Issuu on Google+

issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:53 Page 1

Semanário Independente e Regionalista / Director e Fundador: Fernando de Abreu ANO XXXIX - Nº 2055 - Quinta-feira, 08 de maio de 2014 - Preço: 0,60 Eur. - IVA incluído

Dom Afonso Henriques ganhou estátua na terra onde nasceu

Digressão do Coro Mozart a França e Andorra

PÁGINA 6

IPV celebrou protocolo de cooperação institucional com Universidade Federal de Roraima - Brasil

PÁGINA 2

Surpreendentemente, sem pompa nem circunstância, receando-se que o povo soubesse e participasse, Almeida Henriques, presidente da Câmara Mu-

Bastonária da Ordem dos Advogados na Assembleia Municipal de Resende

Reapreciação parlamentar do novo mapa judiciário devolve esperança ao concelho

PÁGINA 15

nicipal de Viseu, inaugurou, no passado domingo, dia 4 de maio, à tarde, a estátua a Dom Afonso Henriques, que o povo pagou para ser executada

e colocada na rotunda da avenida que tem o seu nome, perto do Palácio do Gelo, à saída de Viseu para Nelas. PÁGINAS 8 e 9

Cidade Universitária do Piaget com intensa atividade cultural A. Oliveira Cruz apresentou o seu novo livro de poemas, “Canto Inaudito”, uma obra muito aguardada, pelo novo estilo poético do autor, dada a forma como verseja, com intensa filosofia, exposta em telas da imaginações férteis de conhecimentos, num mundo ligado ao abstrato.

Complexo CONVENTURISPRESS - Avenida do Convento nº 1 - Orgens - 3510-674 Viseu Norte email: geral@noticiasdeviseu.com - publicidade@noticiasdeviseu.com - Telefones: 232 087050 - Fax: 232 087567

PÁGINA 5


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:53 Page 2

2 Viseu

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu

08

Instituto Politécnico de Viseu celebrou protocolo de cooperação institucional com Universidade Federal de Roraima - Brasil

AGRADECIMENTO PEDRO SOUSA

quinta-feira maio 2014

Data de nascimento: 15-10-1953 Data de falecimento: 29-4-2014

Registo DGCS 102220 Depósito Legal 182.842/02 Semanário - sai às 5ªs feiras SEDE: Complexo Conventurispress Av. do Convento, nº 1 3510-674 Viseu Norte Redação: Telefone: 232 087 050 Fax: 232 087 567 e-mail: geral@noticiasdeviseu.com Publicidade: Telemóvel: 933 900 606 publicidade@noticiasdeviseu.com PROPRIEDADE Nodigráfica - Informação e Artes Gráficas, Lda. Empresa Jornalística nº 223518 Contribuinte: 501 511 784 Nº Registo Conservatória: 1299 Capital Social: 75.000,00 Euros SÓCIOS Fernando Mateus Rodrigues de Abreu - Administrador Graça Maria Lourenço de Abreu Anabela Lourenço de Abreu (5458) - Gerentes

"Para que o Teu Sonho seja Sempre o Nosso Sonho continua a tocar para nós no Céu. A Tua música ecoará nos nossos Corações. Lembrar-te-emos Sempre."

Os Serviços Centrais do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) acolheram recentemente a sessão solene de assinatura do protocolo de cooperação com a Universidade Federal de Roraima (Brasil), nos domínios da formação, da investigação e da mobilidade e intercâmbio. O presente Acordo de Cooperação tem por objetivo estabelecer relações recíprocas no âmbito académico, científico e cultural com a finalidade de elevar a qualidade do processo docente educativo, a formação de especialistas altamente qualificados e o trabalho técnico-científico. A cooperação bilateral nos domínios da investigação e da formação científica são outras

REDAÇÃO José Alberto Lopes (C.P. 9193) PAGINAÇÃO - GRAFISMO José Alberto Lopes (C.P. 9193) COLABORADORES Acácio Pinto Laurinda Ribeiro Fernando José Ribas de Sousa Celso Neto Armindo Amaral Serafim Marques Maria Helena Marques Santana-Maia Leonardo

A “Festa do 2 de Maio” serviu para assinalar os 135 anos do Mercado 2 de Maio, precisamente na data que lhe dá o nome. A partir das 21h30 a cidade reviveu o acontecimento que esteve na origem da designação atribuída a este nobre espaço do coração da cidade, que remonta ao ano de 1834, quando as tropas liberais regressaram vitoriosas a Viseu, lideradas pelo 1º Duque da Terceira. Uma recriação histórica fez o percurso desde o Largo Pintor Gata, passando a Porta do Soar, descendo para a Praça da República e seguindo até à Rua Formosa, junto à entrada do Mercado. O Mercado 2 de Maio abriu, depois, para uma festa com música e gastronomia. Com este evento, o Município de Viseu marcou o arranque de um programa de eventos para o Mercado 2 de Maio, que se realiza até ao final de Julho.

Opinião

Mas qual saída limpa?!

DELEGAÇÕES Lisboa - Pais da Rosa São Paulo - Adriano Costa Filho Ourense - Sílvia Pardo Pau (França) - Laurinda Ribeiro Gabande (Espanha) - Enric Ribera IMPRESSÃO, DOBRAGEM E EXPEDIÇÃO Tipografia Exemplo - Tarouca TIRAGEM Mês de abril: 30.000 exemplares Dec. Lei 645/76 de 30/7 ÍNDICE DESTA EDIÇÃO: Viseu ............................... Saúde .............................. Reportagem .................... Tudo K Precisar ............. Classificados .................. Desporto ......................... Diversos .......................... Regional .......................... Última ..............................

áreas a desenvolver no âmbito deste protocolo, que visa instituir projetos e trabalhos de investigação de interesse comum. A realização de estágios e o intercâmbio de estudantes, mas também de professores, investigadores e funcionários, é um dos pontos aos quais as instituições envolvidas mais relevância concederam. Os contratos foram assinados pelo presidente do Instituto Politécnico de Viseu, eng.º Fernando Sebastião, e pela reitora da Universidade Federal de Roraima, professora Gioconda Martínez. Na cerimónia, o Presidente do IPV congratulou-se “pela celebração desta parceria que vai certamente reforçar os elos históricos que nos unem enquanto povos e simultaneamente propiciar intercâmbio e partilha, no intuito maior do desenvolvimento sustentado de todas as partes envolvidas”. Por seu lado, a reitora da Universidade de Roraima, ressalva “a importância do fortalecimento da parceria entra as duas instituições, para intercâmbios científicos, pedagógicos e tecnológicos em todas as áreas da ação universitária”.

Viseu celebrou 135 anos do Mercado 2 de Maio

2/6 7 8/9 10 11 12 13 14/15 16

Nenhuma novidade na designada “saída limpa” anunciada por Passos Coelho. Era, aliás, aquilo que os portugueses estavam à espera desde que esta questão se colocou. Um segredo que, afinal, nunca o foi. Não me vou deter sobre os pormenores do conteúdo da declaração que o primeiroministro, ladeado por Paulo Portas e por Maria Luís Albuquerque, efetuou. E não me vou deter porque foi uma declaração eivada de inverdades sobre a assinatura do memorando e carregada de uma bateria infindável de ataques ao partido socialista, completamente imprópria de um governante que exerce tais funções. Mas qual “saída limpa” se Passos Coelho não falou do prosseguimento da violência da austeridade? Se não falou do aumento do IVA, da TSU, nem do corte definitivo de reformas e pensões? E nada disse sobre mais despedimentos na função pública? E, já agora, nem uma palavra também se

ouviu a Passos Coelho sobre o excesso de liquidez por parte dos investidores e sobre as taxas de juro que neste momento estão a ser praticadas na Europa e que atingem mínimos históricos. Nem uma palavra, igualmente, sobre o papel do BCE em todo este processo, como sempre o PS defendeu e alertou. E nem uma palavra sobre a almofada, constituída pelo governo, de quinze mil milhões de euros, mas que custa aos portugueses 430 milhões. Portugal regressa, assim, aos mercados sem ajuda, e isso sendo, com certeza, um sinal positivo, não deveria colocar o governo num patamar de arrogância, uma vez que os portugueses, fruto das opções erradas destes últimos anos, vão continuar fustigados com impostos, o país vai continuar a lidar com um desemprego elevadíssimo, com níveis de emigração incomportáveis e com uma economia que vai continuar estagnada.

E há ainda um outro elemento a ser trazido à colação e que revela, de Acácio Pinto * uma forma expressiva, o insucesso das opções políticas seguidas pelo governo nestes últimos anos. Refiro-me à dívida pública portuguesa, quer sob um ponto de vista relativo quer sob um ponto de vista absoluto. Como se sabe a nossa dívida pública subiu de um valor inferior aos 100% do PIB, em 2011, para valores que ascendem a 130%, no final de 2013, e em termos absolutos subiu para mais de 200 mil milhões, quando se situava em cerca de 160 mil milhões. Sobre os apregoados êxitos da política de austeridade e sobre a designada “saída limpa” estamos conversados! * Deputado do PS


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:53 Page 3

Viseu

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

3

Dois hobbies singulares juntos pela primeira vez Foi no passado fim de semana, dias 3 e 4 de maio, que o monte de Santa Helena, junto a Tarouca, acolheu centenas de desportistas nacionais e estrangeiros que participaram na prova a contar para a Taça de Portugal Downhill Vodafone. Igualmente a estação de radioamador de indicativo CT1AL participou desse lugar no concurso EA1 RCS, da Associação de Segóvia, a pontuar para o campeonato de Espanha. O desporto ligado às bicicletas, que descem montes a grande velocidade, e o hobby do radioamadorismo tiveram oportunidade de deliciar os muitos visitantes que se deslocaram aquele santuário com boas condições e capazes de res-

ponder com comodidade a quem ali se desloque. Mesmo no alto tem um amplo terreiro empedrado, com altar no topo norte e onde se celebram as cerimónias religiosas no mês de julho. Pouco abaixo, a capela de grossas paredes que a resguardam das intempéries e as hospedaria com boas condições de alojamento para os peregrinos. A gestão do espaço é da responsabilidade do Reverendo padre Carlos, pároco de Tarouca, e de uma comissão de 11 elementos, incansáveis em prestar um eficiente serviço de apoio a quem se dirige ao santuário. Estas infraestruturas e o apoio da Câmara Municipal foram essenciais para que a realização desta prova resultasse num êxito.

Desta vez foi utilizada uma pista que rasga vertiginosamente a encosta norte do monte que desce, com grande inclinação para os lados de Tarouca. A velocidade que os atletas atingem é alucinante, provocando grande emoção perante a assistência dispersa pelo monte verdejante de carquejas e urzes. Quer os atletas quer os comissários nacionais e internacionais elogiaram a prova que esteve impecável. Daniel Carvalho da organização informounos: “Das várias categorias em prova, subiram ao pódio atletas de diferentes nacionalidades. Na Classe Elite, o campeão nacional em título, o português Francisco Pardal, foi o vencedor, com uma descida de 2:48:664 minutos, tendo ficado em 2º lugar o campeão de Espanha, Toni Ferreiro, e em 3º lugar o inglês Alex Bond”. E a rádio desperta, ainda, muita curiosidade também pela magia do funcionamento, sendo que desta vez eu utilizei uma maior parafernália de antenas rotativas, cabos coaxiais e espias de mastros auto montantes, sendo este conjunto de equipamentos que uma das fotos documenta, que estiveram em funcionamento e serviram igualmente de demonstração para o muito público que acorreu ao local, sobretu-

do na tarde soalheiro do domingo. Em frequências muito, mesmo muito elevadas, desde os 144 MHz, 432MHz até os 1200MHz, foi possível contactar com lugares a centenas de quilómetros, sobre o solo, até Barcelona e, via propagação marítima até às Canárias, a mais de 1500 Km! O concurso de comunicações via rádio teve lugar desde as 15 horas de sábado às 15 horas de domingo, consistindo em transmitir e receber para o mais distante possível e com o maior número de comunicados. Igualmente, como hob-

by, serviu para testar material, aperfeiçoar técnicas de montagem de antenas e cultivar um espírito sadio entre os participantes que se encontram ou nas suas casas ou no alto das serras. Foi mais uma oportunidade de validar este singular desejo de contacto com outros radioamadores da Península Ibérica irmanados no mesmo espírito de fraternidade e, se for preciso, em casos de catástrofes ou falência de sistema, servir de rede alternativa aos telemóveis. Adelino Francisco, editor da QSP


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:53 Page 4

4 Viseu

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu

Mais de 1.300 visitantes de 25 escolas nos XI Dias Abertos do IPV 2014

Dias Abertos do Instituto Politécnico de Viseu

COLUNA POLICIAL POSSE ILEGAL DE ARMAS O Núcleo de Proteção Ambiental do Destacamento Territorial de Lamego deteve em Vale Papas, Cinfães, um indivíduo de 70 anos de idade, por crime de posse ilegal de armas. Esta detenção foi o culminar de diligências de investigação realizadas no âmbito de caça ilegal. Ao arguido foram apreendidas 4 espingardas de caça, 4 pistolas, 1 revólver, várias munições, um carta de caçador caducada e 2 livretes de armas de caça. O arguido foi notificado para comparecer no Tribunal Judicial de Cinfães.

A grande aventura dos Dias Abertos do Instituto Politécnico de Viseu (IPV) terminou no dia 28 de abril. Foram três dias de frémito estudantil (23, 24 e 28 de abril), plenos de atividades científicas, pedagógicas e lúdicas para os mais de 1.300 visitantes provenientes de 25 escolas secundárias, profissionais e básicas (9º ano) da região. Um Politécnico de Viseu de braços bem abertos à comunidade recebeu os seus ilustres visitantes, guiando-os por uma viagem

inesquecível pelo admirável mundo do ensino superior. Acolhidos com sorrisos e presenteados com diversas ofertas institucionais, ao ritmo da sonoridade entusiasmante das tunas académicas, os participantes puderam assistir “em direto” às aulas, visitar e interagir nos diversos laboratórios e centros de informática, realizar experiências e análises laboratoriais, percorrer itinerários guiados pelas inúmeras valências institucionais, participar em palestras e sessões temáticas

Startup Weekend no Campus do IPV

Um dos maiores eventos de empreendedorismo do mundo pela primeira vez em Viseu Nos dias 16, 17 e 18 de maio de 2014 irá realizar-se, pela primeira vez no Campus do Instituto Politécnico de Viseu, o Startup Weekend, um movimento global de empreendedores ativos e responsáveis, que pretendem aprender os conceitos básicos de construir uma startup e, com uma ideia, lançar negócios de sucesso. Confirmada está a presença de Benjamin Mendes Júnior, um dos fundadores do portal SAPO.PT, o maior portal de internet português, agora parte do grupo Portugal Telecom. Benjamin Mendes Júnior será speaker e membro do júri. A sua formação base está relacionada com as redes e protocolos de encaminhamento e programação para a web. Foi Director de Operações do portal SAPO, Coordenador da área Multiplataforma no SAPO/Portugal Telecom, englobando a oferta comercial no segmento móvel e IPTV no SAPO. Coordena atualmente os Laboratórios SAPO, que presentemente são a interface entre o SAPO e a academia Portuguesa, englobando várias universidades. Foi ainda co-fundador da obvious, um dos maiores magazines culturais de língua portuguesa.

ALUGA-SE

Salão Cabeleireiro Com compartimento para lavagem e corte, compartimento para estética e compartimento privado com wc, mais wc para público. Preço muito acessível. A combinar.

Contacto: 232 984 520

e de informação, entre uma panóplia de exposições e atividades pedagógicas interativas que o IPV organizou a pensar nos participantes e nas escolas que aderiram à edição de 2014 do evento, a décima primeira. Onze anos que contabilizaram cerca de 14.500 visitantes. Dias muito especiais para guardar na memória perene de todos os participantes. O IPV no entanto vai continuar a receber mais visitantes até ao final do ano letivo.

Capítulo da Primavera

12º aniversário da Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco” Vai realizar-se, no dia 9 de maio, no Hotel Montebelo, em Viseu, pelas 19h30, o Capítulo da Primavera da Confraria de Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”, uma iniciativa que assinala igualmente a passagem do décimo segundo aniversário daquela Confraria. Este convívio confrádico contará com as presenças de Mário Vilalva, Embaixador do Brasil em Portugal; de Almeida Henriques, presidente da Câmara Municipal de Viseu; e Orlando Cerveira Francisco, Comendador e membro dos Órgãos Sociais da Casa de Viseu no Rio de Janeiro, entre outras personalidades. O Capítulo terá o seguinte programa: 17h30 – Apresentação de cumprimentos ao Sr. Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Almeida Henriques 19h30 – Saudação às Bandeiras/Jantar – Hotel Montebelo, em Viseu 21h – Lição de Sapiência proferida pelo Professor Doutor António de Abreu Freire, subordinada ao tema “Os Viseenses na Formação da Nação Brasileira” 21h30 – Intervenção do Sr. Embaixador – “As Relações Económicas entre Portugal e Brasil” 22h – Atuação da Tuna Sabores da Música – Parte cultural da Confraria de Saberes e Sabores da Beira, “Grão Vasco” Ementa: Entradas: Pataniscas de bacalhau com salada fria, charcutaria portuguesa, moelinhas picantes, ovos mexidos com alheira; Quentes: sopa da aldeia e bacalhau lascado com boroa e batata a murro; Buffet de sobremesas: variadas, bolo de Aniversário; Bebidas: Água; vinho branco; vinho tinto;espumante; café. O custo de participação é de 25 euros, sendo que é obrigatório o uso do traje confrádico neste evento.

TRÁFICO DE ESTUPEFACIENTES Militares do Posto Territorial de Santa Comba Dão, do Destacamento Territorial de Santa Comba Dão, no dia 28 de abril, nas bombas de combustível de Cancela – Santa Comba Dão, detiveram um cidadão espanhol de 30 anos de idade, por tráfico de estupefacientes. Foram apreendidas 58 doses de haxixe, 13 doses de anfetaminas, uma dose de cannabis e dinheiro. O indivíduo foi presente ao Tribunal Judicial de Santa Comba Dão, tendo o processo baixado a inquérito. POSSE ILEGAL DE ARMAS Militares do Posto Territorial de Moimenta de Beira do Destacamento Territorial de Moimenta da Beira, no dia 29 de abril, executaram uma busca domiciliária no âmbito de uma investigação por crime de violência doméstica, tendo como resultado a detenção um cidadão de 51 anos de idade por posse ilegal de armas. Foi apreendida uma caçadeira, uma arma branca, 292 cartuchos e 118 munições de vários calibres. O detido após efetuadas todas as formalidades legais, foi restituído à liberdade por ordem do Ministério Público, tendo processo baixado a inquérito. OPERAÇÃO “PEREGRINAÇÃO SEGURA 2014” No âmbito das celebrações do 97.º aniversário das Aparições de Fátima, a Guarda Nacional Republicana realiza uma operação até 13 de maio, com o objetivo de garantir a segurança dos peregrinos durante as deslocações e celebrações religiosas no Santuário de Fátima. A operação tem em vista contribuir para a diminuição da sinistralidade envolvendo os peregrinos que, muitas vezes, efetuam o percurso em grupos numerosos, circulando em vias com tráfego intenso e com bermas estreitas ou com ausência das mesmas, aumentando assim o risco de atropelamento. Os militares integram as tarefas de aconselhamento aos peões, no âmbito da semana mundial da segurança rodoviária, procedendo à distribuição de material informativo cedido pelos promotores da iniciativa.


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 5

Viseu

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

5

Cidade Universitária do Piaget com intensa atividade cultural Não admira que muitos viseenses não conheçam a “Cidade” Universitária Piaget, no alto do Gaio, na linha limite das freguesias de Lordosa e Ribafeita, quando as entidades também não sabem para lá o caminho. Alheia a tudo isso e na convicção de um forte objetivo de engrandecer a área metropolitana de Viseu, o Instituto Jean Piaget está a ter, para além dos cursos superiores que ministra, em vários ramos de ensino, intensa atividade cultural, científica e recreativa. No dia 2 de maio deslocamonos ao alto do Gaio, para assistir ao lançamento do novo livro de poesia “Canto Inaudito” , da autoria do presidente do Instituto, A. Oliveira Cruz, e demos conta que, paralelamente, decorria uma importantíssima palestra, por um cientista

francês, e no auditório da música, vários conjuntos musicais compartilhavam a capacidade de, entre si, “viver a Música”. Naquele espaço, e segundo Maria Françoise Cruz, vice-presidente do Instituto Piaget, são ali organizados, naquele espaço, encontro de músicos das escolas e conservatórios, que compartilham conhecimentos na arte musical e por forma a existir intercâmbio entre alunos de grau superior avançado e com conhecimentos. Seguramente, esta iniciativa tem trazido oportunos conhecimentos pessoais e musicais pelo que irá continuar com mais encontros. Não menos aguardada pelos cientistas e intelectuais, para o efeito convidados, foi a palestra dada por Ali Ait Abdelmalerk, professor

de sociologia e ciências humanas, que deu a saber pontos de vista científicos inéditos, fundamentando -se com conhecimentos que deixou os presentes presos de interesse e que intitulou: - Problemática e décor teórico do saber ao poder; Civis – polis – nomos; A saúde da palavra ao conceito; Mudança social, económica, política e cultural; saúde, como um facto social total, exterioridade, contrariedade e interiorização; Competências “brio – psico – sociais” das profissões de cuidados de saúde e finalmente as componentes da identidade individual e coletiva. A terminar, deu os parabéns às

edições Piaget, que deixaram espaço nas suas publicações , não só à filosofia e às ciências, mas também à poesia, para terminar com a

palavra de Granci, desejando que sejamos capazes de corrigir o nosso “pessimismo da razão”, pelo nosso “ optimismo do coração”.

“Canto Inaudito” - novo livro de A. Oliveira Cruz - Sinfonia incompleta, ou palavra invisível. A finalizar o dia, de intensa atividade cultural, no Instituto Piaget, deu-se a apresentação do novo livro de poemas de A. Oliveira Cruz, “Canto Inaudito”, muito aguardado, pelo novo estilo poético do autor, dado como verseja, com intensa filosofia, exposta em telas da imaginações férteis de conhecimentos, num mundo ligado ao abstracionismo. No uso da apresentação do livro, o autor quis separar, embora a mesma personagem, em duas, uma de António Oliveira Cruz, presidente do Instituto Piaget, produtor de textos e o outro A. Oliveira Cruz que se meteu em boas , a nível poético. Logo de seguida, realçou o facto de este “Canto Inaudito” ir fazer debruçar muitos filósofos sobre “Hai-Cantos”, circunstância que não o fará desistir daquele tipo de trabalho que se impõe e é de seu gosto. Acrescentou ainda que “não tendo jeito para a poesia, fiz parte

de um júri , num concurso de poesia para jovens, em que tinha também de apresentar um poema. Perante esta imposição fiquei preocupado, acabando por sair bem, mesmo seu eu querer. Daí para cá, nunca mais parei de fazer versos. Os críticos que façam as suas apreciações, porque eu não sou crítico, porque se o fosse, em re-

lação aos meus poemas, deixaria, na hora, de fazer poemas.” A seguir deu a palavra ao professor José Fernando Tavares, do Instituto Piaget, que classificou o livro de poemas de A. Oliveira Cruz de “sinfonia incompleta ou palavra invisível”. Adiantando: - “Se a poesia reflecte o homem e o seu destino, eis

que o ato poético pode ser compreendido como uma expressão generosa e que só no domínio do espírito poderá cumprir-se dos “Hai-Cantos” de A. Oliveira Cruz corresponde ao corolário dessa força”. Outrossim referiu que “o livro de A. Oliveira Cruz “ é seguramente o prolongamento de uma longa sinfonia eternamente incompleta, que evoca, ela mesma, a completude do humanismo, a relativização da razão e da consciência, o eterno questionar de uma vida que está longe da sua intrínseca clarividência. Na verdade, há na poesia de A. Oliveira Cruz todo um programa filosófico que atravessa as grandes questões da história do pensamento”. Por sua vez, Fernando Paulo apresentou uma longa apreciação erudita cheia de significado cultural e filosófico, começando por realçar as qualidades do autor A. Oliveira Cruz, que considerou de Ho-

mem esguio e longilíneo, de têmpera rija, determinada e inquebrantável, nascido aqui perto, nesta serena, bucólica, solar e lauridosa Bigas, depois de trepar aos cumes estelares do Paraíso. “Dâmica, sob a persona, singularmente inconfundível que apresenta em seu cartão único o nome identitário de A. Oliveira Cruz, “retomar humildemente ao chão de Deméter, concluindo, portanto, a sua temerária escalada de subir aos céus, por degraus que a “subir descer” - citou o autor. Creio que, deste modo, a poesia, essa alumiante estrela, entre as maiores, no firmamento da instauração criadora dos sentidos polares do mundo, inspiradora de todos os sonhos, preservadora de todas as esperanças e propulsora da explosão dos mais fúlgidos fascinantes encantamentos em toda a esfera da saudade e do desejo do por – ser que ser – se quer” - concluiu. No final, foi servido um Porto de Honra.


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 6

6 Viseu

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu

Digressão do Coro Mozart a França e Andorra O CORO MOZART DE VISEU efetuou, de 10 a 17 de Abril, uma digressão a terras de França e Andorra, na sequência de alguns convites recebidos, contando nessa digressão com o Alto Patrocínio do Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, inserido nas Comemorações do 40 º Aniversário do 25 de Abril.

Em Bordéus, o Coro Mozart realizou um Street Concert na Praça da Município, contando com uma assistência significativa, que ouviu entusiasticamente algumas das músicas apresentadas onde foram utilizadas coreografias dinâmicas. Destaque para a presença de várias entidades oficiais, entre as quais o Secretário de Estado, José Cesário, o deputa-

Concerto no Centre de Congressos de Andorra La Vella

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. José Cesário, bem como toda a sua equipa, com especial referência à Drª. Ana Ferreira, acompanharam de perto esta tournée, estando inclusivé presente em todas as cidades por onde o Coro Mozart teve o privilégio de actuar, honrando com a sua presença, todas as Comunidades Portuguesas e Estrangeiras, e o próprio Coro Mozart.

do Carlos Gonçalves, bem com alguns representantes das Câmaras de Bordéus e de Cenon, para além de imensos emigrantes portugueses que felicitavam todos os elementos do Coro Mozart, demonstrando a sua profunda gratidão em verem em terras francesas, os portugueses a brilhar. Um dos concertos mais importantes desta digressão, realizou-se em CENON ( Bordéus), na grandiosa Sala de Concer-

Na cidade medieval de Carcassonne (França), Património da UNESCO

A comitiva do Coro Mozart de Viseu, constituída por cerca de 100 pessoas, entre Coralistas, elementos da Direcção, e alguns familiares/amigos, teve a sua primeira recepção em CENON (Bordéus) na Sede da Associação ALEGRIA PORTUGUESA DE GIRONDE (CENON), onde foi servido um excelente almoço confeccionado por portugueses, contando com o apoio do presidente desta Associação, e durante a estada em Bordéus/Cenon com o apoio e ajuda incondicional da Vereadora da Câmara de CENON, também ela portuguesa, Dra. Fernanda Alves, que muito contribuiu para o bem estar do Coro Mozart nesta cidade. Ainda na cidade de Bordéus, os elementos do Coro Mozart tiveram o privilégio de passear pela bela cidade, repleta de bonitos espaços verdes, com uma vista deslumbrante no grande rio que a atravessa, destacando-se a Praça des Quinconces, considerada a maior praça da Europa.

tos LE ROCHER DE PALMER 650, onde mais uma vez o Coro Mozart foi aplaudido e agraciado por todos os presentes. A digressão continuou para a cidade Francesa de TOULOUSE, tendo o Coro sido aí recebido pelo Vice-Consul de Portugal em Toulouse, Dr. Rogério Paulo Santos, que acompanhado da sua equipa do consulado (Dr. Vitor Lima, Drª. Isabel, Drª. Tânia) teve sempre uma atenção redobrada para que nada faltasse aos elementos do Coro Mozart, estando sempre presente em todos os espectáculos realizados em Toulouse. Na cidade de Toulouse, o Coro realizou um Street Concert na Place du Capitole, e ainda um magnífico concerto na Église de Saint Pierre de Cuisines, tendo este concerto incluído uma especial referência às Comemorações do 40º Aniversário do 25 de Abril, onde o coro teve oportunidade de interpretar entre outras músicas, a “Grândola” e o “Hino Nacional”.

A comitiva do Coro Mozart de Viseu, deslocou-se ainda à Sede do Clube Português de Toulouse, onde foi recebido pela comunidade portuguesa, de uma forma muito afectuosa e calorosa. Durante o percurso de TOULOUSE para ANDORRA, o grupo do Coro Mozart teve oportunidade de visitar a cidade medieval de CARCASSONNE, local classificado como Património da Humanidade pela UNESCO. Como características principais deste magnífico local, sobressaem o imponente castelo, rodeado de grandiosas torres, totalmente muralhado, comportando no seu interior uma deslumbrante Basílica, denominada de Saint-Nazaire. Já no PRINCIPADO d`ANDORRA, a comitiva do CORO MOZART instalou-se em SAINT JULIÀ DE LÒRIA, tendo sido posteriormente recebida em ANDORRA LA VELLA por elementos do Consulado de Andorra, destacando-se a presença do Consul, Sr. José Manuel Silva, e da Drª. Sofia Borges, que acompanharam sempre de perto e com total disponibilidade o Coro Mozart, de uma forma calorosa. Dos concertos realizados em terras de ANDORRA, merecem destaque os concertos em PAS DE LA CASA (Espaço PYRÉNÉES), em ESCALDES-ENGORDANY (Espaço ILLA CARLEMANY) e o grandioso espectáculo realizado no magnífico CENTRO DE CONGRESSOS de ANDORRA LA VELHA, sala esta com capacidade para cerca de 900 pessoas. Mais uma vez estiveram presentes importantes entidades oficiais, entre as quais o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, o Cônsul de Andorra, o representante do Príncipe de Andorra, o representante da Casa de Portugal em Andorra, para além de outras personalidades de Organismos Locais, emigrantes, e público em geral. Por fim, não pode deixar de ser relevada a bonita recepção e acolhimento que o Coro Mozart teve na Casa de Portugal em Andorra, pelo seu Presidente David Lionel Borges, pelo Consul de Andorra, pelo Secretário de Estado, Dr. José Cesário, e por toda a equipa do Consulado de Andorra, sendo o grupo de Viseu brindado com um magnífico jantar, onde não faltou animação musical, alegria e sã convívio de toda a Comunidade Portuguesa radicada em Andorra. O regresso a Portugal culminou com uma breve passagem por Madrid, onde os jovens tiveram a possibilidade de estar junto do emblemático Estádio Santiago Bernabéu, casa do Real Madrid. Como balanço final registe-se a excelente prestação que os jovens coralistas de Viseu tiveram durante toda a digressão, pautados pela forma calorosa e emocionante com que sempre foram recebidos, deixando orgulhosos todos os viseenses e portugueses. Aos Coralistas, ao Maestro, ao Presidente e restante Direcção, bem como aos pais e familiares que acompanharam esta digressão, fica o reconhecimento do esforço e dedicação em prol deste magnífico grupo Coral de Viseu. PARABÉNS A TODOS! Adelino Figueiredo

Street Concert do Coro Mozart em Bordéus – Place du Capitole

Coro Mozart de visita ao Museu de História Natural em Toulouse

Comitiva do Coro Mozart de Viseu com a Vereadora da Câmara de Cenon (Bordéus), Drª. Fernanda Alves, em Cenon (França)

Coro Mozart, o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário e Adelino Figueiredo, na Place du Capitole, em Bordéus

Concerto na Église de Saint Pierre de Cuisines – Toulouse (França)

Na visita a Madrid, junto ao Estádio Santiago Bernabéu, do Real Madrid


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 7

Saúde

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

PAULA ALMEIDA Dietista Especialista

Consultas de Nutrição - Especialista na área de Diabetes Tratamento Cirúrgico da Obesidade, Doenças de Comportamento Alimentar, Gastroenterologia

CENTRO DE AVALIAÇÃO MÉDICA E PSICOLÓGICA

Av. Alberto Sampaio, 81 R/C Esq. - 3510-031 Viseu Telefone: 232 426 463 geral@moduloclinico.pt www.moduloclinico.pt

Clínica Dentária Viriato, Lda Dr. Paulo Garcia Reberti Dr. Batista Ferreira

Segunda a Sexta-feira: das 9h30 - 12h30 / 14h30 - 19h30 Sábados: das 09h00 às 13h00 Centro Comercial S. Mateus - r/c - Sala 8 Av. Dr. Ant. José de Almeida - 3500 Viseu Telefone: 232 437 089

DR. ADELINO BOTELHO Chefe de Serviço de Clínica Geral

Consultório Clínica de S. Cosme Clínica Geral e Domicílios Tel: 232 435 535 - 963 309 407 Praça de Goa - 3510-085 VISEU

MANUEL DE SOUSA MÉDICO DENTISTA Consultas: de segunda a sábado, das 9h às 13h e das 15h às 19h. Rua Alexandre Lobo, 55 - 1º Dto 3500 VISEU - Telefone: 232 435 620

Drª. M. Lurdes Botelho CLÍNICA GERAL E DOMICÍLIOS

Policlínica Srª da Saúde Quinta da Saudade (rotunda de Nelas, em frente ao Restaurante Perdigueiro)

Telefones: 232 181 205 / 967 003 823

7

Número de cirurgias de transplantação de pulmões cresceu 80% em relação a 2013

Número de dadores e transplantes de órgãos cresce em Portugal O número de dadores de órgãos e de transplantes, sobretudo de pulmões, aumentou no primeiro trimestre deste ano, graças a uma maior atenção dos responsáveis hospitalares, afirmou o presidente do Instituto do Sangue e Transplantação. O aumento do número de dadores e de doações foi, em média, de 14% em relação ao primeiro trimestre do ano passado, avançou Hélder Trindade. O responsável salientou que este aumento se deveu ao empenho não só dos hospitais, mas também dos coordenadores hospitalares de doação, dos gabinetes coordenadores de colheita e transplantação, além do próprio instituto e ministério da Saúde. “Toda a estrutura hospitalar começa a estar desperta para um cadáver que poderá ser potencial dador de órgãos antes de ser enterrado e toda a mensagem permite que dentro do hospital quem não esteja ligado a este processo possa estar desperto para referenciar os dadores e não deixar que este se perca”, explicou Hélder Trindade. O crescimento do número de dadores e de transplantes agradou ao presidente do instituto que salientou ter

sido possível melhorar a qualidade de vida de centenas de pessoas. “A transplantação não só permite salvar centenas de vidas por ano mas, principalmente, melhorar a qualidade de vida de milhares de doentes hepáticos, renais, doentes com insuficiências cardíacas e pulmonares e diabéticos”, disse. Para Hélder Trindade, este aumento traduziu-se em “um ganho em saúde, ganho social e um ganho para os doentes, esse é o grande objetivo da transplantação”.

O maior aumento de transplante de órgãos foi feito em doentes dos pulmões, sendo que o número de cirurgias deste género cresceu 80%. No caso dos transplantes de pâncreas, o aumento foi superior a 50%, enquanto os doentes renais viram o número de transplantes subir em quase um terço. No total, o aumento de transplantes foi de 26% face aos valores registados nos três primeiros meses de 2013. De acordo com dados do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, no final de março, o número de dadores cadáveres tinha subido 14%, traduzindo-se num aumento de 9,5% na zona Norte e de 45% na zona Sul e mantendo-se estável na zona Centro. Devido ao aumento do número de dadores cadáver, o número de órgãos e tecidos colhidos aumentou cerca de 17% e 8,5%, respetivamente, com mais 34 órgãos e 31 tecidos. O Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea, Estaminais ou de Sangue do Cordão adiantou ainda que, a 31 de março, estavam inscritos 340.958 potenciais dadores, mais 2.669 do que no final de 2013.

Ministério revela que retirou amianto de 147 escolas e vai intervir em mais 150 O Ministério da Educação retirou coberturas com amianto de 147 escolas no último ano e vai iniciar obras em mais 150 estabelecimentos no verão, anunciou o secretário de Estado da Administração Escolar, João Casanova. O investimento previsto nas obras já realizadas e calendarizadas é de 12 milhões de euros (seis milhões para cada fase), disse o governante, acrescentando que foi acordada com o Ministério das Finanças “uma almofada de conforto” para o caso de serem necessárias mais intervenções.

O levantamento prossegue, a nível nacional, para determinar os casos em que as placas de fibrocimento usadas nas coberturas estão degradadas e têm de ser removidas, indicou o João Casanova de Almeida no final da visita a uma escola em Lisboa onde já foram feitas intervenções para substituir os telheiros do espaço exterior. “Esta escola já teve uma intervenção e vai continuar a ter, é isto que está a ser feito um pouco por todo o país, a substituição dos materiais degradados”, afirmou o secretário de Estado na

ALEXANDRE LIBÓRIO TERESA LOUREIRO MÉDICOS DENTISTAS

NOVOS PROTOCOLOS ADSE ( GNR - PSP ) Consultas de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h30; e das 14h30 às 19h. Consultório: Rua 21 de Agosto Centro Comercial “Happy Dream” - 3510 VISEU Telefone: 232 435 141 / 917 264 605 Urgências: 917 882 961

Escola Preparatória Damião de Góis. Casanova de Almeida apresentou um dossier com a lista de escolas intervencionadas, as disposições legais e informação sobre a utilização de materiais que contêm amianto, como as placas de fibrocimento utlizadas nas coberturas de escolas construídas nas décadas de 70 e 80. O ministério decidiu avançar nas escolas já identificadas, mas prossegue um levantamento nacional das estruturas que contêm amianto e do estado em que se encontram.

Martha Santos GINECOLOGIA OBSTETRÍCIA ECOGRAFIAS

CONSULTAS: SEGUNDAS E QUINTAS, DAS 14H ÀS 20H Rua Miguel Bombarda, nº 66, Sala BU - 1º - VISEU Telefone: 232 426 695


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 8

8 Reportagem

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu

Na maior crítica de sempre, a favor e contra...

Dom Afonso Henriques ganhou estátua na terra onde nasceu Surpreendentemente, sem pompa nem circunstância, receando-se que o povo soubesse e participasse, Almeida Henriques, presidente da Câmara Municipal de Viseu, inaugurou, no passado domingo, à tarde, a estátua a Dom Afonso Henriques, que o POVO pagou para ser colocada na rotunda da avenida que tem o seu nome, à saída de Viseu – Nelas. Numa breve e simples cerimónia, para convidados, realizou-se numa das salas do Instituto Superior Agrário, uma sessão antes do descerramento da lápide. Presentes, além do presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, o presidente da Assembleia Municipal, Mota Faria, e o anterior presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, acompanhado de Américo Nunes e Ana Paula Santana, que estiveram envolvidos na estátua a Dom Afonso Henriques, além de outros pertencentes à vereação anterior e presidente da AIRV. Antes e depois da sessão comemorativa da inauguração, o Grupo de Cavaquinhos Passilgueirenses, de Silgueiros, fez atuações de excelente valor musical, que agradou admiravelmente a todos os presentes. Almeida Henriques presidiu à sessão, ladeado à direita por Mota Faria e à esquerda pelo representante da Comissão de angariação de fundos, Fernando de Abreu.

Por delegação do presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, os elementos da Comissão de angariação de fundos descerraram a lápide comemorativa do acto, a 4 de maio de 2014

foi benéfico, baseando-se em documentos concretos, Almeida Fernandes deu como que Dom Afonso Henriques, tenha nascido em Viseu, no ano de 1109.

Fernando de Abreu, representante da Comissão de angariação de fundos, no uso da palavra

A relações públicas da Câmara Municipal de Viseu, Dora Mariano, deu a palavra a Fernando de Abreu, que em nome da Comissão de angariação de fundos leu o seguinte: - Se dúvidas houvesse, elas acabaram, quando Guimarães encomendou estudo para saber, ao certo, a terra do nascimento de Dom Afonso Henriques: Guimarães, Viseu ou Coimbra. Aconteceu que, para os vimaranenses, esse trabalho não lhes

A partir daí, os restantes historiadores, que se perfilavam interessados em encontrar o local de nascimento, acabaram por se render à evidência e aceitaram o nascimento como tendo sido em Viseu. De tantos interessados na descoberta, ficaram apenas dois, continuando a defender a cidade berço da nacionalidade, sem qualquer referência documental, agora, apelando o nascimento, em Guimarães, como mera tradição.

Assim, e como se passaram tantos anos, sem que algum académico contestasse o estudo de Almeida Fernandes, os viseenses tinham obrigação, imediata, e sem qualquer dúvida, de chamar o nascimento do primeiro rei de Portugal para Viseu. Impunha-se, portanto, esta homenagem, por forma a vincular e a dar a conhecer esse dado histórico e honroso para a capital da Beira Alta, por onde andou também outro guerreiro chamado Viriato, este sim, filho de Viseu, por tradição lendária. Havia, pois, dar o primeiro passo, com a colocação da estátua, numa das principais entradas de Viseu. Aconteceu que, em conversa com o ex-presidente da Câmara Municipal de Viseu, Sr. Dr. Fernando Ruas, manifestei a vontade de ser o povo a mandar executar um monumento a Dom Afonso Henriques e a ser ele, povo, a contribuir. O Sr. Dr. Fernando Ruas não só deu todo o apoio, como avançou com a iniciativa, designando dois vereadores, Doutores Américo Nunes, vice-presidente, e Ana Paula Santana, vereadora da cultura, no sentido de darem toda a colaboração ao projeto.

Indiquei, para tanto, quatro amigos pessoais para constituir comissão de angariação de fundos: Américo Loureiro, Valdemar Feitas, Rui Melo e Ramiro Boloto. Seria injusto da minha parte se não realçasse os nomes de Américo Loureiro e Valdemar Freitas, pelo seu prestígio, ligados à banca, e empenho, conseguiram o valor necessário, depositado por duas dezenas de individualidade, algumas delas a contribuírem, com verbas de 7500, de 2500 e de 1000 euros, o que comprova o fato da iniciativa, em se levantar um monumento a Dom Afonso Henrique, ter sido muito bem recebida, pela sociedade viseense. Esta minha referência, certamente os irá incomodar, mas não

ficaria de bem com a minha consciência, se não realçasse esta realidade, de modo a ficar na história, dando louvor a quem o mereceu. Com a nomeação do Sr. Dr. António Joaquim de Almeida Henriques, para a presidência da Câmara de Viseu, foi encontrada a mesma abertura e empenho, em se concretizar o projeto. Na oportunidade, tanto foi o interesse manifestado nas reuniões, deixando bem patente aquele objetivo e a força necessária para que hoje a estátua fosse inaugurada. Ora, como a estátua é do Povo, este povo que se sente feliz e orgulhoso por a iniciativa ter vingado, pretendia também ele, POVO, estar presente na inauguração e participar, integrando-se com as respetivas associações de freguesia: Bandas de música e ranchos folclóricos (que ele, POVO, tanto gosta), de modo a proporcionarem festa, como eles próprios manifestaram esse desejo. Para todos, as nossas desculpas e bem hajam, especialmente aqueles que contribuíram monetariamente. Como irá nascer uma associação sem fins lucrativos, Dom Afonso Henriques, para organizar conferências, estudos e competições desportivas, no início de cada época, com os clubes locais, para atribuir o “Troféu Dom Afonso Henriques”, troféu este já feito em estanho, poderá acontecer que o povo, que hoje aqui não foi chamado, possa vir, em agosto, mês de aniversário do nascimento do primeiro Rei de Portugal, dar largas à sua satisfação. Dom Afonso Henriques, figura principal na história de Portugal, deu a Guimarães o “berço da nacionalidade” e os pais, Conde de Dom Henrique e Dona Teresa, o nascimento do filho a Viseu, daí que não haverá viseense que não se orgulhe e colabore no sentido de lhe dar projeção, começando por aquilo que hoje se fez: dizer ao mundo que Dom Afonso Henriques nasceu em Viseu.

O Grupo de Cavaquinhos Passilgueirenses, de Silgueiros, animou o público presente


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 9

Reportagem

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

9

Viseu reivindica para si o título de pátria de d. afonso henriques

Mota Faria, Fernando de Abreu e Almeida Henriques

Comissão de angariação de fundos: da esquerda para a direita, Valdemar Freitas, Américo Loureiro, Fernando de Abreu e Rui Melo, não se encontrando presente Ramiro Boloto, ausente em Angola

A seguir, o historiador Inês Vaz, apresentou um completo estudo sobre o nascimento de Dom Afonso Henriques, em Viseu. E ninguém melhor do que Inês Vaz o poderia fazer, uma vez que acompanha as investigações desde que Almeida Fernandes apresentou a sua teoria baseada na análise dos documentos. Na oportunidade, Inês Vaz apoiou tal teoria, baseando-se nos conhecimentos que possuía, escrevendo e saltando para a ribalta, defendendo idêntica tese nos jornais locais. Prudentemente, adiantou que: - D. Henrique e Dona Teresa, pais de Afonso Henriques, passaram muito tempo em Viseu, na data em que terá nascido. Daí que tenha uma ligação muito forte à região de Viseu, nomeadamente ao norte e às Caldas de Lafões. Convicto dessa realidade, Inês Vaz, acrescentou: - Viseu tem a seu favor a existência de documentação que foi analisada com outros olhos e prova a estadia da mãe D. Teresa, em Viseu, durante largos meses do ano de 1109. Almeida Fernandes concluiu que a razão da retenção de D. Teresa, em Viseu, se relaciona com a sua gravidez e o nascimento do seu filho. Finalmente, a adoção erudita, popular e política do nascimento

de Afonso Henriques, em Viseu, levou a este momento solene de ereção de uma estátua ao nosso primeiro rei. Independentemente dos argumentos que se possam vir a aduzir a favor e contra, há uma realidade que não pode ser escamoteada, a ligação do rei e de seus pais à região de Viseu, ao mesmo tempo que concediam favores às populações locais, doando-lhes forais. Concluindo que D. Afonso Henriques, na história e na tradição, tem uma forte ligação a Viseu e região, é uma realidade inegável e por isso esta homenagem que hoje lhe é prestada é mais do que justa e merecida. A partir de agora, este monumento enriquece o património cultural viseense e ficará para sempre numa das entradas da cidade para recordar a todos que Viseu reivindica para si o título de Pátria de D.

Durante a intervenção do historiador Inês Vaz

tiva e esta estátua como um gesto simbólico e como um gesto de afetos de um grupo de cidadãos pela sua cidade e pela figura do Rei Fundador. Logo, se há documentos que reforçam a presença de D. Afonso Henriques em Viseu e que apontam especialmente para o seu nascimento aqui, é natural e faz todo o sentido que um conjunto de cidadãos de Viseu tenha produzido este marco. Quero ver esta estátua como um ícone positivo, que valoriza Viseu pela positiva! Viseu é uma das cidade com maior profundidade e centralismo na história da nacionalidade e na história da pré-nacionalidade. Logo, tem um lugar incontornável em

como seja uma porta para a reabilitação e a revitalização do Centro Histórico, cuja estratégica já em debate público; uma porta para o desenvolvimento do turismo histórico e cultural e para fazer de Viseu uma cidade de eventos e uma cidade de atividades criativas. A terminar: - Se esta iniciativa da estátua a Dom Afonso Henriques ajudar a posicionar Viseu como uma cidade histórica e como uma cidade que valoriza o seu património e o seu passado numa perspetiva de futuro, então será seguramente uma iniciativa com bons frutos. Felicito, pois os seus promotores, na pessoa de Fernando de

Afonso Henriques. Por sua vez, o autor da estátua, Augusto Tomás, manifestou o que o levou a não dar rosto a Dom Afonso Henriques, na convicção de vir a ser apreciado e considerado um bom trabalho. A história e o património podem ser para Viseu uma porta aberta para o futuro A encerrar a sessão, Almeida Henriques saudou os presentes, afirmando: “Independentemente das razões históricas que assistem a esta iniciativa, esta é uma atitude que honra Viseu e que está no ADN beirão: o amor à terra e a capacidade de empreender, pois vejo esta iniciativa muito para além das questões estritamente historiográficas e completamente fora do campo político. Na verdade, encaro esta inicia-

Almeida Henriques proferiu algumas palavras após o descerramento da placa comemorativa

todos os processos históricos fundamentais da Península, seja a romanização, a cristianização, o muçulmanismo ou a reconquista cristã. As diferentes teses relativas à nossa Cava de Viriato e as diversas ocupações da zona onde hoje está a Sé são demonstrações desse papel histórico de Viseu, como o é ainda a presença tão marcante da Dinastia de Avis: de D. João I e Dona Filipa de Lencastre, de D. Duarte, de D. Henrique, duque de Viseu. E considerou: - A história e o património podem ser para Viseu não apenas uma porta para o passado, mas também uma porta para o futuro,

Abreu, e desejo que tenhamos levantado um ícone positivo para Viseu”. Junto à estátua, procedeu-se ao descerramento de quatro lápides: uma para a assinalar o ato da inauguração, uma outra com o nome das pessoas que constituíram a comissão de angariação de fundo, uma com o nome do escultor e uma última, com versos que relatam a vida de Dom Afonso Henriques. Por delegação do presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, foram os quatro elementos presentes da Comissão, Ramiro Boloto estava ausente em Angola, a descerrar a placa comemorativa.


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 10

T3 - PERIFERIA DE VISEU 114.500€ - refª 4341 Anabela Sousa Med. Imobiliária - 967 728 553 VISEU - GUMIRÃES Vivenda T2, 27.500 € REMAX 7068 AMI 961334744 VISEU - RUA FORMOSA T1, 35.000 € - REMAX 7068 AMI - 961334744 VISEU - CENTRO T4 , 100.000 € REMAX 7068 AMI - 961334744 VISEU - GUMIRÃES T3, renovado, OPORTUNIDADE – 50.000 € REMAX 7068 AMI 961334744 MORADIA T2 NOVA em Lordosa - Viseu Referência LC 5601. 50.000€ Lugar das Casas - 232 188 500 APARTAMENTO EM CABANÕES - T3 com 2 casas de banho, móveis de cozinha, lareira com recuperador de calor, instalação de aquecimento e sótão 80.000€. Lugar das Casas - 232 188 500 ARMAZÉM Viseu, com 400 m2, 195 mil euros. Telefone: 232 087 050 ARMAZÉM em Viseu, com 900 m2, por 350 mil euros. Telefone 232 087 050 VENDE-SE MORADIA T1 (PERTO DA RIA DE OVAR / AVEIRO). ÁREAS: 2500 M2 ÁREA DE TERRENO, 184 M2 ÁREA COBERTA. BOM ESTADO DE CONSERVAÇÃO. LUGAR MUITO SOSSEGADO. EXCELENTE MORADIA PARA FÉRIAS E MUITO MAIS. PREÇO: 125 MIL EUROS. CONTACTO: 969 359 011 (O PRÓPRIO)

MORADIA ISOLADA NOVA a 2 min do Palácio de Gelo! Moradia isolada térrea T3+1, inserida num terreno plano com 752 m². Imóvel equipado com recuperador de calor a lenha para aquecimento central, pré-instalação de ar condicionado, aspiração central, painéis solares para aquecimento das águas, estores eléctricos. Ótimos isolamentos térmicos e acústicos. O imóvel apresenta bons acessos, localizado a 2 min do Palácio de Gelo, gozando assim da calma e ambiente reservado da periferia, com a curta distância ao centro da cidade! Consulte os nossos imóveis: www.imoarea.net 232 428 682 / 962288111

ALUGA-SE STÚDIO Stº Estêvão, Mobilado e equipado. 180,00€ - 232425755

GRÁTIS

ANDAR MORADIA T1 a 5 minutos da Cidade, água e luz incluída, lareira e 500 m2 de terreno. 225,00€ - 969090018 ANDAR MORADIA T4 junto à Cidade, lareira, boas áreas. 300,00€ - 917 921 823 MORADIA ISOLADA C/ PISCINA T3+2 junto à Cidade, jardim, 1.300m2 de terreno. 700,00€ - 969 090 018 ARMAZÉM – Junto à Cidade, com 730m2 cobertos, 4 frentes, 1000m2 descobertos. 925,00€ 969 090 018 TALHO, com 50m2, mobilado e equipado 700,00€ - 232 425 755 CABELEIREIRO - Centro da Cidade mobilado e equipado 500.00€ - 232 425 755 LOJA em Jugueiros com 50 m2, anteriormente uma clinica de analises, montras, garagem fechada. 350,00€ 917 921 823

T0 – Junto ao recinto da Feira – Mobilado e equipado. 200,00€ 917 921 823 T1 JUNTO AO TEATRO – Mobilado e equipado 225,00€ - 969 090 018

ESCRITÓRIO junto ao Rossio, com 70 m2, 1 w.c. 150,00€ - 969 090 018

T2 CENTRO DA CIDADE, com arrumos, excelente exposição solar 300,00€ - 917 921 823

TERRENO NA SAÍDA DE VISEU com 2.000 m2 de área e 120 metros de frente, para exposição. 800,00€ - 232425755

VENDE-SE Seat Ibiza (1993), 2 lugares, diesel. 2.500 euros. 962 600 648 Opel Vectra (1993), gasolina. 700 euros. Telem.: 962 600 648

LOJA Centro da Cidade, com 200m2 + 100m2, grandes montras, 2.000,00€ negociável 232 425 755

T2 Viso Norte – Remodelado, boas áreas, garagem 250,00€. - 969 090 018

ESCRITÓRIOS CENTRO DA CIDADE – Várias áreas, cada. 125,00€ - 917 921 823

Daewoo Matiz 1.4 Ano 2001, cor cinza, 5 portas Telefone: 914 058 133 Fiat Punto 1.2. Ano 2002, cor preta. Tel: 914 058 133 Peugeot 306. Ano 1993. Bom estado. Telefone: 914 058 133

Emprego

VENDE-SE

ESCRITÓRIO em Viseu, 200 m2, por 100 mil euros: Telefone 232 087 050

CLASSIFICADOS Viaturas

Imobiliário

TKP

Tudo K Precisa

Toyota Yaris (Março de 2012) Estado novo. Bom preço! 12.500 euros (negociáveis) Contacto: 966 121 007 Seat Cordoba. Ano: 1997. 92.500 kms. Tel: 914 058 133 Renault Megane 1.9 TD Ano 2000, 2 lugares, cor azul. Telefone: 914 058 133

Complexo Conventurispress Orgens Av. do Convento, nº 1 3510-690 Viseu - Portugal Telefone: 00351 232087050 email: geral@noticiasdeviseu.com publicidade@noticiasdeviseu.com

OFERECE-SE Pasteleiro de 1ª procura novo desafio profissional. Experiência na área há 30 anos, boa capacidade de liderança, muito responsável, dinâmico e inovador, com vasta experiência comprovada em pastelaria e padaria, formações diversas, incluindo cursos de formadores. Para mais informações adicionais, entrar em contacto via correio electrónico: pasteleiro-oferta@sapo.pt FAZEM-SE REPARAÇÕES De todo o tipo de móveis, com transporte dos mesmos. 912403333 / 232281742

PROCURA-SE PROCURAM-SE EXPLICADORES 1º e 2º Ciclo. Português básico e secundário. Matemática e Físico-química secundário. Enviar CV para: alexandra@sebastiana.pt PROCURAM-SE Comerciais e colaboradores para empresa conceituada do ramo da comunicação social. Contactar: 232 087 050

ASSINATURA ANUAL

10

Faço pequenas reparações em casas particulares e também para empresas do ramo de carpintaria, como assentamento de flutuantes, aros, portas e roupeiros, e outros trabalhos que tenham a ver com o ramo. 925 319 540 Assentamento de portas, aros, fornos em madeira, escadarias, roupeiros e pequenas reparações relacionadas com carpintaria. Telefone: 925 319 540

25 euros ................. Portugal 50 euros ................. Europa (a) 75 euros ..... Resto do Mundo IVA incluído à taxa de 6%

T2 Quinta do Bosque – grandes áreas, lareira, 2 wc, vários roupeiros, aquecimento central, garagem 350,00€ - 969090018

(a) A diferença do preço das assinaturas é condizente com o agravamento do porte pago em relação à Europa e ao resto do mundo

T3 Stº Estêvão – Mobilado e equipado com muito bom gosto, garagem e arrumos. 330,00€ - 232 425 755

NOME: ...........................................................................................................................

T3 Centro da Cidade - mobilado e equipado. 300,00€ - 917921823 T3+2 Duplex em Gumirães – c/ 160 m2, aquecimento central, garagem fechada, poço de água, lareira. 400,00€ - 917 921 823 T4 Junto à Universidade católica - mobilado e equipado, arrumos, grandes áreas. 400,00€ - 232 425 755 MORADIA T2, junto à Cidade, Boas áreas, vidros duplos. 200,00€ - 969 090 018

FACTURAR EM: MORADA: ...................................................................................................................... Número de contribuinte: .............................. Contacto telefónico: ................................ PROMOÇÃO: Quem se inscrever como assinante durante o ano de 2013, terá seis meses de assinatura gratuita em 2014. Nestas condições, pretendo ser assinante este ano de 2013 e seguintes, assinatura que será cancelada quando comunicar, por escrito, ao “Notícias de Viseu”, que não pretendo ser assinante. Nestas condições e regalias, envio o cheque nº ............................. sobre o Banco .................................................. e à ordem do Jornal “Notícias de Viseu” - Nodigráfica, Lda, com sede na Avenida do Convento, nº 1 - Orgens - 3510-674 Viseu - Portugal. Telefone: 00351 232 087 050. E-mail: geral@noticiasdeviseu.com / publicidade@noticiasdeviseu.com NIB: 004531804021482570267 - IBAN (EUA e Brasil): PT 50004531804021482570267 Assinatura: ...............................................................................................................................


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 11

Classificados 11

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

VENDE

HOMEM - 71 anos

PÓVOA DE ABRAVESES Apartamento T3, com cozinha equipada, sala com lareira, 3 quartos, 2 casas de banho, despensa, garagem, logradouro com 30m2. Excelente estado. Contactos: 917040150 / 232098464

VIÚVO Preciso de mulher para viver comigo. Tenho duas reformas, casa, água, luz, máquina de lavar roupa e carro para ir às compras. Contactos: 232 304 212 / 912 841 193

SENHORA 39 anos, procura trabalho com urgência. Experiência com crianças/idosos. Disponível também para trabalho doméstico. Telm: 919 005 960

ALUGA-SE APARTAMENTO

COMPRO Viaturas para abate e em fim de vida. Trato dos documentos para cancelamento das matrículas. Telefone: 914 058 133

Na Quinta de Stº Estevão, Lote 49. Contactos: 232 479 280 936 960 434

CUPÃO PARA ANÚNCIOS DIVERSOS ANUNCIE A 0,50 À LINHA Estes anúncios económicos e eficazes são divulgados no semanário “Notícias de Viseu”, por forma a permitir às pessoas resolver muitos dos seus problemas de venda e compra de uma infinidade de artigos, ou mesmo relacionados com a vida privada, aos “hobbys”, de cada um dos nossos leitores.

RECEPÇÃO DE ANÚNCIOS “Notícias de Viseu” publicará em todas as suas edições o cupão quadriculado, a seguir impresso. Cada letra deverá ser inscrita num desses quadrados, mas deixando um espaço entre cada palavra. Por cada linha preenchida, deverá enviar à Administração do “Notícias de Viseu”, Apartado 3115, 3511 Viseu Norte, em selos de correio, vale postal ou cheque, o valor correspondente, multiplicando o número de linhas por apenas 0,50 euros, com IVA incluído. No caso de pretender mais de uma publicação, bastará que envie a quantia total das inserções desejadas. Os anúncios com respostas aos jornais deverão vir acompanhados de um envelope com a direcção para quem devem ser remetidas, bem como os selos suficientes para o porte. Se não desejar enviar o anúncio pelo correio, poderá fazê-lo, pessoalmente, na nossa administração, no Complexo Conventurispress - Av. do Convento, nº1 - Orgens. 1 2 3

VENDE-SE

Manicure & Pedicure

ALUGA-SE

4

Terreno com 2400m com projecto aprovado para moradia isolada, a 5 min da cidade. Contacto: 912 526 795

Atendimento também ao domicílio. Trabalhamos também com unhas de gel, com extenções (tip e molde). Pollyana Amanda 969 599 563 / 232 089 961 Av. Ant. José de Almeida nº 332 - Ap. 301 - Viseu

Apartamento T2, na zona histórica da cidade de Viseu. 280 euros / mês. Contacto: 232 984 520

5

ALUGA-SE T1 MUITO ESPAÇOSO, MOBILADO, CENTRO DA CIDADE. TELEMÓVEL: 963 248 626

PROCURO TRABALHO

Laboratório de Prótese Dentária

na área da restauração ou a cuidar de crianças ou idosos. Contacto: 933 573 060

De: Manuel Couto Informa os seus estimados clientes que mudou de instalações para: Rua João Mendes, nº 155 Fracção G/H - 3500-142 Viseu Telefones: 232436715 / 914535040

ASSINATURAS

À ATENÇÃO DOS NOSSOS ASSINANTES Devido ao elevado custo do porte que os CTT de Portugal cobram para o envio de jornais para todo o território do Brasil, de 1,50 euros, o custo da assinatura para os 52 números anuais passa a ser de 75 euros. Assim, para aquele querido país irmão, o Notícias de Viseu cobra o valor do envio, oferecendo a assinatura. De igual modo, para os assinantes da Europa o custo do envio é de 1 euro, passando a assinatura para 50 euros.

6 7 8 9 10 NOME: .......................................................................................................................... MORADA: ..................................................................................................................... Código Postal: ..................................

Quantia enviada .............................................

CUPÃO PARA ANÚNCIOS GRÁTIS DE EMPREGO PUBLICAÇÃO VÁLIDA 1 MÊS Este é um espaço destinado à procura e oferta de emprego, no qual poderá colocar, GRATUITAMENTE, o seu anúncio. Para tal, basta enviar este cupão devidamente preenchido (em letra de imprensa), juntamente com uma fotocópia do B.I., e enviar por e-mail ou para a seguinte morada: Notícias de Viseu, Complexo Conventurispress Av. do Convento, nº 1 - 3511-689 Viseu Norte e-mail: publicidade@noticiasdeviseu.com

DADOS DO ANUNCIANTE NOME: .................................................................................................... MORADA: ............................................................................................... Cod. Postal: .................. LOCALIDADE: .............................................. Telefone ou e-mail: ................................................................................. OFERTA:

q

PROCURA:

q

TEXTO DO ANÚNCIO .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. .................................................................................. ..................................................................................


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 12

12 Desporto

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu Época 2013/2014

Natação

LIGA ZON SAGRES J

Cadetes do Académico de Viseu com vitórias em Espinho Os mais jovens nadadores do Académico de Viseu disputaram nos passados dias 26 e 27 de abril o XII Torneio cidade de Espinho, com um desempenho exemplar, chegando mesmo às vitórias. Com uma equipa algo desfalcada, fruto de algumas incompatibilidades de datas, os atletas disponíveis para o torneio conseguiram deixar uma excelente imagem da formação que é feita em Viseu. Com Beatriz Cardeal, Beatriz Correia, Diogo Matias, Rodrigo Almeida e Samuel Figueira, os Academistas estiveram em bom plano, vencendo mesmo os 50 e 100 Mariposa. Foi pela mão de Beatriz Cardeal que os Academistas chegaram às vitórias nas provas de Mariposa, fugindo por centésimos a vitória a Beatriz Correia nos 50 Livres, onde ficou no segundo posto.

Humberto Fonseca preletor no Congresso da APTN Humberto Fonseca foi convidado pela Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (APTN), para ser palestrante do XXXVII Congresso Técnico Científico, que teve este ano lugar na cidade da Maia, nos dias 26 e 27 de Abril. O Treinador da equipa de Natação do Académico foi convidado e falou no Congresso da APTN sobre o seu trabalho no Académico de Viseu, apresentando a sua preleção com o tema “Natação em Viseu... A realidade”. Já nos próximos dias 3 e 4 de Maio Humberto Fonseca vai a Genebra com dois nadadores, Madalena Machado e André Moura, disputar o 43º Meeting Internacional de Genebra.

Época 2013/2014

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22

E

D

G

P

23 20 18 14 11 10 10 9 8 9 8 8 7 5 6 6

5 7 4 9 12 8 7 9 10 5 8 7 7 10 6 6

1 2 7 6 6 11 12 11 11 15 13 14 15 14 17 17

57-16 54-19 55-24 41-26 43-32 39-44 39-36 38-40 21-33 29-35 21-34 28-41 22-37 18-33 26-55 20-46

74 67 58 51 45 38 37 36 34 32 32 31 28 25 24 24

J

V

E

D

G

P

41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41 41

20 22 18 19 19 19 19 18 16 15 16 14 13 10 13 13 13 13 11 12 11 9

16 8 18 11 10 10 9 10 11 12 6 9 12 19 8 8 8 7 13 8 10 13

5 11 5 11 12 12 13 13 14 14 19 18 16 12 20 20 20 21 17 21 20 19

64-25 58-42 46-23 42-33 75-55 60-50 58-56 57-48 41-37 44-42 41-39 49-45 43-47 40-45 37-45 56-75 33-49 41-56 36-61 47-59 38-55 34-53

76 74 72 68 67 67 66 64 59 57 54 51 51 49 47 47 47 46 46 44 43 40

29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29 29

29ª jornada Nacional - Sporting, 1-1 Benfica - V. Setúbal, 1-1 Rio Ave - P. Ferreira, 0-0 Olhanense - FC Porto, 2-1 Arouca - Gil Vicente, 1-0 Académica - V. Guimarães, 0-0 Estoril - Belenenses, 1-1 Sp. Braga - Marítimo, 1-1

Próxima jornada (11/05) Belenenses - Arouca P. Ferreira - Académica Sporting - Estoril Gil Vicente - Nacional FC Porto - Benfica Marítimo - Rio Ave V. Setúbal - Olhanense V. Guimarães - Sp. Braga

Liga 2

Moreirense FC Porto B Penafiel Desp. Aves Benfica B Sporting B D. Chaves Portimonense Tondela Farense Ac. Viseu U. Madeira Beira Mar Feirense Santa Clara Oliveirense Sp. Covilhã Leixões Trofense Sp. Braga B Marítimo B Atlético

41ª jornada D. Chaves - Portimonense, 3-2 Ac. Viseu - Santa Clara, 0-1 Farense - Trofense, 1-0 Tondela - Desp. Aves, 1-2 Sp. Covilhã - Leixões, 1-0 Oliveirense - Atlético, 3-2 Feirense - Beira Mar, 2-2 U. Madeira - Penafiel, 1-2 Marítimo B - Moreirense, 1-1 Sporting B - Benfica B, 1-1 FC Porto B - Sp. Braga B, 3-2

Próxima jornada (11/05) Sp. Braga B - Sporting B Portimonense - Oliveirense Santa Clara - Sp. Covilhã Trofense - D. Chaves Desp. Aves - Ac. Viseu Leixões - U. Madeira Atlético - FC Porto B Beira Mar - Farense Penafiel - Feirense Moreirense - Tondela Benfica B - Marítimo B

CAMPEONATO SENIORES - SÉRIE D

Fase de manutenção

Nelas - Lamelas, 1-0 O Nelas venceu o play-off por 1-0. Apuramento 5º e 6ºs lugares (2ª mão): Sp. Lamego - Molelos, 1-0 O Sp. Lamego venceu o play-off por 3-2.

FUTSAL - 2ª DIVISÃO NACIONAL - SÉRIE A 23ª jornada U. Pinheirense - AJAB Tabuaço, 9-7 Lameirinhas - Cabeçudense, 4-2 Cohaemato - Gualtar, 2-3 São João - Piratas de Creixomil, 5-1 Paredes - Freixieiro, 3-4 Viseu 2001 - Covão Lobo, 5-6 Vale de Cambra - Crecor, 2-5 Próxima jornada (11/05) Piratas de Creixomil - Covão Lobo Crecor - São João Cohaemato - Viseu 2001 Gualtar - Paredes Cabeçudense - U. Pinheirense

Benfica Sporting FC Porto Estoril Nacional Marítimo Sp. Braga V. Setúbal Académica V. Guimarães Rio Ave Arouca Gil Vicente Belenenses P. Ferreira Olhanense

Época 2013/2014

FUTEBOL - AF VISEU - 1ª DIVISÃO - RESULTADOS Apuramento de Campeão (2ª mão): Viseu Benfica - Tarouquense, 2-1 O Tarouquense sagrou-se campeão. Apuramento 3º e 4ºs lugares (2ª mão):

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

V

AJAB Tabuaço - Vale de Cambra Freixieiro - Lameirinhas Classificação: 1º U. Pinheirense, 59 2º Gualtar, 57 3º São João, 45 4º Viseu 2001, 39 5º Vale de Cambra, 35 6ºs Covão Lobo e Lameirinhas, 34 8º Crecor, 29; 9º Piratas de Creixomil, 27 10º AJAB Tabuaço, 24 11º Paredes, 21; 12º Cohaemato, 20 13º Cabeçudense, 19 14º Freixieiro, 17

1 2 3 4 5 6 7 8

Cinfães Anadia Lusitano Lus. Lourosa Grijó Sp. Espinho Estarreja Bustelo

Época 2013/2014

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

J

V

E

D

G

P

12 12 12 12 12 12 12 12

7 5 5 4 4 4 5 2

2 4 3 4 3 3 1 4

3 3 4 4 5 5 6 6

15-8 13-10 11-9 8-7 17-19 14-14 8-16 8-11

35 32 28 28 26 24 24 23

12ª jornada Sp. Espinho - Cinfães, 1-2 Estarreja - Anadia, 0-1 Bustelo - Grijó, 0-2 Lusitano - Lus. Lourosa, 1-0

Próxima jornada (11/05) Sp. Espinho - Lus. Lourosa Cinfães - Estarreja Anadia - Bustelo Grijó - Lusitano

AF Viseu - Divisão Honra

Moim. da Beira Mortágua Sátão Castro Daire P. Castelo Resende Paivense Ol. Frades Ferr. Aves Mangualde Sampedrense Sernancelhe Carreg. Sal Parada Nespereira Fornelos

J

V

E

D

G

P

28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28 28

20 13 15 14 13 11 11 11 9 7 8 8 6 6 5 5

5 14 5 7 8 9 8 6 8 13 9 8 8 8 5 3

3 1 8 7 7 8 9 11 11 8 11 12 14 14 18 20

70-20 43-25 42-21 51-31 46-30 34-29 40-30 38-43 40-38 31-27 28-29 34-52 35-54 31-56 33-73 29-67

65 53 50 49 47 42 41 39 35 34 33 32 26 26 20 18

28ª jornada C. Daire - Sernancelhe, 4-0 Mortágua - Moim. Beira, 2-1 Parada - Ferr. Aves, 2-3 Nespereira - Mangualde, 1-2 Paivense - Sampedrense, 5-0 Ol. Frades - Fornelos, 3-0 Sátão - Resende, 2-2 P. Castelo - Carreg. Sal, 2-2

Próxima jornada (11/05) Mortágua - Carreg. Sal Moim. Beira - Parada Ferr. Aves - Nespereira Mangualde - Castro Daire Sernancelhe - Paivense Sampedrense - Ol. Frades Fornelos - Sátão Resende - P. Castelo


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 13

Diversos 13

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

A ESTÁTUA Inicialmente, era para ser feita em pedra por uma empresa de granitos sediada em Figueira de Castelo Rodrigo, pelo preço de 15 mil euros mais IVA, incluído a base. A seguir apareceu o escultor Augusto Tomás a fazer a estátua, em ferro, por 20 mil, com IVA Incluído, bem como a base, que posteriormente a Câmara Municipal de Viseu deliberou ser ela a mandar fazer.

A estátua de ferro teria 5,5 metros de altura: 1,5 metro de largura, com mapa de Portugal na retaguarda e o mapa do território, ao tempo, conquistado por Dom Afonso Henriques incluindo Olivença, iluminada interiormente. Ficaria com um coração a vermelho e com a palavra Viseu, querendo significar “ Viseu no coração de Portugal”.

Juntas colaboraram, contribuindo pelos eleitores, o Povo com menos possibilidades As Juntas de Freguesia do concelho de Viseu abraçaram a iniciativa por entenderem participar na iniciativa de colocar um monumento a Dom Afonso Henriques, por o primeiro Rei de Portugal ter nascido em Viseu e por muitos dos seus eleitores não o puderem fazer devido à crise económica que o país chegou. Uma deles, a União de Freguesias do Couto de Cima e Couto de Baixo fê-lo de forma “generosa”, 25 euros! Para contar, outras viram na iniciativa quanto representava para a região de Viseu com o turismo e a hotelaria em destaque, e contribuíram de forma mais responsável com as funções que ocupam, caso da Jun-

ta de Freguesia do Coração de Jesus, 700 euros; Ribafeita, 250; S. João de Lourosa, 250; Ranhados, 200; Lordosa, 200; Repeses, 200 euros; União das Freguesias de Viseu, 500 euros; Vila Chã de Sá, 500 euros; e Povolide, 500 euros. Quanto às entidades há a destacar, pelo seu valor, a ControlVet, 2500 euros; Caixa de Crédito Agrícola, 1000 euros; Expovis, 1000; Adega Cooperativa de Silgueiros, 700 euros; AIRV, 500 euros; Marcovil, 500 euros; Mac Donalds, 500 euros; Cavalhadas de Vildemoinhos, 250 euros; Beiragel, 250 euros; Pavimetal, 250 euros; Restaurante O Cacimbo, 250 euros; Rogério Marques Pereira, 200 euros;

Matos & Marques 200 euros; Vidis, 200 euros; Cosimpor, 200 euros; BES – Repeses, 150 euros; Hélder Alexandre Cruz Madeira, 150 euros; Auto Travões, 100 euros; Vouga Tintas, 100 euros; Rogério Lda, 100 euros; Visagrícola, Lda, 100 euros; Leitão & Mamede, 25 euros; José do Carmo Abreu, 10 euros; Anónimo, 7500 euros; Anónimo, 10 euros; Anónimo, 10 euros. Os 250 euros, anunciados pelo Almoxarife da Confraria dos Saberes e Sabores da Beira “Grão Vasco”, foram depois recusados por falta de quorum na direção. A Comissão agradece penhoradamente todos os donativos.

D. AFONSO HENRIQUES (1109 – 1185)

COMENTOU-SE... Um grupo munícipes de Viseu comentava junto à estátua de Dom Afonso Henriques, a dedicação desinteressada e a humildade com que o anterior presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas e mais dois dos seus vereadores, Américo Nunes e Professor Lemos, com reformas superiores ao vencimento, que teriam no município, e como a lei impõe, não ser permitida acumulações, serviam aquele cargo público sem outra vantagem senão dar o melhor de si, para o progresso do concelho, que foi enorme, no seus mandatos, dando a Viseu o prestígio que jamais teve ou se esperava. Mesmo nestas condições, de trabalhar sem receber do município, somente pela força da lei saíram, evidente, naquelas condições, sem, contudo, levar o saco cheio... Portanto, há que louvar e reconhecer quanto deram ao concelho, sem nada pedir, em troca.

EM DIA DA MÃE...

D. AFONSO HENRIQUES FOI PERDOADO! As poucas pessoas que assistiam ao descerramento da lápide comemorativa da inauguração da estátua a Dom Afonso Henriques, falavam em terem marcado tal ato em Dia da Mãe, logo ele que lutou contra a MÃE - DONA TERESA! Quem sabe, com este monumento, pode vir a ser perdoado...

Fernando de Abreu (matisse13)


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 14

14 Regional

Quinta-feira, 08/05/2014 - Notícias de Viseu

Comemorações do 25 de Abril no concelho de Sátão A Assembleia Municipal e a Câmara Municipal de Sátão comemoraram os 40 anos do 25 de Abril, com a realização de várias atividades. No dia 25 de Abril as comemorações iniciaram com o hastear da Bandeira Nacional e com a participação dos Bombeiros Voluntários de Sátão; seguiu-se o Hino Nacional cantado ao vivo pelo grupo musical Zaatam; depois decorreu a Sessão Comemorativa dos 40 anos do 25 de Abril, onde os discursos proferidos manifestaram essencialmente a importância da conquista da Liberdade. A cerimónia comemorativa encerrou com a atuação do grupo musical Zaatam, que entoou a carismática canção "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso que foi escolhida pelo Movimento

das Forças Armadas (MFA) para ser a segunda senha de sinalização da Revolução dos Cravos. Durante a tarde realizou-se a visita à exposição “Olhares à Volta de Abril”, patente na Casa da Cultura de Sátão, onde estão expostas gravuras certificadas da Cooperativa de Gravadores Portugueses e onde também atuou o grupo musical Incógnitus.

Em Castro Daire

Cerimónia de abertura dos XI Jogos Desportivos Decorreu, a 4 de maio, no Complexo Desportivo de Castro Daire, a Cerimónia de Abertura dos XI Jogos Desportivos do Município de Castro Daire. Após o hastear das Bandeiras, o presidente da Câmara, Fernando Carneiro, declarou aberta a décima primeira edição dos Jogos Desportivos. O autarca manifestou-se muito satisfeito com esta atividade, que promove o associativismo e o espírito de interação entre os Munícipes, deixando o apelo para que todos os participantes desfrutem ao máximo destas atividades concretizando a alegria e diversão que se pretendem. De seguida, a Classe Representativa de Ginástica do Agrupamento de Escolas de Mangualde fez a sua exibição, dando depois lugar à atuação dos utentes do C.A.O. da Santa Casa da Misericórdia de Castro Daire. Este grupo coreografou a “Dança do Quadrado” e, num momento de muita animação, juntou a maioria dos presentes e até

alguns Órgãos do Executivo na dança que encerrou esta cerimónia. Os Jogos Desportivos do Concelho de Castro Daire irão decorrer até ao mês de Agosto e contarão com a presença de cerca de 1000 atletas em representação das 42 coletividades inscritas nas 18 modalidades que vão fazer parte do quadro competitivo.

Capítulo XI

História do Convento de S. Francisco Preciosidade desconhecida

(continuação do número anterior) Na realidade, manter o Convento de São Francisco do Monte – Orgens, em estado de abandono, seguramente era crime de lesa região para Viseu, pelo passado e preciosidade do monumento de culto em si. Porém, as pessoas responsáveis pela manutenção do edifício passavam, umas após outras, sem que nada fosse feito, mais por falta de capacidade e conciliação e, de um modo mais sentido, pela falta de iniciativa. Mas, muito pior, por mero comodismo, daquela pessoa que se sente bem com o lugar que representa, mas sem ideias, capaz em fazer algo que seja, por mais simples que possa parecer, de interesse para toda a comunidade. Outras há que, sem o mínimo de condições, saltam para a ribalta, para fazer do impossível o possível, acabando depois por parecer fácil, fruto da sua capacidade imaginativa e saber conjugar esforços unindo à sua volta a freguesia, as entidades e tudo o mais necessário para ser restaurado o Convento de S. Francisco de Orgens. Aconteceu, assim, com a nomeação do reverendo vicentino Bruno Cunha, para pároco de freguesia de Orgens, que resolutamente meteu mãos à obra, não se limitando somente ao arranjo da igreja, mas indo muito mais longe, para a restauração total do antigo convento. Mas mais surpreendentemente é que todo este vasto e dispendioso projeto, o

reverendo Bruno Cunha aparece praticamente sem se dar por ele, esconde-se por detrás da obra maravilhosa que está a fazer, para deixar o protagonismo a toda a freguesia, designadamente à Comissão Fabriqueira, que, diga-se, abraçou a vontade do padre Bruno Cunha com ambos os braços e com toda a determinação. Habilidosamente, as verbas necessárias estão a ser conseguidas sem que as pessoas se apercebam de que estão a contribuir para a restauração do Convento, levando-as a participar em cerimónias que decorrem na igreja matriz e noutros atos que regularmente organiza.

Fruto destas iniciativas, e ainda sem ajudas das entidades, a obra de reconstrução é já uma realidade, dispondo de verbas necessárias para a manutenção do edifício existente. Logo a seguir, com ou sem ajudas por parte das entidades, a obras vai mesmo ser uma realidade, ainda para os nossos dias. Logo o padre Bruno Cunha e a Comissão Fabriqueira, trabalhando em uníssono, bem como o povo em peso, vão dar à região e em particular à freguesia de Orgens, o Convento que um tal “Pepino ” mutilou e o Estado corroborou, ao ficar com ele, vendendo-o logo a seguir por dez rés de

Por Fernando de Abreu

mel coado, ameaçando os religiosos/as que ficaram sem os seus haveres. Para nos falar deste vasto e arrojado projeto, fomos ouvir o padre Bruno Cunha que se mostrou bastante confiante em dar a Orgens, tal e qual, o Convento era nos tempos passados, quando se vivia em manifesto apogeu, com religiosos e famílias ricas à volta do Convento, aplicando elevados valores, sem esquecer o ouro vindo do Brasil, no tempo de Dom Afonso V. Neste conceito que envolve as pessoas responsáveis e ligadas à reconstrução, todas elas, sem exceção, estão convictas que o Convento vai ficar tal e qual era, ou foi séculos atrás, pelo menos haver uma tentativa aproximada no que seria o antigo Convento, desde o século XV. Neste sentido foram feitas alterações e demolições ao edifício do que foi arranjado posteriormente. As marcas deixadas, por este tempo de agressão ao convento, são bem visíveis nas paredes, mas que ainda hoje permitem, apesar de tudo, traçar o que seria o claustro e, segundo uma ótica tradicional, foi possível delinear todo o edifício original. Evidentemente, e até por os tempos serem outros, não irá ter a mesma funcionalidade que tinha o antigo e, por isso, o espaço foi adaptado às necessidades da paróquia de Órgens. No entanto, e apesar das alterações no interior, foram mantidas todas as características que constam, um pouco, da história do Convento de S. Francisco. (continua no próximo número)


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 15

Regional 15

Notícias de Viseu - Quinta-feira, 08/05/2014

Bastonária da Ordem dos Advogados na Assembleia Municipal de Resende

Reapreciação parlamentar do novo mapa judiciário devolve esperança ao concelho

A Bastonária da Ordem dos Advogados, Elina Fraga, participou na reunião da Assembleia Municipal de Resende que decorreu no dia 28 de abril, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde fez uma intervenção em torno da polémica reorganização do mapa judiciário. A participação de Elina Fraga na Assembleia Municipal de Resende resulta do novo regimento de funcionamento deste órgão autárquico que prevê a participação de personalidades de âmbito nacional que farão uma intervenção em torno de um tema de importância para o concelho e de relevância na agenda política nacional. Com este novo regimento, aquele órgão autárquico pretende desempenhar um papel mais ativo e dinamizador, privilegiando o debate de temas da atualidade e, consequentemente, motivar a participação dos cidadãos. Na conferência de imprensa que antecedeu a sessão da Assembleia Municipal, a Bastonária da Ordem dos Advogados referiu que “O Governo de Portugal está a promover uma reorganização do mapa do judiciário que vai penalizar a justiça em Portugal e vai representar um retrocesso inaceitável naquilo que são as garantias e direitos constitucionais dos cidadãos. O concelho de Resende é um dos mais fustigados com esta reorganização judiciária, porque não tem acessibilidades, é um concelho do interior que sofre os constrangimentos próprios de um território desertificado”. Acrescentou, ainda, que “no final desta semana haverá uma reapreciação parlamentar da regulamentação da lei e estou convencida que os deputados da nação e, sobretudo os deputados do distrito de Viseu, independentemente da sua filiação partidária, se voltarão a recordar dos compromissos que têm com os seus eleitores e, num exercício de humildade democrática, irão ouvir as populações e dizer não ao novo mapa judiciário tal como está configurado”. Para o Presidente da Assembleia Municipal de Resende, António Borges, “esta reforma do novo mapa judiciário é uma enorme injustiça em relação a Resende, sobretudo porque é baseada em inverdades, pois os argumentos que levaram ao encerramento do Tribunal não são verdadeiros. Sempre defendemos que o acesso à justiça é a primeira prioridade, contra uma sociedade onde a lei do mais forte sempre impera, penalizando os cidadãos com menos recursos e prejudicando territórios como aquele em que nos encontramos”. Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal de Resende, Garcez Trindade, informou que o Município vai estar presente no debate da Assembleia da República, salientou que “sabemos que é a última oportunidade de se abordar o assunto que é um atentado à democracia, pois o que está a ser decretado não vem dar a mesma oportunidade e igualdade a todos os portugueses” e mantém a esperança que “os senhores deputados consigam demonstrar que esta medida prevista na reforma judiciária lesa, assim, a população de Resende”.

Município participou na 1ª Feira Ibérica de Turismo

Ministro da Economia rendido ao Bolo Podre de Castro Daire O Município de Castro Daire participou na primeira edição da Feira Ibérica de Turismo (FIT), que decorreu de 1 a 4 de maio, no Parque do Rio Diz na Guarda, onde estiveram envolvidos cerca de cem expositores de Portugal e de Espanha. O objetivo principal desta Feira foi a divulgação dos produtos endógenos e a promoção e troca de experiências entre portugueses e espanhóis. O Município pretendeu com esta participação mostrar a todos os visitantes as diversas ofertas turísticas que o concelho tem para oferecer, nomeadamente informação sobre as Termas do Carvalhal, especialmente indicações terapêuticas, tratamentos e ofertas, podendo também aproveitar para experimentar, de forma gratuita, uma massagem facial. Os visitantes puderam encontram também informação sobre atividades ligadas ao Turismo de Natureza, nomeadamente através da divulgação dos diversos percursos pedestres, que se encontram devidamente sinalizados, bem como informação sobre artesanato, alojamentos e indicações sobre a gastronomia local. No dia da inauguração da Feira Ibérica de Turismo, o stand do Município contou com a presença do Verea-

dor Leonel Ferreira e da Confraria do Bolo Podre e Gastronomia de Montemuro, tendo sido visitado pelo Ministro da Economia, Pires de Lima, que “fatiou” o “Bolo Podre de Castro Daire”, demonstrando um verdadeiro agrado aquando da prova deste produto gastronómico regional. O Executivo Municipal pretendeu, assim, que esta participação constituísse mais uma aposta para atrair novos públicos, incentivando-os a descobrir esta região que tão bem sabe receber. Como salientou o Ministro da Eco-

nomia no dia da inauguração desta Feira: "É importante dar este sinal de que o turismo em Portugal não se faz só com base em produtos que têm o sol e o mar, mas também é uma prioridade nestas regiões do interior, não só para valorizar a economia, mas como fator de identidade." Neste sentido, a presença do Município de Castro Daire através da promoção das Termas do Carvalhal, da gastronomia, dos valores, das tradições, da divulgação da oferta turística, é sem dúvida uma mais-valia.

Mangualde acolhe curso de máquinas de rasto em incêndios florestais Mangualde foi a localidade escolhida para acolher o curso de máquinas de rasto em incêndios florestais, integrado no Treino Operacional integrado na Carreira de Bombeiro. Para dar corpo ao protocolo o Secretário de Estado da Administração Interna, João Almeida, foi recebido pelo Presidente da Câmara de Mangualde, João Azevedo. O curso realizou-se nos dias 28 e 29 de abril e repetese a 17 e 18 de maio, num total de 16 horas e é organizado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil. A formação destina-se aos comandantes dos Corpos

de Bombeiros, que no final da ação devem ser capazes de identificar as principais componentes de uma máquina de rasto, definir combate direto, indireto e paralelo a incêndios florestais com máquinas de rasto, explicitar a forma como uma máquina de rasto se integra numa frente ou setor de trabalho no T.O., definir as funções do Chefe da Máquina, da manobra da equipa de apoio, definir os princípios básicos para construir uma linha de contenção com máquina de rasto e o fluxograma do pedido de ativação de máquinas de rasto pelo COS.

RESTAURANTE

O VELHO

O prazer de bem comer Refeições abundantes Pratos de comida regional ALMOÇOS - JANTARES - CASAMENTOS Rua do Caminho Velho - Vilar Formoso Telemóvel: 918 125 430

Carlos Gomes Sociedade Agrícola Florestal, Lda.

COMPRA E VENDA DE MADEIRAS LIMPEZAS FLORESTAIS E AGRÍCOLAS ABATE DE ÁRVORES - VENDA DE LENHA Uma empresa certificada ao seu serviço!

Contacto: 918 014 074


issuu project 3:Layout 1 06-05-2014 11:54 Page 16

Complexo CONVENTURISPRESS Avenida do Convento nº 1 - Orgens 3510-674 Viseu Norte email: geral@noticiasdeviseu.com publicidade@noticiasdeviseu.com Telefones: 232 087 050 - Fax: 232 087 567

FM

VISEU 102.8

A rádio que Viseu ouve

2055

dois cursilhos de Cristandade da diocese de Viseu na comemoração das “Bodas de Ouro” do Movimento O Movimento dos Cursilhos de Cristandade nasceu em Espanha Palma de Maiorca, em 1947, por iniciativa do bispo Dom Juan Hervás. Neste espaço de tempo, os cursilhos desenvolveram-se de forma tão evidente e de significado católico tão forte, sustentando-se, hoje, serem reconhecidos pela hierarquia da igreja, como um “bem espiritual” para homens e mulheres de todo o mundo. Em Portugal, o Movimento dos Cursilhos de Cristandade tem dado a milhares de pessoas (homens e mulheres) uma formação cristã intensa, muitas dessas pessoas cheias de laicismo, fragilizadas e indiferentes à vida crente, num ateísmo militante, a que também se anexam uma proliferação de seitas, entre outras que são manifestamente contrárias ao evangelho. Nesta batalha religiosa, travada contra a igreja, tem-se sentido muitas dificuldades, cada vez mais, o seu combate, perante os avanços da comunicação social, especialmente com o aparecimento da Internet, que leva à perdição de

muita juventude. A Diocese de Viseu tem estado atenta, na primeira linha, desde a hora de partida, no empenho da realização de 154 cursilhos de cristandade, nos quais já passaram mais de cinco mil almas, envolvendo toda a Diocese de Viseu, o mesmo acontecendo a outras dioceses do país, que deram ao movimento, em termos nacionais, uma realidade bastante positiva. Tanto assim que a Organização Mundial do Movimento dos Cursilhos de Cristandade (OMCC), de que Portugal detém atualmente a liderança, para premiar este empenhamento e mostrar que aquela ação portuguesa não lhe passou despercebida, marcou para Fátima, no mês de maio de 2017, a VIII Ul-

treia Mundial do Movimento dos Cursilhos de Cristandade, com monumental ultréia, no propósito de combater problemas do mundo e, particularmente, que a igreja enfrenta e se ressente. Logo, nesta continuidade, realizou-se, neste fim de semana e, pela primeira vez em Viseu, dois cursilhos de cristandade, em simultâneo, para homens e mulheres, permitindo assim que casais vivessem aquela experiência, saindo da vida rotineira e anémica, para ir ao encontro da “Nova evangelização”, segundo lineamento das linhas do sínodo, em Roma, dos bispo, para a transmissão empenhada na fé Cristã. Nos últimos quatro dias que antecederam o encerramento, enfrentaram aqueles homens e mulheres, a verdade cristã, provando na hora da clausura estarem aptos para o apostolado, tantos foram os “rolhos”, os testemunhos e as vivências recebidas e que a todos deixou um inenarrável sentimento de comovida e sentida impressão dos relatos apresentados pelos orientadores, ao darem aos participantes na clausura a convicção de se encontrarem com Cristo Redentor, que lhe deram força e ânimo

para sair da vida rotineira que levavam para agora encontrarem uma realidade diferente, dispostos a praticar o bem, o amor, ajudando os necessitados, vivendo com Deus, convictamente. Na generalidade, foi o que se viu nesta clausura realizada no passado sábado, para homens e senhoras que finalizaram com uma monumental ultréia, para a qual foram convidados cursilhistas da Diocese de Viseu para, também eles, receberem a chama divina da fé, dando-lhe força para participar e assistir mais uns tantos cursilhistas, que, com este estímulo ganharam balanço para também participar na VIII Ultreia Mundial do Movimento dos Cursilhos de Cristandade. Na clausura destes dois cursilhos (homens e mulheres), decorreu no Centro Pastoral da Diocese de Viseu, na qual participaram mais de 400 antigos cursilhistas que vieram dar força de fé aos novos irmãos. Participaram mais de uma centena de homens e mulheres, sendo 12 casais que estiveram em palco a descrever as suas emoções e vivências que lhes deram nova vida. A seguir, os dois reitores dos

cursilhos – mulheres e homens – respetivamente, Cidália Maria Pinto Correia Nogueira Santos e o nosso prezado Amigo, ex-comandante da GNR de Viseu, coronel Augusto Antunes, deram conta da presença de diversos secretariados e de sacerdotes e leram diversa correspondência do Brasil e de países da América Latina, Portugal, Itália e dioceses portuguesas, felicitando os cursilhos de Viseu pelas “Bodas de Ouro”, do movimento de cristandade. No final, e enquanto arranjavam o altar para a celebração da missa, os cursilhistas encontraramse, no átrio do Centro Pastoral, com os familiares, dando-se a maior manifestação de alegria. Em ambos os reitores era patente a grande alegria que viviam por aqueles cursilhos terem decorrido de forma perfeita e exemplar, proporcionando aos novos cursilhistas uma nova forma de viver com Cristo. Adiantaram ainda que foi uma iniciativa que mostrou a força do movimento religioso, dos cursilhos de Cristandade, por darem uma nova forma amiga de viver; viver com Cristo, viver em De Colores, para sempre! Fernando de Abreu


Notícias de Viseu