Page 1

PUB

24 de Março de 2011 N.º 314 ano 9 | 0,50 euros | Semanário

Director Hermano Martins

PUB

Associativismo pág. 21

Campeonatos Amadores substituídos por Torneio Depois de alguns meses de impasse, o Futebol Popular vai continuar em formato de torneio.

Polícia pág. 7

Sequestraram vigilanteeroubaram 20 mil euros

Trofa levou poesia a 16 concelhos Mobilidade pág. 9

Táxis são a única alternativa de transporte na Estação

Cultura pág. 3


2 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

Matilde Rosa Araújo homenageada na Trofa

Lions promove colheita de sangue em S. Romão O Lions Clube da Trofa vai promover mais uma colheita de sangue, no sábado, nas instalações da Ascor, em S. Romão do Coronado, das 9 às 12.30 horas. Se tem entre os 18 e os 65 anos, ou até 60 se for a primeira vez, e é saudável, sai-

ba que dar sangue não afecta o dador e traz-lhe algumas vantagens. Para além de estar a ajudar outras pessoas que necessitam, fica também a conhecer o seu estado de saúde, dado que a colheita é sempre precedida por um exame médico. C.V.

Autora de livros de contos e poesias para adultos e crianças como o livro infantil “Fadas Verdes”, Matilde Rosa Araújo era “amiga” da Trofa e, como tal, a Câmara Municipal vai prestar homenagem a esta autora, no dia 2 de Abril, Dia Internacional do Livro Infantil, com o descerramento da placa toponímica da Rua Matilde Rosa Araújo, na freguesia de S. Martinho de Bougado, na aldeia da Esprela, cerca das 15.30 horas. A Sala de Leitura InfantoJuvenil da Biblioteca Municipal, localizada na Casa da Cultura da Trofa, será também

designada como Sala Matilde Rosa Araújo, numa cerimónia que vai decorrer às 16.30 horas do mesmo dia. Na ocasião será ainda inaugurada uma Mostra Bibliográfica sobre a autora, seguindo-se a abertura oficial da exposição de ilustração “Um Olhar de Menina” de Marta Madureira. Depois de consagrar o nome do Concurso Literário Lusófono da Trofa – Prémio Matilde Rosa Araújo à escritora, a autarquia demonstra “o carinho e admiração” por Matilde Rosa Araújo através destas iniciativas. R.M.

PUB

Reconhecer em Fortaleza Av. Abel Alves de Figueiredo – Tarrio

Clube de Caçadores abre campo para treino O Clube de Caçadores da Trofa vai abrir o “Campo de Ervosa” ao treino de cães de caça, no dia 3 de Abril, domingo, pelas 8 horas. A associação informa que o levantamento das autorizações para poder treinar deverá ser feito no dia 1 de Abril, a partir das 21 horas, na sede do clube. C.V.

Criminosamente estão a delapidar o património do meu pai e da nossa família. Botaram as nossas sociedades em estado de calamidade!! Cometeram furtos, corrupções, falsificações, etc. É o maior escândalo!! Deus não dorme!

Nota de redacção

América, 13/03/11.

Na edição número 313, do dia 17 de Março deste jornal, na notícia com o título “Realização da Assembleia de Guidões causa polémica”, a primeira revisão ao Orçamento de 2011 serviu para incluir a compra de um veículo que custará ao executivo da Junta seis mil euros e não 16 mil euros como foi noticiado.

Por Christine Figueiredo Danilo Batista

|O Notícias da Trofa

Agenda Dia 26 9-12.30 horas: Colheita de sangue do Lions Clube da Trofa, na ASCOR, em S. Romão do Coronado 10-12.30 horas: Torneio de Gira Vólei Intra Agrupamentos, no Colégio da Trofa 13 horas: Fundação do Interact Clube da Trofa, no Restaurante Julinha, em Santiago de Bougado 14.30 horas: Workshop da Grávida, no Hospital Privado da Trofa 17 horas: CAT x Sports Madeira, no Pavilhão da EB 2/3 de S. Romão do Coronado 21.30 horas: Actuação dos Meninos Cantores do Município da Trofa, no Salão Paroquial de Santiago de Bougado Dia 27 9 horas: Passeio de bicicleta pela Trofa, com início na Igreja de Santiago de Bougado 9.30 horas: Caminhada em S. Mamede do Coronado, com partida junto à sede da Junta de Freguesia 14 horas: Gincana a Cavalo, em S. Romão do Coronado, na Rua do Horizonte. 14.30 horas: Actividades lúdico-desportivas, no Parque Nossa Senhora das Dores e junto à Estação da Trofa 16 horas: Bougadense x Gulpilhares - Paradela x Baião 17 horas: CAT x Sports Madeira, no Pavilhão da EB 2/3 de S. Romão do Coronado 17.30 horas: Inauguração da Casa Mortuária de S. Mamede do Coronado, junto ao cemitério Dia 28 21 horas: Apresentação do Orçamento Participativo Jovem, na Junta de Freguesia de Santiago de Bougado Dia 29 21 horas: Assembleia-geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa, no Salão Nobre da Associação

Farmácias de Serviço

PUB

Dia 24 Farmácia Moreira Padrão Dia 25 Farmácia Sanches

Ficha Técnica Fundadora: Magda Araújo Director: Hermano Martins (T.E.774) Sub-directora: Cátia Veloso (C.O. 742) Editor: O Notícias da Trofa, Publicações Periódicas Lda. Publicidade: Maria dos Anjos Azevedo Redacção: Cátia Veloso (C.O. 742), Isabel Moreira Pereira (T.P. 1311), Rita Maia Sector desportivo: Cátia Veloso (C.O. 742), Diana Azevedo, Marco Monteiro (C.O. 744), Miguel Mascarenhas (C.O. 741) Colaboradores: Afonso Paixão, Atanagildo Lobo, Jaime Toga, José Moreira da Silva (C.O. 864), Teresa Fernandes, Tiago Vasconcelos

Fotografia: A.Costa, Miguel Trofa Pereira (C.O. 865) Composição: Magda Araújo, Cátia Veloso, Ana Assunção Impressão: Gráfica do Diário do Minho, Lda, Assinatura anual: Continente: 20 Euros; Extra europa: 59,30 Euros; Europa: 42,40 Euros; Avulso: 0,50 Euros E-mail: jornal@onoticiasdatrofa.pt Sede e Redacção: Rua das Aldeias de Cima, 280 r/c - 4785 - 699 Trofa Telf. e Fax: 252 414 714 Propriedade: O Notícias da Trofa - Publicações Periódicas, Lda. NIF.: 506 529 002

Registo ICS: 124105 Nº Exemplares: 5000 Depósito legal: 324719/11 Detentores de 50 % do capital ou mais: Magda Araújo

Nota de redacção Os artigos publicados nesta edição do jornal “O Notícias da Trofa” são da inteira responsabilidade dos seus subscritores e não veiculam obrigatoriamente a opinião da direcção. O Notícias da Trofa respeita a opinião dos seus leitores e não pretende de modo algum ferir susceptibilidades.

Dia 26 Farmácia Trofense Dia 27 Farmácia Barreto Dia 28 Farmácia Nova Dia 29 Farmácia Moreira Padrão


O Notícias da Trofa | 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Actualidade 3

Dia Mundial da Poesia

Trofa levou poesia a 16 concelhos Rita Maia rita@onoticiasdatrofa.pt

Dia Mundial da Poesia foi assinalado em toda a Área Metropolitana do Porto, numa iniciativa que partiu da autarquia da Trofa. A pouco e pouco os meninos e as meninas de quatro escolas do concelho foram chegando ao Parque Nossa Senhora das Dores, acompanhados pelas professoras. Depois de ouvirem o poema “A Trofa”, as crianças declamaram vários textos, que depois estenderam ao vento. Presas com molas de madeira, as folhas soltas ficaram no Estendal Poético para que pudessem ser lidas por todos. Também na Casa da Cultura e no pólo I da Câmara Municipal, as “cordas da roupa” serviram para estender sentimentos e pensamentos transformados em palavras, versos, poemas... Para assinalar o Dia Mundial da Poesia, comemorado esta segundafeira, 21 de Março, as crianças quiseram descobrir “Até onde vai a poesia” e, para isso, lançaram para o céu balões com poemas. Pedro Teixeira, da Escola Básica da Estação (Muro), e Paulo Moreira, da Escola Básica Giesta 1 (Alvarelhos), estavam de acordo: “A parte mais gira

Um dos momentos preferidos das crianças foi a largada de balões

foi lançar os balões”. Inês Duarte declamou “O Martelo”, um dos poemas do Estendal Poético da Câmara Municipal. No entanto, os mais novos aliaram a poesia à comemoração do Dia da Floresta, também a 21 de Março,

e muitos dos textos apresentados demonstravam a preocupação com o meio ambiente. Mas “A Trofa” rumou a outras terras, levando “O Concelho” e “O Hino da Trofa” aos 16 municípios da Área Metropolitana do Porto (AMP). Numa iniciativa que partiu da autarquia trofense, todos os concelhos do AMP trocaram poemas entre si e também os colocaram em Estendais Poéticos. Assis Serra Neves, vereador do pelouro da Cultura da Câmara Municipal reconheceu a “responsabilidade” da autarquia ao alargar a toda a AMP a comemoração do Dia Mundial da Poesia, transformando a Trofa na “capital da cultura”. “Juntar a educação e a poesia é importante para o desenvolvimento das crianças e nós somos um município com muitas actividades relacionadas com esta área. Encontramos muitos jovens com o gosto pela poesia”, evidenciou o autarca. Ainda na segunda-feira, a autar-

Crianças ouviram vários poemas

quia organizou uma “Carreira Poética”, com a recitação de poesia na Casa da Cultura, na Câmara Municipal – pólos I e II, no café Pessoa, no Lar da Santa Casa da Misericórdia e na ASAS da Trofa (Associação de Solidariedade e Acção Social). A noite encerrou com uma “Tertúlia Poética”, às 21 horas, no auditório da Junta de Freguesia de Santiago de Bougado, tendo como poetas convidados Sara Canelhas, Teresa Tudela, Amadeu Baptista, Aurelino Costa, Daniel Maia-Pinto Rodrigues, Jorge Velhote, Paulo Nogueira e Carlos Carneiro na guitarra portuguesa. A Trofa continua a ser a capital da poesia até 26 de Março, com várias iniciativas nos Agrupamentos de Escolas do concelho. Para encerrar a semana dedicada ao texto em verso, os Meninos Cantores do Município da Trofa sobem ao palco do Salão Paroquial de Santiago de Bougado, com a actuação “Trava Lengas Lenga Línguas”, às 21.30 horas de sábado.


4 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Orçamento Participativo apresentado no Dia da Juventude nia mais informada, mais activa e mais responsável”, estando assim garantida “uma maior participação dos mais novos na decisão sobre a afectação de recursos às políticas públicas municipais”. Com este Orçamento Participativo, a autarquia quer envolver os jovens nas dinâmicas de governação do município, possibilitando ao executivo camarário “corresponder às reais necessidades e aspirações da população”. Recorde-se que o anúncio do arranque deste projecto foi feito durante as comemorações do aniversário da elevação da Trofa a concelho, no dia 16 de Novembro de 2010.

das pode participar na que vai ter lugar em S. Mamede do Coronado, com início previsApresentação pública to para as 9 horas, junto à do Orçamento Participasede da Junta de Freguesia, tivo Jovem é a 28 de Marque foi preparada com a coço, Dia Nacional da Juvenlaboração do Clube de Camtude. pismo e o Agrupamento de Escuteiros. No Dia Nacional da JuJá a tarde será dedicada a ventude, os protagonistas são várias actividades desportios mais novos. Na Trofa, a vas, de exploração da natuautarquia decidiu apresentar, reza e danças urbanas, no na segunda-feira, 28 de MarParque Nossa Senhora das ço, o Orçamento Participativo Dores e junto à estação da Jovem, que vai dar à geração Trofa. mais jovem a oportunidade de Na segunda-feira, pelas 21 elaborar e apresentar projechoras, no auditório da Junta tos para o concelho. de Freguesia de Santiago de O auditório da Junta de Bougado, a autarquia vai Freguesia de Santiago de anunciar a página de FaceBougado será palco da aprebook da Divisão de Desporto sentação pública do projecto, Divisão de Desporto e Juventude, para “criar uma às 21 horas, que contará com nas redes sociais maior ligação com os jovens a presença dos técnicos “de trofenses, sendo também uma renome internacional na área O Dia da Juventude na Tro- forma, de divulgação das inidos orçamentos participatifa vai ser comemorado com ciativas promovidas pela Divivos”, Giovanni Allegretti e várias actividades distribuídas são de Desporto”, referiu fonNeiara Morais. Para este proentre sábado e segunda-feite da Câmara Municipal. Na jecto, a autarquia conta com ra. No primeiro dia, a autarmesma ocasião vai tomar posJovens vão poder participar nas dinâmicas de governação a colaboração do Centro de quia promove um torneio Inse o Conselho Municipal da 7500 euros serão reservados autarquia inscreva no OrçaEstudos Sociais da Universitra-Agrupamentos de Gira-vó- Juventude. unicamente a projectos apre- mento e nas Grandes Opções lei, das 10 às 12.30 horas, no dade de Coimbra. A autarquia promove, ainsentados pelos alunos das do Plano para 2012. De acordo com fonte da Colégio da Trofa. da, de 27 de Março a 3 de escolas do concelho”, adianA presidente da Câmara autarquia, “neste ano de arNo domingo de manhã, pe- Abril, uma semana de aulas tou. Municipal, Joana Lima, consi- las 9 horas, realiza-se um pas- grátis na Aquaplace – Acaderanque, a Câmara Municipal Os jovens vão poder eladera que o Orçamento Partici- seio de bicicleta pela Trofa, da Trofa deliberou atribuir 20 mia Municipal da Trofa, para mil euros ao Orçamento Par- borar e apresentar as propos- pativo Jovem “vai contribuir com concentração na Igreja jovens até aos 30 anos, e uma tas e também decidir quais os para que os jovens trofenses de Santiago de Bougado. Já ticipativo Jovem (para o ano semana aberta para utilizar as projectos que querem que a possam exercer uma cidada- quem é amante das caminha- modalidades do Clube Slotcar. de 2012)”. “Dessa parcela, Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

PUB INST.

PUB INST.


O Notícias da Trofa| 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Actualidade 5

Dia Mundial da Floresta

Crianças plantaram árvore no jardim da escola Rita Maia rita@onoticiasdatrofa.pt

Alunos da Escola Básica de Feira Nova, em S. Mamede do Coronado, aprenderam a importância de cuidar do ambiente no Dia Mundial da Floresta. “Aprendi que não se deve cortar árvores e que devemos tratá-las bem, regando-as, cuidando delas e dando-lhes carinho”, explicou João Fonseca, de nove anos, aluno da EB1 de Feira Nova, em S. Mamede do Coronado. No Dia Mundial da Floresta, assinalado esta segunda-feira, os alunos deste estabelecimento de ensino plantaram uma nova árvore no jardim e criaram um bebedouro para pássaros reutilizando um pacote de leite vazio. “Gostei de fazer a roda com os outros meninos e de ver a plantação da árvore”, confessou Jorge Gonçalves, no intervalo entre os jogos. Para a Savinor, promotora da iniciativa, esta é apenas mais uma das muitas actividades integradas no Programa de Educação Ambiental. “Tentamos divertir as crianças, en-

sinando-lhes alguma coisa sobre o ambiente”, explicou João Pedro Azevedo, presidente do Conselho de Administração da Savinor. Mesmo com “a crise económica, social e política”, é “importante” que todos percebam que “há um conjunto de valores que não podem ser esquecidos”, ainda que os orçamentos para estas actividades sejam mais baixos. Para João Pedro Azevedo, a receptividade a este tipo de projectos tem sido grande por parte da comunidade escolar: “As crianças têm a vantagem de ser muito sinceras e a sua participação nesta actividade mostra como este projecto tem sido espectacular. Também não podíamos ter melhor opinião sobre os professores e auxiliares”. A directora da escola, Aldora Maia, vê com bons olhos estes eventos. “São coisas novas e os alunos gostam muito destas actividades. Mais do que nunca é importante sensibilizar os mais novos para a protecção e preservação do ambiente”, declarou, rodeada pelos alunos. No final, ficou a promessa de cuidar bem do carvalho que, daqui a uns anos, vai “dar bolotas para fazer pão”.

Crianças aprenderam a cuidar das árvores

Turma vence concurso e “ganha” aula ao ar livre Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

No Dia Mundial da Água, 22 de Março, os alunos do 8º E da Escola Básica 2/3 de S. Romão do Coronado tiveram uma “sala” de aula diferente. Turma venceu um concurso lançado pela Savinor ao estudar o Rio Mamoa, perto da escola. Mais do que a felicidade de ganhar um primeiro prémio, a turma E do 8º ano da Escola Básica 2/3 de S. Romão do Coronado estava fascinada por ter um dia de aulas diferente, na terça-feira. Por ter vencido o concurso lançado pela Savinor, o grupo de alunos teve direito a um almoço com os responsáveis da empresa, para depois aprender a importância da preservação da água, junto do Rio Mamoa, perto da escola. Este foi exactamente o objecto de estudo da turma para o projecto que mereceu o primeiro prémio do concurso. Depois de reconfortarem o estômago num restaurante da freguesia, os jovens estiveram junto do rio, onde analisaram a qualidade da água e descobriram diversos seres vivos que coabitam no espaço envolvente. Com eles estiveram sempre as professoras, que os monitorizaram, e o palhaço Kiki que, juntamente com a árvore ambulante, ajudou a que a animação fosse maior. João Vasconcelos não escondia a satisfação por estar “a ter um dia de aulas diferen-

te” daqueles que passa “dentro de uma sala e que se tornam maçadores”. “A turma ficou muito feliz quando soube que tinha ganho o concurso e fez uma grande festa”, afirmou. A actividade de campo estava “a ser muito divertida”, pois “o tempo passa depressa”. Para o jovem, deviam haver “mais passatempos do género”, não só para esta turma, mas “para todas”, porque “é bom sair da sala e aprender no exterior”. O projecto que venceu o concurso faz parte do “Ecoescolas” que está a ser desenvolvido no estabelecimento romanense. Maria José Miller, directora de turma, explicou que “os alunos tentaram fazer um trabalho para apadrinhar o Rio Mamoa, em que analisaram a situação do rio, tentando ligá-la com as ciências físico-químicas e naturais e com as alterações nos ecossistemas provocadas pela poluição”. A docente confirmou a importância deste tipo de actividades, porque “os alunos gostam muito de experimentar, ver e realizar”. “É muito bom termos a possibilidade de utilizar este espaço para descobrir coisas novas”, frisou, enquanto a turma analisava o PH da água do rio e discutia se, com o valor obtido (6,5), era ácida ou básica. Maria José Miller explicou que este projecto vai ser desenvolvido até ao final do ano lectivo e para o próximo poderá continuar com a monitorização da água do rio.

João Pedro Azevedo, presidente do Conselho de Administração da Savinor, esteve com os alunos no almoço e entregou à delegada de turma dois guias de campo sobre aves e plantas. O responsável da empresa afirmou que esta é mais uma iniciativa integrada “na dinâmica que a empresa tem vindo a desenvolver com as escolas”. “Temos sentido muito receptividade, as escolas estão ávidas deste tipo de actividades, pois conseguimos que os alunos tenham um dia diferente de aprendizagem e no qual se divertem”, sustentou. José Magalhães, director do Agrupamento de Escolas do Coronado e Covelas, também concordava com a pertinência da iniciativa, considerando que “a escola não se confina só aos seus muros”. E por na terça-feira se ter assinalado o Dia Mundial da Água, era importante “mostrar aos jovens que a maior parte dos rios estão muito poluídos através de iniciativas que promovam acções que ajudem a revitalizá-los”, afiançou.Esta iniciativa está inserida no âmbito do Projecto Rios, “que visa a participação social na conservação dos espaços fluviais, procurando acompanhar os objectivos apresentados na Década da Educação das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável e contribui para a implementação da Carta da Terra e da Directiva Quadro da Água”.


www.onoticiasdatrofa.pt

6 Actualidade 4 Actualidade

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Um ano depois é preciso voltar a “Limpar a Trofa” Isabel Moreira Pereira isabel@onoticiasdatrofa.pt

Foi a 20 de Março de 2010 que todos se uniram para “Limpar Portugal”. Um ano depois, as lixeiras são menores, mas continuam a existir.

Crianças na Natureza Rita Maia rita@onoticiasdatrofa.pt

Durante a Semana da Água e da Floresta, as crianças trofenses aprenderam alguns cuidados com o ambiente, plantaram árvores e construiram ninhos para pássaros. Depois de passarem a tarde no Parque do Monte de Paradela, em S. Martinho de Bougado, os alunos da EB1/ JI de Paranho não tinham dúvidas quanto à importância de cuidar das árvores. “Elas são importantes porque dão-nos oxigénio e sem ele nós morremos”, explicou a pequena Inês Domingues. Na tarde de terça-feira, a Inês e os colegas da escola ajudaram a fazer ninhos para pássaros, que depois foram colocados nas árvores, para receber as aves migratórias que chegam à região nesta altura. O ateliê de ninhos foi promovido pelo Fundo para a Protecção de Animais Selvagens (FAPAS) e permitiu às crianças construir “casinhas” de madeira para os pássaros. Ainda antes de “martelar nos pregos”, Francisco Oliveira e Beatriz Magalhães ajudaram a plantar uma árvore autóctone e nenhum teve medo de sujar as mãos. Também em S. Romão do Coronado, na Quinta de S. Romão, os alunos das Escolas Básicas de Portela, Fonteleite e Vila participaram em actividades semelhantes nos dias 21 e 22 de Março. Estas iniciativas decorreram no âmbito da Semana da Água e da Floresta, enquadrada no programa de Educação Ambiental desenvolvido pela Câmara Municipal

junto dos estabelecimentos de ensino do concelho. “O grande objectivo ao envolver cerca de 500 crianças nestas actividades é aproximá-las da natureza. A iniciativa acabou por ser muito útil, transportando os mais novos ao passado, através do ateliê de ninhos, que são algo um pouco esquecido, e da plantação das árvores que os alunos apadrinharam”, atestou a presidente da Câmara Municipal da Trofa, Joana Lima. A “defesa do ambiente” está “subjacente” a este tipo de actividades e a edil acredita que “as crianças perceberam perfeitamente” a mensagem transmitida. Ainda no âmbito das comemorações da Semana da Água e da Floresta, a Câmara Municipal promoveu o concurso “BI do teu Fontanário”. O objectivo era “colocar em destaque a importância da água e da preservação da sua qualidade, para além de fomentar o conhecimento do património artístico-cultural do concelho” junto dos mais novos. Os alunos das Escolas Básicas de Casal e do Muro, da Creche e Jardim-de-infância da Santa Casa da Misericórdia e do Jardim-de-infância de Feira Nova (os estabelecimentos que se inscreveram no concurso) vão conhecer os resultados no dia 24 de Março, pelas 10 horas, na Academia Municipal – Aquaplace. Às escolas vencedoras serão entregues os respectivos prémios: kit de análises de água, kit de observação da natureza, jogo “Aventura de uma gota” e o jogo “Criar água”. Veja a reportagem em www.trofa.tv

Sofás velhos, vestuário, carcaças de frigoríficos, materiais de construção… Há de tudo um pouco nas bermas das estradas e no interior das florestas de Portugal, mas também da Trofa. Um ano depois do movimento “Limpar Portugal” continuam a ser depositados vários tipos de resíduos ilegalmente e a Câmara Municipal da Trofa tem actualmente a decorrer 15 processos de contra-ordenação, nove dos quais detectados em 2011. “Quatro já estão resolvidos, por isso ainda há muito a fazer nesse sentido”, avançou Assis Serra Neves, vereador do Ambiente da Câmara Municipal da Trofa. De acordo com o responsável, embora em menor escala, continuam a ser “depositados resíduos nas lixeiras já referenciadas”, sendo que a Brigada Municipal de Intervenção Florestal tem detectado alguns casos. Para Assis Serra Neves seria necessário organizar mais uma iniciativa do género do “Limpar Portugal”. “Está a pensar-se para 2012 na iniciativa Limpar o Mundo, já é falado em vários municípios, mas antes devíamos pensar fazer isso localmente, ou seja Limpar a Trofa, mas esta iniciativa tem de ser levada a cabo com as associações do município”, frisou. Isto porque o vereador considera “muito difícil”, individualmente alguém “fazer uma limpeza global”.

Enquanto essas iniciativas não acontecem, Assis Serra Neves pede à população para “alertar a Câmara Municipal, o serviço do ambiente, mas também a Polícia Municipal (252 428 109/10) e a GNR (252 499 180)”, denunciando desta forma os depósitos de lixo ilegais. Para breve está também a abertura de um Ecocentro em Cidai, Santiago de Bougado. “Vai entrar em funcionamento muito brevemente e qualquer pessoa pode levar esses lixos ao Ecocentro, porque é mais fácil do que os despejar nas bermas das estradas”, aconselhou. Da mesma opinião é Hélder Magalhães, que fez parte da organização do movimento “Limpar Portugal” no concelho da Trofa. A escassos metros do Ecocentro e Aterro Sanitário de Santo Tirso, na freguesia de Covelas, o trofense identificava mais um dos depósitos clandestinos, desta feita com componentes de automóveis. No entanto, e apesar de terem sido identificadas algumas lixeiras, um ano depois da iniciativa, Hélder Magalhães faz “um balanço bastante positivo”, porque “pelo menos as pessoas têm mais sensibilidade”. “Tínhamos o concelho com bastantes depósitos de lixos de vários géneros e já tivemos oportunidade de dar algumas voltas e verificar que em muitos desses sítios não houve reposição desses lixos”, explicou. Agora, Hélder Magalhães não pensa na repetição do “Limpar Portugal”, mas sim na actuação por parte das entidades competentes: “O Limpar Portugal foi um movimento de cidadãos voluntários de louvar e que teve bastante sucesso, mas acho que agora

Alguns pontos do concelho que foram limpos já têm lixo

também era importante ver por parte das entidades algum retorno”. Cândido Novais, presidente da ADAPTA (Associação de Defesa do Ambiente e Património na Região da Trofa), também elogiou o movimento, que ajudou a “alertar consciências”, no entanto “passado um ano, o lixo continua a aparecer”, lamentou. Isto porque Cândido Novais sabe que “há sítios que antes eram lixeiras e que ainda hoje se mantêm limpos, mas têm aparecido novos focos de depósito de materiais”. É necessária “responsabilidade cívica” por parte de todos os trofenses, porque “a Trofa está muito bem equipada a nível de ecopontos para colocar o lixo”, avançou. “A ADAPTA aconselharia a dar a conhecer aos munícipes de que a empresa Trofáguas faz a recolha dos monstros, porque ainda há muita gente que desconhece esta possibilidade e que agarra na televisão ou no sofá e o deixam em qualquer lado”, aconselhou. Os locais onde são colocados os resíduos estão já identificados pela autarquia. Os estradões florestais que interligam as freguesias do concelho, como a que faz a ligação entre as freguesias de Guidões e Alvarelhos, a Rua Central, em Covelas, na Rua António Sérgio e nas proximidades da Rua Frei Leão de S. Tomás, em S. Martinho de Bougado e em alguns caminhos e propriedades florestais que ligam a freguesia de Covelas a Vilar de Luz, no concelho da Maia, são alguns dos locais mais problemáticos no que toca à deposição clandestina de resíduos.


O Notícias da Trofa| 24 de Março

Gangue que assaltou Farmácia no Muro em julgamento A ameaça vinda de um indivíduo com sotaque brasileiro no assalto à Farmácia Sanches, no Muro, a 2 de Março de 2010, revelou-se uma prova concludente para as suspeitas da Polícia Judiciária sobre um gangue, que estava a ser investigado há meses. Um dos inspectores da PJ ouvidos quarta-feira, 16 de Março, no Tribunal de Santo Tirso onde seis indivíduos, com idades entre os 18 e os 34 anos, estão a ser julgados, revelou que a esta prova se juntaram as escutas telefónicas: “A partir do momento em que soubemos que um dos autores (do assalto à Farmácia Sanches) tinha sotaque brasileiro suspeitámos que fosse um grupo que já estava a ser investigado”, testemunhou, citado pelo JN. De acordo com um inspector, houve escutas “que evidenciavam, claramente, que

os arguidos estiveram envolvidos num assalto”. O indivíduo com sotaque brasileiro - conhecido por “Negão” e em situação ilegal no país -, que apontou uma arma à cabeça da dona da Farmácia Sanches, acabou por ter um papel preponderante para a PJ desmascarar o gangue. Os indivíduos foram detidos em Junho de 2010 e estão em prisão preventiva, acusados de assaltos à mão armada às farmácias Sanches, no Muro, e Silva e Damião, em Vilarinho, Santo Tirso (28 de Maio de 2010). Juntam-se ainda crimes de furto a veículos. Entre eles há um estudante, um carpinteiro e dois desempregados. Ao processo juntou-se outro indivíduo que foi detido e que confirmou a acusação por posse de arma proibida. C.V.

Sequestraram vigilante e roubaram 20 mil euros Assaltantes roubaram 20 mil euros, vários cheques e dois revólveres de uma fábrica têxtil na freguesia de Alvarelhos. Terá sido com uma rebarbadora que três indivíduos encapuzados abriram o cofre e furtaram cerca de 20 mil euros em dinheiro de uma empresa têxtil, na Rua da Formiga, na freguesia de Alvarelhos. O roubo ocorreu cerca das 1.30 horas de quinta-feira, altura em que os indivíduos entraram na empresa, partindo um vidro do escritório. O vigilante terá, alegadamente, ouvido barulho no escritório da gerência e, quando lá chegou, foi surpreendido pelos três indivíduos que

interior encontraram uma carteira com a chave suplente. De seguida puseram-se em fuga pela Estrada Nacional 104, em direcção a Vila do Conde, levando também cerca de cinco mil euros em dinheiro. O carro foi recuperado mais tarde em Riba d'Ave e o caso está agora a ser investigado pela GNR da Trofa. I.M.P.

com eles traziam um revólver e uma caçadeira. O homem, de 50 anos, foi sequestrado e controlado pelos assaltantes para que pudessem prosseguir com o arrombo do cofre. De acordo com fonte policial, acabaram por levar vários cheques cujo valor se desconhece, 20 mil euros em dinheiro e dois revólveres, con-

tabilizando-se um prejuízo que rondará os 30 mil euros. À espera dos três indivíduos, no exterior da empresa, encontrava-se um quarto ao volante de uma viatura, na qual prosseguiram a fuga. A GNR da Trofa esteve no local, mas o caso está agora entregue à Polícia Judiciária para investigação. I.M.P.

Roubo ocorreu cerca da 1.30 horas de quinta-feira

Pastelaria assaltada de madrugada Grupo de assaltantes destruiu montra da pastelaria Charly, levando dinheiro e maços de tabaco.

Furtaram Audi e cinco mil euros O carro de marca Audi que foi furtado, na quinta-feira entre as 13 e as 13.30 horas, na Rua Dr. António Augusto Pires de Lima, já foi recuperado. A condutora do Audi A4 estacionou a viatura frente a uma pastelaria na mesma rua e quando voltou já lá não estava. De acordo com a GNR, dois indivíduos que circulavam numa viatura com matrícula estrangeira terão partido o vidro do Audi A4 e no seu

Polícia 7

www.onoticiasdatrofa.pt

de 2011

Na manhã de terça-feira, na pastelaria Charly, em S. Martinho de Bougado, as conversas dos clientes passavam, invariavelmente, pelo assalto ao estabelecimento, naquela madrugada. Maria Serra Neves vive próximo do local e, depois de ouvir barulho, foi uma das pessoas a ligar para a GNR a alertar para o assalto. “Ouvi paralelos a baterem contra o vidro, mas não os vi a arrombar porque tive medo de espreitar”, confessou, já refeita do susto, enquanto tomava o pequeno almoço na pastelaria. Maria Serra Neves garantiu ainda que os alegados assaltantes “fugiram em direcção à rua do

liceu (Rua Augusto Pires de Lima) num Opel Corsa vermelho”. Manuel Couto é o proprietário do estabelecimento e “infelizmente” já viu a pastelaria ser assaltada “umas cinco vezes”. O prejuízo ainda não foi apurado, mas para além de partirem os vidros, os ladrões levaram “o tabaco e o moe-

deiro” da respectiva máquina de venda automática. “Coincidência ou não, tinha enchido a máquina na tarde anterior”, afirmou Manuel Couto. A GNR da Trofa está a investigar o caso e no local esteve o NAT (Núcleo de Apoio Técnico), que realizou o exame de peritagem. R.M.

Montra ficou destruída

Actualize a sua assinatura anual Telf. 252 414 714 Rua Aldeias de Cima, 280 Trofa-Velha (Junto ao Modelo e ao Pingo Doce)


8 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

Associação Recreativa de S. Pedro da Maganha Assembleia Geral Ordinária Convocatória Nos termos do disposto no nº 2 do artigo 5º dos estatutos, convoco todos os sócios da Associação Recreativa de S. Pedro da Maganha, para comparecerem na Assembleia Geral Ordinária, que terá lugar no próximo dia 26 de Março de 2011, pelas 21.30 horas na sua sede, sita na Maganha, freguesia de Santiago de Bougado, concelho da Trofa. A Assembleia Geral Ordinária terá a seguinte Ordem de Trabalhos: 1.Leitura e votação da acta da última Assembleia Geral; 2.Discussão e votação do Relatório e Contas da Direcção, relativos ao ano de 2010; 3.Discussão e votação do Relatório e Parecer do Conselho Fiscal, do mesmo ano; 4.Outros assuntos de interesse para a Associação. Nota: Se à hora indicada não comparecer a maioria de votos representativos para deliberação, a Assembleia reunirá e deliberará com qualquer número de presentes a partir das 22 horas. Maganha, 14 de Março de 2011 A Presidente da Assembleia Geral Maria Jacinta Oliveira Serra

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Jovens em Comunidade anunciam Primavera Isabel Moreira Pereira isabel@onoticiasdatrofa.pt

Festa da Primavera, organizada pelo projecto Trofa Jovens em Comunidade, juntou diferentes gerações para uma tarde de convívio. “A Primavera é a estação que a todos nos dá vida/ que com o seu sol nos mostra que a vida não está perdida”. Este é o excerto de um poema de António Moreira, um trofense que subiu ao palco com um grande ramo de flores na mão e declamou poesia dando o mote para a Festa da Primavera, que decorreu no domingo, em S. Romão do Coronado. A iniciativa, organizada pelo Trofa Jovens em Comunidade, um projecto do TCA – Trofa Comunidade de Aprendentes, tinha como objectivo “juntar várias gerações” numa tarde dedicada à Primavera. “Alegria, boa disposição e convívio” eram os ingredientes para uma tarde animada pelos Grupos de Jovens Crescer Unidos de Covelas, Jovens Unidos de S. Mamede do Coronado, Juventude sem

Festa da Primavera encheu Salão Paroquial de S. Romão

Fronteiras do Muro, de Santa Maria de Alvarelhos, de S. João Baptista de Guidões e Jovens sem Fronteiras da Trofa, Amigos do Canto do TCA, ASCOR – Associação de Solidariedade do Coronado, Centro Social e Paroquial de S. Mamede do Coronado, Centro Comunitário Municipal da Trofa, Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental – APPACDM da Trofa, Irmandade da Santa Casa da Misericórdia da Trofa, Muro de Abrigo, Associação de Solidariedade e Acção Social (ASAS) da Trofa e a Oficina de Cava-

quinhos do TCA. A Festa da Primavera “tem cada vez mais adesão por parte das instituições da Trofa e grupos de jovens do concelho”, congratulou-se Pedro Costa, coordenador do projecto Trofa Jovens em Comunidade. Esta festa surge na linha do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido com os jovens do município e pretende fomentar “o convívio entre as diferentes gerações” e a solidariedade entre os Grupos de Jovens e as instituições do concelho que trabalham com jovens e idosos.

Evacuação testada em simulacro Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Escola EB 2/3 de Alvarelhos foi palco de um exercício de evacuação que tinha como objectivo testar os meios em situação real de incêndio. As aulas decorriam normalmente quando a campainha soou duas vezes. Num dos corredores da Escola EB 2/3 de Alvarelhos, um incêndio obrigou à evacuação de to-

PUB

Jovens mantiveram a calma

dos os que estavam no interior do edifício. Ordeiramente, os alunos, docentes e funcionários deslocaram-se para o campo de jogos e em poucos minutos todos estavam a salvo. Este não foi mais do que um exercício de evacuação da Escola, para verificar a fiabilidade da operação. Foram evacuadas 548 pessoas, entre adultos e crianças, num exercício que teve início às 10.48 horas e terminou pouco menos de uma

hora depois. O director da escola, Renato Carneiro, considerou que a operação “correu bem”, pois permitirá corrigir algumas falhas detectadas. Algumas foram mesmo “introduzidas”, como o facto de o alarme “não tocar como o habitual”. O exercício foi levado a cabo “com meios internos e com a ajuda dos Bombeiros Voluntários da Trofa”, já que “foi feita uma simulação de incêndio com fogo e fumo”. O comandante da corporação trofense, João Pedro Goulart, também considerou positivo o balanço da operação, no entanto, frisou a importância da reunião que se seguiu para a tomada de medidas “para corrigir alguns pormenores”. De acordo com o director da escola, no exercício “estiveram envolvidos os Bombeiros Voluntários da Trofa (com cinco elementos e um veículo), a Protecção Civil municipal, a GNR, o delegado de saúde, os observadores internos e de outras escolas”.


O Notícias da Trofa | 24 de Março

www.onoticiasdatrofa.pt

de 2011

Actualidade 9

Avaria em catenária pára comboio Uma “avaria” da catenária na via descendente à saída do túnel da Trofa entre a estação da cidade e o apeadeiro da Portela, em Covelas, provocou o atraso dos comboios que circulavam na Linha do Minho, no sábado. De acordo com fonte da Refer, que gere a rede ferroviária, deslocou-se “de imediato para o local uma brigada para reparação da catenária”.

“A circulação ferroviária esteve interrompida neste troço, nas duas vias, até às 17.50 horas, tendo a partir de então sido restabelecida a circulação em via única, pela via ascendente. Às 19.20 horas, a circulação ficou restabelecida nas duas vias”, esclareceu. A avaria provocou atrasos “em quatro comboios, entre cinco e 56 minutos”, concluiu. C.V.

FNA ajuda o ambiente Os cuidados ambientais nunca são demais e para ajudar a melhorar a qualidade do ar na Trofa, a Fraternidade Nuno Álvares de S. Martinho de Bougado rumou ao monte

de Paradela para replantar várias árvores. O objectivo da actividade, que decorreu no domingo, era assinalar o Dia da Árvore e o início da Primavera. R.M.

Fraternidade Nuno Álvares replantou árvores PUB

Táxis são alternativa de transporte na Estação nova Isabel Moreira Pereira isabel@onoticiasdatrofa.pt

Não havendo alternativa de transportes entre a Estação Nova da Trofa e o Parque Nossa Senhora das Dores passageiros optam pela utilização dos táxis. Desde que a Estação Nova da Trofa foi inaugurada que os taxistas do concelho têm tido um acréscimo de serviços. Isto deve-se ao facto de não haver ligação entre a Estação Nova da Trofa e as freguesias do Muro, Alvarelhos e Guidões, via Estrada Nacional 14. Não faltam utentes residentes nestas freguesias que para seguir para a estação de caminhos-de-ferro são obrigadas a utilizar dois transportes: um que os leve até ao Parque Nossa Senhora das Dores e outro que os transporte até à estação. A alternativa passa muitas vezes por seguir viagem de táxi. Paulo Pereira é proprietário de um táxi e garante que em média cada taxista fará “entre quatro a seis serviços por dia” no percurso entre a estação e o Parque Nossa Senhora das Dores. “Acaba por representar muito perto de 60 a 70 serviços ao final do dia, repartindo pelos colegas todos”, acrescentou. O único problema é que “as pessoas chegam à estação da Trofa e têm que ligar para os táxis”, por isso Paulo Pereira garante que é necessário “fazer uma escala para ficar sempre alguém lá na estação a assegurar o serviço”. “Há cerca de um ano cheguei a comunicar isso à Câmara Municipal e a presidente (Joana Lima) disse para ver se nós (taxistas) nos entendíamos.

Mas não vamos lá, porque já fiz várias tentativas falando com os colegas, e aqui somos seguramente dez carros, e cinco ou seis estão de acordo com a ideia, os restantes não”, explicou, solicitando a intervenção da autarquia. Das empresas de autocarros que operam na região, a Arriva foi a única que garantiu a “possibilidade de prolongar as carreiras” de que dispõem do parque até à estação. A questão tem sido discutida “com a Câmara Municipal da Trofa”, afirmou Armindo Salgado, gerente da ARRIVA Portugal Transportes, que não vê “inconveniente”, desde “que o IMTT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres) aprove esse prolongamento”. Mas neste momento a Arriva dispõe de carreiras entre Vila Nova de Famalicão e Porto, Vila do Conde e Vila Nova de Famalicão, Alvarelhos e Lousado, Fornelo e Trofa e outras internas que servem a Escola Básica 2/3 de Alvarelhos.

A Transdev também não possui nenhuma carreira que estabeleça a ligação entre a Estação Nova da Trofa e o Metro na Maia, via EN 14, cobrindo apenas “o troço entre a Trofa e Maia pela EN 14 com as carreiras interurbanas” que exploram “há décadas”. “Uma carreira para servir o troço referido é economicamente inviável e acabaria por ter um efeito nefasto que seria a degradação da actual rede de transportes que, face à constante diminuição da procura, tem vindo a ser progressivamente reduzida”, explicou Sérgio Ferreira, responsável operacional da empresa. O grupo Transdev é concessionário de diversas carreiras, nomeadamente as que ligam a Trofa ao Porto, Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso, Póvoa de Varzim e outras de âmbito local como as do Muro e Alvarelhos. O Notícias da Trofa contactou a empresa Auto Viação Pacense mas não recebeu resposta em tempo útil.

Mundos de Vida Convocatória

O Presidente da Assembleia Geral da Mundos de Vida, Associação para a Educação e Solidariedade, convoca todos os associados para a reunião ordinária que terá lugar no dia 10 de Abril, Domingo, pelas 10 horas, na sua sede, na Rua Quinta da Serra, em Lousado. Ordem de Trabalhos 1 – Deliberar sobre o Relatório e Contas referente a 2010. De acordo com a lei e os estatutos, se, à hora marcada, não se encontrar reunido o número legal de associados, a Assembleia terá lugar meia hora mais tarde com qualquer número de sócios presentes. Lousado, 18 de Março de 2011 Joaquim Agostinho Carneiro da Costa e Sá Presidente da Assembleia Geral


10 Automóveis & Motores

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

O novo Ford Fiesta

Fonte: http://picasaweb.google.com/olharesmagicos/OMCarro#

Automóveis e Motores Nesta edição poderá encontrar alternativas para a compra de automóvel, vários locais onde fazer as reparações da sua viatura e comprar os pneus e sugestões de seguradoras.

No entanto, a opção de muitos tem sido comprar um automóvel semi-novo que há alguns anos estava fora das possibilidades financeiras, mas que agora pode encontrar-se como novo e a preços mais acessíveis. Ter um automóvel implica Depois de comprar o carter também algumas preocu- ro, são invitáveis as reparapações. No entanto, o NT jun- ções. Nas oficinas especialitou nesta edição dedicada aos zadas poderá encontrar difeAutomóveis e Motores todas rentes serviços como mecânias dicas que poderá utilizar ca geral, serviços rápidos, dinesta área. agnósticos aos problemas do Primeiro apresentamos as carro, serviços de pneus, de melhores alternativas para jantes ou escapes, o alinhacomprar o seu carro. Seja no- mento da direcção do autovo ou usado é necessário ter móvel, electricista, carregasempre alguns pormenores mentos de ar condicionado, em atenção. pintor ou chapeiro.

Tudo o que é inspirador no design dos dias de hoje está presente no novo Ford Fiesta. “Se alguma vez se maravilhou com uma arquitectura verdadeiramente inovadora, se alguma vez se sentiu empolgado com a alta costura ou se alguma vez se sentiu tocado pela arte, este carro irá provocar uma forte sensação de “déjà-vu”, avança a Ford no seu site. O novo automóvel Ford Fiesta alia um exterior dinâmico e trabalhado ao seu sofisticado interior. E a tecnologia do habitáculo é tão inovadora como a electrónica actualmente mais avançada. Do design interior, sugestivamente espaçoso, destacase a electrónica contemporânea e os artigos de moda modernos. “O resultado é um ambiente absolutamente fresco, com níveis de sofisticação

incomparáveis”, garantem. Os ecrãs, os botões e os interruptores são intuitivos e de utilização simples, enquanto a luz ambiente, quente, juntamente com uma série de cores e tecido, criam um habitáculo confortável e acolhedor. Quanto ao exterior destaca-se a grelha grande trapezoidal invertida, a potente ombreira, as pronunciadas cavas das rodas e linha lateral ascendente de cintura integramse numa combinação perfeita para dar ao Fiesta um perfil atlético que personifica energia em movimento. A complementar a carroçaria robusta e atlética do Fiesta, existe uma série de motores potentes e económicos que lhe permite escolher o seu equilíbrio perfeito de economia, potência e baixas emissões de gases.

Outro pormenor importante é ter em atenção o estado dos pneus do seu automóvel, porque eles não duram sempre. É imperativo que os troque quando estiverem desgastados para evitar acidentes e melhorar a performance do carro. Mas se tem carro sabe que o seguro é obrigatório. As melhores sugestões para adquirir o seu seguro automóvel estão também presentes nesta edição. Aconselhe-se com todas as empresas presentes nesta edição dedicada aos Automóveis e Motores e já na estrada não se esqueça de conduzir com precaução. Ford Fiesta alia um exterior dinâmico ao interior sofisticado


O Notícias da Trofa| 24 de Março

de 2011

Automóveis & Motores 11

www.onoticiasdatrofa.pt

Os melhores pneus para o seu carro Na hora de comprar os pneus para o seu carro tenha em conta algumas dicas que o NT apresenta nesta edição, mas não se esqueça: procure uma das oficinas do concelho onde pode encontrar as melhores marcas, associadas a um excelente serviço. Os pneus do seu carro não duram sempre e para manter a segurança na condução é imperativo que tenha em conta o seu bom estado. Primeiro verifique o desgaste dos pneus que se encontram no seu carro. Caso verifique que a superfície do pneu está a aproximar-se dos limitadores de desgaste é porque chegou a altura de trocar. Mesmo que apenas um se encontre nessa situação lembre-se que é necessário trocar pelo menos dois, uma vez que legalmente os pneus têm que estar iguais por eixo.

Pneus duram em média 40 mil quilómetros

Se tem mesmo de comprar

cializadas ou então por uma

exemplo prático que o pode

pneus novos, verifique no ma-

marca branca que geralmen-

ajudar: No número 195/65

Depois, lembre-se que se

cerca de 40 mil quilómetros.

nual do carro, no livrete ou na

te são fabricadas pelas gran-

R15, o primeiro número cor-

comprar um pneu macio, este

Saiba também que existem

parte interior da porta da via-

des patentes, apenas têm um

responde à largura do pneu

tem mais aderência, e por isso

pneus desenhados para que

tura, qual a medida e a pres-

preço mais acessível.

(à área de contacto com o

dura menos, quanto aos

o carro consuma menos com-

da jante.

média estes materiais duram

são adequadas. Se mesmo

A escolha do pneu ade-

chão). A segunda à altura do

pneus mais duros, acontece

bustível. São conhecidos co-

assim tiver dúvidas visite uma

quado é muito importante, re-

perfil do pneu (a distância que

o contrário. O desgaste dos

mo os pneus de baixo atrito,

oficina no concelho.

corde que todos têm um códi-

vai entre as jantes e a super-

pneus também está relacio-

pois quanto maior o atrito dos

Quando souber qual o

go que corresponde às medi-

fície do pneu).

nado com o tipo de condução,

pneus com o asfalto, mais

pneu que deve adquirir, pode-

das. De acordo com o site

A última medida correspon-

o piso em que normalmente

consome e mais ruído faz.

rá optar pelas marcas espe-

isabe.ionline.pt segue-se um

de ao diâmetro em polegadas

circula e a pressão, mas em


12 Automóveis & Motores

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Check-up automóvel é fundamental Como os humanos precisam de visitar o médico quando estão doentes, os carros também necessitam de uma visita a uma oficina de reparações de vez em quando para que o condutor se possa certificar de que está tudo bem com o automóvel. Nestes espaços, poderá encontrar diferentes serviços como mecânica geral, serviços rápidos, diagnósticos aos problemas do carro, serviços de pneus, de jantes ou escapes, o alinhamento da direcção do automóvel, electricista, carregamentos de ar condicionado, pintor ou chapeiro. Ainda que não tenha batido e, aparentemente, não exista nenhum problema, também deve fazer um check-up ao seu automóvel. Verificar filtros, óleo, fluido do circuito de arrefecimento do motor ou fluido do sistema de travagem são apenas alguns dos cuidados que deve ter periodicamente. Para que nada falhe no momento de conduzir, os técnicos de mecânica são os melhores amigos dos condutores, pois fazem a manuten-

Leve o seu carro periodicamente a uma oficina

ção das viaturas e alertam para problemas graves que possam advir do descuido com estes pormenores. Uma visita à oficina tornase ainda mais importante quando planeia uma longa viagem. Para além da segurança de todos os passageiros,

está em causa... a sua carteira. Um carro “afinado” consome menos combustível e é mais amigo do ambiente. Aceite as sugestões do NT de alguns locais que pode visitar para fazer as reparações no seu automóvel.


O Notícias da Trofa | 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Automóveis & Motores 13

Faça um bom seguro automóvel Se vai comprar um carro, saiba que furtados. uma das despesas obrigatórias é o seguro automóvel. No mercado exis-

Na hora de escolher o seguro automóvel, faça uma lista das segura-

tem vários tipos de seguros e também doras, optando por algumas das que diferentes preços disponíveis, por isso o NT sugere nesta edição. seguem-se algumas dicas para quem

Contacte as seguradoras automó-

quer comprar um novo seguro do car-

veis e saiba quais são as condições e

ro.

promoções em vigor actualmente. Antes de escolher o seguro auto-

Depois de seleccionar a empresa para

móvel, é importante saber que se com- fazer o seguro automóvel, lembre-se prar carros menos potentes e mais

que é importante ler bem o contrato e

baratos, o preço baixa. Evite marcas

ver todas as cláusulas.

de veículos que com frequência são

Durante os anos seguintes da du-

Procure o melhor seguro para o seu carro

ração do contrato pode ainda baixar

tenha acidentes e para evitar isso faça

o valor do prémio. Tenha em conta

uma condução mais segura e nos

mais riscos para si e baixe a cobertu-

anos seguintes verá a sua anuidade

ra do seguro.

descer.

Mas o mais importante é que não PUB.


14 Automóveis & Motores

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

2º Raid ao Leitão

Aventura ao volante de um TT Isabel Moreira Pereira isabel@onoticiasdatrofa.pt

O segundo Raid ao Leitão, organizado pelo Clube TT da Trofa, reuniu cerca de 30 máquinas Todo-o-terreno. Nem a lama, nem as pedras ou as subidas e descidas vertiginosas travaram os aventureiros que participaram no Raid ao Leitão, organizado pelo Clube TT da Trofa, no sábado. As cerca de 30 máquinas de quatro rodas percorreram os montes do concelho e, ao volante, os condutores, ultrapassaram com mestria os obstáculos preparados pela organização. Mesmo antes de iniciar a prova, João Armada, do clube TT, já se encontrava no cimo do monte em Guidões onde iria decorrer uma das primeiras provas, para garantir que tudo estava a postos para re-

ceber os participantes. “Aventura, muita adrenalina e lama” eram as expectativas de João Armada para um dia que amanheceu primaveril. Para além dos cerca de 30 participantes, “o público também participou” numa das etapas do Raid. A experiência em condução ou “os quites de unhas” e “alguns apetrechos nos carros”, como por exemplo “pneus, bloqueios e a protecção”, são fundamentais para conseguir participar neste tipo de provas. Mas o segredo para conduzir os Todo-o-terreno e conseguir ultrapassar os obstáculos, não passa apenas por ter uma máquina bem equipada. Que o diga Manuel dos Santos, que há “cerca de 15 anos” se aventura pelos montes: “Temos que trabalhar também com a cabeça e não só com as mãos, principalmente com um carro como o meu que não tem força”.

Todo-o-terreno percorreram várias freguesias do concelho

Apaixonado pelos Todo-oterreno, o trofense José Carlos Carneiro participou no Raid com “um carro que conduz no dia-a-dia”, por isso não teve grandes dificuldades. No que ao percurso diz respeito, “quanto mais difícil” ele for “melhor”, caso contrário José

Carlos Carneiro andaria “na estrada”, pois gosta “dos desafios constantes da Natureza”. No final do dia, depois de passar pelas freguesias de Alvarelhos, Guidões, Muro e Santiago de Bougado, onde estavam integrados os per-

Manobras perigosas foram uma constante na iniciativa

Público encheu os espaços envolventes onde decorreram as provas

Raid ao Leitão juntou cerca de 30 máquinas de Todo-o-terreno

cursos, apenas se registaram alguns acidentes de percurso, sem feridos. O sucesso da iniciativa que se realizou pelo segundo ano consecutivo confirmou-se e, depois da diversão e muita adrenalina, os participantes reconfortaram o estômago com leitão.


O Notícias da Trofa | 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Automóveis & Motores 15

Carros usados também podem ser opção Procure o seu carro semi-novo num dos stands aconselhados nesta edição. Saiba que ao comprar um carro usado pode obter todas as vantagens a um menor preço.

PUB

PUB

Quando chega a altura de comprar carro pode sempre optar por adquirir um novo ou um usado. Comprar um carro semi-novo pode ser a opção de muitos que há alguns anos sonhavam com um carro que estava fora das possibilidades financeiras, mas que agora pode ser encontrado como novo e a preços mais competitivos. Uma excelente opção será também adquirir um veículo de serviço, aqueles que são usados para o test drive nos stands de automóveis e que mais tarde podem ser adquiridos em bom estado, com poucos quilómetros e a um preço mais acessível. Com estas duas opções é possível encontrar excelentes negócios. Depois de procurarmos os carros usados devemos tes-

Carros semi-novos podem ser a opção de muitos

tar os veículos, tendo em conta a opinião de profissionais especializados para saber em que condições se encontra o carro. Faça testes à condução, circulando na cidade e em auto-estrada, para poder identificar qualquer problema

de alinhamentos e potência do motor. Não se esqueça também de testar os travões e as mudanças. Em seguida deverá pedir os documentos que comprovem a manutenção em oficinas, demonstrando o cuidado tido pelo anterior proprietário. Ligue e desligue também todos os botões do carro, como as luzes, o ar condicionado, os vidros eléctricos ou a buzina, para se poder certificar de que tudo está a funcionar. Outro aspecto que deve ter em conta é a condição dos pneus. Tenha em conta o local onde vai comprar o seu automóvel e aproveite as dicas que sugerimos nesta edição.


16 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Indaqua recebeu prémio Noite de Fados A campanha “Água limpa para beber dá saúde e faz crescer”, promovida pela Indaqua (Indústria de Gestão de Água), foi distinguida pela Administração da Região Hidrográfica do Norte (ARHN). Segundo a Agência Lusa, a campanha vencedora percorreu em 2010 dezenas de escolas EB 2/3 da Trofa, Santa Maria da Feira, Fafe, Santo Tirso, Matosinhos e Vila do Conde, visando sensibilizar os alunos para as problemáticas da água. A empresa foi premiada na categoria “Comunicação e Cidadania”, recebendo na tarde de terça-feira, no Pavilhão da Água, no Porto, o prémio Dr. Francisco da Fonseca Henriques 2010, no valor de cinco mil euros, que “pretende identificar e premiar, sob várias categorias, a inovação aplicada à protecção e valorização dos recursos hídricos, encorajar entidades, instituições e empresas

na Maganha

Campanha promovida pela Indaqua recebeu prémio

a desenvolverem projectos empenhados na protecção dos recursos hídricos e dos seus ecossistemas aquáticos, e visa reconhecer publicamente as entidades que, de forma exemplar, promovem campanhas de consciencialização e formação para o uso sustentável dos recursos hídricos”. A iniciativa “Água limpa para beber, dá saúde e faz cres-

cer” está novamente em curso este ano e “pretende sensibilizar os mais novos para as problemáticas da água, tendo sido desenhada, essencialmente, para o 5º ano de escolaridade, com os seguintes conteúdos essenciais: ciclo da água; água como recurso para a vida; águas de consumo; fontes de poluição e tratamento da água”, pode lerse no site da empresa. R.M.

Existem várias formas de conseguir angariar fundos para uma associação, sendo apenas necessária criatividade e vontade de trabalhar. A Associação Recreativa de S. Pedro da Maganha decidiu promover uma noite de fado no Dia do Pai, sábado, e conseguiu juntar mais de 30 pessoas na sua sede. Numa iniciativa onde também marcou presença o presidente da Junta de Santiago de Bougado, António Azevedo, a música com cunho luso foi a banda sonora do jantar. Alguns conterrâneos deram música a todos aqueles que quiseram passar uma noite diferente com arroz pica no chão e um bom vinho a

acompanhar. De acordo com António Castro, presidente da associação, esta foi mais uma forma “de angariar fundos”. “Aproveitámos que é Dia do Pai para chamarmos mais pessoas, e conseguimos juntar mais de 30 pessoas, o que dá sempre uma ajuda”, explicou. No próximo sábado, a colectividade realiza uma assembleia-geral para apresentação das contas de 2010 e a próxima actividade poderá ser um novo concurso de pesca, uma semana antes das festas em honra de S. Pedro da Maganha, que este ano se realizam no primeiro fim-de-semana de Julho. C.V.

A televisão está a mudar

Em Abril de 2012 todas as emissões televisivas serão digitais

Televisão Digital Terrestre será uma realidade já no próximo ano. Emissão analógica vai deixar de existir. A partir de 26 de Abril de 2012 as televisões que tem em casa podem deixar de funcionar. Esta é a data prevista para a entrada em funcionamento da Televisão Digital Terrestre (TDT). Para dar cumprimento às orientações comunitárias sobre as emissões televisivas, foi estabelecido em Conselho de Ministros que o sistema analógico actualmente utilizado deve ser substituído por emissões digitais. “Assim, desde 29 de Abril de 2009 que se encontra em curso esta substi-

tuição em Portugal, tendo sido definido como data limite para a sua conclusão, o dia 26 de Abril de 2012. Durante a fase de transição, as emissões serão asseguradas em simultâneo, quer pela emissão analógica, quer pela digital”, explica o site www.consu midor.pt. “Embora a maior parte das televisões actualmente disponíveis no mercado estejam preparadas para receber esta nova tecnologia, poderá ser necessário dispor de “descodificadores” para a recepção destas emissões. Estes dispositivos podem ser adquiridos nos pontos habituais de venda de equipamentos electrónicos. Para além disso, pode ainda ser necessário ajustar

as antenas reguladoras. Antes de se adquirir qualquer equipamento, deverá confirmar-se junto do operador habilitado para prestar este serviço no nosso país (Portugal Telecom), se a sua zona se encontra abrangida por este tipo de recepção. Note-se que, nas situações em que a resposta seja negativa, este operador está ainda assim obrigado a assegurar o mesmo serviço por outros meios. Os consumidores que disponham de serviços de televisão por subscrição (cabo, satélite ou outra) não têm necessidade de adaptar os seus equipamentos. Para mais esclarecimentos sobre o funcionamento e características da TDT pode dirigir-se ao Serviço do Centro Municipal de Informação ao Consumidor da Trofa, no résdo-chão do Centro Comercial da Vinha, em S. Martinho de Bougado, ou contactar este serviço através do número de telefone 252 403 690. Este gabinete conta com o apoio jurídico da DECO Norte - Associação para defesa do consumidor e lá poderá informarse para melhor assegurar os seus direitos enquanto consumidor.R.M.

Maganha comemorou Dia do Pai com fado

Júlio Torcato veste Fingertips O estilista trofense Júlio Torcato vai apresentar a imagem exclusiva criada para a tour de 2011 da banda musical portuguesa Fingertips. O grupo vai lançar o novo trabalho de originais “Venice”, na

edição deste ano do Portugal Fashion, que se realiza no edifício da Alfândega, no Porto, no sábado. O grupo vai dar um concerto na iniciativa e conta com uma imagem criada pelo estilista trofense. C.V.

Censos 2011

Junta de Santiago ajuda a preencher questionários Entre os dias 28 de Março e 8 de Abril, os bougadenses que sentirem dificuldade em preencher os questionários dos Censos 2011 podem solicitar apoio na Junta de Freguesia de Santiago de Bou-

gado. Para isso, basta dirigirse à secretaria da Junta, de segunda a quinta-feira, entre as 17.30 e as 20.30 horas ou à sexta-feira das 15 às 20 horas. R.M.


O Notícias da Trofa| 24 de Março

Poesia erótica em Santo Tirso Em Santo Tirso, a “Poesia está na rua”. Este é um evento cultural anual promovido desde 2004 pela autarquia tirsense, abordando em cada ano, uma temática diferente. A edição de 2011 inspirase no clássico do cinema erótico “Nove Semanas e Meia”, pelo que durante 66 dias, ou seja de 21 de Março a 25 de Maio, Santo Tirso promoverá múltiplas actividades, em poesia ou em prosa, carregadas de romantismo erótico. A iniciativa vai contar com a presença de muitos convidados e participantes, nomeadamente Albano Martins (o escritor que será homenageado pelos seus 80 anos de idade e 60 de andanças literárias), mas também Mário Augusto (a quem coube seleccionar os nove filmes eróticos a passar durante o evento), Casimiro de Brito (poeta e tradutor que testemunhará a sua vivência na arte), Marta Crawfort (que conduzirá uma “conversa sem tabus”) e Rui Zink (que vai demonstrar como é que o erotismo

Torre da Igreja de Joane recuperada Da responsabilidade da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, o projecto para a construção da nova Capela Mortuária e para a requalificação do adro da igreja paroquial de Joane já está concluído. Para além disso, esta intervenção prevê a recuperação da torre da antiga Igreja do Divino Salvador, destruída em 1978. A torre de estilo românico, que sobreviveu à demolição do edifício, será um dos pontos de destaque desta obra de requalificação. “Funcionalidade e modernidade são os conceitos que definem o projecto de arquitectura”, atesta fonte da autarquia famalicense. O destaque na obra vai ser “o edifício térreo (Capela Mortuária), que terá a capacidade de se dividir em dois espaços amplos e independentes, separados por portas de correr, servindo as diversas necessidades”. R.M.

Região 17

www.onoticiasdatrofa.pt

de 2011

Forave visita escola na Suécia

“contaminou” as artes). Póvoa do Varzim estendeu poesia Depois de a Trofa ter lançado o mote, o município da Póvoa de Varzim foi um dos que se associou às comemorações do Dia Mundial da Poesia, na segunda-feira, 21 de Março. Às 11 horas, o Diana Bar acolheu a actividade “Estendal Poético Metropolitano”, com poemas suspensos em cordas com molas da roupa. Para além disso, foram declamados poemas de Alexandre Pinheiro Torres, Luísa Dacosta e José Carlos de Vasconcelos. “Com esta iniciativa pretendeu-se comemorar o Dia Mundial da Poesia a nível metropolitano, através de actividades comuns. Com a dinamização destas iniciativas, é revivido o espírito de convívio com os livros e a leitura incutido a este espaço emblemático já frequentado por escritores como José Régio e Agustina Bessa-Luís.”, explicou fonte da autarquia. R.M.

Seis alunos e duas professoras da escola profissional Forave participaram numa reunião do Projecto Multilateral Comenius com escolas da Itália, Suécia e República Checa. O encontro decorreu em Trollhättan, na Suécia, de 6 a 11 de Março, sob o “The revival of the historical food of Europe and benefits for healthy diet of population” (O renascimento dos alimentos históricos da Europa e os benefícios para uma dieta saudável da população). Alunos e professoras deram a conhecer os resultados dos trabalhos realizados para o projecto, participaram em reuniões de trabalho e em workshops de culinária, onde confeccionaram pratos típicos da gastronomia sueca, e planearam a próxima reunião a ter lugar na Itália. Durante este encontro, a equipa da Forave participou ainda em diversas actividades lectivas e culturais, bem como em visitas a locais de interesse histórico e cultural. “Os alunos consideraram este encontro extremamente positivo, pois tiveram a oportunidade de interagir com jovens de diferentes naciona-

Alunos estiveram na Suécia para participar em encontro internacional

lidades e culturas e de desenvolver os seus conhecimentos da língua inglesa” afiançou fonte da escola. Os trabalhos realizados ao longo do ano lectivo podem ser vistos em w w w.comeniusforave.blo gspot.com/. Alunos assistiram a peça de teatro Depois de conhecerem a peça de teatro “Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garrett, durante as aulas de português, os alunos dos segundos anos dos cursos de Gestão, de Electrónica, Automação e Comando e de Processa-mento e Controlo da Qua-

lidade Alimentar da Forave assistiram à sua encenação pela Companhia de Teatro Experimental do Porto. A actividade “funcionou como meio de consolidação de conhecimentos, mas também constituiu o fim de um processo, já que o texto teatral é sempre necessariamente escrito para a cena e para o espectáculo”, declarou fonte da escola. “Os alunos aceitaram a visita com interesse e observaram a representação da peça com agrado e atenção, tendo comentado, posteriormente, sobre as diferenças entre o texto original e a representação observada”, acrescentou. R.M.

PUB

PUB

RESPOSTA DE ABEL BIZARRO DE FIGUEIREDO 1. O gerente das 04 sociedades agora quase falidas não representam essas 04 sociedades lucrativas que eu criei e os negócios com eles são nulos. Têm feito inúmeras fraudes!

Irmandade da Santa Casa da Misericórdia da Trofa

EDITAL Eu, Manuel da Silva Pontes, presidente da Assembleia Geral da Santa Casa da Misericórdia da Trofa, convoco os Irmãos desta Irmandade a reunirem em Assembleia Geral a realizar no próximo dia 30 de Março de 2011, pelas 20 horas, nas instalações desta Santa Casa sitas na Rua José Régio n.º 3, Carquejoso, nesta cidade da Trofa. ORDEM DE TRABALHOS

2. O gerente Lisboeta disse que me ia mandar assassinar na América e mandar matar a minha filha Anabela. Estas ameaças foram denunciadas à justiça Americana e à Polícia Judiciária. Ele roubou-lhe um terreno, mas a Justiça embargou! 3. Ele burlou aí no Norte um empreiteiro em 150 000 Eur!! O gerente trapaceiro diz que é engenheiro civil, mas na verdade não é!! Ele faz tudo ilegal. As obras deste super falido foram embargadas pela Câmara!!! América 18/03/2011 ABEL BIZARRO DE FIGUEIREDO

1º- Discussão e aprovação do Relatório de Actividades do anos 2010 2º- Discussão e aprovação das Contas do ano 2010 3º- Discussão e aprovação do Regulamento de Concessões Honoríficas 4º- Tratar de outros assuntos de interesse para a Misericórdia Se no dia e hora acima designada não se verificar a presença da maioria legal, a reunião terá lugar uma hora depois, ou seja, 21 horas, com qualquer número de Irmãos. Trofa, 14 Março de 2011 O Presidente da Assembleia Geral Manuel da Silva Pontes


www.onoticiasdatrofa.pt

18 Desporto

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Arbitragem polémica marca empate do Trofense Cátia Veloso Isabel Moreira Pereira

O Trofense empatou a uma bola com o Fátima numa partida marcada pela arbitragem polémica de Elmano Santos. Num jogo entre um candidato à subida e o “lanterna vermelha”, o protagonista acabou por ser… o árbitro. O Trofense empatou a uma bola com o último classificado, Fátima, e queixou-se da arbitragem de Elmano Santos, que não assinalou duas grandes penalidades e anulou dois golos à equipa da Trofa. O primeiro lance polémico surgiu aos 24 minutos, quando Licá obrigou Ricardo Andrade a uma defesa complicada e na recarga Reguila introduziu a bola na baliza, mas Elmano Santos anulou o lance por suposto fora-de-jogo. Aos 32 minutos, mais um lance polémico, pois Licá foi travado dentro da grande área, mas o árbitro considerou que o avançado do Trofense simulou a grande penalidade, mostrando-lhe cartão amarelo. Para piorar a situação, o Fátima conseguiu chegar ao golo, já perto do intervalo, com

Trofense Fátima

1 1

Local: Estádio do CD Trofense Árbitro: Elmano Santos (AF Madeira) T. Porfírio Amorim T. Ricardo Moura

Marco João Dias Gegé Varela Igor Filipe Gonçalves Tiago Nildo Moustapha Zé Manel 46’ Reguila Chico 78’ Licá Serginho 63’

Ricardo Andrade Bruno Mestre Veríssimo João Pereira Mário Rui Jorge Neves Leandro Pimenta 73’ Kata André Carvalhas Zequinha12’ Renato 89’ Moita Moreira Nuno Sousa

Cartões amarelos: Licá (32’), Filipe Gonçalves (37’), Zequinha (50’), Zé Manel (70’), Mário Rui (70’) e Tiago (83’) Marcadores: Moita (44’) e Gegé (52’) Resultado ao intervalo: 0-1

um remate de Moita. Após o descanso, a equipa orientada por Porfírio Amorim chegou ao relvado com vontade de dar a volta ao resultado, que acabou confirmada com o tento da igualdade marcado por Gegé, aos 52 minutos. Para a reacção positiva do Trofense muito contribuiu a entrada de Zé Manel, que deu um novo fulgor ao ataque. E quando os adeptos do Trofense já gritavam o golo da reviravolta, por intermédio de Varela, Elmano Santos invia-

Depois da polémica

Trofense reúne com Comissão de Arbitragem O Trofense solicitou uma reunião à Comissão de Arbitragem da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) depois do jogo com o Fátima, no domingo. Segundo comunicado publicado no site oficial, a direcção salienta “a extrema gravidade” dos “erros do árbitro Elmano Santos”, que “afectaram objectivamente a verdade desportiva do jogo”. “Lembramos que, mesmo não aludindo a outros lances mal julgados e sempre em prejuízo do CD Trofense, o senhor Elmano Santos e seus assistentes ao anular dois golos conseguidos sem qualquer infracção e ao não marcar dois penáltis que não deixam qualquer dúvida à vista desarmada, interferiram gravemente no resultado final”, referem os elementos da direcção do emblema da Trofa. Na reunião, o presidente do Trofense, Rui Silva, “expressou aos membros da Comissão de Arbitragem da LPFP, a sua profunda preocupação pelos erros sucessivos em lances capitais que têm ocorrido em vários jogos do CD Trofense e que ultrapassaram todos os limites nos inexplicáveis erros cometidos pelo senhor Elmano Santos e seus assistentes no último jogo”. No comunicado, pode ler-se ainda que “o CD Trofense reivindica legitimamente o direito de merecer respeito e consideração de todos os agentes do futebol português e manifesta a sua confiança no funcionamento competente dos órgãos da Liga Portuguesa do Futebol Profissional”.

Apesar das várias tentativas, Chico não conseguiu marcar

bilizou, mais uma vez, o lance por fora-de-jogo. A formação da Trofa insistiu e conseguiu criar perigo aos 62 minutos, por Nildo. Chico protagonizou mais duas oportunidades sem sucesso, mas o lance que levou os adeptos trofenses à beira de um ataque de nervos foi a grande penalidade não assinalada já perto do fim por Kata ter cortado a bola com o braço. Tiago ainda causou mais um calafrio na defesa adversária, mas o empate mante-

ve-se até ao apito final. Ricardo Moura ficou satisfeito com “o ponto conquistado” e considerou que Elmano Santos fez uma “arbitragem positiva”, apesar de haver “um ou outro lance que possa ser discutível, como um golo anulado ou o penálti que possa ter existido”. Já Porfírio Amorim não poupou críticas à arbitragem de Elmano Santos: “Eu, que sempre que falei da arbitragem foi para a defender, tenho legitimidade para dizer que hoje não foi um jogo lim-

po”. O treinador destacou a existência de “dois penáltis”, acrescentando que a equipa da Trofa tem sido “penalizada”. “Nas decisões difíceis, tem sido mais fácil decidir contra o Trofense”, frisou. “A ideia com que fiquei foi que não jogámos só com o Fátima. Não percebo como se condiciona tanto um jogo na primeira parte e depois não se tomam as decisões difíceis que têm de ser tomadas”, referiu. Apesar da arbitragem polémica, o treinador do Trofense considerou que a equipa não se conseguiu afirmar na primeira parte: “Não estivemos à altura da responsabilidade, achámos que a nossa presença à distância dos jogadores do Fátima era suficiente, quando na realidade ao não marcarmos a nossa presença estamos a jogar contra nós próprios”. Assim como a equipa da Trofa (37 pontos), a líder Oliveirense (39) também empatou a zero com o Arouca. Quem ficou a ganhar foi o Feirense, que venceu o Belenenses por 1-0 e está no 3º lugar a um ponto do Trofense.

Escolas A somam sétimo triunfo consecutivo Sete vitórias em outros tantos jogos é o saldo de resultados da equipa A de escolas do Clube Desportivo Trofense. Este fim-de-semana, a equipa venceu o Boavista por 2-4, cimentando ainda mais a liderança da 2ª fase do campeonato. Já a formação B goleou o Superball por 5-1, ascendendo ao 4º posto da tabela classificativa. Diante do FC Porto, a equipa C perdeu por 2-3, mas segurou o 4º lugar da 2ª fase do campeonato. Derrotado também saiu o grupo D do Trofense, diante do Vitrine (32), ocupando o 5º lugar com 12 pontos. Já a equipa B de juvenis terminou o campeonato da 2ª Divisão distrital em 4º lugar, depois de golear, na última jornada, os Leões da Seroa, por 13-0. Já a formação A ba-

Escolas A somaram sétimo triunfo consecutivo no reduto do Boavista

teu o Paredes por 3-1, segurando o 3º posto, com 60 pontos. No escalão de iniciados, a equipa A impôs a “chapa três” ao Tuías e somou mais três pontos para segurar o 7º posto. Menos sorte teve a formação B da Trofa, que foi goleada pelo Nogueirense (0-4) na jornada inaugural da fase dos primeiros. A equipa de infantis 11 também perdeu, desta feita com

o Arcozelo por uma bola a zero, no entanto manteve o sexto lugar, com 44 pontos. Na fase de apuramento de campeão, o grupo A de infantis 7 do Trofense perdeu com o Bairro Falcão por 3-2, mas não desceu na tabela, continuando a ocupar o 4º lugar. Já a equipa B foi derrotada pelo Ringe (0-3) e com apenas dois pontos é último classificado do campeonato. C.V.


O Notícias da Trofa | 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Bougadense limitado não evita goleada partida. O Bougadense teve algumas oportunidades para marcar e colocar pressão nos locais, mas se por um lado houLocal: Estádio Municipal da Maia ve falta de pontaria, por outro Árbitro: Abel Silva o guardião Ruben conseguiu T. Eduardo Luís T. Luciano Simões manter inviolável a baliza do Ruben Rui Marmelo Paulo Maia Lidador, sempre que a Moutinho Edy bola chegava com perigo. Vitinha Sanches Quando procurava pelo Lucas Tavares 45’ segundo golo, a equipa bouDidi Hélder Zé Pedro 58’ Bruno Santos gadense foi apanhada em Charles Nelson 69’ contrapé e sofreu o 4-1, aos Filipe Sá 58’ Ricardo Costa 68 minutos, por intermédio de Pauleta Pedro Costa Guedes Ribeiro Filipe. A contagem fechou já Nuno Maia Cruz em cima dos 90 minutos reFabinho 65’ Adriano 86’ gulamentares, com Vitinha a Castro Bruno Couto fixar o resultado em 5-1. Marcadores: Lucas (27’), Didi (38’), Moutinho (45’), Edi (56’), Filipe (68’) e Para Luciano Simões, a Vitinha (90’) equipa “fez um mau jogo, em Resultado ao intervalo: 3-0 que deu muito espaço ao adversário” e, sem “tirar valor” Cátia Veloso ao Maia Lidador, considerou catia@onoticiasdatrofa.pt que a derrota surgiu “mais por Bougadense foi golea- demérito do Bougadense”. O treinador também não do pelo Maia Lidador, no deixou de destacar “as limitadomingo. Formação de ções” que a equipa tem neste Santiago de Bougado acusou ausência de jogadores momento, com a ausência de jogadores “importantes” no importantes no plantel. plantel, como Virgílio (castigaNo Parque de Jogos da Ri- do), Tó (lesionado) e Cristopher, que descobriu “um probeira é difícil a qualquer adversário conseguir pontuar blema do foro cardíaco”, que o pode obrigar a abandonar diante do Bougadense, mas o futebol. fora de casa, a equipa não E “face à juventude dos responde com a mesma capacidade. No reduto do Maia Li- atletas” que compõem o grudador, a formação de Santia- po, “o rendimento nos jogos go de Bougado averbou uma fora não é igual ao que é nas partidas realizadas no Parque goleada por 5-1, muito por de Jogos da Ribeira”, afiancausa de uma primeira parte çou. pobre e sem ideias. O Bougadense ocupa o 8º O Maia Lidador conseguiu marcar três golos na primeira lugar da série 1 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do parte, por intermédio de LuPorto, com 45 pontos, os mescas (27 minutos), Didi (38) e Moutinho (45), hipotecando mos que o Senhora da Hora, desde logo a possibilidade de que está na posição acima. Na próxima ronda, o Boua formação liderada por Luciano Simões pontuar na jor- gadense recebe o Gulpilhares (11º classificado), numa parnada. Edy ainda conseguiu reduzir, aos 56 minutos, mas tida que está marcada para as o adversário foi sempre mais 16 horas de domingo, no Parque de Jogos da Ribeira. esclarecido na abordagem à

Desporto 19

CD Trofense

Maia Lidador 5 Bougadense 1

Equipa feminina do S. Romão termina em 6º lugar

A equipa feminina do Futebol Clube de S. Romão terminou o campeonato da 2ª Divisão da Associação de Futebol do Porto (AFP) em 6º lugar, com 31 pontos. Na última jornada, as jogadoras romanenses bateram o último classificado Sande por 1-3. Já no masculino, os seniores da Associação Recreativa Juventude do Muro perderam com o Alfa Académico por 3-2 e foram ultrapassados na tabela classificativa, ocupando agora o 5º posto, com 36 pontos. Na próxima ronda, os murenses recebem o “lanterna vermelha” GDCR Água Viva, numa partida que está marcada para as 21.30 horas de sexta-feira, no pavilhão desportivo da EB 2/3 de S. Romão do Coronado. Já os juniores da Juventude do Muro, que não jogaram este fim-de-semana, recebem, no sábado às 20 horas, o Sande, no mesmo pavilhão. C.V.

Juvenis B: A “etapa da especialização” Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

potencial”, comprovado pela presença de atletas de primeiO escalão de juvenis B ro ano do escalão a fazerem “é a etapa da especializaparte da equipa A. “Por um ção”. Equipa começa a inlado é óptimo para eles, mas teriorizar futebol de alto por outro deixa-nos desfalcarendimento e gostava que dos. No entanto conseguimos mais público assistisse aos colmatar as ausências e a verjogos. dade é que os resultados conseguiram estar dentro do esA temporada da equipa de perado”, afiançou. juvenis B do Clube Desportivo Este escalão é a “etapa da Trofense está a correr “denespecialização”, no qual os tro do esperado”. Apesar de jogadores procuram “consoliconsiderar que a formação dar ou aperfeiçoar alguns as“podia ter mais alguns ponpectos”. “Esta é a entrada patos”, o treinador Simão Coroa ra o jogo de alto rendimento, frisou que “conseguiu estar em que o nível competitivo é nos primeiros lugares”. Cum- grande, assim como a velociprida a última jornada do cam- dade de jogo. Os jogadores peonato da série 4 da 2ª Divi- estão mais maduros e consesão distrital, o grupo terminou guem entrar num nível médiono 4º lugar, com 56 pontos. alto. É isso que os vai ajudar De acordo com o técnico, a entrar no futebol profissio“esta equipa tem um enorme nal, que é o que esperamos”,

frisou. Apesar “do futebol positivo e agradável, que promove a circulação de bola e jogadas fantásticas”, o público não adere como os responsáveis almejavam. “Os que vêm ver os jogos são os pais e um ou outro amigo dos atletas, mas sócios do Trofense, que nada têm a ver com os jogadores, não são muitos. Pretendemos sempre que o nosso público ajude, que promova um ambiente agressivo, que provoque temor por parte do adversário e muitas vezes não conseguimos que isso aconteça”, desabafou. Simão Coroa gostava que “o apoio fosse o jogo todo, para que o adversário sentisse que está a jogar com o Trofense e não com um clube qualquer”.

AC Bougadense

Iniciados estreiam-se na 2ª fase com goleada As equipas de competição das escolas do Atlético Clube Bougadense/Geração Benfica disputaram mais uma jornada dos campeonatos da Associação de Futebol do Porto. Os iniciados estrearam-se na 2ª fase do campeonato em casa com uma vitória esclarecedora diante do Lavrense por 5-1. A equipa entrou bem, com algumas alterações tácticas que rapidamente levaram à vantagem, com um golo de Bruno, assistido por Bertinho. Jorge Torres também deixou a sua marca com um golo e

Francisco fez o hat-trick. Já nos últimos segundos, aproveitando uma distracção da defesa, a equipa visitante conseguiu marcar o golo de honra. Em infantis, a formação A (6º classificado) jogou no reduto do Rio Ave e venceu por 0-3, enquanto a equipa B goleou o Perafita por 6-0, liderando a 2ª fase do campeonato com 22 pontos. Já a equipa de benjamins deslocou-se ao terreno da escola Paulo Faria e empatou a uma bola, somando agora 13 pontos no 4º lugar.

Iniciados venceram Lavrense

Na última jornada, a equipa de juvenis do Bougadense perdeu com o Freamunde por 6-0, terminando no penúltimo lugar, com 13 pontos. C.V.


www.onoticiasdatrofa.pt

20 Desporto

CAT na final da Taça com Ribeirense

24 de Março de 2011

Sete jogos depois, a vitória Gens Paradela

2 3

Local: Parque Desportivo do Gens Árbitro: Abel Silva

arquivo

T. Gomes da Silva T. João Cruz

Tamara foi a jogadora do CAT que mais pontuou Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

CAT venceu Lusófona por 3-0 e assegurou um lugar na final da Taça de Portugal. Equipa trofense vai defender o título diante do Ribeirense. O Clube Académico da Trofa vai defrontar o Ribeirense na final da Taça de Portugal. A equipa da Trofa, actual detentora do troféu, venceu a Lusófona pela margem máxima, enquanto o líder da Divisão A1 de voleibol feminino, o Ribeirense, bateu o Ginásio de Santo Tirso por 3-1. À semelhança do que aconteceu em 2010, a final realiza-se no Pavilhão Municipal de Baião e tem data marcada para 10 de Abril, às 15.35 horas. A partida vai ter transmissão televisiva em directo, pela Sport Tv. Na meia-final, as trofenses

tiveram uma partida fácil, vencendo pelos parciais de 1025, 16-25 e 12-25. Tamara Hoffman (14 pontos) e Sara Souza (13) foram as atletas que estiveram em destaque, contribuindo com a maior parte dos pontos conseguidos pela equipa da Trofa. Seguiram-se Elsa Machado (sete), Catarina Costa (seis), Vanessa Rodrigues (três), Telma Silva (dois) e Maria Carlos (um). Na análise à partida, Manuel Barbosa, treinador do CAT, considerou que “a equipa tornou o jogo fácil”, destacando a exibição das jogadoras. “Só com atletas destas é que era possível alcançarmos feitos destes mesmo com as dificuldades que atravessamos”, frisou. O técnico sublinhou ainda que o clube da Trofa “vai cumprir mais uma vez um objecti-

|O Notícias da Trofa

vo a que se propôs que é a presença na final da Taça de Portugal, à semelhança do que tem feito ao longo de sete anos de existência”. Conquistado o lugar na final desta prova, as atenções viram-se agora para o campeonato. No fim-de-semana, o CAT cumpre jornada dupla com o Sports Madeira, que tem os mesmos pontos que a formação trofense (oito). Para Manuel Barbosa estes jogos “são decisivos” e “vão ditar a presença da equipa na final do campeonato”. “Se perdermos estas duas partidas, muito dificilmente conseguimos ir à final, pelo que o objectivo passa por vencer por 3-1 ou 3-0”, concluiu. As partidas realizam-se no sábado e no domingo, às 17 horas, no pavilhão desportivo da EB 2/3 de S. Romão do Coronado.

Miguel Carvalho Amilcar Diogo Adriano Filipe Ribeiro Gomes Rui Gualter Diogo 63’ Reis Toninho Pedro Gonçalves Vítor Hugo Becas 55’ Salvador 40’ Ivan Brandão Pedro Silva 89’ Igor Pedroto Reginaldo 40’ André Santos Tonanha Bruno Chico 88’ Cartões vermelhos: Gomes (20’) e Reis (90’+4’) Marcadores: Vítor Hugo (3’), Tonanha (13’), André (61’ e 88’) e Santos (90’+4’) Resultado ao intervalo: 1-1

Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Paradela voltou às vitórias depois de seis derrotas e um empate. Trofenses bateram o “lanterna vermelha” Gens por 2-3. O Paradela conseguiu regressar aos triunfos após sete jogos consecutivos sem conhecer o sabor da vitória. Depois de seis derrotas e um empate, a formação da Trofa foi mais forte que o Gens, batendo-o por 2-3. Uma partida difícil de levar por vencida, já que o Paradela entrou praticamente a perder, pois o Gens inaugurou o marcador aos três minutos, por intermédio de Vítor Hugo. Ao contrário do esperado, o Paradela não se deixou abater com o golo do “lanterna vermelha” da série 2 da 1ª Divisão da Associação de Futebol do Porto e aos 13 minutos igualou o marcador. Numa jogada individual, Tonanha conseguiu rodar na grande área e atirou para o 1-1. Antes, o árbitro da partida tinha invalidado um golo de Gualter. Quando a partida estava equilibrada, o grupo da Trofa sofreu nova contrariedade com a expulsão de Ricardo Gomes, aos 20 minutos. Mesmo em superioridade numérica, o Gens não conseguiu ultrapassar a “muralha” defensiva do Paradela e foi vítima da organização dos atletas trofenses. Perante a inca-

pacidade para chegar à vantagem ainda na primeira etapa, restava-lhe a etapa complementar para conseguir chegar à vantagem. No entanto, foi a equipa da Trofa que conseguiu ser mais objectiva. Aos 61 minutos, André aproveitou um deslize da defesa adversária, isolandose e colocando o Paradela a vencer. O Gens continuou a pressionar e a ganhar livres perigosos à entrada da área, mas o guardião trofense Carvalho esteve em destaque, com defesas essenciais para o Paradela manter a vantagem. Aos 88 minutos, André bisou e deu tranquilidade à equipa. Aos 90 minutos, Pedroto podia ter feito o 4-1, mas depois de ultrapassar todos os defesas e ter apenas a baliza pela frente, rematou fraco para as mãos do guardião adversário. Já nos minutos de desconto, o Gens beneficiou de uma grande penalidade, que Santos converteu, fixando o marcador em 3-2. No lance, Reis acabou por ver o segundo cartão amarelo e o Para-dela acabou o jogo com nove elementos. Em declarações ao NT, o técnico do Paradela, João Cruz, confirmou que esta vitória “é moralizadora”. “À medida que caminha para o final, este campeonato é mais difícil. E os vermelhos obrigamnos a fazer mudanças na equipa, apesar de os 22 jogadores terem confiança e saberem que têm capacidade para fazer um bom final de época”, frisou. O treinador considerou que os atletas “estão de parabéns, porque têm feito um bom trabalho e esta vitória é toda deles”. Depois de seis derrotas consecutivas, o Paradela viu João Cruz regressar à equipa técnica. Desde que reassumiu o comando da formação da Trofa, o treinador conseguiu um empate e agora o triunfo. No entanto, no domingo a prova é de fogo, já que o Paradela, que ocupa o 15º lugar com 29 pontos, recebe o líder Baião (65 pontos).

www.onoticiasdatrofa.pt


O Notícias da Trofa| 24 de Março

de 2011

Desporto 21

www.onoticiasdatrofa.pt

Jorge Carvalho passou a centena de participações em ralis

Torneio substitui campeonatos amadores Cátia Veloso catia@onoticiasdatrofa.pt

Torneio de Primavera vai substituir campeonatos amadores da Associação de Futebol Popular da Trofa. Prova começa a 1 de Abril e termina no final de Maio.

Cátia Veloso Miguel Mascarenhas

Jorge Carvalho tem já muito para contar da sua aventura pelos ralis. Numa das provas deste ano, em Barcelos, o navegador trofense completou cem participações na modalidade. Muito há para contar desde o Rali de Vila Verde em 2002, num Opel Kadett, quando Jorge Carvalho se deixou levar pela influência do pai, com o mesmo nome, e sucumbiu à aventura deste desporto. Em entrevista ao NT, o navegador admitiu que foi com o progenitor que aprendeu mais, mas também conheceu muito dos ralis através de “alguns navegadores e pilotos”. Ao contrário do pai, os ralis são para Jorge Carvalho “uma profissão” e não um hobby. Como pior momento da carreira nomeia um acidente no Rali de Portugal, em 2009: “Impossibilitou-me de correr no rali frente ao nosso público”. Por outro lado, o navegador não consegue escolher apenas o melhor momento. Fala da “entrada no Campeonato do Mundo de ralis com apenas 24 anos, o 2º lugar alcançado na primeira prova do WRC (Campeonato do Mundo de Ralis) na classe PWRC, a vitória à geral no Rali Montelongo, algumas vitórias em

troféus e o prazer de navegar alguns bons pilotos” como os momentos mais positivos desde que “abraçou” a modalidade. Para já, o “projecto principal” para esta época é o Open de Ralis, onde está a participar com António Rodrigues. “Lideramos o campeonato e queremos continuar a lutar pelos primeiros lugares. A nível de CPR (Campeonato de Portugal de Ralis) vou participar em algumas provas com o Carlos Oliveira e o objectivo passa por realizá-lo na totalidade”, referiu. Apesar de o rali ser um desporto perigoso, Jorge Carvalho frisa que “não se pode ter medo dentro de um carro, senão o trabalho não é bem feito”. “Ao longo dos anos vamos ficando com uma noção das coisas, mas medo de me magoar ou de ter acidentes nunca tive. É lógico que ninguém os quer, mas faz parte e temos que estar preparados para isso”, asseverou. Questionado se prefere terra ou asfalto, Jorge Carvalho escolhe os dois: “Depende muito do piloto e do carro em que se anda, mas tanto a terra como o asfalto dão muito gozo, então se for com um bom carro e um bom piloto é excelente”. De entre situações carica-tas, Jorge Carvalho nomeia uma no Rali Montágua em 2007, no Troféu C2, com

Manuel Inácio. “Chegámos à super especial para treinar a pé e eu não tinha caderno para recolher as notas, então recorri ao telemóvel para anotar. Quando me viam naquela situação, os pilotos brincavam connosco, mas o certo é que na super especial acabámos por fazer o quinto melhor tempo da geral e o primeiro entre o Troféu”, contou. Outra situação aconteceu na primeira prova do WRC: “Nunca tinha feito reconhecimentos com GPS de controlo de velocidade e a minha concentração na recolha de notas era tão grande, que existia um som estranho dentro do carro, como um ‘bip’, quando se andava mais rápido. Ao fim de dois dias de reconhecimentos, que correram na perfeição e sem descobrir o que era aquele barulho, chegou a multa da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) por exceder o limite de velocidade. Depois dessa prova nunca mais se ouviu um ‘bip’”. Depois de cumprir cem ralis, Jorge Carvalho quer correr os que ainda “forem possíveis, sejam eles 200, 300 ou mais”. “Enquanto sentir que sou útil dentro de um carro de rali quero continuar. Quando já não for, então aí páro e dedico-me a outra coisa”, concluiu.

arquivo

“Enquanto sentir que sou útil quero continuar”

Os campeonatos amadores da Associação de Futebol Popular da Trofa (AFPT) não vão continuar esta época. Face à inexistência de verbas suficientes para os assegurar, a AFPT, em conjunto com as associações, decidiu suspendê-los e substituí-los pelo Torneio de Primavera, que tem início em Abril e prolonga-se até finais de Maio. De acordo com o que o NT conseguiu apurar, os escalões de infantis, iniciados, juvenis e juniores vão disputar o torneio no formato “um contra todos”, a uma volta, com a classificação final a ser estabelecida com o número de pontos conquistados até ao final. Os infantis continuam a ter jornadas concentradas em Alvarelhos e no Centro Recreativo de Bougado, sendo que os restantes escalões mantêm o sistema até agora adoptado (casa/fora). Nestes escalões, o torneio começa no dia 2 de Abril. Já os escalões de seniores femininos e veteranos terão um sistema diferente, devido ao número elevado de equipas inscritas. Em cada esca-

lão serão formados dois grupos (por sorteio), que jogarão no “um contra todos”, a uma volta. A classificação final será estabelecida através de um jogo entre os diferentes classificados de cada um dos grupos, ou seja, o 1º classificado do grupo A disputa a final com o 1º classificado do grupo B, os 2º classificados dos grupos defrontam-se para disputar o 3º e 4º lugar e assim sucessivamente. Os veteranos iniciam o torneio a 1 de Abril, enquanto o escalão de seniores femininos começa no dia seguinte. Para este torneio está assegurado o seguro desportivo, assim como o aluguer dos campos para as equipas que não têm, a logística (arbitragem e disciplina) e os prémios de classificação final, que serão atribuídos numa cerimónia no início de Junho, em local a definir. As equipas vão jogar com os atletas inscritos nos respectivos escalões, mas as associações podiam efectuar as alterações que entendessem até esta quinta-feira, 24 de Março. No mesmo dia, realizavam-se os sorteios dos diferentes escalões. Terminada esta temporada, o que vai acontecer com o futebol amador na Trofa ainda é uma incógnita. O NT tentou obter esclarecimentos do presidente da Associação de Futebol Popular da Trofa sobre a nova prova, mas não conseguiu obter resposta em tempo útil.

Torneio de Primavera começa a 1 de Abril


22 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Clube Slotcar promove bilhar no feminino Isabel Moreira Pereira isabel@onoticiasdatrofa.pt

Andreia Sá, atleta do Futebol Clube do Porto, foi a vencedora do Torneio de Bilhar feminino organizado pelo Clube Slotcar da Trofa.

minino”. No Norte existem “cerca de 50 jogadoras” deste desporto, mas de acordo com Sara Rocha, campeã nacional de pool, nas vertentes bola nove e dez, não existem “muitas iniciativas destas”, porque na generalidade os torneios são organizados apenas para “os atletas masculinos”. Estas duas jogadoras fazem parte da equipa de bilhar feminino do Sport Lisboa e Benfica e para os dirigentes do Clube Slotcar da Trofa poder ouvir estes elogios significa que parte dos objectivos da organização deste Torneio foi alcançada. “Para além de o bilhar ter muitos elementos do sexo masculino, queremos também apostar no escalão feminino e nos jovens”, avançou Mário Costa, presidente do Clube. A colectividade tem já “alguns elementos femininos a participar”, no entanto Mário Costa garante que “o clube é para todos”, por isso são aceites inscrições. No final do Torneio, apenas uma jogadora poderia sair vencedora. Andreia Sá, atleta do Futebol Clube do Porto, bateu na final Luísa Leal por quatro partidas a duas, terminando o torneio sem nenhuma derrota.

Inicialmente praticado apenas pelos homens, o bilhar é cada vez mais um desporto escolhido também pelas mulheres. Prova disso é a organização do Torneio da responsabilidade do Clube Slotcar da Trofa/GMLUX que juntou, no sábado, dez mulheres em torno das mesas de bilhar. De camisolas amarelas, com o nome do clube, as atletas nacionais consagradas, pertencentes a equipas como o Futebol Clube do Porto, Benfica, Leixões, BCP e Dany Bar, competiram com grande desportivismo. Tanto no início como no final, o jogo era oficializado com dois beijos entre as atletas. “É uma modalidade que já não é vista como um desporto de café ou de homens. Temos tido grandes atletas femininas, com boas prestações”, confessou Luísa Leal, vice-campeã nacional de pool na modalidade de bola dez, antes de iniciar mais um jogo. A A perícia do bilhar atleta de 27 anos, que veio de Santo O bilhar é um desporto que “exige Tirso, mostrou-se satisfeita por enconperícia”, apela à concentração e protrar num concelho vizinho “um clube move o espírito de grupo. No entanto, que apela à divulgação do bilhar fe-

Torneio de Bilhar feminino juntou dez atletas

cada jogo, embora colectivo, depende sempre de uma prestação individual e das tácticas de cada jogadora. Para dar a tacada certeira é necessária “muita concentração”. Quem o diz é Luísa Leal, que muitas vezes é “desafiada” pelos homens, que não se vêem “a perder com uma mulher”. Sara Rocha, de 29 anos, joga bilhar “desde pequenina” e deu “os primeiros passos” na modalidade com o

pai. “Só há cerca de quatro anos é que eu conheci a Academia de Bilhar de Braga, onde fiquei a saber que havia competição feminina através da Federação Portuguesa de Bilhar e foi aí que eu evoluí”, explicou a atleta. “Puxar bola, seguir bola, dar efeitos e o jogo mental” são as tácticas utilizadas por todas as atletas, capazes de desafiar qualquer homem para uma partida.

Orfeão Santhyago canta em Fátima

Orfeão Santhyago solenizou a eucaristia das 11 horas no sábado

No Dia do Pai, quem participou na eucaristia das 11 horas na Igreja da Santíssima Trindade, no Santuário de Fátima, foi acompanhado pelo Orfeão Santhyago, que solenizou a celebração, presidida pelo bispo emérito de Leiria-Fátima, D. Serafim Silva. “Esta iniciativa surgiu do convite feito pela direcção do Movimento do Sagrado Coração de Maria, na pessoa de

Maria Júlia Padrão, que incentivou mais uma vez a oportunidade de o Orfeão Santhyago poder colocar ao serviço da liturgia as suas vozes e a sua forma coral”, explicou fonte do grupo. Esta deslocação a Fátima “contou com o apoio da Câmara Municipal da Trofa” e José Magalhães Moreira, vice-presidente da autarquia, que também assistiu à eucaristia. R.M.

Necrologia Calendário Justino de Magalhães Sequeira Faleceu no dia 21 de Março, com 89 anos Marido de Deolinda Rosa de Sá Santiago de Bougado Maria Augusta Ferreira Torres Faleceu no dia 17 de Março, com 89 anos

Viúva de Celestino da Costa Peniche Ribeirão Maria da Silva Ramos Faleceu no dia 23 de Março, com 86 anos Solteira, Mãe de Adelino da Silva Ramos Funerais a cargo de Funerária Ribeirense. Paiva & Irmão, Lda.


O Notícias da Trofa| 24 de Março

de 2011

www.onoticiasdatrofa.pt

Má fé, erro político ou as circunstâncias? Escrevo este artigo a 21 de Março. Entre esta data e a da sua publicação, podem ocorrer factos capazes de alterar o contexto que serviu de base ao conteúdo deste artigo. Nos últimos dias temos assistido a uma escalada crescente com a provável consequência de crise política. À crise financeira e económica, junta-se a crise política. A crise anunciada deve-se à má fé, erro político ou às circunstâncias que rodearam o Governo? Bem, para se poder adjectivar a actuação do Governo dos últimos meses é necessário ter algum conhecimento de causa. Seria necessário saber se o que corre nos meandros da política é verdade ou simples intriga. De forma continuada e insistente, tem-se ouvido dizer que o acordo com a Europa está feito há muito tempo. As medidas de austeridade estão definidas e o apoio financeiro está alinhavado. Este suposto acordo seria anunciado a uma qualquer segunda-feira do primeiro quadrimestre. Ora, também se tem “soprado” que o Eng. Sócrates ficou de anunciar ao país esse mesmo acordo. No mesmo corredor, o do poder, também se apregoa que o Eng. Sócrates não o fez por uma simples razão – Esperar que a Espanha tivesse a mesma necessidade para poder dizer ao país que os apoios de emergência da Europa foram uma necessidade absoluta motivada pelo afundamento do nosso vizinho. Entretanto, os mercados começaram a distinguir a situação de Portugal e Espanha. A Espanha descolou do nível de desconfiança que os mercados têm sobre Portugal, deixando-nos para trás e aumentando a pressão da Sra. Merkel para o Governo cumprir o acordado. Talvez, por isso, o Eng. Sócrates tenha sido chamado à Alemanha. Talvez tenha sido chamado à atenção por estar a protelar o anúncio de um acordo que tardava em cumprir. Se esta versão for a correcta, o Eng. Sócrates levou ao limite a sua verdade sobre as contas públicas do país e a necessidade de apoio externo. Se esta versão for a correcta, o Eng. Sócrates não teve tempo para se desdizer no espaço tão curto de tempo o que andou a apregoar nos últimos meses. Se esta versão for a correcta, o Eng. Sócrates não actuou com má fé ao anunciar algumas das últimas medidas constantes do “tal acordo”. Como alguém diz, se não teve má fé no anúncio de mais medidas de austeridade, faltou à verdade ao país durante todo este tempo. Erro político? Não creio. Não podendo desdizer-se, alguns membros do Governo tiveram uma ideia “brilhante” – Empurrar o ónus da ajuda externa para o maior partido da oposição. Isto é, anunciar estas medidas como um facto consumado. Como uma necessidade de confortar os mercados com mais argumentos que transmitissem confiança. A resposta da oposição faria o resto, segundo essas “mentes brilhantes”, e as eleições seriam inevitáveis. Para o Governo, a futura ajuda externa será da culpa da oposição. O Eng. Sócrates é um exímio jogador político. Por isso acredito que não foi erro político. Na minha modesta opinião, e na inevitabilidade da ajuda externa que pioraria a situação do actual Governo perante a sociedade, foram as circunstâncias e o cálculo político de uma jogada arriscada, na tentativa de manter o poder (ou, pelo menos, algum poder) em futuras eleições.

Actualidade 23

É tão fácil ser feliz e fazer alguém feliz. Se não sabe, a APPACDM da Trofa ensina! Nos tempos que correm, em que andamos “à velocidade da Fórmula um”, nem dá para nos apercebemos quantas coisas boas e bonitas acontecem à nossa volta. E arranjamos sempre desculpas para o facto de não vermos, não querermos ver, tanta solidariedade, tanto carinho, tanto amor distribuído ao nosso semelhante. É a instabilidade política, é a crise, que tem “as costas largas” e que nos arranja o mote para não termos tempo para nada. Nem para sermos felizes, nem para fazermos alguém feliz. E é tão fácil! A APPACDM (Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental) da Trofa, que é uma IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social), através dos seus dirigentes, anda há muitos e muitos anos a mostrar como é tão fácil distribuir carinho a crianças e adultos, considerados “diferentes”, que acolhe nas suas instalações. Como recompensa a esta abnegação indescritível, a APPACDM da Trofa teve uma redução significativa dos apoios por parte do Estado, que deveria ser o primeiro a reconhecer esse trabalho tão meritório, se entendesse e tivesse sensibilidade para perceber que estes cidadãos podem fazer toda a diferença nos tempos actuais. Mas a abnegação é tanta, que a Direcção da APPACDM da Trofa, viu-se na “obrigação” de encontrar outras soluções financeiras que permitam prosseguir com o excelente trabalho que tem vindo a fazer e, consequentemente, manter o normal funcionamento da Instituição, evitando assim a extinção de postos de trabalho e o reencaminhamento de jovens com Deficiência Mental para casa. Assim, a APPACDM da Trofa, propõe-nos uma forma de ajudar o próximo e, simultaneamente, preservar o planeta em que vivemos. Apela para que lhe solicitemos a recolha dos nossos resíduos recicláveis (papel, plástico, vidro, esferovite, pilhas e óleos domésticos) para que sejam tratados na sua empresa de inserção, “Pró-Ambiente”, onde muitos jovens, seus utentes, estão a trabalhar e com bastante sucesso. Assim, não só contribuiremos para a preservação do meio ambiente como também ajudaremos a garantir o bem-estar daqueles que utilizam diariamente esta instituição. Como se pode verificar, é tão fácil fazermos alguém feliz e consequentemente sermos felizes, desde que saibamos ser solidários com causas tão nobres como esta. Para quem não tem acesso ao contacto da APPACDM da Trofa, aqui fica: Telefone (351) 252 409 060 / 252 414 066 - Telefax (351) 252 409 069 - Rua S. João Bosco, 141,Valdeirigo - 4785 - 357 TROFA. Também através do seu e-mail: appacdmdatrofa@mail.telepac.pt poderão entrar em contacto e recolher mais informações. Com este pequeno e simples contributo estamos a distribuir carinho e afectividade a jovens e adultos que não constituem um estorvo para a sociedade, mas sim uma mais-valia e nos dão constantes lições de vida. Vá lá, sinta-se útil e feliz. Ajude a APPACDM da Trofa a arranjar os meios necessários para continuar a sua obra mais que meritória. E, bem-haja! moreira.da.silva@sapo.pt www.moreiradasilva.pt

“Horário de Verão” S. Mamede inaugura Casa Mortuária começa este fim-de-semana

S. Mamede do Coronado vai inaugurar a Casa Mortuária que será “provisória”. A cerimónia decorre este domingo às 17.30 horas depois da procissão do Senhor dos Passos, que tem início às 15.30 horas. José Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de S. Mamede do Coronado sublinhou, em entrevista ao NT, a importância desta valência, sobretudo para “a comunidade não católica”, que tinha necessidade de se deslocar “para fora da freguesia” para en-contrar um espaço condigno para o velório. O autarca convidou ainda toda a população mamedense a participar nesta inauguração. I.M.P.

Na madrugada de domingo começa o “Horário de Verão”. Portugal acompanha os países da União Europeia e, quando for uma hora da madrugada, deverá adiantar o relógio uma hora passando para as duas horas, se estiver no continente ou na Madeira. Nos Açores, a mudança deverá ser feita à meia-noite de domin-

go, adiantando o relógio para a uma da madrugada. O “Horário de Verão” é adoptado como medida de poupança de energia. Ao adiantar o horário normal numa hora aproveita-se melhor a luz do Sol nos dias mais longos de Verão e o final de cada dia de trabalho ocorre antes do anoitecer. C.V.


24 Actualidade

www.onoticiasdatrofa.pt

24 de Março de 2011

|O Notícias da Trofa

Colégio da Trofa

Dia do Pai comemorado com jogo de futebol va, mas decidi participar”. Quanto à claque, a ideia era isabel@onoticiasdatrofa.pt mesmo fazer com que se divertissem numa festa “engraColégio da Trofa começada para os pais, filhos e promorou o Dia do Pai com fessores”. uma partida de futebol disA iniciativa que tinha como putada pelos pais dos aluobjectivo comemorar o Dia do nos do ensino pré-escolar Pai, trazendo os progenitores e do 1º ciclo do Ensino Báaté à escola foi um sucesso. sico. Mais pequenos orgaManuel Pinheiro, um dos resnizaram uma claque para ponsáveis pelo Colégio da incentivar os progenitores. Trofa, mostrou-se satisfeito com a organização do evento A Claque Super Pai, bem e no final “foram todos venafinada, apoiava os progenicedores”. “Acima de tudo o tores que dentro das quatro que nos alegra é ver os pais linhas jogavam futebol. Foi e os filhos felizes, por isso desta forma que no Colégio da damos por conseguido esse Trofa, na sexta-feira, se coobjectivo. O trabalho que memorou o Dia do Pai... com Alunos incentivaram os pais a jogar futebol cânticos de apoio, cartazes e diz que sempre garantiu apoio filhos fora das quatro linhas estão interessados e envolvi- estamos a desenvolver no muita bola à mistura. Os alu- ao pai, mesmo quando ele era contagiou os pais. Entre os dos nas actividades da esco- dia-a-dia resulta de um envolvimento muito grande entre profissional. nos do ensino pré-escolar e cerca de 70 participantes, la”, adiantou Rui Borges. Já o pai de Vasco Araújo, do 1º ciclo do Ensino Básico encontravam-se jogadores Como jogador profissional, pais, mães e alunos, no sentido de que este projecto eduCelestino Araújo, é um jogaafinaram as gargantas e griprofissionais e outros amado- confessou que “nunca tinha cativo tenha mais valor”, dor amador, mas mesmo astaram a uma só voz: “Pai, tu res, mas todos correram atrás tido uma claque deste géneés o maior!”. Esta era a frase sim, o filho não deixou de se da bola motivados pelos mais ro”. “Os nossos filhos são fan- acrescentou. No final desta competição de ordem, mas muitas outras empenhar no seu apoio. “Ele pequenos. tásticos, são o nosso maior saudável, ficou a promessa figuravam nos cartazes prepa- portou-se bem a jogar fute“Esta é uma iniciativa fan- tesouro e com estas surprede que a iniciativa se vai rebol”, afirmou. Quanto aos go- tástica, porque é muito impor- sas só temos que os mimar rados pelos mais pequenos. petir no futuro. Inês Borges, aluna do Co- los, Vasco não tem a certeza tante que os pais percebam o ainda mais”, frisou. légio foi peremptória: “O meu se o pai marcou algum, mas que é que os filhos fazem e Já Celestino Araújo veio Veja a reportagem em sabe que ouviu “os colegas do as actividades que desenvol- motivado pelo filho Vasco: “Eu pai é o maior”. Filha de Rui www.trofa.tv Borges, o ex-jogador do Clu- 2º ano a gritar golo uma vez”. vem e é importante para os não jogo futebol, nem pratico A animação e energia dos filhos perceberem que os pais nenhuma actividade desportibe Desportivo Trofense, Inês Isabel Moreira Pereira

Xurrascus dá música ao seu jantar

O Restaurante Xurrascus está a promover noites de fado e jantares dançantes para animar as refeições dos clientes.

Sempre que desejar jantar ao som de fado ou se preferir uma música mais animada e que convide a um pé de dança não vá longe. A pensar no “melhor para o cliente”, o Restaurante Xurrascus está a promover uma série de noites de fado e jantares dançantes, que prometem aliar uma boa refeição a algumas horas de relaxe e bem-estar. A ideia partiu do gerente Mário Teixeira que, depois de ter implementado noutros locais, não quis deixar de provar aos clientes do Xurrascus que todo o trabalho é feito para garantir a sua satisfação. “Todos sabemos que a razão da existência de qualquer negócio é o cliente e nós queremos sempre agradar aos nossos, pelo que o objectivo é

melhorar sempre o nosso serviço”, explicou. A última iniciativa foi um jantar dançante com Miguel Laranjeira e, se outras estão já a ser equacionadas, é porque a receptividade foi boa. “Algumas pessoas ficaram admiradas, mas de uma maneira geral, todas gostaram. Tivemos inclusive um cliente que festejava o seu aniversário e teve oportunidade de ouvir ‘Os Parabéns’ ao vivo”, referiu Mário Teixeira. A gerência do restaurante já está a pensar “numa noite de fado” para o mês de Maio, seguindo-se depois um jantar dançante. “Queremos intercalar os estilos para dar variedade ao cliente. Já temos feito contactos e há muitos artistas interessados em actuar no Xurrascus. Esta é mais uma forma de oferecer coisas novas e diferentes aos clientes, porque acho que na Trofa ainda não tinham implementado esta ideia. Só espero que con-

Jantar dançante no Xurrascus teve “boa receptividade”

tinue a ter uma boa receptividade”, sustentou. E para uma noite perfeita, nada como ter a garantia de ser servido com uma óptima refeição. O Xurrascus tem um sem número de pratos de carne, como espetada de lombinhos de boi, posta de vitela,

picanha, bife normal e especial, costelinhas, churrasco misto, secreto de porco preto, entre muitos outros. Se preferir peixe, pode sempre optar por arroz de marisco ou tamboril, bacalhau à Xurrascus, assado na brasa ou à Braga, filetes de pescada ou

espetadas mistas de camarão ou lulas. Tudo em serviço de Take Away e Restaurante. Pode conhecer o Restaurante Xurrascus na Rua Infante D. Henrique, 47, em S. Martinho de Bougado ou, se preferir, pode encomendar através do telefone 252 413 900.

Edição 314  

Edição do dia 24 de Março de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you