Page 1

WANDERLEY GIL

POLÍTICA

Danilo: "É preciso ter coragem para se posicionar" Vice-prefeito entra em debate e critica falta de apoio do Estado pág. 3 WWW.ODEBATEON.COM.BR • MACAÉ (RJ), TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014 • ANO XXXVIII • Nº 8330 • FUNDADOR/DIRETOR: OSCAR PIRES • O JORNAL DE MAIOR CIRCULAÇÃO DO MUNICÍPIO • R$ 1,00

Firjan aponta fatores que geram risco de desmobilização offshore

Construção de novo porto, redução de impactos na mobilidade urbana, duplicações da BR 101 e da RJ 106 e problema de abastecimento são os principais déficits que geram prejuízos à cadeia produtiva do petróleo pág. 3 SEGURANÇA

EDUCAÇÃO

Ocorrências marcam o final de semana

KANÁ MANHÃES

Apreensão de drogas e recuperação de carros foram registrados pág.5

Unidades que começaram a ser construídas em 2012 foram entregues ontem

Semana começa com 1,7 mil vagas Candidatos devem se cadastrar na Central do Trabalhador pág.6

Macaé conta com duas novas escolas

Escola no Lagomar tem capacidade para atender a 750 alunos e deve começar a funcionar ainda nesta semana

ontem o município de Macaé, conhecido como a Capital Nacional do Petróleo, passou a contar com duas novas unidades de ensino da rede municipal. Na parte da manhã foi realizada a solenidade de inauguração da Escola Municipal Paulo Freire, no Lagomar, na Avenida Dr. Sérgio Vieira de Melo, s/nº, antiga W5. A unidade vai atender aos alunos do Ensino Fundamental. pág. 7

CIDADE

SAÚDE

KANÁ MANHÃES

Moradores da Nova Esperança reclamam de falta de água

Problema afeta também a Nova Holanda. Parte das comunidades ainda é abastecida por caminhões-pipa, através de sistema comunitário pág. 2 KANÁ MANHÃES

Dia é dedicado a discutir melhorias Objetivo é lutar por acesso a diagnósticos e tratamentos dignos para pacientes pág.2

Procura por passagens já aumenta em Macaé

Alunos podem solicitar alteração de vagas em escolas

Educação promove remanejo de vagas

Empresas se preparam para atender demanda do feriadão pág.2 WANDERLEY GIL

Pais interessados devem procurar a unidade de ensino onde o filho estuda pais e responsáveis interessados em remanejar os filhos de escolas devem ficar atentos ao prazo para procedimento que deve ser feito na própria unidade onde o aluno está alocado. A solicitação deve ser feita até a próxima sexta-feira, 28 e o preenchimento será realizado de acordo com a disponibilidade de vagas em cada escola. A divulgação do resultado com nome dos alunos sairá no dia 21 de março. pág. 7

COTAÇÃO

Dólar C. Dólar V.

R$ 2,3380 R$ 2,3390

TEMPO

Máxima. Mínima.

34º C 22º C

Entre os pontos que sofrem há mais de 30 dias com o problema estão alguns apartamentos do PAC, na Nova Esperança

Macaé perde para o Bonsucesso no Carioca TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

Na tarde de domingo (23), o Macaé foi até o Estádio Leônidas da Silva para enfrentar o lanterna Bonsucesso que ainda não havia vencido. O Leão da Leopoldina venceu a equipe macaense por 3 a 0, com Somália, de cabeça, Fernando e Victor Hugo completando o placar da partida válida pela décima rodada. pág. 8

Déficit de serviços provoca prejuízos entre os principais fatores que geram o risco do processo chamado de desmobilização de Macaé, dois estão diretamente ligados à ação do governo do Estado dentro da rotina da cidade: a duplicação da RJ 106 e o abastecimento de água. pág. 3

Passageiros devem procurar os guichês das empresas

Tabela do IPVA prevê novos vencimentos

Segunda parcela para veículos com placa 1 vence hoje pág.6


2

MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Cidade

NOTA

28 DE FEVEREIRO: Dia Mundial de

Doenças Raras debate melhorias na saúde, objetivo é lutar por acesso a diagnósticos e tratamentos dignos para esses pacientes

ABASTECIMENTO

Moradores da Nova Esperança e Nova Holanda reclamam de falta d'água Problema atinge vários pontos das comunidades, inclusive alguns apartamentos do PAC Marianna Fontes marifontes@odebateon.com.br

E

m terra de petróleo, rico é quem tem água na torneira. Apesar dos investimentos que vêm sendo feitos nos últimos anos, o problema de abastecimento no município ainda é uma realidade para milhares de cidadãos. Nas últimas semanas, diversas reclamações chegam à redação do jornal O DEBATE. Nessa segunda-feira (24), moradores da Nova Esperança e da Nova Holanda procuraram a equipe de reportagem para relatar a situação, que é crítica. De acordo com o relato da população, alguns pontos das duas comunidades estão há dias sem receber uma gota d'água nas torneiras. Inclusive, alguns apartamentos do prédio do PAC 1 (Programa de Aceleração do Crescimento) estão há mais de um mês nessa situação. “Tem diversos pontos das duas comunidades sofrendo com esse problema. Na semana passada, alguns moradores do prédio do PAC me procuraram para relatar tal situação. Eles dizem que estão há mais de 30 dias sem uma gota d'água nas torneiras. Muitos estão contando com a solidariedade de quem tem, que dá um balde ou outro. Um conhecido meu disse que está levando a louça para lavar na casa de parentes, pois ela está se acumulando em casa. Isso também vem sendo relatado em

outras ruas, como a São Matheus. A situação é crítica. A gente liga para Cedae e para prefeitura e ninguém atende a gente”, relata Wando Emanuel. Se a água não cai nas torneiras, o jeito é apelar para os caminhões-pipas, que, segundo os moradores, são na maioria das vezes fruto de doação de empresários ou comprados pela própria população. “A gente já ligou para ouvidoria da prefeitura, que passou um número da Esane, só que o problema é que ninguém atende lá. Eu mesmo liguei umas 40 vezes na semana passada, todas as ligações sem um retorno. A coordenação de bairros tem esses caminhões, mas ela escolhe a dedo quem vai receber. Não pode ser assim. Quando não é um empresário doando um caminhão-pipa, o jeito é tirar do próprio bolso e pagar por uma água que a gente não sabe a procedência e a qualidade. Eles chegam a cobrar R$25 por 500 litros d'água. Por conta disso, tem gente fazendo ligação clandestina, mas por necessidade. Imagina ficar sem água? Não tem como. E muita gente aqui não tem condições de pagar um caminhão-pipa. É um problema que já vem acontecendo desde a gestão antiga e está se agravando cada vez mais”, frisa o morador. Em alguns pontos, a qualidade da água que chega às torneiras também é questionada. “A

KANÁ MANHÃES

Entre os pontos que estão sofrendo com o problema estão alguns apartamentos do PAC, que já não veem água na torneira há mais de 30 dias água chega com coloração meio esverdeada e um forte odor. Ao que tudo indica, isso pode ser esgoto misturado, ou seja, a rede de esgoto pode estar ligada à rede de água. Com isso, muitos moradores estão tendo infecção intestinal, podendo ter doenças mais graves”, alerta Wando. O contato com essa água poluída afeta diretamente a saúde da população. Quanto mais se joga esgoto, maiores são os casos de hepatite, doenças de pele, diarreia, entre outros problemas de saúde. Estudos apontam que cerca de 500 pessoas morrem diariamente no país por diarreia. A população que vive às margens

de recursos hídricos poluídos sofre maiores riscos de doenças causadas pela água poluída. Em relação aos carros-pipas, a equipe de reportagem procurou a prefeitura, que explicou que ela conta com um sistema de apoio ao abastecimento nesses bairros com uma média de 7 caminhõespipas por semana, que fazem o abastecimento das caixas comunitárias e aos moradores, além do Estratégia Saúde da Família e escolas. As solicitações podem ser feitas diretamente no ponto de apoio da Coordenadoria de Assuntos Comunitários, que funciona na rua do CIEP em frente à Igreja Universal.

Cedae vem fazendo investimentos A Companhia Estadual de Águas e Esgoto - Nova Cedae iniciou esse ano, as obras de complementação da dupla adutora de água bruta, que está sendo instalada inicialmente na Linha Azul. As tubulações já haviam sido compradas em 2013 e aguardavam fase de implantação. Foram 18km de canos, sendo que 15km irão servir para a nova adutora de água tratada e os outros 3km para a complementação da adutora de água bruta. Dos 15km, 12km já estão prontos, faltando apenas 3km para completar as obras de uma das adutoras. Cerca de R$ 15 milhões foram investidos somente em tubulações. Essa obra é uma parceria entre a Prefeitura de Macaé e a Nova Cedae. A fase inicial foi de assentamento do solo e agora entra a fase de instalação, intitulada como LINHA 2. De acordo com o Gerente Regional da Nova Cedae, Fernando Arruda, a obra, quando pronta, irá beneficiar toda área norte da cidade, principalmente o bairro Lagomar. O prazo para conclusão da Linha 2 é de um ano e prevê a ampliação das elevatórias de água bruta de baixo e alto recalque, ampliação da estação de tratamento de água de 600 l/s para 800 l/s, construção de novo reservatório com capacidade para 5.000m³, além de 12 mil novas ligações prediais e construção de 35 mil metros de tubos finos.

De acordo com o prefeito de Macaé, não só o Lagomar, mas também Cabiúnas serão os mais beneficiados. “Nestas localidades, 100% das áreas serão atendidas pela implantação da linha fina da rede de distribuição de água”, garante o prefeito. Além da Linha 2, de acordo com o prefeito, cerca de 106 milhões já foram liberados para a ampliação de todo sistema de abastecimento de água que beneficiará toda a cidade. Essa obra faz parte do Programa de Aceleração de Crescimento PAC - e é uma obra do governo do Estado, por meio da Nova Cedae. A previsão é de que em dois anos fique pronta. “Com essa ampliação, ganharemos confiabilidade já que, além de ampliar o sistema, teremos bombas novas e reservas, novos equipamentos e adutoras independentes”, comenta Fernando Arruda. Outro projeto também está em fase de elaboração. Este será realizado após a conclusão da ampliação do sistema. O projeto ficará pronto em julho deste ano, e possibilitará o aumento da capacidade de abastecimento. Para se ter uma ideia, hoje temos uma capacidade de 700 l/s, com a ampliação prevista para ficar pronta daqui a um ano, a capacidade passa a ser de 800 l/s, após esse novo projeto ser executado, a capacidade do município passará para 1500 l/s.

CARNAVAL

28 DE FEVEREIRO

Procura por passagens aumenta por conta do feriado

Dia Mundial de Doenças Raras debate melhorias na saúde

Mesmo com ônibus extras, orientação é que a compra seja feita com antecedência A expectativa é de que o movimento na Rodoviária de Macaé comece a aumentar nos próximos dias, tudo isso por conta do feriado do Carnaval. Diante disso, as empresas de ônibus que operam no local aconselham que a população procure sempre comprar as suas passagens com antecedência. Ao contrário da maioria dos municípios da região, os quais recebem um fluxo crescente de pessoas nessa época, Macaé, por ser um polo industrial, acaba tendo parte da população deixando a cidade. Assim como vem acontecendo nos outros feriados, as buscas por passagem com antecedência têm sofrido um aumento, porém muita gente ainda prefere arriscar e deixar tudo em cima da hora. Mesmo com ônibus extras disponíveis, essa escolha pode acabar atrapalhando os planos na hora de viajar. As empresas de ônibus que operam na rodoviária devem divulgar o cronograma especial para essas datas ainda no início dessa semana, mas pela internet é possível ver que algumas datas e localidades já não têm mais disponibilidade. No site da Auto Viação 1001, por exemplo, destinos como São Paulo (SP) e Governador Valadares (MG) já não apresentam vagas para os dias 1º, 2, 3 e 4 de março. Apesar disso, novos assentos devem ser disponibilizados nos próximos dias. Vale lembrar que o guichê local é apenas uma das opções para a compra dos bilhetes. A 1001, por exemplo, disponibiliza suas vendas em agências terceirizadas ou pela internet e telefone. O cliente pode tirar dúvidas ou efetuar as compras através do site: www. autoviacao1001.com.br, ou pelo

telefone (21) 4004-5001. Já na Itapemirim a compra pode ser efetuada pelo site: www.itapemirim.com.br ou pelo telefone: 0800-723-2121. A Rodoviária de Macaé é considerada a principal alternativa de entrada e saída da cidade. Para quem for viajar, algumas dicas são fundamentais para evitar problemas. Crianças menores de 12 anos só podem viajar acompanhadas. Em viagens com os parentes diretos (pai, mãe, avós e irmãos), é obrigatória a apresentação da identificação do menor (RG ou certidão de nascimento) para o embarque. Se o menor estiver acompanhado de outros responsáveis que não sejam esses parentes diretos, é exigida a autorização do Juizado de Menores. A expedição só será feita após a apresentação dos seguintes documentos: original e cópia autenticada da identidade dos pais, original e cópia da certidão de nascimento da criança e autorização feita por escrito pelos pais.

A recomendação é de que seja retirada com antecedência a autorização para menores que forem viajar desacompanhados. O juizado mais próximo da rodoviária fica no Fórum da cidade, localizado no bairro Virgem Santa, em frente ao Hospital Público Municipal (HPM). A SOCICAM, empresa que administra o terminal, sugere que o passageiro chegue com antecedência para evitar problemas. Outro cuidado que a pessoa deve ter é em relação à bagagem. Pede-se que tome cuidado para evitar furtos ou até mesmo perda. Em média, são contabilizados cerca de 20 objetos perdidos por mês no local, que são direcionados ao setor de Achados e Perdidos. Os usuários em Macaé devem ficar atentos à chegada dos ônibus na plataforma e aos avisos do sistema de som, já que não há possibilidade de parar os ônibus em plataformas com numeração determinada por causa da grande movimentação.

SERVIÇO:

Itapemirim

Auto Viação 1001

› WWW.ITAMIRIM.COM.BR › TELEFONE: 0800-723-2121

› WWW.AUTOVIACAO1001.COM.BR › (21) 4004-5001

Útil

Águia Branca

› WWW.UTIL.COM.BR › TELEFONE: 0800-886-1000

› WWW.AGUIABRANCA.COM.BR › 0800-725-1211 WANDERLEY GIL

Compra de passagens pode ser feita na rodoviária, pelo telefone ou pela internet

Objetivo é lutar por acesso a diagnósticos e tratamentos dignos para esses pacientes Ter acesso à saúde é um direito de cada cidadão brasileiro, inclusive daqueles que são portadores de algum tipo de doença rara, previsto na Constituição Brasileira de 1988. Mas, infelizmente, na prática as coisas nem sempre funcionam como determina a lei. Se para a população no geral o sistema é muitas vezes falho, para pessoas que sofrem algum tipo de doença rara, a situação é ainda mais complicada. Visando reverter esse quadro no país, várias cidades no Brasil estão se unindo para lutar pelos direitos desses pacientes. Mas isso não acontece apenas no Brasil. O Dia Mundial de Doenças Raras também é comemorado em vários países. Essa comoção pública acontece todos os anos, sempre no último dia de fevereiro. A ideia é lutar para que as pessoas que sofrem de algum tipo de doença rara tenham acesso a diagnósticos e tratamentos dignos na rede pública de saúde. Dados apontam que no Brasil cerca de 13 milhões de pessoas sofrem de alguma enfermidade desse tipo e, na maioria dos casos, não têm o atendimento necessário quando precisam. O Dia Mundial de Doenças Raras é lembrado no Brasil para discutir as políticas públicas dos governos federal e estadual no atendimento das demandas multidisciplinares, que ainda estão caminhando lentamente. A data oficial é dia 29, por ser um dia raro, porém, nos anos não bissextos, ela é comemorada no dia 28 de fevereiro.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de doenças raras pode alcançar o total de 8 mil. Para a maior parte das enfermidades, ainda não há tratamento específico, uma vez que as pesquisas e o desenvolvimento de terapias são recentes - começaram há cerca de 30 anos - e poucas indústrias farmacêuticas se interessam em atuar nesse mercado. O Brasil deu um grande passo esse ano em relação a isso. No último dia 30, o Ministério da Saúde publicou uma portaria no Diário Oficial da União, a de nº 199, que institui a Política Nacional de Atenção Integral

às Pessoas com Doenças Raras. Com isso, o Sistema Único de Saúde (SUS) vai incorporar 15 novos exames para diagnosticar doenças raras e credenciar hospitais e instituições para atendimento de pacientes portadores dessas enfermidades. As avaliações vão abranger grande parte das 8 mil doenças raras já estudadas. A regra estabelece a responsabilidade comum do Ministério da Saúde e das secretarias estaduais e municipais na garantia de que todos os serviços aos pacientes de doenças raras sejam prestados e os cuidados necessários prontamente atendidos.


MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Política

3

NOTA

Evandro Esteves afirmou que Macaé perdeu com a não instalação de empresas offshore internacionais

DESENVOLVIMENTO

Firjan aponta fatores que geram risco de desmobilização offshore Presidente da Comissão Municipal da Federação das Indústrias do Estado afirmou que momento é de preocupação Márcio Siqueira marcio@odebateon.com.br

"O

momento é crucial para as demandas de logística da indústria do petróleo." Ao repercutir ontem a matéria publicada no domingo (23) e segunda-feira (24) deste mês, na edição de O DEBATE, o presidente da Comissão Municipal da Firjan, Evandro Esteves, elencou os principais fatores que geram o risco da chamada desmobilização offshore. Ao debater o tema como convidado da edição de ontem do programa Fala Zezé Abreu, transmitido pela rádio FM 101, Evandro apontou os quatro setores que precisam oferecer com qualidade, serviços fundamentais à atuação do setor offshore em Macaé: a implantação de um novo porto, a solução para os impactos da mobilidade urbana gerados pelo tráfego de carretas, as duplicações da BR 101 e da RJ 106, além da redução do déficit do abastecimento de água na cidade. Durante a entrevista, Evandro fez um alerta sobre a necessidade de se garantir avanços efetivos nos setores que impactam também diretamente a rotina da população da cidade. "Nenhuma das cinco grandes empresas offshore no mundo, que chegaram ao Brasil nos últimos anos, vieram para Macaé. Is-

WANDERLEY GIL

Novo porto

Duplicações

"Qualquer projeto gera algum tipo de impacto. E o empresário que empreender sem gerar passivo ambiental. As licenças ambientais são extremamente importantes, mas precisam ser mais ágeis. A indústria do petróleo precisa de um terminal para poder operar"

"A demora no licenciamento trava projetos como a BR 101 que no trecho entre Macaé e Casimiro não possui projeto para a execução. Equanto a BR 101 e a RJ 106 não estiverem duplicadas, Macaé viverá um colapso. Na BR 101 existe uma questão de jogo de interesses"

Abastecimento

Mobilidade

"Estamos vivendo de carros-pipa há muito tempo. Não tem como pensar em planejamento sem focar em saneamento básico. A relação do governo municipal com a Cedae, não só nessa gestão, quanto as anteriores é extremamente temerária, prejudicial para Macaé. Isso precisa ser revisto."

Segundo presidente da Comissão Municipal da Firjan, situação do abastecimento é prejudicial a cidade so porque a cidade já não oferece a demanda necessária para a indústria offshore atual. A Firjan se propõe há muitos anos a discutir e apresentar propostas para evitar a desmobilização do setor, porém, falta planejamento dos gestores. Nesse período, o interesse político esteve à frente do interesse da população", apontou. O presidente da Firjan em

Macaé apontou ainda que o diálogo entre o setor offshore e a gestão pública precisa ser mais próximo, para que os objetivos de evolução desses quatro fatores sejam alcançados. "São João da Barra, que é uma cidade pequena, possui um setor específico para tratar questões com a indústria do petróleo. O prefeito Dr. Aluízio possui um

PARTICIPAÇÃO

pensamento bem próximo ao que nós propomos, e isso é importante para que essas demandas sejam alcançadas", afirmou Evandro. Evandro destacou a implantação de um novo porto em Macaé, o Terminal Portuário de São José do Barreto como o ponto principal para que Macaé não sofra com a desmobilização.

"O maior problema é o porto. Sem o novo terminal não será possível resolver a questão da mobilidade interna da cidade", apontou Evandro. O presidente da Firjan questionou também o interesse pela realização das obras de duplicação da BR 101. "Lutamos muito pela realização dessas obras, porém,

"O problema grave de Macaé com mobilidade é a presença do Porto de Imbetiba dentro da cidade, e são poucas as soluções para evitar esse problema. Só se começar a fazer perimetral para as carretas passar por cima das ruas. Um porto fora da cidade resolveria a questão do tráfego de carretas"

enquanto a concessionária lucrar com os pedágios, ela vai tocar o projeto no ritmo que quiser", apontou. Em relação ao abastecimento, Evandro afirmou que a questão é prejudicial a Macaé. "Se fosse na minha empresa, um fornecedor de serviço desse tipo já teria sido cortado", apontou o presidente da Firjan.

COBRANÇA

Danilo Funke: "É preciso ter Déficits do Estado são coragem para se posicionar" prejudiciais ao município WANDERLEY GIL

Vice-prefeito fez comparação sobre implantação de Zonas Especiais de Negócios ao participar ontem da discussão sobre os riscos da desmobilização da indústria offshore em Macaé, apontada pela Comissão Municipal da Firjan, o vice-prefeito Danilo Funke (PT) afirmou que é preciso ter coragem para enfrentar questões que ainda precisam ser solucionadas pela gestão para garantir avanços ao município. Danilo ressaltou a ação apresentada pelo seu gabinete ao Ministério Público Federal (MPF), que questiona pontos do contrato de concessão da BR 101. "Independente da gestão ser centralizada, eu, como agente político, tenho um CPF diferente do prefeito e já busco ações dentro do meu mandato para contribuir com soluções para a demanda da indústria offshore, reconhecidas através do contato que possuo com a Firjan, com o Evandro, e por reconhecer a importância da Comissão em lutar pelo desenvolvimento sustentável de Macaé, como a discussão sobre a BR 101", disse. Danilo fez uma cobrança direta também à atuação do governo do Estado em questões pertinentes à rotina da população macaense. "Como na minha atuação como vereador, acho que não temos que ficar de cabeça baixa para nenhum governador do Estado. Temos que nos posicionar e defender de fato o que é melhor para Macaé. E historicamente esse governo do Estado não vem demonstrando, ao longo dos últimos anos, carinho, interesse e a atenção que Macaé merece. Principalmente, porque a nossa cidade é um dos

Demandas relativas a não investimentos da gestão estadual afetam a rotina da cidade entre os principais fatores que geram o risco do processo chamado de desmobilização de Macaé, dois estão diretamente ligados à ação do governo do Estado dentro da rotina da cidade. O principal, o abastecimento de água, torna-se hoje o grande imbróglio que envolve a condução dos governos do Estado e da Capital Nacional do Petróleo. "A demanda por água é necessária, não só pela indústria offshore, mas por toda a cidade. Esse é um item fundamental à qualidade de vida da cidade, um fator levado em consideração na hora de instalação de indústrias", afirmou

Evandro Esteves. Pauta discutida também dentro do parlamento municipal, a questão do rompimento do contrato entre a prefeitura e a concessionária Nova Cedae, assinado novamente no fim da gestão passada, volta a ser debatido entre as lideranças que discutem o futuro da cidade. "As cidades da região estão se preparando para atender essa demanda da população. Mas Macaé ainda não conseguiu garantir efetivamente esse serviço devido à falta de comprometimento dessa gestão do governo estadual", apontou o vice-prefeito Danilo Funke (PT). O segundo ponto diretamente ligado a investimentos do Estado é a duplicação da Rodovia Amaral Peixoto (RJ 106), considerada como a Rodovia do Petróleo. "A infraestrutura das estradas é fundamental para a rotina da logística do segmento offshore,

mas também para o deslocamento de todos que participam direta e indiretamente dessa rotina", apontou Evandro. Dentro do foco da logística, o presidente da Comissão Municipal da Firjan fez referência também à necessidade de Macaé possuir um terminal aéreo capaz de atender a demanda offshore, voos comerciais e de se transformar em uma base capaz de receber demandas de fornecedores da Petrobras, cujas necessidades de operação movimentam toda a dinâmica da cadeia produtiva de petróleo. "Temos hoje um aeroporto que é a principal base logística offshore. Mas o funcionário que desembarca lá e que mora em outras cidades, estados e até países, precisam enfrentar estradas perigosas. Macaé precisa evoluir na questão de voos comerciais e do porto seco", apontou Evandro. WANDERLEY GIL

Vice-prefeito levantou questão sobre Zonas Especiais maiores arrecadadores", analisou Danilo. O vice-prefeito reiterou o posicionamento da Firjan sobre o reconhecimento da indústria offshore como principal vocação econômica da cidade. "Temos que buscar sempre melhorar o desenvolvimento de Macaé e região. Vemos a diferença de que o nosso parque industrial foi construído de forma espontânea, diferente de Rio das Ostras que tem uma Zona Especial de Negócios com grande infraestrutura. A atual gestão precisa fazer o seu de-

ver de casa. E um dos pontos principais, como a mobilidade, o abastecimento, a segurança pública, todos ligados à esfera estadual, não têm os investimentos necessários. O alerta foi dado. Vai começar uma fuga desses empresários para outras praças e isso é grave. Precisamos ter mais coragem para nos posicionarmos, fazendo os enfrentamentos necessários, levantando a cabeça e nos comprometendo com o que defendemos para Macaé, a verdadeira mudança", declarou Danilo.

Duplicação da RJ 101 também faz parte das dívidas do governo do Estado com o município


4

MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Opinião EDITORIAL

NOTA

Estudantes da rede municipal têm até sexta-feira para recadastrar o passe escolar

FOTO LEGENDA

Desmobilização de Macaé

KANÁ MANHÃES

Desmobilizar tornou-se uma palavra forte e conceitual para a atual realidade vivida por Macaé em relação à indústria do petróleo.

P

orém, de forma inconsciente, o real potencial do termo foi construído à medida que a condução dos rumos políticos e administrativos da cidade, ao longo dos últimos 35 anos, foram voltados apenas pelo interesse da minoria. Apesar de parecer discurso de militância ideológica, foi realmente o pensamento pequeno, imediatista e voltado a manter privilégios, os fatores que construíram a desmobilização que, de certa forma, Macaé já vive, ao perder a implantação de parques industriais de ao menos cinco empresas multicionais gigantes que chegaram ao Brasil de olho no pré-sal. Desde que foi escolhida devido ao seu posicionamento em relação a Bacia de Campos, e o potencial oferecido pela ponta da Praia da Imbetiba para a construção do terminal marítimo voltado a atender a exploração e produção do petróleo iniciada pela Petrobras, Macaé foi, aos poucos, ganhando espaço e visibilidade no mercado internacional do petróleo. Enquanto os olhos de empresários e de profissionais estavam voltados na potencialidade que o mercado, aberto pela Petrobras, iria proporcionar à cadeia mun-

dial offshore, o interesse político que conduzia a, até então pacata Princesinha do Atlântico, estava ligado a contabilizar o lucro que os impactos das atividades iriam render aos cofres públicos. De uma visão provinciana, Macaé não teve a oportunidade de desenvolver setores fundamentais à rotina da indústria do petróleo. Voraz pela capacidade de riquezas identificadas na Bacia de Campos, a indústria utilizou-se de conhecimento, e um pouco de improviso, para suprir as suas próprias demandas, não planejadas ou absorvidas pelo poder público, o grande responsável por transformar os royalties em infraestrutura necessária ao equilíbrio entre as atividades offshore e a rotina da população macaense. A desmobilização soa hoje não mais como um simples alerta, mas como conceito de perda, dos atrasos gerados pela falta de capacidade política dos gestores antigos, pelos impactos já registrados no cotidiano da cidade e, principalmente, pelo retrocesso irreversível que Macaé está fadada a cair se não for capaz de garantir o equilíbrio entre a permanência da indústria offshore e a mudança na qualidade de vida da população.

ESPAÇO ABERTO O Potencial Arqueológico Offshore da Capital Nacional do Petróleo Na qualidade de cidade historicamente voltada para o mar, dotada de vocação portuária secular, Macaé abriga imensa potencialidade para sítios arqueológicos de naufrágio.

D

esde a descoberta do abrigado ancoradouro de Santana, protegido dos ventos e correntes oceânicas, que a costa macaense integra a Era das Navegações na América portuguesa. O trânsito marítimo deu-se através de duas rotas com intensidades diferentes. A principal e mais percorrida ligava os cabos de São Tomé e Frio ao largo, deixando-se o continente à distância. A segunda acompanhava a costa obrigando as naus à cabotagem perigosa nas imediações da barra do Paraíba do Sul. O Arquipélago de Sant'Anna consistia em porto seguro para as embarcações de maior tonelagem. No entanto, há relatos de mares bravios no interior da enseada de Macaé. O Roteiro dos Sete Capitães, texto da fundação territorial dos atuais municípios de Campos e Macaé, contém importantes indícios de naufrágios nos mares daqui. Em 1632, quando do primeiro desembarque na Barra do Macaé, os capitães obtiveram notícia de naufragados residindo entre os índios dos aldeamentos da Lagoa Feia e São Thomé. Quando lá estiveram, dias depois, depararam-se com 11 degredados de uma nau que transitava entre as baías da Guanabara e dos Todos os Santos. Na segunda viagem dos capitães, asumaca que os transportava (pequena embarcação armada com mastreação dupla) enfrentou fortes correntes e por pouco não teve o mesmo destino. O intenso trânsito de naus portuguesas, holandesas e francesas entre os cabos São Tomé e Frio aponta para a possibilidade de sítios de naufrágio, a exemplo do famoso Galeão Português carregado de prata naufragado nos mares de Cabo Frio que até hoje atrai o turismo de mergulho e caçadores de tesouro aventureiros. Neste sentido, a reentrância costeira formada entre os cabos possui alto potencial para sítios deste tipo e Macaé ocupa a porção central do espaço. Fora do Brasil, nos países do Caribe, Europa e Polinésia a arqueologia subaquática tem descoberto inúmeros naufrágios com diferentes idades. Iniciativas governamentais têm atuado em parceria com a comunidade acadêmica na luta pela preservação, intensificação das pes-

quisas e resgate dos objetos arqueológicos outrora a bordo dos navios. As atividades de preservação são cada vez mais atreladas ao turismo de mergulho, que atrai viajantes das mais diversas nacionalidades impelidos pelo prazer de mergulhar no azul profundo e experimentar a convivência com a diversidade da fauna marinha, enquanto retrocedem no tempo em meio aos vestígios de navios seculares. O Brasil carece de iniciativas desta natureza. Os impedimentos e obstáculos vão desde a falta de verbas para pesquisa à escassez de mão de obra qualificada para a realização de mergulhos profissionais. Outro fator de relevância é a inacessibilidade dos naufrágios, seja pela profundidade das águas que exige modernas e custosas tecnologias, seja pela simples turbidez das águas. Opção de vanguarda para superar estas dificuldades é aproveitar o estabelecimento de empreendimentos marítimos como forma de realizar pesquisas com impactos diminutos aos cofres públicos. O projeto TERPOR de Macaé prevê três áreas para intervenção em mar: área de fundeio e construção dos píeres. A legislação federal exige a vistoria e salvamento integral do patrimônio histórico e cultural aí presentes, as expensas das construtoras. Trata-se de uma oportunidade de pesquisa e criação de coleções de artefatos para exposição em museu, tornando-os visíveis a toda a sociedade. Neste sentido, Macaé constitui território de exceção para a implantação de iniciativas de sucesso. O conhecimento e expertise acumulados com a exploração e prospecção em mares profundos decorrentes da indústria do petróleo proporciona o acesso a tecnologias de ponta para mergulho e documentação do fundo oceânico, bem como a formação de recursos humanos especializados. O potencial arqueológico dos mares de Macaé representa um importante patrimônio do passado e um potencial para desenvolvimento científico, turístico e econômico de uma cidade que cresce dentro e fora d’água. Gustavo Peretti Wagner Diretor de Projetos Socioeconômicos (FUMDEC - Prefeitura de Macaé).

O descarte de lixos, peças de móveis e entulhos na margem da linha férrea, no trecho situado próximo ao Miramar, sempre foi o símbolo de uma cultura nociva à imagem de Macaé como Capital Nacional do Petróleo registrado desde o processo de crescimento desordenado e o inchaço populacional vividos pela cidade ao longo dos últimos 35 anos. Foco de lei criada pela Câmara e até referência de propostas de gestão, o problema volta a fazer parte da rotina de quem cruza diariamente o local, em direção ao Terminal Central, ou ao Visconde de Araújo e bairros adjacentes.

PAINEL Alerta I

Enfático

Apoio

Alerta II

Incêndio

Subvenções

Alerta III

Expansão

Solidariedade

Soou como alerta o recado dado pelo presidente da Comissão Municipal da Firjan, Evandro Esteves, sobre o risco de desmobilização da indústria do petróleo, já vivido por Macaé em função dos atrasos em projetos fundamentais à logística do setor offshore, que amenizaria impactos ao cotidiano da população. O tema, levantado pelo jornal O DEBATE na edição de domingo e segunda (23 e 24) ganhou repercussão na edição de ontem do programa Fala Zezé Abreu. A necessidade de operação de um novo porto, que mudaria a logística de transporte offshore por caminhões, a criação de uma rota aérea do petróleo, utilizando o Aeroporto de Macaé como porto seco e o déficit colossal da água na cidade, foram os itens listados por Evandro como os principais fatores de risco para o futuro do petróleo na cidade. O radialista Zezé Abreu criticou a inércia dos governos federal, estadual e municipal, passados e atuais. O risco de desmobilização, levantado pela Firjan dentro da matéria de O DEBATE, deve gerar uma série de ações administrativas, esperadas para o governo municipal, envolvendo sim os poderes Executivos nas duas outras esferas. Diante da evolução da exploração do petróleo, a presença da Unidade Operacional da Bacia de Campos na cidade também pode estar ameaçada, se Macaé não oferecer a infraestrutura necessária ao setor.

Ao afirmar que não se deve “abaixar a cabeça” para o governo do Estado, o vice-prefeito Danilo Funke (PT) deu um puxão de orelhas na gestão de Sérgio Cabral (PMDB) ao apontar o déficit no serviço de abastecimento de água, assim como da não realização da duplicação da RJ 106, a Rodovia Amaral Peixoto. Danilo falou em coragem ao afirmar que o governo municipal deve se posicionar de uma forma mais contundente em relação à qualidade do serviço. Um contêiner que passava pelo processo de manutenção incendiou ontem pela manhã, dentro do pátio de manobra de uma empresa que presta o serviço para a demanda offshore. Funcionários que trabalhavam no local tentaram conter as chamas que ameaçaram atingir as redes elétricas, de cabeamento de TV e internet e de telefonia. O equipamento que pegou fogo estava situado a poucos metros de um condomínio onde vivem mais de 70 famílias. O presidente do Conventions and Visitours Bureau (CVB) de Macaé, Marcos Navega, afirmou ontem que a rede hoteleira da Capital Nacional do Petróleo deverá contar, em breve, com a disponibilidade de mais de nove mil reservas, o que demonstra a real expansão do setor, o segundo maior no estado do Rio de Janeiro. A demanda é referente também ao consumo da indústria do petróleo, que deve crescer por conta do pré-sal.

A nota registrada pelo colunista Ilimar Franco, na edição de sábado 22, do jornal O Globo, sobre o convite do governador Sérgio Cabral feito ao prefeito Dr. Aluízio (PV) para ser coordenador da campanha de Pezão (PMDB), como pré-candidato a governador, no interior do Estado, surpreendeu a muitos, mas não a quem participou da visita feita pelo vice-governador a Macaé, no mês passado. Pezão, Dr. Aluízio e vereadores da bancada governista acertaram ponteiros a portas fechadas na ocasião, no Centro de Convenções. Na semana que antecede o Carnaval, escolas de samba que se preparam para entrar na avenida ainda não haviam recebido o total da subvenção paga pela prefeitura, com repasses federais, que ajudam a montar a principal festa popular do calendário nacional. A situação representa a necessidade de aplicação da normativa, de autoria do vereador Paulo Antunes (PMDB), que determina ao governo o pagamento das subvenções sempre em dezembro. O núcleo feminino do diretório municipal do Partido Solidariedade seguiu o exemplo da proposta principal do partido e promoveu, na semana passada, uma mobilização para doar sangue. A proposta teve como foco contribuir com o reforço do estoque do banco de sangue de Macaé, do Hemocentro, situado em unidade anexa ao Hospital São João Batista. O Carnaval é um dos períodos de maior consumo do material, em função dos altos índices de acidentes.

EXPEDIENTE

GUIA DO LEITOR

EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias.

TELEFONES ÚTEIS:

cnpj: 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. diretor responsável: Oscar Pires. sede própria: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate). Impresso pelo Sistema Offset. circulação: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu. A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. Representante: ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA. são paulo: R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • rio de janeiro: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • brasília: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745 (61) 3036-8293. tel/fax: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, e-mail: odebate@odebateon. com.br, comercial: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, e-mail: comercial@odebateon.com. br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

POLÍCIA MILITAR: 190 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: 191 SAMU - SERV. AS. MED. URGÊNCIA: 192 CORPO DE BOMBEIROS: 193 DEFESA CIVIL: 199 POLÍCIA CIVIL - 123ª DP: 2791-4019 DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR): 2791-5379 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330 DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENÚNCIA): 2796-8326 DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320 DISQUE-DENÚNCIA (CÂMARA DE MACAÉ): 2772-7262 HOSPITAL PÚBLICO MUNICIPAL: 2773-0061 AMPLA: 0800-28-00-120 CEDAE: 2772-5090 PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008 DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620 GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440 ILUMINAÇÃO PÚBLICA: 0800-72-77-173 AEROPORTO DE MACAÉ: 2772-0950 CARTÓRIO ELEITORAL 109ª ZONA: 2772-9214 CARTÓRIO ELEITORAL 254ª ZONA: 2772-2256 CORREIOS - SEDE: 2759-2405 AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527 TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100 SEDEX: 2762-6438 CEG RIO: 0800-28-20-205 RADIO TAXI MACAÉ 27726058 CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 plantão: 8837-4314 CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 plantão: 8837-3294 CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 plantão: 8837-4441


MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Polícia

NOTA

Iluminação é reforçada em via de acesso a Rio das Ostras

Preso ao tentar violentar menor em Rio das Ostras

FOLIA EM DEBATE

Segundo a Polícia Militar, tentativa de estupro ocorreu na noite do último sábado (22), por volta das 21h20, em Rio das Ostras

Liecam divulga ordem de desfiles do grupo Especial e de Acesso

FLAGRANTE

Daniela Bairros » danielabairros@odebateon.com.br

DIVULGAÇÃO

Daniela Bairros danielabairros@odebateon.com.br

U

m homem de 49 anos foi preso em flagrante após tentar violentar uma menina de oito anos. Segundo a Polícia Militar, a tentativa de estupro ocorreu na noite do último sábado (22), por volta das 21h20 em Rio das Ostras. A Polícia Militar recebeu informações, via 190, de que no local havia um homem querendo estuprar uma garota de oito anos de idade. Policiais militares se dirigiram até lá. Ainda segundo a polícia, o suspeito tentou fugir para dentro de um mercado, mas acabou sendo preso. O suspeito foi conduzido à 123ª Delegacia de Polícia, onde o caso está sendo investigado. A PM informou ainda que o suspeito estava oferecendo dinheiro à vítima para cometer o abuso sexual. Ainda segundo a PM, o suspeito morava na mesma rua da vítima. O final de semana foi marcado também por apreensões e prisões de pessoas com envolvimento no tráfico de drogas. Nas primeiras horas do último sábado, policiais militares efetuavam patrulhamento pela rua Arnunfo Medeiros, no bairro Liberdade, em Rio das Ostras, onde avistaram o suspeito M.D.M., 23 anos, em um veículo Gol prata. Ao ser questionado quanto ao envolvimento no tráfico de drogas no local, ele confessou a prática do crime. E ainda tentou impedir a entrada dos policiais em sua residência. No local os policiais encontra-

Policiais apreenderam drogas, balança de precisão, espingarda e até frascos de anabolizantes em Rio das Ostras ram cinco cápsulas de cocaína, um tablete de maconha, quatro trouxinhas de maconha, uma balança de precisão, uma espingarda, cinco frascos de anabolizantes e 1500 pinos de plásticos vazios. O suspeito foi encaminhado à 123ª Delegacia de Polícia de Macaé, onde permaneceu preso. Já na noite de sábado, por volta das 22h, policiais apreenderam 19 papelotes de maconha no bairro Lagomar. Depois de receberem informações de moradores de que na Travessa 13, entre as ruas W24 e W26, ao lado do número 10, pessoas faziam uso e venda de drogas, policiais militares foram ao local, mas ninguém foi encontrado. Após revista-

Rádio transmissor e 115 tabletes de maconha apreendidos ontem na Fronteira rem uma casa em construção no local, foi encontrada uma sacola plástica com 19 pape-

lotes de maconha. A droga foi apreendida e encaminhada à 123ª Delegacia de Polícia.

Resultados

segundo o comandante do 32º BPM, tenente-coronel Ramiro Campos, veículos roubados no último final de semana na cidade foram recuperados pela PM. Em um dos casos, um veículo Gol 1.6 preto, que havia sido roubado, foi recuperado uma hora depois no bairro Aroeira, no último domingo (23), por volta das 18h. No mesmo dia, por volta das 15h30, dois homens foram presos por roubo de veículo no bairro Lagomar. Policiais militares estavam

ontem (24), o comandante do 32º BPM, Ramiro Campos, declarou que todas as apreensões de drogas e localização de veículos roubados durante o último final de semana, bem como a prisão de um foragido da Justiça, fazem parte da Operação Carnaval Seguro 2014, iniciada no último dia 19 e que segue até a quarta-feira de cinzas, dia 5 de março. De acordo com o comandante, fiscalizações ocorrem em vários pontos da cidade.

C.B.D.M., 18 anos, também foi preso pelo roubo e estava em uma moto Yamaha preta com placa KXX 4040. Segundo a Polícia Militar, durante perseguição ao carro, J.A.S.N, que estava na direção do veículo, pulou do carro em movimento. Ele foi levado com ferimentos leves à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 horas. Depois de ser medicado, foi levado juntamente com C.B.D.M à 123ª Delegacia de Polícia de Macaé.

Foragido preso

Fronteira

Na tarde do último sábado, por volta das 17h35, policiais militares, durante patrulhamento, avistaram um homem em atitude suspeita. Durante abordagem a E.P., 36 anos,, que estava na rua Francisco

Ontem (24), por volta das 10h, policiais militares do GAT (Grupo de Ações Táticas) I e II do 32º BPM apreenderam 115 trouxinhas de maconha e um radiotransmissor na Rua

Alves Machado, no bairro Aroeira, os policiais militares constataram que ele estava sendo procurado pela Justiça por tráfico de drogas. Suspeito foi conduzido à 123ª Delegacia de Polícia.

a liecam (liga Independente das Entidades Carnavalescas de Macaé) divulgou a ordem dos desfiles das seis escolas de samba dos grupos especial e de acesso. As agremiações desfilarão na Cidade do Samba, na Linha Verde. Na segunda-feira de Carnaval, dia 3 de março, entram na Cidade do Samba, as seis escolas do Grupo de Acesso. Segundo o Diretor-Presidente da Liecam, Dário Albino Ribeiro, o tempo de desfile das seis agremiações será de 50 minutos, com início às 21h. Seguindo a ordem do desfile do grupo de Acesso: 1-Grêmio Recreativo Escola de Samba Castelo Imperial

(tempo de desfile: 21h50 às 22h40) 2-Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Barreto (tempo de desfile: 22h40 às 23h30) 3-Grêmio Recreativo Escola de Samba Arco Íris (tempo de desfile: 23h30 às 00h20) 4-Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos da Vila (tempo de desfile: 00h20 às 01h10) 5-Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos do Miramar (tempo de desfile: 01h10 às 02h00) 6-Grêmio Recreativo Escola de Samba Foliões das Malvinas (tempo de desfile 02h00 às 02h50)

o tão esperado desfile das seis escolas de samba do grupo Especial acontecerá na terça-feira de Carnaval, dia 4 de março. Cada uma terá o tempo de 1h e 10 minutos de apresentação na Cidade do Samba. Seguindo as ordens e o tempo que cada escola terá: 1-Grêmio Recreativo Escola de Samba Pulo do Gato (tempo de desfile: 21h50 às 23h) 2-Grêmio Recreativo Escola de Samba Princesinha do Atlântico

(tempo de desfile: 23h às 00h10) 3-Grêmio Recreativo Escola de Samba Acadêmicos do Lagomar (tempo de desfile: 00h10 às 01h20 4-Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos dos Bairros (tempo de desfile: 01h20 às 02h30 5-Grêmio Recreativo Acadêmicos da Aroeira (tempo de desfile: 02h30 às 03h40) 6-Grêmio Recreativo Império da Barra (tempo de desfile: 03h40 às 04h50)

DIVULGAÇÃO

Veículos roubados e recuperados em patrulhamento e avistaram um veículo GM/Spin branco, que havia sido roubado e estava seguindo em direção ao Lagomar. Os policiais militares então fizeram o cerco na Rua W 5 e, ao avistarem o veículo, sinalizaram para parar. Os condutores do carro desobedeceram à ordem. Em perseguição ao veículo, os policiais conseguiram prender J.A.S.N., 21 anos, que confessou ter participado do roubo do carro. Um outro suspeito, identificado como

5

Sábado de Carnaval, dia 1º de março os tradicionais Bois Pintadinhos desfilam no sábado de Carnaval, dia 1º de março, às 21h. A apuração do desfile acontece no

domingo, dia 2, às 10h. Segundo a Liecam, a apuração das escolas de samba será na terçafeira de Carnaval, dia 4, às 12h.

Quesitos o diretor-presidente da Liecam, Dário Albino, explicou que nove quesitos das escolas de samba do grupo de Acesso serão julgados. São eles: Evolução-conjunto, bateria, samba-enredo, fantasia, enredo, mestre-sala e porta bandeira, comissão de frente, ale-

goria e adereços e ala das baianas. Dez quesitos serão julgados das escolas de samba do grupo Especial. São eles: Evolução, conjunto, bateria, samba-enredo, fantasia, enredo, mestre-sala e porta bandeira, comissão de frente, alegoria e adereços e ala das baianas.

“que os macaenses prestigiem o Carnaval de nossa cidade. Vai ser uma festa bonita, popular. A cada ano, Macaé vem apresentando um grande Carnaval, com carinho, com amor e muita paz. A presença de todos é fundamental

para mais um Carnaval de sucesso. Precisamos da comunidade. Sem comunidade, não há Carnaval. Vamos prestigiar as nossas escolas de samba”, declarou o Diretor-Presidente da Liecam, Dário Albino Ribeiro.

18, na Fronteira. No local, um homem de 34 anos foi preso e um menor de 17 foi apreendido. Segundo a PM, ambos possuem envolvimento com o tráfico de drogas na comunidade.

ASSALTO

Posto é assaltado e cliente agredido Segundo a polícia, assalto ocorreu na madrugada de ontem (24), por volta das 2h20. Um cliente que estava no estabelecimento foi agredido. um cliente, cujo nome não foi revelado, que estava em um posto no momento do assalto, foi agredido por um ladrão, que por volta das 2h20 da madrugada de ontem (24), entrou no estabelecimento e anunciou o assalto.

O nome do cliente agredido e do posto de combustível não foram revelados. Segundo a polícia, o cliente agredido, de 28 anos, foi encaminhado com ferimentos ao HPM (Hospital Público Municipal) de Macaé. O assaltante levou dinheiro do cliente e do posto, além de três aparelhos celulares. Ainda de acordo com a polícia, câmeras do circuito interno de segurança registraram a ação do bandido. O assaltante ainda não foi identificado. O cliente agredido foi medicado e liberado da unidade hospitalar.

Carro arranhado Esse veículo Punto preto, com placa do Rio de Janeiro, teve toda lataria arranhada. O vandalismo ocorreu no último dia 17, por volta das 16h04. O veículo estava estacionado na Rua Tenente Coronel Amado, no Centro, próximo ao gabinete dos vereadores.

A dona do carro contou que estacionou o veículo no local por volta das 14h30 e quando foi até ele, por volta das 16h30, o viu todo arranhado. A proprietária do veículo disse ainda que sofreu prejuízo financeiro avaliado em R$ 4 mil, pois terá que refazer toda pintura do carro.

Programação da prefeitura a prefeitura de Macaé também divulgou a programação dos quatro dias de Carnaval. Os eventos começam no sábado, dia 1º de março e seguem até a terça-feira de Carnaval, dia 4, em 17 pontos da cidade, incluindo a região serrana. A expectativa da prefeitura é receber cerca de 20 mil pessoas no espaço na Cidade do Samba. Também haverá apresentações de

bandas locais na Lagoa de Imboassica, das 17h à 1h, e, ainda, nos palcos dos bairros Cavaleiros, na Avenida Atlântica, das 15h às 2h; no Novo Cavaleiros, das 17h à 1h; Imbetiba das 7h às 2h. Shows no Visconde, Aroeira, Bar do Coco, Aeroporto, Lagomar, Córrego do Ouro, Glicério, Frade, Sana, Bicuda Grande e Bicuda Pequena acontecerão das 20h às 3h.


6

MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Economia

NOTA

CAp-Funemac divulga 6ª reclassificação para este ano letivo

WANDERLEY GIL

IMPOSTO

Tabela do IPVA prevê novos vencimentos Proprietários de veículos com placas de final 1 devem ficar atentos

Oportunidades são para comércio, construção civil e apoio offshore

Central do Trabalhador oferece 1,7 mil vagas de empregos Oportunidades são direcionadas ao preenchimento de vagas em diversas áreas de atuação

M

ais uma semana com várias opções para quem está à procura de emprego. A prefeitura, por meio da secretaria de Trabalho e Renda, oferece 1.702 vagas para ambos os sexos. Os interessados devem se dirigir à Central do Trabalhador de Macaé (CTM), na rua Dr. Télio Barreto, 28, Centro. De acordo com a relação di-

vulgada ontem (24) pela secretaria, o maior número de vagas é para auxiliar de serviços gerais, seguida de atendente e auxiliar de motorista. A relação com as oportunidades está divulgada no Caderno Classificados desta edição de O DEBATE. Quem se interessar, deve apresentar os documentos originais necessários para o cadastro, realizado pela Cen-

tral do Trabalhador, que são: carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho e o currículo atualizado. O horário de atendimento é das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira. Os telefones são (22) 2796-1255, 2796-1226. O CTM também oferece emissão da carteira de identidade (primeira e segunda via), cadastro de jovens

(em cumprimento da Lei da Aprendizagem 10.097/200) e cadastro para vagas de estágio (Lei 11.788/2008). Se preferir, o trabalhador pode realizar o pré-cadastro no portal da prefeitura: www. macae.rj.gov.br/trabalhoerenda, lembrando que para validá-lo é necessário comparecer à secretaria de Trabalho e Renda.

motoristas devem ficar atentos aos prazos estipulados pela tabela de 2014 para o pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Hoje (25), vence o prazo para o pagamento da segunda parcela para veículos com placa com vencimento 1. Já na quarta-feira (27) vence a segunda parcela para os veículos com placa final 2, de acordo com as datas estipuladas pelo governo do Estado. Esses serão os últimos vencimentos em fevereiro. As guias para o pagamento do imposto estão disponíveis no portal da Secretaria Estadual de Fazenda do Rio de Janeiro, nos terminais e no site do Banco Bradesco, desde o dia 14 de janeiro. As guias de recolhimento podem ser pagas em qualquer agência e também pela internet. A média da redução de imposto deste ano chega a 5,5% para os contribuintes que já pagavam o IPVA em 2013. Os boletos começaram a vencer no último dia 22 de janeiro. O proprietário do veículo tem duas opções: pagar à vista ou parcelado. Na primeira opção, o desconto para pa-

gamento em cota única é de 10%. Já para a segunda opção, o parcelamento pode ser feito em três vezes. O desconto oferecido este ano é maior que o de 2013, quando foram concedidos 8% para pagamento em cota única. Depois do pagamento da primeira parcela, a segunda guia já ficará automaticamente disponível após 48 horas. As pessoas que não efetuaram o pagamento do IPVA na data correta do vencimento, terão que pagar multa e correções pelo atraso. Além disso, o veículo está sujeito a ser multado por infração gravíssima, com possibilidade de ser apreendido e perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação - CNH. O pagamento do IPVA só será efetuado pelos proprietários de veículos fabricados do ano de 1999 a 2013, que chegam a somar 4,4 milhões. Os mais antigos estarão isentos do imposto e somente pagarão taxa de licenciamento e seguro obrigatório. No entanto, as pessoas que obtiveram perda total do veículo ou sofreram roubo, este ano contarão com uma nova lei que ressarce, de forma proporcional, ou seja, se alguém teve o carro roubado em maio, terá o valor do IPVA devolvido proporcional aos meses de junho a dezembro. DIVULGAÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ Comissão Permanente de Licitação

PROCESSO ADMINISTRATIVO N° 01006/2014 - DISPENSA DE LICITAÇÃO

PROCESSO ADMINISTRATIVO N° 01535/2013 - DISPENSA DE LICITAÇÃO

Em conformidade com a Comissão Permanente de Licitação e o parecer da Controladoria Geral da Câmara, HOMOLOGO a contratação POR DISPENSA DE LICITAÇÃO, com fulcro no inciso II do art. 24 da Lei Federal 8.666/93, que tem por objeto AQUISIÇÃO DE PALLET PLÁSTICO EM POLIPROPILENO, com valor total de R$ 3.725,00 (três mil setecentos e vinte cinco reais), em favor da empresa H. Boy OTZ Comércio e Serviços ME.

Em conformidade com a Comissão Permanente de Licitação e o parecer da Controladoria Geral da Câmara, HOMOLOGO a contratação POR DISPENSA DE LICITAÇÃO, com fulcro no inciso II do art. 24 da Lei Federal 8.666/93, que tem por objeto AQUISIÇÃO DE MATERIAIS MÉDICOS, com valor total de R$ 3.577,75 (três mil quinhentos e setenta e sete reais e setenta e cinco centavos), em favor da empresa Abreu BR Comercial LTDA.

Em, 25 de FEVEREIRO DE 2014.

Em, 25 de FEVEREIRO DE 2014.

EDUARDO CARDOSO GONÇALVES DA SILVA PRESIDENTE

EDUARDO CARDOSO GONÇALVES DA SILVA PRESIDENTE

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ Comissão Permanente de Licitação

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE MACAÉ Comissão Permanente de Licitação

PROCESSO ADMINISTRATIVO N° 01013/2014 - DISPENSA DE LICITAÇÃO

PROCESSO ADMINISTRATIVO N° 01570/2013 - DISPENSA DE LICITAÇÃO

Em conformidade com a Comissão Permanente de Licitação e o parecer da Controladoria Geral da Câmara, HOMOLOGO a contratação POR DISPENSA DE LICITAÇÃO, com fulcro no inciso II do art. 24 da Lei Federal 8.666/93, que tem por objeto AQUISIÇÃO DE CARRO PLATAFORMA E TUBULAR, com valor total de R$ 1.800,00 (um mil e oitocentos reais), em favor da empresa M.A.P OTZ Comércio e Serviços.

Em conformidade com a Comissão Permanente de Licitação e o parecer da Controladoria Geral da Câmara, HOMOLOGO a contratação POR DISPENSA DE LICITAÇÃO, com fulcro no inciso II do art. 24 da Lei Federal 8.666/93, que tem por objeto AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIOS COM MONTAGEM (MÓVEIS DE ESCRITÓRIO), com valor total de R$ 7.895,00 (sete mil e oitocentos e noventa e cinco reais), em favor da empresa Kromac Comércio e Serviços LTDA-ME.

Em, 25 de FEVEREIRO DE 2014. EDUARDO CARDOSO GONÇALVES DA SILVA PRESIDENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ

Em, 25 de FEVEREIRO DE 2014. EDUARDO CARDOSO GONÇALVES DA SILVA PRESIDENTE

PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ

EXTRATO DE TERMO CONTRATUAL

EXTRATO DE TERMO CONTRATUAL

nº do Processo Administrativo: 749 / 2013 nº do Contrato: 002 / 2014 Contratante: Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM Contratado: F.G.F. Comércio e Serviços de Esterilização em Óxido de Etileno LTDA CNPJ nº 01.805.305/0001-33 Início: 04 / 02 / 2014 Término: 03 / 02 / 2015 Valor total: R$ 229.999,98 (duzentos e vinte e nove mil novecentos e noventa e nove reais e noventa e oito centavos) Empenho no: 000059 / 2014 Programa de Trabalho nº: 10.451.0077.2.313.000 Elemento de Despesa nº: 33.90.39.00.00 - Reduzida: 969 Objeto: Prestação de serviços de REPROCESSAMENTO E ESTERILIZAÇÃO EM ÓXIDO DE ETILENO DE MATERIAIS MÉDICO-HOSPITALAR visando atender as necessidades do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva - HPM, conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referência) e II (Planilha de Preços), que faz parte integrante do Pregão Presencial FMHM nº 008 / 2013. Origem do pedido: Diretoria Administrativa _ HPM

nº do Processo Administrativo: 218 / 2013 nº do Contrato: 003 / 2014 Contratante: Fundação Municipal Hospitalar de Macaé - FMHM Contratado: Max Clean Lavanderia Industrial e Comercial LTDA CNPJ nº 11.668.311/0001-40 Início: 05 / 02 / 2014 Término: 04 / 02 / 2015 Valor total: R$ 889.999,98 (oitocentos e oitenta e nove mil novecentos e noventa e nove reais e noventa e oito centavos) Empenho no: 000061 e 00062 / 2014 Programa de Trabalho nº: 10.451.0077.2.313.000 (HPM) e 10.451.078.2.314.000 (HPMS) Elemento de Despesa nº: 33.90.39.00.00 (HPM e HPMS) Reduzida: 969 (HPM) e 979 (HPMS) Objeto: Prestação de serviços de COLETA, LAVAGEM, HIGIENIZAÇÃO, ESTERILIZAÇÃO, SECAGEM, PASSAGEM, REPAROS, COSTURAS, CONFERÊNCIA E DISTRIBUIÇÃO DE ROUPAS HOSPITALARES visando atender as necessidades do Hospital Público Municipal Dr. Fernando Pereira da Silva HPM e do Hospital Público Municipal da Serra Evangelista Flores da Silva - HPMS, conforme discriminados nos anexos I (Termo de Referência) e II (Planilha de Preços), que faz parte integrante do Pregão Presencial FMHM nº 009 / 2013. Origem do pedido: Diretoria Administrativa _ HPM e HPMS

Macaé, 04 de fevereiro de 2014. Newton José Gestor FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM

Macaé, 05 de fevereiro de 2014. Newton José Gestor FUNDAÇÃO MUNICIPAL HOSPITALAR DE MACAÉ - FMHM

Vencimento da segunda parcela de carros com final 1 acontece nesta terça-feira

EXTRATO DE CONTRATO nº. 041/2013 Contrato nº. 041/2013 Processo Administrativo nº: 200715/2013 Contratante: Fundação de Esporte e Turismo de Macaé - FESPORTUR Contratada: LADO ESQUERDO PRODUÇÕES ARTISTICAS LTDA - ME, CNPJ: 11.784.263/0001-55 Espécie: Contrato para prestação de serviços Objeto: Contratação de profissionais do setor artístico e despesas necessárias ao suporte e realização de show do Réveillon. Valor do contrato: R$ 11.624,58 Modalidade de Licitação: Inexigibilidade, com base no art. 25, III, da Lei 8.666/93. Programa de Trabalho: 278130019.2.793 Elemento de Despesa: 339039.00.0 Número e data do empenho: 000248/2013. Luiz Renato Lucas Martins Presidente da FESPORTUR

EXTRATO DE CONTRATO nº. 038/2013 Contrato nº. 038/2013 Processo Administrativo nº: 200672/2013 Contratante: Fundação de Esporte e Turismo de Macaé - FESPORTUR Contratada:V+ Assessoria e Produções Artísticas LTDA, CNPJ: 12.489.319/ 0001-01 Espécie: Contrato para prestação de serviços Objeto: Contratação de profissionais do setor artístico e despesas necessárias ao suporte e realização dos shows do Réveillon. Valor do contrato: R$ 86.544,58 Modalidade de Licitação: Inexigibilidade, com base no art. 25, III, da Lei 8.666/93. Programa de Trabalho: 278130019.2.793 Elemento de Despesa: 339039.00.0 Número e data do empenho: 000245/2013 Luiz Renato Lucas Martins Presidente da FESPORTUR


MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

EDUCAÇÃO

PROFISSIONAIS

Duas novas escolas são inauguradas na Capital do Petróleo

CTSEG expande na capacitação para as demandas de mercado Empresa é a única autorizada no Brasil a oferecer o curso de Operador Mecânico de Hidrojatista

Unidades da rede municipal foram entregues à população ontem nos bairros Lagomar e São Marcos KANÁ MANHÃES

Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

O

ntem o município de Macaé, conhecido como a Capital Nacional do Petróleo, passou a contar com duas novas unidades de ensino da rede municipal. Na parte da manhã foi realizada a solenidade de inauguração da Escola Municipal Paulo Freire, no Lagomar, na Avenida Dr. Sérgio Vieira de Melo, s/nº, antiga W5. A unidade vai atender aos alunos do Ensino Fundamental. De acordo com a prefeitura, inicialmente a unidade vai atender 24 turmas de 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, cinco turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA), além de duas turmas do Projovem Urbano, totalizando 750 alunos e que o espaço foi construído para garantir a política de acessibilidade. A estrutura é composta por doze salas de aula, quatro salas destinadas a oficinas de leitura, artes e laboratórios (ciências e informática). Além de cozinha, sala de direção, secretaria, sala de professores, vestiário, auditório, banheiros para alunos e funcionários e dois pátios cobertos e externos. Já à tarde foi a vez da entrega da escola que estava sendo construída no São Marcos, na Rua Karime Mussi Barcelos, s/ nº. A obra é fruto do Orçamento Participativo. A unidade que vai funcionar em horário integral atendendo à modalidade de Educação Infantil (maternal I a pré II) possui nove salas de aula, com a capacidade para atender 180 alunos. Deste total, cerca de 130 serão provenientes da Escola Municipal de Educação Infantil Professora Lia Kopp Franco, que é localizada no bairro vizinho, Novo Cavaleiros.

Unidade do Lagomar tem capacidade para atender 750 alunos e a previsão da secretária de Educação é de que as aulas no local comecem hoje Para a secretária de Educação, Lúcia Thomaz, realizar a entrega dessas duas unidades à população, além de tornar realidade o sonho da construção de novas escolas na cidade, é uma forma de poder aproximar a comunidade, a família do espaço escolar. “A escola não é apenas um local onde o aluno vai, estuda e depois volta para casa. Nossa proposta de governo é levar a família também para esse ambiente escolar. Então para nós, essas inaugurações representam o primeiro passo dessa proximidade. Estudando em uma escola próxima à residência, a criança e a própria família contam com mais segurança, o acesso à unidade é mais fácil, podemos ter os pais mais presentes, participando mais das reuniões e encontros e apresentando suas reivindicações”, pontuou a secretária.

Já a docente Claudete da Silva apontou a importância dos laboratórios. “O laboratório de ciências, por exemplo, vai possibilitar aos alunos aulas diferenciadas, com oficinas práticas e isso é fundamental no processo ensino aprendizado. O tema a ser trabalhado este ano é sustentabilidade e, dentro dele, vamos trabalhar vários subtemas, entre eles Meio Ambiente e Reciclagem”, ressaltou a professora. A previsão é de que ainda neste semestre seja inaugurada a unidade da Vila Badejo No início deste ano foram inauguradas duas novas instituições de educação infantil: sendo uma no Córrego do Ouro, região serrana do município, localizada na Avenida Miguel Peixoto Guimarães, s/nº, é mais uma obra do Orçamento Participativo e funcionará em horário misto (inte-

gral e parcial), do maternal I ao pré II. A estrutura é composta por oito salas e vai abranger dez turmas em tempo parcial, com a capacidade para atender 200 alunos e três turmas em tempo integral, que irão atender a demanda de 60 estudantes. Já a outra unidade é a nova sede da Escola Municipal de Educação Infantil Professora Celita Reid Fernandes, no Novo Horizonte, para atender as crianças de dois a cinco anos. A estrutura é dotada de sala de professores e de coordenação pedagógica, cozinha, refeitório e sala multiuso, que compreende brinquedoteca e espaço para leitura, além de banheiros para crianças e de adultos. Projetada para receber 18 turmas, a unidade possui nove salas de aula, cada uma com capacidade para atender cerca de 20 alunos.

VOLTA ÀS AULAS

Remanejamento na rede municipal segue até sexta-feira O procedimento começou a ser feito ontem, 24. Pais interessados devem procurar a unidade de ensino onde o filho estuda pais e responsáveis interessados em remanejar os filhos de escolas devem ficar atentos ao prazo para procedimento que deve ser feito na própria unidade onde o aluno está alocado. A solicitação deve ser feita até a próxima sexta-feira, 28 e o preenchimento será realizado

de acordo com a disponibilidade de vagas em cada escola. A divulgação do resultado com nome dos alunos que poderão ser remanejados será realizada no dia 21 de março. E as famílias que chegaram recentemente ao município e não fizeram a pré-matrícula, devem procurar a sede da secretaria de Educação, que funciona na Rua Antero Perlingeiro, 402, no Centro. E outras informações podem ser obtidas pelo telefone (22) 2762-2373. De acordo com a prefeitura, a secretaria de Educação segue a legislação que determina que o processo de matrícula é efe-

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Gabinete do Prefeito DECRETO Nº: 1.695/14 Abre crédito suplementar O Prefeito Municipal de Carapebus, no uso de suas atribuições legais e com base no preceituado no art. 2º da Lei Municipal nº 584/13 e nos parágrafos 2º e 3º do art. 43 da Lei Federal nº 4.320/64. DECRETA: Art. 1º - Abre Crédito Suplementar na importância de R$ 45.000,00 (quarenta e cinco mil reais) para dotações orçamentárias constantes no Anexo I. Art. 2º - Os recursos para atender o artigo 1º serão provenientes de anulações total ou parcial de dotações constante no Anexo I. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Carapebus, 24 de fevereiro de 2014. Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal ANEXO I

tivado conforme o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), em que a previsão de vagas disponibilizadas por cada unidade escolar leva em conta, preferencialmente, a proximidade com a residência. O município ainda atende

à determinação legal que prevê que toda criança com quatro anos de idade deve estar matriculada na escola. Neste ano letivo, o atendimento integral nesta faixa etária obrigatória, abrange 100% da demanda.

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Gabinete do Prefeito DECRETO Nº: 1.694/14 Abre crédito suplementar O Prefeito Municipal de Carapebus, no uso de suas atribuições legais e com base no preceituado no art. 2º da Lei Municipal nº 584/13 e nos parágrafos 2º e 3º do art. 43 da Lei Federal nº 4.320/64. DECRETA: Art. 1º - Abre Crédito Suplementar na importância de R$ 115.000,00 (cento e quinze mil reais) para dotações orçamentárias constantes no Anexo I. Art. 2º - Os recursos para atender o artigo 1º serão provenientes de anulações total ou parcial de dotações constante no Anexo I. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Carapebus, 24 de fevereiro de 2014. Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal

Geral 7

profissionais e futuros profissionais interessados em ingressar no mercado de trabalho devem ficar atentos às oportunidades para se qualificar para as demandas de trabalho. Presente no mercado Onshore e Offshore desde 2008, o Centro de Treinamento em Segurança do Trabalho (CTSEG) oferece também cursos de treinamentos de Hidrojatista e Operador de Hidrojato com exclusividade dos produtos Lemasa, considerado o maior fabricante de bomba de alta pressão do país. E a previsão é de que no futuro passe também a oferecer o curso de Salvatagem. “Além de sede própria, contamos ainda com bomba de alta pressão para oferecer cursos e treinamentos de excelente qualidade para os nossos clientes. Possuímos autorização e exclusividade LEMASA, considerado o maior fabricante de bomba de alta pressão do país, para os Cursos de Hidrojatista e Operador Mecânico de Hidrojato. Além dessa especialidade, podemos oferecer vários cursos e treinamentos exigidos pelas Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego - MTE”, disse o responsável da unidade, Ângelo José Henrique, engenheiro ambiental. Na oportunidade, ele pontua ainda que os cursos e treinamentos são ministrados por profissionais altamente qualificados e experientes. "Contamos com uma equipe engajada na missão de formar e qualificar, tendo como principal objetivo capacitar os participantes para

as demandas do mercado de trabalho. E vale lembrar que atualmente as empresas que atuam no ramo de hidrojateamento vêm oferecendo muitas oportunidades para hidrojatistas treinados por nossa equipe”, disse. Entusiasmado com o resultado de tanto trabalho, força e dedicação, Ângelo destaca que o CTSEG quer continuar formando profissionais que possam atender bem essa demanda. “A CTSEG é uma instituição que aos poucos vem conquistando espaço e atuando na capacitação de profissionais que almejam destaque no mercado de trabalho e que têm como objetivo promover a qualificação profissional, além de promover serviços de consultoria em SMS, “buscando sempre aliar os conceitos de integração e diversificação nos treinamentos desenvolvidos” e hoje fazendo parte dessa valorosa equipe, contamos com o supervisor educacional e de representação da empresa, o Sr. Vivaldo Bitencourt”, ressaltou. Os treinamentos oferecidos na instituição têm duração média de 16h a 4000h e novas turmas são formadas constantemente. “Nosso objetivo é atender a demanda sem perder a qualidade. Para isso, os nossos instrutores de Hidrojato são qualificados na fábrica LEMASA e de trabalho em altura e resgate na TASK. Possuem elevada experiência em treinamentos”, enfatizou. Ângelo ressalta ainda que, se for necessário, os cursos podem ser in company ou onde for melhor para a empresa contratante. Ele aponta ainda que atendimento oferecido pelo Centro de Treinamento é diferenciado, de acordo com a necessidade do cliente. “Ainda nos disponibilizamos a atender sábados, domingos e feriados”, disse.

Certificações com pouco mais de cinco anos no mercado, o CETSEG já certificou mais de 10.000 profissionais em diversas áreas como: Espaço Confinado, Operador de Empilhadeira, NR-13, Trabalho em Altura, Atmosfera Explosiva, Movimentação de Cargas, Direção Defensiva, Hidrojatista e Operador Mecânico de Hidrojato. “Todos estão satisfeitos e atuando no mercado de trabalho e a previsão é de que no futu-

ro breve a gente passe a oferecer o curso de Salvatagem (CBSP)”, lembrou Ângelo. Outras informações sobre os cursos podem ser obtidas pelo site: www.ctsegtreinamentos.com.br ou na sede da unidade, que fica na Rua João Batista Bellas, 90, Liberdade Rio das Ostras, pelo telefone ou pelos e-mail's: marilza@ ctsegtreinamentos.com.br e gabriel.adm@ctsegtreinamentos.com.br

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Carapebus Gabinete do Prefeito DECRETO Nº: 1.696/14 Abre crédito suplementar O Prefeito Municipal de Carapebus, no uso de suas atribuições legais e com base no inciso I do parágrafo 1º do art. 43 da Lei Federal nº 4.320/64 e na alínea d, do parágrafo 1º, inciso I do art. 2º da Lei Orçamentária Anual nº 584/13. DECRETA: Art. 1º - Abre Crédito Suplementar na importância de R$ 898.126,17 (oitocentos e noventa e oito mil, cento e vinte e seis reais e dezessete centavos) para dotações orçamentárias constantes no Anexo I. Art. 2º - Os recursos para atender o artigo 1º serão decorrentes de SUPERÁVIT FINANCEIRO apurado, conforme Balancete de Verificação em anexo. Art. 3º - Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. Carapebus, 24 de fevereiro de 2014. Amaro Fernandes dos Santos Prefeito Municipal


8

MACAÉ, TERÇA-FEIRA, 25 DE FEVEREIRO DE 2014

Esporte

NOTA

Macaé intensifica mobilização contra dengue. O trabalho prossegue essa semana em 18 bairros e distritos

CARIOCA

Macaé perde mais uma no Carioca

Em sua segunda derrota consecutiva, equipe macaense acumula três jogos sem vencer TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

Maira Abreu mairaabreu@odebateon.com.br

N

a tarde de domingo (23), o Macaé foi até o Estádio Leônidas da Silva para enfrentar o lanterna Bonsucesso, que ainda não havia vencido. O Leão da Leopoldina venceu a equipe macaense por 3 a 0, com Somália, de cabeça, Fernando e Victor Hugo completando o placar da partida válida pela décima rodada. Além de conseguir sua primeira vitória no campeonato, o Bonsucesso saiu da zona de rebaixamento, graças à vitória do Duque de Caxias. Os donos da casa tomaram a iniciativa logo no início do jogo. Aos oito minutos, chegaram a assustar, mas o goleiro macaense afastou o perigo. Logo após, tiveram três lances em que o Bonsucesso quase marcou. Apenas no final do jogo o Macaé teve sua primeira chance, quando Bruno Alves chutou de longe e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 45 minutos, em um contra-ataque iniciado por Luiz Otávio, Fernando aproveitou a falta de atenção da defesa adversária, carregou a bola desde o meiocampo até a entrada da área, chutou e fez seu primeiro gol.

No segundo tempo, os macaenses voltaram a assustar, dessa vez com Ernani, que entrou pela esquerda, mas acabou chutando para fora. Depois, Marquinho arriscou com um chute e Lopes espalmou. A resposta do Bonsucesso veio aos 23 minutos, quando Rick cruzou e foi na cabeça de So-

mália, que marcou 2 a 0. O Alvianil continuou atacando para diminuir o prejuízo. Aos 30 minutos, Daniel cruzou para Leonardo cabecear, mas o goleiro do Bonsucesso pegou. Em seguida, aos 47 minutos, Lopes fez também bela defesa em cabeçada de João Carlos. Já

manhã deste sábado (22), com a participação de 16 duplas, onde 10 delas foram classificadas para as disputas das finais. Na partida final, a dupla Renato/Dengue venceu a dupla Ryan/Igor pelo placar de 2 sets a 1, parciais de 13/18, 18/15 e 16/14. No pódio, os troféus e medalhas foram entregues pelo vicepresidente da Fesportur,

Henrique Gama. A classificação final do Torneio de Vôlei de Praia, na cateCLASSIFICAÇÃO

› 1º LUGAR - Renato/Dengue › 2º LUGAR - Ryan/Igor › 3º LUGAR - Siriapo/Robinho › O EVENTO é uma realização da Prefeitura de Macaé, através da Fundação de Esporte e Turismo (Fesportur). GUGA MALHEIROS

Programação foi realizada no sábado e domingo, com total de 16 duplas

EVENTO

Macaé vence Cabo Frio pelo JAI 2014 O evento que aconteceu em Rio das Ostras, teve as equipes do vôlei masculino e feminino conquistando vitória jogando na noite de sextafeira (21), pela primeira fase do JAI 2014 (Jogos Abertos do Interior), no Ginásio Municipal de Rio das Ostras, as equipes de vôlei masculina e feminina de Macaé venceram Cabo Frio pelo placar de 2 a 0. Os times têm

Léo Costa e Pablo Espinoza fecharam com chave de ouro a participação no maior evento brasileiro de basquete foi um verdadeiro espetáculo de arremessos, dribles, ataques, rebotes e tocos em uma partida que reuniu os melhores do basquete que atuam no Brasil na atualidade. Assim foi finalizado o Jogo das Estrelas do NBB 2014, ocorrido no último sábado (22) e transmitido ao vivo pela Rede Globo para todo o país. Entre os melhores estavam o técnico e o jogador da Associação Macaé de Basquete, Léo Costa e Pablo Espinoza. Léo Costa foi o auxiliar técnico de Gustavo de Conti, do time NBB Mundo onde também atuou o ala/pivô Pablo Espinoza. Iniciando com um clima descontraído, o primeiro quarto do jogo foi pura fes-

ta, tudo para animar as mais de oito mil pessoas que se fizeram presentes no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE). Em uma disputa equilibrada, Espinoza entrou em quadra ainda no primeiro período, quando os times NBB Brasil e NBB Mundo se revezavam por várias vezes na liderança do placar, com uma pequena vantagem para os brasileiros no final do primeiro período: 36 a 30. Léo Costa foi parabenizado pelos demais técnicos presentes e por dirigentes da Liga Nacional de Basquete (LNB). “Receber elogios em nome de Macaé por parte dos dirigentes da LNB, treinadores e de toda a imprensa presente ao evento pelo trabalho feito com o basquete é uma grande honra para todos da associação. Tenho certeza que esse é apenas o começo, o Macaé Basquete ainda trará muitas alegrias para a torcida e para a população macaense”, disse o treinador.

O Macaé segue na décima segunda colocação, com nove pontos

Torneio de Vôlei Masculino animou Fest Verão no último domingo (23), foram realizadas as finais do Torneio de Vôlei Masculino, na programação esportiva do Fest Verão, na arena montada na Praia Campista. As partidas começaram na

Macaé tem atuação de gala no "Jogo das Estrelas"

ASSESSORIA MACAÉ BASQUETE

VÔLEI DE PRAIA

Os atletas Renato e Duque foram os campeões na com o placar de 2 sets a 1

BASQUETE

o apoio da prefeitura, por meio da Fundação Municipal de Esporte e Turismo (Fesportur). A equipe feminina é representada nesta competição pelo Clube Cidade do Sol (CEP - Petrobras), que ganhou com parciais de 25/21 25/23. Com esta vitória as macaenses se classificaram para a próxima fase da competição. A equipe jogou com Shana, Laise, Isadora, Manoelli, Viviane, Karina, Simone, Saidy, Thays, Anna, Stefani e Raquel, sob comando de Victor Almeida. No masculino as parciais fo-

ram de 28/26 e 25/22. No primeiro set a equipe macaense chegou a estar seis pontos atrás do placar, mas conseguiu a virada. No segundo set, dominou a equipe adversária, chegando à vitória. Macaé volta a jogar neste sábado (22), em Niterói, contra a equipe local. Os macaenses venceram com Janderson, Renato, Gildevan, Serginho, Ryan, Davi, Igor, Robinho e Rafael, sob comando técnico de Rodrigo Brandão. Atuaram na arbitragem Shirlei Oliveira, Fátima Bastos e Joel Delonay.

nos acréscimos, a defesa macaense mais uma vez falhou, deixou Victor Hugo livre para marcar 3 a 0. O Macaé segue na décima segunda colocação, com nove pontos. Próximo confronto será fora de casa, no sábado (01), diante do Botafogo, em Moça Bonita, às 16 h.

Pablo Espinoza representou o time NBB Mundo

Noticiário 25 02 14  
Advertisement