marco Monteiro (C.O. 744), Miguel Mascarenhas (C.O. 741) Colaboradores: Afonso Paixão, Atanagildo Lobo, Jaime Toga, José Moreira da Silva (C.O. 864), Tiago Vasconcelos, Valdemar Silva Fotografia: A.Costa, Miguel Trofa Pereira (C.O. 865) Composição: Magda Araújo, Cátia Veloso, Ana

Ficha Técnica

Assunção Impressão: Gráfica do Diário do Minho, Lda, Assinatura anual: Continente: 20 Euros; Extra europa: 59,30 Euros; Europa: 42,40 Euros; Avulso: 0,50 Euros E-mail: jornal@onoticiasdatrofa.pt Sede e Redação: Rua das Aldeias de Cima, 280 r/c 4785 - 699 Trofa Telf. e Fax: 252 414 714 Propriedade: O Notícias da Trofa - Publicações Periódicas, Lda. NIF.: 506 529 002 Registo ICS: 124105 Nº Exemplares: 5000 Depósito legal: 324719/11

Detentores de 50 % do capital ou mais: Magda Araújo

Nota de redação Os artigos publicados nesta edição do jornal “O Notícias da Trofa” são da inteira responsabilidade dos seus subscritores e não veiculam obrigatoriamente a opinião da direção. O Notícias da Trofa respeita a opinião dos seus leitores e não pretende de modo algum ferir suscetibilidades. Todos os textos e anúncios publicados neste jornal estão escritos ao abrigo do novo Acordo Ortográfico.

13 de outubro de 2011

Agenda Dia 14 21.30 horas: Assembleia Extraordinária de S. Mamede do Coronado Dia 15 15 horas: Exposição “A Pintura Proibida” na Casa da Cultura 17 horas: Inauguração da EB1 de Querelêdo, Covelas 18 horas: Apresentação do livro de Eduardo Reis “Mulher fatal e paradoxais religiosas contradições”, Salão Nobre dos B.V. Trofa 20 horas: Desfolhada na Quinta de S. Romão, promovida pela comissão de festas de S. Bartolomeu 2012 Dia 16 9 horas: Caminhada promovida pela ASAS, Capela S. Gonçalo em Covelas 9 horas: Rota das Alminhas – Parque Dr. Lima Craneiro 15 horas: Trofense x Belenenses (Taça de Portugal) 15 horas: Bougadense x Águias Eiriz 15 horas: S. Romão x Vila Boa de Quirez 17 horas: CAT x Castelo da Maia, no pavilhão desportivo da Escola EB 2/3 de S. Romão do Coronado Dia 19 15 horas: Tertúlia “Ser voluntário, ser +”, no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado

Farmácias de Serviço 13 de outubro Farmácia Barreto 14 de outubro Farmácia Nova 15 de outubro Farmácia Moreira Padrão 16 de outubro Farmácia Trofense 17 de outubro Farmácia Sanches 18 de outubro Farmácia Barreto 19 de outubro Farmácia Nova

Números Úteis

Bombeiros Voluntários da Trofa 252 400 700 GNR da Trofa 252 499 180 Polícia Municipal da Trofa 252 428 109/10


13 de outubro de 2011

Atualidade 3

www.onoticiasdatrofa.pt

Quatro anos de televisão na Trofa cantes multiplicam-se à medida que se percorrem os quaA TrofaTv fez quatro tro anos de emissão através do site www.trofa.tv. Através da anos a 11 de outubro. Muitos são os momentos eterinternet, a TrofaTv chega a nizados por este meio de todos os trofenses, que estão comunicação que nasceu na Trofa, no País ou em qualpara complementar o traquer parte do Mundo. Foi atrabalho desenvolvido no jorvés da TrofaTv que puderam nal O Notícias da Trofa. assistir à subida histórica do Trofense à 1ª Liga, avaliar os À semelhança do espírito quatro candidatos à Câmara com que o jornal O Notícias Municipal nas eleições autárda Trofa foi criado, em pleno quicas de 2009 num debate ano de crise em 2002, tamtelevisivo e acompanhar a par bém a TrofaTv foi um projeto e passo, e em direto, tudo o arrojado que se tem revelado que se passou nas últimas numa aposta ganha. três edições da ExpoTrofa, o Onze de outubro de 2007 maior evento que decorre no foi o dia inaugural da emissão concelho. da televisão da Trofa que, diParedes meias com O Noariamente e durante todo o tícias da Trofa, a TrofaTv comano, mostra os acontecimen- plementa o lema do periódico tos mais relevantes do conce- – “informação clara, isenta e lho e da região. Passados sem tabus”, obedecendo à lei quatro anos, muito já há para da convergência dos meios dizer desta “criança” que cres- de comunicação imposta pelo ce, sustentadamente, graças mercado. Hermano Martins, ao trabalho de uma equipa jo- diretor da televisão online, exvem, dinâmica e sempre aten- plicou que o projeto da Trofata às exigências dos novos Tv nasceu da “necessidade tempos. Os momentos marde agrupar, num só local e de Cátia Veloso

TrofaTv nasceu para complementar o trabalho desenvolvido no NT

forma direta, os conteúdos multimédia que existiam já no site do jornal”. “Sempre que íamos fazer reportagem havia tantas imagens que achávamos que seriam importantes mostrar que uma, duas ou três fotografias eram insuficientes para revelar a verdadeira atividade ou o que é que tinha acontecido. Tínhamos já alguns vídeos criados para o jornal e chegamos à conclusão que o melhor seria agrupá-los”, referiu. Daí nasceu a necessidade de criar com um novo órgão de comunicação que já dispensa apresentações e é

muito bem recebido pelo público. Prova disso são “os muitos pedidos para que a TrofaTv esteja presente numa determinada atividade, dando mais prioridade à televisão do que ao jornal”. As audiências têm crescido de forma gradual e constante e se “nos primeiros vídeos com 20 visualizações já ficávamos satisfeitos”, agora a realidade é bem diferente. Atualmente, cada vídeo publicado na TrofaTv tem uma média de 2000 visionamentos, mas o objetivo é aumentar sempre mais. Pelo facto de ser uma te-

levisão regional, transmitida na internet, leva a que grandes entidades e associações desvalorizem a dimensão e o alcance da TrofaTv. “Para muita gente devíamos era estar na televisão por cabo, no entanto, apesar de podermos ter mais pessoas a ver-nos em Portugal, já não teríamos a dimensão mundial que a internet possibilita”, explicou Hermano Martins. É através deste meio que “qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode aceder à TrofaTv”. E por estar sempre com o pensamento no futuro, a equipa da TrofaTv está já a “trabalhar em novas plataformas” que possibilitarão o acesso da televisão através do sistema android utilizado em telemóveis, smartphones, tablets, iPads, entre outros. “Apesar de ainda ser residual, é um nicho de mercado que está a despontar e é importante acompanharmos este crescimento para podermos crescer também”, explicou Hermano Martins.


4 Atualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Escola de Querelêdo vai ser inaugurada A Câmara Municipal da Trofa vai inaugurar no sábado, 15 de outubro, as obras de ampliação e remodelação da Escola Básica do 1º ciclo de Querelêdo, em Covelas. Esta infraestrutura teve um investimento superior a 820 mil euros.

Trofa assinala Dia Mundial do Professor Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Dia Mundial do Professor foi assinalado na Trofa com homenagem aos docentes aposentados, com um espetáculo de música e poesia e um documentário sobre a profissão. Homenagear “todos os que, ao longo de vários anos, concluíram a sua missão enquanto docentes, formaram gerações, transmitiram saber, conhecimento e, sobretudo, valores e princípios a tantos e tantos trofenses” foi um dos pontos altos do evento promovido para assinalar o Dia Mundial do Professor, que se comemora a 5 de outubro. A festa realizou-se no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado e reuniu os docentes dos estabelecimentos de ensino locais, bem como os diretores

dos agrupamentos de escolas do concelho e da Escola Secundária. A Casa do Professor da Trofa foi uma das promotoras da iniciativa, produzindo um documentário, que retratava a profissão e a missão do docente nas escolas do concelho da Trofa. O evento também ficou marcado pela entrega de lembranças pelas Câmara Municipal da Trofa a todos os professores jubilados e encerrou com um momento de convívio. Pelo meio, um espetáculo de música e poesia interpretado por António Sousa, Carlos Carneiro e Ivo Machado. A presidente da Câmara, Joana Lima, e a vereadora da Educação, Teresa Fernandes, marcaram presença na iniciativa, que se enquadra na “estratégia de valorização da educação” do executivo. Segundo Joana Lima, esta medida “está patente no enor-

me investimento que a autarquia tem protagonizado com o desenvolvimento de inúmeros projetos inovadores, como o Projeto Educativo Municipal, o Orçamento Participativo Jovem, o projeto Muito+, a reformulação da Carta Educativa e ainda com a oferta de manuais escolares aos alunos do 1º ciclo”. A edil enunciou ainda a “concessão de bolsas de estudo para o Ensino Superior, as Atividades de Enriquecimento Curricular, atividades de animação socioeducativas, refeições escolares, transportes escolares, não esquecendo o apoio a crianças com necessidades especiais, os prémios de mérito escolar ou as colónias balneares, além do esforço de reformulação das escolas, dotando-as de equipamentos e condições, capazes de as prover, a breve prazo, com as melhores condições de aprendizagem”.

O atual executivo da Câmara Municipal da Trofa tem vindo a requalificar algumas escolas básicas do concelho, entre as quais se encontra a EB 1 de Querelêdo (Covelas) que durante dois anos sofreu obras de ampliação e requalificação. A cerimónia de inauguração da Escola Básica do 1º ciclo de Querelêdo vai realizar-se no sábado, 15 de outubro, pelas 17 horas com a respetiva benção das instalações e posterior visita ao edifício.

Segundo fonte da autarquia esta infraestrutura “tem capacidade para acolher mais de 100 alunos e passa a dispor de condições físicas e pedagógicas excelentes, como biblioteca, refeitório e áreas multiusos”. Este foi um investimento que”ascendeu aos 820.935,41 euros, com um custo total elegível de 622.938,67 euros, comparticipados em sede de FEDER a 80 por cento”. Na Trofa decorre uma profunda remodelação dos estabelecimentos de ensino com obras de requalificação e ampliação, como por exemplo na na EB1 de Paradela (S. Martinho de Bougado), EB1 de Estação (Muro), EB1 de Paranho (S. Martinho de Bougado), EB1 de Finzes (S. Martinho de Bougado).

Confraria do Cavalo Convocatória do Capítulo Em conformidade com os Estatutos da Confraria do Cavalo, convoco a reunião do Capítulo para a sede da Confraria, sita no Mercado da Trofa, no próximo dia 26 de Outubro de 2011, pelas 21:30 horas, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS: 1 – Aprovação do relatório de actividades e contas. 2 – Outros Assuntos. O Grão-Mestre da Confraria do Cavalo Hélder Santos (Dr.)


Savinor promoveu 2ª fase do projeto “Rios”

Alunos envolvidos no Projeto Rios Diana Pimentel diana@onoticiasdatrofa.pt

Savinor lançou a segunda fase do projeto “Rios” junto dos alunos de S. Romão de Coronado e pretende repetir o feito junto de outras escolas. O projeto ‘Rios’ foi um desafio lançado pela Savinor, no ano letivo 2010/2011, a uma turma de 8º ano da Escola Básica 2/3 de S. Romão do Coronado. Depois de um trabalho positivo, o grupo, agora no 9º ano, voltou a debruçar-se no projeto para desenvolver a segunda fase. Para isso, deslocaram-se até ao Rio Mamoa, no dia 6 de outubro, para fazerem a segunda monotorização da fauna e flora encontrada e para compararem as diferenças existentes para a primeira investigação, realizada em maio deste ano. E foram muitas, que o diga o aluno João Vasconce-

Atualidade 5

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

los, que ficou boquiaberto com o facto de o rio estar seco e de já não existirem plantas nem animais. “Na primeira fase encontrámos animais, o rio a correr e várias espécies de plantas. Hoje já não temos o rio a correr, pois está entubado por causa das obras, animais só mesmo os insetos e as plantas aqui existentes são as que crescem ao abandono como, por exemplo, silvas”, afirmou. Para este jovem “a natureza cada vez está pior” e isso deve-se à intervenção humana. O projeto está inserido no programa ambiental da Savinor que pretende, simultaneamente, promover uma campanha de “sensibilização junto da comunidade escolar” para demonstrar “o que está a acontecer com a nossa natureza e com os nossos recursos”, explicou Inês Nabais, responsável pelo departamento de marketing da empresa.

Face ao sucesso do projeto, a Savinor pretende dar seguimento com uma reedição, ainda este ano letivo, bem como levar a iniciativa a outros agrupamentos escolares. “Tencionámos chegar a outras escolas, porque o programa deste ano letivo não está totalmente fechado. Dado o sucesso que o projeto ‘Rios’ teve junto dos alunos da escola de S. Romão, a Savinor vai certamente fazer uma reedição com uma nova turma do 8º ano ainda este ano letivo”, asseverou. A diretora de turma e professora de ciências da turma 9º D, Maria José Miller, considera que este trabalho é extremamente importante para os seus alunos e também para a escola “enquanto projeto que abraça a comunidade”. Para esta docente foi importante que os alunos se tivessem apercebido das alterações existentes em torno do rio para assim passarem a valorizar mais o meio ambiente. “É muito importante para que os alunos se possam aperceber da realidade envolvente, da necessidade de preservar este rio. Em maio, eles viram o rio e hoje aperceberam-se de uma outra realidade”, concluiu. Maria José Miller alertou os alunos para a necessidade de “evitar a extinção do rio Mamoa”.

Academia de Rugby em Santo Tirso n’A Torre dos Pequeninos O Colégio A Torre dos Pequeninos, estabelecimento de ensino particular, com as valências de creche, jardim de infância e 1º Ciclo, e o Clube de Rugby de Famalicão, instituição com mais de duas décadas de existência, estabeleceram um protocolo de colaboração. O acordo, agora firmado, tem em conta o interesse para a prossecução dos objetivos de ambas as instituições através da colaboração mútua, entre outros, “nos domínios da promoção e divulgação da atividade física enquanto elemento indispensável a um estilo de vida saudável, do desenvolvimento de um conjunto de valores fundamentais na solidificação de comportamentos humanistas e da partilha de práticas geradoras de maior qualidade de serviço prestado aos alunos, respetivas famílias e à comunidade da área geográfica em que se inserem”, referiu fonte do colégio. Este projeto prevê a disponibilização, por parte do Clube Rugby Famalicão, de treinadores credenciados

pela Federação Portuguesa de Rugby, para a construção das bases da Academia de Rugby da Torre dos Pequeninos. Segundo Amílcar Sousa, diretor executivo da Torre dos Pequeninos, “o rugby é um dos desportos coletivos mais populares em todo o mundo, apenas superado pelo futebol. Há vários anos que o número de praticantes tem crescido consecutivamente, nomeadamente nas faixas etárias mais jovens, onde existem escalões de sub-8, sub-10 e sub-12”. “O rugby distingue-se pelo desenvolvimento de um conjunto de valores fundamentais tais como espírito de equipa, solidariedade, lealdade, disciplina, desportivismo e capacidade de autodomínio e, no processo de ensino-aprendizagem, promove a criatividade, coragem e autoestima. Estes são valores prioritários na nossa ação educativa e não podiam estar mais de acordo com o nosso projeto anual 2011/2012 ‘SER + PENSAR `’”.

Com o protocolo, A Torre dos Pequeninos passa a ter uma academia


6 Atualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Autarquia apresenta projeto na Suécia Diana Pimentel diana@onoticiasdatrofa.pt

Joana Lima foi à Suécia apresentar o projeto “Orçamento Participativo Jovem” e veio de lá com um sorriso no rosto pois os suecos elogiaram a iniciativa trofense. A presidente da Câmara Municipal da Trofa, Joana Lima, deslocou-se até à Suécia na terça-feira, 11 de outubro, para dar a conhecer o projeto “Orçamento Participativo Jovem” no seminário Internacional Participatory Budgeting organizado pela Associação Sueca de Regiões - Swedish Association of Local Authorities and Regions. Os Suecos parecem ter gostado do projeto trofense pois segundo fonte da autarquia chegaram mesmo a afirmar que o município da Trofa era “um caso de sucesso e um exemplo a seguir, nomeadamente no campo da atuação junto dos mais jovens”.

Autarquia trofense elogiada na Suécia

Para Joana Lima foi importante ter recebido estes elogios dos suecos pois demonstra a valorização do concelho a nível internacional. “Um reconhecimento público por todo o trabalho desenvolvido na Trofa, num projeto em que os jovens trofenses tanto se empenharam, dando um sinal de grande vitalidade cívica participando ativamente na escolha das melhores políticas para a sua comunidade e

fazendo a diferença na sua rua, no seu bairro, na sua escola, na sua associação, na sua freguesia, enfim, no concelho inteiro”, asseverou a autarca. Este projeto surgiu em novembro de 2010 e foi inicialmente apresentado a todas as escolas e associações do concelho com o objetivo de “promover o envolvimento mais ativo dos jovens em processos participativos, contra-

riando as dinâmicas existentes, na sociedade portuguesa, de afastamento dos jovens das questões públicas, da vida da comunidade e da política ativa”. Depois de apresentados os projetos o júri escolheu dois vencedores: PTA - Projeto “Trofa Ativa” e o Laboratório de Ciências da EB 2/3 da Trofa. O primeiro projeto apresentado pelos Escuteiros de Santiago de Bougado prevê a colocação

de um “conjunto de equipamentos geriátricos no Souto de Bairros com o objetivo de permitir a toda a população, a oportunidade de manter um nível mínimo de atividade física recomendável”. Já o segundo projeto consiste “na criação de um Laboratório de Ciências com condições básicas ao nível da infraestrutura e da segurança na Escola EB 2/3 Napoleão Sousa Marques”. Estes dois projetos foram inseridos nos Planos e Orçamentos da Câmara Municipal de 2012 e vão agora começar a ser postos em prática. Segundo a mesma fonte neste projeto vão ser aplicados “20 mil euros anuais, sendo que 12 500 euros são para projetos de âmbito geral e 7500 euros são destinados a projetos apresentados pelas escolas”. Esta incitativa tem alguns parceiros para além da própria autarquia como é o caso do Centro de Estudos Sociais de Coimbra, “que permite a fundamentação científica de toda a iniciativa”.

“As colheitas do Lions são as que têm mais pessoas” Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Mais de cem pessoas deram sangue, em S. Romão do Coronado, no sábado, 8 de outubro. Associação recebeu elogios dos médicos do Hospital de S. João. A colheita de sangue do Lions Clube da Trofa na ASCOR, em S. Romão do Coronado, foi um sucesso. Os números confirmam: 116 presenças e 101 dádivas. O êxi-

to do trabalho da associação tem valido muitos elogios por parte do parceiro, o Hospital de S. João. Ana Cabral, médica interna de imunoterapia, esteve presente na colheita na freguesia de S. Romão e afirmou que o Lions Clube da Trofa promove as iniciativas com mais participantes. “Temos uma relação quase familiar, muito devido à pessoa do senhor José Carneiro, que é incansável. Eu faço muitas brigadas (colheitas de sangue)

Mais de cem pessoas deram sangue

e as do Lions são as que têm mais pessoas”, frisou. A médica salientou para a importância de ser parte ativa nestas iniciativas: “O sangue vai para o hospital para ser processado e restabelece os stocks que foram esgotados, sendo uma mais-valia para os doentes que vão precisar”.

E para incentivar novos dadores, Ana Cabral argumentaria que “um dia podem ser eles a precisar”. O Lions Clube da Trofa tem agendadas três colheitas de sangue em dois dias. Na sexta-feira realiza-se entre as 16 e as 19.30 horas, no salão paroquial de Fradelos. No sá-

bado, a associação estará na Mundos de Vida, em Lousado, entre as 9 e as 12.30 horas, com as dádivas a reverterem para o Hospital de S. João, e na empresa Eurico Ferreira, na Trofa, entre as 8.30 e as 12.30 horas. Neste caso, o sangue será a favor do Instituto Português do Sangue.


13 de outubro de 2011

Trofa vai voltar a “Limpar Portugal” em 2012 A Trofa vai voltar a ajudar a “Limpar Portugal”, dois anos depois da primeira edição desta iniciativa de caráter mundial, que se alastrou por vários países. A próxima ação está marcada para o dia 24 de março de 2012 e, assim como todas as cidades de Portugal, também a Trofa vai ser alvo de uma “limpeza” por parte dos voluntários que se inscreverem para participar. No último mês de março, um ano depois da iniciativa, o NT realizou uma reportagem em que mostrou a necessidade de se voltar a limpar o território trofense. Sofás velhos, vestuário, carcaças de frigoríficos, materiais de construção… Todos estes resíduos proliferam, em menor escala, nas florestas da Trofa. Um dos exemplos mais caricatos é uma “lixeira a céu aberto” a escassos metros do ecocentro e aterro sanitário de Santo Tirso, na freguesia de Covelas, onde até há bem pouco tempo se podiam ver componentes de automóveis. A primeira reunião para a organizção desta iniciativa está marcada para o dia 8 de novembro, às 21.30 horas, no auditório da Junta de Fregeusia de Santiago de Bougado. Para mais informações contactar o email da estrutura local: amoportugal.trofa@gmail.com. C.V.

Atualidade 7

www.onoticiasdatrofa.pt

Jovem vítima de coação sexual Diana Pimentel diana@onoticiasdatrofa.pt

Jovem trofense terá sido vítima de coação sexual por parte de um sexagenário. A Polícia Judiciária (PJ) está a investigar um alegado caso de coação sexual que ocorreu na segunda-feira, 10 de outubro. Segundo fonte policial, um jovem de 16 anos foi aliciado, no Parque Dr. Lima Carneiro, por um indivíduo de 60 anos, que o terá convidado para dar um passeio no seu carro, Renault Megane. O rapaz, que sofre de “ligeiras perturbações mentais”, terá aceitado o convite, sendo levado para o parque de estacionamento do antigo hipermercado Plus, na Rua das Indústrias. No local, o rapaz terá sido obrigado a masturbar o sexagenário, sempre sob ameaça de agres-são. Depois, o indivíduo levou o jovem de volta ao Parque Dr.

Jovem foi vítima de coação sexual no Parque Dr. Lima Carneiro

Lima Carneiro. O jovem acabou por contar o sucedido à mãe, que, de imediato, apresentou queixa no posto da Guarda Nacional Republicana (GNR) da Trofa. No entanto, o rapaz não conseguiu fornecer muitos elementos que identifiquem o indivíduo. O caso está, agora, sob alçada da PJ. Furtadas grelhas de águas pluviais Na madrugada de sábado, 8 de outubro, pelas 5.30 horas, a Guarda Nacional Republicana (GNR) da Trofa foi alertada por populares de que

estariam a ocorrer movimentos suspeitos junto do posto de abastecimento da BP, situado na Rua D. Pedro V. A GNR deslocou-se para o local e apanhou dois indivíduos de 26 anos em flagrante delito quando estes se encontravam a furtar tampas de saneamento do posto de abastecimento para um automóvel Volkswagen Golf verde. Este veículo tinha sido furtado pelos indivíduos no dia anterior, sexta-feira, em Azurém, Guimarães. O Tribunal de Santo Tirso aplicou a estes vimaranenses o termo de identidade e residência.

Noivíssima na Expocasamento Guimarães Os vestidos e os fatos de noiva(o) da Noivissima depois de terem estado presente no Maia Noivos vai agora viajar até à Expocasamento Guimarães. A empresa trofense Noivíssima depois de ter marcado presença na Maia Noivos, nos dias 30 de setembro, 1 e 2 de outubro, vai expor os seus vestidos de noiva na Expocasamento Guimarães, nos dias 15 e 16 de outubro. Neste próximo evento que é “direcionado para o público da zona Norte” a gerente, Ana Ferreira, espera vir a “alargar o número de clientes”. Tanto neste certame como no anterior, Maia Noivos, Ana Ferreira mostrou as tendências para o ano 2012. “Os folhos e os vestidos de estilo "princesa", muito tulle e organza” vão estar na moda bem como os tons

Noivíssima promove a loja e artigos nas exposições

“pérola e branco natural”. A Noivíssima fez um balanço positivo da sua participação na Maia Noivos. “A participação na Maia Noivos foi muito positiva, no sentido da afluência de público, no entanto, só durante o ano é que conseguimos avaliar o resultado da feira”, asseverou. Durante esses três dias a Noivíssima expôs “vestidos de noiva, fatos de noivo e acessórios”. Esta foi também uma oportunidade para “promover a loja e divulgar os produtos

e campanhas em vigor”, de certo modo este evento também possibilitou à gerente o “contacto direto com potenciais clientes”. Ana Ferreira considera que estes eventos são cruciais para a promoção e desenvolvimento da empresa. “Para nós, a finalidade destas feiras não é a venda no local, mas a angariação de contatos e promoção da loja e dos produtos”. A criadora trofense Micaela Oliveira também vai marcar presença na Expocasamento de Guimarães. D.P.


8 Atualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

Feira das Tradições ajuda a pagar obras na paróquia de S. Martinho Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Associação Cultural e Paroquial de S. Martinho de Bougado promoveu mais uma edição da Feira das Tradições. O galo é já presença assídua em tudo o que seja feira antiga. No domingo, na Feira das Tradições, no Parque Nossa Senhora das Dores, não foi exceção. O galináceo, preso a uma árvore, lá esperava pelo fim de um jogo tradicional, que iria ditar o novo proprietário. Enquanto isso, não muito longe, um teatro de fantoches fazia lembrar tempos idos em que os mais pequenos se sentavam para dar largas à imaginação com as histórias en-

carnadas pelos bonecos que “ganhavam vida” nas mãos de desconhecidos escondidos por detrás de uma parede. As bancas proliferavam pelo Parque e variedade era a palavra de ordem. As velharias, como espelhos emaranhados de ornamentos, faziam companhia a artigos agrícolas, os mais cobiçados. As sementes também lá iam conquistando mais adeptos à medida que a tarde avançava, enquanto a banca com bonecos a representar profissões não passava despercebida. A tenda do pão com chouriço, oriunda de Ferreiró, Vila do Conde, lá justificou a viagem, tal foi a correria para reconfortar o estômago. E para completar a ementa, lá estavam os enchidos, as pataniscas e a sardinha assada, que

foi acompanhada por um bom vinho, tudo disponibilizado por uma tasquinha rústica da Associação Cultural e Paroquial de S. Martinho de Bougado. Tudo isto pôde ser visto em mais uma edição da Feira das Tradições, promovida pela coletividade, com o objetivo de “angariar fundos para as obras”, revelou a vice-presidente Dina Sousa. “Para além de concretizarmos o nosso sonho por mais um ano, esta Feira é boa para a Trofa, porque dá utilidade a este espaço (Parque Nossa Senhora das Dores) e é uma maneira de mostrarmos o que temos de bom”, acrescentou. Para a concretização desta Feira, a associação contou com “o apoio dos paroquianos, principalmente dos agricultores”. E como festa sem música não é a mesma coisa, na Feira das Tradições não podiam faltar os embaixadores dos hábitos e costumes dos nossos antepassados: o Rancho Folclórico de Alvarelhos, o Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado e o Rancho das Lavradeiras da Trofa animaram o espaço que também foi palco de uma desfolhada.

13 de outubro de 2011

Jantar para assinalar 70 anos de luta contra o cancro A Quinta d’Alegria, em Ribeirão, Vila Nova de Famalicão, vai ser palco de um jantar comemorativo dos 70 anos da Liga Portuguesa Contra o Cancro. A iniciativa, que serve também para angariar fundos, realiza-se no dia 21 de outubro, pelas 20 horas. Para além de estar a contribuir para uma boa causa, os participantes também têm garantida uma noite de convívio e animação com a escola Passos de Dança. A inscrição tem o custo de 20 euros e pode ser feito nas lojas Sanimaia ou Bibelot ou junto das capitãs de equipa que desenvolveram o projeto “Um Dia pela Vida”. C.V.

Desfolhada em S. Romão doCoronado Todos os anos a história repete-se. Mal terminam as festas em honra de S. Bartolomeu, em S. Romão do Coronado, a comissão de festas do próximo ano “arregaça as mangas” e começa a preparar eventos com vista a angariar fundos para as próximas festas. Este ano não foi exceção e por isso mesmo a comissão de festas de S. Bartolomeu 2012 preparou uma desfolhada para o dia 15 de outubro, às 20 horas, na Quinta de S. Romão. Os organizadores prometem que não faltarão “petiscos, castanhas e vinho” e é claro “animação musical”. D.P.

Peregrinação a Balasar O grupo de acólitos de Alvarelhos vai realizar a 16 de outubro, domingo, uma peregrinação a Balasar a pé. Antes da romagem haverá uma missa na igreja de Alvarelhos pelas sete horas. Depois da peregrinação e já em Balasar, pelas 16 horas, será feita a hora da adoração. Esta é uma iniciativa que se encontra aberta não só aos cristãos de Alvarelhos, mas a todos os paroquianos que se queiram associar a esta romaria. D.P.


Atualidade 9

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Tertúlia para exaltar Voluntariado Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

“Ser Voluntário, Ser +” é o nome da tertúlia que autarquia vai promover no sábado, 19 de outubro. Dois mil e onze foi o ano escolhido para se assinalar o voluntariado a nível europeu. A Câmara Municipal não se alheou a isso e vai promover uma tertúlia, que ficará marcada pelos testemunhos de voluntários, que vão partilhar experiências que viveram junto dos sem abrigo, alcoólicos, crianças e idosos.

O “Ser Voluntário, Ser +” começa pelas 15 horas, no auditório da Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado e contará com a participação de Paula França, coordenadora do Núcleo do Porto de Intervenção dos Sem Abrigo – NPISA. A animação estará a cargo do grupo de dança “Shemoves”, que atuará de forma voluntária. Segundo fonte da autarquia, a tertúlia contará também com a apresentação de um documentário sobre voluntariado junto dos sem abrigo.

Os interessados em participar nesta iniciativa podem fazer a sua inscrição na Divisão de Acção Social e Saúde, no Centro Comercial da Vinha, r/c, através do email accaosocial@muntrofa.pt, ou através do telefone 252 403 690. A participação é gratuita. “De salientar que inserido nesta temática do voluntariado, a Câmara Municipal tem já criado um Banco Local de Voluntariado, que reconhece o papel social do voluntariado como expressão do exercício livre de uma cidadania ativa e solidária, sendo responsável

Tertúlia vai abordar o tema do voluntariado

na criação de formas de divulgação e promoção do voluntariado no município da Trofa”, referiu a mesma fonte. O Banco de Voluntariado destina-se a “toda a população”, incluindo jovens com mais de 15 anos e detentores

da escolaridade obrigatória, bem como a indivíduos que de forma livre, desinteressada e responsável se comprometem a realizar ações de voluntariado no âmbito de uma organização promotora no concelho.

“Àquelas crianças basta pão e colo para serem felizes” No âmbito do Ano Europeu do Voluntariado, o jornal O Notícias da Trofa está a divulgar – ao longo do ano – testemunhos de pessoas que fizeram ou fazem voluntariado, tentando descortinar o que motiva alguém a dar de si sem esperar nada em troca. Laurinda Martins sempre deu de si ao outro. Recentemente viajou em missão para S. Tomé e Príncipe. “Desde criança que sinto que a minha vida podia ser diferente, por isso, desde muito cedo comecei a dedicar o meu tempo a ajudar as crianças que tinham mais dificuldades de aprendizagem e tantos outros serviços que prestei. Já na juventude, trabalhei como voluntária num hospital, em casas particulares com doentes em fase terminal e

ainda não parei. A oportunidade de ser voluntária nasce da atenção que damos aos outros, da nossa disponibilidade interior, do nosso amor ao próximo, mais do que tempo real. A minha partida, surge na sequência de um documentário na RTP acerca das dificuldades de toda a ordem, que adultos e crianças passam, em África, concretamente em S. Tomé e Príncipe. Há, porém, em mim algo de inato para o serviço aos mais desfavorecidos. Esta minha missão foi também a realização de um sonho que me acompanha desde a infância. Todas as coisas têm um tempo e há um tempo para tudo e para mim este foi o tempo certo. Fui sozinha, mas com o coração cheio de amor para dar! Trabalhar com aquelas crianças é esquecermo-nos um pouco das nossas “coisas” e estarmos disponíveis. Em minha opinião, penso que fazer voluntariado em terras de África não dá para todos, isto porque não existe quase nada; faltam alimentos, roupas, medicamentos, bancos nas escolas, livros. As crianças vivem com tantas carências que basta-lhes pão e colo para serem felizes. As crianças não têm brinquedos. Uma garrafa de plástico

Laurinda Martins esteve em missão em S. Tomé e Príncipe

que apanhem no lixo pode ser um brinquedo, mas se for necessária pode servir como utensílio para ir buscar água. Para mim foi uma lição de vida: viver com tão pouco e ser feliz! Superei as dificuldades à medida que iam surgindo, adaptei-me facilmente ao clima (quente e húmido), alimentação não dava para escolher, mas tenho como regra o seguinte: se eles gostam e vivem, não sou mais do que eles. A minha maior dificuldade foi o de ter de tomar banho em água fria, até que descobri que havia água quente no fogão de lenha lá de casa e logo comecei a encher meio balde e depois de temperada, tomava um banho de copo. Foi a minha maior dificuldade!

Paralelamente a tudo isto, tive que gerir algumas emoções muito fortes; o luto pela morte da minha mãe, falecida há um mês, o desconhecido, a aventura de ter ido só, o clima, a cultura e acrescentar a tudo isto, a morte repentina de um irmão, tinha chegado a S. Tomé 24 horas antes. Estou certa de que consegui gerir tudo de forma serena, graças à Fé que tenho. O Deus em quem acredito é o mesmo em todo o lado! Essa foi a minha consolação, o meu seguro! A experiência no voluntariado tem sido, para mim, uma riqueza infindável em termos espirituais e humanos e cada vez sinto mais esse apelo de me dar sem reservas, mas, permitam-me os leitores, que esta partilha tem como fi-

nalidade encorajar outros jovens, outras pessoas a darem um pouco de si e não expor aqui o que tenho realizado. A vida não se contabiliza, vivese! Em jeito de agradecimento e partilha, quero agradecer ao Senhor Bispo de S. Tomé, D. Manuel António, à sua irmã Paula, todo o apoio prestado, apesar das suas vidas tão preenchidas ao serviço da comunidade. O Senhor Bispo é o responsável pela Cáritas Diocesana, entidade onde estive a trabalhar, pois tinham um orfanato. Para mim foi surpreendente quando vi que em casa do Senhor Bispo viviam duas lindas meninas de sete e 16 meses. Porquê ali? Para que sobrevivessem eram necessários cuidados especiais e a Cáritas ou o Hospital não dispunham de meios para tal, então a Paula, irmã do Senhor Bispo levou-as para casa e ambos cuidavam delas. Hoje (10 de outubro) recebi um email a dizer que já tinham mais uma lá em casa. É justo realçar a ajuda que os portugueses dão àquela instituição, através da Cáritas Portuguesa. Por esta via, chegam brinquedos, papas e fraldas. Os missionários têm um papel muito importante na promoção humana deste povo”.


10 Publicidade

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011


Automóveis & Motores 11

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Especial automóveis e motores Ter um automóvel implica algumas preocupações e simultaneamente gastos. Foi a pensar nas melhores soluções para si e para o seu veículo que o NT preparou esta edição especial dedicada a automóveis e motores. Neste especial vai encontrar algumas dicas para manter o seu carro saudável e vai ficar , simultaneamente, a conhecer alguns locais existentes no concelho da Trofa que lhe façam serviços de chaparia, pintura, mecânica

em geral, eletricidade, carregamentos de ar condicionado, reparação, comércio e restauro de automóveis. Mas se está a pensar trocar de carro, comprar um carro novo ou até mesmo fazer algum restauro no seu veículo, deixe-se deslumbrar com as nossas sugestões. Um carro não é apenas um instrumento de trabalho ou de lazer, é mais que isso é um veículo que anda diariamenmente cuidado com os pneus, os e travões. Já para não fate na estrada e que por isso mesmo deve ter periodicaalinhamento da direção, ólelar no aspeto exterior do car-

ro que deve andar sempre que possível limpo.

Dicas para manter o seu carro saudável Os carros são máquinas que precisam de manutenção, por isso, anualmente, têm de fazer um check- up para se verificar se está tudo bem com o motor, com os pneus,

com a direção e com a mecânica em geral. Se tem um carro novo certamente quer que ele dure algum tempo ainda nas suas mãos e se é daqueles que tem

um carro usado, é provável que tenha ainda mais cuidados pois ambiciona que ele tenha uma vida o mais longa possível. Deve fazer uma revisão ao

seu automóvel periodicamente numa oficina pois os mecânicos são profissionais especializados para verificarem os travões, o óleo, a pressão dos pneus, o ar condicionado bem

como toda a parte elétrica do seu automóvel. Mantenha o seu veículo saudável e visite alguns dos locais que o NT lhe sugere.

Pneus usados também são opção Está na hora de trocar os pneus do seu carro? Sabia que para além dos pneus novos ou semi-novos no seu automóvel? Existem muitos mitos relacionados com os pneus semi-novos. É certo que os pneus novos têm outra durabilidade e dão outro conforto na condução mas os pneus semi-novos também podem ser opção. Segundo os especialistas em média um pneu novo dura aproximadamente 40 mil quilómetros enquanto que um semi-novo, dependendo da marca, pode durar entre 15 mil a 40 mil quilómetros No concelho da Trofa pode

encontrar alguns locais especializados em venda e substituição de pneus sejam eles novos ou semi-novos. Os especialistas aconselham os automobilistas na hora de comprar pneus a recorrerem a um local especializado e a não se esquecerem de terem em conta o fabricante do pneumáti-

co. Como os pneus se gastam com muita facilidade, é importante saber a sua origem. O desgaste dos pneus tem a ver não só com o tipo de piso em que normalmente circula como também com o tipo de condução que utiliza diariamente.


12 Automóveis & Motores

www.onoticiasdatrofa.pt

Escape é um componente importante O escape pode passar, muitas vezes, despercebido, mas é um dos componentes mais importantes de um automóvel. É ele o responsável por retirar do compartimento do motor os gases quentes para o exterior, por atenuar o ruído provocado pelo motor e por reduzir as emissões poluentes para a atmosfera. Por isso, há que ter em consideração este componente na hora de fazer um diagnóstico ao seu automóvel ou se quer otimizar a sua viatura, garantindo ganhos de potência. Tem que ter em atenção que nada obstrui a saída do ar do motor, por isso é que o diâmetro dos tubos é importante e tem um papel funda-

mental na performance do escape. No entanto, como tudo, “nem oito nem 80”, pois um escape muito largo pode fazer com que os gases saiam mais lentamente, gorando-se o objetivo de otimizar o carro. O diâmetro ideal dos tubos depende da cilindrada do automóvel, se este tem ou não turbo e do tipo de combustível que utiliza. A forma como os tubos estão dobrados também influencia no rendimento dos sistemas de escape. Quanto menos curvas tiver o tubo e se as curvas mantiverem o diâmetro, melhor. O peso do escape também é importante na hora de avaliar o seu rendimento. Se quer otimizar o sistema deve reduzir o seu peso total, usando melhores materiais e menos

componentes. A substituição da panela de escape, em alguns casos, pode ajudar a ter ganhos de potência, no entanto, esse efeito é mais visível se proceder à alteração de todo o sistema. As panelas de escape são muito importantes no que toca a reduzir o ruído emitido pelo motor do automóvel, enquanto os coletores servem para afunilar os gases num único tubo para que não sejam necessários, por exemplo, quatro tubos de escape num carro de quatro cilindros. Atualmente, o catalisador é uma peça fundamental nos sistemas de escape atuais, já que visa proporcionar uma reação química que transforma as emissões malignas em Escape é importante para a redução de ruído emissões benignas para o ambiente.

Restaurar carros antigos, porque não?! Tem um carro antigo parado em casa? Não faz uso dele, mas até gostaria de voltar a conduzi-lo? Então porque não restaurá-lo? Já pensou nisso? Se é daquelas pessoas que têm jeito para trabalhos mecânicos, então faça você mesmo o restauro do seu automóvel, basta pesquisar um pouco sobre o tema e depois colocar “mãos na massa” e deixar fluir a imaginação. Se porventura não tem tempo nem jeito para essas coisas, deixe esse trabalho a cargo de um mecânico especializado em trabalhos de restauro automóvel. Este processo de restauração automóvel pode ser dispendioso, mas no final será muito mais gratificante conduzir um carro restaurado por si ou pelo seu mecânico do que andar com um carro oriundo de um stand. O restauro de automóveis antigos tem vindo a crescer no mercado automóvel e são

cada vez mais os adeptos da teriais e peças novas ou semi“reciclagem automóvel”, que novas para substituírem as procuram os mecânicos ou os velhas. sucateiros para comprar ma-

13 de outubro de 2011


13 de outubro de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Automóveis & Motores 13

Confraria do Cavalo Convocatória do Capítulo Em conformidade com os Estatutos da Confraria do Cavalo, convoco a reunião do Capítulo para a sede da Confraria, sita no Mercado da Trofa, no próximo dia 26 de Outubro de 2011, pelas 22:30 horas, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS: 1 – Eleição dos órgãos da Confraria do Cavalo para o biénio 2012-2014: Chancelaria, Mesa do Capítulo e Almoxarifado. O Grão-Mestre da Confraria do Cavalo Hélder Santos (Dr.)

“Temos campeão” Miguel Mascarenhas Marco Monteiro

Ao terminar em 7º da geral o Rali de Loulé/ Casino Vilamoura, que se disputou no passado fim de semana, o trofense Jorge Carvalho sagrou-se Campeão Nacional do Open de Ralis 2011. Já o seu pai, ao triunfar na prova algarvia, também ficou a um pequeno passo de se sagrar campeão no Troféu Fastbravo. Faltava um único ponto para a dupla António Rodrigues/Jorge Carvalho (Peugeot 206 GTI) se sagrar campeã nacional do Open de Ralis. E apesar de lutar contra viaturas bem mais potentes e mais adaptadas às difíceis condições dos pisos algarvios, um 7º lugar (1º nas duas rodas motrizes) foi suficiente para alcançar o título. Rodrigues e Carvalho lutaram sempre pelos primeiros lugares, chegaram a conquis-

tar vitórias à geral, sempre com um andamento muito rápido e espetacular, apresentando uma regularidade impressionante, venceram na classe para veículos de duas rodas motrizes, tudo isto com um pequeno Peugeot 206, exceção feita a algumas provas em que utilizaram um bem mais potente Citroën Saxo S1600, mas ainda assim inferior à feroz concorrência que disputa o Open de Ralis. É unânime no mundo dos ralis que a vitória Rodrigues e Carvalho assenta que nem uma luva e é de uma justiça irrepreensível. Esperemos que num futuro cada vez mais sombrio para o desporto automóvel, não faltem apoios a esta jovem dupla, para que possam evoluir e continuem a passear a sua classe e mestria nas classificativas de Portugal. Quanto ao “resto” do rali, resume-se à disputa entre Fernando Peres (Mitsubishi Evo 7) e o sempre exuberan-

te Ricardo Teodósio, que lutaram quase até ao final da prova, mas problemas no motor do Mitsubishi de Teodósio, obrigaram o piloto algarvio a desistir. Assim Peres juntou mais uma vitória ao seu já vasto palmarés e com dedicatória especial para aquele que foi o grande impulsionador da sua carreira, o seu pai, que faleceu recentemente. No Desafio Modelstand, Carlos Fernandes (Peugeot 206 GTI) aproveitou a desistência de Gil Antunes e do famalicense João Ruivo para vencer e cimentar o 1º lugar no troféu. Por fim o Troféu Fastbravo, onde os pequenos Seat Marbella continuam a fazer maravilhas, a vitória ficou em casa. O algarvio Diogo Gago que é navegado por Jorge Carvalho (pai) venceu e convenceu e assim continua a liderar a classificação, estando esta dupla cada vez próxima de conquistar a vitória no Troféu.


14 Automóveis & Motores

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

EMAC vence prémio europeu Substitua o seu vidro

A EMAC foi galardoada com o Prémio Europeu de Qualidade de Serviço 2011 Volkswagen.

A 29 de setembro a EMAC foi galardoada com o Prémio Europeu de Qualidade de Serviço 2011 Volkswagem. Foi na cerimónia da apresentação da 4ª edição deste prémio que decorreu em Woldsburg, na Alemanha, que as equipas EMAC- Santo Tirso e Vila do Conde - ficaram a saber que tinham ganho este prémio galardoado. “A EMAC, foi o parceiro português consagrado nesta celebração, recebendo o prémio que tem por base um serviço de excelência, sustentado na satisfação do cliente – factor chave para o sucesso da Volkswagen”, adiantou fonte da empresa.

com garantia

EMAC galardoada com Prémio Europeu

"Fizemos novamente progressos, particularmente na redução da taxa de repetição de erro de reparação. Acrescento ainda que todos os parceiros de serviço vencedores se distinguiram pela orientação para o cliente e empenho pessoal dos seus funcionários”, adiantou Michael Horn, diretor Após-Venda da Volkswagen. O prémio foi entregue às

equipas EMAC – Santo Tirso e Vila do Conde – por Pedro Barros Leite, diretor ApósVenda. Este prémio demonstra o “esforço diário dos trabalhadores num serviço direcionado para o cliente e transmite os valores da empresa”. A Rússia e a Turquia bem como os cem melhores parceiros de serviço da Europa foram homenageados numa cerimónia de gala. D.P.

Os vidros dos automóveis são essenciais quer para a própria estrutura do veículo quer para a segurança dos passageiros, por isso quando um vidro se parte ou fica danificado o condutor deve repará-lo o mais rápido possível. Normalmente, a maioria dos danos causados no parabrisas derivam de pedras ou outros objetos projetados pelos pneus dos outros automóveis e quando isso acontece o vidro ou fica danificado ou partido e por vezes é difícil encontrar um local onde sejam feitas essas pequenas reparações. Muitas das vezes quando o vidro apresenta uma longa fenda, não há outra hipótese a não ser a substituição do mesmo, mas quando apresenta pequenas fendas é possível proceder à sua reparação e o vidro apresenta-se em perfeitas condições para continuar a andar na estrada. O NT dá-lhe a conhecer uma empresa que trabalha com os melhores profissionais e com materiais de qualidade.


13 de outubro de 2011

Atualidade 15

www.onoticiasdatrofa.pt

Colocar “lixo” fora dos contentores dá multa até 350 euros “Preocupada” com os impactos negativos da deposição de resíduos fora dos contentores, a Trofáguas está a sensibilizar os cidadãos a reciclar, a colocar os resíduos indiferenciados no interior dos contentores e a solicitar a recolha de monstros. No

último caso, a empresa municipal informa que “há um serviço de recolha gratuito e o município pode também depositar, diretamente, nos dois ecocentros já disponíveis e, futuramente, um terceiro, o da Trofa”. “Relativamente aos resíduos indiferenciados

colocados fora dos contentores (casos mais frequentes), a Trofáguas aconselha a que os mesmos sejam transportados para os contentores dentro de sacos de uma dimensão compatível com a “boca” de entrada dos marcos das estruturas enterradas de deposição de resíduos”, referiu fonte da empresa. Colocar resíduos fora dos contentores “é uma infração, punível por lei, com coima até 350 euros”. É nas estruturas enterradas, colocadas em locais estratégicos de S. Martinho e Santiago de Bougado (Rua D. Pedro V, Rua Abade Inácio Pimentel, Rua Infante D. Henrique), que se encontra “a grande maioria dos casos de deposições de resíduos fora dos contentores”. “Para combater esta problemática, a Trofáguas já alterou a periodicidade de recolha de resíduos em alguns pontos do concelho, passando os serviços de recolha de três vezes por semana, para diária, pois, ao contrário do que sucede em outros locais de recolha coletiva, os locais com estruturas enterradas não podem ser complementados com mais contentores. Contudo, não pode ser um trabalho unilateral, pois mais importante que alterar o período de recolha, é os cidadãos estarem devidamente sensibilizados, e não colocarem os resíduos domésticos fora dos contentores”, concluiu a mesma fonte. C.V.

Associação Desportiva, Recreativa e Cultural sem fins lucrativos Fundada em 17 de Março de 2004

CONVOCATÓRIA João Pedro de Sousa Rodrigues Costa, na qualidade de presidente da Assembleia-Geral do Clube Slotcar da Trofa, vem por este meio solicitar a todos os associados uma presença ativa na vida do Clube, pelo que a todos convoco para a realização do seguinte ato: Eleição dos Órgãos Sociais para o biénio 2012/2013, no próximo dia 17 de outubro (Segunda-Feira), na sede social do Clube, estando as urnas abertas entre as 19 e as 22 horas. João Pedro Costa (Presidente da Assembleia-Geral)


16 Desporto

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Bougadense perdeu com o S. Martinho Diana Pimentel diana@onoticiasdatrofa.pt

Bougadense perdeu na 5ª jornada com o S. Martinho por 2-1. A equipa de Santiago de Bougado esteve em vantagem numérica na segunda parte e mesmo assim não conseguiu dar a volta ao resultado. No jogo de domingo, 9 de outubro, o Bougadense deslocou-se ao campo do S. Martinho, em Santo Tirso, para disputar mais uma jornada. No entanto, ainda não encontrou o caminho para as vitórias e voltou a ceder mais uma derrota, desta feita por 2-1. Na primeira parte do jogo, a equipa de Santo Tirso mostrou-se superior à do Bougadense, situação que se inverteu na etapa complementar do

S. Martinho 2 Bougadense 1 Local: Campo do S. Martinho Árbitro: Carlos Ribeiro João Tinoco Ricardo André 18’ Vitinha II César Hélder 70’ Norberto 78’ Sanches Leal Fábio Quita João Alves Eurico Ricardinho Campeão Vitinha Pedro Leite Tó Maia 46’ Dani Nené Macedo 85’ Pedro Costa T. Edgar Ferreira

Joca 18’ Pinto 78’ Dário 85’

T. Luciano Simões

Vítor 46’ Edú 70’

Cartão vermelho: Quita (65’) Resultado ao intervalo: 1-0 Marcadores: Campeão (25’), Vítor (56’) e Dani (75’)

jogo, mas que mesmo assim não foi o suficiente para que a equipa de Santiago de Bougado somasse pontos. O primeiro golo surgiu aos 25 minutos pela equipa de S.

Martinho, quando Campeão fez um remate de fora da área e a bola entrou na baliza. Já aos 56 minutos foi a vez de Vítor fazer um chapéu ao guarda-redes da equipa adversária e colocar o Bougadense em pé de igualdade. O Bougadense ficou em vantagem numérica a partir dos 65 minutos, devido à expulsão de Quita, mas mesmo assim não conseguiu vencer o jogo e acabou mesmo por sofrer o segundo golo aos 75 minutos através de Dani. Luciano Simões, treinador da formação bougadense, considerou que a sua equipa tem de continuar a trabalhar como tem feito até agora. “É verdade que temos jogado com adversários muito fortes, mas a sorte há de mudar e não há de estar sempre do lado do adversário”, admitiu.

Ginásio da Trofa e Vigorosa correm em Monte Córdova Os atletas do Ginásio da Trofa marcaram presença no Grande Prémio de Monte Córdova, em Santo Tirso, e trouxeram bons resultados. Que o diga a atleta iniciada Andreia Rodrigues, que terminou no 2º lugar, seguida de Elsa Maia (4ª classificada), Ana Ribeiro (11ª), Ana Ramos (15ª), Ana Carvalho (27ª) e Débora Pinho (29ª). Por equipas, este escalão do Ginásio da Trofa ficou em 1º lugar. Em infantis, Ana Silva, Sara Teixeira e Daniela Pontes terminaram em 6º, 7º e 19º lugares, respetivamente, conquistando o 3º lugar por equipas. Do lado masculino, o infantil Paulo Neto arrecadou o 11º lugar e os iniciados Fábio Rodrigues, João Rocha e Tiago Moreira a 8ª, a 15ª e a 21ª posições. Os últimos três atletas conquistaram o 3º lugar

Ginásio da Trofa teve boas participações

por equipas. No escalão de juvenis, João Ferreira concluiu a prova no 7º posto, enquanto a veterana Amélia Araújo foi 4ª classificada. Já na Associação Cultural e Recreativa Vigorosa, a benjamim Alice Oliveira subiu ao lugar intermédio do pódio, enquanto Ana Lopes e Patrícia Moreira se ficaram pelo 8º e 14º lugares, respetivamente. As três atletas conquistaram o 2º lugar por equipas. Vítor Martins (8º), Ruben Figueiredo (9º), Alexandre Sá (14º), André Barbosa (15º), Tiago Sá (16º) e Adelino Bessa (26º) foram os representantes da associação no

escalão de infantis masculinos e conseguiram o 3º lugar coletivo. Em iniciados femininos, Beatriz Silva conseguiu o 16º posto, enquanto Ana Oliveira terminou em 20º lugar. Joaquim Figueiredo foi o único a representar a Vigorosa em juvenis, tendo concluído a prova na 8ª posição. A júnior Ana Martins conquistou o 4º lugar, a veterana Deolinda Oliveira o 2º e o sénior Nelson Batista o 40º. Em veteranos mais de 40 anos, José Rodrigues arrecadou o 62º lugar, enquanto Joaquim Vilela foi 12º classificado em veteranos mais de 60 anos. C.V.

arquivo

Vítor marcou o golo do Bougadense frente ao S. Martinho

O técnico do Bougadense espera continuar a fazer boas exibições e vencer o próximo jogo frente à equipa de Águias Eiriz, que está marcada para as 15 horas de domingo, no Parque de Jogos da Ribeira, em Santiago de Bou-

gado. A equipa soma apenas um ponto, fruto do empate caseiro diante do Livração, na 2ª jornada, mantendo o penúltimo lugar da tabela classificativa.

Camadas jovens do Bougadense com saldo positivo Seis pontos é o saldo atual dos juniores do Atlético Clube Bougadense que, na 3ª jornada, venceram os Leões da Citânia por 3-1, subindo ao 6º lugar da série 3 da 2ª Divisão da Associação de Futebol do Porto. Já a equipa de iniciados A somou a segunda vitória consecutiva, goleando o Colégio de Ermesinde por 5-0, mantendo o 3º posto. Menos sorte teve a formação de iniciados B, que perdeu com os Alunos de Meirim por 1-0, ocupando o 11º lugar, com três pontos. C.V.

Equipas A de iniciados ejuvenislideram Os iniciados A do Clube Desportivo Trofense ainda não sabem o que é perder no campeonato distrital esta temporada. A equipa da Trofa somou a quinta vitória em outras tantas jornadas, numa goleada ao Desportivo das Aves por 5-0. Quem também lidera nos campeonatos distritais são os juvenis A, que bateram o Amarante por 1-6, arrecadando já 13 pontos. Os juniores não evitaram o desaire diante do Vizela por 32, na 5ª jornada da 2ª Divisão Nacional, e com seis pontos ocupam o 8º lugar. Uma derrota por 3-1 foi o resultado dos juvenis B diante do Folgosa na 3ª jornada do campeonato distrital. Com três pontos, a formação trofense ocupa o 6º posto. No escalão de iniciados, a equipa B perdeu com o Ermesinde por 2-1 e com quatro pontos está na 5ª posição. Já os infantis A venceram o Felgueiras por 2-1, somando agora sete pontos que lhes permite estar no 4º lugar. Quem também triunfou foi a formação de infantis B, desta feita diante do Gondim (4-2). A equipa ocupa o 6º posto, com cinco pontos. C.V.


13 de outubro de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Desporto 17

Câmara Municipal da Trofa

EDITAL Nº 89/2011 JOANA FERNANDA FERREIRA DE LIMA, Presidente da Câmara Municipal da Trofa: Torna público, nos termos e para os efeitos do n.º 3 do artigo 84.º da Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, alterada pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Janeiro, conjugado com o n.º 5 do artigo 6.º do Regimento da Câmara Municipal, que a Câmara Municipal da Trofa, em sua Reunião Ordinária Pública, realizada em 07 de Outubro de 2011, deliberou, nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 1.º do Regimento da Câmara Municipal da Trofa, conjugado com a alínea a) do n.º 1 do artigo 64.º da referida Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro, com as alterações introduzidas pela Lei n.º 5-A/2002, de 11 de Junho, que a próxima Reunião Ordinária do Órgão Executivo será realizada no dia 21 de Outubro de 2011, pelas 09.00 horas, nas instalações da Junta de Freguesia do Muro, sitas na Rua José de Moura Coutinho, n.º 4190, Lugar de Real, daquela freguesia, deste concelho. Para constar e para os devidos efeitos legais, publica-se o presente Edital e outros com igual teor, que vão ser afixados no átrio dos Paços do Município e demais lugares de estilo, bem como no sítio da Internet – www.mun-trofa.pt e no Jornal Local. E eu, Filipa Guimarães da Costa, Chefe da Divisão Jurídica e Secretária das Reuniões de Câmara, o subscrevo. Sede do Município, 12 de Outubro de 2011. A PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL JOANA LIMA

S. Romão lidera 1ª Divisão distrital O Futebol Clube S. Romão lidera o campeonato da 1ª Divisão de futsal de seniores femininos da Associação de Futebol do Porto (AFP). A formação romanense garantiu o quarto triunfo em outras tantas jornadas, numa goleada à Paróquia Carvalhosa, por 1-5. Já a equipa do Grupo Desportivo de Covelas, a militar na mesma divisão, perdeu diante dos Restaurandores Avintenses por 2-8 e ocupa o 10º lugar, com três pontos. Já a formação sénior masculina da Associação Recreativa Juventude do Muro não podia querer melhor entrada no campeonato da série 1 da 1ª Divisão da AFP. Depois do triunfo na jornada inaugural, a equipa voltou a vencer, desta feita o Biquinha por 3-1. Os juniores murenses, na série 1 da 2ª Divisão da AFP, somaram os primeiros pontos na 2ª jornada, na vitória sobre o Arcozelo. C.V.

Jogo das Estrelas para ajudar Conferência S. Vicente Paulo das Estrelas, que opôs a equipa do SouTrofense aos “Vicentinos”, que representaram a Conferência S. Vicente PauJogo das Estrelas “renlo de S. Martinho de Bougado. deu” vários bens essenciPara além da recolha de ais para as pessoas que bens essenciais, o blogue fez são apoiadas pela Confeainda um sorteio de rifas, que rência S. Vicente Paulo de rendeu muitos alimentos para S. Martinho de Bougado. doar à Conferência. Com o dinheiro angariado Foi frutífera a ação de solidariedade promovida pelo das rifas, os promotores da Blogue SouTrofense, que iniciativa conseguiram adquirir “240 pacotes de leite, 99 apoia o clube da Trofa. Os administradores do espaço or- latas de atum, 72 latas de salganizaram a 3ª edição do Jogo sichas, 48 latas de feijão, 15 Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

garrafas de óleo alimentar, 20 garrafas de azeite, 20 latas de sardinha, 20 pacotes de arroz e 20 pacotes de massa”. Ainda ficaram com um “saldo positivo de 97 euros”. Tudo isto a juntar aos bens que já tinham sido doados até ao jogo, que se realizou na tarde de sábado, 8 de outubro, no Estádio Clube Desportivo Trofense, e que acabou com um “empate” de 2-3, porque mais importante que o resultado é a causa pela qual a iniciativa foi promovida.

Atletas Murakami em convívio O feriado de 5 de outubro foi um dia especial para o Dojo Murakami da Associação Recreativa Juventude do Muro, que promoveu um convívio entre atletas, familiares e mestres. A iniciativa começou com uma aula dada pelo mestre José Patrão, responsável pela Associação Shokotai de Portugal. Carlos Martins, presidente da Junta de Freguesia do Muro, também marcou presença no evento, que terminou num salutar almoço-convívio. Ao NT, o mestre Arlindo Atletas marcaram presença na aula dada pelo mestre José Patrão Ferreira, do Dojo Murakami, O grupo tem já o 10º Enmarcado para o dia 12 de noafirmou que foi uma “ótima excontro Nacional de karaté vembro. C.V. periência”.


18 Desporto

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

CAT

Campeonato de voleibol regressa este fim de semana

Daniel Silva estreia-se na seleção nacional Manuel Barbosa vai continuar a orientar a equipa Hermano Martins

É já neste domingo, 16 de outubro, que o Clube Académico da Trofa (CAT) começa a sua participação na Divisão A1 do campeonato nacional de voleibol, época 2011-2012. Com um plantel muito reduzido, constituído apenas por 8 seniores, o CAT apresenta-se, segundo Mário Moreira, presidente da direção, com os objetivos bem delineados : “Vencer o campeonato e a taça de Portugal, até ficarmos convencidos que é im-

possível” Apesar das ambições serem as mesmas das outras épocas, o reduzidissimo número de atletas seniores poderá ser uma das muitas dificuldades : ”Se tivermos azares, começa a ficar negro” garantiu o presidente da direção do clube. Também a grande redução orçamental poderá não permitir grandes voos: “temos um orçamento de 55 mil euros, o Ribeirense (equipa campeã nacional) tem 400 mil, dá para oito equipas do CAT” asseverou. No plantel para esta temporada o Académico da Trofa

conta com a continuação de Joana Reis e Sílvia, e com a entrada de 6 novas atletas (3 brasileiras e 3 portuguesas) que continuarão a ser orientadas pelo treinador Manuel Barbosa, que também se mantém das épocas passadas. Os restantes lugares da equipa irão ser ocupados pelas atletas juniores do clube e também pela juvenil Cátia Brandão. O primeiro jogo do CAT é este domingo, 16 de outubro, no pavilhão da escola EB 2/3 de S. Romão, pelas 17 horas, frente à equipa do Castêlo da Maia.

Trofense vence na Lixa O piloto trofense José Eduardo Silva, da PombalRol – Associação Desportos de Inércia Coronado/Covelas, venceu o 1º Grande Prémio das Vindimas, em carrinhos de rolamentos, na Lixa, Felgueiras. A prova realizou-se no domingo, 9 de outubro, e mais uma vez, a Trofa marcou presença no pódio. Para 2012, já está confirmada a realização da 3ª Descida do Lar do Emigrante, em Covelas, que contará com os tradicionais carrinhos de rolamentos. “Pela terceira vez, a iniciativa vai contar para o campeonato nacional de Fórmula Roll. Na descida haverá

O ciclista trofense Daniel Silva foi chamado, pela primeira vez, à seleção nacional para participar na Volta à Guatemala, que se realiza entre 23 de outubro e 1 de novembro. São dez dias de prova sem descanso, que o atleta encara como um grande desafio. Ao NT, Daniel Silva mostrou-se “feliz” por “representar Portugal” e, por “sentir o peso da responsabi-

Necrologia S. Martinho de Bougado Gracinda da Silva Rodrigues. Faleceu no dia 3 de outubro, com 68 anos. Casada com Álvaro João da Silva Barros

anos. Viúvo de Maria Fernanda Oliveira da Silva

Professora Fernanda Monteiro Borges Cabral. Faleceu no dia 5 de outubro, com 85 anos. Viúva de José Armindo Carvalho de Oliveira Cabral Bastos

Lousado Aires Fernandes Mendes Faleceu no dia 28 de Setembro, com 78 anos. Casado com Luciana Arminda Azevedo Carvalho

Maria da Conceição Azevedo. Faleceu no dia 7 de outubro, com 83 anos. Viúva de Baltazar de Azevedo Pereira Santiago de Bougado José de Azevedo Ferreira. Faleceu no dia 7 de outubro, com 81 anos. Casado com Ambrosina Moreira de Araújo Prova realizou-se na Lixa, em Felgueiras

provas de outras modalidades de inércia, designadamente a

de downhill skate”, informou fonte da equipa. C.V.

lidade”, vai dar o seu “melhor” e “ser digno de vestir a camisola” lusa. Daniel Silva é o único representante da equipa do Boavista na seleção nacional e estará acompanhado por três ciclistas do Barbot-Efapel e dois do Prio-Tavira. Este fim de semana, o atleta trofense vai participar numa prova em Paris ao serviço da equipa axadrezada. C.V.

Jerónimo Dias de Sá. Faleceu no dia 9 de outubro, com 66

Funerais realizados por Agência Funerária Trofense Lda, Gerência de João Silva

Alcides Fontes de Carvalho Faleceu no dia 29 de Setembro, com 78 anos. Casado com Noémia Lourenço de Carvalho Ribeirão Manuel de Oliveira Monteiro Faleceu no dia 29 de Setembro, com 74 anos. Casado com Cecília dos Santos Ferreira Funerais realizados por Funerária Ribeirense, Paiva & Irmão, Lda.


Opinião 19

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

O Notícias da Trofa_13/10/2011 _ n.º 342_ 2ª Publicação

Serviço de Finanças da Trofa-4219

Anúncio VENDA E CONVOCAÇÃO DE CREDORES N.º da Venda: 4219.2011.70 - Prédio urbano: prédio melhorado, em propriedade total sem andares nem divisões susceptíveis de utilização independente, destinado a habitação, com quintal, rés-do-chão com duas divisões para arrumos e 1º andar com cozinha, quarto de banho e quatro divisões, com área total de terreno de 1.084m2, área de implantação do edifício de 120m2, área bruta de construção de 240m2, área bruta dependente de 60m2 e área bruta privativa de 180m2, sito na Rua de Aldeia Nova, nº 105, Lugar de Água Levada e freguesia de S. Mamede do Coronado, descrita na matriz predial urbana aquela freguesia sob o artº1733, do Serv.Finanças TROFA - [4219] e descrita na competente Conservatória do Registo Predial sob o nº 1041/19971210. Processos de Execução Fiscal 4219201001035614 e 4219201001004867 Teor do Edital: José Fernando Matos, Chefe de Finanças do Serviço de Finanças TROFA-4219, sito em RUA DA SAUDADE N. 51, TROFA, faz saber que irá proceder à venda por meio de leilão electrónico, nos termos dos artigos 248.º e seguintes do Código de Procedimento e de Processo Tributário (CPPT), e da portaria n.º 219/2011 de 1 de Junho, do bem acima melhor identificado, penhorado ao executado infra indicado, para pagamento de divida constante em processo(s) de execução fiscal. É fiel depositário(a) o(a) Sr(a) SERGIO AURELIO PINTO DE SOUSA, residente em SAO MAMEDE CORONADO, o(a) qual deverá mostrar o bem acima identificado a qualquer potencial interessado (249.º/6 CPPT), entre as 09:00 horas do dia 2011-11-14 e as 18:30 horas do dia 2011-11-28. O valor base da venda (250.º CPPT) é de 68.866,00 euros. As propostas deverão ser apresentadas via Internet, mediante acesso ao “Portal das Finanças”, e autenticação enquanto utilizador registado, em www.portaldasfinancas.gov.pt na opção “Venda de bens penhorados”, ou seguindo consecutivamente as opções “Cidadãos”, “Outros Serviços”, “Venda Electrónica de Bens” e “Leilão Electrónico”. A licitação a apresentar deve ser de valor igual ou superior ao valor base da venda e superior a qualquer das licitações anteriormente apresentadas para essa venda. O prazo para licitação tem início no dia 2011-11-14, pelas 10:25 horas, e termina no dia 2011-11-29 às 10:25. As propostas, uma vez submetidas, não podem ser retiradas, salvo disposição legal em contrário. No dia e hora designados para o termo do leilão, o Chefe do Serviço de Finanças decide sobre a adjudicação do bem (artigo 6.º da portaria n.º 219/2011). A totalidade do preço deverá ser depositada, à ordem do órgão de execução fiscal, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, mediante guia a solicitar junto do órgão de execução fiscal, sob pena das sanções previstas (256.º/1/e) CPPT). No caso de montante superior a 500 unidades de conta, e mediante requerimento fundamentado, entregue no prazo de 5 dias, contados do termo do prazo de entrega de propostas, poderá ser autorizado o depósito, no prazo mencionado no parágrafo anterior, de apenas uma parte do preço, não inferior a um terço, e o restante em até 8 meses (256.º/1/f) CPPT). A venda pode ainda estar sujeita ao pagamento dos impostos que se mostrem devidos, nomeadamente o Imposto Municipal sobre as Transmissões Onerosas de Imóveis, o Imposto de Selo, o Imposto Sobre o Valor Acrescentado ou outros. Mais, correm anúncios e éditos de 20 dias (239.º/2 e 242.º/1 CPPT), contados da 2.ª publicação (242.º/2), citando os credores desconhecidos e os sucessores dos credores preferentes para reclamarem, no prazo de 15 dias, contados da data da citação, o pagamento dos seus créditos que gozem de garantia real, sobre o bem penhorado acima indicado (240º/CPPT). Identificação do Executado: N.º de Processo de Execução Fiscal: 4219201001035614 NIF/NIPC: 193109247 Nome: SERGIO AURELIO PINTO DE SOUSA Morada: R DA ALDEIA NOVA 105 ÁGUA LEVADA - SÃO MAMEDE CORONADO - SAO MAMEDE CORONADO

O Chefe de Finanças José Fernando Matos

Correio do Leitor As contas que eles não contam Há duas edições neste jornal, foram publicados alguns valores relativos à dívida da Câmara Municipal da Trofa, que são realmente exorbitantes. Com os números apresentados, fazendo uns pequenos cálculos chegamos facilmente à conclusão: se alguém tivesse feito as contas antes, certamente o autor não a queria divulgada. Senão vejamos: Segundo o texto publicado, e passo a transcrever, “a Câmara (PSD) devia um determinado valor…….” Este “determinado” valor não foi quantificado em EUROS, só o cronista saberá porquê. Dado então que o PSD não argumentou nem apresentou números. Partirmos do princípio que a dívida seria no fim do mandato do Dr. Bernardino, do PSD, de 36 milhões de euros, conforme anunciavam os cartazes eleitorais, deixemos de lado a auditoria feita depois, que detetou perto de 63 milhões. Assim: Se dividirmos os 36 milhões por 11 (onze anos com o Presidente de Câmara Dr. Bernardino Vasconcelos, do PSD) chegamos à módica quantia de três milhões duzentos e setenta e tal… POR ANO gastos a mais. Os Dirigentes do PSD, durante onze anos à frente da C.M. Trofa, usaram a receita proveniente dos serviços prestados pela Câmara, os fundos da CEE, as transferências do Estado para as autarquias, e ainda somaram anualmente a bonita dívida de 3.272.727,27 euros (três milhões e duzentos mil euros), por ano. É muito dinheiro para nenhuma obra, nada de grande nos foi legado, o saneamento e a água ao domicílio custou-nos os olhos da cara, as escolas ainda não estão concluídas, o edifício dos Paços do Concelho ainda não existe, a piscina municipal está a ser paga pelo atual executivo, nunca ofereceram livros escolares. Continua o “analista”, referindo que o presente executivo do PS já deve mais 2 milhões em dois anos. O que perfaz um aumento da dívida em um milhão por ano de governação, o que realmente é muito dinheiro. O que surpreende nisto é que o Cronista sabe o que esta Câmara PS deve, e nada menciona sobre os onze anos que o PSD lá esteve. Resumindo (segundo os dados apresentados pela crónica): 1º- Onze anos com governação PSD, gastou-se a receita e acumulou-se anualmente 3.272.727,27 euros (três milhões e quase trezentos mil euros) por ano, sem obra feita. 2º- Dois anos com governação PS, gastou-se a receita e acumulou-se anualmente 1.000.000,00 euros de (um milhão de euros) por ano, sem obra feita. O PSD do Dr. Bernardino gastou na sua governação a mais 2.272.727,00 euros, (dois milhões e duzentos mil euros) por ano, que a gestão PS da Dra. Joana Lima. 3º- O autor da notícia omite o valor dos juros que a Câmara têm que pagar pela dívida herdada do PSD. Mas fazendo um pequeno cálculo e multiplicando os tais 36 milhões por uma taxa de 3 por cento, ficamos com a módica quantia de um milhão de juros por ano (mais ou menos), será essa a dívida de 2 milhões de euros que ele expõe. Os números são dele, será portanto este é o valor que atual Câmara teve que somar ao exercício de gerência. Assim pelas contas apresentadas, os 2 milhões a mais da atual Câmara são fruto da má gestão PSD. 4º Caso se confirme os valores apresentados pela auditoria, então poderemos afirmar que a gestão do PSD gastou 5.727.272,72 euros (cinco milhões e setecentos mil euros) mais a receita gerada, mais os subsídios que obteve e ainda as transferências do Estado, todos os anos. Assim sendo é um verdadeiro “desvio colossal”. Afinal, com as contas apresentadas pela oposição PSD, chegamos à conclusão que estamos a ser muito bem governados pela Governação PS da Sra. Presidente, Joana Lima. Os Trofenses estão tranquilos. Joaquim Soares, outubro de 2011


20 Anúncios

www.onoticiasdatrofa.pt

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL

13 de outubro de 2011

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL

Trofa, 11 de Outubro de 2011

Trofa, 11 de Outubro de 2011.

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC:509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407 , por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 763,3m2, sita na freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1.101 e omisso na Conservatória do Registo Predial, confrontando a Norte com José Alves da Costa, a Sul com Stela Pina Figueiras Viegas Rebelo, a Nascente com Stela Pina Figueiras Viegas Rebelo e a Poente com Marco André Sá Carneiro. Por impossibilidade de contatar no domicílio o titular da referida parcela: José Alves da Costa, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela.

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal , NIPC:509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 36.551,50m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1.012 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o 01211/280292 G-1, confrontando a Norte com os Herdeiros de Manuel da Costa Campos e António F. Costa, a Sul com António de Sousa, a Nascente com António Ferreira da Costa e a Poente com um Caminho e Regato. Por impossibilidade de contatar no domicílio o titular da referida parcela: José Carlos Costa Areal, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela.

Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal -Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149).

Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149).

O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges

GlobalTrofa

O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges 13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL Trofa, 11 de Outubro de 2011.

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL Trofa, 11 de Outubro de 2011.

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC: 509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 242,9m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1126 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o nº02511/201094, confrontando a Norte com Armindo Campos da Silva, a Sul com um caminho público, a Nascente com Armindo Campos da Silva e a Poente com um Caminho Público. Por impossibilidade de contatar no domicílio os titulares da referida parcela: Ana Paula de Sá e Silva e Marido, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela.

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC: 509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 5.632,80m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1.113 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o nº03139/290703, confrontando a Norte com Felismino da Costa Dias Ferreira, a Sul com José António Pereira Dias, a Nascente com Gabriel João Viegas Rebelo e a Poente com um Caminho. Por impossibilidade de contatar no domicílio os titulares da referida parcela: Albina Cruz da Silva Costa e Marido, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela.

Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal -Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149).

Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149).

O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges

O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges


Anúncios 21

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL

EDITAL

Trofa, 11 de Outubro de 2011.

Trofa, 11 de Outubro de 2011.

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC:509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 29.118,10m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1.092 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o nº01098/120391, confrontando a Norte com Joaquim António da Costa Júnior, a Sul com Laurentino Augusto Fernandes, a Nascente com um caminho e com António Alves de Matos e a Poente com um caminho. Por impossibilidade de contatar no domicílio o titular da referida parcela: José Alves da Costa, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela. Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149). O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL Trofa, 11 de Outubro de 2011. Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC: 509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 9.005,70m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 1091 e omisso na Conservatória do Registo Predial da Trofa, confrontando a Norte com Manuel Rodrigues da Costa, a Sul com os Herdeiros de Manuel Ferreira Campos Dias, a Nascente com António Reis Areal e a Poente com um Caminho Público. Por impossibilidade de contatar no domicílio os titulares da referida parcela: Mário Moreira Maia e Esposa, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela. Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149). O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC:509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 7.394,30m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 2639 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o nº02453/ 150699-G1, confrontando a Norte com A3, a Sul com um caminho, a Nascente com Américo Ferreira da Costa e a Poente com Laurentino Augusto Fernandes. Por impossibilidade de contatar no domicílio os titulares da referida parcela: José Areal da Costa e Esposa, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela. Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A.,Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA - Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149). O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges

GlobalTrofa

13/10/2011 _ n.º 342 1ª Publicação

EDITAL Trofa, 11 de Outubro de 2011. Torna-se público que a GlobalTrofa – Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal, NIPC: 509784453, matriculada na Conservatória do Registo Comercial da Trofa, com o código da certidão permanente nº4727-3120-1407, por deliberação do Conselho de Administração em 08/06/2011 e de acordo com os seus Estatutos, aprovou o projecto de execução da Área de Localização Empresarial da Trofa – 1ª Fase, sendo necessária a aquisição da parcela de terreno com a área de 29.073,50m2, sita na Freguesia de S. Martinho de Bougado, Concelho da Trofa a destacar o correspondente ao prédio inscrito na matriz predial sob o artigo 2638 e descrito na Conservatória do Registo Predial da Trofa sob o nº02452/150699-G1, confrontando a Norte com os Herdeiros de Manuel da Costa, a Sul com José Areal da Costa, a Nascente com Américo Ferreira da Costa e a Poente com Laurentino Augusto Fernandes. Por impossibilidade de contatar no domicílio os titulares da referida parcela: José Areal da Costa e Esposa, nos termos do artigo 11º, nº4 do Código das Expropriações aprovado pela Lei nº168/99, de 18 de Setembro, é utilizado este meio, para publicitar a existência de proposta de aquisição por via do direito privado da aludida parcela. Para esclarecimento sobre o conteúdo da referida proposta, deverá contactar os serviços da GlobalTrofa, S.A., Empresa Municipal (Sociedade Gestora da Área de Localização Empresarial da Trofa, S.A., Empresa Municipal - Rua 1º de Maio, Ed. América, Bloco 6, 2º andar- 4785-353 TROFA Tel.: 252 411 393; Fax: 252 490 149). O Conselho de Administração Joana Lima Paulo Ferreira do Amaral Gaspar Borges


22 Atualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

Dia Mundial da Alimentação Vantagensdosprodutos No domingo, 16 de outubro, comemora-se o Dia Mundial da Alimentação e o NT não deixa passar em branco esta data. Nos dias de hoje tudo é facilitado até mesmo na alimentação. Muitas vezes passa-nos ao lado que os embaVariar é um dos segredos de uma boa alimentação lados não são os melhores para a nossa saúde pois à prazo de validade e menos mais saudável passe a dar partida são produzidos com o caraterísticas nutritivas. mais importância, no seu dia objetivo de terem um maior Para ter uma alimentação a dia, aos “alimentos verdes”, ou seja, aos vegetais e às frutas. O peixe e o marisco também devem fazer parte integrante da sua alimentação, bem como os laticínios, as carnes brancas, as leguminosas, os cereais, os frutos secos e os adoçantes naturais. As carnes vermelhas, as oleaginosas (amêndoas, azeitonas, nozes), o vinho e o azeite de oliva fazem parte da alimentação mediterrânea, mas em excesso são prejudiciais à saúde e podem mesmo trazer algumas doenças ao ser humano tais como diabetes, hipertensão e colesterol.

biológicos

“Diz-me o que comes, dir-te-ei quem és”. Este ditado popular nunca esteve tão em voga como nos dias de hoje. Cada vez mais as pessoas estão a ter consciência dos problemas de saúde que advêm de uma má alimentação e estão a optar por uma alimentação saudável. É também por isso que se têm dedicado à agricultura biológica, umas por motivos profissionais e outras como meio de subsistência. Atualmente em cada super/hipermercado encontram-se produtos biológicos à venda. Aparentemente estes alimentos são iguais aos outros ditos “normais”, mas, na verdade, marcam pela diferença, uma vez que são cultivados sem fertilizantes químicos. A agricultura biológica prima-se por respeitar o solo e o meio-ambiente. Sabia que na Trofa é possível encontrar um local onde as frutas e os produtos hortícolas ganham um sabor mais caseiro? O “Cantinho Biológico” é o espaço criado por Joana Teixeira, que fica no lugar de Mosteirô, na Rua Poeta Sá de Miranda, em S. Martinho de Bougado e onde pode encontrar à venda diversos alimentos biológicos desde frutas até produtos da região. Neste local pode encontrar à venda maçãs, peras, ameixas, uvas, tomates, tremoço, feijão-verde entre muitos outros alimentos. Basta dar lá uma saltada e ficar a conhecer o espaço. Quem sabe se não passa a ser cliente habitual desse “Cantinho Biológico”. Pode conhecê-lo também no Facebook através da palavra “cantinho biológico”. O NT sugere-lhe que no Dia Mundial da Alimentação, 16 de outubro, experimente alimentos biológicos e passe a ter uma alimentação mais saudável.


13 de outubro de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Atualidade 23

FAPTROFA

“Gestão positiva” nas refeições das escolas Cátia Veloso Hermano Martins

Este ano letivo, a FAPTROFA é responsável pela gestão das refeições nas escolas básicas do concelho. O projeto foi bem recebido pela autarquia, agrupamentos e encarregados de educação. Até agora, a maior parte das cantinas das escolas básicas do concelho da Trofa eram geridas por uma empresa de catering. Mas este ano letivo arrancou com um novo projeto sob a tutela da Federação de Associações de Pais da Trofa (FAPTROFA): o “Gestão Positiva” foi o nome escolhido para esta medida que parece ter sido bem recebida pelos pais dos alunos e pelos agrupamentos de escolas. Com este projeto, a FAPTROFA responsabiliza-se pela gestão das refeições que as escolas servem aos alunos durante a semana. Todos os estabelecimentos estão sob a alçada da federação que colocou sete cozinhas a confecionar duas mil refeições por dia, garantindo o seu transporte

para os restantes refeitórios das escolas do concelho. Esta medida visa reduzir despesas e garantir qualidade nas refeições disponibilizadas aos alunos. Segundo José Maria Oliveira, presidente da FAPTROFA, “com o aumento do IVA, o serviço de catering começava a ser incomportável”, pelo que, desta maneira, este imposto intermédio “não afeta diretamente”. “O preço da refeição não aumenta na mesma proporcionalidade, porque não a adquirimos já confecionada”, explicou. A isto José Maria Oliveira chama de “gestão equilibrada”, que também é sustentada pela manutenção de postos de trabalho dos colaboradores da empresa de catering, que até agora prestou serviço às escolas. “Tivemos o cuidado que as pessoas ficassem todas a trabalhar neste projeto, mesmo tendo racionalizado algumas cozinhas, como no caso do Agrupamento de Escolas do Castro. Como tinha um número de refeições muito reduzido tivemos que passá-lo a refeitório e passamos as pessoas para outras cozinhas e não ficamos com ninguém no desemprego”, referiu.

Refeições são transportadas para todas as escolas básicas do concelho

ao serviço das refeições para ajudar a servi-las”. Para a docente, é importante “o apoio da nutricionista” na “elaboração das ementas” e na “supervisão das cantinas”. A Câmara Municipal também viu com bons olhos este projeto. Teresa Fernandes, vereadora da Educação, salientou o objetivo de “aumentar a qualidade do serviço e diminuir os custos”, acrescentando que estas “são as ideias-base que garantem mais versatilidade na oferta das refeições”. O “Gestão Positiva” também vai ajudar a detetar os alunos oriundos de famílias carenciadas que, por vezes, não conseguem ter refeições. Com as dificuldades que surgiram com a crise financeira, Rosa Rego assegurou que o Agrupamento está “Não há reclamações” “atento” e vai “tomar medidas” nos O projeto foi bem recebido por agrupamentos de escolas e encarrecasos em que houver crianças com problemas. Teresa Fernandes garangados de educação. Sofia Loureiro tem um filho a estudar e já notou uma tiu que houve um “acréscimo de alu“alteração, para melhor, nas ementas”. nos que têm refeições nas escolas”, pelo que está em equação disponibili“Tem mais legumes e saladas mais diversificadas. Acho que apostaram zar o jantar nas cantinas. E se for neem grande na qualidade, escolhendo cessário, a autarquia também está diso comércio local. Estou satisfeita, por- ponível a aumentar o valor do subsídio à FAPTROFA, que este ano letivo que sei que o meu filho tem uma alimentação saudável não só em casa “não sofreu alteração”. Fruto das “boas relações”, a autarcomo na escola”, frisou. quia cedeu mais um espaço à federaJá Rosa Rego, sub-diretora do ção, que será utilizado para “guardar Agrupamento de Escolas do Castro, equipamentos suplentes”. garante que “ainda não houve qualDifícil é mesmo encontrar pessoas quer reclamação por parte dos pais”. A docente garante que “há boas refe- que estejam em condições de colaborências” do serviço, pois “as refeições rar com a FAPTROFA através de contrato emprego-inserção “São cada são servidas com qualidade e em vez menos, porque umas não estão quantidade suficiente”. em situação de fundo de desemprePara José Maria Oliveira o apoio go, outras porque preferem ter formados agrupamentos tem sido imprescindível para o bom funcionamento do ção profissional e outras até que preferem não fazer nada e receber só o projeto. “Têm sido muito sensíveis a subsídio de desemprego”, concluiu esta situação, pelo que nos cedem pessoas que não estão propriamente José Maria Oliveira. O “Gestão Positiva” tem outro ponto forte, a dinamização do comércio local, já que, segundo o presidente da federação, na lista de fornecedores foi dada “prioridade” aos que são do concelho. Mas a escolha foi feita de acordo com “as recomendações da nutricionista” da Câmara Municipal da Trofa, que tem a responsabilidade de supervisionar a qualidade das refeições. A FAPTROFA assegura o transporte das refeições para o Agrupamento Vertical de Escolas do Castro e do Coronado e Covelas. Já a autarquia garante transporte das refeições que vão para os estabelecimentos do Agrupamento da Trofa, à exceção da EB1 de Finzes, que faz o transporte individualmente.


24 Publireportagem

www.onoticiasdatrofa.pt

13 de outubro de 2011

“Seguramos, quando é importante!” A Seguramos tem escritórios não só na Trofa como também em Vila das Aves (Sede), Guimarães, Caldas das Taipas, Felgueiras e Lisboa. Atualmente tem cerca de 11.500 clientes distribuídos a nível nacional e na zona norte em particular. O volume de Após quase 20 anos de negócios da empresa ultraatividade, em 2000 criaram a passa os 7,500 milhões de empresa Seguramos sendo a euros. sua história escrita pela satisA qualidade do serviço fação de cada um dos clienprestado e a proximidade aos tes que neles confiaram. Em seus clientes, foi e será sem2003, e após a criação do pre uma aposta e por isso são Grupo PROEF composto por o maior Corretor de Seguros empresas de áreas tão diver- e com o maior nº de clientes, sas, por interesses estratégi- com instalações (sede e escos foi a Seguramos – Corre- critórios) a operar a norte da tores de Seguros, Lda inte- cidade do Porto e no Vale do grada neste grupo empresaAve em particular. rial. Seguindo a estratégia de Com a criação do centro de crescimento, após várias empresas na Trofa e do deaquisições de carteiras de partamento de sinistros a Seseguros, em 2008 assumiram guramos reforçou a sua prea categoria máxima na ativida- sença na região e elevou o de de mediação e passaram seu nível de serviço junto dos a Corretores de Seguros. Por- clientes empresariais. Do toque mais uma vez querem tal da carteira gerida 45% reestar entre os melhores, con- presentam particulares e 55% cluíram em 2010, o Processo empresas, evidenciando a de Certificação pela Qualida- sua apetência e eficácia em de (Norma ISO 9001:2008). ambos os mercados. Cada momento significou um “Na nossa carteira de empasso importante para a mo- presas temos os mais variadernização e aperfeiçoamen- dos sectores como sejam a to da sua estrutura, com o Indústria Têxtil, Calçado, objetivo primeiro de responMetalomecânica, Madeiras, der, com a máxima excelência, Mobiliário, Eletricidade, Teleàs necessidades de todos os comunicações, Energias Soclientes. lares e Eólicas, Biomassa, Nasceram como entidade – empresário em nome individual em 1982, na perspectiva de irem ao encontro de um leque de clientes que necessitavam de um mediador que lhes garantisse confiança.

Empresa quer ser “uma referência no negócio”

Seguramos tem 11.500 clientes

Transportes de Mercadorias, Transportes de Passageiros, Construção Civil, Alimentar, Concessionários de Marcas Automóveis, Informática, Distribuição, Assessoria, Ensino, IPSS, Saúde, Transitários, Climatização e Refrigeração, Câmaras Municipais, etc...”. Na qualidade de Corretores de Seguros a Seguramos representa todas as marcas seguradoras a operar no mercado, como sejam a AXA, Liberty, Allianz, Generali, Victoria, ACE Europe, Chartis Europe, ASEFA, Metlife, Mapfre, Macif, Zurich, etc. (Companhias Internacionais) bem como a Fidelidade Mundial, Império Bonança, Tranquilidade, Açoreana, Lusitania, Ocidental, etc. (Companhias Nacionais), assumindo uma postura de imparcialidade em relação às mesmas, garantindo a solução que melhor responde às necessidades de cada cliente. De acordo com o âmbito de atividade da Seguramos, o desempenho da organização consiste na aplicação e execução dos seguintes requisitos: - Gestão e Consultoria de Riscos: identificam a atividade e respectiva análise em função do segmento (particulares e empresas); recolhem a informação (apólices em vigor, relatórios de higiene e segurança no trabalho, sinistralidade, número funcionários, etc.); estudam as apólices em

vigor, verificam a sua adequabilidade à atividade desenvolvida, o seu nível de coberturas e garantias (para clientes novos); fazem levantamento de necessidades do cliente, nomeadamente verificar a oportunidade de contratar coberturas adicionais ou novas apólices de seguros; fazem montagem de um programa de seguros que tenham em consideração a exposição ao risco dos intervenientes e que maximize as coberturas, minimize as restrições e limitações do seguro, e que assegure a competitividade dos prémios praticados; promovem ações de formação para esclarecer o âmbito e os limites das coberturas contratadas; - Comercialização de Seguros: encontram no mercado segurador a melhor solução tendo em conta os requisitos do cliente, as garantias dos produtos de proteção, do serviço e a otimização de cus-

tos; preparam todo o processo de contratação, garantindo a correção dos contratos emitidos bem como de toda a documentação associada; verificam a renovação dos contratos em carteira e a correção dos prémios apresentados para cobrança; - Gestão e Acompanhamento de Sinistros: apoiam a participação dos sinistros e a execução de reclamações junto das seguradoras; desde o início do sinistro estão em permanente contacto com o cliente e as seguradoras envolvidas desenvolvendo iniciativas no sentido de agilizar regularização dos sinistros de forma atempada e conforme; disponibilizam informação sobre a sinistralidade da carteira e propõem medidas para a sua contenção promovendo ações de formação junto dos seus clientes e colaboradores. “Seguramos, quando é importante!”

Equipa da Seguramos trabalha para oferecer qualidade no serviço


edição342