__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1


Caros Estarrejenses,

1

No ano passado a pandemia surpreendeu-nos a todos e obrigou-nos a alterar a nossas vivências, rotinas e a forma de estar uns com os outros. Proteger as nossas gentes, de um vírus maldito, passou a ser prioridade. E juntos temos vindo a vencer as muitas e difíceis batalhas! No entanto, não deixámos de assinalar as Festas de Santo António, da Cidade e do Município 2020. Ainda que de forma singela, a intenção é sentida, desafiando a comunidade a trajar à moda antiga e a colocar-se à janela para registo de um retrato que marcará a nossa história local, e homenageando todos os profissionais que estiveram na linha de frente no combate à pandemia. Este ano, ainda não há o habitual convívio, a alegria e a partilha que tão bem caracterizam as nossas Festas. O mercado antigo, as tasquinhas, as marchas populares e os grandes concertos, são os habituais ornamentos que nos enchem a alma e com os quais ainda não podemos contar. Mas comemoraremos o Santo António em segurança, com a arte e o engenho que os tempos atuais nos permitem, celebrando a história que vimos escrevendo ao longo dos anos. São 30 anos de recriação do mercado antigo, num ano que marca a vida das nossas gentes! Não podemos circular na Praça Francisco Barbosa trajados a rigor, nem viver o bulício dos pregões e do convívio de amigos, recordando bons tempos do passado e vivendo as emoções do presente. Mas vamos poder embarcar numa viagem no tempo e do tempo, apreciando as “Fotos à Janela” na Praça e na Avenida Visconde de Salreu, e revivendo outras memórias de 30 anos, que muito nos orgulham e enaltecem a nossa identidade cultural. Também o comércio local se associa às Festas de Santo António decorando com criatividade as montras dos seus estabelecimentos. Manjerico não faltará! O Cine-Teatro vai transformar-se no Salão das Festas, com bons concertos e talentos locais, mas também vai ser palco de “histórias da nossa terra”. Celebrar o Santo António é sempre um momento de alegria para os Estarrejenses! E este ano é, também, um momento de esperança! Com devoção a Santo António, deixo-vos uma palavra de ânimo e coragem, acreditando que dias mais felizes em breve chegarão!

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL


2


3

O ANO DA PANDEMIA 2020. Ano de pandemia da COVID-19. Festas canceladas. Ruas vazias. As nossas festas populares não se realizaram, mas não parámos totalmente. Contando com a participação de muitos estarrejenses, e dos fotógrafos Abel Cunha, Camilo Rego e Carlos Marques, a iniciativa “Fotos à Janela” realizouse pela primeira vez, mostrando que as nossas raízes continuam fortes. Num ano em que tudo foi diferente, a Sessão Solene do Dia do Município quis enaltecer todos os profissionais das áreas da Saúde, Segurança, IPSS e Bombeiros que estiveram na linha da frente no combate à Pandemia COVID19, atribuindo-lhes Votos de Louvor Municipal pelo papel fundamental, tendo em conta a sua dedicação e o relevante mérito das suas ações e contributos neste período de particular dificuldade para todos os Estarrejenses, colocando nesta missão todo o empenho, dedicação e profissionalismo.


4

O SANTO ANTÓNIO ICONOGRAFIA Santo António sempre foi representado vestido de franciscano, quase sempre de pé. A sua face surge sempre como a de um jovem, alegre ou pensativo, sem barba. O Menino Jesus, expressão do seu amor por Deus Menino – que uma tradição antiga afirma ter-lhe aparecido em Camposampiero, pouco antes da sua morte – começa a surgir na iconografia antoniana no século XV.

DEVOÇÃO Santo António é um santo de projeção universal, sendo, muito provavelmente, o mais popular de todos os santos. É conhecido pelos milagres, casamenteiro e ajuda às coisas perdidas. Muitas fachadas de edifícios têm um painel de azulejos com a sua imagem. Vela pelos bons negócios e por isso é frequente encontrarmos o Santo, em lugar de destaque, nos estabelecimentos comerciais.


AS FESTAS DE ESTARREJA Já nos inícios do Séc. XX se faziam grandes festejos em homenagem a Santo António, Padroeiro de Estarreja, com um carácter exclusivamente religioso e popular, promovido pelas Comissões de Festas da Paróquia de Beduído. Em 1977, por iniciativa da então Presidente de Câmara, Prof. Maria de Lurdes Breu, foi instituído o Feriado Municipal de Estarreja, 13 de junho, o dia do Padroeiro de Estarreja. Entre 1990 e 1993, realiza-se nas vésperas do 13 de junho a “Semana do Moliceiro”. Em 1994, é alterada a designação para “Festas de Santo António e da Vila de Estarreja” ou “Festas de Santo António e do Concelho de Estarreja”. Com a elevação de Estarreja a Cidade em 2005, as festas assumem a atual designação, “Festas de Santo António, da Cidade e do Município de Estarreja”. Promovido pela Câmara Municipal de Estarreja, este evento reveste-se sempre de um cariz cultural, com atividades que enaltecem as tradições, a música, a cultura, a gastronomia e os costumes, reforçando a identidade cultural e a memória coletiva da comunidade estarrejense.

5


6

MERCADO EM ESTARREJA, AS SUAS ORIGENS “Dom João VI, faço saber que a Dona Abadeça e mais Religiosas do Real Mosteiro de Arouca Senhoras Donatárias do Concelho de Estarreja, Comarca de Aveiro, me representaram per sua petição que estabelecendo-se há anos hum mercado todos os domingos de manhã na Praça da dita Villa, introduzido pela necessidade dos mesmos povos, se achava que as justiças da mesma vila prohibiam humas veses a venda de cousas que não fossem comestíveis outras veses consentiam outros géneros de cuja prohibiçam e irregularidade prejudicava, as veses vendiam fazenda para obrigarem a umas facturas para levaram fructos e comestíveis; Com isto prejudicava não só aos povos daquele concelho mas aos circunvizinhos, principalmente nestes tempos, pelo que me suplicavam a graça de lhes conceder procuração pera Firmeza do dito Mercado intruduzido todos os domingos de manhã na Praça da dita Vila de Estarreja e liberdade de venda de toda a qualidade de géneros.” 27 abril de 1812

1812 Este documento de D. João VI à Abadessa do Convento de Arouca determina a criação do Mercado de Estarreja aos domingos de manhã. Aí se reuniam vendedores de todo o concelho e dos concelhos vizinhos. 1878 No código de posturas da Câmara Municipal verifica-se que o Mercado continua a realizar-se ao Domingo. 1911 Um Edital da Câmara Municipal de Estarreja determina que o Mercado passa a ser bissemanal. 1954 A imprensa local noticiava que o mercado passava a fazer-se às terçasfeiras e aos sábados, dias que se mantiveram até hoje.


7

1991/2021 A primeira recriação do Mercado Antigo remonta a 1991. Ao longo dos anos, esta tradição foi-se consolidando, sendo hoje um dos momentos altos das Festas de Santo António, da Cidade e do Município. Num espaço decorado com rigor e minúcia, a recriação histórica é vivenciada nos trajes, gestos, utensílios, práticas e rotinas do passado, através de encenações e quadros vivos, que nos permitem uma viagem no tempo para recordar o modo de vida dos Estarrejenses no século passado. A viagem no tempo e do tempo transforma este momento num dos ex-libris do Município de Estarreja, sendo uma referência nas vivências culturais.


8

CONCURSO MONTRAS DE SANTO ANTÓNIO DE ESTARREJA 27 MAIO A 13 JUNHO, ESTABELECIMENTOS ADERENTES DO COMÉRCIO TRADICIONAL Esta iniciativa promovida pela Câmara Municipal, em parceria com a SEMA – Associação Empresarial, tem como objetivos principais o envolvimento do comércio local, através da estimulação criativa e das manifestações artísticas que terão assento nas montras dos estabelecimentos, alargando o âmbito da programação numa estreita simbiose entre as festividades e os comerciantes locais enquanto agentes económicos de promoção do território.

EXPOSIÇÕES 4 A 13 DE JUNHO ÁTRIO DOS PAÇOS DO CONCELHO, BIBLIOTECA, PRAÇA FRANCISCO BARBOSA E AVENIDA VISCONDE DE SALREU (CENTRO DA CIDADE)

“30 ANOS DO MERCADO ANTIGO” Inauguração dia 4 de junho, pelas 17h00

Recriar, reviver um passado sempre presente, onde a imaterialidade se alia à vivência de um quotidiano ancestral. Este é o mote para uma retrospetiva de “30 anos de Mercado Antigo”, vivido e recriado junto à memória do Santo Padroeiro de Estarreja. A mostra em espaço público englobará 30 fotografias, da autoria de Abel Cunha, Camilo Rego e Carlos Marques, da iniciativa “Fotos à Janela 2020”, ano em que, apesar do contexto de pandemia, a comunidade de Estarreja respeitou as suas tradições.

4 JUNHO A 11 JULHO CASA MUNICIPAL DA CULTURA

“UM ALTAR A SANTO ANTÓNIO”, DE JOAKIN PEREYRA Inauguração dia 4 de junho, pelas 18h00

Joakin Pereyra é a perfeita simbiose entre o homem e o pintor. Artista multifacetado, trabalha as emoções e a sensação, que transportam o observador para o que de mais íntimo tem dentro de si. Cria o que vê e o que acredita, não encerra conceitos, tendo as suas obras infinitas interpretações. “Um altar a Santo António” é a homenagem do artista ao Santo António, Padroeiro de Estarreja.


SÁBADO, 5 JUNHO 21H00, PRAÇA FRANCISCO BARBOSA Entrada gratuita, sujeito a levantamento obrigatório de bilhete, mediante lotação do recinto

CONCERTO SEBASTIÃO ANTUNES & QUADRILHA O projeto “Sebastião Antunes & Quadrilha” nasceu em 1991 e já lançou nove álbuns. O grupo junta-se à celebração dos 30 anos do Mercado Antigo e apresenta o mais recente trabalho “Perguntei ao Tempo”, que conta com a participação de nomes sonantes da música portuguesa como Tim, João Pedro Pais, Viviane, Ana Laíns, Carlos Moisés, Rubi Machado, Rão Kyao e Mário Delgado. Neste concerto, a banda sobe ao palco para reinterpretar de alguns dos temas mais emblemáticos e dar a conhecer alguns originais.

Sebastião Antunes Voz, Guitarra, Mário João Santos Bateria, Voz, Hugo Ganhão Baixo, Carlos Lopes Acordeão, Voz, Emiliana Silva Violino.

No caso de se registarem condições climatéricas adversas, o espetáculo decorrerá no Cine-Teatro Municipal.

9


10

DOMINGO, 6 JUNHO 11H00, PRAÇA FRANCISCO BARBOSA Entrada gratuita, sujeito a levantamento obrigatório de bilhete, mediante lotação do recinto

QUADROS VIVOS DO MERCADO ANTIGO Recriações cénicas e etnográficas levarão o público a viajar no tempo, em busca das artes e ofícios identitários da cultura estarrejense. O palco será dos Grupos de Folclore do concelho. Rancho Folclórico “As Tricaninhas de S. Miguel de Fermelã” Grupo Folclórico e Etnográfico de Veiros; Rancho Folclórico “As Tricaninhas do Antuã Grupo Etnográfico Danças D’Aldeia de Pardilhó; No caso de se registarem condições climatéricas adversas, o espetáculo decorrerá no Cine-Teatro Municipal.

SEGUNDA E TERÇA, 7 E 8 JUNHO CINE-TEATRO Público-alvo: IPSS do concelho

SESSÕES DE NARRAÇÃO ORAL, COM ESTEFÂNIA SURREIRA Celebramos com seniores das instituições do concelho, presencialmente, este momento que é de todos. Efetivando o património imaterial, continuando o caminho já percorrido pela Biblioteca Municipal, a narradora e contadora de estórias Estefânia Surreira estará presente para relembrar a importância da tradição oral.


10, 11, 12 E 13 DE JUNHO 21H00, CINE-TEATRO DE ESTARREJA Passe Salão das Festas: 10€ | Bilhete por concerto: 5€

SALÃO DAS FESTAS Com a impossibilidade de se realizarem os grandes concertos no Parque Municipal do Antuã, o Cine-Teatro será, este ano, o Salão das Festas.

QUINTA, 10 JUNHO 21H00, CINE-TEATRO DE ESTARREJA

STEP BY STEP “Step by Step” nasce em Avanca, em 2009, quando três amigos decidem juntarse para dar os primeiros passos no mundo da música. Nos últimos 12 anos, o projeto cresceu e ganhou novas notas com a fusão de novos músicos e instrumentos. 11 artistas sobem ao palco para tocar músicas originais e interpretar nomes sonantes como Rui Veloso, Paulo Gonzo, Joe Cocker ou Pink Floyd. A banda apresenta em primeira mão um novo tema original! João Tavares teclado, guitarra, voz, Miguel Oliveira voz, Pedro Oliveira teclado, Ivo Martins bateria, Diogo Lopes guitarra, André “Ginho” Silva baixo, Hugo Barbosa saxofone, Hugo Caldeira trombone, Eduardo Santos trompete, Caetana Carvalho e Cátia Gonçalves backvocals

11


12

SEXTA, 11 JUNHO 21H00, SALÃO DAS FESTAS CINE-TEATRO DE ESTARREJA

SAMUEL ÚRIA “Canções do Pós-Guerra” foi o título que Samuel Úria escolheu para o seu mais recente disco publicado em 2020. O repertório deste trabalho de onde se destacam até à data “Fica Aquém”, “O Muro” ou “Aos Pós”, foi composto e gravado em período pré pandemia. Este concerto terá um pé nos seus trabalhos anteriores, que fazem do “trovador das patilhas” no mais interessante cantautor do século XXI. E se esperam que a jornada seja tranquila, desenganem-se, o conforto dos vossos lugares vai ser frequentemente assaltado pela energia explosiva com que Samuel e os companheiros desequilibram (ou deveríamos dizer, equilibram) os momentos de intimidade.

Samuel Úria voz, guitarra elétrica e acústica, Jónatas Pires guitarra elétrica e acústica, harmónio indiano, voz, Silas Ferreira teclados, sampler, percussão, oboé, voz, António Quintino baixo, voz, Tiago Ramos bateria, glockenspiel, voz


SÁBADO, 12 JUNHO 21H00, SALÃO DAS FESTAS CINE-TEATRO DE ESTARREJA

CAIS SODRÉ FUNK CONNECTION CONVIDAM PAULO DE CARVALHO A locomotiva do funk tem um novo e inesperado passageiro. Os Cais Sodré Funk Connection convidam Paulo de Carvalho para juntos (re)fazerem canções com história e outras mais atuais e embarcar numa viagem muito especial. Depois da colaboração tão feliz em “Mãe Negra”, de 2016, uma das vozes mais carismáticas da música portuguesa, junta-se agora ao groove contagiante dos Cais Sodré. Um momento único e irrepetível, para ouvir, cantar…e dançar!

Tamin e Silk voz, Paulo de Carvalho Voz, Francisco Rebelo Baixo, David Pessoa Guitarra, João Gomes Teclados, Rui Alves Bateria, João Cabrita Saxofone, José Raminhos Trompete, Miguel Marques Trombone, Hugo Santos Técnico de Som, Paulo Pereira Técnico de backline, Carmo Medeiros Road Manager

13


14

DOMINGO, 13 JUNHO 21H00, SALÃO DAS FESTAS CINE-TEATRO DE ESTARREJA Entrada gratuita, sujeito a levantamento obrigatório de bilhete

ORQUESTRA FILARMONIA DAS BEIRAS COM O MAESTRO CLÁUDIO FERREIRA E A SOLISTA INÊS PINTO O Dia do Município valoriza o talento dos músicos estarrejenses, num concerto comemorativo com a Orquestra Filarmonia das Beiras sob a direção do maestro Cláudio Ferreira e a presença a solo da flautista Inês Pinto. O programa inclui o Concerto em Ré menor para Flauta e Orquestra de Carl Philipp Emanuel Bach e, ainda, a Sinfonia nº5 do compositor austríaco Franz Schubert.

Orquestra Filarmonia das Beiras Interpretação, Claúdio Ferreira Maestro, Inês Pinto Flauta


15

QUINTA, 10 JUNHO 10H30, CINE-TEATRO Entrada gratuita, sujeito a levantamento obrigatório de bilhete, mediante lotação da sala

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “CRIAÇÃO DE CAVALOS PARA A REMONTA DO EXÉRCITO – ORDENANÇAS, MILÍCIAS E GUERRA PENINSULAR” Sessão com a presença do autor, Artur Castro Tavares, e intervenção do Coronel de Cavalaria da GNR, João Mariz dos Santos. Este livro, além de abordar a criação de cavalos no concelho de Estarreja e noutras terras circundantes, foca ainda homens da ordenança, como os capitães-mor, alferes e tenentes, assim como os oficiais dos regimentos de milícias e regimentos do exército de primeira linha, que recrutavam em Estarreja, as coutadas, monteiros-mores e os mamposteiros, responsáveis pela arrecadação de esmolas destinadas a recuperar a liberdade de prisioneiros de guerra, chamados de cativos.

SÁBADO, 12 JUNHO

11H-13H/ 15H-19H

AQUI PORTUGAL, DA RTP Sintonize a sua televisão na RTP1 ou na RTP Internacional para assistir no conforto de sua casa ao programa Aqui Portugal em direto de Estarreja, numa emissão com uma duração de 6 horas. O programa mostra o melhor do nosso país e, todas as semanas, parte à descoberta de uma localidade diferente, usos, costumes, tradições e comemorações. E este não será exceção!

TASQUINHAS EM CASA Este ano, os sabores das tasquinhas podem ser degustados em casa. A gastronomia regional e as melhores iguarias locais continuarão a ser confecionadas por algumas coletividades, que, mais uma vez, se reinventam para manter a sua atividade, fazendo as delícias daqueles que, em especial nesta época, não passam sem os petiscos das tradicionais tasquinhas. Mantém-se a tradição das tasquinhas em formato de take away, contribuindo para a continuidade da vivência do espírito de convívio e alegria que pautam as grandes festas de Estarreja.


MÉRITO MUNICIPAL PERSONALIDADES E ENTIDADES DISTINGUIDAS 16

DOMINGO, 13 JUNHO

DIA DO MUNICÍPIO 15H00, CINE-TEATRO DE ESTARREJA Transmissão online nas redes sociais do Município

SESSÃO SOLENE DO DIA DO MUNICÍPIO Neste dia de celebração municipal, Estarreja presta homenagem a personalidades e instituições que honram o nome do Município. Este ano, são atribuídas Medalhas de Mérito Municipal à SEMA – Associação Empresarial, a Álvaro Francisco Rodrigues Garrido e, a título póstumo, ao Padre Manuel António Valente Pombo. Será ainda prestada homenagem a atletas e clubes que se tenham sagrado campeões nacionais, aos melhores alunos e aos trabalhadores da Câmara Municipal que se aposentaram e os que comemoram 25 anos de serviço.

17H00, PRAÇA FRANCISCO BARBOSA

MISSA CAMPAL Este ano, as cerimónias religiosas em homenagem ao Santo António incluem uma Missa Campal na Praça Francisco Barbosa, não havendo lugar a Procissão Solene. No caso de se registarem condições climatéricas adversas, a missa decorrerá na Igreja Paroquial de S. Tiago de Beduído.

21H00, CINE-TEATRO DE ESTARREJA (entrada gratuita, mediante levantamento obrigatório de bilhete)

CONCERTO DA ORQUESTRA FILARMONIA DAS BEIRAS, COM O MAESTRO CLÁUDIO FERREIRA E A SOLISTA INÊS PINTO

1980 José Maria da Silva Mendonça [Mérito Municipal Prata] 1981 Joaquim Henriques Pereira [Mérito Municipal Prata] José da Silva Nordeste [Serviço Municipal Ouro] 1984 Alexandre Miranda [Mérito Desportivo Prata] 1985 Padre Reinaldo Matos [Mérito Municipal Prata] 1986 Futebol Clube do Porto [Mérito Municipal Prata] 1992 António de Oliveira Rodrigues [Mérito Municipal Prata] 1993 Monsenhor João da Silva Antão [Mérito Municipal Prata] Maria de Lurdes de Jesus A. Breu [Mérito Municipal Ouro] Agostinho Luís Pereira Valente [Louvor] 1994 José Bento de Almeida e Silva [Mérito Municipal Ouro] 1996 Arlindo Gouveia e Cunha [Mérito Municipal Prata] 1997 Joaquim Nunes da Silva (Visconde de Salreu) [Mérito Municipal Ouro] Monsenhor João da Silva Antão [Mérito Municipal Ouro] Manuel Augusto Valente Rebelo [Mérito Municipal Prata] Joakin Pereyra [Mérito Municipal Prata] 1999 Bombeiros Voluntários de Estarreja [Mérito Municipal Ouro]


Distinção a personalidades e entidades que contribuam ou tenham contribuído para o desenvolvimento e dignificação do concelho de Estarreja. 2001 Jornal “O Concelho de Estarreja” [Mérito Municipal Ouro] “O Jornal de Estarreja” [Mérito Municipal Ouro] 2003 Associação Humanitária de Salreu/USA [Mérito Municipal Prata] 2004 Augusto da Rocha Ferreira [Mérito Municipal Ouro] Manuel Marques Figueira [Mérito Municipal Ouro] Alberto Augusto Linhares Vidal [Mérito Municipal Ouro] MEDALHA DE MÉRITO MUNICIPAL | ENTREGA NO DIA DO MUNICÍPIO: 13 JUNHO 2005 Banda Visconde de Salreu Banda Club Pardilhoense Sociedade Recreativa e Musical Bingre Canelense 2006 Joaquim Lagoeiro 2007 Primeiros Autarcas eleitos por sufrágio em 1976: Maria de Lurdes Breu Luís de Sousa Pinto da Silva Artur Martins Matos Joaquim da Silva Marques João Marques Vaz José Manuel Carvalho José Rodrigues da Cruz Manuel Ribeiro Martins Armando Valente de Matos Caetano Rodrigues de Pinho José da Silva Pereira (a título póstumo) António Augusto Marques de Almeida Álvaro Aguiar Pinto Valente Aristides Rodrigues da Silva Dionísio dos Santos e Matos António Afonso de Almeida Lopes

2008 Club Pardilhoense Avenilde Valente 2009 Alfredo Mortágua (a título póstumo) Padre António Valente de Matos [Mérito Municipal] Associação Cultural e Recreativa Saavedra Guedes [Mérito Municipal] Washington Dantas [Chaves da Cidade] 2010 Santa Casa da Misericórdia de Estarreja Centro Recreativo de Estarreja Vladimiro Silva João de Pinho Amaral António Castro Valente 2011 António Nunes Ferreira Girão Armando Tavares Correia Manuel de Sousa Matos 2012 ADICO Associação Atlética de Avanca Centro Paroquial de Assistência de Pardilhó Rotary Clube de Estarreja Rádio Voz da Ria Sílvio Marques António Simões Pinto 2013 Nestlé Portugal S.A Manuel Joaquim Costa Ramos Rancho Folclórico “As Tricaninhas do Antuã” Armando da Silva Vigário João Lobo Antunes [Chaves da Cidade] Allison Campos da Silva [Chaves da Cidade] 2014 Joaquim Henriques José Artur Pinho José Fernando Henriques

Manuel Nascimento Manuel Marques da Silva Rancho Folclórico da Casa do Povo de Avanca 2015 Nelson Agra (título póstumo) Carlos Tavares 2016 Belmiro Silva Fernando Lemos 2017 José Eduardo de Matos Fundação Benjamim Dias Costa Agrupamento Musical “ESCALA 5” Padre José Henriques da Silva 2018 José Carlos Ferreira 2019 Construtores navais: António Esteves Felisberto Amador Arménio Almeida 2020 Homenagem aos profissionais da Saúde, Segurança, IPSS e Bombeiros que estiveram na linha da frente no combate à COVID-19 em Estarreja. [Voto de Louvor Municipal] 2021 SEMA – Associação Empresarial Padre Manuel António Valente Pombo (título póstumo) Álvaro Francisco Rodrigues Garrido


TODA A ATIVIDADE CUMPRE AS NORMAS E ORIENTAÇÕES EMANADAS PELA DIREÇÃO-GERAL DA SAÚDE

Profile for Municipio Estarreja

Festas Sto António da Cidade e do Município de Estarreja 2021  

Programa das Festas 2021

Festas Sto António da Cidade e do Município de Estarreja 2021  

Programa das Festas 2021

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded