Page 1


6

WWW.OLAJORNAL.COM TABACO MANTÉM A FORÇA DA AGRICULTURA A força econômica da nossa região passa pela produção agrícola. É neste período de safra que aumenta a circulação de recursos em todos os setores. Nas indústrias com maior contratação de trabalhadores, no campo, com a compra do tabaco produzido e no comércio, que recebe os recursos desta produção. No setor primário, os dados divulgados pela Emater/ Ascar em Venâncio Aires apontam para uma agricultura altamente diversificada. O tabaco segue sendo o

principal item nas lavouras, mas outras culturas, especialmente a produção de alimentos ganham força e registram crescimento em alguns segmentos. A atual safra 2018/2019 na produção de tabaco deve encerrar com mais de 20.385 toneladas colhidas, mesmo com a ocorrência de granizado em algumas oportunidades na região. Segundo o escritório local da Emater, a cidade possui 9 mil hectares de tabaco plantado na atual safra.

QUARTA-FEIRA

20 DE FEVEREIRO

Milho O milho em grãos envolveu 1.259,65 hectares e uma produção de

8.714,19 TONELADAS.

Já para silagem, a produção fechou em 3.467,38 toneladas.

2019

Morango A safra de morango se d com manejo convencion com

6,23 TONELA

colhidas. Já o manejo tores na última sa

10,

prod

Diversidade na Produção PRODUÇÕES EM DESTAQUE O cultivo de milho no município segue em destaque e fechou 2018 com 8.714,19 toneladas colhidas. Já a produção para silagem alcançou 3.467,38 tonelas. Na sequência aparece o cultivo da soja, que possui 31 produtores e encerrou a safra com 3.194,31 toneladas de produção. No último ano Venâncio Aires se tornou o principal produtor de mandioca do Rio Grande do Sul. No período foram colhidos 1.639,09 tone-

A safra de tabaco é sinônimo de riqueza. É emprego que gera renda para os trabalhadores e, assim, poder de compra para mais pessoas. É, portanto, dinheiro na mão da economia local. O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Fumo, Alimentação e Afins de Venâncio Aires estima que o setor mantenha o número de vagas de trabalho do ano passado, entre safristas e efetivos. A atual safra diferencia-se da última por ter antecipado o período de contratações que já inicia-

ladas. São 66 produtores ligados a esta cultura, mas metade disso (33) cultivam para comercializar em agroindústrias ou feiras. A maior parte da produção faz parte das culturas para subsistência e alimentação dos animais. Destaque também para a produção leiteira. Na Capital do Chimarrão foram produzidos 4.082.085 litros de leite, gerados por 113 produtores.

ram em janeiro, quando em 2018 o movimento ocorreu mais intensamente a partir do mês de março. No entanto, a contratação adiantada não representa mais vagas ou uma safra mais longa. “O nível de empregabilidade deve ser mantido, não há expectativa de aumentar o número de contratações, elas apenas começaram mais cedo”, prevê o administrador do sindicato Ricardo Sehn.

Tabaco A produção de tabaco na safra 2018/19 fechou em

20.385 TONELADAS

. Foram mais de 9 mil hectares de área plantada.

Soja A produção tores de soja

3.194,31 TONELADAS

em 891,02 hectares pla


QUARTA-FEIRA

20 DE FEVEREIRO

2019

divide em duas. A produção nal envolveu 07 produtores,

ADAS

o ecológico envolveu 35 produafra, com

,97 TONELADAS

S,

Frutas A safra também foi de destaque nas frutas. A laranja teve

Aipim O cultivo de aipim no município envolveu 66 produtores com produção de

60,50 TONELADAS de produção. O limão ficou com 25,5 TONELADAS de colheita. A bergamota teve 38,35 TONELADAS colhidas e a banana fe-

1.639,09 TONELADAS

duzidas.

o de 31 produficou em

7

WWW.OLAJORNAL.COM

Feijão O feijão teve 3,60 hectares de área plantada e

7,19 TONELADAS de produção na última safra.

antados.

chou o período com

colhidas.

211,25 TONELADAS de cana-de-açúcar.

13,55 TONELADAS.

Erva-mate Ao longo do ano, sete produtores colheram

100,80 TONELADAS de erva-mate.

É no período de safra, compreendido em cerca de cinco meses, onde é movimentado o maior volume de dinheiro em salários de, devido ao aumento no número de trabalhadores temporários. O presidente do sindicato, Rogério Siqueira, ressalta a importância da safra para todo o município pois o setor ainda é o que mais gera

Cana-de-açúcar A produção de seis produtores gerou

empregos. “Esperamos que a safra seja boa e suficiente para satisfazer aos anseios de Venâncio Aires em relação a geração de empregos e a situação financeira desses trabalhadores, que as empresas obtenham seus lucros e saibam dividi-los”, afirma Siqueira.

Leite Em 2018 a bovinocultura de leite produziu

4.081.085 LITROS,

que envolveu 113 produtores no município.

Arroz A área plantada de arroz na última safra foi de 146 hectares que geraram

1.174,50 TONELADAS.


Profile for Olá Jornal

Confira a edição desta quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019  

Confira a edição desta quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019  

Profile for olajornal
Advertisement