Issuu on Google+

WANDERLEY GIL

POLÍTICA

Orçamento prevê R$ 77 mi para comunidades Recursos podem mudar realidade de áreas dominadas pelo crime organizado pág. 3 WWW.ODEBATEON.COM.BR • MACAÉ (RJ), QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014 • ANO XXXVIII • Nº 8313 • FUNDADOR/DIRETOR: OSCAR PIRES • O JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO DO MUNICÍPIO • R$ 1,00

Reforço de efetivo de policiais depende de apoio de prefeitos

Gestores dos seis municípios atendidos pelo 32º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Macaé, devem cumprir compromisso de investir na ampliação de Companhia Escola, situada em Rio das Ostras pág. 5 ENSINO

WANDERLEY GIL

Encontro reforça metas da educação iniciar o ano letivo 2014 e reunir os profissionais que contribuem para o desenvolvimento da educação do município. Foi com essa finalidade que a secretaria de Educação realizou durante todo o dia de ontem o primeiro Encontro Municipal dos Profissionais da Educação (Empe) 2014. As atividades aconteceram no Ciep Municipalizado Oscar Cordeiro e contou com a participação de professores, orientadores pedagógicos, educacionais, supervisores e professores orientadores. pág. 11

ECONOMIA

Ano letivo na rede municipal começa hoje Escolas públicas recebem alunos para início de atividades em sala de aula pág. 11

Polícia apreende drogas no Lagomar Profissionais participaram de reunião promovida pela secretaria municipal de Educação prevista no calendário escolar

Produtos de higiene e limpeza estão mais baratos nesta semana pág. 6

Vereador propõe tarifa para voos offshore

Reconstrução de ponte interdita trecho de pista na Linha Verde Motoristas que trafegam pela Linha Verde, no trecho próximo ao Botafogo, devem ficar atentos à realização das obras de reconstrução da ponte que dá acesso ao local. Devido a operação de máquinas, parte da pista está bloqueada. A previsão é que obras sejam concluídas nesta semana pág. 2 KANÁ MANHÃES

Prefeitura atualiza lista do magistério

o vereador igor Sardinha (PT) encaminhou um ofício à Secretaria de Aviação Civil e à Infraero indicando a criação de uma tarifa aeroportuária às empresas que contratam serviços de táxi aéreo para atender exclusivamente à indústria offshore. pág. 3

Enquadramento atende a definição de Plano de Cargos e Salários pág. 6

Veículos não respeitam faixa na Norte-Sul

DIVULGAÇÃO

Nova estrutura vai substituir ponte avariada em função da elevação das águas de canal, durante chuvas de dezembro

Macaenses conquistam medalhas XXXXXXXX

Igor acompanha obras

COTAÇÃO

R$ 2,4110 R$ 2,4120

TEMPO

Máxima. Mínima.

Com suspeito foram encontrados 11 papelotes de cocaína pág. 5

CIDADE

Preços de produtos registram redução

Dólar C. Dólar V.

EDUCAÇÃO

34º C 23º C

Um dos atletas com mais títulos conquistados no jiu-jítsu, Rolando Toro levou, mais uma vez, o nome de Macaé ao ponto mais alto do pódio, ao participar do Rio Open, competição que reuniu lutadores importantes de várias partes do país. Ao lado do lutador Mina, Rolando venceu na categoria master faixa preta. Já Mina garantiu a segunda colocação na fase que enfrentou sete lutadores inscritos. A vitória garante aos atletas ainda mais fôlego para novas competições neste ano. pág. 12

Condutores flagrados serão multados ao invadir faixa exclusiva pág. 9

Macaé Basquete não vence o Pinheiros na noite de segunda-feira (03), o Macaé Basquete recebeu o Pinheiros, no Ginásio Juquinha, em mais uma partida válida pelo NBB. Perdendo no final da partida, a equipe ainda não garantiu vaga na zona de classificação dos playoffs. pág. 12


2

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Cidade

NOTA

Deficientes físicos sofrem com a falta de acessibilidade em toda cidade

ESTRADA NORTE-SUL

Veículos não autorizados continuam trafegando pela faixa seletiva No momento do flagrante, nenhum agente de trânsito foi encontrado no local Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

V

isando melhorar o trânsito para os milhares de usuários do transporte público na cidade, foi implantada esse ano a primeira faixa de BRS (Bus Rapid Service) do município, na Estrada Norte-Sul. O problema é que, mesmo com a prefeitura afirmando que os veículos não autorizados estão sujeitos às penalidades se trafegar pela faixa seletiva, o desrespeito continua acontecendo no local. Na manhã desta segunda-feira (3), por volta das 10 horas, a equipe de reportagem do jornal O DEBATE flagrou motoristas transitando pela pista da direita, o que é proibido. No momento, nenhum agente de trânsito foi encontrado no local. O acesso à pista seletiva é restrito apenas a ônibus ou microônibus do transporte público intramunicipal e intermunicipal, táxis com passageiros, transporte escolar legalizado e veículos utilizados por portadores de deficiência ou dificuldades de locomoção autorizados pelo município de Macaé. Já os outros tipos de veículos, como os carros de passeio

e motos, o acesso à faixa exclusiva só poderá ser feito “para fins de conversão à direita no cruzamento, acessar entradas de garagem existentes na mesma quadra ou acessar as baias de serviço existentes, obedecendo à sinalização que há em cada uma delas, sendo permitida a circulação em qualquer faixa de rolamento nos demais horários”. Até o dia 20, a prefeitura estava apenas fazendo um trabalho de orientação com os motoristas, que ainda estavam se adaptando às mudanças. Mas, segundo o governo municipal, desde o dia 21 de janeiro, as infrações não estão mais sendo toleradas. A partir de agora, quem desrespeitar e transitar pela pista da direita será penalizado, conforme as regras previstas dentro do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o CTB, transitar com o veículo (Art.184) “na faixa ou pista da direita, regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo, exceto para acesso a imóveis lindeiros ou conversões à direita” é considerada uma infração leve. O infrator pode ser penalizado com multa de R$ 53, 20 e perda de três

KANÁ MANHÃES

pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Desde que foi inaugurada, a via, que liga a Fazenda Mutum até o Parque de Tubos, tem ajudado a reduzir os impactos no trânsito na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), que é um dos mais intensos da cidade.

Ela conta, ao todo, com 3 quilômetros de extensão, beirando a linha férrea, que podem ser acessados na altura da Churrascaria Galope, Posto Shell (Parque de Tubos), Avenida A (entrada do Jardim Guanabara), rua Ricardo Muylaert Salgado (ao lado do IFF), em frente

ao condomínio industrial Osep e pela Avenida Melquíades. A rodovia recebeu calçada, urbanização, paisagismo e sinalização horizontal e vertical. Procurada, a secretaria de Mobilidade Urbana esclarece que a fiscalização na Rodovia Norte-Sul é realizada em perí-

Motorista que for flagrado trafegando na faixa seletiva poderá ser penalizado com multa de R$ 53, 20 e perda de três pontos na CNH

odo integral por dois agentes de trânsito e uma viatura que faz a cobertura de todo o trecho. Sendo assim, os condutores flagrados trafegando de maneira irregular pela faixa do BRS serão infracionados. A medida cumpre o que está descrito no Decreto nº245/2013.


MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Política

3

NOTA

Carlos Emir Júnior, suplente de vereador do PDT, destacou a aproximação do PDT ao projeto político do PMDB para a disputa pela sucessão do governo do Estado

INFRAESTRUTURA

WANDERLEY GIL

Comunidades receberão investimento de R$ 77 milhões Integrar G6 exige de Macaé compromisso em mudar realidade de comunidades carentes da cidade Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

P

elo planejamento de gestão registrado dentro das verbas estabelecidas ao orçamento previsto para a secretaria municipal de Obras, para este ano, Macaé possui potencial de iniciar a transformação da realidade das principais comunidades que vivem a influência do crime organizado, cumprindo assim o seu papel dentro do G 6, grupo formado no início desta semana entre municípios que compõem a região Norte Fluminense, área de atuação do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Além de apoiar o trabalho tático realizado pela equipe de segurança pública, que requer um apoio mais aproxi-

mado do governo do Estado, os municípios que integram o G 6 precisam cumprir tarefas, qualificadas como "faxina" pelo comando da PM, que requer uma atenção mais que especial às comunidades que vivem o domínio do crime organizado. Por ser a principal cidade envolvida na cadeia produtiva do petróleo, e por registrar os mais densos problemas sociais em virtude do crescimento desordenado, Macaé possui uma responsabilidade ainda maior nesse novo contexto da segurança. Com a projeção de registrar uma arrecadação de cerca de R$ 2,2 bilhões, podendo alcançar R$ 2,4 bilhões em virtude de superávit, o governo municipal planeja investimentos direcionados às áreas que possuem maior influência

Obras no Lagomar: Novas etapas somarão R$ 27 milhões em investimentos de projetos iniciados na gestão municipal passada do crime organizado: Malvinas, Nova Esperança e Nova Holanda, que fazem parte da estratégia de implantação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), nos mesmos moldes das unidades criadas em favelas do Rio de Janeiro, além do Lagomar, bairro que já possui um destacamento ostensivo da Polícia Militar. De acordo com a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2014, R$ 77.867.697,10 estão previs-

tos em investimentos para as comunidades e o bairro. O montante inclui ainda intervenções no Complexo da Ajuda, que possui registros de avanços da mancha criminal. Dentro desse montante, segundo o orçamento previsto para a secretaria municipal de Obras, R$ 30.332.154,16 são oriundos de investimentos previstos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na fase II. Os recursos

do governo federal proporcionarão a urbanização da Nova Esperança (R$ 16 milhões), da Ajuda (R$ 7 milhões), além de projetos pontuais que irão beneficiar a Malvinas. Já em investimentos próprios do governo municipal, cerca de R$ 46.305.542,94 serão aplicados na urbanização da Nova Holanda (R$ 19 milhões) e das duas etapas de implantação de obras de infraestrutura no Lagomar, cerca de R$ 27 milhões.

As comunidades também serão alvos de investimentos previstos pelo Orçamento Impositivo, diante das cotas estabelecidas a emendas apresentadas por vereadores ao projeto da LOA deste ano. Somados, os recursos serão de R$ 1.230 milhão, que beneficiarão Malvinas, Ajuda e Morro de Sant'Anna. As obras estão sendo planejadas e aguardadas desde o ano passado.

DESENVOLVIMENTO

Igor defende proposta sobre tarifa DIVULGAÇÃO

Vereador propôs modelo específico para Aeroporto de Macaé, em voos offshore o vereador Igor Sardinha (PT) encaminhou um ofício à Secretaria de Aviação Civil e à Infraero indicando a criação de uma tarifa aeroportuária às empresas que contratam serviços de táxi aéreo para atender exclusivamente à indústria offshore. Com a medida, aeroportos, como o Aeroporto de Macaé, que têm como característica o atendimento à indústria do petróleo ganhariam maiores investimentos e condições de prestar um serviço melhor aos passageiros. De acordo com a proposta, a remuneração à Infraero facilitaria a prestação dos serviços e a utilização de instalações e facilidades existentes nos terminais de passageiros, com vistas ao embarque, desembarque, orientação, conforto e segurança dos usuários. A proposta é uma tentativa de garantir, de forma definitiva, ao Aeroporto de Macaé, condições para se desenvolver ainda mais com a expansão da indústria do petróleo nas camadas do pré-

sal, exploração prevista também para a Bacia de Campos. Em parceria com o Senador Lindbergh Farias (PT), Igor Sardinha já garantiu para o Aeroporto a consolidação dos investimento de obras de aproximadamente R$ 70 milhões que chegarão até o final de 2015, com a construção do novo terminal de passageiros, 12 vezes maior que o atual. Além disso, a parceria dos petistas rendeu também a inclusão da construção da nova

pista de pousos e decolagens no Plano de Investimento da Infraero que trará ainda mais investimentos para Macaé. “Com as obras concluídas e a cobrança da tarifa às empresas, o Aeroporto de Macaé terá totais condições de oferecer um serviço de excelência aos usuários e a melhoria aos trabalhadores do aeroporto. Beneficiará ainda os passageiros dos voos comerciais que terão um aeroporto com melhor infraestrutura

e serviços”, disse o vereador. Outro entusiasta da proposta encaminhada por Igor Sardinha é o senador Lindbergh Farias, que defende a necessidade dos estudos de desenvolvimento dos aeroportos do Brasil, especialmente do estado do Rio de Janeiro. “Essa iniciativa será fundamental para o Aeroporto de Macaé, mas também é uma iniciativa que poderá beneficiar diversos aeroportos administrados pela Infraero em todo o Brasil. Já estamos

Igor acompanha o andamento das obras de modernização do Aeroporto de Macaé

nos movimentando em Brasília para que a proposta seja analisada pelos órgãos competentes e, se necessário, trabalharmos as mudanças legais e políticas necessárias que levarão ainda mais benefícios para Macaé, principal beneficiada e Capital Nacional do Petróleo e toda a região do petróleo”, falou Lindbergh. Outras pautas levadas pelo vereador sobre o Aeroporto de Macaé também ganham corpo, um na esfera municipal e

outro na esfera federal. Igor busca junto à Receita Federal informações sobre os procedimentos necessários e se há o interesse de Macaé ter um porto seco, além de ter oficiado na semana passada o Superintendente da Infraero, estendendo o convite à prefeitura, para que sejam discutidas as intervenções de mobilidade urbana para atender à crescente demanda trazida pelas novas conquistas do Aeroporto de Macaé. A tendência com a ampliação do aeroporto será o aumento do fluxo de passageiros e voos. “Não mediremos esforços para o desenvolvimento da nossa região, garantindo que os investimentos cheguem a todos. O Aeroporto de Macaé é um dos principais meios para girar a economia da região, mas também não esquecemos que todo o crescimento deverá trazer consigo soluções para o desenvolvimento urbano e social. Será motivo de orgulho do nosso mandato um novo aeroporto que gere emprego aos macaenses, conforto aos passageiros e proporcione intervenções que beneficiem o saneamento básico e o trânsito de todo o eixo norte da nossa cidade”, encerrou Igor Sardinha.

PROPOSTA

Solidariedade discute mobilidade urbana Maxwell Vaz acompanha proposta analisada em Campos dos Goytacazes a possível regionalização do transporte ferroviário de massas, através da utilização da linha que interliga os principais municípios da região, passou a ser pauta de análise e discussão do recém-impossado diretório do Solidariedade em Macaé. Diante da proposta de devolução da administração do trecho que corta o Norte Fluminense, situação que tramita na Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), o presidente do

diretório do partido em Macaé, o vereador Maxwell Vaz, analisa como possível a proposta de utilização do trecho para o transporte de passageiros. "A regionalização do transporte ferroviário já foi discutida durante a construção do projeto do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Macaé. A prefeitura de Campos deu sinal de interesse em assumir o trecho e desenvolver um projeto semelhante ao criado em nossa cidade. Com apoio do Estado, essas propostas podem ser ampliadas", apontou o parlamentar. O presidente do Solidariedade aponta ainda o interesse do governo federal em desen-

volver, no país, propostas relativas à mobilidade urbana sobre trilhos, o que pode beneficiar Macaé. "Se no passado o erro foi o diálogo com o governo federal, acho que essa discussão pode ser retomada, para que Macaé de fato concretize o seu projeto", apontou Maxwell. Ao passar pela fase de reestruturação da sua militância, o recém-criado partido, que possui força dentro da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e do Congresso Nacional, contribuirá com discussões importantes para o desenvolvimento de Macaé e da região.

DIVULGAÇÃO

Maxwell Vaz conta com o apoio dos deputados estadual Pedro Fernandes (esquerda) e federal Álvaro (direita) em discussões do partido


4

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Opinião EDITORIAL

NOTA

Inquérito da PF investigará crime ambiental na Restinga da Praia do Pecado

FOTO LEGENDA

Ordem e segurança

MÁRCIO SIQUEIRA

A criação de um grupo integrado de prefeitos responsáveis pela gestão das cidades atendidas pelo 32º Batalhão de Polícia Militar soa como uma proposta interessante para o combate ao avanço do crime organizado na região.

A

integração reassume também o compromisso de cada um em atuar no atendimento às mazelas sociais enfrentadas pelos municípios produtores de petróleo, marca difícil de ser removida na realidade dessas cidades. A criação do G 6, marca denominada pelo comando do 32º BPM, para evitar que a proposta se torne política/partidária, amplia a necessidade de empenho dos gestores públicos em promover medidas sociais que mudem, de fato, a realidade das áreas de atuação do crime organizado, justamente aquelas que vivem cada vez mais afastadas da realidade da pujança do petróleo. Ao longo dos últimos anos, Macaé viveu sobre o alarde de possuir um dos maiores complexos de favelas do Estado, a partir da junção territorial, através da invasão de áreas de mangues e restingas, que formam a Nova Holanda, Nova Esperança e a Malvinas. A situação ainda não foi registrada pelo fato bastante preocupante: a guerra travada por facções criminosas que dominam o tráfico de drogas, considerado hoje como o maior problema social, e de segurança pública do país. Ao se tornar a cidade mais próspera do Brasil, Macaé viu ao longo dos últimos 30 anos, uma mobilização de milhares de pessoas que chegaram ao seu território com objetivo de buscar novas oportunidades de vida. Manguezais, brejos e até parte de recursos hídricos fo-

ram aterrados para dar espaço à construção irregular de moradias que hoje, sem sombra de dúvidas, devem representar uma grande parcela das residências existentes na cidade. Um público cuja voz só é ouvida nos períodos eleitorais. Assim como Macaé, Rio das Ostras e Casimiro de Abreu viveram esse inchaço populacional, que passa a fazer parte também de Carapebus, Quissamã e Conceição de Macabu. A estratégia política acabou não sendo tão eficaz quanto o deslocamento dos agentes do crime organizado, que sustentam vícios e geram dinheiro aplicado no reforço do armamento pesado utilizado por grupos de criminosos. Garantir a aplicação do saneamento básico, pavimentar ruas, dar acesso à saúde e à educação, proporcionar lazer, acesso ao serviço de transporte público, e a todos os outros disponíveis ao restante da população macaense ajudam a reduzir o espaço de atuação do crime organizado, uma defesa apresentada até mesmo pelas autoridades responsáveis pela segurança pública. Dentro da previsão de arrecadar R$ 2,2 bilhões em recursos públicos neste ano, Macaé possui sim a oportunidade de, ao menos, dar início ao processo de ocupação social dessas comunidades dominadas pelo crime organizado. Que o G 6, e a tática de segurança pública, possam fortalecer esse compromisso de mudança de realidade das comu-

ESPAÇO ABERTO Metrologia e Gestão Pública Há muito tempo que abordamos os aspectos do uso intensivo das tecnologias desenvolvidas para os diagnósticos clínicos.

E

ssa dependência tecnológica trouxe a impressão de que os métodos, instrumentos e equipamentos, utilizados nas avaliações dos pacientes de modo geral são uniformes e sempre apresentam resultados confiáveis. No entanto, apesar de todos os avanços nos processos de controle de qualidade, cada vez mais tecnologias são desenvolvidas e disponibilizadas nos mercados, para atender aos anseios de profissionais e consumidores. No caso da área da saúde, tratando mais especificamente, nesta matéria, sobre os medidores de pressão arterial humana mecânico tipo aneróides e os de líquido manométrico, portátil ou não, o assunto requer atenção especial por parte de administradores públicos que atuam nesta ambiência. Para que tal instrumento seja fabricado ou importado, para ser comercializado no Brasil, existe uma legislação específica de modo que esses medidores tenham aprovado o seu modelo junto ao INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, de acordo com a Portaria Nº 153 de agosto de 2005. Tal regulamentação segue as Recomendações da Organização Internacional de Metrologia Legal - OIML, que tem por objetivo estabelecer critérios técnicos mínimos para que tecnologias diferentes, fabricadas em todo o mundo, possam apresentar a mesma qualidade de medição e, assim, assegurar resultados confiáveis. A dinâmica da regulamentação brasileira segue a mesma lógica internacional, onde participam organizações tecnológicas, com forte ênfase em atividades metrológicas, fabricantes e importadores de várias marcas, representantes governamentais e entidades de classe de defesa do consumidor. Com isso, o país tenta garantir maior transparên-

cia e controle sobre o uso, tanto por parte de profissionais e estabelecimentos de saúde, quanto dos fornecedores e revendedores desse tipo de medidor de pressão. A Referida Portaria Inmetro baixa, então, o Regulamento Técnico Metrológico - RTM, com diversas orientações técnicas com vistas a promover a confiabilidade das medidas executadas, com diversos tipos de ensaios que devem ser realizados e registrados. Além desse objetivo principal, a legislação impõe multas altas, da ordem de R$ 100 (cem reais) até R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais), para quem comercializar tais instrumentos sem o devido registro de aprovação do modelo. Isso impõe aos ordenadores de despesa da área de saúde um controle maior, quando dos certames licitatórios de qualquer modalidade, sob risco de sanções previstas em lei. Diante de todo o exposto é que mais vez se constata a enorme importância do estabelecimento de um órgão municipal de tecnologia metrológica. Nesse tema, outra ação estratégica consiste na atuação em conjunto com os órgãos de defesa do consumidor municipais. Estes podem promover a sinergia necessária entre os consumidores, fabricantes e estabelecimentos que comercializam e fornecem medidores de pressão, além dos responsáveis pelos processos de licitação pública, de modo a harmonizar os entendimentos necessários à garantia da qualidade dos diagnósticos para a proteção humana, assim como evitar multas indesejáveis a toda sociedade, mas acima de tudo com o dever de assegurar a proteção da vida! Eduardo Batista Neiva Físico pela UFRJ e Mestre em Metrologia pela PUC-Rio.

Além do tamanho da carreta ser bem superior ao espaço para a manobra, a altura do contêiner era também acima do espaço de saída de uma empresa offshore situada à margem da Rua Aloísio da Silva Gomes, que dá acesso ao Polo Offshore do Novo Cavaleiros. Em uma operação não tão segura, um profissional precisou levantar a rede de fiação de alta tensão para garantir a passagem do equipamento, um trabalho que bloqueou o tráfego de veículos por cerca de 20 minutos, no horário de rush, pela manhã. O bastão utilizado pelo trabalhador indica que a tarefa é realizada frequentemente, mas será que é correta? Cenas do cotidiano macaense na era do petróleo.

PAINEL G6

Monitoramento

Carretas

Ordem Pública

Certames

Bloqueio

Prodesmar

Atendimento

Reconstrução

Diante dos índices preocupantes de criminalidade, os prefeitos de Macaé, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã, Carapebus e Conceição de Macabu se uniram ao 32º Batalhão de Polícia Militar para formar o G 6, grupo que planeja ações efetivas para combater o avanço do crime, cada vez mais organizado. A meta é ampliar o efetivo de policiais nas ruas, destacando mais 50 homens para vigilância em cada uma das cidades integrantes. Em entrevista ontem ao programa Fala Zezé Abreu, o tenente-coronel Ramiro Campos, que comanda o 32º BPM, afirmou que o G 6 é um grupo “apartidário” e sem cunho político. Para dar certo, a força-tarefa depende da “faxina” que os prefeitos precisam dar em suas cidades, ou seja, fazendo valer leis que estabeleçam a ordem pública. Ramiro apontou ainda que as invasões, que criam espaços específicos para a formação do crime organizado, também devem ser combatidas. Há quase oito anos, a mesma ideia de união em prol dos municípios do Norte Fluminense foi criada, a partir da iniciativa de Macaé, o Programa de Desenvolvimento Social de Macaé e Região (Prodesmar), cujas propostas poderiam ser restabelecidas pelo novo governo. Contando com a parceria da Petrobras, o programa foi o responsável por alocar recursos que resultaram na implantação do sistema de videomonitoramento de ruas da área central da cidade.

Nomes que atuaram à frente do Prodesmar hoje fazem parte da gestão municipal e, portanto, possuem conhecimento específico sobre o potencial do programa que possui raízes também no governo federal. A ideia, na gestão passada, era que o monitoramento por câmeras, que ajudou a identificar e prender autores de crimes registrados na região central da cidade, fosse ampliado. A Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim) defendeu esta causa. Faltando menos de um mês para o início da folia, a prefeitura publicou ontem processos licitatórios para a contratação de empresas especializadas com objetivo de prestar serviços como a disponibilização de equipamentos de luz, som, trio elétrico e estrutura de palco para atender ao Carnaval macaense. Serviços de decoração e locação de banheiros químicos também fazem parte do certame que acontece nos dias 17 e 18 deste mês. Usuários que tentam comunicar problemas ou buscar informações através do serviço 0800 da concessionária Ampla enfrentam dificuldades de garantir o atendimento. A solicitação online, feita pelo site da companhia, ou até mesmo pelas redes sociais, não garante respostas imediatas, o que acaba gerando transtornos. Ao longo dos últimos meses, a empresa tem promovido a manutenção da rede de fornecimento de energia, em diversos pontos da cidade.

Diariamente o trânsito da cidade sofre retenções devido ao bloqueio gerado pela manobra de carretas que atendem à indústria offshore. A situação acontece com frequência principalmente no Novo Cavaleiros e no Polo Offshore, onde o deslocamento de produtos e peças destinadas às unidades de exploração da Bacia de Campos acontece de forma intensa. A implantação do Arco Viário de Santa Tereza pode mudar essa realidade. Diante da falta de vagas ao longo da conhecida Rua das Firmas, no Novo Cavaleiros, caminhões estão sendo estacionados nos espaços situados entre os canteiros de plantas que ornamentam a pista. O procedimento acaba bloqueando espaços para retorno dos veículos, o que congestiona ainda mais o tráfego no local. Um dos semáforos situados ao longo da pista também passou a funcionar apenas no sistema de alerta, sem a presença de um agente de trânsito. Máquinas trabalham na construção da nova ponte que interligará a Linha Verde à Aroeira. Após a remoção da estrutura avariada, no fim do ano passado, pelas fortes chuvas que atingiram a cidade, agora a equipe da prefeitura prepara a margem do canal que receberá as peças de concreto pré-moldadas que já estão nos canteiros de obras. Devido à complexidade do trabalho, as obras só devem ser concluídas em dois meses.

EXPEDIENTE

GUIA DO LEITOR

EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias.

TELEFONES ÚTEIS:

cnpj: 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. diretor responsável: Oscar Pires. sede própria: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate). Impresso pelo Sistema Offset. circulação: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. Representante: ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA. são paulo: R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • rio de janeiro: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • brasília: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745 (61) 3036-8293. tel/fax: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, e-mail: odebate@odebateon. com.br, comercial: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, e-mail: comercial@odebateon.com. br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

POLÍCIA MILITAR: 190 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: 191 SAMU - SERV. AS. MED. URGÊNCIA: 192 CORPO DE BOMBEIROS: 193 DEFESA CIVIL: 199 POLÍCIA CIVIL - 123ª DP: 2791-4019 DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR): 2791-5379 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330 DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENÚNCIA): 2796-8326 DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320 DISQUE-DENÚNCIA (CÂMARA DE MACAÉ): 2772-7262 HOSPITAL PÚBLICO MUNICIPAL: 2773-0061 AMPLA: 0800-28-00-120 CEDAE: 2772-5090 PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008 DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620 GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440 ILUMINAÇÃO PÚBLICA: 0800-72-77-173 AEROPORTO DE MACAÉ: 2772-0950 CARTÓRIO ELEITORAL 109ª ZONA: 2772-9214 CARTÓRIO ELEITORAL 254ª ZONA: 2772-2256 CORREIOS - SEDE: 2759-2405 AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527 TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100 SEDEX: 2762-6438 CEG RIO: 0800-28-20-205 RADIO TAXI MACAÉ 27726058 CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 plantão: 8837-4314 CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 plantão: 8837-3294 CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 plantão: 8837-4441


MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Polícia

NOTA

9º Grupamento de Bombeiros prorroga inscrições para curso de combate a incêndio para porteiros

SEGURANÇA

KANÁ MANHÃES

Prefeitos da região pedem contratação de 200 policiais militares Durante evento realizado na última segunda-feira (3), na Prefeitura de Rio das Ostras, prefeitos das seis cidades abrangidas pelo 32º Batalhão de Polícia Militar de Macaé, pediram contratação urgente de 200 policiais militares Daniela Bairros danielabairros@odebateon.com.br

O

carnaval se aproxima e a preocupação dos prefeitos dos seis municípios da região abrangidos pelo 32º Batalhão de Polícia Militar de Macaé, é quanto ao reforço no policiamento. Na última segunda-feira (3), durante reunião realizada na Prefeitura de Rio das Ostras, os chefes do Executivo das seis cidades, Macaé, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Quissamã, Carapebus e Conceição de Macabu, pediram, em caráter de urgência, contratação de 200 policiais militares que irão se formar na Companhia Escola de Rio das Ostras. Atualmente, 100 policiais militares encontram-se em processo de formação na escola militar.

A preocupação das autoridades é quanto ao prazo para que os futuros policiais possam trabalhar nas ruas durante os períodos de folia. A reivindicação também das autoridades é ampliação da estrutura física da Companhia Escola de Rio das Ostras. Segundo o comandante do 32º BPM de Macaé, Ramiro Campos, o objetivo é aumentar as dependências do estabelecimento para que mais policiais possam ingressar e atuar na segurança dos seis municípios abrangidos pelo batalhão. “Quando uma turma de policiais se forma, uma outra entra automaticamente, mas essa nova turma não poderá ir imediatamente às ruas. Há um prazo de pelo menos 60 dias para que sejam treinados a lidar com o dia a dia. Por isso, estamos reivindicando

5

a contratação de 200 policiais”, explicou o prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino. “A união dos prefeitos dos seis municípios abrangidos pelo 32º BPM será fundamental para que todos defendam a permanência e ampliação das instalações da Companhia Escola de Rio das Ostras", afirmou o comandante da PM de Macaé, Ramiro Campos. Ramiro Campos enfatizou ainda que os prefeitos aprovaram a ideia de se unir para construir mais duas salas, refeitório e alojamento para ampliar o número de alunos para 200, possibilitando assim, um maior efetivo na região. “Desde que a escola foi inaugurada em Rio das Ostras, o índice de violência caiu em 40%.” A primeira reunião de trabalho para criar o documento

Durante reunião, prefeitos pediram contratação urgente de pelo menos 200 policiais aconteceu ontem (4), na Secretaria de Ordem Pública de Macaé. A reportagem do Jornal O DEBATE contatou o órgão, mas até o fechamento dessa edição, a assessoria de imprensa da prefeitura não informou os temas discutidos no encontro. O comandante do 6º Comando de Policiamento de Área do Norte e Noroeste do Rio de Janeiro, Coronel Maurício Salles Rodrigues, também ressaltou a parceira entre a Polícia Militar e os poderes Executivo e Legislativo da região. “Está na Constituição Federal que Segurança Pública é dever do Estado, mas responsabilidade de todos. A Polícia Militar precisa dessa parceria, trocando ideias com a comunidade, com vereadores e prefeitos da região. A Companhia Escola de Rio das Ostras é muito importante pa-

ra segurança da nossa região, mas temos um problema, pois foram criadas 11 companhias escolas em todo o Estado. E algumas delas não estão dando certo. O Comando Geral da Polícia Militar já sinalizou que vai acabar com algumas companhias e a nossa luta se-

rá para que a de Rio das Ostras permaneça funcionando e cada vez mais policiais militares se formem aqui para atuarem na segurança da região”, ressaltou. A outra unidade militar funciona em Campos dos Goytacazes, na base do 8º Batalhão de Polícia Militar.

Falta de efetivo O prefeito de Macaé afirmou que o principal problema da segurança pública de Macaé é a falta de efetivo de policiais militares. “São 1 milhão de pessoas em toda a região que querem segurança. E de forma organizada, vamos negociar com o governo do Estado e agora cada município terá que mostrar suas ne-

cessidades. No caso de Macaé, vamos investir nos módulos de pacificação nas comunidades, mas ainda o principal problema é a falta de efetivo. Sem efetivo não há segurança, não há quartel. E precisamos de uma política pública municipal que possa alavancar mais segurança. Precisamos de mais homens na rua.”

HOMENAGEM

DENÚNCIA

Comissão da Lira dos Conspiradores agradece participação da população

Polícia estoura desmanche e recupera carro roubado

WANDERLEY GIL

No último domingo, Dia de Iemenjá, evento em Macaé reuniu mais de 200 pessoas, entre simpatizantes, frequentadores de terreiros, pais e mães de santo a comissão de Estudos e Pesquisa da Lira dos Conspiradores agradece toda população que participou no último domingo (2), da celebração em homenagem ao Dia de Iemanjá. O evento reuniu mais de 200 pessoas entre simpatizantes de religiões africanas, frequentadores de terreiros, pais e mães de santo. “Gostaria de agradecer toda a população que compareceu ao evento, que foi muito lindo. Simpatizantes, pessoas que frequentam terreiros, ao Pai de Santo Carlos, Pai Anderson, Mãe Cenisia, Mãe Cláudia, Mãe Marlene e Pai Pithon. São pessoas que abrilhantaram o even-

to com muito axé”, ressaltou Kátia Magalhães, historiadora e organizadora do 6º Presente das Águas. Kátia lamentou a falta de algumas pessoas ao evento, consideradas fundamentais na sensibilização e na luta da construção por uma sociedade mais igualitária. “Agradeço também ao Jornal O Debate pela divulgação do evento,

toda mídia escrita e fala. Pelo apoio do vice-prefeito Danilo Funke, dos vereadores Julinho do Aerporto e Manoel das Malvinas. Segundo Kátia, o objetivo agora é se preparar para o 7º Encontro das Águas, que acontecerá no dia dois de fevereiro do ano que vem. “Tenho certeza de que o evento ganhará mais força e o povo pedindo mais

Evento reuniu mais de 200 pessoas no último domingo (2), Dia de Iemanjá em Macaé

igualdade religiosa. E esperamos ainda que como desdobramento de um evento tão lindo, que surjam mais discussões, palestras para pensarmos em políticas públicas na busca de mais adeptos às religiões africanas”, salientou. O vereador Julinho do Aeroporto é autor da lei que institui o dia dois de fevereiro, como Dia Municipal de Iemanjá.

Ação ocorreu no final da manhã de ontem (4), no bairro Sol e Mar. Um homem foi preso no local e poderá responder por receptação o disque denúncia do 32º Batalhão de Polícia Militar de Macaé vinha recebendo telefonemas com informações sobre um desmanche de carros roubados. Ontem (4), por volta do meio dia, policiais do Serviço Reservado da PM (P2) foram ao local na Rua Cristal, bairro

Sol e Mar, onde encontraram um homem retirando peças de motor de um automóvel Astra 2003 de cor preta. Carlos Alberto Gomes da Silva, 28 anos, disse aos policiais militares que o veículo pertencia a ele, mas após pesquisa, constataram que o carro fora roubado em Maricá, no Rio de Janeiro, no início de janeiro. Carlos Alberto foi encaminhado à 123ª Delegacia de Polícia, onde permaneceu preso. Segundo a polícia, ele poderá responder pelo crime de receptação de carro roubado. O veículo foi apreendido e encaminhado ao Pátio do Programa Rodando Legal. DIVULGAÇÃO

Veículo roubado foi encontrado em desmanche no bairro Sol e Mar

TRÁFICO

Polícia apreende drogas no Lagomar Segundo a PM, Matheus dos Santos Pinto, vulgo “Mimi", 18 anos, portava 11 papelotes de cocaína, R$ 150 em dinheiro e um radiotransmissor policiais militares faziam patrulhamento pela Avenida Beira Mar, no bairro Lagomar, quando se depara-

ram com um homem em atitudes suspeitas. Ao abordar Matheus dos Santos Pinto, vulgo “Mimi", 18 anos, os policiais encontraram um radiotransmissor, 11 papelotes de cocaína e R$ 150 em dinheiro. A ocorrência foi registrada por volta das 11h da última segunda-feira (3) e encaminhada à 123ª Delegacia de Polícia, onde Matheus dos Santos permaneceu preso por tráfico de drogas.

DIVULGAÇÃO

Policiais apreenderam radiotransmissor, drogas e dinheiro

OBITUÁRIO

› LAYON OLIVEIRA BARRETO, 26

anos, Barra, solteiro. O sepultamento ocorreu ontem (4) às 17h no Cemitério Memorial da Igualdade.

› JORGE GASPAR DOS SANTOS JÚ-

NIOR, 76 anos, Imbetiba, viúvo.

O sepultamento ocorreu ontem (4) às 17h no Cemitério Memorial da Igualdade.

› GENECYR MARTINS , 76 anos,

Barra, solteiro. O sepultamento ocorreu ontem (4) às 16h no Cemitério Memorial da Igualdade.

› LUÍS ANTÔNIO GASPAR PEÇA-

NHA, 38 anos, Sulacape, Rio

de Janeiro, solteiro. O sepultamento ocorreu ontem (4) às 16h no Cemitério Memorial da Igualdade.


6

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Economia

NOTA

A Caixa Econômica Federal, por meio das Loterias da CAIXA, registrou em 2013 uma arrecadação de R$ 11 bilhões

ALIMENTAÇÃO

Mercados oferecem produtos com preços mais baixos essa semana Itens de limpeza, higiene e alimentação sofreram redução em relação ao final do mês de janeiro Paty Mendes patriciamendes@odebateon.com.br

T

oda semana, o Jornal O DEBATE mostra um comparativo de preços dos produtos vendidos nos principais mercados da cidade. O objetivo é orientar os leitores na hora de ir às compras. Dessa vez, fizemos uma pesquisa nos dois maiores mercados do Centro da cidade, analisando produtos de limpeza, higiene e alimentação. Dos produtos de higiene pesquisados, os valores de todos eles sofreram redução em comparação aos preços do final de janeiro. Com destaque para o desodorante, que esta semana, apresentou menor média. O desodorante feminino atingiu o

menor valor desde o início do ano, chegando a custar R$ 4,57 (roll on), em média, e o masculino R$ 7,67 (aerosol). O papel higiênico, no mês passado, chegou a atingir uma média de R$2,94, já essa semana, é possível comprar um pacote com 4 rolos por R$ 1,99. Quem quiser economizar um pouco mais, pode optar por escolher o pacote com 8 ou 16 rolos. De acordo com a pesquisa, o menor preço do produto em pacote de 8 rolos foi de R$ 3,89 (comprando acima de 2 unidades sai a R$ 3,49) e com 16 rolos R$ 9,49. Já o sabonete também está R$0,02 mais barato, passando de R$ 0, 89 no final de dezembro para R$ 0, 87 esta semana. O shampoo e condicionador também atingiram preços me-

Produtos de hortifrutis Em janeiro, o preço do maracujá e do abacate estavam altíssimos chegando a custar R$ 8, 99 o quilo. Durante o final de janeiro, o valor foi se estabilizando e as duas frutas passaram a custar, em média, R$ 4. Neste mês que se inicia, o vilão do hortifruti está sendo o inhame. O quilo da raiz chega a custar R$ 6,99 em alguns mercados. O preço mais bara-

to que foi encontrado beira os R$ 4. Outro item que está com preço elevado é o alho. Mesmo sempre mantendo uma média de preço alta, o quilo do produto chega a custar R$10,90, mas pode ser encontrado por até R$ 7,49. Quem tiver com orçamento apertado, pode escolher o alho que é vendido na rede, que custa R$ 2,49, cerca de 200 gramas.

EDUCAÇÃO

WANDERLEY GIL

nores desde o início do ano, chegando a custar R$ 3,99 e R$ 4,98, respectivamente. De acordo com os gerentes dos estabelecimentos pesquisados, a redução é consequência do aumento da variedade de marcas, dando a opção ao cliente de comprar mais barato, caso escolha uma marca mais em conta. Dos produtos de limpeza analisados, o sabão em pó diminuiu sua média de R$ 5,21 para R$ 3,32 (a marca mais barata). O mesmo acontece com o detergente, que está custando em média R$ 1, 34, mas encontra-se o produto por até R$ 1, 19. Uma ótima forma de economizar seria trocar o detergente líquido, com 200 ml, pelo pastoso, com 500g, que está custando R$ 1,99. O filé de peixe Polaca do Alaska está na promoção nos dois mercados. Pode ser encontrado por até R$ 9,99 o quilo. O peito de frango também sofreu redução e pode ser adquirido por R$ 6, 99 o quilo. No caso dos cereais, comparando o preço do arroz no final de janeiro e início de fevereiro, a média geral do alimento passou de R$ 3, 12 para R$ 2, 49, chegando a segunda menor média desde o início de 2014. Com o feijão Mesmo com redução na maioria dos produtos, o inhame e o alho estão custando mais não foi diferente, de R$ 3, 79 em caros, chegando a R$ 6,99 e R$ 10,90 o quilo, respectivamente janeiro passou a R$ 3, 28. O macarrão bateu o recorde de menor dia. O açúcar, o óleo e o café não pesquisamos produtos com divulgados acima se referem à preços mais em conta e de mar- média de preços e não ao preço preço esta semana, passando de sofreram grandes variações. É importante considerar que cas mais populares. Os valores real dos produtos. R$ 1,78 para R$ 1,74, em sua mé-

WANDERLEY GIL

EXPLICAÇÕES

Autoridades justificam reivindicações dos professores Pagamentos em atraso serão efetuados até o final de fevereiro

Antes de começar a reunião, representantes do SEPE iniciaram manifestações em meio a autoridades

Professores se manifestam em meio a Encontro de Educação Motivo seria atraso no pagamento referente às férias, enquadramento e gratificações durante o Encontro Municipal dos Profissionais da Educação que ocorreu nesta terça-feira (4), no Ciep Municipalizado Oscar Cordeiro, no bairro Aeroporto, integrantes do Sindicato Estadual dos Professores de Educação de Macaé - SEPE - reivindicaram falta de pagamento de benefícios em meio a protestos. O objetivo do evento seria receber todos os professores que iniciarão o ano letivo de 2014, mas serviu também para esclarecer questões pontuais da categoria. A secretária de Educação, Lúcia Thomaz e o prefeito de Macaé estiveram presentes na reunião. Na pauta de reivindicações dos representantes do SEPE, três pontos principais: falta de pagamento do enquadramento, das férias e da gratificação de

difícil acesso. De acordo com a Coordenadora Geral do Sindicato dos Professores de Educação de Macaé - SEPE, Sabrina Luz, a prefeitura divulgou, em setembro de 2013, o enquadramento dos professores da rede pública informando que o pagamento do beneficio seria realizado em dezembro do ano passado. O benefício é concedido através de uma acréscimo de 2% em relação ao salário do trabalhador e proporcional ao tempo de serviço, além da qualificação adquirida no decorrer da carreira. No entanto, o pagamento relativo a 2013, segundo Sabrina, ainda não foi efetuado à maioria dos profissionais. Além do enquadramento, diversos professores ainda não receberam também pelas férias que tiraram no decorrer do ano passado. “Os trabalhadores devem receber o valor referente às férias no dia em que sai de férias e não depois de meses”, reclama Maria das Graças, também Coordenadora Geral do SEPE.

Um outro ponto que gerou insatisfação para a categoria é a falta de recebimento das gratificações de 20% para profissionais que trabalham em locais de difícil acesso. Segundo Maria das Graças, mesmo após a conquista do SEPE em estender o benefício para os demais profissionais de educação, além dos professores, ano passado muitas pessoas continuaram sem receber o respectivo valor. O professor de Ciências, Felipe Carvalho de Oliveira diz ter ido à reunião, também, para esclarecer questões como o não cumprimento da Lei Estadual n° 11.738 que estabelece o tempo mínimo reservado para planejamento de aula de 1/3 da carga horária. “Trabalho 20 horas semanais e em vez de 7h de planejamento, reservo somente 4 horas ”, confessa o professor, justificando que não consegue aumentar o tempo de planejamento pela pressão das direções das escolas em fazer cumprir carga horária maior.

após protestos dos representantes do Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação - SEPE - em meio ao Encontro Municipal de Profissionais de Educação ocorrido ontem (4), no Ciep Municipalizado Oscar Cordeiro, no bairro Aeroporto, o prefeito de Macaé, Dr. Aluízio Júnior e a secretária de Educação, Lúcia Thomaz, justificaram reivindicações da categoria. Os três principais focos de insatisfação dos profissionais são os atrasos nos pagamentos das férias, enquadramento do Plano de Cargos e Salários e Gratificações da maioria dos profissionais, referentes ao ano de 2013. A secretária de Educação

informou à equipe do jornal O DEBATE que houve um problema no sistema de informática da administração e, por isso, a maioria dos pagamentos está atrasada. Em relação ao pagamento do enquadramento, a secretária de Educação anunciou que uma folha suplementar contendo os nomes de quem ainda não recebeu o benefício sairá até o final de fevereiro, possibilitando aos profissionais receberem os valores retroativos. Em relação às férias em atraso, o novo sistema de pagamento implantado pela administração organiza os vencimentos referente às férias dos profissionais sempre em janeiro ou julho de todo ano. Por isso, professores que saíram de férias em fevereiro, por exemplo, têm previsão para receber somente em julho. “Por isso umas pessoas receberam e outras não.

Mesmo assim, assumo que tem alguns profissionais com atrasos maiores que o previsto, mas, insisto que esses vencimentos devem sair também na folha suplementar até o final de fevereiro”, complementa a secretária. O prefeito de Macaé, Dr. Aluízio Júnior, informou também que tudo que estava na pauta de reivindicações da última reunião com o SEPE foi cumprido e que as reivindicações sobre a falta de pagamento das gratificações aos professores que trabalham em locais de difícil acesso precisam ser revistas. “Temos que nos reunir para verificar o que realmente é difícil acesso e quais são esses locais, para depois saber quais profissionais receberão essas gratificações”, comenta o prefeito, complementando ainda que respeita o movimento político promovido durante a reunião da Educação. WANDERLEY GIL

Secretária de Educação e prefeito se justificaram durante Encontro Municipal de Educação


MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Geral

7

NOTA

Ciclistas são flagrados transitando pelo Calçadão no Centro

CÃES E GATOS

Ong Casa dos Anjos realizará feira de adoção neste domingo

Evento será realizado das 10h às 18h, na sede da Ampra, no Parque Aeroporto DIVULGAÇÃO

Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

T

er um animal em casa pode resultar em diversos benefícios a curto e longo prazo. Um cachorro, por exemplo, pode ajudar na prevenção de doenças, contribuir para integração social dos donos, melhorar a sensação de segurança e autoestima, promover a projeção de sentimentos, auxiliar na redução da pressão sanguínea, reduzir a ansiedade e o estresse e também incentivar a prática de atividades físicas. Porém, ter um animal também significa responsabilidade. Diante disso, tem que se pensar e repensar antes de comprar ou adotar um cão ou gato. Assim como uma criança, eles necessitam de atenção e cuidados no cotidiano. O primeiro passo para tomar a decisão é pensar se está disposto a cuidar de um ser que vive em média 12 anos, podendo chegar a 18 anos (cães) e 20 anos (gatos). Os gastos com rações, vacinas e cuidados veterinários devem ser levados em conta. O abandono é um dos fatores que contribuem com a alta população de animais pelas ruas da cidade. Além de cruel,

esse ato é considerado um crime, previsto na Lei federal nº 9.605/98. Se depois disso você realmente estiver disposto a ter um bicho de estimação em casa, a adoção é um dos meios mais fáceis de conseguir isso. Além de ser um ato de amor, você estará dando a oportunidade de um animal sair das ruas. No próximo domingo (9), a ONG Casa dos Anjos vai realizar uma nova feira de adoção de cães e gatos em Macaé. O evento será realizado das 10h às 18h, na sede da Ampra, no Parque Aeroporto. Serão cães e gatos de todos os tamanhos, machos e fêmeas, adultos e filhotes. Como muitos são resgatados em situações críticas, às vezes doentes e/ou machucados, todos eles recebem os procedimentos básicos de higienização e cuidados veterinários antes de serem colocados para adoção. No caso dos adultos, eles já serão doados todos castrados. A castração é fundamental para manter o controle populacional de animais pelas ruas da cidade. O processo de adoção é muito simples. Quem deseja adotar um animal deve ser maior de 18 anos e precisa levar, no

dia da feira, a carteira de identidade e o comprovante de residência. É importante ressaltar que a Casa dos Anjos se mantém graças aos voluntários, que dedicam seu tempo, amor e recursos próprios para arcar com as despesas, que são altas. A população também pode ajudar de diversas maneiras, inclusive com doações de rações (principalmente de filhotes), medicamentos, areia de gato, bandeja, coleiras (novas e usadas), guias, jornais, potinhos de comida, cobertores, caminhas, material de limpeza, entre outros. A contribuição também pode ser feita em dinheiro. Trata-se de um trabalho social com o objetivo de dar um suporte e até o necessário aos animais para, posteriormente, serem adotados por pessoas que possam fazer o mesmo. Vale sempre ressaltar que o abandono de animais é considerado crime, previsto na Lei nº 9.605/98. Para maiores informações, os interessados em adotar um animal ou ajudar a Casa dos Anjos, podem entrar em contato através do e-mail: casadosanjosmacae@gmail.com.

Protetores sugerem que a pessoa pense e repense para não adotar um animal por impulso

Bazar para ajudar com as despesas dos animais resgatados Outra forma de ajudar a Casa dos Anjos é através do bazar. A pessoa pode estar contribuindo tanto com doações (roupas novas e usadas, bijuterias, utensílios domésticos, entre outros), como comprando esses itens, que serão vendidos durante a feira no sábado. De acordo com a responsável

pela Casa dos Anjos, Thaís Fagundes, doações de materiais recicláveis (como garrafas pet e latas de leite) também podem ser feitas. Ela explica que esses itens são reaproveitados de diversas maneiras. O bazar vai contar com vários itens à venda, tudo a partir de R$1. “Vamos ter roupas e sa-

patos a R$1 e também a outros preços. Muitas dessas roupas doadas são boas, de marca. Vai estar tudo baratinho. Toda renda será revertida para Casa dos Anjos. Dessa forma você também vai estar colaborando para que mais animais possam ter a chance de sair das ruas e encontrar um novo lar”, ressalta.


8

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO 9ª BATERIA DE ARTILHARIA ANTIAÉREA (ESCOLA) (6ª Bia do 1º Btl Art de Posição/1910) FORTE MARECHAL HERMES

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ GABINETE DA PRESIDÊNCIA PORTARIA Nº 014/2014 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ, no uso de suas atribuições legais e consoante disposto na Resolução nº 1897/2011, resolve

EDITAL DE CONVOCAÇÃO A 9ª Bateria de Artilharia Antiaérea (Escola) - Forte Marechal Hermes, convoca, a comparecer no prazo de 05 (cinco) dias, no endereço rua Compositor Benedito Lacerda, 300, Imbetiba, Macaé-RJ, CEP 27.913-000, funcionamento de segunda-feira à sexta-feira no horário de 08:00 horas às 16:00 horas, portando os documentos de identidade, CPF e comprovante de residência, por encontrar-se em local incerto e não sabido, a Sra. Iracema de Santanna Nascimento, procuradora da pensionista militar Sra. Izabel de Santanna Nascimento, inscrita no CPF de nº 035.417.40701, falecida em 28 de julho de 2003. Macaé, RJ, 04 de fevereiro de 2014.

NOMEAR os cidadãos: Nome Gabriel de Miranda Peçanha Jardel Benicio da Silva Salvador Felicíssimo Gabriele Vidal Souza

A contar de: 01/02/2014 17/01/2014 17/01/2014 01/02/2014

Símbolo DAS E DAS II DAS E DAS III

EXONERAR os cidadãos: Nome Sueli Bernardo Borges Bichara Jardel Benicio da Silva Salvador Felicíssimo Gabriele Vidal Souza

A contar de: 31/01/2014 17/01/2014 17/01/2014 31/01/2014

Padrão DAS III DAS E DAS II DAS E

Gabinete da Presidência, 04 de fevereiro de 2014. Eduardo Cardoso Gonçalves da Silva Presidente da Câmara Municipal de Macaé

sérgio munck – maj Comandante da 9ª Bateria de Artilharia Antiaérea (Escola) - FMH

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ESTADO DO RIO DE JANEIRO Comissão Permanente de Licitação

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ

AVISO DE LICITAÇÃO: ACâmara Municipal de Macaé, por meio de sua Comissão Permanente de Licitação, torna público que, realizará a licitação baixo indicada: PREGÃO PRESENCIAL de nº 004/2014- CPL/CMM. Proc. Nº 01577/ 2013, Objeto: Aquisição de material de escritório, conforme estabelecido no TERMO DE REFERÊNCIA - ANEXO II.Data/hora Abertura: Dia 18 de fevereiro às 10:30 horas. O recebimento e abertura dos envelopes de Proposta e Documentação será em Sessão Pública a se realizar no salão nobre situado no 1º andar do Edifício- Sede da Câmara, sito à Rodovia do Petróleo - RJ 168, Km 3,5 - Virgem Santa - Macaé/RJ. Os editais e seus anexos estão à disposição dos interessados na sala da Comissão Permanente de Licitação no horário de expediente (09:00 às 12:00 / 14:00 às 17:00) onde poderão ser consultados e retirados mediante apresentação de carimbo contendo CNPJ e Razão Social e mediante a entrega de1 (um)cartucho HP 122 preto. Macaé-RJ, 05 de fevereiro de 2014, PREGOEIRO OFICIAL: Thales Vinícius Brandão Andrade. Informações pelo sítio: http://www.cmmacae.rj.gov.br/

PORTARIA n º 024/2014 O DIRETOR PRESIDENTE da FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, no uso de suas atribuições legais; RESOLVE cessar os efeitos da portaria 039/2013, no que se refere à cessão do servidor GABRIEL DE MIRANDA PEÇANHA, matrícula 2777, para a Prefeitura Municipal de Macaé / Gabinete do prefeito, e autorizar a cessão do mesmo para a Câmara Municipal de Macaé, com ônus para a mesma, 6 Art. 85 da LC 011/98 Alterada pela LC 180/2011, a contar de 01 de Fevereiro de 2014. Diretor Presidente da FMHM, em 31 de Janeiro de 2014. NEWTON JOSÉ Diretor Presidente FMHM

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ

PORTARIA nº 025/2014

PORTARIA nº 023/2014

O DIRETOR PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, no uso de suas atribuições legais,

O DIRETOR PRESIDENTE DA FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, no uso de suas atribuições legais,

CONSIDERANDO que a Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM gere o Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva e o Hospital Público Municipal da Serra;

CONSIDERANDO que a Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM gere o Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva e o Hospital Público Municipal da Serra;

CONSIDERANDO a relevância dos serviços prestados e o funcionamento do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva e do Hospital Público Municipal da Serra para a sociedade local e para as cidades circunvizinhas;

CONSIDERANDO a relevância dos serviços prestados e o funcionamento do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva e do Hospital Público Municipal da Serra para a sociedade local e para as cidades circunvizinhas; CONSIDERANDO a essencialidade dos serviços prestados pelas unidades hospitalares aos nossos munícipes, bem como aos cidadãos das cidades circunvizinhas, não pairam dúvidas quanto à necessidade de profissionais de saúde, visando à continuidade dos atendimentos e tratamentos dos pacientes do HPM/HPMS, vez que não há como conceber um serviço de saúde prestado dentro dos padrões de excelência perseguidos sem que existam as condições mínimas para o desenvolvimento hospitalar.

CONSIDERANDO a essencialidade dos serviços prestados pelas unidades hospitalares aos nossos munícipes, bem como aos cidadãos das cidades circunvizinhas, não pairam dúvidas quanto à necessidade de profissionais de saúde, visando à continuidade dos atendimentos e tratamentos dos pacientes do HPM/HPMS, vez que não há como conceber um serviço de saúde prestado dentro dos padrões de excelência perseguidos sem que existam as condições mínimas para o desenvolvimento hospitalar.

CONSIDERANDO que se efetivada a contratação imediata cessará os riscos de danos irreparáveis passiveis de comprometer a saúde e o bem estar das pessoas que dependem de tratamento no HPM/HPMS.

CONSIDERANDO que se efetivada a contratação imediata cessará os riscos de danos irreparáveis passiveis de comprometer a saúde e o bem estar das pessoas que dependem de tratamento no HPM/HPMS. CONSIDERANDO a excepcionalidade, essencialidade, a continuidade dos serviços, visando o atendimento da situação emergencial, que poderá ocasionar prejuízo e/ou comprometer a segurança, a saúde e o bem estar das pessoas que necessitam de atendimento médico/hospitalar; CONSIDERANDO o disposto na Lei Municipal nº 2951/2007 e o artigo 37, inciso IX da Constituição Federal de 1988 - que autoriza a Administração Pública Municipal a efetuar contratos de trabalho temporário, para atender excepcional interesse público; CONSIDERANDO a convocação já realizada de candidatos aprovados no concurso público nº 001/2012, por meio do 1º e 2º Edital de Convocação, sendo que estes teriam o prazo legal de 30 dias para tomar posse, de acordo com a LCM 011/98;

CONSIDERANDO a excepcionalidade, essencialidade, a continuidade dos serviços, visando o atendimento da situação emergencial, que poderá ocasionar prejuízo e/ou comprometer a segurança, a saúde e o bem estar das pessoas que necessitam de atendimento médico/hospitalar; CONSIDERANDO o disposto na Lei Municipal nº 2951/2007 e o artigo 37, inciso IX da Constituição Federal de 1988 - que autoriza a Administração Pública Municipal a efetuar contratos de trabalho temporário, para atender excepcional interesse público; CONSIDERANDO a convocação já realizada de candidatos aprovados no concurso público nº 001/2012, por meio do 1º e 2º Edital de Convocação, sendo que estes teriam o prazo legal de 30 dias para tomar posse, de acordo com a LCM 011/98;

RESOLVE, Contratar até 31/03/2014, os cidadãos a contar da data abaixo:

RESOLVE, Contratar até 31/12/2013, os cidadãos a contar da data abaixo:

NOME CARGO DATA CAIO MAZZOLI LAGE MÉDICO PLANTONISTA 01/01/2014 LAYLA MARIA CAETANO FRANÇA MÉDICO PLANTONISTA 04/01/2014 MARIA JACINTHA HOSKEN LACERDA MEDICO PLANTONISTA 01/01/2014 MAYARA BARCELOS TAVARES DE ABREU MÉDICO PLANTONISTA 14/01/2014 ROBERTA DE OLIVEIRA BOLOGNANI MEDICO PLANTONISTA 01/01/2014

NOME BRUNO VINICIUS DE SOUZA CERQUEIRA LAILA CABRAL BARBOSA THIAGO ABDALA DE ARAUJO

CARGO MÉDICO PLANTONISTA MÉDICO PLANTONISTA MÉDICO PLANTONISTA

DATA 21/12/2013 23/11/2013 18/11/2013

*Omitida data de publicação.

Diretor Presidente, em 04 de Fevereiro de 2014.

Diretor Presidente, em 29 de Dezembro de 2013.

NEWTON JOSÉ DIRETOR PRESIDENTE FMHM

NEWTON JOSÉ DIRETOR PRESIDENTE FMHM

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS GABINETE DO PREFEITO CRONOGRAMA DE DESEMBOLSO - EXERCÍCIO 2014

DESPESA POR 01.001.000 CÂMARA MUNICIPAL 02.001.001 GABINETE DO PREFEITO 02.002.001 PROCURADORIA GERAL 02.003.001 ADMINISTRAÇÃO 02.004.001 FAZENDA 02.005.001 EDUCAÇÃO BÁSICA 02.005.002 FUNDEB 02.005.003 ENSINO GERAL 02.006.001 CULTURA 02.007.001 SEGURANÇA 02.008.001 OBRAS 02.009.001 SERVIÇOS PÚBLICOS 02.010.001 TRANSPORTES 02.011.001 COMUNICAÇÃO SOCIAL 02.012.001 ESPORTE E LAZER 02.013.001 TURISMO E MEIO AMBIENTE 02.014.001 CONTROLE INTERNO 02.015.001 GOVERNO 02.016.001 PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO URBANO 02.017.001 INDÚSTRIA E COMÉRCIO 02.018.001 AGRICULTURA 02.019.001 PESCA 02.020.001 MEIO AMBIENTE 02.021.001 HABITAÇÃO 02.022.001 TRABALHO E RENDA 03.001.001 - FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 04.001.001 - FUNDO MUNICIPAL DE ASSIST. SOCIAL 05.001.001 - CONSELHO MUN. DIREITOS CRIANÇA/ADOLESC. 05.001.002 - FUNDO MUNICIPAL DIREITOS CRIANÇA/ADOLESC. 07.001.001 - FUNDO MUN. DE HABITAÇÃO E INTERESSE SOCIAL 08.001.001 - FUNDO MUNICIPAL AMBIENTAL TOTAL GERAL (PREVISTO) SUPERÁVIT SOMA

JAN

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 355.549,76 8.893.860,60

FEV

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 1.157.216,80 9.695.527,64

MAR

ABR

MAI

JUN

JUL

AGO

SET

OUT

NOV

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 339.197,87 8.877.508,71

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 237.261,05 8.775.571,89

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 640.045,10 9.178.355,94

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 (592.278,69) 7.946.032,15

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 97.851,96 8.636.162,80

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 775.626,65 9.313.937,49

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 212.647,75 8.750.958,59

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 1.478.476,76 10.016.787,60

292.308,42 313.828,47 83.523,97 830.421,97 440.093,92 534.165,71 466.769,23 197.822,15 104.587,32 251.824,58 892.045,06 570.887,62 249.982,67 94.439,87 79.225,99 197.450,33 44.469,72 12.412,44 66.542,94 43.784,56 203.194,58 26.026,92 96.165,38 21.525,02 16.508,89 2.009.378,55 386.286,12 4.139,00 4.037,43 1.196,83 3.265,18 8.538.310,84 1.591.107,91 10.129.418,74

Carapebus, 28 de Janeiro de 2014 SECRETARIO MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO RODRIGO LOPES GUARÇONY C.P.F.: 820.166.746-87

CONTADOR MARCOS ANTÔNIO LAMOGLIA DE SÁ C.P.F.: - CRC: 092591/0-6

DEZ

292.308,42 627.656,94 167.047,94 1.660.843,94 880.187,84 1.068.331,42 933.538,46 395.644,31 209.174,64 503.649,17 1.784.090,11 1.141.775,24 499.965,35 188.879,74 158.451,98 394.900,65 88.939,44 24.824,87 133.085,89 87.569,12 406.389,15 52.053,85 192.330,77 43.050,04 33.017,79 4.018.757,11 772.572,23 8.278,01 8.074,86 2.393,65 6.530,36 16.784.313,26 (6.292.702,92) 10.491.610,35

TOTAL

3.507.701,00 4.079.770,11 1.085.811,59 10.795.485,58 5.721.220,95 6.944.154,20 6.068.000,00 2.571.688,00 1.359.635,15 3.273.719,60 11.596.585,72 7.421.539,05 3.249.774,76 1.227.718,29 1.029.937,86 2.566.854,24 578.106,33 161.361,68 865.058,28 569.199,27 2.641.529,49 338.350,00 1.250.150,00 279.825,27 214.615,63 26.121.921,20 5.021.719,50 53.807,05 52.486,59 15.558,74 42.447,36 110.705.732,49 (0,00) 110.705.732,49


MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

ÚLTIMO DIA

UFRJ Macaé encerra hoje inscrição para o Mestrado

Vagas são para o curso de Ciências Ambientais e Conservação. Procedimento deve ser feito pela internet ou na sede do Nupem WANDERLEY GIL

Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

I

nteressados em ingressar em uma especialização ainda este ano devem ficar atentos. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Campus Macaé Professor Aloísio Teixeira encerra nesta quarta-feira, 5, as inscrições para o Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Conservação. Ao todo estão sendo oferecidas 20 vagas. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail ppgciac2013@ macae.ufrj.br ou Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem), na Secretaria do PPG-CiAC, de segunda a quarta-feira, das 9h às 16h. O endereço é Av. São José do Barreto, 764 (atrás do Centro de Convenções), Bairro São José do Barreto, Macaé/RJ. Para concorrer a uma das vagas, os candidatos deverão ser portadores de diploma de curso de graduação de nível superior realizado em instituição oficial de Ensino Superior e reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação, ou em instituição estrangeira, ou documento comprobatório oficial da instituição atestando a previsão de colação de grau. No ato da inscrição presencial, o candidato deve apresentar a Ficha de Inscrição e declaração de conhecimento e aceite das normas de seleção, carta do futuro orientador, credenciado no programa,

O curso visa levar o profissional a compreender e dirimir o impacto humano sobre os recursos naturais da região Norte Fluminense original e cópia do diploma de graduação em curso superior realizado em instituição oficial, nacional ou estrangeira, ou documento comprobatório oficial da instituição de previsão da colação de grau, originais e cópias dos documentos pessoais (CPF, Identidade, Título de Eleitor, Certificado de Reservista) e 1 foto digital 3 x 4, recente, colorida, histórico escolar da graduação, currículo e cópias de documentos comprobatórios e o pré-projeto. Já aqueles que optarem por se inscrever pela internet, deverão entregar a documentação no primeiro dia do processo seletivo. Segundo o edital, o

Estado do Rio de Janeiro

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM Comissão Permanente de Licitação Pregoeiro AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL - PREGÃO PRESENCIAL NO 002 / 2014 REGISTRO DE PREÇOS

candidato que se inscrever por e-mail vai receber confirmação de inscrição da Secretaria do PPG-CiAC e, em casos de não recebimento de confirmação, o candidato deverá entrar em contato com a secretaria pelo telefone (22) 3399-3935. O curso visa levar o profissional a compreender e dirimir o impacto humano vertiginoso sobre os recursos naturais da região Norte Fluminense, considerado um desafio que exige a integração entre disciplinas distintas do conhecimento humano que lidam com as percepções biológica, físico-química, socioeconômica da biodiversidade. O processo seletivo será realizado no NUPEM/UFRJ, nas seguintes datas e horários: 11/02/2014 (9h-13h): prova escrita; 12/02/2014 (13h-17h): prova de inglês; 13/02/2014 (10h): início da arguição do Pré-Projeto e análise de currículo. Já a relação das inscrições

homologadas será publicada no mural da Secretaria do PPG-CiAC e na página do programa (www.macae.ufrj. br/ppgciac) a partir do dia 06 de fevereiro de 2014. A universidade também está com inscrições abertas para o Doutorado em Ciências Ambientais e Conservação. Os interessados podem se inscrever até sexta-feira, dia 7, na Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Conservação PPG-CiAC, no Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (NUPEM/UFRJ) - Av. São José do Barreto 764 (atrás do Centro de Convenções), Bairro São José do Barreto, Macaé-RJ. De segunda a quarta-feira, o procedimento poderá ser feito das 9h às 16h, e de quinta a sexta-feira, das 9h às 12h - ou pelo e-mail ppgciac2013@macae.ufrj.br. Ao todo serão oferecidas dez vagas.

A FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar no dia 18(dezoito) de fevereiro de 2014, às 10:00h, no sala de reunião da Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM, localizado nas dependências do Hospital Público Municipal - HPM, à Rod. RJ 168 Km. 04 s/nº Virgem Santa, na cidade de Macaé /RJ, o PREGÃO PRESENCIAL no 002 / 2014 do tipo MENOR PREÇO, e na forma de REGISTRO DE PREÇOS, de acordo com as leis em vigência. Os interessados Comissão Permanente de Licitação/Equipe de Pregão situada à Rodovia RJ 168 km. 04 - Virgem Santa, na cidade de Macaé/RJ, de segunda a sextafeira no horário de 08:00h às 12:00h e de 14:00 às 17:30h - tel. contato (22) 2773-0061 Ramal 291, mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatória aos gastos de impressão do referido Edital, na íntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente. Objeto: Aquisição de materiais de consumo hospitalar diversos visando atender as necessidades do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva - HPM, conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referência) e II_lotes 1 a 103 (Planilha de Preços) e III (Minuta da Ata Registro de Preços). Macaé-RJ, 03 de fevereiro de 2014. Marcio da Mata Pregoeiro Fundação Municipal Hospitalar de Macaé -FMHM

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM Comissão Permanente de Licitação Pregoeiro AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL - PREGÃO PRESENCIAL NO 003 / 2014 REGISTRO DE PREÇOS A FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar no dia 18(dezoito) de fevereiro de 2014, às 15:00h, no sala de reunião da Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM, localizado nas dependências do Hospital Público Municipal - HPM, à Rod. RJ 168 Km. 04 s/nº Virgem Santa, na cidade de Macaé /RJ, o PREGÃO PRESENCIAL no 003 / 2014 do tipo MENOR PREÇO, e na forma de REGISTRO DE PREÇOS, de acordo com as leis em vigência. Os interessados Comissão Permanente de Licitação/Equipe de Pregão situada à Rodovia RJ 168 km. 04 - Virgem Santa, na cidade de Macaé/RJ, de segunda a sextafeira no horário de 08:00h às 12:00h e de 14:00 às 17:30h - tel. contato (22) 2773-0061 Ramal 291, mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatória aos gastos de impressão do referido Edital, na íntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente. Objeto: Aquisição de tiras de glicemia capilar, com cessão de equipamentos em regime de "comodato" visando o atendimento aos setores do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva - HPM conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referência), II (Planilha de Preços Unitários), III (Minuta da Ata de Registro de Preços) e IV (Minuta Contratual de Comodato). Macaé-RJ, 04 de fevereiro de 2014. Marcio da Mata Pregoeiro Fundação Municipal Hospitalar de Macaé -FMHM

LINHA VERDE

Prefeitura segue com obras de recuperação de ponte na Aroeira Acesso de qualquer tipo de veículo no local está proibido desde o final do ano passado quase dois meses se passaram desde que a ponte da Aroeira, que liga o bairro à Linha Verde, teve parte de sua estrutura danificada por conta das chuvas que atingiram a cidade no final do ano passado. Por representar riscos de acidentes, e até mesmo desabamento, a Defesa Civil optou pela sua interdição. Desde a interdição até o início das obras passou-se quase um mês. Na época, a prefeitura informou que precisava esperar o nível do Canal do Capote baixar para começar os trabalhos. A princípio, as obras, que são de responsabilidade da secretaria de Manutenção, estavam previstas para serem concluídas ainda no final de janeiro. Para que o local seja novamente liberado, as equipes estão fazendo os trabalhos de colocação de britas e a implantação de 20 galerias que irão ampliar o escoamento da água. A prefeitura explica que, para que ela ofereça condições de tráfego a outros veículos, uma nova estrutura precisará ser adquirida e, para isso, um processo licitatório está em andamento. Enquanto isso, o canal precisou ser obstruído com terra para que os trabalhos pudessem ser feitos. Se-

gundo a prefeitura, através de uma nota, a previsão é que a obra termine ainda essa semana. O prazo foi estendido, pois foi necessário reforçar a fundação da ponte. Vale ressaltar que o acesso de qualquer tipo de veículo, inclusive motos, está proibido. No último sábado (1), a equipe de reportagem flagrou um motoqueiro transitando pela passagem de terra ao lado em alta velocidade, dividindo o espaço com os pedestres. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transpor, sem autorização, em bloqueio viário é considerada uma infração grave. O motorista que descumprir as regras poderá ser penalizado com multa. Para orientar os motoristas, placas de sinalização informando sobre o bloqueio ainda estão situadas em trechos estratégicos, como a Linha Azul, RJ168 e em outros pontos da Linha Verde. Mas mesmo com a interdição, alguns motoristas foram flagrados diversas vezes pela equipe de reportagem do jornal O DEBATE nesse tempo tentando passar pelo local. Enquanto a ponte não é liberada, a orientação é para que os motoristas não desrespeitem a sinalização. Como alternativa, os condutores devem utilizar a Avenida Gastão Henrique Schueler, tanto os que vão da Linha Verde em direção à Aroeira, quanto os que seguem da Aroeira em direção à Avenida Aloísio da Silva Gomes.

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Secretaria Municipal de Saúde EXTRATO DE CONTRATO Nº 62/2013

*republicação

Estado do Rio de Janeiro

Geral 9

Estado do Rio de Janeiro

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM Comissão Permanente de Licitação Pregoeiro AVISO DE LICITAÇÃO EDITAL - PREGÃO PRESENCIAL NO 004 / 2014 REGISTRO DE PREÇOS A FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar no dia 19(dezenove) de fevereiro de 2014, às 10:00h, no sala de reunião da Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM, localizado nas dependências do Hospital Público Municipal - HPM, à Rod. RJ 168 Km. 04 s/nº Virgem Santa, na cidade de Macaé /RJ, o PREGÃO PRESENCIAL no 004 / 2014 do tipo MENOR PREÇO, e na forma de REGISTRO DE PREÇOS, de acordo com as leis em vigência. Os interessados Comissão Permanente de Licitação/Equipe de Pregão situada à Rodovia RJ 168 km. 04 - Virgem Santa, na cidade de Macaé/RJ, de segunda a sexta-feira no horário de 08:00h às 12:00h e de 14:00 às 17:30h - tel. contato (22) 2773-0061 Ramal 291, mediante a entrega de 02(duas) resmas de papel A4, de forma compensatória aos gastos de impressão do referido Edital, na íntegra, e portando carimbo de CNPJ ou outro equivalente. Objeto: Aquisição de reagentes/insumos diversos, com cessão de equipamentos em regime de "comodato" visando o atendimento aos setores do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e do Hospital Público Municipal da Serra - HPMS conforme discriminados nos anexos I_rev.1 (Termo de Referência), II_lotes 1 a 34 (Planilha de Preços Unitários), III (Minuta da Ata de Registro de Preços) e IV (Minuta Contratual de Comodato) Macaé-RJ, 04 de fevereiro de 2014. Marcio da Mata Pregoeiro Fundação Municipal Hospitalar de Macaé -FMHM

Processo: 109/2013 Contratante: FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE Contratado: S.O.S Serviços de Emergência Médicas LTDA Objeto: fornecer o serviço especializado na prestação de serviço de locação de 02 (dos) veículo Tipo Ambulância com equipamento UTI Móvel (resgate) bem como a montagem do Posto de Saúde incluindo a locação de equipamentos médicos para atender 68 dias do programa Verão Verde 2014 mais a programação do Carnaval 2014 na Praia de Carapebus Programas de Trabalhos: 03.301.000 10 302 1004 4.003, Elemento de Despesa nº 3.3.90.39.00 09 (Fonte 207) Valor do Contrato:R$ 132.990,00 (cento e trinta e dois mil e novecentos e noventa reais) Vigência do contrato: 68 (sessenta) dias, Carapebus, 30 de dezembro de 2013 ROSANNA KARLA BICHARA DE SOUZA Secretária Municipal de Saúde

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Coordenadoria de Contratos – COTRA EXTRATO DE CONTRATO Nº 001/2014 Processo: CDL nº 84/2013 Contratante: MUNICÍPIO DE CARAPEBUS Contratado: T.M.P. Braga Secos e Molhados-Me, Objeto: Fornecer carne para a Creche Municipal Diogo Mancebo Reis, em Ubás. Programas de Trabalhos: nº 02.205.001 12 361 1203 2.087, Elemento de despesa Nº 3.3.90.30.00 12 (fonte 101) Valor do contrato: R$ 15.963,30 (Quinze mil novecentos e sessenta e três e trinta centavos). Vigência do contrato: 06 (Seis) Meses Carapebus, 02 de Janeiro de 2014 ____________________________________ Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal


10

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

19

20

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

21

22 EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 021/2014 INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE – FMS

23

EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: HAWAÍ 2010 COMERCIAL LTDA CNPJ : 11.472.955/0001-68 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 25543/2013 PMM PREGÃO PRESENCIAL Nº 195/2013 OBJETO: FORNECIMENTO DE UNIFORMES PARA QUADRO DE COLABORADORES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES, A FIM DE ATENDER AS NECESSIDADES DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE. PRAZO: 12 (doze) meses INÍCIO: 15/01/2014 VALOR ESTIMATIVO: R$ 275.078,75 VALOR ITEM DESCRIÇÃO Qtd VALOR TOTAL UNITÁRIO Jaleco tipo guarda pó - Tamanho PP, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo 1 30 R$ 44,9000 R$ 1.347,0000 o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho P, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo 2 419 R$ 44,9000 R$ 18.813,1000 o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho M, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo 3 1000 R$ 44,9000 R$ 44.900,0000 o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho G, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo 4 695 R$ 46,9000 R$ 32.595,5000 o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50)

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

Jaleco tipo guarda pó - Tamanho GG, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho P, Modelo profissional, cor AZUL CLARO, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho M, Modelo profissional, cor AZUL CLARO, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho G, Modelo profissional, cor AZUL CLARO, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho PP, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga LONGA, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20)

Jaleco tipo guarda pó - Tamanho P, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga LONGA, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho M, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho G, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga LONGA, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho GG, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga LONGA, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo SEMUSA bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação nas costas Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA, em bolso em lado esquerdo altura do peito; tamanho P Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação nas costas Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA em bolso em lado esquerdo altura do peito; tamanho M Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação nas costas Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA, em bolso em lado esquerdo altura do peito; tamanho G Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação nas costas Secretaria Municipal de Saúde com logotipo SEMUSA em bolso em lado esquerdo altura do peito tamanho GG Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA no lado esquerdo na altura do peito; tamanho P

230

R$ 46,9000

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

R$ 10.787,0000

34

50

R$ 47,9000

R$ 2.395,0000

35

50

R$ 47,9000

R$ 2.395,0000

36

50

R$ 48,9000

R$ 2.445,0000

37

38

39

20

R$ 44,9000

R$ 898,0000

40

41

42

135

R$ 44,9000

R$ 6.061,5000 43

44

350

R$ 44,9000

R$ 15.715,0000

45

46

47 48

200

R$ 46,9000

R$ 9.380,0000

49 50 51 52 53 54

30

R$ 44,9000

R$ 1.347,0000

55 56 57 58

180

R$ 31,1900

R$ 5.614,2000

430

R$ 31,1900

R$ 13.411,7000

59 60 61 62 63

445

R$ 31,1900

R$ 13.879,5500

125

R$ 31,1900

R$ 3.898,7500

64 65 66

67

60

R$ 16,8000

R$ 1.008,0000

68 69 70

Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA no lado esquerdo na altura do peito; tamanho M Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo SEMUSA no lado esquerdo altura do peito; tamanho G Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF, RECEPÇAO em bolso na frente na altura do peito lado esquerdo; tamanho P Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF e RECEPÇAO em bolso na frente, na altura do peito lado esquerdo; tamanho M Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF e RECEPÇAO em bolso na frente, na altura do peito lado esquerdo; tamanho G Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF e RECEPÇAO em bolso na frente, na altura do peito lado esquerdo; tamanho GG Camisa gola careca confeccionada em malha fio 30.1 penteada na cor branca; 100% algodão, gramatura mínima 155 gramas, com identificação no lado esquerdo na altura do peito - Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF e nas costas AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE; tamanho P Camisa gola careca confeccionada em malha fio 30.1 penteada na cor branca; 100% algodão, gramatura mínima 155 gramas, com identificação no lado esquerdo na altura do pelito - Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF e nas costas AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚD; tamanho M Camisa gola careca confeccionada em malha fio 30.1 penteada na cor branca; 100% algodão, gramatura mínima 155 gramas, com identificação no lado esquerdo na altura do peito - Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF; tamanho G, e nas costas AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Camisa gola careca confeccionada em malha fio 30.1 penteada na cor branca; 100% algodão, gramatura mínima 155 gramas, com identificação no lado esquerdo na altura do peito - Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF; tamanho GG, e nas costas AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF em bolso na frente na altura do peito lado esquerdo e nas costas MOTORISTA; tamanho G Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF em bolso na frente na altura do peito lado esquerdo e nas costas MOTORISTA; tamanho GG Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF em bolso na frente na altura do peito lado esquerdo e nas costas MANUTENÇÃO; tamanho M Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação Secretaria Municipal de Saúde e logotipo ESF em bolso na frente na altura do peito lado esquerdo e nas costas MANUTENÇÃO; tamanho G Jaleco tipo guarda pó - Tamanho P, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo ESF bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho M, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo ESF bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,20) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho G, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo ESF bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50) Jaleco tipo guarda pó - Tamanho GG, Modelo profissional, cor branca, com gola na cor branca, em tecido microfibra, 100% poliéster, gramatura 160 g, manga curta, modelo unissex, abotoamento embutido, 2 bolsos chapados na frente (em baixo), 1 bolso chapado (em cima, no lado esquerdo) contendo o brasão da Prefeitura Municipal de Macaé bordado em no mínimo 6 cores, abertura atrás e cinto regulável com 2 botões na cintura, costuras reforçadas e embutidas; acabamento industrial, logotipo ESF bordados na manga direita em no mínimo 3 cores. Comprimento total do jaleco (1,50) Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação CCZ e logotipo da Secretaria Municipal de Saúde em bolso da frente na altura do peito do lado esquerdo e tamanho P Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação CCZ e logotipo da Secretaria Municipal de Saúde em bolso da frente na altura do peito do lado esquerdo e tamanho M Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação CCZ e logotipo da Secretaria Municipal de Saúde em bolso da frente na altura do peito do lado esquerdo e tamanho G Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação CCZ e logotipo da Secretaria Municipal de Saúde em bolso da frente na altura do peito do lado esquerdo e tamanho GG Camisa polo em malha Piquet, cor branca com identificação CCZ e logotipo da Secretaria Municipal de Saúde em bolso da frente na altura do peito do lado esquerdo e tamanho XG

Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo da PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAE E CCZ no lado esquerdo na altura do peito; tamanho P Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo da PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAE E CCZ no lado esquerdo na altura do peito; tamanho M Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo da PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAE E CCZ no lado esquerdo na altura do peito; tamanho G Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo da PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAE E CCZ no lado esquerdo na altura do peito; tamanho GG Camisa gola careca em malha Piquet, com identificação nas costas - Secretaria Municipal de Saúde e com logotipo da PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAE E CCZ no lado esquerdo na altura do peito; tamanho XG Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 34 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 36 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 38 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 40 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 42 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 44 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 46 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 48 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 50 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 52 Calça jeans masculina, cor azul escuro, costura dupla, modelo tradicional, tamanho n0 58 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 34 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 35 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 36 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 37 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n038 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 39 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 40 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 41 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 42

Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 43 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 44 Sapato de couro de 1ª qualidade, na cor preta, com cadarço, solado vulcanizado n0 48 Bolsa/Pasta tipo carteiro em lona, com bolsos laterais fechados por aba com velcro, alça regulável .

80

R$ 16,8000

R$ 1.344,0000

80

R$ 16,8000

R$ 1.344,0000

15

R$ 31,1900

R$ 467,8500

30

R$ 31,1900

R$ 935,7000

15

R$ 31,1900

R$ 467,8500

10

R$ 31,1900

R$ 311,9000

100

R$ 16,8000

R$ 1.680,0000

125

R$ 16,8000

R$ 2.100,0000

125

R$ 16,8000

R$ 2.100,0000

50

R$ 16,8000

R$ 840,0000

15

R$ 31,1900

R$ 467,8500

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 07/2014 INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE – FMS EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: MARTELL COMÉRCIO DE PRODUTOS HOSPITALARES LTDA CNPJ : 02.956.455/0001-00 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 44660/2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº 186/2013 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO DE INSUMOS LABORATORIAIS PARA ATENDER AS NECESSIDADES DAS UNIDADES DE SAÚDE DA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE. PRAZO: 12 (doze) meses INÍCIO: 08/01/2014 VALOR ESTIMATIVO: R$ 10.764,00 VALOR ITEM DESCRIÇÃO Qtd VALOR TOTAL UNITÁRIO SUSPENSÃO DE HEM ÁCIAS TIPO CONTROCEL – 1 24 R$ 150,00 R$ 3.600,00 COM ENTREGA DE DOIS FRASCOS POR MÊS CONJUNTO DE SUSPENSÃO DE HEMÁCIAS A E B PARA PROVA REVERSA TIPO REVERCEL - COM 2 36 R$ 199,00 R$ 7.164,00 ENTREGA DE DUA S CAIXAS POR MÊS. CAIXA COM 02 FRASCOS

VALOR TOTAL

R$ 10.764,00

FLÁVIO DOS SANTOS ANTUNES Secretário Municipal de Saúde

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE EXTRATO CONTRATUAL

10

R$ 31,1900

R$ 311,9000

6

R$ 31,1900

R$ 187,1400

9

R$ 31,1900

R$ 280,7100

14

R$ 44,9000

R$ 628,6000

Contrato Administrativo nº 122/2013 Contratante: Fundo Municipal de Saúde de Macaé Contratada: Philips Medical Systems LTDA Processo n°: 30468/2013 - PMM. Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de equipamento de ultrassonografia com Doppler,, para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde - SEMUSA. Modalidade de Licitação: Pregão nº 131/2013. Crédito: Programas de Trabalho n° 10.302.0019.2.162, Elemento de Despesa n° 449052/00. Número e data do Empenho: n° 001334/2013 - Global. Valor do Contrato: R$ 448.000,00 (Quatrocentos e Quarenta e Oito Mil Reais). Prazo de vigência: 12 (doze) meses. Macaé, 12 de Dezembro de 2013. Flávio dos Santos Antunes Gestor do Fundo Municipal de Saúde

16

R$ 44,9000

R$ 718,4000

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Procuradoria Geral - PROGER 16

R$ 46,9000

R$ 750,4000

18

R$ 46,9000

R$ 844,2000

75

R$ 28,5900

R$ 2.144,2500

160

R$ 28,5900

R$ 4.574,4000

115

R$ 28,5900

R$ 3.287,8500

75

R$ 28,5900

R$ 2.144,2500

10

R$ 16,7400

R$ 167,4000

75

R$ 16,7400

R$ 1.255,5000

160

R$ 16,7400

R$ 2.678,4000

115

R$ 16,7400

R$ 1.925,1000

75

R$ 16,7400

R$ 1.255,5000

EXTRATO DE CONTRATO 005/2014 Processo: FMAS nº 21/13 Contratante: Fundo de Assistência Social Contratada: ALC Comércio e Empreendimentos LTDA Objeto:Fornecer equipamentos de informática para uso do Programa Bolsa Família com recursos provenientes do IGD-BF. Programa de Trabalho: 04.401.000 08 244 0808 8.025, El emento de Despesa: 3.3.90.30.00 (Fonte 401) Valor do contrato: R$ 37.011,35 (Trinta e sete mil onze reais e trinta e trinta e cinco centavos) Vigência do contrato: 05 (Cinco) Dias Carapebus, 02 de Janeiro de 2014. ANSELMO RIBEIRO AZEVEDO Gestor do Fundo Municipal de Assistência Social

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Procuradoria Geral - PROGER EXTRATO DE CONTRATO 006/2014 Processo: FMAS nº 21/13 Contratante: Fundo de Assistência Social Contratada: Alves Empreendimentos LTDA Objeto: Fornecer equipamentos de informática para uso do Programa Bolsa Família com recursos provenientes do IGD-BF. Programa de Trabalho: 04.401.000 08 244 0808 8.025, El emento de Despesa: 3.3.90.30.00 (Fonte 401) Valor do contrato: R$ 697,50 (Seiscentos e noventa e sete mil e cinquenta centavos) Vigência do contrato: 05 (Cinco) Dias Carapebus, 02 de Janeiro de 2014. ANSELMO RIBEIRO AZEVEDO Gestor do Fundo Municipal de Assistência Social

10

R$ 16,7400

R$ 167,4000

5

R$ 27,3900

R$ 136,9500

15

R$ 27,3900

R$ 410,8500

50

R$ 27,3900

R$ 1.369,5000

80

R$ 27,3900

R$ 2.191,2000

120

R$ 27,3900

R$ 3.286,8000

100

R$ 27,3900

R$ 2.739,0000

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Procuradoria Geral - PROGER

60

R$ 27,3900

R$ 1.643,4000

EXTRATO DE CONTRATO 007/2014

50

R$ 27,3900

R$ 1.369,5000

5

R$ 27,3900

R$ 136,9500

10

R$ 27,3900

R$ 273,9000

10

R$ 27,3900

R$ 273,9000

5

R$ 36,4900

R$ 182,4500

15

R$ 81,2500

R$ 1.218,7500

20

R$ 81,2500

R$ 1.625,0000

20

R$ 81,2500

R$ 1.625,0000

20

R$ 81,2500

R$ 1.625,0000

30

R$ 81,2500

R$ 2.437,5000

60

R$ 81,2500

R$ 4.875,0000

50

R$ 81,2500

R$ 4.062,5000

50

R$ 81,2500

R$ 4.062,5000

25

R$ 81,2500

R$ 2.031,2500

30

R$ 81,2500

R$ 2.437,5000

10

R$ 81,2500

R$ 812,5000

200

R$ 59,9000

R$ 11.980,0000

Valor Total

FLÁVIO DOS SANTOS ANTUNES Secretário Municipal de Saúde

Processo: FMAS nº 26/13 Contratante: Fundo de Assistência Social Contratada: ALC Comércio e Empreendimentos LTDA Objeto: Aquisição de 02 (duas) tendas para uso do CRAS/SAPECADO e do CRAS/UBÁS Programa de Trabalho: 04.401.000 08 244 0808 8.025, El emento de Despesa: 4.4.90.52.00 (Fonte 401) Valor do contrato: R$ 33.780,00 (Trinta e três mil setecentos e oitenta reais) Vigência do contrato: 05 (Cinco) dias Carapebus, 02 de Janeiro de 2014. ANSELMO RIBEIRO AZEVEDO Gestor do Fundo Municipal de Assistência Social

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE CARAPEBUS Procuradoria Geral - PROGER

R$ 275.078,75

EXTRATO DE CONTRATO 08/14 Processo: FMAS nº 20/13 Contratante: Fundo de Assistência Social Contratada: I.Q. Barreto-Me Objeto: Fornecer Material de Permanente para atender ao CREAS (Centro Referência Especializado de Assistência Social). Programa de Trabalho:04.401.000 08 244 0807 8.032 , El emento de Despesa: 4.4.90.52.00 (fonte 110) Valor do contrato: R$ 30.363,25 (Trinta mil trezentos e sessenta e três reais vinte e cinco centavos) Vigência do contrato: 05 (Cinco) dias Carapebus, 02 de Janeiro de 2014. ANSELMO RIBEIRO AZEVEDO Gestor do Fundo Municipal de Assistência Social


MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

Geral

11

NOTA

A Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora de Macaé segue com as inscrições abertas para os cursos de pós-graduação. Entre as opções, está o curso de Educação Ambiental.

EDUCAÇÃO

Rede Municipal realiza encontro com profissionais Evento realizado durante todo o dia de ontem marcou o início das atividades letivas Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

I

niciar o ano letivo 2014 e reunir os profissionais que contribuem para o desenvolvimento da educação do município. Foi com essa finalidade que a Prefeitura de Macaé por meio da secretaria de Educação realizou durante todo o dia de ontem o primeiro Encontro Municipal dos Profissionais da Educação (Empe) 2014. As atividades aconteceram no Ciep Municipalizado Oscar Cordeiro e contou com a participação de professores, orientadores pedagógicos, educacionais, supervisores e professores orientadores. Para melhor atender aos participantes, a programação foi realizada em dois turnos, e durante todo o dia houve gincanas. A solenidade de abertura contou com a presença do prefeito, Dr Aluízio Júnior (PV) e da secretária de Educação Lúcia Thomaz. Em seguida foi realizada a palestra “O Brasil contemporâneo e os desafios para a educação” com o antropólogo, cientista político, escritor e professor convidado, Luiz Eduardo Soares - considerado um dos maiores especialistas em segurança pública do país. Ele também já foi

secretário de Segurança Pública nacional e estadual. Na carreira de escritor, Soares foi coautor do best-sellers, Elite da Tropa, que foi uma das inspirações para o filme “Tropa de Elite”. “Foi uma oportunidade onde primeiro busquei estabelecer o contato com os participantes e em seguida falar sobre a importância da discussão do tema proposto com foco na importância da educação - que é um tema complexo para se discutir, principalmente quando o país, de modo geral, enfrenta complicações, como por exemplo, no que diz respeito às mudanças com relação a redução da desigualdade e a demanda por essa redução”, disse Soares. Já a secretária de Educação, Lúcia Thomaz, abordou a importância do encontro que segundo ela se tornou uma prática de grande importância para toda a rede. “É um encontro que além de marcar o início das atividades letivas com uma reflexão sobre diferentes temas, sendo este ano sobre “O Brasil contemporâneo e os desafios para educação” visa promover uma maior interação entre os profissionais e o poder público”, enfatizou. Para o prefeito de Macaé uma oportunidade para reu-

WANDERLEY GIL

nir os profissionais e falar dos desafios em prol da educação. “Nossa meta é de que o ensino oferecido em Macaé seja um ensino de qualidade e se torne referência, por isso a educação é uma das nossas prioridades e nos encontros como este podemos destacar os pontos que têm dado certo e corrigir o que for necessário de forma a

VOLTA ÀS AULAS

WANDERLEI GIL

Mais de 37 mil alunos são esperados nas salas de aulas das unidades municipais

Ano letivo na rede municipal começa nesta quarta-feira Pais devem ficar atentos aos prazos para cadastramento (novos alunos) e recadastramento do passe escolar após mais de um mês de férias, os alunos da rede municipal de ensino de Macaé retornam às salas de aula nesta quarta-feira, 5. Ao todo são esperados mais de 37 mil alunos e, para atender às demandas deles, os profissionais iniciaram as atividades na última segunda-feira, dia 3. De acordo com órgão municipal, para este ano letivo, o governo está se preparando para execução de intervenções e estratégias pedagógicas em prol do reforço da qualidade do ensino. E os pais / responsáveis devem ficar atentos ao prazo para confirmação de matrícula dos alunos que participaram da segunda fase da pré-matrícula. A relação dos candidatos alocados foi divulgada na segunda-feira e está disponível em www.macae.

rj.gov.br e o procedimento deve ser feito até a próxima sextafeira (7) nas unidades escolares, sendo que o ideal é que a vaga do estudante seja confirmada até esta quarta-feira (5), data da volta às aulas. Outra demanda que também requer atenção dos pais e responsáveis é o recadastramento e cadastramento do passe escolar eletrônico - que dá ao aluno direito à gratuidade no transporte intermunicipal. E o aluno que não fizer a solicitação da primeira via do passe escolar, não terá direito a essa gratuidade. O procedimento deverá ser feito na Central da Gratuidade, situada na Rua Euzébio de Queiroz, 678, Centro (antiga estação ferroviária), das 8h às 16h mediante a apresentação da certidão de nascimento ou documento de identidade do aluno (original), comprovante de residência (original) e declaração da escola direcionada para o passe escolar com carimbo da unidade municipal de ensino e da direção (original).

E o prazo para o recadastramento segue até o dia 28 de fevereiro das 8 às 16 horas. O aluno que não realizar o recadastramento até a data prevista terá o passe eletrônico sem validade - ou seja, bloqueado. A expectativa da rede municipal de ensino é atender cerca de 9 mil alunos. De acordo com informações divulgadas no final do ano passado, as atividades letivas foram organizadas em quatro eixos: Cultura e suas Linguagens; Integração ComunidadeEscola; Esporte e Atividade Física e Ciências e Tecnologias. O calendário letivo garante para a Educação Básica o cumprimento do mínimo de 200 dias e carga horária anual de 800 horas. E para atender às demandas do município, a previsão é de e que os estudantes passem a contar com novos 345 professores, os quais foram aprovados no concurso público e, recentemente, convocados para o magistério municipal. Na rede estadual as atividades começaram na última segundafeira.

reorganizar o que tiver que ser reorganizado para garantir o ensino de excelência." Os participantes também apoiam a iniciativa. “De fato é um encontro interessante onde nos reunimos, discutimos ideias e conhecemos as propostas do governo”, disse a professora Jane Luci Fernandes, que atua na rede há 9 anos.

Já outra docente que preferiu não se identificar disse que aprova a iniciativa, mas gostaria que na prática fosse diferente. “Entra governo e sai governo e as propostas são parecidas, o grande problema é que na prática a realidade é outra. Precisamos que de fato, mudanças sejam feitas. Enquanto docentes temos mui-

Dr. Aluízio Júnior (PV) e a secretária de Educação, Lúcia Thomaz participaram do evento

tas ideias, planos, metas, mas nem sempre podemos aplicar. Algumas escolas, por exemplo, não contam com estrutura física de qualidade, as merendas servidas não são de qualidade, e principalmente o que falta para que a educação dê certo na cidade é apoio pedagógico, não se trata nem do apoio político, mas pedagógico”, disse.


12 Esporte

MACAÉ, QUARTA-FEIRA, 5 DE FEVEREIRO DE 2014

BASQUETE

Macaé Basquete não consegue evitar derrota para o Pinheiros Equipe segue fora da zona de classificação, tendo 35% de aproveitamento na competição Maira Abreu mairaabreu@odebateon.com.br

N

a noite de segundafeira (03), o Macaé Basquete recebeu o Pinheiros, no Ginásio Juquinha, em mais uma partida válida pelo NBB (Novo Basquete Brasil), perdendo no final da partida e seguindo

fora da zona de classificação aos playoffs. Macaé vinha embalado de uma vitória e começou bem a partida, com ótimo rendimento ofensivo, com boa atuação de seus alas. Márcio Dornelles inspirado como no último jogo, voltou a se apresentar bem e marcou 13 pontos parciais, com contribuição de oito pon-

tos e três assistências do ala/ armador Duda Machado. O Pinheiros não ficou atrás, também iniciou bem a partida. Depois de um primeiro período muito movimentado, o placar ficou a favor do Alvianil (25 a 22). No segundo quarto, o time adversário continuou com boa produção no ataque. Enquanto na parte do Macaé,

TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

Um dos destaques do jogo, Duda Machado, juntamente com sua equipe não saiu com a vitória

JIU-JÍTSU

Atletas de Macaé são destaque em competição de jiu-jítsu DIVULGAÇÃO

Rolando Toro e Mina participaram do Rio Open e conquistaram medalhas no dia 25 ocorreu o Rio Open, organizado pela CBJJO (Confederação Brasileira de Jiu-Jítsu Olímpico), no Clube Canto do Rio, Niterói. Macaé teve dois representantes: o mestre Rolando Toro e o lutador Mina. Os dois atletas voltaram com medalhas. O grande campeão de Macaé, Rolando Toro, já conquistou diversos títulos importantes: Decacampeão Brasileiro de Jiu-Jítsu, Tricampeão Brasileiro de Jiu-Jítsu sem Kimono (submission), Tricampeão Estadual de Jiu-Jítsu, Bicampeão SulAmericano de Jiu-Jítsu, Campeão Sul-Americano de Karatê, Undecimocampeão Mundial de Jiu-Jítsu (Internacional de Master e Senior). Toro participou da categoria faixa preta, peso leve master na competição. “Lutar é sempre uma alegria, e a vitória é consequência de todo o esforço. Treinei muito, fui preparado para alcançar meu objetivo que era vencer.” Comentou o mestre.

Lutadores conquistam medalhas em competição de jiu-jítsu Já Mina lutou pela categoria super sênior, acima de 55 anos. Porém, acabou trocando de categoria no dia, por não ter atletas inscritos na mesma faixa etária que ele participaria. Logo, então, foi providenciado para que Mina lutasse em outro grupo, a categoria que o selecionou tinha sete inscritos. O super sênior teve duas lutas, ganhou a primeira e em sua última acabou perdendo e conquistou a segunda colocação, deixando o primeiro lugar para o lutador Leandro Firmino, da categoria faixa preta

(adulto). “Mesmo com muita pressão e uma grande técnica, foi muito bom participar de uma categoria com lutadores mais jovens. Estou feliz com o segundo lugar, independente do grupo e colocação que participei”, declarou o atleta. A equipe continuará treinando para os próximos campeonatos e buscando fazer novos campeões no jiu-jítsu. Os atletas agradecem à Fesportur, entidade que facilita a ida aos campeonatos e ao apoio do Jornal O DEBATE.

teve o pivô Torres marcando sete dos 11 pontos do time na parcial. Porém, não foi o suficiente e os atuais campeões da Liga das Américas fecharam a primeira etapa com oito pontos à frente (44 a 36). Após o intervalo, a equipe paulista conseguiu aumentar

sua vantagem. O time da casa até melhorou o placar em relação ao anterior, mas não conseguiu igualar as pontuações, encerrando 66 a 51 o terceiro período. Os donos da casa foram para cima de seu adversário no último período, conseguindo em

menos de três minutos diminuir o placar. Com destaques para Duda, Márcio e o armador Jamaal que comandaram a equipe, chegaram a ficar com seis pontos de diferença. Mas a equipe de São Paulo não deixou os macaenses garantirem a vitória, terminando 80 a 77.


Noticiário 05 02 14