__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

VENÂNCIO AIRES Quarta-feira 27 de maio de 2020 Edição 399, ano 05 Distribuição Gratuita @olajornal

OLÁ Venâncio

Quarta-feira:

O tempo segue firme e o sol aparece com poucas nuvens, não se descarta nevoeiro. Persiste a sensação de frio Mín: 09° máx: 19°

Quinta-feira: As condições do tempo pouco mudam e o sol continua predominando na região. Pode ocorrer geada fraca nos locais de maior altitude. Mín: 08° Máx: 22° Fonte: NIH/UNIVATES

EVOLUÇÃO DA INDÚSTRIA EM TEMPOS DE PANDEMIA Neste Dia da Indústria, comemorado no último 25 de maio, o setor encara o maior desafio de sua história com a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). Mais do que máquinas paradas, o vírus traz um novo olhar com os cuidados da saúde dos colaboradores e ressignifica processos. A indústria 4.0, com maior participação de tecnologias volta à discussão e ganha mais força no pós-pandemia. O período também amplia a importância da participação do poder público para trabalhar com união, identificando demandas. PÁGINA 4

vestIbulAR de INveRNO dA uNIsC ReCebe INsCRIções Até O dIA 14 PÁGINA 2

seM CONtRAbANdO de CIGARROs PROduçãO lOCAl CResCeRIA 15% PÁGINA 3

sIsteMA eletRôNICO IMPly sAúde POdeRÁ AjudAR NA RetOMAdA dAs AulAs PÁGINA 4

veNâNCIO jÁ deseMbOlsOu R$ 200 MIl NO eNfReNtAMeNtO dA COvId-19 PÁGINA 4

estIMAtIvA INICIAl APONtA PeRdAs de R$ 20 MIlhões eM ARReCAdAçãO NO MuNICíPIO PÁGINA 5


2prefeitUra realiza aUdiência para mUdar zoneamento www.OLAJORNAL.cOm

quARtA-feiRA 27 de mAiO

2020

Unisc recebe inscrições para o de área Onde esTá O nOVO disTriTO indusTrial VesTibular de inVernO aTé O dia 14

No próximo dia 09 de junho a Prefeitura de Venâncio Aires realiza audiência pública para alterar o zoneamento e ampliação do perímetro urbano em Vila Estância Nova. O debate ocorre a partir das 15h e terá transmissão ao vivo na página do Município (facebook.com/prefavenancio). Conforme a secretária do Planejamento e Urbanismo, Jalila Böhm Heinemann (PSB) a alteração é necessária para a implantação do novo distrito industrial. A área no entorno da Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva) será convertida em zona industrial para permitir a instalação de empresas, como determina o plano diretor do município.

Conforme o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Soares, a mudança no zoneamento ocorrerá somente na área do novo distrito. “São 80 hectares que serão modificados e o restante segue como perímetro rural, para não gerar outro tipo de tributação para aos moradores.” A implantação do novo distrito está dividida em três fases. A primeira delas vai criar um lote para destinação industrial ao lado da Peva, junto a estrada geral. As outras fases dependem de licitação para contratação de empresa que executará o plano de loteamento do espaço e posterior abertura de ruas e implantação de infraestrutura (energia e água).

A Unisc, está com as inscrições abertas para o Vestibular de Inverno 2020 de Medicina e demais cursos. O prazo vai até o dia 14 de junho e a taxa é de R$ 100 para Medicina e R$ 30 para os demais cursos. Apenas para a seletiva dos demais cursos, os candidatos que optarem pela utilização da nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou vestibulares anteriores da Unisc ficam isentos do pagamento da taxa de inscrição. Se o candidato preferir fazer a prova, a seletiva será no dia 19 de junho, às 19h, para os cursos de Direito, Enfermagem e Psicologia e para os demais cursos a prova

será realizada através de agendamento, nas quartas-feiras, de 03 de junho a 12 de agosto.

resulTadO e VaGas

Para Medicina o resultado será informado a partir das 15h do dia 22 de junho. Já nos demais cursos o resultado é informado após dois dias uteis da realização da prova. A oferta da Unisc é de 4.335 vagas para diversos cursos, distribuídas pelos seguintes campus: Santa Cruz do Sul, Capão da Canoa, Montenegro, Sobradinho e Venâncio Aires. Para Medicina a oferta é de 40 vagas em Santa Cruz do Sul.

RELATÓRIO DE GESTÃO FISCAL DEMONSTRATIVO DOS LIMITES ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL MUNICÍPIO: VENÂNCIO AIRES/RS – PODER LEGISLATIVO CNPJ: 07.251.534/0001-30 Exercício: 2020 Período Referência: : JANEIRO À ABRIL DE 2020.

EXTRATO DE SEGUNDO ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 004/2018

DEMOSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL RGF - Anexo 1 (LRF, art. 54 e alínea “a” do Inciso I do art.55) DESPESAS EXECUTADAS COM PESSOAL (Últimos 12 Meses) DESPESAS LIQUIDADAS(a) DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) =

4.279.573,57

Pessoal Ativo

4.279.573,57

Vencimentos, vantagens e outras despesas variáveis

3.571.038,99

Obrigações patronais

Venâncio Aires, 18 de maio de 2020. Helena Beatris da Rosa Presidente

EXTRATO DE PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 003/2019

708.534,58

Pessoal Inativo e Pensionistas

0,00

Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização (§ 1° do art. 18 da LRF)

0,00

DESPESAS NÃO COMPUTADAS (§ 1°, art. 19 da LRF) (II) =

DESPESAS INSCRITAS EM RESTOS A PAGAR NÃO PROCESSADOS(b)

A Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires/RS torna pública a realização do segundo aditivo ao Contrato Administrativo nº 004/2018, com a empresa COMABE Automação de Escritórios LTDA, que se refere à locação de impressoras com valor mensal de R$ 540,00 (quinhentos e quarenta reais), conforme Lei 8.666/93.

A Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires/RS torna pública a realização do primeiro aditivo ao Contrato Administrativo nº 003/2019, com a empresa Claudio Moacir Estraich, que se refere à prestação de serviços elétricos, com valor de R$ 40,00 (quarenta reais) por hora trabalhada, conforme Lei 8.666/93.

120.950,38

Venâncio Aires, 18 de maio de 2020.

120.950,38

Helena Beatris da Rosa Presidente

Decorrentes de Decisão Judicial

0,00

Despesas de Exercícios Anteriores

0,00

Inativos e Pensionistas com Recursos Vinculados

0,00

EXTRATO DE PRIMEIRO ADITIVO AO CONTRATO ADMINISTRATIVO Nº 004/2019

DESPESA LÍQUIDA COM PESSOAL (III) = (I-II)

4.158.623,19

Indenização por Demissão e Incentivos à Demissão Voluntária.

APURAÇÃO DO CUMPRIMENTO DO LIMITE LEGAL RECEITA CORRENTE LÍQUIDA – RCL (IV)

A Câmara Municipal de Vereadores de Venâncio Aires/RS torna pública a realização do primeiro aditivo ao Contrato Administrativo nº 004/2019, com a empresa Banrisul Cartões SA, que se refere ao fornecimento de cartão magnético - alimentação, com custo 0,00 (zero reais) conforme Lei 8.666/93. VALOR

%SOBRE A RCL

203.470.799,29

DESPESA TOTAL COM PESSOAL – DTP(V) = (VI) = (IIIa+IIIb)

4.158.623,19

2,04

LIMITE MÁXIMO (incisos I, II e III do art. 20 da LRF) 12.208.247,96 – (6,00%) LIMITE PRUDENCIAL (parágrafo único do art. 22 11.597.835,56 da LRF) – (5,70%) LIMITE DE ALERTA (inciso II do § 1º do art. 59 da 10.987.423,16 LRF) – (5,40%) FONTE: Balancete da despesa de maio/dezembro/2019 e janeiro/abril/2020.

6,00

VENÂNCIO AIRES, 26/05/2020. HELENA BEATRIS DA ROSA PRESIDENTE

SUELI DE FATIMA GRAFF CONTADORA

5,70 5,40

Venâncio Aires, 26 de maio de 2020. Helena Beatris da Rosa Presidente

AVISO DE LICITAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 001/2020

OBJETO: Contratação de empresa jornalística para prestação de serviços de editoração e divulgação da publicidade legal e institucional da Câmara Municipal de Venâncio Aires em jornal de circulação impressa no Município de Venâncio Aires. DATA DE ABERTURA E LOCAL: 17/06/2020 às 09 horas através do endereço eletrônico www.pregaobanrisul.com.br. INFORMAÇÕES: O edital e demais informações relacionadas a presente licitação estão disponíveis no site: www.pregaobanrisul.com.br. Helena Beatris da Rosa Presidente

Olá pra quem - Para todos os venâncio-airenses, no impresso duas vezes por semana (quartas-feiras e sábados) e online todos os dias no olajornal.com Quem diz Olá - Janine Niedermeyer e Guilherme Siebeneichler Diga Olá – olavenancioaires@gmail.com | fone: 51 3741-7415 ou 99814-6802 Olá pra você através da Gráfica Treze de Maio


quarta-feira 27 de maio

3

www.oLaJorNaL.com

2020

CIGARRO ILEGAL IMPEDE CRESCIMENTO DA PRODUÇÃO LOCAL EM 15%

O segundo maior produtor de tabaco do país deixa de crescer 15% na sua produção devido ao contrabando de cigarros. Com produção anual de 19.342 toneladas, Venâncio Aires poderia fornecer ao mercado interno 2,9 toneladas a mais, caso o índice de ilegalidade chegasse aos 25% aproximadamente o que hoje alcança os 57%, segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). O incremento no campo representaria ampliar o processamento nas indústrias e gerar mais retorno tributário para o poder público. A estimativa do prefeito venâncio-airense, e membro da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Tabaco, Giovane Wickert (PSB), conta com o aumento do consumo do produto legalizado, já que haveria aumento da demanda para o mercado interno brasileiro. “Atualmente exportamos mais de

80% da nossa produção, porém, se o produto contrabandeado reduzir a sua participação no mercado brasileiro, teríamos condições de crescimento. O produtor poderia plantar mais e as indústrias locais poderiam processar mais tabaco,” explica. A realidade de Venâncio Aires é um recorte do potencial de crescimento em nível nacional. No país, se o contrabando de cigarros fosse reduzido para 33%, por exemplo, significaria 22 mil toneladas de fumo cru a mais que poderiam ser produzidas por mais 4,4 mil famílias em mais 9,565 hectares gerando mais R$ 201 milhões em renda para os pequenos produtores. Os dados foram apresentados ainda no ano passado durante o seminário “Desafios, Oportunidades e a Transformação no Agronegócio Familiar”, promovido pela Souza Cruz.

PERDAS NA PRODUÇÃO

A ocupação ilegal de 57% do mercado de tabaco no Brasil fez com que a indústria legal deixasse de gerar 27 mil empregos diretos e indiretos no ano passado, segundo a consultoria Oxford Economics. Hoje, a indústria do tabaco gera 25,9 mil empregos no país, sendo 4 mil diretos, nas fábricas de tabaco que atuam no território brasileiro; 16,6 mil indiretos, nas cadeias de fornecimento que dão

suporte às fábricas, como é o caso dos produtores de tabaco; e 5,3 mil induzidos. Esta última categoria compreende os benefícios econômicos em sentido amplo, que se dão quando os trabalhadores empregados por essas fábricas e também pelas empresas de suas cadeias de fornecimento gastam o que ganham, por exemplo, em lojas e estabelecimentos de lazer. Segundo o economista da Oxford Economics, Marcos Casarin, a inundação de cigarros contrabandeados no mercado brasileiro tem efeitos em cascata em toda a economia nacional e afeta sensivelmente a geração de empregos. “O impacto vai muito além do fechamento de fábricas no País e a redução dos postos de empregos diretos. A produção de cigarros requer a aquisição significativa de bens e serviços de terceiros, provenientes de todas as partes da economia. Estes terceiros, por sua vez, compram de outros fornecedores, que consomem de outros, sustentando atividades econômicas em todo o Brasil,” afirma o pesquisador, autor do estudo “A economia do mercado ilegal de tabaco no Brasil”, que debateu o tema no seminário “Agro em Questão – As ameaças do comércio ilegal no agro”, na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), realizada em março, em Brasília. De acordo com Casa-

Divulgação/PRF

Venâncio Aires, um dos maiores produtores de tabaco do país, poderia produzir ainda mais se não fosse o contrabando que impediu a geração de 27 mil empregos no país em 2019

Cigarros contrabandeados impactam na produção e na empregabilidade do setor

rin, o principal prejudicado com essa perda de empregos é o agricultor. “Ele é o mais afetado pelo contrabando de cigarros.”

MENOS RECEITA

Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência apontou que 49% de todos os cigarros que circulam no Estado são contrabandeados do Paraguai. O montante movimentou cerca de R$ 818 milhões apenas em 2019. Para se ter uma ideia, se todos os pontos de participação de mercado ilegal fossem convertidos em produto legal seriam gerados apenas em ICMS a arrecadação de R$ 327 milhões e de IPI proveniente do Fundo de Participação

do Estado, cerca de R$ 32 milhões para os cofres gaúchos para serem revertidos em saúde, segurança e educação, por exemplo. “Esta é uma luta muito dura e que deve envolver a coordenação de esforços de autoridades governamentais, forças policiais e de repressão, consumidores, indústria e, claro, das entidades que lutam para a redução do tabagismo no país. Somente desta forma vamos conseguir combater a concorrência desleal e promover uma melhoria do ambiente de negócios no País com melhoria de renda, emprego, saúde pública e segurança para todos os brasileiros” acredita o presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO) Edson Vismona.


4

www.OLAJORNAL.cOm

quARtA-feiRA 27 de mAiO

2020

oS noVoS caminhoS para garantir a eVolução da indúStria póS-pandemia Ações públicas buscam colaborar com o setor produtivo venâncio-airense para retomar as atividades de forma integral e com projeção de crescimento

O poder público de Venâncio Aires trabalha para alinhar ações buscando garantir suporte aos setores da economia. Um dos focos busca incentivar e proteger os empregos no setor industrial. O assunto é pauta constante da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, que tem liderado as discussões na área para o suporte dos empresários neste período de crise financeira e de saúde pública. A situação do enfrentamento do novo Coronavírus (Covid-19), desafia também o setor produtivo em grande parte do mundo.

Este novo caminho é destacado pela secretaria, que busca contatar e listar ações que poderão ser colocadas em prática para minimizar os efeitos da crise atual. Entre as medidas estão o suporte e incentivos públicos para auxiliar empresas que pretendem expandir suas operações, apoio tecnológico, com o cruzamento de informações e o fomento de novos negócios, focados na indústria 4.0. Para o secretário, Cláudio Soares, o período é o mais desafiador do século e precisará contar com união de todas as frentes da economia. “O poder público quer ga-

a criação do Centro de Vocação Tecnológica (CVT). Conforme o gestor, até o fim de junho o Governo Municipal quer dar andamento ao investimento, que será implantado na área da antiga Favan, em Ponte Queimada. “Estamos finalizando a instalação de energia e água no espaço para a Caixa liberar a utilização dos recursos. Este é um investimento que vai colaborar em pesquisas e aprimoramento do setor como um toda. O investimento ajudará no crescimento deste segmento industrial, que desponta como o segundo maior em geração de receitas no município, ultrapas-

rantir apoio para empresas que precisam de suporte em novas tecnologias, ou que pretendem ingressar em novos ramos de produção, ou ainda indústrias que pretendem ampliar suas ações. Estamos elaborando um projeto para a criação de uma incubadora tecnológica, colocando em prática no município novas oportunidades focadas na indústria 4.0,” explica.

centro vocacional

Entre as medidas que poderão impulsionar o setor industrial, dentro da área de proteína, está

sando o polo metalmecânico,” destaca. Para Soares o momento é de fomentar pesquisas e ações para garantir apoio a cadeia produtiva da proteína, desde o campo, até a indústria. “Com isso teremos condições de melhorar desde a genética do gado, por exemplo, até o processamento e embalagem. O CVT será uma importante aliado neste ponto, principalmente neste momento em que o uso das ferramentas tecnológicas serão importantes para a retomada do crescimento,” concluir o chefe da pasta.

Momento de aprendizado e ressignificação de gestão de pessoas e processos O vírus que parou as máquinas de fábricas em todo o mundo traz um novo olhar para gestão de pessoas e processos adotados até então. Esta é uma das avaliações do professor de administração da Unisc, Alexandre Antinarelli. “Trouxe-nos além de novas lições sobre os impactos econômicos, um novo olhar de preocupação com os cuidados da saúde dos colaboradores e que tenderá

a ressignificar o nosso entendimento de gestão de pessoas nas organizações,principalmente nas áreas de relacionamento, comunicação e recursos humanos”. Ao mesmo tempo, as novas formas de trabalho e de comunicação com seus consumidores evidenciaram algumas carências do setor em relação a investimento constante em tecnologia da informação. Por isso, o especialis-

ta orienta que o momento é de aprendizado, onde cada empresa precisa de humildade intelectual para reaprender a aprender em contexto individual, familiar, social e profissional, e de adotar uma nova postura empresarial. “Vai além da capacidade de resiliência, pois este é um tipo de capacidade que passado o caos, retorna-se ao seu estado normal, mas sim através de uma postura

antifrágil, criando consciência da existência de fatores externos inesperados que normalmente não são lembrados ou considerados no momento de planejamento, para encarar com naturalidade e como fator benéfico o inesperado, buscando o aperfeiçoamento do que faz e entrega de valor”, explica. O professor afirma que está surpreendido positivamente com a

agilidade das indústrias de uma forma geral, ao buscarem manter suas empresas operando nos níveis possíveis, com segurança para os seus colaboradores. “Garantindo o abastecimento como forma de manter-se próxima aos seus clientes e consumidores, corroborando para a redução do impacto em seus resultados”, conclui.

SiStema digital para controle de temperatura

poderá colaborar com a volta às aulas em venâncio Na última semana a Prefeitura de Venâncio Aires fechou parceria com a Imply Tecnologia para implantação de sistema que vai ajudar no monitoramento de temperatura e pacientes positivos. O sistema busca ampliar as ações de controle social para evitar a proliferação do novo Coronavírus (Covid-19). Além disso, a plataforma poderá garantir a retomada, de forma mais segura, das aulas na rede pública e privada do município. A ideia, do poder público, é de aguardar as determinações do Estado para o retorno das atividades educacionais e utilizar a ferramenta para monitorar os alunos, com aferrição de temperatura e controle por identida. O sistema desenvolvimento pela empresa busca monitorar pes-

soas a partir do CPF ou por meio de aplicativo no celular. Com a análise de temperatura corporal, o sistema monitora e comunica a Secretaria Municipal de Saúde, sobre casos suspeitos e que necessitem de suporte médico. Além disso, pacientes já confirmados ou com familiares próximos poderão ser alertados para a continuidade da quarentena e isolamento domicialiar, evitando a circulação, inclusive nas escolas. A partir da ferramente, o Município espera garantir mais segurança para a frequência escolar, também evitando a transmissão de novos casos da doença nos educandários. “O Município não pode tomar decisões mais brandas do que os decretos estaduais, por isso, a implantação do sistema será uma das formas de

controle para a retomada das aulas de forma segura. Vamos nos preparando para isso, a partir da autorização do Governo do Estado para voltar às aulas,” argumentou o prefeito Giovane Wickert. A empresa também prestará auxílio e suporte às direções escolares, com treinamento para utilização do sistema. Além disso, os alunos receberão um QR Code, com identificação, que será apresentado na portaria das escolas. Segundo a secretária municipal de Educação, no total são 70 escolas, entre públicas e privadas em funcionamento no município. “Teremos que realizar uma retomada gradual e controlada. O sistema é mais um aliado para garantir a segurança de saúde dos nossos alunos,” destaca.

Guilherme Siebeneichler

Ferramenta será aliada da secretaria municipal de educação para analisar sintomas da covid-19, e manter isolamento de familiares. imply saúde será adaptado para facilitar utilização nas escolas

sistema de monitoramento social eletrônico foi apresentado na última semana

A expectativa é de retomada das aulas na rede privada a partir do mês de junho. O assunto é discutido entre a Secretaria Estadual de Educação e os Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul.

termÔmetros

O sistema Imply Saúde será implantado de forma inicial nos

espaços públicos. Para garantir a medição de temperatura dos cidadãos que frequentam estes locais a Secretaria Municipal de Saúde finaliza a compra de 80 termômetros digitais. Os equipamentos serão direcionados para os prédios administrativos, postos de saúde, secretarias e escolas municipais.

Valores são acompanhados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), que criou área específica para registros dos gastos com ações de combate e suporte para a pandemia

Desde o início das ações de combate ao novo Coronavírus (Covid-19), prefeituras de todo o país trabalham para equipar, contratar e melhorar as estruturas de saúde. As ações de enfrentamento ao vírus se tornaram prioridade e para garantir transparência nos valores gastos com estas medidas, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) criou ferramentas de controle específicas. Pelo órgão de fiscalização é possível acompanhar os recursos destinados para compras e contratações de serviços, como suporte ao sistema público de saúde. Em Venâncio Aires as despesas específicas para esta política social já somam R$ 203 mil.

No valor estão R$ 9 mil para equipação do Centro de Atendimento Respiratório Transitório, implantado no pavilhão de eventos São Sebastião Mártir. O valor foi utilizado no aluguel de divisórias temporárias para os leitos de apoio. Outros R$ 14 mil foram aplicados na compra de 20 mil máscaras de TNT para distribuição gratuita. A compra é feita em empresa local e o valor unitário é de R$ 0,70. Outros R$ 37,5 mil foram aplicados na aquisição de 150 kits para testes rápidos de Covid-19. Esta foi a primeira compra de testes realizada pelo Município para material de apoio na identificação do vírus. O maior valor desembolsado

até o momento é de R$ 142,5 mil para a compra de testes rápidos. No total serão entregues 1,5 mil kits, adquiridos por meio de processo conjunto de compra realizado pelo Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale). Não entram no levantamento do TCE-RS, os recursos destinados ao Hospital São Sebastião Mártir. Na última semana foram repassados R$ 200 mil, para a compra de EPIs. O valor foi destinado ao Município pelo Ministério da Saúde.

reGiÃo

Os valores desembolsados por Ve-

Leandro Osório/AI PMVA

prefeitura de Venâncio já deSembolSou maiS de r$ 200 mil para o enFrentamento da covid-19

Segundo os dados do TCE-RS, foram aplicados R$ 9 mil na equipação do centro respiratório do pavilhão

nâncio Aires é o menor entre as principais cidades da região. Santa Cruz do Sul já invesiu R$ 418 mil no enfrentamento à doença. O principal investimento foi de R$ 296 mil na aquisição de materiais para testes moleculares para análise de casos da Covid-19. A Prefeitura de Lajeado já desembolsou R$ 2,3 milhões nas ações de combate ao novo vírus. A cidade é o

principal foco da doença no interior do estado, ficando atrás apenas de Porto Alegre em número de casos positivos. Nos investimentos da Administração Municipal lajeadense estão: R$ 725 mil em contratações emergenciais de pessoal, R$ 504 mil em cestas básicas para distribuição e R$ 489 mil na compra de 07 respiradores mecânicos.


quARtA-feiRA 27 de mAiO

2020

5

www.OLAJORNAL.cOm

Perdas de arrecadação no MunicíPio Por conta Da panDemia pODem ultrapaSSar r$ 20 milhõeS estimativas do Governo municipal apontam para perdas com a paralisação de serviços, comércio e indústria por conta do isolamento social. retomada completa da economia pode ocorrer após o mês de julho

ELEIÇÕES ADIADAS Vanessa Behling/AI PMVA

As estimativas da Administração Municipal para perdas em arrecadação com as paralisações por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), já somam mais de R$ 20 milhões, mas o valor pode aumentar. A análise da situação ainda ocorre porque a maior parte dos setores comerciais e industriais operam com capacidade parcial, ao longo de três meses. Com isso, o valor deve oscilar enquanto durar as ações de isolamento social aplicadas para evitar casos da doença no Município. Em compensação, devem ingressar no Município nos próximos dois meses R$ 9,3 milhões, de auxílio emergencial encaminhado pelo Governo Federal, após aprovação do Congresso Nacional. Conforme o prefeito Giovane Wickert (PSB), a redução de arrecadação deve seguir ao longo dos próximos meses, até a retomada completa da economia. “Agora é o momento de cuidar da saúde, mas já temos projeções de redução por este período de paralisação. Diariamente fazemos análises das contas públicas, buscando equilibrar as despesas com a arrecadação,” destaca. De acordo com o gestor munici-

Formas e planos para retomada da economia pós-pandemia são discutidas na administração municipal

pal, a ajuda emergencial da União cobrirá metade das perdas atuais, porém, a quebra orçamentária pode ser maior. “A realidade atual é de retomada completa do setor industrial e comercial após o mês de julho. Precisamos superar a crise, manter cortes no poder público e seguir com as ações de controle, principalmente porque o orçamento municipal já contava com déficit para este ano,” argumenta Wickert.

auXÍliO

O valor do auxílio emergencial será utilizado para cobrir despesas e ações programadas na peça or-

çamentária. Serão R$ 9,3 milhões para a Capital do Chimarrão. Os valores, em sua maior parte, vêm sem vinculação, conforme critério populacional e por Estado – em âmbito estadual, os critérios são arrecadação do ICMS, população, cota no Fundo de Participação dos Estados (FPE) e da contrapartida paga pela União pelas isenções fiscais relativas à exportação. “Ao mesmo tempo em que se reduz a arrecadação, se aumentou despesas públicas na área da saúde. Vamos analisar outras despesas que serão reduzidas por conta das paralisações, em especial na área da educação,” explica o gestor.

Tudo indica que a eleição deste ano ocorrerá no dia 06 de dezembro. É a data com mais apoio por parte dos deputados federais que discutem a mudança por conta da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O assunto tem ampliado a necessidade de evitar a corrida eleitoral, que iniciaria a partir de julho de forma mais intensa e a campanha a partir de agosto. A eleição municipal, segundo o calendário, ocorre no dia 04 de outubro. A proposta de alteração deve ser discutida ainda em junho. A situação atual da saúde pública exige atenção total e não é hora para discussões políticas. Outros países da América do Sul, que teriam eleições também, já suspenderam os processos eleitorais, entre eles: Colômbia, Uruguai, Paraguai, México e Argentina. O Chile, alterou o período para realizar o maior referendo prevendo alterações na Constituição do país. O assunto seria analisado pelo população no fim de abril, agora o assunto será pautado pela população no final de outubro.

SEM RECURSOS PARA A CONICQ

Com a aprovação do Congresso Nacional, para que o Governo Federal descumpra a regra de ouro, autorizando a União quitar, por meio de endividamento, despesas correntes de R$ 343,6 bilhões, previstas no Orçamento deste ano. Algumas alterações foram propostas nas contas públicas, para aplicação de recursos de forma prioritária. Entre elas está a destinação de R$ 394 mil, que seriam usados para ajudar a financiar a Convenção-Quadro para Controle do Tabaco deste ano. O valor vai para a Fiocruz, com objetivo de aumentar a capacidade de testes diagnósticos da Covid-19, a produção de medicamentos e estruturação de centrais analíticas para diagnóstico da doença. A mudança foi possível pois a conferência foi adiada para novembro de 2021. O valor seria destinado a Comissão Nacional para Implementação da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco. Os recursos deste ano também auxiliariam nas despesas dos delegados e membros da Conicq que iriam acompanhar a 9ª Conferência das Partes, que ocorreria em novembro na Holanda. A COP9 será realizada em 2021, em função da pandemia, também no mês de novembro. Tradicionalmente a comissão brasileira na conferência é uma das maiores. Na edição passada, ocorrida em 2018, na Suíça, o Brasil estava representado por 17 pessoas,.

OLHO NOS GASTOS INFoRMAtIvo SeSSão de SeGUNdA-FeIRA, 25 de MAIo

APRovAdo PoR todoS oS veReAdoReS o PRoJeto de LeI do eXeCUtIvo N° 0054/2020 que dispõe sobre a circulação, registro, autorização anual e identificação de veículos de tração animal e de propulsão humana no âmbito do Município de Venâncio Aires, e dá outras providências. APRovAdo de FoRMA UNÂNIMe o PRoJeto de LeI do LeGISLAtIvo N° 0038/2020 que determina a publicação eletrônica do mapa de bairros do município de Venâncio Aires, com a contagem de casos confirmados de contaminação do Covid-19 e casos confirmados da Dengue. A matéria tem autoria do vereador Eduardo Kappel/PL. CoM votoS FAvoRÁveIS de todoS oS veReAdoReS FoI APRovAdo o PRoJeto de LeI do LeGISLAtIvo N° 0039/2020 que dispõe sobre a afixação de cartaz nas revendedoras e concessionárias de veículos automotores novos, instaladas no município de Venâncio Aires informando sobre isenções de imposto que permitam a compra de veículos com desconto, e dá outras providências. A matéria possui autoria do vereador André Puthin/MDB. APRovAdo PoR MAIoRIA de votoS o PRoJeto de LeI do LeGISLAtIvo N° 0050/2020 que cria o cargo de Procurador Jurídico e o cargo de Analista de Informática Legislativo e Altera os Artigos 5º, 6º, 12 e seu Parágrafo Único da Lei nº 5.625, de 24 de dezembro de 2014. A proposta foi apresentada pela Mesa Diretora. Votaram contra os vereadores: Ezequiel Stahl/PTB, José Arnildo Camara/PTB, Eduardo Kappel/PL, Adelânio Ruppenthal/PSB e Sandra Wagner/PSB. CoM votoS FAvoRÁveIS de todoS oS veReAdoReS FoI APRovAdA MoÇão N° 051/2020 de AUtoRIA de SANdRA HeLeNA WAGNeR/PSB. O documento será encaminhado ao Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, ao Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre, Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, ao Ministro da Economia Senhor Paulo Roberto Nunes Guedes, ao Ministro-chefe da Casa Civil, General Walter Souza Braga Netto e ao Presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Ernani Polo. A Moção de Apelo busca a correção da tabela do Imposto de Renda Retido na Fonte IRRF, que incide sobre a renda de salários e serviços, em defasagem há cinco anos. de FoRMA UNÂNIMe FoI APRovAdA A MoÇão N° 054/2020 de AUtoRIA do veReAdoR NeLSoIR BAttIStI/PSd. O documento de aplauso será encaminhado a empresa Significa Comunicação Digital Eireli, reconhecendo a iniciativa de disponibilizar aos microempreendedores e autônomos de Venâncio Aires e Mato Leitão a inscrição para anúncio de graça na plataforma digital de notícias Significa, como forma de amenizar os prejuízos causados pela pandemia e para que a renda circule dentro das respectivas cidades. APRovAdA PoR todoS oS veReAdoReS A MoÇão N° 0056/2020 de AUtoRIA do veReAdoR SIdNeI LUIS FeRReIRA/Pdt. O documento será encaminhado ao Diretor Executivo do Instituto Escola do Chimarrão (ONG), Pedro José Schwengber, reconhecendo os trabalhos prestados pela entidade. CoM votoS FAvoRÁveIS de todoS oS veReAdoReS FoI APRovAdA A MoÇão N° 0057/2020 de AUtoRIA do veReAdoR CIRo FeRNANdeS/Pdt. A Moção de Aplauso será encaminhada à empresa Alliance One Brasil que completa 15 anos nesta cidade. APRovAdo o ReQUeRIMeNto N° 0041/2020 de AUtoRIA do veReAdoR SIdNeI LUÍS FeRReIRA/ Pdt. A solicitação autoriza a criação de Comissão Especial para tramitação e processamento do Projeto de Emenda à Lei Orgânica Municipal nº 02/2020.

Com um mar de notícias falsas sendo publicadas, sobre os gastos para o enfrentamento do novo Coronavírus, por parte dos prefeitos e governadores, a população tem uma excelente oportunidade para aprender a acompanhar as despesas públicas. Os Portais de Transparência concentram informações ricas sobre gastos, investimentos, receitas e despesas programados. Ao invés de receber notícias falsas e erradas, neste período de pandemia, o Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) tem ampliado as formas de divulgação. O momento é oportuno para não disseminar informações erradas, como gado, com interesses eleitoreiros e de baixa capacidade intelectual. As informações são públicas e precisam ser de domínio do cidadão. Mais uma vez vale o alerta, político que se aproveita da doença para fazer campanha precisa ser melhor avaliado pelo eleitor. Fica a dica.

PLANO ESTRATÉGICO

O pré-candidato a Prefeitura de Venâncio Aires pelo PDT propõe um debate com a sociedade para a formalização do plano estratégico para o desenvolvimento do município. Na última sexta-feira, 22, Jarbas da Rosa apresentou o projeto “Venâncio Aires 2030”. A partir da iniciativa o partido quer ouvir entidades, organizações sociais, empresários e cidadãos sobre o que eles pensam para o futuro do município. O objetivo é formar não apenas um plano de governo para o partido apresentar nas eleições municipais, mas um projeto estratégico indicando a vocação produtiva e as prioridades de investimento para Venâncio Aires nos próximos dez anos. Através de ofícios, o PDT fará perguntas por setores produtivos e um questionário aberto sobre o que Venâncio acredita ser prioridade de investimento para o município. Entidades e organizações terão até 30 de junho para responder o questionário, que poderá ser devolvido via e-mail ou WhatsApp. Após, o resultado será compilado no Plano Estratégico Venâncio Aires 2030.

Da família dos felídeos Olávo até poderia ser um bom animal de estimação, é gorduchinho, tem pêlos lisos, olhos escuros e cheiro de caramelo. Se não fosse o fato dele ser mais selvagem que seus outros parentes gatos. Olávo nasceu de uma cruza rara entre a astúcia e o tagarelismo. Sim, o Olávo é um gato falante! Suas orelhas são parabólicas e seus olhos binóculos, o Felis Catus do Olá Jornal tem, agora, a oportunidade de expôr suas convicções.


6

www.OLAJORNAL.cOm

quARtA-feiRA 27 de mAiO

2020

Ágil criatividade eM 35 anos de protagonisMo da venax Uma das maiores empresas de Venâncio Aires sustenta sua atuação na criação e na agilidade em inovação, novos produtos, processos e em melhoria da qualidade

mo desta empresa familiar.

DESAFIOS

Única indústria de linha branca do Rio Grande do Sul, esta história de sucesso tem enfrentando diferentes desafios até aqui. Para o diretor-presidente, o primeiro e principal consiste em juntar um grupo de pessoas, de saberes heterogêneos, para produzir um bem que satisfaça uma necessidade humana vital ou lhe dê prazer. Além disso, harmonizar processos complexos de produção, atendendo legislações rígidas, e enfrentar influências externas. Mas o mais preocupante, é a insegurança jurídica. Leis, tributos, meio ambiente, relações trabalhistas, entre outras. “Nossos governantes têm uma única preocupação: aumentar o estado para usufruir dele, através de legislações fiscais cada vez mais complexas, para criar insegurança jurídica. Vejam o que são as legislações sobre tributos, trabalho, meio ambiente, normativas dos produtos entre outras verdadeiras parafernálias”, avalia. Para Bergamaschi, falar sobre a Venax é falar sobre o setor produtivo no país. “É fato relevante chegar aos 35 anos, dentro de um contexto onde apenas 1% das empresas produtivas atingem a segunda geração. O cenário das empresas industriais nessas últimas duas décadas sobrevivem por atos heroicos de seus dirigentes.”

SUPERAÇÃO

Em três décadas de atuação a empresa, que está entre as 10 maiores de Venâncio Aires, presenciou diferentes crises como de estabilização e mudança de moeda, impedimento de presidente, mundial de petróleo, financeiras mundial, gripe H1N1, crise no país (maior importador) e de enchente. Mas entre elas, um fato marcante para seu líder foi um incêndio de grandes proporções no ano de 2003, com a queima de parte da empresa onde haviam sido iniciados os novos produtos de refrigeração, cujos moldes, modelos e equipamentos foram adquiridos da empresa Steigleder, de Porto Alegre. A perda naquele momento, lembra Bergamaschi, foi muito preocupante o que levou alguns anos para recuperação. A experiência de quem chegou até aqui, traz a certeza de que é possível resistir. “Crises sempre houveram e possivelmente virão outras, o importante é estar ciente que elas com maior ou menor esforço serão superadas. Uma empresa não só vive de seus recursos econômicos, acumula outros recursos que chamamos de credibilidade junto à comunidade onde vive. Elementos fundamentais que usamos no enfrentamento de crises”, afirma.

CENÁRIO

Exatamente no seu aniversário, comemorado no dia 1º de maio, a empresa vive um momento sin-

Divulgação/AI Caciva

“Ser rápida em sua criatividade é sua sobrevivência”. Desta forma, o diretor-presidente da Venax Eletrodomésticos, Walter Bergamaschi, resume como a empresa mantém-se por 35 anos em um mercado tão competitivo e dinâmico. Assim tem sido quando lançou-se a novos mercados ao introduzir o fogão à gás em sua linha de produtos, ao repaginar o tradicional fogão a lenha com cores vivas e novo design e ao ingressar mais uma vez em novos mercados com a fabricação de adegas e cervejeiras, para citar alguns momentos de ágil criatividade ao longo de sua trajetória. A qualificação do fogão a gás no INMETRO, em 2002, impulsionou as vendas no mercado interno, sendo igualadas as grandes marcas e empresas multinacionais. O novo colorido dos fogões à lenha, em 2004, ressignificou o carro-chefe da marca tornando-o objeto de desejo e de grande valor estético em projetos de decoração de lares Brasil afora. O pioneirismo nacional na fabricação de adegas em 2000, aliado à produção de cervejeiras em 2010, projetou a marca que caiu no gosto de personalidades famosas. “Os consumidores criam hábitos, regras de consumo, vêm com avidez as inovações que visam mais praticidades e/ou bem-estar. A rapidez com que atuamos é que determina o sucesso”, avalia Bergamaschi. Essa capacidade de inovação de produtos é o que sustenta a história de protagonis-

Walter Bergamaschi: empresas sobrevivem por atos heroicos de seus dirigentes

gular de pandemia. O cenário inédito vivido em escala global com o novo Coronavírus (Covid-19) é considerado como o momento mais hilariante da existência da Venax. As atividades estão limitadas às determinações sanitárias governamentais, como jamais ocorreu, garantindo apenas a sobrevivência. “De tudo o que ouvimos nesses dias é a nobreza que ocupa o trabalho em nossas vidas. O que deve restar dessa pandemia que estamos vivendo é o desejo de fazer aquilo que enobrece e sustenta o ser humano que é o trabalho”, ressalta Bergamaschi.

FUTURO

Para Bergamaschi, o momento atual dirá muito sobre o que está por vir com um mundo diferen-

te, de alterações sociais e econômicas, onde o relacionamento humano sofrerá profundas mudanças. “A parte econômica haverá muitas alterações junto ao trabalho e o capital, as partes vão se relacionar de forma contratual diferenciada. O comércio terá também gigantesca mudança”. Mais uma vez, a agilidade e criatividade que lhe são características serão fundamentais para os próximos 35 anos, mantendo como objetivos, produzir mercadorias de cada vez mais qualidade, ser protagonista no setor em que atua, tendo respeito absoluto a seus clientes e consumidores, ser reconhecida pelas suas inovações, ter respeito e convivência harmoniosa com seus colaboradores. “Não abrir mão de altamente qualificar seus dirigentes. Ser administrador por convicção”, conclui Bergamaschi.


Profile for Olá Jornal

Confira a edição desta quarta-feira, 27 de maio de 2020  

Confira a edição desta quarta-feira, 27 de maio de 2020  

Profile for olajornal
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded