Page 1


5

ENTREVISTA

Hamilton Diniz Abdala, Gerente Regional da Locguel, compartilha uma excelente orientação sobre quando decidir e o que fazer com um equipamento que já não tem mais uso.

6 8 10 12

JURÍDICO

Como tornar mais eficaz a cobrança de clientes inadimplentes

MATÉRIA TÉCNICA

Aluguel de andaimes com segurança

FIQUE POR DENTRO

É dado o primeiro passo para a fundação do Sindileq/SP

ESPECIAL

The ARA Rental Show - Um caminho a ser seguido

17 20

NOTÍCIAS DO MERCADO Visão global do rental

CURSOS, FEIRAS, LANÇAMENTOS E NOVOS ASSOCIADOS

3 - Rental News - março-abril/2014


O RENTAL NEWS é um informativo bimestral exclusivo da ALEC distribuído para seus associados e locadoras do Brasil.

PALAVRA DO PRESIDENTE Caros Colegas Associados,

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE LOCADORAS DE EQUIPAMENTOS Associação Brasileira das Empresas Locadoras de Bens Móveis Avenida Mandaqui, 67 - Bairro do Limão 02550-000 - São Paulo - SP - Tel: 11 3965-9819 www.alec.org.br Gerente Executivo: Adalberto Cruz Filho - grs@alec.org.br Comercial/Marketing: Allan Sicsic - mkt@alec.org.br Financeiro: Mirian Borges - financeiro@alec.org.br

GESTÃO 2014/2015 Diretoria Executiva Presidente - Fernando Augusto L. de Moraes Forjaz (Formeq) Vice-Presidente - Expedito Eloel Arena (Casa do Construtor - Rio Claro) Diretor Tesoureiro - Armando Nassiff (Trimak) Diretor Secretário - Francisco Maciel (Casa do Construtor - São Paulo) Conselho Consultivo Presidente do Conselho - Durval C. Gasparetti 1º Vice-Presidente do Conselho - Expedito Eloel Arena 1º Conselheiro - Rui Manuel Ventura do Rosário e Silva 2º Conselheiro - Adilson Vicari 3º Conselheiro - Gilson Macedo Santana 4º Conselheiro - Euclides Carvalho Diretoria Regional Diretor Regional - S. J. Rio Preto - Carlos Cezar Galvão Teixeira Diretor Regional - Bauru - Arlindo Kano Diretor Regional - Baixada Santista - Claudio Campanha Rodrigues Diretor Regional - Rio de Janeiro - Sebastião Lucas Rentes Diretoria Distrital Diretor Distrital - Zona Leste/SP - Paulo Chiomento Diretoria Setorial Diretor de Balancins - Ronaldo Max Ertel Diretor de Canteiro de Obras - Élvio Luiz Lorieri Diretor de Equipamentos - Hamilton Diniz Abdala Diretor de Estruturas Tubulares - Renato Caetano Nunes/ Joe Max Nicodemos Diretor de Fabricantes - Fernando Groba Diretor de Ferramentas Elétricas - Márcio Rodrigues Diretor de Gruas - Paulo M. A. Carvalho Diretor de Plataformas Aéreas - Miguel B. Almeida Diretor de Projetores e Misturadores de Argamassa - Andrés Natenzon

Redação, Edição e Produção Gráfica

Nesta edição do Rental News trazemos informações sobre o rental no mundo e as projeções para o Brasil. Neste primeiro trimestre trabalhamos em várias frentes. Os manuais de instrução de todos os equipamentos foram revisados e estarão disponíveis para consulta no Portal ALEC. O Portal ALEC, a nova plataforma de consulta para construtoras, empreiteiras e indústrias, está em fase final e, em breve, será colocado no ar. Entre as novas seções, uma será para identificação de equipamentos desviados nas obras. Este acesso poderá ser realizado por tablets/ IPhone/smartphone. A Diretoria de Elevadores realizou várias reuniões com o objetivo de aplicar melhorias nestes equipamentos, visando atender às especificações da NR12. Segurança é uma das bandeiras da ALEC. Foi realizada uma palestra sobre a NR35 abordando os itens de segurança necessários para trabalhos em altura e, em maio, será feito um curso sobre a NR35 com o objetivo de qualificar os funcionários das locadoras. No final, serão entregues os certificados exigidos pelas construtoras. Estamos com 95% da área ocupada na FELOC RENTAL e, no ALUGAR BRASIL, acontecerá o 7° Encontro Brasileiro de Locadoras de Equipamentos de Pequeno Porte com diversas paletras e painéis. Também dedicamos muito esforço para a abertura do Sindileq/SP, o nosso Sindicato, aquele que defenderá nossa categoria. Ele já está nascendo forte e trabalhará com foco exclusivo em benefício de nossas empresas locadoras de equipamentos de pequeno porte. Temos poucos dias para a Copa do Mundo e o Brasil não pode parar. O segmento rental principalmente. A ALEC é de todos nós. Fale com o Presidente. Envie ideias, sugestões de temas, cursos, palestras e críticas também. Juntos, construímos uma associação forte.

Multifoco Comunicação e Marketing Tel.: 11 3554-3503 | 3758-8138 www.multifocogroup.com.br Jornalista responsável: Marot Gandolfi - imprensa@alec.org.br Tiragem: 2500 - Periodicidade: bimestral Edição: março/abril de 2014 As informações contidas nos anúncios são de inteira responsabilidade das empresas. Os artigos são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem necessariamente a opinião da Associação.

4 - Rental News - março-abril/2014

Fernando Forjaz Presidente Gestão 2014/2015


ENTREVISTA

MINHA MÁQUINA VIROU SUCATA. E AGORA? Chega o momento em que as máquinas viram sucata. Quando é isso e o que fazer? Hamilton Diniz Abdala, Gerente Regional da Locguel, nesta entrevista dá uma excelente orientação sobre quando decidir e o que fazer com estes equipamentos que já não tem mais uso. Isso é uma realidade e que pode ser um verdadeiro transtorno para o locador. 1 - Quando um equipamento pode ser considerado sucata? Consideramos um equipamento como sucata, quando o estado dele compromete a segurança e o custo para colocá-lo em condições de uso inviabiliza o conserto.

7 - E o risco ambiental? A sucata normalmente é de ferro e esse ferro, cobre ou chapa é vendido no ferro velho que revende para siderúrgicas reaproveitarem para novas chapas. Isso é um grande problema hoje em dia, inclusive de multa.

2 - Qual conta deve ser feita? Fazemos a seguinte conta, para equipamentos que tem pouco tempo de uso, com um estado visual bom e o custo de conserto que fique em até 50% do valor de aquisição, optamos por consertar. Para equipamentos em que o aspecto já está comprometido e o uso foi intenso, fazemos a mesma conta, mas com 40% do valor de aquisição de um novo.

8 - Se a locadora comprar outro equipamento do mesmo fabricante que vendeu o anterior, ele não retira o que ficou velho? Isso acontece com grandes fabricantes de máquinas em países desenvolvidos. O Brasil tem que caminhar para isso, considero isso como uma renovação de frota, os fabricantes recompram as máquinas usadas para que o locador possa ter um desconto na renovação, comprando novas máquinas.

3 - O que fazer quando ele é sucateado? Desmanchamos e aproveitamos algumas peças que podem ser reutilizadas em outros equipamentos. As demais cortamos no maçarico e vendemos no ferro velho.

9 - É possível negociar um valor simbólico? Se os fabricantes estipulassem um percentual de desconto na compra de um novo equipamento dando seu usado como entrada, além de fidelizar a marca eles teriam a certeza de que o locador a cada X anos renovaria seus estoques programando uma venda “casada”.

4 - Pode-se simplesmente jogar fora no lixo? Não fazemos isso, preferimos cortar no maçarico, pois outra pessoa pode pegar e reutilizar ocasionando acidentes e podemos até ser responsabilizados. 5 - Esta “sucata” tem algum valor de mercado? Para a Locguel não, mas sabemos de algumas empresas que compram em leilões ou equipamentos usados, fazem reforma e colocam novamente no mercado. 6 - Tem alguém que compra? Como encontrar este alguém? Sim. Algumas empresas compram de leilões ou de construtoras que desativam seus parques de máquinas e vendem para locadoras e pequenos construtores. No mercado tem de tudo, normalmente nesses leilões.

Uma prática que acontece no mercado é que alguns fabricantes de ferramentas elétricas tiram de linha alguns modelos. Com isso, quem compra máquinas usadas corre o risco de não achar peças para reposição, tendo de recorrer ao mercado paralelo para consertar a máquina. Para saber se vale a pena consertar esta máquina ou sucatear, a empresa tem que ter um controle de manutenção do equipamento com seu histórico e saber quais os problemas apresentou na sua utilização. Na Locguel, controlamos no sistema e chamamos de “Field Service”, através do qual identificamos o custo de manutenção de cada linha de produto. Assim, sabemos qual o valor de aluguel desse equipamento para não ter prejuízo, identificamos qual unidade da Locguel gasta mais para fazer a manutenção do equipamento e comparamos os custos de cada máquina e sua manutenção.

5 - Rental News - março-abril/2014


JURÍDICO

Como tornar mais eficaz a cobrança de clientes inadimplentes A inadimplência é um fantasma que assombra e sempre assombrou a maioria das empresas e profissionais autônomos. O risco de empreender, de comercializar produtos ou serviços, é inerente à própria atividade empresarial, no entanto, mesmo ciente dos riscos existentes, nenhum empreendedor deseja trabalhar e deixar de receber por isso. Os rumores de problemas econômicos no Brasil, bem como a saúde da economia mundial, voltaram a ser manchete de jornal e fazem acender o alerta de que a inadimplência pode crescer ainda mais. O setor da construção civil, embalado pelo boom imobiliário e pelo crescimento do poder aquisitivo da população brasileira, muito se beneficiou com os frutos deste cenário, no entanto, de acordo com pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o ano de 2013 registrou os piores números desde 2010.

6 - Rental News - março-abril/2014

Visando evitar sofrer com o impacto negativo da inadimplência, é importante que as empresas adotem políticas de análise criteriosa de crédito e de confirmação da veracidade das informações prestadas antes de iniciar qualquer relação jurídica com seus clientes. Entretanto, mesmo adotadas tais medidas, a inadimplência é inevitável. Neste sentido, a experiência em negociação evidencia que quanto antes for iniciada a cobrança extrajudicial, maior será a chance de êxito, uma vez que o devedor pode ser localizado e demonstrar interesse em solucionar a pendência. Outro ponto importante é de que seja definido prazo máximo para negociação interna e, findo tal prazo, independente de promessas futuras do devedor, encaminhar os títulos inadimplidos para que profissionais especializados passem a atuar acionando, em última instância, o Judiciário. Ocorre que, por melhor que seja a política comercial e de cobrança, a mesma não será eficaz se o título que representa a relação jurídica for inapto para cobrança e execução judicial.


Especificamente, no que se refere à locação eventual, para pequenas e médias empresas ou profissionais autônomos, indica-se que o locador sempre formalize a relação através de contratos específicos, assinados por duas testemunhas, bem como, sempre que possível, estipule o valor do bem locado e o represente através de um título de crédito (nota promissória, confissão de dívida, cheque), a fim de que, na eventual não devolução ou quebra do equipamento, possa executar diretamente o título e evitar passar por um longo processo de conhecimento. Para equipamentos com maior valor agregado, é imprescindível a elaboração e análise dos documentos (contratos, garantias, dentre outros) por um advogado, a fim de que sejam adotadas condições contratuais que possibilitem a rápida retomada do bem em caso de inadimplemento. É certo que a cobrança é uma atividade que demanda empenho e adoção de técnicas de abordagem e que, se bem administrada, trará efeitos bastante positivos. Assim, reduzir o risco de inadimplência mediante procedimentos “pré-venda” e, sendo esta inevitável, viabilizar a cobrança do devedor através da utilização de documentos adequados, é uma maneira simples de não fazer com que o passivo da empresa seja excessivamente aumentado com este tipo de problema.

wpcriativa.com

Cristhiane Montez Longhi, Eduardo Bara Menezes, Bara Menezes & Montez Advogados Associados


MATÉRIA TÉCNICA

Aluguel de andaimes com segurança no trabalho Antes de iniciar uma obra ou manutenção, seja ela grande ou pequena, as normas de segurança devem ser impostas e encaradas por todos os envolvidos como regra básica para evitar acidentes. Pensando nisso, siga algumas recomendações de segurança:

1. Andaimes

só podem ser montados, movidos ou alterados com a supervisão de um especialista técnico.

2.

Utilize sempre os equipamentos de proteção e segurança individual como capacete, cinto de trava-quedas, botas entre outros para prevenir acidentes que podem ser fatais.

3. Verifique

o tipo de solo onde vai montar os andaimes. Utilize bases resistentes para suportar as cargas transmitidas aos pontos de apoio da peça de andaime.

4.

Nunca apoie a plataforma em locais ou objetos instáveis, como calços, tijolos soltos, pedaços de madeira e etc.

5. O

equipamento deve estar equipado com material apropriado, como barras de proteções laterais, piso metálico antiderrapantes e guarda corpo.

6. As

peças dos andaimes como parafusos, barras, travas, pisos não podem apresentar sinais de desgaste como ferrugem e rachaduras e devem ser trocados sempre que apresentarem sinais de dano.

7. Os

andaimes devem ser inspecionados regularmente, especialmente quando houver modificações na estrutura da obra que os possa afetar.

8. Os

andaimes devem estar montados com no mínimo 3 metros de distância de cabos elétricos suspensos.

9.

Evite a utilização do equipamento quando as condições climáticas não forem estáveis. Em tempestades os trabalhadores devem evitar a utilização de andaimes.

8 - Rental News - março-abril/2014

10. Os

andaimes nunca devem ser deslocados quando estiverem pessoas em cima da plataforma.

11. Em

algumas situações e locais é necessário aplicar redes de proteção para evitar possíveis danos físicos e materais a vizinhos e pedestres, provocados por materiais ou ferramentas que possam cair dos andaimes.

12. A desmontagem das peças deve ser executada de maneira adequada.

13. Ao desmontar a estrutura nunca jogue as peças de cima

para o chão, desça-os amarrados a uma corda. Isto evitará que as peças se danifiquem e acidentes com pessoas próximas à estrutura.

14. Seguindo

estas orientações você poderá tirar o máximo de proveito do equipamento alugado para sua obra ou manutenção e evitar acidentes que podem ser fatais.

Edvanilson Lima Andaimes Urbe


DEPOIS DE INVESTIR PESADO NO PASSE DOS SEUS EQUIPAMENTOS, NÃO VAI DEIXÁ-LOS ENCOSTADOS NO BANCO, VAI? isite a segunda edição da V M&T Peças e Serviços, a única feira e congresso latino-

americanos especializados em pós-venda, inovações tecnológicas e gestão de equipamentos para construção e mineração. Aproveite esta oportunidade para selecionar os melhores fornecedores de peças e serviços, que poderão ajudá-lo na melhoria da produtividade, segurança, e gestão, para que seus equipamentos rendam muito mais!

DE 3 A 6 DE JUNHO DE 2014, SÃO PAULO, BRASIL. Realização 25 ANOS

25 ANOS

Local

EVITE FILAS. FAÇA SEU CADASTRO: WWW.MTPS.ORG.BR PROGRAME-SE TAMBÉM PARA ASSISTIR E PARTICIPAR DO CONGRESSO, NOS DIAS 4 E 5 DE JUNHO. Saiba mais em: WWW.MTPSCONGRESSO.COM.BR


FIQUE POR DENTRO

É dado o primeiro passo para a fundação do Sindileq/SP

Pelo ponto de vista jurídico, este foi o primeiro passo na constituição de uma entidade que visa representar de maneira específica este segmento que conta com mais de 2400 empresas de pequeno e médio porte no Estado de São Paulo. O próximo passo é a obtenção da Carta Sindical perante o Ministério do Trabalho e Emprego.

Elton Machado, advogado do ALEC.

O Sindileq/SP terá o objetivo de defender e representar os interesses dos seguintes segmentos: Locadores de Ferramentas Elétricas, Betoneiras Estacionárias, Compactadores e Placas Vibratórias, Plataformas Aéreas (PTA), Andaimes Metálicos, Formas e Escoramentos, Elevadores de Obras, Andaimes Suspensos (balancins), Andaimes (plataforma de cremalheira) e Cadeiras Suspensas, Rompedores a Combustão, Elétricos, Hidráulicos e Pneumáticos, Bombas Submersíveis, Geradores Estacionários Portáteis, Compressores, Equipamentos para Piso (acabadoras, cortadoras, politrizes e fresadoras), Gruas e Guinchos de Pequeno Porte, Containers, Torres de Iluminação, Equipamentos para Limpeza (enceradeiras industriais, lavadoras, varredeiras e aspiradores), Equipamentos para Jardinagem (eletrosserra, cortadores de arbustos e roçadeiras), Projetores e Misturadores de Argamassa, Equipamentos

10 - Rental News - março-abril/2014

Hospitalares, Equipamentos para Cortes e Furos, Equipamentos para Festas e Eventos (tendas, mesas, cadeiras, utensílios, stands, pisos), Equipamentos para Corte, Dobra, Amarração e Armação de Ferragem. Com a fundação do Sindileq/SP passaremos a ter vez e voz nas discussões dos assuntos de nosso interesse em âmbito estadual e, em um futuro próximo, em âmbito nacional. Ele será o nosso sindicato patronal que representará nossos interesses e trabalhará para a determinação dos pisos salariais de nossa categoria, deliberando sobre convenções coletivas e negociando de maneira específica com os sindicatos dos trabalhadores. Teremos uma representatividade oficial perante todas as entidades empresariais, sociais e representantes do poder. Poderemos eleger os representantes da respectiva categoria junto à futura federação e ou entidade de grau superior. Vamos assim colaborar com os poderes públicos federais, estaduais e municipais, como órgão técnico e consultivo, no estudo e solução dos problemas que se relacionem com a categoria econômica que representamos.

A reunião mostrou um avanço no desenvolvimento do rental no Brasil, uma demonstração clara da representatividade que São Paulo tem neste mercado e, por ter este peso, não pode ficar fora das discussões que defendem os interesses do setor da locação em constante crescimento. Hoje foi construído um importante pilar para uma categoria que não era assistida.

No dia 23 de abril, com a presença de mais de 150 empresas, foi realizada a assembleia para fundação do Sindileq/SP - Sindicato das Empresas de Locação de Equipamentos, Máquinas, Ferramentas e Serviços para a Construção do Estado de São Paulo. O objetivo é criar meios de fortalecer a categoria das empresas locadoras de bens móveis, promover a profissionalização do rental e trabalhar para o cumprimento das normas de segurança nos canteiros de obras, onde os equipamentos são utilizados.

Fernando Forjaz, presidente da ALEC


Presidente da ALEC revela dados importantes sobre rental

Entre 9 e 11 de abril aconteceu a Brazil Road Expo no Centro de Exposições Transamérica. Em paralelo, foi realizado o Brazil Summit com uma série de apresentações e o presidente da ALEC, Fernando Forjaz, fez uma palestra sobre o mercado de locação que mostrou dados importantes sobre o mercado tanto no Brasil, quanto no exterior. O segmento de locação é muito maior do que se imagina e ainda tem grande potencial para crescer.

Contagem regressiva para a 7ª FELOC RENTAL e ALUGAR BRASIL Toda a equipe da ALEC está envolvida para que os dois eventos mais importantes, os únicos com foco nos locadores de equipamentos, sejam perfeitos e atendam todas as expectativas. São apoiadores: ABNT, ARA, Construção Latino Americana, CRA, ERA, HIRE, HIANZ, HRIA, IPAF, Portal do Locador, Sinaenco, Sindileq/MG, Sindileq/PE, Sinduscon/SP e Sobratema.

PALESTRAS

PAINÉIS INTERATIVOS

“Como as locadoras podem colaborar no aumento da produtividade das construtoras” Haruo Ishikawa - Presidente do Sinduscon/SP

“Custo da logística na locação de equipamentos” Mediador: Fernando Forjaz - Formeq Rental

“Como implementar a NR12 na locação e uso de máquinas e equipamentos na indústria da construção” Antonio Pereira - Auditor Fiscal do DRT/SP “Alugar plataformas com segurança, um negócio rentável” Antonio Barbosa - Gerente América Latina IPAF

“Alternativas e soluções para renovação de frota das locadoras” Mediador: Hamilton Abdala - Locguel “Parâmetros para definir o custo da locação” Mediador: Expedito E. Arena - Casa do Construtor

“O Impacto do e-social na vida das locadoras de equipamentos” Antonio Carlos Vendrame - Vendrame Associados “O mercado de locação no Brasil e no mundo” Fernando Forjaz - Formeq Rental

11 - Rental News - março-abril/2014


ESPECIAL

The ARA Rental Show Um caminho a ser seguido Eduardo Torres e Fernando Torres são diretores da TOWERS BRASIL, visitaram a “The ARA Rental Show” e as principais locadoras na cidade. Na volta, compartilharam sua experiência conosco. É uma lição de casa para quem quer crescer cada vez mais.

O que é a ARA

É a Associação dos Locadores da América com cerca de 9500 locadoras associadas nos EUA, além de outras ao redor do mundo. Dirigida por voluntários e funcionários, iniciou seus trabalhos em 1955 com 21 locadoras. Reúne locadoras de equipamentos industriais, máquinas e ferramentas para construção civil, acessórios para festas e eventos. É a ALEC do Brasil, porém com uma estrutura muito maior. Realizam treinamentos, seminários, feiras e outros eventos, além de possuir uma seguradora de máquinas. Seu principal objetivo é colaborar para o crescimento dos locadores associados.

The ARA Rental Show

Mais de 675 fornecedores participaram desta edição, um crescimento de 10% em relação a 2013. A Feira organizada pela ARA reúne fornecedores para a indústria de locação de máquinas e ferramentas para construção civil, equipamentos para festas, eventos e serviços. O evento é focado em negócios, os stands são simples, não há modelos, buffet, refrigerantes ou bebidas, as máquinas ficam expostas em cima do carpete.

12 - Rental News - março-abril/2014


A Towers junto com a direção da ALEC e FORMEQ representou o Brasil na The ARA Rental Show, em Orlando, nos Estados Unidos.

Mercado Americano

A projeção de crescimento do mercado de locação nos EUA é de 9,1% em 2014, sendo que em 2013 foi de 8%, mais que 4 vezes que o GDP (o PIB americano). O rental é um negócio promissor na economia americana e continua em crescimento. É mais fácil alugar do que investir na aquisição do equipamento, manutenção e no espaço para armazenagem. O mercado de locação é o principal aliado na recuperação da economia americana. Novos produtos geram novas idéias.

Visita às principais locadoras UNITED RENTAL

A United Rental é a maior locadora de equipamentos do mundo, com 830 unidades em 49 estados americanos e em 10 estados no Canadá. São 3300 categorias de equipamentos e é o maior locador de compactadores do mundo com 30.000 mil máquinas. A empresa está na bolsa de valores e o faturamento em 2012 foi de 4,7 bilhões de dólares. O salário anual do Top CEO é de 1 milhão de dólares. Também possui problema com inadimplência, por exemplo, em Orlando, uma loja estava com com 200 mil dólares em títulos que não recebia há 4 meses. No entanto, a projeção para 2014 é favorável: um crescimento em torno de 9%. Detém um sistema avançado, controlado por computador em tempo real. A filosofia da empresa é não trabalhar com papel. Tivemos a oportunidade de conhecer todo o sistema do início ao fim. Com auxílio do computador é possível ter o controle de onde deve ser entregue cada máquina, quais equipamentos serão retirados no dia, quais as máquinas que estão dentro do caminhão para entrega, etc. É possível saber a localização exata do motorista, evitando assim processo na justiça do trabalho, assim consegue-se provar que o motorista parou para almoçar. O sistema também ajuda a monitorar as máquinas mais caras via satélite GPS e, em caso de roubo, informa a posição para a polícia. Com a ajuda do sistema e do aparelho é tirada uma foto de todos os equipamentos antes da entrega ao cliente e na retirada também, ou seja, quando a máquina volta danificada é fácil comprovar o problema. Controla quantas horas as máquinas foram utilizadas e informa ao departamento responsável para acionar a manutenção preventiva ou corretiva. O sistema chama-se Point to Point, parecido com o da Fedex, DHL e de outras empresas. Dentro da locadora trabalham com rádio e os funcionários estão uniformizados com sinalização para evitar acidentes, seguindo as normas dos EUA. Mensalmente é feita uma limpeza geral e descarta-se o que não é necessário. Com a automação completa, estão reduzindo os funcionários e investindo na capacitação. A United renova a frota de carro e de máquinas a cada 3 anos para evitar despesas com manutenção, na maioria das vezes os equipamentos e máquinas são leiloados.

13 - Rental News - março-abril/2014


ESPECIAL LOCADORA SUNBELT

A segunda maior locadora dos EUA é a Sunbelt, possui 407 unidades em 39 estados nos Estados Unidos, pertence ao Grupo Inglês chamado Ashtead Group e que por sua vez possui outro grupo de locadoras no Reino Unido, chamado A Plant com 121 unidades. O Grupo Ashtead está na Bolsa de Valores de Londres. A Sunbelt foi inaugurada nos Estados Unidos em 1983, o faturamento da empresa está em torno de 1,2 a 2 bilhões de dólares por ano e tem mais de 5.000 funcionários.

São 3 modalidades de locadoras de acordo com o tipo de equipamento oferecido: equipamentos de uso geral, somente plataformas e somente geradores. Segundo a Sunbelt não é difícil encontrar mecânicos especializados no mercado e o salário para este profissional varia entre US$ 14 a US$ 21 por hora, o salário de um gerente de loja é em torno de US$ 6.000 mensal, sendo que os impostos descontados na fonte são entre 20 a 40%, dependendo dos impostos estaduais.

COMPARATIVO DE PREÇO DE LOCAÇÃO Preço da SUNBELT para locação de um compactador em Orlando (Gasolina ou Diesel)

Marca Multiquip* Diária US$ 96 = Semanal US$ 320 = Mensal US$ 865 =

RS$ 240,00 RS$ 800,00 RS$ 2.162,00

*Simulação feita pelo site da Sunbelt para entrega em Orlando em fevereiro de 2014.

A Sunbelt possui um sistema de computador bem avançado que consegue monitorar os veículos, a localização das máquinas, tempo de uso, etc e optou em trabalhar com o Iphone. As máquinas com valores mais elevados possuem GPS para localização e, em caso de furto, há empresas terceirizadas para rastreamento.

Na parte interna da loja há prateleiras para vendas de equipamentos de segurança e componentes como serra de disco, brocas, etc. A Husqvarna estava presente na loja. Airless econtramos Gracco e Titan e uma marca desconhecida importada. Para rompedores, os preferidos dos locadores são os da marca BOSCH.

A maioria das máquinas é pintada na cor verde e em Orlando encontramos os equipamentos em diversos lugares, inclusive nos parques mais famosos na região. É possível alugar através da internet de forma simples e rápida. Os contratos são via web e todas as informações enviadas via email.

Notamos a organização e limpeza absoluta em todos setores, funcionários educados que nos receberam muito bem. O atendente falava inglês e espanhol. É muito importante na locadora em Orlando que tenha alguém que fale espanhol, além de moradores, também a mão de obra, encontramos pintores de origem mexicana.

A Sunbelt informa que não é a maior empresa nos EUA e sim os melhores em serviços. Fazem da aprovação do cadastro do cliente e da locação um processo simples e rápido. Quando não tem o equipamento numa unidade, retiram o equipamento em outra. O mais importante é a velocidade, o serviço e o cliente feliz. Trocam os equipamentos a cada 2 anos, vendendo os usados em leilões. Isso diminuiu o custo com a manutenção das máquinas. Na estrutura que visitamos em Orlando havia 2 pessoas na recepção para atender os clientes e 3 mecânicos para manutenção, essa unidade não tinha vendedores externos ou internos, mas em lojas maiores há estes profissionais. 14 - Rental News - março-abril/2014

O desafio está sempre na taxa de entrega dos equipamentos e distância de entrega. O mercado de locação foi afetado em 2009 devido à crise financeira dos Bancos e do mercado imobiliário. Os EUA voltaram a crescer e a indústria de locação com foco na construção civil estima que em 2014 terá um aumento de 9%.


The ARA Rental Show: A Força do Rental A ALEC marcou presença na The ARA Rental Show, em Orlando, nos Estados Unidos, de 9 a 12 de fevereiro. Conhecer a Feira do maior mercado de locação do mundo é uma experiência ímpar. Eles alugam tudo o que podemos imaginar.

Fabricantes de equipamentos, fornecedores de peças de reposição, empresas de software, fornecedores de materiais para eventos e festas, desde cortinas até carros de pipoca. Tudo que é locável estava exposto.

Neste evento, locadores dos EUA e de países da América do Sul pagam US$ 250,00 por pessoa para entrar na área de exposições. Construtoras e outras empresas que não são do segmento podem visitar a Feira em busca de oportunidades, mas pagam US$ 1.500,00 por pessoa.

O mercado rental profissionalizado gera melhores resultados para as locadoras mesmo com concorrência acirrada.

O que nos surpreendeu é o tamanho da Feira que contou nesta edição com 54 patrocinadores distribuídos nas categorias Platina com contribuições acima de US$ 10.000,00, Ouro com contribuições entre US$ 5.000,00 e US$ 9.999,00 e Prata com contribuições de US$ 1.500,00 a US$ 4.999,00. Os outros mais de 600 expositores participaram com stands modulados, sem luxo, mas com objetividade, focando a venda de suas máquinas. Equipamentos novos para o segmento de locação tiveram destaque especial e condições superespeciais.

Os locadores de equipamentos tem muita facilidade para a renovação de suas frotas, pois tem à disposição, condições de pagamento elásticas e, em vários casos, 24 ou 36 parcelas sem juros. Em função dos altos custos de mão de obra, as locadoras para reduzirem seus custos operacionais e de manutenção dos equipamentos geram um grande volume de compras. Conversando com alguns gerentes de fábricas expositores no evento, verificamos que na The ARA Rental Show foram apresentadas condições especiais de descontos para venda aos locadores que já são parceiros comerciais.

15 - Rental News - março-abril/2014


ESPECIAL

Investem pesado na política comercial para beneficarem as locadoras fornecendo as condições que necessitam para crescer. Os fabricantes de uma forma geral também atendem os usuários finais, as construtoras, porém existe uma condição especial de preços que sempre favorece o locador - uma diferença de 35%. Aqui as construtoras brasileiras compram pelo mesmo preço que as locadoras e muitas vezes pagam menos que nós locadores. Para acelerarmos o segmento rental no Brasil, precisamos ter acesso a mais linhas de crédito e que sejam mais elásticas, condições diferenciadas de preços e uma política comercial voltada à renovação da frota. Os equipamentos obsoletos deveriam ser sucateados pelos fabricantes que contribuiriam muito se assumissem o descarte e/ou reciclagem das máquinas. A próxima edição será em New Orleans em fevereiro de 2015. Fernando Forjaz

16 - Rental News - março-abril/2014


NOTÍCIAS

Visão Global do Rental A reunião da GRA - Global Rental Alliance contou com a participação das entidades mundiais representantes do segmento rental: • ALEC - Associação Brasileira de Locadoras de Equipamentos • ARA - American Rental Association • ERA - European Rental Association Foram apresentados os valores estimados do rental no mundo. Os países que compõem o GRA há mais tempo tem uma uniformidade no levantamento dos números para chegar aos dados estatísticos e, consequentemente, à análise dos seus respectivos mercados.

• HIRE - Industry Association of New Zealand • Hire & Rental Industry Association – Austrália • CRA - Canadian Rental Associaton Estamos fazendo um levantamento destes números para maior visualização do mercado. Foi apresentada também a quantidade de funcionários das locadoras.

Aos poucos, nós, estamos assimilando estas características. A ALEC com o objetivo de organizar os dados de mercado vem realizando pesquisas mensais sobre vários assuntos de interesse para nossa categoria. Visando proporcionar um levantamento transparente e sem necessidade das locadoras se identificarem, utiliza o site Zoomerang, uma entidade internacional de pesquisa de mercado. Os números do Brasil foram levantados em revistas especializadas. Os locadores presentes analisaram os dados e todos foram unânimes em afirmar que o valor estimado para o Brasil estava baixo se comparado com o potencial de mercado e com faturamento que as grandes locadoras detêm no mercado.

Austrália Europa Reino Unido Canadá Estados Unidos Brasil

US$ 3,86 bilhões US$ 28,10 bilhões US$ 6,86 bilhões US$ 4,2 bilhões US$ 28,7 bilhões US$ 454 milhões

Austrália Europa Reino Unido Canadá Estados Unidos Brasil

13.490 78.000 41.100 43.335 333.347 42.000

A ALEC fez uma apresentação dos trabalhos desenvolvidos no Brasil para a profissionalização do segmento rental nos 22 anos de atividades. Em nossa pasta entregue aos participantes, apresentamos detalhadamente nossos objetivos, manuais de instrução, Portal ALEC, benefícios aos associados, distribuição dos associados no Brasil, eventos ALUGAR BRASIL e FELOC RENTAL. As outras Associações também fizeram uma explanação de suas ações e das Feiras por eles organizadas com a participação dos fabricantes. A ALEC é a entidade mais jovem do grupo, porém estamos nivelando nossas ações institucionais com as demais entidades. Neste ano, a ALEC vai realizar várias pesquisas para levantar as informações do mercado.

Outro ponto abordado nesta reunião foi o número de locadoras em cada país.

Austrália Europa Reino Unido Canadá Estados Unidos Brasil

1860 22.800 6500 1235 11.699 2500

Com toda a certeza, ficaremos surpresos com os nossos números. Este avanço, nós conseguimos com o trabalho de todos os locadores que participam da construção da ALEC, dedicando parte de seu tempo e seu expertise. Nos demais países a concorrência é forte. O nível de informatização das locadoras é elevado, faz com que os custos sejam melhor apurados e os preços de locação mais elevados se comparados com os preços praticados no Brasil. Fernando Forjaz

A estimativa da ALEC é de 4500 a 5000 locadoras, sendo 1000 só no Estado de São Paulo.

17 - Rental News - março-abril/2014


NOTÍCIAS

JOSÉ CARLOS MARTINS É ELEITO O NOVO PRESIDENTE DA CBIC Foi eleito por aclamação em 16 de abril durante reunião da Assembleia Geral Extraordinária, em Brasília, o novo Conselho de Administração da CBIC, gestão 2014/2017, que, na ocasião, escolheu José Carlos Martins como presidente da entidade. Seguindo o estatuto, o novo presidente indicou como vicepresidente Administrativo, Adalberto Cléber Valadão, e como vice-presidente Financeiro, Elson Ribeiro e Póvoa. O atual presidente, Paulo Simão, manifestou seu contentamento com o resultado do processo da eleição e desejou um ótimo trabalho. O vice-presidente José Alberto Pereira Ribeiro, presidente da Aneor, reforçou a importância da união do setor na continuidade do trabalho que vem sendo desenvolvido pela CBIC e expressou sua admiração pelos 11 anos de trabalho de Paulo Simão à frente da entidade. Já José Carlos Martins externou sua honra em conduzir a entidade e agradeceu a todos os presentes, vice-presidentes, presidentes de comissões técnicas, empresários e equipe de trabalho pelo apoio na condução do processo da eleição e na elaboração do novo projeto de ação, enfatizando que não lhe faltará compromisso. O novo mandato terá início no dia 1º de julho/2014. Fonte: CBIC

FISCALIZAÇÃO ELETRÔNICA FGTS O Ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, apresentou o novo sistema de fiscalização eletrônica do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

Com ele pretende-se atingir um maior número de empresas fiscalizadas, eliminando o tempo gasto pelos auditores-fiscais do Trabalho com deslocamento, além de reduzir o gasto com diárias e passagens, permitindo o constante monitoramento dos empregadores. As principais vantagens da nova modalidade são: dispensa de comparecimento do empregador na unidade do MTE; possibilidade de atingir toda uma circunscrição; impacto indireto em outras empresas da mesma localidade e aumento da sensação da presença fiscal. Fonte: Portal do Trabalho e Emprego

18 - Rental News - março-abril/2014


AÇÃO SOCIAL

A ALEC INCENTIVA ESTA AÇÃO: CASA DOS VELHINHOS ONDINA LOBO A Casa dos Velhinhos de Ondina Lobo ou a “Casa” abriga e mantém aproximadamente mais de cem idosos entre homens e mulheres, mas sua capacidade, salvo as restrições financeiras, pode atender o dobro. Dividida em 8 pavilhões, cada um com 18 leitos em média, a “Casa” possui dois dormitórios, dois refeitórios, uma cozinha industrial, áreas de saúde com ambulatórios médico, odontológico e para terapias complementares, áreas ocupacionais com oficinas para realização de trabalhos manuais, áreas de lazer e integração social com milhares de metros quadrados de área verde. Em todas as camas usam-se colchões hospitalares especiais para idosos. Os dormitórios possuem guarda-roupa e criado-mudo individual com trancas, cujas chaves ficam em poder do abrigado para que ele tenha privacidade na guarda de seus pertences. São 160 refeições diárias, dois cafés da manhã, um completo e um complementar às 10h. Almoço ao meio dia, um lanche às 15 horas e um jantar às 18 horas. Durante a noite, há em cada dormitório garrafas térmicas com chá e entregues a cada abrigado pacotes de biscoitos. A “Casa” procura incentivar a integração social de seus abrigados e também a integração com pessoas de diversas faixas etárias que residam fora. A “Casa” recebe visitas constantes de escolas da região, de outras pessoas do bairro e de outras regiões da cidade. Juntos, os abrigados e seus visitantes participam de jogos, festas, danças ou simplesmente sentam-se para conversar e para ouvir as inúmeras histórias que os abrigados têm para contar. Em ocasiões pré-determinadas, os abrigados da “Casa” são levados pela entidade para passeios em museus, ao zoológico, entre outros.

Como Ajudar A “Casa” vive e depende exclusivamente de doações, sejam financeiras ou em artigos, como, alimentos, roupas, medicamentos, entre outros, de empresas e de pessoas. SEJA UM VOLUNTÁRIO - Doe seu tempo, ele também é valioso! ADOTE UM VELHINHO - Se for pessoa física ou jurídica, você pode ajudar mensalmente ou esporadicamente, como puder.

Banco Bradesco

Agência: 1432 Conta corrente: 17296-0 CNPJ: 62.788.484/000/-32 Há também a opção do PagSeguro pelo site. www.ondinalobo.org.br/index.asp?ondina=campanhavelhinho

Mais informações Telefones: (11) 5686-4322 / 5521-1559 / 5524-4929 E-mail: contato@ondinalobo.org.br 19 - Rental News - março-abril/2014


CHICAGO PNEUMATIC

CURSOS

Husqvarna

Treinamento técnico de manutenção de politriz (PG 280/400) DATA 06/05/14 08h30 às 12h 03/06/14 08h30 às 12h

LOCAL Sede Husqvarna R. Osasco, 12 - km 33 - 07753-040 Rodovia Anhanguera - Cajamar/ SP

HUSQVARNA

Treinamento de operação e aplicação politriz DATA 06/05/14 13h30 às 17h30 03/06/14 13h30 às 17h30

LOCAL Sede Husqvarna R. Osasco, 12 - km 33 - 07753-040 Rodovia Anhanguera - Cajamar/ SP

HUSQVARNA

Treinamento de manutenção de perfuratriz DATA 08/05/14 8h30 às 12h 05/06/14 08h30 às 12h

LOCAL Sede Husqvarna R. Osasco, 12 - km 33 - 07753-040 Rodovia Anhanguera - Cajamar/ SP

HUSQVARNA

Treinamento de operação e aplicação de perfuratriz DATA 08/05/14 13h30 às 17h30 05/06/14 13h30 às 17h30

LOCAL Sede Husqvarna R. Osasco, 12 - km 33 - 07753-040 Rodovia Anhanguera - Cajamar/ SP

KÄRCHER

Treinamento comercial de uso e aplicação ferramentas DATA

LOCAL

09/05/14 08h30 às 16h30

Sede Kärcher Via Miguel Melhado Campos, 600 13280-000 - Distrito Industrial Vinhedo/SP

KÄRCHER

Treinamento técnico para locadoras DATA

LOCAL

12, 13 e 14/05/14 08h30 às 16h30

Sede Kärcher Via Miguel Melhado Campos, 600 13280-000 - Distrito Industrial Vinhedo/SP

20 - Rental News - março-abril/2014

Treinamento técnico de manutenção da linha de produtos CTX (rompedores pneumáticos) DATA 29/05/14 14h às 17h

LOCAL Sede ALEC Av. Mandaqui, 67 - Bairro do Limão

TOWERS

Curso de manutenção de bombas submersíveis DATA 20/05/14 09h às 17h

LOCAL Sede ALEC Av. Mandaqui, 67 - Bairro do Limão

Lairton Zuza da Silva (Instrutor do Senac)

Curso de atendimento e vendas para locadoras em Santos DATA 20/05/14 09h às 17h

LOCAL Rua Buenos Aires, 148 Vila Maia - Guarujá/SP

BOSCH

Curso de manutenção de ferramentas elétricas DATA 28, 29 e 30/05/14 08h às 17h 30/06, 01 e 02/07/14 08h às 17h

LOCAL Fábrica Bosch Rodovia Anhanguera, km 98 Boa Vista, Campinas/SP Local de entrada: Portaria 4

Lairton Zuza da Silva (Instrutor do Senac)

Curso de atendimento e vendas para locadoras em Bauru DATA 26/06/14

LOCAL Bauru

BOSCH

Curso de manutenção de ferramentas elétricas DATA 30/06, 01 e 02/07/14 08h às 17h

LOCAL Fábrica Bosch Rodovia Anhanguera, km 98 Boa Vista, Campinas/SP Local de entrada: Portaria 4

Para mais detalhes de todos os treinamentos, acesse o Portal da ALEC. alec.org.br/blog/category/cursos/


LANÇAMENTOS

FEIRAS

Big Geradores EMIT Chegaram os BIG GERADORES EMIT, robustos, econômicos e desenvolvidos para locação. Capacidade de 15, 20 e 30 kva de potência.

03 a 06 de junho de 2014 Centro de Exposição Imigrantes - São Paulo/SP www.mtps.org.br

- Motor a Diesel com 1800rpm - Baixo nível de ruído - Alta qualidade e entrega de potência

55 11 4168-5797 emit@emitequipamentos.com.br www.emitequipamentos.com.br

23 e 24 de julho de 2014 Clube Espéria - São Paulo/SP www.felocrental.com.br

Plataforma 1850SJ Ultra Boom A maior plataforma de lança autopropulsada do mundo - 1850SJ Ultra Boom - com aproximadamente 3 milhões de pés cúbicos de espaço volumétrico de alcance. Atinge 58 metros de altura de trabalho, capacidade máxima de 454 kg (1.000 libras). A lança se estende do piso até a altura máxima em menos de 5 minutos.

55 19 3936-8871 mscardoso@jlg.com www.jlg.com/pt-br/

NOVOS ASSOCIADOS - BERELLI - ALTMAN METALURGIA E CONSTRUÇAO LTDA - CASA DO CONSTRUTOR - POÁ - SKYJACK BRASIL LTDA - OBRA FÁCIL LOCAÇÕES E SERVIÇOS - ALBARICCI INDÚSTRIA METALÚRGICA LTDA

24 a 27 de julho de 2014 Maxi Shopping Jundiaí - Jundiaí/SP www.feiccad.com.br

18 a 22 de maio Barcelona/Espanha www.construmat.com

24 a 26 de junho Amsterdam/Holanda www.khl-group.com/events/ire-2014

CME 2014 22 a 24 de julho China Import & Export Fair • Pazhou Complex Guangzhou/China www.chinaexhibition.com/trade_events

21 - Rental News - março-abril/2014


Rental_News-Marco-abril2014