Issuu on Google+

Alec News setembro/outubro – 2011

Uma publicação da ALEC - Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Bens Móveis

| www.alec.org.br |


2 - Alec News - setembro/outubro - 2011


| EDITORIAL |

Nesta edição, o presidente da ALEC, Durval C. Gasparetti é o nosso entrevistado e traz um balanço das atividades e conquistas da ALEC no biênio 2010/2011. Em virtude desta entrevista, a Palavra do Presidente neste bimestre não será publicada. Neste número do ALEC NEWS, você terá acesso à notícia sobre o aumento de importação de máquinas pelas construtoras brasileiras e ficará por dentro dos preparativos finais da FELOC 2011 e ALUGAR BRASIL 2011. Também poderá acompanhar um resumo da última edição do ALUGAR REGIONAL realizada em Ribeirão Preto e sobre a participação institucional da ALEC na Concrete Show. O especialista em Plataformas de Trabalho Aéreo, Jacques Chovghi Iazdi colaborou mais uma vez com o ALEC NEWS escrevendo um artigo interessante sobre o IPAF – Federação Internacional de PTA. Também contamos com uma matéria sobre ecossustentabilidade aplicada às pequenas e médias empresas, afinal este tema também é de fundamental importância para o mercado de locação, escrita por Patrizia Tomasi, CDM-Expert da UNFCCC (ConferênciaQuadro sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas). Você ainda vai encontrar um artigo jurídico que aborda a reintegração de posse, assunto que vem sendo alvo de muita discussão neste mercado. Por fim e não menos importante, veja as últimas novidades que a ALEC traz sobre o tradicional jantar de confraternização no final do ano e sobre a eleição para o novo presidente da ALEC que acontecerá em dezembro. Desejo a todos uma excelente leitura! Marot Gandolfi Editora


Sumário O ALEC NEWS é um informativo bimestral exclusivo da ALEC distribuído para seus associados e locadoras do Brasil.

3|

Editorial

6|

Notícias do Mercado

8|

Fique por Dentro

14|

Entrevista: Durval C. Gasparetti PRESIDENTE FAZ UM BALANÇO DAS CONQUISTAS DA ALEC NOS DOIS ÚLTIMOS ANOS

16|

Matéria: A ecossustentabilidade aplicada às pequenas e médias empresas

17|

Matéria Técnica: IPAF - Federação Internacional de Plataformas de Trabalho Aéreo

18|

Matéria: Atraso no aluguel gera liminar de reintegração de posse

20|

Agenda de Cursos

20|

Agenda de Feiras

22|

Lançamentos e Novos Associados

ASSOCIAÇÃO DE LOCADORAS Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Bens Móveis Avenida Mandaqui, 67 - Bairro do Limão 02550-000 - São Paulo - SP - Tel: 11 3965-9819

www.alec.org.br Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Presidente: Durval C. Gasparetti Vice-presidente: Fernando Forjaz Diretor Tesoureiro: Stavros E. Roussoglou Diretor Secretário: Paulo Cesar Chiomento Diretoria Regional Diretor Regional - Baixada Santista: Claudio Campana Diretor Regional - Bauru: Arlindo Kano Diretor Regional - Itu: Rodrigo Law Diretor Regional - Porto Alegre: Francisco Carlos Olendzki Reis Diretor Regional - Região Norte: Paulo Henrique Lobo Diretor Regional - Rio Claro: Expedito Eloel Arena Diretor Regional - São José do Rio Preto: Ronaldo D. Vidotto Diretoria Setorial Diretor de Acesso - Ronaldo Max Ertel / Rui Manuel Ventura Diretor de Bombas - Rodrigo Law Diretor de Bombas de Concreto - Laércio Franza Diretor de Canteiro de Obras - Elvio Luiz Lorieri Diretor de Elevadores - Julio Tadashi Ivassi Diretor de Equipamentos - Marco Aurélio da Cunha Diretor de Ferramentas Elétricas - Victor Pena Diretor de Estruturas Tubulares - Renato Caetano Diretor de Fabricantes - Geancarlo Leomil / Willy Stozek Diretor de Formas e Escoramentos - João Neves Diretor de Geradores - Amarildo Cirino Diretor de Gruas - Paulo M. A. Carvalho Diretoria Adjunta Diretor de Relações Sociais - Carlos Arasanz Loeches Diretor de Sede - Seiji Ikeda Diretor Jurídico - Gilson Macedo Santana Conselho Consultivo Presidente - Expedito Eloel Arena 1º Vice-presidente - Seiji Ikeda 2º Vice-presidente - José Eduardo de Souza 3º Vice-presidente - Adilson Vicari

4 - Alec News - setembro/outubro - 2011

®

REDAÇÃO, EDIÇÃO E PRODUÇÃO GRÁFICA Tel.: 11 3554-3503 | 3758-8138 www.multifocogroup.com.br Jornalista responsável: Marot Gandolfi - imprensa@alec.org.br Impressão: Grafcopy Gráfica e Editora Tiragem: 2500 exemplares - Periodicidade: bimestral Edição: setembro/outubro 2011 As informações contidas nos anúncios são de inteira responsabilidade das empresas. Os artigos são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da Associação.


NOTÍCIAS DO MERCADO

Construtoras imobiliárias aumentam a importação de máquinas O cenário de demanda elevada por equipamentos de obras no Brasil, real valorizado e necessidade de países exportadores desses itens expandirem seus consumidores, após a piora dos mercados americanos e espanhol, têm estimulado empresas de construção a buscar a importação direta como alternativa de abastecimento. A Living Construtora, braço de baixa renda da Cyrela Brazil Realty, avalia a possibilidade de importar da China, diretamente, minigruas, guindastes e empilhadeiras. A Rossi Residencial estima que suas compras de maquinário feitas diretamente do exterior somem R$ 16 milhões este ano, o dobro de 2010. Já o total de equipamentos importados, da mesma forma, pela Camilotti Incorporação e Construção, desde 2010 até o fim de 2011, deve ficar próximo de 50 unidades. Em geral, o setor aluga a totalidade ou a maior parcela dos equipamentos de obra, mas algumas empresas optam por comprar itens que possam faltar no mercado de locação devido à demanda elevada ou aqueles com especificações não disponíveis. O câmbio torna os preços dos equipamentos importados mais atraentes que há alguns anos e, conforme os volumes demandados, a compra direta desses itens pode ser uma opção ainda mais em conta. Em outubro, o diretor Corporativo de Produção da Living, Marcelo Melo, irá à China para fazer prospecção de tecnologia de equipamentos e poderá fechar alguma compra. Por enquanto, toda a aquisição feita pela Living de maquinário fabricado no exterior é feita no Brasil, por meio de importadores. Do total de equipamentos que a Living possui, os importados respondem por 15%, fatia que pode crescer para 20%. A parcela própria também representa 15% dos equipamentos utilizados pela Living. “Compramos equipamentos quando percebemos que existe alguma ameaça de fornecimento no mercado”, diz o executivo. Podem faltar, por exemplo, empilhadeiras, segundo ele. É justamente um dos itens que a Living estuda se vale a pena comprar, diretamente, da China. A empresa avalia ainda importação direta de andaimes da Espanha e de trazer, dos Estados Unidos, a tecnologia “steel frame” para projetos-piloto de 6 - Alec News - setembro/outubro - 2011

casas, com a vinda de profissionais do país para intercâmbio de conhecimento. A possibilidade de importação direta de equipamentos e de usar maquinário e tecnologias construtivas que possibilitem reduzir a mão de obra necessária fazem parte da estratégia da Living de busca de formas para reduzir custos e melhorar suas margens. A padronização de projetos e processos e a maior participação da construção própria no total, atualmente em 70%, também integram essa estratégia. A expectativa da Living é que essa fatia alcance 90% em meados de 2012. A Rossi, que recorria ao mercado de aluguel para todos os equipamentos que utilizava, deu início à compra de parte de suas necessidades em 2009. “A demanda do mercado por equipamentos cresceu, e os preços de locação aumentaram demais”, diz o diretor de Engenharia da Rossi, Renato Diniz. Em alguns mercados, chega a faltar equipamentos de fundação, o que exige que o planejamento dos pedidos seja feito com mais antecedência. A importação direta de equipamentos pela Rossi começou no ano passado. Aproveitando o real valorizado e o interesse de fornecedores internacionais de encontrar novos clientes, a Rossi já comprou, diretamente, equipamentos da China, Áustria, Irlanda, Inglaterra, Alemanha e dos Estados Unidos. “Alguns equipamentos não têm similar nacional.” A Rossi encomendou, por exemplo, onze gruas da Irlanda para 2011 e negociou com o fornecedor alterações no maquinário para ganho de produtividade nas suas obras. A Camilotti, que atende, com exclusividade, à incorporadora Helbor nas regiões de Joinville e Itajaí, em Santa Catarina, atuando como coincorporadora e construtora, já importou, diretamente, elevadores de obras, máquinas de corte e dobra e furadeiras para concreto. Segundo o diretor da empresa, Marcos Camilotti, o valor pago por elevadores de obra importados, com qualidade superior aos produzidos no mercado nacional, correspondeu ao preço de 60% ou 70% desses itens.


Nas importações diretas estão também furadeiras de concreto e máquinas de corte e dobras de aço. Mas a preferência é alugar equipamentos ou comprar produtos nacionais. “Importamos quando há diferença de qualidade ou preço” , diz Camilotti, ressaltando que a estratégia só compensa para volumes maiores. Já para a PDG Realty, maior empresa do setor, a importação direta de equipamentos não faz parte de suas atividades. A empresa possui 20 gruas produzidas no exterior, mas adquiridas via importador. “Há o risco de atraso e de a mercadoria chegar ao porto e não conseguirmos retirar”, afirma o diretor vicepresidente e de Relações com Investidores da PDG, Michel Wurman. O nível de manutenção de equipamentos importados “bem mais difícil que o dos nacionais” é outra dificuldade apontada por Wurman. Mas quem faz ou tem interesse na importação direta diz não considerar a manutenção um problema. Segundo Diniz, da Rossi, os contratos fechados com os fornecedores asseguram, além da compra, a manutenção do maquinário por meio de representantes no Brasil e mecânicos treinados.

A Living também não vê, com preocupação, a necessidade de substituir ou trocar peças de equipamentos comprados no exterior sem intermediários. “As marcas que vamos prospectar são as mesmas que os importadores trazem”, diz Melo. Fonte: Valor Econômico


FIQUE POR DENTRO

FOI DADA A LARGADA FELOC acontecerá no mesmo final de semana da última corrida da Fórmula 1 A última etapa do Campeonato de Fórmula 1 da temporada 2011 acontecerá em São Paulo no mesmo final de semana da FELOC, 25 e 26 de novembro, no Expo Center Norte. Mesmo já sabendo que o campeão da temporada é Sebastian Vettel, este evento é o mais importante da cidade e registra o maior índice de ocupação da rede hoteleira. Se você não está em São Paulo, faça já sua reserva no hotel de sua preferência e garanta sua visita à única feira dirigida exclusivamente para locadoras de todo o Brasil.

8 - Alec News - setembro/outubro - 2011

L

2011

Feira de Equipamentos para Empresas Locadoras A Agência de Viagens oficial da FELOC é a São João Turismo – www.sajotur.com.br. Até o começo de outubro, 40 empresas confirmaram a participação na FELOC 2011. Estão sendo preparados vários lançamentos para serem apresentados a este segmento.


FIQUE POR DENTRO Veja alguns dos lançamentos que serão apresentados ao mercado de locação com exclusividade na FELOC 2011:

CSM - Betoneira 400l sem cremalheira (Única)

URBINA - Andaime multidirecional

STANLEY - Unidade hidráulica GT18

DEWALT - Martelo demolidor de 16Kg D25960K

VIA TRADE - Sistema de elevação - Modelo PU-500K Minigrua para cargas de até 500Kg

STANLEY - Demolidores de 30Kg BR67 e 40Kg BR87

PEÇAFORTE - Cortadeira e dobradeira que passaram pelo processo de retrofitting


FIQUE POR DENTRO

L

Brasil

2011

Encontro de Profissionais das Empresas Locadoras

Paralelamente à FELOC será realizado o ALUGAR BRASIL, evento que tem como objetivo levar informações relevantes sobre o mercado, visando preparar melhor a equipe das locadoras. Sempre foi de extrema importância investir em uma maior capacitação das equipes, ainda mais neste momento em que a construção civil vem aumentando a demanda e exigindo cada vez mais. Serão dois dias de palestras intercalados com os módulos empresariais.

Já confirmada a presença de Leila Navarro, uma das mais importantes palestrantes do Brasil e que integra o ranking dos 20 maiores palestrantes do país, segundo a Revista VEJA. Saiba tudo sobre os eventos no site: www.feloc.com.br

A ÚLTIMA EDIÇÃO DO ALUGAR REGIONAL FECHA 2011 COM CHAVE DE OURO No dia 23 de setembro aconteceu a última edição do ALUGAR REGIONAL em Ribeirão Preto. Compareceram ao evento 57 profissionais de 32 locadoras de toda a região. Os presentes responderam a uma pesquisa de satisfação sobre esta edição e classificaram o evento como bom e ótimo, solicitando que seja realizado semestralmente. As palestras sobre o mercado, gestão e segurança de equipamentos trouxeram informações pertinentes para o dia a dia das locadoras.

“Muito bom, rico em conhecimento e com belas palestras na parte de segurança no trabalho. Ficaremos atentos às normas novas, antenados às tendências do mercado e tomaremos mais cuidado com a gestão, corrigindo falhas e vícios.”

“É um evento bom para divulgar a marca. Fizemos alguns negócios e tivemos oportunidade de apresentar nossos produtos em outros Estados aos nossos parceiros e clientes.”

Luiz Bordin, Consultor Comercial da Andmax

10 - Alec News - setembro/outubro - 2011

Ronaldo Vidotto, diretor regional da ALEC em São José do Rio Preto e proprietário da locadora Máquinas Urano


FIQUE POR DENTRO

CONCRETE SHOW REÚNE CENTENAS DE PROFISSIONAIS DO SEGMENTO DE CONSTRUÇÃO CIVIL A CONCRETE SHOW, uma das principais feiras do segmento de construção civil do país, aconteceu de 31 de agosto a 02 de setembro, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo e recebeu visitas de milhares de profissionais do mercado vindos de todas as regiões do Brasil. Faz parte da estratégia de divulgação da ALEC participar de eventos desta natureza. Seu stand institucional contou com a presença de diretores da Associação que puderam receber associados, locadoras e fabricantes, além de empresas interessadas em conhecer melhor o trabalho da ALEC. A ALEC também foi um dos apoiadores da CONCRETE SHOW e uma placa em reconhecimento foi entregue ao presidente da Associação, Durval C. Gasparetti, na solenidade de abertura. Trinta e cinco associados da ALEC participaram como expositores: Atlas Copco, Auzoa, Baram, Betomaq, Bramex, Briggs & Stratton, C3 Equipamentos, Casa do Construtor, Concret Finishing, CSM, DeWalt, Finiti, Fortequip, Geosinter, Grupo Tensor, Holemaker, Hilti, Husqvarna, Layher, Locguel, Menegotti, Metax, Formeq, Orguel, Petrotec, Perame, Presto, Raisman, Siti, Soldatopo, Stanley, Torcisão, Towers, Toyama, Via Trade, Vibromak, Weber.

DIA DO LOCADOR NA CONCRETE SHOW No dia 31 de agosto foi realizado o Dia do Locador no Rental Technology & Solutions Summit. Foram realizadas diversas palestras de grande interesse para o mercado de locação. O presidente da ALEC, Durval C. Gasparetti abriu o evento com a palestra ALEC E O MERCADO DE LOCAÇÃO.


FIQUE POR DENTRO

TRADICIONAL JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO ACONTECE EM 10 DE DEZEMBRO A ALEC vem preparando desde o primeiro semestre de 2011 seu tradicional evento de confraternização. Neste ano, a festa acontecerá em São Paulo, no Clube Paineiras do Morumby. Na chegada, os convidados serão recebidos com um coquetel de boas vindas e logo após será servido o jantar, com cardápio minuciosamente selecionado, embalado por um charmoso grupo musical. Após o jantar, a banda entrará no palco para contagiar a todos com músicas que lembrarão os “bons tempos”. E ainda, prepare-se para um show surpresa, mas só vai saber quem comparecer.

Local: Clube Paineiras do Morumby Endereço: Rua Dr. Alberto Penteado, 605 - Morumbi Horário: a partir das 20h

Manobristas na porta (incluso no valor do convite). Não será permitida a entrada de menores de 16 anos . Jantar completo (coquetel, jantar com menu cuidadosamente selecionado e bebidas - vinho branco ou Prosecco, vinho tinto, whisky e cerveja inclusos).

Veja os hotéis mais próximos do local da festa, caso você esteja fora da cidade de São Paulo: HOTEL

DISTÂNCIA

TEMPO

Hotel Fórmula 1 - Morumbi

4,9 km

9 minutos

Ibis Morumbi

5,2 km

10 minutos

Blue Tree Berrini

6,3 km

12 minutos

Stanplaza - Morumbi

5,9 km

12 minutos

Hilton - Morumbi

5,7 km

12 minutos

Grand Hyatt São Paulo

4,6 km

9 minutos

PRÊMIO COLABORADOR DESTAQUE No jantar de confraternização, a ALEC está propondo entregar o “Prêmio Colaborador Destaque”. Tendo como uma de suas metas a capacitação cada vez maior do nosso segmento, a Associação quer aproveitar esta ocasião festiva para que seus associados homenageiem aqueles que merecem ter seu talento valorizado. Esta premiação é o reconhecimento pelos resultados alcançados pela equipe. Cada associado deve escolher seu melhor funcionário na área comercial e o melhor funcionário na área administrativa. É uma oportunidade perfeita para valorizar a competência e comprometimento daqueles que integram nosso time. Os associados também podem convidar os funcionários indicados e suas famílias, assim todos participarão desta homenagem. O prêmio em si é o convite que cada fabricante e locador deve adquirir para os funcionários por eles indicados. É um prestígio para estes integrantes de sua equipe terem sido escolhidos e convidados a participar desta festa tradicional. Cada funcionário selecionado ganhará um certificado como lembrança. 12 - Alec News - setembro/outubro - 2011

Para saber mais, entre em contato com Adalberto, Gerente da Associação, através do telefone (11) 3965-9819 ou por e-mail – grs@alec.org.br. Valorize sua equipe e colha os frutos de excelentes resultados.

Adquira já seu convite. Fale com Allan, do marketing da ALEC, (11) 3965-9819, e-mail: mkt@alec.org.br A festa tem tudo para ser uma ocasião inesquecível e a presença dos associados completará o sucesso. Temos muito a comemorar.


FIQUE POR DENTRO

ELEIÇÕES 2011 – Participe e colabore na construção de uma Associação cada vez mais forte Este ano será realizada uma nova eleição para a escolha do presidente que exercerá o mandato no biênio 2012/2013.

Solicite o modelo da procuração na secretaria da ALEC, (11) 3965-9819, secretaria@alec.org.br.

Os associados locadores tem direito a participar como candidatos e o prazo para inscrição de candidaturas é 16/11/2011 até às 17h. Os interessados podem enviar sua intenção em se candidatar por email, mas é imprescindível que uma carta em papel timbrado da locadora e assinada pelo responsável junto à ALEC seja entregue em mãos ou enviada pelo correio desde que respeitada a data limite de 16 de novembro até às 17h. Não serão aceitas inscrições após esta data.

Até a presente data dois candidatos estão inscritos:

O associado que quiser valer seu voto e não puder comparecer à eleição deve mandar uma procuração em papel timbrado, assinada pelo responsável da locadora junto à ALEC autorizando um representante para votar em seu lugar. O estatuto da ALEC estabelece que cada representante poderá ter no máximo duas procurações para esta finalidade.

José Eduardo de Souza Pirituba Locação Ltda. Marco Aurélio da Cunha São Paulo Locadora Data da eleição: 15/12/2011 (quarta-feira) Horário: 15h Local: Sede da ALEC Endereço: Rua Mandaqui, 67 – Bairro do Limão Sua participação é fundamental. Juntos, somos mais fortes!


ENTREVISTA

PRESIDENTE FAZ UM BALANÇO DAS CONQUISTAS DA ALEC NOS DOIS ÚLTIMOS ANOS uu Você está na fase final de seu mandato. Como

foi a experiência na presidência da ALEC nestes dois anos? Vem sendo uma experiência muito gratificante e, ao mesmo tempo, desafiadora. O envolvimento cada vez maior da ALEC nas atividades do mercado demanda uma dedicação que não é possível atender integralmente. Para isso, a estrutura administrativa da ALEC tem sido muito importante para suprir essa necessidade. uu A ALEC atingiu as metas estabelecidas no início

de 2010? Uma das nossas metas era focar em treinamentos. Nesse quesito conseguimos reforçar a marca ALUGAR, tanto nas edições do ALUGAR REGIONAL, quanto no ALUGAR MANUTENÇÃO, atingindo 31 treinamentos em 2011, em média, dois por mês, que envolverão até o final do ano um total de 495 horas de treinamentos, das quais terão participado 650 pessoas. Vale ressaltar que isso se deve ao envolvimento cada vez maior dos fabricantes. Apesar desse bom desempenho, consideramos que é preciso realizar mais treinamentos com temas que abordem também as áreas administrativa e jurídica. Outra meta atingida foi a modernização do Portal, deixando-o mais dinâmico, atualizado e fácil de navegar, facilitando a comunicação da ALEC com o mercado, ou seja, locadores e nossos clientes. Também houve um progresso considerável em relação a uma maior integração com outras entidades congêneres, tanto nacionais como internacionais, culminando com o convite para a ALEC fazer uma apresentação na Convenção de 2011 promovida pela European Rental Association, na qual a Associação representou o mercado brasileiro de locação. Ainda nesse tópico, consideramos de relevante importância nossa participação nas discussões das normas técnicas no CPR – Comitê Permanente Regional que comprova nossa crescente representatividade no mercado ao longo dos anos. Também colaboramos na viabilização de duas pesquisas de mercado, em 2010 e 2011. Ainda não conseguimos obter uma pesquisa mais profunda do nosso setor, mas estamos evoluindo para atingirmos essa meta. 14 - Alec News - setembro/outubro - 2011

Consideramos que de maneira geral nossas metas foram atingidas, o que não significa que fomos perfeitos. Muitas novas necessidades surgiram nesse período e nem todas foram atendidas, mas certamente fizemos o nosso melhor. uu Foram realizadas quatro edições do ALUGAR

REGIONAL em 2010 e seis em 2011? Qual o resultado destes eventos? A ALEC pretende ampliar a realização? O resultado foi muito positivo, de 2010 para 2011, o evento passou de meio período para período integral. Isso, além de propiciar mais tempo para as apresentações, permitiu uma integração maior entre os participantes. No término de cada evento foi realizada uma pesquisa para avaliar a satisfação e necessidade dos participantes. As respostas nos deram mais subsídios para melhorar a organização das edições seguintes. uu A FELOC, tanto em 2010, quanto em 2011, teve

um aumento expressivo no número de expositores. A que se deve esta evolução? Há uma carência no mercado de locação em encontrar seus fornecedores em um só lugar, evitando o tumulto das grandes feiras do setor. A FELOC proporciona exatamente isso, o encontro entre clientes, fornecedores e prestadores de serviços com foco em locação. Os fabricantes aproveitam este momento para lançar seus produtos, estreitar o relacionamento com seus clientes e propor novos negócios. O segmento de locação de equipamentos tem suas peculiaridades e precisa de um evento para atender suas necessidades específicas. O crescimento da FELOC ao longo dos anos vem acompanhando a evolução do mercado de locação e é natural que o evento seja cada vez mais expressivo a cada edição. A FELOC já atingiu um grau de profissionalização que o mercado precisa, atraindo um maior número de expositores e recebendo mais visitantes de todo o Brasil, ano após ano. Tudo isso com a simplicidade de relacionamento que sempre caracterizou a ALEC.


| Matéria da Capa |

uu Fazendo um balanço geral do início ao fim

de seu mandato, quais foram as principais conquistas da ALEC? Este é o ponto principal, as conquistas não são deste mandato. A ALEC tem sido afortunada por ter tido diretorias que muito tem acrescentado para sua evolução e, com isso, permitiram à Associação alcançar esse patamar de respeito e seriedade. Essas são as nossas conquistas e esse é o nosso legado. uu Quais são suas expectativas em relação ao

trabalho da ALEC daqui para frente? Em novembro, no ALUGAR BRASIL 2011, a ALEC apresentará a programação completa do ALEC NEWS, ALUGAR MANUTENÇÃO e das edições do ALUGAR REGIONAL para 2012. Com a equipe da ALEC devidamente preparada e treinada para realizar estas ações e eventos, a nova diretoria terá um tempo maior para se dedicar a outras atividades também relevantes, dando continuidade à evolução da ALEC. uu Considerações finais Convido a todos os nossos associados a comparecerem em 25 e 26 de novembro à FELOC e ALUGAR BRASIL 2011, no Centro de Exposições Center Norte, em São Paulo, participando de atividades de extremo interesse para todos nós. Lembrem-se também de nossa festa de confraternização que será realizada em 10 de dezembro no Clube Paineiras do Morumby, em São Paulo, um momento para reencontrar nossos colegas e amigos e participar de um jantar delicioso embalado por músicas que lembrarão os “bons tempos”.

O mais forte, com a menor A ALEC tem sido afortunada por ter tido diretorias que muito tem acrescentado para sua evolução e, com isso, permitiram à Associação alcançar esse patamar de respeito e seriedade. Essas são as nossas conquistas e esse é o nosso legado.

vibração da categoria.

NOVO!

O novo Martelo Demolidor GSH 27 VC remove até 10 TON de material por dia, ou seja, mais que o dobro dos concorrentes, além de gerar uma energia de impacto de 69 J, possibilitando maior rendimento e rapidez no trabalho. Com a maior vida útil entre os martelos de 30 kg, alia menos vibração ao menor custo de manutenção, garantindo maior tempo de uso por dia. De profissionais para profissionais.

www.bosch.com.br


| MATÉRIA TÉCNICA |

A ecossustentabilidade aplicada às pequenas e médias empresas Somente neste pente fino, já se conta com reduções de até 30% no consumo específico (quantidade de combustível que se utiliza para geração de determinada quantidade do que se produz) e isso é economia direta.

Quem fala em ecossustentabilidade no Brasil? Bem poucos. Fala-se muito em sustentabilidade. Partindo do princípio que sustentável é tudo aquilo que tem a capacidade de se manter, quando nos referimos a ações relacionadas à melhoria da qualidade de vida e meioambiente, ou seja, à prática do ecologicamente correto, estamos falando em ecossustentabilidade. É fato que a ecossustentabilidade hoje é um fortíssimo instrumento de comunicação utilizado por grandes corporações, mas a grande força do Brasil são as pequenas e médias empresas. E quais seriam as vantagens com a implementação destas tão novas medidas deste tão novo mercado? Inúmeras. Para começar, é preciso entender os processos de neutralização de emissões negativas, com ou sem projetos de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) ou voluntários, como duas ferramentas de suma importância: de marketing e de comunicação. Quando uma indústria implementa um plano de redução ou mitigação de emissões negativas, sejam estas poluição ou GEE (gases de efeito-estufa), através de ações eficazes, com plano de monitoramento adequado, com coleta e apresentação de evidências objetivas de fácil entendimento e comprovação, ela está comunicando para seu consumidor final sua preocupação com a qualidade de vida do planeta e o consumidor vai pensar que se a companhia tem este tipo de preocupação, certamente faz um produto de excelente qualidade, é confiável e merece sua adesão e fidelidade. Por outro lado, a própria implementação da ecossustentabilidade trará uma revisão de todo o processo produtivo, com ajustes finos relacionados a perdas de energia, reaproveitamento de água, mudanças de combustíveis, etc. 16 - Alec News - setembro/outubro - 2011

Quando assistimos às milionárias campanhas de grandes empresas relacionadas à ecossustentabilidade temos a impressão que o tema tem como foco apenas uma privilegiada categoria. Não é verdade. Projetos pequenos, inovadores, podem trazer resultados incríveis e muitas vezes, com investimentos mínimos. O importante é ter em mente que nesta nova economia, neste mercado verde, toda a cadeia produtiva deve estar envolvida. Construtoras, empreiteiras e fabricantes estão sendo cobrados por iniciativas ecossustentáveis realmente efetivas. Já existem prédios verdes em várias cidades do Brasil e os que estão em construção ou em projeto seguem todas as regras de ecossustentabilidade. Escritórios de engenharia e arquitetura estão se especializando sobre o tema e universidades estão oferendo cursos para formação de profissionais na área. A médio prazo as locadoras de equipamentos, fornecedores de mãode-obra, de material e insumos para o segmento deverão acompanhar esta tendência. Consórcios já exigem ações ecossustentáveis das empresas que quiserem participar da concorrência. Em breve, isto deixará de ser um diferencial passando a ser uma exigência. As locadoras precisam estar preparadas desde já. Comece com o básico incorporando isso à cultura da sua empresa. Aos poucos, novas ações podem ser adotadas.Ainda somos aprendizes, mas podemos fazer a diferença. A educação e bom-senso constituem a base de uma pessoa comprometida com o meio ambiente e é exatamente por aí que começam as ações que podem mudar a vida do Planeta para melhor. Não jogue lixo pela janela do carro (nem bituca de cigarro). Se puder ir a pé, deixe o carro em casa. Mostre a exuberância de uma árvore para uma criança. Perceba que a Natureza não produz lixo. Cobre dos políticos a solução para os graves problemas ambientais da cidade, pois apenas quatro por cento do lixo reciclado em casa têm destino correto. E, a partir daí, faça o mesmo com sua empresa. Patrizia Tomasi CDM-Expert da UNFCCC (Conferência-Quadro sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas), Engenheira Holista, Engenheira Mecânica pela UFRJ – RJ, Engenheira Química pelo Mackenzie – SP, Extensão Universitária em Mecânica Quântica na ETH - Zurich, Doutora em Química pela Universidade de São Paulo – USP, Consultora em Energia desde 1984, Sócia e Diretora da PLANCK E.


| MATÉRIA TÉCNICA |

Federação Internacional de Plataformas de Trabalho Aéreo

IPAF – (International Powered Access Federation) promove o uso seguro e eficaz de equipamento de acesso aéreo no mundo inteiro. Criada em 1983, a IPAF é uma organização sem fins lucrativos que representa os interesses de fabricantes, distribuidores e empresas de locação e treinamento. Ela serve como um fórum para todos que estão atuando no mundo de plataformas aéreas. O IPAF exerceu um papel central promovendo muitos dos procedimentos de design, segurança e verificação que agora estão estabelecidos na indústria de plataformas aéreas. Treinamento

O programa de treinamento IPAF para operadores de plataformas é certificado pelo TÜV conforme a ISO 18878. Mais de 80.000 operadores são treinados a cada ano por uma rede de mais de 450 Centros de Formação no mundo inteiro. A formação nos EUA é administrada pela filial norteamericana da IPAF, AWPT Inc. Os treinamentos em geral de um ou dois dias são uma mistura de teoria e prática.

Cartão PAL

Quem completar o treinamento com êxito recebe o cartão PAL (Habilitação para Plataformas de Trabalho Aéreo), prova de treinamento da mais alta qualidade para operadores de plataformas no mundo. O cartão PAL é válido por 5 anos e mostra as categorias de máquinas para as quais o operador recebeu treinamento. Também exibe a foto e assinatura do titular e sua autenticidade pode ser verificada no IPAF.

O Conselho Nacional da IPAF do Brasil

A IPAF tem um Conselho Nacional no Brasil. A primeira assembleia foi realizada no final de maio de 2011 em São Paulo e terá a função de estabelecer atividades nacionais que sustentam e promovem o uso seguro das Plataformas de Trabalho Aéreo (PTA).

“O mercado no Brasil está crescendo rapidamente e o Conselho terá muitas tarefas nos próximos meses” disse Romina Vanzi, representante da IPAF na América Latina. “A legislação brasileira a respeito de Plataformas de Trabalho Aéreo deve ser revisada em breve e o Conselho Nacional da IPAF no Brasil foi chamado a participar de forma ativa no processo de mudança e contribuir nas revisões relevantes da legislação.”

“A constituição do Conselho Nacional da IPAF no Brasil é um passo de enorme importância no desenvolvimento do trabalho da IPAF”, disse o Presidente da IPAF, Wayne Lawson da JLG. “Os conselhos IPAF COUNTRY visam envolver os membros — identificando as necessidades locais, enfatizando o uso seguro de Plataformas de Trabalho Aéreo, promovendo a indústria como um todo e dando aos membros uma participação no mapeamento do seu rumo. A fundação do Conselho Nacional da IPAF do Brasil mostra o compromisso de abordar assuntos de segurança e boas práticas no uso de Plataformas de Trabalho Aéreos na região. Estou contente com a perspectiva de trabalhar com os membros deste Conselho.” Viste o site do IPAF, vale a pena conhecer inclusive em língua portuguesa: www.ipaf.org Jacques Chovghi Iazdi Diretor da JC Iazdi Treinamentos é Membro do IPAF, Palestrante, Consultor, Instrutor e Especialista em Plataforma de Trabalho Aéreo.


| MATÉRIA TÉCNICA |

Atraso no aluguel gera liminar de reintegração de posse A simples falta de pagamento do aluguel na locação de bens móveis é suficiente para a locadora pleitear contra a locatária a reintegração de posse, por meio de medida liminar. Isso porque a inadimplência do locatário o torna possuidor injusto dos bens locados. O Código Civil Brasileiro estabelece que a locadora deverá provar que é a dona da coisa e que está sofrendo uma privação do seu uso, quer por violência ou por qualquer outra hipótese, demonstrando a data que se iniciou essa privação. No caso da locação de equipamentos de bens móveis, quando o locatário deixa de pagar os aluguéis e não devolve os equipamentos, automaticamente, priva a locadora de efetuar novas locações. Dessa forma, antes de ajuizar uma medida judicial de reintegração de posse, a locadora deve, por primeiro, notificar extrajudicialmente o locatário para que o mesmo devolva os bens locados, apontando, também, o valor do débito referente aos aluguéis em atraso, pois este é um dos requisitos para a propositura da ação judicial. Independentemente disso, a locadora poderá ainda instruir o processo de reintegração de posse com o protesto do contrato de locação, o que certamente ajudará a formar o convencimento do juiz no sentido de se obter uma ordem liminar.

18 - Alec News - setembro/outubro - 2011

Vale ressaltar que processo de reintegração com pedido de liminar, segundo a lei, vislumbra à posse injusta com prazo inferior a um ano e um dia, ou seja, para a locadora pleitear na justiça uma rápida retomada de equipamentos não poderá deixar que a situação se arraste por muito tempo. Recentemente, a juíza da 5ª Vara Cível do Fórum de Santo Amaro concedeu uma liminar de reintegração de posse a uma locadora de equipamentos para construção civil. No caso em questão, a locatária estava com quatro aluguéis atrasados e não devolveu os equipamentos mesmo após ser notificada. A juíza deu ao locatário o prazo de 15 dias para efetuar a devolução voluntária dos equipamentos, sob pena de estes serem reintegrados forçosamente. O juiz da 23ª Vara Cível do Fórum Central de São Paulo também proferiu decisão semelhante. Uma empresa locou uma série de microcomputadores pelo prazo de 36 meses para uma empresa de viagens. No entanto, a locatária deixou de pagar os aluguéis. O juiz entendeu por bem deferir o pedido de liminar de reintegração de posse feito pela locadora, que depois foi confirmado em sentença. Apesar da locatária ter recorrido da decisão, o Tribunal de Justiça, manteve a condenação, pois entendeu que sem o pagamento dos aluguéis a posse dos equipamentos pela locatária era descabida.


| MATÉRIA TÉCNICA |

Também pode acontecer que no momento da reintegração de posse não sejam localizados todos os equipamentos locados ou que sejam encontrados danificados e, algumas vezes, até completamente impossibilitados de uso. Nesses casos, a locadora também poderá propor uma ação para cobrar judicialmente o valor do equipamento, quando ele não for encontrado ou estiver impossibilitado de uso, o valor do reparo que tenha sido necessário realizar, além dos lucros cessantes. Ricardo Trotta, Eduardo Carvalho e Talita Castro Escritório Ricardo Trotta Sociedade de Advogados

O protesto do contrato de locação deve ser realizado no cartório da praça de pagamento do aluguel. Em São Paulo, por exemplo, os títulos devem ser encaminhados ao Serviço Central de Protesto de Títulos. Lá, a locadora terá que apresentar os seguintes documentos: uma via original do contrato de locação, a planilha de débito dos aluguéis, as notas de remessa e de devolução de equipamentos e, principalmente, as faturas de aluguéis atrasados devidamente aceitas pela locatária.

Há casos também em que mesmo sendo encerrada a locação, a locatária não devolve os equipamentos que foram locados. Nessa hipótese é possível também pleitear uma indenização por lucros cessantes, ou seja, aquilo que se deixou de lucrar. Isso porque, enquanto a locatária fica na posse dos bens e não paga os aluguéis, a locadora fica impedida de locar seus equipamentos para outra pessoa, sofrendo prejuízos nesse período. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais em julgamento de recurso da 1ª Câmara Cível reconheceu o direito de um locador de reintegrar a posse de seus equipamentos e também de receber indenização referente aos prejuízos sofridos no valor dos aluguéis que seriam pagos.


Curso Técnico de Ferramentas Elétricas HORÁRIO: LOCAL: 8h às 18h Curso Técnico Menegotti

Fábrica da Bosch Rodovia Anhanguera, Km 98 Campinas/SP

1ª turma

HORÁRIO:

07 a 08 de novembro

a confirmar

Inscrições até 01/11/11

LOCAL:

1ª turma

Sede ALEC Av. Mandaqui, 67 São Paulo/SP

05 a 06 de dezembro Inscrições até 28/11/11

Data:

2ª turma

05 de dezembro

07 a 08 de dezembro

Inscrições até 24/11/11

Inscrições até 29/11/11

Inscrições gratuitas. Faça sua inscrição pelo portal www.alec.org.br. Mais informações: 11 3965-9819

Salão Internacional da Construção 01/11/2011 a 06/11/2011 Paris/FRANÇA www.batimat.com

CONSTRUIR RIO Feira Internacional da Construção 16/11/2011 a 19/11/2011 Riocentro - Rio de Janeiro/RJ www.feiraconstruir.com.br/rj

BAUMA China 2011 23/11/2011 a 26/11/2011 Shangai New International Expo Centre www.bauma-china.com 20 - Alec News - setembro/outubro - 2011

TranspoQuip América Latina 2011 22/11/2011 a 24/11/2011 Expo Center Norte São Paulo/SP www.transpoquip.com

FELOC 2011 25/11/11 a 26/11/2011 Expo Center Norte São Paulo/SP www.feloc.com.br


LANÇAMENTOS


Lançamentos Rompedor 30k – TE-3000 AVR Possui motor SR, sem escovas de carvão, o que permite aumento de vida útil da ferramenta, bem como diminuição na frequência de reparação. Através de seu design inovador e ergonomia, o trabalho fica mais fácil sem perder desempenho.

www.hilti.com.br Grande SP (11) 4134 9050 Demais regiões 0800 14 44 48

Expositor na FELOC 2011

NOVOS ASSOCIADOS • ALBRUGUEL RENTAL LTDA • EMAQ LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS • LOC P.A • ASSESSORIA INTEGRADA • PALÁCIO DA CONSTRUÇÃO • OFICINA CHAUSSE • PEÇAFORTE

HÁ DUAS DÉCADAS AJUDANDO A CONSTRUIR UM BRASIL MELHOR.

COM SOLUÇÕES EXCLUSIVAS PARA O MERCADO DE LOCAÇÃO, A SISLOC ESTÁ PRESENTE EM TODOS OS ESTADOS. É LÍDER E REFERÊNCIA NACIONAL NO SEGMENTO. www.sisloc.com.br

22 - Alec News - setembro/outubro - 2011

• CIAMETAL • SENE • STEMAC GRUPOS GERADORES • AWMA LOCAÇÕES E VENDAS • VFER MAQUINAS E EQUIPAMENTOS • VIBROMAK • ZONA LESTE ANDAIMES


Conheça as novidades da DEWALT e Stanley Hydraulics na Feloc 2011

e!

nd o esta s s o n Visite 26 de

25 e bro Novem

Nos dias 25 e 26 de novembro acontece a Feloc 2011, a única feira do país voltada exclusivamente para o mercado de locação de equipamentos. A DEWALT não poderia ficar de fora deste grande evento e marcará presença apresentando suas ferramentas, acessórios e os últimos lançamentos de sua linha.

Visite o estande DEWALT no Expo Center Norte - Pavilhão Amarelo - Rua Galatéa, 1.001.


24 - Alec News - setembro/outubro - 2011


Alec News outubro 2011