Issuu on Google+

WANDERLEY GIL

POLÍTICA

Planejamento familiar em discussão no Legislativo Aplicação de lei municipal foi cobrada pelo vereador Igor Sardinha (PT) pág. 3 WWW.ODEBATEON.COM.BR • MACAÉ (RJ), QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013 • ANO XXXVIII • Nº 8218 • FUNDADOR/DIRETOR: OSCAR PIRES • O JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO DO MUNICÍPIO • R$ 1,00

Petroleiros da Bacia de Campos aderem a ato contra leilão de Libra Trabalhadores da Petrobras organizam hoje mobilização, na portaria de acesso à base operacional, e em unidades de exploração de petróleo, contra processo relativo aos maiores campos do pré-sal pág. 6 ADMINISTRAÇÃO

CAMPANHA

Mobilidade ainda é desafio para Macaé

WANDERLEY GIL

Governo garante na LDO e na LOA investimentos necessários ao setor pág.3

Mulheres participaram de caminhada pelo "Outubro Rosa"

Inscrições para o Proeja são prorrogadas Interessados têm até hoje para realizar o procedimento pág.7

Macaenses unidas no combate ao câncer

Vestidas com a cor da campanha, dezenas de mulheres participaram da caminhada que foi encerrada em frente à Câmara

unidas por uma causa justa, a defesa pela vida, macaenses participaram, na manhã de ontem, da caminhada promovida pela prefeitura com objetivo de registrar a participação de Macaé nas mobilizações referentes ao "Outubro Rosa". A campanha, que visa incentivar a prevenção, diagnóstico precoce e tratamento imediato do câncer de mama, percorreu o Calçadão da Avenida Rui Barbosa. pág. 9

EMPREGO

CIDADE

KANÁ MANHÃES

Macaé é o segundo município do Estado que mais gera vagas Em setembro, a cidade registrou a ocupação de 784 postos de trabalho formais. No acumulado do ano, o município chega a 4,8 mil vagas pág. 6 KANÁ MANHÃES

Restinga do Barreto sofre com degradação Ato criminoso compromete vegetação e coloca em risco a fauna e a flora pág.2

Casa do Caminho: 24 anos de filantropia

Programação de aniversário será aberta hoje com festa

AMADA celebra hoje 12 anos

Funcionários e parceiros da Ong irão celebrar mais de duas décadas de atendimentos pág.7

WANDERLEY GIL

Instituição social promove trabalho voluntário reconhecido na sociedade macaense uma instituição filantrópica considerada referência na região norte fluminense. Assim é a Associação Macaense de Apoio ao Deficiente Auditivo (AMADA) de Macaé que nesta quinta-feira completa 12 anos de luta e assistência aos surdos e deficientes auditivos no município e região. Para marcar a data, uma programação será realizada a partir desta quinta e encerrada na próxima sexta-feira. pág. 7

COTAÇÃO

Dólar C. Dólar V.

R$ 2,1740 R$ 2,1760

TEMPO

Máxima. Mínima.

25º C 19º C

Setores como a construção civil, comércio e a indústria do petróleo geram o maior número de oportunidades de emprego

Equipe paraolímpica de Basquete recebe apoio JOÃO BARRETO/SECOM

Ao buscar apoio para garantir a união dos atletas que superam as adversidades da vida, e por paixão representam Macaé em competições regionais e nacionais, a equipe paraolímpica de basquete do município recebeu ontem garantias do prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV) de incentivos. O primeiro ato será a reforma da quadra de treinamento. pág. 10

Novos associados da Acim se reúnem Com o objetivo de estreitar relacionamento, a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) promoveu, na manhã desta quarta-feira (16), o segundo café da manhã com novos associados do período entre junho a outubro de 2013. pág. 6

Instituição promove uma série de projetos ambientais

Eco Cidadão participa de encontro internacional

Programa macaense é destaque em evento na Argentina pág.2


2

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Cidade

NOTA

Postura apreende outdoors irregulares no São Marcos

SOCIAL

Eco Cidadão participa de encontro internacional na Argentina Programa macaense tem tido forte reconhecimento no exterior devido a sua metodologia aplicada no município DIVULGAÇÃO

Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

“A

vida é tecida por retalhos de experiências que trocamos com o outro”. É através da troca de informações que o Programa Eco Cidadão tem reforçado cada vez mais o seu nome no exterior, sendo reconhecido no mundo inteiro pelo seu trabalho realizado em Macaé há 16 anos. Na semana passada, a coordenadora do programa, Marielza Horta, participou do seminário “Jornadas de Capacitação e Intercâmbio entre cidades do Mercosul”. O encontro aconteceu entre os dias 9 e 12 de outubro, em Esteban Echeverria, província de Buenos Aires, na Argentina. Esse evento foi promovido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef ), Ministério do Desenvolvimento Social da Nação Argentina, Instituto Social do Mercosul e Governo de Esteban Echeverria, com o objetivo de trocar experiências locais bem-sucedidas realizadas nos municípios de países que pertencem ao Mercosul e também de debater sobre o desenvolvimento social nos âmbitos local e regional. A participação do Eco Cidadão surgiu por indicação

O encontro entre diversas cidades do Mercosul foi realizado na semana passada, em Esteban Echeverria, província de Buenos Aires do Governo de Montevidéu, que já conhece e acompanha os trabalhos do programa há alguns anos. Marielza teve a oportunidade de estar apresentando os trabalhos realizados em Macaé, onde mostrou os resultados e apontou as dificuldades que enfrenta no seu cotidiano.

“Esse encontro foi muito produtivo, porque a gente discutiu a questão da integração regional entre os países do Mercosul. Teve uma grande cooperação entre as cidades participantes. Eu participei de um curso sobre alimentação saudável e fiquei muito impressionada com a seriedade

que eles dão para essa questão lá. As estruturas, tanto física, quanto de ensino, são muito interessantes. Eu falei do trabalho similar que a gente faz em Macaé, o “Cultivar plantas, cultivar paz” e eles gostaram muito, ficaram pedindo detalhes. Isso mostra que o trabalho que temos aqui po-

de ser colocado em prática em qualquer outro lugar do mundo. Fico satisfeita de ver que estamos sendo reconhecidos no mundo inteiro. Tiveram escolas interessadas no nosso projeto. Fico muito feliz com isso”, ressalta. Marielza também fala da parceria com a cidade de

Montevidéu. “Essa relação de parceria com a cidade de Montevidéu, que não é financeira, é muito importante para o Eco Cidadão, pois ela permite a troca de experiências, essas que podem ser tanto aprimoradas nas ações aqui, como nas deles lá. Montevidéu é referência na América do Sul, pois sempre tem ideias inovadoras. Através dessas trocas, podemos aprender novas práticas e também disseminar as nossas”, pontua. Essa parceria também é feita com cidades argentinas, entre elas, Buenos Aires. Marielza lamenta que o reconhecimento do projeto tenha mais valor no exterior do que dentro do próprio país, onde deveria ser valorizado e incentivado. Atualmente as ações em Macaé não estão sendo colocadas em prática devido a problemas burocráticos e financeiros. Fundado em 1997, o Eco Cidadão é um programa que vem realizando ações de educação ambiental e de bemestar coletivo em Macaé. Ele tem a missão de melhorar a qualidade ambiental urbana e promover mudanças de valores e atitudes da sociedade, convocando o desejo dos cidadãos para viverem em uma cidade mais limpa, saudável e melhor para todos.

MEIO AMBIENTE

Restinga do Barreto continua sendo degradada DIVULGAÇÃO

Ato criminoso compromete vegetação e coloca em risco a vida de diversos animais a restinga é um ecossistema muito importante para a manutenção do equilíbrio ecológico em um determinado ambiente, porém em Macaé ele não tem muito o seu valor reconhecido. O resultado disso é cada vez mais a redução desse tipo de vegetação, situação que pode causar muitos problemas, alguns deles já presenciados na cidade, caso dos prejuízos gerados pela ressaca. A ressaca é um fenômeno natural e sempre existiu, porém, a restinga tem papel fundamental na contenção dos avanços do mar na costa terrestre, sendo responsável por segurar os impactos do sal. Um exemplo de pouca importância dada pela população é a Restinga do Barreto. Não é de hoje que o jornal O DEBATE vem relatando a crescente degradação dessa região, que continua sofrendo com o descarte irregular em meio à vegetação. Essa área de extrema importância, que abriga algumas espécies de animais silvestres e de vegetação, continua sofrendo com o descaso, virando um verdadeiro depósito de lixo. Pilhas de entulhos, tijolos, plásticos, garrafas de vidro e pet, papelão e pedaços de madeira são apenas alguns dos resíduos encontrados em meio à vegetação. Esse descarte, além de representar riscos para a saúde da população, é um perigo para os animais que vivem na área, já que podem, por exemplo, cortar-se com um pedaço de vidro, ou até morrer em caso de ingestão. Parte desse lixo é levado pelas ondas e pelo vento para o mar, comprometendo a vida de espécies marinhas, como a tartaruga e a toninha. Não é só o descarte, porém, que preocupa. Parte desse lixo é queimado no próprio local, causando incêndios. Além dos riscos ambientais, essa prática é conside-

Desrespeito pode comprometer o ecossitema local, afetando principalmente as espécies da fauna rada criminosa. O Art. 41 da Lei Federal Nº 9.605/98 ressalta que provocar incêndios em mata ou floresta pode gerar a pena de reclusão, que varia de dois a quatro anos, e multa. O parágrafo único também diz que, “se o crime é culposo, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa”. Apesar de a prefeitura ter instalado barras para evitar o acesso de carro e caminhões na área para o descarte de lixo, essa barreira de contenção não foi suficiente para impedir que o crime ambiental continuasse acontecendo, já que algumas pessoas criaram atalhos. O acesso de veículos nessas áreas de vegetação também contribui para tal degradação, porque agri-

dem as plantas nativas. De acordo com a Lei Complementar nº 141/2010, do Código de Urbanismo do Município de Macaé, a “vegetação de restinga às margens da RJ-106 na praia do Barreto” é considerada uma Zona Especial de Interesse Ambiental. As Áreas Reservadas (AR) são “áreas de vocação natural e interesse público para criação de áreas verdes e parques urbanos que associem as funções de preservação ambiental, saneamento e lazer”. A Restinga do Barreto é um reduto de diversas espécies de animais, inclusive alguns ameaçados de extinção pelo IBAMA, como o sabiá-da-praia e o lagarto da cauda verde.

Conheça a vegetação de acordo com a Resolução nº 07/96 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama): “Entende-se por vegetação de restinga o conjunto das comunidades vegetais, fisionomicamente distintas, sob influência marinha e fluviomarinha. Essas comunidades, distribuídas em mosaico, ocorrem em áreas de grande diversidade ecológica, sendo consideradas comunidades edáficas por dependerem mais da natureza do solo que do clima”. Esses tipos de formações são

divididas em três tipos: vegetação de praias e dunas, vegetação sobre cordões arenosos e vegetação associada às depressões. A resolução também ressalta que “o corte da vegetação ocasiona uma reposição lenta, geralmente de porte e diversidade menores, onde algumas espécies passam a predominar. Dada a fragilidade desse ecossistema, a vegetação exerce papel fundamental para a estabilização de dunas e mangues, assim como para a manutenção da drenagem natural”.


MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Política

3

NOTA

Vereador Marcel Silvano (PT) solicitou retorno de implantação de ciclovias no município

MOBILIDADE

Governo promove avanços, mas mobilidade ainda é um desafio

Município vive implantação de novas rotas e ampliação do sistema de transporte público que ainda registram gargalos DIVULGAÇÃO

Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

N

o tempo em que o governo municipal segue estudando medidas para garantir uma nova engenharia para o deslocamento da população pela cidade, planejando a expansão de Macaé para a região Centro-Oeste do município, a partir da consolidação das obras de implantação do Arco Viário de Santa Tereza, o setor empresarial, e o próprio parlamento municipal, também se debruçam em discussões que visam promover ideias relacionadas a um setor que já registrou avanços no primeiro ano de gestão do atual governo, mas que ainda é um desafio a ser superado dentro desses quatro novos anos de administração da Capital Nacional do Petróleo. Um dos carros-chefes do governo para o próximo ano, o projeto que prevê a construção de uma rota que ligará o Parque de Tubos à RJ 168, a Rodovia do Petróleo, proporcionando assim o escoamento do tráfego pesado para a BR 101, o Arco Viário de Santa Tereza já possui recursos discriminados na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2014, aprovada na última sexta-feira (11), em sessão extraordinária da Câmara de Vereadores, assim como no projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), encaminhada nesta semana pelo Executivo pa-

Estrada Norte/Sul, projeto concluído no mês passado que garante melhorias na mobilidade urbana, no setor Sul da cidade ra o poder Legislativo. A ideia do projeto é separar o tráfego de caminhões e carretas que atendem a indústria do petróleo, do chamado trânsito de passeio, formado pelos mais de 80 mil veículos em circulação diária dentro do perímetro urbano da cidade. Ao reafirmar, em eventos oficiais, que a mobilidade urbana tornou-se um dos principais

interesses administrativos do governo, o prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV) contará com um aporte de R$ 45 milhões do governo do Estado, no total de investimentos de R$ 65 milhões para a implantação da estrada desenvolvida dentro do Plano Integrado da Mobilidade Urbana e Logística, o MasterPlan. Neste ano, a nova gestão finalizou

ATENDIMENTO

as obras de construção da Estrada Norte/Sul, iniciadas pelo governo passado, que cria nova rota entre a Imboassica e o Parque de Tubos. O projeto chegou a ser bastante elogiado dentro do parlamento municipal. Ainda dentro da mobilidade, o governo, após criar o subsídio da passagem a R$ 1,00, garantiu ainda a ampliação do número de co-

letivos disponíveis ao Sistema Integrado de Transportes (SIT), serviço que ainda enfrenta gargalos devido à dificuldade de mobilidade do trânsito, além de estudar novas medidas para a expansão do chamado transporte de massas, proposta do não consolidado Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), projeto também criado no governo passado que segue fase de auditoria dos contratos.

Infraestrutura através da aplicação dos royalties ao propor ideias para o mesmo setor, a mobilidade urbana, o poder público e o setor empresarial, duas forças essenciais à engrenagem necessária ao desenvolvimento social e sustentável de Macaé são unânimes ao afirmar que o futuro do município está atrelado a avanços na infraestrutura. Ao defender a expansão do setor, o setor empresarial defende que, o planejamento e a aplicação dos recursos do petróleo em infraestrutura deve ser imediata e ampliada. "A necessidade real de Macaé atualmente é por infraestrutura, sem isso, o município não vai conseguir se expandir e se desenvolver", frisou o presidente da Comissão Municipal da Firjan, Evandro Esteves. O mesmo entendimento está presente no discurso do prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV). "O caminho é a infraestrutura. Quando planejamos estradas, rotas, a expansão da cidade para um novo setor, é exatamente neste foco que estamos pensando. Esse é o nosso compromisso", afirmou.

EXECUTIVO

Vereador cobra aplicação Projetos do Executivo são de planejamento familiar apreciados pelo plenário DIVULGAÇÃO

Igor abordou como tema no Grande Expediente aplicação de lei criada em 2008 durante o seu pronunciamento no momento do Grande Expediente, da sessão ordinária de ontem, o vereador Igor Sardinha (PT) fez uma defesa contundente, baseada em normativas e preceitos ligados aos Direitos Humanos, da regulamentação e aplicação da lei municipal 3057/2008, que institui em Macaé medidas necessárias ao planejamento familiar, voltadas principalmente à população carente da cidade. Tema também de uma das mais de 30 emendas apresentadas pelo vereador à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovada pelo plenário na semana passada, a necessidade de reestruturação da rede pública de saúde, com objetivo de garantir o acesso, de famílias carentes da cidade, à informação, orientação, procedimentos e técnicas que garantam a esterilização voluntária, em casos específicos, foi apontada pelo parlamentar que o assunto deve ser analisado pelo governo. "Fruto de uma mobilização promovida por nós, que recolhi milhares de assinaturas da população, tornando-se lei através do projeto assinado pelo vereador Dr. Eduardo Cardoso (PPS), a lei 3057/2008 foi aprovada e sancionada na época, e hoje precisa ser regulamentada, instituindo em Macaé um modelo de planejamento familiar que segue preceitos da ONU (Organização das Nações Unidas). Não queremos aqui o controle de natalidade. Repudiamos essa prática. Mas sim garantir à população carente o acesso ao planejamento familiar que é feito por pessoas de alto poder

Propostas passam por primeira votação e retornarão à discussão na próxima semana após semanas de discussões intensas, e de embates registrados até mesmo por parlamentares que compõem a bancada governista, o plenário do Palácio Cláudio Moacyr de Azevedo registrou ontem uma sessão ordinária tranquila, encerrada dentro do prazo regimental, sem a necessidade de prorrogação, que tem ocorrido nas últimas reuniões da Câmara de Vereadores. Entre as matérias colocadas na Ordem do Dia de ontem, três pertencem ao poder Executivo, e passaram pela primeira votação, seguindo assim o prazo para análise detalhada dos vereadores, e período de apresentação de emendas.

Entre as matérias colocadas em votação do Executivo, esteve o projeto de lei 017/2013 que institui a Campanha Permanente de Colocação de Lixo na cidade. Apesar de ser tema recorrente de discursos e requerimentos dos vereadores, a proposta acabou não sendo comentada por nenhum dos 10 parlamentares, dos 17 vereadores que compõem a atual legislatura, que participaram da sessão ordinária de ontem. O plenário votou e aprovou em segunda discussão o projeto de lei 037/2013, de autoria do líder do governo na Câmara, Julinho do Aeroporto (PPL), que dispõe sobre a criação da Semana Municipal de Mobilizações da Limpeza Pública. Foi durante o discurso do Julinho, no Grande Expediente, que a sessão ordinária de ontem registrou o período mais quente. O parlamentar cobrou

da Mesa Diretora a realização da eleição do novo segundo vice-presidente da Câmara, posto renunciado por ele. "Segundo o regimento, essa eleição deveria acontecer na sessão seguinte a renúncia", apontou Julinho. O presidente da Câmara, Dr. Eduardo Cardoso (PPS), agendou para a próxima terça-feira (22) a realização da eleição. Ao participar da Explicação Pessoal, o vereador Luciano Diniz (PT) afirmou que o governo pretende garantir apoio à equipe macaense cadeirante de basquete. De acordo com ele, o prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV) determinou a reforma da quadra do Ciep Maringá, onde a equipe treina, atendendo assim uma das demandas apresentadas pelo grupo que disputará o Campeonato Brasileiro da categoria, que acontece neste ano em Maceió. DIVULGAÇÃO

Igor defendeu acesso a famílias carentes aos procedimentos aquisitivo", defendeu Igor. O parlamentar afirmou ainda que o tema está sendo tratado por ele e pela secretária nacional de Direitos Humanos, Maria do Rosário, com quem agenda visita a Macaé. "Essa lei é ancorada nos preceitos dos Direitos Humanos, em normativas do Sistema Único de Saúde (SUS) e de lei federal que instituiu, em 1996, o planejamento familiar. Esse assunto é pertinente à realidade de Macaé, uma cidade que registra o intenso crescimento populacional", apontou. Durante o seu discurso, Igor leu trechos da Lei 3057/2008, que determina como dever do município, através da rede de saúde,

oferecer todos os procedimentos necessários ao planejamento familiar, como informações preventivas e educativas, e métodos e técnicas que possibilitem a esterilização voluntária, até mesmo orientações a famílias para que desistam do procedimento. De acordo com Igor, a lei municipal aponta que homens e mulheres de 25 anos, com até dois filhos, fazem parte do grupo que pode ter acesso ao procedimento. Dr. Eduardo Cardoso (PPS) ressaltou que a lei municipal é ainda mais rigorosa que a normativa federal. "Essa pauta é pertinente à realidade de Macaé", apontou o presidente da Câmara.

Após semanas conturbadas, Câmara realizou ontem sessão tranquila encerrada no tempo regimental


4

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Opinião EDITORIAL

NOTA

Prefeito garante apoio para equipe paraolímpica de basquete

FOTO LEGENDA JOÃO BARRETO/SECOM

Mais gente, mais desafios Um dos principais fenômenos ocasionados pelo privilégio de Macaé se tornar a Capital Nacional do Petróleo, sem esquecer é claro de todo o ônus embutido nesse reconhecimento internacional, o crescimento populacional da cidade é crescente e não deve parar pelos próximos anos.

E

m três anos, o município recebeu quase 20 mil novos moradores que chegaram a cidade atraídos, principalmente, pelas oportunidades profissionais e financeiras proporcionadas pela indústria do petróleo. Número que poderia ser ainda mais expressivo se uma outra grande parte de profissionais que passaram a atuar nas atividades relativas ao arranjo produtivo do óleo bruto e do gás natural explorados na Bacia de Campos não optassem por viver em outras cidades, em especial, Rio das Ostras que, diante desse fenômeno, ainda é o município cujo quantitativo populacional mais cresce em todo o território nacional. Os números refletem também o desafio do poder público de reestruturar e promover um melhor atendimento aos antigos e novos cidadãos, através da aplicação dos abundantes recursos públicos que somam mais de R$ 2 bilhões, de acordo com a previsão orçamentária para o próximo ano. Ao saltar de 217.951 moradores em 2012 para 224.442 em 2013, números atualizados neste ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Macaé registra um dos principais impactos que devem ser contornados à medida que a cidade torna-se ainda mais rica. Apesar de serem positivos, os números que representam o

cenário de crescimento demandam uma atenção e um empenho maior das autoridades municipais responsáveis por conduzir a gestão da cidade que produz mais de 80% do petróleo brasileiro. Quando se fala em crescimento da população, se pensa também na necessidade de ampliação de serviços como a Saúde e a Educação, sem falar nas necessidades básicas de cada cidadão, relativas também ao saneamento básico. Somado a isso, Macaé registra também o fenômeno chamado população flutuante, moradores de várias cidades da região, do país e do mundo, que permanecem por períodos na cidade, buscando acesso a todos os serviços públicos necessários. Quanto mais se registra o crescimento da cidade, mais cresce o desafio do poder público de recuperar o tempo e os investimentos não feitos ao longo dos últimos anos, e ainda planejar o futuro da cidade que tende a expandir, ainda mais, o número populacional e sua economia nos próximos anos, diante das estimativas da produção do petróleo. Passado o período de arrumação de casa, o novo governo terá que apresentar em 2014 resultados pertinentes e funcionais para comandar um grande processo de reestruturação de Macaé. A burocracia política é lenta, mas o ritmo de crescimento de Macaé segue a passos bem largos.

ESPAÇO ABERTO Soberania no mar A República Federativa do Brasil tem, de acordo com a Constituição que a rege, como um de seus fundamentos a soberania.

A

ssim sendo, não pode, em toda sua extensão, submeter-se a qualquer outra potestade, bem como tem de fazer prevalecer os seus comandos normativos, seja na terra, no ar e no mar territorial. Para que um determinado ordenamento jurídico subsista, faz-se mister que possua um mínimo de eficácia, de modo que seja em regra observado, bem como a sua transgressão seja pressuposto de sanções. Para que as normas jurídicas saiam do plano meramente normativo e tenham eficácia no plano fático, evidentemente deve existir um aparato que garanta a obediência aos comandos normativos. No dia a dia, as pessoas se deparam com diversos órgãos governamentais, com devido poder de polícia, que garantem a execução das normas, bem como a punição daqueles que não seguem seus ditames. Em último grau (criminal), no âmbito da sociedade, tem-se a atuação das polícias militar, civil e federal, bem como a atuação dos tribunais. Em outras searas, existem órgãos administrativos com função de fiscalização e punição aos recalcitrantes. No convívio social, faz-se presente, portanto, a atuação estatal, de modo a ser garantido o poder do Estado, o qual, inclusive, possui o monopólio legítimo da força. No entanto, em um país de grandeza continental, há regiões ermas, de escassa ou nula população, em que os entes do Estado não se apresentam com

tanta visibilidade, ou nem mesmo se encontram. Isto em terra. O que dir-se-á, portanto, de nossa extensão marítima? Como garantir que nas águas brasileiras tenha validade, efetivamente, o que é preconizado pelo ordenamento jurídico nacional? Ouso dizer que, sem a Marinha do Brasil, as leis brasileiras, no que concerne à extensão do mar territorial, seriam meros enunciados, sem nenhuma juridicidade, uma vez que não poderiam ter qualquer eficácia para os agentes, enquanto estivessem trafegando pelas águas oceânicas. A Marinha do Brasil, dentre as suas diversas atribuições, estende o manto jurídico do ordenamento por todo o mar nacional, tendo em relação a esta região, que também é nosso território, um caráter verdadeiramente civilizatório. A Força Armada marítima, ainda conforme a Carta Magna, é uma instituição permanente e regular, organizada com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, destinando-se à defesa do território nacional, à garantia dos poderes constitucionais (Legislativo, Executivo e Judiciário) e, por iniciativa de um destes, da lei e da ordem. Pela especificidade destas atribuições subsidiárias particulares, é da competência do Comandante da Marinha o trato de tais assuntos, ficando designado para esse fim como “Autoridade Marítima”. Lirismar Campelo Especialista em direito administrativo

Depois da denúncia registrada pelo jornal O DEBATE, neste espaço, a prefeitura providenciou nesta semana medidas imediatas para reforçar a estrutura do telhado do ginásio da antiga sede do Clube Ypiranga. O prédio histórico, situado na Avenida Presidente Sodré, passa por um processo de deterioração ao longo dos últimos anos, à espera da ocupação definitiva de setores administrativos do município, após o fim do processo de desapropriação iniciado há mais de seis anos. O trabalho de contenção foi promovido pela equipe da Coordenadoria Extraordinária da Defesa Civil.

PAINEL Convocação I

Caminhada

Conscientização

Convocação II

Informação

Enfeites

Eleição

Transtornos

Irregular

Após a apresentação e assinatura do termo de posse, a prefeitura investiu ontem mais de 250 profissionais no cargo de auxiliar de serviços escolares, que passam a atuar na rede municipal de ensino. A listagem foi publicada ontem pelo governo que mantém uma política de ampliação do quadro de funcionalismo público, à medida em que é identificada a demanda em cada um dos setores da administração municipal. No mesmo dia, mais de 200 profissionais também foram investidos no cargo de Professor A, também da rede municipal de Educação. Os números ampliam para mais de mil o volume de aprovados no concurso público, realizado nos últimos anos, que já foram convocados pelo governo municipal no primeiro ano de gestão. Há a previsão que o governo prorrogue para mais dois anos a vigência dos processos seletivos em vigor, que vencem no próximo ano. Após renunciar ao espaço da segunda vicepresidência da Mesa Diretora da Câmara, o vereador, líder de governo da Câmara, Julinho do Aeroporto (PPL), solicitou a realização de uma nova eleição para definição do novo parlamentar ocupante do cargo. Ele afirmou que o procedimento já deveria ter sido feito pelo Legislativo. Em resposta, o presidente da Casa, Dr. Eduardo Cardoso (PPS) agendou para a próxima terça-feira (22) a realização do procedimento.

A vereadora Renata Paes (PV) não participou da sessão ordinária de ontem da Câmara. A sua ausência foi especialmente justificada. Única mulher a integrar o plenário do Palácio Cláudio Moacyr de Azevedo, formado por mais 16 homens, Renata esteve presente na caminhada realizada pela prefeitura em referência ao “Outubro Rosa”, fortalecendo a campanha voltada a incentivar as macaenses a promover exames de rotina para identificar de forma precoce o câncer de mama. Além da implantação dos equipamentos, como parquímetros e totens de retirada dos tíquetes, a prefeitura bem que poderia promover, através da secretaria municipal de Mobilidade Urbana, uma campanha de orientação junto aos motoristas, para informar e esclarecer dúvidas relativas ao novo sistema de administração do Macaé Rotativo. Depois de três anos suspenso, o serviço voltará a ser cobrado em vagas públicas da área central da cidade no próximo mês. Ontem pela manhã, um grande congestionamento foi formado na Rodovia Amaral Peixoto (RJ 106), no trecho próximo à guarita da Polícia Militar, na Praia dos Cavaleiros, em função de um problema recorrente, denunciado constantemente pelo jornal O DEBATE neste espaço. Ao fazer o contorno irregular no trevo situado no local, um caminhão baú acabou fechando o trânsito em um dos pontos mais importantes do tráfego de veículos da cidade.

Discutido em primeira votação na sessão ordinária da Câmara de ontem, o projeto de lei 017/2013 do poder Executivo institui a Campanha Permanente de Colocação de Lixo na cidade. A medida visa conscientizar a população sobre a necessidade de descarte correto de materiais produzidos dentro das residências da cidade, assim como entulhos da construção civil. O procedimento se faz necessário à cidade diante de tantos problemas ainda registrados nos espaços públicos. Faltando pouco mais de dois meses para o Natal, algumas cidades da região já se preparam para organizar a tradicional ornamentação que ajuda a manter uma das mais belas tradições do país. Para que Macaé não fique de fora, o governo, junto à Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim), já deveria tratar da parceria para a implantação dos enfeites no Calçadão da Avenida Rui Barbosa. Diante das expectativas, as surpresas serão muitas para a população. Depois das obras realizadas pela Empresa Municipal de Saneamento (Esane), em um projeto iniciado no ano passado, trechos da Avenida Atlântica, que ligam a Praia Campista e a Praia dos Cavaleiros, apresentam atualmente uma série de avarias em sua pista. Os problemas foram criados devido à implantação da rede de esgotamento sanitário, que impede o lançamento de esgoto e materiais orgânicos nas areias do litoral sul da cidade.

EXPEDIENTE

GUIA DO LEITOR

EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias.

TELEFONES ÚTEIS:

cnpj: 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. diretor responsável: Oscar Pires. sede própria: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate). Impresso pelo Sistema Offset. circulação: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. Representante: ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA. são paulo: R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • rio de janeiro: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • brasília: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745 (61) 3036-8293. tel/fax: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, e-mail: odebate@odebateon. com.br, comercial: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, e-mail: comercial@odebateon.com. br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

POLÍCIA MILITAR: 190 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: 191 SAMU - SERV. AS. MED. URGÊNCIA: 192 CORPO DE BOMBEIROS: 193 DEFESA CIVIL: 199 POLÍCIA CIVIL - 123ª DP: 2791-4019 DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR): 2791-5379 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330 DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENÚNCIA): 2796-8326 DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320 DISQUE-DENÚNCIA (CÂMARA DE MACAÉ): 2772-7262 HOSPITAL PÚBLICO MUNICIPAL: 2773-0061 AMPLA: 0800-28-00-120 CEDAE: 2772-5090 PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008 DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620 GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440 ILUMINAÇÃO PÚBLICA: 0800-72-77-173 AEROPORTO DE MACAÉ: 2772-0950 CARTÓRIO ELEITORAL 109ª ZONA: 2772-9214 CARTÓRIO ELEITORAL 254ª ZONA: 2772-2256 CORREIOS - SEDE: 2759-2405 AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527 TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100 SEDEX: 2762-6438 CEG RIO: 0800-28-20-205 RADIO TAXI MACAÉ 27726058 CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 plantão: 8837-4314 CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 plantão: 8837-3294 CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 plantão: 8837-4441


MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Polícia

5

NOTA

Prefeitura prossegue ações nas redes de águas pluviais

MOBILIDADE

Calçada de delegacia é ocupada por veículos apreendidos Carros e motos recuperados se acumulam em espaço destinado ao uso público. Local é um verdadeiro ferro velho a céu aberto Bertha Muniz berthamuniz@odebateon.com.br

O

s condutores de Macaé têm passado por uma missão praticamente impossível para encontrar vagas no estacionamento externo da 123ª Delegacia Policial de Macaé (DP), dedicado aos usuários do órgão. O espaço, porém, não é ocupado pelo público, mas por carros apreendidos pela Polícia Civil. O local é um verdadeiro ferro velho a céu aberto. Hoje, o pequeno pátio da delegacia abriga mais de 20 veículos entulhados, entre carros e motos. Não há outro local para estacionar os veículos, além do que já é ocupado pelos veículos apreendidos, que é um pequeno espaço do pátio. O lugar não dá conta da quantidade de automóveis e os carros apreendidos acabam até mesmo atrapalhando as viaturas da PM que chegam para fazer algum tipo de ocorrência. Enquanto os processos se arrastam na justiça, eles permanecem sem o devido destino. O desrespeito é tão grande que até mesmo as vagas destinadas aos portadores de deficiência física estão lotadas. Os

carros com pneus furados, vidros quebrados e outros danos estão por toda a parte, deixando o local mais parecido com uma sucata. Os veículos ficam, inclusive, no estacionamento da própria delegacia e sobre as calçadas, atrapalhando a passagem dos pedestres. As reclamações dos condutores são constantes, considerando o tempo que perdem procurando onde colocar os carros. Há sete meses, após uma reportagem feita pelo O DEBATE denunciando a situação, a empresa Rodando Legal efetuou a retirada dos 20 veículos que estavam parados no local. Para a ação, cinco agentes da Mobilidade Urbana fizeram o controle de tráfego nas ruas São João e Igualdade. A operação também contou com pontos de apoio nas ruas Teixeira de Gouveia, Manoel Braga e Rui Barbosa. Quatro veículos da Mobilidade Urbana foram utilizados para o patrulhamento da área central. Na manhã de ontem (16), constatamos que a situação voltou a se repetir. O delegado titular da delegacia, Filipi Poeys, esclareceu que o motivo do acúmulo de veículos na calçada da delegacia ocorre pela falta de espaço no depósito do Rodando

WANDERLEY GIL

Carros estão estacionados em frente à 123ª DP há cerca de quatro meses Legal. Segundo o Dr. Filipi Poeys, a única solução encontrada foi deixar os carros e motocicletas em frente ao órgão. Por meio

de nota, a Prefeitura de Macaé, afirmou que o depósito não é municipal e que os veículos estão acautelados pela Polícia Mi-

litar. Contudo, como os veículos estão atrapalhando a passagem de pedestres, o órgão informou que a secretaria de Mobilida-

BR-101

KANÁ MANHÃES

Novo trevo de Macaé será entregue na próxima quinta-feira (24) Cerimônia de entrega da obra à população será feita mediante a presença de autoridades públicas locais e representantes da concessionária Como parte dos investimentos em melhorias realizados na BR-101/RJ, rodovia que liga Niterói a Campos, até divisa com o Espírito Santo, Macaé contará, a partir da próxima quinta-feira (24), com mais uma importante ferramenta de acesso à cidade: um trevo, em desnível, composto por um viaduto, no km 169,

entroncamento da rodovia com a RJ-168, que facilitará a vida dos motoristas. Iniciada imediatamente após a emissão da Licença de Instalação do Ibama, a obra foi realizada conforme liberação das áreas necessárias à implantação do trevo. Este dispositivo operacional substituirá a interseção em nível, que impunha aos usuários cruzamento de pista com riscos à segurança, e possibilitará vários deslocamentos, como entrar e sair da rodovia, nos dois sentidos, permitir manobras de retorno, garantindo, dessa forma, segurança e conforto aos motoristas. Ainda na BR-101, em Rio Bonito, a população e as pessoas

que trafegam pela rodovia contarão com um novo trevo, em desnível, composto por um viaduto, que passa a ser o principal acesso à cidade, pelo bairro do Green Valle, no km 265,90. O novo trevo será inaugurado no próximo dia 29 e proporcionará condição plena de operação para acesso à sede do município, além de permitir movimentos de retorno em todos os sentidos. Substitui um trevo simples, em nível, que permitia apenas a entrada e saída de Rio Bonito pela pista Sul (sentido Rio), e vai garantir as melhores condições de segurança e conforto. Passeios públicos e acessos também atenderão à população.

O trevo, em desnível, composto por um viaduto, entroncamento da rodovia com a RJ-168, facilitará a vida dos motoristas OBITUÁRIO

FISCALIZAÇÃO

Vigilância Sanitária atua de forma exemplar no município Dados do órgão comprovam que em um mês e meio, 10 pontos foram fechados por colocarem a saúde dos consumidores em risco em um mês e meio, as operações das equipes da Vigilância Sanitária de Macaé, resultaram no fechamento de dez estabelecimentos comerciais no município. Entre os principais pontos que foram fechados por tempo indeterminado, até que cumpram as determinações das equipes de vistoria do órgão, estão o supermercado Atacadão, localizado no Barreto, o restaurante Patroni e as lanchonetes KFC e Mega Matte, no shopping Plaza Macaé. Na

de Urbana entrará em contato com a autoridade policial para encontrar uma solução para o problema.

semana passada, na Rodoviária de Macaé, três lanchonetes foram interditadas. Dentro desses estabelecimentos foram encontrados mais de dois mil salgados com recheios estragados, além da presença de larvas e insetos. Dados da Vigilância Sanitária dão conta de que um número de aproximadamente mil estabelecimentos sejam visitados por mês, somente no município de Macaé. Segundo o órgão fiscalizador, as interdições só ocorrem quando são encontrados no ambiente dos estabelecimentos condições de higiene precárias, que podem colocar diretamente a saúde dos consumidores em risco. Segundo a prefeitura, consumidores podem e devem solicitar a fiscalização em locais que desobedeçam as determinações do órgão, através do telefone: (22) 2772-2889.

› MARIA DA GLÓRIA FERREIRA DE

SOUZA, viúva, 58 anos, mora-

dora do Engenho da Praia. O

WANDERLEY GIL

Na Rodoviária de Macaé, três lanchonetes foram interditadas na semana passada

sepultamento ocorreu às 15h de ontem (16), no cemitério Mirante Memorial da Igualdade.


6

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Economia

NOTA

Parquímetros começam a ser instalados no Centro de Macaé

MERCADO DE TRABALHO

Macaé registra saldo de 784 postos de trabalho Município ocupa o 2º lugar no ranking de geração de emprego do Estado do Rio de Janeiro WANDERLEY GIL

Patricia Lucena patricia@odebateon.com.br

O

cadastro geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgou que, no mês de setembro, foram gerados 211.068 postos de trabalho formais no país, representando um crescimento de 0,52% em relação ao estoque do mês de agosto. No ano, o total acumulado foi de 1.323.461 postos, uma expansão de 3,35%. Dentre os oito setores de atividade, sete expandiram o nível de emprego em setembro: Serviços (+70.597 postos), Comércio (+53.845), Indústria de Transformação (+63.276 postos), Construção Civil (+29.779 postos), Administração Pública (+2.039 postos), Extrativa Mineral (+745 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública - SIUP (+956 postos). O segmento de Agropecuária (-10.169 postos) foi o único que POSTOS DE TRABALHO

› EXTRATIVA MINERAL: -164 › INDÚSTRIA DE TRANSFORMAÇÃO: -1.474

› SERVIÇOS INDUSTRIAIS DE UTILIDADE PÚBLICA: 68

› CONSTRUÇÃO CIVIL: 5.604 › COMÉRCIO: -408 › SERVIÇOS: 1.237 › ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: 1 › AGROPECUÁRIA: 11 › TOTAL: 4.875

Setor de Construção Civil segue fortemente aquecido em Macaé, com um saldo positivo de 5 mil postos de trabalho ocupados registrou um declínio no nível de emprego. O Estado do Rio de Janeiro registrou uma aceleração na geração de empregos formais, apresentando uma alta de 0,41%, totalizando um saldo positivo de 15.653 pessoas ocupadas. O crescimento deveu-se, principalmente, aos saldos positivos dos setores de Serviços (+7.995 postos), de Comércio (+5.382 postos), da Construção Civil (+1.462 postos) e da Indústria de Transformação (+1.017 postos). Considerando os municípios do Estado do Rio de Janeiro, Macaé avançou e apareceu em

2º lugar no ranking de geração de emprego no acumulado do ano, demonstrando seu potencial econômico cada vez maior. No mês de setembro, o município gerou um saldo positivo de 784 postos de trabalho ocupados, resultado de 5.177 admissões e 4.393 desligamentos. No acumulado do ano, de janeiro a agosto, foram 4.875 postos de trabalho ocupados. O setor de Construção Civil continua fortemente aquecido no município. De janeiro a setembro deste ano, o segmento registrou 5.604 pessoas ocupadas, um aumento de cerca de 17,7% em relação ao período de

janeiro a agosto de 2013. Já a pior área continua sendo a Indústria de Transformação, que apresentou um saldo negativo de geração de emprego no período de 1.474 postos. O setor de Serviços, que registrou um comportamento significativo de um modo geral, com mais de 70 mil postos de trabalho gerados no Brasil, também demonstrou crescimento em Macaé, com 1.237 vagas ocupadas. Já o Comércio, apesar de estar aquecido em todo o Brasil, apresentou um saldo negativo de 408 postos de trabalho em Macaé.

PARALISAÇÃO

Petroleiros entram em greve Trinta e nove plataformas em Macaé aderem à greve nesta quinta-feira (17), data em que está marcada uma greve nacional da categoria petroleira contra o leilão do Campo de Libra, 39 plataformas de Macaé devem aderir à greve convocada pelo Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (SindipetroNF) por tempo indeterminado. Além de o movimento ser contra o leilão, que irá acontecer no próximo dia 21, os petroleiros pedem por um reajuste salarial que represente um ganho real de 5%, condições seguras de trabalho para todos, fundo garantidor para os trabalhadores terceirizados, melhoria dos benefícios e mudanças no Plano de Cargos e Salários. A última proposta da Petrobras, segundo o Sindipetro-NF, além de ser incompleta, não contemplou as reivindicações dos trabalhadores. Em relação às cláusulas econômicas, a estatal propôs um reajuste de 7,68%, o que representa um ganho real entre 1,17% e 1,5%, e um abono correspondente a uma remuneração ou R$ 4 mil, o que for maior. A indicação de greve da Federação Única dos Petroleiros (FUP) e seus sindicatos foi motivada não apenas para que a Petrobras apresente uma proposta decente aos petroleiros, mas também para intensificar a luta pelo fundo garantidor aos trabalhadores terceirizados, pela derrota do projeto de lei de terceirização (PL 4330), e pela suspensão imediata do leilão do Campo de Libra. Hoje também está marcado um

debate “Não à privatização do petróleo brasileiro”, organizado pelos movimentos sociais. A discussão será realizada a partir das 18h, no auditório do Colégio Maria Isabel, no Centro de Macaé. “O PT nas eleições criticou o PSDB pelas privatizações. Agora faz a mesma coisa. Leilão do petróleo nada mais é do que privatização. Estamos entregando nosso petróleo a um preço irrisório. Se fosse explorado unicamente pela Petrobras, poderia significar maior investimento em saúde, educação, moradia, transporte para população. Esse é o maior leilão da história do país. Não podemos deixar esse ataque acontecer”, criticou Mateus Ribeiro, petroleiro do Terminal de Cabiúnas e membro da Oposição Petroleira do Norte Fluminense. Além disso, os movimentos também criticam a afirmação do governo federal sobre o investimento dos royalties na educação. Para eles, o valor é insuficiente. “O governo diz que vai utilizar o dinheiro dos royalties do petróleo para investir em educação. Mas os royalties são muito menos que o necessário para o setor. Representam apenas 0,6% do PIB, quando precisamos de 10%. Por que ter uma pequena parte dos lucros do petróleo se é possível ter todo o lucro, caso o petróleo não seja privatizado? Só assim nós poderíamos ter o necessário para mudar a educação e a saúde no país”, disse Mateus. A equipe de reportagem do jornal O DEBATE entrou em contato com a Petrobras para saber o posicionamento da empresa em relação à greve e às reivindicações dos petroleiros, porém, até o fechamento desta edição, não recebemos nenhuma resposta.

SAÚDE

Especialista fala sobre medicina preventiva Dados mostram que a obesidade já atinge mais de 30% da população brasileira além de contribuir com o bem-estar da população macaense, através do tratamento eficaz de emagrecimento, o médico especialista em endocrinologia e alergia, Dr. Cláudio Ambrósio, trabalha com a medicina preventiva e ajustes hormonais, com foco no equilíbrio do organismo com diagnóstico precoce de

possíveis alterações. “A medicina preventiva melhora a energia, memória, disposição, atitudes e postura”, disse Dr. Cláudio. Segundo ele, através de exames de sangue é possível avaliar a situação metabólica e hormonal e, a partir disso, definir um tratamento individualizado com foco no objetivo e necessidade de cada pessoa. “A correção das alterações identificadas nos exames se reflete em mais saúde, energia e, o mais importante, a longevidade produtiva”, salientou. De acordo com Dr. Cláudio,

é preciso colocar em prática a proposta de “manter a saúde”, antes de se focar nas doenças. “Faz-se necessário estender este conhecimento científico adquirido a todos. Assim, as pessoas poderão estabelecer suas prioridades e optar conscientemente por um estilo de vida saudável”, destacou. O especialista também alertou para o fato de que manter uma dieta pobre em proteínas favorece a osteoporose, assim como o uso de certos medicamentos interferem de forma negativa no metabolis-

mo. Como exemplo, o médico citou o uso do omeprazol, geralmente receitado para gastrite, que reduz a absorção do ferro e do cálcio pelo organismo. Dr. Cláudio disse ainda que os diuréticos e algumas drogas usadas no tratamento para doenças cardiológicas exaurem os minerais e as vitaminas do organismo. “A alimentação e a atividade física devem ser usadas como aliadas na restauração do equilíbrio hormonal”, frisou. A obesidade atinge mais de 30% da população brasileira.

Tal crescimento, no entanto, não é causado somente por excessiva ingestão calórica. Fatores emocionais, psicológicos, genéticos, nutricionais e ambientais, além da falta de atividade física, são importantes indicadores para a casualidade do quadro. Todo um sistema de vida inadequado com certeza favorece para o desenvolvimento da obesidade. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2025, mais de 50% da população mundial será obesa.

Para especialistas, a era atual é a chamada “transição nutricional”, que consiste na redução dos índices de desnutrição e aumento da obesidade. Logo, as condições associadas à obesidade, como doenças cardiovasculares, diabetes, dislipidemia, hipertensão, estão aumentando. “Para esse tratamento, usamos um método manipulado e os resultados variam de pessoa para pessoa de acordo com o empenho de cada um na dieta, ginástica, etc”, afirmou Dr. Cláudio.

NETWORKING

ACIM realiza segundo café da manhã ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO ACIM

Participantes puderam conhecer os convênios e serviços oferecidos pela instituição, além de todas as instalações da ACIM

Encontro teve o objetivo de aproximar as empresas e trocar experiências com o objetivo de estreitar relacionamento, a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM) promoveu, na manhã desta quarta-feira (16), o segundo café da manhã com novos associados, do período entre junho a outubro de 2013. Além da aproximação, outra meta foi ouvir críticas e sugestões para melhor atender aos clientes da instituição. O encontro contou com a presença de representantes da Diretoria da ACIM e do delegado da 12ª Delegacia da Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (JUCERJA), Luiz Carlos Duarte. O evento contou com uma apresentação de slides feita pela assessora da presidência da ACIM, Valéria Ribeiro, mostrando toda a história

da entidade, que conta com 97 anos de atuação no município. Os participantes também tiveram a oportunidade de conhecer os convênios e serviços oferecidos pela instituição, além de todas as instalações da ACIM. Segundo o presidente da entidade, Evandro Cunha, é muito importante trazer os associados para dentro da ACIM, fazendo com que eles saibam todas as vantagens de participarem da instituição. “É imprescindível que todos os associados conheçam a história da ACIM e a importância que ela tem para todo o município, desde a sua fundação. Nosso objetivo é estar ao lado da classe empresarial como um todo, proporcionando ferramentas para alavancar a economia da cidade”, ressaltou. Aproveitando a oportunidade, Luiz Carlos Duarte, da JUCERJA, lembrou que a Junta Comercial funciona no prédio da ACIM. “Hoje

realizamos a abertura de empresas num prazo de três dias úteis, o que facilita consideravelmente a vida do empresário. A ACIM teve participação fundamental na vinda da Junta para Macaé e hoje os empresários não precisam mais se deslocar até o Rio de Janeiro para resolver suas questões”, destacou. Também estiveram presentes os representantes das empresas Distripaper, UP Essências e Hidropartes. Todos tiveram a oportunidade de apresentar seus negócios. “Trabalhamos com artigos de papelaria para escritório e o fato de integrarmos o quadro de associados da ACIM nos ajuda a estar em contato com outras empresas. As informações que recebemos também nos ajudam muito na expansão dos negócios”, declarou Luiz Henrique Soares da Distripaper. Já o representante da Hidropartes, Olívio Reis, que

atua no setor de Petróleo e Gás, destacou a relação estabelecida entre empresas de diferentes segmentos, proporcionada pela ACIM através do café da manhã. “Nós atuamos no setor de petróleo que, teoricamente, não teria muito em comum com o comércio, mas através deste contato, acabamos descobrindo pontos similares entre as nossas empresas”, exemplificou. Wladimir de Lacerda, da UP Essência, por sua vez, observou a importância de eventos como este para que ocorra a troca de contatos. “Através do café da manhã, tive acesso a informações que eu não teria, caso não estivesse presente. Essa oportunidade de fazer novos contatos é fundamental na vida empresarial”, pontuou. A ACIM está situada no Calçadão da Avenida Rui Barbosa, 270, Centro. Maiores informações através do telefone (22) 2772-2858.


MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Geral

7

NOTA

Conselho propõe novas regras para acesso às cachoeiras do Sana

EXEMPLO

AMADA comemora 12 anos de assistência à população e região Programação começa nesta quinta-feira e segue até o próximo dia 25 com atividades abertas à sociedade KANÁ MANHÃES

Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

U

ma instituição filantrópica considerada referência na região norte fluminense. Assim é Associação Macaense de Apoio ao Deficiente Auditivo (AMADA) de Macaé que nesta quinta-feira completa 12 anos de luta e assistência aos surdos e deficientes auditivos no município e região. Para marcar a data, uma programação será realizada a partir desta quinta e encerrada na próxima sexta-feira. A iniciativa, que também vai comemorar o Dia das Crianças - ocorrido no último sábado, tem como objetivo estimular ainda mais os jovens assistidos pela instituição, pois de acordo com relatos de profissionais da unidade, a mesma está passando por algumas carências como a falta de professor e transporte. Segundo o órgão, será uma festa maior do que as que a instituição está acostumada a fazer e a ideia é levantar a autoestima tanto dos assistidos quanto das famílias. Nesta quinta-feira (17) às 13h haverá a abertura de uma Exposição de Arte aberta ao público. A iniciativa é fruto dos trabalhos de uma docente voluntária na instituição. Já às 14h haverá a benção com o padre Alexandre.

A instituição foi fundada em assembleia realizada no dia 17 de outubro de 2001, em Macaé, e é considerada uma sociedade civil filantrópica, pioneira na região de caráter bilíngue, cultural, assistencial, educacional, de estudo e pesquisa de pessoas surdas / deficientes auditivas, crianças, jovens e adultos de ambos os sexos, sem restrição de nível econômico-social advindos da

comunidade de Macaé e vários municípios vizinhos. Nela, diversos serviços são oferecidos gratuitamente. Tais como reabilitação auditiva, encaminhamento para cirurgia de Implante Coclear em Bauru/SP e assistência auditiva, atendimento de serviço social, atendimento psicológico, apoio pedagógico, aprendizado da Língua Brasileira de Sinais -

Libras (para ouvintes e surdos), informática, cultura, esporte e lazer e atendimento às famílias visando integrá-las no entendimento da dificuldade auditiva e assim auxiliar no desenvolvimento da vida familiar e social do surdo/deficiente auditivo. Para alcançar os objetivos, a unidade conta com algumas poucas parcerias, as quais são fundamentais para a concreti-

Evento será aberto às 13h com Exposição de Artes e às 14h haverá a benção com o padre Alexandre

zação dos trabalhos. Uma delas é uma parceria com a UFRJcampus Macaé professor Aloísio Teixeira, a secretaria municipal de Educação (SEMED) e Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep) que está oferecendo aos assistidos cursos de qualificação gratuitos. E também com a parceria do Centro Educacional Souza e Real Festas. Com a parceria com o Cetep,

COMEMORAÇÃO

WANDERLEY GIL

Casa do Caminho: mais de duas décadas de atendimento A Ong também faz aniversário hoje e, para marcar a data, uma confraternização será realizada com os funcionários no domingo a partir das 8h30 completar 24 anos de assistência à população carente do município não é para qualquer um. Mas essa é a realidade da ONG Casa do Caminho que desde 1989, quando iniciou suas atividades no município, oferece atendimento às famílias carentes, da periferia de Macaé,

priorizando a criança e o adolescente entre oito e treze anos, com aulas de violino, violão, percussão e flauta doce. Com isso, são mais de duas décadas de funcionamento e atendimento à população, onde o principal objetivo é formar novos componentes para o grupo musical da Casa do Caminho - conhecido como “Girassóis do Caminho”. E não para por aí. É uma instituição filantrópica, não governamental, sem fins lucrativos com a finalidade de oferecer assistência social por meio de incentivos como o trabalho e a educação, a saúde e as artes, promover os valores morais e estrutura fami-

liar, desenvolver a inclusão e o desenvolvimento social a partir de projetos de iniciação à profissionalização e implementar ações visando o conhecimento e a preservação do meio ambiente. Para marcar a data, a vice-presidente da instituição, Ana Maria, informou que haverá no domingo um café da manhã para os funcionários da casa. O evento está previsto para começar às 8h30. São mais de 20 anos de lutas e conquistas, onde a principal delas, foi a formação da equipe de voluntários. Superar fatores adversos de dificuldade de recursos são alguns dos desafios do grupo.

que resultou na oferta do curso de Design Gráfico, a AMADA tem como principal objetivo desenvolver ações que assegurem atendimento individual e coletivo às crianças, adolescentes e adultos surdos / deficientes auditivos, propiciando uma especial condição de desenvolvimento e tratamento, de forma a possibilitar sua efetiva integração social e familiar. Essa iniciativa é uma continuidade do projeto Criando Asas que já promoveu a qualificação profissional de qualidade do surdo/ deficiente auditivo, tornandoo competitivo na sua busca pela inserção no mercado de trabalho do município e da região, tendo em vista que na cidade e região poucas instituições de ensino disponibilizam oportunidades para deficientes. O projeto Criando Asas é considerado pioneiro na região. Ele foi um, entre os três selecionados no concurso promovido pela Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais (Cooperforte). As atividades foram realizadas por meio de uma parceria com a Brasil Cap - que é uma parceira da Cooperforte. Já as despesas foram custeadas pela Brasil Cap, desde o material didático, uniformes e professores.

Entre as ações sociais desenvolvidas pela instituição, estão distribuição de cestas básicas e leite em pó para famílias carentes, atendimento social com cursos profissionalizantes e palestras, centro terapêutico para pacientes portadores de distúrbios psicossociais, atendimento odontológico, funcionamento

de bazar de roupas e calçados usados, projeto com crianças e adolescentes, música, informática, habilidades profissionais e conscientização ambiental. Os projetos desenvolvidos envolvem ações sociais, culturais e educacionais no município e a ONG é considerada um exemplo de incentivo à educação

Entre os trabalhos desenvolvidos pela Ong está o Projeto Girassóis do Caminho

ambiental em função do projeto Campos Verdes - um projeto que, por meio do programa de Recomposição Vegetal do Bosque Verde do Caminho e que conta com a parceria do Jornal O Debate, visa despertar os estudantes, comunidade escolar e população para a importância da preservação do meio ambiente.

EDUCAÇÃO

Inscrições para Proeja são prorrogadas Prazo que estava previsto para encerrar na terça-feira (15) foi prorrogado para hoje quem ainda não se inscreveu para o Processo Seletivo de Ingresso aos Cursos Técnicos na modalidade Educação de Jovens e Adultos - Proeja, tem até hoje para realizar o procedimento. O prazo estava previsto para encerrar na terça-feira (15), mas foi prorrogado para hoje. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas presencialmente no campus ofertante da vaga, ou pela internet, no endereço: http://www.inscricoes. iff.edu.br. Ao todo são oferecidas 245 vagas distribuídas nos campi Quissamã, Itaperuna, Macaé, Campos-Guarus e Campos-

Centro. Entre os cursos ofertados estão Eletrotécnica, Meio Ambiente, Segurança do Trabalho e Eletrônica. Já o processo seletivo será realizado em duas etapas: Questionário Socioprofissional e Participação em evento de Apresentação do Programa, conforme orientações do edital. Podem participar da seleção os candidatos que tenham, entre outros requisitos definidos pelo edital, concluído ou que estejam concluindo o Ensino Fundamental este ano; que tenham Ensino Médio incompleto; e que comprovem idade mínima de 18 anos. O edital completo está disponível em www.iff.edu.br . Para Macaé são 40 vagas para o curso de Eletrotécnica, sendo 20 para quem cursou Ensino Fundamental na rede pública. O IFF também está com ins-

crições abertas para os cursos técnicos e para o vestibular. Os interessados podem se inscrever até o dia 25. Para os cursos técnicos de nível médio estão sendo oferecidas 2.540 vagas para os campis Bom Jesus do Itabapoana, Cabo Frio, Campos-Centro, Campos-Guarus, Itaperuna, Macaé, Quissamã e Unidade de Educação Profissional (UEP) de Cambuci, para o 1º e o 2º semestres de 2014. O valor da taxa de inscrição é de R$15,00 a ser pago por meio de GRU. Para Macaé são 180 vagas para os cursos técnicos integrados ao Ensino Médio na modalidade regular, sendo 60 para Automação Industrial, 60 para Eletromecânica e 60 para Eletrotécnica e 175 para os cursos subsequentes. Nesta modalidade, são 35 para Automação Industrial, 35 para Eletrome-

KANÁ MANHÃES

cânica, 35 para Eletrotécnica, 35 para Informática e 35 para Segurança do Trabalho Já para o vestibular são 324 vagas as os Cursos Superio-

res de Tecnologia, de Licenciatura e de Bacharelado dos campis Bom Jesus do Itabapoana, Campos-Centro, CamposGuarus, Cabo Frio, Itaperuna

Interessados podem se inscrever na sede do IFF ou pela internet

e Macaé. As vagas oferecidas para Macaé são para o curso de Engenharia de Controle e Automação. A taxa de inscrição é de R$ 50,00.


8 Geral

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013 SECOM

A listagem será distribuída nas unidades de saúde para orientar os profissionais na prescrição de medicamentos

MEDICAMENTOS ESSENCIAIS

Saúde divulga Relação de Medicamentos Essenciais Lista foi elaborada pela Comissão de Farmácia e Terapêutica

A

prefeitura publicou ontem (16), a Relação Municipal de Medicamentos Essenciais (Remume). A publicação, além de orientar as ações de Assistência Farmacêutica, visa reafirmar o compromisso do governo municipal com a saúde de qualidade. A relação está dividida em medicamentos para os programas Atenção Básica, Saúde Mental, Emergência e Atenção Hospitalar e Atenção ao Paciente Oncológico. Foi elaborada pela Comissão de Farmácia e Terapêutica, de acordo com as prioridades da saúde do município. Estão relacionados na lista todos os medicamentos disponíveis na rede pública municipal de saúde. O secretário de

Saúde, Flávio Antunes, explicou que esta é uma orientação do Ministério da Saúde e faz parte da Política Nacional de Medicamentos, que define a relação de medicamentos essenciais e cada município tem que fazer essa lista baseada na portaria ministerial. A Remume é uma ferramenta importante para orientar a rede de saúde na aquisição dos medicamentos e, principalmente, na dispensação dos mesmos. Hoje, Macaé possui uma grade de medicamentos composta por 314 itens, que inclui analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, remédios para hipertensão e diabetes, além de medicamentos controlados. A listagem será distribuída nas unidades de saúde para

orientar os profissionais na prescrição de medicamentos que estejam disponíveis na rede. A população conta, atualmente, com três farmácias municipais localizadas no Centro, Parque Aeroporto e no distrito de Trapiche. A dispensação é feita em 55 unidades de saúde, incluindo os serviços de emergência, Unidades Básicas de Saúde e de Saúde da Família, Centro de Especialidade e Núcleos de Atendimento. A secretaria de Saúde registra aumento no número de receitas atendidas nos últimos meses. Em janeiro, o setor de Assistência Farmacêutica atendeu 38.090 mil receitas. No mês de agosto, o número chegou a 48 mil, tendo seu pico de 50 mil, em maio.

EXTRATO CONVÊNIO Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Secretaria Municipal de Administração

CONCESSÃO DE LICENÇA A PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ torna público que requereu à Secretaria Municipal de Ambiente de Macaé - SEMA, por meio do processo nº80332/2013 a LICENÇA MUNICIPAL DE ISTALAÇÃO para atividade de TRATAMENTO DE ESGOTO SANITÁRIO EM ESTAÇÃO DE TRATAMENTO SECUNDÁRIO, localizado na Av. D, S/Nº - Bairro São José do Barreto, Macaé - RJ. Com validade 01de agosto de 2017.

PORTARIA Nº 219/13 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o Processo 6233/13 de 17/09/2013. RESOLVE: Art. 1º - Autorizar a abertura de Sindicância Administrativa Disciplinar, para apurar os fatos que dão conta ao Processo acima, nos termos do Artigo 175 da Lei Complementar Municipal n.º10/03, em rito sumário, tendo o prazo de 60 (sessenta) dias para apuração. Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. Carapebus, em 16 de outubro de 2013. Luiz Geraldo da Silva Barcelos Secretário Municipal de Administração

RESULTADO DOS JULGAMENTOS SETEMBRO/2013, REALIZADOS PELA JARIT (JUNTA ADMINISTRATIVA DE RECURSOS DE INFRAÇÕES DE TRANSPORTES) ATRAVÉS DA NOTIFICAÇÃO DE PENALIDADE APRESENTADAS NAS ATAS 137/2013PI (16/09/ 2013), 138/2013PI (17/09/2013), 139/2013PI (19/09/2013), 140/ 2013PI (20/09/2013), 141/2013PI (23/09/2013), 142/2013PI (24/09/ 2013), 143/2013PI (26/09/2013), 144/2013PI (27/09/2013).

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO AVISO DE PREGÃO O Fundo Municipal de Saúde de Carapebus torna público, que realizará os seguintes pregões abaixo, na sede do Poder Executivo, instalado na Avenida Getúlio Vargas, nº 15, Centro - nesta cidade, Os Editais e seus anexos referentes aos mesmos estarão disponíveis na sala da Comissão Pregoeira, na Prefeitura Municipal e a retirada será mediante a entrega de 02 (duas) resmas de papel A4 com 500 (quinhentas) folhas, através de pessoa credenciada portando carimbo do CNPJ, de segunda a quinta-feira, no horário das 09:00 hs às 17:00 hs. Tel. Contato (22) 2768-9537/9545. Pregão n.º 032/2013. Processo FMS n.º 080/2013. Objeto: Aquisição de materiais de insumo hospitalar. Dia: 04/11/2013. Hora: 10:00. Pregão n.º 034/2013. Processo FMS n. 097/2013. Objeto: Aquisição de Revelador e Fixador. Dia: 04/11/2013. Hora: 14:00. Carapebus, 16/10/2013 Alex Sandro Barcelos de Azevedo Pregoeiro

I- Espécie: Convênio nº: 001/2013 - Processo administrativo IMMT 0270/2013. II- Objeto: Colaboração mútua entre o IMMT e a FSMA, visando estabelecer a forma e as condições pelas quais os partícipes se propõem a desenvolver, continuamente, um programa de colaboração e cooperação técnica, científica e cultural, possibilitando a consecução de ações integradas em áreas de interesse comum. III- Prazo de vigência: 2 (dois) anos , a contar da data da publicação. IV- Partes: Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia-IMMT e Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora-FSMA. Macaé, 14 de outubro de 2013 Eduardo Batista Neiva Diretor Presidente Instituto Macaé de Metrologia e Tecnologia-IMMT

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ - FUNEMAC EXTRATO CONTRATUAL Termo Aditivo nº 04 ao Contrato 005/2009 Empenho Global nº 290/2013 Contratada: BIOHIDRO CONSTRUÇÕES CIVIS, SERVIÇOS E SANEAMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRICO LTDA. Contratante: FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ - FUNEMAC Valor do Aditivo: O valor dos serviços contratados para o prazo de 12 (doze) meses é de R$ 76.800,00 (setenta e seis mil e oitocentos reais). Clausulas alteradas: CLÁUSULA SEGUNDA - Do Prazo Parágrafo Único- Fica prorrogado o contrato assinado em 25 de maio de 2009, por 12 (meses), improrrogáveis, ou seja, de 25 de maio de 2013 até 24 de maio de 2014. CLÁUSULA QUARTA - Da Dotação Orçamentária I - PROGRAMA DE TRABALHO: 1236400442112 II - ELEMENTO DE DESPESA: 3.3.90.39.99 III- CÓDIGO REDUZIDO: 1008 IV- FONTE:04 Royalties CLÁUSULA QUINTA - Da gestão do Contrato Fiscal do contrato:servidor REGIS PINHEIRO NOGUEIRA, matrícula nº 22169. CLÁUSULA SEXTA- Da Garantia § 1º -A garantia não excederá a 5% (cinco por cento) do valor do contrato e terá seu valor atualizado nas mesmas condições do instrumento contratual. Macaé, 16 de outubro de 2013 Alexandre Azevedo Presidente da FUNEMAC Mat.:22535


MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

CAMPANHA

KANÁ MANHÃES

Macaenses participam de caminhada do "Outubro Rosa" No município, várias mulheres aderiram à campanha que promoveu ação no centro da cidade Tamara Lima tamara@odebateon.com.br

N

a manhã de ontem, dezenas de mulheres participaram da caminhada em adesão à campanha "Outubro Rosa", na Avenida Rui Barbosa, no centro da cidade. A concentração foi na Praça Veríssimo de Melo. O acontecimento foi promovido pela Coordenação de Enfermagem, Vigilância da Saúde e Programa da Mulher. A campanha tem como objetivo incentivar as macaenses na prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Entre os presentes, estava a primeira dama do município Vera Ladeira dos Santos; a vereadora Renata Thomaz (PV),

alunos e professores da Universidade Estácio de Sá, membros da prefeitura e a sociedade civil. Vera Ladeira destacou a importância do evento: “Essa caminhada é importante para chamar a atenção das mulheres para a prevenção do câncer de mama e diagnóstico precoce. Elas precisam conhecer seu corpo para que seja realizado o autoexame, porque se for diagnosticado a doença, tem que tratar imediatamente”, alertou a primeira dama do município. A vereadora Renata Thomaz afirmou que a prevenção é a melhor forma de garantir a saúde da mulher. “Esta campanha de prevenção alerta as mulheres para que também seja feito o exame da

mamografia. Quanto mais rápido for o diagnóstico, maiores são as chances de cura”, declarou a vereadora Risete Medeiros participou do evento. Ela tem 75 anos e disse que se preocupa com a saúde das mulheres. “Gosto de ajudar, estar perto das pessoas e sempre faço trabalhos para divulgar a prevenção do câncer de mama. Conheço algumas portadoras da doença e sei que é muito difícil para elas. Por isso, é preciso que todas as mulheres cuidem de sua saúde”, disse. Dra. Vanja Beatriz é gerente do Programa da Mulher. Ela focou que as mulheres devem escolher um dia para tratar da saúde e realizar exames preventivos dos cânceres de mama e

Geral 9

Caminhada das macaenses que participam do "Outubro Rosa" percorreu o calçadão colo do útero. Já Simone Abugeber é enfermeira do Programa da Mulher. Ela ressaltou que as mulheres não precisam ter preconceito por causa da doença. “O câncer de mama atinge muitas mulheres. A doença não vê raça, cor, nem classe social. O dia “rosa” é para ser lembrado para a conscientização dos riscos, caso não seja tratada a doença”, afirmou. O diretor administrativo do Hospital São João Batista e médico oncológico, Dr. Sávio Mussi, disse que o autoexame é a melhor forma de as mulheres conhecerem suas mamas em todas as fases do ciclo menstrual, para que sejam evitados os problemas mais graves. “As mulheres devem apalpar

suas mamas semanalmente e, é importante que elas guardem os resultados dos exames médicos, porque isso facilita a avaliação médica e o diagnóstico. Se for identificada alguma diferença, como nódulo, ou se houver alguma dúvida, imediatamente é preciso procurar um ginecologista”, alertou. A prefeitura vai realizar ações até o final do mês. Panfletagem com orientação sobre autoexame e apresentações culturais também são promovidas em vários pontos da cidade. A cidade tem iluminação especial, durante todo o mês de outubro, no Shopping Plaza Macaé, nas Igrejas Sant’Ana e Nossa Senhora de Fátima, no prédio da Prefeitura, na Fundação Educacional de Macaé

(Funemac), no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo e na Câmara Municipal. A campanha “Outubro Rosa” teve início na Califórnia - EUA, no ano de 1997. Até os dias atuais, pessoas do mundo inteiro se unem com o objetivo de dar visibilidade à causa da doença Câncer de Mama e incentivar as mulheres na prevenção e diagnóstico. O Instituto Nacional do Câncer do Brasil recomenda que mulheres acima dos 40 anos realizem mamografias regularmente, a cada um ou dois anos. De acordo com estimativas do Ministério da Saúde, cerca de 52 mil casos da doença deverão ser registrados em todo o Brasil no ano de 2013.

APOIO

Organizadores da Interart promovem doação DIVULGAÇÃO

Várias ações foram realizadas no município, na última terça-feira (15) na última terça-feira (15), a emoção tomou conta da instituição “Portadores de Alegria” e de algumas comunidades carentes no município. Os organizadores da Feira Internacional de Artesanato e Decoração (Interart) 2013, mostraram que têm responsabilidade social. Para reverter o quadro social no município, eles doaram parte da arrecadação dos ingressos do evento para as pessoas que necessitam de ajuda. O organizador da Interart, Oswaldo de Almeida Jr, apontou que a proposta da feira também é de contribuir com o social de Macaé. “Estou doando 50% da renda da bilheteria para ajudar o projeto “Portadores da Alegria”. A equipe da instituição integra as pessoas com deficiência através da arte, dança, cultura, esporte e assistência social, por isso, eles foram escolhidos. Eu me apaixonei pela história deles”, declarou o organizador da Interart. Vânia Tolipan é a responsável pelo projeto social. Bastante emocionada, ela recebeu di-

nheiro em espécie das mãos do organizador da maior feira de artesanato da região, a Interart. Aos três anos de idade, Vânia sofreu uma paralisia infantil, perdeu o movimento das pernas. Casada há 45 anos, ela vive feliz ao lado de seus dois filhos e quatro netos. Pensando em

compartilhar um pouco de sua força com os outros deficientes físicos, há 11 anos, Vânia resolveu implantar o Núcleo de Dança Portadores de Alegria em Macaé. Trata-se de uma associação sem fins lucrativos com a finalidade de integrar a pessoa portadora de deficiência

JOGO

Trânsito no entorno do Estádio será alterado Esquema especial da secretaria de Mobilidade Urbana vai acontecer nesta quinta macaé receberá mais um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro da série A nesta quinta-feira (17). A partida entre Vasco e Goiás acontece no Estádio Cláudio Moacyr de Azevedo, a partir das 19h30. Este é um dos quatro jogos em que o Vasco cumpre pena de perda de mando de campo por ter sido punido pela briga de seus torcedores e do Corinthians na partida entre as duas equipes. Assim, o time carioca optou por Macaé, onde já jogou pela 25º rodada contra o Internacional e venceu por 3 x 1. E por ser um jogo com expectativa de grande público, a Prefeitura de Macaé irá realizar um esquema especial de trânsito, em atendimen-

to ao público que for ao estádio. Os agentes da Mobilidade Urbana atuarão no local, com o auxílio de sinalização (bloqueios físicos), quatro horas antes do horário previsto para o início da partida. Com isso, estará proibido o estacionamento e a circulação nas ruas do entorno do estádio onde só estarão liberados os veículos de serviço. Com a operação, o trânsito funcionará da seguinte forma: a Avenida Hildebrando Alves Barbosa será fechada no sentido Barra, na altura do condomínio Vilage Park, impedindo o acesso à Rodovia Amaral Peixoto. Portanto, quem sair do Parque Aeroporto para o Centro deve usar, preferencialmente, a Linha Azul. Serão mobilizados, no total, 25 agentes, os quais farão o atendimento e serão posicionados em pontos estratégicos, afim de garantir e fluidez e a segurança dos torcedores.

Eles também vão orientar os condutores para que estacionem em locais permitidos e os demais pedestres. Serão utilizadas viaturas, motocicletas e reboques baseados em pontos estratégicos. Brasileirão Série A- partida entre Vasco e Goiás, válida pela 29º rodada do Brasileirão, marca a necessidade dos dois times em vencer para continuar buscando um melhor destino no campeonato. Isso porque o time cruz-maltino enfrenta séria ameaça de rebaixamento, que hoje seria de 42%. Já o Goiás, do artilheiro Walter, conseguiu vencer duas partidas seguidas, chegou à oitava colocação e volta a sonhar com o G-4. Os ingressos para a partida podem ser adquiridos na bilheteria do estádio Moacyrzão. Os preços variam entre R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para os setores de arquibancadas, únicos disponíveis para venda.

à dança, artes, cultura, esporte e assistência social, rompendo as barreiras da discriminação e fazendo dessas atividades instrumentos de descoberta do próprio corpo. “Quero agradecer a Deus, à comunidade da cidade de Macaé e ao Oswaldo por acreditar

50% da renda da bilheteria da Interart foram doados para o projeto “Portadores da Alegria”

no nosso projeto. Atualmente, 32 deficientes físicos fazem parte da instituição. Esse dinheiro vai nos ajudar muito. Vamos preparar as roupas para o espetáculo que vai acontecer no dia 28 de novembro, além de custear as despesas da casa. Estamos confirmando o local do evento",

afirmou Vânia. O organizador da feira promoveu outras ações sociais após o encerramento da Interart. Durante toda a tarde de ontem, sua equipe percorreu várias comunidades carentes. Na ocasião, foram distribuídos cestas básicas para os moradores. “Conheci os moradores das comunidades e resolvi entregar pessoalmente as cestas básicas. Conversei com eles. São trabalhadores e precisam de oportunidade para crescer. Queremos implantar um curso profissionalizante em artesanato, para que mostrem seus trabalhos nos eventos. Com isso, eles terão renda, emprego, autoestima e poderão transformar seus sonhos em realidade”, disse emocionado. Oswaldo fez um apelo para os empresários da cidade. “Convoco os empresários para nos unir. Vamos criar ações positivas e efetivas para o crescimento da cidade”, pediu. Oswaldo também anunciou que o Jornal O DEBATE é seu parceiro nas ações do município. Cerca de 150 expositores de 27 países e 16 estados brasileiros apresentaram seus trabalhos, na Feira Internacional de Artesanato e Decoração (Interart) 2013 de Macaé, realizada entre os dias 4 e 13 de outubro.


10

MACAÉ, QUINTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2013

Esporte

NOTA

Bolsa Família comemora dez anos no Brasil e oito em Macaé

BASQUETE

Equipe paraolímpica recebe garantia de apoio do prefeito Atletas representarão o município no Campeonato Brasileiro de Cadeira de Rodas

D

urante reunião na terça-feira (15), o prefeito Dr. Aluízio Júnior (PV) garantiu à equipe paraolímpica de basquete todo o apoio necessário, como o transporte e a alimentação durante a viagem, para que o grupo possa disputar o Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão de Basquete em Cadeira de Rodas, que acontece entre os dias 23 e 27 de outubro na cidade de Maceió, Alagoas. Doze atletas, todos eles macaenses, irão defender o município e tentar uma vaga na primeira divisão da modalidade para o ano que vem. Além do apoio para a competição, Dr. Aluízio também garantiu suporte para as demais atividades realizadas pela equipe, como a aquisição de materiais esportivos, uniformes e a recuperação da quadra poliesportiva do colégio CIEP Maringá, local já utilizado anteriormente para os treinos do grupo e que será totalmente reformada a partir da próxima semana. Um setor específico para as atividades paraolímpicas também deve ser criado na Fundação de Esporte e Turismo de Macaé (Fesportur). Na manh�� de ontem, o prefeito visitou a quadra do CIEP Maringá junto aos atletas para definir as melhorias necessárias para o local, que deverá ficar durante um mês recebendo os reparos apontados pela equipe. De acordo com o prefeito, o apoio para o esporte

JOÃO BARRETO/SECOM

paraolímpico, além de ser um incentivo ao esporte, também mostra o interesse do governo municipal em garantir maior oportunidade e qualidade de vida para os as pessoas com deficiência. “No caso do esporte paraolímpico, o apoio para os treinos e viagens em competições incentiva o atleta a se aprimorar cada vez mais para as disputas e, acima de tudo, dá um novo sentido à vida daquelas pessoas que, por conta da deficiência, têm que enfrentar tantas barreiras físicas e psicológicas e muitas vezes sem veem sem

esperanças e perspectivas com relação ao futuro”, comentou. O coordenador do programa Macaé Paraolímpico da Fesportur, Antônio Carlos Brito, o “Totonho”, diz que a reforma da quadra do CIEP Maringá trará benefícios para os atletas e para os alunos da unidade de ensino e para a comunidade em geral. “É uma das melhores formas de promovermos a inclusão, pois ao treinarmos na quadra do colégio, toda a comunidade educacional também se envolve com a atividade. Isso ficou muito visível hoje,

com nossos atletas treinando e os alunos assistindo tudo da arquibancada. Com a reforma da quadra, vamos também ampliar alguns projetos como o PIDES (Projeto de Iniciação Desportiva), criando um novo núcleo no CIEP Maringá para atender a comunidade em geral”, ressaltou. Para selar a nova fase da equipe paraolímpica de basquete, um jogo treino entre a equipe de Basquete em Cadeira de Rodas do município, a Associação Macaé de Basquete e uma equipe de alunos do CIEP Maringá, ficou acertado

Prefeito garantiu reforma de quadra utilizada para treino da equipe paraolímpica

para o sábado (19), na quadra do colégio, a partir das 9h. “Essa iniciativa só veio agregar ao nosso projeto de socialização da comunidade com a escola. Depois de tudo o que aconteceu no CIEP Maringá, reformar a quadra, a escola e trazer atletas para conviver com os estudantes, devolve ao colégio o papel de protagonista do processo de socialização e integração. Tira o aluno de um universo de violência e o coloca num ambiente de esporte, com novos incentivos e novas perspectivas”, completou Dr. Aluízio.

FUTSAL

Macaé na Super Copa InterTV Primeiro jogo vai ser contra Areal, no próximo dia 26, em Rio das Ostras macaé vai disputar a Super Copa InterTV de Futsal na categoria sub13. A vaga na competição foi conquistada com o vice-campeonato da Copa InterTV na região Alto Litoral. O primeiro jogo vai ser contra Areal, no próximo dia 26, em Rio das Ostras. No mesmo local, o time enfrenta Pádua, dia dois de novembro. O time é apoiado pela Prefeitura de Macaé, através da Fundação Municipal de Esporte e Turismo (Fesportur). O sub-13 de Macaé foi formado recentemente, tendo em sua maioria jogadores oriundos do futebol de campo. Em pouco tempo, o técnico Jomar Schuwartz conseguiu fazer com que os atletas assimilassem a técnica do futsal. Os treinos são realizados durante a semana, sempre à noite, na quadra externa do Ginásio Municipal Poliesportivo Engenheiro Maurício Soares Bittencourt e no Ginásio do Tênis Clube de Macaé “Juquinha”.


Noticiario 17 10 13