Page 1

a

OEIRAS A MARCAR O RITMO JAN’13

Leitores trocam opiniões sobre livros e descobrem autores. Este mês em Algés, Morte em Veneza, de Thomas Mann (continua a 9). E As primeiras coisas, de Bruno Vieira Amaral, em Carnaxide (a 7 e 14), e E aos costumes disse nada, de David Mourão Ferreira, em Algés (a 7 e 14).

3 . Sexta . 21h30 . A Casa do Fim da Linha . Auditório Municipal Eunice Muñoz . Oeiras

O reencontro de duas mulheres, trinta anos depois de serem separadas durante a segunda grande guerra. Com Sofia Alves, Manuela Maria e Pedro Sousa Loureiro. Para ver de quinta a sábado, às 21h30 e domingos, às 16h00.

Consulte aqui alguns dos eventos a acontecer em Janeiro.

exposição

2 . Quinta . 19h00 . Grupo de Leitores . Biblioteca Municipal de Algés

igos

do Museu Pólvora Negra

Moinhos de Maré do Ocidente Europeu Janeiro . Fevereiro'14

4 . Sábado . 18h00 . Concerto de Ano Novo . Auditório Municipal Ruy de Carvalho Carnaxide

Valsas, polcas e marchas de Rossini, Ponchielli, Massenet e Strauss, no já tradicional concerto de Ano Novo com Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras dirigida pelo maestro Nikolay Lalov.

5 . Domingo . 12h00 às 18h00 . Luís Noronha da Costa . Centro de Arte Manuel de Brito

Algés 3

Uma exposição com obras de 1967 a 1974, quando o artista tinha entre 25 e 32 anos. Para ver até 2 de Março. Em complemento, Aquisições Recentes, uma exposição com obras de artistas nacionais e estrangeiros, como Paula Rego, Arpad Szenes e Sonia Delaunay, entre muitos outros.

jan Ed. 51

de

6 a 31 de

n.186 Propriedade do Município de Oeiras Distribuição Gratuita Impressão: 0,19€

seg a sex

das

14h às 17h

Fábrica da Pólvora de Barcarena

11

. Sábado . 16h00 . A Volta do Ali-Bábá . Auditório Municipal Lourdes Norberto Linda-a-Velha 4

Numa plácida aldeia começa a constar que Ali-Bábá tinha voltado e que, por isso, estranhos acontecimentos estavam a verificar-se... Uma peça do Intervalo Grupo de Teatro para crianças maiores de 4 anos. Também aos domingos, às 11h00.

17 . Sexta . 21h30 . Elas Sou Eu!!! (o que a gente não faz para pagar a renda) . Teatro Municipal Amélia Rey Colaço . Algés

5

Uma divertida comédia musical onde o ator brasileiro Eduardo Gaspar interpreta quatro personagens femininas, Lucy Neyde, Berenice, Yolanda e Irmã Bondade. Também nos dias 18, 24 e 25.

19

. Domingo . 15h30 . Super Gotinha - A Viagem . Teatro Independente de Oeiras Santo Amaro de Oeiras

11

Um musical infantil que relata a história de uma viagem à Terra da gotinha eleita pela Grande Nuvem, com a missão de ensinar os cuidados a ter com a água. Todos os sábados e domingos.

25

. Sábado . 15h00 às 16h30 . O Bichinho da Arte . Centro de Arte Manuel de Brito Algés

Bicharocos, bichinhos microscópicos, exposições e arte num atelier dinamizado por Inês Pardal e Irina Raimundo para famílias com crianças dos 4 aos 8 anos. 25

26 . Domingo . 16h00 . Eu é que sou o primeiro! . Auditório Municipal Lourdes Norberto . Linda-a-Velha

Entrevista

Entrada Livre Telefones: 210977422/3/4 E-mail: museudapolvoranegra@cm-oeiras.pt

A peça de Israel Horowitz, pelo Intervalo Grupo de Teatro, é uma resposta ao impraticável e inocente ideal de que todos os cidadãos podem acabar “(em) primeiro”, desde que se esforcem o suficiente. Sextas e sábados, às 21h30. Domingos, às 16h00.

26

29

Palestra

Visita guiada a um dos locais mais emblemáticos do concelho que remonta a 1549 e era parte de um vasto domínio senhorial designado por “Quinta da Terrugem”.

18 de jan. às 15H00 Energias Renováveis e Moinhos de Maré do Ocidente Europeu Orador: Ana Cláudia Silveira – Técnica do Ecomuseu do Seixal

. Quarta . 10h00 . À Descoberta do Património… O Palácio Flor da Murta Terrugem

30 . Quinta . 21h30 . Conversas na Aldeia Global . Auditório da Biblioteca Municipal

de Oeiras 30

Adriano Moreira, jurista, político e professor universitário vem debater as questões da cidadania e dos direitos e deveres sociais.

Participação livre, não sujeita a inscrição

RICARDO COSTA LIVROS PROIBIDOS AS VINHAS DA IRA, DE JOHN STEINBECK 19 FEVEREIRO, BIBLIOTECA DE OEIRAS

CONCERTOS COM A ORQUESTRA DE CÂMARA DE CASCAIS E OEIRAS 4 JANEIRO E 1 FEVEREIRO AUDITÓRIO RUY DE CARVALHO CARNAXIDE

EXPOSIÇÃO MAPAS DA ALTERIDADE IRENE DUBROVSKY 6 FEVEREIRO A 23 MARÇO PALÁCIO DO EGIPTO, OEIRAS


N. º 186 Janeiro . Fevereiro 2014

1 . Sábado . 18h00 . Concerto “Visita à Turquia” . Auditório Municipal Ruy de

Roteiro Cultural do Município de Oeiras Distribuição Gratuita

OEIRAS A MARCAR O RITMO FEV’14

L leituras

13

33

36

Municipal Maestro César Batalha . Oeiras

8

. Sábado . 12h00 às 18h00 . Mapas da Alteridade . Centro Cultural Palácio do Egipto . Oeiras

Múltiplas viagens cheias de experiências pela América e Europa serviram de aprendizagem para a pintora Irene Dubrovsky que agora expõe os seus trabalhos em Oeiras. Para ver até 23 de Março.

18

P património imaterial

21

1

22

Uma exposição com obras de artistas nacionais e estrangeiros, como Paula Rego, Arpad Szenes e Sonia Delaunay, entre muitos outros. E ainda, uma exposição de Luís Noronha da Costa com obras de 1967 a 1974.

R roteirinho

23

M música

39

40

4

32

34

T teatro

38

D desporto

40

P passear

42

I iniciativas

45

C cursos

46

F feiras

48

U utilidades

49

A antevisão

52

Siga-nos no Facebook! www.facebook.com/municipiooeiras

Visualize-nos no Issuu

http://issuu.com/municipiodeoeiras

15

. Sábado . 16h00 . A Alma no Traço: Colecção Neves e Sousa . LivrariaGaleria Municipal Verney . Oeiras

Inauguração da mais uma exposição de obras do pintor Neves e Sousa. Para ver até 10 de Maio.

E exposições

9

. Domingo . 12h00 às 18h00 . Aquisições Recentes . Centro de Arte Manuel de Brito . Algés

C cinema

4 . Terças . 14h00 e 17h00 . Masterclass de História do Cinema . Auditório Uma panorâmica do melhor do cinema inglês (1935-2000), orientada por Lauro António. Este mês, com Os 39 Degraus, Pigmalião, A Vida do Coronel Blimp e Sob Duas Bandeiras.

Consulte aqui alguns dos eventos a acontecer em Fevereiro.

D diálogos

Carvalho . Carnaxide

Obras de Beken, Glazunov e Cemal num concerto com a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, dirigida pelo maestro Hakan Sensoy, que se apresenta em Portugal pela primeira vez.

ENTREVISTA } 02 Ricardo Costa estará presente na primeira sessão do novo projeto “Livros Proibidos”, no Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras. O Jornalista será o moderador da conversa sobre a emblemática obra “As Vinhas da Ira” de John Steinbeck, a qual contará também com a presença de Francisco Louçã. BOA VIDA } 08 Em 2014, vou correr mais…em Oeiras! – Locais privilegiados do Concelho e as grandes corridas municipais. TERRITÓRIOS MEUS } 09 José Manuel Constantino, Presidente do Comité Olímpico de Portugal, revela quais são, para si, as principais qualidades de Oeiras, que considera um lugar ideal para se viver. ENTRE PORTAS } 10 No passado mês de Novembro inaugurou em Paço de Arcos a Academia da Vila. Fique a conhecer a diversificada e interessante oferta que este novo espaço tem para lhe oferecer e aproveite para começar o ano de forma mais ativa.

8

17 . Segunda . Clique - Concurso de Fotografia Último dia para enviar as suas melhores fotografias para o tema “À chuva (em Oeiras)” e poder ganhar bilhetes para peças de teatro. E também chapéus-de-chuva. Ver página 11. 19 . Quarta . 21h30 . Livros Proibidos . Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras

Na primeira sessão deste novo ciclo de conversas, que trata de livros, leituras e censura, Francisco Louçã apresenta o livro As Vinhas da Ira, de John Steinbeck. 15

22

. Sábado . 10h00 às 17h00 . Aos Sábados no Palácio . Palácio Marquês de Pombal . Oeiras

Um programa de atividades diversificadas e para todas as idades, que inclui visita orientada, teatro, oficina de dança e visita encenada.

17

23

. Domingo . 11h00 . A Música e a Dança - duas queridas irmãs . Auditório Municipal Maestro César Batalha . Oeiras

Um concerto didáctico para crianças maiores de 6 anos com obras de Haydn, Händel, Schubert, Strauss e Gardel, direção artística e comentários do Maestro Nikolay Lalov e Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

26 . Quarta . 10h00 . À Descoberta do Património… Oeiras 19

CLIQUE . CONCURSO DE FOTOGRAFIA } 11 Este é um concurso que põe à prova o seu olhar através de uma máquina fotográfica. Participe enviando as suas melhores fotografias “À chuva (em Oeiras)”. Os prémios podem ser seus. Habilite-se.

Uma visita guiada para conhecer locais de culto religioso, como a Capela de Santo Amaro, a Igreja Matriz de e a Capela do Palácio Marquês de Pombal, dedicada a Nossa Senhora das Mercês.

27

. Quinta . 21h30 . Conversas na Aldeia Global . Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras

26

Uma discussão em torno de Políticas Públicas para a Reforma do Estado. O título do livro coordenado por Maria de Lurdes Rodrigues e Pedro Adão e Silva, que vão estar à conversa com todos os interessados.


Janeiro . Fevereiro . 2014

Caro Leitor/a, Sabemos que uma sociedade evoluída não pode descurar o seu lado cultural, aquele lado que permite momentos de crescimento interno, de alma, de alegria.

Este é o primeiro roteiro cultural de 2014. Temos pela frente um ano pensado e planeado em termos culturais. Já sabemos o que pretendemos oferecer aos nossos munícipes, já intuímos o que de mais importante desejamos que aconteça em Oeiras. Num ano que se avizinha de grandes constrangimentos financeiros, já ajustamos a nossa bolsa a atividades culturais, desportivas e de lazer que irão acontecer durante todo o ano, todos os meses, todas as semanas e, posso até dizer, quase todos os dias. Sabemos que uma sociedade evoluída não pode descurar o seu lado cultural, aquele lado que permite momentos de crescimento interno, de alma, de alegria. Momentos de pausa e de contemplação num dia a dia cada vez mais pesado, mais exigente e mais denso. E é por tudo isto que queremos que Oeiras continue a pulsar cultura por todos os poros e, desta feita, colocaremos à sua disposição as mais variadas atividades para o mais distinto público e de gostos mais ecléticos. E se me é permitido fazer, no universo das inúmeras sugestões que aqui temos, uma sugestão, gostava de salientar o debate em torno dos Livros Proibidos que terá como moderador o reputado jornalista Ricardo Costa. Um ciclo criado para se pensar no mundo em que vivemos, na democracia que construímos, no que foi o passado de forma a melhor intuirmos o futuro. Pensamos e criamos o melhor para si. Um feliz 2014.

PAULO VISTAS

} Presidente da Câmara

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 1


E entrevista

RICARDO COSTA E OS LIVROS PROIBIDOS

entrevista } CARLA ROCHA

fotografia } CARMO MONTANHA

icardo Costa vai ser o primeiro moderador do projeto Livros Proibidos que terá lugar durante 2014 na Biblioteca Municipal de Oeiras. A acompanhá-lo, na primeira sessão, terá Francisco Louçã com o livro ‘As Vinhas da Ira’, um livro que chegou a ser proibido nos Estados Unidos por ser um relato cru da sociedade americana durante a Grande Depressão. Não foi à toa que Ricardo Costa escolheu este livro. Como não foi à toa que escolheu Francisco Louçã. Como não é à toa que diz que aceitou este convite com reticências. É o seu lado sério de jornalista arguto a falar. Começou a entrevista a dizer que tinha pouco tempo, mas não se escusou a responder com tempo o que lhe foi indagado. Fê-lo com rapidez de raciocínio, de forma clara e simples. Qualidades que, certamente, porá em prática na sessão de 19 de Fevereiro. E mesmo para quem ache que este é um tema a destempo, é percebendo o passado que melhor podemos compreender o que aí virá.

R


E entrevista

Imagino que na sua casa não houve livros proibidos, que cresceu com a possibilidade de ter acesso a todo o tipo de leituras.

Havia metaforicamente e por uma razão muito simples: o meu pai foi escritor e teve alguns livros proibidos porque ele era militante do partido Comunista, e descobri há pouco tempo, num trabalho do próprio Expresso realizado pelo José Pedro Castanheira sobre Os Livros Proibidos durante o Estado Novo que ele estava no top Ten do autor com mais livros proibidos antes do 25 de Abril. Ou seja, e voltando à sua questão, havia, não no sentido literal mas no sentido metafórico a questão em redor dos livros proibidos. Mas é curioso que só recentemente e por causa deste artigo, é que percebi a quantidade de livros da autoria do meu pai que foram proibidos.

Angolano ganhou o grande prémio de romance. Ou seja, era muito difícil para o regime, para além de lidar com os autores nacionais tinham ainda outro problema quando apareciam algum romancista ou romance que vinha de Angola, ou Moçambique, ou de Goa, ou da Guiné ou mesmo São Tomé que embora com menos força, mas que tivesse algum germes de independência. Não acha que seria mais por causa do autor do que do que esse autor pudesse escrever?

Eram as duas coisas. Quer por causa dos autores quer por causa daquilo que eles estavam a escrever. Sabiam que os livros eram uma arma poderosa de reflexão sobre uma serie de coisas que, normalmente, as pessoas não pensavam ou refletiam. O livro, prinO livro, principalmente cipalmente o livro proibido, Ficou surpreso pela quan- o livro proibido, tinha tinha uma capacidade de tidade mas sabia que o seu disseminação enorme, nauma capacidade de pai era um autor proibido? da comparado com o que Sim, sabia que ele tinha tido disseminação enorme, se passa nos dias de hoje, livros proibidos como era nada comparado com claro. Nós, hoje, chegamos normal em todas as pessoas o que se passa nos dias ao computador e colocamos que eram contra o regime uma coisa na net que é vista de hoje, claro. ou, sobretudo, que eram por milhares de pessoas, ou militantes do Partido Comunista, mas como o seja, não era assim, mas um livro tinha a capameu pai não era um autor prolixo, longe disso, cidade de cimentar e de partilhar certas mensaera um autor de poesia e alguma ficção, mas gens que eram poderosas. O meu pai tinha um não muita, nunca imaginei que tivesse tantos livro que era ‘O signo da Ira’, que se passa em livros no top de livros proibidos. Goa e que ganhou um prémio Romance Ricardo Malheiros, e isso foi uma das coisas mais Como é que o seu pai lidava com esse facto? o prejudicou. Não sei. Nunca falamos sobre isso, ou seja, as poucas conversas que tivemos sobre esta Acha que faz sentido, hoje em dia, falarmos temática foram conversas normais de livros sobre livros proibidos? que foram proibidos e que depois passaram a Eu sou completamente contra livro proibidos. ser vendidos. Nada mais. Nunca houve uma Hoje em dia os nossos padrões de proibições conversa mais profunda. A questão da proibi- são sobretudo questões mais morais, tem a ver ção prendia-se com o facto de o meu pai ser com certos temas que nos chocam, temas sede Goa e tinha a ver com algum medo natural xuais, violência, questões que apelem ao racismas estupido, que o regime tinha em relação mo. Eu sou contra as proibições, embora peràs colónias e aos movimentos independen- ceba que tenha que haver classificações. Tudo tistas das colónias. Há uma altura em que o que é proibido acaba por ser mais apetecido. um dos grandes problemas que houve com a Quanto muito, quem quiser não vende essas Associação Portuguesa de Escritores, que na coisas mas quem quiser compra. Hoje o acesaltura tinha outro nome, quando um escritor so é total. Se sair um livro qualquer que seja 4

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


proibido, a pessoa vai à Internet e manda vir o livro e ninguém consegue fazer nada contra isso. E eu penso que isso é muito melhor que o contrário. Acho que, aliás, todos nós temos algum fascínio pelo que é proibido, principalmente quando somos jovens, mas também na fase adulta temos curiosidade em saber porque razão é o livro ou filme proibido. Os limites da proibição são muito complexos, por exemplo em países como a Alemanha e a França, que são países que lidam muito mal com os nacionalismos e a extrema direita, por razões históricas e têm muitas proibições, e eu percebo que as tenham. Por exemplo na Alemanha é completamente proibido qualquer apelo ao nazismo. Mas ao mesmo tempo não sei se esse proibicionismo não acaba por alimentar aquilo que se quer ‘morto’. Alguma vez leu um livro tão mau que achasse que ele devesse ser proibido?

Não (risos). Eu acho que os livros maus às vezes são um grande sucesso. O que é que se pode fazer? Eu li esse das “Cinquenta Sombras de Grey” e achei uma porcaria do ponto de vista literário, mas percebo que as pessoas se interessem. Aquilo é uma espécie de “soft porno” para donas de casa, sei que estou a ser redutor. O sucesso tem a ver com o facto de ter vindo colmatar uma área que não existia, pois existia o romance normal e havias as coisas mais hardcore. E, de repente, aparece uma coisa que pode ser lida nos transportes públicos, ou estar numa estante ou numa mesa de cabeceira sem ser chocante, e portanto apanhou ali uma franja. Eu li, por ser um fenómeno editorial, li umas cinquenta páginas e achei que não tinha interesse, mas percebi o interesse para muita gente. Para muitas pessoas que têm uma vida difícil, sempre a correr, aquilo traz o leitor para universos mais excitantes que o habitual. Em relação ao projeto das Bibliotecas de Oeiras de se abordar a temática dos Livros Proibidos, o convite a Francisco Louçã partiu de si?

A ideia partiu de mim e dei outros nomes como sugestões.

Uma coisa é ler um livro e gostar muito do livro e isso eu já fiz muitas vezes e espero continuar a fazer o resto da vida, mas daí a discursar ou debater sobre um livro é uma novidade total.

Qual a razão de o ter escolhido?

Porque achei que era uma pessoa que pensa bem, que fala bem. Mas também podia fazer essa moderação com uma pessoa de Direita, era completamente indiferente. Deixe-me dizer-lhe que aceitei moderar isto, não direi a contragosto porque senão não tinha aceite, mas com muitos travões, porque eu não sou nem nunca fui especialista em literatura. Li muito, hoje leio menos por falta de tempo, e portanto tenho uma boa cultura livresca, mas não de reflexão. Uma coisa é ler um livro e gostar muito do livro e isso eu já fiz muitas vezes e espero continuar a fazer o resto da vida, mas daí a discursar ou debater sobre um livro é uma novidade total. Eu vou ter que reler os livros, aliás eu escolhi os livros com os quais estava mais à vontade. Por exemplo, livros de 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 5


E entrevista poesia eu disse logo que não. Eu li muitos livros de poesia, gosto muito, mas não sou capaz de dissertar ou conversar sobre poesia. Mesmo tendo tido um pai nessa área?

Virou-se para a política desde muito cedo pois fez parte da Associação de Estudantes.

Não. Eu nunca me virei muito para a política cedo.

Pois, isso é exatamente ao contrário. O meu Mas candidatou-se a uma Associação de pai aí, não vou dizer que me castrou do ponto Estudantes, isso já era um bocadinho políde vista Freudiano, mas limitou-me. Eu já es- tica em si. crevi um livro e meio, mas de política: um é de Virei-me e deixei de me virar logo. As únicas entrevistas com o Medina atividades políticas que eu Carreira e o outro escrevitive na vida foram essas, foi o há pouco tempo, mas são a Associação de Estudantes livros jornalísticos. Eu acho no Liceu com um movique nunca seria capaz de esmento muito giro, e depois crever um romance, mas por apoiei, tinha 17 anos, a uma razão muito simples, campanha do Mário Soares porque eu via o meu pai em 1986 contra o Freitas do “As Vinhas da Ira” É escrever assim e eu não sou Amaral. Foram as minhas um livro socialmente capaz de escrever daquela experiências políticas e femuito marcante mas forma, não sou… charam, nunca mais. Mas acha que não é capaz e nunca tentou ou já tentou e não é capaz de todo?

muito bem escrito, muito duro e que mostra uma época dos EUA pouco retratada. Há esta dificuldade, eu não consigo falar do livro sem me lembrar das imagens do filme, quando os filmes são bons isso acontece.

Nunca tentei e acho que nunca vou querer tentar. Fiquei com o bichinho da escrita, da leitura, de estar muito tempo a ler, muito tempo a escrever, de parar para pensar, da escrita noturna hoje menos pois hoje a vida não dá para esses horários, mas nunca me irei propor a escrever um romance, sei que não.

Mas porque acha que é um ato de algum sofrimento?

É como tudo na vida, tem que se ter jeito. Claro que nós podemos experimentar coisas para as quais achamos que não temos jeito e depois até temos. Como quem vai fazer ski pela primeira vez na vida e depois vai aprender e descobre que afinal nasceu para aquilo. A escrita literária acho que é uma coisa diferente, é uma arte que exige muito trabalho, exige muito jeito, exige também algum “sentir”, e eu sempre me virei mais para as coisas dos jornais do que para a literatura. 6

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Porquê essa coisa do ‘nunca mais’, não gostou?

Eu gostava muito da política pelo lado jornalístico. Eu sempre gostei muito de ler política, o meu pai era militante de um partido, o meu irmão também era desde ao 14 anos do Partido Socialista, tinha um tio, que morreu este ano, que foi fundador, ou “quase-fundador”, do PSD. Portanto, houve sempre muita política à minha volta, sempre tive muitos amigos na política, tenho grandes amigos em vários partidos, mas nunca me interessei pela política desse lado. Tive essa experiência de Associação de Estudantes, a que não se pode chamar propriamente uma experiência política, é mais uma experiência de divertimento e de ajuda, no sentido em que fazíamos muitas coisas úteis. Mas nessa altura eu tinha 15/16 anos, agora tenho 45, por isso há quase 30 anos que não tenho esse apelo. Falemos do primeiro livro que vai dar o pontapé de saída a este projeto que é “As Vinhas


da Ira”. Este livro retrata um momento dos EUA muito difícil, acha que existe um paralelismo com o que nós vivemos hoje em dia?

Eu achei o livro interessante por causa disso. “As Vinhas da Ira” na altura, provavelmente mais pessoas viram o filme do que leram o livro. Acho que o Steinbeck marcou muito, não é o meu autor preferido Americano dessa alturas, é muito mais o Hemingway ou Faulkner, mas as “Vinhas da Ira” é um livro interessante. É um livro marcante, não lhe vou chamar neorrealista porque ele não era um autor neorrealista, mas é o mais próximo que podemos encontrar do neorrealismo europeu. É um livro socialmente muito marcante mas muito bem escrito, muito duro e que mostra uma época dos EUA pouco retratada. Há esta dificuldade, eu não consigo falar do livro sem me lembrar das imagens do filme, quando os filmes são bons isso acontece. E de saída desta entrevista, diga-nos qual a sua relação com Oeiras? Não sei se vive cá…

Já vivi. Vivi um ano. Mas eu costumo dizer que vivo mais em Oeiras do que em Lisboa porque passo aqui o dia todo. Eu, desde os 24 anos, que trabalho no Concelho de Oeiras.

Trabalhei 17 anos na SIC e depois vim para o Expresso e vou à SIC quase todos os dias, portanto só vivi um ano no Alto da Barra. Vivo em Belém que também é quase a chegar ao Concelho de Oeiras, mas Oeiras é um Concelho onde gosto muito de trabalhar. E vive o Concelho de alguma forma…

Obviamente até porque passo aqui o dia. Não me vou considerar munícipe no sentido de viver, mas as pessoas que trabalham num Concelho acabam por ser quase tão munícipes como as que vivem. E acho que aliás os municípios têm que se virar para isso. E essa foi se calhar a grande transformação de Oeiras nos últimos 20 anos, deixou de ser aquilo que se calhar ao início era, um sítio onde as pessoas viviam para depois irem trabalhar para Lisboa, e agora já não é um dormitório de todo, apesar de haver pessoas que vivem aqui e irem trabalhar para Sintra ou Lisboa, ou vice-versa, é um sítio onde entra muita gente para trabalhar e para estar todos os dias e acho que é isso que faz a vida de um Concelho. Acho que desse ponto de vista considero-me munícipe de Oeiras e acho que devia ter pelo menos direito a meio voto, porque passo aqui metade do dia. } 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 7


B boa vida

EM 2014, VOU CORRER MAIS… EM OEIRAS! O início de ano é sempre marcado por novos desejos, metas e muitos planos para os 365 dias seguintes. São as chamadas ‘resoluções de Ano Novo’, já esquecidas, em meados de Janeiro… O desafio que lhe lançamos é não as descure e que correr seja (ou continue a ser!) um dos seus importantes objetivos para 2014! Tudo o que precisa é de uma decisão firme e resoluta, algum equipamento, um planeamento realista da sua agenda e, por fim, sair para a rua! Mas não tenha pressa: um bom corredor pode começar por andar, até encontrar o seu ritmo de conforto. Encontre a sua própria cadência de progressão. Ouça o que o seu corpo lhe diz. Embora se possa correr quase em todo o lado, a verdade é que, no nosso concelho, existem locais privilegiados para o fazer de forma regular, dos quais se destacam os passeios marítimos de Algés, da Cruz Quebrada e de Oeiras, ao longo da orla ribeirinha. Por outro lado, se acha que poderia beneficiar de algum enquadramento técnico, considere juntar-se ao Programa Nacional de Marcha e Corrida, que às terças e quintas, das 18h00 às 19h30, e aos sábados, das 10h00 às 11h30, no 8

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Centro Desportivo Nacional do Jamor, onde técnicos qualificados orientam sessões de treino adequadas aos diversos níveis de prática (mais informações em www.ipdj.pt). Numa fase posterior, e como motivação extra e forma de experimentar percursos diferentes, pode participar gratuitamente, entre Janeiro e Junho, em qualquer uma (ou todas!) das 12 provas do Troféu CMO - Corrida das Localidades, inscrevendo-se individualmente, ou através de um clube (mais informações em http://trofeu.desporto.cm-oeiras.pt). E claro, de participação quase obrigatória, os grandes eventos na Estrada Marginal: numa perspetiva mais lúdica, o ‘Mexa-se na Marginal’ (1 de Junho) e ‘Marginal Sem Carros’ (21 de Setembro), e, numa ótica de competição e superação, o ‘Marginal à Noite’ (14 de Junho) e a ‘Corrida do Tejo’ (14 de Setembro). Como vê, em Oeiras, tem muitas oportunidades e incentivos para correr. Agora depende de si o passo mais difícil: completar cada uma das suas corridas planeadas, ao longo do ano! Boas corridas, em Oeiras. }


T territórios meus

A NOSSA TERRA JOSÉ MANUEL CONSTANTINO

Estudei na terra onde nasci. Terminados os estudos liceais rumei para a Cruz-Quebrada. Por lá vivi muitos anos. Em Oeiras migrei duas vezes. Em termos vividos sou mais oeirense que escalabitano. Um lugar para viver teria que ter inevitavelmente o mar por perto. E muito sol. As contingências da vida obrigaram-me a ter de prescindir deles. Hoje o cheiro da terra e a cultura do campo conquistar-me-iam. Durante muito tempo dava graças para não ter de sair de Oeiras. Tudo o que precisava estava por cá. Outras obrigações obrigam a deslocar-me diariamente à capital. De onde regresso, logo que posso, à terra de acolhimento. Entre a Oeiras que eu conheci e a de hoje não há comparação possível. O traço mais marcante na paisagem física será porventura a irradicação das barracas. Mas o elemento de maior relevo foi a recomposição do tecido social quer por via da integração de grupos populacionais que viviam em condições infra-humanas, quer pela atração e fixação de novas classes médias com forte poder aquisitivo. As assimetrias sociais não se esbateram. Mas o padrão de vida melhorou. As cidades são uma criação humana. Espelham e traduzem os paradoxos do pulsar da condição humana, e, por isso, representam a expressão mais fiel de um fenómeno social. Apesar do manancial de instrumentos que o conhecimento, a ciência e a gestão política procuram recrutar para a construção da vida em comunidade, permanece em último reduto o enigma do confronto da condição humana com os seus limites e com as suas falhas. Com o acaso das circunstâncias que se nos deparam. Oeiras não foge a este desígnio. Vive as contradições e os paradoxos, capacidades e incapacidades da nossa dimensão humana. Oeiras não é uma terra perfeita, mas é a nossa terra. }

José Manuel Constantino Presidente do Comité Olímpico de Portugal

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 9


P entre portas

A NOVA ACADEMIA DA VILA DE PAÇO DE ARCOS Inaugurou, no passado mês de Novembro, a Academia da Vila no Centro Histórico de Paço de Arcos. Esta é a oportunidade para aderir a um estilo de vida menos sedentário e zelar pelo seu bem-estar físico, num espaço onde reina a simpatia, espírito familiar e que conta com instalações de excelência. Apesar de ser uma Academia mais direcionada para as artes marciais e desportos de combate (como o Karaté, Jiu-Jitsu e Boxe), não dispensa a oferta de modalidades tão procuradas como as aulas de Zumba, Hip-Hop, Yoga, Ginástica e Pilates. A Academia da Vila dispõe também de aulas das diversas modalidades especialmente dedicadas às crianças, assim como aulas de Manutenção Sénior. Neste novo espaço pode ainda usufruir de serviços de fisioterapia, recuperação e massagem. Mas a oferta da Academia não se fica por aqui e permite ainda organizar Festas de Aniversário para os mais novos num conceito bem diferente e animado. São preparadas Festas Desportivas nas quais as crianças participam em aulas das suas modalidades preferidas e disfrutam ainda de música e muita animação, pretendendo-se que através do espírito festivo seja incutido um estilo de vida mais saudável, através da prática do desporto. Comprove por si mesmo e experimente uma aula grátis! } 10

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

ACADEMIA DA VILA Rua Cândido dos Reis, nº 1 2770-025 Paço de Arcos Tel. 21 4414048; 910913160 geral@academiadavila.com www.academiadavila.com


C clique

Fotografia vencedora

Veja em http://goo.gl

/BzeZV as fotografi

. Natal em Oeiras . Mari

as seleccionadas de

a Teresa Castro Caldas

todas as edições do

Clique.

CONCURSO DE FOTOGRAFIA Para o tema “Natal em Oeiras”, recebemos 48 fotografias de 17 leitores/fotógrafos (10 mulheres e 7 homens, dos 17 aos 63 anos). A vencedora é Maria Teresa Castro Caldas, 33 anos, fotógrafa, residente em Paço de Arcos. A segunda e terceira classificadas são, respectivamente, Luísa Nascimento, 63 anos, aposentada, de Oeiras, e Isabel Ribeiro, 20 anos, estudante, de Algés. PARTICIPE! Até 17 de Fevereiro (inclusive), pode enviar as suas melhores fotografias para o tema “À chuva (em Oeiras)”. Aceite o desafio de pegar na máquina e parta à descoberta do concelho, com atenção aos pormenores, lugares e gente. Não se esqueça de nos dizer onde e quando fotografou, o seu nome, idade, profissão, morada e telefone. O prémio para a melhor fotografia: quatro bilhetes para a peça Eu é que sou o primeiro!, no Auditório Municipal Lourdes Norberto, em Linda-a-Velha. Para o segundo classificado: quatro bilhetes para a peça A Casa do Fim da Linha, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, em Oeiras. Para os três primeiros: um chapéu-de-chuva e um saco, ofertas do Centro de Arte Manuel de Brito. Informações e envio de fotos (máximo de três fotos, em suporte digital. Só são aceites fotos em formato jpg, sem compressão, limite de 6MB por foto. Acima dos 3MB por foto, enviar uma foto por mensagem): foto30dias@cm-oeiras.pt


12

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


L leituras

PANAÏT ISTRATI

OU O ESCRITOR VAGABUNDO Texto } ALEXANDRA LEITE

Panaït Istrati é ao mesmo tempo, título e autor desta colectânea de oito contos publicados pela editora Atlântida em 1964 inseridos na colecção antologia do conto moderno e a cuja leitura se acede facilmente em bibliotecas, ou, com alguma sorte, se consegue comprar em alfarrabistas. Falar deste livro de contos, passa inevitavelmente por falar um pouco do seu autor. Nasceu em Braïla, na Roménia a 11 de Agosto de 1884, filho ilegítimo de uma lavadeira e de um contrabandista. Frequentou apenas a escola primária tendo repetido duas vezes o primeiro ano. Aos doze anos sai de casa para ganhar a vida iniciando assim a viagem que duraria quase três décadas e que o levaria à Grécia, Albânia, Síria, Palestina, Líbano, Egipto, Itália França e a tantos outros sítios onde exerceu uma sucessão de pequenos trabalhos que lhe permitiram sobreviver: desde pasteleiro e servente de pedreiro, a fotógrafo ambulante e figurante de cinema. É em 1919 que chega à Suiça para se tratar de tuberculose num sanatório em Lausanne. Aí conhece Josué Jéhouda que o apresenta à língua francesa através dos romances de Romain Rolland. Esta leitura alterará para sempre a sua vida e desta paixão por uma língua que não é mãe, nasce uma escrita que se esperaria à partida fragmentada por uma dupla pertença identitária, de raízes romenas e forma

francófona, mas que afinal se revela unificada por um sentido de fusão entre obra e vida que se tornam consequência mútua e simultânea. Nestes oito contos que se constroem em torno da sua experiência de viagem, o autor traz, para cada um deles, um pouco de todos os locais por onde passou, trabalhou e amou. “Spilca, o monge”, o segundo conto desta colectânea, é uma história de amor, coragem e solidariedade pela voz dos vencidos. Istrati é dos primeiros a defender, com os seus escritos, a Revolução de Outubro, mas é também o primeiro a apontar-lhe os abusos, descriminado pela esquerda que o considera burguês e pela burguesia que o vê como anarquista define-se a si mesmo como “o homem que não adere a nada”, o defensor da verdade que define a ontologia da solidão: “Quando o Homem é muito feliz fica sozinho; e também fica sozinho quando é muito infeliz. Após uma tentativa de suicídio falhada no sul de França em 1921 vai para Paris onde Romain Rolland, o ajuda publicar os seus livros. Morreu em Bucareste em 1935 vítima de tuberculose pouco depois de acabar o seu último livro ”Agência de Colocações”. Defendendo a amizade e a coragem mas também com um grande conhecimento da natureza humana, oito contos para ler como quem ouve uma história, à roda de uma fogueira no fim da noite, para dormir em paz. } 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 13


{b}log in! por } MARTA MONCACHA

http://marta-dolcefarniente.blogspot.pt/

SOFIA NA AUSTRÁLIA

[“I quit my job, rented out my place, packed 20 Kg of my life and moved to Australia”] Esta é a frase que introduz o blog luminoso de uma oeirense chamada Sofia que um dia, por Amor, decidiu deixar a família, os amigos e o País, para morar, literalmente, do outro lado do mundo. Na Austrália. Confesso-vos que este mote só por si, mesmo sem conhecer o blog, seria suficiente para me apaixonar pela sua história. Afinal de contas sou uma romântica inveterada. Gosto de histórias de amor. Gosto de pessoas que se apaixonam loucamente e que fazem loucuras em nome do Amor. Gosto da coragem que às vezes é preciso ter para viver histórias de amor sem medo de fracassar, sem receio do que os outros vão pensar e sem olhar para trás. Porque há amores que só empurram para a frente. No caso da Sofia e do seu blog “Sofia na Austrália”, a aventura que começou por ser uma forma de partilhar a sua nova vida com a família e os amigos que deixou em Portugal, transformou-se numa plataforma vista por 10.000 pessoas por mês. Basta espreitarmos a página por alguns segundos, para nos sentirmos imediatamente inspirados pelo mundo de Sofia. As fotos surpreendentes, os conteúdos bem organizados, a sua paixão pelas viagens e pela vida que, afinal, é disso que se trata. Vivemos um tempo em que precisamos de alento e de uma boa dose de inspiração. Preci14

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

samos, como de pão para a boca, de histórias felizes. De exemplos de pessoas que, à sua maneira, arriscaram trocar a sua “zona de conforto” para reescrever o seu destino. E acima de tudo, precisamos saber que o salto de fé valeu a pena. Qualquer que seja a busca do outro lado, mesmo que seja do outro lado do mundo. Num momento da História em que tantos portugueses são obrigados a sair do País por razões cinzentas, ler o “Sofia na Austrália” é uma lufada de ar fresco. Uma inspiração para todos aqueles que se deparam com momentos difíceis, e que desesperam com a absoluta necessidade de mudar de vida à força. Sem pedir licença. A Sofia mudou de vida pelas melhores razões, e se isso inspirar uma pessoa que seja a seguir o seu caminho com menos medo, acho que a aposta está ganha. Um dia quero ir à Austrália. O meu pai esteve lá quando era miúdo e dizme, muitas vezes, que não há-de morrer sem voltar. Lá, onde foi muito feliz. E porque acredito que, ao contrário do ditado, devemos sempre voltar onde fomos felizes, digo-lhe que sim, que é para regressar. E se eu puder, irei também. A aposta ficou ganha, Sofia. } http://www.sofianaaustralia.com/


L leituras

JANEIRO

Grupos de Leitores Os Grupos de Leitores pretendem ser espaços de troca de opiniões e de sociabilização, através de conversas em grupo sobre determinados livros. Pretende-se aumentar o prazer de ler, valorizar a leitura independentemente do autor, género ou enredo e salientar a importância das boas experiências de leitura. Os Grupos de Leitores decorrem quinzenalmente para, num ambiente informal, falar e trocar opinião sobre um mesmo livro, conversar sobre a história e descobrir o autor. Para jovens e adultos.

Morte em Veneza, de Thomas Mann 2 e 9 Janeiro . Quintas . 19h00 Biblioteca Municipal de Algés As primeiras coisas, de Bruno Vieira Amaral 7 e 14 Janeiro . Terças . 18h30 Biblioteca Municipal de Oeiras E aos costumes disse nada, de David Mourão Ferreira 7 e 14 Janeiro . Terças . 19h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Bibliotecas Municipais - Sector de Adultos Oeiras . tel. 214 406 340 bruno.eiras@cm-oeiras.pt Algés . tel. 210 977 480 ana.duarte@cm-oeiras.pt Carnaxide . tel. 210 977 435 gabriela.cruz@cm-oeiras.pt

Aventura-te a Ler Primeiros sábados de cada mês . 15h00 às 17h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide O Grupo de Leitores para jovens – Aventura-te a Ler consiste num encontro informal entre jovens e a técnica de biblioteca, no qual será discutido o livro proposto para esse mês. Vai ter lugar na Biblioteca Municipal de Carnaxide no primeiro sábado de cada mês. Sempre que possível, o autor do livro será convidado a participar presencialmente na sessão.

Em Janeiro e Fevereiro o livro proposto é Os da minha rua, de Ondjaki.

Para jovens dos 13 aos 16 anos.

INFORMAÇÕES Biblioteca Municipal de Carnaxide tel. 210 977 434, josefina.melo@cm-oeiras.pt

Padeira de Aljubarrota, por Maria João Lopo de Carvalho 18 Janeiro . Sábado . 16h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide Maria João Lopo de Carvalho apresenta o seu mais recente livro dedicado à prodigiosa mulher que, em 1385, numa aldeia perto de Alcobaça, pôs a sua extrema força e valentia ao serviço da causa nacional. A Padeira Brites de Almeida tornou-se assim num símbolo máximo da resiliência e bravura de todo um povo ao ajudar a assegurar a independência do reino. Encontro organizado em parceria com a Livraria Apolo 70. 10º Ciclo da Tertúlia “Fim do Império: Olhares sobre Moçambique” 21 Janeiro . Terça . 15h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras No quinto aniversário do início deste projecto, apresentação do livro Moçambique: memória falada do Islão e da Guerra, com a presença dos seus autores, Fernando Amaro Monteiro, Abdool Karim Vakil e Mário Machaqueiro. Visita à Biblioteca Data, dia e hora a agendar previamente Biblioteca Municipal de Oeiras, Algés e Carnaxide Como forma de promover os seus espaços e serviços, junto do público em geral, as Bibliotecas Municipais de Oeiras proporcionam visitas guiadas acompanhas por um técnico. Para escolas, instituições e famílias. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) Bibliotecas Municipais - Sector Referência Oeiras . tel. 214 406 340 referencia.bmo@cm-oeiras.pt Algés . tel. 210 977 482 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 15


L leituras

referencia.bma@cm-oeiras.pt Carnaxide . tel. 210 977 434 referencia.bmc@cm-oeiras.pt

As Vinhas da Ira, de John Steinbeck 4 e 11 Fevereiro . Terças . 18h30 Biblioteca Municipal de Oeiras

Serviço de Pesquisa Assistida Segunda a sexta . 10h00 às 18h00 Biblioteca Municipal de Oeiras, Algés e Carnaxide Este serviço nasce da vocação das Bibliotecas Municipais de Oeiras em prestar apoio constante na pesquisa e localização de distintos tipos de informação online. Caso necessite de conteúdos específicos de suporte à investigação sobre qualquer temática, apoio na utilização de serviços públicos online, realização de trabalhos escolares ou ainda se pretende conhecer informação relevante sobre Oeiras, reserve já a sua sessão numa biblioteca próxima de si.

Manhã Submersa, de Vergílio Ferreira 4 e 11 Fevereiro . Terças . 19h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide

Para público em geral. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) Bibliotecas Municipais - Sector Referência Oeiras . tel. 214 406 340 referencia.bmo@cm-oeiras.pt Algés . tel. 210 977 482 referencia.bma@cm-oeiras.pt Carnaxide . tel. 210 977 434 referencia.bmc@cm-oeiras.pt

FEVEREIRO

Vale Abraão, de Agustina Bessa-Luís 6 e 13 Fevereiro . Quintas . 19h00 Biblioteca Municipal de Algés INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Bibliotecas Municipais - Sector de Adultos Oeiras . tel. 214 406 340 bruno.eiras@cm-oeiras.pt Algés . tel. 210 977 480 ana.duarte@cm-oeiras.pt Carnaxide . tel. 210 977 435 gabriela.cruz@cm-oeiras.pt

Vida e Obra, por Rita Ferro 15 Fevereiro . Sábado . 16h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide Rita Ferro apresenta na Biblioteca Municipal de Carnaxide a sua mais recente obra ao mesmo tempo que dá a conhecer todo o seu percurso pelo mundo da escrita. Encontro organizado em parceria com a Livraria Apolo 70. 11.º Ciclo da Tertúlia “Olhares sobre a Pátria e Consequências do Fim do Império” 18 Fevereiro . Terça . 15h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras Apresentação do livro Segredos de Descolonização de Angola, com a presença da autora, a jornalista Alexandra Marques, e de Manuel Amaro Bernardo.

Grupos de Leitores Para jovens e adultos.

16

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


L leituras

LIVROS PROIBIDOS As Vinhas da Ira, de John Steinbeck Com Francisco Louçã Moderador: Ricardo Costa 19 Fevereiro . Quarta . 21h30 Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras

Em Fevereiro inicia-se o projeto Livros Proibidos. Trata-se de um Ciclo de Conversas com nove sessões, numa primeira edição, a realizar de Fevereiro a Dezembro deste ano e que irá contar com a participação de três das figuras mais conhecidas do jornalismo e da televisão portuguesa no papel de moderadores. Falamos de Ricardo Costa, Nicolau Santos e Maria Flor Pedroso. O objetivo é refletir sobre um dos temas mais transversais da história do livro e da leitura: a censura. Um tema que espelha apenas um problema comum e milenar: a natureza do Homem e as suas paixões. Assim, todos os meses teremos uma obra em análise que constitua um exemplo paradigmático de proibição na história do pensamento pela mão de um conjunto de prestigiados convidados e com a mediação e mestria de um dos nossos moderadores. Começaremos com a Literatura no Século XX e com uma das obras mais emblemáticas neste universo: As Vinhas da Ira, de John Steinbeck, editado em 1939, um épico sobre o sofrimento humano, situado temporalmente na Grande Depressão de 1929. Trata-se de uma das obras mais lidas e discutidas de um dos mais célebres escritores norte-americanos. A celeuma que este livro provocou nos Estados Unidos foi imensa e deu origem, inclusive, a investigações do FBI. Foi banido de dezenas de Bibliotecas (que apesar de serem os guardiões da memória, foram também, bastas vezes, protagonistas do processo de destruição dos livros) e queimado na praça pública por populações indignadas. Contudo, todos estes factos não impediram que lhe concedessem o mais importante prémio literário que existe nesse país: o Prémio Pulitzer em 1940. Ganhou, ainda, elogios públicos da primeira-dama Eleanor Roosevelt e ficou imortalizado no cinema pela mão do inimitável John Ford. Steinbeck foi também galardoado com o Prémio Nobel em 1962. Boas e insuperáveis razões para incluir esta obra intemporal na lista dos Livros Proibidos. Com o olhar inconfundível do jornalista Ricardo Costa e a voz de Francisco Louça. INFORMAÇÕES Bibliotecas Municipais de Oeiras tel. 214 406 330, geral.bmo@cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 17


D diálogos

CONVERSAS NA ALDEIA GLOBAL

O Futuro da Cidadania MODERAÇÃO DE VASCO TRIGO As Conversas na Aldeia Global debatem, neste novo ciclo, a importância de redescobrir um sentido reforçado e uma prática renovada do exercício da cidadania, pela defesa dos direitos, liberdades e deveres dos cidadãos. Porque está a cidadania em crise? Na verdade os sinais desta crise estão bem evidentes no funcionamento das sociedades ocidentais. A demissão dos cidadãos de exercitarem os seus direitos ou deveres na condução das suas vidas está a permitir que poucos decidam pela vida de muitos. Exemplo disso é o absentismo na escolha dos seus representantes políticos. Perante esta situação, muitas questões se levantam a exigir respostas que mobilizem novamente a participação dos cidadãos na condução dos seus destinos. A crise no exercício da cidadania deveria estar na linha da frente das preocupações de educadores e políticos portugueses, no entanto, será que esta crise não favorece os interesses dos grupos dominantes? Afinal desde que a crise económica se instalou em Portugal, os pobres aumentaram ao mesmo tempo que os multimilionários portugueses são mais e estão mais ricos. As diferenças entre ricos e pobres, na União Europeia, tem crescido nos países sujeitos a ajuda externa, nomeadamente em Portugal e na Grécia. Será que esta evidência só por si não nos motiva o suficiente para o exercício de uma cidadania mais ativa? O debate sobre cidadania visa contribuir para a afirmação de pessoas responsáveis, solidárias, que conhecem e exercem os seus direitos e deveres com autonomia e em diálogo e respeito pelos outros, de forma pluralista, crítica e criativa. Tendo como referência os valores dos direitos humanos, precisamos de mais igualdade, mais solidariedade e mais participação democrática. Nas Conversas na Aldeia Global continuamos a convidar personalidades especializadas que estimulem a reflexão sobre a responsabilidade da sociedade civil em democracia. Porque só uma opinião pública bem informada saberá escolher e exigir dos dirigentes soluções duradouras e sustentáveis que defendam os interesses da maioria, sem esquecer as minorias mais desprotegidas. Para adultos e jovens. INFORMAÇÕES Biblioteca Municipal de Oeiras . tel. 214 406 337, maria.amandio@cm-oeiras.pt JANEIRO

Memórias do Outono Ocidental: Um Século Sem Bússola, por Adriano Moreira 30 Janeiro . Quinta . 21h30 Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras Adriano Moreira, jurista, político e professor universitário vem debater as questões da cidadania e dos direitos e deveres sociais, enquadradas por mais um título da sua vasta obra. Ao longo de 21 capítulos, disseca um conjunto de considerações por temas como a geração grisalha, o imprevisto do mundo novo, a conjuntura europeia, o século XXI ou a lenta marcha da igualdade dos homens. 18

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


D diálogos Adriano Moreira é considerado um dos “senadores” da sociedade portuguesa e assume que a sua intervenção política foi desenvolvida sobretudo por obrigação cívica. É doutor honoris causa por várias universidades, catedrático pela Universidade Técnica de Lisboa, detentor de várias condecorações e de um percurso académico de referência. Foi também um ativo ator político, tendo sido ministro do Ultramar durante o Estado Novo e presidente do Centro Democrático Social (CDS) após o 25 de Abril. É o atual presidente da Academia das Ciências de Lisboa e autor de várias obras ensaísticas e históricas ou de Direito. Em 2009 publicou a obra biográfica, «A Espuma do Tempo». É colunista do Diário de Notícias. Recebeu, em 2010, o Prémio Pedro Hispano, que distingue a figura do ano na área da Cultura, da Arte e das Letras.

FEVEREIRO

Políticas Públicas para a Reforma do Estado, por Maria de Lurdes Rodrigues e Pedro Adão e Silva 27 Fevereiro . Quinta . 21h30 Auditório da Biblioteca Municipal de Oeiras Na sequência da realização, em 2013, do Fórum Políticas Públicas promovidos pelo ISCTE, surge uma obra que reúne os vários contributos de todos os que participaram naquele evento. Que Estado queremos ter, com que objetivo queremos reformá-lo e quanto estamos dispostos a pagar por ele, são algumas das questões colocadas pelos autores e que pretendemos ver discutidas na segunda sessão de Conversas na Aldeia Global, no encontro que junta Maria de Lurdes Rodrigues e Pedro Adão e Silva. Maria de Lurdes Rodrigues é professora no Departamento de Sociologia do ISCTE-IUL, onde leciona desde 1986. Aí concluiu o doutoramento em Sociologia, em 1996, e prestou provas de agregação, em 2003. Foi entre maio de 2010 e novembro de 2013, Presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. Dirigiu o Observatório das Ciências e das Tecnologias do Ministério da Ciência e da Tecnologia (1997-2002). Entre 2005 e 2009, foi ministra da Educação do XVII Governo Constitucional. Pedro Adão e Silva é professor no ISCTE e concluiu um doutoramento em ciência política no Instituto Universitário Europeu, em Florença. Mantém semanalmente uma coluna de opinião no Diário Económico, comenta a atualidade política na RTP-N e diariamente no Rádio Clube, escrevendo ainda sobre surf, mensalmente, na Surf Portugal.

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 19


D diálogos

JANEIRO

Tertúlia Cultural de Oeiras 8 Janeiro . Quarta . 16h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras “O Tejo - Da Nascente à Foz”, por Manuel Lima, palestra a cargo da Universidade Sénior de Oeiras. Quintas-feiras Culturais Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras Poemas esquecidos de grandes poetas 9 Janeiro . Quinta . 16h00 Comentados e discutidos com a colaboração da assistência, numa sessão a cargo do Centro Cultural de Oeiras. O Condado Portucalense 16 Janeiro . Quinta . 16h00 Com Luís Raposo, numa sessão a cargo da Universidade Sénior de Oeiras. Palestra da AMORC - Associação Rosacruz 18 Janeiro . Sábado . 16h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras “O esoterismo nos contos de fadas II”, por Fernando Glórias, numa sessão da AMORC Associação Rosacruz.

FEVEREIRO

Quintas-feiras Culturais Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras Mapa 6 Fevereiro . Quinta . 16h00 Uma sessão a cargo da Mapa – Associação Cultural. Efemérides poéticas 4 13 Fevereiro . Quinta . 16h00 Por José Lança-Coelho, numa sessão a cargo do Clube dos Poetas de Paço de Arcos. A herança de Freud 20 Fevereiro . Quinta . 16h00 Por Rui Pires, numa sessão a cargo da Universidade Sénior de Oeiras. Palestra da AMORC - Associação Rosacruz 8 Fevereiro . Sábado . 16h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras “Faraó Akhenaton: A Aurora do Monoteísmo”, por Abdul Cadre, numa sessão da AMORC Associação Rosacruz. Tertúlia Cultural de Oeiras 12 Fevereiro . Quarta . 16h00 Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras “A Arquitectura em tempo de crise”, por Horácio Bonifácio, palestra a cargo da Universidade Sénior de Oeiras.

20

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


P património imaterial

Carnaval

No Mundo da Fantasia e do Disfarce

Legenda da imagem: O Carnaval de 1912 in Ilustração Portuguesa, nº 314, 26/2/1912

texto } FILOMENA SERRÃO ROCHA . filomena.rocha@cm-oeiras.pt

O Carnaval ou Entrudo é uma festa pagã de origem ancestral. Os festejos enquadram-se nas manifestações que assinalam o ciclo da Primavera e ocorrem cerca de 40 dias antes da Páscoa. Em geral, têm a duração de três dias, de domingo a terça-feira, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Estes dias são chamados “gordos”, em contraste com o tempo de jejum e abstinência da Quaresma. Em Portugal, ao longo dos séculos, o Carnaval teve particular destaque nos meios urbanos, mas desfruta, ao mesmo tempo, características muito próprias nos meios rurais tradicionais. Os festejos caracterizavam-se pela ausência de restrições alimentares, (comer e beber em excesso), o uso de máscaras, e a utilização de crítica social através de sátira em praça pública. Em Oeiras, nas décadas de 50 e 60, era habitual as populações celebrarem o Carnaval nas ruas e nas matinés dançantes, das Associações Recreativas, ou no Salão dos Bombeiros (O Diário de Lisboa de 17 de Fevereiro de 1962, anunciava um baile de máscaras naquele espaço com a participação do conjunto musical “Loucos da Melodia”). Serpentinas, bisnagas de água e sacos de serradura (os foliões mais engenhosos usavam areia ou pedrinhas) eram alguns dos acessórios usados nas brincadeiras. Luis Teixeira de Vasconcelos retrata alguns

episódios destas festividades na vila de Oeiras: “Muitos mascarados e algumas danças, acompanhadas por músicos, percorriam as ruas da vila, mas a grande luta era na Rua Direita, (…) entre a Rua do Lopes e o Largo do Pelourinho, principalmente entre a estação do correio (…) e o prédio fronteiro”. As cinco filhas de José Florindo “intrépidas combatentes, que, auxiliadas por parentas e amigas, resistiam heroicamente aos pós, tremoços, ovos, etc. arremessados pelo inimigo entrincheirado no correio! Num ano, porém, ficaram vencidas (…). Depois da rendição as vencidas ofereceram aos vencedores um abundante copo de água, como hoje se diz, constando de filhoses, sonhos e coscorões, doces próprios da época, regados por autêntico vinho de Carcavelos da marca Paulo Jorge, grande vinhateiro da região.” (1) A festa continua viva. Nos últimos anos, a Câmara Municipal em articulação com as Juntas de Freguesia, e outras entidades, têm promovido animados desfiles de Carnaval nos centros históricos do Concelho, iniciativa onde participam centenas de crianças das escolas. Alegria, sorrisos, muitas cores e fantasia… É Carnaval ninguém leva a mal. } (1) Vasconcelos, Luís Teixeira, Oeiras de ontem, de hoje e de amanhã, Anos 40?, p. 26. A Rua Direita (actual Rua Cândido dos Reis), e Rua do Lopes (actual Rua Marquês de Pombal). 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 21


C cinema

FEVEREIRO

Masterclass de História do Cinema * O Melhor do Cinema Inglês (1935-2000) Orientada por Lauro António

Terças . 14h00 e 17h00 Auditório Municipal Maestro César Batalha . Alto da Barra . Oeiras A intenção essencial desta nova masterclass, orientada pelo professor e cineasta Lauro António, é oferecer uma panorâmica da história do cinema inglês, entre 1935 e o final de século XX, vista através de alguns filmes fulcrais, representativos dos principais cineastas, actores, géneros, estúdios, e ainda de alguns escritores britânicos muito adaptados ao cinema. Alfred Hitchcock, David Lean, Laurence Olivier, Terence Fisher, Karel Reisz, Jack Clayton, Lindsay Anderson, Mike Leigh, Terence Davies, entre muitos outros cineastas, estão representados, bem como alguns estrangeiros que vieram habitar Inglaterra, como Alberto Cavalcanti, Joseph Losey ou Stanley Kubrick. Grandes momentos como a comédia dos estúdios Earling, o Free Cinema, o terror da Hammer, o documentarismo dos anos 40, o cinema social dos anos 90, a vanguarda, as adaptações literárias estão igualmente apresentados. Muitos dos brilhantes actores que a Inglaterra ofereceu ao mundo aparecem em obras inesquecíveis. De uma cinematografia tão vasta e rica como a inglesa difícil será reduzir o essencial a cerca de 60 títulos, mas a selecção que se propõe, embora necessariamente pessoal, permite estabelecer uma panorâmica relativamente exemplar do que tem sido a contribuição do cinema britânico para a história da cinematografia mundial. Para maiores de 12 anos. Entrada gratuita, limitada aos lugares disponíveis e condicionada após o início das sessões. Distribuição de senhas: 1ª sessão a partir das 13h30, 2ª sessão a partir das 16h00 (válidas até 10m após o início da sessão). Máximo 4 por pessoa. O programa pode ser alterado por qualquer motivo imprevisto. INFORMAÇÕES CM Oeiras - Divisão de Cultura e Turismo tel. 214 408 524/65, dct@cm-oeiras.pt (*) a confirmar

22

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

4 Fevereiro Os 39 Degraus (The 39 Steps), de Alfred Hitchcock (1935), 81 min. Com Robert Donat e Madeleine Carol. 11 Fevereiro Pigmalião (Pygmalion), de Anthony Asquith (1938), 90 min. Com Leslie Howard e Wendy Hiller. 18 de Fevereiro A Vida do Coronel Blimp (The Life and Death of Colonel Blimp), de Michael Powell e Emeric Pressburger (1943), 157 min. Com Anton Walbrook, Deborah Kerr e Roger Livesey. 25 Fevereiro Sob Duas Bandeiras (Champagne Charlie), de Alberto Cavalcanti (1944), 107 min. Com Tommy Trinder e Stanley Holloway.


30 DIAS EM OEIRAS

JANEIRO . FEVEREIRO

} TEATRO INFANTIL

’2014

a e fantasia que mistur espectáculo de magia onde , ica áct did gia ago a diversão com a ped ua (entregue a cada é focada a Carta da Ág r). jovem espectado d’Almeida Ribeiro. Encenação de Carlos nriques. He ço ren Música de Lou Para maiores 4 anos.

ERVAS INFORMAÇÕES E RES ira@teatrodeoeiras.com ete bilh , 003 020 tel. 213

} A Volta do Ali-Bábá Até 4 Março gos . 11h00 Sábados . 16h00 . Domin rdes Norberto Lou l ipa nic Mu rio ditó Au Linda-a-Velha de um certo país, Numa plácida aldeia o Ali-Bábá (histórico que r sta con a eça com voltado e que, por ha tin ) rão e famoso lad entos e alterações cim isso, estranhos aconte aldeões estavam a de comportamento dos verificar-se...

30DIAS integrante do roteiro

NTIS

MÚSICA

* Concerto Didác tico . 11h00 26 Janeiro . Domingo estro César Batalha Auditório Municipal Ma Oeiras por a minha Os dez passos para com achelbel, G. F. TeJ.P de as obr música!, com derson. Direção An L. e t lemann, W. A. Mozar estro Nikolay Ma os do artística e comentári de Câmara de tra ues Orq da as Lalov e Solist Cascais e Oeiras.

s. Para maiores de 4 ano escolas, por marcação. Sessões especiais para

O roteirinho é parte

ANIMAÇÕES INFA

ERVAS INFORMAÇÕES E RES Teatro Intervalo - Grupo de m rvaloteatro@gmail.co tel. 214 141 739 . inte

gem Super Gotinha - A Via e domingos . 15h30 Até 2 Março. Sábados e Oeiras . Edifício Parqu Teatro Independente de s ira Oe de aro Am to Oceano . San relata a história de Este musical infantil gotinha eleita pela da ra Ter à uma viagem são de ensinar aos mis a Grande Nuvem, com ão a ter com a preservaç homens os cuidados água. Um à o açã rel em s tica e as boas prá

* Concerto Didác tico . 11h00 go min Do . iro ere 23 Fev estro César Batalha Ma l ipa Auditório Munic Oeiras , - duas queridas irmãs” “A Música e a Dança Fr. l, nde Hä Fr. G. , ydn com obras de J. Ha s e C. Gardel. Direção Schubert, J.S Straus y os do Maestro Nikola ári ent artística e com de ra ma Câ de tra ues Lalov e Solistas da Orq Cascais e Oeiras. s de 6 icado a crianças maiore à lotação da sala) a

(*) Entrada gratuita (ind

senhas (até anos). Distribuição de partir das 10h00.

INFORMAÇÕES o de Cultura e Turism CM Oeiras - Divisão s.pt eira m-o @c tel. 214 408 544, dct 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 23


}

BIBLIOTECAS MUNICIPAIS

Algés, Carnaxide e Oeiras Atelier de Animação da Leitura e da Escrita para os mais Pequeninos * 1, 8, 15, 22 e 29 Janeiro Quartas . 10h30 e 14h30 5, 12, 19 e 26 Fevereiro Quartas . 10h30 e 14h30 Biblioteca Municipal de Carnaxide Um projecto das Bibliotecas Municipais de Oeiras que procura criar condições favoráveis à formação de crianças leitoras através de estratégias de animação da leitura e da escrita, concertadas entre os técnicos de Bibliotecas e Documentação, os professores e os educadores. Para alunos do Pré-Escolar.

projeto “Histórias de Ida e Volta”, para animar os sábados de pais, filhos, avós e netos. Para crianças a partir dos 4 anos e suas famílias.

Atelier de Animação da Leitura e da Escrita para os mais Pequenos * 6, 13, 20 e 27 Janeiro . Segundas . 10h30 e 14h30 7, 14, 21 e 28 Janeiro . Terças . 10h30 e 14h30 3, 10, 17 e 24 Fevereiro . Segundas . 10h30 e 14h30 4, 11, 18 e 25 Fevereiro . Terças . 10h30 e 14h30 Biblioteca Municipal de Carnaxide Um projecto das Bibliotecas Municipais de Oeiras que procura criar condições favoráveis à formação de crianças leitoras através de estratégias de animação da leitura e da escrita, concertadas entre os técnicos de Bibliotecas e Documentação, os professores e os educadores. Para alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico.

O roteirinho é parte integrante do roteiro 30DIAS

Feira de Contos * 2, 3, 6, 9, 14, 15, 16, 23 e 30 Janeiro . 10h00 3, 5, 6, 7, 13, 14, 20 e 27 Fevereiro . 10h00 Biblioteca Municipal de Oeiras Nestas Feiras contadores do “Histórias de Ida e Volta” e o público trocam olhares, saboreiam gostos, partilham sonhos, embarcam numa viagem, imaginam terras distantes…

24

Para crianças de Jardim-de-infância e 1º Ciclo do Ensino Básico.

Sábados de Contos * 4, 11 e 25 Janeiro . Sábado . 16h00 1, 8 e 22 Fevereiro . Sábado . 16h00 Biblioteca Municipal de Oeiras Contos compartilhados pelos contadores do {

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Atelier de Animação da Leitura e da Escrita * 7, 8, 10, 14, 15, 17, 21, 22, 24, 28, 29 e 31 Janeiro . Terças, quartas e sextas . 10h00 7, 9, 14, 16, 21, 23, 28 e 30 Janeiro . Terças e quintas . 14h00 4, 5, 7, 11, 12, 14, 18, 19, 21, 25, 26 e 28 Fevereiro . Terças, quartas e sextas . 10h00 4, 6, 11, 13, 18, 20, 25 e 27 Fevereiro . Terças e quintas . 14h00 Biblioteca Municipal de Algés

Para crianças do 1º Ciclo do ensino básico, jardins de Infância e creches

Amélia quer um cão * 11 Janeiro . Sábado . 15h30 Biblioteca Municipal de Algés Era uma vez uma menina chamada Amélia


que queria muito ter um cão, mas o pai não concordava com a ideia. Os cães dão trabalho, necessitam de atenção. Convencer o pai não foi nada fácil, mas Amélia é uma criança persistente e as crianças persistentes têm imaginação suficiente para descobrirem uma forma de conseguirem o que querem… No final todos vão fazer um animal fantoche. Hora do conto e atelier, realizado pelas técnicas da Biblioteca. Para crianças dos 3 aos 7 anos acompanhadas por um adulto

O Livro e o bebé * 18 Janeiro . Sábado . 10h30 Biblioteca Municipal de Oeiras Atelier, desenvolvido por Ana Mourato, cujo principal objetivo é desenvolver junto dos bebés o prazer associado ao livro promovendo o desenvolvimento da linguagem, da relação e da organização cognitiva e emocional interna. Para famílias com bebés dos 8 aos 12 meses

com recurso a um amplo repertório cantigas de embalar, de roda, de gestos, lengalengas, jogos cantados e pequenos contos.

Para crianças até aos aos 12 meses (1ª sessão) e dos 13 aos 36 meses (2ª sessão).

A Semente Pequenina de Eric Carle * 25 Janeiro . Sábado . 15h30 Biblioteca Municipal de Algés No outono as sementes soltam-se das flores e viajam para longe com o vento. A viagem das sementes tem muitos perigos e uma das sementes é mais pequena do que as outras. Será que a semente pequenina consegue sobreviver e transformar-se numa planta na primavera? Hora do conto e atelier, pelas técnicas da Biblioteca. Para famílias com crianças dos 4 aos 7 anos.

A Dois é Melhor 15 Fevereiro . Sábado . 10h30 Biblioteca Municipal de Oeiras Atelier que tem como base uma coleção de livros para a infância com o título original “À deux, c’est mieux”, da autora Isabelle Gilbert, a qual engloba temáticas que fazem parte do desenvolvimento afetivo e emocional e que abraçam as narrativas de forma simples e acessível para o público infantil. Atelier desenvolvido por Ana Mourato Para famílias com bebés dos 12 aos 24 meses

Canto de Colo * 25 Janeiro . Sábado . 10h30 às 11h30* e 11h30 às 12h30* * 22 Fevereiro . Sábado . 10h30 às 11h30* e 11h30 às 12h30* * Biblioteca Municipal de Algés A partir da prática e da experimentação, (re) pensar sobre práticas tradicionais de canto e de jogo, de modo a criar um tempo de relação relaxada e alegre entre pais e filhos e entre as famílias presentes. Exercícios de grupo

Pesadelo no Meu Armário 15 Fevereiro . Sábado . 16h00 Biblioteca Municipal de Carnaxide Um conto destinado à infância em que o tema abordado é o medo do escuro e do desconhecido. Conta a história de um menino que decide enfrentar o seu medo, enfrentar o desconhecido mundo que está dentro do seu armário e que parece ter vida durante a noite. Pela Associação Cultural Gazela Negra. Para famílias com crianças dos 4 aos 10 anos.

Apresentação do livro “Um livro para ti” de Rita Correia 15 Fevereiro . Sábado . 16h00 Biblioteca Municipal de Oeiras Rita Correia brinca ao dizer que tem uma carreira como ilustradora desde menina 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 25


pequena, e portanto há mais de 30 anos. Mas é no Verão de 2012 que decide editar o seu primeiro livro, escrito e ilustrado, e numa arriscada edição de autor. Um livro que passou a projeto sendo o ponto de partida perfeito para passar a mensagem de amor, generosidade e partilha que considera fundamental nos tempos que vivemos. Mais no Facebook em “Rita Correia Ilustradora” ou em www.umlivroparati.blogspot.pt. Para crianças dos 5 aos 10 anos.

Artimanhas (com texto) - oficinas de sensibilização para o livro e leitura Formadora: Fernanda Pinto 8 e 22 de Fevereiro e 8 de Março . Sábados Biblioteca Municipal de Algés Venha descobrir o livro como uma viagem, uma porta de entrada num mundo fascinante.

O roteirinho é parte integrante do roteiro 30DIAS

Exposições

26

O Tratado do Esquecimento Janeiro a Março . horário de funcionamento da biblioteca Biblioteca Municipal de Carnaxide Ilustradora, autora de banda desenhada, realizadora de cinema de animação, aderecista, figurinista, e criadora, Marina Palácio sempre se interessou pela experimentação e cruzamento das expressões artísticas. Este projeto é um exemplo, que envolveu cinco anos de criação. (*) Mediante inscrição. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES BM - Setor Infantil Algés . tel. 210 977 484 infantil.bma@cm-oeiras.pt Carnaxide . tel. 210 977 433 infantil.bmc@cm-oeiras.pt Oeiras . tel. 214 406 342 infantil.bmo@cm-oeiras.pt

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

8 Fevereiro . Sábado . 10h às 13h e 14h às 18h Através da aprendizagem de técnicas e estratégias de desconstrução do livro, eis a descoberta da palavra livro, enquanto metáfora, enquanto porta de entrada, para um mundo de cores, formas, cheiros e texturas.

Para profissionais - professores, técnicos de bibliotecas municipais e escolares, animadores culturais e técnicos de ATLs Inscrições associados INATEL: 30€, não associados: 35€

22 Fevereiro . Sábado . 14h00 às 19h00 Esta oficina pretende ser um momento de partilha que está também na leitura de um livro, estimulando a fantasia e a criatividade… Para pais e filhos (ou avós e netos, tios e sobrinhos…) dos 8 aos 12 anos. Inscrições (um adulto e uma criança) associados INATEL: 30€, não associados: 35€

8 Março . Sábado . 14h00 às 18h00 O livro é o ponto de partida e de chegada no incrível mundo da fantasia.

Para miúdos dos 8 aos 12 anos. Inscrições associados INATEL: 10€, não Associados: 15€ INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES tel. 210 027154, cultura@inatel.pt, www.inatel.pt


}

CENTRO DE ARTE MANUEL DE BRITO

Terça a sexta . 10h00 às 18h00 Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 Palácio Anjos . Algés

Será que os nossos sentidos nos podem ajudar a entender melhor as obras de arte à nossa volta? Esta era uma questão que o Sr. Policarpo estava sempre a colocar a si próprio, por isso decidiu construir um conjunto de objetos que ajudam a resolver alguns enigmas que as obras do Museu nos colocam como por exemplo: onde será que está a forma mais pequenina de uma pintura? Com que material foi feita uma obra de arte, e que sensações nos pode provocar, ou a que ritmo é que será que ela foi construída. Como um detetive dos sentidos vamos explorar as obras da coleção em busca das respostas aos desafios que cada uma delas nos coloca. Para alunos do 1º ciclo, crianças dos 6 aos 10 anos.

Visitas-jogo Visitas-jogo, dinamizadas por Ana Guerreiro, que visam trabalhar as obras da coleção Manuel de Brito. Cada visita explora uma temática geral diferente e destinam-se a diferentes grupos escolares. A viagem do pássaro azul 2, 16, 30 Janeiro . Quintas . 10h00 às 10h45 13, 27 Fevereiro . Quintas . 10h00 às 10h45 Era uma vez um pássaro azul muito aventureiro. Um dia resolveu ir viajar até a um lugar mágico: o mundo das obras de arte e, perdeu-se! Vamos juntos à procura dele e para não nos perdermos também levamos um longo fio imaginário que nos vai guiar nesta viagem. Vamos desenrolando o fio e enrolando sensações dos lugares por onde passamos. E no final? Será que encontramos o pássaro azul? Para grupos do pré-escolar, crianças dos 4 a 6 anos.

Os enigmas do Sr. Policarpo 3, 17, 31 Janeiro . Sextas . 10h00 às 11h00 14, 28 Fevereiro . Sextas . 10h00 às 11h00

A Casa das Memórias 9, 23 Janeiro . Quintas . 10h00 às 11h00 6, 20 Fevereiro . Quintas . 10h00 às 11h00 O Palácio Anjos era a casa de praia da família Anjos. E como uma casa de férias tinha uma cozinha, uma sala de bailes ou quartos para descansar. Mais tarde foi transformado no Centro de Arte Manuel de Brito que guarda uma importante coleção de obras de arte. Será que se olharmos atentamente conseguimos descobrir onde ficavam as várias divisões do palácio? Para isso temos de descobrir onde estará escondida uma receita da antiga cozinha, um movimento dançante da sala de bailes, um sonho bem guardado de um dos quartos de dormir ou uma paisagem vista da janela grande.

Para alunos do 1º e 2º ciclo, crianças dos 6 aos 12 anos.

Mala das Ideias Viajantes 10, 24 Janeiro . Sextas . 10h00 às 11h30 7, 21 Fevereiro . Sextas . 10h00 às 11h30 Será que as ideias viajam de um lado para o outro? Alguém tem uma ideia aqui e ao mesmo tempo no Japão outra pessoa teve a mesma ideia. Será que as ideias viajam? Dentro de uma mala encontramos um conjunto de objetos que guardam uma série de ideias que podem viajar de lugar em lugar, daqui até ao outro lado do mundo. Juntos e em equipas, 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 27


vamos tentar descobrir que ideias tiveram os artistas da coleção do CAMB. Para alunos do 2º ciclo, crianças dos 10 aos 12 anos.

Ateliers

visitas-livres orientadas para famílias com crianças dos 4 aos 6 anos, 6 aos 8 anos e 8 aos 10 anos, que visam explorarem as obras em exposição a partir de um jogo com o Gato Félix, personagem retratada num baixo-relevo de 1929, de Almada Negreiros. Condições de acesso às exposições. Folheto lúdicopedagógico disponível na receção. Para famílias com crianças dos 4 aos 10 anos.

Festas

O Bichinho da Arte 25 Janeiro . Sábado . 15h00 às 16h30 Os bicharocos do Jardim do CAMB também veem exposições? Será que sim? E será que percebem alguma coisa do assunto? E se assim for como é que eles entram no CAMB? Que estratégias utilizam? O que podem saber bichinhos quase microscópicos? A verdade é que eles estão por todo o lado, é só estar com um bocadinho mais de atenção! E sabem mais de arte, que muito boa gente! Venham conhecê-los e ficarão de boca aberta. Mas cuidado! Não vá entrar uma Mosca! Dinamizado por Inês Pardal e Irina Raimundo. Para famílias com crianças dos 4 aos 8 anos.

(*) Marcações prévias. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) CAMB - Serviço Educativo (segunda a sexta, 10h00 às 13h00) tel. 214 111 400, se.camb@cm-oeiras.pt

}

PALÁCIO MARQUÊS DE POMBAL

Oeiras 25 Janeiro . Sábado 11h00 às 12h30 | Oficina de produção de perfumes, por Susana Domingues.

O roteirinho é parte integrante do roteiro 30DIAS

28

Nesta data querida… * Terça a sexta . 10h00 às 18h00 Sábados . 12h00 às 18h00 As crianças dos 4 aos 12 anos podem realizar a sua festa de anos no CAMB. O Centro disponibiliza uma sala e mesa para apoio ao lanche bem como os seus jogos de visita livre (ex. Aqui Há Gato!). As famílias serão responsáveis pela guarda das crianças, montagem e desmontagem da sala e lanche. Limite máximo de 25 crianças, com 1 adulto para cada 5 crianças.

Para famílias com crianças entre os 6 e os 12 anos.

15h00 às 16h30 | Oficina de construção de leques, por Susana Domingues.

Para famílias com crianças entre os 6 e os 12 anos.

Visita-livre Aqui Há Gato! Com o objetivo de explorar as obras em exposição, o Centro propõe um conjunto de {

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

15h00 às 17h00 | Visita encenada - Histórias em cena, por Sons e Ecos Para crianças a partir dos 6 anos, jovens e adultos.


22 Fevereiro . Sábado 11h00 às 12h30 | Acontecimento teatral, oficina de paisagens sonoras e danças reais, Com os narizes no teto do Palácio, por Tânia Cardoso e Susana Quaresma. Para crianças dos 3 aos 5 anos.

15h00 às 16h30 | Oficina de dança e expressão corporal, título a definir, por Marina Nabais. Para crianças dos 5 aos 10 anos

15h00 às 17h00 | Visita encenada - Histórias em cena, por Sons e Ecos. Para crianças a partir dos 6 anos, jovens e adultos. Programa completo em Passear. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir do dia 1 de cada mês) CM Oeiras - DPHM tel. 214 404 851/91, dphm@cm-oeiras.pt

} MUSEU

DA PÓLVORA NEGRA

Fábrica da Pólvora de Barcarena Atividades livres Guias de Exploração Descobrir e Colorir! O Património da água no concelho de Oeiras e O Património da água na Fábrica da Pólvora, dois guias familiares de exploração livre, que dão a conhecer este património singular de uma forma atrativa e emocionante, tornando a sua descoberta numa grande aventura. Disponíveis nos Postos de Turismo de Oeiras e Receção/Loja da Fábrica da Pólvora. Para famílias com crianças dos 7 aos 11 anos.

Aventuras na Fábrica da Pólvora - Nº 1 Descobri a Pólvora! Um Engenho de Galgas, a Santa Bárbara, o polvorista e uma série de animais tornam a descoberta da Fábrica numa aventura!

Para crianças dos 6 aos 12 anos. Preço: 1,20 € (à venda na Receção/Loja da Fábrica da Pólvora)

Caderneta de Cromos As Profissões da Fábrica Coleciona os cromos da Fábrica e fica a conhecer o que fazia quem nela trabalhava. Para crianças dos 7 aos 11 anos. Preço: 2 € (à venda na Receção/Loja da Fábrica da Pólvora)

Receit as da Fábrica Aprende novas receitas com o Livro de Receitas da Fábrica onde vais encontrar muitas coisas deliciosas e divertidas: ouriços de pera, bolachinhas dominó, salada arco-íris, pão peixinho… Para crianças dos 7 aos 11 anos. Preço: 2 € (à venda na Receção/Loja da Fábrica da Pólvora)

Ateliers A poesia que existe no jardim da Fábrica 4, 6, 11, 13 Fevereiro . Terças e quintas . 10h00 Um atelier para cheirar a terra húmida… Ver o brilho das gotas de chuva… Ouvir o som da ribeira… Saborear o vento…Ver as diferentes cores…Tocar no musgo velho das árvores… Saborear o silêncio… Cheirar as folhas de eucalipto… Sentir o vento…. Com Marisa Nunes. A partir dos 12 anos.

Qual é a história que já existe dentro de nós? 18, 20, 25 e 27 Fevereiro . 10h00 Uma narrativa… com recortes coloridos… Vamos ver o que se cria? O que se ‘escreve’ com imagens? Com Marisa Nunes. A partir dos 12 anos. 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 29


Ermida - Associação Cultural ermida.associacao.cultural@gmail.com

PimPamPum 19 de Janeiro a 23 Fevereiro . Domingos . 15h00 Teatro Municipal Amélia Rey Colaço . Algés O dia nasce de um lado e adormece do outro. Nele, sentimos o Sol, a chuva, o vento, os aromas… o amor e a saudade… escutamos a música, os sons da Natureza e guardamos tudo dentro de nós. Seguimos o coração e vivemos! Sonhamos! Também nós adormecemos de um lado, crescemos… e nascemos do outro. PimPamPum, cada dia o INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (1,10€) Setor Educativo do Museu da Pólvora Negra tel. 210 97 7 422/3/4 museudapolvoranegra@cm-oeiras.pt

}

CENTRO CULTURAL PALÁCIO DO EGIPTO

Terça a domingo . 12h00 às 18h00 Encerrado aos feriados Palácio do Egipto . Oeiras

Visita/Jogo 22 Fevereiro . Sábado . 15h00 Para público familiar.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES tel. 214 408 391 (CCPE), 214 408 781 (Posto de Turismo) maria.galvao@cm-oeiras.pt

O roteirinho é parte integrante do roteiro 30DIAS

} E AINDA...

30

Música para os Mais Pequenos 5 Janeiro e 2 Fevereiro . Domingos Casa da Criança Rainha Santa Isabel Paço de Arcos Duas sessões para bebés até aos 2 anos, às 10h00 e 11h00, e uma sessão para crianças dos 3 aos 5 anos, às 12h00. Cada sessão é limitada a oito bebés.

{

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (10€, 5€ para associados, 50% desconto para segunda criança da mesma família) 30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

sonho é um! Um espetáculo sensorial que estimula competências cognitivas, a imaginação, a linguagem e a expressão afetiva. Criação e Encenação de António Terra e Sandra José e Interpretação de Sandra Roque.

Para pais, avós e crianças dos 3 meses aos 4 anos…ou mais! E para escolas mediante marcação. INFORMAÇÕES E RESERVAS (5€ crianças, 8€ adultos; pack família: 5€ pessoa) Companhia de Actores Tel. 919714919 . cda.reservas@gmail.com

Zum Zum Bara-Ribê 2 Fevereiro a 30 Março . Domingos . 11h00 Teatro Municipal Amélia Rey Colaço . Algés E se um dia o planeta zum… se as estações do ano zum … se as árvores zum zum zum… e se nós zum zum bararibê? Um espetáculo onde a música e o teatro, aliados à dança dos movimentos, transformam os sonhos em realidade, os estímulos em fantasia e procuram, em cada criança, a força da natureza e a palavra certa para a magia acontecer. Criação e Encenação de António Terra e Sandra José e Interpretação de Sandra José. Para pais, avós e crianças dos 3 meses aos 4 anos. E para escolas mediante marcação. INFORMAÇÕES E RESERVAS (5€, crianças; 8€, adultos; pack família: 5€ por pessoa) Companhia de Actores Tel. 919714919 . cda.reservas@gmail.com


30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 31


M música

JANEIRO

Concerto de Ano Novo * 4 Janeiro . Sábado . 18h00 Auditório Municipal Ruy de Carvalho Carnaxide Obras de G. Rossini, A. Ponchielli, J. Massenet, J. Strauss, entre outros. Com o Maestro Nikolay Lalov e a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. O já tradicional concerto de Ano Novo dará início a uma das mais ambiciosas programações da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras dos últimos anos. A festejar a entrada no novo ano, a OCCO apresenta repertório dos compositores G. Rossini, A. Ponchielli, J. Offenbach, J. Strauss, para além de algumas surpresas. O público terá oportunidade de ouvir música cheia de otimismo e boa disposição: valsas, polcas e marchas.

32

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Temporada de Música Antiga 12 Janeiro . Domingo . 16h00 Palácio Marquês de Pombal . Oeiras Um recital de cravo de José Carlos Araújo. Pela Música Antiga Associação Cultural. Recital “Grandes Obras de Música de Câmara” ** 25 Janeiro . Sábado . 16h00 Auditório Municipal Maestro César Batalha Oeiras Fr. Schubert - Quarteto para cordas N.º 10 em Mi bemol Maior L. V. Beethoven - Quarteto para cordas N.º 5 em Lá Maior Op. 18 Com Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.


M música

FEVEREIRO

Concerto “Visita à Turquia” * 1 Fevereiro . Sábado . 18h00 Auditório Municipal Ruy de Carvalho Carnaxide Münir Beken - Fantasia Ayse Al. Glazunov - Concerto para saxofone em bemol Maior Op. 109 Ulvi Cemal - Sinfonieta para cordas Com Artur Mendes (saxofone), Maestro Hakan Sensoy e a Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras. Este concerto, com a direção do maestro Hakan Sensoy (na foto), que vem a Portugal pela primeira vez, pretende dar a conhecer compositores e obras desconhecidas do grande público. O programa ficará completo com o concerto para saxofone, de Glazunov, apresentado pelo jovem solista Artur Mendes. Recital “Tarde Musical” ** 22 Fevereiro . Sábado . 16h00 Salão Nobre do Palácio Marquês de Pombal Oeiras Obras de W. A. Mozart, F. Mendelssohn e E. Elgar, com Solistas da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras.

CONDIÇÕES DE ACESSO

(*) Entrada paga. Indicado a maiores de 12 anos. BILHETES À VENDA (3 €): Auditório Municipal Ruy de Carvalho (tel. 214 170 109) dias de espetáculo, a partir das 15h00; Loja de divulgação e informação municipal, C.C. Oeiras Parque (tel. 214 430 799), diariamente, 10h00 às 20h00; CAMB - Centro de Arte Manuel de Brito, Algés (tel. 214 111 400), terça a domingo, 12h00 às 18h00; Receção/Loja da Fábrica da Pólvora de Barcarena (tel. 210 977 420), terça a domingo, 10h00 às 13h00 e 14h00 às 17h00; Posto de Turismo de Oeiras - Palácio do Egipto, Oeiras (tel. 214 408 781), diariamente, 10h00 às 18h00; Ticketline (sede), Agências Abreu, Casino Lisboa, C. C. Dolce Vita, C. C. MMM, C. C. Mundicenter, El Corte Inglés, Fnac, Galeria Comercial Campo Pequeno, Worten e www. ticketline.sapo.pt; Reservas 1820 (24horas)

(**) Entrada gratuita (indicado a maiores de 6 anos), limitada aos lugares disponíveis Entradas condicionadas após o início dos espetáculos. Programas e elencos sujeitos a alterações. INFORMAÇÕES CM Oeiras - Divisão de Cultura e Turismo tel. 214 408 524/65, dct@cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 33


E exposições

JANEIRO

Olhares com Futuro 1 a 31 Janeiro . horário de funcionamento da biblioteca Biblioteca Municipal de Algés Exposição de fotografia que procura valorizar a diversidade cultural existente no concelho, bem como patentear o trabalho do município em prol da inclusão dos imigrantes e do diálogo entre pessoas com diferentes origens e/ou referências culturais. Esta surge no âmbito do Projeto “Oeiras Somos Todos” apresentado pela CMO numa candidatura conjunta à II edição da Promoção de Interculturalidade a nível Municipal, submetida pelo ACDI ao fundo Europeu para a Integração de Nacionais de Países Terceiros. Alberto Anahory Silva - Criador de Sonhos 3 Janeiro a 4 Março . Quinta a sábado . 15h00 às 21h30 . Domingo . 14h30 às 18h00 Auditório Municipal Eunice Muñoz . Oeiras Uma exposição coordenada por Paula Anjos, numa parceria entre a Dramax - Centro de Artes Dramáticas de Oeiras e o Museu Nacional do Teatro. Visitas guiadas, às quartas, com marcação para o tel. 926 480 122.

Moinhos de Maré do Ocidente Europeu 6 a 31 Janeiro Segunda a sexta . 14h00 às 17h00 Edifício 51 . Fábrica da Pólvora de Barcarena Uma exposição produzida no âmbito de um projeto internacional coordenado pelo Ecomuseu Municipal do Seixal e apoiado pelo Programa Cultura 2000 da Comissão Europeia. Em itinerância na Europa desde Outubro de 2005, tem por objetivo estimular a preservação de uma herança comum – os moinhos de maré –, a sua implantação geográfica, a sua tipologia, o modo de funcionamento e a diversidade de utilizações que registam, pretendendo promover a valorização patrimonial destes testemunhos. Uma parceria Ecomuseu Municipal do Seixal e Museu da Pólvora Negra

34

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Energias Renováveis e Moinhos de Maré do Ocidente Europeu 18 Janeiro . Sábado . 15h00 Uma palestra de Ana Cláudia Silveira, do Ecomuseu Municipal do Seixal. Participação livre, não sujeita a inscrição. INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES PARA GRUPOS ESCOLARES Museu da Pólvora Negra tel. 210 977 422/3/4 museudapolvoranegra@cm-oeiras.pt

Percursos 18 Janeiro a 1 Fevereiro Terça a sexta . 11h00 às 18h00 Sábados . 12h00 às 18h00 . Encerra aos feriados Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras Pintura de Armanda Alves. INAUGURAÇÃO 17 Janeiro . Sexta . 18h00

Mascotes Maria Helena Por doação à Câmara Municipal de Oeiras, do neto de Álvaro António dos Santos, último proprietário do Palácio do Egipto e filho da autora e proprietária da antiga fábrica das “Mascotes Maria Helena”, está instalado na sala adjacente ao espelho de água do Centro Cultural Palácio do Egipto o espólio das “Mascotes Maria Helena”. O mesmo é constituído por bonecos regionais portugueses de várias dimensões, bem como de pequena maquinaria e de memorabilia sobre a produção das mascotes. Demonstração do fabrico duma mascote, a cargo duma antiga funcionária da fábrica 18 Janeiro . Sábado . 15h00 Centro Cultural Palácio do Egipto . Oeiras INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Centro Cultural Palácio do Egipto tel. 214 408 391 (CCPE), 214 408 781 (Posto de Turismo de Oeiras)


Luís Noronha da Costa, Sem Título, 1972, pastel, têmpera e fotografia sobre papel, 50 x 65 cm

Luís Noronha da Costa Até 2 Março . Terça a sexta . 10h00 às 18h00 . Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Centro de Arte Manuel de Brito . Palácio Anjos Algés A exposição de Luís Noronha da Costa tem obras de 1967 a 1974, quando o artista tinha entre 25 e 32 anos. Arquiteto de formação, pintor e cineasta, é um dos primeiros artistas a usar a fotografia como suporte para a pintura, faz filmes, vídeos e instalações estando a par com a vanguarda internacional. Coleção Manuel de Brito Aquisições Recentes Até 14 Setembro . Terça a sexta . 10h00 às 18h00 Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Centro de Arte Manuel de Brito . Palácio Anjos Algés Uma exposição com obras de artistas estrangeiros, como Appel, Arman, Georg Baselitz, Sonia Delaunay, Jean-Michel Folon, Lucio Munõz, Antonio Seguí, e Arpad Szenes, a par de artistas portugueses, como Paula Rego, Julião Sarmento, Pedro Calapez, Isabelle Faria e Urbano.

Visita-Livre - Percursos Constitui um percurso/leitura às exposições através da seleção de um conjunto de obras, onde se enquadra informação sobre uma temática artística em particular.

Disponível na receção. Condições de acesso às exposições. Para jovens e adultos.

Visitas Guiadas 15*, 29** Janeiro . Quartas . 14h30 Visitas guiadas generalistas a decorrer durante a permanência da exposição, destinadas a todos os públicos não especializados. (*) Para grupos escolares (1 turma) ou outros grupos organizados, gratuito.

(**) Para público autónomo até 25 pessoas, gratuito. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES CAMB - Serviço Educativo (segunda a sexta, 10h00 às 13h00) tel. 214 111 400, se.camb@cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 35


E exposições

FEVEREIRO

Mapas da Alteridade - Irene Dubrovsky 6 Fevereiro a 23 Março . Terça a domingo 12h00 às 18h00 . Encerrado aos feriados Centro Cultural Palácio do Egipto . Oeiras Irene Dubrovsky nasceu em 1972 em Buenos Aires, estudou artes visuais na Escola Nacional Prilidiano Pueyrredon e em 1999 vai viver para a Cidade do México obtendo depois a nacionalidade mexicana. Pertence a uma família de artistas e viajantes desde os seus avós. A sua mãe e irmão são músicos concertistas e este ambiente terá sido determinante para a sua sensibilidade artística. Múltiplas viagens cheias de experiências pela América e Europa serviram de aprendizagem para a pintora que agora, graças a uma parceria entre a Embaixada do México e a Câmara Municipal de Oeiras, vem expor os seus trabalhos em Oeiras. INAUGURAÇÃO 6 Fevereiro . Quinta . 19h00

36

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Luís Noronha da Costa Até 2 Março . Terça a sexta . 10h00 às 18h00 . Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Centro de Arte Manuel de Brito . Palácio Anjos Algés A exposição de Luís Noronha da Costa tem obras de 1967 a 1974, quando o artista tinha entre 25 e 32 anos. Arquiteto de formação, pintor e cineasta, é um dos primeiros artistas a usar a fotografia como suporte para a pintura, faz filmes, vídeos e instalações estando a par com a vanguarda internacional. Alberto Anahory Silva - Criador de Sonhos Até 4 Março . Quinta a sábado 15h00 às 21h30 . Domingo . 14h30 às 18h00 Auditório Municipal Eunice Muñoz . Oeiras Uma exposição coordenada por Paula Anjos,


E exposições numa parceria entre a Dramax - Centro de Artes Dramáticas de Oeiras e o Museu Nacional do Teatro. Visitas guiadas, às quartas, com marcação para o tel. 926 480 122.

Coleção Manuel de Brito Aquisições Recentes Até 14 Setembro . Terça a sexta . 10h00 às 18h00 . Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Centro de Arte Manuel de Brito . Palácio Anjos Algés Uma exposição com obras de artistas estrangeiros, como Appel, Arman, Georg Baselitz, Sonia Delaunay, Jean-Michel Folon, Lucio Munõz, Antonio Seguí, e Arpad Szenes, a par de artistas portugueses, como Paula Rego, Julião Sarmento, Pedro Calapez, Isabelle Faria e Urbano.

A Natureza e o Ser 14 Fevereiro a 2 Março . Quarta a domingo 14h00 às 18h00 Galeria Municipal Palácio Ribamar . Algés Fotografias de Luísa Oneto e Vicente Gonçalves. INAUGURAÇÃO 13 Fevereiro . Quinta . 18h00 às 20h00

Visita-Livre - Percursos Constitui um percurso/leitura às exposições através da seleção de um conjunto de obras, onde se enquadra informação sobre uma temática artística em particular. Disponível na receção. Condições de acesso às exposições. Para jovens e adultos.

Visitas Guiadas 12*, 26**. Fevereiro . Quartas . 14h30 Visitas guiadas generalistas a decorrer durante a permanência da exposição, destinadas a todos os públicos não especializados. (*) Para grupos escolares (1 turma) ou outros grupos organizados, gratuito.

(**) Para público autónomo até 25 pessoas, gratuito. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES CAMB - Serviço Educativo (segunda a sexta, 10h00 às 13h00) tel. 214 111 400, se.camb@cm-oeiras.pt

A Alma no Traço: Colecção Neves e Sousa 18 Fevereiro a 10 Maio . Terça a sexta 11h00 às 18h00 . Sábados . 12h00 às 18h0 Encerra aos feriados Livraria-Galeria Municipal Verney . Oeiras INAUGURAÇÃO 15 Fevereiro . Sábado . 16h00

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 37


JANEIRO

A Casa do Fim da Linha A partir de 3 Janeiro . Quintas a sábados 21h30 . Domingos . 16h00 Auditório Municipal Eunice Muñoz . Oeiras A estreia de Celso Cleto como dramaturgo apresenta a história de um reencontro entre duas mulheres, trinta anos depois de serem separadas durante a segunda grande guerra. Ester (Sofia Alves) é uma pianista que tem vivido atormentada pelo seu passado e pelos seus sonhos, que resolve finalmente procurar Beatriz (Manuela Maria) num início de uma noite e confronta-la sobre o que se passou realmente naquele dia trágico… Beatriz, é uma pintora que vive isolada numa casa perdida, no meio de uma montanha em Provence, que é conhecida por todos pela casa do fim da linha… Neste reencontro, ambas vão ser obrigadas a revelar os segredos que durante trinta anos foram dolorosamente escondidos. Uma obra que é mais um retrato de um período negro e terrível que a Europa atravessou. Com Sofia Alves, Manuela Maria e Pedro Sousa Loureiro. Autoria e direção de Celso Cleto.

Para maiores de 12 anos.

38

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

INFORMAÇÕES E RESERVAS tel. 214 408 411, 937 081 517, 1820 (24 horas) BILHETES À VENDA (10€) Descontos de 25% para maiores de 65 anos, estudantes, jovens (até 25 anos) e 50% para grupos (10 pessoas). Auditório Municipal Eunice Muñoz (tel. 214 408 411), quarta, 14h00 às 19h00; quinta a sábado, 17h00 às 22h00; domingos, 14h00 às 18h00; Loja de divulgação e informação municipal, no Centro Comercial Oeiras Parque: diariamente, das 10h00 às 20h00; CAMB - Centro de Arte Manuel de Brito (tel. 214 111 400), terça a domingo, 12h00 às 18h00; CCPE - Centro Cultural Palácio do Egipto (tel. 214 408 781), terça a domingo, 12h00 às 18h00, encerra aos feriados; Recepção/Loja da Fábrica da Pólvora de Barcarena (tel. 210 977 420), terça a domingo, 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00; Ticketline (sede): segunda a sexta, 11h00 às 20h00; sábados, 13h00 às 20h00; Agências Abreu; Casino Lisboa; C. Com. Dolce Vita; C. Com. MMM; C. Com. Mundicenter; El Corte Inglés; Fnac; Galeria Comercial Campo Pequeno; Worten e www.ticketline.sapo.pt


T teatro

Elas Sou Eu !!! (o que a gente não faz para pagar a renda) 17, 18, 24 e 25 Janeiro . Sextas e Sábados 21h30 Teatro Municipal Amélia Rey Colaço . Algés Uma divertida comédia musical, onde o ator brasileiro Eduardo Gaspar interpreta quatro personagens femininas: a empregada doméstica Lucy Neyde, que sonha em ser atriz para reconquistar o amor do cantor Roberto Carlos; Berenice, uma baiana vendedora ambulante de brigadeiros que descobre os prazeres da vida quando o seu marido compra um aparelho de vídeo-cassetes; Yolanda uma mulher da sociedade, que desvenda detalhes pouco ortodoxos do seu dia-a-dia com o marido Otacílio; e Irmã Bondade, uma freira que nunca foi vista por ninguém e que guarda um misterioso segredo que jamais será desvendado. Texto de Eduardo Gaspar e encenação de Hugo Sovelas. Para maiores de 16 anos. INFORMAÇÕES E RESERVAS (normal, 10€; desconto; 8€ menores de 25 anos; maiores de 65 anos, estudantes e profissionais do espetáculo) Companhia de Atores tel. 919 714 919, cda.reservas@gmail.com

o suficiente. A impraticabilidade de um sonho cultural como este já era revelado em A Morte de um Caixeiro Viajante, de Arthur Miller, uma peça que afirma a verdade óbvia de que cada sucesso individual é, em última análise, alcançado às custas de muitas outras derrotas. Tradução de Eduardo Pedroso. Encenação de Armando Caldas. Com João José Castro, Miguel de Almeida, Cristina Miranda, João Pinho e Fernando Tavares Marques. INFORMAÇÕES E RESERVAS Intervalo - Grupo de Teatro tel. 214 141 739 . intervaloteatro@gmail.com

E porque não emigras? 24 e 25 Janeiro . Sexta e sábado . 21h30 Auditório Municipal Ruy de Carvalho Carnaxide Uma revista com autoria e encenação de Carlos Areia. Com Patrícia Candoso, Marta Fernandes, Rosa Soares, Paulo Patrício e Carlos Areia. INFORMAÇÕES producoesforadecena@gmail.com

FEVEREIRO

A Casa do Fim da Linha Quintas a sábados . 21h30 . Domingos . 16h00 Auditório Municipal Eunice Muñoz . Oeiras ver informação complementar no destaque

Eu é que sou o primeiro! Sextas e sábados . 21h30 . Domingos . 16h00 Auditório Municipal Lourdes Norberto Linda-a-Velha

Eu é que sou o primeiro! A partir de 24 Janeiro . Sextas e sábados . 21h30 Domingos . 16h00 Auditório Municipal Lourdes Norberto Linda-a-Velha Esta peça, de Israel Horowitz, é uma resposta ao problema fundamental de uma certa cultura americana que pôs em prática o impraticável e inocente ideal de que todos os cidadãos podem acabar “(em) primeiro”, desde que se esforcem

INFORMAÇÕES E RESERVAS Intervalo - Grupo de Teatro tel. 214 141 739 . intervaloteatro@gmail.com

Sob Pressão 22 Fevereiro . Sábado . 21h30 Auditório do CASO . Oeiras Para maiores de 12 anos

INFORMAÇÕES E RESERVAS Epicuro Grupo de Teatro . tel. 966 707 091

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 39


JANEIRO

Duatlo do Jamor 19 Janeiro . Domingo . 10h00 Complexo Desportivo do Jamor . Cruz Quebrada Será com a Taça de Portugal PORterra e o Duatlo do Jamor que a temporada 2014 da Federação de Triatlo de Portugal arrancará em Janeiro. O Garmin Olímpico de Oeiras vai iniciar a luta pela revalidação dos títulos masculino e feminino na prova de todo-o-terreno de que é coorganizadora. Esta competição, que vai para a sua oitava edição, terá três eventos distintos - a primeira etapa da Taça de Portugal PORterra, disputada em distância Sprint, uma prova jovem e uma prova aberta, na distância Super-Sprint, acessível a atletas não federados. Em 2013, o Duatlo do Jamor – uma organização conjunta da Federação de Triatlo de Portugal e do Garmin Olímpico de Oeiras – contou com mais de 700 participantes, sendo uma prova ideal para quem está a dar os primeiros passos na modalidade. Quanto à Taça de Portugal PORterra, é um título coletivo a disputar por clubes e composta por nove provas de Triatlo, Duatlo e Aquatlo, realizadas em todo-o-terreno. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

http://www.federacao-triatlo.pt/index.php

40

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


D desporto

Corta Mato Escolar Concelhio 16 Janeiro . Quinta . 9h30 Centro Desportivo Nacional do Jamor Cruz-Quebrada O Município de Oeiras e o Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos levam a efeito mais uma edição do Corta Mato Escolar Concelhio de Oeiras, prova desportiva escolar que decorrerá no Parque Urbano do Centro Desportivo Nacional do Jamor, na Cruz-Quebrada. Esta prova conta com a participação das escolas dos diferentes Agrupamentos Escolares do Concelho de Oeiras, entre os escalões de benjamins e juniores, de cada género, e pretende apurar os melhores alunos-atletas das escolas de Oeiras para o Corta Mato Escolar Interdistrital que terá lugar a 5 de Fevereiro, em Sintra. XXXII Troféu CMO Corrida das Localidades Grande Prémio de Valêjas 19 Janeiro . Domingo . 9h30 Valêjas Organização do Valêjas Atlético Clube. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) CM Oeiras - Desporto tel. 214 408 540, ddesporto@cm-oeiras.pt http://trofeu.desporto.cm-oeiras.pt

Circuito de Xadrez de Oeiras 2014 Torneio da Juventude 25 Janeiro . Sábado . 14h00 Centro Social Paroquial Nossa Senhora do Cabo (local a confirmar) Organização da Câmara Municipal de de Oeiras. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) CM Oeiras - Desporto tel. 214 408 540, xadrez@cm-oeiras.pt

FEVEREIRO

XXXII Troféu CMO Corrida das Localidades Grande Prémio de Queluz de Baixo 2 Fevereiro . Domingo . 9h30 Queluz de Baixo Organização do Grupo Recreativo e Desportivo “Os Fixes”. Grande Prémio de Barcarena 16 Fevereiro . Domingo . 9h30 Barcarena Organização do Grupo Desportivo de Barcarena. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) CM Oeiras - Desporto tel. 214 408 540, ddesporto@cm-oeiras.pt http://trofeu.desporto.cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 41


P passear

JANEIRO

Aos Sábados no Palácio 25 Janeiro . Sábado Palácio Marquês de Pombal . Oeiras Conhecer, visitar, passear, experimentar, aprender e divertir é a proposta deste programa de atividades diversificadas e dirigidas a um público, que vai desde os mais novos aos mais crescidos, todos os últimos sábados de cada mês. 10h00 às 12h00 | Visita orientada - Cantos e Encantos do Palácio, por Alexandra Fernandes. Para jovens e adultos.

11h00 às 12h30 | Oficina de produção de perfumes, por Susana Domingues. Para famílias com crianças entre os 6 e os 12 anos.

15h00 às 16h30 | Oficina de construção de leques, por Susana Domingues. Para famílias com crianças entre os 6 e os 12 anos.

Lagar de Azeite 4 e 18 Janeiro . Sábados . 10h00 e 11h00 Uma das principais atracções tecnológicas, o Lagar de Azeite, peça fundamental da indústria do séc. XVIII, construído com os melhores materiais e técnicas disponíveis à época, incluindo madeiras exóticas de grande dimensão, durabilidade e resistência, pode ser agora visitado por todos na Quinta de Recreio do Marquês de Pombal, em Oeiras. Recuperado desde 2010, o Lagar de Azeite, pode ser visitado por todos, nos primeiro e terceiro sábados de cada mês, voltando a ter animação histórica, para além da visualização do filme etno-histórico “Por um fio de Azeite...”. Ocorrerão, como é habitual, duas visitas, às 10h00 e às 11h00, com um mínimo de cinco visitantes para a sua realização. A entrada processa-se pela Rua do Aqueduto, Portão de Ferro (estrada habitualmente conhecida por “Sobe e desce”). INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas e até às 17h00 da véspera da visita) Posto de Turismo de Oeiras Palácio do Egipto tel. 214 408 781, turismo.oeiras@cm-oeiras.pt

42

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

15h00 às 17h00 | Visita encenada - Histórias em cena, por Sons e Ecos Para crianças a partir dos 6 anos, jovens e adultos. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir do dia 1 de cada mês) CM Oeiras - DPHM tel. 214 404 851/91, dphm@cm-oeiras.pt

Guias Áudio Terça a domingo . 10h00 às 13h00 e 14h00 às 17h00 Museu da Pólvora Negra e Fábrica da Pólvora de Barcarena Apoiados em mapas representativos do espaço e disponíveis em português e inglês, permitem a cada visitante, ou pequeno grupo de visitantes explorar o Museu da Pólvora Negra e a Fábrica da Pólvora de Barcarena, ao seu próprio ritmo. Disponíveis ao longo de todo o ano na Recepção/Loja da Fábrica da Pólvora de Barcarena.


P passear

À Descoberta do Património… Visitas guiadas a locais emblemáticos do concelho 29 Janeiro . Quarta . 10h00 O Palácio Flor da Murta . Terrugem Remonta a 1549 e era parte de um  vasto domínio senhorial designado por  “Quinta da Terrugem”. O palacete de linhas nobres com dois andares e uma varanda de arcaria de volta inteira, é uma ténue recordação da linda “Flor da Murta”, D. Leonor Clara de Portugal, que foi a favorita do rei D. João V. Sombras de tragédia, as lágrimas de D. Jorge de Meneses, traído pelo seu rei e pela sua mulher.   INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir do 1º dia útil do mês da visita) CM Oeiras - DPHM tel. 214 404 851 . dphm@cm-oeiras.pt

FEVEREIRO

Lagar de Azeite 1 e 15 Fevereiro . Sábados . 10h00 e 11h00 Recuperado desde 2010, o Lagar de Azeite, pode ser visitado por todos, nos primeiro e terceiro sábados de cada mês, voltando a ter animação histórica, para além da visualização do filme etno-histórico “Por um fio de Azeite...”. Ocorrerão, como é habitual, duas visitas, às 10h00 e às 11h00, com um mínimo de cinco visitantes para a sua realização. Com entrada pela Rua do Aqueduto, Portão de Ferro (estrada habitualmente conhecida por “Sobe e desce”). INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas e até às 17h00 da véspera da visita) Posto de Turismo de Oeiras Palácio do Egipto tel. 214 408 781, turismo.oeiras@cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 43


P passear

Aos Sábados no Palácio 22 Fevereiro . Sábado Palácio Marquês de Pombal . Oeiras Conhecer, visitar, passear, experimentar, aprender e divertir é a proposta deste programa de atividades diversificadas e dirigidas a um público, que vai desde os mais novos aos mais crescidos, todos os últimos sábados de cada mês. 10h00 às 12h00 | Visita orientada - Cantos e Encantos do Palácio, por Alexandra Silva. Para jovens e adultos.

11h00 às 12h30 | Acontecimento teatral, oficina de paisagens sonoras e danças reais, Com os narizes no teto do Palácio, por Tânia Cardoso e Susana Quaresma. Para crianças dos 3 aos 5 anos.

15h00 às 16h30 | Oficina de dança e expressão corporal, por Marina Nabais. Para crianças dos 5 aos 10 anos.

15h00 às 17h00 | Visita encenada - Histórias em cena, por Sons e Ecos. Para crianças a partir dos 6 anos, jovens e adultos. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir do dia 1 de cada mês) CM Oeiras - DPHM tel. 214 404 851/91, dphm@cm-oeiras.pt

Guias Áudio Terça a domingo . 10h00 às 13h00 e 14h00 às 17h00 Museu da Pólvora Negra e Fábrica da Pólvora de Barcarena Apoiados em mapas representativos do espaço e disponíveis em português e inglês, permitem a cada visitante, ou pequeno grupo de visitantes explorar o Museu da Pólvora Negra e a Fábrica da Pólvora de Barcarena, ao seu próprio ritmo. Disponíveis ao longo de todo o ano na Recepção/Loja da Fábrica da Pólvora de Barcarena.

44

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

À Descoberta do Património… Visitas guiadas a locais emblemáticos do concelho 26 Fevereiro . Quarta . 10h00 O esplendor da arquitetura religiosa na vila de Oeiras Um percurso pedonal para conhecer locais de culto religioso, a iniciar na vetusta Capela de Santo Amaro, passando pela Igreja Matriz de invocação a Nossa Senhora da Purificação, e terminando na Capela do Palácio Marquês de Pombal, dedicada a Nossa Senhora das Mercês, padroeira da família Carvalho. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir do 1º dia útil do mês da visita) CM Oeiras - DPHM tel. 214 404 851 . dphm@cm-oeiras.pt


I iniciativas

JANEIRO

Oficina de Meditação 11 e 25 Janeiro . Sábados . 10h30 às 12h00 Biblioteca Municipal de Oeiras Uma experiência criativa que proporciona uma aprendizagem do conhecimento e das emoções, como ajuda no desenvolvimento pleno do ser humano, através do contacto com a verdadeira natureza interior. Uma oficina dinamizada por Jeanelie Urbina, certificada a nível internacional pela ICC (International Coaching Community), a Brofman Foundation for the Advancement of Healing “Sistema do Corpo Espelho” por Martin Brofman, e pelo Reiki Usui Shiki Ryoho (II Nível). Para público em geral a partir dos 14 anos.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES BMO - Sector Infantil tel. 214 406 342, infantil.bmo@cm-oeiras.pt

Ocupação Tempos Livres Programa “Tempo Jovem” Este programa visa a participação/integração dos jovens em atividades de utilidade social e comunitária, bem como, o contacto com o mundo do trabalho autárquico e institucional, incutindo-lhes regras e normas de funcionamento visando o seu crescimento pessoal e profissional. As tarefas a realizar no âmbito deste projeto incluem apoio administrativo, técnico e informático, realização de inquéritos, divulgação de iniciativas, apoio a atividades culturais, recreativas e desportivas.

Espaço Lúdico-Pedagógico Rede de Juventude Todos os dias . 10h00 às 18h00 Centro de Juventude de Oeiras Para proporcionar aos jovens a possibilidade de criar, manifestar e desenvolver as suas potencialidades, adquirindo métodos de estudo e de trabalho, contribuindo assim para o seu desenvolvimento integral, autonomia e responsabilidade. Com estudo livre e estudo acompanhado por voluntários (fazer os trabalhos de casa, organizar o caderno diário, esclarecimento de dúvidas, preparação para testes, etc.), lúdica (fichas com passatempos, jogos didáticos com o objetivos de trabalhar o raciocínio, a memória), leitura (através do projeto “A Biblioteca está a passar por aqui!”) e métodos de estudo (disponibilização de materiais de técnicas de apoio ao estudo). INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (gratuitas) CM Oeiras - Núcleo da Juventude tel. 214 467 570, nj@cm-oeiras.pt

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (a partir de 2 Janeiro) CM Oeiras - Núcleo da Juventude tel. 214 467 570, nj@cm-oeiras.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 45


C cursos

JANEIRO

Workshop para Atores 8 a 12 Janeiro . 10h30 às 18h00 Teatro Municipal Amélia Rey Colaço . Algés Gey Pin Ang desenvolve um trabalho de investigação, conjugando a sua experiência teatral com a sua formação em Taijiquan, uma técnica milenar chinesa, tendente à descoberta de uma força criativa assente no “não-esforço”, na fluidez e na vivacidade do trabalho do ator/performer. Para atores, performers e estudantes da área. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (€200 Participantes | €70 Observadores) cda.formacao@gmail.com (enviar CV e carta de motivação)

Azulejos no Mundo da Antiguidade ao Modernismo 11 Janeiro a 1 Março . Sábados . 10h00 às 13h00 Auditório Municipal Maestro César Batalha Alto da Barra . Oeiras Coincidindo com a exposição patente na Fundação Calouste Gulbenkian, O Brilho das Cidades - A Rota do Azulejo, este curso procura explorar aspectos variados da azulejaria mundial, e integra duas visitas de estudo, à exposição da Fundação Gulbenkian e aos azulejos holandeses do Convento dos Cardais, em Lisboa. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (sócios e estudantes 45€, geral 70€) Espaço e Memória - Associação Cultural de Oeiras tel. 912 608 720, 962 437 048, 918 801 038 rui.lemos@espacoememoria.org

Estúdio de Dança Carnaxide Aulas de dança clássica, dança contemporânea/ criativa, hip hop, danças tradicionais portuguesas, flamenco, sevilhanas, dança do ventre, musical, teatro, pilates e yoga. Mensalidades anuais entre 25€ e 40€ e descontos para agregado familiar. Pézinho de Dança 12 Janeiro . Domingo . 15h30 às 18h00 Estúdio de Dança de Carnaxide Um workshop de hip hop para os iniciados

46

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

experimentarem e música para dançar num chá dançante aberto ao público. Entrada livre.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Estúdio de Dança Carnaxide Largo Frederico de Freitas, 16 D Carnaxide (perto do Hospital de Santa Cruz) tel. 917 369 834, estudiodancacarnaxide@gmail.com, www.edc.ideiasdoseculo.pt

Oficina de Movimento Amalgama 18 Janeiro . Sábado . 11h30 Centro de Dança de Oeiras . Palácio Ribamar Algés Uma abordagem intensiva ao método de Movimento Amalgama em nível aberto (para todas as idades e condições) para o desenvolvimento da consciência corporal, linguagens do movimento e do corpo, improvisação e criação, num trabalho pessoal e relacional, passando pelo toque e contacto. Procura-se contribuir para uma formação artística em desenvolvimento pessoal, potencializando a expressão criativa, espontaneidade e autenticidade, ligadas ao “corpo dançante”. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Centro de Dança de Oeiras tel. 912 248 775, 968 030 222 amalgamaproducao@gmail.com

Centro de Dança de Oeiras Palácio Ribamar (debaixo da Biblioteca Municipal) . Rua João Chagas, 3 r/c . Algés Estão abertas as inscrições para aulas de dança criativa (crianças), hip hop, dança clássica (ballet), dança oriental (dança do ventre e fusão tribal), dança contemporânea, técnica de alongamento (pilates), yoga, tai chi e bharata natyam (dança clássica indiana). É possível experimentar qualquer das aulas, gratuitamente, mediante marcação prévia. O Centro de Pesquisa e Documentação de Dança faculta espaço para ensaios e criação coreográfica e o acesso à sua Biblioteca e Arquivo. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES tel. 214 117 969, 968 030 222 cdoeiras@sapo.pt, www.cdo.com.pt


C cursos

Aqui Há Fado… Escola de Música Crescendo . Oeiras Aulas de viola, guitarra portuguesa e voz, do fado musicado ao fado tradicional, para todas as idades. Um novo projecto desta escola, a marcar o seu 25º aniversário. INFORMAÇÕES tel. 214 563 553, www.crescendomusical.net, www.facebook.com/crescendomusicaloeiras

Clube de Teatro Jovem Segundas . 18h00 às 20h00 Teatro Amélia Rey Colaço . Algés Curso para Jovens dos 13 aos 18 anos, com a formadora Sandra Roque. Descobrir o teatro num espaço de expressão criativa, desenvolvendo competências humanas e sociais. O corpo vivo e livre; Voz e imaginação; Técnicas de cena e contracena; Criação cénica, com apresentação final do trabalho. Inscreve-te e desperta o teu talento! INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES tel. 919716848 . cda.formacao@gmail.com

Net sénior Espaços Jovem da Rede Juventude . Algés, Oeiras e Carnaxide CCAL - Centro Comunitário Alto da Loba Ações de competências informais em internet para seniores a decorrer durante oito sessões, de 2 hora cada, uma ou duas vezes por semana em horário a acertar após as inscrições. Para munícipes maiores de 60 anos e que saibam ler e escrever.

INSCRIÇÕES (gratuitas) Espaços Jovem da Rede Juventude (Algés, Carnaxide, Oeiras), CCAL - Centro Comunitário do Alto da Loba, CM Oeiras - Divisão de Acção Social, Saúde e Juventude (Palácio Marquês de Pombal) INFORMAÇÕES CM Oeiras - Núcleo da Juventude tel. 214 467 570, nj@cm-oeiras.pt

FEVEREIRO

Workshop “Teatro para todos” 5 Fevereiro a Julho . Quartas . 18h30 às 21h30 Centro da Juventude de Oeiras Um workshop dirigido por Cláudio Teixeira para proporcionar momentos de reflexão criativa e de partilha entre os participantes, através de jogos e exercícios teatrais, que ajudem a abrir horizontes pessoais e sociais. Para jovens dos 14 aos 20 anos.

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Cláudio Teixeira tel 914 039 827, teatroparatodos2012@gmail.com CM Oeiras - Núcleo da Juventude tel. 214 467 570, nj@cm-oeiras.pt

Oficina de Movimento Amalgama 15 Fevereiro . Sábado . 11h30 Centro de Dança de Oeiras . Palácio Ribamar Algés Uma abordagem intensiva ao método de Movimento Amalgama em nível aberto (para todas as idades e condições) para o desenvolvimento da consciência corporal, linguagens do movimento e do corpo, improvisação e criação, num trabalho pessoal e relacional, passando pelo toque e contacto. INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES Centro de Dança de Oeiras tel. 912 248 775, 968 030 222 amalgamaproducao@gmail.com

Centro de Dança de Oeiras Palácio Ribamar (debaixo da Biblioteca Municipal) . Rua João Chagas, 3 r/c . Algés Estão abertas as inscrições para aulas de dança criativa (crianças), hip hop, dança clássica (ballet), dança oriental (dança do ventre e fusão tribal), dança contemporânea, técnica de alongamento (pilates), yoga, tai chi e bharata natyam (dança clássica indiana). INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES tel. 214 117 969, 968 030 222 cdoeiras@sapo.pt, www.cdo.com.pt

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 47


F feiras

JANEIRO

FEVEREIRO

Mercados Biológicos 4, 11, 18 e 25 Janeiro Sábados . 9h00 às 13h00 Jardins Municipais de Algés e Oeiras Dois mercados em simultâneo, onde a venda é feita diretamente do produtor ao consumidor.

Mercados Biológicos 1, 8, 15 e 22 Fevereiro Sábados . 9h00 às 13h00 Jardins Municipais de Algés e Oeiras Dois mercados em simultâneo, onde a venda é feita diretamente do produtor ao consumidor.

INFORMAÇÕES CM Oeiras - DHPA . tel. 210 976 532 fiscalizacao.sanitaria@cm-oeiras.pt

INFORMAÇÕES CM Oeiras - DHPA . tel. 210 976 532 fiscalizacao.sanitaria@cm-oeiras.pt

Feira de Velharias Domingos . 7h00 às 17h00 5 Janeiro . Jardim de Oeiras 19 Janeiro . Jardim de Paço de Arcos 26 Janeiro . Jardim de Algés

Feira de Velharias Domingos . 7h00 às 17h00 2 Fevereiro . Jardim de Oeiras 16 Fevereiro . Jardim de Paço de Arcos 23 Fevereiro . Jardim de Algés

INFORMAÇÕES CM Oeiras - DHPA . tel. 210 976 545

INFORMAÇÕES CM Oeiras - DHPA . tel. 210 976 545

48

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14


U utilidades

CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Largo Marquês de Pombal Oeiras tel. 214 408 300 Lat 38o 41’34.44’N Lon 9o 18’52.54’O www.cm-oeiras.pt JUNTAS DE FREGUESIA União de Freguesias de Algés, Linda-a-Velha e Cruz-Quebrada/Dafundo tel. 214 118 380 www.jf-alges.pt Junta de Freguesia de Barcarena tel. 214 226 980 www.jf-barcarena.pt União de Freguesias de Carnaxide e Queijas tel. 214 173 090 http://www.jf-carnaxide.pt/ União de Freguesias de Oeiras e São Julião da Barra, Paço de Arcos e Caxias tel. 214 416 464 www.jf-oeiras.pt Junta de Freguesia de Porto Salvo tel. 214 213 672 www.jf-portosalvo.pt

EQUIPAMENTOS CULTURAIS Aquário Vasco da Gama Rua Direita, Dafundo tel. 214 196 337 Auditório do Centro de Apoio Social de Oeiras Rua Dom Duarte, Oeiras (junto à Escola Secundária Sebastião e Silva) tel. 214 464 200 Auditório Municipal César Batalha Centro Comercial Alto da Barra . Avenida das Descobertas, 59 . Oeiras tel. 214 408 559

Auditório Municipal Eunice Muñoz Rua Mestre de Avis . Oeiras tel. 214 408 411 Auditório Municipal Lourdes Norberto Largo da Pirâmide, 3N Linda-a-Velha tel. 214 141 739 Auditório Municipal Ruy de Carvalho Rua 25 de Abril, lote 5 Carnaxide tel. 214 170 109 Biblioteca Municipal de Algés Palácio Ribamar Alameda Hermano Patrone Terça a sexta . 10h00 às 19h00 Segundas e sábados (2º e 4º) 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 tel. 210 977 480/1 geral.bma@cm-oeiras.pt Biblioteca Municipal de Carnaxide Rua Cesário Verde Edifício Centro Cívico Terça a sexta . 10h00 às 19h00 Segundas e sábados (1º e 3º) 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 tel. 210 977 430 geral.bmc@cm-oeiras.pt Biblioteca Municipal de Oeiras Av. Francisco Sá Carneiro, 17 Urb. Moinho das Antas Segunda a sexta 10h00 às 19h30 Sábados . 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 tel. 214 406 340/1 geral.bmo@cm-oeiras.pt CAMB . Centro de Arte Manuel de Brito Palácio Anjos . Alameda Hermano Patrone . Algés Terça a sexta 10h00 às 18h00 Sábado e domingo 12h00 às 18h00 Encerra aos feriados e 24 e 31 de Dezembro. tel. 214 111 400 camb@cm-oeiras.pt http://camb.cm-oeiras.pt

CCPE . Centro Cultural Palácio do Egipto Rua Álvaro António dos Santos Oeiras Terça a domingo . 12h00 às 18h00 . Encerrado aos feriados. tel. 214 408 391 Exposição Monográfica do Povoado Pré-Histórico de Leceia Fáb. da Pólvora de Barcarena Estrada das Fontaínhas tel. 214 408 432 Fábrica da Pólvora de Barcarena Estrada das Fontaínhas tel. 210 977 422/3/4 214 408 796 Galeria de Arte Fundação Marquês de Pombal Palácio dos Aciprestes Av. Tomás Ribeiro, 18 Linda-a-Velha tel. 214 158 160 Galeria Municipal Palácio Ribamar Alameda Hermano Patrone Algés tel. 214 111 404

ou mais filhos, menores de 18 anos), grupos de 10 ou mais pessoas e professores de qualquer grau de ensino; Gratuito: menores de 18 anos, cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos, professores, profissionais da Comunicação social e de Turismo no exercício das suas funções, trabalhadores do Município, SMAS e Juntas de Freguesia do Concelho, estudantes e demais participantes em visitas ou atividades organizadas pelo Município; membros de Entidades/Associações, com as quais o Município tenha celebrado protocolos para esse efeito, e de Redes no âmbito da Museologia às quais o Município tenha aderido; domingos, no dia de aniversário dos Equipamentos, no Dia Internacional dos Museus (18 de maio) e, no Museu da Pólvora Negra, no dia de Santa Bárbara (4 de dezembro).

LOJA DE INFORMAÇÃO CMO C. Comercial Oeiras Parque lj. 1146 tel. 214 430 799

Livraria-Galeria Municipal Verney Rua Cândido dos Reis, 90 Oeiras tel. 214 408 329 colecaonevesesousa@cmoeiras.pt Museu da Pólvora Negra Fábrica da Pólvora de Barcarena Estrada das Fontaínhas tel. 210 977 422/3/4 museudapolvoranegra@ cm-oeiras.pt Teatro Municipal Amélia Rey Colaço Rua Eduardo Augusto Pedroso, 16-A, Algés Tel. 214 176 255, 919 714 919 Condições de acesso CAMB, CCPE e Museu da Pólvora Negra Bilhete Normal: 2 €; Bilhete Reduzido: 1€, jovens dos 18 aos 25 anos, famílias (um adulto com dois

SMIAC SERVIÇO MUNICIPAL INFORMAÇÃO E APOIO AO CONSUMIDOR Largo Marquês de Pombal Oeiras Tel. 214 408 355 smiac@cm-oeiras.pt

REDE DE JUVENTUDE Centro de Juventude de Oeiras Rua Monsenhor Ferreira de Melo . Nova Oeiras tel. 214 467 570 nj@cm-oeiras.pt Segunda a sexta.9h30 às 20h00 Sábados, domingos e feriados . 12h00 às 20h00

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14 } 49


U utilidades

Skate Park Segunda a sexta 9h30 às 19h00 Sábados e feriados . 2h00 às 20h00 Domingos . encerrado Espaço Jovem de Carnaxide Av. de Portugal, 76B . Carnaxide tel. 210 999 094 ejcarnaxide@cm-oeiras.pt Segunda a sexta . 11h00 às 19h30 (após o 2º e 4º sábado, fecha nas segundas-feiras seguintes) . Sábados (2ºs e 4ºs de cada mês) . 11h00 às 19h30 Clube de Jovens de Outurela Rua João Maria Porto, 6, 6A Carnaxide tel. 214 172 497 bairroactivo.pe@gmail.com Segunda a sábado 10h00 às 18h00 Espaço Jovem de Algés Palácio Ribamar . Alameda Hermano Patrone . Algés tel. 214 111 408/9 ejalges@cm-oeiras.pt Segunda a sexta . 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 (após o 1º sábado, fecha na segundafeira seguinte) . Sábados (1ºs de cada mês) . 10h00 às 13h00 e 14h00 às 18h00 Espaço Jovem do Moinho das Rolas Rua Abel Fontoura da Costa, 9 Porto Salvo tel. 214 239 212 Segunda a sexta 14h00 às 19h00 Centro Jovem de Queluz de Baixo Estrada Consiglieri Pedroso Edifício da Antiga Escola Primária . Barcarena tel. 214 352 617 Segunda a sexta 10h00 às 19h00 Centro de Actividades com Jovens da Quinta da Politeira Largo Mestre Santa Auta, lojas 16 e 18 . Barcarena tel. 214 211 632 Segunda a sexta-feira 15h00 às 19h00

50

{

PROGRAMA DE ORIENTAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONAL Testes psicotécnicos gratuitos Centro da Juventude de Oeiras tel. 214 467 577 patricia.pires@cm-oeiras.pt

ATENDIMENTO DE PROXIMIDADE Casa das Culturas Rua Peixinho Júnior, 16 e 16A Bairro J. Pimenta Paço de Arcos Segunda a sexta 9h00 às 20h00 tel. 210 962 520 jose.almeida@cm-oeiras.pt Centro Comunitário Alto da Loba Rua Instituto Conde de Agrolongo, 39 Paço de Arcos tel. 214 420 463 centro.comunitario@cmoeiras.pt Centro Comunitário dos Navegadores Alameda Jorge Álvares, 4 Segunda a sexta. 10h00 às 12h30 e 13h30 às 17h00 tel. 210 977 490/1 maria.pires2@cm-oeiras.pt, carla.ramalho@cm-oeiras.pt GABINETE CUIDAR MELHOR Sextas . 9h30 às 13h00 Centro da Juventude de Oeiras Resposta pluridisciplinar, personalizada e de proximidade vocacionada para prestar informações e apoio técnico às pessoas com demência e a todos os seus cuidadores (familiares, amigos e profissionais). tel. 963 519 966 (dias úteis, 10h00 às 13h00 e 14h00 às 16h00)

CLAII ’S . CENTROS LOCAIS DE APOIO À INTEGRAÇÃO DE IMIGRANTES CLAII Porto Salvo Segunda a sexta 11h00 às 16h00

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

Alameda Jorge Álvares, 4 Bairro dos Navegadores Porto Salvo tel. 214 420 463 carla.ramalho@cm-oeiras.pt CLAII Paço de Arcos Segunda, quinta e sexta 14h às 18h30 Terça . 16h às 18h30 Quarta . 15h às 18h30 Centro Comunitário do Alto da Loba Rua Instituto Conde de Agrolongo, n.º 39 Paço de Arcos tel. 214 420 463 saoandebol@gmail.com CLAII Carnaxide Terça, quarta e quinta 14h às 17h Junta de Freguesia de Carnaxide Rua Cesário Verde Centro Cívico Carnaxide tel. 214 176 572 ana.paiva@cm-oeiras.pt

GABINETES DE INSERÇÃO PROFISSIONAL (GIP) GIP Oeiras tel. 214 467 577 gip.oeiras@cm-oeiras.pt GIP Algés tel. 214 114 002 gip.alges@cm-oeiras.pt GIP Carnaxide tel. 211 930 452 gip.carnaxide@cm-oeiras.pt

BIG - BALCÃO DE IGUALDADE DE GÉNERO Segundas e sextas 14h00 às 17h30 Quartas . 9h30 às 13h00 Rua Mário Moreira, Loja 8A, Barronhos, Carnaxide tel. 214 145 310, 912 061 372 projectopigo.apsd@gmail.com

#CHAT . GABINETE DE ATENDIMENTO A JOVENS Atendimento confidencial e gratuito para jovens dos 12 aos 24 anos. Chat de Oeiras Terças, 14h00 às 16h00 Quartas, 13h00 às 17h00 Quintas, 10h00 às 17h00 Centro de Juventude de Oeiras, Rua Monsenhor Ferreira de Melo, tel. 214 467 570/8 Chat de Carnaxide Terça . 14h00 às 17h00 Quarta e sexta . 14h30 às 17h30 Centro de Saúde de Carnaxide Pcta Teixeira de Pascoais, n.º 6, 3º Dto. Tel. 214 188 697

POSTOS DE ATENDIMENTO Carnaxide Rua Cesário Verde, Centro Cívico tel./fax 214 180 433

SERVIÇO DE INFORMAÇÃO E MEDIAÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA DE OEIRAS Terças . 10h30 às 12h00 14h30 às 18h00 Centro da Juventude de Oeiras tel. 214 467 570

COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DE OEIRAS tel. 214 416 404

Linda-a-Velha Rua Luis de Camões, 60A tel./fax 211 913 512 POSTO DE TURISMO DE OEIRAS Centro Cultural Palácio do Egipto tel. 214 408 781 turismo.oeiras@cm-oeiras.pt


FICHA TÉCNICA

BOMBEIROS

CENTROS DE SAÚDE

Algés tel. 214 103 042 / 67 Barcarena tel. 214 213 900 Carnaxide tel. 214 181 243 / 214 180 832 Dafundo tel. 214 199 914/ 6 084 Linda-a-Pastora tel. 214 171 286 / 0 486 Oeiras tel. 214 409 600 Paço de Arcos tel. 214 409 670

ALGÉS Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Algés tel, 213 014 322, 213 010 041

POLÍCIA DE SEGURANÇA PÚBLICA Carnaxide tel. 214 173 081 Caxias tel. 214 416 296 Miraflores tel. 214 102 570 Oeiras estação cp tel. 214 410 510 Oeiras rua da figueirinha tel. 214 540 230 Oeiras rua cândido dos reis tel. 214 430 133 Algés tel. 214 167 680 Porto Salvo tel. 214 211 766 Queijas tel. 214 186 145

POLÍCIA MUNICIPAL Rua Manuel António Rodrigues, 5, Alto dos Barronhos . Carnaxide tel. 210 976 590

GABINETE DE PROTECÇÃO CIVIL Rua Manuel António Rodrigues, 5, Alto dos Barronhos . Carnaxide tel. 214 241 400

BARCARENA Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Barcarena tel. 214 216 929, 214 212 189 CARNAXIDE Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Carnaxide tel. 214 170 700, 214 170 628 Unidade de Cuidados na Comunidade – Cuidar + (Queijas) tel. 214 188 697 CRUZ QUEBRADA/ DAFUNDO Unidade de Saúde Familiar do Dafundo tel. 214 209 940 LINDA-A-VELHA Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Linda-a-Velha tel. 214 153 920, 214 151 962 Unidade de Saúde Familiar Jardim dos Plátanos tel. 214 205 110 OEIRAS Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Oeiras tel. 214 400 138 Unidade de Saúde Familiar Conde Oeiras tel. 214 400 132 Unidade de Saúde Familiar São Julião tel. 214 540 911, 214 540 912 Unidade de Cuidados na Comunidade SAÚDAR tel. 214 400 100 Gabinete do Cidadão tel. 214 540 923 PAÇO DE ARCOS Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados de Paço de Arcos tel. 214 540 800

Unidade de Saúde Famíliar Delta tel. 214 540 811 Unidade de Saúde Pública tel. 214 540 814

Director Paulo Vistas Direcção Executiva Elisabete Brigadeiro Ana Maria Runkel Editores Carla Rocha Carlos Filipe Maia

SERVIÇO “OEIRAS ESTÁ LÁ” Segunda a sexta . 9h às 20h Prestação gratuita de reparações domésticas e de entrega e colaboração domiciliária, a todos os cidadãos residentes no concelho de Oeiras a partir dos 65 anos, ou que sejam portadores de deficiência, e que se enquadrem no conceito de carência económica. INFORMAÇÕES E MARCAÇÕES CM Oeiras - Divisão de Acção Social, Saúde e Juventude tel. 800 208 301 214 408 589

TÁXIS Oeiras Multitáxis crl tel. 214 155 310 Oeiras Rádio Táxis Alto da Barra tel. 214 239 600 Paço de Arcos Pedrosa e Rebelo tel. 214 432 221/88 Porto Salvo Táxis Porto Salvo tel. 214 213 113 Tercena Arove Táxis Alentejanos tel. 214 379 023

Colaboradores Ana Mafalda Campos Carla Gil Ribeiro Carolina Sá da Bandeira Célia Florêncio Fernanda M. Marques Filomena Serrão Rocha Francisco Carreira Lisete Carrondo Manuel Machado Maria José Amândio Rui Valente Sandra Monteiro Sofia Pinto Sónia Correia Colunistas Alexandra Leite Marta Moncacha Rui Miguel Abreu Fotografia Carlos Santos Carmo Montanha Execução Gabinete de Comunicação Concepção gráfica e paginação Formas do Possível Impressão InfoPortugal, SA Tiragem 25.000 Exemplares Registo ISSN 0873-6928 Depósito Legal 108560/97 Distribuição Gratuita

SERVIÇOS MUNICIPALIZADOS DE ÁGUA E SANEAMENTO DE OEIRAS E AMADORA Av. Dr. Francisco Sá Carneiro, 19 . Oeiras tel. 214 400 600 www.smas-oeiras-amadora.pt

Contactos Largo Marquês de Pombal 2784-501 Oeiras tel. 214 408 300 e-mails elisabete.brigadeiro@cm-oeiras.pt crocha@cm-oeiras.pt 30dias@cm-oeiras.pt www.cm-oeiras.pt www.facebook.com/municipiodeoeiras www.youtube.com/municipiodeoeiras


A

António Dacosta, Fonte de Sintra I, 1980, acrílico sobre tela, 89x116 cm

antevisão

MARÇO A SETEMBRO

Ilhas do Mar Artistas Açorianos na Coleção Manuel de Brito 14 Março a 14 Setembro . Terça a sexta . 10h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Sábados e domingos . 12h00 às 18h00 (última entrada às 17h30) Encerra às segundas, feriados e 24 e 31 Dezembro Centro de Arte Manuel de Brito . Palácio Anjos . Algés Esta exposição é um tributo a António Dacosta no ano do centenário do seu nascimento. Em 2008, o CAMB realizou uma exposição do artista com as obras da coleção Manuel de Brito. Nesta mostra alarga-se a exposição mostrando também obras de outros artistas açorianos como Victor Almeida, Catarina Branco, Medeiros Cabral, Carlos Carreiro, Luís França, Miguel Rebelo, Urbano, Ana Vieira e Tomaz Vieira. Esta exposição mostra várias sensibilidades e técnicas mas, na maioria das obras, uma forte influências das ilhas, fonte inspiradora de tantos escritores, poetas e pintores, com as suas tradições, a sua beleza e, simultaneamente, com o medo a pairar pela ameaça da natureza. INAUGURAÇÃO 13 Março . Quinta . 18h30 INFORMAÇÕES Centro de Arte Manuel de Brito tel. 214 111 400, camb@cm-oeiras.pt, http://camb.cm-oeiras.pt

52

{

30 Dias em Oeiras Jan. Fev’14

30dias janfev web  

O Roteiro Cultural "30 Dias" dá conta, dos principais eventos, iniciativas e atividades da Câmara Municipal de Oeiras, que decorrem no Conce...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you