Page 1

Revista Especial CENTENÁRIO DE JUAZEIRO

Juazeiro do Norte Ano XV- Nº 103- Julho 2011

capital da fé do trabalho

A evolução econômica e política

A história do padre Cícero

Com apenas 100 anos, Juazeiro do Norte ocupa hoje o maior pólo calçadista do Norte/Nordeste e 3ª posição no ranking da economia do Estado (PIB) e tem a 3ª maior população do Ceará- 249.936 habitantes.

Nascido em 1844 na Vila Real do Crato, Cícero Romão Batista foi ordenado padre em 30 de novembro de 1870. Em 1871 celebrou a 1ª missa do galo no Povoado de Joazeiro. Foi seu grande criador e primeiro prefeito. Viveu por lá até o dia de sua morte em 1934.

Páginas: 10-17

Páginas: 25-30

Obras e programação do centenário Serão 100 obras de infraestrutura nas diversas áreas como saúde, habitação, educação, cultura e turismo realizadas até o final do ano incluindo a Praça do Centenário, 4 Portais, o Roteiro da Fé, a publicação de 20 livros e uma coleção de cordeis clássicos.

Páginas: 38-43


2


logomarca

Na concepção desta logomarca, foi usada como destaque a estátua do Padre Cícero, que representa o fundador de Juazeiro do Norte e figura religiosa que, até hoje, exerce grande influência no desenvolvimento sócio-econômico do município; A cor dourada do número 100 enfatiza a grandiosidade, importância e beleza do evento, um marco na história do município; O laço que contém a inscrição "Centenário de Juazeiro do Norte" representa a união de vários elementos, como a reprodução da ladeira (onde está situada a estátua do Pe. Cícero); remete às fitas utilizadas pelos romeiros e romaria, que contêm letreiros que enfatizam a fé no patriarca da cidade e, ao mesmo tempo, a lembrança da hospitalidade dos juazeirenses. Uma das imagens envolvidas pelo "laço" remete à linha do tempo, com a silhueta de referências do local onde começou a cidade de Juazeiro do Norte: a Igreja da Matriz, a cruz que indica a religiosidade, e a "árvore juazeiro", símbolo de resistência do povo nordestino.

Revista Especial - Ano XV- Nº 103- Julho 2011

SUMÁRIO O que eles pensam

Depoimento de autoridades do Estado parabenizando o município de Juazeiro

A evolução econômica e política História de Juazeiro do Norte desde sua criação até os tempos atuais

Os três poderes Conheça quem cuida e quem já cuidou da cidade de Juazeiro do Norte

Padre Cícero Biografia - Pastor político e estrategista

Programação do Centenário Acompanhe os eventos que estão sendo realizados desde o inicio do ano

Obras Mudanças no município feitas pelo Governo Estadual e Municipal

Social Lançamento da Revista Melhores Programas, posse do Desembargador e muito mais

EXPEDIENTE:

Revista Ceará e Municípios Ano XV- N°. 103- Julho/2011 www.cearaemunicipios.com.br municipiosdoceara@gmail.com Esta publicação é editada há 15 anos pela Eventtus Comunicação Ltda Editora Geral: jornalista Silvana Frota (MTB-432) silvanaxgfrota@hotmail.com Redação: Silvana Frota, Polianna Uchoa

Veja Também: Pág. 09 Pág. 10-17 Pág. 20-22 Pág. 25-30 Pág. 38-40 Pág. 42 e 43 Pág. 52-54

•Radiografando •Artigo Especial •Família Bezerra

Pág. 06-07 Pág. 08 Pág. 23-24 Pág. 32-33 Pág. 34 Pág. 35

•Novo Presidente do BNB •Agropacto •Sebrae •Senar prêmia os 10 maiores contribuintes

Pág. 46-47

Parabéns Juazeiro •Faec/Senar •Sebrae/Ce •Sinduscom •Corpvs •Aspec •BICBANCO •Senador Eunicío Oliveira

Deputados Federais Deputados Estaduais •Gorete Pereira •José Guimarães •Airton Cirilo

•Neto Nunes •Danniel Oliveira •Fernanda Pessoa •Silvana Oliveira

Colaboradores: Assessores Parlamentares, Ass. de Imprensa do Centec, Sebrae-Ce, Cagece, Juazeiro do Norte, BNB Fotografias: Pesquisa site Juazeiro, arquivo revista Ceará e Municípios. Diagramação : Polianna Uchoa- popolianna@gmail.com Gerente de Marketing: Michelle Fernandes Impressão : CTP: Pouchain Ramos Redação e Publicidade: Avenida Dom Luis, 300, sala 725 , Aldeota, Cep: 60.160-230 Fones: (85) 3264.3665 -9662.1700 Acesse nosso site: www.municipiosdoceara.com.br www.cearaemunicipios.com.br


por Silvana Frota

c

C a r ta d a Editora

om estas palavras o padre Cícero se declarou, oficialmente, a favor da emancipação política de Juazeiro do Norte, selando o destino da Região do Cariri. Ao longo desses 100 anos, o município cresce à sombra de sua memória relembrada não apenas durante as cinco romarias anuais, que continua atraindo multidões. Todo dia 20 de cada mês, desde a sua morte, em 20 de julho de 1934, a cidade se veste de preto e assiste missa em sua intenção. Desta forma, ele permanece presente no cotidiano das pessoas e impulsionando o progresso do município. Da fé dos romeiros do Padim Ciço, a cidade progrediu vertiginosamente. A transformação foi tamanha que de 1872, data da chegada do padre Cícero Romão Batista, até 1907- quando se iniciou o movimento pela emancipação política- Juazeiro que tinha pouco mais de 150 moradores, umas 32 casas (algumas feitas de tijolos, outras de taipa ou palha), uma capela e uma escolinha transformou-se num centro urbano com uma efervescência ultrapassando Crato sua terra-mãe, que tem 247 anos de história e Sobral, com seus 238 anos. A cidade tem, hoje cerca de 250 mil habitantes e recebe, a cada ano, em torno de 2 milhões de pessoas. A causa principal dessa evolução em apenas 35 anos, foi a história do sangramento da hóstia, a partir de março de 1889, que teve como protagonistas o padre Cícero e a beata Maria de Araújo. De acordo com o pesquisador Daniel Walker, autor do livro “História da Independência de Juazeiro do Norte”, no século XX, Juazeiro já contava com uma população de 15 mil habitantes- além de inúmeros visitantes de várias partes do Nordeste e se desenvolvia tanto na área urbana quanto na área rural. O lugarejo possuía 40 mestres de obras, 8 serrarias e 7 oficinas de latoeiros, 15 fogueteiros, 20 oficinas de sapateiros, 2 oriversarias, 35 carpintarias e até mesmo uma fundição que produzia sinos de igrejas, relógios de parede e de torre de igrejas destinados à exportação no Nordeste. Nesta edição, além da história de Juazeiro do Norte desde os seus primórdios, destacamos a cidade hoje, como vivem seus habitantes, a programação do centenário, as obras previstas e em execução. Algumas mensagens de políticos e representantes de diversos segmentos sociais. A revista Ceará e Municípios não poderia ficar de fora deste momento histórico, por isso, perseguimos inicialmente a edição de seis encartes especiais durante todo o ano de 2011, tratando do tema, infelizmente não conseguimos patrocínio. Com muita garra e empreendedorismo, resolvemos quase que bancar com alguns parceiros esta edição, para mostrar como Padre Cícero “que o impossível pode acontecer em nossas vidas”. Espero que gostem da edição especial Centenário de Juazeiro do Norte. Silvana Frota

Danniel Oliveira destaca ações do CapCopa O deputado estadual Danniel Oliveira (PMDB), falou pela primeira vez na tribuna da Assembleia Legislativa como presidente do CapCopa, Comitê de Acompanhamento das Ações Relativas à Copa 2014. O Comitê, criado pela Casa, irá monitorar as ações de preparação para a Copa 2014, criar canais de participação visando oportunidades para o desenvolvimento de diversos setores da sociedade e mobilizar a opinião pública. Segundo Danniel, uma vez por mês o colegiado se reunirá com as 37 entidades envolvidas para discutir sobre diversos temas. “Temas importantes, como mobilidade urbana, infraestrutura desportiva, comércio e ser-

viços, serão debatidos nesses encontros. Queremos estabelecer um diálogo com representantes de todos os segmentos”. A primeira reunião está marcada para a primeira quinzena de agosto. A ideia é dividir o encontro em dois momentos. No primeiro, serão apresentados os status dos projetos relativos ao Mundial, os pontos de risco e as ações corretivas que podem ser adotadas. No outro, será instalado debate em torno de um tema previamente escolhido.

SRH está concluindo 8 barragens Em visita ao secretário de Recursos Hidricos do estado do Ceará, César Pinheiro a deputada Silvana Oliveira (PMDB), ouviu do secretário informações de que até o final do ano serão concluídas oito barragens e oito adutoras beneficiando os municípios de Madalena, Alto Santo, Itapipoca, Umari, Ipaumirim e Baixio. As barragens acumulam aproxidamente 800 mil m³ d’água, com investimentos da ordem de 100 milhões de reais. A nova parlamentar está solicitando uma audiência com o Senador Eunício Oliveira e já participou de outros encontros com dirigentes partidários do PMDB, inclusive o secretário da Ouvidoria Geral do Estado, João Melo. Silvana Oliveira está otimista com o seu trabalho como parlamentar e já encaminhou várias propostas na Assembleia Legislativa.


SENADOR EUNÍCIO: Reforma política sai ainda esse ano A informação foi repassada pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), Eunício Oliveira (PMDB), ao afirmar que apenas dois dos 11 itens sugeridos pela comissão especial formada no Senado para debater o assunto devem ser alvo de grandes divergências entre deputados e senadores. O financiamento público de campanha e o voto em lista fechada são as proposições consideradas mais polêmicas pelo senador. A CCJ do Senado já votou nove propostas elaboradas pela Comissão Especial da Reforma Política instalada na Casa e, conforme explicou o presidente Eunício, há pretensão de votar os dois itens restantes até o dia 15 de julho, quando terá início o recesso parlamentar. Até agora, foram aprovadas, no colegiado, propostas referentes a redução dos suplentes de senadores, fim das coligações nas eleições propor-

cionais, necessidade de um referendo popular para validar os itens aprovados no Congresso, unificação das eleições gerais e municipais a partir de 2018 e mudança na data de posse de prefeitos, governadores e presidente de primeiro de janeiro para 5, 10 e 15 de janeiro, respectivamente. Essas matérias ainda deverão ser votadas em plenário. A CCJ aprovou também a proibição de mudança de domicílio eleitoral de prefeitos em exercício e a perda do mandato dos parlamentares que se desfiliarem da legenda sem justa causa. Votados em caráter terminativo, esses itens não precisam passar pelo Plenário do Senado. Foram rejeitadas pela CCJ as proposituras que previam o fim da reeleição, a extensão do mandato para cinco anos e a possibilidade de candidatura avulsa, ou seja, sem a obrigatoriedade de o postulante estar filiado a um partido político.

Desembargadores assumem TRE Tomaram posse oficialmente, no dia 15 de junho, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Ademar Bezerra, e a vice-presidente, desembargadora Maria Iracema do Vale, que devem permanecer à frente dos trabalhos daquela Corte até o ano de 2013, portanto, presidirão as eleições municipais do próximo ano. A solenidade ocorreu na sede do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), no Cam beba, e contou com a presença de várias personalidades políticos e da administração pública estadual. Em seu discurso de posse, o atual presidente lembrou ser necessário avançar ainda mais nas questões sociais e de defesa do eleitorado do Brasil. Segundo ele, as verbas públicas necessitam ser aplicadas, prioritariamente, no setor da educação para que os futuros eleitores sejam mais conscientes de seu voto. Ele já estava na presidência do Tribunal cumprindo o restante do mandato do desembargador Gerardo Brígido, que deixou o cargo para ocupar a vice-presidência do Tribunal de Justiça do Ceará, em fevereiro deste ano. É preciso que tenhamos na nossa consciência, prosseguiu Ademar, “que por mais pródigo que seja o homem público, desde que a verba pública seja utilizada na educação, não terá havido melhor emprego desse valioso bem”, comentou Ademar Bezerra durante pronunciamento, lembrando ainda citação do jurista Rui Barbosa, que disse certa vez que “um País se faz com homens e livros”.

Eleição de 2012 A vice-presidente, desembargadora Maria Iracema do Vale já exerceu o cargo, até o ano passado, antes da eleição. Ela prometeu dar continuidade aos trabalhos que os dois já vêm realizando no Tribunal e disse ainda que irá aperfeiçoar os trabalhos do órgão nas eleições de 2012. A desembargadora informou ainda que possui alguns projetos que deverão ser apresentados em breve, com o objetivo de melhorar o processo eleitoral no Estado. Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Roberto Cláudio (PSB),uma das autoridades presentes à solenidade, que reuniu ainda vários desembargadores do Tribunal de Justiça do Ceará, todos os integrantes do Tribunal Regional Eleitoral, nomes do Ministério Público e da OAB, além de familiares dos empossados, o novo presidente, Ademar Mendes Bezerra, deverá manter os trabalhos à frente da Justiça Eleitoral com “competência e isonomia”. Segundo o parlamentar, a postura “de vanguarda” tomada nos últimos dois anos deverão ser mantidas. A procuradora Geral de Justiça, Socorro França, também presente ao evento e teceu elogios aos empossados. “Eu o conheço muito bem e sei que ele faz a hora e não espera acontecer. Os candidatos com notas de improbidade podem esperar, porque ele respeitará a Lei do Ficha Limpa”, disse a procuradora.

Reforma da Estátua de Padre Cícero A prefeitura de Juazeiro do Norte firma parceria com a ordem Salesiana, para a restauração da estátua do Padre Cícero, na Colina do Horto, que encontra-se deteriorada. Esta é a primeira reforma geral que a estátua recebe, depois de 42 anos de edificação. O valor da reforma é da ordem de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais), sendo 40 mil da ordem Salesiana, e 40 mil da prefeitura de Juazeiro do Norte. A estátua será inaugurada dentro das comemorações do Centenário do Município, que ocorre no dia 22 de julho de 2011, quando Juazeiro atrairá milhões de pessoas, por ocasião da data comemorativa. O padre José Venturelli, administrador do Horto, disse que além da reforma, serão realizadas algumas obras de aterro e outras melhorias.


Artigo Especial

Juazeiro: Capital do Empreendedorismo maior do seu produto. “E, olhe – enfatizava ele -, mesmo descowntando os cerca de 1,5 milhão que todo ano vai lá em romaria duas ou até três vezes por ano!” Foi um excelente gancho para esclarecer uma coisa de que pouca gente se dá conta. Ora, o PIB é a soma da renda gerada em determinado lugar durante um ano. Mas isso não quer dizer que toda essa renda seja apropriada pelo povo desse lugar. É aí que está a diferença entre os dois municípios. Como, ao contrário de Sobral, a maior parte dos negócios de Juazeiro pertence à população residente, então fica lá a maior parcela da renda gerada. Portanto, o seu Produto Interno Cláudio Ferreira Lima – o que é produzido lá - pode ser menor, o princípio eram uns mas é provável que o Produto Municijuazeiros, e, ao redor deles, pal – do produzido, o que fica lá -, não. uma feira. No princípio, Recentemente, voltei a Juazeiro também, era principalmente um padre, Todo ano mais de 1,5 o padre Cícero, e, para os que estavam milhão de pessoas em volta dele, em número crescente, o conselho: “Cada casa uma oficina, visita o grande Santuário cada oficina um oratório". Daí, a feira Religioso do Nordeste brasileiro. transforma-se num grande centro comercial, onde fervilham micro e pequenos negócios, com área de atuação do Norte e fiquei impressionado com que extravasa as fronteiras do Ceará. o que vi. A terra do padre Cícero é hoje A propósito da capacidade em- uma economia pujante. Tem o terceiro preendedora do juazeirense, fruto da PIB do Estado! A indústria, com depenetrante visão do padre Cícero, me staque para as micro e pequena emprevem à mente um episódio. Certa feita, sas e para o polo calçadista, responde em palestra sobre o desenvolvimento por 20%. Os serviços – o grosso do PIB: do Ceará, me refiro ao Produto Interno 79% - têm evoluído a passos largos. O Bruto - PIB dos municípios. Um repre- pequeno comércio tradicional continua sentante comercial, muito atento ao firme, mesmo com os shoppings, um em que eu falava, me pede a palavra e me funcionamento e outro em construção. coloca uma questão interessante. É a Surgem condomínios, edifícios residenseguinte: ele vendia um refrigerante ciais e empresariais e novas unidades inde grande aceitação no mercado. Esti- dustriais e comerciais. Não bastasse isso, vera, por conta disso, baseado tanto em todo ano mais de 1,5 milhão de pessoas Juazeiro do Norte como em Sobral. E fi- visita o grande Santuário Religioso do cara intrigado com o fato de Juazeiro do Nordeste brasileiro. Um metrô interliga Norte, apesar de ter um PIB menor que o Juazeiro a Crato, e esses dois municípios mais de Sobral, comprar uma proporção bem Barbalha e os limítrofes aos três compõem a Região Metropolitana do Cariri. A área de saúde está ganhando um hospital regional. E há uma efervescência 8

N

na educação, em especial no ensino superior. A Universidade Federal do Ceará - UFC, - Campus Cariri – acaba de instalar o seu primeiro mestrado, o mestrado acadêmico em desenvolvimento sustentável. Têm sede em Juazeiro a Universidade Regional do Cariri – Urca, o Instituto Centro de Ensino Tecnológico – Cariri – Centec, a Faculdade de Tecnologia Centec – Cariri, a Faculdade de Medicina Estácio de Juazeiro do Norte (FMJ), a Faculdade Leão Sampaio, a Faculdade do Juazeiro do Norte e a Faculdade Paraíso do Ceará. Para se ter uma ideia da atratividade de Juazeiro, o aeroporto Orlando Bezerra de Menezes é pequeno para o movimento cada vez maior de passageiros em vôos regulares que vêm do sudeste do País. E as perspectivas que se descortinam com a maturação dos investimentos em curso, entre os quais o da Transnordestina, passam a exigir a urgente ampliação do citado aeroporto, um dos principais gargalos no processo de desenvolvimento de Juazeiro e de todo o Cariri. Conforme a Infraero, de localização estratégica, eqüidistante de todas as capitais do Nordeste brasileiro, ele atende ainda ao Noroeste de Pernambuco, Alto Sertão da Paraíba e Sudoeste do Piauí. Quem diria que um acanhado lugarejo, de não mais que 30 casas, a maioria de taipa, onde viviam em torno de 100 habitantes, enquanto no Estado já havia centenas de lugares mais populosos, se tornasse o terceiro no ranking do Estado seja como economia, com um PIB de R$ 2 bilhões, seja como população, com cerca de 255 mil habitantes. Certamente, a principal explicação para o fenômeno vai residir no empreendedorismo do seu povo, herança deixada pelo empreendedormor, o padre Cícero Romão Batista. * É economista e ex-secretário do Planejamento do Estado do Ceará.


O que eles

pensam

Governador do Estado do Ceará

melhoria na qualidade de vida.”

“O Centenário da emancipação política de Juazeiro do Norte é uma festa de todo o Ceará. Capital nordestina da fé, que se erigiu em torno de um santo homem – o padre Cícero Romão – Juazeiro tem um significado especial para nós, cearenses, que crescemos familiarizados com suas imagens, suas histórias, suas ricas manifestações culturais. O crescimento acelerado, nas últimas décadas, a transformou numa grande cidade, capaz de atrair indústrias, universidades e outros empreendimentos transformadores. Nosso propósito, desde o início, foi resgatar o tempo perdido e dotar Juazeiro do Norte de uma infraestrutura acorde com a dimensão da nova urbe e a importância do Cariri moderno. Estou certo de que o centenário da cidade de Padre Cícero será comemorado sob o signo da prosperidade e também de um sentimento de realização diante das conquistas que seu povo contabilizou, nos últimos anos, em termos de cidadania e

Cid Gomes

Presidente AL - Assembleia Legislativa- Ce Reitor UFC - Universidade Federal do Ceará “No centenário de Juazeiro do Norte quero parabenizar o povo daquela Região conhecida como um dos principais centros de religiosidade popular do Estado e uma das cidades com maior crescimento, depois da capital, Fortaleza. Juazeiro chega aos cem anos sediando o maior centro universitário do interior cearense, oferecendo cursos como: Medicina, Engenharia, Administração, Direito e Psicologia. A cidade possui um dos maiores pólos calçadistas da América Latina e um parque industrial que também é composto por empresas de setores como: couro, bebidas, alumínio, entre outros. Falar de Juazeiro do Norte é nos remeter ao potencial econômico, social e turístico da Região que recebe ao ano cerca de dois milhões de pessoas e oferece à população e seus visitantes uma cidade desenvolvida e acolhedora.”

Dep. Roberto Claudio

Juazeiro do Norte ocupa um lugar especial no coração de seus filhos. Juazeirense, com muito orgulho, cresci à sombra de suas igrejas, embalado pelas manifestações religiosas e pelas tradições culturais que enriquecem esta porção da terra cearense. Vi a cidade crescer e adquirir foros de metrópole. Hoje, manifesto minha satisfação em testemunhar o desenvolvimento de Juazeiro e constatar que, entre os novos atores, neste cenário, está a Universidade Federal do Ceará, contribuindo com o Ensino Superior público de qualidade, com uma dinâmica atividade de pesquisa e uma ação extensionista transformadora. Aos 100 anos, o futuro chegou a Juazeiro, terra abençoada pelo grande patriarca e santo popular nordestino, o Padre Cícero Romão.

Jesualdo Pereira Farias

Presidente CDL - Câmara dos Dirigentes Logistas Reitor IFCE - Instituto Federal do Ceará “O centenário de Juazeiro do Norte nos traz a oportunidade de refletir sobre o potencial da Região Nordeste e a força do cearense. Com a fé de seu povo e a obstinação de um líder como o Padre Cícero, a cidade foi capaz de vencer as adversidades e, ao completar 100 anos, se transformar em um pólo comercial e cultural da região, ostentando o maior número de investimentos do interior do Estado. A chegada de grandes redes de varejo e indústrias vem atraindo consumidores de toda a macrorregião do Cariri. É considerada um dos maiores destinos de turismo religioso da América Latina, sendo um grande exemplo de que é possível crescer sem abandonar as tradições. Parabéns a todos os empresários, lojistas, lideranças e comunidade que colaboram para o desenvolvimento da região.”

Freitas Cordeiro

Originalmente denominada Tabuleiro Grande, o pequeno aglomerado de casas de taipa, que servia de apoio para aqueles que se deslocavam para o Crato, Juazeiro do Norte completa seu primeiro centenário no próximo dia 22 de julho, como uma destacada cidade cearense em termos econômicos, educacionais e de densidade demográfica. Convidado para celebrar a “missa do galo”, em dezembro de1871, Pe. Cícero transfere-se em definitivo para o lugarejo em abril de 1872. O fato de a hóstia consagrada ter se transformado em sangue quando o Pe. Cícero a colocava na boca da beata Maria de Araújo, conhecido como o “milagre de Juazeiro”, foi fator marcante para o crescimento da vila. “Em cada casa uma oficina, em cada oficina um oratório” foi o lema que Pe. Cícero, primeiro prefeito da cidade, traçou como orientação para o seu povo. O ritmo de crescimento de Juazeiro tem sido reconhecidamente acelerado nos setores de comércio, construção civil, comunicação, transporte e educação. Destaque especial no segmento educacional foi a implantação, em 1995, da Escola Técnica Federal, atualmente Instituto Federal do Ceará.O IFCE parabeniza Juazeiro do Norte pelos 100 anos de oração e trabalho, orgulhando-se de contribuir para o crescimento e desenvolvimento de seu povo.

Cláudio Ricardo9Gomes de Lima


A história da

Vila Joazeiro

J

uazeiro em 1827 era um pequeno aglomerado urbano com poucas casinhas construídas ao lado da primeira capela erigida em honra de Nossa Senhora das Dores, Padroeira do lugar, segundo a concepção artística de Assunção Gonçalves mostrada acima. A cidade de Juazeiro do Norte está localizada no extremo sul do Estado do Ceará, no chamado Vale do Cariri, distante cerca de 560 km de Forta-leza, pela BR 116. É a maior cidade do interior cearense, mas a área do Município é de apenas 249 km2. O Distrito foi criado com a denominação de Núcleo de Juazeiro, pelo ato de 30-07-1858, e por lei municipal nº 49, de 12-111911, subordinado ao município de Crato.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Juazeiro, pela Lei estadual nº 1028, de 22-07-1911, desmembrado Crato. Sede no atual distrito de Juazeiro ex-Núcleo de Juazeiro. Constituído do distrito sede. Instalado em 04-10-1911. Pela lei municipal nº 51, de 12-11-1911, é criado o distrito de de Horto e anexado a vila de Juazeiro. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, vila de Juazeiro é constituído de 2 distritos: Juazeiro e Horto. Elevado à condição de cidade com a denominação de Juazeiro, pela lei estadual nº 1178, de 23-07-1914. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído do distrito sede. Não figurando o distrito de Horto.

CLIMA: Tropical quente semiárido e semi-árido brando, com LIMITES: Ao norte, com Caririaçu; temperatu-ras entre 22-38 graus, ao sul, com Barbalha; a leste, média de 22-26. com Missão Velha e a oeste, com POPULAÇÃO: Cerca de 250 mil Crato. habitantes, sendo que a maior ALTITUDE: 377 m em relação ao parte se concentra na zona urnível do mar. O ponto mais eleva- bana (240.121) e apenas 9.815 na zona rural. A população de do é a Serra do Horto. Juazeiro do Norte é bastante GENTILÍCO: juazeirense

10

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Juazeiro e Cidade. Pela lei estadual nº 448, de 20-12-1938, o distrito de Cidade, foi extinto, sendo seu território anexado ao novo distrito de Padre Cícero. Sob o mesmo decreto são criados os distritos de Marrocos e Padre Cícero e anexado ao município de Juazeiro. No quadro fixado para vigorar no período de 19391943, o município é constituído de 3 distritos: Juazeiro, Marrocos e Padre Cícero. Pelo decreto estadual nº 1114, de 30-12-1943, retificado em virtude do parecer de 14-06-1946 do Conselho Nacional de Geografia, o município de Juazeiro passou a denominar-se Juazeiro do Norte. Em divisão territorial datada de 1-VII-19860 o município é constituído de 3 distritos: Juazeiro do Norte ex-Juazeiro, Marrocos e Padre Cícero. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005. Alteração toponímica municipal Juazeiro para Juazeiro do Norte alterado, pelo decreto estadual nº 1114, de 30-12-1943, retificado em virtude do parecer de 14-061946 do Conselho Nacional de Geografia. heterogênea. Há praticamente pessoas de todos os Estados nordestinos, muitos dos quais romeiros, que para aqui vieram atraídos pela fama do Padre Cícero. A população nativa representa hoje menos da metade do total. Uma característica marcante é o fato de muita gente aqui ter o nome de Cícero ou Cícera, em homenagem ao Padre Cícero, o

DATA DE CRIAÇÃO: 22/07/1911

FESTA DA PADROEIRA: Nossa Senhora das Dores 13 a 15 de setembro

COMO CHEGAR

Acesso a Juazeiro do Norte: a partir de Fortaleza, chega-se a Juazeiro pela BR-116, passando pela rodovia federal 230 e 122, além das estradas estaduais CE-138, CE-371, CE-269 e CE-385. É possível também ir de avião, com desembarque diretamente no aeroporto Orlando Bezerra de Juazeiro, através da empresas áreas Gol, Azul e Avianca.

A Lei estadual nº 1028, de 2207-1911 eleva a categoria de município a povoação de Juazeiro O município é constituido de 3 distritos: Juazeiro do Norte, Marrocos e Pe. Cícero

fundador da cidade. ETIMOLOGIA: O nome Juazeiro deve-se a uma conhecida árvore, muito comum no Nordeste, que resiste à seca mais inclemente, permanecendo sempre viçosa, chamada cientificamente Ziziphus juazeiro. A palavra é híbrida, tupiportuguesa: juá ou iu-á (fruto de espinho) + o sufixo eiro.


e sua ascensão

política

JUAZEIRO em números

População: 249.936 hab. Área: 248,223 km2 Bioma: Caatinga PIB: R$ 1.986.996 SÁUDE Estabelecimentos de Saúde •Federais -1 •Estaduais - 4 •Municipais - 62 •Privados -65 Morbidade hospitalar •Homens- 222 •Mulheres-163 MEIOS DE HOSPEDAGEM 40 hoteis e pousadas oferecendo mais de 3.463 leitos. 319 ranchos de Romeiros VEÍCULOS Quantidade de veículos por Municípios até dezembro/2010- Fonte ; Detran Automóveis: 19.802 Caminhões: 600 Micro ônibus: 157 Ônibus: 204 Reboque: 580 Motocicleta: 30.341 Motonet: 4.255 Total:62.411

Ranking • 1º Pólo Calçadista do Norte/Nordeste • Maior santuário religioso do Nordeste • 3ª maior população do Estado, • 3º PIB,

ENERGIA ELÉTRICA Cliente-maio 2011: 88.562

JUAZEIRO TERCEIRA MAIOR CIDADE DO CEARÁ

J

uazeiro do Norte é a terceira maior cidade do Ceará em capacidade econômica, com um PIB de 1.986.996 segundo dados do IPECE (2008), e a maior do Estado (e uma das maiores do país) em religiosidade. Além dos aproximadamente 250 mil habitantes, milhares de fiéis de vários estados nordestinos visitam Juazeiro do Norte para participar das festividades que têm como personagem principal Padre Cícero Romão Batista, considerado santo por seus devotos. A confecção e o comércio de artigos religiosos relacionados a Padre Cícero é uma das principais atividades econômicas da cidade. A cidade é o primeiro pólo calçadista do Norte/Nordeste e o terceiro do Brasil, as fábricas saíram dos fundos dos quintais e formalizam mão-deobra. São mais de 16 mil empregos diretos neste setor. O mercado do ouro é um dos mais promissores, a cidade chegou a ter mais de 760 fábricas de médio e grande porte e os oficineiros. O comércio de fabricação de joias e folheados representam uma fatia significativa na economia local,

em torno de 20% e emprega hoje mais de 6 mil pesoas. A Rommanel é uma das que mais prosperou. A evolução do comércio se consolida com a instalação do Cariri Shopping em 1997, o primeiro do interior do Estado. Em treze anos o empreendimento foi duplicado para atender a demanda de mercado. E em 2012 passará de 74 para 193 lojas. GRANDES EMPREENDIMENTOS Uma cidade onde não se fala mais de um comércio pequeno, mas de grandes redes que se instalam como é o caso das Lojas Americanas, no Cariri Shopping. Há cerca de dois anos a rede Carrefour decidiu investir na rede Atacadão, que atua com vendas à vista e no varejo. Agora surgea pespectiva de mais um empreendimento de varejo, o Max do grupo Walmart, que se instalará na cidade com o Hiper Bompreço, âncora de uma galeria de lojas, o Open Mall, num dos pontos estratégicos da cidade, a rua Padre Cícero. A iniciativa privada, se-

gundo o presidente do Sindicato dos Logistas do Comércio, SINDLOJAS, Francico Alberto Bezerra, hoje tem investido muito mais em Juazeiro do Norte, do que o próprio poder público e acaba impulsionando os outros investimentos. Outro fator importante da relalidade é a educação. A pouco mais de 10 anos quando começaram a se instalar as universidades particulares, um novo público destinado a formação, aportou na terra do “Padim”. de lá para cá, um público mais qualificado, de vários estados brasileiros lota os mais de 60 cursos universitários, em instituições também públicas. Atualmente a metropolização da Região do Cariri, trouxe e trará benefícios maiores para o sul-cearense. A RMC – Região Metropolitana do Cariri – engloba 9 municípios, sendo eles: Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha (Triângulo Crajubar), somados a: Caririaçu, Farias Brito, Jardim, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri, que juntos tem uma população estimada em 537.860 habitantes (IBGE/2010).

ABASTECIMENTO DE ÁGUA E ESGOTO Esgoto (urbano-2008): 39,28% Serviço de água (urbano-2008): 97,81% Serviço de água (rural-2008): 12,91 TELEFONIA Linhas telefônicas (2010): 29.087 ECONOMIA PIB: 2007: 1.165.066.000 FPM:2009: 14.302.510,71 Indústrias:20% AGÊNCIAS BANCÁRIAS Estabelecimentos Bancários: Agências do BB, BNB. Bradesco, Caixa Econômica, Itau-Unibanco, HSBC, Banco Industrial e Comercial (BIC), Banco Postal. MEIOS DE COMUNICAÇÃO: TV Verde Vale, TV Verdes Mares Cariri. Radios: Progresso, Abolição, Vale do Cariri, Educativa Salesiana, Tepo FM, Verde Vale AM, Vale FM, Padre Cícero FM, Iracema AM, Cariri AM POLÍTICA Eleitores : 142.716 Fonte: TSE maio/2011 Deputados Federais mais votados: •Raimundo Macedo-43.228 •Manoel Salviano-28.724 •Arnon Bezerra-9.994 •José Guimarães-6.248 Deputados Estaduais mais votados: •Camilo Santana-12.371 •Neto Nunes-4.218 •Mauro Benevides-1.939 •Miriam Sobreira-1.325 Fonte: Curso IBGE -2010 IPECE: 2008/2010

11 11


Conhecendo

melhor

TURISMO

Um dos maiores centros de religiosidade da Ámera Latina e a 2ª do interior do Estado em população com quase 250 mil habitantes. Anualmente atrai cerca de 2 milhões de devotos de Padre Cícero Romão Batista, que fundou, viveu e morreu nesta cidade. Na Serra do Horto onde fica a estátua do padre, a segunda maior do País, encontramos o Museu Vivo do “Padim”, com cenas do cotidiano e marcos históricos do sacerdote, o museo instalado na casa onde ele viveu e o munumento na Colina do Horto, o símbolo maior da religiosidade. A casa dos milagres é ooutro ponto bastante visitado pelos romeiros que lá depositam suas oferendas em agradecimento as promessas, deixando inclusive objetos e membros de orgãos humanos, como cabeça, perna, braço. Já o seu túmulo pode ser visitado na Capela do Perpétuo Socorro. O município possui também o Centro de Cultura Popular Mestre Nozaque concentra em um só local artesanato, literatura de cordel, poesias e figuras populares. A banda de pífano dos irmãos Aniceto é considerado patrimônio imaterial de Juazeiro. A cidade realiza anualmente uma grande feira de negócios, e o comércio é hoje a maior atividade econômica, mas destacam-se o pólo calçadista que é o 3º do País e o ouro é o 5º, além de artigos religiosos em madeira, barro e gesso. Dentre as cidades desta região, Juazeiro é a que possui mais infraestrutura hoteleira com uma rede de 40 hotéis e pousadas, tendo ainda um Aeroporto Regional, com linha áreas diária com aproximadamente 250 mil embarques/desembarques por ano e três Shopping’s Centers (um em fase de expansão e dois em construção). A efervescência cultural é outro atrativo turístico que os visitantes prestigiam em Juazeiro do Norte, reisado, lapinha, maneiro-pau, bandas cabaçais, bumba-meu-boi e diversas danças são exemplos de manifestações populares na cidade. Na culinária, destaque para o baião-de-dois com piquí, queijo da terra e carne de sol com macaxeira. Hotel Panorama

Visitação Religiosa

•Serra do Horto (estátua de 25 m do Padre Cícero, via sacra, Casa do Horto, Santo Sepulcro, Muralha da Guerra de 14, painel da Ceia Larga - 17x4m); •Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores; •Santuário do Coração de Jesus; •Santuário dos Fransciscanos; •Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro; •Memorial do Pe. Cícero; Campus UFC em Juazeiro Juazeiro é um grande pólo de ensino superior com mais de 60 •Casa dos Milagres; •Memorial do Pe. Cícero; cursos universitários em funcionamento. •Basílica de São Francisco; Docentes por serie (dados:2009 IBGE) •Paróquia de N.S. de Lourdes. •Fundamenta: 1.795 •Pré-escola: 421 •Médio: 452 Número de Escolas por série •Fundamental: 152 •Pré-escola: 130 Juazeiro do Norte é uma das maiores cidades do Nordeste. Foi a primeira •Médio: 20 cidade do interior cearense a ter um shopping center (Cariri Shopping), Matrículas por série uma rádio FM (Rádio Transcariri) e também uma estação de televisão (TV •Fundamenta: 43.150 Verde Vale Canal 13). O parque industrial é representado por indústrias •Pré-escola: 8.202 de sandálias de plástico e couro, bebidas, refrigerantes, alumínio, alimen•Médio: 11.048 Ensino Superior: 11 instituições públicas e privadas, oferecen- tos, confecções, móveis, jóias e lacticínio, entre outras. Existem 5.616 do 67 cursos (graduação e pós-graduação) unidades comerciais. Universidade Federal do Ceará-UFC, Faculdade Leão Sampaio, Faculdade Juazeiro do Norte, Faculdade de Medicina Estácio, Faculdade de Tecnologia-Centec-Cariri, Faculdade Paraíso do Ceará e cursos do Instituto Federal de Educação.

EDUCAÇÃO

COMÉRCIO E INDÚSTRIA

CAMPUS IFCE Cursos: Técnicos: Eletrotécnica, Edificações, Mecânica Industrial Tecnológicos: Automação Industrial, Construção de Edifícios Bacharelado: Engenharia Ambiental Licenciaturas: Matemática, Educação Física Numero de alunos presenciais, por semestre: 1421

12

Centro da cidade (década de 60) Centro da cidade (hoje)


Juazeiro do Norte Anualmente, em pelo menos quatro ocasiões, Juazeiro do Norte torna-se o centro da religiosidade popular no Estado: 24 de março (data de nascimento de Padre Cícero); 20 de julho (falecimento de Padre Cícero); primeira quinzena de setembro (Festa da Padroeira Nossa Senhora das Dores); e 2 de novembro (Dia dos Finados). Nessas datas, a cidade é tomada por imensas caravanas de romeiros; os festejos atraem mais de dois milhões de pessoas por ano, fazendo de Juazeiro o terceiro maior pólo de peregrinação religiosa do País. O principal ponto de visitação da cidade é a Colina do Horto, onde estão a estátua do Padre Cícero, medindo 25 metros de altura, o Museu Vivo da Cultura popular Nordestina, o Santo Sepulcro, a Muralha da Guerra de XIV e a Via Sacra. O Santuário do Coração de Jesus, a Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores e a Capela Nossa Senha do Perpétuo Socorro são outros pontos turísticos visitados pelos peregrinos. O Memorial do Padre Cícero abriga um acervo de fotos e objetos relativos à vida do padre. ROMARIA DA MÃE DAS DORES ROMARIA DE SÃO SEBASTIÃO Tem sua culminância no dia 15 de setembro quando se realiza a Procissão da Padroeira, Nossa Senhora das Dores. Esta procissão tem como ponto de partida e de chegada a Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores. É a romaria mais antiga e mais tradicional da cidade tendo sido bastante estimulada pelo Padre Cícero.

Ocorre no dia 20 de janeiro e coincide com a data da tradicional Missa do Dia 20, celebrada mensalmente em sufrágio da alma de Padre Cícero. Tal como a romaria do Ciclo Natalino essa romaria está em franca ascensão. ROMARIA DAS CANDEIAS Esta romaria tem como seu ponto alto a realização da Procissão das Candeias, em homenagem a Nossa Senhora das Candeias, a qual tem como ponto de partida a Capela do Socorro, de onde parte um extenso contingente de fiéis conduzindo tochas de luz (velas). À noite a grande massa humana formada em sua maior parte por romeiros de todos os estados nordestinos proporciona um bonito espetáculo de fé e luminosidade ao som do hino que tem como verso principal "Valei-me meu Padim Ciço e a Mãe de Deus das Candeias". O ponto de chegada da procissão é a Basílica Santuário de Nossa Senhora das dores.

ROMARIA DE FINADOS OU DA ESPERANÇA Esta romaria é realizada em função da memória do fundador da cidade, Padre Cícero Romão Batista e, portanto, só teve início depois que ele morreu. Ela ocorre anualmente no dia 2 de novembro, Dia de Finados. O ponto de convergência dessa romaria é a Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em cujo interior está sepultado o Padre Cícero. Ultimamente foi adotada a denominação de Romaria da Esperança. ROMARIA DO CICLO NATALINO É a romaria de maior duração, pois compreende desde a Festa de Natal até o Dia de Reis. Ultimamente essa romaria tem atraído a atenção de muitos romeiros, sendo uma romaria bastante diversificada que se distribui ao longo dos dias finais de dezembro e começo de janeiro.

CALENDÁRIO DE ROMARIAS 06/01 - Romaria de Santos Reis 20/01 - Romaria de São Sebastião 02/02 - Nossa Senhora das Candeias 16 a 24/03 - Semana do Padre Cícero 24/03 - Nascimento do Padre Cícero 10 a 12/04 - Semana Santa 20/07 - Aniversário de Morte do Padre Cícero 14/09 - Procissão dos Carros Romeiros 15/09 - Padroeira Nossa Senhora das Dores. 04/10 - Romaria de São Francisco de Assis

01/11 - Dia do Romeiro 02/11 - Finados

O maior fluxo de Romarias concentra-se nos meses de fevereiro, setembro e novembro

13

Túmulo de Pe. Cícero


Mensagem da

deputada Gorete Pereira

ao povo de Juazeiro

P

ara mim, como filha de Juazeiro do Norte, é por demais gratificante participar desta homenagem pelo transcurso do centenário de criação do município que acolheu, por muitos anos, a mim e a minha família. Quando mudamos para Fortaleza para estudar e trabalhar na capital, como era praxe na época, levamos conosco um pouco da história de Juazeiro, onde fomos educados e orientados pelos preciosos ensinamentos do Padre Cícero, que muito contribuíram para a formação do nosso caráter, conquistando-nos com suas mensagens de fé e de esperança num mundo mais fraterno e igualitário. E mesmo distante, mantenho o compromisso assumido com minha mãe para, no exercício da minha profissão, sempre ajudar o povo de Juazeiro. É pelo que tenho lutado na Câmara dos Deputados sob as bênçãos do nosso Padim Cíço. Estou certa de que estas comemorações representam um momento histórico para os filhos de Juazeiro, que sempre lutaram pelo progresso da Região do Cariri e que hoje podem se orgulhar pelo crescente desenvolvimento econômico-social do município. Não podemos deixar de agradecer e reverenciar a contribuição e honradez do Padre Cícero, um religioso extraordinário e que enxergava, num próximo horizonte, um Brasil mais justo.

Parabéns ao povo bom, honesto e valoroso de Juazeiro do Norte. 14 14

Gorete Pereira Deputada Federal


Investimentos da Secretaria das Cidades em Juazeiro do Norte ultrapassam

R$ 70 milhões

O investimento em obras de urbanização e saneamento básico ultrapassam R$ 70 milhões em Juazeiro do Norte. As obras incluem Roteiro da Fé, Centro Multifuncional de Serviços, Anel Viário, Geopark e aterro sanitário

Secretário Camilo em visita a Praça dos Romeiros

No final de junho, o governador Cid Gomes assinou a ordem de serviço para a construção do Centro Multifuncional de Serviços de Juazeiro do Norte. Com investimento de R$ 10.487.854,44, a estrutura

Conheça os projetos Centro Multifuncional de Serviços Investimento: R$ 10.487.854,44. O que é: O Centro Multifuncional de Serviços, localizado à Rua Interventor Erivano Cruz s/n, é um equipamento voltado à prestação de serviços à população. O projeto contemplará salas de serviços, palco e arquibancadas, espaço para atividades artísticas e estacionamento. Serão cinco pavimentos em uma área total de 28.515,94 m².

Avenida do Contorno Investimento: R$ 20.281.328,28. O que é: uma avenida para aliviar o tráfego de veículos pesados no Centro da cidade de Juazeiro do Norte, facilitando o deslocamento durante os períodos de Romarias. Consiste na execução em uma pista dupla com canteiro central.

irá receber diversos órgãos prestadores de serviço à população local e aos turistas com um anfiteatro com capacidade para 10 mil pessoas. Ao lado do Centro, o Governo já entregou a Praça dos Romeiros, um espaço para eventos e com 1.100 quiosques para o comércio religioso. Um investimento de R$ 9.508.094,94. Em comum, os dois empreendimentos possuem o estímulo ao desenvolvimento da economia local respeitando a vocação da cidade. Segundo o secretário das Cidades e responsável pelas obras, Camilo Santana, os dois empreendimentos fazem parte de um grande pacote de investimentos do Governo do Estado que somados aos demais projetos ultrapassam R$ 70 milhões e visam aproveitar a vocação local para estimular o desenvolvimento de toda a região. “O turismo religioso movimenta a economia em Juazeiro do Norte. Não podemos pensar em melhorar a infraestrutura da cidade sem pensar na movimentação que os ro-

Aterro Sanitário Regional Investimento: R$ 14.000.000,00 O que é: o aterro sanitário do Cariri vai beneficiar todos os municípios da região oferecendo destinação e tratamento correto ao lixo, evitando danos ao meio ambiente. O projeto prevê qualificação de profissionais para trabalhar com reciclagem de lixo e estações de transbordo.

Praça dos Romeiros Investimento: R$ 9.508.094,94 O que é: Uma praça com uma área total construída de 41.386,54 m² com o objetivo de valorizar e incrementar o turismo religioso. O equipamento possui 1100 quiosques, divididos em quatro tipos de forma e tamanho. Destes, 1052 serão utilizados para a comercialização de produtos religiosos, tão procurados pelos romeiros, além de 48 sanitários integrados. A área coberta é de 26.972,54 m², com estrutura especial de telha de aço. A área de convivência, com iluminação, bancos e estacionamento, tem 14.414 m².

meiros fazem em época de romarias. Por isso, estamos, com a ajuda da prefeitura, melhorando a cidade para quem mora e para quem visita a região”, afirma. Camilo Santana se refere aos projetos estruturadores que a Secretaria das Cidades está executando. Além do Centro Multifuncional e da Praça dos Romeiros, o Governo do Estado irá implantar o Roteiro da Fé, a avenida do Contorno e o aterro sanitário. “Ainda não definimos o local, a construção do aterro é uma das mais importantes obras para a região do Cariri. Hoje, o lixo não possui o destino final adequado, prejudicando o meio ambiente e gerando doenças. Com o aterro, as cidades da região e, em especial, Juazeiro do Norte que produz 60% do lixo da região, terão um local adequado para depositar e poderão dar um tratamento adequado ao lixo”, afirma. Pelo projeto, estão previstos reciclagem de material, criação de emprego e geração de crédito de carbono.

Habitação popular Investimento: R$ 4.417.411,00 O que é: o programa está substituindo 418 casas de taipa por casas de alvenaria, melhorando a qualidade de vida das famílias e erradicando o risco de contaminação de doenças.

Roteiro da Fé Investimento: R$ 8.557.946,00. O que é: o Roteiro da Fé está localizado na Área Central de Juazeiro do Norte e compreende a estruturação de um roteiro de peregrinação religiosa, integrando igrejas, museus e atrativos turísticos de forma a ordenar o fluxo das romarias no centro de Juazeiro do Norte e qualificar os espaços de visitação religiosa. Serão urbanizados os entornos das igrejas Matriz, Socorro, Salesianos, Franciscanos e São Miguel, além da integração da igreja Matriz com a do Socorro e o acesso ao Horto. 15


CULTURA

CENTRO PRODUTOR DE LITERATURA DE CORDEL E XILOGRAVURA Juazeiro é uma cidade de grande efervescência cultural. Pesquisa feita pela UFRJ em todo o país e divulgada em março de 2009, constatou que a cidade de Juazeiro do Norte é a maior em população envolvida em atividades culturais. Esse caldeirão de cultura, tem registrado junto à Secretaria de Cultura do Estado, 72 grupos de cultura popular. Existem vários grupos folclóricos de reisado, maneiro-pau e malhação de Judas, entre outros. A literatura de cordel e a xilografia também são bastante difundidas, especialmente em função da Academia de Cordelistas de Juazeiro do Norte e a Lira Nordestina da Universidade Regional do Cariri, sendo um centro produtor de literatura de cordel e xilogravura.

72A romaria Pontos de Cultura em Louvor ao Padre Cícero. Romão Batista in-

MESTRES DA CULTURA

troduziu uma política de fé, amor e trabalho na região, tornando-se um mito para o povo nordestino. A festa data desde a época de seu falecimento, em 20 de julho de 1934. É uma das mais impressionantes e consagradas romarias do Nordeste e, nessa ocasião, a cidade se converte não só num centro de devoção com missas, bênçãos de imagens, procissões, novenas, peregrinações e visitações aos locais de interesse religioso mas, também, num extraordinário mercado de artesanato regional e artigos religiosos.

2004-MestreBode:ManeiroPau;MargaridaGuerreira:Reisado, Mestre Miguel:Banda Cabaçal; Maria Cândido: Artesanato 2006-Dona Tatai:Lapinha 2007-Mestre Assunção Gonçalves:Artesã e artista plástica, Mestre Dona Maria do Horto: Benditos; Mestre Sebastião Cosme: Reisado 2008-Mestre Mundô: Mateiro; José Stênio Silva Diniz: xilógravura e cordelista; Reisado dos Irmãos Discípulos dos Mestre Pedro

Centros Culturais

Museus

Centro Cultural BNB: Mantido pelo Banco do Nordeste, possui teatro, centro de exposições e biblioteca. Realiza diariamente apresentações teatrais e musicais, além de exposições de artes plásticas, fotos e peças artesanais. Centro Cultural Mestre Noza: Localizado no prédio da antiga cadeia pública, abriga artesãos do município e promove exposição permanente de suas obras.

Memorial Padre Cícero: Recria a história de Juazeiro reunindo fotos, documentos e objetos históricos. No Memorial, estão panos usados para enxugar o sangue derramado no suposto milagre da hóstia e o canhão tomado na Sedição de Juazeiro.

Teatros

O teatro se desenvolveu bastante a partir do final dos anos 90. Até então, não existia nenhum, atualmente são três. Além disso, os grupos teatrais se proliferam. Teatro Marquise Branca: Inaugurado em 2001, localiza-se em um dos prédios mais antigos de Juazeiro que estava abandonado há anos. Existem outros dois teatros na cidade, um no Centro Cultural Banco do Nordeste e um no SESC, Teatro Patativa do Assaré.

16

Museu Vivo do Padre Cícero: Misto de museu e casa de milagres, apresenta esculturas em cera de Padre Cícero em diversos momentos de sua vida e de personalidades do município e peças depositadas por romeiros como representação de milagres. No acervo, destacam-se uma camisa da seleção brasileira de futebol assinada por Djalminha e uma camisa do Clube de Regatas Flamengo assinada pelo diretor de futebol da equipe. Museu Padre Cícero: Localizado na casa onde o sacerdote viveu, o museu reúne seus objetos pessoais.


Artesanato A banda de Pífano dos Irmãos Aniceto mostra o compasso no grave da zabumba, cravada no tronco da timbaúba.

A dança é extremamente representada pela cultura popular dos reisados, bandas cabaçais e lapinhas. Desde 2005, a Alysson Amâncio Companhia de Dança desenvolve um trabalho de dança contemporânea. Com a criação da Associação Dança Cariri, varias ações foram iniciadas para pesquisa e produção da dança cênica, ganhando editais estaduais e nacionais como Prêmio Klauss Vianna 2008 e 2009.

O artesanato é um dos maiores expoentes culturais do município, tendo inclusive grande participação na economia de Juazeiro. Surgiu ainda na época do Padre Cícero que era um incetivador da melhoria e economia do município e renda dos habitantes. O sincretismo religioso com Padre Cicero e Frei Damião são personagens freqüentes nos temas das artesãs católicas Maria de Lourdes e Maria Cândido Monteiro. Esta ultima, já ganhou o prêmio Categoria Folclore ,em 2004 e Crença no Nordeste, em 2006, concedido pelo Governo do Paraná. Também ganhou o premio Mulher Empreendedora, em 2006, e o Prêmio Mulher de Negócios em 2007, e 2008, todos pelo Sebrae-CE. Seus trabalhos já ilustraram calendários, agendas e um CD do violonista cearense Nonato Luis. No universo de Maria de Lourdes que tem 11 filhos, personagens se destacam ,como o Lampião, Maria Bonita e seu bando cangaceiro. Das filhas da mestra que já tem 70 anos, uma das mais talentosas é Maria do Socorro, cujo trabalho é reconhecido nacionalmente. , como uma de suas belas obras a “ciranda”. A falta das letras não o impede de escrever suas histórias, desde 1973, por meio de temas (peças tridimensionais sobre estruturas de barro para parede ou mesa). Neles, retrata ícones nordestinos como Padre Cícero. Lampião e Maria Bonita. Cenas do cotidiano também inspiram as obras: quermeses, casais de namorados, quadilhas e bandas cabacais. O Centro Cultural Mestre Noza abriga um vasto acervo de peças artesanais em barro, principal característica dos artistas e artistas juazeirenses.

Marco de uma história de conquistas Nos cem anos do município de Juazeiro do Norte sinto-me orgulhoso de ter minhas origens em uma região que é celeiro de cultura popular e terra do Padre Cícero, pioneiro nas ideias de um Cariri forte e desenvolvido. As comemorações relativas a data representam o marco de uma história de conquistas de um povo de muita fé e coragem. Senador Eunício Oliveira - PMDB

17 17


Parlamentar coordena Projeto de Consolidação dos Limites Intermunicipais

P

elo menos 48 Municípios apresentam disputas de territórios, por conta da indefinição de seus limites. Essa situação faz com que localidades deixem de receber atenção do poder público, especialmente nos aspectos sociais, além de interesses políticos interferirem na intermediação dos conflitos. Para resolver essas pendências, a Assembleia Legislativa realizou, no dia 27 de junho, audiência pública para o lançamento do Projeto de Consolidação dos Limites Intermunicipais do Estado, com base no sistema de georreferenciamento. A ideia é que o projeto seja concluído em dois anos e já possam ser votados os novos limites no final de 2012. O deputado Neto Nunes (PMDB), coordenador do projeto, explicou que a proposta nasceu da necessidade de consolidar as leis de criação de Municípios em um único documento legal. Segundo ele, a última consolidação neste sentido ocorreu em 1951, quando o Ceará possuía apenas 95 Municípios. Parcerias Ele lembrou que a iniciativa surgiu do então presidente do Legislativo estadual, o ex-deputado Domingos Filho, e ganhou força na atual legislatura, quando o presidente atual da Assembleia Legislativa, Roberto Cláudio, criou a Comissão de Trilhagem, Elaboração de Projetos e Criação de Novos Municípios. Ele determinou não apenas a formação de parcerias para um novo estudo, como propôs que a Casa se "mantivesse à frente para uma solução pacífica para o problema". No entanto, embora haja um consenso de que as leis de demarcação dos Municípios cearenses são antigas e fora da realidade, os primeiros pronunciamentos não apontaram para decisões puramente técnicas. Pontos obscuros De acordo com o presidente da Casa, deputado Roberto Cláudio (PSB), o projeto, formatado em 2009, consiste em convênio entre a Assembleia, o IBGE, o Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) e o Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace) para realização de levantamento da atual situação dos limites intermunicipais dentro do Estado. Indefinição Sobre o projeto, Neto Nunes citou um exemplo para mostrar como é complexa e necessária a consolidação das leis de criação das cidades num único diploma. "Para verificarmos os limites de Pentecoste, por exemplo, é necessária a verificação das leis de criação dos Municípios de Caridade, Maranguape, Caucaia, São Gonçalo do Amarante, São Luis do Curú, Umirim, Itapagé, Tejuçuoca, Apuiarés e Paramoti, totalizando dez cidades", explicou ele. Também são parceiros do projeto a Associação dos Municípios e Prefeitos do Estado do Ceara (Aprece) e a União dos Vereadores e Câmaras do Ceará (UVC). A comissão de parlamentares oferecerá, ainda, assessoramento técnico. Pesquisa: DN

18 18

OS NÚMEROS do mandato de Neto Nunes para o Cariri

L

evado pela fé em nosso santopadre Cícero Romão Batista, o então jovem prefeito de Icó, Neto Nunes, em suas visitas ao horto, em Juazeiro do Norte (CE), resolveu fixar residência própria no Cariri, no bairro Aeroporto. Já se passaram onze anos! Sua representatividade perante as mulheres e homens de bem de Juazeiro, já o identifica como verdadeiro conterrâneo e romeiro de Fé. Hoje, além de sua presença constante naquele torrão santo, um de seus 13 (treze) irmãos, Oriel Nunes, tem residência fixa, se graduou, constituiu família e mantém profundas relações de carinho e de amizade com todos os juazeirenses. Mais adiante, agora na condição de Deputado Estadual, Neto Nunes, votado por parcela significativa do eleitorado de Juazeiro do Norte e região, resolveu, assim, montar escritório técnico, com a presença de assessores, advogados, e toda uma equipe de pessoas, sendo uma extensão de seu mandato parlamentar, para servir sem medir esforços, os munícipes do Cariri. Daí, ouvindo indistintamente as pessoas do povo, instituições civis e religiosas, abraçou como pioneiro a causa da ESTRADA DO PADRE CÍCERO, posta em prática pelo Governo do Estado do Ceará. Ultimamente, também ouvindo o povo e os religiosos, apresentou emenda pessoal de sua autoria, para destinar r$ 80.000,00 (oitenta mil)

Aeroporto regional do Cariri

reais, para restaurar a estátua do Padre Cícero, que congrega milhões de fiéis, todos os anos, para renovação de fé e de esperança. A ampliação do Aeroporto Regional do Cariri e a Construção de Anel Viário será uma luta incessante do Deputado Estadual Neto Nunes, com o desejo de observar um maior turismo religioso e liberação do tráfego de automóveis e escoamento da produção agrícola. O aeroporto regional do Cariri, situado em Juazeiro do Norte (CE), conta com uma movimentação de aproximadamente 250 mil embarques-desembarques por ano. Porém, merece de nossa parte, toda atenção pela importância que ele exerce, não somente no desenvolvimento da terra do Padim Ciço, mas, também, nas cidade circunvizinhas, transformando a região do Cariri em importante pólo de desenvolvimento do Ceará.


JUAZEIRO DO NORTE

TERRA DE ORAÇÃO E TRABALHO

A

s comemorações do centenário de Juazeiro do Norte é uma oportunidade para lembrarmos o seu criador e grande benfeitor que é Padre Cícero Romão Batista, o homem que transformou esta cidade em terra de oração e trabalho. É célebre a frase que Padre Cícero proferiu: “Que cada casa seja uma oficina e um oratório”. Naquela época ele já defendia uma educação profissionalizante, que ensinasse o homem a sobreviver dos recursos que a terra pudesse prover, não somente ensinasse a ler, escrever e contar, mas que subsidiasse os meios e condições para viver em seu habitat. Em 1909, quando ainda era um povoado pertencente ao Crato, foi o sacerdote que introduziu a borracha no Cariri, na primeira década do século XX. E, graças ao seu empenho, o algodão, cuja cultura havia sido quase dizimada, reapareceu entre 1908 e 1911. Realmente, os conselhos de Padre Cícero foram ouvidos. Passados 77 anos da morte de Padre Cícero, a cidade prosperou, sendo hoje o maior Pólo Calçadista do Norte e Nordeste e o terceiro do País, possuindo dezenas de empresas na área têxtil, várias joalherias produzindo jóias e semi-jóias de alta qualidade, muitos artesãos que comercializam seus produtos para o exterior, além do que, Deputado Neto Nunes os seus produtos (refrigerante e água mineral) são bastante apreciados na Região Nordeste. A cidade é hoje também um pólo universitário com 11 instituições de ensino superior, públicas e particulares, oferecendo 67 cursos (graduação e pós-graduação), sendo ainda um centro produtor de literatura de cordel e xilogravura. Como representante do povo do Ceará e da Região do Cariri acompanhamos de perto todo o processo que levou a criação da Região Metropolitana do Cariri, aprovada pela Assembléia Legislativa. O passo seguinte será o de lutarmos para que a Região seja beneficiada com mais investimentos. Neste momento de comemorações, queremos expressar toda nossa gratidão e amizade para com o povo de Juazeiro do Norte que sufragou nosso nome nas últimas eleições, com uma significativa votação, acreditando assim, no nosso trabalho.

OBRIGADO POVO DE JUAZEIRO! PARABÉNS PELA FORÇA E DESENVOLVIMENTO! Deputado Estadual Neto Nunes (PMDB) 2º. Secretário da Mesa Diretora da Assembléia Legislativa EXPEDIENTE: Gabinete do Deputado Estadual Neto Nunes (PMDB). Gabinete – número 517. Assembléia Legislativa do Ceará - Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60170.900 Fone: (85) 3277.2500. E-mail: netonunes@al.ce.gov.br Telefone: 3227.2932 / 3277.2777

19


Os Constituidos 3 Poderes

EXECUTIVO

Prefeitura de Juazeiro do Norte- Ceará End: Praça Dirceu Figueiredo, Centro CEP: 63010-010 Fone/Fax: (88)3566.1001

•Prefeito: Manoel Santana Filho- Dr. Santana (PT) •Vice-Prefeito: Dr. José Roberto Celestino (Roberto Celestino) •Chefe de Gabinete: Adriana Fernandes •Secretária Executiva: Michelly Bezerra/ Greyciani Elli •Secretário Municipal de Esportes e Juventudes – SEJU: Cícero Aurelisnor Matias Simião •Secretário Municipal de Infraestrutura - SEINE: Rafael Apolinário Macedo Santana •Secretário Municipal de Planejamento e Gestão – SEPLAG: Geraldo Carreiro de Barros Filho •Secretário de Meio Ambiente e Serviço Públicos: Eduardo José Pontes Dantas •Secretário Municipal de Segurança Pública – SESP:

Cláudio Sérgei Luz e Silva •Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho e Cidadania - SEASTC: Onelia Maria Moreira Leite •Secretaria Municipal da Cultura - SECULT: Vicente Fábio Carneiro da Silva •Secretaria Municipal de Educação - SME: Sonia •Secretaria Municipal de Governo - SEGOV: Risalva Beserra Lima •Sec. Mun. de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Romaria - SEDETUR: José Carlos dos Santos •Secretaria Municipal de Habitação - SEHAB: Romisa Aires Montenegro •Secretaria de Comunicação Secom: Filipe Menezes Santana Bezerra

A Câmara Municipal é composta de 14 vereadores Presidente (biênio 2011/2012) : José de Amélia Júnior VEREADORES: PPS MARIA DE FÁTIMA: 2.778 votos AMARILIO PEQUENO; 1.919 votos PC do B PROFESSOR ANTONIO 1.250 votos PSB ROBERTO SAMPAIO LIMA: 995 votos PP MIRA SAMPAIO: 2.884 votos PRP SARGENTO FIRMINO: 2.125 votos

PSC ADAUTO ARAUJO : Zé de Amelia 1.625 votos PSDC DARLAN LOBO: 2.707 votos DEM SARGENTO NIVALDO: 2.887 votos PSL JOSÉ DUARTE PEREIRA JÚNIOR (ZÉ DE AMELIA JÚNIOR): 1.803 votos DR. TARSO MAGNO: 2.232 votos PTB GLEDSON BEZERRA: 1.933 votos PHS FRANCISCA DELIAN (DRA. DELIAN): 2.475 votos RONNAS MOTOS: 2.895 votos

LEGISLATIVO

20

PREFEITO Quem é

Dr. Santana

O médico e ativista político Manoel Raimundo de Santana Neto, nasceu na cidade de Juazeiro do Norte, Ceará, no dia 29 de abril de 1961. Formado em Medicina pela Universidade Federal do Ceará, Dr. Santana é especialista em Saúde da Família e Saúde Pública. É funcionário concursado da Fundação Nacional de Saúde (FNS) e da prefeitura de Juazeiro do Norte, onde atuou como médico sanitarista até o ano de 2008. Ativista político da esquerda brasileira e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores e do Sindicato dos Servidores Públicos Mu-

nicipais de Juazeiro do Norte, Dr. Santana é reconhecido como uma das maiores lideranças políticas do interior do Ceará. Na cidade de Juazeiro dedicou sua vida política à organização do povo, principalmente os setores mais oprimidos da sociedade. Dr. Santana foi o primeiro vereador do Partido dos Trabalhadores a ocupar uma cadeira na Câmara Municipal, onde direcionou seu mandato para a fiscalização responsável do erário público e uma luta constante em prol da moradia popular, quando fundou o movimento Morar Bem. Fiel as suas convicções e sendo reconhecido pela sua história, Dr. Santana foi eleito prefeito no último pleito de 2008, e seu governo tem apontado na direção do fortalecimento das bases populares, na mudança de paradigmas, conceitos e na transformação estrutural da cidade.


PODER JUDICIÁRIO Juazeiro é Comarca de 3ª Entrância sediada no Fórum Des. Juvêncio Joaquim de Santana. A Justiça é composta por: 5 Varas e 1 juizado Especial Cível e Criminal JECC. Fone: (88) 35566.4110 •7 juizes •4 auxiliares •9 promotores •2 auxiliares •7 defensores Defensoria Pública: Fórum Des. Juvêncio de Santana 88-3566-4101 Defensor: Gumercindo Angelo de S. Ferreira Iranildo Alves Feitosa Priscilla Barreto Gusmão Justiça Federal do Ceará- possui 2 Varas em Juazeiro Rua Arnóbio Barcelar Caneca, 860 Lagoa Seca - Juazeiro do Norte-CE Contatos: (88) 3571.2754

16ª Vara: Juiz Federal Titular -Bruno Leonardo Câmara Carrá Juiza Federal -Substituta Paula Emília M. A. Brasil 17ª Vara: Juiz Federal Titular-Tiago Jóse Brasileiro Franco Juiza Federal SubstitutaLuísa Ferreira Lima Procuradoria Regional do Trabalho Oficío de Juazeiro do Norte Rua Joaquim Mansinho, 175 Atende aos municípios de Abaira, Barbalha, Barro, Brejo Snato, Caririaçu, Granjeiro, Jaú, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Penaforte e Porteiras.

Parabéns Juazeiro do Norte A comemoração do centenário de Juazeiro do Norte nos remete a história do município marcada pela fé e bravura da sua população na luta por uma cidade emancipada. Padre Cícero foi o grande articulador destas conquistas até hoje é o maior símbolo de força e coragem da Região. As festividades desta data são importantes para reforçar história e o potencial econômico, social e turístico de Juazeiro do Norte e de todo o Cariri. Deputado Danniel Oliveira- PMDB

21 21 2 1


Personalidades Prefeitos do Império a República

Juazeiro tem 14 prefeitos o atual tem seu mandato até 2012

22 22


José Guimarães: o deputado do Centenário O centenário do Juazeiro do Norte terá comemorações à altura de sua tradição e vocação de grande cidade. Obras importantes e imponentes; desenvolvimento urbano e social; e festas que se tornarão inesquecíveis. O orgulho e a auto-estima do juazeirense vive momento de valorização e reafirmação. O principal parceiro da Terra do Padre Cícero nos últimos anos, bem como neste marco histórico, é um deputado que tem a marca do trabalho e da dedicação, características típicas do povo do Cariri. José Guimarães, vice-líder do governo Dilma na Câmara, trabalhou para garantir a concretização dos projetos idealizados pela equipe do prefeito Dr. Santana para os festejos do Centenário. Junto aos governos federal e estadual, Guimarães articulou recursos e investimentos que estão mudando a vida da cidade. Entre as conquistas viabilizadas por Guimarães para o centenário estão a construção do Complexo do Centenário, que inclui o Marco Zero e a Praça do Centenário, e custará R$ 2 milhões. Outros R$ 800 mil serão destinados à construção e implantação dos Portais do Centenário. Outra obra importante viabilizada por Guimarães é o estacionamento dos romeiros, que ficará ao lado do Luzeiro do Nordeste. Custará R$ 1 milhão e terá toda estrutura para os períodos de romarias. O deputado ainda foi um dos articuladores conquista de recursos para realização da agenda cultural das comemorações do centenário. Deputado José Guimarães

Para Guimarães, Juazeiro do Norte é uma “cidade-símbolo do Nordeste e merece que as comemorações do seu centenário tenham essa dimensão”. Referindo-se a Guimarães, Dr. Santana destaca a “consciência política, o compromisso com Juazeiro e o prestígio que ostenta em Brasília”. O prefeito tem se referido ao parlamentar como “o deputado do centenário”. Com justiça. “É um grande orgulho ver uma das cidades mais importantes do Ceará e do Nordeste se desenvolver como vem ocorrendo agora. É também uma honra colaborar com esse processo. Tenho trabalhado muito por esta cidade e seu povo e os resultados já podem ser vistos. O centenário de Juazeiro do Norte é para festejar, mas também para trabalhar ainda mais e preparar o futuro brilhante que está na vocação desta cidade”, disse Guimarães.

23


A hegemonia da Família Bezerra em Juazeiro e no Ceará Além de Humberto Bezerra que foi prefeito de Juazeiro do Norte (1963-1966), Orlando Bezerra, seu irmão, também foi prefeito de 1966 a 1967, e seu filho Orlando Bezerra Júnior Deputado Estadual. Já Adauto Bezerra, o mais velho da família, foi primeiro deputado estadual, deputado federal, presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, duas vezes, governador do Estado no peridodo de 15 de março de 1975 a 28 de fevereiro de 1978, vice-governador e superintendente da Sudene. Sua irmã Alacoque, foi Senadora da República. A hegemonia política durou mais de 20 anos, e hoje, seu sobrinho Arnon Bezerra, é deputado federal pelo Ceará e coordenador da bancada federal e Ivan Bezerra, presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico do Estado.

PERFIL

N

Adauto Bezerra

Adauto Bezerra

asceu no dia 3 de junho de 1926, na cidade de Juazeiro do Norte/CE, filho de José Bezerra de Menezes e Maria Amélia Bezerra, tendo como irmão gêmeo Humberto Bezerra. Em sua cidade natal recebeu o ensino primário, prosseguindo os estudos no tradicional Ginásio do Crato, para onde convergia toda a mocidade caririense com pretensões doutorais ou aspirações de oficialato em nossas Forças Armadas. Mudando-se para a nossa capital, matriculou-se no Colégio Cearense, cujo educandário deixou, logo depois, para ingressar na Escola Preparatória de Fortaleza, desse estabelecimento de ensino saindo para realizar o seu grande sonho, que era o oficialato na famosa Academia Militar de Agulhas Negras. Desse tradicional centro de educação cívica e militar saiu Adauto Bezerra em 1949 no posto de Aspirante, iniciando um longo itinerário por vários pontos do território brasileiro, num abnegado trabalho

24

de integração nacional. No decurso de 14 anos, foi distinguido com as seguintes promoções: 2º tenente em 1950, 1º tenente em 1952, capitão em 1954 e major em 1964. No desempenho de suas atribuições militares, serviu no 1º./3º. G.A. CAV., em Alegrete, RS, no 1o /30 R.A. AAE, em Natal, RN, e no GAT., em Fortaleza. Achava-se ainda na ativa , quando fez o Curso de Aperfeiçoamento do Exército. Logo depois se transferia para a reserva remunerada no posto de Ten-Coronel. Em 1958, Adauto Bezerra marcava o seu ingresso na política, elegendose Deputado Estadual pela legenda da extinta União Democrática Nacional, a UDN. Ainda por essa agremiação partidária foi reeleito em 1962, sendo por mais duas vezes reconduzido a esse posto eletivo, já pela legenda da Aliança Renovadora Nacional, em 1967 e 1971. No cumprimento do exercício parlamentar, ocupou a Presidência da Assembléia Legislativa em 1962 e no biênio 1971/72. Em diversas oportunidades foi convocado para assumir o Governo do Estado, respectivamente nas ausências dos Governadores Plácido Aderaldo Castelo e César Cals de Oliveira, seu antecessor. Numa demonstração inconteste do seu grande prestígio político, Adauto Bezerra atingia, finalmente, o mais alto posto administrativo do Estado, isso acontecendo num momento de expectativas e temores, quando o Ceará vivia uma das crises mais sérias de sua história econômica. Mas, mobilizando todos os mecanismos de que era possível dispor, já no primeiro ano de administração havia contornados pontos de estrangulamento de economia estadual, pas-

sando a acionar grandes projetos, na maioria voltados para os setores agropecuário, habitação popular, rodoviário, saneamento básico e eletrificação rural. Homem de reconhecida habilidade política, o Governador Adauto Bezerra teve de se valer do seu prestígio no âmbito dos organismos regionais e federais, para obter os recursos necessários à execução dos projetos que corajosamente acionara, tendo em vista o desenvolvimento econômico do estado e a melhoria da qualidade de vida de sua população. Procurando interiorizar a sua ação administrativa, o Governador Adauto Bezerra passou a construir escolas, hospitais, postos de saúde e demais equipamentos sociais em inúmeras comunidades cearenses, que saiam para a conquista de mercados para a sua produção agrícola através das novas rodovias que passaram a riscar o seu território. O Governador Adauto Bezerra é detentor da Medalha de Bronze do Exército, Medalha do Sesquicentenário da Independência, Medalha de Convenções ( São Paulo), Medalha da Prefeitura de Fortaleza, Medalha Interparlamentar, Medalha do Mérito Industrial/FIEC, em 1984. No exercício parlamentar por mais de uma vez foi agraciado o título de "Melhor Deputado do Ano". A essa extraordinária vocação de administrador, tiveram as nossas representações partidárias a feliz iniciativa de confiar os destinos do Ceará, no quadriênio 1975/79, de cuja missão breve abdicará, deixando uma obra sem precedentes na história administrativas do nosso Estado.


BICBANCO Primeiro banco de Juazeiro

F

undado em 1938, na cidade de Juazeiro do Norte (CE), como Cooperativa de Crédito do Joazeiro por José Bezerra de Menezes e um grupo de personalidades eminentes da economia local, fomenta os primeiros negócios no segmento produtivo da região sul do Ceará. Em 1944, torna-se Banco do Juazeiro e expande as oportunidades para o desenvolvimento da cidade de Juazeiro do Norte. Já nos anos 70 compra o Banco do Cariri criando o Banco Industrial do Cariri e incorpora o Banco dos Proprietários diversificando e ampliando seu leque de produtos e serviços. Com a mudança de sua sede de Juazeiro do Norte para a capital do Estado do Ceará ocorre a alteração de sua razão social para Banco Industrial do Ceará. Na década de 80, a eficiente atuação dos hoje conselheiros do Banco, Humberto Bezerra e Adauto Bezerra, deu dimensão nacional aos negócios ao ultrapassar os limites do Estado do Ceará. Os gêmeos ao completarem 70 anos passaram o comando da Instituição para a terceira geração, com José Bezerra de Menezes (Binho) como presidente, Adauto Bezerra Júnior, como vice-presidente e Sérgio Bezerra de Menezes, na posição de diretor executivo e com estes uma conceituada e competente equipe de profissionais comprometidos com o continuado crescimento da organização. O Banco Industrial e Comercial S.A. (BICBANCO) é atualmente uma instituição financeira privada, de capital nacional, especializada na concessão de crédito corporativo para o segmento de empresas de médio porte (middle market). Como banco múltiplo, dispõe de amplo leque de produtos e serviços, que atendem a uma diversificada base de clientes, por todo o País. Com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) desde 2007, listadas no nível I de Governança Corporativa, hoje o banco está presente em 32 das principais cidades do País, localizadas em 17 Estados e no Distrito Federal. Ao todo, dispõe de 45 pontos de atendimento com profissionais qualificados e certificados para manter o padrão de atendimento e a agilidade na prestação de serviços bancários. Reconhecido como um dos grandes players do mercado financeiro nacional, pelo quarto ano consecutivo, foi considerado o Banco Médio mais Sustentável do Brasil, pela consultoria Management & Excellence/ Revista Latin Finance e eleito pelos seus funcionários uma das “150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”, apontado pela FIA/USP, no Guia Exame/ Revista Você S.A. Neste ano de 2011, o BICBANCO passou a integrar o Índice de Sustentabilidade Empresarial – ISE da BM&FBOVESPA, um reconhecimento de que a instituição está alinhada às melhores práticas de sustentabilidade e que reflete o seu compromisso com a ética, a transparência e a responsabilidade social e ambiental. O BICBANCO hoje é classificado como o 5º maior banco de capital nacional privado, por volume de operações de crédito, o 8º maior banco privado de capital nacional e estrangeiro e o 12º maior banco de capital nacional e estrangeiro, dentre os bancos privados e públicos. ( data-base BACEN Jun/2010 ). Ao longo de sua história o Banco acumulou expertise na concessão de crédito a empresas de médio e grande porte. A distribuição do crédito se faz em todas as regiões do País, em proporções semelhantes às do PIB nacional. O foco nos negócios e a sua vocação – fomento às atividades produtivas, a diversificação de suas fontes de captação, o investimento no grau de profissionalização e na melhoria constante da eficiência operacional, em conformidade com a boa gestão de risco e alinhado às melhores práticas de governança corporativa., permite ao BICBANCO a contínua expansão dos negócios e a atuar nos diversos setores da economia.

PONTODEVISTA JUAZEIRO E OS BEZERRAS

J

uazeiro do Norte está comemorando cem anos de emancipação política. Uma criança na proporção do tempo! Mas, de há muito, Juàzeiro se comporta como uma cidade adulta consciente de sua importância e de seu valor,pelo seu espantoso crescimento. Nesse contexto,é incontestável e fundamental a figura excelsa do padre Cícero Romão Batista que infundiu na sua gente um espírito de profunda religiosidade e de trabalho que vem desafiado os tempos. Não é por acaso que logo se tornou o polo econômico,social e religioso do Cariri e uma das principais cidades do Nordeste. Para alí acorrem multidões de todos os estados nordestinos a procura das bênçãos do sacerdote e de trabalho. As romarias anuais que se realizam nessa cidade com mais de duzentos mil habitantes são valioso instrumento de fortalecimento da fé desse povo e da disposição de evoluir. Tudo à sombra e sob as bênçãos do padre Cícero saudoso tão invocado pelas multidões. Mas, mesmo com a ausência material de figura tão abençoada, esse trabalho prosseguiu sem temor pelos que alí vivem e mourejam. São nordestinos e brasileiros de todas as partes, famílias inteiras, romeiros pobres ou ricos, anônimos homens do povo que contribuem para essa faina. E nesse formidável esforço, a tradição, o prestigio e o poder da Família Bezerra,cuja origem se perde no século XVIII com o brigadeiro Leandro Bezerra de Menezes,têm sua relevância e importância. A participação desse clã na vida de Juàzeiro,particularmente,vem dos anos vinte do século passado através da liderança do Coronel José Bezerra de Menezes (coronel Zé Bezerra)senhor de engenho e homem de posses,chefe de numerosa prole, que dividia seus afazeres também com assistência aos mais carentes. De uma união matrimonial feliz com dona Maria Amélia, nasceram Leandro, Adauto, Humberto, Ivan, Orlando,Alacocque e Neide, todos, cada qual engajado no seu mister e no dia-a-dia da cidade. Leandro, o mais velho, foi agricultor bem sucedido. Adauto e Humberto, irmãos gêmeos,ambos oficiais do Exército,e já iniciados na iniciativa privada, enveredaram também pela política. Assim, na década de cinquenta Humberto tornou-se prefeito de Juàzeiro,um dos melhores que a cidade já teve, pois, inovador e revolucionário.Depois, foi deputado federal por dois mandatos, vice-governador e secretário de Estado. Adauto iniciou-se como deputado estadual, com alguns mandatos,foi presidente da Assembléia Legislativa, governador do Estado, deputado federal, vice-governador e superintendente da Sudene. Afastando-se da política, dedicaram-se integralmente à atividade empresarial cujo carro-chefe é o BIC,um banco de sólido capital com excelente reputação, agências em vários estados do país e em permanente expansão. Orlando foi de putado estadual, federal duas vezes, prefeito da cidade com elogiàvel desempenho, e empresário bem sucedido.Ivan Bezerra é sòcio e dono de poderosa indústrial têxtil uma das mais prósperas do Nordeste. Hoje é também secretário de Estado. Alacoque, professora e educadora por toda a vida, foim líder comunitária e chegou ao Senado Federal. Neide é professora casada com o industrial Aderson Tavares. Arnon Bezerra, filho de Leandro, dá continuidade ao trabalho parlamentar da família em Brasília, já com quatro mandatos. Esta é a presença,a participação e a influência da Familia Bezerra na vida de Juazeiro e do Cariri,com inestimáveis servços prestados à região e ao estado. Com essa diversidade de atividades e iniciativa, a Família Bezerra prestou e presta inestimáveis serviço ao Cariri.

Newton25 Pedrosa - Jornalista


Biografia Pe Cícero C

ícero Romão Batista nasceu em 1844 na antiga Vila Real do Crato e chegou a Juazeiro em 1872, dando início ao sacerdócio junto à população pobre de sertanejos. Teve importante atuação tanto no sentido de aconselhamento espiritual. O messianismo passou a fazer parte de sua vida em 1891, quando a hóstia ficou vermelha na boca da beata Maria Madalena, fazendo com que o povo considerasse o fato como um milagre. A partir de então desenvolveu-se grande campanha contra o padre movida pela Igreja católica. Em 1898 foi chamado à Roma para dar explicações sobre o milagre do sangramento da hóstia na boa da beata Maria Araújo. Mesmo com a rejeição do milagre, a imagem de Padre Cícero é mantida viva.

A ida para Juazeiro e o suposto “milagre” A história de Juazeiro confunde-se com a de Padre Cícero. O então Cícero Romão Batista nasceu em 24 de março de 1844, no Crato, filho de Joaquim Romão Batista e Joaquina Vicência Romana. Foi batizado em 8 de abril pelo padre Manoel Joaquim Aires. Aos 7 anos, começou a estudar com o professor Rufino de Alcântara Montezuma e fez sua primeira comunhão na Matriz do Crato. Aos 12 anos, passou a ser aluno do professor latinista padre João Marrocos Teles. Foi nessa época que fez o voto de castidade, influenciado pela leitura da vida de São Francisco de Sales, como ele próprio afirma em seu testamento. Seu pai, sabendo dos seus progressos

nas aulas, matriculou Cícero no famoso colégio do padre Inácio de Sousa Rolim, em Cajazeiras, Paraíba. Em 1862, interrompeu seus estudos e retornou ao Crato para cuidar da sua mãe e irmãs solteiras, devido à morte inesperada do pai, vítima da cólera-morbo. A morte do pai trouxe sérias dificuldades financeiras à família. Em 1865, quando Cícero precisou ingressar no Seminário da Prainha, em Fortaleza, só conseguiu graças à ajuda de seu padrinho de crisma, o coronel Antônio Luís Alves Pequeno. No período do seminário, Cícero era considerado um aluno mediano e, apesar de anos depois arrebatar multidões com seus sermões, apresentou notas baixas em oratória e eloquência.

Professor de latim Padre Cícero foi ordenado em 30 de novembro de 1870. Em seguida, retornou ao Crato. Enquanto o bispo não lhe dava uma paróquia para administrar, ficou a ensinar latim no Colégio Padre Ibiapina, fundado e dirigido pelo professor José Marrocos, seu primo. No Natal de 1871, convidado pelo professor Simeão Correia de Macedo, Padre Cícero visitou pela primeira vez o povoado de Juazeiro (numa fazenda na povoação de Juazeiro, que pertencia ao Crato), e ali celebrou a Missa do Galo. O padre visitante, de 28 anos de idade, estatura baixa, pele branca, cabelos louros, penetrantes olhos azuis e voz modulada, impressionou os habitantes do lugar. E a recíproca foi verdadeira. Por isso, decorridos alguns meses, exatamente no dia 11 de abril de 1872, lá estava ele de volta, com bagagem e família, para fixar residência definitiva no Juazeiro. Muitos afirmam que Padre Cícero resolveu fixar morada em Juazeiro devido a um sonho (ou visão) que teve, segundo o qual ele viu Jesus Cristo e os 12 apóstolos. De repente, adentra ao local uma multidão de famintos. Cristo 26 então falou da sua de-

cepção com a humanidade, mas também disse estar disposto a fazer um último sacrifício para salvar o mundo. Jesus então apontou para os pobres, e ordenou: "E você, Padre Cícero, tome conta deles!". Em 1889, durante uma missa celebrada por ele, a hóstia ministrada à beata Maria de Araújo se transformou em sangue. Segundo relatos, tal fenômeno se repetiu diversas vezes durante cerca de dois anos. Rapidamente espalhou-se a notícia de que acontecera um milagre em Juazeiro. A Diocese do Ceará formou uma comissão para investigar o suposto milagre. Em 13 de outubro de 1891, a comissão concluiu que não havia explicação natural para

MILAGRE

1889 É o ano em que ocorreu a suposta transmutação de uma hóstia em sangue, na boca da beata Maria de Araújo. O “milagre” que atraiu romeiros para Juazeiro foi combatido pela Igreja.

os fatos, sendo portanto um milagre. Insatisfeito com o parecer, o bispo dom Joaquim José Vieira nomeou uma nova comissão, que concluiu que não houve milagre. Favorável ao segundo parecer, dom Joaquim suspendeu as ordens de Padre Cícero e determinou enclausuramento da beata. Em 1898, o sacerdote foi a Roma, onde conseguiu sua absolvição. Mas ao retornar a Juazeiro, a decisão foi revista e ele foi excomungado. Porém, segundo dom Fernando Panico, da Diocese de Crato, estudos apontam que a excomunhão não chegou a ser aplicada. Atualmente, ele conduz o processo de reabilitação do Padre Cícero junto ao Vaticano. Em 1977, o sacerdote foi canonizado pela Igreja Católica Apostólica Brasileira (diferente da Igreja Católica Apostólica Romana).

(

Pesquisa DN- Caderno Especial de Juazeiro- texto Antonio Vicelmo

)


27


Pe. Cícero:

pastor, político e estrategista o fundador, primeiro Prefeito e vice-governador do Ceará

N

a época em que Padre Cícero foi rezar a Missa do Galo, Juazeiro era uma pequena vila formado por um aglomerado de casas de taipa e uma capelinha erigida pelo primeiro capelão, padre Pedro Ribeiro de Carvalho, em honra a Nossa Senhora das Dores, padroeira do lugar. Uma vez instalado, Cícero tratou inicialmente de melhorar o aspecto da capelinha, adquirindo várias imagens com as esmolas arrecadadas junto aos fiéis. Depois, tocado pelo ardente desejo de conquistar o povo que lhe fora confiado por Deus, desenvolveu intenso trabalho pastoral com pregação, conselhos e visitas domiciliares, como nunca se tinha visto na região. Dessa maneira, rapidamente ganhou a simpatia dos habitantes, passando a exercer grande liderança na comunidade. Paralelamente, agindo com muita austeridade, cuidou de moralizar os costumes da população, acabando pessoalmente com os excessos de bebedeira e com a prostituição no local. Foi preciso muita habilidade do sacerdote para que as romarias iniciadas a partir do episódio do suposto milagre não fossem vistas como atos de fanatismo pela Igreja. Em cartas para dom Joaquim, bispo do Ceará, Padre Cícero justificava o movimento de fiéis como manifestações em honra À Nossa Senhora das Dores. Havia motivo para tantos cuidados. O século XIX foi marcado pela romanização, movimento dirigido pela hierarquia eclesiástica católica. No Brasil, uma das principais preocupações da romanização

era afastar os fiéis do catolicismo lusobrasileiro, marcadamente devocional, e orientá-los para a prática do catolicismo romano, com ênfase no aspecto doutrinário e sacramental. A estratégia pastoral do episcopado constituiu em apossar-se dos santuários e centros de devoção popular e entregá-los à direção de institutos religiosos europeus. Os bispos então tomavam uma postura vigilante, em especial depois do que havia ocorrido em Canudos (com a comunidade formada por Antônio Conselheiro) e Pedra Bonita (em que um movimento religioso de cunho sebastianista perpetuou sacrifícios humanos). Restaurada a harmonia, o povoado experimentou, então, os passos de crescimento, atraindo gente curiosa por conhecer Juazeiro e o padre que aos poucos ganhava a fama de protetor dos pobres e desvalidos. Em 4 de outubro de 1911, Padre Cícero e outros 16 líderes políticos da região se reuniram em Juazeiro do Norte e firmaram um acordo de cooperação e apoio mútuos, bem como o compromisso de apoiar o governador Nogueira Accioly. O encontro recebeu a alcunha de “Pacto dos Coronéis”, sendo apontado como uma importante passagem na história do coronelismo brasileiro. Política Padre Cícero era filiado ao extinto Partido Republicano Conservador (PRC). Foi o primeiro prefeito de Juazeiro do Norte, em 1911, quando o povoado foi elevado à cidade. Em 1926, foi eleito deputado federal, porém não chegou a assumir o cargo.

Em 1913, o sacerdote foi destituído do cargo de prefeito pelo governador Marcos Franco Rabelo, voltando ao poder em 1914, quando Franco Rabelo foi deposto no evento que ficou conhecido como Sedição de Juazeiro. Foi eleito, ainda, vice-governador do Ceará. No final da década de 1920, Padre Cícero começou a perder a sua força política, que praticamente acabou depois da Revolução de 1930. Seu prestígio como santo milagreiro, porém, aumentaria cada vez mais. Virgulino Ferreira da Silva, o Lampião, era devoto de Padre Cícero e respeitava as suas crenças e conselhos. Os dois se encontraram uma única vez, em Juazeiro do Norte, no ano de 1926. Naquele ano, a Coluna Prestes percorria o interior do Brasil desafiando o Governo Federal. Para combatê-la, foram criados os chamados Batalhões Patrióticos, comandados por líderes re gionais que muitas vezes arregimentavam cangaceiros e jagunços. Existem duas versões para o encontro entre Lampião e Padre Cícero. Na primeira versão, difundida por Billy Jaynes Chandler, o sacerdote teria convocado Lampião para se juntar ao Batalhão Patriótico de Juazeiro, recebendo, em troca anistia de seus crimes, a patente de capitão. Na outra versão, defendida por Lira Neto e Anildomá Willians, o convite teria sido feito por Floro Bartolomeu sem que Padre Cícero soubesse. O certo é que o bando deixou Juazeiro sem enfrentar a Coluna. Pesquisa: DN

Partida do Padim Padre Cícero morreu em 1934. Segundo a professora e artista plástica Assunção Gonçalves a morte do sacerdote já era esperada devido ao seu estado de saúde. "Doutor Mozar já tinha desenganado. E todos os médicos que estavam na cabeceira 28 dele diziam que ele tinha poucas horas de vida. Às 22

horas, meu pai mandou me chamar. Às 5 horas, acordei com o badalar dos sinos anunciando a morte dele. Saí pra lá, fiquei lá o dia todo", conta. As reminiscências vão aflorando na mente da professora. Ela recorda que, depois de morto, o Padre Cícero foi colocado num caixão, em pé, na janela

de sua casa, na Rua São José. "Num determinado momento, a mão dele se mexeu. A multidão pensou que ele tinha ressuscitado", relembrou. A professora é uma das poucas pessoas, ainda vivas, que tiveram o privilégio de conviver com o Padre Cícero.


Pe Cícero introduziu a borracha e reabilitou o algodão

U

Pe. Cíc Cariri naero introduziu a b primeira o década d rracha no o século XX

ma vida dedicada à igreja. Padre Cícero morreu fiel ao seu juramento, mesmo sem saber que tinha sido suspenso de ordens. A sua importância vem sendo reconhecida aos poucos pela instituição que o afastou e hoje a luta é para reabilitá-lo. O homem que se tornou o santo popular do Brasil, principalmente da nação nordestina, foi eleito, em 2001, por meio de campanha da Rede Globo e TV Verdes Mares, o "Cearense do Século", tendo em vista a sua representatividade para o Estado do Ceará. O nome Padre Cícero é apregoado por todos os cantos de Juazeiro e do Nordeste. No comércio, nas residências, a imagem do sacerdote é a marca da fé do povo neste líder religioso, que foi um grande conselheiro e orientador das massas. Trouxe para o povo da cidade, que exerceu o sacerdócio e permaneceu por praticamente toda a sua vida, a visão da fé e do trabalho. E há esse reconhecimento em relação a isso. As oficinas se multiplicaram, as artes foram recebidas de braços abertos e o incentivo à geração de renda fez em menos de 100 anos a cidade prosperar e se tornar uma das mais importantes e desenvolvidas do Estado. O professor Daniel Walker, pesquisador da história de Juazeiro do Norte e do Padre Cícero, afirma que, com a chegada do Padre Cícero (em 11 de abril de1872), como capelão e graças a sua dinâmica atuação, já tão difundida nos livros que tratam de sua vida, o pequeno lugarejo sofreu profundas transformações até chegar ao estado em que se encontra hoje. O professor descreve que, em 1909, um documento apresentado à Assembleia Legislativa do Ceará, em apoio ao pedido de autonomia municipal para Juazeiro, encontrado por Ralph Della Cava nos arquivos do Colégio Salesiano, informa que antes de se tornar independente do Crato, o povoado de Juazeiro já se encontrava em acelerado ritmo de desenvolvimento. Ele destaca a ação do Padre Cícero como o principal impulsionador desse processo. Nessa época, Juazeiro já possuía uma farmácia, um médico residente, um jornal, várias instituições reli-

giosas, como o Apostolado da Oração, fundado pelo Padre Cícero, um escritório de intercâmbio comercial com a Capital e uma instituição civil para cuidar do engrandecimento do lugar. “A zona rural de Juazeiro possuía 22 engenhos de açúcar empenhados na produção de rapadura e subprodutos alcoólicos e cerca de 60 locais equipados para preparar farinha de mandioca. Além do cultivo de arroz, feijão e milho, Juazeiro já se destacava na produção de borracha de maniçoba e algodão”, afirma o professor. Mas ele também destaca a importância do Padre Cícero no contexto econômico regional. Segundo Walker, foi o sacerdote quem introduziu a borracha no Cariri, na primeira década do Século XX. E graças ao seu empenho, o algodão, cuja cultura havia sido quase totalmente abandonada, reapareceu entre 1908 e 1911. Essas ações fortaleceram a imagem de Padre Cícero diante da comunidade, passando a respeitá-lo como uma das personalidades mais importantes na época. Ele chegou a comprar uma máquina de beneficiamento de algodão, movida a vapor. A borracha e o algodão foram os principais responsáveis pelo intercâmbio econômico de Juazeiro com o comércio exportador das grandes casas comerciais da Capital cearense, especialmente com a firma francesa Boris Frères e a companhia brasileira de Adolfo Barroso.

“ "

Não são os grandes planos que dão certo; são os pequenos detalhes Padre Cícero

"

Que cada casa seja uma oficina e um oratório Padre Cícero 29


Estátua do Padre Cícero na colina do Horto A Estátua de Padre Cícero na Colina do Horto é um monumento construído em homenagem à Cícero Romão Batista, ou Padre Cícero. De acordo com o projeto inicial, teria 7 metros de altura, porém foi redimensionada e construída com 27 metros de altura. Foi esculpida por Armando Lacerda em 1969, sendo inaugurada em 1° de novembro do mesmo ano pelo então prefeito José Mauro Castelo Branco Sampaio. Rômulo Ayres Montenegro foi o engenheiro responsável pelos cálculos de engenharia da base e da estátua. Trata-se de um dos pontos mais visitados do município.

Vaticano mantém silêncio sobre reabilitação Cinco anos de silêncio. Nem mesmo, este ano, quando Juazeiro do Norte comemora o seu centenário de independência política, o Vaticano libera informações sobre o andamento do pedido de reabilitação do Padre Cícero. Os documentos foram entregues ao cardeal Josef William Levado, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, no dia 30 de maio de 2006. O Diário do Nordeste acompanhou, com exclusividade, a viagem dos cearenses. Duas comitivas de cerca de 50 pessoas, entre elas o então governador do Ceará, Lúcio Alcântara, o prefeito Raimundo Macedo o arcebispo de Fortaleza, dom José Antônio Aparecido Tosi, e o bispo do Crato, Fernando Pânico, estiveram no Vaticano. O diretor do Departamento Histórico Diocesano, padre Francisco Roserlândio, que centraliza todas as informações sobre o processo de reabilitação, disse não haver nenhum retorno sobre o processo que pede a reabilitação do Padre Cícero. O bispo da Diocese de Crato, dom Fernando Panico, que esteve recentemente na Itália, também não tem nenhuma resposta sobre o processo. Para o presidente da Comissão do Centenário de Juazeiro, Geraldo Menezes Barbosa, essa demora já era esperada. "Existem processos no Vaticano com mais de 400 anos. Mesmo assim, depois de 100 anos de luta, os romeiros têm a esperança de que, pelo menos, o Padre Cícero seja reabilitado", afirma. Revisão Além da documentação, a comitiva levou uma abaixoassinado com documento subscrito por cerca de 270 bispos brasileiros, que estavam reunidos em São Paulo, pedindo30 a revisão histórica e

eclesial do caso. O mais importante dos documentos entregues ao Vaticano foi uma petição assinada por dom Fernando Pânico, que começa como uma súplica: "Venho, com toda esperança e humildade, suplicar à Vossa Santidade que se digne reabilitar canonicamente o Padre Cícero Romão Baptista, libertando-o de qualquer sombra e resquício das acusações por ele sofridas". Numa exposição de motivos de 16 páginas, o bispo explica que "o ponto de partida foi um pedido do então cardeal Josef Ratzinger, hoje papa Bento XVI, para que o processo fosse reaberto e estudado".

Pe. Cícero foi forçado a se exilar em Salgueiro - PE sob ameaça de excomunhão

"

Com a reabilitação, a Igreja Católica está tentando corrigir um eventual erro do Vaticano ocorrido em 1892, quando o Padre Cícero foi proibido de rezar missas, pregar aos fiéis, confessar e ministrar sacramentos. A punição foi contra suposto "milagre", protagonizado quando a hóstia consagrada por ele teria se transformado em sangue na boca da beata Maria de Araujo. O fenômeno deu origem a um processo que terminou com a suspensão das ordens sacerdotais do Padre Cícero Romão. Ele foi forçado a se exilar na cidade pernambucana de Salgueiro, uma vez que pairava a ameaça de excomunhão caso não deixasse definitivamente o Juazeiro. Recorrendo-se do direito canônico,

que lhe permitia falar com o então Papa Leão XIII, o Padre Cícero viaja a Roma e lá permanece oito meses. Julgado, recebe uma autorização de pregar e voltar a Juazeiro. Volta vitorioso, mas de modo incompleto. Ele tenta ainda muitas vezes recuperar suas ordens, mas nunca obtém êxito. Cem anos depois, a Igreja Católica corre atrás do prejuízo, ou tenta perdoar o padre que a própria instituição condenou. Mesmo sem ser reabilitado, o Padre Cícero arrasta para Juazeiro cerca de dois milhões de romeiros por ano, um contingente de devotos que vem sendo disputado por outras igrejas evangélicas. Para a Igreja Católica Apostólica Brasileira (Icab), uma dissidência da Igreja Católica Apostólica Romana, Padre Cícero já é santo desde 1973, com direito a andor, procissão e novenas. O dia de São Cícero é comemorado na data da sua morte, 20 de julho. A canonização foi idealizada pelo primeiro bispo de Maceió (AL), dom Wanillo Galvão Barros, que já observava a devoção do povo nordestino. Na época, os bispos consagraram São Cícero do Juazeiro.


Coleção Pe. Cícero e os fatos de Joazeiro

Uma das mais importantes coleções relacionadas ao Padre Cícero e os milagres de Juazeiro será lançado, em julho deste ano, durante a semana comemorativa do centenário da cidade. São mais de 2 mil documentos inéditos, entre telegramas, cartas e fotografias que estarão disponibilizadas também na internet. Junto com a coleção “Padre Cícero Romão Baptista e os Fatos de Joaseiro”, será produzido um documentário sobre a produção dos dois volumes, a ser lançado em DVD, com depoimentos de pesquisadores que também vão fazer parte dos livros, com artigos específicos. O lançamento deve acontecer no dia 20 de julho, dois dias antes da data dos 100 anos de emancipação. O projeto está sendo coordenado pelo padre Francisco Roserlândio de Souza que, até o mês de maio, deve estar com os dois volumes prontos para serem levados à gráfica. Serão 1.000 edições. São cerca de 600 páginas em cada volume. O primeiro deles teve a coordenação do historiador e estudioso dos fatos de Juazeiro, professor Renato Casimiro, e o segundo da antropóloga, socióloga e escritora, professora Luitgarde Barros. Os estudiosos traçaram as principais etapas para o desenvolvimento deste segundo volume. O primeiro processo de desenvolvimento do trabalho foi em Fortaleza, quando foram definidos os membros participantes deste segundo volume. “Determinamos a vinda a Juazeiro para conhecer

17

o material em telegramas e o Roserlândio mandaria as cartas para a revisão paleográfica”. Com as cartas e telegramas, foram divididos os assuntos. Todo o material é estudado minuciosamente por cada articulista, que irá enfocar temas específicos. O segundo volume, segundo a coordenadora dos trabalhos, é coletânea. “Telegramas que consideramos importantes para incluir no livro, usamos os respectivos artigos, que são sobre a Guerra, padre Manuel Macedo e outros pontos que serão enfocados”, diz ela, ao acrescentar que a definição do seu artigo virá depois que essa primeira etapa estiver concluída. Os documentos primários para o segundo volume estão relacionados à questão da independência de Juazeiro. O primeiro volume já estará mais restrito ao milagre de Juazeiro, protagonizado pela beata Maria de Araújo, com o Padre Cícero, em 1889, e todo o processo que transcorreu a partir desse fato. A escritora destaca a importância do lançamento desse trabalho, ressaltando o primeiro centenário de Juazeiro do Norte. “A cidade já conta, nestes 100 anos, com um número grande de universidades e tem a obrigação de se pensar e registrar esse pensamento, visando não só o estudo do Juazeiro no próximo século, como uma revisão do segundo centenário”, diz. Esta será, conforme ela, a produção de Juazeiro até o ano de 2011. “As gerações futuras tam-

bém terão oportunidade de contar com um documentário de Juazeiro com comentários de pensadores sobre o primeiro centenário de autonomia. A professora, segundo o padre Roserlândio, tem visão abrangente do processo político que se deu em Juazeiro. Uma das grandes pesquisadoras da história de Juazeiro escreveu o livro “Juazeiro do Padre Cícero - A Terra da Mãe de Deus”, com segunda edição, revisada e ampliada, lançada em 2008. A primeira edição foi lançada com o título “A Terra da Mãe de Deus”, e só na segunda foi acrescentada a primeira parte do título. Desse projeto voltado aos 100 anos serão lançados 100 exemplares às autoridades e outra parte para guardar. Terá publicação em brochuras, que serão distribuídas às bibliotecas, disponibilizadas aos estudantes, pesquisadores e interessados. Os documentos a serem publicados, em sua integralidade, são referentes a manuscritos do Padre Cícero e outros protagonistas da história de Juazeiro. Envolvem o período de 1889 até 1937. O projeto foi lançado no ano de 2009, por meio de parceria entre o Sesc, Senac, Fundação Waldemar Alcântara, Prefeitura de Juazeiro do Norte e Fundação Padre Ibiapina.

preceitos Ecológicos

do Pe. Cícero

Padre Cícero foi um grande visionário, um homem acima do seu tempo que pensava em tudo ao mesmo tempo. Enquanto enfrentava os ataques do Clero com a repercussão do fenômeno da Hóstia, Padre Cícero seguia moralizando o local incentivando o trabalho e a oração, preconizando “ em cada casa uma oficina , em cada oficina um oratório”. A zona rural , segundo o historiador Daniel Walker(história da Independência de Juazeiro), no inicio do século XX possuía 22 engenhos de açúcar empenhados na produção de rapadura e subprodutos alcoólicos e cerca de 60 locais equipados para preparar farinha de mandioca. Além do cultivo de arroz, feijão e milho, Juazeiro se destacava na produção de borracha de maniçoba e algodão, ressalta. Veja os preceitos ecológicos que ele escreveu: •Não derrube o mato, nem mesmo um só pé de pau •Não toque fogo em roçados nem na caatinga •Não cace mais e deixe os bichos viverem •Não crie o boi nem o bode soltos, faça cercados e deixe o pasto descansar para se refazer. •Não plante de serra acima, nem faça roçado em ladeira muito em pé, deixe o mato protegendo a terra para que a água não ar-

raste e não se perca a sua riqueza •Faça uma cisterna no oitão de sua casa para guardar a água da chuva •Reprise os riachos de cem em cem metros, ainda que seja com pedra solta •Plante cada dia pelo menos um pé de algaroba, de caju, de sabiá ou outra árvore qualquer até que o sertão todo seja uma mata só •Aprenda a tirar proveito das plantas da caatinga como a maniçoba, a favela e a jurema, elas podem ajudar você a conviver

com a seca •Se o sertanejo obedecer a estes preceitos, a seca vai aos poucos se acabando , o gado melhorando e o povo terá sempre o que comer •Mas, se não obedecer, dentro de pouco tempo o sertão todo vai virar um deserto só; Fonte- VASCONCELOS Sobrinho( J). Catecismo da Ecologia. Petrópolis 31Vozes. 1982, pág 149 3.


Jurandir Santiago D

reportagem

O PEQUENO EMPREENDEDOR QUE CHEGOU A PRESIDÊNCIA DO BNB

écimo filho de uma prole de 11 irmãos, nascido na cidade de Russas-CE, Jurandir Santiago Nunes, chega ao topo de sua carreira de executivo, ao assumir no dia 14 de junho, em Brasília, ao lado do Ministro da Fazenda Guido Mantega, o posto de Presidente do Banco do Nordeste do Brasil, considerado o maior banco da América Latina. A posse em Fortaleza, deu-se no dia 17 , em uma solenidade dos mais prestigiados dos ultimos tempos, quando falou um pouco do seu passado. Ele foi vendedor de dindim, em Russas e motorista de táxi, em Fortaleza- chegando a chorar diante de uma platéia de mais de 3 mil convidados, que o aplaudiu calorosamente. No final de seu discurso deixou a seguinte mensagem do poeta Fernando Pessoa: “Sinto-me nascido a cada momento. Para a eterna novidade do Mundo”. Por Silvana Frota

Novo Presidente do BNB, quer redução de juros a empréstimos Confira alguns trechos do discurso de posse e outros trechos da entrevista que concedeu à imprensa. COMO RECEBEU A NOTICIA Foi com muita honra e igual entusiasmo que recebi da presidente Dilma Rousseff, por meio do Ministro Guido Mantega, a missão de, juntamente com a valorosa equipe que faz aesta instituição, dirigir o Banco do Nordeste do Brasil. Digo honra pela relevância da instituição que passo a presidir , que se destaca no contexto regional, mas também no nacional, tendo em algumas áreas, como foi a do microcrédito, o reconhecimento internacional. METAS DAS METAS O nosso desafio representa o de buscar, na conjugação de esforços com outros órgãos públicos dos três níveis de governo, o cumprimento de um dos objetivos fundamentais da República, ditado na Constituição Federal que é o de “erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais”. Objetivo este que está sintetizado com muita clareza e sabedoria no discurso de posse da presidente Dilma Rousseff nas suas palavras” a luta mais obstinada do meu governo”. Portanto, será esta a prioridade das minhas prioridades à frente do BNB. O BANCO DO NORDESTE Entendo que o Banco do Nordeste do Brasil é a principal agência do governo federal na Região com o papel de promover o desenvolvimento econômico e social. Para tanto, dispõe do poderoso instrumento do crédito , a exemplo do Crediamigo e do Agroamigo, que tem o poder de emancipar milhares de nordestinos antes condenados 32 a viver à margem

da sociedade. E o Banco do Nordeste tem este poder. Aqui, ajudamos a criar emprego e renda para nossos conterrâneos por meio do financiamento a grandes projetos de infraestrutura, de desenvolvimento regional, como também percebemos em nossas agências o pequeno comerciante, o pipoqueiro, o pequeno agricultor, o que me faz lembrar meu pai, que criou onze filhos tirando o sustento da terra, na minha amada cidade de Russas. Trabalharemos enfim, sempre buscando a ampliação e o fortalecimento do mercado interno, fomentando constantemente o aproveitamento do enorme potencial econômico da nossa Região. CRESCIMENTO DO BANCO E DO NE O proprio ministro da Fazenda quando da nossa posse em Brasília, afirmou que o Nordeste cresceu a taxas chinesas . Da mesma forma- e uma coisa tem a ver com a outra- as aplicações do BNB saltaram de R$ 1,4 bilhão para R$ 21,4 bilhões nos últimos oito anos, Com tais resultados, o BNB alcançou a marca do 8º. Banco do país em ativos. A NOVA GESTÃO Procurarei pautar a minha administração pelo diálogo permanente com todos os parceiros do desenvolvimento regional. A começar dentro do próprio Banco, com a Diretoria, o corpo funcional e as representações dos funcionários. Foi assim que sempre me comportei em todos os cargos que exerci, seja na Caixa Econômica Federal, a minha casa de origem, seja na Secretaria das Cidades do Governo do Estado do Ceará, seja na Cagece onde estava até recentemente. Procurarei o

diálogo permanente com os clientes, área política, com a Academia, com a imprensa , com a sociedade e com as representações de classe e os movimentos sociais. VALORES FAMILIARES Agradeço , antes de tudo, a Deus por me dar saúde e a oportunidade de assumir este desafio; À minha mãe e irmãos aqui presentes e ao meu pai que nos assiste lá de cima, afirmo que, se já vendi dindim nas ruas de nossa Russas , se já dirigi um táxi nas ruas desta cidade que me acolheu e se hoje tenho a honra de assumir este posto, isto só se dá pelos valores familiares sempre demonstrados e pelo apoio constante em toda a minha caminhada. Por este carinho e atenção, o meu mais sincero obrigado. Um, agradecimento especial ao governador Cid Gomes, com quem tive a oportunidade única de trabalhar nos últimos quatro anos e de quem saído devedor;

OS NÚMEROS DO BNB •Atua em 9 estados do País •Tem agências em 1.999 municípios •É o maior banco da América Latina •Na Gestão Roberto Smith de 2003 a abril de 2011- O Crediamigo e o Agroamigo, os programas de microcrédito financiaram R$ 10,2 bilhões •Operações de crédito somam : R$ 39,690 bi ( sendo R$ 10,5 bi do Banco e R$ 29,1 do FNE) •Patrimônio liquido do Banco: R$ 2,2 bi


Cid Gomes, Jurandir Santiago, sua esposa e o ex-presidente Roberto Smith e diversas autoridades estaduais e federais participaram da solenidade de posse

Perfil do

J

Presidente

urandir Vieira Santiago é graduado em Direito pela Universidade de Fortaleza(Unifor) e em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará(Uece), com Pós-Graduação em Consultoria Empresarial pelo cursos de Extensão Universitária da Universidade de Brasília(UNB) e em Direito Empresarial pela Universidade Estadual do Ceará(Uece). È ainda diplomado pela Escola de Formação de Governantes e Instrutor Gerencial da Caixa Econômica Federal,tendo vasta formação curricular nas Áreas Financeira, de Gestão de Negócios e Recursos Humanos. Exerceu cargos comissionados em praticamente todos os níveis de hierarquia da Caixa Econômica Federal do Ceará, tendo assumido a Superintendência Regional de Fortaleza no período de 2003 a 2006. Desde 2007 até janeiro de 20111 a convite do Governador Cid Gomes, exerceu o cargo de secretário adjunto de Estado da SAecretaria das Cidades. Desde janeiro deste ano, Jurandir Santiago esteve à frente da presidência da Companhia de Àgua e Esgoto do Ceará(Cagece). MANTENDO A SUSTENTABILIDADE Trabalharemos cada vez mais com baixas taxas de juros. Nós somos um banco público, temos de gerar resultados, temos que ser auto-suficientes, nós temos que buscar cada vez mas e vamos fazer isso- reduxir os juros de crédito. COPA E INFRAESTRUTURA o BNB também deverá ter uma atuação mais direta na preparação da infraestrutura do Nordeste para receber a Copa do Mundo de 2014. Utilizamos os recursos do Banco na construção ou reforma de arenas, duas delas em negociação adiantada em Recife e em Salvador.

MISSÃO O Papel do BNB enquanto agente financiador, é o de ajudar na erradicação da pobreza.

Jurandir Santiago Presidente do BNB

33 33


PONTODEVISTA

Cariri é um Centro Formador de Platéias O Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri, com sede em Juazeiro do Norte, no sul do Ceará, é uma ação estratégica do Banco do Nordeste para o desenvolvimento do nível de percepção do homem nordestino, indispensável ao exercício de sua cidadania. O CCBN-Cariri atua como um centro formador de plateias e espaço de difusão e promoção da cultura nordestina e universal, feito para despertar em milhares de pessoas a curiosidade, a valorização e o interesse pelos bens culturais. Num espaço de muita arte e cultura, equipado com salão de exposição, auditório, teatro multifuncional e biblioteca, o Centro Cultural Banco do Nordeste-Cariri oferece a seus visitantes uma rica e variada programação diária, nas áreas de museologia, cinema, artes visuais, música, artes cênicas e literatura. Nele, o público descobre o prazer de conhecer e apreciar a arte e a cultura, e se habitua a conviver com artistas e obras de reconhecida qualidade. Denominada “Inspiração Nordestina”, a biblioteca do CCBN-Cariri dispõe de acervo de livros, revistas e jornais voltados para as áreas de Desenvolvimento Regional, Economia, Arte e Cultura, além de mapas, CDs, DVDs, dicionários, enciclopédias gerais e específicas. A biblioteca está instalada em espaço moderno e funcional, com salas de leitura, DVD e espaço de inclusão digital, denominado Biblioteca Virtual, com vários computadores equipados com recursos multimídia, possibilitando acesso à Internet gratuito e ágil. Em 2010, no seu quarto ano de funcionamento, o CCBN-Cariri se reafirmou como espaço consolidado e reconhecido, pela população caririense, de promoção e acesso a bens culturais, apresentando programação variada e de qualidade. No ano passado foi ultrapassada, em menos de cinco anos de existência,

34 34

a marca de mais de 1 milhão de visitantes. O número de eventos regulares também aumentou, de 673 em 2009 para 802 até novembro de 2010, com participação de 69.690 pessoas. A visitação média/diária este ano foi de 1.025 pessoas (até novembro). O ano de 2010 foi o momento de repensar algumas ações, que culminaram na criação e/ou reformulação de programas já existentes. Foram lançados os programas Clube do Leitor e Arraial do CCBNB. Por sua vez, foi reformulado o programa de cinema Imagem em Movimento, trabalhando com mediação durante as exibições e conseguindo um aumento de mais de 100% do público participante durante as sessões. No processo de parceria e ampliação de nossas ações, foi aumentado o número de municípios atingidos e de bairros e comunidades do Juazeiro do Norte. Essa ampliação foi devido à formalização de novas parcerias e consolidação das já existentes, que contribuíram para que o CCBN-Cariri abrigasse grandes eventos, como a XII Mostra SESC Cariri da Cultura, o retorno da Mostra de Curtas do Cariri, a Bienal Internacional de Dança e as comemorações do Centenário de Juazeiro do Norte. A própria celebração do IV Aniversário do CCBN-Cariri foi realizada através de parceria com o município do Crato. Outro resultado de parcerias e do trabalho contínuo para o desenvolvimento do setor cultural da região foi a participação efetiva do Centro Cultural no Fórum de Turismo e Cultura do Cariri.

Falar do amigo Jurandir Santiago é bastante gratificante, como sempre foi a convivência diária com ele ao longo do tempo em que trabalhamos juntos. Jurandir é pessoa do bem e sempre viveu a vida com maestria nos seus passos, conduzindo os negócios e as pessoas permanentemente na base da alegria, característica que lhe é extremamente peculiar. Suas decisões sempre são compartilhadas e definidas após consciência coletiva. Suas dificuldades são superadas sempre com muita conversa. Pessoa determinada a ponto de perseguir seus objetivos com extrema cautela. Como facilitador pessoal, é dotado de uma rapidez fantástica de raciocínio, que lhe rende muitos outros atributos, por conseqüência. Numa discussão, muitas vezes é teimoso o suficiente para maturar o tema até a exaustão, mas também aceita pensamentos diversos, se convencido for. A sua trajetória profissional na CAIXA ECONÔMICA FEDERAL foi pautada de muita ética e ousadia, onde atingiu elevado grau de desempenho profissional na gestão interna. Mas o grande destaque para o seu papel de gestor é o companheirismo reinante em sua pessoa. Sempre atencioso a todos. Sempre alegre. Sempre de bom humor. Nas horas vagas, e quando possível, não deixa de aproveitar uma oportunidade de cantar, em qualquer ambiente que seja, desde que lhe seja dada a oportunidade. Sua memória exemplar muito ajuda nesses momentos de descontração. Difícil ter alguém que não goste do amigo Jurandir, que não tenha vibrado com sua trajetória profissional brilhante em todas as esferas que trabalhou, mesmo naquela preciosa época em Russas quando era vendedor de “dindim”. Hoje ele é orgulho para muita gente, como tem sido em particular para mim por ter aprendido tanto com a sua amizade e companheirismo, mas também por ter feito parte da sua caminhada. Odilon Soares Superintendente Regional da CAIXA em Fortaleza


35


A FAEC E O SENAR-CE SAUDAM OS PRODUTORES RURAIS

DE JUAZEIRO DO NORTE

Padre Cícero além de ter sido o criador do município de Juazeiro do Norte,criou a Escola Normal Rural de Juazeiro. Uma instituição que representou o seu ideário que defendia uma educação profissionalizante, que ensinasse o homem a sobreviver dos recursos que a terra pudesse prover, não somente ensinasse a ler, escrever e contar, mas que subsidíasse os meios e condições para viver em seu habitat. Em 1909 , quando ainda era um povoado pertencente ao Crato, segundo o historiador Daniel Walker foi o sacerdote que introduziu a borracha

no Cariri, na primeira década do século XX. E graças ao seu empenho, o algodão, cuja cultura havia sido quase abandonada, reapareceu entre 1908 e 1911. A zona rural de Juazeiro possuia 22 engenhos de açúcar empenhados na produção de rapadura e subprodutos alccólicos e cerca de 60 locais equipados para preparar farinha de mandioca. Além do cultivo de arroz, feijão e milho, Juazeiro já se destacava na produção de borracha de amniçoba e algodão. Essas ações fortaleceream a imagem do padre Cícero diante da comunidade, passando a respeitá-lo

como uma das personalidades mais importantes na época. Ele chegou a comprar uma máquina de beneficiamento de algodão movida a vapor. São famosos os seus 17 preceitos ecológicos. Assim como Padre Cícero, o Sistema FAEC/Senar-CE acredita na força pujante da agropecuária e trabalha para fortalecê-la a cada dia, oferecendo além de vários programas como o Empreendedor Rural, Negócio Certo Rural, Agrinho, um completo programa de capacitação para os produtores e seus familiares.

Parabéns Povo de Juazeiro do Norte pelo 100 anos de criação. Parabéns Produtores, vocês fazem parte desta história.

Flávio Viriato de Saboya Neto- Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará www.faec.org.br

Anizio de Carvalho Júnior- Superintendente do Senar-CE www.senarce.org.br

JUAZEIRO DO NORTE

TERRA DE GENTE EMPREENDEDORA Pe. Cícero Romão Bati imB sta pregnou em p cada cidadão ca juazeirense o ju espírito eme p re e n d e d o r que fez de q Juazeiro do Ju Norte, hoje, o N terceiro maior te município do mu Estado. Com PIB (Produto Interno Bruto) equivalente a R$ 1.986.996, supera a posição de Caucaia e Sobral, segundo dados do IPECE. É, ainda, a segunda maior cidade do interior

em população, com 249.939 habitantes. Essa história de desenvolvimento chega aos 100 anos, em um momento de renovação, com vários segmentos econômicos em franco crescimento. A construção civil é um reflexo desse bom momento da conjuntura econômica do município e é responsável, atualmente, pela geração de mais de 9 mil postos de trabalho na cidade. O Projeto Minha Casa Minha Vida lidera o ranking, com cerca de 1.100 trabalhadores. Depois vêm os condomínios e a ampliação do Cariri Shopping, que absorvem mais de 1.600 trabalhadores juntos. São investimentos da iniciativa privada e do setor público que fazem

a diferença no mercado produtivo. Um novo perfil de construção se insere no município, com a verticalização das construções, condomínios fechados de alto padrão, prédios públicos de maior porte, como o Hospital Regional do Cariri (HRC) e novos centros comerciais. Toda essa diversidade de produtos imobiliários visa atender uma demanda populacional que cresce em gostos e costumes. O crescimento da construção civil acontece em todo o Brasil, e, em Juazeiro do Norte, não poderia ser diferente. Quando a construção civil se evidencia é porque outros setores estão se desenvolvendo.

Parabéns povo de Juazeiro. Terra de gente empreendedora. Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará Roberto Sérgio Oliveira Ferreira 36 6 Presidente


Fernanda Pessoa - Deputada Estadual - PR Parabéns à Meca do Cariri Todos nós temos um pouco do Juazeiro do Norte. É desta terra que nasce o jeito cearense de expressar a fé. Para onde vão, pelo menos uma vez na vida, os afilhados e devotos do “Padim Ciço”. De onde surgem mulheres e homens que ganham expressão na definição dos rumos políticos no Estado, em especial se olharmos para os vice-governadores Padre Cícero, Humberto Bezerra e o governador Adauto Bezerra. Desde 1926, ensina-nos a contar histórias dos santos e heróis do Nordeste Brasileiro pela xilogravura. Pelas nobres razões do passado e pelas projeções da terceira maior cidade do Ceará, celebrar o centenário é sentimento comum a nós. O que seria da cearensidade se não fosse nosso Juazeiro? Com muito orgulho, junto-me às comemorações. Desde muito cedo, vindo de meu pai, Roberto Pessoa, compreendi a magia da fé que se respira no lugar. Não é à toa que a chamamos carinhosamente de Meca do Cariri. Em sua homenagem e a seu fundador, fizemos em Maracanaú uma réplica de 17 metros da Estátua de Padre Cícero e Monsenhor Murilo para abençoar uma das regiões que prometem alavancar o crescimento na cidade: Rotatória do Caranguejo, num dos maiores conjuntos habitacionais do Estado: o Conjunto Jereissati. Neste ano, o que o São João traz de tradicional e cultural é fruto de homenagem ao centenário e ao cearense do século XX. Nas outras seis edições do evento, Padre Cícero também esteve presente: sua estátua sempre marcava as festividades. Vou além: é um dos maiores símbolos a dar ares sertanejos à vila cinematográfica. Assim superamos, nos últimos anos, os quilômetros entre Maracanaú e Juazeiro pelo sentimento da devoção. Da contagem regressiva às celebrações, Juazeiro dá exemplo. No respeito aos seus filhos, no desafio de evoluir como grande pólo econômico e manter-se expoente da religiosidade da América Latina. Estes são meus votos para a cidade e o homem que nos ensinam a viver com a fé mais do que peculiar: a sertaneja.

Parabéns, Juazeiro do Norte, Juazeiro de Padre Cícero. Juazeiro sertanejo. Ao Juazeiro do Ceará.

Deputada Silvana Oliveira agradece e saúda o povo de Juazeiro

Aproveitando as comemorações do Centenário de Juazeiro do Norte, estamos agradecendo a todos os juazeirenses pela confiança depositada em nosso nome e que me fez chegar ao parlamento estadual com uma votação de 32 mil votos. No dia 2 de junho fui convocada para assumir a vaga do meu partido, o PMDB. Já apresentei na Assembleia Legislativa no ultimo dia 7 a Lei do Silêncio que através da Comissão do Meio Ambiente e Desenvolvimento, questionei a aplicação dessa legislação sobre instituições religiosas. É preciso encontrar um consenso para que as igrejas que realizam cultos religiosos não sejam punidas. Sei que vamos chegar a um consenso que vai beneficiar todas as instituições religiosas. O meu primeiro Projeto de Indicação foi para a prevenção às drogas através da inclusão, no currículo escolar dos ensinos Fundamental e Médio das escolas estaduais, de matérias que incluam a orientação sobre os malefícios causados pelas drogas.

PARABÉNS POVO DE JUAZEIRO.

Silvana Oliveira

Quem é Silvana Oliveira?

Silvana Oliveira de Sousa disputou pela primeira vez o cargo de deputada estadual em substituição ao marido Jaziel Sousa que foi deputado estadual e também vereador na Câmara Municipal de Fortaleza. É médica com especialidade em dermatologia e pastora da Igreja Assembleia de Deus Tempo Central. Do casamento com o ex-deputado Jaziel Sousa tem dois filhos, João Gabriel e Moacyr Oliveira Neto. Nasceu em Fortaleza no dia 16 de janeiro de 1969. Obteve 32.207 votos com sufrágios em todos os municípios do Estado, embora as três maiores votações tenham ocorido em Fortaleza (10.693), Caucaia (1.345) e Maracanaú (981). Na Assembleia Legislativa está na quinta suplência do PMDB, partido que vai representar naquele Poder pela coligação PRB/PT/PMDB/PSB. Como representante da Igreja Evangélica, Dra. Silvana, como é conhecida no meio, disse que a sua principal bandeira de luta na Assembleia Legislativa será educação, saúde e assistência social aos mais carentes.

37


O centenário de Juazeiro do Norte

e os 30 anos do Sebrae no Cariri

Sede do Sebrae em Juazeiro do Norte

J

uazeiro do Norte nasceu diferente. Resultado da mistura entre fé e empreendedorismo, a mais cosmopolita de todas as cidades cearenses tem o DNA do seu fundador: o Padre Cícero, e a fama de ser a terra do trabalho, da oportunidade e dos pequenos negócios que crescem com a ajuda do Sebrae e seus parceiros na Região Juazeiro do Norte e Padre Cícero Romão Batista são um caso à parte de sucesso empreendedor e de amor à primeira vista. Quando o Padre visitou Juazeiro pela primeira vez, para rezar a missa do galo, na noite de Natal de 1871, tinha, então, 28 anos e apaixonou-se

pelo lugar. Tanto que, quatro meses depois, no dia 11 de abril de 1872, estava de volta com a bagagem e a família para ser o capelão da vila. Nessa época, Juazeiro do Norte era um pequeno aglomerado empoeirado de 12 casas de alvenaria e 30 de taipa, além de uma capelinha, erguida pelo seu primeiro capelão, o Padre Pedro Ribeiro de Carvalho, em homenagem a Nossa Senhora das Dores, padroeira do lugar. E, apesar do cenário pouco animador, nos anos que se seguiram, Padre Cícero empenhou suor, trabalho político e de catequese para dotar Juazeiro do Norte de novas

O ano era o de 1980, e o então CEAG/CECentro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Estado do Ceará, que viria a ser o atual Sebrae Ceará-Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará, contratou a Fundação Padre Ibiapina, ligada à Diocese do Crato, para elaborar um estudo sobre as potencialidades da Região. A pesquisa iria viabilizar uma linha de ação do Pólo Nordeste, programa do Governo do Estado em parceria com o Banco Mundial, estratégico no combate à pobreza e na estruturação de um modelo de desenvolvimento auto-sustentável. Os resultados direcionaram as ações para o projeto voltado para os Pequenos Negócios não Agrícolas-PNNA. O objetivo desse projeto era atender aos empreendedores da zona rural do Cariri que, paralelamente ao trabalho rural, desenvolviam atividades comerciais e industriais de pequeno porte. Eram borracheiros, donos de bares e restaurantes, marceneiros, carpinteiros, costureiras, artesãos, barbeiros e cabeleireiras, pipoqueiros, ferreiros, seleiros, mecânicos, eletricistas, beneficiadores de gêneros alimentícios e outras pequenas atividades. O sucesso da iniciativa fez com que o então Ceag/CE passasse a trabalhar na periferia da zona urbana, através do Promicro, programa de apoio às microempresas que começou uma verdadeira revolução no segmento. Da periferia da zona urbana, o então Ceag/CE 38 passou a multipli-

car suas ações com treinamentos, consultorias, elaboração de projetos, apoio ao associativismo, pesquisas, balcão de informação, missões técnicas e caravanas comerciais. Em 1992, já como Sebrae Ceará, o escritório regional consolidou suas ações a partir de Juazeiro do Norte e passou a respaldar a atração de novos investimentos para o Cariri, o que significou um diferencial num cenário que tem se destacado pelo crescimento do parque industrial, do setor comercial e do segmento de serviços, transformando o Cariri numa das regiões de maior desenvolvimento de todo o Nordeste brasileiro. Hoje, o Escritório Regional do Sebrae Ceará na Região possui uma abrangência de 26 municípios e atua, em parceria com várias instituições, com oito projetos finalísticos nas áreas de Comércio Varejista, Indústria Calçadista, Panificação, Artesanato, Turismo, Construção Civil, Gestão Rural e Atendimento Integrado. Segundo Tânia Porto, articuladora do Sebrae Regional Cariri, o fato inovador nesse ano de 2011 vem sendo a realização do trabalho do Sebrae com base na atuação territorial. “Estamos abrangendo as sete microrregiões onde estão distribuídos os 26 municípios, com a presença constante de um interlocutor que prospecta e atende a todas as demandas surgidas. Isto significa dizer que o Sebrae Ceará está presente em todos os municípios de abrangência do Escritório Regional”. Com quase 250 mil habitantes, uma taxa de urbanização de 96,07% e um PIB de 1.986.996

oportunidades e dos equipamentos que preparariam o seu futuro. Além de ter liderado a luta pela emancipação do município, foi ele quem trouxe para Juazeiro do Norte as Ordens dos Salesianos e dos Capuchinhos e doou os terrenos para construção do primeiro campo de futebol e do aeroporto da cidade. Padre Cícero construiu, também, as capelas do Socorro, de São Vicente, de São Miguel e a Igreja de Nossa Senhora das Dores, além do Orfanato Jesus Maria José. Ele incentivou, ainda, a fundação do primeiro jornal local, “O Rebate”, e a criação da Associação dos Empregados do Comércio, além de ter realizado a primeira exposição da arte juazeirense, na cidade do Rio de Janeiro. Com a filosofia de que toda casa deveria ter um altar (para rezar) e uma oficina (para trabalhar), estimulou os pequenos negócios domésticos, dinamizando o artesanato artístico e utilitário como fonte de renda, e apoiando, ainda, a instalação de ourivesarias, o que fez de Juazeiro do Norte, a cidade da microempresa no Nordeste. Na Agricultura, introduziu o plantio de novas culturas e contribuiu para instalação de escolas, inclusive a famosa Escola Normal Rural. Finalmente, com a sua liderança e popularidade, resultado também dos milagres a ele atribuídos, projetou Juazeiro no cenário nacional, transformando o pequeno lugarejo na maior e mais importante cidade do interior cearense.

O Sebrae no Cariri

(43,44%), segundo dados do IBGE/IPEC, pode-se dizer que Juazeiro do Norte realizou o sonho de Padre Cícero. O município detém, de acordo com o mesmo estudo, 58,6% da economia da Região e a liderança em setores como o da indústria de calçados onde pontifica o 3º pólo produtor do país. Destaque, também, para o avanço do Agronegócio, para a riqueza do Artesanato- reconhecido por prêmios como o Top 100-, para o aprimoramento da Economia da Cultura-que envolve o cordel, a música- e para a implantação de cursos de formação profissional e acadêmica, inclusive a primeira faculdade de medicina particular do Ceará e o maior Hospital Regional do interior do Nordeste. E é comemorando os números que confirmam este crescimento, que Juazeiro celebra o seu primeiro centenário exaltando a figura daquele que foi um pioneiro ao perceber a importância dos pequenos negócios para a economia e para a sobrevivência das populações mais pobres. Padre Cícero é, portanto, não só uma personalidade de referência, mas uma inspiração para instituições como o Sebrae, que disseminam o empreendedorismo como garantia de emprego, renda e desenvolvimento, e do direito de sonhar e de ser feliz. PESQUISA: www.padrecicero.com www.jornaldocariri.com.br www.padrecicero.org.br/ www.enciclopedianordeste.com.br


Cagece

amplia as coberturas de água e esgoto no Ceará

A Cagece já está presente em 149 municípios e em 263 localidades do Ceará. Com isso, a empresa tem, hoje, uma cobertura de água de 97,59% em todo o Estado, além de uma cobertura de esgoto de 37,23%. A meta do Governo do Estado é ampliar cada vez mais o atendimento com água e esgoto no Ceará. Atualmente, por exemplo, já estão em andamento obras nos municípios de Aracati, Boa Viagem, Madalena, Maranguape, Marco, Massapê, Pedra Branca, Piquet Carneiro, Poranga, Quixadá, Russas, Santana do Cariri e Tianguá, além de Fortaleza. Somente na Capital, a cobertura de água chega a 98,29% e a de esgoto é de 53,60%. O Governo do Estado do Ceará, por meio da Companhia, tem como meta chegar, em Fortaleza, a 62% de cobertura com esgotamento sanitário, até 2014. No Interior, além do avanço na ampliação dos serviços de água e esgoto, a Cagece trabalha para levar água às pequenas comunidades rurais. Nesse sentido, a empresa assinou, em março, oito ordens de serviço para início de obras de abastecimento de água. No valor de R$ 1,2 milhões, com recursos do projeto São José, estão sendo implantados sistemas de água em localidades dos municípios de Itapiúna, Boa Viagem, Irauçuba, Quixadá, Russas, Quixeramobim, Crato e Mauriti. A ação beneficiará 443 famílias. Para dar exemplo de obras, somente em Russas, as obras em andamento somam cerca de R$ 3,7 milhões. Em Aracati, a Cagece está finalizando obras de água e esgoto, na sede do município. A previsão de investimento total chega a cerca de R$ 44 milhões. Cerca de 28 mil moradores serão atendidos. A Cagece também iniciou a ampliação do esgotamento sanitário de Palmeira Comprida, no município de Tianguá. Serão investidos R$ 6,9 milhões, que irão beneficiar 9.742 habitantes.

39 39


Programação

Centenário O

ano de 2011 entrou em ritmo de centenário com o grande Reveillon que contou com a presença de 70 mil pessoas que assitiram o show do cantor Raimundo Fagner, e 10 minutos de queimas de fogos. Durante a primeira missa do ano foram entregues cerca de 10 mil diplomas de participação pela entrada do ano centenário, no Santuário dos Franciscanos. Segundo Gerardo Barbosa (foto) coordenador geral do centenário este foi um momento que marcou a história da cidade, no caso dos diplomas o jornalista considera uma relíquia para que os juazeirenses colocarem numa moldura como marca deste momentro. No diploma consta a declaração de participação, o nome da paróquia e que o participante repicou o sino. Mas desde o dia 18 de julho de 2010 que os juazeirenses já se preparam par o centenário, tanto que no dia aconteceu um concerto da Orquestra Filarmônica do Ceará na Praça dos Romeiros, que ocorreu an-

Programação Cultural A parte cultural da festa não foi esquecida e terá a reedição de 100 cordéis e 20 livros entre clássicos e inéditos, incluindo um sobre a história fotográfica de Juazeiro. Serão reeditados livros de autores como Irineu Pinheiro, Walter Barbosa e o Patriarca de Juazeiro, do padre Azarias Sobreira. A programação prevê ainda a parte artística cultural com mostra de cinema, festival de teatro e a entrega de comendas. O Programa editorial se justifica pela documentação e divulgação da história e cultura do Nordeste, dando ênfase ao Juazeiro no sentido de sedimentar a cultura e fortalecer a auto estima da população.

40 40

tes do show com o Padre Reginaldo Manzotti logo após o sacerdote celebrar Missa. No intervalo entre essas duas atrações, o prefeito Manoel Santana sancionou a Lei Municipal que institui 18 de julho como o Dia da Imprensa de Juazeiro. Desde às 15 horas daquele dia foram proferidas palestras no auditório do Centro Cultural do BNB/Cariri na Rua São Pedro 337 em Juazeiro. A primeira, sob a responsabilidade da professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Luitigarde Oliveira Cavalcanti Barros. O tema foi: “O Rebate e a Emancipação Política de Juazeiro do Norte”. Logo depois houve uma Mesa Redonda sobre “O Papel da Imprensa no Desenvolvimento do Cariri”. Os debatedores foram a jornalista Ivonete Maia, presidente da ACI (Associação Cearense de Imprensa); o escritor Geraldo Barbosa, presidente da Comissão Organizadora do Centenário de Juazeiro; e o jornalista e escritor Lira Neto.

Medalha Centenária

No ultimo dia 8 de julho a mais antiga artista plástica de Juazeiro e primeira professora oficial da cidade, Maria Assunção Gonçalves (foto) recebeu aos 96 anos a Medalha Centenária de Juazeiro do Norte. A entrega aconteceu no Memorial Padre Cícero, e foram entregues também ao reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC), Jesualdo Pereira Farias, e ao jornalista e escritor, Lira Neto. A homenagem será do Instituto Cultural do Vale Caririense (ICVC) e a Comissão do Centenário da cidade, criado há 34 anos. A arte expressa na medalha traz os primeiros momentos de formação do povoado de Juazeiro e pode ser contemplada por meio da pintura singela da professora. O evento faz parte da programação das comemorações dos 100 anos da cidade. No dia 17, foi aberta, oficialmente, a semana do Município, com show do padre Reginaldo Manzotti. No dia 21 de julho foi inaugurado a recuperação total da estátua do Padre Cícero com a apresentação de coral das crianças do Horto, mas ainda segundo o secretário de Cultura, José Carlos dos Santos, serão investidos R$80 mil em iluminação estética na estátua do “Padim”.


Complexo do

Centenário

terá obras estruturantes

O Marco Zero, em um local onde a cidade se originou, a Praça do Centenário complementando essa obra e mais os Marcos da Identidade Centenária são as principais obras que vão marcar a identidade do centenário de Juazeiro. Nas obras, serão aplicados um montante de recursos da ordem de R$ 10 milhões, o que inclui outras ações como os quatro portais nas entradas de Juazeiro e o Portal da Fé, este ultimo ficará na entrada da Avenida José de Melo, caminho que dá acesso à estátua de Padre Cícero pela Rua do Horto. Ele se constitui num grande chapéu sustentado por uma enorme bengala. Os demais serão colocados nas saídas para o Crato, Barbalha, Caririaçu, e na Avenida Virgilio Távora que leva ao Aeroporto Regional do Cariri.

Contagem Regressiva

Praça do Centenário

Portais de Entrada de Juazeiro

A cidade ganhou também um relógio remissivo que a Prefeitura e a Comissão Organizadora do Centenário inauguraram na Praça Padre Cícero. Portal da Fé

Marco Zero

Praça do Centenário

Marco Zero

Praça do Centenário

Roteiro da Fé Outro projeto que está em fase de execução é o Roteiro da Fé, uma iniciativa da Prefeitura através de recursos do Banco Mundial objetivando organizar as romarias e garantir um novo perfil ao município. Trata-se de uma proposta de requalificação urbana da área central de Juazeiro do Norte delineando um caminho com estrutura para os romeiros peregrinarem. Ele começa na Basílica de Nossa Senhora das Dores seguindo pela Rua do Brejo e ganhando a São José com enfoque para o Museu na casa onde morreu o Padre Cícero. Depois, virão o Memorial, a Capela do Socorro e a Casa dos Milagres antes de tomar a rua Santa Clara na direção do Santuário Sagrado Coração de Jesus(Salesianos). De lá para o Santuário de São Francisco e Igreja de São Miguel retornando à Basílica.

41


Entrevista Especial

Prefeito de Juazeiro do Norte

Prefeito Manoel Santana sendo entrevistado pelo jornalista Jonas Luís

Jornalista Silvana Frota também entrevistou o prefeito no Programa Boas Práticas de Gestão

Por Jonas Luis da Silva , de Icapuí Em passagem por Juazeiro, Crato , Barbalha, Missão Velha, municípios da Região do Cariri, onde a Faculdade Grande Fortaleza-FGF gravou um seriado sobre o maior fato histórico dos últimos cem anos- A Sedição de Juazeiro- o Diretor de Comunicação da FGF e jornalista Jonas Luis da Silva de Icapui, entrevista o Prefeito Manoel Santana . Confira parte da entrevista Jonas Luis-Como foi esse salto, repentino, de médico para político? Prefeito-Comecei a minha militância política no movimento estudantil, entrei na universidade no ano em que estava tendo um grande movimento estudantil pela refundação da UNE e, casualmente, a gente começa a defender algumas bandeiras especificas dos estudantes do meu curso e, a partir daí, vamos mantendo o contato com lideranças de maior expressão e conhecendo a dimensão maior da política. Campina Grande era a cidade, no ano de 1979, onde começaram a eclodir os movimentos pela anistia, pela redemocratização do país e pela reconstrução da UNE. Me envolvi e me apaixonei pela política do movimento estudantil. Jonas Luis-E a sua família já mantinha algum envolvimento com a política?

42 42

Prefeito- Minha família tinha sim um envolvimento com a política local, no entanto todos eles tiveram uma participação política mais à direita, embora começasse a militância em grupos de esquerda. E no movimento estudantil fui me consolidando, me formando política e ideologicamente e, posteriormente, quando cheguei à Fortaleza vi um movimento estudantil com uma expressão muito maior, achei que ali era muito fácil derrubar a Ditadura Militar que já estava cambaleando das pernas. Além disso, fiz parte dos grupos mais radicais dentro do movimento estudantil, me filiei ao PT já em 1980, no qual estou vinculado até hoje. Depois vim fazer a construção do partido na cidade de Juazeiro, onde havia reuniões com outros universitários, na verdade havia um núcleo universitário que eram juazeirenses que vinham para tentar construir uma alternativa política em Juazeiro. Após o movimento estudantil mantive o vinculo com o movimento sindical, através dos Servidores Públicos Federais e no Sindicato dos Médicos. Entrei na Fundação Cesp, fui para a Fundação Nacional de Saúde e já voltei para Juazeiro como profissional e, aqui comecei a militar em movimentos populares, pastoral da juventude no meio popular

e construímos um movimento de luta por moradia em Juazeiro. Esta foi a primeira grande bandeira que me vinculei, me tocou profundamente, além de consolidar o meu sentimento de luta dos setores mais oprimidos da sociedade. Jonas Luis- Na qualidade de Prefeito de Juazeiro do Norte, Dr. Santana explica os motivos que levaram Município a abandonar os problemas de uma cidade provinciana do interior do Estado, assumindo um papel de destaque tanto na economia cearense, quanto na cultura nordestina. Para a nossa surpresa encontramos uma cidade limpa, até mesmo em Fortaleza não é assim. Isso é reflexo de uma política que resultou o crescimento de Juazeiro do Norte. Como se deu este planejamento? Prefeito: Temos duas explicações para isso. A cidade estava num processo de deterioração completa. As vias públicas estavam danificadas. Substituímos o serviço de limpeza pública que era terceirizado pela criação de uma companhia de limpeza municipal que vem se consolidando e melhorando muito o trabalho da limpeza pública, embora tenha que avançar


aponta crescimento e destaca as obras do centenário também a capinação. Além disso, começamos a ordenar os espaços públicos, como as feiras que antes ocupavam o leito das ruas, muitas vezes ruas importantes da cidade. Num processo de diálogo com os feirantes conseguimos um novo espaço adequado para o comércio que não obstruísse as vias públicas, e essas pessoas foram sendo retiradas progressivamente. As feiras que ocupavam as praças públicas foram ainda remanejadas para outros locais, também, com vantagem comercial. Recuperamos também 198 ruas de um total que ultrapassa 1.000 ruas. Juazeiro do Norte, realmente, começa a tomar os aspectos de uma cidade metropolitana, deixando de lado os pequenos problemas de uma cidade provinciana para assumir esse ar de pequena capital. Os empresários enxergam hoje a cidade como um lugar privilegiado para fazer os investimentos. Em Juazeiro do Norte um pólo de calçados se consolida, inclusive, importando tecnologia mais avançada na produção de calçados, gerando emprego, além de agregar outros valores. Além disso, possui também um pólo universitário e o modo de pensar das pessoas também está ganhando uma nova dinâmica, com um olhar crítico, inclusive, cobrando com mais vigor do governo municipal do que no passado. A cidade conta hoje com um canal de TV e isso vai amadurecendo o processo de politização da cidade, fazendo com que o gestor municipal tenha um empenho maior, no sentido de atender as demandas que são apresentadas pela população. Jonas Luis - E a educação dos jovens através da prefeitura? Prefeito: No nosso governo, nestes dois anos, conseguimos avançar no conceito e na qualidade do ensino. Para isso, fizemos um forte investimento na qualificação dos professores, apesar de muitos atritos com o sindicato dos professores, Juazeiro hoje paga o melhor salário do interior do Ceará. Além disso, foi melhorada a infraestrutura das escolas e o material didático, com isso o nosso conceito no sistema de avaliação de ensino avançou. Além disso, 2011 é o ano da educação, pois vamos fazer duas grandes escolas e três novas creches. Paralelo a isso, mantemos parcerias com as universidades que investem em Juazeiro para ampliar a oferta de cursos e estágios no nosso município. Jonas Luis- E quanto à cultura? Prefeito-Já a cultura é uma das maiores riquezas da nossa cidade, tanto do ponto de vista do nosso artesanato, quanto dos grupos tradicionais que trabalham o folclore em Juazeiro. A cidade é povoada a partir dos romeiros nordestinos e de outros estados que se fixam no município, trazendo um pouco da sua cultura, culinária, hábitos. A união disso tudo faz com que tenhamos essa diversidade cultural fan-

tástica e que se expressam nos calendários culturais com toda a sua riqueza. O ponto mais importante em Juazeiro do Norte são as festas religiosas, as três grandes romarias, de janeiro a fevereiro, com a participação de pessoas de outros municípios e da própria cidade. Além disso, contamos ainda com uma pequena romaria de fieis do Padre Cícero que comparecem para várias missas em reverencia ao Padim. Praticamente todas as noites você encontra renovações em Juazeiro. Às vezes é preciso fechar uma rua, tal ao volume de pessoas presentes. Além disso, você começa a ver outras novidades religiosas, como os evangélicos que se reúnem em cultos em praças públicas, enquanto que nas periferias da cidade você encontra os terreiros de umbanda. Juazeiro é, portanto, uma cidade fantástica que possui um pedacinho de cada ponto do Brasil.

Temos ainda o compromisso de executar 100 obras, entre grandes e pequenas, como a construção de uma academia popular para que o jovem e o idoso possam praticar atividades físicas numa ação de promoção à saúde. Além disso, teremos ainda construções maiores como a malha de drenagem que vai beneficiar uma das regiões mais pobres da cidade, com um investimento de R$ 30 milhões. Jonas Luis- Com todos esses eventos como vocês conseguem acomodar a multidão? Prefeito- Existe uma mobilização muito interessante por ocasião das romarias. Muitas famílias aproveitam para trabalhar durante a romaria para obter recursos, como a montagem de barracas que oferecem alimentação com um custo acessível e os ranchos que são casas que se transformam em pousadas para abrigar os visitantes. Temos até uma dificuldade em contabilizar a quantidade real de leitos disponibilizados durante esses eventos. Diante do crescimento de Juazeiro, alguns hotéis já estão dobrando a sua capacidade com vistas a atender um público mais exigente e de maior poder aquisitivo. Há grupos hoteleiros que já se manifestaram e iniciaram a construção de novos empreendimentos. Tudo isso em decorrência da mudança de conceito para Região Metropolitana do Cariri, das romarias, universidades, pela vinda de empresários do vigoroso pólo calça-

dista, o pólo de jóias e semi-jóias de que existe em Juazeiro, pólo de confecção que começa a se firmar por aqui.

Jonas Luis - Como a Prefeitura está preparando os 100 anos de emancipação de Juazeiro do Norte? Prefeito-Traçamos uma estratégia onde cinco grandes atividades serão realizadas. No âmbito cultural o incentivo de apresentação dos grupos de tradição, dos grupos folclóricos, das edições literárias, com a edição de novos livros sobre Juazeiro e o Padre Cícero, além de reedições de livros já esgotados. Tudo isso em parceria com o Banco do Nordeste e a UFC. Outra novidade será a criação de um álbum fotográfico, onde iremos tentar colocar um acervo de 10 mil fotos. Aquelas que melhor expressam a evolução de Juazeiro nestes 100 anos. Temos ainda um calendário esportivo que vai do tradicional jogo de futebol de campo a um campeonato de xadrez, onde queremos trazer diversos nomes de expressão nacional, dentre outras atividades esportivas. Contamos ainda com um calendários de atividades artísticas, com grandes shows, inclusive, religiosos com a vinda de grupos como o Pe. Reginaldo Manzotti, o grupo Diante do Trono, e artistas tradicionais do país de renome nacional e locais que serão valorizados. Além disso, teremos ainda os tradicionais desfiles de fanfarras. Outra novidade é uma série de atividades de infraestrutura, na qual destacamos a construção de 1.280 casas do Programa Minha Casa Minha Vida, associada a um programa de substituição de casas de taipa por casas de alvenaria e a construção de moradias para as famílias que moram em áreas de risco. Temos ainda o compromisso de executar 100 obras, entre grandes e pequenas, como a construção de uma academia popular para que o jovem e o idoso possam praticar atividades físicas numa ação de promoção à saúde. Além disso, teremos ainda construções maiores como a malha de drenagem que vai beneficiar uma das regiões mais pobres da cidade, com um investimento de R$ 30 milhões. Algumas obras, evidentemente, não serão concluídas no ano do centenário, como a Praça do Marco Zero que é uma obra de destaque, devendo ser entregue a população somente no próximo ano. O Estacionamento dos Romeiros é uma obra importante que espero concluir até a próxima Romaria. Além de reformas de escolas, creches, postos de saúde, enfim uma série de obras que fazem parte de um plano audacioso, que visa realmente deixar a cidade com um perfil mais completo para os seus moradores.

43


Obras

Governo do Estado

Inaugurado o Hospital do Cariri

U

nidade de referencia na Região foi inaugurado no dia 8 de abril pelo governador Cid Gomes, com a presença do Ministro da Saúde, Alexandre Padilha. O Hospital batizado e Monsenhor Murilo de Sá Barreto (HRC) é o primeiro hospital publico de alta complexidade construído no interior do Ceará , para atendimento de traumas, como o Instituto Dr. José Frota, em Fortaleza, ao mesmo tempo em que realiza atendimento clínico e cirúrgico em diferentes especialidades. O HCR do Cariri atenderá a quase 1,5 milhão de pessoas que moram em Juazeiro do Norte e as cidades em seu entorno como Crato, Barbalha, Icó, Iguatu e Brejo Santo. Na obra foram gastos R$ 105 milhões dos governos do Estado e Federal.

A

O Hospital tem 27.126,47m² de área construída, 294 leitos, entre cirúrgicos clinicos, UTI adulto, UTI semi-intensiva, oito salas cirúrgicas, sendo quatro de média e alta complexidade, especializado em traumato-ortopedia vascular, cardiologia, proctologia, gastroenterologia, urologia, oftalmologia, mastologia, clinica médica e terá atendimentos que podem ser substituidos pelo Hospital Geral de Fortaleza e o IJF, como os casos de urgência e emergência que não precisarão ser mais transfiridos para a capital. Os moradores do Cariri e CentroSul também terão direito a exames como radiologia geral, ultrassonografia, endoscopia digestiva e respiratória, eletrocarioigrama, entre outros. Conta ainda com laboratórios

Sede do Hospital Regional

de análises clinicas e patologias clinicas, citologia e anatomopatologia. O Hospital tem serviços de farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia, terapia ocupacional, serviço social e ouvidoria. O Hospital fica localizado na estrada de Juazeiro do Norte, entre a Rua Francimar Roque, avenida Padre Cícero e rua Catulo da Paixão Cearense.

Roteiro da Fé e Anel Viário

parceria entre o Governo do Estado e o Banco Mundial irão trazer mais de U$ 66 milhões (dólares) para o Cariri, e um dos municípios mais beneficiados é Juazeiro do Norte, que ajudará nas obras do centenário como o Anel Viário, o Roteiro da Fé e o Centro Multiuso, que será construído ao lado do Centro de Romeiros. Para isso, o secretário das

Cidades, Camilo Santana esteve em Juazeiro e visitou os locais juntamente com o vice prefeito da cidade, José Roberto Celestino, secretários municipais e técnicos. O Roteiro da Fé será a qualificação urbana dos espaços visitados pelos milhares de romeiros, começando pela

Basílica de Nossa Senhora das Dores, segue pelas ruas do Brejo e São José, até a Capela do Socorro, ligando ainda os Salesianos, Santuário dos Franciscanos, Igreja de São Miguel e Matriz, formando uma especie de rosário. Este projeto tem a funçaõ de dar

mais estrutura deixando mais agradável o percurso e com maior comodidade para os romeiros. Segundo o secretário Camilo Snatana, esta obra terá um custo de R$13 milhões. O Anel Viário é a construção de uma ampla rodovia que melhorará o tráfego no perímetro central de Juazeiro. Na primeira etapa será feita no trecho entre a ponte do Rio Salgado e a Avenida padre Cícero.

Centro de Romeiros entregue a Juazeiro No dia 12 de março os romeiros ganharam o Centro de Apoio aos Romeiros, mas conhecido como "Mercado dos Romeiros". Este empreendimento passou a ser administrado pelo Governo do Estado e teve seu processo de cadastramento dos interessados desde o dia 2 de março, por meio de edital lançado pela Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa). Dos 1.040 boxes disponíveis, já estão aptos a receber as áreas de comercialização 44 cerca de 500 pessoas, a grande maioria de Juazeiro do Norte. No dia

11, foi realizado o sorteio dos permissionários, por segmento, como a de alimentação, com duas praças e quiosques, que deverão ser maiores, distribuídas nos pavilhões Padre Cícero e Monsenhor Murilo de Sá Barreto. Também serão distribuídos boxes com artigos religiosos e vendas de produtos diversos como alumínio e outros. Além de posto avançado do Banco do Brasil, numa área de quatro boxes, e mais um posto reservado para a Guarda Municipal. Os contratos são de cinco anos prorrogáveis por

vários períodos. Esse sistema facilitará a permissão para que, mais tarde, tenham a oportunidade de formalizar o pequeno negócio, tidas iniciais, a exemplo da limpeza durante o primeiro mês. No local, na área atrás dos boxes, já está atando uma equipe do Ciops. A meta é também concluir a área onde, possivelmente, funcionará um centro administrativo do Governo. Também há um anfiteatro com capacidade para cerca de 10 mil romeiros.


Obras

Governo Municipal Prefeitura e as Obras do Centenário A

1. 100 Casas Zona Rural prefeitura de Juazeiro do Norte divulgou que irá fazer 102 obras para 2. Praça do Marco Zero as comemorações do aniversário do município. A lista pode ser encon3. Estacionamento dos Romeiros 4. 1280 casas MCMV – Aeroporto trada na página na internet do Centenário. 5. 936 casas MCMV – Frei Damião O Ministério do Turismo disponibilizou R$ 1,950 milhão para a execução das 6. 32 Casas Antônio Vieira Obras do Centenário, que foi denominado “Marco Zero”, onde sua construção 7. 100 casas Limoeiro 8. 64 casas Timbaúba será ao lado do Centro de Apoio ao Romeiro, afirma o Prefeito Manoel Santana. 9. 140 casas São José Entre os grandes pontos históricos a Avenida Centenário divide a cúpula da Praça 10. 50 casas na Vila Pedrinhas dos Romeiros e a Praça do Marco Zero, que terá um totem giratório, um obelisco, marcos de identidade centenária, espelho d’agua, coreto coberto, quiosques informativos. Este projeto tem como objetivo fortalecer o intuito de reconhecer a contribuição e o valor da nação romeira para o progresso de Juazeiro. Dentre os eventos do Centenário estão o lançamento de livros, simpósio, gincanas culturais e ainda a construção do Rancho Comunitário para acolhimento dos romeiros pobres. O prédio será construido no terreno ao lado do Cartório Eleitoral da cidade e terá capacidade para mil pessoas, e poderá ser utilizado, não somente por eles mas também por estudantes que possam visitar a cidade.

Estádio Romeirão com cara nova Com um orçamento previso no total de R$1,5 bilhão para o Ceará no Orçamento Geral da União deste ano, cerca de R$25 milhões serão destinados à reforma, ampliação e modernização do Estádio Romeirão. O projeto inicial prevê a ampliação da capacidade do estágio de 10 mil para 22.700 pessoas sentadas, além de lojas, academia, um museu do futebol e estacionamento.

Juazeiro ganha serviço de mototáxi padronizado Mais que uma necessidade por questão de segurança, a padronização dá nova cara à atividade mototaxista em Juazeiro favorecendo usuários e prestadores de serviço. O que parecia impossível se tornou real em nome da organização com bonitos pontos cobertos, motos na cor laranja Mirassol e adesivadas, pilotos usando calça comprida e bata padrão doada pela prefeitura num total de 1.666 tendo o número do posto e dele a exemplo do veiculo e do capacete. Assim será fácil de combater a clandestinidade e o usuário vai se sentir mas seguro, existindo até Projeto de Lei regulamentando o serviço.

Município cria as “academias populares” Um dos projetos de maior repercussão nas áreas sociais, esportiva e de saúde é das academias populares que integram o programa “Movimenta Juazeiro” de incentivo ás atividades físicas. A cada dia, a população entende mais a importância dos exercícios e o número de usuários desses equipamentos vem crescendo. Cada academia custa em torno de R$22 mil e a primeira delas foi inaugurada, em julho de 2009, na Praça da Alegria no Bairro Novo. A meta é instalar 10 academias em praças com espaços suficientes e freqüência popular casos da José Feijó de Sá e do Socorro. 45


Senar premia os

10 maiores O

Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - Administração Regional do Ceará (SENAR-AR/CE) realizou no dia 15 de junho, no Centro de Convenções Edson Queiroz, a entrega do Prêmio Maiores Contribuintes de 2010. A solenidade foi realizada durante o Pecnordeste 2011, por ser um ambiente em que congrega os produtores e trabalhadores rurais interessados em ampliar o conhecimento sobre novas tecnologias e práticas que contribuam para o desenvolvimento da agropecuária regional. O presidente do Conselho Administrativo do Senar-AR/CE, e Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará- FAEC, Flávio Viriato de Saboya Neto, destaca que o Senar como um ente do Sistema ‘S’, vinculado à FAEC, tem como missão a promoção social dos trabalhadores rurais e suas famílias. Em 2010, as ações alcançaram 43 municípios e contou com dois mil contribuintes em todo o Estado. “Hoje a principal fonte de recursos do Senar vem na forma compulsória da classe produtora, responsável por fomentar a cidadania no campo” ressalta Saboya. “Esses recursos são aplicados na capacitação, qualificação e ainda na promoção social dos produtores e trabalhadores rurais e suas famílias. Para se ter uma ideia, 80% dos recursos é destinado para a capacitação do homem do campo, sendo esta a atividade fim do Senar. Todas estas aplicações são submetidas ao TCU”, disse Flávio Saboya. 46

contribuintes do Estado

Dirigentes da Faec e Senar com os representantes das 10 empresas que mais contribuiram com o Senar

Segundo Flávio Saboya o critério de premiação é baseado pelo montante repassado pelas dez maiores empresas contribuintes, de acordo com as informações repassadas pela DATAPREV. “Reconhecemos todos os contribuintes do Senar-AR/CE, desde o menor ao maior, posto que, todos são cumpridores das exigências das Leis 8.212/1991 e 8.315/1991, do seu papel de responsabilidade social, e assim, têm contribuído para mudar a face da agropecuária cearense, haja vista, que esta contribuição recolhida para o SENAR, revertese em capacitação para o homem e a mulher do campo, beneficiando-os economicamente e socialmente, possibilitando a diminuição das desigualdades e a vivência de uma cidadania plena”, ressalta Flávio Saboya. O superintendente do SenarAR/CE, Anízio de Carvalho Júnior, ressalta que o Núcleo de Arrecadação da Regional Cearense do Senar se destaca a nível nacional, através da capacitação

dos agentes de arrecadação numa parceira com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará (CRC-CE), INSS e Secretaria da Receita Federal. Ele comemora a segunda edição da premiação no âmbito do Pecnordeste. “É com esse dinheiro que o Serviço promove a capacitação e qualificação dos produtores e trabalhadores rurais cearenses”, completa. Homenagem Especial O Senar do Ceará, também, prestou uma homenagem especial ao Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará (CRC-CE), pela parceria com este Serviço, nas ações do Projeto Cidadania Rural, o Presidente do CRC Cassius Regis Antunes Coelho recebeu a homenagem. O objetivo do projeto é orientar aos contribuintes e contadores sobre a legislação previdenciária na área rural, com ênfase na contribuição destinada ao Senar, devida por produtores rurais – Pessoas Física e Jurídica – a empresas adquirentes de produção rural.


Contribuição é a principal receita do Senar

Anízio Carvalho Junior entregando o trofeú contribuinte do SENAR

HOMENAGEADOS Ypióca Agroindustrial LTDA, Companhia de Alimentos do Nordeste – Cialne, Cascaju Agroindústrial S/A, Iracema Indústria e Comércio de Castanha de Caju Ltda, Fazenda Amway Nutrilite do Brasil Ltda, Companhia Brasileira de Lacticínios CBL, Itaueira Agropecuária S/A, Companhia Brasileira de Resinas – Resibras, Xerez Avícola LTDA e Pecém Agroindústrial Ltda.

A principal receita do SENAR é proveniente de recolhimentos compulsórios feitos à Secretaria da Receita Federal do Brasil, por produtores rurais, pessoas físicas e jurídicas, agroindústrias e empresas adquirentes - sejam cooperativas, consumidoras ou consignatárias - de produção rural, de produtor pessoa física na condição de substituta tributária, além de sindicatos, federações e confederação patronal rural. A responsável pelo Departamento de Arrecadação destaca que do total dos recursos arrecadados, obrigatoriamente, 80% devem ser aplicados na missão do Serviço, com foco na realização das

ações de Qualificação Profissional RURAL (FPR) e Promoção Social (PS), para os pequenos produtores, trabalhadores rurais e suas famílias.

Cassius Regis, Presidente do CRC recebe trófeu do presidente da FAEC, Flávio Saboya

Boteco do suíno faz “paella” especial no PECNORDESTE O Boteco do Suíno, foi a grande atração do Pecnordeste, uma promoção da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará-FAEC, Senar e Sebrae-CE. A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos –ABCS e a Associação dos Suinocultores Cearenses-ASCE, aproveitaram o momento ímpar e trouxeram do Espírito Santo dois chefes de cozinha para preparar um prato típico a “paella” com frutos do mar (camarão, lula) e carne suína puxada no arroz de açafrão e azeite, elaborada pelos chefes de cozinha Alessandro Eller e Gilson Surrage. A Associação Nacional de Suinocultores quer aumentar o consumo per capita da carne suína no Brasil, que ainda é muito baixo, hoje, em torno de 14,5k/ pessoa. A carne de suíno tem menos teor de gordura que outras carnes, de

Governador Cid Gomes degustando “paella” no Boteco do Suíno

0,2% a 0,8% de gordura intramuscular, garante Paulo Helder de Alencar Braga, Presidente da ASCE. Segundo Alexandro Eller, que é coordenador do Curso de Gastronomia da Universidade de Vila Velha, Espírito Santo, a ABCS contratou para desenvolver pratos com carne suína, que normalmente não são ainda bem elaborados. Um prato como a paella com suíno tem um charme todo especial, facilita as pessoas consumirem, disse Eller. Além deste prato ele já elaborou estrogonofre, spaguette a bolonesa, lasanha e kibe de carne suína. Ele disse que a receptividade dos cearense ao prato apresentado no Pecnordeste foi excepcional. Pretendo voltar no Festival do

Chefes de cozinha do ES servindo o Governador a “paella” e ao seu lado o pres. da ASCE, Paulo Helder Braga

Camarão de Acaraú, se for convidado, é claro, disse o professor de gastronomia. O camarão “pistola”, de cerca de 80 cm , eles trouxeram especialmente de Vitória(ES). O Boteco do Suíno funcionou na terça feira e na quarta feira, quando recebeu a visita ilustre no primeiro dia do evento, do governador Cid Gomes, acompanhado do Presidente da FAEC, Flávio Viriato de Saboya Neto, que degustaram a paella de suíno. Cid Gomes gostou da paella e repetiu o prato.

47


Planejamento estratégico

aponta criação de Fundo de Educação Profissional

A

Oficina de Busca de Estratégia e Prioridades, realizada nos dias 8 a 10 de julho pelo Instituto Centec e Secitece, que inicia o planejamento estratégico da instituição até 2020, produziu resultados imediatos. O principal deles foi anunciado pelo secretário executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim Fernandes, ao assegurar que o Centec vai participar do Pronatec. Lançado este ano pelo presidente Dilma Rousseff, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego (Pronatec), prevê investir R$ 2 bilhões para gerar 6 milhões de matrículas até 2014. Paim disse que o planejamento do Centec vai traçar rumos da educação profissional no Ceará. “O MEC vai dar todo apoio às políticas apontadas aqui”, disse ele, na manhã do domingo, dia 9. O secretário veio ao Ceará a convite do ministro do Tribunal de Contas da União, Ubiratan Aguiar, que deu a palestra magna de abertura do evento sobre o tema Educação Profissional Brasileira: Avanços e Desafios. Ele lembrou a criação dos CVT pelo deputado Ariosto Holanda e se mostrou um grande aliado do Centec e da educação profissional. Ariosto colocou-se à disposição para trabalhar pela viabilização das propostas e metas do Instituto Centec produzidas no encontro de planejamento, também prestigiado pelo deputado Domingos Neto. Geórgia Aguiar disse que fará reuniões regionais nos municípios onde o Centec atua. A ideia, segundo ela, é saber qual o Centec que a sociedade cearense quer, para alinhar os cursos e ações da instituição. O secretário-adjunto da Secitece, Almir Bittencourt, apontou como oportunidade para a atuação do Centec o Sistema Brasileiro de Tecnologia, recém lançado pela secretaria estadual. O Sibratec vai organizar redes de extensão tecnológica e atender micro e pequenas empresas. Durante a oficina foi apontada por unanimidade pelos parceiros e beneficiários dos serviços de educação profissional e tecnológica do Instituto Centec a necessidade de criação de um Fundo de Educação Profissional e Extensão Tecnológica como prioridade principal a ser conseguida até 2020. O Mato Grosso já tem um Fundo constitucional para financiar as ações do setor, projeto do Executivo aprovado pela48Assembleia Legisla-

Georgia Aguiar pres. do CENTEC e autoridades que participaram da abertura do evento no Marina Park

tiva em 1992 e depois aperfeiçoado em 1994. O Fundo cearense poderia também financiar as ações das Escolas Estaduais de Educação Profissional que trabalham com o Ensino Médio Integrado, das quais cerca de 70 já foram implantadas, das 120 previstas no atual governo. O secretário de Planejamento e Ordenamento da Aquicultura do Ministério da Pesca, Felipe Matias, iniciou articulação com Geórgia Aguiar em um projeto de cerca de R$ 4 milhões na área de aqüicultura em 10 açudes do Ceará. Segundo ele, o programa de inclusão produtiva da ação combate à miséria, slogan do governo federal, que no interior tem como foco a capacitação e assistência técnica, é a cara do Instituto Centec. Diretor do Departamento de Tecnologia Agropecuária da secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Roberto Loreno disse que o relacionamento com o Centec vai trazer resultados logo em 2012. “Estávamos à procura de uma instituição com a capilaridade e a estrutura do Centec para transferência de tecnologia ao homem do campo”, disse ele, que agendou presença em outubro em Quixeramobim na Semana de Tecnologia da Fatec Sertão Central. O secretário de Políticas Públicas e Desenvolvimento Regional do Ministério da Integração Nacional, Sérgio Duarte de Castro, disse ter ficado surpreso com a rede de capacitação profissional do Instituto Centec. O secretário citou a possibilidade imediata de parcerias com o Centec nas ações do Ministério no programa de capacitação tecnológica em oito perímet-

ros irrigados, proposta pelo deputado Ariosto, com o Dnocs e Codevasf, e também na execução de programa nas áreas de ovinocaprinocultura e apicultura. A chefe de Gabinete da Secretaria de Economia Criativa recém criada no Ministério da Cultura, Teresa Cristina Oliveira, identificou realizações do Instituto Centec na área foco da atuação comum e trocou informações com Geórgia Aguiar para que sejam enviados a Brasília os primeiros projetos do Ceará para execução na rede de CVTs, CVTec e Fatec. O coordenador de Subvenção Social do Ministério da Justiça, Manuel Teles, por sua vez, encaminhou parcerias com os prefeitos presentes e o Instituto Centec para que o Ceará possa apresentar projetos para obter recursos das apreensões de bens apreendidos pelo narcotráfico. Estima-se que a Polícia Federal tenha 600 veículos e a polícia civil mais 200, além de imóveis que eram de traficantes e podem ser leiloados para financiar projetos sociais. Geórgia Aguiar destaca o apoio dado à realização da Oficina pelo BNB, Secretaria de Turismo da Prefeitura de Fortaleza, Instituto Centec, CREA-CE e Assembleia Legislativa. Participaram do evento, do início ao fim, os prefeitos Odvar Facó, de Beberibe; Guilherme Landim, de Brejo Santo; Aninha de Kito, de Fortim, e Frank Gomes, de Itaiçaba. Os representantes de Ministérios convidados coordenam políticas que estão incluídas nas linhas de atuação do Instituto Centec. O evento potencializou a troca de informações e a oportunidade para parcerias.


MECemavalia Fatec Cariri setembro para reconhecimento dos cursos Fatec Sertão Central forma as primeiras turmas

A

Comissão de Avaliação da Educação Superior do Ministério da Educação fará visita de inspeção à Faculdade de Tecnologia Centec (Fatec) Cariri, em Juazeiro do Norte, nos dias 11 e 17 de setembro, como vistas ao recredenciamento e reconhecimento dos cursos. A presença foi solicitada pela presidente do Instituto Centec, Geórgia Aguiar, ao ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Ubiratan Aguiar. O secretário executivo do Ministério da Educação, Henrique Paim, a quem Ubiratan Aguiar solicitou que fosse enviada a Avaliação do MEC à Fatec Cariri, atendeu de pronto ao pedido e agendou a visita. “No MEC tivemos muitos problemas e o ministro Ubiratan sempre nos ajudou. Não posso negar um pedido dele”, disse Paim, em Fortaleza, quando veio participar do Planejamento Estratégico do Instituto Centec, na abertura do evento, dia 8 de julho. A Fatec Cariri forma tecnólogos em eletromecânica, manutenção industrial, irrigação e drenagem e

tecnologia em alimentos. Oferta também cursos de nível médio nas áreas de Eletrotécnica, Eletrônica, Mecânica e de Meio Ambiente O funcionamento da unidade foi autorizado em 2006. Depende da avaliação o recredenciamento e reconhecimento dos cursos da Fatec.

Instituto Centec sua preocupação com relação à regulamentação dos cursos pelo Ministério da Educação. Segundo ela, os investimentos necessários à ampliação da biblioteca, novos laboratórios e equipamentos, cerca de R$ 1,2 milhão, já foram discutidos com os professores da Fatec para validação e atualFatec Sertão Central ização das especificações feitas anteriormente, para encaminhamento O passo seguinte após o re- à Secretaria da Ciência, Tecnologia conhecimento da Fatec Cariri será a e Educação Superior. vez de solicitar a visita da Comissão O principal pleito dos alunos, de Avaliação do MEC à Fatec Sertão conforme Luciano Costa, um dos Central, em Quixeramobim, disse representantes dos alunos, é a a presidente do Instituto Centec, regularização dos cursos, o reconheGeórgia Aguiar. As primeiras tur- cimento pelo MEC, pois a primeira mas de tecnólogos formados pela turma vai colar grau no dia 17 de Faculdade de Tecnologia Centec setembro. Os alunos foram tran(Fatec) Sertão Central, dos cur- quilizados por Geórgia Aguiar, que sos de Tecnologia em Alimentos assegurou a intenção de trabalhar e Agronegócio, vão colar grau no junto à Secitece para colocar no dia 17 de setembro. A unidade de Monitoramento e Avaliação de Juazeiro do Norte começou a operar Projetos Prioritários (MAPP) do antes da de Quixeramobim. governo do Estado os investimenEm visita à Fatec em Quixeramo- tos necessários à Fatec para vir a bim, Geórgia Aguiar manifestou receber a avaliação do MEC para o apoio aos cursos e à solenidade reconhecimento. de formatura dos alunos. Os alu49 nos externaram à presidente do


AGROPACTO

Balhmann propõe microempresas exportando sem limite de peso e volume

Flávio Saboya, presidente da FAEC dirigiu a sessão do Agropacto que ocorreu na sede do Sebrae-CE

A

atual logística de transporte marítimo será facilitada para micros e pequenas empresas, por meio da redução de custos dos embarques das mercadorias e menos burocracia, para exportação pelo Porto de Dunkerque. na França. Trata-se do projeto Exporta + Marítimo apresentado pelo deputado federal Antonio Balhmann (PSB) dia 5/07, no Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense-Agropacto. Segundo o parlamentar que já foi superintendente do Sebrae-Ce e Diretor da Agência de Desenvolvimento Econômico do Estado-Adece, hoje a pequena empresa tem um limite de faturamento de até 2 mil e 400 , na PL 591 esse limite vai para 3 mil e 600 e a micro passaria de 240 mil para 360 mil. No Exporta Fácil dos Correios, o limite de exportação é de US$50 mil e de 30 kg de peso, a proposta para o Exporta Mais Marítimo é o limite de US$ 150 mil, sem fixar peso e volume. Balhmann esteve recentemente na França, com uma comitiva de gestores municipais cearenses mostrando as vantagens da exportação via Porto de Dunkerque, que quer realizar uma cooperação descentralizada internacional na área do desenvolvimento econômico e portuário.De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae Nacional, no Ceará são 190 MPE exportadoras. Balhman não tem dúvida de que o melhor modal brasileiro de exportação é o marítimo, embora ainda com muitas deficiências mas onde o país tem mais investido, citando como exemplos os Portos de Pecém e do Mucuripe que tem recebido grandes investimentos nos últimos quatro anos. Só essa condição é

50 50

que vai permitir que a micro e pequena empresa passe a ter expressão no esforço exportador brasileiro. Pelo lado brasileiro, o processo é preparar as empresas que ainda não exportam e as que já exportam a ampliarem as exportações com base no Porto de Dunkerque. Participaram ainda da reunião semanal do Agropacto, o Presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará, Flávio Viriato de Saboya Neto, deputado estadual Cirilo Pimenta, o Diretor de Infraestrutura e Logística da CNA, José Ramos Torres de Melo Filho, o Superintendente do Sebrae-CE, Carlos Cruz, o Presidente da Adece, Francisco Zuza de Oliveira, o Presidente da Câmara Setorial do camarão, Cristiano Maia e diversos representantes de órgãos e instituições públicas.

O que é o Programa Exporta + Marítimo O programa de desenvolvimento econômico e portuário, apresentado pelo parlamentar cearense é o fruto do trabalho de cinco Estados brasileiros (Espírito Santo, Ceará, Goiás, Minas Gerais e Rio Grande do Norte). Esses Estados contemplam os seguintes parceiros: Associações de Municípios e Prefeitos (FNP, CNM, AGM, AMM, AMUNES, APRECE, FEMURN), capitais dos Estados (Vitória, Fortaleza, Goiânia), bem como os SEBRAE Estaduais, as Federações de Indústrias, os Correios, o Banco do Brasil e as Autoridades Portuárias. Os parceiros entenderam a necessidade de atuar no cenário da cooperação descentralizada e decidiram cooperar com Dunkerque, Região metropolitana marítima e trans-fronteiriça do Norte da França, desde 2005.

DIRETOR DA CNA DIZ QUE PAÍS NÃO TEM POLÍTICA PARA EXPORTAÇÃO O ex-presidente da FAEC José Ramos Torres de Melo Filho após seis meses afastado do cargo, foi matar as saudades do Agropacto-Pacto de Cooperação da Agropecuária Cearense que ele criou e que até hoje sobrevive. O tema era uma palestra do deputado federal Antonio Balhmann sobre o Projeto Exporta + Marítimo. Mas, Torres de Melo que agora é Diretor de Infraestrutura da CNA, deu um show de conhecimentos no assunto. Segundo ele,” nós não temos nenhuma política de Exportação (caso contrário, não teríamos custos tão elevados), o que nós estamos discutindo atualmente é apenas as obras das olimpíadas de 2012 e da Copa de 2014. Não há um planejamento para o País em 2050, não se pensa no Brasil do futuro, onde teremos no mundo 12 bilhões de pessoas a mais para comer. A nossa sorte, é que ainda temos 25% de nossas terras agricultáveis disponíveis, disse ele. Anunciou que teremos em breve um Apagão Portuário, “ caso o Brasil venha a crescer 4,3%, não vamos ter como exportar. No meu modo de entender, esse é o problema mais grave da economia brasileira. O custo médio do frete brasileiro é embutido na mercadoria e chega a US$85 por ton. Argentina: US$23, EUA:US$25/ton. Competir com essas margens é realmente um esforço hercúleo, disse Torres de Melo. Outro problema grave , segundo Torres de Melo é que o custo que o navio paga para ficar “boiando” é surrealista, leva em conta os investimentos do navio ( isso é psicodélico, não dá para calcular). Para ele, o problema é mais grave do que se apresenta e lamento saber das coisas. “O homem feliz é o homem ignorante, você fica angustiado noite e dia, e não tem quem resolva as enormes fragilidades deste país”, finalizou.


51


social

Os Melhores Programas de Assistência Social M ais de 300 convidados entre deputados, prefeitos, primeiras -damas, secretários de assistência social, vice-prefeitos, vereadores, e convidados assistiram a entrega de homenagens a 26 municípios que apresentaram as Boas Práticas de Gestão na Assistência Social no ano de 2010, no Salão Nobre do Naútico Atlético Cearense, ultimo dia 9 de junho. O municipio de Limoeiro do Norte ganhou um computador, doado pela SS Informática por ter apresentado o maior número de projetos sociais( 46) , em segundo lugar (27 projetos) o Município de Acopiara ganhou uma impressora, doada pela Tudo Municipal e em terceiro lugar, Irapuan Pinheiro(25 projetos), levou uma máquina digital, doada pela Aspec. A Caixa Econômica, Coelce e Governo do Estado foram parceiros do Projeto que se realiza há 15 anos.

Confira a entrega das homenagens aos municípios:

Silvana Frota e deputados, Sérgio Aguiar, Neto Nunes, Danniel Oliveira, Paulo Facó e o representante da CEF, José Ney

ACARAPE

ACOPIARA

APUIARÉS

CRATEÚS

CARNAUBAL

CASCAVEL

CATARINA

IRAPUAN PINHEIRO

GUAIÚBA

52 HORIZONTE

ICÓ

IPAUMIRIM


LAVRAS DA MANGABEIRA

LIMOEIRO DO NORTE

MARACANAÚ

MOMBAÇA

MARANGUAPE

MORADA NOVA

ORÓS

PACAJUS

PORANGA HOMENAGEM ESPECIAL

SÃO BENEDITO

PROCURADOR DO TRABALHO ANTONIO DE OLIVEIRA LIMA, RECEBE DIPLOMA DE COLABORADOR EMÉRITO DE TODOS OS MUNICÍPIOS MUN

SOBRAL

EQUIPE DA REVISTA E CONVIDADOS

MOMENTO DA COMEMORAÇÃO DOS 15 ANOS DA REVISTA E DO EVENTO

APRESENTAÇÃO DO GRUPO DE DANÇA DE PACAJÚS

Trófeu Patrocinador e Município Invicto

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

ASPEC

COELCE

DISTRIBUIÇÃO DE BRINDES ENTRE OS MUNICÍPIOS COM MAIORES PROJETOS

ORÓS

53


social Posse do desembargador Ademar No dia 14 de junho o Desembargador Ademar Mendes Bezerra é empossado no cargo de presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-CE) na gestão 2011-2013. Na ocasião, estiveram presentes amigos, familiares e autoridades. Ademar Mendes Bezerra é natural de Sobral e nasceu em 26 de abril de 1943. É desembargadora do TJCE deste 28 de agosto de 2005. Preside a 4ª Câmara Cível e integra o Conselho da Magistratura. Foi procuradora geral da Justiça entre 2004 e 2005.

Des. Ademar Mendes ao lado da esposa Angelica, das prima Silvana Frota e Cleia Bezerra e neto

Casal Ademar/ Angélica e famíliares

Des. Ademar Mendes com a des. Iracema do Vale e Ednilton Soárez e esposa

O Homem é o Quinca Lançamento em Sobral

No lançamento do livro em Sobral “O Homem é o Quinca” do escritor César Barreto (foto) foi no dia 17 de junho no Palace Buffet com a presença do Prefeito de Alcantaras, Evilásio Fontele, o vereador de Sobral Itamar Ribeiro, o secretario de Articulação do municipio Luis Edesio Solon, o empresario Jocely Dantas, o ex prefeito Ricardo Barreto Dias e o empresario Jose Airton Boris entre outros membros da família Barreto e autoridades.

Lançamento em Forteleza

Para completar o escritor Cesar Barreto, lançou seu livro em Fortaleza no Nautico Clube no ultimo dia 26 de maio e contou com a presença do escritor Lustosa da Costa, deputado federal Mauro Benvides, secretario da infraestrutura Adail Fontenele, deputado federal João Ananias, deputado Sergio Aguiar, e o Procurador da Assembleia Reno Ximenes, e a família do escritor, esposa Angela Barreto e filhos Julio Cesar e Eana Claudia.

Posse e despedida no Rotary Planalto Tomou posse no dia 1º de julho o novo presidente do Rotary Planalto, Francisco Ivan Pinto Marcelo, que dirigirá o clube no ano Rotário 20112012. Companheiros que prestigiaram o evento:

54

No dia 30 de junho o presidente do ano rotário 2010-2011, Walter Torquato despediu-se dos companheiros fazendo uma prestação de contas de sua gestão e homenageando alguns colaboradores mais próximos.Na ocasião, ele deu posse ao novo membro do clube oftalmologista César Juaçaba, tendo recebido de diversos companheiros os parabéns pelo excelente trabalho realizado.

Walter com os companheiros César Juaçaba e Arthur Azevedo

Damas Rotárias homenageiam Maria Torquato


55


Uma cidade que fervilha cultura está aproveitando bem o nosso presente. Juazeiro do Norte: crescendo há 100 anos, sem esquecer a sua história.

Juazeiro é uma das mais importantes cidades do Nordeste. Aqui, a economia e a cultura fervilham e são exemplos para todo o País. E o Banco do Nordeste tem orgulho de participar tanto do lado econômico, com financiamentos que promovem o crescimento da Região, quanto do lado artístico, com o Centro Cultural Banco do Nordeste, inaugurado em 2006. Estamos presentes nesta terra desde 1957, acompanhando e fazendo 56 parte do seu crescimento e, no que depender de nós, ela e os seus filhos irão

SAC Banco do Nordeste • Ouvidoria:

crescer cada vez mais, sempre de olho no futuro, se modernizando, mas sem esquecer as suas raízes.

www.bnb.gov.br

An 21x28cm.indd 1

0800 728 3030

07/07/11 18:32

Revista Especial Juazeiro do Norte  

Revista Especial em comemoração ao centenário da cidade de Juazeiro do Norte