Issuu on Google+

WWW.ODEBATEON.COM.BR•MACAÉ(RJ),DOMINGO,23 E SEGUNDA-FEIRA,24 DE MARÇO DE 2014•ANOXXXVIII•Nº8351•FUNDADOR/DIRETOR:OSCARPIRES•OJORNALDEMAIORCIRCULAÇÃODOMUNICÍPIO•R$1,50 WANDERLEY GIL

EXECUTIVO

Prefeito reitera ao governo do Estado realização de obras Pezão, vice-governador do Estado e secretário estadual de Infraestrutura, ao visitar Macaé, reforçou parceria com o prefeito, Dr. Aluízio para obras no município.

U

m enorme pacote de obras necessárias para que Macaé consiga definitivamente nos próximos anos mudar a realidade não só da mobilidade urbana, como também de toda a infraestrutura da cidade como abastecimento de água, segurança, porto e habitação, dentre muitas outras, levou Dr. Aluízio Júnior (PV), a uma nova audiência com o governador Sérgio Cabral e o vice-governador Pezão, nesta segunda-feira, no Palácio Guanabara. No primeiro conjunto de obras sugeridas está o projeto de construção do Arco Viário de Santa Tereza, que vai tirar o tráfego pesado do Centro da cidade e interligará a região de Imboassica a São José do Barreto, onde será construído o terminal portuário. pág. 3

EDUCAÇÃO

SEPE Macaé alerta sobre direito dos aposentados

WANDERLEY GIL

POLÍTICA

Geofísico Eduardo Neiva deixa IMMT

Prefeito Dr. Aluízio (PV) ao lado do vice-governador do Estado, Pezão

Em ofício encaminhado ao prefeito do município de Macaé, Dr. Aluízio (PV), o geofísico da Petrobras, Eduardo Neiva, solicitou sua exoneração do Cargo de Diretor Presidente do Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia - IMMT, autarquia municipal para desenvolvimento de pesquisas e serviços tecnológicos, com ênfase na certificação de equipamentos,

produtos e processos. A portaria foi publicada ontem. O convite para que Eduardo Neiva participasse do governo municipal partiu do próprio prefeito Dr. Aluízio, assim que asumiu a gestão do governo no início de 2013, quando o mesmo encaminhou pedido de cessão do geofísico Eduardo Neiva, integrante da força de trabalho da Petrobras. pág. 7

BAIRROS EM DEBATE

Virgem Santa precisa de melhorias Por conta do crescimento, bairro necessita de melhorias em sua infraestrutura. Região vem sofrendo com o crescimento desordenado, que apenas em um ano, 500 novas famílias chegaram ao local. WANDERLEY GIL

Órgão receberá documentação dos profissionais aposentados antes de outubro de 2009 pág.8

UFRJ vai realizar I Mostra de Vídeos Tema abordado será alimentação infantil pág.8

UO Rio da Petrobras encerra atividades

Corpo é encontrado no Centro da cidade Vítima foi encontrada na Rua Júlio Olivier, na manhã de ontem pág.5 KANÁ MANHÃES

Há cerca de um ano, a equipe do jornal O DEBATE esteve na Virgem Santa, que é considerado um dos bairros mais antigos de Macaé, com mais de 40 anos de existência. Apesar de estar apenas a 10 minutos de carro do Centro e também próximo de locais como Fórum, o Ministério Público e o Hospital Público de Macaé (HPM), esse bairro ainda conserva o aspecto de cidade de interior, cercado por sítios e pastos com animais de grande porte. pág. 9

Previsão é que dezembro seja o último mês de operação em Macaé. pág. 6

Virgem Santa apresenta sinais de abandono e falta de estrutura para atender demanda de seus moradores

DESPEDIDA

Macaé Esporte enfrenta o Audax Livre de qualquer ameaça de rebaixamento, o Macaé Esporte se despede do Carioca neste domingo (23), às 16h. O Alvianil Praiano pega o Audax Rio no Estádio Proletário Guilherme da Silveira, mais conhecido como Moça Bonita. O curioso é que a casa do Bangu passou a ser também a segunda casa do Leão no Estadual. Lá, a equipe tem 100% de aproveitamento, com duas vitórias (ambas por 2 a 0) em dois jogos. E as duas vitórias em Moça Bonita foram sob o comando do treinador

Josué Teixeira. A primeira, no dia 9 de fevereiro, marcou justamente a estreia do treinador. O Macaé Esporte fez uma partida quase perfeita contra o Bangu e venceu o adversário com dois gols do atacante Waldir. O confronto foi válido pela sétima rodada da Taça Guanabara. Quatro rodadas depois, no dia 1º de março, em pleno sábado de Carnaval, o Macaé voltou a Moça Bonita e colocou o Botafogo para sambar. Novamente o Leão venceu por 2 a 0. pág. 13

KANÁ MANHÃES

Ex-prefeito de Macaé comemora 94 anos O ex-prefeito de Macaé, Alcides Francisco Ramos, completou no último sábado (22), 94 anos de vida. A data foi comemorada com um almoço reunindo amigos, familiares e autoridades. A esposa de Alcides Ramos, a jornalista Marilza Pentagna, emocionada, declarou que a cada ano que passa, o aniversário do marido é celebrado com muita alegria e satisfação. pág. 7


2

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Cidade SEMANA EM DEBATE Legislativo aprova projeto de reestruturação do antigo PSF

E

m meio a um debate sobre a necessidade de ampliação do alcance de um dos principais programas de atuação na prevenção e manutenção da saúde pública da população, a Câmara de Vereadores aprovou ontem (19), por unanimidade, o Projeto de Lei Complementar 001/2014, de autoria do poder Executivo, que propõe a reestruturação das vagas de profissionais que atuam nas Unidades de Saúde da Família (USF), ligadas ao Programa Saúde da Família (PSF), em Macaé. Matéria que movimenta o Legislativo desde o início do ano, e que envolve também a discussão sobre a convocação do concurso público, a proposta do governo cumpriu os trâmites regimentais da Câmara, o que permitiu a apresentação de emendas.

População reclama de dificuldade para marcar exame de endoscopia Pacientes afirmam que estão à espera da marcação há quase oito meses no antigo O800 e nada foi resolvido. Prefeitura diz que situação segue normalizada.

NOTA

Brasil criou em fevereiro 260 mil vagas de trabalho com CTPS assinada

O DEBATE EM MEMÓRIA Edição: 216 Publicação: 07 de janeiro de 1981

Fiscalização sanitária pode fechar Mercado Com o intuito de evitar doença infectocontagiosa, a fiscalização sanitária pode bater as portas do Mercado Municipal de Peixes. Apesar de inúmeras reclamações de macaenses e até de turistas, contra o estado de calamidade que se encontra o Mercado Municipal, onde o camarão é lavado com a água do esgoto que ali deságua, segundo denúncias feitas pelo Venerável Mestre da Loja Gonçalves Ledo ao coordenador das Baixadas Litorâneas, o prefeito Carlos Mussi, até a presente data, não deu a devida atenção ao problemas, apesar de jé ter sido intimado a realizar obras que possibilitem o máximo de higiene possível.

Corrida Rústica de Verão acontece dia 18 Numa promoção do Jornal O DEBATE, através de colaboração e parceria com a Polícia Militar, Forte Marechal Hermes, e outras entidades, foi marcada para o próximo dia 18 a I Corrida Rústica de Verão. A comissão organizadora estabeleceu a participação de quatro categorias, com as idades entre 18 a 30 anos; 31 a 40 anos; 41 a 50 anos e acima de 50 anos. O primeiro colocado de cada uma das quatro categorias ganhará um troféu e os que ficarem em segundo e terceiro lugar, ganharão medalha de participação. A partida será na entrada do loteamento Mirante da Lagoa e a chegada será na Praça Irmãos Ferreira Rabelo.

Assassinos de PM estavam em Macaé Informações sigilosas prestadas à Delegacia de Polícia de Macaé possbilitaram a captura de dois assaltantes altamente perigosos, os quais se encontravam em Carapebus, 39° Distrito. Assim que DEPOL teve conhecimento que os foragidos da polícia da capital fluminense ali se encontravam, cuidou logo de enviar para lá dois agentes. O trabalho não foi difícil. Os suspeitos não reagiram à abordagem dos agentes e foram presos. Os dois meliantes foram trazidos para Macaé. Identificados como Ronaldo Batista de Souza, vulgo Russo, e um menor, confessaram que praticaram um assalto a mão armada


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Política

3

NOTA

Prefeito apresenta ações que irão beneficiar indústria do petróleo

EXECUTIVO

Prefeito reitera ao governo PONTO DE VISTA do estado realização de Situação complicada obras para o município Pezão, vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura, ao visitar Macaé, reforçou parceria com Dr. Aluízio.

U

m enorme pacote de obras necessárias para que Macaé consiga definitivamente nos próximos anos mudar a realidade não só da mobilidade urbana, como também de toda a infraestrutura da cidade como abastecimento de água, segurança, porto e habitação, dentre muitas outras, levou Dr. Aluízio Júnior (PV), a uma nova audiência com o governador Sérgio Cabral e o vice-governador Pezão, nesta segundafeira, no Palácio Guanabara. No primeiro conjunto de obras sugeridas está o projeto de construção do Arco Viário de Santa Tereza, que vai tirar o tráfego pesado do Centro da cidade e interligará a região de Imboassica a São José do Barreto, onde será construído o terminal portuário. Cada pista da rodovia Santa Teresa que interligará a RJ-168, a estrada da serra, e à Rodovia Amaral Peixoto, além de ciclovia, vai ter espaço para as 700 carretas que trafegam por dia em Macaé. O custo estimado é de R$ 95 milhões, dos quais, R$ 60 milhões do estado e R$ 35 milhões do município. Após a assinatura do convênio, segundo o secretário municipal de Obras, Antônio Nunes Pires, o projeto será encami-

WANDERLEY GIL

Prefeito de Macaé, Dr. Aluízio ao lado do vice-governador, Pezão durante audiência no Palácio Guanabara nhado para a secretaria municipal de Obras para aprovação e, posteriormente, à secretaria estadual e ao Tribunal de Contas que vai analisar os detalhes. No primeiro encontro com o vice-governador Pezão, ocorrido dia 28 de janeiro deste ano no gabinete do Macaé Centro, Dr. Aluízio fez outras reivindicações ao governo estadual anunciadas durante a reunião da Firjan na última quarta-feira

(19). Investimento da Cedae para melhorar o abastecimento de água no valor de R$ 105 milhões e atender a cerca de 40 mil pessoas que hoje não têm acesso à água, foi o tema da reunião. “Macaé deixou de ser provinciana há décadas. Fazer política não é agradar. Macaé tem sérios problemas com segurança, com o abastecimento de água, com a mobilidade urbana, com o porto, com o aeroporto, com

o saneamento básico e outras demandas. Quero terminar o mandato com a solução dos problemas. O investimento para o esgoto em cinco anos é de R$ 1 bilhão e a obra tem o custobenefício. Ou Macaé se qualifica para o futuro ou perde a sua importância de infraestrutura daqui a 10 anos. Pensamos numa nova cidade com a requalificação urbanística e ambiental”, disse Dr. Aluízio.

SAÍDA

Eduardo Neiva, exonerado pelo prefeito a pedido, deixa o IMMT KANÁ MANHÃES

Com uma vasta história de trabalho e realizações no em Macaé e região, ele faz parte do PSDC físico macaense, com uma vasta história de trabalho e realizações no município de Macaé e região, Eduardo Neiva foi convidado e ingressou recentemente nos quadros do Partido Social Democrata Cristão - PSDC Em ofício encaminhado ao prefeito do município de Macaé, Dr. Aluízio (PV), o geofísico da Petrobras, Eduardo Neiva, solicitou sua exoneração do Cargo de Diretor Presidente do Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia - IMMT, autarquia municipal para desenvolvimento de pesquisas e serviços tecnológicos, com ênfase na certificação de equipamentos, produtos e processos. A portaria foi publicada ontem. O convite para que Eduardo Neiva participasse do governo municipal partiu do próprio prefeito Dr. Aluízio, assim que asumiu a gestão do governo no início de 2013, quando o mesmo encaminhou pedido de cessão do geofísico Eduardo Neiva, integrante da força de trabalho da Petrobras, ao Ministro de Minas e Energia, Edson Lobão, com o aval da presidência da empresa. Eduardo Neiva, cuja nomeção ocorreu há exatamente um ano, aceitou o convite tendo uma importante missão de recuperar as atividades do órgão, que estavam prtaicamente paralisadas e, ainda, avançar nas relações com a Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, onde se estabaleceu ações conjuntas do início da implantação do Centro de Desenvolvimento

Físico integrou a presidência do Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia durante a 1ª gestão do novo governo municipal

Não é de hoje que a população brasileira vem tomando conhecimento de reportagens em todos os meios de comunicação onde a Petrobras está sempre envolvida. A empresa, que há três décadas chegou a ser considerada a quinta maior do mundo, principalmente quando descobriu o campo de Garoupa e a Bacia de Campos, passou a ser a principal fonte de riqueza do chamado ouro negro, alcançando 82% da produção nacional, hoje amarga uma queda vertiginosa, o que não orgulha muito aos brasileiros que acreditaram e investiram no sucesso da empresa. Difícil, para o cidadão brasileiro humilde entender o que aconteceu e está acontecendo. Difícil, também, pelos grandes investidores que acompanham com lupa o movimento da Bolsa de Valores. Os trabalhadores que na década passada tiveram a oportunidade de investir o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), obtendo bons resultados, amargaram, como todos os acionistas, uma perda preocupante. Isto porque, em 2007, quando açodadamente o então presidente da Agência Nacional do Petróleo, Haroldo Lima (PCdoB), antes do governo, anunciou a descoberta da camada de pré-sal e, ainda, o gasto perdulário (palavras dele), com o dinheiro dos royalties distribuídos pela exploração de petróleo e gás, aguçando a briga política e afirmando que, por estar o petróleo produzido no mar e este, constitucionalmente, pertencer à União, os recursos deveriam ser distribuídos por todos os mais de 5.560 municípios brasileiros. A partir de então, a briga política no Congresso Nacional e a promessa do presidente Lula na ocasião de vetar a mudança

que previa perdas incalculáveis para os estados e municípios produtores, acirrou ainda mais os ânimos e até hoje, com a mudança na legislação, e uma ação no Supremo Tribunal Federal, um desfecho que ninguém imagina quem vence. De lá para cá, a então ministra da Casa Civil e também presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Dilma Rousseff, que se tornou presidente, para garantir a governabilidade, se tornou refém do toma lá dá cá, a ponto de Lula cair nos braços daqueles que ele mais combatia como o ex-presidente Fernando Collor de Mello, José Sarney e até Paulo Maluf. Difícil entender tudo isso. Mais ainda, depois dos escândalos que vêm sendo anunciados que deixam o contribuinte de cabelo em pé. Deixando de lado (nem tanto) a esfera central, e reportando o que se passa aqui em Macaé, mesmo que a empresa negue, a Petrobras há cerca de dois ou três anos, vem promovendo o esvaziamento do município com a transferência do quadro administrativo da Unidade Operacional Rio, para a capital, o que repercutiu com intensidade esta semana ao ser concluído o processo. Há informações de que a causa são os campos que vêm sendo desativados por não apresentarem mais rentabilidade. Com isso, quem não se preparou para o novo, a camada de pré-sal, amargou o fim de contratos e a partir daí repercutiu mais ainda a dispensa de trabalhadores, porque as empresas estão indo embora. Lá, no polo offshore (Novo Cavaleiros), diversos galpões estão com placas de aluga-se. Para quem? Difícil de entender por que não houve manifestação da Petrobras sobre o perigo que ronda o município.

***

Aeroporto, o desafio. Depois de amargar a saída da Unidade Operacional Rio, de Macaé, os empresários que confiam e acreditam que o município vai continuar refletindo o desenvolvimento por sediar aqui a principal estrutura da Petrobras para a exploração da camada de présal, olham para o futuro e conseguem enxergar luz no fim do túnel. Mas o caminho a percorrer é desafiante porque, como a classe política desgastada - as manifestações espontâneas estão prometendo surpresas antes da Copa - não ouve a voz das ruas, eles, os empresários, acabam se tornando o porta voz dos anseios da população. É o caso, por exemplo, da luta pela duplicação da BR-101 que, mesmo prometida com rapidez e os políticos anunciando a cada tempo uma conquista, a concessionária esbarra nas licenças exigidas pelo próprio governo para ganhar tempo e prazo. Quem acredita que a duplicação entre Macaé e Rio Bonito esteja concluída em menos de 10 anos? Como a experiência empresarial não anda cangada na burocracia, as instituições das quais fazem parte, levam eles, os empresários, a tomar iniciativas que caberiam sim, aos políticos. Como o peso recai sobre as empresas, eles têm pressa e buscam, em tempo hábil, encontrar caminhos para uma questão que vive esquecida. Apesar de fazer parte do Plano Diretor da Infraero, uma pista de 1.500 metros

de extensão, não está contemplada no planejamento estratégico. Não demora muito, o aeroporto de Macaé vai ser paralisado outra vez e não se sabe por quanto tempo, o transporte aéreo. Tudo porque a atual pista, apresentando buracos, não vai permitir mais o pouso mesmo das pequenas aeronaves da Azul, que tem este município como destino. Por essa e outras razões, é que a Associação Comercial e Industrial de Macaé e a Comissão Municipal da Firjan, começaram a engajar na luta, outros atores para fortalecer o movimento para reivindicar do ministro Moreira Franco, da Secretaria de Aviação Civil, a construção da nova pista, em vez de consertar a atual. Isto acontecendo, Macaé poderá receber aviões com capacidade de 72 passageiros ou mais. Estimam eles que a construção de uma pista pode levar no máximo, dois anos. E tudo isso é urgente porque o aeroporto é hoje a principal sala de visitas do município e a BR-101... aqui pra nós, você acredita que ficará pronta em menos de 10 anos ou mais? Daí a necessidade de reforçar o movimento que vai contar com o apoio maciço da população. Mais um detalhe: é só a Petrobras querer que isso acontece. Quem duvida, já que o aeroporto de Macaé só existe porque foi a Petrobras que o construiu para atender a sua demanda? Anote no seu caderno...

PONTADA

Tecnológico IMMT-UFRJ. Após o anúncio de sua saída, prevista para o final de março/2014, a reportagem fez contato com Eduardo Neiva. Ele informou sobre o conteúdo do ofício encaminahdo ao prefeito, onde cita os agradecimentos ao Dr. Aluízio, pela oportunidade de retornar ao IMMT e auxiliar tanto na sua reconstrução e reestruturação quanto de modo geral em poder ajudar na construção de uma sociedade melhor. Eduardo Neiva se colocou à dis-

posição do atual governo do município, na condição de cidadão, para auxiliar no desenvolvimento de ações e projetos que possam efetivamente contribuir para o aumento da qualidade de vida da população. Físico macaense, com uma vasta história de trabalho e realizações no município de Macaé e região, Eduardo Neiva foi convidado e ingressou recentemente nos quadros do Partido Social Democrata Cristão - PSDC e, com sua saída da pasta de presidente do IMMT,

se coloca à disposição como précandidato a Deputado Federal, devendo então participar das convenções do partido em junho, onde serão então definidos e registrados os candidatos do partido para o próximo pleito eleitoral. No contato mantido com ele ontem (22), através do telefone, Eduardo Neiva informou que pretende fazer até o final dessa semana um balanço da sua gestão à frente do IMMT nesse período de um ano, antes do seu retorno às suas atividades na Petrobras em abril.

O advogado Paulo Fernando Melo, de Brasília, quer a suspensão do registro de advogado de José Dirceu (PT), por entender que, por falta de idoneidade moral por ter sido condenado no mensalão, o ex-ministro não pode mais pertencer aos quadros da OAB. O pedido foi feito ao Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil que decidiu encaminhar o caso para a seção da OAB em São Paulo, onde o petista é inscrito. O ex-prefeito Alcides Francisco Ramos, conhecido como “Bicho Velho” porque era a maneira simples de chamar seus interlocutores, completou ontem (22) 94 anos. Para celebrar a data, Marilza, sua fiel companheira, reuniu no restaurante Durval para um almoço de confraternização, nada menos do que 100 amigos de Alcides que vai bem. Ele exerceu o cargo de prefeito três vezes e foi deputado estadual. Na reunião da Firjan realizada quarta-feira (19), com a presença do prefeito Dr. Aluízio, o empresário Edmilson fez alguns comentários abordando temas de interesse do município e da população. Ele foi claro e objetivo ao afirmar que “a Autopista Fluminense quer dar para às pessoas diploma de burro, porque colocou dois quebra-molas na pista duplicada da BR-101, sentido Campos. Vai ver... Até domingo.


4

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Opinião EDITORIAL

NOTA

UFRJ vai realizar I Mostra de Vídeos sobre Alimentação Infantil

FOTO LEGENDA WANDERLEY GIL

Crescimento x Desafio De acordo com dados, um dos principais fenômenos ocasionados pelo privilégio de Macaé se tornar a Capital Nacional do Petróleo, sem esquecer, é claro, de todo o ônus embutido nesse reconhecimento internacional, é o crescimento populacional da cidade exponencial e não deve parar pelos próximos anos.

A

s estatisticas apontam que em três anos, o município recebeu quase 20 mil novos moradores que chegaram à cidade atraídos, p r i n c i p a l m e n t e, p e l a s oportunidades profissionais e financeiras proporcionadas pela indústria do petróleo. Número que poderia ser ainda mais expressivo se uma outra grande parte de profissionais que passaram a atuar nas atividades relativas ao arranjo produtivo do óleo bruto e do gás natural explorados na Bacia de Campos não optassem por viver em outras cidades, em especial, Rio das Ostras que, diante desse fenômeno, ainda é o município cujo quantitativo populacional mais cresce em todo o território nacional. Os números refletem também o desafio do poder público de reestruturar e promover um melhor atendimento aos antigos e novos cidadãos, através da aplicação dos abundantes recursos públicos que somam mais de R$ 2,2 bilhões, de acordo com a previsão orçamentária para este ano. A o s a l t a r d e 2 1 7. 9 5 1 moradores em 2012 para 224.442 em 2013, números atualizados neste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Macaé registra um dos principais impactos que devem ser contornados à medida que a cidade se torna ainda mais rica. Apesar de serem positivos, os números que representam o cenário de crescimento demandam

uma atenção e um empenho maior das autoridades municipais responsáveis por conduzir a gestão da cidade que produz mais de 80% do petróleo brasileiro. Quando se fala em crescimento da população, se pensa também na necessidade de ampliação de serviços como a Saúde e a Educação, sem falar nas necessidades básicas de cada cidadão, relativas também ao saneamento básico. Somado a isso, Macaé registra também o fenômeno chamado população flutuante, moradores de várias cidades da região, do país e do mundo, que permanecem por períodos na cidade, buscando acesso a todos os serviços públicos necessários e o número estimado é de mais 70 mil pessoas. Quanto mais se registra o crescimento da cidade, mais cresce o desafio do poder público de recuperar o tempo e os investimentos não feitos ao longo dos últimos anos, e ainda planejar o futuro da cidade que tende a expandir, ainda mais, o número populacional e sua economia nos próximos anos, diante das estimativas da produção do petróleo. Passado o período de arrumação de casa, o novo governo terá que apresentar em 2014 resultados pertinentes e funcionais para comandar um grande processo de reestruturação de Macaé. A burocracia política é lenta, mas o ritmo de crescimento de Macaé segue a passos bem largos.

ESPAÇO ABERTO Desenvolvimento, Cultura e Meio Ambiente Juntos em Macaé O FUMDEC apresenta uma nova ferramenta para tomada de decisões no desenvolvimento econômico de Macaé

A

partir da parceria com o Solar dos Mellos - Museu da Cidade e Secretaria de Ambiente,o Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social iniciou ação de desenvolvimento através do projeto Carta Arqueológica de Macaé. O principal objetivo da Carta Arqueológica é o levantamento sistemático do patrimônio arqueológico e histórico macaense, ação que resultará na preservação, salvaguarda, valorização e conscientização. A proposta busca através da educação patrimonial, reforçar sentimentos de pertencimento e propriedade entre comunidades e patrimônio comunitário, contribuindo para a manutenção dos laços de identidade. A disponibilização pública do mapeamento no site da Prefeitura constitui fer-

ramenta importante para a tomada de decisão das empresas e indústrias macaenses ou que objetivem estabelecer-se na Capital do Petróleo. Na medida em que explicita, com precisãogeoreferenciada, os bens tombados, áreas de interesse histórico e preservação ambiental do município, a Carta constitui um índice estratégico. As ações do projeto incluem a criação de programa de educação patrimonial acompanhadode educação ambiental a ser implantado nas áreas de preservação municipais. O programa atenderá às diretrizes dos órgãos envolvidos, garantindo através de interlocução constante a excelência do produto. Gustavo Peretti Wagner Diretor de Projetos Socioeconômicos (FUMDEC - Prefeitura de Macaé). Arqueólogo e Historiador, Dr.

Utilizar árvores para publicidades e propagandas em Macaé é proibido, previsto no Art. 131 da LC n.º 079/2007. Um caso desse tipo foi registrado essa semana na região do São José do Barreto. Além de uma infração, os pregos em árvores podem causar danos, como apodrecimento do tronco, causando sua morte.

PAINEL Passe escolar

Antirrábica

PROUNI

Pesca

Nova Vida

HPM, correção

Moradia

Esporte

Educação

O prazo para o recadastramento do Passe Escolar encerra no próximo dia 30 de março. Para realizar o procedimento, é necessário que os interessados compareçam à Central da Gratuidade (Passe Escolar), que fica na Estação Ferroviária, na Rua Euzébio de Queiroz 678, Centro. O recadastramento é realizado das 8h às 16h, de segunda à sexta-feira. Os pais e responsáveis devem estar atentos ao prazo para que não haja nenhum transtorno futuramente e os estudantes possam usufruir. Na última semana a Guarda Ambiental de Macaé apreendeu mais de 200kg de peixes na Lagoa de Imboassica. A ação faz parte da Operação “Pesca Legal”. Entre as espécies apreendidas estão tainha, robalinho, acará, tilápia e parati. A pena para os infratores é de dois a quatro anos de prisão, por pesca predatória e descumprimento de resolução municipal e da Lei Federal 9.605/98, que dispõe sobre as sanções penais derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. a prefeitura está dando a oportunidade para que as pessoas possam morar em outro local. A partir do cadastramento feito pela Secretaria de Habitação e pela Defesa Civil, com laudos e valores estipulados pela Secretaria de Obras, os moradores poderão escolher a casa em que desejam morar, tendo como base o valor de seu imóvel próprio. Esse valor será imediatamente ressarcido pelo município, no ato da compra. A escolha do bairro e do imóvel fica a critério do morador.

Em apenas oito dias, foram vacinados 1.533 cães e gatos pela campanha de vacinação antirrábica nos distritos e localidades da Região Serrana: Córrego do Ouro, Trapiche, Serra da Cruz, Glicério e Frade. A vacinação prossegue na Cabeceira do Sana (24/3); Sana e Barra do Sana (25 e 26/3); Bicuda Grande (28 e 31/3); Bicuda Pequena (01/4) e Cerro Frio (02/4). A campanha tem levado muitas pessoas a protever seus animais doméstico com a vacinação. Os 754 jovens inscritos no Processo Seletivo Simplificado (PSS) para Cadastro de Reserva de Adolescentes do Programa Nova Vida precisam comparecer na sede da secretaria de Administração (Semad) para retirar o cartão de confirmação de inscrição. O prazo final é dia 27 deste mês. A Semad funciona na Avenida Rui Barbosa, 275, Centro, Galeria Macaé Center, e o atendimento será na sala 204, das 9h às 16h. A oportunidade é única e vale a atenção. As equipes do Fluminense e Volta Redonda se enfrentam em Macaé, no Estádio Cláudio Moacyr, neste domingo, às 16h. Os times estão em fases diferentes. O tricolor vem de um empate com o Vasco por 1x1 e ocupa a segunda colocação da tabela com vinte e oito pontos, já classificado para a semifinal. Já o Volta Redonda, está em oitava colocação com dezessete pontos, vindo de uma boa vitória por 3x1 diante do Nova Iguaçu. O Macaé Esporte enfrenta fora o Audax.

O Ministério da Educação (MEC) anuncia mudança na regra para bolsas remanescentes do Prouni. De acordo com o órgão, com a mudança as universidades que receberem alunos contemplados por bolsas de estudo remanescentes do Programa Universidade para Todos (Prouni) não poderão mais cobrar mensalidades dos meses anteriores à matrícula do aluno. A portaria com as novas regras foi publicada no Diário Oficial da União de sexta-feira (21). Diferente do que foi publicado ontem em nota nesta coluna, o Hospital Público Municipal HPM, que completou ontem 10 anos, foi fundado pelo ex-prefeito Silvio Lopes quando Dr. Pedro Reis (Secretário de Saúde), e José Augusto Andrade Silva (Secretário de Obras) faziam parte da equipe. A inauguração se deu em 2004, quando todos os três estavam em pleno exercício. Não foi o ex-prefeito Riverton que inaugurou, como saiu aqui. Fica a correção e escusa aos leitores. Na noite de sexta-feira (21), a Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Educação, deu um passo à frente no que se refere ao uso das novas tecnologias aplicadas à educação. A cidade é a primeira do Estado do Rio de Janeiro a formalizar um apoio técnico que será concedido pela empresa NET Serviços de Comunicação e o Instituto Crescer. O objetivo é contribuir com a melhoria da qualidade da aprendizagem dos alunos. A Net fornecerá 2 pontos de banda larga.

EXPEDIENTE

GUIA DO LEITOR

EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias.

TELEFONES ÚTEIS:

cnpj: 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. diretor responsável: Oscar Pires. sede própria: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate). Impresso pelo Sistema Offset. circulação: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. Representante: ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA. são paulo: R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • rio de janeiro: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • brasília: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745 (61) 3036-8293. tel/fax: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, e-mail: odebate@odebateon. com.br, comercial: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, e-mail: comercial@odebateon.com. br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

POLÍCIA MILITAR: 190 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: 191 SAMU - SERV. AS. MED. URGÊNCIA: 192 CORPO DE BOMBEIROS: 193 DEFESA CIVIL: 199 POLÍCIA CIVIL - 123ª DP: 2791-4019 DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR): 2791-5379 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330 DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENÚNCIA): 2796-8326 DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320 DISQUE-DENÚNCIA (CÂMARA DE MACAÉ): 2772-7262 HOSPITAL PÚBLICO MUNICIPAL: 2773-0061 AMPLA: 0800-28-00-120 CEDAE: 2772-5090 PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008 DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620 GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440 ILUMINAÇÃO PÚBLICA: 0800-72-77-173 AEROPORTO DE MACAÉ: 2772-0950 CARTÓRIO ELEITORAL 109ª ZONA: 2772-9214 CARTÓRIO ELEITORAL 254ª ZONA: 2772-2256 CORREIOS - SEDE: 2759-2405 AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527 TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100 SEDEX: 2762-6438 CEG RIO: 0800-28-20-205 RADIO TAXI MACAÉ 27726058 CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 plantão: 8837-4314 CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 plantão: 8837-3294 CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 plantão: 8837-4441


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Polícia

NOTA

Reforços chegam para controlar incêndio na Reserva de Itapebussus em Rio das Ostras

PACIFICAÇÃO

OCORRÊNCIA

Prefeitura encerra processo de licitação

Encontrado morto no Centro

Nessa semana, o prefeito Dr. Aluízio, durante encontro com empresários, afirmou que o processo de licitação para instalação dos módulos de segurança foi encerrado KANÁ MANHÃES

Daniela Bairros

danielabairros@odebateon.com.br

N

essa semana, durante encontro com empresários da Comissão Municipal da FIRJAN (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro), o prefeito Dr. Aluízio afirmou que o processo de licitação para a implantação dos módulos de segurança em comunidades de Macaé, foi encerrado. A previsão, segundo ele, é que os equipamentos sejam instalados até o final do mês nas comunidades da Malvinas, Nova Holanda e Ilha Leocádia. No final do mês passado, o Secretário de Ordem Pública de Macaé, Edmilson Jório, explicou que na Malvinas o módulo será instalado ao lado da praça que está sendo construída pelo PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Na Nova Holanda, o módulo será instalado ao lado do contêiner localizado nas proximidades do CIEP. Já na Ilha Leocádia, está sendo realizado um estudo para instalar o equipamento em uma melhor localidade. “As unidades que serão instaladas aqui em Macaé são padronizadas pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, ou seja, são semelhantes às UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) existentes em várias comunidades da capital.” Diferentemente das UPPs do Rio de Janeiro, que possuem dois andares, as que serão ins-

O corpo de Robson de Jesus foi localizado em uma casa abandonada um homem de 29 anos foi encontrado morto no início da manhã de ontem (22), por volta das 6h40, em uma casa abandonada na Rua Júlio Olivier, no Centro, próximo a um supermercado. Segundo a Polícia Militar, Robson de Jesus Lopes Barbosa foi encontrado enforcado com uma corda na

varanda da residência. A PM informou que um morador passou pelo local, viu o homem e acionou a polícia Setor Golf, que registrou a ocorrência. A perícia foi acionada ao local. O corpo de Barbosa foi removido ao IML (Instituto Médico Legal) de Macaé, para saber a causa da morte, mas os primeiros sinais dão conta de que pode ter ocorrido homicídio. O caso está sendo investigado na 123ª Delegacia de Polícia. KANÁ MANHÃES

Um dos módulos de segurança está localizado no bairro Lagomar taladas nas comunidades de Macaé, possuirão um andar, com atendimento ao público, alojamento e vestiário. No final de fevereiro, o Secretário de Ordem Pública de Macaé e o Comandante do 32º BPM, Ramiro Campos, estiveram reunidos com o Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Rio. Na ocasião, foi discutida a necessidade de colocação de pelo menos oito policiais militares nos três módulos de segurança que serão instalados em Macaé. Jório afirmou que esse efetivo não será possível, já que a segurança estará voltada à Copa do Mundo. “Nos foi passada a informação de que um es-

tudo será realizado. O cenário desse atendimento imediato não está favorável, porque a estratégia de emprego de policiais está focada na Copa do Mundo e em possíveis manifestações que possam ocorrer. Segundo o Comando Geral da Polícia Militar, o reforço de policiais até para depois da Copa será para a região metropolitana do Rio de Janeiro. No momento, a situação é negativa para nós, mas o coronel entendeu que todo interior do estado, particularmente essa região, precisa ser tratado com uma certa prioridade.” Jório ressaltou também que se houver dificuldade no efe-

tivo de policiais militares nos módulos das três comunidades de Macaé, a Ilha Leocádia ficará para um segundo momento. “Na Ilha Leocádia, os policiais ficarão em posições vulneráveis. Os policiais que foram deslocados ao módulo da Ilha Leocádia terão que ter uma melhor preparação, mas os módulos que serão instalados na Malvinas e Nova Holanda já suprem a necessidade de aumento na segurança.” O secretário de Ordem Pública explicou ainda que os módulos vão substituir os contêineres já existentes nas comunidades, sendo que quatro serão deslocados ao bairro Lagomar.

ALIMENTAÇÃO

Operação do Procon fiscaliza comércio de carne moída em supermercados DIVULGAÇÃO

Durante a operação, os fiscais encontram irregularidades em dois estabelecimentos a coordenadoria extraordinária de Proteção e Defesa do Consumidor, Procon Macaé, fiscalizou diversos supermercados da cidade, na Operação “Boi Ralado”. O trabalho de fiscalização teve início na última semana e vistoriou 16 estabelecimentos. O objetivo da operação foi identificar locais que comercializam carne previamente moída, o que é proibido pelo Decreto Estadual nº. 6.538/83, segundo o qual a carne só pode ser moída na hora da compra e na presença do consumidor. Durante a operação, os fiscais encontram irregularidades em dois estabelecimentos, ambos foram autuados e multados. As mercadorias foram inutilizadas e descartadas. Em um deles também foram encontradas bebidas do tipo chá mate com validade vencida. Infração que também rendeu ao supermercado multa. O artigo 117 do Decreto Estadual 6.538/83 estabelece que: “Nos estabelecimentos que comercializam carnes, será facultada a venda de carne fresca moída, sendo feita esta operação, obrigatoriamente, em presença do comprador, ficando, porém, proibida mantê-la estocada, nesse estado.” O coordenador do Procon, Carlos Fioretti, ressalta a importância do

5

trabalho realizado em prol de garantir que sejam cumpridos os direitos dos consumidores. - Estamos imprimindo um ritmo diferente de trabalho, tornando o órgão de defesa do consumidor mais pró-ativo em nossa cidade, na fiscalização de estabelecimentos que descumprem o Código de Defesa do Consumidor. Nossa intenção é melhorar e dar uma resposta mais eficaz à sociedade. Recentemente o Procon

fiscalizou todas as agências bancárias da cidade, a fim de verificar o atendimento prestado aos clientes. Agências bancárias foram autuadas e multadas por não disponibilizarem assentos suficientes para idosos, gestantes e pessoas com necessidades especiais. A quantidade de assentos destinada aos clientes preferenciais deve atender o mínimo de 10 pessoas, conforme estabelece a legislação, o

O Decreto Estadual 6.538/83 estabelece que nos estabelecimentos que comercializam carnes, será facultada a venda de carne fresca moída, sendo feita esta operação na presença do cliente

que não vinha sendo cumprido pelos bancos em Macaé. O Procon Macaé funciona no Paço Municipal, situado na Avenida Presidente Sodré, nº. 534, subsolo, Centro, de segunda-feira a sexta-feira, no horário de 8h às 17h, e está à disposição para receber reclamações e defender os consumidores. Os telefones são os seguintes: (22) 27620057 / 2796-1091 / 2796-1068 e 2791-9008, ramal 280.

Robson Lopes Barbosa foi encontrado enforcado numa casa abandonada na manhã de ontem (22)

ÁGUA

Dia Mundia da água na lagoa Atividade contou com a participação de pequenas embarcações em um cenário que a natureza agradece, a Logoa de Imboassica, em Macaé, reuniu na manhã deste sábado, 22 de março, cerca de 70 adeptos dos esportes náuticos. O motivo é a comemoração do Dia Mundial da Água e, para lembrar a data, a secretaria de Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade, Gestão de Águas e Território, realizou uma regata, sem caráter competitivo. A atividade contou com a participação de pequenas embarcações, entre caiaques, stand up e canoas. O trecho do percurso foi de sete quilômetros, entre a barra da lagoa e o bairro Mirante da Lagoa. O supervisor de operações, Josias Caldeira, 58, pratica stand up e revela a importância da ação. “Além de ser bom para o meio ambiente, é uma oportunidade para integrar todas as pessoas que valorizam os esportes aquáticos”, disse. O coordenador de Biodiver-

sidade, Gestão de Águas e Território, Sávio Magaldi, afirma que o objetivo é mostrar que a água, além de ser primordial para a existência de homens, animais e plantas, é também um importante meio de lazer, na sua utilização para a realização de práticas esportivas. “Nesse dia de comemoração das águas, queremos sensibilizar a todos sobre a importância de preservarmos esse recurso hídrico. Conseguimos reunir diferentes grupos entre várias gerações. O papel do poder público é fomentar essas atividades que, certamente, promovem melhorias para o meio ambiente”, frisou. O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. Esse dia, em cada ano, é destinado à discussão sobre os diversos temas relacionados a este bem natural. Cerca de 0,008 %, do total da água do planeta, é potável (própria para o consumo). E grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) está sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. DIVULGAÇÃO

Robson Lopes Barbosa foi encontrado enforcado numa casa abandonada na manhã de ontem (22)


6

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Economia

NOTA

Lucro da Dufry cai para R$ 224,8 milhões em 2013

PETRÓLEO WANDERLEY GIL

Base da Imbetiba é uma das mais movimentadas da Petrobras em todo o Brasil

QUESTÃO DE JUSTIÇA colunaquestaodejustica@gmail.com

Andrea Meirelles

A adoção - dúvidas frequentes

Operações da UO Rio da Petrobras encerram atividades em dezembro O prefeito Dr. Aluízio Junior (PV) disse ter sido surpreendido com as informações não oficiais e pretende pedir audiência à presidente da Petrobras

A

s informações não confirmadas pela Petrobras sobre a desativação da Unidade Operacional Rio, que esta semana ganhou as ruas em versões

diferentes, alarmando empresários e a população envolvida na indústria do petróleo, estão sendo consideradas como verdadeiras após terem alguns funcionários da

estatal e de empresas contratadas, recebido e-mail para decidir, de forma voluntária, sobre a transferência para o Rio de Janeiro. Hoje, cerca de 250 funcionários

da Petrobras e 300 de trabalhadores das empresas de apoio, estão informados que a UO Rio encerra suas atividades administrativas em Macaé até dezembro deste ano. A empresa que colocou um enorme prédio situado na Avenida Aristeu Ferreira da Silva, bairro Novo Cavaleiros, para onde seriam transferidos cerca de duas mil pessoas e tem capacidade para 600 vagas de garagem, vai abrigar agora o setor de logística. O prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV) disse ter sido surpreendido com as informações não oficiais e pretende pedir audiência à presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, para tentar reverter a situação, embora improvável, considerando que o processo está em fase de finalização.

INDÚSTRIAS

Qualidade da banda larga industrial na tarde do último dia 18, o presidente do Sistema FIRJAN, Eduardo Eugenio Gouvêa Vieira, esteve com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, em Brasília, para discutir mais uma vez o pacote empresarial essencial de oferta de serviços de banda larga no país. O setor industrial quer garantir a pequenas e médias empresas acesso com velocidade Mbps, com garantia mínima de 20% da banda contratada, em 147 municípios que concentram 51% da indústria nacional, a partir de alguns critérios - cidades com mais de 700 indústrias de micro, pequeno ou médio porte, com mais de três grandes indústrias ou com valor adicionado bruto da indústria acima de R$ 1 bilhão. A proposta “Evolução recente e perspectivas da banda larga empresarial no Brasil”, realizado em 2013, chama atenção para o fato de que apenas as micro e pequenas empresas foram incluídas no Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que busca massificar o acesso a 1Mbps no país até 2014. Isto, se comparado a outros países, mostra uma grande disparidade.

A adoção no Brasil leva muito tempo. É muito comum relatos de famílias que esperam muitos anos para ter esta oportunidade. Do outro lado, temos crianças e adolescentes que por vezes aguardam este momento por anos e anos, e passam suas vidas em abrigos. Dados do Cadastro Nacional de Adoção (CNA) mostram que das 5,4 mil crianças e jovens para doação, mais de 80% (4,3 mil) estão na faixa etária acima de nove anos. Pelas contas do CNA existem 5,5 vezes mais pretendentes do que crianças aptas a serem adotadas. Paralelamente a isto, existem filas e muitas crianças/jovens sem família. E a explicação para este fenômeno é simples, a exigência dos pretendentes. Segundo os dados do CNA a maioria dos pretendentes

prefere adotar crianças até três anos, brancas, sem irmãos, e sem nenhuma doença ou deficiência. Do ponto de vista legal, a escolha é legítima, mas está muito distante da realidade. Para se ter uma ideia, 80% dos pretendentes não aceitam adotar irmãos, mesmo que 77% das crianças abrigadas não sejam filhos únicos. A maioria (74%) deseja crianças de zero a três anos, mas apenas 4% das crianças se encaixam neste perfil. E 22% das crianças possuem problemas de saúde ou são portadoras de deficiência, mas apenas 8% dos candidatos não fazem restrição a este tipo de perfil. Soma-se a isto a lentidão do sistema judicial, pois de acordo com os dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), apenas 10,7% das crianças no Brasil estão em condições de adoção.

Quem pode adotar e quem pode ser adotado? É considerada apto para a adoção, criança ou adolescente, cujos pais sejam falecidos e/ou desconhecidos, ou quando tiverem sido destituídos do poder familiar, ou ainda quando concordem

com a adoção. E homens e mulheres maiores de idade, de qualquer estado civil, desde que respeitem a diferença etária de 16 anos entre o pretendente e o adotado, podem adotar.

Como é o procedimento? O primeiro passo é procurar a Vara de Infância e Juventude da sua cidade e se informar sobre o processo de habilitação. O processo de inscrição é realizado no próprio cartório da Vara de Infância através de uma petição, que deve estar acompanhada da seguinte documentação: identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento, comprovantes de residência e de rendimento, atestado ou declaração médica de sanidade mental e física, certidão negativa de distribuição cível e certidão de antecedentes criminais. Depois será necessário passar por uma preparação psicossocial e jurídica, e o pretendente será submetido a uma avaliação técnica, com entrevistas e visita domiciliar. Nesta entrevista será necessário descrever o perfil da criança ou adolescente procurado para a adoção, e se deseja adotar irmãos, já que a lei prevê que estes não devem ser separados. Quanto menores as restrições do pretendente, maiores serão as chances de se encontrar uma criança ou jovem para adoção. Esta análise será encaminhada ao Ministério Público, que dará um parecer e encaminhará o processo ao Juiz, que poderá dar uma sentença habilitando

o pretendente, que terá então seu nome inscrito no Cadastro da Adoção. A validade da análise é de dois anos. Será a equipe técnica que verificando que existe uma criança ou jovem dentro do perfil indicado pelo pretendente na entrevista que irá marcar um primeiro encontro entre os dois. A partir daí, será possível visitar a criança ou jovem no Abrigo onde mora, durante um estágio de convivência monitorado tanto pela Justiça quanto pela equipe técnica. Pequenos passeios também podem ser autorizados, para que os vínculos amorosos comecem a ser estabelecidos. O tempo de duração deste estágio será avaliado caso a caso. Finalizada esta etapa, e decidindo o pretendente pela adoção, este poderá ingressar com o processo e requerer a guarda provisória da criança ou jovem até o julgamento final, e a nova família será acompanhada através de visitas periódicas. Finalizado processo, a criança ou jovem passa a ter todos os direitos de um filho biológico, e será lavrado um novo registro de nascimento, já com o sobrenome da nova família. Em alguns casos também é possível alterar o primeiro nome.

A adoção é irrevogável A única forma de se adotar é através de um processo judicial. A “adoção a brasileira”, assim chamada à prática ilícita de se forjar um registro - a criança nascida de outra pessoa é registrada em nome de outra - é um crime, cuja pena é de reclusão de 2 a 6 anos (artigo 242 do Código Penal).

A adoção é irrevogável, e mesmo que os pais biológicos queiram a criança ou jovem adotado não será mais possível, pois com a sentença judicial a família biológica perde todo e qualquer direito sobre a criança/ adolescente. Sem dúvida a adoção é um ato de amor que merece ser incentivado.


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

LONGEVIDADE

KANÁ MANHÃES

Amigos e parentes do ex-prefeito de Macaé, Alcides Ramos, prestigiaram os seus 94 anos no último sábado (22)

Ex-prefeito de Macaé, Alcides Ramos, completa 94 anos Aniversário reuniu amigos e familiares de Alcides Ramos, cuja trajetória marcou Macaé Daniela Bairros

danielabairros@odebateon.com.br

O

ex-prefeito de Macaé, Alcides Francisco Ramos, completou no último sábado (22), 94 anos de vida. A data foi comemorada com um almoço reunindo amigos, familiares e autoridades. A esposa de Alcides Ramos, a jornalista Marilza Pentagna, emocionada, declarou que a cada ano que passa, o aniversário do marido é celebrado com muita alegria e satisfação. “O tempo vai passada, e Alcides o acompanha de uma forma perfeita. Se adapta às ocasiões, aos dias, ao tempo. É claro, como todas as pessoas, enfrentamos dificuldades do dia a dia, mas no fundo, é uma pessoa feliz, realizada e gosta sempre de estar com os amigos. Tenho certeza de que está muito feliz com essa comemoração. Alcides Francisco Ramos nasceu em 22 de março de 1920. É filho de Bento Francisco Ramos e Mariana Maria de Jesus. Origem de família humilde de 18 irmãos. Sempre trabalhou na lavoura e pequenos negócios em Quissamã. Apesar de nunca ter se envolvido com a política, foi influenciado por amigos e, em 1954, se elegeu vereador em Macaé. Na ocasião do afastamento do prefeito Eduardo Serrano, assumiu a prefeitura, onde atuou no

governo por um ano. Em 1972 foi eleito prefeito e assumiu novamente a prefeitura por quatro anos, quando encontrou o Executivo falido falida, com o pagamento dos funcionários atrasados vários meses. Com quatro meses de governo, colocou os pagamentos em dia. Equipou a frota de veículo e ele, juntamente com os assessores, destacando a presença diária e a ajuda incansável do irmão Francisco Ramos, sempre à frente destas obras e contando com a colaboração em massa dos funcionários da Prefeitura, realizaram várias obras como: saneamento básico (águas pluviais e esgoto), aberturas de ruas com calçamento, colocação de 553.000 metros quadrados de asfalto no bairro Aeroporto, cobertura da vala do Jesuíta, calçamento na Barra de Macaé, fez os canteiros na Avenida do canal, entre outras. Macaé possuía oito distritos nesta época: Imburro, Córrego do Ouro, Glicério, Sana, Frade, Bicuda, Carapebus e Quissamã. Todos esses distritos receberam grandes obras como abertura de estradas com calçamento e saneamento, postos de saúde e escolas. Em 1982 foi eleito novamente prefeito e deu prosseguimento às metas. Neste período, sobressaiu a colocação do asfalto e água para Quissamã com a parceria entre a Prefeitura e Governo do Estado de Moreira Franco.

Foram feitas grandes obras em Quissamã como: hospital, posto de saúde, escolas, abertura de 39 quilômetros de estrada de Quissamã para a Barra do Furado, ligando Quissamã a Campos. Alcides conseguiu, por meio de amigos, que o renomado arquiteto Oscar Niemayer viesse a Macaé e fizesse a maquete da nova prefeitura. Alcides Ramos começou esta obra com as fundações e o primeiro andar. Deixou a prefeitura com o pagamento em dia e uma frota com 125 viaturas novas e semi-novas. Em 1991, tomou posse como Deputado Estadual, participando de vários projetos no plenário. Fez várias licitações, mas não foi atendido pelo governador à época. Por motivo de doença, afastouse da política. Atualmente, mora no Rio de Janeiro, no Alto da Boa Vista, mas não deixa de vir sempre que pode a Macaé. Nunca esqueceu os amigos e os parentes. Marcando a história do município como um dos mais sérios e honestos prefeitos que passaram pela administração pública macaense, num período em que Quissamã - 4º distrito no qual era domiciliado, e Carapebus - 3º distrito, onde duas importantes usinas de açúcar e álcool, eram os mais fortes contribuintes dos cofres públicos mas somente para aqueles que tiravam o chapéu para seus dirigentes, Alcides Ra-

mos com pouca formação escolar, conseguiu driblar todas as crises econômicas e políticas para se tornar, também, o mais popular de todos. Ainda sem contar com os recursos dos royalties do petróleo que só começaram a dar sinal de que seriam distribuídos em 1986 quando o então presidente José Sarney assinou em praça pública em Campos dos Goytacazes a primeira mudança na legislação que coube a iniciativa do senador Nelson Carneiro, Alcides Francisco Ramos, ou simplesmente Alcides Ramos, como politicamente se consagrou, promoveu grandes realizações ouvindo a população, a grande marca de sua administração nas três vezes em que ocupou o cargo de prefeito. A primeira vez, em 1960, quando uma crise política atingiu o município e o ex-prefeito Eduardo Serrano, eleito em 1958, foi afastado do cargo. A escolha de seu nome para o mandato tampão que permitiu a eleição em que Gerson Miranda se elegeu prefeito com o apoio do então governador Roberto Silveira levantando a bandeira do PTB, marcou o período de paz e austeridade para uma cidade que, de repente, se viu envolvida numa verdadeira “praça de guerra”, tal o aparato policial e de autoridades que concentraram a atenção em Macaé.

EDUCAÇÃO

Cidade Universitária: espaço de convivência acadêmica e social A nova gestão está empenhada na consolidação da interiorização das atividades a cidade universitária é um espaço voltado para o conhecimento e a convivência social. Com este foco, representantes das duas universidades federais - UFF e UFRJ - abrigadas no campusMacaé, se reuniram com o prefeito, Dr. Aluízio, e o presidente da Fundação Educacional de Macaé (Funemac), Gleison Guimarães, na tarde da última quarta-feira (19). A nova gestão da Funemac está empenhada na consolidação da interiorização das atividades das universidades no município de forma compartilhada com pro-

fessores, alunos e corpo técnicoadministrativo das instituições, a fim de construir o cronograma integrado de ações futuras. Durante a reunião, o prefeito Dr. Aluízio confirmou que a prefeitura construirá o quarto bloco da Cidade Universitária, que será destinado à UFF e pontuou: - É uma honra para Macaé ter as universidades na Cidade Universitária. A sociedade precisa desse polo universitário, com ensino superior gratuito de qualidade. Mas a gestão desse polo universitário tem de ser pautada na boa convivência entre as instituições, sempre pacífica e integrada, para o melhor ambiente dentro deste espaço que é de todas as pessoas. A prefeitura participa de todo esse processo com vistas a um ambiente sempre vivo -, disse o prefeito.

O prédio da UFF será construído na área anexa aos blocos da UFRJ, que está no processo de ocupação do B; e o C está sendo construído. Ao todo, a Cidade Universitária oferece 17 cursos de graduação nas três instituições, sendo: 11 da UFRJ; três da UFF; e três da FeMASS, que funciona no bloco A, contíguo ao administrativo da Funemac. A UFRJ oferece ainda dois cursos de pós-graduação. - Inúmeros talentos estão na Funemac e são importantes para o processo de construção da identidade da Cidade Universitária e de toda a sua estrutura. De forma organizada e com apoio das instituições que estão aqui esse processo fica mais fácil de se consolidar. É um trabalho continuado que exige esforço conjunto. O que buscamos é que as universidades cresçam e ampliem a oferta de cursos na

Cidade Universitária, com laços fortes também com a Faculdade Professor Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS), que é da prefeitura e funciona neste mesmo espaço. Essa parceria é transparente e importante para o município -, ressaltou Gleison Guimarães. A assessora especial do reitor da UFF, Geralda Freire Marques, destacou a importância da Cidade Universitária no cenário da educação superior no país: "A UFF tem um olhar especial para Macaé e a Cidade Universitária está se consolidando como um dos maiores polos universitários do Brasil, com universidades federais distintas abrigadas no mesmo ambiente", disse. Geralda também é conselheira administrativa da Fundação Euclides da Cunha (FEC), mantenedora da UFF.

O diretor do Instituto de Ciências da Sociedade (UFF-Macaé), Mauro Florentino, disse que em abril, visitará algumas universidades brasileiras para conhecer de perto o processo pedagógico dos dois novos cursos - Turismo e Hotelaria que serão oferecidos no campus Macaé, provavelmente a partir de 2015. Segundo ele, a UFF deverá

ter um hotel-escola na Cidade Universitária e abrirá mais concursos públicos este ano para professores efetivos. Um edital já foi lançado no último dia 17 e as inscrições estão abertas até 15 de abril. Mais detalhes no portal da prefeitura: (http:// www.macae.rj.gov.br/noticias/ leitura/noticia/uff-abre-concurso-para-professor-com-vagas-para-macae).

A mesa foi composta por Gleison Guimarães; Geralda Freire; Mauro Florentino; a diretora pró-tempore da UFRJ, Elizabeth Accioly; e o gestor de convênio da prefeitura com a UFF, por meio da Funemac, Ângelo Prado. Também participaram da reunião, o vice-presidente da Funemac, Carlos José Mattos de Andrade, e as bibliotecárias

da UFF, superintendente de Documentação (SDC), Ana Maria de Hollanda Cavalcanti de Sá Couto, e a coordenadora de Bibliotecas, Sandra Lopes Coelho; e da UFRJ, a coordenadora geral do Sistema Integrado de Bibliotecas, Paula Mello, e Lia Baião, além de representantes dos professores, alunos e técnico-administrativos das duas universidades.

Novos cursos na UFF-Macaé

7


8

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

Geral

NOTA

Passagens aéreas sobem 27,08% e puxam prévia da inflação oficial

EDUCAÇÃO

Ônibus escolar são flagrados abandonados

Na última quinta-feira, 20, por meio de postagens nas redes sociais, o vereador Igor Sardinha falou sobre o abandono de ônibus escolar em pátio de restaurante na Aroeira

SYLVIO SAVINO

Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

D

esde o ano passado, a questão do transporte escolar tem sido tema de discussão na Câmara Municipal de Macaé. Esse ano não está sendo diferente e a pauta também tem sido alvo de reclamação dos pais e de parlamentares. Por meio de desabafo nas redes sociais, o vereador Igor Sardinha fala sobre o abandono de ônibus escolar no pátio do Restaurante Popular da Aroeira. Ele conta que recebeu o contato de moradores do bairro que ficaram indignados com o estado de dois ônibus identificados como de transporte escolar, adaptados para deficientes, com a logomarca do governo do estado e o outro com a logomarca da prefeitura como biblioteca volante e que estão no pátio de obras do Restaurante Popular da Aroeira. “Fomos apurar a denúncia e encontramos um estado lamentável de abandono. Os ônibus poderiam estar sendo utilizados tanto no transporte dos alunos da rede, como em projetos educacionais. Infeliz-

mente eles estão no tempo em completo abandono junto aos entulhos”, disse. Ele acrescenta ainda que enquanto essa situação acontece, observa-se no atual governo municipal o fortalecimento da relação entre prefeitura e empresas de ônibus com a contratação para serviço de transporte escolar, inclusive com a SIT, detentora do monopólio do transporte coletivo de Macaé. “Outro ponto a ser visto é se esses ônibus foram doados por outras esferas de poder, o que torna a situação ainda mais grave. Como o município recebe um patrimônio de um órgão e o deixa nesses estados? Já protocolamos um requerimento na Câmara Municipal pedindo que o prefeito dê todas as explicações pertinentes ao caso e os motivos (se houver) que levam os ônibus estarem naquele estado de abandono”, ressaltou. Após ver a denúncia, a equipe de reportagem do Jornal O Debate esteve no local e confirmou a situação. Além dos coletivos, é possível observar diversas carteiras e mesas. Procurada pela redação do

Imagem mostra os coletivos em situação de abandono. Prefeitura alega que estão apenas aguardando liberação da licitação para enviá-los para manutenção e consertos. Após todos os procedimentos, transportes poderão retornar ao uso Jornal, a prefeitura disse que os ônibus estão parados, pois precisam de manutenção. E a licitação com o pedido de manutenção já foi enviado e, assim que for liberado, os ôni-

EVENTO

DIVULGAÇÃO

bus receberão a manutenção necessária para serem colocados novamente em uso. Ainda segundo o órgão, os ônibus não estão abandonados. Estão no local desde

UFRJ vai realizar I Mostra de Vídeos sobre Alimentação Infantil Programação começa na próxima terçafeira na Cidade Universitária, das 16h às 18h. Em abril será realizada no auditório do Hospital Irmandade São João Batista Na próxima semana, a importância da Alimentação Infantil será tema de evento na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira. A atividade é uma iniciativa do projeto do PET Saúde Eacol, vinculado ao PET Saúde, e PIBEX Iacol, coordenado pela Professora do curso de nutrição do Campus Macaé, Jane Capelli, e conta com apoio e parceria da Coordenação das Estratégias de Saúde da Família/SEMUSA Macaé e da Coordenadoria da Área de Alimentação e Nutrição - Catan/ SEMUSA - Macaé e tem como objetivo incentivar a prática da alimentação adequada em crianças menores de dois anos, bem como promover e prevenir doenças na infância e DANT’s na vida adulta. Profissionais de saúde e educação do município, graduandos das áreas da saúde e afins, sociedade em geral são esperados para o evento. Ao término das atividades, haverá entrega de certifica-

dos para os participantes. Essa primeira etapa do evento está marcada para terça-feira (25), na Cidade Universitária, das 16h às 18h. Já as próximas edições serão realizadas no auditório do Hospital São João Batista em abril. O graduando do curso de Nutrição da UFRJ Campus Macaé, Guilherme Alvarenga explica que a proposta da I Mostra de Vídeos firmou-se pela grande capacidade que a ferramenta audiovisual tem na construção e na ampliação dos conhecimentos. “Com isso, esperamos que a atividade desperte a curiosidade e o interesse da sociedade em geral para um tema bastante importante na vida das crianças. Tema este, que se relaciona intimamente com a saúde do indivíduo na vida adulta e, mesmo assim, é deixado de lado em muitos casos”, disse. Ele pontua ainda que durante o encontro, os participantes da atividade terão ainda a oportunidade de ampliar os seus conhecimentos adquiridos com os vídeos do Ministério da Saúde, por meio de debates subsequentes, podendo expor qualquer tipo de dúvida, experiência vivida ou qualquer outro tipo de contribuição que enriqueça a atividade. A professora Jane Capelli ressalta que estudos apontam a relação entre hábitos alimenta-

res na infância e a prevalência aumentada de DANT”s (Doenças e Agravos Não Transmissíveis), em todas as fases da vida, principalmente, a adulta. “Pesquisadores recomendam já no primeiro ano de vida, a prática do aleitamento materno exclusivo nos seis primeiros meses e incentivo à alimentação complementar, como forma de prevenção para tais doenças”, observa a docente. Já a nutricionista Camilla Medeiros, também docente do curso de Nutrição da universidade, lembra ainda que contudo, ainda é um grande desafio a condução da prática de aleitamento materno e a introdução de alimentos complementares, entre os profissionais de saúde, de maneira a auxiliar adequadamente mães e cuidadores. Para a Coordenadora da Área Técnica de Alimentação e Nutrição - Catan/SEMUSA - Macaé, Carine Lima, a união dos diversos setores governamentais é importante. “É fundamental que se unam esforços por parte da universidade, dos diversos setores governamentais, como a saúde e a educação, e comunidade em geral para que sejam incentivados e garantidas a realização dessa prática na sociedade”, pontua. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail: 1mostradevideo@gmail.com

vans e ônibus prestadoras de serviços no município, o órgão ressaltou que atualmente o município conta com 450 veículos alugados, dentre eles, ônibus, micro-ônibus e vans.

ESPECIALIZAÇÃO

AMADA segue com inscrição para curso de Libras As vagas são limitadas e os interessados podem se inscrever de segunda a sexta-feira na sede da instituição, Rua Barão de Mauá, nº 46, Centro, a partir das 17h

O grupo de acadêmicos e profissionais responsáveis por dar vida ao projeto

novembro aguardando a licitação ser liberada para receberem a manutenção. Questionado sobre o quantitativo de ônibus escolar próprios da prefeitura e sobre as

A Associação Macaense de Apoio ao Deficiente Auditivo (AMADA) segue com inscrições abertas para o curso de Língua Brasileira de Sinais (Libras). As vagas oferecidas são para os níveis I e II e tem como objetivo atender aos profissionais que desejam se capacitar cada vez mais para o mercado de trabalho. As vagas são limitadas e os interessados podem se inscrever de segunda a sextafeira na sede da instituição, Rua Barão de Mauá, nº 46, Centro, a partir das 17h. A ta-

xa de inscrição é de R$ 10,00 e a mensalidade do curso é de R$ 60,00. De acordo com a diretora da instituição, Marilene Fernandes, cada nível terá duração de 160h. Para os candidatos de nível I as aulas serão ministradas às terças e quintas-feiras, das 18h às 20h. E para o nível II, às segundas e quarta-feiras, também das 18h às 20h. As aulas estão previstas para começar no dia 1º de abril. Outras informações referentes ao curso podem ser obtidas também pelo telefone (22) 27651306 e pelo email amadamacae@yahoo.com.br. A lei número 10.436, de 24 de abril de 2002 regulamenta a Língua e dispõe informações sobre ela e suas diretrizes. De acordo com a Lei, entende-se como Língua Brasileira de Sinais - Libras, a forma de comunicação e expressão, em que o sistema linguístico de natureza visual-motora, com estrutura

gramatical própria, constitui um sistema linguístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidades de pessoas surdas do Brasil. Já o decreto número 5.626, de 22 de dezembro de 2005 regulamenta a Lei. Além das disposições preliminares, aborda artigos sobre: a inclusão da Libras como Disciplina curricular, a formação de professor de libras e do instrutor de libras, o uso e difusão da Libras e da Língua portuguesa para o acesso das pessoas surdas à educação, formação do tradutor e intérprete de libras - Língua Portuguesa, da garantia do direito à educação das pessoas surdas ou com deficiência auditiva, garantia do direito à saúde das pessoas surdas ou com deficiência auditiva, do papel do poder público e das empresas que têm concessão ou permissão de serviços públicos, no apoio ao uso e difusão da Libras. WANDERLEY GIL

Aulas serão realizadas às terças e quintas ou às segundas e quartas, das 18h às 20h


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

9

BAIRROS EM DEBATE VIRGEM SANTA

Por conta do crescimento, Virgem Santa precisa melhorar sua infraestrutura Região vem sofrendo aumento populacional. Em apenas um ano, já são mais 500 famílias FOTOS: WANDERLEY GIL

Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

H

á cerca de um ano, a equipe do jornal O DEBATE esteve na Virgem Santa, que é considerado um dos bairros mais antigos de Macaé, com mais de 40 anos de existência. Apesar de estar apenas a 10 minutos de carro do Centro e também próximo de locais como Fórum, o Ministério Público e o Hospital Público de Macaé (HPM), esse bairro ainda conserva o aspecto de cidade de interior, cercado por sítios e pastos com animais de grande porte. Em contrapartida, o crescimento acelerado preocupa quem mora ali. Em apenas um ano, mais de 500 famílias já se mudaram para o bairro, o que aumenta a necessidade de investimentos em infraestrutura, uma vez que esse aumento gera impactos em vários aspectos, entre eles, mobilidade urbana e saneamento. Por conta do valor dos imóveis e a facilidade de acesso às principais áreas da cidade, por estar ligada às Linhas Verde, Azul e a poucos minutos da BR-101, essa região tem atraído cada vez mais pessoas. Durante a última visita do Bairros em Debate, os moradores apontaram vários pro-

Mesmo apresentando aspectos rurais, por estar próximo ao Centro bairro vem crescendo blemas. Desde então, parte deles foram resolvidos, mas muita coisa ainda precisa ser feita para proporcionar o mí-

nimo de qualidade de vida para a população. “Eu me mudei tem apenas cinco meses para cá, vim de

uma área nobre da cidade. Mesmo estando a poucos minutos do Centro, o bairro é muito tranquilo. Dá a sensação

que você está morando fora da cidade. Mas, ao mesmo tempo, existem alguns problemas, como qualquer outro lugar em

Macaé. Esperamos que a prefeitura dê uma atenção para essa região, que cresce a cada dia”, frisa Marta Reis.

Pavimentação inacabada gera transtornos Apesar de ter recebido obras de pavimentação em um trecho da Estrada da Virgem Santa, as obras não foram concluídas no final de 2012, como estava previsto. Essa situação tem gerado bastante insatisfação de quem mora ou passa por ali todos os dias. Um exemplo disso acontece nas ruas que dão acesso à Linha Azul. A primeira, localizada próximo à praça da igreja, teve apenas um trecho pavimentado com paralelepípedos. Já a outra parte segue em chão de terra. A situação é ainda pior no acesso próximo a Toca do Babau. Nesse trecho, motoristas precisam desviar de lama e buracos devido à falta de pavimentação. Enquanto isso, alguns buscam como alternativa uma rua, que seria particular. Inclusive, no final de janeiro teve uma polêmica por conta dessa via ter sido interditada pelos proprietários das empresas locais. Eles alegam que, por se tratar de uma área particular, eles iriam impedir o acesso do restante da população.

Prefeitura diz que Estrada da Virgem Santa vai receber novo asfalto

Grande parte do bairro não conta com calçadas

Sem calçadas, pedestres arriscam a vida Um muro chegou a ser construído, porém foi derrubado algumas horas depois. No local foram colocadas manilhas e uma placa informando a interdição, porém a prefeitura ordenou a abertura da via novamente.

Sinalização na Estrada da Virgem Santa Motoristas pedem redutor de velocidade em trecho com curva fechada

Além dos buracos e da falta de pavimentação em alguns trechos, também existe outro problema para quem passa pela Estrada da Virgem Santa, a segurança. A população cobra das autoridades a implantação de alguma medida para evitar acidentes na curva próxima à Toca do Babau. Por estar localizada em uma curva fechada, acidentes são comuns no trecho. A população relata que muitos motoristas passam acima dos limites de velocidade permitidos, o que agrava ainda mais a situação. “Esses dias eu vinha com cuidado e, por sorte, um motorista em alta velocidade não me atingiu bem na lateral do carro enquanto eu tentava entrar na rua que dá

acesso à Linha Azul. Como é uma curva fechada, você não consegue ver se vem alguém na pista de quem está vindo do HPM. A melhor alternativa seria colocar um quebra-molas um pouco antes da curva, pois assim os motoristas seriam obrigados a reduzir a velocidade, evitando acidentes”, pontua Danielle de Freitas. Procurada, a secretaria de Mobilidade Urbana informou que já foram realizadas algumas intervenções no trecho da praça e da escola, inclusive com alguns quebra-molas que também estão sendo sinalizados na Estrada Virgem Santa. Em continuidade a esta ação, em breve também será sinalizado o trecho até o HPM, contemplando o local em questão.

“Eles abriram a via novamente, mas sabe-se lá até quando isso vai durar. O certo seria pavimentar a via do lado, que é continuação da Estrada da Virgem Santa. O fluxo de veículos aqui é intenso, ainda mais por conta do crescimento do

bairro”, conta Elenice da Silva. Segundo a prefeitura, com o término da obra da ponte da Aroeira, a secretaria de Limpeza Pública e de Manutenção irá iniciar a pavimentação da Estrada da Virgem Santa.

Se o asfalto já é um problema no bairro, calçada então nem se fala. Diante disso, crianças, idosos, mães com carrinhos de bebê e os diversos outros moradores do bairro precisam caminhar todos os dias entre carros, motos, ônibus e caminhões em alta velocidade. “São poucos os trechos com cal-

çada. Aqui é normal as pessoas andarem pelo canto da pista e, em determinados momentos, pelo meio. O nosso medo é de ser atropelado, já que muita gente abusa dos limites de velocidade. No bairro não existe semáforo, muito menos uma faixa de pedestre”, conta Diego Neves.

Áreas de lazer do bairro estão abandonadas A atual situação das áreas de lazer do bairro está precária. Na praça principal do bairro, é possível visualizar o total abandono em que ela se encontra, necessitando de obras de reformas e manutenção.

Sem receber ações há um bom tempo, o parquinho está com os brinquedos quebrados, o que pode tornar a diversão em um grande risco de acidente. É possível flagrar menores brincando no local sem nenhum ti-

po de segurança. A quadra poliesportiva também está em situação crítica. O alambrado está arrebentado e enferrujado. As traves e as tabelas de basquete também estão se deteriorando por conta da ação do tempo e

do vandalismo. O governo municipal ressalta que a reforma da praça do bairro da Virgem Santa consta dentro do cronograma de ações da secretaria de Limpeza Pública e de Manutenção. Área de lazer do bairro aguarda por manutenção há anos


10

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

PLANETA

Qualidade da água é ruim ou péssima em 40% dos rios analisados no Brasil De acordo com os números consolidados, 87 pontos analisados (49%) tiveram sua qualidade da água considerada regular, 62 (35%) foram classificados como ruins e nove (5%) apresentaram situação péssima Martinho Santafé

C

oordenado pela Fundação SOS Mata Atlântica, o mais amplo levantamento com a medição da qualidade da água em 96 rios, córregos e lagos de 7 estados brasileiros revela que 40% apresentam qualidade ruim ou péssima. Os dados, divulgados na semana em que se celebra o Dia da Água (22 de março), foram coletados entre março de 2013 e fevereiro de 2014 e incluem um levantamento inédito envolvendo as 32 Subprefeituras da cidade de São Paulo, além de 15 pontos do Rio de Janeiro. De acordo com os números consolidados, 87 pontos analisados (49%) tiveram sua qualidade da água considerada regular, 62 (35%) foram classificados como ruins e nove (5%) apresentaram situação péssima. Apenas 19 (11%) dos rios e mananciais - todos localizados em áreas protegidas e que contam com matas ciliares preservadas - mostraram boa qualidade. E nenhum dos pontos analisados foi avaliado como ótimo. Segundo Malu Ribeiro, coordenadora da Rede das Águas da SOS Mata Atlântica, os melhores resultados foram obtidos em áreas protegidas, como alguns pontos da Bacia do Alto Tietê na Área de Proteção Ambiental (APA)Capivari-Monos e no Parque Várzeas do Tietê. Em Minas, foi encontrada água com qualidade boa em Extrema, na APA Fernão Dias. E no Espírito Santo, também foi observada água com qualidade boa no município de Santa Teresa, conhecido como Santuário Capixaba da Mata Atlântica, que possui ricos ambientes biológicos como as Reservas de Santa Lúcia e Augusto Ruschi. “A maioria dos pontos que apresentaram boas condições estavam

em Unidades de Conservação, como parques ou reservas, ou em locais em que a mata ciliar foi recuperada. Em seis pontos monitorados, nos Córregos São José e daConcórdia e no Rio Ingazinho, na Bacia do Rio Piraí (SP), notamos na prática a importância de recuperar a floresta - após um reflorestamento a qualidade da água passou de regular a boa. Isso comprova que para garantir água em qualidade e quantidade é preciso recompor matas ciliares e manter as florestas”, afirma a coordenadora do estudo. Já as principais fontes de poluição e contaminação, segundo ela, são decorrentes da falta de tratamento de esgotos domésticos, de produtos químicos lançados nas redes públicas e da poluição difusa proveniente do lixo e resíduos sólidos descartados de forma inadequada nas cidades, além do desmatamento e do uso de defensivos e fertilizantes nas zonas rurais. “Os piores índices estão em áreas densamente urbanizadas”, explica Malu Ribeiro <http://www.ihu. unisinos.br/noticias/520446-faltade-saneamento-basico-de-mataciliar-e-de-habitos-dos-brasileiros-ameaca-rios>. O pior desempenho de pontos próximos a grandes adensamentos urbanos fica evidente em um recorte que reúne as 34 coletas feitas pela equipe da SOS Mata Atlântica nas 32 Subprefeituras da cidade de São Paulo. O levantamento inédito, realizado durante o mês de fevereiro de 2014, apresentou os seguintes resultados: Já os 15 pontos de coleta analisados na cidade do Rio de Janeiro durante todo o mês de fevereiro de 2014, em locais menos impactados pela urbanização, obtiveram um desempenho mediano, sem nenhum resultado péssimo, bom ou ótimo:

Situação dos rios está melhorando Outro dado relevante no levantamento feito pela SOS Mata Atlântica é uma comparação de 88 pontos de 34 cidades nos Estados de SP e MG que haviam sido monitorados em 2010, na qual foi possível perceber que a quantidade de corpos hídricos em péssimo estado caiu de 15 para 7, enquanto o número de rios em situação ruim subiu de 18 para 29 e os rios em boas condições subiram de 5 para 15. “Costumamos dizer que em São Paulo os rios estão saindo da UTI. A situação ainda é preocupante e requer investimentos em saneamento e planejamento urbano. No caso de Minas, os pagamentos por feitos aos proprietários de terra que preservam matas ciliares ajudou a manter a boa qualidade nos períodos de seca”, diz Malu. Segundo os técnicos, um dos destaques positivos foi a cidade de Salto, no interior paulista, onde o ponto de captação saiu do regular (quase ruim) para bom, após ter sido realizado um programa de três anos de restauração florestal. Já o Rio Tamanduateí <http://www.ihu. unisinos.br/noticias/529413maioria-dos-rios-brasileirostem-baixa-qualidade-apontaestudo>, que em 2010 esboçava uma recuperação após uma série de medidas de tratamento de esgoto, manteve qualidade

A Rede Nacional de Monitoramento de Qualidade das Águas (RNQA) foi lançada dia 20 pela Agência Nacional de Águas <http://www.ihu.unisinos.br/ noticias/526434-conselho-nacional-de-recursos-hidricos-quermais-pesquisa-sobre-exploracaode-gas-nao-convencional-gas-dexisto> (ANA). A rede vai monitorar, avaliar e disponibilizar à sociedade informações a respeito da qualidade das águas superficiais e gerar conhecimento para subsidiar a gestão dos recursos hídricos no Brasil. Além disso, vai identificar áreas críticas em termos de poluição hídrica e apoiar ações de planejamento, outorga, licenciamento e fiscalização das águas. Durante o evento, foi assinada carta de compromisso para implementação da rede entre a ANA

péssima após uma nova onda de ocupações irregulares. “A solução não é apenas coletar e tratar esgoto, é preciso conscientização da população e bons planos diretores”, afirma Malu Ribeiro. A coleta para os estudos é realizada por meio de um kit desenvolvido pelo programa Rede das Águas, da SOS Mata Atlântica, que possibilita a avaliação dos rios a partir de um total de 16 parâmetros, que incluem ní-

veis de oxigênio, fósforo, PH, odor, aspectos visuais, entre outros. O kit classifica a qualidade das águas em cinco níveis de pontuação, de acordo com a legislação: péssimo (de 14 a 20 pontos), ruim (de 21 a 26 pontos), regular (de 27 a 35 pontos), bom (de 36 a 40 pontos) e ótimo (acima de 40 pontos). Os projetos da Fundação SOS Mata Atlântica para a coleta de rios, córregos e lagos em Esta-

dos com o bioma Mata Atlântica estão abertos à população em geral. Os interessados em acompanhar a qualidade dos rios locais podem participar dos grupos de monitoramento já existentes ou ajudar a criar novos grupos em rios próximos a escolas, igrejas e outros centros comunitários. Os grupos fazem a medição uma vez por mês e enviam os resultados pela internet.

Entre a escassez e o desperdício A escassez de água no mundo é agravada em virtude da desigualdade social e da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais. De acordo com os números apresentados pela ONU - Organização das Nações Unidas - fica claro que controlar o uso da água significa deter poder. As diferenças registradas entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento chocam e evidenciam que a crise mundial dos recursos hídricos está diretamente ligada às desigualdades

Rede vai monitorar qualidade da água

sociais. Há regiões onde a situação de falta d'água já atinge índices críticos de disponibilidade, como nos países do continente africano, onde a média de consumo de água por pessoa é de dezenove metros cúbicos/dia, ou de dez a quinze litros/pessoa. Já em Nova York, há um consumo exagerado de água doce tratada e potável, onde um cidadão chega a gastar dois mil litros/dia. Segundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), menos da metade da

população mundial tem acesso à água potável. A irrigação corresponde a 73% do consumo de água, 21% vai para a indústria e apenas 6% destina-se ao consumo doméstico. Cerca de 35% da população mundial não têm acesso a água tratada, enquanto 43% da população mundial não contam com serviços adequados de saneamento básico. Diante desses dados, aproximadamente dez milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência de doenças intestinais trans-

mitidas pela água. A cada ano, mais 80 milhões de pessoas clamam por seu direito aos recursos hídricos da Terra. Infelizmente, quase todos os 3 bilhões (ou mais) de habitantes que devem ser adicionados à população mundial no próximo meio século nascerão em países que já sofrem de escassez de água. Já nos dias de hoje, muitas pessoas nesses países carecem do líquido para beber, satisfazer suas necessidades higiênicas e produzir alimentos.

e as 16 unidades da Federação que vão receber medidores acústicos de vazão (83), sondas multiparamétricas de qualidade da água (46), caminhonetes 4×4 com baú adaptado (30) e barcos com motor de popa (25) para começar o trabalho. Segundo a agência, a meta é que até dezembro de 2020 todos os estados e o Distrito Federal <http://www.ihu.unisinos.br/ noticias/522422-seis-moradoresde-rua-foram-vitimas-de-crimesno-distrito-federal-este-ano> tenham um total de 4.452 pontos de monitoramento. Até junho deste ano, 16 estados receberão os equipamentos e o treinamento para a operação, o que resultará na implementação de 1.200 pontos coincidentes com as redes estaduais já existentes e no início da expansão da rede no país.

Conflitos pelos direitos ao uso da água Por todo o Oeste dos Estados Unidos, o longo período de seca provocou uma série de batalhas políticas e jurídicas ferozes sobre quem controla um tesouro cada vez mais precioso: a água. No sul do Texas, ao longo da costa do Golfo ao sudoeste de Houston, o estado cortou o fornecimento de água do rio para os produtores de arroz por três anos para manter os reservatórios que abastecem Austin, uma cidade em franca expansão que fica cerca de 160 km a montante. Em Nevada, uma coalizão que envolve desde ambientalistas até aLiga das Mulheres Eleitoras de Utah ajuizou ações federais no mês passado para bloquear a construção de um duto que levaria a Las Vegas águas subterrâneas de um aquífero que fica na fronteira entre Nevada e Utah. No Colorado as autoridades da zona rural do oeste das montanhas Rochosas estão impondo restrições rígidas sobre os pedidos de água para Denver ou para o resto da populosa metade oriental do Estado. Temendo por sua existência, as ci-

dades agrícolas do Colorado ao longo do rio Arkansas se mobilizaram para impedir vendas de direitos de água locais para os subúrbios de rápido crescimento de Denver. No Arizona, ativistas e o governo federal estão lutando contra planos de exploração de águas subterrâneas por um conjunto habitacional enorme que reduziria o nível de água de um rio protegido. O Estado de Kansas acusa o Colorado e o Nebraska de permitirem que seus produtores desviem a água pertencente ao Kansas do rio Republicano, que flui através de todos os três Estados. Uma disputa semelhante entre o Novo México e o Texaschegou à Suprema Corte dos EUA. A Califórnia, que vive uma seca histórica, passou por poucos conflitos locais. Em janeiro, ambientalistas e pescadores esportivos entraram na justiça para suspender a perfuração de centenas de novos poços de água subterrânea por agricultores do Vale Central, dizendo que um bombeamento mais elevado reduziria os níveis de água do rio.


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

11


12

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

FEBRACE

Projeto do INSG/Castelo fica entre os três primeiros colocados na Febrace O projeto visa à melhoria do serviço de transporte público, tendo como base a comunicação entre passageiro e motorista de modo sem fio

O

projeto “Pointe Ponto de ônibus Inteligente”, de autoria de Lucas Peixoto dos Santos, aluno do Ensino Técnico do INSG/ Castelo, ganhou o terceiro lugar na categoria Engenharia na 12ª Febrace - Feira Brasileira de Ciência e Engenharia (Febrace), que aconteceu até esta sextafeira, em São Paulo. O projeto visa à melhoria do serviço de transporte público, tendo como base a comunicação entre passageiro e motorista de modo sem fio. A alternativa é bem mais barata que a utilizada com GPS. Todo o projeto pretende melhorar a acessibilidade, pensando nas pessoas portadoras de deficiência visual; sustentabilidade, usando placas solares; e melhoria no trânsito, com a redução de paradas. O autor do projeto explica que se inspirou nas pessoas que utilizam o ônibus como meio de transporte diário e sofrem com atrasos de veículos e com a superlotação; nos cidadãos que muitas vezes são ignoradas por motoristas, como os estudantes, idosos ou deficientes e possuírem passe livre; e ainda nos deficientes visuais que têm dificuldades para identificar as linhas, e cadeirantes para identificar ônibus adaptados. - Foi uma experiência incrí-

CRÉDITO

Lucas Peixoto dos Santos, aluno do Ensino Técnico do INSG/Castelo, ganhou o terceiro lugar na categoria Engenharia na 12ª Febrace

vel. Conheci jovens brilhantes que estão mudando nosso país e, acima de tudo, saber que o projeto ao qual me dediquei ficou entre os melhores do Brasil - comemora Lucas. Para elaboração e execução do projeto, Lucas teve a orientação do Professor Leonardo Veloso F. de Oliveira, ambos inseridos no Programa de Iniciação Científica da Educação Técnica do INSG/Castelo, que tem como objetivo o desenvolvimento da pesquisa desde a formação média, inserido no projeto maior da instituição que é o Centro de Pesquisa do INSG, que envolve a escola e a FSMA. - Foi gratificante ter conhecido professores e alunos engajados em desenvolver o conhecimento e métodos científicos voltados à melhoria da qualidade de vida - afirmou o Professor. Para a coordenadora do Ensino Técnico da instituição, Scheila Abreu, ficar entre os três primeiros colocados neste evento é uma grande vitória. - O projeto representou nossa cidade em uma feira de abrangência nacional. Concorremos com grandes iniciativas e ficamos entre os melhores. Isso só prova a qualidade dos nossos profissionais e da estrutura da nossa escola - afirma a coordenadora.

MOBILIDADE

Prefeitura de Casimiro amplia sinalização de trânsito do município DIVULGAÇÃO

Ação visa dar mais segurança e fluidez no tráfego de veículos e pedestres A Prefeitura de Casimiro de Abreu está trabalhando para melhorar ainda mais a sinalização de trânsito no município. Desde a última semana uma equipe de profissionais está atuando nas ruas das sede e nos distritos de Barra de São de São João e Professor Souza na ampliação e instalação de novos semáforos e pintura de sinalizações vertical e horizontal em vários pontos da cidade. A medida tem como finalidade dar mais segurança e fluidez no tráfego de veículos e pedestres. "Este ano nós dobramos os investimentos em sinalização na cidade em relação ao ano passado. Tudo isso com o objetivo de garantir mais segurança para nossos pedestres e motoristas", explicou o secretário de Segurança Pública e Defesa Civil, Luiz Fernando Shinkado. O cruzamento da Rua Pastor Luiz Laurentino com a Rua Rodolfo Mota, no Bairro Santa Ely,

ganhou um novo semáforo e a via, que antes era de mão dupla, passou a ter apenas um sentido para gerar mais fluidez no trânsito. "Identificamos que essa área tinha um grande fluxo de

veículos por conta do comércio local, por isso realizamos essas alterações",comentou Shinkado. A prefeitura também implantou novas sinalizações verticais

e horizontais na sede e no distrito de Professor Souza nas localidades contempladas pelo programa "Asfalto na Porta", que realizou a pavimentação de várias ruas do município

A medida tem como finalidade dar mais segurança e fluidez no tráfego de veículos e pedestres

numa parceria com o Governo do Estado. "Também criamos novas vagas de estacionamento para idosos e deficientes na região central da sede da cidade", acrescentou o secretário.

Em Barra de São João, a prefeitura instalou um semáforo na Rodovia Amaral Peixoto, no cruzamento com a Rua Sá Pinto, próximo ao posto de saúde. Segundo Shinkado, a finalidade é facilitar o trânsito de pedestres que utilizam os serviços da unidade, principalmente os idosos. Outra medida de segurança implantada pelo Município na localidade foi a instalação de "tachões" ao longo da rodovia com o objetivo de coibir ultrapassagens pelo acostamento, evitando atropelamentos de pedestres. A medida foi aprovada pelos moradores locais. "Essa iniciativa da prefeitura foi muito boa. Os motoristas não respeitam os pedestres e sempre fazem ultrapassagem pelo acostamento. Já quase fui atropelada aqui. Creio que com os tachões eles vão respeitar mais a gente", opinou a auxiliar administrativo, Alessandra Machado. O aposentado Carlos Moreira Nunes também está otimista com a instalação dos tachões. "O importante é a segurança do pedestre, essa iniciativa da prefeitura foi importante para gente", disse.

CASIMIRO

Secretaria de Assistência Social será homenageada Prêmio "Vivência Social 2014" é o reconhecimento pelas ações que visam melhorar a qualidade de vida das comunidades mais necessitadas Levar os projetos e ações sociais a todos os moradores de Casimiro de Abreu. Com essa proposta a Secretaria Municipal de Assistência Social criou o projeto ‘Ação Itinerante’, que realiza vários atendimentos nas localidades que não contam com o CRAS - Centro de Referencia de Assistência Social. É com esse trabalho que a Secretaria Municipal será homenageada com a premiação "Vivência Social 2014". Concedido pela Proram Eventos Sustentáveis aos melhores

secretários de assistência social do País, o prêmio considerou vários critérios, como a gestão de recursos e a promoção da ações e projetos praticados com base na sustentabilidade. "Estamos muito felizes com essa homenagem. Isso só nos estimula a dar continuidade a todas as ações que estamos desenvolvendo para garantir a cidadania de todos a população", falou a secretária municipal de Assistência Social, Rosana Lélia Machado. A entrega do troféu acontecerá durante o 1º Fórum Nacional Sustentável das Secretarias Municipais de Assistência Social, que acontece entre os dias 27 e 30 de março, em Salvador, na Bahia. Durante o evento, os profissionais vão participar de palestras e terão a oportunidade de trocar

experiências e conhecer as ações que vêm dando certo em outras cidades brasileiras. “Levaremos o nome de Casimiro de Abreu para outros Estados por meio de um projeto que está levando cidadania a toda população”, ressaltou Rosana. O projeto "Ação Itinerante" começou em 2010 e já esta em sua 12ª edição. Equipes da Secretaria de Assistência Social realizam visitas constantes nas localidades mais distantes e que não possuem o CRAS, como Palmital, Vila Verde, Rio Durado, comunidades agrícolas e a região serrana. Os profissionais realizam diversos atendimentos, como cadastramento das famílias, entrega de cestas básicas, filtros, cobertores, além de acompanhamento psicológico e das assistentes sociais.

DIVULGAÇÃO

O projeto ‘Ação Itinerante’, realiza vários atendimentos nas localidades que não contam com o CRAS


MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014

13

DESPEDIDA EM ‘CASA’ DIVULGAÇÃO

O time macaense está livre de qualquer ameaça de rebaixamente e já conquistou duas vitórias em Moça Bonita

Macaé Esporte enfrenta o Audax em Moça Bonita Partida será domingo, às 16h, pelo Campeonato Carioca

L

ivre de qualquer ameaça de rebaixamento, o Macaé Esporte se despede do Carioca neste domingo (23), às 16h. O Alvianil Praiano pega o Audax Rio no Estádio Proletário Guilherme da Silveira, mais conhecido como Moça Bonita. O curioso é que a casa do Bangu passou a ser também a segunda casa do Leão no Estadual. Lá, a equipe tem 100% aproveitamento, com duas vitórias (ambas por 2 a 0) em dois jogos. E as duas vitórias em Moça Bonita foram sob o comando do treinador. A primeira, no dia 9 de fevereiro, marcou justamente a estreia de Josué Teixeira no cargo. O Macaé Esporte fez uma partida quase perfeita contra o Bangu e venceu o adversário com dois gols do atacante Waldir. O confronto foi válido pela sétima rodada da Taça Guanabara. Quatro rodadas depois, no dia 1º de março, em pleno sábado de Carnaval, o Macaé voltou a Mo-

ça Bonita e colocou o Botafogo para sambar. Novamente o Leão venceu por 2 a 0, mas o protagonista do dia foi o atacante João Carlos, que balançou a rede duas vezes. O camisa 9 é o artilheiro do time no Carioca, com seis gols, e ainda sonha em ser o goleador do Estadual. - Não será uma missão fácil. O Carlinhos (Madureira) e o Edmilson (Vasco) têm dois gols a mais do que eu, mas enquanto houver chance vou brigar pela artilharia. Porém, temos um jogo complicado pela frente, contra um adversário que luta para escapar do rebaixamento. O importante é a gente jogar com tranquilidade, porque os espaços irão aparecer - frisou o atacante João Carlos, recuperado de um incômodo na posterior da coxa direita. Para a partida contra o Audax, o técnico Josué Teixeira deverá repetir a equipe que goleou o Duque de Caxias por 4 a 1 na última rodada.

Retrospecto Este será apenas o segundo confronto entre o Macaé e o Audax Rio pelo Carioca. O primeiro aconteceu em 2013. Em partida válida pela quinta rodada da Taça Rio, realizada no dia 7 de abril, a equipe da Baixada Fluminense venceu por 1 a 0, na Rua Bariri. O gol foi marcado pelo atacante Hyuri, que posteriormente se transferiu para o Botafogo. Ocorreram outros dois jogos entre as equipes, porém quando o Audax Rio ainda se chamava Sendas. As partidas foram válidas pela segunda fase da Copa Rio de 2011, com uma vitória para cada lado. No turno, em São João de Meriti, os donos da casa venceram por 3 a 0. E, no returno, o Macaé deu o troco e venceu por 2 a 0 no Moacyrzão.


14

MACAÉ, DOMINGO, 23 E SEGUNDA-FEIRA, 24 DE MARÇO DE 2014


Noticiário 23 03 14