Issuu on Google+

issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 1

Distribuidor das Tintas Mipa no distrito de Viseu Telemóveis: 963 223 477 / 917 106 800 Rua da Remolha, 94 Travassós de Baixo - 3505 VISEU

Semanário Independente e Regionalista / Director e Fundador: Fernando de Abreu ANO XXXIX - Nº 2059 - Quinta-feira, 12 de junho de 2014 - Preço: 0,60 Eur. - IVA incluído

Viseu volta a ser o distrito mais afetado do país

Mais escolas do ensino básico em risco de fechar no distrito de Viseu

Vivendo no “marasmo” tantos anos, Ribafeita saltou para a luz da ribalta na senda do progresso

PÁGINA 5

Aeródromo Municipal de Viseu recebe Certificação do Instituto Nacional de Aviação Civil Madre Rita, melhoramentos e projetos dão à freguesia o lugar que há muito merecia Inacreditavelmente, depois de um “jejum” de mais de duas décadas, no que respeita a obras levadas a cabo pela Junta de Ribafeita, nes-

PÁGINA 3

Primeiro Festival da Vitela de Lafões e Produtos Regionais foi um sucesso

PÁGINA 7

tes último cinco anos aquela freguesia tirou o “ventre de misérias”, ao inaugurar, no passado sábado, várias estradas da sua responsabilida-

de, nas quais houve um dispêndio superior a meio milhão de euros, a que se juntam outros benefícios municipais feitos. - PÁGINAS 10 e 11

Investimento rondará os 120 mil euros

Câmara Municipal de Viseu avança com concurso para transportes escolares em rotas especiais Restauro de painéis de azulejos no Rossio e Fontelo foi também aprovado - PÁGINA 3

Complexo CONVENTURISPRESS - Avenida do Convento nº 1 - Orgens - 3510-674 Viseu Norte email: geral@noticiasdeviseu.com - publicidade@noticiasdeviseu.com - Telefones: 232 087050 - Fax: 232 087567


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 2

2 Viseu

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

12 junho 2014 quinta-feira

Registo DGCS 102220 Depósito Legal 182.842/02 Semanário - sai às 5ªs feiras SEDE: Complexo Conventurispress Av. do Convento, nº 1 3510-674 Viseu Norte Redação: Telefone: 232 087 050 Fax: 232 087 567 e-mail: geral@noticiasdeviseu.com Publicidade: Telemóvel: 968 072 909 publicidade@noticiasdeviseu.com

Escola Profissional Mariana Seixas entrega diplomas a 105 alunos no Centro Histórico de Viseu No passado dia 30 de maio, a Escola Profissional Mariana Seixas entregou 105 Diplomas aos alunos que concluíram os seus cursos profissionais e o curso de educação e formação no ano letivo transato. A cerimónia decorreu nos jardins da Casa do Miradouro, em pleno Centro Histórico da Cidade de Viseu e na qual os convidados, alunos, pais, professores, funcionários e amigos puderam testemunhar o corolário de anos de trabalho, empenho e dedicação. Estiveram presentes diversas entidades que se associaram a mais esta iniciativa da Escola Profissional Mariana Seixas, nomea-

damente a Vereadora da Câmara Municipal de Viseu, Odete Paiva, tendo salientado “a criatividade como uma das marcas que a Escola tem desenvolvido e que terá com toda a certeza lugar de des-taque no centro histórico da cidade de Viseu.” O Vice-Presidente do Instituto Politécnico de Viseu, José Costa, “deu os parabéns a todos os diplomados e em particular à Escola pelo contributo que tem dado não só ao IPV mas também a toda a cidade de Viseu.” O Diretor da EPMS, Gonçalo Ginestal, caracterizou os novos

PROPRIEDADE Nodigráfica - Informação e Artes Gráficas, Lda. Empresa Jornalística nº 223518 Contribuinte: 501 511 784 Nº Registo Conservatória: 1299 Capital Social: 75.000,00 Euros SÓCIOS Fernando Mateus Rodrigues de Abreu - Administrador Graça Maria Lourenço de Abreu Anabela Lourenço de Abreu (5458) - Gerentes REDAÇÃO José Alberto Lopes (C.P. 9193)

mais intensa e de grande proximidade dentro em breve. Este dia de festa foi também abrilhantado por dois talentosos alunos, a Ana Rafaela e o Ruben Costa, que proporcionaram a todos os presentes alguns momentos musicais muito agradáveis. A cerimónia de entrega de diplomas foi ainda enriquecida com um cocktail de encerramento confecionado e servido pelos alunos do Curso de Restauração da Escola Profissional Mariana Seixas. No final do evento, foi feita a despedida com um pequeno cocktail presenteado pelos alunos do curso de Restauração.

Opinião

PAGINAÇÃO - GRAFISMO José Alberto Lopes (C.P. 9193) COLABORADORES Acácio Pinto Laurinda Ribeiro Fernando José Ribas de Sousa Celso Neto Armindo Amaral Serafim Marques Maria Helena Marques Santana-Maia Leonardo

António Costa

DELEGAÇÕES Lisboa - Pais da Rosa São Paulo - Adriano Costa Filho Ourense - Sílvia Pardo Pau (França) - Laurinda Ribeiro Gabande (Espanha) - Enric Ribera IMPRESSÃO, DOBRAGEM E EXPEDIÇÃO Tipografia Exemplo - Tarouca TIRAGEM Mês de maio: 30.000 exemplares Dec. Lei 645/76 de 30/7 ÍNDICE DESTA EDIÇÃO: Viseu ............................... Opinião .......................... Saúde .............................. Reportagem ................... Tudo K Precisar ............ Classificados ................. Desporto ......................... Regional .......................... Diversos .......................... Última ..............................

diplomados como profissionais de qualidade, criativos, empreendedores e profissionais, realçando os resultados obtidos nas mais variadas vertentes e projetando a Escola para o futuro. Terminou a sua intervenção deixando a todos uma palavra de esperança e ânimo destacando que “os verdadeiros vencedores na vida são as pessoas que olham para cada situação com a esperança de poder resolvê-la ou melhorá-la.” A concluir, o Gestor do Centro Histórico de Viseu, Fernando Marques, salientou a parceria com a EPMS que se pretende seja ainda

2/7 8 9 10/11 12 13 14/15 16/18 19 20

O PS é um grande partido político, um partido em que a liberdade é a matriz fundacional. E se digo isto para começar, é para que todos percebamos que no PS, todos e cada um, somos cidadãos livres. Tenho, pois, muito orgulho em ser militante do PS, de um partido com uma história rica na diversidade, rica na defesa das causas primeiras que enformam o nosso estado de direito democrático e o nosso estado social. É por isso que os líderes, todos, desde Mário Soares a António José Seguro me merecem o maior dos apreços. Todos, cada um com as suas idiossincrasias, serviram o PS, serviram Portugal. Nunca, na nossa história, houve nenhum momento, nenhum motivo, em que nos tenhamos desagregado, em que tenham sido colocados em causa os princípios maiores que nos unem e em que acreditamos, os

Entendo que António Costa, no atual contexto político, dará mais densidade à proposta política do PS, dará mais força a um projeto de esperança para Portugal. princípios e os valores da liberdade, da igualdade e da solidariedade. E se no passado sempre soubemos ultrapassar os problemas internos com que nos confrontámos, também hoje seremos capazes de o fazer, à semelhança de ontem, com elevação, com nobreza, com respeito.

E nas sociedades modernas, nos partidos políticos, não há duas formas de resolver a linha política e as lideranças, só há uma, que é a devolução da palavra aos militantes, que é ouvir os socialistas. E eu creio, inequivocamente, que um congresso eletivo é o melhor espaço e o mais célere para escutar os militantes. Porém, nada tenho a opor às eleições primárias que, aliás, defendi quando apoiei Francisco Assis, há três anos, e ainda bem me lembro da bateria de argumentos contra, dos que agora a elas se renderam. Em síntese, seja o que for que façamos, sejamos céleres, o país impõe-nos rapidez. Quanto às opções, António José Seguro ou António Costa, sejamos também claros. Estamos perante dois grandes socialistas. Dois militantes de primeira linha que merecerão de cada militante, de cada um de

Acácio Pinto *

nós um olhar atento. E cada um, em liberdade, em consciência, deverá responder a uma questão: qual dos dois se encontra em melhores condições para responder aos desafios que se colocam ao PS e a Portugal? A minha resposta é António Costa. Entendo que António Costa, no atual contexto político, dará mais densidade à proposta política do PS, dará mais força a um projeto de esperança para Portugal. E esta minha opção não é contra ninguém, é uma opção pelo PS, é uma opção por Portugal. Uma opção livre, dentro de um partido livre. * Deputado do PS


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 3

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Viseu

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

Aeródromo Municipal de Viseu recebe certificação do INAC

O Aeródromo Municipal de Viseu acaba de receber a certificação da autoridade aeronáutica portuguesa: o Instituto Nacional de Aviação Civil. A certificação, válida até 29 de Maio de 2019, permitirá radicar no aeródromo municipal serviços de voos comerciais e operações aeronáuticas, cumprindo todos os protocolos de segurança em vigor. Esta certificação é, para Almeida Henriques, Presidente da Câmara Municipal de Viseu, “um selo de qualidade” da infraestrutura e “um fruto do bom investimento que realizámos. Este reconhecimento cria condições favoráveis para a inclusão da cidade-região na nova rota de voos regulares que ligará Viseu a Lisboa e coloca o aeródromo municipal numa posição vantajosa no concurso internacional que deverá ser aberto ainda este ano para assegurar a operação”, sublinhou Almeida Henriques. Esta certificação tornará ainda o aeródromo municipal atrativo para a radicação de outros serviços. Para já está também garantida radicação dos serviços de investigação do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA), organismo do Ministério da Economia.

Sensibilização rodoviária chega a 1000 crianças de Viseu O Município de Viseu foi parceiro da iniciativa “ACP Kids”, promovida pelo Automóvel Club de Portugal, que marcou presença em Viseu, nos dias 5 e 6 e junho, no Multiusos de Viseu. A iniciativa de educação rodoviária infanto-juvenil chegou a mais de 1000 crianças de várias escolas do 1º ciclo do Ensino Básico de Viseu. Formar “embaixadores” e futuros condutores para boas práticas de condução segura e contra a sinistralidade foi o objetivo, em linha com as prioridades educativas municipais de promoção da qualidade de vida.

3

Restauro de painéis de azulejos no Rossio e Fontelo foi também aprovado

Câmara Municipal de Viseu avança com concurso para transportes escolares em rotas especiais A Câmara Municipal de Viseu aprovou, no dia 5 de junho, a abertura de um concurso público para o serviço de transportes escolares em circuitos especiais, num investimento que rondará os 120 mil euros. Este serviço de transportes escolares servirá 300 crianças do 1º Ciclo do Ensino Básico e o Pré-Escolar cujas residências estão excluídas das carreiras regulares, nos agrupamentos de Viseu Norte, Viseu Sul, Viseu Urbano, Mundão, Viso e Piaget. Para o Vice-presidente Painel de azulejos do Rossio vai ser restaurado da Câmara Municipal, Joaquim Seixas, «este é um inbanos de Viseu, em cumprimento do vestimento positivo e justificado: a disposto no contrato em vigor da concoesão local e a qualidade de vida das cessão e no índice definido pelo Gofamílias e das crianças são uma priori- verno para o aumento dos preços nos dade do Município e valores inegociá- transportes interurbanos, em janeiro veis do projeto de comunidade». de 2014. O Executivo Municipal aprovou Na reunião realizada, a Câmara também a atualização de 1% dos tari- Municipal de Viseu aprovou ainda a fários dos Sistemas de Transportes Ur- atribuição de apoios sociais a 17 famí-

lias, num montante de 8400 euros, para despesas de saúde e habitação, dando continuidade à resposta social do Município a situações de grave carência no concelho. Aprovada foi também a execução de trabalhos de restauro em dois painéis de azulejos com valor histórico no Rossio e no Parque do Fontelo.

APPDA-V organiza Caminhada “Casa de Saúde Solidária” A Associação Portuguesa Para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo, em colaboração com a Casa de Saúde, organiza uma vez mais uma Caminhada Solidária, marcada para o dia 14 de junho (sábado), em parceria com a Câmara Municipal de Viseu, Grupo Desportivo "Os Ribeirinhos", Stargym, Beiralab, Travel Gate, Marilú, P.S.P./Trânsito e “Amigos DÁdêga”, para angariação de fundos, para fazer face às enormes preocupações do dia a dia desta Associação. Os participantes devem inscreverse em geral@appdaviseu.com, ou ainda para o telefone 962 987 639, mas também podem convidar familiares, amigos, vizinhos, professores, alunos, entidades patronais, para se associarem ao evento. Quantos mais melhor. Quantos mais quilómetros forem percorridos, mais fundos serão angariados para APPDA de Viseu. A Caminhada Casa de Saúde Solidária, tem início marcado para as 17h 30 do dia 14 de junho, mas a organização pede a todos os participantes, para às 17h00 se juntarem na Casa de Saúde e receberem a camisola, que terá de ser envergada até à chegada, em Abraveses (junto das instalações

da Associação) e tem uma distância de quatro quilómetros, aproximadamente. Devem trazer chapéu ou boné, vestuário e calçado adequado e confortável para caminhar. Na passagem pelo Rossio (cerca de 15m) haverá medida de Tensão Arterial e uma aula de relaxamento pelas meninas do Ginásio STARgym. No final, os participantes terão uma animação proporcionada pelos AMIGOS D´ADEGA e um lanche. A PSP de Viseu fará o acompanha-

mento e facilitará os caminhantes na passagem por ruas e avenidas, até à chegada a Abraveses. Refira-se que quem mais angariar pode receber prémios, sendo o 1º no valor de 85,00 euros (Consulta e Audiograma na CSSM) o 2º no valor de 80,00 euros (Fim de semana em Hotel à escolha) Travel Gate, 3º no valor de 50,00 euros (vale de compras na Boutique MARILÚ) e o 4º receberá uma mensalidade no Ginásio Stargym, no valor de 33,00 euros.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 4

4 Viseu

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Arrancaram as obras na casa de Aristides de Sousa Mendes

Começaram no final de maio as obras de consolidação da antiga Casa do Passal do Cônsul Aristides Sousa Mendes, em Cabanas de Viriato, concelho de Carregal do Sal. O estaleiro, que servirá de suporte para a realização das obras de consolidação da ex-residência do Cônsul de Bordéus, já está montado. A Casa, classificada como monumento nacional, vai ser intervencionada ao nível da cobertura, reforço e estabilização estrutural. As obras incluem a recuperação da cobertura e das janelas da cobertura e toda a parte estrutural de pilares que sustentam a casa. Na parte exterior será feita a picagem das paredes, a pintura e, de acordo com a diretora regional de Cultura do Centro, Celeste Amaro, “possivelmente, se ainda houver dinheiro, iremos ao resto das janelas, porque interessa-nos fechar a casa". Celeste Amaro referiu que as obras foram adjudicadas por aproximadamente 271 mil euros e deverão estar concluídas “em dezembro ou, o mais tardar, princípio de janeiro", adiantando ainda que “depois de concluída esta primeira fase das obras, haverá muitas pessoas interessadas em avançar para uma segunda, destinada a criar na Casa do Passal um espaço relacionado com o feito de Aristides de Sousa Mendes, que salvou milhares de pessoas do Holocausto. "Aristides de Sousa Mendes tem muitos fãs, não só em Portugal, mas também no estrangeiro, com vontade de ajudar. Mas, primeiro, está a nossa capacidade de demonstrar que a casa está pronta estruturalmente, para depois se ver o que é que se vai fazer por dentro", concluiu.

CARTÓRIO NOTARIAL Rua dos Olivais, nº 4 - VISEU Notária - Marina da Conceição de Sousa Alves Martins de Carvalho EXTRACTO Marina da Conceição de Sousa Alves Martins de Carvalho, notária deste Cartório, certifico, narrativamente, para efeitos de publicação, que no Cartório Notarial de Viseu, sito na Rua dos Olivais, nº4, no livro de notas nº 159 a folhas 21, foi lavrada uma escritura de Justificação, pela qual JOSÉ HENRIQUES SOARES, c.f. 182379892, e mulher MARIA ALICE PEREIRA SOARES, c.f. 249431556, casados em comunhão geral de bens, naturais da freguesia de Santar, concelho de Nelas, residentes na Rua do Plame, lugar e freguesia de Vilar Seco, concelho de Nelas, declaram que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrem, de um prédio rústico, terra de cultura com videiras, vinha, pinhal, e mato, sito á Quinta da Póvoa Dão, freguesia de Silgueiros, concelho de Viseu, com a área de 89.049m2, a confrontar do norte com Rio Dão, do sul com Artur Soares e outro, do nascente com Quinta da Adaufa e do poente com Rodrigo de Oliveira Santos Lima, inscrito na matriz sob o artigo 12 229, não descrito na Conservatória do Registo Predial de Viseu. Que este prédio veio à posse dos justificantes, então já casados, por compra que fizeram por volta do ano de 1979, a Dr. Rodrigo de Oliveira Santos Lima, casado que foi em separação de bens com Maria Virgínia de Castro Correia Santos Lima, então residente em Lisboa, sem que tivessem formalizado qualquer ato de transmissão. Que dado o modo de aquisição, não têm os justificantes possibilidades de comprovar pelos meios normais o seu direito de propriedade, mas a verdade é que são donos do indicado prédio, pois desde aquela data que dele têm usufruído, desde então que nele, cortam a lenha e limpam o mato, podam as videiras, e colhem as uvas o que fazem há mais de 20 anos, ininterruptamente, à vista e com o conhecimento de toda a gente, e sem a menor oposição de quem quer que fosse, exercendo no prédio uma posse contínua, pública e pacífica, pelo que adquiriram o prédio por usucapião que invocam por não disporem de documento para primeira inscrição no registo predial. ESTÁ CONFORME O ORIGINAL. Cartório Notarial, Rua dos Olivais nº 4 – 03/06/2014 A Notária, Marina da Conceição de Sousa Alves Martins de Carvalho (NV nº 2059, de 12/06/2014)

Casa da Sé recebe Certificado de Excelência Trip Advisor 2014

O Hotel de Charme Casa da Sé, em Viseu, foi distinguido, pelo segundo ano consecutivo, com o Certificado de Excelência 2014, atribuído pelo Trip Advisor, o mais importante site de viagens do mundo. O Certificado de Excelência Trip Advisor premeia e reconhece as unidades hoteleiras com um nível de qualidade excepcional, com destaque para a hospitalidade, traduzido nas opiniões dos visitantes. Esta distinção atribuída à Casa da Sé reforça a liderança na reputação e reconhecimento do Hotel de Charme nas mais importantes plataformas mundiais de viagens. Também já em 2014 a Casa da Sé foi novamente distinguida pelo maior site de reservas online, o Booking.

com, fazendo parte do grupo restrito de unidades hoteleiras classificadas com a mais elevada distinção qualitativa: “Soberbo”. A Casa da Sé tem sido sucessivamente premiada e reconhecida por diversas organizações internacionais Aberto ao público desde 2011, após a cuidada recuperação de um edifício do séc.XVIII, a Casa da Sé está hoje recheada de antiguidades e obras de arte, sendo um dos mais relevantes investimentos privados da última década no Centro Histórico de Viseu. A Casa da Sé é o hotel de charme de referência da região de Viseu, que se destaca pelo requinte e bom gosto. A Casa da Sé localiza-se na Praça D. Duarte, no coração do centro histórico de Viseu.

Encerramento das atividades da escola dos cursilhos de cristandade Um dia de intensa actividade na Paróquia de Campia – também a Escola de Dirigentes do MCC – tinha programado e realizou o encerramento das suas actividades pastorais, naquela pitoresca aldeia. O local escolhido foi a QUINTA DAS CAVADAS, local paradisíaco e propício à reflexão proporcionada pela envolvência da Natureza, beneficiada pela arte e bom gosto dos proprietários do local. Do Programa constava e cumpriu-se o almoço, seguindo-se um trabalho de Grupos e, posteriormente, um plenário de partilha das conclusões a que cada Grupo chegou. Depois desta actividade, não havia senão que visitar, bem de perto, a imagem que do local se divisava altaneira recortada no verde do pinhal que lhe serve de fundo.

Foi aí que, tal como havia sido programado, em agradecimento à Mãe do Céu que acompanhou todos os trabalhos deste ano, foi recitado o Terço do Rosário, aos pés da Virgem Milagrosa. Como foi belo apreciar daquele mirante toda a beleza com que o Senhor vem brindando aquela terra que se tornou uma das vinte aldeias de Portugal, que vale a pena visitar, conforme caderno anexo a um dos últimos números da revista VISÃO. Mas não pudemos partir dali sem passar pela reserva botânica dos Loendros, outra beleza com que o Senhor presenteou esta aldeia com uma mancha natural tingida de um violeta vivo das flores a encimar o verde do arbusto que lhe dá vida. Esperamos poder voltar no próximo ano.

COLUNA POLICIAL APREENSÃO DE PAPAGAIO E ARARA O Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial da GNR de Lamego, hoje, no âmbito da sua missão do Serviço de Proteção da Natureza e Ambiente (SEPNA), procedeu à apreensão de um PAPAGAIO e uma ARARA (Amazona ochrocephala - Ara ararauna), que se encontravam detidas ilegalmente em cativeiro numa residência de um cidadão de 54 anos de idade, sem que o mesmo fosse detentor dos documentos obrigatórios para sua detenção (CITES). O Proprietário foi nomeado temporariamente fiel depositário. DETENÇÃO POR FURTO O Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR de Viseu, no dia 05 de junho, no âmbito de diligências processuais, e em cumprimento de mandado de detenção emanado pela autoridade de polícia criminal, deteve um indivíduo de 22 anos de idade, residente em Viseu, por furto em sete estabelecimentos comerciais denominadamente cabeleireiros, cafés e restaurantes, na zona de Viseu e Sátão. DETENÇÕES POR POSSE DE ESTUPEFACIENTES Militares do Posto Territorial de Vila Nova de Paiva e do Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR de Moimenta da Beira, no dia 02 de junho, no âmbito de diligências processuais, detiveram quatro indivíduos com idades compreendidas entre os 16 e 32 anos de idade, por cultivo e posse de estupefacientes. Foram efetuadas quatro buscas domiciliárias nos concelhos de Castro Daire, Vila Nova de Paiva e Viseu, das quais resultaram a apreensão de 210 doses de haxixe, seis plantas cannabis, dois pacotes de mortalhas, um saco de fertilizante, um frasco de vidro contendo liamba, diversas armas brancas, seis telemóveis, um tablet, um PC portátil, uma balança de precisão, dois moinhos, um cofre, um aquecedor, dois bastões, munições calibre 6,35mm e um veículo. DETENÇÕES A Polícia de Segurança Pública de Viseu, no dia 4 de junho, no âmbito de uma busca domiciliária, deteve dois cidadãos, um do sexo feminino, de 22 anos, e outro do sexo masculino, de 23 anos. Das buscas efetuadas foi-lhes apreendido o seguinte material: haxixe que daria para cerca de 115 doses individuais, 440 euros em dinheiro, um telemóvel, uma máquina de filmar, um aparelho de GPS e três máquinas fotográficas digitais.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 5

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Viseu

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

5

Viseu volta a ser o distrito mais afetado em novo corte nos estabelecimento de ensino

Lista de escolas com menos de 21 alunos que correm o risco de fechar no distrito de viseu Armamar EB Cimbres, EB Gogim, EB Folgosa, EB Travanca, EB Vila Seca, EB Lumiares Carregal do Sal EB Pardieiros, EB Póvoa de Stº Amaro, EB Sobral de Papízios, EB Vila Meã, EB Travanca de S. Tomé, EB de Beijós, EB de Casal Mendo Castro Daire EB Póvoa de Veado, EB Reriz, EB Mamouros, EB Moledo, EB Vila Boa, EB Cetos, EB Folgosa, EB Ester, EB Mosteiro de Cabril, EB de Picão, EB de Carvalhais Cinfães EB de Meridãos nº1, EB Desamparados, EB de Bustelo, EB de Gralheira, EB de Ameal, EB de Boassas, EB de Ferreiros, EB de Meridãos nº2, Fermentãos, EB de Valinhas de Baixo, EB de Ventuzelas, EB de Covelas. Lamego EB de Matancinha, EB de Mós, EB de Penude de Baixo, EB de Vila Meã, EB de Galvã, EB de Juvandes, EB de Ordens, EB de Lazarim Mangualde EB de Contenças de Baixo, EB de Almeidinha, EB Santo André, EB de Cubos, EB de Santa Luzia, EB de Fornos de Maceira Dão, EB de Abrunhosa do Mato, EB de Lobelhe do Mato Moimenta da Beira EB do Castelo, EB de Caria nº1, EB de Vilar, EB de Sanfins Mortágua EB de Felgueira, EB de Marmeleira, EB de Pala, EB nº1 de Sardoal, EB de Vale de Carneiro, EB de Vila Meã, EB de Vila Moinhos, EB de Vila Nova Nelas EB de Póvoa de Stº António, EB de Vale de Medeiros, EB de Moreira, EB de Vila Ruiva, EB de Aguieira Oliveira de Frades EB nº1 de Paranho, EB de S. João da Serra, EB de Varzielas, EB de Souto Maior Penalva do Castelo EB de Corga, EB de V. Cova do Covelo Penedono EB de Póvoa, EB de Beselga, EB de Souto, EB de Penela da Beira

Resende EB de Cárquere, EB de Rendufe de Cima, EB de Passos, EB de Granja, Granja de Ovadas, EB de Felgueiras, EB de Aregos, Caldas de Aregos, EB de Boavista, EB de Miomães, EB de Vinhós São João da Pesqueira EB de Vilarouco, EB de Vale de Vila, EB de Castanheiro do Sul, EB de Nagozelo do Douro São Pedro do Sul EB de Fermontelos, EB S. Félix, EB de Oliveira, EB de Valadares, EB de Freixo, EB de Gralheira, EB de Serrazes, EB de Sul, EB de Manhouce Satão EB de Avelal, EB de Vila Boa, EB de Pedrosas Tabuaço E.B. de Chavães, E.B de Távora Tarouca EB de São João de Tarouca, EB de Salzedas, EB de Meixedo, EB de Mondim da Beira, EB de Ucanha, EB de Tarouca nº2, Valverde, EB Vila Chã da Beira, EB de Arguedeira, EB de Granja Nova, EB de Dálvares, Corujeira, EB de Tarouca nº1 Tondela EB de Ferreirós do Dão, EB de Mosteiro de Fráguas, EB de Nandufe, EB de Caparrosa, EB de São João do Monte, EB de Caparrosinha, EB de Santa Ovaia de Baixo Vila Nova de Paiva EB de Queiriga Viseu EB de V. Chã do Monte, EB de Passos, EB de Travassôs (Barreiros), EB de Bassim, EB de Paraduça, EB de Prime, EB de Vila Corça, EB de Carragoso, EB de Pindelo, EB de Teivas, EB de Couto de Baixo, EB de Grumiei, EB de Lustosa, EB de Várzea, EB de Rebordinho, EB de Boa Aldeia, EB de Nogueira de Côta, EB de Moure de Madalena, EB de Folgosa, EB de Queirela Vouzela EB de Carvalhal de Vermilhas, EB Stª Comba nº2, EB de Farves, EB Outeiro, EB Fornelo do Monte, EB de Figueiredo das Donas, EB de Carvalhal do Estanho, EB de Vasconha, EB de Caria

Mais escolas do ensino básico em risco de fechar no distrito de Viseu O ministério da Educação quer encerrar mais de 440 escolas já no próximo ano letivo. A proposta é para ser aplicada já no próximo ano letivo. O ministro da Educação, Nuno Crato, quer fechar mais 448 estabelecimentos de ensino do 1º ciclo e do préescolar com menos de 21 alunos. A região centro do país é a mais afetada com o encerramento de mais de 200 estabelecimentos de ensino. Viseu e a Guarda são os distritos onde mais escolas podem fechar já no próximo ano letivo. A proposta foi apresentada às autarquias e já levou municípios de Trásos-Montes a pedir a intervenção do primeiro-ministro Passos Coelho para travar a decisão. Nuno Crato nunca descartou a hipótese de vir a encerrar mais algumas dezenas de escolas, mas o número proposto pelo ministério da educação é bem maior: 448 estão na lista de encerramento definitivo apresentada às autarquias. O Ministro da Educação quer acabar com estabelecimentos de ensino do 1º ciclo e do pré-escolar com menos de 21 alunos. Viseu é o distrito mais afetado com o encerramento de 58 escolas. Segue-

se a Guarda com 45 escolas e o distrito de Santarém com 37 estabelecimentos de ensinos em risco de não abrir portas no próximo ano letivo, ou seja, já no próximo mês de setembro. Uma razia que está a indignar os autarcas, como os da região de Trás-os-Montes, onde está previsto o encerramento de mais de 30 escolas. Os concelhos com mais escolas com poucos alunos são Leiria e Guarda (11 escolas), seguindo-se Viseu (10),

Mirandela, Vila Real, Castelo Branco, Covilhã, Celorico da Beira e Santiago do Cacem (9 escolas, cada um). Em termos de distrito, os que podem perder mais são Viseu (58 escolas com menos de 21 alunos) e Guarda (44 escolas). O número de fecho de escolas dependerá da reorganização que o Ministério da Educação fará, ou seja, da forma como vai redistribuir os alunos das escolas mais pequenas. Algumas destas poderão, assim, ser poupadas.

Deputados do PS questionam governo sobre encerramento de escolas Deputados do Grupo Parlamentar do PS na Assembleia da República questionaram, no passado dia 6 de junho, o ministro da educação e ciência, Nuno Crato, sobre o previsto encerramento de escolas do 1º ciclo a nível nacional. Eis as linhas mestras desse documento. “De acordo com notícias veiculadas nos últimos dias, o Ministério da Educação pretende encerrar, já no próximo ano letivo, 448 estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo e do pré-escolar que tenham menos de 21 alunos, sendo os distritos mais visados Viseu, Guarda e Santarém. (...) Recorde-se que este Ministério, nos primeiros dois anos de mandato, fechou mais de 500 escolas mas no início do presente ano letivo informou que o programa de reorganização se encontrava concluído. Sendo certo que este reordenamento assenta nos objetivos de redução dos riscos de abandono e insucesso escolares mediante a integração de determinados alunos em contextos educativos mais favoráveis e de qualidade superior, de redução do número de turmas com alunos de diferentes anos de escolaridade e de erradicação das situações de isolamento de estabelecimentos de ensino, fica por

esclarecer se no espaço de um ano as condições escolares de um número tão alargado de estabelecimentos de ensino terá sofrido uma alteração tão profunda que determine o seu encerramento. Tendo em consideração que, de acordo com o próprio Ministério, o número avançado é apenas um número indicativo visto que ainda decorre a negociação com as autarquias, o Grupo Parlamentar do Partido Socialista requer, através de V. Exa. (Presidente da Assembleia da República), ao Ministro da Educação e Ciência, resposta às seguintes questões: 1. Quais os motivos que determinam que, numa fase em que já se começa a preparar o ano letivo de 2014/2015, ainda não haja uma decisão final sobre o número de escolas a encerrar no país? 2. A ANMP veio acusar o ministério de estar a conduzir este processo com uma conduta imprópria e pouco dialogante. Quais as diligências em marcha, que entidades estão a ser ouvidas e que metodologia está a ser seguida? 3. Sendo certo que cabe ao CNE a emissão de opiniões, pareceres e recomendações sobre todas as questões relativas à educação, não seria importante

requerer a esta entidade um contributo para uma discussão ainda mais alargada sobre o atual reordenamento da rede escolar? 4. Tendo em consideração que muitos municípios se encontram em pleno processo de revisão das cartas educativas municipais, não seria mais profícuo encetar este diálogo após a sua concretização em prol da eficácia da oferta educativa e dos projetos educativos locais? 5. A definição das escolas a encerrar teve em conta a atual evolução demográfica e a crescente migração de alunos do setor privado para o público devido à crise económica e social que se vive em Portugal? 6. Está o Governo em condições de avançar, fundamentadamente, com dados sobre o número real de escolas a encerrar no próximo ano letivo bem como com os fundamentos subjacentes a esta decisão? Palácio de São Bento, sexta-feira, 6 de Junho de 2014 Os Deputado(a)s Rui Pedro Duarte, Acácio Pinto, Odete João, Agostinho Santa, Sandra Pontedeira, Pedro Delgado Alves, Elza Pais e António Cardoso”.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 6

6 Viseu

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Banco Alimentar Contra a Fome de Viseu angariou 74 toneladas de alimentos O Banco Alimentar Contra a Fome de Viseu recolheu, no fimde semana de 31 de maio e 1 de junho, 74 toneladas de géneros alimentares na campanha realizada em 99 superfícies comerciais dos Concelhos de Aguiar da Beira, Armamar, Carregal do Sal, Castro Daire, Cinfães, Lamego, Mangualde, Moimenta da Beira, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Penedono, Resende, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão, São João da Pesqueira, Sernancelhe, Tabuaço, Tarouca, Tondela, Vila Nova de Paiva, Viseu e Vouzela. Os resultados mostram que os portugueses continuam a apoiar de forma significativa uma iniciativa em que acreditam e que os mobiliza destinada a minorar as carências alimentares com que muitos dos seus concidadãos se debatem. O Banco Alimentar de Viseu agradece a todos os doadores, voluntários, empresas e instituições que apoiaram esta campanha, que quiseram mais uma vez dizer “presente” e demonstrar que com um pequeno gesto podem fazer a diferença. Estes resultados não incorporam ainda os donativos efetuados no âmbito da Campanha Vale nem através da plataforma online, que vêm adquirindo um peso cada vez

maior nas contribuições dos particulares pelo nível de conforto e de facilitação da operação logística que proporcionam a todos os envolvidos, a começar pelos doadores. Os géneros alimentares recolhidos serão distribuídos, a partir da próxima semana, a 101 Instituições de Solidariedade Social, que os entregam a cerca de 5.600 pessoas com carências alimentares comprovadas, sob a forma de cabazes ou de refeições confeccionadas. Prossegue também a Campanha “Ajuda Vale”, nas lojas Continente, Dia/Minipreço, Jumbo/Pão de Açúcar, Lidl e Pingo

Doce e nas bombas de gasolina da BP, CEPSA e GALP. Primeira recolha de alimentos em Angola Outra novidade desta campanha consistiu na realização, pela primeira vez na República Popular de Angola, de uma ação de recolha de bens idêntica. 9 toneladas de alimentos foram angariadas com recurso a voluntários o que representa um novo passo no processo de lançamento de Bancos Alimentares noutros países de língua oficial portuguesa com o duplo objectivo de minimizar carências e lutar contra o desperdício de alimentos.

Lançamento do 14 º Snack BK Foi lançado em abril o 14º Snack BK, e que se vai prolongar no mínimo por três meses. Quero voltar a agradecer mais uma vez, porque nunca é demais, aos nossos clientes/amigos já habituais e residentes, aos que entraram desta

vez nesta edição e aos que entram pela primeira vez… Um enorme bem haja a todos vós! Como o próximo toalhete da BK será para finais de setembro e princípios de outubro, quero aproveitar então para

vos desejar umas excelentes férias! E façam o favor de serem Felizes! Aquele abraço e até Setembro! Rodrigo Espírito Santo P.S. - Para qualquer dúvida ou esclarecimento, contacte: 913 075 647

Seminário “Desporto Adaptado, do ensino à competição”

O Município de Viseu, com a colaboração do Instituto Português de Desporto e Juventude, Comité Paralímpico de Portugal e da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, organiza no próximo dia 6 de junho (sexta-feira), um Seminário sobre o tema “Desporto Adaptado: do ensino à competição”, que terá lugar no auditório do Edifício de Medicina Dentária da Universidade Católica, Centro Regional das Beiras, em Viseu, e que visa sensibilizar os vários agentes locais envolvidos no processo de desenvolvimento desportivo sobre a importância da inclusividade e da forma de organização nacional e local do desporto adaptado, assim como motivar e sensibilizar os clubes desportivos locais para a criação de secções de desporto adaptado, promovendo a integração de pessoas portadoras de deficiência nas atividades. Com um programa que contará com especialistas nacionais e representantes das instituições com maior relevo e competência no panorama do desporto adaptado nacional, como poderá consultar no programa em anexo, o Município de Viseu espera uma forte mobilização de todos os agentes locais, designadamente na área do setor público, associativismo e da comunidade escolar.

Festival Viseu A... recebeu treze mil pessoas em nove dias de programação Durante 9 dias, cerca de 13 mil pessoas passaram pelo VISEU A 24 MAI a 01 JUN que se realizou em cinco municípios (Mangualde, Nelas, São Pedro do Sul e Viseu) do distrito de Viseu. O Festival de Artes apresentou um programa com 26 espetáculos, dos quais 14 foram estreias criadas na região, num total de 65 apresentações que ocuparam praças, escolas, jardins, bares, museus, serras e teatros, e que contaram com a participação de cerca de 511 pessoas e de 150 artistas e equipas técnicas. Integrado na Rede Urbana para a Competitividade VISEU | Dão Lafões, candidata pela CIM Viseu Dão Lafões, ao Programa Operacional Regional do Centro – “Mais Centro”, o VISEU A… teve a sua primeira festa em 2013, que se concretizou em 24 horas non stop de ofertas culturais que invadiram o centro da cidade de Viseu. Um ano depois, o VISEU A… assumiu as características de um festival, passando a nove dias de programação. Programação essa que extravasou a sua ação a concelhos vizinhos. Desde o início que foi intenção deste projeto promover a região através da dinamização cultural, assim como cativar os cidadãos de todas as idades e de todos os quadrantes sociais para fazerem parte deste ousado laboratório de experiências. Durante estes nove dias, o intenso trabalho de transformação do tecido local em relação à arte permitiu que o território se repensasse e fervilhasse de forma entusiasta e festiva.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 7

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Regional

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

7

Certame decorreu em Vouzela nos dias 31 de maio e 1 de junho

Primeiro Festival da Vitela de Lafões e Produtos Regionais foi um sucesso Vouzela recebeu, durante o fim de semana de 31 de maio e 1 de junho, o 1º Festival Gastronómico da Vitela de Lafões e Produtos Regionais, uma iniciativa promovida pelo Município de Vouzela e Escola Profissional, em parceria com a Confraria dos Gastrónomos de Lafões, Cooperativa 3 Serras, Cooperativa Agrícola de Vouzela, Turismo Centro de Portugal, ADDLAP, AEL, CVR Dão e Vasconha BTT Vouzela. Durante dois dias, a vila de Vouzela recebeu alguns milhares de visitantes que, atraídos pela gastronomia, participaram neste certame que teve como principais objetivos a promoção e a divulgação da vitela Lafões e dos produtos regionais. Satisfeito com a iniciativa, Rui

Ladeira, Presidente da Câmara de Vouzela, fez um balanço muito positivo. “Foi um evento de excelência, que permitiu promover um produto de eleição que é diferenciador no contexto regional e nacional”, referiu. “Tem que se criar valor e com este festival estamos a adquirir carne de vitela de Lafões, cumprindo as regras instituídas há mais de 20 anos, por ser uma Indicação Geográfica Protegida (IGP), com um caderno de especificações e uma cadeia que tem que ser cumprida para que o produto chegue às mesas com toda a qualidade”, sublinhou. Na Alameda D. Duarte de Almeida estiveram presentes nove restaurantes que confecionaram

vitela de diferentes formas, tendo também marcado presença a sopa seca e os pastéis de Vouzela. Para além da gastronomia, o programa incluiu arruada pela Sociedade Musical Vouzelense, atuação do Grupo Recordações de Campia, encontro de concertinas e cantares ao desafio da Associação de Cantadores e Tocadores da Beira Alta, Fados e Guitarradas de Coimbra, show cooking com o chef Diogo Rocha, atuação do Rancho da Associação Recreativa e Cultural de Carvalhal de Vermilhas, do Grupo de Amigos de Levides, do Grupo de Cavaquinhos e Cantares à Beira e do Grupo Vozes da Terra. Na abertura do festival foi também apresentado o vinho Chão do Vale – DOP Lafões, pela quinta Chão de S. Francisco, da freguesia de S. Miguel do Mato. O artesanato fez também parte do festival, com a presença de 18 expositores do concelho de Vouzela, assim como o cortejo de vacas e alfaias agrícolas. Para as crianças houve insufláveis e pinturas faciais. Pelo evento passaram inúmeras personalidades da região, desde logo a Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Centro, o Presidente da Turismo Centro de Portugal e o vice presidente da Comissão de Coordenação da Região Centro, que presidiram à abertura oficial do festival, mas também o Presidente da Associação Nacional de Municípios, os Presidentes das

Câmaras de S. Pedro do Sul, Carregal do Sal e Sever do Vouga, deputados da Assembleia da República e o secretário executivo da CIM Viseu Dão Lafões, entre outros. Depois de se afirmar como Capital da Vitela de Lafões, Vouzela dá assim forma a um evento que prestigia e afirma os produtos endógenos e que dinamiza a atividade económica local. Prova Up and Down contou com a presença de 200 ateltas Inserido na programação do 1º Festival Gastronómico da Vitela de Lafões e Produtos Regionais, realizou-se no dia 1 de junho, domingo,

durante a manhã, a quinta etapa do Campeonato de BTT Up and Down, promovida pelo Inatel e Vasconha BTT Vouzela e que contou com a participação de cerca de 200 betetistas. A etapa foi dividida em duas categorias: a maratona com 40 quilómetros e a meia maratona com 20 quilómetros. Michel Machado da SereparecerTeamBTT e Maaris Meier da Saertex Portugal/Edaetech foram vencedores da meiamaratona e na maratona triunfaram Carlos Ramos e Flávia Lopes, ambos do Vasconha BTT Vouzela. A prova decorreu sem incidentes e o balanço para a organização foi muito positivo. A iniciativa contou com o apoio da Câmara Municipal de Vouzela.

Castro Daire comemorou o Dia Mundial do Ambiente A Câmara Municipal de Castro Daire assinalou, no dia 5 de Junho, o Dia Mundial do Ambiente, com uma série de iniciativas nesta área. Durante este dia foram realizadas várias atividades ligadas ao ambiente, nomeadamente a divulgação do desenho da Mariana, aluna do 4.º ano de escolaridade, vencedora em Castro Daire no concurso “Arte em Movimento”, junto às instalações da EB1 de Castro Daire, com o desenho estampado no veículo de recolha de RSU afeto à vila de Castro Daire. Aos alunos do jardim-de-infância de Picão foi oferecido o livro “A ovelha que fazia múu”, da autora Isabel Fernandes Pinto. Um livro inspirado na pastorícia praticada na Serra de Montemuro. No final da manhã foi realizado um forúm na Mata do Bugalhão, Junto á Capela de S. Mamede, alusivo ao tema: “Serra de Montemuro – pensar e agir”, onde participa-

ram os seguintes oradores: Dr. Rui Braguês, Vereador do Turismo do Município de Castro Daire; Ernesto Rodrigues, Divisão de Obras Municipais e Ambiente do Municipio de Castro Daire; João Carlos Pinho, Presidente da ADRIMAG; Henriqueta Ribeiro, Membro e uma das Fundadoras das Capuchinhas de Campo Benfeito; Eduardo Correira, Presidente do Teatro de Montemuro; Joaquim Morgado, Empresário Local; Adérito Ferreira, Autor do livro “Montemuro-GenteFauna-Flora”; Tiago Henriques, Investigador (CIBIO); e Marília Almeida, da Associação de Produtores Florestais de Montemuro e Paiva. (APFMP). Neste Fórum foram discutidos e abordados diversos temas nas mais variadas áreas ligadas á Serra do Montemuro. Desde a sua potencialidade turística, desenvolvimento, passando pela biodiversidade, pela cultura,

tradições e, naturalmente, pelas suas gentes, nas intervenções dos oradores foi possível fazer uma radiografia do que a serra foi num passado recente, o que é nos dias de hoje e o que se espera poderá vir a ser num futuro próximo. Perante um leque de intervenientes das mais variadas áreas ligadas à Serra de Montemuro, sobressai um facto comum a todos, que é o de ser evidente a enorme riqueza que a Serra de Montemuro comporta nas mais variadas áreas, sendo por isso opinião geral que o desenvolvimento do território desta região passará sempre por uma estratégia integrada onde englobe a Serra de Montemuro. Ficou lançado o debate e colhi-

das uma série de propostas e de análises sobre a realidade da Serra de Montemuro, num debate muito participado e profícuo, que, certamente, servirão de reflexão e de inspiração a todos os agentes com papel ativo nesta estratégia de de-

senvolvimento. O Município de Castro Daire agradeceu a todos os participantes nas diversas atividades, o empenho e o contributo especial que deram a este dia especial para o Município!


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 8

8 Opinião

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

O erro de Seguro

Q

uando António Costa (numa atitude eticamente muito suja que me leva a pensar que terá andado a fazer campanha pela derrota do PS) se disponibilizou para ser candidato a 1º ministro, José Seguro reagiu da forma que mais o prejudica e vai sair todo chamuscado desta luta de galos, que pode colocar em risco a vitória do PS nas próximas eleições legislativas. Se não fosse a incompetência do governo e o desnorte que se apoderou daquelas cabeças ocas o PS (que tem como hobby dar tiros nos próprios pés) bem podia esperar sentado... Assim, admito que ganhem, mas não devido à mudança de líder. O (des)governo é tão mau e tão fraco que o PS, mesmo com o

burro do Firmino (é um burro que havia na minha terra) como candidato, corre o risco de ganhar as próximas legislativas... Por isso é que António Costa se chegou à frente! Considero António Costa um “pavão”! Tem razão quando diz que o Povo Português não viveu acima das possibilidades e que é este governo (de lacaios do grande capital especulador, com quem Assis queria coligar-se em caso de necessidade) que nos quer convencer disso, para melhor impor o seu programa de empobrecimento de Portugal. Nunca me apercebi da luta de Costa pelos mais necessitados, agora e no passado... A maneira como lida com os trabalhadores da Câmara retrata bem a sua personalidade!

Por Celso Neto*

António José Seguro reagiu da forma que mais o prejudica e vai sair todo chamuscado desta luta de galos, que pode colocar em risco a vitória do PS nas próximas eleições legislativas.

Um naco de literatura O HÁBITO Tinham-lhe feito repetidas queixas daquele padre, colado na freguesia desde que se ordenara, e como desejasse informar-se com segurança, por forma a proceder com muita rectidão e justiça, mandou albardar a mula, e disse aos seus familiares, à hora da partida, que ia visitar a diocese. Não era possível reunir o cabido para resolver se Sua Ex.ª Reverendíssima devia ir só ou acompanhado; mas alguns senhores cónegos que apareceram, por acaso, já a mulinha, convenientemente ajaezada, esperava á porta do palácio, foram de opinião que devia acompanhar o Sr. Bispo, pelo menos um dos seus fâmulos, o que fosse mais da sua confiança. - Ninguém se atreveria a faltar ao respeito devido a tão elevada autoridade eclesiástica; mas no jornadear pelo campo surgem às vezes circunstâncias que uma pessoa, desacompanhada, não pode resolver, e que podem ter, não se resolvendo, resultados desagradáveis. Surdo a todos os conselhos, obstinado na sua resolução, Sua Ex.ª Reverendíssima fez chegar a mulinha a um poial, e lesto se lhe escarranchou em cima, segurando as rédeas com a mão esquerda, e com a direita abençoando quem estava. Podia lá ser, continuar aquele escândalo a três ou quatro léguas da sede do episcopado! No dia em que lhe puseram a mitra na cabeça, sagrando-o coluna da igreja, Sua Ex.ª Reverendíssima tomou consigo próprio este solene compromisso: - Na diocese que eu governar, não haverá padres vivendo em escandalosa mancebia. A tolerância gera o abuso, e na diocese havia padres carregados de filhos, sem que todavia o escândalo tivesse afastado os bons devotos da Igreja, cada um no íntimo da sua cons-

ciência, e na maior parte dos casos sem dar por isso, reconhecendo que as reivindicações legítimas da Natureza não podem ser anuladas, podendo ser, provisoriamente, iludidas. Sua Ex.ª Reverendíssima começára por dar o exemplo, não tendo ao seu serviço criadas, que mais não fosse uma velha serva, já virtuosa por imposições da idade. Dizia um professor de Coimbra, seu companheiro nos estudos teológicos: - Foi sempre assim, muito obediente aos preceitos da Igreja. Em menino, ainda de cueiros, nos dias de magro, não pegava nos peitos da ama para não meter carne na boca. Bem sabia Sua Ex.ª Reverendíssima que na antiguidade houvera Papas casados, e que alguns, como Alexandre VI, tinham os filhos no Vaticano, e por eles repartiam, com a maior largueza, os bens de S. Pedro, chamando assim a tudo quanto o Sumo Pontífice podia haver à mão, por violência de guerreiro ou por astúcia de político. Sabia mais Sua Ex.ª Reverendíssima que um Papa, Estevão VI, fizera exumar o cadáver dum outro Papa, o Formoso, mandando que o mutilassem e decapitassem, por ter abandonado a sua primeira mulher. Sua Ex.ª Reverendíssima não ignorava tão completamente a história da Roma papalina que não soubesse ter havido muitos Papas casados, muitíssimos Papas amancebados, alguns resgatando, de certo modo, pelo seu enternecido amor aos filhos da sua carne - caro mea - as faltas de piedade cometidas para com tantos outros dos seus filhos - os seus amados filhos em Cristo. Sabia isto muito bem Sua Ex.ª Reverendíssima, e sem muito parafusar nas sagradas teologias, de modo a tirar a limpo se o celibato dos padres é matéria de dogma ou de disciplina, assentara em que disciplina e dogma é tudo a mesma coisa, obrigando por

igual os seus preceitos e determinações. Não, o compromisso que consigo próprio tomara no dia em que, pondolhe a mitra na cabeça, o haviam sagrado coluna da Igreja, esse compromisso havia de cumprir-se, ainda que à sua volta se erguesse um coro de imprecações, as súplicas mais humildes, somando-se aos protestos mais ferozes. Por isso, e porque lhe tinham feito repetidas queixas daquele padre, desejando informar-se com segurança, por forma a proceder com o máximo rigor, sem ofender a justiça, mandou albardar a sua mulinha episcopal, e disse aos seus familiares, à hora da partida, que ia de visita á diocese. Saindo do Paço, à cautela, não tomou pelo caminho mais direito, naturalmente o mais curto, para desnortear algum curioso que se metesse a fazer hipóteses sobre o seu destino, e fosse adiante, sem lhe encomendarem o sermão, anunciar a visita pastoral. Chegaria um bocadinho mais tarde; mas não lhe convinha chegar cedo, a horas de ser visto por toda a gente, correndo o risco de ser avisado o padre da sua presença na aldeia. Entrou no povoado já com o sol posto, e logo se dirigiu a casa do prior, que ficava perto da igreja matriz, na rua mais importante, a desembocar na praça. Calculou que o apanharia de surpresa, visto como a ninguém, absolutamente a ninguém dissera que viria ali; pelo caminho só encontrára, além de dois ou três mendigos, a quem dera esmola, um almocreve guiando dois machos, e que seguia uma direcção contrária à sua. Na aldeia, se alguém havia que o conhecesse, por certo o não reconheceria disfarçado no seu fato de meia saragoça. Para mais, era já noite, hora da ceia; no adro da igreja estavam três homens, com certeza trabalhadores, que não repararam que ia ali um homenzinho montado numa pequena mula, sem criado atraz.

Se José Seguro tivesse imediatamente “enfrentado o touro de frente”, sem rodeios e sem medo, estaria hoje em condições de vir a ser 1º ministro do futuro Governo, porque o Povo não gosta de traidores... Foi certamente o seu staf de velhos e novos apoiantes (em força na Europa e no aparelho) que o aconselhou a “contornar” a situação... e ele foi na “cantiga” esquecendo-se da “flexibilidade intelectual e capacidade rastejante” que carateriza a maior parte deles... O “zig zag” de Seguro, para ganhar tempo é um erro clamoroso! Apenas o fragiliza, porque muitos dos seus “apoiantes” estão preparadinhos para se transferir de armas e bagagens para o “exército de Costa” a troco de um lugar qualquer, que lhes permita viver à gran-

Por acaso o pior tinha ido à cidade, naquele dia, e como fosse ao Paço, no propósito de solicitar uma audiência do prelado, ali soube que ele partira, instantes antes, na sua mulinha episcopal, a visitar o bispado. Visita pastoral que não fôra anunciada; que se realizava sem ao menos um famulo acompanhar o Prelado; tanto segredo, uma sombra de mistério encobrindo um acto tão natural… Deu-lhe o coração um baque e, entrando na estalagem, como um foguete, pôs o albardão no cavalinho, e vá de correr para a sua freguesia, como se fosse tirar o pai da forca. Como o bispo fizera, não enveredou pelo caminho mais direito, isto é, o caminho mais curto, calculando que por esse seguira Sua Ex.ª Reverendíssima. A menos de meio caminho encontrou um mendigo, que vinha dos lados da aldeia e lhe pediu um cigarro – pelo amor de Deus! - Não encontrou um homem a cavalo numa mula? - Encontrei, sim, meu senhor. Estava dando agua à bestinha, num chafariz ali adiante, à beira da estrada. Rompeu a corta-matos, obrigando o cavalo a desembaraçar as unhas, e mentalmente agradeceu a Deus ter posto aquele maltez no seu caminho, porque, sem isso, iria esbarrar com o bispo – pelo sinal da Santa Cruz. Mal entrou em casa, disse à ama que se pusesse ao fresco, indo para casa de uma vizinha e levando quanto pudesse denunciar rasto de mulher. Quando o bispo lhe bateu à porta, ainda em cima da mula, foi ele quem veio abrir, com um barretinho de lã na cabeça e uma candeia de guancho na mão, dando um luz muito frouxa. Calcule-se a surpresa, o embaraço do prior! Logo o bispo explicou que, tendo resolvido fazer uma visita a todos os seus amados filhos, priores colados nas freguesias diocesanas, entendeu começar por ali, por ter, acerca da virtude de tais paroquianos, as informações mais lisonjeiras. Desculpou-se o prior da sua pobreza, sentindo muito não lhe ser pos-

de e “disfarce” a sua incapacidade para o trabalho! Não sei quem são os conselheiros de Seguro, mas estou certo que serão os primeiros a traí-lo! Quanto mais tempo tiverem, mais facilmente “justificarão” a sua traição, seguindo as pegadas do novo líder! Post Scriptum António Costa, para mim, não passa de um crápula sem princípios, mas o PS prepara-se para o receber de braços abertos! Terminou, sem honra nem glória, o reinado de alguém que foi “demitido” depois de vencer, em dois atos eleitorais! Quem perdoa aos seus inimigos nas mãos lhe morre! E eu que o diga... * Professor

sível oferecer a Sua Ex.ª Reverendíssima um agasalho cómodo e em harmonia com a alta dignidade da sua posição. Ele próprio arranjava a sua casa e preparava a sua comida, porque nem a côngrua lhe dava para ter criada, nem sua piedade lhe consentia o supérfluo, quando a tantos faltava o preciso. Chegada a hora de se deitarem, o padre conduziu o bispo ao pequenino quarto da cama, onde apenas havia um leito, uma banca de cabeceira, um lavatório e um cabide. Tivera o cuidado de o fazer passar pela casa toda, de modo que o Prelado sabia muito bem que aquele leito era o único que na casa havia. – Há-de chegar para os dois – observou o bispo. O padre explicou, cheio de humildade, que dormiria muito bem numa cadeira, já habituado a fazê-lo, porque o pai vinha muitas vezes visitá-lo, e ele ainda não se encontrára com recursos para comprar mais um leito. Quase que foi necessário o Prelado invocar a sua autoridade para o padre condescender em meter-se na cama com ele, tímido e acanhado como se fosse uma noiva, toda inocência, toda pudor. Dois dedos de conversa, um padre-nosso, o sinal da cruz, e daí a pouco dormiam a sono solto, o bispo do lado da parede, com as costas voltadas para o padre, e o padre com as costas voltadas para fora como era do seu costume. Pela manhã, muito cedo, batem com força à porta e o padre, automaticamente, na meia inconsciência de quem acorda, pregando um beliscão no rabo do bispo: - Ó Custodia!... Lá está o leiteiro à porta. Vagava, daí a dias, aquela freguesia. Extraído do livro “Contos Ligeiros”, de Brito Camacho, e seleccionado pelo nosso estimado colaborador, o Juiz de Direito Jubilado Dr. Fernando José Ribas de Sousa


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 9

Saúde

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

PAULA ALMEIDA Dietista Especialista

Consultas de Nutrição - Especialista na área de Diabetes Tratamento Cirúrgico da Obesidade, Doenças de Comportamento Alimentar, Gastroenterologia

CENTRO DE AVALIAÇÃO MÉDICA E PSICOLÓGICA

Av. Alberto Sampaio, 81 R/C Esq. - 3510-031 Viseu Telefone: 232 426 463 geral@moduloclinico.pt www.moduloclinico.pt

Clínica Dentária Viriato, Lda Dr. Paulo Garcia Reberti Dr. Batista Ferreira

Segunda a Sexta-feira: das 9h30 - 12h30 / 14h30 - 19h30 Sábados: das 09h00 às 13h00 Centro Comercial S. Mateus - r/c - Sala 8 Av. Dr. Ant. José de Almeida - 3500 Viseu Telefone: 232 437 089

DR. ADELINO BOTELHO Chefe de Serviço de Clínica Geral

Consultório Clínica de S. Cosme Clínica Geral e Domicílios Tel: 232 435 535 - 963 309 407 Praça de Goa - 3510-085 VISEU

MANUEL DE SOUSA MÉDICO DENTISTA Consultas: de segunda a sábado, das 9h às 13h e das 15h às 19h. Rua Alexandre Lobo, 55 - 1º Dto 3500 VISEU - Telefone: 232 435 620

Drª. M. Lurdes Botelho CLÍNICA GERAL E DOMICÍLIOS

Policlínica Srª da Saúde Quinta da Saudade (rotunda de Nelas, em frente ao Restaurante Perdigueiro)

Telefones: 232 181 205 / 967 003 823

9

Obesidade pode ser influenciada pelas alterações do ecossistema microbiano

Doenças da ansiedade e obesidade podem encontrar explicação no intestino A obesidade, a doença celíaca e outras patologias até agora associadas a stress ou ansiedade podem vir a ser explicadas com alterações no ecossistema de micróbios do intestino humano. Este foi um dos temas que dominou o Congresso da Semana Digestiva da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, que decorreu no passado fim de semana, no Estoril. “Muitas das perturbações do nosso organismo que têm sido atribuídas a fatores como o ambiente, os hábitos de vida ou o stress são muito mais influenciadas pelo ambiente microbiológico do tubo digestivo e não tanto pelos fatores a que atribuíamos responsabilidade”, explicou o presidente da Sociedade de Gastrenterologia, Leopoldo Matos. Até a obesidade pode estar relacionada e ser influenciada pelas alterações do ecossistema microbiano que

habita o intestino humano – a microbiota. Modificações na micorbiota estão atualmente a motivar a curiosidade e investigação da comunidade científica e surgem como estando cada vez mais associadas a distúrbios intestinais como a doença inflamatória do intestino,

doença celíaca ou doenças metabólicas. Na Semana Digestiva, que arrancou no passado dia 4 de junho, as doenças do fígado são outros dos assuntos em destaque, em particular a nova medicação contra a hepatite C. O presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia frisou que os novos fármacos “garantem, pela primeira vez, uma eficácia muito perto de 100%, o que significa a erradicação do vírus do organismo infetado”. Outra das caraterísticas da nova medicação é a ausência de efeitos secundários significativos. Medicamento à espera de aprovação A autoridade do medicamento em Portugal ainda não aprovou o uso do novo fármaco para a hepatite C, que tem sido reclamado de forma insistente pelas associações de doentes e até pela Ordem dos Médicos.

Cientistas testam primeiro medicamento português contra o cancro A empresa de Coimbra Luzitin iniciou há cerca de uma semana, no Porto, os ensaios clínicos exploratórios ao "primeiro medicamento oncológico português" a atingir esta fase, com o objetivo de que este seja uma alternativa à quimioterapia e à cirurgia. Sérgio Simões, presidente da Luzitin, referiu que o medicamento, que é o primeiro em Portugal a atingir a fase de ensaios clínicos, poderá chegar ao mercado "em quatro anos". O medicamento, segundo o responsável, é "teoricamente aplicável a todos os tumores", tendo como uma das vantagens "apresentar bastante menos efeitos secundários que outras

terapêuticas, como é o caso da quimioterapia". O ensaio exploratório, em que estarão envolvidos 20 doentes, pretende avaliar "a segurança, tolerabilidade e eficácia" do medicamento para "tumores avançados de pescoço e cabeça", sendo possível no futuro alargar o tratamento "a outros, como o cancro gástrico, do pulmão ou do colo do útero", informou Sérgio Simões. A terapia fotodinâmica desenvolvida pela empresa de Coimbra consiste na "administração injetável de um fármaco. Espera-se 15 minutos e depois faz-se incidir um feixe de luz que incide apenas no local do tumor. Com a luz, o

ALEXANDRE LIBÓRIO TERESA LOUREIRO MÉDICOS DENTISTAS

NOVOS PROTOCOLOS ADSE ( GNR - PSP ) Consultas de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h30; e das 14h30 às 19h. Consultório: Rua 21 de Agosto Centro Comercial “Happy Dream” - 3510 VISEU Telefone: 232 435 141 / 917 264 605 Urgências: 917 882 961

medicamento é ativado e mata as células tumorais, poupando-se todos os outros órgãos", explicou aquele responsável. A seletividade da radiação "confere mais segurança que a quimioterapia e mantém uma eficácia interessante, facilidade de uso e um custo de efetividade razoável para que possa chegar a todos os doentes", salientou o presidente da Luzitin. Sérgio Simões salientou ainda que este medicamento é uma forma de mostrar "que em Portugal é possível a transferência da excelência da ciência produzida nas universidades para a clínica".

Martha Santos GINECOLOGIA OBSTETRÍCIA ECOGRAFIAS

CONSULTAS: SEGUNDAS E QUINTAS, DAS 14H ÀS 20H Rua Miguel Bombarda, nº 66, Sala BU - 1º - VISEU Telefone: 232 426 695


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 10

10 Reportagem

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Madre Rita, melhoramentos e projetos dão à freguesia o lugar que há muito merecia

Vivendo no “marasmo” tantos anos, Ribafeita saltou para a luz da ribalta na senda do progresso Inacreditavelmente, depois de um “jejum” de mais de duas décadas, no que respeita a obras levadas a cabo pela Junta de Ribafeita, nestes último cinco anos, aquela freguesia tirou o “ventre de misérias”, ao inaugurar, no passado sábado, várias estradas da sua responsabilidade, nas quais houve um dispêndio superior a meio milhão de euros, a que se juntam outros benefícios municipais feitos, como foram o saneamento e água ao domicílio, carreiras regulares entre a freguesia e sede do concelho, várias vezes ao dia; mais a assinatura de dois protocolos para a abertura da estrada pedonal, com duas faixas, a ligar a casa-museu Madre Rita e a igreja matriz, no montante de cem mil euros: e um outro para a construção de raiz do lar residência Santa Comba, em Lustosa, obra esta, também, de valor superior a meio milhão de euros. Mas há mais... O Instituto Jesus Maria José investiu, em Casalmendinho, na casa onde nasceu e morreu madre Rita Amada de Jesus, aproximadamente setecentos mil euros na reconstrução e arranjos exteriores, com um anfiteatro ao ar livre. Regozijando-se perante tal feito e ainda com a promessa de ser construido o santuário junto à igreja matriz, o povo residente na freguesia de Ribafeita esteve em festa, marcando presença nos diversos atos, a que presidiu Almeida Henriques, presidente da

Câmara Municipal de Viseu, acompanhado do vereador João Paulo e demais entidades. Recebidos com os acordes musicais da Filarmónica de Ribafeita, realizou-se de seguida uma sessão na sede da Junta de Freguesia em que usou da palavra Custódio Ferreira, presidente da Junta de Freguesia de Ribafeita, para agradecer as presenças e de imediato salientar que o “dia 7 de junho de 2014” iria ficar para a história da freguesia, não somente, quanto às obras que iam ser inauguradas, mas também pelos protocolos, uma vez que o projeto memorial da Madre Rita é da maior relevância para o concelho de Viseu e para o país e, mesmo, para o mundo, graças à obra que Madre Rita fundou e fez crescer por toda a parte, ser de extrema importân-

cia, já que irá ser visitada e usufruída por pessoas idas dos quatro cantos do mundo. Enquanto Custódio Ferreira levava aos lábios um copo de água, para atenuar o calor que se fazia sentir, com a queda de pingos de chuva no exterior, uma espécie de chove e não molha..., pensava eu, de mim para mim, como é que uma só “cura”, de uma mulherzinha que sofria de doença intestinal, arrastava tantos devotos, sem pretenderem ir à igreja rezar, mas, sim, a casa onde Madre Rita nasceu e morreu, e logo os médicos, com tantas “curas”, quantas mortais e não tem o movimento que leve a autarquia a fazer uma estrada pedonal. E esta... Acordei deste pensamento,

quando Custódio Ferreira acrescentou: - Daí que esta obra seja muito ansiada pela população de Ribafeita, mas igualmente pelo significado que a mesma tem, por ter sido aquele trajeto que Madre Rita teria feito para se deslocar à igreja e proceder às suas orações, em muitas das vezes, fêlo de joelhos. Logo, estamos a dar passos necessários para concretizar aquilo que muitos nunca acreditaram que fosse possível perpetuar a memória da beata Rita Amada de Jesus, com este grande projeto. - acrescentou. Por sua vez, Almeida Henriques lembrou que era sua intenção ir avançando com as obras do concelho e não as deixar para

trás, para o fim do seu mandato; antes, pretende fazer uma sementeira de realizações equitativas por todo o concelho, no dia a dia, consoante as de maior prioridade. - Daí que, naturalmente, não deixamos de honrar os compromissos contraídos que, embora tenham sido concedidos em anos passados, são agora pagos. Cautelosamente, Almeida Henrique falou do protocolo com a Junta de Freguesia, relativamente à abertura da estrada pedonal entre a casa Museu Madre Rita e a igreja matriz, até fins de Julho próximo, garantido ser também uma realidade para o dia da inauguração da casa museu Madre Rita, para, de seguida, censurar:


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 11

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Reportagem 11

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

Vivendo no “marasmo” tantos anos, Ribafeita saltou para a luz da ribalta na senda do progresso (continuação da página anterior) - As redes sociais criticaram este protocolo, o que, de todo se lamenta, por as pessoas não estarem bem dentro das enormes vantagens que tal investimento trará para freguesia e concelho. Naturalmente, o que diriam se permitíssemos que as pessoas devotas fizessem o caminho entre a casa-museu Madre Rita e a igreja matriz e sofressem um acidente devido ao elevado movimento de carros na estrada, que faz aquela ligação. Logo, caía o Carmo e a Trindade por não se ter prevenido essas situações, ou seja deveria ter-se feito uma via exclusiva para peregrinos que cumpram promessas, colocando no solo material menos duros... Foi esta a nossa opção, que, garantidamente, está certa. Assim, vamos perdoar a ignorância, convicto de as pessoas, por vezes, comentam e dizem aquilo que não sabem. Portanto, não temos dúvidas de que fizemos uma opção correta. - reforçou Almeida Henriques. Nesta perspetiva, a estrada

pedonal, contribui para o bem estar e segurança das pessoas, mais ainda para um projeto estruturante em relação à freguesia, que, para além óbvia de se prestar homenagem à Beata Madre Rita, por sua vez, chama pessoas que dão progresso e rique-

za, evidentemente. - concluiu. Seguidamente, lembrou que com estas obras em movimento trazem e chamam pessoas à freguesia; e não pretendia que mais ninguém dela saísse à procura de emprego, oferecendo-lhe, para tanto, todas as condições aos novos, assegurando-lhes postos de trabalho com a abertura de novas vias e cuidando, em simultâneo, dos mais idosos oferecendo-lhes uma melhor qualidade de vida, pontos em que incidem os protocolos agora assinados para a freguesia de Ribafeita. Por fim, felicitou a Filarmónica de Ribafeita pela qualidade musical evidenciada, propondo colaboração na cedência de elementos jovens para participarem na orquestra sinfónica de jovens, em formação. Após a receção, foram inauguradas a rua Madre Rita, em Ri-

bafeita, estrada de Covelas à igreja matriz, Travessa da Avesosa, em Gumiei; ruas adjacentes à rua Conde Figueiredo Magalhães; e, por último foi lançada a primeira pedra para o Lar Residência “Santa Comba” em Lustosa, onde usaram da palavra o presidente da

Junta de Freguesia de Ribafeita, Custódio Ferreira, dando conta da extrema importância para os menos jovens da freguesia, desejosos em terem uma vida melhor, a que juntou o número de postos de trabalho que esta obra irá criar diretamente e indiretamente, agradecendo ao anterior presidente e vereador, respetivamente Fernando Ruas e professor Cunha Lemos, o muito que ajudaram a desenvolver a freguesia de Ribafeita. Seguiram-se Almeida Henriques e o Diretor do Centro Distrital de Viseu do Instituto da Segurança Social, Telmo Antunes, que colocaram em destaque o alcance social daquela obra como o apoio que lhe irá ser dado por aqueles organismos. A terminar, foi servido um lanche convívio, no pavilhão gimnodesportivo de Lustosa, para toda a comunidade. Com estas estas iniciativas e bem ao lado da cidade universitária Jean Piaget, a freguesia de Ribafeita, que já serve de bairro dormitório da cidade de Viriato, aparecerá como das localidades onde se possa viver e investir.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 12

TKP T3 - PERIFERIA DE VISEU 114.500€ - refª 4341 Anabela Sousa Med. Imobiliária - 967 728 553 VISEU - GUMIRÃES Vivenda T2, 27.500 € REMAX 7068 AMI 961334744 VISEU - RUA FORMOSA T1, 35.000 € - REMAX 7068 AMI - 961334744 VISEU - CENTRO T4 , 100.000 € REMAX 7068 AMI - 961334744 VISEU - GUMIRÃES T3, renovado, OPORTUNIDADE – 50.000 € REMAX 7068 AMI 961334744 MORADIA T2 NOVA em Lordosa - Viseu Referência LC 5601. 50.000€ Lugar das Casas - 232 188 500 APARTAMENTO EM CABANÕES - T3 com 2 casas de banho, móveis de cozinha, lareira com recuperador de calor, instalação de aquecimento e sótão 80.000€. Lugar das Casas - 232 188 500 ARMAZÉM Viseu, com 400 m2, 195 mil euros. Telefone: 232 087 050 ARMAZÉM em Viseu, com 900 m2, por 350 mil euros. Telefone 232 087 050 VENDE-SE MORADIA T1 (PERTO DA RIA DE OVAR / AVEIRO). ÁREAS: 2500 M2 ÁREA DE TERRENO, 184 M2 ÁREA COBERTA. BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO. LUGAR MUITO SOSSEGADO. EXCELENTE MORADIA PARA FÉRIAS E MUITO MAIS. PREÇO: 125 MIL EUROS. CONTACTO: 969 359 011 (O PRÓPRIO)

MORADIA ISOLADA NOVA a 2 min do Palácio de Gelo! Moradia isolada térrea T3+1, inserida num terreno plano com 752 m². Imóvel equipado com recuperador de calor a lenha para aquecimento central, pré-instalação de ar condicionado, aspiração central, painéis solares para aquecimento das águas, estores eléctricos. Ótimos isolamentos térmicos e acústicos. O imóvel apresenta bons acessos, localizado a 2 min do Palácio de Gelo, gozando assim da calma e ambiente reservado da periferia, com a curta distância ao centro da cidade! Consulte os nossos imóveis: www.imoarea.net 232 428 682 / 962288111

ALUGA-SE STÚDIO Stº Estêvão, Mobilado e equipado. 180,00€ - 232425755

CLASSIFICADOS GRÁTIS

ANDAR MORADIA T1 a 5 minutos da Cidade, água e luz incluída, lareira e 500 m2 de terreno. 225,00€ - 969090018 ANDAR MORADIA T4 junto à Cidade, lareira, boas áreas. 300,00€ - 917 921 823 MORADIA ISOLADA C/ PISCINA T3+2 junto à Cidade, jardim, 1.300m2 de terreno. 700,00€ - 969 090 018 ARMAZÉM – Junto à Cidade, com 730m2 cobertos, 4 frentes, 1000m2 descobertos. 925,00€ 969 090 018 TALHO, com 50m2, mobilado e equipado 700,00€ - 232 425 755 CABELEIREIRO - Centro da Cidade mobilado e equipado 500.00€ - 232 425 755 LOJA em Jugueiros com 50 m2, anteriormente uma clinica de analises, montras, garagem fechada. 350,00€ 917 921 823

Daewoo Matiz 1.4 Ano 2001, cor cinza, 5 portas Telefone: 914 058 133 Fiat Punto 1.2. Ano 2002, cor preta. Tel: 914 058 133 Peugeot 306. Ano 1993. Bom estado. Telefone: 914 058 133

VENDE-SE Audi A3, de 2000, 188000 kms. 1º registo. Revisões na marca. Contacto: 936461561 Seat Ibiza (1993), 2 lugares, diesel. 1.400 euros. 962 600 648 Toyota Yaris (1999) - gasolina 1000cc. 2500 euros. 962 600 648 Toyota Yaris (Março de 2012) Estado novo. Bom preço! 12.500 euros (negociáveis) Contacto: 966 121 007

T0 – Junto ao recinto da Feira – Mobilado e equipado. 200,00€ 917 921 823

LOJA Centro da Cidade, com 200m2 + 100m2, grandes montras, 2.000,00€ negociável 232 425 755

Seat Cordoba. Ano: 1997. 92.500 kms. Tel: 914 058 133

T1 JUNTO AO TEATRO – Mobilado e equipado 225,00€ - 969 090 018

ESCRITÓRIO junto ao Rossio, com 70 m2, 1 w.c. 150,00€ - 969 090 018

Renault Megane 1.9 TD Ano 2000, 2 lugares, cor azul. Telefone: 914 058 133

T2 Viso Norte – Remodelado, boas áreas, garagem 250,00€. - 969 090 018 T2 CENTRO DA CIDADE, com arrumos, excelente exposição solar 300,00€ - 917 921 823

Complexo Conventurispress Orgens Av. do Convento, nº 1 3510-690 Viseu - Portugal Telefone: 00351 232087050

OFERECE-SE Procuro trabalho em part-time ou tempo inteiro para cuidar de crianças. Possuo experiência na área. Acompanho também crianças. Telem: 963 355 362 Procuro trabalho em part-time ou tempo inteiro na área comercial, administrativa ou outras. Telemóvel: 963 355 362

PROCURA-SE PROCURAM-SE EXPLICADORES 1º e 2º Ciclo. Português básico e secundário. Matemática e Físico-química secundário. Enviar CV para: alexandra@sebastiana.pt PROCURAM-SE Comerciais e colaboradores para empresa conceituada do ramo da comunicação social. Contactar: 232 087 050

ASSINATURA ANUAL

12

email: geral@noticiasdeviseu.com publicidade@noticiasdeviseu.com

Emprego

VENDE-SE

ESCRITÓRIO em Viseu, 200 m2, por 100 mil euros: Telefone 232 087 050

Tudo K Precisa

Viaturas

Imobiliário

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Dou explicações e apoio ao estudo a crianças do 1º Ciclo e 2º Ciclo (língua portuguesa, história, matemática e ciências). Preparação para testes / exames. Apoio crianças com dificuldades de aprendizagem nas férias. Telemóvel: 963 355 362 Faço pequenas reparações em casas particulares e também para empresas do ramo de carpintaria, como assentamento de flutuantes, aros, portas e roupeiros, e outros trabalhos que tenham a ver com o ramo. 925 319 540 Assentamento de portas, aros, fornos em madeira, escadarias, roupeiros e pequenas reparações relacionadas com carpintaria. Telefone: 925 319 540

25 euros ................. Portugal 50 euros ................. Europa (a) 75 euros ..... Resto do Mundo IVA incluído à taxa de 6%

T2 Quinta do Bosque – grandes áreas, lareira, 2 wc, vários roupeiros, aquecimento central, garagem 350,00€ - 969090018

(a) A diferença do preço das assinaturas é condizente com o agravamento do porte pago em relação à Europa e ao resto do mundo

T3 Stº Estêvão – Mobilado e equipado com muito bom gosto, garagem e arrumos. 330,00€ - 232 425 755

NOME: ...........................................................................................................................

T3 Centro da Cidade - mobilado e equipado. 300,00€ - 917921823 T3+2 Duplex em Gumirães – c/ 160 m2, aquecimento central, garagem fechada, poço de água, lareira. 400,00€ - 917 921 823 T4 Junto à Universidade católica - mobilado e equipado, arrumos, grandes áreas. 400,00€ - 232 425 755 MORADIA T2, junto à Cidade, Boas áreas, vidros duplos. 200,00€ - 969 090 018

FACTURAR EM: MORADA: ...................................................................................................................... Número de contribuinte: .............................. Contacto telefónico: ................................ Nestas condições, pretendo ser assinante este ano de 2013 e seguintes, assinatura que será cancelada quando comunicar, por escrito, ao “Notícias de Viseu”, que não pretendo ser assinante. Nestas condições e regalias, envio o cheque nº ............................. sobre o Banco .................................................. e à ordem do Jornal “Notícias de Viseu” - Nodigráfica, Lda, com sede na Avenida do Convento, nº 1 - Orgens - 3510-674 Viseu - Portugal. Telefone: 00351 232 087 050. E-mail: geral@noticiasdeviseu.com / publicidade@noticiasdeviseu.com NIB: 004531804021482570267 - IBAN (EUA e Brasil): PT 50004531804021482570267 Assinatura: ...............................................................................................................................


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 13

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Classificados 13

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

VENDE

HOMEM - 71 anos

PÓVOA DE ABRAVESES Apartamento T3, com cozinha equipada, sala com lareira, 3 quartos, 2 casas de banho, despensa, garagem, logradouro com 30m2. Excelente estado. Contactos: 917040150 / 232098464

VIÚVO Preciso de mulher para viver comigo. Tenho duas reformas, casa, água, luz, máquina de lavar roupa e carro para ir às compras. Contactos: 232 304 212 / 912 841 193

SENHORA 39 anos, procura trabalho com urgência. Experiência com crianças/idosos. Disponível também para trabalho doméstico. Telm: 919 005 960

ALUGA-SE APARTAMENTO

COMPRO Viaturas para abate e em fim de vida. Trato dos documentos para cancelamento das matrículas. Telefone: 914 058 133

Na Quinta de Stº Estevão, Lote 49. Contactos: 232 479 280 936 960 434

CUPÃO PARA ANÚNCIOS DIVERSOS ANUNCIE A 0,50 À LINHA Estes anúncios económicos e eficazes são divulgados no semanário “Notícias de Viseu”, por forma a permitir às pessoas resolver muitos dos seus problemas de venda e compra de uma infinidade de artigos, ou mesmo relacionados com a vida privada, aos “hobbys”, de cada um dos nossos leitores.

RECEPÇÃO DE ANÚNCIOS “Notícias de Viseu” publicará em todas as suas edições o cupão quadriculado, a seguir impresso. Cada letra deverá ser inscrita num desses quadrados, mas deixando um espaço entre cada palavra. Por cada linha preenchida, deverá enviar à Administração do “Notícias de Viseu”, Apartado 3115, 3511 Viseu Norte, em selos de correio, vale postal ou cheque, o valor correspondente, multiplicando o número de linhas por apenas 0,50 euros, com IVA incluído. No caso de pretender mais de uma publicação, bastará que envie a quantia total das inserções desejadas. Os anúncios com respostas aos jornais deverão vir acompanhados de um envelope com a direcção para quem devem ser remetidas, bem como os selos suficientes para o porte. Se não desejar enviar o anúncio pelo correio, poderá fazê-lo, pessoalmente, na nossa administração, no Complexo Conventurispress - Av. do Convento, nº1 - Orgens. 1 2 3

VENDE-SE

Manicure & Pedicure

ALUGA-SE

4

Terreno com 2400m com projecto aprovado para moradia isolada, a 5 min da cidade. Contacto: 912 526 795

Atendimento também ao domicílio. Trabalhamos também com unhas de gel, com extenções (tip e molde). Pollyana Amanda 969 599 563 / 232 089 961 Av. Ant. José de Almeida nº 332 - Ap. 301 - Viseu

Apartamento T2, na zona histórica da cidade de Viseu. 280 euros / mês. Contacto: 232 984 520

5

ALUGA-SE T1 MUITO ESPAÇOSO, MOBILADO, CENTRO DA CIDADE. TELEMÓVEL: 963 248 626

PROCURO TRABALHO

Laboratório de Prótese Dentária

na área da restauração ou a cuidar de crianças ou idosos. Contacto: 933 573 060

De: Manuel Couto Informa os seus estimados clientes que mudou de instalações para: Rua João Mendes, nº 155 Fracção G/H - 3500-142 Viseu Telefones: 232436715 / 914535040

ASSINATURAS

À ATENÇÃO DOS NOSSOS ASSINANTES Devido ao elevado custo do porte que os CTT de Portugal cobram para o envio de jornais para todo o território do Brasil, de 1,50 euros, o custo da assinatura para os 52 números anuais passa a ser de 75 euros. Assim, para aquele querido país irmão, o Notícias de Viseu cobra o valor do envio, oferecendo a assinatura. De igual modo, para os assinantes da Europa o custo do envio é de 1 euro, passando a assinatura para 50 euros.

6 7 8 9 10 NOME: .......................................................................................................................... MORADA: ..................................................................................................................... Código Postal: ..................................

Quantia enviada .............................................

CUPÃO PARA ANÚNCIOS GRÁTIS DE EMPREGO PUBLICAÇÃO VÁLIDA 1 MÊS Este é um espaço destinado à procura e oferta de emprego, no qual poderá colocar, GRATUITAMENTE, o seu anúncio. Para tal, basta enviar este cupão devidamente preenchido (em letra de imprensa), juntamente com uma fotocópia do B.I., e enviar por e-mail ou para a seguinte morada: Notícias de Viseu, Complexo Conventurispress Av. do Convento, nº 1 - 3511-689 Viseu Norte e-mail: publicidade@noticiasdeviseu.com

DADOS DO ANUNCIANTE NOME: .................................................................................................... MORADA: ............................................................................................... Cod. Postal: .................. LOCALIDADE: .............................................. Telefone ou e-mail: ................................................................................. OFERTA:

q

PROCURA:

q

TEXTO DO ANÚNCIO .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. ..................................................................................


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 14

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

14 Desporto

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Académico de Viseu festejou 100 anos de existência

Lusitano de Vildemoinhos

Várias gerações nos festejos do centenário do Académico de Viseu

Trinta é o primeiro reforço para a nova época

de tornar o convívio o mais alargado possível. A concentração está marcada para as 15h00, junto às piscinas do Fontelo. Pelas 17h15, será tirada a fotografia de grupo no Estádio Municipal do Fontelo, a que se seguirá uma “peladinha” no Campo 1º de Maio, terminando o convívio com um jantar num restaurante dos arredores da cidade. Estão já confirmadas as inscrições de cerca de seis dezenas de pessoas, mas a organização tem a expectativa de que as presenças ultrapassem, de longe, a centena. Académico de Viseu, na época 1987/88

A história do clube começou em 1914, quando um grupo de alunos do então Liceu Nacional de Viseu e do Colégio da Via-Sacra formaram o Clube Académico de Futebol. Ao longo dos anos, o clube foi vincando a sua supremacia na região, tendo chegado à primeira divisão nacional de futebol na época 1978/79. Orientava então a equipa o treinador Mário Morais. Duas épocas depois (1980/81), o Académico de Viseu voltou a conseguir chegar à primeira divisão, agora pelas mãos de José Moniz. Disputou o principal escalão do futebol português durante duas épocas seguidas, tendo descido no final da segunda. Depois de algumas temporadas na 2ª Divisão Nacional, o Clube Académico de Futebol iria voltar a disputar a 1ª Divisão Nacional, pela última vez na sua história, na época de 1988/89. O treinador era o saudoso Carlos Alhinho, que não conseguiu evitar nova descida do clube. Entretanto, uma dívida ao antigo jogador brasileiro Paulo Ricardo, resultou num impedimento federativo em inscrever jogadores. O futebol sénior do clube transitou então para o Académico de Viseu Futebol Clube, a nova denominação social do GD Farminhão. Tal situação, insanável, levou à extinção do futebol sénior do clube no final da temporada de 2004/05. O futebol sénior do clube transitou então para o Académico de Viseu Futebol Clube, nova denominação social. Foi o renascimento do clube após um período conturbado a nível directivo, em que avultadas dívidas obrigaram o CAF a declarar falência. Depois da “travessia do deserto”, o Académico de Viseu está hoje na Segunda Liga, novamente às portas do principal escalão do futebol português. Programa do centenário O Académico de Viseu festejou o seu centenário no passado dia 7 de junho, com um espectáculo no Pavilhão Multiusos, que contou com as actuações musicais de Miguel Gameiro e DJ Diego. O programa do centenário teve início às 10h00 do sábado, dia 7, com uma arruada de "Zés Pereiras" pelas principais ruas da cidade de Viseu. Seguiu-se, uma hora depois, a Missa no Colégio da Via

Sacra em honra dos antepassados da família academista. Pelas 15h00 houve animação de rua e, mais tarde, pelas 22h00, teve lugar o grande espectáculo musical, que foi aberto pelo Grupo Beirão de Concertinas "Dão de Honra". Depois actuaram o conjunto "Hi-Fi", o conhecido cantor Miguel Gameiro (dos Pólo Norte) e o DJ Diego Miranda. No domingo, dia 8 de junho, constou do programa uma Caminhada do Rossio ao Fontelo, com oferta de uma t'shirt alusiva ao centenário do clube. Académico reúne várias gerações nos festejos do centenário Inserido no programa das comemorações do centenário do Académico de Viseu, vai decorrer no próximo dia 14 de junho, no Complexo Desportivo do Fontelo, um convívio entre as várias gerações que passaram pelo clube. Esta confraternização tem como objectivo encontrar amigos, sócios, treinadores, directores, ex-directores, praticantes e ex-praticantes, não só de futebol, mas também de outros modalidades, que representam, ou representaram o clube ao longo dos 100 anos de existência e, ainda, elementos que têm passado pelo corpo clínico. Esta acção pretende promover o contacto entre gerações, para que cada um possa contar a sua história da sua passagem pelo clube e que o mesmo continua a representar para a sua vivência pessoal. Assim, o programa inclui um conjunto de actividades com o intuito

Académico de Viseu, na época 1981/82

Comunicado da Direcção "Hoje Completamos Cem Anos de existência! Um dia histórico! Uma data marcante! Um Clube, Uma Bandeira de Viseu e da Beira Alta! Muitos foram aqueles que lutaram, trabalharam, sofreram, viveram e vivem o Nosso Académico de Viseu! O empenho das diversas direcções que ao longo dos tempos foram o leme do Académico! Um Legado que vamos Honrar e transmitir! Uma aposta clara nos jovens e na nova geração e uma coerência e gestão financeira rigorosa da instituição, um objectivo que juntos vamos conseguir! Ninguém poderá menosprezar as lágrimas, suor, o esforço e a devoção dos Academistas ao longo da história: sócios, funcionários, Atletas, Pais e familiares, que são a base da nossa Academia de Formação, Adeptos e simpatizantes, as nossas Claques de apoio sempre incansáveis, a Câmara Municipal de Viseu, nosso parceiro institucional, e seus funcionários no Parque Desportivo do Fontelo sempre prestáveis e briosos no cumprimento da sua função, os nossos emigrantes, que, mesmo longe, sentem orgulho e emoção... Uma referência final aos nossos antepassados, a todos aqueles que já partiram deste Mundo e que jamais esqueceremos... A todos uma palavra de gratidão e uma certeza: A Nossa História Continua! Viseu a Nossa Casa! Viriato a Nossa Força! Viva o Académico! Viva Viseu! A direcção do Académico de Viseu 7 de Junho 2014".

Na apresentação de Trinta

O Lusitano Futebol Clube chegou acordo com o atleta, Pedro Gonçalo Monteiro Bernardo “Trinta”, para representar a equipa Senior do clube no Campeonato Nacional de Seniores em 2014/2015. O médio português, formado no Moimenta da Beira, alinhou nas últimas cinco temporadas na AD Sátão onde era peça fundamental da equipa. Aos 23 anos de idade, Trinta, como é conhecido nos meandros do futebol, é natural de Leomil, Moimenta da Beira e era cobiçado por diversos clubes da região, inclusivé clubes que irão disputar o Campeonato Nacional de Seniores em 2014/2015 mas o fato do Lusitano ser um histórico do futebol distrital e nacional tornou a decisão do jovem médio mais fácil. O novo reforço do Lusitano mostrou-se contente por poder representar o Clube e mostrou também ser um grande conhecedor da dimensão do clube trambelo.

Hugo Pires

O Lusitano de Vildemoinhos chegou igualmente a acordo com vários jogadores do plantel da época passada para continuarem a vestir a camisola do clube. O último caso foi o de Hugo Pires, que renovou contrato e vai continuar a representar a equipa do Lusitano. Defesa Lateral, esquerdo ou direito, Hugo Pires pode também jogar como médio mais avançado. O camisola 22 dos Trambelos chegou ao clube na época 2006/2007, proveniente do FC Ranhados, indo cumprir na próxima temporada a oitava época consecutiva ao serviço do Lusitano. Durante a última época desportiva, Hugo Pires cumpriu 1566 minutos, o que equivale a 25 jogos realizados, 18 como titular e 7 como suplente utilizado, tendo apontado um golo. Depois de Carlitos (Médio), Álvaro (Médio), João Paulo (Defesa), Diogo Braz (Avançado) e mais recentemente Marco Almeida (Defesa), agora foi a vez de Hugo Pires selar a sua renovação com o clube. Está assim consumada a sexta renovação tendo em vista a época 2014/ 2015.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 15

Desporto 15

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

Golfe

Seniores viseenses vencem Miramar

Na 1ª volta da TAÇA CARLOS ALBERTO FERREIRA 2014, os seniores viseenses venceram categoricamente a delegação miramarense em net por 38 pontos de diferença 334 contra 296 e em gross por 16 pontos 159 contra 143. A prova contou com meia centena de jogadores e foi disputada no percurso caramulo do Montebelo (contando os 10 melhores resultados de cada equipa), com tempo quente e uns greens em óptimo estado. Os melhores resultados nas duas classificações pertenceram ao Armando Castro da equipa forasteira com 38 pontos na abonada e 25 na real, enquanto que a equipa viseense tinha o melhor resultado net através do Hermenegildo Morgado com 37 pontos e o melhor gross através do Jorge Toste com 21. O excelente convívio entre estas duas colectividades cimentou-se aquando do falecimento do CABÉ, que era um elemento da direcção viseense e um dos maiores entusiastas do fomento da modalidade nos seniores, pelo que desde logo as direcções resolveram fazer disputar esta taça anualmente a duas voltas. Assim em Julho lá estaremos em Miramar para defender este resultado, sabendo de antemão que não teremos a tarefa facilitada, pois trata-se de um clube com grande palmarés. No almoço participado por meia centena de jogadores, tivemos a esposa do homenageado que mais uma vez nos honrou com a sua presença, tendo também feito questão de agradecer à família golfista, o carinho e amizade que o marido granjeava. - Álvaro Marreco

Natação

Cadetes do Académico de Viseu competiram em Castro Daire no III Torneio de Promoção A equipa de cadetes do Académico de Viseu participaram no passado fim de semana no III Torneio de Promoção, promovido pela A.N. de Aveiro. A evolução dos atletas mais jovens da equipa Viseense demonstraram uma notória evolução positiva, sendo a segunda jornada prova disso, com 100% de records pessoais. As piscinas de Castro Daire foram o palco deste evento, recebendo 15 clubes da A.N. de Aveiro, num total de 150 nadadores. Os convocados por Bruno Amaral para esta prova foram Beatriz Cardeal, Beatriz Correia, Mariana Silva, Pedro Almeida, Tiberius Neagu, André Pires, Rodrigo Almeida, Tomás Seixas e Diogo Matias. Na primeira jornada da competição, de entre várias boas prestações, destaca-se a vitória de Beatriz Cardeal, que venceu os 100 Bruços, com o tempo de 1.48.56s. Em plano de evidência estiveram também André Pires e Tiberius Neagu, na prova de 100 Bruços, ao fazer 1.42.73s e 1.42.78s, respectivamente. Nota ainda para o tempo de Rodrigo Almeida, que era o mais novo atleta em prova, que nadou a prova de 100

Costas nuns bons 1.31.66s. A estafeta masculina teve o azar de ser desqualificada, por falsa partida. No segundo dia de competição, todos os nadadores do Académico de Viseu estiveram no seu melhor, contribuindo para uma exibição imacula-

da, onde todos os tempos foram o máximo pessoal de cada um. Na estafeta os Jovens Viseenses estiveram bem melhor que no dia anterior, fazendo o total de 6.11.68s, com Tiberius Neagu, Tomás Seixas, Rodrigo Almeida e André Pires.

920 jovens participaram na etapa regional

Festa da atividade física em Viseu com a Taça Coca Cola 2014 um espaço destinado a toda a população, com entrada gratuita, onde foram praticadas diversas atividades tendo o exercício físico e a sociabilidade como eixos fundamentais. Resultados: Masculinos: TRABUCOS FINAL: Trabucos, 1 vs Penalva Castelo, 0 Femininos: ACADEMISTAS A FINAL: Academistas A, 1 - Louzan Girls, 0

Cidade de Viseu vai servir de palco à chegada da 6.ª etapa A cidade de Viseu vai servir de palco para a chegada da sexta etapa da 76.ª edição da Volta a Portugal, a 5 de agosto, ou seja, na véspera do dia de descanso da prova rainha do ciclismo nacional. Antes do anúncio de Viseu, já tinham sido tornados públicos os finais de etapa em Castelo Branco, Maia, Braga, Santo Tirso e Montalegre. O início da Volta a Portugal tem data marcada para 30 de julho, em Fafe, com um prólogo em formato de contrarrelógio individual. O Parque Desportivo de Fontelo foi palco da maior prova de desporto juvenil do país. No dia 1 de junho, cerca de 920 jovens, entre os 13 e os 15 anos, participaram na 5ª etapa da Taça CocaCola 2014. Após as várias partidas eliminatórias, as equipas “Trabucos”, em masculinos, e “Academistas A”, em femininos, sagraram-se vencedoras da etapa regional de Viseu da Taça Coca-Cola. Foram 8 os jovens pré-selecionados pelos “olheiros” da prova, que poderão

vir a integrar as Seleções Nacionais Coca-Cola que disputarão a grande final da prova, no dia da também Final do FIFA World Cup™, a 13 de julho, no Parque dos Poetas em Oeiras. A lista final será divulgada após a última etapa regional e todos os selecionados terão a oportunidade de fazer um estágio desportivo de preparação para a final com técnicos do Sport Lisboa e Benfica. Com o apoio da Câmara Municipal de Viseu, a Taça Coca-Cola teve como grande atrativo o Parque Vida Ativa,

Espírito Solidário Para convidar à solidariedade de todos os visitantes, o Parque Vida Ativa contou com o T-share - uma garrafa de Coca-Cola gigante onde foram depositadas camisolas que serão posteriormente doadas à Cáritas Diocesana de Viseu. Mais do que a vertente competitiva, a 12ª edição da Taça Coca-Cola vai percorrer o país estimulando os jovens para a prática de desporto, para o fairplay e para hábitos de vida saudáveis. Uma vez mais, o torneio terá o Cartão Branco, uma iniciativa pioneira da Coca-Cola, que serve para reforçar positivamente atitudes de desportivismo e fairplay durante a competição, seja junto dos jogadores, seja junto do público.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 16

16 Regional

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Cereja esgotou no Festival de Resende

Vouzela

Milhares de visitantes e toneladas de cereja vendidas Nos dias 31 de maio e 1 de junho decorreu o Festival da Cereja de Resende, que se realizou pelo 13.º ano consecutivo, com a visita de milhares de pessoas e toneladas de cereja vendidas, que esgotaram ao final da tarde, consagrando esta iniciativa como a maior festa do país em torno deste delicioso fruto. A cereja de Resende é a melhor e é também a primeira da Europa a amadurecer devido às condições climatéricas da região e às características próprias do solo nas encostas sobranceiras ao rio Douro. Para além da rainha da festa, a cereja, o Município apresentou outros

O Banco Alimentar Contra a Fome realizou mais uma campanha de recolha de alimentos em todo o país, nos passados dias 31 de maio e 1 de junho. Vouzela voltou uma vez mais a associar-se à iniciativa, tendo sido efetuada nos supermercados Mini-preço e Meu Super e dinamizada pelo Banco Local de Voluntariado, pelo Agrupamento de Escuteiros de Campia, pelo Grupo de Catequese do 9º ano e pelo Grupo de Jovens de Vouzela. No total foram recolhidos no concelho 584 quilos, menos 176 quilos do que em igual período do ano passado. No entanto, quem não teve oportunidade de contribuir poderá ainda fazê-lo até ao final desta semana através da aquisição de vales nos supermercados. O resultado da campanha, não obstante ser inferior ao do ano passado, mostra a solidariedade dos Vouzeleneses, que apesar das grandes dificuldades económicas, voltam a apoiar significativamente esta iniciativa. motivos de interesse e de visita, desde a sua gastronomia, a feira de artesanato com produtos ligados à cereja, a animação e a música proporcionada pelos diversos grupos tradicionais e populares do concelho. No domingo, dia 1 de junho, Dia Mundial da Criança, o ponto alto da festa foi à tarde com o cortejo de carros alegóricos baseado no tema “Dos direitos da criança aos Direitos da Cereja” que contou com a participação de cerca de 900 crianças. Em declarações à comunicação social, o Presidente da Câmara Municipal de Resende, Garcez Trindade, afirma

que “Resende é o concelho com maior produção de cereja no norte do país e com uma grande qualidade. Já demos início ao processo de certificação da cereja, queremos aumentar a escala e a melhoria da qualidade deste fruto tão importante para a economia local e pretendemos chegar à indústria da transformação da cereja”. Com mais esta iniciativa, o Município pretendeu promover o seu produto de excelência e, consequentemente, divulgar as potencialidades do concelho, atraindo cada vez mais visitantes à região.

Francisco Lopes agraciado com a Medalha de Ouro da Associação dos Municípios com Centro Histórico Francisco Lopes foi agraciado com a Medalha de Ouro da Associação Portuguesa dos Municípios com Centro Histórico (APM CH), durante a reunião da direção deste agrupamento de municípios que ocorreu a 29 de maio na cidade de Santarém. Este encontro também ficou marcado pela realização de eleições, para o quadriénio de 20142018, na sequência da qual o Município de Lamego passou a liderar a mesa da assembleia-geral e o Município de Ponte de Lima a presidir à direção. A atribuição desta distinção ao autarca do concelho de Lamego foi justificada atendendo “ao trabalho intenso e devotado com que exerceu a sua liderança diretiva, cujo mandato hoje termina”. A proposta, aludindo à “profusão das iniciativas realizadas e à exemplaridade da conduta cívica”, mereceu aprovação por unanimidade. Ao agradecer esta distinção, Francisco Lopes salientou o trabalho

Recolhidos 584 quilos de alimentos para o Banco Alimentar Contra a Fome

desenvolvido por todos os dirigentes da Associação, sem esquecer os colaboradores que mantêm a “excelência das iniciativas”.

Durante a reunião da direção da APMCH, foi ainda instituído o Conselho de Curadores dos Centros Históricos Portugueses que terá como presidente o ex-autarca de Lamego e Santarém, José Miguel Noras. Recorde-se que o Presidente da Câmara Municipal de Lamego exerce atualmente diversos cargos de relevo em associações regionais e nacionais. No final de 2013, foi eleito representante dos municípios da região norte no Conselho Económico e Social (CES) e Presidente do Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Douro, que agrega 19 municípios. Francisco Lopes é ainda Presidente da Assembleia Geral da Associação de Municípios Portugueses do Vinho e Membro do Conselho Geral do Instituto Politécnico de Viseu. É ainda membro de vários conselhos, comissões técnicas e grupos de trabalho em organismos nacionais e internacionais.

Carregal do Sal

Férias Desportivas Municipais Verão 2014 Estão abertas as inscrições para o Programa Férias Desportivas Municipais Verão 2014, organizado pelo Sector do Desporto da Câmara Municipal de Carregal do Sal. O programa de ocupação de tempos livres, destinado a crianças/jovens com idades compreendidas entre os 6 e os 18 anos, começa a 16 de junho e prolonga-se até 29 de agosto. A duração do programa é a grande novidade da iniciativa de 2014, que coloca à disposição dos munícipes um vasto leque de atividades. Jogos e torneios desportivos (em areia, relva e na água), visitas; jogos de dinâmica de grupo, cooperativos, tradicionais, pré-desportivos, de luta e oposi-ção; caminhadas; atividades de orientação, radicais e fitness; ateliês (dança, escultura, repartidos entre a Biblioteca e o Museu municipais); visionamento de filmes; caças ao tesouro, jogos sem fronteiras e peddy paper são apenas algumas das atividades previstas no âmbito do programa Férias Desportivas 2014 que integra algumas atividades em estreia: “Turf Ball”; Corfebol e Bitoque Rugby. Complementando os objetivos da iniciativa, o Programa inclui workshops e ações sobre cozinha, internet segura, prevenção rodoviária; natação de salvamento e curso de jardinagem.

RESTAURANTE

O VELHO

O prazer de bem comer Refeições abundantes Pratos de comida regional ALMOÇOS - JANTARES - CASAMENTOS Rua do Caminho Velho - Vilar Formoso Telemóvel: 918 125 430


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 17

Regional 17

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

Fotojornalistas do jornal “Público” no Ciclo de Fotografia do Museu de Lamego

Município de Sátão promove iniciativa “Sátão com Desporto e Saúde” O Município de Sátão promoveu mais uma edição da iniciativa desportiva “Sátão com Desporto e Saúde” no dia 31 de maio de 2014. Cerca de uma centena de pessoas participaram na caminhada com um percurso de cerca de 6 Km (dificuldade baixa/ média), seguindo-se uma aula de grupo ao ar livre e um rastreio de saúde. O desportivismo e a animação estiveram sempre presentes. O Município de Sátão procura incentivar as pessoas para a prática do desporto, promovendo o bem-estar e o aumento da qualidade de vida. Tendo a pretensão de descentralizar estas iniciativas por todo o concelho, o Município vai realizar a próxima edição do “Sátão com Desporto e Saúde” no dia 14 de junho de 2014, às 18h30, em Ferreira de Aves, no Largo da feira de Lamas e no dia 21 de junho

de 2014, às 18h30, em Rio de Moinhos, junto à capela de Nossa Senhora dos Prazeres. Nestes dois dias o Mu-

nicípio disponibiliza transporte gratuito, às 18h 00, no Largo de S. Bernardo, em Sátão.

Tribunal Judicial decide que Município de Lamego é proprietário da Quinta Casal de S. João O mundo visto pelas lentes dos fotojornalistas do jornal “Público” é a proposta do Museu de Lamego para a segunda edição do Ciclo de Fotografia. Integrado na programação de verão, a decorrer no Pátio do Museu, este é um projeto que pretende trazer a Lamego momentos que apenas alguns têm o privilégio de registar. Quis ser escultor, mas foi a fotografia que acabou por o conquistar. Fotojornalista e professor, Adriano Miranda é o primeiro a partilhar o seu trabalho no Pátio do Museu. Entre paisagens, figuras públicas ou rostos anónimos, são instantes que o fotojornalista regista há cerca de 20 anos. Informação, atenção, rapidez e imaginação são os ingredientes para captar o inesperado. À estética atribui-lhe o papel principal. É este trabalho, este querer espelhado na vertente humana das imagens, que Adriano Miranda traz ao Museu de Lamego nos próximos dias 13 e 14 de junho, a partir das 21h00, através de uma projeção multimédia. Adriano Miranda nasceu em Aveiro em 1966. É fotojornalista do jornal “Público” desde 1997, tendo sido editor fotográfico entre 2001 e 2005. Professor de fotografia no AR.CO e no CENJOR, em Lisboa, é atualmente professor convidado no Instituto Politécnico do Porto. Autor de vários livros de fotografia está representado em diversas coleções em Portugal e no estrangeiro. Com fotografias de grande qualidade, o fotojornalista promete surpreender quem passar pelo Pátio do Museu. No próximo fim de semana será a vez de Paulo Pimenta. A entrada é livre.

Carlos Gomes Sociedade Agrícola Florestal, Lda.

COMPRA E VENDA DE MADEIRAS LIMPEZAS FLORESTAIS E AGRÍCOLAS ABATE DE ÁRVORES - VENDA DE LENHA Uma empresa certificada ao seu serviço!

Contacto: 918 014 074

O Tribunal Judicial de Lamego reconheceu a favor do Município de Lamego o direito de propriedade da Quinta “Casal de S. João” e dos terrenos agrícolas adjacentes, situados na freguesia de Magueija, legados em testamento por João de Almeida (1893-1991), notável cirurgião, fundador e mestre dos Serviços de Cirurgia do Hospital de Lamego. Este processo opunha a autarquia a um particular, que reclamava que exercia, por usucapião, a posse desta

herdade desde há 15 anos. A decisão do Tribunal Judicial de Lamego vai garantir a utilização do legado patrimonial que João de Almeida deixou à autarquia de Lamego após a sua morte. “É importante honrar e seguir o seu exemplo. O Dr. João de Almeida foi um dos melhores deste século”, realçou Francisco Lopes, presidente da Câmara de Lamego. A Câmara Municipal pretende desenvolver naquele local projetos pedagógicos ligados à agricultura e à

floresta, com acento tónico “na inovação, experimentação e investigação”. A autarquia afirma que estão criadas agora todas as condições para preservar o legado do emérito Dr. João de Almeida e valorizar a Quinta “Casal de S. João”, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da freguesia de Magueija e do concelho. Permitirá ainda suster a degradação a que todo aquele espaço tem sido sujeito.

Sessão destinou-se a alunos do concelho

“O Planeta Limpo do Filipe Pinto” apresentado em Vouzela Antecipando a comemoração do Dia Mundial do Ambiente, assinalado a 5 de junho, o cine-teatro João Ribeiro recebeu, no dia 2 de junho, a apresentação do livro “O Planeta Limpo do Filipe Pinto”. Destinada a um grupo de cerca de 50 alunos do 1º e 2º ciclo do Agrupamento de Escolas de Vouzela e do Agrupamento de Escolas de Vouzela e Campia, a sessão teve como objetivo promover a consciencialização de crianças e jovens para a necessidade de investirem tempo na defesa do ambiente. A iniciativa foi dinamizada pelo próprio Filipe Pinto, vencedor do programa Ídolos, que passou a mensagem aos mais novos por meio de uma história e de várias músicas que partilhou com o público presente. O livro “O Planeta Limpo do Filipe Pinto” vai ser oferecido pela Câmara Municipal de Vouzela às bibliotecas escolares e a todas as escolas do 1º e 2º ciclo do concelho.


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 18

18 Regional

Quinta-feira, 12/06/2014 - Notícias de Viseu

Enchente no Parque Urbano de Tondela para comemorar o Dia Mundial da Criança O dia 1 de junho é o dia dedicado às crianças por excelência. Embora não seja comemorado neste dia em todos os países, o Dia Mundial da Criança assume, em Portugal, um significado bastante expressivo. No âmbito desta celebração, o Município de Tondela, através do seu pelouro da educação fez questão de não deixar cair no esquecimento este momento tão especial, preparando uma tarde bem dife-

Conto de ficção CAPÍTULO I

rente, para todas as crianças que, com os seus pais, se deslocaram ao Parque Urbano da cidade de Tondela. Com um sol fantástico, por volta das 16h30 começava a ver-se uma imensidão de cores levantarem-se, como se de um fantástico arco-íris se tratasse. Na sua direção corriam as centenas de crianças que aguardavam ansiosamente este momento. Em poucos minutos o parque urba-

no ficou repleto de insufláveis coloridos, deixando os mais pequenos numa euforia total, com um sorriso de orelha a orelha. A música ambiente marcou o ritmo da tarde quente de primavera, refrescada pelas águas que o Município distribuiu gratuitamente. Enquanto pelo ar se viam voar os foguetões feitos pelos pequenos entusiastas do atelier de Ciências Criativas, mais ao fundo, a torre de escalada e o slide fizeram a delícia dos aventureiros mais corajosos. Mas a surpresas não se ficaram por aqui. Um atelier de pinturas faciais tornou-se, rapidamente, num dos espaços mais concorridos da tarde, com borboletas e homens-aranha a saltarem dos pincéis para a cara dos mais pequenos. Como cereja no topo do bolo, três personagens da Disney transformaram-se no centro de todas as atenções. Vindos diretamente da Disneylândia, o famoso

rato Mickey de mão dada com a Mini e o Pato Donald foram as estrelas da tarde. Para assinalar a data, foi feita uma largada de mil balões coloridos que aos poucos se espalharam pelos céus da cidade. O balanço, feito por miúdos e graúdos, não podia ser mais positivo. Por todo o lado se ouviam os parabéns ao Município de Tondela pela

Andejando

Descontraidamente, sem pressas e bem cedo, logo pela manhã, entrava no meu antigo “carocha”, de óculo traseiro duplo, sem destino, à procura do desconhecido. Nada confortável, a tipoiasita era económica, daquelas que pegava logo à primeira vez, sempre que se dava ao dimarré. Estrada fora, subi a serra, em estrada esburacada, para descer a um enorme vale no qual me afundei em tanta beleza que nunca vi com tanta abundância, tanto que me encantou e me fez render à evidência da natureza ter sido pródiga, ao ali deixar encantos às mãos cheias. Sem dar por isso, e tão embevecido seguia, mesmo contagiado por uma feição bucólica, com paisagem pujante, dispersa pelos montes e campos verdejantes adentro daquela banheira, guardada com barreiras de terra, cheguei a Vila Arriba, aldeia sertaneja onde os residentes vivem a pureza do que é natural, sem malícia, gente honrada e simpática, onde as portas não tinham aparelhos de ferro a trancá-las, tudo a condizer com a simplicidade que se sentia, longe do mundo motorizado, mesquinho e hipócrita que tinha de enfrentar no dia a dia da cidade onde vivia. Parei o “carocha”, logo ao chegar à primeira casa da aldeia, a porta da cozinha estava aberta com um suíno, sedoso pelo bom trato, olhava-me de alto a baixo, ao mesmo tempo que me estranhou; simpático não deixou de me desejar boas vindas, roncando... Por ali fiquei a contemplar o lustroso

exemplar porco, admirado por não ver ninguém na rua, ou nas casas cobertas de pedra xistosa. Abandonei a viatura e fui, “pi-afora”, por caminho térreo, poeirento a contemplar tudo quanto era delicioso, particularmente aquele silêncio e a pureza dos ares, das águas cantantes das fontes e correntes cristalinas cor de safira, pela ribeira, em queda livre, por entre margens verdes, ao fundo de altas montanhas, cobertas de neves, corriam velozes de quem tem pressa em chegar às águas salgadas do mar. A população era na generalidade constituída por agricultores, vivia na maior simplicidade de sorriso aberto e franco, sem segurança social, nem farmácia, por perto, eram as ervas do campo, em chá, das cinco ervas, que lhe davam cura às pessoas para os poucos males que as atormentavam. Viviam naquele mundo, pois não conheciam outro para trocar ou co-

biçar. Conversavam e cantavam à desgarrada, numa mistura de som das vozes, com o do chilrear dos pássaros, fazendo uma sinfonia agradável ao ouvido, em cenário de cor e luz, embutido no aroma da terra lavrada de fresco, pelo arado e das flores que brotavam junto aos arretos e aos muros que ladeavam os caminhos. Neste perfeito viver, diria, mesmo, em perfeita beatitude, bem distante do contágio humano dos meios citadinos, onde mora a confusão empacotada, o medo horrendo das maldades e pairam as traições, atropelos e mentiras políticas. Com todos estes pensamentos na mente, parei extasiado com o meu olhar a filmar para jamais esquecer aquele pedaço de Céu que ali caiu, sonhando, mesmo, estar noutro planeta, não no da Terra, ou em outro Séc. a. C. Na verdade, como me sentia feliz viver

ousadia da iniciativa. O Presidente do Município, José António de Jesus, juntamente com os Vereadores e a responsável pelo Pelouro da Educação fizeram questão de marcar presença neste dia tão especial, visitando e acompanhando de perto a euforia dos mais novos, nos diferentes espaços espalhados pelo parque.

Por Fernando de Abreu

sem ouvir os críticos das televisões portuguesas, nem os comentários dos fretes que os jornalistas fazem a quem lhes paga, procurando vender gato por lebre, ou os iluminados políticos, hoje a dizer que não haverá, jamais, scuts com portagens, para no dia seguinte, zás catrapus, toma que já levaste...Pagas e não bufas!!! Estas instabilidades e incertezas não passavam pela mente daquela gente, não precisava das scuts, por não ter veículos para nelas circular, e não dispunha de televisões para ouvir tanta verborreia descabida, logo aquele povo era movido por uma lentidão, quase diria, bovina, como os bois do Ginja que, quando o relógio mecânico da torre da igreja dava as doze badaladas, do meio dia, nem mais uma passada sem que as carpitas dos milharais lhe caíssem à frente para comer como fortificante alimento, para mais um merecido descanso, a tantas horas de trabalho. Eu é que sem fome, e baralhado com tanta comparação, fui apanhar uma rosa que caía sobre o caminho junto a um portal que dava acesso a uma casa de pedra e que se destacava não só pela localização como pela qualidade dos materiais aplicados, dando mostras de ter sido construída por pessoa benquista, daquele povoado da Vila Arriba. Levei a rosa ao nariz e senti perfume suave, natural; achado este que adoraria oferecer a uma mulher na aldeia em homenagem a todas as outras que por ali vivem, naquela vila fantasmagórico de natureza virgem. (continua no próximo número)


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 19

Diversos 19

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 12/06/2014

Portugal é o segundo país da Europa onde se registam mais divórcios Tribunal Judicial de Vouzela Secção Única Rua Dr. Guilherme Coutinho – 3670-235 Vouzela Telef: 232740720 – Fax: 232091549 – mail: Vouzela.tc@tribunais.org.pt

ANÚNCIO (1ª publicação)

“Casa, separa” rondam os setenta e cinco de cem matrimónios realizados em Portugal

Processo: 217/13.8TBVZL Processo Comum (Tribunal Singular) N/Referência: 785547 A Mmª Juiz de Direito, Drª Joana Manuel Mateus Araújo, da Secção Única – Tribunal Judicial de Vouzela: Faz saber que no Processo Comum (Tribunal Singular), nº 217/13.8TBVZL, pendente neste Tribunal contra o arguido Fernando Luís Figueiredo Costa, filho de José Luís da Costa Branco e de Maria dos Prazeres de Figueiredo Lourosa Branco, natural de: Portugal – Viseu – Bodiosa [Viseu]; nacional de Portugal, nascido em 04-12-1975, NIF – 211777269, BI – 11525664, domicílio: Rua da Raposeira, Nº1 Queirela, Bodiosa, 3500-000 Viseu, por se encontrar acusado da prática do(s) crime(s): 1 crime(s) de Furto qualificado, p.p. pelos artºs 204º, nº 1, al. a) e 203º, nº 1 do C. Penal, praticado em 04-05-2012; 1 crime(s) de Simulação de crime, p.p. pelo artº 266, nº 1 do C. Penal, praticado em 05-05-2012; foi o mesmo declarado contumaz, em 30-05-2014, nos termos do artº 335º do C. Penal. A declaração de contumácia, que caducará com a apresentação do arguido em juízo ou com a sua detenção, tem os seguintes efeitos: a) Suspensão dos termos ulteriores do processo até à apresentação ou detenção do arguido, sem prejuízo da realização de actos urgentes nos termos do artº 320º do C.P. Penal; b) Anulabilidade dos negócios jurídicos de natureza patrimonial celebrados pelo arguido, após esta declaração; c) Proibição de obter certidões ou registos junto das Conservatórias do Registo Civil, Predial, Comercial ou Automóvel e cartão de cidadão, passaporte ou a sua renovação. Vouzela, 02-06-2014. A Juiz de Direito, Joana Manuel Mateus Araújo O Oficial de Justiça, Paulo Santos (NV nº 2059, de 12/06/2014)

VENDA MEDIANTE NEGOCIAÇÃO PARTICULAR Insolvência de: MÓVEIS ONIL – FAB. MÓVEIS PARA COZINHA LDA. Proc. N.º 3150/13.0TBVIS – 1º Juízo Cível do Tribunal Judicial de Viseu

No Processo acima identificado foi designado o dia 26 de Junho de 2014, pelas 10:30 horas, no escritório da Administradora de Insolvência nomeada nos Autos supra identificados, para a abertura de propostas, que sejam recebidas até esse momento, pelos interessados na compra do seguinte bem: VERBA N.º 1 Um prédio urbano, sito em Quintela, composto de um pavilhão para fábrica de móveis e escritórios, com logradouro, com uma área coberta de 480 m2 e descoberta de 1890 m2, a confrontar a Norte com Idálio dos Prazeres Esteves, Sul e Nascente com José Lopes e Poente com barroca, inscrito na matriz sob o artigo 1357 da freguesia de Orgens e concelho de Viseu, e descrito na Conservatória dos Registos Predial, Comercial e Automóveis de Viseu sob o n.º97/19890904, pelo valor base de 119.411,77€ [cento e dezanove mil quatrocentos e onze euros e setenta e sete euros]. NOTAS: O bem pode ser visto, mediante prévia marcação, a efectuar ao longo do dia 16 de Junho de 2014, para o telefone 961395718. Não serão aceites propostas inferiores a 85% do valor indicado. As propostas deverão ser enviadas, em sobrescrito fechado, com a indicação do Processo de Insolvência N.º 3150/13.0TBVIS do 1º Juízo Cível do Tribunal Judicial de Viseu, ao Administrador de Insolvência do Processo [Rua Conselheiro Luís de Magalhães, N.º 64, 4.º, AJ, Aveiro, 3800 – 239 Aveiro]. As propostas deverão ser recebidas até às 10:30 horas do dia 26 de Junho de 2014 e devem ser acompanhadas de cheque endereçado à ordem da Massa Insolvente de Móveis Onil – Fab. Móveis Cozinha Lda., no montante correspondente a 5% do valor base anunciado, ou garantia bancária no mesmo valor. Aceite alguma proposta, é o proponente ou preferente notificado para, no prazo de 15 dias, depositar a totalidade do preço em falta, sob a cominação de, não o fazendo, ser promovido perante o Juiz o arresto em bens suficientes para garantir o valor em falta, acrescido das custas e despesas, sem prejuízo de procedimento criminal, sendo o proponente ou preferente, simultaneamente, executado naquele processo para pagamento daquele valor e acréscimos. A Administradora de Insolvência, Alexina Vila Maior (NV nº 2059, de 12/06/2014)

Longitudinalmente, vão os tempos em que o casamento era para toda a vida, conforme a igreja impõe quando os noivos recebem o sacramento da união. Nas épocas atrás, quantos casais viviam das aparências, impossibilitados de se separem, havia “jugo” que os amarrava aquele compromisso “até que a morte os separasse”. Os tempos mudaram e rapidamente os matrimónios passaram de 8

para 80, em virtude do direito civil permitir que as pessoas se possam separar e voltar a casar. Simplesmente, se não serves... voltas para casa da tua mãe! Prático, como beber, com sede, um copo de água... Daí aparecer “o casa, separa...” com as maiores facilidades do mundo, mesmo que, pelo meio, haja filhos para educar que, ao fim e ao cabo, acabam por ser as grandes vítimas do sistema, ou mais, concretamente, dessas facilidades. Resulta e facilita que, deste processo demasiado simples, aquela regalia associada à liberdade, em cada um poder fazer o que mais gosta e deseja em relação à vida que tem pela frente. Portugal passou de quase 0%, para 75 dos divórcios em cada 100 casamentos, o que o coloca, em toda a Europa, como o segundo país com mais “casa, separa; casa, separa..,” logo atrás da Letónia, que tem mais 2% do que Portugal! Presumidamente, esta catástrofe sentimental terá a ver com a crise que se vive. O ditado diz: “Casa onde não há pão...” O país com menos registos de di-

vórcios é a Malta, com apenas 2% (dois por cento), isso mesmo, em cada cem matrimónios. Mas, se Portugal fica muito próximo de ser o primeiro em divórcios, ocupa desde já essa primazia em relação aos países da Europa onde as mulheres são aquelas que menos vezes dão à luz; ou seja as que menos engravidam, o que coloca Portugal com o estatuto do país com mais idosos. - Fernando de Abreu

ADDLAP celebra novos contratos de investimento no valor de 2,8 milhões de euros A ADDLAP vai proceder à entrega de 25 novos contratos, no próximo dia 12 de junho, no Município de Vouzela, referentes aprojetos de investimento aprovados no âmbito do Subprograma 3 do PRODER/Abordagem LEADER. O investimento total ascende a 2,2 milhões de euros, com um financiamento comunitário de 1,3 milhões. Os investimentos em causa inserem-se na Estratégia Local de Desenvolvimento proposta para o território de intervenção da ADDLAP (Viseu, Vila Nova de Paiva, São Pedro do Sul, Vouzela e Oliveira de Frades), designadamente

LEIA, ASSINE, DIVULGUE E PUBLICITE

a dinamização da economia local, a valorização dos produtos da terra, a inovação no mundo rural e a criação de postos de trabalho sustentáveis. Neste contexto, foram apoiadas candidaturas de entidades públicas, privadas e particulares, nomeadamente: municípios; juntas de freguesia; instituições de solidariedade social; microempresas e grupos culturais e desportivos. Os projetos envolvem ações de valorização do património religioso da região; benfeitorias sociais; otimização de espaços através da criação de infraestruturas para percursos pedestres; in-

ventário e salvaguarda do património natural e construído; modernização e inovação de microempresas com o apoio ao processo de fabrico e exposição de produtos; e diversificação e promoção de atividades turísticas através da reconstrução de casas com tipicidades características da região. Através do Subprograma 3 do PRODER, a ADDLAP apoiou, no seu território de intervenção, 125 projetos de investimento que totalizaram aproximadamente 15,5 milhões de euros. No total, estes investimentos criam 85 postos de trabalho.

Notícias de Viseu ADMITE

VENDEDORES DE PUBLICIDADE Enviar curriculum para: publicidade@noticiasdeviseu.com ou contactar: 960 100 300


issuu project 7:Layout 1 11-06-2014 09:49 Page 20

BLACK MAGENTA YELLOW CYAN

Complexo CONVENTURISPRESS Avenida do Convento nº 1 - Orgens 3510-674 Viseu Norte email: geral@noticiasdeviseu.com publicidade@noticiasdeviseu.com Telefones: 232 087 050 - Fax: 232 087 567

VISEU 102.8

Com o projeto SmartGear, protótipo de um módulo inteligente para casaco de bombeiros

Escola Profissional Mariana Seixas vence concurso INOVA em Lisboa com o Melhor Projeto de Portugal O cenário negro da devastação deixada pelos fogos florestais que no Verão do ano passado fustigaram o nosso país, e em particular a Região Centro, onde vários bombeiros perderam a vida enquanto faziam o combate às chamas, inspirou um grupo de estudantes do 3º ano do Curso de Electrónica, Automação e Computadores da Escola Profissional Mariana Seixas, que venceu a final nacional do Concurso de Ideias de Negócio INOVA 2013/ 2014, promovido pelo Ministério da Educação e Ciência, com o projeto Smart Gear, o protótipo de um módulo inteligente para um casaco de bombeiros que poderá ajudar a salvar vidas. Depois de, no passado mês de maio, ter assegurado, com este projeto, a segunda posição no Concurso de Empreendedorismo do Concelho de Viseu (iniciativa da responsabilidade conjunta da Comunidade Intermunicipal da Região Viseu Dão Lafões e do município local de que saiu vencedor o projecto WaterSaver, da autoria de outro grupo de alunos da mesma escola), e de ainda antes, em abril, ter arrebatado o Prémio INOVA SOCIAL em Coimbra, que lhe valeu a presença na final nacional realizada ontem no Salão Nobre da Reitoria da Universidade de Lisboa, a EPMS não deixou os seus créditos por mãos alheias e foi à capital buscar o prémio principal do Concurso de Ideias INOVA 2013/2014, promovido pelo Ministério da Educação e da Ciência. Em entrevista ao programa «Há Conversa», da Antena Um, o estudante Ricardo Gomes, representando o grupo de alunos responsável pelo conceito,

explicou que o projecto SmartGear consiste “num módulo para embutir num casaco normal de bombeiro que tem dois sensores de temperatura” – um para medir a temperatura do corpo do bombeiro e outra para medir a temperatura do ambiente à volta dele –, “um acelerómetro”, para detectar eventuais quedas, e “um módulo GPS que permite, em qualquer momento e em tempo real, localizar o bombeiro, caso ele se encontre numa situação de risco”. O dispositivo faz uso do sistema Bluetooth para comunicar todos os dados obtidos através de uma aplicação Android e, segundo a mesma fonte, “já foi testado e funcionou perfeitamente”. No mesmo programa de rádio, o Diretor da EPMS, Gonçalo Ginestal, salientou que a política da escola tem sido sempre a de “proporcionar um serviço público de ensino de qualidade”, procurando incentivar e desenvolver nos alunos aspectos como “a autonomia, a criatividade e o empreendedorismo”, fazendo com que possam efectivamente “criar valor” nas áreas em que se es-

pecializam. Aproveitando a ocasião, o mesmo responsável elencou alguns outros projectos desenvolvidos por alunos dos pólos de Viseu e de Castro Dai-re da EPMS, lembrando que só falta que haja empresas dispostas a pegar neles para “produzir em massa” e tornar concretos e acessíveis a todos os seus benefícios: A conquista do PRÉMIO INOVA é mais uma distinção no currículo da Escola Profissional Mariana Seixas, que ao longo dos anos vem afirmando a sua aposta na inovação e na criatividade postas ao serviço das populações, e vem coroar um semestre cheio de boas notícias para aquele estabelecimento de ensino. Criado com o objectivo de estimular os jovens a desenvolver ideias criativas que constituam solução para qualquer necessidade ou problema e que possam traduzir-se em projetos inovadores nas áreas científica e tecnológica, empresarial, social e ambiental, entre outras, na edição deste ano letivo este concurso confirmou a excelência do ensino ministrado na EPMS.

Dois jogadores do ABC de Nelas – Rafa e Júlio Mendes – chamados ao Estágio da Seleção Nacional Universitária de Futsal Mais uma fantástica notícia para o ABC de Nelas. Rafa e Júlio Mendes, jogadores do clube do “Coração do Dão”, foram convocados pelo Seleccionador Nacional de Futsal, professor Jorge Braz, para o Miniestágio de observação da Seleção Nacional Universitária de Futsal, que decorreu no dia 10 de junho em Coimbra. Este miniestágio integrou-se nos planos de observação e preparação

tendo em vista a participação de Portugal no Campeonato do Mundo Universitário de Futsal 2014, a disputar em Málaga no próximo mês de julho. Na convocatória, o ABC de Nelas foi mesmo um dos clubes que mais jogadores apresentou, mais precisamente 2, aos quais se poderia juntar André, jogador que fez todo o seu percurso formativo no ABC de Nelas.

FM

A rádio que Viseu ouve

2059

32º Encontro de Coros do Orfeão de Viseu O 32.º Encontro de Coros, organizado pelo Orfeão de Viseu, no passado sábado na Catedral, cumpriu o programa previsto, à excepção da sessão solene de boasvindas, nos Paços do Concelho, por dificuldades de agenda do Executivo Camarário. Com a Sé praticamente cheia de público, o concerto iniciou-se à hora prevista com a saudação aos presente e agradecimento aos grupos e às entidades que apoiaram a iniciativa, feita pelo presidente da direcção, António Vicente, a que se seguiu a interpretação do repertório musical a cargo de cada um dos grupos participantes. No final houve entrega de lembranças e foi executado em conjunto o tema da ópera Nabucco, "Va Pensiero", de Verdi. A próxima actividade promovida pelo Orfeão de Viseu é já na próxima sexta-feira, dia 13, com a 3.ª tertúlia de Guitarra Portuguesa e Canto, às 21h00. Vão participar alunos de guitarra portuguesa da classe do Dr. João Paulo Sousa e artistas convidados que vêm de fora para participar nesta tertúlia. A entrada é livre.

O Coro Misto do Orfeão de Viseu vai fazer uma digressão pelas Astúrias, nos dias 14 e 15 (próximo fim de semana) onde participará em concertos na cidade de Castrillón e em Gijón. No concerto de Castrillón, integralmente preenchido pelo Orfeão de Viseu, será apresentado um repertório diversificado que passa pela música tradicional portuguesa, popular sul americana, espirituais negros e música sacra. Os membros do Orfeão que se deslocam às Astúrias conhecem bem esta província espanhola porque já cantaram em Cudillero, no festival de Habaneras, e em Oviedo, mas também em diversas cidades da comunidade autónoma da Galiza, tais como Lugo, Santiago de Compostela e Cariño (Corunha).


Notícias de Viseu