Page 1

NOVO RUMO Tomada de posse

junto das pessoas

Viva16_final.indd 1

1/17/14 3:51 PM


índice

4

16

24

EDITORIAL

03

Pedro Coelho

GESTÃO AUTÁRQUICA

04

Orçamento Municipal para 2014

05

Câmara de Lobos inicia 2014 sem dívidas a fornecedores

26

06 Redução de IMI e apoio à criação e fixação de empresas aumentam a competitividade do concelho 07

Apoio às Juntas de Freguesia reforça governação de proximidade

08

10 novos caminhos agrícolas

09

267 mil euros para ajudar famílias carenciadas

10

Câmara proporciona integração profissional a 67 pessoas desempregadas

11

Concessão de apoio a jardins de infância do concelho Prémio escolar “Joaquim Pestana” irá distinguir melhores alunos

12

Bandeiras verdes dão destaque nacional a Câmara de Lobos

14

Projeto de construção de parque infantil no centro da freguesia

15

Instalações sanitárias públicas - Praça da Autonomia

16

Tomada de Posse: novo rumo junto das pessoas

ENTREVISTA

24

André Freitas, Embaixador Google

LAZER E DESPORTO

26

1.º Trail de Câmara de Lobos

EVENTOS

27

Música para todos

28

Noite do Mercado do Estreito atraiu milhares ao Estreito

29

Roteiro dos presépios de Câmara de Lobos

30

Natal sénior 2013 Mega Bolo Rei

31

Mercados municipais

AGRICULTURA INTERVENÇÃO SOCIAL

EDUCAÇÃO

PROJETOS E OBRAS

TEMA DA CAPA

HORÁRIOS

2 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 2

1/17/14 3:51 PM


editorial

ficha técnica

Motivado pela confiança do voto dos câmara-lobenses, sob o desígnio de estabelecer um ciclo social, cívico e político novo para o concelho, iniciei, no passado dia 18 de outubro, o meu mandato como Presidente de Câmara, adotando um estilo de gestão autárquica personalizado, tendo como propósito honrar os compromissos de verdade, seriedade e rigor que estabeleci com os câmara-lobenses. O sucesso da minha ação governativa e a concretização dos compromissos que estabeleci com o povo dependem, em grande medida, da competência e do profissionalismo de todos aqueles que comigo trabalham. Posso ter a melhor estratégia e as melhores ideias, mas preciso do empenho e da dedicação dos meus colegas do executivo municipal e, igualmente, de todos os trabalhadores do Município, que, comigo, dão a “cara” pelo concelho, para, em conjunto, cumprirmos o desígnio de construir um futuro melhor para todos nós. Reafirmo o que disse no passado: o tempo das grandes obras já lá vai, agora é chegada a hora de realizar ações de proximidade, que, não tenho dúvidas, terão um impacto positivo na vida das pessoas. Em 2014, com um Orçamento Municipal e um Plano de Investimentos realistas e coerentes com as exigências e as necessidades do momento atual, mantendo a ambição de concretizar investimentos que melhorem a qualidade de vida das pessoas, a ação municipal forcar-se-á na afirmação da autarquia como instituição catalisadora do desenvolvimento concelhio, liderando com visão e determinação os processos de transformação social, cultural e económica.

Viva16_final.indd 3

PROPRIEDADE DIRETOR EDIÇÃO COORDENAÇÃO FOTOGRAFIA PAGINAÇÃO TIRAGEM ISSN IMPRESSÃO DEPÓSITO LEGAL DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Prometi uma governação de porta aberta, escutando continuamente as pessoas e as instituições do concelho, pois acredito que ouvindo mais, poderei decidir melhor. Tal como em outras matérias, nesta estou também já a cumprir, pois desde que iniciei funções não há uma única pessoa que tenha pedido para falar comigo, ou com os membros do meu executivo, e que não tenha sido recebida! É com a determinação de promover uma maior proximidade entre a autarquia e os munícipes que inicio o ano 2014. Aproveito este espaço para desejar a todos um bom ano e lançar o desafio para que, cada um de nós individualmente, participe ativamente na vida cívica, cultural, desportiva e económica de Câmara de Lobos, para a defesa coletiva de um concelho mais justo e positivo.

Câmara Municipal de Câmara de Lobos Pedro Coelho Câmara Municipal de Câmara de Lobos Leonel Correia da Silva Magno Bettencourt Isabel Luz 8.500 exemplares 1647-6867 O Liberal N.º 309614/10 Praça da Autonomia, 9304-001 Câmara de Lobos Telefone geral: 291 911 080 • Fax geral: 291 944 499 • E-mail: geral@cm-camaradelobos.pt www.cm-camaradelobos.pt • www.facebook.com/municipiodecamaradelobos

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

PEDRO COELHO Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos

“Prometi uma governação de porta aberta,(…), pois acredito que ouvindo mais, poderei decidir melhor. (…) Desde que iniciei funções não há uma única pessoa que tenha pedido para falar comigo, (…) que não tenha sido recebida!”

3

1/17/14 3:51 PM


gestão autárquica

Orçamento Municipal 2014 O Plano de Investimentos e o Orçamento Municipal de Câmara de Lobos para 2014, que foram aprovados no passado mês de dezembro, pela Câmara Municipal e validados pela Assembleia Municipal, são instrumentos essenciais para a concretização da estratégia de desenvolvimento preconizada pelo novo executivo municipal, liderado pelo presidente Pedro Coelho, e consubstanciam a orientação política de estabelecer um ciclo social e cívico novo, assente numa gestão municipal rigorosa, e focada na resolução das necessidades concretas das populações.

Apostado em concretizar os compromissos estabelecidos com os câmara-lobenses, o Plano Plurianual de Investimentos e Orçamento Municipal (OM 2014) para 2014 sintetizam, de forma rigorosa, quatro grandes linhas de orientação estratégica: promover uma governação de proximidade; reforçar o apoio social às pessoas e às famílias; concretizar investimentos de proximidade, promovendo a atividade agrícola, e apostar na revitalização económica e requalificação urbanística das centralidades. Atento às necessidades da conjuntura atual, o executivo de Pedro Coelho apresenta um PPI ambicioso, que terá um impacto na vida real das pessoas, focado na inovação e modernização dos serviços, na implementação de uma política efetiva de ordenamento do território e no desenvolvimento de ações que promovam uma maior coesão social. Do lado do orçamento municipal, considerado equilibrado e realista, há a referir a preocupação na consolidação e contenção de custos, atra-

vés da redução da despesa corrente, por forma a poder libertar meios para promover o investimento. Cifrado num montante global de cerca de 22 milhões de euros, o OM 2014 contempla uma redução de 30% relativamente ao ano anterior. Apesar dos constrangimentos impostos pela Lei do Orçamento de Estado para 2014, na qual se prevê uma redução de 3% do valor a transferir pelo Governo Central para a autarquia de Câmara de Lobos, bem como o aumento previsto dos encargos com a amortização de dívida e juros, situações que, cumulativamente, implicarão uma redução em cerca de 535 mil euros nos fundos disponíveis no orçamento municipal para investimento, o presidente Pedro Coelho acredita que os documentos aprovados pela Câmara Municipal e pela Assembleia Municipal permitirão concretizar os compromissos assumidos no período eleitoral e contribuir para uma melhoria significativa da qualidade de vida das pessoas.

O atual executivo irá manter os apoios às entidades sociais, culturais e desportivas do concelho, com exceção das Casas do Povo que, passados cerca de 10 anos, voltam a ser contempladas com o apoio de 1.000 euros para a realização das suas atividades. Apoio social aos estratos sociais desfavorecidos Apesar da redução das transferências do OE14, a Câmara mantém os apoios concedidos às instituições do concelho e reforça 300 mil euros para apoiar famílias dos estratos sociais mais desfavorecidos.

Governação de proximidade Reconhecendo e valorizando o papel desempenhado pelas juntas de freguesia, o executivo municipal, com base nos novos critérios, reforçou em 45% o valor a transferir para cada junta de freguesia.

Investimento de proximidade e promoção da atividade agrícola

Revitalização económica e requalificação das centralidades

O novo executivo identificou 10 caminhos agrícolas reivindicados há vários anos pelas populações e irá apresentar candidaturas ao PRODERAM, para cofinanciamento comunitário.

Para valorizar o potencial turístico do concelho, a Câmara requalificará os centros das fre-guesias do Estreito C.ª Lobos, Jardim da Serra, Quinta Grande e Curral das Freiras e de Câmara de Lobos.

4 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 4

1/17/14 3:51 PM


gestão autárquica

Câmara de Lobos inicia 2014 sem dívidas a fornecedores Fruto da gestão rigorosa que tem vindo a ser seguida pelo executivo municipal, nomeadamente, através da negociação de preços e de condições de pagamento dos fornecimentos, a Câmara Municipal de Câmara de Lobos regularizou até ao passado dia 31 de dezembro de 2013, o pagamento de todas as faturas de curto prazo a fornecedores, num montante global de 497.761,84 euros. Pedro Coelho, presidente da Câmara Municipal, fazendo uso da sua experiência como economista e gestor, definiu como modelo do seu mandato a concretização de uma gestão financeira criteriosa, por forma a colaborar com a economia, com os prestadores de serviços e fornecedores, e numa outra componente, com os consumidores e com as famílias, estimulando o comércio de uma forma geral. Assim, prosseguindo o compromisso de ajudar a dinamizar a economia local, o executivo municipal tem vindo, ao longo dos dois meses de mandato, a realizar um esforço com vista a reduzir o prazo médio de pagamento a todos os seus fornecedores.

Apesar da Lei dos Compromissos (Lei 8/2012), que fixou em 90 dias o prazo para o município liquidar os pagamentos a fornecedores, o executivo municipal de Câmara de Lobos pagou a totalidade das faturas de curto prazo, “aliviando” assim a tesouraria de muitas pequenas e médias empresas, o que permitiu a essas mesmas empresas cumprirem as suas obrigações e normalizar a sua atividade comercial. Para 2014, o objetivo do executivo é conseguir reduzir progressivamente o número de dias necessários para efetuar o pagamento aos fornecedores, fazendo-o de forma cada vez mais célere, dando, por esta via, um importante passo para fomentar

e dinamizar a economia local. Com um orçamento de 22 milhões de euros para este ano, o que representa 30% a menos em relação ao ano anterior, a autarquia definiu que em 2014 terá uma estratégia de não endividamento. Neste contexto, o presidente Pedro Coelho salientou que, apesar da redução do orçamento, há um conjunto de áreas que até vão contar com um aumento de verba. “Cumprindo o nosso quadro estratégico e eleitoral, a prioridade são as pessoas e a concretização de ações e obras de proximidade, que, mesmo de valores reduzidos, serão muito importantes para a melhoria da qualidade de vida dos câmara-lobenses.

* 67 Fornecedores, sendo que 26% são do concelho de Câmara de Lobos

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

* 96% das faturas são referentes a serviços e aquisições de valor inferior a € 15.000,00

5

Viva16_final.indd 5

1/17/14 3:52 PM


gestão autárquica

Redução de IMI e apoios à criação e fixação de empresas aumentam a competitividade do concelho O executivo municipal convidou, no mês de novembro, todos os empresários e investidores, que têm sede ou direção efetiva em concelhos que apliquem a derrama, a deslocalizarem a sua sede ou direção efetiva para Câmara de Lobos, garantindo a estabilidade fiscal municipal até 2017. Perante a atual conjuntura económica compete à gestão municipal, que se quer eficaz e eficiente, imprimir políticas pró-ativas que contribuam, em primeiro lugar, para melhorar a qualidade de vida das pessoas, e por outro lado, que potenciem o crescimento económico, o investimento e a criação de emprego. Nesta linha, tendo como “pano de fundo” o estímulo à economia local, foram já implementadas profundas

alterações no Departamento de Ordenamento do Território (DOT), por forma a agilizar os procedimentos e a responder de uma forma mais célere às solicitações dos munícipes e dos investidores. Por outro lado, é objetivo da autarquia iniciar em 2014 o processo de revisão da Tabela de Taxas, com o objetivo de criar incentivos nos licenciamentos comercial, industrial e de serviços, que comprovadamente criem emprego. Neste sentido, é compromisso do executivo liderado pelo presidente Pedro Coelho não onerar as empresas sediadas no concelho, nomeadamente através da aplicação da taxa de derrama sobre os lucros tributáveis das empresas. Ora, num ciclo económico cada vez direcionado para o estímulo à iniciativa privada, o presidente da Câmara considera que a aplicação da derrama é uma atitude contraproducente quando o que é preciso, no atual momento, é relançar a confiança e o investimento dos empreendedores.

Como tal, o executivo municipal assumiu o compromisso de não aplicar a taxa da derrama ao longo dos próximos quatro anos, começando já a se verificar alguns resultados práticos, pois algumas empresas já iniciaram o processo de transferência da sede social para o concelho de Câmara de Lobos. A deslocalização destas empresas, bem como a fixação de novos negócios no concelho, aumentará as receitas do município, não só na repartição a que tem direito na repartição dos impostos (IVA e IRC), mas também na parcela do produto do imposto único de circulação. Em declarações públicas, o presidente da Câmara esclareceu que a derrama incide sobre a generalidade das empresas, mesmo as de pequena e média dimensão, abrangendo as empresas que tenham lucro tributável de dez mil euros e um volume de negócios superior a 150 mil euros.

Taxa de IMI de 2014 já desceu para 0,35%, representando uma redução de 12,5% face ao ano anterior. A Assembleia Municipal, realizada no passado mês de setembro deliberou a redução da taxa de IMI nos prédios urbanos de 0,4% para 0,35%, assistindose a uma redução de 12,5% do imposto. Esta redução, ao desagravar a carga fiscal às famílias e empresas que laboram no nosso concelho, é um sinal claro da prioridade colocada no relançar da economia e criação de emprego.

6 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 6

1/17/14 3:52 PM


gestão autárquica

Apoio às Juntas de Freguesia reforça governação de proximidade A Câmara Municipal reconhece o papel relevante das juntas de freguesia na concretização de ações concretas de proximidade para a resolução das necessidades do dia-a-dia das pessoas e aumenta 45% do apoio financeiro a conceder no ano 2014, estabelecendo uma relação de compromisso e de parceria com aqueles órgãos de poder local no sentido de melhorar as respostas às necessidades essenciais das populações.

Através da criação de um novo regulamento que tipifica novos critérios objetivos e transparentes, a Câmara Municipal aprovou, na reunião realizada no passado dia 05 de dezembro, com unanimidade de todos os partidos, conceder um apoio global de cerca de 145 mil euros às juntas de freguesia do concelho. Os novos contratos de concessão de apoio às juntas são o reconhecimento prático do trabalho meritório desenvolvido pelas juntas no desenvolvimento das políticas de proximidade e de apoio local às populações e visa, igualmente, reconhecer o papel relevante desempenhado pelas juntas de freguesia na prossecução do superior interesse público municipal. Através dos critérios estabelecidos, as juntas veem reforçados os seus orçamentos e, sobretudo, aumentam a sua capacidade de resposta à resolução das pequenas

obras de proximidade, que em muito poderão melhorar a qualidade de vida das pessoas. Para além das transferências financeiras, que serão concedidas ao longo do ano 2014 em quatro tranches, a Câmara Municipal reforça o apoio logístico e material, nomeadamente através do fornecimento de materiais e recursos necessários à concretização de obras de reparação e alargamento de veredas, entre outras intervenções de proximidade. Face às novas regras, por forma a garantir a monitorização e avaliação da aplicação dos apoios, as juntas de freguesia devem apresentar projetos de execução escritos, fundamentados e munidos de todos os elementos instrutórios, designadamente, identificação completa dos beneficiários, identificação e registo fotográfico dos locais a intervir, materiais, quantitativos e serviços a aplicar.

JARDIM DA SERRA € 24.975,00 CÂMARA DE LOBOS € 37.505,00 CURRAL DAS FREIRAS € 28.351,50 ESTREITO C.ª LOBOS € 31.645,00 QUINTA GRANDE € 22.935,50

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

CRITÉRIOS DE APOIO ÀS JUNTAS Componente fixa: € 20.000,00 (vinte mil euros) Componente variável: €1,00 por eleitor + €250,00 cada Km2 Transferências: Janeiro, Abril, Julho e Outubro

7

Viva16_final.indd 7

1/17/14 3:52 PM


agricultura

10 novos caminhos agrícolas Tendo conhecimento da reivindicação, das populações residentes em algumas zonas agrícolas do concelho mais carenciadas de acessos viários, o executivo municipal procedeu ao inventário das situações prioritárias e estabeleceu o objetivo de concretizar, já em 2014, a candidatura de 10 caminhos agrícolas ao PRODERAM para financiar a construção de novos acessos. O objetivo destas novas ligações agrícolas visa garantir uma maior qualidade de vida para as populações, em especial os agricultores, sobretudo porque permitirão a melhoria significativa na acessibilidade a um grande número de propriedades agrícolas e residências. Após análise e visita efetuada ao terreno, o executivo municipal insere estes novos investimentos no Plano Plurianual de Investimentos, com vista à apresentação de candidaturas ao PRODERAM, para assegurar o cofinanciamento através de fundos

comunitários. Ainda ao nível dos caminhos agrícolas, o presidente Pedro Coelho anunciou em dezembro de 2013 a intenção de avançar com a construção do Caminho Agrícola da Quinta de Santo António à Figueira de Lameiro, na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, obra considerada “prioritária”, cuja candidatura ao PRODERAM já foi aprovada. “Esta é uma obra que vem sendo reivindicada há vários anos pelas pessoas moradoras no local e em especial os agricultores e proprietários de terrenos vitícolas.

Esta é uma obra prioritária, dado que este novo arruamento servirá uma das áreas mais importantes de produção de vinho da freguesia do Estreito”, ademais a obra de acordo com o plano da maioria do PSD-M, vencedora nas últimas eleições autárquicas, “permitirá melhorar significativamente o acesso a muitos terrenos vinícolas, cuja acessibilidade atual é feita através de veredas, obrigando a que o transporte das uvas e dos produtos para o tratamento das vinhas seja efetuada às costas”.

Novas candidaturas ao PRODERAM para 2014 Câmara de Lobos Ribeiro Real Cruz da Caldeira Encosta da Palmeira Estreito C.ª Lobos Fonte Grande, Castelejo Marinheira Pico do Covão Nogueira Jardim da Serra Romeiras Achada ao Chote (2ª Fase) Curral das Freiras Colmeal

Agricultores não pagam para vender nos mercados A atividade agrícola é atualmente um setor de atividade que ocupa um grande número de pessoas, contribuindo de forma expressiva para o rendimento e sustento de muitas famílias do concelho e representa um importante ativo para a preservação da paisagem e da imagem distintiva do nosso concelho, potenciando a sua valorização e atratividade turística. Neste sentido, na linha das prioridades estabelecidas pelo executivo municipal, em especial ao nível da concretização e políticas que fomen-

tem a atividade agrícola e o apoio aos agricultores, sob proposta do Vice -presidente, vereador com o pelouro da agricultura, Higino Teles, foi deliberado em reunião de Câmara do dia 5 de dezembro, isentar todos os agricultores do concelho do pagamento das taxas de ocupação dos espaços existentes nos mercados municipais. Este regime excecional aplica-se a todos os agricultores do concelho que pretendam vender em regime de venda direta os produtos produzidos agrícolas, frutícolas e derivados por si produzidos.

8 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 8

1/17/14 3:52 PM


intervenção social

267 mil euros para ajudar famílias carenciadas

Tendo como preocupação central apoiar os estratos sociais desfavorecidos do concelho, em especial das famílias que vivem em habitações degradadas, logo após a tomada de posse, o novo executivo municipal ordenou ao serviço municipal de intervenção social e habitação o levantamento minucioso e exaustivo de todos os pedidos pendentes na autarquia desde 2011. Conforme estipulado no regulamento municipal de apoio aos estratos sociais desfavorecidos, a concessão de apoios para apoiar obras em habitações degradas segue três níveis de prioridade, estabelecidos em função da avaliação

dos seguintes critérios: a) Grau de degradação da habitação; b) Existência de menores em risco; c) Existência de idosos doentes ou deficientes no agregado; d) Condições de salubridade. Ora, uma vez compilados os processos, os serviços de ordenamento do território efetuaram vistorias técnicas para avaliar no terreno o estado das habitações, procedendo igualmente ao estudo de viabilidade económica sobre as intervenções e obras que são necessárias efetuar. Posteriormente, os serviços sociais efetuaram o estudo socioeconómico dos agregados familiares, por forma a avaliar e determinar a exis-

tência da efetiva necessidade de apoio municipal. Após avaliação das condições de vida dos agregados familiares em causa, a Câmara Municipal decidiu apoiar um total de 27 famílias, das quais 13 são de nível 1 (muito prioritário), 7 de nível 2 (prioritário) e 7 de nível 3 (pouco prioritário). Ao nível da distribuição geográfica há a acrescentar que 7 processos são da freguesia de Câmara de Lobos, 10 da freguesia do Jardim da Serra, 6 da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos e 4 da freguesia do Curral das Freiras.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

Mediante proposta da Vereadora da Intervenção Social, Educação e Juventude, Sónia Pereira, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade, na reunião do dia 5 de dezembro, conceder apoio a 27 famílias para garantir condições condignas de habitabilidade nas suas habitações.

9

Viva16_final.indd 9

1/17/14 3:52 PM


intervenção social

Câmara proporciona integração profissional de 67 pessoas desempregadas Desde o início do mandato, o presidente da Câmara Municipal, Pedro Coelho, promoveu a integração de mais 36 trabalhadores em diferentes áreas dos serviços municipais, possibilitando novas experiências laborais e valorização profissional de pessoas que se encontravam em situação de desemprego ou à procura de primeiro emprego.

4 Pintores • 7 Jardineiros • 3 Coveiros • 1 Cantoneiro 8 Auxiliares de serviços gerais • 1 Auxiliar Educativa 1 Assistente Técnica •1 Téc. Superior de Ciências da Cultura 1 Mestrado Integrado em arquitetura • 1 Técnico Superior de Engenharia do Ambiente • 1 Técnico Superior de Educação 1 Engenheiro Civil

Por imposição da Lei do Orçamento do Estado (LOE), em linha com o que sucede à generalidade das autarquias do país, a CMCL está impedida de contratar pessoas para colmatar a necessidade real de trabalhadores, para poder elevar os níveis de atendimento às populações e melhorar a qualidade dos serviços prestados. Para além desta imposição, a LOE obriga ainda à redução de 2% do número de trabalhadores municipais, situação denunciada pelo presidente da Câmara como injusta, pois o concelho regista um dos mais baixos rácios de despesa pública com salários e de funcionários per capita no todo nacional. Segundo o presidente da Câmara, que discorda profundamente das medidas de austeridade impostas pelo Governo da República, a LOE proíbe, de forma cega e sem critério, a admissão de pessoal, sem ter em linha de conta a dimensão do município e os rácios de despesas pública apresentados. A CMCL conta atualmente com 230

trabalhadores efetivos, posicionandose, segundo dados oficiais de 2012, como o quarto município do país com o menor rácio de despesa com pessoal per capita (€ 96,7), muito abaixo da média nacional (€ 198,71) e da R. A. Madeira (€ 195,77). Por outro lado, e de acordo com o estudo publicado pelo Jornal Económico, no dia 14 de novembro de 2013, o município figura como um dos concelhos do país com o menor rácio de número de funcionários públicos por 1000/habitantes, situando-se no valor de 6,5. Apesar dos constrangimentos legais, o executivo municipal, que tem como princípio orientador afirmar a Câmara Municipal como um elemento facilitador do desenvolvimento, com vista à dinamização económica do concelho e estímulo à criação de oportunidades de trabalho, em parceria com o Instituto de Emprego da Madeira, concretizou candidaturas aos programas de emprego existentes, por forma a integrar profissional-

mente pessoas desempregadas nos serviços da autarquia. Com esta medida, a autarquia pretende ajudar a diminuir as carências financeiras das famílias e possibilitar a formação prática em contexto de trabalho e o enriquecimento curricular de pessoas desempregadas. Através destas oportunidades de trabalho, as pessoas contempladas podem desempenhar atividades operacionais e técnicas de acesso à população em geral e contribuir para o melhor funcionamento dos serviços do município, em prol do serviço público de qualidade. Em resultado desta parceria, a Câmara Municipal conta atualmente com a colaboração de 67 pessoas, às quais, apesar de se enquadrarem numa relação de trabalho temporária, é proporcionada a mesma valorização profissional que é assegurada aos trabalhadores do quadro permanente da Câmara Municipal.

10 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 10

1/17/14 3:52 PM


educação

Concessão de apoio aos jardins de infância do concelho A aposta na educação é um dos fatores críticos para o sucesso do concelho, por essa razão a autarquia tomou a decisão de contemplar, pela primeira vez, já neste ano letivo, os alunos dos jardins de infância e creches integradas em instituições de natureza particular e cooperativa, no apoio que até agora vinha sendo concedido apenas aos alunos das escolas do ensino público. Esta medida abrange cerca de 550 crianças e representa um investimento de 1.650,00 euros anuais. O apoio será concedido diretamente a cada instituição, que será contemplada com um apoio monetário de 3,00 (três euros) por aluno que se encontre a frequentar as valências de jardim de infância ou creche. Este apoio, embora de valor inferior àquele que é atribuído às instituições do ensino público, é de extrema importância para auxiliar as atividades extra curriculares, ações de reconhe-

cida importância para o desenvolvimento integral das crianças. De referir que esta proposta é complementar à deliberação precedente da autarquia que fixou, para o ano letivo 2013/2014, o apoio de 12 euros a cada um dos 2.309 alunos que frequentam as escolas públicas do 1.º ciclo e pré-escolar do concelho, totalizando um apoio global de 28.862,50 euros. Ora, atendendo a que o regime de apoios estabelecido no passado excluía dos apoios concedidos pela

Câmara os alunos integrados em estabelecimentos do ensino particular de natureza associativa, como sejam o Centro Social e Paroquial de Santa Cecília, a Fundação Dona Jacinta de Ornelas, os infantários Golfinho, Pião e Universo dos Traquinas, com a atual deliberação, o executivo municipal contempla todo o universo de alunos do concelho, valorizando e reconhecendo assim o papel desenvolvido por estas instituições.

Prémio escolar “Joaquim Pestana” distinguirá os melhores alunos

O município de Câmara de Lobos é a segunda maior comunidade educativa da região, com uma população escolar na ordem dos 6100 alunos, a frequentar os diferentes níveis de escolaridade nas 21 escolas do município. Assim, logo no início do mandato, o presidente da Câmara, acompanhado pelos vereadores do executivo, visitou todos os estabelecimentos de ensino do concelho e fixou um conjunto de objetivos, tendo em vista reforçar a intervenção do município no acompanhamento à atividade das escolas. Em resultado da auscultação à comunidade educativa, verificou-se a necessidade de introduzir algumas melhorias nas zonas de recreio dos alunos, as quais já se encontram em curso, bem como dar maior celeridade aos aspetos que

dependem da gestão autárquica. Destes encontros resultou também o compromisso de ser criado o prémio de mérito escolar, cujo regulamento foi desde logo preparado, encontrando-se neste momento a aguardar a aprovação pela Assembleia Municipal, que deverá ter lugar no próximo mês de fevereiro. A atribuição do nome do poeta câmara-lobense Joaquim Pestana ao prémio justifica-se, desde logo, por se tratar de uma das mais destacados vultos da literatura do concelho. Autodidata assumido, o poeta nasceu na freguesia de Câmara de Lobos a 24 de dezembro de 1840, localidade onde viveu a maior parte da sua vida, numa moradia contígua ao adro da histórica Capela do Espírito Santo. Segundo José António Gonçalves, escritor madeirense, “parece

ser indiscutível a sua fama de poeta, disputado por publicações nacionais e estrangeiras, com realce para as brasileiras, colocando-o num patamar de glória até hoje sem seguidor nas letras madeirenses…”. Importa referir que, em termos políticos, Joaquim Pestana foi Vereador da Câmara Municipal de Câmara de Lobos e, citando o Padre Eduardo Pereira, “ajudou a dotar o concelho de alguns melhoramentos importantes”. O prémio “Joaquim Pestana” consistirá na atribuição de material didático ao melhor aluno de cada ano escolar de cada um dos estabelecimentos de ensino do concelho, o qual deverá ser atribuído no início de cada ano letivo, referente ao ano letivo anterior.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

Considerado o meio prioritário para promover o desenvolvimento humano, a Educação representa a condição de base para o progresso e a promoção de qualidade de vida das pessoas. Neste sentido, o executivo camarário de Câmara de Lobos elaborou o regulamento municipal para atribuição do Prémio de Mérito Escolar “Joaquim Pestana”, para premiar os melhores alunos do concelho, o qual deverá entrar em vigor já no ano letivo de 2013 / 2014.

11

Viva16_final.indd 11

1/17/14 3:52 PM


educação

Bandeiras verdes dão destaque nacional a Câmara de Lobos A Câmara Municipal realizou no passado dia 7 de novembro de 2013, na Praça da Autonomia, a cerimónia de entrega de bandeiras verdes às escolas do concelho que foram galardoadas no Programa Eco-Escolas no ano letivo 2012/2013. No ato solene, o Presidente da Câmara Municipal felicitou os 27 estabelecimentos de ensino e a comunidade educativa do concelho pelo trabalho desenvolvido e destacou o seu contributo para posicionar o município como uma referência no contexto nacional.

zação de novas atividades no contexto escolar para o corrente ano letivo 2013/2014. A adesão de Câmara de Lobos ao programa Eco-Escolas ocorreu no ano letivo 2002/2003. Na última década o número de escolas aderentes aumentou progressivamente, tendose registado no ano letivo 2009/2010 a participação de todos os estabelecimentos de ensino e educação no projeto que se mantém até hoje. O concelho de Câmara de Lobos lidera o ranking de bandeiras verdes na Região Autónoma da Madeira, sendo o concelho com maior taxa de participação de escolas e maior número de escolas premiadas, mantendo, ainda, uma posição cimeira no quadro nacional.

A praça vestiu-se de verde para receber os cerca de 650 alunos e professores das escolas do concelho que se associaram a esta cerimónia, para receber os certificados de participação das escolas no programa, bem como o prémio monetário, no valor de 300,00 euros, atribuído pela Câmara Municipal a cada uma das escolas, com vista a apoiar a dinami-

12 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 12

1/17/14 3:52 PM


educação Escolas galardoadas

A destacar que, no âmbito deste projeto, algumas escolas do concelho distinguiram-se de forma especial ao serem vencedoras dos seguintes galardões: 1.º lugar do concurso nacional Eco-Código - EB1/PE do Ribeiro de Alforra 1º lugar do concurso regional Eco-Código - Escola B1/Pe de Cª de Lobos 1º lugar no concurso nacional Desafio Valorfito/Vídeo Reportagem - EB+S Dr. Luís M. S. Dantas 3º lugar no concurso nacional Melhores Reportagens “Jovens Repórteres do Ambiente” JRA / Modalidade C / Vídeo - “ Agricultura à Beira do Abismo” – EB+S Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas

buição do galardão (no valor de €50,00), bem como promove ações de formação para os coordenadores e professores associados ao programa.

eletricidade: Mensalmente as escolas monitorizam os consumos de água e eletricidade com vista a racionalizar o seu uso e evitar o desperdício. Ações de sensibilização: As escolas promovem ao longo do ano letivo ações próprias nas áreas da energia, água, recolha seletiva, envolvendo a comunidade educativa em geral. Participam ainda em outro tipo de iniciativas próprias e da Câmara Municipal, nomeadamente limpeza de ribeiras e plantação de árvores, realização de trabalhos com a reutilização de materiais e, ainda, visitas de estudo.

ATIVIDADES DESENVOLVIDAS PELOS ALUNOS NAS ESCOLAS E COMUNIDADE Hortas biológicas: Todas as escolas do concelho dispõem de uma horta biológica, na qual os alunos participam na plantação e cultivo de produtos hortícolas, com supervisão dos professores, funcionários e serviços municipais. Brigadas verdes: Consistem em equipas de alunos que, em dias determinados, procedem à recolha do lixo nos espaços da escola e colocam nos eco-pontos, consciencializando -os, desta forma, para a necessidade de procederem à separação dos resíduos e à preservação do asseio do espaço escolar. Motorização do consumo de água e

TOTAL DE ALUNOS ENVOLVIDOS NO PROGRAMA ECO-ESCOLAS No ano letivo 2012/2013 participaram no programa cerca de 5 mil alunos, envolvendo todos os graus de ensino dos estabelecimentos de ensino e educação do concelho de Câmara de Lobos, nomeadamente as creches, jardins de infância, pré-escolar, 1º, 2º e 3º Ciclos e Secundário. www.facebook.com/municipiocamaradelobos

INTERVENÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL NO ECO-ESCOLAS A Câmara Municipal é, desde a primeira, uma entidade parceira no desenvolvimento do Programa Eco-Escolas no concelho, envolvendo-se ativamente na coordenação global das ações e no acompanhamento às atividade realizadas nas escolas. Nos termos do compromisso estabelecido com as escolas, o município disponibiliza apoio logístico, material e de recursos humano com vista à concretização das iniciativas levadas a cabo pelas escolas, garantindo ainda uma comparticipação financeira no valor de €300,00 às escolas que conquistem a bandeira verde. Além disso a autarquia comparticipa as despesas administrativas inerentes à participação das escolas no programa, nomeadamente suportando os custos de inscrição (no valor de €20,00) e custo de atri-

EB1/Pe de Câmara de Lobos, EB1/Pe Fonte da Rocha, EB1/Pe Pedregal, EB1/Pe Ribeiro de Alforra, EB1/Pe Lourencinha, EB1/ Pe Rancho, EB1/Pe Curral das Freiras, EB1/Pe Seara Velha, EB1/ Pe Garachico, EB1/Pe Marinheira, EB1/Pe Estreito, EB1/Pe Romeiras, EB1/Pe Vargem, EB1/ Pe Covão, EB1/Pe Foro, EB1/Pe Jardim da Serra e EB1/Pe Quinta Grande, as escolas B 2+3 do Estreito, do Curral das Freiras, da Torre e a Secundária Dr. Maurílio da Silva Dantas. Foram ainda contemplados os jardins de infância Golfinho, Pião, Santa Cecília, Infantário Universo dos Traquinas, a Fundação D. Jacinta de Ornelas e o Centro de Atividades Ocupacionais de Câmara de Lobos.

13

Viva16_final.indd 13

1/17/14 3:52 PM


projetos e obras Projeto de construção de um parque infantil no centro da freguesia de Câmara de Lobos

A Câmara Municipal pretende construir no prédio localizado à Rua São João de Deus e à Rua Padre Eduardo Clemente Nunes Pereira, no centro da freguesia de Câmara de Lobos um parque infantil. O projeto de construção deste parque visa desenvolver uma proposta de reabilitação e qualificação do espaço urbano, nomeadamente do prédio urbano em ruínas, que atualmente apenas mantém edificada a fachada principal para a Rua São João de Deus, revertendo desta forma a trajetória de degradação do património edificado existente e introduzindo novas estruturas de recreio e lazer para a população. O projeto proposto contribui significativamente para o desenvolvimento

estratégico da cidade de Câmara de Lobos, promovendo a qualificação do espaço público e do espaço edificado e melhorando o desempenho, a paisagem e a vida urbana do centro da freguesia. Numa área de intervenção com 285,40 m2 entre edifícios construídos, confrontando a Sul com a Rua São João de Deus e a Norte com a Rua Padre Eduardo Clemente Nunes Pereira, num terreno com um desnível entre ruas, na ordem dos 5 metros de altura, propomos a construção de um parque infantil à cota do primeiro andar, mantendo e recuperando a fachada existente para a Rua São João de Deus (rua de baixo), garantindo o acesso ao parque por ambas as ruas.

No piso do rés-do-chão com acesso a partir da rua de baixo, construir-se-á uma sala com 74,40 m2 que poderá acolher inúmeras atividades de cariz sociocultural e lúdico. No parque infantil serão instalados um conjunto de equipamentos infantis atrativos, distribuídos de forma a criar um espaço vocacionado para as crianças entre os 1 a 6 anos e outro para as crianças de 7 a 14 anos. A qualificação do parque infantil foi pensada e interpretada considerando a instalação de um espaço de recreio infantil que garante todos os requisitos de segurança e os requisitos de acessibilidade a pessoas com mobilidade condicionada.

14 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 14

1/17/14 3:52 PM


projetos e obras Praça da Autonomia será dotada de instalações sanitárias públicas

contíguo à rocha do Ilhéu, atrás do edifício “Coral”, junto à Rua Nova da Praia. O projeto contempla instalações sanitárias femininas, masculinas e para deficientes, um fraldário, espaço para um funcionário e um espaço de arrumos. A linguagem utilizada neste novo edifício reflete naturalmente uma abordagem contemporânea e a preocupação de estabelecer uma

ligação do proposto com a envolvente, nomeadamente com o edifício da praça da autonomia e com a escarpa rochosa do ilhéu, tendose proposto um edifício com uma forma orgânica, contíguo à rocha e revestido a pedra aparelhada, à semelhança do material utilizado na consolidação da escarpa rochosa adjacente.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

No sentido de resolver um dos problemas identificados pela Câmara Municipal, no âmbito da gestão dos seus espaços públicos, serão construídas instalações sanitárias públicas, junto à Praça da Autonomia no centro da freguesia de Câmara de Lobos. As instalações sanitárias foram organizadas num pequeno edifício com uma área total de 46,60 m2,

15

Viva16_final.indd 15

1/17/14 3:52 PM


tema da capa

TOMADA de PO

Para assinalar o início de um novo ciclo cívico e político em Câmara de Lobos, os novos eleitos que agora compõem a Câmara Municipal e a Assembleia Municipal, e que irão cumprir os seus mandatos no quadriénio 2013/2017, tomaram posse no passado dia 18 de outubro de 2013, numa cerimónia solene que teve lugar no Museu de Imprensa da Madeira, na cidade de Câmara de Lobos. Deste modo, e na sequência do ato eleitoral realizado no dia 29 de setembro de 2013, foram empossados o Presidente da Câmara, Pedro Coelho, e os vereadores da Câmara Municipal, bem como os vogais que integram a Assembleia Municipal, a que se seguiu a elei-

ção da Mesa da Assembleia Municipal, presidida por Manuel Pedro Freitas. A cerimónia de tomada de posse, que contou com a presença de muitos munícipes, responsáveis de entidades e instituições concelhias e regionais e de mui-

tos funcionários da autarquia, foi marcada pela intervenção do novo presidente da Câmara, Pedro Coelho que, agradecendo a confiança depositada pelo povo de Câmara de Lobos, reafirmou o compromisso de governar o município com verdade e sentido de serviço público. Dirigindo-se a todos os eleitos que, naquele ato público, tomaram também posse, o presidente da Câmara apelou à participação ativa de todos, na defesa de um concelho mais justo e positivo, e à responsabilidade e elevação democrática individual de cada eleito, fazendo votos que “seja mais aquilo que nos une do que aquilo que nos separa, na defesa intransigente do nosso desígnio coletivo: construir um futuro melhor

16 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 16

1/17/14 3:52 PM


Acredito nesta terra e neste povo, porque foi aqui que nasci e cresci, e aprendi que é pelo trabalho, pelo esforço e pela dedicação que se atinge a tranquilidade para construir soluções e ideias novas.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

POSSE

tema da capa

17

Viva16_final.indd 17

1/17/14 3:52 PM


tema da capa

para Câmara de Lobos”. Fazendo uma análise síntese à conjuntura social e económica que o concelho de Câmara de Lobos, e mundo de uma forma geral, vive atualmente, Pedro Coelho reiterou a sua determinação em concretizar um mandato vocacionado para a resolução dos problemas concretos da pessoas, referindo claramente “que o tempo das grandes obras já lá vai, agora é chegada a hora de realizar ações e obras de proximidade que terão

um impacto positivo na vida das pessoas”. Na linha dos compromissos assumidos com as pessoas de Câmara de Lobos ao longo da campanha eleitoral, Pedro Coelho estabeleceu que concretizará uma governação de proximidade e que promoverá políticas municipais que contribuam efetivamente para uma maior aproximação entre os eleitos e os eleitores, através da adoção de uma governação próxima das pessoas e das institui-

ções, pois entende que “é preciso ouvir mais para melhor decidir”. É nesta linha de pensamento que o presidente da Câmara defende que a autarquia “deve assumir-se, cada vez mais, como um elemento facilitador do desenvolvimento e não como um obstáculo ao investimento. É fundamental estabelecer pontes com empresários e outros empreendedores que investem ou que queiram investir no concelho, fomentando sinergias em prol do bem comum”. Apostado em concretizar um novo modelo de gestão municipal, o autarca assegurou que promoverá a reestruturação profunda de alguns serviços municipais, nomeadamente no Departamento de Ordenamento do Território. Contando com o profissionalismo e empenho de todos os cerca de 230 funcionários da autarquia, o presidente da Câmara pretende incrementar práticas de gestão que maximizem a qualidade do serviço ao munícipe e melhorem o relacionamento com os munícipes e com o concelho, pois, destacou, é preciso “agilizar procedimentos e garantir uma maior celeridade e

18 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 18

1/17/14 3:52 PM


equidade na resposta às solicitações dos munícipes”, bem como rever a tabela de taxas municipais criando incentivos nos licenciamentos comercial, industrial e de serviços, que comprovadamente criem emprego, contribuindo assim para a promoção de políticas proativas que estimulem o crescimento económico, por forma a dinamizar o mercado de trabalho e ajudar as pessoas e as famílias. Perspetivando aquela que é a sua visão para o futuro do concelho, Pedro Coelho estabeleceu que “a autarquia deve afirmar-se como a instituição catalisadora do desenvolvimento, liderando com visão e determinação, os processos de transformação social, cultural e económica”. Para cumprir este desígnio, o presidente Pedro Coelho destacou que, na sua visão, o povo de Câmara de Lobos deve prosseguir as seguintes linhas orientadoras para a firmação da sua vocação coletiva futura: as Pessoas, o Mar, a Agricultura, o Turismo e a Economia Local.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

tema da capa

19

Viva16_final.indd 19

1/17/14 3:52 PM


tema da capa “O nosso maior ativo, não tenhamos dúvidas, são as pessoas!” Câmara de Lobos é o concelho mais jovem e o terceiro mais populoso da Madeira, no qual cerca de 36% da população tem menos de 25 anos. Por isso, Pedro Coelho assume que as prioridades políticas da sua governação municipal serão focadas nas PESSOAS, nomeadamente reforçando as respostas sociais e medidas de apoio às famílias e aos cidadãos, “concertando com as instituições que operam no terreno, a implementação de uma Rede Social Municipal, para reforçar a cooperação institucional, privilegiando a intervenção de proximidade e a prossecução do princípio da subsidiariedade, para permitir respostas sociais mais eficazes”. Destacando a necessidade de o município promover ações concretas que estimulem a participação dos jovens nas diferentes vertentes da vida coletiva do município, o presidente da Câmara afirmou a sua convicção pessoal acerca da capacidade dos jovens para transformar o tecido social e cultural do concelho. Por isso, reiterou o compromisso de reforçar o apoio às escolas e aos alunos, para incentivar o mérito escolar e promover o reforço das suas qualificações, pois “uma sociedade mais formada e informada estará mais preparada para vencer os desafios do futuro”. Por outro lado, Pedro Coelho referiu que importa, também, “olhar para aqueles, que já não sendo jovens, podem ainda, fruto da sua experiência de vida, desenvolver projetos e ações de valor acrescentado”. Por isso, concretizou que no seu mandato irá “reforçar a qualidade das respostas sociais para promover o envelhecimento ativo da nossa população sénior, dinamizando projetos que promovam a intergeracionalidade e o combate ao isolamento”. 2020

“Somos o cartaz turístico da Madeira no exterior” Assumido como o segundo vetor estratégico de desenvolvimento do concelho, o líder do novo executivo municipal entende que Câmara de Lobos deve apostar fortemente no TURISMO e afirmou a necessidade do concelho apostar definitivamente na concretização de um programa de ação que permita posicionar Câmara de Lobos como uma referência regional no turismo de natureza, gastronómico e cultural, potenciando mais riqueza e emprego. A cultura e as tradições são a alma de um povo, por isso Pedro Coelho destaca a importância da autarquia promover “roteiros turísticos e o portal de Câmara de Lobos na internet, pois serão ferramentas fundamentais para divulgar e valorizar a gastronomia, o artesanato, a cultura, as tradições, o comércio local e os principais pontos de atração turística do concelho, para valorizar aquilo que somos e o que temos”, bem como “reforçar a atratividade do concelho, com uma nova pro-

Elegi como linhas orientadoras da nossa vocação coletiva futura: as pessoas, o mar, a agricultura, o turismo e a economia local. gramação cultural que envolva os agentes culturais, artistas e os criativos locais, estimulando, também, as atividades da designada economia criativa”.

“A nossa ligação ao Mar é rica, bonita e histórica” A cidade de Câmara de Lobos tem uma ligação histórica ao MAR, em torno do qual toda esta comunidade humana construiu a sua identidade e organizou a sua vivência quotidiana, por isso Pedro Coelho, recordando até as suas vivências de infância junto

viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 20

1/17/14 3:52 PM


tema da capa à bela baía de Câmara de Lobos, estabeleceu que o mar é um recurso que pode contribuir decisivamente para a criação de riqueza e constituir uma base diferenciada para o desenvolvimento sustentável do concelho. Assim, sustenta que a autarquia irá, no quadro das suas competências, valorizar e apoiar a atividade piscatória, fazendo “pressão” para que sejam dadas melhores condições aos pescadores e, em especial, criar condições para que ocorram novos investimentos estruturantes que possibilitem o desenvolvimento de atividades marítimo-turísticas na Baía de Câmara de Lobos.

gar de vinho Madeira; a produção de castanha e ginja no Curral das Freiras; e a produção de cereja na mais jovem freguesia da Madeira, o Jardim da Serra; atividades que têm grande expressão no contexto regional.

Tendo como princípio orientador que é preciso ouvir mais para melhor decidir, a minha governação irá auscultar continuamente as pessoas e as instituições.

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

“Somos o concelho com o maior número de explorações agrícolas”

Estabelecendo desde logo o compromisso de criar o pelouro da agricultura, Pedro Coelho justifica esta necessidade devido à importância da AGRICULTURA no contexto das economias familiares e devido ao seu impacto positivo na paisagem e na imagem distintiva do concelho, realidade que valoriza a sua atratividade turística. Prosseguindo o princípio de uma ruralidade sustentável, o presidente da Câmara destacou a importância do apoio, de uma forma direta, aos agricultores, concretizando parcerias com as associações, com a tutela, e com outras entidades, com vista à promoção de projetos conjuntos que visem a valorização económica das produções de base local, com especial destaque para a valorização da produção vitícola no Estreito de Câmara de Lobos, que é sem dúvida o maior e melhor la-

21

Viva16_final.indd 21

1/17/14 3:52 PM


tema da capa

Eu e a minha equipa iniciámos um novo ciclo e uma forma diferente de fazer política. Ouvimos as instituições e os agentes representativos dos diversos setores da vida social e cívica do concelho, para, em conjunto, olharmos o concelho com liberdade e sentido crítico, e perspetivarmos linhas estratégicas para uma governação municipal realista e coerente com as exigências e as necessidades do momento atual.

22 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 22

1/17/14 3:52 PM


tema da capa Organização do Executivo Municipal Vice-presidente: HIGINO TELES (PSD) Gestão operacional municipal, agricultura e assuntos do mar • Serviços operacionais municipais (ambiente e serviços urbanos; mercados municipais; feiras e venda ambulante; manutenção de espaços públicos e de edifícios públicos; cemitérios; saúde pública); • Conservação e manutenção direta; Presidente: PEDRO COELHO (PSD) • Gestão do património municipal; Coordenação política e autárquica • Coordenação autárquica e relação • Agricultura e assuntos do mar; • Gestão logística de eventos; com as juntas de freguesia • Relações públicas, cooperação • Gestão habitacional municipal; externa e comunicação • Desporto. • Proteção civil municipal • Cultura Vereadora: SÓNIA PEREIRA (PSD) • Turismo Intervenção social, educação e • Economia e desenvolvimento local juventude • Administração geral • Auditoria e qualidade Conforme o compromisso de concretizar uma governação que vá ao encontro da resolução dos problemas concretos do dia a dia das pessoas e que contribua para a promoção de uma maior qualidade de vida de todos os cidadãos do concelho, o executivo municipal liderado pelos eleitos do PSD, encontra-se organizado de acordo com a seguinte estrutura:

•Educação •Gestão social e família •Inclusão social •Juventude e associativismo •Bibliotecas e museus •Centros comunitários •Educação ambiental Vereador: BRUNO COELHO (PSD) Urbanismo e ordenamento do território • Ordenamento do território • Obras públicas • Obras particulares • Gestão urbanística e solos • Fiscalização Municipal VEREADORES SEM PELOURO ROBERTO RODRIGUES (CDS-PP) JOÃO ISIDORO (MPT) AMÂNDIO SILVA (PS)

Constituição da Assembleia Municipal

PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA - PPD/PSD Sancho Raimundo Gomes Freitas José Sérgio Fernandes de Oliveira Marco José Ramos Gonçalves Alejandro Marcelino Gonçalves Gonçalves Dina Simão Abreu da Silva Adérito Filipe Castro Freitas

CDS-PP João Paulo Ferreira dos Santos José Maurício Figueira Rodrigues Mariana Raquel Freitas Sousa Leonardo Simplício de Sousa Abreu

MPT

PRESIDENTES DE JUNTA DE FREGUESIA Celso Bettencourt Câmara de Lobos

Carlos Miguel da Silva Faria Francisco José Oliveira dos Santos Judite Gomes dos Santos

Manuel Salustino de Jesus Curral das Freiras

António Renato Gonçalves de Barros Adelino José Gonçalves Faria

Gabriel Pereira Estreito de Câmara de Lobos

Maria Elisabete Figueira

José Ornelas Jardim da Serra

PS

BLOCO DE ESQUERDA - BE CDU

Alexandre do Carmo da Luz Fernandes

PAN

Marco António Marques Fernandes

João Rodrigues Quinta Grande

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

Presidente: MANUEL PEDRO FREITAS (PSD) 1ª Secretária: JOANA RAMOS (PSD) 2ª Secretária: SÓNIA SILVA (PSD)

23

Viva16_final.indd 23

1/17/14 3:52 PM


entrevista

André Freitas André Feitas, 21 anos, natural de Câmara de Lobos é o novo embaixador da Google em Portugal. Este jovem frequentou o curso tecnológico de informática na EBS do Carmo, atual EBS Dr. Luís Maurílio Dantas, escola onde desenvolveu o seu interesse pela área da comunicação e informática, aprofundando, posteriormente, essa apetência na Escola Secundária Francisco Franco, onde completou o ensino secundário. Frequenta atualmente o curso de Engenharia de Software na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP). A escolha desta faculdade foi ponderada, onde pesou o facto desta ser próxima do grande centro industrial do país e desenvolver uma filosofia de ensino virada, de forma ativa, para o mundo do trabalho.

24

Como surgiu esta tua indigitação como embaixador da Google em Portugal? O convite foi fruto do networking que a FEUP promove. Conheci o anterior embaixador da Google numa conferência do núcleo estratégico da organização a que pertenço, o IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), onde, enquanto estudantes, promovemos uma série de atividades e conferências direcionadas para a promoção das novas tecnologias. Como é feita essa promoção? Essencialmente através de workshops direcionados para a utilização das novas tecnologias da informação e a nível da utilização de novas ferramentas informáticas. Convidamos viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 24

1/17/14 3:52 PM


entrevista diversas pessoas ligadas à área de forma a promover o crescimento, a nível extracurricular, da rede de contactos da faculdade. E foi numa dessas conferências que conheceste o anterior embaixador da Google? Sim, conheci-o no âmbito de uma atividade que promovemos e passados uns meses ele andava à procura de um novo embaixador para Portugal e recomendaram-me. Claro que aceitei logo o desafio. Quer dizer que essa indigitação é feita por recomendação? Não só. Feita a recomendação candidatei-me. Passei por uma fase de seleção onde foi analisado o meu currículo, tive várias entrevistas e fiz um vídeo de candidatura. Só depois de pesados todos estes elementos é que fui selecionado. Qual o período do mandato de um embaixador da Google? O período é de um ano para que mais pessoas tenham oportunidade de ter esta experiência. Comecei em agosto de 2013 e o meu mandato termina em agosto de 2014. Quais as responsabilidades de um embaixador da Google? O embaixador da Google é um elo de ligação entre a Google e os estudantes, nomeadamente ao nível da divulgação dos produtos Google, desde o Gmail, passando por outras ferramentas que podem beneficiar, em muito, a vida dos estudantes e não só. Outra responsabilidade passa por captar, e facilitar o contacto com a empresa mãe, da próxima geração de Googlers: aqueles estudantes que são pró-ativos e que podem trazer algo de novo à empresa. E como é feita essa divulgação? Através de vários eventos. Este ano já promovi quatro. Fiz um sobre um concurso de desenvolvimento de aplicações web que correu muito bem. Tive um estudante que foi a essa sessão de esclarecimento, concorreu, passou à segunda fase e já ganhou um prémio de 1500 dólares. Gosto de ter este efeito positivo na comunidade. Essencialmente sou um facilitador que permite e promove a aproximação da comunidade estudantil à empresa Google. Que outros eventos promoveste no âmbito da tua atividade enquanto embaixador? Outro evento que promovi foi o “Conversas com a Google” . Falei do potencial dos produtos da empresa e contei com a participação de um elemento já ligado à empresa, à área de recrutamento de estudantes de engenharia de software. Foi muito positivo, pois o mesmo forneceu uma série de informações aos estudantes

que de outra maneira não teriam acesso, por não se encontrar disponível publicamente. Foi um sucesso, surgiram muitas questões por parte dos estudantes e o diálogo de parte a parte foi uma constante. Isso é ótimo, pois permite dar visibilidade aos estudantes portugueses dentro da Google. Como é que achas que a região conseguiria beneficiar da dinâmica que existe ao nível das novas tecnologias? Essa é uma questão muito pertinente. Eu acho que a região é um sítio excelente e cheio de potencial. Temos vários nichos de mercado que ainda não foram explorados. Mas claro que temos que ter em conta a dimensão do mercado. Obviamente que uma empresa na área da tecnologia sediada na região não pode estar virada apenas para o mercado interno. Temos pessoas criativas e imenso potencial para apostar nessas áreas. O facto de estarmos numa ilha não nos limita porque temos acesso a tecnologias da comunicação que removem completamente as barreiras geográficas que antes existiam. Podemos estar em Silicon Valley ou em Câmara de Lobos, pois estamos sempre ligados! É tudo uma questão de arriscar, de empreendedorismo. E como é que achas que a estrutura de ensino existente poderia contribuir para essa capacidade empreendedora? O modelo da escola a tempo inteiro foi desenvolvido aqui na Madeira o que é extremamente positivo, mas ainda formamos os alunos da “cintura para cima do lado esquerdo do cérebro”. Mais do que formar ao nível do domínio da técnica de uma forma passiva é preciso formar os alunos a nível da capacidade relacional e desenvolver as suas capacidades de liderança. Formar estudantes no sentido da pró-atividade, que procurem constantemente se adaptar a um mundo em constante, e cada vez mais rápida, mudança. Temos também que apostar na formação ao nível da utilização das ferramentas informáticas. Essas ferramentas vão muito além do correio eletrónico. Existem ferramentas simples que nos permitem poupar imenso tempo e organizar o nosso trabalho de maneira a que nos sobre mais tempo para atividades pró-ativas e para o desenvolvimento do pensamento criativo. que muitas vezes é toldado por tarefas mecânicas que podem ser facilmente substituídas por essas ferramentas. Ainda há muito espaço de crescimento, e a minha missão, enquanto embaixador da Google passa precisamente por aí, mostrar que temos essa capacidade imbuída em cada um de nós.

A Junta de Freguesia de Câmara de Lobos aprovou um voto de louvor ao jovem câmara-lobense, pela sua eleição e procedeu à entrega de uma salva de prata.

Viva16_final.indd 25

1/17/14 3:52 PM


lazer e desporto

1.º Trail de Câmara de Lobos

Pedro Coelho e Celso Bettencourt, dois dos participantes na prova de 18km. A Associação Cultural e Desportiva do Jardim da Serra, em parceria com a Associação Cultural e Recreativa do Estreito, promoveu o 1.º Trail de Câmara de Lobos, prova inserida no Circuito de Trail Running Madeira 2013 que contou com dois percursos – TCL 27km e TCL 18Km Mini - que percorreram quatro das cinco fregue-

sias do concelho de Câmara de Lobos. A prova, que decorreu no dia 17 de novembro de 2013, teve partida e chegada no centro da vila do Estreito de Câmara de Lobos, junto ao Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos. Esta prova visou promover a interação do homem com a natureza,

numa simbiose perfeita, permitindo assim dar a conhecer as paisagens do concelho de Câmara de Lobos e alguns dos seus principais pontos turísticos. A prova contou com 264 inscritos, tendo-se apresentado à partida 253 atletas, 115 no TCL 27km e 118 no TCL-M 18km.

26 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 26

1/17/14 3:52 PM


eventos

Música para todos

Câmara de Lobos continua a apostar numa programação cultural diversificada, tendo promovido ao longo do último trimestre uma série de eventos musicais, que abrilhantaram os palcos do nosso concelho.

25 outubro 2013 Encontro de Tunas Académicas de Câmara de Lobos Largo do Poço 2 e 23 novembro 2013 Concertos da Orquestra de Bandolins de Câmara de Lobos Casa da Cultura de Câmara de Lobos

6 dezembro 2013 Encontro de Tunas Académicas de Câmara de Lobos Largo do Poço

30 novembro 2013 Concerto da Banda Municipal de Câmara de Lobos Casa da Cultura de Câmara de Lobos

14 dezembro 2013 Concerto da banda orquestral “Os Infantes” Casa da Cultura de Câmara de Lobos

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

29 novembro 2013 Concerto do 103º aniversário da Banda Recreio Camponês Centro Cívico do Estreito

27

Viva16_final.indd 27

1/17/14 3:52 PM


eventos

Noite do Mercado atraiu milhares ao Estreito Milhares de pessoas passaram por mais uma Noite do Mercado do Estreito. Um evento que, de ano para ano, atrai cada vez mais pessoas, consolidando-se como mais uma tradição natalícia do nosso concelho.

28 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 28

1/17/14 3:52 PM


eventos

Roteiro dos presépios de Câmara de Lobos

Curral das Freiras

Estreito de Câmara de Lobos

Covão

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

Garachico

29

Viva16_final.indd 29

1/17/14 3:52 PM


eventos

Natal sénior 2013 A Câmara Municipal, através do Serviço de Gestão Social e Família, promoveu mais uma edição do Natal Sénior, que reuniu cerca de 400 pessoas, numa celebração do espírito natalício.

Mega Bolo Rei 70 metros e 150 quilos. Foram estas as medidas do Mega Bolo Rei com que a Câmara Municipal brindou os munícipes e forasteiros na véspera de Dia de Reis. Agradecemos à Pastelaria Rainha, à Insular, à OvoGirão, à Bensil e à ECM.

30 viva CÂMARA DE LOBOS

Viva16_final.indd 30

1/17/14 3:52 PM


horários Funcionamento dos Mercados Municipais nos feriados de 2014

1 janeiro 6.ª Feira Santa 18 abril Domingo de Páscoa 20 abril 25 abril 1.º maio 10 junho 1 julho 15 agosto 16 outubro 8 dezembro 25 dezembro 26 dezembro

Quarta-feira Sexta-feira Domingo Sexta-feira Quinta-feira Terça-feira Terça-feira Sexta-feira Quinta-feira Segunda-feira Quinta-feira Sexta-feira

Mercado Municipal de Câmara de Lobos

Mercado Municipal Estreito de Câmara de Lobos

Encerrado Encerrado Encerrado 06:00 - 13:00 Encerrado 08:00 - 13:00 08:00 - 13:00 Encerrado Encerrado Horário de Natal Encerrado Encerrado

Encerrado Encerrado 08:00 - 13:00 08:00 - 13:00 Encerrado 08:00 - 13:00 08:00 - 13:00 08:00 - 13:00 Encerrado Horário de Natal Encerrado Encerrado

www.facebook.com/municipiocamaradelobos

Apoie o comércio local, compre melhor e mais fresco... Visite os mercados municipais!

31

Viva16_final.indd 31

1/17/14 3:52 PM


Viva16_final.indd 32

1/17/14 3:52 PM

Viva Câmara de Lobos nº 16  

Revista de atualidade Municipal