Page 1

DIVULGAÇÃO PM

KANÁ MANHÃES

PM APREENDE MENORES SUSPEITOS DE ASSALTO

COMÉRCIO PASSA A FUNCIONAR ATÉ AS 22H

RUAS DO CENTRO SOFREM COM ABANDONO

POLÍCIA, PÁG.6

ECONOMIA, PÁG.5

CIDADE, PÁG.2

R$ 1,00 Macaé (RJ), sexta-feira 2 de dezembro de 2016 Ano XLI, Nº 9191 Fundador/Diretor: Oscar Pires

O DEBATE

facebook/odebate twiter/odebate issuu/odebateon

www.odebateon.com.br

DIÁRIO DE MACAÉ

ESPECIAL

CIDADE

Estudantes do Apresentação reúne IFF aderem macaenses em apoio ao Movimento à Fundação Luiz Reid Nacional WANDERLEY GIL

Grupo com cerca de 40 alunos ocupa as instalações da unidade KANÁ MANHÃES

Manifestação no campus de Macaé defende a educação

Orquestrando a Vida brindou o público com música de qualidade na noite de quarta

E

moção! Esse foi o sentimento compartilhado pelos macaenses que fizeram questão de prestigiar a apresentação do grupo "Orquestrando a Vida", que aconteceu na noite de quarta-feira (30), na Paróquia Santo Antônio, no Visconde. Além de apreciar música clássica de qualidade, o público presente reviveu a época dos eventos sociais da cidade, reencontrando personalidades do cotidiano de Macaé que dividem algo

em comum: o amor e o respeito pelos 40 anos de atividades da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (FAFIMA). Dedicada a ajudar a Fundação Luiz Reid no enfrentamento de uma crise financeira que ameaça o funcionamento da FAFIMA, a noite marcou também a união de representantes de outras instituições e movimentos sociais que sempre lutaram pelo desenvolvimento da educação. PÁG. 8

Grupo campista se apresentou na Paróquia Santo Antônio

“Estamos lutando pelos nossos direitos e também dos futuros estudantes”. É com esse propósito que os estudantes do Instituto Federal Fluminense (IFF Macaé) resolveram aderir ao Movimento Nacional contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição nº 55. Desde a manhã do último dia 22, eles passaram a ocupar as

instalações da instituição, situada no bairro Imboassica. O grupo espera fortalecer a mobilização nacional com o objetivo de pressionar os parlamentares para que a medida não seja aprovada no Senado Federal. Cartazes de protesto foram espalhados pelo campus, onde também foram montadas barracas de acampamento. PÁG. 2

ECONOMIA

Nova lei estimula a Governo anula licitação de R$ 15 milhões indústria do petróleo WANDERLEY GIL

Prefeitura tentou desde 2014 oficializar licitação destinada a promover reformas em unidades

Barrada duas vezes pelos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontaram questionamentos sobre o detalhamento que justificasse os gastos estimados em mais de R$ 15 milhões, o governo decidiu, nesta semana, anular a concorrência pública lançada em 2014, que

previa a contratação de empresa para promover a manutenção e conservação de unidades de saúde do município. Procurado por O DEBATE, o governo não respondeu sobre o motivo que levou à decisão de encerrar o processo sem que houvesse a consolidação do certame. PÁG. 3

Após meses de discussões no Congresso Nacional, e de mudanças no governo federal, já é lei a proposta de promover a flexibilização das regras do pré-sal, a partir do fim da obrigatoriedade da Petrobras de participar de todas as licitações de áreas de exploração e produção, realizadas pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). A medida passa

a animar as previsões da indústria do petróleo, para o início de um novo ciclo de prosperidade a partir de negócios que serão gerados pelos investimentos do capital estrangeiro no mercado nacional. A expectativa do setor é que a nova lei, sancionada nesta semana pelo governo federal, gere mudanças positivas em Macaé, em 2017. PÁG. 5

GERAL

ESPORTE

Segunda fase de prématrícula começa dia 5

Finais marcam o Campeonato de base

Macaé vai homenagear Filipe Machado

Processo poderá ser efetuado até o dia 16, através do portal da prefeitura PÁG. 7

Equipes do Sub-11 e 13 disputam o título 2016 no próximo sábado PÁG. 2

Missa em memória de vítima de acidente do Chapecoense será no domingo PÁG. 8

Jogador atuou no Macaé

TEMPO

ÍNDICE

Máxima 28º C Mínima 19º C

EDITORIAL

4 CRUZADINHA

C2

PAINEL

4 HORÓSCOPO

C2

GUIA DO LEITOR

4 CINEMA

C2

ESPAÇO ABERTO

4 AGENDA

C2

POLÍCIA

Suspeitos são presos em posse de droga Ação da PM contou com apoio do Disque-Denúncia PÁG. 6

GERAL

Estado nega que irá fechar escolas Secretário afirmou que haverá adequações de turmas PÁG. 7

DIVULGAÇÃO

Campeonato ajuda a descobrir novos talentos do esporte POLÍTICA

Prefeitura paga após data anunciada Atraso aumentou especulações sobre cortes e demissões PÁG. 3

CADERNO DOIS

Lita Lopes em "Divinas Damas" Cantora vai se apresentar no Teatro Sesi Macaé CAPA

ESPORTE

COTAÇÃO DO DÓLAR

TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

Compra R$ 3,4710 Venda R$ 3,4735

Anuncie: (22) 2106-6060 (215)


2

O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Cidade

NOTA

Enquanto a população relata a precariedade no serviço pediátrico na rede pública de Saúde, a prefeitura continua afirmando que o atendimento na cidade é referência.

PEC 55

Estudantes do IFF Macaé promovem adesão a Movimento Nacional Grupo de 40 alunos ocupa as instalações da unidade em Macaé desde o último dia 22 Marianna Fontes

marifontes@odebateon.com.br

“E

stamos lutando pelos nossos direitos e também dos futuros estudantes”. É com esse propósito que os estudantes do Instituto Federal Fluminense (IFF Macaé) resolveram aderir ao Movimento Nacional contra a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição nº 55. Desde a manhã do último dia 22, eles passaram a ocupar as instalações da instituição, situada no bairro Imboassica. O grupo espera fortalecer a mobilização nacional com o objetivo de pressionar os parlamentares para que a medida não seja aprovada no Senado Federal. Cartazes de protesto foram espalhados pelo campus, onde também foram montadas barracas de acampamento. “Nós acreditamos que a PEC55 vai sucatear o ensino público e gratuito de qualidade. Estamos fazendo esse movimento não só por nós, mas pelos futuros alunos do IFF”, diz a estudante Caliandra Dias de Alcântara ressaltando que outros temas, como a reforma do Ensino Médio, também estão sendo levantados pelo grupo. “Essa medida vai tirar do estudante a possibilidade de ter disciplinas importantes, como Filosofia e Sociologia, fundamentais para a sua formação como cidadão”, completa. A ocupação pretende, ainda,

reivindicar melhorias na instituição. Entre elas, estão a reforma do refeitório e a ampliação das salas de aulas. “Hoje temos um local precário para fazer as nossas refeições, com poucas mesas, e que não atendem a demanda. Ele começou a ser construído umas três vezes, e até hoje não concluíram as obras. Já o prédio anexo foi destinado ao setor administrativo. A direção prometeu uma coisa e cumpriu outra. Achamos que é importante para a instituição dar maior qualidade para que esses profissionais trabalhem, mas o IFF hoje tem outras prioridades que estão sendo deixadas de lado. A gente tenta diálogo com a reitoria, que fica em Campos dos Goytacazes, mas eles não resolvem as pendências da nossa unidade em Macaé”, destaca Caliandra. Os estudantes buscam apoio da população e convidam a população em geral para conhecer de perto as propostas e atividades promovidas. “Estamos pedindo doações de alimentos não-perecíveis e perecíveis, além de itens de higiene pessoal. Além disso, estamos de portas abertas para receber a visita daqueles que tiverem o interesse de conhecer o movimento de perto. No sábado (3), vamos ter uma feira agroecológica feita com o pessoal do Assentamento Nelson Mandela e também programação com música e arte”, convoca ela informando que o evento acontece das 10h às 18h.

KANÁ MANHÃES

Além de criticar medidas como a aprovação da PEC55, os estudantes reivindicam melhorias no campus

Através de votação em assembleia, ficou decidido que as aulas seriam paralisadas por conta da ocupação. Ao todo, cerca de 340 alunos resolveram aderir ao ato. “Estamos aproveitando esses horários para promover atividades culturais, esportivas e debates. Inclusive, organizamos a Semana da Consciência Negra”, destacou. Essa é a segunda instituição de ensino que adere ao movimento em Macaé. A primeira foi o Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem/UFRJ), que ocupou o campus no dia 2 de

LIGA MACAENSE

novembro. IFF SE PRONUNCIA SOBRE O CASO

A nossa equipe entrou em contato com o IFF que, em nota, explicou que embora essas reivindicações internas não sejam inerentes ao movimento de ocupação, já que se trata de uma manifestação contra a PEC 241 (ou PEC 55/2016), esclarece que "em relação ao "Prédio Administrativo", o mesmo foi planejado, licitado e construído com a finalidade de alocar os setores administrativos do campus. Dessa forma sua destinação

foi definida desde seu projeto, ainda assim, o prédio prevê em suas instalações a alocação dos setores de pesquisa e extensão, bem como salas destinadas aos pesquisadores. Cabe ainda salientar que, no final de 2015, foi inaugurado o Bloco F, um bloco exclusivo de salas de aula, contando com 14 salas, o que sanou qualquer problema relacionado à falta de salas de aula. Para tratar tal situação, foi nomeada uma comissão, composta por servidores e estudantes, que está realizando levantamentos e apontando soluções para o término da referida obra".

O comunicado oficial ressalta ainda que, sobre o refeitório, "trata-se de um projeto antigo e que estava sendo realizado pela gestão que se encerrou em abril/2016. No entanto, ainda se encontra sem funcionar por terem sido observadas falhas de execução do projeto. Tais falhas, após identificação, têm sido analisadas para que sejam feitas as devidas correções para que o espaço seja disponibilizado à comunidade acadêmica, tendo em vista que uma série de problemas inviabilizaram sua inauguração no prazo previsto". Por fim, o IFF diz que a paralisação das aulas deve-se ao movimento estudantil, após assembleia dos estudantes. "Desta forma, permanece normal e inalterado o funcionamento dos setores administrativos e a disponibilidade dos professores para ministrar aulas, aulões coletivos, bem como participar de atividades acadêmicas, uma vez que a Instituição não possui poder legal para dispensar os mesmos de suas atividades. Com relação ao movimento dos estudantes, reconhecemos a importância das mobilizações e lutas estudantis, principalmente nesse momento em que a educação pública e gratuita vem sendo atacada pela PEC55, que prevê significativa redução de investimentos na educação, saúde e segurança. E, reiteramos que estamos à disposição de estudantes para qualquer questionamento", finalizou a nota.

ABANDONO DIVULGAÇÃO

KANÁ MANHÃES

Localidade recebeu equipe da prefeitura há cerca de uma semana

Campeonato é uma forma de incentivar a prática esportiva e despertar novos talentos

Finais marcam o Campeonato de base Equipes do Sub-11 e 13 disputam o título 2016 no próximo sábado Depois de muitos jogos emocionantes, a temporada 2016 do Campeonato de Base nas categorias juvenil, infantil, mirim e prémirim (categorias sub-11, sub-13, sub-15 e sub-17), promovido pela Liga Macaense de Desportos, está chegando ao fim. No último final de semana ocorreram as semifinais das categorias de base Sub-11 e 13. Apesar da pouca idade, os mini-atletas têm mostrado um futebol de alto nível, o que tem agitado os campos e arquibancadas do Estádio Expedicionário. Na categoria Sub-11, a final acontece no próximo sábado (3), às 9h, entre o Fluminense (que derrotou o Carapebus por 10 a 0) e a Prata da Casa (que venceu o CFE por 2 a 1). Já o título da Sub-13 será disputada também pelo Fluminense e a Prata da Casa.

“O Fluminense é o favorito ao título por conta do desempenho que teve ao longo do campeonato. No entanto, no futebol nem sempre o favoritismo se confirma. Os dois times têm chances de vencer. A única coisa que é certa é que teremos jogos muitos bons e emocionantes, pois temos equipes com jogadores muito talentosos e capazes de concluir jogadas de encher os olhos, tentando imitar os seus ídolos do futebol nacional e mundial. Quem for assistir tenho a certeza que vai se surpreender com a qualidade dessas crianças, que poderão ser mais adiante nossos novos talentos do esporte”, enfatiza o presidente da Liga, Wanderson Agostinho, lembrando que, em breve, também vão acontecer os jogos das semifinais do Sub-15 e 17. Os jogos, com entrada franca, acontecem sempre no Estádio Expedicionário, situado na Rua Lira dos Conspiradores, no bairro Cajueiros. “Essa competição tem como

principal objetivo promover a integração social entre as classes, pois temos atletas de todas as camadas sociais do nosso município, inclusive de cidades vizinhas, como Rio das Ostras, Quissamã, Carapebus, Conceição de Macabu e Campos dos Goytacazes. Mas, na verdade, durante os jogos é que podemos observar em detalhes os novos talentos e dar a eles condições de chegar ao nível profissional, fazendo do futebol a realização dos seus sonhos. Quem quiser prestigiá-los é só comparecer aos jogos”, destacou o presidente. A Liga Macaense de Desportos foi fundada em 30 de setembro de 1942. A instituição é responsável pela regulamentação do Campeonato Macaense de Futebol de diversas categorias. Estão previstas outras competições ainda em 2016. Para acompanhar as novidades, o interessado pode acessar a página nas redes sociais: https://www. facebook.com/ligamacaense.

Buracos evidenciam a falta de manutenção Um exemplo disso é a Rua Nova Aurora, na região central da cidade Nem mesmo ruas no Centro, local de grande movimento, estão livres dos buracos. Esse é o caso da Rua Nova Aurora, nas imediações do Terminal Central, que está tomada pelas crateras decorrentes da falta de manutenção. A prefeitura interditou o local há cerca de uma semana, visando obras emergenciais na rede pluvial. No entanto, resolver os problemas dos buracos no local é algo que foi deixado de lado pela prefeitura, segundo informam alguns moradores. “Essa rua tem todos os problemas possíveis. O principal é o alagamento. Bastam poucos minutos de chuva para encher tudo e invadir as casas. Agora, após a matéria do jornal denunciando a neces-

sidade de fazer o serviço na rede, que não atende mais a demanda do bairro, resolveram promover essas intervenções emergenciais. Só que os buracos passaram despercebidos pela Secretaria municipal de Serviços Públicos, porque continuam ali, aumentando cada vez mais. Alguns trechos estão sem recapeamento, apenas no paralelepípedo. Está realmente horrível de passar. Pedimos à prefeitura que faça alguma coisa em relação a isso”, diz um morador, que pede sigilo do nome. As reclamações sobre os problemas na pista têm sido cada vez mais comuns nos últimos meses. A quantidade de buracos tem aumentado muito devido às chuvas, o que requer maior planejamento do órgão responsável da prefeitura. A situação também se repete na Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), que corta o município de Macaé de norte a sul, e que não recebe recapeamento por causa da crise eco-

nômica, segundo alega o Governo do Estado. Mas enquanto as autoridades fecham os olhos para as necessidades, a população acaba sendo a maior vítima desse cenário. Problemas na pista tornam o trânsito perigoso e podem resultar em acidentes e danos aos veículos, como já foi anunciado inúmeras vezes nas páginas do jornal. Vale ressaltar que a manutenção das vias está prevista dentro do Código Brasileiro de Trânsito (CBT), que garante ser dever das autoridades promover um trânsito seguro e de qualidade. De acordo com o Art. 1º "o trânsito, em condições seguras, é um direito de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito, a estes cabendo, no âmbito das respectivas competências, adotar as medidas destinadas a assegurar esse direito". Mas, na prática, a lei não é respeitada nem mesmo pelas autoridades.


O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Política

NOTA

Dr. Márcio Bittencourt (PMDB) será um dos vereadores eleitos diplomados na solenidade do próximo dia 19

INDECISÃO

Adiamento de votação enfraquece a pressão do Executivo sobre reforma Comissão aponta erros até em 'remendos' apresentados pela bancada governista Márcio Siqueira

WANDERLEY GIL

marcio@odebateon.com.br

P

restes a completar um mês de discussões dentro da Câmara de Vereadores, a reforma administrativa perde o prazo de tramitação de urgência no parlamento municipal, o que representa o enfraquecimento da pressão do Executivo em impor o rito de votação do projeto que redefinirá o sistema administrativo da prefeitura pelos próximos quatro anos. O "toque de caixa" inicial do andamento dos 11 projetos de lei, encaminhados pelo governo, e que instituem o novo organograma de gestão do município, foi freado pelos riscos jurídicos atestados pelo bloco de oposição que, apesar de não ter força suficiente para barrar a urgência na discussão da matéria, conseguiu ganhar tempo ao incluir a população nos questionamentos que envolvem a legalidade da maior parte das medidas criadas pelo Executivo em nome da economicidade e da austeridade. De acordo com o regimento interno da Câmara, os projetos da reforma já teriam prazo para entrar, de forma automática, em discussão no plenário. E dominada por vereadores aliados ao prefeito, a presidência da Casa tinha disposição de cumprir o rito. Mas a pressão popular acabou redimensionando o ritmo de andamento dos projetos na Casa. Presentes nas últimas sessões do Legislativo, professores e alunos da Escola Municipal de Artes (Emarte) e servidores de autarquias que serão extintas

Vereadores sentem os efeitos da pressão política das discussões da reforma e recuam, mesmo contra vontade do governo NÚMEROS

76

Número de emendas ao projeto do Executivo, apresentadas pelos vereadores

9

Números de órgãos da administração indireta que serão extintos pela reforma

pela reforma se posicionaram contra o projeto, não pela necessidade de redução da máquina administrativa, mas por causa de todas as dúvidas que não asseguram até a garantia de estabilidade dos cargos dos servidores concursados, uma questão que precisa ser respondida antes da aprovação das matérias. E, na corrida contra o tempo, os vereadores, tanto da oposição

quanto da situação, tentam consertar a proposta do governo apresentando emendas, sendo que muitas acabam seguindo os mesmos erros cometidos por quem elaborou a reforma. "Desde o início, desde quando a reforma chegou a esta Casa, nós estamos expondo as ilegalidades, tentando convencer o governo a corrigir os erros que colocam a segurança jurídica do município em risco. Até parte

GESTÃO

Governo anula licitação de R$ 15 milhões barrada pelo TCE KANÁ MANHÃES

Lançada em 2014, concorrência pública foi adiada duas vezes por impasses relativos ao custo Barrada duas vezes pelos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontaram questionamentos sobre o detalhamento que justificasse os gastos estimados em mais de R$ 15 milhões, o governo decidiu, nesta semana, anular a concorrência pública lançada em 2014, que previa a contratação de empresa para promover a manutenção e conservação de unidades de saúde do município. Procurado por O DEBATE, o governo não respondeu sobre o motivo que levou à decisão de encerrar o processo sem que houvesse a consolidação do certame. A despesa prevista pela concorrência pública, realizada pela Comissão Permanente de Licitação a pedido do Fundo Municipal de Saúde, era programada pelo governo para ser consolidada em um ano de execução do contrato, e que acabou não saindo do papel. A concorrência previa como despesas exatos R$ 15.132.049,82 para serem gastos em 12 meses, através da contratação de empresa que teria como responsabilidades fornecer mão de obra, materiais e equipamentos necessários para a

das emendas apresentadas pelos vereadores governistas possuem óbices jurídicos. Isso aqui não é brincadeira", alertou o relator da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, Maxwell Vaz (SD). Com os novos prazos impostos por questões políticas, a Câmara de Vereadores só deve votar a reforma administrativa na sessão ordinária da próxima quarta-feira (7).

Governo tenta desde 2014 oficializar licitação destinada a promover reformas em unidades de saúde

Porém, sem a liberação do TCE para a realização da disputa pública, o governo foi obrigado a comunicar, em dezembro de 2014, que a licitação estava mais uma vez adiada, sem data prévia para reagendamento. E a decisão de barrar a concorrência pública de R$ 15 milhões, pela segunda vez, foi mantida pelo TCE, seguindo o voto do conselheiro relator Aloysio Neves. Ao identificar que a prefeitura não havia cumprido todas as exigências determinadas em sessão anterior, o TCE apontou duas correções que deveriam ser realizadas no edital: detalhar na memória de cálculo as quantidades de serviços previstos para cada uma das unidades de saúde

IMPASSE

Prefeitura paga um dia após data anunciada Mais um ingrediente foi adicionado às expeculações relativas às decisões do governo em reduzir as despesas com a folha de pagamento, o que deve gerar a demissão em massa de 1,6 mil assessores. Através de matéria divulgada em site oficial, e repassada aos veículos da imprensa local, a prefeitura anunciou que iria liberar o pagamento dos servidores na quarta-feira (30), último dia de novembro. A medida é comum à rotina administrativa da prefeitura há anos. No entanto, os vencimentos não foram depositados nas contas dos servidores na data anunciada, o que gerou reclamações e especulações sobre atrasos. A nota da prefeitura também informava a liberação de 50% do 13º salário, apenas para os servidores efetivos, que representam cerca de 13 mil dos 17 mil profissionais que atuam na administração municipal. Só que, até o final da noite de quarta, nenhum pagamento havia sido liberado. A nota divulgada pela prefeitura se espalhou por grupos de WhatsApp ontem, logo pela manhã, provocando até a movimentação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Macaé (Sindservi). Porém, por volta das 10h, horário de início de funcionamento das agências bancárias, os vencimentos acabaram sendo liberados. Também ontem não foi divulgada pelo governo a listagem dos 1,6 mil assessores que seriam demitidos por conta da necessidade de redução de despesas com a folha de pagamento, para adequação aos índices da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

RELATÓRIO

Dossiê da Saúde atestou colapso da rede municipal Comissão da Câmara verificou precariedade de unidades básicas da rede pública

realização das obras. A licitação, prevista inicialmente para acontecer em agosto de 2014, acabou sendo barrada pelos conselheiros do Tribunal de Contas antes da data marcada para a entrega das propostas das empresas concorrentes. De acordo com documentos extraídos do Portal da Transparência, a concorrência foi adiada pelo TCE com a exigência de alterações em itens do edital que definia todas as regras, inclusive preços e custos, para a execução dos serviços. O governo chegou a cumprir parte das exigências feitas pelos conselheiros do TCE, com objetivo de garantir que o certame fosse realizado em outubro de 2014.

3

Salas interditadas por risco estrutural, refrigeração inadequada de ambientes e tetos desabando. Essa foi a realidade identificada por uma Comissão da Câmara de Vereadores ao promover, no início deste ano, o Dossiê da Saúde, documento que gerou polêmica no parlamento municipal. O caso que gerou até a proibição do uso de equipamentos de multimídia nas sessões ordinárias do Legislativo, o Dossiê foi elaborado por Igor Sardinha (PRB) e Amaro Luiz (PSB), que atestaram o triste cenário identificado nos postos responsáveis por promover o atendimento da

rede básica de saúde. "É lamentável a situação em que se encontra a rede básica de Saúde. Mais lamentável ainda é saber que, quase 10 meses depois da apresentação do nosso relatório, pouca coisa mudou. O governo não teve nem a capacidade de realizar com seriedade uma licitação que poderia garantir o atendimento adequado à nossa população", disse Igor, que lidera o bloco de oposição ao governo na Câmara. Após a apresentação do Dossiê, profissionais da Saúde e pacientes da rede reforçaram as denúncias sobre a péssima qualidade das unidades da rede municipal de Saúde. Porém, após mais de R$ 8 bilhões arrecadados pelo atual governo em quatro anos, os problemas e desafios da rede municipal são os mesmos.

e os custos para administrá-las. Em 2015, o governo promoveu mudanças estruturais no edital da concorrência pública, procedimento que também foi realizado em 2016. De acordo com o Portal da Transparência, a última alteração no edital divulgada, oficialmente, pela prefeitura ocorreu em julho deste ano. Na terça-feira passada (29), a Coordenadoria Geral de Licitações publicou o aviso de anulação da concorrência pública sem informar os motivos da decisão. Procurada pela equipe de O DEBATE, a Secretaria municipal de Comunicação não deu respostas sobre o motivo que levou o governo a anular a liciRelatório reuniu fotos que comprovam péssimas condições das unidades tação de R$ 15 milhões.

DIVULGAÇÃO


4

O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Opinião

A Petrobras vai realizar neste sábado (3), no Hotel Royal Macaé Palace, a reunião pública que levantará pautas importantes sobre os impactos relativos às operações que ocorrem na Bacia de Campos. O evento está marcado para começar às 9h30.

FOTO LEGENDA WANDERLEY GIL

EDITORIAL

NOTA

Recuperação Sinais de recuperação da economia da cidade, mesmo que tímidos, começaram a ser percebidos nos últimos três meses, como uma primeira reação ao cenário de crise instalado desde o ano passado. Mas, até que reencontre o caminho da prosperidade, Macaé ainda precisa aguardar decisões que competem aos governos federal, estadual e municipal, travados por conta da instabilidade política nacional.

E

m outubro, dados atualizados pelo Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), do Ministério do Trabalho, indicaram uma queda expressiva na taxa de fechamento de postos de trabalho, algo importante para reverter a visão pessimista de outros setores da economia local, em especial o comércio e a construção civil. Ao representar cerca de 60% do total de postos fechados em setembro, os dados referentes ao saldo negativo, na comparação entre admissões e demissões de outubro, ajudam a projetar uma reação otimista quando ao futuro das atividades que movimentam também o orçamento do município. E isso independe se o governo é capaz de acertar nas decisões políticas aguardadas para os próximos anos. Neste mês, outra reação tímida ligada ao mercado do petróleo fortaleceu as esperanças de quem acredita na retomada da pujança de Macaé, através das riquezas provenientes da Bacia de Campos. Ao registrar o rece-

bimento da maior parcela dos royalties do ano, o município imagina que em 2017 tudo será melhor. No entanto, para que o novo ciclo do petróleo seja efetivamente iniciado, a cidade precisa de decisões assertivas por parte do governo, que já demonstrou não estar disposto a dar prioridades às demandas que surgem de dentro da cadeia produtiva offshore. Enquanto parte significativa das receitas do petróleo, estimadas para serem recolhidas em 2017 já estão comprometidas com o subsídio da SIT, e com altos contratos do lixo, torna-se bastante complicado garantir dinheiro público para consolidar um dos projetos mais aguardados pela indústria do petróleo local: o Arco Viário de Santa Tereza. A crise atual já demonstrou que o improviso não pode mais ser a realidade do município, que luta para se manter como a sede das atividades do petróleo no país. E se não houver ações políticas efetivas, o sonho pode garantir novos anos de pesadelo.

ESPAÇO ABERTO Mercado de educação 2017: qual a tendência? O ensino no Brasil tem recebido diversas tentativas de mudança nos últimos tempos. De reformas legais até mudanças de infraestrutura, o cenário educacional vem buscando se adequar ao tempo presente, em tecnologia, demanda mercadológica e, acima de tudo, à capacidade atualizada do aprendizado.

H

á alguns anos, a Sistema Firjan, órgão que engloba as cinco organizações SESI, SENAI, IEL, FIRJAN e CIRJ, todas focadas no desenvolvimento da indústria, organizou um estudo em todo o país cujo objetivo era prever as perspectivas do uso da tecnologia nas salas de aula nos próximos cinco anos. O trabalho intitulado “As Perspectivas Tecnológicas para o Ensino Fundamental e Médio Brasileiro de 2012 a 2017: Uma Análise Regional do NMC Report” foi realizado em 2012, com previsão até 2017, e reuniu 30 especialistas em educação. Ele elencou de que formas a tecnologia estaria cada vez mais presente na sala de aula e com maior papel educacional, mesmo fora dela. Os resultados não podiam ser mais “conectados”. Os próprios alunos já mostram uma forma de aprender que está ligada ao digital, à interdisciplinaridade, à interação. Essa é a característica da geração no que tange ao aprendizado. É preciso abandonar moldes do século XIX e se atualizar. A prova disso é que muitos cursos ao menos já mesclam práticas EAD isso quando não são completamente realizados de forma digital. Isso coloca no quadro reflexivo outra questão, a de como os educadores e demais profissionais ligados à educação estão se utilizando dessa tendência do aprendizado para alavancar suas carreiras, inclusive começando o ano de 2017 com alternativas profissionais que lhes permitam crescimento. Como o empreendedorismo é o zeitgeist de nossa geração, termo alemão que significa o conjunto do clima intelectual e cultural do mundo numa certa época, não seria de se espantar que empreender na educação, nos dias atuais, esteja tão ligado à tecnologia. Usar a familiaridade do nativo digital com os dispositivos móveis, computado-

res e a própria internet é um importante guia para entender qual a plataforma ideal de atuação empreendedora que vai dialogar com o principal público-alvo do setor: o próprio aluno. As plataformas de ensino e reforço online são, sem dúvida, uma alternativa empreendedora para educadores que queiram ampliar sua renda, iniciando sua própria escola na web. A ideia é trocar o ensino puro pela administração de plataformas que já contam com apoio educacional competente e que possam ser garantidas pelo administrador, dado seu know-how. Isso permite ao educador lucrar em uma área que lhe é familiar, sem precisar atuar como professor, tendo uma forma paralela de renda, totalmente desvinculada de uma marca ou instituição. Uma marca própria. Além disso, montar a própria empresa em cima de uma plataforma sólida permitiria a esse empreendedor ampliar seu renome como educador. Outra vantagem é a do uso de uma estratégia particular, independente dos modelos existentes de ensino privado, onde ele seria apenas mais um funcionário. Os alunos ganham sempre, principalmente pelo diálogo em seu universo. Mas, muito além, pela primeira vez o educador também ganha de verdade, já que não está subordinado a verbas governamentais ou a uma parcela salarial de uma escola particular que lucra muito mais do que ganha um professor. O ano de 2017 começa com tendências que representam adaptação real ao século XXI. O jeito de educar mudou, e é possível que os educadores não fiquem para trás dessa vez. Através de uma resposta ativa à sua área e aos alunos dessa geração digital, o espírito empreendedor pode, enfim, tomar a área da educação e mudar o jogo para educadores de todo o país. Ricardo Althoff é CEO da Seu Professor Empreendedor & Negócios

Quanto mais lixo, mais o poder público tem o respaldo de gastar, de forma elevada, com os serviços de limpeza contratados através de licitações. Por isso, a população precisa contribuir para evitar que lixões sejam criados em espaços públicos e terrenos baldios, visando preservar o dinheiro do povo.

PAINEL Pagamento

Encontro

Lagoa

Impasse

Diplomação

Doença

Natal

Recuo

Organização

Servidores efetivos da administração municipal incluiram mais um ponto na longa lista de insatisfação com o governo 'da mudança'. É que, ao contrário do que havia sido anunciado no site da prefeitura, o pagamento de novembro não foi liberado na quarta-feira (30). Os concursados também receberiam na data programada 50% do 13º salário. Mas, quem acessou as contas dos bancos viu que o saldo estava zerado. O valor só foi liberado na manhã de ontem (1).

Já os 2,4 mil assessores ainda atuantes no governo vivem clima de apreensão sobre a lista dos exonerados, prometida pelo Executivo para ser liberada em novembro. Com nervos à flor da pele, muita gente tem ficado doente com a situação, devido à instabilidade e a falta de garantia de seguir no emprego. O pior é que as dúvidas afetam, principalmente, os comissionados que efetivamente trabalham. Já os fantasmas estão com o 'burro na sombra'.

Única atração oficial anunciada pelo governo, para celebrar as festas de fim de ano na cidade, é a Caravana da Coca-Cola, que trará para a cidade os caminhões iluminados que transportam Papai Noel acompanhado pelo Urso Polar símbolo do refrigerante. O desfile acontece neste sábado (3), com trajeto que percorrerá a Praia dos Cavaleiros, o Centro, o Parque Aeroporto e o São José do Barreto. Assim mesmo, se a programação não mudar de última hora.

A Petrobras vai realizar neste sábado (3), no Hotel Royal Macaé Palace, a reunião pública que levantará pautas importantes sobre os impactos relativos às operações que ocorrem na Bacia de Campos. Questões de segurança, preservação do meio ambiente e medidas socioeconômicas também serão apresentadas pela equipe da estatal. O evento está marcado para começar às 9h30 e seguirá até as 17h. Moradores de Carapebus, Rio das Ostras e Casimiro de Abreu também são convidados.

Os 17 vereadores eleitos já se preparam para receber o diploma que registra o acesso ao mandato conquistado nas eleições do último dia 2 de outubro. No próximo dia 19, o juiz da 254ª Zona Eleitoral, Leonardo Hostalácio Notini, conduzirá a solenidade que marcará oficialmente a preparação para o início do mandato 2017-2020. Disputado, o evento acontecerá no Palácio Natálio Salvador Antunes, sede do parlamento municipal.

E quem acompanha o enredo da tramitação da reforma administrativa da Câmara percebeu que houve um recuo por parte do governo, através da sua bancada na Casa, em relação à solicitação de urgência para a aprovação da matéria. Os riscos jurídicos apontados pelo bloco de oposição acabaram reduzindo o ritmo de andamento dos projetos no parlamento. Parece que o caso do empréstimo dos royalties, barrado na Justiça, acabou servindo de lição. A conferir!

EXPEDIENTE EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agências de Notícias 29699.626/0001-10 - Registrado na forma de lei. DIRETOR RESPONSÁVEL: Oscar Pires. SEDE PRÓPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Macaé - RJ. Confeccionado pelo Sistema de Editoração AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset. CNPJ:

CIRCULAÇÃO: Macaé, Quissamã, Conceição de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras,

Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

A direção do O DEBATE não se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em ações ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor. Filiado à ADJORI-RJ - Associação dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e à ABRAJORI - Associação Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agência Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associação dos Jornais Diários do Interior. REPRESENTANTE:

ESSIÊ PUBLICIDADE E COMUNICAÇÃO S/C LTDA.

R. Abílio Soares, 227/8º andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 • RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 • BRASÍLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293. TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@ odebateon.com.br SÃO PAULO:

O processo de poluição da Lagoa de Imboassica, exposto a partir da abertura da barra da Praia do Pecado, merece ser investigado, não apenas por parte da Câmara de Vereadores, mas pelas autoridades responsáveis por cobrar do poder público ações de proteção ao meio ambiente. Vale lembrar que a região nobre da cidade foi a primeira a receber as obras de saneamento que, pelo visto, não acabaram com as ligações clandestinas.

AVC - Ausência de Vergonha na Câmara - passa a ser um dos principais termos repercutidos nesta semana, pelas redes sociais, em Macaé. Dito pela procuradora do município Ana Beatriz Cooper, aposentada após um turbulento processo interno da prefeitura, a “doença” cabe a uma parcela significativa de integrantes da alta cúpula da administração municipal, que passa a viver com a certeza de um dos pontos mais combatidos pela Operação Lava Jato: a impunidade.

Eventos realizados em espaços públicos da cidade tem ocasionado reclamações, até por seus frequentadores, devido à ausência da estrutura necessária para garantir conforto, qualidade e segurança. Muita gente tem cobrado banheiros químicos, organização de estacionamentos, saída/ rota de fuga e transporte coletivo eficiente. A falta de organização e de fiscalização acaba comprometendo até mesmo o sucesso desses encontros.

GUIA DO LEITOR

Telefones úteis

POLÍCIA MILITAR 190 POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL 191 SAMU 192 CORPO DE BOMBEIROS 193 DEFESA CIVIL 199 POLÍCIA CIVIL 123º DP 2791-4019 DISQUE-DENÚNCIA (POLÍCIA MILITAR) 2791-5379 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (24 HORAS) 2796-8330 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (OPERAÇÕES) 2796-8320 DELEGACIA DE POLÍCIA FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO) 2796-8320 CÂMARA DE MACAÉ 2772-2288 HPM 2773-0061 CEDAE: 2772-5090 AMPLA 0800-28-00-120 PREFEITURA MUNICIPAL 2791-9008 DELEGACIA DA MULHER 2772-0620 GUARDA MUNICIPAL 2773-0440 AEROPORTO DE MACAÉ 2763-5700 CARTÓRIO ELEITORAL 109º ZONA 2772-3520 CARTÓRIO ELEITORAL 254º ZONA 2772-2256 CORREIOS (SEDE) 2759-3390 CORREIOS CENTRO 2762-7527 CEG RIO 0800-28-20-205 RÁDIO TAXI MACAÉ 2772-6058 CONSELHO TUTELAR I 2762-0405/ 2796-1108 PLANTÃO: 8837-4314 CONSELHO TUTELAR II 2762-9971/ 2762-9179 PLANTÃO: 8837-3294 CONSELHO TUTELAR III (SERRA) 2793-4050/2793-4044 PLANTÃO: 8837-4441


O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Economia

5

NOTA

Taxa de desemprego registra menor queda no mês de outubro. Capital Nacional do Petróleo tem 538 postos de trabalho fechados em outubro, segundo dados do Caged.

MANIFESTAÇÃO

Audiência define destino de 772 funcionários da Personal Service Profissionais protestaram em frente à 1a Vara do Trabalho contra o parcelamento da rescisão em até 24 meses

C

om faixas e cartazes, um grupo de 150 ex-funcionários da Personal Service, empresa terceirizada da Petrobras, realizou na tarde de ontem (1º) um protesto em frente ao prédio da 1ª Vara do Trabalho contra o parcelamento da rescisão em até 24 meses. A audiência aconteceu por volta das 15h, contando com a presença dos advogados da Personal Service, Petrobras e sindicato. De acordo com os ex-funcionários, a empresa demitiu quase 800 funcionários no mês de outubro, e anunciou que todos os direitos trabalhistas seriam pagos no início do mês passado, o que acabou não acontecendo até o momento. Diante de vários protestos em frente à base da Petrobras, na Praia Campista, os trabalhadores tiveram direito ao saque do Fundo de Garantia (FGTS) e ao seguro-desemprego. Já a rescisão e a multa de 40% da demissão ainda vem gerando impasse por parte da empresa e Petro-

KANÁ MANHÃES

bras, quando há duas semanas a Justiça do Trabalho chegou a solicitar o bloqueio da quantia de R$ 22 milhões e 800 mil de contrato aditivo da estatal, até que a terceirizada regularizasse o pagamento rescisório dos funcionários. Uma semana depois, a Justiça do Trabalho liberou, então, para que a Petrobras repassasse a verba para a Personal Service facilitando, assim, o pagamento dos direitos trabalhistas. “Temos família, filhos e contas a pagar. Queremos o nosso dinheiro”, gritavam os trabalhadores, em frente ao prédio da 1ª Vara do Trabalho. Priscila Leal trabalhou na empresa durante 1 ano e 2 meses, sendo também uma das representantes da comissão de desempregados, e afirma que a Personal já recebeu o repasse da estatal. Apesar disso, recentemente a empresa terceirizada apresentou proposta para parcelar a rescisão em até 24 parcelas.

Centenas de funcionários ocuparam a entrada da 1ª Vara de Trabalho, na tarde de ontem

“O setor de Recursos Humanos avalia o valor da rescisão de cada funcionário, e se for muito alto a empresa oferece parcelamento de 18 a 24 parcelas. Isso é um absurdo. Temos nossos compromissos

e despesas”, declara Priscila. Marcelo Cardoso também faz parte da comissão e trabalhou na empresa por quase 7 anos, e diz: “Esperamos um resultado favorável quanto ao pagamento de forma integral,

e não parcelado. Temos família e precisamos honrar com os nossos compromissos”, disse. A equipe de reportagem do jornal O DEBATE entrou em contato com a comissão, e eles

informaram que o resultado foi positivo, porém estavam em audiência com o promotor. A assessoria de comunicação da Personal foi procurada, mas até o momento ninguém foi encontrado.

VENDAS

Comércio passa a funcionar até as 22h Horário especial do comércio começa no próximo dia 12, e lojas fecharão as portas mais tarde e abrirão aos domingos Quem ainda não foi às compras de final de ano por falta de

tempo, não terá mais desculpas. A partir do dia 12 de dezembro, as lojas do Centro de Macaé fecharão as portas mais tarde. A previsão é que de segunda a sexta-feira as lojas fiquem abertas duas horas a mais que o normal. "É uma ótima oportunidade para as pessoas que trabalham durante a semana, e que não

tem ânimo para ir às compras à noite e que têm somente o final de semana disponível. Por outro lado, nós acabamos vendendo mais", comentou Robson Machado, vendedor de uma loja na área central. Esse horário especial é um conforto para os consumidores, já que não precisam correr

contra o tempo, podem escolher quando sair de casa e de preferência fora do horário de engarrafamento. "Eu ainda não comprei nada para dar de presente à minha família. Fico o dia todo no escritório e quando saio às 18h enfrento aquele trânsito horrível", reclama Sônia Prestes, contadora.

OPEP

Sancionada nova lei que desobriga a participação da Petrobras no pré-sal A estatal agora tem preferência na escolha dos campos onde tem interesse de operar e investir Antes, a Petrobras deveria participar obrigatoriamente com um mínimo de 30% do capital nos campos de petróleo das camadas do pré-sal, além de ser a única operadora em trabalhos de exploração, avaliação de áreas e perfuração. Com essa nova lei, sancionada na última quarta-feira (30), que vai basicamente disciplinar os

próximos leilões, e que visa ampliar a participação privada na exploração do pré-sal, a Petrobras está desobrigada de investir nos campos. Ao sancionar a lei, o presidente da República, Michel Temer, disse ser sensível ao tema por considerar “um pouco exagerado” que a estatal fosse obrigada a participar de todo e qualquer empreendimento. Com a nova legislação, caso não haja interesse da estatal atuar em um determinado bloco, os grupos investidores assumirão integralmente essa responsabilidade. Para o presidente Michel

Temer, a nova lei vai reativar o setor do petróleo e gás com um novo impulso, permitindo a ampliação do número de empregos. O ministro de Minas e Energia (MME), Fernando Coelho Filho, destacou que a nova lei do pré-sal permite que a petrolífera tenha o direito de escolher apenas os investimentos que fazem sentido econômico para ela, sendo que essa iniciativa dá oportunidade às empresas brasileiras de dividirem a riqueza extraordinária que é o subsolo do pré-sal. O ministro citou que a lei das

estatais teve seu efeito sentido no Ministério, uma vez que as empresas do setor tiveram maiores elevações na bolsa. O governo considera o projeto importante para dar um sinal aos investidores estrangeiros, em momento de crise política e o País precisando vender e atrair capital. Para Fernando Filho, a nova regulamentação do setor não prejudica as empresas brasileiras, pelo contrário, possibilita que as companhias que já são fornecedoras da Petrobras possam participar da exploração do pré-sal. WANDERLEY GIL

Mudanças aprovadas na Câmara e no Senado têm como objetivo ampliar a entrada do capital privado na exploração

Assim como Sônia, diversas pessoas passam pela mesma situação. No dia a dia corrido falta tempo para o lazer e o final de semana é muitas vezes o único momento disponível. Assim, visando atender os consumidores macaenses, as lojas ficarão abertas no sábado até o movimento reduzir, sendo que ainda não foi estipulado um horário de fechamento. Já no domingo, o comércio passará a abrir suas portas, a partir desse final de semana, até as 14h. O horário estendido segue até o dia 30 de dezembro. No dia 31, véspera de reveillon, as portas fecharão às 14h. Além de faturar com comissões das vendas, os trabalhadores receberão bônus pela

jornada de trabalho especial. Com isso, a expectativa é gerar um aumento de até 40% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado. Já no Shopping Plaza Macaé, o horário especial começa no sábado, dia 10. Durante a semana, o shopping abre as portas em horário normal, das 10h às 22h. Nos sábados, o funcionamento passa a ser das 10h às 23h. E aos domingos, das 10h às 22h. No dia 24 de dezembro, véspera de Natal, o shopping só abre até às 18h e no dia 25 fecha as portas para o feriado. Após o dia 25, o horário diferenciado termina e volta ao normal. Somente no dia 31, o estabelecimento funciona em horário reduzido, até às 16h.


6

O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Polícia

NOTA

Violência contra a mulher é tema de campanha durante 16 dias. Programação em Macaé debate o tema anual oficial "Uma vida sem violência é um direito das mulheres".

RIO DAS OSTRAS

Polícia apreende menores de idade com simulacro de pistola após assalto Por lei, apenas se a pessoa utilizar arma de brinquedo em atos ilícitos pode ficar detida

A

Polícia Militar (PM) realizou operações em Rio das Ostras, após receber informações do Disque-Denúncia. No bairro Costa Azul, a PM localizou dois menores de idade suspeitos de roubo. De acordo com as informações, uma denúncia relatou à polícia que três elementos haviam efetuado roubo a um transeunte, no bairro Recreio, sendo que, em seguida ao fato, fugiram em direção ao bairro Costa Azul. De imediato, uma guarnição seguiu ao bairro informado e conseguiu localizar dois elementos na Avenida Roberto Silveira. Eles perceberam a presença da viatura e tentaram se desfazer de um objeto, que foi identificado como um simulacro de arma de fogo. Foi feita abordagem e revista pessoal, sendo encontrado um aparelho celular. Após buscas no entorno, encontraram uma bolsa que pertencia à vítima. Encaminhados à delegacia, a vítima reconheceu os dois pelo delito e os menores de 15 e 16

anos ficaram apreendidos. Na última edição do Café Comunitário, o tenente Cristiano, que comandou o encontro, frisou sobre a questão de simulacros perante a legislação. Segundo ele, portar simulacros de arma de fogo não é crime. Por este motivo, a polícia tem problemas em conseguir a prisão de elementos suspeitos que fazem mau uso do material. “Infelizmente, a lei do desarmamento não prevê que uma pessoa flagrada pela polícia em posse de um simulacro de arma de fogo esteja cometendo um crime. Ou seja, em várias situações suspeitas a pessoa é encaminhada à delegacia, mas se não houver vítimas de roubo apenas o material é apreendido e a pessoa é liberada. Isso não é culpa do delegado ou do policial, é o que diz a lei,” esclareceu o policial militar. Ele também afirmou que, por essa razão, a importância do cidadão comparecer à delegacia para registrar as ocorrências. “É preciso registrar qualquer tipo de delito, já que isso pode ajudar

a prender o meliante. Por exemplo, um policial militar aborda um elemento suspeito, este está apenas com o simulacro de arma de fogo, o policial encaminha ele para a delegacia e lá não tem nenhum relato de vítimas de roubo, que possam se encaixar no caso, ele é liberado e o simulacro apreendido. Agora, se na delegacia existir ocorrência que se encaixe com o perfil do elemento que foi encaminhado à DP, a vítima é solicitada para reconhecimento do suspeito e, caso seja ele o autor, ficará preso”, explicou o tenente Cristiano. Por fim, ele frisou que para se obter uma arma de fogo é preciso ter bastante dinheiro para a compra, já que se trata de um produto caro no mercado. No entanto, a aquisição de um simulacro de arma de fogo é algo fácil por ser um produto mais barato. Ainda, segundo o policial militar, uma Airsoft (arma de brinquedo de pressão) é extremamente parecida com as armas originais, o que encoraja a atitude dos criminosos.

DIVULGAÇÃO PM

Adolescentes estavam em posse de um simulacro de pistola e de uma bolsa que havia sido roubada

32º BPM

TRÁFICO DIVULGAÇÃO PM

Veículos roubados continuam sendo recuperados em operações da Polícia Militar Dados apontam que, dentro de toda a área da 32a AISP, as polícias conseguiram recuperar mais da metade dos veículos roubados

O material encontrado foi encaminhado à 123ª DP e ficou apreendido

Suspeitos são presos em posse de droga e rádio-transmissor Placa da motocicleta utilizada pelos elementos estaria adulterada O Disque-Denúncia ajudou a Polícia Militar (PM) em mais uma operação de combate ao tráfico de drogas em Macaé. Após informações, dois elementos foram presos ao serem encontrados com maconha e um

rádio-transmissor, próximo à comunidade Nova Holanda. Uma guarnição iniciou patrulhamento no local avistando os suspeitos em uma motocicleta. Ato contínuo, a equipe policial tentou se aproximar, mas os homens abandonaram o veículo na via pública e correram em direção ao viaduto que liga a comunidade Nova Holanda a Fronteira. Apesar de tudo,

foram alcançados e detidos. E após revista pessoal foram encontrados um rádio-transmissor e certa quantidade de maconha. Os suspeitos foram encaminhados à 123ª DP, onde o elemento de 21 anos teria informado que a moto abandonada na rua era de sua propriedade e que estaria com a placa adulterada. Os dois suspeitos ficaram presos.

Diariamente a Polícia Militar (PM) registra casos de recuperação de veículos roubados na área do 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM). Desta vez, as operações ocorreram no município vizinho de Rio das Ostras, onde dois carros roubados foram encontrados. No bairro Jardim Mariléa, informações do Disque-Denúncia relataram que havia um carro abandonado na Rua Niterói. No local, os policiais encontraram um Chevrolet/Colbat, placa FFP-6354, que havia sido furtado no dia 29 de novembro. A outra ocorrência ocorreu no bairro Bela Vista, onde um carro Ford/Fiesta Hatch, placa KWE-9878, estava abandonado na Rua Rio de Janeiro, esquina com a Rua Belém. As ocorrências foram apresentadas na 128ª DP, sendo registrada a recuperação dos veículos. DADOS

De acordo com as informa-

ções, Macaé está na frente, em número de roubos/furtos, dos outros cinco municípios abrangentes do 32º BPM (Rio das Ostras, Conceição de Macabu, Casimiro de Abreu, Quissamã e Carapebus). De janeiro a setembro, Macaé apresentou 207 registros deste tipo de crime, em segundo lugar ficou Rio das Ostras com 125 casos. Ainda em Macaé, fevereiro e julho foram os meses com a maior incidência de roubos de veículos, sendo 31 ocorrências deste

fato. Em toda a área da 32ª AISP, o relatório informou que foram, ao todo, 374 casos até o mês de setembro. Quanto à ação policial na recuperação desses veículos, os dados são favoráveis à Polícia Militar (PM), já que no total dos seis municípios foram recuperados 298 veículos roubados/furtados. Em Macaé, 162 ocorrências foram registradas na 123ª DP relativamente à recuperação dos veículos. Em Rio das Ostras, 87 casos. DIVULGAÇÃO PM

Os veículos roubados foram recuperados em operações da PM


O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Geral

7

NOTA

Associação Comercial e Industrial lança Campanha de Natal. A edição que tem como tema “Fortaleça o comércio local” busca incentivar as vendas.

VAGAS

Educação abre segunda fase de pré-matrícula no dia 5 Processo poderá ser efetuado até o dia 16, através do portal da prefeitura

C

omeça na segunda-feira (5) a segunda fase da prématrícula para novos estudantes que desejam ingressar na rede municipal, no ano letivo de 2017. Serão oferecidas vagas para alunos das seguintes modalidades: Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Pré I da Educação Infantil direcionada a alunos na faixa de quatro anos e Pré II para alunos com cinco anos. Os estudantes devem ter quatro e cinco anos completos até o dia 31 de março de 2017. O cadastro, que será encerrado no dia 16 de dezembro, pode ser feito pelo endereço eletrônico www.macae.rj.gov.br ou pessoalmente de segunda a sextafeira, das 9h às 17h, no polo de atendimento no Centro de Educação Tecnológica Profissional (Cetep), situado à Rua Alfredo Backer, nº 363, Centro. A rede municipal divulgará o resultado da pré-matrícula no dia 11 de

janeiro de 2017 no portal da prefeitura ou nas dependências das escolas. A pré-matrícula para os alunos de dois e três anos (maternal I e II) foi realizada entre os dias 7 e 25 de novembro. A pré-matrícula é direcionada a novos alunos provenientes de escolas estaduais, privadas ou de outros municípios, além daqueles que desejam iniciar o período escolar em 2017. Macaé segue a Lei de Diretrizes e Bases, que garante a educação básica obrigatória e gratuita (a partir dos quatro anos), além do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), que estabelece o acesso à escola pública. Ao cadastrar a pré-matrícula, os interessados devem apresentar os seguintes dados: nome completo do candidato, data de nascimento, conforme certidão de nascimento, certidão de casamento ou documento oficial que a substitua, rede escolar de origem, quando for o caso, no-

me dos pais e telefone de contato, além da etapa de Educação Infantil, ano de escolaridade do Ensino Fundamental ou Médio ou ciclo da EJA a ser cursado em 2017. No sistema, o responsável deve obrigatoriamente apresentar três opções diferentes de unidades escolares que fazem parte da rede municipal. Também devem ser fornecidos declaração, conforme laudo clínico, se o candidato necessitar de atendimento educacional especializado, nome dos pais ou responsáveis, telefone para contato ou e-mail, além de endereço completo. O estudante que ingressar no Ensino Fundamental deve ter seis anos ou a completar no dia 31 de março de 2017. Já para Educação de Jovens e Adultos (EJA), os alunos dos ciclos I ao V devem ter 15 anos completos ou a completar. O Ensino Médio somente é oferecido nas unidades escolares situa-

ESTUDO

Evento reuniu profissionais da área e estudiosos da psicanálise de várias partes do país

Grupo de Macaé se destaca durante Evento de Psicanálise Cerca de 400 pessoas, entre profissionais da área e amantes da psicanálise de todo o Brasil e do exterior, participaram do VI Encontro Nacional e do VI Colóquio Internacional do Corpo Freudiano Escola de Psicanálise, que aconteceu em Búzios. O evento, que foi realizado pelo Núcleo de Psicanálise de Macaé e pela Seção Rio de Janeiro, as quais compõem duas das 17 Se-

Resultado sobre alocação de estudantes será divulgado pela Educação em janeiro

das na região serrana. Após a divulgação dos candidatos alocados, os pais ou responsáveis legais deverão

comparecer nas unidades municipais previamente estabelecidas durante o précadastro para efetuar a ma-

trícula entre os dias 12 a 18 de janeiro com documentos determinados pela Secretaria municipal Educação.

REDE DIVULGAÇÃO

Núcleo de Psicanálise de Macaé e da Seção Rio de Janeiro reuniram profissionais em Búzios

ASSESSORIA

ções e Núcleos do Corpo Freudiano Escola de Psicanálise, aconteceu no último final de semana, no Ferradura Resort. O objetivo foi promover a transmissão da psicanálise, embasada na teoria do seu fundador Sigmund Freud e dos ensinos do psicanalista francês Jacques Lacan. Temas relativos ao exibicionismo, padrões de beleza, consumismo, moda, pornografia, distúrbios alimentares, fenômenos psicossomáticos, entre outros, foram amplamente abordados e debatidos nas 38 mesas-redondas e 6 conferências. Já na abertura, a organização

surpreendeu os participantes inserindo a capoeira na execução do Hino Nacional, introduzindo assim a temática do corpo, tema do evento, pelo viés da arte, com a participação da Associação Cultural de Capoeira Ginga de Corpo, entidade que acolhe crianças em situação de vulnerabilidade social, na cidade de Cabo Frio. A mesa diretora foi composta por Vera Fragoso (Macaé/RJ), Cristiane Lollo e Paolo Lollo (Paris/FR) e também pelo psicanalista Dr. Marco Antônio Coutinho Jorge (Rio de Janeiro/RJ), presidente e fundador da Escola. A comissão organizadora do evento foi composta pelos membros do Núcleo de Psicanálise de Macaé, Rildo Loureiro, Vera Fragoso, LigiaHaetmann, Paulo V. Nunes e Fabiana Fernandes. A ex-senadora Marina Silva, fundadora da REDE Sustentabilidade participou do encontro. Marina é formada em história, com especializações em psicanálise e pedagogia.

Secretário Estadual de Educação nega fechamento de escolas Wagner Victer explicou que haverá readequação de turmas e propostas de municipalização Apesar do Secretário de Estado de Educação, Wagner Victer, negar o fechamento de unidades escolares no ano de 2017, a apresentação feita pela secretaria mostra que no próximo ano está prevista uma reorganização em mais de 20 escolas da rede pública de ensino no Estado. Com isso, alunos serão transferidos, turmas reduzidas e turnos extintos. Os dados foram apresentados pela Comissão de Educação da Assembleia

Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) durante audiência pública realizada na quartafeira (30). "Todo ano é feito um planejamento com adequação de turmas no sentido de pegar algumas escolas que têm uma participação pequena, municipalizar e ampliar a oferta de ensino", explicou o secretário. Ele ainda enfatizou que as mudanças não têm relação com a crise financeira do estado e que o número de vagas ofertadas para o próximo ano letivo, aproximadamente 500 mil, entre novas matrículas e rematrículas, é maior que aquelas oferecidas em 2016. Presidente da Comissão de Educação, o deputado Comte

Bittencourt (PPS) desaprovou as medidas. "Elas apontam para o encerramento dessas unidades. É doloroso para uma comunidade ver encerradas as atividades de uma escola ou um curso noturno que era oferecido no espaço", justificou o parlamentar. Professores e alunos da rede estadual reclamam que não foram consultados sobre as mudanças apresentadas pela secretaria de Estado de Educação (Seeduc). Segundo a Seeduc, as transferências foram avaliadas por representantes regionais, que verificaram a estrutura das escolas e a localidade para a qual os alunos seriam realocados, com uma distância média de 2 km até a nova escola. OCTÁVIO BARBOSA/ASSESSORIA

Comissão da Alerj avaliou propostas para a rede estadual de educação em 2017


8

O DEBATE DIÁRIO DE MACAÉ

Macaé, sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ESPECIAL

Apresentação reúne macaenses em apoio à Fundação Luiz Reid Orquestrando a Vida brindou o público com música de qualidade em noite marcada por fortes emoções

E

moção! Esse foi o sentimento compartilhado pelos macaenses que fizeram questão de prestigiar a apresentação do grupo "Orquestrando a Vida", que aconteceu na noite de quarta-feira (30), na Paróquia Santo Antônio, no Visconde. Além de apreciar música clássica de qualidade, o público presente reviveu a época dos encontros sociais da cidade, reencontrando personalidades do cotidiano de Macaé que dividem algo em comum: o amor e o respeito pelos 40 anos de atividades da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Macaé (FAFIMA). Dedicada a ajudar a Fundação Luiz Reid no enfrentamento de uma crise financeira, que

ameaça o funcionamento da FAFIMA, a noite marcou também a união de representantes de outras instituições e movimentos sociais que sempre lutaram pelo desenvolvimento da educação e da saúde de qualidade do município, uma sinergia importante para o atual momento crítico da cidade. Lideranças políticas, empresários e cidadãos comuns dividiram, não apenas os bancos de madeira da Paróquia Santo Antônio, mas o desejo de garantir a Macaé o compromisso de não deixar a FAFIMA encerrar suas atividades, mas também o desejo de reerguer a instituição que formou, além de educadores, cidadãos de bem de várias partes da região.

WANDERLEY GIL

Geraldo Mussi, Oscar Pires e Sueli Mussi na apresentação

Rita de Fátima (Sentrinho), Paulo Nolasco e Beth Azevedo

Beth Azevedo, Pedro Reis, Aldo Mussi e Ronaldo Madeira

Grupo de gaita de fole foi a grande surpresa da noite

CRÉDITO

Grupo campista se apresentou na Paróquia Santo Antônio

RECONHECIMENTO

Macaé Esporte presta homenagem ao zagueiro Filipe Machado Diretoria do clube convida para Missa em memória do jogador vítima da tragédia do Chapecoense Em homenagem à trajetória brilhante do jogador Filipe Machado, e em memória de todas as vítimas do desastre aéreo ocorrido na Colômbia, o Macaé Esporte convida para a Missa que será celebrada neste domingo, dia 4, na Paróquia Santo Antônio, às 19h. A homenagem do clube da cidade, que contou com a participação do zagueiro Filipe,

contratado em 2014, será estendida também à memória dos jornalistas e equipe do Chapecoense, que perderam a vida no desastre aéreo registrado na Colômbia, na madrugada de terça-feira (29). O Macaé Esporte integra uma corrente formada por diversos clubes esportivos do mundo, que se uniram em solidariedade ao time devastado pelo acidente cujas causas ainda estão sendo apuradas. Antes de brilhar no Chapecoense, Filipe Machado integrou o elenco do Macaé Esporte que garantiu o título da Série C do Campeonato Brasileiro em

2014. No ano seguinte, o zagueiro foi um dos destaques do Leão durante a Série B da competição, onde chegou a atuar como capitão substituto de Gedeil em algumas partidas. TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

Filipe Machado jogou no Macaé


Noticiário 02 12 2016  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you