Page 1

Os

Joaquim Marlos

400 de

DAVI Como um homem em crise, teve condições de transformar quatrocentos fracassados em valentes

Prefácio: Pr.De Paulo Ribeiro

Glossa Edições


Os

400 de

DAVI Como um homem em crise, teve condiçþes de transformar quatrocentos fracassados em valentes


Joaquim Marlos

Os

400 de

DAVI Glossa Edições


Os 400 de Davi. Copyright © 2009 11cm x 14.5cm Joaquim Marlos Todos os direitos reservados por: GLOSSA EDIÇÕES Proibida a reprodução deste livro por quaisquer meios, salvo em breves citações, com indicação da fonte. Editor Chefe: Pr.D´Paulo Ribeiro Coordenação Editorial: Joaquim Marlos Revisão: Wallison Rodrigues Capa: Paulo Henrique

Glossa Edições Rua Cap.Manoel Bandeira 487, Centro, Maranguape/CE CEP.: 61.940-170 FONE (Fax): (85) 33 41 14 71 glossa@ig.com.br

Diagramação e Arte Final: Joaquim Marlos Direção de Arte: Pr.D´Paulo Ribeiro e Paulo Henrique. ISBN: CDD:


ÍNDICE

Minha Gratidão Introdução Prefácio Os 400 de Davi .................................................... 15 Davi e sua Família ............................................... 17 Davi e os Fracassados ........................................ 20 O Resultado Final ............................................... 33


Minha Gratidão... Em primeiro e absoluto lugar, agradeço ao meu companheiro inseparável, o doce Espírito Santo, por Sua orientação eficaz e paciência para comigo. Não poderia jamais deixar de mencionar meu líder espiritual, Pr.De Paulo Ribeiro, que tem sido meu espelho como Homem de Deus, e como escritor hábil que é, sem dúvida tem me inspirado a iniciar um trabalho como este. À Ir.Francisca Castro, minha mãe, por sua constante oração em meu favor, conselhos e exemplo de vida. À minha amada esposa, por seu constante apoio, opiniões fundamentais e por ser a companheira que é ao meu lado. Aos meus filhos: Jessé (Teté) e Emanuelle (Manú), por sua pureza, carinho, e também, por todas as vezes que não deixaram com que eu digitasse, me puxando do computador para brincar. Aos amados irmãos e irmãs que estão adquirindo este material, meu sincero agradecimento.


Introdução... Sinto-me por demais feliz em concretizar uma nova etapa em minha vida cristã; e, por saber que muitas vidas serão abençoadas através deste. “Os 400 de Davi”, busca em seu contexto, transmitir uma mensagem de vitória. Mensagem esta que ampliará sua visão quanto à sua postura como Homem e Mulher de Deus, diante das afrontas do inimigo. Além disso, todos os que chegarem a ler este livro, terão a oportunidade de tomar para si o exemplo de Davi, em que o mesmo não obstante à sua circunstância vivida, exerceu com convicção seu poder de liderança, ajudando e restaurando a vida daqueles homens que se chegaram até ele. Desejo sinceramente que este material sirva de edificação para sua vida. Então, deleite-se em cada página e assuma uma nova postura em Deus para vencer as batalhas. Em Cristo, Joaquim Marlos


Prefácio... Os verdadeiros líderes atraem as melhores pessoas, vendo nelas as qualidades de caráter que mais admiram. As pessoas que cercaram Davi teriam passado despercebidas pela história, se não tivessem se unido a ele, assim como os discípulos de Jesus teriam morrido no anonimato se não tivessem andado com Cristo. Deus não costuma chamar grandes e poderosos para serem Seus servos, mas sim, aqueles cujo coração está aberto a Ele e que se mostram ansiosos para obedecer à Sua vontade (I Cor. 1.26-31). O pequeno bando de rejeitados que se juntou a Davi representava o futuro de Israel, e a bênção de Deus estava sobre eles. Os Salmos 57 e 142 são associados ao tempo em que Davi permaneceu na carverna de Adulão e enfatizam a fé de Davi em Deus como seu refúgio. Quando Davi orava, a caverna tornava-se um santo tabernáculo, onde pela fé era capaz de encontrar abrigo sob as asas dos querubins no Santo dos santos (57.1).


O que para outros parecia uma caverna, para Davi era um santuário divino, pois, o Senhor era sua porção e seu refúgio (142.5). Para Davi, a vida de fugitivo era como estar na prisão (v.7), mas ele confiava que o Senhor o acompanharia até o fim da provação. Sabia que Deus cumpria Suas promessas e que lhe daria o trono e o reino. A aparência de “crise” na vida não afetou ninguém ao seu redor. Enquanto protegia a sua unção como o imediato-futuro rei de Israel, protegia a sua família (vv. 3,4a). Depois da família era a vez do grupo que o escolheu, e ele teria que levá-lo para um lugar seguro em Adulão. O termo hebraico “mesuda” significa “fortaleza” ou “lugar seguro”. Eles viram em Davi a única esperança de um rei bem-sucedido, de modo que também se dirigiram a ele aqueles que se achavam em dificuldades, os endividados e os descontentes. No final, Davi ficou com quatrocentos excelentes guerreiros, número que posteriormente subiu para seiscentos (23.13; 25.13; 27.2;30.9). Davi foi um homem extremamente bemsucedido. Durante dez anos foi considerado um fora-da-lei, no entanto, lutou as batalhas do Senhor


e livrou Israel de seus inimigos. Viveu com seus homens fiéis em lugares ermos à terra e, várias ocasiões, teve de fugir para salvar a própria vida. No entanto, sabia que, no final, o Senhor o livraria e lhe daria o trono prometido.

D´Paulo Ribeiro Pastor Presidente da 1ª Igreja Assembléia de Deus em Maranguape, Ceará.


Os 400 de Davi I Samuel 22.1-5 “Davi retirou-se dali, e se refugiou na caverna de Adulão; quando ouviram isso seus irmãos e toda a casa de seu pai, desceram ali para ter com ele. v.2 Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez líder deles; e eram com ele uns quatrocentos homens. v.3 Dali passou Davi a Mispa de Moabe, e disse ao seu rei: Deixa estar meu pai e minha mãe convosco, até que eu saiba o que Deus há de fazer de mim. v.4 Trouxe-os perante o rei de Moabe, e com este moraram por todo o tempo que Davi esteve neste lugar seguro. v.5 Porém o profeta Gade disse a Davi: Não fiques neste lugar seguro; vai, e entra na terra de Judá. Então Davi saiu e foi para o bosque de Herete”. Sem dúvida é importante entendermos em que contexto Davi estava vivendo; que razão o levara a se refugiar na caverna de Adulão; e com isso, poderemos caminhar por esse trecho bíblico


Os 400 de Davi

16

que, como toda a Palavra de Deus, sempre nos envolve com ensinos que marcam nossa vida cristã. Somos sabedores do relato bíblico que, à partir do capítulo 14 de I Samuel, a vida de Saul como rei começou a desagradar ao Senhor Deus. A Bíblia declara que ações impensadas e atitudes equivocadas de Saul, causaram tristeza no coração de Deus. A partir de então, entra em cena um jovem chamado Davi, cuja história já sabemos seu desenrolar. Devido as inúmeras conquistas de Davi e, principalmente, pelo fato de Deus o ter escolhido como rei no lugar de Saul, a Palavra de Deus nos mostra claramente que a inveja e o ódio entraram no coração de Saul. Incansavelmente Saul procurava a morte de Davi. E com base nesse contexto Davi vai se refugiar na Caverna de Adulão. Algumas versões ao se referirem à Caverna de Adulão, também à chamam de: “fortaleza”, “lugar seguro”. Davi procurava um lugar seguro, contra as investidas de Saul, um lugar que


17

Os 400 de Davi

lhe proporcionasse a segurança necessária. DAVI E SUA FAMÍLIA Quando sua família soube do lugar que ele se encontrava, foi ao seu encontro. A Bíblia não entra em detalhes sobre o que eles conversaram, ou quanto tempo passaram lá; contudo, podemos perceber que a família de Davi não passou muito tempo na Caverna de Adulão, pois, o verso três relata que Davi foi até o rei de Moabe e lhe pediu que deixasse sua família ficar ali por um tempo. E assim aconteceu, a família de Davi ficou na região de Moabe. Aqui já encontramos um aprendizado da parte de Deus, para nossas vidas. A família é sem dúvida alguma, um dos maiores projetos de Deus. É tanto que, o Senhor Deus desde Gênesis instituiu a família como uma instituição divina. Porém, Davi preferiu resguardar sua família daquele momento de dificuldade. Ele sabia que sua vida corria risco, e não desejava o


Os 400 de Davi

18

mesmo para seus entes queridos. Mas, o que há de mais belo no meu entendimento, é que Davi precisava passar por aquela experiência sozinho. Não estou afirmando que devemos excluir nossos familiares de nossas adversidades, problemas, conflitos e tantos desafios que se apresentam ante nós em nosso dia-a-dia. É exatamente a nossa família que está presente nos momentos mais difíceis de nossa existência. O que quero dizer de forma enfática, é que existem momentos em nossa vida cristã, que além de precisarmos, é desejo de Deus, que tenhamos algumas experiências sozinhos. Determinados momentos são cruciais em nosso caminhar com Deus, e por isso, o próprio Senhor providencia circunstâncias que resultarão em aprendizado, aprendizado e aprendizado. Davi sabia que aquele momento era seu, sabia que aquele momento era especificamente onde Deus precisava tratar com ele. É tanto que o verso três, no momento em que falava com o rei de Moabe, justificando seu pedido para que seus fami -


19

Os 400 de Davi

liares ficassem ali, ele disse: “...até que eu saiba o que Deus há de fazer de mim”. Aquele homem não estava somente fugindo de Saul, ele estava buscando em Deus por uma resposta. Davi estava em um verdadeiro “retiro espiritual”. Quantos cristãos nos momentos de aflição, afronta e perseguição, NÃO ESCOLHEM lutar como guerreiros do Senhor. A maioria de nós prefere guerrear carnalmente, e por isso, perde-se as batalhas. O apóstolo Paulo declara: “Nossas armas não são carnais, mas poderosas em Deus para destruir fortalezas” (II Cor. 10.4). Davi estava aguardando a resposta do Senhor que certamente iria orientá-lo como agir. Se quisermos vencer as muitas batalhas da vida cristã, precisamos ser guiados plenamente pelo Espírito Santo. É imprescindível que estejamos atentos e sensíveis à orientação do Senhor para o propósito definido que Ele tem para cada um de nós. Perceba mais uma vez o que Davi disse: “...até que eu saiba o que Deus há de fazer de mim”. Repito, aquele momento era necessário, pois, Davi precisava ter a sua experiência.


Os 400 de Davi

20

Querido irmão e irmã, existe o tempo de lutarmos de mãos dadas com nossa família, contudo, existem momentos nos quais precisamos aprender a lutar sozinhos, só nós e o Senhor. Precisamos amadurecer, crescer em Deus. Aleluia! DAVI E OS FRACASSADOS E, como se não bastasse, Davi recebe uma “visita” inesperada, uma comitiva de “ilustres visitantes”. Iremos ver que esses homens seriam usados por Deus nessa experiência da vida espiritual de Davi. O versículo dois diz: “Ajuntaram-se a ele todos os homens que se achavam em aperto, e todo homem endividado, e todos os amargurados de espírito, e ele se fez líder deles; e eram com ele uns quatrocentos homens”. Davi estava na caverna, buscando uma direção específica do Senhor, quando de repente recebeu uma comitiva num total de quatrocentos homens. A quantidade de homens por si só seria


21

Os 400 de Davi

algo assustador. Entretanto, as características que acompanhavam tais homens também não eram as das melhores, das mais promissoras; traziam sobre si o fardo de problemas que os tinham transformado em fracassados. Vejamos:

Ü Em aperto (dificuldades); Ü Endividados ; Ü Amargurados de espírito. Estamos na “Escola de Deus”, cada momento que vivemos é marcado por aulas da parte do Senhor, que visam nos levar a uma intimidade cada vez maior com Ele. Talvez Davi pensou: “O que está acontecendo agora? Que multidão é esta? Que gente é esta? O que vieram fazer aqui meu Deus? Não foi o Senhor que os enviou, só pode ter sido o diabo. Eu vim pra receber ajuda, e esses homens vêm pra cá cheios de problemas...”. Parece que isto acontece conosco também, não é mesmo? Quantas vezes estamos no


Os 400 de Davi

22

transcorrer de um problema, de um desafio, de uma verdadeira batalha da fé, e o Senhor Deus envia até ao nosso encontro pessoas repletas de traumas, medo, depressão, angústia, solidão, ódio, inveja, decepções, etc., e nos envolvemos com seus fracassos; são pessoas parecidas com aqueles quatrocentos homens: “em dificuldades, endividados e amargurados de espírito”. E agora, o que fazer? Como devemos agir? Como ajudar alguém ou a muitos, quando também estamos precisando de ajuda? Como socorrer o aflito, quando também se está repleto de problemas? Tudo isso é mais um tratamento de Deus para nossas vidas. Querido leitor, jamais esqueça: O SENHOR ESTÁ NO CONTROLE DE TODAS AS COISAS! ELE SABE O QUE ESTÁ FAZENDO! O Espírito Santo através do apóstolo Paulo diz para nós: “Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito” (Romanos 8.28).


23

Os 400 de Davi

O Senhor precisa nos aperfeiçoar. Deus não pode usar plenamente um homem que não tenha sido quebrantado em seu caráter. Queres ser usado por Deus? Então, prepare-se para ser confrontado, para ser quebrantado por Suas Onipotentes Mãos. Esta verdade não é para causar medo, porém, para gerar reverência e compromisso a um chamado por demais santo. Como Davi, acredito que a grande maioria dos cristãos sempre espera que Deus envie um “Grande Homem de Deus” para ministrar sobre nós. É bem verdade, por muitas vezes o Senhor envia Seus servos ungidos para nos abençoar, por outro lado, também é verdadeiro dizer que o nosso A m a d o S e n h o r, c o l o c a d i a n t e n ó s a responsabilidade, o desafio de sermos agentes do Espírito Santo em favor de muitos outros mais necessitados que nós mesmos. A partir do instante em que os quatrocentos homens chegaram até Davi, estava sendo colocado diante dele a oportunidade de fazer uma grande escolha: Juntar-se a eles, ser mais um fracassado ou adotar uma postura de vitória.


Os 400 de Davi

24

Tudo na vida é uma questão de escolha: A salvação é uma escolha, o casamento é uma escolha, vestir uma roupa é uma escolha, etc. E como não poderia ser diferente: Vencer ou ser vencido também é uma escolha que cabe a nós decidirmos. QUAL É A SUA ESCOLHA? Pense comigo e por alguns instantes, imagine Davi diante de quatrocentas pessoas sem nenhuma visão de vitória, sem nenhuma perspectiva. Por certo, houve um tempo longo de conversas, precisavam se conhecer, era necessário saber o propósito daquela multidão. Quatrocentos homens falando suas lamúrias, seus dilemas, suas frustrações e fracassos. Eles não poderiam falar de outra coisa, porque a Bíblia diz: “... a boca fala do que está cheio o coração” (Lucas 6.45). Aquela caverna ficou ainda mais sombria. Ora, se cada um daqueles homens tivesse apenas três problemas para serem resolvidos, significa dizer que haviam ali na Caverna de Adulão, uma média de 1.200 problemas para serem solucionados; todos certamente tinham sua urgência; o stress, o nervo -


25

Os 400 de Davi

sismo, o medo e a incerteza pairavam naqueles corações. No entanto, havia uma única e especial convicção na alma e no espírito daqueles quatrocentos homens fracassados e derrotados: “Encontramos o homem certo. Encontramos um Homem de Deus. Encontramos nosso Líder”. Mas, quero chamar sua atenção para uma pergunta: Humanamente falando, que é mais fácil e óbvio de acontecer: Uma única pessoa ter facilidade de influenciar quatrocentas, ou, é mais fácil quatrocentas influenciarem uma só pessoa? Dentro da ótica humana Davi deveria ter sido influenciado por aqueles homens. Pois, como já me referi, eles não ficaram em silêncio absoluto, obviamente, conversaram, passaram bastante tempo relatando toda sua história de vida. A Caverna de Adulão transformou-se em um divã espiritual. Porém, havia ali dentro um homem, um mancebo, que trazia sobre si uma suprema diferença que, fez a total diferença. Você tem influenciado ou se deixado influenciar? Que impacto sua vida tem causado às vidas que estão ao teu redor?


Os 400 de Davi

26

Só conseguiremos transformar os fracassados em vencedores, ou até nós mesmos, se antes de qualquer outra coisa, renovarmos a nossa mente (Romanos 12.2). Colocar em nós o que Deus diz, falar o que Deus fala, pensar o que Deus pensa e agir como Deus age. Quatrocentas pessoas falando negativamente, e mesmo assim, não conseguiram mudar o que estava gravado no espírito de Davi. Aquele jovem foi bombardeado por palavras de derrota. Mas, se ele não tivesse a convicção de quem ele era em Deus, talvez tivesse dito: “Chega, não conseguirei sozinho resolver os meus problemas e os de cada um de vocês. Voltem para casa, se matem, façam qualquer coisa, mas não contem comigo”. Pelo contrário, Davi fez uma escolha: Não ser derrotado, escolheu vencer e ajudar os outros. Ele escolheu a postura de um Guerreiro de Deus, ele escolheu ser Líder. Somos cônscios dos nossos inimigos: Satanás, a carne e o mundo. Todas as armas que forem necessárias, serão utilizadas para nos derrubar, para nos afrontar, mas não podemos re -


27

Os 400 de Davi

cuar, temer, e muito menos nos conformar com o padrão estabelecido pelo sistema do mundo (Romanos 12.2). A Bíblia diz: “Pois, Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio” (II Timóteo 1.7). Deus não usa covardes, Deus transforma os covardes em valentes. Seja um valente de Deus. Não empreste sua língua para falar o que o diabo fala, o que ele crê. Davi se posicionou como Homem de Deus, abraçou o chamado que estava sobre ele. Você leu em alguns parágrafos passados, onde eu digo que aqueles homens encontraram o homem certo. Os quatrocentos homens em dificuldades, em aperto e amargurados de espírito, não encontraram mais um como eles. Aqueles homens sabiam muito bem quem eles iriam encontrar naquela caverna. Eles conheciam Davi. Sabiam de sua trajetória de vida. Aquele rapaz já havia derrotado ursos, leões e um gigante filisteu.


Os 400 de Davi

28

O fracasso tem sido hóspede constante na vida de milhares de pessoas. São incontáveis os casos de derrota, bancarrotas, desgraças, etc. O homem tem corrido de um lado para o outro em busca de uma solução para seus problemas. É alarmante no decorrer dos anos o aumento de fatalidades de toda sorte no seio familiar: morte, acidentes, falência, brigas, vícios, prostituição, etc. Por conta disso, as multidões têm vindo à procura de respostas para suas indagações. As pessoas clamam por homens que orem por elas. No entanto, infelizmente são poucos os homens que podemos compará-los com Davi. O cenário evangélico está composto de escândalos por parte de grandes líderes. Para muitos o Ministério tem deixado de ser um chamado, e se transformou em profissionalismo. Poucos de nós estamos realmente dispostos em lutar pelos outros, enquanto que nós mesmos estamos também em luta espiritual. É preciso que se levantem homens e mulheres impulsionados a fazerem proezas em Deus, objetivando abençoar outras vidas.


29

Os 400 de Davi

Aqueles quatrocentos homens tiveram a sorte de irem até o homem certo; depararam-se frente a frente com um líder que não costumava virar as costas diante de um problema. Você já parou para analisar a quantidade de oportunidades que já teve em ajudar, orientar, orar ou até mesmo somente ouvir alguém, e não fez? Quem sabe você estava muito ocupado a ponto de ser indiferente com a necessidade de alguém em aflição! Se queremos um exemplo de liderança, eis aqui um: DAVI. Ele exerceu com eficácia uma das maiores e importantes virtudes de um líder: Ele se importava com as pessoas, se relacionava com elas, dava-lhes atenção. Para exercermos uma liderança eficaz precisamos direcionar nossa vida de forma a nos relacionarmos verticalmente (com Deus) e horizontalmente (com as pessoas). Líder que não se importa, que não se relaciona, que não sabe ouvir seus liderados, está com sérios problemas.


Os 400 de Davi

30

Mas, na verdade, o que fazia a diferença na vida dele? Davi tinha recebido o óleo da unção sobre sua cabeça. Davi: um Homem, um Chamado e uma unção. (Poderia ser até o título do livro). Ali na Caverna de Adulão, ele não foi engolido, devorado pelo sentimento de fracasso que pairava sobre aquele ambiente, porque havia sobre sua vida algo que nenhum dos quatrocentos tinha: A unção do Espírito Santo. Davi havia sido designado para ser rei. Davi foi escolhido para ser líder, para ser cabeça. O verso dois diz: “...e ele se fez líder deles...”. Davi se destacou como líder porque, como já disse, ele tinha uma mente de conquista, a mente de um vencedor, uma mente renovada. Veja o que Romanos 12.2 declara: “... Mas transformai-vos pela renovação da vossa mente...”. Sua mente está renovada? Está completamente impregnada de renovação? Uma mente renovada causa TRANSFORMAÇÃO. A mentalidade de quatrocentos homens estava em trevas, envolvida por uma atmosfera de


31

Os 400 de Davi

impossibilidades. Quantos estão presos no cárcere da impossibilidade. Não há como existir transformações, se a mente não está renovada. O renovo da mente vem através da Palavra. A mentalidade de Davi era diferenciada, pois, a presença manifesta do Espírito de Deus era constante em sua vida. Ele buscava agir, guerrear como um Guerreiro destemido do Senhor. A transformação que você tanto deseja em sua vida, família, negócios, sentimento e ministério, só será realmente concretizada, quando sua mente estiver renovada. E, para uma mente ser renovada, ela precisa ter contato pleno e total com a Palavra de Deus. É a Palavra que gera uma nova mentalidade. Davi VISUALIZOU uma oportunidade de vitória. Ele pôde ver além, viu o que ninguém viu. À medida em que aqueles homens falavam negativamente, falando de suas derrotas, Davi podia ver o resultado daquele encontro. E, quando o filho de Jessé, abriu sua boca, os quatrocentos se calaram, e começaram a ouvir palavras de um homem visionário. Palavras geradoras de poder, de


Os 400 de Davi

32

transformação. Davi não conseguia falar a mesma linguagem daqueles homens. Havia um poder superior, uma glória superior que o consumia. Seu chamado era inquestionável, não havia como retroceder em seu pacto com Deus. Sua linguagem era: VITÓRIA, TRANSFORMAÇÃO, CONQUISTA... Está escrito: “Cri, por isso falei. Com esse mesmo espírito de fé nós também cremos e, por isso, falamos” (II Coríntios 4.13). Um dos princípios bíblicos de vitória é confessar, declarar, falar o que Deus diz ao meu respeito em Sua Palavra. Dezenas de relatos bíblicos nos mostram a evidência de vitória na vida dos que entenderam esta verdade espiritual. Se você nunca usou seus lábios como arma de guerra, ainda está em tempo, comece agora mesmo, e automaticamente, começará um processo que desencadeará bênçãos sobre sua vida. Pois, uma quantidade enorme de cristãos estão usando sua língua para a morte, quando deveriam usá-la para gerar vida (Provérbios 18.21). Quando um homem visionário abre sua


33

Os 400 de Davi

boca, a atenção de todos que estão ao seu redor é atraída, pois, as palavras que saem de sua boca, não são palavras persuasivas de mero conhecimento humano, contudo, palavras no Poder do Espírito Santo (I Coríntios 2.4). Igrejas inteiras têm fechado suas portas, crentes têm abandonado a fé, famílias desfaceladas, por que? Há uma carência de VISÃO DE DEUS. Mesmo rodeados pelos vendavais da vida, é preciso crê. É preciso ver por cima dos problemas, ver a vitória, mesmo que ninguém consiga ter esta mesma visão. A FÉ É O PODER GERADOR DE DEUS EM NOSSO FAVOR. O RESULTADO FINAL DO ENCONTRO ENTRE DAVI E OS QUATROCENTOS (II SAM. 23.8-39). A vida de aperto, as dívidas, e amargura de espírito, que estavam nas almas daqueles homens, começaram a ser confrontadas. Aqueles homens estavam com fome espiritual, e começaram a rece -


Os 400 de Davi

34

ber um banquete espiritual, através das palavras de um homem ungido pelo Senhor Deus. Aquelas palavras, vindas de uma mente renovada, começaram a produzir transformação. Um novo e poderoso exército estava começando a ser formado. Uma nova história foi escrita para aqueles homens; estavam recebendo preparo para lutar. Davi ficaria para sempre lembrado em Israel por seus feitos, contudo, no coração daqueles homens, havia um sentimento de fidelidade, honra e compromisso para com Davi que foi gerado pelo fato de Davi lhes ter apresentado uma vida de vitória. Essa é a marca de um líder: Gerar mudanças. Precisamos ser gratos aos homens de Deus, que nos ensinam e dedicam uma vida inteira para serem canais de benção. “GRAÇAS A DEUS PELOS LÍDERES AO REDOR DO MUNDO, QUE NÃO SE DEIXAM VENDER OU CORROMPER PELAS PROPOSTAS DE SATANÁS. LOUVADO SEJA O SENHOR POR CADA HOMEM E MULHER DE DEUS QUE ESTÃO ALIANÇADOS COM O SENHOR, E JAMAIS QUEBRARÃO ESTE PACTO”.


35

Os 400 de Davi

Se até hoje você tem vivido numa “inércia espiritual”, o Espírito Santo te desafia agora mesmo, a levantar-se, erguer-se, adquirir uma nova postura e começar atuar em fé, com uma mente renovada, falando o que a Bíblia diz, e por certo, você será mais uma testemunha viva do que a vida de Deus é capaz de realizar. Enfim, aqueles quatrocentos homens fracassados, com base em II Samuel 23.8-39, foram literalmente transformados em guerreiros, vencedores, eram os: VALENTES DE DAVI. O verso oito de II Samuel 23 diz que um deles, em um só dia, matou cerca de oitocentos homens numa batalha. Outrora, quatrocentos homens não eram capazes de visualizar uma única vitória, fugiam aterrorizados. Depois da mente ter sido renovada, somente um deles derrotou o dobro de quatrocentos. Aleluia! O verso dez conta que outro deles, lutou tanto que sua espada ficou grudada em sua mão. O verso quinze relata o desejo que Davi te-


Os 400 de Davi

36

ve em beber água da cisterna da porta de Belém. Só que aquela região estava sendo acampada pelos inimigos filisteus. No entanto, três de seus principais valentes decidiram arriscar suas vidas, e pegar um pouco daquela água; tudo isso, não somente para honrar seu líder, mas acima de tudo, o líder que lhes mostrou como andar em vitória. Eles eram homens gratos. A ingratidão é um dos piores sentimentos e atitudes. Que o Senhor nos livre de tal desgraça! E, se você não sabe ser grato com quem lhe socorre, entre na Escola de Deus e aprenda esta lição de vida. Quando Davi viu a atitude do coração de seus valentes, a Bíblia diz que, além de não se achar digno de beber aquela água, que agora valia um preço caríssimo, isto é, o sangue daqueles homens, ele honrou ao Senhor pela vida de seus companheiros. Davi fez um culto por aquele ato. Simplesmente impressionante!! Declaro enfaticamente que, assim como o fracasso não derrotou Davi, desta mesma forma se -


37

Os 400 de Davi

rá com você. Quando o fracasso se encontrar contigo, ele vai recuar. Desde o instante em que você recebeu o presente da salvação, o Senhor implantou em você a capacidade necessária para suplantar as muralhas. O próprio Davi disse: “... com o meu Deus eu salto muralhas” (II Samuel 22.30). À respeito de sermos capazes para vencer, Paulo diz: “... mas a nossa capacidade vem de Deus.” (II Coríntios 3.5). Há capacidade suficiente em você vinda da parte de Deus. É uma questão de fé. Você é capaz de viver uma vida vitoriosa. É bom sabermos que Davi não ficou naquela caverna para sempre. A caverna é somente um tempo, um período. A caverna não é eterna. Davi foi aconselhado pelo profeta Gade para que saísse da caverna e fosse para Judá. A palavra “Judá” significa “louvor”. Jesus é da tribo de Judá, da tribo do Louvor.


Os 400 de Davi

38

Deus não deseja que você fique na “caverna” para sempre, e além disso, acompanhado com derrotados. Creia que o Senhor está no controle, e que Ele há de completar Sua boa obra em você. Lá dentro da caverna, em meio a uma processo de experiência com Deus, quando ninguém consegue ver solução, a capacidade que vem de Deus inundará você, as transformações começarão a surgir, e isso através de suas palavras de graça e vida, fruto de uma mente renovada, então, chegará o tempo de se transformar em um valente de Deus, e sair da caverna, e ir para uma nova dimensão em Deus. Repita estas palavras em voz alta: “Graças te dou Senhor, pois, estou convicto da vida de vitória que tu tens para mim. Te louvo, pela habilidade e capacidade para vencer que tens gerado em minha alma e espírito. Obrigado por Tua Palavra que produz renovação em minha mente. E assim, já não sou fracassado e covarde, eu sou um valente do teu exército, preparado para guerrear e vencer. Em nome de Jesus, amém!”


39

Os 400 de Davi

Precisamos viver a vida abundante de Deus, ou caso contrário, estaremos destinados ao fracasso. Meu sincero desejo é que este livreto, em suas breves palavras, tenha sido benção para sua vida. Que o Senhor te abençoe cem vezes mais. Um abraço, Joaquim Marlos.


GLOSSA EDIÇÕES

Lendo, Falando e Evangelizando. Adquira nossos livros nas melhores livrarias

PEDIDOS: (85) 33 41 14 71 E-mail: glossa@ig.com.br Enviamos para todo o Brasil.


“No Púlpito com Cantares vol. 1”

Cap. 1

– 5.1

O leitor terá a oportunidade de conhecer a exegese da poesia de Cantares, como também uma analogia aplicativa entre Cristo e a Igreja. É uma obra inédita no Brasil. Excelente para Pastores, Professores de Escola Dominical, Seminaristas e Pregadores em geral.

Sinais de Fé David Yonggi Cho, o Pastor da maior Igreja do mundo, na Coréia do Sul, conta sua história, como alcançou êxito diante das muitas batalhas enfrentadas, utilizando a maior arma que tinha, o poder da fé. Viver uma vida de fé, é um desafio para a Igreja atual. Você não viu nada igual. Adquira este livro imediatamente!!

GLOSSA EDIÇÕ ES


O Pastor judeu David Silver prova entre o contexto bíblico e acontecimentos históricos que, a Igreja não substitui Israel, nem Israel substituirá a Igreja no Plano Redentivo. SSA GLO ES Õ EDIÇ

no O Pla o de ntiv rael e d e R Is Para Deus Igreja. ea DAV

ID

SIL

VER

OS TRÊS RIOS DE DEUS: Igreja, Missões e Israel. Pr.Ulf Ekman, um dos maiores líderes do mundo, mostra a importância de Israel nos planos de Deus; também nos ensina o que a Igreja tem que fazer para levar o povo judeu de volta para Israel. Por ter um preço de baixo custo, é um livro muito bom para ser distribuído entre a Igreja, para que todos possam entender o projeto de Deus concernente a Israel. O Escritor é fundador de uma das mais impressionante Igreja da Europa. Deus tem usado o Pr.Ulf para retirar os judeus da Rússia e levá-los a Israel.

Você se apaixonará com este conhecimento. É Fascinante!! BARUCH HABAH BESHEM ADONAI


“Por que Deus Condena o Namoro”, é resposta de oração de muitos pastores, líderes e pais, que tanto querem ver seus filhos vivendo em santidade desde a infância, mas principalmente quando chega o tempo de abrir os olhos pra descobrir a pessoa separada por Deus para ser seu cônjuge.

A judia-americana, Norma Archbold, analisa a terra de Israel. “Até agora tenho ouvido pedaços aqui e acolá...fragmentos e colocações rápidas... sobre o conflito Árabe Israelense. Esta é a primeira vez que vejo a coisa como um todo...”. Trish Baron, Tasmânia, Austrália “As Montanhas de Israel é o melhor livro que já li sobre este assunto...”. Margaret Cundiff, Estados Unidos.

A Bíblia & A Margem Ocidental


“Estratégias de Deus Para Alcançar o Mundo”, livro que compartilha estratégias que o Espírito Santo usou por meio da Igreja Primitiva e ficaram registradas no livro de Atos dos Apóstolos como projeto de Deus para a Igreja em todos os tempos. Adquira, alimente-se espiritualmente e ministre a outros este maravilhoso conhecimento de Deus.

As palavras que falamos estão carregadas de poder proporcionando vida ou morte. Esse guia de bolso ajudará você a ter domínio sobre suas palavras, transformando-lhe numa pessoa extramamente abençoada e abençoando a outras. Afinal, você é benção ou maldição?? Você pode escolher...


Lançamento A Visão Missionária Volta a Jerusalém...

... Teve início na década de 1920, com as Igrejas Domésticas da China. O grupo se chamava ‘Família de Jesus’. A idéia era levar o Evangelho a pé, da China a Jerusalém. E deram a essa iniciativa o nome de Volta a Jerusalém. Também entenderam que o caminho a tomar seria a antiga Rota da Seda; um emaranhado de estradas, que saia da antiga capital chinesa, Changan, (hoje Xian), até Roma. A via principal tinha mais de 7000 quilômetros. Durante quinze séculos, caravanas cruzaram esse trecho do planeta carregando ouro, tecidos, marfim e novas filosofias. O judaísmo, o hinduísmo, o budismo e o islamismo, espalharam sua fé por essa estrada. Os líderes chineses entendem que através dessa mesma rota, o Evangelho deve sair da China de volta a Jerusalém, e 100.000 mil missionários já estão sendo enviados.


Os

400 DAVI DAVI de

Este livro é fruto de uma mensagem ministrada na 1ª Igreja Assembléia de Deus (T.Central), na cidade de Maranguape, no dia 10 de agosto de 2007. Seu conceito de conquista, persistência e liderança, será ainda mais aperfeiçoado, tomando como exemplo a atitude de Davi, o maior rei de Israel de todos os tempos. JOAQUIM MARLOS, cursou Teologia pelo STPC Seminário Teológico Pentecostal do Ceará, Fortaleza/CE, graduado em Licenciatura em Ciências da Religião (UVA), Professor do Curso de Teologia da FAK - Faculdades Kurios. Reside em Maranguape/CE, onde serve ao Senhor como Presbítero, na 1ª Igreja Assembléia de Deus (T.Central). Casado com Edilene Castro, pai de dois filhos: Jessé e Emanuelle.

Glossa Edições

Os 400 de davi  

Sinto-me por demais feliz em concretizar uma nova etapa em minha vida cristã; e, por saber que muitas vidas serão abençoadas através deste....

Advertisement